Aline Joseph Ramalho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1007683131612443
  • Última atualização do currículo em 02/10/2018


Sou mestre em Biologia Vegetal, pelo programa de pós-graduação em Biologia Vegetal da UFMG (concluído em 2014). Graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Minas Gerais: Licenciatura (2008) e Bacharelado com ênfase em Meio Ambiente (2011). Trabalhei em programas de extensão universitária promovidos pela UFMG. Tenho experiência na área de Botânica, com ênfase em sistemática, taxonomia, sistemática molecular, técnicas de biologia molecular, gerenciamento de banco de dados de coleções botânicas, geoprocessamento e modelagem. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Aline Joseph Ramalho
Nome em citações bibliográficas
RAMALHO, A. J.;RAMALHO, ALINE J.;RAMALHO, ALINE JOSEPH


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2014
Mestrado em Biologia Vegetal.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Análise filogenética do clado neotropical de Habenaria (Orchidaceae) baseada em dados moleculares e morfológicos,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: João Aguiar Nogueira Batista.
Coorientador: Leandro Cézanne de Souza Assis.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Habenaria; Orchidaceae; Região Neotropical; Caracteres morfológicos; Análise filogenética.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Morfologia Vegetal / Especialidade: Morfologia Externa.
2009 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Diversidade, distribuição e conservação do gênero Habenaria (Orchidaceae) no estado de Minas Gerais.
Orientador: João Aguiar Nogueira Batista.
2004 - 2008
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Estágio em Espaço não-formal de Educação da UFMG: Promovendo a divulgação científica e a popularização da ciência..
Orientador: Júlio Emílio Diniz Pereira.




Formação Complementar


2017 - 2017
Noções básicas de R para tratamento e análises de dados biológicos e ecológ. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Oeste do Pará, UFOPA, Brasil.
2016 - 2016
Estudos de Impacto Ambiental. (Carga horária: 8h).
Instituto Tecnológico Vale, ITV, Brasil.
2016 - 2016
Técnicas para manipulação de dados de biodiversidade. (Carga horária: 8h).
Instituto Tecnológico Vale, ITV, Brasil.
2012 - 2012
Análise de dados da vegetação Minicurso do 63ºCNB. (Carga horária: 16h).
Universidade da Região de Joinville, UNIVILLE, Brasil.
2012 - 2012
Nomenclatura Botânica. (Carga horária: 40h).
Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
2008 - 2008
Filogenia Molecular de Plantas 1. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2008 - 2008
Ferramentas espaciais para estudo da diversidade. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2008 - 2008
Brahms - módulos avançados. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2008 - 2008
Mapas para estudos florísticos. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2008 - 2008
Filogenia Molecular de Plantas 2. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Discente PosBOT, Enquadramento Funcional: Programa de Pós Graduação em Biologia Vegetal, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitoria na disciplina da pós-graduação, Carga horária: 6
Outras informações
Monitora na disciplina "Tópicos em Biologia Vegetal II - Extração de DNA de plantas", ministrada no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal do Instituto de Ciências Biologicas da Universidade Federal de Minas Gerais, no primeiro semestre de 2009, totalizando 30 horas de atividades

Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Estudante de graduação, Enquadramento Funcional: Graduação em Ciências Biológicas Bacharelado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Continuidade de estudos do curso de Ciências Biológicas Bacharelado com ênfase na área de meio ambiente pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Bolsista de Apoio Técnico CNPq, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Apoio Técnico à pesquisa de nível médio (AT-NM) dos seguintes projetos: - "Sistemática, filogenia e variabilidade genética de representantes das famílias Orchidaceae, Asteraceae, Solanaceae e Thelypteridaceae importantes para a flora de Minas Gerais" - "Sistemática e filogenia molecular da família Thelypteridaceae no Novo Mundo" - "Revisão taxonômica e filogenia de Solanum L. sect. Gonatotrichum Bitter (Solanoideae, Solanaceae)" - "Biossistemática, taxonomia, filogenia, filogeografia, biologia reprodutiva, variabilidade genética e coleções biológicas de espécies do Sudeste brasileiro, com ênfase nas famílias Orchidaceae, Velloziaceae, Myrtaceae, Solanaceae e Thelypteridaceae" - "Filogenia da subtribo Sul Americana Disynaphiinae (Asteraceae ? Eupatorieae) baseada em características morfológicas e moleculares, e revisão taxonômica do gênero Symphyopappus"

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitoria na disciplina da pós-graduação, Carga horária: 8
Outras informações
Monitora na disciplina "Tópicos em Biologia Vegetal II - Sistemática Molecular de Plantas - Métodos de Extração, Amplificação e Sequenciamento de DNA", ministrada no âmbito do Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal do Instituto de Ciências Biologicas da Universidade Federal de Minas Gerais, no segundo semestre de 2009, totalizando 40 horas de atividade

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica PIBIC/CNPq, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto de pesquisa "Diversidade, distribuição e conservação do gênero Habenaria (Orchidaceae) em Minas Gerais" vinculado a bolsa de Iniciação Científica PIBIC/CNPq e financiado pela Fundação O Boticário de Conservação da Natureza.

Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Estudante de graduação, Enquadramento Funcional: Graduação em Ciências Biológicas Licenciatura, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Graduada no curso de Ciências Biológicas com título em Licenciatura pela Universidade Federal de Minas Gerais.

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Monitora na Estação Ecológica da UFMG, Carga horária: 20
Outras informações
Monitora do Programa da Estação Ecológica da UFMG. Desenvolvimento de atividades de educação ambiental, elaboração de projetos e seminários.

Atividades

08/2008 - 07/2010
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Biológicas, Instituto de Ciências Biológicas.

Atividade realizada
Sistemática, filogenia e variabilidade genética de representantes das famílias Orchidaceae, Asteraceae, Solanaceae e Thelypteridaceae importantes para a flora de Minas Gerais.
06/2008 - 06/2008
Extensão universitária , Reitoria, Pró-Reitoria de Extensão.

Atividade de extensão realizada
Monitora do evento "Café & Chocolate: Paixão pelo Conhecimento"..
04/2008 - 04/2008
Extensão universitária , Escola de Belas Artes, Departamento de Fotografia, Cinema e Teatro.

Atividade de extensão realizada
Monitora da "Oficinas de fotografia com câmara de orifício - Pinhole Day". Carga Horária: 8 horas.
02/2006 - 12/2006
Estágios , Estação Ecológica da UFMG, .

Estágio realizado
Monitora do Programa Estação Ecológica. Desenvolvimento de atividades de educação ambiental, elaboração de projetos e seminários..
10/2005 - 10/2005
Extensão universitária , Reitoria, Pró-Reitoria de Extensão.

Atividade de extensão realizada
Monitora da atividade "Corruptos do litoral brasileiro (Arthropoda, Crustacea, Decapoda, Thalassinidea). Programação da VI Reunião Anual da UFMG Jovem (Carga horária: 8 horas).
07/2005 - 07/2005
Extensão universitária , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Bioquímica e Imunologia.

Atividade de extensão realizada
Projeto UFMG & Escolas - Educando para a Ciência. Tema abordado:.
11/2004 - 06/2005
Estágios , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Morfologia.

Estágio realizado
Estágio Voluntário no LADE (Laboratório de Apoio Didático de Embriologia).

Instituto Pristino, PRISTINO, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Contrato, Enquadramento Funcional: Bióloga, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto Tecnológico Vale, ITV, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista DTI-B, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Museu Paraense Emílio Goeldi, MPEG, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Programa de Capacitação Institucional PCI-DC, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2013 - 2016
Datação molecular, revisão seccional do gênero Habenaria (Orchidaceae) no Neotrópico e biossistemática do complexo Habenaria nuda
Descrição: Descrição: Esta proposta consiste em um conjunto integrado de estudos sistemáticos, filogenéticos e biossistemáticos do gênero Habenaria. O Brasil, com 163 espécies, é mundialmente o país com o maior número de espécies e o gênero é o maior entre as Orchidaceae brasileiras. O projeto tem como objetivos: (1) aumentar a resolução e suporte da filogenia obtida incluindo mais marcadores moleculares polimórficos e informativos nas análises filogenéticas do gênero; (2) datar os principais clados identificados na filogenia; (3) revisar o tratamento seccional do gênero nos Neotrópicos, caracterizando as seções e fornecendo meios para a sua identificação; e (4) utilizar uma abordagem biossistemática, incluindo estudos de genética de populações, morfométricos e morfológicos para delimitar e resolver taxonomicamente o complexo Habenaria nuda. A revisão da classificação seccional das espécies Neotropicais fornecerá subsídios para uma revisão completa do gênero no Brasil e no Novo Mundo, e para a identificação correta e mais fácil das espécies. A datação molecular da filogenia reconstruída possibilitará estimar o tempo de divergência entre o clado Neotropical e as espécies Africanas e analisar a origem e diversificação do gênero nos Neotrópicos em uma perspectiva geológica e biogeográfica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Aline Joseph Ramalho - Integrante / João Aguiar Nogueira Batista - Coordenador / Eduardo Leite Borba - Integrante / Luciano de Bem Bianchetti - Integrante / PROITE, KARINA - Integrante / SALAZAR, GERARDO A. - Integrante / ALINE AMALIA DO VALE - Integrante.
2010 - 2014
Revisão seccional e evolução cromossômica do gênero Habenaria (Orchidaceae) no Novo Mundo, análise filogenética molecular de Habenaria seção Nudae, Biossistemática e revisão taxonômica do complexo Habenaria nuda
Descrição: Descrição: Este projeto tem como objetivos específicos: (1) revisar o tratamento seccional do gênero Habenaria no Novo Mundo, caracterizando as seções e fornecendo meios para a sua identificação; (2) expandir a amostragem e analisar o potencial do número cromossômico para a taxonomia e filogenia do gênero; (3) resolver as relações entre as espécies de Habenaria seção Nudae incluindo mais marcadores moleculares polimórficos e informativos na análise filogenética do grupo; (4) utilizar uma abordagem biossistemática, incluindo estudos genéticos através de ISSR, morfométricos e morfológicos para delimitar e resolver taxonomicamente os morfotipos no complexo Habenaria nuda; e (5) realizar a revisão taxonômica do complexo Habenaria nuda. Os estudos serão desenvolvidos no contexto de uma dissertação de mestrado e uma tese de doutorado, no âmbito do Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal da Universidade Federal de Minas Gerais. O projeto também contribuirá para consolidar a linha de pesquisa em Biossistemática e sistemática filogenética molecular vegetal na UFMG, associada ao Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2013
Sistemática, filogenia e florística dos gêneros Habenaria e Cyrtopodium (Orchidaceae) no Brasil, com foco no bioma Cerrado e campos rupestres
Descrição: Descrição: Orchidaceae é uma das maiores famílias de angiospermas no mundo e no Brasil é a segunda família em número de espécies. Nas três ultimas décadas o número de pessoas estudando a taxonomia da família no Brasil e o volume de trabalhos produzidos aumentou significativamente. Todavia, de uma maneira geral os estudos realizados tem se concentrado em espécies ou gêneros de valor ornamental, em representantes da subfamília Epidendroidea e no bioma Mata Atlântica. No sentido de diversificar e expandir o estudo das Orchidaceae brasileiras para regiões e grupos menos estudados o presente projeto constitui um conjunto de estudos sobre a sistemática, filogenia e florística dos gêneros Habenaria (subfamília Orchidoidea) e Cyrtopodium, com foco no bioma cerrado e campos rupestres, principalmente no estado de Minas Gerais. O projeto prevê a elaboração de checklists, inventários florísticos do gênero Habenaria em diversos estados e localidades, a construção de filogenias para Habenaria e Cyrtopodium baseadas em dados macromoleculares e morfológicos, a revisão da classificação infragenérica das seções de Habenaria Neotropicais e a elaboração de um banco de dados para o gênero no estado de Minas Gerais. Estes trabalhos possibilitarão uma melhor compreensão das relações filogenéticas infra e supragenéricas em Habenaria e Cyrtopodium, bem como subsidiarão revisões taxonômicas, além de fornecer dados para investigar a evolução morfológica e diversificação destes gêneros no continente Americano...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2013
Filogenia da subtribo Sul Americana Disynaphiinae (Asteraceae ? Eupatorieae) baseada em características morfológicas e moleculares, e revisão taxonômica do gênero Symphyopappus
Descrição: Asteraceae é a maior família de angiospermas compreendendo cerca de 1.600 gêneros e 23.000 espécies. A família é cosmopolita e particularmente comum em ambientes secos e abertos. Diversas Asteraceae apresentam importância econômica como fonte de alimentos para o homem e animais, óleos com aplicação industrial, inseticidas, plantas medicinais, ornamentais e flores de corte. Por outro lado diversas espécies são venenosas ou invasoras de áreas agrícolas. Devido a grande diversidade e ampla distribuição a taxonomia da família é problemática e a circunscrição e o número de subfamílias e tribos varia conforme o sistema utilizado. A tribo Eupatorieae possui cerca de 170-180 gêneros e entre 2.200-2.400 espécies e constitui a maioria das espécies da família na região Neotropical. Dentre os grupos de Eupatorieae bem representados no Brasil destaca-se a subtribo Disynaphiinae composta por seis gêneros (Acanthostyles, Campovassouria, Disynaphia, Grazielia, Raulinoreitzia, Symphyopappus) e 49 espécies com distribuição exclusivamente sul-americana. Ainda não há um consenso quanto a circunscrição e classificação de Eupatorieae e de suas subtribos e em alguns tratamentos taxonômicos toda a subtribo Disynaphiinae é incluída em um conceito amplo de Eupatorium. No entanto, diversas características distintivas encontradas no grupo indicam o reconhecimento destes gêneros como distintos de Eupatorium. Interesse adicional pelo grupo reside nas propriedades farmacológicas relatadas para algumas espécies, incluindo atividades antioxidante, antitumoral e anticonvulsionante. Este projeto tem como objetivos a filogenia com base em dados morfológicos e moleculares da subtribo Disynaphiinae, com foco principal no gênero Symphyopappus, além do tratamento taxonômico e estudo fitogeográfico da subtribo e deste gênero. Serão coletadas amostras da subtribo Disynaphiinae e das subtribos relacionadas Eupatoriinae e Gyptidinae, em Minas Gerais, Bahia, São Paulo, e alguns estados da região Centro-Oeste e.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Biossistemática, taxonomia, filogenia, filogeografia, biologia reprodutiva, variabilidade genética e coleções biológicas de espécies do Sudeste brasileiro, com ênfase nas famílias Orchidaceae, Velloziaceae, Myrtaceae, Solanaceae e Thelypteridaceae
Descrição: De forma geral e ampla, este projeto objetiva fortalecer o Laboratório de Sistemática Vegetal do Departamento de Botânica da UFMG e a linha de pesquisa correspondente no Programa de Pós-Graduação em Biologia Vegetal da UFMG, através de uma expansão do tamanho, representatividade e disponibilização do acervo do Herbário BHCB, fortalecendo o Setor de Taxonomia e Florística deste laboratório, e através da consolidação da linha de pesquisa do recém criado Setor de Biossistemática e Biologia Molecular de Plantas deste laboratório, ampliando a capacidade de implementação de projetos e da crescente demanda de alunos de pós-graduação e apoiando projetos em desenvolvimento das áreas de Biologia Reprodutiva e Genética Vegetal Esta linha de pesquisa tem constituído uma importante vertente dos estudos em sistemática vegetal no mundo, porém efetivamente implementada em muito poucos Departamentos e Cursos de Pós-Graduação em Botânica do país, particularmente em Minas Gerais, apesar da posição do estado em termos da biodiversidade nacional. Objetiva-se também promover uma maior transversalidade dos estudos dos dois setores do Laboratório de Sistemática Vegetal, através de criação do Banco de DNA, Banco de Imagens e Coleção Viva de Espécies de Orchidaceae com bancos de dados com referência cruzada com o Herbário BHCB..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Sistemática e filogenia molecular da família Thelypteridaceae no Novo Mundo
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2010
Revisão taxonômica e filogenia de Solanum L. sect. Gonatotrichum Bitter (Solanoideae, Solanaceae)
Descrição: Solanum é o gênero mais rico dentre as Solanaceae, com 1400 espécies, tendo centros de diversidade no Novo Mundo, onde ocorrem pelo menos 850 espécies. Destas ca. de 250 são nativas do Brasil. Devido a este grande número de espécies, grupos infragenéricos foram reconhecidos, permitindo o estudo em separado de subgêneros e seções. Apenas alguns poucos grupos foram filogeneticamente investigados e taxonomicamente revisados até o presente, e muitas espécies tropicais permanecem sem posição definida dentro do gênero. É o caso de Solanum sect. Gonatotrichum, estabelecida no início do século XX, baseado no hábito, inflorescência e morfologia dos tricomas, descritos como simples, não ramificados, com poucas células. Na seção foram alocadas diversas espécies. A seção Gonatotrichum está distribuída ao longo da região Neotropical, do México a Argentina. Atualmente são reconhecidas pelo menos quatro espécies válidas e mais três espécies ainda não descritas, estas últimas endêmicas da Mata Atlântica. Estudos filogenéticos em Solanum sugerem que o grupo é monofilético e relacionado com Solanum sect. Brevantherum, uma relação inesperada diante de proposições anteriores baseadas em dados morfológicos. O presente trabalho objetiva contribuir para o conhecimento da família Solanaceae, através do tratamento taxonômico da seção Gonatotrichum; e testar o monofiletismo do grupo, propondo hipóteses filogenéticas, com base em dados moleculares e morfológicos das espécies. Para o tratamento taxonômico serão revisadas as coleções dos principais herbários, incluindo tipos nomenclaturais, sendo realizadas descrições morfológicas, mapas de distribuição geográfica, ilustrações e chave para reconhecimento dos táxons. Para os estudos filogenéticos serão coletadas amostras em campo para extração de DNA e análise utilizando marcadores plastidiais e nucleares (trnL-F, ndhF e WAXY) ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Diversidade, sistemática, distribuição e conservação do gênero Habenaria (Orchidaceae) no estado de Minas Gerais
Descrição: Este presente projeto constitui um conjunto de estudos sobre a diversidade, identificação botânica, distribuição e conservação do gênero Habenaria em Minas Gerais, o estado com a maior diversidade do gênero no país. O objetivo maior do projeto é contribuir para o conhecimento do gênero Habenaria em Minas Gerais, visando identificar áreas de alta diversidade e endemismos, determinar o status de conservação das espécies e avaliar a efetividade do sistema de unidades de conservação de proteção integral para a conservação do gênero no estado. Para tal, serão compilados dados da literatura, de herbários e realizados inventários florísticos do gênero em diversas regiões/localidades do estado. As informações geradas serão disponibilizadas para o público em geral, o meio acadêmico e órgãos ambientais, tendo em vista fornecer subsídios para o manejo, conservação e fácil identificação das espécies..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Sistemática, filogenia e florística dos gêneros Habenaria e Cyrtopodium (Orchidaceae) no Brasil, com foco no cerrado e campos rupestres de Minas Gerais
Descrição: Orchidaceae é uma das maiores famílias de angiospermas no mundo e no Brasil é a segunda família em número de espécies. Nas três ultimas décadas o número de pessoas estudando a taxonomia da família no Brasil e o volume de trabalhos produzidos aumentou significativamente. Todavia, de uma maneira geral os estudos realizados tem se concentrado em espécies ou gêneros de valor ornamental, em representantes da subfamília Epidendroidea e no bioma Mata Atlântica. No sentido de diversificar e expandir o estudo das Orchidaceae brasileiras para regiões e grupos menos estudados o presente projeto constitui um conjunto de estudos sobre a sistemática, filogenia e florística dos gêneros Habenaria (subfamília Orchidoidea) e Cyrtopodium, com foco no bioma cerrado e campos rupestres, principalmente no estado de Minas Gerais. O projeto prevê a elaboração de checklists, inventários florísticos do gênero Habenaria em diversos estados e localidades, a construção de filogenias para Habenaria e Cyrtopodium baseadas em dados macromoleculares e morfológicos, a revisão da classificação infragenérica das seções de Habenaria Neotropicais e a elaboração de um banco de dados para o gênero no estado de Minas Gerais. Estes trabalhos possibilitarão uma melhor compreensão das relações filogenéticas infra e supragenéricas em Habenaria e Cyrtopodium, bem como subsidiarão revisões taxonômicas, além de fornecer dados para investigar a evolução morfológica e diversificação destes gêneros no continente Americano. Associado aos trabalhos de filogenia será montado o Laboratório de Biossistemática e Sistemática Molecular de Plantas e implementada a linha de pesquisa em sistemática molecular vegetal no Departamento de Botânica da Universidade Federal de Minas Gerais, associada ao Programa de Pós-graduação em Biologia Vegetal..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Aline Joseph Ramalho - Integrante / João Aguiar Nogueira Batista - Coordenador / Eduardo Leite Borba - Integrante / Fábio de Barros - Integrante / Luciano de Bem Bianchetti - Integrante / Ana Cristina Dornas Munhoz - Integrante / Karina Schulz Borges - Integrante / Carlos Augusto Nogueira Martins - Integrante / Thiago Machado Marques - Integrante / Bruno Morais de Carvalho - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Taxonomia Vegetal.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Sistemática Molecular.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação não-formal.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Educação não-formal/Especialidade: Educação Ambiental.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
RAMALHO, ALINE J.2018RAMALHO, ALINE J.; ZAPPI, DANIELA C. ; NUNES, GISELE L. ; WATANABE, MAURICIO T. C. ; VASCONCELOS, SANTELMO ; DIAS, MARIANA C. ; JAFFÉ, RODOLFO ; PROUS, XAVIER ; GIANNINI, TEREZA C. ; OLIVEIRA, GUILHERME ; GIULIETTI, ANA M. . Blind Testing: DNA Barcoding Sheds Light Upon the Identity of Plant Fragments as a Subsidy for Cave Conservation. Frontiers in Plant Science, v. 9, p. 1052, 2018.

2.
OLIVEIRA-DA-SILVA, FÚVIO RUBENS2018OLIVEIRA-DA-SILVA, FÚVIO RUBENS ; RAMALHO, ALINE JOSEPH ; ILKIU-BORGES, ANNA LUIZA . Flora das cangas da Serra dos Carajás, Pará, Brasil: Leucobryaceae. Rodriguesia, v. 69, p. 1013-1024, 2018.

3.
RAMALHO, ALINE JOSEPH2017RAMALHO, ALINE JOSEPH; ZAPPI, DANIELA CRISTINA . Flora das cangas da Serra dos Carajás, Pará, Brasil: Opiliaceae. Rodriguesia, v. 68, p. 1059-1061, 2017.

4.
ALMEIDA, THAÍS ELIAS2016 ALMEIDA, THAÍS ELIAS ; HENNEQUIN, SABINE ; SCHNEIDER, HARALD ; SMITH, ALAN R. ; BATISTA, JOÃO AGUIAR NOGUEIRA ; RAMALHO, ALINE JOSEPH ; PROITE, KARINA ; SALINO, ALEXANDRE . Towards a phylogenetic generic classification of Thelypteridaceae: Additional sampling suggests alterations of neotropical taxa and further study of paleotropical genera. Molecular Phylogenetics and Evolution (Print), v. 94, p. 688-700, 2016.

5.
BATISTA, JOÃO A. N.2016BATISTA, JOÃO A. N. ; VALE, ALINE A. ; CARVALHO, BRUNO M. ; PROITE, KARINA ; RAMALHO, ALINE J. ; MUNHOZ, ANA CRISTINA D. ; VAN DEN BERG, CASSIO ; BIANCHETTI, LUCIANO B. . Four New Species in Habenaria (Orchidaceae) from the Espinhaço Range, Brazil. Systematic Botany, v. 41, p. 275-292, 2016.

6.
PEDRON, MARCELO2014PEDRON, MARCELO ; BUZATTO, CRISTIANO ROBERTO ; RAMALHO, ALINE J. ; CARVALHO, BRUNO M. ; RADINS, JOSÉ A. ; SINGER, RODRIGO B. ; BATISTA, JOÃO A. N. . Molecular phylogenetics and taxonomic revision of Habenaria section Pentadactylae (Orchidaceae, Orchidinae). Botanical Journal of the Linnean Society (Print), v. 175, p. 47-73, 2014.

7.
BATISTA, JOÃO A.N.2013 BATISTA, JOÃO A.N. ; BORGES, KARINA S. ; DE FARIA, MARINA W.F. ; PROITE, KARINA ; RAMALHO, ALINE J. ; SALAZAR, GERARDO A. ; VAN DEN BERG, CÁSSIO . Molecular phylogenetics of the species-rich genus Habenaria (Orchidaceae) in the New World based on nuclear and plastid DNA sequences. Molecular Phylogenetics and Evolution (Print), v. 67, p. 95-109, 2013.

8.
Carvalho, B.M de2013Carvalho, B.M de ; RAMALHO, A. J. ; Batista, J.A.N . The genus Habenaria (Orchidaceae) in Serra da Canastra, Minas Gerais, Brazil. Rodriguésia (Online), v. 64, p. 1-23, 2013.

9.
Batista, J.A.N2011 Batista, J.A.N ; Meneguzzo, T. E. C. ; Salazar, G. A. ; RAMALHO, A. J. ; Bianchetti, L.L. . Phylogenetic placement, taxonomic revision, and a new species of Nothostele (Orchidaceae), an enigmatic genus endemic to the cerrado of central Brazil. Botanical Journal of the Linnean Society (Print), v. 165, p. 348-363, 2011.

10.
Batista, J.A.N2010Batista, J.A.N ; Carvalho, B.M de ; RAMALHO, A. J. ; Bianchetti, L.L. . Three new species of Habenaria (Orchidaceae) from Serra da Canastra, Minas Gerais, Brazil. Phytotaxa (Online), v. 13, p. 27-39, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
RAMALHO, A. J.; ILKIU-BORGES, A. L. . Filogeografia de Campylopus Brid. (Leucobryaceae) das Cangas da Serra dos Carajás, Pará. In: VII Seminário PCI do Museu Goeldi ?Pegadas do homem na Amazônia?, 2017, Belém - PA. VII Seminário PCI do Museu Goeldi ?Pegadas do homem na Amazônia?, 2017. v. 1. p. 52-52.

2.
RAMALHO, A. J.; ZAPPI, DANIELA CRISTINA ; NUNES, G. ; WATANABE, M. T. ; JAFFE, R. ; PROUS, X. ; OLIVEIRA, G. ; GIULIETTI, A. M. . Botânica nas cavernas: investigações usando ?DNA barcoding? e anatomia. In: III Encontro Regional Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos Neotropicais, 2017, Santarém - PA. Anais do III Encontro Regional Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos Neotropicais, 2017.

3.
RAMALHO, A. J.; ILKIU-BORGES, A. L. . Filogeografia de Campylopus savannarum (Müll. Hal. Mitt. (Leucobryaceae) das Cangas da Serra dos Carajás, Pará. In: III Encontro Regiona Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos Neotropicais - BIOBON, 2017, Santarém-PA. Anais do III Encontro Regional Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos Neotropicais, 2017.

4.
RAMALHO, A. J.; COSTA, M. B. R. ; Batista, J.A.N . REVISÃO DA CLASSIFICAÇÃO SECCIONAL DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO NEOTRÓPICO BASEADO EM UMA ANÁLISE FILOGENÉTICA COM DADOS MOLECULARES E MORFOLÓGICOS. In: 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012, JOINVILLE - SC, BRASIL. ANAIS DO 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012.

5.
Salino, A. ; Almeida, T.E. ; Batista, J.A.N ; HENNEQUIN, S. ; RAMALHO, A. J. . FILOGENIA MOLECULAR DE THELYPTERIDACEAE COM ÊNFASE NOS GRUPOS NEOTROPICAIS. In: 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012, JOINVILLE - SC, BRASIL. ANAIS DO 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012.

6.
SANTOS, A. M. O. ; RAMALHO, A. J. ; KAMINO, L. H. Y. ; BATISTA, JOÃO A.N. . RIQUEZA E ENDEMISMO DO GÊNERO Habenaria Willd. (Orchidaceae) NO ESTADO DE MINAS GERAIS, BRASIL. In: 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012, JOINVILLE - SC, BRASIL. ANAIS DO 63º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2012.

7.
RAMALHO, A. J.; VALE, A. A. ; Batista, J.A.N . UM NOVO CLADO FORMADO POR QUATRO ESPÉCIES NOVAS DE HABENARIA WILLD. (ORCHIDACEAE) RESTRITAS A CADEIA DO ESPINHAÇO EM MINAS GERAIS, BRASIL. In: 62º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2011, FORTALEZA - CEARÁ, BRASIL. ANAIS DO 62º CONGRESSO NACIONAL DE BOTÂNICA, 2011.

8.
RAMALHO, A. J.; Batista, J.A.N . DIVERSIDADE, SISTEMÁTICA, DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO ESTADO DE MINAS GERAIS.. In: 59º Congresso Nacional de Botânica, 2008, Natal. Anais do 59º Congresso Nacional de Botânica, 2008.

9.
RAMALHO, A. J.; Batista, J.A.N . DIVERSIDADE, SISTEMÁTICA, DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO ESTADO DE MINAS GERAIS.. In: II Congresso Mineiro de Biodiversidade (COMBIO), 2008. Anais do II Congresso Mineiro de Biodiversidade, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
RAMALHO, ALINE J.. Usando o programa Brahms na coleção de briófitas do BHCB. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Encontro Regional Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos NeNeotropicais - BIOBON.Filogeografia de Campylopus savannarum (Müll. Hal. Mitt. (Leucobryaceae) das Cangas da Serra dos Carajás, Pará. 2017. (Encontro).

2.
III Encontro Regional Sobre Biodiversidade e Biologia de Organismos NeNeotropicais - BIOBON.Botânica nas cavernas: investigações usando ?DNA barcoding? e anatomia. 2017. (Encontro).

3.
VII Seminário do Programa de Capacitação Institucional do Museu Paraense Emílio Goeldi: Pegadas do homem na Amazônia.Filogeografia de Campylopus Brid. (Leucobryaceae) das Cangas da Serra dos Carajás, Pará. 2017. (Seminário).

4.
Seminário sobre Biodiversidade e Serviços de Ecossistemas.Análise da flora associada às cavidades. 2016. (Seminário).

5.
Workshop de Bolsistas ITV DS.Botânica nas cavernas: investigações usando ?DNA barcoding? e anatomia. 2016. (Outra).

6.
Workshop sobre Modelagem espacial de dados de biodiversidade. 2016. (Seminário).

7.
63º Congresso Nacional de Botânica. REVISÃO DA CLASSIFICAÇÃO SECCIONAL DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO NEOTRÓPICO BASEADO EM UMA ANÁLISE FILOGENÉTICA COM DADOS MOLECULARES E MORFOLÓGICOS. 2012. (Congresso).

8.
62º Congresso Nacional de Botânica. UM NOVO CLADO FORMADO POR QUATRO ESPÉCIES NOVAS DE HABENARIA WILLD. (ORCHIDACEAE) RESTRITAS A CADEIA DO ESPINHAÇO EM MINAS GERAIS, BRASIL. 2011. (Congresso).

9.
Disciplina de Seminário da pós-graduação em Biologia Vegetal. Título da palestra: "Aspectos gerais da quimotaxonomia vegetal", ministrada pelo Ms. Frederico Nunes Valladão. 2010. (Seminário).

10.
59º Congresso Nacional de Botânica. DIVERSIDADE, SISTEMÁTICA, DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO ESTADO DE MINAS GERAIS.. 2008. (Congresso).

11.
II Congresso Mineiro de Biodiversidade (COMBIO). DIVERSIDADE, SISTEMÁTICA, DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO ESTADO DE MINAS GERAIS.. 2008. (Congresso).

12.
XVII Semana de Iniciação Científica da UFMG..DIVERSIDADE, SISTEMÁTICA, DISTRIBUIÇÃO E CONSERVAÇÃO DO GÊNERO HABENARIA (ORCHIDACEAE) NO ESTADO DE MINAS GERAIS.. 2008. (Outra).

13.
Ciclo de palestras sobre "Manejo e Conservação de Fauna Silvestre". 2006. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/11/2018 às 3:26:46