Michele Calil dos Santos Alves

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5362462256111985
  • Última atualização do currículo em 06/05/2018


Pesquisadora do Laboratório de Psicolinguística Experimental (LAPEX) da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Doutora e mestre em Linguística pelo Programa de Pós-graduação em Linguística da UFRJ na linha Linguagem, Mente e Cérebro. Foi pesquisadora visitante Fulbright no laboratório de Ciência da Linguagem da Universidade de Maryland (EUA) durante o estágio de doutorado sanduíche. Defendeu a primeira tese de doutorado que investigou o papel dos traços de concordância de gênero na retomada dos antecedentes pronominais na memória em português brasileiro. Defendeu a primeira dissertação de mestrado no Brasil utilizando a técnica de rastreamento ocular (eye-tracking) para investigar a correferência no português brasileiro. Realizou dois anos de Iniciação Científica de pesquisa analisando as categorias de Tempo e Aspecto em afásicos de Broca. Em 2008, recebeu o prêmio de melhor trabalho do Centro de Letras e Artes na Jornada de Iniciação Científica da UFRJ. Graduada Magna cum Laude em Bacharelado e Licenciatura no Curso de Letras Português-Inglês da UFRJ. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Michele Calil dos Santos Alves
Nome em citações bibliográficas
ALVES, M. C.;ALVES, Michele Calil;ALVES, MICHELE CALIL DOS SANTOS

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio de Janeiro, Faculdade de Letras.
Avenida Horácio Macedo, 2151 - Cidade Universitária
Ilha do Fundão
21941590 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 39389710


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Doutorado em Lingüística.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: The influence of gender cues in antendecent retrieval in Brazilian Portuguese, Ano de obtenção: 2018.
Orientador: Marcus Rezende Maia.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Processamento da correferência; Traços de gênero; Diferentes tipos de traços de gênero.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2015 - 2016
Doutorado em Pesquisa em Psicolinguística.
Universidade de Maryland, UMD, Estados Unidos.
com período sanduíche em Universidade de Maryland (Orientador: Colin Phillips).
Título: O processamento dos traços de concordância na correferência pronominal em português brasileiro e inglês norte-americano, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Marcus Antonio Rezende Maia.
Bolsista do(a): CAPES e Fulbright, CAPES/FULBRIGHT, Brasil.
Palavras-chave: Traços de concordância; Processamento da correferência.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
2012 - 2014
Mestrado em Lingüística.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Processamento do traço de gênero na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros no português do Brasil,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Marcus Rezende Maia.
Palavras-chave: Gênero, sobrecomuns e comuns de dois gêneros; Processamento de gênero.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Psicolinguística Experimental.
2008 - 2011
Graduação em Licenciatura Letras Português-Inglês.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2006 - 2010
Graduação em Bacharelado Letras Português-Inglês.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.




Formação Complementar


2018 - 2018
Innovative Pedagogy in the Linguistics Classroom. (Carga horária: 4h).
Linguistic Society Of America, Estados Unidos.
2017 - 2017
Using the Visual World Paradigm (VWP) to study language processing. (Carga horária: 15h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.
2017 - 2017
A avaliação da competência linguística: pesquisa e aplicações. (Carga horária: 15h).
Associação Brasileira de Lingüística, ABRALIN, Brasil.
2016 - 2016
Experimental Syntax. (Carga horária: 4h).
Linguistic Society Of America, Estados Unidos.
2015 - 2015
Fulbright Pre-Academic Program San Diego. (Carga horária: 58h).
American Language Institute, ALI, Estados Unidos.
2015 - 2015
Domain Specificity in Language. (Carga horária: 21h).
UFRJ & PUC RIO, UFRJ/PUC RIO, Brasil.
2013 - 2013
Methodological consideration in the study of bilin.
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística, ANPOLL, Brasil.
2013 - 2013
Features, constraints and grammatical representati.
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Letras e Linguística, ANPOLL, Brasil.
2009 - 2009
Extensão universitária em Processamento da Linguagem. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2009 - 2009
Como documentar Línguas e Culturas Indígenas. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Substituto de Linguística, Carga horária: 20


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Doutorado, Carga horária: 10
Outras informações
O processamento dos traços de gênero, número e pessoa na correferência pronominal, orientação Dr. Marcus Maia

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 8
Outras informações
Conhecimento de Tempo e Aspecto em Indivíduos Afásicos de Broca, orientação pelo Dr. Celso Vieira Novaes

Atividades

03/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , CNPq, .

03/2012 - 03/2014
Pesquisa e desenvolvimento , LAPEX, .

07/2007 - 03/2009
Pesquisa e desenvolvimento , CNPq, .


Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, SME, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de Inglês, Carga horária: 16


Instituto Brasil Estados Unidos, IBEU, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor


Centro de Cultura Anglo Americana, CCAA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Instrutor de Ensino, Enquadramento Funcional: Instrutor de Ensino



Linhas de pesquisa


1.
A influência dos traços de concordância de gênero na recuperação de antecedentes pronominais na memória em português brasileiro

Objetivo: Estudar como as pistas morfológicas de gênero influenciam a maneira pela qual os pronomes recuperam seus antecedentes no português brasileiro.
Palavras-chave: Processamento da correferência; Traços de gênero; Sintaxe Experimental.
2.
Processamento do traço de gênero na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros no português do Brasil

Objetivo: Investigar como os traços de gênero dos antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros atuam no processamento da resolução da correferência pronominal no português brasileiro..
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Palavras-chave: Processamento da correferência; Traços de gênero; Sintaxe Experimental.
3.
Conhecimento de Tempo e Aspecto na Afasia de Broca

Objetivo: Detectar os déficits gramaticais relativos às categorias de Tempo e Aspecto em indivíduos afásicos de Broca..
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Palavras-chave: Tempo e Aspecto; Afasia de Broca.


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
A influência dos traços de concordância de gênero na recuperação de antecedentes pronominais na memória
Descrição: Estudar como as pistas estruturais e morfológicas atuam na recuperação de antecedentes pronominais no português brasileiro.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Processamento do traço de gênero na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros no português do Brasil
Descrição: Investigar como os traços de gênero de sobrecomuns e comuns de dois gêneros atuam no curso temporal do processamento na resolução da correferência pronominal no português do Brasil.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Laboratório de Psicolinguística Experimental (LAPEX)
Descrição: O Laboratório de Psicolingüística Experimental ? LAPEX , criado em 1997, com o apoio da UFRJ e do CNPq, congrega atividades de pesquisa relacionadas às linhas ?Linguagem, Mente & Cérebro?, "Teoria na Gramática Gerativa" e ?Línguas Indígenas Brasileiras?, do programa de pós-graduação e pesquisa em Lingüística da UFRJ apoiando a formulação e a execução de projetos teóricos e experimentais nas áreas de Teoria e Análise Gramatical e de Processamento de Frases. O grupo de pesquisa LAPEX, da UFRJ/CNPq, estuda a estrutura morfossintática e os processos de parsing e de interpretação na compreensão e produção de frases e palavras em línguas naturais, por parte de sujeitos normais ou com distúrbios lingüísticos. O grupo realiza pesquisa de natureza teórica e experimental, utilizando diferentes protocolos psicolingüísticos, tais como os paradigmas de rastreamento ocular, priming. leitura auto-monitorada, julgamento imediato de gramaticalidade, decisão lexical e outros. No que diz respeito ao processamento de frases estudam-se questões tais como a compreensão da correferência anafórica, a computação de estruturas hipotáticas e paratáticas, conectores sintáticos, processos de concordância, evidenciais e epistêmicos, assimetria sujeito/objeto, diferenças de processamento entre argumentos e adjuntos, o processamento de advérbios e de palavras interrogativas, ambigüidades de aposição de orações relativas, ambigüidades de aposição de sintagmas preposicionais, ambigüidades entre orações substantivas e adjetivas, ambiguidades de aposição sintática no DP, o infinitivo flexionado em português, além de questões relativas ao processamento de frases por falantes bilíngües. No que diz respeito ao processamento de palavras, investiga-se a computação no interior da palavra fonológica, avaliando a realidade psicológica da morfologia. O LAPEX é pioneiro no país na translação da metodologia experimental para (i) a educação básica; (ii) a pesquisa de campo com línguas indígenas. As questões teóricas estudadas dizem respeito às interfaces sintaxe/semântica e pragmática e sintaxe/prosódia, buscando trazer aportes empíricos para a caracterização dos módulos lingüísticos e sua integração no processo "on-line" de compreensão de frases e palavras. Os resultados obtidos pelo grupo vêm sendo sistematicamente publicados em artigos e capítulos de livro, bem como apresentados em congressos no Brasil e no exterior, tais como os encontros da Associação Brasileira de Lingüística - ABRALIN, da Associação Nacional de Pós-graduação e Pesquisa em Letras e Lingüística - ANPOLL, da Linguistic Society of America (LSA) e da CUNY Sentence Processing Conference. O LAPEX mantém intercâmbios de pesquisa com a Universidade de Lisboa, a Universidade de Massachusetts, a University of Maryland, a City University of New York, a Massey University, New Zealand, a University of Toronto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (7) .
Integrantes: Michele Calil dos Santos Alves - Integrante / Marcus Maia - Coordenador.
2007 - 2009
Conhecimento Linguístico de Tempo e Aspecto em Indivíduos Afásicos de Broca
Descrição: Detectar os déficits gramaticais em relação às categorias de Tempo e Aspecto em indivíduos afásicos de Broca.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2016 - 2017
Periódico: Revista Virtual de Estudos da Linguagem
2017 - 2017
Periódico: Revista Linguística Rio


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Psicolinguística Experimental.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Psicolingüística.
3.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2017
Aprovação em processo seletivo para contratação temporária de professor substituto em Linguística, UFRJ.
2014
Aprovação em processo seletivo para contratação temporária de professor substituto em Linguística, UFRJ.
2008
Melhor Trabalho de Iniciação Científica do Centro de Letras e Artes da UFRJ, Universidade Federal do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
ALVES, MICHELE CALIL DOS SANTOS2017 ALVES, MICHELE CALIL DOS SANTOS. Agreement effects of gender and number in pronominal coreference processing in Brazilian Portuguese. Revista de Estudos da Linguagem, v. 25, p. 1327-1366, 2017.

2.
ALVES, Michele Calil2015ALVES, Michele Calil; OLIVEIRA, T. M. . Processamento de sentenças clivadas de sujeito e objeto denotando hiponímia e contraste no português do Brasil. REVISTA VIRTUAL DE ESTUDOS DA LINGUAGEM, v. 13, p. 282-317, 2015.

3.
ALVES, M. C.2014 ALVES, M. C.. Traços de gênero no processamento da correferência intersentencial com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros no português do Brasil. WORKING PAPERS EM LINGUÍSTICA (ONLINE), v. 15, p. 72-85, 2014.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, Michele Calil. Agreement interference effects of number in coreference processing in Brazilian Portuguese. In: Northwest Linguistics Conference 32, 2016, Seattle. University of Washington Working Papers in Linguistics. Seattle: University of Washington, 2016. v. 34. p. 3-18.

2.
ALVES, Michele Calil. Gender features in pronoun resolution processing in Brazilian Portuguese. In: Linguitics Society of America Annual Meeting, 2016, Washington DC. Proceedings of the Linguistic Society of America. Washington DC: Linguistic Society of America, 2016. v. 1. p. 1-15.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, Michele Calil. Attraction interference effects of number in pronominal resolution in Brazilian Portuguese. In: 29th Annual CUNY Conference on Human Sentence Processing, 2016, Gainsville. Poster Abstracts, 2016. p. 80-80.

2.
ALVES, M. C.. The processing of gender and number agreement features and structural constraints in pronoun resolution in Brazilian Portuguese. In: The Third ANPOLL International Psycholinguistics Congress, 2015, Rio de Janeiro. The Third ANPOLL International Psycholinguistics Congress: Domain Specificity in Language Acquisition and Processing, 2015. p. 135-136.

3.
ALVES, Michele Calil. A relação entre traços de gênero gramatical e contexto na correferência sintática. In: II Congresso Internacional da Faculdade de Letras da UFRJ, 2013, Rio de Janeiro. CIFALE - Línguas Literaturas Diálogos, 2013.

4.
ALVES, Michele Calil. Conhecimento Linguístico de Tempo e Aspecto em Indivíduos Afásicos de Broca. In: Jornada Nacional de Iniciação Científica, 2009, Manaus. Registros da 61ª Reunião Anual da SBPC, 2009.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ALVES, M. C.. Gender cues in antecedent retrieval in Brazilian Portuguese. In: Linguistic Society of America Annual Meeting, 2018, Salt Lake City. Short Abstracts of LSA 2018, 2018.

2.
ALVES, M. C.. Gender cues in antecedent retrieval in Brazilian Portuguese. In: II Seminário de Pesquisas Linguísticas em Andamento, 2017, Rio de Janeiro. CADERNO DE RESUMOS DO SEPLA 2017 - SEMINÁRIO DE PESQUISAS LINGUÍSTICAS EM ANDAMENTO, 2017.

3.
ALVES, M. C.. Gender features in pronoun resolution processing in Brazilian Portuguese. In: Language Society of America Annual Meeting, 2016, Washington DC. Short Abstracts of LSA 2016 Annual Meeting, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
ALVES, M. C.. Gender cues in antecedent retrieval in Brazilian Portuguese. 2018. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
ALVES, Michele Calil. A influência dos traços de gênero no processamento da correferência pronominal no inglês. 2017. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ALVES, M. C.. Gender cues in antecedent retrieval in Brazilian Portuguese. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
ALVES, M. C.. Gender features in pronoun resolution processsing in Brazilian Portuguese. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
ALVES, Michele Calil. Gender and number features in pronoun resolution processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
ALVES, Michele Calil. Attraction interference effects of number in pronominal resolution in Brazilian Portuguese. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
ALVES, Michele Calil. Agreement interference effects of gender and number in coreference processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
ALVES, Michele Calil. Agreement interference effects of gender and number in coreference processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
ALVES, M. C.. Efeitos de interferência de concordância de gênero e número no processamento da correferência em Português Brasileiro. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
ALVES, Michele Calil. O papel dos traços de concordância e das restrições estruturais no processamento da correferência pronominal em português brasileiro,. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
ALVES, M. C.. Traços de gênero no processamento da correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros em português brasileiro. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
ALVES, M. C.. Processamento do traço de gênero na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros no português do Brasil. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
ALVES, M. C.. O papel do gênero gramatical na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
ALVES, M. C.. O processamento de gênero gramatical na correferência. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
ALVES, M. C.. Acesso psicológico de traço de gênero gramatical na correferência. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

16.
ALVES, M. C.. O papel do gênero na Correferência pronominal sintática de sobrecomuns e comuns de dois gêneros. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
ALVES, M. C.. Compreensão e Processamento de número e gênero em sentenças com erros de concordância no PB. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
ALVES, M. C.; Novaes, Celso Vieira ; MARTINS, Adriana ; CARVALHO, Fernanda . Conhecimento Linguístico de Tempo e Aspecto em Indivíduos Afásicos de Broca. 2009. (Apresentação de Trabalho/Outra).

19.
ALVES, M. C.; Novaes, Celso Vieira ; MARTINS, Adriana ; CARVALHO, Fernanda . Conhecimento Linguístico de Tempo e Aspecto em Indivíduos Afásicos de Broca. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Linguistic Society of America Annual Meeting.Gender cues in antecedent retrieval in Brazilian Portuguese. 2018. (Encontro).

2.
X Congresso Internacional da ABRALIN. A influência dos traços de gênero no processamento da correferência pronominal no inglês. 2017. (Congresso).

3.
CUNY Conference on Human Sentence Processing. Attraction interference effects of number in pronominal resolution in Brazilian Portuguese. 2016. (Congresso).

4.
Fulbright Visiting Student Researcher Community Service Day.Gender and number features in pronoun resolution processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Encontro).

5.
Invited Speaker.Agreement interference effects of gender and number in coreference processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Encontro).

6.
Linguistic Society of America Annual Meeting.Gender features in pronoun resolution processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Encontro).

7.
Northwest Linguistics Conference. Agreement interference effects of gender and number in coreference processing in Brazilian Portuguese. 2016. (Congresso).

8.
Seminário de Pesquisas Linguísticas em Andamento (SEPLA).O papel dos traços de concordância e das restrições estruturais no processamento da correferência pronominal em português brasileiro. 2016. (Seminário).

9.
Winter Storm. 2016. (Oficina).

10.
XXXI Encontro Nacional da ANPOLL.Efeitos de interferência de concordância de gênero e número no processamento da correferência em Português Brasileiro. 2016. (Encontro).

11.
IX Congresso International da ABRALIN. Os traços de concordância de gênero e as restrições estruturais na resolução da correferência pronominal no português do Brasil. 2015. (Congresso).

12.
Language Science Day. 2015. (Encontro).

13.
Third ANPOLL International Psycholinguistics Congress. The processing of gender and number agreement features and structural constraints in pronoun resolution in Brazilian Portuguese. 2015. (Congresso).

14.
XXIX ENANPOLL. Traços de gênero no processamento da correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros em português brasileiro. 2014. (Congresso).

15.
Bilingualism: integrating language and general cognition. 2013. (Outra).

16.
II EIPA ? Encontro Internacional de Psicolinguística da ANPOLL.Acesso psicológico de traço de gênero gramatical na correferência. 2013. (Encontro).

17.
III Workshop em processamento anafórico.O papel do gênero gramatical na correferência pronominal com antecedentes sobrecomuns e comuns de dois gêneros. 2013. (Oficina).

18.
Leitura e Escrita sob o olhar da Psicolinguística: questões teóricas e técnicas de investigação?. 2013. (Outra).

19.
XI Seminário de Teses e Dissertações do Programa de Pós-Graduação em Linguística.O papel do gênero gramatical na correferência pronominal sintática de sobrecomuns e comuns de dois gêneros. 2012. (Seminário).

20.
Seminário do Grupo de Pesquisa LAPEX.Compreensão e processamento de número e gênero em sentenças com erros de concordância no PB. 2011. (Seminário).

21.
Jornada Nacional de Iniciação Científica. Conhecimento Linguístico de Tempo e Aspecto em indivíduos afásicos de Broca. 2009. (Congresso).

22.
XXX Jornada Giulio Massarani de iniciação Científica Artística e Cultural da UFRJ.COHECIMENTO LINGÜÍSTICO DE TEMPO E ASPECTO EM INDIVÍDUOS AFÁSICOS DE BROCA. 2008. (Outra).



Outras informações relevantes


TOEFL ITP (590 pontos), TOEFL IBT (92 pontos), Certificado de Proficiência em Inglês pela Universidade de Michigan - ECPE (PASS).
Curso de Inglês Completo do CCAA (Centro de Cultura Anglo Americana) em 15 períodos, com 903 horas de duração (1999-2008). Aproveitamento médio de 92,80, envolvendo a aprendizagem básica, intermediária e avançada, incluindo um curso especial de língua, gramática, literatura e didática. Curso Writing Made Simple de um semestre com média de 94,63.
Curso de Espanhol do CCAA, cursando o nível seis do total de sete níveis.
Aprovação nos Vestibulares da UFRJ na segunda colocação para Letras Português-Inglês, da UERJ na quinta colocação para Letras Português-Literaturas, e da UFF na décima primeira colocação para Letras Português-Inglês.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 22:11:36