Alexandre Videira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2639103925760223
  • Última atualização do currículo em 18/01/2015


Graduado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de São Paulo UNIFESP, obtendo o título de bacharelado. Mestre em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada) pela Universidade Estadual Paulista "Júlio de Mesquita Filho" - UNESP. Atualmente é doutorando em Ciências Biológicas (Bioquímica) pela Universidade de São Paulo - USP. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexandre Videira
Nome em citações bibliográficas
VIDEIRA, A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Química, Departamento de Bioquímica.
Avenida Professor Lineu Prestes, 748, sala 1200
Butantã
05508000 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30912173
Ramal: 209
URL da Homepage: http://www2.iq.usp.br/docente/verjo/


Formação acadêmica/titulação


2014
Doutorado em andamento em Ciências Biológicas (Bioquímica).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Caracterização do promotor que regula a expressão do lncRNA INXS,
Orientador: Sergio Verjovski Almeida.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: lncRNA; bcl-XL; bcl-XS; Promotor; Fatores de transcrição.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2012 - 2014
Mestrado em Ciências Biológicas (Microbiologia Aplicada).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Lipases produzidas por fungos derivados marinhos: otimização, purificação e caracterização,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Lara Durães Sette.
Coorientador: Eleonora Cano Carmona.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: lipase; biotecnologia; microbiologia; bioeconomia; purificação.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada / Especialidade: Biotecnologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Microbiologia / Subárea: Microbiologia Aplicada.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2007 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Título: Análise e ocorrência de grãos de polens e esporos de plantas atuais a partir de amostras de chuva polínica, da Estação Ecológica de Aracuri, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil..
Orientador: Ana Luisa Vietti Bitencourt.




Formação Complementar


2013 - 2013
VII Curso de monitoramento teórico e prático da fe. (Carga horária: 40h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Introdução à Programação. (Carga horária: 60h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Uma Introdução à Análise Exploratória de Dados e M. (Carga horária: 40h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2009 - 2009
Curso de Verão em Bioinformática. (Carga horária: 40h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Bioengenharia de Redes Neurais. (Carga horária: 12h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Desenvolvimento Embrionário. (Carga horária: 8h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

07/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Química, Departamento de Bioquímica.


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Mestrado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2012 - 05/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Biociências de Rio Claro, Departamento de Bioquímica e Microbiologia.

Linhas de pesquisa
Biotecnologia
Microbiologia

Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 20
Outras informações
Monitor da disciplina Estrutura e Função de Tecidos, Órgãos e Sistemas I e II (histologia, fisiologia e anatomia), para as turmas de Ciências Biológicas e Farmácia Bioquímica.

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Participação como bolsista do Programa de Educação Tutorial - PET



Linhas de pesquisa


1.
Biotecnologia
2.
Microbiologia
3.
Biologia molecular
4.
Bioquímica


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Estudo do controle da expressão gênica do lncRNA INXS envolvido na apoptose
Descrição: A descoberta de inúmeros RNA longos não codificadores (lncRNAs, >200 nucleotídeos) transcritos no genoma humano alterou drasticamente o nosso entendimento sobre a biologia celular, especialmente os mecanismos de vias envolvidas na morte celular programada. A apoptose é um processo bastante regulado, que desempenha um papel essencial no desenvolvimento e homeostase dos tecidos. A desregulação desse mecanismo de defesa natural promove a proliferação celular aberrante e acúmulo de mutações genéticas, resultando na tumorigênese, e, frequentemente, confere resistência aos medicamentos para as células cancerosas. Uma complexa rede de via de sinalização atua para promover ou inibir a apoptose em resposta a vários estímulos intra ou extracelulares, e entre os sinalizadores está osplicing alternativo de BCL-X (membro da família BCL-2) quedá origem ao produto antiapoptótico, BCL-XL, e pró-apoptótico, BCL-XS.O nosso trabalho detectou que o lncRNA INXS é o mediador do splicing, levando à formação de BCL-XS e causando a apoptose, e mostrou que INXS tem sua expressão diminuída em diversos tipos de tumores, o que está de acordo com o fato de que células tumorais são mais resistentes à morte celular. Falta determinar os fatores que causam esta redução da expressão de INXS nos tumores. Para isso, caracterizaremos neste projeto o promotor mínimo de INXS, usando ensaio de repórter, e caracterizaremos os fatores de transcrição que se ligam na região promotora do INXS entre diferentes tipos celulares, usando pull-down de proteínas que se ligam ao INXS seguido de western-blot e/ou espectrometria de massas. A caracterização funcional do promotor irá fornecer uma compreensão dos mecanismos que levam a transcrição de lncRNA INXS. Além disso, iremos avaliar a expressão alelo específica usando smFISH, o que fornecerá uma compreensão da expressão coordenada de INXS e BCL-X, envolvendo o promotor e modificações na cromatina.Este estudo permitirá avançar na possível exploração de lncRNA INXS como alvo na terapia contra o câncer..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Alexandre Videira - Integrante / Sergio Verjovski-Almeida - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2012 - 2014
Lipases produzidas por fungos derivados de ambiente marinho: otimização, purificação e caracterização bioquímica
Descrição: Lipases são hidrolases (triacilglicerol acil hidrolases, EC 3.1.1.3) capazes de hidrolisar ésteres carboxílicos de cadeia longa liberando monoacilgliceróis, diacilgliceróis, ácidos graxos e glicerol. Em adição, as lipases são eficientes em reações de síntese como esterificação, glicerólise, aminólise e transesterificação, essa capacidade relacionada ao deslocamento do equilíbrio da reação no sentido de hidrólise ou síntese dependendo da concentração de água presente no meio, característica que as tornam biocatalizadores muito versáteis, com importantes aplicações biotecnológicas, como em indústrias de alimentos, detergentes, farmacêutica, couro, têxtil, cosméticos e papel. O presente trabalho objetivou identificar as seis espécies de fungos lipolíticos, otimizar a produção dessa enzima pela linhagem selecionada, bem como purificar e caracterizar parcialmente a lipase produzida em condição otimizada. A atividade lipase foi determinada após cultivos submersos, objetivando o aumento da produção da enzima. Os fatores avaliados no processo de otimização da produção de lipase foram: meios minerais, tempo de cultivo, fontes de carbono e nitrogênio e suas concentrações, pH e inóculo. A avaliação das melhores condições de cultivo foi realizada pela atividade lipase, determinada pelo íon ρ-nitrofenol (pNP) liberado na hidrólise do substrato sintético ρ-nitrofenil palmitato a 37 C. O uso de marcadores moleculares permitiu identificar os seis fungos lipolíticos até espécie, exceto para a linhagem Fusarium sp. CBMAI 1227. A metodologia de triagem dos fungos para produção de lipase em meio neutro permitiu a seleção do isolado Trichodemra harzianum CBMAI 1229 como melhor produtor. A melhor condição para produção de lipase (231,58 35,59 U/mL) foi alcançada após 120 horas de cultivo a 25 C e 150 rpm de agitação utilizando meio mineral Olson e Johnson (1948), suplementado com óleo de girassol 3,0% (v/v), peptona 2,0% (m/v), extrato de levedura 0,2% (m/v), pH 7,0 e inoculado com suspensão contendo de 1,0 - 2,0 x 10^6 conídios/mL. A lipase foi purificada utilizando cromatografia de interação hidrofóbica em octil agarose, sendo eluída com 0,75% de Triton X-100. O rendimento do processo foi de 84,9%, a atividade específica foi de 754,2 U mg-1, de proteína e o fator de purificação de 59. A amostra apresentou homogeneidade eletroforética, sendo a massa molecular da enzima estima em 16,1 kDa por SDS-PAGE. A atividade ótima dessa enzima foi de pH 6,0 e apresentou atividade lipase acima de 60% na faixa de pH 3,0 a 7,5 em tampão McIlvaine. O estudo da produção de lipase por Trichoderma harzianum CBMAI 1229 isolado da esponja Petronica citrina é inédito e os resultados obtidos mostram-se promissores para posterior aplicação dessa enzima..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Alexandre Videira - Integrante / Lara Durães Stte - Coordenador.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2007 - 2009
Análise e ocorrência de grãos de polens e esporos de plantas atuais a partir de amostras de chuva polínica, da Estação Ecológica de Aracuri, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil.
Descrição: O estudo da variabilidade polínica é realizado a partir dos aspectos morfológicos, particulares para cada grão de pólens e de esporos, permitindo caracterizar famílias, gêneros e espécies. O conjunto dessas informações fornecerá subsídios para a construção de uma base de dados, através da formação do catálogo de referência visando fornecer dados sobre classificação taxonômica de palinomorfos, que além da consulta, proporcionará a ampliação do conhecimento da diversidade polínica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Alexandre Videira - Integrante / Ana Luisa Vietti Bitencourt - Coordenador.Financiador(es): Ministério da Educação - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3


Projetos de extensão


2008 - 2009
Experimentando a Ciência
Descrição: "Propõe a elaboração e o desenvolvimento de projetos científicos apoiados na experimentação por grupos de trabalho (GT) formados por professores e estudantes de Escolas Públicas de Diadema/SP e estudantes de graduação da UNIFESP. Os temas abordados nos projetos científicos estão inseridos nas seguintes áreas do conhecimento: (I) Meio Ambiente e Energia, (II) Saúde e Biologia; (III) Alimentos e Agricultura, (IV) Física, Geologia e Química e (V) Tecnologia e Materiais, assim como nas áreas de Ciências Humanas (História, Ciências Sociais e Artes)." http://www.unifesp.br/home_diadema/proj_ext.html.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2008 - 2009
Projeto reforço escolar para alunos do ensino fundamental de Diadema.
Descrição: Projeto desenvolvido junto a Associação de Apoio a Criança em Risco (ACER). As crianças são estimuladas a resolverem problemas relacionados a matriz curricular escolar contextualizados na forma de jogos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2007 - 2008
Projeto Diadema visita UNIFESP Diadema
Descrição: A universidade abre as portas para a população de Diadema, a fim de informar o papel da universidade perante o a sociedade e despertar o interesse do público a ciência. http://www.unifesp.br/home_diadema/projeto1_ext.html.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Outros Projetos


2009 - 2010
Monitoria da unidade curricula "Estrutura e função de tecidos, orgãos e sistemas"
Descrição: Disciplina que abrange fisiologia, anatomia e histologia..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Alexandre Videira - Coordenador / Fernando Bagnariolli de Oliveria - Integrante / Luciana Chagas Caperuto - Integrante / Carla Máximo Prado - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2008
XXII Prêmio Pereira Barretto, Destaque no XVI Congresso de Iniciação Científica, Universidade Federal de São Paulo - UNIFESP.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
VIDEIRA, A.; BONUGLI-SANTOS, R. C. ; ALMEIDA, A. F. ; CARMONA, E. C. ; STTE, L. D. . Produção de lipase por Trichoderma sp. CBMAI 1229 isolado de ambiente marinho. In: 27º Congresso brasileiro de microbiologia, 2013, Natal. Resumo, 2013.

2.
TURATI, D. F. ; ALMEIDA, A. F. ; VIDEIRA, A. ; BONUGLI-SANTOS, R. C. ; CARMONA, E. C. . Influência de fontes de nitrogênio, pH e agitação sobre a produção de lipase por Penicillium sp. J39. In: 27º Congresso brasileiro de microbiologia, 2013, Natal. Resumo, 2013.

3.
ARAUJO, A. N. ; VIDEIRA, A. ; BITENCOURT, A. L. V. . Estudo da variabilidade polínica, por meio de uma coleção de pólens e esporos de referência a partir de amostras de chuva polínica, da Estação Ecológica de Aracuri, estado do Rio Grande do Sul, Brasil. In: XII Simpósio Brasileiro de Paleobotânica e Palinolgia, 2008, Florianópolis. Boletim de resumos. XII Simpósio de Paleobotânicos e Palinólogos, 2008.

Apresentações de Trabalho
1.
VIDEIRA, A.. Mini-curso: Enzimas microbianas, da bioprospecção às aplicações biotecnológicas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Demais tipos de produção técnica
1.
VIDEIRA, A.; LOPES, V. C. P. ; BARATO, M. B. ; COSTA, R. R. . Enzimas microbianas: da bioprospecção às aplicações biotecnológicas. 2013. .

2.
CERUTTI, S. M. ; BITENCOURT, A. L. ; MARTINI, A. ; PRADO, C. M. ; NORDI, C. ; CARVALHO, J. E. ; CAPERUTO, L. ; SILVEIRA, V. L. F. ; VIDEIRA, A. ; PINHEIRO, N. . Projeto Pedagógico do Curso de Ciências Biológicas. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Projeto pedagógico - representante discente).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
27º Congresso brasileiro de microbiologia. Produção de lipase por Trichoderma sp. CBMAI 1229 isolado de ambiente marinho. 2013. (Congresso).

2.
Pipetas Gilson: como aumentar a vida útil e obter melhores resultados. 2013. (Seminário).

3.
VI Simpósio de Microbiologia Aplicada. 2013. (Simpósio).

4.
Estilo de vida empreendedor: despertando para oportunidades. 2012. (Outra).

5.
Workshop on Synthetic Biology and Robotics. 2011. (Outra).

6.
II Semana Científica da UNIFESP Diadema. 2010. (Congresso).

7.
XVIII Congresso de Iniciação Científica - PIBIC. Monitoria de Estrutura e Função de Tecidos, Órgãos e Sistemas como meio facilitador de ensino e aprendizagem. 2010. (Congresso).

8.
I Semana Científica e Cultural da UNIFESP Diadema. 2009. (Congresso).

9.
XVII Congresso de Iniciação Científica - PIBIC. Análise e ocorrência de grãos de polens e esporos de plantas atuais a partir de amostras de chuva polínica, da Estação Ecológica de Aracuri, Estado do Rio Grande do Sul, Brasil. 2009. (Congresso).

10.
Encontro Paulista dos Grupos PET. 2008. (Encontro).

11.
I Simpósio Sobre Universidades Globais. 2008. (Simpósio).

12.
XII Simpósio de Paliobotânica e Polinologia.Estudo da variabilidade polínica, por meio de uma coleção de pólens e esporos de referência a partir de amostras de chuva polínica da Estação ecológica de Aracuri, Rio Grande do Sul, Brasil. 2008. (Simpósio).

13.
XVI Congresso de Iniciação Científica PIBIC. Estudo da Variabilidade Polínica em Amostras de Chuva Polínica no Domínio da Floresta Ombrófila Mista - Estação Ecológica de Aracuri, Esmeralda, RS. 2008. (Congresso).

14.
XVI Congresso de Iniciação Científica PIBIC. Estudo da Variabilidade Polínica em Amostras de Chuva Polínica no Domínio da Floresta Ombrófila Mista - Estação Ecológica de Aracuri, Esmeralda, RS. 2008. (Congresso).

15.
Cultura de Tecidos Vegetais. 2007. (Oficina).

16.
X Semana Temática de Biologia. 2007. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VIDEIRA, A.. VI Simpósio de Microbiologia Aplicada. 2013. (Congresso).

2.
VIDEIRA, A.. II Semana Científica e Cultural UNIFESP Diadema. 2010. (Congresso).

3.
VIDEIRA, A.. I Semana Científica e Cultural da UNIFESP Diadema. 2009. (Congresso).



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
VIDEIRA, A.. Mini-curso: Enzimas microbianas, da bioprospecção às aplicações biotecnológicas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VIDEIRA, A.. VI Simpósio de Microbiologia Aplicada. 2013. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 24/10/2018 às 4:01:06