Romeu Machado Karnikowski

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6584765251002270
  • Última atualização do currículo em 21/03/2018


Possui graduação em Ciências Jurídicas e Sociais pela Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul (1992), mestrado em Ciência Política pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1999) e doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (2010). Professor e advogado, trabalha na área de segurança pública desde 2001, com ênfase na pesquisa sobre a história e a realidade sociológica das polícias no Rio Grande do Sul. Consultor jurídico e político de entidades de classe das polícias civis e militares do Estado, aprofundou seus estudos sobre o tema, especialmente sobre a Brigada Militar. Em razão disso, o doutorado, com recorte na sociologia histórica, tem como tese a policialização da Brigada Militar e o papel dos oficiais na sua transformação de exército estadual em polícia-militar. Pesquisa a história da polícia do Rio Grande do Sul e do Brasil, além da aprofundar estudos sobre finanças públicas e política fiscal, avançando na função do Estado na distribuição de renda. O reflexo da violência no baixo crescimento econômico e seu impacto na sociedade brasileira atual. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Romeu Machado Karnikowski
Nome em citações bibliográficas
KARNIKOWSKI, Romeu M.


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Sociologia.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: De Exército Estadual à Polícia Militar: O Papel dos Oficiais na Policialização da Brigada Militar (1892-1988), Ano de obtenção: 2010.
Orientador: José Vicente Tavares dos Santos.
1993 - 1999
Mestrado em Ciência Política.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: Uma Contribuição ao Estudo do Trabalhismo no Rio Grande do Sul (1945-1980),Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Céli Regina Jardim Pinto.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
1987 - 1992
Graduação em Ciências Jurídicas e Sociais.
Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUI, Brasil.




Atuação Profissional



Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, PUCRS, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Como bolsista recém-doutor, com bolsa PNPD da CAPES, eu vinculado a Pesquisa orientada pelo Profº Doutor Emil Sobottka intitulada "Cidadania e Reconhecimento como Gramáticas da Democracia: Direitos de Cidadania e Política Social no Pronasci".


Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul, AL/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessoria Jurídica e Segurança Pública, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Na Assembléia Legislativa, prestou assessoria jurídica na Comissão de Cidadania e Direitos Humanos e no gabinete do deputado Marquinho Lang como parecerista na Comissão de Constituição e Justiça, responsável pelos relatórios sobre o aspecto constitucional, legal e jurídico das proposições - emendas à constituição e projetos de leis - oriundos dos Deputados, do Poder Executivo e do Poder Judiciário. Assessor técnico na área de segurança pública, organizador da consolidação de leis da Brigada Militar, da Polícia Civil e da Superintendência dos Serviços Penitenciários (SUSEPE) e realizando a assessoria política das entidades de classe de nível médio da área de segurança: ABAMF/BM, ASSTBM, UGEIRM-Sindicato, AMAPERGS e Sindiperícias e algumas vezes com a ASOFBM dos oficiais da Brigada Militar, e encarregado também pela elaboração de projetos de lei propostos pelo deputado.


Prefeitura Municipal de Gravataí, PMG, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assessoria Jurídica e Segurança Pública
Outras informações
Após ter o nome aprovado na Câmara de Vereadores, de junho a setembro de 2006, recebeu a incumbência da reestruturação da Guarda Municipal de Gravataí, devido ao Programa do Ministério da Justiça por meio da Secretaria Nacional de Segurança Pública-SENASP, voltado para a modernização dessas instituições municipais. Diante disso, contando com verba federal, foi elaborado o projeto de lei municipal para esse fim, criando a Ouvidoria e a Corregedoria para que o efetivo da guarda pudesse ter o porte de arma-de fogo - obedecendo determinações do Estatuto do Desarmamento - além de implementar novos padrões para a mesma com uma estruração hierárquica, tendo no cume o cargo de diretor, além da adoção de novo tipo de uniforme azul escuro. Desse modo, ela passou a atuar mais na área de segurança pública, auxiliando na proteção das pessoas e seus patrimônio que é cada vez mais uma tendência nacional. A Guarda Municipal de Gravataí é reconhecida como uma das melhores do Estado por seu padrão de profissionalismo e eficiência.


UGEIRM-Sindicato dos Policiais Civis, UGEIRM, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultoria Jurídica e Política, Carga horária: 10
Outras informações
Assessoria Jurídica e Política da UGEIRM-Sindicato junto aos seus filiados, elaborando pareceres e com ações no Poder Judiciário na defesa dos direitos dos agentes da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, principalmente nas questões de melhores salários e de condições de trabalho.


ABAMF/BM dos Militares de Nível Médio da Brigada Militar, ABAMF/BM-RS, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Advogado e Assessor Político, Carga horária: 20
Outras informações
Na Associação Antonio Mendes Filho - ABAMF/BM - dos Militares Estaduais de Nível Médio da Brigada Militar, trabalhou como advogado dos seus associados e assessor político na relação com órgãos e poderes do Estado, na manutenção e ampliação dos direitos dos soldados, cabos e sargentos denominados de Militares de Nível Médio pelo Plano de Carreira da Brigada Militar de 2002. Responsável também pela Coluna "Os Centuriões do Rio Grande" no jornal Tribuna Brigadiana da ABAMF onde fez análise da situação social, política e jurídica dos Militares Estaduais de Nível Médio bem como das próprias instituições policiais, principalmente da Brigada Militar.


Comissão Mista de Participação Legislativa Popular da AL/RS, CMPPLP-AL/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comissão de Participação Legislativa Popular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Assessor na Comissão Mista de Participação Legislativa Popular que tem por atribuição apreciar sugestões legislativas apresentadas pela sociedade organizada, contribuir no aprimoramento da gestão do Estado, promover uma maior integração entre o Legislativo e a comunidade gaúcha, debater e incentivar a participação popular na gestão pública com o objetivo de aprofundar a democracia participativa.


Fundação de Desenvolvimento e Recursos Humanos do RS, FDRH/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Professor visitante ministrador do curso Gestão Pública: Estado, Adminsitração Pública e Sociedade para os servidores estaduais com o objetivo de aperfeiçoar a compreensão do funcionamento da máquina pública e os seus serviços para a sociedade, através do aprimoramento técnico dos mesmos.


Secretaria de Estado da Justiça e da Segurança do RS, SJS/RS, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessoria Jurídica, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Na Assessoria Jurídica da Secretaria de Justiça e Segurança (SJS), assumiu em setembro de 2001 a sua coordenação até o final da gestão. Proponente e relator do Plano de Carreira da Brigada Militar que estruturou a carreira dos Militares Estaduais de Nível Médio e que foi plasmado nas Leis Complementares nºs 11.831 e 11.832, ambas de 18 de setembro de 2002. Na participação, junto com equipe competente do Programa de Saúde Mental para os Servidores da Segurança Pública, estabelecido no Decreto Estadual nº 41.519/02. Na elaboração das Leis e dos Decretos que estabeleceram as Horas Extras e a recuperação dos 222% do Risco de Vida para os policiais civis e militares. Pareceres jurídicos, elaboração de projetos de leis, de decretos estaduais e portarias da SJS, sempre visando a melhoria salarial e da atividada profissional dos militares estaduais e servidores da área da segurança pública.


Universidade Regional do Noroeste do Estado do Rio Grande do Sul, UNIJUI, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 2001
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Professor Ciências Sociais
Outras informações
Professor das seguintes disciplinas vinculadas ao Departamento de Ciências Sociais da Unijuí: "Introdução à Ciência Política" no curso de Direito; "Teoria do Estado" no curso de Direito; "Sociologia" no básico dos cursos de graduação da universidade; "Teoria das Classes Sociais" nos cursos de Economia e Geografia; "Geografia Política" no curso de Geografia; "Teoria Política" no curso de Comunicação Social (Jornalismo, Publicidade e Relações Públicas) e "Estudos de Problemas Brasileiro" (EPB) no básico dos cursos de graduação da universidade. - .Introdução à Ciência Política .Teoria do Estado .Sociologia .Teoria das Classes Sociais .Geografia Política .Teoria Política .EPB (Estudos de Problemas Brasileiros).


Câmara dos Deputados, CÂMARA FEDERAL, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1991
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Assessor Parlamentar
Outras informações
Na Assembléia Nacional Constiuinte, como assessor do Deputado Federal Constituinte Vicente Bogo, agindo principalmente na defesa dos trabalhadores rurais e pequenos proprietários rurais que atualmente formam a base da economia familiar na dimensão do campo. Vínculo com os sindicatos dos trabalhadores rurais do Estado, principalmente os ligados à FETAG e no nascente movimento social voltado à construção dos direitos e da cidadania dos homens e mulheres do campo, destacamente os chamados trabalhadores rurais.


Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Rosa, STSR/RS, Brasil.
Vínculo institucional

1991 - 1992
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Educador Sindical
Outras informações
Educador do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Santa Rosa sendo um dos ministradores do programa "A Voz do Trabalhador", todos os domingos pela manhã, primeiramente na Rádio Santa Rosa e depois na Rádio Noroeste da cidade de Santa Rosa. Na defesa dos direitos e na construção da cidadania dos trabalhadores rurais da região noroeste do Estado do Rio Grande do Sul.


Ugeirm Sindicato Polícia Civil, UGEIRM, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Contratado, Enquadramento Funcional: Assessor Jurídico


Ugeirm-Sindicato dos Agentes da Polícia Civil RS, UGEIRM-SINDICATO, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Assessor Jurídico, Enquadramento Funcional: Assessor Jurídico, Carga horária: 30



Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
Valmir de Souza  Data: 05/05/2015

Outras
Total de trabalhos:1
Total de citações:3
Laura Vianna Vasconcellos  Data: 28/01/2010

Livros publicados/organizados ou edições
1.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. PTB: Uma Contribuição ao Estudo do Trabalhismo no Rio Grande do Sul (1945-1980). Ijuí: UNIJUÍ, 1999. 257p .

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As PECs e a Brigada Militar. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 9 - 9, 02 maio 2015.

2.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Brigadianos: Curso Superior, Isonomia e Código de Ética. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 16 - 16, 28 jan. 2015.

3.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Regimes Políticos Parte 3. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 18 - 18, 20 nov. 2014.

4.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Regimes Políticos Parte 2. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 18 - 18, 18 set. 2014.

5.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Regimes Políticos I. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 18 - 18, 20 ago. 2014.

6.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Emancipação dos Bombeiros. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 18 - 18, 02 maio 2014.

7.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Emancipação dos Bombeiros. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre RS, p. 18 - 18, 02 maio 2014.

8.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Clamor por Segurança. A Platéia, p. 01 - 01, 06 abr. 2013.

9.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Clamor por Segurança. Folha do Mate, p. 01 - 01, 05 abr. 2013.

10.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Clamor por Segurança. Zero Hora, p. 01 - 01, 03 abr. 2013.

11.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Ugeirm e a luta dos policiais gaúchos. Jornal da Ugeirm-Sindicato dos Policiais Civis do RS, Porto Alegre, p. 02 - 02, 27 ago. 2012.

12.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Polícia, segurança e cidadania. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 20 - 20, 29 jul. 2012.

13.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Tarso e a Previdência dos militares estaduais da BM. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 07 - 07, 06 jun. 2012.

14.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Decisão sábia e acertada. Diário Popular, Pelotas, p. 02 - 02, 04 abr. 2012.

15.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Brigada Militar: De exército à polícia democrática. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 08 - 08, 28 jan. 2012.

16.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. ABAMF 2001-2011: A Conquista da Cidadania dos Praças da Brigada Militar. ABAMF/BM NEWS, Porto Alegre, p. 03 - 05, 21 abr. 2011.

17.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Violência Urbana. Jornal da UGEIRM, Porto Alegre, p. 2 - 2, 05 jan. 2011.

18.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As Polícias e a Violência Urbana. Jornal Ugeirm Sindicato, Porto Alegre RS, p. 2 - 2, 01 dez. 2010.

19.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Enfim, o Estado!. Zero Hora, Porto Alegre, p. 17 - 17, 30 nov. 2010.

20.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Crime da Azenha: Violência e Polícia em Porto Alegre no Final do Século XIX. Relatório Azul 2008, CCDH AL/RS - Corag, p. 23 - 59, 21 dez. 2008.

21.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Modelo Dual das Polícias Estaduais no Brasil: As Polícias no RS. Relatório Azul 2008, CCDH AL/RS - Corag, p. 131 - 145, 21 dez. 2008.

22.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Cidadania e o Direito dos Excluídos. Relatório Azul 2008, p. 293 - 295, 21 dez. 2008.

23.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As Polícias e os Direitos Humanos no Brasil: Os Policiais Vítimas da Violência no RS. Relatório Azul 2007, CCDH AL/RS - Corag, p. 18 - 35, 20 ago. 2008.

24.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Centuriões do Rio Grande: As Eleições de 2006 e as Políticas para os Policiais. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 7 - 7, 15 set. 2006.

25.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Centuriões do Rio Grande: O Nome e a Origem das Patentes Militares. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 5 - 5, 01 jun. 2006.

26.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Centuriões do Rio Grande: O Que é Polícia e Conceito de Polícia. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 4 - 4, 12 abr. 2006.

27.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Centuriões do Rio Grande: O Regulamento Disciplinar da Brigada Militar. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 6 - 6, 08 mar. 2006.

28.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Situação dos Militares Estaduais da Brigada. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 7 - 7, 28 jan. 2006.

29.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Centuriões do Rio Grande: Os Militares da BM e a Emenda Constitucional 18/98. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 7 - 7, 05 out. 2005.

30.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Emenda Constitucional nº 45/04 e a Justiça Militar Estadual. Tribuna Brigadiana, Porto Alegre, p. 6 - 6, 29 set. 2005.

31.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Abordagem Sobre a Justiça Militar Estadual RS. A Hora, Santiago, p. 4 - 6, 06 abr. 2004.

32.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Pós-Modernidade e o Direito. A Hora, Santiago, p. 2 - 2, 15 dez. 2003.

33.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As Crises de Institucionalização do Estado no Brasil. A Hora, Santiago, p. 2 - 2, 15 nov. 2003.

34.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Ciência Política: Os Dois Liberalismos Brasileiros. A Hora, Santiago, p. 2 - 2, 22 ago. 2003.

35.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Brigada Militar e o Plano de Carreira de Nível Médio. O Brigadiano, Porto Alegre, p. 3 - 3, 30 jul. 2002.

36.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Ética ou as Éticas. Contraponto, Santiago, p. 7 - 7, 30 jan. 2002.

37.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Estado Neopatrimonial. Contraponto, Santiago, p. 25 - 25, 04 jul. 2001.

38.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Dois Fundamentos do Pensamento Político. A Hora, Santiago, p. 2 - 2, 03 nov. 2000.

39.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Tipos de Regimes Políticos. Gazeta Regional, Santa Rosa, p. 2 - 2, 16 ago. 2000.

40.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Democracia Grega. A Hora, Santiago, p. 6 - 6, 12 ago. 2000.

41.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Neopatrimonialismo. A Hora, Santiago, p. 14 - 14, 15 jul. 2000.

42.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500: Os Elementos da Emancipação Politica/1808-1824. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 07 jul. 2000.

43.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500: O Estado Brasileiro e as Crises de Institucionalização II. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 16 jun. 2000.

44.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500:O Estado Brasileiro e as Crises de Institucionalização I. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 09 jun. 2000.

45.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500: Os Dois Liberalismo e a Independência do Brasil - 1808/1822. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 26 maio 2000.

46.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500: A Constituição de 1824 e o Início da Construção do Estado Brasileiro. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 12 maio 2000.

47.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Outros 500:Sociedade e Estado no Brasil: Duas Interpretações. Hora H, Ijuí, p. 5 - 5, 28 abr. 2000.

48.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Rio Grande do Sul Caminhará com suas Próprias Pernas. Hora H, Ijuí, p. 3 - 3, 23 out. 1998.

49.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As Eleições e os Três Discursos. Hora H, Ijuí, p. 3 - 3, 25 set. 1998.

50.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Democracia Antiga. Jornal da Manhã, Ijuí, p. 2 - 2, 09 out. 1997.

51.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Educação e Consciência de Classe. Jornal Cidade, Ijuí, p. 6 - 6, 14 out. 1995.

52.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Fundamento das Leis. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 04 jun. 1995.

53.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Conteúdos da República. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 14 maio 1995.

54.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Estado e Oposição. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 22 abr. 1995.

55.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. As Duas Linhas da Teoria Política. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 08 abr. 1995.

56.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Discurso da Liberal-Democracia. Jornal Cidade, Ijuí, p. 2 - 2, 25 mar. 1995.

57.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Anomia III: A Realidade Social do Brasil. Jornal Cidade, Ijuí, p. 6 - 6, 06 out. 1994.

58.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Regimes Políticos. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 16 jul. 1994.

59.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Jusnaturalismo Antigo. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 09 jul. 1994.

60.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Política Tutelada. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 01 jul. 1994.

61.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Lawrence da Arábia. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 12 mar. 1994.

62.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Estado, Patrimômio e Burocracia. Jornal Cidade, Ijuí, p. 8 - 8, 05 mar. 1994.

63.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Os Jusnaturalismos. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 12 fev. 1994.

64.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Shakespeare e o Fim do Espaço Público. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 05 fev. 1994.

65.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Platão: Nasce a Teoria Política. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 29 jan. 1994.

66.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Anomia II. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 22 jan. 1994.

67.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Ethos e o Nómos. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 16 set. 1993.

68.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Ética: Absoluta ou Relativa?. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 09 set. 1993.

69.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Ibn Khaldun: Nasce a História como Ciência. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 14 ago. 1993.

70.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Nietzsche: A resposta está na má leitura. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 24 jul. 1993.

71.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Anomia. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 10 jul. 1993.

72.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Adão e Prometeu II. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 19 jun. 1993.

73.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Adão e Prometeu. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 12 jun. 1993.

74.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Direito em Poulantzas. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 29 maio 1993.

75.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Direito, uma Ciência?. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 07 maio 1993.

76.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Direito e Epistemologia II. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 01 maio 1993.

77.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Direito e Epistemologia I. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 25 abr. 1993.

78.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Sistema de Governo e Representação. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 03 abr. 1993.

79.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Poder Falido. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 20 mar. 1993.

80.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Formação do Cristianismo. A Notícia, São Luiz Gonzaga, p. 2 - 2, 12 mar. 1993.

81.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Subjetividade. Jornal Cidade, Ijuí, p. 9 - 9, 06 mar. 1993.

82.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. O Estado, o Poder e o Direito. Tocha Universitária, Ijuí, p. 2 - 2, 28 abr. 1992.

83.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Lutas Rurais. Tocha Universitária, Ijuí, p. 2 - 2, 05 nov. 1991.

84.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. A Concepção de Revolução em Hannah Arendt. Tocha Universitária, Ijuí, p. 2 - 2, 20 ago. 1991.

85.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Pena de Morte: Um Equivoco Moral e Jurídico. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 2 - 2, 14 out. 1988.

86.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Aspectos do Crime. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 2 - 2, 16 set. 1988.

87.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Omanjo, O Biafrense. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 3 - 3, 09 set. 1988.

88.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Homo Manus, Homo Labore. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 2 - 2, 06 jun. 1988.

89.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Pontos de Conjuntura. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 2 - 2, 01 abr. 1988.

90.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Ainda os Gracos. Jornal Noroeste, Santa Rosa, p. 2 - 2, 01 maio 1987.

Outras produções bibliográficas
1.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Guia de Legislação Brigada Militar 3ª Edição. Porto Alegre: Assembléia Legislativa, 2013 (Coletânea de Leis Deputado Carlos Gomes).

2.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Guia de Legislação SUSEPE. Porto Alegre: Corag - AL/RS, 2010 (Coletânea de Leis Deputado Marquinho Lang).

3.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Guia de Legislação Brigada Militar 2ª Edição. Porto Alegre: Corag - Assembleia Legislativa RS, 2009 (Coletânea de Leis Deputado Marquinho Lang).

4.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Guia de Legislação Polícia Civil-RS. Porto Alegre: Corag - AL/RS, 2009 (Coletânea de Leis Deputado Marquinho Lang).

5.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Guia de Legislação Brigada Militar 1ª Edição. Porto Alegre RS: Corag Assembléia Legislativa RS, 2008 (Coletânea de Leis sobre a Brigada Militar do RS Marquinho Lang).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer Ugeirm Contra PLC 36_2018. 2018.

2.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer Sobre PEC 241 Nova Política Fiscal. 2016.

3.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer e Estudo sobre a PEC 241_2016. 2016.

4.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer UGEIRM contra a PEC 287_2016. 2016.

5.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer UGEIRM contra a PEC 251_2016. 2016.

6.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer Sobre o PLC 206/2015. 2015.

7.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Parecer ABAMF_RS e ABERGS Sobre a PEC 234_2015. 2015.

8.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. PL 199/2009. Proponente: Deputado Alberto Oliveira. 'Institui o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) no RS'. Parecer Favorável com emendas. Relator Deputado Marquinho Lang.. 2010.

9.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. PL 199/2009. Proponente: Deputado Alberto Oliveira. 'Institui o Programa Educacional de Resistência às Drogas e à Violência (PROERD) no RS'. Parecer Favorável com emendas. Relator Deputado Marquinho Lang.. 2010.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Participação em banca de Ladimir Silva - Tenente-Coronel QOEM. Análise do Perfil dos Tenentes-Coronéis da Ativa da Brigada Militar do RS no Ano de 2005. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CEPGESP) - Academia de Polícia da Brigada Militar.

2.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Participação em banca de Paulo Roberto Silva - Major QOES Dentista. Situação Atual, Evolução e Projeção do Plano de Comando da Brigada Militar, Período 2003-2006, Para a Área de Saúde. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CEPGESP) - Academia de Polícia da Brigada Militar.

3.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Participação em banca de José Adriano Laidens Felippetto - Capitão QOEM. Ações Integradas de Segurança Pública no Centro de Porto Alegre. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CAAPM) - Academia de Polícia da Brigada Militar.

4.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Participação em banca de Beatriz Marta da Cas - Capitão QOEM. Fatores que Interferem na Motivação Para o Desempenho de Atribuições Profissionais dos Praças do 1º BPM da BM do RS. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CAAPM) - Academia de Polícia da Brigada Militar.

5.
KARNIKOWSKI, Romeu M.. Participação em banca de Paulo Fernando Hendges - Tenente-Coronel QOEM. O Regime Jurídico dos Militares Estaduais do Estado do Rio Grande do Sul. 2006. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em CEPGESP) - Academia de Polícia da Brigada Militar.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.Abordagem Geral Sobre a Metodologia da Pesquisa Jurídica. 2011. (Encontro).

2.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.Considerações Sobre as Regras da ABNT na Elaboração de Monografia Jurídica. 2011. (Encontro).

3.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.Aspectos do Conhecimento na Metodologia da Pesquisa Jurídica. 2011. (Encontro).

4.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.Abordagem Sobre os Problemas na Elaboração de Monografia Jurídica. 2011. (Encontro).

5.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.A Elaboração de Monografia Jurídica nas Normas da ABNT. 2011. (Encontro).

6.
Metodologia da Pesquisa Jurídica.Aspectos Metodológicos e Gerais na Elaboração de Monografia Jurídica. 2011. (Encontro).

7.
Violência e Cidadania: Práticas Sociológicas e Compromissos Sociais. 2011. (Seminário).

8.
VI Seminário de Segurança Pública.As Polícias e a Situação dos Policiais no Rio Grande do Sul. 2011. (Seminário).

9.
Encontro da Juventude Democrata.Aspectos Históricos do Liberalismo. 2009. (Encontro).

10.
As Reformas Institucionais: A Busca de Um Consenso. 2007. (Encontro).

11.
II Seminário de Segurança Pública.O Papel das Polícias na Segurança Pública de Acordo com o art. 144 da CF. 2007. (Seminário).

12.
Semana Direito e Direitos Humanos.Uma Abordagem Sobre os Direitos Humanos. 2007. (Simpósio).

13.
Seminário Nacional de Segurança Pública: Limites e Desafios. 2006. (Seminário).

14.
3º Seminário Internacional Polícia e Sociedade Democrática: O Estado de Direito e as Instituições. 2002. (Seminário).

15.
2º Seminário Internacional - Polícia e Sociedade Democrática: Cultura, Estrutura e Código de Conduta Policiall. 2001. (Seminário).

16.
I Conferência Municipal de Direitos Humanos. 1998. (Encontro).

17.
Conferências Filósoficas VIII. 1996. (Congresso).

18.
Conferências Filosóficas I. 1990. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Fernando Luis Brum Prettz - Tenente-Coronel PMRO. A Inserção da Municipalidade no Sistema de Segurança Pública: Uma Abordagem Sobre a Guarda Municipal de Porto Alegre. 2006. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em CEPGESP) - Academia de Polícia da Brigada Militar. Orientador: Romeu Machado Karnikowski.



Outras informações relevantes


Sociólogo, Cientista Político e bacharel em Direito. Estudo e pesquisa sobre o fenômeno do trabalhismo no Rio Grande do Sul que resultou na dissertação de mestrado (1999) e sobre as polícias gaúchas, principalmente, sobre a Brigada Militar que constituiu a tese de doutorado (2010). Estudos sobre o modelo de polícia vigente no Brasil e sua relação com a administração pública dos Estados. Nesse sentido uma abordagem histórica sobre o significado da Guarda Civil gaúcha extinta em 1967 e do art. 144 da Constituição Federal. A Guarda Civil criada em janeiro de 1929, por Getúlio Vargas, então Presidente do Estado, para realizar o policiamento em Porto Alegre, em substittuição à Polícia Administrativa a cargo do município e sob a responsabilidade dos seus intendentes (prefeitos). A Guarda Civil ficou reconhecida pelos seu excelente serviço de policiamento, sobretudo, pelo seu alto padrão de profissionalismo. Ela foi extinta em 1967, em razão do Decreto-lei nº 317/67, que passou a responsabilidade do policiamento ostensivo nos Estados às Polícias Militares, de forma que esse tipo de serviço público deixou de ser civil para ser militarizado, acontecendo o mesmo com o Estado de São Paulo, com a extinção da sua Guarda Civil, que para muitos era a melhor polícia do Brasil até os anos 1960, e que ironicamente foi base para a criação da Polícia do Exército (PE) quando da criação da FEB. Assim, estudar e pesquisar sobre as nossas organizações policiais torna-se fundamental para compreender o modelo dual de meias polícias disposicionado no art. 144 da Constituição Federal.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 24/01/2019 às 11:41:13