Angela Salomão Macedo Salinet

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9493054361605595
  • Última atualização do currículo em 15/10/2018


Atualmente é pesquisadora do programa em Eng. Biomédica da UFABC, professora colaboradora do Departamento de Fisioterapia da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (FMUSP), professora titular do curso de fisioterapia da Universidade Ibirapuera (graduação e pós-graduação) e pesquisadora associada do grupo de Neurossonologia do Departamento de Neurologia da FMUSP. É Integrante do corpo docente do curso de Extensão Universitária do Departamento de Neurologia da FMUSP na área de Ultrassonografia em Neurocirurgia, Hemodinâmica Encefálica e Anormalidades do Movimento. Possui PhD em Cardiovascular Sciences (Aging and stroke group) pela University of Leicester- United Kingdom (2014), diploma revalidado no Brasil como Doutorado em Neurologia pela Universidade de São Paulo (2015) e mestrado em Ciências Médicas pelo Departamento de Neurologia da Faculdade de Ciências Médicas - UNICAMP (2008). Graduou-se em Fisioterapeuta pela PUC-CAMPINAS em 2002 e especializou em Fisioterapia Neurologica Adulto, com ênfase em reabilitação respiratória de pacientes neurológicos críticos, pela UNICAMP (2004). Atuando nos seguintes temas: pesquisa clínica, reabilitação neurológica, mecanismos regulatórios da hemodinâmica cerebral, prognóstico, reabilitação respiratória. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Angela Salomão Macedo Salinet
Nome em citações bibliográficas
Salinet, A.M.;Salinet, Angela S.M.;SALINET, ANGELA S. M.;SALINET, A. S. M.;SALINET, A S M;SALINET, ANGELA;SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO;Macedo Salinet, Angela;Salinet, Angela Macedo

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo.
Av. Dr Arnaldo, 455
Cerqueira César
01246904 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 26617224


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Cardiovascular Sciences.
University of Leicester, LEICESTER, Inglaterra.
Título: A Avaliação Multimodal da Hemodinâmica Cerebral e da Função Cognitiva no Acidente Vascular Cerebral Agudo, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Prof. Thompson Robinson/ Prof. Ronney Panerai.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Acidente Vascular Cerebral; CEREBRAL AUTOREGULATION; neurovascular coupling; transcranial Doppler ultrasound.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Fisiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Neurologia.
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais.
2006 - 2008
Mestrado em Ciências Médicas.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Treino do Suporte Parcial de Peso e esteira em pacientes Hemiplégicos,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Guilherme Borges.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: body weight support; Acidente Vascular Cerebral; chronic stroke.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem.
Setores de atividade: Saúde Humana.
2003 - 2004
Especialização em Fisioterapia Aplicada à neurologia adulto. (Carga Horária: 1460h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Revisão Bibliográfica do treino de marcha na esteira e suporte parcial de peso em pacientes hemiparéticos crônicos.
Orientador: Profa Dra Telma Dgmar Oberg.
1999 - 2002
Graduação em Fisioterapia.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Título: A técnica do alongamento no encurtamento muscular.
Orientador: Prof. Dr. Paulo Pozeibon.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do ABC, UFABC, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Engenharias
2014 - 2017
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional.


Formação Complementar


2017 - 2017
Abordagem teórica e prática do membro superior na Hemiplegia. (Carga horária: 24h).
Instituto de Reabilitacao Lucy Montoro, INREA, Brasil.
2015 - 2015
Cardiovascular Sciences. (Carga horária: 40h).
University of Leicester, LEICESTER, Inglaterra.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora colaboradora, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2014 - 2018
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 4
Outras informações
Docente do PROGRAMA DE COMPLEMENTAÇÃO ESPECIALIZADA em Neurossonologia, Hemodinâmica Encefálica e Cuidados Neurocríticos no Departamento de Neurocirurgia da FMUSP

Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Neurocirurgia.

06/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Neurologia.

05/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Neurologia.

04/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Neurologia.

08/2014 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, .

08/2014 - Atual
Ensino, Neurossonologia e Hemodinâmica Encefálica-, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Neurossonologia, Hemodinâmica Encefálica e Cuidados Neurocríticos

Universidade Ibirapuera, UNIB, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Docente, Carga horária: 6

Atividades

02/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Associação Princesa Isabel de Educação e Cultura, .

02/2018 - Atual
Ensino, Fisioterapia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Clínica Neurológica em Fisioterapia
Fisioterapia Aplicada a Neurologia

University of Leicester, LEICESTER, Inglaterra.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsa de doutorado integral no exterior, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2010 - 01/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Cardiovascular Sciences Department, .


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Fisioterapeuta, Enquadramento Funcional: Especialização em Fisioterapia Aplicada a Neu, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2006 - 08/2008
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, Departamento de Neurologia da FCM/UNICAMP.

03/2003 - 03/2004
Extensão universitária , Faculdade de Ciências Médicas da UNICAMP, Departamento de Neurologia da FCM/UNICAMP.

Atividade de extensão realizada
Especialização em Fisioterapia Aplicada a Neurologia Adulto.

Centro Médico de Campinas, CMC*, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Serviço Terceirizado, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta Respiratória, Carga horária: 56, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Serviço terceirizado, Enquadramento Funcional: Fisioterapeuta Respiratória Plantonista, Carga horária: 56

Atividades

08/2006 - 08/2009
Serviços técnicos especializados , Fisioterapeuta - equipe Marcia Accorsi, .

Serviço realizado
Fisioterapeuta.
08/2004 - 07/2006
Serviços técnicos especializados , Fisioterapeuta - equipe Marcia Accorsi, .

Serviço realizado
Fisioterapeuta plantonista.

Universidade Federal do ABC, UFABC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 40

Atividades

07/2018 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Engenharia, Modelagem e Ciências Sociais Aplicadas, .



Linhas de pesquisa


1.
A Avaliação Multimodal da Hemodinâmica Cerebral e da Função Cognitiva no Acidente Vascular Cerebral Agudo
2.
Avaliação longitudinal dos mecanismos de regulação do fluxo sanguíneo cerebral após AVE

Objetivo: Acute stroke is known to lead to impairment of cerebral blood flow (CBF) regulation. Experimental and clinical studies have suggested that neuronal and cerebral hemodynamic reorganization is one of the main mechanisms responsible for brain recovery. However, the lack of understanding of crucial points limits the translation of the knowledge into clinical practice. This study aims to assess the main CBF regulatory mechanisms (cerebral autoregulation, CA and neurovascular coupling, NVC) over 3-months after acute ischaemic stroke. Stroke participants will be recruited after a first ever episode of ischaemic stroke within 24 hours of symptoms onset. Age- and blood pressure-matched controls free from pre-existing neurological disorders will be also recruited. Recording of CBF velocity using transcranial Doppler ultrasound, beat-to-beat blood pressure and end-tidal CO2 will be performed during 5 min baseline (to assess CA) and 1 min passive movement of the elbow (to assess NVC). Stroke participants will be assessed < 24 hours of the stroke on set, and at 2 weeks, 1 and 3 months post-stroke. We believe our study will show an important impairment of both regulatory mechanisms initially following the acute onset, and return to control levels during the recovery period. These findings are relevant to guide the timing of interventions to manipulate BP, and potentially for the impact of intensive rehabilitation strategies that may precipitate acute physiological perturbations. (AU).
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Neurologia.
Palavras-chave: CEREBRAL AUTOREGULATION; Acidente Vascular Cerebral; cerebral blood flow; critical closing pressure; neurovascular coupling.
3.
Estudo Prospectivo Randomizado, duplo cego, placebo controlado dos efeitos da Intervenção de Terapia Led Transcraniana (TLTC) em pacientes com traumatismo cranioencefalico grave.
4.
Autorregulação encefálica na fase aguda e subaguda do acidente vascular encefálico isquêmico em doentes submetidos a terapia trombolítica
5.
Avaliação da excitabilidade cortical e da hemodinâmica encefálica em pacientes com hidrocefalia de pressão normal submetidos a derivação ventrículo-peritoneal
6.
Hemodinâmica Encefálica na Sepse Avaliada pelo Doppler Transcraniano
7.
O treino do suporte parcial de peso em pacientes pós AVC
8.
Avaliação e Intervenção do Desempenho Físico e Funcional na saúde neurológica e musculoesquelética
9.
Desenvolvimento de Sistema de Avaliação da Circulação Encefálica para auxiliar Diognóstico e Tratamento de Pacientes Neurológicos


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Avaliação da Hemodinâmica Cerebral na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica
Descrição: A investigação da hemodinâmica cerebral e dos mecanismos reguladores do fluxo sanguíneo cerebral na DPOC são de grande interesse clínico e científico. Os resultados poderão auxiliar no melhor entendimento da fisiopatologia subjacente a DPOC, podendo refletir na melhoria da qualidade de vida e prognóstico da doença. Este presente estudo será o primeiro a estudar simultaneamente a hemodinâmica cerebral, dentre eles, a autoregulação cerebral, o acoplamento neurovascular e a reatividade microvascular ao CO2 em pacientes DPOC. Alguns achados clínicos como a sincope e o consequente risco de queda, além de disfunções cognitivas, comumente observados nos pacientes DPOC39,40, estão também correlacionados a alterações da autorregulação cerebrovascular41-44. Em vista disto, análises posteriores poderão elucidar e/ou correlacionar alguns achados clínicos inerentes ao DPOC e as alterações na hemodinâmica cerebral..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador / Celso Carvalho - Integrante / Daniel Imay - Integrante.
2018 - Atual
Avaliação dos mecanismos reguladores de fluxo no Traumatismo Cranioencefálico Grave durante o repouso, mobilização passiva e aspiração endotraqueal
Descrição: O encéfalo é dos órgãos diferenciados por excelência. Para a normalidade de suas funções é indispensável que sua irrigação sanguínea seja abundante, ininterrupta e estável. Além de possuir uma limitada reserva de combustível, apresenta também uma alta demanda energética, o que o torna um órgão criticamente dependente do fluxo sanguíneo (FSE). Enquanto o aporte de nutrientes e oxigênio é subordinado, em parte, pelo bombeamento do coração, o encéfalo também se encarrega de controlar o FSE através do sistema circulatório. Flutuações de pressão arterial (mecanismo de autorregulação encefálico- AR), aumento da atividade neuronal (mecanismo de acoplamento neurovascular- ANV) e variações da PaCO2 (mecanismo de reatividade ao CO2- RCO2) levam a ajustes do FSE através da variação da resistência cerebrovascular dos vasos encefálicos. Em algumas doenças, porém, um ou mais destes mecanismos podem estar danificados, levando a um comprometimento do aporte sanguíneo e consequentemente a um dano encefálico. O objetivo principal desta linha de pesquisa é de 1) avaliar a circulação sanguínea encefálica em pessoas saudáveis (em idosos) e em pacientes TCE grave para contribuir para um melhor entendimento da fisiopatologia destas doenças, 2) investigar qual a influência destes mecanismos reguladores de FSE no desfecho clínico destes pacientes e de 3) entender o comportamento destas variáveis durante a aspiração endotraqueal. O estudo inicial englobará pacientes pós TCE grave na fase aguda (<48 do trauma). A velocidade de FSE (Doppler transcraniano), a pressão arterial batimento a batimento (Finometer) e a pressão parcial de CO2 expirado (capnografia) serão registrados continuamente durante 5min de repouso (avaliando AR), 1min de exercício passivo do cotovelo (avaliando ANV) e 1min de hipopnéia (avaliando RCO2). Muito pouco foi publicado sobre a circulação encefálica e seus mecanismos regulatório no TCE. Nós acreditamos que os resultados deste estudo irão mostrar um comprometimento importante dos mecanismos, que este dano estará fortemente associado com o desfecho clínico. Com a inadequada regulação, o FSE se tornar passivamente dependente da pressão arterial, aumentando a pressão intracraniana e desacoplando a relação fluxo-metabolismo. Com o entendimento mais elaborado dos mecanismos envolvidos na regulação do FSE passamos a entender que esta não é apenas uma entidade física com pura interpretação matemática, mas sim com um fenômeno complexo envolvendo múltiplas variáveis. Determinar o real status da circulação sanguínea nestas doenças deve ter impacto direto na escolha do tratamento clínico e de reabilitação, contribuindo para um tratamento mais eficaz e diminuindo o risco de lesões secundárias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador / DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO - Integrante / BOR-SENG-SHU, EDSON - Integrante / DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO - Integrante / Amanda Coelho - Integrante.
2015 - 2017
Hemodinâmica Encefálica na Sepse Avaliada pelo Doppler Transcraniano
Descrição: A microcirculação encefálica na sepse é progressivamente comprometida, com importante redução de capilares funcionantes e redução da perfusão sanguínea em pequenos vasos. Estas alterações são a base fisiopatológica da EAS. (Taccone, et al., 2010). Além disso, EAS se desenvolve em mais de 50% dos pacientes com sepse (Papadopoulos, et al., 2000 e Wilson, et al., 2003) e é uma das causas mais comuns de delirum em UTI (Bleck, et al., 1993). É um importante fator prognóstico independente de aumento da mortalidade. (Eidelman, et al., 1996). Em humanos, até o momento, não há um método completamente adequado e aplicável para avaliar a perfusão encefálica. (Sharshar, et al. 2010). Para avaliar o FSE e a microcirculação em sepse, alguns métodos foram usados, porém com limitações por terem sido testados em um número pequeno de pacientes. (Bowton, et al., 1989 e Sharshar, et al., 2007). Dessa forma, o TCD tem sido testado como método que pode permitir a avaliação na prática clínica diária da circulação encefálica. A avaliação da autorregulação encefálica pelo TCD permite a avaliação de forma indireta da função da microcirculação. (Pierrakos, et al., 2013).OBJETIVO PRINCIPAL: Avaliar a hemodinâmica encefálica em pacientes com sepse, através do Doppler transcraniano. MÉTODO: Estudo observacional longitudinal prospectivo e controlado em que serão avaliados pacientes diagnosticados com sepse e admitidos na UTI nas primeiras 24 horas. Na primeira semana, as avaliações serão realizadas a cada dois dias e, na segunda semana, a cada quatro dias até a alta do paciente da unidade ou óbito. Os pacientes serão monitorizados com pressão sanguínea arterial invasiva, pressão expiratória final de CO2 (PETCO2) e velocidade de fluxo sanguíneo encefálico. A rotina de atendimento clínico aos pacientes não será alterada durante o estudo.PROCEDIMENTOS APÓS A CONCLUSÃO DA PESQUISA: Ao término da pesquisa, os dados serão submetidos às revistas científicas da área para publicação, apresentados em congressos e usados para elaboração de teses..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Integrante / Edson Borg Shu - Coordenador / Daniel Azevedo - Integrante / Ricardo Nogueira - Integrante.Número de orientações: 1
2015 - 2017
Autorregulação encefálica na fase aguda e subaguda do acidente vascular encefálico isquêmico em doentes submetidos a terapia trombolítica
Descrição: A autorregulação encefálica (AE) é mecanismo fisiológico que objetiva manter a constância do fluxo sanguíneo encefálico (FSE), apesar de amplas variações da pressão arterial (50 a 150 mmHg). No estudo da hemodinâmica encefálica o Doppler transcraniano revelou-se uma importante ferramenta, inclusive para o estudo da autorregulação. Sabe-se que no acidente vascular encefálico isquêmico (AVEi) existe a perda da AE em isquemias de grande volume; entretanto, até o presente momento, não existe nenhum estudo da AE durante a terapia com trombólise. Portanto o presente estudo objetiva avaliar a AE na fase aguda e subaguda do AVEi..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Integrante / Ronney Panerai - Integrante / ROBINSON, T. G. - Integrante / Edson Borg Shu - Integrante / Ricardo Nogueira - Coordenador / Marcelo Oliveira - Integrante / Manoel J Teixeira - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
Avaliação da excitabilidade cortical e da hemodinâmica encefálica em pacientes com hidrocefalia de pressão normal submetidos a derivação ventrículo-peritoneal
Descrição: Contudo parte dos mecanismos fisiopatológicos da hipertensão de pressão normal (HPN) permanecem indeterminados. Resultados de estudos de imagens de perfusão enecfálica mostraram uma redução do fluxo sangüíneo cerebral regional em regiões pré-frontais e substância branca periventricular, bem como a regulação negativa de receptores D2 de dopamina nas vias dos gânglios da base, que se correlacionam com sinais HPN. Avaliados em conjunto, estes resultados sugerem comprometimento da conectividade funcional entre as regiões pré-frontais, gânglios basais e córtex motor primário, o que poderia ser pelo menos parcialmente responsável por sintomas em pacientes com HPN. Assim uma avaliação dos modificações precoces e tardias da excitabilidade cortical nestes pacientes poderiam estar associadas a modificações cognitivas e motoras, assim como com perfusão cerebral. Desta forma, a excitabilidade do cortex cerebral pode ser diminuida ou aumentada. Assim, acreditamos que a derivação além de reduzir os efeitos da pressão intracraniana, favorece alterações neuroplásticas positivas em pacientes com hidrocefalia de pressão normal, justificando ganhos reais cognitivos, de qualidade de vida e de transtornos de humor..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Integrante / Edson Borg Shu - Integrante / Marcelo de Oliveira - Integrante / Wellingson S Paiva - Coordenador / Manoel Texeira - Integrante / Carlo Emanuel Petitto - Integrante / Fernando Campos Gomes Pinto - Integrante.
2015 - Atual
Estudo Prospectivo Randomizado, duplo cego, placebo controlado dos efeitos da Intervenção de Terapia Led Transcraniana (TLTC) em pacientes com traumatismo cranioencefalico grave.
Descrição: O TCE é uma das causas mais frequentes de morbidade e mortalidade em todo o mundo, com impacto importante na qualidade de vida das vítimas e de seus cuidadores. Devido à faixa etária acometida, os danos socioeconômicos para a sociedade são enormes. A lesão neuronal decorrente do trauma causa disfunção cerebral extensa e afeta um grande número dos pacientes com traumatismo cranioencefálico (TCE) grave, sendo a principal causa de sequelas neurológicas nos sobreviventes. Neste tipo de lesão, o dano estrutural básico é a axoniotomia, que pode ocorrer no momento do trauma (primária) ou posteriormente (secundária). As consequências oriundas do TCE do ponto de vista neuropsicológico são dramáticas e inclui um espectro amplo de alterações comportamentais e sensitivo-motoras, o que acarreta em um grande comprometimento da qualidade de vida do paciente e de seu cuidador. No que diz respeito a reabilitação destes doentes, as estratégias convencionais de reabilitação objetivando a máxima recuperação funcional tem utilidade limitada nesses pacientes, sendo necessária o emprego de terapias multimodais com equipe multidisciplinar. Dentre os novos recursos disponíveis no âmbito da reabilitação, a estimulação com laser vem sendo proposta como uma nova técnica com resultados positivos em Doença de Alzheimer. Neste trabalho será realizado um ensaio clínico randomizado, duplo cego, controlado por placebo. A amostra consistirá em trinta e seis pacientes entre 18 e 60 anos com diagnóstico de Traumatismo cranioencefalico grave que serão divididos em dois grupos sistema ativo e sistema inativo - sham de Terapia LED Transcraniana (TLTC) por 3 sessões semanais durante 6 semanas, totalizando 18 sessões. Os pacientes incluídos devem apresentar escala de Rancho Los Amigos de 6 a 7, com quadro de TCE grave entre 3 e 6 meses. Os pacientes passarão por uma avaliação neuropsicológica, avaliação de qualidade de vida, recuperação funcional, sobrecarga do cuidador e por análise hemodinamica encefálica por ultrassom Doppler Transcraniano antes do início das sessões de estimulações com LED, uma semana e 3 meses após o término da intervenção, com o objetivo de avaliarmos os efeitos precoces e tardios desta estimulação.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Integrante / Edson Borg Shu - Integrante / Marcelo de Oliveira - Integrante / Wellingson S Paiva - Coordenador / Guilherme C Polani - Integrante / Daniel C de Andrada - Integrante / Manoel Texeira - Integrante / Anna Luiza Zaninotto - Integrante.
2014 - 2017
Avaliação longitudinal dos mecanismos de regulação do fluxo sanguíneo cerebral após AVE
Descrição: O acidente vascular encefálico (AVE) leva a um dano na regulação de fluxo sanguíneo cerebral. Estudos experimentais e clínicos têm sugerido que a reorganização neuronal e hemodinâmica cerebral são os principais mecanismos responsáveis pela recuperação do cérebro. Porém, a falta de entendimento sobre pontos cruciais da regulação de fluxo cerebral limita a transferência de conhecimento para a prática clínica. Este estudo tem como objetivo de avaliar o dois principais mecanismos de regulação de fluxo cerebral (autoregulação cerebral e acoplamento neurovascular) em um período de 3 meses depois do AVE agudo. Os pacientes serão recrutados depois do primeiro episódio de AVE isquêmico antes das 72 horas do início dos sintomas. Sujeitos controles com idade e pressão arterial correspondentes aos pacientes e sem história de doenças neurológicas também serão incluídos. A velocidade de fluxo sanguíneo utilizando o Doppler intracraniano, a pressão arterial e a pressão parcial de CO2 expirado serão registrados continuamente durante 5 min de repouso (avaliando a autoregulação) e 1 min de exercício passivo do cotovelo (avaliando o acoplamento neurovascular). Os pacientes serão avaliados dentro das primeiras 72 horas do início dos sintomas, e 2 semanas, 1 e 3 meses depois. Nós acreditamos que este estudo irá mostrar um dano importante nos dois mecanismos regulatórios no período agudo do AVE, e retornará ao nível dos sujeitos controle na fase de recuperação. Estes achados são de grande importância para guiar a escolha do melhor momento para manipular a pressão arterial, e potencialmente o avaliar o impacto da reabilitação intensiva na fase aguda do AVE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador / Edson Borg Shu - Integrante / Ricardo Nogueira - Integrante / Marcelo Oliveira - Integrante / Manoel Teixeira - Integrante.Financiador(es): Universidade de São Paulo - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1
2010 - 2014
A Avaliação Multimodal da Hemodinâmica Cerebral e da Função Cognitiva no Acidente Vascular Cerebral Agudo
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador / Ronney Panerai - Integrante / Thompson G Robinson - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2006 - 2008
O treino do suporte parcial de peso em pacientes pós AVC
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Integrante / Guilherme Borges - Coordenador / Angela Salomao Macedo - Integrante.Financiador(es): CAPES - Centro Anhanguera de Promoção e Educação Social - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 5


Projetos de extensão


2018 - Atual
Hemodinâmica Encefálica e Fisioterapia
Descrição: Este projeto de extensão contempla um conjunto articulado de ações pedagógicas teóricas presenciais com duração de um ano. As aulas expositivas serão oferecidas quinzenalmente com duração de duas horas. As atividades incluem realização de seminários (conteúdo programático abaixo) para os alunos dos programas de pósgraduação latu-senso da divisão de Fisioterapia do ICHC FMUSP (primeiramente nos cursos de residência multiprofissional no cuidado ao paciente crítico e residência multiprofissional em saúde ? urgência e trauma). Além disso, atividades de orientação de trabalho de final de curso sobre o tema ?hemodinâmica encefálica? serão propostas aos alunos deste curso..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Especialização: (6) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Angela Salomão Macedo Salinet - Coordenador / Clarice Tanaka - Integrante.


Revisor de periódico


2008 - Atual
Periódico: Revista de Neurociências
2015 - Atual
Periódico: Plos One
2016 - Atual
Periódico: Journal of the Neurological Sciences
2016 - Atual
Periódico: Critical Care Nurse
2017 - Atual
Periódico: Acta Paulista de Enfermagem


Revisor de projeto de fomento


2014 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Fisioterapia e Terapia Ocupacional.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Fisiologia.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Neurologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2017
Melhor pôster - V Simpósio de Fisioterapia FMUSP, Divisão de Fisioterapia FMUSP.
2016
Physiological Measurement Highlights: The Leicester cerebral haemodynamics database: normative values and the influence of age and sex, Physiological Measurement.
2016
Physiological Measurement Highlights: Statistical criteria for estimation of the cerebral autoregulation index (ARI) at rest, Physiological Measurement.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:27
Total de citações:266
Fator H:12
Salinet, Angela SM; Salinet, ASM; Salinet, AM  Data: 26/09/2018

SciELO
Total de trabalhos:15
Total de citações:213
Salinet  Data: 15/05/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:16
Total de citações:203
Salinet, Angela Salomao Macedo  Data: 15/05/2018

Outras
Total de trabalhos:27
Total de citações:266
https://scholar.google.com/citations?user=ur61xc8AAAAJ  Data: 26/09/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
6Salinet, A.M.2018Salinet, A.M.; LOWYD, O. ; BRODIE, FIONA ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; SAEED, N. ; PANERAI, RONNEY B ; Robinson, Thompson G. ; SYED, NAZIA . Cerebral Haemodynamics following Acute Ischaemic Stroke: Effects of Stroke Severity and Stroke Subtype. CEREBROVASCULAR DISEASES EXTRA, p. 80-89, 2018.

2.
2Salinet, A.M.2018 Salinet, A.M.; AZEVEDO, D. ; TEIXEIRA, M. J. ; Panerai, Ronney B. ; SHU, E. B. . MPAIRED CEREBRAL AUTOREGULATION AND NEUROVASCULAR COUPLING IN MIDDLE CEREBRAL ARTERY STROKE: INFLUENCE OF SEVERITY. JOURNAL OF CEREBRAL BLOOD FLOW AND METABOLISM, v. 1, p. 1-5, 2018.

3.
3Salinet, A.M.2018Salinet, A.M.; CALDAS, J. ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; PANERAI, R B ; TEIXEIRA, M. J. ; SHU, E. B. ; ROBINSON, T. G. . Pooling data from different populations: should there be regional differences in cerebral haemodynamics?. BMC Neurology, v. 18, p. 1-7, 2018.

4.
5DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO2018DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO ; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO ; AZEVEDO, D. ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; BOR-SENG-SHU, EDSON . Intracranial hypertension and cerebral autoregulation: a systematic review and meta-analysis. World Neurosurgery, p. 1-7, 2018.

5.
4CALDAS, J.2018CALDAS, J. ; PANERAI, R. ; SALINET, ANGELA S. M. ; GALAS, F. R. B. G. ; SHU, E. ; ROBINSON, T. G. ; NOGUEIRA, R. . Dynamic cerebral autoregulation is impaired during sub-maximal isometric handgrip in patients with heart failure. AMERICAN JOURNAL OF PHYSIOLOGY-HEART AND CIRCULATORY PHYSIOLOGY, v. 1, p. 1, 2018.

6.
8DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO2018DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO ; SALINET, ANGELA S. M. ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; PAIVA, W. S. ; TEIXEIRA, MANOEL JACOBSEN ; SHU, E. B. . The Effects of Induction and Treatment of Intracranial Hypertension on Cerebral Autoregulation: An Experimental Study. NEUROLOGY RESEARCH INTERNATIONAL, v. 2018, p. 1-8, 2018.

7.
7BRASIL, SERGIO2018BRASIL, SERGIO ; PAIVA, WELLINGSON SILVA ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; Macedo Salinet, Angela ; TEIXEIRA, MANOEL JACOBSEN . Letter to the Editor. Decompressive craniectomy in TBI: What is beyond static evaluations in terms of prognosis?. JOURNAL OF NEUROSURGERY, v. 1, p. 1-2, 2018.

8.
10PANERAI, R B2016 PANERAI, R B ; HAUNTON, V J ; HANBY, M F ; SALINET, A S M ; ROBINSON, T G . Statistical criteria for estimation of the cerebral autoregulation index (ARI) at rest. PHYSIOLOGICAL MEASUREMENT, v. 37, p. 661-672, 2016.

9.
9PATEL, NIKIL2016PATEL, NIKIL ; PANERAI, RONNEY B ; HAUNTON, VICTORIA ; KATSOGRIDAKIS, EMMANUEL ; SAEED, NAZIA P ; SALINET, ANGELA ; BRODIE, FIONA ; SYED, NAZIA ; D?SA, SCHNELL ; ROBINSON, THOMPSON G . The Leicester cerebral haemodynamics database: normative values and the influence of age and sex. PHYSIOLOGICAL MEASUREMENT, v. 37, p. 1485-1498, 2016.

10.
13DE AZEVEDO, DANIEL SILVA2016DE AZEVEDO, DANIEL SILVA ; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO ; DE LIMA OLIVEIRA, MARCELO ; TEIXEIRA, MANOEL JACOBSEN ; BOR-SENG-SHU, EDSON ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO . Cerebral hemodynamics in sepsis assessed by transcranial Doppler: a systematic review and meta-analysis. JOURNAL OF CLINICAL MONITORING AND COMPUTING, v. 1, p. 1-10, 2016.

11.
12LOWYD, O.2016LOWYD, O. ; PATEL, N. ; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO ; ROBINSON, T. G. . Abstracts for the 10th World Stroke Congress, 2016. International Journal of Stroke, v. 11, p. 4-288, 2016.

12.
15SALINET, ANGELA S. M.2015 SALINET, ANGELA S. M.; Robinson, Thompson G. ; Panerai, Ronney B. . Effects of cerebral ischemia on human neurovascular coupling, CO reactivity, and dynamic cerebral autoregulation. Journal of Applied Physiology (1985), v. 118, p. 170-177, 2015.

13.
1Salinet, Angela S.M.2014 Salinet, Angela S.M.; Panerai, Ronney B. ; Robinson, Thompson G. . The Longitudinal Evolution of Cerebral Blood Flow Regulation after Acute Ischaemic Stroke. CEREBROVASCULAR DISEASES EXTRA, v. 4, p. 186-197, 2014.

14.
16Maggio, Paola2014Maggio, Paola ; SALINET, ANGELA S. M. ; Robinson, Thompson G. ; Panerai, Ronney B. . Influence of CO on neurovascular coupling: interaction with dynamic cerebral autoregulation and cerebrovascular reactivity. PHYSIOLOGICAL REPORTS, v. 2, p. n/a-n/a, 2014.

15.
14SALINET, ANGELA S. M.2014SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Improving the sensitivity of neurovascular coupling assessment using motor-cognitive paradigms post-stroke. THE FASEB JOURNAL (ONLINE), v. 28, p. 1068.4, 2014.

16.
19SALINET, ANGELA S. M.2013SALINET, ANGELA S. M.; HAUNTON, VICTORIA J. ; Panerai, Ronney B. ; Robinson, Thompson G. . A systematic review of cerebral hemodynamic responses to neural activation following stroke. Journal of Neurology (Print), v. 1, p. 1-7, 2013.

17.
18SALINET, A. S. M.2013SALINET, A. S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Active, passive, and motor imagery paradigms: component analysis to assess neurovascular coupling. Journal of Applied Physiology (1985), v. 114, p. 1406-1412, 2013.

18.
17MAGGIO, P.2013MAGGIO, P. ; SALINET, A. S. M. ; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . Does hypercapnia-induced impairment of cerebral autoregulation affect neurovascular coupling? A functional TCD study. Journal of Applied Physiology (1985), v. 115, p. 491-497, 2013.

19.
11SALINET, ANGELA S. M.2013SALINET, ANGELA S. M.; Robinson, Thompson G. ; Panerai, Ronney B. . Cerebral blood flow response to neural activation after acute ischemic stroke: a failure of myogenic regulation?. JOURNAL OF NEUROLOGY, v. 260, p. 2588-2595, 2013.

20.
20MAGGIO, P.2013MAGGIO, P. ; SALINET, A. S. M. ; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . Reply to Willie. Journal of Applied Physiology (1985), v. 115, p. 1216-1216, 2013.

21.
22Salinet, A.M.;Salinet, Angela S.M.;SALINET, ANGELA S. M.;SALINET, A. S. M.;SALINET, A S M;SALINET, ANGELA;SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO;Macedo Salinet, Angela;Salinet, Angela Macedo2012Salinet, A.M.; Panerai, Ronney B. ; Robinson, Thompson G. . Effects of Active, Passive and Motor Imagery Paradigms on Cerebral and Peripheral Hemodynamics in Older Volunteers: A Functional TCD Study. Ultrasound in Medicine & Biology, v. 38, p. 997-1003, 2012.

22.
23PANERAI, R.2012 PANERAI, R. ; Salinet, A.M. ; Robinson, T. . Contribution of arterial blood pressure and PaCO2 to cerebrovascular responses to motor stimulation. American Journal of Physiology. Regulatory, Integrative and Comparative Physiology, v. 4, p. 302, 2012.

23.
21Salinet, A.M.;Salinet, Angela S.M.;SALINET, ANGELA S. M.;SALINET, A. S. M.;SALINET, A S M;SALINET, ANGELA;SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO;Macedo Salinet, Angela;Salinet, Angela Macedo2012Salinet, A.M.; Robinson, T. ; Panerai, Ronney B. . Reproducibility of cerebral and peripheral haemodynamic responses to active, passive and motor imagery paradigms in older healthy volunteers: A fTCD study. Journal of Neuroscience Methods, v. 206, p. 143-150, 2012.

24.
24PANERAI, R.2011Salinet, A.M.; PANERAI, R. ; Robinson, T. . The influence of calculation method on estimates of cerebral critical closing pressure. Physiological Measurement, v. 32, p. 467-482, 2011.

25.
25Salinet, A.M.;Salinet, Angela S.M.;SALINET, ANGELA S. M.;SALINET, A. S. M.;SALINET, A S M;SALINET, ANGELA;SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO;Macedo Salinet, Angela;Salinet, Angela Macedo2008Salinet, A.M.; CAMPOS, D. ; Borges G ; Goncalves, V . O conceito de sistema neurofuncional aplica-se à percepção de faces?. Revista de Neurociências (EPM. Impresso), v. 16, p. 316-321, 2008.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SALINET, J. L. ; MARQUES, J. A. L. ; MADEIRO, J. P. V. ; SALINET, ANGELA S. M. ; NG, A. ; SCHLINDWEIN, F. . Nonlinearity characterization and entropy analysis of intracardiac atrial electrogram signals.. In: XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica, 2014, Uberlândia. XXIV Congresso Brasileiro de Engenharia Biomédica, 2014.

2.
SALINET, J. L. ; TUAN, J. ; SALINET, ANGELA S. M. ; STAFFORD, P. ; NG, A. ; SCHLINDWEIN, F. . Patterns of Dominant Frequency Trajectory Behaviour in Persistent Atrial Fibrillation: Spatio-temporal Characterisation. In: Computing in Cardiology, 2014, Boston. Computing in Cardiology, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Improving the sensitivity of neurovascular coupling assessment using motor-cognitive paradigms post-stroke. In: Experimental Biology Congress, 2014, San Diego. The FASEB Journal, 2014. v. 28. p. 1068.4.

2.
SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Can Subcomponents Analysis Help With the Interpretation of the CBFv Response to Neural Activation After Acute Ischaemic Stroke?. In: 18th Meeting of European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics and 3rd Meeting of Cerebral Autoregulation Network, 2013, Porto. Abstracts of the 18th Meeting of the European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics (ESNCH) and the 3rd Meeting of the Cerebral Autoregulation Network (CARNet)., 2013. v. 33. p. 1-77.

3.
SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Cerebrovascular responses to cortical activation in older adults - A subcomponent analysis.. In: 17th Meeting of the European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics, 2012, Venice. 17th Meeting of the European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics, 2012.

4.
SALINET, ANGELA S. M.; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . Is the Neurovascular Coupling Response Impaired in the Acute Phase of Stroke? A Transcranial Doppler study. In: 7th Stroke Forum, 2012, Harrogate. UK STROKE FORUM 2012 CONFERENCE, NORTH YORKSHIRE, 4-6 DECEMBER 2012, 2012. v. 7. p. 1-79.

5.
Salinet, A.M.; PANERAI, R. ; Robinson, T. . Is Mentalization the Dominant Component of the CBF Response to Active and Passive Motor Paradigms? A Functional TCD Study. In: XXVth International Symposium on Cerebral Blood Flow, Metabolism and Function and the Xth International Conference on Quantification of Brain Function with PET, 2011, Barcelona. XXVth International Symposium on Cerebral Blood Flow, Metabolism and Function and the Xth International Conference on Quantification of Brain Function with PET, 2011.

6.
Salinet, A.M.; Borges G . Improved gait patterns following chronic stroke with low cost body weight and treadmill training. In: World Physical Therapy 2011, 2011, Amsterdan. World Physical Therapy 2011, 2011.

7.
Salinet, A.M.; Borges G . Treino de marcha sobre o suporte parcial de peso e esteira em paceintes hemiplégicos. In: Congresso Paulista de Neurologia, 2007, Guarujá. Anais do Congresso Paulista de Neurologia, 2007.

Artigos aceitos para publicação
1.
BRASIL, S. ; SALINET, A S M ; NOGUEIRA, R. . Quantitative cerebral blood flow using xenon-enhanced CT after decompressive craniectomy in traumatic brain injury: What is beyond static evaluations in terms of prognosis. JOURNAL OF NEUROSURGERY, 2018.

2.
SALINET, A. S. M.; LOWYD, O. ; PANERAI, R. ; Robinson, Thompson G. ; SHU, E. B. ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO . Cerebral Haemodynamics Following Acute Ischaemic Stroke: influence of Age and Sex. PHYSIOLOGICAL MEASUREMENT, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO. The influence of initial stroke severity on cerebral hemodynamics. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
MORILHA, A. ; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO ; SALINET, J. L. . Implementing, validating and comparing the transfer function method and autoregulation index for cerebral autoregulation analysis. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Salinet, A.M.; BOR-SENG-SHU, EDSON ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; TEIXEIRA, M. ; ROBINSON, T G ; PANERAI, R. . Are we all the same? A Comparison of Cerebral Autoregulation Parameters between Brazillians and British participants.. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
Salinet, A.M.; BOR-SENG-SHU, EDSON ; DE CARVALHO NOGUEIRA, RICARDO ; TEXEIRA, M. . HEMODINÂMICA ENCEFÁLICA APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: COMO AUXILIAR A ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
SALINET, A. S. M.; NOGUEIRA, R. ; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. ; SHU, E. B. . Dynamic Cerebral Autoregulation After First Ever MCA Infarct: Acute Dysregulation and Influence of Stroke Severity. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
SALINET, ANGELA S. M.; PETITTO, C. E. ; OLIVEIRA, M. ; PANERAI, R. B. ; PAIVA, W. S. ; SHU, E. B. . Dynamic Autoregulatory Response After Severe Head Injury: a Chronic Diffuse Axonal Injury Study. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
SALINET, ANGELA S. M.; TEIXEIRA, M. J. ; OLIVEIRA, M. ; PAIVA, W. S. ; SHU, E. B. . The Effect of Mild Intracranial Hypertension on Static Cerebral Autoregulation: an Experimental Study. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
NOGUEIRA, R. ; SALINET, ANGELA S. M. ; SHU, E. B. ; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. . Cerebral blood flow regulation during and after thrombolysis for acute ischemic stroke: a prospective study. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
SALINET, ANGELA S. M.; PANERAI, R. B. ; Robinson, Thompson G. ; TEXEIRA, M. ; NOGUEIRA, R. ; SHU, E. . Cerebral autoregulation in acute stroke: the infuence of the NIHS scale. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
Salinet, Angela S.M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Improving the sensitivity of neurovascular coupling assessment using motor-cognitive paradigms post-stroke. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Can Subcomponents Analysis Help With the Interpretation of the CBFv Response to Neural Activation After Acute Ischaemic Stroke?. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
SALINET, ANGELA S. M.; ROBINSON, T. G. ; PANERAI, R. B. . Cerebrovascular responses to cortical activation in older adults - A subcomponent analysis.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
SALINET, ANGELA S. M.; HAUNTON, VICTORIA J. ; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . Correlation of Cerebral Blood Flow Response to Brain Activation Paradigms and Recovery after Ischaemic Stroke in Adults: A Systematic Review.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
SALINET, ANGELA S. M.; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . Is the Neurovascular Coupling Response Impaired in the Acute Phase of Stroke? A Transcranial Doppler study.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
Salinet, A.M.; Borges G . Improved gait patterns following chronic stroke with low cost body weight and treadmill training.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
Salinet, A.M.; PANERAI, R. ; Robinson, T. . Is Mentalization the Dominant Component of the CBF Response to Active and Passive Motor Paradigms? A Functional TCD Study. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
SALINET, ANGELA S. M.; PANERAI, R. B. ; ROBINSON, T. G. . A transcranial Doppler study of cerebral haemodynamic induced by motor paradigm. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
Salinet, A.M.; Borges G . Treino de marcha sobre o suporte parcial de peso e esteira em paceintes hemiplégicos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
SALINET, ANGELA S. M.. Hidroterapia e Reabilitação Cardiorespiratoria após Acidente Vascular Cerebral 2012 (Carta ao Editor).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
SALINET, ANGELA S. M.. Mecanismos de Regulação do fluxo sanguineo cerebral normal e patológico. 2015. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Slides em power point e referência bibliográfica).

2.
SALINET, ANGELA S. M.. Relatório de aproveitamento FINAL - bolsa de doutorado integral. 2014. (Relatório de pesquisa).

3.
SALINET, ANGELA S. M.. Relatório de aproveitamento - bolsa de doutorado integral. 2013. (Relatório de pesquisa).

4.
SALINET, ANGELA S. M.. Relatório de aproveitamento - bolsa de doutorado integral. 2012. (Relatório de pesquisa).

5.
SALINET, ANGELA S. M.. Relatório de aproveitamento - bolsa de doutorado integral. 2011. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Teses de doutorado
1.
SHU, E. B.; MACHADO, F. S.; SALINET, ANGELA S. M.; CABOCLO, L. O. S. F.; ALBURQUERQUE, L. A. D.. Participação em banca de Fernando Mendes Paschoal Junior. Autorregulação encefálica na insuficiência hepática fulminante antes e após do transplante hepático. 2016. Tese (Doutorado em faculdade de medicina) - Instituto de Estudos Avançados - USP.

Qualificações de Doutorado
1.
SALINET, A. S. M.; TANIGUCHI, L. U.; SAMPAIO, G.. Participação em banca de Daniel Silva de Azevedo. Hemodinâmica encefálica na sepse avaliada pelo Doppler transcraniano. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina (Neurologia)) - Universidade de São Paulo.

2.
GALAS, F. R. B. G.; SALINET, ANGELA S. M.; GRAGER, L. F.. Participação em banca de Juliana Caldas Ribeiro Bittencourt. Avaliação da hemodinâmica encefálica em pacientes de alto risco submetidos a cirurgia cardíaca: papel do balão intra-aórtico de contra-pulsação. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina (Cirurgia Torácica e Cardiovascular)) - Universidade de São Paulo.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; Cavas, NJ; SUDA, E. Y.. Participação em banca de Biodossessi Angelo Marius Sekloka.Efeito da terapia com dança sobre a funcionalidade de idosos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade Ibirapuera.

2.
YURI, E.; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO. Participação em banca de Karen Esther Chang.Prevalência de dor lombar em idosos residentes de São Paulo. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

3.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; YURI, E.. Participação em banca de Jean Barroso de Souza.Experiência de graduandos egressos do curso de Terapia Ocupacional da USP-SP ao lidarem com o processo de terminalidade, morte e luto de idosos. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de São Paulo.

4.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; YURI, E.. Participação em banca de Eunice Young Docko.Severidade da Neuropatia Periférica e Comprometimento de Equilíbrio são Preditivos de Queda em Idoso. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

5.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; YURI, E.. Participação em banca de Leonardo Noveli.Efeitos do Fortalecimento dos músculos dos pés na biomecânica do complexo tornozelo-pé de pessoas com a polineuropatia diabética. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

6.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; YURI, E.. Participação em banca de Mayara Santos Pimentel.Associação entre perda funcional e sistema respiratório e muscular em pacientes após internação na terapia intensiva. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

7.
Salinet, A.M.; TRINAS, F. V. A.; STADULNI, A. R. P.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Leticia Cortez Neto.Potenciais Evocados Auditivos de Tronco Encefálico com estímulo clique em crianças com câncer submetidas à quimioterapia. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

8.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Lucas Cainan Paulino.Proposta de protocolo de rastreio de risco de disfonia para atores de teatro musical. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

9.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Thaina de Oliveira Rocha.Mapeamento das Políticas Públicas e dos serviços e ações que compõem a rede de saúde e trabalho do município de São Paulo. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

10.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Thais Naomi Sawada.Efeitos do treinamento do complexo tornozelo e pé na força da musculatura intrínseca e na arquitetura do arco longitudinal em corredores de longa distância. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

11.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Gabriela Lisboa.Avaliação da inteligibilidade de fala de trabalhadores normo-ouvintos expostos e não expostos ao ruído como uso do protetor auditivo. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

12.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Carolina Grigoletto Costa.Adaptação para o Português Brasileiro do Teste de Habilidades Pragmáticas de Shulman. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.

13.
Salinet, A.M.; STADULNI, A. R. P.; TRINAS, F. V. A.; SACCO, I. C. N.. Participação em banca de Karoline da Silva Freitas.Perfil dos indices PCC-R e PCC em crianças de sete anos de idade. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO; SUDA, E. Y.; Cavas, NJ. IX Encontro de Produção Científica do curso de Fisioterapia. 2018. Universidade Ibirapuera.

2.
YURI, E.; SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO. 26 Simpósio Internacional de Iniciação Científica - SIICUSP. 2018. Universidade de São Paulo.

3.
SALINET, ANGELA SALOMAO MACEDO. 25 Simpósio Internacional de Iniciação Científica - SIICUSP. 2017. Universidade de São Paulo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CarNet Meeting 2018- Oxford, UK.The influence of initial stroke severity on cerebral hemodynamics. 2018. (Simpósio).

2.
XXVI Brazilian Congress on Biomedical Engineering. Implementing, validating and comparing the transfer function method and autoregulation index for cerebral autoregulation analysis. 2018. (Congresso).

3.
Brain 2017. Are we all the same? A Comparison of Cerebral Autoregulation Parameters between Brazillians and British participants.. 2017. (Congresso).

4.
VIII Simpósio de Instrumentação e Imagens Médicas (SIIM) / VII Simpósio de Processamento de Sinais (SPS),.Avaliação de pôsters de reabilitação. 2017. (Simpósio).

5.
V Simpósio de Fisioterapia HCFMUSP.HEMODINÂMICA ENCEFÁLICA APÓS ACIDENTE VASCULAR ENCEFÁLICO: COMO AUXILIAR A ABORDAGEM FISIOTERAPÊUTICA?. 2017. (Simpósio).

6.
Workshop de Avanços no Atendimento ao Paciente Crítico.Hemodinâmica encefálica: como auxiliar a abordagem fisioterapêutica. 2017. (Simpósio).

7.
16th International Symposium on Intracranial Pressure and Neuromonitoring.Dynamic Cerebral Autoregulation After First Ever MCA Infarct: Acute Dysregulation and Influence of Stroke Severity. 2016. (Simpósio).

8.
II Simpósio Brasileiro de Investigação de Doenças Neuromusculares. 2016. (Simpósio).

9.
5th Cerebral Autoregulation Network (CARNet) meeting. Cerebral autoregulation in acute stroke: the infuence of the NIHS scale. 2015. (Congresso).

10.
Experimental Biology 2014. Improving the sensitivity of neurovascular coupling assessment using motor-cognitive paradigms post-stroke. 2014. (Congresso).

11.
18th Meeting of European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics and 3rd Meeting of Cerebral Autoregulation Network.Can Subcomponents Analysis Help With the Interpretation of the CBFv Response to Neural Activation After Acute Ischaemic Stroke?. 2013. (Encontro).

12.
17th Meeting European Society of Neurosonology and Cerebral Hemodynamics. Cerebrovascular responses to cortical activation in older adults - A subcomponent analysis.. 2012. (Congresso).

13.
3rd Postgraduate half day.Cerebrovascular responses to cortical activation in older adults - A subcomponent analysis.. 2012. (Encontro).

14.
7th Postgraduate Carres Symposium for Research Postgraduates and Research staff. 2012. (Simpósio).

15.
7th UK Stroke Forum Conference. Is the Neurovascular Coupling Response Impaired in the Acute Phase of Stroke? A Transcranial Doppler study. 2012. (Congresso).

16.
8th World Stroke Congress. Correlation of Cerebral Blood Flow Response to Brain Activation Paradigms and Recovery after Ischaemic Stroke in Adults: A Systematic Review. 2012. (Congresso).

17.
Autonomic Function & Haemodynamics 2011. 2011. (Encontro).

18.
World Physical Therapy 2011. IMPROVED GAIT PATTERNS FOLLOWING CHRONIC STROKE WITH LOW COST BODY WEIGHT AND TREADMILL TRAINING. 2011. (Congresso).

19.
XXVth International Symposium on Cerebral Blood Flow, Metabolism and Function and the Xth International Conference on Quantification of Brain Function with PET. IS MENTALIZATION THE DOMINANT COMPONENT OF THE CBF RESPONSE TO ACTIVE AND PASSIVE MOTOR PARADIGMS? A FUNCTIONAL TCD STUDY. 2011. (Congresso).

20.
1st Cerebral autoregulation Network Meeting.Quantitative assessment of cerebralautoregulation from spontaneosly varying signals. 2010. (Encontro).

21.
Ethical Approval Procedures. 2010. (Oficina).

22.
Giving research seminars and conference talks. 2010. (Oficina).

23.
II Congresso da Associação de Brasileiros estudantes de pós-graduação e pesquisadores no Reino Unido. A transcranial Doppler study of cerebral haemodynamic induced by motor paradigm.. 2010. (Congresso).

24.
Managing your bibliography with EndNote e RefWorks. 2010. (Oficina).

25.
Planning and Managing your doctorate. 2010. (Oficina).

26.
Publicity and presentinig your research. 2010. (Oficina).

27.
University of Leicester Syposium.Estudo da hemodinamica cerebral na hipo e hyperventilacao. 2010. (Encontro).

28.
Use of MS Word for long documents. 2010. (Oficina).

29.
IV Congresso Paulista de Neurologia. Treino de marcha sobre o suporte parcial de peso e esteira em paceintes hemiplégicos. 2007. (Congresso).

30.
I Congresso Internacional de Neurociências e Reabilitação. 2004. (Congresso).

31.
I Congresso Internacional de Neurologia e Neurocirurgia do Hospital Dr. Mario Gatti.. 2003. (Congresso).

32.
I Fórum Internacional de Neuroemergências de Campinas - V Simpósio de Emergências Neurológicas de Campinas.. 2003. (Simpósio).

33.
I SINNU - Simpósio de Neurologia e Neurocirurgia da Universidade Estadual de Campinas - UNICAMP.. 2003. (Simpósio).

34.
XV Congresso Brasileiro de Fisioterapia.. 2001. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Amanda Coelho Fernandes. Avaliação da Hemodinâmica Encefálica Durante a Aspiração Endotraqueal em Pacientes com Traumatismo Cranioencefálico Agudo. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Medicina (Neurologia)) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Daniel Imay. Avaliação da Hemodinâmica Cerebral na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Medicina (Neurologia)) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Marcelo de Lima Oliveira. Autorregulaçnao encefálica em porcos: modelo experimental da hipertensão intracraniana. Início: 2016. Tese (Doutorado em Medicina (Neurologia)) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).

2.
Daniel Azevedo. HEMODINÂMICA ENCEFÁLICA NA SEPSE AVALIADA PELO DOPPLER TRANSCRANIANO. Início: 2015. Tese (Doutorado em Medicina (Neurologia)) - Universidade de São Paulo. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Nathália Camin Calixto Sarroche da Silva. Avaliação do Fluxo Sanguíneo Encefálico na Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica: desregulação hemodinâmica?. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Medicina) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Angela Salomão Macedo Salinet.

2.
Thauana Barros de Barros. Avaliação Longitudinal do Fluxo Sanguíneo Cerebral após o Acidente Vascular Encefálico Agudo: desregulação aguda e influência da severidade?. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Abi - Medicina) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Angela Salomão Macedo Salinet.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 24:09:01