Priscila Ortega

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2621725750640313
  • Última atualização do currículo em 17/09/2018


Licenciada e Bacharel em Ciências Biológicas pela Universidade Presbiteriana Mackenzie (2008-2010) e Mestrado em Ciências (Fisiologia Geral) pela Universidade de São Paulo (2012) com estagio na University of North Florida (2010). Doutora em Ciências na Universidade de São Paulo na área de Fisiologia com ênfase em Fisiologia Geral, atuando principalmente em ecotoxicologia em invertebrados presentes em ambientes poluídos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Priscila Ortega
Nome em citações bibliográficas
ORTEGA, P.;Ortega, Priscila

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Biociências.
Rua do Matão, Travessa 14, 101. Laboratório de Biologia Celular de Invertebrados Marinhos
Butantã
05508090 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (011) 30917522


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2016
Doutorado em Fisiologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Caracterização do transporte de cádmio em células epiteliais de populações do caranguejo de mangue Ucides cordatus provenientes de áreas com diferentes níveis de poluição, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Flávia Pinheiro Zanotto.
Coorientador: Márcio Reis Custódio.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2010 - 2012
Mestrado em Ciências (Fisiologia Geral).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Transporte de cádmio em células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus,Ano de Obtenção: 2012.
Orientador: Flávia Pinheiro Zanotto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Transporte de cádmio; células branquiais; Ucides cordatus.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Geral.
2006 - 2010
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, Brasil.
Título: Viabilidade de células branquiais de caranguejo de mangue Ucides cordatus.
Orientador: Flávia Pinheiro Zanotto.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
2006 - 2009
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, Brasil.
Título: O Ensino da Fotossíntese e o cotidiano do aluno.
Orientador: Adriano Monteiro de Castro.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Institute of Marine and Environmental Technology, IMET, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2017
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas


Formação Complementar


2016 - 2016
Extensão universitária em Tecnologias digitais: ampliando o uso de metodologias metacognitivas. (Carga horária: 40h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em 8ENC/CURSO INSTRUMENTAL DE MICROSCOPIA PARA PROFESSORES DA REDE PÚBLICA - 2. (Carga horária: 40h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2013 - 2013
Extensão universitária em DESENVOLVENDO DE MODO PRAZEROSO O DNA E OS FUNDAMENTOS DA HEREDITARIEDADE. (Carga horária: 40h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2001 - 2002
CURSO INTENSIVO DE INGLÊS. (Carga horária: 360h).
BRITISH AND AMERICAN, BAA, Brasil.


Atuação Profissional



Institute of Marine and Environmental Technology, IMET, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorando, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Bolsa mestrado, Enquadramento Funcional: Aluna bolsista de mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsa de mestrado com o projeto Transporte de cádmio em células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus.


Universidade Presbiteriana Mackenzie, MACKENZIE, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica
Outras informações
Conclusão da bolsa PIBIC Mackenzie com o projeto Viabilidade de células branquiais de caranguejo de mangue Ucides cordatus.


Universidad Nacional de Ingeniería, UNI, Peru.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
The interaction between cadmium and reproductive physiology in Callinectes danae from environments with different levels of pollution
Descrição: Aquatic ecosystems have been altered due to human activities. Toxic metals, such as cadmium (Cd), are released into the environment as a result of mining and industrial processes, negatively influencing the animals? physiology, altering the reproductive cycle, maturation of reproductive organs and hormones related to the process of crustaceans? molting. Thus, the project aims to evaluate the influence of Cd on reproduction and molting processes in Callinectes danae, comparing animals from regions with different levels of pollution. The hormone levels related to the molting process (hyperglycemic hormone ? CHH; ecdysteroids ? ecdysone) will be measured using molecular biology techniques (gene expression for CHH and ecdysone receptor expression). It is expected to relate Cd and exposure time to toxic metal and changes in hormone levels, assessing how contaminated environments may interfere negatively in the reproductive process of these animals..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Priscila Ortega - Coordenador / VITORINO, HECTOR A. - Integrante / Jum Sook Chung - Integrante.
2017 - Atual
Cádmio e os processos fisiológicos de reprodução e muda em Callinectes danae: comparação entre um contínuo de ambientes com diferentes níveis de poluição
Descrição: Os ecossistemas aquáticos, nos últimos tempos, têm sido alterados devido às ações antrópicas. Metais tóxicos, como cádmio (Cd), são lançados no ambiente como resultado de processos de mineração e de indústrias, como as de tinturas. Esses metais podem influenciar negativamente a vida aquática, principalmente a fisiologia dos animais, alterando seu ciclo reprodutivo, assim como a maturação dos órgãos reprodutores e a liberação/inibição de hormônios relacionados à reprodução e muda em crustáceos. Considerando-se esta problemática do efeito dos metais na fisiologia reprodutiva, o objetivo deste projeto é avaliar de maneira global a influência do Cd nos processos de reprodução e muda em Callinectes danae, comparando animais provenientes de regiões com diferentes níveis de poluição e exposição. Órgãos relacionados ao ciclo reprodutivo (p. ex., órgão X, glândula do seio e gônadas), assim como ao processo da muda, serão avaliados quanto às alterações morfológicas e fisiológicas induzidas pelo contaminante; os níveis hormonais serão medidos, dentre eles a melatonina, relacionando esse hormônio ao ciclo reprodutivo. Espera-se obter respostas quanto à relação entre o Cd e as variáveis morfofisiológicas envolvidas na reprodução e muda, assim como avaliar como os ambientes tipicamente contaminados podem interferir expressivamente no processo reprodutivo do animal de maneira direta..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CÁDMIO EM POPULAÇÕES DO CARANGUEJO DE MANGUE Ucides cordatus EM ÁREAS COM DIFERENTES NÍVEIS DE POLUIÇÃO
Descrição: Os crustáceos pertencem a um grupo muito diversificado de organismos, presentes em diversos habitats, incluindo ambiente estuarino, marinho, dulcícola e terrestre. Alterações funcionais ao longo da evolução destes organismos levaram ao surgimento de adaptações especializadas das células epiteliais encontradas nas brânquias, tegumento, hepatopâncreas e glândula antenal (análoga ao rim), locais onde os animais regulam a passagem de moléculas e íons entre o meio externo e a hemolinfa. Metais potencialmente tóxicos podem impregnar os animais através do tegumento e das brânquias, como também através do hepatopâncreas, via alimentação. O ecossistema de manguezal, onde se encontra o caranguejo a ser estudado (Ucides cordatus), é uma região altamente vulnerável à poluição por metais. Desse modo, o presente projeto visa estudar o transporte do metal de transição cádmio (Cd2+) em duas regiões com diferentes níveis de poluição por metais: Itanhaem e Cananéia, no litoral Norte e Sul de São Paulo, respectivamente. A abordagem metodológica envolve o uso de marcador fluorescente para Cd2+, visando quantificar o efeito deletério desse metal em animais das duas diferentes regiões, juntamente com o estudo do perfil de ácidos graxos da membrana plasmática desses animais, visando explorar diferenças em populações submetidas a diferentes níveis de contaminação por esse metal. Dessa forma, o presente projeto será utilizado como suporte teórico para os efeitos em nível celular do metal Cd2+ e possíveis alterações funcionais da membrana plasmática em animais de regiões com diferentes níveis de poluição. Além disso, o estudo dos mecanismos de transporte de metais servirá para compreender a avaliação do potencial biológico de caranguejos como bioindicadores de poluição ambiental..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
Transporte de cádmio em células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus
Descrição: O Ucides cordatus é um caranguejo que habita mangues, sendo importante na alimentação humana. Estas regiões podem ser contaminadas com metais pesados, principalmente cádmio, através de dejetos de indústrias e descarte de pilhas e baterias. Esse metal atinge o animal por meio de suas brânquias, quando dissolvido na água, ou por meio da alimentação. Como não é um metal essencial, pequenas concentrações podem ser extremamente tóxicas. Não se sabe ao certo como o cádmio atinge as células, mas acredita-se que, por ser divalente, o metal compete com o cálcio, utilizando-se de canais de Ca para penetrar nas células. Desse modo, o objetivo do trabalho foi caracterizar a cinética de transporte do cádmio. Para isso, as células das brânquias foram dissociadas pelo método de dissociação enzimática, separando as células de brânquias anteriores e de brânquias posteriores, e marcadas com Fluo 3 AM. Posteriormente, caracterizou-se a cinética do transporte no espectrofluorímetro, com sucessivas adições de CdCl nas concentrações de 0,5, 1 e 1,5 µM. Obteve-se como resultado um pico de entrada do metal, com uma posterior queda para níveis basais, concluindo-se que as brânquias regulam a entrada e saída deste metal, com um possível acúmulo deste no meio intracelular..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2009
Caracterização do transporte de cobre e histologia das células epiteliais do hepatopâncreas de Ucides cordatus
Descrição: Para a maioria dos animais aquáticos, as brânquias são importantes para a respiração, excreção, equilíbrio ácido-base e regulação de íons. O epitélio branquial é exposto ao meio ambiente, que é frequentemente contaminado. O objetivo deste trabalho foi caracterizar o transporte de cobre (Cu), utilizando um marcador fluorescente, Phen Verde, em células branquiais de caranguejo de mangue, encontrado em regiões poluídas do Brasil. Os resultados mostraram que CuCl2 adicionados em concentrações crescentes (0,0.025, 0,15, 0,275, 0,55 e 1.11μM) mostrou aumento da cinética em células branquiais e uma forte regulação dos níveis de Cu intracelular, independente da concentração de Cu. Verapamil e nifedipina, conhecidos por inibir os canais de cálcio na membrana apical, também inibiram a absorção de Cu. Amiloride causou um maior efluxo de cobre a partir do meio intra para o meio extracelular, e os mesmos resultados foram encontrados utilizando ionóforo de cálcio, o que cria canais de cálcio na membrana plasmática artificiais. Além disso, as células branquiais foram incubadas em ATP, e não houve alteração na absorção de cobre. A cafeína, por outro lado, inibiu a captação de Cu. Os resultados mostraram que a absorção de cobre é dependente da absorção de cálcio em células de brânquias, regulados por canais de Ca e trocadores Na / Ca..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Viabilidade de células branquiais em caranguejos Ucides sp
Descrição: O Ucides cordatus é um crustáceo que habita mangues, sendo importante como fonte alimentícia humana. Ele possuí brânquias que são usadas no processo respiratório, possuindo células diversas que desempenham funções respiratórias e osmoregulatórias. O objetivo do trabalho foi realizar a dissociação das células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus, a caracterização e a separação dessas células por gradiente de sacarose (GS) e por gradiente de Percoll. Em um primeiro momento, foi realizada uma dissociação mecânica das células, obtendo-se uma baixa viabilidade, por volta de 43,0 ± 5,1% (N=9). Posteriormente, utilizou-se a dissociação enzimática (enzima Tripsina 0,05%) obtendo-se uma viabilidade em torno de 92,2 ± 2,4 % (N=7). Além disso, houve a dissociação enzimática das células, separando-se as regiões posteriores e anteriores das brânquias. Como resultado, notou-se a presença de células estriadas, pilares, principais e hemócitos, que ao serem separadas por GS em concentração de 80% apresentaram uma baixa viabilidade. Porém, ao serem separadas por Percoll e por GS em concentrações de 10, 20, 30 e 40%, conseguiu-se uma melhora na viabilidade celular (88,76 ± 0,07%). Dessa forma, foi possível caracterizar as células branquiais intimamente associadas com a respiração, como as células principais, encontradas principalmente nas brânquias anteriores; e células associadas à osmoregulação, como as células estriadas, encontradas principalmente nas brânquias posteriores. Esse estudo serve como ponto de partida para o estudo fisiológico e morfológico de cada tipo celular e posterior desenvolvimento de cultura in vitro de células branquiais de Ucides cordatus..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2016 - 2016
Periódico: African Journal of Biochemistry Research
2016 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Oceanography (BJO)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Geral.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:5
Total de citações:10
Fator H:2
Ortega, Priscila  Data: 13/12/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
VITORINO, HECTOR AGUILAR2018VITORINO, HECTOR AGUILAR ; Ortega, Priscila ; PASTRANA ALTA, ROXANA Y. ; ZANOTTO, FLAVIA PINHEIRO ; ESPÓSITO, BRENO PANNIA . Evaluation of iron loading in four types of hepatopancreatic cells of the mangrove crab Ucides cordatus using ferrocene derivatives and iron supplements. Environmental Science and Pollution Research, v. 26, p. 1-9, 2018.

2.
VITORINO, HECTOR A.2017 VITORINO, HECTOR A. ; ALTA, R. Y. P. ; ALTA, E. C. P. ; ORTEGA, P. . Hepatopancreatic cells of a stone crab Menippe frontalis from Perú: separation, viability study, and evaluation of lipoperoxidation against cadmium contamination. IN VITRO CELLULAR & DEVELOPMENTAL BIOLOGY-ANIMAL, p. 1-4, 2017.

3.
ORTEGA, P.2017ORTEGA, P.; CUSTÓDIO, M.R. ; ZANOTTO, F. P. . Characterization of cadmium transport in hepatopancreatic cells of a mangrove crab Ucides cordatus: the role of calcium.. AQUATIC TOXICOLOGY, p. 92-99, 2017.

4.
Ortega, Priscila2016Ortega, Priscila; VITORINO, HECTOR A. ; MOREIRA, RENATA G. ; PINHEIRO, MARCELO A. A. ; ALMEIDA, ALAOR A. ; Custódio, Márcio R. ; Zanotto, Flávia P. . Physiological differences in the crab Ucides cordatus from two populations inhabiting mangroves with different levels of cadmium contamination. Environmental Toxicology and Chemistry, v. 9, p. 1-11, 2016.

5.
Ortega, Priscila2014Ortega, Priscila; SANTOS, RUDNEY A. ; LACOUTH, PATRÍCIA ; ROZAS, ENRIQUE E. ; Custódio, Márcio R. ; ZANOTTO, FLAVIA PINHEIRO . Cytochemical characterization of gill and hepatopancreatic cells of the crab Ucides cordatus (Crustacea, Brachyura) validated by cell metal transport. Iheringia. Série Zoologia (Impresso), v. 104, p. 347-354, 2014.

6.
ORTEGA, P.2014ORTEGA, P.; CUSTÓDIO, M.R. ; Zanotto, F.P. . Characterization of cadmium plasma membrane transport in gills of a mangrove crab Ucides cordatus. Aquatic Toxicology, v. 157, p. 21-29, 2014.

7.
ORTEGA, P.;Ortega, Priscila2011 ORTEGA, P.; Sá, Marina G. ; Custódio, Márcio R. ; Zanotto, Flávia P. . Separation and viability of gill and hepatopancreatic cells of a mangrove crab Ucides cordatus. In Vitro Cellular & Developmental Biology. Animal (Print), v. 47, p. 346-349, 2011.

8.
Obi, I.2011 Obi, I. ; Wells, A.L. ; ORTEGA, P. ; Patel, D. ; Farah, L. ; Zanotto, F.P. ; Ahearn, G.A. . 3H-L-leucine transport by the promiscuous crustacean dipeptide-like cotransporter. Journal of Experimental Zoology. Part A, Ecological Genetics and Physiology, v. 313, p. n/a-n/a, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Cellular Cadmium Transport In Gills And Hepatopancreas Of Ucides Cordatus, A Mangrove Crab. In: Kumiko Saruwatari and Miharu Nishimura. (Org.). Crabs: Anatomy, Habitat and Ecological Significance. 1ed.New York: Nova Science Publishers, Inc., 2012, v. 1, p. 03-156.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
VITORINO, HECTOR A. ; ORTEGA, P. ; Zanotto, Flávia P. ; ESPOSITO, B. P. . Water soluble magnetite nanoparticles Fe3O4 oleic acid-tween 80 : Stability, redox activity and transport in hepatopancreatic cells of the Mangrove crab Ucides Cordatus. In: Sixth Congress of the International BioIron Society, 2015, Hanghzou, Zhejiang. BioIron 2015, 2015. v. 1.

2.
VITORINO, HECTOR A. ; ORTEGA, P. ; ZANOTTO, F. P. ; ESPOSITO, B. P. . Iron transport in hepatopancreatic cells of the mangrove crab Ucides Cordatus : use of di erent iron compounds of pharmacologic interest. In: IV Latin American Meeting on Biological Inorganic Chemistry { V WOQUIBIO), 2014, Chascomús. LABIC 2014, 2014. v. 1.

3.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Transporte de cádmio em células de brânquias do caranguejo Ucides cordatus. In: BioCelMol: II Simpósio de Biologia Celular e Molecular, ambiente e saúde: os desafios na busca de novos conhecimentos, 2012, Rio Claro. BioCelMol 2012, 2012. v. 1.

4.
ORTEGA, P.; CASTRO, J. M. ; ZANOTTO, F. P. . Transporte de cádmio em células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus. In: VI Congresso Brasileiro sobre Crustáceos, 2010, Ilhéus. VI CBC 2010, 2010. v. 1.

5.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Separação e Viabilidade de Células Branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus. In: V Congresso Brasileiro sobre Crustáceos, 2008, Gramado. V CBC 2008, 2008. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
VITORINO, HECTOR A. ; ALTA, R. Y. P. ; ALTA, E. C. P. ; ORTEGA, P. . Promising marine bioindicators: Evaluation of oxidative stress, separation and viability cellular study of the Hepatopancreas of the crab Menippe frontalis of Peruvian sea in comparison to the crab Ucides cordatus of Brazilian sea. In: XXVIII Congreso Peruano de Química, 2017, Lima, Perú. XXVIII Congreso Peruano de Química, 2017.

2.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Transporte de cádmio em células de brânquias e de hepatopâncreas de Ucides cordatus: uma comparação entre ambientes poluídos e não poluídos. In: XIX Simp osio de Biologia Marinha (CEBIMar), 2015, São Sebastião. CEBIMar 2015, 2015. v. 1.

3.
VITORINO, HECTOR A. ; ORTEGA, P. ; Zanotto, Flávia P. ; ESPOSITO, B. P. . Actividad de compuestos de hierro en modelos de toxicidad acu atica. In: Bioinorganic Chemistry in Medicine and Environment (BIOMET 2014), 2014, Lima. BIOMET 2014, 2014. v. 1.

4.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Cadmium transport in epithelial cells of a hypo-hyper regulator crab Ucides cordatus. In: Fourth Latin American Meeting on Biological Inorganic Chemistry ? IV LABIC and Fifth Workshop on Bioinorganic Chemistry - V WOQUIBIO, 2014, Chascomús. LABIC 2014, 2014. v. 1.

5.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Caracterização do transporte de cádmio em células epiteliais do caranguejo Ucides cordatus. In: Bioinorganic Chemistry in Medicine and Environment (BIOMET 2014), 2014, Lima. BIOMET 2014, 2014. v. 1.

6.
ORTEGA, P.; Zanotto, Flávia P. . Caracterização do Transporte de Células Epiteliais do Caranguejo Ucides cordatus. In: X SEBIO 2014 Semana Acad emica de Biologia - Centro Universitário de Itajubá - Fepi, 2014, Itajuba. X SEBIO 2014, 2014. v. 1.

7.
SA, M. G. E. ; ORTEGA, P. ; Zanotto, F.P. . Copper transport in gill cellsof mangrove crab Ucides cordatus. In: Biology Meeting - Anaheim. Biology Meeting - The Faseb Journal, 2010, Califórnia. Comparative ion, acid base and respiratory physiology, 2010.

8.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Caracterização e viabilidade de células de brânquias de caranguejos Ucides cordatus. In: V Jornada da Área Científica -Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2009, São Paulo. V Jornada da Área Científica 2009, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
ORTEGA, P.. Cuantificación de factores de estrés en Bioindicadores Marinos. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ORTEGA, P.. Organismos marinos como bioindicadores: células, toxicidad y bioacumulación. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
ORTEGA, P.; ZANOTTO, F. P. . Identificação e caracterização de células epiteliais de caranguejo Ucides cordatus. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ORTEGA, P.; SOUZA, T. S. ; CARVALHO, J. G. . 3º Semana de extensão: Acidente de Mariana/MG: causas, consequências e soluções.. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

Redes sociais, websites e blogs
1.
VITORINO, HECTOR A. ; ORTEGA, P. ; ALTA, R. Y. P. ; ALTA, E. C. P. . Bioinorganic Chemistry Society. 2015; Tema: Bioinorganic Chemistry Society (BICS). (Site).


Demais tipos de produção técnica

Produção artística/cultural
Artes Visuais
1.
ORTEGA, P.. Descarte de pilhas e baterias no ambiente: causas, consequências e soluções. 2016. Vídeo.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Doutorado
1.
PINHEIRO, MARCELO A. A.; ORTEGA, P.; MOREIRA, L. B.. Participação em banca de Ádria de Carvalho Freitas. Efeitos Tóxicos e Bioacumulação de Metais em Populações do Caranguejo-Uçá (Crustacea, Brachyura) na Costa Amazônica Brasileira. 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Biodiversidade Aquática) - UNESP - São Vicente - Campus Litoral Paulista.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Workshop de Estrés Oxidativo en Bioindicadores Marinos.Cuantificación de factores de estrés en Bioindicadores Marinos. 2017. (Outra).

2.
XXVIII Congreso Peruano de Química. Promising marine bioindicators: Evaluation of oxidative stress, separation and viability cellular study of the Hepatopancreas of the crab Menippe frontalis of Peruvian sea in comparison to the crab Ucides cordatus of Brazilian sea. 2017. (Congresso).

3.
BIOMET 2016 - Workshop bioindicadores marinos: fundamentos y aplicaciones.Organismos marinos como bioindicadores: células, toxicidad y bioacumulación. 2016. (Outra).

4.
IBIS Biennial World Meeting. WATER SOLUBLE MAGNETITE NANOPARTICLES Fe3O4 ? OLEIC ACID-TWEEN 80 : STABILITY, REDOX ACTIVITY AND TRANSPORT IN HEPATOPANCREATIC CELLS OF THE MANGROVE CRAB UCIDES CORDATUS. 2015. (Congresso).

5.
XIX SIMPÓSIO DE BIOLOGIA MARINHA.TRANSPORTE DE CÁDMIO EM CÉLULAS DE BRÂNQUIAS E HEPATOPÂNCREAS DE UCIDES CORDATUS: UMA COMPARAÇÃO ENTRE AMBIENTES POLUÍDOS E NÃO POLUÍDOS. 2015. (Simpósio).

6.
BIOINORGANIC: Metal Overload In Medicine And Environment (BIOMET 2014).CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CÁDMIO EM CÉLULAS EPITELIAIS DO CARANGUEJO DE MANGUE UCIDES CORDATUS. 2014. (Simpósio).

7.
Fourth Latin American Meeting on Biological Inorganic Chemistry ? IV LABIC and Fifth Workshop on Bioinorganic Chemistry - V WOQUIBIO. ?Cadmium transport in epithelial cells of a hypo-hyper-regulator crab Ucides cordatus?. 2014. (Congresso).

8.
XI CURSO DE INVERNO TÓPICOS EM FISIOLOGIA COMPARATIVA.CARACTERIZAÇÃO DO TRANSPORTE DE CÁDMIO EM CÉLULAS EPITELIAIS DE POPULAÇÕES DO CARANGUEJO DE MANGUE UCIDES CORDATUS. 2014. (Outra).

9.
X SEBIO 2014 - Semana Acadêmica de Biologia.Identificação e Caracterização de Células Epiteliais do Caranguejo de Mangue Ucides cordatus. 2014. (Oficina).

10.
X SEBIO 2014 - Semana Acadêmica de Biologia.Caracterização de Transporte de Cádmio em Células Epiteliais de Caranguejo do Mangue Ucides cordatus. 2014. (Outra).

11.
X Curso de Inverno: Tópicos em Fisiologia Comparativa.Caracterização e transporte de cádmio em células epiteliais do caranguejo Ucides cordatus. 2013. (Outra).

12.
BioCelMol: II Simpósio de Biologia Celular e Molecular - Ambiente e saúde: os desafios na busca de novos conhecimentos.Transporte de cádmio em células branquiais do caranguejo de manguezal Ucides cordatus. 2012. (Simpósio).

13.
Estruturação de Artigo para Publicação Internacional. 2010. (Outra).

14.
Experimental Biology (EB). 2010. (Encontro).

15.
VI Congresso Brasileiro sobre Crustáceos. Transporte de cádmio em células branquiais de caranguejo de mangue Ucides cordatus. 2010. (Congresso).

16.
V Jornada da Iniciação Científica.Caracterização e viabilidade de células branquiais em caranguejos de mangue Ucides cordatus. 2009. (Encontro).

17.
HISTÓRIA NATURAL AO ENTARDECER. 2008. (Encontro).

18.
SEMINÁRIOS DE GENÉTICA NOS TRANSTORNOS INVASIVOS DO DESENVOLVIMENTO. 2008. (Encontro).

19.
V Congresso Brasileiro sobre Crustáceos. Separação e Viabilidade de células branquiais do caranguejo de mangue Ucides cordatus. 2008. (Congresso).

20.
BIOÉTICA: DA GÊNESE AOS DESAFIOS DO SÉCULO XXI. 2007. (Seminário).

21.
Curso de Biologia Molecular.Curso de Biologia Molecular. 2007. (Outra).

22.
SEMANA DA CIÊNCIA E TECNOLOGIA DO CCBS. 2007. (Encontro).

23.
XXIII SEMANA DAS CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. 2006. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VITORINO, HECTOR A. ; ALTA, R. Y. P. ; ORTEGA, P. ; ALTA, E. C. P. . Workshop de Estrés Oxidativo en Bioindicadores Marinos. 2017. (Outro).

2.
ORTEGA, P.; VITORINO, HECTOR A. ; ALTA, E. C. P. ; ALTA, R. Y. P. . BIOMET 2016 - WORKSHOP Bioindicadores Marinos: Fundamentos y Aplicaciones. 2016. (Outro).

3.
ORTEGA, P.. IV Ciclo de Biotecnologia EJBio. 2008. (Outro).

4.
ORTEGA, P.. III Workshop de Biotecnologia EJBio. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Orientações de outra natureza
1.
FELIPE ROCCO BLASCO. CONTAMINAÇÃO DE CÁDMIO EM CARANGUEJOS. 2012. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade de São Paulo. Orientador: Priscila Ortega.

2.
LEONARDO BRITO LOPES E SILVA. CONTAMINAÇÃO DE CÁDMIO EM CARANGUEJOS. 2012. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade de São Paulo. Orientador: Priscila Ortega.

3.
RAFAEL DOS SANTOS RIBEIRO. CONTAMINAÇÃO DE CÁDMIO EM CARANGUEJOS. 2012. Orientação de outra natureza. (Ciências Biológicas) - Universidade de São Paulo. Orientador: Priscila Ortega.



Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
VITORINO, HECTOR A.2017 VITORINO, HECTOR A. ; ALTA, R. Y. P. ; ALTA, E. C. P. ; ORTEGA, P. . Hepatopancreatic cells of a stone crab Menippe frontalis from Perú: separation, viability study, and evaluation of lipoperoxidation against cadmium contamination. IN VITRO CELLULAR & DEVELOPMENTAL BIOLOGY-ANIMAL, p. 1-4, 2017.

2.
ORTEGA, P.2017ORTEGA, P.; CUSTÓDIO, M.R. ; ZANOTTO, F. P. . Characterization of cadmium transport in hepatopancreatic cells of a mangrove crab Ucides cordatus: the role of calcium.. AQUATIC TOXICOLOGY, p. 92-99, 2017.


Apresentações de Trabalho
1.
ORTEGA, P.. Organismos marinos como bioindicadores: células, toxicidad y bioacumulación. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
ORTEGA, P.; SOUZA, T. S. ; CARVALHO, J. G. . 3º Semana de extensão: Acidente de Mariana/MG: causas, consequências e soluções.. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Redes sociais, websites e blogs
1.
VITORINO, HECTOR A. ; ORTEGA, P. ; ALTA, R. Y. P. ; ALTA, E. C. P. . Bioinorganic Chemistry Society. 2015; Tema: Bioinorganic Chemistry Society (BICS). (Site).


Artes Visuais
1.
ORTEGA, P.. Descarte de pilhas e baterias no ambiente: causas, consequências e soluções. 2016. Vídeo.



Outras informações relevantes


Monitora pela Universidade Presbiteriana Mackenzie na área de Biologia Celular.
Estágio de 2 meses na Universidade do Norte da Flórida (UNF), Flórida, EUA.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 22:36:42