Alexandre Bruni Cardoso

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8045186433608484
  • Última atualização do currículo em 26/11/2018


Professor Doutor no Departamento de Bioquímica do Instituto de Química da USP com pesquisa financiada pelo programa Jovem Pesquisador FAPESP e pelo Instituto Serrapilheira. Seu grupo de pesquisa, o e-Signal Lab, é focado no entendimento dos mecanismos de transdução de sinais bioquímicos e mecânicos entre células e matriz extracelular. Utiliza modelos 3D de cultura de células, ferramentas da bioquímica, biologia molecular e diversas técnicas de microscopia. É Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas pela UNESP e Doutor em Biologia Celular e Estrutural pela UNICAMP. Durante a pós-graduação, o Alexandre foi orientado pelo Prof. Dr. Hernandes F. Carvalho e realizou doutorado sanduíche no laboratório da Dra. Lynn Matrisian no Cancer Center da Vanderbilt University (EUA). Realizou pós-doutoramento na área de biologia do câncer da mama no laboratório da Dra. Mina J. Bissell no Lawrence Berkeley National Laboratory (EUA). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Alexandre Bruni Cardoso
Nome em citações bibliográficas
Bruni-CARDOSO, Alexandre;BRUNICARDOSO, A;Cardoso, A. B.;Bruni-Cardoso, A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Instituto de Química, Departamento de Bioquímica.
Avenida Professor Lineu Prestes, 748, sala 853
Butantã
05508000 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 30919047
URL da Homepage: www.ecm-signaling.com


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em Biologia Celular e Estrutural.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Vanderbilt University Medical Center (Orientador: Lynn Matrisian).
Título: Envolvimento de metaloproteinases de matriz no desenvolvimento e regressão da próstata ventral de roedores, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Hernandes Faustino de Carvalho.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: desenvolvimento; prostata; metaloproteinase de matriz.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
2004 - 2006
Mestrado em Biologia Celular e Estrutural.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Dinamica do epitelio e atividade das gelatinases na prostata ventral de ratos durante a primeira semana de desenvolvimento pos-natal,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Hernandes Faustino de Carvalho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: prostata, estroma, matriz extra celular; canalização; próstata, desenvolvimento, gelatinases, epitélio.
1999 - 2003
Graduação em Ciencias Biologicas.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Orientador: Sebastião Roberto Taboga.


Pós-doutorado


2010 - 2014
Pós-Doutorado.
Lawrence Berkeley National Laboratory, LBL, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Department of Energy, DOE, Estados Unidos.


Formação Complementar


2016 - 2016
Short Course in Systems Biology of Morphogenesis and Spatial Dynamics. (Carga horária: 138h).
University of California Irvine, UCI, Estados Unidos.
2009 - 2009
2009 IFCB ITP in Cell and molecular biology. (Carga horária: 90h).
National Health and Research Institute, NHRI, Formosa.


Atuação Profissional



Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Lawrence Berkeley National Laboratory, LBNL, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Post Doctoral Biologist, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-graduando, Regime: Dedicação exclusiva.



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
What regulates quiescence?
Descrição: Most cells of our bodies are found in a reversible state of quiescence. That is, most cells are not engaged in any proliferation activity, such as cycling or dividing. But unlike microorganisms that stop dividing mainly because of lack of nutrients, cells in multicellular organisms become quiescent even when nutrients and growth factors are abundant. Quiescence is an essential attribute of cell identity. Uncontrolled proliferation due to loss of quiescence combined with disruption of tissue form are crucial hallmarks of cancer. However, some organs rarely develop cancer and quiescence regulation is infrequently disrupted. This proposal is designed to address the questions: what regulates quiescence in complex organisms and why is quiescence regulation bypassed in several organs, but in some organs cancer seldom arises? We work with the hypothesis that endogenous signals from the tissue microenvironment, such as those produced by the extracellular matrix (ECM) and the tissue form (architecture), play major roles in inhibiting cell proliferation. Our data show that the basement membrane (BM), a specialized ECM component of epithelia and other tissues, inhibits cell proliferation. However, we do not have yet a systemic view of the molecular mechanisms mediating ECM-induced quiescence. We propose to use a forward genetic screen strategy based on a CRISPR/Cas9 pooled library to discover candidate genes that regulate quiescence and fluorescent sensors for proliferation-quiescence transition to track at the single-cell level the cellular dynamics as cells halt proliferating. We also plan to establish a robust model to investigate why some tissues rarely develop tumors. The conclusion of these studies may shed light on the molecular mechanisms conveying regulation of quiescence, and may bring relevant information to understand cancer initiation..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Hippo-YAP como uma via de convergência dos sinais bioquímicos e mecânicos provenientes da matriz extracelular durante a morfogênese da glândula mamária e a progressão do câncer de mama
Descrição: O comportamento das células e a homeostase tecidual não são apenas reguladas por sinais químicos solúveis. Fatores microambientais como o arranjo da matriz extracelular (MEC), a geometria tecidual e forças mecânicas são fontes de sinais capazes de determinar o destino de uma célula. A via Hippo-YAP (Hippo é uma cascata de quinases que inativa YAP, um co-ativador de transcrição) regula o crescimento e o tamanho de órgãos e também age em células tronco mesenquimais como um ?sensor? de sinais mecânicos do microambiente. Uma análise bioinformática de transcriptomas indica que genes regulados por YAP são diferencialmente expressados durante o desenvolvimento da glândula mamária e a progressão do câncer de mama. Resultados preliminares sugerem que a laminina-111 (LN1), uma proteína da MEC que induz a diferenciação funcional do epitélio mamário, reduz YAP nuclear em células não-malignas. Portanto, a hipótese desse projeto é que Hippo-YAP possa estar envolvido no crescimento controlado e quiescência da glândula mamária, que a LN1 e a viscosidade do microambiente controle a atividade da via na glândula e que estes processos estejam desregulados no câncer de mama. Serão utilizados ensaios fisiologicamente relevantes de cultura 3D que mimetizam a ramificação do epitélio mamário e a progressão do câncer mama em conjunto com técnicas de biologia molecular, bioquímica, bioinformática e microscopia. A expectativa é que a conclusão desse projeto esclarecerá aspectos da regulação da proliferação e invasão celular que são características fundamentais da progressão do câncer, e que essas informações poderão ser utilizadas para o aprimoramento de técnicas de diagnóstico, prognóstico e tratamento da doença..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Estudo do papel da via Hippo-YAP durante a ramificação e invasão do epitélio da glândula mamária
Descrição: O comportamento das células no desenvolvimento, homeostase e doenças não é apenas regulado por fatores químicos solúveis. Fatores microambientais como o arranjo da matriz extracelular (MEC), a geometria tecidual e forças mecânicas são fontes de sinais capazes de determinar o destino de uma célula. Entretanto, pouco se sabe dos detalhes de como esses sinais são integrados dentro da célula, chegam ao núcleo e influenciam programas de expressão gênica. Nesse contexto, Hippo-YAP parece ser um excelente candidato à via que conecta sinais extracelulares com o núcleo. Hippo é uma cascata de quinases cuja atividade fosforila e inativa YAP, um co-ativador de transcrição que regula a proliferação celular, o crescimento e o tamanho de órgãos e também age em células tronco mesenquimais como um ?sensor nuclear? de sinais mecânicos do microambiente. Uma análise bioinformática de um transcriptoma, que comparou o perfil gênico dos terminal end buds (TEB- estruturas epiteliais em crescimento/invasão) com ductos epiteliais quiescentes, indica que genes regulados por YAP são diferencialmente expressados durante a morfogênese da glândula mamária. Portanto, a hipótese desse projeto é que Hippo-YAP possa estar envolvido no crescimento/invasão da glândula mamária e que as propriedades bioquímicas e físicas da matriz extracelular possam regular a atividade da via. Para explorar essa hipótese, proteínas críticas da via e alguns genes alvo de YAP serão avaliados no desenvolvimento da glândula mamária de camundongas. Serão utilizados também, ensaios fisiologicamente relevantes de cultura tridimensional (3D) que mimetizam ramificação e invasão do epitélio mamário em conjunto com técnicas de biologia molecular, bioquímica e microscopia quantitativa. A expectativa é que a conclusão desse projeto esclarecerá aspectos da regulação da proliferação e invasão celular que são características fundamentais não somente do desenvolvimento normal da glândula mamária mas também da progressão do câncer..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2014
Nuclear β-actin as a growth regulator in human breast cancer
Descrição: Cell quiescence is a a central aspect of tissue specifity and its loss is one of the important steps in cancer progression. We have shown that signals from the extracellular matrix (ECM), in particular from laminin-111, a basement membrane protein, inhibit cell growth and induce functional differentiation in mammary gland epithelium. Breast cancer cells do not respond to these signals. We propose to answer the following questions of how normal breast tissues become quiescent via cues from the ECM and how the cancer cells break this constrain and grow without control and how this information could be used in prognosis and treatment of breast cancer. Recently, we showed that mammary epithelial cell quiescence induced by laminin-111 (LN1) treatment is preceded by a dramatic decrease in the levels of nuclear β-actin (N-actin). The loss of N-actin causes impairment of RNA Polymerase II (Pol II) binding to transcription sites and inhibits cell growth. However, using actin constructs that do not exit the nucleus upon LN1 addition, prevents the inhibitory effects on transcription and quiescence. Therefore, I will test the hypothesis that the inability of breast cancer cells to respond to growth-inhibitory signals from LN1 is due to the presence and activity of β-actin in the nucleus and that by discovering the pathways involved, we could stop the loss of growth control in breast cancer cells..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2010
Interação epitélio-estroma no desenvolvimento prostático: papel da heparanase no desenvolvimento prostático in vitro

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Hernandes Faustino de Carvalho em 25/03/2013.
Descrição: O controle do crescimento e da função próstatica é baseado numa complexa rede de interações entre hormônios esteróides e seus receptores e num intrincado mecanismo de interconversão entre eles, além de interações epitélio-estroma mediadas por fatores parácrinos. A próstata ventral de roedores apresenta três fases de crescimento. A segunda delas, que ocorre no período perinatal, é atribuida a um pico de testosterona que ocorre no dia do nascimento. Nesta fase ocorre o crescimento das estruturas epiteliais, a formação do lúmen e tem início o processo de ramificação ductal. Trabalho recente de nosso laboratório têm demonstrado que nessa fase há uma maior expressão de metaloproteinases de matriz (MMPs) 2, 7 e 9 em comparação com adultos (Bruni-Cardoso et al., Histochem Cell Biol. 129:805, 2008). Considerando-se o dinamismo dos diferentes componentes teciduais e da fisiologia prostática no desenvolvimento prostático, o objetivo deste projeto é identificar aspectos do desenvolvimento prostático pós-natal, com enfoque à contribuição da heparanase. Neste sentido serão empregadas cultura organotípica, análises morfológicas, imunohistoquímicas, quantificações em nível de RNAm e de proteína, procurando-se caracterizar também as alterações decorrentes do silenciamento por siRNA do gene da heparanase no desenvolvimento da próstata de ratos in vitro. Iniciação Científica do aluno Guilherme Barbosa de Oliveira..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Alexandre Bruni Cardoso - Integrante / Hernandes F Carvalho - Coordenador / Augusto, Taize Machado - Integrante / Guilherme Oliveira Barbosa - Integrante.
2006 - 2010
Regulação da função das metaloproteinases de matriz e de seus inibidores frente à modulação hormonal durante o desenvolvimento prostático in vitro

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Hernandes Faustino de Carvalho em 25/03/2013.
Descrição: O controle do crescimento e da função próstatica é baseado numa complexa rede de interações entre hormônios esteróides e seus receptores e num intrincado mecanismo de interconversão entre eles, além de interações epitélio-estroma mediadas por fatores parácrinos. O receptor de andrógeno (AR) e os receptores de estrógenos (ERs) são responsáveis pela mediação dos efeitos fisiológicos dos andrógenos e estrógenos respectivamente. A próstata ventral apresenta três fases de crescimento. A segunda delas, que ocorre no período perinatal, é atribuida a um pico de testosterona que ocorre no dia do nascimento. Nesta fase ocorre a formação do lúmen e das estruturas epiteliais e tem início o processo de ramificação ductal. Trabalhos recentes de nosso laboratório têm demonstrado que nessa fase há uma maior expressão de metaloproteinases de matriz (MMPs) 2, 7 e 9 em comparação com adultos. Há indícios na literatura de que, em células tumorais prostáticas, a expressão de MMP-2 seja regulada positivamente por andrógenos, por intermédio do AR, e de que em células derivadas de fibroblastos ocorra uma diminuição da expressão de MMPs, quando tratados com estrógenos. Considerando-se o dinamismo dos diferentes componentes teciduais e da fisiologia prostática neste processo, o objetivo deste projeto é caracterizar a expressão das MMPs 2 e 9 e dos inibidores TIMP-1 e -2 frente ao tratamento com doses crescentes de andrógeno e estrógeno. Para isto serão empregadas cultura organotípica, análises morfológicas, imunohistoquímicas, em nível de RNAm e de proteína desses componentes, procurando-se caracterizar também as alterações decorrentes do silenciamento por siRNA desses genes no desenvolvimento da próstata de ratos in vitro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Alexandre Bruni Cardoso - Integrante / Hernandes F Carvalho - Coordenador.


Revisor de periódico


2015 - Atual
Periódico: OncoTarget
2012 - Atual
Periódico: Journal of Cell Science
2015 - Atual
Periódico: Cell Biology International
2015 - Atual
Periódico: Scientific Reports
2018 - Atual
Periódico: CLINICAL CANCER RESEARCH
2018 - Atual
Periódico: JOURNAL OF CELLULAR PHYSIOLOGY
2017 - Atual
Periódico: GENETICS AND MOLECULAR BIOLOGY
2018 - Atual
Periódico: Stem Cells Reviews and Reports
2018 - Atual
Periódico: Molecular Cancer Therapeutics


Revisor de projeto de fomento


2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular/Especialidade: Matriz Extracelular.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2015
Melhor Pôster- categoria pós-doutorado- Ana Paula Zen e Alexandre Bruni-Cardoso- SIMEC- Simpósio Brasileiro de Matriz Extracelular, .
2009
Travel Scholarship, 2009 IFCB International Training Program in Cell and Molecular Biology (ITPCMB).
2009
Melhor Poster- categoria doutorado, Simpósio Brasileiro de Matriz Extracelular- SIMEC.
2008
Third Place- Poster Presenation Award- 8th Annual Host-Tumor Interactions Program and Department of Cancer Joint Retreat, Cancer Center- Vanderbilt University- USA.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:16
Total de citações:245
Fator H:9
Bruni-Cardoso, Alexandre  Data: 16/04/2018

SCOPUS
Total de trabalhos:21
Total de citações:266
Bruni-Cardoso A H-index: 9  Data: 12/12/2017

Outras
Total de trabalhos:21
Total de citações:410
Bruni-Cardoso A H-index: 12  Data: 16/04/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
CARVALHO, LARISSA A.C.2018CARVALHO, LARISSA A.C. ; LOPES, JOÃO P.P.B. ; KAIHAMI, GILBERTO H. ; SILVA, RAILMARA P. ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; BALDINI, REGINA L. ; MEOTTI, FLAVIA C. . Uric acid disrupts hypochlorous acid production and the bactericidal activity of HL-60 cells. Redox Biology, v. 16, p. 179-188, 2018.

2.
FIORE, ANA PAULA ZEN PETISCO2018FIORE, ANA PAULA ZEN PETISCO ; RIBEIRO, PEDRO DE FREITAS ; Bruni-CARDOSO, Alexandre . Sleeping Beauty and the Microenvironment Enchantment: Microenvironmental Regulation of the Proliferation-Quiescence Decision in Normal Tissues and in Cancer Development. Frontiers in Cell and Developmental Biology, v. 6, p. 59, 2018.

3.
BARBOSA, GUILHERME OLIVEIRA2018BARBOSA, GUILHERME OLIVEIRA ; Augusto, Taize Machado ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; Carvalho, Hernandes F. . The role of SDF1 in prostate epithelial morphogenesis. JOURNAL OF CELLULAR PHYSIOLOGY, v. 00, p. 1-12, 2018.

4.
DOS SANTOS, ANCÉLY F.2017DOS SANTOS, ANCÉLY F. ; TERRA, LETÍCIA F. ; WAILEMANN, ROSANGELA A. M. ; OLIVEIRA, TALITA C. ; GOMES, VINÍCIUS DE MORAIS ; MINEIRO, MARCELA FRANCO ; MEOTTI, FLÁVIA CARLA ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; BAPTISTA, MAURÍCIO S. ; LABRIOLA, LETICIA . Methylene blue photodynamic therapy induces selective and massive cell death in human breast cancer cells. BMC Cancer (Online), v. 17, p. 17:194, 2017.

5.
FIORE, ANA PAULA ZEN PETISCO2017FIORE, ANA PAULA ZEN PETISCO ; SPENCER, VIRGINIA A. ; MORI, HIDETOSHI ; Carvalho, Hernandes F. ; BISSELL, MINA J. ; Bruni-CARDOSO, Alexandre . Laminin-111 and the Level of Nuclear Actin Regulate Epithelial Quiescence via Exportin-6. Cell Reports, v. 19, p. 2102-2115, 2017.

6.
SILVA, JULIETE A.F.2017SILVA, JULIETE A.F. ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; AUGUSTO, TAIZE M. ; DAMAS-SOUZA, DANILO M. ; BARBOSA, GUILHERME O. ; FELISBINO, SÉRGIO L. ; STACH-MACHADO, DAGMAR R. ; Carvalho, Hernandes F. . Macrophage roles in the clearance of apoptotic cells and control of inflammation in the prostate gland after castration. PROSTATE, v. 1, p. 1, 2017.

7.
MORI, HIDETOSHI2016MORI, HIDETOSHI ; BHAT, RAMRAY ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; CHEN, EMILY I. ; JORGENS, DANIELLE M. ; COUTINHO, KESTER ; LOUIE, KATHERINE ; BOWEN, BENJAMIN BEN ; INMAN, JAMIE L. ; TECCA, VICTORIA ; LEE, SARAH J. ; BECKER-WEIMANN, SABINE ; NORTHEN, TRENT ; SEIKI, MOTOHARU ; BOROWSKY, ALEXANDER D. ; AUER, MANFRED ; BISSELL, MINA J. . New insight into the role of MMP14 in metabolic balance. PEERJ, v. 4, p. e2142, 2016.

8.
JORGENS, DANIELLE M.2016JORGENS, DANIELLE M. ; INMAN, JAMIE L. ; WOJCIK, MICHAL ; ROBERTSON, CLAIRE ; PALSDOTTIR, HILDUR ; TSAI, WEN-TING ; HUANG, HAINA ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; LÓPEZ, CLAUDIA S. ; BISSELL, MINA J. ; XU, KE ; AUER, MANFRED . Deep nuclear invaginations linked to cytoskeletal filaments: Integrated bioimaging of epithelial cells in 3D culture. Journal of Cell Science, v. 1, p. jcs.190967, 2016.

9.
WANSCHEL, AMARYLIS CLAUDINE BONITO AZEREDO2013WANSCHEL, AMARYLIS CLAUDINE BONITO AZEREDO ; CACERES, VIVIANE MENEZES ; MORETTI, ANA IOCHABEL SOARES ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; CARVALHO, HERNANDES FAUSTINO DE ; SOUZA, HERALDO POSSOLO DE ; LAURINDO, FRANCISCO RAFAEL MARTINS ; SPADARI, REGINA CÉLIA ; KRIEGER, MARTA HELENA . Cardioprotective mechanism of S-nitroso-N-acetylcysteine via S-nitrosated betadrenoceptor-2 in the LDLr-/- mice. Nitric Oxide (Print), v. dec, p. XXXXX/XXXXXXX, 2013.

10.
Tanner, K.2012Tanner, K. ; Mori, H. ; Mroue, R. ; Bruni-Cardoso, A. ; Bissell, M. J. . Coherent angular motion in the establishment of multicellular architecture of glandular tissues. Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America, v. 109, p. 1973-1978, 2012.

11.
Bruni-CARDOSO, Alexandre2010 Bruni-CARDOSO, Alexandre; Rosa-Ribeiro, Rafaela ; Pascoal, Vinicius D. B. ; De Thomaz, Andre A. ; Cesar, Carlos L. ; Carvalho, Hernandes F. . MMP-2 regulates rat ventral prostate development in vitro. Developmental Dynamics, v. 239, p. 737-746, 2010.

12.
Bruni-Cardoso, A.2010 Bruni-Cardoso, A.; Johnson, L. C. ; Vessella, R. L. ; Peterson, T. E. ; Lynch, C. C. . Osteoclast-Derived Matrix Metalloproteinase-9 Directly Affects Angiogenesis in the Prostate Tumor-Bone Microenvironment. Molecular Cancer Research, p. 000-00, 2010.

13.
Peters, Helene2010Peters, Helene ; Augusto, Taize Machado ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; Carvalho, Hernandes F . Expression in the Rat Ventral Prostate: Response to Castration Involves a Balance Between Epithelial and Stromal Expression. The Anatomical Record (Hoboken, N.J. : 2007), p. NA-NA, 2010.

14.
Fernandes, SA2010Fernandes, SA ; Gomes GR ; Siu ER ; Damas-Souza, D. M. ; Bruni-Cardoso, A. ; Augusto, T. M. ; MF, L. ; Carvalho, H. F. ; Porto CS . The anti-oestrogen fulvestrant (ICI 182,780) reduces the androgen receptor expression, ERK1/2 phosphorylation and cell proliferation in the rat ventral prostate. International Journal of Andrology (Print), v. 0000, p. 1-15, 2010.

15.
Bruni-CARDOSO, Alexandre2010Bruni-CARDOSO, Alexandre; Lynch, Conor C. ; Rosa-Ribeiro, Rafaela ; Matrisian, Lynn M. ; Carvalho, Hernandes F. . MMP-2 contributes to the development of the mouse ventral prostate by impacting epithelial growth and morphogenesis. Developmental Dynamics, v. 239, p. 2386-2392, 2010.

16.
LORENCINI, M2009LORENCINI, M ; SILVA, J ; ALMEIDA, C ; BRUNICARDOSO, A ; CARVALHO, H ; STACHMACHADO, D . A new paradigm in the periodontal disease progression: Gingival connective tissue remodeling with simultaneous collagen degradation and fibers thickening. Tissue & Cell, v. 41, p. 43-50, 2009.

17.
Zambuzzi, Willian Fernando2009Zambuzzi, Willian Fernando ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; Granjeiro, José Mauro ; Peppelenbosch, Maikel Petrus ; de Carvalho, Hernandes Faustino ; Aoyama, Hiroshi ; Ferreira, Carmen Veríssima . On the road to understanding of the osteoblast adhesion: Cytoskeleton organization is rearranged by distinct signaling pathways. Journal of Cellular Biochemistry, p. n/a-n/a, 2009.

18.
Bruni-Cardoso, A.2009 Bruni-Cardoso, A.; Augusto, T. M. ; Pravatta, H. ; Damas-Souza, D. M. ; Carvalho, H. F. . Stromal remodelling is required for progressive involution of the rat ventral prostate after castration: Identification of a matrix metalloproteinase-dependent apoptotic wave. International Journal of Andrology (Print), p. 00-00, 2009.

19.
Augusto, T. M.2009Augusto, T. M. ; Bruni-Cardoso, A. ; Damas-Souza, D. M. ; Zambuzzi, W. F. ; K??hne, F. ; Louren??o, L. B. ; Ferreira, C. V. ; Carvalho, H. F. . Oestrogen imprinting causes nuclear changes in epithelial cells and overall inhibition of gene transcription and protein synthesis in rat ventral prostate. International Journal of Andrology (Print), p. 000-00, 2009.

20.
Bruni-CARDOSO, Alexandre;BRUNICARDOSO, A;Cardoso, A. B.;Bruni-Cardoso, A.2008 Bruni-CARDOSO, Alexandre; Vilamaior, P.S.L. ; Taboga, S.R. ; CARVALHO, HF . Localized matrix metalloproteinase (MMP)-2 and MMP-9 activity in the rat ventral prostate during the first week of postnatal developm. Histochemistry and Cell Biology, v. 129, p. 805-815, 2008.

21.
Bruni-CARDOSO, Alexandre2007 Bruni-CARDOSO, Alexandre; Carvalho, Hernandes F. . Dynamics of the Epithelium During Canalization of the Rat Ventral Prostate. Anatomical Record-Advances in Integrative Anatomy and Evolutionary Biology, v. 290, p. 1223-1232, 2007.

22.
Rochel, Sabrina Santos2007Rochel, Sabrina Santos ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; Taboga, Sebastião Roberto ; Vilamaior, Patricia Simone Leite ; Góes, Rejane Maira . Lobe Identity in the Mongolian Gerbil Prostatic Complex: A New Rodent Model for Prostate Study. The Anatomical Record (Hoboken, N.J. : 2007), v. 290, p. 1233-1247, 2007.

23.
Antonioli, E.2007Antonioli, E. ; Cardoso, A. B. ; Carvalho, H. F. . Effects of Long-Term Castration on the Smooth Muscle Cell Phenotype of the Rat Ventral Prostate. Journal of Andrology, v. 28, p. 777-783, 2007.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; CARVALHO, HF . Regulation and function of MMP-2 in morphogenesis of rat ventral prostate in vitro. In: XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular - SBBq e XI Congresso da PABMB, 2008, Águas de Lindóia. XXVII Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular - SBBq e XI Congresso da PABMB, 2008.

2.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; Conor C. Lynch ; CARVALHO, HF ; Lynn M. Matrisian . Function of Matrix Metalloproteinases in the Morphogenesis of Rodent Ventral Prostate. In: Host-Tumor Interactions Program & Department of Cancer Biology 8th Annual Joint Retreat, 2008, Cadiz. Host-Tumor Interactions Program & Department of Cancer Biology 8th Annual Joint Retreat. v. 8. p. 42-42.

3.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; Pravatta, H ; Machado, TA ; CARVALHO, HF . Remodeling after Castration: Identification of a Second Apoptotic Wave. In: 47th Annual Meeting of the American Society for Cell Biology, 2007, Washington DC. Meeting Abstracts. A supplement to molecular biology of the cell, 2007. v. 18.

4.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; CARVALHO, HF . Epithelial cell death is major leading to canalization of the rat ventral prostate. In: The 6th international cell death symposium on, 2006, Angra dos Reis. International cell death society, 2006.

5.
GOES, R. M. ; Rochel, S.S. ; Bruni-CARDOSO, Alexandre ; Taboga, S.R. . Morphological and histological study of the gerbil prostate. In: International symposium on animal biology of reproduction, 2006, Belo Horizonte -MG. Animal Reproduction, 2006. v. 3. p. 233.

6.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; CARVALHO, HF . Identification and location of gelatinase activity in the rat ventral prostate during the first week of postnatal development. In: Reunião anual da Sociedade Brasileira de Bioquímica e Biologia Molecular, 2006, Águas de Lindóia. XXXV Reunião anual programas e resumos, 2006.

7.
Bruni-CARDOSO, Alexandre; Vilamaior, P.S.L. ; Taboga, S.R. ; FELISBINO, SL ; JUSTULIN JÚNIOR, Luis Antonio ; CARVALHO, HF . Ultrastructural changes and MMP-2 involvement in epithelial budding during postnatal growth of the rat ventral prostate. In: III International symposium on extracellular matrix VIII simpósio brasileiro sobre matriz extracelular, 2004, Angra dos Reis. Simec abstracts, 2006.

Artigos aceitos para publicação
1.
Mori, H. ; BHAT, R. ; Bruni-Cardoso, A. ; Bissell, M. J. . New insight into the role of MMP14 in metabolic balance.. PEERJ, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
Bruni-Cardoso, A.. a. Seminário no Departamento de Parasitologia do ICB-USP no dia 19 de maio de 2017 em São Paulo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
Bruni-Cardoso, A.. b. Seminário no Departamento de Fisiologia e Biofísica do ICB-USP no dia 23 de março de 2017 em São Paulo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
Bruni-Cardoso, A.. c. Seminário no Departamento de Microbiologia, Imunologia e Parasitologia da EPM-UNIFESP- SP no dia 24 de outubro de 2017 em São Paulo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
Bruni-Cardoso, A.. g. IV Congresso do Instituto de Química- USP; de 4 a 6 outubro de 2017 em São Paulo. Palestra proferida no simpósio ?O futuro da pesquisa no IQ?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Bruni-Cardoso, A.. h. II Workshop de Jovens Pesquisadores em Planejamento e Desenvolvimento de Fármacos; de 12 a 14 de junho de 2017. Palestra: ?Think Outside the Cell?: microenvironment signaling in morphogenesis and cancer?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
Bruni-Cardoso, A.. a. X Simpósio de Biologia Animal do IBILCE-UNESP; de 13 a 15 de abril de 2016 em São José do Rio Preto-SP. Palestra: ?Do microambiente até o núcleo: a sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer mamário?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
Bruni-Cardoso, A.. d. III Semana de Bioquímica da Universidade Estadual de Maringá. Novembro de 2016 em Maringá-PR. Palestra: ?O contexto faz a diferença: sinalização do microambiente na morfogênese e no câncer?.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
Bruni-Cardoso, A.. b. XVII Congress of the Brazilian Society for Cell Biology (SBBC); de 13 a 16 de julho de 2016 em São Paulo. Chair na sessão temática: ?Mecanismos de regulação da expressão gênica: papel da matriz extracelular?.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Bruni-Cardoso, A.. e. 9th Tripartite Meeting: Chemistry, Biochemistry and Molecular Biology for Wellness held at Maresias, São Paulo; de 30 de outubro a 3 de novembro de 2016. Palestra: ?From the extracellular matrix to the nucleus?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

10.
Bruni-Cardoso, A.. f. USP-USPC meeting Université Sorbonne Paris Cité; de 28 a 30 de novembro de 2016, Paris- França. Palestra: ?From the ECM to the nucleus: molecular relays link the exchange of information between the ECM and the nucleus. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
Bruni-Cardoso, A.. c. XVII Congress of the Brazilian Society for Cell Biology (SBBC); de 13 a 16 de julho de 2016 em São Paulo. Palestra: ?From the ECM to the nucleus: molecular relays link the exchange of information between the ECM and the nucleus?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
Bruni-Cardoso, A.. A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer mamário. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente até o núcleo: A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente ao núcleo: A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer mamário'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

15.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente até o núcleo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Demais tipos de produção técnica
1.
Bruni-Cardoso, A.; LABRIOLA, L. ; BASSERES, D. ; HOTTA, C. ; Salinas RK . Curso de Inverno: Temas Avançados em Bioquímica e Biologia Molecular. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Maíra de Assis Lima. Influência dos hormônios esteroidais na migração, invasão e expressão das proteases ADAMTS 1 e 4 em células derivadas de tumores de ovário. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências (Biologia Celular e Tecidual)) - Universidade de São Paulo.

2.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Simone Jacovaci Colleta. Análise comparativa dos padrões de proliferação e morte celular na próstata ventral de gerbilos sob os efeitos do bisfenol A e cádmio em condições androgênicos normais e após orquiectomia. 2015. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Jhonathan Stivins Benites Pariente. Estudo do papel de MinD, um regulador chave da divisão bacteriana de Bacillus subtilis. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

4.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Suely Vieira da Silva. Influência do estrógeno, progesterona e testosterona nos níveis de expressão e na distribuição de ADAMTS-1 (uma desintegrina e metaloproteinase com domínios trombospondinas 1) em células mamárias humanas normais e tumorais. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências (Biologia Celular e Tecidual)) - Universidade de São Paulo.

5.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Lívia Caires dos Santos. Peptídeo C16 regula, migração, invasão, invadopódios e suas moléculas-chave, bem como geração de espécies reativas de oxigênio em células tumorais prostáticas. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências (Biologia Celular e Tecidual)) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Lucas Ferreira da Silva. LincRNAs fisicamente associados ao receptor de andrógeno modificam o perfil de marcas da cromatina vizinha e alteram a expressão gênica local. 2017. Tese (Doutorado em Bioinformática) - Universidade de São Paulo.

2.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Edmilson Ozorio. Investigação das quinases aurora B na tumorigenicidade mediada pelo oncogene KRAS. 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

3.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Guilherme Gambogi Braga. Caracterização da apirase do parasita P. falciparum e análise do papel do Ca2+ no egresso de T. gondii. 2016. Tese (Doutorado em Ciências (Biologia da Relação Patógeno-Hospedeiro)pgbmp@icb.usp.br) - Universidade de São Paulo.

4.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Darlena Aparecida Pena. Anticorpos conformacionais para PKCs clássicas e suas aplicações. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

5.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Marianna Zanatelli. Repercussão da prolactina e do seu inibidor, a Bromocriptina, na interação epitélio-estroma da próstata do gerbilo da Mongólia. 2016. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

6.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Leila da Silva Magalhães. Importância do domínio extracelular do receptor tirosina quinase Tie1 na angiogênese. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

7.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Mariana Carvalho Burrows. Avaliação de suportes eletrofiados de PLLA-ECM para regeneração óssea. 2016. Tese (Doutorado em Química) - Universidade de São Paulo.

8.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Renato Astorino Filho. Identificação de novos marcadores moleculares específicos para células beta-pancreáticas por ?phage display. 2016. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

9.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Angelina Maria Fuzer. Mecanismos celulares e moleculares envolvidos na ação antiproliferativa do [10]-gingerol sobre células do tumor de mama. 2016. Tese (Doutorado em CIÊNCIAS FISIOLÓGICAS UFSCAR - UNESP/ARARAQUARA) - Universidade Federal de São Carlos.

10.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Maria Galli de Amorim. Estudo de vesículas extracelulares em linhagens celulares e em pacientes com câncer de mama positivas para a amplificação de ERBB2/HER2. 2015. Tese (Doutorado em Oncologia) - Fundação Antônio Prudente.

11.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Guilherme Gambogi Braga. Avaliação dos mecanismos de ação do losartan em cultura de fibroblastos de derme deficientes em fibrilina-1. 2015. Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

12.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Camila Helena Facina. Ação do desregulador endócrino bisfenol A e da dieta hiperlipídica sobre os lobos prostáticos do gerbilo. 2015. Tese (Doutorado em Biologia Animal) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

13.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Luís Felipe Ingrássia Campesato. Investigação do papel de SIGIRR/IL-11R8 no crosstalk entre células tumorais e o infiltrado leucocitário. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

14.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Juliana Harumi Osaki. O papel do RhoA e Rac1 GTPases nas respostas celulares após danos no DNA induzidos por radiação ionizante. 2015. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

15.
Bruni-CARDOSO, Alexandre. Participação em banca de Otto Luiz Dutra Cerqueira. Avaliação de marcadores de prognóstico no câncer de mama e análise funcional de CIP4. 2014. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade de São Paulo.

16.
Bruni-CARDOSO, Alexandre. Participação em banca de Juliana Aparecida Preto de Godoy. Influência dos glicosaminoglicanos e da terapia celular na inflamação após lesão arterial em camundongos. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

17.
Bruni-CARDOSO, Alexandre. Participação em banca de Adauto Almeida Neto. Abordagem quantitativa da expressão do gene WFDC1 e sua isoforma delta 3. 2014. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

18.
Bruni-CARDOSO, Alexandre. Participação em banca de José Matheus Camargo Bonatto. Caracterização da proteína quinase C beta I nuclear em células tronco embrionárias. 2014. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Mariana Tamazato Longhi. O papel da maspina na migração e proliferação celular. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências (Biologia Celular e Tecidual)) - Universidade de São Paulo.

2.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Edmilson Ozório dos Santos. Investigação das quinases Aurora A e Aurora B na tumorigenicidade mediada pelo oncogene KRAS. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

3.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Gilberto Hideo Kaihami. Novos reguladores de resposta envolvidos na virulência de Pseudomonas aeruginosa. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Adriano de Britto Chaves Filho. Participação em bancaa examinadora de qualificação. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

2.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Glaucia Freitas Menino. Estudo do exossomo de archaea e de sua interação com a proteína reguladora PaNip7. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.

3.
Bruni-Cardoso, A.. Participação em banca de Magna Magalhães Silva. Participação em bancaa examinadora de qualificação. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
c. 46th Annual Meeting of Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology; de 27 a 30 de julho de 2017 em Águas de Lindóia.. 2017. (Congresso).

2.
d. 9th Tripartite Meeting: Chemistry, Biochemistry and Molecular Biology for Wellness held at Maresias, São Paulo; de 30 de outubro a 3 de novembro de 2016.?From the extracellular matrix to the nucleus?. 2017. (Simpósio).

3.
g. IV Congresso do Instituto de Química- USP; de 4 a 6 outubro de 2017 em São Paulo. . Palestra proferida no simpósio ?O futuro da pesquisa no IQ?. 2017. (Congresso).

4.
h. II Workshop de Jovens Pesquisadores em Planejamento e Desenvolvimento de Fármacos; de 12 a 14 de junho de 2017..?Think Outside the Cell?: microenvironment signaling in morphogenesis and cancer?. 2017. (Simpósio).

5.
45th Annual Meeting of Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology; de 18 a 21 de junho de 2016 em Natal-RN. 2016. (Congresso).

6.
b. XVII Congress of the Brazilian Society for Cell Biology (SBBC); de 13 a 16 de julho de 2016 em São Paulo (convidado). From the ECM to the nucleus: molecular relays link the exchange of information between the ECM and the nucleus?. 2016. (Congresso).

7.
f. USP-USPC meeting Université Sorbonne Paris Cité; de 28 a 30 de novembro de 2016, Paris- França..?From the ECM to the nucleus: molecular relays link the exchange of information between the ECM and the nucleus?. 2016. (Simpósio).

8.
1st Signaling Workshop.?From the tissue microenvironment to the cell nucleus: ECM-signaling in the regulation of morphogenesis and cancer?. 2015. (Simpósio).

9.
23rd Congress of the International Union of Biochemistry and Molecular Biology (IUBMB) and 44th Annual Meeting of the Brazilian Society for Biochemistry and Molecular Biology ? SBBq. 2015. (Congresso).

10.
47th Annual Congress of the Brazilian Society of Pharmacology and Experimental Therapeuticssal T. From the tissue microenvironment to the cell nucleus: ECM-signaling regulation of mammary gland morphogenesis and cancer. 2015. (Congresso).

11.
Tripartite Institute of the Americas Workshop (OSU-USP-Rutgers) on Biomedical Research..- ECM-signaling in the regulation of morpho- genesis and cancer. 2015. (Simpósio).

12.
XVII Congress of The Brazilian Society For Cell Biology. 2015. (Congresso).

13.
The 8th tripartite workshop for sustainable technology an inovation.From the tissue microenvironment to the cell nucleus. 2014. (Simpósio).

14.
Workshop at the Interface between Physics and Biology. 2014. (Simpósio).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Giovani Genesi. Análise da interação proteína-proteína e proteostase da MST2 humana. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Antonio Carlos Manucci Pereira Júnior. Identificação das proteínas interagentes de "Yes-Associated Protein" (YAP), um efetor da via Hippo, nas células epiteliais da glândula mamária expostas à membrana basal reconstituída. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Bioquímica) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Pedro de Freitas Ribeiro. Estudo da dinâmica e função da actina nuclear em resposta a diferentes sinais mecânicos e composição da matriz extracelular. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Mayara Carolinne Silva Botelho. Identificação de genes envolvidos com a aquisição de quiescência em células epiteliais. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Bioquímica)) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Rebeka Tomazin. Início: 2018. Universidade de São Paulo.

2.
Ana Paula Petisco Zen Fiore. Início: 2014. Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Alexandre Bruni Cardoso. TCC. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Farmácia e Bioquímica) - Universidade de São Paulo. Orientador: Alexandre Bruni Cardoso.

Iniciação científica
1.
Alexandre Bruni Cardoso. Desenvolvimento de modelo 3D de transcitose de imunoglobulinas. 2018. Iniciação Científica - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Alexandre Bruni Cardoso.

2.
Diego dos Reis Silva. A via Hippo-YAP na ramificação da glândula mamária. 2015. Iniciação Científica - Universidade de São Paulo. Orientador: Alexandre Bruni Cardoso.

3.
Bianca Vargas. O papel de Hippo-YAP na morfogênese mamária. 2015. Iniciação Científica - Universidade de São Paulo. Orientador: Alexandre Bruni Cardoso.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente até o núcleo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
Bruni-Cardoso, A.. A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer mamário. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente até o núcleo: A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
Bruni-Cardoso, A.. Do microambiente ao núcleo: A sinalização da matriz extracelular na regulação da morfogênese e do câncer mamário'. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Cursos de curta duração ministrados
1.
Bruni-Cardoso, A.; LABRIOLA, L. ; BASSERES, D. ; HOTTA, C. ; Salinas RK . Curso de Inverno: Temas Avançados em Bioquímica e Biologia Molecular. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 5:52:51