Karina Nunes Kasperoviczus Braz

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9684171277587835
  • Última atualização do currículo em 21/01/2017


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade de Santo Amaro (2003), aprimoramento profissional em Herpetologia Aplicada a Saúde Pública pelo Instituto Butantan (2006), Mestrado em Biotecnologia pelo Instituto de Ciências Biomédicas da Universidade de São Paulo (2009), Doutorado em Ciências (Área de Anatomia Animal) pela Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia da Universidade de São Paulo (2013) e Pós-doutorado (2013-2015) no Laboratório de Ecologia e Evolução do Instituto Butantan. Atualmente é Assistente de Pesquisa na University of Sydney (Austrália) e pesquisadora colaboradora no Grupo de Estudos em Reprodução de Squamata no Laboratório de Ecologia e Evolução do Instituto Butantan (Brasil). Além disso, foi membro-titular do Conselho Consultivo da Estação Ecológica (ESEC) Tupinambás e ESEC Tupiniquins (2012-2015). Tem experiência nas áreas de Zoologia (ênfase em Herpetologia, com especial interesse em serpentes), Conservação, Morfologia e Histologia, atuando nas seguintes linhas de pesquisa: Ecologia e Conservação da Herpetofauna Insular, História Natural e Biologia Reprodutiva. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Karina Nunes Kasperoviczus Braz
Nome em citações bibliográficas
KASPEROVICZUS, K. N.;KASPEROVICZUS, KARINA

Endereço


Endereço Profissional
The University of Sydney, Faculty of Science, School of Life and Environmental Sciences.
A08 Heydon-Laurence Building
Camperdown
2006 - Sydney, - Austrália
Telefone: (612) 93514546
URL da Homepage: http://www.reproducaosquamata.com.br/kasperoviczus.html


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Evolução das estratégias reprodutivas de Bothrops jararaca (Serpentes: Viperidae), Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Selma Maria Almeida Santos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Biologia reprodutiva; Histórias de Vida; Variação Geográfica; Ciclo Reprodutivo.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.
2006 - 2009
Mestrado em Biotecnologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Biologia reprodutiva da Jararaca Ilhoa, Bothrops insularis (Serpentes: Viperidae) Ilha da Queimada Grande, São Paulo,Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Selma Maria Almeida Santos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Biologia reprodutiva; Bothrops insularis; Biodiversidade; Intersexualidade; Hemiclitoris.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.
2004 - 2006
Aperfeiçoamento em Herpetologia Aplicada a Saúde Publica. (Carga Horária: 3840h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Título: Manutenção e curadoria da coleção de serpentes do Hospital Vital Brazil do Instituto Butantan. Ano de finalização: 2006.
Orientador: Selma Maria Almeida Santos.
Bolsista do(a): Fundação de Aprimoramento Administrativo, FUNDAP, Brasil.
2000 - 2003
Graduação em Ciencias Biologicas.
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
Título: Distribuição Horizontal da Biodiversidade de Cladóceros Planctônicos em um Reservatório Artificial (Lobo, Itirapina, SP) Sub-tropical.
Orientador: Abilio Lopes de Oliveira Neto.
Bolsista do(a): Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.


Pós-doutorado


2013 - 2015
Pós-Doutorado.
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia / Subárea: Ecologia.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada / Especialidade: Conservação das Espécies Animais.


Formação Complementar


2008 - 2008
Introdução à radio-telemetria em serpentes. (Carga horária: 6h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em Anfíbios: Biologia, Taxonomia e Venenos. (Carga horária: 15h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2005 - 2005
Extensão universitária em Serpentes. (Carga horária: 33h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2005 - 2005
Acidentes por Animais Peçonhentos. (Carga horária: 75h).
Instituto Butantan, IBU, Brasil.
2003 - 2003
Métodos para determinação de coliformes fecais. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
2003 - 2003
Interações no Plâncton. (Carga horária: 5h).
Universidade Federal de Juiz de Fora, UFJF, Brasil.
2003 - 2003
Análise/monitoramento de águas interiores e costeiras. (Carga horária: 6h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
2003 - 2003
Do planejamento da amostragem à análise de protozoários. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal de Mato Grosso, UFMT, Brasil.
2002 - 2002
Instrumentos de Gestão Ambiental. (Carga horária: 5h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
2001 - 2001
Lagartas de lepidópteros de importância médica. (Carga horária: 6h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.
2000 - 2000
Biologia Geral dos Animais Peçonhentos. (Carga horária: 8h).
Universidade de Santo Amaro, UNISA, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade, ICMBio, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: COLABORADOR
Outras informações
Representante Titular do Instituto Butantan no Conselho Consultivo das Estações Ecológicas (ESECs) Tupinambás e Tupiniquins.

Atividades

03/2012 - 08/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Estação Ecológica de Tupiniquins, .

Cargo ou função
Conselheira em assuntos relacionados à herpetofauna insular das ilhas da Queimada Grande e Queimada Pequena.
03/2012 - 08/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Estação Ecológica de Tupinambás, .

Cargo ou função
Conselheira em assuntos relacionados à herpetofauna insular do Arquipélago dos Alcatrazes.

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: ALUNA DE DOUTORADO
Outras informações
Bolsista FAPESP.

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: ALUNA DE MESTRADO
Outras informações
Bolsista FAPESP.

Atividades

07/2009 - 08/2013
Outras atividades técnico-científicas , Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia, Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia.

Atividade realizada
Aluna do Programa de Pós-Graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres.
06/2006 - 04/2009
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Ciências Biomédicas, Instituto de Ciências Biomédicas.

Atividade realizada
Aluna do Programa de Pós-Graduação Interunidades em Biotecnologia.

Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: PESQUISADOR COLABORADOR
Outras informações
Pesquisador associado ao Grupo de Estudos em Reprodução de Squamata (Laboratório de Ecologia e Evolução).

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: PÓS-DOUTOR, Carga horária: 40
Outras informações
Pesquisadora Associada ao Grupo de Estudos em Reprodução de Squamata

Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: ALUNA DE DOUTORADO, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista FAPESP

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: ALUNA DE MESTRADO, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista FAPESP

Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIA DE APRIMORAMENTO PROFISSIONAL, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista FUNDAP pelo programa de Aprimoramento Profissional em "Herpetologia Aplicada à Saúde Pública"

Atividades

03/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

03/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

03/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

04/2010 - 09/2014
Extensão universitária , Núcleo de Extensão Universitária e Aperfeiçoamento Profissional, .

Atividade de extensão realizada
Professora no Curso Anual de Extensão Universitária 'Biologia Reprodutiva de Cobras e Lagartos'..
08/2009 - 08/2013
Outras atividades técnico-científicas , Laboratório de Ecologia e Evolução, Laboratório de Ecologia e Evolução.

Atividade realizada
Desenvolvimento de projeto de Doutorado na área de reprodução e ecologia de serpentes e participação nas demais atividades de pesquisa do laboratório.
03/2007 - 04/2009
Estágios , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

Estágio realizado
Desenvolvimento de projeto de Mestrado na área de biologia e ecologia de serpentes e participação nas atividades de rotina do laboratório..
03/2005 - 11/2008
Outras atividades técnico-científicas , Divisão de Desenvolvimento Cultural, Divisão de Desenvolvimento Cultural.

Atividade realizada
Professora convidado para ministrars diversas aulas sobre biologia, reconhecimento e manejo de serpentes no Programa de Atendimento Didático do Instituto Butantan.
02/2007 - 01/2008
Outras atividades técnico-científicas , Laboratório de Ecologia e Evolução, Laboratório de Ecologia e Evolução.

Atividade realizada
Coordenadora dos Seminários Semanais do Laboratório de Ecologia e Evolução.
03/2004 - 02/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

03/2004 - 02/2006
Estágios , Laboratório de Ecologia e Evolução, .

Estágio realizado
Manutenção de serpentes em cativeiro, curadoria de dados de coleção científica e participação nas demais atividades do laboratório.

The University of Sydney, U.SYDNEY, Austrália.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Funcionário temporário, Enquadramento Funcional: ASSISTENTE DE PESQUISA, Carga horária: 35
Outras informações
Assistente de Pesquisa no "Evolutionary and Integrative Zoology Lab" (School of Life and Environmental Sciences).

Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: VOLUNTÁRIA
Outras informações
Voluntária no laboratório do Professor Michael B. Thompson (School of Life and Environmental Sciences).

Atividades

10/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculty of Science, School of Life and Environmental Sciences.

09/2015 - 10/2016
Outras atividades técnico-científicas , Faculty of Science, Faculty of Science.

Atividade realizada
Colaboradora em trabalhos de campo (coleta de serpentes e lagartos), manutenção de animais em cativeiro, coleta e processamento de tecidos, execução de análises microscópicas.


Linhas de pesquisa


1.
Biologia Reprodutiva de Répteis Squamata
2.
Ecologia e Conservação de Serpentes Insulares
3.
História Natural de Répteis Squamata
4.
Epimediologia dos Acidentes Ofídicos
5.
Biologia Reprodutiva de Lagartos


Projetos de pesquisa


2013 - 2015
Ecologia e Conservação da Jararaca-de-Alcatrazes, Bothrops alcatraz
Descrição: Ilhas são consideradas laboratórios naturais cujas populações funcionam como modelos para estudos evolutivos. Nesse sentido, as serpentes do ?grupo jararaca? se encaixam perfeitamente nesse perfil. Bothrops jararaca ocorre no continente e em algumas ilhas ao passo que B. insularis, B. otavioi e B. alcatraz são endêmicas de ilhas. Contudo, informações detalhadas de história natural são necessárias para realizar comparações amplas entre táxons. Tais informações estão disponíveis adequadamente apenas para B. jararaca e B. insularis; espécies que divergem enormemente em caracteres morfológicos e ecológicos. Comparações entre as demais espécies insulares do grupo são difíceis de serem feitas pois sua história natural é pouco conhecida. Porém, os poucos dados disponíveis demonstram que em B. alcatraz o isolamento culminou na manutenção nos adultos de características juvenis presentes nos táxons ancestrais. Embora importante, essas poucas informações representam apenas a ponta do iceberg quanto à potencial riqueza de informações a ser descoberta. Além do interesse evolutivo, B. alcatraz apresenta ainda grande preocupação conservacionista. A espécie é endêmica da Ilha dos Alcatrazes e considerada criticamente ameaçada de extinção, constando em listas nacionais e internacionais. Assim, o conhecimento da ecologia de B. alcatraz é crucial para a uma maior compreensão de como as espécies insulares diferem entre si e em relação às continentais bem como para a implementação de estratégias de conservação. Dessa forma, este projeto visa expandir o conhecimento acerca de B. alcatraz realizando um estudo detalhado e abrangente de sua ecologia (reprodução, alimentação, padrões de atividade e uso de ambiente). Para isso, o projeto envolverá essencialmente a coleta de dados de exemplares diretamente na ilha, complementados com dados de indivíduos em cativeiro e preservados em coleções. Os resultados obtidos nesse projeto contribuirão diretamente para a implantação de estratégias de conservação da espécie que já se encontram em andamento..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
História natural de serpentes sul-americanas: uma abordagem evolutiva
Descrição: O objetivo deste projeto é expandir o conhecimento sobre a história natural de serpentes neotropicais, sob uma perspectiva evolutiva. O projeto irá enfocar serpentes sul-americanas e inclui os seguintes objetivos: (1) reconhecer o uso do habitat e substrato, (2) caracterizar a atividade sazonal e diária, (3) descrever repertórios defensivos, comportamentos defensivos (desconhecidos para determinada espécie) e avaliar a efetividade de táticas defensivas, (4) descrever a dieta e o comportamento alimentar, (5) caracterizar a fecundidade e o ciclo reprodutivo e eventualmente descrever aspectos do comportamento reprodutivo. Em contexto mais amplo, o projeto pretende reconhecer padrões e tendências em diferentes grupos de serpentes, assim como o traçar a evolução de caracteres de história natural em linhagens monofiléticas. As informações serão obtidas principalmente por meio de estudos no laboratório e no campo (examinando espécimes preservados, usando registros do Instituto Butantan, observando serpentes em cativeiro ou na natureza e realizando experimentos no campo). O trabalho de campo será feito em diversas localidades no continente e em ilhas do sudeste do Brasil. As serpentes coletadas irão melhorar a qualidade de dados da coleção herpetológica do Instituto Butantan, pois cada espécime será tombado com informações detalhadas e a amostras de tecido. Essa proposta pretende contribuir com outros projetos de pesquisa para gerar informações básicas para conservação. Além de publicações científicas, o projeto produzirá material de divulgação, incluindo artigos para revistas, livro infantil e informações para serem disponibilizadas na Internet..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Karina Nunes Kasperoviczus Braz - Integrante / Otavio Augusto Vuolo Marques - Coordenador / Henrique Bartolomeu Pereir Braz - Integrante / Selma Maria Almeida-Santos - Integrante / Karina Rodrigues da Silva Banci - Integrante / Natália Ferreira Torello-Viera - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2010 - Atual
Conservação, Reprodução e Manejo de Bothrops insularis em cativeiro
Descrição: Descrição: Em virtude de B. insularis estar ameaçada de extinção e da dificuldade de obtenção de dados reprodutivos em campo (Marques e Sazima, 2009, Martins, Sawaya e Marques, 2008), as informações oriundas da manutenção de serpentes em cativeiro, com controle dos dados reprodutivos, taxa de crescimento, aspectos sanitários e comportamentais (Almeida-Santos & Salomão, 2002) é possível ampliar os conhecimentos a cerca da biologia geral da espécie e principalmente preencher a lacuna no conhecimento da biologia reprodutiva de B. insularis. A manutenção é feita em um recinto com temperatura e umidade controladas por um climatizador (Philco QF) (aquecedor/umidificador). Há um termohigrômetro (MINIPA MT-251) para registrar as variações de temperatura e umidade interna e externa. Todos os espécimes são monitorados quanto aos dados biométricos mensalmente, bem como os dados referentes à alimentação, muda, fezes e observações comportamentais. A avaliação reprodutiva das fêmeas é realizada por exames de ultrassonografia e durante a estação reprodutiva, alguns casais são selecionados para a observação sistematizada a partir de filmagens diárias contínuas, com o uso de um circuito interno, composto pelo programa de monitoramento Geo Vision, micro câmera e LEDs de luz infra-vermelho para filmagem noturna...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Karina Nunes Kasperoviczus Braz - Integrante / Selma Maria Almeida-Santos - Coordenador / Leticia Ruiz Sueiro - Integrante / Kalena Barros da Silva - Integrante / Ingrid Vera Stein - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2009 - 2013
Evolução das estratégias reprodutivas de Bothrops jararaca (Serpentes: Viperidae)
Descrição: Serpentes apresentam imensa variação geográfica em suas estratégias reprodutivas e considerável esforço tem sido investido na tentativa de explicá-las. Tais variações podem decorrer de adaptação local ou mesmo por respostas diretas a fatores proximais. Entretanto, grande parte das explicações para essas variações é derivada de comparações interespecíficas o que coloca um problema para interpretá-las, pois, por vezes as estratégias reprodutivas são conservativas em determinadas linhagens filogenéticas ocorrendo em diferentes regiões. Comparações intraespecíficas podem ser muito valiosas no estudo da evolução das estratégias por reduzirem a influência filogenética e separarem fatores genéticos e não genéticos. Nesse sentido, espécies amplamente distribuídas são chaves porque elas frequentemente ocupam ambientes suficientemente diversos de forma que possamos esperar significativa diversidade nas histórias de vida. A serpente Bothrops jararaca proporciona uma excelente oportunidade de se investigar as variações geográficas das estratégias reprodutivas. B. jararaca distribui-se amplamente no Brasil - incluindo diversas ilhas - e ocupa áreas de clima tropical e temperado. Trabalhos recentes têm revelado ainda a ocorrência de dois filogrupos geneticamente distintos, provavelmente com histórias evolutivas diferentes e com distribuição atual aproximadamente sobreposta aos tipos climáticos; um clado mais ao norte (zona tropical) e outro mais ao sul (zona temperada). Portanto, assim como atualmente, é provável que tais populações historicamente tenham sido sujeitas a experimentar climas imensamente diferentes. Assim, variações nas estratégias reprodutivas entre esses clados são esperadas, pois tais diferenças climáticas podem resultar em restrições sazonais e seleção dos caracteres reprodutivos. Entretanto, nenhum estudo anterior avaliou o papel da variação interpopulacional nas estratégias reprodutivas de viperídeos neotropicais. Diante disso, esse trabalho se propõe a determinar e comparar as estratégias reprodutivas de B. jararaca dos clados norte, sul e algumas ilhas de São Paulo, abrangendo assim quase toda sua distribuição no território brasileiro. Dessa forma, propõe-se buscar a compreensão dos fatores que influenciam a evolução de diferentes estratégias reprodutivas em serpentes..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Karina Nunes Kasperoviczus Braz - Integrante / Selma Maria Almeida-Santos - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2
2006 - 2009
Biologia Reprodutiva da Jararaca Ilhoa, Bothrops insularis (Serpentes: Viperidae), da Ilha da Queimada Grande, São Paulo
Descrição: A jararaca ilhoa, Bothrops insularis é uma serpente endêmica da Ilha da Queimada Grande, no litoral sul do estado de São Paulo e encontra-se criticamente ameaçada constando nas listas nacional e internacional de espécies ameaçadas de extinção. A Bothrops insularis apresenta algumas particularidades na sua biologia, dentre elas destaca-se a presença, nas fêmeas, de um órgão homólogo aos hemipênis dos machos. Entretanto, este assunto permanece ainda um tanto quanto controverso. Poucas são as informações disponíveis acerca da reprodução desta espécie. Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo descrever a biologia reprodutiva de Bothrops insularis e avaliar morfometricamente os órgãos copulatórios das fêmeas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Karina Nunes Kasperoviczus Braz - Integrante / Otavio Augusto Vuolo Marques - Integrante / Selma Maria Almeida-Santos - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 3
2006 - 2009
Uso de recursos e Biologia Reprodutiva de Bothrops insularis
Descrição: Descrição: Caracterizar como essa espécie ameaçada de extinção utiliza os recursos disponíveis ao longo do ano, verificando possíveis variações intra-específicas. Avaliar a disponibilidade sazonal dos itens alimentares potenciais presentes na ilha. Caracterizar a razão sexual, fecundidade e ciclo reprodutivo. Confrontar a razão sexual e fecundidade com aquelas obtidas de amostras da população coletadas no passado. Comparar os parâmetros reprodutivos (maturidade, fecundidade e ciclo reprodutivo) com os de B. jararaca. Pretende-se que a investigação mais detalhada sobre a utilização de recursos e biologia reprodutiva de B. insularis gere informações que constituam subsídios importantes para compreender a dinâmica populacional, e conseqüentemente, delinear estratégias de conservação que venham ser adotadas no futuro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) Doutorado: (1) .
Integrantes: Karina Nunes Kasperoviczus Braz - Integrante / Otavio Augusto Vuolo Marques - Coordenador / Rafael Parelli Bovo - Integrante / Selma Maria Almeida-Santos - Integrante / Murilo Guimarães Rodrigues - Integrante / Ricardo Janini Sawaya - Integrante / Fausto Eritto Barbo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia Aplicada/Especialidade: Conservação das Espécies Animais.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Zoologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Zoologia / Subárea: Fisiologia dos Grupos Recentes.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Histologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
KASPEROVICZUS, K. N.2015KASPEROVICZUS, K. N.; Kruger, A. C. ; Marques, O. A. V. . An elongated meal: the tegu lizard Salvator merianae eats snakes and amphisbaenians. Herpetology Notes, v. 8, p. 21-23, 2015.

2.
Braz, H. B. P.2014 Braz, H. B. P. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Almeida-Santos, S. M.. . Reproductive ecology and diet of the fossorial snake Phalotris lativittatus in the Brazilian Cerrado. Herpetological Journal, v. 24, p. 49-57, 2014.

3.
Almeida-Santos, S. M.2014Almeida-Santos, S. M. ; Braz, H. B. P. ; Santos, L. C. ; Sueiro, L. R. ; Barros, V. A. ; Rojas, C. A. ; KASPEROVICZUS, KARINA . Biologia reprodutiva de serpentes: recomendações para a coleta e análise de dados. Herpetologia Brasileira, v. 3, p. 14-24, 2014.

4.
2013 KASPEROVICZUS, KARINA . Reproductive Ecology of the Threatened Pitviper Bothrops insularis from Queimada Grande Island, Southeast Brazil. Journal of Herpetology, v. 47, p. 393-399, 2013.

5.
KASPEROVICZUS, K. N.2012KASPEROVICZUS, K. N.; Almeida-Santos, S. M. . Instituto Butantan e a jararaca-ilhoa: cem anos de história, mitos e ciência. Cadernos de História da Ciência, v. 8, p. 255-269, 2012.

6.
KASPEROVICZUS, K. N.;KASPEROVICZUS, KARINA2011KASPEROVICZUS, K. N.; Santos, L. C. ; Almeida-Santos, S. M.. . First report of hemiclitores in a female of the amphisbaenian Amphisbaena microcephala (Wagler, 1824). Herpetology Notes, v. 04, p. 41-43, 2011.

7.
Rodrigues, M. G.2010Rodrigues, M. G. ; Bovo, R. P. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Marques, O. A. V. . Bothrops insularis (Golden Lancehead) Maximum Length. Herpetological Review, v. 41, p. 89-89, 2010.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
KASPEROVICZUS, K. N.; Braz, H. B. P. ; Almeida-Santos, S. M.. . Reproductive ecology of a fossorial snake (Phalotris lativittatus) from the Brazilian Cerrado.. In: XI Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2009, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2009. v. 66. p. 217-217.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Sueiro, L. R. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Almeida-Santos, S. M. . Females needs tobe fat and males needs tomove: Reproduction costs en Crotalus durissus (VIPERIDAE? CROTALINAE) From Southeast Brazil. In: X Congreso Latinoamericano de Herpetologia, 2014, Cartagena. La biodiversidad sensible, patrimonio natural irreemplazable. Bogota, 2014. v. 4. p. 740-740.

2.
Sueiro, L. R. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Almeida-Santos, S. M. . Influência do segmento sexual renal no sistema de em viperideos neotropiacasalamento. In: X Congresso Latinoamericano de Herpetologia, 2014, Cartagena. La biodiversidad sensible, patrimonio natural irreemplazable. Bogotá, 2014. v. 4. p. 617-617.

3.
Braz, H. B. P. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Marques, O. A. V. ; Almeida-Santos, S. M. . Ecology of the Pitviper Bothrops jararacussu (VIPERIDAE). In: X Congreso Latinoamericano de Herpetologia, 2014, Cartagena. La biodiversidad sensible, patrimonio natural irreemplazable. Bogotá, 2014. v. 4. p. 733-733.

4.
KASPEROVICZUS, K. N.; Braz, H. B. P. ; Almeida-Santos, S. M.. . Life-history variation in island populations of the Bothrops jararaca complex (Serpentes, Viperidae). In: World Congress of Herpetology, 2012, Vancouver. World Congress of Herpetology 2012 Abstracts, 2012. p. 359-360.

5.
KASPEROVICZUS, K. N.; Sueiro, L. R. ; Santos, J. . Ultrasonographic evaluation of the follicular dynamics in the golden lancehead, Bothrops insularis, maintained in captivity. In: World Congress of Herpetology, 2012, Vancouver. World Congress of Herpetology 2012 Abstracts, 2012. p. 360-360.

6.
KASPEROVICZUS, K. N.; Almeida-Santos, S. M.. . Copulatory plugs in Neotropical viperid snakes. In: World Congress of Herpetology, 2012, Vancouver. World Congress of Herpetology 2012 Abstracts, 2012. p. 11-12.

7.
KASPEROVICZUS, K. N.; Braz, H. B. P. ; Almeida-Santos, S. M.. . Diet and feeding frequency of a fossorial snake (Phalotris lativittatus).. In: XII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2010, São Paulo. XII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2010.

8.
KASPEROVICZUS, K. N.; Germano, V. J. ; Almeida-Santos, S. M.. . Hemipenis in female of Bothrops insularis: intersexuality in an insular pit viper. In: X Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2008, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2008.

9.
KASPEROVICZUS, K. N.; Germano, V. J. ; Almeida-Santos, S. M.. . Hemiclitóris são órgãos funcionais? Estudo dos tamanhos entre hemipênis, hemiclitóris e músculos retratores em B. insularis.. In: III Congresso Brasileiro de Herpetologia., 2007, Belém, Pará. Anais da sociedade Brasileira de Herpetologia, 2007.

10.
Santos, L. C. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Almeida-Santos, S. M.. . Encontro de hemiclítoris em um espécime de Leposternon microcephalum (Squamata, Amphisbaenidae) e comparação com hemipênis da espécie. In: III-Congresso Brasileiro de herpetologia, 2007, Belem. cd-rom do III-Congresso Brasileiro de herpetologia, 2007.

11.
KASPEROVICZUS, K. N.; Germano, V. J. . Are Hemiclitoris functional organs? Studies of the size of the hemipenis, hemiclitoris e retractor muscles in Bothrops insularis. In: XI-Reunião científica anual do Instituto Butantan, 2007, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2007.

12.
Almeida-Santos, S. M.. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Marques, O. A. V. . Reproductive biology in an insular Golden Lancehead, Bothrops insularis. In: 2nd Biology of the Vipers Conference, 2007, Porto -Portugal. 2ND BIOLOGY OF THE VIPERS, 2007.

13.
Rojas, C. A. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Almeida-Santos, S. M.. ; Salomão, M. G. ; Germano, V. J. . Epidemiological aspects of snake bite ocurrences in the Northeast of the São Paulo, Brazil. In: VI- Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2005, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2005.

14.
Gonçalves, M. R. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Salomão, M. G. ; Germano, V. J. . Epidemiologia dos acidentes ofídicos por serpentes peçonhentas na região nordeste do Estado de São Paulo, Brasil. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. CD-Ron do 2º conresso Brasileiro de herpetologia, 2005.

15.
KASPEROVICZUS, K. N.; Couto, F. M ; Matão, L. R ; Germano, V. J. . Dimorfismo Sexual em neonatos de Bothrops moojeni. In: 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. Cd-Rom , 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

16.
Almeida-Santos, S. M.. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Salomão, M. G. . Atividades sazonais comparadas de Bothrops jararaca e Crotalus durissus.. In: 2º Congresso brasileiro de Herpetologia, 2005, Belo Horizonte. Cd-Ron do 2º Congresso Brasileiro de Herpetologia, 2005.

17.
Gonçalves, M. R. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Salomão, M. G. ; Almeida-Santos, S. M.. . Bites by venomous invertebrates in the northeastern region of the State of São Paulo, Brazil. In: VII- Reunião Científica anual do Instituto Butantan, 2005, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2005.

18.
Gonçalves, M. R. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Salomão, M. G. ; Almeida-Santos, S. M.. . Snakebite in the northeastern region of the States of São Paulo, Brazil. In: VII Reunião Anual Científica do Instituto Butantan, 2005, São Paulo. Memórias do Instituto Butantan, 2005.

19.
KASPEROVICZUS, K. N.; Oliveira-Neto, A. L. . Distribuição Horizontal da Biodiversidade de Cladóceros Planctônicos em um Reservatório Artificial (Lobo, Itirapina, SP) sub-tropical. In: IX Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003, Juiz de Fora-MG. Cd-rom do IX-Congresso Brasileiro de Limnologia, 2003. p. CD.

Apresentações de Trabalho
1.
KASPEROVICZUS, K. N.. Biologia reprodutiva de serpentes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
KASPEROVICZUS, KARINA. Herpetofauna de ilhas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
KASPEROVICZUS, KARINA. Ecologia reprodutiva de jararacas insulares. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
Silva, K. M. P. ; KASPEROVICZUS, K. N. ; Amaral, F. M. ; Almeida-Santos, S. M.. . Dicromatismo sexual em filhotes de Bothrops atrox (jararaca da Amazônia). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Silva, K. M. P. ; KASPEROVICZUS, K. N. . Sexual dichromatism in neonate of snakes as a criterion for sex determination of neonate Bothrops atrox (SERPENTES: VIPERIDAE). 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
KASPEROVICZUS, K. N.. A disponibilidade de recursos influencia o ciclo de machos de Bothrops insularis da ilha da Queimada Grande?. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
KASPEROVICZUS, K. N.; Braz, H. B. P. . Variação das histórias de vida em populações de serpentes do grupo jararaca. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
KASPEROVICZUS, K. N.. 3 Monitoria Anual do Plano de Ação Nacional para a Conservação da Herpetofauna Insular Ameaçada de Extinção. 2014.

2.
KASPEROVICZUS, KARINA. Reunião técnico-científico para Consolidar o Programa de Pesquisa e Monitoramento para o Plano de Manejo da Estação Ecológica Tupinambás. 2013.

Trabalhos técnicos
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
KASPEROVICZUS, K. N.. Vem Comigo - As Cobras da Ilha Queimada Grande e do Instituto Butantan. 2014. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
KASPEROVICZUS, K. N.; Marques, O. A. V. . Ilha do litoral paulista abriga 2,5 mil jararacas-ilhoas ameaçada de extinção. 2014.

3.
KASPEROVICZUS, K. N.; Sueiro, L. R. . A liga na ilha das cobras. 2014.

4.
KASPEROVICZUS, K. N.; Bovo, R. P. ; Germano, V. J. . L'ile aux cobras jaunes. 2013.

5.
KASPEROVICZUS, KARINA; Gennari, D. . Ilha das cobras. 2013.

6.
KASPEROVICZUS, K. N.; Braz, H. B. P. ; Sueiro, L. R. ; Gennari, D. ; Germano, V. J. . Hoje em dia na Ilha da Queimada Grande- O maior serpentário Natural do Mundo. 2011.


Demais tipos de produção técnica
1.
KASPEROVICZUS, KARINA; Sueiro, L. R. ; Santos, L. C. . Aula prática de dissecção e análises histológicas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
KASPEROVICZUS, KARINA. Estratégias reprodutivas de serpentes e lagartos insulares. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
KASPEROVICZUS, K. N.. Métodos de Estudos em Biologia : campo. 2011. (Aula Ministrada).

4.
Germano, V. J. ; KASPEROVICZUS, K. N. . Diferenciação de serpentes peçonhentas e não peçonhentas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
KASPEROVICZUS, K. N.; Germano, V. J. . Manejo e identificação de serpentes. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
KASPEROVICZUS, K. N.; Germano, V. J. . Identificação e manejo de serpentes. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
KASPEROVICZUS, K. N.; Herédias-Ribas, C.M. . Biologia de Serpentes. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
KASPEROVICZUS, K. N.. Anatomia e reprodução de serpentes. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
KASPEROVICZUS, K. N.. Biologia e reconhecimento de serpentes. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
KASPEROVICZUS, K. N.; Herédias-Ribas, C.M. . Biologia de Serpentes. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
KASPEROVICZUS, K. N.. Biologia Reprodutiva da Jararaca Ilhoa Bothrops insularis (serpentes:viperidae) da Ilha da Queimada Grande, São Paulo. 2006. (Palestra).

12.
KASPEROVICZUS, K. N.. Serpentes. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

13.
KASPEROVICZUS, K. N.. Apresentação sobre serpentes no Instituto Butantan. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

14.
KASPEROVICZUS, K. N.. Cobras. 2005. (Visita Guiada).

15.
KASPEROVICZUS, K. N.. Serpentes. 2005. (Palestra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
ASSIS-NETO, A.C; KASPEROVICZUS, K. N.; Rici, R.E.G. Participação em banca de Rafaela Zani Coeti. Ciclo reprodutivo da coral verdadeira Micrurus leminiscatus (Linnaeus, 1758) (Squamata: Elapidae). 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres) - Universidade de São Paulo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
7th World Congress of Herpetology. Life-history variation in island populations of the Bothrops jararaca complex (Serpentes, Viperidae). 2012. (Congresso).

2.
Desafios para a Conservação da Megadiversidade. 2012. (Simpósio).

3.
XIV Reunião Científica do Instituto Butantan. 2012. (Outra).

4.
IX Congresso Latinoamericano de Herpetologia. A disponibilidade de recursos influencia o ciclo de machos de Bothrops insularis da ilha da Queimada Grande?. 2011. (Congresso).

5.
V Congresso Brasileiro de Herpetologia. 2011. (Congresso).

6.
V Fórum "Estratégias para Conservação de Répteis e Anfíbios". 2011. (Outra).

7.
XIII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan.Sexual dichromatism in neonate of snakes as a criterion for sex determination of neonate Bothrops atrox (SERPENTES: VIPERIDAE). 2011. (Encontro).

8.
I Encontro Internacional de Ensino em Anatomia do ICB/USP. 2010. (Encontro).

9.
XX Simpósio de Pós-graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres.Reproductive strategies of snakes of the jararaca complex (VIPERIDAE): a comparative approach betweennorth and south clades. 2010. (Simpósio).

10.
XI Reunião Científica Anual do Instituto Butantan.Reproductive ecology of a fossorial snake (Phalotris lativittatus) from the Brazilian Cerrado.. 2009. (Outra).

11.
XVIII Simpósio de Pós-graduação em Anatomia dos Animais Domésticos e Silvestres.Estratégias reprodutivas de serpentes do complexo jararaca (Viperidae): uma abordagem comparativa entre os clados norte e sul. 2009. (Simpósio).

12.
X Reunião Científica Anual do Instituto Butantan.Hemipenis in female of Bothrops insularis: intersexuality in an insular pit viper. 2008. (Outra).

13.
III Congresso Brasileiro de Herpetologia. Hemiclitóris são orgãos funcionais? Estudo dos hemipênias e hemiclítoris em Bothrops insularis. 2007. (Congresso).

14.
IX Reunião Científica Anual do Instituto Butantan. 2007. (Outra).

15.
New Directions in Snake Biology. 2006. (Simpósio).

16.
II Congresso Brasileiro de Herpetologia. Dimorfismo sexual em neonatos de Bothrops moojeni. 2005. (Congresso).

17.
Semana Nacional de Ciência e Tecnologia.Tenda da Ciência. 2005. (Oficina).

18.
VII-Reunião Científica Anual do Instituto Butantan.Epidemiology of snakebite in the northweastern region of the State of São Paulo, Brazil. 2005. (Outra).

19.
VI-Reunião Anual Científica do Instituto Butantan.VI-Reunião Científica Anual do Instituto Butantan. 2005. (Outra).

20.
14º Encontro de Biólogos do Crbio-1.14º Encontro de Biólogos do Crbio-1. 2003. (Encontro).

21.
6 Semana Tematica de Biologia.6 Semana Tematica de Biologia. 2003. (Outra).

22.
IX Congresso Brasileiro de Limnologia. IX Congresso Brasileiro de Limnologia. 2003. (Congresso).

23.
VII Congresso de Biologia da Universidade de Santo Amaro. VII Congresso de Biologia da Universidade de Santo Amaro. 2003. (Congresso).

24.
Forum. 2002. (Outra).

25.
VI Congresso de Biologia da Universidade de Santo Amaro. VI Congresso de Biologia da Universidade de Santo Amaro. 2002. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
KASPEROVICZUS, K. N.. 1a Reunião Científica da Ilha da Queimada Grande. 2008. (Outro).

2.
KASPEROVICZUS, K. N.. Seminários semanais do Laboratório especial de Ecologia e Evolução. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Karina Maria Pereira da Silva. Dicromatismo sexual em neonatos de Bothrops atrox. 2012. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Biologia Animal) - Instituto Butantan, Programa de Aprimoramento Profissional. Orientador: Karina Nunes Kasperoviczus Braz.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Serena Najara Migliore. Ciclo reprodutivo de machos da falsa-coral Oxyrhopus guibei do Estado de São Paulo. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Paulista. Orientador: Karina Nunes Kasperoviczus Braz.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
KASPEROVICZUS, KARINA. Herpetofauna de ilhas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).



Outras informações relevantes


Em junho/2008, recebi um microscópio óptico, no valor de U$ 600,00 da instituição de auxílio à pesquisa IDEA WILD (sediada nos Estados Unidos).
Financiamentos obtidos: FUNDAP - Fundação do Desenvolvimento Administrativo (2004-2006), FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (2006-2008; processo no. 2006/53603-0) e FAPESP - Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo (2011-2013; processo no. 2014/50147-0).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/12/2018 às 11:56:34