José Claudio Morelli Matos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5814859475637460
  • Última atualização do currículo em 09/10/2018


Possui graduação em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1996), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal de Santa Catarina (1999) e doutorado em Filosofia pela Universidade de São Paulo (2004). Atualmente é professor adjunto da Universidade do Estado de Santa Catarina, na cadeira de Filosofia da Educação. Tem experiência na área de Teoria do Conhecimento e Ética. Desenvolve projetos de pesquisa sobre a filosofia de John Dewey. Interessess: naturalismo evolutivo, teoria da comunicação e ética naturalista. ORCID: 0000.0002-7763-4971 (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Claudio Morelli Matos
Nome em citações bibliográficas
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.
Saldanha Marinho, 196
Centro
88010-450 - Florianopolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 2225722
URL da Homepage: http://www.faed.udesc.br


Formação acadêmica/titulação


2018
Doutorado em andamento em Programa de pós graduação em ciência da Informação.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: O papel da Lógica nas pesquisas e na formação profissional no campo da ciência da informação,
Orientador: Eliana Maria dos Santos Bahia Jacinto.
Palavras-chave: Lógica; Ciência da Informação; profissional da informação.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Lógica.
2000 - 2004
Doutorado em Filosofia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O Naturalismo de Hume e a Epistemologia Evolutiva, Ano de obtenção: 2004.
Orientador: Jão Paulo Gomes Monteiro.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Hume; naturalismo; seleção natural; Epsitemologia evolutiva; Conhecimento.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
1997 - 1999
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Noção de Justificacionismo na Filosofia Popperiana,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Gustavo Andrés Caponi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Popper; justificacionismo; epistemologia; Filosofia da Ciência.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
1992 - 1996
Graduação em Filosofia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: O Ceticismo Naturalizado de David Hume.
Orientador: Sara Albieri.




Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: professor ADJUNTO, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Comissão de Pesquisa do Centro.
03/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Subcomissão de Avaliação de Estágio Probatório Docente.
03/2013 - Atual
Ensino, Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Ética na Gestão da Informação
04/2012 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Diretor de Unidade.
12/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Planejamento Administração.
08/2011 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Chefe de Departamento de Ciências Humanas.
06/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Interante da Comissão de Criação do curso de Mestrado em Ciências Sociais.
03/2010 - Atual
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Membro do Colegiado do Laboratório de Ensino de Filosofia e Sociologia - LEFIS.
03/2007 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
membro da Comissão de pesquisa.
08/2005 - Atual
Ensino, pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
filosofia da educação
logica aplicada a documentação
07/2011 - 07/2011
Serviços técnicos especializados , Centro de Educação a Distância, .

Serviço realizado
Membro da banca de processo seletivo para professor colaborador de Filosofia da Educação (07/2011)..
03/2010 - 12/2010
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Projeto Oficina de Leitura e Interpretação de Textos.
05/2010 - 07/2010
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Curso de Formação de Multiplicadores da Oficina de Leitura.
03/2009 - 12/2009
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Programa de Extensão Civilização - estímulo e aprofndamento da prática da leitura analítica.
7/2006 - 12/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, Comissão de Reformulação Curricular do Curso de Pedagogia.

Cargo ou função
Membro da Comissão de Reformulação Curricular do Curso de Pedagogia.
05/2008 - 07/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Criação do Curso de Ciências Sociais.
08/2007 - 07/2009
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Educação, .

03/2008 - 03/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Membro da Comissão do Vestibular.
03/2008 - 03/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Ensino à Distância.
02/2008 - 12/2008
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Oficina de Leitura e Interpretação de Textos.
08/2007 - 12/2007
Extensão universitária , Centro de Ciências da Educação, .

Atividade de extensão realizada
Oficina de Leitura e Interpretação de Textos.
08/2006 - 07/2007
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Educação, .

11/2005 - 6/2006
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências da Educação, Nucleo de Apoio Ao Ensino.

Cargo ou função
professor integrante.

Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro de Comitê Editorial, Carga horária: 1
Outras informações
Membro do Comitê Editorial da Apolodoro Virtual Edições, da Série Filosofia, Arte e Educação. Ligado ao projeto de produções acadêmicas do Grupo de Pesquisa Filosofia, Arte e Educação do Departamento de Metodologia de Ensino da UFSC.

Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

8/1999 - 8/2000
Ensino, Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria do Conhecimento
Filosfia da Ciência
Metodologia científica e Filosofia da ciência
História da Filosofia IV
História da Filosofia VI

Associação Educacional do Vale do Iajaí Mirim, ASSEVIM, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 12

Atividades

2/2004 - 12/2005
Ensino, Administração, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
filosofia
metodologia cientifica
projeto de estagio

Governo do Estado de Santa Catarina, GOVERNO/SC, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1996
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: , Carga horária: 12

Atividades

7/1996 - 9/1996
Ensino,

Disciplinas ministradas
filosofia

Sistema de Ensino Sinergia, SINERGIA, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 4

Atividades

3/2005 - 7/2005
Ensino, Administração de Empresas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
filosofia

Sociedade Lageana de Educação, UNIVEST, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Outro (especifique, Carga horária: 30

Atividades

2/2001 - 2/2003
Ensino, Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
fundamentos histórico-filosóficos da educação
epistemologia da educação
filosofia geral
fundamentos histórico-filosóficos da educação II
epistemologia da educação II


Linhas de pesquisa


1.
Racionalidade e aprendizagem na Epistemologia Contemporânea

Objetivo: Uma das mais acirradas disputas da epistemologia contemporânea desenvolve-se em torno do conceito de racionalidade, sua conseqüência é que o conceito de aprendizagem, como processo de aquisição de conhecimentos, é também objeto de disputa. Um conceito de racionalidade formal, objetivo, com pretensões de universalidade, tem sido proposto como alternativa a um conceito bem mais modesto, limitado, e de caráter naturalista. Cada um destes lados da disputa mantém uma noção de aprendizagem que lhe é própria. Consequentemente, esta disputa entre noções de aprendizagem reflete-se em qualquer discussão referente a temas da educação. Pretende-se investigar as principais correntes da investigação epistemológica contemporânea, com especial ênfase na filosofia falseacionista de Karl Popper e na tradição naturalista, iniciada por John Dewey no início do século XX e representada mais atualmente por Willard Quine, a fim de discutir as noções de aprendizagem mantidas por esta correntes, em correlação com a defesa de certo padrão de racionalidade. Todo este debate tem importantes conseqüências no papel dos processos de educação, tanto na formação da atitude racional, como na determinação dos procedimentos e fundamentos que deveriam guiar os processos de ensino. O resultado deste empreendimento consiste em, no mínimo, esclarecer questões relacionadas aos processos de aprendizagem, no que toca ao tratamento epistemológico do assunto. Este esclarecimento é relevante para toda a comunidade que estuda tal tema, na medida em que a epistemologia pretende fornecer fundamentos e explicações que são empregados em outras áreas de estudo e de atividade relacionadas com processos de aprendizagem. O debate acerca do papel e dos requisitos conceituais fundamentais nos processos de educação fica, em conseqüência, enriquecido com o esclarecimento e a análise destas questões, que preocupam diversos estudiosos ao longo do pensamento contemporâneo..
Palavras-chave: filosofia; racionalidade; epistemologia; aprendizagem; educação.
2.
Informação, leitura e sociedade

Objetivo: Desenvolvimento de estudos e pesquisas que contribuam para a reflexão teórico-prática do papel da informação, da biblioteca e da atuação profissional do gestor de unidades de informação nos processos de ensino-aprendizagem e de competência em informação no contexto da sociedade contemporânea..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Ciência da Informação.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
Palavras-chave: filosofia; habitos; aprendizagem; educação; Informação.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
fundamentos filosóficos de uma teoria evolutiva da informação e da cultura
Descrição: Discute, a partir do pensamento de Dennett e Dawkins, uma concepção evolucionista da informação e da cultura, e sua relevância para as ciências da informação. Parte do conceito de ?informação? de teóricos como Le Coadic e Capurro & Hjorland, para - em termos evolutivos - dar uma formulação ao problema da superabundância de informação e a necessidade de mecanismos adaptativos de seleção e filtragem. Estabelece a hipótese de que o campo da competência em informação discute a questão dos mecanismos de filtragem da informação, com base na atitude adaptativa manifesta nas produções deste campo. Apresenta, finalmente, a noção de infosfera, e a teoria dos memes como replicadores culturais, como possibilidades de pesquisa no campo interdisciplinar da ciência da informação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2016
A filosofia de John Dewey e a noção de 'letramento informacional': um estudo bibliográfico e conceitual
Descrição: Investiga conceitos da filosofia de John Dewey a partir do campo de estudos da ciência da informação denominado de ?letramento informacional? (information literacy). Por meio da pesquisa bibliográfica e da reflexão de caráter filosófico acerca dos fundamentos do letramento informacional, discute a influência do pensamento de Dewey na base teórica que subsidia o debate em torno da questão da competência em informação. Refere-se em especial à ideia de aprendizagem para toda a vida, que é uma ideia recorrente nas produções acerca do letramento informacional. Considera-se que tal ideia tem sua origem no discurso deweyano acerca da educação, em especial sobre o desenvolvimento de indivíduos capazes de agir reflexivamente no meio informacional em que se situam. Palavras chave: Dewey, letramento informacional, lifelong learning..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado profissional: (1) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Fernando Maurício da Silva - Integrante / Khaterim Pessoa Ferreira - Integrante.
2011 - 2014
DEWEY E DENNETT ? AS CONCEPÇÕES DE COMUNICAÇÃO E DE MENTE NO CONTEXTO DA FILOSOFIA DA EDUCAÇÃO
Descrição: O pensamento de John Dewey é uma das mais importantes realizações da filosofia do século XX. Sua relevância para o campo de estudos filosóficos da educação é inquestionável. O naturalismo evolutivo marcante na sua obra vem sendo assumido por vários autores filósofos e cientistas contemporâneos, e constituído uma corrente de pensamento bastante consolidada na atualidade. Esta pesquisa se volta para os conceitos fundamentais do pensamento de Dewey acerca da educação, numa leitura que tenta aproximar este pensamento com o de Daniel Dennett. O foco específico do estudo é a concepção de comunicação mantida por Dewey principalmente em obras como Democracia e Educação e Experiência e Natureza. Se espera mostrar que esta teoria da comunicação se estrutura sobre pressupostos claramente naturalistas, e como tal, apresenta algumas conclusões relevantes para o pensamento educacional. Para lançar luz sobre o significado desta teoria naturalista da comunicação e ampliar suas conseqüências para a educação, é feita a aproximação com a filosofia de um dos maiores intérpretes contemporâneos do naturalismo evolutivo, Daniel Dennett, especialmente o que ele denomina em obras como Brainstorms (1981) e Kinds of Minds (1996) de abordagem dos sistemas intencionais. Por meio do estudo crítico dos textos dos dois autores e da proposição de relações conceituais relevantes e elucidadoras entre suas perspectivas mostra-se promissora a possibilidade de contribuição para o debate sobre a tradição do naturalismo evolutivo, iniciada por Dewey e continuada ? segundo a posição deste estudo ? por Dennett..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Gigi Anne Horbatiuk Sedor - Integrante.
2009 - 2011
Educação, comunicação e leitura no projeto filosófico de John Dewey
Descrição: Esta pesquisa pretende investigar, tendo como referência a obra filosófica e pedagógica de John Dewey e dos autores comprometidos com seu pensamento, a questão da leitura como fundamento para os processos de comunicação, por meio dos quais a renovação social é possível. Além de rigorosa e exaustiva revisão do material bibliográfico, um procedimento metodológico fundamental é o da consideração analítica e argumentativa dos discursos e das teses. Esta reflexão interna ao texto é fundamental para a metodologia filosófica, por explicitar a ordem de razões segundo a qual é feita a tentativa de resolver o problema, por parte do interlocutor estudado. A fim de atingir os objetivos da pesquisa, serão examinadas as principais obras de Dewey, e de autores mais atuais em filosofia, como Daniel Dennett e acerca da leitura, como José Morais. A relação entre a leitura e decifração de textos escritos, com um conceito complexo de comunicação será investigada de modo a construir uma interpretação na qual, como resultado, faz sentido entender a habilidade de leitura hábil e sofisticada, como uma vantagem adaptativa que os indivíduos adquirem e desenvolvem por meio do processo de transmissão experimental que conhecemos pelo nome de educação. A função educacional da leitura, e as perspectivas para seu desenvolvimento e estímulo, constituem a questão central desta investigação. Segundo Dewey e os autores naturalistas que compartilham o modelo proposto por sua filosofia, a leitura pode ser concebida como uma das habilidades que fundamentam a evolução cultural e a continuidade da experiência humana em sociedade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Andréia Riconi - Integrante / Vanessa Stopanovsky Ribeiro - Integrante / Thaís Ferreira Ali - Integrante.
Número de produções C, T & A: 6
2007 - 2009
A noção de hábito na filosofia de John Dewey
Descrição: A filosofia de John Dewey é um sistema onde diferentes campos de argumentação estão interligados. A teoria do conhecimento, a ética, a política, o pensamento pedagógico, todos estes ramos são unificados pelas concepções do autor acerca do ser humano, de sua prática social, epistemológica e investigativa. Um dos conceitos mais fundamentais no modo deste autor estabelecer suas linhas de argumentação é o conceito de hábitos. Por meio da formação de hábitos é que o indivíduo atinge, com maior ou menor resultado os seus objetivos, tanto na aprendizagem e investigação, como na conduta moral e na atuação democrática. Por causa disso é que a formação de adequados hábitos de reflexão e pensamento recebe tanta ênfase em sua filosofia da educação, que no século XX deu origem à linha de pensamento conhecida como Escola Nova. Diante da importância deste autor na caracterização da filosofia contemporânea, este projeto pretende investigar de que modo Dewey desenvolve o conceito ou noção de hábito, e a função precisa e específica deste conceito para a formulação de suas teses principais acerca da aprendizagem, da educação e do exercício democrático..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Katia Maheirie - Integrante / Antoina chaves barcellos wallig - Integrante / elisiani de freitas noronha - Integrante.
2006 - 2007
Racionalidade e aprendizagem na epistemologia contemporânea
Descrição: Uma das mais acirradas disputas da epistemologia contemporânea desenvolve-se em torno do conceito de racionalidade, sua conseqüência é que o conceito de aprendizagem, como processo de aquisição de conhecimentos, é também objeto de disputa. Um conceito de racionalidade formal, objetivo, com pretensões de universalidade, tem sido proposto como alternativa a um conceito bem mais modesto, limitado, e de caráter naturalista. Cada um destes lados da disputa mantém uma noção de aprendizagem que lhe é própria. Consequentemente, esta disputa entre noções de aprendizagem reflete-se em qualquer discussão referente a temas da educação. Pretende-se investigar as principais correntes da investigação epistemológica contemporânea, com especial ênfase na filosofia falseacionista de Karl Popper e na tradição naturalista, iniciada por John Dewey no início do século XX e representada mais atualmente por Willard Quine, a fim de discutir as noções de aprendizagem mantidas por esta correntes, em correlação com a defesa de certo padrão de racionalidade. Todo este debate tem importantes conseqüências no papel dos processos de educação, tanto na formação da atitude racional, como na determinação dos procedimentos e fundamentos que deveriam guiar os processos de ensino. O resultado deste empreendimento consiste em, no mínimo, esclarecer questões relacionadas aos processos de aprendizagem, no que toca ao tratamento epistemológico do assunto. Este esclarecimento é relevante para toda a comunidade que estuda tal tema, na medida em que a epistemologia pretende fornecer fundamentos e explicações que são empregados em outras áreas de estudo e de atividade relacionadas com processos de aprendizagem. O debate acerca do papel e dos requisitos conceituais fundamentais nos processos de educação fica, em conseqüência, enriquecido com o esclarecimento e a análise destas questões, que preocupam diversos estudiosos ao longo do pensamento contemporâneo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2017 - 2017
Curso de Extensão - Interpretação, Informação e Intencionalidade 2017
Descrição: Este Curso de Extensão foi planejado para um público amplo, desde professores da educação básica até estudantes de pós-graduação. Seu foco são os processos de interpretação de informações em artefatos como textos escritos (leitura). Foi planejado, pois, para ser um treinamento capaz de habilitar pessoas para atuarem de forma competente na interpretação e uso de artefatos informacionais, especialmente os textos escritos, de caráter teórico e literário. A principal destas atividades é a própria leitura, mas a leitura não é a única ação de interpretação de informações a que o curso se refere. O curso pretende multiplicar tanto a discussão conceitual como, com ainda mais razão, a atuação do intérprete no ensino e no uso do pensamento reflexivo, para o processamento da informação disponível nos textos e demais artefatos, visando uma conduta mais desenvolta e crítica dos indivíduos, no atual ambiente social caracterizado como a ?Sociedade da Informação?. Por meio de referenciais teóricos, e da vivência de técnicas e procedimentos, além de uma carga horária destinada a exercícios e práticas, o público deste curso terá contato, então, com a atividade que tem sido realizada e coordenada na UDESC, e num aspecto mais amplo, com a leitura entendida como uma atividade de explicitação e discurso, que pode ser construída em diálogo com outros leitores. O curso de realiza com o suporte do LEFIS, instituição parceira do Programa Civilização, e da UFSC e Secretaria de Educação do Estado. Oferece certificação aos participantes..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2017 - 2017
Projeto Equipe UDESC de Muay Thai 2017
Descrição: O projeto Equipe UDESC de Muay Thai - 2017 visa iniciar a oferta de treinamento nesta arte marcial originária da Tailândia, e lançar os fundamentos para a formação de uma equipe de praticantes mista, com participantes de ambos os sexos, comporta de membros da comunidade universitária e da comunidade externa. As sessões de treinamento terão lugar no Campus I da UDESC, provavelmente em uma das salas do CEART. O ministrante da ação e coordenador do projeto é o professor José Claudio Matos, professor graduado de Muay Thai pela Confederação Brasileira (CBMT). A seleção dos participantes ocorrerá mediante ficha de inscrição e termo de aptidão física para a atividade. Além do treinamento das técnicas constituintes do corpo de habilidades do Muay Thai, serão abordados aspectos pedagógicos e de formação, como a disciplina, a autonomia e o senso de esforço e responsabilidade, valores inerentes às boas práticas dentro e fora das artes marciais. Este projeto ocorre em parceria com a Academia Boxe Thai Florianópolis, dirigida pelo Grão Mestre Pedro Paulo de Jesus (Peu) Cref: 016480-P/SC, cujo trabalho técnico e a participação em projetos sociais são internacionalmente reconhecidos. O projeto solicita uma bolsa de extensão de 20 horas, para dar suporte a sua organização e funcionamento. Espera-se contribuir para o bem estar e para a formação física e individual da comunidade envolvida, e fortalecer a prática desta importante arte marcial cujo crescimento no Brasil é marcante nos últimos 20 anos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador.
2016 - 2017
Laboratório Interdisciplinar de Ensino de Filosofia e Sociologia
Descrição: promove atividades de ensino por meio de projetos específicos de extensão como cursos de capacitação e atualização para professores de Filosofia e Sociologia na Rede Estadual de Ensino, e para alunos dos cursos de licenciatura nas Ciências Sociais e Filosofia.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador.
2016 - 2016
Programa de Extensão Civilização - Interpretação e Pensamento Reflexivo 2016
Descrição: O Programa Civilização 2016 promove ações relacionadas com o tema da interpretação, do pensamento reflexivo e do letramento informacional. Suas atividades envolvem habilidades de leitura e interpretação, ensino e aprendizagem, especialmente da filosofia, e formação de hábitos para o uso dos artefatos informacionais. O Programa atua principalmente nas iniciativas de formação e capacitação dos professores e estudantes no Ensino Médio e Superior. Faz a solicitação de duas bolsas de 20 horas. Uma para a Oficina de Leitura e Interpretação de Textos 2016, e uma para o Curso de Interpretação e Pensamento Reflexivo 2016. A primeira ação, Oficina de Leitura, tem como coordenador o Prof. José Claudio Matos, representa um grupo permanente de leitura e discussão de textos, tendo como objetivo o aumento da capacidade crítica e reflexiva no uso da informação. A segunda ação, o Curso de Interpretação e Pensamento Reflexivo 2016 tendo como coordenador o Prof. José Claudio Matos, é um curso que visa apresentar instrumentais teóricos a partir dos quais a interpretação e a leitura reflexiva podem constituir uma ferramenta pedagógica ao alcance dos educadores, estudantes, e demais interessados. A terceira ação, o 'Colóquio Civilização 2016', tendo como coordenador o Prof. José Claudio Matos, é um evento anual que tenciona disseminar a produção voltada ao tema da Interpretação e da relação da filosofia com as outras áreas do conhecimento, e oferecer espaço de debate aos envolvidos com esta temática; tem como resultado a produção na forma de livros e artigos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Jason de Lima e Silva - Integrante / Evandro Oliveira de Brito - Integrante / Fernando Maurício da Silva - Integrante.
2015 - 2016
Programa de Extensão Civilização - Interpretação e Pensamento Reflexivo 2015
Descrição: O Programa Civilização 2015 vem desenvolvendo ações que integram extensão, pesquisa e ensino, por meio da leitura e interpretação de textos e outros artefatos culturais. O objetivo principal do Programa é desenvolver o pensamento reflexivo e o letramento informacional, dentro e fora do ambiente acadêmico. O Programa atua também na formação e capacitação de professores e estudantes no Ensino Médio e Superior por meio da sua parceria com o Laboratório de Ensino de Filosofia e Sociologia - LEFIS. O Programa Civilizaçãoconta com três ações vinculadas, sendo elas: Oficina de Leitura e Interpretação de Textos 2015; Curso de Interpretação de Textos 2015 e o Colóquio Civilização 2015 (este ano realizado em duas edições). A equipe do Civilização é composta por duas bolsistas, um bolsista voluntário e o coordenador, contabilizando assim, quatro integrantes na UDESC..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Jason de Lima e Silva - Integrante / Evandro Oliveira de Brito - Integrante / Fernando Maurício da Silva - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1
2014 - 2014
Oficina de Leitura - Biblioteca de Babel: Escritos acerca de outros escritos
Descrição: A Biblioteca de Babel é um conto que aborda de diversas maneiras a noção de infinito. Esta noção estava em discussão na filosofia e nas ciências do século XX. As fórmulas e expressões das linguagens, a arte, as medidas numéricas empregadas na física, as possibilidades de variação genética, as dimensões da vida social. O infinito era um conceito chave para muitos dos esforços de pensamento na época. Vasto, imenso, indeterminado, caótico, este é o mundo de Borges, tão parecido com o nosso..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Amanda Cristina da Silva - Integrante / Elis Marina Rigoni Perlini - Integrante.
2013 - 2013
Programa de Extensão civilização - Interpretação e Reflexão Filosófica 2013
Descrição: O Programa Civilização pretende atender a uma demanda de formação e capacitação dos professores e estudantes no Ensino Médio e Superior. Faz a solicitação de duas bolsas de 20 horas. Uma para a Oficina de Leitura e reflexão filosófica, e uma para o Seminário 'Filosofia e Interpretação'. A Oficina de leitura, tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, representa um grupo permanente de leitura e discussão de textos filosóficos. Solicita uma bolsa de vente horas. A segunda ação, o Curso 'Interpretando Textos Filosóficos', tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, é um curso que visa apresentar instrumentais teóricos a partir dos quais a interpretação de textos pode constituir uma ferramenta pedagógica ao alcance dos educadores, estudantes, e demais interessados. A terceira ação, o Seminário'Filosofia e Interpretação', tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, tenciona disseminar a produção intelectual voltada ao tema da Leitura Filosófica, e oferecer espaço de debate aos envolvidos com esta temática. Solicita uma bolsa de vinte horas. Ao desenvolver oficinas, cursos de curta duração e evento acadêmico, o Programa espera contribuir para o aprofundamento e recepção da filosofia entre pessoas que se encaminham para diferentes trajetórias sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (80) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Evandro Oliveira de Brito - Integrante / Fernando Maurício da Silva - Integrante / Franciéli Ordovás - Integrante / Kariane Regina Laurindo - Integrante.
2012 - 2012
Programa de Extensão civilização - Interpretação e Reflexão Filosófica
Descrição: Programa Civilização pretende atender a uma demanda de formação e capacitação dos professores e estudantes no Ensino Médio e Superior. Faz a solicitação de duas bolsas de 20 horas. Uma para a Oficina de Leitura e reflexão filosófica, e uma para o Seminário 'Filosofia e Interpretação'. A Oficina de leitura, tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, representa um grupo permanente de leitura e discussão de textos filosóficos. Solicita uma bolsa de vente horas. A segunda ação, o Curso 'Interpretando Textos Filosóficos', tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, é um curso que visa apresentar instrumentais teóricos a partir dos quais a interpretação de textos pode constituir uma ferramenta pedagógica ao alcance dos educadores, estudantes, e demais interessados. A terceira ação, o Seminário'Filosofia e Interpretação', tendo como coordenador o Prof. Dr. José Claudio Morelli Matos, tenciona disseminar a produção intelectual voltada ao tema da Leitura Filosófica, e oferecer espaço de debate aos envolvidos com esta temática. Solicita uma bolsa de vinte horas. Ao desenvolver oficinas, cursos de curta duração e evento acadêmico, o Programa espera contribuir para o aprofundamento e recepção da filosofia entre pessoas que se encaminham para diferentes trajetórias sociais..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (80) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Gigi Anne Horbatiuk Sedor - Integrante / Evandro Oliveira de Brito - Integrante / Fernando Maurício da Silva - Integrante / Rafael Kretzer - Integrante / Sheide mara Souza - Integrante.
2011 - 2011
Programa de Extensão civilização
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (90) / Especialização: (20) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Thaís Ferreira Ali - Integrante / Evandro Oliveira de Brito - Integrante / Fernando Maurício da Silva - Integrante.
Número de produções C, T & A: 2
2010 - 2010
Oficina de leitura e Interpretação de Textos
Descrição: O projeto Oficina de Leitura e Interpretação de Textos caracteriza-se pelas suas reuniões periódicas dentro do ambiente da Universidade Estadual de Santa Catarina, desenvolvendo naqueles que participam a leitura crítica e profunda com o objetivo de contribuir para as relações com o meio social, cultural e em seu processo de educação formal. Sendo assim o projeto assume a característica de suporte ao ensino, pois o mesmo tenta desenvolver as habilidades efetiva para a leitura de textos. Configurados em suas sessões, reuniões, em dois dias na semana. A Oficina de Leitura e Interpretação de Textos atendeu neste ano 36 pessoas. Caracterizado por um grupo heterogêneo com alunos das graduações em história, geografia, pedagogia e artes plásticas da UDESC, além do grupo externo como professores e escritores..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Evandro Oliveira de Brito - Integrante.
2009 - 2009
Programa de Extensão Civilização
Descrição: Este programa desenvolve ações relacionadas com a leitura e interpretação de textos, com foco na leitura e ensino de filosofia. Compõe-se de 3 ações: O Projeto Oficina de leitura, que é um grupo de interpretação de textos, o Evento Leitura em Debate, que é um ciclo de palestras ao longo do ano de 2009, em torno do tema da interpretação, e o Curso de interpretação de textos, voltado a professores e demais interessados. Possui 2 bolsas de extensão e a vigência prevista entre 1 de março e 15 de dezembro de 2009..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (45) / Especialização: (4) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Daniella de Cássia yano - Integrante / Thaís Ferreira Ali - Integrante / Gigi Anne Horbatiuk Sedor - Integrante / Evandro Oliveira de Brito - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2008 - 2008
Oficina de Leitura e Interpretação de Textos
Descrição: A leitura de textos escritos é uma atividade que pode ser aperfeiçoada e exercitada, de modo a aumentar a habilidade do leitor. Esta habilidade se desenvolve tanto na análise da estrutura interna do texto, quanto na apreensão de seus conceitos, noções e informações, a fim de compreender, problematizar e estabelecer relações com a realidade circundante. O texto, seja ele informativo ou literário, possui uma dimensão, uma estrutura, uma trama, das quais a leitura dialogada, compartilhada, percebe muito mais aspectos do que a leitura individual, espontânea e solitária. O presente projeto propõe a condução de reuniões periódicas para a leitura de textos. O resultado que se espera atingir é o desenvolvimento de uma habilidade de leitura crítica mais aprofundada, que contribua na relação dos participantes com seu meio social, com a herança cultural a que têm acesso, e naturalmente em seu desempenho no processo de ensino-aprendizagem. A atividade serve, assim, como um suporte para o processo de ensino, no que toca ao trabalho de leitura de textos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) .
Integrantes: José Claudio Morelli Matos - Coordenador / Daniella de Cássia yano - Integrante / Daniele Rohr - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Epistemologia.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação / Subárea: Fundamentos da Educação/Especialidade: Filosofia da Educação.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2017MATOS, JOSÉ CLAUDIO; SILVA, A. C. ; COSTA, A. ; MENDES, L. . EXPERIÊNCIAS DE LEITURA E DISCUSSÃO DE TEXTOS E AÇÕES DO PROGRAMA DE EXTENSÃO CIVILIZAÇÃO (2014). REVISTA EXTENSÃO, v. XII, p. 95-106, 2017.

2.
KROEFF, M. S.2017KROEFF, M. S. ; MATTOS, M. C. C. M. ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO ; SPUDEIT, D. F. A. O. . Sociologia das profissões e o profissional da informação. COMUNICAÇÃO & INFORMAÇÃO, v. 20, p. 18-33, 2017.

3.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2017MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Intencionalidade e evolução do significado no pensamento de Dennett e Floridi. Guairacá - Revista de Filosofia, v. 33, p. 117-129, 2017.

4.
RIPOLL, L.2017RIPOLL, L. ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO . Zumbificação da informação: a desinformação e o caos informacional. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação (Online), v. 13, p. 2334-2349, 2017.

5.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2017MATOS, JOSÉ CLAUDIO; FERREIRA, K. P. . A filosofia de Dewey e o letramento informacional: pensamento reflexivo e crescimento na conquista do ?aprender a aprender?. CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (ONLINE), v. 45, p. 25-40, 2017.

6.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2016MATOS, JOSÉ CLAUDIO; CAVAGLIERI, M. . A ética profissional do bibliotecário frente ao comércio de trabalhos acadêmicos.. Revista brasileira de educação em ciência da informação, v. 3, p. 48-64, 2016.

7.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2015MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI. John Dewey: obra filosófica e propostas educacionais. Filosofia e Educação, v. 7, p. 15, 2015.

8.
CORREA, RÔMULO FERREIRA2014CORREA, RÔMULO FERREIRA ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO . O crescimento da liberdade como fim educacional: a relação entre o pensamento reflexivo e a liberdade na obra de John Dewey. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos RBEP-INEP, v. 95, p. 11-30, 2014.

9.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio. A INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS E A FORMAÇÃO DA PESSOA REFLEXIVA ? SOBRE A CONCEPÇÃO DEWEYANA DA LEITURA. Educação e Filosofia (UFU. Impresso), v. 27, p. 579-596, 2013.

10.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio. Dewey e Dennett: dos fundamentos do naturalismo evolutivo aos fundamentos da educação. Filosofia e Educação, v. 5, p. 322-340, 2013.

11.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio; SILVA, C. O. . JOHN DEWEY E MONTEIRO LOBATO: AMBIENTE SOCIAL E CONDIÇÕES DE CRESCIMENTO NO ROMANCE O PRESIDENTE NEGRO. Saberes (Natal), v. 1, p. 107-123, 2013.

12.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2012Matos, José Claudio; Ali, thaís . JOHN DEWEY E GEORGE ORWELL: SOBRE A RELAÇÃO ENTRE O PENSAMENTO, A COMUNICAÇÃO E O PODER. Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação, v. 1, p. 124-141, 2012.

13.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2012Matos, José Claudio; Silva ; FIABANI, K. J. ; ARANCIBA, B. A. V. . Reflexiones sobre la gestión documental frente a los principios bioéticos en la investigación cientifica en Brasil. ACIMED - Revista cubana de información en ciencias de la salud, v. 23, p. 1, 2012.

14.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2012Matos, José Claudio. A função dos hábitos no pensamento reflexivo, segundo John Dewey. Ágora Filosófica, v. 1, p. 135-161, 2012.

15.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2012Matos, José Claudio; Rohr, D. . O livro de quadrinhos como categoria bibliográfica autônoma. Datagramazero (Rio de Janeiro), v. 13, p. 22-30, 2012.

16.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2011Matos, José Claudio. A questão da razão como critério distintivo entre homem e animal. Filosofia Unisinos (Impresso), v. 12, p. 48-55, 2011.

17.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2011Matos, José Claudio. Dewey e Huxley: o admirável e o impensável na formação social da mentalidade. Conjectura: Filosofia e Educacao, v. 16, p. 78-96, 2011.

18.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2010Matos, José Claudio. Educação como adaptação: a experiência segundo Dewey. Filosofia e Educação, v. 3, p. 481-501, 2010.

19.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2010Matos, José Claudio; Ali, thaís ; Silva, Eduardo ; Barcellos, Alessandra . NOVAS LEITURAS: REFLEXÃO E DIÁLOGO NA EXPERIÊNCIA DE UM PROJETO DE EXTENSÃO. Extensio (Florianópolis), v. 07, p. 122-132, 2010.

20.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2010Matos, José Claudio. JOHN DEWEY EM VISITA AO JARDIM DE HUXLEY: UMA DISCUSSÃO SOBRE A TEORIA DA EVOLUÇÃO E AS CONCEPÇÕES ÉTICAS. Ethic@ (UFSC), v. 9, p. 199-216, 2010.

21.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2009Matos, José Claudio; MONTE, N. B. ; Vargas ; Guitierres ; Silva ; FERNANDES, J. M. G. A. . Ética, estigma e discriminação de grupos vulneráveis no processo educacional. Lecturas Educación Física y Deportes, v. 1, p. 15, 2009.

22.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2009Matos, José Claudio. Conhecimento e natureza na filosofia de David Hume. Percursos (UDESC) (Cessou em 2004. Cont. ISSN 1984-7246 PerCursos (Florianópolis. Online)), v. 10, p. 47-61, 2009.

23.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2009Matos, José Claudio. Conhecimento e natureza na filosofia de David Hume. Enfoques (Libertador San Martín), v. XXI, p. 103-116, 2009.

24.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2008Matos, José Claudio; YANO, D. C. ; Rohr, D. . Oficina de leitura e interpretação de textos - fundamentos e experiência de um projeto de extensão da UDESC. Udesc em Ação, v. 2, p. 22, 2008.

25.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2008 Matos, José Claudio. Concepções evolucionistas da cultura e a questão da educação. Educação e Filosofia, v. 22, p. 33-61, 2008.

26.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2007Matos, José Claudio. Racionalidade e natureza humana na visão da epistemologia evolutiva. Princípios (UFRN. Impresso), v. 14, p. 105-123, 2007.

27.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2007 Matos, José Claudio. Instinto e razão na natureza humana segundo Hume e Darwin. Scientiae Studia (USP), v. 5, p. 263-286, 2007.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Brito, Evandro Oliveira (Org.) ; Matos, José Claudio (Org.) . Valores, formação humana e o desenvolvimento da ação. 1. ed. São José: Editora do USJ, 2016. v. 1. 283p .

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Brito, Evandro Oliveira (Org.) . Leitura e escrita na construção do conhecimento. 1. ed. São José: Centro Universitário Municipal de São José, 2015. v. 1. 265p .

3.
Matos, José Claudio. Comunicação, linguagem e mente no contexto da filosofia da educação. 1. ed. Florianópolis: Editora da UDESC, 2015. v. 1. 163p .

4.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. O DISCURSO DA CIVILIZAÇÃO E O DISCURSO DA BARBÁRIE. 1. ed. São José: Centro Universitário Municipal de São José, 2014. v. 1. 172p .

5.
Matos, José Claudio. Reflexões filosóficas nas diversas áreas do conhecimento. 1. ed. Florianópolis: Editora da UDESC, 2014. v. 500. 172p .

6.
SEDOR, G. A. H. (Org.) ; Lupi, João Eduardo (Org.) ; Lima e Silva, Jason (Org.) ; Koneski, Anita Prado (Org.) ; Brito, Evandro Oliveira (Org.) ; Silva, Fernando Maurício (Org.) ; Zimmermann, Fávio (Org.) ; Matos, José Claudio (Org.) . Filosofia e interpretação. 1. ed. Florianópolis: Editora UDESC, 2011. v. 1. 65p .

7.
Matos, José Claudio. Interpretação Filosófica de Textos - Manual didático. 1. ed. Florianópolis: Editora UDESC, 2011. v. 1. 39p .

Capítulos de livros publicados
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. A NATUREZA AMORALÍSSIMA E O HORROR INCONCEBÍVEL comentário a partir do filme Anticristo de Lars Von Trier. In: Marcio Markendorf; Leonardo Ripoll. (Org.). Expressões do horror [recurso eletrônico]: escritos sobre cinema de horror contemporâneo. 1ed.Florianópolis: Biblioteca Universitária Publicações, 2017, v. 3, p. 52-59.

2.
Matos, José Claudio; FERREIRA, K. P. . Dewey e Orwell: a noção deweyana de democracia e a obra A Revolução dos Bichos. In: Lúcia Hardt; Rosana Moura. (Org.). Filosoria da Educação entre devires, interrupções e aberturas - outro mundo contemplado. 1ed.Blumenau: Editora da FURB, 2016, v. 1, p. 261-285.

3.
Matos, José Claudio. Que valor têm as minhas dúvidas?. In: José Claudio Matos; Evandro Oliveira de Brito. (Org.). Valores, formação humana e o desenvolvimento da ação. 1ed.São José: Editora do USJ, 2016, v. 1, p. 43-62.

4.
Matos, José Claudio. Dewey e Dennett: As concepções de comunicação e de mente no contexto da filosofia da educação. In: José Claudio Matos. (Org.). Comunicação, linguagem e mente no contexto da filosofia da educação. 1ed.Florianópolis: Editora da UDESC, 2015, v. 1, p. 71-101.

5.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; LAURINDO, K. R. ; ORDOVAS, F. ; SILVA, K. K. ; VIEIRA, K. R. . Sobre as noções de ?civilizado? e ?bárbaro? no contexto ficcional de Tito Andrônico: experiências do Projeto de Extensão ?Oficina de Leitura e Interpretação de Textos? da UDESC. In: José Claudio Morelli Matos. (Org.). O DISCURSO DA CIVILIZAÇÃO E O DISCURSO DA BARBÁRIE. 1ed.São José: Centro Universitário Municipal de São José, 2014, v. 1, p. 101-118.

6.
Matos, José Claudio. Respostas ao dilema malthusiano nas conferências sobre Evolução e Ética de Huxley e Dewey. In: Luiz Henrique de Araújo Dutra; Alexandre Meyer Luz. (Org.). Linguagem, ontologia Ação. 1ed.Florianópolis: NEL/UFSC, 2011, v. 10, p. 232-244.

7.
Matos, José Claudio. O Naturalismo de Hume e a Epistemologia Evolutiva. In: Lívia Guimarães. (Org.). Ensaios Sobre Hume. 1ed.Belo Horizonte: Segrac, 2005, v. 1, p. 149-156.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SCHWEITZER, J. ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO . IBLIOTECA PÚBLICA E RARIDADE BIBLIOGRÁFICA: ESTUDO DE CRITÉRIOS PARA A COLEÇÃO ?OBRAS RARAS DE SANTA CATARINA?. In: XVIII ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (XVIII ENANCIB), 2017, Marília. Anais do XVIII ENCONTRO NACIONAL DE PESQUISA EM CIÊNCIA DA INFORMAÇÃO (XVIII ENANCIB). Marília: Editora UNESP, 2017. v. 1. p. 241-249.

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. FUNDAMENTOS FILOSÓFICOS DE UMA TEORIA EVOLUTIVA PARA A INFORMAÇÃO E A CULTURA. In: XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação, 2016, Salvador. Anais do XVII Encontro Nacional de Pesquisa em Ciência da Informação. João Pessoa: UFPB, 2016. v. 1. p. 1-20.

3.
Matos, José Claudio. LETRAMENTO INFORMACIONAL, CRESCIMENTO E DEMOCRACIA: UM ESTUDO DO RELATÓRIO DO PRESIDENTIAL COMMITTEE ON INFORMATION LITERACY (1989). In: XVI Encontro da Associação Nacional de Pesquisa em Ciências da Infomração, 2015, João Pessoa. Informação, memória e patrimônio, do documento às redes. João Pessoa: Editora da UFPB, 2015. v. 1. p. 1-17.

4.
Matos, José Claudio; Ali, thaís . Dewey e Orwell: sobre a relação entre pensamento e comunicação. In: IV Seminário internacional sobre Filosofia e Educação, 2011, Passo Fundo. Anais do IV Seminário internacional sobre Filosofia e Educação. Passo Fundo: Editora da Universidade de Passo Fundo, 2011. v. 1.

5.
Matos, José Claudio. A interpretação de textos e a formação da pessoa reflexiva - Um estudo sob a perspectiva de John Dewey. In: I Congresso Latinoamericano de Filosofia da Educação, 2011, Campinas. I Congresso LatinoAmericano de Filosofia da Educação. Campinas: ALFE, 2011. v. 1. p. 811-819.

6.
Matos, José Claudio. conduta individual e crescimento cultural na filosofia de John Dewey. In: XII Encontro Internacional sobre o Pragmatismo, 2009, São Paulo. Encontro Internacional Sobre Pragmatismo. São Paulo: Centro de Estudos do Pragmatismo, 2009. v. 1. p. 44-45.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Matos, José Claudio; WALLIG, A. C. B. ; Noronha, ELISIANI FREITAS . Do conceito de experiência segundo John Dewey e seu emprego na Filosofia da Educação. In: XIX Seminário de Iniciação Científica FAED/UDESC, 2009, Florianópolis. Anais do XIX Seminário de Iniciação Científica FAED/UDESC -. Florianópolis: UDESC, 2009. v. 1. p. 23-25.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Matos, José Claudio. A interpretação de textos na formação da pessoa reflexiva, segundo John Dewey. In: I Congresso Latinoamericano de Filosofia da Educação, 2011, Campinas. I Congresso LatinoAmericano de Filosofia da Educação. Campinas: Editora PUC Campinas, 2011. v. 1. p. 168-168.

2.
Matos, José Claudio. As respostas ao dilema malthusiano nas conferências sobre evolução e ética de Huxley e Dewey. In: VII Simpósio Internacional Principia, 2011, Florianópolis. Caderno de Resumos do VII Simpósio Internacional Principia. Florianópolis: Lagoa Editora, 2011. v. 1. p. 127-128.

3.
Matos, José Claudio. A teoria da evolução e as concepções éticas segundo John Dewey. In: VI Simpósio Internacional Principia, 2009, Florianópolis. Charles Darwin e seu impacto na filosofia e na ciência - Resumos. Florianópolis: NEL/UFSC, 2009. v. 1. p. 55-56.

4.
Matos, José Claudio. John Dewey e a influência do darwinismo. In: XIII Encontro nacional de Filosfia da ANPOF, 2008, Canela. Livro de Atas do XIII Encontro nacional de Filosofia. São Paulo: Ed. UNESP, 2008.

5.
Matos, José Claudio. Sobre a noção de hábito no pensamento de John Dewey. In: V Simpósio de Filosofia da Faculdade São Luiz, 2007, Brusque. anais do V encontro de Filosofia, 2007. v. 1.

6.
Matos, José Claudio. Concepções evolucionistas da cultura e a questão da educação. In: V Simpósio de Filosofia da Faculdade São Luiz, 2007, Brusque. Anais do V Encontro de Filosofia, 2007.

7.
Matos, José Claudio. Racionalidade e natureza humana na visão da epistemologia evolutiva. In: V Encontro AFHIC, 2006, Florianópolis. V Encontro AFHIc - Caderno de Resumos, 2006. v. 1. p. 62-63.

8.
Matos, José Claudio. A questão da razão como critério distintivo entre homem e animal. In: XII Encontro nacional de Filosofia da ANPOF, 2006, Salvador. Livro de Atas. Salvador: ANPOF, 2006. v. 1. p. 282-283.

9.
Matos, José Claudio. Falseacionismo, justificacionismo e ceticismo. In: VIII encontro nacional de filosofia da ANPOF, 1998, Caxambu. Livro de Resumos, 1998. v. 1. p. 136-137.

Apresentações de Trabalho
1.
Matos, José Claudio. O mundo é um relógio - Ciência e teologia natural no século de Newton e Hume. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
Matos, José Claudio. Jerome Popp - Evolutions First Philosopher. São Paulo: Anped. Editores Associados, 2010 (Resenha - Revista Brasileira de Educação).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Revista Filosofia e Educação. 2018.

2.
Matos, José Claudio. Revista Filosofia e Educação. 2017.

3.
Matos, José Claudio. Parecer técnico e membro de comitê científico do livro 'Pensamento crítico no ensino superior'. 2017.

4.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Revista Educação e Filosofia. 2015.

5.
Matos, José Claudio. Principia, revista internacional de epistemologia. 2014.

6.
Matos, José Claudio. Revista Aproximação. 2014.

7.
Matos, José Claudio. Revista Educação e Pesquisa. 2013.

8.
Matos, José Claudio. Revista DAPesquisa. 2011.

9.
Matos, José Claudio. Revista Política e Sociedade. 2011.

10.
Matos, José Claudio. Revista Primeiros Escritos n. 2 ,Vol. 1.. 2010.

11.
Matos, José Claudio. Projeto de Reformulação da matriz curricular do curso de pedagogia - udesc. 2009.

12.
Matos, José Claudio. Principia, revista internacional de epistemologia. 2008.

13.
Matos, José Claudio. Revista faz ciência. 2008.

14.
Matos, José Claudio. Revista Princípios. 2007.

15.
Matos, José Claudio; costa joão ; PAZETO, A. E. ; Goulart, Mauro ; Sartori Ademilde ; Marimom Maria Paula ; Fáveri Marlene . Comissão "Ad Hoc" para avaliaçao dos Projetos de Extensão. 2006.


Demais tipos de produção técnica
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Interpretação, Natureza e Intencionalidade. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Ali, thaís . Introdução ao pensamento de John Dewey - Natureza, crescimento e democracia. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Ali, thaís . Introdução ao Pensamento de John Dewey. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
Matos, José Claudio. Ficção científica: Clássicos e atualidades. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI. Biblioteca de Babel - Escritos acerca de outros escritos. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
Matos, José Claudio; Silva, Fernando Maurício . As grandes questões da filosofia - Uma revisão temática e didática. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
Matos, José Claudio. Curso de Interpretação Filosófica de Textos. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; CONTE, J.; FRANCIOTTI, M. A.; PETRY, F. B.; BRONDANI, C.. Participação em banca de Karine Gomes Wöhlke. A concepção do mental em Wittgenstein: um modo de abordar a linguagem e a significação. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Tânia Unglaub; Machado, Alzemi. Participação em banca de Janaína Schweitzer. Biblioteca Pública e raridade bibliográfica: estudo de critérios para a coleção 'obras raras de Santa Catarina'. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; CORREA, E. C. D.; TORRADO, E. M.. Participação em banca de Leonardo Ripol Tavares Leite. Confiabilidade informacional: a filosofia da informação e o desenvolvimento da leitura crítica no ambiente virtual. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
Matos, José Claudio; MENDONCA, W. J. P.; RODRIGUES, F. A. R.. Participação em banca de Rômulo Ferreira Correa. A clareza do discurso: uma resposta naturalista ao problema da obscuridade do texto filosófico. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

5.
Matos, José Claudio; HART, L. S.; MOURA, R. S.; DOZOL, M. S.. Participação em banca de Thaís Ferreira Ali. Crescimento: John Dewey e sua contribuição à noção de formação no pensamento pedagógico moderno. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

6.
DUTRA, L. H. A.; MORTARI, C. A.; CUPANI, A. O.; Matos, José Claudio. Participação em banca de Tiago Mathyas Ferrador. O projeto empirista de Baas van Fraassen: empirismo construtivo, epistemologia voluntarista e empirismo estrutural. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

7.
CAPONI, G. A.; Matos, José Claudio; Stefano, Waldir. Participação em banca de Gabriel Pereira Porto. O buldogue de Darwin: a interconexão entre agnosticismo e evolução em Thomas Huxley. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

8.
Matos, José Claudio; CAPONI, G. A.; BRAIDA, Celso Reni; Mortari, Cezar. Participação em banca de Rodrigo Ramos. O conceito de organismo no pensamento Kantiano. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

9.
Matos, José Claudio; ALBIERI, Sara; DUTRA, Luiz Henrique; CUPANI, Alberto Oscar; CAPONI, G. A.. Participação em banca de Alexander Weller Maar. A questão da explicação causal em história. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

10.
Matos, José Claudio; ALBIERI, Sara; BRAIDA, Celso Reni; CUPANI, Alberto Oscar. Participação em banca de Gustavo Freitas Pereira. A filosofia da história de R. G. Collingwood: perguntar, responder, reconstruir. 2006. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

11.
Matos, José Claudio; SANTANA, Antonio Carlos Vargas; CUNHA, Maria Teresa Santos; MAHEIRIE, Katia. Participação em banca de Maria Lucila Horn. Mito de Artista: O discurso da Cultura.. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Educação E Cultura) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
Matos, José Claudio; REINERT, José Nilson; RIZZATTI, Gerson. Participação em banca de Fernanda de Matos Sanchez Alves. A multidisciplinaridade nos cursos de graduação da UFSC: um estudo comparativo. 2006. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Catarina.

13.
Matos, José Claudio; SILVA, Adilson Oliveira da; FIATES, Gabriela Gonçalves Silveira; SCHVEITZER, Fabrício. Participação em banca de Fábio César de Moraes. A utilização do jogo como recurso no ensino da gestão estratégica no Mercosul. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado Em Relações Internacionais) - Universidade do Sul de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; DUTRA, L. H. A.; Almeida, Nazareno; BRAIDA, Celso Reni; CONTE, J.; CUNHA, I.; PESSOA JUNIOR, O.. Participação em banca de Suely Mara Ribeiro Figueiredo. Linguagm e mente em Terrence Deacon. 2017. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
Matos, José Claudio; EULER, W. L.; BORGES, M. L. A.; DUTRA, D. V.; DALLAGNOL, D.. Participação em banca de Lucas Ribeiro Vollet. Kant e o empirismo conjectural. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Brito, Evandro Oliveira; DUTRA, D. V.; BORGES, M. L. A.; PINZANI, A.. Participação em banca de Silvério Becker. Sobre o conceito de obrigação moral em Kant. 2016. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

4.
Matos, José Claudio; CAPONI, G. A.; ASSMANN, S. J.; LUZ, A. M.; RAZZERA, G.; FREZZATTI JUNIOR, W. A.. Participação em banca de Javier Ignacio Vernal. A Evolução e o desenvolvimento do comportamento humano: pela superação da dicotomia entre natureza e criação. 2015. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

5.
CUPANI, Alberto Oscar; DUTRA, Luiz Henrique; CAPONI, G. A.; PLASTINO, C. E.; VIDEIRA, A. A. P.; Matos, José Claudio; FRANGIOTTI, M. A.. Participação em banca de Leonardo Francisco Schwinden. Sociologia da Ciência vs. Filosofia da Ciência: O debate acerca do Programa Forte. 2010. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
Matos, José Claudio; OLIVEIRA, J. L.; SELPA, M.; SANTANA, Antonio Carlos Vargas. Participação em banca de Fábio Wosniak. Colagens possíveis entre artes visuais e educação: uma experiência estética no percurso da formação docente. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Artes Visuais) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Qualificações de Mestrado
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; JACINTO, E. M. S. B.; Blatt, Úrsula. Participação em banca de Márcia Cristine Althoff. Competência para o mercado de trabalho do docente em Arquivologia. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pós graduação em ciência da Informação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
Matos, José Claudio; STEINDEL, G. E.; JACINTO, E. M. S. B.. Participação em banca de Janaína Schweitzer. Critérios de raridade bibliográfica para a coleção 'obras raras de Santa Catarina' da Biblioteca Pública do Estado. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; CORREA, E. C. D.; VITORINO, E. V.. Participação em banca de Leonardo Rippol Tavares leite. Confiabilidade informacional: a filosofia da informação e o desenvolvimento da leitura crítica no ambiente virtual. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
Matos, José Claudio; HEINIG, L.; HARDT, L. S.; MOURA, R. S.. Participação em banca de Thaís Ferreira Ali. Experiência: Diálogos da Formação. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em Educação) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; JACINTO, E. M. S. B.; Althoff, M. C.. Participação em banca de Rafael Oda.Mercado de trabalho de arquivologia no Brasil: Análise de anúncios de emprego na Web. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Arquivologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
Matos, José Claudio; GONCALVES, J.; CAMPOS, Émerson; GARCIA JÚNIOR, Edgar. Participação em banca de Israel da Silveira.A construção e o esgotamento do paradigma positivista. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Matos, José Claudio; QUARTIERO, E. M.; GALIETA, T.. Concurso Público Edital 270/DDP/2013. 2014. Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
Matos, José Claudio; Brito, Evandro Oliveira; LUCIO, V. R.. Concurso Público, área de Filosofia - Edital 003/2014. 2014. Centro Universitário Municipal de São José.

3.
Matos, José Claudio; Almeida, Nazareno; Hebeche, Luiz; Zanella, José. Professor de Filosofia - Filosofia Antiga e Medieval - UFFS. 2009. Universidade Federal da Fronteira Sul.

Outras participações
1.
Matos, José Claudio; SEDOR, G. A. H.; Lima e Silva, Jason. Processo seletivo para professor de filosofia. 2013. Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
Matos, José Claudio; Furlani, Jimena; Sena, Tito; MARTINS FILHO, L. J.. Processo Seletivo para professor de Biologia Educacional. 2012. Universidade do Estado de Santa Catarina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Colóquio internacional Franz Brentano, 100 anos depois.Interpretação, informação e intencionalidade. 2017. (Encontro).

2.
Colóquio internacional intencionalidade ontem e hoje: cem anos da morte de Franz Brentano.Intencionalidade e evolução do significado no pensamento de Dennett e Floridi. 2017. (Encontro).

3.
XVIII Encontro Nacional de pesquisa em Ciência da Informação.biblioteca Pública e raridade bibliográfica: estudo de critérios para a coleção 'obras raras de Santa Catarina'. 2017. (Encontro).

4.
Colóquio Civilização 2016.Democracia e Educação 100 anos depois. 2016. (Seminário).

5.
Discussões e investigações sobre racionalidade e intencionalidade.Democracia e Educação 100 anos depois. 2016. (Encontro).

6.
III Colóquio Filosofia e Artes Marciais.O significado de 'violência' para as artes marciais. 2016. (Encontro).

7.
III Colóquio Filosofia e Artes Marciais.Etiqueta e ética no aprendizado das artes marciais. 2016. (Encontro).

8.
XVI ENANCIB.Letramento informacional, crescimento e democracia. 2015. (Encontro).

9.
V Encontro ULEPICC Brasil.A filosofia de John Dewey e a noção de 'letramento informacional': um estudo bibliográfico e conceitual. 2014. (Encontro).

10.
Colóquio Civilização.Sobre as noções de 'civilizado' e 'bárbaro' no contexto ficcional de Tito Andrônico. 2013. (Outra).

11.
I Semana de Interatividade da Biblioteconomia.Estratégias de Leitura na Universidade. 2012. (Encontro).

12.
I Colóquio Filosofia e Interpretação.Oh Fortuna! - Interpretando versos da Carmina Burana. 2011. (Oficina).

13.
I Congresso Latinoamericano de Filosofia da Educação. A interpretação de textos na formação da pessoa reflexiva, segundo John dewey. 2011. (Congresso).

14.
VII International Principia Symposium.As respostas ao dilema malthusiano nas confer6encias sobre evolução e ética de Huxley e Dewey. 2011. (Simpósio).

15.
V Congresso Internacional de Filosofia e Educação. Dewey e Huxley: O Admirável e o Impensável na Formação Social da Mentalidade. 2010. (Congresso).

16.
Colóquios do Curso de Física - UDESC.Cientificidade, Racionalidade e Hábito. 2009. (Outra).

17.
Projeto Leitura em Debate.As armadilhas da linguagem e o delírio do poder no 1984 de George Orwell. 2009. (Outra).

18.
VI International Principia Symposium.A teoria da evolução e as concepções éticas segundo John Dewey. 2009. (Simpósio).

19.
XII Encontro Internacional Sobre o Pragmatismo.Conduta individual e crescimento cultural na filosofia de John Dewey. 2009. (Encontro).

20.
Semana Nacional do Livro e da Biblioteca - Biblioteca: Saberes e sabores.Bibilioteca: Múltiplas experiências. 2008. (Seminário).

21.
Uma Conversa Necessária em Educação Física: Ética.Sobre fazer o bem: uma visão utilitarista da ação livre. 2008. (Outra).

22.
XIII Encontro Nacional de Filosofia da ANPOF.John Dewey e a influência do darwinismo. 2008. (Encontro).

23.
V Simpósio de Filosofia da Faculdade São Luiz.Concepções evolucionistas da cultura e a questão da educação. 2007. (Simpósio).

24.
V Simpósio de Filosofia da Faculdade São Luiz.Sobre a noção de hábito no pensamento de John Dewey. 2007. (Simpósio).

25.
V Encontro da AFHIC (Associação de Filosofia e História da Ciência do Cone Sul).Racionalidade e natureza humana na visão da epistemologia evolutiva. 2006. (Encontro).

26.
XII Encontro Naconal de Filosofia da ANPOF.A questão da razão como critério distintivo entre homem e animal. 2006. (Encontro).

27.
Grupo de Pesquisa: Filosofia e Educação Para o Pensar - Educogitans.Epistemologia e Educação. 2005. (Encontro).

28.
II Colóquio Hume. O naturalismo de Hume e a epistemologia evolutiva. 2004. (Congresso).

29.
VIII Encontro nacional de Filosofia. Falseacionismo, Justificacionismo, Ceticismo. 1998. (Congresso).

30.
IV Encontro de Filosofia Analítica.Qual a vantagem para o epistemólogo em responder ao cético?. 1997. (Encontro).

31.
VI Semana da Filosofia.O papel do mal na poesia de Baudelaire. 1997. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Colóquio Civilização 2015 - Valores do desenvolvimento da ação teórica e prática. 2015. (Outro).

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Coloqui Civilização 2015 - Valores, formação humana e o mundo do trabalho. 2015. (Outro).

3.
Matos, José Claudio. I Congresso de Iniciação Científica e Pós-Graduação - Sul Brasil. 2010. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Leonardo Rippol Tavares Leite. Filosofia da informação: critérios para a confiabilidade da informação no ambiente online. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: José Claudio Morelli Matos.

2.
Janaína Schweitzer. Critérios para o setor de obras raras de Santa Catarina da Biblioteca Pública de Santa Catarina. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: José Claudio Morelli Matos.

3.
Amanda Vilamoski Severino. BIBLIOTECAS ESCOLARES NA REDE MUNICIPAL DE ENSINO DE FLORIANÓPOLIS: DESAFIOS PARA A FORMAÇÃO E DESENVOLVIMENTO DE COLEÇÕES. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: José Claudio Morelli Matos.

4.
Suélen dos Passos. Perfil profissional dos Bibliotecários Jurídicos e o letramento informacional. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação em Gestão de Unidades de) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: José Claudio Morelli Matos.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Keila Joanes Fiabani. A gestão documental à luz dos princípios éticos: um estudo dos comitês de ética do estado de Santa Catarina. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

2.
Joanice Fernandes Rocchetti. A capacitação do profissional bibliotecário e sua relação com conceitos da ética. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Pós-Graduação em Gestão de Unidades de Informação) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Daniele Rohr. O Livro de Quadrinhos como categoria bibliográfica autônoma. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Biblioteconomia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

Iniciação científica
1.
Jéssica da Silva. A filosofia de John Dewey e a noção de letramento informacional. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biblioteconomia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

2.
Khaterim Pessoa Ferreira. Dewey e Orwell: sobre o conceito de democracia na obra A Revolução dos Bichos. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Biblioteconomia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

3.
Sheide Mara Souza. Dos fundamentos do naturalismo evolutivo aos fundamentos da educação. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

4.
Rômulo Ferreira correa. O crescimento da liberdade como fim educacional. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

5.
Camila Oliveira da Silva. Dewey e Dennett: As concepções de comunicação e de mente no contexto da filosofia da educação. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

6.
Mariana Cruz Meirelles. Dewey e Dennett: As noções d ecomunicação e de mente no contexto da filosofia da educação. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

7.
Andréia Riconi. Educação, comunicação e leitura no projeto filosófico de John Dewey. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

8.
Thaís Ferreira Ali. Comunicação, Educação e Leitura no projeto filosófico de John Dewey. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

9.
Vanessa Stopanovsky Ribeiro. Educação, comunicação e leitura no projeto filosófico de John Dewey. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

10.
Antonia Chaves Barcellos Wallig. A noção de hábito na filosofia de John Dewey. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.

11.
Elisiani Cristina de Freitas Noronha. A noção de hábito na filosofia de John Dewey. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em pedagogia) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: José Claudio Morelli Matos.



Inovação



Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2010Matos, José Claudio. Educação como adaptação: a experiência segundo Dewey. Filosofia e Educação, v. 3, p. 481-501, 2010.

2.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2011Matos, José Claudio. Dewey e Huxley: o admirável e o impensável na formação social da mentalidade. Conjectura: Filosofia e Educacao, v. 16, p. 78-96, 2011.

3.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2012Matos, José Claudio; Ali, thaís . JOHN DEWEY E GEORGE ORWELL: SOBRE A RELAÇÃO ENTRE O PENSAMENTO, A COMUNICAÇÃO E O PODER. Revista Sul-Americana de Filosofia e Educação, v. 1, p. 124-141, 2012.

4.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio. A INTERPRETAÇÃO DE TEXTOS E A FORMAÇÃO DA PESSOA REFLEXIVA ? SOBRE A CONCEPÇÃO DEWEYANA DA LEITURA. Educação e Filosofia (UFU. Impresso), v. 27, p. 579-596, 2013.

5.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio. Dewey e Dennett: dos fundamentos do naturalismo evolutivo aos fundamentos da educação. Filosofia e Educação, v. 5, p. 322-340, 2013.

6.
Matos, José Claudio;MATOS, JOSÉ CLAUDIO;MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2013Matos, José Claudio; SILVA, C. O. . JOHN DEWEY E MONTEIRO LOBATO: AMBIENTE SOCIAL E CONDIÇÕES DE CRESCIMENTO NO ROMANCE O PRESIDENTE NEGRO. Saberes (Natal), v. 1, p. 107-123, 2013.

7.
CORREA, RÔMULO FERREIRA2014CORREA, RÔMULO FERREIRA ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO . O crescimento da liberdade como fim educacional: a relação entre o pensamento reflexivo e a liberdade na obra de John Dewey. Revista Brasileira de Estudos Pedagógicos RBEP-INEP, v. 95, p. 11-30, 2014.

8.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2016MATOS, JOSÉ CLAUDIO; CAVAGLIERI, M. . A ética profissional do bibliotecário frente ao comércio de trabalhos acadêmicos.. Revista brasileira de educação em ciência da informação, v. 3, p. 48-64, 2016.

9.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI2015MATOS, JOSÉ CLAUDIO MORELLI. John Dewey: obra filosófica e propostas educacionais. Filosofia e Educação, v. 7, p. 15, 2015.

10.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2017MATOS, JOSÉ CLAUDIO; SILVA, A. C. ; COSTA, A. ; MENDES, L. . EXPERIÊNCIAS DE LEITURA E DISCUSSÃO DE TEXTOS E AÇÕES DO PROGRAMA DE EXTENSÃO CIVILIZAÇÃO (2014). REVISTA EXTENSÃO, v. XII, p. 95-106, 2017.

11.
KROEFF, M. S.2017KROEFF, M. S. ; MATTOS, M. C. C. M. ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO ; SPUDEIT, D. F. A. O. . Sociologia das profissões e o profissional da informação. COMUNICAÇÃO & INFORMAÇÃO, v. 20, p. 18-33, 2017.

12.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO2017MATOS, JOSÉ CLAUDIO. Intencionalidade e evolução do significado no pensamento de Dennett e Floridi. Guairacá - Revista de Filosofia, v. 33, p. 117-129, 2017.

13.
RIPOLL, L.2017RIPOLL, L. ; MATOS, JOSÉ CLAUDIO . Zumbificação da informação: a desinformação e o caos informacional. Revista Brasileira de Biblioteconomia e Documentação (Online), v. 13, p. 2334-2349, 2017.


Livros e capítulos
1.
Matos, José Claudio. Reflexões filosóficas nas diversas áreas do conhecimento. 1. ed. Florianópolis: Editora da UDESC, 2014. v. 500. 172p .

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Brito, Evandro Oliveira (Org.) . Leitura e escrita na construção do conhecimento. 1. ed. São José: Centro Universitário Municipal de São José, 2015. v. 1. 265p .

3.
Matos, José Claudio. Comunicação, linguagem e mente no contexto da filosofia da educação. 1. ed. Florianópolis: Editora da UDESC, 2015. v. 1. 163p .

4.
Brito, Evandro Oliveira (Org.) ; Matos, José Claudio (Org.) . Valores, formação humana e o desenvolvimento da ação. 1. ed. São José: Editora do USJ, 2016. v. 1. 283p .

1.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; LAURINDO, K. R. ; ORDOVAS, F. ; SILVA, K. K. ; VIEIRA, K. R. . Sobre as noções de ?civilizado? e ?bárbaro? no contexto ficcional de Tito Andrônico: experiências do Projeto de Extensão ?Oficina de Leitura e Interpretação de Textos? da UDESC. In: José Claudio Morelli Matos. (Org.). O DISCURSO DA CIVILIZAÇÃO E O DISCURSO DA BARBÁRIE. 1ed.São José: Centro Universitário Municipal de São José, 2014, v. 1, p. 101-118.

2.
Matos, José Claudio; FERREIRA, K. P. . Dewey e Orwell: a noção deweyana de democracia e a obra A Revolução dos Bichos. In: Lúcia Hardt; Rosana Moura. (Org.). Filosoria da Educação entre devires, interrupções e aberturas - outro mundo contemplado. 1ed.Blumenau: Editora da FURB, 2016, v. 1, p. 261-285.

3.
Matos, José Claudio. Que valor têm as minhas dúvidas?. In: José Claudio Matos; Evandro Oliveira de Brito. (Org.). Valores, formação humana e o desenvolvimento da ação. 1ed.São José: Editora do USJ, 2016, v. 1, p. 43-62.

4.
Matos, José Claudio. Dewey e Dennett: As concepções de comunicação e de mente no contexto da filosofia da educação. In: José Claudio Matos. (Org.). Comunicação, linguagem e mente no contexto da filosofia da educação. 1ed.Florianópolis: Editora da UDESC, 2015, v. 1, p. 71-101.


Cursos de curta duração ministrados
1.
Matos, José Claudio; Silva, Fernando Maurício . As grandes questões da filosofia - Uma revisão temática e didática. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MATOS, JOSÉ CLAUDIO; Ali, thaís . Introdução ao Pensamento de John Dewey. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
Matos, José Claudio. Curso de Interpretação Filosófica de Textos. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Outras informações relevantes


ORCID: 0000.0002-7763-4971



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 23/10/2018 às 23:43:32