José Eduardo Pimentel Filho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6496978246823835
  • Última atualização do currículo em 14/12/2018


Possui bacharelado e licenciatura em Filosofia pelo Instituto de Filosofia e Ciências Sociais (2009), mestrado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2011) e doutorado em Filosofia pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2015); tendo feito uma bolsa-sanduíche na EHESS (2014) com auxílio da bolsa PDSE / CAPES (99999.011637/2013-07). Atualmente Professor de Ensino Básico Técnico e Tecnológico no Instituto Federal do Paraná; atualmente Diretor de Ensino, Pesquisa e Extensão no IFPR - Campus Ivaiporã. Com experiência na área de filosofia contemporânea. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
José Eduardo Pimentel Filho
Nome em citações bibliográficas
PIMENTEL FILHO, J. E.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Federal do Paraná, Pró Reitoria de Extensão, Pesquisa e Inovação.
PR 466 - Gleba Pindaúva
Secção C, Parte 2
86870000 - Ivaiporã, PR - Brasil
Telefone: (43) 31269402
URL da Homepage: jose.filho@ifpr.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2011 - 2015
Doutorado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
com período sanduíche em Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales (Orientador: Philippe Artières).
Título: A economia das relações de poder, um conceito de inspiração foucaultiana, Ano de obtenção: 2015.
Orientador: Guilherme Castelo Branco.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2009 - 2011
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Papel do Personagem Conceitual em Gilles Deleuze,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Guilherme Castelo Branco.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2006 - 2009
Graduação em Licenciatura em Filosofia.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2004 - 2009
Graduação em Filosofia.
Instituto de Filosofia e Ciências Sociais, IFCS, Brasil.
Título: O Conceito de Personagem Filosófico em Gilles Deleuze.
Orientador: Prof. Dr. Guilherme Castelo Branco.


Pós-doutorado


2015 - 2016
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2014
Extensão universitária em Filosofia.
Ecole des Hautes Études en Sciences Sociales, EHESS, França.
2014 - 2014
Extensão universitária em L'anthropologie sans métaphysique.
College International de Philosophie, França.
2009 - 2009
Fotografia Profissional.
Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.
2007 - 2007
Fotografia. (Carga horária: 16h).
Universidade Estácio de Sá, UNESA, Brasil.


Atuação Profissional



Colégio Pedro II, CP II, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Contratado, Carga horária: 40

Atividades

03/2012 - 11/2013
Ensino,

Disciplinas ministradas
Filosofia

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Estágio Docente, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 8
Outras informações
Matérias Ministradas: - História da Filosofia Contemporânea IV - Metafísica IV

Atividades

07/2011 - 07/2012
Ensino, Abi - Filosofia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História da Filosofia Contemporânea IV
Metafísica IV

Sociedade Educacional Pio XI - SEPIO, MV1, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Filosofia, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.


Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Outro (especifique), Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20


Instituto Federal do Paraná, IFPR, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Direção de Ensino, Pesquisa e Extensão, Carga horária: 16, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Docente de filosofia, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor e pesquisador.

Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenador de Pesquisa e Extensão, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Pós-doutorando, Enquadramento Funcional: Professor Convidado, Carga horária: 20
Outras informações
Apresentação do minicurso: "Estado de Anomia".

Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Pós-doutorando, Enquadramento Funcional: Professor Convidado
Outras informações
Apresentação do minicurso intitulado "Lei, Poder e Acontecimento".



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Releitura e revisão da Tese: Economia das relações de poder - Um conceito de inspiração foucaultiana
Descrição: Defendida em 2015 a tese de doutorado Economia das relações de poder - Um conceito de inspiração foucaultiana recebera nota máxima e teve indicação à publicação. Concomitantemente, desde o final do mesmo ano, o autor da tese e proponente deste projeto vem estabelecendo relações com membros do Programa de Pós-graduação em Filosofia da Universidade Federal de Uberlândia e consecutivamente com a Editora Universitária da mesma. Dados esses dois acontecimentos, surgiu o interesse de retomar o texto, revisá-lo e adaptá-lo aos moldes de um ensaio filosófico voltado à publicação para além do perfil acadêmico. A tese em si trata da construção de uma linha histórica, desde a antiguidade greco-latina até os tempos atuais, retomando o papel dos sujeitos sociais por um viés filosófico-econômico. Contudo, não se trata de uma economia política teórica no sentido tradicional, mas sim, de uma visada econômica através dos conceitos filosóficos de Michel Foucault. Assim, a defesa para agora retomarmos a tese e reformulá-la numa versão publicável para o meio acadêmico se dá graças à atualidade e pertinência do tema. Quando o sujeito é posto em foco neste recorte econômico-filosófico, ele mostra como as teorias econômicas sempre buscaram construir assujeitamentos. E se a economia é capaz de produzir sujeitos, então buscaremos por quais instrumentos e técnicas nós chegamos a sermos isto que nos tornamos hoje; e sobretudo em nome de quais valores aceitamos ou rejeitamos isso que fazem e que fazemos de nós mesmos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - 2018
Campos Vale - Núcleo de estudos do Vale do Ivaí sobre campos de concentração.
Descrição: Este projeto parte da necessidade de compreendermos o fato de, ainda no século XXI, os campos de concentração persistirem como estrutura e modelo para instituições presentes na sociedade. Para isso, com o auxílio de discentes colaboradores, propomos um duplo esforço: uma pesquisa histórica e, concomitantemente, uma pesquisa conceitual do papel dos campos através das épocas até a atualidade. Propor uma pesquisa histórica significa que devemos fugir da associação correta, porém óbvia e insuficiente, que liga a noção de campo com a sua aplicação na II Guerra Mundial. Muito antes da II Guerra a estrutura dos campos já era conhecida e aplicada nos processos colonizatórios indo-europeus, e é em direção a esses recursos e aplicações que nosso olhar deve se voltar originalmente. Certamente por uma questão de genealogia, mas, sobretudo, para responder à seguinte pergunta: como uma prática de épocas anteriores aos pactos humanitários das nações pode perdurar e encontrar uso ainda nos tempos atuais? Somente feito este esforço é que poderemos entender o papel dos campos na II Guerra e a posteriori a esta, até nossos dias..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2016
1ª EON - Grupo de Estudos da antiguidade
Descrição: Desta forma, o presente projeto apresentará aos estudantes do IFPR ? Ivaiporã relatos antigos, trazidos aos nossos tempos nos formatos de textos (poemas, prosas, peças teatrais trágicas e cômicas, cartas, livros religiosos, etc.) e de representações pictóricas. Dos textos, como base da formação cultural do ocidente, elencamos no presente projeto a leitura dos clássicos gregos e latinos, os textos de formação dessas civilizações, tais como a Ilíada e a Odisseia (Homero), a Teogonia e Os trabalhos e os dias (Hesíodo), a História (Heródoto), A guerra do Peloponeso (Tucídides), Histórias (Políbio). Visando ao segundo momento deste projeto que seria o aprofundamento latino, com Cícero, Sêneca, o estoicismo tardio, etc. Porém, esses textos de formação deverão ser contextualizados e confrontados constantemente ? no curso deste projeto ? por outros escritos talvez considerados ?menores? ou ?paralelos?. Tais como, tragédias como as de Sófocles, Ésquilo e Eurípedes, comédias como a de Aristófanes, poemas, ditirambos, e claro, textos filosóficos como os dos pré-socráticos, platônicos e aristotélicos. Registrado no COPE / IFPR com o número de processo: 23413.000073/2016-11..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Anomia como condição das leis e leis como arquivos
Descrição: O presente projeto tem um duplo interesse em sua pesquisa. Primeiro interesse: analisar o porque das leis não conseguirem superar conclusivamente os acontecimentos que geram as leis, ou dito de outra forma, porque elas não conseguem superar os acontecimentos que demandam pela criação de certas leis. Assim, nosso primeiro interesse se baseia nisto que podemos chamar de condição anômica das leis (ou de: "zona de anomia"); sendo esta condição anômica algo que é da ordem do que exige uma lei (ou uma norma), mas que ao mesmo tempo, do que não deixa a lei ser integralmente aplicada, nem absolutamente infalível. Segundo interesse: dada esta condição anômica, devemos então analisar o modelo jurídico que surge a partir disto. Propriamente o modelo de um infindo arquivo de leis como resposta às infindas zonas de anomia. Pois, se as leis precisam ser constantemente refeitas, repensadas, inventadas ou descartadas ao longo da história e conforme a necessidade, logo, elas acabam gerando não um corpo legislativo coerente e coeso, mas sim um verdadeiro arquivo-legislativo constantemente crescente e tentacular. Arquivo-legislativo que pode até mesmo existir em estado de contradição consigo, sem que com isso se torne inválido. O presente projeto também foi realizado como projeto associado à DE do autor no IFPR (onde é funcionário); devidamente cadastrado no COPE como número de processo 23413.000628/2015-43..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2007
A Questão da Sexualidade na Obra de Michel Foucault
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2005 - 2006
Heráclito na obra de Nietzsche
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PIMENTEL FILHO, J. E.2016PIMENTEL FILHO, J. E.. AS UTOPIAS DISCIPLINARES, LEITURAS FOUCAULTIANAS. Revista Ideação, v. 33, p. 17-46, 2016.

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.2014PIMENTEL FILHO, J. E.. RESENHA DO CURSO LA SOCIÉTÉ PUNITIVE, 1972-1973. Paralaje, v. 11, p. 211-216, 2014.

3.
PIMENTEL FILHO, J. E.2012 PIMENTEL FILHO, J. E.. Kant e Foucault, da Aufklärung à Ontologia Crítica. Griot, v. 5, p. 21-35, 2012.

4.
PIMENTEL FILHO, J. E.2010 PIMENTEL FILHO, J. E.. O eixo Nietzsche-Spinoza, à luz da noção de personagem conceitual, em Deleuze. Paralaje, v. 05, p. 224-237, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.. A arquivologia das leis, uma visada foucaultiana da lei. In: Emmanuel Chamorro Sánchez. (Org.). MICHEL FOUCAULT Y LOS SISTEMAS DE PENSAMIENTO: UNA MIRADA HISTÓRICA. 00ed.Viña del Mar: Cenales, 2017, v. 00, p. 459-470.

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.. A mídia que nos atravessa e a história da biografia de nós mesmos. In: Bianchi Agostini Gobbo, Max Alexandre de Paula Gonçalves, José Eduardo Pimentel Filho. (Org.). O poder da mídia no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Lamparina editora, 2016, v. , p. 99-.

3.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Sócrates e a moeda verdadeira. In: Julián Macías; Julieta Cardigni; Pablo Grinstein; Rodrigo Illarraga; Rodrigo Laham Cohen; Estaban Noce; Diego Paiaro; Mariano Requena; Analía Sapere. (Org.). La Antigüedad Grecolatina en Debate. 1ed.Buenos Aires: Editorial Rhesis, 2014, v. , p. 23-34.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.. A Crítica de Deleuze à Crítica de Wittgenstein. In: XI SAF - Semana dos Alunos de Pós-graduação em Filosofia, 2011, Rio de Janeiro. Analógos (PUCRJ), 2011. v. XI. p. 155-162.

Outras produções bibliográficas
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.; FIGUEIREDO, F. P. . A teoria dos incorporais no estoicismo antigo. Belo Horizonte: Autêntica, 2012. (Tradução/Livro).

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.; FIGUEIREDO, F. P. . Teoria dos Incorporais no Antigo Estoicismo - Cap. I. Rio de Janeiro: PPF da Universidade Gama Filho., 2011. (Tradução/Outra).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Avaliador 'ad hoc' dos programas institucionais de bolsas do IFPR-RS. 2018.

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Parecer 'ad hoc' da revista UNOPAR Científica Ciências Humanas e Educação.. 2015.

3.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Parecer sobre artigo da Revista Aproximação. 2013.


Demais tipos de produção técnica
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.; GOBBO, B. A. ; GONCALVES, M. A. P. ; REIS, L. B. ; SILVA, N. C. ; FERNANDES, R. M. S. ; SOUZA, C. M. A. . O poder da mídia no Brasil: (re)editando outras verdades. 2016. (Editoração/Livro).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.; SILVEIRA, F.C.; Amitrano, G.C.. Participação em banca de Laércio de Jesus Café. Da higienização à loucura - uma perspectiva do processo higienizador "disciplinador". 2017. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Uberlândia.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Participação em banca de Tamires Fernanda e Ferreira. Candeu - Identificador de Plágio Online. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso Técnico Integrado em Informática) - Instituto Federal do Paraná.

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Participação em banca de Samuel Cassiano dos Santos Pereira. Sistema Integrado Gerenciador de Horários Escolares. 2016.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SEIXAS, R. L. R.; PIMENTEL FILHO, J. E.. A relação entre uma Ontologia Crítica de nós mesmos e o ethos filosófico como atitude de não se deixar governar no último Foucault. 2010. Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Encontro de Humanidades do Vale do Ivaí.Mesa Redonda. 2018. (Encontro).

2.
III Encontro de Pós-Graduação em Filosofia da UFU.Recursos (in)humanos, o "humanismo" na era do capital humano. 2018. (Encontro).

3.
IV Semana de Física: Física, Tecnologia e Sociedade.Ciência das armas e armas da ciência. 2018. (Oficina).

4.
III Semana de Física do IFPR: Física e Energia e do III Encontro Regional de Ensino de Física,.A serviço da Ciência: os valores e as razões que impulsionam ou retraem o conhecimento científico.. 2017. (Encontro).

5.
IV Jornandas Interdisciplinarias de Jóvenes Investigadores de la Antigüidad Grecolatina. A ordem e a medida no pensamento grego. 2017. (Congresso).

6.
I Ciclo de Estudos Interdisciplinares em Astronomia.Mesa Redonda - Astronomia no conhecimento interdisciplinar da humanidade. 2016. (Outra).

7.
IV Congreso Internacional la Actualidad de Michel Foucault.. "A arquivologia das leis, uma visada foucaultiana da lei". 2016. (Congresso).

8.
IV Congreso Internacional la Actualidad de Michel Foucault.. 2016. (Congresso).

9.
SAF XVI - Semana dos Alunos da Pós-Graduação em Filosofia / PUC-Rio.Foucault.Foucault e Primo Lévi: fazer viver, deixar morrer.. 2015. (Outra).

10.
XXII Seminário dos Estudantes do PPGF da UFRJ.O homo economicus a partir da leitura de Foucault. 2015. (Seminário).

11.
3eme Congrès européen des chercheurs brésiliens. Kant et Foucault, la sortie de la minorité. 2014. (Congresso).

12.
Exclusion, discipline, terreur : à partir de Michel Foucault. 2014. (Congresso).

13.
II Congreso La Actualidad de Michel Foucault. Una nueva economía de las relaciones de poder. 2014. (Congresso).

14.
XXIV Ciclo de Debates em História Antiga. Diógenes, O Sócrates invertido e a moeda falsa. 2014. (Congresso).

15.
4º Colóquio Internacional de Filosofia Política. 2013. (Outra).

16.
II Jornadas Interdisciplinarias de Jóvenes Investigadores de la Antigüedad Grecolatina.Sócrates y la verdadera moneda. 2013. (Outra).

17.
SAF XIV - Semana dos Alunos da Pós-Graduação em Filosofia / PUC-Rio.Foucault, sobre a "biografia policial". 2013. (Outra).

18.
XXI Seminário dos Estudantes de Pós-Graduação em Filosofia da Universidade Federal do Rio de Janeiro.O conceito de atualização e a atualização de um conceito. 2013. (Seminário).

19.
Encontro Internacional Terrorismo de Estado: Extermínio, Intimidação, Exclusão. 2012. (Encontro).

20.
Michel Foucault e os 50 anos de História da Loucura: inflexões e reressonâncias. 2012. (Congresso).

21.
VII Jornadas Internacionales de Ética: No Matarás.Foucault, Primo Levi, e como explicar uma enfermaria em Auschwitz.. 2012. (Outra).

22.
XIV Colóquio Kant da UNICAMP.Kant e Foucault, uma atualização possível. 2012. (Outra).

23.
XXII Ciclo de Debates em História Antiga.Oikonomia, ou o Sócrates endividado. 2012. (Outra).

24.
3º Colóquio Internacional de Filosofia Política. 2011. (Outra).

25.
Colóquio Internacional Kant e Foucault. 2011. (Outra).

26.
I Colóquio Internacional Desconstrução, Linguagem e Alteridade: Heranças de Jacques Derrida.Derrida, Artaud e o projeto: teatro, vida e crueldade. 2011. (Outra).

27.
III Simpósio Internacional sobre Metafísica e Filosofia Contemporânea: "Metafísita e Violência".O conceito de conceito, uma ponte entre a vida e a filosofia. 2011. (Simpósio).

28.
III Simpósio Internacional sobre Metafísica e Filosofia Contemporânea: "Metafísita e Violência". 2011. (Simpósio).

29.
XI Seminário dos Alunos de Pós-Graduação em Filosofia da UERJ.Ontologia Econômica, ou a atualização de um conceito foucaultiano. 2011. (Seminário).

30.
XIX Seminário dos Estudantes de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ.Deleuze e Foucault: Sobre a Morte de Deus nos anos Sessenta. 2011. (Seminário).

31.
XXI Ciclo de Debates em História Antiga.O Jogo do Tempo na Narrativa de Platão. 2011. (Encontro).

32.
2º Colóquio Nacional de Estética.A filosofia através de personagens segundo Deleuze. 2010. (Outra).

33.
I Encontro Foucaultiano de Pós-Graduação: Pensar Foucault.O Personagem Boulainvilliers. 2010. (Encontro).

34.
III Congreso Iberoamericano de Filosofía de la Ciencia y de la Tecnología. A Questão da Identidade. 2010. (Congresso).

35.
SAF XI - Semana dos Alunos da Pós-Graduação em Filosofia / PUC-Rio.A Crítica de Deleuze à Crítica de Wittgenstein. 2010. (Encontro).

36.
V Congresso Internacional de Filosofia da UNICENTRO - Linguagem, Ética e Política. A Crítica de Deleuze à Crítica de Wittgenstein. 2010. (Congresso).

37.
VII Jornadas Internacional de Ética: No Matarás.Foucault, Primo Levi, e como explicar uma enfermaria em Auschwitz.. 2010. (Outra).

38.
XIV ANPOF.O personagem antipático em Deleuze. 2010. (Encontro).

39.
XIV ANPOF. 2010. (Encontro).

40.
XVIII Seminário dos Etudantes de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ..O Papel de Nietzsche e Spinoza em Deleuze. 2010. (Seminário).

41.
1º Encontro Peri de Filosofia.A Guerra Perene. 2009. (Encontro).

42.
2º Colóquio Internacional de Filosofia Política. 2009. (Outra).

43.
Encontro de Ética e Literatura.Jornalismo Gonzo, o Eco dos Diferentes nos meios de Comunicação. 2009. (Encontro).

44.
III Seminário de Pesquisa do Mestrado em Estética e Filosofia da Arte.O Personagem Conceitual em Gilles Deleuze. 2009. (Seminário).

45.
II Simpósio Internacional Sobre Metafísica e Filosofia Contempôranea.A Guerra Perene. 2009. (Simpósio).

46.
VI Colóquio Internacional Michel Foucault. 2009. (Outra).

47.
XVII Seminário dos Etudantes de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ.Aplausos Desenganados. 2009. (Seminário).

48.
XII Encontro de Pesquisa na Graduação em Filosofia da Unicamp.Personagem Conceitual, O Filósofo e seu Duplo. 2008. (Encontro).

49.
IV Seminário da Graduação promovido pelo CAFIL.O Personagem Conceitual. 2007. (Seminário).

50.
XVII Ciclo de Debates em História Antiga ?Práticas Rituais e Religiosidade?. A Grécia de Heráclito. 2007. (Congresso).

51.
III Seminário de Estudantes de Graduação de Filosofia IFCS - UFRJ.Ensaio Sobre o Palhaço. 2006. (Seminário).

52.
IX Encontro Nacional de Pesquisa na Graduação em Filosofia da Universidade de São Paulo.Heráclito Segundo Nietzsche. 2006. (Encontro).

53.
VII Jornada de Pequisadores do CFCH.O papel de Heráclito em Nietzsche. 2006. (Seminário).

54.
X Encontro de Pesquisa de Graduação de Filosofia da Unicamp.Heráclito em Nietzsche. 2006. (Encontro).

55.
XI Simpósio de Filosofia Moderna e Contemporânea da Unioeste.Heráclito em Nietzsche. 2006. (Simpósio).

56.
XXVIII Jornada Giulio Massarani de Iniciação Científica, Artística e Cultural da UFRJ.O papel de Heráclito na Obra Nietzsche. 2006. (Outra).

57.
Colóquio Sartre - 100 anos.Julgamento Moral em Sartre. 2005. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.; ORTIZ, A.J. . IV Semana e Física do IFPR. 2018. (Outro).

2.
PIMENTEL FILHO, J. E.; SANTOS, A. . I Encontro de Humanidades do Vale do Ivaí - A Democracia de Papel. 2018. (Outro).

3.
ORTIZ, A.J. ; PIMENTEL FILHO, J. E. . III Semana de Física do IFPR. 2017. (Outro).

4.
SILVA, F. N. ; PIMENTEL FILHO, J. E. . II Semana de Física do IFPR. 2016. (Outro).

5.
PIMENTEL FILHO, J. E.; NETO, Henrique . I CINENCONTRO (IFPR). 2015. (Outro).

6.
PIMENTEL FILHO, J. E.; SEIXAS, R. L. R. ; MENDES JUNIOR, D. ; MIRANDA, W. S. ; FIGUEIREDO, F. P. ; NAIDIN, j . I Encontro Foucaultiano de Pós-Graduação: Pensar Foucault. 2010. (Outro).

7.
PIMENTEL FILHO, J. E.. VI Colóquio Internacional Michel Foucault. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Tamires Fernanda e Ferreira. Candeu - Identificador de Plágio Acadêmico. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso Técnico Integrado em Informática) - Instituto Federal do Paraná. Orientador: José Eduardo Pimentel Filho.

Orientações de outra natureza
1.
Cynthia Maria Toledo Cunha. Prática de ensino de filosofia. 2013. Orientação de outra natureza. (Filosofia) - Colégio Pedro II. Orientador: José Eduardo Pimentel Filho.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
PIMENTEL FILHO, J. E.. Sócrates e a moeda verdadeira. In: Julián Macías; Julieta Cardigni; Pablo Grinstein; Rodrigo Illarraga; Rodrigo Laham Cohen; Estaban Noce; Diego Paiaro; Mariano Requena; Analía Sapere. (Org.). La Antigüedad Grecolatina en Debate. 1ed.Buenos Aires: Editorial Rhesis, 2014, v. , p. 23-34.



Outras informações relevantes


Recebeu apoio BB/PR3/UFRJ, em 2010, para o evento I Encontro Foucaultiano de Pós-Graduação: Pensar Foucault



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/12/2018 às 15:08:16