Juliana Cristina Gomes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/9472450732828964
  • Última atualização do currículo em 22/02/2018


Bacharel em Química pela Universidade Estadual Paulista Júlio Mesquita Filho - UNESP (2007), Mestre (2010) e Doutora (2014) em Síntese Orgânica pelo Instituto de Química da Universidade estadual de Campinas - UNICAMP. Doutorado sanduíche pela Universitat de Barcelona (2013-2014). Pós-doutorado (IQ/USP -São Carlos 2016) na área de Síntese Orgânica com ênfase em química medicinal atuando na síntese de potenciais candidatos a fármacos. Tem experiência na síntese, purificação e caracterização de compostos orgânicos e qualificações em técnicas instrumentais tais como: CG, CG/MS, HPLC analítico e semipreparativo, RMN, UV e IV. Atuação nos seguintes temas: organocatálise, reações de Morita-Baylis-Hillman, Michael, Suzuki, Grignard, reações aldólicas, dentre outras reações, síntese de inibidores reversíveis da enzima cruzaína, síntese de produtos naturais e fármacos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Juliana Cristina Gomes
Nome em citações bibliográficas
GOMES, J. C.;GOMES, JULIANA C.


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em Doutorado em Quimica - UNICAMP.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Universitat de Barcelona (Orientador: Albert Moyano Baldore).
Título: Alcoóis Imidazólicos Bicíclicos e Aminas Quirais como Catalisadores para a Síntese Assimétrica da Reação de Morita-Baylis-Hillman e Outras Reações, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Fernando Antônio Santos Coelho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Morita-Baylis-Hillman; Organocatalysis.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
2008 - 2010
Mestrado em Química.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Morita-Baylis-Hillman na Síntese de Antitumorais,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: Fernando Antônio Santos Coelho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Antitumorais; Morita-Baylis-Hillman.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
2004 - 2007
Graduação em Bacharelado em Química Tecnológica.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Orientador: Marisa Veiga Capela.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2014 - 2016
Pós-Doutorado.
Instituto de Química de São Carlos - USP, IQSC-USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Formação Complementar


2014 - 2014
Workshop Scientific Writing & Publishing held by Macmillan Science. (Carga horária: 40h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2012 - 2012
Aromatic Heterocycles. (Carga horária: 6h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2012 - 2012
Acoplamentos Cruzados. (Carga horária: 6h).
Instituto de Estudos Avançados - USP, IEA-USP, Brasil.
2012 - 2012
ACS on Campus. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Redação de Patentes. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Current Strategies on Crop Science Research. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Empreendedorismo Tecnológico. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Scale-up de Processos Industriais Orgânicos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Highlights from Organocatalysis. (Carga horária: 20h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2009 - 2009
Workshop em Síntese Orgânica. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto de Química de São Carlos - USP, IQSC-USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pós-doutoranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pós-doutoranda em Síntese Orgânica no Instituto de Química da USP- São Carlos sob orientação do Prof.Dr. Antônio C.B.Burtoloso com projeto intitulado " Planejamento, Síntese e Atividade Tripanossomicida de Inibidores Covalentes Reversíveis da Enzima Cruzaína?.

Atividades

10/2014 - 06/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Química - USP - São Carlos, .


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40
Outras informações
Doutorado em Síntese Orgânica sob orientação do Prof.Dr. Fernando Antônio Santos Coelho co projeto intitulado " Novos catalisadores bifuncionais para a reação de Morita-Baylis-Hillman"

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estágio Docência, Carga horária: 8
Outras informações
Bolsista do Programa de estágio docência (PED) do Instituto de Química da Unicamp na disciplina de Química Orgânica III Exprimental atuando como apoio à docência sob supervisão Profa. Dra. Luiza Koike.

Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Mestrado, Enquadramento Funcional: Mestranda, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Mestranda em Síntese Orgânica bob orientação do Prof.Dr. Fernando Antônio Santos Coelho com projeto intitulado : Estudos visando a síntese de uma diidroisocumarina com atividade inibitória sobre a enzima aromatase".

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Estágio Docência, Enquadramento Funcional: Química Orgânica Experimental II ? QO622, Carga horária: 8
Outras informações
Bolsista do Programa de Estágio Docência (PED) do Instituto de Química da Unicamp na disciplina Química Orgânica Experimental II ? QO622 atuando como apoio à docência parcial sob supervisão professor Dr. Paulo Cesar Muniz de Lacerda Miranda.

Atividades

08/2010 - 09/2014
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Química - Unicamp (SP), .

06/2008 - 07/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Química - Unicamp (SP), .


Universitat de Barcelona, UB, Espanha.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda, Carga horária: 40
Outras informações
Doutorado Sanduíche na Universitat de Barcelona - Espanha sob orientação do Prof. Dr. Albert Moyano Baldoire com projeto intitulado "Alcoóis Imidazólicos Bicíclicos e Aminas Quirais como catalisadores para a Síntese Assimétrica da reação de Morita-Baylis-Hillman "


Instituto de Química da Universidade Estadual Júlio Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Graduanda, Carga horária: 40
Outras informações
Aluna de graduação do Instituto de Química da UNESP - câmpus de Araraquara.

Atividades

06/2004 - 12/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Química da Universidade Estadual Júlio Mesquita Filho /UNESP, .


Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora substituta, Carga horária: 40


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Consultora Química, Carga horária: 40



Linhas de pesquisa


1.
Reação de Morita-Baylis_hillman
2.
Organocatálise
3.
Estudo mecanístico via espectrometria de massas
4.
Síntese de produtos naturais
5.
Síntese orgânica
6.
Química Medicinal
7.
Estatística química - Iniciação científica


Projetos de pesquisa


2014 - 2016
PLANEJAMENTO, SÍNTESE E ATIVIDADE TRIPANOSSOMICIDA DE INIBIDORES COVALENTES REVERSÍVEIS DA ENZIMA CRUZAÍNA
Descrição: A cruzaína, principal cisteíno protease do Trypanosoma cruzi, é uma enzima essencial para o ciclo de vida do parasito e tem sido usada como um alvo viável para a busca de inibidores enzimáticos candidatos a fármacos. O composto peptideomimético K11777 inibe a cruzaína em concentração nanomolar e atua por um mecanismo de inibição irreversível. Análogos ou derivados do K11777 geralmente contêm grupos funcionais eletrofílicos conhecidos como ?warheads? que podem ligar-se covalentemente ao sítio ativo da cruzaína via ataque nucleofílico promovido pela cisteína catalítica. Estudos prévios realizados no NEQUIMED encontraram uma série de inibidores dipeptidil-nitrilas similares a catepsina K (que tem sido usada como alvo na indústria farmacêutica) com atividade contra a cruzaína em concentrações de baixo-micromolar até sub-micromolar, sendo o composto mais potente o Neq409 (Figura 1) que inibiu a enzima com um IC50 igual 1,89 ± 0,11 μM (pIC50 = 5,7). O Neq409 é mais potente que o fármaco benzonidazol (BZ) que foi usado como controle (pIC50 = 4,6) e apresenta citotoxicidade em baço de camundongos > 500 μM (valor comparável ao do BZ que é > 500 μM). As dipeptidil-nitrilas estudadas apresentam características de compostos matrizes que podem ser optimizadas para candidatos a fármacos: T. cruzi pIC50 > 5 (pIC50Neq409 = 5,6) com SI > 10 (razão SI = IC50(cito)/IC50(T. cruzi) = 185, BZ = 20,6); PFI < 8 (PFINeq409 = 3,7); #anéis Ar < 5 e MW < 500 Da. Este trabalho visa encontrar novos candidatos a fármacos potencialmente inibidores da enzima cruzaína. Figura.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Juliana Cristina Gomes - Coordenador / Antonio C. B. Burtoloso - Integrante / Carlos Alberto Montanari - Integrante / Sérgio de Albuquerque - Integrante / João Santana da Silva - Integrante.
2010 - 2014
NOVOS CATALISADORES BIFUNCIONAIS PARA A REAÇÃO DE MORITA-BAYLIS-HILLMAN
Descrição: A reação de Morita-Baylis-Hillman (MBH) é um método atrativo para a formação de ligação carbono-carbono. Esta transformação tem atraído a atenção devido ao fato dela ser seletiva (quimio-, régio-, diastereo-, e enantio-) e ser também um método com alta economia de átomos, convertendo substratos simples em produtos poli-funcionalizados de grande versatilidade sintética. Entretanto, apesar de suas inúmeras vantagens, essa reação possui vários inconvenientes tais como baixas velocidades, rendimentos moderados, alta concentração de catalisador nucleofílico e o uso de solventes orgânicos, o que dificulta a sua utilização industrial. Dessa maneira, fica claro a necessidade da busca de novos catalisadores e metodologias eficientes, tanto em termos de rendimentos, velocidades reacionais, quanto em termos de versatilidade, para que se possa ser aplicada a uma ampla variedade de substratos. Neste trabalho foi demonstrado o uso de um novo catalisador, um álcool derivado imidazólico bicíclico, para reações de MBH com enonas cíclicas. Esse novo catalisador funcionou eficientemente em um protocolo ecologicamente amigável, no qual as reações de MBH procederam em meio aquoso e com uma quantidade catalítica de dodecil sulfato de sódio (SDS), sem a necessidade de co-solventes orgânicos. Além disso, foi demonstrado que esse álcool imidazólico bicíclico é o único catalisador para reações de MBH aquosas entre isatinas não protegidas e enonas cíclicas, fornecendo núcleos 3-hidroxi-2-oxoindóis substituídos. Esse catalisador também pôde ser resolvido e aplicado na versão assimétrica dessa reação. Outros derivados imidazólicos foram sintetizados e também testados em MBH..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Juliana Cristina Gomes - Coordenador.
2008 - 2010
MORITA-BAYLIS-HILLMAN NA SÍNTESE DE PRODUTOS NATURAIS: ESTUDOS VISANDO A SÍNTESE DE UMA DIIDROISOCUMARINA COM ATIVIDADE INIBITÓRIA SOBRE A ENZIMA AROMATASE
Descrição: Na população feminina a maior incidência de câncer ocorre no útero e na mama e esse último continua a representar uma causa importante de óbito. Uma grande proporção dos cânceres de mama respondem potencialmente ao tratamento endócrino (feito com inibidores de receptores de estrógenos).A aromatase (CYP19) é uma enzima chave do citrocromo P450 (CYP), que catalisa a etapa lenta de aromatização, para conversão de andrógenos (testosterona e androstenediona). em estrógenos (estradiol e estrona). O importante papel desempenhado pela aromatase na síntese de estrógenos, qualificou essa enzima como alvo para o desenvolvimento de inibidores seletivos e estudos nessa direção continuam a despertar a atenção da comunidade mundial. Recentemente, pesquisadores brasileiros , descreveram o isolamento de uma diidrocumarina de um extrato da parte aérea de Xyris pterygoblephara Steud. (Xyridaceae). Essas plantas são muito comuns no Brasil e recebem o nome popular de sempre-vivas.Essa substância apresentou um valor de IC50 três vezes maior do que aquela demonstrada pelo flavonóide naringina, utilizado como controle positivo. Isso a caracteriza como um importante inibidor de aromatase. Entretanto foram necessários 48kg de planta para isolar 0,3g dessa diidroisocumarina, o que impacta na quantidade de planta necessária para uma eventual exploração comercial dessa substância e praticamente inviabiliza o cultivo direto da planta, tornando vantajoso a síntese dessa molécula..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Juliana Cristina Gomes - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química.
2.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Síntese Orgânica.
3.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Organocatálise.
4.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Reação de Morita-Baylis-Hillman.
5.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Medicinal.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:4
Total de citações:32
Fator H:4
Gomes, Juliana C  Data: 05/09/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
1RAICH, LLUÍS2018RAICH, LLUÍS ; SANTOS, HUGO ; GOMES, JULIANA C. ; RODRIGUES, MANOEL T. ; GALAVERNA, RENAN ; EBERLIN, MARCOS NOGUEIRA ; COELHO, FERNANDO ; ROVIRA, CARME ; MOYANO, ALBERT . Can an alcohol act as an acid/base catalyst in water solution? An experimental and theoretical study of imidazole catalysis of the aqueous Morita-Baylis-Hillman reaction. ACS Catalysis, v. 8, p. 1703-1714, 2018.

2.
2BURTOLOSO, ANTONIO C. B.2017BURTOLOSO, ANTONIO C. B. ; DE ALBUQUERQUE, SÉRGIO ; FURBER, MARK ; GOMES, JULIANA C. ; GONÇALEZ, CRISTIANA ; KENNY, PETER W. ; LEITÃO, ANDREI ; MONTANARI, CARLOS A. ; QUILLES, JOSÉ CARLOS ; RIBEIRO, JEAN F. R. ; ROCHA, JOSMAR R. . Anti-trypanosomal activity of non-peptidic nitrile-based cysteine protease inhibitors. PLoS Neglected Tropical Diseases, v. 11, p. e0005343, 2017.

3.
5DE MIRANDA, AMANDA S.2013DE MIRANDA, AMANDA S. ; GOMES, JULIANA C. ; JR, MANOEL T. RODRIGUES ; COSTA, INGRID C.R. ; LOPES, RAQUEL DE O. ; MIRANDA, LEANDRO S.M. ; COELHO, FERNANDO ; DE SOUZA, RODRIGO O.M.A. . Kinetic Resolution of 5H-Pyrrolo[1,2-a]imidazol-7-ol, 6,7-dihydro Under Continuous Flow Conditions: An Intermediate for Chiral Ionic Liquids Synthesis. Journal of Molecular Catalysis. B, Enzymatic (Print), v. 91, p. 77/10.1016/j.mo-80, 2013.

4.
3GOMES, JULIANA C.2013GOMES, JULIANA C.; SIRVENT, JORDI ; MOYANO, ALBERT ; RODRIGUES, MANOEL T. ; COELHO, FERNANDO . Aqueous Morita-Baylis-Hillman Reaction of Unprotected Isatins with Cyclic Enones. Organic Letters (Print), v. 15, p. 131104133129000-541, 2013.

5.
4GOMES, JULIANA C.2012 GOMES, JULIANA C.; RODRIGUES JR., MANOEL T. ; MOYANO, ALBERT ; COELHO, FERNANDO . Efficient Catalysis of Aqueous Morita-Baylis-Hillman Reactions of Cyclic Enones by a Bicyclic Imidazolyl Alcohol. European Journal of Organic Chemistry (Print), v. 2012, p. 6861-6866, 2012.

6.
6Rodrigues Jr, M. T2010 Rodrigues Jr, M. T ; GOMES, J. C. ; Smith, J. . Simple and highly diastereoselective access to 3,4-substituted tetrahydro-1,8-naphthyridines from Morita-Baylis-Hillman adducts. Tetrahedron Letters, v. 51, p. 4988-4990, 2010.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, J. C.; SIRVENT, JORDI ; JR, MANOEL T. RODRIGUES ; MOYANO, A. ; COELHO, FERNANDO . Aqueous Morita-Baylis-Hillman Reaction of Unprotected Isatins with cyclic enones. In: 5th Orca Meeting & Traning School, 2014, Alicante. Aqueous Morita-Baylis-Hillman Reaction of Unprotected Isatins with cyclic enones, 2014.

2.
GOMES, J. C.; JR, MANOEL T. RODRIGUES ; COELHO, F. . Efficient Catalysis of Aqueous Morita?Baylis?Hillman Reactions of Cyclic Enones by a Bicyclic Imidazolyl Alcohol. In: 13th Tetrahedron Symposium, 2012, Amsterdã. Efficient Catalysis of Aqueous Morita?Baylis?Hillman Reactions of Cyclic Enones by a Bicyclic Imidazolyl Alcohol, 2012.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, J. C.; CAPELA, Marisa Veiga ; CAPELA, Jorge Manuel Vieira . Intervalo de confiança através de simulação em planilhas eletrônicas do Microsoft Excel aplicado à dados experimentais de química. In: 15o. Encontro Regional de Química, 2005, Ribeirão Preto - S. P.. Anais do 15o. Encontro Regional de Química, 2005.

2.
GOMES, J. C.; CAPELA, Marisa Veiga ; CAPELA, Jorge Manuel Vieira . Intervalo de confiança através de simulação em planilhas eletrônicas do Microsoft Excel aplicado à dados experimentais de química. In: XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2005, Araraquara - S. P.. Anais do XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP, 2005.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
5th Orca Meeting & Traning School. Efficient Catalysis of the Aqueous Morita-Baylis-Hillman Reaction of Unprotected Isatinswith Cyclic Enones. 2014. (Congresso).

2.
13th Tetrahedron Symposium. Efficient catalysis of aqueous Morita-Baylis-Hillman reactions of cyclic enones by a bicyclic imidazolyl alcohol. 2012. (Congresso).

3.
4th International IUPAC conference on Green Chemistry. Efficient catalysis of aqueous Morita-Baylis-Hillman reactions of cyclic enones by a bicyclic imidazolyl alcohol. 2012. (Congresso).

4.
33ª Reunião anual da Sociedade Brasileira de Química. Estudos visando a síntese de uma diidroisocumarina com atividade inibitória da enzima aromatase. 2010. (Congresso).

5.
Participação da 33 Reunião Anual - Sociedade Brasileira de Química. Estudos visando a síntese de uma diidroisocumarina com atividade inibitória sobre aromatase. 2010. (Congresso).

6.
15o. Encontro Regional de Química.15o. Encontro Regional de Química. 2005. (Encontro).

7.
XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP. XVII Congresso de Iniciação Científica da UNESP. 2005. (Congresso).

8.
Recursos Naturais e Energia.XXXIV Semana da Química. 2004. (Outra).

9.
Recursos Naturais e Energia.XXXIV Semana da Química. 2004. (Outra).

10.
XVI Congresso de Iniciação Científica. XVI Congresso de Iniciação Científica. 2004. (Congresso).



Outras informações relevantes


Aprovada no processo seletivo do IQSC-USP/FAPESP (proc.nº 2014/18443-9) com outorga de bolsa de pós-doutoramento, realizado no Departamento de Química Orgânica do IQSC / USP, para atuação no projeto temático intitulado " Planejamento, Síntese e Atividade Tripanossomicida de Inibidores Covalentes Reversíveis da Enzima Cruzaína?. / Aprovada em segundo lugar no exame de ingresso para mestrado do Instituto de Química - UNICAMP (2008). / Aprovada em primeiro lugar no processo seletivo para bolsa do Programa de Estágio Docência (2009 e 2015).



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/11/2018 às 23:57:07