Mairton Celestino da Silva

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3401120439822304
  • Última atualização do currículo em 06/12/2018


Possui graduação em Licenciatura Plena em História pela Universidade Federal do Piauí (2005), mestrado em História pela Universidade Federal da Bahia (2008) e Doutor em História pela Universidade Federal de Pernambuco (2016). Exerce a função de professor Adjunto I da Universidade Federal do Piauí e, atualmente, coordena os Núcleos de Pesquisa e Documentação em História - NUPEDOCH e o Núcleo de Pesquisa em Africanidades e Afrodescendência - IFARADÁ. Tem experiência na área de História, com ênfase em História da América Afro-portuguesa e desenvolve pesquisas sobre o Estado do Maranhão e Piauí durante os séculos XVIII e XIX. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mairton Celestino da Silva
Nome em citações bibliográficas
SILVA, M. C.;CELESTINO DA SILVA, MAIRTON

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Piauí, Campus Senador Helvídio Nunes de Barros.
BR 343
Junco
64202020 - Picos, PI - Brasil
Telefone: (89) 34222032
URL da Homepage: http://www.ufpi.br/newsletter/www/page.php?pai=108&id=37


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2016
Doutorado em História.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Um caminho para o Estado do Brasil: Colonos, missionários, escravos e índios no tempo das conquistas do Estado do Maranhão e Piauí, 1600-1800, Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Marcus Joaquim Maciel de Carvalho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: História do Piauí e Escravidão; História Indígena; História, escravidão e invenção da liberdade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Américaa Portuguesaa.
2006 - 2008
Mestrado em História.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: BATUQUE NA RUA DOS NEGROS: Cultura e polícia na Teresina da segunda metade do século XIX,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Carlos Eugênio Líbano Soares.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia, FAPESB, Brasil.
Palavras-chave: História; História do Piauí e Escravidão; História, escravidão e invenção da liberdade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
Setores de atividade: Outros.
2001 - 2005
Graduação em Licenciatura Plena Em História.
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
Título: Escravos e Libertos: uma história da escravidão urbana em Teresina 1871-1888.
Orientador: Antônio Melo Filho.
2001 interrompida
Graduação interrompida em 2002 em Geografia.
Universidade Estadual do Piauí, UESPI, Brasil.
Ano de interrupção: 2002




Formação Complementar


2009
Extensão universitária em Inglês Instrumental. (Carga horária: 45h).
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Migrações Moçambicanas na África Austral. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em GLOBOFOBIAS: Anti-Semitismo, Islamofobia y Racismo. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em Curso SPSS - Statistical Package For The Socia. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
2005 - 2005
Médicos, feiticeiros e mistificadores no Brasil. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
2003 - 2005
Extensão universitária em Francês Instrumental básico. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
2004 - 2004
Religiões Negras e identidade. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Maranhão, UFMA, Brasil.
2002 - 2002
História, Literatura e Cidade. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
2002 - 2002
História e Política. (Carga horária: 16h).
Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.


Atuação Profissional



Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Bolsista/PARFOR, Enquadramento Funcional: Professor Pesquisador I, Carga horária: 0
Outras informações
Disciplinas Ministradas: História Antiga


Universidade Federal do Piauí, UFPI, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Efetivo do Colégio Agrícola de Floriano - CAF/UFPI.


Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - DF, IPHAN/DF, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador Colaborador, Carga horária: 0


IPHAN, IPHAN, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: PESQUISADOR, Carga horária: 0


Universidade Estadual do Piauí, UESPI, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Substituto, Carga horária: 40

Atividades

08/2008 - Atual
Ensino, Licenciatura Plena em História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Monografia
História do Brasil Colonial
Teoria da História I
Monografia (Período especial)
Brasil Monárquico
Métodos e Técnicas de Pesquisa em História
Teoria da História
08/2008 - Atual
Ensino, Licenciatura Plena em Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História: Conteúdos e Métodos

Faculdade Piauiense, FAP, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 12

Atividades

08/2009 - Atual
Ensino, História, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História Moderna
Historiografia Brasileira
Teoria da História

2 º Batalhão de Engenharia de Construção, 2º BE CNST, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Temporário, Carga horária: 30


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Estagio Docente Orientado, Enquadramento Funcional: Professor Discente Estagiário, Carga horária: 8
Outras informações
Estágio Docente Orientado na disciplina Historiografia Brasileira II, para alunos do curso de História da UFBa, segundo semestre 2006.


Instituto de educação Superior do Brasil, IESB, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 30

Atividades

03/2009 - 03/2009
Ensino, História da Filosofia Contemporânea, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
História da Sociedade Contemporânea

Instituto Federal do Piauí, IFPI, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4
Outras informações
Participou do projeto "Vencendo o vestibular" como professor na área de História Geral.

Atividades

4/2003 - 11/2005
Ensino,

Disciplinas ministradas
história Geral


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Processos Educativos e formação cultural brasileira
Descrição: Desenvolver estudos e pesquisas sobre processos educacionais interdisciplinares que contemplem o conhecimento da constituição histórica e cultural das diversas etnias indígenas e africanas que formam os povos do Brasil, visando a qualificação da formação dos educadores o que implica, nesse sentido, um aprofundamento de estudos sobre os diferentes códigos de resiliência desses povos, que se expressam por meio da linguística, na prática de credos religiosos, bem como nas estratégias de sobrevivência economica, social, cultural e ducacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / Ailson Barbosa Silva - Integrante / Franc-Lane Sousa Carvalho - Integrante / Maria de Fátima Felix Rosar - Integrante / Eliana Alencar Marques - Integrante / Raimundo Nonato Moura Oliveira - Integrante.
2017 - Atual
Naturalistas e Viajantes: as Expedições Científicas e a circulação de saberes em espaços coloniais, seculos XVIII e XIX
Descrição: Desde o final do século XVI, portugueses e espanhóis manifestavam intenso desejo em conhecer as riquezas naturais e humanas daquilo que viria a ser, após a expulsão dos franceses, o Estado Colonial do Maranhão. Inventariar plantas e animais, percorrer rios e abrir caminhos em busca de índios eram formas de conquistas que saciavam o interesse do europeu ávido por conhecimentos mais aprofundados a respeito Novo Mundo. Os viajantes e suas missões científicas tinham, portanto, essa dupla função: conhecer o território e produzir um diagnóstico do potencial exploratório da vegetação. Além do interesse pelas riquezas do reino vegetal, havia por parte da administração portuguesa uma curiosidade pela fauna. A partir do municiamento dos viveiros das quintas e jardins botânicos do Reino, plantas e animais (vivos ou empalhados) seriam enviados para Lisboa com o objetivo de preencherem os espaços vazios do Museu de História Natural do Palácio da Ajuda e de comporem uma simulação do ambiente natural presente na colônia. Será por meio desta produção que o presente projeto se estrutura, de modo a pensar história, natureza e difusão do conhecimento em sociedades coloniais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / Agostinho Junior Holanda Coe - Integrante / Francisco Gleison da Costa Monteiro - Integrante / Erica Lopo de Araujo - Integrante.
2017 - Atual
ESCRAVIDÃO, AFRICANOS E MESTIÇOS NO ESTADO DO MARANHÃO E PIAUÍ, SÉCULOS XVII E XVIII
Descrição: Neste projeto de pesquisa, busca-se compreender o contexto da expansão portuguesa nos domínios do Novo Mundo, com enfoque analítico para o Estado do Maranhão e Piauí no intuito de perceber como esse expansionismo político e econômico baseado na conquista e ocupação da terra, da exploração da mão de obra indígena, no tráfico de escravos da África e, já no final do século XVIII, na sistematização da natureza moldou esse território até torná-lo uma paisagem colonial. Assim, buscar-se-á compreender esse processo de conquista e ocupação a partir das dinâmicas da administração portuguesa voltadas desde a formatação do Estado do Maranhão, para, logo em seguida, analisar os projetos e ações de catequização empreendidas por missionários da Companhia de Jesus e seus conflitos com colonos interessados em explorar, por meio da escravidão, africanos, indígenas e mestiços. Assim, a pesquisa tratará do universo escravista e suas relações de conflitos/negociações/alianças com índios, mestiços e africanos nos espaços de produção de gado vacum e cavalar sob o domínio dos bandeirantes e, posteriormente, sob a tutela jesuítica e, a partir da expulsão destes, em domínio da administração portuguesa..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
ESPERANÇA GARCIA - SÍMBOLO DE RESISTÊNCIA NA LUTA PELO DIREITO
Descrição: O projeto ?Esperança Garcia, símbolo de resistência na luta por direitos?, da Ordem dos Advogados e das Advogadas do Brasil ? OAB ? Seção Piauí e em parceria com a Universidade Federal do Piauí- UFPI, segue um esforço, já traçado por outras seccionais da OAB, de tornar visível ao público mais amplo os crimes praticados pela Coroa Portuguesa, pela Igreja e pelo Estado brasileiro durante os mais de 350 anos de escravidão no Brasil. Passados mais de 120 anos, a escravidão, enquanto crime contra a humanidade, não prescreve e, assim sendo, resta ao Estado Democrático de Direito criar instrumentos de reparação e compensação aos que dela ainda sofrem sequelas. Nesse sentido, o presente projeto busca fundamentalmente produzir um Dossiê que objetiva reconhecimento a escravizada Esperança Garcia como primeira advogada do Piauí, de modo a contribuir com as lutas por justiça racial e pela visibilidade do povo negro como importantes protagonistas da nossa história..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Integrante / Maria Sueli Rodrigues de Sousa - Coordenador / Francisca Raquel da Costa - Integrante / Andreia Marreiro Barbosa - Integrante / Geysa Vitória Costa Silva - Integrante / Malu Flávia Porto Amorim - Integrante / Mariana Cavalcante Moura - Integrante / Débora Laianny Cardoso Soares - Integrante / Lucas Vinicius Viana dos Santos Ribeiro - Integrante / Lucas Araújo Alves Pereira - Integrante / Jefferson Snard Soares Santana - Integrante.
2011 - 2012
ELEAZAR PEREIRA DA CUNHA: uma história social do saber médico científico no Piauí, 1880 - 1900
Descrição: O presente projeto de pesquisa tem por objetivo discutir a emergência do saber médico-científico no Piauí de fins do século XIX e inícios do século XX tomando como referência a história de vida do farmacêutico Eleazar Pereira da Cunha. Assim, nossa pretensão será a de perceber a partir do olhar de um médico da época os conflitos entre saberes, bem como as maneiras pelas quais tais práticas ditas científicas eram recepcionadas por médicos, farmacêuticos, curandeiros e populares do Piauí..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / SANTANA, Marttem Costa - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
ANÁLISE SÓCIO-ECONÔMICA DAS POLÍTICAS PÚBLICAS NA COMUNIDADE MIMBÓ, MUNICÍPIO DE AMARANTE/PIAUÍ
Descrição: A história das comunidades quilombolas e de assenzalados sempre foi ligada à questão da terra no Brasil. No Piauí a questão não é diferente. Dentre as comunidades negras neste Estado que se autodenominam como remanescente de quilombos encontra-se a comunidade Mimbó. Localizada no município de Amarante, a comunidade conta, na atualidade, com uma população de 95 famílias, numa área de 1.784 hectares de terras. Desde o ano de 2006, a comunidade Mimbó recebeu por parte da Fundação Cultural Palmares, órgão ligado ao governo federal, o certificado de comunidade reconhecidamente quilombola. Tal fato possibilitou, entre outras coisas, a primeira manifestação visível de interferência da esfera federal em resguardar/preservar a cultura matéria e imaterial daquela comunidade afro-brasileira. A presente pesquisa tem, portanto, como objetivo compreender a aplicabilidade e os efeitos práticos das políticas públicas de preservação cultural e de sustentabilidade sócio-econômica na Comunidade Quilombola Mimbó..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2012
INVENTÁRIO NACIONAL DE REFERÊNCIAS CULTURAIS DO TAMBOR DE CRIOULA NA REGIÃO LESTE DOS COCAIS - PIAUÍ
Descrição: O Tambor de Crioula é uma manifestação cultural característica de parcela dos afrodescendentes brasileiros. Encontrada de forma bastante representativa no Estado do Maranhão, onde uma pesquisa do IPHAN resultou no Registro dessa forma de expressão como patrimônio cultural brasileiro, constatou-se que o Tambor de Crioula também possui expressividade em uma região do Estado do Piauí: os Cocais. Esta pesquisa tem por objetivo continuar o mapeamento das manifestações culturais dessa região, agora tendo como espaço de pesquisa a Região Leste dos Cocais, com o intuito de conhecer/reconhecer grupos e comunidades que se organizam em torno dessa manifestação cultural no Estado do Piauí..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / MARIA DO CARMO VELOSO - Integrante / FRANCISCA LIDIANE - Integrante / Francisco de Aristides de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - DF - Auxílio financeiro.
2009 - 2010
INVENTÁRIO NACIONAL DE REFERÊNCIAS CULTURAIS DO TAMBOR DE CRIOULA NA REGIÃO DOS COCAIS - PIAUÍ
Descrição: O Tambor de Crioula é uma manifestação cultural característica de parcela dos afrodescendentes brasileiros. Encontrada de forma bastante representativa no estado do Maranhão, onde uma pesquisa resultou no Registro dessa forma de expressão como patrimônio cultural brasileiro, constatou-se que o tambor de crioula também possui expressividade em uma região do estado do Piauí: os Cocais. Esta pesquisa tem por objetivo realizar a primeira etapa do Inventário Nacional de Referências Culturais do Tambor de Crioula da Região dos Cocais, com o intuito de conhecer e reconhecer grupos e comunidades que se organizam em torno dessa manifestação cultural no estado do Piauí..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / MARIA DO CARMO VELOSO - Integrante / FRANCISCA LIDIANE - Integrante.Financiador(es): Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional - DF - Remuneração.
2008 - 2008
HISTÓRIA E MEMÓRIA DOS 50 ANOS DO BATALHÃO HERÓIS DO JENIPAPO
Descrição: Projeto de pesquisa que tem como objetivo construir a história do 2º Batalhão de Engenharia de Construção localizado na cidade de Teresina, bem como da publicação de uma revista em julho de 2008 ( no prelo) e de um livro histórico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / Marylu Alves de Oliveira - Integrante / Manoel Ricardo Arraes Neto - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1


Projetos de extensão


2013 - Atual
Projeto de Extensão Pre-Enem Paulo Freire
Descrição: Projeto social extensionista que visa a preparação dos alunos da rede publica do EStado para o exame ENEM..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (16) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador.
2013 - Atual
Restauração, Catalogação e Digitalização de Documentos Eclesiásticos do Piauí.
Descrição: Pretendemos através deste projeto organizar, descrever e digitalizar um conjunto de documentos produzidos pela Igreja católica ao longo dos séculos XVIII, XIX e XX que se encontram guardados nas Igrejas e paróquias situadas do Piauí. Para tanto, de início, começaremos com os documentos presentes na Igreja de Nossa Senhora da Vitória (Oeiras). Posteriormente, concentraremos nossa atenção nas Igrejas localizadas nos municípios de Picos - Nossa Senhora dos Remédios -, Jaicós ? Nossa Senhora das Mercês -, Valença ? Nossa Senhora do Ó da Conceição -, Floriano ? Igreja de São Pedro de Alcântara -, Regeneração ? Igreja de São Gonçalo do Amarante -, Piracuruca ? Nossa Senhora do Carmo ? e Paranaíba ? Igreja de Nossa Senhora da Graça. O objetivo, portanto, é formarmos um banco de dados sobre a história Eclesiástica do Piauí..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Mairton Celestino da Silva - Coordenador / Agostinho Junior Holanda Coe - Integrante.
2009 - Atual
CULTURA AFRODESCENDENTE E EDUCAÇÃO BRASILEIRA NA ESCOLA DAS DIFERENÇAS
Descrição: O projeto de Ensino e Extenção Cultura Afrodescendente e Educação Brasileira visa através de uma parceria com o programa UNIAFRO/SECAD/MEC e o IFARADÁ/UFPI a promoção de uma ampla discussão com a sociedade piauiense - mediante a organização de cursos de extensão e de uma especialização - no intuito final de produzir e socializar conhecimentos científicos na área da cultura afrodescendente e educação brasileira propiciando a formação de profissionais docentes capacitados para intervir no processo de ensino em todas as suas dimensões e peculiaridades. Por outro lado, busca em conjunto coma sociedade civil organizada incentivar a crítica, a ampliação e o aprofundamento dos conhecimentos já produzidos sobre a realidade da história e da cultura de descendência africana e gentílica na sociedade brasileira, em particular no que respeita às suas implicações educacionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Império.


Idiomas


Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2008
Medalha em razão dos serviços prestados ao 2º Batalhão de Engenharia de Construção, 2º Batalhão de Engenharia de Construção - 2º BEC., 2º Batalhão de Engenharia de Construção.
2008
Concurso Novos Autores, menção honrosa, Prefeitura Municipal de Teresina.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:1
Total de citações:1
mairton Celestino da silva  Data: 28/09/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:2
Total de citações:20
mairton Celestino da silva  Data: 29/09/2010

Artigos completos publicados em periódicos

1.
CELESTINO DA SILVA, MAIRTON2017CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. Índios, africanos e agentes coloniais na Capitania de São José do Piauí, 1720- 1800. Fronteiras & Debates, v. 3, p. 99, 2017.

2.
CELESTINO DA SILVA, MAIRTON2017CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. Não convém negro sem amo': escravos, índios e jesuítas nas Fazendas da Companhia de Jesus na Capitania do Piauí, 1750-1800.. REVISTA ÁFRICA(S), v. 04, p. 32-45, 2017.

3.
SILVA, M. C.;CELESTINO DA SILVA, MAIRTON2008 SILVA, M. C.. Burlar as normas, zombar da ordem: polícia, escravos e subversão urbana na província do Piauí, 1870-1888.. Fênix (Uberlândia), v. 5, p. 4, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. Do Norte ao Sul: Escravidão Brasil, séc. XVI-XIX. 1. ed. Teresina: EDUFPI, 2018. v. 1. 607p .

2.
SILVA, M. C.; OLIVEIRA, M. A. . Histórias: Do Social ao Cultural/Do Cultural ao Social. 1. ed. Teresina: EDUFPI, 2015. v. 1. 358p .

3.
SILVA, M. C.. Batuque na rua dos negros: escravidão e polícia na cidade de Teresina, seculo XIX. 1. ed. Teresina: EDUFPI, 2014. v. 1. 175p .

4.
SILVA, M. C.; Arraes Neto, Manoel Ricardo ; OLIVEIRA, M. A. . Álbun Histórico - Edição comemorativa dos 50 anos de criação do 2º BEC. 1. ed. Teresina: Halley S. A, 2008. v. 1. 102p .

Capítulos de livros publicados
1.
SILVA, M. C.. Uma mão para bater, outra para educar: o colégio Agricola de São Pedro de Alcântara e as discussões em torno da mão-de-obra escrava no Piauí. In: benedito Souza Filho. (Org.). Entre dois mundos: escravidão e diáspora africana. 1ed.São Luís: ADUFMA, 2013, v. 1, p. 189-203.

2.
SILVA, M. C.. História Social do Negro no Brasil. In: Ana Beatriz Sousa Gomes; Giodásio Guedes Fernades; Cleidinalva Maria Barbosa Oliveira. (Org.). Educação para as Relações Etnico-Raciais. 1ed.Teresina: EDUFPI, 2011, v. 1, p. 143-171.

3.
SILVA, M. C.. Escravos, libertos, polícia e protesto urbano em Teresina, 1870-1888. In: LIMA, Solimar de oliveira.. (Org.). SERTÃO NEGRO: Escravidão e africanidades no Piauí. 1ed.Rio de Janeiro: BOOKLINK, 2008, v. 1, p. 87-100.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SOUSA, M. S. R. ; SILVA, M. C. . Dossiê Esperança Garcia: símbolo de resistência na luta pelo direito. Dossiê Esperança Garcia: símbolo de resistência na luta pelo direito, Teresina, p. 1 - 139, 05 set. 2017.

2.
SILVA, M. C.. Festa Negra na Teresina do século XIX (Entrevista). Diário do Povo, Teresina-Pi, p. 17 - 17, 24 dez. 2008.

3.
SILVA, M. C.. Polícia e Controle Social. Jornal "O Dia", Teresina-Pi, p. 04 - 04, 18 mar. 2007.

4.
SILVA, M. C.. Escravidão e Resistência. O Dia, Teresina-PI, p. 02 - 02, 20 dez. 2005.

5.
SILVA, M. C.; Vieira. S.S . Júlio Romão- Um sonho de Liberdade. Revista ÌROHÌN, Brasília/DF, p. 04 - 05, 01 jun. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, M. C.. Poder local, Escravidão e Sociabilidades na Capitania de São José do Piauí, 1761-1808. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011, São Paulo. Simpósio Nacional de História. São Paulo: ANPUH, 2011. v. 00. p. 00-00.

2.
SILVA, M. C.; MARIA DO CARMO VELOSO . "Referências e políticas de Savaguarda do Tambor de Crioula no Piauí". In: CONGRESSO INTERNACIONAL DE HISTÓRIA E PATRIMÔNIO CULTURAL, 2010, TERESINA/PI. 2010 Anais Congresso Internacional de Cultura e Patrimônio Cultural. TERSINA: ANPHUN, 2010. v. 1. p. 1-1.

3.
SILVA, M. C.. BATUQUE NA RUA DOS NEGROS:cultura e polícia na Teresina da segunda metade do século XIX. In: Congresso Internacional de História e Patrimônio Cultural, 2008, Teresina. 2010 Anais Congresso Internacional de Cultura e Patrimônio Cultural, 2008. v. 1.

4.
SILVA, M. C.. Batuque na rua dos negros: Cultura e polícia na Teresina da segunda metade do século XIX. In: IV Simpósio Nacional de História Cultural, 2008, Goiania. IV Simpósio Nacional de História Cultural. Goiania: Editora da Universidade Católica de Goiás, 2008. v. 1. p. 1-12.

5.
SILVA, M. C.. Em busca da liberdade: a condição escrava em Teresina na segunda metade do século XIX. In: XXIII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. História: Guerra e Paz. Londrina: EDUEL, 2005. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SILVA, M. C.. Burlar as normas, zombar da ordem: polícia, escravos e subverão urbana na província do Piauí 1870-1888.. In: I Congresso Internacional UFES/Université de Marne-la-Vallée e XVI Simpósio de História da UFES, 2007, Vitória/ES. I Congresso Internacional UFES/Université de Marne-la-Vallée. Vitória/ES, 2007. v. 01.

2.
SILVA, M. C.. Em busca da liberdade: a condição escrava em Teresina na segunda metade do século XIX:. In: XXIII Simposio Nacional de História, 2005, Londrina. História: Guerra E Paz.. Londrina: EDUEL, 2005. v. 1. p. 74.

Apresentações de Trabalho
1.
SILVA, M. C.. Negros e Indios na Capitania de São José do Piauí, 1720-1800. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SILVA, M. C.. As Memórias da Escravisão: O tambor de Crioula no Piauí. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SILVA, M. C.. OS JANIZAROS DO IMPERIO: força policial e policiamento cotidiano na província do Piauí. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
SILVA, M. C.. SERTÃO DE DENTRO: Cultura, Poider e Escravidão na Capitania de São José do Piauí - 1761-1808. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SILVA, M. C.. "Os janizaros do Império: Força policial e policiamento cotidiano na província do Piauí, século XIX. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
SILVA, M. C.. Uma mão para bater, outra para educar: O colégio agrícola de São Pedro de Alcântara e as discussões em torno da mão-de-obra escrava na província do Piauí. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
SILVA, M. C.. "Currais de Dentro": Produção de exportação, economia interna e escravidão no Piauí, séculos XVII e XVIII.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
SILVA, M. C.. Universo escravo, negro e africano: festas, rituais e outras práticas de identificação. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
SILVA, M. C.. Escravismo Colonial. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
SILVA, M. C.. Burlar as normas, zombar da ordem: polícia, escravos e subversão urbana na provínia do Piauí 1870-1888.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
SILVA, M. C.. Em busca da liberdade: A condição escrava em Teresina na segunda metade do século XIX.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
SILVA, M. C.; SANTOS NETO, A. F. ; CANDE, A. ; OLIVEIRA, M. A. . Histórias da África. 2003. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
SILVA, M. C.; SOUSA, M. S. R. . Dossiê Esperança Garcia: Símbolo de Resistência na Luta pelo Direito. 2017.

Trabalhos técnicos
1.
SILVA, M. C.; OLIVEIRA, M. A. ; Arraes Neto, Manoel Ricardo . Revista "Batalhão do Jenipapo": História e Memória do 2º BEC nst.. 2008.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SILVA, M. C.; SANTANA, E. . A Questão Racial no Brasil. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
SILVA, M. C.. Economia Colonial, Mercado Atlântico e Escravidão: História e Historiográfico. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SILVA, M. C.. História e Novas Tecnologias. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
SILVA, M. C.; Raquel . Educando para a Diversidade ? Gestão Escolar e Práticas Pedagógicas para Promoção da Igualdade Racial. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
SILVA, M. C.. Negritudes:Literatura e Historiografias. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
SILVA, M. C.; Carlos Eugenio Libano Soares . Escravidão e Controle Policial em Teresina, 1871-1888.. 2007. (Relatório de pesquisa).

6.
SILVA, M. C.. Escravidão no Piauí. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SILVA, M. C.; SANTOS NETO, A. F. ; GALVAO, D. G. ; SANTOS, R. N. L. . A invenção do Piauí. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
SILVA, M. C.. Escravidão antes e depois de 1500. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
SILVA, M. C.. Batuques e protesto negro em Teresina, sec XIX. 2009.

2.
SILVA, M. C.. Políticas de Ação afirmativa para negros no contexto piauiense. 2007.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CHAMBOULEYRON, R. I.; VIEIRA JUNIOR, A. O.; CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. Participação em banca de Samir Lola Roland. Sesmarias e conflitos de terra na expansão portuguesa no Vale do Parnaíba (Maranhão e Piauí, séculos XVII e XVIII). 2018. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Pará.

2.
VIEIRA, T. R.; COE, A. J. H.; ANDRADE, R. P.; HOCHMAN, G.; SILVA, M. C.. Participação em banca de Romão Moura de Araujo. "Saúde, uma das nossas reais necessidades:: o processo de institucionalização da saúde pública no Piauí (1910-1930).. 2018. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Ciências da Saúde (PPGCS) do CPqRR-FIOCRUZ) - Fundação Oswaldo Cruz.

3.
LIMA, S. O.; SILVA, M. C.. Participação em banca de Sabrina Verônica Gonçalves Lima. As faces da Umbanda no Piauí: Política, festa e criminalidade (1960-1978). 2017. Dissertação (Mestrado em História) - Universidade Federal do Piauí.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SILVA, M. C.; LIMA, S. O.. Participação em banca de Naiara Melo Machado de Oliveira. Pontos Cantados: músicas de gênro feminino do Congá da Mae de santo D. Vea, Timon /Maranhão. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em História Afro-Brasileira e Afric) - Universidade Estadual do Piauí.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SILVA, M. C.; MASCARENHAS, F. N.; CARVALHO JUNIOR, D. A.. Participação em banca de Julianny Macêdo de Sousa.Um outro olhar: a mulher escrava em Teresina na segunda metade do seculo XIX (1850-1888). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Estadual do Piauí.

2.
SILVA, M. C.; VIEIRA, José Maria. Participação em banca de Joselene ferreira dos Santos.As Teias das Relações e identidade: memória e patrimônio Histórico na cidade de Amarante/PI. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí.

3.
SILVA, M. C.; VIEIRA, José Maria. Participação em banca de Luciano de Jesus Silva.Luciano de Jesus Silva. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí.

4.
SÁ FILHO, Bernardo Pereira; SANTOS NETO, A. F.; SILVA, M. C.. Participação em banca de Manoel Ricardo Arraes Neto.A história nas histórias de Rosalina: história patriarcado e relações de genero no Brasil império. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena Em História) - Universidade Federal do Piauí.

5.
SILVA, M. C.; RANGEL, M. do Socorro; NETO, A. Fonseca. Participação em banca de Ozael de Moura Costa.Ordenamento social no Piauí, 1818-1845. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena Em História) - Universidade Federal do Piauí.

6.
SILVA, M. C.; Lima, Luciana P. Participação em banca de Antonia Pereira de Miranda.Mulher, Trabalho e laços de família em Regeneração, Piauí. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
COE, A. J. H.; OLIVEIRA, M. A.; SANTOS, R. N. L.; SILVA, M. C.; VIEIRA, M. A. B.. Concurso Público para professor Efetivo de História. 2017. Universidade Federal do Piauí.

2.
COE, A. J. H.; BRANCO, F. L. C.; CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. Participação em banca de Concurso público para Professor Efetivo da UFPI. 2013. Universidade Federal do Piauí.

3.
COE, A. J. H.; GOMES, Ana Beatriz Sousa; SILVA, M. C.. Professor Efetivo EBTT. 2013. Universidade Federal do Piauí.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Internacional de História Colonial - EICH."Coleção das observações dos produtos naturais do Piauí": natureza, paisagem e circulação de saberes nos escritos do naturalista Vicente Jorge Dias Cabral, séc. XVIII.. 2018. (Encontro).

2.
V ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA DO PIAUÍ. 2018. (Encontro).

3.
XI Semana de História de Picos. 2018. (Outra).

4.
XXIX SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA.?Não convém negro sem amo?: índios, escravos e jesuítas nas fazendas da Companhia de Jesus na capitania de São José do Piauí, 1750-1800.. 2017. (Simpósio).

5.
5º Encontro Internacional de História Colonial: Escravidão Cultura e Poder na Expansão Ultramarina (sec. XVI ao XIX).Ngeros e Indios na Capitania de São Jose do Piauí, 1720-1800. 2014. (Encontro).

6.
VI Semana de História de Picos- VI SEMHIPI: História, Gênero e Sexualidades.História, Política e Gênero. 2013. (Seminário).

7.
3º Encontro Internacional de História Colonial: Escravidão Cultura e Poder na Expansão Ultramarina (sec. XVI ao XIX)."Sertão de Dentro": cultura, poder e escravidão na Capitania de São Jose do Piaui 1761-1808.. 2011. (Encontro).

8.
VIII Encontro de História Oral da Região Nordeste.As Memorias da Escravidão. 2011. (Encontro).

9.
XXVI Simpósio Nacional de História.Poder Local, Escravidão e Sociailidades ba Capitania de São José do Piauí, 1761-1808. 2011. (Simpósio).

10.
2° Encontro de História FAP: História E iNTERDISCIPLINARIDADE.História. Ciultura e Imagens negras. 2009. (Encontro).

11.
X Semana de História.COMUNICAÇÃO ORAL. 2009. (Encontro).

12.
XXV Simpósio Nacional de História. 2009. (Simpósio).

13.
Colóquio de Pesquisa histórica: A produção historiográfica piauiense."Currais de dentro": produção de exportação, economia interna e escravidão no Piauí, séculos XVII e XVIII.. 2008. (Outra).

14.
Colóquio de Pesquisa Histórica: A produção historiográfica piauiense.Novas Perspectivas de História e História Cultural. 2008. (Outra).

15.
Colóquio de Pesquisa Histórica: A produção historiográfica piauiense.Novas Perspectivas de História e História Cultural. 2008. (Outra).

16.
Colóquio de Pesquisa Histórica: A produção historiográfica piauiense.A história Cultural: novas abordagens. 2008. (Outra).

17.
Congresso Internacional de História e Patrimônio Cultural. História Atlântica e a Escravidão Africana no Brasil. 2008. (Congresso).

18.
IV Simpósio Nacional de História Cultural.Batuque na rua dos negros: Cultura e polícia na Teresina da segunda metade do século XIX. 2008. (Simpósio).

19.
Noites de História: Rebeldes e Contestadores."Estrondosos Divertimentos": Batuques, calogis e politicas de controle social na Teresina do século XIX. 2008. (Outra).

20.
VIII Encontroi Humanístic e III Encontro Regional ANPUH-MA.Festas, batuques e calojis em Teresina, 1852-1888.. 2008. (Encontro).

21.
I Congresso Internacional UFES/Université de Marne-la-Vallée e XVI Simpósio de História da UFES. Burlar as normas, zombar da ordem: polícia, escravos e subversão urbana na província do Piauí 1870-1888.. 2007. (Congresso).

22.
Semana da Consciência Negra.Políticas de Ação Afirmativa para Negros no contexto piauaiense. 2007. (Outra).

23.
Da malandragem dos capoeiras de rua à mandinga da nova tradição "Angola". 2006. (Seminário).

24.
Feitiçaria no Atlantico Negro. 2006. (Seminário).

25.
História e Literatura Africana. 2006. (Seminário).

26.
I Encontro Internacional de Pesquisadores em Comunidades Afro-Diaspórica na Bahia.O Pós-Abolição no Piauí do século XIX e XX.. 2006. (Encontro).

27.
O Candomblé e a Imprensa Soteropolitana. 2006. (Outra).

28.
O Fundo de Emancipação e a família negra na bahia. 2006. (Outra).

29.
Semana da África. 2006. (Outra).

30.
Visões do Trabalho no Brasil. 2006. (Seminário).

31.
História: Guerra e paz.XXIII Simpósio Nacional de História. 2005. (Simpósio).

32.
História, Linguagem e Registros Visuais. 2004. (Encontro).

33.
III Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negros. 2004. (Congresso).

34.
I Encontro Regional de Avaliação Instituicional. 2003. (Encontro).

35.
Cidade, História e Memória.I Encontro Estadual de História e III Encontro Nordeste de História Oral. 2002. (Encontro).

36.
I Encontro de Geografia Urbana do Piauí. 2002. (Encontro).

37.
VII Semana de História da UFPI.VII Semana de História da UFPI. 2002. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. V ENCONTRO ESTADUAL DE HISTÓRIA DA ANPUH- PI. 2018. (Outro).

2.
COE, A. J. H. ; COSTA, F. R. ; CELESTINO DA SILVA, MAIRTON . II Colóquio Mundos da Escravidão e do Pós-Emancipação. 2017. (Outro).

3.
CELESTINO DA SILVA, MAIRTON. I Colóquio Mundos da Escravidão e do Pós-Emancipação. 2016. (Outro).

4.
COE, A. J. H. ; CELESTINO DA SILVA, MAIRTON . VIII Semana de História de Picos. 2015. (Outro).

5.
SILVA, M. C.; GALVAO, D. G. ; OLIVEIRA, M. A. ; SANTOS NETO, A. F. ; SANTOS, R. N. L. . Semana da Africa. 2005. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luis Carlos Albano Duarte Sousa. "Eis aqui a verdade, meus queridos irmãos!: circulação de ideias, revolução e ciência na trajetória de Leonardo das dores Castello-Branco, 1800-1856.. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

2.
Tamires dos Santos Duarte. Narrativas Coloniais sobre os sertões do Estado do Maranhão (1685-1711). 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

3.
Emanoel Jardel Alves de Oliveira. Quilombo Amarra negro: história, aspectos culturais e publicização de uma memória, 2006-2015.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

4.
Rayra Atsley Carvalho Lima. O olhar Europeu sobre a mulher africana: a representação da mulher africana nos Boletins da Agência Geral do Ultramar Português. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

5.
Ariani de Oliveira Lima. Projetos Coloniais e Administração portuguesa na Capitania de São José do Piauí, séculos XVIII.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

6.
Laila Pedrosa da Silva. Ecos do progresso, ruídos de civilização: as exposições estaduais no Piauí, final dos óculo XIX e inícios do século XX.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

7.
Maria Isabel Gomes dos Santos Batista de Sousa. Memória e trajetória da comunidade quilombola Custaneira. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Federal do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

8.
Antonio Guanacy Almeida Moura. A botica de Eleazar Pereira da Cunha em Amarante: Confrontos entre o saber médico-científico e o popular entre 1850-1900. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

9.
Gleicy kelli de Souza Brandão. Rio Mulato: a construção cultural na memória. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

10.
Ismael Lima Santos. De olho no Canto: representações sobre a diferença do outro. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.

11.
Kellyane Maria do Socorro Costa. O extermínio dos Indigenas no Piauívisto pelo Aldeamento de São Gonçalo do Amarante. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Licenciatura Plena em História) - Universidade Estadual do Piauí. Orientador: Mairton Celestino da Silva.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
SILVA, M. C.. Batuque na rua dos negros: escravidão e polícia na cidade de Teresina, seculo XIX. 1. ed. Teresina: EDUFPI, 2014. v. 1. 175p .




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 20:02:49