Luís Otávio Carvalho de Moraes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7747359909070786
  • Última atualização do currículo em 16/07/2018


Realizou sua graduação em Fisioterapia pela Pontifícia Universidade Católica de Campinas, se formando em 2002. Ao término da graduação, fez sua especialização em Fisioterapia Motora e Hospitalar - área aplicada Ortopedia pela Universidade Federal de São Paulo - Escola Paulista de Medicina e obtendo o título de especialista em 2004. Fez seu mestrado pelo programa de Pós-graduação em Morfologia, obtendo o título de Mestre em Ciências pela Universidade Federal de São Paulo no ano de 2007. No ano de 2011 recebeu o seu título de Doutor em Ciências pelo mesmo programa de pós-graduação. Durante o doutorado, no ano de 2009, realizou estágio no exterior na Universidad Complutense de Madri (UCM) - Espanha, pelo programa de Doutorado no País com Estágio no Exterior (PDEE), da CAPES. Em 2010 recebeu o título de Proficiência na área de Anatomia Humana Macroscópica pela Sociedade Brasileira de Anatomia (SBA). Já 2013 realizou seu Pós-doutorado pela University of California - San Francisco (UCSF), pelo Programa Ciências Sem Fronteira, do CNPq. Possui experiência como docente de graduação na Disciplina de Anatomia Humana para os cursos de Medicina, Enfermagem, Educação Física, Fonoaudiologia, Nutrição e Fisioterapia e na pós-graduação em diversos cursos de especialização, principalmente do Instituto de Pesquisa e Ensino Albert Einstein. Como pesquisador estuda o desenvolvimento da articulação temporomandibular em fetos humanos, em diferentes idades gestacionais, por métodos de biologia molecular e celular. Entre os métodos aplicados em seus estudos, destacam-se histologia básica, imunohistoquímica e a hibridização in sittu. Atua como fisioterapeuta realizando atendimentos a domicílio desde 2003, principalmente em pacientes ortopédicos e geriátricos. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Luís Otávio Carvalho de Moraes
Nome em citações bibliográficas
MORAES, L.O.C;CARVALLO-DE MORAES, L. O.;CARVALHO DE MORAES, LUIS OTAVIO;de Moraes, L.O.C.;Carvalho de Moraes, L.O.;Luís Otávio Carvalho de Moraes;Luis Otavio Moraes;L.O.C., MORAES;Moraes de Carvalho L.O.;MORAES DE CARVALHO, L. O;DE MORAES, LUIS OTAVIO CARVALHO;L.O. Carvalho de Moraes;DE MORAES, L. O. CARVALHO;MORAES, L.O.C.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Paulo, Departamento de Morfologia.
Rua Botucatu, 740
Vila Clementino
04023062 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 55764848
Ramal: 2212
URL da Homepage: www.unifesp.br


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Morfologia.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
com período sanduíche em Universidad Complutense de Madrid (Orientador: José Ramón Mérida Velasco).
Título: Análise por microscopia de luz, microscopia de polarização e imunohistoquímica das camadas íntima e subíntima da membrana sinovial da articulação temporomandibular, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Luis Garcia Alonso.
Coorientador: Roberto Carlos Tedesco.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: imunohistoquímica; membrana sinovial; fetos humanos; articulação temporomandibular.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Anatomia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
2005 - 2007
Mestrado em Morfologia.
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Título: Expressão imunohistoquímica dos colágenos I, III, IV e VII no disco articular da articulação temporomandibular de fetos humanos,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Luís Garcia Alonso.
Coorientador: Celina Tizuko Fujiyama Oshima.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: fetos humanos; disco articular; articulação temporomandibular; imunohistoquímica.
Grande área: Ciências Biológicas
Setores de atividade: Saúde Humana.
2003 - 2004
Especialização em Fisioterapia Aplicada a Traumatologia e Ortopedia. (Carga Horária: 1200h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Título: Análise critica da literatura sobre o tratamento fisioterapêutico nas condutas conservadoras em pacientes com sindrome do impacto..
Orientador: Simone Pivaro Stadinky.
1999 - 2002
Graduação em Fisioterapia.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Título: Estudo sobre a diferenciação entre hiperextensão e recurvatum.
Orientador: José Américo da Silva.
1995 - 1997
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Santo Agostinho, CSA, Brasil.
1986 - 1994
Ensino Fundamental (1º grau).
Colégio Santo Agostinho, CSA, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
University of California, San Francisco, UCSF, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Morfologia.


Formação Complementar


2015 - 2015
Going Out on a Limb: Anatomy of the Upper Limb. (Carga horária: 20h).
University of Pennsylvania, UPENN, Estados Unidos.
2011 - 2011
Aspectos Biológicos: desarollo de la Articulacion. (Carga horária: 8h).
Instituto da Cabeça, IC, Brasil.
2010 - 2010
Metodologia Científica e Análise Crítica da PG. (Carga horária: 48h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2009 - 2009
Curso de Evolução - Darwinismo. (Carga horária: 72h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2009 - 2009
Técnicas Quirúgicas del Cuello y Glándulas Salivar. (Carga horária: 10h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
2009 - 2009
Curso Monográfico de Iniciación a la Oftalmología. (Carga horária: 10h).
Universidad Complutense de Madrid, UCM, Espanha.
2008 - 2008
Curso Online de Pesquisa Bibliográfica. (Carga horária: 96h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2007 - 2007
Como Redigir um Trabalho Científico. (Carga horária: 16h).
Associação de Pós-graduação UNIFESP, APG-UNIFESP, Brasil.
2006 - 2006
Ética Médica e Boas Vindas aos Pós-graduandos. (Carga horária: 72h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2006 - 2006
Malfomações Congênitas ? Discussão Embriológica. (Carga horária: 36h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2006 - 2006
DTM e dor Orofacial: uma visão do século XXI. (Carga horária: 84h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Conceitos Atuais no Entendimento e Controle da dor. (Carga horária: 72h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Anatomia Aplicada do Aparelho Locomotor. (Carga horária: 84h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Genética Clínica do Segmento Craniofacial. (Carga horária: 4h).
Associação Paulista de Medicina, EPM, Brasil.
2005 - 2005
Anatomia Aplicada à Tocoginecologia. (Carga horária: 36h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Atividade Física e Aspectos Psicobiológicos. (Carga horária: 96h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Imunohistoquímica (teórico). (Carga horária: 120h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Biologia Molecular Aplicada à Genética Médica. (Carga horária: 96h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2005 - 2005
Noções básicas de Análise Estatística. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2004 - 2004
Anatomia Funcional do Sistema Circulatório. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2004 - 2004
Metodologia Científica: da Teoria à Prática. (Carga horária: 7h).
Associação de Assistência à Criança Deficiente de São Paulo, AACD, Brasil.
2004 - 2004
Embriologia e Anatomia. Noções Práticas em Fetos e. (Carga horária: 36h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2004 - 2004
Metodologia Científica ? Como elaborar um Projeto. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
2002 - 2002
Terapia Manual da Coluna Vertebral (Maitland). (Carga horária: 8h).
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
2001 - 2001
Diagnóstico por Imagem. (Carga horária: 8h).
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
2000 - 2000
Os avanços em eletroterapia. (Carga horária: 9h).
Universidade Paulista, UNIP, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor da Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica do Departamento de Morfologia e Genética nos cursos de Medicina, Fonoaudiologia, Enfermagem, Biomedicina e Tecnologias em Saúde.

Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrado, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

07/2017 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Núcleo Docente Estruturante, Ciências Biológicas - Modalidade Médica.

Cargo ou função
Membro do Núcleo Docente Estruturante no curso de Ciências Biológicas - Modalidade Médica..
02/2017 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Morfologia, .

Atividade de extensão realizada
Tutoria no curso de Ciências Biológicas - Modalidade Médica (Biomedicina).
01/2017 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Morfologia, Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica.

Atividade de extensão realizada
Programa de visitação ao Museu de Anatomia Prof. Dr. Renato Locchi.
07/2016 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Morfologia, Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica.

Atividade de extensão realizada
Programa de Doação de Corpos.
06/2016 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia, Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica.

03/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Morfologia, Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica.


Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, FCMSCSP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 20

Atividades

02/2014 - 04/2016
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana, Embriologia e Histologia
02/2014 - 04/2016
Ensino, Fonoaudiologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana, Embriologia e Histologia
02/2014 - 04/2016
Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana, Embriologia e Histologia

Universidade Cidade de São Paulo, UNICID, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 20
Outras informações
Professor de Anatomia Humana para o curso de graduação em Medicina

Atividades

01/2016 - 06/2016
Direção e administração, Conselho Universitário - UNICID, .

Cargo ou função
órgão deliberativo dos principais assuntos da instituição.
04/2012 - 06/2016
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana

Faculdade Metropolitana de Campinas, Metrocamp, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8

Atividades

08/2011 - 12/2012
Ensino, Educação Física e Esporte, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana
08/2011 - 12/2012
Ensino, Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana

Faculdade do Litoral Sul Paulista, FALS, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 8
Outras informações
Professor da Disciplina de Anatomia Humana para o curso de Enfermagem e Educação Física

Atividades

02/2012 - 12/2012
Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana

Faculdades Santa Marcelina, FASM, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 7

Atividades

09/2012 - 12/2012
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana

Faculdade Praia Grande, FPG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor titular, Carga horária: 4

Atividades

02/2012 - 04/2012
Ensino, Educação Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anatomia Humana


Linhas de pesquisa


1.
Estudo morfo-fisiológico da articulação temporomandibular

Objetivo: 1.incrementar conhecimento morfológico, ultraestrutural e genético da articulação temporomandibular e suas estruturas associadas; 2. Estudar temporalmente a articulação temporomandibular, observando suas variações morfo-fisiológicas com o passar do tempo; 3. relacionar os achados morfo-fisiológicos da articulação temporomandibular normal e relacioná-los com estudos experimentais, principalmente em animais nocaute; 4. relacionar os achados morfo-fisiológicos da articulação temporomandibular normal e relacioná-los com indivíduos sindrômicos; 5. Diferenciar os metabolitos e as proteínas envolvidas nas estruturas da articulação temporomandibular normal e nas disfunções temporomandibulares..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia Geral.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico; Atividades de atenção à saúde humana.
Palavras-chave: articulação temporomandibular; disfunção temporomandibular; fetos humanos; proteômica; matabolômica; imunohistoquímica.
2.
Estudo da morfogênese das articulações sinoviais em fetos humanos

Objetivo: 1. Elucidar os mecanismos morfológicos envolvidos na formação das articulações sinoviais; 2. Elucidar vias gênicas na morfogênese das articulações sinoviais; 3. Elucidar estruturas anatômicas e histológicas das articulações sinoviais.
Grande área: Ciências Biológicas
Palavras-chave: morfogênese; articulação sinovial.
3.
Estudo de variações anatômicas em cadáveres do laboratório de Anatomia Humana da Disciplina de Anatomia Descritiva e Topográfica da UNIFESP

Objetivo: 1. Descrever variações anatômicas que possam colaborar para técnicas cirurgias; 2. Elucidar órgãos externos e internos com variações anatômicas e correlacionar com a biologia do desenvolvimento e função; 3. Elucidar os efeitos genéticos que podem ter causado as variações anatômicas..
Grande área: Ciências Biológicas
Palavras-chave: variação anatômica; anatomia humana; biologia do desenvolvimento.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Avaliação da expressão das proteínas Ihh, Ptch1, Smo, Gli1, Gli2 e Gli3 na morfogênese da articulação temporomandibular em fetos humanos
Descrição: Embora as características estruturais e o desenvolvimento biológico da articulação temporomandibular humana (ATM) estejam bem documentados, pouca informação está disponível em relação às etapas e aos mecanismos moleculares envolvidos em sua morfogênese. Além disso, o desenvolvimento biológico das articulações sinoviais continua a ser um foco de intenso interesse em pesquisas devido ao fato destas articulações serem essenciais para função do esqueleto e da qualidade de vida do ser humano. Os genes necessários para o desenvolvimento normal das articulações sinoviais codificam vários produtos diferentes: moléculas sinalizadoras e seus receptores, fatores de transcrição, componentes da matriz extracelular, enzimas e proteínas. Cada um destes mediadores genéticos é expresso em combinações de padrões sobrepostos, que controlam espacial e temporalmente processos distintos do desenvolvimento. Entre as vias sinalizadoras que controlam o desenvolvimento da ATM, uma já descrita na literatura, é a do gene Indian Hedgehog (Ihh) que age sobre uma proteína transmembrânica conhecida como Patched (Pthc), que por sua vez inibe outra proteína transmembrânica: a Smoothened (Smo) que enfim, vai atuar sobre fatores de transcrição intracelulares chamados de Gli1, Gli2 e Gli3. Essa cascata já foi estudada na morfogênese da ATM, em camundongos, entretanto até hoje não há estudos nesse aspecto genético-molecular em humanos. Desta forma, os objetivos do nosso projeto são: 1. Elucidar se a via de sinalização do gene IHH está envolvida na morfogênese da ATM, em fetos humanos; e 2 Observar em qual período gestacional ocorre essa transdução de sinal do produto do gene IHH. Para a obtenção dos resultados, os métodos aplicados serão as técnicas de rT-PCR e Imunohistoquímica.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Coordenador / Ophir Klein - Integrante / Andréa Cristina de Moraes Malinverni - Integrante / Roberto Carlos Tedesco - Integrante / Letícia da Silva Sena - Integrante.
2017 - Atual
Avaliação da articulação temporomandibular em camundongos knockout para Síndrome de Marfan - mgΔloxPneo

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luís Garcia Alonso em 01/04/2017.
Descrição: A síndrome de Marfan (MFS, OMIM # 154700) é um distúrbio hereditário do tecido conjuntivo, herdada de forma autossômica dominante. Essa doença genética possui características sistêmicas e envolve principalmente os sistemas esquelético, ocular e cardiovascular. No entanto, a pele, pulmão, músculo esquelético e o sistema nervoso central também podem apresentar alterações em graus de expressividade altamente variáveis. A incidência é estimada em 1,5 a 17,2 por 100.000 indivíduos na população geral com frequência similar em ambos os sexos e em todos os países e raças. A síndrome de Marfan pode apresentar-se sobre duas fomas: uma clássica com alteração do gene FBN1 que codifica a proteína fiblina-1 e um segundo tipo que apresenta mutações no gene do receptor do TGF-β2 (fator de crescimento transformador β2), denominado TGF-βR2. A ATM é constituída pelo processo condilar do ramo da mandíbula, da fossa mandibular do osso temporal, disco articular, cápsula articular, membrana sinovial, liquido sinovial, cartilagem articular e ligamentos, além de músculos como o masseter, temporal, digástrico e pterigoideo lateral e medial. As estruturas ósseas localizadas em sua proximidade são o processo coronóide da mandíbula, o arco zigomático e processo retroarticular. A ATM é consideravelmente subdesenvolvida no nascimento em comparação com outras articulações e é uma das últimas articulações diartrodiais que aparecem durante o desenvolvimento embrionário humano. É na 8ª semana de gestação que a ATM aparece pela primeira vez, quando duas áreas separadas de blastemas mesenquimais surgem próximas da localização final do processo condilar e da fossa mandibular. O osso e a cartilagem articular são vistos pela primeira vez no processo condilar da mandibular, aproximadamente na 10ª semana gestacional. Após o nascimento, as superfícies articulares do côndilo da mandíbula e dos ossos temporais são cobertas com tecido conjuntivo fibroso, mais tarde, este tecido é lentamente convertido em fibrocartilagem à medida que a fossa se aprofunda e o côndilo se desenvolve sob influências funcionais. Distúrbios da ATM são caracterizados por anomalias posicionais e/ou estruturais intra-articulares. A patologia articular mais comum que afeta a ATM é a doença articular degenerativa, também conhecida como osteoartrose ou osteoartrite, a qual, têm o processo patológico caracterizado pela deterioração da cartilagem articular e espessamento local, sendo essas alterações acompanhadas por processos inflamatórios secundários. Outras desordens da ATM também são observadas, tais como desequilíbrio muscular e deslocamento de discos. As várias manifestações de SMF são consideradas como o resultado de anormalidades ocorridas na homeostase da matriz extracelular, em que formas reduzidas ou mutadas de fibrilina-1 levam a alterações nas propriedades mecânicas dos tecidos, aumento da atividade de TGF-β e perda de interações célula-matriz. Diante do exposto e a partir das premissas apresentadas, este projeto postula como objetivos: 1. Demonstrar a morfologia e ultraestrutura da disposição da matriz extracelular, especialmente das fibras elásticas de fragmentos da articulação temporomandibular do modelo knockoutmgΔloxPneo; 2. Dosar as concentrações de TGFβ1 no plasma, na saliva e no tecido da articulação temporomandibular do modelo knockoutmgΔloxPneo e; 3. Estabelecer um modelo de correlação entre as dosagens de TGFβ1 nos diferentes tecidos e a morfologia e ultraestrutura da articulação temporomandibular; 4. Detectar e identificar por espectrometria de massa proteínas dos tecidos que envolvem a ATM..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Coordenador / Ophir Klein - Integrante / Rodrigo Barbosa de Souza - Integrante / Roberto Carlos Tedesco - Integrante / Karina Maebayashi - Integrante / Lygia da Veiga Pereira - Integrante.
2017 - Atual
Análise da proteômica no líquido sinovial em indivíduos com disfunção temporomandibular
Descrição: Estudos com líquido sinovial da ATM em pacientes com disfunção temporomandibular já foram realizados diversas vezes. A maioria destes trabalhos possui como objetivo avaliar o líquido sinovial da ATM nesses pacientes. Até o momento apenas estudos qualitativos foram feitos, e descrevem sobretudo as famílias das citocinas GM-CSF, INF, IL e TNF pelos método de ELISA (Kim et al., 2012; Krinstensen et al., 2014). Um perfil da proteômica de certos biomarcadores da dor na DTM pode ser definido para avaliar o prognóstico em casos de DTM, facilitando a intervenção especificamente para aliviar a irritação e compressão das estruturas neurais da ATM (DEMERIJAN; SIMS; STACK, 2011). Assim, o objetivo do nosso estudo é comparar quantitativamente biomarcadores relacionados a dor e inflamação por meio da análise da proteômica em indivíduos com e sem a disfunção temporomandibular..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Coordenador / Luís Garcia Alonso - Integrante / Ophir Klein - Integrante / Monique Lalue Sanches - Integrante / Ana Carolina de Mattos Zeri - Integrante.
2016 - Atual
Estudo microscópicos da morfogênese do pé em fetos humanos, em diferentes idades gestacionais
Descrição: O desenvolvimento dos pés acorre juntamente com dos membros inferiores, a partir da quarta semana de vida gestacional com o início da diferenciação do mesênquima. Contudo, apenas a partir da na sétima semana de vida gestacional que se vê com clareza a anatomia do pé. Pesquisas realizadas no Brasil demostram que deformidades congênitas relacionadas ao membro inferior é a segunda com mais número de incidência em hospitais brasileiros. Entre as deformidades congênitas do pé com maiores incidências, destacamos o pé torto equinovaro, que acomete mais homens (1:1000) e o matatarso varo, que acomete mais as mulheres (1:1000). Assim, objetivo de nossa pesquisa é estudar cronologicamente o desenvolvimento do pé a partir de técnicas histológicas para diferenciarmos os tecidos e a matriz extracelular que compõe o pé e assim, associarmos o desenvolvimento normal com malformações. Será selecionada uma casuística composta por 20 pés de fetos humanos, com idades gestacionais variando entre a sétima e a décima terceira semana de vida intra-uterina. Após a abordagem macroscópica as amostras serão analisadas pelas técnicas de hematoxilina-eosina, alcian blue, Verhoeff e imunohistoquímica. Dentre os resultados espera-se analisar, diferenciar e caracterizar a matriz extracelular (fibras elásticas e colágenos), os tecidos e a formação anatômica (óssea, ligamentar e muscular) do pé de fetos humanos, em diferentes idades gestacionais.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Coordenador / Roberto Carlos Tedesco - Integrante / Letícia da Silva Sena - Integrante / Karina Maebayashi - Integrante / Cristiane Damas Gil - Integrante.
2016 - Atual
Relações entre as características musculares e ligamentares de indivíduos com Síndrome de Down e a disfunção temporomandibular do tipo muscular
Descrição: O interesse de comparar as características musculares de indivíduos com SD com a DTM do tipo muscular é trazer um novo conhecimento ainda não abordado, tanto sobre esta população, quanto para estabelecer relações de aspectos craniofuncionais, dentais e musculares alterados com este tipo de DTM, ainda não abordadas na literatura que possam contribuir para a classificação etiológica dos tipos de DTM através de seus achados estatísticos. É preciso também levar em consideração que se houver associação significante de dor referenciada nas respostas do Questionário de Triagem para Dor Orofacial e DTM e do exame clínico convencional palpatório, e a DTM do tipo muscular for diagnosticada na maioria dos indivíduos com SD, será possível traçar novos planos de terapia e programas de auto acompanhamento para atender a esta demanda, melhorando assim a qualidade de vida desta população, especialmente porque eles têm vivido por mais tempo, entretanto possuem uma sobrevida menor em virtude de seu envelhecimento precoce quando comparada a outras causas de deficiências intelectuais (GUILHOTO, 2015). Sendo assim, mais estudos sobre as alterações de saúde desta população são bem-vindos, dado seu envelhecimento precoce, dificuldade de medir suas alterações de saúde por conta do número de alterações associadas à SD, além da necessidade de desenvolvimento de políticas públicas em saúde para melhor atender esta população. Assim, o projeto possui como objetivos: 1. Aplicar o Questionário de Triagem para Dor Orofacial e DTM, proposto pela Academia Americana de Dor Orofacial nos indivíduos com Síndrome de Down. 2. Efetuar o exame clínico convencional da palpação nas áreas frequentemente mais afetadas pela DTM muscular, para avaliar dor, sensibilidade à palpação e registrar o referenciamento da dor, das regiões do músculo masseter e temporal. 3. Avaliar os músculos pterigoideos lateral e medial através da manipulação funcional ao desafiar a musculatura a se contrair contra a resistência, observando os sintomas durante o alongamento. 4. Realizar a ausculta da ATM, observar da simetria facial, e medição do limite de abertura da boca sem esforço ou dor. 5. Será utilizada a classificação diagnóstica da International Headache Society (ICS), afim de efetuar intervenção, com um programa de auto acompanhamento e mudanças de hábitos, orientando numa terminologia adequada ao indivíduo, seus procedimentos e benefícios. Marcar um reencontro para acompanhar se houve melhora. 6. Estabelecer as relações adequadas não encontradas na literatura até o momento sobre as alterações musculares e ligamentares de indivíduos com Síndrome de Down e a possível ocorrência de DTM muscular, por meio da relação dos achados estatísticos encontrados a partir do Questionário de Triagem para Dor Orofacial e DTM e da resposta a dor referenciada com o exame clínico convencional da palpação de acordo com idade e sexo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Coordenador / Monique Lalue Sanches - Integrante / Letícia da Silva Sena - Integrante.Número de orientações: 1
2015 - Atual
Análise metabolomica de possíveis marcadores biológicos na saliva de indivíduos com disfunção temporomandibular

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Luís Garcia Alonso em 01/04/2017.
Descrição: Segundo o Instituto Nacional de Saúde americano (NIH), Disfunção temporomandibular (DTM) é considerada a segunda alteração musculoesqueletal mais prevalente, acometendo cerca de 12% da população em geral. O principal sintoma que a caracteriza e faz com que os indivíduos procurem tratamento é a presença de dor em algumas das estruturas inervadas pelo complexo trigeminal. Seu diagnóstico é obtido por meio de critérios de diagnóstico validados e há um consenso no meio científico de que os protocolos de tratamentos devem ser conservadores e reversíveis. No entanto, na prática clínica, observamos que indivíduos com o mesmo diagnóstico quando se institui um tratamento, uns melhoram e outros não. A literatura especula que existem duas condições distintas, com as mesmas características clínicas de dor e com o mesmo diagnóstico, isto é, enquanto uma apresenta dor local com provável mecanismo de sensibilização periférica (dor muscular), a outra também apresenta dor local mas com algumas irradiações para áreas adjacentes, denotando características de mecanismos de sensibilização central.(síndrome funcional somática) Objetivo: Identificar possíveis marcadores biológicos por meio de uma análise metabolômica que diferenciem os indivíduos com DTM antes e após tratamento conservador. Metodologia: serão selecionados 100 pacientes do gênero feminino com DTM de origem muscular, que serão tratados de maneira conservadora e padronizada com aconselhamento, seguido de termoterapia e prescrição de exercícios terapêuticos diários. Esses pacientes serão avaliados ao ínicio do tratamento, 30 dias após e em 90 dias. As variáveis avaliadas serão dor por meio da escala analógica visual (EAV) e pelo limiar de dor à pressão, idade e tempo da queixa. Serão coletadas amostras de saliva ao início e no final do tratamento para realização de uma análise metabolômica pela técnica de eletrospray e espectrometria de massas (ESI/MS)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Luís Otávio Carvalho de Moraes - Integrante / Ricardo Luiz Smith - Coordenador / Monique Lalue Sanches - Integrante / Ana Carolina de Mattos Zeri - Integrante / Mauricio Luís Sforça - Integrante.Número de orientações: 1


Membro de corpo editorial


2011 - Atual
Periódico: Journal of Morphological Sciences


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Journal of Morphological Science
2010 - 2012
Periódico: European Journal of Histochemistry


Revisor de projeto de fomento


2016 - 2016
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Anatomia/Especialidade: Anatomia Humana.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Embriologia.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Humana e Médica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2012
Especialista em Anatomia Humana, Sociedade Brasileira de Anatomia - SBA.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:1
Total de citações:2
Fator H:1
MORAES, L.O.C  Data: 17/04/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:5
Total de citações:19
Moraes, L.O.C; Luís Otávio Carvalho de Moraes; L.O. Carvallo-de Moraes; Carvalho de Moraes, LO; Moraes LOC.  Data: 17/04/2017

Outras
Total de trabalhos:9
Total de citações:37
LO Carvallo-de Moraes; LOC de Moraes; LOC Moraes; LO Carvalho de Moraes; LO Carvalho de Moraes  Data: 17/04/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
CUNHA, E.2018CUNHA, E. ; LOPEZ-CAPP, T.T. ; INOJOSA, R. ; Marques, S.R. ; MORAES, L.O.C. ; LIBERTI, E. ; MACHADO, C.E.P. ; PAIVA, L.A.S. DE ; FRANCESQUINI JÚNIOR, L. ; DARUGE JUNIOR, E. ; ALMEIDA JUNIOR, E. ; SORIANO, E. . THE BRAZILIAN IDENTIFIED HUMAN OSTEOLOGICAL COLLECTIONS. FORENSIC SCIENCE INTERNATIONAL, v. 289, p. 449.e1-449.e6, 2018.

2.
GARBELOTTI JUNIOR, S. A2017GARBELOTTI JUNIOR, S. A ; RODRIGUES PEREIRA, V ; MARQUES, S. R ; MORAES DE CARVALHO, L. O ; OLAVE, E . Duplicidad no Ectópica del Uréter: Implicancias Clínicas. INTERNATIONAL JOURNAL OF MORPHOLOGY, v. 35, p. 611-614, 2017.

3.
GARBELOTTI JR., S. A.2017GARBELOTTI JR., S. A. ; MARQUES, S. R. ; ROCHA, P. R. ; PEREIRA, V. R. ; DE MORAES, L. O. CARVALHO . An unusual case of accessory head of coracobrachialis muscle involving lateral cord of brachial plexus and its clinical significance. FOLIA MORPHOLOGICA, v. 76, p. 762-765, 2017.

4.
L.A.M, FARIA2016L.A.M, FARIA ; W.S.M, FERREIRA ; D. L, ALMEIDINHA ; L.O.C., MORAES . RIGHT INFERIOR PHRENIC ARTERY AS A BRANCH OF THE RIGHT RENAL ARTERY: A CASE REPORT. International Journal of Anatomy and Research, v. 4, p. 1754-1757, 2016.

5.
UZEDA-GONZALEZ, S. Q.2015 UZEDA-GONZALEZ, S. Q. ; MORAES, L.O.C ; CURCIO, D. F. ; ALONSO, L. G. . Michel's syndrome: 2nd case reported in Brazil, 8th in medical literature. The FASEB Journal (Online), v. 29, p. 870.3, 2015.

6.
Carvalho de Moraes, L.O.2015 Carvalho de Moraes, L.O.; TEDESCO, R.C. ; ARRAEZ-AYBAR, L.A. ; KLEIN, O. ; Mérida-Velasco, J.R. ; Alonso, L.G. . Development of synovial membrane in the temporomandibular joint of the human fetus. European Journal of Histochemistry, v. 59, p. 255-259, 2015.

7.
ALVEZ, CARLOS SABU2014ALVEZ, CARLOS SABU ; CARVALHO DE MORAES, LUIS OTAVIO ; MARQUES, SERGIO R. ; TEDESCO, ROBERTO C. ; HARB, LEANDRO J. C. ; RODRÍGUEZ-VÁZQUEZ, JOSE F. ; MÉRIDA-VELASCO, JOSE R. ; ALONSO, LUIS GARCIA . Analysis by Light, Scanning, and Transmission Microscopy of the Intima Synovial of the Temporomandibular Joint of Human Fetuses during the Development. Anatomy Research International, v. 2014, p. 1-6, 2014.

8.
DE LA CUADRA-BLANCO, C.2013 DE LA CUADRA-BLANCO, C. ; PECES-PEÑA, M. D. ; CARVALLO-DE MORAES, L. O. ; HERRERA-LARA, M. E. ; MÉRIDA-VELASCO, J. R. . Development of the Platysma Muscle and the Superficial Musculoaponeurotic System (Human Specimens at 8-17 Weeks of Development). The Scientific World Journal, v. 2013, p. 1-8, 2013.

9.
MORAES, L.O.C2011 MORAES, L.O.C; Lodi, F.R. ; Gomes, T. S. ; Oshima, C.T.F. ; Marques, S.R. ; Lancellotti, C.L.P. ; Rodriguez-Vázquez, J.F. ; Mérida-Velasco, J.R. ; Alonso, L.G. . Immunohistochemical expression of types I and III collagen antibodies in the temporomandibular joint disc of human foetuses. European Journal of Histochemistry, v. 55, p. 129-132, 2011.

10.
MORAES, L.O.C2008MORAES, L.O.C; LODI, F.R ; GOMES, T.S ; MARQUES, S.R ; JUNIOR, J.A.F ; OSHIMA, C.T.F ; ALONSO, L.G . Immunohistochemical Expression of Collagen Type IV Antibody in the Articular Disc of the Temporomandibular Joint Human Fetuses. Italian Journal of Anatomy and Embryology, v. 113, p. 91-96, 2008.

11.
MORAES, L.O.C2007MORAES, L.O.C; LODI, F.R ; MARQUES, S.R ; JUNIOR, J.A.F ; OSHIMA, C.T.F ; SMITH, R.L ; ALONSO, L.G . Immunohistochmical expression of collagen type VII antibody in the human fetal temporomandibular joint discs. Einstein (São Paulo), v. 5, p. 333-336, 2007.

12.
LODI, F.R2007LODI, F.R ; MORAES, L.O.C ; JUNIOR, J.A.F ; OSHIMA, C.T.F ; ALONSO, L.G . Quantitative analysis of types I and III collagens in the anterior and posterior papillary muscles of the left ventricle of infarcted rats. Revista Brasileira de Ciências Morfológicas, v. 24, p. 196-201, 2007.

13.
MORAES, L.O.C2007MORAES, L.O.C; ALVEZ, C.S.R ; MARQUES, S.R ; UZÊDA-GONZALES, S.Q ; VRETOS, C ; SMITH, R.L ; ALONSO, L.G . Macroscopy and light microscopy of the discomallear passing through the petrotympanic fissure in human fetuses. European Journal of Anatomy, v. 11, p. 47-51, 2007.

14.
ALVEZ, C.S.R2006 ALVEZ, C.S.R ; MORAES, L.O.C ; UZÊDA-GONZALES, S.Q ; MARQUES, S.R ; VRETOS, C ; JUNIOR, J.A.F ; SMITH, R.L ; ALONSO, L.G . Ultrastructural evidence of vascularization of the central zone of the temporomandibular joint disc in human fetus. European Journal of Anatomy, v. 10, p. 45-48, 2006.

15.
ALVEZ, C.S.R2005ALVEZ, C.S.R ; MORAES, L.O.C ; UZÊDA-GONZALES, S.Q ; SMITH, R.L ; ALONSO, L.G . Morphology and ultrastructure of the temporomandibular joint disc in human fetuses 21 to 28 weeks old. Revista Brasileira de Ciências Morfológicas, v. 22, p. 129-136, 2005.

Capítulos de livros publicados
1.
Luis Otavio Moraes; LODI, F.R ; NOBESCHI, L . Revisão da Anatomia e da Fisiologia do Sistema Nervoso Central, Cabeça e Sistema Respiiratório. In: Rodrigues, A.B.; Martin, L.G.R.; Moraes, M.W.. (Org.). Oncologia Multiprofissional - patologias, assistência e gerenciamento. 1ed.Tamboré - Barureri: Editora Manole, 2015, v. 1, p. 1-19.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
NOBESCHI, L ; Vivian Colla Francisco ; LODI, F.R ; de Moraes, L.O.C. ; Adilson Monteiro ; Silvio Antonio Garbelotti Junior . Avaliação proprioceptiva após a reconstrução total do ligamento cruzado anterior. NovaFisio, 14 out. 2015.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
UZEDA-GONZALEZ, S. Q. ; de Moraes, L.O.C. ; CURCIO, D. F. ; ALONSO, L. G. . Michel?s syndrome: 2nd case reported in Brazil, 8th in medical literature.. In: Experimental Biology Meeting 2015, 2015, Boston. The Faseb Journal, 2015. v. 29.

2.
PECES-PEÑA, M. D. ; De la Cuadra, C ; de Moraes, L.O.C. ; Arraez-Ayber, L.A ; HERRERA-LARA, M. E. ; Mérida, J.R . Development of the ciliary body.. In: XXVI Congreso de la Sociedad Anatómica Española, 2013, Laguna. European Journal Anatomy, 2013. v. 17. p. 17-18.

3.
Mérida, J.R ; Rodríguez-Vázquez, J.F ; De la Cuadra, C ; Pozo, J ; MORAES, L.O.C ; Sánchez-Montesinos, I ; Mérida, J.A . Development of the posterior capsule segment of the human temporomandibular joint. In: XXIV CONGRESS OF THE SPANISH SOCIETY OF ANATOMY, 2009, Bilbao. European Journal of Anatomy. Salamanca: Gráficas Lope, 2009. v. 13. p. 24-24.

4.
MORAES, L.O.C; ALONSO, L.G ; MARQUES, S.R ; LODI, F.R ; Rodríguez-Vázquez, J.F ; Mérida, J.R . Immunohistochemical study of the development synovial membrane of the temporomandibular joint in human fetuses - partial results. In: XXIV CONGRESS OF THE SPANISH SOCIETY OF ANATOMY, 2009, Bilbao. European Journal of Anatomy. s: Gráficas Lope, 2009. v. 13. p. 52-52.

5.
Arraez-Ayber, L.A ; Castaño-Collado, M.G ; MORAES, L.O.C ; Casado-Morales, M.A . Anatomy student's attitudes, beliefs and reactions to the dissection room, the overall experience of dissection. In: XXIV CONGRESS OF THE SPANISH SOCIETY OF ANATOMY, 2009, Bilbao. European Journal of Anatomy. Salamanca: Gráficas Lope, 2009. v. 13. p. 18-18.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Lima, C.C. ; GIANTAGLIA, V.A. ; de Moraes, L.O.C. ; CRICENTI, S.V, . Incidência da ossificação do ligamento transverso superior da escáula junto ao banco de imagens dos laboratórios de morfologia e anatomia humana da Universidade Cidade de São Paulo.. In: XLIV Congresso Brasileiro de Radiologia, 2015, Rio de Janeiro. Anais do XLIV Congresso Brasileiro de Radiologia, 2015.

2.
MORAES, L.O.C; LODI, F.R ; GOMES, T.S ; JUNIOR, J.A.F ; OSHIMA, C.T.F ; ALONSO, L.G . Immunohistochemical expression of type III collagen in the articular of the temporomandibular joint of human fetuses in the second quarter of gestation. In: XXIII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2008, Belém. Journal of Mophological Science, 2008. v. 25.

3.
LODI, F.R ; MORAES, L.O.C ; JUNIOR, J.A.F ; OSHIMA, C.T.F ; ALONSO, L.G . Alterations of type I and III collagens in the papillary muscles of infarcted rats. In: XXIII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2008, Belém. Journal of Mophological Science, 2008. v. 25.

4.
MORAES, L.O.C; SMITH, R.L ; ALONSO, L.G . Expressão imunohistoquímica do anticorpos colágenos I, III, IV e VII no disco articular da articulação temporomandibular de fetos humanos. In: IX Congresso do Programa de Pós-graduação em Morfologia da UNIFESP / EPM, 2006, São Paulo. Anais do IX Congresso do Programa de Pós-graduação em Morfologia da UNIFESP / EPM, 2006.

5.
LODI, F.R ; FARIA, G.F ; MORAES, L.O.C ; CARDOSO, A.A.P . Descrição anatômica de um estudo de caso de peromelia congênita. In: VIII Congresso de Anatomía del Cono Sur, 2006, Florianópolis. Anais do VIII Congresso de Anatomía del Cono Sur, 2006.

6.
MORAES, L.O.C; NUCCI, F.P ; UZÊDA-GONZALES, S.Q ; SILVA J.A ; ALONSO, L.G . Estudo Bibliográfico sobre a difrenciação entre hiperextensão e recurvatum. In: 3 Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD, 2005, São Paulo. Anais do 3 Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD.

7.
ALVEZ, C.S.R ; MORAES, L.O.C ; ALONSO, L.G ; SMITH, R.L . Microscopia eletrônica de varredura e imunohistoquímica da vascularização do disco articular da articulação temporomandibular de fetos humanos: possíveis implicações em mecanismos dismorfológicos. In: 3 Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD, 2005, São Paulo. Anais do 3 Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD.

8.
MORAES, L.O.C; HOMSI, M ; NUNES, N.D ; STADNIKY, S.P . Abordagem Fisioterapêutica no Tratamento Conservador da Síndrome de Impacto: Análise Crítica da Literatura. In: X Congresso Sul-Americano de Cirúrgia de ombro e cotovelo, 2004, Belo Horizonte. Anais dos Congressos Sul-Americanos de Cirúrgia de ombro e cotovelo.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
L.O.C., MORAES; BARROS, M. D. ; LIQUIDATO, B. M. . Análise microscópica da morfologia articulação temporomandibular em adulto por meio das técnicas de picrossirius, Verhoeff e imunohistoquímica. In: XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2016, Natal. Anais de Resumos Selecionados para Apresentação durante o XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia III Encontro de Ligas Estudantis da Morfologia, 2016. v. 7. p. 108-108.

2.
L.O.C., MORAES; TUCUNDUVA, M. J. ; FATURI, C. B. ; CRICENTI, S.V, . Aplicação do Método Problem Based in Learning (PBL) no laboratório de Morfofuncional da Faculdade de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo. In: XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2016, Natal. Anais de Resumos Selecionados para Apresentação durante o XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia III Encontro de Ligas Estudantis da Morfologia, 2016. v. 7. p. 184-184.

3.
de Moraes, L.O.C.; SEIDEL, K. ; Mérida, J.R ; TEDESCO, ROBERTO C. ; MARQUES, S.R ; ALONSO, L. G. ; KLEIN, O. . Avaliação da expressão dos genes IHH, PTCH1, SMO, GLI1, GLI2 e GLI3 na morfogênese da articulação temporomandibular humana.. In: XXVI Congresso Brasileiro de Anatomia e II Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia, 2014, Curitiba. Anais do XXVI Congresso Brasileiro de Anatomia e II Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia, 2014.

4.
DAHDAL, M. ; MENDES, L.M. ; Brancher, G.Q.B. ; CRICENTI, S.V, ; de Moraes, L.O.C. . Variações anatômicas das ramificações da artéria renal em humanos correlacionadas a intervenções cirúrgicas.. In: XXVI Congresso Brasileiro de Anatomia e II Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia, 2014, Curitiba. Anais do XXVI Congresso Brasileiro de Anatomia e II Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia, 2014.

5.
de Moraes, L.O.C.; TEDESCO, ROBERTO C. ; MARQUES, S.R ; Rodriguez-Vázquez, J.F. ; Mérida, J.R ; Alonso, L.G. . Análise por microscopia de luz, de polarização e imunohistoquímica da membrana sinovial da articulação temporomandibular de fetos humanos.. In: XXV Congresso Brasileiro de Anatomia, XIV Congreso del Cono Sur, XXXIII Congreso Chileno de Anatomía e I Encontro das Ligas Estudantis de Morfologia, 2012, Salvador. Anais do XXV Congresso Brasileiro de Anatomia, XIV Congreso del Cono Sur, XXXIII Congreso Chileno de Anatomía e I Encontro das Ligas Estudantis de Morfologia, 2012.

6.
de Moraes, L.O.C.; TEDESCO, ROBERTO C. ; MARQUES, S.R ; Lodi, F.R. ; Rodríguez-Vázquez, J.F ; Mérida, J.R ; Alonso, L.G. . Study of the development of the synovial membrane of the temporomandibular joint of human fetuses between 13rd and 17th weeks.. In: XII Congresso do Programa de Pós-graduação em Morfologia da Universidade Federal de São Paulo ? Escola Paulista de Medicina, 2009, São Paulo. Anais do XII Congresso do Programa de Pós-graduação em Morfologia da Universidade Federal de São Paulo ? Escola Paulista de Medicina, 2009.

7.
MORAES, L.O.C; LODI, F.R ; NOBESCHI, L ; FARIA, G.F . Descrição de um caso clinico e discussão do tratamento fisioterapêutico da doença de Legg-Calvé-Perthes. In: XVIII Congresso Brasileiro de Genética Clínica, 2006, Guarujá. Anais do XVIII Congresso Brasileiro de Genética Clínica, 2006.

8.
FARIA, G.F ; LODI, F.R ; NOBESCHI, L ; MORAES, L.O.C ; PRATES, J.C . Variação anatômica da artéria frênica inferior direita originando-se da artéria renal direita. In: XXII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2006, Florianópolis. Anais do XXII Congresso Brasileiro de Anatomia, 2006.

9.
NOBESCHI, L ; LODI, F.R ; MORAES, L.O.C ; FARIA, G.F ; VIEIRA, M.C . Características anatômicas do músculo palmar longo inverso em humanos. In: VIII Congresso de Anatomía del Cono Sur, 2006, FlorianópolisA. Anais do VIII Congresso de Anatomía del Cono Sur, 2006.

10.
MORAES, L.O.C; NUNES, N.D ; HOMSI, M ; STADNIKY, S.P . Abordagem Fisioterapêutica no Tratamento Conservador da Síndrome do Impacto: Análise Crítica da Literatura. In: 36 Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, 2004. Anais do 36 Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
MORAES, L.O.C. Morfogênese da articulação temporomandibular. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MORAES, L.O.C. Aparelho locomotor: uma visão anatômica e histológica. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
MORAES, L.O.C; TUCUNDUVA, M. J. ; FATURI, C. B. ; CRICENTI, S.V, . Aplicação do Método Problem Based in Learning (PBL) no laboratório de Morfofuncional da Faculdade de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
de Moraes, L.O.C.. Anatomia Palpatória. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
de Moraes, L.O.C.. Cérebro, diencéfalo, III ventrículo e telencéfalo. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
de Moraes, L.O.C.. Introdução ao estudo do sistema circulatório; configurações externa e interna do coração. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
de Moraes, L.O.C.. Glândulas anexas: glândulas salivares, fígado e pâncreas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
de Moraes, L.O.C.. Conceitos e generalidades das articulações sinoviais. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
de Moraes, L.O.C.. Anatomia - Texto e Atlas (Anne M. Gilroy). 2015.

Trabalhos técnicos
1.
MORAES, L.O.C. Membro da Assessoria Científica PIBIC da Faculdade de Medicina de Jundiaí. 2016.

Redes sociais, websites e blogs
1.
SCHMTZ, M. J. ; EXCEL, M. V. ; MORAES, L.O.C ; FARINHA, L. S. ; VIANNA, R. H. P. ; AZEVEDO, J. M. R. B. ; FERREIRA, S. V. M. ; BARDUZZI, G. O. . Anatomia & Fisioterapia. 2013; Tema: Assuntos relacionados à Anatomia e Fisioterapia. (Rede social).


Demais tipos de produção técnica
1.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma B. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
de Moraes, L.O.C.. Pós-graduação em Neurociência Aplicada à Educação. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma paulista. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma Rio de Janeiro. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma A. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma paulista. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma B. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma A. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

10.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

11.
RIBEIRO, E. C. ; MORAES, L.O.C . Lippert / Cinesiologia Clínica e Anatomia. 2013. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Revisão Técnica).

12.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma A. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar - turma B. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

14.
de Moraes, L.O.C.. Especilização em Engenharia Clínica. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

15.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Cardiorrespiratória. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

16.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Disfunção Temporomandibular e Dor Orofacial. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

17.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Fisioterapia Hospitalar. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

18.
de Moraes, L.O.C.. Especialização em Enfermagem Clínica e Cirúrgica. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

19.
MORAES, L.O.C. Especialização em Engenharia Clínica. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

20.
MORAES, L.O.C. Especialização em Fisioterapia Hospitalar. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

21.
MORAES, L.O.C. Especialização em Enfermagem Clínica e Cirúrgica. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

22.
MORAES, L.O.C. Especialização em Fisioterapia Hospitalar. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

23.
MORAES, L.O.C. Enfermagem em Centro de Terapia Intensiva e Pronto Socorro. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

24.
MORAES, L.O.C; LODI, F.R . Enfermagem em Cardiologia. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

25.
MORAES, L.O.C. Extensão de Gerontologia: envelhecimento e saúde. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
MORAES, L.O.C. Extensão de Gerontologia: envelhecimento e saúde. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
MORAES, L.O.C. VII Curso de Especialização em Perfusão - Anatomia Cardiovascular. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

28.
MORAES, L.O.C. Especialização em Engenharia Clínica. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

29.
MORAES, L.O.C. Pós-graduação em Enfermagem em Pronto Socorro e Unidade de Terapia Intensiva e saúde. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MORAES, L.O.C; TEDESCO, R. C.; ROSA, V. L. M.. Participação em banca de Tácia Catharine Pagni. Expressão de marcadores relacionados ao potencial de diferenciação celular da articulação temporomandibular em fetos humanos. 2016. Dissertação (Mestrado em Morfologia) - Universidade Federal de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
MARBA, S. T. M.; CALDAS, J. P. S.; CARVALHO, F. L.; HADDAD, C. A. S.; MASCARETTI, R. S.; MORAES, L.O.C. Participação em banca de Vanessa Carina Pepino Stelini. Dosagem de cortisol salivar pré e pós-estimulação tátil e cinestésica em recém-nascidos pré-termo: ensaio clínico randomizado e controlado. 2017. Tese (Doutorado em Saúde da Criança e do Adolescente) - Universidade Estadual de Campinas.

2.
Kerkis, I; TEDESCO, ROBERTO C.; de Moraes, L.O.C.. Participação em banca de Bábyla Geraldes Monteiro. Enxerto das células-tronco imaturas da polpa dentária humana para tratamento da deficiência de células-tronco límbicas.. 2015. Tese (Doutorado em Pós-graduação em Morfologia/Histologia - UNIFESP) - Universidade Federal de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
MORAES, L.O.C; TEDESCO, ROBERTO C.; BOMMARITO, S.. Participação em banca de Daniel Marinez Saez. Estudo de reparação do nervo facial de ratos por células mesenquimais de polpa dental humana. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Morfologia) - Universidade Federal de São Paulo.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
MORAES, L.O.C; LODI, F.R; ALONSO, L.G. Participação em banca de Priscilla do Valle lemos. Abordagens fisioterapêuticas na doença de Parkinson Idiopática: revisão de literatura. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Tratamento de Reabilitação em Deficiência Física) - Associação de Assistência à Criança Deficiente de São Paulo.

2.
MORAES, L.O.C; LODI, F.R; ALONSO, L.G. Participação em banca de Célia Ferreira de Albuquerque. Avaliação de Fisioterapia em paralisia cerebral diparética submetida à aplicação de toxina botulínica em gastrocnêmios. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Tratamento de Reabilitação em Deficiência Física) - Associação de Assistência à Criança Deficiente de São Paulo.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Sá, R.C.; de Moraes, L.O.C.. Participação em banca de João Pedro Moreira da Silva.A importância da avaliação física na musculação.. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física e Esporte) - Faculdade Metropolitana de Campinas.

2.
MORAES, L.O.C; Chiminazzo J.G.C. Participação em banca de Dênis Carvalho.Comparação de um teste de agilidade com e sem bola entre duas categorias de uma escola de futebol na cidade de Campinas - São Paulo. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação Física) - VERIS FACULDADES.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
Sá, R.C.; Von Zuben, R.; de Moraes, L.O.C.. Professor Titular I da Disciplina de Cinesioterapia. 2012. Faculdade Metropolitana de Campinas.

Outras participações
1.
L.O.C., MORAES. XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia. 2016. Sociedade Brasileira de Anatomia.

2.
de Moraes, L.O.C.; ALONSO, L. G.; LODI, F.R. XV Congresso do Programa de Pós-graduação em Biologia Estrutural e Funcional da Universidade Federal de São Paulo ? Escola Paulista de Medicina. 2012. Universidade Federal de São Paulo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Workshop de Inovação - Editora Elsevier.Perspectivas do PBL na educação universitária no Brasil.. 2017. (Outra).

2.
XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia. Análise microscópica da morfologia articulação temporomandibular em adulto por meio das técnicas de picrossirius, Verhoeff e imunohistoquímica. 2016. (Congresso).

3.
XXVII Congresso Brasileiro de Anatomia. Aplicação do Método Problem Based in Learning (PBL) no laboratório de Morfofuncional da Faculdade de Medicina da Universidade Cidade de São Paulo. 2016. (Congresso).

4.
Experimental Biology Annual Meeting 2015. 2nd case reported in Brazil, 8th in medical literature. 2015. (Congresso).

5.
XXVI Congresso Brasileiro de Anatomia e II Encontro de Ligas Estudantis de Morfologia. Avaliação da expressão dos genes IHH, PTCH1, SMO, GLI1, GLI2 e GLI3 na morfogênese da articulação temporomandibular humana.. 2014. (Congresso).

6.
XXV Congresso Brasileiro de Anatomia, XIV Congreso del Cono Sur, XXXIII Congreso Chileno de Anatomía e I Encontro das Ligas Estudantis de Morfologia. Análise por microscopia de luz, de polarização e imunohistoquimica da membrana sinovial de fetos humanos. 2012. (Congresso).

7.
XXIV Congreso de la Sociedad Anatomica Española. Immunohistochemical study of the development synovial membrane of the temporomandibular joint in human fetuses - partial results. 2009. (Congresso).

8.
XXI Congresso Nacional de Pós-graduandos da Associação Nacional de Pós-graduandos. 2008. (Congresso).

9.
Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina.Encontro Nacional de Pós-Graduação em Medicina. 2006. (Encontro).

10.
VIII Congresso de Anatomía del Cono Sur. Variação anatômica da artéria frênica inferior direita originando-se da artéria renal direita. 2006. (Congresso).

11.
XVIII Congresso Brasileiro de Genética Clínica. Descrição de um caso clinico e discussão do tratamento fisioterapêutico da doença de Legg-Calvé-Perthes. 2006. (Congresso).

12.
XXII Congresso Brasileiro de Anatomia. Variação anatômica da artéria frênica inferior direita originando-se da artéria renal direita. 2006. (Congresso).

13.
3º Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD e 5º Cogresso de Reabilitação da ORITEL. Curso: marcha patológica: padrões, diagnóstico e tratamento. 2005. (Congresso).

14.
III Congresso Internacional de Medicina e Reabilitação da AACD. Microscopia eletrônica de varredura e imunohistoquímica da vascularização do disco articular da articulação temporomandibular de fetos humanos: possíveis implicações dismofológicas. 2005. (Congresso).

15.
Simpósio de genética clínica do segmento craniofacial.Genética Clínica do Segmento Craniofacial. 2005. (Simpósio).

16.
VIII Congresso do Programa de Pós-graduação em Morfologia da UNIFESP-EPM. ULTRA - ESTRUTURA E EXPRESSÃO IMUNOHISTOQUÍMICA DOS ANTICORPOS COLÁGENOS I, II, III, IV e VII NO DISCO ARTICULAR DA ATM DE FETOS HUMANOS.. 2005. (Congresso).

17.
36 Congresso Brasileiro de Ortopedia e Traumatologia. Abordagem Fisioterapêutica no Tratamento Conservador da Síndrome do Impacto: Análise Crítica da Literatura. 2004. (Congresso).

18.
X Congresso Sul-Americano de cirurgia de ombro e cotovelo. Abordagem Fisioterapêutica no Tratamento Conservador da Síndrome de Impacto: Análise Crítica da Literatura. 2004. (Congresso).

19.
Palestra: novas técnicas em cadeiras de rodas. 2003. (Outra).

20.
Seminário de Capacitação Técnica em Reabilitação Física - Otto Bock. 2003. (Seminário).

21.
Semana de Estudos de Fisioterapia da Pontifícia Universidade Católica de Campinas (PUCCAMP).Semana de Estudos de Fisioterapia. 2001. (Encontro).

22.
VIII Congresso Paulista de Fisioterapia. 2001. (Congresso).

23.
XV Congresso Brasileiro de Fisioterapia. XV Congresso Brasileiro de Fisioterapia. 2001. (Congresso).

24.
II Simpósio UNIP-CAMPINAS de fisioterapia.II Simpósio UNIP de fisioterapia. 2000. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MORAES, L.O.C. XIX Congresso do Programa de Pós-graduação em Biologia Estrutural e Funcional da UNIFESP / EPM. 2017. (Congresso).

2.
MORAES, L.O.C. Visita ao Museu de Anatomia Humana Prof. Dr. Renato Locchi. 2017. (Outro).

3.
MORAES, L.O.C. V Curso de Atualização em Bilogia Estrutural e Funcional. 2017. (Outro).

4.
MORAES, L.O.C. II Visita Monitorada ao Curso de Biomedicina da UNIFESP / EPM. 2017. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Monique Lalue-Sanches. Análise metabólica de possíveis marcadores bioógicos na saliva de indivíduos com disfunção temporomandibular. Início: 2015. Tese (Doutorado em Morfologia) - Universidade Federal de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Marcio Luis Alves Moura. Início: 2017. Universidade Federal de São Paulo.

Iniciação científica
1.
karina Maebayashi. Estudo microscópicos da morfogênese do pé em fetos humanos, em diferentes idades gestacionais. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Letícia Sena. Relações entre as características musculares e ligamentares de indivíduos com Síndrome de Down e a disfunção temporomandibular do tipo muscular. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fonoaudiologia) - Universidade Federal de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Vinicius Giantaglia. Incidência da ossificação do ligamento transverso superior da escáula junto ao banco de imagens dos laboratórios de morfologia e anatomia humana da Universidade Cidade de São Paulo.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina) - Universidade Cidade de São Paulo. Orientador: Luís Otávio Carvalho de Moraes.

2.
Fernando Luiz Pereira Filho. Técnicas fisioterapêuticas atuais utilizadas para o tratamento em pacientes afetados pela Doênça de Parkinson. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade Metropolitana de Campinas. Orientador: Luís Otávio Carvalho de Moraes.

3.
Jacqueline Barrichelo Calvo. A técnica do Isostretching no tratamento da dor lombar: uma revisão. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade Metropolitana de Campinas. Orientador: Luís Otávio Carvalho de Moraes.

4.
Camila de Souza Pereira. Os benefícios da hidroterapia em gestantes. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Fisioterapia) - Faculdade Metropolitana de Campinas. Orientador: Luís Otávio Carvalho de Moraes.



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Participante do Programa da CAPES de Doutorado no País com Estágio no Exterior ? PDEE, realizado no Departamento de Anatomía y Embriología II de la Facultad de Medicina de la Universidad Complutense de Madrid. 

Participante do Programa do CNPq de Pós-Doutorado no Exterior ? PDE, realizado no Center of Craniofacial Anomalies of Departament of Orofacial Sciences and Pediatrics ? Institute of Human Genetics of University of California, San Francisco?. 

Auxílio a viagem ao exterior, o qual foi destinado para às despesas de estadia e passagens entre os trechos Brasil (BR) ? Estados Unidos (US) ? Brasil (BR). Auxílio por meio da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), do Ministério da Educação. O evento Experimental Biologial Meeting, Boston, Massachussets, Estados Unidos.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 13:39:28