Ingo Daniel Wahnfried

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5399807455957370
  • Última atualização do currículo em 25/07/2018


Possui Bacharelado em Geociências pelo Instituto de Geociências da Universidade de São Paulo (IGc-USP, em 2003). Fez o doutorado direto pelo mesmo Instituto, no programa de Recursos Minerais e Hidrogeologia, em 2010, sobre aquíferos fraturados. Atualmente é Professor Adjunto do Departamento de Geociências da Universidade Federal do Amazonas (Degeo - UFAM), atuando como vice coordenador do grupo de Pesquisas Hidrossistemas e o Homem na Amazônia (H2A), coordenando e participando de projetos de pesquisa que enfocam o estudo dos aquíferos sedimentares existentes em Manaus e no Estado do Amazonas, além de continuar cooperando com trabalhos realizados no IGc-USP em aquíferos do Estado de São Paulo e com grupos de pesquisa internacionais. Atuou como Assessor Substituto de Relações Internacionais entre 2013 e 2017, e como Coordenador Geral do Núcleo de Línguas do Programa Idiomas Sem Fronteiras na UFAM de 2016 a 2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Ingo Daniel Wahnfried
Nome em citações bibliográficas
WAHNFRIED, I.;Wahnfried, Ingo;WAHNFRIED, INGO D.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Amazonas, Instituto de Ciências Exatas, Departamento de Geociências.
Campus Universitário
Coroado I
69080900 - Manaus, AM - Brasil
Telefone: (92) 33052862
Ramal: 209
URL da Homepage: http://www.ppggeo.ufam.edu.br/


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2010
Doutorado em Geociências (Recursos Minerais e Hidrogeologia).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Serviço Geológico Americano (Orientador: Dr. Allen Shapiro).
Título: Recarga do Sistema Aqüífero Guarani Através da Formação Serra Geral: Definição de Zonas de Proteção, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Prof Dr. Ricardo César Aoki HIrata.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: aqüíferos fraturados; recarga; água subterrânea; zonas de proteção; Testes hidráulicos em aquíferos; Testes com traçadores.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Setores de atividade: Desenvolvimento Urbano.
1998 - 2003
Graduação em Bacharelado em Geociências.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Hidrogeologia Urbana: Quantificação da Recarga para Subsidiar uma Exploração Sustentável.
Orientador: Prof Dr. Ricardo César Aoki Hirata.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.


Pós-doutorado


2011
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia / Especialidade: Sedimentologia.


Formação Complementar


2011 - 2011
Hidrologia de Floresta Tropical. (Carga horária: 32h).
Instituto Nacional de Pesquisas da Amazônia, INPA, Brasil.
2008 - 2008
Geofísica de Poço Aplicado à Hidrogeologia e à Min. (Carga horária: 20h).
Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, ABAS, Brasil.


Atuação Profissional



Eawag - Dübendorf, EAWAG, Suiça.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Secretaria de Estado de Planejamento, Desenvolv. Econ., Ciência e Tecnolog, SEPLANCT, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Membro de Conselho, Enquadramento Funcional: Conselheiro

Atividades

08/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Conselho Estadual de Recursos Hídricos - CERH/AM, .

Cargo ou função
Conselheiro - representante da Universidade Federal do Amazonas.

Instituto Geológico do Estado de São Paulo, IG, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal do Amazonas, UFAM, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto 2, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Bolsista Recém Doutor / Professor Voluntário, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

09/2012 - Atual
Ensino, Geociências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
PPGGCI-501 Seminários
08/2012 - Atual
Ensino, Geociências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Hidrogeologia
02/2012 - Atual
Ensino, Geologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
IEG - 162 Hidrogeologia
09/2016 - 08/2017
Direção e administração, Reitoria, Programa Idiomas sem Fronteiras.

Cargo ou função
Gestor Administrativo.
02/2014 - 6/2017
Direção e administração, Reitoria, Assessorias.

Cargo ou função
Assessor Substituto de Relações Internacionais e Interinstitucionais.
09/2013 - 03/2014
Ensino, Geociências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
PPGGCI-519 Planeta Terra
12/2012 - 03/2014
Ensino, Geologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
IEG-211 Geoquímica II
IEG-240 Recursos Energéticos
08/2011 - 12/2011
Ensino, Geologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
IEG-225 Perfilagem de poços

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2010
Vínculo: Doutorando, Enquadramento Funcional: Aluno



Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Avaliação preliminar dos riscos de presença de contaminantes geogênicos em águas subterrâneas da Amazônia Brasileira
Descrição: A Bacia Hidrográfica do Amazonas é a maior e uma das menos conhecidas do mundo. Com uma população de aproximadamente 20 milhões de pessoas, dos quais 300.000 indígenas, 2/3 vivem em vilas e cidades. Muitos desses habitantes dependem da água subterrânea como fonte segura de abastecimento. Entretanto, mapas gerais de avaliação de risco preveem uma alta probabilidade de contaminação por arsênio causada por condições redutoras nos aquíferos. Arsênio é altamente tóxico causando desde lesões cutâneas e doenças cardiovasculares até diferentes tipos de câncer. Atualmente não há estudos específicos que confirmem ou rejeitem estas previsões de presença de arsênio na Amazônia. O principal objetivo do projeto é desenvolver uma pesquisa conjunta entre a Universidade Federal do Amazonas ? UFAM e o Instituto Federal de Pesquisa e Tecnologia Aquática da Suíça ? EAWAG, para realizar uma avaliação preliminar da concentração de arsênio em dois aquíferos amazônicos de grande importância: Alter do Chão (Manaus/AM) e Içá/Quaternário (Humaitá/AM).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ingo Daniel Wahnfried - Coordenador / Michael Berg - Integrante / Caroline de Meyer - Integrante / Tereza Cristina Souza de Oliveira - Integrante / Keith Soares Valente - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.Número de orientações: 2
2015 - Atual
Risk assessment of geogenic contaminants in groundwater resources of the Brazilian Amazon Basin
Descrição: The main objective of this seed project is to establish a Swiss-Brazilian research partnership with the aim of investigating the (arsenic and other) geogenic contamination of groundwater in the Amazon Basin. In particular we are seeking funding for the following activities: (i) Set-up collaboration to initiate a long-term research project. An initial workshop with research partners, water authorities and geologists is planned in Manaus, Brazil. (ii) Calibrate water sampling procedures and chemical analysis methods between the partners. (iii) Conduct a pilot groundwater survey in selected areas of the Brazilian Amazon Basin to get a first overview of the extent of geogenic contamination. This pilot exploratory study will cover two distinguished depositional environments. (iv) Seek geospatial data that is up to date and with highest resolution related to geology, soil characteristics, topography and climate of the Brazilian Amazon region to determine proxies for geochemical conditions to identify aquifers that are highly likely to be affected by geogenic contamination. (v) Develop a full joint project proposal to be submitted to larger Swiss and Brazilian funding agencies..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Ingo Daniel Wahnfried - Integrante / Michael Berg - Coordenador / Caroline de Meyer - Integrante / João Gabriel Monteiro Matheus - Integrante / Lucindo Antunes Neto - Integrante.Financiador(es): Ecole Polytechnique Fédérale de Lausanne - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Aspectos Geológicos do Arenito Manaus e sua Importância no Fluxo do Aquífero Alter do Chão na Região de Manaus
Descrição: Na região de Manaus foram detectadas contaminações pontuais no Aqüífero Alter do Chão, relacionadas principalmente a fossas sépticas e lixões. A longo prazo esta situação pode prejudicar o desenvolvimento regional, já que dos 610.000 m3 de água distribuídos diariamente na região, 20% são extraídos deste aqüífero. Há ainda uma grande quantidade de poços de usuários individuais, como empresas, condomínios e casas, que também exploram este recurso, na maioria das vezes mal construídos e sem outorga de uso. Em 2002 havia aproximadamente 7000 poços na cidade, dos quais somente 1100 eram registrados. Segundo levantamento publicado na Revista do Pólo Industrial de Manaus, a maior parte das 500 indústrias que o integram possui sistema próprio de captação de água, mostrando a grande importância econômica deste recurso mineral. Com o evidente aumento da população de Manaus, que passou de 1,4 para mais de 1,7 milhão de pessoas entre 2000 e 2009, e o crescimento do Pólo Industrial de Manaus, a exploração do Aquífero Alter do Chão tenderá a aumentar consideravelmente. Apesar de sua nítida importância, faltam dados geológicos mais detalhados para determinar a vulnerabilidade do aquífero. Este tipo de conhecimento é a base para um planejamento de seu uso pelos órgãos governamentais, tornando-o sustentável a longo prazo. O objetivo deste projeto é contribuir com uma parte deste conhecimento, através da descrição geológica detalhada e da determinação da atuação do Arenito Manaus como barreira hidráulica, além de seu mapeamento na área urbana do município de Manaus..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Ingo Daniel Wahnfried - Coordenador / Ricardo Hirata - Integrante / Claudio Riccomini - Integrante / Emilio Alberto Amaral Soares - Integrante / Lucy Gomes Sant'anna - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas - Bolsa.Número de orientações: 1
2011 - 2014
Estudo geológico de unidades sedimentares siluro-devonianas da região de Presidente Figueiredo, borda norte da Bacia do Amazonas
Descrição: Em grande parte da região de Presidente Figueiredo, localizada a 100 km ao norte de Manaus, afloram espessos pacotes de arenitos e folhelhos paleozóicos atribuídos às formações Nhamundá, Pitinga e Manacapuru, do Grupo Trombetas da Bacia do Amazonas (Figura 1). Até hoje, estas formações foram pouco estudadas, e os trabalhos restringem-se aos afloramentos da Formação Nhamundá, localizados próximos das rodovias (BR-174 e AM-240). Nesta região turística, conhecida como a Terra das Cachoeiras , ocorrem centenas de cachoeiras e cavernas, com até 15 metros de altura, muitas ainda sem catalogação, onde afloram rochas destas formações geológicas que ainda não foram estudadas. Além disso, nas formações geológicas do Grupo Trombetas está inserido o Aquífero Trombetas , o segundo maior do Estado do Amazonas e sem dados hidrogeológicos confiáveis disponíveis. Existem também relatos verbais de guias turísticos sobre rochas fossilíferas (ricas em conchas), na porção norte de Presidente Figueiredo. Os estudos de geologia estrutural desta região também são escassos, e com base na geometria descritiva, mostram principalmente a origem neotectônica das quedas de águas e cachoeiras. Como alguns estudos palinológicos das unidades paleozóicas da Bacia do Amazonas mostraram-se promissores, é possível que nos folhelhos das formações Nhamundá, Pitinga e Manacapuru, que afloram em Presidente Figueiredo, também ocorram microfósseis (principalmente foraminíferos) que permitam a elaboração da estratigrafia local. Portanto, este projeto de pesquisa buscará a ampliação e detalhamento do conhecimento geológico e hidrogeológico das unidades unidades sedimentares da borda norte da Bacia do Amazonas, que somado aos dados de outras regiões, ajudará a montar um modelo de evolução geológica, além de possibilitar a elaboração de um mapa geológico de detalhe que ajudará no aproveitamento dos bens minerais disponíveis, principalmente na área da construção civil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Ingo Daniel Wahnfried - Integrante / Emilio Alberto Amaral Soares - Coordenador / Carlos Alejandro Salazar - Integrante / Valquíria Porfírio Barbosa - Integrante / Sônia Hatsue Tatumi - Integrante.
2010 - Atual
GESOL: Bases técnicas para a gestão de áreas contaminadas por solventes clorados
Descrição: O projeto objetiva estabelecer as bases técnicas para a gestão de uma área contaminada por solventes organoclorados em aquífero fraturado (área do Canal Jurubatuba - SP), através da criação de protocolos com recomendações de ações para a caracterização dos sítios. Os protocolos são baseados na experimentação e comparação de técnicas de investigação tradicionais e avançadas, indicando aquelas que responderão melhor à solução do problema, racionalizando a caracterização e remediação do meio..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Ingo Daniel Wahnfried - Integrante / Ricardo Cesar Aoki Hirata - Integrante / Fernandes - Integrante / Paulo Lojkasek Lima - Integrante / Rodrigo César de Araújo Cunha - Integrante / Ramon Aravena - Integrante / Reginaldo Bertolo - Coordenador / Veridiana Martins - Integrante / John Cherry - Integrante / Beth Parker - Integrante / Daniela Goulios - Integrante.Financiador(es): Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.
2005 - 2008
A Formação Serra Geral como Conexão Hidráulica entre o Sistema Aqüífero Guarani e a Superfície: Análise Estrutural e Ensaios In Situ
Descrição: Descrição: Há evidências de que existe recarga vertical do Sistema Aqüífero Guarani (SAG), através de fraturas que cortam os basaltos da Formação Serra Geral, em uma faixa próxima da área de afloramento da Formação Botucatu. Nesta faixa e seus arredores existem grandes centros econômicos, no Estado de São Paulo, abastecidos integral ou parcialmente pelo SAG, que ameaçam este aqüífero tanto em termos de quantidade como de qualidade. Desta forma, este projeto tem como objetivo identificar e caracterizar os parâmetros hidráulicos (K e T) dos caminhos preferenciais de circulação da água subterrânea através dos basaltos, os quais estabelecem a conexão do SAG com a superfície do terreno. A abordagem metodológica é inovadora pelo fato de propor o uso integrado de técnicas tais como: o estudo detalhado de estruturas tectônicas rúpteis, técnicas modernas de geofísica de poço, e análise de elementos traços presentes na água subterrânea. Estes métodos, aliados a ensaios hidráulicos e outras análises hidrogeoquímicas e isotópicas, resultarão na proposição de modelos conceituais de circulação de água subterrânea na Formação Serra Geral e SAG. Os resultados a serem atingidos deverão constituir inovações metodológicas para o estudo de aqüíferos fraturados, de um modo geral, e também apresentarão informações de fundamental importância para dimensionar a recarga e as medidas necessárias à proteção do SAG..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2010 - Atual
Periódico: Hydrogeology Journal
2010 - Atual
Periódico: Águas Subterrâneas (São Paulo)
2013 - Atual
Periódico: Geologia USP. Série Científica
2013 - Atual
Periódico: Ciência e Agrotecnologia (UFLA)
2017 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Geology


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Geociências / Subárea: Geologia/Especialidade: Hidrogeologia.


Idiomas


Alemão
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MUNIZ, JÉSSICA2018MUNIZ, JÉSSICA ; DE MELO, MARIA DA GLORIA GONÇALVES ; LIBERATO, MARIA ASTRID ROCHA ; Wahnfried, Ingo ; VIEIRA, GIL . Towards sustainability: allowance rights for using water resources in Amazonas State of Brazil. Entrepreneurship and Sustainability Issues, v. 5, p. 761-779, 2018.

2.
1FERNANDES, AMÉLIA J.2016 FERNANDES, AMÉLIA J. ; MALDANER, CARLOS H. ; NEGRI, FRANCISCO ; ROULEAU, ALAIN ; WAHNFRIED, INGO D. . Aspectos de um modelo conceitual de fluxo de águas subterrâneas do aquífero basáltico Serra Geral (São Paulo, Brasil) a partir de dados geológicos físicos e estruturais. Hydrogeology Journal, v. 24, p. 1-14, 2016.

3.
4SOARES, EMÍLIO ALBERTO AMARAL2016 SOARES, EMÍLIO ALBERTO AMARAL ; Wahnfried, Ingo ; DINO, RODOLFO . Subsurface stratigraphy of the cretaceous-neogene sedimentary sequence of Manaus and Itacoatiara regions, Central Amazon. Geologia USP. Série Científica, v. 16, p. 23-41, 2016.

4.
7BAKER, P. A.2015BAKER, P. A. FRITZ, S. C. SILVA, C. G. RIGSBY, C. A. ABSY, M. L. ALMEIDA, R. P. CAPUTO, M. CHIESSI, C. M. CRUZ, F. W. DICK, C. W. FEAKINS, S. J. FIGUEIREDO, J. FREEMAN, K. H. HOORN, C. JARAMILLO, C. KERN, A. K. LATRUBESSE, E. M. LEDRU, M. P. MARZOLI, A. MYRBO, A. NOREN, A. PILLER, W. E. RAMOS, M. I. F. RIBAS, C. C. TRNADADE, R. , et al.WEST, A. J. WAHNFRIED, I. WILLARD, D. A. ; Trans-Amazon Drilling Project (TADP): origins and evolution of the forests, climate, and hydrology of the South American tropics. Scientific Drilling, v. 20, p. 41-49, 2015.

5.
2WAHNFRIED, I.2012 WAHNFRIED, I.; SOARES, E. A. A. . Água subterrânea na Amazônia: importância, estado atual do conhecimento e estratégias de pesquisa. Ciência & Ambiente, v. 44, p. 36, 2012.

6.
3HIRATA, RICARDO2012 HIRATA, RICARDO ; SANGIORGE UCCI, MARCUS ; Wahnfried, Ingo ; BAITZ VIVIANI-LIMA, JULIANA . Explotação do Sistema Aquífero Guarani em Araraquara. Geologia USP. Série Científica, v. 12, p. 115-127, 2012.

7.
6FERNANDES, A.J.2010FERNANDES, A.J. ; MALDANER, C. ; AZEVEDO SOBRINHO, J.M. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; WAHNFRIED, I. . Estratigrafia dos Derrames de Basaltos da Formação Serra Geral (Ribeirão Preto - SP) Baseada na Geologia Física, Petrografia e Geoquímica. Geologia USP. Série Científica, v. 10, p. 73-99, 2010.

8.
5WAHNFRIED, I.2005WAHNFRIED, I.; HIRATA, R. . Comparação de métodos de estimativa de recarga de aqüíferos em uma planície aluvionar na Bacia Hidrográfica do Alto Tietê (São Paulo). REVISTA BRASILEIRA DE RECURSOS HÍDIRCOS, v. 10, n.2, p. 15-25, 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
WAHNFRIED, I.; FERNANDES, A.J. ; HIRATA, R. ; MALDANER, C. ; VARNIER, C.L. ; FERREIRA, L.M.R. ; IRITANI, M.A. ; PRESSINOTTI, M.M.N. . Anisotropia e Confinamento Hidráulico do Sistema Aquífero Guarani em Ribeirão Preto (SP, Brasil). In: XVI Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 2010, São Luis. Anais do XVI CABAS, 2010.

2.
FERNANDES, A.J. ; MALDANER, C. ; AZEVEDO SOBRINHO, J.M. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; WAHNFRIED, I. ; FERREIRA, L.M.R. ; VARNIER, C.L. ; IRITANI, M.A. ; HIRATA, R. . Estratigrafia e estruturas dos basaltos da Formação Serra Geral na região de Ribeirão Preto. In: IV Simpósio de vulcanismo e ambientes associados, 2008, Foz do Iguaçu. Anais do IV Simpósio de vulcanismo e ambientes associados, 2008.

3.
FERNANDES, A.J. ; MALDANER, C. ; WAHNFRIED, I. ; FERREIRA, L.M.R. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; VARNIER, C.L. ; IRITANI, M.A. ; HIRATA, R. . Modelo conceitual preliminar de circulação de água subterrânea do aqüífero Serra Geral, Ribeirão Preto. In: XIV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 2006, Curitiba. Anais do XIV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 2006.

4.
WAHNFRIED, I.; HIRATA, R. . Perímetros de Proteção de Poços: uma importante ferramenta para a sustentabilidade de Mananciais públicos. In: XIV Encontro Nacinal de Perfuradores de Poços e II Simpósio de Hidrogeologia do Sudeste, 2005, Ribeirão Preto. Anais do XIV Encontro Nacional de Perfuradores de Poços, 2005.

5.
WAHNFRIED, I.; HIRATA, R. . A Recarga do Aqüífero Sedimentar na Cidade Universitária da USP (São Paulo). In: XIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas, 2004, Cuiabá. Livro de Resumos - XIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. Cuiabá/MT: ABAS - Associação Brasileira de Águas Subterrâneas, 2004. p. 232-232.

6.
HIRATA, R. ; WAHNFRIED, I. . O uso das águas residuárias na recarga de aqüíferos. In: III Encontro de Preservação de Mananciais da Zona da Mata Mineira - Uso de Águas Residuárias e Biossólidos na Agricultura, 2003, Viçosa. Anais do III Encontro de Preservação de Mananciais da Zona da Mata Mineira - Uso de Águas Residuárias e Biossólidos na Agricultura. Viçosa, MG: Associação Brasileira de Águas Subterrâneas e outras, 2003. v. v. 1. p. 300-311.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BRITO, A. P. ; CORREA, A. V. C. L. ; WAHNFRIED, I. . Etapas de elaboração de modelo conceitual para modelo numérico de fluxo de água subterrânea aplicado a uma microbacia de água clara em área de floresta amazônica preservado. In: XIII Simpósio de Geologia da Amazônia, 2013, Belém. Anais do XIII Simpósio de Geologia da Amazônia, 2013.

2.
FERNANDES, A.J. ; VARNIER, C.L. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; FERREIRA, L.M.R. ; IRITANI, M.A. ; WAHNFRIED, I. ; MALDANER, C. ; SHAPIRO, A. ; ROULEAU, A. . Modelo conceitual de circulação de água nos basaltos de Ribeirão Preto e como isto afeta a vulnerabilidade do SAG. In: II Congresso Aquífero Guarani, 2009, Ribeirão Preto. Memória do II Congresso Aquífero Guarani, 2009. p. 107-111.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MEYER, C. ; RODRIGUEZ, J. ; CARPIO, E. ; GARCIA, P. ; WAHNFRIED, I. ; ROESER, P. ; KIPFER, R. ; BERG, M. . Arsenic contamination of groundwater resources in the Amazon Basin: An emerging health concern?. In: European Geosciences Union General Assembly, 2018, Viena. European Geosciences Union General Assembly Programme, 2018. v. 20.

2.
MEYER, C. ; PODGORSKI, J. ; RODRIGUEZ, J. ; WAHNFRIED, I. ; KIPFER, R. ; BERG, M. . Exploring the use of Earth-observation data for risk assessment of arsenic contaminated groundwater. In: European Geosciences Union General Assembly, 2018, Viena. European Geosciences Union General Assembly Programme, 2018. v. 20.

3.
REIS, N. J. ; CORDANI, U. ; ALMEIDA, M. ; FRAGA, L. ; WAHNFRIED, I. ; OLIVEIRA, V. ; MAURER, V. C. . Novas Idades U-Pb Shrimp da Ragião Jauaperi-Mcidade-Demêni. In: 15 Simpósio de Geologia da Amazônia, 2017, Belém. 15o Simpósio de Geologia da Amazônia, 2017.

4.
CUNHA, D. F. ; Sawakuchi, A.O. ; Nogueira, L. ; Mineli, T.D. ; Grohmann, C.H. ; Ribeiro, L.M.A.L. ; Souza, D.F. ; Stern, A.G. ; Wahnfried, Ingo . Evolução do Arquipélago de Anavilhanas no Baixo RIo Negro, Amazônia Central. In: 48o. Congresso Brasileiro de Geologia, 2016, Porto Alegre. Anais do 48o. Congresso Brasileiro de Geologia. São Paulo: Sociedade Brasileira de Geologia, 2016. p. 9147.

5.
WAHNFRIED, I.; FERNANDES, A.J. ; HIRATA, R. ; VARNIER, C.L. ; MALDANER, C. ; IRITANI, M.A. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; FERREIRA, L.M.R. ; SHAPIRO, A. . Modelo Conceitual de Fluxo do Aquitarde Serra Geral e do Sistema Aquífero Guarani em Ribeirão Preto - SP. In: 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010, Belém. Anais do 45 Congresso Brasileiro de Geologia, 2010.

6.
WAHNFRIED, I.; FERNANDES, A.J. ; HIRATA, R. . Multidisciplinary approach to assess ground water recharge of the Guarani Aquifer System through the capping basalt formation in SE Brazil. In: Western Pacific Geophysics Meeting, 2008, Cairns, Australia. EOS Trans. AGU, 2008. v. 89.

7.
FERNANDES, A.J. ; MALDANER, C. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; WAHNFRIED, I. ; FERREIRA, L.M.R. ; VARNIER, C.L. ; HIRATA, R. . Estratigrafia e estruturas dos basaltos da Formação Serra Geral na região de Ribeirão Preto. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracaju. Livro de Resumos, 2006.

8.
MALDANER, C. ; FERNANDES, A.J. ; PRESSINOTTI, M.M.N. ; WAHNFRIED, I. ; FERREIRA, L.M.R. ; VARNIER, C.L. ; IRITANI, M.A. ; HIRATA, R. . Representação tridimensional do Aqüífero Serra Geral na região de Ribeirão Preto. In: XLIII Congresso Brasileiro de Geologia, 2006, Aracaju. Livro de Resumos, 2006. p. 43-43.

9.
WAHNFRIED, I.; HIRATA, R. . Avaliação da recarga em áreas urbanas: aspectos metodológicos. In: VIII Simpósio de Geologia do Sudeste, 2003, São Pedro. Boletim de Resumos, 2003. v. v.1. p. 261-261.

Apresentações de Trabalho
1.
WAHNFRIED, I.. Água Subterrânea. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
WAHNFRIED, I.; FERNANDES, A.J. ; HIRATA, R. ; MALDANER, C. ; VARNIER, C.L. ; FERREIRA, L.M.R. ; IRITANI, M.A. ; PRESSINOTTI, M.M.N. . Anisotropia e Confinamento Hidráulico do Sistema Aquífero Guarani em RIbeirão Preto (SP, Brasil). 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
WAHNFRIED, I.. Cretaceous basalt flows as a hydraulic connection between surface and Jurassic eolian sandstones ? a research project in Brazil. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
BERGER, V. ; Wahnfried, Ingo . How do we want to live tomorrow?. Halle: Deutsche Akademie de Naturforscher Leopoldina e.V., 2017 (White Paper).

2.
Anthonj, Carmen ; WAHNFRIED, I. . Water in Urban Regions: Building Future Knowledge to Integrate Land Use, Ecosystem Services and Human Helath. Halle: Deutsche Akademie der Naturforscher Leopoldina, 2014 (White Paper).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
WAHNFRIED, I.. A importância da água subterrânea na Amazônia. 2014.

2.
WAHNFRIED, I.; PIEDADE, M. T. F. ; FILIZOLA, N. P. ; OLIVEIRA, M. A. . Tome Ciência - Águas da Amazônia. 2014.

3.
WAHNFRIED, I.; AGUIAR, C. B. . Nova Amazônia - As Águas Subterrâneas da Amazônia. 2012.


Demais tipos de produção técnica
1.
Wahnfried, Ingo. Curso de Instalação e Monitoramento de Piezômetros e Águas Subterrâneas. 2013. .

2.
HIRATA, R. ; WAHNFRIED, I. . Testes Hidráulicos em Intervalos Discretos: Uso de Obturadores e Correções e Métodos Analíticos para Testes de Bombeamento Não-Ideais. 2009. .

3.
FERNANDES, A.J. ; WAHNFRIED, I. . O Uso de Obturadores Pneumátios para Coletas Estratificadas de Amostras de Água em Poços. 2009. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
OLIVEIRA, T. C. S.; WAHNFRIED, I.; Borges, J.T.. Participação em banca de Fernanda Cabral Cidade. O (Não) Abastecimentos de Água e sua Dimensão Socioambiental nas Vilas Indígenas da Microrregião do Alto Solimões - Amazonas. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências do Ambiente e Sustentabilidade na Amazônia) - Universidade Federal do Amazonas.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CARVALHO, J. S.; DEHAINI, J.; WAHNFRIED, I.. Participação em banca de Danilo Abreu da Silva.Monitoramento Geotérmico por perfilagem de poço tubular no campus universitário da UFAM. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Palestras do Rotary Club de Manaus.Águas Subterrâneas em Manaus. 2016. (Encontro).

2.
Recursos Hídricos na Amazônia.Eventos Extremos e a Água Subterrânea na Amazônia. 2016. (Seminário).

3.
Encontro Técnico: Cenário Atual do Conhecimento Sobre as Águas Subterrrrâneas em Aquíferos Sedimentares da Região Amazônica. 2013. (Encontro).

4.
2a. Semana de Estudos Geológicos.Água Subterrânea. 2011. (Encontro).

5.
45 Congresso Brasileiro de Geologia. Modelo Conceitual de Fluxo para o Aquitarde Serra Geral e Sistema Aquífero Guarani em Ribeirão Preto ? SP. 2010. (Congresso).

6.
Western Pacific Geophysics Meeting.Multidisciplinary Approach to Assess Ground Water Recharge of the Guarani Aquifer System Through the Capping Basalt Formation in SE Brazil. 2008. (Encontro).

7.
II Encontro Brasileiro de Estudos do Carste. 2007. (Encontro).

8.
XIV Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. Modelo Conceitual Preliminar de Circulação de Água Subterrânea no Aquífero Serra Geral, Ribeirão Preto, SP. 2006. (Congresso).

9.
II Fenafeg - Testes de Bombeamento em Aquíferos. 2005. (Oficina).

10.
XIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. XIII Congresso Brasileiro de Águas Subterrâneas. 2004. (Congresso).

11.
A Exploração da Água Subterrânea em Centros Urbanos. 2003. (Outra).

12.
Seminário Recursos Hídricos. 2003. (Seminário).

13.
VIII Simpósio Brasileiro de Geologia do Sudeste.VIII Simpósio Brasileiro de Geologia do Sudeste. 2003. (Simpósio).

14.
XLI Congresso Brasileiro de Geologia. 2002. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Bichuette, M.E. ; WAHNFRIED, I. . 3o. Encontro Brasileiro de Estudos do Carste. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Yasmin Braga Barreto. Estudo hidrogeológico mediante testes de bombeamento no Aquífero Alter do Chão na região de Manaus/AM. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Thaynara Sampaio Brito. Avaliação hidroquímica de água de poços em comunidades do Baixo rio Solimões. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. (Orientador).

2.
Roney da Silva de Azevedo Júnior. Determinação de condutividade hidráulica e fluxo de base em aquífero freático no campus da Universidade Federal do Amazonas em Manaus. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. (Orientador).

3.
Júlio Iago Bailosa Silva. Análise de Sedimentos da Ilha do Careiro da Várzea para investigar a origem de arsênio geogênico em água subterrânea. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. (Orientador).

4.
Amanda Oliveira Ribeiro. Hidrogeologia na escola: ferramentas para conscientização ambiental. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Janaína Simone Neves Miranda. Modelo Hidrogeológico Conceitual e Caracterização da Vulnerabilidade do Aquífero Alter do Chão no Município de Manaus - AM. 2017. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Amazonas, . Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

2.
Mateus Alves Saraiva. Modelagem Hidrogeológica Aplicada à Cidade de Manaus. 2017. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

3.
Katherine Andrea León Palma. GÊNESE E DISTRIBUIÇÃO DO ?ARENITO MANAUS? NA FORMAÇÃO ALTER DO CHÃO EM MANAUS. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

4.
Alderlene Pimentel de Brito. ELABORAÇÃO DE MODELO NUMÉRICO PARA FLUXO DE ÁGUA SUBTERRÂNEA E TRANSPORTE DE SOLUTOS NA RESERVA DUCKE, MANAUS-AM. 2014. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Lucindo Antunes Fernandes Neto. Análise de sazonalidade de contaminações geogênicas em águas subterrâneas na região do Careiro da Várzea - AM. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

2.
Asley Costa de Castro. Monitoramento geotérmico e de nível estático de água em campo do poços da UFAM. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

3.
Jéssica Muniz Santos. Distribuição das Contaminações do Aquífero Alter do Chão na Área Urbana de Manaus - AM, com Base em Dados do SIAGAS. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

4.
João Gabriel Monteiro Matheus. Análise de contaminações geogências em águas subterrênas nas regiões de Manaus e Humaitá, AM. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

5.
Mateus Alves Saraiva. Evolução do Nível de Água do Aquífero Alter do Chão no Município de Manaus, Amazonas, ao Longo de Quatro Décadas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

6.
Thiago Pereira Araújo. A influência de fraturas no arenito Manaus para o fluxo de água subterrânea do Aquífero Alter do Chão. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

7.
Andréa Vanessa Carvalho Leal Correa. DETERMINAÇÃO DO FLUXO DE BASE DE UM IGARAPÉ DA RESERVA FLORESTAL ADOLPHO DUCKE. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

Iniciação científica
1.
Marcelo da Silva Bentes. Mapeamento da Vulnerabilidade do Aquífero Alter do Chão na Área Urbana da Cidade de Manaus. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

2.
Suélen Moraima Corrêa de Lucena. Elaboração de Modelo Conceitual Hidrogeológico para uma Microbacia de Drenagem de um Alfuente do Igarapé Acará na Reserva Florestal Adolpho Ducke. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas, Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.

3.
Gabriel Luniere Porto. Mapeamento de condutividade hidráulica dos aquíferos superficiais ao longo da BR-319 no trecho Manaus ? Humaitá. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Geologia) - Universidade Federal do Amazonas, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Ingo Daniel Wahnfried.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
Wahnfried, Ingo. Curso de Instalação e Monitoramento de Piezômetros e Águas Subterrâneas. 2013. .


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
WAHNFRIED, I.. A importância da água subterrânea na Amazônia. 2014.

2.
WAHNFRIED, I.; AGUIAR, C. B. . Nova Amazônia - As Águas Subterrâneas da Amazônia. 2012.

3.
WAHNFRIED, I.; PIEDADE, M. T. F. ; FILIZOLA, N. P. ; OLIVEIRA, M. A. . Tome Ciência - Águas da Amazônia. 2014.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 2:41:15