Leandro Miranda Malavota

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7121023413333122
  • Última atualização do currículo em 04/10/2018


Possui graduação em História pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2003), mestrado em História Social pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (2006) e doutorado em História pela Universidade Federal Fluminense (2011). Tem experiência de docência e pesquisa nas áreas de História do Brasil (Império e República) e História Econômica, com ênfase nos seguintes temas: propriedade intelectual, inovação, transferência de tecnologia e desenvolvimento econômico. Atualmente é analista do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), desenvolvendo atividades nos campos da memória empresarial, tratamento de documentação histórica e disseminação de informações, com base nas diretrizes teórico-metodológicas da História Pública. É um dos fundadores da Rede Proprietas, onde desenvolve pesquisas sobre a temática da apropriação de bens tecnológicos, tendo como recorte cronológico os séculos XIX e XX. Pesquisador associado ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) "História Social das Propriedades e Direitos de Acesso". Pesquisador associado ao Núcleo de Pesquisa Propriedade e suas Múltiplas Dimensões (NUPEP) (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Leandro Miranda Malavota
Nome em citações bibliográficas
MALAVOTA, L.M.

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, Centro de Documentação e Disseminação de Informações.
Rua General Canabarro, 706
Maracanã
20271205 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 21424717
URL da Homepage: http://www.ibge.gov.br


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em História.
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
Título: Inovar, modernizar, civilizar: considerações sobre o sistema de patentes no Brasil (1809-1882), Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Márcia Maria Menendes Motta.
Palavras-chave: Propriedade intelectual; Patentes; Inovaçao; Desenvolvimento tecnologico.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História da Propriedade Intelectual.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História Econômica.
Setores de atividade: Política Econômica e Administração Pública em Geral; Informacao e Gestao C&T; Outros.
2004 - 2006
Mestrado em História Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Patentes, marcas e transferência de tecnologia durante o regime militar: um estudo sobre a atuação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (1970-1984),Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: Renato Luís do Couto Neto e Lemos.
Palavras-chave: Propriedade Industrial; Transferência de Tecnologia; Regime Militar; Políticas Públicas; Política Tecnológica; Política Industrial.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História da Propriedade Intelectual.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico / Especialidade: Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
Setores de atividade: Política Econômica e Administração Pública em Geral; Informacao e Gestao C&T; Outros.
1997 - 2003
Graduação em História.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: A criação do INPI: um estudo sobre propriedade industrial e comércio de tecnologia no Brasil.
Orientador: Renato Luís do Couto Neto e Lemos.




Formação Complementar


2015 - 2015
Noções Gerais de Direitos Autorais. (Carga horária: 10h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2008 - 2008
Curso Geral sobre Propriedade Intelectual. (Carga horária: 50h).
Organização Mundial da Propriedade Intelectual, OMPI, Suiça.
2002 - 2002
Licitações e Contratos. (Carga horária: 44h).
Fundação de Apoio ao Cefet, FUNCEFET/RJ, Brasil.
2000 - 2000
Tratamento da Documentação e de Informações. (Carga horária: 25h).
Escola de Administração e Negócios, ESAD, Brasil.
1999 - 1999
Capacitação Em Patentes e Desenho Industrial. (Carga horária: 160h).
Instituto Nacional da Propriedade Industrial, INPI, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, UFRRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Projeto de pesquisa, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado a projeto de pesquisa, Carga horária: 10


Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Analista, Carga horária: 40

Atividades

06/2010 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Documentação e Disseminação de Informações, .

06/2010 - Atual
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Documentação e Disseminação de Informações, Centro de Documentação e Disseminação de Informações.

Atividade realizada
Assessoria e apoio a pesquisadores (história da geografia e da estatística).

Instituto Nacional da Propriedade Industrial, INPI, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 4

Atividades

08/2014 - Atual
Ensino, Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História da Propriedade Intelectual

Rede Proprietas, RP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador

Atividades

01/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Rede Proprietas, .


Centro de Estudos Alexandre Vasconcellos, CEAV, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

07/2012 - 03/2014
Ensino, Preparatórios para concursos, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Inovação

Instituto Nacional da Propriedade Industrial, INPI, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnico em Propriedade Industrial, Carga horária: 40

Atividades

03/2008 - 05/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Diretoria de Articulação e Informação Tecnológica, Academia de Inovação e Propriedade Intelectual.

03/2008 - 03/2009
Ensino, Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Globalização do Sistema de Propriedade Intelectual
História da Propriedade Intelectual
03/2008 - 03/2009
Ensino, Curso Básico de Propriedade Intelectual, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Introdução à Propriedade Intelectual (módulo do Curso Básico de Capacitação em Propriedade Intelectual e Inovação)
07/2007 - 03/2008
Outras atividades técnico-científicas , Diretoria de Articulação e Informação Tecnológica, Diretoria de Articulação e Informação Tecnológica.

Atividade realizada
Planejamento, apoio e supervisão de cursos de curta duração na área de propriedade intelectual e inovação..
07/1998 - 07/2007
Serviços técnicos especializados , Centro de Documentação e Informação Tecnológica, .

Serviço realizado
Tratamento de documentação de patentes.

Multidisciplinary Inter-institutional Network on Development and Strategies, MINDS, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador



Linhas de pesquisa


1.
História da Propriedade Intelectual

Objetivo: A linha de pesquisa se propõe a discutir a propriedade sobre bens intangíveis em suas relações com concepções jurídicas, políticas e econômicas. Pretende-se enfocar questões concernentes ao estatuto da propriedade intelectual no Brasil, identificando suas convergências e dessemelhanças em relação a seus congêneres em outros países em distintos momentos históricos. Outro objetivo é problematizar as formas pelas quais os agentes históricos teriam concebido e utilizado mecanismos de apropriação sobre o conhecimento tecnológico ao longo do processo de desenvolvimento sócio-econômico do país..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico / Especialidade: Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública / Especialidade: Planejamento em Ciência e Tecnologia.
Setores de atividade: Política Econômica e Administração Pública em Geral; Informacao e Gestao C&T; Outros.
Palavras-chave: Propriedade intelectual; Patentes; Marcas; Transferência de Tecnologia; Desenvolvimento tecnologico; Política Tecnológica.
2.
História Pública / Memória Empresarial

Objetivo: Os trabalhos da Equipe Memória IBGE são norteados pela afirmação de uma linha de trabalho vinculada, em termos teórico-metodológicos, à História Pública, e em particular ao que tem sido chamado de Memória Empresarial. Isso implica em uma opção consciente e explícita pela elaboração de produtos que sirvam estrategicamente a ações institucionais de comunicação interna, marketing, endomarketing e gestão do conhecimento. Entre os objetivos da linha de pesquisa incluem-se a publicização dos acervos históricos e fontes diversas de memória produzidas no IBGE ? o que abrange tanto a disseminação do Acervo de História Oral do IBGE quanto a elaboração de instrumentos de pesquisa que subsidiem e facilitem o acesso do público (especializado ou não) aos diversos acervos do IBGE. A inclinação para a História Pública torna imperiosa a busca por linguagens atrativas, adequadas a cada canal de divulgação utilizado e acessíveis aos diversos stakeholders que a instituição quer atingir. Objetivos específicos: - Reforçar a identidade ibgeana e a coesão interna do conjunto de servidores; - Perpetuar os valores institucionais e a "mística ibgeana"; - Fortalecer laços emocionais entre o IBGE, seus servidores e usuários; Estreitar vínculos entre as diferentes diretorias, órgãos e Unidades Estaduais do IBGE; Fornecer subsídios à gestão de pessoas e à gestão do conhecimento; - Contribuir para o incremento de ações de comunicação interna; - Preservar e disseminar a memória técnica da instituição; - Subsidiar o planejamento de estratégias e projetos das áreas técnicas da instituição; - Valorizar a marca IBGE, tanto interna quanto externamente; - Apresentar a trajetória da instituição a seus diversos stakeholders; - Promover a identificação dos servidores com a história do IBGE.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Ciência da Informação / Subárea: Arquivologia / Especialidade: Organização de Arquivos.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública / Especialidade: Organizações Públicas.
Setores de atividade: Administração pública, defesa e seguridade social.
Palavras-chave: História Pública; Memória Empresarial; Gestão do conhecimento.
3.
História da Propriedade Intelectual

Objetivo: A linha de pesquisa se propõe a discutir a propriedade sobre bens intangíveis em suas relações com concepções jurídicas, políticas e econômicas. Pretende-se enfocar questões concernentes ao estatuto da propriedade intelectual no Brasil, identificando suas convergências e dessemelhanças em relação a seus congêneres em outros países em distintos momentos históricos. Outro objetivo é problematizar as formas pelas quais os agentes históricos teriam concebido e utilizado mecanismos de apropriação sobre o conhecimento tecnológico ao longo do processo de desenvolvimento sócio-econômico do país..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública / Especialidade: Planejamento em Ciência e Tecnologia.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública / Especialidade: Política e Planejamento Governamentais.
Setores de atividade: Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
Palavras-chave: Propriedade intelectual; Inovação; Políticas Públicas; Desenvolvimento Econômico.
4.
Importação e transferência de Tecnologia

Objetivo: A linha de pesquisa é voltada a estudos sobre as importações de tecnologia no Brasil durante os séculos XX e XXI, abrangendo os seguintes temas: industrialização e acesso à tecnologia nos países em desenvolvimento; Intervenção governamental no mercado tecnológico; políticas públicas e regulações; representação de interesses empresariais..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Industrial / Especialidade: Propriedade intelectual e inovação.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Economia Internacional / Especialidade: Relações do Comércio; Política Comercial; Integração Econômica.
Setores de atividade: Administração pública, defesa e seguridade social; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
Palavras-chave: Transferência de Tecnologia; Inovação; Desenvolvimento Econômico.
5.
Políticas públicas, propriedade industrial, inovação e desenvolvimento econômico

Objetivo: Esta linha concentra-se nos estudos que partem de uma reflexão sobre o papel do Estado como vetor de suporte e incentivo à ciência, tecnologia e inovação, considerando seus impactos sobre o processo de desenvolvimento econômico. Também é priorizado o estudo das políticas públicas voltadas à proteção dos interesses coletivos frente aos individuais ou de grupos hegemônicos..
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Economia / Subárea: Crescimento, Flutuações e Planejamento Econômico / Especialidade: Crescimento e Desenvolvimento Econômico.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Administração / Subárea: Administração Pública / Especialidade: Política e Planejamento Governamentais.
Setores de atividade: Administração pública, defesa e seguridade social; Outras atividades profissionais, científicas e técnicas.
Palavras-chave: Propriedade intelectual; Ciencia & tecnologia; Desenvolvimento Econômico.


Projetos de pesquisa


2016 - 2018
Fragmentos de Memória da Geografia
Descrição: O projeto propõe um estudo sobre a construção e o desenvolvimento do campo da geografia no Brasil a partir do uso das fontes disponíveis no acervo do IBGE (textuais, orais e iconográficas). A partir de uma perspectiva temática, Pretende-se promover uma abordagem histórica desprendida de rígidos padrões acadêmicos, tendo em vista o alcance de um público amplo e não especializado. Os protagonistas da história a ser contada serão a Geografia e o IBGE, ambos tomados como instituições sociais de extrema relevância na História do Brasil. Em tal exercício, tenciona-se examinar determinados processos históricos a partir da percepção de dirigentes e funcionários da fundação, examinando-se suas formas de agir e pensar. Propõem-se como produtos finais a elaboração de uma série de livros (um para cada temática) em versões digital e impressa e a promoção de eventos de apresentação e divulgação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
As Exposições Universais sob o prisma da inovação tecnológica: o Rio de Janeiro como lócus da modernidade entre os séculos XIX e XX
Descrição: Edital FAPERJ Nº 04/2016 - Programa de Apoio a Grupos Emergentes de Pesquisa no Estado do Rio de Janeiro O projeto em tela se insere no conjunto de discussões do recém-criado Núcleo de Pesquisa sobre a Propriedade em suas Múltiplas Dimensões (NUPEP). Trata-se de desenvolver uma investigação sobre as Exposições universais e sua contribuição para a inovação tecnológica no Brasil. Desdobra-se em uma análise sobre esses megaeventos, desde a Exposição de Londres, em 1851, até a Exposição comemorativa do centenário da Independência, no Rio de Janeiro, em 1922. As Exposições se constituíram em espaços de divulgação e difusão de inovações, contribuindo para o avanço da técnica e promovendo a emulação entre as nações na segunda metade do século XIX e no início do XX. Representavam, portanto, painéis para a exibição de produtos atraentes ao comércio internacional, abrindo oportunidades para interação e trocas tecnológicas, mediante uma nova divisão internacional do trabalho. A participação do Brasil decorreu de intensa participação das regiões do país na exposição de produtos agrícolas e manufaturados diversos, que eram selecionados para serem exibidos internacionalmente...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Leandro Miranda Malavota - Coordenador / Marina Monteiro Machado - Integrante / Mônica de Souza Nunes Martins - Integrante / Anderson Moraes de Castro e Silva - Integrante / Cristina Nunes de Sant?Anna - Integrante / Mauro Henrique de Barros Amoroso - Integrante / Vivian Luiz Fonseca - Integrante / William de Souza Nunes Martins - Integrante / Maria Letícia Correa - Integrante / Edite Moraes - Integrante / Edvaldo de Souza Pereira - Integrante / Thiago de Souza dos Reis - Integrante / Laryssa Muniz do Amaral - Integrante / Mylena Nardy de Oliveira - Integrante / Pedro Parga Rodrigues - Integrante / Antonio Hertes Gomes de Santana - Integrante / Lohan Lascolla de Souza - Integrante / Alessandra Oliveira Elias - Integrante / Letícia Siqueira da Costa - Integrante / Lucas Amaral Santana - Integrante / Vítor Viana Tagarro - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - 2016
Proprietas, Iure et Facto: História e direitos à propriedade no mundo luso (séculos XIX/XXI).
Descrição: O projeto é um desdobramento da proposta de investigação contemplada no edital PENSA RIO 2012, que originou a criação da Rede Proprietas, sediada na UFF. O principal objetivo da proposta é a de discutir teoricamente a historicidade do conceito de propriedade em múltiplas dimensões. Para sair do senso comum que ora condena, ora legitima qualquer ação coletiva, é preciso dar a conhecer que o conceito de propriedade absoluta é uma construção histórica e que as experiências pretéritas de salvaguarda do interesse comum são também muito importantes para acionarmos defesas em prol de ações coletivas que interessam à sociedade, para além do seu lugar social. Além disso, conhecer as normas legislativas sobre propriedade, acesso à terra e à cultura produzidas pela nossa antiga metrópole e seus desdobramentos e reinvenções nos hoje estados nacionais, como Angola e Brasil, constitui-se numa oportunidade única para a produção de normas legislativas atuais, novas culturas que reconheçam a ação coletiva como algo a ser protegido, ainda que submetido ao mundo moderno, marcado pelo capitalismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Propriedades, inovação e bem comum
Descrição: O projeto consiste em uma proposta de estudo acerca da propriedade ? enquanto instituição social ? em algumas de suas distintas dimensões, com ênfase para seus efeitos sobre a produção e o acesso a bens tecnológicos e culturais (propriedade intelectual e direito autoral). Elegendo-se a perspectiva histórica como um viés válido e profícuo de análise, pretende-se refletir sobre a construção e funcionamento de determinadas estruturas de regulação da propriedade (agrária, urbana, creditícia e intelectual), tendo em vista a construção de parâmetros de comparação sobre a apropriação de bens tangíveis e intangíveis. Esse estudo comparativo será desenvolvido tanto do ponto de vista sincrônico ? cotejando-se experiências nacionais distintas em momentos históricos específicos ? quanto diacrônico ? atentando-se para as continuidades, transformações e rupturas ocorridas ao longo do tempo nos arcabouços jurídico-institucionais observados. Levando-se em conta o destaque que a propriedade intelectual aufere no atual contexto, em que se consolida globalmente a chamada ?era do conhecimento?, objetiva-se fomentar os debates e contribuir para o aprofundamento das reflexões sobre a matéria no país, submetida a uma crescente valorização, porém ainda carente de interlocutores. Para isto, vislumbra-se, para além do exercício de um amplo esforço de pesquisa, a elaboração de um trabalho de divulgação e disseminação junto ao grande público dos múltiplos temas e objetos que envolvem o campo da propriedade intelectual, priorizando-se o alcance de jovens pesquisadores e estudantes. Ainda dentro do escopo do presente projeto, destacamos que o adensamento do conhecimento sobre a temática da propriedade intelectual presta-se a gerar subsídios para futuras propostas de intervenção sobre a estrutura de regulação então vigente, bem como para o desenvolvimento de políticas públicas de fomento à inovação tecnológica e à produção de bens culturais do Rio de Janeiro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
História das Unidades Estaduais do IBGE
Descrição: O projeto propõe a construção de narrativas da história do IBGE a partir de uma de suas dimensões específicas: as memórias dos servidores que trabalham ou trabalharam nas representações do Instituto distribuídas pelas unidades da Federação. O trabalho se fundamenta no desenvolvimento de ações conjuntas entre a Equipe de Memória Institucional (Memória/GEBIS/CDDI) e as Supervisões de Documentação e Disseminação de Informações das Unidades Estaduais (SDIs/UEs), contemplando atividades de pesquisa documental e iconográfica, coleta de depoimentos orais e o desenvolvimento de diversos produtos de disseminação da memória institucional (textos, vídeos, eventos, etc.). Seu objetivo imediato é incentivar a reflexão sobre temas históricos dentro do IBGE e promover a construção de narrativas históricas que partam das UEs. Nesse modelo, a Equipe de Memória Institucional atua prestando auxílio e orientação aos servidores envolvidos no projeto, oferecendo suporte técnico e metodológico aos esforços de pesquisa, além de construir e coordenar os canais de articulação e divulgação dos produtos construídos por meio de um trabalho interativo e colaborativo. Outro objetivo vislumbrado é promover a reunião, articulação e sistematização de todas as iniciativas já realizadas no IBGE visando à preservação, (re)construção e disseminação da memória institucional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Leandro Miranda Malavota - Integrante / Luigi Bonafé de Felice - Integrante / Vera Lúcia Cortes Abrantes - Coordenador / Luciana da Costa de Santana - Integrante / Fábio Mauro de Carvalho Leite - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2007 - 2009
Latin-American patent offices: a comparative study of practices and procedures
Descrição: A pesquisa, ramificação de uma investigação mais ampla voltada à dimensão institucional da regulação dos direitos de propriedade intelectual em diferentes países, tem como objetivo contribuir para uma melhor compreensão das práticas e procedimentos para a concessão de patentes de invenção em países em desenvolvimento, com ênfase para a América do Sul. Pretende-se enfocar questões concernentes ao exame dos pedidos de patentes, elegendo-se a perspectiva comparada como metodologia de análise. É priorizado o estudo de fatores ligados à cultura institucional de cada um dos escritórios de patentes observados, procurando-se entender a lógica e funcionamento do processo a partir da ótica dos examinadores de patentes, lançando-se luzes a conceitos e procedimentos de trabalho..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2012 - 2014
Periódico: Propriedade Intelectual e Desenvolvimento
2015 - Atual
Periódico: TOPOI (RIO DE JANEIRO)
2017 - Atual
Periódico: REVISTA MARACANAN


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil República.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Império.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História da Propriedade Intelectual.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
MALAVOTA, L.M.2017 MALAVOTA, L.M.. Observações sobre as políticas de regulação das importações tecnológicas no Brasil (1950-1990). HISTÓRIA E ECONOMIA, v. 18, p. 63-85, 2017.

2.
MALAVOTA, L.M.2010MALAVOTA, L.M.. Forças Armadas, industrialização e desenvolvimento: as políticas de controle sobre a importação de tecnologia (1970-1984). Militares e Política (UFRJ), v. 6, p. 72-94, 2010.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FELICE, L.B. (Org.) ; MALAVOTA, L.M. (Org.) ; ABRANTES, V. L. C. (Org.) . PNAD: um registro histórico da pesquisa nacional por Amostra de Domicílios (1967-2015). 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2015.

2.
MALAVOTA, L.M.. 'Nossa experiência na pesquisa da balança': O Brasil sob a ótica dos pesquisadores do Estudo Nacional da Despesa Familiar. 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2014. v. 1. 336p .

3.
MALAVOTA, L.M.. Christovam Leite de Castro e a Geografia no Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: IBGE, 2013. v. 1. 340p .

4.
MALAVOTA, L.M.. A construção do sistema de patentes no Brasil: um olhar histórico. 1. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2011. v. 1. 308p .

Capítulos de livros publicados
1.
MALAVOTA, L.M.. História, Memória e seus usos: por que falar sobre os Indicadores Sociais?. In: SIMÕES, André; ALKMIM, Antônio Carlos. (Org.). Indicadores sociais: passado, presente e futuro. 1ed.Rio de Janeiro: IBGE, 2017, v. , p. 7-16.

2.
MALAVOTA, L.M.. Sobre a propriedade de máquinas e técnicas: novas considerações acerca dados privilégios exclusivos por invenção ou introdução no Brasil e em Portugal (1809-1830). In: MOTTA, Márcia; PICCOLO, Monica. (Org.). O domínio de outrem: posse e propriedade na Era Moderna (Portugal e Brasil). 1ed.São Luís / Guimaraães: EDUEMA / Nosporcatodosbem, 2017, v. 1, p. 226-253.

3.
FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . PNAD: uma janela para a a história do IBGE. In: FELICE, L.B; MALAVOTA, L.M.; ABRANTES, V.L.C.. (Org.). PNAD: um registro histórico da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (1967-2015). 1ed.Rio de Janeiro: IBGE, 2015, v. 1, p. 7-16.

4.
MALAVOTA, L.M.. Apontamentos sobre o Estudo Nacional da Despesa Familiar. In: Leandro Malavota. (Org.). 'Nossa experiência na pesquisa da balança': O Brasil sob a ótica dos pesquisadores do Estudo Nacional da Despesa Familiar. 1ed.Rio de Janeiro: IBGE, 2014, v. 1, p. 7-18.

5.
MALAVOTA, L.M.. A propriedade intelectual em perspectiva histórica: conceitos, problemas e propostas de abordagem.. In: NASCIMENTO, Décio Estevão do; SILVA, Nanci Stancki; QUELUZ, Marilda Lopes Pinheiro (orgs.). (Org.). Tecnologia e sociedade: transformações sociais. 1ed.Curitiba: UTFPR, 2011, v. , p. 123-138.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
MALAVOTA, L.M.. A contribuição de Marx para uma discussão atual sobre propriedade intelectual. In: Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias, 2018, Rio de Janeiro. Anais do Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias.. Rio de Janeiro: Anpuh-Rio, 2018.

2.
MALAVOTA, L.M.. Progresso, exclusão e sistema de patentes: o caso da introdução da navegação a vapor na Baía da Guanabara (1817-1821). In: 14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2015, Belo Horizonte. http://www.14snhct.sbhc.org.br/conteudo/view?ID_CONTEUDO=800, 2015.

3.
MALAVOTA, L.M.. Propriedade e privilégio no mundo luso: um estudo sobre as patentes de invenção concedidas no Brasil e em Portugal durante o primeiro terço do Oitocentos. In: 34º Encontro da Associação Portuguesa de História Econômica e E Sociall, 2014, Lisboa. Anais do 34º Encontro da APHES, 2014.

4.
MALAVOTA, L.M.. Interpretações sobre o sistema de patentes no Brasil (1809-1830). In: X Congresso Brasileiro de História Econômica e XI Conferência Internacional de História de Empresas, 2013, Juiz de Fora. X Congresso de História Econômica e XI Conferência de História de Empresas, 2013. v. 2(BRI). p. 248-268.

5.
MALAVOTA, L.M.; SANTANA, L.C. ; MONTEIRO, P. T. . Um retrato que o Brasil desconhece: a documentação do ENDEF como fonte de informações para o historiador. In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal. Anais do XXVII Simpósio Nacional de História, 2013.

6.
MALAVOTA, L.M.. Building property in ideas and technologies: a study concerning American and Brazilian experiences in the early Nineteenth Century. In: VIII Jornadas Latinoamericanas de Estudios Sociales de la Ciencia y Tecnologia - ESOCITE 2010, 2010, Buenos Aires. Ponencias de ESOCITE 2010, 2010.

7.
MALAVOTA, L.M.. A propriedade intelectual em perspectiva histórica: conceitos, problemas e propostas de abordagem. In: III Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade, 2009, Curitiba. Anais do III Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade: Desafios para a Transformação Social, 2009.

8.
CASTRO, A. C. ; PACON, A. M. ; PRIMI, A. ; BARIOS, A. ; ROCHA, A. ; CHAMAS, C. I. ; MALAVOTA, L.M. ; JUSTINO, L. ; LINDOSO, V. ; NUNES, M. . Varieties of Patent Offices: Comparative Study of Practices and Procedures. In: XII International Schumpeter Society Conference, 2008, Rio de Jeneiro. XII International Schumpeter Society Conference: proceedings, 2008.

9.
MALAVOTA, L.M.. A construção do sistema de patentes no Ocidente: apontamentos para uma história da propriedade intelectual. In: 11° Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2008, Niterói, RJ. Textos Completos, 2008.

10.
MALAVOTA, L.M.. Por uma história da propriedade intelectual: reflexões sobre o estado das artes no Brasil. In: Seminário Nacional de História da Historiografia, 2007, Mariana. Anais eletrônicos do Seminário Nacional de História da Historiografia, 2007.

11.
MALAVOTA, L.M.. A propriedade dos bens imateriais em discussão: o Brasil e a controvérsia da proteção patentária na segunda metade do século XIX. In: VII Congresso Brasileiro de História Econômica e 8ª Conferência Internacional de História de Empresas, 2007, Aracaju. Anais do VII Congresso Brasileiro de História Econômica e 8ª Conferência Internacional de História de Empresas, 2007.

12.
MALAVOTA, L.M.. ?Em benefício da indústria e das artes?: considerações sobre o Alvará do Príncipe Regente de 28 de abril de 1809.. In: I Congreso Latinoamericano de Historia Económica, 2007, Montevidéu. 1er Congreso latinoamericano de Historia Económica & 4as Jornadas Uruguayas de Historia Económica., 2007.

13.
MALAVOTA, L.M.. A introdução do sistema de patentes no Brasil: uma breve reflexão sobre a apropriação das invenções no século XIX. In: II Encontro do Instituto Brasileiro de História do Direito, 2006, Niterói. Anais do II Encontro do Instituto Brasileiro de História do Direito, 2006.

14.
MALAVOTA, L.M.. Os militares e a questão tecnológica: a gênese de um projeto político para a área de patentes e transferência de tecnologia (1964-1972). In: XII Encontro Regional de História, 2006, Niterói. Anais do XII Encontro Regional de História, 2006.

15.
MALAVOTA, L.M.. Sobre o patenteamento das invenções: uma discussão sobre idéias econômicas no Oitocentos. In: I Conferência Internacional de História Econômica e III Encontro Nacional de Pós-Graduação em História Econômica, 2006, Campinas. Anais da I Conferência Internacional de História Econômica e III Encontro Nacional de Pós-Graduação em História Econômica, 2006.

16.
MALAVOTA, L.M.. O INPI e a transferência de tecnologia: uma análise das políticas de controle sobre as contratações tecnológicas durante o regime militar brasileiro. In: VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7° Conferência Internacional de História de Empresas, 2005, Conservatória. Anais do VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7° Conferência Internacional de História de Empresas, 2005.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
MALAVOTA, L.M.. Tecnologia, mercado e propriedade: debates acerca das patentes de invenção no século XIX. In: XIV Encontro Regional de História - Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. XIV Encontro Regional de História - Resumos, 2010.

2.
MALAVOTA, L.M.. Sobre a estrutura de proteção à atividade inventiva no Brasil (1809-1882): notas de pesquisa.. In: XXIV Simpósio Nacional de História, 2007, São Leopoldo. Anais do XXIV Simpósio Naiconal de História - História e multidisciplinariadde: territórios e deslocamentos, 2007.

3.
MALAVOTA, L.M.. O INPI e a transferência de tecnologia: uma análise das políticas de controle sobre as contratações tecnológicas durante o regime miliar brasileiro. In: XXIII Simpósio Nacional de História, 2005, Londrina. Anais do XXIII Simpósio Nacional de História. Londrina: Editorial Mídia, 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MALAVOTA, L.M.. Sobre as decisões do 2º Conselho de Estado no campo dos privilégios industriais: um estudo sobre tecnologia e propriedade no Segundo Reinado (1842-1860). In: V Congresso Internacional do Núcleo de Estudos das Américas, 2016, Rio de Janeiro. Congresso Internacional do Núcleo de Estudos dasAméricas. Rio de Janeiro: UERJ/NUCLEAS;FCE, 2016. p. 146-147.

2.
MALAVOTA, L.M.. Da CUP ao TRIPS: considerações históricas acerca do sistema de patentes. In: 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7º Congresso Latino-Americano de História da ciência e da Tedcnologia, 2010, Salvador. Caderno de Resumos [do] 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. 7º Congresso Latino Americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2010.

3.
MALAVOTA, L.M.. Justificando e legitimando a apropriação da tecnologia: uma discussão sobre o sistema internacional de patentes. In: VIII Congresso Brasileiro de Histório Econômica e 9º Conferência Internacional de História de empresas, 2009, Campinas. VIII Congresso Brasileiro de Histório Econômica e 9º Conferência Internacional de História de empresas, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
MALAVOTA, L.M.. Patents and innovation in the early nineteenth century: Portugal and Brazil. 2017. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
MALAVOTA, L.M.. Sobre as decisões do 2º Conselho de Estado no campo dos privilégios industriais: um estudo sobre tecnologia e propriedade no Império do Brasil (1842-1860). 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
MALAVOTA, L.M.. Considerações históricas sobre o sistema internacional e patentes. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
MALAVOTA, L.M.. Autoria, propriedade e disseminação de informações: questões concernentes ao ofício historiográfico. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MALAVOTA, L.M.; FELICE, L.B. . Autoria, propriedade e disseminação de informações: cuidados e limites relativos à produção historiográfica voltada a amplas audiências. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
MALAVOTA, L.M.. História, propriedade e bem comum: breves considerações sobre patentes e prêmios. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
MALAVOTA, L.M.. Plano de Trabalho. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
MALAVOTA, L.M.. Da CUP ao TRIPS: considerações históricas acerca do sistema internacional de patentes. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
MALAVOTA, L.M.; CHAMAS, C. I. ; VASCONCELOS, A. G. ; SOUZA, A. R. ; MACHADO, R. P. ; NUNES, M. ; ROHEM, P. ; SANTOS, E.V. . Standards of patentability: the case of Brazil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
MALAVOTA, L.M.. Sobre patentes e transferência de tecnologia: projetos e agentes envolvidos na construção de políticas de desenvolvimento durante o regime militar brasileiro. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
MALAVOTA, L.M.. Patentes, marcas e comércio de tecnologia no modelo de desenvolvimento pós-64: um estudo sobre a atuação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). 2004. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
MALAVOTA, L.M.; ABRANTES, V. L. C. . O IBGE e as Geociências em 80 anos de História. Rio de Janeiro: Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, 2017 (Catálogo de evento).

2.
MALAVOTA, L.M.. Considerações sobre a obra. Rio de Janeiro, 2013. (Prefácio, Pósfacio/Introdução)>.


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
LEITE, F. M. C. ; ABRANTES, V. L. C. ; MALAVOTA, L.M. . Pesquisa iconográfica para o Projeto Fragmentos de Memória da Geografia. 2018.

Redes sociais, websites e blogs
1.
FELICE, L.B. ; ABRANTES, V. L. C. ; MALAVOTA, L.M. . Memória IBGE. 2012; Tema: História Pública / Memória Empresarial. (Site).


Demais tipos de produção técnica
1.
MALAVOTA, L.M.. A invenção e as normas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
MALAVOTA, L.M.; ABRANTES, V. L. C. . Entrevista com Celso José Monteiro Filho. 2018. (Realização de Entrevista).

3.
MALAVOTA, L.M.. Intrudução à História da Propriedade Intelectual. 2018. (Aula em curso de pós-graduação).

4.
LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Luiz Góes filho. 2018. (Realização de Entrevista).

5.
LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. ; ABRANTES, V. L. C. . Entrevista com José Eduardo Mathias Brazão. 2018. (Realização de Entrevista).

6.
LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. ; ABRANTES, V. L. C. . Entrevista com Alceu José Vanzella. 2018. (Realização de Entrevista).

7.
ALKMIM, A. C. ; SIMOES, A. ; ABRANTES, V. L. C. ; MALAVOTA, L.M. ; LEITE, F. M. C. . Entrevista com Celso Simões. 2017. (Realização de Entrevista).

8.
SIMOES, A. ; ALKMIM, A. C. ; ABRANTES, V. L. C. ; MALAVOTA, L.M. ; LEITE, F. M. C. . Entrevista com Bárbara Cobo Soares. 2017. (Realização de Entrevista).

9.
SIMOES, A. ; ALKMIM, A. C. ; ABRANTES, V. L. C. ; MALAVOTA, L.M. ; LEITE, F. M. C. . Entrevista com Rosa Maria Ramalho Massena. 2017. (Realização de Entrevista).

10.
ARAUJO, E. S. C. R. ; MALAVOTA, L.M. . Exposição Censo Agropecuário 2017. 2017. (Pesquisa histórica para exposição).

11.
MALAVOTA, L.M.. Fundamentos da Propriedade Intelectual. 2016. (Aula em curso de graduação).

12.
MALAVOTA, L.M.. Por uma História Social da Propriedade Fundamentos teóricos do sistema de patentes. 2016. (Aula em curso de pós-graduação).

13.
MALAVOTA, L.M.. Exposição 80 anos de IBGE, 80 anos de Brasil. 2016. (Concepção, curadoria e pesquisa histórica de exposição).

14.
MALAVOTA, L.M.; FERREIRA, P. S. . Reflexões sobre Inovação Tecnológica e Propriedade Intelectual: dimensões históricas, econômicas e sociais. 2015. (Coordenação de Simpósio Temático).

15.
MALAVOTA, L.M.. Por uma História da Propriedade Intelectual: fundamentos do sistema de patentes. 2015. (Aula em curso de pós-graduação).

16.
MALAVOTA, L.M.. Propriedade Industrial. 2015. (Coordenação de Simpósio Temático).

17.
MALAVOTA, L.M.. Aspectos Históricos da Propriedade Intelectual. 2014. (Aula em curso de pós-graduação).

18.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Ronaldo Ferrari. 2013. (Realização de Entrevista).

19.
FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Usos da memória na IBGE. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Eurico Borba. 2012. (Realização de Entrevista).

21.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Dora Romariz. 2012. (Realização de Entrevista).

22.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Jônia Spyer. 2012. (Realização de Entrevista).

23.
MALAVOTA, L.M.. Aspectos Históricos da Propriedade Intelectual. 2012. (Aula em curso de pós-graduação).

24.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Severino Cabral. 2012. (Realização de Entrevista).

25.
MALAVOTA, L.M.; VELOSO, L.L. ; FELICE, L.B. ; SANTANA, L.C. ; MONTEIRO, P. T. ; ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. . História das Unidades Estaduais do IBGE. 2012. (Conteúdo histórico para website).

26.
MALAVOTA, L.M.. Apostila de Propriedade Intelectual e Inovação. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material instrucional).

27.
MALAVOTA, L.M.. Apostila de Inovação. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material instrucional).

28.
MALAVOTA, L.M.. Sobre patentes e transferência de tecnologia: uma breve discussão histórica. 2011. (Aula em curso de pós-graduação).

29.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Alceo Magnanini. 2011. (Realização de Entrevista).

30.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Roberto Schmidt. 2011. (Realização de Entrevista).

31.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Carlita Estevam. 2011. (Realização de Entrevista).

32.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . Entrevista com Simon Schwartzman. 2011. (Realização de Entrevista).

33.
MALAVOTA, L.M.. A História Oral como metodologia de pesquisa: notas e reflexões. 2010. (Aula em curso de pós-graduação).

34.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

35.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

36.
MALAVOTA, L.M.; ROCHA, A. . Dimensões da Propriedade intelectual: teoria, história e questões contemporâneas. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

37.
MALAVOTA, L.M.. História da Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

38.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

39.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

40.
MALAVOTA, L.M.; SILVA, E. F. . Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

41.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

42.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

43.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

44.
MALAVOTA, L.M.. Introdução à Propriedade Intelectual. 2008. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material instrucional).

45.
MALAVOTA, L.M.. A História Oral como metodologia de pesquisa: notas e reflexões. 2008. (Aula em curso de pós-graduação).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MACHADO, R. P.; MALAVOTA, L.M.; DIAS, J. C. V. E.. Participação em banca de Alberto Esteves Ferreira Filho. Considerações sobre a legalidade do licenciamento de know-how no Brasil e sobre os atos relacionados do INPI. 2018. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

2.
ARDISSONE, C. M. P. A.; AMARAL, L. F. G.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Rafael Kirst. A cooperação internacional Brasil-África Subsaariana: uma análise comparada da política externa de propriedade intelectual dos governos Lula e FHC no setor de saúde. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

3.
PERALTA, P.P.; SILVA, E. F.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Juliane Pereira Ranzemberger Gomes. ?Ceci n'est pas une pipe?: a reapropriação das obras caídas em domínio público pelo direito à marca. Um estudo de caso sobre o banco de dados do INPI.. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

4.
AMARAL, R. M.; AGUIAR, P. R. R.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Vanessa Carvalho Silva. Sustentabilidade empresarial: um estudo comparativo do desempenho de uma carteira composta por ações integrantes do índice de sustentabilidade empresarial no período de 2005 a 2015 com o IBOVESPA. 2017. Dissertação (Mestrado em Economia e Gestão Empresarial) - Universidade Candido Mendes.

5.
AMORIM-BORHER, M. B.; LIMA, A. A.; MACHADO, R. P.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Adriana Castello Guimarães. O papel do Instituto Nacional da Propriedade Industrial no processo de capacitação em propriedade intelectual no Brasil de 2004 a 2011. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em PI e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

6.
WINTER, E.; PERALTA, P.P.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Fernando Cassibi de Souza. O posicionamento do governo brasileiro nas negociações relativas ao tratado substantivo em matéria de patentes ? SPLT: desdobramentos e perspectivas.. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Teses de doutorado
1.
BAIOCCHI, E.; MALAVOTA, L.M.; ALVES, A. F. A.; CESARIO, K. P. F.; PERALTA, P.P.. Participação em banca de Fernando Previdi Motta. Da função distintiva do nome comercial. 2018. Tese (Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

2.
BAIOCCHI, E.; PERALTA, P.P.; DIAS, J. C. V. E.; Dirceu Teruya; BORGES, E. S. S.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Mônica Christina Rodrigues Morgado. O uso da marca registrada ― caducidade do registro. 2018. Tese (Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

3.
FERNANDES, L. R. M. V.; WANDERLEY JUNIOR, B.; ANTUNES, A. M. S.; SANTOS, C. J. B.; FREITAS, K.; CHIMENTO, M. R.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Renato Dolabela Melo. Os critérios de concessão e uso de indicações geográficas sob a ótica do direito da regulação e da concorrência. 2018. Tese (Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

4.
FERNANDES, L. R. M. V.; ANTUNES, A. M. S.; MARQUES, C. F.; MALAVOTA, L.M.; CHIMENTO, M. R.; STRAUCH, J. C. M.; TEIXEIRA, A. J. A.. Participação em banca de Graciosa Rainha Moreira. As indicações geográficas brasileiras e suas nominações: uma discussão sob a perspectiva dos nomes geográficos. 2018. Tese (Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

5.
PERALTA, P.P.; Dirceu Teruya; SILVA, E. F.; MALAVOTA, L.M.; POLIDO, F. B. P.; MELLO, M. T. L.. Participação em banca de Elisangela Santos da Silva Borges. A cooperação técnica em marcas no projeto prosur entre países sul-americanos no período de 2014 a 2016. 2017. Tese (Doutorado em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Qualificações de Doutorado
1.
SILVA, E. F.; PERALTA, P.P.; HASENCLEVER, L.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Thalita Reis da Silva. Propriedade Intelectual e Indústria Cultural no coração da Amazônia: apropriação como meio de preservação do evento cultural Bois de Parintins. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

2.
FERNANDES, L. R. M. V.; LAGE, C. L. S.; SANTOS, C. J. B.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Graciosa Rainha Moreira. A padronização dos nomes geográficos nas Indicações Geográficas brasileiras: uma breve discussão. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Propriedade Intelectual e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

Qualificações de Mestrado
1.
PERALTA, P.P.; SILVA, E. F.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Juliane Pereira Ranzemberger Gomes. ?Ceci n'est pas une pipe?: a reapropriação das obras caídas em domínio público pelo direito à marca. Um estudo de caso sobre o banco de dados do INPI.. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em PI e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

2.
AMARAL, L. F. G.; DIAS, J. C. V. E.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Alberto Esteves Ferreira Filho. Efeitos dos entendimentos do INPI sobre o know-how em contratos de licença. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

3.
ARDISSONE, C. M. P. A.; Leopoldo Coutinho; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Iloana Peyroton da Rocha. A cooperação sul-sul em Propriedade Industrial: uma análise da atuação do INPI no pós-Agenda para o Desenvolvimento. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em PI e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

4.
ANTUNES, A. M. S.; RODRIGUES, R. C.; SANTANNA, L. S.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Daniel Giacometti Amaral. Estudo prospectivo da nanotecnologia no Brasil: uma análise da cadeia de valor. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.

5.
AMORIM-BORHER, M. B.; LIMA, A. A.; MACHADO, R. P.; MALAVOTA, L.M.. Participação em banca de Adriana Castello Guimarães. O papel do Instituto Nacional da Propriedade Industrial no processo de capacitação em propriedade intelectual no Brasil de 2004 a 2011. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em PI e Inovação) - Instituto Nacional da Propriedade Industrial.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
Araken Lima; Patrícia Pereira; Dirceu Teruya; Leopoldo Coutinho; MALAVOTA, L.M.. Banca de seleção para o Mestrado Profissional em Propriedade Intelectual e Inovação. 2008. Instituto Nacional da Propriedade Industrial.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Internacional e XVIII Encontro de História da Anpuh-Rio: História e Parcerias.A contribuição de Marx para uma discussão atual sobre propriedade intelectual. 2018. (Encontro).

2.
Public History 2018: 4º Simpósio Internacional da Rede Brasileira de História Pública e 5º Encontro Anual da Federação Internacional de História Pública.História e Memória no ambiente corporativo: notas sobre o trabalho de um historiador no Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). 2018. (Simpósio).

3.
9th ISHTIP Annual Workshop.Session 4 - Patents. 2017. (Oficina).

4.
I Seminário NUPEP - Propriedade intelectual nos marcos da modernidade.O Brasil e o Sistema Internacional de Patentes (1880-1980). 2017. (Seminário).

5.
Seminário Internacional Dimensões da Propriedade Intelectual.Patentes. 2017. (Seminário).

6.
Seminário Internacional Direitos Autorais e Acesso à Cultura. 2017. (Seminário).

7.
Seminários em Rede - Autoria, Propriedade e Disseminação de Informaçõessss.Autoria, propriedade e disseminação de informações: algumas questões concernentes ao ofício historiográfico. 2017. (Seminário).

8.
Seminários em Rede - Direitos autorais e tecnologia. 2017. (Seminário).

9.
Seminários em Rede - Fundamentos do Direito Autoral. 2017. (Seminário).

10.
3ª Conferência Nacional de Produtores e Usuários de Informações Estatísticas, Geográficas e Ambientais (Iis. 2016. (Congresso).

11.
I Jornada Nacional da Rede Proprietas e Forum Estadual de C&T.Considerações Históricas sobre o Sistema Internacional de Patentes. 2016. (Outra).

12.
V Congresso Internacional do NUCLEAS - Américas: Processos Civilizatórios e Crises do Capitalismo Contemporâneo. Mudanças Globais-Política-Economia-Sociedade-Imigração. Sobre as decisões do Segundo Conselho de Estado no campo dos privilégios industriais: um estudo sobre tecnologia e propriedade no Império do Brasil (1842-1860). 2016. (Congresso).

13.
II Simpósio em História Contemporânea.Autoria, propriedade e disseminação de informações: questões concernentes ao ofício historiográfico. 2015. (Simpósio).

14.
VI Simpósio Nacional de Ciência, Tecnologia e Sociedade. 2015. (Simpósio).

15.
14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Progresso, exclusão e sistema de patentes: o caso da introdução da navegação a vapor na Baía da Guanabara (1817-1821). 2014. (Seminário).

16.
2º Simpósio Internacional de História Pública: Perspectivas da História Pública no Brasil.Autoria, Propriedade e Disseminação de Informações: cuidados e limites relativos à produção historiográfica voltada a amplas audiências. 2014. (Simpósio).

17.
2º Simpósio Internacional de História Pública: Perspectivas da História Pública no Brasil.História pública: questões teóricas e metodológicas, autoria e ética. 2014. (Simpósio).

18.
34º Encontro da Associação Portuguesa de História Econômica e Social.Propriedade e privilégio no mundo luso: um estudo sobre as patentes de invenção concedidas no Brasil e em Portugal durante o primeiro terço do Oitocentos. 2014. (Encontro).

19.
Semana de Economia UERJ 2014.Fundamentos Históricos da Propriedade Intelectual. 2014. (Outra).

20.
V Seminário Brasil em Números.O dilema da inovação: sobre a apropriação e o acesso a bens tecnológicos. 2014. (Seminário).

21.
X Congresso Brasileiro de História Econômica e XI Conferência Internacional de História de Empresassas. Interpretações sobre o sistema de patentes no Brasil (1809-1830). 2013. (Congresso).

22.
XXVII Simpósio Nacional de História.Um retrato que o Brasil desconhece: a documentação do ENDEF como fonte de informações para o historiador. 2013. (Simpósio).

23.
O Desafio dos Comuns: as propriedades no século XXI. História, propriedade e bem comum: breves considerações sobre patentes e prêmios. 2012. (Congresso).

24.
IV Encontro Acadêmico de Propriedade Intelectual, Inovação e desenvolvimento - ENAPID.Avaliador ad hoc de textos submetidos à Comissão Científica do IV ENAPID. 2011. (Encontro).

25.
12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 7º Congresso Latino-Americano de História da Ciência e da Tecnologia.Da CUP ao TRIPS: considerações históricas acerca do sistema internacional de patentes. 2010. (Seminário).

26.
III Encontro Acadêmico de Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento - ENAPID.Avaliador ad hoc de textos submetidos à Comissão Científica do III ENAPID. 2010. (Encontro).

27.
XIV Encontro Regional de História - Memória e Patrimônio.Tecnologia, mercado e propriedade: debates acerca das patentes de invenção no século XIX. 2010. (Encontro).

28.
III Simpósio Nacional de Tecnologia e Sociedade.A propriedade intelectual em perspectiva histórica: conceitos, problemas e propostas de abordagem. 2009. (Simpósio).

29.
II Seminário Nacional de Pós-graduandos em História das Instituições.Instituições e conflitos no Brasil do século XIX. 2009. (Seminário).

30.
11° Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.A construção do sistema de patentes no Ocidente: apontamentos para uma história da propriedade intelectual. 2008. (Seminário).

31.
I Encontro Acadêmico de Propriedade Intelectual, Inovação e Desenvolvimento - ENAPID.Direito Aplicado à Propriedade Intelectual e Acordos internacionais. 2008. (Encontro).

32.
III Seminário Internacional de Patentes, Inovação e Desenvolvimento. 2008. (Seminário).

33.
I Seminário Internacional Propriedade Intelectual para Países de Língua Portuguesa. 2008. (Seminário).

34.
IX Semana de Relações Internacionais.De Paris a Punta del Este: considerações históricas sobre o sistema internacional de patentes. 2008. (Outra).

35.
PI em Questão - Marcas: criação, proteção e gestão. 2008. (Outra).

36.
PI em questão - Propriedade Intelectual e Inovação: nexos para o desenvolvimento. 2008. (Outra).

37.
XII International Schumpeter Society Conference. Varieties of Patent Offices: Comparative Study of Practices and Procedures. 2008. (Congresso).

38.
I Congreso Latinoamericano de Historia Económica. ?Em benefício da indústria e das artes?: considerações sobre o Alvará do Príncipe Regente de 28 de abril de 1809. 2007. (Congresso).

39.
Latin-American patent offices - a comparative study of practices and procedures.Standards of patentability: the case of Brazil. 2007. (Oficina).

40.
VII Congresso Brasileiro de História Econômica e 8ª Conferência Internacional de História de Empresas. A propriedade dos bens imateriais em discussão: o Brasil e a controvérsia da proteção patentária na segunda metade do século XIX.. 2007. (Congresso).

41.
XXIV Simpósio Nacional de História.Sobre a estrutura de proteção à atividade inventiva no Brasil (1809-1882): notas de pesquisa. 2007. (Simpósio).

42.
I Conferência Internacional de História Econômica e III Encontro Nacional de Pós-Graduação em História Econômica.Sobre o patenteamento das invenções: uma discussão sobre idéias econômicas no Oitocentos. 2006. (Encontro).

43.
II Encontro do Instituto Brasileiro de História do Direito.A introdução do sistema de patentes no Brasil: uma breve reflexão sobre a apropriação ds invenções no século XIX. 2006. (Encontro).

44.
IX Encontro de Propriedade Intelectual e Comercialização de Tecnologia. 2006. (Encontro).

45.
Seminário Internacional de Patentes, Inovação e Desenvolvimento. 2006. (Seminário).

46.
Simpósio Internacional sobre Ensino e Pesquisa em Propriedade Intelectual. 2006. (Congresso).

47.
XII Encontro Regional de História.Os militares e a questão tecnológica: a gênese de um projeto político para a área de patentes e transferência de tecnologia (1964-1972). 2006. (Encontro).

48.
I Jornada de Estudos Históricos do Programa de Pós-graduação em História Social da UFRJ.Sobre patentes e transferência de tecnologia: a construção de uma política de desenvolvimento durante o regime militar brasileiro. 2005. (Outra).

49.
VI Congresso Brasileiro de História Econômica e 7° Conferência Internacional de História de Empresas. O INPI e a transferência de tecnologia: uma análise das políticas de controle sobre as contratações tecnológicas durante o regime militar brasileiro. 2005. (Congresso).

50.
XXIII Simpósio Nacional de História.O INPI e a transferência de tecnologia: uma análise das políticas de controle sobre as contratações tecnológicas durante o regime militar brasileiro. 2005. (Simpósio).

51.
I Simpósio Estado brasileiro: agências e agentes. 2004. (Simpósio).

52.
Seminário: Habilitação nas Licitações Públicas. 2004. (Seminário).

53.
Seminário 40 anos do golpe, 1964-2004. 2004. (Seminário).

54.
Seminário O Regime Militar no Brasil, 1964-1984.Patentes, marcas e comércio de tecnologia no modelo de desenvolvimento pós-64: um estudo sobre a atuação do Instituto Nacional da Propriedade Industrial (INPI). 2004. (Seminário).

55.
VI Seminário Nacional: Aspectos Polêmicos em Licitações Públicas - Lei nº 8.666/93 e Pregão. 2003. (Seminário).

56.
XXI Simpósio Nacional de História. 2001. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . O IBGE e as Geociências em 80 anos de História. 2017. (Outro).

2.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MARQUES, C. F. ; MALAVOTA, L.M. . Seminário 20 Anos do Curso de Desenvolvimento de Habilidades em Pesquisa (CDHP). 2017. (Congresso).

3.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MARQUES, C. F. ; MALAVOTA, L.M. . V Painel Memória IBGE - Indicadores Sociais: passado, presente e futuro. 2017. (Outro).

4.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MARQUES, C. F. ; MALAVOTA, L.M. . Seminário 50 Anos do Centro Brasileiro de estudos Demográficos - CBED. 2017. (Congresso).

5.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . I Jornada Pioneiros do IBGE. 2016. (Outro).

6.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . II Jornada Pioneiros do IBGE. 2016. (Outro).

7.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . III Jornada Pioneiros do IBGE. 2016. (Outro).

8.
MALAVOTA, L.M.. 80 anos de IBGE, 80 anos de Brasil. 2016. (Exposição).

9.
ABRANTES, V. L. C. ; LEITE, F. M. C. ; MALAVOTA, L.M. . IV Painel Memória IBGE - Pesquisa Mensal de Emprego (PME). 2016. (Outro).

10.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . III Painel Memória IBGE: Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD). 2015. (Outro).

11.
ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. ; MALAVOTA, L.M. . II Painel Memória IBGE: 40 anos do Estudo Nacional da Despesa Familiar (ENDEF). 2014. (Outro).

12.
MALAVOTA, L.M.; ABRANTES, V. L. C. ; FELICE, L.B. . I Painel Memória IBGE: Christovam Leite de Castro e a Geografia no Brasil. 2013. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Iniciação científica
1.
Lucas Amaral Santana,. História Social das Propriedades e direito de acesso.. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
MALAVOTA, L.M.. História, propriedade e bem comum: breves considerações sobre patentes e prêmios. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
MALAVOTA, L.M.. Plano de Trabalho. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).



Outras informações relevantes


Pesquisador fundador da Rede Proprietas. Pesquisador do Núcleo de Pesquisa sobre Propriedade em suas Múltiplas Dimensões (NUPEP). Pesquisador associado ao Instituto Nacional de Ciência e Tecnologia (INCT) "História Social das Propriedades e dos Direitos de Acesso".



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 6:36:11