Elisa Freitas Schemes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1529502237982120
  • Última atualização do currículo em 15/10/2018


Bacharel e Licenciada em História pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2008). Mestre em História pela da mesma instituição (2013). Bacharel em Museologia pela UFSC (2017). Possui interesse e experiência nas áreas: História Social, Literatura, Acervos, Patrimônio cultural, Documentação Museológica, Conservação Preventiva de acervos, Mundos do Trabalho. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Elisa Freitas Schemes
Nome em citações bibliográficas
SCHEMES, E. F.


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2013
Mestrado em História.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Oswaldo Cabral na "Terra da Liberdade": relato de uma viagem na vigência da Política de Boa Vizinhança (1942-1944),Ano de Obtenção: 2013.
Orientador: Adriano Luiz Duarte.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Literatura de viagem; Política de Boa Vizinhança; História e Literatura.
Grande área: Ciências Humanas
2010 - 2017
Graduação em Museologia.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2004 - 2008
Graduação em História.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: Mestiçagem e hierarquias sociais na colônia: o Grão-Pará na segunda metade do século XVIII.
Orientador: Prof. Dr.ª Beatriz Gallotti Mamigonian.




Formação Complementar


2016 - 2016
Formação Continuada de Tutores para EaD. (Carga horária: 40h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2014 - 2014
Educação a Distância: princípios e orientações. (Carga horária: 60h).
Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
2013 - 2013
XXVIISimpósio Nacional de HIstória. (Carga horária: 40h).
Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede, Brasil.
2012 - 2012
Formação continuada para educadores da Ed. Básica. (Carga horária: 24h).
Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina, SEDE/SC, Brasil.
2012 - 2012
Implementando o Projeto Político Pedagógico na esc. (Carga horária: 32h).
Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina, SEDE/SC, Brasil.
2011 - 2011
Trabalhos da Memória, trabalhos com a memória. (Carga horária: 8h).
Museu Victor Meirelles, MVM, Brasil.
2011 - 2011
Gestão e Planejamento Museológico. (Carga horária: 24h).
Fundação Catarinense de Cultura, FCC, Brasil.
2011 - 2011
Oficina Cinema e História. (Carga horária: 3h).
Associação Nacional de História - SC, ANPUH/SC, Brasil.
2011 - 2011
Cinema, História e Propaganda no contexto da II GM. (Carga horária: 6h).
Associação Nacional de História - Sede, ANPUH/Sede, Brasil.
2009 - 2009
Gestão Cultural. (Carga horária: 68h).
Quixote Art e Eventos, -, Brasil.
2009 - 2009
HIgienização e Pequenos Reparos em Impressos. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2009 - 2009
Discussões Sobre Arqueologia e Patrimônio Cultural. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2004 - 2007
Extensão universitária em Extra-Curricular Inglês Intermediário 4/Avançado 2. (Carga horária: 360h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2006 - 2006
Modelos Explicativos da Economia Colonial. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2006 - 2006
História Social: fontes e perspectivas. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.


Atuação Profissional



Secretaria de Educação do Estado de Santa Catarina, SEDE/SC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Professor em caráter temporári, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 20


Centro de Educação a Distância - UDESC, CEAD/UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora Tutora, Carga horária: 20


Setor de Memória/Arquivo/Tribunal Regional do Trabalho 12ª Região, TRT/SC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2010
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Funcionária do Setor de Memória, Carga horária: 30


Patrimonium Consultoria em Arqueologia e Museologia Ltda, (NÃO TEM), Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultora em História, Carga horária: 20


Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboradora, Carga horária: 10


Laboratório de História Social do Trabalho e da Cultura, UFSC, LABHSTC, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Bolsista PIBIC/IC, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Monitora, Enquadramento Funcional: Monitora disc. História do Brasil II -Império, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Monitora, Enquadramento Funcional: Monitora disc. História do Brasil I - Colônia, Carga horária: 20


Núcleo de Estudos sobre as Transformações no MUndo do Trabalho, UFSC, TMT, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista PIBIC/IC, Enquadramento Funcional: Pesquisadora Voluntária, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Bolsista PIBIC/IC, Enquadramento Funcional: Pesquisadora, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Instituto Federal de Santa Catarina, IFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Estágio, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Técnico-Administrativo em Educação, Carga horária: 40



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Pesca artesanal da Tainha no Campeche: Patrimônio Cultural Imaterial de Santa Catarina
Descrição: Tem o objetivo de realizar a instrução do processo de registro da pesca artesanal da tainha do Campeche como patrimônio cultural imaterial de Santa Catarina, a ser submetido à Fundação Catarinense de Cultura (FCC). O trabalho insere-se no contexto da Rede de Cidade Criativas da UNESCO, uma vez que Florianópolis integra esta Rede. O registro da pesca artesanal se coaduna com os objetivos propostos para as Cidades Criativas, no sentido de um desenvolvimento urbano sustentável e inclusivo, na medida em que contribuirá para a manutenção da prática cultural da pesca artesanal, para a afirmação identitária da comunidade do Campeche, e para a própria existência do peixe, que é ingrediente de preparações tradicionais locais. O registro é um instrumento legal de salvaguarda aplicado à representações, expressões, lugares, conhecimentos e técnicas que os grupos sociais reconhecem como parte integrante do seu patrimônio cultural, e tem como objetivo contribuir para a continuidade da prática cultural..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
A Corte Celeste de Barra Velha e os Fanáticos de Joinville: levantamento de fontes sobre movimentos messiaânicos no litoral norte de Santa Catarina (1920-1945)
Descrição: A pesquisa apresenta resultados da primeira etapa do projeto que visa localizar, fichar, digitalizar e analisar fontes sobre movimentos messiânicos e milenares ocorridos no litoral norte de Santa Catarina entre 1920 e 1945. Figuram como resultados os dados obtidos a partir do levantamento de fontes empreendido nos Cadernos de Expedientes do Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda (DEIP/SC), órgão criado pelo Estado Novo, subordinado ao Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP). O ?corpus? documental totaliza 14 cadernos, organizados trimestralmente, entre os anos de 1942 e 1945. As informações foram organizadas nos seguintes eixos temáticos: propaganda e regime; radiodifusão; diversões públicas, etnias, política de boa vizinhança; notícias proibidas; guerra e imprensa. Um resumo de notícia de 22 de abril de 1942, encontrado no acervo de documentos do DEIP/SC, dirigido ao Interventor Federal Nereu Ramos, informando do deslocamento de uma unidade da polícia de Joinville para debelar ?fanáticos? no interior do Município, constitui um dos principais registros para essa pesquisa e seu conteúdo demanda posterior aprofundamento na questão do messianismo e cruzamento com outras informações que possam revelar mais aspectos do ocorrido. A análise minuciosa dessas fontes revela as transformações no cenário político, social e cultural catarinense do apogeu ao declínio do Estado Novo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Elisa Freitas Schemes - Integrante / Paulo Pinheiro Machado - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2005 - 2006
Trajetórias de vida na Via Campesina
Descrição: Esse trabalho apresenta dados da pesquisa desenvolvida com integrantes da Via Campesina em Santa Catarina, a qual agrega o Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST), o Movimento das Mulheres Camponesas (MMC) e o Movimento dos Atingidos por Barragem (MAB). A pesquisa teve por objetivo inscrever novas personagens na história mediante a análise de aspectos da trajetória de pessoas singulares que possuem uma inserção em movimentos sociais organizados, compondo um novo parâmetro para a história social dos trabalhadores. A metodologia consistiu na realização e edição de entrevistas com fins biográficos, bem como revisão bibliográfica sobre os movimentos da Via Campesina e sobre a produção de histórias de vida a partir da História Oral. A Via Campesina quer política quer socialmente é, evidentemente, um fenômeno atual o que justifica a análise biográfica das pessoas que ela agrega. Os resultados da pesquisa fazem parte do livro ?Nossas Histórias de Vida?, a ser lançado em parceria com a orientadora, no qual estão incluídas as entrevistas realizadas com Beatriz Maria Gass Reichert, Fátima Pancera, Janeci Andreoli, Juraide Bortoli e Manuel Antônio Roque. Analisar a trajetória de vida dessas personagens foi, sobretudo, perceber de que maneira as pessoas comuns se revelam extraordinárias como agentes da ação coletiva. Foi possível ainda vislumbrar como esses sujeitos sociais produzem sua existência, revelando seu comportamento, as suas visões sobre o mundo, as suas aspirações, as lutas que travam no seu cotidiano e as saídas que encontram para os seus embates, dentro dos movimentos e das comunidades em que atuam..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Elisa Freitas Schemes - Integrante / Bernardete W. Aued - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 5
2005 - 2005
Histórias de vida na Via Campesina
Descrição: Esse trabalho apresenta dados da pesquisa realizada com integrantes da Via Campesina em Santa Catarina e pretende analisar aspectos relevantes da trajetória de pessoas singulares inseridas em movimentos sociais organizados, compondo um novo parâmetro para a história social dos trabalhadores. O objetivo da pesquisa é inscrever novas personagens na história, através da edição dos testemunhos orais dos entrevistados, mostrando como essas personagens desconhecidas da dita ?história oficial? produzem sua existência. A metodologia utilizada foi a entrevista biográfica com apoio da História Oral. A Via Campesina quer política quer socialmente pode ser considerada e é evidentemente um fenômeno atual o que justifica a análise biográfica de Juraide Bortoli e Fátima Pancera, ambas moradoras de assentamentos do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) e envolvidas com o Movimento das Mulheres Camponesas (MMC). Analisar a trajetória de vida dessas personagens foi, sobretudo, perceber como elas produzem sua existência, revelando seu comportamento, as suas visões sobre o mundo, as suas aspirações, as lutas que travam no seu cotidiano e as saídas que encontram para os seus problemas, dentro dos movimentos e das comunidades em que atuam. A relevância da realização deste trabalho consiste em escrever uma história que se constrói no cotidiano dos indivíduos, que foge às biografias de personagens ilustres, mas permite que se faça a história dos segmentos desconhecidos da sociedade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Elisa Freitas Schemes - Integrante / Edna Garcia Maciel Fiod - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 6


Projetos de extensão


2009 - 2009
SPECULA - Sistema de Pesquisa e Referência sobre Patrimônio Cultural em SC
Descrição: O projeto de extensão 'SPECULA - Sistema de Pesquisa e Referência sobre Patrimônio Cultural em SC' objetiva a concepção, montagem, implantação e alimentação de bases de dados integradas (contemplando georreferenciamento), voltadas para os bens culturais que integram o patrimônio cultural de Santa Catarina. O Sistema deverá ser disponibilizado na World Wide Web, permitindo sua ampla consulta a todo e qualquer interessado, seja ou não profissional da área de preservação. Desenvolvido no âmbito do Laboratório de Patrimônio Cultural - LabPac, ligado ao Departamento de História do Centro de Ciências Humanas e da Educação da UDESC, o projeto prevê parcerias com outras instâncias internas à Universidade (o Laboratório de Geoprocessamento - GeoLab e o Núcleo de Estudos Afro-Brasileiros - NEAB) e instâncias externas (como a Diretoria de Patrimônio Cultural e o Ateliê de Conservação e Restauro de Bens Culturais Móveis, ambos ligados à Fundação Catarinense de Cultura, além do Instituto Recriar)..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Elisa Freitas Schemes - Integrante / Janice Gonçalves - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Social.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2009
Diploma de Mérito Estudantil por ter obtido o melhor índice de aproveitamento no Curso de História, Universidade Federal de Santa Catarina (Resolução n.º 17/Cun/97).
2008
Certificado de Desempehho Acadêmico por ter obtido índice de aproveitamento igual ou superior a 9,00, Pró-Reitoria de Ensino e Graduação - Universidade Federal de Santa Catarina.
2007
Certificado de Desempenho Acadêmico por ter obtido índice de aproveitamento igual ou superior a 9,0, Pró-Reitoria de Ensino de Graduação - Universidade Federal de Santa Catarina.
2006
Certificado de Desempenho Acadêmico por ter obtido índice de aproveitamento igual ou superior a 9,0, Pró-Reitoria de Ensino e Graduação - Universidade Federal de Santa Catarina.
2005
Certificado de Desempenho Acadêmico por ter obtido índice de aproveitamento igual ou superior a 9,0, Pró-Reitoria de Ensino e Graduação - Universidade Federal de Santa Catarina.
2004
Certificado de Desempenho Acadêmico por ter obtido índice de aproveitamento igual ou superior a 9,0, Pró-Reitoria de Ensino de Graduação - Universidade Federal de Santa Catarina.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SCHEMES, E. F.2015 SCHEMES, E. F.; PADILHA, R. C. . CAMINHOS P ARA A DOCUMENT AÇÃO MUSEOLÓGICA DE ACERVO FOTOGRÁFICO DIGIT AL. Revista Eletrônica Ventilando Acervos, v. 3, p. 41-59, 2015.

2.
SCHEMES, E. F.2011SCHEMES, E. F.. Quem governa a vida dos trabalhadores? (Resenha). Esboços (UFSC), v. 18, p. 307-309, 2011.

Capítulos de livros publicados
1.
SCHEMES, E. F.. Trajetória de vida e construção de uma personagem social: a história de Beatriz Maria Gass Reichert. In: Bernardete Wrublevski Aued; Ana Emília Barros Cardoso;Elisa Freitas Schemes; Sabrina Rebelo. (Org.). Nossas Histórias. Florianópolis: Insular, 2007, v. 1, p. 101-120.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SCHEMES, E. F.. A literatura de viagem como gênero literário e como fonte de pesquisa. In: XVIII Simpósio Nacional de História, 2015, Florianópolis. Anais Eletrônicos do XVIII Simpósio Nacional de História, 2015.

2.
SCHEMES, E. F.. Análise da documentação do Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda de Santa Catarina - DEIP/SC (1942-1945. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011, São Paulo. Anais do XXVI simpósio nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011. v. 1.

3.
SCHEMES, E. F.. CONFITENTES, DENUNCIANTES E DENUNCIADOS NA VISITAÇÃO DA INQUISIÇÃO AO GRÃO-PARÁ (1763-1769). In: Congresso Internacional de História, 2009, Maringá/PR. Anais on line, 2009.

4.
SCHEMES, E. F.; KOLB, M. V. ; LENCINA, D. C. . O Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda de Santa Catarina - DEIP/SC,1942-1945.. In: XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquisa; III Encontro Estadual do Grupo de Trabalho Gênero de Santa Catarina; IV Jornada Nacional de História do Trabalho, 2008, Criciúma. XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquis, 2008, Criciúma. XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquisa; III Encontro Estadual do Grupo de Trabalho Gênero de Santa Catarina; IV Jornada Nacional de História do Trabalho, 2008, Criciúma. XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquis. Criciúma: UNESC, 2008. p. 158-159.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SCHEMES, E. F.. Um visitante oficial na ?América?: Oswaldo R. Cabral, relato de viagem e público (1944). In: XXVII Simpósio Nacional de História, 2013, Natal/RN2013. Anais XXVII Simpósio Nacional de História.

2.
SCHEMES, E. F.. Oswaldo Cabral na ?Terra da Liberdade?: literatura de viagem durante a Segunda Guerra Mundial. In: ANPUH-Seção SC XIV Encontro Estadual de História - Tempo, memórias e expectativas, 2012, Florianópolis. Anais do Encontro Estadual de História, v.1, n.1, 2012, 2012.

3.
SCHEMES, E. F.. Duas memórias em. In: XIII Encontro Estadual de História, IV Encontro Estadual do GT Gênero de Santa Catarina e I Encontro Estadual do GT de Estudos Africanos e da Diáspora, 2010, Chapecó. Anais do XIII Encontro Estadual de História, IV Encontro Estadual do GT Gênero de Santa Catarina e I Encontro Estadual do GT de Estudos Africanos e da Diáspora, 2010.

4.
SCHEMES, E. F.. Santa Catarina e a Política de Boa Vizinhança. In: 9ª SEPEX - Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão, 2010, Florianópolis. Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão (9. : 2010 : Florianópolis (SC) Anais [Recurso eletrônico] / 9. Semana de Ensino, Pesquisa e Extensão, SEPEX.. Florianópolis: UFSC, 2010.

5.
SCHEMES, E. F.. Os filhos de Cam e a Inquisição: Africanos e seus descendentes nas malhas da Inquisição na América Portuguesa. In: 3º Encontro Escravidão e Liberdade no Brasil Meridional, 2007, Florianópolis. Resumos, 2007.

6.
SCHEMES, E. F.. Histórias de Vida na Via Campesina. In: XX Jornada Acadêmica Integrada, 2006, Santa Maria - RS. Anais da XX Jornada Acadêmica Integrada, 2006.

7.
SCHEMES, E. F.. Trajetórias de Vida na Via Campesina. In: XVI Seminário de Iniciação Científica - UFSC, 2006, Florianópolis. Anais Seminário de Iniciação Científica, 2006.

8.
SCHEMES, E. F.. Histórias de Vida na Via Campesina. In: Seminário de Iniciação Científica, 2005, Florianópolis. Anais Seminário de Iniciação Científica, 2005.

9.
SCHEMES, E. F.. A tortura dos corpos para a salvação das almas. In: 5ª Semana de Ensino Pesquisa e Extensão, 2005, Florianópolis. Anais da Sepex, 2005.

Apresentações de Trabalho
1.
SCHEMES, E. F.. A literatura de viagem como gênero literário e como fonte de pesquisa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
SCHEMES, E. F.. Oswaldo Cabral na 'Terra da Liberdade': literatura de viagem durante a Segunda Guerra Mundial. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SCHEMES, E. F.. Análise da documentação dos Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda - DEIP/SC (1942-1945). 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
SCHEMES, E. F.. Duas memórias em "Oswaldo Rodrigues Cabral: páginas de um livro de memórias". 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SCHEMES, E. F.; LENCINA, D. C. ; KOLB, M. V. . O Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda de Santa Catarina - DEIP/SC, 1942-1945.. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
SCHEMES, E. F.. Os filhos de Cam e a Inquisição: Africanos e seus descendentes nas malhas da Inquisição na América Portuguesa. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
SCHEMES, E. F.. Trajetórias de Vida na Via Campesina. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

8.
SCHEMES, E. F.. Histórias de Vida na Via Campesina. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
SCHEMES, E. F.. Histórias de Vida na Via Campesina. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
SCHEMES, E. F.. A tortura dos corpos para a salvação das almas. 2005. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
AUED, B. W. ; SCHEMES, E. F. ; CARDOSO, A. E. B. ; REBELO, S. . Nossas Histórias. Florianópolis: Insular, 2007 (Edição de textos).


Demais tipos de produção técnica
1.
SCHEMES, E. F.; MACHADO, P. P. . A ?CORTE CELESTE? DE BARRA VELHA E OS ?FANÁTICOS? DE JOINVILLE: LEVANTAMENTO DE FONTES SOBRE MOVIMENTOS MESSIÂNICOS NO LITORAL NORTE DE SANTA CATARINA (1920-1945). 2008. (Relatório de pesquisa).

2.
AUED, B. W. ; SCHEMES, E. F. . Trajetórias de vida na Via Campesina. 2006. (Relatório de pesquisa).

3.
FIOD, E. G. M. ; SCHEMES, E. F. . Histórias de vida na VIa Campesina. 2005. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
SCHEMES, E. F.; MARTINS, T. ; BOSCO, D. D. ; BASSO, D. S. ; GOULART, T. ; MELATI, V. W. . Vida entre livros - Biblioteca Professor Osni Régis. 2010 (Documentário).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SCHEMES, E. F.; STAUB, E. S.; CORDOVA, T.. Participação em banca de Lucas Cechinel da Rosa. Gerenciamento de estudos EaD na disciplina de Geografia para a Educação de Jovens e Adultos (EJA) dentro da metodologia SESIEduca. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Educação p/ a Diversidade - EJA) - Instituto Federal de Santa Catarina.

2.
SCHEMES, E. F.; JOHANN, M.. Participação em banca de Angela Pommê. Estudo de caso de um serviço de acolhimento institucional: a inclusão e a exclusão de crianças e adolescentes em situaçãode acolhimento institucional. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Educação p/ a Diversidade - EJA) - Instituto Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
DUARTE, A. L.; LENCINA, D. C.; SCHEMES, E. F.. Participação em banca de Thiago Henrique Elias.Os protestos da minha estima e distinta consideração: uma análise da estrutura interna do DEIP/SC. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
DUARTE, A. L.; CORSEUIL, A. R.; SCHEMES, E. F.. Participação em banca de Maria Antônia Girardello Gatti.O Brasil na América: Política de Boa Vizinhança e Literatura na primeira viagem de Erico Veríssimo aos Estados Unidos (1941). 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.

3.
SCHEMES, E. F.; FILGUEIRA, B. M.; VALIM, A. B.. Participação em banca de Bárbara Zacher Vitória.Lástimas e suspiros: um estudo dos quadrinhos Peanuts em meados do século XX. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal de Santa Catarina.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XVIII Simpósio Nacional de História.A literatura de viagem como gênero literário e como fonte de pesquisa. 2015. (Seminário).

2.
1º Seminário de Educação Inclusiva da Serra Catarinense. 2013. (Seminário).

3.
Assembleia Regional do 4º Fórum de Museus de Santa Catarina. 2013. (Outra).

4.
XXVII Simpósio Nacional de História.Apresentação Oral. 2013. (Simpósio).

5.
XIV Encontro Estadual de História.Oswaldo Cabral na 'Terra da Liberdade': literatura de viagem durante a Segunda Guerra Mundial. 2012. (Encontro).

6.
Seminário Internacional História do Tempo Presente. 2011. (Seminário).

7.
XXVI Simpósio Nacional de História.Análise da documentação dos Departamento Estadual de Imprensa e Propaganda - DEIP/SC (1942-1945). 2011. (Simpósio).

8.
História: Desafio do tempo presente - XIII Encontro Estadual de História, IV Encontro Estadual do GT Gênero de Santa Catarina e I Encontro Estadual do GT de Estudos Africanos e da Diáspora.Apresentação Oral. 2010. (Encontro).

9.
Seminário Internacional Mundos do Trabalho: Histórias do Trabalho no Sul Global/V Jornada Internacional do Trabalho. 2010. (Seminário).

10.
X BRASA - Décimo Congresso Internacional da Associação de Estudos Brasileiros/Brazilian Studies Association. 2010. (Congresso).

11.
Discussões sobre Arqueologia e Patrimônio HIstórico. 2009. (Seminário).

12.
XII Encontro Estadual de História: História, Ensino e Pesquisa; III Encontro Estadual do Grupo de Trabalho Gênero de Santa Catarina; IV Jornada Nacional de História do Trabalho..O Departamento Estadual de imprensa e Propaganda de Santa Catarina - DEIP/SC,1942-1945.. 2008. (Encontro).

13.
3º Encontro Escravidão e Liberdade no Brasil Meridional.Os filhos de Cam e a Inquisição: Africanos e seus descendentes nas malhas da Inquisição na América Portuguesa. 2007. (Encontro).

14.
3º Encontro Escravidão e Liberdade no Brasil Meridional. 2007. (Encontro).

15.
Colóquio: Variações sobre um tema: Interpretações do Brasil e do Estado Novo - Memória, História e Política. 2007. (Simpósio).

16.
II Simpósio Nacional e Internacional de Estudos Celtas e Germânicos. 2006. (Simpósio).

17.
V Seminário: Desemprego e Alternativas Pesquisa-ação. 2006. (Seminário).

18.
XVI Seminário de Iniciação Científica.Trajetórias de Vida na Via Campesina. 2006. (Seminário).

19.
XX Jornada Acadêmica Integrada.XX Jornada Acadêmica Integrada. 2006. (Outra).

20.
III Ciclo de História da Arte, Módulo III - "Arte e fotografia no Brasil: a questão do retrato". 2005. (Oficina).

21.
II Semana de história - "25 anos de Novembrada: Estado Autoritário, Capitalismo e Emancipação Social. Mini-curso: História do Contestado. 2005. (Outra).

22.
IIª Jornada Metológica. 2005. (Oficina).

23.
VI Encontro Internacional de Estudos Medievais. 2005. (Congresso).

24.
XV Seminário de Iniciação Científica.XV Seminário de Iniciação Científica. 2005. (Seminário).

25.
Vídeo e Educação. 2004. (Oficina).

26.
X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder/3ª reunião Nacional do Gt Estudos de Gênero/II Jornada Nacional de História do Trabalho. 2004. (Oficina).

27.
X Encontro Estadual de História: Trabalho, Cultura e Poder/ 3ª Reunião Nacional do GT Estudos de Gênero/ II Jornada Nacional de História do Trabalho. 2004. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SCHEMES, E. F.. Seminário de Ensino Pesquisa Extensão e Inovação - SEPEI/IFSC. 2013. (Outro).



Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SCHEMES, E. F.. Seminário de Ensino Pesquisa Extensão e Inovação - SEPEI/IFSC. 2013. (Outro).



Outras informações relevantes


Aprovada no Exame de Proficiência em Língua Inglesa, elaborado, aplicado e corrigido pelo DLLE/UFSC em 17 de abril de 2009.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 10:32:51