Patrícia de Abreu Moreira

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3453951631458342
  • Última atualização do currículo em 02/05/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas pela Universidade Estadual de Montes Claros-Unimontes (2006), mestrado (2008) e doutorado (2012) em Genética Evolutiva e de Populações pela Universidade Federal de Minas Gerais-UFMG (2008). Foi professora do Departamento de Biologia Geral da Unimontes (2008-2012) e também do Departamento de Biologia Celular e Genética da Universidade Federal do Rio Grande de Norte (UFRN) em 2013 e 2014. Atualmente é professora do Departamento de Biodiversidade, Evolução e Meio Ambiente da Universidade Federal de Ouro Preto (UFOP). Atua com genética da conservação de plantas de Matas Secas e de campos rupestres e com diversidade genética de hemoparasitos de aves. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Patrícia de Abreu Moreira
Nome em citações bibliográficas
MOREIRA, Patrícia de Abreu;Moreira, Patrícia A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Ouro Preto, Instituto de Ciências Exatas e Biológicas.
Campus Morro do Cruzeiro, DEBIO
Bauxita
35400000 - Ouro Preto, MG - Brasil
Telefone: (31) 35591214


Formação acadêmica/titulação


2008 - 2012
Doutorado em Genética.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Diversidade genética e efeitos da fragmentação de Matas Secas em Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae): implicações para conservação, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Geraldo Wilson Afonso Fernandes.
Coorientador: Jorge Lobo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Matas Secas; Tamboril; diversidade genética; fragmentação.
Grande área: Ciências Biológicas
2007 - 2008
Mestrado em Genética.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Efeitos da paisagem no fluxo gênico de Tabebuia ochracea (Cham.) Standl. nas Matas Secas do norte de MInas Gerais,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Geraldo Wilson Afonso Fernandes.
Coorientador: Rosane Garcia Collevatti.
Palavras-chave: barreira geográfica; fragmentação; fluxo gênico; ipê amarelo.
Grande área: Ciências Biológicas
2003 - 2006
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
Título: Variabilidade Genética do Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Câm.) de Interesse Econômico no Norte de Minas Gerais.
Orientador: Dario Alves de Oliveira.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Parasitologia / Subárea: Evolução de parasitos.


Formação Complementar


2012 - 2012
Modelos y bases de datos en genetica. (Carga horária: 4h).
Associação Latino Americana de Genética, ALAG, Argentina.
2011 - 2011
Método de estudo em filogegrafia. (Carga horária: 4h).
Sociedade de Ecologia do Brasil, SEB, Brasil.
2011 - 2011
Introdução ao LATEX 2E. (Carga horária: 10h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2011 - 2011
Análise filogenética e modelos de evolução. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2011 - 2011
Herramientas biotecnológicas para la conservación. (Carga horária: 70h).
Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia, CBAB, Argentina.
2010 - 2010
Análise filogenética bayesiana. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2010 - 2010
DNAs Satélites: muito mais que mais do mesmo. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2010 - 2010
Sequenciamento e Análise de Fragmentos. (Carga horária: 40h).
Applied Biosystems, ABI, Brasil.
2009 - 2009
Genética para Conservação. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2009 - 2009
Genética molecular e a conservação de mamíferos. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Genética, SBG, Brasil.
2008 - 2008
Redação de Artigos Científicos. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2007 - 2007
DArT - Diversity Array technology. (Carga horária: 80h).
Embrapa Milho e Sorgo, EMBRAPA, Brasil.
2006 - 2006
Filogeografia de Plantas. (Carga horária: 15h).
Sociedade Brasileira de Botânica, SBB, Brasil.
2006 - 2006
Biologia Molecular Aplicada à Taxonomia e à Zoogeo. (Carga horária: 8h).
Faculdade de Saúde Ibituruna, FASI, Brasil.
2006 - 2006
Inglês - Advanced 1 e 2. (Carga horária: 160h).
American English School, AES, Brasil.
2005 - 2005
Citogenética. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
2005 - 2005
Melhoramento Genético do Tomateiro. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2005 - 2005
Cultivo de Orquídeas da Germinação à Floração. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em I Fórum de Biotemas na Educação Básica. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Introdução a Biologia Moleular e Celular. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Farmacoterapia e Antiinflamatórios. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Organização da Pesquisa. (Carga horária: 4h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Resistência Bacteriana a Antimicrobianos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Ecologia Interna. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
Legislação Sobre Resíduos Sólidos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2004 - 2004
A Água na Planta Prática Em Fisiologia Vegetal.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2004 - 2004
Aproveitamento Agrícola do Biosólido de Esgoto.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
2004 - 2004
Inglês - Intermediate 1 e 2. (Carga horária: 160h).
American English School, AES, Brasil.
2003 - 2003
Imunoparasitologia Tropical. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2003 - 2003
Modelos Para Estudo de Embriologia Comparada. (Carga horária: 6h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2003 - 2003
Polinização e Dispersão de Sementes. (Carga horária: 6h).
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
2003 - 2003
Identificação de Ofídeos e Aracnídeos Peçonhentos. (Carga horária: 8h).
Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
2001 - 2002
Inglês Básico. (Carga horária: 240h).
Skipper's - Escola de Inglês, SKIPPER'S, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de Ouro Preto, UFOP, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.


Universidad Nacional de Rosario, UNR, Argentina.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Universidade Federal do Rio Grande do Norte, UFRN, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2013 - Atual
Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Genética Humana
02/2013 - Atual
Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos de Genética
Genética Quantitativa
Melhoramento Genético Animal

Faculdade Ciências da Vida, FCV, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Ensino Superior, Carga horária: 6

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenador de Pesquisa e Extensão, Carga horária: 10

Atividades

03/2012 - 08/2012
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenação de Pesquisa e Extensão, .

Linhas de pesquisa
Epidemiologia
02/2012 - 07/2012
Ensino, Farmácia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Genética
02/2012 - 07/2012
Ensino, Enfermagem, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Genética
02/2012 - 07/2012
Ensino, Farmácia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Botânica
02/2012 - 07/2012
Ensino, Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Genética
02/2012 - 07/2012
Ensino, Biotecnologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Botânica
06/2011 - 07/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação de Pesquisa e Extensão, .

Cargo ou função
Membro da Câmara de Ensino, Pesquisa e Extensão (CENPEX).
02/2011 - 07/2012
Direção e administração, Coordenação de Pesquisa e Extensão, .

Cargo ou função
Coordenadora de Pesquisa e Extensão.

Faculdade de Saúde Ibituruna, FASI, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

02/2009 - 07/2009
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia Molecular
Bioética

Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Pós-Doutorado, Enquadramento Funcional: Pós-Doutorardo

Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estudante de doutorado

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estudante de mestrado

Atividades

09/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .

Linhas de pesquisa
Ecologia e evolução
02/2007 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, .


Universidade Católica de Brasília, UCB/DF, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaboradora

Atividades

2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, .

07/2009 - 02/2011
Pesquisa e desenvolvimento , Pró-Reitoria de Pós-Graduação e Pesquisa, .


Universidade Estadual de Montes Claros, UNIMONTES, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de Ensino Superior, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professor da disciplina Genética da UAB
Outras informações
Professor da disciplina Genética da Universidade Aberta do Brasil UAB/Unimontes

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica - FAPEMIG

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Iniciação Científica - FAPEMIG

Atividades

01/2012 - 07/2012
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estágio Obrigatório
Genética da Conservação
2010 - 2012
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Ccbs, .

01/2011 - 12/2011
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia do Desenvolvimento
Biologia Molecular
Bioinformática
Técnicas em Biologia Molecular
11/2009 - 10/2011
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Ccbs, .

01/2010 - 12/2010
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Bioética
Genética e Evolução
Genética da Conservação
Biologia do Desenvolvimento
Genética
01/2009 - 12/2009
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia Celular
Biologia Molecular
Evolução
Biologia do Desenvolvimento
Genética
10/2008 - 12/2008
Ensino, Odontologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Citologia/Histologia/Embriologia
3/2004 - 3/2005
Estágios , Centro de Ciências Biológicas e da Saúde Ccbs, Laboratório de Biologia Molecular.

Estágio realizado
Estágio Voluntário.


Linhas de pesquisa


1.
Genética de populações e conservação
2.
Genética de populações e conservação
3.
Genética de populações e conservação
4.
Genética de populações e conservação
5.
Epidemiologia
6.
Ecologia e evolução
7.
Genética de populações e conservação


Projetos de pesquisa


2015 - 2017
Variabilidade fenotípica entre populações de Arthrocereus glaziovii Zappi & Taylor (Cactaceae) em áreas de campo rupestre
Descrição: O presente projeto irá avaliar a diversidade e estrutura genética da espécie Arthrocereus glaziovii. Esse cactos é microendêmico na região do Quadrilátero Ferrífero (MG), ocorrendo somente em áreas de cangas. A espécie possui uma distribuição disjunta e está sob constante ameaça devido aos processos de mineração comuns em sua área de distribuição. Com isso, o projeto pretende analisar a variabilidade entre populações da espécie para gerarmos subsídios os quais serão importantes para o manejo e conservação da mesma..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Luis Fernando dos Santos Clímaco - Integrante / Flávio Fonseca do Carmo - Integrante.
2015 - 2017
Assimetria flutuante de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong como bioindicadora de fragmentação
Descrição: O presente projeto tem como objetivo testar o efeito da fragmentação na assimetria flutuante de sementes de Enterolobium contortisiliquum em árvores localizadas em áreas de Matas Secas com diferentes graus de conservação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Isabela Cardoso Botelho - Integrante.
2015 - Atual
PRONEX: Bases Ecológicas, Genéticas E Evolutivas Para O Entendimento Dos Efeitos Das Mudanças Climáticas Nos Trópicos: Busca De Sínteses Em Sistema Modelo
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Fluxo de pólen por abelhas em Ipê amarelo - Tabebuia aurea (Bignoniaceae)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Aline Cabral Braga de Medeiros em 12/12/2013.
Descrição: O Cerrado é atualmente considerado um dos biomas mais ameaçados do Brasil em função da crescente fragmentação e destruição que vem sofrendo decorrentes principalmente da expansão agrícola e substituição de áreas naturais para prática de pastagem. A fragmentação de ambientes é um dos fatores que mais comprometem a sobrevivência e conservação de espécies.Tabebuia aurea (Bignoniaceae) conhecida popularmente como ipê amarelo, paratudo ou caraibeira, é uma árvore do Cerrado polinizada por abelhas de grande porte e suas sementes são dispersas pelo vento. Essa espécie é amplamente utilizada pela população local para fornecimento de madeira e para fins medicinais. A fragmentação do Cerrado pode afetar a dinâmica populacional e a viabilidade dessa espécie. Nesse projeto, propomos um estudo detalhado e comparativo de aspectos da polinização entre árvores de uma população localizada em área de preservação permanente e em árvores isoladas localizadas na área urbana de Brasília, DF. Além disso, com o uso de marcadores moleculares microssatélites, propomos ainda estimar a distância de fluxo gênico na população da área preservada diretamente a partir do pólen coletado das abelhas que polinizam T.aurea. Adicionalmente o presente estudo irá comparar a variabilidade genética presente nos frutos com a variabilidade encontrada no conjunto de pólen carregado pelas abelhas em ambas as áreas. Os resultados obtidos nesse trabalho poderão ser utilizados para gerar estratégias de conservação e manejo para Tabebuia aurea bem como para as abelhas polinizadoras dessa espécie..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Estudo filogenético e biogeográfico do gênero Schinopsis (Anacardiaceae)
Descrição: O gênero Schinopsis Engl. compreende oito espécies de árvores neotropicais (Meyer & Barkley 1973), cuja distribuição geográfica está restrita as florestas estacionais tropicais deciduais (Matas Secas ou seasonally dry tropical forest - SDTF) e as florestas subtropicais do Chaco (Prado 1993a, b) da América do Sul. O gênero apresenta vários problemas taxonômicos ainda sem resolução, por exemplo, duas espécies mais conhecidas do gênero, S. balansae e S. lorentzii (Griseb.) Engl., aparentemente se hibridizam naturalmente na área geográfico de contato de ambas as populações (Ragonese & Castiglioni 1947), área na qual é possível observarmos exemplares (S. heterophylla) que possuem características intermediárias entre ambas espécies supra citadas (Ragonese & Castiglioni 1947). Além disso, alguns pesquisadores argentinos (como por exemplo, J.P.Lewis, comunicação pessoal) estão convencidos de que S. marginata Engl. seja, na verdade, apenas uma variedade de S. lorentzii, tal como sugerido por Cabrera (1938) ao criar uma combinação S. lorentzii var. marginata (Engl.) Cabrera. Considerações similares também podem ser feitas para S. brasiliensis Engl. var. glabra Engl. a qual Meyer & Barkley (1973) elevaram para a classificação em nível de espécie. Todos esses problemas taxonômicos não podem mais ser solucionados apenas com caracteres morfológicos, esses devem ser analisados juntamente com uso de marcadores moleculares (Soltis & Soltis 1998; Shaw et al. 2005). Os marcadores moleculares nucleares propostos para as análises moleculares são ITS e ETS, bem como os seguintes marcadores cloroplastidiais trnL-F, ndhF e rps16. Os marcadores foram selecionados de acordo com suas vantagens apresentadas em estudos de filogenia, inclusive em famílias e gêneros próximos a Schinopsis (Becerra et al. 1999; Yi et al. 2008 ; Pell 2004; Nie et al. 2009). As análises com os marcadores moleculares serão importantes para uma compreensão mais correta a cerca da filogenia do gênero. Além disso, a história biogeográfica desse gênero poderá ser inferida para a América do Sul. Do ponto de vista biogeográfico, as espécies do gênero Schinopsis apresentam os seguintes padrões de distribuição na América do Sul (Meyer & Barkley 1973): 1-S. balansae e S. lorentzii são endêmicas do CHaco da região centro-norte da Argentina, oeste do Paraguai e sudeste da Bolícia (Prado 1991, 1993a); S. heterophylla se distribui na zona sul de contato entre ambas as espécies S. balansae e S. lorentzii (Ragonese & Castiglioni 1947); 2- S. cornuta é endêmica restrita nos limítrofes entre Paraguai e Bolívia; 3- S. marginata pode ser encontrada no Chaco Serrano e no núcleo Piedmont; 4- S. marginata se extende desde as Caatingas brasileiras aos afloramentos calcários no Cerrado brasileiro e Pantanal do Mato Grosso do Sul até a região Chiquitana e dos vales andinos na Bolívia e sul do Peru. Está é a única espécie do gênero cuja distribuição reflete o Arco do Pleistoceno (Prado & Gibbs 1993, Pennington et al. 2000); S. glabra se superpõe com parte dessa mesma distribuição; 5- S. peruviana aparece unicamente nos vales secos andinos no centro-norte do Peru. Muitas espécies do gênero Schinopsis são endêmicas de áreas fitogeográficas das Matas Secas da América do Sul, tais como as áreas pertencentes ao ?Arco do Pleistoceno? (Prado & Gibbs 1993, Pennington et al. 2000). Schinopsis brasiliensis em particular, se distribui por toda a formação das Matas Secas e sua distribuição faz com que essa espécie seja um ponto de partida para realizarmos um cladograma da área para testarmos hipóteses fitogeográficas criadas por Prado (1991), como a hipótese de que o Chaco seja uma entidade florística distinta do restante das Matas Secas da América do Sul (Prado & Gibbs 1993, Pennington et al. 2000)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Darién Prado - Coordenador / Virginia Y. Mogni - Integrante.
2013 - Atual
Malária aviária em ambientes tropicais: prevalência e caracterização molecular de hemoparasitos em aves silvestres da Caatinga
Descrição: A malária aviária é uma doença amplamente prevalente em aves domésticas e silvestres, de maneira que quase todas as espécies de aves de todo o mundo (exceto aves do extremo norte e sul do planeta) apresentam registros de malária aviária (Bennett et al. 1982). Esta infecção é causada por protistas parasitos dos gêneros Plasmodium e Haemoproteus, pertencentes a classe Haemosporida (Filo Apicomplexa). Embora estes parasitos sejam amplamente distribuídos, poucas espécies relacionadas à malária aviária foram descritas até o momento. A dificuldade na delimitação de espécies dos parasitos é devida, principalmente, ao limitado número de caracteres morfológicos disponíveis (Ricklefs et al. 2004). Entretanto, a aplicação de marcadores moleculares e a adoção de conceitos alternativos de espécie (como o conceito filogenético) têm contribuído para a descoberta de uma diversidade imensa de linhagens destes parasitos, sugerindo que o número de espécies dos mesmos pode chegar a até 10000 espécies (Beadell et al. 2004; Bensch et al. 2004; Hellgren et al. 2009; Ricklefs & Fallon 2002). O Brasil abriga uma das mais diversas avifaunas do mundo, com o número de espécies estimado em quase 1700 aves, correspondendo por aproximadamente 57% das espécies de aves de toda a América do Sul (Marini & Garcia 2005). Ao considerarmos estimativas recentes, as quais apontam que a diversidade de espécies do hemoparasitos seja similar ou até mesmo superior à diversidade de espécies de aves (Bensch et al. 2004), os biomas brasileiros possuem um grande potencial em abrigar uma alta diversidade de espécies de parasitos aviários. Contudo, poucos estudos sobre a diversidade de parasitos relacionados à malaria aviária no Brasil foram conduzidos até o presente momento, sendo que a maioria deles não explora as relações de especificidade com seus hospedeiros e nenhum foi realizado no bioma Caatinga (Belo et al. 2011; Belo et al. 2012, Fecchio et al. 2007; Fecchio et al. 2011; Ribeiro et al. 2005, Sebaio et al. 2010; Sebaio et al. 2012). A compreensão dos padrões de variação nos níveis de prevalência é importante para entendermos a estrutura da comunidade parasito-hospedeiro e do papel que os parasitos exercem na distribuição e densidade das populações de aves silvestres. A malária aviária constitui uma significativa pressão de seleção nas populações de seus hospedeiros (Marzal et al. 2005) e apresenta grande capacidade de dispersão (Beadell et al. 2006; Valkiunas 2005; Walderstrom et al. 2002). Dessa forma, outro aspecto ecológico muito importante, porém pouco estudado, é o papel das aves migratórias na dispersão de espécies de Plasmodium e Haemoproteus nas regiões tropicais. O nível de prevalência de infecção em aves varia devido à flutuação sazonal da comunidade de aves em decorrência de eventos migratórios (Beaudoin et al. 1971). Essa caracterização dos parasitos causadores de malária aviária em aves migratórias geram informações importantes sobre o seu deslocamento espacial, sendo um aspecto importante para o conhecimento das peculiaridades da distribuição de parasitos no planeta, a sua penetração em novos hospedeiros e distribuição em novos territórios (Valkiunas 2005). Dessa forma, ressalta-se a necessidade de estudos envolvendo a caracterização da diversidade de parasitos causadores da malária aviária nos biomas brasileiros, principalmente na Caatinga onde esses dados são inexistentes, uma vez que esses estudos na comunidade de aves é uma das primeiras etapas para se compreender o impacto do parasitismo na composição e estrutura desta comunidade (Ricklefs et al. 2005). Concomitantemente, a extensa especificidade de hospedeiros também deve ser abordada, pois este é um fator fundamental para a determinação da composição de espécies de parasitos numa comunidade de aves silvestres, influenciando em fatores como a a taxa de introdução de novas linhagens e o sucesso de esp.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Érika Martins Braga - Integrante / Mauro Pichorim - Integrante.
2013 - Atual
Malária aviária em ambientes tropicais: prevalência e caracterização molecular de hemoparasitos em um remanescente de Mata Atlântica de restinga
Descrição: A malária aviária é uma doença amplamente prevalente em aves domésticas e silvestres, de maneira que quase todas as espécies de aves de todo o mundo (exceto aves do extremo norte e sul do planeta) apresentam registros de malária aviária (Bennett et al. 1982). Esta infecção é causada por parasitos dos gêneros Plasmodium e Haemoproteus, pertencentes a classe Haemosporida (Filo Apicomplexa). Embora estes parasitos sejam amplamente distribuídos, poucas espécies relacionadas à malária aviária foram descritas até o momento. A dificuldade na delimitação de espécies dos parasitos é devida, principalmente, ao limitado número de caracteres morfológicos disponíveis (Ricklefs et al. 2004). Entretanto, a aplicação de marcadores moleculares e a adoção de conceitos alternativos de espécie (como o conceito filogenético) têm contribuído para a descoberta de uma diversidade imensa de linhagens destes parasitos, sugerindo que o número de espécies dos mesmos pode chegar a até 10000 espécies (Beadell et al. 2004; Bensch et al. 2004; Hellgren et al. 2009; Ricklefs & Fallon 2002). O Brasil abriga uma das mais diversas avifaunas do mundo, com o número de espécies estimado em quase 1700 aves, correspondendo por aproximadamente 57% das espécies de aves de toda a América do Sul (Marini & Garcia 2005). Ao considerarmos estimativas recentes, as quais apontam que a diversidade de espécies do hemoparasitos seja similar ou até mesmo superior à diversidade de espécies de aves (Bensch et al. 2004), os biomas brasileiros possuem um grande potencial em abrigar uma alta diversidade de espécies de parasitos aviários. Contudo, poucos estudos sobre a diversidade de parasitos relacionados à malaria aviária no Brasil foram conduzidos até o presente momento, sendo que a maioria deles não explora as relações de especificidade com seus hospedeiros e nenhum foi realizado nas restingas do bioma Mata Atlântica (Belo et al. 2011; Belo et al. 2012, Fecchio et al. 2007; Fecchio et al. 2011; Ribeiro et al. 2005, Sebaio et al. 2010; Sebaio et al. 2012). A compreensão dos padrões de variação nos níveis de prevalência é importante para entendermos a estrutura da comunidade parasito-hospedeiro e do papel que os parasitos exercem na distribuição e densidade das populações de aves silvestres. A malária aviária constitui uma significativa pressão de seleção nas populações de seus hospedeiros (Marzal et al. 2005) e apresenta grande capacidade de dispersão (Beadell et al. 2006; Valkiunas 2005; Walderstrom et al. 2002). Dessa forma, outro aspecto ecológico muito importante, porém pouco estudado, é o papel das aves migratórias na dispersão de espécies de Plasmodium e Haemoproteus nas regiões tropicais. O nível de prevalência de infecção em aves varia devido à flutuação sazonal da comunidade de aves em decorrência de eventos migratórios (Beaudoin et al. 1971). Essa caracterização dos parasitos causadores de malária aviária em aves migratórias geram informações importantes sobre o seu deslocamento espacial, sendo um aspecto importante para o conhecimento das peculiaridades da distribuição de parasitos no planeta, a sua penetração em novos hospedeiros e distribuição em novos territórios (Valkiunas 2005). Dessa forma, ressalta-se a necessidade de estudos envolvendo a caracterização da diversidade de parasitos causadores da malária aviária nos biomas brasileiros, principalmente na Mata Atlância, um bioma muito diverso, rico em endemismo, porém, em altamente ameaçado, onde esses dados são inexistentes para as restingas do Rio Grande do Norte, uma vez que esses estudos na comunidade de aves é uma das primeiras etapas para se compreender o impacto do parasitismo na composição e estrutura desta comunidade (Ricklefs et al. 2005). Concomitantemente, a extensa especificidade de hospedeiros também deve ser abordada, pois este é um fator fundamental para a determinação da composição de espécies de parasi.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Érika Martins Braga - Integrante / Mauro Pichorim - Integrante.
2013 - Atual
Desenvolvimento de marcadores moleculares e diversidade genética de Pseudobombax marginatum: implicações para a conservação
Descrição: A Caatinga é uma das maiores e mais distintas regiões brasileiras (Ferri, 1980), porém, em termos científicos essa região permanece como uma das menos conhecidas da América do Sul (MMA, 1998). Além disso, esse bioma tem sido bastante modificado por ações antrópicas, o que torna a Caatinga um dos ambientes mais ameaçados do país (Castelletti et al., 2003b), com cerca de 15% de suas áreas desertificadas (Drumond et al., 2000). Ademais, menos de 2% desse bioma está protegido em unidades de conservação de proteção integral (Tabarelli et al., 2000) o que agrava a conservação desse ecossistema. Estas ameaças ao bioma Caatinga colocam em risco a biodiversidade a ela associada. Apesar disso, a caracterização da diversidade e estrutura genética populacional em escala fina é inexistente para espécies arbóreas no bioma. Praticamente toda a informação sobre genética de populações, filogeografia e ecologia de espécies arbóreas tropicais foi gerada a partir de estudos com espécies vegetais de outros biomas como Amazônia, Mata Atlântica e Cerrado. Dessa forma, a presente proposta tem como objetivo o desenvolvimento de marcadores moleculares microssatélites para Pseudobombax marginatum, uma espécie arbórea da Caatinga. Esses marcadores serão utilizados ainda para caracterização da diversidade e estrutura genética de uma população da espécie na Caatinga. Com o desenvolvimento dessa ferramenta molecular outras informações úteis para a conservação da espécie poderão ser desenvolvidas, tais como estimativas de distância do fluxo gênico e estudo do sistema reprodutivo e efeitos da fragmentação na diversidade genética e sucesso reprodutivo da espécie. Assim, os resultados obtidos nesse trabalho serão importantes para obtermos ferramentas moleculares capazes de gerar conhecimento sobre os aspectos ecológicos e genéticos de uma espécie arbórea pertencente a um bioma pouco estudado, proporcionando assim subsídios para avaliar a diversidade e estrutura genética da espécie, gerando informações uteis para sua conservação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2015
Estudo da diversidade e especificidade das linhagens de hemosporídeos (Filo Apicomplexa, Família Haemosporida) em aves e mosquitos de uma floresta estacional decidual
Descrição: A presença de parasitos sanguíneos afeta a estrutura, dinâmica temporal e espacial de comunidades podendo, portanto, serem considerados reguladores do tamanho de populações de hospedeiros bem como causadores de extinção de determinadas espécies. Dessa forma, esse projeto tem como objetivo a caracterização da ocorrência de hemoparasitos em aves de vida livre em uma floresta estacional decidual, bem como dos mosquitos vetores dos hemoparasitos nesse ambiente. Além disso, o projeto irá contribuir com o mapeamento da distribuição geográfica dos hemoparasitos com a finalidade de compreender possíveis relações entre a distribuição e especialização dos hospedeiros..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Gabriel Moreira F Félix - Integrante / Lemuel Olívio Leite - Integrante / Érika Martins Braga - Coordenador.
2012 - 2014
Avaliação do perfil sorológico dos candidatos à doação de sangue no Núcleo Regional de Sete Lagoas
Descrição: A hemoterapia é o emprego terapêutico de sangue a qual pode salvar vidas e melhorar a saúde dos pacientes. A hemoterapia tem se caracterizado pela prevenção da disseminação de agentes infecto-contagiosos durante a transfusão sanguínea, dos hemocomponentes e hemoderivados. Através da transfusão sanguínea, dos hemocomponentes e hemoderivados, agentes infecciosos podem ser transmitidos entre doador-receptor de acordo com o tropismo do agente por determinado componente sanguíneo. O vírus linfotrópico da célula T humana (HTLV), bem como o citomegalovírus (CMV), localizam-se, exclusivamente, nos leucócitos. No plasma sanguíneo podemos encontrar os vírus da hepatite B (HBV) e o vírus da hepatite C (HCV). O agente etiológico da doença de Chagas, o Trypanosoma cruzi, pode estar presente em todos os hemocomponentes. Nos leucócitos e no plasma é possível encontrarmos o vírus da imunodeficiência adquirida (HIV) e nas hemácias o agente infeccioso Plasmodium, causador da malária. A transmissão de agentes infecto-contagiosos, pela transfusão sanguínea nos hemocomponentes e hemoderivados, caracteriza-se pela reação adversa tardia de maior risco para o receptor de sangue. Uma maneira de se evitar a disseminação desses agentes infecto-contagiosos pela transfusão sanguínea e garantir a segurança do sangue que será transfundido é a identificação dos patógenos por meio de testes sorológicos. O Núcleo Regional de Sete Lagoas atende 39 cidades e 13 hospitais/entidades da região, portanto, o conhecimento do perfil sorológico das pessoas dispostas a doarem sangue é de fundamental importância para prevenção da transmissão de agentes infecciosos por transfusões sanguíneas e para adoção de estratégias educativas de prevenção das doenças transmissíveis por sangue. O presente projeto tem como objetivo principal avaliar o perfil sorológico dos candidatos à doação de sangue atendidos no Núcleo Regional de Sete Lagoas. Os dados serão coletados após a verificação dos resultados da triagem sorológic.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Luciana de Abreu Moreira - Integrante / Bruna Souza Carvalho - Integrante.
2011 - 2013
Genética da Conservação de Tamboril (Enterolobium contortisliquum): implicações para a sua conservação e manejo
Descrição: A persistência de populações frente a mudanças ambientais depende de adaptações que estão diretamente relacionadas à diversidade genética, um dos atributos mais importantes em qualquer população. Apresentando variação genética uma espécie possui condições de responder às variações do ambiente, evoluir e persistir na natureza. A distribuição espacial da variação genética dentro e entre populações é o resultado do fluxo gênico, da deriva genética e da seleção natural. O conhecimento da distância do fluxo gênico é importante para compreendermos a estrutura genética da população. Assim, este projeto tem como objetivo estudar a diversidade genética e o fluxo gênico em Enterolobium contortisiliquum com intuito de gerar conhecimento para a conservação e manejo desta espécie e para outras espécies de matas secas. Fragmentos de matas secas serão selecionados na APA do Rio Pandeiros e os indivíduos adultos serão analisados geneticamente com locos microsatélites para o estudo da diversidade genética e sua distribuição nos fragmentos. Indivíduos adultos reprodutivos serão selecionados para compor as famílias de polinização aberta para análise das progênies. Com análise desta geração será possível verificar se está ocorrendo endogamia nos fragmentos, se está ocorrendo perda de diversidade genética na progênie, se a reprodução cruzada predomina nos fragmentos e se esses fragmentos trocam alelos durante a polinização. Os dados genéticos coletados serão analisados e os dados serão de extrema importância para subsídios de conservação e manejo da espécie, bem como, da fitofisionomia na qual está inserida..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Dario Alves de Oliveira - Integrante / Geraldo Wilson Fernandes - Coordenador / Jorge Artugo Segura Lobo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro.
2010 - 2012
Análise da estrutura genética de populações naturais de Araçá (Psidium guineense Swartz - Myrtaceae) com uso de marcadores ISSR no Norte do Estado de Minas Gerais
Descrição: Tendo em vista a falta de informações sobre a diversidade e estrutura genética, bem como a falta de programas de conservação de espécies do Cerrado, tem-se como objetivo do presente projeto estudar e caracterizar a variabilidade genética entre e dentro de populações naturais de Araçá (Psidium guineense Swartz) em áreas de Cerrado no Norte de Minas Gerais com uso de marcadores moleculres ISSR para geração de subsídios para a adoção de estratégias de manejo e conservação da espécie..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2012
Efeito da fragmentação em florestas tropicais secas na estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum
Descrição: As matas secas estão entre as mais ameaçadas de todos os principais habitats de floresta tropical. Entretanto, praticamente nada se sabe a respeito da estrutura genética das espécies desta fitofisionomia mais ameaçada do Brasil. O processo de fragmentação é o maior responsável pela perda da biodiversidade. Sabe-se ainda que a fragmentação é uma causa importante de extinções locais de populações muito provavelmente, por causa da redução do tamanho populacional que, acompanhada de diminuição no fluxo gênico entre populações, leva a uma resposta mais acentuada de processos estocásticos, como a deriva genética, tendo como principais conseqüências o aumento da endogamia, uma maior diferenciação genética entre populações e uma perda de variação genética dentro de populações. É preciso conhecer e prever as possíveis conseqüências da alteração de ambientes sobre as populações naturais para que possam ser desenvolvidas estratégias de conservação para prevenir prejuízos maiores às espécies como um todo. Assim, o presente. O Norte de Minas está inserido em uma região de transição entre os biomas do Cerrado e da Caatinga, área dominada pelas Matas Secas, e prioritárias para a conservação, devido ao seu potencial biológico, complexidade estrutural de ambientes e endemismo. O estudo será conduzido em áreas de Matas Secas do Parque Estadual da Lapa Grande. Neste parque serão selecionados indivíduos arbóreos adultos em áreas sem indícios de ação antrópica e indivíduos arbóreos localizados em áreas fragmentadas. De todos indivíduos selecionados serão coletadas amostras de folhas para análise genética e frutos para análise genética da progênie. Os dados gerados por este trabalho serão de suma importância para a tomada de decisão sobre conservação e manejo da espécie estudada e também das Matas Secas. Além disso, o projeto proporcionará um treinamento de alunos de iniciação científica e mestrado, gerando conhecimento e ferramentas as quais serão utilizadas na presente proposta..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Coordenador / Dario Alves de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.
2009 - 2011
Genética e conservação de Tabebuia (Bignoniaceae): fatores históricos e fragmentação atual do Cerrado
Descrição: Esse trabalho tem como objetivos estudar a estrutura genética e a filogeografia de Tabebuia aurea e T. ochracea no Cerrado. O conhecimento de parâmetros genéticos é de suma importância para a compreensão do papel de processos micro e macroevolutivos na distribuição atual das espécies e também para entender como fatores antrópicos podem afetar esta distribuição. Além disso, pode dar subsídios para o desenvolvimento de estratégias de conservação e manejo sustentável das espécies e dos Biomas. Praticamente toda a informação sobre genética de populações, filogeografia e ecologia de espécies arbóreas tropicais foram gerados a partir de estudos na Floresta Amazônica. Os resultados gerados neste trabalho contribuirão para o melhor conhecimento sobre aspectos genéticos de uma vegetação, o cerrado sensu stricto, pouco estudada sobre o aspecto genético, e bastante negligenciada sobre o aspecto de conservação. O presente projeto se beneficiará do conhecimento e tecnologia gerados por outros projetos desenvolvidos ou em desenvolvimento pela coordenadora da proposta. Atualmente, vários estudos vêm sendo desenvolvidos com espécies do gênero Tabebuia. Dentro destes projetos foi desenvolvida uma bateria de 21 loci microsatélites para o gênero Tabebuia (Braga et al. 2007), que serão utilizados na presente proposta. Além disso, a estrutura de acasalamento e de parentesco e a distância de fluxo gênico via pólen foram estudados em uma população de Tabebuia aurea na Estação Ecológica de Águas Emendadas, dentro de uma tese de doutorado (um artigo submetido e um em elaboração final), com financiamento do CNPq (Universal 2003) e do IFS International Foundation for Science, 2001). A estrutura de parentesco e a distância de dispersão de sementes estão sendo estudadas para várias espécies de Tabebuia de Floresta Estacional no Parque Estadual Altamiro Pacheco em Goiânia, Goiás (projeto PQ 2006, em fase de finalização) e para T. ochracea no Parque Estadual da Mata Seca, MG..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Rosane Garcia Collevatti - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2006 - 2006
Variabilidade genética do umbuzeiro (Spondias tuberosa a. Câm.) no norte de Minas Gerais
Descrição: O projeto tem o objetivo de estudar a variabilidade existente entre os materiais de umbuzeiros prospectados pela EPAMIG na Região Norte do Estado de Minas Gerais, iniciando-se pelos acessos já implantados no jardim clonal da EPAMIG - FEGR, com avaliação posterior dos materiais em fase de prospecção e introdução. Os objetivos específicos do projeto são a identificação de polimorfismos gerados por meio de marcadores moleculares RAPD, construção de matriz de similaridade e dendrograma e determinação das distâncias genéticas entre os acessos de umbuzeiros implantados e em fases de prospecção do jardim clonal da Empresa de Pesquisa Agropecuária de Minas Gerais - Fazenda experimental de gorutuba, EPAMIG- FEGR. A determinação da distância genética entre os acessos de umbuzeiro por meio de marcadores moleculares possibilitarão a identificação da variabilidade para conservação do germoplasma e a classificação do germoplasma em grupos de interesse para serem utilizados em programas de melhoramento da fruteira. O desenvolvimento de variedades promissoras, produtivas e com boa qualidade do fruto por meio do melhoramento vai permitir o uso sustentável e o incremento na exploração do umbuzeiro em escala comercial principalmente para agricultores familiares do bioma Caatinga..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Dario Alves de Oliveira - Coordenador / Marcio Antonio Silva Pimenta - Integrante / Vera Lúcia Alves - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa / Banco do Nordeste do Brasil - Auxílio financeiro.
2005 - 2006
Composição química de extratos aquosos e orgânicos de Anacardium humile
Descrição: Considerando a necessidade social por medicamentos eficazes mais acessíveis comercialmente e a grande diversidade e disponibilidade de plantas medicinais utilizadas pela população, este trabalho visa realizar um estudo detalhado dos extratos e do óleo essencial do Anacardium humile St. hil. Esta espécie, Anacardium humile St. hil, família Anacardiaceae, é uma planta de ocorrência natural no Brasil em particular em regiões de clima seco, como no nordeste brasileiro. Porém, poucos estudos especificamente químicos e biológicos foram registrados na literatura até o momento. Portanto, este projeto visa além do conhecimento mais profundo da química desta matriz, extrair por técnicas convencionais e contemporâneas as substâncias ou grupo de substâncias ativas no que tange a terapêutica, utilizando técnicas de extração sólido líquido, líquido líquido, extração em fase sólida dentre outras e posterior fracionamento e identificação destas através de técnicas consolidadas tais como Cromatografia de camada delgada (CCD), Cromatografia gasosa (CG), Cromatografia liquida de alta eficiência com detector de arranjos de diodos (CLAE-DAD) e Cromatografia liquida de alta eficiência acoplada a Espectrometria de Massas e Ressonância Magnética nuclear de Carbono de próton e carbono 13 (RMN H, RMN C13)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Patrícia de Abreu Moreira - Integrante / Dario Alves de Oliveira - Coordenador / Marcio Antonio Siva Pimenta - Integrante / Vera Lúcia Alves - Integrante / Daniel Rodrigues Magalhães - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais - Bolsa.


Projetos de extensão


2013 - Atual
Aplicando o Método Científico em Sala de Aula: Ciência e Educação na busca de novos talentos
Descrição: A curiosidade é uma característica inerente à espécie humana e é a mola propulsora do aumento exponencial do conhecimento e tecnologia, sistematizada atualmente pela metodologia científica. A educação formal, caracterizada pela transmissão do conhecimento, não leva em conta esta metodologia, travando a curiosidade dos alunos. Por razões históricas, sociais e raciais muitos dos nossos jovens estão marginalizados do mundo da cultura e da ciência por falta de oportunidades e de acesso à informação. Uma maneira de mudar a sociedade é de apropriar os jovens e professores do processo científico. A partir da clara compreensão do método científico, os jovens terão capacidade de atualização, auto-aprendizado e avaliação crítica das informações e do meio que os cercam. Assim, a presente proposta, que já integra a Rede Nacional de Ciência e Educação (RNCE) e inclui novos grupos de pesquisa do campus central e do interior, visa trazer jovens alunos e professores de escolas públicas de municípios e zonas rurais, ao mundo científico da UFRN. A RNCE além de promover o intercâmbio entre diversos grupos de pesquisa de excelência do país cria novos espaços educacionais e dá oportunidades para que jovens possam desenvolver suas potencialidades e atuarem na sociedade e no mercado de trabalho com mais competência e dignidade. As principais atividades desta Rede têm sido: i) Organização de cursos experimentais durante as férias escolares em que estudantes e professores do ensino médio de Escolas Públicas são encorajados a propor e realizar seus próprios experimentos, executando as etapas do método científico; ii) Seleção de estudantes talentosos de baixa renda para serem treinados no laboratório sob a orientação de estudantes de pós-graduação, dando-lhes a chance de ingressar em uma universidade pública e iii) Seleção de professores para estágio em laboratório para que os mesmos se familiarizem com o processo da descoberta científica..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Revisor de periódico


2017 - 2017
Periódico: FLORA
2016 - 2016
Periódico: MOLECULAR ECOLOGY
2016 - 2016
Periódico: REVISTA DE BIOLOGIA TROPICAL


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Evolutiva e de Populações.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética de Populações e Conservação.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2012
Professor Homenageado do curso de Ciências Biológicas/Bacharelado, Universidade Estadual de Montes Claros.
2011
Professor Homenageado do curso de Ciências Biológicas/Bacharelado, Universidade Estadual de Montes Claros.
2010
Menção honrosa no prêmio Genética, Evolução e Melhoramento de Plantas: "Does Sao Francisco river acts as a geographic barrier to gene flow in Tabebuia ochracea?", Sociedade Brasileira de Genética.
2009
Menção honrosa no prêmio Genética, Evolução e Melhoramento de Plantas: "Fragmentation and spatial genetic structure in Tabebuia ochracea (Bignoniaceae) a seasonally dry Neotropical tree species", Sociedade Brasileira de Genética.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
Cota, L.G.2017Cota, L.G. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; Brandão, M.M. ; ROYO, V.A. ; MELO JÚNIOR, A. F. ; MENEZES, E.V. ; OLIVEIRA, D.A. . Structure and genetic diversity of Anacardium humile (Anacardiaceae): a tropical shrub. GENETICS AND MOLECULAR RESEARCH, v. 16, p. 1-13, 2017.

2.
Moreira, Patrícia A.2015Moreira, Patrícia A.; BRANDÃO, Murilo Malveira ; ARAUJO, N. H. ; OLIVEIRA, D.A. ; FERNANDES, G. W. . Genetic diversity and structure of the tree Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae) associated with remnants of a Seasonally Dry Tropical Forest. Flora (Jena), v. 210, p. 40-46, 2015.

3.
MOREIRA, Patrícia de Abreu;Moreira, Patrícia A.2013MOREIRA, Patrícia de Abreu; SILVA, J. O. ; COSTA, F. V. ; BRANDAO, D. O. ; NEVES, F. S. . Herbivoria foliar em Tabebuia ochracea (Cham.) Standl (Bignoniaceae) em dois estágios sucessionais de uma floresta estacional decidual. Lundiana (UFMG), v. 11, p. 69-71, 2013.

4.
Moreira, Patrícia A.2013Moreira, Patrícia A.; FERNANDES, G. W. . Is the São Francisco River a geographic barrier to gene flow in trees of Handroanthus ochraceus?. Journal of Tropical Ecology, v. x, p. 1-8, 2013.

5.
MOTTA, RAFAEL OTÁVIO CANÇADO2013MOTTA, RAFAEL OTÁVIO CANÇADO ; ROMERO MARQUES, MARCUS VINÍCIUS ; FERREIRA JUNIOR, FRANCISCO CARLOS ; ANDERY, DANIELLE DE ASSIS ; HORTA, RODRIGO SANTOS ; PEIXOTO, RENATA BARBOSA ; LACORTE, GUSTAVO AUGUSTO ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; PAES LEME, FABÍOLA DE OLIVEIRA ; MELO, MARÍLIA MARTINS ; MARTINS, NELSON RODRIGO DA SILVA ; BRAGA, ÉRIKA MARTINS . Does haemosporidian infection affect hematological and biochemical profiles of the endangered Black-fronted piping-guan ( )?. PeerJ, v. 1, p. e45, 2013.

6.
Silveira, Patrícia.2013Silveira, Patrícia. ; Marin, Sandra Y. Gomez ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; Tocantins, Barbara B. ; Lacorte, Gustavo ; Paixão, Tatiane A. ; Martins, Nelson R. S. ; BRAGA, E. M. . Interactions of Plasmodium juxtanucleare and chicken anaemia virus: establishing a model. Parasitology (London. Print), p. 1-12, 2013.

7.
MOREIRA, Patrícia de Abreu2012MOREIRA, Patrícia de Abreu; Sousa, S.A.S. ; Oliveira, F.A. ; ARAUJO, N. H. ; FERNANDES, G. W. ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Characterization of nine transferred SSR markers in the tropical tree species Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae). Genetics and Molecular Research, v. Ahead, p. 02-06, 2012.

8.
Cota, L.G.2012Cota, L.G. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; MENEZES, E.V. ; GOMES, A.S. ; ERICSSON, A.R.O. ; OLIVEIRA, D.A. ; MELO JÚNIOR, A. F. ; MELO JR., A.F. . Transferability and characterization of simple sequence repeat markers from Anacardium occidentale to Anacardium humile (Anacardiaceae). Genetics and Molecular Research, v. 11, p. 2-2, 2012.

9.
MOREIRA, Patrícia de Abreu2011MOREIRA, Patrícia de Abreu; OLIVEIRA, Dario Alves de . The leaf age affects the quality of DNA extracted from Dimorphandra mollis Benth., a tropical tree species from Cerrado. Genetics and Molecular Research, v. 10, p. 353-358, 2011.

10.
Gomes, A.S.2011Gomes, A.S. ; Oliveira, F.A. ; Sousa, S.A.S. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Síndromes cromossômicas em uma nova perspectiva de aprendizagem. Genética na Escola, v. 06, p. 24-26, 2011.

11.
Magalhães PFX2011Magalhães PFX ; SILVA, M. C. R. ; ARAUJO, N. H. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Construindo os ácidos nucléicos. Genética na Escola, v. 06, p. 16-23, 2011.

12.
MOREIRA, Patrícia de Abreu;Moreira, Patrícia A.2009MOREIRA, Patrícia de Abreu; Fernandes, Geraldo W. ; Collevatti, Rosane G. . Fragmentation and spatial genetic structure in Tabebuia ochracea (Bignoniaceae) a seasonally dry Neotropical tree. Forest Ecology and Management, v. 258, p. 2690-2695, 2009.

13.
MOREIRA, Patrícia de Abreu;Moreira, Patrícia A.2008MOREIRA, Patrícia de Abreu; BRAGA, A. C. ; COLLEVATTI, R. G. ; FERREIRA, Maria Fernanda Maia ; SILVA, G. M. ; Melo-Júnior, Afrânio Farias . A genética da conservação na Matas Secas.. MG. Biota, v. 1, p. 61-67, 2008.

14.
PAULA, Márcia Fabiana Barbosa de2007PAULA, Márcia Fabiana Barbosa de ; BRAGA, Rodrigo Fagundes ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; RODRIGUES, Luana Alves ; PIMENTA, Marcio Antonio Silva ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Caracterização de acessos de fava d'anta (Dimorphandra mollis BENTH) por meio de marcadores moleculares RAPD. Revista Brasileira de Biociências (Impresso), v. 5, p. 282-284, 2007.

15.
MOREIRA, Patrícia de Abreu;Moreira, Patrícia A.2007MOREIRA, Patrícia de Abreu; PIMENTA, Marcio Antonio Siva ; SATURNINO, Heloisa Mattana ; GONÇALVES, Nívio Poubel ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Variabilidade genética de umbuzeiros na região norte do estado de Minas Gerais. Revista Brasileira de Biociências (Impresso), v. 5, p. 279-281, 2007.

16.
OLIVEIRA, Dario Alves de2006OLIVEIRA, Dario Alves de ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; Melo-Júnior, Afrânio Farias ; PIMENTA, Marcio Antonio Silva . Potencial da biodiversidade vegetal no Norte do Estado de Minas Gerais. UNIMONTES Científica, v. 8, p. 23-33, 2006.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Melo-Júnior, Afrânio Farias ; OLIVEIRA, Dario Alves de ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Biologia Molecular (ISBN 9788577392667). 1. ed. Montes Claros: Editora Unimontes, 2011. v. 1. 123p .

2.
Moreira, Patrícia A.; GONCALVES, V. D. . Genética (ISBN 9788577392681). 1. ed. Montes Claros: Editora Unimontes, 2010. v. 1. 85p .

3.
Souza, SCA ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Botânica de criptógamas (ISBN 9788577392797). 1. ed. Montes Claros: Editora Unimontes, 2009. v. 1. 52p .

4.
DaMata, JP ; Moreira, Patrícia A. . Anatomia Humana (ISBN 9788577392674). 1. ed. Montes Claros: Editora Unimontes, 2008. v. 1. 86p .

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Sousa, S.A.S. ; Oliveira, F.A. ; ARAUJO, N. H. ; Moreira, Patrícia A. ; BRANDÃO, Murilo Malveira ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Diversidade Genética de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong (Fabaceae) em Remanescentes de Matas Secas em Minas Gerais. In: VI Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2012, Montes Claros. VI Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2012.

2.
Oliveira, F.A. ; ARAUJO, N. H. ; Sousa, LG ; Moreira, Patrícia A. ; FERNANDES, G. W. ; NEVES, F. S. ; LOBO, J. . Fragmentação florestal e predação de frutos e sementes da espécie arbórea tropical Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. In: X Congresso de Ecologia, 2011, São Lourenço. X Congresso de Ecologia, 2011.

3.
Sousa, S.A.S. ; Nascimento, FC ; Prates, TBS ; Moreira, Patrícia A. ; FERNANDES, G. W. ; NEVES, F. S. ; LOBO, J. . Efeito da fragmentação do habitat no sucesso reprodutivo de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. In: X Congresso de Ecologia, 2011, São Lourenço. X Congresso de Ecologia, 2011.

4.
Oliveira, F.A. ; Sousa, S.A.S. ; ARAUJO, N. H. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de ; LOBO, J. . Identificação de Marcadores Microssatélites Heterólogos para Estudos de Fragmentação em Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. In: V Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2011, Montes Claros. V Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2011.

5.
Rocha, Ryany Costa ; Rocha, Juliane Caroline de Moura ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Concentração inibitória mínina de Qualea sp.. In: IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010, Montes Claros. IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010.

6.
Rocha, Juliane Caroline de Moura ; Rocha, Ryany Costa ; Rocha, Ramon Costa ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Atividade citotóxica em Qualea grandiflora. In: IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010, Montes Claros. IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010.

7.
Zuba, Cristina Durães ; Batista, Sarah Christina Carvalho ; Leite, Marcel Nani ; Ferreira, Perácio Rafael Bueno ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Extração de óleo essencial de araçá (Psidium guineense, SW) pelo método de hidrodestilação. In: IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010, Montes Claros. IV Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão, 2010.

8.
MARTINS, Gustavo Tavares ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; MAGALHÃES, Daniel Rodrigues ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Triagem Fitoquímica de Caule e Folha do Cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile ST. HIL.: Anacardiaceae). In: FOREST 2006 - 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas, 2006, Cuiabá. Anais Do 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas, 2006. p. 118-119.

9.
PAULA, Márcia Fabiana Barbosa de ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; RODRIGUES, Luana Alves ; MARTINS, Larissa Versiani ; PIMENTA, Marcio Antonio Siva . Extração de DNA Genômico de Dimorphandra mollis BENTH. em Diferentes Condições de Tecidos e Estágios Foliares. In: FOREST 2006 - 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas, 2006, Cuiabá. Anais do 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas. p. 122-123.

10.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; RODRIGUES, Cinthia Gracielly ; SOARES, Wesley Perira ; MAGALHÃES, Daniel Rodrigues ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Análise dos Constituintes Químicos em Folhas de Pesitassa campestris (CAMBESS.) SMITH.. In: FOREST 2006- 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas, 2006, Cuiabá. Anais do 8° Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CLIMACO, L. F. S. ; RIBEIRO, I. A. ; BEIRAO, M. V. ; Moreira, Patrícia A. . Variações morfológicas da espécie microendêmica Artrhocereus glaziovii Zappi & Taylor (Cactaceae) em campos rupestres ferruginosos. In: III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017, Viçosa. III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017.

2.
CARDOSO, I. B. ; BEIRAO, M. V. ; Moreira, Patrícia A. . Efeito da assimetria flutuante na germinação de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong.. In: III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017, Viçosa. III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017.

3.
BOTELHO, I. C. ; BEIRAO, M. V. ; Moreira, Patrícia A. . Assimetria flutuante de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong em áreas com diferentes status de conservação.. In: III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017, Viçosa. III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017.

4.
NOVAES, H. N. ; BUZATTI, R. S. O. ; FERNANDES, G. W. ; Moreira, Patrícia A. . Genome analysis of Baccharis dracunculifolia using next-generation sequencing to microsatellites markers development. In: XI Eugen Warming Lectures in Evolutionary Ecology ? Rupestrian Ecosystems: Conservation Status and the Deadly Route to Collapse, 2017, Belo Horizonte. XI Eugen Warming Lectures in Evolutionary Ecology ? Rupestrian Ecosystems: Conservation Status and the Deadly Route to Collapse, 2017.

5.
Moreira, Patrícia A.; KHAN, A. ; ARAUJO, P. S. A. ; FERREIRA JUNIOR, FRANCISCO CARLOS ; PICHORIM, M. ; BRAGA, E. M. . Prevalence and seasonality of avian haemosporidian parasites in Brazilian Tropical Dry Forest. In: 54th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2017, Merida, México. 54th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation, 2017.

6.
LOPES, V. L. ; Moreira, Patrícia A. ; COUTO, E. B. ; JACQUES, G. C. . RIQUEZA DA AVIFAUNA REMANESCENTE DE CERRADO EM MINAS GERAIS,. In: III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017, Viçosa. III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia, 2017.

7.
GOMES, P. T. ; Moreira, Patrícia A. . DESENVOLVIMENTO DE MARCADORES MOLECULARES E DIVERSIDADE GENÉTICA DE PSEUDOBOMBAX MARGINATUM: IMPLICAÇÕES PARA A CONSERVAÇÃO. In: XXIII Seminário de Iniciação Científica da UFOP ? ENCONTRO DE SABERES, 2015, Ouro Preto. XXIII Seminário de Iniciação Científica da UFOP ? ENCONTRO DE SABERES, 2015.

8.
ALVES, I. C. ; ANDRADE, L. M. ; ARAUJO, P. S. A. ; Moreira, Patrícia A. . Recortar e colar: interagindo para compreender a interação alélica. In: 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014, Guarujá. 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014.

9.
ARAUJO, P. S. A. ; ALVES, I. C. ; ANDRADE, L. M. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Modelos cromossômicas de biscuit para compreensão da translocação Robertsoniana. In: 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014, Guarujá. 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014.

10.
ANDRADE, L. M. ; ARAUJO, P. S. A. ; ALVES, I. C. ; MOREIRA, Patrícia de Abreu . Passa ou Repassa da Genética: aprendendo de forma simples e lúdica. In: 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014, Guarujá. 60° Congresso Brasileiro de Genética, 2014.

11.
SOUZA, J. L. N. ; SOUZA, M. G. V. ; Moreira, Patrícia A. ; THEODORO, R. C. . Casos de colônia, uma ferramenta lúdica para o ensino de microbiologia. In: I Jornada de Biologia Parasitária, 2014, Natal. I Jornada de Biologia Parasitária.

12.
ANDRADE, L. M. ; ARAUJO, P. S. A. ; LIMA, J. V. F. ; PICHORIM, M. ; BRAGA, E. M. ; Moreira, Patrícia A. . Prevalência da Malária em aves na Caatinga Seridó. In: XXI Congresso Brasileiro de Ornitologia, 2014, Rio de Janeiro. XXI Congresso Brasileiro de Ornitologia, 2014.

13.
ARAUJO, P. S. A. ; RUIZ, N. L. ; ANDRADE, L. M. ; LIMA, J. V. F. ; PICHORIM, M. ; Moreira, Patrícia A. . Sexagem molecular de Turdus Leucomelas (Turdidae) em uma área de restinga. In: XXI Congresso Brasileiro de Ornitologia, 2014, Rio de Janeiro. XXI Congresso Brasileiro de Ornitologia, 2014.

14.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; FELIX, G. M. F. ; LEITE, L. O. ; BRAGA, E. M. . Avian Malaria Parasites in a Brazilian Seasonally Dry Tropical Forest. In: International Conference on Malaria and Related Haemosporidian parasites of wildlife, 2013, Vilnius. International Conference on Malaria and Related Haemosporidian parasites of wildlife, 2013.

15.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; Prates, TBS ; Nascimento, FC ; FERNANDES, G. W. ; LOBO, J. . The effects of different habitat disturbances on phenological patterns of the seasonally dry tropical forest tree Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae). In: Association for Tropical Biology and Conservation / ATBC, 2013, San Jose. 50th Anniversary meeting of Association for Tropical Biology and Conservation, 2013.

16.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; ARAUJO, N. H. ; BRANDÃO, Murilo Malveira ; FERNANDES, G. W. ; OLIVEIRA, Dario Alves de ; LOBO, J. . Diversidade e estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum em remanescentes de Matas Secas no Brasil. In: XV Congresso Latinoamericano de Genética, 2012, Rosario. XV Congresso Latinoamericano de Genética, 2012.

17.
Moreira, Patrícia A.; FELIX, G. M. F. ; RIBEIRO, F. F. ; LEITE, L. O. ; BRAGA, E. M. . Ocorrência de malária na comunidade de aves do Parque Estadual da Mata Seca. In: III Encontro de Pesquisa em Parasitologia, 2012, Belo Horizonte. III Encontro de Pesquisa em Parasitologia: a construção do conhecimento prático, 2012.

18.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; Sousa, S.A.S. ; Oliveira, F.A. ; ARAUJO, N. H. ; OLIVEIRA, Dario Alves de ; FERNANDES, G. W. ; LOBO, J. . Transferability of simple sequence repeat (SSR) markers developed in Enterolobium cyclocarpum to Enterolobium contortisiliquum (Leguminosae). In: 57° Congresso Nacional de Genética, 2011, Águas de Lindóia. 57° Congresso Nacional de Genética, 2011.

19.
Nascimento, FC ; Prates, TBS ; Sousa, S.A.S. ; Oliveira, F.A. ; ARAUJO, N. H. ; Moreira, Patrícia A. . Biometria de frutos e sementes da espécie arbórea Enterolobium contortisiliquum (VELL.) Morong. In: XXXI Encontro Regional de Botânicos de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, 2011, Viçosa. XXXI Encontro Regional de Botânicos de Minas Gerais, Bahia e Espírito Santo, 2011.

20.
Rocha, Juliane Caroline de Moura ; Rocha, Ryany Costa ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Avaliação da atividade antimicrobiana do óleo essencial de uma planta da família Anacardiaceae. In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

21.
Zuba, Cristina Durães ; Batista, Sarah Christina Carvalho ; Ferreira, Perácio Rafael Bueno ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Rendimento do óleo essencial de folhas frescas e secas de Araçá (Psidium guineense, SM). In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

22.
Rocha, Ryany Costa ; Rocha, Juliane Caroline de Moura ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Teste antimicrobiano de extratos etanólicos de plantas do Cerrado. In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

23.
Rocha, Ryany Costa ; Rocha, Juliane Caroline de Moura ; Ferreira, Perácio Rafael Bueno ; Zuba, Cristina Durães ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Fenóis totais em plantas de Floresta Estacional Decidual. In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

24.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; FERNANDES, G. W. ; COLLEVATTI, R. G. . Does Sao Francisco river acts as a geographic barrier to gene flow in Tabebuia ochracea?. In: 56° Congresso Brasileiro de Genética, 2010, Guarujá. 56° Congresso Brasileiro de Genética, 2010.

25.
Zuba, Cristina Durães ; Batista, Sarah Christina Carvalho ; Leite, Marcel Nani ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Efeito do tempo de extração no rendimento de óleo essencial de Araçá. In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

26.
Rocha, Juliane Caroline de Moura ; Rocha, Ryany Costa ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Quantificação de flavonóides em Myracrodruom urundeuva (Aroeira). In: 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010, Manaus. 61° Congresso Nacional de Botânica, 2010.

27.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; FERNANDES, G. W. ; COLLEVATTI, R. G. . Fragmentation and spatial genetic structure in Tabebuia ochracea (Bignoniaceae) a seasonally dry Neotropical tree species. In: 55° Congresso Nacional de Genética, 2009, Águas de Lindóia. 55 Congresso Nacional de Genética, 2009.

28.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; BRAGA, A. C. ; FERNANDES, G. W. ; COLLEVATTI, R. G. . Population genetic structure of the tropical dry forest tree species Tabebuia ochracea. In: I Simpósio de Genética e Biotecnologia da UFMG, 2008, Belo Horizonte. I Simpósio de Genética e Biotecnologia da UFMG, 2008.

29.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; PIMENTA, Marcio Antonio Siva ; SATURNINO, Heloisa Mattana ; GONÇALVES, Nívio Poubel ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Divergência Genética do Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) no Norte do Estado Minas Gerais. In: VII Seminário de Pesquisa e Pós-Grauação e V Seminário de Iniciação Científica, 2006, Montes Claros. VII Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e V Seminário de Iniciação Científica, 2006.

30.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; MARTINS, Gustavo Tavares ; RODRIGUES, Luana Alves ; MAGALHÃES, Daniel Rodrigues ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Prospecção Fitoquímica de caule e folhas de cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile ST.HIL.:Anacardiaeae). In: VII Seminário de Pesquisa e Pós-Grauação e V Seminário de Iniciação Científica, 2006, Montes Claros. VII Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e V Seminário de Iniciação Científica, 2006.

31.
FONSECA, Francine Souza Alves da ; BRANDÃO, Murilo Malveira ; NERY-SILVA, Patrícia ; ROCHA, Elizângela Almeida ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; NUNES, Yule Roberta Ferreira ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Protocolo Para Análise Quantitativa de Rutina em Extratos Aquosos e Orgânicos de Fava D'anta (Dimorphandra mollis).. In: II Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterapia e V Encontro da Rede Fitocerrado, 2005, Uberlândia. http://www.plantasmedicinais.ufu.br/anais.html, 2005.

32.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; ROCHA, Elizângela Almeida ; FONSECA, Francine Souza Alves da ; PIMENTA, Marcio Antonio Silva ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Análise Fitoquímica Para Identificação de Compostos Secundários em Peritassa campestris (Cambess.) Smith.. In: II Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterapia e V Encontro da Rede Fitocerrado, 2005, Uberlândia. http://www.plantasmedicinais.ufu.br/anais.html, 2005.

33.
ROCHA, Elizângela Almeida ; BRAGA, Rodrigo Fagundes ; FONSECA, Francine Souza Alves da ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; MARTINS, Gustavo Tavares ; NUNES, Yule Roberta Ferreira ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Teores de Rutina em Extratos Metanólicos e Aquosos em Frutos e Folhas de Dimorphandra mollis Coletadas em Diferentes Épocas. In: II Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterapia e V Encontro da Rede Fitocerrado, 2005, Uberlândia. http://www.plantasmedicinais.ufu.br/anais.html, 2005.

34.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; PAULA, Márcia Fabiana Barbosa de ; MARTINS, Gustavo Tavares ; PIMENTA, Marcio Antonio Siva ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Estudo da Variabilidade Genética de Fava d'anta do Norte de MInas Gerais. In: 51° Congresso Brasileiro de Genética, 2005, Águas de Lindóia. 51° Congresso Brasileiro de Genética, 2005. p. 682-682.

35.
SANTOS, Marianna Rodrigues ; SAMPAIO, Tarcilla Gabriella Sena ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; CASTANHEIRA, Diogo Dias ; MATOS, Ane Marielle Monteiro ; NUNES, Yule Roberta Ferreira ; BRAGA, Rodrigo Fagundes . Germinação de sementes de Senna spectabilis (D.C.) Irwin (Fabaceae - Mimosoideae) sob diferentes tratamentos.. In: Congresso Nacional de Botânica e 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004, Viçosa. Anais do 55º Congresso Nacional de Botânica e 26º Encontro Regional de Botânicos de MG, BA e ES, 2004.

36.
CASTANHEIRA, Diogo Dias ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Nível de conhecimento de etilistas e tabagistas do município de Montes Claros em relação aos sítios anatômicos com risco de desenvolvimento de câncer. In: VII Semana da Biologia e II Encontro Norte Mineiro de Biólogos, 2004, Montes Claros. Anais da VII Semana da Biologia, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
Moreira, Patrícia A.. Ferramentas moleculares para o estudo da biodiversidade. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Moreira, Patrícia A.. Pesquisas científicas e projetos de conservação do Bioma Caatinga em Minas Gerais. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Biopirataria no Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; Fernandes, Geraldo W. ; Collevatti, Rosane G. . Does Sao Francisco river acts as a geographic barrier to gene flow in Tabebuia ochracea?. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Marcadores moleculares: conservação de espécies arbóreas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; FERNANDES, G. W. ; COLLEVATTI, R. G. . Fragmentation and spatial genetic structure in Tabebuia ochracea (Bignoniaceae) a seasonally dry Neotropical tree species. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; PIMENTA, Marcio Antonio Siva ; SATURNINO, Heloisa Mattana ; GONÇALVES, Nívio Poubel ; FERREIRA, Maria Fernanda Maia ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Divergência genética do umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) no norte do estado de Minas Gerais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
MARTINS, Gustavo Tavares ; MOREIRA, Patrícia de Abreu ; RODRIGUES, Luana Alves ; MAGALHÃES, Daniel Rodrigues ; OLIVEIRA, Dario Alves de . Prospecção fitoquímica de caule e folha de cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile ST. HIL.: ANACARDIACEAE).. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Demais tipos de produção técnica
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Genética da Conservação. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
Moreira, Patrícia A.. Diversidade genética e efeitos da fragmentação de Matas Secas em Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae): implicações para conservação. 2012. (Dissertação).

3.
Moreira, Patrícia A.. Atividades paradidáticas no ensino da genética. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Genética da conservação. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. DNA, cromossomos e doenças genéticas. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Efeitos da paisagem no fluxo gênico de Tabebuia ochracea (Cham.) Standl. nas Matas Secas do norte de Minas Gerais. 2008. (Dissertação).

7.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Variabilidade Genética de Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) de Interesse Econômico no Norte do Estado de Minas Gerais. 2006. (Monografia).

8.
Moreira, Patrícia A.. Oficina de Biotecnologia. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; SIMOES, D. A.; BREAUX, J. A.; MULLER, E. S.; BALDISSERA, R.. Participação em banca de Angélica Soligo Cassol. A posição espacial do fragmento florestal afeta a prevalência de parasitos sanguíneos causadores de malária aviária?. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade Comunitária da Região de Chapecó.

2.
OKI, Y.; KALAPOTHAKIS, E.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Huberman Valadares Gonçalves. AVALIAÇÃO DE DIVERSIDADE ENDOFÍTICA EM PLANTAS DE SOJA (Glycine max) SUBMETIDAS A CONDIÇÕES DE ELEVADO CO2 ATMOSFÉRICO. 2016. Dissertação (Mestrado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Teses de doutorado
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; LACORTE, G. A.; SALLUM, M. A. M.; CONFALONIERI, U. E. C.; BRAGA, ÉRIKA MARTINS. Participação em banca de Francisco Carlos Ferreira Junior. Prevalência, riqueza e sazonalidade de hemosporídeos aviários em diferentes estágios de sucessão ecológica no Parque Estadual da Mata Seca, Minas Gerais, Brasil. 2016. Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

2.
LOVATO, M. B.; MOREIRA, Patrícia de Abreu; ZOLET, A. C. T.; KALAPOTHAKIS, E.; SARI, E. R.. Participação em banca de Luciana Cunha Resende Moreira. Diversidade genética e filogeografia de espécies arbóreas de Byrsonima (muricis) e Hymenaea (jatobás): inferência sobre as relações evolutivas entre o cerrado central e as savanas amazônicas e entre espécies vicariantes. 2016. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
LOVATO, M. B.; LEMOS FILHO, J. P.; PALMA-SILVA, C; KUHN, G. C. E. S.; OLIVEIRA, P. E. A. M.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Renata Santiago de Oliveira Buzatti. Filogrografia e evolução de três espécies arbóreas amplamente distribuídas no Cerrado: Qualea grandiflora, Q. multiflora e Q. parviflora (Vochysiaceae). 2015. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

4.
LOVATO, M. B.; LEMOS FILHO, J. P.; SANTOS, F. R.; BATISTA, J. A. N.; RIBEIRO, R. A.; MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Priciane Cristina Correa Ribeiro. História Evolutiva de Annona crassiflora Mart. e A. coriacea Mart. (Annonaceae) e determinantes Ambientais da Divergência Genética e Morfológica de populações de A. crassiflora no Cerrado. 2014. Tese (Doutorado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais.

5.
OLIVEIRA FILHO, A. T.; MOREIRA, Patrícia de Abreu; NUNES, Y. R. F.; DAMASCENO JUNIOR, G. A.; STEHMANN, J. R.. Participação em banca de DANILO RAFAEL MESQUITA NEVES. CONTROLES AMBIENTAIS NA COMPOSIÇÃO FLORÍSTICA E NA FILODIVERSIDADE BETA EM FLORESTAS SAZONALMENTE SECAS DO DIAGONAL SUL-AMERICANO DE FORMAÇÕES ABERTAS. 2013. Tese (Doutorado em Biologia Vegetal) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Washington Luiz Caneschi. Genômica comparativa e funcional de Serratia liquefaciens arsênio resistente isolada da Serra da Moeda, Quadrilátero Ferrífero. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto.

2.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; VIEIRA, Fábio de Almeida; VERSIEUX, Leonardo Melo. Participação em banca de Cristiane Gouvêa Fajardo. Conservação genética da Cattleya granulosa. 2013 - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Qualificações de Mestrado
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; SOUSA, H. C.. Participação em banca de Felipe Teles Rezende. Reconstrução paleoambiental de um testemunho recuperado no Parque Estadual do Itacolomi (MG) utilizando análises faciológicas e palinológicas. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto.

2.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de ROBERTO ROSA. CONHECIMENTO ECOLOGICO TRADICIONAL E MODELAGEM MATEMATICA DE TEIAS TROFICAS COMO FERRAMENTAS PARA O ENTENDIMENTO DE UM PROCESSO DE PERDA DE DIVERSIDADE DE ESPECIES DE UMA LAGOA TROPICAL. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pós-Graduação em Desenvolimento e Meio) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

3.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de RAQUEL FRANCISCO DOS SANTOS. RUPTURAS E CONTINUIDADES DO SISTEMA DE PRODUCAO AGROECOLOGICA INTEGRADO E SUSTENTAVEL-PAIS EM MACAIBA, RN. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de pós-Graduação em Desenvolimento e Meio) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SCORTECCI, K. C.; MEDEIROS, N. M. C.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de João Gabriel de Medeiros Farias.Análise in sílico de interações metabólicas entre proteínas obtida a partir de biblioteca subtrativa de cDNA em sementes de mamona submetidas à estresse hídrico. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte.

2.
RIBEIRO, S. P.; OLIVEIRA, L. B.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Marina Camerini Lima.Distribuição vertical de galhas em Florestas Temperadas da região central da França. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto.

3.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Alessandra da Rocha Santana.Assistência de Enferermagem ao paciente no estado de abstinência alcoólica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

4.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Andreza Aparecida dos Santos.Papel do enfermeiro frente ao processo de doação de órgãos do paciente com morte encefálica. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

5.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Juliana Oliveira Barros.A falta de comunicação da equipe de enfermagem no atendimento inter-hospitalar: um desafio na gestão. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

6.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Josué Andreson Ferreira Coimbra.Ações do enfermeiro frente à violência contra a mulher: uma abordagem biopsicossocial com foco na atenção primária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

7.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Iza Bárbara de Oliveira Soares.Atuação do enfermeiro frente ao plano de gerenciamento de resíduos dos serviços de saúde-PGRSS. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

8.
Cota, L.G.; BRANDÃO, Murilo Malveira; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Natalia Hayashida de Araújo.Diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae), uma espécie arbórea tropical, no estado de Minas Gerais. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

9.
MENEZES, E. V.; Cota, L.G.; MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Fernanda Alves Oliveira.Efeito da fragmentação das florestas estacionais deciduais na diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong com uso de marcadores ISSR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

10.
NUNES, Yule Roberta Ferreira; LUZ, G. R.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Flávia Cordeiro do Nascimento.Efeito da fragmentação na germinação de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong (Fabaceae). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

11.
NUNES, Yule Roberta Ferreira; LUZ, G. R.; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Thayana Barbosa de Souza Prates.Fenologia da espécie arbórea Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong em habitatas com diferentes graus de perturbação. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

12.
MENEZES, E. V.; Sousa, LG; Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Sabrina Aparecida Soares de Sousa.Estrutura genética espacial e diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae): avaliação dos efeitos da fragmentação das Matas Secas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

13.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; Cota, L.G.; MENEZES, E. V.. Participação em banca de Deborah Santos Neiva.Estrutura e diversidade genética em populações naturais de Acrocomia aculeata (Jacq.) Lodd. ex Martius (Arecaceae) baseada em ISSR no norte de Minas Gerais. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros.

14.
Moreira, Patrícia A.. Participação em banca de Jacqueline Rezende de Oliveira.Atuação do enfermeiro no setor da promoção da saúde em operadora de plano privado de saúde. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

15.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Elikisuelane Miranda Dias.A importância do enfermeiro na coleta da citologia oncótica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

16.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Natália Aparecida V. R. de Oliveira.O enfermeiro diante das políticas públicas brasileiras no cuidado com os portadores de diabetes mellitus tipo II. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

17.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Aline Gonçalves Moreira.O papel do enfermeiro no cuidado aos portadores da doença de Alzheimer. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

18.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Elber Gustavo Gonçalves dos Santos.Regulamentação da ortotanásia: relação normativa com o código de ética dos profissionais de Enfermagem. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

19.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Leonardo Henrique Lopes Dutra.Atuação do enfermeiro no atendimento em urgência hipertensiva: uma revisão de literatura. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

20.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Karla Xavier dos Santos.Atuação do enfermeiro na prevenção do câncer do colo do útero: uma revisão na literatura científica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.

21.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Participação em banca de Jusciara Miranda Souza.Abordagem do enfermeiro em saúde reprodutiva na atenção básica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Enfermagem) - Faculdade Ciências da Vida.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu; COSTA, M. R.; BOTELHO, F. V.. Banca de Concurso para Professor Efetivo de Bioquímica. 2015. Universidade Estadual de Montes Claros.

2.
SANTOS, T.; MENEZES, E. V.; Moreira, Patrícia A.. Banca de Concurso para Professor Efetivo de Genética e Evolução. 2015. Universidade Federal dos Vales do Jequitinhonha e Mucuri - Campus JK.

Outras participações
1.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Comissão científica avaliadora dos trabalhos do 64° Congresso Nacional de Botânica. 2013. Sociedade Botânica do Brasil - DF.

2.
Moreira, Patrícia A.. Comissão científica avaliadora dos trabalhos do III Encontro de Pesquisa em Parasitologia. 2012. Universidade Federal de Minas Gerais.

3.
Moreira, Patrícia A.. Comissão científica avaliadora dos trabalhos da XIII Semana da Biologia. 2011. Universidade Estadual de Montes Claros.

4.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. Comissão científica avaliadora dos trabalhos da XII Semana da Biologia. 2010. Universidade Estadual de Montes Claros.

5.
Moreira, Patrícia A.. Influência e esclerofilia na diversidade de insetos indutores de galhas. 2008. Universidade Estadual de Montes Claros.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
54th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation. Prevalence and seasonality of avian haemposporidian parasites in Brazilian Tropical Dry Forest. 2017. (Congresso).

2.
III International Symposium of Ecology and Evolution and XIII Congresso de Ecologia. 2017. (Congresso).

3.
60° Congresso Brasileiro de Genética. Recortar e colar: interagindo para compreender a interação alélica. 2014. (Congresso).

4.
50th Annual Meeting of the Association for Tropical Biology and Conservation - ATBC. The effects of different habitat disturbances on phenological patterns of the seasonally dry tropical forest tree Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae). 2013. (Congresso).

5.
International Conference on Malaria and Related Haemosporidian Parasites of wildlife. Avian Malaria Parasites in a Brazilian Seasonally Dry Tropical Forest. 2013. (Congresso).

6.
III Encontro de Pesquisa em Parasitologia.Ocorrência de malária na comunidade de aves do Parque Estadual da Mata Seca. 2012. (Encontro).

7.
XV Congresso Latinoamericano de Genética. Diversidade e estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum em remanescentes de Matas Secas no Brasil. 2012. (Congresso).

8.
57° Congresso Brasileiro de Genética. Transferability of simple sequence repeat (SSR) markers developed in Enterolobium cyclocarpum to Enterolobium contortisiliquum (Leguminosae). 2011. (Congresso).

9.
I Simpósio da Pós-Graduação em Ciências Biológicas da Universidade Estadual de Montes Claros (PPGCB/Unimontes). 2011. (Simpósio).

10.
V Fórum de ensino, pesquisa, extensão e gestão.Identificação de marcadores microssatélites heterólogos para estudos de fragmentação em Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. 2011. (Seminário).

11.
VII Seminário de Reservas Particulares do Patrimônio Natural e Reservas Privadas de Minas Gerais.Pesquisas científicas e projetos de conservação do Bioma Caatinga em Minas Gerais. 2011. (Seminário).

12.
X Congresso de Ecologia. Fragmentação florestal e predação de frutos e sementes da espécie arbórea tropical Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. 2011. (Congresso).

13.
56° Congresso Brasileiro de Genética. Does Sao Francisco river acts as a geographic barrier to gene flow in Tabebuia ochracea?. 2010. (Congresso).

14.
7° Fórum de Biotemas na eduação básica.Biopirataria no Brasil. 2010. (Outra).

15.
55° Congresso Brasileiro de Genética. Fragmentation and spatial genetic structure in Tabebuia ochracea (Bignoniaceae) a seasonally dry Neotropical tree species. 2009. (Congresso).

16.
XI Semana da Biologia e VI Encontro Norte Mineiro de Biólogos.Marcadores Moleculares: conservação de espécies arbóreas. 2009. (Outra).

17.
I Simpósio de Genética e Biotecnologia da UFMG.Population genetic structure of the tropical dry forest tree species Tabebuia ochracea. 2008. (Simpósio).

18.
57° Congresso Nacional de Botânica, 13° Encontro Estadual de Botânicos e 5/ Encontro Estadual de Herbários. Variabilidade genética de Umbuzeiro na Região Norte do Estado de Minas Gerais e Caracterização de Acessos de Fava d'anta (Dimorphandra mollis Benth.) Por Meio de Marcadores Moleculares RAPD. 2006. (Congresso).

19.
Encontro Regional de Meio Ambiente. 2006. (Encontro).

20.
FOREST 2006- 8º Congresso e Exposição Internacional Sobre Florestas. Triagem Fitoquímica de caule e folha de cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile ST.HIL.: Anacardiaceae) e Análise dos Constituintes Químicos em folhas de Peritassa campestris (CAMBESS.) SMITH. e Extração genômica de Dimorphandra mollis BENTH. em diferente. 2006. (Congresso).

21.
I Semana da Biologia_FASI. 2006. (Outra).

22.
I Seminário Estadual de Resíduos Sólidos. 2006. (Seminário).

23.
VII Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e V Seminário de Iniciação Científica.Divergência Genética do Umbuzeiro (Spondias tuberosa Arr. Cam.) no Norte do Estado de Minas Gerais e Prospecção Fitoquímica de caule e folha de cajuzinho-do-cerrado (Anacardium humile SI. HIL.: Anacardiaceae). 2006. (Seminário).

24.
II Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterapia.II Simpósio de Plantas Medicinais e Fitoterapia. 2005. (Simpósio).

25.
Simpósio Biotecnologia - Marcos Legais. 2005. (Simpósio).

26.
V Encontro da Rede Fitocerrado.V Encontro da Rede Fitocerrado. 2005. (Encontro).

27.
VIII Semana da Biologia e III Encontro Norte-Mineiro de Biólogos. 2005. (Outra).

28.
VI Mostra Científica da Pós-Graduação em Genética e Bioquímica. 2005. (Outra).

29.
II Congresso Internacional de Biotecnologia. 2004. (Congresso).

30.
II Encontro Regional dos Povos do Cerrado. 2004. (Encontro).

31.
III Encontro das Águas. 2004. (Encontro).

32.
II Seminário Sociedade e Meio Ambiente: O Meio Ambiente na Universidade. 2004. (Seminário).

33.
I Seminário das Águas. 2004. (Seminário).

34.
I Seminário Sobre as Potencialidades e Restrições do Rio Vieira. 2004. (Seminário).

35.
Medicina Mostra Ciência - ano II. 2004. (Outra).

36.
VIII Congresso Brasileiro de Reprodução Assistida. 2004. (Congresso).

37.
VII Semana da Biologia e II Encontro Norte Mineiro de Biólogos. 2004. (Outra).

38.
V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e III Seminário de Iniciação Científica. 2004. (Seminário).

39.
I Seminário Sociedade e Meio Ambiente: O Problema Sócio Ambiental do Lixo. 2003. (Seminário).

40.
IV Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e II Seminário de Iniciação Científica. 2003. (Seminário).

41.
VI Congresso Aberto aos Estudantes de Biologia. 2003. (Congresso).

42.
VI Semana da Biologia e I Encontro Norte Mineiro de Biólogos. 2003. (Outra).

43.
V Simpósio Pró-Criar Mater Dei de Reprodução Assistida e da 1º Reunião de Consenso SBRH - Perda Gestacional de Repetição de Causa Imunológica. 2003. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Moreira, Patrícia A.; CRISTIANO, M. P. . IV Curso de Verão em Biotecnologia. 2017. (Outro).

2.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. IV Conferência Acadêmica de Saúde e II Congresso Regional da Saúde. 2012. (Congresso).

3.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. XIII Semana da Biologia e VIII Encontro Norte-Mineiro de Biólogos. 2011. (Outro).

4.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. III Conferência Acadêmica de Saúde e I Congresso Regional da Saúde. 2011. (Congresso).

5.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. VIII Semana da Biologia e III Encontro Norte Mineiro de Biológos. 2006. (Outro).

6.
MOREIRA, Patrícia de Abreu. V Seminário de Pesquisa e Pós-Graduação e III Seminário de Iniciação Científica. 2004. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Vitor Leandro Lopes. Dinâmica temporal de hemosporídeos em aves em uma área de transição entre os biomas Cerrado e Mata Atlântica. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Daniela Batista dos Santos. Desenvolvimento de marcadores moleculares e diversidade genética de Pseudobombax marginatum: implicações para a conservação. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Federal de Ouro Preto. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Raquel Andrade Rodrigues. Prevalência e diversidade de hemosporídeos aviários em uma área de restinga no nordeste brasileiro.. Início: 2015. Tese (Doutorado em Parasitologia) - Universidade Federal de Minas Gerais, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. (Coorientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luís Fernando dos Santos Clímaco. Variabilidade fenotípica da espécie microendêmica Arthrocereus glaziovii Zappi & Taylor (Cactaceae) em campos rupestres ferruginosos. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, . Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

2.
Isabela Botelho Cardoso. Efeito da assimetria flutuante no desenvolvimento e na germinação de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong em áreas de Mata Seca com diferentes status de conservação. 2017. Dissertação (Mestrado em Ecologia de Biomas Tropicais) - Universidade Federal de Ouro Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

3.
Heloiza Navarro de Novaes. Desenvolvimento de novos marcadores microssatélites para Baccharis dracunculifolia (Asteraceae) utilizando Next-Generation Sequencing. 2017. Dissertação (Mestrado em Genética) - Universidade Federal de Minas Gerais, . Coorientador: Patrícia de Abreu Moreira.

4.
Priscilla Sabino Amorim de Araújo. . Prevalência e sazonalidade de hemosporídeos em aves na Estação Ecológica do Seridó. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Patrícia de Abreu Moreira.

5.
Nicolás Luciano Ruiz. Biologia reprodutiva e demografia do sabiá-barranco Turdus leucomelas (Aves: Turdidae) no extremo norte da Mata Atlântica. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Patrícia de Abreu Moreira.

6.
Sabrina Aparecida Soares de Sousa. Diversidade genética do banco de sementes de Acrocomia aculeata (Arecaceae) em populações do Norte do Estado de Minas Gerais. 2015. Dissertação (Mestrado em Biotecnologia) - Universidade Estadual de Montes Claros, . Coorientador: Patrícia de Abreu Moreira.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Natalia Hayashida de Araújo. Diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum, uma espécie arbórea tropical, no estado de Minas Gerais. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

2.
Fernanda Alves Oliveira. Efeito da fragmentação das florestas estacionais deciduais na diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong com uso de marcadores ISSR. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

3.
Flávia Cordeiro do Nascimento. Efeito da fragmentação na germinação de sementes de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong (Fabaceae). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

4.
Thayana Barbosa de Souza Prates. Fenologia da espécie arbórea Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong. em habitats com diferentes graus de perturbação. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

5.
Sabrina Aparecida Soares de Sousa. Estrutura genética espacial e diversidade genética de Enterolobium contortisiliquum (Fabaceae): avaliação dos efeitos da fragmentação das Matas Secas. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

Iniciação científica
1.
Paula Teixeira Gomes. Desenvolvimento de marcadores moleculares e diversidade genética de Pseudobombax marginatum. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Ouro Preto, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

2.
Priscilla Sabino Amorim de Araújo. Prevalência de malária aviária em um remanescente de restinga no Rio Grande do Norte. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Pro-Reitoria de Pesquisa UFRN. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

3.
Lidiane Medeiros de Andrade. Malária aviária na Caatinga Seridó. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Pro-Reitoria de Pesquisa UFRN. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

4.
Sabrina Aparecida Soares de Sousa. Diversidade Genética de Populações Naturais de Enterolobium contortisiliquum (Vell.) Morong com Uso de Marcadores Moleculares. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

5.
Fernanda Alves Oliveira. Efeito da fragmentação em florestas tropicais secas na estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum". 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

6.
Sabrina Aparecida Soares de Sousa. Efeito da fragmentação em florestas tropicais secas na estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum". 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros, Universidade Estadual de Montes Claros. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.

7.
Fernanda Alves Oliveira. Efeito da fragmentação em florestas tropicais secas na estrutura genética de Enterolobium contortisiliquum". 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Montes Claros, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais. Orientador: Patrícia de Abreu Moreira.



Outras informações relevantes


Membro da Sociedade Brasileira de Genética / Uma das quatro brasileiras selecionadas pelo CBAB-Centro Brasileiro-Argentino de Biotecnologia para participar do curso internacional "Herramientas biotecnológicas para la conservación, manejo y análisis de recursos genéticos vegetales".



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 11/12/2018 às 19:19:46