Silvia Siag Oigman

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8057308768655086
  • Última atualização do currículo em 25/08/2015


Mestre e doutora em Ciências pelo Instituto de Química da UFRJ, graduada em Licenciatura em Química com atribuições tecnológicas pelo Instituto de Química da UERJ. Tem experiência nas áreas de Produtos Naturais, Química do Aroma e Neurociência Sensorial. Desde 2014, desenvolve como pós-doutoranda, atividades de pesquisa e ensino com o grupo de Neurociência Cognitiva e Comportamental no Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino (IDOR) em colaboração com a Embrapa Agroindústria de Alimentos, no projeto multidisciplinar Café e Cérebro envolvendo neuroimagem, percepção sensorial, olfatometria e química de aromas de café. É pesquisadora Associada do Instituto Brasileiro de Biodiversidade (BrBio), onde coordena uma linha de pesquisa em produtos naturais marinhos com atividade antimalárica como também o Projeto Café Consciência. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Silvia Siag Oigman
Nome em citações bibliográficas
OIGMAN, S. S.;Oigman, S. S.;OIGMAN, S.S.

Endereço


Endereço Profissional
Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino.
Rua Dinis Cordeiro, 30
Botafogo
22281100 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 38836000
URL da Homepage: www.idor.org


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2012
Doutorado em Química.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Otimização do isolamento dos diterpenos cafestol e caveol presentes em Coffea arabica L. Rubiaceae, Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Claudia Moraes de Rezende.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Palavras-chave: transformações quimicas; atividade biologica; café; oleo de copaíba; analise sensorial.
2005 - 2007
Mestrado em Química.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Isolamento e identificação dos constituintes odoríferos de impacto da Phyllogorgia Dilatata Esper por CG-O,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Claudia Moraes de Rezende.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Aromas Marinhos; corais; Phyllogorgia dilatata Esper; Cromatografia Gasosa Olfatométrica; Treinamento Sensorial.
1998 - 2004
Graduação em Química.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Orientador: Pedro Ivo Canesso Guimarães.


Pós-doutorado


2013
Pós-Doutorado.
Instituto D'Or de Pesquisa e Ensino, IDOR, Brasil.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biofísica / Subárea: Ciências Biológicas.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Biofísica / Subárea: Ciência e Tecnologia de Alimentos.


Formação Complementar


2005
Curso de Curta Duração.
Deep Blue Serviços Submarinos e Comércio LTDA, DEEP BLUE, Brasil.
2015 - 2015
Curso Básico de Barista. (Carga horária: 16h).
Casa do Barista, CB, Brasil.
2014 - 2014
Curso de Classificação e Degustação. (Carga horária: 40h).
Grão Mestre Café, GMC, Brasil.
2005 - 2006
Express Master. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Cultura Inglesa do Rio de Janeiro, SBCI/RJ, Brasil.
2005 - 2005
New Chromatographic Techniques Used in Analyses an. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2005 - 2005
Curso de análise de compostos do aroma em alimen. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2004 - 2004
III Curso Brasileiro de Sabor e Aroma de Aliment.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2004 - 2004
Segurança em Laboratórios de Química. (Carga horária: 14h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2004 - 2004
Introdução a Cromatografia Gasosa. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal Fluminense, UFF, Brasil.
2004 - 2004
Química Forense. (Carga horária: 9h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2001 - 2004
Avançado. (Carga horária: 3h).
Alianca Francesa - Delegação Geral, AF/RJ, Brasil.
2003 - 2003
Gerenciamento e Coleta Seletiva. (Carga horária: 16h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
2002 - 2002
Espectrometria de Massas. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2001 - 2001
Introdução à HPLC. (Carga horária: 10h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1999 - 1999
A química dos aromas. (Carga horária: 8h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1999 - 1999
Introdução ao estudo e elaboração de vinhos espu. (Carga horária: 9h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1999 - 1999
Motivando o ensino - aprendizagem de reações.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
1998 - 1998
Química do cotidiano na sala de aula. (Carga horária: 6h).
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Brasileiro de Biodiversidade, BrBIO, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Associado


Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Receita Federal, LABOR, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Químico, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No LABOR, Laboratório de Análises da Receita Federal analisei toda a classe de substâncias químicas importadas pelas indústrias químicas situadas no país (brasileiras ou multinacionais). Estagiei nos laboratórios de Química Orgânica e depois no de Cromatografia Gasosa, onde fiz análises de perfumes (sensoriais e cromatográficas), assim como de matérias-primas próprias de perfumaria (óleos essencias e fixadores.


Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2002
Vínculo: Estágio Voluntário, Enquadramento Funcional: estudante de quimica, Carga horária: 20
Outras informações
Projeto de Identificação das substâncias de impacto no odor da flor Abricó de macaco (Couroupita guianensis) , sob orientação da Prof. Cláudia M. Rezende.



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Vigilância, Tratamento e Prognóstico de Análogos Sintéticos e Naturais para Doença de Chagas
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Projeto Malaria
Descrição: Desde os anos 80, o Brasil enfrenta um enorme desequilíbrio ambiental , resultado da introdução de espécies exóticas invasoras nas águas brasileiras, vindas através de plataformas de petróleo. Os costões rochosos, principalmente na Ilha Grande - RJ, são afetados pela presença do coral-sol (Tubastraea). Em virtude deste problema, estudos fitoquímicos são extramente relevantes nas espécies de Tubastraea invasoras nas águas brasileiras, uma vez que é possível isolar e identificar novas moléculas bioativas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Coordenador / BEATRIZ G FLEURY - Integrante / lidilhone hamerski carbonezi - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Correlatos neurais da experiência olfativa e gustativa do café
Descrição: Visa explorar as respostas cerebrais, em especial nos circuitos relacionados às propriedades olfativas e gustatórias e responstas hedônicas (recompensa), através de experimentos utilizando EEG e Ressonância Magnética Funcional. Link do Projeto: http://prezi.com/ujrezkhxauy5/projeto-cafe-e-cerebro/.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Projeto Coral-Sol
Descrição: O Projeto Coral-Sol é um projeto socioambiental que se propõe a resolver, em 30 anos, os problemas ambientais e sociais causados pela bioinvasão do coral-sol (Tubastraea coccinea e Tubastraea tagusensis) no Brasil. Desde 2000 o Projeto vem realizando pesquisas sobre a biologia e ecologia da bioinvasão e desde 2006 vem executando sua proposta inovadora de beneficiar diretamente a sociedade a partir da remoção do coral-sol, aproveitando este organismo nocivo para gerar renda extra para as comunidades tradicionais e recuperando a fauna e flora nativa. O Programa de Pesquisa, Desenvolvimento e Inovação visa gerar conhecimento biológico e ecológico aplicáveis no controle e redução do coral-sol, e ainda soluções inovadoras adicionais que já estão sendo desenvolvidas para agregar ainda maior valor à retirada do bioinvasor..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Joel Creed - Coordenador / BEATRIZ G FLEURY - Integrante / Alline F. de Paula - Integrante / Simone Siag Oigman Pszczol - Integrante / Carla Menegola da Silva - Integrante.Financiador(es): Petróleo Brasileiro - Rio de Janeiro - Matriz - Outra.
2005 - Atual
Café: estudo do perfilquímico e aproveitamento da borra
Descrição: A semente de café possui substâncias de reconhecida atividade biológica, como os ácidos clorogênicos e os diterpenos cafestol e caveol. O Brasil é um grande produtor de café solúvel e consumidor da bebida do café, o que gera volumes significativos de resíduos ainda ricos nestas substâncias, que precisam ser direcionados para aproveitamentos mais nobres além de combustível e ração animal. A proposta deste projeto é a otimização do isolamento e purificação dos diterpenos cafestol e caveol a partir da borra doméstica do café e sua transformação química para aproveitamento na indústria da perfumaria..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Ana M. C. Hovell - Integrante / Claudia Moraes de Rezende - Coordenador / Humberto Ribeiro Bizzo - Integrante / Neusa Pereira Arruda - Integrante / Marcos Nogueira Eberlin - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro / Embrapa Café - Auxílio financeiro.
2003 - Atual
Metabólitos de organismos marinhos- uma nova fonte de voláteis?
Descrição: As gorgônias possuem um enorme potencial para a investigação de novos odores marinhos devido ao seu aroma peculiar, aspecto curioso já relatado em trabalhos científicos. Até o momento, não há descrições na literatura na literatura científica da aplicação de técnicas olfatométricas ao estudo de gorgônias e seus extratos, com o objetivo de identificar novas moléculas promissoras quanto ao aspecto de odor. Conhecer o aroma, identificar sua estrutura química e determinar seu potencial olfativo é a proposta deste projeto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Rosângela de Almeida Epifanio - Integrante / Claudia Moraes de Rezende - Coordenador / Joel Creed - Integrante / BEATRIZ G FLEURY - Integrante / Yasmin Froes - Integrante / Vassilios Roussis - Integrante.


Projetos de extensão


2013 - Atual
QUID+ : QUIMICA PARA LER E SONHAR
Descrição: Portal para jovens a partir dos 12 anos, com textos e palavras-cruzadas, alem de download de livros e revistas do Ano Internacional da Quimica-2011. Trata da quimica de uma forma ludica e curiosa..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Claudia Moraes de Rezende - Coordenador / Ricardo B Alencastro - Integrante / RAFAEL GARRETT DA COSTA - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2011 - Atual
ANO INTERNACIONAL DA QUÍMICA 2011
Descrição: Coordenação e centralização dasatividades e informações sobre as atividades realizadas em comemoração ao Ano Internacional da Química no Brasil, em 2011. Neste construido um portal onde foram informadas todas as ações patrocinadas pelo projeto do AIQ (Processo 401.756/2010-6), bem como ações realizadas pelos orgãos parceiros como os Conselhos Regionais de Química, ABIQUIM, Centros de Pesquisas, Universidades, Empresas parceiras e Escolas de ensino médio e fundamental. O projeto AIQ 2011, como um todo, promoveu, fomentou e apoiou atividades de divulgação científico-tecnológica que reflitam a importância da Química para o bem-estar e a qualidade de vida, reforçando os aspectos da sustentabilidade e das questões ambientais, através de: - Melhorias da educação em ciências, especificamente sob os aspectos químicos, a serem realizadas através da educação formal e informal em universidades, escolas, centros de ciências e de divulgação científica pela mídia. - Contribuir para estimular a mentalidade científica do público em geral, através de atividades de divulgação que retratem os grandes benefícios da Química, históricos e atuais, bem como divulgar aspectos gerais sobre o desenvolvimento da Química no Brasil tanto de caráter industrial quanto de pesquisa, apoiados e realizados em entidades científico-tecnológicas por órgãos governamentais e outras organizações. - Promover, junto aos diversos segmentos sociais, atividades que estimulem a compreensão da importância da Química no desenvolvimento sustentável do país e do planeta. - Promover e estimular um maior conhecimento nacional sobre o enorme potencial das riquezas naturais que o país detém: petróleo, sua biodiversidade terrestre e marinha..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (90) / Mestrado acadêmico: (90) / Doutorado: (90) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Claudia Moraes de Rezende - Coordenador / RAFAEL GARRETT DA COSTA - Integrante / Angelo C Pinto - Integrante / Luisa Medeiros Massarani - Integrante / Humberto Ribeiro Bizzo - Integrante / Eliezer J Barreiro - Integrante / Vitor Francisco Ferreira - Integrante / Maria Domingues Vargas - Integrante / carmelita gomes - Integrante / Vanderlan S. Bolzani - Integrante / Cezar Zucco - Integrante / Augusto Aragão de Barros - Integrante / Fernaqndo Galembeck - Integrante / Jailson Bittencourt Andrade - Integrante / Rogerio Kaiser - Integrante / José Barros - Integrante / Hugo Braibante - Integrante / Adriano Andricopulo - Integrante / Marilia F. Goulart - Integrante / Elisabete Barros - Integrante / Claudio Motta - Integrante / Carlos Roland Kaiser - Integrante / dorila piló - Integrante / Silvio Bento - Integrante / GUILHERME A MARSON - Integrante.Financiador(es): Ministério da Ciência e Tecnologia - Auxílio financeiro.


Projetos de desenvolvimento


2014 - Atual
Pesquisas, desenvolvimento tecnológico e inovação para solucionar o problema do coral-sol no estado do Rio Janeiro
Descrição: Desde os anos 80 o Rio de Janeiro enfrenta um desequilíbrio ambiental resultado da introdução de espécies exóticas invasoras, o coral-sol (Tubastraea spp.). Estudos concluiram que o coral-sol é um invasor eficiente, com características biológicas e ecológicas que maximizam seu potencial de consolidação e que vêm aumentando sua abundância e expansão no estado. Além do Rio de Janeiro ser o estado mais bioinvadido pelo coral-sol, trata-se também de um exportador desse bioinvasor para o restante da costa brasileira, o que reforça ainda mais a necessidade de ações de manejo em seu litoral e de novas estratégias para a supressão pré-fronteira e detecção, controle e erradicação pós-fronteira. Em 2014 foi formada a Rede Coral-Sol que visa, através de PD&I, reduzir novas bioinvasões marinhas, fornecer subsídios para recuperar ecossistemas bioinvadidos, através de soluções que agregam valor adicional à retirada do coral-sol e mantém o equilíbrio marinho. As iniciativas visam desenvolver tecnologias inovadoras para o manejo do coral-sol e outros bioinvasores bioincrustantes (ex. tintas anti-incrustante); o monitoramento do coral-sol no estado; avaliar a origem genética e dispersão do coral-sol; prospectar compostos químicos visando seu uso para fins farmacológicos e como fonte de corretivos e/ou nutrientes para a agricultura e desenvolver uma analise de risco de novas introduções do coral-sol em áreas protegidas marinhas. Portanto esta proposta propõe a utilização do coral-sol em benefício à sociedade, através da bioprospecção de compostos visando a melhoraria da saúde humana e aplicações industriais. Além de evidente contribuição à conservação da biodiversidade do estado do Rio de Janeiro e produção acadêmica, técnica e de inovação, é prevista a consolidação da Rede (novas parcerias interdisciplinares, interinstitucionais e internacionais), a formação de recursos humanos, a divulgação do problema à sociedade e a produção do conhecimento para ações de educação ambiental..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Silvia Siag Oigman - Integrante / Joel Creed - Coordenador / Simone Siag Oigman Pszczol - Integrante / BEATRIZ G FLEURY - Integrante / Maria de Nazaré Correia Soeiro - Integrante / lidilhone hamerski carbonezi - Integrante / Israel Felzenszwalb - Integrante.Financiador(es): FAPERJ - Auxílio financeiro.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Exatas e da Terra / Área: Química / Subárea: Química Orgânica.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Ciência e Tecnologia de Alimentos / Subárea: Ciência de Alimentos.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas/Especialidade: Neurofisiologia.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
NOVAES, F. J. M.2015NOVAES, F. J. M. ; OIGMAN, S. S. ; REZENDE, C. M. ; De Souza, P. A. ; AQUINO NETO, F. R. . New approaches on the analyses of thermolabile coffee diterpenes by gas chromatography and its relationship with cup quality. Talanta (Oxford), v. 139, p. 159-166, 2015.

2.
TSUKUI, A.2014TSUKUI, A. ; OIGMAN, S.S. ; REZENDE, C. M. . Óleo de Grãos de Café Cru: Diterpenos Cafestol e Caveol. Revista Virtual de Química, v. 6, p. 17-33, 2014.

3.
TSUKUI, A.2014TSUKUI, A. ; SANTOS JÚNIOR, H.M. ; OIGMAN, S.S. ; DE SOUZA, R.O.M.A. ; Bizzo, H.R. ; Rezende, C.M. . Microwave-assisted extraction of green coffee oil and quantification of diterpenes by HPLC. Food Chemistry, v. 164, p. 266-271, 2014.

4.
1OIGMAN, S.S.2012OIGMAN, S.S.; DE SOUZA, R.O.M.A. ; DOS SANTOS JÚNIOR, H.M. ; Hovell, A.M.C. ; HAMERSKI, L. ; Rezende, C.M. . Microwave-assisted methanolysis of green coffee oil. Food Chemistry, v. 134, p. 999-1004, 2012.

5.
2De Souza, P. A.2010De Souza, P. A. ; Rangel, L. P. ; OIGMAN, S. S. ; Elias, M. M. ; Ferreira-Pereira, A. ; De Lucas, N. C. ; Leitão, G. G. . Isolation of two bioactive diterpenic acids from Copaifera glycycarpa oleoresin by high-speed counter-current chromatography. Phytochemical Analysis, v. 21, p. 539-543, 2010.

6.
3Dayse P. Barbosa2003 Dayse P. Barbosa ; OIGMAN, S. S. ; Costa , M. A ; Pacheco, E.B. . Gerenciamento de resíduos dos laboratórios do Instituto de Química da Universidade do Rio de Janeiro como um projeto educacional e ambiental. Revista Engenharia Sanitária e Ambiental. Engenharia Sanitária e Ambiental, v. 8, p. 114-119, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
REZENDE, C. M. ; ALENCASTRO, R. B. ; SILVA, R. F. ; OIGMAN, S. S. ; SILVA, F. S. . CELEBRANDO A QUIMICA: COZINHANDO COM A QUIMICA. 1. ed. São Paulo: SBQ, 2014. v. 1. 32p .

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
OIGMAN, S. S.; de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C . Simpósio de Educação em Química ? UERJ. In: Simpósio de Educação em Química, 2003. Simpósio de Educação em Química, 2003.

2.
de AGUIAR, M.R.M.P ; OIGMAN, S. S. ; GUIMARÃES, P.I.C . Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. In: UERJ sem Muros, 2003, Rio de Janeiro. Livro de Resumos, 2003.

3.
de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C ; OIGMAN, S. S. . Técnicas de Aprendizado para o ensino de Química para os alunos com deficiência visual. In: 6a Mostra de Extenção - UERJ sem Muros, 2002, Rio de Janeiro. 6a Mostra de Extenção- UERJ sem muros, 2002.

4.
OIGMAN, S. S.; FERREIRA, F.S ; GUIMARÃES, P.I.C . A química orgânica no nosso dia a dia. Catálogos das Atividades de Extensão. In: UERJ sem Muros, 1999. Catálogos das Atividades de Extensão- UERJ sem Muros, 1999.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Oigman, S. S.; ANDRADE, J. C. ; SOUZA, R. C. ; RODRIGUES, F. R. ; OLIVEIRA, D. C. R. ; FONSECA, V. V. ; SILVA, C. C. O. ; DELIZA, R. . Taste-odour interaction as a strategy to reduce sugar in yogurt.. In: SenseAsia 2014 The Asian Sensory and Consumer Research Symposium, 2014, Cingapura. SenseAsia 2014 The Asian Sensory and Consumer Research Symposium, 2014, 2014.

2.
OIGMAN, S. S.. Isolamento, purificação e caracterização olfativa de constituintes voláteis da gorgônia Phyllogorgia dilatata Esper. In: II Encontro da Pós-Graduação do Instituto de Química, 2006, Rio de Janeiro. II Encontro da Pós-Graduação do Instituto de Química, 2006.

3.
OIGMAN, S. S.; de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C . Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. In: Simpósio de Educação em Química, 2003, Rio de Janeiro. Simpósio de Educação em Química, 2003.

4.
OIGMAN, S. S.; Dayse P. Barbosa ; Costa , M. A . Gerenciamento dos rejeitos líquidos do Instituto de Química. In: 10a Semana de Iniciação Científica, 2001. 10a Semana de Iniciação Científica - Livro de Resumos, 2001.

5.
OIGMAN, S. S.; FERREIRA, F.S ; GUIMARÃES, P.I.C . A química dos aromas como tema motivador no ensino de Química Orgânica. In: VIII Encontro da Sociedade Brasileira de Química Regional, 1999, Rio de Janeiro. VIII Encontro da Sociedade Brasileira de Química Regional, 1999. p. 18.

Apresentações de Trabalho
1.
OIGMAN, S.S.. Projeto Café e Cérebro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
OIGMAN, S.S.. Café: uma experiência multissensorial. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
OIGMAN, S. S.. Café: vilão ou mocinho?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
OIGMAN, S. S.. Flavor: uma percepção multissensorial. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
OIGMAN, S. S.; CARBONEZI, L. H. . Tubsatraea: fonte de substâncias antimalariais?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
OIGMAN, S.S.. A História da Perfumaria: O Aroma através dos Tempos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
OIGMAN, S. S.; EPIFANIO, R. A. ; Rezende, C.M. . Gorgônias brasileiras: fonte de fragrâncias marinhas?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
OIGMAN, S. S.; de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C . Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual por meio dos sentidos.. 2003. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

9.
OIGMAN, S. S.; de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C . Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
OIGMAN, S. S.; de AGUIAR, M.R.M.P ; GUIMARÃES, P.I.C . Técnicas de Aprendizado para o ensino de Química para os alunos com deficiência visual. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
OIGMAN, S. S.; Dayse P. Barbosa ; Costa , M. A ; Pacheco, E.B. . Gerenciamento dos rejeitos líquidos do Instituto de Química. 2001. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
OIGMAN, S. S.. A Química dos Aromas para Alunos do de ensino médio. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
OIGMAN, S. S.; FERREIRA, F.S ; GUIMARÃES, P.I.C . A química dos aromas como tema motivador no ensino de Química Orgânica. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
GUIMARÃES, P.I.C ; OIGMAN, S. S. ; FERREIRA, F.S . História da química para professores de Química de ensino médio. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
OIGMAN, S. S.; FERREIRA, F.S ; GUIMARÃES, P.I.C . A química orgânica no nosso dia a dia. 1999. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
REZENDE, C. M. ; GOMES, C. ; BARROS, J. ; MARSON, G. A. ; GARRET, R. ; OIGMAN, S. S. . 365 DIAS DE QUÍMICA: moléculas que mudaram a química e entrevistas com pesquisadores brasileiros. 2011 (DIVULGAÇÃO).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
OIGMAN, S.S.; TEIXEIRA, P. C. C. ; DIAS, J. F. . Produtos naturais ? saúde, sabores e amores. 2014. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
Oigman, S. S.. Como será?. 2014.


Demais tipos de produção técnica
1.
REZENDE, C. M. ; OIGMAN, S.S. . Química dos Aromas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
REZENDE, C. M. ; OIGMAN, S.S. . Química de Aromas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
REZENDE, C. M. ; OIGMAN, S.S. . A Química de Aromas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
Rezende, C.M. ; OIGMAN, S. S. . Química de Aromas. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OIGMAN, S. S.; AMORIM., A. C. L.. Participação em banca de Yasmin Froes de Miranda Fernandes.A busca por novas moléculas em organismos marinhos na espécie Phyllogorgia diltatata Esper. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro.

2.
OIGMAN, S. S.. Participação em banca de FERNANDA DOS SANTOS SILVA.PERFIL CROMATOGRÁFICO DOS ÓLEOS ESSENCIAIS OBTIDOS DE PLANTAS AROMÁTICAS DA REGIÃO SERRANA DO RIO DE JANEIRO: Aspidosperma olivaceum Müll. Arg., Campomanesia xanthocarpa (Mart.) O. Berg e Myrciaria delicatula (DC.) O. Berg. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
IBRO - 9th World Congress International Brain Research Organization. Behavioral preferences and neural correlates of coffee olfactory experience. 2015. (Congresso).

2.
1° Simpósio Latino Americano sobre Umami: estado da arte nos aspectos senosriais. 2013. (Simpósio).

3.
10th Pangborn Sensory Science Symposim. 2013. (Simpósio).

4.
1° Workshop Sul-Americano em Irradiação de Microondas. 2010. (Simpósio).

5.
32ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira de Química. Gorgônias brasileiras: fonte de fragrâncias marinhas?. 2009. (Congresso).

6.
II Encontro da Pós-Graduação do Instituto de Química.Isolamento, purificação e caracterização olfativa de constituintes voláteis da gorgônia Phyllogorgia dilatata Esper. 2006. (Encontro).

7.
III Simpósio Brasileiro de óleos Essenciais. 2005. (Simpósio).

8.
Simpósio de Educação em Química.Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. 2003. (Simpósio).

9.
Simpósio de Educação em Química.Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. 2003. (Simpósio).

10.
UERJ sem Muros.Técnicas de aprendizado de Química para alunos com deficiência visual. 2003. (Outra).

11.
6a Mostra de Extenção - UERJ sem Muros.Técnicas de Aprendizado para o ensino de Química para os alunos com deficiência visual. 2002. (Outra).

12.
I Fórum de Inclusão da Diversidade: Aluno com deficiência visual ? da Educação Infantil à Universidade. 2002. (Encontro).

13.
10a Semana de Iniciação Científica.Gerenciamento dos rejeitos líquidos do Instituto de Química. 2001. (Outra).

14.
UERJ sem Muros.A química orgânica no nosso dia a dia. Catálogos das Atividades de Extensão. 1999. (Outra).

15.
VIII Encontro da Sociedade Brasileira de Química Regional. A química dos aromas como tema motivador no ensino de Química Orgânica. 1999. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OIGMAN, S. S.. IV Encontro de Extensão do ICB. 2013. (Outro).

2.
OIGMAN, S. S.. Neurociência Vai à Praça. 2013. .

3.
Creed, J. ; Pszczol-Oigman, S.S. ; OIGMAN, S. S. . 10th Internation Seagrass Biology Workshop.. 2012. (Congresso).

4.
REZENDE, C. M. ; BRITO, F. ; AZEVEDO, I. C. A. ; COSTA, R. G ; PERFEITO, E. S. ; Oigman, S. S. . Cade a Química? exposição presencial e virtualização em 3D. 2012. (Exposição).

5.
OIGMAN, S. S.; Pinto, A. da C. ; Rezende, C.M. ; de BARROS, A. A. . III Escola Temática em Química. 2010. (Congresso).

6.
Rezende, C.M. ; OIGMAN, S. S. . II Escola Temática em Químca. 2009. (Congresso).

7.
Rezende, C.M. ; Bizzo, H.R. ; Hovell, A.M.C. ; OIGMAN, S. S. . V Simposio Brasileiro de Oleos Essenciais. 2009. (Congresso).

8.
Pinto, A. da C. ; Rezende, C.M. ; OIGMAN, S. S. . I Escola Temática em Químca. 2008. (Congresso).

9.
OIGMAN, S. S.. VIII Encontro da Sociedade Brasileira de Química Regional. 1999. .



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Yasmin Fróes de Miranda Fernandes. A busca de novos odorantes marinhos em gorgônias da espécie Phyllogorgia Dilatata Esper. 2013. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Bacharel em Química) - Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Silvia Siag Oigman.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
TSUKUI, A.2014TSUKUI, A. ; OIGMAN, S.S. ; REZENDE, C. M. . Óleo de Grãos de Café Cru: Diterpenos Cafestol e Caveol. Revista Virtual de Química, v. 6, p. 17-33, 2014.


Apresentações de Trabalho
1.
OIGMAN, S. S.. Café: vilão ou mocinho?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
REZENDE, C. M. ; OIGMAN, S.S. . A Química de Aromas. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OIGMAN, S. S.. IV Encontro de Extensão do ICB. 2013. (Outro).

2.
OIGMAN, S. S.. Neurociência Vai à Praça. 2013. .



Outras informações relevantes


Sou uma profissional dedicada com experiências em química de aromas, café, análise sensorial, olfatometria e neurociência. Capacidade de liderança, iniciativa e habilidade em formação de equipes. Habilidade para desenvolver em projetos de pesquisa.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/10/2018 às 20:50:46