Nadson Nei da Silva de Souza

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2220475692737415
  • Última atualização do currículo em 12/11/2017


Graduado em História no ano de 1999 pela UFRR, possui o Curso Superior em Tecnologia em Turismo com Habilitação em Hotelaria IUJLC e Mestre em Planejamento Turístico pela UNEFM (Venezuela) em 2006. É especialista em Ecoturismo: Interpretação e Planejamento em Áreas Naturais pela UFLA em 2008 e Mestre em Relações Étnico-Raciais pelo CEFETRJ no ano de 2014. Atualmente, é Doutorando desde 2014 em Psicossociologia de Comunidades e Ecologia Social pela UFRJ. Desenvolve suas atividades de ensino, pesquisa e extensão no Bacharelado de Línguas Aplicadas as Negociações Internacionais, especificamente relacionadas ao Núcleo de Turismo e Organização de Eventos (LEANI) e no curso EAD em Tecnologia de Gestão em Turismo. Coordena o Núcleo de Estudos Afro Brasileiros (NEAB) e o Observatório de Histórias, Culturas e Literaturas Indígenas (OHCLI). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nadson Nei da Silva de Souza
Nome em citações bibliográficas
SOUZA, N. N. S.

Endereço


Endereço Profissional
Cefet Celso Sucow da Fonseca.
Av. Maracanã
Maracanã
20271110 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (021) 25663014


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Psicossociologia de Comunid.E Ecologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Turismo Étnico Indígena: Uma metodologia para o desenvolvimento das comunidades indígenas a partir da interação entre os saberes do homem, as ciências e a natureza.,
Orientador: Marta de Azxevedo Irving.
2012 - 2014
Mestrado em Relações Etnicorraciais.
Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, CEFET/RJ, Brasil.
Título: Mulheres do Axé: Da invisibilidade social a visibilidade religiosa,Ano de Obtenção: 2014.
Orientador: Nara Maria Carlos de Santana.
Coorientador: Renilda Maria Nery Barreto.
1999 - 2005
Mestrado em Planificación Turística.
Universidad Nacional Experimental Francisco de Miranda, UNEFM, Venezuela.
Título: El Ecoturismo como alternativa de desarrollo sustentable para la Comunidad Indígena de Nova Esperança - Estado de Roraima - Brasil,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: MSC. Ewaldo Sandoval.
Palavras-chave: Ecoturismo; Sustentable; Comunidad; Indígena.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Setores de atividade: Desenvolvimento Rural; Qualidade e Produtividade.
2004 - 2008
Especialização em Ecoturismo: Planejamento e Interpretação em A. Nat. (Carga Horária: 340h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Título: Planos e Diretrizes Ecoturísticas para a Comunidade Indígena de Nova Esperança.
Orientador: Marco Aurélio Leite Fontes.
2001 - 2006
Graduação em Tecnológo em Turismo Hab em Hotelaria.
Instituto Universitário de Tecnologia José Leonardo Chirino, IUTJLC, Venezuela.
Título: Una Estratégia para el Desarrollo del Ecoturismo Comunitário en la Comunidad Indígena de Nova Espernça ? Estado de Roraima ? Brasil.
Orientador: Especialista Glenda Galviz.
1995 - 1999
Graduação em Licenciatura em História.
Universidade Federal de Roraima, UFRR, Brasil.




Formação Complementar


2012 - 2012
Extensão universitária em História da África: Vetores para Educação Plural. (Carga horária: 140h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Extinto Território Federal de Roraima, EXTFRR, Brasil.
Vínculo institucional

1988 - 1992
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de Ensino de 1º e 2º Graus, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenou o Projeto de Resgate Cultural da dança Parixara na Comunidade Indígena da Malacacheta, Município do Cantá.


Delegacia do Ministério da Educação na Paraíba, DEMEC - PB, Brasil.
Vínculo institucional

1992 - 1994
Vínculo: Professor de 1º e 2º Graus, Enquadramento Funcional: Professor de 1º e 2º Graus, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Escola Técnica Federal de Roraima, ETFRR, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 2003
Vínculo: Prof de Ensino de 1º e 2º Grau, Enquadramento Funcional: Sim, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Designado para ocupar a função de Coordenador da Coordenadoria das Disciplinas da área de Ciências Sociais pela Portaria nº 53 de 04/03/1996.

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 172/2002 - Comissão de Elaboração do Plano de Curso do Tecnólogo em Turismo.

Vínculo institucional

1998 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 385/98 - Comissão encarregada de proceder a Elaboração e Correção dos Exames Finais no Ensino Fundamental, Ensino Médio e Magistério em Educação Física.

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 186/97 - Comissão de Elaboração da Proposta Pedagógica do Ensino Médio.

Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 152/95 - Comissão de Seleção para o Curso Pós 2º Grau em Turismo e Hotelaria.


Centro Federal de Educação Tecnológica de Roraima, CEFETRR, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2010
Vínculo: Prof de Ensino de 1º e 2º Grau, Enquadramento Funcional: Sim, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 320/2007 - Membro da Comissão de estruturação do Curso Superior de Tecnologia em Hotelaria.

Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 157/2006 - Membro da Comissão de Elaboração do Plano do Curso Superior de Tecnologia em Ecoturismo.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Curso Técnico em Turismo. Portaria Nº. 317/2005 de 19/08/2005.

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Designado para exercer a função de Coordenador do Núcleo de Pesquisas Tecnológicas - NUPET - Portaria nº 43 de 25/02/2005.

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria nº 140/2005 - Presidente da Comissão Interinstitucional a fim de realizar estudo técnico visando a implantação do Restaurante Escola e Funcional do CEFET - RR em parceria com o SENAC.

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 191/2005 - Presidente da Comissão de Elaboração do Curso de Extensão de Monitor de Acampamento.

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 352/2005 - Presidente da Comissão de Elaboração do Plano de Curso Técnico em Turismo Integrado ( Modalidade Educação de Jovens e Adultos).

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 352/2005 - Presidente da Comissão de Elaboração do Plano de Curso Técnico em Turismo Integrado ( Modalidade Educação de Jovens e Adultos).

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Curso Técnico em Hospedagem e Alimentação PORT 366/2004

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 030/2004 - Presidente da Comissão de reestruturação do Plano do Curso Técnico em Hospedagem e Alimentação.

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 335/2004 - Integrante da Comissão de Elaboração das Normas Acadêmicas da Educação Superior.

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 362/2004 - Membro da Comissão de Elaboração do Currículo da Educação de Jovens e Adultos profissionalizante.

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Curso Técnico em Turismo Portaria Nº 299/2003 DE 04SET2003

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: , Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 163/2003 - Comissão de Elaboração de Provas do Concurso Vestibular 2003.2 e Teste de Seleção.

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Curso Técnico em Hospedagem e Alimentação Portaria nº 068/2003.


Instituto Federal de Roraima, IFRR, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Docente de Ens Bás, Tec e Tecn, Enquadramento Funcional: sim, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Implantou, supervisionou e coordenou no período de Março/2009 a Agosto/2010 o NEREA - Núcleo das Relações Étnicorraciais e Ações Afirmativas em quatro grandes eixos: Estudos Afro brasileiros, Estudos Indígenas, Populações Tradicionais, Gênero e Diversidade. Pelo NEREA, planejou e organizou o I FORÚM DE DISCUSSÃO DA LEI 10639/03 no período de 14 a 17 de maio de 2010, horário integral, contendo em sua programação ciclos de palestras, apresentação de experiencias e salas de discussões, perfazendo 30 hs. Publicação no Diário Oficial da União redistribuição para o Cefet Celso Sucow da Fonseca - Cefet RJ.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40
Outras informações
Portaria Nº 072/2010 - Presidente da Banca de Processo Seletivo Simplificado para o cargo de Professor Substituto em Sociologia com lotação no IFRR - Campus Boa Vista.

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Portaria Nº 517/2009 - Presidente da Banca de Desempenho Didático do Concurso Público para o Cargo de Professor de História, lotação Campus Boa Vista e Campus Novo Paraíso do IFRR - Edital 11/2009.


Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca, CEFET/RJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Docente de Ens Básico, Técnico e Tecnológico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2013 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
História
01/2013 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Cefet Unidade Maracanã, .


Cefet Celso Sucow da Fonseca, CEFET, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coord. do Núcleo de Estudos Afro-brasileiro, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Coordenador do Núcleo de Estudos Afro-brasleiros, do Programa de Pós Graduação Stricto Sensu em relações Étnico-raciais, da Diretoria de Pesquisa e Pós graduação.


Colegio Militar de Santa Maria, CMSM, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Avaliador Externo, Enquadramento Funcional: RJU, Carga horária: 10


Centro de Educação a Distancia do Rio de Janeiro, CEDERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 60



Linhas de pesquisa


1.
Afro brasileiros, Discurso, Estudos Literários e Culturais


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Sustentabilidade e políticas públicas: laboratório de políticas públicas em turismo, ambiente e cultura no Brasil
Descrição: O turismo é um fenômeno contemporâneo complexo e, para que se possa interpretá-lo, em suas diversas nuances e consequências na esfera de planejamento, o primeiro passo deveria ser a desmistificação das certezas expressas no discurso simplista pela via do mercado. Esta afirmação se reveste de um sentido ainda mais significativo quando se reflete sobre o turismo no Brasil, um país de megadiversidade biológica e reconhecida sociodiversidade. O debate sobre sustentabilidade e as dimensões ambientais e sociais associadas às políticas públicas de turismo tem inspiração nos movimentos iniciados a partir das décadas de 60 e 70 e os resultados da Conferência de Estocolmo, marco para orientar o debate sobre o desenvolvimento em novas bases. E se efetivou nos anos 80 com o relatório Brundtland que impulsionou, mundialmente, a importância de se refletir e fomentar ações dirigidas ao denominado desenvolvimento sustentável, o que também influenciou a OMT para que o turismo pudesse também ser orientado por novos valores e pela noção de ?turismo sustentável?, este entendido como o "turismo que leva à gestão de todos os recursos, de forma que as necessidades econômicas e sociais possam ser satisfeitas mantendo a integridade cultural, os processos ecológicos essenciais, a diversidade biológica e sistemas de suporte de vida.? (OMT, 1998). Mas foi com o alcance do debate ambiental potencializado durante a Rio 92, que o setor do turismo passou também a ser mobilizado para o tema, quando foi acordada a ?Carta do Turismo Sustentável? ou ?Declaração de Lanzarote?, em 1995. Assim, a integração das ações de planejamento turístico com as políticas de proteção da natureza se tornou, progressivamente, uma exigência global na gestão pública. E, desde então, inúmeras tem sido as iniciativas do setor turístico para reafirmar este compromisso, como a publicação de códigos de conduta, além da Agenda 21 do Turismo e inúmeros relatórios técnicos e iniciativas de pactos globais. Assim, a noção de sustentabilidade turística passou a incorporar o compromisso de valorização do presente sem comprometimento do futuro e, a questão social e cultural como fundamental em planejamento para o setor. Esta abordagem passou a considerar, o compromisso, por parte do turista, de respeito e valorização das características de ambiente natural e cultural local, para os quais promover o turismo em bases sustentáveis requer um novo olhar sobre os problemas sociais, a diversidade cultural, e a dinâmica ambiental dos destinos, diante de uma economia globalizada e sujeita a nuances de imprevisibilidade, ditadas por um mercado que transcende as peculiaridades locais e/ou as especificidades de um destino turístico. Assim, para que seja possível interpretar os desafios dirigidos à integração de políticas públicas de turismo, proteção da natureza e cultura é fundamental que se avalie, criticamente, em que medida estas políticas setoriais se articulam e quais os desafios para a sua integração, no futuro, principalmente da compreensão do turismo como setor estratégico da economia e vetor de inclusão social. Tendo este foco como inspiração, o presente projeto objetiva avaliar, criticamente, o processo de construção e as interfaces entre estas políticas setoriais, tendo como parâmetros de análise, no plano internacional, os principais marcos globais, e, no plano nacional, quando importantes marcos legais e institucionais orientaram os setores em análise. A pesquisa tem foco qualitativo e é desenvolvida com base em análise bibliográfica e documental, alem de pesquisa de campo envolvendo entrevistas a interlocutores estratégicos da gestão pública. Com a presente pesquisa se pretende contribuir para a construção de um arcabouço metodológico que possa ser utilizado, com o mesmo objetivo em outras unidades da federação e que viabilize a decodificação dos desafios de políticas públicas brasileiras...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Governança e políticas públicas de proteção da natureza: ideologias, contradições, institucionalidades e tendências no Brasil
Descrição: : Importantes paradoxos tem marcado o pensamento contemporâneo, em função da herança histórica de distanciamento entre sociedade e natureza, legado de uma perspectiva pós industrial e moderna, na qual a ?natureza humana? se desvincula da ?natureza naturada?. Assim, refletir sobre uma possível relação entre proteção da natureza e o compromisso de participação e inclusão social, requer, segundo Irving, Giuliani e Loureiro (2008), ?um exercício de desconstrução de mitos históricos, consolidados na sociedade contemporânea, a partir de um olhar fragmentado e distorcido sobre a relação sociedade e natureza?. Isso porque como discutem Acselrad (2004) e Guattari (1991), natureza e sociedade compõem um complexo indissociável. E neste caso, a releitura do ?mito moderno da natureza intocada? (DIEGUES, 1996) tende a incorporar uma nova leitura, na qual o ser natural é também um ser social e o ser social é natureza (IRVING et. al., 2008). Mas como interpretar este ?religare? na lógica de políticas públicas orientadas ainda por uma perspectiva centralizadora e inspirada pela histórica cisão entre sociedade e natureza, mas que trazem em seu discurso, nos últimos anos, um forte compromisso de participação social e governança democrática na gestão da biodiversidade? De que maneira avançar na interpretação deste desafio, no caso emblemático das áreas protegidas, principal recurso estratégico para a conservação da biodiversidade, em escala global? E como entende-los no caso de políticas públicas em permanente contradição? Este tem sido o foco prioritário de estratégias internacionais recentes, reiteradamente discutidas, principalmente a partir da Convenção da Diversidade Biológica -CDB (ONU, 1992),e seus desdobramentos, das Metas do Milênio (PNUD, 2005) e dos compromissos da Convenção sobre a Diversidade Cultural (UNESCO, 2005). E neste campo de debate e reflexão, novas lógicas são então delineadas para a interpretação da relação entre sociedade e natureza. Isto acontece, de maneira evidente, na dinâmica de países emergentes ou em vias de desenvolvimento, como é o caso do Brasil, fortemente pressionados pelas demandas de crescimento, pelas desigualdades sociais e pela pressão internacional para a proteção da natureza. Também neste sentido, nas ultimas três décadas, importantes avanços tem ocorrido no país, no sentido da democratização da gestão de patrimônio natural e, o protagonismo social nas ações governamentais de proteção da natureza, conforme ilustrado pelo Sistema Nacional de Unidades de Conservação - SNUC (BRASIL, 2000 e 2002) e reafirmado no Plano Estratégico Nacional de Áreas Protegidas ? PNAP (BRASIL, 2006), que estabelece como princípio não apenas a participação social no processo de gestão da biodiversidade, mas também interpreta, de maneira ainda mais direta, o compromisso de governança democrática no processo. Com base nestes antecedentes e na proposta de Graham, Amos e Plumptre (2003) párea a avaliação de governança na gestão de áreas protegidas, este projeto objetiva investigar e interpretar de que forma está expresso o compromisso de governança democrática no discurso e na implementação de políticas públicas de proteção da natureza no Brasil, com foco prioritário nas áreas protegidas, considerando os arcabouços legal e institucional, os desafios para o desenvolvimento de tecnologia social com este objetivo e os mecanismos para a integração de políticas públicas na perspectiva do resgate da relação natureza e sociedade. A pesquisa qualitativa será desenvolvida com base em análise bibliográfica e documental, alem de pesquisa de campo envolvendo entrevistas a interlocutores estratégicos da gestão pública e análise de relatórios técnicos de eventos de relevância sobre o tema...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2010 - 2010
CULTO AOS ORIXÁS E A EDUCAÇÃO FÍSICA: DO RITUAL PARA O EDUCACIONAL, DA ?ROÇA? PARA A ESCOLA PÚBLICA
Descrição: RESUMO O componente curricular: Educação Afrodescendente, inserida no programa curricular do Curso de Licenciatura Plena em Educação Física do Cefet - RR possibilitou um vasto aprendizado no que diz respeito à riqueza cultural das etnias oriundas da África através do processo de tráfego clandestino realizado pelos portugueses e brasileiros. Essa riqueza influenciou bastante na Cultura Brasileira, desde a linguagem, os dotes culinários, e em especial às danças na religiosidade, item dessa investigação. O objetivo deste estudo foi realizar uma pesquisa em um terreiro de Candomblé do município de Boa Vista, com o intuito de conhecer, observar e analisar o Culto aos Orixás, considerando em especial as representações lendárias para determinados movimentos, os ritmos de cada Deus do panteão africano, a relação entre musicalidade e o sagrado e a coreografia em equipe. Através da pesquisa de campo, foi possível realizar uma série de observações que garantiram um conhecimento mais completo sobre a ?roça? , seus integrantes e a realização dos cultos. Em realidade, a necessidade de aprender sobre a religiosidade, mas especificamente sobre as danças e as rezas, surgiu da reflexão sobre o papel social e cultural da Educação Física como uma área que possui alternativas diversas para garantir a inclusão nas escolas públicas. Neste sentido, através da pesquisa bibliográfica foi possível construir uma base teórica pautada na cultura afrobrasileira, principalmente na religiosidade, o Candomblé, para logo em seguida relacionar os estilos das danças desenvolvidas com os alunos das escolas públicas, visando a possibilidade de transpor as danças dos Orixás para as atividades físicas, como forma de dinamizar as aulas, minimizar o preconceito e a intolerância religiosa e possibilitar a divulgação das contribuições deixadas pelo negro ao longo dos séculos no Brasil. PALAVRAS-CHAVE: Educação Física ? Danças de Orixás - Candomblé ? Religiosidade ? Cultura corporal..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Nadson Nei da Silva de Souza - Coordenador / Marcia Rosane Senna - Integrante / Lara Magalhães Avelino - Integrante / ANNE EMMANNUELLE VIANA MENDES - Integrante.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Seminários de Extensão - Diálogos Sustentáveis 2017
Descrição: Em 2017, a proposta dos Seminários de Extensão ?Diálogos Sustentáveis 2017? tem como objetivo dar continuidade à promoção da discussão crítica e ao diálogo com a sociedade sobre as questões relacionadas ao tema da sustentabilidade frente aos desafios de políticas públicas e das demandas sociais, diante da crise contemporânea; a promoção do intercâmbio crítico e compartilhamento de experiências de projetos e ações em desenvolvimento com relação ao tema para promover o diálogo aberto de saberes e fazeres diante da crise contemporânea. Além disso, a realização dos Seminários busca contribuir para a construção e articulação de uma rede de projetos e ações em parceria com diferentes segmentos da sociedade civil, de caráter interdisciplinar, interinstitucional e inter setorial, capaz de fortalecer o papel social da Universidade no processo de exercício da cidadania e ética do país. Para tanto, os Seminários propostos serão realizados em uma data previamente estabelecida mensalmente, de março a dezembro, sendo planejados e desenvolvidos com base em palestras, vídeos, debates, além de análises de projetos em curso, tendo em vista os temas centrais que compõem a programação dos Seminários. Os eventos ocorrem na UFRJ, campus Praia Vermelha, e contam, em geral, com diversas instituições da gestão pública, do movimento social e interlocutores das Universidades públicas e parceiras. Os Seminários são abertos e gratuitos para a sociedade fluminense.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2016 - 2016
Seminários de Extensão - Diálogos Sustentáveis 2016
Descrição: No ano de 2016, a proposta de Seminários de Extensão ?Diálogos Sustentáveis 2016? tem como objetivo a promoção da discussão crítica e o diálogo com a sociedade sobre as questões relacionadas ao tema da sustentabilidade frente aos desafios de políticas públicas e das demandas sociais, diante da crise contemporânea; a promoção do intercâmbio crítico e compartilhamento de experiências de projetos e ações em desenvolvimento com relação ao tema para promover o diálogo aberto de saberes e fazeres diante da crise contemporânea. Além disso, a realização dos Seminários busca contribuir para a construção e articulação de uma rede de projetos e ações em parceria com diferentes segmentos da sociedade civil, de caráter interdisciplinar, interinstitucional e inter setorial, capaz de fortalecer o papel social da Universidade no processo de exercício da cidadania e ética do país. Para tanto, os Seminários propostos serão realizados em uma data previamente estabelecida mensalmente, de março a dezembro, sendo planejados e desenvolvidos com base em palestras, vídeos, debates, além de análises de projetos em curso, tendo em vista os temas centrais que compõem a programação dos Seminários. Os eventos ocorrem no campus ?praia vermelha?, da UFRJ, e contam, em geral, com diversas instituições da gestão pública, do movimento social e interlocutores das Universidades públicas e parceiras. Os Seminários são abertos e gratuitos para a sociedade fluminense...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2016 - 2016
Seminário Internacional Turismo, Natureza e Cultura: Diálogos Interdisciplinares e Políticas Públicas
Descrição: O evento científico ?Seminário Internacional Turismo, Natureza e Cultura: Diálogos Interdisciplinares e Políticas Públicas? será realizado de 30 de maio a 02 de junho de 2016, pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). O Seminário busca promover e potencializar um debate qualificado sobre o tema gerando uma publicação de referência para a pesquisa, mas também para políticas públicas. Além disso, este esforço está dirigido à construção compartilhada de conhecimento entre os distintos segmentos da sociedade e à construção de diálogos entre a academia e os diferentes segmentos da sociedade na temática em foco. O evento neste formato busca também potencializar as redes de pesquisa na temática em foco, considerada estratégica para o desenvolvimento inclusivo do país nos próximos anos, a partir da perspectiva de complementariedade entre as competências institucionais de liderança na pesquisa, nos planos nacional e internacional. A sua realização pretende também consolidar a oportunidade de formação de jovens doutores e sua inserção em redes consolidadas de pesquisa no plano internacional, uma demanda central e estratégica em pesquisa, na atualidade. O evento proposto se estrutura em duas partes: a) reuniões técnicas e construção de projetos em redes nacionais e internacionais de pesquisa, e b) um Seminário gratuito aberto ao público. O evento aberto ao público e é dirigido a pesquisadores, estudantes de graduação e pós-graduação, e interlocuções da gestão pública e do movimento social. Nesse processo, pretende-se também a geração de Anais e a construção de uma base de reflexão sobre o tema em foco...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
Projeto de Extensão: O Jongo como resistência manutenção e memoria cultural das Comunidades quilombolas
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
Projeto de Extensão em Comunidades Tradicionais: Buscando um caminho de inclusão etnico racial do Cefet/RJ
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2015 - 2015
Projeto de Extensão - A Mulher no processo de educação religiosa nas comunidades tradicionais de terreiros de candomblé
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
A importância da oralidade na manutenção e permanência da cultura artesanal e pesqueira da comunidade caiçara da Praia de Pouso do Cajaíba, Reserva Ecológica da Juatinga - Paraty - RJ
Descrição: O objetivo do projeto foi identificar no processo de vivencia do cotidiano da comunidade caiçara da Praia Pouso da Cajaíba a importância da oralidade na transmissão de valores que contribuem para a manutenção e permanência da cultura artesanal e pesqueira do lugar. Sua estrutura metodológica foi formatada da seguinte forma: na primeira parte, uma pesquisa bibliográfica que garanta um debate sobre os estudos culturais, relacionando-os com as informações obtidas com os próprios moradores da comunidade e através da técnica etnográfica conhecida como observação participante. A continuação, uma segunda parte que corresponde à pesquisa de campo e a visita técnica na comunidade para aplicação de técnicas de coleta de informações, sendo a entrevista semiestruturada a que irá atender ao objetivo proposto no projeto. Na sequencia, a terceira parte corresponde a analise das informações e a elaboração dos relatórios parciais com registros fotográficos e os relatos de experiências. Da coleta de informações, foi feito um artigo científico..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
Lei 11645/08: Um estudo sobre a Educação e Religiosidade Indígena Guarany na comunidade Ka'Guy Poran en Barra de Maricá - RJ
Descrição: Objetivo: Identificar quais elementos da cultura e religiosidade indígena da comunidade Guarany Ka?aguy Poran constituem instrumentos importantes no processo de educação do povo. Metodologia: Para realização da pesquisa foi necessário fazer uso do método qualitativo, da pesquisa de campo e etnográfica, da técnica de observação participante, de entrevistas semiestruturadas e questionários caracterizados como instrumentos de coletas de dados, constituindo todos eles a estrutura metodológica do projeto. Após a coleta de informações será feito uma análise das entrevistas para a construção do relatório final com sugestões para à comunidade de ideias que possibilitem a construção de um currículo que atenda a realidade do povo Guarany. Como resultado foi desenvolvido um artigo cientifico a partir das informações coletadas na comunidade..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
A mulher no processo de Educação Religiosa nas Comunidades Tradicionais de Terreiros de Candomblé
Descrição: Objetivo: Identificar a importância da mulher no processo de educação religiosa nas comunidades tradicionais de terreiros de Candomblé. Metodologia: 1) Utilização da pesquisa bibliográfica, do método etnográfico e qualitativo, 2) Aplicação da técnica de observação participante, 3) Uso de instrumentos de coleta de informações, a destacar: entrevistas e questionários, 4) Análise da coleta de informações e 5) Elaboração do relatório final. Justificativa: Através da educação é possível garantir um processo de socialização, apropriação e construção do conhecimento, portanto, da transmissão da cultura, que representa a herança cultural, os valores transmitidos e compartilhados pelos grupos humanos. O referido projeto possibilita um entendimento maior sobre a educação fora dos padrões estabelecidos no sistema educacional brasileiro, especificamente em templos afro-brasileiros de Candomblé, pontuando os processos hierárquicos, as normas e a fé da religião. Resultado: Produção de artigo cientifico.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - Atual
Cultura e Saúde Indígena: A manipulação e utilização das ervas nos sistemas terapeuticos da Comunidade Indígena de Paraty Mirim
Descrição: O objetivo do projeto foi relacionar cultura e saúde indígena no estudo da manipulação e utilização de ervas nos sistemas terapêuticos da comunidade indígena de Paraty Mirim. A metodologia foi estruturada da seguinte forma: A utilização do método quali-quantitativo, considerando o uso de entrevistas semiestruturadas e a catalogação das ervas disponíveis na comunidade. Além disso, a pesquisa bibliográfica constituiu um item de importância para a realização do projeto, pois deu suporte teórico na estruturação do mesmo, bem como a pesquisa de campo contribuiu nas fases que deverão ser cumpridas junto aos indígenas no que diz respeito a medicina terapêutica..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2014 - Atual
Cultura e Saúde Indígena: A manipulação e utilização das ervas nos sistemas terapeuticos da Comunidade Indígena de Paraty Mirim
Descrição: O objetivo do projeto foi relacionar cultura e saúde indígena no estudo da manipulação e utilização de ervas nos sistemas terapêuticos da comunidade indígena de Paraty Mirim. A metodologia foi estruturada da seguinte forma: A utilização do método quali-quantitativo, considerando o uso de entrevistas semiestruturadas e a catalogação das ervas disponíveis na comunidade. Além disso, a pesquisa bibliográfica constituiu um item de importância para a realização do projeto, pois deu suporte teórico na estruturação do mesmo, bem como a pesquisa de campo contribuiu nas fases que deverão ser cumpridas junto aos indígenas no que diz respeito a medicina terapêutica..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2013 - 2014
Pesquisa em Turismo Étnico Afro e Indígena
Descrição: O contexto do turismo no Brasil vem cada vez mais dinamizando, especialmente quando se trata da cultura brasilei-ra, considerando o processo histórico brasileiro e a riqueza cultural aqui construída pela junção do índio, negro e europeu. O maior problema dentro desse processo foi o povo brasileiro assimilar que possui raízes africanas e indí-genas, uma vez que a realidade desses povos era relacionada sempre à exploração, a subjugação e marginaliza-ção, fazendo crer-se que tudo o que é ruim está associado ao negro e ao índio. O turismo sendo um fenômeno so-cial, que desenvolve atividades com grupos de acordo às suas motivações, vem discutindo em alguns estados da federação, alternativas para positivar os elementos que caracterizam as culturas afro e indígena, valorizando assim suas mais diversas expressões e manifestações culturais. Neste sentido, a realização de pesquisas sobre as regi-ões onde existe o potencial para o desenvolvimento do Turismo Étnico Afro Indígena é inovadora, pois permite uma discussão sobre essa realidade, considerando as normas estabelecidas pela legislação do MTur, da Secretaria de Políticas Indígenas e da Secretaria de Promoção de Políticas para Igualdade Racial, além de possibilitar uma pre-paração mais cidadã do aluno do Técnico em Turismo do Cefet/RJ ? Maracanã no desenvolvimento de habilidades profissionais para o trabalho com esse segmento..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - Atual
A Lei 10639/03: Possibilidades, desafios e entraves na proposta de inserção da comunidade afrobrasi-leira no espaço escolar do CefetRJ.
Descrição: A retomada da discussão na escola sobre a inclusão das culturas afrobrasileiras e indígenas constitui uma ne-cessidade, em especial, pelo fato de existir uma legislação, - Lei 10639/03 -, que trata sobre a História da África e Cul-tura Afrobrasileira, ainda que existam instituições que tenham levado essa questão com seriedade. De certa forma, é possível ver nos livros didáticos, a presença africana desde as civilizações mais antigas até os momentos atuais; al-guns cursos de graduação já incluem não só a história e historiografia africana, mas também a cultura afrobrasileira e nos estudos que abordam a religiosidade, se vê a presença das religiões de matriz africana. A parte disso, existe al-gumas pós-graduações em estudos africanos. Porém, é importante lembrar que esses avanços nas instituições educacionais ainda são poucos, é interessan-te investir nos trabalhos multidisciplinares como garantia da discussão da questão racial na escola. Veja o que se pode encontrar nas Orientações e Ações para a Educação das Relações Étnico-Raciais (2006: pág.70) É fundamental fazer com que o assunto não seja reduzido a estudos esporádicos ou unidades didáticas isoladas. Quando se dedica, apenas, tempo específico para tratar a questão e direcioná-la para uma disciplina corre-se o risco de considerá-la uma questão exótica a ser estudada, sem relação com a realidade vivida. A questão racial pode ser um tema tratado em todas as propostas de trabalho, projetos e unidades de estudo ao longo do ano letivo. Trazer para a escola a questão étnico-racial é uma proposta de inclusão social, pois é no ambiente escolar que se vivencia a discriminação, a segregação, a marginalização e o preconceito, não somente entre alunos, mas também entre docentes e gestores para com os alunos ?socialmente? excluídos na própria comunidade escolar. Em muitas oca-siões, isso é feito de forma velada, ou seja, a pessoas não escondem, em especial as crianças, que escutam bastante os comentários na própria família. Por essa razão, o referido projeto é muito importante para o CefetRJ como forma de contribuir com o crescimento educacional da instituição, bem como do cumprimento de sua responsabilidade social..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2013 - Atual
Documentário: a importância da história das mulheres negras do século XIX para o Candomblé no Rio de Janeiro
Descrição: No caso do Candomblé, existem várias controvérsias em seu processo histórico, especialmente ao que tange a liderança das mulheres nas cerimônias e ritos, mas é inegável que elas constituem um papel importante dentro da religião, dando visibilidade as suas atribuições e conhecimentos, tornando-as poderosas dentro do ilê ou roça. Neste sentido, o projeto contempla um levantamento histórico sobre a importância das primeiras mulheres negras e a fundação dos candomblés tradicionais na cidade do Rio de Janeiro. Com o advento da lei 10.639/03 ? Implementação de Historia da África e Cultura afrobrasileira no currículo escolar, o referido projeto constitui um instrumento de inclusão da temática racial e religiosa, vista de forma tão preconceituosa nos círculos escolares, principalmente quando se trata da mulher negra e do candomblé. Sabendo disso e com o passar dos dez anos de implantação da lei, urge as instituições educacionais começarem a trabalhar projetos relacionados às questões do negro e do indígena, dando ênfase aos aspectos culturais, sociais, políticos e religiosos desses grupos étnicos..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2013 - Atual
Projeto Montagem de um Vídeo: A Mulher indígena no Rio de Janeiro: uma história de liderança, tradi-ção e ancestralidade.
Descrição: A importância de desenvolver projetos na área de gênero e dos estudos das populações tradicionais no Cefet RJ constitui uma forma de garantir a inclusão de pesquisas com relação aos grupos étnicos que ao longos dos anos fica-ram à margem dos estudos históricos e da historiográficos brasileiros. No caso específico deste projeto, o ponto prin-cipal é identificar nas comunidades indígenas aquelas mulheres que estão à frente dos projetos de luta pelo resgate e manutenção da historia, tradição e cultura dos povos indígenas no Rio de Janeiro. Institucionalmente o projeto amplia os conhecimentos dos alunos acerca dos povos tradicionais e dinamiza o currículo escolar, já que existe uma resistência muito grande por parte de alguns gestores e docentes nesse processo inclusivo, porém é um desafio a realização deste modelo de pesquisa que contribua socialmente e culturalmente com as comu-nidades indígenas localizadas no Brasil, mais especificamente no Rio de Janeiro. É importante trazer para a escola uma temática que permita discutir a diversidade cultural, quebrando paradigmas e rompendo com as formas e manifestações preconceituosas e racistas existentes dentro do espaço escolar. Esse tipo de investigação contribui para a reflexão dos alunos e para a construção de uma sociedade plural. Por essa razão, o projeto tem como direcionamento a mulher em primeiro lugar, sendo ela indígena, lutadora, guerreira, firme nos propósitos, mulher política, que briga pela igualdade e equidade e mulher filosófica, que possibilita a reflexão de sua comunidade frente a ancestralidade indígena..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
2007 - 2010
Inclusão com Educação
Descrição: O Projeto objetivou a inclusão de 80 reeducandas da Cadeia Pública Feminina de Boa Vista no setor produtivo de alimentos feito em parceria com a Associação Comunitária de Colleges Canandenses (ACCC), Agência Internacional de Desenvolvimento Canadense (CIDA), Agência Brasileira de Cooperação (ABC), SETEC, CONCEFET, REDENET e IFs. As diretrizes do referido projeto tinha como meta aumentar o grau de escolaridade, qualificá-las na área de processamento de alimentos fomentando a geração de renda e evitando sua re inclusão na cadeia Pública Feminina de Boa Vista. A qualificação foi sendo desenvolvida através da oferta de cursos na modalidade EJA (Educação de Jovens e Adultos) e de qualificação profissional. O Curso Básico de Qualificação Profissional em Cozinha Regional possui uma organização curricular que possibilita imediata inserção no setor produtivo de alimentos não somente local mais em âmbito regional e nacional através da prestação de serviços específicos da área de alimentos e bebidas..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Nadson Nei da Silva de Souza - Integrante / Jane da Silva Amorim - Coordenador / Venina dos Santos - Integrante / Marcia Rosane Senna - Integrante.


Outros Projetos


2013 - 2013
Projeto de Curso do Bacharelado em Linguas Estrangeiras Aplicadas as Negociações Internacionais do Campus Maracanã
Situação: Concluído; Natureza: Outra.


Membro de corpo editorial


2006 - 2006
Periódico: Revista Norte Científico - Periódico Anual Técnico-Científico do Cefet RR


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Cultura Afrobrasileira.
3.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Turismo.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
6.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Turismo / Subárea: Ecoturismo.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2003
Prêmio BITEC, IEL.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SOUZA, N. N. S.2015SOUZA, N. N. S.. ?Akapakama?: um estudo da representação feminina na religiosidade tradicional africana frente à contemporaneidade a partir dos Bijagó ? Guiné Bissau.. Revista Jesus Histórico, v. 14, p. 38-54, 2015.

2.
SOUZA, N. N. S.2010SOUZA, N. N. S.. A interpretação de um recorte histórico do povo Patamona contando por uma anciã do grupo étnico. Cadernos Temáticos (Impresso), v. 25, p. 22-27, 2010.

3.
SOUZA, N. N. S.2008SOUZA, N. N. S.. Comunidades Indígenas e o Turismo Local. Cadernos Temáticos (Impresso), v. 10.000, p. 9771809469008, 2008.

4.
LIMA, L.F2008LIMA, L.F ; SOUZA, N. N. S. . Oficina de Gestão de Negócios: Buscando a Integração do Aluno ? Trabalhador da Educação de Jovens e Adultos às Exigências do Mercado de Trabalho. Revista Norte Científico, v. 1, p. 73-81, 2008.

5.
SOUZA, N. N. S.2007SOUZA, N. N. S.. O Ecoturismo e Comunidades Indígenas: Um Olhar Antropológico. Norte Científico, v. 2, p. 16-33, 2007.

Capítulos de livros publicados
1.
SOUZA, N. N. S.. Una estrategia para el desarrollo del ecoturismo comunitario en la comunidad indígena de Nova Esperança, estado de Roraima, Brasil. In: Nadson Nei da Silva de Souza. (Org.). Una estrategia para el desarrollo del ecoturismo comunitario en la comunidad indígena de Nova Esperança, estado de Roraima, Brasil. 1raed.México: Editorial Universitaria, 2015, v. 1, p. 43-80.

Apresentações de Trabalho
1.
SOUZA, N. N. S.. Diálogos em turismo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
SOUZA, N. N. S.. Los Componentes de la Estructura del Sistema Ecoturistico. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SOUZA, N. N. S.. Turismo Experimental : Buscando una Forma de innovacion empreendedora. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SOUZA, N. N. S.. El Turismo Etnico y sus implicaciones economicas sociales yculturales a alas poblaciones locales. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
SOUZA, N. N. S.. Jornada Elos de Cidadnia e Descaminhos da Baia de Guanabara. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
SOUZA, N. N. S.. A importancia da Oralidade na Manutenção e Permanencia da cultura Artesanal e Pesqueira da Comunidade Caiçara da Praia Pouso da Cajaiba, reserva ecologica da juatinga - Municipio de Paraty ( RJ). 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
SOUZA, N. N. S.. Los Espacios Sagrados del Candomblé: Locus del poder femenino. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
SOUZA, N. N. S.. Alternativa Ecoturística bajo los lineamientos de la sostenibilidad. 2006. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Demais tipos de produção técnica
1.
IRVING, M.A. ; LIMA, M.A.G. ; MORAES, E.A. ; FRAGELLI, C. ; CORREA, F.V. ; MATTOS, C. P. ; FERREIRA, G. F. ; SANTOS, J. S. C. ; SOUZA, N. N. S. ; OLIVEIRA, T. ; NASRI, YASMIN ; NASCIMENTO, A.C.P. ; PINTO, M.C. ; BREYER, M. . Relatório Técnico do Projeto 'Ecoturismo e Cultura'. 2016. (Relatorio de pesquisa).

2.
SOUZA, N. N. S.. Curriculo Afro Centrado. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SENEMO, E. C.; SOUZA, N. N. S.; SENRA, A. O.; SOUZA, M. L.. Participação em banca de Elaine Cristina Senemo. O Uso da Tecnologia na construção do conhecimento e na reafirmação de identidades étnicas - Educação Indígena em perspectiva: Experiências em Comunidades Indígenas e Educação Escolar na Aldeia Sapukaí no Sertão do Bracuí. 2015. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em Cultura e Novas Tecnologias) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

2.
LESSA, C. M. C.; SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Carla Marques Carneiro Lessa. A construção de uma "nova identidade" na literatura contemporânea. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Cultura(s) na América Latina:por uma educ do olhar) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

3.
SANTOS, M. L.; SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Michele Lisboa dos Santos. Um olhar sobre Nova Friburgo: a desvalorização da história e da cultura local. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Cultura(s) na América Latina:por uma educ do olhar) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Eder Azevedo.A relação do turismo com a divulgação cientifica: Os museus e as instituições como espaço de dissertação do conhecimento e da cultura.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

2.
SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Fernanda Aline Mignac.A Relação do turismo com a divulgação cientifica: Os museus e as Instituições Cientificas como espaço de dissertação do conhecimento e da cultura. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

3.
SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Walber Chaves Cesar.A relevancia do Turismo Rural para o Estado do Rio de Janeiro: a Experiencia de Casimiro de Abreu(RJ). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

4.
SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Cicero Fernando Pereira Leitão.Turismo, jogos Olímpicos 2016 e segregação socioespacia lno município do RJ: Uma analise a partir das Vantagens em Sites. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

5.
SOUZA, N. N. S.; SANTOS, V.; Jacqueline G.O. Participação em banca de Mariana Rosa de Oliveira.Politicas Publicas de Turismo o Caso do Parque Estadual da Pedra Branca. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

6.
SOUZA, N. N. S.; FELIX, F. G.; SATYRO, J.; BASTOS, C. G.. Participação em banca de Merien Costa Araujo de Oliveira.A rede Hoteleira da Cidade de Nova Iguaçu(RJ): potencialidades e desafios.. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca.

7.
GAMA, A. S.; DAZZI, C. C.; BATISTA, E. F.; SOUZA, N. N. S.. Participação em banca de Alinne Schuenck Gama.Gestão de Base Comunitária: Hospedagem Domiciliar em Duas Barras. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão de Turismo) - Centro Federal de Educação Tecnológica Celso Suckow da Fonseca.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
BORGES, R. C. S.; ALVES, I. B.; SOUZA, N. N. S.; AZEVEDO, M. J. C.; BARRETO, M. R. N.. Comissão de Analise de Cotas - COAC. 2017. Cefet Celso Sucow da Fonseca.

2.
SOUZA, N. N. S.. Processo seletivo Tutor a Distancia e tutor presencial CEDERJ. 2016. Cefet Celso Sucow da Fonseca.

3.
SOUZA, N. N. S.. Un Mundo desconocido con Historia y Naturaleza: Lalkaj. 2016. Universidade de Quintana Roo.

4.
SOUZA, N. N. S.. Avaliação RSC - IFF Espirito Santo. 2015. Cefet Celso Sucow da Fonseca.

5.
SOUZA, N. N. S.. Avaliação RSC. 2014. Cefet Celso Sucow da Fonseca.

6.
SOUZA, N. N. S.. Avaliação RSC IFE- Sul rio-grandense. 2014. Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia Sul-rio-grandense.

7.
SOUZA, N. N. S.. Avaliação RSC IFE- Sul de Minas. 2014. Instituto Federal de Educação Ciencia e Tecnologia do Sul de Minas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
2° Foro de Investigacion Indigena. Encuentro: Comunidad-academia. Observatorio de Historias, Culturas e Literaturas indigenas?NEAB/CEFETRJ: Possibilidades y desafios para la aproximacion entre la academia y los grupos indigenas do Estado do Rio de Janeiro. 2017. (Congresso).

2.
7° congreso Internacional Turismo Y Economia. Parque Nacional de Tijuca: Una propuesta de planes de actividades y directrices para la gestion sastenible en areas bajo proteccion ambiental. 2017. (Congresso).

3.
ATLAS Annual Conference 2017. ATLAS Annual Conference 2017. 2017. (Congresso).

4.
¨° Congreso Internacional Turismo Y Economia.El proceso de Planificacion de Rutas Turisticas. 2016. (Oficina).

5.
6° Congreso Internacional Turismo Y Economia. Rutas Brasilenas: Una Experiencia Innovadora. 2016. (Congresso).

6.
Primeiras Jornadas de Etnomusicologia. Espacios de producción y transformacion en los sonidos tradicionales de Latinoamerica. 2016. (Exposição).

7.
Seminário Internacional Turismo, Natureza e Cultura: Dialogos interdisciplinares e Politicas publicas. 2016. (Seminário).

8.
5to Congreso Internacional de Turismo y Economía. Los Componentes de la Estructura del Sistema Ecoturístico. 2015. (Congresso).

9.
6to Congreso Internacional de Estudiantes de Turismo: Actitud Empreendedora por elr el Turismo. Turismo Experimental: Buscando una forma de innovación empreendedora. 2015. (Congresso).

10.
El Turismo étnico: Conceptos, Planes y Directrices.El turismo Etnico: Conceptos Planes y Directrices. 2015. (Oficina).

11.
II Semana do Bacharelado em Línguas Estrangeiras Aplicadas às Negociações Internacionais (LEANI).Cultura, Identidade e Linguagem para o profissional do LEANI. 2015. (Outra).

12.
LEArning about UESC 2015. 2015. (Outra).

13.
IV Congreso Internacional de Turísmo y Economía. Una estratégia para el desarrollo del ecoturismo comunitario en la comunidad indígena de Nova Esperança, Estado de Roraima, Brasil. 2014. (Congresso).

14.
IV Congreso Internacional Turismo y Economía. El Turismo Étnico y sus implicaciones económicas, sociales y culturales a las poblaciones locales. 2014. (Congresso).

15.
Visita Técnica a Cidade Histórica Imperial de petropolis.Visita Técnica a Cidade Histórica Imperial de Petropolis. 2014. (Outra).

16.
2do Encuentro sobre Religión Popular en México y el Mundo.Los Espacios Sagrados Del Candomblé: "locus" de poder femenino. 2013. (Encontro).

17.
2ª Semana de Ciências da Religião.Ayabás na obra artística de Caribé ?o papel dos bens simbólicos e a representação do poder na arte religiosa do Candomblé?. 2013. (Outra).

18.
Historia da Africa e Afro-Brasileira Vetores de uma educação plural-V. 2013. (Outra).

19.
Semana de Extensão 2013 - Ciencia, Saude e Esporte : A extensão em ação na sociedade.Pesuisar em Turismo Etnico afro e Indigena. 2013. (Seminário).

20.
VI Congresso Internacional da África Lusófona / I Encontro da África Global. A Educação e o Fenómeno Religioso. 2013. (Congresso).

21.
VI Congresso Internacional de Africa Lusofona/I Encontro Africa Global. A Educação e o Fenomeno religioso. 2013. (Congresso).

22.
VIII Seminário de Pesquisa em Extensão. 2013. (Seminário).

23.
VIII SEMPE Seminário de Metodologia em Pesquisa de Extensão.Um Olhar sobre a África através da Cultura Afrobrasileira brincando e jogando na Educação Infantil. 2013. (Seminário).

24.
XII Congreso Iberamericano de Extensión Universitaria. 2013. (Congresso).

25.
África Diversa. 2012. (Encontro).

26.
África Diversa. 2011. (Seminário).

27.
Fórum Sankofa Discutindo a Lei 10639/03. 2010. (Outra).

28.
Reunião Regional da Sociedade Brasileira para o progresso da Ciência.Minicurso- Construindo um Currículo Afro Centrado. 2010. (Outra).

29.
Reunião Regional do SBPC em Boa Vista.Construindo um Curriculo Afrocentrado. 2010. (Outra).

30.
Colóquio Internacional de História da África.Mini - Oficinas e Cartilhas sobre religiosidade e africanidade: uma alternativa de facilitar o ensino da. 2009. (Outra).

31.
IV Congresso de Extensão - Tecnologias Sociais e Inclusão: Caminhos para a Extensão Universitária. 2009. (Congresso).

32.
Congresso de Guias de Turismo. Turismo Adaptado. 2007. (Congresso).

33.
III Encontro Estadual de Turismo e II Seminário de Turismo Indígena.Etnoturismo: uma alternativa para o Estado de Roraima. 2006. (Outra).

34.
Congresso da Associação Brasileira de Agência de Viagens e Feira das Américas. Tendências do mercado do agente de viagem na atualidade. 2005. (Congresso).

35.
Seminário de Integração do Setor.Projeto Cadeia do Turismo - Integração SEBRAE/RR - CEFET/RR. 2005. (Seminário).

36.
Congresso da ABAV e Feira das Américas. 2003. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
IRVING, M.A. ; SOUZA, N. N. S. ; FRAGELLI, C. ; FERREIRA, G.F. ; MORAES, E.A. ; SANTOS, J. S. C. ; CASTRO, F.F. ; JUNIOR, R.A.F. . Seminários de Extensão - Diálogos Sustentáveis. 2016. (Outro).

2.
SOUZA, N. N. S.. Jornada Elos de Cidadania e descaminhos da Baia de Guanabara - A reutilização de óleo de fritura como combustivel. 2014. (Outro).

3.
SOUZA, N. N. S.. O que faz o profissional do Curso de Linguas Estrangeiras Aplicadas as Negociações. 2014. (Outro).

4.
SOUZA, N. N. S.. Campus Virtual do Cefet/RJ. 2014. (Outro).

5.
SOUZA, N. N. S.. 1ª Jornada Integrada de Pesquisa e Pós-Graduação 9 (JIPP2013). 2013. (Outro).

6.
SOUZA, N. N. S.. NEREA- Nucleo para Educação das Relações Etnicorraciais. 2012. (Outro).

7.
SOUZA, N. N. S.; SANTOS, Venina ; SOUZA, Vera Aparecida ; VASCONCELOS, Lucileia Lima ; SILVA, Antônia Bezerra ; SILVA, I. . I Fórum de Discussão da Lei 10639/03. 2010. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Orientações de outra natureza
1.
Kelvin Fernandes Soares. Estagio em Meios de Hospedagem. Início: 2017. Orientação de outra natureza. Cefet Celso Sucow da Fonseca. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Hélio Nascimento da Costa. A importância do estudo da História da África e da Cultura Afrobrasileira nos cursos o Programa de Educação de Jovens e Adultos do IFRR. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em PROEJA) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

2.
Manoel Vieira Braz. O ENSINO DE HISTÓRIA COMO INSTRUMENTO PARA CONSTRUÇÃO E VALORIZAÇÃO DO COTIDIANO DOS ALUNOS DO PROEJA.. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Especialização em PROEJA) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

3.
Sebastiana Alves da Silva. As Ciências Sociais e o aluno trabalhador. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento em Proeja) - Centro Federal de Ed Tec de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Nadson Nei da Silva de Souza. Levantamento dos Atrativos turísticos naturais e culturais da cidade de Nova Frifurgo-RJ. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão em Turismo) - Cefet Celso Sucow da Fonseca. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

2.
Geny Martins de Oliveira. Avaliação da qualidade do atendimento nos hotéis do município de Boa Vista. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Tecnólogo em Turismo) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

3.
Carmel Pereira Yanuzzi. A busca dos aspectos da cultura patrimonial arquitetônica: Vale do Rio Branco a formação do Território, aplicáveis na infra-estrutura turística. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Tecnólogo em Turismo) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

4.
Ana Luiza Moreira de LIma e Herberto de F. R. Sobrinho. Catálago Cultural: Divulgando Talentos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Tecnólogo em Turismo) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

5.
Márcia Justino da Silva. Turismo com qualidade de vida para a terceira idade na cidade de Boa Vista - Capital do Estado de Roraima. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Tecnólogo em Turismo) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

6.
Elisângela Saraiva de Oliveira Menezes. Resgate Cultural do Centro Histórico de Boa Vista. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Tecnólogo em Turismo) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

7.
André Teixeira Rocha. Estudo de viabilidade para abertura de uma agência de viagens no municipio de Boa Vista. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Turismo) - CENTRO FEDERAL DE EDUÇÃO TECNOLÓGICA DE RORAIMA. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

Orientações de outra natureza
1.
Leonardo Rosa Molina. Estagio supervisionado de licenciatura em Historia. 2013. Orientação de outra natureza. (Abi - História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.

2.
Francisco Agamenon Pereira de Lima. A IMPORTÂNCIA DA LEITURA COMO ELEMENTO FACILITADOR DO PROCESSO DE INCLUSÃO SOCIAL DE JOVENS E ADULTOS - PROJETO DE INTERVENÇÃO.. 2008. Orientação de outra natureza. (Especialização em PROEJA) - Instituto Federal de Roraima. Orientador: Nadson Nei da Silva de Souza.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/01/2019 às 24:34:26