Sandra Renata Gehling Bertoldi

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8323846329046091
  • Última atualização do currículo em 23/06/2014


Possui graduação em Medicina (UFPEL/1980), Residência Médica em Psiquiatria (UFPEL/1983) e Mestrado em Ciências da Saúde (UFRGS/2011), pesquisando a Contribuição da Psicanálise na Formação Médica. É Psicanalista, Membro Associado da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre, exercendo atividade clínica e como Professora Adjunta na Universidade Federal de Pelotas. Tem experiência na área da Medicina e Educação, com ênfase em Psicanálise, Psicologia Médica e Tutoria. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Sandra Renata Gehling Bertoldi
Nome em citações bibliográficas
BERTOLDI, S. R. G.;BERTOLDI, SANDRA GEHLING;BERTOLDI, S. G.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de Pelotas, Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.
Av. Duque de Caxias, 250
Fragata
96030-000 - Pelotas, RS - Brasil - Caixa-postal: 464
Telefone: (53) 32211666


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2011
Mestrado em Ciências da Saúde: Cardiologia e Ciências Cardiovasculares.
Universidade Federal do Rio Grande do Sul, UFRGS, Brasil.
Título: CONTRIBUIÇÃO DO DISCURSO PSICANALÍTICO PARA A FORMAÇÃO MÉDICA. Um Estudo de Caso na Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas,Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Waldomiro Carlos Manfroi.
Palavras-chave: Educação Médica; psicanálise; Transferência.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Educação.
Setores de atividade: Educação; Saúde humana e serviços sociais.
1982 - 1983
Especialização - Residência médica.
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil. Residência médica em: Psiquiatria
Número do registro: .
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Psiquiatria.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Saúde Humana.
1999 - 2003
Especialização em Formação Psicanalítica. (Carga Horária: 1300h).
Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre.
Título: Formação Psicanalítica.
Orientador: Renato Trachtenberg e Newton Aronis.
1994 - 1996
Aperfeiçoamento em Observação da Relação Mãe Bebê.
Clínica Pais e Bebês.
Título: Um olhar para o irmão mais velho. Ano de finalização: 1996.
Orientador: Nara Amália Caron.
1975 - 1980
Graduação em Medicina.
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.




Formação Complementar


1998 - 1998
A Problemática das Perdas na Infância.
Instituto Wilfred Bion.
1997 - 1997
Psicoterapias Mães-Bebês. (Carga horária: 20h).
Congresso Internacional de Saúde Mental.


Atuação Profissional



Hospital Espírita de Pelotas, HEP, Brasil.
Vínculo institucional

1983 - 1990
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Médica Assistente, Carga horária: 20

Atividades

01/1983 - 01/1990
Serviços técnicos especializados , Clínica Psiquiátrica, .

Serviço realizado
Atendimento Médico.

Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1985 - 1998
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Auxiliar, Carga horária: 20

Atividades

01/1998 - Atual
Extensão universitária , Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Atividade de extensão realizada
A relação médico-paciente em estudantes de Medicina.
01/1985 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia Médica II
Psicologia Médica III
Psicologia Médica IV
Supervisão da Residencia Médica
04/2006 - 07/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina, Conselho Departamental.

Cargo ou função
Representante dos Professores Assistentes junto ao Conselho Departamental.
01/1995 - 11/2011
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia Médica IV (prática)
Psiquiatria (prática)
01/2005 - 12/2006
Extensão universitária , Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Atividade de extensão realizada
Ambulatório de Psiquiatria de Adultos.
01/1998 - 01/1999
Extensão universitária , Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Atividade de extensão realizada
Observação da Relação Mãe-Bebê.
01/1996 - 01/1999
Extensão universitária , Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Atividade de extensão realizada
Relação Mãe-Bebê em uma UTI Pediátrica.
01/1990 - 01/1999
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia Médica I (prática)
01/1990 - 01/1991
Direção e administração, Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Cargo ou função
Chefe de Departamento.
01/1990 - 01/1991
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Cargo ou função
Membro efetivo da Comissão de elaboração do Projeto Saúde Mental na Comunidade, desenvolvido em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e Bem-Estar.
01/1988 - 01/1991
Extensão universitária , Faculdade de Medicina, Departamento de Saúde Mental.

Atividade de extensão realizada
Atividades realizadas em Postos de Atenção Básica à Saúde.

Centro de Estudos e Pesquisas Psiquiátricas Darcy Abuchaim, CEPPDA, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1995
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Diretora Científica, Carga horária: 10

Atividades

01/1994 - 01/1995
Direção e administração, Unidade de Estudo e Pesquisa, .

Cargo ou função
Diretora Científica.


Projetos de pesquisa


2011 - Atual
QUE MÉDICOS OS PACIENTES ESPERAM DE NÓS?

Descrição: Esse projeto propõe-se a pesquisar as expectativas com relação ao atendimento médico em pacientes atendidos na Clínica Médica da UFPEL, do ponto de vista da individualidade e da subjetividade humanas, por alunos da Liga de Psicologia Médica/FAMED/UFPEL. Serão considerados os fundamentos psicanalíticos nos quais se baseiam as disciplinas de Psicologia Médica da Famed/UFPEL como fundamentação teórica. Com a hipótese de que o aprofundamento das expectativas dos pacientes em relação aos médicos pode melhorar o atendimento à saúde e a capacidade de aprendizado médico tem como objetivo compreender e analisar conceitos e expectativas de pacientes em relação ao atendimento médico. Trata-se de uma análise qualitativa (Minayo, 2006) realizada por estudantes de Medicina da Universidade Federal de Pelotas (FAMED/UFPel), membros da Liga Acadêmica de Psicologia Médica (LAPM). Seus catorze membros serão divididos em quatro grupos. Cada grupo fará duas entrevistas semi-estruturadas com pacientes do sistema de saúde da FAMED/UFPel, que consultem com alunos da Clínica Médica. A escolha dos pacientes será aleatória, e as entrevistas serão gravadas com seu consentimento informado (modelo em anexo), garantindo maior fidedignidade das informações fornecidas, havendo a posterior transcrição e análise das mesmas. A amostra e os campos de pesquisa escolhidos foram assim delimitados com o intuito de conhecer em profundidade o objeto de estudo e garantir validade aos dados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Coordenador.

Número de produções C, T & A: 4
2009 - Atual
CONTRIBUIÇÃO DO DISCURSO PSICANALÍTICO PARA A FORMAÇÃO MÉDICA. UM ESTUDO DE CASO NA FACULDADE DE MEDICINA DA UNIVERSIDADE FEDERAL DE PELOTAS

Descrição: Estudo desenvolvido com alunos da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Pelotas, com objetivo de analisar a contribuição da Psicanálise na educação médica. O modelo de ensino de Psicologia Médica utilizado na FAMED/UFPEL, estimula seu contato com as pessoas e com situações comuns da vida,instigando questões provocadas pelas vicissitudes do inconsciente e seu debate. Utiliza o método psiicanalítico de pesquisa, através de grupos focais e análise de enunciação do discurso, aprovado no CEP (CAAE12652413.5.0000.5317). Foram ouvidos os alunos/monitores do Projeto de Extensão Relação Médico-Paciente em Estudantes de Medicina de 2009. Os resultados destacaram temas como o saber, seus desdobramentos simbólicos e os sofrimentos diante do enfrentamento da morte e as exigências e demandas do meio social. A tecedura de um aprendiz é feita com aqueles que ensinam a língua e vinculam o sujeito a um contexto que integra exigências do superego, ideais e contingências da vida. Demandas superegóicas insaciáveis e cruéis são capazes de embrutecer pessoas e significar um alto risco a estudantes de medicina. O aluno/monitor, suposto-saber em um grupo, demonstra capacidades de construir as bases para sustentar relações transferenciais. Isso se verifica, quando ele tem a coragem de dirigir-se ao outro, suportando o não saber, o que pressupõe a verdade do inconsciente como fundamento. Ao sustentar a estranheza, fazendo o corte na ilusão de um saber absoluto, pequenos grupos criam maiores possibilidades, oportunizando, através de enfrentamento do vazio, o surgimento de estilos próprios. Carregado das marcas de suas singularidades e responsabilidades, o sujeito é convocado a aprender diante dos desafios..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Coordenador / waldomiro carlos manfroi - Integrante.


Projetos de extensão


2010 - Atual
Cinema Paradiso

Descrição: Promover a discussão de filmes com alunos da graduação e pós-graduação.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (50) / Especialização: (12) .

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Integrante / Fábio de Alencar Braga - Integrante / catherine lapolli - Coordenador.
2009 - Atual
Ambulatório de Psiquiatria de Adultos

Descrição: Objetiva propiciar atendimento psiquiátrico à população e capacitação aos médicos residentes em psiquiatria. Considerando-se : - a grande demanda pelo atendimento de psiquiatria por parte da população do município e Zona Sul; - as novas diretrizes de atenção em saúde mental do Ministério da Saúde; - a necessidade de treinamento dos médicos residentes em Psiquiatria e sua capacitação neste tipo de abordagem; - levaram a elaboração do Projeto, que visa capacitar os médicos residentes no atendimento ambulatorial de portadores de sofrimento psíquico, em nível individual e grupal; bem como auxiliar a suprir esta demanda do município e região. - Reunião de professores e técnicos para a eloboração do projeto; - Realização de triagem mensal pelos médicos residentes vinculados à este serviço; - Atendimento clínico e/ou psicotárapico de pacientes psiquiátricos, em nível individual pelos médicos residentes; - Realização de grupo terapêuticos, quinzenais, pelos médicos residentes e assistentes social; - Supervisões semanais dos atendimentos pelos professores ; - Realização de seminarios teóricos, semanais; - Discussão de casos clínicos, semanalmente, pela equipe. O projeto desenvolver-se-a a partir de atendimento psiquiátrico individual e grupal, em nível ambulatorial, prestado pelos médicos residentes em psiquiatria, técnicos científicos e professores do Departamento de Saúde Mental, sob supervisão dos últimos com embasamento teórico realizado através de seminários semanais. .
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Integrante / Fábio de Alencar Braga - Integrante / Tavares, Beatriz - Integrante / Bandeira, C. A. - Coordenador / MARQUES, L. - Integrante / joaquim inácio silveira da mota - Integrante / catherine lapolli - Integrante.
1999 - 2001
Obervação da Relação Mãe-Bebê

Descrição: O projeto visa a capacitação dos agentes de saúde através do método Bick de Observação da relação mãe-bebê.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (24) .

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Coordenador.
1997 - Atual
RELAÇÃO MÉDICO-PACIENTE EM ESTUDANTES DE MEDICINA (Código DIPLAN/PREC 52546019)

Descrição: O Projeto se propõe a criar cenários para aprimorar o ensino da Relação Médico-Paciente, através das práticas durante o atendimento de pacientes. A relação de ensino e aprendizagem necessária ao desenvolvimento de habilidades técnicas dos futuros médicos servirá, também, de base problematizadora para professores e usuários dos serviços de saúde. São realizados grupos tutoriais com alunos que íniciam a prática semiólica e a monitoria dos tutores com a metodologia psicanalítica. A ação extensionista desenvolvida foi integrada à comunidade acadêmica, como atividade complementar. As avaliações dos alunos da graduação destacaram a produção de conhecimentos e a importância do Projeto. O processo avaliativo realizado foi o próprio Projeto: o relatório final elaborado por cada aluno, descrevendo sua prática tutorial semanal e o desenvolvimento da relação de ensino-aprendizagem estabelecido durante o ano. Seus resultados foram satisfatórios, observando-se o desenvolvimento de competências na comunicação da subjetividade humana..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (30) .

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Coordenador / Fábio de Alencar Braga - Integrante.

Número de produções C, T & A: 7
1996 - 1999
A Relação Mãe-Bebê em uma UTI Pediátrica e a Prevenção em Saúde Mental

Descrição: Capacitar agentes de saúde a desenvolver ações de promoção em saúde e prevenção dos distúrbios precoces da relação mãe-bebê e suas graves consequências emocionais e físicas.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .

Integrantes: Sandra Renata Gehling Bertoldi - Coordenador.

Número de produções C, T & A: 3


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicanálise.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Psicologia Médica.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Educação Médica.
4.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica/Especialidade: Psiquiatria.
5.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Saúde Materno-Infantil.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2007
Professora Homenageada - ATM 2007/2, Universidade Federal de Pelotas.
2005
Paraninfa - ATM 2005/1, Universidade Federal de Pelotas.
2003
Professora Homenageada - ATM 2003/1, Universidade Federal de Pelotas.
2002
Professora Homenageada - ATM 2002/2, Universidade Federal de Pelotas.
2001
Título de Sócia Jubilada, Sindicato Médico do Rio Grande do Sul - SIMERS.
2001
Professora Homenageada - ATM 2001/2, Universidade Federal de Pelotas.
2000
Prêmio de melhor pôster ao trabalho "Monitoria de Relação Médico-Paciente", Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul - PUCRS.
1999
Professora Homenageada - ATM 99/1, Universidade Federal de Pelotas.
1998
Professora Homenageada - ATM 98/2, Universidade Federal de Pelotas.
1997
Professora Homenageada - ATM 97/1, Universidade FEderald e Pelotas.
1980
Exame AMB certificado nº 01014, Associação Médica Brasileira.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
1BERTOLDI, SANDRA GEHLING2013 BERTOLDI, SANDRA GEHLING ; FOLBERG, MARIA NESTROVSKI ; MANFROI, WALDOMIRO CARLOS . Psicanálise na educação médica: subjetividades integradas à prática. Revista Brasileira de Educação Médica (Impresso), v. 37, p. 202-209, 2013.

2.
2BERTOLDI, S. R. G.2010 BERTOLDI, S. R. G. ; FOLBERG, M. N. . Relações Médico Suposto Saber Sujeito: psicanálise e educação édica. Psicanálise. Revista da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre, v. 12, p. 183-196, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
BERTOLDI, S. G. ; BRAGA, F. A. ; MENDES, H. A. . Entrevista Médica. In: Cataldo Neto, Alfredo; Furtado, Nina Rosa; Gauer, Gabriel José. (Org.). Psiquiatria para estudantes de Medicina. 2ªed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2013, v. , p. 83-89.

2.
BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. ; MENDES, H. . A entrevista médica. In: Alfredo Cataldo Neto; Gabriel José Chittó Gauer, Nina Rosa Furtado. (Org.). Psiquiatria para Estudantes de Medicina. 1ed.Porto Alegre: Edipuc, 2000, v. 1, p. 121-126.

3.
BERTOLDI, S. R. G. . No limite da vida e da morte: Aplicação da ORMB no ensino médico. In: Ana Amália Caron. (Org.). A Relação Pais Bebê: da observação à clínica. 1ed.São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000, v. , p. 250-267.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BERTOLDI, S. R. G. . Projeto Cinema Paradiso. Filme: A PELE QUE HABITO. SINAPSE. Jornal Acadêmico de Medicina UFPel - Scome ifmsa Brasil - Ano 02, Pelotas, 05 dez. 2012.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Em Busca da Humanidade Perdida. Ensino, Pesquisa e Extensão na Formação médica.. In: 9 Congresso Brasileiro de Educação Médica, 2009, Curitiba. Anais do Cobem. Rio de Janeiro: Revista da Abem, 2009.

2.
KABKE, J. ; PEREZ, L. ; MARTINS, T. ; NOGUEIRA, T. ; RODRIGUES, L. ; BRAGA, F. A. ; BERTOLDI, S. R. G. . O papel das monitorias de psicologia médica na formação da relação médico-paciente. In: 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007, Pelotas. Anais do 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007.

3.
AVILA, G. ; BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Os primeiros contatos do estudante de Medicina com o paciente. As dificuldades mais freqüentes. In: 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007, Pelotas. Anais do 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007.

4.
BARBOSA, S. S. ; BENTO, A. V. ; FACCIO, O. ; BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Início da relação médico-paciente: repercussões e questionamentos. In: 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007, Pelotas. Anais do 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007.

5.
ABRAAO, A. L. ; LIMA, L. P. ; MATOS, H. L. ; CORVELO, C. V. ; PRUSKI, F. B. ; BRAGA, F. A. ; BERTOLDI, S. R. G. . A importância da narrativa na Medicina. In: 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007, Pelotas. Anais do 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007.

6.
HOLLEBEN, I. V. ; USTARROZ, F. ; SOUZA, S. L. ; MILMAN, L. M. ; LANG, M. P. L. ; BRAGA, F. A. ; BERTOLDI, S. R. G. . Uso de luvas no Hospital Escola da FM/UFPel. Qual a opinião dos pacientes. In: 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007. Anais 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica, 2007.

7.
BERTOLDI, S. R. G. . Desenvolvimento biopsicossocial de um sobrevivente de tétano neonatal. In: II Simpósio Brasileiro de Observação da Relação Mãe-Bebê, 1997, Canela. Anais do II Simpósio Brasileiro de Observação da Relação Mãe-Bebê, 1997.

8.
BERTOLDI, S. R. G. . Um Olhar Para O Irmão Mais velho. In: II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE OBSERVAÇÃO DA RELAÇÃO MÃE-BEBÊ, 1997, Canela - RS. Prevenção e Intervenção. Porto Alegre: Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, 1997. v. 1. p. 64.

9.
BERTOLDI, S. R. G. . Observação de uma UTI Pediátrica. In: II SIMPÓSIO BRASILEIRO DE OBSERVAÇÃO DA RELAÇÃO MÃE-BEBÊ, 1997, Canela - RS. Prevenção e Intervenção. Porto Alegre: Sociedade Psicanalítica de Porto Alegre, 1997. v. 1. p. 64.

10.
BERTOLDI, S. R. G. . Desenvolvimento infantil: observação da relação mãe-bebê como instrumento de aprendizagem e reflexão. In: II Encontro Integrado de Saúde Mental Pelotas, RS, 1994, Pelotas. Anais do II Encontro Integrado de Saúde Mental Pelotas, RS, 1994.

11.
BERTOLDI, S. R. G. . O que acontece num plantão. In: II Encontro Integrado de Saúde Mental Pelotas, RS, 1994. Anais do II Encontro Integrado de Saúde Mental Pelotas, RS, 1994.

Apresentações de Trabalho
1.
BERTOLDI, S. R. G. . O Roubo e a Mentira nos Relacionamentos Contemporaneos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
BERTOLDI, S. R. G. . A Pele Que Habito - comentários sobre o filme. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Em Busca da Humanidade Perdida. Ensino, Pesquisa e Extensão na Formação Médica. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Psicanalistas na Universidade - O que se pode fazer?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
BERTOLDI, S. R. G. . Psicanalistas na Universidade - O que se pode fazer?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
BERTOLDI, S. R. G. . O desenvolvimento da criança e a agressividade. 1993. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
BERTOLDI, S. R. G. . 4º Curso de Orientação Domiciliar a Pacientes HIV/AIDS. 1999. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
BERTOLDI, S. R. G.. Participação em banca de Elisa Lunardi Munaretti. Uso de Psicotrópicos na Gestação. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Clínica Psiquiátrica) - Universidade Luterana do Brasil.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
BERTOLDI, S. R. G.; Bandeira, C. A.; Almeida, L. P.. Concurso Público para Técnico-Administrativo. 2012. Universidade Federal de Pelotas.

2.
BERTOLDI, S. R. G.; Bandeira, C. A.; MARQUES, L.. Concurso Público para Professor Temporário / Área: Psicanálise Processo 23110.002921/2012-15. 2012. Universidade Federal de Pelotas.

3.
BERTOLDI, S. R. G.; BRAGA, F. A.; Tavares, Beatriz. Concurso Público para Professor Efetivo- Área Psiquiatria e Psicologia Médica. Processo 23110.001068/2011-25. 2011. Universidade Federal de Pelotas.

4.
BERTOLDI, S. R. G.; BRAGA, F. A.; GUEDES, C. L. T.. Concurso Público para Professor Substituto do Departamento de Saúde Mental. 2004. Universidade Federal de Pelotas.

Outras participações
1.
BERTOLDI, S. R. G.. Membro da Comissão de Avaliação do Prêmio Jacinto Godoy. 2003. Sociedade de Psiquiatria do Rio Grande do Sul.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
50º Congresso Brasileiro de Educação Médica. Atendimento Médico Sob a Visão do Paciente. 2012. (Congresso).

2.
50º Congresso Brasileiro de Educação Médica. A Realidade Por Trás do "Muito Obrigado, Doutor". 2012. (Congresso).

3.
50º Congresso Brasileiro de Educação Médica. A perspectiva do paciente e sua importância na prática médica. 2012. (Congresso).

4.
50º Congresso Brasileiro de Educação Médica. Liga Acadêmica de Psicologia Médica: Dispositivo para repensar a relação médico-paciente. 2012. (Congresso).

5.
Pré-Congresso OCAL, do 29o. Congresso da Federação Psicanalítica da América Latina (FEPAL) - INVENÇÃO TRADIÇÃO TRANSFORMAÇÃO.. ESCUTA PSICANALÍTICA NAS DEMANDAS CONTEMPORÂNEAS: PESQUISA E MAL-ESTAR NA MEDICINA. 2012. (Congresso).

6.
V JORNADA LACAN NA IPA. O Real, O Simbólico e o Imaginário : O Sujeito e o Sintoma no SéculoXXI. 2012. (Outra).

7.
I Jornada de Psiquiatria da Infância e Adolescência. 2012. (Outra).

8.
IX Jornada da Brasileira. O Futuro da Psicanálise.A Palavra E Sua Falta. 2011. (Simpósio).

9.
47º Congresso Brasileiro de Educação Médica. Em Busca da Humanidade Perdida. Ensino, Pesquisa e Extensão na Formação Médica. 2009. (Congresso).

10.
VIII Jornada da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre.O LUTO DO ANALISTA-HOMENAGEM AO CASAL CHEM (comentarista). 2009. (Outra).

11.
11º Congresso Gaúcho de Educação Médica. 2008. (Congresso).

12.
IV Seminário de Extensão Psicanálise e Educação. 2008. (Seminário).

13.
XXI Congresso Brasileiro de Psicanálise. "Pssssssiiiiiuu ..... Psicanálise e Medicina - Falas Possíveis". 2007. (Congresso).

14.
10º Congresso Gaúcho de Educação Médica. O papel das monitorias de Psicologia Médica na formação da relação médico-paciente. 2007. (Congresso).

15.
II Congresso Luso-Brasileiro de Psicanálise e I Encontro Psicanalítico de Países de Língua Portuguesa. Psicanaistas na Universidade - O que se pode fazer?. 2007. (Congresso).

16.
44º Congresso Brasileiro de Educação Médica. Participou do evento na qualidade de relatora. 2006. (Congresso).

17.
IX Jornada de Psiquiatria da Região Sul e VI Jornada Gaúcha de Psiquiatria.Coordenadora da Oficina "Qualidade de Vida". 2003. (Outra).

18.
III Congresso Gaúcho de Educação Médica. Monitoria de relaçao médico-paciente.. 2000. (Congresso).

19.
III Congresso Gaúcho de Educação Médica. Faculdade de Medicina - Hospital São Lucas. Monitoria de relação médico-paciente. 2000. (Congresso).

20.
I Fórum sobre a relação mãe-bebê: fatores que contribuem na interação.A observação mãe-bebê na formação médica. 2000. (Outra).

21.
IV Encontro Brasileiro para o Estudo do Psiquismo Pré e Perinatal. 1999. (Encontro).

22.
3º Simpósio Brasileiro de Observação Psicanalítica da Relação Mãe-Bebê.Sob os auspícios das Sociedade Brasileira de Psicanálise do Rio de Janeiro e Sociedade Psicanalítica do Rio de Janeiro. 1998. (Simpósio).

23.
III Colóquio Internacional de Relação Mãe-Bebê. 1998. (Outra).

24.
Congresso Internaconal de Saúde Mental. Um olhar para o irmão mais velho. 1997. (Congresso).

25.
II Simpósio Brasileiro de Observação da Relação Mãe-Bebê.Um olhar para o irmão mais velho. 1997. (Simpósio).

26.
V Jornada Científica do Instituto Wilfred Bion. 1997. (Outra).

27.
A Questão das Metas da Psicanálise. 1997. (Outra).

28.
III Encontro Bienal - Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo. 1996. (Encontro).

29.
XVIII Jornada Anual "Psicoterapia Psicanalítica de Pacientes (crianças e adolescentes) com Graves Problemas Emocionais. 1996. (Outra).

30.
1º Simpósio Brasileiro de Observação da Relação Mãe-Bebê. 1995. (Simpósio).

31.
II Encontro Integrado de Saúde Mental Pelotas, RS.O que acontece num plantão. 1994. (Encontro).

32.
I Encontro Integrado de Saúde Mental em Pelotas.Observação sobre a gestação. 1993. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Folberg, MN ; PAIM, R. ; BERTOLDI, S. R. G. . VII Seminário de Extensão Psicanálise e Educação. Que Semblante é esse?. 2011. (Outro).

2.
BERTOLDI, S. R. G. . 10º Congresso Gaúcho de Educação Médica. 2007. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
GABRIELA DOMBROWSKI. O ESTUDANTE DE MEDICINA FRENTE AO PACIENTE TERMINAL: UMA REVISÃO SISTEMÁTICA. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Federal de Pelotas. Orientador: Sandra Renata Gehling Bertoldi.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
2BERTOLDI, S. R. G.2010 BERTOLDI, S. R. G. ; FOLBERG, M. N. . Relações Médico Suposto Saber Sujeito: psicanálise e educação édica. Psicanálise. Revista da Sociedade Brasileira de Psicanálise de Porto Alegre, v. 12, p. 183-196, 2010.

2.
1BERTOLDI, SANDRA GEHLING2013 BERTOLDI, SANDRA GEHLING ; FOLBERG, MARIA NESTROVSKI ; MANFROI, WALDOMIRO CARLOS . Psicanálise na educação médica: subjetividades integradas à prática. Revista Brasileira de Educação Médica (Impresso), v. 37, p. 202-209, 2013.


Livros e capítulos
1.
BERTOLDI, S. R. G. . No limite da vida e da morte: Aplicação da ORMB no ensino médico. In: Ana Amália Caron. (Org.). A Relação Pais Bebê: da observação à clínica. 1ed.São Paulo: Casa do Psicólogo, 2000, v. , p. 250-267.

2.
BERTOLDI, S. G. ; BRAGA, F. A. ; MENDES, H. A. . Entrevista Médica. In: Cataldo Neto, Alfredo; Furtado, Nina Rosa; Gauer, Gabriel José. (Org.). Psiquiatria para estudantes de Medicina. 2ªed.Porto Alegre: EDIPUCRS, 2013, v. , p. 83-89.


Apresentações de Trabalho
1.
BERTOLDI, S. R. G. . Psicanalistas na Universidade - O que se pode fazer?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
BERTOLDI, S. R. G. ; BRAGA, F. A. . Em Busca da Humanidade Perdida. Ensino, Pesquisa e Extensão na Formação Médica. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BERTOLDI, S. R. G. . A Pele Que Habito - comentários sobre o filme. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
BERTOLDI, S. R. G. . O Roubo e a Mentira nos Relacionamentos Contemporaneos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Folberg, MN ; PAIM, R. ; BERTOLDI, S. R. G. . VII Seminário de Extensão Psicanálise e Educação. Que Semblante é esse?. 2011. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2014 às 6:46:13