Lívia de Azevedo Silveira Rangel

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7048343105691568
  • Última atualização do currículo em 10/11/2018


Graduou-se em História pela Universidade Federal de Viçosa (2004). Fez Mestrado em História Social das Relações Políticas pela Universidade Federal do Espírito Santo (2011). Possui Doutorado em História Social pela Universidade de São Paulo (2016), com período de estágio de pesquisa na Universidad de Buenos Aires (2015). Atuou na rede de ensino público do Estado do Espírito Santo como docente efetiva. Realiza Pós-Doutorado em História na Universidade Federal do Espírito Santo, onde desenvolve projeto sobre a atuação de mulheres fotógrafas na América Latina de inícios do século XX. Estuda principalmente temas e abordagens relacionados às questões de Gênero e aos Estudos Feministas, com linhas de interesse que também dialogam com a História dos Intelectuais. É pesquisadora do Laboratório de Estudos de Gênero, Poder e Violência da Universidade Federal do Espírito Santo (LEG/UFES), coordenado pela Profa. Dra. Maria Beatriz Nader. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Lívia de Azevedo Silveira Rangel
Nome em citações bibliográficas
RANGEL;Lívia de Azevedo Silveira


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2016
Doutorado em História Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
com período sanduíche em Universidad de Buenos Aires (Orientador: Dra. Patrícia Funes).
Título: Lídia Besouchet e Newton Freitas: mediações políticas e intelectuais entre o Brasil e o Rio da Prata (1938-1950), Ano de obtenção: 2016.
Orientador: Dra. Maria Ligia Coelho Prado.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: trajetória intelectual; exílio; Mediações culturais; Circulação de ideias.
Grande área: Ciências Humanas
2009 - 2011
Mestrado em História.
Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
Título: "Feminismo Ideal e Sadio": os discursos feministas nas vozes das mulheres intelectuais capixabas - Vitória/ES (1924 a 1934),Ano de Obtenção: 2011.
Orientador: Dra. Maria Beatriz Nader.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo, FAPES/ES, Brasil.
2004 - 2008
Graduação em Historia.
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
Título: Melindrosas e modernas: representações femininas nas revistas Careta e Vida Capichaba - 1920 a 1930.
Orientador: Dra. Stella Maris Scatena Franco Vilardaga.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.


Pós-doutorado


2018
Pós-Doutorado.
Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Espírito Santo, FAPES/ES, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estudos de Gênero e Feminismo.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América / Especialidade: História Latino-Americana.


Formação Complementar


2013 - 2013
Preparação Pedagógica - Ciclo de Palestras PAE. (Carga horária: 20h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2013 - 2013
Introdução aos Estudos de EAD. (Carga horária: 40h).
Escola Superior Aberta do Brasil, ESAB, Brasil.
2012 - 2012
Correspondência de escritores brasileiros no secXX. (Carga horária: 12h).
Instituto de Estudos Brasileiros, IEB, Brasil.
2009 - 2009
Polícia e violência de gênero. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em História das sociedades negro-africanas. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em Literatura e cinema como fontes de pesquisa. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Viçosa, UFV, Brasil.


Atuação Profissional



Escola Estadual de Ensino Médio Guarapari, EEEM GUARAPARI, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - 2018
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 25


Escola Estadual José Pinto Coelho, Santa Teresa, E.E.E.F.M., Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 8


Escola Estadual Frederico Pretti, Santa Teresa, E.E.E.F.M., Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 17


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária, Carga horária: 4
Outras informações
Estágio Supervisionado em Docência do Programa de Aperfeiçoamento de Ensino junto à disciplina FLH0351 - História da América Independente I ministrado aos alunos da Graduação, do Curso de História da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo.


Universidade Federal do Espírito Santo, UFES, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutora a distância, Carga horária: 20
Outras informações
Tutora a distância e Professora Orientadora do Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos, Neaad/UFES.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutora a distância Nead-Ufes, Carga horária: 20
Outras informações
Tutora a distância do curso de Especialização em Gestão de Políticas Públicas em Gênero e Raça (GPP-GeR) oferecido pelo Nead-Ufes em parceria com o Centro latino-americano em sexualidade e direitos humanos (CLAM), com o Ministério da Educação e as Secretarias de Políticas para as Mulheres e a de Políticas de Promoção de Igualdade de Raça.

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estágio Docência, Carga horária: 4
Outras informações
Realização de Estágio Docência, sob orientação da profa. Dra. Maria Beatriz Nader, na disciplina Introdução aos Estudos Históricos, graduação em História/UFES.


Anima Media, ANIMAMEDIA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Roteiro e Orientação Didática
Outras informações
Elaboração de Roteiros e Orientações Didáticas voltadas para temas da disciplina de História para os Objetos Educacionais Digitais que acompanharão a Coleção de Ensino Médio Ser Protagonista, da Editora SM.


Escola Estadual de Ensino Médio Professor Renato Pacheco, E.E.R.P, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Designação Temporária, Enquadramento Funcional: Professor B - Ensino Médio, Carga horária: 7


Escola Estadual Maria da Paz Pimentel, E.E.M.P., Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Designação Temporária, Enquadramento Funcional: Professor A - Ensino Fundamental, Carga horária: 25



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Mulheres fotógrafas na América Latina: gênero, cultura e política em perspectiva transnacional
Descrição: O projeto propõe investigar, a partir do viés das relações de gênero, a biografia de três fotógrafas europeias que constituíram ou consolidaram suas carreiras artísticas em diferentes países latino-americanos concomitantes ao aceno das estéticas de vanguarda no Continente. São elas a italiana Tina Modotti (1896-1942) e as alemãs Grete Stern (1904-1999) e Alice Brill (1920-2013), que imigraram respectivamente para o México, a Argentina e o Brasil entre as décadas de 1920 e 1930. Levadas à travessia do exílio por questões econômicas e políticas, as três artistas enfrentaram tensões, constrangimentos e possibilidades que serão analisadas tanto em seus aspectos particulares, quanto em suas semelhanças, levando em conta o fato de que foram precursoras na adoção de práticas artísticas que impulsionaram novas maneiras de produzir e pensar a fotografia na América Latina. Com base no estudo de suas trajetórias, o objetivo será o de refletir sobre os vínculos entre as questões de gênero e o delinear de uma estética fotográfica feminista, visando a elucidar os contextos socioculturais e as condições específicas em que essas mulheres desenvolveram suas produções no campo da arte..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.


Revisor de periódico


2017 - 2017
Periódico: MAGMA (USP)
2018 - 2018
Periódico: REVISTA ELETRÔNICA DA ANPHLAC


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da América.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Estudos de Gênero e Feminismo.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Historiografia/Especialidade: História intelectual.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil República.


Prêmios e títulos


2018
Tese de Doutorado premiada pelo Edital n.008/2018 de Incentivo à Produção e Difusão de textos sobre a História, Memória, Biografia e Ensaio Crítico sobre a Cultura Capixaba, Secretaria de Estado da Cultura do Governo do Estado do Espírito Santo (Secult).


Produções



Produção bibliográfica
Livros publicados/organizados ou edições
1.
RANGEL; NADER, M. B. (Org.) . Mulher e gênero em debate: representações, poder e ideologia (Impresso). 1a. ed. Vitória: EDUFES, 2015. 112p .

2.
RANGEL; NADER, M. B. (Org.) . Mulher e gênero em debate: representações, poder e ideologia (E-book). 1. ed. Vitória: EDUFES, 2014. 112p .

Capítulos de livros publicados
1.
RANGEL; DINIZ, Davidson . Intercambios y traduciones: Benjamín de Garay y Rául Navarro | Lídia Besouchet y Newton Freitas. In: Marcela Croce. (Org.). Historia comparada de las literaturas argentina y brasileña. Tomo IV. De la vanguardia a la caída de los gobiernos populistas. 1ªed.Villa María: EDUVIM, 2018, v. , p. 359-406.

2.
RANGEL; SANTOS, R. G. C. . Argentina desde el punto de vista de los brasileños. In: Paulo Cavaleri. (Org.). La Argentina vista por sus vecinos. 1ed.Buenos Aires: Torre de Hércules, 2018, v. , p. 1-49.

3.
RANGEL. Itinerários latino-americanos: intercâmbio e produção cultural na trajetória intelectual de Lídia Besouchet e Newton Freitas no exílio rio-platense (1938-1950). In: Bernardo Buarque de Hollanda; João Marcelo Ehlert Maia. (Org.). Ateliê do Pensamento Social: a pesquisa sobre o Brasil no exterior. 1ºed.Rio de Janeiro: Editora FGV, 2017, v. 1, p. 101-110.

4.
RANGEL; NADER, M. B. . Família (verbete). In: Ana Maria Colling; Losandro Antonio Tedeschi. (Org.). Dicionário Crítico de Gênero. 1°ed.Dourados-MS: EDUFGD, 2015, v. , p. 233-238.

5.
RANGEL; NADER, M. B. . Matriarcado (verbete). In: Ana Maria Colling; Losandro Antonio Tedeschi. (Org.). Dicionário Crítico de Gênero. 1°ed.Dourados-MS: EDUFGD, 2015, v. , p. 445-450.

6.
RANGEL. Ruídos feministas: os discursos e as práticas sociais e políticas das mulheres intelectuais capixabas (Impresso e E-book). In: Maria Beatriz Nader. (Org.). Gênero e racismo: múltiplos olhares.. 1ed.Vitória: EDUFES, 2014, v. , p. 1-250.

7.
RANGEL; NADER, M. B. . História das mulheres e estudos de gênero: identidade e relações de poder. In: NADER, Maria Beatriz; RANGEL, Lívia. (Org.). Mulher e gênero em debate: representações, poder e ideologia. 1ed.Vitória: EDUFES, 2014, v. , p. 102-109.

8.
RANGEL. Mulheres intelectuais capixabas: espaços de sociabilidade, escrita e poder. In: NADER, Maria Beatriz; RANGEL, Lívia. (Org.). Mulher e gênero em debate: representações, poder e ideologia. 1ed.Vitória: EDUFES, 2014, v. , p. 41-55.

9.
RANGEL; NADER, M. B. . Mulheres candidatas ao Poder Executivo estadual no processo eleitoral de 2010: perspectiva de gênero?. In: José Eustáquio Diniz Alves; Céli Regina Jardim Pinto; Fátima Jordão. (Org.). Mulheres nas eleições 2010. 1ed.São Paulo: ABCP/Secretaria de Políticas para as Mulheres, 2012, v. , p. 229-256.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RANGEL. Intelectuais brasileiros e espanhóis no exílio argentino: a história de um encontro (1930-1940). In: XIV Jornadas Interescuelas de Historia, 2013, Mendoza. XIV Jornadas Interescuelas de Historia, 2013.

2.
RANGEL. Intelectuais brasileiros no exílio platino: o caso de Lídia Besouchet e Newton Freitas (1938-1948). In: VI Seminário Brasileiro de História da Historiografia: o giro-linguístico e a historiografia, 2012, Mariana. Anais do VI Seminário Brasileiro de História da Historiografia. Ouro Preto: EdUFOP, 2012.

3.
RANGEL. Mediações culturais e políticas: um estudo sobre a trajetória de Lídia Besouchet no exílio platino. In: X Encontro Internacional da ANPHLAC, 2012, São Paulo. Anais do X Encontro Internacional da ANPHLAC, 2012.

4.
RANGEL. Lídia Besouchet: mediações culturais e políticas na trajetória de uma escritora brasileira no exílio platino (1938 a 1948). In: Jornadas de Trabajo: Exílios Políticos del Cono Sur en el Siglo XX, 2012, La Plata. Jornadas de Trabajo: Exílios Políticos del Cono Sur en el Siglo XX, 2012.

5.
RANGEL. A construção dos discursos feministas nas vozes das mulheres intelectuais capixabas - Vitória/ES (1924 a 1934). In: XXVI Simpósio Nacional de História, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional da ANPUH - Associação Nacional de História. São Paulo: ANPUH-SP, 2011.

6.
RANGEL. Para além do sufragismo: estratégias e representações de gênero no ideal feminista capixaba dos anos 1920. In: Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010, Florianópolis. Fazendo Gênero - Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010.

7.
RANGEL. Nos domínios da imprensa: novas estratégias, novos debates, novos objetos ? reflexões sobre a revista Vida Capichaba.. In: 3º Seminário Nacional de História da Historiografia - aprender com a história?, 2009, Mariana. Anais do 3º. Seminário Nacional de História da Historiografia: aprender com a história?. Ouro Preto: EdUFOP, 2009.

8.
RANGEL. Movimento Feminista e Direitos Políticos nos Escritos das Mulheres Intelectuais Capixabas (1923 a 1934). In: II Congresso Internacional UFES/Université de Paris-Est - Cidade, Cotidiano e Poder, 2009, Vitória - ES. Cidade, Cotidiano e Poder - La Cité, le Quotidien et le Pouvoir, 2009.

9.
MACENA, F. F. ; RANGEL . História, Mito e Memória: Arthur Bernardes e a República Velha.. In: XVI ENCONTRO REGIONAL DE HISTÓRIA, 2008, Belo Horizonte. Anais Eletrônicos/XVI Encontro Regional de História., 2008.

10.
RANGEL. ?Um sorriso para todas? : imagens da mulher, na imprensa do Rio de Janeiro (1920-1930). In: Seminário Nacional de História da Historiografia: historiografia brasileira e modernidade, 2007, Mariana. Historiografia Brasileira e Modernidade., 2007.

11.
RANGEL. A Historiografia Contemporânea, do papel à era digital.. In: I Seminário de História do ICHS - Caminhos da historiografia brasileira contemporânea, 2006, Mariana. Tendências da Historiografia Brasileira Contemporânea: anais do I Seminário de História do ICHS, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Lívia de Azevedo Silveira. Mulher e fotografia na América Latina: os olhares feministas de Tina Modotti, Grete Stern e Alice Brill. In: Encontro Internacional Engênero III, 2018, Vitória. Caderno de Resumos Engênero III, 2018.

2.
RANGEL. Lídia Besouchet e a escrita da história: a formação de uma intelectual brasileira no exílio rioplatense. In: XXVII Simpósio Nacional de História: conhecimento histórico e diálogo social, 2013, Natal. Caderno de Resumos: conhecimento histórico e diálogo social, 2013.

3.
RANGEL. Mediações culturais e políticas: um estudo sobre a trajetória de Lídia Besouchet no exílio platino. In: X Encontro Internacional da ANPHLAC., 2012, São Paulo. Anais do X Encontro Internacional da ANPHLAC, 2012.

4.
RANGEL. Lídia Besouchet: mediações culturais e políticas na trajetória de uma escritora brasileira no exílio platino (1938 a 1948). In: Jornadas de trabajo: Exilios Políticos del Cono Sur en el Siglo XX, agendas, problemas y perspectivas conceptuales, 2012, La Plata. Libro de Resúmenes Jornadas de trabajo: Exilios Políticos del Cono Sur en el Siglo XX, 2012.

5.
RANGEL. Intelectuais brasileiros no exílio platino: o caso de Lídia Besouchet e Newton Freitas (1938-1948). In: VI Seminário Brasileiro de História da Historiografia: o giro-linguístico e a historiografia, 2012, Mariana. Anais do VI Seminário Brasileiro de História da Historiografia. Ouro Preto: EdUFOP, 2012.

6.
Lívia de Azevedo Silveira. A construção dos discursos feministas nas vozes das mulheres intelectuais capixabas - Vitória/ES (1924 a 1934). In: XXVI Simpósio Nacional de História - Anpuh: 50 anos, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História, 2011.

7.
RANGEL. Para além do sufragismo: estratégias e representações de gênero no ideal feminista capixaba dos anos 1920 - Vitória/ES. In: Seminário Internacional Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010, Florianópolis. Anais Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010.

8.
RANGEL. A Faceta Feminista no Discurso de Duas Escritoras Capixabas da Geração de 1920: Lydia Besouchet e Guilly Furtado Bandeira. In: XII Congresso de Estudos Literários - Leitor, Leitora: literatura, recepção, gênero, 2010, Vitória. Leitor, Leitora: literatura, recepção, gênero, 2010.

9.
Lívia de Azevedo Silveira. Entre a pena e a tribuna: os enlaces do discurso político e literário de uma intelectual capixaba: Judith Leão Castello (1892-1982). In: V Simpósio Nacional de História Cultural: Ler e ver: paisagens subjetivas e paisagens sociais, 2010, Brasília. V Simpósio Nacional de História Cultural ANPUH - Brasília 50 anos: Ler e Ver - Paisagens Subjetivas, Paisagens Sociais, 2010.

10.
RANGEL. Movimento feminista e direitos políticos nos escritos das mulheres intelectuais capixabas (1923 a 1934). In: II Congresso Internacional UFES/Université de Paris-Est, 2009, Vitória - ES. Cidade, Cotidiano e Poder - La ville, le quotidien et le pouvoir, 2009.

11.
RANGEL; JANGO, José Enir Junior ; SALGADO, Roberta kelly Sousa ; FELIPE, Roseli da Silva . A Escola de Ouro Preto e o Projeto nacional: duas realidades numa mesma perspectiva.. In: XVI Simpósio de Iniciação Científica, VI Simpós - Mostra Científica da Pós-graduação e IV Simpósio de Extensão Universitátia, 2007, Viçosa. XVI Simpósio de Iniciação Científica, VI Simpós - Mostra Científica da Pós-graduação e IV Simpósio de Extensão Universitátia - Os rumos da Universidade Pública (Ciência, Sociedade e Cultura), 2007.

12.
RANGEL. "Mulher Moderna": representações femininas em Careta e Vida Capichaba. In: II Seminário de História - Instituições, Política e Cultura., 2007, Viçosa - MG. Instituições, Política e Cultura.. Viçosa - MG: UFV, 2007.

13.
RANGEL. Opressão e resistência: a construção da identidade feminina, no início do século XX.. In: I Seminário Nacional de História - O laboratório do historiador: olhares sobre cultura, memória e sociedade., 2006, Viçosa. O laboratório do historiador: olhares sobre cultura, memória e sociedade., 2006.

14.
RANGEL. A historiografia contemporânea, do papel á era digital. In: I Seminário de História do ICHS - Caminhos da historiografia brasileira contemporânea, 2006, Mariana - MG. Caminhos da historiografia brasileira contemporânea. Mariana - MG: Universidade Federal de Ouro Preto / Instituto de Ciências Humanas e Sociais, 2006.

Apresentações de Trabalho
1.
RANGEL. Da ação ao verbo: o exílio criativo de Lídia Besouchet na Argentina da década de 1940. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
Lívia de Azevedo Silveira. Mulher e fotografia na América Latina: os olhares feministas de Tina Modotti, Grete Stern e Alice Brill.. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
Lívia de Azevedo Silveira. As mulheres na política: o paradoxo de uma singularidade. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
Lívia de Azevedo Silveira. Escrever o Brasil no exílio: um estudo da produção literária de Lídia Besouchet e Newton Freitas na Argentina. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
RANGEL. Ensaios no exílio: cultura popular e nacionalismo de esquerda na produção intelectual de Newton Freitas na imprensa argentina (1938-1949). 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
RANGEL. Mulher e Cultura: violência e poder. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
Lívia de Azevedo Silveira. Militância política e feminismo de esquerda: o caso da União Feminina do Brasil (UFB). 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
RANGEL. Mediações culturais e políticas na trajetória de Lídia Besouchet no exílio rioplatense (1938-1948). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
RANGEL. Intelectuais brasileiros e espanhóis no exílio argentino: a história de um encontro (1930-1940). 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Lívia de Azevedo Silveira. Lídia Besouchet e os vastos mundos latino-americanos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
RANGEL. Mediações culturais e políticas: um estudo sobre a trajetória de Lídia Besouchet no exílio platino (1937-1947). 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
RANGEL. Intelectuais brasileiros no exílio platino: o caso de Lídia Besouchet e Newton Freitas. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
RANGEL. Lídia Besouchet: mediações culturais e políticas de uma escritora brasileira no exílio rioplatense (1938 a 1948). 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
Lívia de Azevedo Silveira. A construção dos discursos feministas nas vozes das mulheres intelectuais capixabas - Vitória/ES (1924 a 1934). 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

15.
Lívia de Azevedo Silveira. Mulheres intelectuais capixabas: literatura, imprensa e feminismo no início do século XX.. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
RANGEL. Para além do sufragismo: estratégias e representações de gênero no ideal feminista capixaba dos anos 1920 - Vitória/ES. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

17.
Lívia de Azevedo Silveira. A Faceta Feminista no Discurso de Duas Escritoras Capixabas da Geração de 1920: Lydia Besouchet e Guilly Furtado Bandeira. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
Lívia de Azevedo Silveira. Entre a pena e a tribuna: os enlaces do discurso político e literário de uma intelectual capixaba: Judith Leão Castello (1892-1982). 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
RANGEL. Movimento feminista e direitos políticos nos escritos das mulheres intelectuais capixabas (1923 a 1934). 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
RANGEL. "Mulher moderna": representações femininas em Careta e Vida Capichaba. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
RANGEL; JANGO, José Enir Junior ; SALGADO, Roberta kelly Sousa ; FELIPE, Roseli da Silva . A Escola de Ouro Preto e o Projeto Nacional: duas realidades numa mesma perspectiva. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
RANGEL. A Historiografia Contemporânea, do papel à era digital. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
RANGEL. Opressão e resistência: a construção da identidade feminina, no início do século XX. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
RANGEL. Liberdade e Clausura: aspectos da condição feminina, no limiar do século XX. 2006 (1º Prêmio Construindo a Igualdade de Gênero - Concurso Nacional de Monografias.).


Demais tipos de produção técnica
1.
RANGEL; NADER, M. B. ; SANA, J. J. B. ; SUANNO, F. . Feminismos e violência de gênero: uma pauta de luta ao longo da história e a construção de políticas públicas na contemporaneidade. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
RANGEL. Mediadora da Mesa Redonda: Experiências e representações do exílio na América Latina. 2014. (XI Encontro Internacional da ANPHLAC).

3.
QUEIROZ, J. M. ; RANGEL . Organização do Arquivo Histórico da Câmara Municipal de Viçosa. 2007. (Bolsista Projeto de Extensão).

4.
RANGEL. A Casa Arthur Bernardes: História, Memória e Educação Patrimonial. 2007. (Bolsa de Iniciação Científica).

5.
RANGEL; CAMARGO, Júlia Letícia . A Pesquisa Histórica nos Meios Multimídia: o acesso documental diante de novos suportes.. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
QUEIROZ, J. M. ; RANGEL . Laboratório Multimídia de Pesquisa Histórica (LAMPEH). 2005. (Estagiária).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Qualificações de Mestrado
1.
NADER, M. B.; RANGEL; Dadalto, Maria Cristina. Participação em banca de Louise Maestri Ferreira. Poder e Moda: "vestindo-se bem que mal tem?" A Mesbla Magazine e o consumo feminino da elite capixaba na cidade de Vitória, 1970-1985. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História) - Universidade Federal do Espírito Santo.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
Lívia de Azevedo Silveira; COSMO, J.; REIS, J. T.. Participação em banca de Danusa Luzia Teixeira Chiarelli. Educação inclusiva no ensino regular: direitos do aluno especial e a importância da atuação dos professores. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo.

2.
Lívia de Azevedo Silveira; JARDIM, L.; GOMES, N.. Participação em banca de Maria José Gomes. Os Direitos Humanos das pessoas que vivem com HIV/AIDS no Brasil: evolução da cidadania para uma vida plena. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo.

3.
Lívia de Azevedo Silveira; JARDIM, L.; REIS, J. T.. Participação em banca de Michelle Barros. Violência sexual e a intervenção docente de acordo com discentes do curso de letras. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo.

4.
Lívia de Azevedo Silveira; PAIVA, J. M.; VELTEN, P.. Participação em banca de Rodrigo dos Santos Dantas da Silva. Percepções de professores(as) de Português sobre sexualidade em suas aulas no Ensino Médio. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo.

5.
Lívia de Azevedo Silveira; PAIVA, J. M.. Participação em banca de Juliana Nunes Novaes. R(existências): a educação escolar indígena e quilombola descolonizando territórios na educação básica. 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro Internacional Engênero III.Mulher e fotografia na América Latina: os olhares feministas de Tina Modotti, Grete Stern e Alice Brill. 2018. (Encontro).

2.
Seminário de Teses e Dissertações do PPGHIS.Avaliação de projetos de mestrado e doutorado. 2018. (Seminário).

3.
V Feira Literária Capixaba. Escrever o Brasil no exílio: um estudo da produção literária de Lídia Besouchet e Newton Freitas na Argentina. 2018. (Feira).

4.
XII Semana de História: conflitos e resistências. As mulheres na política: o paradoxo de uma singularidade. 2018. (Congresso).

5.
Grupo de Estudos - Textos Fundamentais para a História das Américas. Leitura e análise do livro "Representações do Intelectual" de Edward Said. 2017. (Exposição).

6.
4º Ateliê do Pensamento Social - Ideias, textos e conceitos: Novas perspectivas comparativas (FGV).Militância política, circulação de ideias e mediação cultural: a trajetória de exílio de Lídia Besouchet (1938-1950). 2014. (Oficina).

7.
Encontro Nacional do GTGênero no Espírito Santo - ENGÊNERO/ES.Militância política e feminismo de esquerda: o caso da União Feminina do Brasil (UFB). 2014. (Encontro).

8.
XI Encontro Internacional da ANPHLAC.Ensaios no exílio: cultura popular e nacionalismo de esquerda na produção intelectual de Newton Freitas na imprensa argentina (1938-1949). 2014. (Encontro).

9.
XIV Jornadas Interescuelas/Departamentos de História. Intelectuais brasileiros e espanhóis no exílio argentino: a história de um encontro (1930-1940).. 2013. (Congresso).

10.
Jornadas de trabajo: Exilios Políticos del Cono Sur en el Siglo XX, agendas, problemas y perspectivas conceptuales.. Lídia Besouchet: mediações culturais e políticas na trajetória de uma escritora brasileira no exílio platino (1938 a 1948). 2012. (Congresso).

11.
VI Seminário Brasileiro de História da Historiografia - O Giro Linguístico e a Historiografia: balanço e perspectivas..Intelectuais brasileiros no exílio platino: o caso de Lídia Besouchet e Newton Freitas. 2012. (Seminário).

12.
X Encontro Internacional da ANPHLAC.Mediações culturais e políticas: um estudo sobre a trajetória de Lídia Besouchet no exílio platino (1937-1947). 2012. (Encontro).

13.
XXVI Simpósio Nacional de História - Anpuh: 50 anos.A construção dos discursos feministas nas vozes das mulheres intelectuais capixabas - Vitória/ES (1924 a 1934). 2011. (Simpósio).

14.
Historiografia e História Intelectual: diálogos e convergências. 2010. (Encontro).

15.
Seminário Internacional Fazendo Gênero 9: Diásporas, Diversidades, Deslocamentos.Para além do sufragismo: estratégias e representações de gênero no ideal feminista capixaba dos anos 1920 - Vitória/ES. 2010. (Seminário).

16.
V Simpósio Nacional de História Cultural.Entre a pena e a tribuna: os enlaces do discurso político e literário de uma intelectual capixaba: Judith Leão Castello (1892-1982). 2010. (Simpósio).

17.
II Congresso Internacional UFES/Université de Paris-Est - Cidade, Cotidiano e Poder. Movimento feminista e direitos políticos nos escritos das mulheres intelectuais capixabas (1923 a 1934). 2009. (Congresso).

18.
XVI Simpósio de Iniciação Científica, VI Simpós - Mostra Científica da Pós-graduação e IV Simpósio de Extensão Universitátia.A Escola de Ouro Preto e o Projeto Nacional: duas realidades numa mesma perspectiva.. 2007. (Simpósio).

19.
I Ciclo de palestras de História. 2006. (Outra).

20.
I Jornadas do Patrimônio Cultural no Espírito Santo. 2006. (Simpósio).

21.
I Seminário de História do ICHS - Caminhos da historiografia brasileira contemporânea.A Historiografia Contemporânea, do papel à era digital.. 2006. (Seminário).

22.
I Seminário Nacional de História - O laboratório do historiador: olhares sobre cultura, memória e sociedade..Opressão e resistência: a construção da identidade feminina, no início do século XX.. 2006. (Seminário).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Mariana Matos Terra. Violência Doméstica/Familiar contra a mulher e Direitos Humanos. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Lívia de Azevedo Silveira Rangel.

2.
Darlete Corrêa de Souza. A dor que fere a alma: compreendendo a violência doméstica entre mulheres religiosas. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Lívia de Azevedo Silveira Rangel.

3.
Sandra da Silva Gomes Afonso. Direitos Humanos e mulheres vítimas de violência doméstica no município de Ibitirama - ES, atendidas pela assistência social da APAE. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Lívia de Azevedo Silveira Rangel.

4.
Brisa Marina de Freitas Pinto. Arte e Gênero: mulheres artistas contemporâneas e a discussão de gênero na escola. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Lívia de Azevedo Silveira Rangel.

5.
Daiani Simoni Medeiros. Gênero e Ciências Exatas: a influência da identidade sexual na escolha profissional de alunos da 1ª série do Ensino Médio da rede pública do ES. 2017. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização em Educação em Direitos Humanos) - Universidade Federal do Espírito Santo. Orientador: Lívia de Azevedo Silveira Rangel.



Educação e Popularização de C & T



Livros e capítulos
1.
RANGEL; NADER, M. B. . Família (verbete). In: Ana Maria Colling; Losandro Antonio Tedeschi. (Org.). Dicionário Crítico de Gênero. 1°ed.Dourados-MS: EDUFGD, 2015, v. , p. 233-238.

2.
RANGEL; NADER, M. B. . Matriarcado (verbete). In: Ana Maria Colling; Losandro Antonio Tedeschi. (Org.). Dicionário Crítico de Gênero. 1°ed.Dourados-MS: EDUFGD, 2015, v. , p. 445-450.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/11/2018 às 6:38:23