Daniel Bispo do Vale

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5515158965993683
  • Última atualização do currículo em 23/08/2018


Graduando em Engenharia da Computação no Uninorte Laureate. Atuou em projeto de pesquisa, na área de Engenharia de Software, como bolsista de iniciação científica na Embrapa Amazônia Ocidental, com fomento da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (Fapeam). Tem experiência profissional com desenvolvimento de software (WEB, Mobile, Desktop) e interesse na área de Inteligência Artificial. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Daniel Bispo do Vale
Nome em citações bibliográficas
VALE, D. B.


Formação acadêmica/titulação


2014
Graduação em andamento em Engenharia de Computação.
Centro Universitário do Norte, UNINORTE, Brasil.




Atuação Profissional



Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2018
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Programa de Iniciação Científica com o objetivo de auxiliar na expansão da guaranaicultura no estado do Amazonas com o desenvolvimento de três soluções móveis para apoiar: o processo de análise física do solo, a cronologia das atividades de manejo e a estimativa de custos de produção de uma cultura.


Unimed de Manaus Cooperativa de Trabalho Médico, UNIMED Manaus, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2016
Vínculo: Estagiário, Enquadramento Funcional: Desenvolvedor WEB



Projetos de pesquisa


2017 - 2018
Desenvolvimento de soluções móveis referentes à granulometria do solo, cronologia das atividades de manejo e cálculos de custos de produção para auxiliar a expansão da guaranaicultura no Amazonas
Descrição: O Amazonas possui grande área destinada à colheita do guaraná. Entretanto, quando se analisa sua produtividade e compara com outros Estados do País, observa-se certa ineficiência. Para que uma planta produza bons frutos, um solo adequado é primordial, precisando ter quantidade necessária de minerais, ar, água e substâncias orgânicas. Além disso, é imprescindível que as atividades de manejo sejam realizadas em períodos certos e que os produtores rurais obtenham lucros a partir de sua produção. Com base nesse cenário, propõe-se o desenvolvimento de soluções móveis, seguindo as principais etapas de do ciclo de desenvolvimento de software, referentes à granulometria do solo, cronologia das atividades de manejo e cálculos de custos de produção com o objetivo de auxiliar a expansão da guaranaicultura no Amazonas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Daniel Bispo do Vale - Integrante / Marcos Filipe Alves Salame - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado do Amazonas - Bolsa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Elétrica / Subárea: Engenharia da Computação.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LIMA, A. S. ; VALE, D. B. ; BRILHANTE, E. H. O. ; TAVARES, L. S. ; SIMOES, W. C. S. S. . Identificação Visual de Objetos através de Segmentação de Cores e Bordas para Rastreamento da Trajetória. In: I Congresso Amazônico de Computação e Sistemas Inteligentes - CACSI 2015, 2015, Manaus. Anais do I Congresso Amazônico de Computação e Sistemas Inteligentes, 2015. v. 1. p. 224-227.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Intelligence of Things Week. 2018. (Outra).

2.
II Meetup do grupo de desenvolvedores Python da região Norte - PyNorte.Tecnologia REST em Python. 2016.. 2016. (Encontro).

3.
CACSI 2015 - Congresso Amazônico de Computação e Sistemas Inteligentes. Identificação Visual de Objetos através de Segmentação de Cores e Bordas para Rastreamento da Trajetória. 2015. (Congresso).. Identificação Visual de Objetos através de Segmentação de Cores e Bordas para Rastreamento da Trajetória. 2015. (Congresso).

4.
I Jornada Acadêmica e Tecnológica. Identificação de objetos com visão computacional através de segmentação de cores e bordas para rastreamento da trajetória. 2015. (Exposição).. Identificação Visual de Objetos através de Segmentação de Cores e Bordas para Rastreamento da Trajetória. 2015. (Exposição).

5.
Roadsec. 2015. (Outra).. 2015. (Outra).

6.
CENARTEC - Congresso de Engenharia, Arquitetura e Tecnologia 2014. 2014. (Congresso).. 2014. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 15/12/2018 às 13:49:43