Dayane Aparecida dos Santos

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0652449358212111
  • Última atualização do currículo em 12/09/2018


Mestranda em Sociologia pela Universidade Federal de São Carlos e Bolsista Capes. Bacharel em Ciências Sociais pela mesma instituição. Foi pesquisadora bolsista no Programa de Educação Tutorial (PET) - Usina de Reflexão do Ministério da Educação segue pesquisadora vinculada ao grupo Ideias, Intelectuais e Instituições ambos coordenados pela Drª Vera Cepêda. Desenvolveu estudos na área da ciência politica referente a: politicas publicas de ações afirmativas, ações afirmativas, assistência estudantil, politica publicas ensino superior. Atualmente concentra estudos na área da sociologia com vistas a politicas publica para juventudes, equidade social, juventudes e cidadania. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Dayane Aparecida dos Santos
Nome em citações bibliográficas
SANTOS, D. A.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal de São Carlos.
Universidade Federal de São Carlos
Jardim Guanabara
13565905 - São Carlos, SP - Brasil
Telefone: (16) 34147969


Formação acadêmica/titulação


2018
Mestrado em andamento em Sociologia.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil. Orientador: Vera Alves Cepeda.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Política de Juventude; Política Publica; Cidadania.
2013 - 2018
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
2003 - 2005
Ensino Médio (2º grau).
EE Barnabe, BARNABE, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Extensão universitária em Curso de língua Espanhola. (Carga horária: 48h).
Instituto de Línguas da UFCar, IL, Brasil.
2016 - 2016
Extensão universitária em Curso de língua Espanhola. (Carga horária: 48h).
Instituto de Línguas da UFCar, IL, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal de São Carlos, UFSCAR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista - Programa de educação Tutorial MEC, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Associação Nacional dos Dirigentes das Instituições Federais de Ensino, ANDIFES, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista


Prefeitura Municipal de São Carlos - SP, PMSC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiaria, Carga horária: 30
Outras informações
Cadastradora de programas sociais para o Ministério do Desenvolvimento Social, no Cadastro Único do município de São Carlos - SP



Projetos de pesquisa


2014 - 2017
PET USINA DE REFLEXÃO ? dimensões societais, políticas e impactos epistemológicos no novo cenário de inclusão social e Ações Afirmativas na UFSCar
Descrição: Descrição: O grupo PET USINA DE REFLEXÃO ? dimensões societais, políticas e impactos epistemológicos no novo cenário de inclusão social e Ações Afirmativas na UFSCar é um Programa de Educação Tutorial do MEC, selecionado através de edital público nacional, contando com até 12 bolsistas PET e pelo menos um coordenador geral (tutor). O PET USINA DE REFLEXÃO, iniciado em 2013, tem como proposta constituir e fazer funcionar um grupo/rede de alunos e professores com objetivo de fomentar a discussão, criar diagnósticos e desenvolver ferramentas que possibilitem compreender e atuar sobre a realidade do ingresso de largos contingentes de alunos por Reserva de Vagas e Ação Afirmativa na UFSCar desde 2008, garantindo a sua permanência qualifica. Os focos dirigem-se para 4 eixos distintos: 1) discentes /PET - gerar rede de apoio pedagógico e identitário para alunos petianos, com vistas ao empoderamento simbólico e permanência/rendimento eficiente; 2) grupo docente ? ampliar compreensão dos desafios e potencial transformador da nova composição social da comunidade universitária, em especial com troca de experiências, compreensão teórica e inovação metodológica/pedagógica; 3) no caso da instituição - possibilitar melhor compreensão sobre campo/tema, produzindo diagnósticos e ferramentas/estratégias que auxiliem avanço nas ações relativas ao impacto das políticas de Reserva de vagas; 4) na questão epistemológica ? promover a reflexão sobre o movimento de transformação, inovação e multiplicação de racionalidades inerentes ao forte processo de interação entre bases sócio-culturais distintas no ambiente universitário ? e seu vínculo com o ensino, a pesquisa e a extensão. O ponto de partida deste projeto e, em especial, do grupo que o sustenta, é o campo de reflexões sobre o ingresso, rendimento e impacto da entrada contínua de grupos diferenciais na comunidade acadêmica ufscariana. Nosso foco é tanto a discussão para diagnóstico das dificuldades de rendimento/acolhimento desses grupos discentes no processo de ensino-pesquisa-extensão, quanto dimensionar e refletir o outro lado desse processo na forma dos desafios didáticos enfrentados pelos docentes e acadêmicos, bem como o impacto de gestão da estrutura institucional nesse processo. Por último, refletir sobre o alcance de cultura política ligado ao projeto de Reconhecimento, Teoria da Justiça e Multiculturalismo fundamentais à proposta de Ações Afirmativas...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador.
2014 - 2017
Observatório Nacional de Políticas de Assistência Estudantil.
Descrição: Coordenação, construção e implementação do Observatório Nacional de Políticas de Assistência Estudantil. Este projeto pretende construir um banco de dados, alimentado pelos gestores de todas das universidades federais brasileiras a partir de seus gestores da área de Assistência Estudantil com dados sobre perfil da demanda, de serviços e estrutura operacional no campo das políticas de proteção aos discentes. É uma proposta originada na decisão do Fórum Nacional de Pró-reitores de Assistência Estudantil e que permitirá a análise consistente e crítica das políticas públicas voltadas ao campo da proteção social estudantil (em epsecial as ações do MEC e o imapcto do PNAES)...
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador.


Projetos de extensão


2016 - 2016
ACIEPE - Mulheres: Corpo, Intimidade, direitos e Espaço Público
Descrição: Tendo como pontos de partida: a) o cenário atual de violência e coerção social contra mulheres; b) estudos que colocam o Brasil entre os países com graves desigualdades de gênero; c) o contexto recente de discussões sobre combate à vitimização, discriminação, proteção e direitos no contexto de gênero; d) o reposicionamento teórico e políticos sobre os feminismos; e) as discussões públicas sobre o corpo da mulher e os problemas vivenciados pela mulher no seculo XXI, o grupo PET Usina de Reflexão propõe para a ACIEPE, o tema Mulheres: Corpo, Intimidade e Espaço Público. Esta atividade (mix de formação, extensão e laboratório de pesquisa) se propõe a discutir e refletir em conjunto com a comunidade acadêmica interna à UFSCar e externa, os problemas e contexto da questão da mulher na sociedade moderna e no espaço da universidade. A ACIEPE pretende alcançar a comunidade da UFSCar/São Carlos e comunidade externa. A equipe de execução da ACIEPE contará com a participação de alunos do PET Usina, bem como de mestrandos e doutorandos do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política (PPGPol-UFSCar)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador / Barbara G. Moraes - Integrante.
2015 - 2015
PONTES - Aproximando a universidade do Ensino Médio (PET Usina, edição 2015)
Descrição: O acesso e a permanência ao ensino público superior brasileiro mudou nos últimos anos, com o Projeto REUNI, as políticas de Ações Afirmativas e com as políticas de Reserva de Vagas (e recentemente com aprovação da Lei de Cotas). Nota-se uma significativa expansão através de; a) aumento do número absoluto de vagas; b) política de reserva/cotas, dirigida à grupos antes excluídos doa acesso ao ensino superior; c) desenvolvimento de novos mecanismos de ingresso como o ENEM, SiSU ou processos focais. Cumpre destacar também o aumento do número de IFES ou de campus, com maior integração no espaço nacional, e com forte extensão para fronteiras, periferias urbanas, interiorização. Essa política foi acompanhada de expansão das políticas de permanência e empoderamento (bolsas, cobertura de proteção e instrumentos acadêmicos de acompanhamento), possibilitando a democratização de acesso e a inclusão de conjuntos populacionais com vulnerabilidades: econômica, de origem, ou de posse de recursos culturais e simbólicos no estratégico e privilegiado ambiente das universidades públicas. No entanto, essas políticas, que representam um marco histórico importante, muitas vezes não chegam aos segmentos sociais paras as quais foram construídas. Existem uma grande gama de elementos que dificultam aos grupos sociais mais vulneráveis o acesso à informação clara sobre os mecanismos de ingresso e os cursos/carreiras existentes. Com base nesse cenário, o objetivo do projeto PONTES é trabalhar com dois tipos de ações: 1) democratizar e promover a circulação de informações sobre o processo de ?ingresso no ensino superior público brasileiro?. Neste caso trata-se de disponibilizar aos alunos em fase de conclusão do ensino médio, em escolas públicas de regiões caracterizadas por periferia ou vulnerabilidade sócio-econômica e cultural, um conjunto de informações sobre: a) os atuais mecanismos de ingresso na universidade: via vestibular, ENEM, SiSU, Reserva de Vagas, seleções focais (como para grupos indígenas, quilombolas, de agricultura familiar, etc...); b) apresentar dados sobre as IFES do entorno ou próximas, com apresentação de seus processos seletivos, cursos e políticas de permanência (dado fundamental para o aluno que terá que lidar com problema de custeio e manutenção durante o curso de graduação); c) apresentar as alternativas de preparação para ingresso à universidade: cursinhos populares e outros cursos preparatórios dirigidos à grupos vulneráveis; d) criação de mecanismos de apoio para encaminhamento aos cursinhos, e/ou inscrição no Enem e posteriormente no SiSU; e) discussão dos fundamentos e objetivos das atuais políticas de Cotas/Ações Afirmativas, com destaque para o tema da equidade e da superação das desigualdades na sociedade brasileira, enquanto um projeto republicano e de justiça social. Esta ação se concentra na estratégia de repasse de informação qualificada e apoio aos estudantes das escolas selecionadas. Pensa-se, ainda, que o repasse dessas informações, para alunos e professores, pode promover uma rede auto-sustentável e multiplicadora dessas informações. 2) Provocar uma interlocução e reflexão sobre o impacto da inserção na universidade pública ? enquanto experiência em curso (alunos do PET/USINA) e enquanto expectativa (alunos concluintes do ensino médio). Neste caso a interação entre essas duas dimensões ? interno/externo ? pretende estabelecer um locus de reflexão sobre as potencialidades e obstáculos que circundam essa política. É parte, também, do processo de análise e crítica, necessária e prevista nos objetivos de formação dos petianos do grupo USINA...
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador / Tamires Aparecida dos Santos - Integrante / Aline Costa - Integrante / Gabriela Bica - Integrante / Jessica Sales - Integrante.
2014 - 2017
Pesquisa Perfil Institucional da Assistência Estudantil - Observatório FONAPRACE
Descrição: Construção de instrumentos de coleta, sistematização e consolidação do perfil das ações da Assistência Estudantil nas UFES a partir: 1. elaboração de questionário com seguintes metas: a) mapeamento do perfil das UFES; b) perfil dos órgãos encarregados da Assistência Estudantil em cada UFES; c) levantamento das ações em cada instituição com base nas 10 linhas do PNAES. 2. Construção do Sistema de coleta e consolidação dos dados - Gerenciador de Bancos de Dados (PostgreSQL) que permite, remotamente, acesso e alimentação de informações. 3. Tratamento estatístico complementar ao Banco de Dados (tipo SAS, SSP e R) 4. Geração de resultados e análises..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador.
2014 - 2014
PONTES - Aproximando da universidade do Ensino Médio
Descrição: Esse projeto visa estabelecer uma ponte comunicativa entre alunos do grupo PET/USINA DE REFLEXÃO da UFSCar e os alunos concluinte do 3º ano do Ensino Médio de escolas públicas de periferia ou regiões caracterizadas por vulnerabilidade social. O objetivo é permitir a troca de informações e experiências entre alunos ingressantes por Reserva de Vagas na UFSCar e os atores em situação de acesso às vagas do ensino superior (alunos concluintes do ensino médio) do entorno indicado..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .

Integrantes: Dayane Aparecida dos Santos - Integrante / Vera Alves Cepeda - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Políticas Públicas.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, D. A.. MARCOS INSTITUCIONAIS DA POLÍTICA PÚBLICA DE JUVENTUDE: CONSTRUINDO O CENÁRIO. In: XV Semana de Pós Graduação em Ciencias Sociais, 2016, Araraquara. Ciências Sociais em tempos de crise : novos dispositivos de controle e retração de direitos, 2016. p. 1-1675.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, D. A.; OLIVEIRA, A. G. S. ; ARAUJO, A. M. C. ; REIS, A. C. ; MORAES, B. G. ; MATOS, G. R. ; BICA, G. R. ; SALES, J. C. ; VALDES, T. A. ; Cepeda,Vera Alves . Projeto Pontes -Aproximando o Ensino superior do Ensino Médio. In: Sudestepet, 2016, São Carlos. XVI Sudeste PET da Sala de aula à formação profissional, 2016. p. 615-618.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, D. A.. Marcos institucionais da Política Pública de Juventude: Construindo o Cenário. In: XV Semana de Pós Graduação em Ciências Sociais da UNESP, 2016, Araraquara. Ciências Sociais em Tempos de Crise: Novos Dispositivos de Controle e Retração de Direitos, 2016.

2.
SANTOS, D. A.. Política Pública de Juventude: Marcos Institucionais. In: I Jornada de Pensamento Polítco Brasileiro, 2016, São Carlos. Caderno de Resumos, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
SANTOS, D. A.; OLIVEIRA, A. G. S. ; REIS, A. C. . Política de proteção estudantil: transformações no ensino superior recente. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XII Jornada Cientifica de Administração Pública. Juventude e Política Pública: O papel da Cejuvent. 2018. (Congresso).

2.
Execução Penal e Encarceramento na modernidade líquida. 2017. (Outra).

3.
II Seminario adolescencias e juventudes: direitos, conflitos e potencialidades. 2017. (Seminário).

4.
Novos Ativismos e formas de mobilização: continuidades de rupturas da política. 2017. (Outra).

5.
2º Simpósio Regional de Juventude. 2016. (Simpósio).

6.
I Jornada de Pensamento Político Brasileiro. Política Pública de Juventude: Marcos Institucionais. 2016. (Congresso).

7.
XIV Semana de Ciências Sociais. TRAJETÓRIA DOS MARCOS INSTITUCIONAIS DA POLÍTICA PÚBLICA NACIONAL DE JUVENTUDE: MAPEANDO O CENÁRIO. 2016. (Congresso).

8.
67ª Reunião Anula da SBPC. Politica de Proteção Estudantil: Transformações no Ensino Superior recente. 2015. (Congresso).

9.
I Ciclo de Debates:sociedade e universidade - conflitos e dilemas.Mulheres negras na Universidade: existindo e resistindo. 2015. (Outra).

10.
VII Encontro de Pesquisa na Graduação em Filosofia da UFSCar. 2015. (Congresso).

11.
II Oficina de Métodos. 2014. (Oficina).

12.
I Semana de Pós Graduação em Ciência Politica. 2013. (Congresso).

13.
XI Semana de Ciências Sociais. 2013. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SANTOS, D. A.; MORAES, B. G. . II Ciclo de debates: Mulheres, corpo, intimidade e espaço publico. 2016. (Outro).

2.
SANTOS, D. A.. XIII Semana de Ciência Sociais da UFSCar. 2015. (Congresso).

3.
SANTOS, D. A.. Processo seletivo de Bolsistas. 2015. (Outro).

4.
SANTOS, D. A.. Projeto Pontes - aproximando a universidade do ensino médio. 2014. (Outro).



Inovação



Projeto de extensão



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/02/2019 às 17:46:33