Kleber Lopes Longhini

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0891515600427699
  • Última atualização do currículo em 18/12/2018


Engenheiro Agrônomo formado pelo Centro Universitário de Maringá - Unicesumar, com graduação sanduíche em Missouri State University, Springield-MO, USA. Ao longo da graduação desenvolveu pesquisas direcionadas ao manejo agroecologico de cultivos de café, utilização de adubações nitrogenadas como alternativa para suprir a demanda de plantas medicinais e ferramentas moleculares para estudar a difusão de GVCV em Ampelopsis cordata nos EUA.A carreira academica foi condecorada com premios de melhor aluno nas instituições Unicesumar (PR-Brasil) e Missouri State University (MI-USA) Internship in Center for Grapevine Biotechnology Laboratory in Missouri State University, with knowledge in moleculares techniques to study virus in Grapevines - 2017; Estágio em Cocamar - Cooperativa Agroindustrial, com o conhecimento em manejo de pragas relacionadas com a cultura da Laranja - 2017. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Kleber Lopes Longhini
Nome em citações bibliográficas
LONGHINI, K. L.

Endereço


Endereço Profissional
Centro Universitario Cesumar, Centro de Ciencias Agrárias.
Rua Itapura
Zona 03
87050190 - Maringá, PR - Brasil
Telefone: (44) 30276360


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2018
Graduação em Agronomia.
Centro Universitario Cesumar, UNICESUMAR, Brasil.
Título: Cultivo Agroecológico: Consórcio de cafeeiro com bananeira.
Orientador: Rafael Egea Sanches.
Bolsista do(a): Programa Universidade para Todos, PROUNI, Brasil.
2017 - 2017
Graduação em Plant Science.
Missouri State University, MSU, Estados Unidos.
com período sanduíche em Missouri State University (Orientador: Wenping Qiu, Ph. D.).
Título: Evaluation of the importance of Ampelopsis Cordata as an alternative host for Grapevine vine clearing virus (GVCV) in the United States.
Orientador: Wenping Qiu, Ph. D..
Bolsista do(a): Banco Santander, SANTANDER, Brasil.




Atuação Profissional



UNICESUMAR, UNICESUMAR, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante e Pesquisador, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.


Missouri State University, MSU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2017 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estudante e Pesquisador, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

06/2018 - 12/2018
Pesquisa e desenvolvimento , Center for Grapevine Biotechnology, .


Centro de Ensino Superior de Maringá, CESUMAR, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

08/2016 - 08/2017
Pesquisa e desenvolvimento , Diretoria de Pesquisa, .

Linhas de pesquisa
Consórcio Agroecológico
08/2015 - 08/2016
Pesquisa e desenvolvimento , Diretoria de Pesquisa, .

Linhas de pesquisa
Adubações


Linhas de pesquisa


1.
Adubações

Objetivo: Esta linha de pesquisa tem como objetivo otimizar o processo de absorção de nutrientes pelas plantas, assim como indicar ao produtor qual o melhor adubo a ser utilizado, de modo que ele maximize sua produção..
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados.
Palavras-chave: Adubação; Fontes Nutricionais; Absorção de Nutrientes.
2.
Consórcio Agroecológico

Objetivo: Através de estudos de cultivo consorciado entre as culturas, esta linha de pesquisa tem como objetivo otimizar o processo produtivo, de modo a fornecer uma renda alternativa ao produtor rural, trabalhar com manejo integrado de pragas, doenças e plantas invasoras, além de produzir alimentos com melhor qualidade nutricional, pois evita a utilização de produtos quimicos durante seu cultivo..
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados.
Palavras-chave: Manejo Integrado de Pragas e Doenças; Adubação Verde; Qualidade nutricional.
3.
Biotecnologia aplicada ao Melhoramento Genético

Objetivo: Através de ferramentas biomoleculares como a utilização do PCR, esta linha de pesquisa tem como objetivo identificar viroses que atacam plantas de uva em hospedeiros alternativos, de modo que otimize o controle do patógeno e permita encontrar uma planta resistente ou tolerante ao mesmo..
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados.
Palavras-chave: PCR; Biotecnologia; Melhoramento genético; Viroses em plantas de Uva; Hospedeiros Alternativos.


Projetos de pesquisa


2017 - 2017
PRODUTIVIDADE DO MILHO HÍBRIDO DKB 285 PRO EM DIFERENTES POPULAÇÕES COM ESPAÇAMENTO REDUZIDO

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rafael Egea Sanches em 14/10/2018.
Descrição: Diversos fatores podem influenciar o rendimento da cultura do milho, dentre estes se destaca a densidade populacional, pois o acréscimo na densidade de plantas e a redução do espaçamento entre linhas possibilita a otimização e a eficiência da interceptação de luz pelo aumento do índice foliar mesmo nos estádios fenológicos iniciais da planta, reduzindo a competição, aumentando a matéria seca e a produção de grãos, bem como melhor aproveitamento de água e nutrientes. Tradicionalmente, a cultura do milho tem sido implantada no Brasil com espaçamentos entre linhas entre 80 a 100 cm, o qual permite de maneira eficiente os tratos culturais e o manejo adequado da cultura. A adoção de espaçamentos entre linhas reduzidos, de 45 a 60 cm, torna-se uma opção para aumentar a produtividade no campo. O presente trabalho avaliou sete densidades de plantas distintas, sendo os tratamentos 50.000, 55.000, 60.000, 65.000, 70.000, 75.000 e 80.000 plantas por hectare, e por análises de regressão, concluiu-se que, para o híbrido DKB285 a população de 75.000 plantas.ha-1 resulta em maior produtividade..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Fernando Cesar Rossi - Integrante / Mateus Luiz de Oliveira Freitas - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2017 - 2017
Avaliação da importância de Ampelopsis cordata como um hospedeiro alternativo para Grapevine vine clearing virus (GVCV) em Missouri nos Estados Unidos
Descrição: Aproximadamente 20 milhões de hectares de terras aráveis são dedicados a produção de uva em todo o mundo. As uvas são um produto agrícola extremamente valioso e foram cultivadas desde que a história humana foi registrada. Infelizmente, esta planta economicamente tão importante também é amplamente acometida por agentes patogênicos virais. É difícil quantificar o preço que a agregação de doenças virais exerce sobre as uvas como produto agrícola em todo o mundo. As videiras podem hospedar mais de 65 agentes patogênicos virais. Isto se dá em parte porque as videiras são perenes e, como tal, têm muitas oportunidades de exposição a agentes patogênicos ao longo de sua vida útil. Um dos principais vírus encontrados no estado foi o GVCV, uma síndrome severa de decapagem de videira em vinhedos na região Centro-Oeste dos Estados Unidos que parece ser causada por um complexo de vírus. Considerando o grande papel que os vírus têm para redução da produção e qualidade das plantas de uvas e o potencial de plantas selvagens em ser hospedeiros alternativos para reprodução dos vírus, este estudo visa avaliar a difusão de GVCV sobre espécies selvagens do gênero Vitis. Diante a difusão de Ampelopsis Cordata, não só no Missouri, mas nos Estados Unidos e considerando a importância econômica que a produção de uva tem para o país, é essencial realizar o controle do GCVC nessas plantas, e não apenas em plantas comerciais de uva. Se isso não for feito, as plantas de Ampelopsis Cordata têm a capacidade de ser um hospedeiro alternativo para o vírus, contribuindo para o controle ineficaz do patógeno, pois o vírus pode sobreviver e se multiplicar nessas plantas selvagens e resurgir nos vinhedos comerciais nas próximas safras. Além disso, fragmentos florestais ou plantas hospedeiras na proximidade de áreas cultivadas servem como refúgios, de modo que o ciclo de vida dos patógenos pode ser completado..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Coordenador / WENPING QIU - Integrante / SYLVIA M. PETERSEN - Integrante.
2016 - 2017
Cultivo Agroecológico: Consórcio de cafeeiro com bananeira

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Anny Rosi Mannigel em 09/09/2016.
Descrição: A importância da cafeicultura na economia mundial é inquestionável, uma vez que o café é o segundo produto primário mais valioso do mercado internacional, sendo superado apenas pelo petróleo. Houve a necessidade de desenvolver estudos e técnicas para tornar viável a cafeicultura no Paraná do ponto de vista climático, dentre eles, o sistema de cultivo agroecológico é uma atividade com enorme potencial de promover a preservação ambiental e valorização social e econômica de uma região. A adoção do cultivo agroecológico entre café e banana trás o fornecimento de sombra pelas copas das plantas de banana e redução da evaporação do solo; a redução da temperatura fornecendo um microclima mais moderado para o crescimento das culturas e a proteção do solo dos impactos da chuva faz com que se aumente a infiltração da água, ocorra uma redução da evaporação da superfície, das enxurradas e da erosão. O problema é que o produtor encontra dificuldades em estabelecer esse sistema devido à falta de informações, incentivos e pesquisas nesta área. O trabalho será composto por 18 linhas de 12 metros lineares cada. Sendo 9 linhas de banana e 9 de café, onde se vai plantar entre as linhas as culturas de adubação verde com o objetivo de avaliar a incidência de plantas daninhas, o fator de cobertura de solo e a biomassa fornecida pelos tratamentos. Conclui-se com este trabalho que as plantas de adubação verde são uma importante ferramenta para controle de planta daninha e fornecimento de matéria orgânica pro solo, destacando principalmente o uso de crotalária e lab-lab..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Vitor da Rosa Vellini - Integrante / Anny Rosi Mannigel - Integrante.
Número de produções C, T & A: 6
2016 - 2017
INFLUÊNCIA DA DENSIDADE POPULACIONAL EM DOIS HÍBRIDOS DE MILHO

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rafael Egea Sanches em 14/10/2018.
Descrição: O objetivo deste trabalho foi avaliar o comportamento de dois híbridos de milho (AG9000 e AG9030) submetidos a duas densidades populacionais (60.000 plantas ha-1 e 65.000 plantas ha-1), além de identificar qual é a melhor recomendação para se alcançar o máximo potencial produtivo aliado à relação custo-benefício em ambos os híbridos. O experimento foi conduzido no município de Floresta (PR) em delineamento experimental em faixas contendo quatro tratamentos em arranjo fatorial 2 x 2, como primeiro fator os híbridos AG9000 e AG9030 e segundo fator as densidades populacionais 60.000 plantas ha-1 e 65.000 plantas ha-1, com cinco repetições cada. Foram avaliadas as variáveis produtividade, peso médio de espigas, percentual de acamamento, diâmetro de colmo, altura de planta, altura de inserção de espigas e tamanho de espigas. Todas as variáveis diferiram significativamente (p>0,05) em relação aos híbridos, entretanto, não houve diferença significativa entre as densidades populacionais em cada híbrido. O AG9000 apresentou maior potencial produtivo do que o AG9030 nas duas densidades populacionais, porém o custo-benefício em 65.000 plantas ha-1 foi positivo para ambos, pois o acréscimo na produção é suficiente para cobrir a elevação do custo.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Guilherme Miglioli Martins - Integrante / Luis Henrique da Silva Gonçalves - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2016 - 2017
ADUBAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA SOJA (Glycine max)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rafael Egea Sanches em 14/10/2018.
Descrição: A soja (Glycine max) é uma das principais culturas no mundo, da qual se obtém diversos produtos e subprodutos, destinados à alimentação humana e animal. Com o consumo crescente, é preciso efetuar estudos sobre a viabilidade de tecnologias de produção, assim, este trabalho objetiva avaliar os efeitos da aplicação de nitrogênio em diversas fases da cultura da soja, sendo cinco tratamentos, com quatro repetições, consistindo T1 - 320 kg.ha-1 do formulado 06-24-12 na base, T2 - 320 kg.ha-1 do formulado 06-24-12 na base e no florescimento 1,15 kg.ha-1 via foliar, T3 - 1,15 kg.ha-1 via foliar no enchimento de grãos, T4 - 320 kg.ha-1 do formulado 06-24-12 na base e duas aplicações de 1,15 kg.ha-1 (no enchimento de grãos e no florescimento) via foliar, e T5 - a testemunha. Cada parcela foi composta por cinco linhas com espaçamento de 0,45m no delineamento em blocos casualizados sendo avaliadas: produção por parcela (kg), produtividade (sacas.ha-1), massa de 1.000 grãos e a viabilidade econômica. As análises estatísticas foram realizadas no aplicativo computacional SISVAR (p<0,05). Os resultados confirmam que houve incremento significativo na produção dos tratamentos T2 (5,74 sacas.ha-1), T3 (5,69 sacas.ha-1) e T1 (2,36 sacas.ha-1) em relação à testemunha T5. Levando-se em conta o ganho líquido de produtividade, se destaca T3 que proporcionou um ganho de 4,89 sacas.ha-1. Portanto com a utilização das tecnologias testadas obtêm-se resultados satisfatórios, desde que seja utilizada com limites bem definidos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Anny Rosi Mannigel - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Lucas Manoel Bida Nascimento - Integrante / Tiago Henrique Palaro - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2016 - 2017
Avaliação de Diferentes coberturas vegetais no desenvolvimento fenológico De Lactuca sativa L

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rafael Egea Sanches em 14/10/2018.
Descrição: A cultura da alface tem grande importância econômica para pequenos e médios produtores, pois representa uma fontede renda. Além disso é uma planta muito consumida devido a seus aspectos nutricionais sendo rica em vitaminas eminerais, como vitaminas A e C, bem como o ferro. O estudo foi conduzido na cidade de Jandaia do Sul - Paraná, com oobjetivo de avaliar o efeito de diferentes materiais vegetais para cobertura do solo, beneficiando na produtividade daalface (Lactuca sativa L). O delineamento experimental utilizado foi o de blocos casualizados, utilizando-se cincotratamentos (casca de arroz, casca de café, palha de brachiaria (Brachiaria brizantha L), palha de aveia branca (Avenasativa L) e testemunha sem cobertura morta) e quatro repetições. Avaliou-se os seguintes fatores: umidade do solo etemperatura abaixo da cobertura. A testemunha apresentou uma maior temperatura em relação aos outros tratamentos econsequentemente uma menor umidade, o que pode reduzir o desenvolvimento da cultura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Eduardo Soares - Integrante / Lucas Alexandre dos Santos Garcia - Integrante / Edneia Aparecida Souza Paccola - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2016 - 2017
AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO DE MANIPUEIRA NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE FEIJÃO CARIOCA

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Rafael Egea Sanches em 14/10/2018.
Descrição: O Brasil é o segundo maior produtor mundial de mandioca, seu cultivo se dá principalmente para alimentação humana, devido esta planta concentrar em suas raízes, uma das principais fontes energéticas alimentares, o amido. O principal resíduo gerado durante o processamento da mandioca para produção de fécula é a manipueira, um líquido de aspecto leitoso e cor amarelo claro. Em função dos altos teores de cianeto a manipueira é considerada agressiva ao ambiente, podendo causar degradação do solo e de mananciais e também devido à sua carga orgânica (altas taxas de concentração de Nitrogênio (N) e Fósforo (P)), causa eutrofização de rios e córregos. Nesse contexto, o presente trabalho objetivou avaliar o aproveitamento sustentável da manipueira na cultura do feijão como forma de fertirrigação. O feijoeiro foi submetido aplicações de 250 ml de calda de manipueira diluída em água mineral, realizados em cinco tratamentos com dez repetições, obedecendo ao seguinte protocolo de tratamento: T1= 0% de manipueira + 100% de água, T2 = 25% de manipueira + 75% de água, T3 = 50% de manipueira +50% de água, T4 = 75% de manipueira + 25% de água, T5 = 100% de manipueira + 0% de água. As aplicações foram feitas com intervalos de 10 dias, durante todo o ciclo da cultura. Constatou-se que nos primeiros estádios de crescimento do feijoeiro não houve diferenças significativas no desenvolvimento em relação às variáveis estudadas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Anny Rosi Mannigel - Integrante / Rafael Egéa Sanches - Coordenador / Matheus Botassini - Integrante / Lucas Manoel Bida Nascimento - Integrante.
Número de produções C, T & A: 3
2015 - 2016
Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento de Hortelã
Descrição: O cultivo de plantas medicinais com a finalidade de cura de algumas doenças já existe há vários anos, tendo em vista o menor tempo para se chegar ao produto final que a planta medicinal oferece, a praticidade e principalmente, o baixo custo, sendo dessa forma acessível a todas as classes sociais. É neste contexto que a Hortelã se destaca como uma importante planta para utilização na fitoterapia. A Mentha sp assim como algumas outras plantas é uma fonte promissora de antioxidante natural. Foi com o intuito de buscar mais informações sobre a produção em escala comercial de plantas medicinais que está pesquisa foi realizada, onde teve como objetivo analisar a produção de biomassa vegetal. O projeto foi desenvolvido na fazenda Biotec, no Centro Universitário de Maringá ? Unicesumar, localizada no município de Maringá-PR, o delineamento foi inteiramente casualizados com 15 repetições para cada tratamento. Concluiu-se que a planta medicinal Hortelã responde significativamente ao fornecimento de adubações, gerando um aumento de produtividade das plantas e que realizar adubações durante o cultivo de Hortelã é uma alternativa interessante para o produtor visando atender em escala comercial a demanda por compostos fitoterápicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Kleber Lopes Longhini - Integrante / Anny Rosi Mannigel - Coordenador / Rafael Egéa Sanches - Integrante.Financiador(es): Centro de Ensino Superior de Maringá - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 9


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Fertilidade do Solo e Adubação.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Fitotecnia/Especialidade: Manejo e Tratos Culturais.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Genética / Subárea: Genética Vegetal.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2018
Melhor aluno da 5 série do curso de Agronomia no 1 bimestre de 2018, UNICESUMAR.
2017
Bolsista IberoAmericano - Programa de Intercambio do Santander, Santander.
2017
Melhor aluno da 4 série do curso de Agronomia no 1 bimestre de 2017, UNICESUMAR.
2017
Melhor aluno da 4 série do curso de Agronomia no 2 bimestre de 2017, UNICESUMAR.
2017
Top Students with recognition on the "Dean's List", Missouri State University.
2016
Melhor aluno da 3 série do curso de Agronomia no 1 bimestre de 2016, UNICESUMAR.
2016
Melhor aluno da 3 série do curso de Agronomia no 2 bimestre de 2016, UNICESUMAR.
2016
Melhor aluno da 3 série do curso de Agronomia do 3 bimestre de 2016, UNICESUMAR.
2015
Melhor aluno da 2 série do curso de Agronomia no 1 bimestre de 2015, UNICESUMAR.
2015
Melhor aluno da 2 série do curso de Agronomia no 2 bimestre de 2015, UNICESUMAR.
2015
Melhor aluno da 2 série do curso de Agronomia no 3 bimestre de 2015, UNICESUMAR.
2014
Melhor aluno da 1 série do curso de Agronomia no 2 bimestre de 2014, UNICESUMAR.
2014
Melhor aluno da 1 série do curso de Agronomia no 3 bimestre de 2014, UNICESUMAR.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL, A. R. ; SANCHES, R. E. ; TANIMOTO, S. T. . AVALIAÇÃO DA UTILIZAÇÃO DE ADUBAÇÕES NITROGENADAS NO CULTIVO DE HORTELÃ VISANDO O APERFEIÇOAMENTO DE SEU SISTEMA PRODUTIVO. In: Christiane Trevisan Slivinski. (Org.). As Ciências Biológicas e da Saúde e seus Parâmetros. 2ed.Ponta Grossa: Atena, 2018, v. , p. 94-102.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
PALARO, T. H. ; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL, A. R. ; LONGHINI, K. L. ; NASCIMENTO, L. M. B. . Adubação nitrogenada na cultura da soja (Glycine max). In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

2.
BOTASSINI, M. ; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL, A. R. ; LONGHINI, K. L. ; NASCIMENTO, L. M. B. . Avaliação da aplicação de manipueira no crescimento e desenvolvimento de plantas de feijão carioca. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

3.
SOARES, E. ; LONGHINI, K. L. ; GARCIA, L. A. S. ; PACCOLA, E. A. S. ; SANCHES, R. E. . Avaliação de diferentes coberturas vegetais no desenvolvimento fenológico de Lactuca sativa L. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

4.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL, A. R. ; SANCHES, R. E. ; JESUALDO, I. L. . Influencia da adubação nitrogenada na produção de óleo essencial em Hortelã. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

5.
GONCALVES, L. H. S. ; SANCHES, R. E. ; LONGHINI, K. L. ; MARTINS, G. M. . Influencia da densidade populacional em dois híbridos de milho. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

6.
LONGHINI, K. L.; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL, A. R. ; JESUALDO, I. L. . Influencia de diferentes adubações verdes para controle da luminosidade incidente sobre o solo em um sistema de cultivo agroecologico. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifico, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

7.
ROSSI, F. C. ; SANCHES, R. E. ; LONGHINI, K. L. ; FREITAS, M. L. O. . Produtividade do milho hibrido DKB 285 PRO em diferentes populações com espaçamento reduzido. In: X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica, 2017, Maringá. Anais do X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2017. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL, A. R. ; SANCHES, R. E. . Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento da planta medicinal de hortelã. In: VIII Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Cientifica, 2016, Maringá. Anais da VIII Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica. Maringá: Unicesumar - Centro Univeristário de Maringá, 2016. v. 1.

2.
LONGHINI, K. L.; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL, A. R. . Cultivo agroecológico: Consórcio de cafeeiro com bananeira. In: VIII Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica, 2016, Maringá. Anais da VIII Mostra Interna de Trabalhos de Iniciação Científica. Maringá: Unicesumar - Centro Universitário de Maringá, 2016. v. 1.

3.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL. A.R ; SANCHES, R. E. . Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento da planta medicinal de Hortelã. In: IX Encontro Internacional de Produção Científica Unicesumar, 2015, Maringá. Anais do IX EPCC - Encontro Internacional de Produção Científica Unicesumar. Maringá: Unicesumar, 2015. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
GONCALVES, L. H. S. ; SANCHES, R. E. ; LONGHINI, K. L. ; MARTINS, G. M. . Influencia da Densidade Populacional em Dois Hibiridos de Milho. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL. A.R ; SANCHES, R. E. ; JESUALDO, I. L. . Influencia da aduabação nitrogenada na produção de óleo essencial em Hortelã. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

3.
LONGHINI, K. L.; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL. A.R ; JESUALDO, I. L. . Influencia de diferentes adubações verdes para controle da luminosidade incidente sobre o solo em sistema de cultivo agroecológico. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
BOTASSINI, M. ; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL. A.R ; LONGHINI, K. L. ; NASCIMENTO, L. M. B. . Avaliação da aplicação de manipueira no crescimento e desenvolvimento de plantas de feijão carioca. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

5.
PALARO, T. H. ; SANCHES, R. E. ; MANNIGEL. A.R ; LONGHINI, K. L. ; NASCIMENTO, L. M. B. . Adubação nitrogenada na cultura da soja (Glycine max). 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

6.
ROSSI, F. C. ; SANCHES, R. E. ; LONGHINI, K. L. ; FREITAS, M. L. O. . Produtividade do milho hibrido DKB 285 PRO em diferentes populações com espaçamento reduzido. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

7.
SOARES, E. ; LONGHINI, K. L. ; GARCIA, L. A. S. ; PACCOLA, E. A. S. ; SANCHES, R. E. . Avaliação de diferentes coberturas vegetais no desenvolvimento fenológico de Lactuca sativa L. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
LONGHINI, K. L.; SANCHES, R. E. . Cultivo Agroecológico: Consórcio de Cafeeiro com Bananeira. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

9.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL. A.R ; SANCHES, R. E. . Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento da planta medicinal de hortelã. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
LONGHINI, K. L.; MANNIGEL, A. R. ; SANCHES, R. E. . Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento de plantas medicinais (Hortelã). 2015. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.INFLUÊNCIA DE DIFERENTES ADUBAÇÕES VERDES PARA CONTROLE DA LUMINOSIDADE INCIDENTE SOBRE O SOLO EM UM SISTEMA DE CULTIVO AGROECOLÓGICO. 2017. (Encontro).

2.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.AVALIAÇÃO DA APLICAÇÃO DE MANIPUEIRA NO CRESCIMENTO E DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS DE FEIJÃO CARIOCA. 2017. (Encontro).

3.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.PRODUTIVIDADE DO MILHO HÍBRIDO DKB 285 PRO EM DIFERENTES POPULAÇÕES COM ESPAÇAMENTO REDUZIDO. 2017. (Encontro).

4.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.INFLUÊNCIA DA DENSIDADE POPULACIONAL EM DOIS HÍBRIDOS DE MILHO. 2017. (Encontro).

5.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.Avaliação de Diferentes coberturas vegetais no desenvolvimento fenológico De Lactuca sativa L. 2017. (Encontro).

6.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.INFLUENCIA DA ADUBAÇÃO NITROGENADA NA PRODUÇÃO DE ÓLEO ESSENCIAL EM HORTELÃ. 2017. (Encontro).

7.
X EPCC - Encontro Internacional de Produção Cientifica.ADUBAÇÃO NITROGENADA NA CULTURA DA SOJA (Glycine max). 2017. (Encontro).

8.
VIII Amostra de Produção Cientifica Unicesumar. Cultivo Agroecológico: Consórcio de cafeeiro com bananeira. 2016. (Exposição).

9.
VIII Amostra de Trabalhos de Iniciação Científica. Influencia dos diferentes tipos de adubações na nutrição e no desenvolvimento da planta medicinal de hortelã. 2016. (Exposição).

10.
IX Encontro Internacional de Produção Científica Unicesumar.INFLUÊNCIA DOS DIFERENTES TIPOS DE ADUBAÇÕES NA NUTRIÇÃO E NO DESENVOLVIMENTO DE PLANTAS MEDICINAIS (CAMOMILA E HORTELÃ). 2015. (Encontro).



Inovação



Projetos de pesquisa



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/01/2019 às 17:15:57