Vivian Maria Marcondes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3233217893183339
  • Última atualização do currículo em 11/03/2018


Mestra em Linguística Aplicada e Estudos da Linguagem (PUC-SP); pós-graduada em Fundamentos do Ensino da Matemática (Mathema); pós-graduada em Psicopedagogia (Universidade Metodista); graduada em Pedagogia. Atuante há 22 anos como professora, em escolas da rede particular e pública de São Paulo. Experiência: (I) no planejamento e proposição de aulas que consideram o desenvolvimento global do estudantes, por meio de propostas transdisciplinares, (II) no uso de metodologias ativas que garantam o protagonismo dos alunos, fomentando a curiosidade, possibilitando o processo investigativo e a construção de saberes em uma perspectiva dialógica e colaborativa. (III) no uso de recursos tecnológicos e de linguagens multissemióticas; (IV) na produção de material pedagógico (sondagens, atividades, jogos e outros), bem como na elaboração e aplicação de instrumentos para avaliações formativas que consideram o processo de desenvolvimento do estudante; (V) na proposição de projetos de leitura visando o desenvolvimento da competência leitora; (VI) na proposição de situações para a produção do discurso oral e do discurso escrito, passando pelas etapas de planejamento, textualização, revisão e edição (percurso de autoria). Formadora de professores em cursos de extensão universitária e cursos de curta duração, com enfoque especial em: letramento literário; literatura infantil; desenvolvimento da competência leitora; formação do produtor textual na esfera escolar. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Vivian Maria Marcondes
Nome em citações bibliográficas
MARCONDES, V. M.


Formação acadêmica/titulação


2014 - 2016
Mestrado em Lingüística Aplicada e Estudos da Linguagem.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Título: Um texto e muitas vozes: as crianças, o Pensar Alto em Grupo e a construção de sentidos de poemas,Ano de Obtenção: 2016.
Orientador: Mara Sophia Zanotto.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
2009 - 2010
Especialização em Fundamentos do Ensino da Matemática. (Carga Horária: 430h).
Universidade de Franca, UNIFRAN, Brasil.
Título: Avaliação em Larga Escala: os resultados do Saresp como indicadores da necessidade de mudanças no processo de ensino e aprendizagem em uma escola de São Paulo.
Orientador: Leticia Giordano.
2006 - 2007
Especialização em Psicopedagogia. (Carga Horária: 360h).
Universidade Metodista de São Paulo, UMESP, Brasil.
Título: A medicalização no processo educional: necessidade ou modismo?.
Orientador: XXX.
1995 - 1997
Graduação em Pedagogia.
Centro Universitário Assunção, UNIFAI, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Assessment / category 2: desarrollo profesional del IB. (Carga horária: 15h).
International Baccalaureate, IB, Brasil.
2017 - 2017
La literatura me mata; Existe la literatura juvenil?,. (Carga horária: 120h).
Laboratório Emília de Formação, LEF, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Trabalhando com a noção de gênero do discurso.. (Carga horária: 45h).
PUC-SP / COGEAE, PUC, Brasil.
2012 - 2012
Extensão universitária em Construindo uma prática de letramento para a formação de leitores.. (Carga horária: 45h).
PUC-SP / COGEAE, PUC, Brasil.
2011 - 2011
Projetos em Língua Portuguesa. (Carga horária: 30h).
Instituto Superior de Educação da Escola Vera Cruz, CEVEC, Brasil.


Atuação Profissional



Colégio São Luís, CSL, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora - Ensino Fundamental I, Carga horária: 28


Escola Beit Yacoov, EBY, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Polivalente - Ensino Fundamental I, Carga horária: 40


COGEAE - PUC / SP, COGEAE - PUC / S, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Formadora, Carga horária: 4
Outras informações
O Curso de Extensão Construindo uma Prática de Letramento para Formação de Leitores visa a contribuir para a solução de um problema socialmente relevante ? o ensino de leitura ?, com base na investigação e construção de uma prática de leitura, o Pensar Alto em Grupo, que pressupõe mudança de papéis do professor como agente de letramento e dos alunos como protagonistas. Tem por objetivo proporcionar atualização de conhecimento sobre leitura e promover o desenvolvimento de pesquisa sobre o tema na área de Linguística Aplicada.


Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa


Colégio Pentágono, SP, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2015
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 20


Colégio Santa Maria, CSM, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 25


Escola Villare, EV, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 40



Projetos de pesquisa


2014 - 2016
Um texto e muitas vozes: as crianças, o Pensar Alto em Grupo e a construção de sentidos de poemas
Descrição: A presente pesquisa está inserida na área de Linguística Aplicada e tem por objetivo investigar uma prática dialógica de letramento em um contexto real de uso da linguagem, denominada Pensar Alto em Grupo (ZANOTTO, 1992; 1995; 2014). O Pensar Alto em Grupo visa à formação de leitores responsivo-ativos (BAKHTIN, 2011), que constroem sentidos para os textos em situações de raciocínio coletivo (PONTECORVO, 2005), considerando as múltiplas leituras que um texto pode oportunizar e o caráter dialógico da língua (BAKHTIN, 2011). A pesquisa justifica-se pela necessidade de reflexão acerca das práticas escolarizadas de leitura que ocorrem no âmbito escolar, que tendem a ?didatizar? a leitura ao utilizar textos como pretextos para o ensino de gramática e ortografia ou na transcrição de informações neles explicitadas (CASTRO e DIONÍSIO, 2003; REYES, 2012); e da necessidade de mudança de paradigma em relação a essa prática, para adoção de uma nova prática que possibilite a construção dos sentidos de um texto. Trata-se, portanto, de uma pesquisa de natureza qualitativa, inserida no paradigma interpretativista: uma pesquisa-ação realizada com crianças entre 9 e 10 anos, regularmente matriculadas no 5º ano do Ensino Fundamental I de uma escola particular da zona oeste de São Paulo ? grupo no qual desempenhei o papel de professora-mediadora. A partir da leitura de poemas (previamente selecionados), vivenciando o Pensar Alto em Grupo para construir sentidos para os textos lidos, investiguei as seguintes questões: 1. Como se dá o processo de construção de sentidos do texto pelos leitores, quando o processo de leitura se pauta no Pensar Alto em Grupo e nas relações dialógicas? 2. Em que aspectos o trabalho com a leitura literária modifica a relação dos alunos-leitores com poemas? 3. Que ações e intervenções do professor ou mediador promovem o desenvolvimento do leitor? A fundamentação teórica está relacionada aos processos de alfabetização, de letramento (dimensões individuais e sociais), eventos de letramento, práticas de letramento (monológicas e dialógicas). A geração de dados aconteceu durante quatro vivências em que o Pensar Alto em Grupo foi a prática de leitura adotada. Os resultados obtidos revelaram: 1. O processo de leitura que se pauta no dialogismo e nas interações verbais possibilita a melhor compreensão dos textos lidos. 2. A leitura literária e a construção coletiva de seus sentidos desenvolve a curiosidade leitora e o gosto pela leitura, além de desmistificar a atividade como única e exclusivamente para fins escolares e didáticos. 3. O leitor, frente aos textos lidos e discutidos coletivamente, estabelece relações interdisciplinares e intertextuais, enriquecendo sua compreensão acerca dos mesmos e ampliando seu repertório literário e de conhecimentos de mundo. 4. Há necessidade, por parte do professor ou mediador, de transformar a própria prática em objeto de reflexão a fim de refletir acerca das proposições e intervenções que contribuem para a formação do leitor literário..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARCONDES, V. M.. Nas entrelinhas das fábulas: as interações verbais e o desenvolvimento do raciocínio inferencial. In: Práticas em sala de aula - IX Congresso ICLOC, 2017, São Paulo. Práticas na sala de aula. São Paulo: Editora Moderna, 2017. v. 1. p. 140-141.

2.
MARCONDES, V. M.. O Pensar Alto em Grupo e os raciocínios inferenciais para a co-construção dos sentidos do texto. In: Intercâmbio de Pesquisas em Linguística Aplicada, 2015, São Paulo. As Múltiplas Faces da Linguagem, 2015. v. 1. p. 55-56.

Apresentações de Trabalho
1.
MARCONDES, V. M.. O Pensar Alto em Grupo, as interações verbais e a compreensão de enunciações. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MARCONDES, V. M.. Nas entrelinhas das fábulas: as interações verbais e o desenvolvimento do raciocínio inferencial. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MARCONDES, V. M.. O ensino da gramática e da ortografia na escola: como e por quê? (Fund I). 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MARCONDES, V. M.. O Pensar Alto em Grupo e os raciocínios inferenciais para a co-construção dos sentidos do texto. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
MARCONDES, V. M.. A produção de texto como prática social de linguagem: para além dos muros da escola (Fund I). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
MARCONDES, V. M.. Estratégias de leitura para a compreensão de textos das diversas áreas do conhecimento (Fund I). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
MARCONDES, V. M.. Ler, compreender e interpretar textos ? Explorando a competência leitora (Fund I). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
MARCONDES, V. M.. Procedimentos de planejamento, escrita e revisão textual (Fund I). 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
MARCONDES, V. M.. Gêneros textuais: por uma aprendizagem significativa da leitura e escrita (Fund I). 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Demais tipos de produção técnica
1.
ZANOTTO, M. S. ; MARCONDES, V. M. . Construindo uma Prática de Letramento para Formação de Leitores. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Inovação



Projetos de pesquisa



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 3:17:47