Hiasmin Franciely da Silva Neri

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7234305712359588
  • Última atualização do currículo em 19/01/2018


Doutoranda do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas UFG, Mestre em Ciências Biológicas pela Universidade Federal de Goiás, com área de concentração em Farmacologia e Fisiologia. Graduada em Farmácia pela FACER Faculdades, Unidade de Ceres. Durante a faculdade foi monitora das disciplinas de Química Farmacêutica por 2 semestres, e de Farmácia Hospitalar por 1 semestre. Realizou estágio na área de Pesquisa de novos candidatos à protótipos de Fármacos. Tem experiência na área de Farmácia, com ênfase em Química Farmacêutica/Farmacologia, atuando principalmente nos seguintes temas: medicamentos injetáveis, consumo irracional de medicamentos, automedicação e anticoncepcionais. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Hiasmin Franciely da Silva Neri
Nome em citações bibliográficas
NERI, H. F. S.;NERI, HIASMIN F.S.;NERI, HIASMIN F. S.


Formação acadêmica/titulação


2017
Doutorado em andamento em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: AVALIAÇÃO DO EFEITO DA ADMINISTRAÇÃO CRÔNICA DA ASENAPINA E DA LURASIDONA SOBRE MARCADORES BIOQUÍMICOS E SOBRE A FUNÇÃO VASCULAR EM RATOS WISTAR,
Orientador: Paulo César Ghedini.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Bioquímica e Molecular.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Neuropsicofarmacologia.
2015 - 2017
Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: AVALIAÇÃO DO EFEITO PROTETOR DE NOVOS CANDIDATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS EM MODELOS EXPERIMENTAL DE NEUROTOXICIDADE,Ano de Obtenção: 2017.
Orientador: Paulo César Ghedini.
Coorientador: Ricardo Menegatti.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Química Farmacêutica Medicinal.
Setores de atividade: Pesquisa e desenvolvimento científico.
2011 - 2014
Graduação em Farmácia.
Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba, FACER/GO, Brasil.
Título: Planejamento e Síntese de Novos Derivados N-Fenilpirazóis a partir do Protótipo Agomelatina.
Orientador: Adriane Ferreira de Brito.
Bolsista do(a): PROUNI, PROUNI, Brasil.
2004 - 2006
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Sistema, CS, Brasil.




Formação Complementar


2017 - 2017
Farmacogenômica (Pharmacogenomics).
Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, SBFTE, Brasil.
2016 - 2016
Neurobiology of stress systems using animal models of psychiatric disorders. (Carga horária: 3h).
Federação das Sociedades de Biologia Experimental, FeSBE, Brasil.
2016 - 2016
?HOW TO ENSURE THE REPRODUCIBILITY IN MY EXPERIMENT?. (Carga horária: 3h).
Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, SBFTE, Brasil.
2016 - 2016
Noções sobre e manejo de animais de experimentação. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2014 - 2014
Capacitação sobre legislação farmacêutica. (Carga horária: 8h).
Conselho Regional de Farmácia de Goiás, CRT-GO, Brasil.
2013 - 2013
Aplicação de injetáveis com segurança. (Carga horária: 20h).
Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba, FACER/GO, Brasil.
2012 - 2012
Ensaio Clínico - Delineamento e TCLE. (Carga horária: 5h).
Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba, FACER/GO, Brasil.
2012 - 2012
Métodos Farmacológicos em animais de lab. para o estudo de novos fármacos. (Carga horária: 5h).
Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba, FACER/GO, Brasil.


Atuação Profissional



Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba, FACER/GO, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 6, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Monitora da Disciplina de Farmácia Hospitalar

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: INICIAÇÃO CIENTÍFICA, Enquadramento Funcional: INICIAÇÃO CIENTÍFICA VOLUNTÁRIA, Carga horária: 8, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Monitoria, Enquadramento Funcional: Monitor, Carga horária: 6
Outras informações
Monitora da disciplina de Química Farmacêutica


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrando, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Aluno, Enquadramento Funcional: Iniciação Científica Voluntária, Carga horária: 44, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

03/2015 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Ciências Biológicas, Departamento de Fisiologia e Farmacologia.



Linhas de pesquisa


1.
Neurofarmacologia
2.
Desenvolvimento de Fármacos


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
AVALIAÇÃO DO EFEITO E DOS MECANISMOS CELULARES DE PROTEÇÃO PROMOVIDOS POR COMPOSTOS NATURAIS E SINTÉTICOS EM MODELOS EXPERIMENTAIS DE NEUROTOXICIDADE
Descrição: Considerando a fisiopatologia das doenças neurodegenerativas (DN) e a importância de instituir novos fármacos eficazes para o tratamento das mesmas, que visem diminuir custos e melhorar a qualidade de vida dos pacientes, através de técnicas de planejamento e obtenção de novas moléculas será realizado partindo de protótipos ou fármacos-modelo que passaram por testes pré-clínicos ou que já estejam disponíveis no mercado. Através do auxílio de estratégias de modificações moleculares (hibridação, simplificação e outras) e mantendo os centros farmacofóricos, o objetivos será a obtenção de compostos que sejam mais efetivos na proteção ao estresse oxidativo, que é fator predisponente ao surgimento de várias DN. Os compostos a serem utilizados nos testes farmacológicos do presente projeto, serão padrões estruturais inéditos, segundo o banco de dados Scifinder e contemplam os filtros farmacocinéticos preconizados por Lipinski (2004). Serão utilizados três modelos experimentais neste estudo: o do prejuízo de memória promovido pela escopolamina e os de neurotoxicidade promovidos pelos agentes MPTP e AlCl3. Cada molécula, de acordo com o planejamento de modificação molecular efetuado, será direcionada para um dos modelos, ou seja, aquelas com potencial para agirem no sistema colinoceptivo nicotínico neuronal serão testadas no modelo da escopolamina; as que demonstrarem potencial para proteção na Doença de Alzheimer serão utilizadas no modelo de neurotoxicidade pelo AlCl3 e as que tiverem direcionamento para a Doença de Parkinson, serão avaliadas no modelo de toxicidade pelo MPTP. Substâncias de origem natural, como extratos de plantas do Cerrado, serão avaliadas no modelo experimental associado à indicação de uso popular..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Hiasmin Franciely da Silva Neri - Integrante / Fernanda C Alcantara Santos - Integrante / MENEGATTI, RICARDO - Integrante / COSTA, ELSON A. - Integrante / PAULO CÉSAR GHEDINI - Coordenador / THIAGO SARDINHA DE OLIVEIRA - Integrante / HERICLES MESQUITA CAMPOS - Integrante / LIS RAQUEL SILVA DO NASCIMENTO - Integrante / GUILHERME LUIZ DE DEUS ALVES - Integrante.
2013 - Atual
AVALIAÇÃO DA REATIVIDADE VASCULAR FRENTE A COMPOSTOS NATURAIS E SINTÉTICOS: ESTUDO DOS MECANISMOS DE AÇÃO FARMACOLÓGICOS
Descrição: A hipertensão arterial (HA) é considerada uma das causas mais frequente de morbidade e mortalidade por doença cardiovascular (DCV), condição esta responsável por uma a cada três mortes em todo o mundo. Neste contexto, o endotélio vascular desempenha um papel importante no controle da homeostase vascular, pois além de proporcionar uma barreira física entre o lúmen e a parede do vaso, o endotélio regula ativamente o tônus basal e a reatividade vascular em condições fisiológicas. A disfunção endotelial, representada por uma incapacidade do endotélio vascular em manter a homeostase através da liberação de fatores relaxantes e contráteis derivados do endotélio, está presente em doenças crônicas como a HA e a obesidade, promovendo alterações na pressão arterial e nos padrões de fluxo sanguíneo. Distúrbio neste equilíbrio é, portanto considerado um marcador precoce de desenvolvimento de DCV. Como a pressão arterial é o produto do débito cardíaco pela resistência vascular periférica, o tratamento farmacológico desta doença tem como objetivo utilizar substâncias com ações sobre o débito cardíaco e/ou a resistência periférica. Em relação aos fármacos que podem reduzir a resistência periférica, a ação farmacológica destes reside sobre a musculatura lisa, produzindo, por exemplo, relaxamento dos vasos sanguíneos ou interferindo na atividade de sistemas que produzem constrição da vasculatura. Assim, com o objetivo de avaliar e/ou identificar fontes potenciais de fármacos com ação sobre o sistema vascular, o estudo propõe investigar a atividade de moléculas naturais ou sintéticas sobre a reatividade vascular em preparações de artérias (aorta e renal) e de veias (veia porta) de roedores. Estudos in vivo e técnicas bioquímicas e moleculares também poderão ser realizadas como complementares aos estudos farmacológicos in vitro..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Hiasmin Franciely da Silva Neri - Integrante / Elson Alves Costa - Integrante / Fernanda C Alcantara Santos - Integrante / PAULO CÉSAR GHEDINI - Coordenador / THIAGO SARDINHA DE OLIVEIRA - Integrante / HERICLES MESQUITA CAMPOS - Integrante / FERNANDO PARANAIBA FILGUEIRA - Integrante / HABAKUQUE ALMEIDA CAMPOS - Integrante.
2012 - Atual
VARIAÇÕES GENÉTICAS ASSOCIADAS COM EFICÁCIA TERAPÊUTICA E EFEITOS COLATERAIS EM PACIENTES COM ESQUIZOFRENIA.
Descrição: Os fármacos antipsicóticos, como a clozapina e a risperidona, fazem parte do arsenal terapêutico utilizado para o tratamento da esquizofrenia. Apesar da disponibilidade de diferentes opções de fármacos, cerca de 30-50% dos pacientes não respondem adequadamente ao tratamento, independente da escolha do medicamento antipsicótico. Consequentemente, há uma considerável necessidade em melhorar a eficácia clínica no tratamento desta desordem psiquiátrica. Dentro deste contexto, a identificação de fatores genéticos envolvidos com a resposta farmacológica está entre as ferramentas mais promissoras no auxílio ao monitoramento da conduta terapêutica mais adequada ao tratamento individualizado dos pacientes. Estudos sustentam as evidências de que a grande variabilidade individual na resposta terapêutica a doses convencionais de fármacos antipsicóticos pode ser explicada por diferenças no metabolismo, transporte e nas proteínas receptoras de fármacos. Variantes dos genes codificadores destas proteínas determinam a variabilidade na capacidade funcional dessas proteínas, que podem levar a dificuldades na obtenção de concentrações plasmáticas adequadas para a resposta terapêutica. Relacionado ao metabolismo de antipsicóticos, tem sido relatado diferenças individuais e étnicas na atividade de proteínas metabolizadoras, transportadoras ou receptoras de fármacos quando são prescritos fármacos que apresentam baixo índice terapêutico (IT), tais como a clozapina. Neste contexto, o ajuste de doses, a exemplo da clozapina, poderá determinar o sucesso do tratamento, evitando a ineficácia farmacológica ou a incidência de efeitos tóxicos potenciais. Sabendo que variantes polimórficas desses alvos farmacológicos podem contribuir significativamente para determinar os valores das doses a serem utilizadas, a busca de variações genéticas associada com a resposta a estes compostos poderá fornecer dados úteis e concisos para guiar decisões sobre a conduta terapêutica a ser utilizada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
PLANEJAMENTO, SÍNTESE E AVALIAÇÃO FARMACOLÓGICA DE NOVOS CANDIDATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS NEUROATIVOS
Descrição: O projeto tem como objetivo o planejamento e a síntese de novos candidatos a protótipos de fármacos para tratar doenças que acometem o sistema nervoso central (SNC). Os compostos em questão foram planejados a partir de estratégias de hibridação molecular, simplificação molecular e bioisosterismo. As doenças objeto de estudo nestes projetos são: depressão; ansiedade; esquizofrenia; déficit de memória; dependências às drogas de abuso. Uma vez que as estruturas químicas dos compostos são inéditas segundo a base scifinder, também objetivamos participar do desenvolvimento de um novo fármaco neuro-ativo e/ou ferramenta farmacológica.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Hiasmin Franciely da Silva Neri - Integrante / Adriane Ferreira Brito - Integrante / Elson Alves Costa - Integrante / Ricardo Menegatti - Coordenador / LIÃO, LUCIANO M. - Integrante / PAULO CÉSAR GHEDINI - Integrante / Patrícia Caixeta Castro Souza - Integrante / Noël, François - Integrante / VALADARES, MARIZE CAMPOS - Integrante / ÉRIKA DA SILVA MENDANHA - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Química Farmacêutica / Farmacologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2017
Menção Honrosa Pela Apresentação do Trabalho "Chronic administration of asenapine does not alter the vascular function of rat thoracic aorta", Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, SBFTE,.
2016
3º Lugar PRÊMIO BIOZEUS DE INOVAÇÃO PARA O MERCADO, BIOZEUS.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BRITO, ADRIANE F.2017BRITO, ADRIANE F. ; FAJEMIROYE, JAMES O. ; NERI, HIASMIN F.S. ; SILVA, DAYANE M. ; B SILVA, DAIANY P. ; SANZ, GERMÁN ; VAZ, BONIEK G. ; DE CARVALHO, FLÁVIO S. ; GHEDINI, PAULO C ; LIÃO, LUCIANO M. ; MENEGATTI, RICARDO ; COSTA, ELSON A. . Anxiolytic-like effect of 2-(4-((1-Phenyl-1H-pyrazol-4-yl)methyl)piperazin-1-yl)ethan-1-ol is mediated through the benzodiazepine and nicotinic pathways. Chemical Biology & Drug Design, v. 90, p. 432-442, 2017.

2.
BRITO, ADRIANE F.2017BRITO, ADRIANE F. ; BRAGA, PATRÍCIA C. C. S. ; MOREIRA, LORRANE K. S. ; SILVA, DAYANE M. ; SILVA, DAIANY P. B. ; SANZ, GERMÁN ; VAZ, BONIEK G. ; DE CARVALHO, FLÁVIO S. ; LIÃO, LUCIANO M. ; SILVA, RAFAELA R. ; NOËL, FRANÇOIS ; NERI, HIASMIN F. S. ; GHEDINI, PAULO C. ; DE CARVALHO, MURILO F. ; DE S. GIL, ERIC ; COSTA, ELSON A. ; MENEGATTI, RICARDO . A new piperazine derivative: 1-(4-(3,5-di-tert-butyl-4-hydroxybenzyl) piperazin-1-yl)-2-methoxyethan-1-one with antioxidant and central activity. NAUNYN-SCHMIEDEBERGS ARCHIVES OF PHARMACOLOGY, v. 391, p. 1-15, 2017.

3.
NERI, H. F. S.;NERI, HIASMIN F.S.;NERI, HIASMIN F. S.2014NERI, H. F. S.; LIMA, C. F. ; MORAIS, L. B. ; BRITO, A. F. . CONSUMO INDISCRIMINADO DE MEDICAMENTOS INJETÁVEIS NAS CIDADES DE ITAPACI-GO E RIALMA-GO. REFACER-REVISTA ELETRÔNICA DA FACULDADE DE CERES, v. 1, p. 1, 2014.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
NERI, H. F. S.; PEIXOTO, L. F. ; OLIVEIRA, T. S. ; COSTA, E. A. ; SANTOS, F. C. A. ; GHEDINI, P. C. . Eugenia dysenterica DC PROMOTES PROTECTIVE EFFECT AGAINST ALUMINIUM TOXICITY IN MICE. In: XX CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA, 2017, GOIANIA. XX CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA, 2017.

2.
CAMPOS, H. A. ; CAMPOS, H. M. ; NERI, H. F. S. ; OLIVEIRA, T. S. ; BRITO, R. B. ; FILGUEIRA, F. P. ; GHEDINI, P. C. . Effects of Chronic Treatment of Asenapine on Blood Pressure in Rats.. In: 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE), 2017, Ribeirão Preto, SP. 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE), 2017.

3.
CAMPOS, H. M. ; CAMPOS, H. A. ; NERI, H. F. S. ; OLIVEIRA, T. S. ; BRITO, R. B. ; FILGUEIRA, F. P. ; GHEDINI, P. C. . Chronic administration of asenapine does not alter the vascular function of rat thoracic aorta. In: 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE), 2017, Ribeirão Presto, SP. 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE), 2017.

4.
NERI, H. F. S.; SANTOS, F. C. A. ; COSTA, E. A. ; MENEGATTI, RICARDO ; GHEDINNI, P. C. . NEW PIPERAZINE DERIVATE (LQFM183) IMPROVES COGNITIVE DYSFUNCTION AND OXIDATIVE STRESS IN ALUMINIUM CHLORIDE‐INDUCED MODEL IN MICE. In: 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE),, 2017, Ribeirão Preto, SP. 49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE),, 2017.

5.
NERI, H. F. S.; BRITO, A. F. ; COSTA, E. A. ; SANTOS, F. C. A. ; GHEDINNI, P. C. ; MENEGATTI, R. . LQFM181 AMELIORATES ALUMINIUM CHLORIDE-INDUCED COGNITIVE DYSFUNCTION VIA ALLEVIATION OF HIPPOCAMPAL OXIDATIVE STRESS. In: 48th Brazilian Congress of Pharmacology (SBFTE), 2016, Foz do Iguaçu. LQFM181 AMELIORATES ALUMINIUM CHLORIDE-INDUCED COGNITIVE DYSFUNCTION VIA ALLEVIATION OF HIPPOCAMPAL OXIDATIVE STRESS, 2016.

6.
NERI, H. F. S.; BRITO, A. F. ; MOREIRA, L. K. S. ; COSTA, E. A. ; GHEDINNI, P. C. ; MENEGATTI, R. . AVALIAÇÃO DO PERFIL ANTIOXIDANTE DE NOVOS CANDIDATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS LQFM180, LQFM181 E LQFM183 PARA O TRATAMENTO DE DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS. In: XXXI Reunião Anual da FeSBE, 2016. AVALIAÇÃO DO PERFIL ANTIOXIDANTE DE NOVOS CANDIDATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS LQFM180, LQFM181 E LQFM183 PARA O TRATAMENTO DE DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS, 2016.

7.
BRITO, A. F. ; NERI, H. F. S. ; SILVA, D. M. ; OLIVEIRA, D. R. ; SILVA, L.K. ; MENEGATTI, R. ; COSTA, E. A. . Efeito tipo ansiolítico e tipo antidepressivo de um novo derivado piperazínico - LQFM180. In: XXXI Reunião Anual da FeSBE, 2016. Efeito tipo ansiolítico e tipo antidepressivo de um novo derivado piperazínico - LQFM180, 2016.

8.
BRITO, A. F. ; NERI, H. F. S. ; SILVA, D. ; OLIVEIRA, D. ; MOREIRA, L. K. S. ; MENEGATTI, R. ; COSTA, E. A. . Involvement of monoaminergic system in antidepressant-like activity of LQFM180, a new piperazine derivative. In: 2nd FALAN Congress, 2016, BUENOS AIRES. Involvement of monoaminergic system in antidepressant-like activity of LQFM180, a new piperazine derivative, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
NERI, H. F. S.; BRITO, A. F. . Planejamento e Síntese de Novos Derivados N-Fenilpirazóis a partir do Protótipo Agomelatina. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
GHEDINI, P. C.; OLIVEIRA, T. S.; NERI, H. F. S.. Participação em banca de AMANDA MENDES BASTOS.INVESTIGAÇÃO DO EFEITO VASCULAR PROMOVIDO PELA ASENAPINA EM AORTA TORÁCICA DE RATOS. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) - Universidade Federal de Goiás.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
NERI, H. F. S.. VI Jornada de Iniciação Científica da Faculdade de Ceres - Avaliador de Pôster. 2016. Faculdade de Ciências e Educação de Rubiataba.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
49th Brazilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics (SBFTE),. NEW PIPERAZINE DERIVATE (LQFM183) IMPROVES COGNITIVE DYSFUNCTION AND OXIDATIVE STRESS IN ALUMINIUM CHLORIDE‐INDUCED MODEL IN MICE. 2017. (Congresso).

2.
IV Mostra de Divulgação Científica e Popularização da Ciência para a Educação Básica. 2017. (Outra).

3.
XX CONGRESSO BRASILEIRO DE TOXICOLOGIA. Eugenia dysenterica DC PROMOTES PROTECTIVE EFFECT AGAINST ALUMINIUM TOXICITY IN MICE. 2017. (Congresso).

4.
3º SIMPÓSIO DO PROGRAMA DE PÓS-GRADUAÇÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. 2016. (Simpósio).

5.
48th Brasilian Congress of Pharmacology and Experimental Therapeutics. LQFM181 AMELIORATES ALUMINIUM CHLORIDE-INDUCED COGNITIVE DYSFUNCTION VIA ALLEVIATION OF HIPPOCAMPAL OXIDATIVE STRESS. 2016. (Congresso).

6.
XXXI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE. AVALIAÇÃO DO PERFIL ANTIOXIDANTE DE NOVOS CANDIDATOS A PROTÓTIPOS DE FÁRMACOS LQFM180, LQFM181 E LQFM183 PARA O TRATAMENTO DE DOENÇAS NEURODEGENERATIVAS. 2016. (Congresso).

7.
2º Simpósio do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. 2015. (Simpósio).

8.
4º Workshop do Programa de Pós-Graduação em Ciências Biológicas. 2015. (Outra).

9.
I Curso de Inverno em Ciências Biológicas. 2014. (Outra).

10.
I Curso de Inverno em Ciências Biológicas. 2014. (Outra).

11.
IV JORNADA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DA FACER.PLANEJAMENTO E SÍNTESE DE NOVO DERIVADO N-FENILPIRAZOL A PARTIR DO PROTÓTIPO AGOMELATINA. 2014. (Outra).

12.
Desafio Nacional Acadêmico. 2013. (Olimpíada).

13.
V Jornada de Farmácia. 2013. (Outra).

14.
III Jornada de Iniciação Científica. 2012. (Outra).

15.
IV Jornada de Farmácia. 2012. (Outra).

16.
II Ciclo de Palestras da FACERES. 2011. (Outra).

17.
VI Simpósio de Enfermagem em UTI. 2011. (Simpósio).

18.
VIII Semana Jurídica da FACER. 2010. (Outra).

19.
VII Semana Jurídica FACER. 2009. (Outra).

20.
I Encontro Regional do Movimento Pela Conciliação. 2008. (Encontro).

21.
VI Semana Jurídica da FACER. 2008. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
NERI, H. F. S.; CASTRO, C. H. ; MELO, A. B. S. . II CURSO DE VERÃO EM CIÊNCIAS BIOLÓGICAS. 2016. (Outro).

2.
GHEDINI, P. C. ; GEORG, R. ; NERI, H. F. S. . III MOSTRA DE DIVULGAÇÃO CIENTÍFICA E POPULARIZAÇÃO DA CIÊNCIA PARA EDUCAÇÃO BÁSICA - MONITOR. 2016. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/12/2018 às 10:38:23