Caroline Bessi Fávero

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2624311404259832
  • Última atualização do currículo em 11/05/2018


Possui graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária pela Universidade do Sagrado Coração (2017). (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Caroline Bessi Fávero
Nome em citações bibliográficas
FÁVERO, C. B.


Formação acadêmica/titulação


2013 - 2017
Graduação em Engenharia Ambiental e Sanitária.
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
Título: ANÁLISE DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS DA SUBBACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO BATALHA UTILIZANDO MÉTRICAS DE PAISAGEM.
Orientador: Anderson Antonio da Conceição Sartori.
2009 - 2011
Ensino Médio (2º grau).
Colégio Objetivo Estoril, COE, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Noções Básicas de AutoCAD. (Carga horária: 3h).
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
2016 - 2016
ArcGis 10.3 - 40 horas. (Carga horária: 40h).
Terra Sapiens Geotecnologias, TERRA SAPIENS, Brasil.
2016 - 2016
Restauração Florestal. (Carga horária: 10h).
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
2016 - 2016
Introdução a Biologia da Conservação. (Carga horária: 8h).
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
2015 - 2015
Inglês Básico. (Carga horária: 80h).
Associação Brasileira de Educação Online, ABELINE, Brasil.
2013 - 2013
Princípios e Práticas de Topografia. (Carga horária: 4h).
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
2013 - 2013
Geoprocessamento Aplicado à Área Ambiental. (Carga horária: 3h).
Universidade do Sagrado Coração, USC, Brasil.
2013 - 2013
Métodos Alternativos de Saneamento. (Carga horária: 3h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.



Projetos de pesquisa


2016 - 2017
Análise dos Fragmentos Florestais da Sub-bacia Hidrográfica do Alto Batalha Utilizando Métricas de Paisagem

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Anderson Antonio da Conceição Sartori em 16/03/2017.
Descrição: A sub-bacia do Alto Batalha representa muito bem a situação de grande parte do território brasileiro, onde a fragmentação florestal e um dos resultados do processo desordenado de uso e ocupação do solo, especialmente em paisagens intensamente cultivadas. O objetivo deste estudo é analisar a integridade e valores de conservação dos fragmentos florestais na Sub-Bacia do Alto Batalha, através das métricas de paisagem. Para caracterizar os fragmentos de forma quantitativa e qualitativamente serão utilizadas nove métricas de análise a níveis de fragmentos, classes e da paisagem, sendo elas: métricas relativas a áreas; métricas relativas a bordas; análise de áreas-núcleo; métricas relativas à forma; distância de borda a borda e vizinho mais próximo; índice de proximidade; medidas de diversidade; grau de contágio; e medida de retalhamento. Como resultado esperado deste estudo, espera-se determinar o grau de comprometimento ecológico geográfico da área de estudo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Caroline Bessi Fávero - Integrante / Anderson Antonio da Conceição Sartori - Coordenador.


Projetos de extensão


2016 - 2017
FLORA URBANA

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Anderson Antonio da Conceição Sartori em 06/02/2017.
Descrição: o objetivo deste projeto em primeiro momento é analisar a arborização viária, ou seja, realizar um inventário, no Bairro Novo Jardim Pagani, na cidade de Bauru-SP, já no segundo momento elaborar uma proposta para reordenar a paisagem urbana. Para tanto, a metodologia será dividida em quatro etapas: inicialmente, os componentes urbanos serão identificados - rede elétrica e hidráulica, rede de esgoto, postes, telefones públicos, placas de sinalização, árvores e ruas, por meio de trabalho de campo e análise de mapas. Em segundo lugar, os aspectos quali-quantitativos das espécies arbóreas serão identificados, ao se observar, por meio de trabalho de campo, sua localização, a relação com os componentes urbanos e as condições fitossanitárias. Em terceiro lugar, os mapas temáticos para os componentes urbanos serão elaborados por meio de Cartografia Digital, utilizando Sistemas de Informação Geográfica - SIG. Em quarto lugar, algumas espécies arbóreas serão identificadas e recomendadas como adequadas para arborização de ruas e praças..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2016 - 2016
Diagnóstico, Adequabilidade e Gerenciamento da Silvicultura Urbana com uso de Geotecnologias - See more at: http://www.usc.br/projetos/diagnostico adequabilidade e gerenciamento da silvicultura urbana com uso de geotecnologias
Descrição: O projeto busca analisar a arborização viária, ou seja, realizar um inventário, no Bairro Novo Jardim Pagani, na cidade de Bauru-SP, elaborar uma proposta para reordenar a paisagem urbana por meio de metodologias dividida em quatro etapas: inicialmente, os componentes urbanos serão identificados ? rede elétrica e hidráulica, rede de esgoto, postes, telefones públicos, placas de sinalização, árvores e ruas, por meio de trabalho de campo e análise de mapas. Identifiacação dos aspectos quali-quantitativos das espécies arbóreas, ao se observar, por meio de trabalho de campo, sua localização, a relação com os componentes urbanos e as condições fitossanitárias. Elaboração de mapas temáticos para os componentes urbanos por meio de Cartografia Digital, utilizando Sistemas de Informação Geográfica ? SIG. Identificação e recomendação de algumas espécies arbóreas como adequadas para arborização de ruas e praças..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2016 - 2016
DIAGNÓSTICO AMBIENTAL E EDUCAÇÃO AMBIENTAL EM RESÍDUOS SÓLIDOS
Descrição: Entende-se por Educação Ambiental os processos por meio dos quais o indivíduo e a coletividade constroem valores sociais, conhecimentos, habilidades, atitudes e competências voltadas para a conservação do meio ambiente, bem de uso comum do povo, essencial à sadia qualidade de vida e sua sustentabilidade. Desta forma, a educação ambiental visa preparar o ser humano para a preservação da natureza e para o uso sustentável de seus recursos. O objetivo do projeto Diagnóstico Ambiental e Educação Ambiental em Resíduos Sólidos nas escolas da cidade de Bauru SP é realizar oficinas em educação ambiental em resíduos sólidos para alunos (ensino infantil, fundamental e médio), professores e demais funcionários das escolas da cidade de Bauru sobre o Programa de Coleta Seletiva Solidária da EMDURB e realizar de oficinas de capacitação em gerenciamento ambiental adequado (manuseio, segregação, comercialização, destinação final e legislações ambientais) aos integrantes das quatro unidades de reciclagem integrantes do Programa de Coleta Seletiva Solidária EMDURB..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2013 - 2013
AMBIENTES LÚDICO-PEDAGÓGICOS
Descrição: Desenvolvimento de um ambiente lúdico-pedagógico em uma escola infantil na cidade de Bauru.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
FÁVERO, C. B.; FRAGA, T. B. P. ; COLACO, G. O. ; SARTORI, A. A. C. . Caracterização dos fragmentos florestais na sub bacia do Alto Batalha por meio da fusão da imagem CBERS 4. In: XVII SBSR - Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto, 2017, Santos. Anais do XVII Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto - SBSR, 2017. p. 3782-3789.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXIV FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ? PIBIC; V FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ? PIBITI; IV FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO ENSINO MÉDIO - PIBICEM.ANÁLISE DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS DA SUBBACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO BATALHA UTILIZANDO MÉTRICAS DE PAISAGEM. 2017. (Outra).

2.
XXIV FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA ? PIBIC; V FÓRUM DE DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO E INOVAÇÃO ? PIBITI; IV FÓRUM DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA DO ENSINO MÉDIO - PIBIC-EM.ANÁLISE DOS FRAGMENTOS FLORESTAIS DA SUBBACIA HIDROGRÁFICA DO ALTO BATALHA UTILIZANDO MÉTRICAS DE PAISAGEM. 2017. (Outra).

3.
Feira de Profissões 2016 - Monitoria. Monitor de Stand. 2016. (Feira).

4.
I Encontro de Ciências Ambientais e Agrárias - Construções Sustentáveis e Sustentabilidade na Agricultura. 2016. (Outra).

5.
VI ENCONTRO DE EXTENSÃO - DESAFIOS DA CURRICULARIZAÇÃO A EXTENSÃO. 2016. (Encontro).

6.
VI ENCONTRO DE EXTENSÃO - DESAFIOS DA CURRICULARIZAÇÃO DA EXTENSAO.AÇÕES REALIZADAS NO MANEJO DA ARBORIZAÇÃO URBANA. 2016. (Encontro).

7.
Webinar - Como superar as deficiências da prática de avaliação de impactors. 2016. (Oficina).

8.
Webinar - Os problemas e soluções do novo código florestal. 2016. (Oficina).

9.
Webinar - Quantificação da biomassa de árvores e florestas. 2016. (Oficina).

10.
3º Dia de Campo da Engenharia Agronômica - Geoprocessamento, BPCS e Plantio em APP. 2015. (Oficina).

11.
III Semana de Estudos Ambientais - Mesa Redonda: Biodiversidade e Responsabilidade do ser humanao. 2015. (Outra).

12.
III Semana de Estudos Ambientais - Mesa Redonda: Gestão de Resíduos Sólidos e Estratégias Educativas. 2015. (Outra).

13.
II Semana de Estudos Ambientais - Visita Técnica: ADN Biodiesel. 2014. (Outra).

14.
II Semana de Estudos Ambientais - Visita Técnica: DURATEX. 2014. (Outra).

15.
Workshop de Ecologia nas Estradas. 2014. (Oficina).

16.
1ª Semana de estudos ambientais - Mesa Redonda: Abertura da Semana de Estudos Ambientais. 2013. (Outra).

17.
1ª Semana de estudos ambientais - Mesa Redonda: Apresentação de Cases de Sucessos. 2013. (Outra).

18.
1ª Semana de estudos ambientais - Mesa Redonda: SISNAMA e Política Públicas Ambientais no município de Bauru. 2013. (Outra).

19.
1ª Semana de estudos ambientais - Palestra: Agricultura Orgânica. 2013. (Outra).

20.
1ª Semana de estudos ambientais - Palestra: Mudanças Climáticas. 2013. (Outra).

21.
1ª Semana de estudos ambientais - Palestra: Permacultura. 2013. (Outra).

22.
1ª Semana de estudos ambientais - Palestra: Política Nacional de Resíduos Sólidos e Logística Reversa de Eletrônicos em Bauru. 2013. (Outra).

23.
2ª Jornada de Engenharias e Arquitetura & Urbanismo 5ª Jornada da Química - Mesa Redonda: Casos de Sucesso. 2013. (Outra).

24.
2ª Jornada de Engenharias e Arquitetura & Urbanismo 5ª Jornada da Química - Palestra: Bateria de Íon Lítio: aplicações e perspectivas de mercado. 2013. (Outra).

25.
2ª Jornada de Engenharias e Arquitetura & Urbanismo 5ª Jornada da Química - Palestra: Empregabilidade - Marketing Pessoal. 2013. (Outra).

26.
2ª Jornada de Engenharias e Arquitetura & Urbanismo 5ª Jornada da Química - Visita Técnica: Ajinomoto. 2013. (Outra).

27.
Programa de Aprimoramento 2013 - 2 Semestre - Oficina de Língua Portuguesa. 2013. (Oficina).

28.
Seminário Internacional: Gestão de Resíduos Sólidos na Estônia e Construções Sustentáveis. 2013. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/01/2019 às 11:21:40