Murilo Maluche Schaefer

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2436843898260225
  • Última atualização do currículo em 02/11/2017


Graduado em História Licenciatura pela Universidade do Estado de Santa Catarina. Foi Bolsista de Iniciação Científica do projeto "Políticas de memória e História do Tempo Presente: a patrimonialização do sofrimento no Brasil (1980 - 2011)" coordenado pela Professora Viviane Trindade Borges, vinculado ao LabPac - Laboratório de Patrimônio Cultural. Temas de pesquisa: Patrimônio cultural, História contemporânea, Historia contemporânea brasileira, História das ciências, Historia da medicina e psiquiatria, gênero e sexualidade, relações de gênero, Masculinidades, Homossexualidades e Movimentos sociais/LGBT. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Murilo Maluche Schaefer
Nome em citações bibliográficas
SCHAEFER, M. M.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro de Ciências da Educação.
UDESC - Universidade do Estado de Santa Catarina
Santa Mônica
88035901 - Florianópolis, SC - Brasil
Telefone: (48) 998208607


Formação acadêmica/titulação


2012 - 2017
Graduação em História.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2013 - 2013
Extensão universitária em Curso de Formação na Plataforma Moodle. (Carga horária: 20h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2013 - 2013
Sensíveis memórias de um tempo arbítrio: a segunda guerra mundial vivida. (Carga horária: 6h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2012 - 2012
Oficina Gênero, Feminismo e Humor. (Carga horária: 6h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2012 - 2012
Astrologia. (Carga horária: 6h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2017
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Extensão, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Extensão, Carga horária: 20

Atividades

08/2014 - 12/2014
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Humanas e da Educação, Centro de Ciências Humanas e da Educação.

Atividade realizada
Monitor na disciplina História Contemporânea I.
10/2012 - 10/2013
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Humanas e da Educação, Centro de Ciências Humanas e da Educação.

Atividade realizada
Representante discente no colegiado pleno no departamento de História.
04/2013 - 06/2013
Outras atividades técnico-científicas , Centro de Ciências Humanas e da Educação, Centro de Ciências Humanas e da Educação.

Atividade realizada
Monitor na disciplina Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora.


Projetos de pesquisa


2015 - 2016
Tempo presente e instituições de isolamento social em Santa Catarina: perscrutando histórias marginais (1930 - 2011)
Descrição: O presente projeto intenciona perscrutar os acervos e analisar a história de duas instituições de isolamento social catarinenses: a Penitenciária de Florianópolis (1930) e o Hospital Colônia Sant'Ana (1941), contribuindo para a preservação de seus arquivos, promovendo o acesso destes à pesquisa e problematizando fontes ainda pouco exploradas pela historiografia. A metodologia utilizada se desenvolverá em duas frentes: através da criação de Planilhas de Inventário, com informações básicas sobre as instituições, como dados cadastrais, histórico, características, especificidades, condições gerais dos acervos, constituição de lugares de memória e possibilidades de acesso à pesquisa. E por meio de uma perspectiva micro-analítica dos prontuários de presos e alienados, no intuito de investigar ações individuais, percebendo como as relações de sociabilidade inscritas no espaço institucional estão imbricadas também ao espaço extra-muros. Tais fontes permitirão problematizar histórias pregressas nas diferentes esferas da vida social (o trabalho, a familia, a socialibilidade) dentro e fora da instituição. O enfoque micro possibilitará diálogos mais amplos ligados às transformações na assistência aos marginalizados no Estado, na legislação brasileira e catarinense, e nas principais políticas públicas desenvolvidas em Santa Catarina referentes ao tema.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Políticas de Memória e História do tempo presente: Patrimonialização do sofrimento no Brasil (1980 - 2011)
Descrição: A emergência da memória como uma das preocupações políticas e culturais das sociedades contemporâneas, alargou o entendimento a respeito do que deve ser considerado patrimônio cultural. O surto memorialístico que caracteriza esse momento atual também absorveu os espaços e as experiências ligadas ao trauma e ao sofrimento, perpetuando as memórias que resistiram à dor e a opressão, conferindo novos usos ideológicos ao passado. O presente projeto intenciona mostrar que foi o diálogo entre as políticas patrimoniais e as demandas sociais ligadas aos direitos humanos e o direito à informação que permitiram a criação dos lugares de memória vinculados ao sofrimento no Brasil a partir da década de 1980. O presente estudo pretende refletir sobre a importância do patrimônio como agente, receptor e disseminador de memórias, pensando a maneira como o Estado e alguns setores da sociedade têm atuado no trabalho de patrimonialização de lugares de memória exprobrados, ligados ao sofrimento, e as razões para a constituição dos mesmos. Para isso algumas instituições foram elencadas: Museu da Loucura (MG), Museu Arthur Bispo do Rosário de Arte Contemporânea (RJ), Memorial da Resistência (SP), Centro de Documentação e Pesquisa do Hospital Colônia Sant?Ana (SC), Museu do Holocausto no Brasil (PR), pensando nestas como espaços de reflexão ligados à idéia de resistência à dor e/ou a ordem opressora. Será analisada a formalização das experiências vividas, reconfiguradas através de exposições, documentários e vídeos, bem como a constituição dos acervos disponibilizados à pesquisa, pensando nestes também como elementos de resistência ao esquecimento, considerando ainda o público visitante, a missão proposta por tais espaços e como estes foram instituídos como elementos simbólicos imbuídos de significados ligados ao patrimônio cultural, aventando o sofrimento enquanto experiência histórica responsável por incitar novos arranjos sociais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2013
Política de Memória e História do tempo Presente: Patrimonialização do sofrimento do Brasil (1980-2011)
Descrição: A emergência da memória como uma das preocupações políticas e culturais das sociedades contemporâneas, alargou o entendimento a respeito do que deve ser considerado patrimônio cultural. O surto memorialístico que caracteriza esse momento atual também absorveu os espaços e as experiências ligadas ao trauma e ao sofrimento, perpetuando as memórias que resistiram à dor e a opressão, conferindo novos usos ideológicos ao passado. O presente projeto intenciona mostrar que foi o diálogo entre as políticas patrimoniais e as demandas sociais ligadas aos direitos humanos e o direito à informação que permitiram a criação dos lugares de memória vinculados ao sofrimento no Brasil a partir da década de 1980. O presente estudo pretende refletir sobre a importância do patrimônio como agente, receptor e disseminador de memórias, pensando a maneira como o Estado e alguns setores da sociedade têm atuado no trabalho de patrimonialização de lugares de memória exprobrados, ligados ao sofrimento, e as razões para a constituição dos mesmos. Para isso algumas instituições foram elencadas: Museu da Loucura (MG), Museu Arthur Bispo do Rosário de Arte Contemporânea (RJ), Memorial da Resistência (SP), Centro de Documentação e Pesquisa do Hospital Colônia Sant?Ana (SC), Museu do Holocausto no Brasil (PR), pensando nestas como espaços de reflexão ligados à idéia de resistência à dor e/ou a ordem opressora. Será analisada a formalização das experiências vividas, reconfiguradas através de exposições, documentários e vídeos, bem como a constituição dos acervos disponibilizados à pesquisa, pensando nestes também como elementos de resistência ao esquecimento, considerando ainda o público visitante, a missão proposta por tais espaços e como estes foram instituídos como elementos simbólicos imbuídos de significados ligados ao patrimônio cultural, aventando o sofrimento enquanto experiência histórica responsável por incitar novos arranjos sociais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2015 - 2015
Programa de Extenção Arquivo Marginais
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Murilo Maluche Schaefer - Integrante / Viviane Trindade Borges - Coordenador.
2013 - 2013
História da África e da Diáspora - PROEXT
Descrição: Bolsista do Curso de Extensão de Formação Continuada de Professores(as), intitulado ?Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora?, desenvolvido pelo Núcleo de Estudos Afro-Brasileiro (NEAB) da Universidade do Estado de Santa Catarina, que faz parte do Programa Memorial Antonieta de Barros e do Programa Diversidade Étnica na Educação. O curso é voltado à formação docente e tem como objetivo geral capacitar professores (as) da rede de ensino público e privada, na temática da História das Áfricas e das Populações de origem africana e afrodescendente na diáspora. Tal ação visa contribuir para implementar os princípios e fundamentos contidos nas Diretrizes Curriculares Nacionais para a Educação das Relações Étnicorraciais e para o Ensino de História e Cultura Afro-Brasileira e Africana, de acordo com a lei nº 10.639 de 9 de janeiro de 2003. Realizado na modalidade a distância (EAD), através da Plataforma Moodle, o curso envolve acadêmicos(as) de graduação em História da UDESC/FAED, professores(as) e pesquisadores(as) associados(as) ao NEAB, na discussão, sistematização e elaboração de materiais didáticos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Murilo Maluche Schaefer - Integrante / Claudia Mortari Malavota - Coordenador.
2012 - 2012
Programa de Extensão Formação de Educadores e Educação Sexual: Interface com as tecnologias - Etapa VI
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Murilo Maluche Schaefer - Integrante / Patrícia de Oliveira e Silva Pereira Mendes - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SCHAEFER, M. M.. A LÂMINA E AS PALAVRAS: A MORTE VOLUNTÁRIA EM UMA PERSPECTIVA HISTORIOGRÁFICA. In: II Encontro Internacional Fronteiras e Identidades, 2014, Pelotas-RS. Encontro Internacional Fronteiras e Identidades. Pelotas-RS: UFPel, 2014. v. V.1.

Apresentações de Trabalho
1.
SCHAEFER, M. M.. A Homossexualidade sob a ótica de Leonídio Ribeiro (1935). 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
SCHAEFER, M. M.. A Lâmina e as Palavras: a morte voluntária em uma perspectiva historiográfica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
SCHAEFER, M. M.. A lâmina e as palavras:a morte voluntária em uma perspectiva historiográfica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
SCHAEFER, M. M.. Pedidos de Perdão e seus narradores nos arquivos da penitenciária da Pedra Grande. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
SCHAEFER, M. M.. A lâmina e as palavras:a morte voluntária em uma perspectiva historiográfica.. 2014. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
SCHAEFER, M. M.. Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora:Uma experiência na formação continuada de professores. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
SCHAEFER, M. M.. Ocupando espaços: Penitenciária da Pedra Grande e a Colônia Santana.. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

8.
SCHAEFER, M. M.. Pedido de perdão e suas histórias. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
SCHAEFER, M. M.. Programa de Extensão Formação de Educadores e Educação sexual: Interface com a Tecnologias-Etapa VI e seus projetos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
SCHAEFER, M. M.. O Gênero Imposto e/ou o Sexo Genérico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

11.
SCHAEFER, M. M.. CADA UM: TV struição. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
SCHAEFER, M. M.. ?Mais um problema social a ser resolvido pela medicina?: a homossexualidade sob a ótica de Leonídio Ribeiro (1935). Florianópolis: UDESC, 2016 (Resumo expandido).

2.
GALLARZA, G. ; MATTOS, M. ; SCHAEFER, M. M. ; ULBER, S. A. ; OLIVEIRA, V. B. ; SANTOS, C. ; GALLARZA, F. . RETRATOS DO CAMBORIÚ: Paisagem Cultural do Rio Camboriú. Balneário Camboriú: Fundação Cultural de Balneário Camboriú, 2016 (Relatório final).

3.
SCHAEFER, M. M.; BORGES, V. T. . Pedidos de Perdão e suas histórias. Florianópolis: UDESC, 2013 (Resumo).


Demais tipos de produção técnica
1.
SCHAEFER, M. M.; ULBER, S. A. ; SANTOS, C. ; OLIVEIRA, V. B. ; GALLARZA, F. ; GALLARZA, G. ; EBEL, V. . Hotel Fischer: fotografias & memória.. 2016. (Análise histórica).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
26º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina (SIC-UDESC).A Homossexualidade sob a ótica de Leonídio Ribeiro (1935). 2016. (Seminário).

2.
Despatologização das transexualidade e travestilidades: contribuições da Psicologia. 2016. (Outra).

3.
XXVIII Simpósio Nacional de História: Lugares dos historiadores velhos e novos.Monitor. 2015. (Simpósio).

4.
24º Seminário de Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina (SIC-UDESC).A Lâmina e as Palavras: a morte voluntária em uma perspectiva historiográfica. 2014. (Seminário).

5.
II Encontro Internacional Fronteiras e Identidades.A lâmina e as palavras:a morte volunária em uma perspectiva historiográfica. 2014. (Encontro).

6.
IV Jornada Catarinense de Estudos sobre Patrimônio Cultural.Pedidos de Perdão e seus narradores nos arquivos da penitenciária da Pedra Grande. 2014. (Outra).

7.
V Semana Acadêmica de História:História e segredo:dimensões entre o publico e o privado.A lâmina e as palavras:a morte voluntária em uma perspectiva historiográfica. 2014. (Outra).

8.
23º Seminário e Iniciação Científica da Universidade do Estado de Santa Catarina (SIC-UDESC).Pedido de perdão e suas histórias. 2013. (Seminário).

9.
I Congresso Brasileiro de Pesquisadores Negro Sul. Introdução aos Estudos Africanos e da Diáspora:Uma experiência na formação continuada de professores. 2013. (Congresso).

10.
I Simpósio de Patrimônio Cultural de Santa Catarina e II Encontro Estadual de GT A.Ocupando espaços: Penitenciária da Pedra Grande e a Colônia Santana. 2013. (Simpósio).

11.
Semana Acadêmica de História: entre o discurso e a espada. 2013. (Outra).

12.
XXII Seminário de Iniciação Científica.Pedidos de Perdão e Suas Histórias (Por Viviane Trindade Borges). 2013. (Seminário).

13.
8º Encontro de Extensão da Universidade do Estado de Santa Catarina (UDESC).Programa de Extensão Formação de Educadores e Educação sexual: Interface com a Tecnologias-Etapa VI e seus projetos. 2012. (Encontro).

14.
Apropriaçao. O Gênero Imposto e/ou o Sexo Genérico. 2012. (Exposição).

15.
Exposição Arte Contemporânea. 2012. (Exposição).

16.
III Semana Acadêmica de História - Destrinchando Quimeras: Mitos, pensamentos e cosmogonias.. 2012. (Congresso).

17.
Semana Acadêmica de História:destrinchando quimeras: mitos, pensamentos e cosmogonia. 2012. (Outra).

18.
VIII Encontro de Extensão da Universidade do Estado de Santa Catarina.Programa de Extensão Formação de Educadores e Educação Sexual: Interface com as Tecnologias - Etapa VI e seus projetos. 2012. (Encontro).

19.
XIV Encontro Estadual de História.Gênero, Feminismo e Humor: uma proposta metodológica para análise das charges produzidas durante as ditaduras. 2012. (Oficina).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
AGUIAR, T. O. ; CAMPOS, F. M. B. ; DUARTE, Indiamara ; FIGUEIREDO, C. F. ; FUSINATO, C. P. ; GOMES, V. P. ; PACHECO, T. T. ; SCHAEFER, M. M. ; SOUZA, M. C. ; VIEIRA, F. A. . IV Semana Acadêmica de História - Entre o Discurso e a Espada: Conflitos, Traumas e Memórias. 2013.. 2013. (Congresso).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/11/2018 às 5:46:14