Denise Mendes Gomes

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/6895774651599337
  • Última atualização do currículo em 12/03/2008


Possui graduação em Psicologia pela Universidade de São Paulo (1987), Mestrado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (1998) e Doutorado em Psicologia Social pela Universidade de São Paulo (2003). Especializou-se em Grupos e Instituições, Hospital Dia A Casa (1991), Psicologia da Saúde, UNIFESP (1991), Terapia de Casais e Famílias, ITF-SP (1996), Terapia Comunitária, Universidade Federal do Ceará. Atualmente é Membro do Laboratório de Estudos em Psicologia Social da Religião, USP (PsiRel), Formadora e fundadora do Sistemas Humanos: Núcleo de Estudos e Prática Sistêmica, Supervisora do CAPS II do município de Embuguaçu pelo projeto Quali-CAPS. Tem experiência nas áreas da Psicologia clínica de adultos, casais e famílias, tendo acumulado conhecimentos e exercitado o trabalho com grupos em instituições e comunidades. Atua como supervisora institucional e realiza capacitação de equipes nas áreas de saúde e asistência social. Recentemente desenvolveu um projeto de pesquisa junto à equipe do CAPS II do município de Embu das Artes, investigando "A Percepção dos Agentes Comunitários de Saúde acerca da Loucura: avaliação do Impacto do Processo de Capacitação em Saúde Mental no município de Embu", aguardando aceite para publicação.. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Denise Mendes Gomes
Nome em citações bibliográficas
GOMES, Denise Mendes

Endereço


Endereço Profissional
Sistemas Humanos.
Rua Indiana 1188
Brooklin Novo
04562-002 - Sao Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 55058911
Fax: (11) 55058911


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2003
Doutorado em Psicologia Social.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O itinerário de crenças no tecer de redes sociais familiares: relações entre mitos religiosos e mitos familiares em famílias adventistas do sétimo dia, Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Geraldo Jose de Paiva.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.
1994 - 1998
Mestrado em Psicologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: O mito familiar como instrumento de investigação: estudo de uma família.,Ano de Obtenção: 1998.
Orientador: Maria Inês de Assumpção Fernandes.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Palavras-chave: Processo grupal.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Processos Grupais e de Comunicação.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
1983 - 1987
Graduação em Psicologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Nada a declarar.
1980 - 1982
Ensino Médio (2º grau).
Colégio São Luis.
1972 - 1979
Ensino Fundamental (1º grau).
Escola Experimental Vera Cruz.




Formação Complementar


2005 - 2005
A dor da alma dos excluídos e Terapia Comunitária. (Carga horária: 4h).
Associação Brasileira de Terapia Comunitária.
2004 - 2004
Extensão universitária em Carmine Saccu Seu Trabalho com Metáforas. (Carga horária: 8h).
Instituto de Terapia Familiar de São Paulo.
2004 - 2004
Fundamentos da Pesquisa Qualitativa em Saúde. (Carga horária: 7h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
2004 - 2004
Utilization-focused Evaluation. (Carga horária: 7h).
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.
2003 - 2003
Seminário Adolescência Contemporânea. (Carga horária: 6h).
Centro de Estudos e Atenção à Família.
2002 - 2003
Terapia Comunitária. (Carga horária: 120h).
Universidade Federal do Ceará.
2002 - 2002
Aspectos da constituição do Self gesto na tradição. (Carga horária: 4h).
Instituto Sedes Sapientiae.
2001 - 2001
Trabalhando com casais construindo relações amoros. (Carga horária: 8h).
Centro de Estudos e Atenção à Família.
2000 - 2000
Tom Andersen práticas reflexivas. (Carga horária: 15h).
Associação Paulista de Terapia Familiar.
1993 - 1996
Especialização em Paicoterapia de Casal e Família. (Carga horária: 640h).
Instituto de Terapia Familiar de São Paulo.
1995 - 1995
Extensão universitária em Curso de Formação em Terapia Estrutural. (Carga horária: 21h).
Associação Paulista de Terapia Familiar.
1994 - 1994
Terapia Familiar Breve Modelo Sistêico Vivencial. (Carga horária: 3h).
Associação Paulista de Terapia Familiar.
1994 - 1994
De paciente identificado a co-terapeuta. (Carga horária: 3h).
Associação Paulista de Terapia Familiar.
1994 - 1994
Integração de Terapia individual e de família. (Carga horária: 3h).
Associação Paulista de Terapia Familiar.
1993 - 1993
O observar de Humberto Maturana. (Carga horária: 8h).
Instituto de Terapia Familiar de São Paulo.
1992 - 1992
Extensão universitária em Mony Elkaïm a mútua construção da realidade. (Carga horária: 20h).
Instituto de Terapia Familiar de São Paulo.
1991 - 1991
Teoria de Winnicott. (Carga horária: 15h).
Centro de Estudos de Terapia Ocupacional.
1989 - 1991
Curso de Formação de Coordenadores de Grupo e Anál. (Carga horária: 360h).
Instituto A Casa.
1989 - 1990
Curso de Especialização Em Psicologia da Saúde. (Carga horária: 2880h).
Escola Paulista de Medicina.
1989 - 1989
Eduardo Pavlovsky Multiplicação de cenas na situaç. (Carga horária: 6h).
A Casa Centro de Integração Social.
1989 - 1989
Osvaldo Saidón Análise Institucional. (Carga horária: 6h).
A Casa Centro de Integração Social.
1989 - 1989
Evento comemorativo de Dez anos. (Carga horária: 8h).
A Casa Centro de Integração Social.
1988 - 1988
Extensão universitária em Sintomas Sociais Emergentes visão Freudiana. (Carga horária: 20h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1985 - 1985
Extensão universitária em I Viagem De Intercâmbio científico Br-Argentina. (Carga horária: 48h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1984 - 1984
Mente e Sociedade. (Carga horária: 6h).
Sociedade de Psicologia de Ribeirão Preto.


Atuação Profissional



Ministério da Saúde., MS, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Temporário, Enquadramento Funcional: Supervisora do Projeto de Qualificação CAPSs., Carga horária: 4
Outras informações
Como resultado do processo de supervisões a equipe do CAPS II do Embu das Artes realizou, sob minha orientação, uma pesquisa com as agentes comunitátias de saúde que deverá sair publicada em breve sob o títuloo: "A Percepção dos Agentes Comunitários de Saúde acerca da Loucura: avaliação do Impacto do Processo de Capacitação em Saúde Mental no município de Embu." Atualmente estou contratada com supervisora do CAPS II de Embuguaçu.


Universidade Federal de São Paulo, UNIFESP, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 15
Outras informações
GOMES, Denise Mendes. O Projeto Quixote e sua ação junto a crianças e adolescentes em situação de rua. A experiência do Moinho da Luz IN: MACEDO, R. M. Estado da arte 10 anos depois 2008. No prelo. (83)

Atividades

07/2005 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Psiquiatria, .

07/2005 - 12/2006
Serviços técnicos especializados , Departamento de Psiquiatria, .

Serviço realizado
Oficinas lúdicas com crianças em situação de rua..
07/2005 - 12/2006
Serviços técnicos especializados , Departamento de Psiquiatria, .

Serviço realizado
Coordenação de oficians artísticas com crianças em situação de rua junto à equipe da Pinacoteca do Estado - Secretaria da Cultura...

Universidade São Francisco, USF, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Outro, Carga horária: 8

Atividades

3/2003 - 6/2003
Ensino, Psicologia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Psicologia Social
Psicologia Comunitária

Núcleo de Estudos e Práticas Sistêmica Familia Indivíduo Grupo, NEPS, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor convidado, Carga horária: 12

Atividades

03/2000 - Atual
Ensino, Curso de Formação em Terapia de Casais e Famílias, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
A história da terapia familiar e seus precursores.
A mudança do olhar: uma epistemologia sistêmica.
A pragmática da comunicação humana e suas contribuições para a observação das relações.
A segunda cibernética e a auto-referência
Abordagens construtivistas em Terapia familiar.
Abordagens em teraçia de casal.
Aplicações da abordagem sistêmica em contextos não teraêuticos.
Escolas esperiencial-simbólica, estrutural e intergeracionais de terapia familiar.
02/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Sistemas Humanos, .

12/2007 - 12/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Seminário Além das amarras: a saúde mental nas ruas da cidade..
08/2007 - 12/2007
Ensino, Um passeio sobre minhas ressonâncias:, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
Metodologia em pesquisa: como se faz uma monografia?
07/2007 - 12/2007
Treinamentos ministrados , Sistemas Humanos, .

Treinamentos ministrados
Capacitação dos profissionais da Secretaria de Assistência e Desenvolvimento Social do Município de Caraguatatuba.
11/2007 - 11/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Uma visão estrutural da família ao longo do ciclo vital..
11/2007 - 11/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Seminário: Mitos familiares memória e ocultação..
11/2007 - 11/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
V Jornada Científica do Sistemas Humanos..
09/2007 - 09/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Seminário: Terde Mitológica Quiron e o curador ferido..
09/2007 - 09/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Seminário: Tarde poética: a magia do encontro: naufrágios, praias e ilhas..
09/2007 - 09/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Conferência: A noção de auto-referência através do entrelaçamento dos conceitos de Mony Elkaïm, Varela, Maturana, Heinz Von Foerster e Prigogine..
09/2007 - 09/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Segundo seminário Sistemas Humanos 2007..
08/2007 - 08/2007
Treinamentos ministrados , Sistemas Humanos, .

Treinamentos ministrados
Comunicação humana e relações concretas: efeitos pragmáticos.
05/2007 - 05/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Palestra: a abordagem simbólico-experiencial de Carl Whitaker..
05/2007 - 05/2007
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
Primeiro Seminário Sistemas Humanos 2007.
12/2006 - 12/2006
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
IV Jornada Científica Sistemas Humanos.
11/2005 - 11/2005
Outras atividades técnico-científicas , Sistemas Humanos, .

Atividade realizada
III Jornada Científica Sistemas Humanos.
11/2004 - 11/2004
Extensão universitária , Sistemas Humanos, .

Atividade de extensão realizada
Organização do Evento "II Jornada Científica dos Sistemas Humanas".
4/2004 - 4/2004
Extensão universitária , Sistemas Humanos, .

Atividade de extensão realizada
Organização do Evento "Intersecção, Diferenças e Convivência - a terapia de casal e seus autores".
11/2003 - 11/2003
Extensão universitária , Sistemas Humanos, .

Atividade de extensão realizada
Organização do Evento "I Jornada Científica dos Sistemas Humanos".
9/2001 - 9/2001
Extensão universitária , Sistemas Humanos, .

Atividade de extensão realizada
Organização do Evento "Trabalhando com Casais - construindo relações amorosas qualificadas".

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Atividades de pesquisa e docência., Carga horária: 8
Outras informações
Laboratório de Psicanálise e Psicologia Social LAPSO. Responsável: Maria Inês Assumpção Fernandes. Descrição: enquanto membro deste laboratório participei da publicação do livro Tecendo a rede: trajetórias da saúde mental em São Paulo de 1989 a 1996 , com um artigo próprio intitulado O mito familiar como instrumento de análise . Desenvolvi atividades de docência através da participação em vários cursos de extensão universitária: "O Uso do Grupo Operativo como Técnica de Intervenção nas Instituições", de 1994 a 1996 e o curso A Subjetividade e os Processos Grupais e Institucionais , de abril a dezembro de 1998 e no curso de aperfeiçoamento Mitos familiares e processos de diferenciação nas famílias: um modelo de análise e intervenção , de 02 de setembro de 1998 a 1º de dezembro de 1999, em três módulos semestrais de quinze aulas com quatro horas de duração. Carga horária total: 180 horas. Todas as minhas participações em cursos junto ao LAPSO foram na categoria de professora convidada do Departamento de Psicologia Social e do Trabalho do Instituto de Psicologia da USP. Organizei, ainda, e coordenei o workshop Família, indivíduo, grupalidade: um enfoque relacional sistêmico , realizado no dia 10 de novembro de 2000, das 13:00 às 18:00 horas, com 43 participantes. Desenvolvemos e apresentamos trabalhos científicos no Congresso Interno de Psicologia do Instituto de Psicologia da USP e no II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, em Gramado.

Atividades

03/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

03/2000 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

07/2005 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

01/1994 - 12/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

11/2000 - 11/2000
Ensino,

Disciplinas ministradas
Família, indivíduo, grupalidade: um enfoque relacional sistêmico
08/1998 - 08/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

09/1998 - 12/1999
Ensino, Grupo operativo como técnica de Intervenção nas In, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Mitos familiares e processos de diferenciação nas famílias.
08/1995 - 12/1998
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Psicologia, .

04/1998 - 10/1998
Ensino, Subjetividade e processos grupais e institucionais, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
A subjetividade e os processos grupais e institucionais.
09/1997 - 11/1997
Ensino, Subjetividade e processos grupais e institucionais, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
A subjetividade e os processos grupais e institucionais.
09/1995 - 12/1995
Ensino, Grupo Operativo e Intervenção nas instituições, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
O Grupo Operativo como técnica de intervenção nas instituições.
03/1995 - 06/1995
Ensino, Grupo operativo como técnica de Intervenção nas In, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
O grupo operativo como técnica de intervenção nas instituições.
09/1994 - 12/1994
Ensino, Grupo operativo como técnica de Intervenção nas In, Nível: Aperfeiçoamento

Disciplinas ministradas
O uso do grupo operativo como técnica de intervenção nas instituições.
01/1988 - 12/1988
Estágios , Instituto de Psicologia, .

Estágio realizado
Serviço de Aconselhamento Psicológico do Departamento de Psicologia do Desenvolvimento e Aprendizagem do Instituto de Psicologia da USP..
01/1986 - 07/1988
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Psicologia, .

Atividade realizada
Co-autora do trabalho:.
01/1986 - 07/1988
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Psicologia, .

Atividade realizada
Co-autora do trabalho: O processo de apropriação da tarefa". 40a. SBPC.
08/1987 - 12/1987
Estágios , Instituto de Psicologia, .

Estágio realizado
Monitora bolsista junto à cadeira de Dinâmica de Grupo. Função: Coordenou a dinâmica de dois grupos operativos, cuja vivência complementava a teoria dada na disciplina..
01/1986 - 07/1987
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Psicologia, .

Atividade realizada
Co-autora do trabalho "Formação em Psicologia: algumas questões"..

Prefeitura Municipal de São Paulo, PREFEITURA/SP, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - 1995
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Psicóloga, Carga horária: 40
Outras informações
Psicóloga da Saúde I, da Secretaria Municipal de Saúde de julho de 1990 a junho de 1995. Enfermaria de queimados do Hospital Tatuapé de 06/90 a 02/91, trabalhando com adultos e crianças com queimaduras extensas e seus familiares, tanto no período da internação como com crianças egressas e seus familiares em ambulatório; enfermaria pediátrica do Hospital Tatuapé de 02/91 a 10/91, trabalhando com crianças internadas e seus familiares, participando da implantação do projeto mãe participante ; hospital-dia infantil (H.D.) da Mooca, de 10/91 a 06/95, onde trabalhei desde a formulação do projeto de H.D. até sua implantação e desenvolvimento. Os atendimentos eram realizados preferencialmente em grupos de crianças (até 14 anos) e terapia familiar nuclear. Havia, também, oficinas terapêuticas e reuniões de gestão participativa.

Atividades

03/2002 - 10/2002
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Projeto Resgate Cidadão. Coordenação de equipe e realização de 16 oficinas sobre a noção de acolhimento junto a todos os profissionais do Distrito Penha Município de São Paulo..
10/1991 - 06/1995
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Atendimento a crianças psicóticas, autistas, com atraso no desenvolvimento neuropsicomotor e outras afecções psiquiátricas da infância em grupos psicoterápicos, oficinas lúdicas, de jardinagem, entre outras, terapia familiar, reuniões da gestão parti.
6/1990 - 3/1993
Serviços técnicos especializados .

Serviço realizado
Psicóloga.
02/1991 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Atendimento a crianças hospitalizadas e seus familiares..
02/1991 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Atendimento a crianças hospitalizadas vítimas de maus-tratos..
02/1991 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Participei da implantação do projeto 'Mãe-participante", coordenado pelo Dr. Wagner Ranna..
06/1990 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Interconsultas médico-psicológicas no hospital geral do Tatuapé..
06/1990 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Participei, junto ao CEFOR, da construção do projeto de interconsultas médico-psicológicas para o Hospital Municipal do Tatuape..
06/1990 - 10/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Participei junto ao CEFOR do planejamento e implantação do Hospital-dia Infantil da Mooca..
06/1990 - 02/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Psicóloga da enfermaria de queimados. Atendimento aos pacientes internados, adultos e crianças, com queimaduras de terceiro grau em pelo menos 10% da área corpórea..
06/1990 - 02/1991
Serviços técnicos especializados , Secretaria Municipal da Saúde, .

Serviço realizado
Atendimento ambulatorial a pacientes egressos da enfermaria de queimados, em fase de reabilitação..


Linhas de pesquisa


1.
Ontologia e Relações Humanas.

Objetivo: Essa linha de pesquisa sustenta a indagação pelas maneiras de pensar em profundidade e extensão a emergência do sentido, o acontecer humano naquilo que nos é essencial, mantendo o vínculo com a crítica do tempo e da cultura ao perscrutar derradeiros processos de desenraizamento e abolição dos vínculos. Qual é a condição para o advir do humano em uma perspectiva coletiva em que eu e o outro estamos conectados em um destino comum do sentido do propriamente humano? A noção de indivíduo conduz, freqüentemente, a uma compreensão do ser humano como ontologicamente isolado dos demais. No entanto, a sociabilidade se estabelece sobre um fundo de indiferenciação ou de sincretismo, em que os indivíduos não têm existência como tais, pois tudo o que se passa depende das relações que vão se estabelecendo, em contínuo processo, apoiadas na herança e conectadas ao destino. As ciências do homem concernem a um objeto único: o homem-em-situação suscetível a uma abordagem pluridimensional. Todo e qualquer traço da vida psíquica somente poderá se constituir a partir da experiência, de relações concretas. O sujeito é produzido numa práxis e, sendo assim, o psiquismo não se desenvolve desvinculado de uma relação experiencial e social. José Bleger, Pichon-Rivière, Gilberto Safra, Donald Woods Winnicott, René Kaës, Humberto Maturana, Mony Elkaïm estão entre os autores que privilegiam as relações na emergência do acontecer humano, nutrindo de conceitos e reflexões as investigações nesta área. Compreender a importância das relações humanas para a constituição do sentido de existir fortalece a adoção de uma abordagem grupal e institucional do acontecer humano no âmbito da saúde coletiva e das políticas públicas..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica / Especialidade: Programas de Atendimento Comunitário.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Populações Humanas; Cuidado À Saúde das Pessoas; Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana.
Palavras-chave: Epistemoogia; Ontologia; Psicanálise; Paradoxo; Saúde; Sentido do Humano.
2.
Psicologia Social de Fenômenos Histórico-culturais.

Objetivo: Nesta linha de pesquisa realizamos estudos em psicologia social da religião e estudos sobre os aspectos psíquicos envolvendo as estratégias de sobrevivência nas ruas da cidade. Entre os elementos que compõem as pautas culturais engendradas através dos vínculos que mediam a relação do sujeito com seus pares e com seu contexto de vida ganham destaque as produções simbólicas e culturais, o delineamento do campo de crenças e mitos, cerimônias e rituais, as diversas maneiras pelas quais o homem apresenta a busca de experimentar existir como si mesmo em suas circunstâncias, sempre herança e destino. Essa linha de pesquisa busca estudar e conhecer as produções culturais que se dão em um dado momento histórico e que se caracterizam pela inconsistência, ou seja, pelo fato de que sempre se podem somar novos elementos, matizes, modulações, o que significa que essas produções culturais se encontram constantemente submetidas a inacabáveis processos de metamorfose e transformação. Acreditamos que essa linha de investigação nos nutra de subsídios para o trabalho psicossocial no contexto da saúde coletiva e da saúde mental, servindo de laboratório para experiências que permitam perscrutar métodos de abordagem a essa realidade tão complexa da experiência do estigma, da diversidade, da desrazão e da loucura. .
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica / Especialidade: Intervenção Terapêutica.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
Palavras-chave: Saúde Coletiva; Religião; Cotidiano; Produção cultural; Símbolo; Mitos.
3.
PSICOLOGIA SOCIAL DE FENÔMENOS HISTÓRICO-CULTURAIS.

Objetivo: Nesta linha de pesquisa realizamos estudos em psicologia social da religião e estudos sobre os aspectos psíquicos envolvendo as estratégias de sobrevivência nas ruas da cidade. Entre os elementos que compõem as pautas culturais engendradas através dos vínculos que mediam a relação do sujeito com seus pares e com seu contexto de vida ganham destaque as produções simbólicas e culturais, o delineamento do campo de crenças e mitos, cerimônias e rituais, as diversas maneiras pelas quais o homem apresenta a busca de experimentar existir como si mesmo em suas circunstâncias, sempre herança e destino..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Processos Grupais e de Comunicação.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Políticas, Planejamento e Gestão em Saúde.
Palavras-chave: Cotidiano; Mitos; Políticas Públicas; Prevenção em saúde; Produção cultural; Saúde Coletiva.
4.
Saúde Coletiva, Psicanálise de Grupos e Instituições e Políticas Públicas.

Objetivo: Os projetos desta linha de pesquisa envolvem investigações sobre os processos políticos e institucionais implicados na construção e implementação de Políticas Públicas na área da saúde, abarcando um conjunto de reflexões e proposições tanto no que se refere às demandas das instituições, nas ações e dispositivos exigidos e recursos necessários, quanto aos efeitos sobre a subjetividade e as modalidades de funcionamento psíquico operantes. Irá abarcar projetos que discutam, a partir da perspectiva da Psicologia Social e da Psicanálise, os processos constitutivos da subjetividade e sua relação com os processos institucionais. A investigação sobre os processos sociais e grupais será articulada através de conceitos que derivam, no âmbito da Psicologia e da Psicanálise de Grupos, do conjunto da obra dos principais autores das tradições francesa e argentina, tendo destaque entre eles René Kaës, Eugenè Enriquez, Didier Anzieu, José Bleger, Enrique Pichon-Rivière e Gregório Baremblitt. A intenção de investigar e compreender os efeitos das políticas públicas sobre as vidas das pessoas; as lacunas que se estabelecem entre o público e o privado neste processo, as clivagens que se impõem entre os âmbitos político-jurídico e técnico-assistencial, quando está em questão a implementação de novos planos, programas e políticas, nos impulsiona a encontrar métodos de ensino e pesquisa que permitam a reflexão e a ação junto a essa realidade tão complexa. No âmbito da psicologia social é mister nos determos numa reflexão que reconheça a mútua determinação que se dá entre sujeito e estrutura social, a partir de um olhar cuidadoso sobre o que ocorre nos grupos, nas instituições, nas comunidades, nas famílias, enfim, em cada coletividade que realize a intermediação dessa articulação. O grupo é lugar privilegiado para a investigação do sujeito e da articulação entre suas determinações internas e externas, é a unidade de interação e de análise por excelência dos processos sociais, pois, l.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Processos Grupais e de Comunicação.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana.
Palavras-chave: Saúde Pública; Saúde Coletiva; Psicologia Social; Análise Institucional; Grupos e Instituições; Políticas Públicas.
5.
PSICOLOGIA SOCIAL DE FENÔMENOS HISTÓRICO-CULTURAIS.

Objetivo: Nesta linha de pesquisa desenvolvemos estudos em psicologia social da religião e estudos sobre os aspectos psíquicos envolvendo as estratégias de sobrevivência nas ruas da cidade. Entre os elementos que compõem as pautas culturais engendradas através dos vínculos que mediam a relação do sujeito com seus pares e com seu contexto de vida ganham destaque as produções simbólicas e culturais, o delineamento do campo de crenças e mitos, cerimônias e rituais, as diversas maneiras pelas quais o homem apresenta a busca de experimentar existir como si mesmo em suas circunstâncias, sempre herança e destino. Esta linha de pesquisa se interessa pelas maneiras pelas quais as produções culturais podem indagar e apresentar ao sujeito uma forma de apreensão da realidade que permita a ela passar de adversa e desconhecida a uma realidade apercebida, veiculando a apropriação dos objetos já transfigurados e concebidos, contribuindo para a adaptação ativa à realidade. O reconhecimento do simbolismo apresentativo, tal como desenvolvido por Susanne Langer, Ernst Cassirer e Gilberto Safra, como veículo prevalecente do significado permite ampliar nossa concepção de racionalidade para além das fronteiras tradicionais, sem romper a lealdade com a lógica no sentido mais estrito. Onde quer que um símbolo opere, existe um significado e, inversamente, diferentes classes de experiência por exemplo, razão, intuição, apreciação - correspondem a diferentes tipos de mediação simbólica. Não há um símbolo isento da capacidade de formulação lógica, de conceituar aquilo que transmite; não importa quão simples seja sua formulação, ou quão complexa, essa formulação transmite um significado e, portanto, um elemento do senso de existir com o mundo. A natureza humana não se resume ao linear causal. Se, ao contrário, somos policêntricos, contraditórios, multifacetados e insaciáveis, sempre exigentes e controversos, precisamos encontrar uma forma de exprimi-lo..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Cuidado À Saúde das Populações Humanas; Políticas, Planejamento e Gestão em Saúde.
Palavras-chave: Cotidiano; Mitos; Produção cultural; Religião; Símbolo; Sentido do Humano.
6.
Membro do Laboratório de estudos em Psicologia da Religião. coordenador: Prf. Ass. Geraldo josé de Paisva.
7.
Coordenador do Lboratório de Estudos em Psicologia da Religião: Prof. Ass. Geraldo José de Paiva.

Objetivo: Responsável: Prof. Associado Geraldo José de Paiva. Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, Instituto de Psicologia, Universidade de São Paulo. Descrição: o Laboratório de Estudos em Psicologia da Religião tem com principal objetivo apoiar as disciplinas Psicologia da Religião (graduação), Psicologia Social da Religião e Psicologia Social da Religião I: questões epistemológicas e metodológicas (disciplinas da pós-graduação). Em reuniões semanais de estudo e discussão do andamento dos projetos a equipe procura realizar o planejamento, discussão, execução e publicação de pesquisas relacionadas à psicologia da religião, seja como parte integrante das atividades das disciplinas, seja na forma de projetos autônomos..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Setores de atividade: Atividades Associativas.
Palavras-chave: Religiosidade; Religião; Cultura; Psicologia Social; Instituição.
8.
Membro do Laboratório de Psicanálise e Psicologia Social. Coordenação: Maria Inês Assumpção Fernandes.

Objetivo: O Laboratório de Estudos em Psicanálise e Psicologia Social tem como objetivo geral a abertura de um campo de reflexão, desenvolvimento de pesquisas e divulgação de conhecimentos que contribuam para a compreensão das questões referentes à constituição do sujeito psíquico nas dimensões consciente e inconsciente e das relações intrasubjetivas, intersubjetivas e transubjetivas, em especial, na especificidade dos processos psíquicos nos grupos e instituições. Do cenário grupal desdobram-se questões concernentes às articulações das práticas grupais e políticas institucionais analisadas nos âmbitos jurídico-político, sócio-cultural, teórico-conceitual e técnico-assistêncial..
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Papéis e Estruturas Sociais; Indivíduo.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social / Especialidade: Processos Grupais e de Comunicação.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Populações Humanas; Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana; Políticas, Planejamento e Gestão em Saúde.
Palavras-chave: Grupos e Instituições; Processo grupal; Psicanálise; Saúde Coletiva; Saúde mental; Políticas Públicas.
9.
Membro do Núcleo de Estudos e Prática de Grupos. Coordenação: Maria Inês Assumpção Fernandes.

Objetivo: O Núcleo de Estudos e Práticas de Grupo, criado em 1985 no Departamento de Psicologia Social e do Trabalho, priorizou o intercâmbio interdepartamental no IPUSP, interunidades e inter-institucional e reuniu professores, profissionais e estudantes de graduação e pós-graduação. Ainda quando núcleo, estabeleceu convênio de cooperação técnica entre IPUSP e o CEFOR-COAS, da Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo para a capacitação de coordenadores do Hospital Aberto e formação permanente de recursos humanos na área de saúde mental. A partir dessa experiência, vários trabalhos de pesquisa foram desenvolvidos e apresentados à comunidade científica. Novas atividades integraram-se à proposta do núcleo: formação de grupos de discussão e intervenção, cursos de extensão, eventos locais e internacionais. Em 1993, com a mudança da estrutura organizacional das unidades da Universidade de São Paulo, deu-se a fundação do LAPSO, tal como hoje ele é constituído. .
Palavras-chave: Análise Institucional; Grupos e Instituições; Psicanálise.


Projetos de pesquisa


2005 - 2006
GOMES, Denise Mendes. O Projeto Quixote e sua ação junto a crianças e adolescentes em situação de rua. A experiência do Moinho da Luz IN: MACEDO, R. M. Estado da arte 10 anos depois 2008. No prelo.
Descrição: O PROJETO QUIXOTE E SUA AÇÃO JUNTO A CRIANÇAS E ADOLESCENTES EM SITUAÇÃO DE RUA. A EXPERIÊNCIA DO MOINHO DA LUZ. Merecedores do Estatuto Humanitário de Refugiados Urbanos. O fenômeno dos meninos e meninas em trânsito pelas ruas refere-se a um segmento social que, mais do que a mera familiaridade ou o convívio esporádico com a rua faz dela o lugar onde ordena seu cotidiano, suas relações e suas identidades. As crianças que vão para as ruas buscam proteção. Buscam um refúgio. Buscam uma forma de inserção alternativa à condição de vida que vêm enfrentando. A rua é, paradoxalmente, lugar de abrigo e não lugar, oferecendo uma forma de exposição e uma visibilidade, mas as formas de integração possíveis são marginais, no sentido de permitirem apenas uma inserção embrutecida e desumanizada. Permanecem como estrangeiros em sua própria terra natal. Um estrangeiro sem hospedagem, a quem só resta a clandestinidade. Este é o movimento de seres corajosos que acreditam ser possível encontrar uma solução para os seus problemas, mesmo que num reino distante... Enrolados em suas mantas, no limite dos territórios, estão sempre a aguardar ajuda humanitária. Da escadaria da Catedral, olham para o céu, onde depositam a esperança de um alimento Salvador. Aguardam a possibilidade de, um dia, passar a poder habitar uma pátria que seja sua. As zonas de conflito estão sempre a avisá-los de que não é mais possível permanecer, e fogem em busca de novo refúgio. Crianças e adolescentes que vivem sob fogo cruzado, vítimas de uma guerra que não é deles, mas que os converte em verdadeiros refugiados urbanos. Nossa pesquisa visa conhecer melhor esta realidade e contribuir para políticas públicas voltadas para famílias em situação de risco e vulnerabilidade social..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.


Outros Projetos


Crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social
Situação: Desativado; Natureza: Outra.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica/Especialidade: Programas de Atendimento Comunitário.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Tratamento e Prevenção Psicológica/Especialidade: Intervenção Terapêutica.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social/Especialidade: Processos Grupais e de Comunicação.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Psicologia / Subárea: Psicologia Social/Especialidade: Relações Interpessoais.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
PAIVA, Geraldo Jose de2000PAIVA, Geraldo Jose de ; GOMES, Denise Mendes ; FARIA, David ; GOMEZ, Maria Luiza ; ZANGARI, Wellington . Processos Psicológicos da Conversão Religiosa: imaginário e simbólico, categorização e prototipicalidade. Psicologia Clínica, Rio de Paneiro, v. 12, n.2, p. 151-169, 2000.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
GOMES, Denise Mendes. Mitos familiares: memória e ocultação. Uma abordagem relacional sistêmica. 1. ed. Taubaté: Cabral Editora Universitária, 2000. v. 1. 207p .

Capítulos de livros publicados
1.
GOMES, Denise Mendes. Jovens, sexualidade, gravidez. E o casal, vai bem?. In: Sandra Fedullo Colombo.. (Org.). Gritos e sussurros: intersecções e ressonâncias trabalhando com casais.. 1a.ed.São paulo: Vetor, 2006, v. II, p. 183-200.

2.
GOMES, Denise Mendes. Relações entre mitos religiosos e mitos familiares. In: Marilene A Grandesso;. (Org.). Terapia e justiça social: respostas éticas a questões de dor em terapia. 1ed.São Paulo: APTF - Associação Paulista de Terapia Familiar, 2001, v. 1, p. 90-98.

3.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento de análise. In: Maria Inês Assumpção Fernandes; Maria Cristina Gonçalves Vicentin; Maria Claudia Tedeschi Vieira;. (Org.). Tecendo a Rede: trajetórias da Saúde Mental em São Paulo (1989-1996). 1ed.Taubaté: Cabral Editora Universitária, 1999, v. 1, p. 263-276.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, Denise Mendes. Além das amarras: a saúde mental nas ruas da cidade. In: IV Jornada Paulista de Terapia Familiar, 2007, São Paulo. Desafio do Amor: Questão de sobrevivência.. São Paulo: Vetor, 2007. v. 1.

2.
GOMES, Denise Mendes. A rua como caminho: meninos e meninas em busca de uma identidade perdida.. In: VII Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e II Encontro de Pesquisadores da ABRATEF., 2006. O estado da arte 10 anos depois.. São paulo, 2006. v. 1.

3.
GOMES, Denise Mendes. Nossos mitos familiares: como nos ajudam ? Como noslimitam ?. In: I Congresso de Psicologia Clínica, 2001, São Paulo. Anais. São Paulo: Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2001. v. 1. p. 46-50.

4.
GOMES, Denise Mendes. Nossos mitos familiares: como nos ajudam? Como nos limitam?. In: Primeiro Congresso de Psicologia Clínica da Universidade Presbiteriana Mackenzie, 2001, São Paulo. Anais do Primeiro Congresso de Psicologia Clínica da Universidade Presbiteriana Makenzie, 2001. v. 1.

5.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento. Um modelo de intervenção. In: III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1998, Rio de Janeiro. O individuo, a familia e as redes sociais na virada do século. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Terapia Familiar, 1998. v. 1. p. 19-24.

6.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento de intervenção. Estudo de uma família. In: III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1998, Rio de Janeiro. O individuo, a familia e as redes sociais na virada do século. Rio de Janeiro: Associação Brasileira de Terapia Familiar, 1998. v. 1. p. 83-87.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, Denise Mendes. Indios nas empresas: a terapia comunitária como ferramenta em recursos humanos. In: VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2007, Florianópolis. Anais do VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar., 2007. v. 1.

2.
GOMES, Denise Mendes. A rua como caminho: meninos e meninas em busca de uma identidade possível.. In: VII Congresso Brasileiro de Terapia Familar., 2006, São Paulo. Anais do VII congresso Brasileiro de Terapia Familiar., 2006.

3.
GOMES, Denise Mendes. O itinerário de crenças no tecer de redes sociais familiares.. In: VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2004, Florianópolis. Anais do VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2004. v. 1.

4.
GOMES, Denise Mendes. Revisitando a família onde me formei terapeuta: uma viagem através do genograma. In: VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2004, Florianópolis. Anais do VI congresso brasileiro de terapia familiar, 2004. v. 1.

5.
GOMES, Denise Mendes. O que os olhos não vêem o coração sente.. In: V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e do III Encontro Latino Americano de Terapia Familiar, 2002, Salvador BA. Anais do V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2002.

6.
GOMES, Denise Mendes. Religiosidade e Resiliência andam sempre de mãos dadas?. In: V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e do III Encontro Latino Americano de Terapia Familiar, 2002, Salvador BA. Anais do V Congresso Brasileiro de terapia familiar., 2002.

7.
GOMES, Denise Mendes. Relações entre mitos religiosos e mitos familiaes. In: XIII Congresso Internacional de Terapia Familiar da IFTA, 2001, Porto Alegre. Anais do XII Congresso Internacional de Terapia Familiar da International Family Therapy Association, 2001.

8.
GOMES, Denise Mendes. Relaçõs entre mitos religiosos e mitos familiares.. In: I Jornada Paulista de Terapia Familiar e Workshop: Terapia e Justiça Social. Respostas éticas a questões de dor em terapia, com Charles Waldegrave, Kiwi Tamasese e Waribi Campbell, 2001, São Paulo. Anais da I Jornada Paulista de Terapia Familiar, 2001.

9.
GOMES, Denise Mendes. Mitos familiares e desenvolvimento do casal: sombras e assombrações.. In: IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000, Brasília DF. Anais do IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000.

10.
GOMES, Denise Mendes; PIMENTEL, I. M. ; PRATA, M. R. M. ; FAGUNDES, N. . Podem os mitos religiosos impor regras a uma família?. In: IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000, Brasília DF. Anais do IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
GOMES, Denise Mendes. O Encontro como Desafio à Liberdade. In: VIII Simpósio CEFAS e Jornada FLAPAG., 2007, Campinas. Anais do VIII Simpósio CEFAS e Jornada FLAPAG. Campinas, 2007.

2.
GOMES, Denise Mendes. Família, vulnerabilidade social e religiosidade.. In: XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social - Os múltiplos lugares de produção e ação da Psicologia Social., 2006. Anais do XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social, 2006.

3.
GOMES, Denise Mendes; PEREIRA, Cristiana Gonçalves . Indio nas empresas: a terapia comunitária como ferramenta em recursos humanos. In: VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2004, Florianópolis. VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Florianópolis: ABRATEF e ACATEF, 2004. v. 1. p. cd-cd.

4.
GOMES, Denise Mendes. Religiosidade e resiliência: suas funções para o psiquismo. In: 4º Seminário de Psicologia e Senso Religioso, 2002, São Paulo. 4º Seminário de Psicologia e Senso Religioso. São Paulo: IPUSP, 2002. p. 12-12.

5.
GOMES, Denise Mendes. A lágrima, o ouvido, a mão e o pensamento. In: V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e do III Encontro Latino Americano de Terapia Familiar, 2002, Salvador. Anais do V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2002.

6.
GOMES, Denise Mendes; PAIVA, Geraldo Jose de ; FARIA, David ; GOMEZ, Maria Luiza ; ZANGARI, Wellington . Processos Psicológicos da Conversão Religiosa Imaginário e Simbólico, Categorização e Prototipicalidade. In: V Congresso Interno do IPUSP, 2001, São Paulo. V Congresso Interno do IPUSP. São Paulo: IPUSP, 2001. v. 1. p. 172-172.

7.
GOMES, Denise Mendes. Mitos religiosos e mitos familiares - confluências de um legado imperativo. In: IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000, Brasilia. IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Brasilia: ABRATEF e ACOTEF, 2000. v. 1. p. 78-78.

8.
GOMES, Denise Mendes. A formação do terapeuta familiar como uma experiência especular: o encontro consigo mesmo no encontro com as familias. In: IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 2000, Brasilia. IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Brasilia: ABRATEF e ACOTEF, 2000. v. 1. p. 78-78.

9.
GOMES, Denise Mendes. A relação entre a mitologia religiosa e a mitologia familiar na compreensão dos processos de segmentação e diferenciação social em duas vertentes religiosas distintas: o Candomblé e o Protestantismo de cunho fundamentalista.. In: 3o. Seminário de Psicologia e Senso Religioso: a nessedidade e o desejo., 1999, São Paulo. Anais do 3o. seminário de psicologia e senso religioso., 1999.

10.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento de intervenção: estudo de uma família.. In: III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e I Encontro Latino Americano de Terapia Familiar, 1998. Anais do III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1998. v. 1.

11.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento: um modelo de intervenção. In: III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e I Encontro Latino Americano de Terapia Familiar, 1998, Rio de Janeiro. Anais do III Congresso brasileiro de terapia familiar, 1998. v. 1.

12.
GOMES, Denise Mendes; SOUZA, Paulo Fernando Pereira de . De como emerge a questão do controle em famílias abusivas. In: II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1996, Gramado. II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Gramado: AGATEF e ABRATEF, 1996. v. 1. p. 64-64.

13.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; GOMES, Denise Mendes . Pertencer para existrir: uma condição necessária?. In: II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1996, Gramado RS. Anais do II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1996.

14.
GOMES, Denise Mendes; FERNANDES, Maria Inês Assumpção . O emergir da patologia: uma abordagem atrvés do grupo familiar. In: III Congresso Interno do IPUSP, 1995, São Paulo. III Congresso Interno do IPUSP. São Paulo: IPUSP, 1995. v. 1. p. 156-156.

15.
GOMES, Denise Mendes; SILVA, Ana Paula Pires da . Atendimento de crianças: o limiar entre a terapia individual e a familiar. In: I Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1994, São Paulo. I Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. São Paulo: Associação Paulista de Terapia Familiar, 1994. v. 1. p. 213-213.

16.
GOMES, Denise Mendes; FERNANDES, Maria Inês Assumpção . Grupos Operativos: o processo de apropriação da tarefa. In: 40ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988, São Paulo. 40ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. São Paulo: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988. p. 56-56.

17.
GOMES, Denise Mendes; FERNANDES, Maria Inês Assumpção . Instituição e Desejo. In: 40ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988, São Paulo. 40ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. São Paulo: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988. v. 1. p. 57-57.

18.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; GOMES, Denise Mendes . Grupos operativos: o processo de apropriação da tarefa. In: 40a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988, São Paulo. Anais da 40a. Reunião anual da sociedade brasileira para o progresso da ciência, 1988. v. 1.

19.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; GOMES, Denise Mendes . Instituição e Desejo. In: 40a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988, São Paulo. Anais da 40a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1988. v. 1.

20.
GOMES, Denise Mendes. Pertencer para existir: uma condição necessária ?. In: II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar, 1986, Gramado. II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Gramado: AGATEF e ABRATEF, 1986. v. 1. p. 81-81.

21.
GOMES, Denise Mendes; ABREU, Ana Claudia Pires Martins de ; RAWET, Judith ; OTTA, Emma . Comunicação não verbal em crianças: um estudo preliminar comparando características do choro em duas faixas etárias. In: 36ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1984, São Paulo. 36ª Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. São Paulo: Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1984. p. 23-23.

22.
OTTA, Emma ; ABREU, Ana Claudia Pires Martins de ; RAWET, Judith ; GOMES, Denise Mendes . Comunicação não verbal em crianças: um estudo preliminar comparando características do choro em duas faixas etárias.. In: 36a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1984, São Paulo. Anais da 36a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 1984. v. 1.

Apresentações de Trabalho
1.
GOMES, Denise Mendes. O encontro como desafio à liberdade.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
GOMES, Denise Mendes. Além das amarras: a saúde mental nas ruas da cidade.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

3.
GOMES, Denise Mendes; RECHULSKI, J. . Comunicação humana e relações concretas: efeitos pragmáticos.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
GOMES, Denise Mendes; RECHULSKI, J. . Uma visão estrutural da família ao longo do ciclo vital.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
GOMES, Denise Mendes. Encontro com a autora: Mitos familiares: que histórias se escondem por trás de palavras que não são ditas?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
GOMES, Denise Mendes; PAIVA, J. ; MENEZES, M. . Tarde mitológica: O Curador e sua Ferida: uma viagem com Quiron.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
GOMES, Denise Mendes. Um capítulo na história da terapia familiar: o modelo histórico-experiencial de Carl Whitaker.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
GOMES, Denise Mendes. Além das Amarras: a saúde mental nas ruas da cidade.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
GOMES, Denise Mendes. A noção de auto-referência através do entrelaçamento dos conceitos em Mony Elkaïm, Varela, Maturana, Heinz Von Foerster, e Prigogine.. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
GOMES, Denise Mendes. Família, Vulnerabilidade Social e Religião. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
GOMES, Denise Mendes. A rua como caminho: meninos e meninas em busca de uma identidade possível.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
GOMES, Denise Mendes. Trabalhando com Famílias.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
GOMES, Denise Mendes; PAIVA, J. . Sábados Mitológicos: vamos recontar histórias?. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

14.
GOMES, Denise Mendes. Terapia Comunitária. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
GOMES, Denise Mendes. Mitos Familiares: seu uso clínico em diversos contextos.. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
GOMES, Denise Mendes. Indio nas empresas: a terapia comunitária como ferramenta em recursos humanos. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
GOMES, Denise Mendes. Revisitando a família onde me formei terapeuta: uma viagem através do genograma. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
GOMES, Denise Mendes. O itinerário de crenças no tecer de redes sociais familiares. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
GOMES, Denise Mendes. Um olhar sistêmico sobre a família: informação e complexidade.. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
GOMES, Denise Mendes. A lágrima, o ouvido, a mão e o pensamento. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

21.
GOMES, Denise Mendes. Religiosidade e resiliência andam sempre de mãos dadas ?. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

22.
GOMES, Denise Mendes. O que os olhos não vêem o coração sente. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

23.
GOMES, Denise Mendes. Religiosidade e resiliência: suas funções para o psiquismo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
GOMES, Denise Mendes. Relações entre mitos religiosos e mitos familiares. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
GOMES, Denise Mendes. Relações entre mitos religiosos e mitos familiares. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
GOMES, Denise Mendes. Nosso mitos familiares: Como nos ajudam ? Como nos limitam ?. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
GOMES, Denise Mendes. Workshop Podem os mitos religiosos impor regras a uma família ?. 2000. (Apresentação de Trabalho/Outra).

28.
GOMES, Denise Mendes. Mitos religiosos e mitos familiares - confluências de um legado imperativo. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
GOMES, Denise Mendes. De conetxtos de sobrevivência a contextos lúdicos: a transição para a co-criatividade. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
GOMES, Denise Mendes. A formação do terapeuta familiar como uma experiência especular: o encontro consigo mesmo no encontro com as familias. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
GOMES, Denise Mendes. Mitos familiares e desenvolvimento do casal: sombras e assombrações. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
GOMES, Denise Mendes. aaa. 2000. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
GOMES, Denise Mendes. A relação entre a mitologia religiosa e a mitologia familiar na compreensão dos processos de segmentação e diferenciação social em duas vertentes religiosas distintas: o Candoblé e o Protestantismo de Cunho Fundamentalista. 1999. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
GOMES, Denise Mendes. O mito familiar como instrumento. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
GOMES, Denise Mendes; FERNANDES, Maria Inês Assumpção . Pertencer para existir: uma condição necessária ?. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
GOMES, Denise Mendes. De como emerge a questão do controle em famílias abusivas. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
GOMES, Denise Mendes. A família enquanto grupo primário de socialização.. 1995. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
GOMES, Denise Mendes. Atendimento de crianças: o limiar entre a terapia individual e a familia. 1994. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
GOMES, Denise Mendes. Workshop: de paciente identificado a co-terapeuta. 1994. (Apresentação de Trabalho/Outra).

40.
GOMES, Denise Mendes. Workshop: Integração de terapia individual e de familia. 1994. (Apresentação de Trabalho/Outra).

41.
GOMES, Denise Mendes. aaa. 1993. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

42.
GOMES, Denise Mendes. A psicanálise nas instituições públicas. 1989. (Apresentação de Trabalho/Outra).

43.
GOMES, Denise Mendes. aaa. 1989. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
GOMES, Denise Mendes. Pré Sentimentos 2007 (Literatua.).


Demais tipos de produção técnica
1.
POLITI, E. ; GOMES, Denise Mendes . Um passeio sobre minhas ressonâncias: diário de bordo para a monografia decolar.. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
RECHULSKI, J. ; COLOMBO, S.F. ; MATOS, E. B. ; FRÁGUAS, A.M. ; LEVY, S. ; GUSMÃO, D. C. M. ; PONTES, M. N. ; GOMES, Denise Mendes . Curso de Formação de Terapeutas de Casal e Família. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
GOMES, Denise Mendes; MATOS, E. B. . Família, indivíduo, grupalidade: um enfoque relacional sistêmico.. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
GOMES, Denise Mendes. Mitos familiares e processos de diferenicação nas famílias.. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; CAMARGO, I. ; SCARCELLI, I. R. ; GOMES, Denise Mendes . A subjetividade e os processos grupais e institucionais.. 1998. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; CAMARGO, I. ; GOMES, Denise Mendes ; SCARCELLI, I. R. . A subjetividade e os processos grupais e institucionais.. 1997. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
GOMES, Denise Mendes. A família enquanto grupo primário de socialização. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; CAMARGO, I. ; GOMES, Denise Mendes ; SCARCELLI, I. R. . O Grupo operativo como técnica de intervenção nas instituições.. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; CAMARGO, I. ; GOMES, Denise Mendes ; SCARCELLI, I. R. . Grupo Operativo como Técnica de Internenção nas Instituições.. 1995. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
GOMES, Denise Mendes. Modelo Sistêmico Vivencial. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

11.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção ; CAMARGO, I. ; GOMES, Denise Mendes ; SCARCELLI, I. R. ; SPINELI, M. . O uso do grupo operativo como técnica de intervenção nas instituições.. 1994. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção; VICENTIN, M. C. G.; GUIRADO, M.; ROSA, M. D.; GOMES, Denise Mendes. Participação em banca de Celso Takashi Yokomiso. Violência e descontinuidade psíquica: um estudo sobre a Fundação CASA. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia da USP.

2.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção; DOMINGUES, I.; SCARCELLI, I. R.; DAMERGIAN, S.; GOMES, Denise Mendes. Participação em banca de Juan Adoufo Brandt. A PROBLEMÁTICA DA MUDANÇA E AS RELAÇÕES ENTRE OS HOMENS NA ORGANIZAÇÃO DO TRABALHO: UM VELHO ESTUDO DE CASO COM UMA NOVA ANÁLISE.. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia da USP.

3.
FERNANDES, Maria Inês Assumpção; GUIRADO, M.; GOMES, Denise Mendes. Participação em banca de Celso Takashi Yokomiso. Relações entre repressão e edução na Fundação do Bem-Estar do Mnor do Estado de São Paulo.. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Psicologia Social) - Instituto de Psicologia da USP.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
International Conference on the Lancet Series 2007. 2007. (Simpósio).

2.
IV Jornada Paulista de Terapia Familiar.Relacionamento entre pais e filhos.. 2007. (Seminário).

3.
VIII Simpósio CEFAS e Jornada FLAPAG..O Encontro como Desafio à Liberdade. 2007. (Simpósio).

4.
VII Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e II Encontro de Pesquisadores da ABRATEF.. A rua como caminho: meninos e meninas em busca de uma identidade possível.. 2006. (Congresso).

5.
XIII Encontro Nacional da Associação Brasileira de Psicologia Social - Os múltiplos lugares de produção e ação da Psicologia Social.. Família, vulnerabilidade social e religião.. 2006. (Congresso).

6.
1ª Conferência Internacional do Brasil de Pesquisa Qualitativa. 2004. (Congresso).

7.
Encontro com Carmine Saccu - Ouvindo e Vendo. Seu trabalho com metáforas , crianças, adolescentes e famílias. 2004. (Oficina).

8.
Supervisão em Terapia comunitária com Adalberto Barreto. 2004. (Encontro).

9.
VI Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. a. 2004. (Congresso).

10.
Workshop Fundamentos da Pesquisa Qualitativa em Saúde ministrado por Dra Maria Cecilia Minayo. 2004. (Outra).

11.
Workshop Utilization - focused evaluation ministrado por Michel Quinn Patton. 2004. (Oficina).

12.
Ministrado pelo Prof Adalberto Barreto.Workshop Vivencial de Terapia Comunitária. 2003. (Outra).

13.
Seminário Adolescência Contemporânea. 2003. (Seminário).

14.
2º Fórum de Debate - a diversidade conjugal e familiar. 2002. (Outra).

15.
Aspectos da constituição do self: o gesto na tradição. 2002. (Oficina).

16.
V Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e do III Encontro Latino Americano de Terapia Familiar. A lágrima, o ouvido, a mão e o pensamento.. 2002. (Congresso).

17.
Workshop Novas Formas de Conjugalidade: é difícil viver a dois ?. 2002. (Outra).

18.
I Jornada Paulista de Terapia Familiar e Workshop: Terapia e Justiça Social. Respostas éticas a questões de dor em terapia, com Charles Waldegrave, Kiwi Tamasese e Waribi Campbell.Relação entre mitos religiosos e mitos familiares. 2001. (Outra).

19.
Primeiro Congresso de Psicologia Clínica da Universidade Presbiteriana Mackenzie. s. 2001. (Congresso).

20.
Workshop Trabalhando com Casais - construindo relações amorosas qualificadas. 2001. (Outra).

21.
XIII Congresso Internacional de Terapia Familiar da IFTA. Relações entre mitos religiosos e mitos familiares.. 2001. (Congresso).

22.
IV Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Podem os mitos religiosos impor regras a uma família?. 2000. (Congresso).

23.
Workshop Práticas Reflexivas em Novos Cenários com Tom Andersen. 2000. (Outra).

24.
3o. Seminário de Psicologia e Senso Religioso: a nessedidade e o desejo..s. 1999. (Seminário).

25.
III Congresso Brasileiro de Terapia Familiar e I Encontro Latino Americano de Terapia Familiar. s. 1998. (Congresso).

26.
II Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. Pertencer para existir: uma condição necessária?. 1996. (Congresso).

27.
I Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. I Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. 1994. (Congresso).

28.
Workshop O observar de Humberto Maturana. 1993. (Outra).

29.
Workshop Paradoxo & amor: a mútua construção da realidade e a terapia familiar, com o Dr Mony Elkaim. 1992. (Seminário).

30.
Teoria de Winnicot coordenado por Moises Rodrigues da Silva Júnior. 1991. (Seminário).

31.
Análise Institucional, por Gregorio Baremblitt. 1989. (Seminário).

32.
Evento Comemorativo dos 10 anos de funcionamento do Hospital - Dia - A Casa. 1989. (Outra).

33.
Workshop Multiplicação de cenas na situação terapêutica com Eduardo Pavlovsky. 1989. (Outra).

34.
40a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. f. 1988. (Congresso).

35.
Contardo Caligaris: Sintomas Sociais Emergents - a partir de uma visão freudiana. 1988. (Outra).

36.
II Encontro Latino Americano de Psicologia Marxista e Psicanálise. 1987. (Encontro).

37.
I EREP (Encontro Regional de Estudantes de Psicologia). 1986. (Encontro).

38.
I Viagem de Intercâmbio Científico de Psicologia Brasil -Argentina. 1985. (Seminário).

39.
Semana de Psicologia USP. 1985. (Outra).

40.
VIII ENEP. 1985. (Encontro).

41.
36a. Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. a. 1984. (Congresso).

42.
XIV Reunião Anual de Psicologia.Curso Mente e Sociedade. 1984. (Outra).

43.
XIV Reunião Anual de Psicologia de Ribeirão Preto. 1984. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GOMES, Denise Mendes; COLOMBO, S.F. ; MATOS, E. B. ; LEVY, S. ; GUSMÃO, D. C. M. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. ; FRÁGUAS, A.M. . V Jornada Científica do Sistemas Humanos. 2007. (Outro).

2.
CASTANHO, P. C. G. ; COSTA, A.P. ; TERZIS, A. ; GOMES, Denise Mendes ; HUR, D. U. ; BROIDE, J. ; FOLADOR, F. A. ; NAVES, M. B. . Simpósio CEFAS e Jornada FLAPAG. 2007. (Outro).

3.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . Segundo Seminário Sistemas Humanos 2007. 2007. (Outro).

4.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . Primeiro Seminário Sistemas Humanos 2007. 2007. (Outro).

5.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . IV Jornada Científica Sistemas Humanos.. 2006. (Outro).

6.
COLOMBO, S.F. ; MACEDO, R. M. ; GRANDESSO, M. ; MONTORO, G. C. F. ; SEIXAS, M. R. D. ; LEMOS, A. P. ; MATOS, E. B. ; VITALE, M. A. ; GOMES, Denise Mendes . VII Congresso Brasileiro de Terapia Familiar. 2006. (Congresso).

7.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . III Jornada Científica do Sistemas Humanos. 2005. (Outro).

8.
CRUZ, M. C. ; POLITI, E. ; PEREIRA, Cristiana Gonçalves ; GOMES, Denise Mendes . III Jornada Paulista de Terapia Familiar.. 2005. (Congresso).

9.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MONTORO, G. C. F. ; MATOS, E. B. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . II Jornada Científica do Sistemas Humanos.. 2004. (Outro).

10.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; MONTORO, G. C. F. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . Intersecção, diferença e convivência: a terapia de casal e seus autores.. 2004. (Outro).

11.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; MATOS, E. B. ; LEVY, S. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . I Jornada Científica Sistemas Humanos.. 2003. (Outro).

12.
COLOMBO, S.F. ; FRÁGUAS, A.M. ; GOMES, Denise Mendes ; GUSMÃO, D. C. M. ; LEVY, S. ; MATOS, E. B. ; MONTORO, G. C. F. ; PONTES, M. N. ; RECHULSKI, J. . Trabalhando com casais: construindo relações amorosas qualificadas. 2001. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/12/2018 às 14:38:23