Delvio Sandri

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0720020819590155
  • Última atualização do currículo em 04/12/2018


Engenheiro Agrícola pela UNIOESTE em 1996, mestre em 1999 e doutor em 2003 pela UNICAMP. Possui Pós-Doutorado pela UnB em 2008, especialização em Gestão e Manejo Ambiental em Sistemas Agrícolas em 2004 pela UFLA e aperfeiçoamento em 2002 em Israel. Atualmente é professor Adjunto, Nível II, regime de dedicação exclusiva, na Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária da UnB. Tem experiência na área de Engenharia Agrícola, com ênfase em Irrigação e Drenagem, atuando principalmente nos seguintes temas: projetos de irrigação, manejo de irrigação, hidráulica agrícola, tratamento e reúso de água residuária, gestão de recursos hídricos, fertirrigação e hidrologia. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Delvio Sandri
Nome em citações bibliográficas
SANDRI, D.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Instituto Central de Ciência Ala Sul, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.
Campus Universitário
Asa Norte
70910970 - Brasília, DF - Brasil - Caixa-postal: 4508
Telefone: (61) 31077570
Fax: (61) 32736593
URL da Homepage: http://vsites.unb.br/fav


Formação acadêmica/titulação


1999 - 2003
Doutorado em Engenharia Agrícola.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Reuso de água residuária tratada com leitos cultivados com macrófitas na irrigação da cultura da alface (Lactuca sativa L.), Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Edson Eiji Matsura.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Irrigação; reuso; água residuária; alface; macrófitas; solo.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo / Especialidade: Irrigação e Drenagem.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola.
Setores de atividade: Produção Vegetal; Irrigação e Drenagem.
1997 - 1999
Mestrado em Engenharia Agrícola.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: Avaliação do desgaste por abrasão em bocais de aspersores rotativos,Ano de Obtenção: 1999.
Orientador: Edson Eiji Matsura.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Bocais; Desgaste abrasivo; Hidráulica; Irrigação; Aspersão.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo.
Setores de atividade: Irrigação e Drenagem; Agricultura, Pecuária e Serviços Relacionados Com Essas Atividades.
2003 - 2004
Especialização em Gestão e Manejo Ambiental em Sistemas Agrícolas. (Carga Horária: 730h).
Universidade Federal de Lavras, UFLA, Brasil.
Título: Utilização de água residuária como fonte de nutrientes na agricultura.
Orientador: Mauro dos Santos de Carvalho.
2002 - 2002
Aperfeiçoamento em Planificación de redes de riego a presión. (Carga Horária: 240h).
Ministério das Relações Exteriores do Estado de Israel, MASHAV, Israel.
Título: Planificacion de riego a preción. Ano de finalização: 2002.
Bolsista do(a): Ministério das Relações Exteriores de Israel, SINADCO, Israel.
1992 - 1996
Graduação em Engenharia Agrícola.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
Título: Avaliação do desempenho e análise do conforto térmico de ovinos criados em condições de exploração extensiva e semi-extensiva para a região de Cascavel/ PR para as quatro estações do ano.
Orientador: Altevir Castro dos Santos.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.


Pós-doutorado


2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo / Especialidade: Conservação de Solo e Água.


Formação Complementar


2007 - 2007
Prog. Capacitação do Banco de Avaliadores (BASIs). (Carga horária: 24h).
Ministério da Educação, MEC, Brasil.
2002 - 2002
Planificación de redes de riego a preción. (Carga horária: 240h).
Ministério das Relações Exteriores do Estado de Israel, MASHAV, Israel.
2001 - 2001
Extensão universitária em Programa de Estágio Docente na Atividade Supervisi.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
1994 - 1996
Extensão universitária em ESTÁGIO: Hidroponia. (Carga horária: 2080h).
Fundação para o Desenvolvimento Científico e Tecnológico de Cascavel, FUNDETEC/PR, Brasil.
1994 - 1995
Extensão universitária em Estágio. Avaliação do desempenho e análise do.
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.
1993 - 1994
Extensão universitária em Avaliação de ligações para estruturas nao conven..
Universidade Estadual do Oeste do Paraná, UNIOESTE, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor adjunto III, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

5/2016 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Central de Ciência Ala Sul, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Cargo ou função
Representante suplente dos professores da área de Engenharia Agrícola no Conselho da FAV.
01/2013 - Atual
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Hidráulica Aplicada (Turma A)
Hidráulica Aplicada (Turma B)
01/2013 - Atual
Ensino, Agronomia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Evapotranspiração de Cultivos
11/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Reitoria, Decanato de Assuntos Comunitários.

Cargo ou função
Membro titular da Câmera de Assuntos Comunitários, representante da FAV/UNB.
04/2011 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Central de Ciência Ala Sul, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Cargo ou função
Membro de Comissão de Elaboração de Proposta para a Abertura do Programa de Pós-Graduação em Engenharia Agrícola.
07/2012 - 12/2012
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Manejo e Métodos de Irrigação (Turma A)
Hidráulica Aplicada (Turma A)
07/2012 - 12/2012
Ensino, Agronomia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminários em Agronomia 2
07/2012 - 12/2012
Estágios , Instituto Central de Ciência Ala Sul, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Estágio realizado
Estágio Supervisionado 1.
01/2012 - 07/2012
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Hidráulica Aplciada (Turma A)
Hidráulica Aplicada (Turma C)
01/2012 - 06/2012
Ensino, Agronomia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Evapotranspiração de cultivos
07/2011 - 12/2011
Ensino, Faculdade de Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Hidráulica Aplicada (Turma A)
Manejo e Métodos de Irrigação (Turma B)
05/2011 - 07/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto Central de Ciência Ala Sul, Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária.

Cargo ou função
Comissão para conduzir o processo de outorga antecipada do discente Danilo Akio de Sousa Esashika.
1/2011 - 7/2011
Ensino, Faculdade de Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Hidráulica Aplicada (Turma A)
Manejo e Métodos de Irrigação (Turma B)

Universidade Estadual de Goiás, UEG, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2011
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/2004 - Atual
Ensino, Engenharia Agrícola, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Fenômenos dos transportes
Hidráulica
Irrigação
08/2006 - 02/2012
Ensino, Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Gestão de Recursos Hídricos e Reúso de Água
06/2007 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Cargo ou função
Membro do Grupo Gestor do Plano Diretor do Campus Henrique Santillo - UnUCET - UEG.
06/2006 - 10/2011
Extensão universitária , Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Atividade de extensão realizada
Acompanhamento e orientação de produtores na redução de perdas pós-colheita e controle de qualidade da alface e do tomate na região de Anápolis - GO.
08/2008 - 08/2010
Direção e administração, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Cargo ou função
Coordenador do Programa de Mestrado Stricto Sensu em Engenharia Agrícola.
06/2005 - 07/2007
Extensão universitária , Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Atividade de extensão realizada
Acompanhar e orientar o agricultor na implantação do cultivo do meloeiro em sistema hidropônico sob cultivo protegido e aceitabilidade deste produto pelo mercado consumidor da região de Anápolis/GO..
06/2005 - 06/2007
Conselhos, Comissões e Consultoria, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Cargo ou função
Membro da comissão de reestruturação da grade curricular do curso de Eng. Agrícola.
06/2004 - 11/2004
Direção e administração, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, .

Cargo ou função
Supervisor Técnico Administrativo do Campus Avançado de Engenharia Agrícola.

Serviço Nacional de Aprendizagem Industrial- GO, SENAI, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor colaborador, Carga horária: 4

Atividades

08/2005 - 12/2005
Ensino, Tecnologia em química fármaco-industrial, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Tratamento de insumos e efluentes

Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, SNT, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 10


Universidade do Estado de Mato Grosso, UNEMAT, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente Doutor Classe C, Nível 1, Carga horária: 20

Atividades

08/2003 - 03/2004
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Horas Atividade
Meteorologia e Climatologia Agrícola
Hidráulica/Irrigação e Drenagem
Máquinas e Mecanização Agrícola


Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Desempenho de tanques sépticos e leitos cultivados no tratamento de efluente para reúso no cultivo de pimentão
Descrição: O presente trabalho tem por objetivo implantar e avaliar uma e estação de tratamento de esgoto e reusar o efluente na irrigação do pimentão híbrido amarelo. O esgoto provém da Fazenda Água Limpa ? FAL (ETE/FAL/UnB) e será tratado por três tanques sépticos compartimentados (TSC) em série, seguido de três leitos cultivados (LC), um vegetado com a taboa (leito 1), outro com papiro-brasileiro (leito 2) e outro com lírio-do-brejo (leito 3), comparados ao leito sem planta (leito 4), todas de fluxo subsuperficial. O projeto será implantado na Fazenda Água Limpa (FAL) da Universidade de Brasília (UnB). Os tanques sépticos serão constituídos de três caixas de polietileno de volume total de 10.000 L, 5.000 L e 2.500 L; os leitos serão construídos em paralelo e preenchidos com brita n. 2, com porosidade de 50%, com dimensões de 6,0 x 2,0 x 1,0 m (comprimento, largura e profundidade). Serão avaliados na ETE/FAL/UnB os atributos físicos, químicos e biológicos no efluente coletado na entrada dos três tanques sépticos e dos leitos cultivadas e na saída dos mesmos, totalizando sete pontos de analise. Será avaliado ainda o desenvolvimento e adaptação das macrófitas taboa, papiro-brasileiro e lírio do brejo, bem como a produção de massa seca em cada leito de cultivo a cada ano após a implantação e a evapotranpiração dos leitos de cultivo. No cultivo de pimentão amarelo híbrido (Capsicum annuum L.), irrigado por gotejamento superficial será utilizado quatro tratamentos: 1) água de córrego e solo sem adubação (AcSa); 2) água de um córrego mais adubação mineral completa aplicada no solo (AcAm); 3) somente efluente dos leitos cultivados (EfLc) e 4) efluente dos elitos cultivados complementado com nutrientes comerciais via fertirrigação (EfLcF), em delineamento experimental de blocos casualizados, com quatro repetições. Será quantificado no experimento de cultivo do pimentão: teor de nutrientes no efluente tratado e água do córrego, nutrientes fornecidos pelo efluente em comparação com a adubação mineral convencional - análise de economia de nutrientes; características químicas e físicas do solo no início e final do ciclo do pimentão; presença de microrganismos nos frutos de pimentão; número de frutos por parcela, peso médio dos frutos, e produtividade; grau de obstrução dos emissores da irrigação por gotejamento superficial considerando avaliação no início do cultivo (emissores novos) e no término do ciclo do pimentão (emissores usados). No efluente será quantificado o pH, condutividade elétrica, oxigênio dissolvido, DQO, DBO, sólidos totais, sedimentáveis, suspensos e dissolvidos, dureza total, amônia, nitrito, nitrato, ferro total, sódio, cálcio, magnésio, manganês, turbidez, fósforo, potássio, alcalinidade total, boro, zinco, cobre, coliformes totais e fecais, . Os resultados dos experimentos serão analisados pelo Software SAS (1997), aplicando-se o teste de Tukey a 5% de probabilidade. Espera-se contribuir com informações técnico-científicas quanto à eficiência das diferentes etapas do processo de tratamento do esgoto em função da espécie, visando determinar a que melhor se adaptam as condições do Cerrado, ao mesmo tempo, otimizando as condições de manejo e operação da ETE, disponibilizando informações e alternativas tecnológicas eficientes e econômicas no tratamento de efluentes para reúso agrícola. Espera-se, ainda, com isso, proporcionar benefícios econômicos, sociais, ambientais, proteção dos recursos hídricos e da saúde pública e ao mesmo tempo, disponibilizar espaço físico para a realização de pesquisas em nível de iniciação cientifica, graduação e pós-graduação em Agronomia e Engenharia Agrícola, voltadas para aplicação de efluente tratado para produção agrícola, estimulando os alunos ao raciocínio lógico sobre experimentação, avaliação e comparação de resultados. Por fim, intervir positivamente sobre os componentes presentes na água utilizada pelos agricultores da área de produção agrícola de vegetais comerciais em Vargem Bonita, que.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Marco Antônio Almeida de Souza - Integrante / Cícero Lopes da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - 2014
Desempenho de conectores e de microtubos para irrigação localizada
Descrição: O uso de microtubos associados a gotejadores ou não é largamente utilizado na irrigação de flores, tomate, dentre outras cultivares, seja em ambiente protegido ou em condições de campo. Seu uso permite em situação de aclive e declive compensar as perdas de carga, apenas variando o comprimento do microtubo, uma vez que a vazão é proporcional ao seu comprimento. Assim, o conhecimento das vazões em função da pressão, bem como o conhecimento da energia dissipada (perda de carga) é fundamental na elaboração dos projetos e no manejo da irrigação. Neste sentido, o objetivo deste projeto será avaliar as perdas de carga localizadas de 2 modelos de conectores primários ligados ao tubo de polietileno de 16 mm, servindo de suporte para conectores para microtubos com duas e quatro saídas, sendo os conectores primários instalados no tubo e vedados, ensaiados para diferentes vazões e pressões; avaliar 6 diferentes comprimentos de microtubo com 3 mm de diâmetro que saem dos conectores com duas e quatro saídas e com um gotejador na extremidade de cada microtubo, para as pressões 5 a 35 m.c.a, com intervalos de 5 m.c.a., obtendo-se as vazões para determinação do coeficiente de variação de fabricação e a curva que relaciona a vazão e a pressão. A perda de carga para diferentes vazões no tubo de polietileno será determinada em 10 conectores vedados e espaçados de 1 m na pressão de 20 m.ca., e também para as pressões de 5 a 35 m.c.a, com intervalos de 5 m.c.a, com quatro repetições. Para cada vazão, a perda de carga localizada será calculada pela diferença entre a perda de carga contínua no tubo uniforme sem conector e a perda de carga no tubo com conector, obtida em manômetro diferencial em ?U?, tendo como líquido manométrico o mercúrio e também estimado pela equação de Darcy-Weisbach, para fins comparativos. Aproximações matemáticas serão desenvolvidas para calcular a perda de carga com base no coeficiente de carga cinética (K) e em um valor constante de comprimento equivalente (Le) e analisar a influencia da geometria da seção (grau de obstrução) de escoamento dos conectores no ponto de inserção no tubo polietileno na perda de carga localizada. Palavras-Chave: irrigação localizada, coeficiente de carga cinética, perda de carga localizada, coeficiente de variação de fabricação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador.
2012 - 2013
Perda de carga localizada em gotejadores de irrigação inseridos em tubos de polietileno
Descrição: O objetivo deste trabalho será analisar as perdas de carga localizadas de trêsdiferentes modelos de botões gotejadores de irrigação, instaladas sobre tubos de polietileno com 6 m de comprimento. A perda de carga localizada para cada vazão e modelo de gotejador será calculada pela diferença entre a perda de carga continua no tubo (sem gotejador), estimada pela equação de Darcy-Weisbach com o fator de atrito (f) previamente determinado e a perda de carga no tubo com o gotejador instalado no tubo. Considerando as informações obtidas, serão realizadas aproximações matemáticas nas equações, para estimar a perda de carga localizada utilizando a equação geral de perda de carga, com base no coeficiente de carga cinética (K) e em um valor constante de comprimento equivalente (Le)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro.
2009 - 2011
Reúso de efluente de abate de bovinos aplicado por gotejamento no cultivo de tomate de mesa
Descrição: As dificuldades no tratamento e na destinação adequada de efluentes gerados pelo setor agrícola e agroindustrial, causam normalmente, impactos negativos sobre a qualidade e disponibilidade de recursos hídricos. Assim, a prática do reúso e sua forma de aplicação, são alternativas importantes, visando a manutenção da qualidade dos recursos hídricos, redução dos impactos das atividades agroindústrias e competição pelos setores de usuários, uso como fonte de nutrientes no desenvolvimento das culturas, dentre outros benefícios. Neste contexto, objetiva-se avaliar o reúso do efluente de abate de bovinos tratado com lagoas de estabilização, fertirrigação convencional e água de um córrego, na produção, desenvolvimento e qualidade do tomateiro, cultiva Dominador, em condições de campo. O experimento será implantado a 500 m do sistema de tratamento de efluente do frigorífico mouram, Vila Fabril, Anápolis - GO. O delineamento experimental será o de blocos casualizados 3 x 2, sendo as parcelas constituídas pela qualidade da água (efluente do frigorífico tratado, fertirrigação convencional e água do córrego Jurubatuba) e tipo de sistema de irrigação (gotejamento superficial e subsuperficial), com 4 repetições. As águas a serem utilizadas no experimento serão analisadas quanto aos parâmetros físicos, químicos e biológicos de interesse para a irrigação. O solo será analisado quanto às alterações das propriedades físicas e químicas, nas profundidades de 0,0 - 0,15 m e 0,15 - 0,30 m. Os gotejadores serão analisados quanto ao entupimento e uniformidade de distribuição em função da qualidade da água e forma de instalação. Os parâmetros quantitativos do tomateiro serão analisados quanto ao desenvolvimento das plantas a cada 10 dias após o transplantio, número total de frutos, rendimento total dos frutos, massa média de frutos comercializáveis, altura dos frutos, diâmetro dos frutos, índice de formato dos frutos e classificação comercial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Michael Silveira Thebaldi - Integrante / Marco Sather da Rocha - Integrante / Alberto Batista Felizberto - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2009 - 2010
Aplicação de efluente de abate de bovinos por gotejamento no cultivo de tomate de mesa
Descrição: As dificuldades no tratamento e na destinação adequada de efluentes gerados pelo setor agrícola e agroindustrial, causam normalmente, impactos negativos sobre a qualidade e disponibilidade de recursos hídricos. Assim, a prática do reúso e sua forma de aplicação, são alternativas importantes, visando a manutenção da qualidade dos recursos hídricos, redução dos impactos das atividades agroindústrias e competição pelos setores de usuários, uso como fonte de nutrientes no desenvolvimento das culturas, dentre outros benefícios. Neste contexto, objetiva-se avaliar o reúso do efluente de abate de bovinos tratado com lagoas de estabilização, fertirrigação convencional e água de um córrego, na produção, desenvolvimento e qualidade do tomateiro, cultiva Dominador, em condições de campo. O experimento será implantado a 500 m do sistema de tratamento de efluente do frigorífico mouram, Vila Fabril, Anápolis - GO. O delineamento experimental será o de blocos casualizados 3 x 2, sendo as parcelas constituídas pela qualidade da água (efluente do frigorífico tratado, fertirrigação convencional e água do córrego Jurubatuba) e tipo de sistema de irrigação (gotejamento superficial e subsuperficial), com 4 repetições. As águas a serem utilizadas no experimento serão analisadas quanto aos parâmetros físicos, químicos e biológicos de interesse para a irrigação. O solo será analisado quanto às alterações das propriedades físicas e químicas, nas profundidades de 0,0 - 0,15 m e 0,15 - 0,30 m. Os gotejadores serão analisados quanto ao entupimento e uniformidade de distribuição em função da qualidade da água e forma de instalação. Os parâmetros quantitativos do tomateiro serão analisados quanto ao desenvolvimento das plantas a cada 10 dias após o transplantio, número total de frutos, rendimento total dos frutos, massa média de frutos comercializáveis, altura dos frutos, diâmetro dos frutos, índice de formato dos frutos e classificação comercial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Michael Silveira Thebaldi - Integrante / Marco Sather da Rocha - Integrante / Alberto Batista Felizberto - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2008 - 2012
Tratamento e utilização de águas residuárias para irrigação
Descrição: O projeto objetiva avaliar o desempenho de um conjunto de três unidades de leitos cultivados com a macrófita taboa de fluxo subsuperficial horizontal em paralelo e de uma lagoa de estabilização facultativa para tratamento de efluente doméstico, que atuam como pós-tratamento de um tanque séptico modificado, bem como de três lagoas anaeróbias em séria para tratamento de efluente de abatedouro de bovino. Estes efluente após tratados serão utilizados na irrigação de tomate cultivar Dominador cultivo no solo em condições de campo e em ambiente protegido, irrigação de tomate cereja em sistema hdropônico, irrigação de duas variedades de crisântemo em ambiente protegido e irrigação de gramado para fins paisagísticos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Maria Madalena Rinaldi - Integrante / Nori Paulo Griebeler - Integrante / Rogério de Araújo Almeida - Integrante / Eurivan Alves Mendonça - Integrante / Marco Antônio Almeida de Souza - Integrante / Waldir Aparecido Marouelli - Integrante / José Alvez Júnior - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2008 - 2012
Estudo da vida útil e de embalagens para tomate cultivado em solo e em hidroponia em ambiente protegido
Descrição: São poucas as informações sobre a vida útil do tomate produzido em solo e hidroponia em ambiente protegido e acondicionados em filmes plásticos, biofilme e aplicação de ceras comestíveis, armazenados sob condições ambiente e refrigerada. Após a colheita do tomate ocorrem perdas elevadas, fator este, importante particularmente para o Estado de Goiás, que é um dos maiores produtores de tomate do país. Neste contexto, o objetivo deste projeto será o de avaliar a vida útil de tomates do tipo longa vida da cultivar Dominador e Sweet Grape do grupo cereja produzidas em solo e hidroponia em ambiente protegido acondicionados em diferentes embalagens, e armazenados sob condição ambiente e refrigerada. O experimento será desenvolvido na Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas ? UnUCET da Universidade Estadual de Goiás - UEG, Anápolis - GO. Para ambos os tipos de tomates analisados será adotado o delineamento experimental inteiramente casualizado, em esquema fatorial 2 x 2 x 6, sendo os tratamentos constituídos da combinação do tipo de produção do tomate (em solo e hidropônico) tipo de sistema de armazenamento (condição ambiente e refrigerada) e tipo de embalagem (bandeja de poliestireno expandido revestida com filme de PVC, bandeja de poliestireno expandido revestida com biofilme de produtos do Cerrado, filme de PEBD, cera de carnaúba, cera oriunda de produtos do Cerrado e sem embalagem (testemunha)), com 4 repetições. Cada repetição consistirá em quatro frutos de tomate do cultivar Dominador e 30 frutos de tomate cereja. Após a colheita os frutos das duas variedades de tomate em cada sistema de produção serão classificados comercialmente de acordo com as normas já existentes e caracterizados quanto ao peso, diâmetro, altura, coloração, tamanho do lóculo e índice de formato do fruto. No início do experimento e a cada sete dias serão realizados análises de pH, sólidos solúveis, acidez titulável, ratio, cor, textura, ácido ascórbico, perda de massa fresca, conta.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2009
Irrigação de pepino Japonês com água residuária
Descrição: Cultivo de pepino em solo irrigado com água residuária, fertirrigação convencional e água natural aplicadas por gotejamento superficial e subsuperficial em ambiente protegido. Será avaliado o desenvolvimento da cultura, produção e produtividade, dimensões dos frutos, análise da qualidade da água, efeitos sobre a composição química do solo e desempenho do sistema de irrigação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Lucas Henrique Lara - Integrante.
2007 - 2011
Projeto: Rede Goiana de Pesquisa em tratamento de efluentes e reúso na agricultura
Descrição: O projeto aprovado dentro da Rede de Pesquisa, apresenta os seguintes objetivos: 3.1) Avaliar a eficiência dos sistemas de tratamento de efluentes propostos pela análise de parâmetros físicos, químicos e biológicos; 3.2) Analisar a obstrução dos emissores dos microaspersores e de gotejadores instalados na superfície do solo para irrigação da bananeira e subsuperficialmente para a irrigação de gramado, com diferentes diâmetros e modelos; 3.3) Avaliar o desenvolvimento e a produtividade dos vegetais cultivados e irrigados com água de reúso e comparar com água natural; 3.4) Acompanhar o balanço de macro e micronutrientes pela análise do solo irrigado com água de reúso e água natural; 3.5) Avaliar a eficiência de cinco espécies de bambu (Guadua angustifolia, Guadua magna, Dendrocalamus giganteus, Phyllostachys bambusoides e Phyllostachys aurea) no tratamento final de esgoto sanitário. O Projeto foi comtemplado com recursos no valor de R$ 45001,00.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Rede goiana de pesquisa em tratamento de efluentes e reúso na agricultura
Descrição: A rede de pesquisa proposta vislumbra um panorama altamente favorável, como um núcleo de pesquisa emergente, com uma filosofia voltada para o desenvolvimento de novas tecnologias associadas à preservação do meio ambiente, atendendo a grande expectativa da sociedade, que possam, na medida do possível, serem replicadas em nível regional, estadual e nacional. Embora a região Centro-Oeste apresente um volume de recursos hídricos considerável, sua distribuição espacial e temporal nem sempre é constante em muitos locais, o que, aliado à falta de tratamento adequado dos resíduos domésticos na grande maioria dos municípios, efeitos negativos em termos qualitativos e quantitativos são verificados. Assim, acredita-se que, num futuro não muito distante, o reúso seja a única fonte de água para o atendimento de setores como o agrícola e o industrial em muitas regiões brasileiras, como já ocorre em muitos países. Preocupada com esta situação no Brasil, a Agência Nacional de Água ? ANA, criada pela Lei nº 9.984/2000, formou uma equipe de estudos para desenvolver um programa nacional de reúso da água, como uma das soluções para diminuir a coleta dos mananciais e prolongar a reserva hídrica dos rios. O estudo da ANA reflete uma mentalidade avançada do país quanto à busca do uso sustentável dos recursos hídricos. Em novembro de 2005, o Ministério do Meio Ambiente, publicou a Resolução nº 54, que estabelece modalidades, diretrizes e critérios gerais para a prática de reúso direto não potável de água, atendendo ao disposto na Lei nº 9.433/1997 do Conselho Nacional de Recursos Hídricos ? CNRH. Assim, a Rede de Pesquisa em Tratamento de Efluentes e Reúso na Agricultura ? REPETRA, busca desenvolver pesquisas, que, enquanto gere conhecimentos científicos, qualifique profissionais nas áreas de Engenharias, Ciências Agrárias, Biológicas e Ciências Exatas e da Terra, para atuarem juntos na preservação dos recursos hídricos e na redução dos impactos ambientais, com senso crítico e habilidade p.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Rogério de Araújo Almeida - Integrante / Roberto Magno de Castro e Silva - Integrante / Eurivan Alves Mendonça - Integrante / Marco Antônio Almeida de Souza - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo a Pesquisa do Estado de Goiás - Auxílio financeiro.
2007 - 2010
Impacto sobre os recursos hídricos de efluente de abate de bovinos e reúso na irrigação do tomate por gotejamento
Descrição: Objetivos do projeto: - Analisar a eficiência do tratamento efluentes com três lagoas de estabilização em série, considerando parâmetros físicos, químicos e biológicos e atendimento a legislação (Resolução CONAMA nº 357/2005, para lançamento em corpo hídrico de Classe 2, bem como para usos na irrigação; - Estudar o impacto sobre os recursos hídricos em termos qualitativos e quantitativos, tanto pela retirada de água do córrego Jurubatuba, bem como devido ao lançamento de efluentes, considerando a qualidade física, química e biológica após seu ponto de lançamento; - Avaliar a produção e o desenvolvimento do tomateiro, cv. Dominador, em condições de campo, irrigado com efluente de abatedouro de bovinos tratado com 3 lagoa de estabilização em série, água mais nutriente (fertirrigação) e água de um córrego, aplicadas por gotejamento superficial e subsuperficial; - Comparar os tipos de sistema de irrigação quanto à obstrução dos emissores em função da qualidade da água; - Comparar os tipos de sistema de irrigação quanto economia de recursos hídricos na irrigação do tomateiro; - Estudar o comportamento dos sais no perfil do solo irrigado, em função da qualidade da água e tipo de sistema de irrigação; - Caracterizar os frutos de tomate quanto às características físico-químicas (pH, acidez titulável, sólidos solúveis e teor de açúcar), em função da qualidade da água e o sistema de irrigação. O projeto foi contemplado com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Edital CT-HIDRO/SEAP-PR/MCT/CNPq 35/2007. Seleção Pública de Propostas para Apoio de Projetos Voltados para o Uso e Conservação da Água no Meio Rural..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Maria Madalena Rinaldi - Integrante / Nori Paulo Griebeler - Integrante / Rogério de Araújo Almeida - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2007 - 2010
Reúso de água residuária doméstica aplicada por gotejamento na produção do tomate de mesa em ambiente protegido
Descrição: Objetivos - Avaliar a produção e o desenvolvimento de duas cultivares de tomateiro em ambiente protegido irrigado com água residuária tratada com lagoa de estabilização, com fertirrigação convencional e água natural, irrigadas por gotejamento superficial e subsuperfical; - Analisar a obstrução dos emissores em função da qualidade da água; - Estudar o comportamento dos sais no perfil do solo irrigado, em função da qualidade da água e sistema de irrigação; - Caracterizar os frutos de tomate quanto às características físico-químicas (pH, acidez titulável, sólidos solúveis, perda de massa fresca e relação de sólidos solúveis/acidez titulável), considerando a qualidade da água e o sistema de irrigação; - Avaliar a vida útil dos frutos de tomate a partir de teste de aceitabilidade quanto à aparência geral, cor, textura, sabor e decisão de compra. O projeto foi cotemplndo com recursos do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Edital MCT¨/CNPq nº 15/2007..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Maria Madalena Rinaldi - Integrante / Rogério de Araújo Almeida - Integrante / Marco Antônio Almeida de Souza - Integrante / Waldir Aparecido Marouelli - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2007 - 2008
Efeito de diferentes lâminas e sistemas de irrigação sobre a umidade do solo, produtividade e desenvolvimento da melancia
Descrição: O objetivo deste trabalho será analisar a umidade de um Latossolo vermelho Amarelo Distroférico, com o uso de tensiômetros, a produtividade e o desenvolvimento das plantas de melancia, cv Crimson Sweet, pela medição do comprimento médio das ramas, considerando diferentes sistemas e lâminas de irrigação. O delineamento experimental será em blocos casualizados, num esquema fatorial 2 x 4 (gotejamento superficial e microaspersão e as lâminas de irrigação correspondente a 50; 75; 100 e 125% da ETc), com quatro repetições. O experimento será realizado na AGENCIARURAL / Estação Experimental de Anápolis, localizada as margens da BR 060, Km 121. A altitude do local é 940 m, temperatura média anual de 22°C. com precipitação média de 1450 mm por ano. A evapotranspiração de referência (ETo) será determinada pela Equação de Penman-Monteith, utilizando-se informações de uma estação meteorológica localizada próxima ao local do experimento. Espera-se que os resultados encontrados auxiliem na definição dos melhores níveis de umidade do solo e sistema de irrigação que maximizem a produtividade da melancia, elevando o retorno econômico do agricultor..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Rônega Boa Sorte Vargas - Integrante / Josimar Alberto Perreira - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 2
2007 - 2008
Efeito da irrigação e cobertura do solo sobre o desenvolvimento e produção da pimenta ?bode
Descrição: A cultivar de pimenta ?bode? é a mais produzida no Estado de Goiás, sendo Anápolis um dos principais municípios produtores. O cultivo normalmente é realizado na época de seca, onde predomina umidade relativa do ar baixa e temperatura elevada, favorecendo a evapotranspiração. Assim, a aplicação de água na quantidade adequada e a manutenção umidade do solo próxima a capacidade de campo, são medidas importantes para favorecer o desenvolvimento e produção das culturas. Para pimenta, os estudos desenvolvidos estão voltados para o melhoramento genético, nutrição mineral e controle de pragas, sendo as informações referentes ao manejo da irrigação e a necessidade hídrica da cultura praticamente inexistente. O objetivo deste trabalho será avaliar o efeito das lâminas de irrigação, estimadas a partir da evaporação do Tanque ?Classe A?, aplicadas por gotejamento, em solo coberto por filme de polietileno preto e solo descoberto, no desenvolvimento e produção da cultivar de pimenta pimenta ?bode? (Capsicum chinense). O experimento será desenvolvido na Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas, da Universidade Estadual de Goiás, Anápolis, GO. O delineamento experimental será de blocos casualizados, em esquema fatorial 4 x 2 (lâminas de irrigação de 50, 75, 100 e 125% da ETc e solo coberto por filme de polietileno preto e solo descoberto), com três repetições. Será avaliada a altura da planta a cada 15 dias a partir do transplantio das mudas em campo, a produção de massa verde e massa seca dos frutos, número de frutos por planta. Espera-se disponibilizar informações técnicas sobre o desenvolvimento, produção, manejo da cultura de pimenta ?bode? e do sistema de irrigação por gotejamento, considerando diferentes lâminas de irrigação e uso de cobertura do solo. Incentivar e propiciar a participação de alunos de graduação na iniciação cientifica, visando a formação de profissionais capacitados para desenvolver pesquisas científicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Lucas Henrique Lara - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2006 - 2007
Caracterização hidráulica de diferentes marcas de gotejadores
Descrição: Para obtenção de resultados satisfatórios na irrigação localizada são necessárias informações detalhadas sobre o desempenho hidráulico dos emissores, onde estas informações podem ser utilizadas para melhor dimensionamento e manejo do sistema de irrigação, aplicação da água de forma uniforme e racional, reduzindo custos e amenizando os impactos negativos sobre o solo, planta e recursos hídricos. Desta forma, serão conduzidos no Laboratório de Hidráulica da UnUCET ? Anápolis, GO, testes com as fitas gotejadores não autocompesantes, marca Gi Teip, modelo 8 MIL, com emissores espaçados de 0,30 m e Marca Toro, modelo Aqua-Traxx, com espaçamento entre emissores de 0,20 m. As fitas gotejadoras serão avaliadas nas pressões de serviço variando de 40 a 100 kPa. Será utilizada uma bancada de testes, onde serão ensaiados 4 segmentos de fitas gotejadoras com 5 m de comprimento para cada modelo. Para determinação da vazão será utilizado o método volumétrico. Será calculada a vazão média, desvio padrão, uniformidade de distribuição de água de cada fita gotejadora, coeficiente de variação de fabricação (CVf) e equação de regressão do tipo potencial, que representa a relação pressão x vazão. Espera-se contribuir com informações que auxiliem o agricultor na escolha dos emissores, para aproveitar a máxima potencialidade do sistema de irrigação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Lucas Henrique Lara - Integrante / Oliver da Silva Porto Bernardes - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Cooperação.
2006 - 2007
Caracterização hidráulica de diferente microaspersores
Descrição: Os emissores em irrigação localizada são um dos principais componentes, por isso, sendo de fundamental importância que se conheçam as características hidráulicas dos mesmos, pois podem interferir no dimensionamento e no manejo do sistema de irrigação. Desta forma serão realizados ensaios no Laboratório de Hidráulica da UnUCET, com o objetivo de caracterizar hidraulicamente os microaspersores fabricados pela Plastro, modelos Tornado Mini-Sprinkler e Tornado Ray Jet, com diâmetro dos bocais de 0,9, 1,3;1,7 e 2,0 mm. Os microaspersores são classificados como não autocompensante e de círculo completo (360o). Serão realizados testes para determinação da equação característica que relaciona a vazão x pressão, coeficiente de variação de fabricação (CVf), considerando as pressões de 40, 80, 120, 160 e 200 kPa. Serão analisadas 20 unidades de microaspersores, com três repetições cada tipo de bocal e pressão de trabalho. Espera-se contribuir com informações que auxiliem o agricultor na escolha dos emissores, para aproveitar a máxima potencialidade do sistema de irrigação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Lázaro Carlos Roberto Assis Prado - Integrante / André Luis Miranda dos Santos - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Cooperação.
2005 - 2006
Avaliação da uniformidade de distribuição de água e nutrientes na superfície e no perfil dos leitos de substrato cultivado com melão em ambiente protegido utilizando a irrigação por gotejamento
Descrição: A utilização do sistema de irrigação por gotejamento para aplicação de água e nutrientes, especialmente em sistema hidropônico, poderá resultar na obstrução dos emissores, devido a possíveis reações entre os fertilizantes, de forma que a distribuição dos mesmos no interior dos substratos pode ser alterada, assim como a lâmina total de água aplicada, onde, o tipo de substrato e sua capacidade de absorção de água e nutrientes têm influencia decisiva neste tipo de cultivo. Desta forma, este trabalho tem por objetivo avaliar a uniformidade de distribuição de água e nutrientes, o entupimento dos gotejadores e a condutividade elétrica no perfil dos leitos de substrato em sistema hidropônico. O experimento será realizado na Empresa Xavier & Baliza Ltda - viveiro Hort-Mudas, localizada na Fazenda Formiga, Município de Anápolis ? GO, situada a 16º 19' 36" Sul e 48º 57' 10" Oeste e altitude de 1017 m. O híbrido Jangada F1 será cultivado em delineamento experimental inteiramente casualizado 3 x 2 x 2, com quatro repetições. As variáveis analisadas serão o tipo de substrato (areia lavada 1 e 2 de granulometria média de 0,4 e 0,7 mm , respectivamente e fibra de coco), o formato do leito de cultivo (0,20 x 0,25 m e 0,60 x 0,25 m), que foram escavados no solo e impermeabilizados com plástico e camadas de substrato de 0-0,12 m e 0,12-0,25 m. Espera-se contribuir com informações quanto a uniformidade de distribuição de água e nutrientes pelo sistema de irrigação por gotejamento e no perfil dos substratos e grau de obstrução dos emissores e os índices de condutividade elétrica, na produção do meloeiro em sistema hidropônico sob ambiente protegido, considerando variáveis como o tipo de substrato, formato dos leitos e profundidade de análise no perfil dos leitos de substrato..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Henrique Fonseca Elias de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Bolsa / Empresa Xavier & Baliziza Ltda - Hort Mudas - Cooperação.Número de orientações: 1
2005 - 2006
Vida útil sob condição ambiente e aceitabilidade do melão cultivar jangada produzido em sistema hidropônico
Descrição: Este trabalho objetiva determinar a vida útil sob condição ambiente com temperatura de ± 22ºC e umidade relativa ± 40% e aceitabilidade pós-colheita do melão cultivar Jangada F1 produzido em sistema hidropônico, utilizando substrato e aplicação da solução nutritiva com irrigação por gotejamento. O melão será produzido no viveiro Hort-Mudas, da empresa Xavier & Baliza Ltda, localizada na Fazenda Formiga, Município de Anápolis ? GO, situada a 16º 19' 36" Sul e 48º 57' 10" Oeste e altitude de 1017 m. O meloeiro será cultivado em delineamento inteiramente casualizado com seis tratamentos sendo três tipos de substrato (areia lavada 1 e 2 e fibra de coco) e duas larguras (0,60m e 0,20m) de leito com profundidade de 0,25m. Cada tratamento terá quatro repetições. Os frutos de melão serão colhidos no estádio de maturação comercial apresentando no mínimo 9 ºBrix. Após a colheita e a cada sete dias serão realizadas análises de pH, acidez titulável, sólidos solúveis, relação sólidos solúveis e acidez titulável ?ratio?, perda de massa fresca e análise sensorial pelo método afetivo (teste de consumidor) com o objetivo de determinar a aceitabilidade do produto pelo mercado consumidor. Portanto, a vida útil do produto será determinada de acordo com a análise sensorial realizada. As análises físico-químicas serão realizadas no laboratório de Enzimologia da Universidade Estadual de Goiás ? UEG/Anápolis e a análise sensorial será realizada na área de comercialização de frutas e hortaliças em supermercado localizado na cidade de Anápolis ? GO, com no mínimo 30 provadores consumidores de melão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Delvio Sandri - Integrante / Maria Madalena Rinaldi - Coordenador / Adriana Garcia do Amaral - Integrante / Dayanna Martins Calaça Nunes - Integrante / Gracielly Ribeiro de Alcântara - Integrante / Neuma Aparecida Martins - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2005 - 2006
Avaliação da uniformidade de distribuição de água de microaspersores novos e usados
Descrição: Os emissores em irrigação localizada podem sofrer danos durante sua utilização em campo, interferindo na uniformidade de distribuição de água e no desempenho hidráulico do sistema de irrigação, bem como no manejo da irrigação, onde algumas áreas receberão água em excesso e outras em déficit. Desta forma, serão realizados ensaias em laboratório de dois modelos de microaspersores classificados como não autocompensantes e de círculo completo (360o), tanto novos como usados para determinar as características de funcionamento dos mesmos. Os microaspersores a serem avaliados são o de marca NAANDAN com dispositivo giratório tipo bailarina, bocal laranja com 7 anos de uso em ambiente protegido, funcionando na posição invertida com vazão nominal 120 L h-1 na pressão 200 kPa e o microaspersor marca Plastro, modelo Rondo, bocal verde, vazão nominal de 75 L h-1 na pressão de 200 kPa, utilizado em pomar de laranja com 3 anos de uso. Para determinar o raio de alcance e a equação que relaciona a curva vazão x pressão de cada modelo de microaspersor serão utilizadas 20 amostras de microaspersores novos e 20 retiradas aleatoriamente do campo, que serão ensaiados nas pressões de 50, 100, 150, 200, 250 e 300 kPa. Para determinar a uniformidade de distribuição de água na pressão de 200 kPa, serão utilizadas as 5 amostras de microaspersores que apresentarem valor de vazão média mais próximas para esta pressão, verificado no ensaio para determinar o raio de alcance. Espera-se contribuir com informações que auxiliem o agricultor na determinação do melhor manejo de irrigação, permitindo os ajustes necessários para melhorar a eficiência de irrigação e detectar a influência do tempo de uso destes emissores..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Márcio Mesquita - Integrante / Glauco Tarciso Meirelles d Pina Siqueira - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Cooperação.


Projetos de extensão


2006 - 2007
Acompanhamento e orientação de produtores na redução de perdas pós-colheita e controle de qualidade da alface e do tomate na região de Anápolis - GO
Descrição: Atualmente no Brasil tem ocorrido consideráveis perdas pós-colheita de produtos perecíveis, tais como, frutas e hortaliças. Além disso, a maioria dos produtos hortícolas são comercializados sem a qualidade e padronização desejada pelos consumidores. O estado de Goiás é um grande produtor de tomate e alface, sendo observado grandes perdas desses produtos nos pontos de comercialização no atacado e varejo. Neste sentido, pretende-se acompanhar e orientar os produtores quanto a redução de perdas pós-colheita, controle da qualidade e padronização da alface e tomate comercializadas na região de Anápolis - GO, durante o período de um ano, acreditando ser uma excelente alternativa para melhoria de produção e manuseio desses produtos, aumentando sua renda, resultando na redução dos preços aos consumidores. Espera-se ainda, acompanhar a produção, colheita, classificação, embalagem, transporte e comercialização desses produtos, buscando caracterizar os sistemas de cultivo, classificação e padronização existentes..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Delvio Sandri - Integrante / Maria Madalena Rinaldi - Coordenador / Bruna Nascimento Oliveira - Integrante / Rívia Darla Álvares Amaral - Integrante / Ruiter Lima Morais - Integrante / Drauton Danilo de Jesus Pinto - Integrante / Patrícia Freitas Gois - Integrante.Financiador(es): Universidade Estadual de Goiás - Cooperação / Centrais Abastecimento - Cooperação.
2005 - 2006
Dimensionamento de uma barra de irrigação em ambiente protegido
Descrição: A uniformidade de distribuição de água no interior de casas de vegetação para a produção de mudas de hortaliças é de extrema importância para obtenção de plantas com alto padrão de qualidade e uniformidade no stand das mesmas. O sistema de irrigação mais utilizado atualmente é a microaspersão, porém, nem sempre é possível obter altos índices de uniformidade com este sistema, ao mesmo tempo em que desperdiça água, nutrientes e energia elétrica, por aplicar água nos corredores e para o exterior da casa de vegetação através das laterais da mesma. Neste sentido, este projeto visa o dimensionamento, construção e a semi-automatização de uma barra de irrigação em um lado da casa de vegetação, com vão livre de 7,0 m, com controle semi-automático para acionamento e automático para interrupção no funcionamento da mesma, que deverá deslocar-se em linha reta, irrigando uma faixa retangular, onde será estabelecida a metodologia de funcionamento e especificando todos os seus componentes. A barra de irrigação será desenvolvida em uma casa de vegetação, no viveiro Hort-Mudas, da empresa Xavier & Baliza Ltda, localizada na Fazenda Formiga, Município de Anápolis ? GO, situada a 16º 19' 36"Sul e 48º 57' 10" Oeste e altitude de 1017 m. Espera-se que com a substituição do sistema de irrigação por microaspersão instalado atualmente, pela barra de irrigação, obter elevação nos índices de uniformidade de distribuição de água e de nutrientes, redução no consumo de energia elétrica, mão-de-obra e com isso, reduzir os custos operacionais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Daniel Jerferson de Azevedo Lima - Integrante / André Luiz Milhardes Mendes - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Universidade Estadual de Goiás - Cooperação / Empresa Xavier & Baliziza Ltda - Hort Mudas - Auxílio financeiro.
2005 - 2006
Acompanhar e orientar o agricultor na implantação do cultivo do meloeiro em sistema hidropônico sob cultivo protegido e aceitabilidade deste produto pelo mercado consumidor da região de Anápolis/GO
Descrição: A produção de culturas em ambiente protegido permite o controle das condições ambientais como a temperatura, luminosidade, a umidade relativa do ar, etc, e quando aliada à utilização da hidroponia, é possível também o controle de doenças transmitidas via solo, ao mesmo tempo em que pode reduzir o ciclo das culturas, com aumento da qualidade dos produtos. Praticamente todo o melão consumido no Estado de Goiás é importado de outras regiões do Brasil, elevando o preço do produto ao consumidor. Neste sentido, pretende-se acompanhar e orientar o agricultor quanto a produção do meloeiro em ambiente protegido durante o período de um ano, acreditando ser uma excelente alternativa de diversificação aos agricultores do Estado de Goiás, melhorando sua renda e ao mesmo tempo permitindo redução dos preços aos consumidores. Espera-se ainda, acompanhar sua comercialização e aceitabilidade pelos consumidores considerando a participação da comunidade na avaliação e posteriormente fazer a divulgação das informações obtidas, por meio de publicações de artigos, participação em congressos, apresentação de seminários, confecção de boletins técnicos aos agricultores, etc..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: Delvio Sandri - Coordenador / Adriana Garcia do Amaral - Integrante / Henrique Fonseca Elias de Oliveira - Integrante / Marizete Rodrigues de Souza - Integrante / Leison Martins Teles - Integrante.Financiador(es): Xavier & Baliza Ltda - Auxílio financeiro / Universidade Estadual de Goiás - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1


Revisor de periódico


2006 - Atual
Periódico: Varia Scientia (UNIOESTE)
2008 - Atual
Periódico: Engenharia Agrícola
2008 - Atual
Periódico: Pesquisa Agropecuária Tropical (UFG)
2010 - Atual
Periódico: Revista Caatinga (UFERSA. Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Revista Agrotecnologia
2010 - Atual
Periódico: Irriga (UNESP. CD-ROM)
2017 - Atual
Periódico: Revista Ciência, Tecnologia & Ambiente


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo/Especialidade: Irrigação e Drenagem.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo/Especialidade: Reúso de água.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo/Especialidade: Conservação de Solo e Água.
4.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Sanitária / Subárea: Recursos Hídricos.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Água e Solo/Especialidade: Hidráulica Agrícola.
6.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Engenharia Hidráulica/Especialidade: Tratamento e Disposição Final de Resíduos Sólidos e Líquidos.


Idiomas


Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Inglês
Lê Razoavelmente.
Italiano
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2013
Mensão Honrosa pelo trabalho "Avaliação da perda de carga em diferentes gotejadores on line para uso na irrigação", 19º Congresso de Iniciação Científca da UnB e 10º Congresso de Iniciação Científica do DF.
2009
Patrono do Formandos em Engenharia Agrícola, Turma 2009/2, UnUCET/UEG.
2008
Nome de turma dos formandos em Engenharia Agrícola da UEG - Anápolis, turma 2008/1, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual de Goiás.
2008
Patrono dos formandos em Engenharia Agrícola da UnUCET/UEG - Anápolis, turma 2008/1, Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas da Universidade Estadual de Goiás.
2007
Prof. Homenageado da Turma de formandos 2007/1, Curso de Engenharia Agrícola da Universidade Estadual de Goiás.
2006
Prêmio ODM Universidades - Anápolis (GO) - Prática Referência, Programa Voluntários das Nações Unidas (UNV).
2004
Prêmio BITEC/2004, IEL/SEBRAE/BITEC.
2002
MELHOR TRABALHO apresentado em sessão oral da área de Engenharia de Água e Solo 1 ? Hidráulica aplicada, Irrigação e Drenagem: Desenvolvimento, avaliação, eficiência e análise econômica, XXXI CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA E UFBH.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANDRI, D.2017SANDRI, D.; ROSA, R. R. B. . Atributos químicos do solo irrigado com efluente de esgoto tratado, fertirrigação convencional e água de poço. Journal of Irrigation and Drainage Engineering, v. 22, p. 18-33, 2017.

2.
CUNHA, A. H. N.2016CUNHA, A. H. N. ; SILVA, S. M. C. E. ; SANDRI, D. . Análise sensorial de tomates Sweet Grape em diferentes condições de armazenamento. Multi-Science Journal, v. 1, p. 20-30, 2016.

3.
CUNHA, A. H. N.2016CUNHA, A. H. N. ; FERREIRA, R. B. ; SANDRI, D. . Classificação de tomate sweet grape produzido com efluente de esgoto tratado enriquecido. Global Science and Technology, v. 9, p. 90-96, 2016.

4.
SANDRI, D.2015SANDRI, D.; RINALDI, M.M. ; ISHIZAWA, T. A. ; CUNHA, A. H. N. ; PACCO, H. C. ; FERREIRA, R. B. . ?Sweet grape? tomato post harvest packaging. Engenharia Agrícola (Online), v. 35, p. 1093-1104, 2015.

5.
NASCIMENTO, L. M.2014NASCIMENTO, L. M. ; SPEHAR, C. R. ; SANDRI, D. . Produtividade de cafeeiro orgânico no cerrado após a poda sob diferentes regimes hídricos. Coffee Science, v. 9, p. 354-365, 2014.

6.
SANDRI, D.2014SANDRI, D.; SOUZA, M. A. A. ; ALMEIDA FILHO, W. J. ; SOUZA FILHO . IRRIGAÇÃO DE GRAMADO COM ÁGUA RESIDUÁRIA APLICADA POR GOTEJAMENTO SUBSUPERFICIAL. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 19, p. 01-13, 2014.

7.
CUNHA, A. H. N.2014CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. ; CORTEZ, T. B. ; OLIVEIRA, T. H. . Sweet grape mini tomato grown in culture substrates and effluent with nutrient complementation. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 34, p. 707-715, 2014.

8.
PACCO, H. C.2014PACCO, H. C. ; RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; NEVES, P. H. C. ; VALENTE, R. R. M. . Características de tomate producido con agua tratada en interior y exterior de invernadero. Horticultura Brasileira (Impresso), v. 32, p. 417-425, 2014.

9.
SANDRI, D.2014SANDRI, D.; PERREIRA, J. A. ; VARGAS, R. B. S. . CUSTOS DE PRODUÇÃO E RENTABILIDADE PRODUTIVA DA MELANCIA SOB DIFERENTES LÂMINAS E SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 19, p. 414-429, 2014.

10.
THEBALDI, M. S.2013THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; AVELINO NETO, S. . Qualidade da água para irrigação de um córrego após receber efluente tratado de abate bovino. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 33, p. 109-120, 2013.

11.
RIBEIRO, E. A.2013RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. ; BOENO, J. A. . Qualidade da água de córrego em função do lançamento de efluente de abate de bovino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online), v. 17, p. 425-433, 2013.

12.
THEBALDI, M. S.2013THEBALDI, M. S. ; ROCHA, M.S. ; SANDRI, D. ; FELIZBERTO, A. B. . CARACTERÍSTICAS PRODUTIVAS DO TOMATE IRRIGADO POR DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E QUALIDADES DE ÁGUA. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 18, p. 43-59, 2013.

13.
RINALDI, M.M.2013RINALDI, M.M. ; THEBALDI, M. S. ; ROCHA, M.S. ; SANDRI, D. ; FELIZBERTO, A. B. . QUALIDADE PÓS-COLHEITA DO TOMATE IRRIGADO POR DIFERENTES SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO E QUALIDADES DE ÁGUA. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 18, p. 59-72, 2013.

14.
COLARES, C. J. G.2013COLARES, C. J. G. ; SANDRI, D. . Eficiência do tratamento de esgoto com tanques sépticos seguidos de leitos cultivados com diferentes meios de suporte. Revista Ambiente & Água, v. 8, p. 172-185, 2013.

15.
THEBALDI, M. S.2013THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. ; AVELINO NETO, S. . DIFERENTES TIPOS DE ÁGUA E SEU EFEITO NA UNIFORMIDADE DE GOTEJADORES NA CULTURA DE TOMATE. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 18, p. 212-222, 2013.

16.
RINALDI, M.M.2012RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; OLIVEIRA, B. N. ; SALES, R. N. ; AMARAL, R. D. A. . AVALIAÇÃO DA VIDA ÚTIL E DE EMBALAGENS PARA TOMATE DE MESA EM DIFERENTES CONDIÇÕES DE ARMAZENAMENTO. Boletim do Centro de Pesquisa e Processamento de Alimentos (Online), v. 29, p. 305-316, 2012.

17.
THEBALDI, M. S.2012THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. . Dinâmica de compostos nitrogenados em um córrego receptor de efluente tratado de abate bovino. Revista Agrogeoambiental, v. 4, p. 1-6, 2012.

18.
THEBALDI, M. S.2011THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; AVELINO NETO, S. . Qualidade da água de um córrego sob influência de efluente tratado de abate bovino. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online), v. 15, p. 302-309, 2011.

19.
FERREIRA, D. G.2011FERREIRA, D. G. ; SANDRI, D. . Influência da aplicação das boas práticas de fabricação sobre a quantidade e qualidade do efluente bruto de uma indústria de laticínios em Caldazinha-GO. Revista Brasileira de Ciências Ambientais (Online), v. 20, p. 66-82, 2011.

20.
PACCO, H. C.2011PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; RINALDI, M.M. ; NEVES, P. H. C. ; VALENTE, R. R. M. . Variabilidade de pH, sólidos solúveis, acidez titulável e perda de massa fresca durante o armazenamento de tomates ?Dominador? produzidos em estufa e em ambiente livre. Horticultura Brasileira (Impresso), v. 29, p. S4984-S4992, 2011.

21.
SANDRI, D.2010SANDRI, D.; BESSA, K.S.E. ; MESQUITA, M. ; PRADO, L. C. R. A. . Desempenho de válvulas antigotas e microaspersores. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 30, p. 627-636, 2010.

22.
SANDRI, D.2010SANDRI, D.; MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. . Influência do tempo de uso sobre as características hidráulicas do microaspersor do grupo modular. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 30, p. 1089-1110, 2010.

23.
SANDRI, D.2009SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Alteração química do solo irrigado por aspersão e gotejamento subterrâneo e superficial com água residuária. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online), v. 13, p. 755-764, 2009.

24.
SANDRI, D.2009SANDRI, D.; CORTEZ, D. A. . Parâmetros de desempenho de dezesseis equipamentos de irrigação por pivô central. Ciência e Agrotecnologia (UFLA), v. 33, p. 271-278, 2009.

25.
SANDRI, D.2009SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Características químicas do solo com aplicação de água residuária na cultura de alface por diferentes sistemas de irrigação. Revista DAE, v. 57, p. 1-9, 2009.

26.
RINALDI, M.M.2008RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; RIBEIRO, M.O. ; AMARAL, A.G. . Características físico-químicas e nutricionais de pimentão produzido em campo e hidroponia. Ciência e Tecnologia de Alimentos (Impresso), v. 28, p. 558-563, 2008.

27.
SANDRI, D.2007SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Desenvolvimento da alface Elisa em diferentes sistemas de irrigação com água residuária. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online), v. 11, p. 17-29, 2007.

28.
SANDRI, D.2007SANDRI, D.; RINALDI, M.M. ; SOUZA, M. R. ; OLIVEIRA, H.F.E. ; TELES, L. M. . Desenvolvimento e qualidade do melão cultivado no sistema hidropônico sob diferentes substratos e formato do leito de cultivo. Irriga (UNESP. CD-ROM), v. 12, p. 156-167, 2007.

29.
SANDRI, D.2006SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Teores de nutrientes na alface irrigada com água residuária aplicada por sistemas de irrigação. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 26, p. 45-57, 2006.

30.
SANDRI, D.2006SANDRI, D.; RINALDI, M.M. ; NUNES, D.M.C. ; AMARAL, A.G. . Armazenamento sob condições ambiente e aceitabilidade do melão 'F1 Jangada' produzido em sistema hidropônico. Engenharia Agrícola (Impresso), v. 26, p. 804-812, 2006.

31.
SANDRI, D.2003SANDRI, D.; TESTEZLAF, R. . Metodologia para avaliação do desgaste por abrasão de bocais de aspersores rotativos. Revista Brasileira de Engenharia Agrícola e Ambiental (Online), Campina Grande - PB, v. 7, n.1, p. 7-12, 2003.

32.
SANDRI, D.2003SANDRI, D.; TESTEZLAF, R. . Entupimento de gotejadores usando água residuária tratada com leitos cultivados com macrófitas. Engenharia Agrícola (Impresso), Jaboticabal - SP, v. 23, n.2, p. 257-267, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
FARIAS, J. G. R. ; SANDRI, D. . Produzir Sempre. 1. ed. Anápolis: Gráfica Executiva, 2008. v. 1. 179p .

Capítulos de livros publicados
1.
PEREIRA, R. M. ; QUIRINO, D. T. ; CASAROLI, D. ; VELLAME, L. M. ; SANDRI, D. . Estimativa do índice de área foliar da cana-de-açúcar a partir de imagens do satélite Landsat-8 (OLI). In: Leonardo Tulio. (Org.). Aplicações e princípios do sensoriamento remoto. 1ed.Ponta Grossa: Atena, 2018, v. 1, p. 84-97.

2.
PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; FERREIRA, A. A. ; GOMES, M. A. . IV - Água. In: Solemar Silva Oliveira. (Org.). Ciências Moleculares II. 1ed.Anápolis: Universidade Estadual de Goiás, 2013, v. 2, p. 148-195.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RIOS, G. F. A. ; DOURADO, L. S. L. ; MOREIRA FILHO, M. C. ; SILVA JUNIOR, W. R. ; SANDRI, D. . Métodos de escala e câmera digital comum para mensuração foliar de plantas em campo e experimentação. In: XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2018, 2018, Brasília. Políticas Públicas para o fomento e adoção de tecnologia agropecuárias no Brasil. Jaboticabal: Sbea, 2018. v. 1. p. 9-1.

2.
SILVA JUNIOR, W. R. ; PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; FIGUEIREDO, C. C. . Atributos químicos de um solo irrigado com efluente doméstico tratado no cultivo de pimentão. In: XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2018, 2018. Políticas Públicas para o fomento e adoção de tecnologia agropecuárias no Brasil. Jaboticabal: Sbea, 2018. v. 1. p. 1-8.

3.
D?AVILA, M. L. ; SANDRI, D. . Parâmetros físico-químicos no perfil de leitos cultivados com macrófitas no tratamento de efluente. In: XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2018, 2018, Brasília. Políticas Públicas para o fomento e adoção de tecnologia agropecuárias no Brasil, 2018. v. 1. p. 1-7.

4.
PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; FRANÇA, K. M. C. ; CAMARGO, S. M. P. . Desempenho de gotejadores acoplados a conectores para microtubos de duas e quatro saídas. In: IV Inovagri International Meeting, 2017, Fortaleza. Anais do IV Inovagri International Meeting - 2017. Brasília: ABID, 2017. v. 1.

5.
PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; CAMARGO, S. M. P. ; FRANÇA, K. M. C. ; FIORESE, P. A. . IRRIGAÇÃO DA PIMENTA DE CHEIRO COM EFLUENTE DOMÉSTICO TRATADO SOB DIFERENTES DENSIDADES DE PLANTIO. In: IV Inovagri International Meeting, 2017, Fortaleza. Anais do IV Inovagri International Meeting - 2017, 2017.

6.
PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; CAMARGO, S. M. P. ; FRANÇA, K. M. C. . PERDA DE CARGA EM MICROTUBOS E CONECTORES ACOPLADOS A GOTEJADORES. In: IV Inovagri International Meeting, 2017, Fortaleza. Anais do IV Inovagri International Meeting - 2017, 2017.

7.
PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. ; CUNHA, A. H. N. . RETENÇÃO DE ÁGUA EM DIFERENTES SUBSTRATOS UTILIZADOS NA CULTURA DE HORTALIÇAS. In: X Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingenieria Agricola - CLIA 2012, 2012, Londrina. A Engenharia Agrícola na Evolução dos Sistemas de Produção. Jaboticabal: Sbea, 2012. v. 1. p. 1-8.

8.
GAMA, J. C. ; SANTOS, M. M. S. ; SANDRI, D. ; ASCHERI, D. P. R. A. ; RINALDI, M.M. . Vida útil pós-colheita de frutos de tomate submetidos a biofilme, cera e outras embalagens. In: III Jornadas Internacionais sobre Avanço na Tecnologia de Filmes e Coberturas Funcionais em Alimentos, 2011, Campinas. Agrabio Envases. Campinas: Unicamp, 2011. v. 1. p. 1-4.

9.
THEBALDI, M. S. ; FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. . INTERFERÊNCIA DO LANÇAMENTO DE EFLUENTE TRATADO DE ABATE BOVINO SOBRE A QUALIDADE DA ÁGUA PARA IRRIGAÇÃO DO CÓRREGO JURUBATUBA, ANÁPOLIS ? GO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

10.
AMARAL, A.G. ; NUNES, D.M.C. ; RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. . Vida útil sob condição ambiente e aceitabilidade do melão cultivar jangada produzido em sistema hidropônico. In: IV Seminário de Iniciação Científica, 2006, Anápolis - GO. In: IV Seminário de Iniciação Científica. Anápolis - GO: UEG, 2006. v. 1. p. 166-171.

11.
LIMA, D.J.A. ; MOURA, J. R. ; SANDRI, D. ; SANTOS, H.V.N. ; SILVA, E.M. . Desenvolvimento de uma barra de irrigação para ambiente protegido. In: IV Seminário de Iniciação Científica, 2006, Anápolis. IV Seminário de Iniciação Científica, 2006.

12.
OLIVEIRA, H.F.E. ; SANDRI, D. ; BORGES, G.R. . AVALIAÇÃO DA UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE ÁGUA E NUTRIENTES NA SUPERFÍCIE E NO PERFIL DOS LEITOS DE SUBSTRATO CULTIVADO COM MELÃO EM AMBIENTE PROTEGIDO UTILIZANDO A IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO. In: IV Seminário de Iniciação Científica, 2006, Anápolis. IV Seminário de Iniciação Científica, 2006.

13.
SANTOS, H.V.N. ; SILVA, E.M. ; SANDRI, D. ; LIMA, D.J.A. ; MOURA, J. R. . Uniformidade de distribuição e eficiência de aplicação de água em uma barra de irrigação. In: IV Seminário de Iniciação Científica, 2006, Anápolis. IV Seminário de Iniciação Científica, 2006.

14.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. ; Brunassi, L.A. . Entupimento de gotejadores usando água residuária tratada com leitos cultivados de macrófitas. In: XXXI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2002, Salvador. XXXI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2002. v. 1. p. 1-4.

15.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. ; Brunassi, L.A. . Análise do uso de água residuária no desenvolvimento da alface (Lactuca Sativa L.) usando gotejamento superficial e subterrâneo. In: XXXI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2002, Salvador. XXXI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2002.

16.
SANDRI, D.; TESTEZLAF, R. ; Souza, C.F. . Construção de Sondas de TDR para a Irrigação. In: XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2001, Foz do Iguaçú. CD, 2001.

17.
SANDRI, D.; TESTEZLAF, R. ; Campos, R.F. . ?Efeito do uso de água residuária em sistemas de irrigação por gotejamento superficial e subterrâneo?. In: XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2001, Foz do Iguaçú. XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2001.

18.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Metodologia de Ensaio Para Determinação do Desgaste de Bocais e Durabilidade de Aspersores. In: XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2000, Fortaleza. XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2000.

19.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. . Tratamento e aplicação de Água Residuária na Irrigação: Implantação de um Protótipo Experimental. In: XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2000, Fortaleza. XXIX CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 2000.

20.
SANDRI, D.. Avaliação do Desgaste por Abrasão em Bocais de Aspersores Rotativos. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 1999, Pelotas. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 1999. v. CD. p. tr304.

21.
SANDRI, D.; VALENTIN, M. . Uso de Água Residuária para Irrigação: Implantação de um Protótipo Experimental. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 1999, Pelotas. CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 1999. v. CD. p. Tr294.

22.
SANDRI, D.; CHRIST, A. ; VILAS BOAS, M. A. . Avaliação da Infra-estrutura Hidroponica e do efeito da solução nutritiva no crescimento do pepino (Cucumis Sativus). In: CONGRESSO BRASILEIRO DE ENGENHARIA AGRÍCOLA, 1996, Bauru. Anais. SBEA, 1996. v. 1. p. 556.

23.
SANDRI, D.. Avaliação do desempenho e análise do conforto térmico de ovinos criados em condições de exploração extensiva e semi-extensiva para a região de Cascavel, Pr para as quatro estações do ano. In: Trabalho de conclusão do curso de Graduação, 1996, Cascavel. Trabalho de Conclusão de Graduação do Curso de Engenharia Agrícola, 1996. p. 1-50.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
SANDRI, D.; SILVA JUNIOR, W. R. ; FIGUEIREDO, C. C. . Reúso de efluente de esgoto tratado na produção da cultura do pimentão amarelo. In: XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2018, 2018, Brasília. Políticas Públicas para o fomento e adoção de tecnologia agropecuárias no Brasil. Jaboticabal: Sbea, 2018. v. 1. p. 4-1.

2.
PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; SOUZA, I. J. F. ; SOUSA, D. A. O. . Desenvolvimento e calibração de tensiômetros eletrônicos em um latossolo vermelho-amarelo. In: XLVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2018, 2018, Brasília. Políticas Públicas para o fomento e adoção de tecnologia agropecuárias no Brasil. Brasília: Sbea, 2018. v. 1. p. 1-4.

3.
SANDRI, D.; CAMARGO, S. M. P. ; KERBER, B. F. . Avaliação da perda de carga em gotejadores on line em diferentes pressões. In: XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD, 2014, Brasília. Reservação e alocação das águas para a agricultura irrigada, 2014. v. 1. p. 1-6.

4.
SANDRI, D.; CAMARGO, S. M. P. ; KERBER, B. F. . Determinação da perda de carga em modelos de gotejadores on line. In: XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD, 2014, Brasília. Reservação e alocação das águas para a agricultura irrigada, 2014. v. 1. p. 1-6.

5.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Tensão e solução lixiviada na produção hidropônica com substrato no cultivo de tomate sweet grape. In: XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD, 2014, Brasília. Reservação e alocação das águas para a agricultura irrigada, 2014. v. 1. p. 1-6.

6.
CUNHA, A. H. N. ; VIEIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Qualidade da água de irrigação para reúso agrícola na produção hidropônica de tomate sweet grape. In: XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD, 2014, Brasília. Reservação e alocação das águas para a agricultura irrigada, 2014. v. 1. p. 1-6.

7.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Uso de efluente para complementação de nutrientes no cultivo de sweet grape. In: XLIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2014, Campo Grande. Estratégias para a redução do custo Brasil no agronegócio. Jaboticabal: Associação Brasileira de Engenharia Agrícola, 2014. v. 43. p. 1-9.

8.
RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. ; BUENO, J. A. . Efficiency of stabilization ponds on wastewater treatment of catlle. In: 16th World Congress of Food Science and Technology, 2012, Foz do Iguaçu. ?Addressing Global Food Security and Wellness through Food Science and Technology. Foz do Iguaçu: IUFoST, 2012. v. 1. p. 1-4.

9.
VARGAS, R. B. S. ; SANDRI, D. . INDICADORES DE VIABILIDADE ECONOMICA PARA PRODUÇÃO DE TOMATE SWEET GRAPE EM SISTEMA HIDROPÔNICO. In: X Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2012, 2012, Londrina. A Engenharia Agrícola na Evolução dos Sistemas de Produção. Jaboticabal: Sbea, 2012. v. 1. p. 1-4.

10.
VARGAS, R. B. S. ; SANDRI, D. ; COLARES, C. J. G. ; ROCHA, L. R. . REMOÇÃO DE DBO, FÓSFORO TOTAL E NITROGÊNIO TOTAL DE EFLUENTE EM TANQUES SÉPTICOS SEGUIDOS DE LEITOS COM DIFERENTES MEIOS DE SUPORTE. In: X Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2012, 2012, Londrina. A Engenharia Agrícola na Evolução dos Sistemas de Produção. Jaboticabal: Sbea, 2012. v. 1. p. 1-4.

11.
ROCHA, M.S. ; THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; FELIZBERTO, A. B. . ALTERAÇÃO QUÍMICA DO SOLO IRRIGADO POR GOTEJAMENTO SUPERFICIAL E SUBSUPERFICIAL COM EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS. In: X Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2012, 2012, Londrina. A Engenharia Agrícola na Evolução dos Sistemas de Produção. Jaboticabal: Sbea, 2012. v. 1. p. 1-4.

12.
PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; RINALDI, M.M. ; NEVES, P. H. C. ; VALENTE, R. R. M. . Tomatoes produced in the greenhouse, irrigated with raw water and wastewater, and organoleptic quality. In: International Conference of Agricultural Engineering' CIGR-Ageng 2012, 2012, Valência. Agricultural Engineering. Valência: Ageng, 2012. v. 1. p. 1-6.

13.
PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. ; AMARAL JR, M. A. ; CUNHA, A. H. N. . MODELING OF WATER RETENTION IN SUBSTRATES USED IN PRODUCTION OF TOMATO 'SWEET GRAPE'. In: International Workshop on ' Modeling and Simulation of Food Processing and Operations', 2012, Wien. Modeling and Simulation of Food Processing and Operations. Wien, 2012. v. 1. p. 1-3.

14.
PACCO, H. C. ; AMARAL JUNIOR, M. A. ; SILVA, G. E. C. ; SANDRI, D. ; ASCHERI, D. P. R. A. . Produtividade de tomates ?Sweet Grape? produzida em casa de vegetação e irrigada pelo sistema de gotejamento. In: 52º CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA, 2012, Salvador. Anais .... Campinas: SBO, 2012. v. 1. p. 1-4.

15.
COLARES, C. J. G. ; SANDRI, D. ; BRITO, G. H. M. ; OLIVEIRA, T. C. . EFICIÊNCIA DO TRATAMENTO DE EFLUENTES COM TANQUES SÉPTICOS SEGUIDOS DE LEITOS CULTIVADOS COM DIFERENTES MEIOS DE SUPORTE. In: Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2011, Cuiba. Desenvololovimento de Tecnologias Inovadoras e o Desenvolvimento do Cerrado Brasileiro. Jaboticabal: SBEA, 2011. v. 1. p. 1-7.

16.
CUNHA, A. H. N. ; FERREIRA, R. B. ; VIEIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Interferência de diferentes substratos e solução nutritiva sobre o pH e condutividade elétrica na produção de tomate em hidroponia. In: IX SIC e VI JORNADA, 2011, Anápolis. Iniciação e Pesquisa na UEG. Anápolis: UEG, 2011. v. 1. p. 1-6.

17.
PACCO, H. C. ; CORTEZ, L. A. B. ; SANDRI, D. . Sistema de bomba de calor en la piscicultura. In: XII Congreso Nacional & V Congreso Internacional de Ingeniería Pesquera, 2011, Tacna. Valorando nuestra riqueza ictiológica, preservamos el último eslabón alimenticio de la humanidad. Tecna: COLEGIO DE INGENIEROS DEL PERÚ, 2011. v. 1. p. 1-4.

18.
PACCO, H. C. ; SANDRI, D. ; RINALDI, M.M. ; NEVES, P. H. C. ; VALENTE, R. R. M. . Variabilidade. In: 51º CONGRESSO BRASILEIRO DE OLERICULTURA,, 2011, Viçosa. Hortaliças: da origem para a saúde do consumidor. Vitória da Conquista: ABH. v. 1. p. 1-4.

19.
THEBALDI, M. S. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. ; SANDRI, D. ; LIMA, P. L. T. . UNIFORMIDADE DA IRRIGAÇÃO POR GOTEJAMENTO NO CULTIVO DE TOMATE. In: XL Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2011, 2011, Cuiabá. Geração de Tecnologias Inovadoras e o Desenvolvimento do Cerrado Brasileiro. jaboticabal: SBEA, 2012. v. 1. p. 1-4.

20.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; VALENTE, R. R. M. ; NEVES, P. H. C. ; MATOSO, B. C. . VIDA ÚTIL DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE EM AMBIENTE PROTEGIDO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

21.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. ; THEBALDI, M. S. . CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais, 2010. v. 1. p. 1-4.

22.
SANDRI, D.; VALENTE, R. R. M. ; NEVES, P. H. C. ; MATOSO, B. C. . CULTIVO DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM ÁGUA RESIDÁRIA EM AMBIENTE PROTEGIDO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

23.
VARGAS, R. B. S. ; ROCHA, L. R. ; AVELINO NETO, S. ; SANDRI, D. ; COLARES, C. J. G. . REMOÇÃO DE SÓLIDOS EM TANQUE SÉPTICO MODIFICADO COM PÓS-TRATAMENTO POR LEITOS NÃO CULTIVADOS E LAGOA DE ESTABILIZAÇÃO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. '. p. 1-4.

24.
FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. . CARACTERÍSTICAS QUÍMICAS DE SOLO IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE TRATADO DE ABATE DE BOVINOS E FERTIRRIGAÇÃO CONVECIONAL NO CULTIVO DE TOMATE DE MESA. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

25.
FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; THEBALDI, M. S. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. . PRODUÇÃO E DESENVOLVIMENTO DO TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS E FERTIRRIGAÇÃO CONVENCIONAL. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

26.
ROCHA, L. R. ; VARGAS, R. B. S. ; COLARES, C. J. G. ; AVELINO NETO, S. ; SANDRI, D. . TANQUE SÉPTICO MODIFICADO COM PÓS-TRATAMENTO POR LEITOS NÃO CULTIVADOS E LAGOA DE ESTABILIZAÇÃO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

27.
ROCHA, L. R. ; VARGAS, R. B. S. ; COLARES, C. J. G. ; AVELINO NETO, S. ; SANDRI, D. . TANQUE SÉPTICO MODIFICADO COM PÓS-TRATAMENTO POR LEITOS NÃO CULTIVADOS E LAGOA DE ESTABILIZAÇÃO. In: IX Congresso Latinoamericano e do Caribe de Engenharia Agrícola/ XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o Desenvolvimento das Pequenas Propriedades Rurais. Jaboticabal: SBEA, 2010. v. 1. p. 1-4.

28.
ROSA, R. R. B. ; Martins ; SANDRI, D. . DESEMENHO HIDRÁULICO DO TUBO GOTEJADOR MODELO HYDROGOL. In: IX Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2010 e XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2010, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o desenvolvimento das propriedades familiares. Jaboticabal: Sbea, 2010. v. 1. p. 1-4.

29.
SANDRI, D.; ROCHA, L. R. ; MENDES, A.L.M. ; VARGAS, R. B. S. . PRODUÇÃO DE MELÃO EM AMBIENTE PROTEGIDO IRRIGADO COM ÁGUA RESIDUÁRIA APLICADA POR GOTEJAMENTO. In: IX Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2010 e XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2010, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o desenvolvimento das propriedades familiares. Jaboticabal: Sbea, 2010. v. 1. p. 1-4.

30.
THEBALDI, M. S. ; FELIZBERTO, A. B. ; ROCHA, M.S. ; SANDRI, D. ; AVELINO NETO, S. . MODELAGEM DO OXIGÊNIO DISSOLVIDO EM FUNÇÃO DO LANÇAMENTO DE EFLUENTE TRATADO DE ABATE BOVINO NO CÓRREGO JURUBATUBA, ANÁPOLIS ? GO. In: IX Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2010 e XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2010, 2010, Vitória. A Engenharia Agrícola e o desenvolvimento das propriedades familiares. Jaboticabal: Sbea, 2010. v. 1. p. 1-4.

31.
OLIVEIRA, B. N. ; RINALDI, M.M. ; SALES, R. N. ; AMARAL, R. D. A. ; SANDRI, D. ; COELHO, M. ; VIDAL, V. L. . Características físico-químicas de tomate de mesa cultivar Dominador sob condição ambiente e refrigerada. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2009, Maringa. 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2009. v. 1. p. S6391-S6396.

32.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Efeito da água residuária aplicada por diferentes sistemas de irrigação nas caracterísitcas químicas do solo. In: 3º Workshop uso e reúso de águas residuárias, 2009, São Paulo. 3º Workshop uso e reúso de águas residuárias, 2009.

33.
ALCÂNTARA, G.R. ; RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. . CARACTERÍSTICAS PÓS-COLHEITA E VIDA ÚTIL DO MELÃO AMARELO. In: XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2009, Juazeiro. Planejamento da Bacia Hidrográfica e o Desenvolvimento da Agricultura, 2009.

34.
SANDRI, D.; THEBALDI, M. S. ; RIBEIRO, E. A. ; FELIZBERTO, A. B. . EFICIÊNCIA DE LAGOAS DE ESTABILIZAÇÃO EM SÉRIE PARA TRATAMENTO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS. In: XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2009, Juazeiro. Planejamento da Bacia Hidrográfica e o Desenvolvimento da Agricultura, 2009.

35.
SANDRI, D.; SOUZA, M. A. A. ; ALMEIDA FILHO, W. J. ; SOUZA FILHO . ENTUPIMENTO DE EMISSORES NA IRRIGAÇÃO SUBSUPERFICIAL DE GRAMADO USANDO ÁGUA RESIDUÁRIA. In: XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2009, Juazeiro. Planejamento da Bacia Hidrográfica e o Desenvolvimento da Agricultura, 2009.

36.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; GONCALVES, M. P. . CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DAS VARIEDADES DE JILÓ PORTUGAL E TERESOPÓLIS ARMAZENADAS SOB CONDIÇÃO AMBIENTE. In: XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2009, Juazeiro. Planejamento da Bacia Hidrográfica e o Desenvolvimento da Agricultura, 2009.

37.
RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. . Análises físico-químicas da água do Rio Meia Ponte próximo a usina hidrelétrica do Rochedo. In: XVI Encontro Centro-Oeste de Debates sobre Ensino de Química e Ciências - ECODEQ, 2009, Itumbiara. Encontro Centro-Oeste de Debates sobre Ensino de Química e Ciências, 2009.

38.
CUNHA, J. P. B. ; THEBALDI, M. S. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. ; SANDRI, D. . AVALIAÇÃO DO COEFICIENTE DE UNIFORMIDADE DE DISTRIBUIÇÃO DE UM SISTEMA DE IRRIGAÇÃO POR ASPERSÃO PARA FINS PAISAGÍSTICOS. In: II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009, Anápolis. II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009.

39.
ROCHA, M.S. ; RIBEIRO, E. A. ; THEBALDI, M. S. ; FELIZBERTO, A. B. ; SANDRI, D. . CARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DE ÁGUA DE CORPO HÍDRICO E DE EFLUENTE TRATADO DE ABATEDOURO DE BOVINOS. In: II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009, Anápolis. II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009.

40.
RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. ; BUENO, J. A. ; ROCHA, M.S. . DETERMINAÇÃO DE PARÂMETROS DA QUALIDADE DA ÁGUA DO RIO MEIA PONTE NAS PROXIMIDADES DA USINA HIDRELÉTRICA DO ROCHEDO. In: II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009, Anápolis. II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009.

41.
MATOSO, B. C. ; SANDRI, D. ; NEVES, P. H. C. ; VALENTE, R. R. M. . REÚSO DE ÁGUA RESIDUÁRIA DOMÉSTICA APLICADA POR GOTEJAMENTO NA PRODUÇÃO DO TOMATE DE MESA EM AMBIENTE PROTEGIDO E EM CAMPO. In: VII Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2009, Anápolis. VII Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2009.

42.
FELIZBERTO, A. B. ; SANDRI, D. ; ROCHA, M.S. ; THEBALDI, M. S. ; AVELINO NETO, S. . REÚSO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS APLICADO POR GOTEJAMENTO NO CULTIVO DE TOMATE DE MESA. In: VII Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2009, Anápolis. VII Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2009.

43.
ROSA, R. R. B. ; SANDRI, D. . USO DE DIFERENTES SUBSTRATOS E FREQUÊNCIA DE IRRIGAÇÃO NO CULTIVO DE TOMATE CEREJA EM SISTEMA HIDROPÔNICO. In: II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009, Anápolis. II Jornada de Pós-Graduação da UEG, 2009.

44.
PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. ; COELHO, M. ; VARGAS, R. B. S. ; VIDAL, V. L. . Efeito de níveis de irrigação aplicados por microaspersão, gotejamento e sulco na cultura da melancia. In: Congresso Brasileiro de Olericultura, 2009, Maringa. Congresso Brasileiro de Olericultura, 2009.

45.
VARGAS, R. B. S. ; PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. . IRRIGAÇÃO DA MELANCIEIRA COM DIFERENTES LÂMINAS E SISTEMAS DE IRRIGAÇÃO EM ANÁPOLIS, GO. In: Conird, 2009, Montes Claros. Conird, 2009.

46.
AMARAL, R. D. A. ; SALES, R. N. ; RINALDI, M.M. ; OLIVEIRA, B. N. ; SANDRI, D. . Qualidade pós-colheita de alface convencional, hidropônica e orgânica. In: Congresso Brsileiro de Olericultura, 2009, Maringa. CBO, 2009.

47.
OLIVEIRA, B. N. ; RINALDI, M.M. ; SALES, R. N. ; AMARAL, R. D. A. ; SANDRI, D. . Packaging and storage of salad tomato Dominador cultivate croped in Anápolis - GO. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

48.
BARBOSA, L. S. ; RINALDI, M.M. ; SALES, R. N. ; CARMO, N. R. ; SANDRI, D. . Storage and preservation of watermelon minimally processed in differents packagings and temperature. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

49.
FERREIRA, D. G. ; ASCHERI, D. P. R. A. ; SANDRI, D. . Evaluation of physio-chemical quality of the raw milk originating from farms of the municipal district of Caldazina]ha/GO. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

50.
VARGAS, R. B. S. ; PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Effect of the different level and irrigation system under soil moisture and watermelon crop. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

51.
PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. ; VARGAS, R. B. S. . Effect of irrigation level applied for drip and furrow in the crop of the watermelon. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

52.
LARA, L. H. ; SANDRI, D. ; BERNARDES, O. S. P. . Hydraulic characterization oftwo different drip tape. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

53.
SANDRI, D.; BESSA, K.S.E. ; MESQUITA, M. ; PRADO, L. C. R. A. . Performanceof antidrean valve of the modulate group. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

54.
SANDRI, D.; MESQUITA, M. ; PRADO, L. C. R. A. ; BESSA, K.S.E. . Hydraulic characterization of the Plastro Rondo microsprinkler with discharge rat of 75 L h-1. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

55.
MESQUITA, M. ; SANDRI, D. ; PRADO, L. C. R. A. ; BESSA, K.S.E. . Water distribution profile of modulate group microsprinkler, orange nozzle, for different overlap. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

56.
MESQUITA, M. ; SANDRI, D. ; PRADO, L. C. R. A. ; BESSA, K.S.E. . Water distribution profile of Rondo microsprinkler with green nozzle under different overlap. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

57.
PEREIRA, E. A. A. ; SANDRI, D. . Vegetable farmers profile from Anápolis - GO. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

58.
PEREIRA, E. A. A. ; SANDRI, D. . Water quality used in the vegetable irrigation in Anápolis - GO. In: International Conference of Agricultural Engineering XXXVII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola ASABE ILES VIII, 2008, Foz do Iguaçú. Technology for All: Sharing the Knowledge for Development, 2008.

59.
AMARAL, R. D. A. ; SALES, R. N. ; RINALDI, M.M. ; OLIVEIRA, B. N. ; SANDRI, D. ; VIDAL, V. L. . Qualidade pós-colheita de alface convencional, hidropônica e orgânica. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura é promoção da Associação Brasileira de Horticultura, 2008, Maringa. Horticultura: Esse é o nosso negócio, 2008.

60.
OLIVEIRA, B. N. ; RINALDI, M.M. ; SALES, R. N. ; AMARAL, R. D. A. ; SANDRI, D. ; COELHO, M. . Características físico-químicas de tomate de mesa cultivar Dominador sob condição ambiente e refrigerada. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura é promoção da Associação Brasileira de Horticultura, 2008, Maringá. Horticultura: Esse é o nosso negócio, 2008.

61.
PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. ; COELHO, M. ; VARGAS, R. B. S. ; VIDAL, V. L. . Efeito de níveis de irrigação aplicados por microaspersão, gotejamento e sulco na cultura da melancia. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura é promoção da Associação Brasileira de Horticultura, 2008, Maringá. Horticultura: Esse é o nosso negócio, 2008.

62.
VARGAS, R. B. S. ; PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Efeito de Diferentes lâminas e sistemas de irrigação sobre a umidade do solo e produtividade da melancia. In: VI Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2008, Anápolis. VI Seminário de Iniciação Científica da UEG. Anápolis: UEG, 2008.

63.
LARA, L. H. ; SANDRI, D. . Efeito da irrigação e cobertura do solo sobre o desenvolvimento da pimenta malagueta. In: VI Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2008, Anápolis. VI Seminário de Iniciação Científica da UEG, 2008.

64.
PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. ; VARGAS, R. B. S. . Cultivo da melancia irrigada por gotejamento e sulco submetida a diferentes lâminas de irrigação. In: III Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2008, Anápolis. III Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2008.

65.
FERREIRA, D. G. ; SANDRI, D. ; ASCHERI, D. P. R. A. . Avaliação da aceitabilidade das boas práticas de fabricação por colaboradores de laticínios. In: III Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2008, Anápolis. III Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2008.

66.
PERREIRA, J. A. ; SANDRI, D. ; COELHO, M. ; VARGAS, R. B. S. ; VIDAL, V. L. . Efeito de níveis de irrigação aplicados por microaspersão, gotejamento e sulco na cultura a melancia. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2008, Maringa. 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2008. v. 1. p. S6039-S6045.

67.
AMARAL, R. D. A. ; SALES, R. N. ; RINALDI, M.M. ; OLIVEIRA, B. N. ; SANDRI, D. ; VIDAL, V. L. ; COELHO, M. . Qualidade pós-colheita de alface convencional, hidropônica e orgânica. In: 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2008, Maringa. 48º Congresso Brasileiro de Olericultura, 2008. v. 1. p. S6379-S6384.

68.
SANDRI, D.; CORTEZ, D. A. . Desempenho de quatro pivôs centrais localizados no Distrito Federal. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

69.
OLIVEIRA, H.F.E. ; SANDRI, D. ; BORGES, G.R. . Uniformidade de distribuição de água e análise da condutividade elétrica da solução nutritiva na irrigação por gotejamento em hidroponia. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal, 2007.

70.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; NUNES, D.M.C. . Aceitabilidade do melão ?F1 Jangada? produzido em sistema hidropônico. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

71.
SANDRI, D.; RINALDI, M.M. ; RIBEIRO, M.O. ; AMARAL, A.G. . Aceitabilidade de pimentão armazenado sob condição ambiente. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

72.
LARA, L. H. ; BERNARDES, O. S. P. ; SANDRI, D. . Características hidráulicas de uma fita gotejadorta. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

73.
MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. . Características hidráulicas do microaspersor Green Spin 105 L h-1. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, B. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. J: SBEA, 2007.

74.
BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; MESQUITA, M. ; SANDRI, D. . Avaliação hidráulica do microaspersor do grupo modular com vazão de 120 L h-1. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

75.
MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. . Distribuição de água do microaspersor Green Spin com bocal verde em diferentes sobreposições. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

76.
PRADO, L. C. R. A. ; BESSA, K.S.E. ; MESQUITA, M. ; SANDRI, D. . Distribuição de água do microaspersor do grupo modular com bocal laranja em diferentes sobreposições. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2007, Bonito. XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2007.

77.
ALCÂNTARA, G.R. ; RINALDI, M.M. ; AMARAL, A.G. ; SANDRI, D. . Vida útil de melão amarelo sob condição ambiente. In: II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007, Anápolis. II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007. p. 90-90.

78.
ALCÂNTARA, G.R. ; COSTA, G. ; RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; AMARAL, A.G. . Qualidade pós-colheita e vida útil do melão amarelo. In: V Seminário de Iniciação Científica, 2007, Anápolis. V Seminário de Iniciação Científica. Anápolis: UEG, 2007.

79.
MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. . Avaliação de sistema anti-gotas em microaspersores para ambiente protegido. In: V Seminário de Iniciação Científica, 2007, Anápolis. V Seminário de Iniciação Científica. Anápolis: UEG, 2007.

80.
MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. . Avaliação da uniformidade de distribuição de água de microaspersores novos e usados. In: V Seminário de Iniciação Científica, 2007, Anápolis. V Seminário de Iniciação Científica. Anápolis: UEG, 2007.

81.
PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. ; MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. . Caracterização hidráulica de diferentes microaspersores. In: V Seminário de Iniciação Científica, 2007, Anápolis. V Seminário de Iniciação Científica. Anápolis: UEG, 2007.

82.
LARA, L. H. ; SANDRI, D. ; BERNARDES, O. S. P. . Caracterização hidráulica de diferentes marcas de microaspersores. In: V Seminário de Iniciação Científica, 2007, Anápolis. V Seminário de Iniciação Científica. Anápolis: UEG, 2007.

83.
FRANCO, V. R. ; SANDRI, D. . Desenvolvimento do jiloeiro irrigado por gotejamento e cápsulas porosas. In: V Semana de Iniciação Científica da UEG, 2007, Anápolis. V Semana de Iniciação Científica da UEG, 2007.

84.
PRADO, L. C. R. A. ; SOUZA, M. R. ; SANDRI, D. ; OLIVEIRA, H.F.E. ; TELES, L. M. . Desenvolvimento e produção do melão híbrido F1 Jangada cultivado em sistema hidropônico em diferentes substratos. In: XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola, 2006, Joâo Pessoa. XXXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Jaboticabal: SBEA, 2006.

85.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Uniformidade de distribuição de água residuária na superfície e no interior do solo sob condições de irrigação por aspersão, gotejamento subterrâneo e superficial. In: XXXII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2003, 2003, Goiânia. XXXII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2003, 2003.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
FRANCA, K. M. C. ; SANDRI, D. ; CAMARGO, S. M. P. ; FIORESE, P. A. . Produtividade da pimenta irrigada com efluente tratado em diferente densidade de planti. In: 22º Congresso de IC da UnB e 13º do DF, 2016, Brasília. Sustentabilidade: o futuro em nossas mãos. Brasília: UnB, 2016. v. 1. p. 1-1.

2.
CAMARGO, S. M. P. ; SANDRI, D. ; FRANCA, K. M. C. ; FIORESE, P. A. . Reúso de efluente tratado aplicado por gotejamento em diferente densidade de plantio no cultivo de pimenta. In: 22º Congresso de IC da UnB e 13º do DF, 2016. Sustentabilidade: o futuro em nossas mãos. Brasília: UnB, 2016. v. 1. p. 1-1.

3.
DOURADO, L. S. L. ; MOREIRA FILHO, M. C. ; SILVA JUNIOR, W. R. ; SANDRI, D. ; RIOS, G. F. A. . Mensuração fenológica e fotogrametria foliar de baixo custo. In: 22º Congresso de IC da UnB e 13º do DF, 2016, Brasília. Sustentabilidade: o futuro em nossas mãos. Brasília: UnB, 2016. v. 1. p. 1-1.

4.
CAMARGO, S. M. P. ; SANDRI, D. ; FRANCA, K. M. C. . Quantificação de sais em efluente tratado com tanques sépticos seguidos de leitos cultivados. In: 21º Congresso de Iniciação Científica da UnB e 12º do Distrito Federal, 2015, Brasilia. Sustentabilidade: o futuro em nossas mãos. Brasília: UnB, 2015. v. 1. p. 1-1.

5.
FRANCA, K. M. C. ; SANDRI, D. ; CAMARGO, S. M. P. . Remoção de carga orgânica e coliformes em efluente tratado com tanques sépticos e leitos cultivados. In: 21º Congresso de Iniciação Científica da UnB e 12º do Distrito Federal, 2015, Brasília. Sustentabilidade: o futuro em nossas mãos. Brasília: UnB. v. 1. p. 1-1.

6.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Physico-chemical and microbiological characterization sweet grape produced in growing substrates treated sewage effluent. In: 9th International Symposium AgroEnviron, 2014, Goiânia. 9th International Symposium AgroEnviron, 2014. v. 1. p. 1-1.

7.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Classificação de tomate produzido com água residuária. In: XI Seminário de Iniciação Científica e VIII Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação, 2013, Anápolis. Seminário de Iniciação Científica, 2013. v. 1. p. 1-1.

8.
PACCO, H. C. ; CORTEZ, L. A. B. ; SANDRI, D. ; Reis, E.F. . TECNOLOGIA DE SISTEMA DE BOMBA DE CALOR EM CASCATA PARA DESIDRATAÇÃO E RESFRIAMENTO DE TOMATE INDUSTRIAL. In: 5º Congresso Brasileiro de Tomate Industrial, 2011, Goiâia. Tomate Industrial. Goiânia: UFG, 2011. v. 1. p. 1-1.

9.
MESQUITA, M. ; BESSA, K.S.E. ; PRADO, L. C. R. A. ; SANDRI, D. . Avaliação hidráulica do microaspersor do grupo modular, bocal laranja novo. In: II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007, Anápolis. II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007. p. 91-91.

10.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; AMARAL, A.G. . Qualidade e vida útil do melão híbrido F1 Jangada sob condição ambiente. In: II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007, Anápolis. II Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG, 2007. p. 87-87.

11.
SANDRI, D.; Meschede, D.K. ; Ribeiro Jr., C.C. . The salicylic acid efect in the germinative performance of the soybean (glycine max (l.) Merril) seeds. In: CONFERÊNCIA MUNDIAL DE SOJA (VII Conferencia Mundial de Pesquisa de soja - WSRC VII - IV Conferência Internacional de Processamento e Utilização de Soja - ISPUC IV - III Congresso Brasileiro de soja), 2004, Foz do Iguaçu. CONFERÊNCIA MUNDIAL DE SOJA, 2004.

12.
SANDRI, D.; Ribeiro Jr., C.C. ; Meschede, D.K. . Effect of salicylic acid in plant of soybean (Glycine max L.) Merrill under two types of soils under conditions of deficit water. In: CONFERÊNCIA MUNDIAL DE SOJA (VII Conferencia Mundial de Pesquisa de soja - WSRC VII - IV Conferência Internacional de Processamento e Utilização de Soja - ISPUC IV - III Congresso Brasileiro de soja), 2004, Foz do Iguaçu. CONFERÊNCIA MUNDIAL DE SOJA, 2004.

Artigos aceitos para publicação
1.
CUNHA, A. H. N. ; VIEIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Caracterización fisicoquímica y microbiológicos de los mini tomates Sweet Grape producidos con sustratos y aguas residuales tratadas. Fronteiras: Journal of Social, Technological and Environmental Science, 2018.

Apresentações de Trabalho
1.
D?AVILA, M. L. ; SANDRI, D. . Parâmetros físico-químicos no perfil de leitos cultivados com macrófitas no tratamento de efluente. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
SILVA JUNIOR, W. R. ; PEREIRA, R. M. ; SANDRI, D. ; FIGUEIREDO, C. C. . Atributos químicos de um solo irrigado com efluente doméstico tratado no cultivo de pimentão. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
SANDRI, D.; SILVA JUNIOR, W. R. ; FIGUEIREDO, C. C. . Reúso de efluente de esgoto tratado na produção da cultura do pimentão amarelo. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
SANDRI, D.. Tratamento de esgoto e reúso de água na irrigação. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
SANDRI, D.; CAMARGO, S. M. P. ; KERBER, B. F. . Avaliação da perda de carga em gotejadores on line em diferentes pressões. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
SANDRI, D.; CAMARGO, S. M. P. ; KERBER, B. F. . Determinação da perda de carga em modelos de gotejadores on line. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Tensão e solução lixiviada na produção hidropônica com substrato no cultivo de tomate sweet grape. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CUNHA, A. H. N. ; VIEIRA, J. A. ; SANDRI, D. . Qualidade da água de irrigação para reúso agrícola na produção hidropônica de tomate sweet grape. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
CUNHA, A. H. N. ; SANDRI, D. ; VIEIRA, J. A. . Uso de efluente para complementação de nutrientes no cultivo de sweet grape. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. ; BOENO, J. A. . Efficiency of stabilization ponds on wastewater treatment of catlle. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
RIBEIRO, E. A. ; SANDRI, D. ; BOENO, J. A. . Concentrações de zinco, cobre, sódio e molibdênio nas águas do córrego Jurubatuba no município de Anápolis/GO. 2011. (Apresentação de Trabalho/Outra).

12.
SANDRI, D.; VALENTE, R. R. M. ; NEVES, P. H. C. ; MATOSO, B. C. . CULTIVO DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM ÁGUA RESIDÁRIA EM AMBIENTE PROTEGIDO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; VALENTE, R. R. M. ; NEVES, P. H. C. ; MATOSO, B. C. . VIDA ÚTIL DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE EM AMBIENTE PROTEGIDO. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; ROCHA, M.S. ; FELIZBERTO, A. B. ; THEBALDI, M. S. . CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Efeito da água residuária aplicada por diferentes sistemas de irrigação nas caracterísitcas químicas do solo. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. . CONSERVAÇÃO PÓS-COLHEITA DAS VARIEDADES DE JILÓ PORTUGAL E TERESOPÓLIS ARMAZENADAS SOB CONDIÇÃO AMBIENTE. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
SANDRI, D.; THEBALDI, M. S. ; ROCHA, M.S. ; RIBEIRO, E. A. ; FELIZBERTO, A. B. . Eficiência de lagoas de estabiizaão para tratamento de efluente de abate de bovinos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
SANDRI, D.; SOUZA, M. A. A. ; ALMEIDA FILHO, W. J. ; SOUZA FILHO . ENTUPIMENTO DE EMISSORES NA IRRIGAÇÃO SUBSUPERFICIAL DE GRAMADO USANDO ÁGUA RESIDUÁRIA. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
RINALDI, M.M. ; SANDRI, D. ; NUNES, D.M.C. ; AMARAL, A.G. . Aceitabilidade do melão "F1 Jangada" produzido em sistema hidropônico. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
SANDRI, D.; Brunassi, L.A. ; TESTEZLAF, R. . Análise do uso de água residuária no desenvolvimento da alface (Lactuca sativa L.) usando gotejamento superficial e subterrâneo. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; Brunassi, L.A. ; TESTEZLAF, R. . Entupimento de gotejadores usando água residuária tratada com leitos cultivados com macrófitas. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Metodologia de ensaio para determinação do desgaste de bocais e durabilidade de aspersores. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
SANDRI, D.; VALENTIN, M. ; MATSURA, E. E. . Tratamento e aplicação de água residuária na irrigação: Implantação de um protótipo experimental. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
SANDRI, D.; VALENTIN, M. . Uso de água residuária para irrigação: implantação de um protótipo experimental. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. . Avaliação do Desgaste por Abrasão em Bocais de Aspersores Rotativos. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
SANDRI, D.. Avaliação do desempenho e análise do conforto térmico de ovinos criados em condições de exploração extensiva e semi-extensiva para a região de Cascavel, Pr para as quatro estações do ano. 1995. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
SANDRI, D.. Avaliação de ligações para estruturas não convencionais para telhados, confeccionadas com madeira e arame de aço. 1994. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SANDRI, D.. Entenda como a água de esgoto tratada pode ser reaproveitada. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
SANDRI, D.; CAPPI, L. G. . Projeto recupera água a partir de esgoto. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
SANDRI, D.; VARGAS, R. . Crise Hídrica. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
SANDRI, D.; GUERREIRO, S. . Que tal reutilizar a água que desce pela pia da cozinha para regar plantas?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
SANDRI, D.; OLIVEIRA, G. . Tensiômetro indica hora certa de irrigar alface. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

6.
SANDRI, D.. Como Irrigar Cebola. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

7.
SANDRI, D.; OLIVEIRA, G. . Sistema de Irrigação Recomendado para Folhosas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
LIMA, D.J.A. ; SANDRI, D. . Dimensionamento de uma barra de irrigação em ambiente protegido. 2006. (Relatório de pesquisa).

2.
SANTOS, H.V.N. ; SANDRI, D. . Uniformidade de distribuição e eficiência de aplicação de água em uma barra de irrigação em ambiente protegido. 2006. (Relatório de pesquisa).

3.
OLIVEIRA, H.F.E. ; SANDRI, D. . Avaliação da uniformidade de distribuição de água e nutrientes na superfície e no perfil dos leitos de substrato cultivado com melão em ambiente protegido utilizando a irrigação por gotejamento. 2006. (Relatório de pesquisa).

4.
SANDRI, D.. Reúso de água na agricultura. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
SANDRI, D.. Hidroponia. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
SANDRI, D.. Reúso de Águas Residuárias. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. . Avaliação do desgaste por abrasão de aspersores rotativos ocasionado pela mistura sólido-líquida (areia - água). 1999. (Relatório de pesquisa).

8.
SANDRI, D.; AVELINO NETO, S. . Curso básico de irrigação. 1998. .

9.
SANDRI, D.; MATSURA, E. E. . Avaliação do desgaste por abrasão de aspersores rotativos ocasionado pela mistura sólido-líquida (areia - água). 1998. (Relatório de pesquisa).

10.
SANDRI, D.; AVELINO NETO, S. . Curso básico de irrigação. 1997. .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
NAVARRO, R. D.; SANDRI, D.. Participação em banca de Moisés Seixas Nunes. Caracterização da água de igarapés na piscicultura em Manaus e Iranduba - AM. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciências Ambientais) - Universidade de Brasília.

2.
SANDRI, D.; SOUZA, M. A. A.; SILVA JUNIOR, J. J.. Participação em banca de Osli Camilo Barreto Junior. Ozonização como pós-tratamento de efluente de esgoto doméstico tratado. 2018. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

3.
SANDRI, D.; PEREIRA, R. M.; MESQUITA, M.. Participação em banca de Jesus Manuel Perez Clara. Desenvolvimento e avaliação de um sistema de filtragem pressurizado para efluente doméstico. 2018. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
FERREIRA, A. A.; SANDRI, D.; CAMPOS, A. J.. Participação em banca de Carolina Carvalho Sena. Diferentes lâminas de irrigação e cobertura do solo no cultivo da abobrinha-italiana. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

5.
SANDRI, D.; SILVA, C. L.; SOUZA, M. A. A.. Participação em banca de Ana Paula Reis. Tanques sépticos seguidos de leitos cultivados com diferentes espécies de macrófitas no tratamento de esgoto. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

6.
SILVA, C. L.; SANDRI, D.. Participação em banca de André Keiti Ide. Cálculo da evapotranspiração de referência e da necessidade de irrigação ao longo do projeto de integração do Rio São Franscisco. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

7.
SANDRI, D.; RIOS, G. F. A.; SILVA JUNIOR, J. J.. Participação em banca de Jazmin del Carmen de la Cruz Magaña. Influência nos atributos da água e do solo e no nível do lençol freático após lançamento de efluente em valas de infiltração. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

8.
JUNQUEIRA, A. M. R.; SANDRI, D.. Participação em banca de Karlos Edward Rodrigues Santana. Tratamento de água com Tiam e Mancozeb por ozonização, carvão ativado, areia e vermiculita. 2015. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

9.
SANDRI, D.; COSTA, O. S.; VIEIRA, J. A.; ALVEZ JUNIOR, J.. Participação em banca de Ananda Helena Nunes Cunha. Cultivo de tomate Sweet Grape em hidroponia com diferentes substratos utilizando água residuária. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

10.
ALMEIDA, R. A.; SANDRI, D.; KOPP, K. A.. Participação em banca de Fernando Ernesto Ucker. Eficiência do capim vetiver (Vetiveria Zizanioides L. Nash) no tratamento de esgoto sanitário. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia do Meio Ambiente) - Universidade Federal de Goiás.

11.
MATSURA, E. E.; SANDRI, D.; SOUZA, Z. M.. Participação em banca de Allan Charlles Mendes de Sousa. Irrigação com efluente de esgoto doméstico em área de cultivo de cana-de-çúcar. 2012. Dissertação (Mestrado em Curso de pos-graduação em Engenharia Agricola) - Universidade Estadual de Campinas.

12.
QUEIROZ, S. O. P.; SANDRI, D.; ROCHA, R. C.. Participação em banca de Adelmo Alves de Queiróz. Reúso de efluente doméstico na irrigação por gotejamento do tomateiro. 2012. Dissertação (Mestrado em Horticultura Irrigada) - Universidade do Estado da Bahia.

13.
SILVA, C. L.; OLIVEIRA, C. A. S.; SANDRI, D.. Participação em banca de Antonio Fabrício do Espirito Santo. Condutividade hidráulica saturada em função do tipo e uso do solo e métodos de determinação. 2011. Dissertação (Mestrado em Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária) - Universidade de Brasília.

14.
ALMEIDA, R. A.; SANDRI, D.; CARVALHO, E. H.. Participação em banca de Douglas Perreira da Silva Pitaluga. Avaliação de diferentes substratos no tratamento de esgotos sanitários por zona de raízes. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Cívil) - Pesquisa Agropecuária Tropical (UFG).

15.
SANDRI, D.; GRIEBELER, N. P.; COSTA, O. S.. Participação em banca de Rodrigo de Rezende Borges Rosa. Alteração química do solo irrigado por gotejamento e microaspersão com água residuária no cultivo da bananeira. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

16.
SANDRI, D.; ALMEIDA, R. A.; VIANA, P. M. F.. Participação em banca de Carla Jovania Gomes Colares. Tratamento de esgoto de uma unidade universitária com tanques sépticos seguidos de leitos cultivados com diferentes meios de suporte. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

17.
ALMEIDA, R. A.; AGUILA, N. K. S.; SANDRI, D.. Participação em banca de Karina eliane Quege. Tratamento de esgoto sanitário pelo sistema zona de raízes utilizando plantas de bambu. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Goiás.

18.
COSTA, O. S.; SANDRI, D.; OLIVEIRA, S. B.. Participação em banca de Rúbia Pina Luchetti Camargo. Estudo dos resíduos gerados na ETA de Anápolis - GO: caracterização e quantificação. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

19.
TESTEZLAF, R.; MATSURA, E. E.; SANDRI, D.. Participação em banca de Márcio Mesquita. Avaliação dos componentes hidráulicos e do material filtrante em filtro de areia utilizados na irrigação. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Campinas.

20.
SANDRI, D.; COSTA, O. S.; ALMEIDA, R. A.. Participação em banca de Ellon Alves Ribeiro. Eficiência da estação de tratamento de efluentes de abatedouro bovino e impacto de seu lançamento sobre o corpo hídrico. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

21.
ALMEIDA, R. A.; AGUILA, N. K. S.; SANDRI, D.. Participação em banca de Eurivan Alves Mendonça. Disposição de eflunetes de estação de tratamento de esgoto industrial em solo vegetado com bambu. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Goiás.

22.
ALMEIDA, R. A.; CARVALHO, E. H.; SANDRI, D.. Participação em banca de Daniela de souza Silva Bufaiçal. Eficiência do leito de macrófitas na remoção de ovos de helmintos e de coliformes termotolerantes de lodo de esgoto sanitário. 2010. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Goiás.

23.
BORGES, J. D.; LEANDRO, W. M.; SOUZA, E. R. B.; SANDRI, D.. Participação em banca de Aquiria Alvarenga Perreira. Metais pesados e micronutrientes no solo e em plantas de Brachiaria decumbens Stapf. às margens de rodovias. 2009. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás.

24.
SANDRI, D.; MAROUELLI, W. A.; GRIEBELER, N. P.. Participação em banca de Josimar Alberto Pereira. Resposta da cultura da melancia à diferentes lâminas e sistemas de irrigação. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

25.
SANDRI, D.; MOURA, C. L.; ASCHERI, D. P. R. A.. Participação em banca de Denise Gonsalvez Ferreira. Influência da aplicação das boas práticas de fabricação sobre a quantidade e qualidade do efluete bruto de uma industria de laticínos em Caldazinha - GO. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

Teses de doutorado
1.
STONE, L. F.; CORECCHEL, V.; SANDRI, D.; SILVEIRA, P. M.; HEINAMANN, A. B.. Participação em banca de Rui da Silva Andrade. Efeitos de culturas de cobertura na qualidade física do solo sob plantio direto. 2008. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás.

2.
OLIVEIRA, L. F. C.; GRIEBELER, N. P.; SILVA, V. C.; CARVALHO, D. F.; SANDRI, D.. Participação em banca de André Luiz Ribas de Oliveira. Risco climático e fator de resposta das culturas da cana-de-açúcar e do trigo para o estado de Goiás e DIstrito Federal. 2006. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade Federal de Goiás.

Qualificações de Doutorado
1.
FAGIOLI, M.; SANDRI, D.; AMABILI, R. F.; VEIGA, A. D.; ROCHA, O. C.. Participação em banca de Inácio Barbosa Borges. Consumo hídrico e desenvolvimento do cafeeiro recepado condicionado pela braquiária e regimes hídircos no Cerrado. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
SIQUEIRA, E. Q.; SANDRI, D.; REIS, R. P. A.. Participação em banca de Douglas Pereira da Silva Pitaluga e Rogério deAraújo Almeida. Tratamento de esgoto doméstico por zona de raízez precedida de tanque séptico. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Engenharia Cívil) - Universidade Federal de Goiás.

2.
SANDRI, D.. Participação em banca de Denise Golsalves Fereira. A educação popular como instrumento motivador da vigilância em saúde ambiental dos trabalhadores em laticínios. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Saúde e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Goiás.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SANDRI, D.; RIOS, G. F. A.; SILVA JUNIOR, J. J.. Participação em banca de Maira Lopes D'avila.Atributos físico-químico no perfil de leitos cultivados no tratamento de efluentes. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

2.
SANDRI, D.; RIOS, G. F. A.; SILVA JUNIOR, J. J.. Participação em banca de Lucas Prado Lima.Alteração de atributso na água e no nível do lençol freático após disposição de efluente em valas de infiltração. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

3.
SILVA, C. L.; SANDRI, D.. Participação em banca de Henrique Luis Pierdoná.Comparação dos métodos de Penman Monteith original e da razão de Bowen para estimativa da evapotranspiração da cultura e dos coeficiente de cultivo da soja. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
GOMES, L. N. L.; SANDRI, D.. Participação em banca de FLORA LYN DE ALBUQUERQUE FUJIWARA e LUANA SILVA SANTO.Telhado verde como tecnologia urbana sob uma perspectiva da qualidade e quantidade de água drenada. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Engenharia) - Universidade de Brasília.

5.
SANDRI, D.; SILVA, C. L.; MANDARINO, R. A.. Participação em banca de Rodnei Felix Aires Barrêto.Caracterização de uma barragem de terra e procedimentos para concessão de outorga no Distrito Federal. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

6.
SILVA, C. L.; SANDRI, D.; LEAO, T. P.. Participação em banca de Micaela Souza Ferreira.Influência de variáveis climáticas no desempenho da irrigação por aspersão. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Faculdade de Agronomia) - Universidade de Brasília.

7.
SANDRI, D.; AVELINO NETO, S.. Participação em banca de Leonardo Raef Rocha.Desempenho de tanques sépticos modificados e de leitos não cultivados no tratamentos de efluentes. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

8.
SANDRI, D.; AVELINO NETO, S.. Participação em banca de Alberto Batista Felizberto.Produção de tomate de mesa irrigado por gotejamento com efluente de abate de bovinos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

9.
SANDRI, D.; AVELINO NETO, S.. Participação em banca de Michael Silveira Thebaldi.Influência do lançamento de efluentes de abate de bovinos no Córrego Jurubatuba em Anápolis - GO. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

10.
SANDRI, D.; PERREIRA, J. A.; RAMOS, M. V. V.. Participação em banca de Lucas Henrique Lara.Desenvolvimento e produção da pimenta bode irrigada com diferentes lâminas de irrigação. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

11.
SANDRI, D.; PERREIRA, J. A.; RAMOS, M. V. V.. Participação em banca de Rodrigo de Rezende Borges Rosa.Efeito do tipo de substrato e intensidade de aplicação de solução nutritiva na produção de tomate cereja em hidroponia. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

12.
SANDRI, D.; RAMOS, M. V. V.; BEZERRA, J. M.. Participação em banca de Elvira Aparecida Assunção Pereira.Qualidade da água utilizada na irrigação de hortaliças em Anápolis - GO. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

13.
SANDRI, D.; PERREIRA, J. A.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Francisleno Ferreira Herculano.Irrigação do pepino japonês com água residuária aplicada por gotejamento. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

14.
SANDRI, D.; NISCHI, E.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Wesley Borges de Mesquita.Desempenho hidráulico de três modelos de tubo gotejadores. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

15.
SANDRI, D.; PERREIRA, J. A.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Laurindo Flôres Marcolan.Desenvolvimento inicial do tomate de mesa em ambiente protegido em sistema hidropônico. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

16.
SANDRI, D.; RAMOS, M. V. V.; SALES, R. N.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Natally do CarmoRibeiro.Conservação de banana nanicão e prata armazenadassob condição ambiente e refrigerada. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

17.
RAMOS, M. V. V.; SANDRI, D.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Giulliano Dias Lima.Uso de vinhça em agroecossistemas. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

18.
SANDRI, D.; NISCHI, E.. Participação em banca de Márcio Mesquita.Desempeho hidráulico de diferentes microaspersores novos e usados. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

19.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.. Participação em banca de Kady Salomão Espíndola Bessa.Desempenho de válvula anti-gotas e de microaspersores para ambiente protegido. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

20.
SILVA, M.N.; SANDRI, D.; COELHO JÚNIOR. Participação em banca de Livia Carolina Pereira.Caracterização, tratamento e reúso da água de uma lavanderia industrial. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Química Industrial) - Universidade Estadual de Goiás.

21.
SANDRI, D.; Oliveira, A.L.R.; COSTA, M. A. C.. Participação em banca de Vitor Ramos De Franco.Resposta do jiloeiro à diferentes lâminas de irrigaçao aplicadas por gotejamento e cápsula porosa. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

22.
SANDRI, D.; BEZERRA, J. M.; RAMOS, M. V. V.. Participação em banca de Elvira Aparecida Assunção Pereira.Qualidade da água utilizada para a irrigação de hortaliças em Anápolis - GO. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

23.
MILHOMEM, A. V.; SANDRI, D.. Participação em banca de Luciana Perreira Santos.A extensão e o desenvolvimetno rural no estado de Goiás. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

24.
SANDRI, D.; NISCHI, E.; Moreira, J.A.A.. Participação em banca de Henrique Fonseca Elias de Oliveira.Uniformidade de distribuição de água e nutrientes em irrigação por gotejamento em hidroponia. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

25.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.; BEZERRA, J. M.. Participação em banca de Edgar Andrade Borges.Instrumentação e automação em sistemas de irrigação. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

26.
ALVES, J. D.; SANDRI, D.; PRAXEDES NETO, J.. Participação em banca de Josiane Elidia de Faria Matsuoka.Estudo de ligações de peças de bambu reforçado com graute. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

27.
RINALDI, M.M.; SANDRI, D.; ALVES, S. M. F.. Participação em banca de Ricardo Brasil Correa Cunha.Causas das perdas de tomate de mesa: estudo de casos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

28.
SANDRI, D.; NISCHI, E.; Oliveira, A.L.R.. Participação em banca de Jorge Ricardo Moura.Avaliação de um sistema de irrigação por gotejamento em pomar de limão Tahiti. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

29.
SANDRI, D.; BEZERRA, J. M.; Oliveira, A.L.R.. Participação em banca de Paula Rocha.Uniformidade de distribuição de água em pivô central. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

30.
MORAIS, S. R. P.; PASSINI, R.; SANDRI, D.. Participação em banca de Adriana Gárcia do Amaral.Análise de conforto em diferentes abrigos móveis alternativos para criação de suínos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

31.
LIMA, M. X. V. F.; SANDRI, D.; COSTA, O. S.. Participação em banca de Jocely Martins e Souza.Avaliação do sistema de tratamento de efluents de um abatedouro frigorífico de bovinos. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia de Alimentos) - Pontifícia Universidade Católica de Goiás.

32.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.; NISCHI, E.. Participação em banca de Diego de Andrade Cortez.Uniformidade de distribuição de água em sistemas de irrigação por pivô central. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

33.
SANDRI, D.; Oliveira, A.L.R.; Moreira, J.A.A.. Participação em banca de Mara Núbya Soares de Souza.Produção de mudas de hortaliças e reestruturação do sistema de irrigação em casa de vegetação. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

34.
SANDRI, D.; Reis, E.F.; Cunha, J.P.. Participação em banca de Gustavo Luiz Pelissari.Colheita de Feijão. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

35.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.; Andrade, A.L.. Participação em banca de Mara Núbya Soares de Souza.Múltiplos usos da plasticultura na agricultura. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

36.
SANDRI, D.; Moraes, M.J.. Participação em banca de Delenice dos Santos Ferreira.Cálculo da demanda de energia elétrica. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

37.
SANDRI, D.; Andrade, A.L.. Participação em banca de Williene Faria da Penha.Fazenda Moema IV. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

38.
SANDRI, D.. Participação em banca de Glauber Alves Costa.Manejo e conservação do solo na redução de impactos ambientais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

39.
SANDRI, D.. Participação em banca de Dayanna Martins Calaça.Vida útil sob condições ambiente e aceitabilidade do melão cultivar F1 Jangada produzido em sistema hidropônico. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

40.
SANDRI, D.. Participação em banca de marizete Rodrigues de Souza.Desenvolvimento e produção do melão híbrido F1 Jangada cultivado em sistema hidropônico com diferentes substratos. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

41.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.; Queiroz, F.M.. Participação em banca de Valdir Juswiak.Avaliação de sistemas irrigados na região de Anáplois - GO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.

42.
SANDRI, D.. Participação em banca de Valdir Juswak.Estudo do manejo em sitemas irrigados na região de Anápolis-GO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Avaliação de cursos
1.
RUFATO, L.; SANDRI, D.. Avaliador Institucional para Autorização de Curso de Agronomia. 2007. Faculdade Vértice.

Outras participações
1.
SANDRI, D.. Parecer Técnico sobre o Plano Diretor de Irrigação de Goiás - PDI. 2005. Universidade Estadual de Goiás.

2.
SANDRI, D.. Comissão Técnica de Avaliação dos Trabalhos Submetidos ao XXXIII CONBEA. 2004. Universidade Estadual de Campinas.

3.
SANDRI, D.. Consultor ha hoc. 2004. Universidade Estadual de Goiás.

4.
SANDRI, D.; Cunha, J.P.. Avaliação de Estágio Supervisionado ( José Guilherme Rodriguez de Farias). 2004. Universidade Estadual de Goiás.

5.
SANDRI, D.; De Villa, I.A.. Avaliação de Estágio Supervisionado ( Paulo Victor Souza Barbosa). 2004. Universidade Estadual de Goiás.

6.
SANDRI, D.; Moreira, J.A.A.; Queiroz, F.M.. Avaliação de Estágio Supervisionado (Valdir Juswiak). 2004. Universidade Estadual de Goiás.

7.
SANDRI, D.. Parecer Técnico de revisão de hidráulica dos alunos José Guilherme Farias de Rodrigues e Delenice Ferreira dos Santos e de Topografia da aluna Camila Iszeki Martins. 2004. Universidade Estadual de Goiás.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD. Utilização de efluente na agricultura irrigada: reúso, produtor de águas e pagamento por serviços ambientais. 2014. (Congresso).

2.
XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD. Revisor do Comite Científico. 2014. (Congresso).

3.
XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD. Exposição e Apresentação de pôsteres. 2014. (Congresso).

4.
II Mostra de Cursos na Semana Universitária. 2011. (Outra).

5.
IX Congreso Latinoamericano y del Caribe de Ingeniería Agrícola - CLIA 2010 e XXXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola - CONBEA 2010. CULTIVO DE TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO COM ÁGUA RESIDÁRIA EM AMBIENTE PROTEGIDO. 2010. (Congresso).

6.
IV Jornada de Pesquisa e Pós-Graduação da UEG. 2009. (Outra).

7.
SEMINÁRIO SOBRE PÓS-GRADUAÇÃO STRICTO SENSU. 2009. (Seminário).

8.
XXXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Eficiência de Lagoa de Estabilização no Tratamento de Efluente de Abate de Bovinos. 2009. (Congresso).

9.
V Seminário de Iniciação Científica da UEG. 2007. (Seminário).

10.
X Seminário Goiano de Recursos Hídricos. 2007. (Seminário).

11.
XXXVI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. Desempenho de 4 pivôs centrais localizados no Distrito Federal. 2007. (Congresso).

12.
Avanços e estratégias no menejo e utilização de equipamentos na irrigação suplementar. XVI Congresso Nacional de irrigação e Drenagem. 2006. (Congresso).

13.
Congresso Nacional de Irrigção e Drenagem - CONIRD 2006. 2006. (Congresso).

14.
Palestras.Agência Goiana de Regularização, Controle e Filcalização de Serviços Públicos de Goiás (AGR) no Âmbiro dos Recursos Hídricos. 2006. (Outra).

15.
Sistemas e manejo/fertirrigação como fundamentos básicos para produção de hortaliças. XVI congresso nacional de Irrigação e Drenagem. 2006. (Congresso).

16.
II Encontro Regional de Agronegócio - ERA e II Feira de Produtos Agroecológicos.II Encontro Regional de Agroecologia - ERA e II Feira de Produtos Agroecológicos. 2003. (Encontro).

17.
I Workshop Tomate na Unicamp: Perspecitvas e Pesquisas.I Workshop Tomate na Unicamp: Perspectivas e Pesquisas. 2003. (Outra).

18.
Reúso de água residuária tratada com leitos cultivados com macrófita na irrigação da cultura da alface (Lactuca sativa L.).IV Workshop de Pós-Graduação das áreas de concentração. 2003. (Outra).

19.
Curso reúso de água.Curso de Reúso de Água. 2002. (Outra).

20.
I Seminário Franco Brasileiro sobre Tratamento, Reuso e Combate às Perdas de Água. 2002. (Outra).

21.
O fundo setorial do agronegócio: oportunidades e desafios para o ensino e a pesquisa. 2002. (Outra).

22.
XXXI Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. 2002. (Congresso).

23.
1º Seminário Nacional de Reúso de Águas. 2001. (Seminário).

24.
I Workshop ?Aplicações da Técnica do TDR (Reflectometriado Domínio do Tempo) na Agricultura. 2001. (Outra).

25.
Agricultura Orgânica. 2000. (Outra).

26.
Reúso de água residuaria tratada com leitos cultivados com macrófitas na irrigação da cultura da alface (Lactuca Sativa L.).III Workshop de pós-graduação. 2000. (Outra).

27.
XXIX Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola. 2000. (Congresso).

28.
Avaliação do Desgaste por Abrasão em Bocais de Aspersores Rotativos.II Workshop de pós-graduação. 1999. (Encontro).

29.
Informações teóricas e práticas sobre espectrofotômetro modelo DR/4000 Hach. 1999. (Outra).

30.
KAIZEN - (Melhoria Contínua Comportamental. 1999. (Outra).

31.
Workshop de Fertirrigação. 1999. (Outra).

32.
Workshop - Soluções para Economia de Água na Irrigação. 1999. (Outra).

33.
XXVIII Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola.. 1999. (Congresso).

34.
5ª. Feira Internacional de Tecnologia Agrícola -AGRISHOW/98.Avaliação do Desgaste por Abrasão em Bocais de Aspersores Rotativos. 1998. (Outra).

35.
I Workshop de pós-graduação.Avaliação do Desgaste por Abrasão em Bocais de Aspersores Rotativos. 1998. (Outra).

36.
Produção Agrícola sobre a Conservação do Solo e da Água.Impacto das Tecnologias de Produção Agrícola sobre a Conservação do Solo e da Água. 1998. (Seminário).

37.
Curso básico de irrigação.Curso Básico de Irrigação. 1997. (Outra).

38.
Curso Rain CAD. 1997. (Outra).

39.
Internet na Agricultura: Serviços e Aplicativos. 1997. (Outra).

40.
Seminários de Pós Graduação.Avaliação de irrigação por auto propelido. 1997. (Seminário).

41.
Seminários de Pós Graduação.Energia e Irrigação. 1997. (Seminário).

42.
CONBEA 1996.Dimensionamento econômico de redes hidráulicas para sistemas pressurizados de irrigação. 1996. (Encontro).

43.
IV Semana se Engenharia Agrícola.Conhecimento de Tratores e Colheitadeiras NEW HOLLAND. 1996. (Outra).

44.
Operação, Sistemas de acionamento e Proteção de Motores Elétricos. 1996. (Outra).

45.
XXV Congresso Brasileiro de Engenharia Agrícola e ll Congresso Latinoamericano de Engenharia Agrícola.. 1996. (Congresso).

46.
I Seminário Regional sobre Desenvolvimento Agrícola. 1995. (Seminário).

47.
Motores Diesel - Princípios de Funcionamento Manutenção; Sistemas: Alimentação de Ar; Alimentação de Combustível; Injeção; Distribuição Motora e Lubrificação. 1995. (Outra).

48.
Noções básicas sobre o cultivo hidropônico. 1995. (Outra).

49.
Aplicação do Auto CAD. 1994. (Oficina).

50.
Bio Energia. 1994. (Oficina).

51.
Controle de Qualidade na Educação. 1994. (Encontro).

52.
CREA - Estrutura e Atuação do Engenheiro Agrícola. 1994. (Outra).

53.
Eletrotécnica - Dispositivos de Comando. 1994. (Outra).

54.
XI Encontro Nacional dos Estudantes de Engenharia Agrícola. 1994. (Encontro).

55.
Operação/Manutenção de Máquinas e implementos e Regulagem de Plantadeiras e Colheitadeiras. 1993. (Outra).

56.
Introdução à Computação. 1992. (Outra).

57.
IX Encontro Nacional dos Estudantes de Engenharia Agrícola. 1992. (Encontro).

58.
Piscicultura. 1992. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SATURNINO, H. M. ; GANEM, S. M. ; SILVA, C. L. ; SANDRI, D. ; SANTOS, D. G. . XXIV Congresso Nacional de Irrigação e Drenagem - CONIRD. 2014. (Congresso).

2.
FERREIRA, D. G. ; SANDRI, D. ; ASCHERI, D. P. R. A. . Curso sobre Boas Práticas de Fabricação em Laticínios. 2008. (Outro).

3.
MATSURA, E. E. ; TESTEZLAF, R. ; SVERZUT, C. B. ; ARRUDA, F. B. ; Souza, C.F. ; SANDRI, D. ; COLETTI, C. ; QUEIROZ, S. O. P. ; JUVAREZ JUNIOR, A. ; GOMES, E. P. ; SILVEIRA, J. M. C. ; Brunassi, L.A. ; WIENS, P. . I Workshop ?Aplicações da Técnica do TDR (Reflectometriado Domínio do Tempo) na Agricultura. 2002. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Luzas Ferraz Hebling. Atributos químicos do solo e características agronômicas da cultura do pimentão irrigado com efluentes domésticos. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Jesus Manoel Perez Clara. Filtragem de efluente de esgoto tratado com areia, manta sintética não tecida e carvão ativado. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Agronomia) - Universidade de Brasília, Agência Mexicana de Cooperação para o Desenvolvimento. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Osli Barreto Camilo Júnior. Desenvolvimento e avaliação de um filtro utilizando areia, manta sintética não tecida e carvão ativado para efluente e desempenho de gotejadores. Início: 2018. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Ana Cláudia Oliveira Sérvulo. Uso de efluente de bovino na produção diferentes espécies de pastagem e lâmina de irrigação. Início: 2018. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Rodrigo Moura Pereira. Manejo da irrigação com automação de baixo custo no cultivo do pimentão submetido a diferentes potenciais hídricos do solo. Início: 2017. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Jazmin del Carmen de la Cruz Magaña. Tratamento de esgoto doméstico em zona de raízes integrado ao reúso na produção de flores. Início: 2016. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Agência Mexicana de Cooperação para o Desenvolvimento. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Janlylle Ruama Yankovich Arrifano. Composição da água subterrânea e variação do nível do lençol freático após lançamento de efluente tratado em valas de infiltração. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Catiane Oliveira Souza. Desempenho de sistema zona de raízes no tratamento de efluente doméstico. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. (Orientador).

3.
Aliny Lais da Silva. Desevolvimento da cultura do pimentão irrigado com efluente de esgoto doméstico por gotejamento. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Osli Barreto Camilo Júnior. Ozonização como pós-tratamento de efluente de esgoto tratado. 2018. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, . Orientador: Delvio Sandri.

2.
Jazmin Del Carmen De La Cruz Magana. Influência nos atributos da água e do solo e no nível do lençol freático após lançamento de efluente em valas de infiltração. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília, Secretria de Educacion Publica do México. Orientador: Delvio Sandri.

3.
Waltoíres Reis da Silva Júnior. Atributos químicos do solo fertirrigado com efluente de esgoto tratado e fenometria da cultura do pimentão. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

4.
Ana Paula Reis. Tanques sépticos seguidos de leitos cultivados com diferentes espécies de macrófitas no tratamento de esgoto. 2015. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

5.
Ananda Helena Nunes Cunha. Cultivo de tomate Sweet Grape em hidroponia com diferentes substratos utilizando água residuária. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Delvio Sandri.

6.
Rodrigo de Rezende Borges Rosa. Alteração química do solo irrigado por gotejamento e microaspersão com água residuária na cultura na bananeira. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Delvio Sandri.

7.
Carla Jovania Gomes Colares. Tratamento de esgoto de uma unidade universitária com tanques sépticos seguidos de leitos cultivados com diferentes meios de suporte. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Delvio Sandri.

8.
Erlon Alves Ribeiro. Eficiência da estação de tratamento de efluentes de abatedouro bovino e impacto de seu lançamento sobre o corpo hídrico. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

9.
Marco Sathler Rocha. Irrigação por gotejamento de tomate de mesa com efluente de abatedouro de bovinos. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

10.
Denise Gonçalves Ferreira. Influência da aplicação das boas práticas de fabricação sobre a quantidade e qualidade do efluente bruto de uma indústria de laticínios em Caldazinha - GO. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, . Orientador: Delvio Sandri.

11.
Josimar Alberto Pereira. Resposta da cultura da melancia è diferenes lâminas e sistemas de irrigação. 2008. Dissertação (Mestrado em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, . Orientador: Delvio Sandri.

Tese de doutorado
1.
Luís marques do Nascimento. Desenvolvimento de cafeeiro orgânico após a recepa sob efeito da paralisação da irrigação. 2012. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, . Coorientador: Delvio Sandri.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Honorato Ccalli Pacco. 2012. Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Delvio Sandri.

2.
Sebastião Avelino Neto. 2011. Universidade Estadual de Goiás, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Delvio Sandri.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Denise Gonçalves Ferreira. A educação popular como instrumento motivador da vigilância em saúde ambiental dos trabalhadores em laticínios. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Saúde e Meio Ambiente) - Universidade Federal de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Sarah Maria Pires Camargo. Reúso de efluente tratado aplicado por gotejamento em diferente densidade de plantio no cultivo de pimenta. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

2.
Karolline de Paula Silva Gomes. Desenvolvimento de diferentes espécies de macrófitas em sistema de zona de raízes. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

3.
Lucas Lima Prado. Atributos da água subterrânea e variação do nível do lençol freático após lançamento de efluente tratado em valas de infiltração. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

4.
Maira Lopes D'Avila. parâmetros físico-químicos no perfil de leitos cultivados com macrófitas no tratamento de efluente. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

5.
Pedro Augusto Fiorese. Viabilidade econômica da produção de pimenta de cheiro sob diferentes espaçamentos entre plantas e tipo de água. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

6.
Kaline Maria Chagas de França. Caracterização dos frutos de pimenta de cheiro irrigada com efluente de esgoto tratado em diferente densidade de plantio. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

7.
Rodnei Felix Aires Barrêto. Caracterização de uma barragem de terra e procedimentos para concessão de outorga no Distrito Federal. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Faculdade de Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

8.
Leonardo Raeff Rocha. Eficiência de tanques sépticos modificados e de leitos cultivados no tratamento de efluente. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

9.
Pedro Henrique Costa Neves. Avaliação das conduições meteoorológicas no interior e exteirior a uma casa de vegetação. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

10.
Rônega Boa Sorte Vargas. Análise da viabilidade econômica na produção de tomate swepe grape na região de Goiânia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

11.
André Luíz Milhardes Mendes. Utilização de água residuária na produção de melão em ambiente protegido. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

12.
Alberto Batista Felizberto. PRODUÇÃO DO TOMATE DE MESA IRRIGADO POR GOTEJAMENTO PARA APLICAÇÃO DE EFLUENTE DE ABATE BOVINO. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

13.
Michael Silveira Thebaldi. INFLUÊNCIA DO LANÇAMENTO DE EFLUENTE DE ABATE DE BOVINOS NO CÓRREGO JURUBATUBA EM ANÁPOLIS - GO. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

14.
Lucas Henrique Lara. Desenvolvimento e produção da pimenta ?bode? irrigada com diferentes lâminas de irrigação. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

15.
Rodrigo de Rezende Borges Rosa. Efeito do tipo de substrato e intensidade de aplicação de solução nutritiva na produção de tomate cereja em hidroponia. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

16.
Francisleno Ferreira Herculano. Irrigação do pepino japonês com água residuária aplicada por gotejamento. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

17.
Wesley Borges de Mesquita. Desempenho hidráulico de três modelos de tubo gotejadores. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

18.
Laurindo Flôres Marcolan. Desenvolvimento inicial de tomate de mesa em sistema hidropônico com diferentes tempo de aplicação da solução nutritiva. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

19.
Márcio Mesquita. Distribuição de água de diferentes microaspersores em uso em ambiente protegido. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

20.
Kady Salomão Bessa. Desempenho de válvulas anti-gotass e de microaspersores para ambiente protegido. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

21.
Vitor Ramos De Franco. Resposta do jiloeiro à diferentes lâminas de irrigaçao aplicdas por gotejamento e cápsula porosa. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

22.
Elvira Aparecida Assunção Pereira. Qualidade da água utilizada para a irrigação de hortaliças em Anápolis - GO. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

23.
Diego de Andrade Cortez. Uniformidade de distribuição de água em pivô central. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

24.
Henrique Fonseca Elias de Oliveira. Uniformidade de distribuição de água e nutrientes em irrigação por gotejamento emhidroponia. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

25.
Edgar Andrade Borges. Automação de sistemas de irrigação. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

26.
Jorge Ricardo Moura. Avaliação de um sistema de irrigação por gotejamento em pomar de limão Tahiti. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

27.
Paula Rocha. Uniformidade de distribuição de água em pivô central. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

28.
Mara Núbya Soares de Souza. Múltiplos usos da plasticultura na agricultura. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

29.
Marizete R. de Souza. Avaliação da produção do melão híbrido F1 Jangada cultivado no sistema hidropônico sob ambiente protegido. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

30.
Glauber Alves Costa. Manejo e conservação do solo na redução dos impactos ambientais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

31.
Valdir Juswiak. Avaliação de sistemas irrigados na região de Anápolis - GO. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Agrícola) . Orientador: Delvio Sandri.

Iniciação científica
1.
Daniel Ferreira da Silva. Remoção de atributos físicos e químicos do esgoto sanitário por diferentes espécies de plantas em wetlands construídos. 2018. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

2.
Jeane da Silva Tavares. Influência da evapotraspiração potencial em sistema de zona de raízes sobre atributos do efluente. 2018. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

3.
Kaline Maria Chagas de França. Produtividade da pimenta irrigada com efluente tratado em diferente densidade de plantio. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

4.
Sarah Maria Pires Camargo. Reúso de efluente tratado aplicado por gotejamento em diferentes densidades de plantio no cultivo de pimenta. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

5.
Kaline Maria Chagas de França. Remoção de carga orgânica e coliformes em efluente tratado com tanques sépticos e leitos cultivados. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

6.
Sarah Maria Pires Camargo. Quantificação de sais em efluente tratado com tanques sépticos seguidos de leitos cultivados. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

7.
Sarah Maria Pires Camargo. Perda de carga em conectores para de saída para microtubo. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

8.
Kaline Maria Chagas de França. Desempenho de conectores e de microtubos para irrigação localizada. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

9.
Bruno Francisco Kerber. Determinação da perda de carga em diferentes modelos de gotejadores para irrigação. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

10.
Sarah Maria Pires Camargo. Avaliação da perda de carga em diferentes gotejadores on line para uso na irrigação. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Faculdade de Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

11.
Thálita Carrijo de Oliveira. Estudo de tanques sépticos e de leitos cultivados com macrófitas com diferentes materiais de preenchimento para tratamento de efluente doméstico. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

12.
Flávio Ribeiro Correia. Reúso de água residuária no cultivo de bananeira aplicada por gotejamento e microaspersão. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

13.
Leonardo Raeff Rocha. Desempenho de tanques sépticos e leito cultivados no tratamento de efluente sanitário. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

14.
Alberto Batista Felisberto. Reúso de efluente de abate de bovinos aplicado por gotejamento no cultivo de tomate de mesa. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

15.
Bruno César Matoso. Reúso de água residuária doméstica aplicada por gotejamento na produção do tomate de mesa em ambiente protegido. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

16.
Michael Silveira Thebaldi. Avaliação do gotejamento superficial e subsuperficial para aplicação de efluente na irrigação da cultura do tomate. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

17.
Rônega Boa Sorte Vargas. Efeito de diferentes lâminas e sistemas de irrigação sobre a umidade do solo, produtividade e desenvolvimento da melancia. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

18.
Lucas Henrique Lara. Efeito da irrigação e cobertura do solo sobre o desenvolvimento e produção da pimenta ?bode?. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

19.
Vitor Ramos De Franco. Desenvolvimento do jiloeiro irrigado por gotejamento e cápsulas porosas. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

20.
Márcio Mesquita. Avaliação da uniformidade de distribuição de água de microaspersores novos e usados. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

21.
Lázaro Carlos Roberto Assis Prado. Caracterização hidráulica de diferente microaspersores. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

22.
Lucas Henrique Lara. Caracterização hidráulica de diferentes marcas de gotejadores. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

23.
Kady Salomão Espíndola Bessa. Avaliação de Sistema Anti Gota em microaspersores para Ambiente Protegido. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

24.
Elias Jorge Cheim. Instalação e manutenção de motobombas submersas. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

25.
Henrique Fonseca Elias de Oliveira. Avaliação da uniformidade de distribuição de água e nutrientes na superfície e no perfil dos leitos de substrato cultivado com melão em ambiente protegido utilizando a irrigação por gotejamento. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

26.
Hugo Vinícius Neiva Santos. Uniformidade de distribuição e eficiência de aplicação de água em uma barra de irrigação em ambiente protegido. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

27.
Daniel Jerferson de Azevedo Lima. Dimensionamento de uma barra de irrigação em ambiente protegido. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Delvio Sandri.

28.
Robertta Reges dos Santos. Uniformidade de distribuição de água por pivô central na cultura de feijão. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

Orientações de outra natureza
1.
Pedro Henrique Costa Neves. Acompanhamento de sistema de tratamento de efluentes e reúso de água na agricultura. 2010. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agrícola) - Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas - UEG, Instituto Evaldo Lodi. Orientador: Delvio Sandri.

2.
Ricardo Regis de Morais Valente. Acompanhamento de sistema de tratamento de efluentes e reúso de água na agricultura. 2010. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agrícola) - Unidade Universitária de Ciências Exatas e Tecnológicas - UEG, Instituto Evaldo Lodi. Orientador: Delvio Sandri.

3.
Walter José de Almeida Filho e Amir Miguel de Souza Filho. Projeto de um sistema de irrigação por gotejamento subsuperficial em área de gramado com aplicação de esgoto tratado. 2008. Orientação de outra natureza. (Engenharia Cívil) - Universidade de Brasília. Orientador: Delvio Sandri.

4.
Edgar Andrade Borges. Irrigação no Estado de Goiás (Estágio supervsionado). 2006. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás. Orientador: Delvio Sandri.

5.
Mara Núbya Soares de Souza. Avaliação e reestruturação do sistema de irrigação por microaspersão em ambiente fechado. 2004. Orientação de outra natureza. (Engenharia Agrícola) - Universidade Estadual de Goiás, APOIO AO DESENVOLVIMENTO TECNOLÓGICO DE MICRO E PEQUENAS EMPRESAS. Orientador: Delvio Sandri.



Educação e Popularização de C & T



Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
SANDRI, D.; OLIVEIRA, G. . Tensiômetro indica hora certa de irrigar alface. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
SANDRI, D.. Entenda como a água de esgoto tratada pode ser reaproveitada. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
SANDRI, D.; CAPPI, L. G. . Projeto recupera água a partir de esgoto. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
SANDRI, D.; VARGAS, R. . Crise Hídrica. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
SANDRI, D.; GUERREIRO, S. . Que tal reutilizar a água que desce pela pia da cozinha para regar plantas?. 2016. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).



Outras informações relevantes


1 - "Reúso de água residuária tratada com leitos cultivados com macrófitas na irrigação da alface (Lactuca sativa L.)" financiado pela FAPESP, R$ 35.353,00, 1999 a 2002. 
2 - Rede Goiana de Pesquisa em tratamento de efluentes e reúso na agricultura. Aprovado pela FAPEG; R$ 45.0001,00. Parceiros: UEG, UFG, Empresa Embambu. 12/2007 a 12/2009.
3 - "Reúso de água residuária doméstica aplicada por gotejamento na produção de tomate de mesa em ambiente protegido" Universal do CNPq, R$ 39.992,00, 10/2008 a 12/2010 
3 - "Impacto sobre os recursos hídricos de efluente de abate de bovinos e reúso na irrigação do tomate por gotejamento" financiado pelo CNPq, Edital MCT/CNPq/CT-Hidro/SEAP-PR, nº 35/2007, R$ 42.166.91,  01/2008 a 01/2010.
5 - Tratamento e utilização de águas residuárias para irrigação. Edital PNPD 034/2007 - MEC/CAPES e MCT/CNPq e MCT/FINEP. 06/2008 a 05/2013. Valor R$ 12.000,00 por ano mais bolsa PNPD, total: R$ 258.000,00.
6 - Aquisição de um laboratório de hidráulica para a UEG/UnUCET, Financiado pela Estado de Goiás: 1 - Canal ; 2 - Escoamentos Internos; 3 - Associação de Bombas Série/Paralelo e 4 - Orifícios dos Jatos Livres. Valor: R$ 170,000,00.
7 - Participou da equipe responsável por 2 projetos FINEP, totalizando cerca de R$ 800,000.
8 - Desempenho de tanques sépticos e leitos cultivados no tratamento de efluente para reúso no cultivo de pimentão. Universal do CNPq 2013, valor de R$ 39.900,32, 12/2013 a 12/2016. 
9 - Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAPDF). Edital 03/2016 - Demanda Espontânea. Tratamento de esgoto doméstico em zona de raízes integrado ao reúso na irrigação da cultura de pimentão. R$ 45493,00.12/2016 a 12/2019.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/01/2019 às 12:03:09