Bethânia de Albuquerque Assy

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/8613185159485244
  • Última atualização do currículo em 12/11/2018


Possui graduação em Direito pela Universidade Católica de Pernambuco (1992), mestrado em Filosofia Política e Social pela Universidade Federal de Pernambuco (1996), mestrado em Filosofia pela New School for Social Research, NY-USA (1998), doutorado em Filosofia pela New School for Social Research, NY-USA (2003). Pós-Doutorado na Birkbeck Law School, London University. Coordenadora Adjunta da Cátedra Unesco (PUC-Rio): Direitos Humanos: Violência, Governo e Governança e do Núcleo de Direitos Humanos (PUC-Rio). Professora do Departamento de Direito da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro e professora adjunta na Universidade do Estado do Rio de Janeiro. (ORCID: 0000-0003-2290-3457) (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Bethânia de Albuquerque Assy
Nome em citações bibliográficas
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA

Endereço


Endereço Profissional
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Departamento de Direito.
Rua Marquês de São Vicente, n. 225 Frings, 6 andar
Gávea
22453900 - Rio de Janeiro, RJ - Brasil
Telefone: (21) 31141102
URL da Homepage: http://www.jur.puc-rio.br/pos/pos_docente.php


Formação acadêmica/titulação


1998 - 2003
Doutorado em Filosofia.
New School for Social Research, NSSR, Estados Unidos.
Título: Private Faces in Public Places - Hannah Arendt's The Life of the Mind towards an Ethics of Personal Responsibility, Ano de obtenção: 2003.
Orientador: Agnes Heller.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Ética; Ação; Responsabilidade.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Teoria Política.
1996 - 1998
Mestrado em Filosofia.
New School for Social Research, NSSR, Estados Unidos.
Título: Might the problem of Good and Evil be connected with our faculty of thinking? Eichmann, the banality of evil and thinking in Hannah Arendt,Ano de Obtenção: 1998.
Orientador: Richard Bernstein.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Ética.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
1994 - 1996
Mestrado em Filosofia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Está a prática do mal conectada à ausência da faculdade de pensar?,Ano de Obtenção: 1996.
Orientador: João Maurício Leitão Adeodato.
Palavras-chave: Hannah Arendt; faculdade de pensar; Ética; banalidade do mail.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
1987 - 1992
Graduação em Direito.
Universidade Católica de Pernambuco, UNICAP, Brasil.


Pós-doutorado


2012 - 2013
Pós-Doutorado.
Birkbeck, University of London, BIH, Grã-Bretanha.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2006 - 2007
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ, FAPERJ, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
2005 - 2006
Pós-Doutorado.
Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas


Formação Complementar


2005 - 2005
Direito Internacional Humanitário. (Carga horária: 40h).
Comitê Internacional da Cruz Vermelha, CICV, Brasil.


Atuação Profissional



Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor do quadro permanente, Carga horária: 40

Atividades

08/2006 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Direito, .

08/2006 - Atual
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia do Direito
Metodologia do Direito
08/2006 - Atual
Ensino, Direito, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estudo de Autores - Arendt, Schmitt, Agamben
08/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Núcleo de Direitos Humanos, .

Cargo ou função
Coordenação Acadêmica.

Universidade do Estado do Rio de Janeiro, UERJ, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Recem-doutor CNPq, Carga horária: 40
Outras informações
Recém-Doutor

Atividades

08/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .

01/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .

01/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .

Linhas de pesquisa
Direito, Ética e Política
01/2005 - Atual
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Direito e Pensamento Político
Filosofia do Direito
01/2005 - Atual
Ensino, Direito, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Teoria da Justiça
Direitos Humanos
Tópicos especiais em Filosofia Política
Teoria Crítica do Direito
01/2010 - 01/2012
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .

01/2009 - 01/2010
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Direito, .


Freie Universität Berlin, FUB, Alemanha.
Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Programa CAPES- DAAD de intercâmbio de curta duração de professores brasileiros e alemães. Otto-Suhr-Institut für politische Wissenschaft (departamento de ciência política) da Freie Universität, Berlin.


Universidade Carl Von Ossietzky Oldenburg, UNI-OLDENBURG, Alemanha.
Vínculo institucional

2006 - 2007
Vínculo: Pesquisador Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador Visitante, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Pesquisadora visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisadora visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisadora visitante no Hannah Arendt-Zentrums, sob a direção da prof. Antonia Grunenberg. Convênio entre os centros Hannah Arendt da New School for Social Research - NY e da Universidade Carl Von Ossietzky - Oldenburg.

Atividades

12/2006 - 02/2007
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Hannah Arendt, .

4/2001 - 9/2001
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Hannah Arendt, .


Max-Planck-Institut für Wissenschaftsgeschichte, Berlin, MPIWG, Alemanha.
Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Pesquisador visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador visitante, Carga horária: 40

Atividades

06/2005 - 08/2005
Pesquisa e desenvolvimento .


Centro Universitário Fluminense, UNIFLU, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: efetivo, Carga horária: 40

Atividades

03/2005 - 12/2006
Ensino, Direito, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia do Direito

Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 5

Atividades

08/2005 - 12/2006
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ideologias Mundiais

Goethe Universität Frankfurt am Main, UNI-FRANKFURT, Alemanha.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: pesquisador visitante, Enquadramento Funcional: Gaststudentin, Carga horária: 20
Outras informações
Departamento de Filosofia,: Orientador: prof. Axel Honneth

Atividades

4/2003 - 7/2003
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Filosofia, .


Universität Bremen, UNI BREMEM, Alemanha.
Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: Professora visitante, Enquadramento Funcional: Professora visitante, Carga horária: 20
Outras informações
Convênio internacional entre os departamentos de Filosofia da New School for Social Research e da Universidade de Bremen

Atividades

4/2001 - 9/2001
Ensino, Filosofia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Hannah Arendt and morality

New School for Social Research, NSSR, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Assistente de pesquisa, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa, Carga horária: 20
Outras informações
Assistente de pesquisa do prof. Jerome Kohn no Hannah Arendt Center, atuando junto ao arquivo Hannah Arendt e ao Hannan Arendt Literary Trust.

Atividades

1/2000 - 6/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Hannah Arendt, .


American Philosophical Association, APA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Membro Associado, Enquadramento Funcional: Membro Associado

Atividades

01/1999 - 01/2000
Outras atividades técnico-científicas , Eastern Division, Eastern Division.

Atividade realizada
Membro Associado.

Rede Universitária de Direitos Humanos, SUR, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro

Atividades

08/2005 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, .

Cargo ou função
Membro permanente.

Martin Luther Universität, MLU, Alemanha.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Pesquisa Interdisciplinar, Enquadramento Funcional: Pesquisa Interdisciplinar
Outras informações
Pesquisa interdisciplinar com o prof. Matthias Kaufmann


Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Professor bolsista, Enquadramento Funcional: Professor bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Disciplina ministrada na Faculdade de Direito do Recife

Vínculo institucional

1994 - 1994
Vínculo: Mestranda, Enquadramento Funcional: pesquisadora bolsista, Carga horária: 20
Outras informações
Núcleo de Estudos e Pesquisas. UFPE. Departamento de Filosofia. Pesquisa: Análise sócio-filosófica do fenômeno da corrupção na política partidária brasileira

Atividades

8/1994 - 12/1994
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Filosofia.

Linhas de pesquisa
Filosofia política
8/1994 - 12/1994
Ensino, Direito, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia do direito

Universidade de Lisboa, UL, Portugal.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de Nanterre, Paris X, UN, França.
Vínculo institucional

2015 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor visitante, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Missão de Trabalho. Projeto Capes-Cofecub: Direitos Humanos e Direito das Minorias: Teoria e Desenho Dogmático-Institucional no Eixo França-Brasil.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor Visitante, Regime: Dedicação exclusiva.


Universitat Pompeu Fabra, UPF, Espanha.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Linhas de pesquisa


1.
Filosofia política

Objetivo: analisar o fenômeno da corrupção na política partidária brasileira.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
Palavras-chave: CPI do orçamento; política brasileira.
2.
Editoração dos escritos de Hannah Arendt

Objetivo: editoração e preparação de manuscritos para publicação e organização do Literary Trust de Hannah Arendt.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Ética.
3.
Hannah Arendt - Manuscritos inéditos

Objetivo: pesquisa no arquivo dos manuscritos de Hannah Arendt e participação no grupo de estudo e discussão.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito / Especialidade: Filosofia do Direito.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Heidegger; Ética.
4.
Hannah Arendt e a fundamentação dos direitos humanos
5.
Ética, Direito e Reconhecimento
6.
Sistematização do conceito de dignidade humana no Séc. XVI - autoridade moral da natureza
7.
TEORIA DO DIREITO, ÉTICA E CONSTRUÇÃO DA SUBJETIVIDADE

Objetivo: Tão imprescindível quanto a explicitação dos modelos do pensamento jurídico, tem-se afigurado a análise sobre o que tais modelos têm a oferecer às diversas disciplinas jurídicas. Nesse contexto, o estudo das relações entre Direito e Estado deve privilegiar o exame dos aspectos teóricos do nosso sistema, em conexão com os institutos e referências estrangeiros. De outra parte, a crítica do paradigma da modernidade representa uma crítica do individualismo, realizada desde diversas perspectivas teóricas e disciplinares (filosofia, sociologia, antropologia, psicanálise), o que permitiu ultrapassar a concepção do indivíduo como um dado natural, tornando possível pensar a subjetividade como uma construção histórica. Abriu-se assim espaço para uma multifacetada reflexão, para a qual convergem as mais importantes questões relativas à crise do paradigma moderno e às características do modelo emergente (natureza/cultura, sujeito/objeto, corpo/psiquismo, razão/paixão). Esta perspectiva, por sua vez, abre horizontes novos, distantes tanto do determinismo quanto do relativismo, para pensar a questão ética. Esta linha de pesquisa visa criticar tais pressupostos, ao mesmo tempo em que busca constituir-se no arcabouço da reflexão contemporânea sobre este tema e sobre suas consequências para as teorias jurídicas e políticas. Seus objetivos de reflexão e análise são os seguintes: 1. A descrição e a crítica das distintas perspectivas sobre o fundamento e o conceito do direito, compreendendo o exame das metodologias do direito e dos modelos de racionalidade jurídica, com vistas a possibilitar a compreensão do fenômeno normativo levando em conta as abordagens dogmáticas (direito como norma) e pragmáticas (direito como decisão); 2. A análise das construções jurídicas, das exigências normativas calcadas em afirmações morais com pretensões de universalidade e dos problemas de conhecimento que essas formulações suscitam no debate jurídico atual; 3. A problematização dos pressupostos d.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Carl Schmitt; promessa, tolerância e direito; Direitos Humanos; ética do reconhecimento.
8.
DIREITOS HUMANOS, DEMOCRACIA E ORDEM INTERNACIONAL

Objetivo: A linha de pesquisa dedica-se ao tema dos direitos humanos em sua configuração integral, de modo a abranger os chamados direitos civis, os direitos políticos e os direitos sócio-econômico-culturais, problematizando, assim, a natureza política em sentido amplo dos direitos humanos. De outra parte, a reflexão jurídica é assumida em um quadro pós-positivista, conectada com a filosofia moral e política. A partir desta perspectiva, põe-se a discussão em torno de saber se a existência e o exercício dos direitos humanos implicam uma forma determinada do Estado de Direito e do regime democrático-representativo e um modus vivendi da sociedade em geral, bem como o debate sobre o processo de constituição de direitos para além do Estado. Seus objetivos de reflexão e análise são os seguintes: 1. Os direitos humanos como acesso à cidadania: processos de reivindicação de direitos ainda não reconhecidos pelo Estado e suas instituições. O tema dos direitos humanos enseja o exame da problemática da formação de novos sujeitos políticos e de novas e diversas formas de participação política. Insere-se nesta perspectiva o estudo dos movimentos das denominadas minorias (racial, feminista, ecológica, consumidores, profissionais etc.), de sua atuação política em favor do reconhecimento de novos direitos, bem como a discussão em torno do direito aos direitos; 2. Os direitos humanos como lógica de democratização do Estado e da sociedade civil e sua incompatibilidade com as formas autoritárias e totalitárias de dominação política, abrangendo a análise de formas concretas de Estado (democrático, autoritário, populista, oligárquico, etc.), de sua organização jurídico-política, de suas relações com a lógica de democratização que é própria à vigência e expansão dos direitos humanos e de seu devir, face ao processo de constituição de autonomias que desafiam e interpelam as instituições constituídas; 3. A fundamentação e a operacionalização dos direitos humanos através da identificação de pri.
Palavras-chave: Hannah Arendt; Direitos Humanos; ética do reconhecimento; Carl Schmitt; promessa, tolerância e direito.
9.
Direito, Ética e Política
10.
Hannah Arendt e Fundamentação dos Direitos Humanos
11.
Direito à Verdade e à Memória: Narrativa Testemunhal e Justiça Anamnética
12.
Uma Teoria da Justiça Pós-Normativa: Direito, Subjetividade e Política
13.
Direitos Humanos, Invisibilidade Social, Anomia Jurídica e Promessa da Lei


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Cosmopolitismo: justiça, democracia e cidadania sem fronteiras
Descrição: Este projeto responde a desenvolvimentos contemporâneos na cena global referentes ao status do ser humano considerado como cidadão do mundo ("cosmopolita") e não de um Estado particular. Estes desenvolvimentos exigem uma profunda reformulação das teorias modernas, centradas no Estado, de justiça, democracia e cidadania. O projeto está voltado para questões como o racismo, o nacionalismo, a xenofobia, bem como para problemas relacionados a migrantes, refugiados, requerentes de asilo, apátridas, pessoas deslocadas, minorias étnicas e povos indígenas. O projeto tem os seguintes cinco objetivos: 1) desenvolver um paradigma de "cosmopolitismo" como visão de mundo que considera a construção de um "eu cosmopolita" como uma questão de justiça. A maioria das teorias cosmopolitas, ignorando questões de identidade, não podem explicar porque o universal não resiste ao nacionalismo, ao racismo e à xenofobia. 2) elaborar uma teoria da "democracia local cosmopolita" que, diferentemente da teoria democrática moderna, considera uma ordem político-jurídica local como plenamente democrática apenas se respeitar o ambiente e os direitos humanos de todas as pessoas do mundo, independentemente da sua cidadania. 3) formular um conceito de "cidadania cosmopolita transfronteiriça" que reformule a teoria tradicional da cidadania e da representação por não ter um referencial territorial e por prescindir da "autorização". Isso explicaria a prática de associações transfronteiriças de indivíduos, institucionalizadas ou não. 4) construir uma categoria de "direito cosmopolita" que reformule as concessões do direito internacional moderno centradas no Estado, considerando os indivíduos como sujeitos do direito internacional. Isto elucidaria dois desenvolvimentos jurídicos: o direito à petição individual em matéria de direitos humanos e a responsabilidade individual no direito penal internacional. 5) criar uma nova forma de consciência ecológica, baseada na relação entre cosmopolitismo e cosmos, o que implicaria uma profunda revisão das categorias antropocêntricas modernas. Metodologicamente, este projeto une uma perspectiva centrada no Estado e uma perspectiva centrada no indivíduo em relação à cena global. Isso informa uma reflexão normativa, uma análise empírica de conjuntura e o exame de textos e processos legais. Esta interdisciplinaridade será assegurado por uma equipe interdisciplinar, de diferentes instituições de Portugal, Espanha, França, Alemanha e Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Bethânia de Albuquerque Assy - Coordenador / Alessandro Pinzani - Integrante / Pedro Calafate - Integrante / Adriana Conceição Guimarães Veríssimo Serrão - Integrante / José Viriato Soromenho Marques - Integrante / Carlos João Tavares Nunes Correia - Integrante / Andreas Fischer Lescano - Integrante / João Francisco Domingos Pinheiro - Integrante / Hannah Christine Franzki - Integrante / Nythamar Hilario Fernandes de Oliveira Junior - Integrante / Soraya Nour Sckell - Integrante.
2017 - Atual
DE DOMINIO: A Escola Ibérica da Paz (Séculos XVI e XVII) e seu impacto no Reconhecimento do Direito aos Territórios Indígenas no Brasil - Da Colônia à Contemporaneidade
Descrição: O presente projeto de pesquisa visa estudar a influência do pensamento da Escola Ibérica da Paz (séculos XVI e XVII) no reconhecimento dos direitos territoriais indígenas, o que remete não só para o importante conceito de indigenato, definido por João Mendes Junior, na obra Os Indígenas do Brasil, mas busca os fundamentos filosóficos e jurídicos da legislação colonial que deu origem à consagração deste importante instituto jurídico luso-brasileiro, vigente, com apenas algumas modificações, até os dias de hoje..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - 2018
O Legado do Tribunal Russel II de 1974 e a História Contemporânea dos Direitos Humanos
Descrição: O presente projeto se insere no campo de pesquisa em teoria dos direitos humanos, em um contexto de transições de cunho político, teórico, antropológico e epistemológico que estão ocorrendo na América Latina e, particularmente, no Brasil. É um dos primeiro projeto de pesquisa que tem como objeto de análise o impacto do Tribunal Russel II de 1974 para o teoria crítica dos direitos humanos. Os arquivos se tornaram públicos, pela primeira, vez graças à uma iniciativa do governo brasileiro com a Fundação Lélio Basso, na Itália.A partir e através dessa análise, este projeto de pesquisa possui um segundo desdobramento em reorientar a narrativa contemporânea dos direitos humanos para o contexto Latino-Americano e para um direção que leve em consideração os interesses, preocupações, opiniões e crenças de povos e tradições não-ocidentais, ignoradas pelo discurso dominante sobre direitos humanos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
CAPES-COFECUB Direitos Humanos e Direito das Minorias: Teoria e Desenho Dogmático-Institucional no Eixo França-Brasil
Descrição: O projeto de investigação discutirá a base teórica dos direitos humanos e dos direitos das minorias no eixo Brasil-França, tanto em sua matriz liberal, com sua marcada tendência à abstração do sujeito e à universalização, como ao ensejo de matrizes que elaboram releituras sobre a contingencialidade do sujeito, os diferentes constructos identitários e culturais, os padrões valorativos arraigados e normalizadores. Investiga e compara os desenhos institucionais dos dois países, em especial o controle jurisdicional de constitucionalidade das leis e atos normativos e à condução dos chamados princípios, em especial a dignidade da pessoa humana e suas irradiações a casos desafiadores, como aqueles que envolvem as questões de gênero, multiculturalismo, laicidade e classe social..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (8) .
Integrantes: Bethânia de Albuquerque Assy - Coordenador / Gisele Citadino - Integrante / José Maria Gomez - Integrante / Márcia Nina Bernardes - Integrante / Francisco Guimaraens - Integrante / Veronique Champeil-Deplats - Integrante / Fábio Leite - Integrante / Antonio Pele - Integrante / Caitlin Muholland - Integrante / Stephanie Hennette Vauchez - Integrante / Daniel Borrillo - Integrante / Eric Millard - Integrante.Financiador(es): COFECUB - Cooperação / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Cooperação.
2015 - Atual
De Restitutione- A escola Ibérica da Paz e a ideia de justiça na ocupação da América (Sec XVI)
Descrição: Visa o resgaste de manuscritos latinos inéditos dos mestres renascentistas das Univ. de Coimbra e Évora sobre a questão da Restituição (Sum. Teol. IIa, q. 62), aplicada aos debates ético-jurídicos sobre a ocupação da América, em diálogo com os autores de Salamanca..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2016
Direito e Democracia: uma visada sobre os direitos humanos e os movimentos sociais
Descrição: O projeto ?Direito e Democracia: uma visada sobre os direitos humanos e os movimentos sociais? é resultado da interlocução estabelecida entre os professores, pesquisadores e alunos da linha de pesquisa em Teoria e Filosofia do Direito do Programa de Pós-Graduação da UERJ e de professores externos, cujas pesquisas vêm sendo realizadas em consonância com o programa. Com o objetivo de reforçar e promover a interação entre as pesquisas foi formada uma agenda de trabalho conjunta, integrada na temática do direito e democracia, direitos humanos e movimentos sociais. A pesquisa será desenvolvida em dois eixos de trabalho. O primeiro tratará do problema das instituições jurídicas e da representação política na democracia. O segundo trará a questão dos movimentos sociais e percepções da população carioca sobre os sentidos dos direitos humanos e das lutas sociais na democracia e no capitalismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Vida dañada y marcos de lo sensible. Análisis filosófico-sociales de las formas contemporáneas de desposesión de la experiencia vital
Descrição: Gracias a un mayor conocimiento y conciencia de los efectos de la globalización, hoy se hace patente que los procesos sociales que afectan las vidas trastocan, desbordan e incluso destruyen los marcos dados de lo sensible y, por ello, los sujetos se encuentran con dificultades para localizar o construir parámetros de referencia sólidos para desarrollar sus pretensiones vitales. Desde distintas disciplinas se nos advierte del aumento de un sentimiento generalizado de desposesión, precariedad vital y de vida dañada. Aunque ciertamente hay diferentes tradiciones de análisis de esta cuestión en la filosofía del siglo XX, las profundas transformaciones contemporáneas nos invitan a explorar las posibilidades de actualizarlas como herramientas analíticas útiles para dar cuenta de lo que está ocurriendo en nuestro contexto contemporáneo. Consideramos necesario un análisis filosófico-social que describa adecuadamente las nuevas formas de vida dañada y su relación con las transformaciones de los marcos de lo sensible. Nuestra propuesta pretende aportar un análisis filosófico sobre las relaciones entre vida dañada y marcos de lo sensible dialogando críticamente con los abordajes predominantes en las ciencias sociales sobre los marcos cognitivos e interpretativos (cognitive mapping o framing) ya que en ellos hay una tendencia a interpretar estos mecanismos en términos puramente subjetivos sin atender a los procesos que constituyen la configuración de lo sensible en términos sociales..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
UMA TEORIA PÓS-NORMATIVA DA JUSTIÇA: Direito, Política e Comunidade
Descrição: O projeto de pesquisa intitulado, ?Para uma Teoria Pós-normativa da Justiça: Direito, Política, e Comunidade,? pretende uma abordagem que privilegie a singularidade de cada experiência concreta de injustiça como alicerce para uma teoria da justiça, um enfoque fenomênico e aplicativo da justiça. Implica em discutir uma nova fenomenologia da justiça capaz de relocar a própria relação entre direito e justiça, ao propor uma conexão epistemológica entre direito, política, ética e subjetividade. Daí a importância, num primeiro plano, de resgatar a discussão acerca da temporalidade e da historicidade moderna do direito e suas narrativas predominantes, particularmente o tipo de racionalidade que fundamenta a noção tão cara de legitimidade do estado de direito..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2017
Corpus Lusitanorum de Pace: a contribuição de Portugal para a escola peninsular da paz (séculos XVI e XVII)
Descrição: A edição do Corpus Hispanorum De Pace (CHP) indiciou a existência de relações activas, nos séculos XVI e XVII, entre as universidades de Salamanca, Coimbra e Évora, não menos intensas do que as existentes entre Salamanca, Valladolid e Alcalá, bem como a participação dos mestres portugueses e espanhóis das universidades portuguesas, na sistematização do conceito de dignidade humana e na afirmação do conceito de comunidade internacional. Em causa estavam os princípios filosóficos e jurídicos que deveriam orientar a relação entre povos de coordenadas culturais distintas. Neste sentido, os professores de Coimbra e Évora formularam as teses sobre a soberania inicial do povo, considerando o poder político como constitutivo da natureza humana, no quadro do jusnaturalismo escolástico. Assim se fundamentava a necessidade de respeitar a legitimidade das soberanias indígenas, ainda que embrionárias, mostrando que o poder político entre os princípes pagãos, em si mesmo, não era de menor nem de distinta natureza que o poder dos príncipes cristãos, e que as considerações teóricas acerca da fundamentação do poder na razão natural são válidas para todas as culturas, por todos os homens terem sido criados livres por Deus. Em causa estava a articulação entre liberdade do homem e bem comum internacional, de que decorria a concepção da pessoa humana como primeiro fundamento da comunidade internacional. A legitimidade do poder político não dependia da fé nem da caridade, assim como não podia considerar-se, à partida, dependente de uma ordem jurídica de natureza imperial. Por isso, importava fundamentar tanto a tese de que o papa não possuia autoridade temporal ou espiritual sobre os povos estranhos ao mundo cristão, como a de que os imperadores romano-germanos ou os reis peninsulares não podiam considerar-se, sem título legítimo, senhores do mundo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2012 - 2014
Direito à verdade e à memória: Narrativa testemunhal e justiça anamnética
Descrição: No Brasil, passados mais de vinte anos do atual regime constitucional, a prestação de contas pelas graves violações de direitos humanos apresenta-se como uma questão ainda pendente de justiça, verdade e memória que desafia a própria construção da democracia. Diante da recente aprovação na Câmara dos Deputados do projeto de Lei 7.376/2010, que cria a Comissão Nacional da Verdade, a discusão em torno do direito à verdade e à memória retoma seu estatuto, inclusive como consição necessária à justiça transicional. Esta pesquisa se propõe a discutir certos pressupostos teóricos essenciais no que tange a gramática do que se convencionou chamar de forma generalizada de direito à verdade e à memória. Inserido no âmbito da teoria crítica do direito, da teoria política e da história, é essencial a investigação dos conceitos de memória e de verdade, da noção de progresso histórico e justiça anamnética e suas ilações entorno do estatuto epistemológico da noção de narrativa testemunhal no conceito de verdade. Este projeto de pesquisa incide sobre o código epistêmico das noções de verdade e memória, cuja abordagem está voltada para um recorte específico acerca da discussão em torno da justiça anamnética, dando prioridade ao debate sobre as relações entre história como ruptura, evento singular, narrativa testemunhal, política do extraordinário e justiça dos perdedores. A questão central é de fato enfatizar a potencialidade tanto da historiografia da narrativa testemunhal quanto da memória como categoria cronológica essencialmente do presente, e suas profundas implicações no campo da justiça anamnética. Será crucial investigar como a narrativa dos vencidos tem o papel político não apenas de tornar possível a memória dos vencidos, mas também, e isso é primordial, de capacitar o compromisso democrático com o futuro, ou seja, o papel da memória como potencializadora e estabilizadora da cultura política no Brasil. O papal político da linguagem depende de sua capacidade anamnética, remem.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Bethânia de Albuquerque Assy - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Bolsa.
2009 - 2011
Invisibilidade social, confiança no direito e a promessa da lei
Descrição: Invisibilidade social, exclusão e a falta de reconhecimento não são apenas sinônimos de privação material, mas também de mutilação e deformação da dignidade humana. O projeto investigará como tais privações atrofiam qualquer sentimento de pertencimento societário, caro à formação de cidadania, assim como, a crença e a confiança no direito, nas instituições legais e nos direitos humanos. O primeiro foco da pesquisa é tentar articular uma concepção de sociedade que conjugue ao mesmo tempo alteridade singular e vínculo comunitário sem o custo de se perder o laço vinculativo, fundamental à noção de pertencimento. A teoria do reconhecimento, a noção de vínculo social primário, de processo de regulação recíproca de afeto e atenção, a dimensão política de sociabilidade, bem como, a noção de cultivo de sentimento público e de inclusão política serão previlegiados. O segundo foco trata de evidenciar o fenômeno de mutilação e deformação da dignidade humana. A invisibilidade social e a falta de reconhecimento figurarão como cruciais à ausência de vínculos societários e à crença no direito. Aqui será tematizada a relação de confiança e promessa no/do direito, caras às noções de dignidade humana e cidadania. Será examinada a relação entre experiência fática e norma, a confiança no direito, como indicativos à recuperação do sentido de inclusão. O terceiro foco é avaliar o impacto destas concepções nos direitos humanos. Dignidade humana e cidadania figuram como base à efetivação dos direitos humanos via inclusão política. A tentativa de elevar os direitos humanos em um patamar no qual seria repudiada a justificação da autoridade violenta da lei, seja de criação, seja de manuntenção do direito..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Bethânia de Albuquerque Assy - Coordenador.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2009 - Atual
CÁTEDRA UNESCO DERECHOS HUMANOS Y VIOLENCIA: GOBIERNO Y GOBERNANZA
Descrição: Red UNITWIN (conformada, además de la Universidad Externado de Colombia (UEC), pela Universidad Carlos III de Madrid, a Universidade do Vale do Rio dos Sinos (Unisinos) [Brasil], a Universidad Paris Ouest Nanterre La Défense e a Università di Camerino (UNICAM) [Italia]) e o Convenio PREFALC (Programme régional de coopération universitaire France-Amérique latine-Caraïbes)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Bethânia de Albuquerque Assy - Coordenador / Gisele Citadino - Integrante / João Ricardo Dornelles - Integrante / Carolina de Campos Melo - Integrante / José Maria Gomez - Integrante / Márcia Nina Bernardes - Integrante / Marcela Gutierrez - Integrante / Veronique Champeil-Deplats - Integrante / Cristina De Cicco - Integrante / Castor Bartolomeu Ruiz - Integrante.
2008 - 2009
Direito, Moral e Estado de Exceção
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Revista Interdisciplinar de Direitos Humanos
2013 - Atual
Periódico: Law and Critique
2012 - Atual
Periódico: Editorial da Revista Interfaces Científicas - DIREITO
2011 - Atual
Periódico: Rivista Internazionale di Filosofia e Psicologia
2011 - Atual
Periódico: Revista Direito e Práxis
2009 - Atual
Periódico: Revista da Faculdade de Direito. Universidade Federal do Paraná
2005 - Atual
Periódico: Rivista di Pratica Filosofica e di Scienze Umane - Post Filosofie
2004 - 2011
Periódico: Il Giornale della Filosofia Rivista Sperimentale di Ricerca Filosofica


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Revista da Faculdade de Direito. Universidade Federal do Paraná
2009 - Atual
Periódico: Filosofia Unisinos
2010 - Atual
Periódico: Ideias (UNICAMP)
2010 - Atual
Periódico: Tempo Social (USP. Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Revista de Estudos Constitucionais, Hermenêutica e Teoria do Direito
2013 - Atual
Periódico: Law and Critique


Revisor de projeto de fomento


2010 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2010 - Atual
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito/Especialidade: Filosofia do Direito.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Ética.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Filosofia / Subárea: Filosofia Política.
4.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito/Especialidade: Direitos Fundamentais.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende BemLê Bem.


Prêmios e títulos


2016
Prêmio Capes de Tese - Direito - Orientadora, Capes.
2016
Finalista do 58 Prêmio Jabuti, Câmara Brasileira do Livro.
2010
Professora Homenageada, Universidade do Estado do Rio de Janeiro.
2003
Doktorandenstipendium, Johann Wolfgang Goethe-Universität Frankfurt.
2002
GF Dissertation Fellowship - Holocaust Memorial Stipend, New School For Social Research - NY.
2002
GF Aron Gurwischt Scholarship, New School for Social Research - NY.
2001
GF Tuition Scholarship, New School For Social Research - NY.
2001
Doktorandenstipendium, Universität Bremen.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:68
Total de citações:0
Fator H:0
Assy, Bethania BA  Data: 01/03/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
ASSY, B. A.2018ASSY, B. A.. Ágnes Heller, la filósofa de la elección existencial: una concreta libertad utópica de uma personalidad auténtica. Acta Sociológica, v. 76, p. 29-43, 2018.

2.
ASSY, B. A.2017ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . Towards a (Radically) Decolonial Anthropology: Revisiting the Iberian School of Peace?s Encounter with (the Rights of) Ameríndians. Direito, Estado e Sociedade, v. 51, p. 10-27, 2017.

3.
ASSY, B. A.2017ASSY, B. A.. The Subject of Discrimination: Factual Life, Empowerment, and Being Political. La Revue des Droits de L'Homme, v. 1, p. 1-7, 2017.

4.
ASSY, BETHÂNIA2016ASSY, BETHÂNIA. Subjetivação e ontologia da ação política nas demandas por justiça / Subjectivation and ontology of political action in the claims for justice. REVISTA DIREITO E PRÁXIS, v. 7, p. 777-797, 2016.

5.
ASSY, BETHANIA2014ASSY, BETHANIA; ERTÜR, BA'AK . Supplements: Law and Resistance-Turkey and Brazil. LAW AND CRITIQUE, v. 25, p. 1-13, 2014.

6.
ASSY, B. A.2014ASSY, B. A.. Insurgent Subjetivities and the Political Empowerment of the Streets. Post Filosofie Revista di Pratica Filosofica e Scienza Umane, v. 7, p. 118-124, 2014.

7.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2012ASSY, B. A.. A Moldura de uma Existência Cosmopolita: Cultivo de Sentimentos Públicos uma Leitura Arendtiana / Framing a Cosmopolitan Existence: The Cultivation of Public Feelings an Arendtian Approach. REVISTA DIREITO E PRÁXIS, v. 3, p. 53-72, 2012.

8.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2011 ASSY, B. A.. Hannah Arendt and the Jewish Messianic Tradition: Heroic Action and the Politics of the Defeated. Trumah - Zeitschrift der Hochschule für Jüdische Studien Heidelberg, v. 20, p. 50-68, 2011.

9.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2011ASSY, B. A.. Another Time for History: Singular Events, the Entre-temps of Hope, and the Politics of the Defeated. O QUE NOS FAZ PENSAR (PUCRJ), v. 20, p. 75-95, 2011.

10.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2011ASSY, B. A.. Eichmann a Gerusalemme. Il processo, le polemiche, il perpetratore, la banalità del male. RIVISTA INTERNAZIONALE DI FILOSOFIA E PSICOLOGIA, v. 2, p. 84-95, 2011.

11.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2008ASSY, B. A.. VIDA INSUSTENTÁVEL E RECONCILIAÇÃO DA NARRATIVA - ESPAÇO PÚBLICO COMO NATALIDADE METAFÓRICA EM HANNAH ARENDT. REVISTA DA FACULDADE DE DIREITO DA UFPR, v. 47, p. 81-99, 2008.

12.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2007ASSY, B. A.. El Uso Público de 'La Vida del Espíritu' de Arendt. Al Margen. Hannah Arendt: Pensadora en tiempos de oscuridad., v. Mar/Ju, p. 66-87, 2007.

13.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2007ASSY, B. A.. Sentimento Público e Desencantamento do Político. Revista de Filosofia SEAF, v. Ano 6, p. 146-172, 2007.

14.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2007ASSY, B. A.. Quem Somos? - Ação e Singularidade no Espaço Público. O SOCIAL EM QUESTÃO, v. 16, p. 07-12, 2007.

15.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2007ASSY, B. A.. Sensus Communis: Exercício da Condição Humana. HUMANIDADES (BRASÍLIA), v. N. 53, p. 115-124, 2007.

16.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2006ASSY, B. A.. Can We Be Fully at Home in Our Actions? Accomplishing Embodiment Through Sittlichkeit in Law in Hegel?s Phenomenology of Spirit. REVISTA DA FACULDADE DE DIREITO DE CAMPOS, Campos - RJ (no prelo), v. VII, n.N. 7, p. 31-52, 2006.

17.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2006ASSY, B. A.. Hannah Arendt and The Faculty of Thinking - A Partner to Think, a Witness to Act. Ética e Filosofia Política, v. 9, p. 9_2_bethania.ht, 2006.

18.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2006ASSY, B. A.. Prolegomenon for An Ethics of Visibility in Hannah Arendt. KRITERION (UFMG. IMPRESSO), v. 1, p. special edition, 2006.

19.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2005ASSY, B. A.. Judging by Appearance - The Statute of Hannah Arendt's The Life of the Mind. Women in Philosophy. A Annual Journal of Papers, New York - NY, v. I, p. 23-44, 2005.

20.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2005ASSY, B. A.. Hannah Arendt's Doxa Glorifying Judgment and Exemplarity - A Potentially Public Space. Veritas (Porto Alegre), Porto Alegre, v. 50, n.1, p. 5-21, 2005.

21.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2004 ASSY, B. A.. Prolegomenon to an Ethics of Visibility in Hannah Arendt. Kriterion, Belo Horizonte, v. XLV, n.110, p. 294-320, 2004.

22.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2004 ASSY, B. A.. Doxa Dignifying the Public Space in Hannah Arendt. Theory Buffalo Interdisciplinary Journal Politics And Doxa, SUNY - New York, v. 9, p. 11-32, 2004.

23.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2003ASSY, B. A.. Cultivo de Sentimento Público ou Felicidade Fabricada no Corpo?. Ethica (UGF), Rio de Janeiro, v. 10, n.1 e 2, p. 83-94, 2003.

24.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2001ASSY, B. A.. Toward an Aesthetical Paradigm for the Philosophy of Law - Hannah Arendt's approach on Kant's Reflective Judgment. Revista da Faculdade de Direito de Olinda, Olinda - PE, v. Ano V, n.número 8, p. 167-195, 2001.

25.
ASSY, B. A.;ASSY, BETHANIA;ASSY, BETHÂNIA2001ASSY, B. A.. Do Mal Político à Ética da Responsabilidade. Ethica (UGF), Rio de Janeiro, v. 8, n.1, p. 102-127, 2001.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ASSY, BETHANIA; CUNHA, J.R. . Teoria do Direito e o Sujeito da Injustiça Social. 1. ed. Rio de Janeiro: Gramma, 2016. v. 1. 264p .

2.
ASSY, B. A.. Ética, Responsabilidade e Juízo em Hannah Arendt. 1. ed. São Paulo: Editora Perspectiva, 2015.

3.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt: Un Ética Della Responsabilità. 1. ed. Milão: Mimesis, 2014.

4.
ASSY, B. A.; MELO, C.C. (Org.) ; DORNELLES, J.R. (Org.) ; GOMEZ, José Maria (Org.) . Direitos Humanos: Justiça, Verdade e Memória. 1. ed. Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2012. 792p .

5.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt - An Ethics of Personal Responsibility. Coleção Hannah Arendt Studien, Edited by Antonia Grunenberg, Preface by Agnes Heller. 1. ed. Berlin/Oxford/NY/Frankfurt: Peter Lang, 2008. v. 3.

Capítulos de livros publicados
1.
ASSY, B. A.; CALDAS, M. . Um ?Outro? Contar de Histórias: a concepção do testemunho como uma perspectiva historiográfica e política. In: José Maria Gomez. (Org.). Violência Política e Processos de Memorialização de Passados Recentes: Brasil, Argentina, Chile, Colômbia, Uruguai e África do Sul. 1ed.Rio de Janeiro: Editora PUC-Rio and Loyola, 2018, v. , p. 1-20.

2.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . (De)colonizing Human Rights. In: Philipp Dann. (Org.). The Battle for International Law in the Decolonization Era.. 1ed.Oxford: Oxford, 2017, v. , p. 1-20.

3.
ASSY, BETHANIA. Dar Ao Direito Um Amanhã: cinco elementos a uma epistemologia da injustiça. In: José Ricardo Cunha. (Org.). Epistemologias críticas do direito. 1ed.Rio de Janeiro: Gramma, 2016, v. , p. 39-60.

4.
ASSY, B. A.. Soggettività Insurgent: Note Sull' Hip Hop nelle Favela Brasiliane. In: Giorgio de Finis; FAbio Benincasa; Andrea Facchi. (Org.). EXPLOIT - Come Rovesciare il Mondo ad Ad Arte. 1ed.Roma: Bordeaux Edizioni, 2015, v. , p. 872-884.

5.
ASSY, BETHANIA. Dois Níveis de Internalização de Direitos Humanos: Conteúdo normativo e crença nas instituições. In: José Ricardo Cunha. (Org.). Investigando convicções morais: o que pensa a população do Rio de Janeiro sobre os Direitos Humanos?. 1ed.Rio de Janeiro: Gramma, 2015, v. , p. 277-286.

6.
ASSY, BETHANIA. A Dignidade dos Invisíveis: Invisibilidade Social, Reconhecimento e Direitos Humanos. In: Gustavo Silveira Siqueira. (Org.). Teoria e Filosofia do Direito. 1ed.Rio de Janeiro: Gramma, 2015, v. 5, p. 15-30.

7.
ASSY, B. A.. Empowering The Subject Of Injustice: Victim?s? Historiography, Memory And Testimonial Narrative. In: Marcela Gutierrez. (Org.). Cátedra Unesco y Cátedra de Infancia: derechos humanos y políticas públicas. 1ed.Bogotá: Universidad Externado De Colombia, 2014, v. , p. 95-114.

8.
ASSY, B. A.. Injusticia Social, Empoderamiento Político e Subjetivación. In: Roseni Pinheiro; Tatiana Engel Gerhardt; Aluísio Gomes da Silva Jr.; Pablo Francisco Di Leo; Marisa Ponce; e María Pía Venturiello. (Org.). Cultura do Cuidado e o Cuidado na cultura: dilemas, desafios e avanços para efetivação da integralidade em saúde no MERCOSUL. 1ed.Rio de Janeiro: UERJ/IMS /CEPESC/ LAPPIS/ABRASCO, 2014, v. 1, p. 14-25.

9.
ASSY, B. A.; CAVA, B. . Quem Diria Que Uma Primavera Latino-Americana Floresceria no Brasil?. In: Willis Guerra. (Org.). Alternativas Poético-Políticas Ao Direito: A Propósito das Manifestações Populares em Junho de 2013 no Brasil. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2013, v. , p. 327-328.

10.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . The Faithfulness to the Real: The Heritage of the Losers of History, Narrative, Memory and Justice. In: Bethania Assy; Carolina Melo; João Dornelles; José Maria Gomez. (Org.). Direitos Humanos: Justiça, Verdade e Memória. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2012, v. , p. 15-31.

11.
ASSY, B. A.. A Dignidade dos Invisíveis: invisibilidade social, reconhecimento e direitos humanos. In: Angela Paiva. (Org.). Direitos humanos Em Seus Desafios Contemporâneos. 1ed.Rio de Janeiro: Pallas, 2012, v. , p. 147-166.

12.
ASSY, B. A.. Invisibilidade Social, Reconhecimento e Direito à Saúde. In: Roseni Pinheiro; Rodrigo Silveira; Juliana Lofego; Aluisio Gomes da Silva Junior. (Org.). Integralidade sem fronteiras: itinerários de justiça, formativos e de gestao na busca por cuidado. 1ed.Rio de Janeiro: IMS/UERJ - CEPESC, 2012, v. , p. 27-39.

13.
ASSY, B. A.; MELO, C.C. ; DORNELLES, J.R. ; GOMEZ, José Maria . Direitos Humanos: Justiça, Verdade e Memória: uma introdução. In: ASSY, Bethania; MELO, Carolina; GOMEZ, Jose Maria; DORNELLES, João Ricardo. (Org.). Direitos Humanos: Justiça, Verdade e Memória. 1ed.Rio de Janeiro: Lumen Juris, 2012, v. , p. 1-14.

14.
ASSY, B. A.. Schuld. In: Wolfgang Heuer, Bernd Heiter, Stefanie Rosenmüller. (Org.). Hannah Arendt - Handbuch. Leben-Werk-Wirkung. Stuttgart/Weimar: Verlag J.B. Metzler, 2011, v. , p. 316-317.

15.
ASSY, B. A.. Eichmann in Jerusalem. In: Wolfgang Heuer, Bernd Heiter, Stefanie Rosenmüller. (Org.). Hannah Arendt - Handbuch. Leben-Werk-Wirkung. Stuttgart/Weimar: Verlag J.B. Metzler, 2011, v. , p. 92-98.

16.
CHUEIRI, V. K. ; ASSY, B. A. . Estado de Exceção. In: Vicente de Paulo Barretto; Alfredo Culleton. (Org.). Dicionário de Filosofia Política. 1ed.São Leopoldo: Editora Unisinos, 2010, v. , p. 189-192.

17.
ASSY, B. A.; Oliveira, A. . Hannah Arendt. In: Vicente Barretto; Alfredo Culleton. (Org.). Dicionário de Filosofia Política. Porto Alegre: Unisinos, 2010, v. , p. 41-44.

18.
ASSY, B. A.. La Vita Insopportabile, Riscatto Narrativo e Riconciliazione. Un approccio arendtiano. In: Pietro Barbetta. (Org.). L'Aventura Delle Differenze. Sistemi di pensiero e pratiche sociali. 1ed.Napoli: Liguori, 2010, v. , p. 9-28.

19.
ASSY, B. A.. Unbearable Life and Narrative Reconciliation: Public Space as Metaphorical Natality in Hannah Arendt. In: Waltraud Meints; Michael Daxner; Gerhard Kraiker. (Org.). Raum der Freiheit - Reflexionen über Idee und Wirklichkeit. 1ed.Bielefeld: Transcript Verlag, 2009, v. , p. 291-310.

20.
ASSY, B. A.. Uma Personalidade Ética: a singularidade de quem somos. In: Adriano Correia; Mariangela Nascimento. (Org.). Hannah Arendt - Entre o Passado e o Futuro. Juíz de Fora: Editora UFJF, 2008, v. , p. 135-147.

21.
ASSY, B. A.. Cultivare Sentimenti Pubblici - La Struttura Pubblica della Vita Della Mente di Hannah Arendt. In: Francesco Fistetti; Francesca R. Recchia Luciani. (Org.). Hannah Arendt - Filosofia e Totalitarismo. Genova: il melangolo, 2007, v. , p. 131-149.

22.
ASSY, B. A.. Verbete: Hannah Arendt. In: Vicente Barreto. (Org.). Dicionário de Filosofia do Direito. 1ed.Rio de Janeiro: Editora Unisinos / Editora Renovar, 2006, v. , p. 54-60.

23.
ASSY, B. A.; FERES JUNIOR, J. . Verbete: Reconhecimento. In: Vicente Barreto. (Org.). Dicionário de Filosofia do Direito. 1ed.Rio de Janeiro: Editora Unisinos / Editora Renovar, 2006, v. , p. 705-710.

24.
ASSY, B. A.. Sensus Communis: Exercício da Condição Humana. Para uma concepção de sensibilidade civilizadora. In: Adriano Correia. (Org.). Hannah Arendt e a Condição Humana. 1ed.Salvador: Quarteto Editora, 2006, v. , p. 315-330.

25.
ASSY, B. A.. The Role of the Individual: An Analysis of Arendt's and Gadamer's Approach on Kan'ts Reflective Judgment. In: Katya Kozicki e Vera Karam de Chueiri. (Org.). Estudos em Direito, Política e Literatura - Hermenêutica, Justiça e Democracia. 1ed.Curitiba: Juruá Editora, 2006, v. 1, p. 149-176.

26.
ASSY, B. A.. Verso Un Nuovo Cosmopolitismo: l'educazione dei sentimenti pubblici. In: Luigi Pastore e N.G. Limnatis. (Org.). Prospettive Sul Postmoderno: Ricerche etiche e politiche. 1ed.Milano: Mimesis Edizioni, 2005, v. , p. 95-123.

27.
ASSY, B. A.. Introdução à Edição Brasileira: Faces Privadas Em Espaços Públicos - Por uma ética da responsabilidade. In: Jerome Kohn; Tradução de Rosaura Eichenberg; Bethânia Assy. (Org.). ARENDT, Hannah, Responsabilidade e Julgamento. 1ed.São Paulo: Companhia das Letras, 2004, v. , p. 31-60.

28.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt e a Dignidade da Aparência. In: Andre Duarte; Cristiana Lopreato; Marion Brepohl de Magalhães. (Org.). A Banalização da Violência: a atualidade do pensamento de Hannah Arendt. 1ed.Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2004, v. , p. 161-171.

29.
ASSY, B. A.. Eichmann, Riccardo III e Socrate. Banalità del male e incapacità di pensare. In: Enrico Donaggio; Domenico Scalzo. (Org.). Sul male. A partire da Hannah Arendt. Roma: Meltemi, 2003, v. , p. 165-180.

30.
ASSY, B. A.. A Felicidade Não Se Fabrica. In: Andrea Britto da Cunha. (Org.). Muitas Felicidades. 1ed.Rio de Janeiro: Edições Galo Branco, 2003, v. , p. 133-137.

31.
ASSY, B. A.. A Atividade da Vontade em Hannah Arendt: Para um ethos da haecceitas e da ação. In: Adriano Correia. (Org.). Transpondo o Abismo - Hannah Arendt entre a Filosofia e a Política. Rio de Janeiro: Editora Forense, 2002, v. , p. 32-54.

32.
ASSY, B. A.. Eichmann, Banalidade do Mal e Pensamento em Hannah Arendt. In: Eduardo Jardim de Moraes; Newton Bignotto. (Org.). Hannah Arendt - Diálogos, Reflexões, Memórias. Belo Horizonte: Editora UFMG, 2001, v. , p. 136-165.

33.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt: Do Mal Político à Ética da Responsabilidade Pessoal. In: Odílio Alves Aguiar. (Org.). Origens do Totalitarismo - 50 anos depois. Rio de Janeiro: Relume-Dumará, 2001, v. , p. 87-101.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
ASSY, B. A.; CAVA, B. . Brazil's People Are Crying Out for Change, So Let's Seize the Moment. The Guardian, Londres, 01 jul. 2013.

2.
ASSY, B. A.. Centenario Del Nascimento de Hannah Arendt. La Voz, Cádiz, Espanha, 28 out. 2006.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
ASSY, B. A.. Cultivo de Sentimento Público ou Felicidade Fabricada no Corpo?. In: Fórum Krisis, 2006, Rio de Janeiro. Atas do II Fórum de Filosofia Contemporânea, 2006. v. 1.

2.
ASSY, B. A.. Eichmann, The banality of Evil, and Thinking in Arendt's Thought. In: 20th World Congress of Philosophy: Paideia, Philosophy Educating Humanity, 1999, Boston, Massachusetts, USA. Proceedings of the 20th World Congress of Philosphy, The Paideia Archive, Contemporary Philosophy, 1999.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
ASSY, B. A.. Justiça e Direitos Humanos: Entre nomos e vida fática. In: Pensar os Direitos Humanos: Desafíos à Educação nas Sociedades Democráticas, 2010, Goiania. Cadernos de Atas: Pensar os Direitos Humanos: Desafios à Educação nas Sociedades Democráticas. Goiania: Editora Kelps, 2010. p. 8-9.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
ASSY, B. A.. The Indifference that Tolerates the Differences: Misrecognition, Social Invisibility and Mutilation of Human Dignity. In: 23rd World IVR Congress of Philosophy of Law and Social Philosophy: Law and Legal Cultures in the 21st Century: Diversity and Unity, 2007, Cracóvia. Special Workshops - Abstracts. Cracóvia: Wydawnictwo, 2007. p. 19-20.

2.
ASSY, B. A.. Cultivo de Sentimento Público ou Felicidade Fabricada no Corpo??. In: Krisis - II Fórum de Filosofia Contemporânea, 2005, Rio de Janeiro. Krisis - II Fórum de Filosofia Comtemporânea. Rio de Janeiro: Puc - Rio, 2005. p. 27.

3.
ASSY, B. A.. A Atividade da Vontade em Hannah Arendt: Por um Ethos da Singularidade, da Ação e da Responsabilidade. In: Colóquio Internacional - A Banalização da Violência: A Atualidade do Pensamento de Hannah Arendt, 2002, Curitiba. Colóquio Internacional - A Banalização da Violência: A Atualidade do Pensamento de Hannah Arendt - Caderno de Resumos. Curitiba: UFPR, 2002. p. 12-12.

4.
ASSY, B. A.. Eichmann, the Banality of Evil, and Thinking in Arendt's Thought. In: 20th World Congress of Philosophy: Paideia, Philosophy Educating Humanity, 1998, Boston. Paideia - 20th World Congress of Philosophy, Philosophy Educating Humanity - ABSTRACTS of Invited and Contributed Papers. Bowling Green: Federation Internationale des Societes de Philosophie, Philosophy Documentation Center, 1998. p. 24-24.

Apresentações de Trabalho
1.
ASSY, B. A.. A promessa da Constituição e a ontologia subalterna. 2018. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
ASSY, B. A.. Subjetivation and Ontology of Political Action in Facing Injustice. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
ASSY, B. A.. Dignidade Humana, Trabalho e Visibilidade Social. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
ASSY, B. A.. Subjetivação: Entre Captura e Emancipação. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
ASSY, B. A.. Sufrimiento y Reparación: límites de una teoría de la justicia. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
ASSY, B. A.. A Promessa da Constituição e o Sujeito da Injustiça: entre ficção real e ontologia subalterna. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
ASSY, B. A.. Mesa - Amor Mundi, Políticas da Amizade e Cuidado: sobre a epistemologia da resistência. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. ; BARRETO, J. M. ; GALINDO, G. ; RORIZ, J. H. . Direitos Humanos Internacionais e os Pensamentos Pós-coloniais e Decoloniais. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

9.
ASSY, B. A.. O Humano dos Direitos Humanos: ontologia subalterna, promessa e ficção normativa. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

10.
ASSY, BETHANIA. Dignidade Humana, Trabalho e Visibilidade Social. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
ASSY, BETHANIA. Subjetivação e Ontologia da Ação Política: uma curva fora do ponto no debate universalismo versus multiculturalismo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

12.
ASSY, BETHANIA. O Sujeito da Injustiça Social. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
ASSY, BETHANIA; AYRES, J. R. ; ASENSI, F. ; DIAS, M. C. . Injustiça Direitos Humanos e Saúde Coletica: novas perspectivas conceituais para o cuidado. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
ASSY, BETHANIA. Hannah Arendt: Filósofa do Evento. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

15.
ASSY, BETHANIA. Honneth e a Teoria da Justiça. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
ASSY, BETHANIA. A Escola Ibérica da Paz: Um outro multiculturaslimo?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
ASSY, BETHANIA; HELLER, A. . Direitos Humanos: Limites e possibilidades. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
ASSY, BETHANIA; HELLER, A. . Ética e Responsabildade Pessoal. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
ASSY, BETHANIA. Ontologia Subalterna dos Direitos Humanos. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
ASSY, BETHANIA. Teoria do Direito e Estado de Exceção. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

21.
ASSY, B. A.. Subjetivação Insurgente e Empoderamento Político. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
ASSY, B. A.. Struggling against Discrimination: A Matter of Identity Politics or Performace?. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

23.
ASSY, B. A.. Direito Humano à Saúde na Amazônia: desafios, avanços e obstáculos para a integralidade do cuidado. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
ASSY, B. A.. Invisibilidade Social, Dignidade Humana e Direitos Humanos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
ASSY, B. A.. Visibilidade Social, Trabalho e Dignidade Humana. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
ASSY, B. A.. Teoria do Juízo Politico em Hannah Arendt e Sentimento de Injustiça. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
ASSY, BETHANIA. Hannah Arendt: Filosofa e Política. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
ASSY, B. A.; BARROSO, L. R. ; MARRAFON, M. . A Crise de Representatividade Política: Ação Política, Lei e Promessa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

29.
ASSY, B. A.. Atividade de Pensar e Subjetivação Política em Hannah Arendt. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
ASSY, B. A.. El Sujeto de La Injusticia: Acción Política, Derecho y Empoderamiento. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
ASSY, B. A.. Visibilidade Social, Trabalho e Dignidade Humana. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
ASSY, B. A.. Derechos Humanos a la Salud en Territorios Pos-coloniales. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
ASSY, B. A.. O Sujeito da Injustiça: Ação Política, Direito e Empoderamento. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
ASSY, B. A.. Empowering the Subject of Injustice: Victim?s? Historiography, Memory and Testimonial Narrative. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
ASSY, B. A.. Empowering the Subject of Injustice: Political Event and Testimonial Narrative. 2013. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

36.
ASSY, B. A.. The Extraordinary Politics of the Anti-representational Subject of Justice. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
ASSY, B. A.. The philosophy and the philosopher of existential choice: A concrete utopian freedom of an authentic personality. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
ASSY, B. A.. Os Direitos Humanos na obra de Hannah Arendt. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
ASSY, B. A.. História, Memoria e Testemunho. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . O tempo dos direitos: para uma teoria da justiça pós-normativa. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

41.
ASSY, B. A.. Os Direitos Humanos na obra de Hannah Arendt. In Fundamentação dos Direitos Humanos na filosofia Moderna, A Escola Peninsular da Paz. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
ASSY, B. A.. A Política do Extraordinário em Hannah Arendt. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . Another Time for Justice: Singular Event, Deviation of Law, and Judgment of the Defeated. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
ASSY, B. A.. A Vida dos Outros: Regime Totalizante, Abstração Totalizante e a Hipótese de Emancipação. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

45.
ASSY, B. A.. Direitos Humanos, Biopolítica e Humanização na Saúde. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
ASSY, B. A.. Direitos Humanos: Perdas e Ganhos da Cidadania. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

47.
ASSY, B. A.. A Condição Humana nos Estados de Exceção. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

48.
ASSY, B. A.. Another time for Justice: The Politics of the Extraordinary and the Jewish Messianic Tradiation. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

49.
ASSY, B. A.. Justiça e Direitos Humanos: Entre nomos e vida fática. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

50.
ASSY, B. A.. Justiça, Reconhecimento e Afetividade: os dilemas da ação política como práxis de cuidado. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

51.
ASSY, B. A.. Um outro tempo da justiça: Para uma nova comunidade política. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

52.
ASSY, B. A.. História, Narrativa, Justiça e Reparação. 2010. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

Outras produções bibliográficas
1.
ASSY, B. A.; LEITE, G. F. . Prefácio. Rio de Janeiro, 2018. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
CALAFATE, P. ; GUTIERREZ, R. E. M. ; TRINDADE, A. A. C. ; ASSY, B. A. ; LOUREIRO, S. . A Escola Ibérica da Paz: a consciência crítica da conquista e colonização da América/ Escuela Ibérica de la Paz: la consciencia critica de la conqista y colonización de América: 1511-1694. Camtábria: Editora da Universidade da Camtábria, 2014 (Comitê Científico).

3.
ASSY, B. A.. Dicionário de Filosofia do Direito. São Leopoldo: Editora Unisinos / Renovar, 2006 (Comitê Científico).

4.
ASSY, B. A.. Ideologias Mundiais. Rio de Janeiro: Editora da FGV, 2005 (Produção do Material Didático).

5.
ASSY, B. A.; DUARTE, A. M. . Hannah Arendt, Responsabilidade e Julgamento. São Paulo: Companhia das Letras, 2004 (revisão técnica).

6.
ASSY, B. A.. Pensamento Contemporâneo - Agnes Heller. Entrevistada por Francisco Ortega. Rio de Janeiro: Ed. UERJ, 2003. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
ASSY, B. A.. Parecer para Revista Idéias - UNICAMP. 2010.

2.
ASSY, B. A.. parecer ad hoc CNPq. 2009.

3.
ASSY, B. A.. Parecer ad hoc Revista de Filosofia Unisinos. 2009.

4.
ASSY, B. A.. Parecer para Revista da Faculdade de Direito do Paraná. 2009.

5.
ASSY, B. A.. Pibic Puc Parana. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
CALAFATE, P. ; TRINDADE, A. A. C. ; ASSY, B. A. ; LOUREIRO, S. . A Escola Ibérica da Paz: a consciência crítica da conquista e colonização da América/ Escuela Ibérica de la Paz: la consciencia critica de la conqista y colonización de América: 1511-1694. 2014. (Editoração/Catálogo).

2.
ASSY, B. A.. Human Rights in a Critical Perspective - History, Testimony, Injustice on Trial. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
ASSY, B. A.. A indiferença que tolera Diferenças: Da invisibilidade Social à Promessa da lei. 2007. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
ASSY, B. A.. Crise e Reconstrução dos Direito Humanos: Uma aborgadem a partir de Hannah Arendt. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
ASSY, B. A.. Responsabilidade e Julgamento no Pensamento de Hannah Arendt. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
ASSY, B. A.. A Constituição da Subjetividade e o Acesso à Felicidade Pública: uma Leitura Arendtiana. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

7.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt: Crise e Reconstrução dos Direitos Humanos. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

8.
ASSY, B. A.. A Faculdade de Julgar ? A Restauração de um Espaço Público. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

9.
ASSY, B. A.. Hannah Arendt, Responsabilidade e Julgamento. 2004. (Editoração/Livro).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
MENDES, A.; Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; TUPINAMBA, G.. Participação em banca de Aline Hamdan de Souza Vilas Boas. O niilismo ético dos direitos humanos. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
KLAUSEN, J. C.; YAMATO, R. V.; ASSY, B. A.; DRUMOND, P.. Participação em banca de Luiz Artur Costa do Valle Junior. Constructing the LGBT subject of rights: subjectivity, politics and identify in human rights discourse. 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
GONCALVES, G. L.; BRAGA, A. F. S.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Marcos Felipe de Freitas Araujo. Dialética e Estado na Filosofia de Hegel. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

4.
MALAGUTI, V.; PIRES, T.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Luciana Costa Fernandes. Como juízas mulheres julgam mulheres pelo tráfico de drogas: discursos criminológicos reforçando previlégios e silenciamentos na cidade do Rio de Janeiro. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

5.
ASSY, B. A.; Falbo, R. N.; YAMATO, R. V.. Participação em banca de Grazielle da Silveira Pereira. Outros românticos: a verificação do [anti] Serviço de Proteção aos índios. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
ASSY, B. A.; BARBOSA, D. P. C.; FRANCALANCI, C. C. P.. Participação em banca de Glenda Vicenzi. Contra a exceção soberana: por uma ética do uso em Giorgio Agamben. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

7.
HOFFMANN, F.; ASSY, B. A.; YAMATO, R. V.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Daniella Fernandes ferrari. Solidariedade em crise: uma reconstrução normativa à luz da alteridade e do paradignado refugiado. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

8.
GOMEZ, José Maria; CUNHA, P. C. C. B. B.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Maria Milagro de Jesus Garcia. Transição democrática e memória do passado traumático em Honduras, em relação ao período 1980-1993. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

9.
HOFFMANN, F.; ASSY, B. A.; YAMATO, R. V.; Haddock-Lobo, R,. Participação em banca de Luana Couto Campos. Margens: entre o Humano e o Animal. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10.
PLASTINO. C.A.; ARMONY, N.; ASSY, BETHÂNIA. Participação em banca de Clarisse Ribeiro Vicente. Do individualismo à individuação: um olhar não patriarcal sobre a constituição do sujeito em Winnicott. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

11.
ASSY, B. A.; GODOY, G. G.; CUNHA, J.R.. Participação em banca de Isadora Lins Costa. A Abstrata nudez do ser humano entre fronteiras. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

12.
HOFFMANN, F.; ASSY, B. A.; CITADINO, G.; ARAUJO, L. B. L.. Participação em banca de Pedro Federici Araujo. Democracia, Justificação e Comunicação: notas sobre um Brasil de desigualdades sociais. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

13.
ASSY, B. A.; LEITE, G. F.; CUNHA, J.R.; MAIA, J. M. E.. Participação em banca de Bruna Mariz Bataglia Ferreira. Via nua e subcidadania: aconstrução social da dsigualdade sob o pradigma da exceção. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

14.
ASSY, B. A.; GONCALVES, G. L.; Falbo, R. N.; ARANTES, P. E.. Participação em banca de Allan Mohamad Hillani. Na urgência da catástrofe: violência e capitalsimo. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

15.
YAMATO, R. V.; ASSY, B. A.; FERREIRA, L. C. M.; JULIO, C. F. F.. Participação em banca de Joana Schroeder. Entre Pimentas e Vinagres - Violência Direitos Humanos e (Des)Ordem nas Manifestações no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

16.
STRUCHINER, N.; SHECAIRA, F. P.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Lucas Filardi Grecco. Teorias ideais e teorias não-ideais de adjudicação. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
CARVALHO, M. A. R.; EISENBERG, J.; ASSY, B. A.; PAIVA, A. M. R.. Participação em banca de Yasmin Curzi de Mendonça. Meu nome não é psiu!: Assédio nas ruas e a luta dos feminismos por reconhecimento jurídico. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

18.
ASSY, BETHANIA; LEITE, G. F.; TUPINAMBA, G.. Participação em banca de Allan Mohamad Hillani. Emergências permanente: estado de exceção e a critica da economia biopolítica. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

19.
MENDES, A.; Falbo, R. N.; ASSY, BETHANIA; BELLO, E.. Participação em banca de Luiz Felipe Teves de Paiva Sousa. Bioprodução, Constituição e Trabalho: do Welfare ao Commonfare. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

20.
ASSY, BETHANIA; BERNARDES, M.N.; Falbo, R. N.. Participação em banca de Thiago Ferrare Pinto. O direito como espaço da indiferença: formalismo e emancipação. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

21.
PEREIRA, J. R. G.; MARTEL, L. C. V.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Cláudia Turner Duarte. O sistema familiar na teoria política: repensando o lugar da criança na Teoria da Justiça. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

22.
Falbo, R. N.; ORTEGA, F.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Attila Ruschi Secchin. Pessoa com autismo e direito brasileiro: uma contradição como síntese?. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

23.
MAGALHAES, J. N.; KOSICKI, K.; ASSY, BETHANIA; RODRIGUES, C.; COSTA, A.. Participação em banca de José Antonio Rego Magalhães. Direito, violência e manifestações: instituição, Interpretações e ruptura a partir de Jacques Derrida. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

24.
RAIZMAN, D. A.; BELLO, E.; Falbo, R. N.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Kelly Ribeiro Feliz de Souza. Direitos Humanos para Humanos Direitos: autos de resistência e estado de exceção permanente no Estado do Rio de Janeiro. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito Constitucional) - Universidade Federal Fluminense.

25.
PELE, A.; ASSY, BETHANIA; HOFFMANN, F.; ALVES NETO, R. R.. Participação em banca de Raphael Torres Brigueiro. o rico e o estranho: revolução e totalitarismo enquanto novidades radicals do mundo moderno no pensamento de Hannah Arendt. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

26.
ROCHA, M.; ASSY, BETHANIA; PIRES, T.; TAVARES, J. C. S.. Participação em banca de Juliana Moreira Streva. Objetificação colonial dos corpos negros: uma leitura descolonial e foucaultiana do extermínio negro no Brasil. 2016. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

27.
BELLO, E.; ASSY, B. A.; VAL, E. M.. Participação em banca de Heloisa de Carvalho Feitosa. Democracia e Representação Política no Brasil: uma análise da suposta crise de representativiade contemporânea. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito Constitucional) - Universidade Federal Fluminense.

28.
HERZ, M.; ALVES NETO, R. R.; YAMATO, R. V.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Mariana Caldas Pinto Ferreira. Tudo é permitido?: uma Perspectiva de Hannah Arendt sobre a Relação entre Guerra e Política. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

29.
ASSY, B. A.; MELO, C.C.; DORNELLES, J.R.. Participação em banca de Fernanda Telha Ferreira. Reyes Mate e a Justiça das Vítimas - uma perspectiva anamnética. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

30.
PIRES, T.; ASSY, B. A.; GONCALVES, R. S.; COCCO, G. M.. Participação em banca de Clarissa Pires de Almeida Naback. Remoções Biopolíticas: o Habitar e a Resistência na Vila Autódromo. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

31.
ASSY, B. A.; ARANTES, P. E.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Fátima Gabriela soares de Azeredo. Cidade e Política: Reforma urbana e exceção no Rio de Janeiro. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

32.
Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; BELLO, E.. Participação em banca de Raquel Elena Rinaldi Maciel. Sentidos do Trabalho Doméstico no Brasil e a Problemática do Reconhecimento. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

33.
Falbo, R. N.; STRUCHINER, N.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Fausto Marques Pinheiro Junior. Esquemas mentais da sensação de justo: um estudo experimental sobre a moralidade como visão do mundo. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

34.
MARRAFON, M.; ASSY, BETHANIA; CASARA, R.; ROSA, A.. Participação em banca de Maria Francisca de Miranda Coutinho. O avesso do direito: a psicanálise como desvelamento. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

35.
BERNARDES, M.N.; VIDAL, A.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Rafaela Araújo Rodrigues. Autonomia da mulher e a violência doméstica: A análise da Ação Direta de Inconstitucionalidade n.4.424 sobre as perspectivas feministas da autonomia. 2014. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

36.
LYRA, E.; ASSY, B. A.; ANDRADE, P. D.. Participação em banca de Daniella Alvarez PRado. Liberdade e ação política no pensamento de Hannah Arendt. 2014. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

37.
TOSI, G.; FERREIRA, L. F. G.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Jair Pessoa de Albuquerque e Silva. O Caso Araguaia e o Conflito entre a Justiça de Transição Brasileira e o Sitema Interamericano dos Direitos Humanos. 2014. Dissertação (Mestrado em DIREITOS HUMANOS, CIDADANIA E POLÍTICAS PÚBLICAS) - Universidade Federal da Paraíba.

38.
GOMEZ, José Maria; ASSY, B. A.; DORNELLES, J.R.. Participação em banca de Tamara Moreira Vaz de Melo. Opresssão e resistência: as duas faces da exceção. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

39.
DORNELLES, J.R.; ASSY, B. A.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Carlos Alberto Garcete de Almeida. Tribunal do Júri. Dimesão Constitucional Contemporânea. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

40.
MARTEL, L. C. V.; PEREIRA, J. R. G.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Ludmila Santos Russi de Lacerda. Adaptação razoável da administração pública às pessoas com deficiência: novo horizonte na concretização do reconhecimento social. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

41.
MARIM, C. I.; ASSY, B. A.; SILVA, W. V. O.. Participação em banca de Iara de Carvalho Hillen. Uma Ética da Ação: Sarthre e Hannah Arendt. 2012. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Gama Filho.

42.
EISENBERG, J.; MAGALHAES, J. N.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Miguel Mesquita Fernandes. Uma Leitura da Razão Jurídica através da Paixão Social. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

43.
CHUEIRI, V. K.; KOSICKI, K.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Heloisa Fernandes Câmara. Estado de Exceção entre o Direito e a Vida: Soberania, Biopolítica e Campos. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal do Paraná.

44.
CORREIA, A.; REIS, H. E.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Pablo Henrique de Jesus. A cisão entre ética e política analizada à luz da atividade de pensar. 2010. Dissertação (Mestrado em Filosofia) - Universidade Federal de Goiás.

45.
PLASTINO. C.A.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Alexandre de Oliveira Demidoff. Globalização, Globalismo e Subordinação Política do Estado Nacional no Pensamento de Ulrich Beck. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

46.
DORNELLES, J.R.; GOMEZ, José Maria; ASSY, B. A.. Participação em banca de Paulo Calmon Nogueira da Gama. A desigualdade penal e a jurisdição na nova democracia brasiliera. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

47.
DORNELLES, J.R.; CAVALLAZZI, R. L.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Lívia Paula de Almeida Lamas. Aplicação da pena nos Estados Democráticos de Direito à Luz do Garantismo: aspectos polêmicos do Código Civil Penal Brasileiro. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

48.
CITADINO, G.; BERNARDES, M.N.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Ivana Coutinho Leitão. A Formação da Identidade no Espaço Público Deliberativo: Uma Anãlise a Partir da Teoria do Discurso de Jurgen Habermas. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

49.
KOSICKI, K.; ASSY, B. A.; CHUEIRI, V. K.. Participação em banca de Marilucia Flenik da Silva. O Resgate da Ação e da cidadania. 2007. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Paraná.

50.
Santos, A.; Fernandes, E.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Rafael de Oliveira Alves. Gestão do Terrório: Processos normativos de territorialização do direito à cidade. 2007. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

51.
KLEVENHUSEN, R. B.; BARRETTO, V. P.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Marcos André Chut. Tutela Jurídica do Genoma Humano e a Teoria do Mínimo Ético. 2007. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Estácio de Sá.

52.
ASSY, B. A.; PHILIPPI, J. N.; MEZZAROBO, O.; ASSMANN, S. J.. Participação em banca de Thais Santi Cardoso da Silva. Do Sujeito ao Indivíduo que Trabalha e Consome: uma leitura da crise de legalidade a partir de Hannah Arendt. 2006. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal de Santa Catarina.

53.
ASSY, B. A.; NASCIMENTO, P.; MENEZES, M. L.. Participação em banca de Francisco Rogério Madeiro Pinto. Ética e Política no Pensamento de Hannah Arendt. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Política) - Universidade de Brasília.

54.
ASSY, B. A.; CITADINO, G.; HOFFMANN, F.. Participação em banca de Heron Abdon Sauza. A Constituição do Estado Europeu: uma releitura dos conceitos tradicionais da Teoria Geral do Estado. 2005. Dissertação (Mestrado em Direito) - Centro Universitário Fluminense.

55.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F.; CITADINO, G.. Participação em banca de Ricardo Raemy Rangel. Princípio Constitucional da Não-discriminação e Relações de Emprego.. 2005. Dissertação (Mestrado em Direito) - Centro Universitário Fluminense.

56.
ASSY, B. A.; LOIS, C. C.; PINZANI, A.. Participação em banca de Cristina Foroni Consani. O Republicanismo como Forma de (Re)Construção da Esfera Pública e Possibilidade de Ação: Limites e Possibilidades. 2005 - Universidade Federal de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
CUNHA, J.R.; BATISTA, N.; ASSY, B. A.; DORNELLES, J.R.; BOTTINO, T.. Participação em banca de Diogo Pinheiro Justino de Souza. Responsabilidade como aporia: de conceito-chave a conceito-limite do direito. 2018. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
ASSY, BETHANIA; CUNHA, J.R.; ARAUJO, L. B. L.; TORRES JUNIOR, R. D.; MADUREIRA, M. M. S.. Participação em banca de Carlos David Carneiro Bichara. Direito, Reconhecimento e Cidadania: Uma abordagem Reconhecitiva dos Direitos. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
KEINERT, M. C.; ASSY, B. A.; FRATESCHI, Y. A.; PIMENTA, P. P. G.; MOURA, A. C.. Participação em banca de Adriana Carvalho Novaes. Pensar sem apoios: Hannah Arendt e a vida do espírito como política do pensar. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade de São Paulo.

4.
ROCHA, M.; ASSY, B. A.; AGUIAR, T. F.; OLIVEIRA, B. C.; ALVEZ, R. P.. Participação em banca de Tomas Fernandes Nazareth Ramos. Por uma geofilosofia da liberdade. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

5.
ASSY, B. A.; BORRILLO, D.; CHUEIRI, V. K.; MOREIRA, N. C.. Participação em banca de Antonio Oliveira. Le droit à la mémoire comme fondement de la dignité humanine: mémoire politique et la reconnaissance des droits des minorités. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Université Paris-Ouest Nanterre la Défense.

6.
GOMEZ, José Maria; CHAMPEIL-DEPLATS, V.; PANDOFI, D. C.; CUNHA, P. C. C. B. B.; BORRILLO, D.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Fernanda Ferreira Pradal. A justiça de transição no Brasil: o caso do Departamento de Ordem Política e Social (DOPS) do Rio de Janeiro. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
GOMEZ, José Maria; MEDEIROS, L.; SILVA, L. S.; PIRES, T.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Aline Caldeira Lopes. Sob os despojos da história: territórios negros tradicionais em meio à ditadura militar no Brasil. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

8.
FRITZPATRICK, P.; SIMPSOM, G.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Hannah Franzki. Criminal Trials, Economic Dimensions of State Crime and the Politics of Time in International Criminal Law - A German-Argentine Constellation. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Birkbeck, University of London.

9.
DUARTE, A. M.; ASSY, B. A.; ADVERSE, H.; FIGUEIREDO, V.; BRANDAO, R.. Participação em banca de Rodrigo Ponce Santos. PRINCÍPIO E INÍCIO A questão da humanidade em Hannah Arendt. 2017. Tese (Doutorado em Filosofia) - Universidade Federal do Paraná.

10.
GUIMARAENS, F.; YAMATO, R. V.; MENDES, A.; ASSY, BETHANIA; PILATTI, A.. Participação em banca de Fabricio Toledo de Souza. A crise do refúgio e o refugiado como crise. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

11.
MOREIRA, N. C.; ASSY, BETHANIA; ADEODATO, J. M.; CATTONI, M. A.; CARVALHO, T. F.. Participação em banca de Rodrigo Francisco de Paula. Estado de emergência na saúde pública e intervenção estata n avida privada: para além da invasão e da revolta. 2016. Tese (Doutorado em direito) - Faculdade de Direito de Vitória.

12.
CHUEIRI, V. K.; ASSY, BETHANIA; MAGALHAES, J. N.; KOSICKI, K.; FONSECA, A. C. M.. Participação em banca de Leandro Franklin Gorsdorf. Arte e Política a partir de "militantes" e "bichas": da resistência teatral a criação de direitos. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade Federal do Paraná.

13.
ASSY, BETHANIA; HOFFMANN, F.; BERCOVICI, G.; MELO, D. B.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Rafael Barros Vieira. Walter Benjamin: o direito, a política, e a ascensão e colapso da república de Weimar (1918/9-1933). 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

14.
ASSY, BETHANIA; FERREIRA, B.; GOMEZ, José Maria; KOSICKI, K.; MAGALHAES, J. N.; HOFFMANN, F.. Participação em banca de Leticia Gracia Ribeiro Dyniewicz. Estado de exceção como ruptura: uma leitura a partir de Carl Schmitt e Walter Benjamin. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

15.
ASSY, B. A.; CHUEIRI, V. K.; CUNHA, J.R.; GEDIEL, J. A. P.; NAVIA, A. M. F.. Participação em banca de Gabriel Gualano de Godoy. Asilo e hospitalidade: sujeitos, política e ética do encontro. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

16.
ASSY, B. A.; TRINDADE, A. A. C.; CALAFATE, P.; Ribas Vieira, J.; SENECHAL, G.; CELSO, A.. Participação em banca de Silvia Maria da Silveira Loureiro. A Reconstrução da Subjetiviade Coletiva dos Povos Indígenas no Direito Internacional dos Direitos Humanos: O Resgate do pensamento da Escola Ibérica da Paz (Séculos XVI e XVII) em prol der um novo Jus Getium para o século XXI. 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
CITADINO, G.; MATTOS, P.; REZENDE, E. N.; PIRES, T.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Marcelo Kokke Gomes. Conflitos Intergeracionais: reconhecimento e análise da sociedade. 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

18.
Falbo, R. N.; MEDEIROS, L.; MENDES, A.; COSTA, A.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Luiz Otavio Ribas. Direito Insurgente na Assessoria Jurídica de Movimentos Populares (1960-2010). 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

19.
CHAMPEIL-DEPLATS, V.; VAUCHEZ, S. H.; PILLOUR, A. L.; HERRERA, C. M.; CITADINO, G.; ASSY, B. A.; BERNARDES, M.N.. Participação em banca de Deo Campos. Le Droit à l'épreuve du multiculturalisme: reflexions sur des cas Brésilien et Français. 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Université Paris-Ouest Nanterre la Défense.

20.
Pinheiro, R.; ASSY, B. A.; SCHRAIBER, L. B.; SILVA JUNIOR, A. G.; MENDONCA, A. L. O.. Participação em banca de Rodrigo Pinheiro da Silveira. Itinerários Formativos do Internato rural na Amazônia: Experiências nas Fronteiras de Mundo, Saberes e Práticas e Responsabilidade. 2014. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

21.
JARDIM, E.; ASSY, B. A.; DUARTE, A. M.; CORREIA, A.; ALVES NETO, R. R.. Participação em banca de Cícero Josinaldo da Silva Oliveira. Descontrole e Risco na Modernidade - Uma análise a partir de consdierações sociológicas e filosóficas. 2014. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

22.
FERRAZ JUNIOR, T. S.; LAFER, C.; PERRONE-MOISES, C.; MARTIN-CHENUT, K. R.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Carla Osmo. Direito à Verdade: Origens da conceituação e sua condições de possibilidade com base em reflexões de Hannah Arendt. 2014. Tese (Doutorado em Faculdade de Direito - Universidade de São Paulo) - Universidade de São Paulo.

23.
ASSY, B. A.; LOPES JUNIOR, A. C. L.; Prado, G.; BOITEUX, L.; BERNARDES, M.N.; Sulocki, V.. Participação em banca de Junya Barletta. A Prisão Provisória Como Medida de Castigo e seus Parâmetros de Intolerabilidade à Luz dos Direitos Humanos. 2014. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

24.
Silva, Ilda L.R.; ASSY, B. A.; Venâncio, Beatriz P.; Maciel, Marcelo da C.; Lima, Luis C.. Participação em banca de Bruno Peres Freitas. A Política sob o Princípio do Amor Mundi - Um Diálogo com Hannah Arendt. 2012. Tese (Doutorado em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

25.
GUIMARAES, A.; Rodrigues, F. A. R.; Haddock-Lobo, R,; Fontes, A.R.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Willis Santiago Guerra Filho. O Conhecimento Imaginário do Direito. 2011. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Filosofia da UFRJ) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

26.
Maia, A. C.; TORRES, R. L.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Maria Eugênia Bunchaft. Ativismo Judicial e Minorias - Um Cenário Simbólico de Lutas pelo Reconhecimento. 2009. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

27.
JARDIM, E.; DUARTE, A. M.; DRUQUER, C.; LYRA, E.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Rodrigo Ribeiro Alves Neto. Mundo e Acosmismo na obra de Hannah Arendt. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

28.
ESTRADA, P. C. D.; PEGORARO, O.; SOLIS, D. E. N.; ASSY, B. A.; BIERI, A.. Participação em banca de Ana Cristina de Abreu Oliveira. Justiça e Ética no Pensamento de Jacques Derrida. 2007. Tese (Doutorado em Filosofia) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
ASSY, B. A.. Participação em banca de Marcelo Almeida de Carvalho Silva. Mal burocrático e violação dos direitos humanos: um estudo sobre a colaboração das empresas com a ditatura civil militar brasileira. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Administração de Empresas) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

2.
BERNARDES, M.N.; GONCALVES, R. S.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Ana Carolina Brito Brandão. Direito, Gênero e Planejamento: um estudo sobre as políticas urbans para as mulheres das agências multilaterais e a agenda neoliberal. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
CUNHA, J.R.; MALAGUTI, V.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Diogo Justino. Abolir a responsabilidade? Da crítica da pena à critica do direito. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

4.
Pinheiro, R.; ASSY, B. A.; KOIFMAN, L.. Participação em banca de Vinícios Azevedo Machado. Educação e liberdade na saúde escolar no Amazonas. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

5.
ASSY, B. A.; PIRES, T.; BERNARDES, M.N.; YAMATO, R. V.. Participação em banca de Natáliza Damázio Pinto Ferreira. Cárcere, sistema interamericano e pensamento decolonial: proteção ou colonialidade?. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

6.
ASSY, B. A.; GOMEZ, José Maria; MELO, C.C.; BERNARDES, M.N.. Participação em banca de Andrea Bandeira de Melo Schettini. O trauma e a cena judicial: refle'xões sobre o testemunho no paradigma da Justiça de Transição. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

7.
GOMEZ, José Maria; ASSY, B. A.; MELO, C.C.; HOFFMANN, F.. Participação em banca de Marcus Vinícius Giraldes Silva. A teoria do não-direito e a ditadura militar brasileira. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

8.
PIRES, T.; GONCALVES, R. S.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Clarissa Pires de Almeida Naback. Formação do discurso Jurídico-urbanisnístico na reforma urbana brasileira (1970-2001). 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

9.
MULHOLLAND, C.; PIRES, T.; MORAES, M. C. B.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Carolina Mendes Franco. Proteção e acesso a direitos das minorias em pesquisas em saúde: Comparação Brasil-França. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

10.
ASSY, BETHANIA; FERES JUNIOR, J.; CUNHA, J.R.. Participação em banca de Carlos David Carneiro Bichara. Direito e Intersubjetividade: uma abordagem dos direitos a partir de uma teoria do reconhecimento. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

11.
ASSY, B. A.; ALVES NETO, R. R.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Antôno Leal de Oliveira. A Memória e sua Diemnsão Política - o passado brasiliero em sua projeção para o futuro. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12.
ROCHA, M.; CASTRO, E. V.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Tomás Fernandes Nazareth Prisco Paraiso. Por uma Geofilosofia da Liberdade: É preciso liberar a Filosofia do Direito de sua Sujeição Transcendental. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

13.
CUNHA, J.R.; ASSY, B. A.; GONCALVES, G. L.. Participação em banca de Felipe. MST e Democracia Radical: Analisando Possíveis Articulações em Busca de um Projeto Hegemônico de Esquerda. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

14.
GIORGI, R.; MAGALHAES, J. N.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Natasha Pereira Silva. A Representação da Abolição da Escravatura em Machado de Assis. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencias Juridicas) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

15.
ASSY, BETHANIA; ALVES NETO, R. R.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Antonio Leal de Oliveira. A Memória e sua Dimensão Política - o Passado Brasileiro em sua Projeção para o Futuro. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

16.
ASSY, B. A.; BENZAQUEM, R.; GOMEZ, José Maria. Participação em banca de Rafael Barros Vieira. Constituição e Exceção"Walter Benjmain e os Rumos da República de Weimar (1919-1940). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; MEDEIROS, L.. Participação em banca de Luiz Otávio Ribas. Direito Insurgente na Assessoria Jurídica de Movimentos Populares (1960-2010). 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

18.
CITADINO, G.; ASSY, B. A.; LEITE, F.. Participação em banca de Marcelo Kokke Gomes. Reconhecimento e Conflito Intergeracionais - Gramática Moral e Confrontos entre Preservação e Rompimento. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

19.
ASSY, B. A.; BENZAQUEM, R.; FERREIRA, B.; VILLAS BOAS, P.. Participação em banca de Letícia Garcia Ribeiro Dyniewicz. Estado de Exceção e Teologia Política em Carl Schmitt e Walter Benjamin: uma crítica à racionalidade do direito. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

20.
ASSY, B. A.; DORNELLES, J.R.; Prado, G.; Sulocki, V.. Participação em banca de Junya Rodrigues Barletta. Violência, exceção e injustiça: a prisãoprovisória brasileira como contra-direito. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

21.
ASSY, B. A.; SENECHAL, G.; Ribas Vieira, J.. Participação em banca de Silvia Maria da silveira Loureiro. As Comunidades indígenas como sujeitos coletivos de direito internacional: A reconstrução da subjetividade juridica coletiva das vítimas de violação de direitos humanos. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

22.
CITADINO, G.; ASSY, B. A.. Participação em banca de José Carlos Garcia. Nas Fronteiras da Constituição: O MST entre Reivindicação, Protesto e Democracia. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

23.
Pinheiro, R.; Camargo Jr, K.; Favoreto, C.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Rodrigo Pinheiro Silveira. Internato Rural na Amazônia: o Diálogo entre Culturas e a Construção da Responsabilidade e do Juízo Crítico nas experiências de ensino-aprendizagem junto a população ribeirinha. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Saúde Coletiva) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

24.
Silva, Ilda L.R.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Conceição de Maria Goulart Braga Cuba. Amizade: Sua relevância para o exercício da política e ampliação da cidadania do idoso. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

25.
Falbo, R. N.; CUNHA, J.R.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Enzo Bello. Teoria Crítica da Cidade: Ativismo Político e Movimentos Sociais na Produção e Efetivação dos Novos Direitos Urbanos. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

26.
ASSY, B. A.; CUNHA, J.R.; Falbo, R. N.. Participação em banca de Paula Bartolini Spieler. Direitos Humanos como discurso emancipatório? O Caso Brasileiro. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

27.
Silva, Ilda L.R.; ASSY, B. A.; Lima, Luis C.. Participação em banca de Bruno Peres de Freitas. Amor Político - Sobre as possibilidades da convivência entre os homens. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Serviço Social) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

28.
Maia, A. C.; ASSY, B. A.; TAVARES, A. L.. Participação em banca de Maria Eugênia Bunchaft. Teorias do Reconhecimento: uma Reconstrução Filosófica. 2007. Exame de qualificação (Doutorando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Qualificações de Mestrado
1.
GONCALVES, G. L.; Haddock-Lobo, R,; ASSY, B. A.. Participação em banca de Marcos Felipe de Freitas Araujo. Estatismo e Direito: Do idealismo alemão à dialética do conflito. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

2.
PLASTINO. C.A.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Clarissa Ribeiro Vicente. Do invidualismo à individuação: um olhar crítico às concepções antropológicas de Hobbes e Winnicott. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

3.
HOFFMANN, F.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Lana Couto Campos. Além da Fronteira: A desconstrução da Subjetividade. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

4.
PLASTINO. C.A.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Ana Paula Bodin Gonçalves Agra. Freud, Winnicott e o Laço Social como forma de subjetivação, de reconhecimento e de intersubjetividade. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

5.
ASSY, BETHANIA; SENECHAL, G.; MAIA, J. M. E.. Participação em banca de Bruna Mariz Bataglia Ferreira. Vida sacra e subcidadania brasileira: a construção da desigualdade social sob o paradigma da exceção. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

6.
PEREIRA, J. R. G.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Cláudia Turner Duarte. O Familiar é político: Uma teoria da Justiça para a família ocntemporânea. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

7.
Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; MENDES, A.. Participação em banca de Raquel Elena Rinaldi Maciel. Sentidos do Trabalho Doméstico no Brasil e a Problemática do Reconhecimento. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

8.
Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; MENDES, A.. Participação em banca de Julio Todesco Longo. Panoptismo e ciberespaço: vigilância arqvez da superexposição do Facebook. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

9.
Falbo, R. N.; ASSY, B. A.; MENDES, A.. Participação em banca de Attila Ruschi Secchin. Pessoa com Autismo versus Sujeito de Direito: Uma contradição em síntese. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

10.
ASSY, B. A.; Falbo, R. N.; MENDES, A.. Participação em banca de Thiago Ferrare Pinto. Direito como espaço da indiferença: tecnica e sofrimento coagulado. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

11.
ASSY, B. A.; ALVES NETO, R. R.; FERREIRA, B.. Participação em banca de Raphael Torres Brigeiro. Colecionadora e Revolucionária: A influência do messiansimo de Walter Benjamin no pensamento político de Hannah Arendt. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

12.
RAIZMAN, D. A.; BELLO, E.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Kelly Ribeiro Felix de Souza. Direitos Humanos para Humanos Direitos: Autos de Resistência e Estado de Exceção Permanente na Cidade do Rio de Janeiro. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito Constitucional) - Universidade Federal Fluminense.

13.
YAMATO, R. V.; ASSY, BETHANIA. Participação em banca de Joana Schroeder. Entre Pimentas e Vinagres - Violência Direitos Humanos e (Des)Ordem nas Manifestações no Brasil. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

14.
ASSY, B. A.; HERZ, M.. Participação em banca de Mariana Caldas Pinto Ferreira. Violência e Política no Direito Humanitário Internacional: uma perspectiva da Hannah Arendt sobre a relação entre política e guerra. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

15.
SIQUEIRA, G.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Fatima Gabriela Soares DE Azevedo. A rua como política: exceção e violência nas manifestações de 2013 no Rio de Janeiro. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

16.
MELO, C.C.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Fernanda Telha Ferreira. Justiça e Memória: Antídoto à Repetição. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

17.
PIRES, T.; GONCALVES, R. S.; ASSY, B. A.. Participação em banca de Clarissa Pires de Almeida Naback. Vila Autódromo: Entre Desejos e Controles. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
Ribas Vieira, J.; ASSY, B. A.; Falbo, R. N.. Participação em banca de Rafael Barros Vieira.Considerações sobre a Estrutura Jurídico-Política do Estado de Exceção: Refletindo sobre os Elementos: Soberania, Campo e Homo Sacer:. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SABADEL, A. L.; GUADALUPE, M.; Falbo, R. N.; ALVIM, L.; ASSY, B. A.. Professor Adjunto Metodos e Técnicas da Pesquisa Sociojurídica, Departamento de Teoria do Direito. 2014. Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
ASSY, B. A.; Pinheiro, L.; Arturi, C.. Professor Adjunto Política e Relações Internacionais. 2011. Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

3.
Pinho, L C; Ramos, P H V; Rodrigues, F. A. R.; ASSY, B. A.. Professor Adjunto de Ética e Filosofia do Direito. 2009. Universidade Federal Rural do Rio de Janeiro.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Encontro com Giacomo Marramao: Soberania e Democracia na soSociedade Global.Antropologia da cidadania e a perspectiva de um universalismo da diferença na perspectiva de Marramao. 2017. (Encontro).

2.
?Qué quiere decir politizarse hoy? De la política a la filosofía y de la filosofía a la política,?.El sujeto de la injusticia - Acción Política, Derecho y Empoderamiento. 2014. (Seminário).

3.
Da Teoria da Norma à Teoria do Ordenamento.Bobbio-Kelsen. 2014. (Seminário).

4.
Políticas de Memória na América do Sul e África do Sul: balanços, perspectivas e diálogos.Análises e Balanços de Experiências da África do Sul e da Argentina. 2014. (Simpósio).

5.
Birkbeck Annual Law Postgraduate Conference.Critical Legal concepts. 2013. (Simpósio).

6.
Ciclo 25 anod da Constituição Democrática.Direitos de Minorias. 2013. (Seminário).

7.
Internacional Workshop: Benjamin?s law: a joint reading of the critique of violence.Benjamin?s law: a joint reading of the critique of violence. 2013. (Simpósio).

8.
Seminário dos Alunos da Pós-graduação em Direito da Puc-Rio.Schmitt, Benjamin, Resitência, Propriedade Imaterla e Direito à Privacidade. 2013. (Seminário).

9.
Workshop Internacional: Walter Benjamin, Rosa Lumxembourg, Hannah Arendta.Workshop Internacional: Walter Benjamin, Rosa Lumxembourg, Hannah Arendt. 2013. (Seminário).

10.
Política Radical e Direito (Radical Polítics and Law). Mediação da mesa: Insurreição, política e direito de resistir. 2012. (Congresso).

11.
Fórum: Direitos Humanos: Antigos e Novos Desafios.Direitos Humanos: Antigos e Novos Desafios. 2011. (Simpósio).

12.
I Colóquio Internacional: Desconstrução, Linguagem, Alteridade - Heranças de Jacques Derrida.Jaccques Derrida e Força de Lei. 2011. (Seminário).

13.
Simpósio Internacional Disability Studies.Direito, Mobilidade e Estudos sobre Acessibilidade. 2011. (Simpósio).

14.
Conferência com Agnes Heller: "Are there obligations without Rights".Conferência com Agnes Heller: "Are there obligations without Rights". 2010. (Seminário).

15.
Conferência com Costas-Douzinas:.Conferência com Costas-Douzinas:. 2010. (Seminário).

16.
Palestra: Social Invisibility and the Promisse of Law - Universidade de Halle.Invisibilidade Social e a promessa da lei. 2009. (Encontro).

17.
Seminário internacional: 30 anos da Lei de Anistia: Justiça, Verdade, Memória e Reparação.Direitos Humanos em Tempos Sombrios: Justiça, Memória e Reparação. 2009. (Seminário).

18.
Simpósio Nacional sobre desafios e Estratégias de Efetivaçõa do Direito à Saúde.Mesa: Direito à Saúde como Direito Humano: Ética, Dignidade e Pluralidade. 2009. (Simpósio).

19.
VIII Seminário Nacional do Projeto Integralidade: Saberes e práticas no cotidiano das instituições de saúde.Mesa Redonda: Responsabilidade e decisão no cuidado: é possível fundar um ethos público na saúde?. 2008. (Seminário).

20.
1 Fórum de Ética - As Perspectivas da Ética na Sociedade.Mesa: Desafios Comtemporâneos da Ética. 2007. (Seminário).

21.
Aula Inaugural. Disciplina: Liberdade, necessidade e espaço Público: leituras de Hannah Arendt para o agir em saúde. IMS. UERJ.Responsabilidade Coletiva. 2007. (Outra).

22.
Colóquio do Centro Hannah Arendt (Kolloquium des Hannah Arendt-Zentrums)Oldenburg.Faculty of Judging - With Whom Do We Wish To Be Together?. 2007. (Seminário).

23.
VII Seminário Nacional Do Projeto Integralidade. Razões Públicas para integralidade em saúe: o cuidado como valor.Responsabilidade Coletiva no Cuidado: é possível julgar a responsabilidade individual?. 2007. (Seminário).

24.
Ciclo Hannah Arendt - Homenagem ao Centenário de Nascimento.Crise da Tradição, Juízo e Política. 2006. (Simpósio).

25.
Colóquio do Centenário de Hannah Arendt.A dignidade da Doxa: Julgamento, Exemplaridade e Felicidade Pública. 2006. (Simpósio).

26.
Diálogos com Hannah Arendt - Espaço Púlico e Política, Puc-Rio.Espaço Público e Desencantamento do Político. 2006. (Seminário).

27.
XII Encontro Estadual de Professores de filosofia: Tema: Filosofia Política e o Ensino de Filosofia: Hannah Arendt - 100 anos de Nascimento.Mesa-redonda: Hannah Arendt - 100 anos de Nascimento. 2006. (Encontro).

28.
Convegno Internazionale di Studi Hannah Arendt: Filosofia e Totalitarismo. Framing a Cosmopolitan Existence: Cultivating Public Feelings. Università degli Studi di Bari, Itália. 2005. (Congresso).

29.
II Encontro Jurídico Brasil ? Argentina. Grandes Nomes do Pensamento Jurídico Comtemporâneo.Hannah Arendt. UERJ. 2005. (Encontro).

30.
Krisis - II Fórum de Filosofia Comtemporânea.Cultivo de sentimento público ou felicidade fabricada no corpo??. 2005. (Simpósio).

31.
Projeto Cuidar: Aprimorando os cuidados com nossas crianças.Ética nas relações humanas - UFRJ. 2005. (Seminário).

32.
Seminário do Departamento de Filosofia, Universidade de Halle.?Framing a Cosmopolitan Existence: Cultivating Public Feelings, Martin Luther Universität, Halle Winttenberg. 2005. (Seminário).

33.
5º Encontro de Psicólogos do Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro.Felicidade Privada do Consumo versus Cultivo da Felicidade Pública. 2004. (Seminário).

34.
Colóquio Hannah Arendt e a Condição Humana.A atualidade de A condição humana - Cultivo da Felicidade Pública versus Felicidade Privada do Consumo. 2004. (Simpósio).

35.
Eticas da finitude - Hediegger, Arendt, Levinas. Faces privadas em espaços públicos - Simpósio Internacional Éticas da Finitude Heidegger, Arendt, Levinas, UERJ. 2004. (Congresso).

36.
Fórum de Debates: A Mudança de Paradigmas a partir de 11 de Setembro 2004.Fórum de Debates: A Mudança de Paradigma a partir de 11 de Setembro de 2001. 2004. (Simpósio).

37.
Tribunais na Tela - Comemoração de 200 anos do Código Civil da França.Debate do Documentário: Um Especialista (Eichmann) - Tribunais na Tela, Comemoração de 200 anos do Código Civil da França - EMERJ. 2004. (Outra).

38.
Coloquio do Centro Hannah Arendt (Kolloquium des Hannah Arendt-Zentrums).The Epistemological Dignity of Appearance in Hannah Arendt, Coloquio do Centro Hannah Arendt (Kolloquium des Hannah Arendt-Zentrums). Universidade Carl Von Ossietzkz. 2003. (Seminário).

39.
Forschungskolloquium zur Sozialphilosophie.The Epistemological Dignity of Appearance in Hannah Arendt. Forschungskolloquium zur Sozialphilosophie. Departamento de Fillosofia, Universidade Johann Wolfgang Goethe,. 2003. (Seminário).

40.
Women in Philosophy.Prolegomenon to an Ethics of Appearance in Hannah Arendt - The New School for Social Research - NY. 2003. (Seminário).

41.
Colóquio Internacional - A Banalização da Violência: A Atualidade do Pensamento de Hannah Arendt. A Atividade da Vontade em Hannah Arendt: Por um Ethos da Singularidade, da Ação e da Responsabilidade, Colóquio Internacional - A Banalização da Violência: A Atualidade do Pensamento de Hannah Arendt, Univerdidade Federal do Paraná, Curitiba. 2002. (Congresso).

42.
Diálogo Bennett.Banalidade do Mal e Ética da Responsabilidade em Hannah Arendt, Diálogo Bennett, Rio de Janeiro. 2002. (Encontro).

43.
Colóquio Nacional Hannah Arendt. Hannah Arendt: Do mal Político à Ética da Responsabilidade Pessoal, Colóquio Nacionao Hannah Arendt, Universidade do Ceará, Fortaleza. 2001. (Congresso).

44.
Kolloquium des Hannah Arendt-Zentrums.Hannah Arendt - Towards an Ethics of Personal Responsibility, Kolloquium des Hannah Arendt-Zentrums. 2001. (Seminário).

45.
Café das Artes.As Artimanhas da Estética: Escultura do Sujeito ou Desmemória do Ser?, Café das Artes, Faculdades Integradas Bennett, Rio de Janeiro. 2000. (Encontro).

46.
Colóquio Hannah Arendt. Eichmann, Banalidade do Mal e Pensamento em Hannah Arendt, Colóquio Hannah Arendt, Unicamp, Campinas. 2000. (Congresso).

47.
Colóquio Nacional Hannah Arendt - 25 anos depois. Eichmann, Banalidade do Mal e Pensamento em Hannah Arendt, Colóquio Nacional Hannah Arendt - 25 anos depois, Puc-Rio, Rio de Janeiro. 2000. (Congresso).

48.
The Imagination - At the Intersection of Philosophy, Politcs, and Art.Situating Subjectivity and Judmgnet: an Analysis of Arendt's and Gadamer's Approach on Kant's Reflective Judgment, DePaul University. 2000. (Simpósio).

49.
World Congress of Philosophy of Law. Toward an Aesthetic Paradigm for the Philosohy of Law - Hannah Arendt's approach on Kant's Reflective Judgment. World Congress of Philosophy of Law. 1999. (Congresso).

50.
20th World Congress of Philosophy: Paideia, Philosphy Educating Humanity. Eichmann, the Banality of Evil, and Thinking in Hannah Arendt; 20th World Congress of Philosophy: Paideia, Philosphy Educating Humanity. World Congress of Philosophy. 1998. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ASSY, B. A.; PELE, A. ; BERNARDES, M.N. . Seminário Internacional Capes-Cofecub: Direitos Humanos em Crise. 2017. (Congresso).

2.
ASSY, BETHANIA; CALAFATE, P. ; LOUREIRO, S. ; SOUZA FILHO, D. M. . A Consciência Crítica da Conquista e Colonização da América na Escola Ibérica da Paz. 2016. (Congresso).

3.
ASSY, BETHANIA; VISCHER, B. ; HOFFMANN, F. . Critical Legal Seminar. 2016. (Congresso).

4.
ASSY, BETHANIA; PELE, A. ; BERNARDES, M.N. ; CITADINO, G. . Cilco de Palestras COFECUB com Stephanie Vauchez. 2016. (Congresso).

5.
GOMEZ, José Maria ; PRADAL, F. ; ASSY, B. A. ; LOMBARDO, L. ; SCHETTINI, A. . Políticas de Memória na América do Sul e África do Sul: Balanços, Perspectivas e Dialogos. 2014. (Congresso).

6.
ASSY, B. A.; FRANZKI, H. ; MULLER, K. ; HORST, J. . Internacional Workshop: Benjamin?s law: a joint reading of the critique of violence. 2013. (Outro).

7.
ASSY, B. A.. Conferência com Peter Fitzpatrik: CAN THERE BE A RULE OF LAW? ON KAFKA AND DECOLONIAL LEGALITY. 2013. (Outro).

8.
BERNARDES, M.N. ; ASSY, B. A. . Workshop Internacional: Chantal Moufe e Ernesto Laclau. 2013. (Outro).

9.
LOWY, M. ; VARIKAS, E. ; ASSY, B. A. . Workshop internacional: Walter Benjamin, Rosa Luxembourg, Hannah Arendt. 2013. (Outro).

10.
ASSY, B. A.; COSTAS-DOUZINAS ; GEARTY, C. ; RESTREPO, R. S. ; HANAFIN, P. ; JABRI, V. ; WALL, I. ; CHUEIRI, V. K. ; KOSICKI, K. ; GUIMARAENS, F. ; ROCHA, M. ; BARNARD-NAUDE, J. ; SILVA, D. F. ; TUITT, P. ; ARISTODEMOU, M. ; MILOVIC, M. ; HOFFMANN, F. ; BARRETTO, V. P. ; TORRES, S. ; SOUSA, E. ; CHRYSSOSTALI, J. ; MCNAMEE, E. ; CULLETON, A. ; GUARDIOLA-RIVERA, O. ; GOMEZ, José Maria . Política Radical e Direito (Radical Politics and Law). 2012. (Congresso).

11.
ASSY, B. A.; CITADINO, G. ; MARTEL, L. C. V. . Colóquios de Cooperação Internacional NDH-CREDOF - Universalisme et différencialisme en droit français. Stéphanie Hennette-Vauchez. 2012. (Outro).

12.
ASSY, B. A.; HOFFMANN, F. . Special Workshop: Theology and the Political: a new debate on community, politics, and law. No XXV World Congress of Philosophy of Law and Social Philosophy. 2011. (Congresso).

13.
ASSY, B. A.. Palestra com Pedro Calafate: Direito de Resistência e Objeção de Consciência. 2011. (Outro).

14.
HELLER, A. ; CHUEIRI, V. K. ; ASSY, B. A. . Conferência com Agnes Heller e debatedores: Are there obligations without Rights?. 2010. (Outro).

15.
COSTAS-DOUZINAS ; ASSY, B. A. . Conferência com Costas-Douzinas: Direito de Resistência. 2010. (Outro).

16.
Ingram, J. ; ASSY, B. A. . Conferênia com James Ingram. Who is the People? On the Impossible Subject of Democracy. 2010. (Outro).

17.
DORNELLES, J.R. ; ASSY, B. A. ; MELO, C.C. . 30 anos da Lei de Anistia: Justiça, Memória e Reparação. 2009. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Maíra Miranda Fattorelli. Notas sobre a precariedade e a invisibilidade da morte materna. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Bruna Mariz Bataglia Ferreira. Quando a urgência interpela o direito: temporalidade, animalidade e subjetivação. Início: 2018. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Daniel Carneiro Leão Romaguera. Espectros da humanidade: Uma análise de teoria crítica e filosofia política dos Direitos Humanos. Início: 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
José Antônio Magalhães. Democracia diagramática: Forma representativa e virtualidade política. Início: 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Rafael Rolo. Arquivo, estado e resistência: internet, whistleblower e (des)estratificação. Início: 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. (Orientador).

5.
Fernanda Telha Ferreira de Castro. Relatos da Comissão Nacional da Verdade no Brasil: o surgimento do sujeito violado a partir do testemunho. Início: 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

6.
Natalia Damázio. Cárcere, sistema interamericano e violência do direito: proteção ou neocolonialismo?. Início: 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. (Orientador).

7.
Andrea Bandeira de Mello Schettini. Memória, Testemunho e Direitos Humanos: uma cartografia das lutas por memória, verdade e justiça no Brasil?. Início: 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Gabriel Gualano de Godoy. Corpos fora do lugar: o encontro com indígenas Warao refugiados no Brasil. Início: 2018. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Iniciação científica
1.
Leonardo Oliveira. Arquivo Hannah Arendt e Direitos Humanos. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Glenda Vicenzi. Contra a exceção soberana: por uma ética do uso em Giorgio Agamben. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

2.
Grazielle Silveira Pereira. Outros românticos: a verificação do [anti] Serviço de Proteção aos índios. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

3.
Isadora Lins. A Abstrata nudez do sr humano entre fronteiras. 2018. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

4.
Allan M. Hillani. A Urgência da Catástrofe: Violeência e Capitalismo. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

5.
Bruna Mariz Bataglia Ferreira. Via nua e subcidadania: aconstrução social da dsigualdade sob o pradigma da exceção. 2017. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

6.
Pedro Federici Araujo. Democracia, Justificação e Comunicação: notas sobre um Brasil de desigualdades sociais. 2017. Dissertação (Mestrado em Design) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

7.
Mariana Caldas Pinto Ferreira. Tudo é permitido?l: uma Perspectiva de Hannah Arendt sobre a Relação entre Guerra e Política. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

8.
Fatima Gabriela Soares DE Azevedo. Cidade e Política: Reforma urbana e exceção no Rio de Janeiro. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

9.
Raphael Torres Brigeiro. Colecionadora e Revolucionária: A influência do messiansimo de Walter Benjamin no pensamento político de Hannah Arendt. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

10.
Maria Francisca de Miranda Coutinho. O Averso do Direito: A psicanálise como desvelamento. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

11.
Clarissa Pires de Almeida Naback. Remoções Biopolíticas: o Habitar e a Resistência na Vila Autódromo. 2015. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

12.
Thiago Ferraare Pinto. A Verdade está lá fora? Supremo Tribunal Federal e a Constituição como Referência Metafísica. 2014. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

13.
Andrea Bandeira de Mello Schettini. A Era do Biopoder e o Discurso dos Direitos Humanos: Um olhar genealógico a partir da obra de Michel Foucault. 2013. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

14.
Juliana Moreira Lopes. Letalidade seletiva e exceção: a política de segurança pública do Rio de Janeiro. 2013. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

15.
Natalia Damázio. Auto de Resistência: Homo Sacer, Criminalização da Pobreza e Testemunho. 2013. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

16.
Fernanda Telha. Reyes Mate e a Justiça das Vítimas - uma perspectiva anamnética. 2013. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

17.
Rafael Vieira. Exceção, Violência e Direito - Notas a Crítica ao Direito a partir de Giorgio Agamben. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

18.
Bruno Cava Rodrigues. Produzir direitos, gerar o comunismo: teoria do sujeito em Badiou e Negri. 2012. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

19.
Letícia da Costa Paes. A política dos direitos humanos: entre paradoxos e perspectivas. 2011. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

20.
Andre Luiz Conrado Mendes. Advocacia Popular, Utopia e Ação Política. 2011. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

21.
Luis Fernandp Marrey Moncau. Liberdade de Expressão e Direito Autoral. Mapeando um Conflito Ressignificado pela Tecnologia. 2011. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

22.
Sávia Cordeiro de Souza. O Processo de Transição Democrática no Brasil: A Anistia de 1979 e o Legado de uma Política de Esquecimento. 2011. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

23.
Carolina Santana. ?Pacificando? o direito: desconstrução, perspectivismo e justiça no direito indigenista. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

24.
Joanna Vieira Noronha. De Desdêmona a Alice: Gênero, Ação Política, Violência Doméstica e Direito. 2010. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

25.
Daniel Ribeiro Silvestre. Direito e Justiça no Rastro de Jacques Derrida. 2009. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

26.
Geovane Lopes de Oliveira. Por uma ressignificação do conceito de cidadania mundial: investigações preliminares. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

27.
Bruno Ribeiro Guedes. Justiciabilidade dos Direitos Sociais e Princípio da Proporcionalidade contra a Proteção Deficiente do Estado. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

28.
Antonio Leal de Oliveira. Ditadura e Memória - Política e Perdão no caminho para a reconciliação com o passado. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

29.
Valéria de Sousa Linck. O Sistema Punitivo e a Justiça Restaurativa: concepções filosóficas e psicológicas subjacentes. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Coorientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

30.
Douglas Camarano de Castro. ESTADO DE INOCÊNCIA E A ORDEM PÚBLICA - Prisão preventiva e violação de direitos humanos. 2008. Dissertação (Mestrado em Direito) - Escola Superior Dom Helder Câmara, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

31.
Milton Carlos Rocha Mattedi. Estado de Exceção e Pluralismo Político: Schmitt, Agamben e Arendt. 2007. Dissertação (Mestrado em Direito) - Centro Universitário Fluminense, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

32.
Ademir João Costalonga Júnior. Função Social da Propriedade: Liberalismo, Teoria Comunitária e a Constituição de 1988. 2006. Dissertação (Mestrado em Direito) - Centro Universitário Fluminense, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

Tese de doutorado
1.
David Carneiro. Direito, Reconhecimento e Cidadania: Uma abordagem Reconhecitiva dos Direitos. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

2.
Antôno Leal de Oliveira. Le droit à la mémoire comme fondement de la dignité humanine: mémoire politique et la reconnaissance des droits des minorités. 2017. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

3.
Leticia Garcia Ribeiro Dyniewicz. Estado de Exceção e Poder Constituinte: Uma análise a partir das teologias políticas de Carl Schmitt e Walter Benjamin. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

4.
Rafael Vieira. Constituição e exceção: Walter Benjamin e os rumos da República de Weimar (1921-1940). 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

5.
Gabriel Gualano. Direito Internacional dos Refugiados: crítica de sua fundamentação e aplicação em um contexto biopolítico. 2016. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

6.
Silvia Maria da Silveira Loureiro. A Reconstrução da Subjetividade Coletiva dos Povos Indígenas no Direito Internacional dos Direitos Humanos: O Regaste do Pensamento da Escola Iberica da Paz (Séculos XVI e XVII) em Prol de um novo Jus Gentium para a século XXI. 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

7.
Eduardo Baker Valls Pereira. Direitos Humanos e Direitos da Humanidade no Ano I da Revolução Francesa: o caso dos projetos de declaração e constituição durante a radicalização democrática. 2015. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

8.
Junya Rodrigues Barletta. A Prisão Provisória Como Medida de Castigo e seus Parâmetros de Intolerabilidade à Luz dos Direitos Humanos. 2014. Tese (Doutorado em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

9.
Paula Spieler. Direitos Humanos como discurso emancipatório? O Caso das ONGS que atuam no Brasil. 2014. Tese (Doutorado em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, . Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Alexandre Miguel França. 2017. Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Bethânia de Albuquerque Assy.

2.
Maria Lucia Sales Gyrão. 2016. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Bethânia de Albuquerque Assy.

3.
José Ricardo Cunha. 2012. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Bethânia de Albuquerque Assy.

4.
Roseni Pinheiro. VISIBILIDADE, RESPONSABILIDADE E PERTENCIMENTO PUBLICO: CONSTRUÇÕES TÉORICO-PRÁTICAS SOBRE O CUIDADO COMO DIREITO HUMANO Á SAÚDE. 2011. Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, . Bethânia de Albuquerque Assy.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Jade Martins. Do Direito A Passagem Ao Ato: Um Estudo Sobre Violência De Slajov ?i?ek E sua Relação Com O Direito. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

2.
Flávia Salles Tavares. Teoria Feminista e Direito: Um estudo de Caso. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

3.
Nina Alvez de Alencar Zur. Rafael Braga, violência jurídica e produção de subjetividade: netre via nua e lei vivente. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

4.
Tamina Batám Lima. À margem da vida: direito, violência e poder. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

5.
Beatriz Gomes Sampaio. A emancipação através da desconstrução: uma análise do conceito de gênero sob a perspectiva das teorias Queer. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

6.
Maria Izabel Costa Varella. Produção de Narrativa, Justiça Anamnética e as Clínicas do Testemunho. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

7.
Maira Miranda Fattorelli. Privação de Liberdade e seus reflexos nas crianças que nascem no cárcere: uma análise da LEP à luz dos Direitos Humanos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

8.
Emanuel Soares Queiroz. Soberania e Biopolítica no Limiar do Estado de Exceção. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

9.
Arthur Amaral Monteiro. Relações entre o Público e o Privado em uma experiência democrática brasileira. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

10.
THAÍS MARIA LUTTERBACK SAPORETTI AZEVEDO. DIREITO DE RESISTÊNCIA E ESTADO DE DIREITO. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

11.
Arthur Lutiheri Baptista Nespoli. Karl Schmitt e Hans Kelsen juntos na caminha rumo a um mundo jurídico Wertfrei. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

12.
Natalia Cruz Frickmann. Hannah Arendt e a condição humana: A era moderna e a alienação política. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

13.
Jean Marc Weinberg Sasson. O Poder do Estado e o "Direito a Ter Direitos" - Uma análise Arendtiana. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

14.
Flavia Rocha Souto. O direito moderno e os direitos fundamentais na teoria de Maurizio Fioravant. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

15.
Elaine Fasollo de Azevedo. Michel Foucault e "O Alienista" de Machado de Assis. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

16.
Gustavo Fortuna de Azevedo Freire da Costa. Elogio ao Quixote - Os Negadores Clássicos e a Defesa do Direito Internacional. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

17.
Eduardo Freitas de Oliveira. Polícia e Estado de Exceção em Walter Benjamin. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

18.
Carolina Teixeira de Sousa. A vida nua da favela na franja do direito como um reflexo do estado de exceção em Giorgio Agamben. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

19.
Pilar Parentes Fortes Costa. A Violência e o Estado de Exceção: Um Estudo de Caso. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

20.
Roberto Gevaerd. Juventude e Direitos Humanos: um diagnóstico da luta pelo reconhecimento. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

21.
Luisa Fragoso Pereira Pinho. A Gênese do Individualismo Moderno e o Direito de Propriedade. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

22.
Pedro Jimenez Cantisano. Sobre Direito e Violência: o Estado de Exceção na Teoria Jurídica de Carl Schmitt. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

Iniciação científica
1.
Renato de Assis. Teorias da Injustiça. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

2.
Maíra Fattorelli. Fundamentação dos Direitos Humanos: limites e impossibilidades. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

3.
Igor Alves Dos Santos. Uma Teoria Pós-Normativa da Justiça: Direito, Política, e Comunidade. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

4.
Igor Melo dos Santos. Invisibilidade Social, Confiança no Direito e Inclusão Política. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

5.
Natália Damazio. Formação do Arquivo Hannah Arendt e Fundamentação dos Direitos Humanos. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

6.
Rafaelly Karoline Palmeira Gonzalez. Formulações de Direitos Humanos no Século XX: A contribuição de Hannah Arendt. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

7.
Viviane Magno Ribeiro. Invisibilidade Social e Confiança no Direito. 2010. Iniciação Científica - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

8.
Rafaelly Karoline Palmeira Gonzalez. Formulações de Direitos Humanos no Século XX: A Contribuição de Hannah Arendt. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.

9.
Inês Ferreira Dias Tavares. ?Experiências Totalitárias e as Formulações de Direitos Humanos no Século XX?. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro, Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ. Orientador: Bethânia de Albuquerque Assy.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 16/11/2018 às 8:21:25