Arminda Moreira de Carvalho

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0153804205170190
  • Última atualização do currículo em 14/10/2018


Graduou-se em Agronomia pela Universidade Federal de Goiás (1986). Concluiu os cursos de mestrado em Solos e Nutrição de Plantas pela Universidade de São Paulo - ESALQ (1990) e de doutorado em Ecologia pela Universidade de Brasília (2005). É pesquisadora A da Embrapa Cerrados e co-orientadora no Curso de Pós-Graduação em Agronomia - UnB. Realizou curso de especialização em sistemas de produção pelo Japan International Cooperation Agency (JICA), no Japão. É Editora Científica da Revista Horticultura Brasileira (0102-0536) e revisora de periódicos nacionais e internacionais (Nutrient Cycling in Agroecosystems e Agricultural and Forest Meteorology). Publicou 68 artigos em periódicos indexados, capítulos e livro, sendo 22 artigos publicados nos últimos 5 anos, nas seguintes linhas temáticas: sistema plantio direto e plantas de cobertura, ciclagem de nutrientes, estoques de carbono e nitrogênio, gases de efeito estufa, mudanças climáticas globais e sistemas integrados e de intensificação sustentável. É coordenadora do Projeto em Rede DINÂMICA DE GASES DE EFEITO ESTUFA E BALANÇO DE CARBONO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS NO CERRADO. É líder do grupo de pesquisa DINÂMICA DE CARBONO E GASES DE EFEITO ESTUFA EM SISTEMAS DE INTENSIFICAÇÃO ECOLÓGICA NO BIOMA CERRADO. Possui mais de 40 orientações, dentre IC, Ms, Dr. e supervisão de pós-doutorado, com teses já defendida sob sua orientação. Participou de mais de 30 bancas de defesa e qualificação nos últimos 5 anos. Recebeu o Prêmio UnB de Dissertação e Tese 2016 sob sua co-orientação. É coordenadora de projetos com 7 bolsas Capes-Embrapa (Ms e Dr.) aprovadas no Programa de Pós-Graduação em Agronomia - UnB. Possui co-orientação na ESALQ/USP. Endereços eletrônicos: arminda.carvalho@embrapa.br, armindaorama@gmail.com. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Arminda Moreira de Carvalho
Nome em citações bibliográficas
CARVALHO, A.M.de;CARVALHO, A.M.;DE CARVALHO, A. M.;DE CARVALHO, ARMINDA MOREIRA

Endereço


Endereço Profissional
Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados.
BR 020, Km 18, Rod. Brasíla/Fortaleza, C.P. 08223
DF
73301970 - BRASILIA, DF - Brasil - Caixa-postal: 08223
Telefone: (61) 3889856
Fax: (61) 3889879
URL da Homepage: http://


Formação acadêmica/titulação


2001 - 2005
Doutorado em Ecologia.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Uso de Plantas Condicionadoras com Incorporação e sem Incorporação no Solo: Composição Química e Decomposição dos Resíduos Vegetais; Disponibilidade de Fósforo e Emissão de Gases, Ano de obtenção: 2005.
Orientador: Mercedes Maria da Cunha Bustamante.
Palavras-chave: matéria orgânica.
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal.
1988 - 1990
Mestrado em Agronomia (Solos e Nutrição de Plantas).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Resposta do Feijoeiro (Phaseolus vulgaris L.) à Aplicação de Fósforo em Solos de Cerrados,Ano de Obtenção: 1991.
Orientador: Toshiaki Kinjo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
1995 - 1995
Especialização em Crop Cultivation Technology At Hokkaido National A. (Carga Horária: 3600h).
Japan International Cooperation Agency, JICA, Japão.
Título: Crop Cultivation Technology.
Orientador: Arihara, J..
Bolsista do(a): Japan International Cooperation Agency, JICA, Japão.
1982 - 1986
Graduação em Agronomia.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.




Atuação Profissional



Embrapa Cerrados, CPAC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária, EMBRAPA, Brasil.
Vínculo institucional

1990 - Atual
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

02/2008 - Atual
Direção e administração, Embrapa Cerrados, .

Cargo ou função
Gestora técnica do Núcleo de Manejo e Conservação de Recursos Naturais..
1/1995 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados, .

Linhas de pesquisa
Fertilidade do solo
01/1994 - 12/2006
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Pesquisa e Difusão de Tecnologia, .

3/1990 - 3/1992
Pesquisa e desenvolvimento , Núcleo de Monitoramento Ambiental de Recursos Naturais por Satélite, .



Linhas de pesquisa


1.
Monitoramento ambiental
2.
Recursos naturais
3.
Fertilidade do solo
4.
Emissão de Gases de Efeito Estufa
5.
Matéria Orgânica do Solo
6.
Manejo e Conservação de Solo e Água

Objetivo: Pesquisar e desenvolver técnicas de manejo sustentáveis de uso agropecuário..
Grande área: Ciências Agrárias
Setores de atividade: Agricultura, Pecuária, Silvicultura, Exploração Florestal.
Palavras-chave: Adubação Verde Cobertura de Solo Propriedades Físi; Adubos verdes; Agroecossistemas; Adubação Verde Plantio Direto Especies Vegetais.


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
MODELAGEM DE CARBONO, NITROGÊNIO E GASES DE EFEITO ESTUFA EM SISTEMAS COM BOAS PRÁTICAS AGRÍCOLAS NO CERRADO DO DF
Descrição: A temática sobre mudanças climáticas globais e o papel dos gases de efeito estufa (GEEs) tomou maiores proporções na década de 1990 e início da década de 2000, quando foram quantificados aumentos expressivos nas concentrações antrópicas da atmosfera do gás carbônico (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O). Em maio de 2013, a concentração de dióxido de carbono (CO2) na atmosfera ultrapassou a marca de 400 partes por milhão desde o início das medições em 1958. Esse valor é histórico, já que pesquisas mostram que a última vez em que a concentração do gás na atmosfera chegou a um nível tão alto foi há mais de três milhões de anos. No Brasil, o setor agrícola contribui com aproximadamente 22% das emissões antrópicas de GEEs e considerando que as mudanças no uso e manejo do solo podem causar alterações no ciclo do carbono (C), o papel do setor agropecuário pode ser ainda maior. Os gases emitidos pelos solos representam perdas da matéria orgânica e dos fertilizantes aportados, sendo as emissões condicionadas pelo clima e pelo manejo do solo e das culturas. Uma das estratégias para mitigar as emissões de GEEs na forma de CO2eq é a intensificação sustentável dos sistemas agropecuários baseados no plantio direto, na rotação de culturas, uso de plantas de cobertura, incluindo forrageiras, sistemas de integração lavoura-pecuária (ILP) e lavoura-pecuária-floresta. Neste projeto, sistemas de produção no Cerrado do DF como plantio direto com uso de plantas de cobertura e ILP, serão monitorados para avaliar a dinâmica de C, nitrogênio (N) e as emissões de N2O visando identificar quais as opções de boas práticas agrícolas (sistemas e práticas de manejo) para aumentar a eficiência produtiva e consequentemente sua capacidade de mitigar as emissões de GEEs. As atividades de pesquisas serão desenvolvidas prioritariamente em experimentos de longa duração da Embrapa Cerrados localizados no DF. Nesta proposta, simuladores e processos de modelagem serão aplicados visando a elaboração e definição de cenários mitigadores de mudanças climáticas para o setor agropecuário. Estas proposições devem ser inseridas nas políticas públicas voltadas ao setor agrícola, principalmente, para a Política Nacional sobre Mudança do Clima e no Programa ABC do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Iêda de Carvalho Mendes - Integrante / Thomaz Adolpho Rein - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante / Eloisa Aparecida Belleza Ferreira - Integrante / Gabriela Bielefeld Nardoto - Integrante / Adriano Dicesar Martins de Araujo Gonçalves - Integrante / Diana Regazzi Zuim - Integrante / Fernando Antônio Macena da Silva - Integrante / Krishna François Laurent Naudin - Integrante / Lurdineide de Araujo Barbosa Borges - Integrante / Fábio Bueno dos Reis Junior - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.
2018 - Atual
Dinâmica de carbono, nitrogênio e gases de efeito estufa em sistemas integrados com plantio direto de longa duração no Cerrado do Distrito Federal
Descrição: A dinâmica de carbono (C) está diretamente relacionada com mineralização de nitrogênio (N), nutriente que pode ser incorporado no solo pelo uso de diversidade de plantas de cobertura, principalmente, leguminosas com elevado potencial de fixar N do ar atmosférico. O efeito dessas plantas em sistemas integrados com plantio direto sobre a mitigação das emissões de óxido nitroso (N2O) ainda é incerto, já que o processo de mineralização pode aumentar suas emissões à medida que se disponibiliza mais nitrogênio no solo, apesar de reduzir aplicações de fertilizantes nitrogenados. Assim, o objetivo dessa proposta é avaliar a dinâmica de carbono, nitrogênio e os fluxos de gases de efeito estufa no solo em sistemas integrados com plantio direto de longa duração no Cerrado do Distrito Federal. Para atingir esse objetivo, o projeto será desenvolvido com base em experimentos com mais de vinte anos de implantação, localizados na Embrapa Cerrados, onde serão selecionados tratamentos com níveis crescentes de complexidade em termos de intensificação de uso e diversidade de espécies vegetais, contrastantes e inovadores no sentido da sustentabilidade, incluindo rotação leguminosa gramínea e sucessão (milho/feijão guandu, soja/sorgo), sucessão anual (milho/braquiária, milho/milheto, milho/feijão bravo-do-ceará, soja/milho/braquiária), Integração lavoura pecuária e cerrado nativo. O clima da região corresponde ao tipo Aw (tropical chuvoso), segundo classificação de Köppen. O período chuvoso estende-se de outubro a abril, com precipitação média anual de 1400 a 1600 mm e temperatura média do ar de 21°C. Os solos das áreas experimentais são classificados como Latossolo Vermelho distrófico e textura argilosa. Serão analisados os seguintes atributos do solo: teores de carbono (C) e de nitrogênio (N) total, teores de N mineral (N-NO3-, N-NH4+), matéria orgânica particulada, eficiência da fixação biológica de nitrogênio pela técnica do isótopo estável 15N, razão isotópica de C (δ13C), mineralização de nitrogênio, N e C da biomassa microbiana, atividade enzimática (β-glicosidase, fosfatase ácida e arilsulfatase), fungos micorrízicos e glomalina, fluxos de N2O, estoques de C e de N no solo. Os resultados obtidos devem subsidiar o governo para atingir a meta de redução das emissões de gases de efeito estufa no âmbito das ações nacionalmente mitigadoras e na formação de políticas públicas relacionadas às mudanças climáticas, tais como, o programa Agricultura de Baixo Carbono. Essa proposta faz parte do Projeto em Rede, DINÂMICA DE GASES DE EFEITO ESTUFA E BALANÇO DE CARBONO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS NO BRASIL, baseado em experimentos de longa duração e composto de equipe multidisciplinar e interinstitucional, com larga experiência no tema proposto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Iêda de Carvalho Mendes - Integrante / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante / Gabriela Bielefeld Nardoto - Integrante / . Maria Regina Silveira Sartori da Silva - Integrante / Adriano Dicesar Martins de Araujo Gonçalves - Integrante / DE FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO - Integrante / Diana Regazzi Zuim - Integrante / Fernando Antônio Macena da Silva - Integrante / Krishna François Laurent Naudin - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.
2017 - Atual
Dinâmica de carbono, nitrogênio e gases de efeito estufa em sistemas integrados com plantio direto de longa duração no Cerrado do Distrito Federal
Descrição: A dinâmica de carbono (C) está diretamente relacionada com mineralização de nitrogênio (N), nutriente que pode ser incorporado no solo pelo uso de plantas de cobertura, principalmente, leguminosas com elevado potencial de fixar N do ar atmosférico. O efeito das plantas de cobertura em sistemas integrados com plantio direto sobre a mitigação das emissões de óxido nitroso (N2O) ainda é incerto, já que o processo de mineralização pode aumentar as emissões de N2O à medida que se disponibiliza mais nitrogênio no solo. Assim, o objetivo geral dessa proposta é avaliar a dinâmica de carbono, nitrogênio e fluxos de gases de efeito estufa no solo em sistemas integrados com plantio direto de longa duração no Cerrado do Distrito Federal. Para atingir esse objetivo, o projeto será desenvolvido com base em experimentos de longa duração, localizados em diferentes áreas experimentais da Embrapa Cerrados, onde serão selecionados tratamentos com níveis crescentes de complexidade em termos de intensificação de uso, contrastantes e inovadores no sentido da sustentabilidade, que incluem rotação leguminosa gramínea e sucessão (milho/feijão guandu, soja/sorgo), sucessão anual (milho/braquiária, milho/milheto, milho/feijão bravo-do-ceará, soja/milho/braquiária), Integração lavoura pecuária e vegetação de cerrado nativo. O clima da região corresponde ao tipo Aw (tropical chuvoso), segundo classificação de Köppen. O período chuvoso estende-se de outubro a abril, com precipitação média anual de 1400 a 1600 mm, sendo que 80% da ocorrência de chuvas está distribuída entre os meses de novembro a abril e temperatura média de 21°C. Os solos das áreas experimentais são classificados como Latossolo Vermelho distrófico, textura argilosa. Serão analisados os seguintes atributos do solo: teores de C e de N total e N mineral (N-NO3-, N-NH4+) no solo, matéria orgânica particulada, eficiência da fixação biológica de nitrogênio pela técnica do isótopo estável 15N, perdas de nitrogênio durante a decomposição de resíduos vegetais pelo método de litter bags, nitrogênio facilmente mineralizável por meio de incubação aeróbia, N e C da biomassa microbiana, atividade enzimática, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina, fluxos de CO2 e N2O no solo, estoques de C e de N total até 100 cm de profundidade. Os resultados obtidos nesse projeto com sistemas integrados de longa duração poderão subsidiar o governo brasileiro para atingir a meta de redução das emissões de gases de efeito estufa no âmbito dos NAMA?s (Nationally Appropriated Mitigation Actions) e contribuir na formação de políticas públicas voltadas a mitigação e adaptação às mudanças climáticas, tais como, o programa Agricultura de Baixo Carbono. Essa proposta faz parte de um Projeto em Rede, DINÂMICA DE GASES DE EFEITO ESTUFA E BALANÇO DE CARBONO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS NO BRASIL, baseado em experimentos de longa duração e composto de equipe também multidisciplinar e inter institucional, com experiência no tema proposto..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Iêda de Carvalho Mendes - Integrante / Renato Fernando Amabile - Integrante / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Cícero Célio Figueiredo - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante / Eloisa Aparecida Belleza Ferreira - Integrante / Gabriela Bielefeld Nardoto - Integrante / Adriano Dicesar Martins de Araujo Gonçalves - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.
2015 - Atual
Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado
Descrição: A temática sobre mudanças climáticas globais e o papel dos gases de efeito estufa (GEE?s) tomou maiores proporções na década de 1990 e início da década de 2000, quando foram quantificados aumentos expressivos nas concentrações da atmosfera do gás carbônico (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), resultantes da atividade antrópica. O setor agrícola brasileiro contribui com aproximadamente 22% das emissões antrópicas de GEE?s. Além disso, deve-se considerar as mudanças no uso e manejo do solo, que causam alterações no ciclo do carbono e nitrogênio, tornando mais relevante o impacto da agropecuária nessas emissões. Aproximadamente metade do bioma Cerrado já foi incorporada ao processo produtivo por meio do desmatamento, sendo que as pastagens, as culturas de milho, soja e feijão, e mais recentemente, a cana-de-açúcar ocupam a maior parte dessas áreas. Os gases emitidos pelos solos representam perdas na matéria orgânica e nos fertilizantes aportados, sendo as emissões condicionadas pelo clima e pelo manejo do solo e das culturas. No caso das pastagens, estima-se que entre 70 e 80% da área apresenta baixa produtividade, contribuindo para a diminuição dos aportes de carbono no solo e, consequentemente, para a diminuição da produtividade animal, acarretando em menores taxas de desfrute e em maiores perdas de metano por unidade de carne produzida. Uma das estratégias para mitigar as emissões é a intensificação ecológica dos sistemas agrícolas e pecuários. Sistemas agrícolas e pecuários sustentáveis baseados no plantio direto, na rotação de culturas, uso de plantas de cobertura e ainda incluindo as diferentes modalidades de sistemas integrados (lavoura-pecuária-floresta), podem representar importantes estratégias de mitigação das emissões de GEE?s. Neste projeto, os sistemas de produção predominantes no Cerrado, além dos considerados inovadores como os sistemas integrados, serão monitorados para avaliar a dinâmica de carbono e as emissões de N2O, CO2 e CH4, visando sugerir melhorias ou adequações nesses sistemas para aumentar a eficiência produtiva e consequentemente sua capacidade de mitigar as emissões de GEE?s. As ações de pesquisa serão desenvolvidas prioritariamente em experimentos de longa duração da Embrapa Cerrados. As atividades básicas dos bolsistas a serem desenvolvidas em cada um dos sistemas avaliados serão: 1. Monitoramento de experimentos e avaliação da produção, produtividade e do teor de carbono e nitrogênio nos grãos; 2. Estoques de carbono e nitrogênio no solo; 3. Quantidades de carbono e nitrogênio na palhada; 4. Fluxos de N2O no solo; 5. Monitoramento dos dados climáticos, umidade e temperatura do solo. Estas proposições poderão ser inseridas nas políticas públicas voltadas ao setor agrícola, principalmente, para a Política Nacional sobre Mudança do Clima e no Programa ABC do MAPA..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (20) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante / Isis Lima dos Santos - Integrante / Juliana Hiromi Sato - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2014 - Atual
Portifólio de Suprimentos de Nutrientes para a Agricultura
Descrição: O Brasil é o quarto maior consumidor de fertilizantes do mundo. Nos últimos vinte anos a quantidade de fertilizantes NPK consumida no país cresceu a uma taxa anual de 5,8%. Contudo, do total de 29,54 milhões de toneladas consumidas em 2012, cerca de 66% são importados. Estes fatos colocamo Brasil numa situação frágil de dependência da importação desse insumo, sobretudo considerando que a maior parte dos solos das regiões produtoras de alimentos, fibras e energia é naturalmente deficiente em nutrientes, havendo a necessidade de adubação das culturas para a manutenção ou até mesmo aumento dos níveis de produtividade já alcançados. A correção da acidez do solo e a adubação mineral, sobretudo com N, P e K, representam a maior parcela, normalmente acima de 30%, dos custos variáveis de produção das culturas. A expansão de cultivos com elevado nível detecnologia está entre as principais causas da crescente demanda por fertilizantes e sua importação, destacando-se as culturas de soja, milho, cana-de-açúcar, café e algodão, que juntas consomem mais de 93% do total de fertilizantes utilizadosno Brasil. Diante da forte dependência brasileira da importação desse insumo, impactando a balança comercial brasileira, o uso ef iciente de fertilizantes é essencial e estratégico para a obtenção de produtiv idades máximas econômicas e para minimizar as perdas de nutrientes no sistema s olo-planta-atmosfera. O fator de recuperação de nutrientes pelas culturas em área s experimentais em um único cultivo, são relativamente baixos, variando de 30% a 70% para o nitrogênio, 10% a 50% para o fósforo e 30% a 70% para o potássio. C ontudo, há indícios de que nas áreas de produção comercial a eficiência pode s er ainda menor, sobretudo dos fertilizantes nitrogenados (ureia) e fosfatados . Além disso, a expansão da área agrícola no Brasil está ocorrendo principalmen te em regiões de solos mais arenosos e de baixa capacidade de troca catiônica ( CTC), o que pode acarretar em perdas significativas de potássio por lixiviação, havendo demanda, também, por fertilizantes potássicos com tecnologias mais a daptados a essa realidade. Diversas estratégias podem ser pensadas para o suprimento eficiente e sustentável de nutrientes para a agricultura brasileira. Essas estratégias podem 1 -Boas práticas de manejo do sistema produtivo e de uso correto de fertilizantes e de outras fontes de nutrientes; 2 - Identificação de fontes alternativas de nutrientes (minerais e orgânicas); 3 - Novas tecnologias para a produção de fertilizantes de maior eficiência ou de menor custo de produção; e 4 - Melhoramento genético e seleção de genótipos de maior eficiência de uso de nutrientes 5 -Métodos de análise de fertilizantes e diagnóstico da fertilidade Em cada uma dessas linhas podem ser desenvolvidas e transferidas tecnologias que impactam diretamente o consumo de fertilizantes no Brasil, otimizando seu uso e diminuindo a pressão por importação. Como ações transversais, algumas dessas estratégias têm como forma de transferência de tecnologia a celebração de contratos com empresas do setor, enquanto que outras tecnologias têm um cunho mais social e devemser transferidas diretamente para o cliente final que é o produtor rural. Outras ações transversais que contribuirão para a efetividade da atuação desse portfólio são a organização da informação sobre fontes de nutrientes, demandase condição da fertilidade dos solos brasileiros e os estudos de impactos sócio econômico ambientais de novas tecnologias em fertilizantes e de manejo da fertilidade do solo..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (8) / Especialização: (3) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Thomaz Adolpho Rein - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Marcos Aurélio Carolino de Sá - Integrante / Lourival Vilela - Integrante / Kleberson Worslley Souza - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / João de Deus dos Santos Gomes Junior - Integrante.Financiador(es): (CNPq) Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Cooperação.
2013 - Atual
(CNPq 14/2012 - Edital Universal ) Dinâmica de carbono e nitrogênio e fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto no Cerrado: efeitos de plantas de cobertura e da fertilização nitrogenada
Descrição: A dinâmica de carbono está diretamente relacionada com a mineralização de nitrogênio, nutriente que pode ser incorporado no solo pelo uso de plantas de cobertura, principalmente, leguminosas com elevado potencial de fixar N do ar atmosférico. O efeito das plantas de cobertura sobre a mitigação das emissões de N2O é ainda incerto, já que o processo de mineralização pode aumentar as emissões de óxido nitroso à medida que se disponibiliza mais nitrogênio no solo. Assim, o objetivo geral desse projeto é avaliar a dinâmica de carbono e nitrogênio e os fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto (SPD) cultivado com milho, com e sem aplicação de N, em sucessão às plantas de cobertura no Cerrado. O projeto será conduzido em Latossolo Vermelho distrófico argiloso na Embrapa Cerrados, onde desde 1999 está implantada uma rotação de soja e milho em SPD com plantas de cobertura intercaladas em sucessão. O milho será semeado em plantio direto em novembro de 2012 e as plantas de cobertura em março de 2013 (ano agrícola 2012/2013). Esse sistema de cultivo será repetido nos anos agrícolas 2013/2014 e 2014/2015, com o milho semeado em novembro de 2013 e 2014 e as plantas de cobertura em março de 2014 e março de 2015. As seguintes plantas de cobertura serão semeadas em SPD e em sucessão ao milho: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-preta (Mucuna aterrima), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis) e nabo-forrageiro (Raphanus sativus L). A testemunha do experimento será o tratamento sem uso de plantas de cobertura (vegetação espontânea). O milho será cultivado com e sem aplicações de nitrogênio em cobertura. A dinâmica temporal de carbono e nitrogênio no solo será avaliada em relação à área com vegetação natural adjacente e a partir de dados coletados na implantação do agroecossistema em 1999. Serão analisados os seguintes atributos do solo: teores de carbono e de nitrogênio total e nitrogênio mineral (N-NO3-, N-NH4+) no solo, matéria orgânica leve, eficiência de fixação biológica de nitrogênio pela técnica do isótopo estável 15N, perdas de nitrogênio durante a decomposição de resíduos vegetais pelo método de litterbags, nitrogênio facilmente mineralizável por meio de incubação aeróbia, nitrogênio e carbono da biomassa microbiana pelo método da fumigação, atividade enzimática, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina e fluxos de CO2 e N2O no solo. Os teores de carbono das amostras de solo serão determinados por combustão via seca em analisador elementar. O N-NH4+ e N-NO3- serão extraídos com solução de KCl 1 mol L-1 e determinados por meio da destilação por arraste de vapores das soluções contendo essas formas de nitrogênio. Serão coletadas amostras de solo em cada uma das parcelas com cilindros para caracterização da densidade do solo e cálculos de estoques de carbono e nitrogênio nas camadas de: 0-5, 5-10; 10-20; 20-40; 40-60; 60-80 e 80-100 cm. Os estoques de carbono e de nitrogênio do solo serão calculados de acordo com os teores de carbono e nitrogênio, considerando a densidade e a espessura de cada camada do solo, e a correção por massa equivalente, tendo como referência a massa de solo de área com vegetação natural adjacente. As concentrações de CO2 serão medidas com um analisador de gás infravermelho. As análises das concentrações de N2O serão realizadas no laboratório da Embrapa Cerrados, utilizando um cromatógrafo de gás equipado com uma coluna empacotada e um detector de captura de elétrons. Os resultados obtidos nesse projeto podem subsidiar o governo brasileiro para atingir a meta de redução das emissões de gases de efeito estufa e contribuir na formação de políticas públicas de mudanças climáticas, tais como, o programa Agricultura de Baixo Carbono (Programa ABC)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Iêda de Carvalho Mendes - Integrante / Mercedes Maria Cunha Bustamante - Integrante / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Thomaz Adolpho Rein - Integrante / Roberto Guimarães Junior - Integrante / Segundo Sacramentop Urquiaga Caballero - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Willian Roberson Duarte de Oliveira - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Cícero Célio Figueiredo - Integrante / Marcos Aurélio Carolino de Sá - Integrante / Lourival Vilela - Integrante / Kleberson Worslley Souza - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Edson Cabral da Silva - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / (CNPq) Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
BALANÇO DE CARBONO E DINÂMICA DE GASES DE EFEITO ESTUFA EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS NO CERRADO
Descrição: Aproximadamente metade do bioma Cerrado foi incorporada ao processo produtivo por meio do desmatamento, sendo que pastagens, milho, soja, feijão, e mais recentemente, a cultura de cana-de-açúcar ocupam a maior parte dessas áreas. Na maioria das propriedades rurais, essas culturas são implantadas sob manejos convencionais, que causam impactos negativos no solo, principalmente, devido às perdas de matéria orgânica, influenciando diretamente os estoques de carbono e de nitrogênio do solo, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa (GEEs). E essa temática sobre gases de efeito estufa (GEEs) tomou maiores proporções na década de 1990 e início da década de 2000, quando foram quantificados aumentos expressivos nas concentrações desses gases na atmosfera, particularmente, dióxido de carbono ou gás carbônico (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), resultado de atividade antrópica, o que teria relação com as mudanças climáticas globais que vem ocorrendo. No Brasil, o setor ?agropecuária? contribui com aproximadamente 22% das emissões antrópicas GEEs. O dióxido de carbono, óxido nitroso e metano são importantes GEEs. O CO2 emitido pelos solos representa perdas de carbono da matéria orgânica e de resíduos vegetais aportados, sendo condicionados pelo clima e pelo manejo do solo. O N2O também é produzido por microrganismos do solo influenciados, principalmente, pelo teor de nitrogênio, manejo da matéria orgânica e umidade do solo. Para incrementar estoques de carbono e de nitrogênio no solo são necessários alta produção de biomassa e acúmulo de resíduos vegetais na superfície do solo. O estoque de carbono no solo está diretamente relacionado com o aumento de nitrogênio, proveniente de sistemas com rotação de culturas e plantas de cobertura, principalmente leguminosas, representando importante prática de mitigação das emissões de GEEs. A fertilização nitrogenada e a decomposição de resíduos vegetais contribuem para as emissões de N2O e CO2 à medida que se incrementa a disponibilidade de N no solo e a atividade de microrganismos e de raízes. Assim, sistemas de produção predominantes no Cerrado, além de alguns inovadores serão monitorados para avaliar balanço de C e as emissões de N2O e CO2 no solo e sugerir melhorias ou adequações nesses sistemas para aumentar sua capacidade de acumular e estocar C no solo e reduzir as perdas de C e N por emissões de CO2 e N2O, ou seja, mitigar essas emissões de GEEs. O projeto componente Bioma Cerrado será organizado em um PA de gestão e oito PAs contemplando balanço de carbono e dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção de grãos predominantes no cerrado, além de alguns sistemas inovadores nessa região. Além disso, deverá sugerir melhorias ou adequações nesses sistemas para aumentar sua capacidade de acumular e estocar C no solo e reduzir as perdas de C e N por emissões de CO2 e N2O, ou seja, mitigar essas emissões de GEEs. Os oito PAs de sistemas de produção serão desenvolvidos em experimentos de média e longa duração nas unidades da Embrapa e também em áreas de propriedades rurais. As atividades mínimas para compor cada PA são: 1. Monitoramento de experimentos e avaliação da produção, produtividade e do teor de carbono e nitrogênio nos grãos; 2. Estoques de carbono e nitrogênio no solo; 3. Quantidades de carbono e nitrogênio na palhada; 4. Fluxos de CO2 e N2O no solo; 5. Monitoramento dos dados climáticos, umidade e temperatura do solo. As seguintes atividades que já vem sendo desenvolvidas em alguns sistemas de produção desse PC do bioma Cerrado também serão contempladas para alimentação do PC de modelagem: fracionamento químico quantitativo da matéria orgânica do solo, avaliações da biomassa microbiana e bioindicadores, composição química de palhada quanto à lignina, celulose e hemicelulose..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Flávia Aparecida de Alcântara - Integrante / Mercedes Maria Cunha Bustamante - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Segundo Sacramento Urquiaga Caballero - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Beata Emoke Madari - Integrante / Marcos Aurélio Carolino de Sá - Integrante / Kleberson Worslley Souza - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante.
2012 - Atual
Dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção da agropecuária do Bioma Cerrado
Descrição: A dinâmica de carbono (C) está diretamente relacionada com a mineralização de nitrogênio (N), nutriente que pode ser incorporado no solo pelo uso de plantas de cobertura, principalmente, leguminosas com elevado potencial de fixar N do ar atmosférico. O efeito das plantas de cobertura sobre a mitigação das emissões de N2O é ainda incerto, já que o processo de mineralização pode aumentar as emissões de óxido nitroso à medida que se disponibiliza mais nitrogênio no solo. Assim, o objetivo geral desse projeto é avaliar a dinâmica de carbono e nitrogênio e os fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto (SPD) cultivado com milho, com e sem aplicação de N, em sucessão às plantas de cobertura no Cerrado. O projeto será conduzido em Latossolo Vermelho distrófico argiloso na Embrapa Cerrados, onde desde 1999 está implantada uma rotação de soja e milho em SPD com plantas de cobertura intercaladas em sucessão. O milho será semeado em plantio direto como cultura em sucessão e as plantas de cobertura em março de 2015 (safrinha/entressafra). Esse sistema de cultivo será repetido nos anos agrícolas 2015/2016 e 2016/2017, com o milho semeado em início de novembro (safra) e as plantas de cobertura em março na entressafra. As seguintes plantas de cobertura serão semeadas em SPD e em sucessão ao milho: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-preta (Mucuna aterrima), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis) e nabo-forrageiro (Raphanus sativus L). A testemunha do experimento será o tratamento sem uso de plantas de cobertura (vegetação espontânea). O milho será cultivado com e sem aplicações de nitrogênio em cobertura. A dinâmica temporal de carbono e nitrogênio no solo será avaliada em relação à área com vegetação natural adjacente e a partir de dados coletados na implantação do agroecossistema em 1999. Serão analisados os seguintes atributos do solo: teores de carbono e de nitrogênio total e nitrogênio mineral (N-NO3-, N-NH4+) no solo, matéria orgânica leve, eficiência de fixação biológica de nitrogênio pela técnica do isótopo estável 15N, perdas de nitrogênio durante a decomposição de resíduos vegetais pelo método de litterbags, nitrogênio facilmente mineralizável por meio de incubação aeróbia, nitrogênio e carbono da biomassa microbiana pelo método da fumigação, atividade enzimática, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina e fluxos de CO2 e N2O no solo. Os teores de carbono e de nitrogênio total das amostras de solo serão determinados por combustão via seca em analisador elementar. O N-NH4+ e N-NO3- serão extraídos com solução de KCl 1 mol L-1 e determinados por meio da destilação por arraste de vapores das soluções contendo essas formas de nitrogênio mineral. Serão coletadas amostras de solo em cada uma das parcelas com cilindros para caracterização da densidade do solo e cálculos de estoques de carbono e nitrogênio nas camadas de: 0-5, 5-10; 10-20; 20-40; 40-60; 60-80 e 80-100 cm. Os estoques de carbono e de nitrogênio do solo serão calculados de acordo com os teores de carbono e nitrogênio, considerando a densidade e a espessura de cada camada do solo, e a correção por massa equivalente, tendo como referência a massa de solo de área com vegetação natural adjacente. As concentrações de CO2 serão medidas com um analisador de gás infravermelho. As análises das concentrações de N2O serão realizadas no laboratório da Embrapa Cerrados, utilizando um cromatógrafo de gás (Thermo TraceGC) equipado com uma coluna empacotada com Porapak Q e um detector de captura de elétrons. Os resultados obtidos nesse projeto podem subsidiar o governo brasileiro para atingir a meta de redução das emissões de gases de efeito estufa no âmbito dos NAMA?s (Nationally Appropriated Mitigation Actions)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (20) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Roberto Guimarães Junior - Integrante / Willian Roberson Duarte de Oliveira - Integrante / Kleberson Worslley Souza - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2012 - Atual
DINÂMICA DE GASES DE EFEITO ESTUFA E BALANÇO DE CARBONO EM SISTEMAS DE PRODUÇÃO DE GRÃOS NO CERRADO
Descrição: Aproximadamente metade do bioma Cerrado foi incorporada ao processo produtivo por meio do desmatamento, sendo que pastagens, milho, soja, feijão, e mais recentemente, a cultura de cana-de-açúcar ocupam a maior parte dessas áreas. Na maioria das propriedades rurais, essas culturas são implantadas sob manejos convencionais, que causam impactos negativos no solo, principalmente, devido às perdas de matéria orgânica, influenciando diretamente os estoques de carbono e de nitrogênio do solo, consequentemente, as emissões de gases de efeito estufa (GEEs). E essa temática sobre gases de efeito estufa (GEEs) tomou maiores proporções na década de 1990 e início da década de 2000, quando foram quantificados aumentos expressivos nas concentrações desses gases na atmosfera, particularmente, dióxido de carbono ou gás carbônico (CO2), metano (CH4) e óxido nitroso (N2O), resultado de atividade antrópica, o que teria relação com as mudanças climáticas globais que vem ocorrendo. No Brasil, o setor ?agropecuária? contribui com aproximadamente 22% das emissões antrópicas GEEs. O dióxido de carbono, óxido nitroso e metano são importantes GEEs. O CO2 emitido pelos solos representa perdas de carbono da matéria orgânica e de resíduos vegetais aportados, sendo condicionados pelo clima e pelo manejo do solo. O N2O também é produzido por microrganismos do solo influenciados, principalmente, pelo teor de nitrogênio, manejo da matéria orgânica e umidade do solo. Para incrementar estoques de carbono e de nitrogênio no solo são necessários alta produção de biomassa e acúmulo de resíduos vegetais na superfície do solo. O estoque de carbono no solo está diretamente relacionado com o aumento de nitrogênio, proveniente de sistemas com rotação de culturas e plantas de cobertura, principalmente leguminosas, representando importante prática de mitigação das emissões de GEEs. A fertilização nitrogenada e a decomposição de resíduos vegetais contribuem para as emissões de N2O e CO2 à medida que se incrementa a disponibilidade de N no solo e a atividade de microrganismos e de raízes. Assim, sistemas de produção predominantes no Cerrado, além de alguns inovadores serão monitorados para avaliar balanço de C e as emissões de N2O e CO2 no solo e sugerir melhorias ou adequações nesses sistemas para aumentar sua capacidade de acumular e estocar C no solo e reduzir as perdas de C e N por emissões de CO2 e N2O, ou seja, mitigar essas emissões de GEEs. O projeto componente Bioma Cerrado será organizado em um PA de gestão e oito PAs contemplando balanço de carbono e dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção de grãos predominantes no cerrado, além de alguns sistemas inovadores nessa região. Além disso, deverá sugerir melhorias ou adequações nesses sistemas para aumentar sua capacidade de acumular e estocar C no solo e reduzir as perdas de C e N por emissões de CO2 e N2O, ou seja, mitigar essas emissões de GEEs. Os oito PAs de sistemas de produção serão desenvolvidos em experimentos de média e longa duração nas unidades da Embrapa e também em áreas de propriedades rurais. As atividades mínimas para compor cada PA são: 1. Monitoramento de experimentos e avaliação da produção, produtividade e do teor de carbono e nitrogênio nos grãos; 2. Estoques de carbono e nitrogênio no solo; 3. Quantidades de carbono e nitrogênio na palhada; 4. Fluxos de CO2 e N2O no solo; 5. Monitoramento dos dados climáticos, umidade e temperatura do solo. As seguintes atividades que já vem sendo desenvolvidas em alguns sistemas de produção desse PC do bioma Cerrado também serão contempladas para alimentação do PC de modelagem: fracionamento químico quantitativo da matéria orgânica do solo, avaliações da biomassa microbiana e bioindicadores, composição química de palhada quanto à lignina, celulose e hemicelulose..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Emissão de óxido nitroso em Latossolo do DF cultivado com cana-de-açúcar e em função da aplicação de fertilizante mineral e vinhaça.
Descrição: Emissões de N2O podem ser estimuladas pela aplicação de N via fertilização mineral ou vinhaça, sendo que esta última também representa entrada de água e carbono, facilmente mineralizável pela microbiota edáfica. Dessa forma, a quantificação das emissões de N2O em função do uso desses insumos é parte fundamental para avaliação de sistemas de produção de cana-de-açúcar, no que se refere à sustentabilidade ambiental. Nesta atividade serão quantificados os fluxos de N2O a partir de solo sob sistema de colheita sem queima, ou seja, com manutenção da palhada (12 t/ha). O experimento será instalado em Latossolo no Distrito Federal (DF), em delineamento de blocos ao acaso com 3 repetições, em que serão testados os efeito da aplicação de fertilizante nitrogenado mineral com e sem vinhaça. A dose de vinhaça será de 100 m3/ha, o que corresponde à dose média usada na regiã,o e o fertilizante será o nitrato de amônio (NH4NO3) em dose aproximada de 80 kg ha-1, comumente usado na adubação das soqueiras de cana em formulação NK com cloreto de potássio (KCl). O esquema de amostragem dos gases priorizará o isolamento do efeito dos insumos, de forma que fatores de emissão de N2O para o fertilizante, para a vinhaça, e para o fertilizante + vinhaça sejam obtidos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado
Descrição: A área cultivada com soja e milho no Brasil é de aproximadamente 37 milhões de hectares, dos quais 70% utilizam o plantio direto, sistema considerado conservacionista. Porém, para que este sistema seja sustentável, é fundamental um bom manejo do solo associado às práticas conservacionistas, dentre as quais, o uso de plantas de cobertura com adequada produção de palhada é extremamente importante. Dessa forma, o sistema plantio direto (SPD) proporcionará impactos positivos em atributos químicos, físicos e biológicos do solo. Portanto, é necessário se quantificar e qualificar esses efeitos para identificar sistemas de manejo produtivos que "sequestrem" mais C e N, melhorem a eficiência do uso e armazenamento de água e a disponibilidade de nutrientes, e que, contribua para a qualidade biológica do solo. O uso de plantas de cobertura seja em rotação, sucessão ou consórcios, também é fundamental no sentido de se reduzir as quantidades fertilizantes nitrogenados aplicadas às culturas. No milho, cultura com elevado consumo de nitrogênio, essa prática pode representar economia significativa de fertilizantes. No projeto "Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição" (macroprograma 3 - 030609006) concluído em 2009, comprovou-se efeitos significativos dos teores de lignina na parte aérea de plantas de cobertura sobre o rendimento do milho. Na área experimental, conduzida desde 1999 em Latossolo Vermelho na Embrapa Cerrados com rotação soja/milho em sistema plantio direto (SPD), as plantas de cobertura vem sendo avaliadas a cinco anos quanto à composição química e decomposição. Dessa forma, a continuidade desse trabalho permitirá uma caracterização mais consistente dos impactos do uso dessas plantas sobre os atributos do solo. O projeto terá início em 2011, com o cultivo da cultura de milho na safra, intercalando-se as seguintes plantas de cobertura ao final do período chuvoso, na entressafra: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasili.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2013
DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS E IMPACTO NOS ESTOQUES DE CARBONO E NITROGÊNIO DO SOLO E NAS EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA NO CERRADO
Descrição: O Bioma Cerrado ocupa 204,7 milhões de hectares, porém estima-se que cerca de 60% dessa área encontram-se destituída da cobertura vegetal original. Os agroecossistemas com monocultivos e preparo intensivo do solo são freqüentes no Cerrado e provocam degradação dos recursos naturais, principalmente do solo e da água. As concentrações dos gases de efeito estufa (GEEs) têm aumentado rapidamente devido a atividades antropogênicas, como queima de combustíveis fósseis, urbanização, desmatamento e queimadas. As práticas agrícolas que envolvem aplicação de fertilizantes, irrigação, revolvimento do solo e incorporação de resíduos vegetais contribuem significativamente para degradação da matéria orgânica do solo e incremento nas emissões desses gases de efeito estufa (CO2, CH4, NO e N2O).O uso de plantas de cobertura em agroecossistemas e o impacto da dcomposição de seus resíduos vegetais na dinâmica de carbono e nitrogênio do solo podem afetar as emissões de GEEs. O emprego de espécies vegetais com características da composição química (C/N, lignina, polifenóis e grupos de C) que resultem numa dinâmica de composição de seus resíduos mais lenta deverá contribuir para mitigação de GEEs. Assim, o objetivo do projeto é determinar a decomposição de resíduos vegetais com diferentes características de composição química e seus efeitos em estoques de C e N do solo e nas emissões de CO2, NO e N2O no bioma Cerrado.O experimento será conduzido em Latossolo, sob culivos de feijão e milho, em sistema plantio direto (SPD) intercalados das seguintes plantas de cobertura no período seco: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e B.), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-cinza (Mucuna pruriens (L.) DC), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis L.), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown) e sorgo (Sorghum bicolor (L). Moench). Áreas sob plantio direto sem cultivo de plantas de cobertura e sob vegetação natural serão usadas como referência. Serão avaliados rendimento e.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Impactos ambientais, econômicos e sociais dos sistemas de produção de bovinos de corte no Cerrado, na Amazônia e no Pantanal: Avaliação das emissões de gases traço do solo para a atmosfera
Descrição: Avaliação dos impactos dos sistemas de produção de bovinos de corte na Amazônia, no Cerrado e no Pantanal sobre o meio físicos - atmosfera. Visa quantificar e analisar os impactos dos sistemas de produção de bovinos de corte sobre a atmosfera dos biomas estudados, com relação às emissões de CH4 e N2O por animais e seus excrementos, emissões de CO2, CH4, NO e N2O pelo solo pastoril, emissões por meio de queimadas de pastagens e florestas destinadas às pastagens, e o balanço total de carbono e de nitrogênio. Justifica-se pela limitação de dados e informações nesse tema. A finalidade é gerar dados para alimentar modelos matemáticos para estimar a emissão de gases em diferentes sistemas de produção de bovinos de corte nos contextos do Cerrado, da Amazônia e do Pantanal e estudar estratégias de mitigação por meio de mudanças de sistemas e/ou adoção de tecnologias. Em relação às emissões por animais, deverão ser utilizados os dados do IBGE (incluindo dados de peso de abate) em conjunto com levantamentos em sistemas modais para definição das distribuições de peso e ganho de peso dos animais por categoria. Acredita-se que esses levantamentos seriam suficientes para descrever a maior parte dos inputs dos modelos matemáticos. Para os dados em falta deverá ser utilizado o modelo TIER 2 do IPCC e, possivelmente, um modelo alternativo que será gerado no âmbito do projeto do Simulador de Sistemas de Bovinos de Corte - MP 3. Os dados de emissão de gases e experimentos com bovinos pelo projeto Agrogases devem ser utilizados para parametrização do modelo. Concernente às emissões de gases traço do solo para a atmosfera, serão identificados os principais fatores relacionados às em sistemas pastoris para a atmosfera, suas origens e potenciais. Serão utilizados dados já coletados bem como deverão ser coletados novos dados em campanhas intensivas em sistemas até então pouco estudados. Uma segunda fase de análise dos dados, sintetizará o conjunto de dados biogeoquímicos obtidos par.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Fontes alternativas de matérias-primas para produção de agroenergia: efeitos do uso de plantas de cobertura, estoques de carbono e nitrogênio, decomposição de resíduos vegetais.
Descrição: Trata-se do estudo de fontes alternativas de matérias primas para a Agroenergia, incluindo a geração de tecnologias para a macaúba, pequi, pinhão-manso, tucumã e leguminosas potenciais. Nesse projeto a atuação da pesquisadora se dá nos seguintes temas: - Estudo do efeito de plantas de cobertura no solo e em plantas de pequi; - Relação entre estoques de carbono e nitrogênio; - Decomposição de resíduos vegetais;.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Sistemas diversificados de produção visando a transição agroecológica no contexto dos pequenos produtores de assentamento de reforma agrária do município de Unaí - MG
Descrição: Esta proposta objetiva propor e avaliar sistemas diversificados de manejo, visando a transição para sistemas agroecológicos das terras, com redução ou substituição do uso de insumos químicos, baseados no uso da diversidade de plantas de coberturas, considerando os aspectos participativo e sociocultural dos produtores. Visa também fotalecer os processos organizacionais dos produtores para facilitar os mecanismos de capacitação e de planejamento sobre manejo agroecológico, utilizando a formação de grupos coletivos de interesse. Para isso, será necessário o desenvolvimento das seguintes atividades: 1) realização de um diagnóstico permanente e participativo para detectar os problemas enfrentados pelos produtores na sustentabilidade do seu processo produtivo; 2) construção de propostas de manejo agroecológico a partir de plantas multifuncionais de cobertura do solo. Nesse aspecto, serão trabalhados com os assentados os seguintes processos e técnicas: plantio direto com tração animal, manejo integrado de ervas daninhas, pragas e doenças; 3) avaliação técnica e sócio-econômica da eficiência dos novos sistemas de manejo; 4) trabalho coletivo por meio da organização de grupos locais de interesse; e, 5) Formação de uma rede de atores locais para apoiar o uso dos novos sistemas de manejo. Como a realização dessa proposta espera-se desenvolver novas estratégias de manejo dos recursos naturais visando a reduzir e racionalizar o uso de insumos químicos na produção agroecológica, melhorar a renda do produtor e a segurança alimentar nos assentamentos de reforma agrária..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2009
Implantação e Fortalecimento de Redes de Pesquisa e Banco de Dados em Recursos Naturais - Área Temática Agrogases
Descrição: Fortalecimento da rede de pesquisa em Agrogases (dinâmica de gases de efeito estufa).
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2008
Validação da técnica DRIFTS para monitoramento de estoques de carbono em sistemas agropecuários no Cerrado
Descrição: Em maio de 2005 foi entregue o relatório final do Projeto Adaptação e avaliação de métodos alternativos de determinação de carbono em solos sob clima tropical e subtropical, dentro do Macroprograma 3. O resultado deste projeto foi um método, baseado em espectroscopia infravermelha, para a quantificação de carbono orgânico (Corg) e total (Ctot) nos solos do Brasil. Este método mostrou grande potencial para a quantificação de Corg e Ctot do solo, economizando, em 80-90%, o uso de reagentes, e reduzindo o tempo e custo de análise, que deverá ter alta demanda conforme previsto pelo Painel Intergovernamental sobre Mudanças Climáticas (IPCC) da Convenção da ONU sobre Mudanças Climáticas. Falta, todavia, teste e validação do método para fins de monitoramento de mudanças em estoques de carbono como resultado de mudanças no uso do solo . Isso é relevante para a avaliação dos serviços ambientais de sistemas agrícolas, para a participação destes sistemas em programas de certificação e para a possível entrada no mercado de carbono no futuro. O objetivo principal desta proposta é a validação do método DRIFTS no monitoramento de das mudanças nos estoques de carbono de solos em sistema integração lavoura pecuária (ILP) na região dos Cerrados. A ILP, especialmente sob plantio direto, é um sistema inovador, que promove a recuperação de pastagens ou solos degradados, melhora a produção animal e vegetal, oferece versatilidade na produção das propriedades, diversificando as atividades pela integração da produção de grãos, carne ou leite. Também é esperado que o ILP proporcione um incremento eficiente no estoque de C no solo, principalmente por envolver gramíneas com forte enraizamento em profundidade. O método utilizado será baseado na espectroscopia por transformada de Fourier, na região do infravermelho médio, através de reflectância difusa (DRIFTS) combinado com ?quimiometria?. As áreas avaliadas serão da Embrapa Arroz e Feijão sob ILP. O principal resultado esperado é um método pa.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição
Descrição: A eficiente cobertura do solo sob agroecossistemas, principalmente, nas condições climáticas do Cerrado, deve ser estabelecida com base no uso de espécies vegetais que apresentam decomposição mais lenta. Razão C/N é o parâmetro mais comumente utilizado para inferir sobre decomponibilidade de plantas, entretanto, pesquisas têm mostrado que nem sempre essa relação é o melhor indicador do processo de decomposição. Índices mais elevados de decomposição de resíduos vegetais de braquiária ruziziensis foram observados em relação à leguminosas que possuem menor razão C/N, sugerindo que outras características da composição química também podem se relacionar com a decomposição de resíduos vegetais. O objetivo principal desse projeto é avaliar a composição química de plantas de cobertura e sua relação com a decomposição de resíduos vegetais. O projeto será conduzido num sistema de rotação soja/milho já implantado a cinco anos na Embrapa Cerrados, Planaltina-DF, em Latossolo Vermelho argiloso distrófico sob plantio direto, com as seguintes plantas de cobertura intercaladas na entressafra: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-cinza (Mucuna pruriens (L.) DC), feijão comum (Phaseolus vulgaris L.), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorgum bicholor (L.) Moench), braquiária brizanta (Brachiaria brizantha L.) e nabo forrageiro (Raphanus sativus L). A testemunha será o SPD sem uso de plantas de cobertura em sucessão às culturas. Esse experimento constitui-se numa área piloto para o monitoramento dos impactos do uso de plantas de cobertura em longo prazo. Serão avaliados o rendimento e a composição química de fitomassa em relação aos teores de lignina, hemicelulose, celulose, polifenóis, grupos de C por RMN 13C, C/N, índices de decomposição dos resíduos vegetais, teores de nutrientes e estoques de carbono no solo. Modelos serão parametrizados e testados para simular a dinâmica de decomposição de resíduos ..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador.
2006 - Atual
Sistematização do Cultivo de Hortaliças em Sistema Plantio Direto
Descrição: Os sistemas convencionais de produção de hortaliças estão baseados no crescente uso de insumos e intensa mecanização, acarretando a elevação dos custos de produção e o agravamento dos processos erosivos, levando muitas vezes à inviabilidade socioeconômica e ambiental. O projeto visa contribuir para o estabelecimento de bases científicas e tecnológicas sólidas para a promoção do cultivo de hortaliças em sistema plantio direto (SPD), com ênfase no entendimento das relações bióticas e abióticas, buscando incrementar a competitividade e a sustentabilidade de unidades de produção de hortaliças. Os estudos serão realizados em parceria com empresas do setor público e privado, buscando-se aprimorar e/ou estabelecer as culturas de cebola, alho, brássicas, alface americana e tomate para processamento em SPD. Serão monitorados a dinâmica do carbono e atributos químicos, físicos e biológicos do solo, a eficiência de uso da água, a dinâmica de pragas, doenças e plantas daninhas, a produtividade e a qualidade pós-colheita da produção nos diferentes sistemas avaliados. Finalmente, serão estudados os impactos socioeconômicos e ambientais decorrentes da adoção de SPD. As tecnologias geradas e/ou adaptadas pretendem promover drástica redução no uso de máquinas, aumento da infiltração de água no solo, conservação dos recursos água e energia, preservação ou melhoria das características físicas, químicas e biológicas do solo, mitigação dos processos erosivos e diminuição dos custos de produção, conciliando elevado grau de sustentabilidade ambiental com viabilidade socioeconômica...
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2006 - Atual
Avaliação participativa da aptidão agroecológica e extrativista das terras de agricultores familiares do território do Alto Rio Pardo (MG) para construção de sistemas de produção em bases ecológicas
Descrição: Objetivo Geral Desenvolver e aplicar, em duas comunidades de agricultores familiares do norte de Minas Gerais, um sistema participativo de aptidão agroecológica e agroextrativista das terras a partir de dados edafo-ambientais e das necessidades locais dos agricultores, para fins de elaboração de alternativas de produção em bases ecológicas. Objetivos especificos 1-Avaliar as potencialidades e limitações dos ambientes locais e identificar espécies de flora, fauna e lavouras potenciais; 2-Identificar e sistematizar demandas locais relacionadas com a produção de alimentos; 3-Promover a troca de experiências entre comunidades e difundir conhecimentos relativos ao uso de recursos naturais; 4-Caracterizar e sistematizar experiências locais de manejo do agroecossistema em bases ecológicas; 5-Avaliar participativamente o manejo de agroecossistemas através de indicadores de sustentabilidade de determinação rápida e fácil pelos agricultores; 6-Construir, participativamente, a aptidão agroecológica e extrativista das terras a partir de dados edafoambientais e de informações geradas pelos agricultores sobre manejo do ambiente; 7-Elaborar, participativamente, alternativas de produção em bases ecológicas com base no sistema de aptidão agroecológica e extrativista das terras previamente construído..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2007
Agrogases - Avaliação das emissões de gases de efeito estufa em sistemas de uso da terra
Descrição: Avaliação dos fluxos de óxido nitroso e metano em solos agrícolas e sob pastagens..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2005
Decomponibilidade de plantas condicionadoras do solo em pré-cultivo de milho e seus efeitos em atributos do solo e na emissão de gases de efeito estufa para atmosfera
Descrição: O uso das espécies vegetais condicionadoras do solo, com diferentes características de decomposibilidade associadas à composição orgânica dos tecidos vegetais e à relação C/N em sucessão às culturas comerciais representa alternativa de manejo sustentável dos recursos naturais (solo e água) no Bioma Cerrado. O uso desta prática, através da incorporação (adubação verde) ou como cobertura do solo (plantio direto), pode, ainda, diminuir a emissão de gases de "efeito estufa", reduzir a necessidade de aplicação de fertilizantes, principalmente os nitrogenados e fosfatados, e, conseqüentemente, os riscos de poluição do solo, da água e da atmosfera. O principal objetivo deste estudo é determinar em um agrossistema do Cerrado a dinâmica de decomposição/permanência no solo dos resíduos vegetais e a composição relativa de seus grupos orgânicos (alquilas, O-alquilas, aromáticos e carbonilas/acilas), considerando as diferentes famílias, gêneros e espécies das plantas condicionadoras em uso com e sem incorporação ao solo. Considerando que a composição relativa de grupos orgânicos (alquilas, O-alquilas, aromáticos e carbonilas/acilas), as relações caule/folha e C/N influenciam a decomposibilidade do material vegetal e a matéria orgânica do solo foi proposta a seguinte hipótese: além das relações caule/folha e C/N das plantas condicionadoras do solo, suas diferenças quanto à composição relativa de grupos orgânicos (alquilas, O-alquilas, aromáticos e carbonilas/acilas) explicam a maior ou menor velocidade de decomposição/permanência dos resíduos das plantas condicionadoras no solo. Outros aspectos estudados dentro do projeto são a disponibilidade e a dinâmica de fósforo nas áreas manejadas, os ciclos do C e do N e a emissão dos gases traço CO2, NO e N2O pelo solo sob manejo. Participação: avaliação da decomposibilidade das plantas condicionadoras do solo através da técnica de 13C RMN CPMAS. ..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1998 - 2001
Avaliação de diferentes sistemas de manejo de adubos verdes em relação às propriedades físicas, químicas e biológicas do solo e à produtividade de culturas alimentares, no DF
Descrição: Caracterização de diferentes especies de adubos verdes/plantas de cobertura em sistemas com incorporação e plantio direto e efeitos nas propriedades físicas, químicas e biológicas do solo e na produtividade de culturas alimentares, no Cerrado do DF..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2012 - Atual
Validação de plantas de cobertura promissoras em sistemas agrícolas no Cerrado
Descrição: 1. Divulgação dos resultados Os dados obtidos nesse projeto serão divulgados por meio de reuniões, palestras, dia de campo, apresentações em eventos técnicos-científicos como congressos e em publicações técnico-científicas. 2. Validação das plantas de cobertura em SPD no Cerrado da BA A (s) planta (s) de cobertura testada (s) nos PAs 2 e 3 e identificada (s) como promissora (s) será (ão) validadas em SPD no Cerrado do Oeste da BA, em sistemas de manejo (rotação, consórcio e sobressemeadura) em parcerias com produtores e órgãos de extensão rural. No sistema de rotação, plantas de cobertura com elevada tolerância ao estresse hídrico (feijão-bravo-do-ceará, sorgo e milheto) serão semeadas imediatamente depois da colheita da cultura comercial (milho e soja), que deverá possuir preferencialmente ciclo precoce. No sistema de consórcio e sobressemeadura serão realizados plantios defasados na entrelinha, ou seja, com 20 dias após a emergência da cultura. No caso do milho, a semeadura das plantas de cobertura será realizada durante a operação de aplicação de nitrogênio em cobertura (primeira cobertura). Na sobressemeadura, plantas de cobertura com sementes menores como milheto, crotalária juncea e nabo-forrageiro terá seu plantio realizado a lanço com as sementes na superfície do solo, depois de se dessecar os restos vegetais da cultura principal. 3. Validação das plantas de cobertura em SPD no Cerrado do DF A (s) planta (s) de cobertura testada (s) nos PAs 2 e 3 e identificada (s) como promissora (s) serão validadas em SPD no Cerrado do DF, e em sistemas de manejo (rotação, consórcio e sobressemeadura) em parcerias com produtores e órgãos de extensão rural..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Lourival Vilela - Integrante / Wellington Pereira de Carvalho - Integrante.Financiador(es): Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2012 - Atual
Implantação, monitoramento e avaliação de Unidades Demonstrativas (UDs) em Agrecossistema de Cerrado.
Descrição: UDs com uso de plantas de cobertura foram implantadas em diferentes regiões e sistemas agrícolas do Cerrado, incluindo desde consórcio com milho em sistema de transição agroecológica até sucessão a milho e soja em sistema plantio direto. Uma coleção de adubos verdes e plantas de cobertura também foi implantada na Embrapa Cerrado para monitoramento e avaliações. Foram monitorados e avaliados parâmetros como época de semeadura e espaçamento, produção e composição química de biomassa, decomposição de resíduos vegetais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Roberto Guimarães Carneiro - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Antônio Fernando Macena - Integrante.
Número de produções C, T & A: 4
2012 - Atual
Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado
Descrição: A área cultivada com soja e milho no Brasil é de aproximadamente 37 milhões de hectares, dos quais 70% utilizam o plantio direto, sistema considerado conservacionista. Porém, para que este sistema seja sustentável, é fundamental um bom manejo do solo associado às práticas conservacionistas, dentre as quais, o uso de plantas de cobertura com adequada produção de palhada é extremamente importante. Dessa forma, o sistema plantio direto (SPD) proporcionará impactos positivos em atributos químicos, físicos e biológicos do solo. Portanto, é necessário se quantificar e qualificar esses efeitos para identificar sistemas de manejo produtivos que "sequestrem" mais C e N, melhorem a eficiência do uso e armazenamento de água e a disponibilidade de nutrientes, e que, contribua para a qualidade biológica do solo. O uso de plantas de cobertura seja em rotação, sucessão ou consórcios, também é fundamental no sentido de se reduzir as quantidades fertilizantes nitrogenados aplicadas às culturas. No milho, cultura com elevado consumo de nitrogênio, essa prática pode representar economia significativa de fertilizantes. No projeto "Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição" (macroprograma 3 - 030609006) concluído em 2009, comprovou-se efeitos significativos dos teores de lignina na parte aérea de plantas de cobertura sobre o rendimento do milho. Na área experimental, conduzida desde 1999 em Latossolo Vermelho na Embrapa Cerrados com rotação soja/milho em sistema plantio direto (SPD), as plantas de cobertura vem sendo avaliadas a cinco anos quanto à composição química e decomposição. Dessa forma, a continuidade desse trabalho permitirá uma caracterização mais consistente dos impactos do uso dessas plantas sobre os atributos do solo. O projeto terá início em 2011, com o cultivo da cultura de milho na safra, intercalando-se as seguintes plantas de cobertura ao final do período chuvoso, na entressafra: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-cinza (Mucuna pruriens (L.) DC), crotalária-juncea (Crotalaria juncea L.), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis). Serão avaliadas, ainda, parcelas com as seguintes misturas (mix) de espécies vegetais: 1 - milheto e feijão-bravo-do-ceará; 2 - braquiária ruziziensis e mucuna-cinza. A mistura será composta de 50% de sementes de cada uma das espécies. Também serão avaliadas áreas sob monocultura de soja e sob vegetação natural. A testemunha absoluta do experimento será a vegetação espontânea. O milho será cultivado com e sem aplicações de N em cobertura. As determinações da dinâmica de N (PA2) e efeitos em atributos químicos, físicos e biológicos do solo (PA3) sob uso de diferentes plantas de cobertura serão acompanhados de análises de parâmetros indicadores da qualidade do solo, tais como: eficiência de fixação biológica de nitrogênio (FBN) pela técnica de isótopo estável 15N, perdas de N na decomposição de resíduos vegetais, N facilmente mineralizável e N da biomassa microbiana, fracionamento densimétrico, abundância natural do 13C, C orgânico por espectroscopia, densidade do solo e curva de retenção de água, estoques de C e N, C da biomassa microbiana, atividade da enzima ß-glucosidase, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina do solo e macrofauna edáfica. Os dados obtidos nesses PAs serão divulgados no PA4 e unidades demonstrativas serão implementadas em diferentes regiões do Cerrado (BA e DF). Um dos principais impactos dos resultados desse projeto está na possibilidade de melhorar a qualidade do solo em SPD com uso de plantas de cobertura, incluindo leguminosas com elevado potencial de FBN. Consequentemente, a capacidade produtiva do solo poderá ser mantida ou mesmo recuperada..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (1) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Thomaz Adolpho Rein - Integrante / Roberto Guimarães Junior - Integrante / Segundo Sacramentop Urquiaga Caballero - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Marcos Aurélio Carolino de Sá - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante.
2011 - Atual
Uso de adubos verdes e plantas de cobertura em agroecossistemas e Mitigação da Emissão de Gases de Efeito Estufa.
Descrição: UDs com uso de plantas de cobertura foram implantadas em diferentes regiões e sistemas agrícolas do Cerrado, incluindo desde consórcio com milho em sistema de transição agroecológica até sucessão a milho e soja em sistema plantio direto. Uma coleção de adubos verdes e plantas de cobertura também foi implantada na Embrapa Cerrado para monitoramento e avaliações. Foram monitorados e avaliados parâmetros como época de semeadura e espaçamento, produção e composição química de biomassa, decomposição de resíduos vegetais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.


Projetos de desenvolvimento


2013 - Atual
CNPq 14/2012 - Universal - Dinâmica de carbono e nitrogênio e fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto no Cerrado: efeitos de plantas de cobertura e da fertilização nitrogenada
Descrição: A dinâmica de carbono (C) está diretamente relacionada com a mineralização de nitrogênio (N), nutriente que pode ser incorporado no solo pelo uso de plantas de cobertura, principalmente, leguminosas com elevado potencial de fixar N do ar atmosférico. O efeito das plantas de cobertura sobre a mitigação das emissões de N2O é ainda incerto, já que o processo de mineralização pode aumentar as emissões de óxido nitroso à medida que se disponibiliza mais nitrogênio no solo. Assim, o objetivo geral desse projeto é avaliar a dinâmica de carbono e nitrogênio e os fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto (SPD) cultivado com milho, com e sem aplicação de N, em sucessão às plantas de cobertura no Cerrado. O projeto será conduzido em Latossolo Vermelho distrófico argiloso na Embrapa Cerrados, onde desde 1999 está implantada uma rotação de soja e milho em SPD com plantas de cobertura intercaladas em sucessão. O milho será semeado em plantio direto em novembro de 2012 e as plantas de cobertura em março de 2013 (ano agrícola 2012/2013). Esse sistema de cultivo será repetido nos anos agrícolas 2013/2014 e 2014/2015, com o milho semeado em novembro de 2013 e 2014 e as plantas de cobertura em março de 2014 e março de 2015. As seguintes plantas de cobertura serão semeadas em SPD e em sucessão ao milho: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-preta (Mucuna aterrima), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis) e nabo-forrageiro (Raphanus sativus L). A testemunha do experimento será o tratamento sem uso de plantas de cobertura (vegetação espontânea). O milho será cultivado com e sem aplicações de nitrogênio em cobertura. A dinâmica temporal de carbono e nitrogênio no solo será avaliada em relação à área com vegetação natural adjacente e a partir de dados coletados na implantação do agroecossistema em 1999. Serão analisados os seguintes atributos do solo: teores de carbono e de nitrogênio total e nitrogênio mineral (N-NO3-, N-NH4+) no solo, matéria orgânica leve, eficiência de fixação biológica de nitrogênio pela técnica do isótopo estável 15N, perdas de nitrogênio durante a decomposição de resíduos vegetais pelo método de litterbags, nitrogênio facilmente mineralizável por meio de incubação aeróbia, nitrogênio e carbono da biomassa microbiana pelo método da fumigação, atividade enzimática, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina e fluxos de CO2 e N2O no solo. Os teores de carbono das amostras de solo serão determinados por combustão via seca em analisador elementar. O N-NH4+ e N-NO3- serão extraídos com solução de KCl 1 mol L-1 e determinados por meio da destilação por arraste de vapores das soluções contendo essas formas de nitrogênio mineral. Serão coletadas amostras de solo em cada uma das parcelas com cilindros para caracterização da densidade do solo e cálculos de estoques de carbono e nitrogênio nas camadas de: 0-5, 5-10; 10-20; 20-40; 40-60; 60-80 e 80-100 cm. Os estoques de carbono e de nitrogênio do solo serão calculados de acordo com os teores de carbono e nitrogênio, considerando a densidade e a espessura de cada camada do solo, e a correção por massa equivalente, tendo como referência a massa de solo de área com vegetação natural adjacente. As concentrações de CO2 serão medidas com um analisador de gás infravermelho. As análises das concentrações de N2O serão realizadas no laboratório da Embrapa Cerrados, utilizando um cromatógrafo de gás (Thermo TraceGC) equipado com uma coluna empacotada com Porapak Q e um detector de captura de elétrons. Os resultados obtidos nesse projeto podem subsidiar o governo brasileiro para atingir a meta de redução das emissões de gases de efeito estufa e contribuir na formação de pol.
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Iêda de Carvalho Mendes - Integrante / Maria Lucrécia Gerosa - Integrante / Bruno José Rodrigues Alves - Integrante / Thomaz Adolpho Rein - Integrante / Segundo Sacramentop Urquiaga Caballero - Integrante / Robélio Leandro Marchão - Integrante / Alexsandra Duarte de Oliveira - Integrante / Cynthia Torres de Toledo Machado - Integrante / Cícero Donizete Pereira - Integrante / Cícero Célio Figueiredo - Integrante / Marcos Aurélio Carolino de Sá - Integrante / Lourival Vilela - Integrante / Kleberson Worslley Souza - Integrante / Karina Pulrolnik - Integrante / Edson Cabral da Silva - Integrante / Thais Rodrigues Coser - Integrante.Financiador(es): (CNPq) Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
2013 - Atual
Manejo cultural da cana-de-açúcar no Cerrado
Descrição: O experimento será instalado em talhão de cana-de-açúcar cultivado em sistema orgânico de produção, na usina Goiasa, em Goiatuba, GO. O objetivo principal é avaliar a possibilidade de introdução de leguminosas adubos-verde em consórcio com cana-de-açúcar orgânica e a contribuição dessas espécies com relação à supressão de plantas daninhas e rendimento da cana-de-açúcar. No sistema orgânico de produção, os resíduos propiciados pela cobertura vegetal são mantidos permanentemente ao longo dos cortes até a renovação do canavial, uma vez que a cultura é colhida mecanicamente e a queima não é permitida. As soqueiras são fertilizadas anualmente com subprodutos da agroindústria canavieira ? vinhaça, torta de filtro e cinzas de caldeira ? que propiciam aporte suficiente de potássio e fósforo, mas reduzido de nitrogênio. O controle de plantas daninhas no sistema orgânico é efetuado através de capinas manuais, o que onera consideravelmente os custos de produção. A instalação do experimento será realizada em talhão de cana-planta colhido em meio de safra. Nesse período, a soqueira está plenamente rebrotada e as plantas ainda baixas, propiciando ampla entrada de radiação solar nas entrelinhas. No espaçamento de 1,5 m entre linhas da cultura, o período para fechamento do dossel é longo, permitindo o estabelecimento de plantas de cobertura intercalares. Serão estabelecidos oito tratamentos com quatro repetições, em delineamento experimental em blocos casualizados. Os tratamentos consistirão em 4 espécies de leguminosas com diferentes hábitos de crescimento e manejo com cortes na floração e maturação. O plantio das espécies leguminosas será realizado em novembro de 2012, no início da estação chuvosa e o manejo da cobertura vegetal (roçagem) será realizado em até 90 dias após o plantio (com exceção de Arachis pintoi). As parcelas experimentais serão constituídas de seis linhas de 10 m de comprimento e serão demarcadas com estacas. As áreas selecionadas no talhão serão uniformes, s.
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Arminda Moreira de Carvalho - Coordenador / Thomaz Adolpho Rein - Integrante.
2012 - Atual
Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado
Descrição: A área cultivada com soja e milho no Brasil é de aproximadamente 37 milhões de hectares, dos quais 70% utilizam o plantio direto, sistema considerado conservacionista. Porém, para que este sistema seja sustentável, é fundamental um bom manejo do solo associado às práticas conservacionistas, dentre as quais, o uso de plantas de cobertura com adequada produção de palhada é extremamente importante. Dessa forma, o sistema plantio direto (SPD) proporcionará impactos positivos em atributos químicos, físicos e biológicos do solo. Portanto, é necessário se quantificar e qualificar esses efeitos para identificar sistemas de manejo produtivos que "sequestrem" mais C e N, melhorem a eficiência do uso e armazenamento de água e a disponibilidade de nutrientes, e que, contribua para a qualidade biológica do solo. O uso de plantas de cobertura seja em rotação, sucessão ou consórcios, também é fundamental no sentido de se reduzir as quantidades fertilizantes nitrogenados aplicadas às culturas. No milho, cultura com elevado consumo de nitrogênio, essa prática pode representar economia significativa de fertilizantes. No projeto "Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição" (macroprograma 3 - 030609006) concluído em 2009, comprovou-se efeitos significativos dos teores de lignina na parte aérea de plantas de cobertura sobre o rendimento do milho. Na área experimental, conduzida desde 1999 em Latossolo Vermelho na Embrapa Cerrados com rotação soja/milho em sistema plantio direto (SPD), as plantas de cobertura vem sendo avaliadas a cinco anos quanto à composição química e decomposição. Dessa forma, a continuidade desse trabalho permitirá uma caracterização mais consistente dos impactos do uso dessas plantas sobre os atributos do solo. O projeto terá início em 2011, com o cultivo da cultura de milho na safra, intercalando-se as seguintes plantas de cobertura ao final do período chuvoso, na entressafra: feijão-bravo-do-ceará (Canavalia brasiliensis M. e Benth), guandu (Cajanus cajan (L.) Millsp), mucuna-cinza (Mucuna pruriens (L.) DC), crotalária-juncea (Crotalaria juncea L.), milheto (Pennisetum glaucum (L.) R. Brown), sorgo (Sorghum bicolor (L.) Moench), braquiária ruziziensis (Brachiaria ruziziensis). Serão avaliadas, ainda, parcelas com as seguintes misturas (mix) de espécies vegetais: 1 - milheto e feijão-bravo-do-ceará; 2 - braquiária ruziziensis e mucuna-cinza. A mistura será composta de 50% de sementes de cada uma das espécies. Também serão avaliadas áreas sob monocultura de soja e sob vegetação natural. A testemunha absoluta do experimento será a vegetação espontânea. O milho será cultivado com e sem aplicações de N em cobertura. As determinações da dinâmica de N (PA2) e efeitos em atributos químicos, físicos e biológicos do solo (PA3) sob uso de diferentes plantas de cobertura serão acompanhados de análises de parâmetros indicadores da qualidade do solo, tais como: eficiência de fixação biológica de nitrogênio (FBN) pela técnica de isótopo estável 15N, perdas de N na decomposição de resíduos vegetais, N facilmente mineralizável e N da biomassa microbiana, fracionamento densimétrico, abundância natural do 13C, C orgânico por espectroscopia, densidade do solo e curva de retenção de água, estoques de C e N, C da biomassa microbiana, atividade da enzima ß-glucosidase, fungos micorrízicos arbusculares, glomalina do solo e macrofauna edáfica. Os dados obtidos nesses PAs serão divulgados no PA4 e unidades demonstrativas serão implementadas em diferentes regiões do Cerrado (BA e DF). Um dos principais impactos dos resultados desse projeto está na possibilidade de melhorar a qualidade do solo em SPD com uso de plantas de cobertura, incluindo leguminosas com elevado potencial de FBN. Consequentemente, a capacidade produtiva do solo poderá ser mantida ou mesmo recuperada..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
2011 - Atual
Caracterização do estoque de nitrogênio na zona ripária.
Descrição: Nas áreas-piloto, amostras de solo serão coletadas nas camadas de 0 a 5; 5 a 10 cm, 10 a 20 cm, 20 a 40 cm, 40 a 60 cm e 60 a 100 cm com um trado do tipo holandês. Essas amostras serão compostas pela homogeneização de oito subamostras em cada parcela. O nitrogênio mineral (N-NO3 e N-NH4) das amostras úmidas coletadas será extraído com cloreto de potássio 1,0 mol L-1 , na proporção solo: solução de aproximadamente 1 g:5 mL, sendo o nitrato e o amônio analisados separadamente pelo método de destilação a vapor (MULVANEY, 1996). Serão coletadas amostras de solo em cada uma das parcelas com cilindros de 5 cm de altura por 5 cm de diâmetro para caracterização da densidade do solo e cálculo de estoques de N, nas camadas de: 0-5, 5-10; 10-20; 20-40; 40-60; 60-80 e 80-100 cm..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
2011 - Atual
Quantificação de estoque de carbono em solos sob pastagens cultivadas do Cerrado.
Descrição: Estimativa de estoque de carbono em solos sob pastagens cultivadas do Cerrado..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.


Membro de corpo editorial


2006 - Atual
Periódico: Horticultura Brasileira (0102-0536)


Membro de comitê de assessoramento


2012 - 2012
Agência de fomento: (CNPq) Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2012 - 2013
Agência de fomento: Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal


Revisor de periódico


1999 - 2007
Periódico: Horticultura Brasileira (0102-0536)
1998 - Atual
Periódico: Pesquisa Agropecuária Brasileira (0100-204X)
2006 - Atual
Periódico: Ciência e Agrotecnologia (1413-7054)
2005 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciência do Solo
2007 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Milho e Sorgo
2008 - Atual
Periódico: Archivos de Zootecnia (Universidad de Córdoba)
2007 - Atual
Periódico: Bragantia (São Paulo)
2011 - Atual
Periódico: Soil & Tillage Research
2008 - Atual
Periódico: Pesquisa Agropecuária Tropical (Impresso)
2008 - Atual
Periódico: Pesquisa Agropecuária Tropical (Online)


Revisor de projeto de fomento


2009 - 2012
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
2008 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Manejo e Conservação do Solo.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia / Subárea: Ciência do Solo/Especialidade: Fertilidade do Solo e Adubação.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Agronomia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2017
Menção honrosa pela apresentação do Melhor Trabalho (Categoria Profissional) da área de Mudanças Climáticas do XX Congresso Brasileiro de Agrometereologia e do V Simpósio de Mudanças Climáticas, Sociedade Brasileira de Agrometereologia.
2016
Prêmio Jovens Talentos, Embrapa Cerrados-CNPq.
2016
Prêmio UnB de Dissertação e Tese 2016, Universidade de Brasília.
2014
Premiação Empregados da Embrapa No 037.009.003.005, Embrapa.
2014
Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Cerrados - Jovens Talentos 2014, Embrapa/CNPq.
2013
VI Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Cerrados - Jovens Talentos 2012, Embrapa Cerrados.
2013
VI Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Cerrados - Jovens Talentos 2012, Embrapa Cerrados/CNPq.
2012
Trabalho Jovem Cientista - Nitrogênio mineral no solo sob plantas de cobertura e milho em sistema plantio direto, CNPq/Embrapa.
2012
Trabalho Jovem Cientista - Dinâmica de decomposição de palhada em cana-de-açúcar, CNPq/Embrapa.
2011
Premiação Nacional de Equipes (Fontes alternativas potenciais de matéria-prima para produção de agroenergia) - Categoria Qualidade Técnica, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa.
2011
Premiação Nacional de Equipes (AVISAR) - Categoria Qualidade Técnica, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa.
2010
Premiação Nacional de Equipes (Fontes alternativas potenciais de matéria-prima para produção de agroenergia) - Categoria Captação de Recursos, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa.
2010
Premiação Nacional de Equipes (Agricultura orgânica) - Categoria Qualidade Técnica, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária - Embrapa.
2008
Menção honrosa pelo trabalho " Disponibilidade de Fósforo em Latossolo sob Cultivo de Milho e Plantas de Cobertura" apresentado no IX Simpósio Nacional e II Simpósio Internacional de Cerrado., Embrapa Cerrados.
2000
Prêmio por desempenho individual., Embrapa.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:48
Total de citações:86
CARVALHO, A.M.de  Data: 27/11/2017

SciELO
Total de trabalhos:48
Total de citações:123
CARVALHO, A.M.de  Data: 27/11/2017

SCOPUS
Total de trabalhos:48
Total de citações:113
CARVALHO, A.M.de  Data: 24/11/2017

Artigos completos publicados em periódicos

1.
FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO DE2018FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO DE ; OLIVEIRA, A. D. de. ; SANTOS, I. L. ; FERREIRA, E. A. B. ; MALAQUIAS, J. V. ; CARVALHO, A.M.de ; SANTOS JR., J. D. G. . Relationships between soil organic matter pools and nitrous oxide emissions of agroecosystems in the Brazilian Cerrado. SCIENCE OF THE TOTAL ENVIRONMENT, v. 618, p. 1572-1582, 2018.

2.
RIBEIRO, F. P.2018RIBEIRO, F. P. ; GATTO, A. ; OLIVEIRA, A. D. de. ; PULROLNIK, K. ; FERREIRA, E. A. B. ; CARVALHO, A.M.de ; BUSSINGUER, A. P. ; MULLER, A. G. ; MORAES NETO, S. P. . Litter dynamics in eucalyptus and native forest in the brazilian cerrado. Journal of Agricultural Science.. Journal of Agricultural Science, v. 10, p. 1-15-15, 2018.

3.
DE CARVALHO, ARMINDA MOREIRA2017DE CARVALHO, ARMINDA MOREIRA; DE OLIVEIRA, WILLIAN ROBERSON DUARTE ; RAMOS, MARIA LUCRÉCIA GEROSA ; COSER, THAIS RODRIGUES ; DE OLIVEIRA, ALEXSANDRA DUARTE ; PULROLNIK, KARINA ; SOUZA, KLEBERSON WORSLLEY ; VILELA, LOURIVAL ; MARCHÃO, ROBÉLIO LEANDRO . Soil N2O fluxes in integrated production systems, continuous pasture and Cerrado. Nutrient Cycling in Agroecosystems, v. 107, p. 01-15, 2017.

4.
SATO, JULIANA HIROMI2017SATO, JULIANA HIROMI ; DE CARVALHO, ARMINDA MOREIRA ; DE FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO ; COSER, THAIS RODRIGUES ; DE SOUSA, THAIS RODRIGUES ; VILELA, LOURIVAL ; MARCHÃO, ROBÉLIO LEANDRO . Nitrous oxide fluxes in a Brazilian clayey oxisol after 24 years of integrated crop-livestock management. Nutrient Cycling in Agroecosystems, v. 107, p. 01-14, 2017.

5.
SILVA, J. F.2017SILVA, J. F. ; CARVALHO, A.M.de ; REIN, T. A. ; COSER, T. R. ; RIBEIRO JUNIOR, W. Q. ; VIEIRA, D. L. ; COOMES, D. A. . Nitrous oxide emissions from sugarcane fields in the Brazilian Cerrado. AGRICULTURE ECOSYSTEMS & ENVIRONMENT, v. 246, p. 55-65, 2017.

6.
VERAS, M. S.2016VERAS, M. S. ; GEROSA, M. L. ; FIGUEIREDO, C. C. ; CARVALHO, A.M.de ; SOUZA, K. W. ; PULROLNIK, K. . Cover Crops and Nitrogen Fertilization Effects on Nitrogen Soil Fractions under Corn Cultivation in a No-Tillage System. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Online), v. 40, p. p. e0150059, 2016.

7.
CARVALHO, A.M.de2016CARVALHO, A.M.de; BUSTAMANTE, MERCEDES MARIA DA CUNHA ; COSER, T. R. ; Marchão, R.L. ; MALAQUIAS, J. V. . Nitrogen oxides and CO2 from an Oxisol cultivated with corn in succession to cover crops. PESQUISA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA (ONLINE), v. 51, p. 1213-1222, 2016.

8.
COSER, T. R.2016COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; FIGUEIREDO, C. C. ; CARVALHO, A.M.de ; CAVALCANTE, E. . Soil microbiological properties and available nitrogen for corn in monoculture and intercropped with forage. PESQUISA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA (ONLINE), v. 51, p. 1660-1667, 2016.

9.
OLIVEIRA, W. R. D.2016OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. ; SILVA, A. M. M. ; LACERDA, M. M. ; SOUZA, K. W. ; Marchão, R.L. ; PULROLNIK, K. . Dynamics of soil microbiological attributes under integrated production systems, continuous pasture, and native cerrado. PESQUISA AGROPECUÁRIA BRASILEIRA (ONLINE), v. 51, p. 1501-1510, 2016.

10.
SANTOS, I. L.2016SANTOS, I. L. ; OLIVEIRA, A. D. de. ; FIGUEIREDO, C. C. ; MALAQUIAS, J. V. ; SANTOS JR., J. D. G. ; FEREIRA, E. A. B. ; SA, M. A. C. ; CARVALHO, A.M.de . Soil N2O emissions from long-term agroecosystems: Interactive effects of rainfall seasonality and crop rotation in the Brazilian Cerrado. AGRICULTURE ECOSYSTEMS & ENVIRONMENT, v. 233, p. 111-120, 2016.

11.
SILVA1, A. N.2016SILVA1, A. N. ; FIGUEIREDO, C. C. ; CARVALHO, A.M.de ; SOARES, D. S. ; SANTOS, D. C. R. ; SILVA, V. G. . Effects of cover crops on the physical protection of organic matter and soil aggregation. AUST J CROP SCI, v. 10, p. 1623-1629, 2016.

12.
COSER, T. R.2016COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; FIGUEIREDO, C. C. ; CABALLERO, S. S. U. ; CARVALHO, A.M.de ; MENDONCA, M. T. . Nitrogen uptake efficiency of maize in monoculture and intercropped with Brachiaria humidicola and Panicum maximum in a dystrophic Red-Yellow Latosol of the Brazilian Cerrado. Crop & Pasture Science (Print), v. 67, p. 47, 2016.

13.
CARVALHO, A.M.de2015CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R. ; Dantas, R.A de. ; REIN, T. A. ; SILVA, R. R. ; SOUZA, K. W. . Manejo de plantas de cobertura na floração e na maturação fisiológica e seu efeito na produtividade do milho. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online), v. 50, p. 551-561, 2015.

14.
Dantas, R.A de.2015Dantas, R.A de. ; CARMONA, R. ; CARVALHO, A.M.de ; REIN, T. A. ; MALAQUIAS, J. V. ; SANTOS JR., J. D. G. . Produção de matéria seca e controle de plantas daninhas por leguminosas consorciadas com cana-de-açúcar em cultivo orgânico. Pesquisa Agropecuária Brasileira (Online), v. 50, p. 681-689, 2015.

15.
Dantas, R.A de.2014Dantas, R.A de. ; CARVALHO, A.M.de ; Coelho, C.M. ; MIRANDA, J. C. C. ; Miranda . Effects of arbuscular mycorrhizal fungi and doses of phosphorus on corn crop. Científica (Jaboticabal. Online), v. 42, p. 285, 2014.

16.
CARVALHO, A.M.de2014 CARVALHO, A.M.de; BUSTAMANTE, MERCEDES MARIA DA CUNHA ; ALMONDES, ZAYRA AZEREDO DO PRADO ; FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO DE . Forms of phosphorus in an oxisol under different soil tillage systems and cover plants in rotation with maize. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso), v. 38, p. 972-979, 2014.

17.
CARVALHO, A.M.de2014CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L. ; SOUZA, K. W. ; Bustamante, M.M.C. . Soil fertility status, carbon and nitrogen stocks under cover crops and tillage regimes. Revista Ciência Agronômica (UFC. Online), v. 45, p. 914-921, 2014.

18.
CARVALHO, A.M.de2014CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L. ; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; COSER, T. R. . Characterization of cover crops by NMR spectroscopy: impacts on soil carbon, nitrogen and phosphorus under tillage regimes. Revista Ciência Agronômica (UFC. Online), v. 45, p. 968-975, 2014.

19.
SODRE FILHO, J.2014SODRE FILHO, J. ; Marchão, R.L. ; CARVALHO, A.M.de ; CARMONA, R. . Weed dynamics in grain sorghum-grass intercropped systems. Revista Ciência Agronômica (UFC. Online), v. 45, p. 1032-1039, 2014.

20.
FRANCA, A. M. S.2014FRANCA, A. M. S. ; PAIVA, R. J. ; SANO, E. E. ; CARVALHO, A.M.de . Estimates for Carbon Stocks in Soil under Humid Grassland Areas in the Federal District of Brazil. Open Journal of Ecology, v. 04, p. 777-787, 2014.

21.
SANTOS, I. L.2014SANTOS, I. L. ; CAIXETA, C. F. ; SOUSA, A. A. T. C. ; FIGUEIREDO, C. C. ; GEROSA, M. L. ; CARVALHO, A.M.de . Cover plants and mineral nitrogen: effects on organic matter fractions in an oxisol under no-tillage in the cerrado. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso), v. 38, p. 1874-1881, 2014.

22.
DE CARVALHO, A. M.2012DE CARVALHO, A. M.; COELHO, M. C. ; DANTAS, R. A. ; FONSECA, O. P. ; JÚNIOR, R. GUIMARÃES ; FIGUEIREDO, C. C. . Chemical composition of cover plants and its effect on maize yield in no-tillage systems in the Brazilian savanna. Crop & Pasture Science (Print), v. 63, p. 1075-1081, 2012.

23.
CARVALHO, A.M.de2011 CARVALHO, A.M.de; PEREIRA, L. L. ; Alves, P.C.A.C.A. ; Junior Guimaraes, R. ; VIVALDI, L. J. . Cover plants with potential use for crop-livestock integrated systems in the Cerrado region. Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa), v. 46, p. 1200-1205, 2011.

24.
CARVALHO, A.M.de2010CARVALHO, A.M.de. Plantio direto com qualidade no cerrado.. A Lavoura (Rio de Janeiro), v. 1, p. 1-22, 2010.

25.
CARVALHO, A.M.de2009 CARVALHO, A.M.de; BUSTAMANTE, MERCEDES MARIA DA CUNHA ; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. . Characterization by solid-state CPMAS 13C NMR spectroscopy of decomposing plant residues in conventional and no-tillage systems in Central Brazil. Soil & Tillage Research, v. 101, p. 100-107, 2009.

26.
SODRE FILHO, J.2008SODRE FILHO, J. ; CARMONA, R. ; CARDOSO, A. N. ; CARVALHO, A.M.de . CULTURAS DE SUCESSÃO AO MILHO NA DINÂMICA POPULACIONAL DE PLANTAS DANINHAS. Scientia Agraria (UFPR), v. 9, p. 7-14, 2008.

27.
CARVALHO, A.M.de2008CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; GERALDO JUNIOR, J. ; VIVALDI, L. J. . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO E PLANTAS DE COBERTURA. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Online), v. 32, p. 2831-2838, 2008.

28.
CARVALHO, A.M.de2008CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. . Decomposição de Resíduos Vegetais e Efeitos sobre Carbono, Nitrogênio e Fósforo em Latossolo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (Embrapa Cerrados), v. 01, p. 05-24, 2008.

29.
CARVALHO, A.M.de2007CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . EMISSÕES DE CO2, NO E N2O EM AGROECOSSISTEMAS DO CERRADO. Documentos. Embrapa Cerrados, v. 1, p. 1-18, 2007.

30.
CARVALHO, A.M.de2007CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; PRADO, Z. A. . FRAÇÕES DE FÓSFORO EM LATOSSOLO SOB PLANTAS DE COBERTURA EM PLANTIO DIRETO E SISTEMA CONVENCIONAL. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. Embrapa Cerrados, v. 1, p. 1-14, 2007.

31.
CARVALHO, A.M.de2006CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; KOZOVITS, A. R. ; Miranda ; VIVALDI, L. J. ; Souza, D.M. . Emissão de óxidos de nitrogênio associada à aplicação de uréia sob plantio convencional e direto. Pesquisa Agropecuária Brasileira, v. 41, p. 679-685, 2006.

32.
SODRE FILHO, J.2004SODRE FILHO, J. ; CARDOSO, A. N. ; CARVALHO, A.M.de . Fitomassa e cobertura do solo de culturas de sucessão ao milho na região do Cerrado.. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 39, p. 327-334, 2004.

33.
CARNEIRO, R. G.2004CARNEIRO, R. G. ; Mendes, I. C. de ; LOVATO, P. E. ; CARVALHO, A.M.de ; VIVALDI, L. J. . Indicadores biológicos associados ao ciclo do fósforo em solo de Cerrado sob plantio direto e plantio convencional.. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v. 39, p. 661-669, 2004.

34.
Mendes, I. C. de2004Mendes, I. C. de ; CARNEIRO, R. G. ; LOVATO, P. E. ; CARVALHO, A.M.de ; VIVALDI, L. J. . Indicadores Biológicos associados ao ciclo do fósforo en solos de cerrdo utilizando plantio direto e plantio convencional.. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. Embrapa Cerrados, v. 121, p. 1, 2004.

35.
ANDRADE, L. R. M.2002ANDRADE, L. R. M. ; ICUMA, I. M. ; JUNQUEIRA, N. T. V. ; KARIA, C. T. ; CARVALHO, A.M.de ; VIVALDI, L. J. . Cobertura de solos em pomares de maracujazeiro. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. Embrapa Cerrados, v. 55, p. 1-23, 2002.

36.
FERREIRA, M. E.2001FERREIRA, M. E. ; ANDRADE, L. R. M. ; SANO, E. E. ; CARVALHO, A.M.de ; JUNQUEIRA, N. T. V. . Uso de Imagens Digitais na Avaliação da Cobertura do Solo. Boletim de Pesquisa. Centro de Pesquisa Agropecuária dos Cerrados, v. 21, p. 1-50, 2001.

37.
CARVALHO, A.M.de2000CARVALHO, A.M.de. AMABILE, R.F.; FANCELLI, A.L.; CARVALHO, A.M. de. Comportamento de espécies de adubos verdes em diferentes épocas de semeadura e espaçamentos na região dos Cerrados. Pesquisa Agropecuária Brasileira, 35: 47-54, 2000., 2000.

38.
CARVALHO, A.M.de2000CARVALHO, A.M.de; SODRE FILHO, J. . Uso de adubos verdes como cobertura do solo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento. Embrapa Cerrados, v. 11, p. 1-20, 2000.

39.
CARVALHO, A.M.de1999CARVALHO, A.M.de. AMABILE, R.F.; FANCELLI, A.L.; CARVALHO DE A. M.; Absorção de N, P, K por espécies de adubos verdes cultivadas em diferentes épocas e densidades num Latossolo Vermelho-Escuro argiloso sob Cerrados. Revista Brasileira de Ciência de Solo, v.23, p.837-845, 1999.. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso), v. 23, p. 837-845, 1999.

40.
CARVALHO, A.M.de1999CARVALHO, A.M.de; CARNEIRO, R. G. ; Amabile, R. F. ; SPERA, S. T. ; DAMASO, F. H. . Adubos Verdes: efeitos no rendimento e no nitrogênio do milho em plantio direto e convencional.. Boletim de Pesquisa (Embrapa Cerrados) (Cessou em 2000. Cont. ISSN 1676-918X Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento Embrapa Cerrados)), v. 7, p. 1-20, 1999.

41.
CARVALHO, A.M.de1999CARVALHO, A.M.de; Burle, M.L. ; PEREIRA, J. . Manejo de adubos verdes no Cerrado. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (Embrapa Cerrados), v. 4, p. 1-28, 1999.

42.
CARVALHO, A.M.de1998CARVALHO, A.M.de. HARADA, H.; REIN, T.A.; CARVALHO, A.M.C. de.; SPEHAR, C.R.; HATANAKA, T. Increase of phosphorus availability in rhizosphere soils of some perennial pasture crops. Grassland Science, v.43, n.4, p.482-485, 1998., 1998.

43.
CARVALHO, A.M.de1998CARVALHO, A.M.de. SILVA, M.L.N.; BLANCANEAUX, P.; CURI, N.; LIMA, J.M. de; MARQUES, J.J.G.S.M.M. de; CARVALHO, A.M. de. Estabilidade e resistência de agregados de latossolo vermelho-escuro cultivado com sucessão milho-adubo verde. Pesquisa Agropecuária Brasileira, Brasília, v.33, n.1, p.97-103, 1998., 1998.

44.
CARVALHO, A.M.de1997CARVALHO, A.M.de. SILVA, M.L.N.; CURI, N.; BLANCANEAUX, P.; LIMA, J.M. de; CARVALHO, A.M.de. Rotação adubo verde-milho e adsorção de fósforo em latossolo vermelho-escuro. Pesquisa Agropecuária Brasileira., Brasília, v.32, n.6, p.649-654, 1997., 1997.

45.
CARVALHO, A.M.de1996CARVALHO, A.M.de. AMABILE, R.F.; CARVALHO, A.M. de; DUARTE, J.B.; FANCELLI, A.L. Efeito de épocas de semeadura na fisiologia e produção de fitomassa de leguminosas nos Cerrados da região do Mato Grosso de Goiás. Scientia Agricola, Piracicaba, v.53, n.2/3, p.296-303, 1996.. Scientia Agricola (USP. Impresso), v. 53, p. 296-303, 1996.

46.
CARVALHO, A.M.de1996CARVALHO, A.M.de. FAGERIA, N.K.; CARVALHO, A.M. de. Response of common bean to phosphorus on acid soils. Communications in Soil Science and Plant Analysis, New York, v. 27, n. 58 , p.1447-58, 1996.. Communications in Soil Science and Plant Analysis, v. 27, p. 1447-1458, 1996.

47.
CARVALHO, A.M.de1995CARVALHO, A.M.de. BLANCANEAUX, P.; FREITAS, P.L.de; AMABILE, R.F. & CARVALHO, A.M.de. Le Semis direct comme pratique de conservation des sols des cerrados du Brésil Central. Cahiers Orstom Pedologie., Série. Pédologique.,v.28, n.2, 1995. Special Erosion., 1995.

48.
CARVALHO, A.M.de1995CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; FAGERIA, N.K.; KINJO, T.; PEREIRA, I.P.de. Resposta do feijoeiro à aplicação de fósforo em solos dos Cerrados. Revista Brasileira de Ciência do Solo, Campinas, p. 61-67, v.19, n.1, 1995.. Revista Brasileira de Ciência do Solo (Impresso), v. 19, p. 61-67, 1995.

49.
CARVALHO, A.M.de1993CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; FAGERIA, N.K.; KINJO, T.; PEREIRA, I.P. de. Distribuição e nível crítico de fósforo na parte aérea do feijoeiro cultivado em diferentes solos sob vegetação de Cerrados. Pesquisa Agropecuária. Brasileira, Brasília, p.719-724, v. 32, n. 6, 1993.. Pesquisa Agropecuária Brasileira (1977. Impressa), v. 32, p. 719-724, 1993.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Cerrado - Adubação Verde. 2. ed. Brasília: Embrapa Informação tecnológica, 2013.

2.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Cerrado Adubação Verde. 1. ed. Brasília: Embrapa, 2006. v. 1000. 369p .

Capítulos de livros publicados
1.
CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R. ; SOUZA, K. W. ; ALVES, B. J. R. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; OLIVEIRA, A. D. de. . Avaliação das Emissões Atmosféricas de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária. In: Carlos Eduardo Pacheco Lima; Mariana Rodrigues Fontenelle; Marcos Brandão Braga. (Org.). Mudanças climáticas e produção de hortaliças: projeções, impactos, estratégias adaptativas e mitigadoras. 01ed.Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2015, v. 01, p. 151-177.

2.
CARVALHO, A.M.; Marchão, R.L. ; SOUZA, K. W. ; COSER, T. R. ; Bustamante, M.M.C. . Soil fertility, carbon and nitrogen stocks under cover crops with conventional and no-tillage systems. In: Alfredo Borges De-Campos; Donald Gabriels; Deyanira Lobo Luján. (Org.). Impacts of Agrosystems on the Environment. 01ed.Ghent University, Bélgium: UNESCO Chair of Eremology, 2015, v. 01, p. 15-22.

3.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L. ; Bustamante, M.M.C. ; COSER, T. R. . Characterization of cover crops by solid-state CPMAS 13C NMR spectroscopy and its effects on soil carbon and nitrogen stocks. Impacts of Agroecosystems on the Environmente. 01ed.Ghent University, Belgium: UNESCO Chair of Eremology, 2015, v. 01, p. 71-78.

4.
SILVA, E. C. ; SCIVIATTARO, W. B. ; AMBROSANO, E. J. ; MURAOKA, T. ; BUZETTI, S. ; CARVALHO, A.M.de . Adubação Verde como Fonte de Nutrientes às Culturas. In: Oscar Fontão de Lima Filho; Edimilson José Ambrosano;Fabrício Rossi; José Aparecido Donizete Carlos. (Org.). ADUBAÇÃO VERDE E PLANTAS DE COBERTURA NO BRASIL. 01ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. 1, p. 267-305.

5.
CARVALHO, A.M.de; MIRANDA, J. C. C. ; Miranda ; GEROSA, M. L. ; RIBEIRO JUNIOR, W. Q. . Adubação Verde e Plantas de Cobertura no Cerrado. In: Oscar Fontão de Lima Filho; Edimilson José Ambrosano;Fabrício Rossi; José Aparecido Donizete Carlos. (Org.). ADUBAÇÃO VERDE E PLANTAS DE COBERTURA NO BRASIL (Fundamentos e Prática). 01ed.Brasília: Embrapa, 2014, v. 02, p. 343-372.

6.
ALVES, B. J. R. ; CARVALHO, A.M.de ; JANTALIA, C. P. ; CABALLERO, S. S. U. ; FRANCHINI, J. C. . Emissões de óxido nitroso e óxido nítrico no solo em sistemas agrícolas. In: Magda Aparecida Lima et al.. (Org.). Estoques de Carbono e Emissões de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária Brasileira. Brasília: Embrapa, 2012, v. 01, p. 01-347.

7.
Duboc, E. ; Martins, C.F. ; CARVALHO, A.M.de . Sistemas Alternativos e Diversificados para a Produção. In: Fábio Gelape Faleiro; Austeclínio Lopes de Faria Neto. (Org.). Savanas: Demandas para Pesquisa. Brasília: Embrapa Cerrados, 2009, v. 1, p. 117-139.

8.
WALTER, B. M. T. ; CARVALHO, A.M.de ; RIBEIRO, J. F. . O conceito de savana e de seu componente Cerrado. In: Sueli Matiko Sano; Semírames Pedrosa de Almeida; José Felipe Ribeiro.. (Org.). Cerrado Ecologia e Flora.. 2aed.Brasília: Embrapa Informação Tecnológica, 2008, v. 1, p. 20-45.

9.
CARVALHO, A.M.de. PLANTIO DIRETO E PLANTAS DE COBERTURA EM AGROECOSSISTEMAS DO CERRADO. In: Lucília Maria Parron, Ludmilla Moura de Suza Aguiar, Eny Duboc, Eduardo Cyrino de Oliveira-Filho, Amabílio José Aires de Camargo, Fabiana de Gois Aquino.. (Org.). Cerrado: desafios e oportunidades para o desenvolviemnto sustentável. 1ed.Brasília-DF: Embrapa, 2008, v. 1, p. 229-262.

10.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Miranda ; KOZOVITS, A. R. . Emissão sazonal de gases de efeito estufa em Latossolo sob sucessão milho/plantas de cobertura. In: Solange Rocha Monteiro de Andrade; Fábio Gelape Faleiro; José Robson Bezerra Sereno; João Luis Dalla Corte; Evie dos Santos de Sousa. (Org.). Resultados de Pesquisa para o Cerrado 2004-2005. 1ed.Brasília-DF: Embrapa Cerrados, 2007, v. 1, p. 133-138.

11.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Plantas condicionadoras de solo: interações edafoclimáticas, uso e manejo. In: Arminda Moreira de Carvalho, Renato Fernando Amabile. (Org.). Cerrado: adubação verde. 1ed.Brasília: Embrapa, 2006, v. 1, p. 143-170.

12.
Amabile, R. F. ; CARVALHO, A.M.de . Histórico da adubação verde. In: Arminda Moreira de Carvalho, Renato Fernando Amabile. (Org.). Cerrado: Adubação Verde. Brasília: Embrapa, 2006, v. 1, p. 23-40.

13.
Burle, M.L. ; CARVALHO, A.M.de ; Amabile, R. F. . Caracterização das espécies de adubo verde. In: Arminda Moreira de Carvalho, Renato Fernando Amabile. (Org.). Cerrado: Adubação Verde. 1ed.Brasília: Embrapa, 2006, v. 1, p. 71-142.

14.
PITOL, C. ; BOCH, D. L. ; CARVALHO, A.M.de ; SPERA, S. T. . Uso de adubos verdes nos sistemas de produção no Bioma Cerrado. In: Arminda Moreira de Carvalho, Renato Fernando Amabile. (Org.). Cerrado: Adubação Verde. 1ed.Brasília: Embrapa, 2006, v. 1, p. 301-330.

15.
AGUIAR, J. L. P. ; CARVALHO, A.M.de ; CARDOSO, A. N. ; GOMES, A. C. . Viabilidade econômica do uso de plantas condicionadoras de solo em agroecossistema de sequeiro. In: Arminda Moreira de Carvalho. (Org.). Cerrado: Adubação Verde. 1ed.Brasíli: Embrapa, 2006, v. 1, p. 331-369.

16.
Alcântara, F.A de. ; CARVALHO, A.M.de . Ressonância Magnética Nuclear de 13C em Estudos de Caracterização da Matéria Orgânica do Solo. In: Renato Roscoe; Fábio Martins Mercante; Júlio Cesar Salton. (Org.). Dinâmica da Matéria Orgânica do Solo em Sistemas Conservacionistas: modelagem matemática e modelos auxiliares. 1ed.Dourados: Embrapa, 2006, v. 1, p. 243-280.

17.
Vargas, M.A.T. ; Mendes, I. C. de ; CARVALHO, A.M.de ; Burle, M.L. ; Hungria, M. . Inoculação de leguminosas e manejo de adubos verdes. In: Djalma Martinhão Gomes de Sousa. (Org.). Cerrado: correção do solo e adubação. 01ed.Planaltina - DF: Embrapa Cerrados, 2002, v. , p. 97-124.

18.
CARVALHO, A.M.de. BLANCANEAUX, P.; KER, J.C.; CHAGAS, C.S. da; CARVALHO FILHO, A. de; CARVALHO, A.M. de; FREITAS, P.L. de; AMABILE, R.F.; CARVALHO JÚNIOR, W. de; MOTTA, P.E.F.; COSTA, L.D. da; PEREIRA, N.R.; LIMA, E.M.B. Organização e funcionamento da cobertura pedológica. In: BLANCANEAUX, P., ed. Interações ambientais no cerrado: microbacia piloto de Morrinhos, Estado de Goiás, Brasil. Rio de Janeiro: EMBRAPA-CN. : , 1998, v. , p. -.

19.
CARVALHO, A.M.de. OLIVEIRA, I.P. de; CARVALHO, A.M. de. Climate and soils of the cowpea producing regions. In: COWPEA research in brazil. Goiânia: IITA/EMBRAPA-CNPAF, 1988. p. 11-29.. : , 1988, v. , p. -.

20.
CARVALHO, A.M.de. OLIVEIRA, I.P. de ; CARVALHO, A.M. de. A cultura do caupi nas condições de clima e de solo dos trópicos úmido e semi-árido do Brasil. In: O CAUPI no Brasil. Goiânia, IITA/EMBRAPA-CNPAF, 1988. p.65-96.. : , 1988, v. , p. -.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Agricultura contribui para o efeito estufa. Viva Cerrado, p. 01 - 02, 15 maio 2007.

2.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Pesquisas sobre emissão de gases de efeito estufa em agroecossistemas do Cerrado. Portal Agrosoft, DF, p. 01 - 02, 14 maio 2007.

3.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Pesquisas sobre emissão de gases de efeito estufa em agroecossistemas do Cerrado. Portal Agrosoft, 15 abr. 2007.

4.
CARVALHO, A.M.de. Adubação Verde. Agência FAPESP, São Paulo, p. 1 - 2, 21 dez. 2006.

5.
CARVALHO, A.M.de. Como rotacionar cultivos. DBO Agrotecnologia, São Paulo, p. 30 - 32, 01 nov. 2006.

6.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde no Cerrado. Portal Agrosoft, Brasília, p. 1 - 2, 18 out. 2006.

7.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde no Cerrado. Portal Agrosoft, Brasília, 29 jun. 2006.

8.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde. Agência FAPESP, São Paulo, 21 jun. 2006.

9.
CARVALHO, A.M.de. Como rotacionar cultivos. DBO Agrotecnologia, São Paulo, 11 jun. 2006.

10.
CARVALHO, A.M.de. Agricultura contribui para o efeito estufa. Correio Brasiliense.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
QUINTANA, L. G. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. ; SOUZA, A. M. ; MALAQUIAS, J. V. ; FERREIRA, E. A. B. . LIBERAÇÃO DE NUTRIENTES DURANTE A DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS DE MACAÚBA EM ÁREAS COM VARIAÇÕES DE LENÇOL FREÁTICO. In: Congresso Internacional de Bioenergia, 2014, São Paulo. 8o Congresso Internacioanl de Bioenergia. São Paulo: São Paulo, 2014. v. 01. p. 01-06.

2.
FEREIRA, E. A. B. ; CARVALHO, A.M.de ; MEIRELLES, M. L. . Estimativa de Sequestro de C numa população espontânea de palmeira de Macaúba.. In: 9o Congresso Internacional de Bioenergia, 2014, São Paulo. Congresso Internacional de Bioenergia. São Paulo: São Paulo, 2014. v. 1. p. 1-6.

3.
FRANCA, A. M. S. ; SANO, E. E ; CARVALHO, A.M.de . FUNÇÃO DE PEDOTRANSFERÊNCIA PARA ESTIMATIVA DE TEOR DE CARBONO EM SOLO SOB ÁREAS DE CAMPO LIMPO ÚMIDO DO DISTRITO FEDERAL.. In: PROCEEDINGS OF SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENT WORLD CONGRESS, 2014, Salvador. PROCEEDINGS OF SAFETY, HEALTH AND ENVIRONMENT WORLD CONGRESS. Salvador, 2014. v. 14. p. 39-43.

4.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; PRADO, Z. A. . DISPONIBILIDADE DE FÓSFORO EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO E PLANTAS DE COBERTURA. In: IX Simposio Nacional sobre o Cerrado e II Simposio Internacional sobre Savanas Tropicais, 2008, Brasília. Anais do IX Simposio Nacional sobre o Cerrado e II Simposio Internacional sobre Savanas Tropicais. Brasília, 2008.

5.
CARVALHO, A.M.de; Souza, L.L.P. ; ALVES, B. J. R. ; Miranda . APLICAÇÕES DE DIFERENTES FERTILIZANTES NITROGENADOS: EMISSÕES DE ÓXIDO NITROSO EM LATOSSOLO SOB FEIJÃO E MILHO. In: IX Simposio Nacional sobre o Cerrado e II Simposio Internacional sobre Savanas Tropicais, 2008, Brasília. Anais do IX Simposio Nacional sobre o Cerrado e II Simposio Internacional sobre Savanas Tropicais. Brasília, 2008.

6.
SPERA, S. T. ; CARVALHO, A.M.de ; REATTO, A. ; NICOLI, M. R. . SPERA, S. T. ; CARVALHO, A. M. ; REATTO, Adriana ; SPERA, Maria Roseli Nicoli . Ação de plantas de cobertura na compactação de solo sob plantio direto e preparo convencional na cultura de milho.. In: ENCONTRO LATINO-AMERICANO SOBRE PLANTIO DIRETO NA PEQUENA PROPRIEDADE, 4, 2000, Erechim, RS. Anais. Passo Fundo, RS : Embrapa Trigo / EMATER-RS / ASCAR, 2000. v. 1. p. 133-143.. In: ENCONTRO LATINO-AMERICANO SOBRE PLANTIO DIRETO NA PEQUENA PROPRIEDADE, 2000, Erechim. Anais. Passo Fundo, RS : Embrapa Trigo / EMATER-RS / ASCAR. Passo Fundo: Anais. Passo Fundo, RS : Embrapa Trigo / EMATER-RS / ASCAR, 2000. v. 1. p. 133-143.

7.
SPERA, S. T. ; CARVALHO, A.M.de ; REATTO, A. ; NICOLI, M. R. . SPERA, S. T. ; CARVALHO, A. M. ; REATTO, Adriana ; SPERA, Maria Roseli Nicoli . Efeito de adubos verdes e de sistemas de manejo de solo em alguns atributos fisico-hídricos de um Latossolo. In: ENCONTRO LATINO-AMERICANO SOBRE PLANTIO DIRETO NA PEQUENA PROPRIEDADE, 4, 2000, Erechim, RS. Anais. Passo Fundo, RS : Embrapa Trigo / EMATER-RS / ASCAR, 2000. v. 1. p. 213-223.. In: ENCONTRO LATINO-AMERICANO SOBRE PLANTIO DIRETO NA PEQUENA PROPRIEDADE, 2000, Erechim. ENCONTRO LATINO-AMERICANO SOBRE PLANTIO DIRETO NA PEQUENA PROPRIEDADE,. Passo Fundo: Embrapa Trigo, 2000. p. 213-223.

8.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M.; CORREIA, J.R.; BLANCANEAUX, P.; FREITAS, L.R.S. da.; MENEZES, H.A.; PEREIRA, J.; AMABILE, R.F.;Caracterização de espécies de adubos verdes para milho em Latossolo Vermelho-Escuro originalmente sob cerrado. In:SIMPÓSIO SOBRE O CERRADO,8.;1., 1996, Brasília, DF. Biodiversidade e produção sustentável de alimentos e fibras nos Cerrados: anais/Planaltina:EMBRAPA-CPAC,1996. p.384-388., 1996.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
TIMOTEO, L. G. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. ; NARDOTO, G. B. ; SILVA, R. R. ; ANDRADE, A. M. . N-Mineral no solo e Fluxos de N2O em um Sistema Agroflorestal no Cerrado Brasileiro.. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2015, Brasília. XXXV CBCS. Natal: UFRN, 2015.

2.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; COSER, T. R. ; SOUZA, K. W. ; PINHEIRO, L. A. ; MALAQUIAS, J. V. . FATORES EDAFOCLIMÁTICOS E FLUXOS DE N2O NO SOLO EM SISTEMAS INTEGRADOS, PASTAGEM E CERRADO NATIVO. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2015, Natal - RN. XXXV CBCS. Natal: UFRN, 2015.

3.
VIEIRA, D. L. ; SILVA, J. F. ; DE CARVALHO, A. M. ; REIN, T. A. ; SOUSA, T. R. ; COOMES, D. . Emissões de óxido nitroso em resposta ao uso de vinhaça em lavoura de cana - de - açúcar no Cerrado. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2015, Natal - RN. XXXV CBCS. Natal: UFRN.

4.
MARQUES, J. A. ; SATO, J. H. ; DE CARVALHO, A. M. ; COSER, T. R. ; FIGUEIREDO, C. C. ; Marchão, R.L. . Fluxo de N2O e disponibilidade de N mineral em solo sob sistema de integração lavoura-pecuária de longa duração. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2015, Natal - RN. XXXV CBCS. Natal: UFRN, 2015.

5.
SOUSA, T. R. ; CARVALHO, A.M.de ; FRANZ, C. A. B. ; Coelho, C.M. ; COSER, T. R. . COMPONENTES ESTRUTURAIS E MINERALIZAÇÃO DE NITROGÊNIO EM RESÍDUOS VEGETAIS DE CANA- DE- AÇÚCAR NO CERRADO. In: XXXV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2015, Natal - RN. XXXV CBCS. Natal: UFRN, 2015.

6.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. ; COSER, T. R. ; VERAS, M. S. . APLICAÇÃO DE NITROGÊNIO E FLUXOS DE N2O EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO. In: Anais do XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo. Cusco: Cusco, 2014. v. 1. p. 1-7.

7.
CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; VERAS, M. S. . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS E NITROGÊNIO MINERAL EM SISTEMA PLANTIO DIRETO NO CERRADO. In: Anais do XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo. Cusco: Cusco, 2014. v. 1. p. 1-7.

8.
SILVA, J. F. ; CARVALHO, A.M.de ; REIN, T. A. ; RIBEIRO JUNIOR, W. Q. ; COSER, T. R. . NITROUS OXIDE EMISSIONS FROM SOILS UNDER SUGARCANE FIELDS IN THE CERRADO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Cusco, 2014. v. 1. p. 1-5.

9.
SATO, J. H. ; COSER, T. R. ; CARVALHO, A.M.de . EMISSÃO DE N2O DE UM LATOSSOLO VERMELHO S OB CONSÓRCIO SORGO E BRAQUIÁRIA NO CERRADO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo, 2014. v. 01. p. 01-03.

10.
CAVALCANTE, E. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; CARVALHO, A.M.de . EMISSÃO DE N2O EM SISTEMAS DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA E INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo. v. 01. p. 01-05.

11.
COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; CAVALCANTE, E. ; CARVALHO, A.M.de . FLUXOS DE ÓXIDO NITROSO EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO CONSORCIADO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo, 2014. v. 1. p. 1-5.

12.
ANDRADE, A. M. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. . COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PLANTAS DE COBERTURA COMO INDICADOR DE EMISSÃO DE N2O. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo. v. 01. p. 01-05.

13.
TIMOTEO, L. G. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. . NITROGÊNIO MINERAL NO SOLO E FLUXOS DE N2O EM SISTEMAS INTEGRADOS E CERRADÃO NA SECA NO CERRADO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo, 2014. v. 01. p. 01-05.

14.
VERAS, M. S. ; GEROSA, M. L. ; FIGUEIREDO, C. C. ; CARVALHO, A.M.de ; SOUZA, K. W. ; PULROLNIK, K. . FRAÇÕES DE N DO SOLO CULTIVADO COM MILHO E PLANTAS DE COBERTURA. In: Anais do XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo, 2014. v. 01. p. 01-05.

15.
SILVA, R. R. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. ; TIMOTEO, L. G. ; GEROSA, M. L. ; SOUZA, K. W. . NITROGÊNIO E FLUXOS DE ÓXIDO NITROSO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS INTEGRADOS E CERRADO NATIVO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Latin American and XVI Peruvian Congress of Soil Science. Cusco: Sociedade Peruana Ciência do Solo, 2014. v. 01. p. 01-05.

16.
SOUSA, T. R. ; MARQUES, J. A. ; CARVALHO, A.M. ; Coelho, C.M. ; GOMES JUNIOR, J. D. S. ; FRANZ, C. A. B. ; REIN, T. A. ; SA, M. A. C. . DINÂMICA DE DECOMPOSIÇÃO E COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PALHADA DA CANA-DE-AÇÚCAR NO CERRADO. In: XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo, 2014, Cusco. Anais do XX Congreso Latinoamericano y XVI Congreso Peruano de la Ciencia del Suelo. Cusco, 2014.

17.
CARVALHO, A.M.de; Coelho, C.M. ; SA, M. A. C. ; REIN, T. A. . Decomposição de resíduos vegetais de cana-de-açúcar no Cerrado. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

18.
OLIVEIRA, W. R. D. ; CARVALHO, A.M.de ; SOUZA, K. W. ; GEROSA, M. L. . Emissão de N2O em solo sob Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Integração Lavoura-Pecuária (ILP) durante a estação chuvosa no Cerrado. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS.

19.
COSER, T. R. ; CARVALHO, A.M.de ; GEROSA, M. L. . Emissão de N2O de um Latossolo sob Sistemas de Consórcios Milho e Gramíneas Forrageiras no Cerrado. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

20.
GEROSA, M. L. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; CARVALHO, A.M.de ; SOUZA, K. W. . Emissão de N2O em pastagem degradada e pastagem sob Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (ILPF) e Integração Lavoura-Pecuária (ILP). In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

21.
MENDONCA, M. T. ; COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; CARVALHO, A.M.de . Nitrogênio Disponível em Latossolo sob Cultivo de Plantas de Cobertura no pré-plantio do Milho. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

22.
QUINTANA, L. G. ; CARVALHO, A.M.de ; Dantas, R.A de. ; ALVES, R. P. . Decomposição de resíduos de macaúba em áreas com lençol freático alto e baixo no Cerrado. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

23.
Coelho, C.M. ; COSER, T. R. ; CARVALHO, A.M.de . Teores de hemicelulose, celulose, lignina e nitrogênio durante a decomposição de resíduos vegetais de cana-de-açúcar no Cerrado. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2013, Florianópolis. Anais do XXXIV CBCS, 2013.

24.
RIBEIRO, L. R. P. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; CARVALHO, A.M.de ; BRAGA, L. M. ; SOUZA, K. W. . Fluxos de N2O em Sistemas de Integração Lavoura- Pecuária e Integração Lavoura- Pecuária- Floresta no Cerrado. In: Congresso da SOBER, 2013, Belém. Anais do Congresso da, 2013.

25.
ALVES, R. P. ; CARVALHO, A.M.de . Decomposição de Resíduos de Macaúba em Áreas com Variação de Lençól Freático. In: Latinoamérica unida protegiendo sus suelos, 2012, Mar del Plata. Latinoamérica unida protegiendo sus suelos, 2012.

26.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; CARNEIRO, R. G. ; Coelho, C.M. . CARBON STOCKS IN OXISOLS UNDER COVER PLANTS IN CONVENTIONAL AND NO-TILLAGE SYSTEMS. In: Latinoamérica unida protegiendo sus suelos, 2012, Mar del Plata. Latinoamérica unida protegiendo sus suelos. Mar Del Plata, 2012.

27.
MACHADO, C. T. T. ; PEREIRA, C. D. ; CARVALHO, A.M.de . Teor de Glomalina e Número de Esporos de Fungos Micorrízicos Arbusculares no Cultivo de Milho em Sucessão a Plantas de Cobertura. In: Fertibio 2012, 2012, Maceió. Resumos Expandidos - Fertibio 2012. Maceió, 2012. v. 01. p. 01-04.

28.
OLIVEIRA, W. R. D. ; CARVALHO, A.M.de ; SOUZA, K. W. ; OLIVEIRA, A. D. de. ; BRAGA, L. M. ; PINHEIRO, L. A. ; RIBEIRO, L. R. P. ; PULROLNIK, K. ; GEROSA, M. L. . Emissão de N2O em Solo Cultivado com Soja em Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (iLPF) e Integração Lavoura-Pecuária (iLP). In: Fertibio 2012, 2012, Maceió. Anais de Fertibio 2012. Maceió, 2012.

29.
Dantas, R.A de. ; CARVALHO, A.M.de ; PEREIRA, T. G. ; ALVES, R. P. ; Fonseca, O.P. ; BRAGA, L. M. . Uso de Plantas de Cobertura e Efeitos no Nitrogênio Mineral no Solo Sob Sistema Plantio Direto no Cerrado. In: Fertibio 2012, 2012, Maceió. Anais de Fertibio 2012. Maceió, 2012.

30.
CARVALHO, A.M.de; Dantas, R.A de. ; PEREIRA, T. G. ; ALVES, R. P. ; Fonseca, O.P. ; BRAGA, L. M. . Uso de Plantas de Cobertura e Efeitos no Rendimento de Milho em Sistema Plantio Direto no Cerrado. In: Fertibio 2012, 2012, Maceió. Anais de Fertibio 2012. Maceió, 2012.

31.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Emissão de gases de efeito estufa associada à umidade, temperatura e nitrogênio disponível no solo sob plantio convencional e direto no Cerrado. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Fortalez, 2009.

32.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; PRADO, Z. A. . Caracterização química de Latossolo sob milho e plantas de cobertura em sistemas convencional e plantio direto no Cerrado. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2009.

33.
CARVALHO, A.M.de; Souza, L.L.P. ; Alves, P.C.A.C.A. . Composição química e decomposição e de plantas de cobertura sob manejo na floração e maturação. In: XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2009, Fortaleza. Anais do XXXII Congresso Brasileiro de Ciência do Solo. Fortaleza: Universidade Federal do Ceará, 2009.

34.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS E EFEITOS EM CARBONO, NITROGÊNIO E FÓSFORO DO SOLO SOB SISTEMAS CONVENCIONAL E PLANTIO DIRETO. In: Fertibio 2008, 2008, Londrina. Anais de Fertibio 2008. Londrina, 2008. v. 1.

35.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; GERALDO JUNIOR, J. ; VIVALDI, L. J. . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO E PLANTAS DE COBERTURA. In: XXXI CBCS, 2007, Gramado. Anais do XXXI CBCS, 2007.

36.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; PRADO, Z. A. . FORMAS DE FÓSFORO EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO E PLANTAS DE COBERTURA. In: XXXI CBCS, 2007, Gramado. Anais do XXXI CBCS. Porto Alegre, 2007.

37.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Souza, D.M. . FLUXOS DE CO2 EM LATOSSOLO SOB PLANTAS DE COBERTURA E MILHO. In: Reunião Brasileira de Manejo e Conservação de Solo e Água, 2006, Aracajú. RBSA, 2006.

38.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Souza, D.M. . EMISSÃO SAZONAL DE GASES DE NITROGÊNIO EM AGROECOSSISTEMA COM USO DE PLANTAS DE COBERTURA NO CERRADO. In: Fertibio 2006, 2006, Bonito. Anais do Fertibio 2006, 2006.

39.
CARVALHO, A.M.de; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. ; Bustamante, M.M.C. ; FALCOMER, V. ; GERALDO JUNIOR, J. . Decomposição de resíduos vegetais e caracterização da sua composição química por ressonância magnética nuclear de 13C CPMAS.. In: XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 2005, Recife. Anais do XXX CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO.

40.
CARVALHO, A.M.de; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. ; Bustamante, M.M.C. . Caracterização da decomposibilidade de espécies condicionadoras de solo por RMN 13C no estado sólido.. In: VII Jornada Brasileira de Ressonância Magnética, 2004, Rio de Janeiro. Anais da VII Jornada Brasileira de Ressonância Magnética - AUREMN.

41.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; Ishida, F.Y. ; Souza, D.M. ; Pinto, A.S. . Emissão de gases traço (NO, N2O, CO2) associada ao manejo de resíduos vegetais e à aplicação de nitrogênio. In: XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo, 2003, Ribeirão Preto. Anais XXIX Congresso Brasileiro de Ciência do Solo.

42.
SAMINES, T. C. O. ; CARVALHO, A.M.de . Extração de nutrientes por espécies de adubos verdes sob sistema orgânico de produção nas condições de verão dos cerrados.. In: I Congresso Brasileiro de Agroecologia, IV Seminário Internacional sobre Agroecologia e V Seminário Estadual sobre Agroecologia, 2003, Porto Alegre. I Congresso Brasileiro de Agroecologia, IV Seminário Internacional sobre Agroecologia e V Seminário Estadual sobre Agroecologia, 2003.

43.
CARVALHO, A.M.de. Decomposição de adubos verdes e efeitos no rendimento do milho em sistemas com preparo e sem preparo do solo. In: Fertibio, 2000, Santa Maria. Fertibio2000, 2000.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
TIMOTEO, L. G. ; CARVALHO, A.M.de ; NARDOTO, G. B. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; SOUZA, K. W. ; PINHEIRO, L. A. ; ANDRADE, F. R. ; COSER, T. R. . N2O fluxes and soil nitrogen mineralization in integrated production systems in the region of the Cerrado biome. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa.

2.
COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; CARVALHO, A.M.de ; FIGUEIREDO, C. C. ; CAVALCANTE, E. ; PINHEIRO, L. A. . Soil N2O emissions under maize-forage intercropping systems in the Cerrado. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa, 2015.

3.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; COSER, T. R. ; SOUZA, K. W. ; PINHEIRO, L. A. ; TIMOTEO, L. G. ; Marchão, R.L. . Nitrous oxide emissions and microbial biomass carbon in crop‑livestock-forest integrated systems in the Brazilian savanna (Cerrado). In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: e, 2015.

4.
CARVALHO, A.M.de; VERAS, M. S. ; COSER, T. R. ; GEROSA, M. L. ; PINHEIRO, L. A. ; SILVA, R. R. ; CAVALCANTE, E. ; OLIVEIRA, A. D. de. . Nitrogen fertilizer application and N2O emissions in maize-cover crops with potential use for crop-livestock integrated systems in the Cerrado region. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa, 2015.

5.
SATO, J. H. ; CARVALHO, A.M.de ; COSER, T. R. ; Marchão, R.L. ; FIGUEIREDO, C. C. ; MARQUES, J. A. ; VILELA, L. . Emissão de N2O em sistema de integração lavoura pecuária sob cultivo de sorgo na safrinha. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa, 2015.

6.
PULROLNIK, K. ; CARVALHO, A.M.de ; Marchão, R.L. ; SOUZA, K. W. ; VILELA, L. . Soil carbon and nitrogen content under rotation of corn/cover crops with potential use for integrated crop-livestock systems in the Cerrado region. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa, 2015.

7.
SOUZA, K. W. ; GEROSA, M. L. ; DE CARVALHO, A. M. ; RIBEIRO JUNIOR, W. Q. ; PULROLNIK, K. ; VILELA, L. . INTERCROPPING OF SUPER SHORT-CYCLE SOYBEAN WITH SORGHUM FORAGE AND BRACHIARIA UNDER INTEGRATED CROP LIVESTOCK FOREST SYSTEM. In: Congresso Mundial sobre Sistemas de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta (WCCLF2015), 2015, Brasília. WCCLF2015. Brasília: Embrapa, 2015.

8.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Mendes, I. C. de . CARACTERIZAÇÃO DE C DA BIOMASSA MICROBIANA E C/N DO SOLO SOB SISTEMAS PLANTIO DIRETO E CONVENCIONAL NO CERRADO. In: XXV Congresso Brasileiro de Microbiologia, 2009, Porto de Galinhas. Anais do XXV Congresso Brasileiro de Microbiologia. Recife, 2009.

9.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . EFFECTS OF RESIDUES OF COVER PLANTS AND NITROGEN FERTILIZATION ON TRACE GAS FLUXES (NO, N2O, CO2) IN CROPLAND IN THE CERRADO REGION. In: N2007 Conference, 2007, Salvador-Costa de Sauípe. Proceedings N2007 Conference, 2007.

10.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . EFFECTS OF RESIDUES OF COVER PLANTS AND NITROGEN FERTILIZATION ON TRACE GAS FLUXES IN CROPLAND IN THE CERRADO REGION. In: Nitrogen 4TH Conference, 2007, Salvador. The Fourth International Nitrogen C0nference. Piracicaba, 2007. p. 47-47.

11.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; DAMASO, F.H.M.; CARNEIRO, R.G.; SODRÉ FILHO, J.; MOURA; L.L. Decomposição dos resíduos de espécies vegetais em sistemas de plantio direto e adubação verde. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 27., 1999, Brasília, DF. [Resumos]. Planaltina:Embrapa Cerrados, 1999. CD ROM., 1999.

12.
CARVALHO, A.M.de. DAMASO, F.H.M.; CARVALHO, A.M. de; MOURA; L.L.; SODRÉ FILHO, J. Eficiência de cobertura do solo por espécies vegetais na região dos cerrados. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 27., 1999, Brasília, DF. [Resumos]. Planaltina: Embrapa Cerrados, 1999. CD ROM., 1999.

13.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; ANDRADE, L.R.M. de. Biomassa e teores de nutrientes na parte aérea de adubos verdes. In: REUNIAO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRICAO DE PLANTAS, 23.; REUNIÃO BRASILEIRA SOBRE MICORRIZAS, 7.; SIMPÓSIO BRASILEIRO DE MICROBIOLOGIA DO SOLO, 5.; REUNIÃO BRASILEIRA DE BIOLOGIA DO SOLO, 2., 1998, Caxambu, MG. FertBio 98: resumos. Caxambu: UFLA, 1998. p.343., 1998.

14.
CARVALHO, A.M.de. AMABILE, R.F.; PEREIRA, J.; CARVALHO, A.M. de; GOMES, A.C. Produção de fitomassa e exportação de nutrientes pela parte aérea em genótipos de mucuna. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIA DO SOLO, 26., 1997, Rio de Janeiro, RJ. Informacao, globalizacao, uso do solo: anais. Rio de Janeiro: SBCS, 1997. CD-ROM., 1997.

15.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M.de; PEREIRA, J.; AMABILE, R.F.; GOMES, A.C. Teores de N, P, Ca, Mg na parte aérea de espécies de mucuna na região dos cerrados. CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIA DO SOLO, 26., 1997, Rio de Janeiro, RJ. Informação, globalização, uso do solo: anais. Rio de Janeiro: SBCS, 1997. CD-ROM., 1997.

16.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; SANTOS, A.R. dos; CORREIA, J.R.; VIVALDI, L.J. Eficiência de cobertura de espécies vegetais utilizadas como adubos verdes em região dos cerrados. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE CIENCIA DO SOLO, 13., 1996, AGUAS DE LINDOIA. Solo - suelo 96. Aguas de Lindóia: USP/SLCS/SBCS/CEA/SBM, 1996. p.10-12. CD ROM., 1996.

17.
CARVALHO, A.M.de. SILVA, M.L.N.; BLANCANEAUX, P.; CURI, N.; LIMA, J.M. de; MARQUES, J.J.G.S.M.M. de; CARVALHO, A.M. de. Resistência de agregados ao impacto de gotas de chuva simulada e estabilidade de agregados em um latossolo vermelho-escuro sob rotação adubo verde-milho. In: CONGRESSO LATINO-AMERICANO DE CIENCIA DO SOLO, 13., 1996, AGUAS DE LINDOIA. Solo - suelo 96. Aguas de Lindóia: USP/SLCS/SBCS/CEA/SBM, 1996, 1996.

18.
CARVALHO, A.M.de. SILVA, M.L.N.; CURI, N.; BLANCANEAUX, P.; LIMA, J.M. de; CARVALHO, A.M.de. Rotação adubo verde-milho e adsorção de fósforo em latossolo vermelho-escuro fase Cerrado. In: REUNIAO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRICAO DE PLANTAS, 22., 1996, Manaus, AM. Resumos expandidos. Manaus: SBCS/UA/EMBRAPA-CPAA/INPA, 1996., 1996.

19.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; FREITAS, L.R.S. da; CORREIA, J.R.; BLANCANEAUX, P.; HERMES, L.C.; LIGO, M.A.V.; PESSOA, M.C.P.Y.; MAIA, A.H.N. de. Avaliação da dinâmica de decomposição da matéria orgânica utilizando o método dos litter bags. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIENCIA DO SOLO, 25., 1995, Vicosa, MG. Resumos expandidos. Vicosa: UFV, 1995. p.2039-2041., 1995.

20.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; CORREIA, J.R; BLANCANEAUX, P. Efeito de diferentes espécies de adubos verdes sobre a produtividade de milho cultivado em solo de cerrados. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MILHO E SORGO, 20.,1994, Goiânia, GO. Resumos. Goiânia: ABMS/EMGOPA/CNPMS/EMBRAPA/UFG, 1994. p. 133., 1994.

21.
CARVALHO, A.M.de. CORREIA, J.R.; CARVALHO, A.M. de; BLANCANEAUX, P. Efeito de diferentes espécies vegetais utilizadas como adubos verdes no teor de nitrogênio da parte aérea do milho. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE MILHO E SORGO, 20., 1994, Goiânia, GO. Resumos. Goiânia: ABMS/EMGOPA/CNPMS/EMBRAPA/UFG, 1994. p. 107., 1994.

22.
CARVALHO, A.M.de. FREITAS, P.L. de; BLANCANEAUX, P.; CARVALHO, A.M. de; CORREIA, J.R. No-tillage system as a means to sustainability of tropical oxisols of Cerradosin center-west Brazil. In: WORLD CONGRESS OF SOIL SCIENCE, 15., 1994, Acapulco, México. Resumos., 1994.

23.
CARVALHO, A.M.de. AMABILE, R.F.; CARVALHO, A.M. de; DUARTE, J.B.; FREITAS, P.L. de. Avaliação da época de semeadura e do espaçamento em diferentes espécies de leguminosas na região de Cerrados. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 24., 1993, Goiânia, GO. Cerrados: fronteira agricola no seculo XXI: resumos. Goiania: SBCS, 1993., 1993.

24.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; FAGERIA, N.K.; KINJO, T.; PEREIRA, I.P. de. Níveis críticos de fósforo em solos sob Cerrados cultivados com feijão. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 24., 1993, Goiânia, GO. Cerrados: fronteira agricola no seculo XXI: resumos. Goiania: SBCS, 1993. p. 107., 1993.

25.
CARVALHO, A.M.de. BLANCANEAUX, P.; FREITAS, P.L.de; CARVALHO, A.M.de; AMABILE, R.F.; COURET, S. Plantio direto como prática de conservação dos solos sob vegetação de Cerrados do centro oeste brasileiro. In: CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO, 24., 1993, Goiânia, GO. Cerrados: fronteira agricola no seculo XXI: resumos. Goiania: SBCS, 1993. p. 129., 1993.

26.
CARVALHO, A.M.de. CARVALHO, A.M. de; FAGERIA, N.K.; KINJO, T.; PEREIRA, I.P. de. Distribuição e nível crítico de fósforo na parte aérea do feijoeiro cultivado em diferentes solos sob vegetação de Cerrados. In: REUNIAO BRASILEIRA DE FERTILIDADE DO SOLO E NUTRICAO DE PLANTAS, 20., 1992, Piracicaba, SP. Adubacao, produtividade, ecologia: anais dos simpósios. Campinas: Fundação Cargill, 1992., 1992.

Apresentações de Trabalho
1.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L. ; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Cursos de capacitação 'introdutórios' de multiplicadores do Plano ABC sobre Plantas de cobertura para o Sistema Plantio Direto. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R. ; SOUZA, K. W. ; OLIVEIRA, W. R. D. ; GEROSA, M. L. ; ALVES, B. J. R. . Avaliação das Emissões Atmosféricas de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CARVALHO, A.M.de. Uso de adubos verdes em Sistema de Plantio Direto. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CARVALHO, A.M.de. Adubação Verde em Sistemas Orgânicos de Produção. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Importância da Rotação de Cultivos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; GERALDO JUNIOR, J. ; VIVALDI, L. J. . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS EM LATOSSOLO SOB CULTIVO DE MILHO E PLANTAS DE COBERTURA (apresentação oral). 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CARVALHO, A.M.de. EFFECTS OF RESIDUES OF COVER PLANTS AND NITROGEN FERTILIZATION ON TRACE GAS FLUXES (NO, N2O, CO2) IN CROPLAND IN THE CERRADO REGION. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; Marchão, R.L. ; SA, M. A. C. ; PULROLNIK, K. . PLANTAS DE COBERTURA DO SOLO CULTIVADAS NA ENTRESSAFRA DE MILHO PARA SISTEMA PLANTIO DIRETO NO CERRADO. Brasilia: Embrapa, 2018 (Documentos).

2.
CARVALHO, A.M.de. Sistema Plantio Direto. Brasilia: SENAR, 2017 (Documentos).

3.
CARVALHO, A.M.de; FALEIRO, A. S. G. ; SALGUES, A. L. M. ; CRUZ, C. V. ; MARTINS, E. S. ; EIFERT, E. C. ; SOUSA, E. S. ; PELEGRINELLI, F. ; ARBUES, J. F. O. ; CORDEIRO, M. C. R. ; NOGUEIRA, M. E. ; Marchão, R.L. . Jovens Talentos 2015. Planaltina: Embrapa Cerrados, 2015 (Documentos).

4.
ALVES, B. J. R. ; ZANATTA, J. A. ; BAYER, C. ; TOMAZI, M. ; FERNANDES, A. H. B. M. ; COSTA, F. S. ; CARVALHO, A.M.de . Protocolo para medição de fluxos de gases de efeito estufa do solo. Curitiba: Comitê de Publicações da Unidade, 2014 (Documentos).

5.
CARVALHO, A.M.de; Dantas, R.A de. ; Coelho, C.M. ; Fonseca, O.P. ; LIMA, W. M. ; Souza, J.P.P.de. ; JÚNIOR, R. GUIMARÃES . Teores de Hemiceluloses, Celulose e Lignina em Plantas de Cobertura com Potencial para Sistema Plantio Direto no Cerrado. Brasília: Embrapa, 2010 (Boetim de Pesquisa e Desenvolvimento).

6.
CARVALHO, A.M.de; ALVES, B. J. R. ; Souza, L.L.P. . Emissão de Óxido Nitroso do Solo com Aplicação de Fontes de Fertilizantes Nitrogenados em Sistema Plantio Direto no Cerrado. Brasília: Embrapa, 2010 (Boetim de Pesquisa e Desenvolvimento).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CARVALHO, A.M.de. Agricultural and Forest Meteorology. 2018.

2.
CARVALHO, A.M.de; MELOTTO, A. M. ; LAZZAROTTO, C. ; MADEIRA, N. R. . PROJETO ABC CERRADO ? Tecnologias Sustentáveis de Produção Agropecuária no Bioma Cerrado Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Sistema Plantio Direto. 2017.

3.
CARVALHO, A.M.de. Nutrient Cycling in Agroecosystems. 2017.

4.
CARVALHO, A.M.de; REATTO, A. . Comissão Avaliadora da Chamada Marketplace. 2014.

5.
CARVALHO, A.M.de. Concurso de Manejo e Conservação de Solos (Frut 02). 2012.

6.
CARVALHO, A.M.de. Concurso Público da Embrapa. 2010.

7.
CARVALHO, A.M.de. Editora Associada da Revista de Horticultura Brasileira nas áreas de Fertilidade do Solo, Nutrição de Plantas e Manejo do Solo e da Água.. 1999.

Programas de computador sem registro
1.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Plantio Direto reduz efeitos da degradação do solo. 2011.

2.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de ; REIN, T. A. . Uso de espécies vegetais como adubação verde. 2010.

3.
CARVALHO, A.M.de. Uso de plantas de cobertura em agroecossistemas no Cerrado. 2010.

4.
CARVALHO, A.M.de. Plantio direto com qualidade no Cerrado. 2010.

5.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Uso de plantas de cobertura como prática de mitigação de gases de efeito estufa. 2010.

Produtos tecnológicos
1.
CARVALHO, A.M.de; PEREIRA, C. D. ; Mendes, I. C. de ; GEROSA, M. L. ; Junior Guimaraes, R. ; CABALLERO, S. S. U. ; REIN, T. A. ; OLIVEIRA, W. R. D. . Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2012.

2.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; Madari, B.E. ; ALVES, B. J. R. ; GEROSA, M. L. ; Marchão, R.L. ; OLIVEIRA, W. R. D. . Projeto em Rede: Dinâmica de emissão de GEE e balanço de C em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. 2012.

3.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; ALVES, B. J. R. ; Madari, B.E. ; PEREIRA, C. D. ; MACHADO, C. T. T. ; Mendes, I. C. de ; GEROSA, M. L. ; Bustamante, M.M.C. ; Marchão, R.L. ; REIN, T. A. . Edital Universal 14/2011 ? Sistema plantio direto com uso de plantas de cobertura: dinâmica de carbono e nitrogênio em solo do Cerrado. 2012.

Processos ou técnicas
1.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Adubo Verde e Fixação Biológica de Nitrogênio. 2013.

2.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto: Qualidade do Solo e Ambiente. 2013.

3.
CARVALHO, A.M.de; Coelho, C.M. ; Dantas, R.A de. ; Fonseca, O.P. ; Junior Guimaraes, R. ; FIGUEIREDO, C. C. . Composição Química de Plantas de Cobertura e seus Efeitos no Rendimento do Milho em Sistema Plantio Direto no Cerrado. 2012.

4.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Plantio Direto reduz efeitos da degradação do solo. 2011.

5.
CARVALHO, A.M.de; Souza, L.L.P. ; Junior Guimaraes, R. ; Alves, P.C.A.C.A. ; VIVALDI, L. J. . Plantas de Cobertura com Potencial de Uso em Sistemas Integrados na Região do Cerrado. 2011.

6.
CARVALHO, A.M.de; Dantas, R.A de. ; Coelho, C.M. ; LIMA, W. M. ; Souza, J.P.P.de. ; Fonseca, O.P. ; CARNEIRO, R. G. . Teores de hemicelulose, celulose e lignina em plantas de cobertura com potencial para sistema plantio direto no Cerrado. 2010.

7.
CARVALHO, A.M.de; ALVES, B. J. R. ; PEREIRA, L. L. . Emissão de Óxido Nitroso do Solo com Aplicação de Fertilizantes Nitrogenados em Sistema Plantio Direto no Cerrado. 2010.

8.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de ; REIN, T. A. . Uso de espécies vegetais como adubação verde. 2009.

9.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. . Decomposição de Resíduos Vegetais e Efeitos sobre Carbono, Nitrogênio e Fósforo em Latossolo. 2008.

10.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto e Plantas de Cobertura em Agrecossistemas no Cerrado. 2008.

11.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Cerrado - Adubação Verde. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; COSER, T. R. ; GONCALVES , A. D. M. A. ; Marchão, R.L. ; PULROLNIK, K. . Plantas de cobertura do solo recomendadas para a entressafra de milho em sistema plantio direto no cerrado. 2018.

2.
CARVALHO, A.M.de; MELOTTO, A. M. ; LAZZAROTTO, C. ; MADEIRA, N. R. . PROJETO ABC CERRADO ? Tecnologias Sustentáveis de Produção Agropecuária no Bioma Cerrado Serviço Nacional de Aprendizagem Rural Sistema Plantio Direto. 2017.

3.
CARVALHO, A.M.de; REATTO, A. . Comissão Avaliadora da Chamada Marketplace. 2014.

4.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Adubo Verde e Fixação Biológica de Nitrogênio. 2013.

5.
CARVALHO, A.M.de; PEREIRA, C. D. ; MACHADO, C. T. T. ; SILVA, E. C. ; Mendes, I. C. de ; PULROLNIK, K. ; SA, M. A. C. ; Marchão, R.L. ; REIN, T. A. . Plantio direto com qualidade no Cerrado. 2012.

6.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Plantio Direto reduz efeitos da degradação do solo. 2011.

7.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de ; REIN, T. A. . Uso de espécies vegetais como adubação verde. 2009.

8.
CARVALHO, A.M.de; Miranda . Agricultura Tropical: Quatro décadas de inovações tecnológicas, institucionais e políticas - Vol.2 Utilização sustentável dos recursos naturais (Cerrado). 2008.

9.
CARVALHO, A.M.de. Avaliação de Diferentes Sistemas de Manejo de Adubos Verdes em Relação às Propriedades Físicas, Químicas e Biológicas do Solo e à Produtividade de Culturas Alimentares, no DF. Órgão Financiador: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal (FAP-DF).. 1999.

10.
CARVALHO, A.M.de. Revisora ad hoc da Revista de Pesquisa Agropecuária Brasileira nas áreas de Fertilidade do Solo, Nutrição de Plantas e Manejo do Solo e da Água.. 1999.

11.
CARVALHO, A.M.de. COMISSÃO DE FERTILIDADE DE SOLOS DE GOIÁS. (Goiânia, GO). Recomendações de corretivos e fertilizantes para Goiás: 5a Aproximação. Goiânia: UFG/EMGOPA, 1988. 101 p. (Informativo Técnico).. 1988.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CARVALHO, A.M.de. Saiba como Evitar a Degradação do Solo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto: Qualidade do Solo e Ambiente. 2013.

3.
CARVALHO, A.M.de. Manejo e Conservação de Solos (Frut 02). 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

4.
CARVALHO, A.M.de. Plantas de cobertura/adubos verdes para uma Agricultura Sustentável. 2011.

5.
CARVALHO, A.M.de; VILELA, L. ; SA, M. A. C. . Plantio direto evita efeitos da degradação do solo. 2011.

6.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de ; REIN, T. A. . Uso de espécies vegetais como adubação verde. 2009.

7.
CARVALHO, A.M.de. Adubação Verde no Cerrado. 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

8.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Agricultura contribui para o efeito estufa. 2007.


Demais tipos de produção técnica
1.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. . Uso de adubos verdes e plantas de cobertura em agroecossistemas e Mitigação da Emissão de Gases de Efeito Estufa.. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. . Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2013. .

3.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. . Adubação Verde no Cerrado.. 2011. .

4.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Carbono no solo e emissões de gases de efeito estufa. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

5.
CARVALHO, A.M.de; MELO, P. E. . Horticultura Brasileira. 2010. (Editoração/Periódico).

6.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Emissões de gases de efeito estufa e práticas agrícolas no Cerrado. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

7.
CARVALHO, A.M.de. Uso de plantas de cobertura em agroecossistemas no Cerrado. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

8.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. ; COSER, T. R. ; REIN, T. A. ; Bustamante, M.M.C. ; Mendes, I. C. de . DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS E IMPACTO NOS ESTOQUES DE CARBONO E NITROGÊNIO DO SOLO E NAS EMISSÕES DE GASES DE EFEITO ESTUFA NO CERRADO. 2008. (Relatório de pesquisa).

9.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde no Cerrado. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).

10.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Cerrado: Adubação Verde. 2006. (Editoração/Livro).

Demais trabalhos
1.
CARVALHO, A.M.de. OLIVEIRA, I.P. de; CARVALHO, A.M. de; RIOS, G.P. Utilização de creolina no controle de oídio (Erisiphe poligony D.C.) em caupi (Vigna unguiculata L.). Goiânia: EMBRAPA-CNPAF, 1985. 3p. (EMBRAPA-CNPAF. Pesquisa em Andamento).. 1985.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R.; SOUZA, K. W.. Participação em banca de Luana Ramos Passos Ribeiro. COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PLANTAS DE COBERTURA E FRAÇÕES DE CARBONO DO SOLO. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

2.
CARVALHO, A.M.de; REATTO, A.; BAPTISTA, G. M. M.. Participação em banca de Elton Souza de Oliveira. Estoques e C no Solo Estimado por Meio de Regressão Geograficamente Ponderada Na Bacia do Sarandi-DF. 2015. Dissertação (Mestrado em Geociências Aplicadas) - Universidade de Brasília.

3.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; RIBEIRO JUNIOR, W. Q.; KATO, E.. Participação em banca de Juliane Cristina Pereira Calaça. Sorgo forrageiro no sistema de integração lavoura pecuária com soja superprecoce.. 2014. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; RIBEIRO JUNIOR, W. Q.; KATO, E.. Participação em banca de Felipe Alves dos Santos.. Manejo alternativo de sorgo granífero para safrinha em consórcio com soja superprecoce. 2014. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

5.
CARVALHO, A.M.de; CARVALHO, R.; MARTINS, I. S.; GATTO, A.. Participação em banca de Fabiana Campos Ribeiro. Deposição e Decomposição de Serapilheira em Área de Integração Lavoura-Pecuária-Floresta em Planaltina DF. 2014. Dissertação (Mestrado em Engenharia Florestal) - Universidade de Brasília.

6.
Gomes, L.A.A; YURI, J. E.; CARVALHO, A.M.de. Participação em banca de JULIANA ORTEGA SMITH. PLANTAS DE COBERTURA E DOSES DE TORTA DE MAMONA NO CULTIVO ORGÂNICO DE ALFACE SOB PLANTIO DIRETO. 2009. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Fitotecnia)) - Universidade Federal de Lavras.

7.
CARVALHO, A.M.de; PEIXOTO, J. R.; MADEIRA, N. R.; JUNQUEIRA, A. M. R.. Participação em banca de RAPHAEL AUGUSTO DE CASTRO E MELO. PRODUÇÃO DE BRÓCOLOS DO TIPO INFLORESCÊNCIA ÚNICA NO VERÃO EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO UTILIZANDO DIFERENTES PLANTAS DE COBERTURA. 2007. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; FERREIRA, E. A. B.; GATTO, A.. Participação em banca de Fabiana Piontekowski Ribeiro. DINÂMICA DA SERAPILHEIRA E FLUXOS DE GASES DE EFEITO ESTUFA EM PLANTIOS DE EUCALIPTO E VEGETAÇÃO NATIVA DO CERRADO. 2018. Tese (Doutorado em Ciências Florestais) - Universidade de Brasília.

2.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de.; ALVES, B. J. R.; COSER, T. R.; FIGUEIREDO, C. C.. Participação em banca de Juliana Hiromi Sato. FRAÇÕES DA MATÉRIA ORGÂNICA DO SOLO E EMISSÃO DE ÓXIDO NITROSO EM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURAPECUÁRIA DE LONGA DURAÇÃO NO CERRADO. 2017. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

3.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; PAULA, A. M.; Marchão, R.L.; LACERDA, M. P. C.. Participação em banca de Robervone Severina de Melo Pereira do Nasciemnto. Qualidade do Solo e Aptidão Agrícola das Terras do Quilombo Mesquita, Estado de Goiás. 2016. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; OLIVEIRA, A. D. de.; PAULA, A. M.; Marchão, R.L.; COSER, T. R.. Participação em banca de MARCIA DE SOUSA VERAS. DINÂMICA DE NITROGÊNIO NO SOLO SOB CULTIVO DO MILHO EM SUCESSÃO A PLANTAS DE COBERTURA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO CERRADO. 2016. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

5.
CARVALHO, A.M.de; FEIGL, B. J.. Participação em banca de JOSÉ GERALDO DE ABREU SOUSA JUNIOR. Decomposição de diferentes doses de palhada de cana-de-açúcar e seu efeito sobre o carbono do solo. 2015. Tese (Doutorado em Química na Agricultura e no Ambiente) - Centro de Energia Nuclear na Agricultura da Universidade de São Paulo.

6.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L.; GEROSA, M. L.; PAULA, A. M.; VALE, H. M. M.. Participação em banca de ADRIANA RODOLFO DA COSTA. PERDAS GASOSAS DE NITROGÊNIO E ATRIBUTOS MICROBIOLÓGICOS DO SOLO EM PASTAGENS APÓS APLICAÇÃO DE URINA E FEZES DE BOVINOS. 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

7.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; RIBEIRO JUNIOR, W. Q.; VALE, H. M. M.; PAULA, A. M.. Participação em banca de Jadson Belém de Moura. Diversidade de fungos micorrízicos em diversos sistemas de produção.. 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

8.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; FIGUEIREDO, C. C.; Marchão, R.L.; VALE, H. M. M.; RIBEIRO JUNIOR, W. Q.. Participação em banca de WILLIAN ROBERSON DUARTE DE OLIVEIRA. EMISSÕES DE N2O E ATRIBUTOS MICROBIOLÓGICOS DO SOLO EM INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA. 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

9.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L.; CARMONA, R.; GEROSA, M. L.. Participação em banca de Joilson Sodré Filho. CONSÓRCIO SORGO GRANÍFERO/BRAQUIÁRIA: ESPAÇAMENTO, PRODUÇÃO DE PALHADA, CONTROLE DE PLANTAS DANINHAS E RENDIMENTO DA SOJA EM SUCESSÃO. 2013. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

10.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de; GEROSA, M. L.; VALE, H. M. M.; FAGIOLI, M.. Participação em banca de Thais Rodrigues Coser. ALTERAÇÕES NAS PROPRIEDADES DO SOLO E EFICIÊNCIA DO USO DE NITROGÊNIO PELO MILHO EM SISTEMA EXCLUSIVO E CONSORCIADO COM FORRAGEIRAS. 2013. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

11.
CARVALHO, A.M.de; FIGUEIREDO, C. C.; GEROSA, M. L.. Participação em banca de LÍDIA TARCHETTI DINIZ. VARIAÇÃO ESPAÇO-TEMPORAL DE ATRIBUTOS DE QUALIDADE DO SOLO SOB MACAUBEIRAS NATIVAS NO CERRADO. 2012. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília.

12.
Bustamante, M.M.C.; Mendes, I. C. de; ALVES, B. J. R.; GOEDERT, W. J.; CARVALHO, A.M.de. Participação em banca de Êrika Barretto Fernandes. EMISSÕES DE CO2, NO E N2O EM SOLOS SOB DIFERENTES CULTIVOS NA REGIÃO DO CERRADO. 2008. Tese (Doutorado em Ecologia) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; OLIVEIRA, A. D. de.; SOUZA, K. W.; COSER, T. R.; PAULA, A. M.. Participação em banca de VIVIAN GALDINO DA SILVA. FLUXOS DE ÓXIDO NITROSO E FRAÇÕES DE NITROGÊNIO NO SOLO CULTIVADO COM MILHO EM SUCESSÃO A PLANTAS DE COBERTURA EM SISTEMA PLANTIO DIRETO NO CERRADO. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

2.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; Mendes, I. C. de; OLIVEIRA, A. D. de.; PAULA, A. M.; Marchão, R.L.; COSER, T. R.. Participação em banca de DIVINA CLEIA RESENDE DOS SANTOS. FLUXOS DE N2OE ATRIBUTOS DO SOLO EM UM LATOSSOLO VERMELHO SOB SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

3.
CARVALHO, A.M.de; PAULA, A. M.; OLIVEIRA, A. D. de.; MAGGIOTTO, S. R.. Participação em banca de Márcia de Sousa Veras. Dinâmica de N e Emissão de N2O em Sistema Plantio Direto com Uso de Plantas de Cobertura e Aplicação de N em Cobertura no Milho. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
CARVALHO, A.M.; OLIVEIRA, A. D. de.; FIGUEIREDO, C. C.; NARDOTO, G. B.. Participação em banca de Isis Lima dos Santos. Relação entre matéria orgânica do solo e emissão de óxido nitroso em sistemas de manejo de longa duração. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

5.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; MACHADO, C. T. T.. Participação em banca de Jadson Belém de Souza. Diversidade de fungos micorrízicos em diversos sistemas de produção.. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

6.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L.; GEROSA, M. L.. Participação em banca de Adriana Rodolfo da Costa. PRODUÇÃO DE ÓXIDO NITROSO (N2O) E VOLATILIZAÇÃO DE AMÔNIA (NH3) ORIGINÁRIOS DE EXCRETA BOVINA EM PASTAGENS SOB INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

7.
CARVALHO, A.M.de; FIGUEIREDO, C. C.; GEROSA, M. L.; OLIVEIRA, S.. Participação em banca de Thais Rodrigues Coser. Dinâmica de C e N em um Latossolo sob Sistemas de Consórcios Milho e Gramíneas Forrageiras no Cerrado. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

8.
CARVALHO, A.M.de; SANO, E. E.. Participação em banca de Andreia Maria Silva França. Absorção/emissão de CO2 em áreas alagadas do Cerrado.. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Geologia) - Universidade de Brasília.

9.
HARIDASAN, M.; CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C.; JOSE, D. M. V.. Participação em banca de Tamiel Khan Baiocchi Jacobson. Efeitos do aumento dadisponibilidade de nutientes na produção, composição química e decomposição de serapilheira em um cerrado sensu stricto do Brasil Central. 2006. Exame de qualificação (Doutorando em Ecologia) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
CARVALHO, A.M.de; COSER, T. R.; SOUZA, K. W.. Participação em banca de Luana Ramos Passos Ribeiro. Efeitos da composição química de plantas de cobertura nas frações de matéria orgânica do solo. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

2.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; PAULA, A. M.. Participação em banca de Alberto do Nascimento Silva. DESEMPENHO DE PLANTAS DE COBERTURA SUBMETIDAS A DIFERENTES REGIMES HÍDRICOS E INFLUÊNCIA EM ATRIBUTOS DO SOLO E NA PRODUTIVIDADE DA CULTURA DO MILHO EM SUCESSÃO. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

3.
CARVALHO, A.M.de; CARMONA, R.; REIN, T. A.. Participação em banca de Raíssa Araújo Dantas. Cana-de-açúcar orgânica em consórcio com leguminosas. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; SOUZA, K. W.. Participação em banca de Juliane Cristina Pereira Calaça. Consórcio sorgo forrageiro e soja no cerrado do Brasil Central. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Agronomia) - Universidade de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CARVALHO, A.M.de; COSER, THAIS RODRIGUES; GEROSA, M. L.. Participação em banca de Eduardo Cavalcante.DINÂMICA DE EMISSÃO DE N2O EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO CERRADO SOB O CULTIVO DE PLANTAS DE COBERTURA EM SUCESSÃO AO MILHO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

2.
CARVALHO, A.M.de; PASSOS, C. J. S.; ROCHA, D. M. S.. Participação em banca de Cristiane Lira Santana.PROJETO FUTURO VERDE: EDUCAÇÃO AMBIENTAL E PROMOÇÃO DA SAÚDE EM PLANALTINA (DISTRITO FEDERAL). 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília.

3.
CARVALHO, A.M.de; SATO, J. H.; FIGUEIREDO, C. C.. Participação em banca de Tailine Zils.Efeito do Uso da Vinhaça Associada à Adubação Nitrogenada no Carbono Lábil e Microbiano do Solo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

4.
CARVALHO, A.M.de; SATO, J. H.; FIGUEIREDO, C. C.. Participação em banca de Alyson Silva de Araújo.Efeito do biochar de lodo de esgoto na redução das emissões de óxido nitroso do solo sob condições de incubação. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

5.
CARVALHO, A.M.de; SATO, J. H.; FIGUEIREDO, CÍCERO CÉLIO DE. Participação em banca de MARCELO CAPBODEVILA.VARIABILIDADE DE AMÔNIO E NITRATO EM SOLO CULTIVADO COM SOJA E MILHO NO CERRADO. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

6.
CARVALHO, A.M.de; FIGUEIREDO, C. C.; COSER, T. R.. Participação em banca de Mateus Costa Coelho.AVALIAÇÃO DA DINÂMICA DE DECOMPOSIÇÃO DA PALHADA DE CANA-DE-AÇÚCAR EM SOLO DE CERRADO. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

7.
CARVALHO, A.M.de; NARDOTO, G. B.; SILVA, .. M. R. S. S.. Participação em banca de Ray Pinheiro Alves.DINÂMICA DE NITROGÊNIO EM SISTEMA AGROFLORESTAL NA REGIÃO DE CERRADO (BRASIL CENTRAL). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília.

8.
CARVALHO, A.M.de. Participação em banca de Vitor Carlos Pereira.TEORES DE NUTRIENTES EM FOLHAS DE GIRASSOL (Helianthus annuus L.) EM DISTINTAS POSIÇÕES E ESTÁDIOS FENOLÓGICOS. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

9.
CARVALHO, A.M.de; CARDOSO, A. N.; GERALDO JUNIOR, J.. Participação em banca de José Geraldo Júnior.Eficiência de Cobertura do Solo em Sistema com Uso de Plantas de Cobertura. 2004. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

10.
CARVALHO, A.M.de; SODRE FILHO, J.. Participação em banca de Joilson Sodré Filho.Avaliação da Eficiência de Cobertura do Solo. 1999. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.

11.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L.; Amabile, R. F.. Participação em banca de Francisco Henrique Martins Damaso..Avaliação de indicadores de cobertura de solo para diferentes espécies vegetais.. 1998. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CARVALHO, A.M.de. Concurso de Manejo e Conservação de Solos (Frut 02). 2012. Universidade Estadual de Minas Gerais.

2.
CARVALHO, A.M.de. Produção Vegetal Sustentável. 2010. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

3.
CARVALHO, A.M.de. Produção Vegetal Sustentável. 2010. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

4.
CARVALHO, A.M.de. Produção Vegetal Sutentável. 2010. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.

5.
CARVALHO, A.M.de; ASSAD, L.; CARDOSO, A. N.. Participação na elaboração de prova de Concurso Nacional para Pesquisador da Embrapa. 1995. Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.. 1995. Embrapa - Amazônia Oriental.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Nitrogen 4TH Conference. EFFECTS OF RESIDUES OF COVER PLANTS AND NITROGEN FERTILIZATION ON TRACE GAS FLUXES IN CROPLAND IN THE CERRADO REGION. 2007. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
DE CARVALHO, A. M.; Marchão, R.L. ; SALGUES, A. L. M. ; SOUSA, E. S. ; EIFERT, E. C. ; FALEIRO, A. S. G. . Encontro de Iniciação Científica da Embrapa Cerrados Jovens Talentos 2015. 2015. (Congresso).

2.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Adubo Verde E Fixação Biológica de Nitrogênio. 2013. (Exposição).

3.
ASSAD, L. ; REATTO, A. ; SPERA, S. T. ; CORREA, J. R. ; CARVALHO, A.M.de . XXVII CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DO SOLO . 1999. (Organização de evento/Congresso).. 1999. (Congresso).

4.
CARVALHO, A.M.de. XXIV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIÊNCIA DE SOLO . 1993. (Organização de evento/Congresso).. 1993. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Luana Ramos Passos Ribeiro. Composição Química de Plantas de Cobertura e Efeitos na Qualidade da Matéria Orgânica do Solo. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Raíssa de Araújo Dantas. Mineralização de nitrogênio em um sistema de milho em sucessão a plantas de cobertura. Início: 2018. Tese (Doutorado em Solos e Nutrição de Plantas) - Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Coorientador).

2.
DIVINA CLEIA RESENDE DOS SANTOS. FLUXOS DE N2O E ATRIBUTOS MICROBIOLÓGICOS EM UM LATOSSOLO VERMELHO COM SISTEMA DE INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA NO CERRADO. Início: 2017. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

3.
VIVIAN GALDINO DA SILVA. FLUXOS DE ÓXIDO NITROSO E FRAÇÕES DE NITROGÊNIO NO SOLO CULTIVADO COM MILHO EM SUCESSÃO A PLANTAS DE COBERTURA EM SISTEMA PLANTIO DIRETO NO CERRADO. Início: 2017. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

4.
Divina Cléia Resende dos Santos. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

5.
Vivian Galdino da Silva. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

6.
Jéssica Fonseca da Silva. Efeitos das Aplicações de Vinhaça e Nitrogênio nas Emissões de N2O em Cana-de-Açúcar no Cerrado. Início: 2014. Tese (Doutorado em Ecology) - Universidade de Cambidge, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

7.
Márcia Veras. Dinâmica de C e N e fluxos de N2O em Sistema Plantio Direto com Uso de Plantas de Cobertura. Início: 2012. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Coorientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Adriano Dicesar Martins Gonçalves de Araujo. Início: 2017. Embrapa Café.

Monografias de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
DOUGLAS LINO VIEIRA. FLUXOS DE N2O E NITROGÊNIO MINERAL NO SOLO COM CANA-DE-AÇÚCAR ADUBADA COM DIFERENTES FONTES DE NITROGÊNIO E SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS HÍDRICAS. Início: 2017. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Gestão do Agronegócio) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Luciano Gomes Timóteo. EFEITOS DE SISTEMAS INTEGRADOS (ILPF, ILP e SAFS) E NOS ESTOQUES DE C E N DO SOLO E EMISSÕES DE CO2 E N2O. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Thais Rodrigues de Sousa. Decomposição de resíduos vegetais de cana-de-açúcar e emissões de N2O na presença de irrigação no Cerrado. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Rillary Pereira de Alvim. Desenvolvimento de sistemas de produção de cana-de-açúcar no Cerrado - Fase 3. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Bruna Felix De Brito. Avaliação de desempenho de sistemas agropecuários de baixa emissão de carbono no estado do Maranhão. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
Viviana Eugênia da Silva. Dinâmica de GEEs e balanço de C em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Biologia) - Instituto federal de Goiás, Ministério de Ciência e Tecnologia. (Orientador).

4.
Eduardo Cavalcante. Dinâmica de GEEs e balanço de C em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
Rafael Rodrigues Silva. Nitrogênio mineral em Sistemas Integrados de Intensificação Ecológica e Cerrado Nativo. Início: 2015. Iniciação científica (Graduando em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

6.
Arthur Moreira de Andrade. Dinâmica de C e GEEs em Sistemas de Produção de Grãos no Cerrado. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

7.
Eduardo Cavalcante. Dinâmica de carbono e nitrogênio e fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto no Cerrado. Início: 2013. Iniciação científica (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Douglas Lino Vieira. Efeitos das Aplicações de Vinhaça e N2O nas Emissões de N2O em Cana-de-Açúcar. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

2.
Camila Nóbrega de Araújo. Dinâmica de C e GEEs em sistemas de Produção de Grãos no Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

3.
Thaís Rodrigues Coser. Dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção da agropecuária do Bioma Cerrado no Distrito Federal. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. Consórcio Pesquisa Café. (Orientador).

4.
Cristiano Ferreira Leite. Dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção da agropecuária do Bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

5.
Alex dos Santos Teixeira. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. União Pioneira de Integração Social. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

6.
Camila Ferreira. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

7.
Adriano Dicesar Martins Gonçalves de Araujo. Composição química e decomposição de resíduos vegetais de cobertura do solo cultivado com café no Cerrado.. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz - Universidade de São Paulo. Consórcio Pesquisa Café. (Orientador).

8.
Matheus de Sales Costa. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

9.
Juliana de Almeida Marques. Emissão de N2O em sistema de integração lavoura pecuária sob cultivo de sorgo na safrinha. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

10.
Letícia Pereira da Silva. Dinâmica de C e GEEs em sistemas de Produção de Grãos no Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

11.
Húrsula Martins da Costa Mendes. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade Estadual de Goiás. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

12.
Breno Barboza da Silva. Dinâmica de gases de efeito estufa em sistemas de produção da agropecuária do Bioma Cerrado. Início: 2015. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

13.
Juliana Hirimi Sato. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2014. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

14.
Áurea Maria Maria de Oliveira Zansávio. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2014. Orientação de outra natureza. Instituto Euro-Americano de Educação, Ciência e Tecnologia. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

15.
Odenilza Bernardes. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2014. Orientação de outra natureza. Universidade Estadual de Goiás. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).

16.
Rayssa Bittencourt Rocha. Análise de Ciclo de Vida em Cana-de-Açúcar. Início: 2014. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Universidade de Cambridge. (Orientador).

17.
Cristiane Lira Santana. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. Início: 2014. Orientação de outra natureza. Universidade de Brasília. Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Luana Ramos Passos Ribeiro. COMPOSIÇÃO QUÍMICA DE PLANTAS DE COBERTURA E FRAÇÕES DE CARBONO DO SOLO. 2016. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, . Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

2.
Mateus Costa Coelho. Efeitos da remoção de palhiço residual na cultura da cana-de- açúcar e no seu ambiente de produção. 2015. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

3.
RAÍSSA DE ARAUJO DANTAS. DESEMPENHO DE CANA-DE-AÇÚCAR ORGÂNICA E LEGUMINOSAS EM SISTEMAS CONSORCIADOS. 2014. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade de Brasília, . Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

4.
LUCIANE GOMES QUINTANA. DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS DA MACAÚBA E SUA COMPOSIÇÃO QUÍMICA. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

5.
Luciane Gomes Quintana. DECOMPOSIÇÃO DE RESÍDUOS VEGETAIS DA MACAÚBA E ESTOQUE DE CARBONO NO SOLO. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Florestais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

6.
JULIANA ORTEGA SMITH. PLANTAS DE COBERTURA E DOSES DE TORTA DE MAMONA NO CULTIVO ORGÂNICO DE ALFACE SOB PLANTIO DIRETO. 2009. Dissertação (Mestrado em Agronomia (Fitotecnia)) - Universidade Federal de Lavras, . Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

Tese de doutorado
1.
MARCIA DE SOUSA VERAS. DINÂMICA DE NITROGÊNIO NO SOLO SOB CULTIVO DO MILHO EM SUCESSÃO A PLANTAS DE COBERTURA EM SISTEMA DE PLANTIO DIRETO NO CERRADO. 2016. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

2.
WILLIAN ROBERSON DUARTE DE OLIVEIRA. EMISSÕES DE N2O E ATRIBUTOS MICROBIOLÓGICOS EM INTEGRAÇÃO LAVOURA-PECUÁRIA-FLORESTA. 2015. Tese (Doutorado em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

3.
Andreia Maria Silva França. Função de Pedotransferência para estimativa de estoques de C em solo de áreas de Campo Limpo Úmido do DF. 2011. Tese (Doutorado em Geologia) - Universidade de Brasília, . Coorientador: Arminda Moreira de Carvalho.

Supervisão de pós-doutorado
1.
Thais Rodrigues Coser. 2015. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Arminda Moreira de Carvalho.

2.
Kleberson W. de Souza. 2013. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Arminda Moreira de Carvalho.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
THAIS RODRIGUES DE SOUSA. EMISSÕES DE N2O E N MINERAL EM ÁREA DE CANA-DE-AÇÚCAR SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS HÍDRICAS NO CERRADO DO PLANALTO CENTRAL. 2016. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
THAIS RODRIGUES DE SOUSA. EMISSÕES DE N2O EM ÁREA DE CANA-DE-AÇÚCAR SUBMETIDA A DIFERENTES LÂMINAS HÍDRICAS NO CERRADO DO PLANALTO CENTRAL. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

2.
RAFAEL RODRIGUES SILVA. NITROGÊNIO MINERAL EM SISTEMAS INTEGRADOS DE INTENSIFICAÇÃO ECOLÓGICA E CERRADO NATIVO. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

3.
Mateus Costa Coelho. AVALIAÇÃO DA DINÂMICA DE DECOMPOSIÇÃO DA PALHADA DE CANA-DE-AÇÚCAR EM SOLO DE CERRADO. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

4.
Lara Line Pereira. AVALIAÇÃO DA COMPOSIÇÃO QUÍMICA E DECOMPOSIÇÃO DE PLANTAS DE COBERTURA EM AGROECOSSISTEMA NO CERRADO. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

Iniciação científica
1.
Bruna Felix De Brito. Avaliação de desempenho de sistemas agropecuários de baixa emissão de carbono em MATOPIBA. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Geografia) - Universidade Estadual de Goiás, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

2.
Eduardo Cavalcante. Dinâmica de GEEs e balanço de C em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

3.
Rafael Rodrigues Silva. NITROGÊNIO MINERAL E ÓXIDO NITROSO NO SOLO EM SISTEMAS AGRÍCOLAS INTEGRADOS E CERRADO NATIVO. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

4.
Thaysa Larsen Staniski. Dinâmica de carbono e nitrogênio e fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto no Cerrado: efeitos de plantas de cobertura e da fertilização nitrogenada. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

5.
André Luís Kay Julião. Dinâmica de carbono e nitrogênio e fluxos de N2O e CO2 em solo sob sistema plantio direto no Cerrado: efeitos de plantas de cobertura e da fertilização nitrogenada. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

6.
Munique Caixeta Côrtes. Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

7.
Bárbara de Fátima Silva Moura. Fontes alternativas potenciais de matérias-primas para produção de Agroenergia. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

8.
Mateus Costa Coelho. Dinâmica de decomposição de palhada em cana-de-açúcar. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

9.
Ray Pinheiro Alves. Decomposição de Resíduos Vegetais de Macaúba em Áreas com Variação de Lençól Freático. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

10.
Talita Gomes Pereira. Nitrogênio mineral no solo sob plantas de cobertura e milho em sistema plantio direto. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

11.
João Paulo Porto Silva de Souza. Decomposição de Resíduos Vegetais de Macaúba em Áreas com Variação de Lençól Freático. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

12.
Mateus Costa Coelho. Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

13.
Rafael Gomes Campos. Composição química de plantas de cobertura e sua relação com a dinâmica de decomposição. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Zootecnia) - União Pioneira de Integração Social, Embrapa Cerrados. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

14.
Wallisson Martins Lima. Decomposição de resíduos vegetais e impactos em estoques de Carbono, Nitrogênio e em Gases de Efeito Estufa. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Zootecnia) - União Pioneira de Integração Social, Embrapa Cerrados. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

15.
Lara Line Pereira. Composição química de plantas de cobertura e efeitos em atributos do solo e na emissão de GEEs.. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

16.
Pedro Cesar Almeida Castro Alves. Decomposição de resíduos vegetais e impactos em estoques de Carbono, Nitrogênio e em Gases de Efeito Estufa. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Embrapa Cerrados. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

17.
José Geraldo Júnior. Avaliação da Eficiência de Cobertura do Solo. 2003. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

18.
Laercia Lima Moura. Avaliação de Sistemas de Manejo de Adubos Verdes e seus Efeitos sobre Propriedades Físicas e Químicas do Solo.. 1999. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

19.
Joilson Sodre Filho. Avaliação de espécies de Adubos Verdes em Sistemas Agrícolas. 1998. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

20.
Paulo Henrique Santos ramos. Avaliação da Adubação Verde como Prática Alternativa para o Desenvolvimento Agrossilvipastoril Sustentável na Região dos Cerrados. 1994. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Agronomia) - Faculdade de Ciências Agrárias de Itumbiara. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

Orientações de outra natureza
1.
Walber Lopes. Uso de plantas de cobertura em sistema plantio direto. 2016. Orientação de outra natureza. (Técnico Agrícola) - Instituto Federal de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

2.
Manoel Lara. Sistemas de Intensificação Sustentável. 2016. Orientação de outra natureza. (Técnico Agrícola) - Instituto Federal de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

3.
Thais Rodrigues de Sousa. Decomposição de resíduos vegetais de cana-de-açúcar. 2015. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

4.
Rafael Rodrigues Silva. Emissão de N2O em sistemas Integrados de Intensificação Ecológica. 2014. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Embrapa. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

5.
Natalie Milena Zielke Wrubleske. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. 2014. Orientação de outra natureza. (Química) - Universidade Estadual de Goiás, Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

6.
Amanda de Castro Freitas. Dinâmica de gases de efeito estufa (GEEs) e balanço de carbono (C) em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. 2014. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

7.
Luciano Gomes Timóteo. EFEITOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA FLORESTA (ILPF) NOS ESTOQUES DE C E N DO SOLO E EMISSÕES DE CO2 E N2O. 2013. Orientação de outra natureza. (Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília, Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

8.
Laura Medeiros. EFEITOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA FLORESTA (ILPF) NOS ESTOQUES DE C E N DO SOLO E EMISSÕES DE CO2 E N2O. 2012. Orientação de outra natureza - Embrapa Cerrados, Empresa Barsileira de Pesquisa Agropecuária. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

9.
Luana Ramos Passos Ribeiro. EFEITOS DA INTEGRAÇÃO LAVOURA PECUÁRIA FLORESTA (ILPF) NOS ESTOQUES DE C E N DO SOLO E EMISSÕES DE CO2 E N2O. 2012. Orientação de outra natureza - Embrapa Cerrados. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

10.
GABRIEL RODRIGUES DOS REIS GIANESINI. Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2012. Orientação de outra natureza. (Gestão de Agronegócios) - Universidade de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

11.
Thais Rodrigues Coser. Dinâmica de C e N em um Latossolo sob Sistemas de Consórcios Milho e Gramíneas Forrageiras no Cerrado. 2012. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

12.
Pedro César Almeida Castro Alves. Composição química e decomposição e de plantas de cobertura sob manejo na floração e maturação. 2009. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio a Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.

13.
Fernanda de Sousa Barbosa. Aprimorar conhecimentos na área de manejo e conservação do solo/GEEs. 2007. Orientação de outra natureza. (Agronomia) - Universidade de Brasília. Orientador: Arminda Moreira de Carvalho.



Inovação



Produto tecnológico
1.
CARVALHO, A.M.de; PEREIRA, C. D. ; Mendes, I. C. de ; GEROSA, M. L. ; Junior Guimaraes, R. ; CABALLERO, S. S. U. ; REIN, T. A. ; OLIVEIRA, W. R. D. . Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2012.

2.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; Madari, B.E. ; ALVES, B. J. R. ; GEROSA, M. L. ; Marchão, R.L. ; OLIVEIRA, W. R. D. . Projeto em Rede: Dinâmica de emissão de GEE e balanço de C em sistemas de produção de grãos no bioma Cerrado. 2012.

3.
CARVALHO, A.M.de; OLIVEIRA, A. D. de. ; ALVES, B. J. R. ; Madari, B.E. ; PEREIRA, C. D. ; MACHADO, C. T. T. ; Mendes, I. C. de ; GEROSA, M. L. ; Bustamante, M.M.C. ; Marchão, R.L. ; REIN, T. A. . Edital Universal 14/2011 ? Sistema plantio direto com uso de plantas de cobertura: dinâmica de carbono e nitrogênio em solo do Cerrado. 2012.


Processos ou técnicas
1.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Plantio Direto reduz efeitos da degradação do solo. 2011.

2.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de ; REIN, T. A. . Uso de espécies vegetais como adubação verde. 2009.

3.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Adubo Verde e Fixação Biológica de Nitrogênio. 2013.

4.
CARVALHO, A.M.de; Dantas, R.A de. ; Coelho, C.M. ; LIMA, W. M. ; Souza, J.P.P.de. ; Fonseca, O.P. ; CARNEIRO, R. G. . Teores de hemicelulose, celulose e lignina em plantas de cobertura com potencial para sistema plantio direto no Cerrado. 2010.

5.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Cerrado - Adubação Verde. 2006.

6.
CARVALHO, A.M.de; ALVES, B. J. R. ; PEREIRA, L. L. . Emissão de Óxido Nitroso do Solo com Aplicação de Fertilizantes Nitrogenados em Sistema Plantio Direto no Cerrado. 2010.

7.
CARVALHO, A.M.de; Souza, L.L.P. ; Junior Guimaraes, R. ; Alves, P.C.A.C.A. ; VIVALDI, L. J. . Plantas de Cobertura com Potencial de Uso em Sistemas Integrados na Região do Cerrado. 2011.

8.
CARVALHO, A.M.de; Coelho, C.M. ; Dantas, R.A de. ; Fonseca, O.P. ; Junior Guimaraes, R. ; FIGUEIREDO, C. C. . Composição Química de Plantas de Cobertura e seus Efeitos no Rendimento do Milho em Sistema Plantio Direto no Cerrado. 2012.

9.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. . Decomposição de Resíduos Vegetais e Efeitos sobre Carbono, Nitrogênio e Fósforo em Latossolo. 2008.

10.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto e Plantas de Cobertura em Agrecossistemas no Cerrado. 2008.

11.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto: Qualidade do Solo e Ambiente. 2013.


Projetos de pesquisa

Projeto de desenvolvimento tecnológico

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
CARVALHO, A.M.de2008CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. ; Alcântara, F.A de. ; RESCK, I. S. ; LEMOS, S. S. . Decomposição de Resíduos Vegetais e Efeitos sobre Carbono, Nitrogênio e Fósforo em Latossolo. Boletim de Pesquisa e Desenvolvimento (Embrapa Cerrados), v. 01, p. 05-24, 2008.


Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARVALHO, A.M.de. Agricultura contribui para o efeito estufa. Correio Brasiliense.

2.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Pesquisas sobre emissão de gases de efeito estufa em agroecossistemas do Cerrado. Portal Agrosoft, 15 abr. 2007.

3.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde. Agência FAPESP, São Paulo, 21 jun. 2006.

4.
CARVALHO, A.M.de. Como rotacionar cultivos. DBO Agrotecnologia, São Paulo, 11 jun. 2006.

5.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde no Cerrado. Portal Agrosoft, Brasília, 29 jun. 2006.


Apresentações de Trabalho
1.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Importância da Rotação de Cultivos. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CARVALHO, A.M.de. Uso de adubos verdes em Sistema de Plantio Direto. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CARVALHO, A.M.de. Adubação Verde em Sistemas Orgânicos de Produção. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CARVALHO, A.M.de; Marchão, R.L. ; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Cursos de capacitação 'introdutórios' de multiplicadores do Plano ABC sobre Plantas de cobertura para o Sistema Plantio Direto. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).


Programa de Computador sem registro de patente
1.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. ; VILELA, L. . Plantio Direto reduz efeitos da degradação do solo. 2011.

2.
CARVALHO, A.M.de. Uso de plantas de cobertura em agroecossistemas no Cerrado. 2010.

3.
CARVALHO, A.M.de. Plantio direto com qualidade no Cerrado. 2010.


Cursos de curta duração ministrados
1.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. . Uso de adubos verdes e plantas de cobertura em agroecossistemas e Mitigação da Emissão de Gases de Efeito Estufa.. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
CARVALHO, A.M.de; GEROSA, M. L. . Adubação Verde no Cerrado.. 2011. .

3.
CARVALHO, A.M.de; SA, M. A. C. . Plantas de cobertura para melhoria da qualidade do sistema plantio direto no Cerrado. 2013. .


Desenvolvimento de material didático ou instrucional
1.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Carbono no solo e emissões de gases de efeito estufa. 2010. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

2.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Emissões de gases de efeito estufa e práticas agrícolas no Cerrado. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

3.
CARVALHO, A.M.de. Uso de plantas de cobertura em agroecossistemas no Cerrado. 2009. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - vídeo educacional).

4.
CARVALHO, A.M.de; Amabile, R. F. . Adubação Verde no Cerrado. 2006. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Livro).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CARVALHO, A.M.de. Saiba como Evitar a Degradação do Solo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
CARVALHO, A.M.de; Bustamante, M.M.C. . Agricultura contribui para o efeito estufa. 2007.

3.
CARVALHO, A.M.de. Manejo e Conservação de Solos (Frut 02). 2012. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

4.
CARVALHO, A.M.de. Plantio Direto: Qualidade do Solo e Ambiente. 2013.

5.
CARVALHO, A.M.de; VILELA, L. ; SA, M. A. C. . Plantio direto evita efeitos da degradação do solo. 2011.


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CARVALHO, A.M.de; Mendes, I. C. de . Adubo Verde E Fixação Biológica de Nitrogênio. 2013. (Exposição).



Outras informações relevantes


Atualmente encontra-se cadastrada no curso de pós-graduação da Escola Superior de Agricultura de Lavras para orientações e co-orientações.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/12/2018 às 19:24:49