Mary Garcia Castro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5471996580293552
  • Última atualização do currículo em 21/07/2018


Possui graduação em Ciencias Sociais pela Universidade Federal da Bahia (1968), mestrado em Sociologia da Cultura pela Universidade Federal da Bahia (1970), mestrado em Planejamento Urbano e Regional pela Universidade Federal do Rio de Janeiro (1979) e doutorado em Sociologia - University of Florida (1989). Foi pesquisadora visitante no Centro de Estudos Porto-riquenhos do Hunter College, New York (2003-2006); bolsista da Rockefeller Foundation para estudos de pós doutorado na Universidade de Campinas (2008); e professora -pesquisadora da Universidade Católica de Salvador-Mestrado e Doutorado em Família na Sociedade Contemporânea e Mestrado e Doutorado no Programa de Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania e Co-Coordenadora do Grupo Nucleo de Estudos e Pesquisas de Juventudes, Identidade, Cidadania e Cultura-NPEJI, credenciado junto ao CNPq, na UCSAL (2004-2017/1), bolsista da FAPERJ (2010 - 2012). Foi pesquisadora CNPq com bolsa produtividade .2010-2013). Aposentada da Universidade Federal da Bahia; É bolsista de pos graduação senior na UESB-Programa de Pos Graduação em Relações Étnicas na Contemporaneidade-campus Jequié (BA); pesquisadora da Facultad Latino Americana de Ciencias Sociales (FLACSO-Brasil). e Membro da Comissão Cientifica da FLACSO-Brasil. Foi membro da Comissão Nacional de População e Desenvolvimento entre 2001-2010; participou da Global Comission of Migration, junto a ONU, (2008-2009). Foi membro do Conselho Estadual de Cultura do Estado da Bahia (12.2011 a 12.2013). Foi de 2006-2010 consultora da RITLA-Rede Iberoamericana de Tecnologia da Informação. Foi membro do Conselho Nacional de Juventude e do Conselho Nacional de Direitos da Mulher até 2007. Tem experiência na área de Sociologia, Estudos Culturais e Demografia, atuando principalmente nos seguintes temas: juventude, etnicidade e raça; migrações internacionais, genero, família, mulher, feminismo, identidades e cidadanias, modernidade e metodologia de pesquisa. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Mary Garcia Castro
Nome em citações bibliográficas
CASTRO, M. G.


Formação acadêmica/titulação


1985 - 1989
Doutorado em Sociologia.
University of Florida, UF, Estados Unidos.
Título: FAMILY GENOER AND WORK: THE CASE OF FEMALE HEADS OF HOUSEHOLD IN BRAZIL (S. PAULO E BAHIA - 1950-1980)., Ano de obtenção: 1989.
Orientador: CHARLES WOOD.
Palavras-chave: Genero; Mulher Chefe Familia; Trabalho.
Grande área: Ciências Humanas
1977 - 1979
Mestrado.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O MIGRANTE NA CIDADE DO RIO DE JANEIRO (UM ESTUDO SOBRE PADROES DE DISTRIBUICAO RESIDENCIAL).,Ano de Obtenção: 1979.
Orientador: DAVID MICHAEL VETTER.
Bolsista do(a): Comissao Nacional de Planejamento Urbano, CNPU, Brasil.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
1968 - 1970
Mestrado.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: MOBILIDADE NO RECONCAVO. O CASO DE SAO FRANCISCO DO CONDE.,Ano de Obtenção: 1970.
Orientador: MARIA BRANDAO.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Mobilidade; Reconcavo; Sao Francisco Conde.
Grande área: Ciências Humanas
1964 - 1968
Graduação.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.


Pós-doutorado


1997 - 1997
Pós-Doutorado.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Bolsista do(a): Rockfeller Foundation, ROCKFELLERFOUNDA, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Humanas
1992 - 1993
Pós-Doutorado.
City University of New York, CUNY, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Rockfeller Foundation, ROCKFELLERFOUNDA, Estados Unidos.
Grande área: Ciências Humanas


Atuação Profissional



FLACSO BRASIL, FLACSO BRASIL, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia, UESB, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista pos graduaçao senior, Regime: Dedicação exclusiva.


Faculdade Latino Americana de Ciencias Sociais, FLACSO, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: colaboradora eventual, Carga horária: 20
Outras informações
Colaboradora na qualidade de Pesquisadora Senior,campo de estudos sobre juventude, migracoes internacionais, genero e etnicidade


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

1978 - 1995
Vínculo: APOSENTADA, Enquadramento Funcional: APOSENTADA
Outras informações
Afastada apos concurso em 1978, quando do regime militar. Reintegraçao, por anistia, em 1987. Aposentada em 1995

Atividades

1/1978 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Filosofia e Ciências Humanas, Departamento de Sociologia.

1978 - Atual
Ensino,

Disciplinas ministradas
METODOLOGIA E TECNICAS DE PESQUISA PRATICA DE PESQUISA PRATICA DE PESQUISA - ESTUDOS SOBRE RELACOES DE GENERO.
6/1997 - 12/1997
Ensino, Ciências Sociais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos Culturais com Prof. Eneida Cunha (UFBA-Letras) e Liv Sovik (UFBA-Comunicaçao)
3/1996 - 8/1996
Ensino, Comunicação e Cultura Contemporânea, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Cinema, Literatura e Genero com prof. Eneida Cunha-Letras/UFBA

Organização das Naçoes Unidas para Educaçao, Ciencia e Cultura, UNESCO-REP BRASI, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2005
Vínculo: pesquisadora, Enquadramento Funcional: pesquisadora, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
No periodo, coordenaçao de pesquisas e elaboraçao de estudos sobre juventudes, genero, violencias, cultura e familia

Atividades

01/2000 - 12/2005
Pesquisa e desenvolvimento , UNESCO Representação Brasil, .

Linhas de pesquisa
Juventude, Genero, Raça

Global Commission of International Migration, GCIM, Suiça.
Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: convidado, Enquadramento Funcional: membro
Outras informações
A GCIM foi constituida pela ONU, composta por 25 membros de diferentes paises, apontados pelo destaque no campo de estudos ou atuaçao politica das migraçoes internacionais e direitos humanos. Reunia-se periodicamente em diferentes paises, preparando seminarios sobre o tema e para elaboraçao de um relatorio sobre migraçoes, entregue ao Secretario Geral das Nacoes Unidas no final de 2005


Georgetown University, GEORGETOWN, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: professor visitante, Carga horária: 0
Outras informações
Professora visitante no departamento de Espanhol e Portugues-cursos Movimentos Sociais no Brasil; e Pensamento Critico Contemporaneo na America Latina (especial referencia a Brasil e Cuba)

Atividades

2/1998 - 1/2000
Ensino, Movimentos sociais America Latina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Movimentos Sociais America Latina

New York University, NYU, Estados Unidos.
Vínculo institucional

1981 - 1982
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: PESQUISADORA VISITANTE
Outras informações
Bolsista CNPq

Atividades

09/1981 - 08/1982
Pesquisa e desenvolvimento , Center For Latin American And Caribbean Studies, .


Universidade Catolica de Salvador, UCSAL, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: professor -pesquisador, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Cursos - Metododologia de Pesquisa, 2005, 2006,2007, 2009, 2009, 2010, 2011,2012, 2013, 2014 Juventude e Vulnerabilidade, 2006 Sexualidades, Genero e Familia, 2013, 2014 Pesquisa em desenvolvimento - Genero, Sexualidades, Familia e Juventudes

Atividades

08/2004 - Atual
Ensino, Metodologia de Pesquisa, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia de Pesquisa
Sociologia de Juventudes
06/2004 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento .


Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, IBGE, Brasil.
Vínculo institucional

1972 - 1981
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: CHEFE DO DEPARTAMENTO

Vínculo institucional

1972 - 1981
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: pesquisador, Carga horária: 0

Atividades

08/1976 - 03/1979
Estágios , Fundação Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística, .

Estágio realizado
COORDENACAO DE AREA DE ESTUDOS E PESQUISA SOBRE POPULACAO-MOBILIDADE E ELABORACAO DE PESQUISA..

Organização Internacional do Trabalho, OIT, Colômbia.
Vínculo institucional

1978 - 1982
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: CONSULTORA EXTERNA

Atividades

08/1978 - 03/1982
Estágios , Organização Internacional do Trabalho, .

Estágio realizado
ELABORACAO DE PESQUISAS E PROGRAMAS SOBRE :MULHER MIGRANTE;SERVICO DOMESTICO E MULHER CHEFE DE FAMILIA..
8/1978 - 3/1982
Outras atividades técnico-científicas , Pnud Programa das Naçoes Unidas Para o Desenvolvimento, Pnud Programa das Naçoes Unidas Para o Desenvolvimento.

Atividade realizada
Pesquisas sobre mulher e migraçao, serviço domestico e mulher e pobreza.

Organização dos Estados Iberoamericanos, OEI, Espanha.
Vínculo institucional

2004 - 2006
Vínculo: consultora, Enquadramento Funcional: colaboradora

Atividades

03/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, .

Cargo ou função
Assessoria para temas relacionados a Identidades e Cidadania-genero, geraçao/juventudes e raça.

United Nations Children'S Fund, UNICEF, França.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: CONSULTORA, Carga horária: 4

Vínculo institucional

1997 - 1997
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultora

Atividades

06/1989 - 1/1990
Estágios .

Estágio realizado
CONSULTORIA NA AREA DE PESQUISA/PROJETOS/CURSO SOBRE RELACOES DE GENERO E CONDICAO DA MULHER..

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 2004
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Pesquisador associado
Outras informações
Pesquisadora Associada Programa PRONEX (FINEP) "Identidades, Reconfiguraçoes de Cultura e Politica"-UNICAMP/IFCH-Centro de Estudos de Migraçoes Internacionais//UFBA-CRH-Centro de Recursos Humanos

Atividades

1/1997 - Atual
Serviços técnicos especializados , Universidade Estadual de Campinas, .

Serviço realizado
Pesquisas sobre Politicas de Identidade x Identidades na politica-estudos comparativos sobre genero, raça e classe nosindicalismo, em estudos culturais, no movimento feminsita e no discurso do Estado sobre migracoes-- e nexos Brasil e EEUU.

Cobnselho Estadual da Cultura do Governo Estadual da Bahia, CECULT, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultora


Fundação Carlos Chagas, FCC, Brasil.
Vínculo institucional

1987 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultor ad hoc, Carga horária: 0
Outras informações
Consultoria na avaliaçao de projetos e desenho do Programa Nacional de Pesquisas sobre Mulher e Relaçoes de Genero (como membro de uma Comissão)

Vínculo institucional

1987 - 1998
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: CONSULTORA, Carga horária: 0

Atividades

1/2000 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, GRAL-Programa de Apoio a lideranças jovens, .

Cargo ou função
consultoria em comissao do programa.
01/1988 - 09/1995
Estágios , Fundação Carlos Chagas, .

Estágio realizado
CONSULTORIA NA AREA DE PESQUISAS SOBRE O GENERO E CONDICAO DA MULHER..

Centro Brasileiro de Estudos Latino-Americanos, CEBELA, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: PESQUISADORA ASSOCIADA, Enquadramento Funcional: PESQUISADORA


Comissao Nacional de Populaçao e Desenvolvimento, CNPD, Brasil.
Vínculo institucional

2001 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: consultora

Atividades

6/2001 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, .

Cargo ou função
Consultora.

Rede de Tecnoliga da Informaçao Iberoamericana, RITLA, Espanha.
Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: consultora, Enquadramento Funcional: colaboradora, Carga horária: 2
Outras informações
Consultoria campo da juventude, cybercultura, familia, genero


Rede de Tecnologia da Informaçao Ibero Americana, RITLA, Espanha.
Vínculo institucional

2008 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultoria


Secretaria Nacional de Politicas de Juventude, SNJ, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Outro -Consultor-pesquisador, Enquadramento Funcional: consultoria



Linhas de pesquisa


1.
PESQUISA BASICA NAS AREAS DE ESTUDO SOBRE SINDICALISMO, POPULACAO, MIGRACAO INTERNACIONAL, MULHER, E ADOLECESCENTE; TEORIA SOCIOLOGICA CONTEMPORANEA E ESTUDOS CULTURAIS

Objetivo: Analises sobre genero e raça em sindicatos, como os de trabalhadores dometicos e dos bancarios; pesquisas sobre populaçao; genero e mercado de trabalho e analises sobre modernidade e pos modernidade, resultando em diversas publicacoes.
2.
PESQUISA SOBRE MULHERES LATINOAMERICANAS EM NOVA YORQUE.

Objetivo: Estudos sobre mulheres migantes de origem latino americana em Nova York que resultaram em varias publicaçoes.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Outras Sociologias Específicas / Especialidade: Familia e Genero.
Palavras-chave: America Latina; Colombia; Genero; Identidade.
3.
Juventude, Genero, Raça

Objetivo: Entre 2000 a inicio de 2006 elaboraçao de estudos sobre juventudes, genero e raça com varias publicaçoes como juventudes e drogas, juventudes e sexualidade, ensino medio, juventudes e Aids, feminismo de base comunitaria e racismo nas escolas, entre outros.
4.
Familia em Mudança-Familia e Sociedade no Mestrado de Familias nas sociedades contemporaneas; e linha Estado e sociedade-no Mestrado Politicas Sociais e Cidadania

Objetivo: Estudos relacionados a juventudes e politicas, com enfase nas redes familiares e no lugar da escola; caracteristicas de juventudes; cultura, juventudes e sexualidade, discutindo os modelos sobre modernidade e tradicionalismo e revisitando o debate sobre a imbricaçao entre familia e juventude. Analises sobre juventude, cultura e participaçao e sobre diversidades entre jovens.Cursos no campo de juventudes, identidades, cidadanias e politicas publicas relacionadas a juventudes, genero, classe e raça. Estudos sobre politicas de migraçoes, discutindo direitos humanos e governabilidade internacional, considerando entre outros os direitos humanos dos trabalhadores migrantes e seus familiares..
Setores de atividade: Educação.
Palavras-chave: Feminismo; Gênero; Identidade; juventudes; Migracao; raça.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
EL PROYECTO SOMOS EN BRASIL. DEPORTE y EDUCACIÓN PARA CIUDADANIA DE NINÕS/AS Y ADOLECENTES - SISTEMATIZACION Y EVALUACION CUALITATIVA DE EXPERIENCIAS

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Miriam Abramovay em 25/06/2018.
Descrição: Pesquisa de Avaliaçao de Projetos das Fundaçoes Internacionais Real Madrid e Somos no Brasil, Rio de Janeiro em Jacarezinho e Niteroi, por pesquisa institucional qualitativa. Os projetos se referem a escolas de futebol nao competitivo para crianças e adolescentes em situaçoes de vulnerabilidade. Pesquisamos comparativamente a outros projetos congeneres no Brasil e em outros paises da America Latina, perfis. Por entrevistas e obervaçao participantes com crianças e adolescentes nos projetos da FRM/Somos, treinadores e gestoes pesquisamos representaçoes sobre esses projetos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2015
Programa de Prevençao à Violencia nas Escolas

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Miriam Abramovay em 01/02/2015.
Descrição: Fez-se um estudo piloto para montagem de um Programa de Prevenção à violência nas escolas em sete capitais nas grandes regiões do pais Baseou-se em expressões e consequências das violências, em particular considerando-se a escola uma das instituições básicas para socialização e convívio de jovens. Seguiu-se uma proposta de Diagnóstico e Planejamento Participativo de Prevenção à violência, tendo os jovens estudantes como agentes de todo processo de prevenção. Através de jovens das escolas, realizou-se um survey sobre violências na escola e entorno, entrevistas e observação semi participante. Com o vetor de colaboração para políticas públicas, o objetivo foi deixar nas Secretarias de Educação e escolas, técnicos com especialização para desdobrar no futuro o trabalho de Mediadores de Prevenção) e nas escolas, também, jovens capacitados para serem atores de estratégias de prevenção à violência (Monitores de Prevenção) Articulação institucional. Buscou-se criar condições institucionais com as autoridades e poderes locais, em particular das Secretarias Estaduais e Municipais de Educação, para que essas indicassem Mediadores de Prevenção para participar efetivamente de todo o processo. Coube a Equipe Central de pesquisadores capacitar os Mediadores, voluntários indicados (gestores das unidades escolares selecionadas e e das Secretarias da Educação) para atuar na capacitação e estruturação da experiência com os jovens das escolas nas comunidades selecionadas. Os Mediadores locais iniciaram um processo de mobilização/sensibilização nas escolas selecionadas, visando criar grupos de jovens para o processo de diagnóstico. Os grupos de jovens Monitores realizaram o diagnóstico participativo na escola, com base em um modelo preestabelecido. Com os resultados, a Equipe Central e os jovens juntamente com os Mediadores locais elaboraram diagnósticos sobre violências na Escola, identificando os problemas, suas causas e possíveis alternativas de solução. Utilizando diversos meios e procedimentos, os jovens devolveriam tais diagnósticos às escolas, visando gerar trocas que permitissem a construção coletiva de alternativas de prevenção e enfrentamento de violências, estabelecendo um rol de prioridades e mecanismos de execução a serem negociados com diversas instâncias pertinentes. ÁREA DE ATUAÇÃO DAS PESQUISAS DO PROGRAMA: ? Sete UFs selecionadas entre os estados com taxas de homicídios juvenis acima da média nacional; Em cada UF, a pesquisa foi desenvolvida na capital, onde foi feita seleção probabilística de 7 Unidades escolares; A Previsão era abarcar cerca de 200 Unidades Escolares e cerca de 10 000 alunos; Nas turmas também selecionadas por técnica probabilística os jovens Monitores aplicaram questionários do survey, tendo como unidades alunos da EJA e do 8º e 9º anos do ensino médio. Os pesquisadores fizeram analises dos dados, devolvidos a cada escola, explicitando a respectiva margem de erro e intervalo de confiança. Além da capacitação em trabalho com survey os jovens foram qualificados para pesquisa de observação de campo sobre as escolas e o entorno..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2017
Juventude, Gênero, Sexualidade, Familia e Escola (Perfil da população escolar jovem (15-29 anos) e expectativas em relação à escola -Bahia e Brasil e Estudos de caso com ênfase em percepções sobre formação escolar e o lugar da família e da escola
Descrição: Mapeamento da diversidade de Perfis da população escolar jovem (15-29 anos) e expectativas em relação à escola -Bahia e Brasil e Estudos de caso com ênfase em percepções sobre formação escolar e o lugar da família e da escola quanto a sexualidade,-Salvador e Jequié, Bahia. O estudo em proposição pretende: primeiro, uma caracterização sócio-demografica dos jovens entre 15-29 anos em escolas, a nível de Brasil e Bahia, por exploração de dados secundários (IBGE- censo de 2010 e banco de dados do MEC-Censo escolar de 2011, microdados); segundo, através de um survey nacional mais explorar o perfil sócio demográfico desses jovens e suas expectativas sobre a escola, focalizando a UF Bahia ; e terceiro, por entrevistas e grupos focais em Salvador e Jequié (municípios da Bahia) discutir por estudos de casos, percepções de jovens que se consideram heterossexuais e jovens que se consideram homosexuais-homens e mulheres- os temas familia,formação escolar, culturas juvenis e cultura escolar, com inflexão sobre gênero, sexualidade e conhecimento critico. Na busca de compreender a relação da escola com os jovens a partir de suas expectativas, de fato, se pretende dialogar com os jovens, ressaltando a heterogeneidade de trajetórias sexuais e mapear diversidades de representações sobre o conhecimento, a família, a escola e essas nas suas vidas e projetos. Tal consideração sobre diversidades se alinha à reflexão de que as juventudes devem ser consideradas ?como uma categoria social transversalizada pelas categorias de gênero, de classe social, de etnia e de geração, dentre outras variáveis? (DAYRELL; MOREIRA; STENGEL, 2011, p. 12). De fato buscamos com esta proposta de pesquisa melhor conhecer a relação entre jovens e conhecimento escolar, jovens e ambiência escolar, com olhar atento a sexualidade como construto de culturas juvenis, mas sem marginalizar o debate mais contextual, ou seja, projetos de vida dos jovens, seus hábitos e valores e tipos de circulação por diferentes espaços, como por exemplo a família e o grupo de pares, e como participam do conhecimento-como receptores ou como críticos. Serão registradas violencias quer na escola quer na familia por conta da sexualidade assumida ou insinuada pelos jovens (homens e mulheres) e discutidas alternativas para uma educaçao para a diversidade, que a nosso juizo passa por refletir sobre as logicas de conhecimento ou perspectivas pedagogicas da escola, independente da material que se focalize. OBJETIVO Pretende-se um estudo interdisciplinar, decolando da demografia da população jovem em escolas e por pesquisas empíricas mais modeladas pela sociologia e pelos estudos culturais, recorrer tanto a estudos mais qualitativos como a ensaios, considerando discursos de autores de campos e objetos diversos preocupados com juventudes, conhecimento e formação para a diversidade quanto a orientações sexuais e falas de jovens ou seja suas praticas discursivas sobre tais temas para melhor compreender a produção de sentidos no cotidiano sobre escola, conhecimento e sexualidade (sobre produção de sentidos e produção de sentidos no cotidiano ver (SPINK 2004). Em que medida viria a escola produzindo sujeitos ?dóceis? (FOULCAULT 1988) reprodutores de estereótipos e conhecimento não reflexivo ou potencializando uma postura critica reflexiva e sensível à alteridade, ou seja o outro, a outra e que colabore com autonomia (FREIRE 1996) . Tem-se como hipótese que o ethos da docilidade é parte também da socialização a nível familiar, orientada para a heteronormatividade e divisões sexuais ou expectativas formais sobre cada sexo/gênero. Contudo discutir culturas, hábitus (BOURDIEU 1992) epraticas discursivas (SPINK et al 2004) sem estar atento para quem são os jovens em termos de perfilhação sócio demográfica, separando demografia, sociologia e cultura pode levar a inferências casuísticas?, falácias de níveis equivocado.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Selma Reis - Integrante / Karine Nascimento Silva - Integrante.Financiador(es): CNPq - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
Jovens, adolescentes e o trafico de drogas e as UPPs: Intersecções entre Genero e Ciclo de Vida. Discursos sobre Tempos Vividos, Percepções e Expectativas. Estudo de Caso no Complexo do Alemão?
Descrição: Estudo de caso por entrevistas com jovens que vivem no Complexo do Alemão, Rio de Janeiro e que tiveram ou têm algum envolvimento com o trafego de drogas e mães desses jovens. Retraça-se historias de vida, representações sobre distintas dimensões e se investiga pontos de inflexão na vida desses jovens-entrada e saída do trafico-e trajetórias de mães durante o envolvimento dos jovens no trafico. Especial referencia é feita aos impactos e como são vistas as UPPS.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (3) Doutorado: (3) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Felicia Picanço - Integrante / Marisa Fefferman - Integrante.Financiador(es): Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesquisa do Estado do RJ - Auxílio financeiro.
2013 - 2014
Programa de Avaliação e Apoio à Gestão de Programas de Voluntariado no Estado do Rio Grande do Sul -Produto 1

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Miriam Abramovay em 08/01/2014.
Descrição: Revisao da bibliografia nacional sobre os temas nucleares: juventudes; voluntariado; sociedade civil; violência e participação e elaboração do marco teórico e metodológico do Projeto, com ênfase no monitoramento e avaliação dos programas em realização pela ONG focalizada Parceiros Voluntários.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2014
Jovens (15 a 29 Anos) em escolas: quem são, o que pensam e suas expectativas sobre educação

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Miriam Abramovay em 18/06/2014.
Descrição: Pesquisa que combina um survey em todo o Brasil(cerca de 3 000 jovens) e grupos focais em 5 capitais e5 cidades do interior com jovens em escolas publicas do ensino médio para discutir dimensões como: significados que o jovem agtribui à escola, àeducação e ao saber e nexos com sua pratica escolar (clima escolar, relações com professores, com alunos, com a direção),avaliação da infraestrutura e expectativas em relação à educação e ao seu futuro.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Integrante / Miriam Abramovay - Coordenador / Julio Jacobo Waiselfsz - Integrante.Financiador(es): Ministério da Educação - Auxílio financeiro.
2012 - 2013
Por que os jovens frequentam a escola? Perfil e perspectivas de jovens no ensino medio-Brasil

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Miriam Abramovay em 30/07/2015.
Descrição: Projeto em 5 áreas do Brasil por survey e grupos focais com jovens do ensino médio, ProJovem Urbano e Ensino Medio, para o MEC para discutir de forma preventiva a evasão, o caso dos que não trabalham e estudam, o clima escolar e o que se considera como bom professor, além da cultura juvenil versos a cultura escolar. Recorre-se ao método de estudo de representações (Moscovici) e de produção de sentidos por analise de narrativas.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (20) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Integrante / Miriam Abramovay - Coordenador / Julio Jacobo Waiselfsz - Integrante / Leila Tibiriçá - Integrante.
2011 - 2012
Articulaçao educaçao e trabalho. Situação dos Afrodescendentes no Brasil
Descrição: Analise da situacao dos afrodescendentes em comparacao com outros grupos etnico-raciais em relaçao a escolaridade, enfatizando mudanças no periodo 2004 -2010 e politicas relacionadas a tal setor. Explora-se bancos de dados oficiais e bibliografia sobre o tema.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2012
Jovens em comunidades com UPPs, Rio de Janeiro 2011: Perfil, perspectivas e planos
Descrição: A pesquisa segue caminho quanti-quali, e por meio de um survey que conta com a colaboracao do IBOPE, junto a jovens , por uma amostra representativa de 17 comunidades em que foram implantadas Unidades de Policia Pacificadora no Rio de Janeiro, e cerca de 30 grupos focais, etapa em que se conta com a colaboracao de equipe do IESP/UERJ, uma serie de dimensoes sao pesquisadas no sentido de perfilar condicoes de vida, olhaers sobre a comunidade, representacoes sobre as UPPs e planos tanto para sua comunidade como para suas vidas. Nos grupos focais algumas juventudes sao mais focalizadas, como:jovens gravidas e maes; jovens que nao estudam e nao trabalham; jovens que estao ou ja estiveram em projetos governamentais ou da sociedade civil e jovens que cursam a universidade. No plano de analise dos dados quantitativos se controla sistematicamente as seguintes variaveis: classe social (criterio Brasil); renda familiar; raça/cor auto atribuida; idade e sexo. Considera-se jovens aqueles entre 15 a 29 anos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Integrante / Miriam Abramovay - Coordenador / Pablo Gentili - Integrante / Machado, Luiz Antonio - Integrante / Marcia Leite - Integrante.Financiador(es): Banco Interamericano de Desenvolvimento - Auxílio financeiro / Secretaria de Assistencia e Direitos Humanos Gov Estado Rio de Janeiro - Cooperação.
2010 - 2011
Perfil participantes da Mostra Jovem-Projovem
Descrição: Combinando um survey com grupos focais, realizacao de npesquisa com jovens selecionados para participar da Mostra Jovem, em Brasilia--agosto 2010. Cerca de 2000 questionarios e 60 grupos focais constituem a base da pesquisa versando sobre historias de vida, projetos, relaçao com o Projovem, representacao sobre temas contemporaneos polemicos e problemas do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (25) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante.Financiador(es): Secretaria Nacional de Politicas de Juventude - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 3
2008 - 2011
GÊNERO E FAMÍLIA EM MUDANÇA: PARTICIPAÇÃO DE PAIS NO CUIDADO COTIDIANO DE FILHOS PEQUENOS
Descrição: Estudo baseado em tecnicas quantitativas e quallitativas, transdisciplinar sobre divisoes sexuais de trabalho e poder, e o lugar do pai nos cuidados de filhos pequenos em diversos estratos socio economicos e grupos geracionais na cidade de Salvador. Recorre-se a entrevistas, testes de escalas e observaçao participantes, controlando classe social, e geraçoes de pais (em diferentes ciclos de vida). Alem da pesquisa com equipes de psicologos, sociologos, antropologos de carater direto, tipo survey vem se produzindo textos de ensaio sobre temas tais como dadiva, sexualidade, afetividade para o qual colaboram tambem debates com a filosofia Foulcaultiana.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Ana Carvalho - Integrante / Elaine Pedreira Rabinovich - Integrante / Vanessa R. S. Cavalcante - Integrante / Livia A. Fialho da Costa - Integrante / Anaamelia L.S.Franco - Integrante / Lucia V.S. Moreira - Integrante / Giancarlo Petrini - Integrante / Jose Menezes - Integrante.Financiador(es): Ministerio da Ciencia e Tecnologia - Auxílio financeiro.
2008 - 2011
Meninas em Gangues em Brasilia
Descrição: Pesquisa sobre genero em gangues em Brasilia, considerando temas como historia das gangues, relacoes com instituicoes, principais atividades, producao da masculinidade, relaoes de genero , drogas, trafico, violenciae recomendacoes para politicas. Recorre-se ao quadro teorico das politicas de reconhecimento (Fraser, Turner), questao da politica de espetaculo(Dabord), estado policial (Wacquant) e debate sobre juventudes e violencias(Soares e outros). Atraves de metodologia de sociologia compreensiva, aplica-se historia oral, entrevistas e grupos focais a jovens em gangues em Brasilia de ambos os sexos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Anna Lucia Cunha - Integrante / Priscila Calaf - Integrante.Financiador(es): Ministerio da Justiça - Auxílio financeiro.
2008 - 2009
Juventude, Politica e Participaçao-Perfil participantes I Conferencia Nacional de Politicas de Juventude
Descrição: Pesquisa elaborada com Miriam Abromovay, sobre participantes (delegados, observadores e outros) na I Conferencia Nacional de Politicas de Juventude, ocorrida em Brasilia em abril de 2008, com a promoçao institucional do Governo do Brasil-Secretaria Nacional de Juventude, Conselho Nacional de Juventude e RITLA. Investigou-se partipicapao, perspectivas de futuro, representaçoes sobre temas polemicos como aborto, uniao de homosexuais, politica de cotas, maioridade penal e avaliacoes sobre programas de governo para jovens, maquinaria estatal no campo de politicas de juventudes e propostas de grupos e ativistas na area de politicas de juventude. Recorreu-se a um survey com os participantes da Conferencia-cerca de 2000 participantes, e realizacao durante os tres dias de conferencia em Brasilia, de grupos focais e grupos de discussoes com 15 organizacoes juvenis de militancia variada. Produziu-se dois livros com ISBN que vem sendo apresentados desde julho de 2009 em diferentes eventos como reuniao anual do Conselho Nacional de Juventude, em Fortaleza (setembro de 2009) e sera apresentado debate com ativistas durante do Forum Social Mundial, tematico em Salvador, janeiro 2010.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Anna Lucia Cunha - Integrante / Priscila Calaf - Integrante.
2007 - 2009
Desafios para politicas de juventudes. Vontades, enfoques e o lugar do jovem
Descrição: O projeto consta de varias peças, considerando os jovens e escritos voltados a normatizaçao da vida desses, como politicas de juventudes. Em um primeiro elenco se desenvolveu estudos voltados a xploraçao a nivel de grandes numeros do perfil dos jovens quanto a uma serie de dimensoes-trabalho, escolaridade, participacao e sexualidade--, recorrendo à pesquisa que co-coordenamos "Juventude, Juventudes, o que une e o que separa" (Abramovay e Castro, UNESCO 2006)--a nivel de Brasil, comparando perfis segundo regioes, tipos de aglomerados urbanos e situaçao domiciliar urbano e rural, alem de sexo, grupos etarios e classe (criterio Brasil). O Projeto se desenvolveu por interinstitucionalidade participando tanto o Programa de Mestrado de Politicas Sociais e Cidadania (com envolvimento de professores, mestres e mestrandos) como do Programa de Familia e do Nucleo de Estudos de Pesquisas em Juventudes, Identidades, Cidadania e Cultura-todos tres institutos da UCSAL. Tambem foram produzidos textos na area de genero e geraçao (juventude) enfocando programas governamentais, violencia, participaçao, trabalho e educaçao Ainda no modulo juventude, cultura e participaçao, em um segundo momento, recorreu-se a pesquisas orientadas por tecnicas qualitativas (entrevistas e grupos focais), selecionando diversos grupos juvenis envolvidos em diferentes tipos de militancia (inclusive cybermilitancia) e atividades culturais. A intençao foi explorar a diversidade do conceito de participaçao politica e cultural, identifcar projetos de vida, historia de vida e a produçao de sujeitos politicos, assim como o imaginario dos jovens sobre o fazer politica institucional.Discute-se sexualidade tanto por pesquisa quantitativa como aproveitando escritos por pesquisas qualitativas e analises de orkut e blogs. Alem de um relatorio de 350 paginas e que contou com participaçao de varios membros do Nucleo de Estudos e Pesquisas sobre Juventudes, Identidades Cultura e Cidadania-NPEJI-UCSAL-c.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Shayana Busson dos Santos - Integrante / Angela Borges - Integrante / Ingrid Radel Ribeiro - Integrante / Augusto Sergio Vasconcelos de Oliveira - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Fundaçao Amparo a Pesquisa Bahia - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 30 / Número de orientações: 1
2006 - 2007
Juventude, Juventudes-Diversidade e o lugar da familia e da escola (Juventude, Familia e Sexualidade)
Descrição: Discutir-se-á o lugar da família e da escola em varias dimensões da vida dos jovens como sexualidade e outros temas. Revisita-se pesquisas que coordenou quando na UNESCO (2000-2006) e banco de dados da Pesquisa Juventude, Juventudes e se recorre a pesquisa compreensiva em Salvador para analisar temas como o lugar da família na produção de sujeitos políticos jovens. Nos estudos sobre juventudes tanto no exterior como no Brasil (e.g.Pais Machado, Abad, Novaes, Abramo, Rodriguez, Castro e Abramovay, entre outros) muito se avançou em subsídios para políticas sociais, contudo na maioria dos nossos estudos tem-se como referencia um ciclo de vida ou um curso de vida--plasticidade do conceito de geração-- contudo no afã de defender a propriedade de uma ou varias identidades juvenis e a importância de reconhecimento de cidadanias juvenis, ou políticas publicas mais formatadas considerando necessidades e singularidades de jovens, pouco se faz referencia à família tanto em políticas de juventudes quanto em textos sobre essas populações. Ao se enfatizar a importância de resgatar o lugar da família em estudos sobre juventudes, a intenção é discutir construções sociais sobre tal instituições entre jovens e em políticas voltadas para esses, ao tempo que se contrapõe discursos entre os pais sobre seus filhos. Tem-se também na agenda de pesquisa sobre o tema, as relações entre duas instituições pelas quais se movem o jovens, a escola e a família, analisando embates e possíveis complementaridades entre elas, frisando papeis em temas tais como iniciação sexual, valores sobre transição socio-sexual, o ficar, o namorar, direitos sexuais e direitos reprodutivos. Tais instituições socializadoras serão discutidas vis a vis outras, como pares e mídia. Apelar-se-á para a sociologia reflexiva para explorar sentidos, sobre o lugar da família e da escola em temas tais como a sexualidade entre jovens, pais e professores, assim como para analises multivariadas de banco de dados com.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Marlene Barreto Santos Miranda - Integrante / Nadir Oliveira Galrao Leite de Almeida - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 12 / Número de orientações: 1
2004 - 2006
Cidadanias Negadas, Vulnerabilidades e Cidadanias Ativas; Juventudes e Familias no Brasil
Descrição: Exploraçao 1) a nivel de grandes numeros sobre a diversidade da juventude-recorrendo à pesquisa em curso e as realizadas pela UNESCO; 2) no plano da pesquisa compreensiva analisa-se percepçoes de alunos, professores e pais sobre temas diversos, como sexualidade, racismo, violencia e participaçao politica.Identifica-se o lugar da familia, da escola e de outras instituiçoes no lidar com vulnerabilidades. O projeto dará lugar a publicaçoes já agendadas com a UNESCO e artigos varios, a serem veiculados por distintos meios..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante / Leonardo Pinheiro - Integrante / Loreta Bernadete da silva - Integrante / Danielle Valverde - Integrante / Diana Teixeira Barbosa - Integrante / Ioná Cristina Magalhaes da Paixao - Integrante / Sergio Mauricio Costa da Silva Pinto - Integrante.Financiador(es): Organização das Naçoes Unidas para Educaçao, Ciencia e Cultura - Cooperação.


Outros Projetos


2011 - 2016
Identidades e politicas, com ênfase em gênero, geração, raça e sexualidade
Descrição: O projeto se compõe de estudos de casos e pesquisas tipos survey e por exploracao de dados secundarios, e analises textuais sobre identidades especificas-genero, sexualidade (homo e heteroafetividade), geraçao (juventudes) e raça/etnididade-com a preocupaçao de em um segundo momento por ensaios discutir enfoques teoricos sobre a relaçao entre politicas e identidades-e.g., politicas de distribuiçao e de reconhecimento (Fraser, Taylor e Honneth entre outros); 'significantes vazios' (Laclau e Mouffe); emancipaçao (Saffioti e Boaventura Souza Santos entre outros). Tal projeto alem de se diversificar por teses e dissertacoes varias (que venho orientando), vem dando subsidios para cursos de pos graduaçao: Genero, Sexualidade e Familia; Juventudes e Vulnerabilidades; Genero, Geraçao-Juventudes-e Raça, alem da publicaçoes. Discute-se a transversalidade das categorias sociais e os conflitos de lealdades em particular no plano de identidades coletivas voltadas para cidadania ativa. Vem sendo desenvolvido no ambito de bolsa de produtividade do CNPq (2011-2013) e com financiamentos especificos, estando em fase de negociaçao pesquisa quanti-quali (survey, grupos focais e entrevistas-triangulaçao) sobre culturas juvenis, familia e escola, com o MEC para o periodo 2012-2014.
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) Doutorado: (3) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Miriam Abramovay - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / FACULDADE LATINOAMERICANA DE CIENCIAS SOCIAIS - Auxílio financeiro / Ministerio da Educaçao e da Cultura - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 7 / Número de orientações: 9
2005 - 2008
Identidades,Cidadania e Migraçoes Internacionais
Descrição: Ensaios e pesquisas sobre migraçoes internacionais,com enfase em identidades, estranhamentos e alteridadade. Discute-se o lugar da familia, a imbricaçao com genero, geraçao e raça/etnicidade e se enfoca governabilidade e politicas.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Mary Garcia Castro - Coordenador / Shayana Busson dos Santos - Integrante.Financiador(es): Centro deEstudos de Migraçao - Cooperação / CNPD/IPEA/Governo Brasil - Cooperação.
Número de produções C, T & A: 12


Membro de corpo editorial


2015 - 2015
Periódico: Bahia Analise & Dados
2015 - 2015
Periódico: Bahia Análise & Dados
2008 - Atual
Periódico: Revista da ANPG-Estudantes de Pos graduaçao
2006 - Atual
Periódico: Juventude.br
2006 - Atual
Periódico: Arthemis-revista feminista on line
2006 - Atual
Periódico: Gender and Society
2003 - Atual
Periódico: Presença da Mulher


Revisor de periódico


2015 - 2015
Periódico: Bahia Analise & Dados


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Demografia / Subárea: Componentes da Dinâmica Demográfica.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Outras Sociologias Específicas.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Conhecimento/Especialidade: Estudos Culturais.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia do Conhecimento/Especialidade: Relaçoes Sociais de Genero e Feminismo.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Sociologia da Juventude, Familia e Escola.
6.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Inglês
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Fala Pouco, Lê Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2015
Diploma Mulher Cidadã Bertha Lutz (para mulheres que se destacaram na area de direitos humnanos das mulheres), Senado da Republica do Brasil.
2015
Premio Alice Bottas (a mulheres que se destacaram na Bahia), Sindicato dos Bancários da Bahia.
2014
Homenagem a mulheres feministas que se destacaram, Uniao Brasileira de Mulheres- Bahia.
2011
Membro do Conselho Estadual de Cultura, Secretaria Estadual de Cultura-Governo do Estado da Bahia.
2005
Indicaçao representante Brasil Comissao Global Migraçoes Internacionais, Governo Brasil-Comissao Nacional de Populaçao e Desenvolvimento.
2000
Pesquisadora do Ano, Assembleia Legislativa da Bahia-Comissão Direitos da Mulher.
1999
Investigadora Destaque, Latin American Schollars Association - Gender Section.
1997
Cidadã Honoris Causa, Camara de Vereadores da Cidade de Salvador.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
54CASTRO, M. G.2018CASTRO, M. G.. UM NOVO FEMINISMO OU UM FEMINISMO QUE SE RADICALIZA?. MATRIA, v. 1, p. 33-39, 2018.

2.
49CASTRO, M. G.2018CASTRO, M. G.. Notas sobre Limitações e Potencialidades do Conceito de Protagonismo Juvenil, considerando movimentos sociais contemporaneos. JUVENTUDE.BR (CENTRO DE ESTUDOS E MEMÓRIA DA JUVENTUDE), v. 1, p. 57-64, 2018.

3.
55CASTRO, M. G.2017CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . ?Gênero e Cuidado em Políticas: Salas de Acolhimento do Projovem Urbano?. CADERNOS DE PESQUISA (FUNDAÇÃO CARLOS CHAGAS. ONLINE), v. 47, p. 264-291, 2017.

4.
9ABRAMOVAY, M.2015ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Ser Jovem no Brasil hoje:politicas e perfis da juventude brasileira. Cadernos ADENAUER (São Paulo), v. xvi, p. 13-16, 2015.

5.
2CASTRO, M. G.2015CASTRO, M. G.. Juventude e Sexualidade, Brasil 2000-2015. CADERNOS ADENAUER (SÃO PAULO), v. XVI, p. 121-140, 2015.

6.
1ABRAMOVAY, M.2015ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Jeunesses, violences et l?Etat : jeunes des territoires munis du programme « unités de police pacificatrice » à Rio de Janeiro. Revue pluridisciplinaire de recherche, v. 15, p. 50-78, 2015.

7.
50CASTRO, M. G.2015CASTRO, M. G.. O LUGAR DA FAMÍLIA, CONSIDERANDO JOVENS EM GANGUES, EM BRASÍLIA. DIÁLOGO E CURTOS CIRCUITOS COM WINNICOTT. DESAFIOS PARA A INTERDISCIPLINARIDADE ENTRE A SOCIOLOGIA E A PSICANÁLISE.. Diálogos Possíveis (FSBA), v. 1, p. 68-95, 2015.

8.
57ABRAMOVAY, M.2015ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Juventudes, Violencias e o Estado: Jovens em territorios com o programa Unidades de Policia Pacificadora no Rio de Janeiro. Dilemas: Revista de Estudos de Conflito e Controle Social, v. 1, p. 17-41, 2015.

9.
56CASTRO, M. G.2014CASTRO, M. G.. É POSSÍVEL UM DIÁLOGO ENTRE WINNICOTT, FEMINISTAS E SOCIÓLOGOS QUANDO O FOCO É GÊNERO E FAMÍLIA? NOTAS A PARTIR DE LEITURAS CRUZADAS SOBRE MATERNIDADE- NANCY CHODOROW E D.W. WINNICOTT. Diálogos Possíveis (FSBA), v. 1, p. 1-26, 2014.

10.
3ABRAMOVAY, M.2014ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Cidadanias negadas: Os jovens em territórios com unidades de polícia pacificadora ? Rio de. Diálogos Possíveis (FSBA), v. 1, p. 106-131, 2014.

11.
4CASTRO, M. G.2011CASTRO, M. G.. Notas sobre a potencialidade do conceito de patriarcado para um sujeito no feminismo. CADERNOS DE CRÍTICA FEMINISTA, v. ano V, p. 72-99, 2011.

12.
5CASTRO, M. G.2010CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Sobre a pesquisa "Quebrando Mitos: Juventude, participaçao e politicas. Juventude.br (Centro de Estudos e Memória da Juventude), v. 8, p. 50-57, 2010.

13.
6CASTRO, M. G.2009CASTRO, M. G.. Famille, genre, genération et sexualité du Brèsil. Recherches Féministes, v. 22, p. 7-23, 2009.

14.
8CASTRO, M. G.2008CASTRO, M. G.. Do feminino ao genero. A construçao e as reconstruçoes de um objeto. Presença da Mulher, v. 54, p. 23-34, 2008.

15.
10CASTRO, M. G.2008CASTRO, M. G.. Migraçoes internacionais, direitos humanos e o aporte do reconhecimento. REMHU (Brasília), v. 31, p. 7-36, 2008.

16.
11CASTRO, M. G.2005 CASTRO, M. G.. Estranhamentos e Identidades: Direitos Humanos, Cidadania e o Sujeito Migrante. Revista Brasileira de Estudos de População (Impresso), Sao Paulo, v. 22, n.1, p. 5-28, 2005.

17.
14CASTRO, M. G.2004CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Marcas de Gênero na Escola: sexualidade, violência discriminação - representações de alunos e professores. Educar para a Igualdade: Gênero e Educação Escolar, São Paulo, v. 1, p. 127-156, 2004.

18.
15CASTRO, M. G.2003CASTRO, M. G.. Alcance e Limites das Politicas de Identidade. Democracia Viva, Rio de Janeiro, v. 19, p. 12-21, 2003.

19.
16CASTRO, M. G.2002CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Jovens em Situação de Pobreza, Vulnerabilidades Sociais e Violencias. Cadernos de Pesquisa (Fundação Carlos Chagas), Sao Paulo, v. 116, p. 143-176, 2002.

20.
13CASTRO, M. G.2001CASTRO, M. G.. Genero e Poder, Leituras Transculturais. Cadernos Pagu (UNICAMP), Campinas, Sao Paulo, v. 16, p. 49-78, 2001.

21.
17CASTRO, M. G.2001CASTRO, M. G.. Engendering Powers in Neoliberal Times in Latin America: Reflections from the Left on Feminisms and Feminisms. Latin American Perspectives, Londres, v. 28, n.6, p. 17-37, 2001.

22.
12CASTRO, M. G.2001 CASTRO, M. G.. Marxismo, Feminismos e feminismo marxista. Critica Marxista, Sao Paulo, v. 11, p. 98-108, 2001.

23.
18CASTRO, M. G.1999CASTRO, M. G.. The Growth of Working Class Feminism in Brazil. Nacla Report On The Americas, New York, EE.UU., v. XXXII, n.4, p. 28-31, 1999.

24.
19CASTRO, M. G.1998CASTRO, M. G.. Cultura de Classe e Sujeitos na Revolução-Ecos do Manifesto Comunista. Cadernos do CEAS (Salvador), Salvador-Bahia, v. 178, p. 61-80, 1998.

25.
7CASTRO, M. G.1998CASTRO, M. G.. Le Pouvoir des Genres á l'époque du néo-liberalisme: une reflexion de gauche sur les feminismes en Amerique Latine. Alternatives Sud, Paris, v. V, n.1998, p. 45-64, 1998.

26.
20CASTRO, M. G.1998CASTRO, M. G.. ONGs-Quando o Povo, Poder e Projetos fazem a Diferença. Bahia Análise & Dados, Salvador-Bahia, v. 7, n.4, p. 26-38, 1998.

27.
21CASTRO, M. G.1998CASTRO, M. G.. The Gendered (Di)-Vision of the Rebellion: The Public and the Private in Life Histories of Female and Male UInion Leaders, Salvador-Bahia-Brazil. Identities Global Studies In Culture And Power, New Hampshire,.EE.UU., v. 5, n.1, p. 65-96, 1998.

28.
22CASTRO, M. G.1997CASTRO, M. G.. Engendrando Poderes em tempos Neoliberais: Feminismos e Feminismos, Reflexoes a Esquerda. Sociedade e Estado, Brasilia, DF, v. XII, n.2, p. 309-328, 1997.

29.
23CASTRO, M. G.1997CASTRO, M. G.. Transidentidades no Local Globalizado. Não Identidades, Margens e Fronteiras: Vozes de Mulheres Latinas nos EE.UU>. Revista Crítica de Ciencias Sociais, Coimbra, Portugal, v. 48, n.junho, p. 147-174, 1997.

30.
25CASTRO, M. G.1996CASTRO, M. G.. Raça, Gênero e Sindicato Em Tempos de Globalização. CADERNOS DO CENTRO DE ESTUDOS E AÇÃO SOCIAL, Salvador-Bahia, v. 166, p. 36-51, 1996.

31.
24CASTRO, M. G.1996CASTRO, M. G.. Perspectiva de Gênero e Análise sobre Mulher e Trabalho na América Latina: Ensaio/Notas sobre Impasses Teóricos. Revista de Antropologia (PPGA/UFPE), Recife-PE, v. 1, n.2, p. 55-85, 1996.

32.
27CASTRO, M. G.1995CASTRO, M. G.. Gênero e Poder No Espaço Sindical. REVISTA DE ESTUDOS FEMINISTAS, Rio de Janeiro-RJ, v. 3, n.1, p. 29-51, 1995.

33.
30CASTRO, M. G.1995 CASTRO, M. G.. No Limiar de Um Novo Milênio: Possibilidades e Cenários. CADERNOS DO CENTRO DE RECURSOS HUMANOS, Salvador-Bahia, v. 22, p. 31-50, 1995.

34.
29CASTRO, M. G.1995CASTRO, M. G.. Mulher Negra, Resistência e Cidadania: e O Lugar da Mulata ?. PRESENÇA DA MULHER, v. 7, n.28, p. 26-33, 1995.

35.
26CASTRO, M. G.1995CASTRO, M. G.. A Crise Paradigmática. Pós-Modernidade Na Ciência. e Nós Latino-Americanos, Que Temos A Ver Com Isso? Aportes Sociológicos. REVISTA ALTERIDADES, Salvador-Bahia (UFBA/FFCH), v. 1, p. 85-99, 1995.

36.
31CASTRO, M. G.1994CASTRO, M. G.. The Alchemy Betweem Social Categories In The Production Of Political Subjects: Class, Gender, r And Generation in the Case of Domestic Workers'UnionLeaders In Salvador-Bahia, Brazil. THE EUROPEAN JOURNAL OF DEVELOPMENT RESEARCH, LONDRES, v. 5, n.2, p. 1-22, 1994.

37.
32CASTRO, M. G.1994CASTRO, M. G.. Violência Contra Mulher No Brasil. CADERNOS DO CEAS, v. 3, 1994.

38.
33CASTRO, M. G.1993CASTRO, M. G.. Sensibilidade Feminina. PRESENÇA DA MULHER, São Paulo, v. 26, p. 32-37, 1993.

39.
35CASTRO, M. G.1992CASTRO, M. G.. Esterilização de Mulheres No Brasil. CADERNOS DO CEAS, Salvador-Bahia, v. 138, 1992.

40.
37CASTRO, M. G.1992CASTRO, M. G.. Patriarcado: Desencontros Entre A Sociologia, O Feminismo e Entre Correntes do Feminismo. PRESENÇA DA MULHER, v. 21, n.10, 1992.

41.
34CASTRO, M. G.1992CASTRO, M. G.. Alquimia das Categorias Sociais Na Produção de Sujeitos Políticos: Raça, Gênero e Geração Entre Líderes do Serviço Doméstico. ESTUDOS FEMINISTAS, Rio de Janeiro (UFRJ/CIEC), v. 0, p. 57-73, 1992.

42.
36CASTRO, M. G.1992CASTRO, M. G.. O Conceito de Gênero e as Análises sobre Mulher e Trabalho: Notas sobre Impasses Teóricos. Cadernos do CRH (UFBA), Salvador-Bahia, v. 17, n.jul-dez, p. 80-105, 1992.

43.
39CASTRO, M. G.1990CASTRO, M. G.. Gravidez Entre Adolescentes. PRESENÇA DA MULHER, São Paulo, v. 4, n.15, p. 30-35, 1990.

44.
40CASTRO, M. G.1990CASTRO, M. G.. Relações Sociais de Classe e de Sexo. PRESENÇA DA MULHER, São Paulo, v. 4, n.16, p. 19-26, 1990.

45.
38CASTRO, M. G.1990CASTRO, M. G.. A Mulher e A Crise No Brasil. CADERNOS DO CEAS, Salvador-Bahia, v. 129, n.9, p. 64-79, 1990.

46.
41CASTRO, M. G.1989CASTRO, M. G.. Empregadas Domesticas A Busca de Uma Identidade de Classe.. CADERNOS DO CEAS, Salvador-Bahia, v. 123, n.9/10, p. 44-59, 1989.

47.
42CASTRO, M. G.1988CASTRO, M. G.. Colombia, Atras do Fumo e da Fumaca, Uma Guerra Suja.. CADERNOS DO CEAS, Salvador-Bahia, v. 117, n.9/10, p. 24-34, 1988.

48.
43CASTRO, M. G.1986CASTRO, M. G.. Women In Migration:Organization And Solidarity.. (ARTIGO BASEADO EM APRESENTACAO FEITA EM NAIROBI, FORUM DAS NU SOBRE MULHER), MIGRATION WORLD MAG., New York (ONU_), v. XIV, n.1/2, p. 15-20, 1986.

49.
44CASTRO, M. G.1982CASTRO, M. G.. Women In Migration: Colombian Voices In The Big Apple.. MIGRATION TODAY, New York, v. X, n.3/4, p. 22-31, 1982.

50.
46CASTRO, M. G.1980CASTRO, M. G.. A Mulher Na Reproducao da Forca de Trabalho.. REVISTA CIVILIZACAO BRASILEIRA, v. 22, p. 157-172, 1980.

51.
47CASTRO, M. G.1980CASTRO, M. G.. Controle da Natalidade O Que Quer O Governo e O Que Querem As Feministas.. REVISTA CIVILIZACAO BRASILEIRA, v. 22, p. 223-235, 1980.

52.
45CASTRO, M. G.1980CASTRO, M. G.. A Familia No Brasil - Analise Censitaria.. REVISTA BRASILEIRA DE GEOGRAFIA E ESTATISTICA, v. 41, n.161-3-54, p. 3-54, 1980.

53.
48CASTRO, M. G.1978CASTRO, M. G.. Sobre Patrick Guedes O Pai do Planejamento Urbano.. REVISTA DE ECONOMIA DO NORDESTE, v. 9, n.1, p. 87-98, 1978.

54.
52CASTRO, M. G.1977CASTRO, M. G.; SIMOES, G. ; BELOCH, E. ; OLIVEIRA, Z. . Qualidade de Vida Urbana: Um Conceito Em Critica.. REVISTA BRASILEIRA DE PLANEJAMENTO-IBP, v. 5, p. 34-50, 1977.

55.
49CASTRO, M. G.1977CASTRO, M. G.; SIMOES, C. ; OLIVEIRA, Z. . Analise de Algumas Caracteristicas dos Migrantes Na Regiao Metropolitana Rio.. BOLETIM DEMOGRAFICO, v. 38, n.149, p. 45-78, 1977.

56.
51CASTRO, M. G.1977CASTRO, M. G.. Indicadores Sociais e Migracoes Internas.. REVISTA BRASILEIRA ESTATISTICA, v. 39, n.153, p. 3-34, 1977.

57.
53CASTRO, M. G.1976CASTRO, M. G.. As Migracoes Internas Na Regiao Metropolitana de Salvador.. REVISTA ECONOMICA DO BANCO DO NORDESTE, p. 20-60, 1976.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. ; Silva, Ana Paula ; Cerqueira, Luciano . Diagnóstico participativo das violências nas escolas: falam os jovens./. 1. ed. Rio de Janeiro: FLACSO/OEI/MEC, 2016. v. 1. 97p .

2.
MESSEDER, S. A. ; CASTRO, M. G. . Enlaçando Sexualidades:uma tessitura interdisciplinar no reino das sexualidades e das relações de genero. 1. ed. Salvador, Ba: EDUFBA, 2016. v. 1. 321p .

3.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. ; waiselfsz, Julio Jacobo . Juventudes na Escola, Sentidos e Buscas: Por que Frequentam?. 1. ed. Brasilia: MEC/OEI/FLACSO, 2015. v. 1. 346p .

4.
CASTRO, M. G.. Emancipação, Cidadania e Juventudes: Estes Tempos. 1. ed. Rio de Janeiro: FLACSO-Brasil, 2014. v. 1. 70p .

5.
Gentili, Pablo ; CASTRO, M. G. ; ABRAMOVAY, M. ; BUSSON, S. . Educação e População Afrodescendente no Brasil: Avanços, Desafios e Perspectivas. 1. ed. Madrid: Fundacion Carolina, 2012. v. 1. 400p .

6.
CASTRO, M. G.; Carvalho, Ana ; Moreira, Lucia . Dinâmica Familiar do Cuidado: Afetos, Imaginario e envolvimento dos pais na atençao dos filhos. 1. ed. Salvador: EDUFBA, 2012. v. 1. 349p .

7.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. ; Calaf, Priscila ; Cunha, Anna Lucia ; Freitas, Maria Virginia ; Valentino, Leonor ; Ferreira, Talita . Mostra Jovem! Rompendo Invisibilidades. 1. ed. Brasilia: Secretaria Geral da Presidencia da Republica, 2011. v. 1. 320p .

8.
ABRAMOVAY, M. ; Cunha, Anna Lucia ; Calaf, Priscila ; Carvalho, Luis Felip de ; CASTRO, M. G. ; Fefferman, Marisa ; Rodrigues, Roberto ; Maciel, Max . Gangues, Genero e Juventudes. 1. ed. Brasilia: Governo Brasil-Secretaria de Direitos Humanos, 2010. v. 1. 314p .

9.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Quebrando Mitos: Juventude, Participaçao e Politicas. 1. ed. Brasilia: RITLA/CONJUVE, 2009. v. 1. 298p .

10.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Quebrando Mitos:Juvbentude, Participaçao Politica-Resumo Executivo. 1. ed. Brasilia: RITLA/CONJUVE, 2009. v. 1. 104p .

11.
Menezes (Org.) ; CASTRO, M. G. (Org.) . Família, população, sexo e poder-entre saberes e polemicas. 1. ed. São Paulo: Edt Paulinas, 2009. v. 1. 311p .

12.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; DELEON, A. . juventude: tempo presente, tempo futuro?. 1. ed. Sao Paulo: GIFE, 2007. v. 1. 189p .

13.
Borges (Org.) ; CASTRO, M. G. (Org.) . Familia, Genero e Geraçoes. 1. ed. Sao Paulo: Paulinas, 2007. v. 1. 231p .

14.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; VALVERDE, D. ; BARBOSA, D. T. ; AVANCINI, M. P. . Cotidiano das escolas: entre violencias. Brasilia: UNESCO-MEC, 2006. v. 1. 403p .

15.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Relações Raciais na Escola: reproduçao de desigualdades em nome da igualdade. 1. ed. Brasilia: UNESCO, MEC/INEP, Observatorio de Violencias/UCBrasilia, 2006. v. 1. 370p .

16.
ABRAMOVAY, M. (Org.) ; CASTRO, M. G. (Org.) ; Castro (Org.) ; Sousa (Org.) ; SOUZA, A. N. A. (Org.) . Juventude, Juventudes: o que une e o que separa. 1. ed. Brasilia: UNESCO, 2006. v. 1. 744p .

17.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Caleidoscópio das violencias nas escolas. 1. ed. Brasilia: Mania de Educaçao-Missao Criança, 2006. v. 1. 77p .

18.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Genero e Meio Ambiente - 2a ediçao ampliada. 2. ed. \sao Paulo: Cortez, 2005. v. 01. 144p .

19.
CASTRO, M. G.; SILVA, L. B. . Respostas aos Desafios da Aids no Brasil. 1. ed. Brasilia: UNESCO-Brasil, Ministerio da Saude, 2005. v. 01. 620p .

20.
CASTRO, M. G.; SILVA, L. B. . Responses do aids Challenges in Brazil: Limits and Possibilities. 01. ed. Brasilia: UNESCO, 2005. v. 01. 680p .

21.
CASTRO, M. G.. Juventudes e Sexualidade. 1. ed. Brasilia: UNESCO, 2004. v. 01. 428p .

22.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; RODRIGUEZ, E. . Politicas Publicas de/para/com Juventudes. 1. ed. Brasilia: UNESCO, 2004. v. 1. 304p .

23.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Juventude, Violencia e Vulnerabilidade Social na America Latina. 1. ed. DF: UNESCO-BID, 2002. v. 1. 88p .

24.
CASTRO, M. G.; SERRAVALLE, R. ; RAMOS, P. R. . Dividindo para Somar. Gênero e Liderança Sindical Bancária em Salvador nos anos 90. Salvador: EDUFBA, 2002. v. 01. 181p .

25.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Drogas nas Escolas. 1. ed. Brasilia: UNESCO, 2002. v. 1. 448p .

26.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Cultivando Vida, Desarmando Violencias-Experiencias em Educação, Cultura, Lazer, Esporte e Cidadania com Jovens em Situaçao de Pobreza. 2. ed. DF: UNESCO, 2001. v. 1. 583p .

27.
CASTRO, M. G.; BERQUO, E. (Org.) . Migraçoes Internacionais. Contribuiçoes para Politicas. 1. ed. DF: CNPD, Ministerio de Planejamento, 2001. v. 1. 665p .

28.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . En-Gen-dran-do um Novo Feminismo.Mulheeres Líderes de Base. Brasilia,DF: UNESCO e CEPIA, 1998. v. 1. 244p .

29.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Gênero e Meio Ambiente. Sao Paulo: Cortez Editora, UNESCO, UNICEF, 1997. v. 1. 112p .

30.
CHANEY, E. ; CASTRO, M. G. . Muchachas No More. Household Workers In Latin America And The Caribbean. PHILADELPHIA: TEMPLE UNIVERSITY, 1991. 450p .

31.
CHANEY, E. ; CASTRO, M. G. . Muchachas No More:Household Workers In Latin America And The Caribbean.. PHILADELPHIA: TEMPLE UNIVERSITY PRESS, 1989. 00486p .

32.
CASTRO, M. G.. Mujeres Pobres Como Jefes de Hogar Y Como Esposas, En El Processo de Reproduccion, On Bogota. Identidad Y Heterogeneidades.. GENEBRA: OIT - ORGANIZACAO INTERNACIONAL TRABALHO, 1987. 00092p .

33.
CASTRO, M. G.; GEARINGS, J. ; GILL, M. . Women And Migration In Latin America And The Caribbean: A Selective Annotated Bibliography.. GAINVESVILLE, FL: UNIVERSITY FLORIDA, 1984. 00220p .

34.
CASTRO, M. G.. 'Mary' And 'Eve'S' Social Reproduction In The'Big Apple':Colombian Voices.. NEW YORK: NEW YORK UNIVERSITY, 1982. 00200p .

35.
CASTRO, M. G.. Migratcon Laboral Femenina En Colombia.. BOGOTA: OTI / PNVO - NACOES UNIDAS, 1980. 00520p .

36.
CASTRO, M. G.; SIMOES, C. ; FEITOSA, L. ; OLIVEIRA, L. A. . O Quadro das Familias Em Domicilios Migrantes.Um Estudo Censitario dos Diferenciais Nas Regioes Metropolitanas.. RIO DE JANEIRO: FUNDACAO IBGE, 1979. 00400p .

37.
CASTRO, M. G.; GRABOIS, G. ; TUCCI NETO, E. ; FRAENKEL, L. ; DUAYER, M. . Migration In Brazil: Approaches To Analysis And Policy Design.. LIEGE, BELGICA: OIT / ORDINA, 1978. 00450p .

Capítulos de livros publicados
1.
CASTRO, M. G.. O Golpe de 2016 e a Demonizaçao de Genero. In: Linda Rubim;Fernanda Argolo. (Org.). O Golpe na Perspectiva de Gênero. 1ed.Salvador: EDUFBA, 2018, v. 1, p. 127-146.

2.
CASTRO, M. G.. Juventudes e Migrações Internacionais. Critica de Narrativas Políticas por Lições de Gênero. In: Maria Luíza Santos; Clodoaldo Silva da Anunciação; Vanessa Cavalcanti (org). (Org.). Migrações e Identidades: Várias Óticas e Novas Perspectivas. 1ed.Ilhéus, Ba: EDITUS ED DA UESC, 2017, v. 1, p. 69-96.

3.
CASTRO, M. G.. Notas, Provocações: de que projeto de nação se fala quando o patriarcado e o racismo se encontram?. In: Julieta Palmeira. (Org.). Mulheres: diversidade e direitos humanos. 1ed.Salvador: Secretaria de Politicas para as mulheres, 2017, v. 1, p. 61-69.

4.
CASTRO, M. G.. Familia, modos de usar e abusar: Maternidade e Deslocamentos ou ensaiando indisciplinas. In: Messeder, Suely: Castro, Mary Garcia e Mouttnho, Laura. (Org.). Enlaçando sexualidades:uma tessitura interdisciplinar no reino das sexualidades e das relações de genero. 1ed.Salvador, Ba: EDUFBA, 2016, v. 1, p. 41-65.

5.
CASTRO, M. G.. Meninas Negras e \sexualidade: Quando o quadrado tem 8 lados (Reflexões sobre o cenário de gênero, raça, geração e classe e as meninas do Funk Bonde das Maravilhas). In: Regina Marques de Souza Oliveira. (Org.). Cenários da Saúde da População Negra no Brasil: Diálogos e Pesquisas. 1ed.Cachoeira, Bahia: UNIAFRO/UFRB, 2016, v. 1, p. 30-65.

6.
CASTRO, M. G.. Efetividade Emancipatória das Politicas de Genero, Economico-inclusivas na Bahia. Notas sobre Processo de Produção de Indicadores Up to date. In: Rilton Gonçalo B. Primo; Vanda Macedo Bonfim; José Felix Garcia Rodriguez. (Org.). Efetividade Emancipatória das Politicas Emancipatorias de Genero, Economico-Inclusivas na Bahia. Notas sobre Processo de Produção de Indicadores Up to date. 1ed.Salvador: Ceala, 2015, v. 1, p. 10-13.

7.
CASTRO, M. G.. interdisciplinaridade e os estudos sobre familia: Notas sobre produçao/pratica do Programa de Pos Graduaçao em Familia na Sociedade Contemporanea. In: Ana Cecilia de Souza Basros; Lucia Vaz de Campos Moreira; Giancarlop Petrrini e Miriam Alves de Camara de Alcantara. (Org.). Famiia no Brasil: recurso para a pessoa e a sociedade. 1ed.Curitiba: Juruá, 2015, v. 1, p. 185-208.

8.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Prevenir para nao arremendar, Juventudes e Politicas de Segurança Publica. In: Andrade, Eliane Rieiro; Pinheiro, Diogenes; Esteves, Luiz Carlos Gil. (Org.). Juventuide e Perspectiva, Multiplos Enfoques. 1ed.Rio de Janeiro: UNIRIO, 2014, v. 1, p. 174-180.

9.
CASTRO, M. G.. Cristina Bruschini: acessando genero, trabalho e familia. In: Funck, Suzana Borneo; Minella, Luzinete Simoes; Oliveira Assis, Graciela. (Org.). Linguagens e Narrativas, Desafios Feministas. 1ed.Tubarão, SC: Copiart Ed, 2014, v. 1, p. 469-480.

10.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; FEFFERMAN, M. . Juventude e violencia. Entre politicas de estado e praticas politicas de recusa. A busca por respeito. In: Ernesto Rodriguez. (Org.). Movimientos juveniles en America Latina y el Caribe. Entre la Tradicion y la Innovacion. 1ed.Lima, Peru: UNESCO-CELAJUoSENAJU, 2013, v. 1, p. 75-94.

11.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Juventudes, Cidadania e Participação. In: Anete B. L. Ivo. (Org.). Dicionário Tematico Desenvolvimento Questao Social. 1ed.Sao Paulo: Annablume, 2013, v. , p. 281-287.

12.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; Tibiriçá, Leila . Juventudes e Politicas Publicas-questoes. In: Lucia Vaz de Campos Moreira. (Org.). Psicologia, Família e Direito: Interfaces e conexões. 1ed.Curitiba: Juruá ed., 2013, v. 1, p. 225-244.

13.
CASTRO, M. G.. Migraçoes Internacionais, Direitos Humanos e o aporte do Reconhecimento. In: Valneda Cassia Santos Carneiro; Vanessa Ribeiro Simon Cavalcanti. (Org.). Direitos Humanos, Multiplos Olhares. 1ed.Salvador: UCSAL, Romanegra Ed, 2012, v. 1, p. 259-302.

14.
CASTRO, M. G.. Temas persistentes e enfoques emergentes. Resgatando o conceito de patriarcado em genero. In: Arilha, Margareth; Caetano, André Junqueira; Guedes, Moema; Marcondes, Glaucia dos Santos. (Org.). Dialogos Transversais em Genero e Fecundidade. Articulaçoes Contemporaneas. 1ed.Campinas: Ed Librium, 2012, v. 1, p. 131-146.

15.
CASTRO, M. G.; RIBEIRO, I. R. . Adolescentes, jovens, direito e familia: questionando saberes sobre proteção a direitos sexuais e reprodutivos. In: Dayrell, Juarez; Moreira, Maria Ignez Costa e Stengel, Marcia. (Org.). Juventudes Contemporaneas: Um Mosaico de Possibiidades. 1ed.Belo Horizonte: Editora PUCMINAS, 2011, v. 1, p. 251-272.

16.
CASTRO, M. G.. Desafios para quem faz o campo das politicas publicas de juventude. In: Fernanda de Carvalho Papa; Maria Virginia de Freitas (org). (Org.). Juventude em pauta. Politicas publicas no Brasil. 1ed.Peiropolis, Sao Paulo: Ed Peiropolis, 2011, v. 1, p. 251-266.

17.
CASTRO, M. G.; RIBEIRO, I. R. ; BUSSON, S. . Norma e Cultura: diversificacao das infancias e adolescencias na sociedade brasileira contemporanea de acordo com os direitos sexuais e reprodutivos. In: Ungaretti, Maria América. (Org.). Criança e Adolescente. Direitos, Sexualidades e Reproduçao. 1ed.Sao Paulo: ABMP-Childhood, 2010, v. 1, p. 61-87.

18.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Enlaçando Genero, sexualidade e juventudes. In: Messeder, Suely; Martins, Marco Antonio Matos. (Org.). Enlaçandol Sexualiadades. 1ed.SALVADOR: EDUNEB, 2010, v. 1, p. 19-46.

19.
CASTRO, M. G.; VASCONCELOS, A. . Juventudes e participaçao politica na contemporaneidade: explorando dados e questionando interpretaçoes. In: Miriam Abramovay; Eliane Ribeiro Andrade; Luiz Carlos Gil Esteves. (Org.). Juventudes: outros olhares sobre a diversidade. 1ed.Brasilia, DF: MEC/SECAD-Coleçao Educaçao para todos, 2009, v. 1, p. 81-118.

20.
CASTRO, M. G.. Debates sobre genero e patriarcado em construçoes de Therborn. In: Menezes, Jose E.X.: Castro, Mary Garcia. (Org.). Familia, população, sexo e poder. 1ed.Sao Paulo: Paulinas, 2009, v. 1, p. 47-73.

21.
CASTRO, M. G.. Juventud y diferencias por raza/etnia enfoques combinados sobre el Brasil. In: Beatriz Castro Carvajal. (Org.). La Sociedad Coilombiana, cifras y tendencias. 1ed.Santiago de Cali: Programa Editorial Universidad del Valle, 2009, v. 1, p. 45-80.

22.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; BUSSON, S. . Genero, Juventude e Sexualidade-representações e a produçao politico cultural. In: Maria Tereza Canezin Guimaraes; Sonia M. Gomes Souza (orgs.). (Org.). Juventude e Contemporaneidade. Desafios e Perspectivas. 1ed.Goiania: Canone Editorial;Editora UFG, 2009, v. 1, p. 77-100.

23.
CASTRO, M. G.. Comentarios-Juventude na Conferencia do Cairo 15 anos depois no Brasil. In: Diretoria da ABEP. (Org.). Brasil, 15 anos apos a Conferencia do Cairo. 1ed.Campinas: ABEP/UNFPA, 2009, v. 1, p. 291-302.

24.
CASTRO, M. G.; RIBEIRO, I. R. . Juventude, Raça e Etnia-Difernciais e Desempenho Escolar. In: Osmundo Araujo Pinho; Livio Sansone. (Org.). Raça: Novas Perspectivas Antropologicas. 2ed.Salvador: EDUFBA, 2008, v. 1, p. 393-420.

25.
CASTRO, M. G.. Prefacio-Feminismo Emancipacionista. In: Loreta Valadares. (Org.). As Faces do Feminismo. 1ed.Sao Paulo: Anita Garibaldi, 2007, v. 1, p. 7-23.

26.
CASTRO, M. G.. Juventudes e participaçao no Brasil: re-acessando debates. In: Wilhelm Hofmeister. (Org.). Geraçao Futuro - Cadernos Adenauer VIII - n 2. 1ed.Rio de Janeiro: Fundaçao Konrad Adenauer, 2007, v. 1, p. 85-110.

27.
CASTRO, M. G.. Desafios para politicas relacionadas à Juventudes. In: Eduardo L.G. Rios-NETo. (Org.). A Populaçao nas Politicas Publicas: Genero, Geraçao e Raça. 1ed.Brasilia: CNPD-UNFPA, 2007, v. 1, p. 72-78.

28.
CASTRO, M. G.. Apresentaçao do Relatorio da Comissao Global de Migracoes Internacionais. In: Eduardo L.G. Rios Neto. (Org.). A populaçao nas polticas publicas: genero, geraçao e raça. 1ed.Brasilia: CNPD-UNFPA, 2007, v. 1, p. 115-118.

29.
CASTRO, M. G.. Migraçao internacional: transpassando fronteiras do nacional e do individual. In: Rosita Milesi. (Org.). Refugio, Migracoes e Cidadania. 1ed.Brasilia: UNHCR-ACNUR-Instituto Migracoes e Direitos Humanos, 2007, v. 2, p. 69-77.

30.
CASTRO, M. G.; MIRANDA, M. B. S. ; ALMEIDA, N. O. G. L. . Juventude, genero, familia e sexualidade. Combinando tradiçao e modernidade. In: Angela Borges; Mary Garcia Castro. (Org.). Familia, genero e geraçoes. Desafios para as politicas sociais. 1ed.Sao Paulo: Paulinas, 2007, v. 1, p. 45-110.

31.
CASTRO, M. G.. Politicas publicas de juventude - questoes de participaçao. In: Claudia Mayorga; Marco Aurelio Maximo Prado. (Org.). Psicologia Social: articulando saberes e fazeres. 1ed.Belo Horizonte: Autentica, 2007, v. 1, p. 179-197.

32.
CASTRO, M. G.. Migraçoes Internacionais, Direitos Humanos e Ordem Politico Social Internacional: Por um novo paradigma. In: Secretaria General Ibero americana. (Org.). Unidos por la Migracion - Unidos pelas Migraçoes. 1ed.Madrid: SEGIB, 2006, v. 1, p. 437-448.

33.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Juventudes no Brasil - Vulnerabilidades negativas e positivas, desafiando enfoques de politicas publicas. In: Joao Carlos Petrini; Vanessa Ribeiro Simon Cavalcanti. (Org.). Familia, Sociedade e Subjetividades. 1aed.Petropolis: Vozes, 2005, v. , p. 54-83.

34.
CASTRO, M. G.. Politicas publicas por identidades e de açoes afirmativas: acessando genero e raça, na classe, focalizando juventudes. In: Regina Novaes; Paulo Vannuchi. (Org.). Juventude e Sociedade: Trabalho, Educação, Cultura e Participação. Sao Paulo: Instituto de Cidadania e Ed Perseu Abramo, 2004, v. , p. 275-303.

35.
CASTRO, M. G.. O que dizem as pesquisas da UNESCO sobre juventudes no Brasil. In: Regina Reyes Novaes; Marta Porto; Ricardo Henriques. (Org.). Juventude, Cultura e Cidadania. Rio de Janeiro: ISER, 2002, v. 21, p. 63-90.

36.
CASTRO, M. G.. Feminização da Pobreza em Cenario Neo Liberal. In: Alvaro Gomes. (Org.). O Trabalho no Seculo XXI. Sao Paulo: Anita Garibaldi, 2001, v. , p. 257-278.

37.
CASTRO, M. G.. Engendering and Colouring Labor Unions: Transcultural Readings of Latin American Women Ways. In: Augustin Lao-Montes; Arlene Davila. (Org.). Mambo Montage: The Latinization of New York. 1ed.New York: Columbia University, 2001, v. 1, p. 387-408.

38.
CASTRO, M. G.. Mujer y Feminismos en Tiempos Neoliberales en America Latina: Balance y Utopias de Fin de Década. In: Sara Poggio; Montserrat Sagot. (Org.). Irrumpiendo en lo Publico: Seis Facetas de las Mujeres en America Latina. San Jose, Costa Rica: Universidad Nacional, Universidad de Costa Rica, 2000, v. , p. 93-138.

39.
CASTRO, M. G.. Limits of Politics of Identities and Possibilities of Identities in Class Bases Inrternationalist Politics. In: Debra Castillo; Mary Jo; Breny Mendonza. (Org.). Rethinking Feminisms in Latin America. 1ed.Ithaca: Cornell University, 2000, v. 1, p. 177-199.

40.
CASTRO, M. G.. Transidentidades no Local Globalizado. Nao identidades, margens e fronteiras. Vozes Latinas nos EEUU. In: Bela Feldman-Bianco; Graça Capinha. (Org.). Identidades. 1ed.Sao Paulo: Hucitec, 2000, v. 1, p. 149-175.

41.
CASTRO, M. G.. Latinos Nos Estados Unidos: Unindo Américas, Fazendo A América de Lá Ou Perdendo A Nossa América ?. In: Sergio Adorno. (Org.). A SOCIOLOGIA ENTRE A MODERNIDADE E A CONTEMPORANEIDADE. PORTO ALEGRE: UFRGS, 1995, v. , p. 227-241.

42.
CASTRO, M. G.. Latinos Nos Eeuu. Unindo Américas, Fazendo A América de Lá Ou Perdendo A Nossa América ?. In: Lena Lavinas; Liana Maria da Frota Carleial; Maria Regina Nabuco. (Org.). INTEGRAÇÃO, REGIÃO E REGIONALISMO. RIO DE JANEIRO: BERTRAND BRASIL, 1994, v. , p. 273-294.

43.
CASTRO, M. G.. Qué Se Compra Y Qué Se Vende En El Servicio Doméstico ? El Caso Colombiano. In: Magdalena Leon. (Org.). TRABAJADORAS DOMESTICAS EN AMERICA LATINA Y EL CARIBE. CARACAS: NUEVA SOCIEDAD, 1993, v. , p. 99-122.

44.
CASTRO, M. G.. Similarities And Differences: Female Headed Households In Brazil And Colombia. In: Joan Mencher; Anne Okongwu. (Org.). WHERE DID ALL THE MEN GO ?. SAN FRANCISCO: WEST VIEW PRESS, 1993, v. , p. -.

45.
CASTRO, M. G.; LAVINAS, L. . Do Feminino Ao Gênero: A Construção de Um Objeto. In: Alobertina Oliveira Costa; Cristina Bruschini. (Org.). UMA QUESTÃO DE GÊNERO. RIO DE JANEIRO: ROSA DOS TEMPOS, 1992, v. , p. -.

46.
CASTRO, M. G.. Mulheres Chefes de Família, Racismo, Códigos de Idade e Pobreza No Brasil. In: Peggy A. Lovel. (Org.). DESIGUALDADE RACIAL NO BRASIL. BELO HORIZONTE: UFMG, 1991, v. , p. -.

47.
CASTRO, M. G.. A Dinâmica Entre Classe e Gênero Na América Latina: Apontamentos Para Uma Teoria Regional Sobre Gênero. In: Maria da Graça R. Neves; Delaine Martins Costa. (Org.). MULHER E POLÍTICAS PÚBLICAS. RIO DE JANEIRO: IBAM/UNICEF, 1991, v. , p. -.

48.
CASTRO, M. G.. What Is Bought And What Is Sold In The Domestic Service In Bogota.. In: Elsa Chaney; Mary Garcia Castro. (Org.). MUCHACHA NO MORE HOUSE HOLD WORKERS IN LATIN AMERICAN AND CARIBBEAN.. PHILADELPHIA: TEMPLE UNIVERSITY PRESS, 1989, v. , p. 0105-0126.

49.
CASTRO, M. G.. Work Versus Life: Levels Of Consciousness And Social Reproduction Of Colobian Women In N. York.. In: Helen Safa; June Nash. (Org.). WOMEN AND CHANGE IN LATIN AMERICA.. MASSACHUSSETS: BERGIN AND GARVEY PUB, 1985, v. , p. 0231-0259.

50.
CASTRO, M. G.. Trabajo Versus Vida: Mujeres Colombianas En New York.. In: Elssy Bonilla. (Org.). MUJER Y FAMILIA EN COLOMBIA.. BOGOTA: PLAZA Y JANES ED., 1985, v. , p. 0129-0176.

51.
CASTRO, M. G.. Que Se Compra Y Que Se Vende En El Servicio Domestico El Caso de Colombia.. In: Magdalena Leon. (Org.). LA MUJER EN COLOMBIA.. BOGOTA: ACEP / INTERAMERICAN FOUND., 1982, v. , p. 0099-0122.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CASTRO, M. G.. O novo feminismo que desceu da favela. Mulher de lasse, CTB-Sao Paulo, p. 14 - 15, 08 mar. 2017.

2.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . Violências nas Escolas: Culturas silenciadas. Carta Capital Escola, 11 mar. 2013.

3.
ABRAMOVAY, M. ; CASTRO, M. G. . A lei do silêncio e a violência sexual. Correio Brasiliense, Brasilia-DF, p. 3 - 3, 10 jun. 2012.

4.
CASTRO, M. G.. Politicas publicas de Juventude. Reflexoes a esquerda. Juventude.br, Sao Paulo, p. 24 - 34, 01 nov. 2006.

5.
CASTRO, M. G.. O que querem os jovens. Revista Epoca, Sao Paulo, p. 30 - 31, 05 ago. 2006.

6.
CASTRO, M. G.. O Dia do Migrante- Nos e os outros. O Vermelho, internet, 18 nov. 2004.

7.
CASTRO, M. G.. Encarte Teórico: 'Meninas Negras e sexualidade. Revisitando Reflexões sobre o cenário de gênero, raça, geração e classe e as meninas do funk Bonde das Maravilhas'. Presença da Mulher, São Paulo, p. 23 - 42.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, M. G.. Entre a intenção e o gesto ou Quão Interdisciplinar somos? Ensaio sobre a perspectiva interdisciplinar e estudo de caso sobre uma produção de estudos no campo de Familia. In: I Congresso Interdisciplinar em Sociais e Humanidades, 2012, Niteroi. ANAIS CONINTER I Congresso Interdisciplinar em Sociais e Humanidasdes. RIO DE JANEIRO: SOMOS, 2012. v. 1. p. 266-312.

2.
CASTRO, M. G.. Juventude e Particpaçao -Notas para pesquisa. In: II Seminario Politicas Sociais e Cidadania, 2008, Salvador. II seminario Politicas Sociais e Cidadania. Salvador: Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania, Universidade Catolica do Salvador, 2008.

3.
CASTRO, M. G.. Juventude e Participaçao: Perfil e Debates. In: Encontro da Associaçao Brasileira de Estudos Populacionais, 2006, Caxambu. Anais Encontro ABEP, 2006.

4.
CASTRO, M. G.. Algumas construções em Therborn, "sexo e poder. A família no mundo 1900-2000". In: I seminário internacional família contemporânea, 2006, salvador. anais do I seminário internacional família contemporânea, 2006.

5.
ALMEIDA, N. O. G. L. ; CASTRO, M. G. ; MIRANDA, M. B. S. . Juventude, Gênero, Família e sexualidade combinando tradição e modernidade. In: I seminário internacional família contemporânea, 2006, salvador. anais do I seminário internacional família contemporânea, 2006.

6.
CASTRO, M. G.. Gênero, Raça, Nação e Classe-Desafiando Somas e Divisões,quando de Identidade Política se Trata. Uma Leitura Transcultural de Articulaçoes Latinoamericanas em Sindicatos no Brasil e nos EEUU.. In: I Simposio Internacional O Desafio da Diferença. Articulando Gênero, Raça e Classe, 2000, Salvador-Bahia-Brasil. I Simposio Internacional O Desafio da Diferença, Articulando Gênero, Raça e Classe, 2000. p. 34-34.

7.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Cultura, Identidades e Cidadania: Experiencias com Adolescentes em Situaçao de Risco. In: Jovens Acontecendo na Trilha das Políticas Públicas, 1998, Brasilia. Jovens Acontecendo na Trilha das Políticas Públicas. Brasilia, DF: Governo Brasil-CNPD/UNESCO/FNUAP, 1998. v. II. p. 571-644.

8.
CASTRO, M. G.. Ser de Esquerda em Fim de Século e não Requentar Desencantos: Novos Sujeitos, Novos Conhecimentos-Por uma Imaginaçao sociológica critico-politico-cultural. In: O Mal Estar no Fim do Século XX-Seminário Interdisciplinar, 1997, Feira de Santana-Bahia. O Mal Estar no Fim do Século XX. Feira de Santana: Universidade Estadual de Feira de Santana-Dep Ciencias Humanas e Filosofia, 1997. v. 1. p. 59-72.

9.
CASTRO, M. G.. Gênero, Geração e Raça: Famílias Matrifocais pobres no Brasil. In: El Poblamineto de las Américas, 1992, Veracruz. El Poblamiento de las Américas-Actas. Veracruz: IUSSP-International Union for Scientific Study of Population, 1992. v. 3. p. 369-408.

10.
CASTRO, M. G.. A Mulher Na Força de Trabalho No Brasil. Especificidades do Periodo 1980-1987.. In: MULHER NA FORCA DE TRABALHO E CRECHE ORGANIZACAO COMISSAO FEMINISTA CONGRESSO, 1989. CAMARA DOS DEPUTADOS, BRASILIA. p. 0-0.

11.
CASTRO, M. G.. Dinamica Entre Genero e Classe Na America Latina.. In: SEMINARIO INTERNACIONAL PARA TECNICOS UNICEF, 1989. RIO DE JANEIRO, BRASIL. p. 0-0.

12.
CASTRO, M. G.. Racismo, Codigos de Idade e Probreza: Mulher Chefe de Familia No Brasil.. In: IX REUNIAO ANPOCS - GRUPO TRABALHO POPULACAO E DESENVOLVIMENTO, 1989. CAXAMBU, M. GERAIS, BRASIL. p. 0-0.

13.
CASTRO, M. G.. A Busca de Identidade de Classe de Empregada Domestica.. In: IX REUNIAO ANPOCS - GRUPO TRABALHO MULHER NA FORCA DE TRABALHO., 1989. CAXAMBU, M. GERAIS, BRASIL. p. 0-0.

14.
CASTRO, M. G.. Beyond The Factory Gates Consciousness And Organization.. In: ENCONTRO DA ASSOCIACAO DE ESTUDANTES DO CENTRO DE ESTUDOS LATINOAMERICANOS DA U-FLORIDA., 1987. GAINESVILLE, FLORIDA, EEUU. p. 0-0.

15.
CASTRO, M. G.. Mujeres Migrantes, Cuestiones de Organizacion Y Solidaridad.. In: CONSEJO MUNDIAL DE IGLESIAS, SECRETARIA DE MIGRACIONES, QUINTA ASAMBLEA, 1985. NAIROBI - QUENIA. p. 0-0.

16.
CASTRO, M. G.. Migrant Women In Latin America.. In: FORUM ORGANIZACOES NAO GOVERNAMENTAIS - AVALIACAO DE CADA DA MULHER., 1985. NAIROBI, QUENIA. p. 0-0.

17.
CASTRO, M. G.. Female Heads Of Household And Wives In Bogota, Colombia. Perception And Usage Of Public Services In Neighborhoods And Labor Force.. In: COMUNICACAO APRESENTADA NO SEMINARIO SOBRE MULHER E DEMOGRAFIA,OIT-UNITAR, 1983. TASHKENT - UNIAO SOVIETICA. p. 0-0.

18.
CASTRO, M. G.. Colombian Women In New York.. In: XI REUNIAO DE LASA-LATIN AMERICAN SCHOLLARS ASSOCIATION, 1983. MEXICO. p. 0-0.

19.
CASTRO, M. G.. Ser Mujer, Ser Jefe de Hogar Y Ser Pobre En Colombia, Eh Ave Maria!. In: IN ANALES DEL ENCUENTRO ANUAL DE SOCIOLOGIA., 1982. BOGOTA, COLOMBIA. p. 0-0.

20.
CASTRO, M. G.. As Migracoes Internas No Sudeste.. In: IN ESTUDOS DE DEMOGRAFIA URBANA, (ED.)MANOEL AUGUSTO COSTA,, 1980. RIO DE JANEIRO. p. 0-0.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. . Paradigmas de Politicas para Juventude. In: Seminario Politicas Sociais e Cidadania, 2007, Salvador. Seminario Politicas Sociais e Cidadania. Salvador: UCSAL, 2007. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CASTRO, M. G.. Juventude, participaçao e reconhecimento. In: XIII Congresso Brasileiro de Sociologia, 2007, Recife. Desigualdade, Diferença, Reconhecimento. Recife: UFPE, 2007. p. 301-301.

2.
CASTRO, M. G.. Juventude, politica e participaçao. In: X Semana de Mobilizaçao Cientifica-SEMOC/UCSAL, 2007, Salvador. SEMOC 2007, 2007.

Artigos aceitos para publicação
1.
CASTRO, M. G.; Souza, Maria das Graças ; Silva, Joao Victor Marques . ?Between Biographies and History: Domestic Workers in the Contemporary Brazil.?-. The Journal of Latino-Latin American Studies, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
CASTRO, M. G.. Combate a Opressão e a Luta pelo Socialismo:: Marxismo e Feminismo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CASTRO, M. G.. Genero, Raça, Juventude em Perspectiva de Classe: O Caso Brasil. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CASTRO, M. G.. 50 ANOS DO GOLPE MILITAR: DESAFIOS DA DEMOCRACIA NO BRASIL?. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CASTRO, M. G.. DEMOCRACIA, CIDADANIAS, E RUPTURAS. LIMITES DO ENFOQUE LIBERAL (decolando por olhares em juventudes e ligeiro acesso aos conceitos de cidadania ativa e emancipação). 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CASTRO, M. G.. É possivel um dialogo entre Winnicott, feministas e sociologos quando o foco é gnero e familia? Notas sobre trabalhos de Winnicott e Chodorow sobre genero e maternidade. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

6.
CASTRO, M. G.. Gênero, geração, poder e violências: representações de jovens mulheres sobre sentidos da 'delinqüência'. Revisitando estudo sobre jovens em gangues em Brasília. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
CASTRO, M. G.. Debates sobre o Ensino Médio ? A questão da Diversidade. Mais alem das Tolerâncias. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
CASTRO, M. G.. Juventudes e cidadanias. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CASTRO, M. G.. Os Desafios das Ciências Sociais: Entre a Crise do Capitalismo e a Emancipação social. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CASTRO, M. G.. Politicas de Juvetnudes, Desafios: Demografia, desenvolvimento, democracia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
CASTRO, M. G.. Juventudes e Familias-Estranhamentos entre Geracoes, Conhecimentos e Falas-Brasil 2000. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
CASTRO, M. G.; RIBEIRO, I. R. . Juventude e Diferenças por Raça/etnia-combinando enfoques sobre Brasil. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; BUSSON, S. . Genero, Juventude e Sexualidade: Representaçoes e a Produção Politico Cultural. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

14.
CASTRO, M. G.; BUSSON, S. ; RIBEIRO, I. R. . Entre a norma e a cultura: diversificação das infâncias e adolescências na sociedade brasileira contemporânea. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
CASTRO, M. G.. Poiticas de/para/com juventudes. Desafios para o sistema de Justiça. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
CASTRO, M. G.. Do Feminino ao Genero: A Co nstruçao e reconstruçao de um objeto. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
CASTRO, M. G.. Migracoes Internacionais, direitos humanos e potencialidades da politica de reconhecimento. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
CASTRO, M. G.. Migraçoes Internacionais, Direitos Humanos e Ordem Politico Social Internacional-Por um novo Paradigma. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CASTRO, M. G.. Juventude e Participaçao Politica: Notas para debate. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
CASTRO, M. G.. Efetividade Emancipatória das Politicas de Gênero Econômico Inclusivas na Bahia. Salvador, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
CASTRO, M. G.. Gênero e Desenvolvimento. Manaus, 2015. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

3.
CASTRO, M. G.. Sobre Cristina Bruschini. Sao Paulo: Caderno de Pesquisa-Fundaçao Carlos Chagas, 2012 (comentario).

4.
CASTRO, M. G.. Prefácio à 'Trabalhadoras da FAET.Condiçoes de trabalho e sobrecarga domestica. São Paulo, 2012. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

5.
Valadares, Loreta ; CASTRO, M. G. . As Faces do Feminismo. Sao Paulo, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

6.
Borges ; CASTRO, M. G. . Apresentaçao Familia, Genero e Geraçao. Sao Paulo, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CASTRO, M. G.. CONICYT - Comission Nacional de Investigacion CiEnrifica y Tecnologica - RESEARCH EVALUATION GRANTS IN SOCIAL SCIENCES AND HUMANITIES 2011. 2016.

2.
CASTRO, M. G.. SEMOC. 2013.

3.
CASTRO, M. G.. XII Semana de Mobilizacao Cientifica - SEMOC. 2010.

4.
CASTRO, M. G.. Palestra sobre Juventudes, desafios contemporaneos. 2006.

5.
CARA, D. ; Danilo Moreira ; NOVAES, R. ; CASTRO, M. G. . parecer sobre teses incluidas no livro Politica Nacional de Juventude: Diretrizes e Perspectivas. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
CASTRO, M. G.; Mabel Freitas . Mini curso Juventudes-Debate conceitual e questoes sobre/para participacao. 2010.

2.
CASTRO, M. G.. Visao de Juventudes. 2006.

3.
CASTRO, M. G.. Migraçoes Internacionais- Direitos Humanos e Violaçoes Contemporaneas. 2006.

4.
CASTRO, M. G.. palestra Politicas Publicas e Juventude. 2006.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CASTRO, M. G.. Racismo, desempenho e escolas. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
CASTRO, M. G.. Relaçoes raciais, desempenho escolar e escolas. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
CASTRO, M. G.. Relaçoes raciais nas escolas. 2007. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
CASTRO, M. G.; DIAS, P. . Juventude, eleiçoes, participaçao politica. 2006. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CASTRO, M. G.. Desigualdades y generaciones en América Latina y el Caribe: perspectivas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
CASTRO, M. G.. seleçao trabalhos para gt de Genero congresso 2014 ABEP. 2014. (pareceres).

3.
ABRAMOVAY, M. ; waiselfsz, Julio Jacobo ; CASTRO, M. G. . Juventude e escola. Modelando marco compreensivo. 2013. (Relatório de pesquisa).

4.
CASTRO, M. G.. Proyecto de la Comision Nacional de Investigacion Cientifica y Tecnologica. 2012. (pareceres).

5.
CASTRO, M. G.; Mabel Freitas . Juventude e Participaçao. 2010. .

6.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M. ; Borges ; BUSSON, S. ; RIBEIRO, I. R. ; SILVA, J. H. ; VASCONCELOS, A. ; Caldeira, Barbara ; Ferreira, George Rebouças . Desafios para politicas de juventude. 2009. (Relatório de pesquisa).

7.
CASTRO, M. G.. Genero e Raça- Lei 10.639/03. 2008. .

8.
CASTRO, M. G.. Juventudes e Politicas Publicas. 2006. .

9.
CASTRO, M. G.. parecer e seleçao de trabalhos para compor mesas sobre Juventude-encontro ABEP. 2006. (pareceres).

10.
CASTRO, M. G.. pareceres e seleçao de bolsistas para curso de mestrado e doutorado com enfase em raça. 2006. (pareceres).

11.
CASTRO, M. G.. Presidente comissao de seleçao para o premio juventude- CNPQ-Secretaria Especial de Juventude. 2006. (pareceres).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Guimaraes, Iracema Brandao; CASTRO, M. G.; Zimmerman, Clovis Roberto. Participação em banca de Vitor Matheus Oliveira de Menezes. Familia e Posição de Classe: narrativas de socializaçao familiar em Salvador. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação) - Universidade Federal da Bahia.

2.
Santoa Alves, Ana Elizabeth; Ferreir dos Santos, Joao Diogenes; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Marta Bramuci de Freitas. Memórias de Mulheres Encarceradas e o trabalho no trafico de drogas. 2017. Dissertação (Mestrado em Memória:Linguagem e Sociedade) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

3.
Hita, Maria Gabriela; Vieira, Darlane Silva; Sansone, Livio; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Ardjana Ghislaine Francisca Lacerda Robalo. A tradição de casamento arranjado nas etnias Balanta e Madinga na Guiné-Bissau. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação) - Universidade Federal da Bahia.

4.
Zimmerman, Clovis Roberto; CASTRO, M. G.; Guimaraes, Iracema Brandao. Participação em banca de Nitor Matheus Oliveira de Menezes. Narrativas de Classe, Narrativas de Familia: tipos ideais de socializaçao familiar. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós Graduação) - Universidade Federal da Bahia.

5.
CASTRO, M. G.; Rabelo, Antonio Reinaldo; Nunes Sá, Kátia; Cavalcante, Vanessa. Participação em banca de Michele Campos Almeida de Jesus. Qualidade de Vida de famiiares de dependentes de cocaina/crack após internamentos voluntarios e involuntarios. 2016. Dissertação (Mestrado em Família na Sociedade Contemporãnea) - Universidade Católica do Salvador.

6.
CASTRO, M. G.; Silva, Antonio Carlos; Silva, Jair Batista. Participação em banca de Joao Victor Marques da Silva. Trabalhadoras Domesticas e o Estado Brasleiro: o Racismo Institucional , a Teoria do Reconhecimento e os Direitos Trabalhistas - a luta do Sindomestico- Ba no periodo 2010-2016. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

7.
CASTRO, M. G.; ABRAMOVAY, M.; Cavalcante, Vanessa. Participação em banca de Kaine Nascimento Silva. Fala Garot@ sobre sexualidades nas familias e nas escolas: vozes juvenis que transgridem. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

8.
CASTRO, M. G.; Castro, Celso Luiz Braga de; Val, Eduardo Manuel; CAVALCANTI, V. R. S.. Participação em banca de Maria das Graças Neves de Souza. A mulher Trabalhadora Domestica na Família Contemporânea. Avanços e Silêncios na legislação atual do serviço domestico no Brasil e na Argentina, considerando convençao da OIT e percepções de mulheres competentes sobre o campo e com trajetórias nesse serviço. 2015. Dissertação (Mestrado em Programa de Pos Graduaçao em Família na Sociedade) - Universidade Catolica de Salvador.

9.
CASTRO, M. G.; Ávila, Heleni Duarte Dantas; Freitas, Katia Siqueira. Participação em banca de Anne Alice Quaresma Mattos. O uso do crack e as estrategias de redução de dano. 2015. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

10.
CASTRO, M. G.; SILVA, J. H.; Freitas, Katia Siqueira. Participação em banca de Josemario Melo Ferreira. Dilemas e Perspectivas na formação de jovens aprendizes. Analise de percursos juvenis construído no Programa de aprendizagem do setor bancário de Salvador. 2015. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

11.
RUBIM, Lindinalva; CASTRO, M. G.; Severino, José Roberto. Participação em banca de Fernanda Argolo Dantas. DilmaRouseff: Trajetória e Imagem da Mulher no Poder. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas) - Universidade Federal da Bahia.

12.
Cavalcante, Vanessa; CASTRO, M. G.; CALAZANS, M. E.; Barbosa, Claudia de Faria. Participação em banca de Barbara Pontes de Assis. Violencia de geneero em diferntes tempos: Enfrentamentos na esfera publica e privada. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

13.
CASTRO, M. G.; GOMES, Celma Borges; DELGADO, Josimara Aparecida. Participação em banca de Janaina de Oliveira Menezes. Juventude (s) e Escola: As Expectativas dos Jovens Estudantes Quanto a Construçao de Conhecimento em Ciencias Naturais. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

14.
CASTRO, M. G.; Borges; Oliveira, Simone. Participação em banca de Ferdinando Santos de Melo. Politica Social, Assistencai Social e Politicas para a Juventude: experiencia do Programa Projovem Adolescente em Salvador. 2013. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

15.
CASTRO, M. G.; DELGADO, Josimara Aparecida; CALAZANS, M. E.; Barreto Silva. Participação em banca de Leila Tibiriçá de Carvalho. Jovens e Cidadãos? Uma Análise sobre o Principio de Cidadania Ativa no Projovem Urbano. 2013. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

16.
Albino Rubim; OLIVEIRA, P. C. M.; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Ana Maria Amorim Correia. Diversidade Cultural no Governo Lula: Um Olhar para a Secretaria de Identidade e Diversidade Cultural. 2013. Dissertação (Mestrado em Programa Multidisciplinar de Pós Graduaçao em Cult) - Instituto de Humanidades, Artes e Ciencias.

17.
PRADO, M. A. M.; CASTRO, M. G.; Costa Moreira, Maria Ignez. Participação em banca de Cassia Reis Donato. Hip Hop e feminismo negro nos processos de participacao de jovens negras. 2012. Dissertação (Mestrado em Pos Graduaçao em Psicologia) - Universidade Federal da Minas Gerais-Pos Graduaçao em Psicologia.

18.
CASTRO, M. G.; Gaiarsa, Maria Amelia Chagas; Conceiçao, Fernando Costa da. Participação em banca de Cleonilton da Silva Souza. Discursos Politicos no Twitter nas Eleicoes 2010 para Presidencia da Republica no Brasil. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

19.
CASTRO, M. G.; Bastos, Ana Cecilia; Ferreira, Perminio Souza. Participação em banca de Hannah Fiterman. Reescrevendo o pai na sociedade contemporanea. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

20.
Olaldem Alicia Ruiz; CASTRO, M. G.; D´Almeida, Charles. Participação em banca de Valdiria Oliveira Rocha. Grupo Agrovida:Construindo caminhos paralelos de formaçao na universidade-Juventudes, identidade e ação". 2012. Dissertação (Mestrado em Cultura, Memória e Desenvolvimento Regional) - Universidade do Estado da Bahia.

21.
Freitas, Katia Siqueira; SANTOS, H.; BACELAR, J.; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Regia Mabel da Silva Freitas. Bando de Teatro Olodum. Uma politica social in cena. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

22.
Oliveira, Isabel Maria Sampaio; CASTRO, M. G.; Ayres, Jose Ricardo de Carvalho. Participação em banca de Jamile Silva Guimaraes de \jesus. Aparticipacao juvenil como estrategia de promocao da saude. 2011. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Universidade Federal da Bahia.

23.
Santos, Elisabeth; CASTRO, M. G.; Franco Ribeiro, Maria Teresa. Participação em banca de Viviane Quenia Brito de Jesus. Participaçoes, Juventudes e Politicas Publicas: O Processo da Conferencia de Juventude da Bahia, 2008. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Multidisciplinar e Profissionalizante) - Universidade Federal da Bahia.

24.
CASTRO, M. G.; Figuereido, Angela; Barreto, Paula. Participação em banca de Marilia Carvalho Soares. Relacoes Raciais e Subjetividades de Crianças em uma Escola Particular na cidade de Salvador. 2011. Dissertação (Mestrado em Programa Multidisciplinar em Estudos Etnicos e Afr) - Universidade Federal da Bahia.

25.
Bandeira de Mello e Silva; CASTRO, M. G.; Sa de Carvalho. Participação em banca de Jaciara de Santana. Sao Francisco do Conde e o enigma da riqueza e da pobreza no Reconcavo baiano. 2011. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social) - Universidade Catolica de Salvador.

26.
CAVALCANTI, V. R. S.; CASTRO, M. G.; ALMEIDA, Jorge. Participação em banca de Helaine Pereira de Souza. Maes da Resistencia: Historias de Vida de Jovens Maes do Movimento dos Sem Teto da Bahia. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

27.
Menezes; Hita, Maria Gabriela; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Marlene Brito de Jesus Pereira. Genero como Variante do Micropoder Familiar. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

28.
Cavalcante, Vanessa; CASTRO, M. G.; BOAVENTURA, E. M.; Fernandes. Participação em banca de Barbara Maria Santos Caldeira. Programa Bolsa Familia e Gestao Municipal. Empoderamento das Mulheres ou Redimensionamento da Femininizacao da Pobreza. 2010. Dissertação (Mestrado em Programa de Pos Graduaçao em Politicas Publicas, G) - Universidade do Estado da Bahia.

29.
CASTRO, M. G.; MacRae, Edward John Baptista das Neves; Freitas, Katia Siqueira. Participação em banca de Andrea Leite Ribeiro Valerio. (Mal)dita Liberdade e Cidadania: A redução de danos em questão. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

30.
Santos, Elisabeth; Vitale, Denise; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Leila Marcia Souza Oliveira. Construindo espaços publicos: O Forum Florestal do Sul e Extremo do Sul da Bahia e a Possibilidade do Dialogo para Resolução de Conflitos. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

31.
CASTRO, M. G.; Barreto Silva; Freitas, Katia. Participação em banca de Georges Rebouça Ferreira. OS impactos diretos e indiretos do PROUNI em trajetorias juvenis. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

32.
CASTRO, M. G.; Borges; Gama Alves, Lynn Rosalina. Participação em banca de Ana Carolina Oliveira. Ser ou nao Ser Internauta? Os significados da internet a partir do seu uso para jovens graduandos em redes de computadores na cidade de Salvador. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

33.
CASTRO, M. G.; Cavalcante, Vanessa; Oliveira, Tereza Cristina. Participação em banca de Selma Reis Magalhaes. Familia e Escola no Processo Educacional de Filhos e Filhas de Pais Homossexuais. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

34.
CASTRO, M. G.; Menezes; Barbosa. Participação em banca de Karla Kruschewsky Falcão. Reproduçao Assistida Heteróloga e Filiaçao Sócio-Afetiva. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

35.
CASTRO, M. G.; Queiroz; Barreto Silva; Froes Brunham. Participação em banca de Jose Humberto da Silva. Itinerancia juvenil para o mundo do trabalho: discursos,praticas e significados. 2007. Dissertação (Mestrado em Educação e Contemporaneidade) - Universidade do Estado da Bahia.

36.
Menezes; CASTRO, M. G.; Coutinho. Participação em banca de Maria Josephina Silveira Barros. A Problematizaçao Freudiana sobre o Amor na Dinamica Familiar: Ressonancias Romanticas?. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

37.
PETRINI, J. C.; MAHFOUD, Miguel; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Edwin Casadiego Ortega. La persona, el matrimonio y la familia en el pensamiento de Karol Wojtyla. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

38.
CASTRO, M. G.; PRADO, M. A. M.; GONCALVES, L. A. O.. Participação em banca de Cristiano dos Santos Rodrigues. As Fronteiras entre Raça e Genero na Cena Publica Brasileira: Um estudo da Construçao da Identidade Coletiva do Movimento de Mulheres Negras. 2006. Dissertação (Mestrado em Pos Graduaçao em Psicologia) - Universidade Federal da Minas Gerais-Pos Graduaçao em Psicologia.

39.
CASTRO, M. G.; BRAGA, C.; COSTA, L. F.. Participação em banca de Eliana Mariano Vianna Martins. As Conquistas da Mulher Brasileira ao Longo do Seculo XX: reflexo dessas lutas nas composiçoes da MPB. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia.

40.
CASTRO, M. G.; BRAGA, C.; CORTES, C. N.. Participação em banca de Valdevino Tabajara Gomes. O bando como familia possivel: leitura plural de Capitaes da Areia de Jorge Amado. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia.

41.
CASTRO, M. G.; BRAGA, C.; CAVALCANTI, V. R. S.. Participação em banca de Osvalnice Seixas Romani. Familia e Poder: entre o micro e o macro - onde fica a comuniadade do Vale das Dunas do Abaeté?. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia.

42.
CASTRO, M. G.; BIANCO, B. F.; KOFFES, S.. Participação em banca de Gustavo Adolfo Pedrosa Daltro Santos. Lideranças Imigrantes e o estado portugues; açoes e contradicoes de uma aliança lusofona. 2002. Dissertação (Mestrado em Programa de Pos Graduaçao Mestrado em Antropologia) - Universidade Estadual de Campinas.

Teses de doutorado
1.
Bastos, Ana Cecilia; CASTRO, M. G.; Menezes; Fernandes, Claudia Mascarenhas; Náder Bacha, Márcia Simões Correa. Participação em banca de Fernanda Andrade Leal. Entre a mulher e a mãe: reflexões sobre a vulnerabilidade psíquica das mulheres no pós parto. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

2.
Rodrigues, Nubia Bento; Muller, Cintia Beatriz; Diógenes, Gloria Maria dos Santos; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Hildon Oliveira Santiago Carade. Entre a 'síndrome do Pato' e o 'efeito Mateus': juventude e poiiticas sociais na perifferia de Salvador. 2016. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal da Bahia.

3.
CASTRO, M. G.; Lucena Lima; MESSEDER, S. A.; Menezes; Alcântara, Miriã Alves Ramos; Cavalcante, Vanessa. Participação em banca de Selma Reis Magalhães. Juventude Homoafetiva e Projeto de Vida Familiar: a paternidade silenciada. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

4.
Cavalcante, Vanessa; Linhares de Albuquerque, Carlos Francisco; Saja, Antonio; Bastos, Ana Cecilia; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Simone Ganem Assmar Santos. Mapeando os Corpos Femininos na Historia do Tempo Presente: diálogos e representações. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

5.
REGNIER, Jean Claude; ACCIOLY-REGNIER, Nadja; CASTRO, M. G.; PAIN, Jacques; BUOSLINI, Jaoet. Participação em banca de Miriam Abramovay. Violences à l´école et éducation. pproches interaccionistes et institucionelles. 2012. Tese (Doutorado em Ecole Doctorale EPIC-education, psychologie er com) - Université Lumiere Lyon 2.

6.
CAVALCANTI, V. R. S.; Boaventura, Edivaldo; GOMES, C. A. C.; CASTRO, M. G.; Menezes. Participação em banca de Valneda Cassia Santos Carneiro. O Combate Institucional da Violencia contra a mulher. Estudo comparativo entre Brasil, Portugal e Espanha na Implantaçao de Politicas Publicas. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

7.
CAVALCANTI, V. R. S.; QUINTEIRO, M. E. M.; ALVES, J. E. D.; CALAZANS, M. E.; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Claudia de Faria Barbosa. Dialogos com as mulheres na politica local baiana: familis, tradiçoes e reprsentaçoes entr o publico e o privado. 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

8.
Cavalcante, Vanessa; CASTRO, M. G.; Boaventura, Edivaldo. Participação em banca de Maria de Fatima Araújo Di Gregorio. Com Lenço e Sem Documento: Identidades, Ideário e Relações Familiares na Luta e Repressao Politica à Juventude Universitaria Catolica. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

9.
CASTRO, M. G.; PEIXOTO, C.; HEILBORN, M. L.; GUEDES, S. L.; ROHDEN, F.; REZENDE, C.. Participação em banca de Acacia Batista Dias. Parentalidade Juvenil e relaçoes familiares em Salvador, Bahia. 2005. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Universidade do Estado do Rio de Janeiro.

10.
CASTRO, M. G.; CALADO, A. J. F.; GODOY, R. S.; NASCIMENTO, S. I.; NOBREGA, T. Q. C.. Participação em banca de Telma Gurgel da Silva. Feminismo e Liberdade.Seu sujeito total e tardio na America Latina. 2004. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal da Paraíba.

Qualificações de Doutorado
1.
RUBIM, Lindinalva; CASTRO, M. G.; Albino Rubim. Participação em banca de Adriana Jacob Carneiro. Mulher e Poder: Entrelaçamentos entre genero e humour em Dilma Bolada. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Cultura e Sociedade) - Universidade Federal da Bahia.

2.
CAVALCANTI, V. R. S.; QUINTEIRO, M. E. M.; Dias, Maria Isabel Correia; Silva, Maria Salete; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Marcia Regina Ribeiro Teixeira. Comissão Permanente de combate à violencia domestica e familiar contra as Mulheres do Ministerio Publioo Brasileiro: redes, agendas e defesa dos direitos humanos delas por elas. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

3.
CASTRO, M. G.; Bastos, Ana Cecilia; CAVALCANTI, V. R. S.; Menezes; LACONELLI, V.. Participação em banca de Fernanda Andreade Leal. Da Vulnerabilidade Psiquica à Psicopatologia do Puerpério:uma questão de conflito ebtre mãe e mulher. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Católica do Salvador.

4.
Guimaraes, Iracema Brandao; CASTRO, M. G.; Carvalho, Inaiá Maria Moreira. Participação em banca de Licia Maria Souza dos Santos. As fronteiras do lugar na vida do jovem. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós Graduação em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia.

5.
RUBIM, Lindinalva; CASTRO, M. G.; MATOS, E.. Participação em banca de Marcos Uzel Pereira da Silva. Genero, Artes e Geraçoes em Nilda Spencer:A Construçao Identitaria de uma Personalidade Baiana. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-Graduação em Comunicação e Cultura Contemporâneas) - Universidade Federal da Bahia.

6.
CASTRO, M. G.; MESSEDER, S. A.; Lucena Lima; Menezes; Cavalcante, Vanessa. Participação em banca de Selma Reis Magalhaes. Juventude gay e projeto de vida familiar e paternidade silenciada. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

7.
Cavalcante, Vanessa; Neves dos Santos; Bastos, Ana Cecilia; Galvão, Dulce Maria; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Simone Ganem Assmar Santos. O Corpo Feminino na Historia do Tempo Presente: Dialogos e Representaçoes. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

8.
Cavalcante, Vanessa; PETRINI, J. C.; CASTRO, M. G.; Lemos, Maria Teresa Toribio Brittes. Participação em banca de Maria de Fatima Araújo Di Gregorio. Juventude Universitaria Catolica: Ideario entre ação catolica e luta estudantil nos anos 60. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador.

Qualificações de Mestrado
1.
SOUZA, M. L.; DUQUE, T.; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Danilo Bitencourt Santos. "Quem não pode com o pote, não pega na rudia": Encruzilhadas Étnicas e de Gênero de uma Travesti em Trânsitos. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós Graduação em Relações Etnicas e Contemporaneidade-PPGREC) - Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia.

2.
Lourau, Julie Sarah; Leal Ivo, Anete Brito; CALAZANS, M. E.; SUBUHANA, Carlos; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Osmaria Rosa Souza. Pensando os direito de cidadania dos/as estudantes africanos/as no Brasil; Estudo de Caso sobre a politica de assistencia estudantil na Universidade da Integração internacional da lusofonia afrobrasileira - UNILAB (2010-2016). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

3.
CASTRO, M. G.; Silva, Antonio Carlos; Silva, Jair Batista. Participação em banca de João Victor Marques da Silva. Trabalhadoras Domesticas e o Estado Brasileiro: o racismo institucional na conformação de direitos trabalhistas e a luta por reconhecimento. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

4.
CASTRO, M. G.; Araujo Pinho, Osmundo Santos de; Bastos, Ana Cecilia. Participação em banca de Carine de Miranda Santos. Jovens de Familias de Classes Populares de Salvador e suas representaçoes sociais sobre a violencia apresentada no telejornalismo policial. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pos Graduaçao em Família na Sociedade) - Universidade Catolica de Salvador.

5.
Nunes Sá, Kátia; Daltro, Monica Ramos; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Lidianne Barbosa da Silva Gomes. Informações Disponibilizadas na Web acerca das instituições de assistência para o dependente quimico e seus familiares o. 2016. Exame de qualificação (Mestrando em Família na Sociedade Contemporãnea) - Universidade Católica do Salvador.

6.
CASTRO, M. G.; SILVA, J. H.; Borges. Participação em banca de Josemario Melo Ferreira. Dilemas e Peerspectivas na Formaçao dos Jovens Aprendizes: Analise de Percursos Juvenis Construídos no Programa de Aprendizagem do Setor Bancário de Salvador. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador.

7.
Silva, Antonio Carlos; Carregosa Rosa, Sheila Marta; Campina, Ana Claudia; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Leila Rocha Medrado Santos. Aporia do Perdao: memoria, avanços e retrocessos na realidade brasileira. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.

8.
Silva, Antonio Carlos; Carvalho Filho, Milton Julio; Carregosa Rosa, Sheila Marta; CASTRO, M. G.. Participação em banca de Germana Pinheiro de Almeida. A aporia da exclusão ou o paradoxo do capital:Uma analise sobre o auxilio reclusao na sociedade do espetaculo. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CASTRO, M. G.; BOMTEMPO, D.; MINAYO, C.; CASTRO, M. L.. Premio Juventude-Con hecer a juventude é investir no Brasil. 2006. Ministerio da Ciencia e Tecnologia.

Outras participações
1.
Colombo, Marcio Frahcisco; CASTRO, M. G.; Clementino, Maria do Livramento; Machado, Maria Cristina Gomes; Ramos, Marise Nogueira; Lima, Katia Gomes. Comissão de análise e julgamento da área de interdisciplinar do premio Capes de Tese, edição 2014. 2014. Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior.

2.
Martelli, Andrea; CASTRO, M. G.; Paula e Silva, Joyce. Comissao Cientifica do I Seminario Violar-Problematizando as Juventudes na Contemporaneidade. 2010. Universidade Estadual de Campinas.

3.
CASTRO, M. G.. Prpgrama Bolsa de Pos Graduaçao Fundaçao Ford. 2009. Fundação Carlos Chagas.

4.
CASTRO, M. G.. Programa Inrternacional de Bolsas de Pos Graduaçao da Fundaçao Ford. 2007. Fundação Ford.

5.
CASTRO, M. G.. Programa Internacional de Bolsas de Pos Graduaçao da Fundaçao Ford. 2006. Fundação Ford.

6.
CASTRO, M. G.; OLIVEIRA, A.; CARNEIRO, S.; LINHARES, L.. Programa GRAL-Jovens Lideranças em Direitos Sexuais e Reprodutivos. 2005. Fundação Carlos Chagas.

7.
CASTRO, M. G.; OLIVEIRA, A.; CARNEIRO, S.. Programa Jovens Lideranças em genero - GRAL. 2004. Fundação Carlos Chagas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Forum Social Mundial.jovens mulheres, feministas. Nas ruas. 2018. (Outra).

2.
II Simpósio Nacional.Jovens Mulheres, Mobilizações Contemporaneas. 2018. (Simpósio).

3.
Seminario Juventude, Educação, Trabalho e Politicas Pubicas.Resgatando Legados de Politicas Publicas para Juventudes: Refletindo Desafios em Tempo de Barbarie. 2018. (Seminário).

4.
VII SITRE ? Simpósio Internacional Trabalho, Relações de Trabalho, Educação e Identidade,.Juventudes e a escola. 2018. (Simpósio).

5.
XIV Encontro de Combate à Discriminação Étnica e IV Seminário do Programa de Pos Graduação em Relações Etnicas na Contemporaneidade - UESB- Campus de Jequie - em.Significado de um Curso de Doutorado em Relaçoes Etnicas na Contemponraneidade. 2018. (Outra).

6.
13 Fazendo Genero & 11 Mundo das Mulheres. Juventudes, Sexualidades e Paradigmas (Porque gênero é mais que uma ideologia). 2017. (Congresso).

7.
50 Anos do CBED-IBGE.Testrmunho sobre participaçao nlo campo de migraçoes internas no IBGE nos 70s. 2017. (Encontro).

8.
8 de Março de 1917.100 anos de lutas pelos direitos das mulheres- NEIM-UFBA.Direitos Sexuais Reoprodutivos. Conquistas e Desafios. 2017. (Seminário).

9.
Aula Magna curso PPG Relações Etnico Raciais na Contemporeaneidade, UESB.INTERDISCIPLINARIDADE-PENSAMENTO COMPLEXO/PENSAMENTO CRITICO. GÊNERO E ETNICIDADE, CONHECIMENTOS DE URGÊNCIA EM TEMPOS DE BARBARIE. 2017. (Outra).

10.
Ceas- Roda de Conversa: Em tempos sombrios, tecemos a esperança: A trajetória das lutas das mulheres e feminismo as.Direitos Sexuais e Reprodutivos; a importância de uma educação com perspectiva de genero. 2017. (Oficina).

11.
Cem anos da Revolução Russa.1917-2017 Cem anos da Revolução Russa-Alexandra Kollontai. 2017. (Simpósio).

12.
CICLO DE DEBATES CONTEMPORÂNEOS ?SEM CONVERSA FIADA?.?IDEOLOGIA DE GÊNERO? E O PARADIGMA DA SIMPLICIDADE: DESAFIOS DA UNIVERSIDADE NO SÉCULO XXI. 2017. (Encontro).

13.
Cidadania em Construção: a aboliçao e seus desdobramentos.Saude da População no Brasil: Sexualidade, genero e relaçoes etnico-raciais. 2017. (Simpósio).

14.
Encontro Professores e Alunos do PPG em Memoria:Linguagem e Sociedade da UESB.Direitos sexuais e reprodutivos: o debate sobre gênero como ideologia. 2017. (Encontro).

15.
Feminismo na Contemporaneidade.Feminismo Emancipacionista e os Desafios nestes tempos. 2017. (Encontro).

16.
II Semana de Ciencias Sociais - UNEB Campus I.Protagonismo Juvenil e Movimentos Sociais no Brasil Contemporaneo. 2017. (Encontro).

17.
Semana Jurídica, Universidade Estácio de Sá.ESTES TEMPOS. COMO LIDAR COM A ONDA CONSERVADORA: A IMPORTANCIA DA EQUAÇAO DIREITO E ESCOLA CONTRA A CULTURA DO MEDO. 2017. (Encontro).

18.
V Seminário Internacional Enlaçando Sexualidades.Produção e Difusão do conhecimento em educação, saúde e politicas publicas. 2017. (Seminário).

19.
XIII Semana de Educação da Pertença Afro-Brasileia: V Encontro de Educação das Relações Étnicas; I Coloquio Internacional de Educação das Relações Étnicas.Estudos Étnicos, Feminismo e Produção o Conhecimento: Protagonismo das Mulheres Negras (Africa, EEUU e Brasil). 2017. (Encontro).

20.
XIII Semana de Educação da Pertença Afro-Brasileia: V Encontro de Educação das Relações Étnicas; I Coloquio Internacional de Educação das Relações Étnicas.Estudos Étnicos, Feminismo e Produção o Conhecimento: Protagonismo das Mulheres Negras (Africa, EEUU e Brasil). 2017. (Encontro).

21.
XVII Semana Universitária da Universidade de Brasilia.Gênero, Ciência e Educação. 2017. (Seminário).

22.
! Seminario Internacional África: Cultura, Saberes e Justiça. 2016. (Seminário).

23.
Casa Laudelina de Campos Mello- Organização da Mulher Negra II - SEMINÁRIO NACIONAL e I - Seminário de capacitação regional para as/os empregadas/os domésticas/os: rediscutindo a violência doméstica. de.O EMPREGO DOMÉSTICO ENTRE PASSADO E FUTURO: UMA REFLEXÃO A PARTIR DE GÊNERO.RAÇA. e CLASSE. 2016. (Seminário).

24.
II Seminario Internacional Igualdade, Democracia e Sustentabilidade (SIDES).II Seminario Internacional Igualdade e Ddemocracia. 2016. (Seminário).

25.
II Seminário Internacional Migrações e Identidades.Juventude em documentos da ONU e Migrações Internacionais: Leitura critica. 2016. (Seminário).

26.
I Seminario de Educação em Direitos Humanos, Politicas Publicas Ed Educacionais e Sociais.Por que os jovens vão à Escola?. 2016. (Seminário).

27.
Mesa Redonda Abordagens Interdisciplinares e experiencias de Pesquisa.Interdisciplinaridade e Complexidade. 2016. (Outra).

28.
XIX Semana de Mobilizaçao Cientifica - SEMOC.12ª JORNADA DE PESQUISA MESA DE PESQUISA GÊNERO, SEXUALIDADE E JUVENTUDES. QUESTÕES PARA AS ESCOLAS E AS FAMÍLIAS - Coordenadora de Mesa. 2016. (Seminário).

29.
4a Conferencia Estadual de Politicas para Mulheres. Sistema Politico com participação das mulheres para a igualdade. 2015. (Congresso).

30.
CPI ? VIOLÊNCIA CONTRA JOVENS NEGROS E POBRES..Juventude Negra, Trafico de Drogas e Violencia de Estado. 2015. (Outra).

31.
IV Enlaçando Sexualidades.Famiias Modos de Usar e Abusar: Maternidade-deslocamentos. 2015. (Seminário).

32.
XI ENECULT.Comentários na Mesa Desafios para Participação das Mulheres no Espaço Publico. 2015. (Encontro).

33.
16 Cohgresso Estadual da Uniao da Juventude Socialista. O Golpe de 1964 e Desafios para a Construçao da Democracia. 2014. (Congresso).

34.
17 Congresso Naciional da União daJuventude Socialisrta. Os Desafios da Luta Feminista no seculo XXI: Amar e Emancipar as Mulheres, Acessando estudo sobre maes e jovens em favela no Rio de Janeiro. 2014. (Congresso).

35.
A Mulher e a Cultura-GP Miradas-Programa Multidisciplinar de Pos Graduaçao em Culutra e Sociedade da UFBA.A menina negra. O quadradinho de oito entre genero, raça, classe e geraçao. 2014. (Encontro).

36.
CONINTER 3. Dicionario Tematico Desenvolvimento e Questao Social-Lançamento. 2014. (Congresso).

37.
Estadisticas Étnico-Raciales Recientes en Colombia y Ameriica Latina.La educación de los afrodescendientes en Brasil. Analisis con base en datos de la PNAD 2009y del censo de 2010. 2014. (Seminário).

38.
III Fórum do Pensamento Critico.Democracia, Cidadanias e Rupturas. Limites do Enfoque Liberal. 2014. (Outra).

39.
Roda de Conversa-Departamento de Genero-Sindicato de Bancarios.Marxismo e Feminismo-debate sobre o conceito de emancipaçao. 2014. (Encontro).

40.
Seminario Conversando com Nandita Chudhary.Juventude, genero, familia e sexualidade. 2014. (Seminário).

41.
XVII Semana de Mobiliaçao Cientifica -UCSAL-SEMOC.Juventudes e Identidades Multiplas-Coordenaçao de Mesa, apresentaçao do tema. 2014. (Seminário).

42.
XVII Semana de Mobilização Cientifica-SEMOC/UCSAL.E para entender Mãe se precisa de disciplina? Por uma epistemologia da indisciplina sobre maternidade. 2014. (Seminário).

43.
Caminhos da educaçao basica - o ensino medio no Brasil.Caminhos e tendencias no debate da educaçao basica- ensino medio. 2013. (Oficina).

44.
Direitos Humanos, Diversidade e Ética-Transisciplinaridade e os Objetivos do Milenio obji. Vulnerabilidades, Autonomia, Direitos Humanos e a Homoafetividade na Escola. 2013. (Congresso).

45.
Familia, Genero e Geraçoes-Entre mudanças e permanencias.Familia, Trabalho e Migraçoes. 2013. (Seminário).

46.
Fazendo Genero 10.Tributo a Cristina Bruschini. Uma pioneira de estudos sobre genero e trabalho. 2013. (Seminário).

47.
Forum de Juventudes.Juventude, Politica e Participaçao. 2013. (Seminário).

48.
Seminario Gramsci e o Pensamento Politico.Mesa O conceito de hegemonia e Mesa A formação e o intelectual. 2013. (Seminário).

49.
Seminarios da Pos Graduaçao em Demografia.Pesquisas sobre Juventudes: Questões Metodologicas. 2013. (Seminário).

50.
XVI Colóquio Winnicott Internacional. ´É possivel umdialogo entre Winnicott,feministas e sociologos quando o foco é genero e familia? Notas sobre maternaidade em trabalhos cruzados: Winnicott e Chodorow. 2013. (Congresso).

51.
XVI SEMOC-Semana de Mobilização Cientifica.Identidades e Culturas Juvenis. Reflexões sobre Corpo, Sexualidade, Diversidade, Gênero, Raça. Lugar de Expressões Artístico-Culturais. 2013. (Outra).

52.
XVI SEMOC-Semana de Mobilização Cientifica- UCSAL.Politicas Publicas de Juventudes no Brasil e o Programa PROJOVEM-Analise Critica e Desafios. 2013. (Outra).

53.
XVI Semoc- Semana de Mobilização Cientifica-UCSAL.Juventudes e Cidadanias. 2013. (Outra).

54.
Coloquio a Familia na Psicanalise de Winnicott.A familia e o amadurecimento pessoal. 2012. (Outra).

55.
iII Coloquio sobre Direitos Sexuais de Crianças, Adolescentes e Jovens.Discutindo a Familia, em face dos direitos sexuais de crianças e adolescentes. 2012. (Outra).

56.
II Seminario do Programa de Pos Graduaçao em Ciencias Sociais a UFRB.Entre a crise do capitalismo e a emancipaçao social. Emancipaçao: Que emancipaçao social? Como? Por quem? Quando. 2012. (Seminário).

57.
Latin American Schollars Association Congress. Notes on the Potential odf the concept of patirarchy for a subject on feminism. Contributions by Heleieth Saffioti. 2012. (Congresso).

58.
Seminario a Universidade na Sociedade do Conhecimento: O Eixo Interdisciplinar.Interdisciplinariedade: Muito Alem do Encontro Disciplinar. 2012. (Seminário).

59.
Seminario Temático: Educação, Sexualidades e Gênero-Faculdade Montessoriano.Educação, Sexualidades e Gênero. 2012. (Seminário).

60.
Sociologists for Women in Society.Gender and Society - on the Journal. 2012. (Encontro).

61.
XV SEMOC-Semana de Mobilização Cientifica.Debates ampliaos sobre juventude, politica e cultura-coorenaçao de mesa e apresentaçao. 2012. (Seminário).

62.
XV SEMOC-Semana de Mobilização Cientifica-UCSAL.Juventude e Trabalho no Brasil-coordenaçao de Mesa de Pesquisa e apresentaçao. 2012. (Seminário).

63.
Aula Inaugural Programa de Pos Graduacao em Familia na Sociedade Contemporanea -UCSAL.Interdisciplinariedade e Estudos de Famila no Brasil. 2011. (Outra).

64.
Comemoraçao 100 anos Loja Maçonica Filhos de Salomao.Conflitos de Gerações: Como Mediar os Diversos Interesses na Sociedade. 2011. (Encontro).

65.
Dialogos transversais em genero e fecundidade:articulacoes contemporaneas.Genero e Temas Emergentes. 2011. (Seminário).

66.
Homenagem a Heleieth Saffioti.Notas sobre a potencialidade do conceito de patriarcado para um sujeito no feminino: Contribuições de Heleieth Saffioti. 2011. (Seminário).

67.
I Coloquio sobre Direitos Sexuais de Criaças e Adolescentes.Vulnerabilidade, Proteçao e Autonomia. Tensoes. Homoafetividade e Escola. 2011. (Seminário).

68.
II Seminario Enlaçando Sexualidades.Sexualidade e Relacoes Etno Raciais. 2011. (Seminário).

69.
Lançamento Revista SEI Governo do Estado da Bahia.Desafios para Polticas publicas de juventudes. 2011. (Encontro).

70.
Migration, Droit de L'Homme Citoyennete. Perspectives croisées entre l'Union Europeene et l'Amerique Latine.Travail et poplitiques migratoires en Amerique Latine et en Europe. 2011. (Seminário).

71.
Seminario internacional Migraciones, Derechos Humanos y Ciudadania.Un Cruce de Perspectivas entre la Union Europea y America Latina. 2011. (Seminário).

72.
Seminário Juventude: significados, desafios e oportunidades.Politicas de Juventude: Desafios. 2011. (Seminário).

73.
Seminario Nacional de Politicas de Juventude: Debatendo a Juventude Carioca.Desafios para as Politicas de Juvetnude: situacao e representacoes de jovens. 2011. (Seminário).

74.
Encontro Interdisciplinar: multiplos olhares para a construçao de uma politica de fomento à pesquisa.Notas sobre Interdisciplinariedade. Experiencia na Pos graduaçao da UCSAL. 2010. (Encontro).

75.
Forum Social Mundial Tematico.Quebrando Mitos-Juventude e Participaçao em Politicas Publicas de Juventude. 2010. (Outra).

76.
III Seminario Politicas Sociais e Cidadania.Estudos sobre Juventude e subsididios para politicas na America Latina-coordenacao de sessão tematica. 2010. (Seminário).

77.
II Seminario Internacional sobre Familia -Natureza e Cultura.O Projeto Cuidar- Mudanças na Familia. 2010. (Seminário).

78.
I Seminario Violar, Problematizando as Juventudes na Contemporaneidade.Juventude e Participaçao-Questoes na area de Trabalho. 2010. (Seminário).

79.
IV Congreso de la Asociacion Latinoamericana de Poblacion. Juventudes e Familias-Estranhamentos entre Geracoes, Conhecimentos e Falas, Brasil 2000. 2010. (Congresso).

80.
IV Simposio Internacional sobre a Juventude Brasileira-JUBRA.Juventude e Familia. 2010. (Simpósio).

81.
Mulher, Mais Politica, Mais Poder.Mulher: Mais Politica, Mais Poder. 2010. (Seminário).

82.
PENSAR A BAHIA-GOVERNO DO ESTADO DA BAHIA.ACESSIBILIDADE, JUVENTUDE, GERACAO E CIDADANIA. 2010. (Simpósio).

83.
Politicas Publicas: Juventude em Pauta.Juventude e Participaçao. 2010. (Seminário).

84.
Seminario Nacional 100 Anos do 8 de Março.Genero em Perspectiva Feminista Emancipacionista-Notas para Debate sobre Familia e Sexualidade Hoje. 2010. (Seminário).

85.
Simposio de Saude de Adolescentes e Jovens-Compromissos para a nova decada.Participaçao Juvenil e Saude: como estamos e para onde vamos?. 2010. (Simpósio).

86.
X Reunion Nacional de Investigacion Demografica en Mexico.Mesa Deafios Politicos del Regimen Demografico Actual: Las Experiencias de Mexico y Brasil. 2010. (Encontro).

87.
XV EAP-Encontro de Avaliacao e Planejamento Pedagogico-A Interdisciplinaridade nos Eixos de Formacao.Por uma epistemologia interdisciplinar no campo das Humanidades. 2010. (Encontro).

88.
XVII Encontro Nacional de Estudos Populacionais-ABEP.Genero, Trajetorias, Fronteiras e Empoderamento: Explorando Questoes-balanço estudos de genero em demografia. 2010. (Encontro).

89.
XXIII Congresso da Associaçao Brasileira de Magistrados, Promotores de Justiça e Defensores Publicos da Infancia e da Juventude e I Encontro Regional da Associaçao Mercosul de Magistrados da Infancia e da Juventude. Direitos Sexuais e Reprodutivos de Adolescentes e Jovens. Quesrtionando Saberes apoiados na Familia e na Proteçao-Notas. 2010. (Congresso).

90.
5A Conferencia Jaime Wright Direitos Humanos Educacao e Cultura.Direitos Humanos na Cultura Brasileira-Direitos Sexuais de Adolescentes e Jovens. 2009. (Outra).

91.
i Seminario Enlaçando Sexualidades.Direitos Sexuais e Reprodutivos de Crianças e Jovens. 2009. (Seminário).

92.
I Seminario Enlaçando Sexualidades.Enlaçando Sexualidades-Juventufe e Genero. 2009. (Seminário).

93.
Latin American Studies Association. Genero y Migraciones I: Desigualdades y alteridades. 2009. (Congresso).

94.
Latin American Studies Association. Las tensiones y medicaciones entre la division sexual del trabajo domestico y la esfera publica. 2009. (Congresso).

95.
Latin Amnerican Studies Association. Strategies for combatting racial inequality in Latin America-Youth in Brazil. 2009. (Congresso).

96.
Seminario Brasil 15 anos apos a Conferencia do Cairo.Juventude e Envelhecimento- avaliação. 2009. (Seminário).

97.
Seminario Politicas Publicas, Movimentos Sociais e Cidadania.Politicas Publicas de/para/com Juventude. 2009. (Seminário).

98.
Simposio Direito das Minorias.A Reprodução das desigualdades em nome da igualdade: racismo nas escolas. 2009. (Simpósio).

99.
Taller Los retos de la agenda migratoria iberoamericana en el cotexto de la crisis economica internacional.Comentarios sobre Migraciones Iberoamericanas en el contexto de la crisis. 2009. (Encontro).

100.
XII SEMOC Semana de Mobilizaçao Cientifica. Juventude, Genero e Vulnerabilidades. 2009. (Congresso).

101.
XII SEMOC Semana de Mobilizaçao Cientifica. Violencia e Educaçao. 2009. (Congresso).

102.
XII SEMOC-Semana de Mobilizaçao Cientifica. Familia e Genero, Identidade entre Proteção e Violencia. 2009. (Congresso).

103.
III Simposio Internacional sobre a Juventude Brasileira.Gênero, Juvbentude e Sexualidade: Representaçoes e a Produção Politico-Cultural. 2008. (Simpósio).

104.
II Seminario Politicas Sociais e Cidadania.Juventude e Participaçao - Notas de Pesquisa. 2008. (Seminário).

105.
Seminario Internacional de Migraçoes Internacionais.Estrangement and Migration. Dewbates on Human Rights. 2008. (Seminário).

106.
X Coloquio Colombiano de Sociologia. Juventud y Diferencias por raza/etnia, combinando enfoques sobre Brasil. 2008. (Congresso).

107.
19A Semana de Mobilizaçao Cientifica-SEMOC/UCSAL.12ª JORNADA DE PESQUISA MESA DE PESQUISA GÊNERO, SEXUALIDADE E JUVENTUDES. QUESTÕES PARA AS ESCOLAS E AS FAMÍLIAS Grupo de Pesquisa Núcleo de Estudos e Pesquisa sobre Juventudes, Identidades, Cultura e Cidadania - NPEJI Coordenadora:. 2007. (Seminário).

108.
2O Congresso Internacional sobre a Mulher, Genero e Relaçoes de Trabalho. Do Feminino ao Genero: A construçao e Reconstruçao de um Objeto. 2007. (Congresso).

109.
ANPOCS-31 Encontro Anual da ANPOCS.Politicas Compensatorias, multiculturalismo e direitos humanos em questao - migracoes inrternaciolnais. 2007. (Encontro).

110.
Audiencia Publica sobre Homofobia.Educaçao para a Diversidade. 2007. (Encontro).

111.
Educaçao, desgiualdade e formaçao de multiplicadores: perspectivas de genero e relaçoes raciais em experiencias de intervençao.Experiencias de Intervençao: raça e genero. 2007. (Seminário).

112.
Juventude tempo presente ou tempo futuro?.Politicas de Juventude, para quem e para que? paradigmas. 2007. (Seminário).

113.
Seminario Politicas Sociais e Cidadania.Paradigmas de Politicas para Juventude. 2007. (Seminário).

114.
Seminario Populaçao Pobreza e Desigualdade.Juventude e Reproiduçao da Pobreza: paradigmas de politicas. 2007. (Seminário).

115.
XIII Congresso Brasileiro de Sociologia. Juventude, Participaçao e Reconhecimento. 2007. (Congresso).

116.
XIX Congresso Brasileiro e VII Encontro Latino Ameridano de Economia Domestica. Politicas Publicas e Equidade Social. 2007. (Congresso).

117.
X Semana de Mobilizaçao Cientifica-SEMOC/UCSAL.Juventude, Politicas e Participaçao-coordenadora de mesa redonda e apresentacao. 2007. (Seminário).

118.
13 Congresso da Juventude Socialista. Politicas Publicas de Juventude-Reflexoes à Esquerda. 2006. (Congresso).

119.
15 Encontro Regional da ABRAPSO Minas. Juventudes, Cultura e Participaçao Social. 2006. (Congresso).

120.
Audiencia Publica sobre o Plano Nacional de Combate ao Trafico de Seres Humanos.Contribuiçao ao PlanoNacional de Combate ao Trafico de Seres Humanos. 2006. (Outra).

121.
Encontro da Associaçao Brasileira de Estudos Populacionais.Juventude e Participaçao: perfil e debate. 2006. (Encontro).

122.
Encontro da Associaçao Brasileira de Estudos Populacionais.Migraçoes Interncionais-sobre governabilidade internacional. 2006. (Encontro).

123.
I Seminario Internacional Familia Contemporanea, desafios à Intimidade e à Inclusao Social.Comentarios livro Sexo, Poder e Familia 1900-2000, de Therborn-sobre o patriarcado. 2006. (Seminário).

124.
I Seminario Internacional Familia Contemporanes: desafios à Intimidade e à Inclusao Social.Juventude, Genero, Familia e Sexualidade, Combinando Tradiçao e Modernidade. 2006. (Seminário).

125.
IX SEMOC -Semana de Mobilizaçao Cientifica. Pesquisas sobre questão social e politicas sociais - Juventudes e participaçao. 2006. (Congresso).

126.
IX SEMOC Semana de Mobilizaçao Cientifica - UCSAL. Mesa Redonda Desafios para as politicas sociais no Brasil. 2006. (Congresso).

127.
IX SEMOC-Semana Mobilizaçao Cientifica-UCSAL. Mesa Redonda - Violencia nas Escolas - questoes para politicas. 2006. (Congresso).

128.
Migraçoes Internacionais, Direitos Humanos e Ordem Politico Social Internacional-Por um novo Paradigma.Encuentro Iberoamericano sobre Migracion y Desarrollo. 2006. (Encontro).

129.
A Populaçao nas Politicas Publicas: Genero, Geraçao e Raça.Seminario Comemorativo dos 10 anos da Comissao Nacional de Populaçao e Desenvolvimento. 2005. (Seminário).

130.
Dignidade, Cidadania e Pessoa Humana. SEMOC-UCSAL. 2005. (Congresso).

131.
Mesa Redonda Juventudes.Associaçao Nacional de Pos Graduçao em Ciencias Humans - ANPOCS. 2005. (Encontro).

132.
Seminario as Familias e as Politicas Publicas no Brasil.As Familias e as Politicas Publicas no Brasil. 2005. (Seminário).

133.
Forum Mundial de Educação.Forum Mundial de Educação. 2004. (Encontro).

134.
Encontro da Associação Brasileira de Estudos Populacionais.População e Desenvolvimento. 2003. (Encontro).

135.
Sexualidade. Congresso Mundial de Sexualidade. 2003. (Congresso).

136.
Forum Social Mundial.Forum Social Mundial III. 2002. (Encontro).

137.
Forum Social Mundial.Forum Social Mundial II. 2001. (Encontro).

138.
Gender Section. Latin American Schollars Association. 2001. (Congresso).

139.
Forum Social Mundial.Forum Mundial Social I. 2000. (Encontro).

140.
Assembleia Geral da UNESCO.Juventude e Pobreza no Mundo. 1997. (Simpósio).

141.
Emigraçao de Brasileiros. I Simposio Internacional de Emigraçao de Brasilieiros. 1997. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CASTRO, M. G.. IV Enlaçando Sexualidades - Comissão Cientifica. 2015. (Congresso).

2.
MESSEDER, S. A. ; Colling, Leandro ; CASTRO, M. G. ; Cavalcante, Vanessa ; Nascimento Silva,Karine . Mesa Redonda sobre Teoria Queer-Genero Sexual. 2014. (Outro).

3.
ALMEIDA, L. M. ; Almeida da Silva, J.C. ; CASTRO, M. G. . XVI Semana de Mobilizaçao cientifica-SEMOC-UCSAL. 2013. (Outro).

4.
CASTRO, M. G.. Presidente da Comissao cientifica do II Seminario Enlaçando Sexualidades. 2011. (Outro).

5.
CASTRO, M. G.; Mabel Freitas . Mini Curso sobre Juventudes -debate conceitual e questoes sobre/para participaçao. 2010. (Outro).

6.
MESSEDER, S. A. ; CASTRO, M. G. . I Seminario Enlaçando Sexualidades. 2009. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
João Victor Marques da Silva. Trabalhadoras domésticas e o Estado brasileiro: o racismo institucional a Teoria do Reconhecimento e direitos trabalhistas - a luta do Sindomestico Ba no periodo 2010-2016. 2016. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

2.
Michele Campos Almeida de Jesus. Qualidade de Vida de familiares dependentes de cocaihna/crack apos internamento voluntario e involuntario: Um estudo em Camaçari, Bahia. 2016. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

3.
Karine Nascimento Silva. Fala Garot@ sobre sexualidades nas familias e nas escolas: vozes juvenis que ecoam e transgridem. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

4.
Michele Campos Almeida de Jesus. Adoecimento Psiquico nas Familias com Usuarios de Drogas. 2015. Dissertação (Mestrado em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Social) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

5.
Carine de Miranda Santos. A Representação Social que jovens de famílias de bairros periféricos de Salvador fazem acerca violência vista nos programas de telejornalismo criminal.. 2015. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

6.
JOALVA DE MORAES PAIXÃO. As Tecnologias Educacionais n Aplicaçao da Lei 10 639/2003 em Salvador-Uma analise do programa Almanaque Viramundo da TV Anisio Teizeira-Secretaria da Educaçao.. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

7.
Anne Alice Quaresma Mattos. O uso do crack: uma questao social. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

8.
Josemario Melo Ferreira. Dilemas e perspectivas na formação de jovens aprendizes,. Una Analise dos percussos juvenis construídos no programa de aprendizagem do setor bancário de Salvador. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

9.
Ana Maria de Oliveira Silva. Integralidade da Atenção à Saúde: A percepção de mulheres em um serviço de aborto legal. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

10.
Andréia Bispo dos Santos Silva. O sujeito feminino e a politica de assistência social. Uma análise da condição da mulher beneficiária do Programa Bolsa Família. Estudo de Caso no município de LAURO DE FREITAS/BAHIA. 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

11.
Janaina de Oliveira Menezes. Juventude (s) e Escola: As Expectativas dos Jovens Estudantes Quanto a Construçao de Conhecimento em Ciencias Naturais. 2013. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

12.
Ferdinando Santos de Melo. POLÍTICA SOCIAL, ASSISTÊNCIA SOCIAL E POLÍTICAS PARA A JUVENTUDE: a experiência do Programa Projovem Adolescente em Salvador. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

13.
Ana Maria de Oliveira Silva. INTEGRALIDADE DA ATENÇÃO À SAÚDE: A PERCEPÇÃO DE MULHERES EM UM SERVIÇO DE ABORTO LEGAL. 2012. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

14.
Andreia Bispo dos Santos Silva. O SUJEITO FEMININO E AS POLÍTICAS DE ASSISTÊNCIA SOCIAL Uma Análise da Condição da mulher no Programa Bolsa-Família Estudo de caso no município de Lauro de Freitas. 2012. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

15.
Janaina Menezes. A Construçao do Conhecimento, Juventude e Escola. Um Estudo de caso em Itabuna. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

16.
Leila Tibiriça de Carvalho. Jovens e cidadãos?Uma análise sobre a educação para a cidadania no ProJovem Urbano. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

17.
Carmendite Moreira Santos Silva. Unioes Homoafetivas : uma nova concepcao de familia e olhares da comunidade escolar. 2010. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

18.
Hanna Fiterman. O Homem Maternal. 2010. Dissertação (Mestrado em Família na Sociedade Contemporãnea) - Universidade Católica do Salvador, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Mary Garcia Castro.

19.
Cleonilton da Silva Souza. A Sociabilidade no Espaço Digital. 2010. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

20.
Ana Carolina Oliveira dos Santos. "Ser ou nao ser internauta? Os significados da internet a partir do seu uso para jovens grduaandos em redes de computadores na cidade de Salvador. 2009. Dissertação (Mestrado em Políticas Sociais e Cidadania) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

21.
Georges Rebouças Ferreira. Os impactos diretos e indiretos do PROUNI em trajetorias juvenis. 2009. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

22.
Diane Andreia Souza. La educación técnica como alternativa a aumentar la empleabilidad d elos jóvenes pobres: estudio de casos a partir de las experiencias de Argentina y Brasil en el período de 1990-2006. 2009. Dissertação (Mestrado em FSOC-Facultad de Sociologia) - Universidad de Buenos Aires, . Orientador: Mary Garcia Castro.

23.
Karla Kruschewsky Falcao. Reprodução Assistida Heteróloga e Filiaçao Sócio-Afetiva. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Mary Garcia Castro.

24.
Selma Reis. Adoção por casais homossexuais. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

25.
Edna Bittelbrunn. Paternidade Solitaria: limites e possibilidades. 2008. Dissertação (Mestrado em Família na Sociedade Contemporãnea) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

26.
Fabio Soares Gomes. A Questao da Igualdade e a Poitica de Cotas. 2008. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Mary Garcia Castro.

27.
Augusto Sergio Vasconcelos de Oliveira. A Institucionalizaçao das Politicas Publicas de Juventude no Brasil: Um olhar sobre o direito à participaçao a partir dos projetos de lei 4529/2004 e 4530/2004. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

28.
Marlene Barreto Santos Miranda. O sentido das drogas na sociedade contemporanea: ecos entre os jovens e a familia. 2007. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

29.
Fabio Gomes. O principio da igualdade e a questao das cotas nas universidades da Bahia. 2006. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Politicas Sociais e Cidadania) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

30.
Eliana Mariano Vianna Martins. Conquistas da Mulher Brasileira ao Longo do Seculo XX:reflexo dessas lutas nas composiçoes da MPB. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

31.
Valdevino Tabajara Gomes. O Bando como a familia possivel: leitura plural de Capitaes da Areia de Jorge Amado. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

32.
Osvalnice Seixas Romani. Familia e poder: entre o micro e o marcro - onde fica a comunidade do Vale das Dunas do Abaeté?. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

33.
Ioná Cristina Magalhaes da Paixao Barata. A Reafirmação da Identidade Etnica na Familia Negra: a contribuição do trabalho educativo no Instituto Cultural Steve Biko. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

34.
Sergio Mauricio Costa da Silva Pinto. Familias de Negros na Periferia de Salvador: entre a pobreza e a herança cultural. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

35.
Karla Falcão. Fecundaçao assistida. 2005. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador-Instituto para a Familia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

36.
SUELY ALDIR MESSEDER. So um 'Jeito de Corpo'. Um estudo de masculinidade a partir das representaçoes e do uso do corpo por jovens negros de setores populares na cidade de Salvador. 1999. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Mary Garcia Castro.

37.
ANTONIO JONAS DIAS FILHO. Fulôs, Ritas, Gabrielas, Gringólogas e Garotas de Programa. 1998. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mary Garcia Castro.

38.
ACACIA BATISTA DIAS. Violencia Sexual na Família: Cercando o Tema. 1996. 0 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciencias Humanas) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mary Garcia Castro.

39.
CLEIDE MAGALI DOS SANTOS. Rasgando Veu.Rasgando a Manta? Estereotipos e Rupturas de Genero entre Mulheres em Cárcere-Estudo de Caso em Salvador. 1995. 0 f. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciencias Humanas) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Mary Garcia Castro.

Tese de doutorado
1.
Fernanda Andrade Leal. Entre a mulher e a mãe: reflexões sobre a vulnerabilidade psíquica das mulheres no pós parto. 2017. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Coorientador: Mary Garcia Castro.

2.
Selma Reis Magalhães. Juventude Homoafetiva e Projeto de Vida Familiar: a paternidade silenciada. 2015. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

3.
Maria das Graças Neves. O Trabalho domestico remunerado-debate socio juridico. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Católica do Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

4.
Selma Reis. Homossexualidade - Familia e Escola. 2011. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Catolica de Salvador, . Orientador: Mary Garcia Castro.

5.
Marlene Britto. Feminismo, subjetividade e familia. O contrato seual e o contrato social. 2010. Tese (Doutorado em Doutorado em Familia na Sociedade Contemporanea) - Universidade Católica do Salvador, . Coorientador: Mary Garcia Castro.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
CASTRO, M. G.. Desigualdades y generaciones en América Latina y el Caribe: perspectivas. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Outras informações relevantes


Membro da Comissão Nacional de População e Desenvolvimento (Ministerio de Planejamento-Brasil)- 1999 até o presente

Membro da Global Comission on International Migration (Nações Unidas-indicaçao Itamaraty)-2004 até 6/2006
Bolsista Produtividade 1 da FAPESB- 1/2006 ate 2008

Membro do Conselho Estadual de Cultura-Secretaria Estadual de Cultura do Governo do Estado da Bahia-20112014
Pesquisadora Produtividade CNPq 2010-2013
Co-coordenadora do Grupo Geraçoes na Associaçao Brasileira de Estudos Populacionais-com Ana Amelia Camarano do IPEA 2007-2009

Pesquisadora Senior da FLACSO-Brasil 2011/1 ate o presente


Assessora da Organizaçao dos Estados Ibero americanos sobre temas de identidade, cultura e juventudes até 3/2007
Membro do grupo CLACSO sobre Genero e Migraçoes Internacionais
Membro do conselho editorial internacional do 'journal' Gender and Society
Membro do conselho consultivo da revista Artemis
Membro do conselho editorial da Revista Iberoamericana de educaçao
Membro do conselho consultivo da revista Presença da Mulher
Membro do Conselho Nacional de Juventude  2007-2008
Membro do Conselho Nacional dos Direitos das Mulheres 2006-2008
Membro consultivo da revista feminista Boletim SOF
Membro do Conselho consultivo do Centro de Estudos de Memoria da Juventude
Membro do conselho editorial da Revista de estudantes de pos graduaçao ANPG
Coordenadora do Grupo de Pesquisa NPEJI-Nucleo de estudos e Pesquisas sobre Juventudes, Identidades. Cultura e Cidadania-UCSAL-credenciado Cnpq
Citaçao em resenha de livro em que é co-autora--Juventudes e Sexualidade-in Revista Estudos Feministas, Florianopolis, 13 (2) 437-456, maio-agosto 2005

Membro do Conselho Estadual de Cultura do Governo do Estado da Bahia-posse em 16.12.2011-mandato de 4 anos

Professora responsável pela CLASE Desigualdades Sociales: Género, Raza/Etnia, Orientación Sexual y Clase Social, considerando Juventudes, no Seminário Virtual da CLACSO Desigualdades Sociales-2016



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/10/2018 às 15:05:03