Yara Cury

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1B

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0654256505359678
  • Última atualização do currículo em 25/10/2018


Possui graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica pela Universidade de São Paulo (1978), Mestrado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo (1982) e Dutorado em Farmacologia pela Universidade de São Paulo (1986). Atualmente é pesquisador científico VI do Instituto Butantan. Foi diretora da Divisão de Desenvolvimento Cientifico do Instituto Butantan no período de dezembro de 2012 a abril de 2017. Tem experiência na área de Farmacologia, com ênfase em Toxinologia, atuando principalmente nos seguintes temas: venenos/toxinas animais, dor/analgesia, inflamação. Os estudos desenvolvidos pela pesquisadora visam caracterizar os mecanismos envolvidos nas ações algogênicas ou analgésicas, inflamatórias ou anti-inflamatórias de venenos/toxinas animais, buscando melhor compreender as características observadas no envenenamento humano, além da utilização destas toxinas como ferramentas para a compreensão da dor e inflamação e para o desenvolvimento de novos fármacos analgésicos ou anti-inflamatórios. É assessora cientifica do curso MBA em Gestão da Inovação em Saúde do Instituto Butantan. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Yara Cury
Nome em citações bibliográficas
CURY, Y.;Cury, Yara;CURY, Y

Endereço


Endereço Profissional
Instituto Butantan, Divisão de Desenvolvimento Científico.
Av. Vital Brasil, 1500
Butantã
05503900 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 26279580
Fax: (11) 26279581


Formação acadêmica/titulação


1982 - 1986
Doutorado em Farmacologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: INFLUENCIAS HORMONAIS SOBRE A MOBILIZACAO, ENDOCITOSE E ADERENCIA DE MACROFAGOS IN VIVO E IN VITRO, Ano de obtenção: 1986.
Orientador: JOAO GARCIA LEME.
Palavras-chave: MACROFAGO; HORMONIOS; Fagocitose.
Grande área: Ciências Biológicas
1979 - 1982
Mestrado em Farmacologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: ESTUDO DA RESPOSTA INFLAMATORIA AGUDA E CRONICA EM RATOS HIPO E HIPERTIROIDEOS,Ano de Obtenção: 1982.
Orientador: JOAO GARCIA LEME.
Palavras-chave: INFLAMACAO; HIPOTIROIDISMO; HIPERTIROIDISMO.
Grande área: Ciências Biológicas
1978 - 1978
Especialização em Patologia.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
1975 - 1978
Graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
Programa de Desenvolvimento em Gestão de Pessoas. (Carga horária: 40h).
Instituto Francis, IFRANCIS, Brasil.
2007 - 2007
Analise e interpretação da ABNT NBR ISO/IEC 17025. (Carga horária: 16h).
Consórcio da Indústrias Farmacêuticas, COINFAR, Brasil.
2006 - 2006
Da descoberta aos ensaios clinicos. (Carga horária: 24h).
Sindicato da Industria de Produtos Farmaceuticos no Estado de Sao Paulo, SINDUSFARMA, Brasil.
2005 - 2005
Boas Praticas de Laboratorio. (Carga horária: 16h).
Centro de Toxinologia Aplicada, CAT/CEPID/FAPESP, Brasil.
2001 - 2001
Direito à propriedade Intelectual. (Carga horária: 65h).
Centro de Toxinologia Aplicada, CAT/CEPID/FAPESP, Brasil.


Atuação Profissional



Research Council KU Leuven, RCKU LEUVEN, Bélgica.
Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: assessor ad hoc, Enquadramento Funcional: assessoria, Carga horária: 0


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assessor ad hoc


Instituto Nacional de Ciencia e Tecnologia em Toxinas, INCTTOX, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Comite Gestor


International Society on Toxinology, IST, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro do Conselho, Carga horária: 0


Fórum de Competitividade de Biotecnologia, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Membro Comissao, Enquadramento Funcional: Membro Comissao, Carga horária: 0
Outras informações
Membro de sub-grupo Investimentos do grupo de trabalho da Saude Humana

Atividades

11/2007 - 12/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Grupo de Trabalho Saude HUmana, .

Cargo ou função
Membro de sub-grupo Investimentos.

Instituto Butantan, IBU, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Coord Cient MBA Gestão da Inovação em Saude, Carga horária: 0

Vínculo institucional

1987 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Pesquisador Científico VI, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2012 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Diretor Divisão de Desenvolvimento Científico
Outras informações
Designada em 10 de dezembro de 2012 como Diretora Técnica II da Divisão de Desenvolvimento Cientifico do Instituto Butantan

Vínculo institucional

2010 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Orientador Pós-graduação, Carga horária: 40

Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Diretor Lab. Especial de Dor e Sinalização, Carga horária: 40
Outras informações
Desiganada em 04 de março de 2010 como Diretora do recem-ativado Laboratório Especial de Dor e Simalização, no Instituto Butantan

Atividades

2/1987 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Laboratório Especial de Dor e Sinalização, .

12/2012 - 04/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, .

Cargo ou função
Membro do Conselho Diretor.
12/2012 - 04/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Fundação Butantan, .

Cargo ou função
Membro do Conselho Curador.
03/2013 - 03/2017
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, .

Cargo ou função
Comite de Gestão Estratégica.
02/2012 - 06/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, .

Cargo ou função
Membro Titular do Conselho de Pesquisa.
02/2009 - 04/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Divisão de Desenvolvimento Científico, .

Cargo ou função
Coordenadora programa PIBIC/CNPq para o Instituto Butantan.
09/2010 - 01/2012
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, .

Cargo ou função
Membro suplente do Conselho de Pesquisa.
6/2004 - 7/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, .

Cargo ou função
membro da Comissão de Ética no Uso de Animais do Instituto Butantan.
3/1988 - 2/2010
Direção e administração, Divisão de Desenvolvimento Científico, Laboratório de Fisiopatologia.

Cargo ou função
Diretor Técnico Substituto de Laboratório.
3/1998 - 2/1999
Conselhos, Comissões e Consultoria, Recursos Humanos, Comissão de Cursos de Pós Graduação.

Cargo ou função
Membro da Comissão de Cursos de Pós-Graduação.
7/1995 - 12/1997
Treinamentos ministrados , Recursos Humanos, Comissão de Cursos de Pós Graduação.

Treinamentos ministrados
Coordenadora de Curso de Pós-graduação sensu latu Venenos Animais com 571 horas aula
3/1995 - 2/1997
Conselhos, Comissões e Consultoria, Diretoria Técnica, Conselho de Pesquisa.

Cargo ou função
Membro do Conselho de Pesquisa.

Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - Atual
Vínculo: Orientador na Pós-Graduação, Enquadramento Funcional: Orientador Pós-Graduação ICB/USP, Carga horária: 0


Sociedade Brasileira de Toxinologia, SBTx, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: Membro da diretoria, Enquadramento Funcional: Vice-Presidente

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Membro da Diretoria, Enquadramento Funcional: Secretaria

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Membro da Diretoria, Enquadramento Funcional: Secretaria Adjunta, Carga horária: 0

Vínculo institucional

2007 - 2009
Vínculo: Membro Conselho, Enquadramento Funcional: Membro Conselho, Carga horária: 0

Atividades

01/2007 - 03/2009
Conselhos, Comissões e Consultoria, SBTx, .

Cargo ou função
membro conselho.

Sociedade Brasileira de Farmacologia e Terapêutica Experimental, SBFTE, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Membro da Diretoria, Enquadramento Funcional: Diretor Administrativo

Vínculo institucional

2005 - 2011
Vínculo: Membro Conselho, Enquadramento Funcional: Membro Conselho, Carga horária: 0

Atividades

06/2005 - 12/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, SBFTE, .

Cargo ou função
membro conselho.

Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais, FAPEMIG, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2014
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro Comissão Julgamento de Propostas, Carga horária: 0

Atividades

2005 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, FAPEMIG, .

Cargo ou função
assessor ad hoc.

Fundação Butantan, FB*, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - 2017
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Membro do Comite Gestor, Carga horária: 4



Linhas de pesquisa


1.
Mecanismos envolvidos na dor e seu controle

Objetivo: Caracterização dos mecanismos moleculares envolvidos na gênese/modulação/controle da dor, relacionados particularmente ao papel da interação neuronio-glia e também dos aldeídos tóxicos e desidrogenases intracelulares. Avaliação da efetividade de terapias alternativas para o tratamento da dor, particularmente na dor decorrente de lesão nervosa, baseadas na utilização de recursos físicos..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Patologia Animal.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Palavras-chave: Aldeido desidrogenase mitocondrial; Aldeidos toxicos; Conexinas; dor; Analgesia; terapias nao farmacologicas.
2.
Fisiopatologia da dor e inflamação induzidas por venenos/toxinas animais

Objetivo: Caracterização, por meio de estudos in vivo e in vitro, dos mecanismos envolvidos nos efeitos nociceptivos e inflamatórios acarretados por venenos animais ou por substâncias isoladas destes venenos, particularmente toxinas com atividade de fosfolipase A2 ou substâncias capazes de interferir com canais iônicos. Estes estudos têm favorecido a compreensão da fisiopatologia dos efeitos locais observados nos envenenamentos animais e da fisiologia e fisiopatologia da dor e inflamação. Adicionalmente, tem sido possível utilizar toxinas animais como ferramentas para o desenvolvimento de modelos experimentais para o estudo da dor e inflamação..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral / Especialidade: Dor e Inflamação.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral.
Setores de atividade: Saúde Humana; Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana.
Palavras-chave: Venenos Animais; Toxinas Animais; dor; Inflamação.
3.
Estudo dos mecanismos envolvidos no efeito antiinflamatorio e analgesico de venenos e toxinas animais

Objetivo: Caracterização dos mecanismos, por meio de estudos in vivo e in vitro, envolvidos nos efeitos antinociceptivo e anti-inflamatório acarretados por venenos animais ou por substâncias isoladas destes venenos. Estes trabalhos têm contribuído para a caracterização de novos compostos com atividade analgésica e/ou anti-inflamatória com possível aplicação terapêutica e também para a compreensão dos mecanismos celulares e moleculares envolvidos no controle da dor e inflamação..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral / Especialidade: Dor e Inflamação.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral.
Setores de atividade: Desenvolvimento de Produtos Tecnológicos Voltados Para A Saúde Humana; Cuidado À Saúde das Pessoas.
Palavras-chave: Venenos Animais; Toxinas Animais; Analgesia; Antiinflamatório.


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Avaliação da participação da via de sinalização WNT no efeito analgésico da crotalfina in vivo e in vitro
Descrição: As proteínas WNTs constituem uma família de moléculas sinalizadoras que regulam diversos processos celulares. Estudos recentes têm demonstrado que a sinalização via WNT possui papel importante no desenvolvimento e manutenção da dor neuropática, evidenciando a relevância desta via para a dor crônica. Desta forma, a procura de novos compostos que possam interferir com esta via, pode favorecer o melhor conhecimento da patogenia de processos nociceptivos, bem como de seu controle. A crotalfina é um peptídeo de 14 aminoácidos, inicialmente isolado do veneno da serpente Crotalus durissus terrificus, que possui efeito antinociceptivo de longa duração (3 a 5 dias), em modelos de dor aguda e crônica. Estudos experimentais têm evidenciado que este efeito é mediado pela ativação periférica de receptores canabinóides CB2, com subsequente liberação local de dinorfina A e ativação de receptores κ ? opióides, indicando interação entre os sistemas canabinóide e opióide endógenos. Sabe ? se que a interação dos sistemas canabinóide e opióide pode acarretar diminuição na secreção das proteínas WNT, contudo os efeitos destes sistemas sobre essas proteínas não estão totalmente caracterizados. Adicionalmente, não está caracterizado ainda, o possível envolvimento das proteínas WNT nas ações da crotalfina. Assim, o objetivo deste estudo é avaliar o possível efeito da crotalfina nestas moléculas sinalizadoras e o envolvimento destas proteínas na ação deste peptídeo. Para tanto, utilizaremos modelo in vivo de dor neuropática acarretada pela constrição crônica do nervo isquiático de ratos, avaliando o efeito da crotalfina nas proteínas relacionadas à sinalização WNT envolvidas na gênese da dor neuropática. Será avaliada tambem a participação desta via na ação da crotalfina em culturas primárias de neurônios da raiz dorsal da medula espinhal, astrócitos e microglias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Vaness Olzon Zanbelli - Integrante / Natália Gabriele Hosch - Integrante / Flavia Viana Santa-Cecilia - Integrante.Número de orientações: 1
2016 - Atual
Ação da crotalfina sobre a atividade de aminopeptidases e a contribuição dessas enzimas para a ação analgésica prolongada deste peptideo
Descrição: A modulação da atividade de peptidases responsáveis pela degradação dos opióides endógenos, é um importante fator para a modulação da nocicepção. Entretanto, não foi ainda caracterizado o possível efeito da crotalfina, uma analgésico com atividade opioide, inicialmente isolado do veneno de Crotalus durissus terrificus, sobre a atividade destas aminopetidases ou mesmo a atividade destas aminopeptidases nos modelos de dor por nós utilizados para avaliação da ação da crotalfina. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar estes parametros. Para este estudo, será utilizado o modelo de hiperalgesia induzida por prostaglandina E2, avaliando as possiveis fontes de aminopeptidases na vigencia de hiperalgesia acarretada por este eicosanoide. Será investigado se o aumento da disponibilidade de opioides endógenos é capaz de induzir antinocicepção no modelo de hiperalgesia induzida pela PGE2. Avaliaremos também se os inibidores de aminopeptidases potencializam o efeito analgésico da crotalfina, nas nossas condições experimentais.Será também investigado se a Crotalfina é capaz de interferir com a atividade enzimática das aminopeptidases. Como os macrófagos são células que apresentam aminopeptidase e baseado em dados do nosso grupo mostrando que a Crotalfina interfere com a atividade de macrófagos, será investigado também se a Crotalfina é capaz de induzir a liberação de opioides endógenos de macrófagos peritoneais residentes, bem como de interferir com a sua degradação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Sandra C Sampaio - Integrante / Vaness Olzon Zanbelli - Integrante / Denise V. Tambourgi - Integrante / Cayo Antônio Soares de Almeida - Integrante.
2016 - Atual
Controle epigenético na analgesia dependente da ativação de receptores opióides: papel dos miRNAS e metilação do DNA no efeito antinociceptivo da crotalfina
Descrição: A crotalfina, um peptídeo inicialmente identificado e isolado a partir do veneno da serpente Crotalus durissus terrificus, apresenta efeito antinociceptivo potente e de longa duração. Este efeito é mais proeminente na presença de sensibilização prévia e envolve a ativação de receptores canabinóides CB2 e receptores opióides do tipo kappa e delta, com consequente abertura de canais de K+ sensíveis a ATP. Estudos recentes têm evidenciado que mecanismos epigenéticos estão envolvidos na dor e seu controle, incluindo a dor inflamatória e neuropática. Dentre os processos moleculares envolvidos nas alterações epigenéticas, destaca-se o controle da expressão gênica por microRNAs (miRNAs) e pela metilação do DNA. miRNAs são pequenas sequências de RNA não-codificantes expressas endogenamente e que exercem inibição da tradução proteica de mRNAs específicos. A regulação epigenética do sistema opióide ? incluindo receptores opióides, bem como dos precursores dos peptídeos opióides endógenos - por meio de metilação, remodelagem da cromatina e miRNA, tem sido também demonstrada. Cabe ressaltar que os estudos sobre regulação epigenética dos opióides estão focados, em sua maior parte, nos receptores opióides do tipo µ. O papel da metilação do DNA nas regiões promotoras dos receptores opióides kappa e delta, não está ainda totalmente elucidado. O presente projeto de pesquisa visa avaliar o controle epigenético no efeito antinociceptivo induzido pela crotalfina, em um modelo de hiperalgesia induzida pela prostaglandina E2 (PGE2) em ratos, utilizando a morfina, dinorfina A e agonistas seletivos dos receptores opióides, como controles positivos. Nos estudos in vitro, serão utilizados gânglios da raiz dorsal de ratos. Serão avaliados: 1) os padrões de expressão de miRNAs, em DRGs, pela técnica de RT-PCR utilizando sondas Taqman; 2) as alterações na expressão de um painel de mRNAs conhecidamente associados à dor inflamatória, por arrays de RT-PCR, bem como o perfil de co-expressão de mRNAs e miRNAs, a fim de identificar miRNAs que interfiram com a expressão gênica. Para tanto, utilizaremos análise bioinformática integrativa, e 3) as alterações no padrão de metilação do DNA global, em sequências repetitivas de DNA do tipo LINE-1 (Long Interspersed Elements) e sobre as regiões promotoras dos receptores opióides. Os resultados obtidos neste estudo poderão: 1) elucidar padrões de expressão de mRNAs e miRNAs durante a hiperalgesia induzida por PGE2, bem como identificar possíveis miRNAs participantes deste processo, a partir de predição por análises bioinformáticas e posterior confirmação por estudos funcionais (super-expressão e silenciamento), 2) expandir o entendimento do controle pós-transcricional dos receptores opióides na antinocicepção acarretada pela crotalfina e 3) identificar padrões de metilação do DNA, globais e em sequências promotoras dos receptores opióides, como importantes novos alvos de controle da expressão destes receptores..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2016 - Atual
Investigação do efeito antinociceptivo do peptídeos análogos à crotalfina em modelo de hiperalgesia
Descrição: A Crotalfina (CNF), um peptídeo inicialmente caracterizado e isolado do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus, apresenta ação analgésica potente e de longa duração, mediada por ativação de receptores periféricos canabinóides e opióides. Em estudos recentes e preliminares, visando investigar a relação estrutura-atividade da crotalfina e definir seu farmacofóro, foi observada, utilizando modelo experimental de hiperalgesia acarretada por carragenina, atividade antinociceptiva para um análogo sintético da crotalfina, o CNFNterC. Assim, o objetivo do presente trabalho é ampliar a caracterização do efeito deste análogo e os mecanismos envolvidos nesta ação, comparativamente ao efeito da molécula líder (crotalfina). Além disso, visando avaliar o potencial terapêutico, comparativamente à crotalfina, será investigado o efeito antinociceptivo de uma molécula quimera, resultante da combinação do análogo CNFNterC com um peptídeo CPP (Cell Penetration Peptide), com propriedade de chaperona, derivado da região C-terminal do Ambliomyn-X (antitumoral). A hipótese é que esta chaperona facilitaria a entrada do peptídeo CNFNterC na célula, sem alterar sua atividade analgésica..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Nathália Bernardes Teixeira - Integrante / Denis Servent - Integrante / Thais Ribeiro Crivelini - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2015 - Atual
Centre of Excellence in New Target Discovery
Descrição: Instituto Butantan in a partnership with GlaxoSmithKline (GSK) and São Paulo State Research Foundation (FAPESP) created the Center of Excellence in New Target Discovery (CENTD), which, besides promoting strategic alliances for scientific and technological development, also acts in the generation of new knowledge. The global aim of this project is to find new molecular targets and signaling pathways that can elucidate diseases related to immuno-inflammation, allowing for the design of new therapeutic agents.PID7: Pain molecular mechanisms in arthritis: identifying new targets for drug development Osteoarthritis (OA) is an age-related joint disease characterized by degeneration of articular cartilage, swelling and stiffness, being associated with important inflammatory and painful processes in the affected joint (Cucchiarini et al., 2016). Joint inflammation causes the release of mediators that bind to specific receptors on nociceptors present in peripheral sensory neurons. The interaction of inflammatory mediators with receptors results in the activation of second messengers and proteins kinases resulting in neuronal excitation, peripheral sensitization and neuropeptides release - contributing to the generation of pain. Despite these data, the exact mechanism involved of chronic pain in OA remains poorly understood and the available treatments for OA are not completely effective (Malfait and Miller, 2016). This shows the importance of seeking for new molecular targets for new drug development aiming at the control of chronic pain in OA. Data from the literature have demonstrated that products derived from collagen glycation are also associated with the development of OA (Saudek and Kay, 2003). Collagen can covalently bind sugar, a process called glycation. Over time, the glycating sugar further reacts, forming advanced glycation end products (AGEs) (Snedeker and Gautieri, 2014). AGEs not only exert their deleterious actions due to their biological properties, but also through their interaction with specific cell surface receptors, stimulating the production of several pro-inflammatory mediators (Ott et al., 2014). Despite those data, the contribution of AGES to pain in OA is not well characterized. In order to investigate OA pain molecular mechanisms and to identify new targets involved in this phenomenon, the aim of this study is to investigate the regulation of pain-associated genes and pathways, using an in vitro model made up of glycated collagen matrix and human neuron cultures (obtained from SH-SH5Y human neuroblastoma cell line)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - 2017
Efeitos da estimulação transcraniana por corrente contínua sobre a nocicepção causada por lesão nervosa periférica em ratos
Descrição: As lesões traumáticas dos nervos periféricos são frequentes, podem acarretar perda funcional e dor. Vários estudos têm sido realizados objetivando a obtenção de tratamentos que possam favorecer a recuperação destas lesões. Contudo, não há ainda nenhum fármaco desenvolvido exclusivamente para o tratamento da regeneração nervosa e da dor neuropática e menos da metade dos pacientes relatam benefícios significativos com qualquer tipo de medicamento. Dessa forma, terapias complementares, baseadas em recursos físicos, têm sido utilizadas para o tratamento da dor neuropática. A Estimulação Transcraniana por Corrente Continua (ETCC) é uma técnica de estimulação cerebral não invasiva, que induz alterações duradouras da excitabilidade cortical, tanto em animais como em seres humanos. A ETCC tem sido utilizada para o tratamento de doenças neuropsiquiátricas (e processos de reabilitação), como depressão, epilepsia, acidente vascular cerebral e dor crônica. Contudo o efeito dessa estimulação sobre a dor neuropática de origem traumática, não é ainda conhecido. O objetivo geral do presente projeto de pesquisa é avaliar, por meio de ensaios comportamentais in vivo, de técnicas de biologia molecular e de abordagens farmacológicas, o efeito da ETCC (anódica e catódica) sobre os fenômenos nociceptivos (hiperalgesia mecânica e térmica e alodinia mecânica) induzidos em ratos, pelo pinçamento do nervo isquiático. O possível efeito antinociceptivo do ETCC será comparado ao efeito de fármacos usualmente utilizados no tratamento da dor neuropática (amitriptilina, carbamazepina, gabapentina e morfina). Serão investigados ainda, os possíveis mecanismos (quanto a alteração de neurotrofinas e quinases e ativação de vias opioidérgicas) envolvidos no efeito do ETCC..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Leandro Henrique Grecco - Integrante.
2013 - 2016
Efeito da crotalfina em canais ionicos de neuronios sensoriais
Descrição: O objetivo deste projeto é propor uma parceria duradoura entre o Instituto Butantan no Brasil e o Instituto de Fisiologia e Patofisiologia na Alemanha. Desde fevereiro de 2012, estamos trabalhando em um projeto cooperativo em Erlangen utilizando técnicas avançadas de eletrofisiologia e biologia molecular a fim de estudar os mecanismos moleculares envolvidos na ação analgésica da crotalfina, um peptídeo de 14 aminoácidos isolado do veneno da cobra Crotalus durissus terrificus. Estudos in vivo realizados no Brasil, no Laboratório de Dor e Sinalização, sob supervisão da Dra. Yara Cury, mostraram que este peptídeo possui um efeito analgésico potente e de longa duração. Atualmente, os estudos com a crotalfina já encontram-se em fase de desenvolvimento pré-clínico. A crotalfina promove a ativação indireta de receptores opioides kappa e delta, bem como a modulação de fatores intracelulares como as MAP quinases e a PKC. Estudos preliminares e extremamente promissores realizados no Instituto de Fisiologia e Patofisiologia na Alemanha, demonstraram um efeito ativador direto da crotalfina em receptores TRPA1. Este estudo está sendo apoiado pelo CNPq, através de um projeto de pós-doutorado que se encerra em janeiro de 2013. A possibilidade de uma cooperação a longo prazo entre os dois grupos é extremamente desejável e muito promissora. Através de visitas aos laboratórios de pesquisa envolvidos no projeto, no Brasil e na Alemanha, será possível não somente dar continuidade ao projeto que se iniciou, mas também expandir esta cooperação a longo prazo, com o objetivo de trocar o conhecimento acerca de diferentes métodos de investigação. Visitas mútuas aos laboratórios permitirão a implementação de novas técnicas no Instituto Butantan, bem como a formação de cientistas e técnicos para a utilização de novos recursos e ferramentas. Esta cooperação será intensificada por meio de seminários e palestras que permitirão a troca direta de conhecimentos entre os pesquisadores..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
CENTER OF TOXINS IMMUNE-RESPONSE AND CELL SIGNALING (CeTICS)
Descrição: CeTICS mission is to probe into biological systemic response of cells, tissues or whole organisms using chemically defined peptide toxins as molecular tools. The objective is to discover and chemically characterize molecular targets of toxins, which very likely initiate biological responses of interest in human pathophysiology and therapeutics. These molecular targets are critical receptors and/or other mediators, which trigger downstream molecular signaling networks underlying biological homeostatic functions. Specific Project in the Center - PAIN AND ANALGESIA: MOLECULAR MECHANISMS OF NEW THERAPEUTIC DRUGS AND TARGETS.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2012 - Atual
Caracterização do envolvimento do citoesqueleto no efeito antinociceptivo da Crotalfina. Ensaios in vivo e in vitro
Descrição: A crotalfina é um peptídeo presente no veneno da serpente Crotalus durissus terrificus, que apresenta potente atividade antinociceptiva mediada pela ativação de receptores opióides do tipo kappa e delta. A antinocicepção induzida pela crotalfina é de longa duração e observada em modelo de hiperalgesia inflamatória, dor neuropática e dor de câncer. Estudos recentes mostraram que a ativação da via L-arginina/NO/GMPc, com consequente abertura de canais de K+ sensíveis a ATP, que ocorre após a ativação dos receptores opióides, medeia o efeito da crotalfina. Os estudos mostraram ainda que a crotalfina libera opióides endógenos e que estes peptídeos são os responsáveis pela ação opioidérgica da crotalfina. Foi observado também, em estudos in vitro, que a crotalfina ativa MAP quinases e PKCzeta. O citoesqueleto é um elemento fundamental na sinalização celular, e está intimamente envolvido com a sinalização nociceptiva e antinociceptiva, embora esses mecanismos não estejam completamente esclarecidos. O citoesqueleto é uma rede filamentosa de F-actina, microtúbulos e filamentos intermediários, composta por uma de três subunidades quimicamente distintas, actina, tubulina ou uma das diversas classes de proteínas de filamentos intermediários. Além disso, uma variedade de proteínas acessórias atua junto ao citoesqueleto regulando sua ativação e consequentemente seu efeito sobre outras proteínas envolvidas na sinalização celular. O objetivo desse trabalho é compreender melhor o mecanismo molecular da ação da crotalfina, especificamente no que diz respeito à relevância do citoesqueleto para a atividade farmacológica da crotalfina. Dados iniciais mostraram, em ensaios comportamentais de avaliação de dor utilizando agentes desestabilizadores do citoesqueleto, que filamentos de actina, microtúbulos e filamentos intermediários são fundamentais para a atividade antinociceptiva da crotalfina. Apesar desses dados, não foi ainda caracterizado como ocorre a interação entre a crotalfina e o.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2011 - 2016
Crotalfina: análogos fluorescentes e estudo de seu mecanismo de ação em culturas e co-culturas de neurônios e queratinócitos
Descrição: A crotalfina é um peptídeo de 14 aminoácidos,inicialmente isolado do veneno da serpente C. d. terrificus, que apresenta atividade antinociceptiva de longa duração (3-5 dias) quando administrada p.o., por via i.v. ou s.c. O efeito antinociceptivo é mediado pela ativação de receptores opióides periféricos do tipo kappa (modelos de dor aguda), ou kappa e delta (dor cronica). Resultados preliminares, obtidos em ensaios de "binding" utilizando naloxona marcada, indicam que a crotalfina não é capaz de ativar diretamente os receptores opióides. Adicionalmente, dados recentes obtidos em nosso laboratório, têm evidenciado o envolvimento de receptores canabinóides nesta ação antinociceptiva. Apesar destes resultados,os alvos moleculares deste peptideo não são ainda conhecidos. Assim, o objetivo deste projeto é ampliar a caracterização dos mecanismos moleculares envolvidos na ação da crotalfina, avaliando: (a) a possível interação com receptores opióides e canabinóides. Para tanto, serão realizados estudos de co-localização entre a crotalfina e estes receptores, por meio de ensaios de imunofluorescência, utilizando anticorpos específicos para receptores opióides e canabinóides presentes em neurônios e queratinócitos e crotalfina marcada com carboxifluoresceina; (b) ainda utilizando esta mesma abordagem experimental, investigar sua internalização e tráfego em culturas de neurônios e queratinócitos e os mecanismos envolvidos nestes processos. Para isso, sintetizaremos a crotalfina, seu análogo de D-aminoácidos e seu análogo marcado com carboxifluoresceina; (c) a possível liberação de opióides endógenos, induzida pela crotalfina. Para tanto, a liberação destes peptídeos será quantificada no sobrenadante de culturas e co-culturas de neurônios e queratinócitos tratadas com crotalfina, usando cromatografia líquida e espectrometria de massas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (2) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Maria Teresa Machini de Miranda - Integrante / César Manuel Remuzgo Ruiz - Integrante / Hugo A Armelin - Integrante.Financiador(es): Centro de Toxinologia Aplicada - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Instituto Nacional de Ciencia e Tecnologia em Toxinas - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Papel da aldeído desidrogenase 2 e do 4-hidroxinonenal na dor.
Descrição: A aldeído desidrogenase-2 (ALDH-2) é uma enzima responsável pela eliminação de aldeídos tóxicos, incluindo a destoxificação do 4-hidroxinonenal (4-HNE). O 4-HNE é um aldeído formado da oxidação de lipídeos insaturados presentes na membrana mitocondrial. Recentemente, foi observado que o 4-HNE está envolvido em fenômenos nociceptivos, formando ligação covalente com receptores TRPA1, ativando-os. Estudos iniciais utilizando uma pequena molécula ativadora da ALDH-2, a Alda-1, mostraram que esta substância apresenta potente efeito em ratos. Análises bioquímicas mostraram que, na presença de carragenina, há aumento da formação de ligações químicas de alta afinidade (adutos) entre o 4-HNE e proteínas do tecido plantar e que a Alda-1 é capaz de diminuir a formação destes adutos. Ainda, foi observado que a carragenina diminui a atividade enzimática da ALDH2 e que a Alda-1 restabelece essa atividade. Esses dados mostram, pela primeira vez, que a ativação da ALDH2 induz efeito analgésico e que este efeito está associado à diminuição na formação de adutos com o 4-HNE. Contudo, a participação da ALDH-2 no controle da dor e os mecanismos envolvidos nesta ação não foram investigados. Ainda, dados preliminares obtidos por nosso grupo, bem como dados de literatura tem mostrado que a PKC épsilon participa da hiperalgesia induzida pela carragenina e que esta quinase pode ser modulada pelo 4-HNE. Contudo, a possível relação entre 4-HNE, a ativação da PKC e o desenvolvimento de hiperalgesia, não foi avaliada. Assim, este projeto visa ampliar a caracterização do envolvimento de aldeídos tóxicos, como o 4-HNE, no desenvolvimento de hiperalgesia, bem como investigar o papel ALDH2 no controle da nocicepção. Os dados obtidos permitirão identificar os mecanismos celulares e moleculares envolvidos no efeito antinociceptivo da Alda-1 e contribuir para a caracterização de um novo alvo molecular para o controle da dor, a ALDH2..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2011 - Atual
Envolvimento das vias das MAP quinases no efeito analgésico e hiperalgésico de fármacos com atividade opióide
Descrição: Drogas opióides podem acarretar, dentre outros efeitos indesejáveis, aumento da sensibilidade à dor, fenômeno denominado de hiperalgesia. Nosso grupo vem estudando uma nova substância com atividade tipo opióide, Crotalfina, inicialmente isolada e caracterizada no veneno de serpente C.d. terrificus. A crotalfina induz analgesia potente e duradoura, mediada por ativação de receptores opióides kappa e delta. Estudos iniciais mostraram que a Crotalfina, diferentemente da morfina, não induz o aparecimento de fenômeno de hiperalgesia tardia. Este fato deve-se, provavelmente, a diferença nos receptores opióides em que estas substâncias atuam. Em relação à mediação dos processos nociceptivos, as MAPKs são substâncias amplamente envolvidas não só em fenômenos nociceptivos, como também na ação de fármacos analgésicos, que tem seu efeito mediado pela ativação de fatores de transcrição, como por exemplo, o CREB. Apear destas evidências, a participação das MAPKs no efeito analgésico da crotalfina e também no fenômeno de hiperalgesia induzida por opióides não foi ainda estudada. Este projeto objetiva caracterizar o envolvimento de MAPKs na ação analgésica e hiperalgésica de substâncias com atividade opióide, avaliando: a) o efeito da crotalfina e da morfina sobre o limiar nociceptivo de ratos, caracterizando os fenômenos de antinocicepção e hiperalgesia tardia; b) se as MAPKs estão envolvidas no efeito analgésico e na hiperalgesia tardia acarretada por estas substâncias c)bioquimicamente, por ensaios de immunoblotting, se estas MAPKs estão ativas em tecidos envolvidos com a transmissão nociceptiva, obtidos de ratos pré-tratados com crotalfina e morfina; d) a possível ativação do fator CREB, por meio de ensaios de immunoblotting, utilizando DRG e medula espinhal obtidos dos animais tratados com crotalfina e morfina; e) se for observada alteração na ativação do CREB, a correlação entre esta alteração e os fenômenos observados in vivo; f) se MAPKs medeiam as alterações do CREB..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Vanessa Olson Zambelli - Integrante.Número de orientações: 1
2011 - Atual
Expressão de Conexinas em células do gânglio da raiz dorsal e seu envolvimento na nocicepção
Descrição: Os canais de junções comunicantes (gap junctions, JC) são formados por subunidades chamadas de conexinas (Cx). Estas proteínas têm papel relevante no acoplamento celular e amplificação de sinais, participando da condutância de células nervosas ou gliais, estando envolvidas em vários processo fisiológicos e fisiopatológicos. Apesar desta importância, o papel das conexinas na nocicepção e seu controle são ainda pouco conhecidos. Assim, o objetivo deste projeto é avaliar o envolvimento das conexinas no processo de nocicepção aguda, por meio de ensaios comportamentais in vivo e estudos de mapeamento da sua expressão em células do gânglio da raiz dorsal de ratos. Para tanto, analisaremos o efeito do tratamento intratecal com carbenoxolone (CBX), um bloqueador de JCs, na indução e manutenção de hiperalgesia induzida por carragenina em ratos. Adicionalmente, será caracterizada a expressão gênica e protéica de Cxs no gânglio da raiz dorsal (DRG) de animais "naive" e submetidos a hiperalgesia, utilizando técnicas combinadas, como reação em cadeia da polimerase em tempo real (Real-Time PCR), imuno-histoquímica e western blot..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Alexandre Hiroaki Kihara - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 1
2009 - 2015
Caracterização dos possíveis mecanismos moleculares da ação da crotalfina, um novo peptídeo analgésico, em neurônios sensoriais
Descrição: A Crotalfina, obtida a partir do veneno de serpentes C.d. terrificus apresenta potente efeito antinociceptivo, de longa duração, mediado pela ativação de receptores opióides periféricos do tipo kappa e delta. No entanto, os mecanismos celulares e moleculares envolvidos na ação da Crotalfina não foram ainda determinados. A proposta deste projeto é contribuir para a elucidação de alguns destes mecanismos, utilizando modelos de estudo in vitro - cultura de neurônios sensoriais primários (GRDs). Os objetivos específicos são: 1) investigar se a Crotalfina interfere com os processos de sensibilização e ativação de neurônios de GRDs, determinando o efeito deste peptídeo sobre os níveis de AMPc intracelular durante a sensibilização por PGE2 e se este efeito é dependente da ativação de uma proteína Gi/Go; avaliar se a Crotalfina inibe a liberação de CGRP evocada por capsaicina, em neuronios sensibilizados. 2) Investigar se os efeitos observados para a Crotalfina são dependentes da ativação de receptores opióides, determinando se ocorre ativação de receptores opióides em células de GRDs sensibilizadas por PGE2, tratadas ou não com Crotalfina e se o bloqueio de receptores opióides com antagonistas seletivos interfere com os efeitos do peptídeo. 3) Investigar o envolvimento de peptídeos opióides endógenos neuronais para os efeitos da Crotalfina, determinando se este peptideo libera peptídeos opióides a partir de neurônios de GRDs em cultura; dependendo dos resultados obtidos no item anterior, avaliar os efeitos da administração de peptídeos opióides endógenos beta-endorfina, met-encefalina e dinorfina A em culturas de GRDs. 4) Investigar a contribuição da via de sinalização do óxido nítrico (L-arginina-NO-GPMc) e das MAPKs (ERK1/2, p38 e JNK) para os efeitos da Crotalfina em culturas de GRDs, utilizando inibidores da via do óxido nítrico ou das MAPKs ou estudos de western blot para avaliação da fosforilação destas proteínas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - 2011
Crotalfina: Sintese de análogos marcados com compostos fluorescentes, estudo de ligação com receptores opioides e mecanismo de internalização
Descrição: A crotalfina é um peptídeo com atividade antinociceptiva isolado do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus. A atividade antinociceptiva é mediada pela ativação de receptores opioides do tipo kappa e delta. Apesar destas evidencias, não é ainda conhecido se este peptídeo é capaz de ativar diretamente os receptores opióides ou ainda, como este peptídeo interage com a membrana de neurônios sensitivos envolvidos no processo de transmissão da dor. Assim o objetivo deste projeto é, por meio da marcação da crotalfina sintética com compostos fluorescentes e utilizando culturas de células do gânglio da raiz dorsal de ratos, caracterizar a possível ação do peptídeo em receptores opióides e identificar o subtipo de receptor opióide que participa no efeito antinociceptivo. Adicionalmente, utilizando ferramentas farmacológicas, este projeto visa avaliar a possível internalização e trafego do peptídeo nestes neurônios e os mecanismos envolvidos nestes processos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2009 - Atual
Caracterização dos mecanismos moleculares envolvidos na ação analgésica da Bunodosina 391, composto obtido da peçonha da anêmona Bunodosoma cangicum
Descrição: A peçonha das anêmonas do mar contém neurotoxinas e hemolisinas no entanto, pouco se conhece sobre a atividade biológica de substâncias de baixo peso molecular isoladas da peçonha destes animais. Recentemente nosso grupo demosntrou que a Bunodosina 391 (BDS391), um composto de baixo peso molecular extraído da peçonha da Bunodosoma cangicum, apresenta atividade antinociceptiva. O BDS391 é um composto bromado de aproximadamente 400 Da, composto de um núcleo molecular semelhante à serotonina (5-HT), conectado a uma histidina. Ensaios farmacológicos mostraram que a atividade antinociceptiva da BDS391 é mediada pela ativação de receptores serotoninérgicos e pela abertura de canais de potássio. Ainda, resultados preliminares indicam o envolvimento de receptores histaminérgicos nesta ação. Apesar destes dados, não foi ainda totalmente caracterizado o tipo de receptor serotoninérgico e/ou histaminérgico envolvido na ação do composto. É interessante observar que o BDS391 apresenta similaridade estrutural à 5-HT, o que torna de especial interesse a detecção do efeito antinociceptivo para este composto. Este projeto visa ampliar a caracterização da ação do BDS391 em receptores serotoninérgicos e histaminérgicos, por meio de ensaios comportamentais, in vivo e de ensaios de "binding" e eletrofisiológicos, in vitro. Para tanto serão avaliados (a) o envolvimento dos receptores periféricos 5-HT1, 5-HT2 e 5-HT3 para serotonina e H1, H2 e H3 para histamina no efeito induzido pelo BDS391 em modelos de aguda e cronica; (b) a ação do BDS391 sobre correntes iônicas em canais 5-HT3, por meio da técnica de "patch clamp"; (c) a interação do BDS391 com receptores 5-HT e histaminérgicos por meio de estudos de "binding". Os resultados obtidos nesse estudo poderão favorecer o melhor conhecimento sobre o envolvimento de aminas biogênicas e seus receptores na fisiopatologia da dor e de seu controle, bem como o desenvolvimento de novos fármacos analgésicos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Vanessa Gutierrez - Integrante / Wilson Alves Ferreira Jr - Integrante / Katsuhiro Konno - Integrante / Andre J. Zaharenko - Integrante / Jose Carlos de Freitas - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
2008 - Atual
Efeito antitumoral e antinociceptivo da crotoxina e do CNF 021.03 sobre um novo modelo de dor de câncer ósseo induzido em ratos
Descrição: A terapêutica usual para o controle da dor e regressão neoplásica óssea é ainda ineficaz. Neste sentido, é de extrema relevância o estudo dos mecanismos envolvidos na gênese desta patologia.e a pesquisa de novos fármacos capazes de interferir com a dor e a evolução do câncer ósseo, O nosso laboratório vem estudando uma nova substância analgésica com atividade opióide, a crotalfina, obtida a partir do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus. Ainda, foi evidenciado efeito antitumoral para a crotoxina, a principal toxina presente no veneno desta serpente. Apesar das evidências, não foi ainda investigado o possível efeito da crotalfina e crotoxina sobre o câncer ósseo. O presente projeto de pesquisa tem como objetivo padronizar um modelo de dor de câncer ósseo induzido em ratos por meio da inoculação de células do tumor de Walker 256 na cavidade medular do fêmur dos animais e avaliar o efeito de diferentes fármacos no controle da dor e evolução da neoplasia óssea. Os objetivos específicos deste projeto são: a) avaliar o desenvolvimento e progressão da neoplasia óssea, por meio de análises histopatológicas, radiológicas, tomográficas e cintilográficas; b) os efeitos nociceptivos causados pela injeção das células tumorais, determinando os fenômenos de hiperalgesia, alodinia e dor espontânea; c) o potencial de metastização do tumor, por meio de análise histopatológicas do pulmão dos animais injetados com as células tumorais; Ainda, , avaliar o efeito analgésico e antineoplásico da crotalfina e crotoxina, analisando: 1) o efeito antitumoral da crotalfina e crotoxina por meio de monitoramento radiológico, tomográfico, cintilográfico, histopatológico; 2)o potencial anti-metastático destas substâncias, por meio de análises histopatológicas do pulmão dos animais portadores de tumor ósseo; 3) o possível efeito inibitório da cratalfina e crotoxina sobre a hiperalgesia, alodinia e dor espontânea..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Rui Curi - Integrante / Gisele Picolo - Integrante / Roger Chammas - Integrante / Fábio Luiz Navarro Marques - Integrante / Ana Carolina Brandão de Campos Fonseca Pinto - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 1
2007 - 2011
Injuria periférica em ratos e expressão e ativação de receptores opióides
Descrição: A analgesia ocasionada pelos opióides é mediada por receptores opióides, que estão presentes tanto no sistema nervoso central quanto em tecidos periféricos. Dados têm mostrado que fármacos opióides possuem eficácia aumentada na vigência de resposta inflamatória/lesão tecidual. Os possíveis mecanismos envolvidos neste fenômeno compreendem alterações na expressão/ exposição e/ ou funcionalidade destes receptores, contudo este fenômeno é ainda pouco compreendido e os estudos existentes até o momento envolvem predominante receptores opioides do tipo mu. Ainda, estudos realizados por nosso grupo mostraram que a crotalfina, uma substância tipo opióide obtida a partir do veneno da cascavel, apresenta efeito analgésico mediado por receptores opióides kappa e delta. Este efeito analgésico é observado por 5 horas, na ausência de sensibilização prévia, contudo, na vigência de hiperalgesia, a analgesia pode ser detectada por até 5 dias. Baseados nestes dados, o objetivo deste projeto de pesquisa é investigar: (a) se na vigência de hiperalgesia induzida por prostaglandina E2 (PGE2) ou pela constrição crônica do nervo ciático de ratos ocorre alteração na expressão gênica (ensaios de PCR) e proteica (ensaios de immunoblotting) de receptores opióides em neurônios da pata e do gânglio da raiz dorsal da medula espinhal (DRG); (b) se na presença dos fenômenos hiperalgésicos há alteração no estado de fosforilação dos receptores opióides na membrana plasmática e citossol; (c) se estes estímulos hiperalgésicos favorecem a interação dos receptores opióides com seus respectivos agonistas e com a crotalfina, utilizando o método de ELISA em cortes do tecido plantar e do DRG ou em cultura de neurônios do DRG sensibilizados com PGE2; (d) avaliar a possível correlação entre as alterações observadas in vitro, com o aumento da potência ou duração do efeito analgésico observado in vivo para agonistas opióides ou a crotalfina, na vigência de sensibilização prévia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Carlos Amilcar Parada - Integrante / Vanessa Olson Zambelli - Integrante / Luis Roberto G Britto - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 2
2007 - 2010
Estudo do envolvimento da lipoxina A4 na ação da crotoxina sobre linfócitos
Descrição: A crotoxina (CTX), principal componente tóxico do veneno da serpente C.d. terrificus, apresenta efeitos imunorregulatório e antiinflamatório. Foi demonstrado que a CTX inibe funções de macrófagos e linfócitos, além de interferir com a mobilização leucocitária periférica, evidenciada pela diminuição acentuada do número de linfócitos circulantes. Esta linfocitopenia é decorrente de alterações na interação leucócito-endotélio e em órgãos linfóides. A ação inibitória da toxina sobre macrófagos e linfócitos é modulada, pelo menos em parte, por mediadores lipídicos derivados da via da lipoxigenase, sugerindo participação destes mediadores nos efeitos da CTX sobre leucócitos. Adicionalmente, foi observado que macrófagos tratados com a CTX secretam quantidades significativas de lipoxina A4 (LXA4). Dados da literatura têm mostrado que a LXA4 é capaz de modular as funções de leucócitos, tais como linfócitos T, células dendríticas e macrófagos, além de inibir a quimiotaxia, expressão de moléculas de adesão, secreção de citocinas pró-inflamatórias e quimiocinas. Baseados nas evidências de que a crotoxina interfere na mobilização, adesão e funcionalidade de linfócitos e que pelo menos em parte, estes efeitos são modulados por mediadores lipídicos derivados da via da lipoxigenase, este projeto de pesquisa tem por objetivo ampliar a caracterização da ação da CTX, determinando: a) o envolvimento da LXA4 nas ações da CTX sobre linfócitos, em estudos in vivo e in vitro; b) a capacidade da crotoxina em promover a liberação de LXA4, in vivo; c) as ações da crotoxina sobre as proteínas sinalizadoras da família das GTPases envolvidas com a regulação a adesão, migração e proliferação. A elucidação dos mecanismos envolvidos com estas ações pode vir a determinar o uso desta toxina como ferramenta para a melhor compreensão dos mecanismos envolvidos nas respostas imune e inflamatória, bem como para o desenvolvimento de fármacos para o controle destas respostas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Rui Curi - Integrante / Luis Roberto de Camargo Gonçalves - Integrante / Sandra Coccuzo sampaio - Integrante / Vanessa Olson Zambelli - Integrante / Sarah Farom - Integrante / Maisa Splendore Della Casa - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 1
2006 - 2011
Crotoxina: uma nova abordagem na modulação da inflamação alérgica pulmonar em ratos
Descrição: A crotoxina (CTX) é a principal toxina do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus, sendo caracterizada como neurotoxina com ação principalmente pré-sináptica, inibindo a liberação de acetilcolina nas junções neuro-musculares. No entanto, vários dados de literatura têm mostrado que, adicionalmente à atividade neurotóxica, tanto o veneno crotálico como a CTX apresentam efeitos imunomodulatórios e antiinflamatórios. Apesar destes dados, não foi ainda determinada a ação desta toxina sobre patologias de origem alérgica, como por exemplo, a asma. Atualmente, a asma é definida como doença inflamatória pulmonar crônica caracterizada por broncoconstrição, aumento do número de células inflamatórias no espaço aéreo, perda do epitélio brônquico e reatividade exacerbada do músculo liso. A hiper-reatividade das vias aéreas decorre da complexa interação entre as células migradas para o pulmão e os mediadores inflamatórios gerados por estas células. Como mencionado, a CTX apresenta efeitos antiinflamatório e imunomodulatório, afetando particularmente o componente celular das respostas inflamatória e imune. Desta forma, este trabalho tem por objetivo investigar o possível efeito inibitório da crotoxina sobre a gênese e o desenvolvimento de um quadro alérgico pulmonar induzido em ratos sensibilizados à ovoalbumina, bem como a sua possível interferência na alergia já estabelecida. Para tanto, será investigado o efeito da CTX (administrada, s.c., em diferentes tempos antes, durante e após as imunizações) sobre: (a) os mecanismos efetores da resposta imune (titulação de anticorpos e dosagem de citocinas); (b) a resposta inflamatória elicitada no pulmão de ratos sensibilizados, determinando as alterações de permeabilidade vascular, o infiltrado celular e a expressão de moléculas de adesão; (c) a reatividade das vias aéreas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Wothan Tavares de Lima - Integrante / Sandra Sampaio - Integrante / Eduardo Zarzana - Integrante / Maisa Splendore Della Casa - Integrante / João Palermo Neto - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.Número de orientações: 1
2006 - 2011
Avaliação da possível diferença na sensibilidade dolorosa de ratos machos e fêmeas e da resposta de cada sexo ao CNF 021.03, um analgésico tipo opióide
Descrição: Várias evidências têm sugerido a existência de diferenças na sensação de dor ou na resposta a analgésicos animais machos e fêmeas. A crotalfina (CNF 021.03), um peptídeo sintético, obtido a partir do veneno de serpentes C.d. terrificus apresenta potente ação analgésica, de longa duração, mediada pela ativação de receptores opióides kappa e delta. Contudo, os estudos com este peptideo foram sempre realizados em roedores machos, o que pode vir a comprometer a fase de desenvolvimento clínico deste composto como fármaco analgésico. Assim, o presente projeto de pesquisa tem como objetivo avaliar a diferença da sensibilidade dolorosa e a possível diferença na resposta antinociceptiva a crotalfina em ratos machos e fêmeas. Os objetivos específicos deste trabalho são avaliar: a) a diferença do início de efeito hipernociceptivo, pico de ação, intensidade e duração da hiperalgesia induzida por PGE2 ou na dor persistente induzida pela constrição crônica do nervo ciático em ratos machos e fêmeas; b) a possível diferença no efeito antinociceptivo da crotalfina em relação ao início do efeito analgésico, pico de ação, intensidade e duração da analgesia nestes mesmos modelos; c) se as diferenças na sensibilidade dolorosa e na efetividade do peptideo observadas para machos e fêmeas são dependentes dos hormônios sexuais e da fase do ciclo estral. Para avaliação da dependência dos hormônios sexuais, as fêmeas serão submetidas à ovariectomia. Se a ovariectomia modificar a resposta, será realizada reposição com estradiol e progesterona. Para verificar a influência das fases do ciclo estral, ratos fêmeas serão submetidos à coleta e análise do conteúdo vaginal; d) se há diferenças nos mecanismos responsáveis pelo efeito antinociceptivo da crotalfina entre ratos machos e fêmeas, com relação ao envolvimento de receptores opióides, da via óxido nítrico/GMPc e canais de potássio, utilizando-se para isso, antagonistas de receptores opióides ou bloqueadores de canais de potássio..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Luciana de Britto - Integrante / Janete Anselmo-Franci - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 2 / Número de orientações: 1
2005 - 2010
Caracterização da inflamação articular induzida por fosfolipase A2 isolada do veneno de serpentes Bothrops asper
Descrição: Os mediadores inflamatórios têm importante papel na fisiopatologia dos fenômenos da artrite, incluindo dor, que é um fenômeno relevante desta inflamação. Os tratamentos existentes não são ideais ou totalmente eficazes. Assim, é importante a padronização de novos modelos de artrite para a compreensão da fisiopatologia e do controle desta inflamação. Várias evidências experimentais têm mostrado que toxinas com estrutura de fosfolipases A2 obtidas de venenos de serpentes do gênero Bothrops induzem inflamação e nocicepção. Uma destas toxinas, a Miotoxina II, uma fosfolipase do grupo IIA obtida do veneno de serpentes Bothrops asper tem se mostrado uma ferramenta importante para o entendimento da fisiopatologia da dor e inflamação. Assim, esta toxina pode se tornar uma ferramenta para a compreensão da inflamação e dor nos fenômenos de artrite, uma vez que as fosfolipases A2 estão presente em abundância no fluído sinovial de pacientes com artrite. O objetivo deste trabalho é caracterizar a resposta inflamatória articular induzida pela Miotoxina II, analisando: (a) as alterações histopatológicas da articulação fêmur-tíbio-patelar de ratos injetados com a toxina; (b) a resposta inflamatória causada pela injeção intraarticular (i.a.) da FLA2 determinando as alterações de permeabilidade vascular e a migração de leucócitos; (c) a resposta nociceptiva induzida pela miotoxina; (d) alguns dos mediadores inflamatórios envolvidos na gênese das respostas inflamatória e nociceptiva induzidas por esta FLA2; (d) a participação de metaloproteinases nos fenômenos inflamatórios e nociceptivos observados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / José Maria Gutiérrez - Integrante / Bruno Lomonte - Integrante / Idércio Luiz Sinhorini - Integrante / Renata Gonçalves Dias - Integrante / Fernando Q Cunha - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1
2004 - 2008
Avaliação do efeito da crotoxina sobre a dor neuropática e o desenvolvimento de neuromas
Descrição: Vários dados de literatura têm indicado que a crotoxina, o principal componente neurotóxico do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus, apresenta efeitos antiinflamatórios e imunomodulatórios. Adicionalmente, foi demonstrado que esta toxina é capaz de induzir analgesia em modelos experimentais de dor aguda e em um modelo de dor de câncer. Ainda, dados empíricos têm evidenciado que esta toxina é capaz de inibir a dor de neuroma em cavalos. O objetivo deste projeto é melhor caracterizar o efeito analgésico desta toxina, utilizando modelo experimental de dor neuropática. Para tanto, ratos submetidos a neurectomia (nervo ciático) serão tratados com crotoxina aplicada diretamente sobre os cotos distais e proximais e/ou injetada por via subcutânea. O desenvolvimento de hiperalgesia será acompanhado por 64 dias após a transecção do nervo, utilizando o teste de pressão da pata de ratos. O desenvolvimento de neuromas e/ou degeneração do nervo serão investigados pelo mesmo período de tempo, por análises histopatológicas do nervo seccionado. A mediação química do efeito analgésico da crotoxina será investigada por meio de tratamento dos animais com antagonistas de receptores opióides, muscarínicos, adrenérgicos e serotoninérgicos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Yara Cury - Coordenador / Gisele Picolo - Integrante / Renée L Amorim - Integrante / José L.M. Nicoletti - Integrante.
Número de produções C, T & A: 1 / Número de orientações: 1


Projetos de desenvolvimento


2004 - 2008
Plano de desenvolvimento do projeto CNF021.03 - Estudos farmacodinâmicos
Descrição: Este projeto integra as etapas de ensaios pré-clínicos referentes ao desenvolvimento do fator analgésico sintético CNF021.03 obtido a partir do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus, cuja patente foi depositada no Brasil (INPI, 2004) e no exteriors (PCT, 2005), e tem como objetivo desenvolver os estudos farmacodinâmicos destes ensaios. A etapa da farmacodinâmica envolve a execução de protocolos experimentais coordenados por diversos pesquisadores e docentes, de diferentes instituições e universidades, tendo sido eu designada como coordenadora geral destes estudos. Este projeto integra o convênio FINEP 2050/04, referente ao projeto "Desenvolvimento pré-clínico e clínico de moléculas de potencial terapêutico", tendo como Concedente, a FINEP, Convenente, a FUNDEP, Intervenientes/co-financiadores, o COINFAR Pesquisa e Desenvolvimento e executor, o Instituto Butantan e tem como objetivo desenvolver os ensaios pré-clínicos, até os ensaios clínicos de Fase I, de moléculas com potencial terapêutico..
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.


Outros Projetos


2015 - Atual
RATIONAL APPROACH FOR SEARCHING MOLECULAR TARGETS INVOLVED IN INFLAMMATORY EVENTS AND CELL SURVIVAL
Descrição: Atuo como Pesquisador principal do projeto Edital GSK-FAPESP, sob coordenação da Dra. Ana Marisa Chudzinski-Tavassi. A minha parte do projeto envolve o desenvolvimento de um modelo 3D com neuroesferas neuronais para a busca de novos alvos moleculares para o controle da dor da inflamação articular e validação in vivo em estudos comportamentais de dor..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
2013 - Atual
CeTICS - Centro de Toxinas, Imuno-resposta e sinalização Celular.
Descrição: Pesquisador principal do CEPID-FAPESP processo numero 2013/07467-1, desenvolvido sob coordenação do ptrof. Dr. Hugo Armelin. Como PI, coordeno o sub-projeto PAIN AND ANALGESIA: MOLECULAR MECHANISMS OF NEW THERAPEUTIC DRUGS AND TARGETS, que visa caracterizar novos alvos moleculares e potenciais fármacos terapêuticos para o controle da dor, utilizando principalmente substancias isoladas de venenos animais.
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.


Membro de corpo editorial


2009 - Atual
Periódico: Toxicon
2005 - 2008
Periódico: Revista Dor (São Paulo)


Revisor de periódico


2004 - 2005
Periódico: Pharmacological Research
2001 - 2001
Periódico: Journal of Venomous Animals and Toxins
2000 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Medical and Biological Research
2006 - Atual
Periódico: Toxicon
2005 - Atual
Periódico: European Journal of Pharmacology
2005 - 2005
Periódico: Neurotoxicology and Teratology
2007 - 2007
Periódico: Expert Opinion on Drug Discovery
2005 - 2007
Periódico: Acta Pharmacologica Sinica
2008 - 2008
Periódico: Neuropeptides (Edinburgh) (0143-4179)
2008 - Atual
Periódico: Journal of Pharmacy and Pharmacology
2008 - 2008
Periódico: Journal of Pharmacy and Pharmacology
2008 - Atual
Periódico: European Journal of Pain (London)
2009 - 2009
Periódico: Brain Behavior and Immunity
2007 - 2008
Periódico: Revista Dor: Pesquisa, Clinica e Terapeutica
2009 - 2009
Periódico: Evidence Based Complementary and Alternative Medicine (eCAM)
2009 - Atual
Periódico: The Journal of Pain (Print)
2011 - Atual
Periódico: Plos One
2011 - 2011
Periódico: Pharmaceuticals
2011 - 2011
Periódico: Pain Research and Treatment
2011 - Atual
Periódico: Molecular Pain
2013 - Atual
Periódico: Cellular and Molecular Neurobiology
2013 - Atual
Periódico: Journal of Natural Products


Revisor de projeto de fomento


2015 - Atual
Agência de fomento: Research Foundation ? Flanders
2003 - 2003
Agência de fomento: Fundo Estadual de Ciência e Tecnologia
2005 - 2014
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Minas Gerais


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Toxicologia/Especialidade: Toxinologia.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Geral/Especialidade: Dor e Inflamação.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular/Especialidade: Citologia e Biologia Celular.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2015
V Premio Fundação Butantan, Fundação Butantan.
2012
Premio Jovem Cientista Categoria Mestrado para o aluno Leandro Marcio Pereira, sob minha orientação, durante a XIV Reunião Cientifica Anual do Instituto Butantan, Divisão de Desenvolvimento Cientifico do Instituto Butantan.
2010
Premio José Ribeiro do Valle, 1º lugar, para a aluna Vanessa O. Zambelli, sob minha orientação, durante 0 42º Congresso Brasileiro de FArmacologia e Terapeutica Experimental, SBFTE.
2009
Premio Jovem Cientista, Categoria Doutorado, 1º lugar, para a aluna Vanessa O. Zambelli, sob minha orientação, durante a XI Reunião Cientifica Anual do Instituto Butantan, Divisão Desenvolvimento Cientifico, Instituto Butantan.
2006
VIII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2 colocação , categoria Mestrado, para a aluna Luciana de Britto, sob minha orientação, Divisão de Desenvolvimento Científico, Instituto Butantan.
2006
VIII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 3 colocação, categoria Iniciação Científica, ao aluno Leandro Pereira, sob minha orientação, Divisão de Desenvolvimento Científico, Instituto Butantan.
2006
VIII Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 2 colocação, categoria Iniciação Científica, ao aluno Wilson Alves Ferreira Jr, sob minha orientação, Divisão de Desenvolvimento Científico, Instituto Butantan.
2005
PRÊMIO JOVEM CIENTISTA, CATEGORIA MESTRADO, 3a COLOCAÇÃO, OUTORGADO A VANESSA O. ZAMBELLI, TRABALHO SOB MINHA ORIENTAÇÃO, DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO, INSTITUTO BUTANTAN.
2004
PRÊMIO QUALIDADE CIENTÍFICA PROF.DR. JOÃO GARCIA LEME, OUTORGADO A VANESSA GUTIÉRREZ, TRABALHO SOB MINHA ORIENTAÇÃO, DEPARTAMENTO DE FARMACOLOGIA, ICB/USP.
2004
VII Premio Jovem Cientista Prof. Dr. Mario Mariano 2 colocação Categoria Pós-graduação para aluna Patricia Brigatte, sob minha orientação, FMVZ/USP.
2003
PREMIO WILLY BEÇAK JOVEM PESQUISADOR, DOUTORADO, OUTORGADO A PATRICIA BRIGATTE, TRABALHO SOB MINHA ORIENTAÇÃO, DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO DO INSTITUTO BUTANTAN.
2002
PREMIO PROF. DR. MARIO MARIANO, 2 COLOCAÇÃO, OUTORGADO À ALUNA DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA VANESSA GUTIÉRRZ, TRABALHO SOB MINHA ORIENTAÇÃO, FACULDADE DE MEDICINA VETERINÁRIA E ZOOTECNIA.
2001
PRÊMIO JOVEM CIENTISTA, CATEGORIA INICIAÇÃO CIENTÍFICA, OUTORGADO AALUNA VANESSA GUTIÉRRZ, TRABALHO SOB MINHA ORIENTAÇÃO, DIVISÃO DE DESENVOLVIMENTO CIENTÍFICO DO INSTITUTO BUTANTAN.
2001
PREMIO JOVEM CIENTISTA, MENÇÃO HONROSA, OUTORGADO À ALUNA DE DOUTORADO, MARUCIA CHACUR, SOB MINHA ORIENTAÇÃO, INSTITUTO BUTANTAN.
1998
PRÊMIO PROF. DR. MARIO MARIANO, 2ª COLOCAÇÃO OUTORGADO À ALUNA DE MESTRADO GISELE PICOLO, SOB MINHA ORIENTAÇÃO, DEP. PATOLOGIA, FAC. MED. VETERINÁRIA, USP.
1996
PREMIO "PROFESSOR SERGIO FERREIRA" (5A. COLOCACAO), DURANTE II CONGRESSO BRASILEIRO SOBRE DOR, SOCIEDADE BRASILEIRA DE ESTUDOS DA DOR.
1990
PREMIO "LUIS CARLOS U. JUNQUEIRA" (1A. COLOCACAO) DURANTE VII CONGRESSO BRASILEIRO DE BIOLOGIA CELULAR, SOCIEDADE BRASILEIRA DE BIOLOGIA CELULAR.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:67
Total de citações:1711
Fator H:26
Cury Y  Data: 23/08/2018

Artigos completos publicados em periódicos

1.
FERREIRA JUNIOR, WILSON2018FERREIRA JUNIOR, WILSON ; ZAHARENKO, ANDRE ; Kazuma, Kohei ; PICOLO, Gisele ; GUTIERREZ, Vanessa ; DE FREITAS, JOSE ; KONNO, Katsuhiro ; Cury, Yara . Peripheral 5-HT3 Receptors Are Involved in the Antinociceptive Effect of Bunodosine 391. Toxins, v. 10, p. 12, 2018.

2.
ALVES, CHRISTIANO R.R.2018ALVES, CHRISTIANO R.R. ; FARIA, DANIELE DE P. ; CARNEIRO, CAMILA DE G. ; GARCEZ, ALEXANDRE T. ; GUTIERREZ, VANESSA P. ; DAS NEVES, WILLIAN ; DE ALMEIDA, NEY R. ; Cury, Yara ; CHAMMAS, ROGER ; BRUM, PATRICIA C. . 18 F-Fluoride PET/CT and 99m Tc-MDP SPECT/CT can detect bone cancer at early stage in rodents. LIFE SCIENCES, v. 206, p. 29-34, 2018.

3.
ZAMBELLI, VANESSA OLZON2017ZAMBELLI, VANESSA OLZON ; CHIOATO, LUCIMARA ; Gutierrez, Vanessa Pacciari ; WARD, RICHARD JOHN ; Cury, Yara . Structural determinants of the hyperalgesic activity of myotoxic Lys49-phospholipase A2. The Journal of Venomous Animals and Toxins Including Tropical Diseases (Online), v. 23, p. 7, 2017.

4.
DIAS, Renata Gonçalves2017DIAS, Renata Gonçalves ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SANT?ANNA, MORENA BRAZIL ; CUNHA, FERNANDO QUEIROZ ; GUTIÉRREZ, JOSÉ MARÍA ; LOMONTE, BRUNO ; Cury, Yara ; PICOLO, Gisele . Articular inflammation induced by an enzymatically-inactive Lys49 phospholipase A2: activation of endogenous phospholipases contributes to the pronociceptive effect. JOURNAL OF VENOMOUS ANIMALS AND TOXINS INCLUDING TROPICAL DISEASES, v. 23, p. 1-13, 2017.

5.
ZAMBELLI, Vanessa2017ZAMBELLI, Vanessa ; PICOLO, Gisele ; FERNANDES, CARLOS ; FONTES, MARCOS ; Cury, Yara . Secreted Phospholipases A2 from Animal Venoms in Pain and Analgesia. Toxins, v. 9, p. 406, 2017.

6.
ZAMBELLI, V.O.2016ZAMBELLI, V.O. ; PASQUALOTO, K.F.M. ; PICOLO, G. ; CHUDZINSKI-TAVASSI, A.M. ; CURY, Y. . Harnessing the knowledge of animal toxins to generate drugs. Pharmacological Research, v. 112, p. 30-36, 2016.

7.
GUIRRO, ERICA CRISTINA BUENO DO PRADO2016GUIRRO, ERICA CRISTINA BUENO DO PRADO ; PEROTTA, JOÃO HENRIQUE ; PAULA, MÁRCIO DE ; Cury, Yara ; VALADÃO, CARLOS AUGUSTO ARAÚJO . Clinical, behavioral and antinociceptive effects of crotalphine in horses. Ciência Rural, v. 46, p. 694-699, 2016.

8.
Bressan E2016Bressan E ; Touska F ; Vetter I ; Kistner K ; KICHKO, T. I. ; TEIXEIRA, N. B. ; PICOLO, G ; CURY, Y. ; LEWIS, R. J. ; FISCHER, M. J. ; Zimmermann K ; REEH, P. W. . Crotalphine desensitizes TRPA1 ion channels to alleviate inflammatory hyperalgesia. PAIN, v. 1157, p. 2504-2516, 2016.

9.
BRIGATTE, Patrícia2016BRIGATTE, Patrícia ; FAIAD, ODAIR JORGE ; FERREIRA NOCELLI, ROBERTA CORNÉLIO ; LANDGRAF, RICHARDT G. ; PALMA, MARIO SERGIO ; Cury, Yara ; CURI, Rui ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo . Walker 256 Tumor Growth Suppression by Crotoxin Involves Formyl Peptide Receptors and Lipoxin A. Mediators of Inflammation (Print), v. 2016, p. 1-11, 2016.

10.
FERREIRA, A. K.2015FERREIRA, A. K. ; TAVARES, M. T. ; PASQUALOTO, K. F. M. ; AZEVEDO, R. A. ; Wilson A. Ferreira Jr ; TEIXEIRA, S. F. ; BERTIN, A. M. ; SA-JUNIOR, P. L. ; BARBUTO, J. A. M. ; CARLOS, F. R. ; CURY, Y. ; DAMIAO, M. C. F. C. B. ; PARISE-FILHO, R. . RPF151, a novel capsaicin-like analogue: in vitro studies and in vivo preclinical antitumor evaluation in a breast cancer model. Tumor Biology, v. 36, p. 7251-7267, 2015.

11.
MACHADO, F C2014 MACHADO, F C ; ZAMBELLI, V O ; FERNANDES, A C O ; HEIMANN, A S ; CURY, Y ; PICOLO, G . Peripheral interactions between cannabinoid and opioid systems contribute to the antinociceptive effect of crotalphine. British Journal of Pharmacology, v. 171, p. 961-972, 2014.

12.
ZANBELLI, V. O.2014 ZANBELLI, V. O. ; FERNANDES, A C O ; Gutierrez, V. P. ; FERREIRA, J. C. ; PARADA, C. A. ; Mochly-Rosen D ; CURY, Y. . Peripheral Sensitization Increases Opioid Receptor Expression and Activation by Crotalphine in Rats. Plos One, v. 9, p. e90576, 2014.

13.
ZAMBELLI, V. O.2014 ZAMBELLI, V. O. ; GROSS, E. R. ; CHEN, C.-H. ; Gutierrez, V. P. ; CURY, Y. ; MOCHLY-ROSEN, D. . Aldehyde dehydrogenase-2 regulates nociception in rodent models of acute inflammatory pain. Science Translational Medicine, v. 6, p. 251ra118-251ra118, 2014.

14.
BRIGATTE, Patricia2013BRIGATTE, Patricia ; KONNO, Katsuhiro ; Gutierrez, Vanessa Pacciari ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; ZAMBELLI, VANESSA OLZON ; PICOLO, Gisele ; CURI, Rui ; Cury, Yara . Peripheral kappa and delta opioid receptors are involved in the antinociceptive effect of crotalphine in a rat model of cancer pain. Pharmacology, Biochemistry and Behavior, v. 109, p. 1-7, 2013.

15.
COSTA, E.S.2013COSTA, E.S. ; FAIAD, O.J. ; LANDGRAF, R.G. ; FERREIRA, A.K. ; Brigatte, P. ; CURI, R. ; CURY, Y. ; SAMPAIO, S.C. . Involvement of formyl peptide receptors in the stimulatory effect of crotoxin on macrophages co-cultivated with tumour cells. Toxicon (Oxford), v. 74, p. 167-178, 2013.

16.
GUTIÉRREZ, V. P.2012GUTIÉRREZ, V. P. ; Vanessa Olzon Zambelli ; PICOLO, Gisele ; CHACUR, M. ; SAMPAIO, S. C. ; BRIGATTE, Patrícia ; KONNO, Katsuhiro ; Cury, Yara . Peripheral L - arginine-nitric oxide-cGMP pathway and ATP-sensitive K+ channels are involved in the antinociceptive effect of crotalphine on neuropathic pain in rats. Behavioural Pharmacology, v. 23, p. 14-24, 2012.

17.
Brigatte, P.2011Brigatte, P. ; CURY, Y. ; Souza, B. M. ; Baptista-Saidemberg, N. B. ; Saidemberg, D. M. ; Gutierrez, V. P. ; Palma, Mario Sérgio . Hyperalgesic and edematogenic effects of peptides isolated from the venoms of honeybee (Apis mellifera) and neotropical social wasps (Polybia paulista and Protonectarina sylveirae). Amino Acids (Wien. Print), v. 40, p. 101-111, 2011.

18.
Zaharenko, Andre? J.2011Zaharenko, Andre? J. ; PICOLO, Gisele ; Ferreira, Wilson A. ; Murakami, Takanori ; Kazuma, Kohei ; Hashimoto, Masaru ; Cury, Yara ; de Freitas, Jose? C. ; Satake, Motoyoshi ; KONNO, Katsuhiro . Bunodosine 391: An Analgesic Acylamino Acid from the Venom of the Sea Anemone. Journal of Natural Products (Print), v. 74, p. 378-382, 2011.

19.
Cury, Yara2011Cury, Yara; PICOLO, Gisele ; Gutierrez, Vanessa Pacciari ; FERREIRA, Sergio Henrique . Pain and analgesia: The dual effect of nitric oxide in the nociceptive system. Nitric Oxide (Print), v. 25, p. 243-254, 2011.

20.
SAMPAIO, S. C.2010SAMPAIO, S. C. ; Hyslop S. ; FONTES, M. R. ; Prado-Franceschi J. ; ZAMBELLI, V. O. ; Magro A.J. ; BRIGATTE, Patricia ; GUTIÉRREZ, V. P. ; CURY, Y. . Crotoxin: novel activities for a classic beta-neurotoxin. Toxicon (Oxford), v. 55, p. 1045-1060, 2010.

21.
CHACUR, M.2010CHACUR, M. ; Matos, R.J.B. ; Alves, A.S. ; Rodrigues, A.C. ; Gutierrez, V. ; CURY, Y. ; Britto, L.R.G. . Participation of neuronal nitric oxide synthase in experimental neuropathic pain induced by sciatic nerve transection. Brazilian Journal of Medical and Biological Research (Impresso), v. 43, p. 367-376, 2010.

22.
PICOLO, Gisele2010PICOLO, Gisele ; Hisada, Miki ; Moura, Analuê B. ; Machado, Maurício F.M. ; Sciani, Juliana M. ; Conceição, Isaltino M. ; Melo, Robson L. ; Oliveira, Vitor ; Lima-Landman, Maria Teresa R. ; Cury, Yara ; HAYASHI, M. A. . Bradykinin-related peptides in the venom of the solitary wasp Cyphononyx fulvognathus. Biochemical Pharmacology, v. 79, p. 478-486, 2010.

23.
Okamoto CK2009Okamoto CK ; Goncalves-de-Andrade RM ; Queiroz GP ; Gutierrez VP ; De Almeida DM ; CURY, Y. ; Bertani R ; PORTARO, F. C. V. ; TAMBOURGI, D. V. . Ctenus medius and Phoneutria nigriventer Spiders Venoms Share Noxious Proinflammatory Activities. Journal of Medical Entomology, v. 46, p. 58-66, 2009.

24.
TEIXEIRA, C. F. P.2009TEIXEIRA, C. F. P. ; CURY, Y. ; Moreira V ; PICOLO, Gisele ; CHAVES, F . Inflammation induced by Bothrops asper venom. Toxicon (Oxford), v. 54, p. 67-76, 2009.

25.
RATTMAN, Y. D.2008RATTMAN, Y. D. ; PEREIRA, C. R. ; CURY, Y. ; GREMSKI, W. ; MARQUES, M. C. A. ; SILVA-SANTOS, J. E. . Vascular permeability and vasodilatation induced by the Loxosceles intermedia venom in rats: involvement of mast cell degranulation, histamine and 5-HT receptors. Toxicon, v. 51, p. 363-372, 2008.

26.
ZAMBELLI, V. O.2008ZAMBELLI, V. O. ; SAMPAIO, Sandra C ; SUDO-HAYASHI, L. S. ; GRECO, K. ; BRITTO, L. R. G. ; ALVES, A. S. ; ZYCHAR, Bianca ; GONÇALVES, L. R. C. ; MORENA, D. S. ; OTTON, R. ; CASA, M. S. D. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Crotoxin alters lymphocyte distribution in rats: involvement of adhesion molecules and lipoxygenase-derived mediators. Toxicon (Oxford), v. 51, p. 1357-1367, 2008.

27.
KONNO, Katsuhiro2008KONNO, Katsuhiro ; PICOLO, Gisele ; GUTIERREZ, Vanessa ; BRIGATTE, Patricia ; ZAMBELLI, Vanessa ; CAMARGO, A. C. M. ; CURY, Y. . Crotalphine, a novel potent analgesic peptide from the venom of the South American rattlesnake Crotalus durissus terrificus. Peptides (New York, N.Y. 1980), v. 29, p. 1293-1304, 2008.

28.
GUTIÉRREZ, V. P.2008GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; CHACUR, M. ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patrícia ; ZAMBELLI, V. O. ; CURY, Y. . Crotalphine induces potent antinociception in neuropathic pain by acting at peripheral opioid receptors. European Journal of Pharmacology, v. 594, p. 84-92, 2008.

29.
Francisco de Sousa Nogueira-Neto2008Francisco de Sousa Nogueira-Neto ; AMORIM, Renée L ; BRIGATTE, Patricia ; PICOLO, Gisele ; Wilson A. Ferreira Jr ; Vanessa P. Gutierrez ; Isaltino Marcelo Conceição ; Maisa S. Della-Casa ; Regina K. Takahira ; José Luis M. Nicoletti ; CURY, Y. . The analgesic effect of crotoxin on neuropathic pain is mediated by central muscarinic receptors and 5-lipoxygenase-derived mediators. Pharmacology, Biochemistry and Behavior, v. 91, p. 252-260, 2008.

30.
BRIGATTE, Patrícia2007BRIGATTE, Patrícia ; SAMPAIO, Sandra C ; GUTIERREZ, Vanessa ; GUERRA, José Luiz ; SINHORINI, I. L. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Walker 256 tumor bearing rats as a model to study cancer pain. Journal of Pain, v. 8, p. 412-421, 2007.

31.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo2006SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; LOUREIRO, Tatiana C Alba ; BRIGATTE, Patrícia ; LANDGRAF, Richard G ; SANTOS, Edna Cristina dos ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Lipoxygenase-derived eicosanoids are involved in the inhibitory effect of Crotalus durissus terrificus venom or crotoxin on rat macrophage phagocytosis. Toxicon, Reino Unido, v. 47, n.3, p. 313-321, 2006.

32.
SAMPAIO, Sandra C2006SAMPAIO, Sandra C ; SANTOS, Marinilce F ; COSTA, Erica P ; RANGELSANTOS, Andrea ; CARNEIRO, Sylvia M ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Crotoxin induces actin reorganization and inhibits tyrosine phosphorylation and activity of small GTPases in rat macrophages. Toxicon, Reino Unido, v. 47, n.8, p. 909-919, 2006.

33.
CURY, Y.;Cury, Yara;CURY, Y2006CURY, Y.; PICOLO, Gisele . Animal toxins as analgesics -An overview. Drug News & Perspectives, Espanha, v. 19, n.7, p. 381-392, 2006.

34.
SAMPAIO, Sandra C2005SAMPAIO, Sandra C ; SANTOS, A. C. R. ; PERES, C. M. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Inhibitory effect of phospholipase A2 isolated from Crotalus durissus terrificus venom on macrophage function. Toxicon, Reino Unido, v. 45, n.5, p. 671-676, 2005.

35.
FERREIRA, D.2005FERREIRA, D. ; ZÂNGARO, R. ; BALBINVILLAVERDE, A. ; CURY, Y. ; FRIGO, L. ; PICOLO, G. ; LONGO, I. ; BARBOSA, D. . Analgesic effect of He-Ne (632.8 nm) low-level laser therapy on acute inflammatory pain. Photomedicine & Laser Surgery, Reino Unido, v. 23, n.2, p. 177-181, 2005.

36.
PICOLO, Gisele2004PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Peripheral neuronal nitric oxyde synthase activity mediates the antinociceptive effect of Crotalus durissus terrificus snake venom, a delta- and kappa opioid receptor agonist. Life Sciences, Estados Unidos, v. 75, n.5, p. 559-573, 2004.

37.
CHACUR, M.2004CHACUR, M. ; MILLIGAN, E. D. ; SLOAN, E. ; WIESELERFRANK, J. ; BARRIENTOS, R. ; MARTIN, D. ; POOLE, S. ; LOMONTE, B. ; GUTIÉRREZ, J. ; MAIER, S. ; CURY, Y. ; WATKINS, L. . Snake venom phospholipase A2s (Asp49 and Lys49) induced mechanical allodynia upon peri-sciatic administration: involvement of spinal cord proinflammatory cytokines and nitric oxide. Pain (Amsterdam), Estados Unidos, v. 108, n.1, p. 180-191, 2004.

38.
CHACUR, M.2004 CHACUR, M. ; GUTIERREZ, J. M. ; MILLIGAN, E. D. ; WIESELERFRANK, J. ; BRITTO, L. ; MAIER, S. F. ; WATKINS, L. R. ; CURY, Y. . Snake venom components enhance pain upon subcutaneous injection: an initial examination of spinal cord mediators. Pain (Amsterdam), Estados Unidos da América, v. 111, n.1-2, p. 65-76, 2004.

39.
ZANCHET, E. M.2004ZANCHET, E. M. ; LONGO, I. ; CURY, Y. . Involvement of spinal neurokinins, excitatory amino acids, proinflammatory cytokines, nitric oxide and prostanoids in pain facilitation induced by Phoneutria nigriventer spider venom. Brain Research, Estados Unidos, v. 1021, n.1, p. 101-111, 2004.

40.
CHACUR, M.2003CHACUR, M. ; LONGO, I. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, José Maria ; LOMONTE, B. ; TEIXEIRA, C. F. ; CURY, Y. . Hyperalgesia induced by Asp49 and Lys49 phospholipases A2 from Bothrops asper sanake venom: Pharmacological mediation and molecular determinants. Toxicon, Grã-Bretanha, v. 41, n.6, p. 667-678, 2003.

41.
PERES, C. M.2003PERES, C. M. ; SAMPAIO, Sandra C ; CURY, Y. ; NEWSHOLME, P. ; CURI, Rui . Transfer of arachidonic acid from lymphocytes to macrophages. Lipids, Estados Unidos, v. 38, n.6, p. 633-639, 2003.

42.
ZANCHET, E. M.2003ZANCHET, E. M. ; CURY, Y. . Peripheral tackykinin and excitatory amino acid receptors mediate hyperalgesia induced by Phoneutria nigriventer venom: activation of capsaicin sensory neurones. European Journal of Pharmacology, Holanda, v. 467, n.1-3, p. 111-118, 2003.

43.
PICOLO, Gisele2003PICOLO, Gisele ; CASSOLA, A. C. ; CURY, Y. . Activation of peripheral ATP-sensitive K+ channels mediates the antinociceptive effect of Crotalus durissus terrificus snake venom. European Journal of Pharmacology, Holanda, v. 469, n.1-3, p. 57-64, 2003.

44.
SAMPAIO, Sandra C2003SAMPAIO, Sandra C ; BRIGATTE, Patricia ; SILVA, Maria Cristina C Sousa e ; SANTOS, E. C. ; SANTOS, A. C. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Contribution of crotoxin for the inhibitory effect of Crotalus durissus terrificus snake venom on macrophage function. Toxicon, Reino Unido, v. 41, n.7, p. 899-907, 2003.

45.
BATTELLINO, C.2003BATTELLINO, C. ; PIAZZA, R. ; SILVA, A. M. ; CURY, Y. ; FARSKY, S. H. . Assessment of efficacy of bothropic antivenom therapy on microcirculatory effects induced by Bothrops jararaca snake venom. Toxicon, Reino Unido, v. 41, n.5, p. 583-593, 2003.

46.
TEIXEIRA, C. F.2003TEIXEIRA, C. F. ; LANDUCCI, E. C. ; ANTUNES, E. ; CHACUR, M. ; CURY, Y. . Inflammatory effects of snake venom myotoxic phospholipase A2. Toxicon, Reino Unido, v. 42, n.8, p. 947-962, 2003.

47.
CHACUR, M.2002CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; TEIXEIRA, C. F. ; CURY, Y. . Bradykinin is involved in hyperalgesia induced by Bothrops jararaca venom. Toxicon, Reino Unido, v. 40, n.7, p. 1047-1052, 2002.

48.
PICOLO, Gisele2002PICOLO, Gisele ; CHACUR, M. ; GUTIÉRREZ, José Maria ; TEIXEIRA, C. F. ; CURY, Y. . Evaluation of the ability of two antivenoms to neutralise hyperalgesia induced by Bothrops jararaca and Bothrops asper venoms. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, Brasil, v. 35, n.10, p. 1221-1228, 2002.

49.
CHACUR, M.2001CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, José Maria ; TEIXEIRA, C. F. P. ; CURY, Y. . Pharmacological modulation of hyperalgesia induced by Bothrops asper (Terciopelo) snake venom. Toxicon, Reino Unido, v. 39, n.8, p. 1173-1181, 2001.

50.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo2001SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SILVA, M. C. S. S. ; BORELLI, P. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Crotalus durissus terrificus snake venom regulates macrophage metabolism and function. Journal of Leukocyte Biology, Estados Unidos, v. 70, n.10, p. 551-558, 2001.

51.
BRIGATTE, Patrícia2001BRIGATTE, Patrícia ; HOFFMANN, F. A. ; BERNARDI, M. M. ; GIORGI, R. ; FERNANDES, I. ; TAKEHARA, H. A. ; BARROS, S. B. M. ; ALMEIDA, M. G. ; CURY, Y. . Tolerance to the antinociceptive effect of Crotalus durissus terrificus snake venom in mice is mediated by pharmacodynamic mechanisms. Toxicon, Reino Unido, v. 39, n.9, p. 1399-1410, 2001.

52.
PICOLO, Gisele2000PICOLO, Gisele ; GIORGI, R. ; CURY, Y. . Delta-opioid receptors and nitric oxide mediate the analgesic effect of Crotalus durissus terrificus snake venom.. European Journal of Pharmacology, v. 391, n.1-2, p. 55-62, 2000.

53.
RUCAVADO, A2000RUCAVADO, A ; ESCALENTE, T ; FRANCESCHI, A ; CHAVES, F ; LEÓN, G ; CURY, Y. ; OVADIA, M ; GUTIÉRREZ, J.M . Inhibition of local haemorrhage and dermonecrosis induced by Bothrops asper snake venom : effectiveness of early in situ administration of the peptidomimetic metalloproteinase inhibitor batimastat and the chelating agent CaNa2EDTA. American Journal of Tropical Medicine and Hygiene, Estados Unidos, v. 63, n.5, p. 313-319, 2000.

54.
FARSKY, S. H. P.1999FARSKY, S. H. P. ; GONÇALVES, L. R. C. ; CURY, Y. . Characterisation of local tissue damage evoked by Bothrops jararaca venom in the rat connective tissue microcirculation. An intravital microscopic study. Toxicon, Inglaterra, v. 37, n.7, p. 1079-1083, 1999.

55.
PICOLO, G.1998PICOLO, G. ; GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . THE ANTINOCICEPTIVE EFFECT OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKE VENOM IS MAINLY DUE TO SUPRASPINALLY INTEGRATED RESPONSE. Toxicon, v. 36, n.1, p. 223-227, 1998.

56.
CURY, Y.;Cury, Yara;CURY, Y1997CURY, Y.; TEIXEIRA, C. F. P. ; FARSKY, S. H. P. . LACK OF EFFECT OF ENDOGENOUS CORTICOSTEROIDS ON THE ACUTE INFLAMMATORY REACTION (EDEMA) INDUCED BY BOTHROPS JARARACA VENOM (BJV) IN RATS.. Toxicon, v. 35, n.5, p. 773-776, 1997.

57.
FARSKY, S. H. P.1997FARSKY, S. H. P. ; COSTA-CRUZ, J. W. ; CURY, Y. ; TEIXEIRA, C. F. P. . LEUKOCYTE RESPONSE INDUCED BY BOTHROPS JARARACA CRUDE VENOM. IN VIVO AND IN VITRO STUDIES.. Toxicon, v. 35, n.2, p. 185-193, 1997.

58.
COSTA-ROSA, L. F. B. P.1996COSTA-ROSA, L. F. B. P. ; SAFI, D. A. ; CURY, Y. ; CURI, R. . THE EFFECT OF INSULIN ON MACROPHAGE METABOLISM AND FUNCTION.. Cell Biochemistry and Function, v. 14, n.1, p. 33-42, 1996.

59.
CURY, Y.;Cury, Yara;CURY, Y1994CURY, Y.; TEIXEIRA, C. F. P. ; SUDO, L. S. . EDEMATOGENIC RESPONSE INDUCED BY BOTHROPS JARARACA VENOM IN RATS: RO LE OF LYMPHOCYTES.. Toxicon, v. 32, n.11, p. 1425-1431, 1994.

60.
TEIXEIRA, C. F. P.1994TEIXEIRA, C. F. P. ; CURY, Y. ; OGA, S. ; JANCAR, S. . HYPERALGESIA INDUCED BY BOTHROPS JARARACA VENOM IN RATS. ROLE OF EICOSANOIDS AND PLATELET ACTIVATING FACTOR.. Toxicon, v. 32, n.4, p. 419-426, 1994.

61.
GIORGI, R.1993GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . ANALGESIC EFFECT EVOKED BY LOW MOLECULAR WEIGHT SUBSTANCES EXTRACTED FROM CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS VENOM.. Toxicon, v. 31, n.10, p. 1257-1265, 1993.

62.
SANTOS, M. C.1992SANTOS, M. C. ; GONCALVES, L. R. C. ; FORTES-DIAS, C. L. ; CURY, Y. ; GUTIERREZ, J. M. ; FURTADO, M. F. D. . A EFICACIA DO ANTIVENENO BOTROPICO-CROTALICO NA NEUTRALIZACAO DAS PRINCIPAIS ATIVIDADES DO VENENO DE BOTHROPS JARARACUSSU. Revista do Instituto de Medicina Tropical de São Paulo, v. 34, n.2, p. 77-83, 1992.

63.
ROSA, L. F. B. P. C.1992ROSA, L. F. B. P. C. ; CURY, Y. ; CURI, R. . Effects of insulin, glucocorticoids and thyroid hormones on the activity of key enzymes of glycolysis, glutaminolysis, the pentose- phosphate pathway and the krebs cycle in rat macrophages.. J. ENDOCRINOLOGY, v. 135, p. 213-219, 1992.

64.
ROSA, L. F. B. P. C.1992ROSA, L. F. B. P. C. ; SAFI, D. A. ; CURY, Y. ; CURI, R. . EFFECT OF EPINEPHRINE ON GLUCOSE METABOLISM AND HYDROGEN PEROXIDE CONTENT IN INCUBATED RAT MACROPHAGES.. Biochemical Pharmacology, v. 44, n.11, p. 2235-2241, 1992.

65.
COSTA-ROSA, L. F. B. P.1991COSTA-ROSA, L. F. B. P. ; CURY, Y. ; CURY, R. . HORMONAL CONTROL OF MACROPHAGE FUNCTION AND GLUTAMINE METABOLISM. BIOCHEM. CELL BIOL., v. 69, n.04, p. 309-312, 1991.

66.
CURY, Y.;Cury, Yara;CURY, Y1984CURY, Y.; LEME, J. G. . THE INFLAMMATORY RESPONSE OF HYPERTHYROID AND HYPOTHYROID RATS. ROLE OF ADRENOCORTICAL STEROIDS. AGENTS ACTIONS, v. 15, p. 377-385, 1984.

67.
ROSSI, M. A.1980ROSSI, M. A. ; PISSAIA, O. ; CURY, Y. ; OLIVEIRA, J. S. M. . NORADRENALINE LEVELS AND MORPHOLOGICAL ALTERATIONS OF MYOCARDIUM IN EXPERIMENTAL PROTEIN-CALORIE MALNUTRITION.. J. PATHOL., v. 131, p. 83-93, 1980.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
BIZERRA, A. F. ; TAMBOURGI, D. V. ; QUEIROZ, G. P. ; PUORTO, G. ; GREGO, K. F. ; SANTORO, M. L. ; BRENO, M. C. ; Ibanez O.C. ; TAMBOURGI, P. V. ; TADESCHI, P. P. ; RODRIGUES, U. P. ; CURY, Y. . Manual pratico sobre usos e cuidados éticos de animais de laboratório. 01. ed. Sao Paulo: Secretaria de Estado da Saude de São Paulo, 2010. v. 01. 164p .

Capítulos de livros publicados
1.
CURY, Y.; PICOLO, G. . Are animal toxins good models for analgesics?. In: Maria Elena de Lima, Adriano Monteiro de Castro Pimenta, Marie France Martin-Eauclaire, Russolina Benedeta Zingali e Hervé Rochat. (Org.). Animal Toxins: State of the Art ? Perspectives in Health And Biotechnology. 1ed.Minas Gerais: Editora UFMG, 2009, v. 1, p. 661-678.

2.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele . Venenos Animais, dor e analgesia. In: João Luiz Costa Cardoso; Francisco Oscar de Siqueira França; Fan Hui Wen; Ceila Maria Sant'Ana Málaque; Vidal Hadda Jr. (Org.). Animais Peçonhentos no Barsil. 2ed.Sao Paulo: Sarvier, 2009, v. , p. 406-416.

3.
CURY, Y.; Oliveira-Filho, R.M. ; DeLucia R. . Opióides. In: Roberto de Lucia; Ricardo Oliveira-Filho; Cleopatra Planeta; Marcia Gallacci; Maria Christina Avellar. (Org.). Farmacologia Integrada. 3ed.Rio de Janeiro: Livraria e Editora Revinter Ltda, 2007, v. 31, p. 267-281.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CURY, Y.. Uma dose de veneno, por favor. Revista Superinteressante, , v. 10, p. 49 - 51, 05 out. 1992.

2.
CURY, Y.. Butantan tira analgésico de veneno de cobra. Folha de São Paulo, 02 jul. 1992.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CURY, Y.; BRITTO, L. ; PICOLO, G. ; ANSELMO-FRANCI, J. . Sex differences in pain threshold and in the analgesic effect of crotalphine, a peptide obtained from Crotalus durissus terrificus venom. In: XVI World Congress of the International Society on Toxinology and X Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2009, Recife. Resumos, 2009.

2.
ZAMBELLI, V. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PARADA, C. A. ; CURY, Y. . ACUTE AND CHRONIC SENSITIZATION INCREASE THE ANALGESIC EFFICACY OF CROTALPHINE, A PEPTIDE OBTAINED FROM THE VENOM OF THE SOUTH AMERICAN RATTLESNAKE Crotalus durissus terrificus. In: XVI Congress of the International Society on Toxinology e X Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2009, Recife. Resumos, 2009.

3.
ZAMBELLI, V. O. ; FAROM, S. ; SAMPAIO, S. C. ; ZYCHAR, Bianca ; L Carvalho ; GONCALVES, L. R. C. ; SANTANNA, O. A. ; CURY, Y. . ALX RECEPTORS MEDIATE THE EFFECT OF CROTOXIN ON LYMPHOCYTES. In: XVI Congress of the International Society on Toxinology e X Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2009, Recife. Resumos, 2009.

4.
ZAMBELLI, V. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PARADA, C. A. ; Cury, Yara . Opioid receptor expression is regulated by peripheral injury in both dorsal root ganglia and nerve paw of rats. In: 41º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2009, Ribeirao Preto. Programa e Resumos. Sao Paulo: SBFTE, 2009.

5.
Vanessa Olzon Zambelli ; Vanessa P. Gutierrez ; PARADA, C. A. ; CURY, Y. . Peripheral injury augments the analgesic effect of sCrotalphine, a peptide obtained from the venom of the South American rattlesnake Crotalus durissus terrificus. In: 12th world congress on pain, 2008, Glasgow. Abstracts of the 12th world congress on pain. Seatlle: IASP, 2008. p. PM169.

6.
CURY, Y.; BRITTO, Luciana ; ANSELMO-FRANCI, J. . Sex differences in pain threshold and in the analgesic effect of crotalphine, an analgesic obtained from Crotalus durissus terrificus snake venom. In: 12th world congress on pain, 2008, Glasgow. Abstracts of the 12th world congress on pain. Seattle: IASP, 2008. p. P300.

7.
PICOLO, Gisele ; FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; Jose Carlos de Freitas ; CURY, Y. . 5HT3 and H1 receptors mediate the analgesic effect of LAS390, a new molecule purified from the venom of the sea anemonae Bunodosoma cangicum. In: 12th world congress on pain, 2008, Glasgow. abstracts of the 12th world congress on pain. Seattle: IASP, 2008. p. PH240.

8.
DIAS, Renata Gonçalves ; SAMPAIO, S. C. ; SINHORINI, I. L. ; CUNHA, F. Q. ; GUTIERREZ, J. M. ; LOMONTE, B. ; CURY, Y. ; PICOLO, Gisele . A new model of articular inflammation induced by a phospholipase A2 isolated from Bothrops asper sanke venom. In: 12th world congress on pain, 2008, Glasgow. abstracts of the 12th world congress on pain. Seattle: IASP, 2008. p. PW135.

9.
CURY, Y.; DIAS, Renata Gonçalves ; SAMPAIO, S. C. ; SINHORINI, I. L. ; CUNHA, F. Q. ; GUTIERREZ, J. M. ; LOMONTE, B. ; PICOLO, Gisele . A new model of articular inflammation induced by a phospholipase A2 isolated from Botrhops asper snake venom. In: 16th European Section Meeting of the International Society on Toxinology, 2008, Leuven. Book of abstracts. Leuven, 2008. p. 40-40.

10.
CURY, Y.; FAROM, S. ; SAMPAIO, S. C. ; Vanessa Olzon Zambelli ; ZYCHAR, Bianca ; GONÇALVES, L. R. C. ; SANTANNA, O. A. . Lipoxin A4 mediates the effect of crotoxin on lymphocytes. In: 16th European Section Meeting of the International Society on Toxinology, 2008, Leuven. Book of Abstracts. Leuven, 2008. p. 40-40.

11.
Vanessa Olzon Zambelli ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PARADA, C. A. ; CURY, Y. . Prostaglandin E2 and peripheral nerve injury increase the antinociceptive effect of Crotalphine, a peptide obtained from the venom of Crotalus durissus terrificus snake. In: 40º Congresso Brasileiro de FArmacologia e Terapeutica Experimental, 2008, Aguas de Lindoia. Resumos. Sao Paulo: SBFTE, 2008. p. 07.049.

12.
FAROM, S. ; SAMPAIO, S. C. ; Vanessa Olzon Zambelli ; ZYCHAR, Bianca ; L Carvalho ; GONÇALVES, L. R. C. ; SANTANNA, O. A. ; CURY, Y. . Lipoxin A4 mediates the effect of crotoxin on lymphocytes. In: 40° Congresso Brasileiro de FArmacologia e Terapeutica Experimental, 2008, Aguas de Lindoia. Resumos. Sao Paulo: SBFTE, 2008. p. 06.058.

13.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; Jose Carlos de Freitas ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Peripheral 5-HT3 receptors mediate the antinociceptive effect of LAS390, a new compound from the venom of the sea anemone Bunodosoma cangicum. In: 40° Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapeutica Experimental, 2008, Aguas de Lindoia. Resumos. Sao Paulo: SBFTE, 2008. p. 09.056.

14.
CURY, Y.. Anti-inflammatory, anti-tumoral and analgesic properties of crotoxin, the main neurotoxic component of the South American rattlesnake Crotalus durissus terrificus. In: 9th Pan-American Congress of the International Society on Toxinology, 2007, Juriquilla. Abstract Book, 2007. v. 1. p. 17-17.

15.
CURY, Y.; BRITTO, L. ; ANSELMO-FRANCI, J. . Sex differences in the analgesic effect of crotalphine, a peptide obtained from Crotalus durissus terrificus snake venom. In: 9th Pan-American Congress of the International Society on Toxinology, 2007, Juriquilla. Abastract book, 2007. v. 1. p. 91-91.

16.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; JC, Freitas ; PICOLO, G. ; CURY, Y. . Analgesic effect induced by compound LAS390 purified from sea anemone Bunodosoma CAngicum venom. In: 9th Pan-American Congress of the International Society on Toxinology, 2007, Juriquilla. Abstract book, 2007. v. 1. p. 118-118.

17.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; BRIGATTE, Patrícia ; GUTIÉRREZ, V. P. ; JC, Freitas ; PICOLO, G. ; CURY, Y. . Evaluation of peripheral analgesic effect of 5-HT receptor agonists. In: 39º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2007, Ribeirao Preto. Programa. Sao Paulo: SBFTE, 2007. v. 1. p. 07.032-07.032.

18.
BRITTO, L. ; ANSELMO-FRANCI, J. ; CURY, Y. . Sex differences in the pain threshold and in the antinociceptive effect of crotalphine, an opioid analgesic obtained from Crotalus durissus terrificus snake venom. In: 39º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2007, Ribeirao Preto. Programa. Sao Paulo: SBFTE, 2007. v. 1. p. 07.012-07.012.

19.
RATTMANN, Y. D. ; PEREIRA, C. R. ; CURY, Y. ; VEIGA, S. S. ; MARQUES, M. C. A. ; SILVA-SANTOS, J. E. . O veneno da Loxosceles intermedia (aranha marrom) induz aumento na permeabilidade e relaxamento vascular mediados por receptores H1 e 5-HT em ratos. In: 39º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2007, Ribeirao Preto. Programa. Sao PAulo: SBFTE, 2007. v. 1. p. 09.033-09.033.

20.
CURY, Y.; NOGUEIRA NETO, Francisco ; AMORIM, Renée L ; BRIGATTE, Patricia ; PICOLO, Gisele ; FERREIRA JR, Wilson Alves ; NOCOLETTI, Jlm . Crotoxin inhibits neuropathic pain and the development of neuromas. In: 15th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2006, Glasgow. Abstract Book, 2006. p. 299-299.

21.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra C ; BRIGATTE, Patricia ; CURI, Rui ; SILVA, Maria Cristina C Sousa e . Effect of Crotalus durissus terrificus snake venom and crotoxin on cytokine secretion by macrophage. In: 15th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2006, Glasgow. Abstract Book, 2006. p. 310-310.

22.
ZAMBELLI, Vanessa O ; SAMPAIO, Sandra C ; BRITTO, Luiz Roberto G ; ZYCHAR, Bianca ; GONÇALVES, Luiz Roberto C ; CURY, Y. . Effect of crotoxin on microcirculation and circulating lymphocytes. In: 15th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2006, Glasgow. Abstract Book, 2006. p. 359-359.

23.
CURY, Y.; KONNO, Katsuhiro ; PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patricia ; GUTIERREZ, Vanessa ; ZAMBELLI, Vanessa . Analgesic action of crotalphine, a novel opioid receptor agonist from the venom of the south american rattlesnake Crotalus durissus terrificus. In: 15th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2006, Glasgow. Abstract Book, 2006. p. 151-151.

24.
CHACUR, Marucia ; ZAMBELLI, Vanessa ; GUTIÉRREZ, Vanessa ; MIRTSCHIN, Peter ; CURY, Y. ; MADARAS, Frank ; MASCI, Paul ; FLIGHT, Simione . Analgesic effect induced by Naja kaouthia snake venom and alfa-cobrotoxin isolated from this venom. In: 15th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2006, Glasgow. Abstract Book, 2006. p. 152-152.

25.
CURY, Y.. Potencial analgesic effects of animal venoms and toxins. In: IV Meeting of the International Veterinary Academy of Pain Management, 2006, Santos. Congress Proceedings, 2006. p. 111-111.

26.
PEREIRA, Leandro Marcio ; PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patrícia ; CURY, Y. . Evaluation of the development of delayed hyperalgesia by Crotalphine, an analgesic opioid of the Crotalus durissus terificus snake venom. In: 38° Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapeutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

27.
NOGUEIRA NETO, Francisco ; AMORIM, Renée L ; BRIGATTE, Patrícia ; PICOLO, Gisele ; Isaltino M. Conceição ; FERREIRA JR, Wilson Alves ; CURY, Y. . Crotoxin inhibits neuropathic pain and the development of neuromas. In: 38º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

28.
ZAMBELLI, V. O. ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; BRITTO, L. R. G. ; CURY, Y. . Effects of crotoxin on circulating lymphocytes and lymphoid organs. In: 38º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

29.
SILVA, M. C. C. S. ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; BRIGATTE, Patrícia ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Effect of Crotalus durissus terrificus snake venom and crotoxin on cytokine secretion by macrophages. In: 38º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

30.
DIAS, Renata Gonçalves ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Padronização de um modelo comportamental de análise da dor decorrente de inflamação articular. In: 38º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

31.
CURY, Y.. Animal toxins as analgesics. In: 38º Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2006, Ribeirão Preto. Resumos, 2006.

32.
Vanessa Olzon Zambelli ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; BRITTO, L. R. G. ; MORENA, D. S. ; CURY, Y. . Effect of crotoxin on circulating lymphocytes and lymphoid organs. In: IX Congresso Brasileiro de Toxinologia, 2006, Fortaleza. Resumos, 2006.

33.
CURY, Y.; NOGUEIRA NETO, Francisco ; AMORIM, Renée L ; BRIGATTE, Patrícia ; PICOLO, Gisele ; FERREIRA JR, Wilson Alves ; José L.M. Nicoletti . Crotoxin inhibits neuropathic pain and the development of neuromas. In: IX Congresso Brasileiro de Toxinologia, 2006, Fortaleza. Resumos, 2006.

34.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; PICOLO, Gisele ; Andre J Zaharenko ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; Jose Carlos de Freitas ; CURY, Y. . Analgesic effects of a fraction (BcgNN) obtained from the sea anemone Bunodosoma cangicum. In: IX Congresso Brasileiro de Toxinologia, 2006, Fortaleza. Resumos, 2006.

35.
PEREIRA, Leandro Marcio ; PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patrícia ; KONNO, Katsuhiro ; CURY, Y. . Evaluation of the development of delayed hyperalgesia by Crotalphine, an analgesic opioid obtained from the Crotalus durissus terrificus snake venom. In: IX Congresso Brasileiro de Toxinologia, 2006, Fortaleza. Resumos, 2006.

36.
CURY, Y.. Toxinas animais como fármacos analgésicos: da pesquisa à clínica. In: IX Congresso Brasileiro de Toxinologia, 2006, Fortaleza. Resumos, 2006.

37.
CURY, Y.; BRIGATTE, Patrícia ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; GUTIERREZ, Vanessa ; CURI, Rui ; SANTOS, Andrea Cristina Rangel ; GUERRA, José Luiz . Crotalus durissus terrificus venom induces antinociception in a rat model of cancer pain. Inhibition of tumor growth by crotoxin. In: 11th World Congress on Pain, 2005, Sydney. Abstracts, 2005. p. 62P39-62P39.

38.
CHACUR, Marucia ; CURY, Y. ; GUTIÉRREZ, José Maria ; WATKINS, Linda . Spinal modulation of hyperalgesia induced by myotoxic phospholipases A2. In: 11th World Congress on Pain, 2005, Sydney. Abstracts, 2005. p. P111-P111.

39.
SAMPAIO, Sandra C ; BRIGATTE, Patricia ; SANTOS, A. C. ; SANTOS, E. C. ; SILVA, Maria Cristina C Sousa e ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Lipoxygenase-derived mediators modulate the inhibitory effect of phospholipase A2 isolated from Crotalus durissus terrificus venom on macrophage function. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004, Rio de Janeiro. Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004. p. 120-120.

40.
CHACUR, M. ; SAMPAIO, Sandra C ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Antinociceptive effect od Crotalus durissus terrificus venom on neuropathic pain. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004, Rio de Janeiro. Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004. p. 127-127.

41.
ZAMBELLI, Vanessa O ; CHIOATO, L. ; WARD, R. J. ; CURY, Y. . Hypernociception induced by Lys49-phospholipase A2 involves the same sites in the C-terminal region responsible for myotoxic and membrane-damaging effects. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004, Rio de Janeiro. Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004. p. 68-68.

42.
CURY, Y.; ZANCHET, E. M. . Involvement of spinal neurokinins, excitatory amino acids, cytokines, nitric oxide, and prostanoids in hyperalgesia induced by Phoneutria nigriventer spider venom. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004, Rio de Janeiro. Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004. p. 35-35.

43.
CHACUR, M. ; GUTIÉRREZ, José Maria ; MILLIGAN, E. ; FRANK, J. W. ; BRITTO, L. R. G. ; MAIER, S. ; WATKINS, Linda ; CURY, Y. . Spinal glial cells, glutamate, neurokinins, cytokines, and nitric oxide mediate pain facilitation induced by lYs49 and Asp49 myotoxic phospholipases A2. In: 4th Congress of the Federation of the European Pharmacological Societies, 2004, Porto. Fundamnetal and Clinical Pharmacology. Reino Unido: Blackwell Publishing, 2004. v. 18. p. 58-58.

44.
SAMPAIO, S. ; BRIGATTE, Patrícia ; SANTOS, A. R. ; SANTOS, E. ; SILVA, M. C. S. E. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Lipoxygenase-derived mediators modulate the inhibitory effect of phospholipase A2 isolated from Crotalus durisus terrificus venom on macrophage function. In: 4th Congress of the Federation of the European Pharmacological Societies, 2004, Porto. Fundamental and Clinical Pharmacology. Reino Unido: Blackwell Publishing, 2004. v. 18. p. 59-59.

45.
ZAMBELLI, Vanessa ; CHIOATO, L. ; WARD, R. ; CURY, Y. . Hypernociception induced by Lys49-phospholipase A2 involves the same sites in the C-terminal region responsible for myotoxic and membrane -demagind effect. In: 4th Congress of the Federation of the European Pharmacological Societies, 2004, Porto. Fundamental and Clinical Pharmacology. Reino Unido: Blackwell Publishing, 2004. v. 18. p. 59-59.

46.
BRIGATTE, Patrícia ; SAMPAIO, S. ; GUTIÉRREZ, Vanessa ; CURI, Rui ; SANTOS, E. ; SANTOS, A. R. ; GUERRA, José Luiz ; CURY, Y. . Crotalus durissus terrificus snake venom induces antinociception in a rat model of cancer pain. Inhibition of tumour growth by crotoxin. In: 4th Congress of the Federation of the European Pharmacological Societies, 2004, Porto. Fundamental and Clinical Pharmacology. Reino Unido: Blackwell Publishing, 2004. v. 18. p. 105-105.

47.
BRIGATTE, Patricia ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; GUTIÉRREZ, Vanessa ; CURI, Rui ; SANTOS, A. C. R. ; GUERRA, J. L. ; CURY, Y. . Crotalus durissus terrificus venom induces antinociception in a rat model of cancer pain. Inhibition of tumor growth by crotoxin. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2004, Águas de Lindóia. Programas e Resumos, 2004. p. 195-195.

48.
GUTIÉRREZ, Vanessa ; CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; SAMPAIO, S. C. ; CURY, Y. . Antinociceptive effect of Crotalus durissus terrificus venom on neuropathic pain. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2004, Águas de Lindóia. Programa e Resumos, 2004. p. 195-195.

49.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SANTOS, M. F. ; BRIGATTE, Patrícia ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Lipoxygenase derived-mediators modulate the inhibitory effect of crotoxin on macrophage phagocytosis: inhibition of tyrosine phosphorylation. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2004, Águas de Lindóia. Programa e Resumos, 2004. p. 218-218.

50.
ZAMBELLI, V. O. ; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; FRANCO, M. I. ; GARCIA, L. P. F. ; MORENA, D. S. ; CURY, Y. . Inhibitory effect of crotoxin on circulating lymphocytes and lymphoid organs. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2004, Águas de Lindóia. Programa e Resumos, 2004. p. 218-218.

51.
CURY, Y.. Fator analgésico isolado do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus: mecanismos de ação e perspectivas de desenvolvimento. In: XXXVI Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2004, Águas de Lindóia, 2004. p. 78-78.

52.
BRIGATTE, Patricia ; SAMPAIO, Sandra C ; GUTIÉRREZ, V. P. ; CURI, Rui ; SANTOS, E. C. ; SANTOS, A. C. R. ; GUERRA, J. L. ; CURY, Y. . Whole Crotalus durissus terrificus snake venom induces antinociception in a rat model of cancer pain and crotoxin inhibits tumor growth. In: Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004, Rio de Janeiro. Nitric oxide, cytokines and inflammation. An international symposium, 2004. p. 127-127.

53.
CURY, Y.. Mecanismos periféricos do efeito antinociceptivo do veneno de serpentes Crotalus. In: I Congresso Interdisciplinar de Dor da USP, 2003, São Paulo, 2003.

54.
CURY, Y.; ZANCHET, E. M. ; CORDEIRO, M. N. ; RICHARDSON, M. . Peripheral tachykinin and excitatory aminoacid receptors mediate hyperalgesia induced by Phoneutria nigriventer spider venom. In: 6th World Congress on Inflammation, 2003, Vancouver. Inflammation Research (Printed ed.). Basel: Birkhäuser Verlag, 2003. v. 52. p. S117-S117.

55.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SANTOS, M. ; CARNEIRO, S. M. ; SANTOS, E. C. ; SANTOS, A. C. R. ; BRIGATTE, Patricia ; SILVA, Maria Cristina C Sousa e ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Inhibitory effect of crotoxin on macrophage function. In: 6th World Congress on Inflammation, 2003, Vancouver. Inflammation Research. Basel: Birkhäuser Varlag, 2003. v. 52. p. S121-S121.

56.
BRIGATTE, Patrícia ; SAMPAIO, Sandra C ; GUTIÉRREZ, V. P. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Efeito antinociceptivo do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus sobre a dor de cancer. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Programas, 2003. v. 144.

57.
GUTIÉRREZ, V. P. ; CGACUR, M. ; SAMPAIO, Sandra C ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Efeito do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a dor neuropática. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Programa, 2003. p. 144-144.

58.
LONGO, I. ; CURY, Y. . Efeito nociceotivo induzido pelo veneno de serpentes Bothrops jararaca: caracterização dos mecanismos centrais e moleculares. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Progarma, 2003. p. 144-145.

59.
CURY, Y.; ZAMBELLI, Vanessa ; CHIOATO, L. ; WARD, R. J. . Efeitos nociceptivo e inflamatório induzidos por fosfolipase A2 variante Lys-49: avaliação do mecanismo de ação através do uso de mutações pontuais de botropstoxina I. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Programa. p. 145-145.

60.
ZANCHET, E. M. ; CORDEIRO, M. N. ; RICHARDSON, M. ; CURY, Y. . Receptores periféricos para taquicininas e aminoácidos excitatórios medeiam a hiperalgisia induzida pelo veneno da aranha Phoneutria nigriventer. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de LIndóia. Resumos e Programa, 2003. p. 159-159.

61.
CHACUR, M. ; GUTIÉRREZ, José Maria ; MILLIGAN, E. D. ; WIESELERFRANK, J. ; MAIER, S. F. ; WATKINS, L. R. ; CURY, Y. . Participação das células da glia da medula espinhal na resposta algogênica induzida por fosfolipases A2 isoladas do veneno de serpentes Bothrops asper. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Programa, 2003. p. 160-160.

62.
PICOLO, Gisele ; GOMEIS, A. M. ; MIRALLES, A. B. ; CURY, Y. ; BEMONTE, C. . Efeito inibitório do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a atividade elétrica de fibras nociceptivas do joelho de ratos: envolvimento de canais de potássio. In: XXXV Congresso Brasileiro de Farmacologia (SBFTE), 2003, Águas de Lindóia. Resumos e Programa, 2003. p. 162-162.

63.
CURY, Y.; CHACUR, M. ; LONGO, I. ; LOMONTE, B. ; GUTIÉRREZ, José Maria . Structural mechanisms of pain induced by Asp49 and Lys49 myotoxic phospholipases A2 isolated from Bothrops asper venom. In: 10TH World Congress on Pain, 2002, San Diego. 10th Worls Congress on Pain. Seattle: IASP Press, 2002. p. 150-150.

64.
CURY, Y.; ZANCHET, E. M. . Hyperalgesia-induced by Phoneutria nigriventer spider venom. In: 10TH World Congress on Pain, 2002, San Diego. 10th World Congress on Pain. Seattle: IASP Press, 2002. p. 152-152.

65.
PICOLO, Gisele ; CASSOLA, A. C. ; CURY, Y. . Kappa- and delta- opioid receptors, neuronal nitric oxide and ATP-sensitive K+ channels mediate the analgesic effect of Crotalus durissus terrificus venom. In: 10TH World Congress on Pain, 2002, San Diego. 10th Worls Congress on Pain. Seattle: IASP Press, 2002. p. 154-154.

66.
CHACUR, M. ; GUTIÉRREZ, José Maria ; CURY, Y. . Central mediators involved in the algogenic effect of Asp49 and Lys49 myotoxic phospholipases A2 isolated from Bothrops asper snake venom. In: 10TH World Congress on Pain, 2002, San Diego. 10th World Congress on Pain. Seattle: IASP Press, 2002. p. 382-382.

67.
PICOLO, Gisele ; CASSOLA, A. C. ; CURY, Y. . Neuronal nitirc oxide synthase, PKG and ATP-sensitive K+ channels are involved in the antinociception induced by Crotalus durissus terrificus venom. In: VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2002, Pirenópolis. VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2002. p. 54-54.

68.
ZANCHET, E. M. ; CURY, Y. . Pharmacological modulation of hyperalgesia induced by Phoneutria nigriventer spider venom. In: VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2002, Pirenópolis. VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2002. p. 139-139.

69.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; BRIGATTE, Patrícia ; SANTOS, A. C. R. ; SANTOS, E. C. ; SILVA, M. C. C. S. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Inhibitory effect of Crotalus durissus terrificus sanake venom on macrophage phagocytosis. Contribution of crotoxin. In: VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia, 2002, Pirenópolis. VII Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia. p. 272-272.

70.
SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; BRIGATTE, Patrícia ; SANTOS, A. C. R. ; SANTOS, E. C. ; SILVA, M. C. C. S. ; CURI, Rui ; CURY, Y. . Inhibitory effect of Crotalus durissus terrificus sanake venom on macrophage phagocytosis. Contribution of crotoxin. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2002, Águas de Lindóia. XXXIV Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2002. p. 183-183.

71.
CURY, Y.. Toxinas extraídas de venenos animais com estrutura de fosfolipases A2 como ferramenta para o estudo de mecanismos biológicos. In: XXXIV Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2002, Águas de Lindóia. XXXIV Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental, 2002. p. 72-72.

72.
ZANCHET, E. M. ; CURY, Y. . Hiperalgesia induzida pelo veneno da aranha Phoneutria nigriventer. In: XVI Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 2001, Caxambú. Livro de Resumos. São Paulo, 2001. p. 124-124.

73.
PICOLO, G. ; GIORGI, R. ; CURY, Y. . Peripheral opioid receptors, nitric oxide and cGMP mediate antinociception induced by Crotalus durissus terrificus venom. In: V Simpósio da SBTx, 2000, Angra dos Reis, Rio de janeiro. Toxicon, 1998. v. 38. p. 588-588.

74.
BRIGATTE, Patricia ; BERNARDI, M. M. ; GIORGI, R. ; CURY, Y. . Partial characterization of the mechanisms involved in the development of tolerance to the antinociceptive effect of Crotalus durissus terrificus snake venom. In: V Simpósio da SBTx, 2000, Angra dos Reis, RJ. Toxicon, 1998. v. 38. p. 589-589.

75.
AGUIAR, G.F. ; FAN, H.W. ; CARDOSO, D.F. ; CURY, Y. ; FARSKY, S.H.P. . Effects of botropic antivenom on the dynamic of microcirculatory events induced by Bothrops jararaca venom (BjV).. In: V Simpósio SBTx, 2000, Angra dos Reis, RJ. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1998. v. 38. p. 576-576.

76.
PICOLO, G. ; CHACUR, M. ; GUTIERREZ, J.M. ; TEIXEIRA, C.F.P ; CURY, Y. . The ability of polyvalent antivenom to neutralize hyperalgesia induced by Bothops asper venom.. In: V Simpósio da SBTx, 2000, Angra dos Reis, RJ. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1998. v. 38. p. 590-590.

77.
CHACUR, M. ; PICOLO, G. ; GUTIERREZ, J.M. ; TEIXEIRA, C.F.P ; CURY, Y. . Capacidade do antiveneno botrópico em neutralizar a hiperalgesia induzida pelos venenos de Bothrops jararaca e Bothrops asper. In: VI Simpósio da SBTx, 2000, São Pedro, SP, 2000.

78.
CHACUR, M. ; PICOLO, G. ; GUTIERREZ, J.M. ; TEIXEIRA, C.F.P ; CURY, Y. . Participação da bradicinina na hiperalgesia induzida pelos venenos de Bothrops jararaca e Bothrops asper.. In: VI Simpósio da SBTx, 2000, São Pedro, SP, 2000.

79.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele ; CASSOLA, A. C. . kappa and delta opioid receptors and ATP-sensitive K+ channels mediate the analgesic effect of Crotalus durissus terrificus snake venom. In: 13th World Congress on Animal Plant and Microbial Toxins, 2000, Paris. Livro de resumos. Paris, 2000. p. P278-P278.

80.
CURY, Y.; CHACUR, Marucia ; LONGO, I. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, José Maria ; TEIXEIRA, C. F. . Hiperalgesia induced by Asp-49 and Lys-49 myotoxic phospholipases A2 isolated from Bothrops asper venom. In: 13th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2000, Paris. Livro de resumos. Paris, 2000. p. P126-P126.

81.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra C ; SILVA, Maria Cristina C Sousa e ; CURI, Rui . Effect of Crotalus durissus terrificus on macrophage metabolism and function. In: 13th World Congress on Animal, Plant and Microbial Toxins, 2000, Paris. Livro de resumos. Paris, 2000. p. P279-P279.

82.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; AZEVEDO-MARTINS, A. K. ; CURI, Rui . Efeito do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a proliferação e citotoxicidade induzida pelo ácido g-linolênico em células jurkat. In: XIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 1999, Caxambu - Minas Gerais, 1999.

83.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SOUSA-E-SILVA, M. C. C. ; CURI, Rui . Influências do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a funcionalidade e metabolismo energético de macrófagos. In: FESBE, 1999, Caxambu - Minas Gerais, 1999.

84.
CURY, Y.; CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, J. M. ; TEIXEIRA, C. F. P. . Participação da bradcinina na hiperalgesia induzida pelos venenos de Bothrops jararaca e Bothrops asper. In: XIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 1999, Caxambu - Minas Gerais, 1999.

85.
CURY, Y.; CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, J. M. ; TEIXEIRA, C. F. P. . Capacidade do antiveneno botrópico em neutralizar a hiperalgesia induzida pelos venenos de Bothrops jararaca e Bothrops asper. In: XIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 1999, Caxambu - Minas Gerais, 1999.

86.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele ; GIORGI, R. . Participação de receptores opióides delta e do óxido nítrico na antinocicepção periférica induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. In: XIV Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental (FESBE), 1999, Caxambu - Minas Gerais, 1999.

87.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele ; GIORGI, R. . delta peripheral opioid receptors, nitric oxide and cGMP mediate antinociception induced by Crotalus durissus terrificus venom. In: IBC's 3rd Annual International Conference on Novel Targets in the Treatment of Pain, 1999, Washington, D.C., 1999.

88.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; AZEVEDO-MARTINS, A. K. ; CURI, Rui . Efeito do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a proliferação e citotoxicidade induzida pelo ácido g-linolênico em células jurkat. In: Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 1999, São Paulo, 1999.

89.
CURY, Y.; SAMPAIO, Sandra Coccuzzo ; SOUSA-E-SILVA, M. C. C. ; CURI, Rui . Influências do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a funcionalidade e metabolismo energético de macrófagos. In: Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 1999, São Paulo, 1999.

90.
CURY, Y.; CHACUR, M. ; PICOLO, Gisele ; GUTIÉRREZ, J. M. ; TEIXEIRA, C. F. P. . Hiperalgesia induzida pelo veneno de serpentes Bothrops asper e por uma de suas frações (miotoxina III). In: Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 1999, São Paulo, 1999.

91.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele ; GIORGI, R. . Participação de receptores opióides delta e do óxido nítrico na antinocicepção periférica induzida pelo veneno de Crotalus durissus terrificus. In: Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 1999, São Paulo, 1999.

92.
CURY, Y.; BRIGATTE, Patricia ; BERNARDI, M. M. . Caracterização da tolerância ao efeito antinociceptivo do veneno de Crotalus durissus terrificus. In: Reunião Científica Anual do Instituto Butantan, 1999, São Paulo, 1999.

93.
FARSKY, S. ; GONÇLVES, L. ; CURY, Y. . CHARACTERIZATION OF LOCAL TISSUE DAMAGE EVOKED BY BOTHROPS JARARACA (BJV) IN THE RAT CONNECTIVE MICROCIRCULATION AN INTRAVITAL MICROSCOPIC STUDY.. In: 12TH WORLD CONGRESS IST, 1998, CUERNAVACA - MEXICO. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1997. v. 36. p. 1032-1032.

94.
PICOLO, G. ; GUTIERREZ, J. ; TEIXEIRA, C. ; CURY, Y. . HYPERALGESIA INDUCED BY BOTHROPS ASPER VENOM (BAV) AND MYOTOSIN III INRATS.. In: 12TH WORLD CONGRESS IST, 1998, CUERNAVACA - MEXICO. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1997. v. 36. p. 1031-1031.

95.
GALANTE, F. ; CSAISESILVA, L. ; TOFFOLI, M. ; CURY, Y. ; GUTIERREZ, J. ; TEIXEIRA, C. . FUNCTIONAL ALTERATIONS INDUCED IN PERITONEAL MACROPHAGES BY MYOTOXINS ISOLATED FROM BOTHROPS ASPER VENOM (BAV).. In: 12TH WORLD CONGRESS IST, 1998, CUERNAVACA - MEXICO. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1997. v. 36. p. 1031-1031.

96.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. ; CURY, Y. . CENTRAL AND PERIPHERAL MECHANISMS OF THE ANALGESIC EFFECT OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (CDT) SNAKE VENOM. In: 12TH WORLD CONGRESS IST, 1998, CUERNAVACA - MEXICO. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1997. v. 36. p. 1305-1305.

97.
GALANTE, F. ; CASAISESILVA, L. ; TOFFOLI, M. ; CURY, Y. ; GUTIERREZ, J. ; TEIXEIRA, C. . ALTERACOES FUNCIONAIS INDUZIDAS EM MACROFAGOS PERITONEAIS POR MIOTOXINAS DO VENENO DE B. ASPER.. In: XII REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL FESBE, 1997, CAXAMBU - MG, 1997.

98.
PICOLO, G. ; GUTIERREZ, J. ; CURY, Y. . HIPERALGESIA INDUZIDA PELO VENENO DE BOTHROPS ASPER (VBA) E UMA DE SUAS FRACOES (MIOTOXINA III) EM RATOS. In: XII REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL FESBE, 1997, CAXAMBU-MG, 1997.

99.
SAMPAIO, S. ; CURY, Y. ; FARSKY, S. . CARACTERIZACAO DOS EFEITOS DO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (VCDT) SOBRE O RECRUTAMENTO LEUCOCITARIO. ESTUDOS IN VIVO.. In: XII REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL FESBE, 1997, CAXAMBU - MG, 1997.

100.
FARSKY, S. ; GONÇALVES, L. ; CURY, Y. . EFEITOS DO VENENO DE SERPENTES BOTHROPS JARARACA (VBJ) SOBRE OS VASOS DA MICROCIRCULACAO. ESTUDOS IN SITU.. In: XII REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL FESBE, 1997, CAXAMBU - MG, 1997.

101.
PICOLO, G. ; GIORGI, R. ; BERNARDI, M. ; CURY, Y. . EFFECT OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKES VENOM (VCDT) ON THE TAIL-FLICK RESPONSE IN THE MOUSE. In: IV SIMPOSIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE TOXINOLOGIA (SBTX), 1997, RECIFE, PE. Journal of Venomous Animals and Toxins. Botucatu: CEVAP/UNESP, 1996. v. 3. p. 149-149.

102.
SAMPAIO, S. ; CURY, Y. ; FARSKY, S. . RECRUITMENT OF LEUKOCYTES INTO BLOOD CIRCULATION AND PERITONEAL EXUDATE OF RATS INJECTED WITH BOTHROPS JARARACA VENOM. In: IV SIMPOSIO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE TOXINOLOGIA (SBTX), 1996, RECIFE, PE. Journal of Venomous Animals and Toxins, 3(1): 149, 1996. v. 3. p. 151-151.

103.
PICOLO, G. ; GIORGI, R. ; BERNARDI, M. ; CURY, Y. . AVALIACAO DO EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO VENENO DE SERPENTES CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (VCDT) NO MODELO DO TAIL-FLICK. In: XI REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL (FESBE), 1996, CAXAMBU, MG, 1996.

104.
TEIXEIRA, C. ; COSTACRUZ, J. ; CURY, Y. . STUDY OF INFLAMMATORY EVENTS INDUCED BY BOTHROPS JARARACA VENOM (BJV) IN THE RAT AIR POUCH. In: 5TH PAN AMERICAN SYMPOSIUM ON ANIMAL, PLANT AND MICROBIAL TOXINS, 1996, FREDERICK, MARYLAND, EUA. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1995. v. 34. p. 319-319.

105.
FARSKY, S. ; GONÇALVES, L. ; SOUSAESILVA, M. ; CURY, Y. . EFFECT OF BOTHROPS JARARACA (BJ) AND CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (CDT) VENOM ON NEUTROPHIL MIGRATION: IN VIVO CHEMOTAXIS STUDIES. In: 5TH PAN AMERICAN SYMPOSIUM ON ANIMAL, PLANT AND MICROBIAL TOXINS, 1996, FREDERICK, MARYLAND, EUA. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1995. v. 34. p. 323-323.

106.
CURY, Y.; FARSKY, S. ; TEIXEIRA, C. . PARTICIPATION OF ENDOGENOUS CORTICOSTEROIDS IN ACUTE INFLAMMATION (EDEMA) INDUCED BY BOTHROPS JARARACA VENOM (BJV). In: 5TH PAN AMERICAN SYMPOSIUM ON ANIMAL, PLANT AND MICROBIAL TOXINS, 1996, FREDERICK, MARYLAND, EUA. Toxicon. Oxford: Elsevier Science, 1995. v. 34. p. 323-323.

107.
CURY, Y.; TEIXEIRA, C. ; FARSKY, S. . INFLUENCIA DOS CORTICOSTEROIDES ENDOGENOS NO DESENVOLVIMENTO DA REACAOINFLAMATORIA (EDEMA) INDUZIDO POR VENENO DE SERPENTES BOTHROPS JARARA CA (VBJ) EM RATOS.. In: X REUNIAO ANUAL DA FEDERACAO DE SOCIEDADES DE BIOLOGIA EXPERIMENTAL (FESBE), 1995, SERRA NEGRA, SP, BRASIL, 1995.

108.
SAMPAIO, S. ; CURY, Y. ; FARSKY, S. . MOBILIZACAO CELULAR IN VIVO E IN VITRO INDUZIDA PELO VENENO DE SERPEN TE BOTHROPS JARARACA (VBJ). In: X REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1995, SERRA NEGRA, SP, BRASIL, 1995.

109.
GIORGI, R. ; CHUDZINSKITAVASSI, A. ; CURY, Y. . PARTIAL PURIFICATION OF THE ANTINOCICEPTIVE FACTOR PRESENT IN THE CRO TALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKE VENOM.. In: XXIV REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE BIOQUIMICA E BIOLOGIA MOLECULAR (SBBQ), 1995, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1995.

110.
HOFFMAN, F. A. ; GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . ANTINOCICEPTIVE PROPERTY OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKE VENOM (VCDT). EVALUATION OF THE DEVELOPMENT OF TOLERANCE AND PHYSICAL DEPEN DENCE.. In: III REUNIAO ANUAL DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE TOXINOLOGIA (SBTX), 1994, BELO HORIZONTE, MG, BRASIL. TOXICON, 1994. v. 34. p. 22-22.

111.
HOFFMAN, F. A. ; GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . INVOLVEMENT OF THE CHOLINERGIC SYSTEM IN THE ANTINOCICEPTIVE ACTIVITY OF THE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKE VENOM.. In: III REUNIAO ANUAL DA SBTX, 1994, BELO HORIZONTE, MG, BRASIL. Toxicon, 1994. v. 34. p. 22-22.

112.
GONÇALVES, L. ; CURY, Y. ; SOUSAESILVA, M. ; KELEN, E. . METRONIDAZOLE AND ANTI-BOTHROPS SERUM (ABS) ASSOCIATION: EFFECT ON BOTHROPS JARARACA (BJ) VENOM-INDUCED EDEMA AND LOCAL HEMORRHAGE.. In: III REUNIAO ANUAL DA SBTX, 1994, BELO HORIZONTE, MG, BRASIL, 1994.

113.
CURY, Y.. SOBRE O EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO VENENO DO CROTALUS DURISSUS TERRIFI CUS (VCDT): II ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE ABSTINENCIA. In: IX REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1994, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1994.

114.
CURY, Y.. REACAO INFLAMATORIA INDUZIDA PELO VENENO DE BOTHROPS JARARACA EM TECI DO SUBCUTANEO DE RATOS.. In: IX REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1994, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1994.

115.
CURY, Y.. ALTERACOES NO METABOLISMO E FUNCIONALIDADE DE MACROFAGOS DE RATOS DIABTICOS (ALOXANA). In: IX REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1994, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1994.

116.
CURY, Y.. ESTUDO DA PARTICIPACAO DO SISTEMA COLINERGICO NO EFEITO ANTINOCICEPTI VO DO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (VCDT).. In: IX REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1994, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1994.

117.
COSTAROSA, L. ; SAFI, D. A. ; CURY, Y. ; CURI, R. . METABOLIC CHANGES IN MACROPHAGE FROM DIABETIC RATS.. In: V CONGRESSO IBEROAMERICANO DE BIOLOGIA CELULAR, 1992, MALAGA, ESPANHA, 1992.

118.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . PARTICIPACAO DO SISTEMA SIMPATICO NA RESPOSTA ANALGESICA INZUDIDA PELOVENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS. In: VII REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1992, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1992.

119.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . O EFEITO ANALGESICO INDUZIDO PELO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS E MEDIADO POR RECEPTORES OPIOIDES.. In: VII REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1992, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1992.

120.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . HYPOALGIC EFFECT OF THE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (CDT) VENOM. In: IVTH PAN AMERICAN SYMPOSIUM ON ANIMAL, PLANT AND MICROBIAL TOXINS, IIND SYMPOSIUM OF THE BRAZI..., 1992, CAMPINAS, SP, BRASIL. Toxicon, 1992. v. 31. p. 133-133.

121.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . THE SYMPATHETIC SYSTEM MEDIATES THE ANALGESIC ACTION OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (CDT) VENOM.. In: IVTH PAN AMERICAN SYMPOSIUM ON ANIMAL, PLANT AND MICROBIAL TOXINS IIND SYMPOSIUM OF THE BRAZILIAN., 1992, CAMPINAS, SP, BRASIL. Toxicon, 1992. v. 31. p. 134-134.

122.
COSTAROSA, L. ; CURY, Y. ; CURI, R. . EFFECT OF AGEING UPON MACROPHAGE METABOLISM AND FUNCTION. In: IX CONGRESSO BRASILEIRO, III JORNADA PAULISTA, VII CONGRESSO LATINOAMERICANO DE GERIATRIA E GERONTOL, 1991, SAO PAULO, SP, BRASIL, 1991.

123.
GIORGI, R. ; BERNARDI, M. M. ; CURY, Y. . EFEITO HIPOALGICO DO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS. In: VI REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1991, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1991.

124.
COSTAROSA, L. ; CURY, Y. ; CURI, R. . MODIFICACOES METABOLICAS NO MACROFAGO DE RATOS PROVOCADAS PELOS PROCESSOS DE ESTIMULACAO E ATIVACAO. In: VI REUNIAO ANUAL DA FESBE, 1991, CAXAMBU, MG, BRASIL, 1991.

125.
COSTAROSA, L. ; CURY, Y. ; CURI, R. . THE INFLUENCE OF THYROID HORMONES IN MACROPHAGE METABOLISM AND FUNCTION. In: V LATIN AMERICAN THYROID CONGRESS; IV BRAZILIAN THYROID MEETING, 1991, SAO PAULO, BRASIL, 1991.

Apresentações de Trabalho
1.
CURY, Y.; PICOLO, Gisele ; SERVENT, D. ; TEIXEIRA, N. B. . Production, Pharmacological and Structural Studies of Toxins - Studies on Crotalphine. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CURY, Y.. Bunodosine 391 (BDS 391) a novel sea anemone compound that induces peripheral analgesia mediated by 5-HT3 and TRPV1 ion channels. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CURY, Y.. Antinociceptive effect of cyclic conotoxins in a rat model of neuropathic pain. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CURY, Y.. Molecular mechanisms involved in antinociception induced by crotalphine. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CURY, Y.; FERREIRA JR, Wilson Alves ; Bressan E ; Nascimento L ; Zaharenko A. ; PICOLO, Gisele ; KONNO, Katsuhiro ; REEH, P. W. . The antinociceptive effect of Bunodosine 391 on capsaicin-evoked thermal hyperlgesia involves inhibition of TRPV1 ion channels and decrease in CGRP release. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
CURY, Y. Butantan Institute for Innovation in Biotechnology. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CURY, Y.. Peripheral interactions between cannabinoid and opioid systems contribute to the antinociceptive effect of crotalphine. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
NETTO, B. S. ; FERREIRA, J. C. ; CHEN, C. ; Mochly-Rosen D ; CURY, Y. ; ZANBELLI, V. O. . Aldehyde dehydrogenase 2 activation reduces neuropathic pain and 4-hydroxinonenal adducts in spinal cord. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Almeida AC ; GUTIERREZ, Vanessa ; SAMPAIO, Sandra C ; CURY, Y. . Characterization of cytoskeleton involvement in crotalphine antinociceptive effect. In vivo and in vitro assays. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
Netto BS ; FERREIRA, J. C. ; Mochly-Rosen D ; CURY, Y. ; ZANBELLI, V. O. . Aldehyde dehydrogenase 2 activation reduces neuropathic pain in rats. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
Ruiz CMR ; SAMPAIO, Sandra C ; Maria Teresa Machini de Miranda ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Crotalphine: conformational analysis and effect on peritoneal macrophages. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
TEIXEIRA, N. B. ; Fonseca LA ; SAMPAIO, Sandra C ; BASSO, A. ; CURY, Y. ; PICOLO, Gisele . Chemical mediation of the ananlgesic effect of crotoxin in the experimental autoimmune encephalomyelitis (eae) model. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
CURY, Y.. Development of crotalphine for the treatment of pain: challenges and approaches.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
CURY, Y.; GUTIÉRREZ, Vanessa ; Brigatte, P. ; ZAMBELLI, V. O. ; PICOLO, G. ; Carvalho JS ; Marques F. . Analgesic Effect of Crotalphine In A New Model of Rat Bone Cancer Pain. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
CURY, Y.; Costa E.S. ; Faiad OJ ; CURI, R. ; SAMPAIO, S. C. . Effect of Crotoxin on secretory activity of peritoneal macrophages co-cultivated with tumor cells. Involvement of formyl peptide receptors. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
Teixeira NB ; Fonseca LA ; SAMPAIO, Sandra C ; BASSO, A. ; CURY, Y. ; PICOLO, Gisele . Mediation of the antinociceptive effect of crotoxin in characteristic nociception of experimental autoimmuneencephalomyelitis (EAE), a model of multiple sclerosis. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
Almeida AC ; GUTIERREZ, Vanessa ; SAMPAIO, Sandra C ; CURY, Y. . Characterization of cytoskeleton involvement in crotalphine antinociceptive effect. In vivo and in vitro assays. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
Dias PG ; Gandra PD ; Machado F. ; GUTIÉRREZ, Vanessa ; MOTTA, E. ; PICOLO, Gisele ; Lira F ; CURY, Y. . Contribuition of TRP receptors activation to the antinociceptive effect of crotalphine in models of overt pain. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
GUTIÉRREZ, V. P. ; BRIGATTE, Patrícia ; ZAMBELLI, V. O. ; PICOLO, Gisele ; Carvalho JS ; Marques FLN ; CURY, Y. . Crotalphine induces a potent and long lasting analgesic effect in bone cancer pain. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
Machado F. ; ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; Heimann A ; CURY, Y. ; PICOLO, Gisele . CB1 and CB2 cannabinoid receptors are involved in the effect of crotalphine, an opioid-like analgesic peptide. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
CURY, Y.; ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PARADA, C. A. . Peripheral injury increses the analgesic efficacy of crotalphine, a peptide obtained from Crotalus durissus terrificus venom. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; TYTGAT, J. ; Peigneur, S. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; Jose Carlos de Freitas ; PICOLO, Gisele ; CURY, Y. . Characterization of the molecular mechanisms involved in the analgesic effect of BDS 391 obtained from Bunodosoma cangicum sea anemone venom. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
Ruiz CMR ; ZAMBELLI, V. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PICOLO, G. ; Maria Teresa Machini de Miranda ; Cury, Yara . ANTINOCICEPTIVE EFFECT OF FLUORESCENT ANALOGUES OF CROTALPHINE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; Gutierrez VP ; PARADA, C. A. ; CURY, Y. . OPIOID RECEPTOR ACTIVATION AND EXPRESSION IS REGULATED BY PERIPHERAL INJURY IN BOTH DORSAL ROOT GANGLIA AND NERVE PAW OF RATS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
GUTIÉRREZ, V. P. ; Brigatte, P. ; PICOLO, G. ; Carvalho J ; Radin A. ; Marques F. ; Okamoto M. ; CURY, Y. . LONG-LASTING ANALGESIC EFFECT OF CROTALPHINE IN A BONE CANCER PAIN MODEL. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
PICOLO, G. ; Machado F. ; ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; Heimann A. S. ; CURY, Y. . CB1 AND CB2CANNABINOID RECEPTORS MEDIATE THE EFFECT OF CROTALPHINE, AN OPIOID-LIKE ANALGESIC PEPTIDE. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
CURY, Y.; ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; PARADA, C. A. . OPIOID RECEPTOR ACTIVATION AND EXPRESSION IS REGULATED BY PERIPHERAL INJURY IN BOTH DORSAL ROOT GANGLIA AND NERVE PAW OF RATS. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
Costa E.S. ; Francisco AMSC ; Faiad OJ ; CURY, Y. ; SAMPAIO, S. C. ; SAMPAIO, S. . Effect of crotoxin, the main toxin of the rattlesnake C.d.terificus venom, on secretory activity of peritoneal macrophages during tumor progression. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; FERNANDES, A. C. O. ; ZAMBELLI, V. O. ; Gutierrez, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; TYTGAT, J. ; PICOLO, G. ; CURY, Y. . Cnidaria venom as pharmacological tool for studying the signaling pathways of pain and its. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
Machado F. ; ZAMBELLI, V. O. ; FERNANDES, A. C. O. ; Heimann A. S. ; CURY, Y. ; PICOLO, G. . CB1 and CB2 cannabinoid receptors are involved in the effect of crotalphine, an opioid-like. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
ZAMBELLI, V. O. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; FERNANDES, A. C. O. ; PARADA, C. A. ; CURY, Y. . Peripheral sensitization increases opioid receptor activation and expression in both dorsal. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
GUTIÉRREZ, V. P. ; BRIGATTE, Patricia ; ZAMBELLI, V. O. ; Carvalho J ; PICOLO, G. ; Radin A. ; Marques F. ; Cury, Yara . Crotalphine induces a long-lasting and opioid-mediated antinociceptive effect in an. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
MOTTA, E. ; Machado F. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; Gandra L ; PICOLO, G. ; CURY, Y. . Crotalphine reduces peripheral sensitization evoked by activation of TRPV1 receptor in. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
Costa E.S. ; Faiad OJ ; CURI, Rui ; CURY, R. ; CURY, Y. ; SAMPAIO, Sandra C . Effect of crotoxin, the main toxin of the rattlesnake C.d. terrificus venom, on secretory. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
CURY, Y.; FERREIRA JR, Wilson Alves ; Andre J Zaharenko ; TYTGAT, J. ; Peigneur S. ; GUTIÉRREZ, V. P. ; KONNO, Katsuhiro ; JC, Freitas ; PICOLO, G. . CHARACTERIZATION OF THE MOLECULAR MECHANISMS INVOLVED IN THE ANALGESIC EFFECT OF BDS 391 OBTAINED FROM Bunodosoma cangicum SEA ANEMONE VENOM. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
CURY, Y.. Crotalphine: a potent novel analgesic peptide from the venom of South American rattlesnake Crotalus durissus terrificus: Discovery and development pathways. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
Cury, Yara. Crotoxin as a model for the understanding of leukocyte activity. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
CURY, Y.. Crotalfina: a história da descoberta e os caminhos do desenvolvimento de um novo analgésico. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

39.
CURY, Y.. Utilização de venenos como modelo para o desenvolvimento de novos fármacos analgésicos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
CURY, Y.. Contra dor até veneno. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
CURY, Y.. Transformando a informação científica em comunicação: Desafios, Aprendizado e a Relação com a Sociedade. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
CURY, Y.. Fator analgésico isolado do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus: mecanismos de ação e perspectivas de desenvolvimento. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
CURY, Y.. VENENOS E PECONHAS: O ESTADO DA ARTE E PERSPECTIVAS PARA O SECULO XXI.. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
CURY, Y.. Central and peripheral mechanisms of the analgesic effect of Crotalus durissus terrificus snake venom. 1997. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

45.
CURY, Y.. AVALIACAO DO EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO VENENO DE SERPENTES CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS (VCDT) NO MODELO DO TAIL-FLICK. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
CURY, Y.. ANTINOCICEPTIVE PROPERTY OF CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SNAKE VENOM IN MICE. 1993. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

Outras produções bibliográficas
1.
Chudzinski-Tavassi AM ; PICOLO, Gisele ; PASQUALOTO, K. F. M. ; CURY, Y. . Vital Brazil e o pioneirismo na utilização de venenos animais como agentes terapeuticos. Sao Paulo: Imprensa Oficial, 2014 (Cadernos de Historia da Ciencia - 150 anos de Vital Brazil).


Produção técnica
Processos ou técnicas
1.
FAPESP ; BIOSINTÉTICA, L. ; CURY, Y. . Analog compounds of analgesic peptides derived from the venom of Crotalus durissus terrificus snakes, their uses, compositions, methods of preparation and purification. 2010.

2.
CURY, Y.; FAPESP ; BIOSSINTÉTICA, L. . Analgesic Peptides. 2007.

3.
FAPESP ; BIOSINTÉTICA, L. ; CURY, Y. . Processo de síntese e composições farmacêuticas de peptídeos e análogos, derivados de veneno de serpente, por exemplo, do gênero Crotalus, com atividade analgésica, uso e produtos associados. 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CURY, Y.. Cascavel: o veneno analgésico. 1993. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CURY, Y.; Chudzinski-Tavassi AM . Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
CURY, Y.. Propriedades e efeitos de venenos de serpentes. 1993. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
CURY, Y.. Propriedades e efeitos de venenos de serpentes. 1991. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patricia ; GIORGI, R. ; KONNO, Katsuhiro ; CAMARGO, A. C. M. ; GUTIERREZ, Vanessa ; CURY, Y. . Processo de síntese e composições farmacêuticas de peptídeos e análogos, derivados de veneno de serpente, por exemplo, do gênero Crotalus, com atividade analgésica, uso e produtos associados. 2005, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: PI05023998, título: "Processo de síntese e composições farmacêuticas de peptídeos e análogos, derivados de veneno de serpente, por exemplo, do gênero Crotalus, com atividade analgésica, uso e produtos associados" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 02/02/2005; Depósito PCT: 06/05/2005; Concessão: 02/05/2018. Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP/COINFAR.

2.
 PICOLO, Gisele ; KONNO, Katsuhiro . Analgesic Peptides. 2008, Estados Unidos.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: 60915247, título: "Analgesic Peptides" , Instituição de registro: United States Patent and Trademark Office. Depósito PCT: 30/04/2008; Depósito: 30/04/2008. Instituição(ões) financiadora(s): COINFAR Pesquisa e Desenvolvimento.

3.
 PICOLO, Gisele ; CURY, Y . Uso de crotalfina no tratamento de doenças neurodegenerativas. 2016, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR10201602315, título: "Uso de crotalfina no tratamento de doenças neurodegenerativas" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 04/10/2016Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP.

4.
 CURY, Y; BUFALO, M. ; SAMPAIO, Sandra C ; Chudzinski-Tavassi AM ; Zanchetta L ; ZAMBELLI, Vanessa O ; ALMEIDA, M. E. S. . Processo e Kit para identificar entidades moleculares envolvidas na dor de osteoartrite. 2018, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020180085611, título: "Processo e Kit para identificar entidades moleculares envolvidas na dor de osteoartrite" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 27/04/2018Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP; GSK.



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CURY, Y.; PRADO, W. A.; CUNHA, T. M.. Participação em banca de David Wilson Ferreira. Mecanismos nociceptivos desencadeados pela ativação espinal dos receptores NOD2 (CARD15) na gênese da dor crônica. 2013. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

2.
FERRARI, R.; CURY, Y.; HOFLING, M. A. C.. Participação em banca de Leila Miguel Stavale. Envolvimento da Aquaporina 4 no Envenenamento por Phoneutria Nigriventer. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Celular e Estrutural) - Universidade Estadual de Campinas.

3.
CUNHA, T. M.; CURY, Y.; COSTA, S. K. P.. Participação em banca de Leandro Rodrigues. Efeito de doadores de H2S no controle do prurido e inflamação cutânea em camundongos. 2012. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

4.
Cury, Yara; SOUZA, G. E. P.; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Rafael Poloni. Efeito dual da injeção intraplantar de toxina pertussis na nocicepção. 2011. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

5.
Cury, Yara; LIMA, M. E.; NEVES, M. J.; SANTOS, R. G.. Participação em banca de Marina Bicalho Silveira. Estudo dos mecanismos da ação da crotoxina em tumores mamários e avaliação do seu potencial radiofarmaceutico. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciencia e Tecnologia Radiações Minerais Materiais) - Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear.

6.
Andre J Zaharenko; CURY, Y.; CASTRUCCI, A. M. L.. Participação em banca de Bruno César Ribeiro Ramos. Wstudos farmacológicos preliminares com a peçonha obtida dos nematocistos de Macrorhynchia philippina (Cnidaria, Hydrozoa). 2010. Dissertação (Mestrado em Fisiologia) - Universidade de São Paulo.

7.
CALIXTO, João Batista; RAE, Giles Alexander; CURY, Y.. Participação em banca de Robson da Costa. Papel do receptor ativado por proteinases-2 (PAR-2) no comportamento de coçar em camundongos. 2009. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

8.
FARSKY, S. H. P.; CURY, Y.; TAMBOURGI, D. V.. Participação em banca de Mara Adriana Correa. Mecanismos da acao de metaloproteases endogenas na injuria de queratinocitos humanos induzida pelo veneno de Loxosceles laeta e a Smase 1. 2009. Dissertação (Mestrado em Imunologia) - Universidade de São Paulo.

9.
CURY, Y.; AMORIM, Renée L; BEIRAO, P. S. L.. Participação em banca de Francisco de Sousa Nogueira Neto. Avaliação dos efeitos da crotoxina isolada do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus sobre a transecção do nervo ciático de ratos: avaliação histologica da formação de neuroma e capacidede de interferir com a condutividade nervosa (dor). 2008. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista.

10.
PARADA, C. A.; LUCAS, Guilherme Araujo; CURY, Y.. Participação em banca de Flavia de Oliveira Lima. Envolvimento de receptores perifericos de adenosina na hipernocicepção inflamatória. 2008. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

11.
CURY, Y.; Hayashi M.A.F.; Antunes, V.R.. Participação em banca de Eduardo Fontana de Oliveira. Identificação dos alvos moleculares do peptideo potenciador de bradicinina 10c no sistema nervoso central. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Biologia Molecular)) - Universidade Federal de São Paulo.

12.
Stelio Pacca Loureiro Luna; Francisco Jose Teixeira Neto; CURY, Y.. Participação em banca de Paulo Vinicius Mortensen Steagall. Efeitos do carprofeno e da buprenorfina no limiar nociceptivo mecânico com ou sem a presença de foco inflamatório em gatos. 2007. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

13.
PARADA, C. A.; CURY, Y.. Participação em banca de Marcos Antonio Rodrigues. Papel dos receptores EP prostanoides perifericos na hipernocicepção induzida pela PGE2. 2007. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

14.
SANTOS, R. G.; CASSALI, G. D.; NEVES, M. J.; CURY, Y.. Participação em banca de Marcella Araujo Soares. Identificação e caracterização do efeito antitumoral da peçonha de Croatlus durissus terrificus e avaliação do seu potencial uso na detecção de tumores. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciencia e Tecnologia Radiações Minerais Materiais) - Centro de Desenvolvimento de Tecnologia Nuclear.

15.
PARADA, C. A.; LUCAS, Guilherme Araujo; CURY, Y.. Participação em banca de Cristiane Isabel Silva. Estudo dos mecanismos envolvidos na inibição da hipernocicepção por canabinóides. 2007. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

16.
CURY, Y.; CALIXTO, João Batista; RAE, Giles Alexander. Participação em banca de Marcília Baticy Monteiro Moraes Fernandes. . Modulação da nocicepção em camundongos por receptores ETb para endotelinas: envolvimento de mecanismos opióides.. 2006. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

17.
Cury, Yara; KLAMT, J. G.; FERREIRA, Sergio Henrique. Participação em banca de Tania Santodomingo Garzón. Efeito antinociceptivo da estatina, atorvastatina, na hipernocicepção mecânica inflamatória em camundongos.. 2005. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

18.
Cury, Yara; PARADA, C. A.; FERREIRA, Sergio Henrique. Participação em banca de Luiz Fernando Ferrari. Neurônio aferente primário: uma unidade funcional integrando a periferia e a medula espinhal. 2004. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

19.
Cury, Yara; MAIORKA, P. C.; FELICIO, L. F.. Participação em banca de Elaine Cristina Rodrigues da Costa. Neuroimunomodulação: Efeitos da morfina sobre o comportamento e a atividade de macrófagos. 2004. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

20.
Cury, Yara; MARIANO, M.; CURI, Rui. Participação em banca de Carlos Alberto Balbino. Indução da morte de macrófagos peritoneias de rato por ligantes de PPAR gama. 2004. Dissertação (Mestrado em Ciências (Fisiologia Humana)) - Universidade de São Paulo.

21.
Cury, Yara; SINHORINI, I. L.; BERNARDI, M. M.. Participação em banca de Renata Gonçalves Dias. Avaliação dos efeitos embriotóxicos do veneno de Crotalus durissus terrificus em camundongos no 6 dia da gestação. 2004. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo.

22.
Cury, Yara; PRADO, William Alves Do; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Djane Braz da Silva. Efeito hipernociceptivo periférico induzido pela administração intratecal de interleucina-1beta. 2003. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

23.
Cury, Yara; SOUZA, G. E. P.; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Rodrigo Otoboni Molina. Il-12 induz hipernocicepção mecânica mediada por endotelinas: via receptores ETb em ratos. 2003. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
Dale CS; CURY, Y.; GIORGI, R.; BRIGATTE, Patricia; Torrao AS. Participação em banca de Elaine Flamia Toniolo. Caracterização da Hemopressina na Neuropatia Diabetica Experimental. 2015. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

2.
CURY, Y.; Pimenta A; VARANDA, W. A.; VALIM, Y. M. L.; ARANTES, E. C.. Participação em banca de Caroline Marroni Cremonez. Isolamento e caracterização estrutural e funcional de neurotoxinas presentes nas frações XIIA e XIIB da peçonha do escorpiao Tityus serrulatus. 2015. Tese (Doutorado em Toxicologia) - Universidade de São Paulo.

3.
FERREIRA, Sergio Henrique; CURY, Y.; Silva ML; PRADO, W. A.; COIMBRA, N. C.. Participação em banca de Rafael Poloni. Papel do fator de transcrição AP-1 na hipernocicepção neuropática em camundongos. 2014. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

4.
CURY, Y.; CUNHA, F. Q.; FERREIRA, J.; ZAMBONI, D. S.; FONSECA, B. L.. Participação em banca de Jaqueline Raymondi Silva. Interações neuro-imunes envolvidas na genese da hipersensibilidade nocieptiva herpética e pós-herpética. 2014. Tese (Doutorado em Imunologia Básica e Aplicada) - Universidade de São Paulo.

5.
CURY, Y.; RAE, Giles. Participação em banca de Giselle Guginski. Participação das endotelinas na hiperalgesia mecanica associada à neuropatia periférica induzida por cisplatina em camundongos. 2013. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

6.
LOTUFO, C. M. C.; CURY, Y.; FUSARO, M. C. G. O.; CARDOSO, A. R.; PARADA, C. A.. Participação em banca de Dionéia Araldi. O papel da interleucina 1 beta produzida no ganglio da raiz dorsal no desenvolvimento de hiperalgesia inflamatória. 2012. Tese (Doutorado em Biologia Funcional e Molecular) - Universidade Estadual de Campinas.

7.
Cury, Yara; Moraes LAB; Silva DHS; Carneiro EM; Palma, Mario Sérgio. Participação em banca de Nicoli Barão Baptista Saidemberg. Análise peptidomica dos venenos de vespas sociais. 2011. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Celular e Molecular)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

8.
Calixto JB; MArtins PMS; Spiller F; SANTOS, A. R. S.; CURY, Y.. Participação em banca de Juliana Fabris Lima Garcia. Atividade anti-hiperalgesica das resolvinas no modelo de dor inflamatória articular em ratos. 2011. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

9.
CURY, Y.; FERREIRA, J.; SOUZA, G. E. P.; PRADO, William Alves Do; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Guilherme Rabelo de Sousa. Papel da fractalcina na gênese da hipernocicepção inflamatória: elo entre a sensibilização dos neurônios nociceptivos periféricos e a ativação das células satélites. 2011. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

10.
Cury, Yara; Hirata M.H.; MORISCOT, A. S.; CARPINELLI, A. R.; CURI, Rui. Participação em banca de TAvane David Cambiaghi. Estudo do controle traducional de PPAR beta durante o processo de diferenciação de macrófagos. 2010. Tese (Doutorado em Fisiologia Humana) - Universidade de São Paulo.

11.
PARADA, C. A.; CURY, Y.; Massensini, A.R.; Moreira, F.A.; Francischi, J.N.. Participação em banca de Rafael Machado Rezende. Um novo mecanismo para explicar as ações analgésicas centrais do celecoxibe: envolvimento dos sistemas opióide e canabinóide endógenos. 2010. Tese (Doutorado em Pós-grauação em Ciências Biológica: Fisiologia e Farmacologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

12.
TARICANO, I. D.; Cury, Yara; FREITAS, M. I. R. C.; SOUZA, C. D. M.; FELICIO, L. F.. Participação em banca de Elaine Cristina Rodrigues da Costa. Aspectos neuroimunes de camundongos tratados com morfina. 2010. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

13.
Cury, Yara; RAE, Giles Alexander; DUARTE, I. D. G.; Arantes RME; Francischi, J.N.. Participação em banca de Patricia Paiva Lima. Estudo farmacológico da participação de receptores opióides, canabinóides e de componentes do citoesqueleto na hipoalgesia induzida pelo celecoxibe e drogas correlatas: comparação com a morfina. 2010. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

14.
CURY, Y.; Moriel P; FRANCO, A. L. S.; SPINOSA, H. S.; PINTO JUNIOR, E.. Participação em banca de Paula da Silva Kujbida. Efeitos das microcistinas sobre funções de neutrófilos. 2009. Tese (Doutorado em Toxicologia e Análises Toxicológicas) - Universidade de São Paulo.

15.
Mario Sergio Palma; RICHARDSON, M.; CURY, Y.; Claudio Francisco Tormena; Roberta Cornelio Ferreira Nocelli. Participação em banca de Paulo Cesar Gomes. Identificação, purificação e detreminação da estrutura e função de componentes de baixas massas moleculares do veneno da aranha Phoneutria nigriventer. 2009. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Molecular) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

16.
Cury, Yara; CHACUR, Marucia; Jarbas Arruda Bauer; Claudio Aparecido Casatti; Maria Ines Nogueira. Participação em banca de Edilson Ervolino. Inervação autonomica da articulação temporomandibular em condições de normalidade e padrão de ativação neuronal no tronco encefálico durante a vigencia de ratrite no complexo articular temporomandibular. 2009. Tese (Doutorado em Biologia Celular e Tecidual) - Universidade de São Paulo.

17.
Santos W.C.; MONTEIRO, C. P.; CURY, Y.; Fortes Z.B.; R.A.B.L., M.. Participação em banca de Carly de Faria Coelho. Avaliacao do efeito antiinflamatorio do oxido nitrico inalatorio no modelo experimental de edema de pata induzido por carragenina em camundongos. 2009. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

18.
TAMBELI, Claudia Herrera; LANGONE, F.; MENANI, J. V.; CURY, Y.; LOTUFO, C. M. C.. Participação em banca de Luana Fisher. Avaliação da influencia dos hormonios sexuais na nocicepção da articulação temporomandibular de ratos e estudo dos mecanismos envolvidos. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado em Odontologia) - Universidade Estadual de Campinas.

19.
TAMBELI, Claudia Herrera; LOTUFO, C. M. C.; CURY, Y.; ANDRADE, E.D.; JORGE JR, J.. Participação em banca de Maria Claudia G. de Oliveira. Mecanismos envolvidos na ação hiperalgésica do ATP em ratos. 2008. Tese (Doutorado em Doutorado em Odontologia) - Universidade Estadual de Campinas.

20.
FERREIRA, Sergio Henrique; TAMBELI, Claudia Herrera; OLIVEIRA, L. M.; PRADO, W. A.; CURY, Y.. Participação em banca de Luiz Fernando Ferrari. Participação de receptores de glutamato tipo NMDA pré-sinápticos na sensibilização dos neurônios aferentes primários. 2008. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

21.
FERREIRA, Sergio Henrique; PRADO, William Alves Do; LUCAS, Guilherme Araujo; RAE, Giles Alexander; CURY, Y.. Participação em banca de Thiago Mattar Cunha. Mecanismos moleculares envolvidos no efeito antinociceptivo produzido pela ação periférica dos opióides: ativação da via de sinalização intracelular PI3K/AKT/óxido nitrico. 2008. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

22.
CHIANCA JR, D. A.; CURY, Y.; DUARTE, I. D. G.; LIMA, M. E.. Participação em banca de Kenia Pedrosa Nunes. Efeito da toxina Tx2-6 do veneno da aranha Phoneutria nigriventer na função erétil de ratos e camundongos. 2008. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

23.
FERREIRA, Sergio Henrique; OLIVEIRA, L. M.; SOUZA, G. E. P.; Souza, D.G.; CURY, Y.. Participação em banca de Ana Tereza Gomes Guerrero. Participação de receptores Toll-LIke 2 e 4, citocinas e quimiocinas na resposta hipernociceptiva articular em modelo de inflamação articular. 2008. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

24.
FERREIRA, Sergio Henrique; PRADO, William Alves Do; LUCAS, Guilherme Araujo; TAMBELI, Claudia Herrera; CURY, Y.. Participação em banca de Djane Braz Duarte. Mecanismos intracelulares envolvidos na hipernocicepção inflamatóriia mecânica aguda induzida pela administração intratecal de interleucina-1 beta. 2007. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

25.
RAE, Giles Alexander; ASSREUY, J.; SANTOS, A. R. S.; CURY, Y.. Participação em banca de Emerson Marcelo Motta. Efeitos nociceptivos e hipernociceptivos da endotelina 1 em ratos: mediação por receptores ETA e ETB e caracterização de alguns tipos celulares e vias de sinalização intracelular envolvidos. 2007. Tese (Doutorado em Departamento de Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

26.
Cury, Yara; RAE, Giles Alexander; SOUZA, G. E. P.; PRADO, W. A.; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Waldiceu Aparecido Verri Junior. Inter-relação e mecanismos envolvidos na hipernocicepção mecânica e migração de neutrófilos induzidos pela IL-15. 2006. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

27.
Cury, Yara; FERREIRA, Sérgio Henrique; CALIXTO, João Batista; RAE, Giles Alexander. Participação em banca de Juliana Geremias Chichorro. Neuralgia do trigêmio: estudo de mecanismos e avaliação da participação das endotelinas em um modelo experimental.. 2006. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade Federal de Santa Catarina.

28.
Cury, Yara; Luiz Carlos de Sá Rocha; BRITTO, L. R. G.; GIORGI, R.. Participação em banca de Camila Squarzoni Dale. Caracterização da atividade antinociceptiva de peptídeos homólogos ao C-terminal da proteína S100A9 murina. Ação sobre neurônios sensoriais. 2006. Tese (Doutorado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo.

29.
CURY, Y.; TEIXEIRA, M. M.; OLIVEIRA, L. M.; PRADO, William Alves Do; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Daniela Sachs. Aspectos moleculares envolvidos na indução, desenvolvimento e bloqueio da hipernocicepção mecânica persistente. 2004. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

30.
Cury, Yara; OLIVEIRA, L. M.; MARQUES, J. O.; PRADO, William Alves Do; FERREIRA, Sérgio Henrique. Participação em banca de Joice Maria da Cunha. Contribuição de mediadores inflamatórios na hipernocicepção mecânica induzida por estreptozotocina. 2004. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

31.
Cury, Yara; ARANTES, E. C.; COSTA NETO, C. M.; BROCCHI, M.; WARD, R. J.. Participação em banca de Lucimara Chioato. Investigação das bases estruturais das atividades de Bothrostoxina I, uma fosfolipase A2 Lys49 isolada do veneno de B. jararacussu e da fosfolipase A2 humana do grupo IIA. 2004. Tese (Doutorado em Bioquímica) - Universidade de São Paulo.

32.
Cury, Yara; NUCCI, G.; COELHO, M. M.; KUSHIMERICK, L. N.; DUARTE, I. D. G.. Participação em banca de Luiz Henrique Amarante. Estudo do efeito antinociceptivo periférico do agonista kappa opióide bremazocina. 2004. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

33.
Cury, Yara; FONTES, M. A. P.; COELHO, M. M.; OLIVEIRA, L. M.; DUARTE, I. D. G.. Participação em banca de Glaucia Maria Lopes Reis. Estudo farmacológico sobre o envolvimento de canais de potássio, via L-arginina/NO/GMPc e opióides na antinocicepção periférica em ratos: sistema GABAérgico. 2004. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Fisiologia e Farmacologia)) - Universidade Federal de Minas Gerais.

34.
Cury, Yara; BRAVO, C. E. S.; BEMQUERER, M. P.; BARACAT, M. C.; Garcia MELP. Participação em banca de Marcia Helena Borges. Avaliação das propriedades biológicas e da composição química parcial da seiva de Musa paradisíaca (L.) Musaceae. 2004. Tese (Doutorado em Bioquímica e Imunologia) - Universidade Federal de Minas Gerais.

Qualificações de Doutorado
1.
CURY, Y.; VINOLO, M. A. R.; FOCK, R. A.. Participação em banca de Isabel Daufenback Machado. Mecanismos moleculares de ação dos glicocorticóides endógenos sobre o tráfego de neutrófilos: caracterização da ação sobre os eixos SDF-1alfa/CXCR-4 e IL-17/IL-23/G-CSF. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Farmácia (Fisiopatologia e Toxicologia)) - Universidade de São Paulo.

2.
CURY, Y.; FARSKY, S. H. P.; Fortes Z.B.. Participação em banca de Carly Faria Coelho. Avaliação do efeito anti-inflamatório do óxido nitrico administrado por via inalatória no modelo experimental de edema de pata induzido por carragenina em camundongos. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

3.
Cury, Yara; FARSKY, S.H.P.; Fortes Z.B.. Participação em banca de Carly Faria Coelho. Avaliação do efeito anti-inflamatório do óxido nitrico administrado por via inalatória no modelo experimental de edema de pata induzido por carragenina em camundongos. 2009. Exame de qualificação (Doutorando em Farmacologia) - Universidade de São Paulo.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
CURY, Y.; SOUZA, M. A.; PLONSKI, G. A.. Participação em banca de Iana Suly Santos Katz. Processo de Implementação e Estruturação do Núcleo de Inovação Tecnológica do Instituto Pasteur. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Gestão da Inovação em Saude) - Instituto Butantan.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ACCO, A.; LACERDA, R. B.; CADENA, S. M. S. C.; LIMA, T. C. M.; CURY, Y.. Concurso publico para docente no Departamento de Farmacologia da UFPR. 2012. Universidade Federal do Paraná.

2.
Cury, Yara; Rossoni LV; Carvalho MHC. Processo seletivo para contratação de professor Nivel III. 2011. Universidade de São Paulo.

3.
Cury, Yara; Muscara MN; RAE, Giles Alexander; Oliveira HCF; Boschero AC. Membro da Comissão Julgadora de Concurso Publico Livre Docente. 2010. Universidade Estadual de Campinas.

4.
CURY, Y.; Dias da Silva W; Ibanez O.C.. Concurso Publico para Classe de Pesquisador Cientifico I do Instituto Butantan. 2009. Instituto Butantan.

5.
CURY, Y.; LIMA, M. E.; FRANCESCHI, J.; LOPES, M.; CÔRTES, S.. Concurso para preenchimento de vaga de professor adjunto no Departamento de Farmacologia do Instituo de Ciências Biológicas da UFMG. 2004. Universidade Federal de Minas Gerais.

Livre docência
1.
CURY, Y.; RAE, Giles; FERRO, E. S.; PRADO, W. A.; GUIMARAES, F. S.. Interações neuro-imunes envolvidas na gênese da dor inflamatória. 2016. Universidade de São Paulo.

Outras participações
1.
Cury, Yara; Silva A.M.M.; LEBRUN, I.. Processo seletivo para Ingresso ao Programa de Pós-graduação em Toxinologia do Instituto Butantan. 2010. Instituto Butantan.

2.
CURY, Y.. Seleção de Bolsista ao Programa de Aprimoramento Profissional da FUNDAP. 2003. Instituto Butantan.

3.
CURY, Y.. Seleção de Bolsista ao Programa de Aprimoramento Profissional da FUNDAP. 2002. Fundação de Desenvolvimento Administrativo.

4.
CURY, Y.. Seleção de Bolsista para o Programa de Aprimoramento Profissional da FUNDAP. 2001. Fundação de Desenvolvimento Administrativo.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
3° Encontro Nacional de Inovação em Fármacos e Medicamentos. 2009. (Simpósio).

2.
Chemistry and innovation: from spin-out to market (ano brasil-britânico de ciência & inovação). 2007. (Encontro).

3.
Feira de negocios em inovação tecnológica entre empresas, centros de pesquisa e universidades - INOVATEC. 2007. (Outra).

4.
USP Inovações em Saude. 2007. (Simpósio).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
CURY, Y.; ALMEIDA, A. M. ; BRESCOVIT, A. D. ; TAMBOURGI, D. V. ; ZAHER, E. H. ; PUORTO, G. ; AZEVEDO, I. L. M. J. ; KERKIS, I. ; GREGO, K. F. ; TRONCONE, L. R. ; ASTRAY, R. . Workshop Instituto Butantan ? United Kingdom Science Dissemination, Animal Biology and Neuroscience Parallel session: Infectious diseases. 2017. (Congresso).

2.
GERANTON, S. ; Zanchetta L ; PICOLO, Gisele ; NAMAKA, M. ; CUNHA, T. M. ; FIRESTEIN, :. B. L. ; SCAVONE, C. ; BASTIANI, M. A. ; PAGANO, R. L. ; CURY, Y . Pain and Neurodegenerative Diseases: State of the art and future perspectives. 2017. (Outro).

3.
CURY, Y.; Kalil J ; FRANCO, M. ; PICOLO, Gisele ; TAMBOURGI, D. V. ; SERRANO, S. ; Chudzinski-Tavassi AM ; Ho PL ; Farias L ; LEITE, L. C. ; Precioso A ; WEN, F. H. . Workshop Instituto Butantan-Australia on Infectious Diseases, Animal Venoms and Envenomation. 2016. (Outro).

4.
CURY, Y.; OLIVEIRA, M. L. S. ; Ho PL ; Precioso A ; ASTRAY, R. ; FRANCO, M. ; MAGALHAES, C. W. ; LEITE, L. C. ; Kalil J . Workshop "Infectious diseases and Vaccines" 22 a 24 de junho. 2015. (Outro).

5.
TAMBOURGI, D. V. ; CURY, Y. ; SERRANO, S. ; GONÇALVES, L. R. C. ; Chudzinski-Tavassi AM . XIII Congress of the Brazilian Society of Toxinology,. 2015. (Congresso).

6.
Chudzinski-Tavassi A.M. ; Ho PL ; SERRANO, S. ; Precioso A ; KRIEGER, E. M. ; Blaise R ; SERVENT, D. ; Kalil J ; CURY, Y. . Workshop"Toxinology and Vaccines". 2014. (Outro).

7.
CURY, Y.; Chudzinski-Tavassi A.M. ; CUNHA, F. Q. ; LOTUFO, L. V. C. ; TEIXEIRA, M. M. ; MARKUS, R. P. . 45° Congresso Brasileiro de Farmacologia e Terapêutica Experimental. 2013. (Congresso).

8.
TAMBOURGI, D. V. ; CURY, Y. ; SERRANO, S. ; BEIRAO, P. S. L. ; FONTES, M. R. . XI Congress of the Pan-American section of the International Society on Toxinology and XII Congress of the Brazilian Society on Toxinology. 2013. (Congresso).

9.
Garcia MELP ; Fortes-Dias CL ; Rodrigues RJ ; Cury, Yara ; Pimenta A . XI Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia. 2010. (Congresso).

10.
Carlini C ; LIMA, M. E. ; CURY, Y. . XVI World Congress of the International Society on Toxinology and X Congresso da Sociedade Brasileira de Toxinologia. 2009. (Congresso).

11.
TAMBOURGI, D. V. ; WEN, F. H. ; BARBOSA, A. S. ; PORTARO, F. C. V. ; PUORTO, G. ; FURTADO, M. F. D. ; FERREIRA, M. V. A. L. ; ANDRADE, R. M. G. ; FERNANDES, S. C. G. ; BOTOSSO, V. F. ; ELIAS JR, W. P. ; CURY, Y. . IX Reuniao Cientifica Anual do Instituto Butantan. 2007. (Congresso).

12.
TEIXEIRA, C. F. ; CURY, Y. ; CIANCIARULLO, A. M. . III Reuniao Cientifica Anual do Instituto Butantan. 2001. (Congresso).

13.
CURY, Y.. Reunião Científica Anual Comemorativa do Centenário do Instituto Butantan - O centenário do Instituto Butantan e suas contribuições à ciência e saúde pública. 2000. (Congresso).

14.
CURY, Y.. Reunião Científica Anual do Instituto Butantan. 1999. (Congresso).

15.
CURY, Y.. IV Simpósio da Sociedade Brasileira de Toxinologia. 1996. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Natália Gabriele Hösch. Avaliação da participação da via de sinalização WNT no efeito analgésico da crotalfina in vivo e in vitro. Início: 2017. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

Supervisão de pós-doutorado
1.
Flavia Viana Santa-Cecilia. Início: 2017. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

2.
Michelle Cristiane Bufalo. Início: 2016. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

3.
Luciene Maria Zanchetta. Início: 2014. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo.

Iniciação científica
1.
Thais Ribeiro Crivelini. Investigação do efeito antinociceptivo do peptídeo análogo à crotalfina CNFNterC em modelo de hiperalgesia. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas - Modalidade Médica) - Universidade de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Leandro Marcio Pereira. Envolvimento das vias das MAP quinases no efeito analgésico e hiperalgésico de fármacos com atividade opióide. 2013. Dissertação (Mestrado em TOXINOLOGIA) - Instituto Butantan, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

2.
Leandro Henrique Grecco. Efeitos da associação do ultra-som e LASER de baixa intensidade na dor e regeneração tecidual em ratos submetidos à lesão nervosa. 2013. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, . Orientador: Yara Cury.

3.
Edgar Julian Osuna Melo. Expressão de Conexinas em células do gânglio da raiz dorsal e seu envolvimento na nocicepção. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas (Farmacologia)) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

4.
Wilson Alves Ferreira Jr. Caracterização da ação molecular da Bunodosina 391, composto analgésico obtido da peçonha da anêmona Bunodosoma cangicum. 2010. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

5.
Sarah Farom. Estudo do envolvimento da lipoxina A4 na ação da crotoxina sobre linfócitos. 2009. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

6.
Francisco de Sousa Nogueira Neto. Avaliação dos efeitos da crotoxina isolada do veneno de serpente Crotalus durissus terrificus sobre a transecção do nervo ciático de ratos: avaliação histológica da formação do neuroma e capacidade de interferir coma condutividade nervosa (dor). 2008. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Estadual Paulista, . Coorientador: Yara Cury.

7.
Vanessa Olson Zambelli. Efeito da crotoxina sobre linfócitos circulantes e órgãos linfóides. 2006. 164 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

8.
Vanessa Pacciari Gutiérrez. Efeito do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a dor neuropática e a resposta imune. 2005. 146 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

9.
Ingrid Longo. Hiperalgesia e alodinia induzidas pelos venenos de serpentes do gênero Bothrops: caracterização dos mecanismos centrais e moleculares. 2003. 102 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

10.
Sandra Coccuzzo Sampaio. INFLUENCIAS DO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS SOBRE A FUNCIONALIDADE E O METABOLISMO DE GLICOSE E GLUTAMINA DE MACRÓFAGOS. 2000. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

11.
PATRICIA BRIGATTE (DISSERTACAO EM ANDAMENTO). Estudo dos mecanismos envolvidos no desenvolvimento de tolerância ao efeito antinociceptivo do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus. 2000. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

12.
Marucia Chacur. Mediação química da hiperalgesia induzida pelos venenos de serpentes Bothrops jararaca e Bothrops asper e por uma miotoxina com atividade de fosfolipase A2 isolada do veneno de Bothrops asper. 2000. 0 f. Dissertação (Mestrado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

13.
Gisele Picolo. PARTICIPACAO DE RECEPTORES OPIOIDES delta E DO OXIDO NITRICO NA ANTINOCICEPÇÃO INDUZIDA PELO VENENO DE CROTALUS DURISSUS TERRIFICUS. 1999. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

14.
Renata Giorgi. PROPRIEDADE ANTINOCICEPTIVA DO VENENO DE SERPENTES CROTALUS DUSISSUS TERRIFICUS EM CAMUNDONGOS.. 1993. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

15.
LUIS FERNANDO BICUDO PEREIRA COSTA ROSA. INFLUENCIAS HORMONAIS SOBRE A ATIVIDADE MAXIMA DE ENZIMAS-CHAVE ENVOL VIDAS NO METABOLISMO DE GLICOSE E GLUTAMINA EM MACROFAGOS.. 1992. Dissertação (Mestrado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

Tese de doutorado
1.
Wilson Alves Ferreira Jr. Caracterização do efeito do BDS 391, um composto analgésico, sobre receptores 5-HT3 e canais iônicos. 2015. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

2.
Vanessa P. Gutierrez. Efeito antinociceptivo da crotalfina sobre a dor óssea induzida pelo tumor de Walker 256 em fêmur de ratos.. 2013. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

3.
Fernanda Bredariol Velhote. Caracterização da ação da crotalfina sobre a função de macrofagos peritoneias de ratos. 2013. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

4.
Luciana de Britto Pedroso. Avaliação da possível diferença na sensibilidade dolorosa de ratos machos e fêmeas e da resposta de cada sexo ao CNF 021.03, um analgésico tipo opióides. 2011. 0 f. Tese (Doutorado em Ciências Biológicas (Farmacologia)) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

5.
Eduardo Zarzana. Crotoxina: uma nova abordagem para o tratamento de resposta alérgica pulmonar em ratos. 2011. 0 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

6.
Vanessa Olzon Zambelli. Expressão e ativação de receptores opióides após injúria periférica em ratos. 2011. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

7.
Renata Gonçalves Dias. Caracterização da inflamação articular induzida por fosfolipase A2-grupo IIA: determinação das alterações histopatológicas, comportamentais e mediação quimica. 2010. 0 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

8.
Vanessa P. Gutierrez. Efeito antitumoral e antinociceptivo da crotoxina e do CNF 021.03 sobre um novo modelo de dor de câncer ósseo induzido em ratos. 2007. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

9.
Patrícia Brigatte. Efeito antinociceptivo do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre a dor de câncer em ratos. Inibição do crescimento tumoral pela crotoxina. 2005. 176 f. Tese (Doutorado em Patologia Experimental e Comparada) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

10.
Eliane M Zanchet. Mecanismos centrais e periféricos da dor induzida pelo veneno da aranha Phoneutria nigriventer. 2004. 179 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Yara Cury.

11.
Sandra Coccuzzo Sampaio. Mecanismos envolvidos no efeito inibitório do veneno da serpente Crotalus durissus terrificus sobre a fagocitose por macrófagos. Contribuição da crotoxina. 2004. 136 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

12.
Marucia Chacur. Efeito nociceptivo induzido por fosfolipases A2 (variantes Lys49 e Asp49) isoladas do veneno de serpentes Bothrops asper: caracterização dos mecanismos centrais e determinantes moleculares. 2004. 139 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

13.
Gisele Picolo. Estudos farmacológicos e eletrofisiológicos do efeito antinociceptivo do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus. 2003. 114 f. Tese (Doutorado em Farmacologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

Supervisão de pós-doutorado
1.
César Manuel Remuzgo Ruiz. 2015. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

2.
Ana Carolina Almeida. 2014. Instituto Butantan, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Yara Cury.

3.
Vanessa Olzon Zambelli. 2013. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

4.
Quintino Moura Dias Jr. 2012. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

5.
Elisangela Bressan. 2012. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

6.
Cesar Manuel Remuzgo Ruiz. 2011. Instituto Butantan, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Yara Cury.

7.
Emerson Motta. Caracterização dos possíveis mecanismos moleculares da ação da crotalfina, um novo peptídeo analgésico, em neurônios sensoriais. 2010. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

8.
Mani Funez. 2009. Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Yara Cury.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Dênis Prado Amorosino. INFLUÊNCIA DOS CORTICOSTERÓIDES NO DESENVOLVIMENTO DA RESPOSTA INFLAMATÓRIA INDUZIDA PELO VENENO DE Bothrops jararaca. 1992. 0 f. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento Fundap) - Instituto Butantan, Fundação de Desenvolvimento Administrativo. Orientador: Yara Cury.

2.
Renata Giorgi. PROPRIEDADE ANALGÉSICA DO VENENO DE SERPENTES Crotalus durissus terrificus. 1991. 0 f. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Aperfeiçoamento Fundap) - Instituto Butantan, Fundação de Desenvolvimento Administrativo. Orientador: Yara Cury.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Vaness Olzon Zanbelli. Efeito nociceptivo induzido por fosfolipase A2 variante lys49: avaliação do mecanismo de ação através do uso de mutações pontuais de Botropstoxina. 2003. 99 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

2.
Luciana P F Garcia. Efeito do veneno de Crotalus durissus terrificus sobre linfócitos: avaliação da ontogênese, recirculação e celularidade dos órgãos linfóides. 2002. 55 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Metodista de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

3.
Vanessa Pacciari Gutiérrez. Efeito antinociceptivo do veneno de serpentes Crotalus durissus terrificus sobre a dor neuropática induzida em ratos. 2001. 77 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas Modalidade Médica) - Universidade de Santo Amaro, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

4.
Ingrid Longo. Modulação farmacológica da dor induzida por uma fosfolipase A2 (variante Lys-49) isolada do veneno de Bothrops asper. 2000. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Presbiteriana Mackenzie. Orientador: Yara Cury.

5.
Vanessa Olzoni Zambelli. Efeito nociceptivo induzido por fosfolipases A2 variante Lys49: avaliação do mecanismo de ação através do uso de mutações pontuais de Botropstoxina I. 2000. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

Iniciação científica
1.
Thiago Negrão Chuba. Caracterização e avaliação da ação de peptídeos obtidos de secreções animais em modelo in vitro de neuroinflamação. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas Modalidade Médica) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

2.
Luiza Gomes de Campos Nascimento. Efeito analgésico do BDS 391 no modelo de hiperalgesia térmica induzida por capsaicina. 2013. Iniciação Científica - Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

3.
Ana Carolina de Oliveira Fernandes. Avaliação da fosforilação e ativação de receptores opióides após injúria periférica em ratos. 2010. Iniciação Científica - Instituto Butantan, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

4.
Paola Dias Gandra. Efeito Antinociceptivo da crotalfina na nocicepção induzida pela ativação de receptores TRPV1. 2010. Iniciação Científica - Instituto Butantan, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

5.
Wilson Alves Ferreira Junior. Caracterização do efeito analgésico do composto LAS 390 obtido da peçonha da anêmona Bunodosoma cangincum. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

6.
Leandro Marcio Pereira. Estudo do possível efeito hiperalgésico tardio decorrente da analgesia induzida pelo CNF 021.03 obtido a partir do veneno de Crotalus durissus terrificus. 2005. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Cruzeiro do Sul, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Yara Cury.

7.
Gisele Picolo. AVALIAÇÃO DO EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO VENENO DE SERPENTES Crotalus durissus terrificus NO MEDELO DO TAIL-FLICK. 1997. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade Presbiteriana Mackenzie, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

8.
Sandra Coccuzzo Sampaio. EFEITOS DOS VENENOS DE SERPENTES Bothrops jararaca E Crotalus durissus terrificusSOBRE A MOBILIZAÇÃO LEUCOCITÁRIA E O BURST RESPIRATÓRIO DE NEUTRÓFILOS. ESTUDOS in vivo E in vitro. 1997. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas Modalidade Médica) - Universidade de Santo Amaro, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

9.
Marcos Paulo Moreira. POSSÍVEL ENVOLVIMENTO DO SISTEMA COLINÉRGICO NA ATIVIDADE ANTINOCICEPTIVA DO VENNEO DE Crotalus durissus terrificus. 1996. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

10.
Fabiana A. Hoffman. SOBRE O EFEITO ANTINOCICEPTIVO DO VENENO DE Crotalus durissus terrificus: ESTUDO DO DESENVOLVIMENTO DE TOLERÂNCIA E ABSTINÊNCIA. 1994. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Farmacêuticas) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.

11.
LUIS FERNANDO BICUDO PEREIRA COSTA ROSA. INFLUÊNCIAS HORMONAIS SOBRE A ATIVIDADE MÁXIMA DE ENZIMAS-CHAVE ENVOLVIDAS NO METABOLISMO DE GLICOSE E GLUTAMINA EM MACRÓFAGOS. 1990. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Biologia) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Yara Cury.



Inovação



Patente
1.
 PICOLO, Gisele ; BRIGATTE, Patricia ; GIORGI, R. ; KONNO, Katsuhiro ; CAMARGO, A. C. M. ; GUTIERREZ, Vanessa ; CURY, Y. . Processo de síntese e composições farmacêuticas de peptídeos e análogos, derivados de veneno de serpente, por exemplo, do gênero Crotalus, com atividade analgésica, uso e produtos associados. 2005, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: PI05023998, título: "Processo de síntese e composições farmacêuticas de peptídeos e análogos, derivados de veneno de serpente, por exemplo, do gênero Crotalus, com atividade analgésica, uso e produtos associados" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 02/02/2005; Depósito PCT: 06/05/2005; Concessão: 02/05/2018. Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP/COINFAR.

2.
 PICOLO, Gisele ; KONNO, Katsuhiro . Analgesic Peptides. 2008, Estados Unidos.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: 60915247, título: "Analgesic Peptides" , Instituição de registro: United States Patent and Trademark Office. Depósito PCT: 30/04/2008; Depósito: 30/04/2008. Instituição(ões) financiadora(s): COINFAR Pesquisa e Desenvolvimento.

3.
 PICOLO, Gisele ; CURY, Y . Uso de crotalfina no tratamento de doenças neurodegenerativas. 2016, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR10201602315, título: "Uso de crotalfina no tratamento de doenças neurodegenerativas" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 04/10/2016Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP.

4.
 CURY, Y; BUFALO, M. ; SAMPAIO, Sandra C ; Chudzinski-Tavassi AM ; Zanchetta L ; ZAMBELLI, Vanessa O ; ALMEIDA, M. E. S. . Processo e Kit para identificar entidades moleculares envolvidas na dor de osteoartrite. 2018, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: BR1020180085611, título: "Processo e Kit para identificar entidades moleculares envolvidas na dor de osteoartrite" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 27/04/2018Instituição(ões) financiadora(s): FAPESP; GSK.


Projetos de pesquisa

Outros projetos


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CURY, Y.. Development of crotalphine for the treatment of pain: challenges and approaches.. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
CURY, Y.. Bunodosine 391 (BDS 391) a novel sea anemone compound that induces peripheral analgesia mediated by 5-HT3 and TRPV1 ion channels. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CURY, Y.. Antinociceptive effect of cyclic conotoxins in a rat model of neuropathic pain. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
CURY, Y.; Chudzinski-Tavassi AM . Inovação e Empreendedorismo em Biotecnologia. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Chudzinski-Tavassi A.M. ; Ho PL ; SERRANO, S. ; Precioso A ; KRIEGER, E. M. ; Blaise R ; SERVENT, D. ; Kalil J ; CURY, Y. . Workshop"Toxinology and Vaccines". 2014. (Outro).

2.
CURY, Y.; OLIVEIRA, M. L. S. ; Ho PL ; Precioso A ; ASTRAY, R. ; FRANCO, M. ; MAGALHAES, C. W. ; LEITE, L. C. ; Kalil J . Workshop "Infectious diseases and Vaccines" 22 a 24 de junho. 2015. (Outro).

3.
TAMBOURGI, D. V. ; CURY, Y. ; SERRANO, S. ; GONÇALVES, L. R. C. ; Chudzinski-Tavassi AM . XIII Congress of the Brazilian Society of Toxinology,. 2015. (Congresso).

4.
CURY, Y.; Kalil J ; FRANCO, M. ; PICOLO, Gisele ; TAMBOURGI, D. V. ; SERRANO, S. ; Chudzinski-Tavassi AM ; Ho PL ; Farias L ; LEITE, L. C. ; Precioso A ; WEN, F. H. . Workshop Instituto Butantan-Australia on Infectious Diseases, Animal Venoms and Envenomation. 2016. (Outro).

5.
CURY, Y.; ALMEIDA, A. M. ; BRESCOVIT, A. D. ; TAMBOURGI, D. V. ; ZAHER, E. H. ; PUORTO, G. ; AZEVEDO, I. L. M. J. ; KERKIS, I. ; GREGO, K. F. ; TRONCONE, L. R. ; ASTRAY, R. . Workshop Instituto Butantan ? United Kingdom Science Dissemination, Animal Biology and Neuroscience Parallel session: Infectious diseases. 2017. (Congresso).

6.
GERANTON, S. ; Zanchetta L ; PICOLO, Gisele ; NAMAKA, M. ; CUNHA, T. M. ; FIRESTEIN, :. B. L. ; SCAVONE, C. ; BASTIANI, M. A. ; PAGANO, R. L. ; CURY, Y . Pain and Neurodegenerative Diseases: State of the art and future perspectives. 2017. (Outro).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 10/12/2018 às 5:45:52