María Josefina Israel Semino

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0429783073102604
  • Última atualização do currículo em 12/10/2018


Possui graduação em Linguistique - Université Catholique de Louvain (1981), graduação em Filosofia - Université Catholique de Louvain (1981), mestrado em Linguistique - Université Catholique de Louvain (1983) e doutorado em Lengua Española y Lingüística General - Universidad Autónoma de Madrid (2005) e pós-doutorado Universidad Nacional de Educación a Distancia (Madri, 2009). Atualmente é professora classe Associado III da Universidade Federal do Rio Grande e coordenadora do subprojeto institucional de Espanhol dentro do Programa de Bolsas de Iniciação à Docência (PIBID) na FURG e integra o corpo docente do Mestrado em Letras, área de concentração em Estudos da Linguagem do ILA. Também atua como pesquisadora no grupo de pesquisa GEFF - Grupo de Estudos em Fonética e Fonologia da Universidade Federal do Rio Grande (FURG), e participou do Programa Escolas Interculturais de Fronteira (PEIF), interessando-se em questões linguístico-identitárias na região de fronteira Brasil-Uruguai. Tem experiência na área de Linguística, com ênfase em Ensino do Espanhol, atuando principalmente nos seguintes temas: ensino do espanhol, metodologia de ensino de línguas, ensino de línguas estrangeiras, interferências do português no espanhol, contato linguístico espanhol-português, sociolinguística, dialetologia e variação linguística, fonética e fonologia e formação de professores. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
María Josefina Israel Semino
Nome em citações bibliográficas
SEMINO, M. J. I.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal do Rio Grande, Departamento de Letras e Artes, Curso Letras Português Espanhol.
Campus Carreiros
Carreiros
96500900 - Rio Grande, RS - Brasil
Telefone: (53) 2336621
URL da Homepage: http://mariasemino.blogspot.com


Formação acadêmica/titulação


2001 - 2005
Doutorado em Lengua Española y Lingüística General.
Universidad Autónoma de Madrid, UAM, Espanha.
Título: La hipótesis de la escala invertida de interferencias en el aprendizaje del español como lengua extranjera: un estudio con alumnos brasileños, Ano de obtenção: 2005.
Orientador: Azucena Palacios Alcaine.
Palavras-chave: Contato lingüístico espanhol-português; Ensino do espanhol; Bilingüismo.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Lingüística Aplicada / Especialidade: Ensino do Espanhol.
Setores de atividade: Educação Superior.
1981 - 1983
Mestrado em Linguistique.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Título: El lenguaje campesino uruguayo en los cuentos de Juan José Morosoli,Ano de Obtenção: 1983.
Orientador: Willy Bal.
Palavras-chave: Sociolingüística; Espanhol no Rio da Prata; Interlíngua.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Setores de atividade: Produtos e Serviços Recreativos, Culturais, Artísticos e Desportivos; Educação.
1979 - 1981
Graduação em Filosofia.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
1978 - 1981
Graduação em Linguistique.
Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.


Pós-doutorado


2009 - 2009
Pós-Doutorado.
Universidad Nacional de Educación a Distancia, UNED, Espanha.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Lingüística Aplicada / Especialidade: Línguas Em Contato.
Grande Área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Lingüística Aplicada / Especialidade: Ensino do Espanhol.


Formação Complementar


2018 - 2018
Análise quantitativa de dados linguísticos com o software SPSS. (Carga horária: 15h).
Universidade Católica de Pelotas, UCPEL, Brasil.
2017 - 2017
Introdução à Fonologia gestual. (Carga horária: 12h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2017 - 2017
Prezi: Uma ferramenta na produção de material didático digital. (Carga horária: 3h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2017 - 2017
Sociolinguística: variação, estilo, atitude e acomodação. (Carga horária: 12h).
Universidade Católica de Pelotas, UCPEL, Brasil.
2017 - 2017
Aquisição fonético-fonológica de português (L1 ou L2). (Carga horária: 4h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2016 - 2016
Traducir en la clase de lengua extranjera. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2016 - 2016
Espacios discursivos de integración regional: español y portugués en Urugua. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2015 - 2015
Cuestiones de sintaxis funcional y enseñanza. (Carga horária: 15h).
Sociedad de profesores de Español del Uruguay, SPEU, Uruguai.
2015 - 2015
A ultrassonografia aplicada aos estudos linguístic. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2015 - 2015
RBRUL. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2015 - 2015
Introdução ao uso do SPSS. (Carga horária: 25h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em CIRANDAR Rodas de Investigação desde a Escola. (Carga horária: 90h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2014 - 2014
Introdução ao Goldvarb X: Uso e interpretação. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
2014 - 2014
Novos rumos da investigação do discurso: O enfoque. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal da Paraíba, UFPB, Brasil.
2013 - 2013
Introdução à Análise Acústica com o Programa Praat. (Carga horária: 25h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2013 - 2013
Acreditación de examinadores DELE niveles B1 y B2. (Carga horária: 60h).
Instituto Cervantes, IC, Brasil.
2013 - 2013
Introdução à Análise Acústica com o Programa Praat. (Carga horária: 15h).
Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
2011 - 2011
Interferencia y préstamos lingüísticos. (Carga horária: 40h).
Universidad de la Republica Uruguay, UDELAR, Uruguai.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio Grande, FURG, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - Atual
Vínculo: Professora efetiva, Enquadramento Funcional: Professora Classe Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1993 - 1997
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

9/2001 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Letras e Artes, Curso Letras Português Espanhol.

8/1999 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Letras e Artes, Curso Letras Português Espanhol.

Atividade de extensão realizada
O ensino do espanhol na escola.
3/1994 - Atual
Ensino, Letras Português Espanhol, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Língua Espanhola I, III, IV
Cultura hispânica
Lingüística Aplicada ao ensino do espanhol
Espanhol Instrumental I e II
Leitura de textos em espanhol
Metodologia do ensino do espanhol como língua estrangeira
3/1993 - Atual
Extensão universitária , Departamento de Letras e Artes, Curso Letras Português Espanhol.

Atividade de extensão realizada
Curso de Extensão de Espanhol para adultos (semestral).
01/1993 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Unidade Educacional - Instituto de Letras e Artes, .

3/1992 - Atual
Estágios , Departamento de Letras e Artes, Curso Espanhol.

Estágio realizado
Professora contratada.


Linhas de pesquisa


1.
Formação de professores de línguas
2.
Contato Espanhol-Português
3.
Ensino do Espanhol como língua estrangeira


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Interferências fonético-fonológicas e morfossintáticas no espanhol praticado por lusofalantes: uma comparação entre estudantes brasileiros e portugueses
Descrição: Nossas pesquisas anteriores mostraram que na produção em língua espanhola de estudantes luso-brasileiros, algumas estruturas sofrem mais interferência do que outras. Sistematizamos tais fatos na nossa hipótese da escala de interferências invertida em relação à teoria de Sarah Thomason. No presente estudo pretendemos verificar se a mesma escala de interferências morfológicas comprova-se na produção espanhola de estudantes brasileiros na FURG e de estudantes portugueses no Portugal. E também buscaremos soluções metodológico-didáticas para as interferências registradas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador.
2010 - 2015
UM ESTUDO COMPARATIVO DAS INTERFERÊNCIAS DE ESTUDANTES BRASILEIROS E PORTUGUESES NO PROCESSO DE ENSINO-APRENDIZAGEM DE E/LE
Descrição: A partir de pesquisas realizadas pelo grupo de Investigação Línguas em Contato- Português/Espanhol observou-se a tendência de certas estruturas a sofrer mais facilmente a interferência da língua materna (neste estudo, do português brasileiro no espanhol rioplatense). Portanto, pensou-se diante de tal possibilidade que a comprovação desta hipótese poderia gerar uma mudança significativa nos métodos de ensino, práticas pedagógicas e materiais didáticos. Por este motivo que o momento atual da pesquisa sugere um estudo direcionado para contextos onde ocorre o aprendizado formal do ELE, a fim de verificar a aparição de gradientes quase-estáveis anteriormente identificados, e descobrir se este fato revela uma ocorrência casual e circunscrita ao caso específico dos informantes brasileiros (aprendizagem formal), ou, ao contrário; - seria este um fenômeno ?estrutural?, válido para o espanhol americano falado por brasileiros e ainda para o espanhol da península falado por lusitanos? Assim, a obtenção destas respostas para sanar estas dúvidas será de grande relevância para orientar de uma forma muito precisa a metodologia, as práticas e os materiais de ensino do espanhol para alunos brasileiros e portugueses a fim de obter melhores resultados no processo de ensino-aprendizagem do ELE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Patrícia Mussi Escobar - Integrante.
2010 - Atual
Subprojeto do PIBID (Programa de Bolsa de Iniciação à Docência): Licenciatura em Letras Espanhol (2010...)
Descrição: As ações previstas visam realizar pesquisas nas escolas da rede pública de Rio Grande, aprimorar a formação dos licenciandos bolsistas e professores supervisores no aprofundamento das técnicas de ensino-aprendizagem da língua espanhola assim como ajudar aos alunos da rede escolar pública a melhor conhecer e praticar a língua espanhola. Essas ações são: - Seleção dos 12 (doze) licenciandos bolsistas e 2 (dois) professores supervisores que participarão no subprojeto. - Levantamento da realidade de cada escola selecionada (situação geográfica, sócio-econômica, etc...) e realização do diagnóstico do contexto escolar. - Avaliação e elaboração de materiais didáticos específicos com metodologias adequadas para cada realidade escolar com a colaboração dos bolsistas e os professores supervisores. - Execução do projeto de trabalho nas escolas selecionadas. - Realização de atividades de imersão intercultural e interlingüística e de oficinas. - Participação na MPU ? Seminário de Ensino com a apresentação do subprojeto. - Divulgação das experiências vivenciadas e da produção científica em outros eventos científicos nacionais e internacionais. - Elaboração do relatório final e publicação dos resultados. - Organização com participação no Encontro de Investigação na Escola. - Realização do Encontro de Investigação na Escola..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (12) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador.
2008 - 2015
METODOLOGIAS DO ENSINO DE LES ESPANHOL ENFOQUES METODOLÓGICOS
Descrição: Este projeto dá continuidade à tese doutoral da Profa. Dra. María Josefina Israel Semino focalizando as interferências portuguesas na escrita e na fala dos alunos do curso português-espanhol. O projeto visa testar diferentes metodologias no ensino do espanhol como língua estrangeira, apreciando segundo seus resultados, os seus méritos, dificuldades e eventuais melhoramentos. Para tanto os acadêmicos matriculados na disciplina de Metodologia do Ensino do Espanhol selecionaram alguns métodos para aplicação no ensino de espanhol através de uma prévia pesquisa bibliográfica e discussão em grupo; em seguida foram elaborados planos de aulas não-ecléticos, ou seja, que acompanhassem fielmente uma determinada linha metodológica; posteriormente estes planos foram aplicados pelos acadêmicos em algumas escolas da rede escolar de Rio Grande-RS, abrangendo desta forma as áreas de ensino, pesquisa e extensão. Na etapa final, referente ao ano de 2007, realizou-se um seminário onde as experiências foram relatadas pelos acadêmicos, oportunidade na qual foram explicitados os pontos negativos e positivos observados em cada enfoque metodológico; assim como as análises e reflexões trazidas pelo grupo que servirão para a concretização do objetivo maior deste trabalho que é a busca de caminhos que auxiliem aos professores na difícil tarefa de motivar os alunos para uma aprendizagem mais prazerosa e, sobretudo eficiente. Em se tratando de um projeto permanente, em 2008 seguiremos com a mesma metodologia a fim de aprofundar nossas pesquisas para posteriormente tirar conclusões definitivas de nossas observações, que hoje são apenas hipóteses..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Elisângela Kipper - Integrante / Cristiane Mortágua Oliveira - Integrante / André Luís Jacques de Castro - Integrante.Número de orientações: 1
2008 - 2015
HAVERÁ RESTRIÇÕES ABSOLUTAS NAS INTERFERÊNCIAS?
Descrição: Este estudo orientado abrange a investigação acerca das línguas em contato no Brasil, trabalho que partiu de minha Tese Doutoral e que originou a teoria que se contrapõe a escala de interferências proposta pela teórica Sarah Thomason (2001) e propõe uma Escala Invertida de Interferências (2007); tal escala expõe o princípio que quanto mais contato com a língua objeto, menos interferências haverão da língua materna. A pesquisa foi realizada entre alunos do primeiro e do quarto ano da FURG, depois, em conjunto com o grupo de pesquisa, englobou a análise de composições dos estudantes do primeiro ao quarto período. Os estágios de interlíngua vêm sendo confirmados pela análise minuciosa de cada fenômeno interferido e a hipótese defendida foi em grande parte corroborada. Descobrimos que a escala de Thomason não poderá ser aplicada a situações de aprendizado formal do idioma Espanhol, mas ainda não sabemos quanto ao contato informal (aquisição da língua espanhola). Desta forma, o momento atual da pesquisa sugere um estudo direcionado para contextos onde ocorre o contato informal entre o Espanhol e o Português, a fim de sanar as perguntas pendentes dos resultados investigados até esta data, que são: - na situação de contato lingüístico informal do idioma espanhol com o português, valerá a Escala de Thomason ou a Escala Invertida de Interferências, e, se encontrarão restrições nestas interferências?- a aparição de gradientes quase-estáveis que identificamos, nos revela um fato casual e circunscrito ao caso específico dos nossos informantes (aprendizagem formal), ou, pelo contrário, estaríamos diante de um fenômeno ?estrutural?, válido também para situações de contacto lingüístico informal em nossas fronteiras (Brasil e Uruguai)? -a ocorrência dos fenômenos de empréstimo na Escala Invertida de Interferências observada nos alunos tende a serem os mesmos e seguem as mesmas etapas em situações de língua adquirida em territórios fronteiriços..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Patrícia Mussi Escobar - Integrante.Número de orientações: 1
2008 - 2010
ALGUMAS DIFICULDADES CONSONÂNTICAS DOS ESTUDANTES DE E/LE
Descrição: O presente projeto tem como objetivo estudar as dificuldades que ocasionam as semelhanças entre os fonemas /x/ do espanhol e o fonema /r/ do português, assim como a pronúncia fricativa dos aprendizes de espanhol como língua estrangeira (E/LE) dos fonemas oclusivos do espanhol /b/, /d/, /g/ em determinados contextos, quando são falantes de português. A pesquisa ajusta-se às exigências do método científico: formulação de hipóteses, colheita de dados, descrição e classificação dos dados, seleção das variáveis, análise e discussão dos dados à luz da teoria escolhida, neste caso, Análise Contrastiva, versão fraca. Justifica-se o trabalho pela necessidade de contar com estudos que analisem e expliquem as dificuldades dos aprendizes de E/LE, para respaldar tanto o trabalho dos professores como dos alunos. O público alvo são os professores e alunos de cursos de E/LE, assim como pessoas interessadas na pesquisa lingüística..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Luciana Rodrigues Alves Ribeiro - Integrante / Giliard Ávila Barbosa - Integrante.Número de orientações: 2
2007 - 2015
INTERFERÊNCIAS PORTUGUESAS NO ESPANHOL PRATICADO POR ALUNOS UNIVERSITÁRIOS AVANÇADOS
Descrição: A pesquisa continua meu trabalho de tese doutoral focalizando as interferências portuguesas na escrita e na fala dos nossos alunos do curso de Letras Português-Espanhol. Nesta etapa o projeto é continuação do desenvolvido nos anos de 2005 (pesquisa bibliográfica e levantamento de dados) e 2006 (análise dos resultados do questionário aplicado). No Doutorado tive a oportunidade de estudar interferências que ocorrem no desempenho dos alunos de espanhol da FURG na fonética-fonologia, na morfossintaxe e no léxico: ficou evidenciada a existência de certas fossilizações e o que chamei um gradiente de interferências que agora tratarei de verificar como apresentam-se nos mesmos alunos que foram pesquisados no ano de 2001 e que concluiram o curso no ano de 2005. No segundo semestre de 2005 foram levantados dados desses alunos que agora serão analisados. Objetivos: Geral: Evidenciar as interferências portuguesas existentes no desempenho no espanhol dos alunos que concluem a Licenciatura do curso de Letras Português-Espanhol. Específico: Trazer à luz eventuais interferências fossilizadas e evidenciar o gradiente de interferências existente. Metodologia: Análise das falas e das redações que foram aplicadas no segundo semestre de 2005. Cronograma: Abril de 2007 a dezembro de 2009. Apresentação dos resultados: Publicações e comunicações em congressos e eventos similares e nas aulas de Graduação.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Elisângela Kipper - Integrante / María Doris Prado - Integrante.Número de orientações: 2
2007 - 2015
EXPERIÊNCIAS METODOLÓGICAS NO ENSINO DE E/LE
Descrição: A pesquisa continua meu trabalho de tese doutoral focalizando as interferências portuguesas na escrita e na fala dos nossos alunos do curso de Letras Português-Espanhol. Nesta etapa o projeto visa testar diferentes metodologias do ensino do espanhol como língua estrangeira, apreciando segundo seus resultados, os seus méritos, dificuldades e eventuais melhoramentos. Objetivos: Identificar os méritos e as dificuldades de diversos métodos no ensino do espanhol como língua estrangeira; propor possíveis melhorias na sua concepção e aplicação. Metodologia: Formar alunos da FURG para que apliquem na escola diversos métodos no ensino do espanhol como língua estrangeira e analisem os resultados obtidos; a partir dos dados colhidos, a responsável do projeto chegará as suas próprias conclusões e recomendações. Cronograma: Abril de 2007 a dezembro de 2015. Apresentação dos resultados: Publicações e comunicações em congressos e eventos similares e nas aulas de Graduação..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Elisângela Kipper - Integrante / Cristiane Mortágua Oliveira - Integrante.Número de orientações: 3
2007 - 2013
AS DIFERENÇAS DE COMPORTAMENTO ENTRE ESTUDANTES BRASILEIROS E URUGUAIOS
Descrição: O trabalho, cujo início foi em 09 de maio de 2007 é uma investigação sobre as diferenças de comportamento entre os estudantes brasileiros (Chuí-Brasil) e uruguaios (Liceo nº 1 e nº2 Eladio Aristimuña, Chuy ? Uruguai e E.E.M. Marechal Soares de Andrea) em sala de aula. A análise tem o objetivo de conhecer os aspectos comportamentais e fazer um estudo comparativo que permita propor práticas pedagógicas distintas para os futuros professores, maximizando o resultando satisfatório do ensino/ aprendizagem assim como proporcionando a interação cultural mediante o conhecimento obtido pela investigação. O público?alvo está constituído pelos professores e futuros professores da rede pública e estadual. A metodologia de trabalho, nesta etapa, se caracteriza pela pesquisa bibliográfica e análise dos questionários escritos e orais. Os resultados serão apresentados através de publicações e comunicações em congressos e eventos nacionais e internacionais e nas aulas de graduação da fURG..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Patrícia Mussi Escobar - Integrante / Deise Brião Ferraz - Integrante / Francine Vieira de Borba - Integrante / Tássia Arrieche Pereira da Cunha - Integrante / Denise Machado Pinto - Integrante.
2007 - 2011
AS ETAPAS DA INTERLÍNGUA NA APRENDIZAGEM FORMAL DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA (E/LE): INTERFERÊNCIAS VERIFICADAS NA MORFOSSINTAXE.
Descrição: Este projeto permanente teve início no ano de 2007 sob o título ?As etapas da interlíngua na aprendizagem formal do espanhol como língua estrangeira?, e continua a investigação realizada na Tese de Doutorado da Dra. María Josefina Israel Semino de López, sobre as interferências da língua portuguesa no espanhol dos alunos brasileiros que aprendem espanhol na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), RS, Brasil. Os objetivos desta pesquisa são aprofundar e detalhar o estudo destes traços da interlíngua a nível morfossintático, especialmente na acentuação das palavras pelos alunos da FURG que aprendem espanhol, visando fornecer dados para a melhoria do processo pedagógico neste curso de Letras. Em nosso trabalho a coleta de dados se deu a partir de um corpus composto por 56 produções escritas dos alunos do curso de Letras Português-Espanhol desta universidade, dos quatro anos da licenciatura, sendo 14 composições de cada ano. Os resultados obtidos até o momento corroboram em grande parte a hipótese da ?escala invertida de interferências? (SEMINO, 2007) que se traduz em que ?a maior contato, haverá menos interferências? da primeira língua invadindo a segunda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Eileen Santos Almeida - Integrante / Tatiana Pereira Machado - Integrante.Número de orientações: 1
2007 - 2008
AS ETAPAS DE INTERLÍNGUA NA APRENDIZAGEM FORMAL DOS PRONOMBRES PERSONALES TÓNICOS DO ESPANHOL COMO LÍNGUA ESTRANGEIRA
Descrição: Este projeto permanente teve início no ano de 2007 sob o título ?As etapas da interlíngua na aprendizagem formal do espanhol como língua estrangeira?, e continua a investigação realizada na Tese de Doutorado da Dra. María Josefina Israel Semino de López, sobre as interferências da língua portuguesa no espanhol dos alunos brasileiros que aprendem espanhol na Universidade Federal do Rio Grande (FURG), RS, Brasil. Os objetivos desta pesquisa são aprofundar e detalhar o estudo destes traços da interlíngua a nível morfossintático, especialmente na acentuação das palavras pelos alunos da FURG que aprendem espanhol, visando fornecer dados para a melhoria do processo pedagógico neste curso de Letras. Em nosso trabalho a coleta de dados se deu a partir de um corpus composto por 56 produções escritas dos alunos do curso de Letras Português-Espanhol desta universidade, dos quatro anos da licenciatura, sendo 14 composições de cada ano. Os resultados obtidos até o momento corroboram em grande parte a hipótese da ?escala invertida de interferências? (SEMINO, 2007) que se traduz em que ?a maior contato, haverá menos interferências? da primeira língua invadindo a segunda..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Patrícia Mussi Escobar - Integrante.Número de orientações: 1


Projetos de extensão


2018 - Atual
A oralidade no ensino do Espanhol para alunos de anos iniciais em processo de alfabetização
Descrição: Nos anos de 2016 e 2017 o subprojeto do PIBID (Programa Institucional de Bolsa de Iniciação à Docência) de Espanhol da FURG esteve presente na Escola Municipal de Ensino Fundamental Ramiz Galvão, localizada no bairro Mangueira. Porém no ano de 2018 novas escolas serão contempladas com o projeto. Este projeto visa permitir que os alunos dessa instituição de ensino possam continuar com o aprendizado da segunda língua, considerando que para a ocorrência de uma verdadeira alfabetização em outra língua se faz necessário um tempo maior de exposição à mesma, simultaneamente com a aquisição da primeira língua..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Vanessa Solano da Silveira Martins - Integrante / Maria Conceição Cardoso - Integrante.
2017 - 2017
Viagem didática ao Uruguai para o aprendizado do espanhol
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (21) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Maria da Graça Carvalho do Amaral - Integrante / Twyne Ramos - Integrante.
2016 - 2016
Semana de la Lengua Española y homenaje a Miguel de Cervantes y a Eduardo Galeano
Descrição: O evento caracteriza-se como uma proposta para comemoração da Semana da Língua Espanhola, evento mundialmente celebrado por hispanistas. Neste ano celebramos os 400 anos da morte do escritor Miguel de Cervantes, falecido em 23 de abril de 1616. Além disso, o evento também propõe lembrar o 1º aniversário da morte do escritor e jornalista uruguaio Eduardo Galeano, falecido em 13 de abril de 2015. No âmbito do evento, serão realizadas intervenções culturais nas dependências da universidade (CIDEC-Sul), sempre considerando a diversidade linguística e cultural presente no Campus Carreiros da FURG. A atividade se dará através do curso de Letras/Espanhol, com o apoio dos professores na execução de tarefas junto aos grupos de Espanhol (primeiro a quarto ano) e a equipe do PIBID de Espanhol da FURG..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (13) / Especialização: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Gleicimar Blanco Bandeira - Integrante.
2015 - 2015
Viagem didática para o aprendizado do espanhol
Descrição: O projeto consiste em uma viagem ao Uruguai e visa oferecer aos alunos da FURG a oportunidade de aplicar o que tem aprendido do espanhol num país hispano-falante. Nosso objetivo é exercitar a fonética-fonologia, morfologia e sintaxe do espanhol. Alguns diálogos serão gravados para efeitos de estudos e pesquisas ulteriores vinculados sobre tudo à disciplina de Linguística Aplicada ao Ensino de Língua Espanhola I e fazer um primeiro contato com habitantes e instituições educativas monolíngues e bilíngues de um país do Mercosul. O público-alvo está constituído pelos alunos do Curso de Letras-Português-Espanhol da FURG..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (29) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador.
2015 - 2015
Oficina para a criação de jogos didáticos voltados ao ensino de língua estrangeira: pibidianos aprendendo para ensinar
Descrição: Este projeto pretende promover a reflexão sobre os jogos didáticos e como podem auxiliar nas práticas de sala de aula para o ensino de língua estrangeira. Além disso, busca o compartilhamento de ideias e experiências, a partir das quais será possível a compreensão da natureza dessa modalidade de jogos por parte dos acadêmicos participantes, de modo a desenvolverem ideias e o processo criativo. Nesse sentido, os acadêmicos poderão relacionar as teorias discutidas na graduação e as práticas que estão vivenciando nas escolas em que atuam como pibidianos, com a criação e aplicação de jogos didáticos para o processo de ensino-aprendizagem da língua estrangeira. Tal atividade certamente oportunizará a reflexão e futuras pesquisas. Para tanto, os acadêmicos bolsistas do PIBID dos Cursos de Graduação em Letras Português/Espanhol modalidade a distância (EaD), Português Espanhol e Português/Francês da Universidade Federal do Rio Grande, bem como os professores supervisores pibidianos que atuam junto às escolas públicas e os professores coordenadores dos subprojetos envolvidos participarão de uma oficina prático de 16h, dividida em dois dias. A oficina será ministrada por um profissional da área, Professor Fernando Tsukumo, diretor do Sua Vez Jogos. Para os alunos da modalidade à distância, tendo em vista que são pibidianos residentes e domiciliados na cidade de Santa Vitória do Palmar, a oficina ocorrerá nesta cidade. Para os demais, dos cursos da modalidade presencial, o curso será oferecido na cidade de Rio Grande..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (45) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Eliane Misiak - Integrante / Trícia Tamara Boeira do Amaral - Integrante.
2008 - 2008
CURSO BÁSICO I DE ESPANHOL PARA OS FUNCIONÁRIOS DA FURG
Descrição: Resumo: O projeto "Curso de Espanhol Básico I para funcionários da FURG" consiste em um curso de espanhol para os funcionários da FURG. Este curso será ministrado por uma aluna do Curso de Letras Português-Espanhol do ILA. O referido projeto tem como um dos seus objetivos, proporcionarem aos funcionários da FURG o desenvolvimento das habilidades de compreensão e expressão oral e escrita em língua espanhola. Outro objetivo será criar situações favoráveis para que o aluno de espanhol seja capaz de: desenvolver a sua capacidade docente apresentando domínio e segurança no uso da língua espanhola; comprometer-se na formação de cidadãos críticos e autônomos e despertar no aluno funcionário da comunidade universitária o interesse por comunicar-se através de uma língua estrangeira. Serão utilizados diversos métodos pedagógicos e a ministrante será orientada para detecção e registro de interferências na fala dos alunos para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol na referida instituição. Esta etapa constitui um primeiro módulo de um projeto que já está sendo complementado com outros módulos. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 15 de setembro e 17 de dezembro de 2008 e terá uma carga horária de 60 horas. Os funcionários universitários terão dois encontros semanais, com uma duração de duas horas/aula cada um. O curso será ministrado numa turma de 25 alunos, nas segundas e quartas das 14:30 às 16:30h. As aulas serão desenvolvidas no Pavilhão 02 no Campus Carreiros na sala 232 (nas segundas feiras) e na sala 217 (nas quartas feiras)..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / María Doris Prado - Integrante.
2008 - 2008
CURSO BÁSICO II DE ESPANHOL PARA OS FUNCIONÁRIOS DA FURG
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Tatiana Pereira Machado - Integrante.
2008 - 2008
CURSO DE ESPANHOL BÁSICO PARA A COMUNIDADE ESTUDANTIL
Descrição: Resumo: O projeto "Curso de Espanhol Básico para a comunidade estudantil" é dirigido aos alunos da FURG e do CTI. Esse curso será ministrado por duas alunas do quarto ano de curso de Letras/Português - Espanhol do DLA, cumprindo com os requerimentos da disciplina de Estágio Supervisionado em Língua Espanhola. O referido projeto tem com um dos seus objetivos de dar continuidade ao projeto de integração entre a universidade e seus alunos, lhes proporcionando o desenvolvimento das habilidades de compreensão e expressão oral e escrita em língua espanhola. Um outro objetivo será proporcionar situações favoráveis para que o estagiário de espanhol seja capaz de comprometer-se em formar cidadãos críticos e em despertar o seu interesse por comunicar-se através de uma língua estrangeira. Para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol como LE na instituição mencionada, será utilizada uma metodologia eclética. O projeto será executado no período de 12 de abril a 14 de junho de 2008. Os alunos terão um encontro semanal no HU aos sábados, com uma duração de três horas e trinta minutos, no período das 14h às 17h30min. O curso terá capacidade máxima de vinte e cinco alunos..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Nodaica de Carvalho estima - Integrante / Alexandra Almeida de Araújo - Integrante.Número de orientações: 2
2008 - 2008
CURSO MÉDIO I DE ESPANHOL PARA OS FUNCIONÁRIOS DA FURG
Descrição: O projeto "Curso Médio I de Espanhol para funcionários da FURG" consiste em um curso de espanhol para os funcionários da FURG. Este curso será ministrado por uma aluna do último ano do Curso de Letras Português-Espanhol do DLA. O referido projeto tem como um dos seus objetivos, proporcionarem aos funcionários da FURG o desenvolvimento das habilidades de compreensão e expressão oral e escrita em língua espanhola. Um outro objetivo será criar situações favoráveis para que o aluno de espanhol seja capaz de: desenvolver a sua capacidade docente apresentando domínio e segurança no uso da língua espanhola; comprometer-se na formação de cidadãos críticos e autônomos e despertar no aluno funcionário da comunidade universitária o interesse por comunicar-se através de uma língua estrangeira. Serão utilizados diversos métodos pedagógicos e a ministrante será orientada para detecção e registro de interferências na fala dos alunos para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol na referida instituição. Esta etapa constitui um terceiro módulo de um projeto que poderá ser complementado no futuro com outros módulos e outros grupos. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 08 de setembro e 17 de dezembro de 2008 e terá uma carga horária de 60 horas. Os funcionários universitários terão dois encontros semanais, com uma duração de duas horas/aula cada um. O curso será ministrado numa turma de 15 alunos, nas segundas e quartas das 13:30 às 15:00h. As aulas serão desenvolvidas na sala 403 do Pavilhão 04 no Campus Carreiros..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Tatiana Pereira Machado - Integrante.
2008 - Atual
CONHECENDO O ESPANHOL, NOSSA LÍNGUA VIZINHA
Descrição: Este projeto proporcionará aos alunos das oitavas séries (duas turmas com 40 h/aula cada uma) da Escola Municipal Helena Small, da cidade do Rio Grande, um curso básico de espanhol. O objetivo maior deste trabalho é viabilizar um primeiro contato com este idioma, já que a escola não oferece esta modalidade de língua estrangeira em seu currículo, o que, seguramente, acarretará em dificuldades aos alunos que ingressarão no ensino médio e optarem por este idioma. O referido curso iniciará no dia 08 de abril, com data de encerramento prevista para o dia 29 de setembro do corrente ano e as aulas serão ministradas focalizando os seguintes métodos de ensino de ELE: "Pensamento Sistêmico Interdisciplinar" (20 h/aula); "Pedagogia identitária e de imersão intercultural" (10h/aula), "Direto", "Áudio-oral", "Método para ensinar a Fonética e a Fonologia", "Áudio-visual", "Comunicativos", "Instrumental", "Resposta Física Total", "Sugestopédia" e "Enfoque por Tarefas". Concomitantemente ao seu objetivo maior, este projeto proporcionará também a realização do estágio supervisionado de algumas das suas colaboradoras, bem como será a etapa experimental (ano 2008) de um projeto permanente desenvolvido nesta área, denominado: "Experiências Metodológicas no Ensino de ELE". Cabe destacar ainda, que as diferentes metodologias que serão aplicadas visam promover a aprendizagem autônoma, crítica e significativa, pensando, além da aquisição de uma segunda língua, na formação integral destes alunos..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Elisângela Kipper - Integrante / María Doris Prado - Integrante / Marilene Rios Simôes - Integrante / Natália Monteiro Guterres - Integrante / Márcia Viegas da Silva - Integrante.Número de orientações: 2
2008 - Atual
BRINCANDO E APRENDENDO EM ESPANHOL
Descrição: O projeto "Brincando e aprendendo em espanhol" consiste em um curso de 40 horas de espanhol básico para 30 alunos iniciantes da quinta série de duas Escolas Estaduais: Lília Neves (Vila da Quinta) e Eng. Roberto Bastos Tellechea (Parque Marinha). Este curso será ministrado pelos alunos do quarto ano do curso Português-Espanhol do DLA, cumprindo com os requerimentos da disciplina de Estágio Supervisionado em Língua Estrangeira. Este projeto tem por objetivos gerais: oportunizar a aprendizagem de Espanhol como língua estrangeira a alunos da quinta série de duas escolas estaduais do Município de Rio Grande, assim como permitir aos acadêmicos de Letras da FURG um contato maior com o ensino da língua estrangeira em ambiente escolar. Seus objetivos específicos são: promover a integração social dos acadêmicos do Curso de Letras Português-Espanhol da FURG com a comunidade escolar, oferecer um maior contato com a língua espanhola a alunos da comunidade periférica, promover atividades lúdicas que auxiliem na integração social de professores e alunos, bem como a fixação dos conteúdos ensinados. Para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol na referida escola, serão utilizados diversos métodos pedagógicos e os ministrantes serão orientados para detecção e registro de interferências na fala dos alunos. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 17 de março e 30 de maio de 2008. Os alunos das escolas alvo terão um encontro semanal, com uma duração de duas horas cada aula. Na difusão do aprendizado da língua espanhola esperamos desafiar para o crescimento de todos os envolvidos, principalmente, para quem não dispõe de recursos para freqüentar um curso de idiomas..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Carla Rosane da Silva dos Santos - Integrante.Número de orientações: 2
2008 - Atual
UMA METODOLOGIA ESPECÍFICA NO ENSINO DE E/LE: A PEDAGOGIA IDENTITÁRIA E DE IMERSÃO INTERCULTURAL
Descrição: Este projeto proporcionará aos alunos do primeiro e segundo anos do curso de Letras Português Espanhol da FURG um contato mais intenso com a língua espanhola, assim como um conhecimento da cultura pertencente a países de fala hispânica a partir de uma comparação da cultura dos referidos países com as culturas afins do Brasil. Concomitantemente, será experimentado o método "Pedagogia Identitária e de imersão Intercultural" de ensino de língua espanhola, que faz parte do projeto permanente denominado Experiências metodológicas no Ensino de E/LE e que se adapta aos objetivos pretendidos em relação à aprendizagem de culturas hispânicas e desenvolvimento da competência comunicativa em língua espanhola. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 14 de junho e 16 de agosto de 2008 e terá uma carga horária de 20 horas. Os alunos universitários terão um encontro semanal, com uma duração de três horas cada aula. O curso será ministrado numa turma de 17 alunos, aos sábados das 09h30min às 12h00h. As aulas serão desenvolvidas no Hospital Universitário..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Patrícia Mussi Escobar - Integrante / Natália Monteiro Guterres - Integrante.Número de orientações: 1
2007 - Atual
APERFEIÇOANDO A EXPRESSÃO ORAL EM ESPANHOL
Descrição: Este projeto com data de início: 02/04/2007; objetivo: oferecer aos alunos do curso de Português-Espanhol da FURG a oportunidade de melhorarem a fluência na expressão oral em espanhol dialogando com falantes nativos dessa língua; público-alvo: alunos da FURG do curso de Português-Espanhol; parcerias: FAURG; metodologia: pequenos grupos e plenária, aulas dialogadas, com uso de recursos áudio-visuais, para provocar e desenvolver a expressão oral dos alunos; resultados esperados: melhora da expressão oral dos alunos, a ser avaliada mediante testes que serão gravados no início e no fim das atividades do projeto, e discutidos com os interessados..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador.
2007 - Atual
VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA
Descrição: O projeto "Vivenciando a língua espanhola na escola" consiste em um curso de espanhol para alunos da Escola Municipal de Educação Fundamental Mate Amargo. Este curso será ministrado pelos alunos do quarto ano do curso Português-Espanhol do DLA, cumprindo com os requerimentos da disciplina de Estágio Supervisionado em Língua Estrangeira. O referido projeto tem como um dos seus objetivos dar continuidade ao processo de integração entre a Universidade e as escolas da comunidade riograndina, proporcionando nos alunos do primeiro grau o desenvolvimento das habilidades de compreensão e expressão oral e escrita em língua espanhola. Um outro objetivo será proporcionar situações favoráveis para que o aluno de espanhol seja capaz de: desenvolver a sua capacidade docente apresentando domínio e segurança no uso da língua espanhola; comprometer-se na formação de cidadãos críticos e autônomos e despertar no aluno da comunidade riograndina o interesse por comunicar-se através de uma língua estrangeira. Para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol na referida escola, serão utilizados diversos métodos pedagógicos e os ministrantes serão orientados para detecção e registro de interferências na fala dos alunos. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 16 de abril e 30 de maio de 2007. Os alunos da escola alvo terão dois encontros semanais, com uma duração de duas horas cada aula. O curso será ministrado numa turma de 20 alunos da 8ª série, nas segundas e quartas das 13:45 às 16:00 h. As aulas serão desenvolvidas no prédio da Escola Municipal de Educação Fundamental Mate Amargo..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Eileen Santos Almeida - Integrante / Tatiana Pereira Machado - Integrante / Cristiane Mortágua Oliveira - Integrante / Rosane Castro Dias - Integrante / Taziane Gomes do Espírito Santo - Integrante / Vanessa Meireles Goulart - Integrante.Número de orientações: 4
2007 - Atual
VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA COMUNIDADE
Descrição: Vivenciando a língua espanhola na comunidade" consiste em um curso de espanhol para a comunidade cassinense. Este curso será ministrado pelos alunos do quarto ano do curso Português-Espanhol do DLA, cumprindo com os requerimentos da disciplina de Estágio Supervisionado em Língua Estrangeira. O referido projeto tem como um dos seus objetivos dar continuidade ao processo de integração entre a Universidade e as escolas da comunidade riograndina, proporcionando nos alunos da comunidade o desenvolvimento das habilidades de compreensão e expressão oral e escrita em língua espanhola. Um outro objetivo será proporcionar situações favoráveis para que o aluno de espanhol seja capaz de: desenvolver a sua capacidade docente apresentando domínio e segurança no uso da língua espanhola; comprometer-se na formação de cidadãos críticos e autônomos e despertar no aluno da comunidade riograndina o interesse por comunicar-se através de uma língua estrangeira. Para a preparação e a execução dos roteiros de aula no ensino de espanhol na referida escola, serão utilizados diversos métodos pedagógicos e os ministrantes serão orientados para detecção e registro de interferências na fala dos alunos. O projeto será executado no período compreendido entre os dias 04 de abril e 04 de julho de 2007. Os alunos da escola alvo terão três encontros semanais, com uma duração de duas horas cada aula. O curso será ministrado numa turma de 25 alunos, nas segundas, quartas e sextas das 17:30 às 19:00 h. As aulas serão desenvolvidas no prédio da Escola Municipal Wanda Rocha Martins..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador / Elisa Tarta San Martins - Integrante / Leonardo Rodrigues Gaubert - Integrante / Priscila Cavalcante do Amaral, - Integrante / Valesca Villas Boas Braga - Integrante.Número de orientações: 4


Projetos de desenvolvimento


2010 - Atual
PROGRAMA INSTITUCIONAL DE BOLSA DE INICIAÇÃO À DOCÊNCIA (PIBID) - SUBPROJETO DE LICENCIATURA EM LETRAS-ESPANHOL
Descrição: O nosso subprojeto (Espanhol), envolve a análise crítica de trabalhos escritos a serem discutidos pelos pares (licenciandos bolsistas, professores supervisores e formadores) de forma a potencializar sua melhoria. Os trabalhos dos licenciandos bolsistas e dos professores supervisores são disponibilizados no ambiente virtual Moodle. Os participantes lêem os trabalhos, fazem suas críticas por escrito e recolocam no ambiente para que o autor do texto possa reescrever o trabalho a partir da análise do colega. As ações envolvem encontros periódicos para oficinas de escrita, leitura e discussão dos textos produzidos pelos participantes. As ações do projeto institucional de articulação dos subprojetos são assim distribuídas: a) desenvolvimento de um ambiente virtual no Moodle para gestão do projeto institucional e dos subprojetos; b) desenvolvimento de práticas pedagógicas inovadoras, preferencialmente com uso das tecnologias da informação e da comunicação; c) organização de um sistema de registro dos processos formativos dos participantes no Moodle que possa relatar a história do projeto, dos subprojetos e de seus produtos, aprendizagens e resultados; d) encontro inicial de todos os participantes dos subprojetos para esclarecer sobre a sistemática de trabalho de articulação pela escrita dos subprojetos com o projeto institucional e organização do trabalho; e) encontros mensais com coordenador de subprojeto, professores supervisores e licenciandos bolsistas para Oficina de Escrita, promovendo a formação permanente de professores em exercício e a formação inicial dos licenciandos, num total de oito (08) encontros por ano; f) encontros bimestrais com os coordenadores de subprojetos para avaliação dos subprojetos e pro. Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento. Coordenadora: Dr.ª María Josefina Israel Semino de López Alunos envolvidos: Graduação (14): Ana Paula André Silva, Cíntia da Silva Rodrigues, Keli Bruno da Silva, Michelle Vasconcelos, Mitchéia Gum.
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (14) .
Integrantes: María Josefina Israel Semino - Coordenador.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro.


Membro de corpo editorial


2013 - Atual
Periódico: Artexto (FURG)
2008 - Atual
Periódico: Revista Literatura y Lingüística


Membro de comitê de assessoramento


2017 - Atual
Agência de fomento: Universidade Federal do Rio Grande
2016 - Atual
Agência de fomento: Universidade Federal do Rio Grande


Revisor de periódico


2018 - Atual
Periódico: Expressa Extensão (UFPel)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Lingüística / Subárea: Lingüística Aplicada/Especialidade: Ensino do Espanhol.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Paraninfa e homenageada, Curso de Espanhol da FURG.
2015
Paraninfa, Curso de Espanhol da FURG.
2014
Paraninfa, Curso de Espanhol da FURG.
2013
Patrona, Curso de Espanhol da FURG.
2012
Patrona, Curso de Licenciatura de Letras/Português-Espanhol.
2011
Destaque, Mostra de Produção Universitária.
2010
Destaque, Mostra de Produção Universitária.
2008
Patrona, Curso de Letras Portugués Espanhol FURG.
2008
Prêmio no III Seminário de Ensino (2° lugar), Mostra de Produção Universitária FURG.
2008
Destaque, Mostra de Produção Universitária FURG.
2007
Medalla al doctor con sobresaliente cum laude de la Universidad Autónoma de Madrid, Universidade Autónoma de Madrid - España.
2007
Paraninfa, Curso de Letras Portugués Espanhol FURG.
1999
Paraninfa, Curso de Letras Portugués Espanhol FURG.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:1
Total de citações:5
María Josefina Israel Semino  Data: 25/06/2001

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SEMINO, M. J. I.2014SEMINO, M. J. I.. Percepción y valoración del paisaje en el aula de Español. Cuaderno de apuntes de Educación Ambiental - 4º Encuentro Nacional de Educación Ambiental para el Desarrollo Humano Sustentable, v. 1, p. 14-17, 2014.

2.
SEMINO, M. J. I.2013SEMINO, M. J. I.. Introducción a la pedagogía identitaria e intercultural en la enseñanza de lenguas extranjeras. Artexto (FURG), v. 14, p. 115-125, 2013.

3.
ESCOBAR, P. M.2011ESCOBAR, P. M. ; ARTOS, S. V. ; SEMINO, M. J. I. . La Gramática Funcional y su Aplicación en la Descripción de la Interlengua de los Estudiantes Brasileños y Portugueses de ELE. BOCC. Biblioteca On-line de Ciências da Comunicação, v. 1, p. 1-7, 2011.

4.
ESCOBAR, P. M.2010ESCOBAR, P. M. ; SEMINO, M. J. I. . Los instrumentos audiovisuales como herramientas indispensables para el método de Pedagogía Identitaria y de Inmersión Intercultural: una experiencia en la clase de E/LE. Revista do GELNE (UFC), v. 12, p. 55, 2010.

5.
SEMINO, M. J. I.2009SEMINO, M. J. I.. La experiencia metodológica del Atlas Lingüístico Diatópico y Diastrático del Uruguay. Revista Philologus, v. 45, p. 71-91, 2009.

6.
SEMINO, M. J. I.2006SEMINO, M. J. I.. La escala de préstamos según Sarah Thomason y el contacto español-portugués en el sur del Brasil. Linguas e Povos Unidade e Diversidade, João Pessoa, v. 1, n.1, p. 236-244, 2006.

7.
SEMINO, M. J. I.2006SEMINO, M. J. I.. La escala de préstamos según Sarah Thomason y el contacto español-portugués en el sur de Brasil. SOLETRAS (UERJ), Rio de Janeiro, v. 11, p. 48-63, 2006.

8.
SEMINO, M. J. I.2006 SEMINO, M. J. I.. Focusing in Portuguese interferences on Castilian periphrasis: a pedagogical approach based on Cognitive Linguistics. Revista do GELNE (UFC), v. 8, p. 55-70, 2006.

9.
SEMINO, M. J. I.2005SEMINO, M. J. I.. Interferencias fonético-fonológicas y factores sociales: un estudio con alumnos brasileños que aprenden español. Revista Philologus, Rio de Janeiro, v. 33, p. 76-100, 2005.

10.
SEMINO, M. J. I.2002SEMINO, M. J. I.. L'enseignement des langues étrangères et l'amitié entre les peuples. Bulletin Du Mrax, Bruxelas, v. 14, p. 7-7, 2002.

11.
SEMINO, M. J. I.2002SEMINO, M. J. I.. Interlengua y enseñanza comunicativo-pedagógica del español como lengua extranjera en el Sur del Brasil. Artexto (Rio Grande), Rio Grande, v. 13, p. 67-93, 2002.

12.
SEMINO, M. J. I.2002SEMINO, M. J. I.. Una ojeada a una interferencia portuguesa en la perífrasis castellana: un abordaje pedagógico a partir de la linguïstica cognitiva. Tela, UCPel, Pelotas (RS), v. 2, p. 1-12, 2002.

13.
SEMINO, M. J. I.2001SEMINO, M. J. I.. Formas inadecuadas de los pronombres personales castellanos átonos debido a interferencias portuguesas. Artexto (FURG), Rio Grande, v. 12, p. 127-141, 2001.

14.
SEMINO, M. J. I.2000SEMINO, M. J. I.. Uma tríade metodológica no processo de ensino-aprendizagem da compreensão leitora em espanhol como língua estrangeira. Artexto (FURG), Rio Grande, v. 11, p. 137-145, 2000.

15.
SEMINO, M. J. I.1994SEMINO, M. J. I.. O ensino de espanhol para lusofalantes: uma experiência. Artexto (Rio Grande), Rio Grande, v. 5, p. 57-61, 1994.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SEMINO, M. J. I.. Algunas hablas de España y su contacto con el portugués. 1. ed. Goiânia (GO): Phillos, 2018. v. 1. 133p .

2.
BRISOLARA, L. B. ; SEMINO, M. J. I. . Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 2. ed. São Paulo: Pontes, 2016. v. 1. 157p .

3.
SEMINO, M. J. I.; VELASCO, S. L. . Confieso que sigo soñando. 1. ed. Montevidéu: BaltGráficA Editorial, 2014. v. 1. 108p .

4.
Brisolara Bassols Luciene ; SEMINO, M. J. I. . Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 1. ed. Campinas-São Paulo: Pontes Editores, 2014. v. 1. 158p .

5.
SEMINO, M. J. I.. La escala invertida de interferencias: español y portugués. 1. ed. Saarbrüchen: Editorial Académica Española, 2012. v. 1. 334p .

6.
SEMINO, M. J. I.. El cuarteto en acción. Leer, comprender, hablar y escribir en español. 1. ed. Rio Grande, RS: Editora da FURG, 2011. v. 1. 137p .

7.
SEMINO, M. J. I.. Español y portugués: desenredando las lenguas. Guía para profesores y alumnos brasileños. 1. ed. Rio Grande: Editora da Furg, 2007. 462p .

Capítulos de livros publicados
1.
SEMINO, M. J. I.. La estructura silábica en español y portugués. In: Luciene Bassols Brisolara; María Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 2ed.São Paulo: Pontes, 2016, v. 1, p. 75-88.

2.
SEMINO, M. J. I.. La acentuación en español y en portugués. In: Luciene Bassols Brisolara; María Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 2ed.São Paulo: Pontes, 2016, v. 1, p. 89-102.

3.
SEMINO, M. J. I.. La entonación en español y en portugués. In: Luciene Bassols Brisolara; María Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 2ed.São Paulo: Pontes, 2016, v. 1, p. 103-126.

4.
SEMINO, M. J. I.. Uma experiência do PIBID de Espanhol da FURG. In: Maria do Carmo Galiazzi. (Org.). Cirandar: rodasde investigação desde a escola. 1ed.Rio Grande: Editora da FURG, 2016, v. 3, p. 145-148.

5.
SEMINO, M. J. I.. O lúdico na aprendizagem interdisciplinar. In: Luciene Bassols Brisolara; Dulce Cassol Tagliani. (Org.). Estudos da Linguagem: diferentes olhares. 1ed.São Paulo: Pontes, 2016, v. 1, p. 247-267.

6.
BRISOLARA, L. B. ; SEMINO, M. J. I. . La producción de las consonantes oclusivas del portugués por hablantes nativos de español. In: Dermeval da Hora; Juliene Lopes R. Pedrosa; Rubens M. Lucena. (Org.). ALFAL 50 anos: contribuições para os estudos lingüísticos e filológicos. 1ed.João Pessoa: Ideia, 2015, v. 1, p. 18-44.

7.
SEMINO, M. J. I.. La estructura silábica en español y en portugués. In: Luciene Bassols Brisolara;ç Mª Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 1ed.São Paulo: Pontes, 2014, v. 1, p. 75-88.

8.
SEMINO, M. J. I.. La acentuación en español y en portugués. In: Luciene Bassols Brisolara; Mª Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: Ejercicios prácticos. 1ed.São Paulo: Pontes, 2014, v. 1, p. 89-102.

9.
SEMINO, M. J. I.. La entonación en español y en portugués. In: Luciene Bassols Brisolara; Mª Josefina Israel Semino. (Org.). Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños: ejercicios prácticos. 1ed.São Paulo: Pontes, 2014, v. 1, p. 103-126.

10.
SEMINO, M. J. I.. Fundamentos de las acciones del PIBID de Español. In: Maria do Carmo Galiazzi e Ioni Gonçalves Colares. (Org.). Comunidades aprendentes de professores: o PIBID na FURG. 1ed.Unijuí: Unijuí, 2013, v. 1, p. 123-142.

11.
SEMINO, M. J. I.. Contribución al estudio del uso de los clíticos de brasileños y portugueses en contacto con el español. In: Dulce Cassol Tagliani; Marisa Porto do Amaral. (Org.). Ensino de línguas: teorizando a prática e praticando a teoria. 1ed.Curitiba PR: CRV, 2013, v. 1, p. 75-95.

12.
SEMINO, M. J. I.. Las interferencias en la frontera Uruguay-Brasil: un estudio de caso sobre las restricciones. In: Sidney de Souza Silva. (Org.). Línguas em contato. Cenários do Bilinguismo no Brasil. 1ed.Campinas, São Paulo: Pontes Editores, 2011, v. 2, p. 335-350.

13.
SEMINO, M. J. I.. Los fundamentos teóricos de la geografía lingüística y la dialectología a la luz de la experiencia metodológica del Atlas Lingüístico Diatópico y Diastrático del Uruguay (ADDU). In: Eduardo Dutra e Rosane Cardoso. (Org.). Estudos hispânicos. História, Língua e Literatura. 1ed.Santa Cruz do Sul, RS: EDUNISC, 2010, v. 1, p. 38-54.

14.
SEMINO, M. J. I.. El contacto español-portugués en situación formal. In: Jorge Espiga; Adolfo Elizaincín. (Org.). El contacto español-portugués. 1ed.Pelotas: EDUCAT, 2008, v. 1, p. 353-373.

15.
SEMINO, M. J. I.. Uso crítico de manuales en la enseñanza de la gramática del español como lengua extranjera. In: Neli Fonseca da Silva. (Org.). Materiales didácticos: sugerencias para los profesores de español como lengua extranjera en Brasil. 1ed.Curitiba: IESDE, 2005, v. 1, p. 07-16.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SEMINO, M. J. I.. Buscando la claridad. Arjé, Montevidéu - Uruguai, , v. 3, p. 30 - 31, 15 dez. 2005.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SEMINO, M. J. I.. Un espacio de enunciación fronterizo: el habla de Herrera de Alcántara y Cedillo. In: VIII SENALE, 2017, Pelotas. Linguagem, Identidade e práticas sociais. Pelotas: EDUCAT, 2016. v. 1. p. 87-98.

2.
SEMINO, M. J. I.. Autoanálise inicial das interferências hispânicas na produção e percepção do português como L3 aprendido informalmente por uma hispano-falante: alguns fenômenos do vocalismo e do consonantismo. In: 6º Seminário Nacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa (SENALLP), 2017, RIO GRANDE. Anais de textos completos do 6º Seminário Nacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa. Rio Grande (RS): Ed. da FURG, 2017. v. 1. p. 359-369.

3.
DAMASSENO, A. P. ; OLIVEIRA, D. ; SEMINO, M. J. I. . Hablar o no hablar? Um estudo sobre as dificuldades de falar espanhol nas escolas riograndinas.. In: XII Encontro sobre Investigação na Escola, 2016, Santa Maria. Compartilhar conhecimentos o práticas: um desafio para os educadores. Santa Maria (RS): Revista de Extensão- Centro de Ciências Naturais e ExatasUniv. Federal de Santa Maria, 2013. v. 3. p. 346-351.

4.
SEMINO, M. J. I.; ESCOBAR, P. M. . Las identidades docentes en la frontera Chuy-Chuí. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur y II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur, 2015, Ciudad Autónoma deBuenos Aires. Las lenguas en la construcción de la ciudadanía sudamericana. Buenos Aires: Casa do Brasil/Universidad de Buenos Aires, 2013. v. 1. p. 1264-1270.

5.
SEMINO, M. J. I.; Brisolara Bassols Luciene . El portugués 'infiltrado' en el español en seis dimensiones de la lengua. In: XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL), 2014, João Pessoa - Paraíba. Estudos Linguísticos e Filológicos. João Pessoa: Ideia, 2014. v. 1. p. 1-17 #2447.

6.
Brisolara Bassols Luciene ; SEMINO, M. J. I. . La producción de las consonantes oclusivas del portugués por hablantes nativos de español. In: XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL), 2014, João Pessoa - Paraíba. Estudos Linguísticos e Filológicos. João Pessoa: Ideia, 2014. v. 1. p. 1-12 #3142.

7.
SEMINO, M. J. I.. Fundamentos y ejemplos de acciones educativas problematizadoras en el sur de Brasil. In: 2º Congreso Latinoamericano de Filosofía de la Educación, 2013, Montevideo. 2º Congreso Latinoamericano de Filosofía de la Educación. Montevideo: Universidad de la República, 2013. v. 1. p. 1-9.

8.
SEMINO, M. J. I.. Las interferencias de brasileños y portugueses en situación de contacto formal con el e. In: XVI Congreso Internacional de la ALFAL, 2012, Alcalá de Henares. La lengua, lugar de encuentro. Actas del XVI Congreso Internacional de la Asociación de Lingüística y Filología de la América Latina. Alcalá de Henares: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá (UAH), 2012. v. 1. p. 1987-1990.

9.
SEMINO, M. J. I.; ROSA, L. C. ; OLIVEIRA, D. ; HAMMES, G. . Curtindo o espanhol na escola. In: XI Encontro sobre Investigação na Escola, 2012, Bagé. Tecendo saberes docentes em Rodas de conversa no pampa. Bagé-RS: Universidade Federal do Pampa, 2012. v. 1.

10.
SEMINO, M. J. I.. Uma proposta para as escolas bilíngues no Chuí-Chuy. In: I Encontro Internacional Fronteiras e Identidades, 2012, Pelotas. I Encontro Internacional Fronteiras e Identidades. Pelotas: Editora e Gráfica Universitária da UFPel, 2012. v. 1. p. 824-831.

11.
SEMINO, M. J. I.. El método Telaraña en la enseñanza de español como lengua extranjera. In: VI Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino (SENALE). Linguagens: Metodologias de Ensino e Pesquisa, 2010, Pelotas. Linguagens: Metodologias de Ensino e Pesquisa. Pelotas, 2010. v. 1. p. 729-739.

12.
ESCOBAR, P. M. ; ARTOS, S. V. ; SEMINO, M. J. I. . La gramática funcional y su aplicación en la descripción de la interlengua de los estudiantes brasileños y portugueses de E/LE. In: VI Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino (VI SENALE). Linguagens: Metodologias de Ensino e Pesquisa, 2010, Pelotas. Linguagens: Metodologias de Ensino e Pesquisa. Pelotas, 2010. v. 1. p. 866-872.

13.
ESCOBAR, P. M. ; ROSA, L. C. ; SEMINO, M. J. I. . O comportamento do discente e a atitude do docente ação=( =) reação )= =( ação (= =). In: X Encontro sobre Investigação na Escola, 2010, Rio Grande. Rodas de formação de professores em conversas de sala de aula. Porto Alegre: www.oficinadearte.com.br, 2010. v. 1.

14.
RIBEIRO, L.R.A. ; SEMINO, M. J. I. . La problemática en la enseñanza superior de E/LE en el sur de Brasil. In: 3er Foro Interdisciplinario sobre Educación: El derecho a la palabra, 2009, Montevidéu. 3er Foro Interdisciplinario sobre Educación: El derecho a la palabra. Montevidéu: Océano, 2009. v. 1.

15.
SEMINO, M. J. I.. Gradientes de interferencia en situación de contacto lingüístico formal. In: XV Congreso Internacional de ALFAL, 2008, Montevideo. XV Congreso Internacional de ALFAL (Asociación e Lingüística y Filología de A. Latina). Montevideo: ALFAL/Universidad de la República, 2008. v. 1. p. 1-10.

16.
SEMINO, M. J. I.; Mussi Escobar, patrícia . Hay restricciones absolutas en las interferencias?. In: XV Congreso Internacional de ALFAL, 2008, Montevideo. XV ongreso Internacional de ALFAL. Montevideo: ALFAL/Universidad de la república, 2008. v. 1.

17.
SEMINO, M. J. I.. La escala de préstamos lingüísticos: un fundamento para interpretar el proceso de aculturación del pensamiento. In: IV Fórum Internacional de Ensino de Línguas Estrangeiras - Cultura e diversidade, 2007, Pelotas. FILE IV - IV Fórum de Ensino de Línguas Estrangeiras. Pelotas: UFPel, 2007. v. 1. p. 245-252.

18.
SEMINO, M. J. I.. Algunas notas sobre la perífrasis verbal. In: Segundo Encuentro de Profesores de Español de Rio grande do Sul, 2007, Porto Alegre. Segundo Encuentro de Profesores de Español de Rio Grande do Sul. Porto Alegre: EDIPUCRS, 2007. v. 1. p. 101-113.

19.
SEMINO, M. J. I.. O educador, a cultura e o ensino do espanhol como LE no sul do Brasil. In: XI Congresso Nacional de Linguística e Filologia, 2007, Rio de Janeiro. Cadernos do CNLF-Primeiros trabalhos. Rio de Janeiro: CIFEFIL-UERJ, 2007. v. 11. p. 67-86.

20.
SEMINO, M. J. I.. Diversidad lingüística en España: el asturiano de Somiedo. In: I Fórum Internacional da Diversidade Lingüística, 2007, Porto Alegre. I Fórum Internacional da Diversidade Lingüística. Por uma política para a diversidade lingüística no ensino de línguas. Porto Alegre: Evangraf, 2007. v. 1. p. 794-806.

21.
SEMINO, M. J. I.. Ordem das interfêrencias portuguesas na aprendizagem do espanhol. In: V Senale, 2007, Pelotas. V Senale. Pelotas: Editora da UCPEL, 2007.

22.
SEMINO, M. J. I.. La escala de préstamos según Sarah Thomason y el contacto español-portugués en el sur del Brasil. In: Congresso Internacional de Política Lingüística na América do Sul - CIPLA, 2006, João Pessoa. Língua(s) e povos: unidade e diversidade. João Pessoa: Idéia, 2006. v. 1. p. 236-244.

23.
SEMINO, M. J. I.. Interferencias fonético-fonológicas y factores sociales: un estudio de la variable etaria con alumnos brasileños que aprenden español. In: IV SENALE Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino, 2006, Pelotas. Oralidade e Ensino: Questões e perspectivas. Pelotas: UCPel Valder Valeirão, 2006. v. IV. p. 01-15.

24.
SEMINO, M. J. I.. Algunos conceptos sobre bilingüismo y las situaciones española y canadiense. In: VIII Congresso Internacional da ABECAN, 2006, Gramado. Anais do VIII Congresso Internacional da ABECAN. Salvador BA: Abecan, 2006. v. 1. p. 1-15.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SEMINO, M. J. I.. Un espacio de enunciación fronterizo: el habla de Herrera de Alcántara y Cedillo. In: VIII SENALE, 2017, Pelotas - RS. VIII SENALE Caderno de Resumos - Linguagem, Identidade e práticas sociais. Pelotas: EDUCAT, 2016. v. 1. p. 98-98.

2.
SEMINO, M. J. I.. Autoanálise inicial das interferências hispânicas na produção e percepção do português como L3 adquirido informalmente por uma hispanofalante: Alguns fenômenos do vocalismo e do consonantismo. In: 6º SENALLP (Seminário Nacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa), 2017, Rio Grande. Linguagens, práticas sociais e ensino: desafios da contemporaneidade. Rio Grande: Editora da FURG, 2017. v. 1. p. 1-1.

3.
SEMINO, M. J. I.. El PIBID como proyecto político pedagógico para la formación de profesores de español: la experiencia de la FURG en 2015.. In: III Congresso Internacional de Professores de Línguas Oficiais do Mercosul (CIPLOM) - III EAPLOM, 2016, Florianópolis - SC. Caderno de Resumos e Programação - XXI Políticas de gestão do multilinguismo e integração regional. Florianópolis: Editora da UFSC, 2016. v. 1. p. 136-137.

4.
BRAGA, C. S. ; SEMINO, M. J. I. . Un estudio sobre el cuento de hadas en el subproyecto de español del programa PIBID de la Universidade Federal do Rio Grande. In: IV Jornadas Internacionales de Traductología, 2016, Córdoba (Argentina). IV Jornadas Internacionales de Traductología: en torno a la traducción relacional. Córdoba: Facultad de Lenguas. Universidad Nacional de Córdoba, 2016. v. 1. p. 27-27.

5.
SEMINO, M. J. I.; ESCOBAR, P. M. . Las identidades docentes en la frontera Chuy-Chuí. In: II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur y II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur, 2015, Ciudad Autónoma deBuenos Aires. Las lenguas en la construcción de la ciudadanía sudamericana, 2015. v. 1. p. 28-28.

6.
SEMINO, M. J. I.. Algunos aspectos de la interferencia del portugués en el aprendizaje del español por alumnos brasileños. In: II Congreso Internacional de la Sociedad de profesores de Español del Uruguay (SPEU), 2015, Montevideo. II SPEU "El español y su enseñanza". Montevideo: Sociedad de Profesores de Español del Uruguay, 2015. v. 1. p. 97-97.

7.
SEMINO, M. J. I.; Brisolara Bassols Luciene . El portugués 'infiltrado' en el español en seis dimensiones de la lengua. In: XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL), 2014, João Pessoa - Paraíba. Estudos Linguísticos e Filológicos. João Pessoa: Ideia, 2014. v. 1. p. 789-789.

8.
Brisolara Bassols Luciene ; SEMINO, M. J. I. . La producción de las consonantes oclusivas del portugués por hablantes nativos de español. In: XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL), 2014, João Pessoa - Paraíba. Estudos Linguísticos e Filológicos. João Pessoa: Ideia, 2014. v. 1. p. 837-837.

9.
SEMINO, M. J. I.. A proposta das escolas interculturais bilíngues de fronteira no Chuí-Chuy. In: VII Seminário Nacional de Linguagem e Ensino (SENALE), 2012, Pelotas -RS. Ensino e Linguagem: novos desafios.. Pelotas: EDUCAT, 2012. v. 1. p. 111 e 505-111 e 505.

10.
SEMINO, M. J. I.. Uma proposta para as escolas bilíngues no Chuí-Chuy. In: I Encontro Internacional Fronteiras e Identidades, 2012, Pelotas. I Encontro Internacional Fronteiras e Identidades - Caderno de resumos. Pelotas (RS): Editora da UFPel, 2012. v. 1.

11.
SEMINO, M. J. I.. Las interferencias de brasileños y portugueses en situación de contacto formal con el e. In: XVI Congreso Internacional de la ALFAL, 2011, Alcalá de Henares. XVI Congreso Internacional de la Asociación de Lingüística y Filología de la América Latina. Libro de resúmenes.. Alcalá de Henares: Servicio de Publicaciones de la Universidad de Alcalá (UAH), 2011. v. 1. p. 330-331.

12.
SEMINO, M. J. I.. Educación y experiencias educativas: el PIBID. In: XII Corredor das Ideias do Cone Sul, 2011, São Leopoldo (RS). Nosso rosto Latinoamericano. As ideias. As experiências. As culturas.. São Leopoldo: Universidade do Vale do Rio dos Sinos (UNISINOS), 2011. v. 1. p. 42-43.

13.
SEMINO, M. J. I.. El método Telaraña en la enseñanza de español como lengua extranjera. In: VI SENALE (Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino), 2010, Pelotas, RS. Linguagens: Metodologias de ensino e pesquisa. Pelotas: UCPel, 2010. v. 1. p. 202-202.

14.
SEMINO, M. J. I.. El método Telaraña: un método innovador en la enseñanza de español como lengua extranjera. In: I Congresso Internacional de Professores de Línguas Oficiais do MERCOSUL e I Encontro Internacional de Associações de Professores de Línguas Oficiais do MERCOSUL, 2010, Foz do Iguaçu. Línguas, sistemas escolares e integração regional. Cascavel, Paraná: Coluna do Saber, 2010. v. 1. p. 199-199.

15.
SEMINO, M. J. I.; ESCOBAR, P. M. ; ARTOS, S. V. . Un abordaje funcional en el análisis de la interlengua de los estudiantes brasileños y portugueses de ELE. In: onal de Associações de Professores de Línguas Oficiais do MERCOSUL, 2010, Foz do Iguaçu. Línguas, sistemas escolares e integração regional. Cascavel, Paraná: Coluna do Saber, 2010. v. 1. p. 199-200.

16.
SEMINO, M. J. I.. Uma abordagem cultural no ensino do espanhol. In: 1º Seminário de Metodologia do Ensino de Línguas e Literaturas, 2007, Pelotas. 1º Seminário de Metodologia do Ensino de Línguas Estrangeiras. Pelotas: UFPel, 2007. v. 1. p. 37-37.

17.
ESCOBAR, P. M. ; SEMINO, M. J. I. . Las investigaciones y las canciones como herramientas en el proceso de aprendizaje de los 'pronombres personales tónicos'. In: IV Taller Didáctico de español. Riqueza cultural y diversidad lingüística, 2007, Pelotas. IV Taller Didáctico de Español. Pelotas: Editora da Universidade Federal de Pelotas, 2007. v. 1. p. 14-14.

18.
ESCOBAR, P. M. ; SEMINO, M. J. I. . A interferência do português no uso dos " pronombres personales tónicos" do espanhol por estudantes universitários brasileiros. In: V SENALE (Seminário Nacional de Línguas Estrangeiras), 2007, Pelotas. Anais do V SENALE. Pelotas: Editora da Universidade Católica de Pelotas, 2007. v. 1. p. 194-194.

19.
SEMINO, M. J. I.. Ordem das interfêrencias portuguesas na aprendizagem do espanhol. In: V Senale, 2007, Pelotas. V Senale. Pelotas: Editora da UCPEL, 2007.

20.
SEMINO, M. J. I.. La escala de préstamos lingüísticos: un fundamento para interpretar el proceso de aculturación del pensamiento. In: Fórum Internacional de Ensino de Línguas Estrangeiras IV FILE, 2006, Pelotas. Cultura e diversidade. Pelotas: UFPel, 2006. v. 1. p. 92-93.

21.
SEMINO, M. J. I.. Algunos conceptos sobre bilingüismo y las situaciones española y canadiense. In: VIII Congresso Internacional da ABECAN, 2005, Gramado. Brasil/Canadá: Visões, paisagens e perspectivas, do Ártico ao Antártico, 2005. p. 153-154.

22.
SEMINO, M. J. I.. Interferências fonético-fonológicas e fatores sociais: um estudo com alunos brasileiros que aprendem espanhol. In: IV SENALE, 2005, Pelotas. Oralidade e ensino: questões e perspectivas, 2005. p. 206-207.

23.
SEMINO, M. J. I.. A interlíngua na escrita do espanhol como língua estrangeira. In: III SENALE, 2001, Pelotas. Linguagem e Ensino. Escrita: questões e perspectivas. Programação. Pelotas: UCPel, 2001. v. 1. p. 56-57.

24.
SEMINO, M. J. I.. Formas inadequadas de los pronombres personales castellanos átonos debidas a interferencias portuguesas. In: Fórum Internacional de Ensino de Línguas Estrangeiras, 2000, Pelotas. Programa e Resumos. Pelotas: UCPel, 2000. v. 1. p. 42-43.

25.
SEMINO, M. J. I.. Uma tríade metodológica no processo de ensino-aprendizagem da compreensão leitora em espanhol como língua estrangeira. In: II Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino, 1999, Pelotas. Programa e Resumos. Pelotas: UCPel, 1999. v. 1. p. 104-105.

26.
SEMINO, M. J. I.. Ensino do espanhol para luso-falantes: uma experiência. In: Seminário Educação sem fronteiras, 1993, Foz de Iguaçú. Anais do Seminário Educação sem fronteiras. Curitiba: Secretaria de Estado da educação do Paraná, 1993. v. 1. p. 207-207.

Apresentações de Trabalho
1.
SEMINO, M. J. I.. Autoanálise inicial das interferências hispânicas na produção e percepção do português como L3 adquirido informalmente por uma hispano-falante: Alguns fenômenos do vocalismo e do consonantismo. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
SEMINO, M. J. I.. El PIBID como proyecto político pedagógico para la formación de profesores de español: la experiencia de la FURG en 2015.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
SEMINO, M. J. I.. Un espacio de enunciación fronterizo: el habla de Herrera de Alcántara y Cedillo. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
SEMINO, M. J. I.. Algunos aspectos de la interferencia del portugués en el aprendizaje del español por alumnos brasileños. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SEMINO, M. J. I.. Contacto lingüístico español-portugués en Extremadura (España): influencias del portugués en el léxico extremeño. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
BRAGA, C. S. ; VALENTIM, E. F. B. ; SEMINO, M. J. I. . O imaginário dos contos de fadas no ensino do espanhol. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
SEMINO, M. J. I.. El uso de juegos en la enseñanza bilingüe de frontera: una experiencia. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
SEMINO, M. J. I.. El portugués 'infiltrado' en el español en seis dimensiones de la lengua. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
SEMINO, M. J. I.. La producción de las consonantes oclusivas del portugués por hablantes nativos de español. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
SEMINO, M. J. I.. Fundamentos y ejemplos de acciones educativas problematizadoras en el sur de Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
SEMINO, M. J. I.; ESCOBAR, P. M. . Las identidades docentes en la frontera Chuy-Chuí. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
SEMINO, M. J. I.. Escala y gradientes de transferencias portuguesas en aprendices de español. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
SEMINO, M. J. I.; DAMASSENO, A. P. . Metodologia motivadora em situação de imersão no ensino do espanhol: uma experiência. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
SEMINO, M. J. I.. Uma metodologia intercultural no ensino do português como língua estrangeira (PLE). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
SEMINO, M. J. I.. Avaliação das ações do Subprojeto disciplinar de Espanhol. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
SEMINO, M. J. I.. Notas sobre el PIBID de Español de la FURG. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
ESCOBAR, P. M. ; SEMINO, M. J. I. . El PIBID y su contribución para las sociedades de Latinoamérica: una experiencia de español como lengua extranjera (E/LE) derrumbando las fronteras virtuales y presenciales. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

18.
SEMINO, M. J. I.; ROSA, L. C. ; OLIVEIRA, D. ; HAMMES, G. . Curtindo o espanhol na escola. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
SEMINO, M. J. I.. Percepción y valoración del paisaje en el aula de español. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
SEMINO, M. J. I.. Uma Proposta para as Escolas Bilíngues no Chuí-Chuy. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
SEMINO, M. J. I.. A proposta das escolas interculturais bilíngues de fronteira no Chuí-Chuy. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
SEMINO, M. J. I.. Las interferencias de brasileños y portugueses en situación de contacto formal con el e. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
SEMINO, M. J. I.. Una concepción emancipadora de la enseñanza de lenguas. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

24.
SEMINO, M. J. I.. Educación y experiencias educativas: el PIBID. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
SEMINO, M. J. I.. El contacto español-portugués formal e informal en el sur de Brasil. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
SEMINO, M. J. I.. El método Telaraña en la enseñanza de español como lengua extranjera. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

27.
SEMINO, M. J. I.. Mis líneas de investigación. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
RIBEIRO, L.R.A. ; SEMINO, M. J. I. . La problemática en la enseñanza superior de E/LE en el sur de Brasil. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
SEMINO, M. J. I.. Introducción a la pedagogía identitaria e intercultural en la enseñanza de lenguas extranjeras. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

30.
SEMINO, M. J. I.. O momento das línguas: "Los laberintos del saber y el hacer". 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
SEMINO, M. J. I.. Desalienación, comunicación y enseñanza de segundas lenguas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
SEMINO, M. J. I.. Alienación, comunicación y consumo. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
SEMINO, M. J. I.. Algunas notas sobre la perífrasis verbal. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
SEMINO, M. J. I.. Diversidad lingüística en España: el asturiano de Somiedo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
SEMINO, M. J. I.. Dificultades en el aprendizaje de español como lengua extranjera. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
SEMINO, M. J. I.; ESCOBAR, P. M. . Desenredando las lenguas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

37.
SEMINO, M. J. I.. La enseñanza de lenguas extranjeras y la integración latinoamericana. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

38.
SEMINO, M. J. I.. Interferencias del portugués del sur de Brasil en el aprendizaje formal del español. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

39.
SEMINO, M. J. I.. Ordem das interfêrencias portuguesas na aprendizagem do espanhol. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
BRAGA, C. S. ; VALENTIM, E. F. B. ; SEMINO, M. J. I. . Os contos de fadas da turma 102. Rio Grande (RS): Editora Clube de Autores, 2017 (Co-organizadora de livro).

2.
Brisolara Bassols Luciene ; SEMINO, M. J. I. . Cómo pronunciar el español? La enseñanza de la fonética y la fonología para brasileños. Ejercicios prácticos. Campinas - São Paulo: Pontes, 2014 (Lançamento de livro).

3.
SEMINO, M. J. I.; VELASCO, S. L. . Confieso que sigo soñando. Montevidéu - Uruguai: BaltGráficA Editorial, 2014 (Lançamento de livro).

4.
SEMINO, M. J. I.; VELASCO, S. L. . Confieso que sigo soñando. Montevideo - Uruguai: BaltGráficA Editorial, 2014 (Lançamento de livro).

5.
SEMINO, M. J. I.. Rafael Ninyoles: bases per una política lingüística democrática a l'Estat espanyol. Rio Grande: FURG, 2002 (Resenha).

6.
SEMINO, M. J. I.. Rivera: testimonio literario de fin de siglo. Rivera (Uruguai): Atlántida, 1997 (Prólogo).

7.
SEMINO, M. J. I.. Mercopoema (de LeineyPereira Dorneles). Porto Alegre (RS): Alcance, 1993 (Tradução de poemas do português para o espanhol).

8.
SEMINO, M. J. I.. Estupor de rosas desveladas. Santana do Livramento (RS): Edigraf, 1986 (Prólogo).

9.
SEMINO, M. J. I.. El lenguaje campesino uruguayo en los cuentos de Juan José Morosoli. Louvain~laÑeuve: Mimeo UCL, 1983 (Dissertação).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
SEMINO, M. J. I.. La escritura en lengua española. 2010.

2.
SEMINO, M. J. I.. A fala em língua espanhola. 2009.

3.
SEMINO, M. J. I.. Para entender a versificação espanhola...e gostar dela. 2006.


Demais tipos de produção técnica
1.
SEMINO, M. J. I.; BRAGA, C. S. ; BANDEIRA, G. B. ; FERREIRA, D. S. ; FONSECA, A. A. S. ; DUTRA, A. L. ; VELEDA, S. G. . O uso de jogos didáticos para o ensino interdisciplinar. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SEMINO, M. J. I.; BRAGA, C. S. ; BANDEIRA, G. B. ; FERREIRA, J. C. ; KASTER, M. F. L. . Cultura latinoamericana y cuestiones del español. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SEMINO, M. J. I.. Leitura interativa de Eduardo Galeano: reflexões e comentários.. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
SEMINO, M. J. I.. Lecturas de Galeano. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
SEMINO, M. J. I.. Pesquisa em sala de aula. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

6.
SEMINO, M. J. I.; PILETTI, D. C. ; NOAL, J. M. . Elaboração de materiais didáticos. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho ; OLIONI, R. C. . As identidades na fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho ; OLIONI, R. C. . As identidades na fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
ESCOBAR, P. M. ; SEMINO, M. J. I. . Español en 45 minutos: de la metamorfosis hacia el vuelo. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

10.
SEMINO, M. J. I.. La lectoescritura en español como lengua extranjera. 2009. .

11.
SEMINO, M. J. I.. Panorama del contacto lingüístico español-portugués en Extremadura (España): el extremeño y las hablas portuguesas. 2009. (Relatório de pesquisa).

12.
SEMINO, M. J. I.. Comprensión y producción oral en el habla de E/LE. 2007. .

13.
AMARAL, M. da Graça Carvalho ; LUJÁN, Agustín Vera ; SANTOS, Clara da Silva dos ; SEMINO, M. J. I. ; HERRERO, María Antonieta Andión ; BÜRMANN, María Gil . V Curso de Actualización para profesores brasileños de español. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Curso de atualização didática e lingüística).

14.
SEMINO, M. J. I.. Experiências metodológicas no ensino do espanhol como língua estrangeira. 2007. (Relatório de pesquisa).

15.
SEMINO, M. J. I.. As diferenças comportamentais entre os estudantes uruguaios e brasileiros. 2007. (Relatório de pesquisa).

16.
SEMINO, M. J. I.. Interferências portuguesas no espanhol praticado por alunos universitários avançados. 2007. (Relatório de pesquisa).

17.
SEMINO, M. J. I.. As etapas da interlíngua no processo de ensino-aprendizagem do espanhol como língua estrangeira. 2007. (Relatório de pesquisa).

18.
SEMINO, M. J. I.. Mini-curso: Reflexión metalingüística sobre la condicionalidad, la temporalidad y el contexto: algunos casos del contraste español-portugués. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

19.
SEMINO, M. J. I.. Uso crítico de los manuales en la enseñanza de la gramática del español como lengua extranjera. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
SEMINO, M. J. I.. Una clase interdisciplinaria de español. 2016. Teatral.

2.
SEMINO, M. J. I.. Una clase interdisciplinaria de español. 2016. Teatral.

3.
SEMINO, M. J. I.. Uma noite para lá de Bagdad. 2008. Coreográfica.

4.
COSTA, Jéber ; DINIZ, Nicolle ; MACHADO, Vinicius ; DINIZ, Vinicius ; CASERES, Gabriela ; MIÉRES, Andrius ; SEMINO, M. J. I. . Quintana - o poeta que reinventou o mundo. 2006. Teatral.

5.
SEMINO, M. J. I.. Uma família feliz. 2006. Teatral.

6.
SEMINO, M. J. I.; ISRAEL, Carolina López . Conselho de mãe. 2005. Teatral.

Outras produções artísticas/culturais
1.
SEMINO, M. J. I.. Diálogos, poema, músicas, danzas y canciones españolas. 2005 (Obra de teatro).

Demais trabalhos
1.
SEMINO, M. J. I.. Desafíos de la cultura hispánica en el nuevo milenio: 2001: odisea del mundo hispánico. 2001 (Comunicação em Colóquio) .

2.
SEMINO, M. J. I.. O conceito de interlíngua e a formação dos professores de espanhol ba região Sul do RS. 2001 (Comunicação em Seminário Internacional da região Sul) .

3.
SEMINO, M. J. I.. Formas inadecuadas de los pronombres personales castellanos átonos debidas a interferencias protuguesas. 2000 (Comunicação em Congresso) .

4.
SEMINO, M. J. I.. Uma tríade metodológica no processo de ensino-aprendizagem da compreensão leitora em espanhol como língua estrangeira. 1999 (Comunicação em Congresso) .

5.
SEMINO, M. J. I.. Variantes diatópicas en el español de A. Latina y de España: el español del Uruguay. 1999 (Conferência em Mesa de Seminário) .

6.
SEMINO, M. J. I.. Variación y norma lingüística. 1999 (Conferência em Seminário) .

7.
SEMINO, M. J. I.. El razonamiento en el adulto. 1994 (iscussão raciocínio no adulto) .

8.
SEMINO, M. J. I.. Ensino do espanhol para lusofalantes: uma experiência. 1993 (Comunicação em Congresso) .

9.
SEMINO, M. J. I.. Caminhos para o espanhol no Brasil. 1993 (Comunicação em Mesa de Seminario) .

10.
SEMINO, M. J. I.. Mr. Clouzot: une activité didactique. 1990 (Comunicaçao em Mesa de Seminario) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SEMINO, M. J. I.; MARRONI, F. V.; BOHN, H. I.. Participação em banca de Maria Antonia Carballo Dominguez. As representações identitárias de um grupo de professores de língua espanhola: a sua formação e trabalho profissional. 2013. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

2.
LEFFA, J. V.; ESPIGA, J.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Daniele Corbetta Piletti. Avaliação em espanhol como língua estrangeira no ensino superior. 2008. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

Teses de doutorado
1.
SANTOS, E. M. O.; SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. G. C.; MARRONI, F.; BOHN, H. I.. Participação em banca de Luciana Contreira Domingo. Letramento Intercultural: A formação de mediadores interculturais nos Cursos de Letras. 2015. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

2.
LIMA, M. S.; ROTTAVA, L.; FRONZA, C. A.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Tania Beatriz Trindade Natel. Tarefas colaborativas e interculturalidade no ensino de espanhol a aprendizes de uma escola pública. 2014. Tese (Doutorado em Lingüística Aplicada) - Universidade do Vale do Rio dos Sinos.

3.
Souza, O. de; VANDRESEN, P.; SEMINO, M. J. I.; LEFFA, J. V.; BOHN, H. I.. Participação em banca de Virginia Susana Orlando Colombo. "Estamos en japonés!": Dimensão ativo-dialógica da compreensão e gêneros discursivos em cursos de leitura em línguas estrangeiras próximas. 2012. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

4.
BOHN, H. I.; SEMINO, M. J. I.; LEFFA, J. V.; VANDRESEN, P.; Gabbiani. Participação em banca de Matilde Contreras. El valor axiológico del oblíquo en Brasil, relacionado al género discursivo y reflejado en la lengua extranjera.. 2011. Tese (Doutorado em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

Qualificações de Doutorado
1.
MARRONI, F.; BOHN, H. I.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Luciana Contreira Domingo. Letramento Intercultural: A formação de mediadores interculturais nos Cursos de Letras. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

2.
BOHN, H. I.; SEMINO, M. J. I.; VANDRESEN, P.. Participação em banca de Matilde Contreras. El valor axiológico del oblíquo en Brasil, relacionado al género discursivo y reflejado en la lengua extranjera.. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Letras) - Universidade Católica de Pelotas.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
MISIAK, E.; MACHADO, R. D. S.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Rosana Saggioni Moraes. O ensino intercultural em Francês Língua Estrangeira (FLE) e a alteridade: despojar-se de estereótipos e preconceitos para o reconhecimento do outro como parte integrante de si. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Professdores na Narrativa da Docência) - Universidade Federal do Rio Grande.

2.
MISIAK, E.; MACHADO, R. D. S.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Vanessa Pintanel Dantas da Silva. Passaporte para a francofonia: construindo uma perspectiva acional para o ensino de Francês Língua Estrangeira na Escola Cidade do Rio Grande/CAIC. 2014. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Professdores na Narrativa da Docência) - Universidade Federal do Rio Grande.

3.
OLIVEIRA, L. S.; LONGARAY, E. A.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Leda Bongalhardo Acosta. PIBID-Inglês FURG: uma oportunidade de formação docente continuada.. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Professdores na Narrativa da Docência) - Universidade Federal do Rio Grande.

4.
OLIVEIRA, L. S.; LONGARAY, E. A.; SEMINO, M. J. I.. Participação em banca de Letícia Ramos Borges Duarte. O PIBID na escola pública. Uma reflexão sobre a formação docente.. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Formação de Professdores na Narrativa da Docência) - Universidade Federal do Rio Grande.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
ARANGO, M. L. C.; SEMINO, M. J. I.; NOAL, J. M.. Edital Nº 26/2018 - Seleção de Professor Substituto. 2018. Universidade Federal do Rio Grande.

2.
AMARAL, M. da Graça Carvalho; BRISOLARA, L. B.; SEMINO, M. J. I.. Edital Nº 016/2017 Seleção de Professor Substituto. 2017. Universidade Federal do Rio Grande.

3.
AMARAL, M. G. C.; MACHADO, L.; SEMINO, M. J. I.. Edital Nº 36/2017 Seleção de Professor Substituto. 2017. Universidade Federal do Rio Grande.

4.
AMARAL, M. G. C.; PILETTI, D. C.; SEMINO, M. J. I.. Língua Espanhola - Portaria N° 1548/2016 - Banca para professor substituto na FURG. 2016. Universidade Federal do Rio Grande.

5.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho; GONZALEZ, U. C.. Concurso Público para seleção de Professor Assistente em Língua Espanhola e Linguistica Aplicada ao Ensino do Espanhol. 2012. Universidade Federal do Rio Grande.

6.
Brisolara Bassols Luciene; SEMINO, M. J. I.; NOAL, J. M.. Língua Espanhola - Portaria N° 1377/2011 - Banca para professor substituto na FURG. 2011. Universidade Federal do Rio Grande.

7.
SEMINO, M. J. I.; Brisolara Bassols Luciene; Cortazzo, Uruguay Gonzálea. Concurso Público para seleção de Professor Assistente em Língua Espanhola e Linguistica Aplicada ao Ensino do Espanhol. 2009. Universidade Federal do Rio Grande.

8.
SEMINO, M. J. I.; SANTOS, Clara da Silva dos; SILVA, Margareth Cozzensa da. Concurso Público para Professor Assistente em Língua Espanhola e Linguística Aplicada. 2008. Universidade Federal dos Pampas.

9.
SEMINO, M. J. I.; SANTOS, Clara da Silva dos; SILVA, Margareth Cozzensa da. Conforme Portaria Nº 485 e Edital Nº 015/2006 se designou a Comissão Examinadora para Seleção de Professor, Classe E, Nível 1, para provimento de uma vaga 40h - DE para a Divisão de Ens. Médio, em concurso público. Matérias avaliadas: Língua Portuguesa, Literatura Brasileira e Língua Espanhola, do Colégio Técnico Industrial - CTI. O concurso foi realizado entre os dias 06 e 12 de junho. de 2006.. 2006. Universidade Federal do Rio Grande.

10.
SEMINO, M. J. I.; FERNÁNDEZ, Ana Lourdes da Rosa Nieves Brochi; SASSI, María Pía Mendoza. Nos termos da Portaria Nº 23110.000130/2006-02 e conforme o Edital Nº 03/2006, instalou-se a Comissão Examinadora do Processo Seletivo para admissão de Professor Assistente 40h - DE, área de Letras (Língua Espanhola e Lingüística Aplicada), junto à futura Universidade Federal do Pampa. O concurso se realizou na Fac. de Letras da UFPel entre os dias 24 e 26 de abril de 2006.. 2006. Universidade Federal de Pelotas.

Outras participações
1.
OLIVEIRA, M.; SEMINO, M. J. I.. 17ª Mostra de Produção Universitária. 2018. Universidade Federal do Rio Grande.

2.
SEMINO, M. J. I.; MISIAK, E.; WILDT, A. P. A.; CAPPELLETTO, E.. 16ª Mostra de Produção Universitária. 2017. Universidade Federal do Rio Grande.

3.
SEMINO, M. J. I.; CEZAR, P.. 16ª Mostra de Produção Universitária. 2017. Universidade Federal do Rio Grande.

4.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Tradução e revisão da prova de Proficiência em Leitura de textos em Inglês-Espanhol. 2015. Universidade Federal do Rio Grande.

5.
SEMINO, M. J. I.; PARISE, N. M.. 13ª Mostra de Produção Universitária. 2014. Universidade Federal do Rio Grande.

6.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Tradução e revisão da prova de Proficiência em Leitura de textos em Inglês-Espanhol. 2014. Universidade Federal do Rio Grande.

7.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e Correção da Prova de Proficiência em Leitura de Textos em Língua Espanhola pela FURG. 2014. Universidade Federal do Rio Grande.

8.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2013 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2014. Universidade Federal do Rio Grande.

9.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e Correção de Prova de Proficiência em Leitura de Textos em Língua Espanhola pela FURG. 2013. Universidade Federal do Rio Grande.

10.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2012 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2013. Universidade Federal do Rio Grande.

11.
SEMINO, M. J. I.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2011 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2012. Universidade Federal do Rio Grande.

12.
SEMINO, M. J. I.; GUIMARAES, V. H.. X Mostra da Produção Universitária. 2011. Universidade Federal do Rio Grande.

13.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2010 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2011. Universidade Federal do Rio Grande.

14.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2009 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2010.

15.
SEMINO, M. J. I.; BRISOLARA, L. B.. Elaboração e revisão da prova de língua espanhola no processo seletivo 2008 para candidatos de nacionalidade uruguaia ao curso de Turismo Binacional. 2009. Universidade Federal do Rio Grande.

16.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho; Brisolara Bassols Luciene. Comissão Examinadora para seleção de Profesor Substituto. 2008. Universidade Federal do Rio Grande.

17.
PALMERO, E.; BRISOLARA, L. B.; SEMINO, M. J. I.. Seleção de professor substituto de Literatura Hispano-americana e Língua Espanhola. 2008. Universidade Federal do Rio Grande.

18.
SEMINO, M. J. I.; SANTOS, Clara da Silva dos; AMARAL, M. da Graça Carvalho. Língua espanhola - Portaria Nº 1494/2006 - Banca para profesor substituto na FURG. 2006. Universidade Federal do Rio Grande.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
18º Seminário Institucional do PIBID FURG: 10 Anos de Formação Acadêmico-Profissional.PIBID-Espanhol 2014-2018: Experiências. 2017. (Seminário).

2.
6º Seminário Nacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa (SENALLP) Linguagens, práticas sociais e ensino: desafios da contemporaneidade.Autoanálise inicial das interferências hispânicas na produção e percepção do português como L3 adquirido informalmente por uma hispano-falante: Alguns fenômenos do vocalismo e do consonantismo. 2017. (Seminário).

3.
Culturas vivas do Brasil - 43ª Feira do Livro da FURG. Oficina de Língua Estrangeira. 2016. (Feira).

4.
III Congresso Internacional de Professores de Línguas Oficiais do Mercosul (CIPLOM) - III Encontro de Associações de Professores de Línguas Oficiais do Mercosul (EAPLOM). El PIBID como proyecto político pedagógico para la formación de profesores de español: la experiencia de la FURG en 2015.. 2016. (Congresso).

5.
VIII Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino (SENALE)..Un espacio de enunciación fronterizo: el habla de Herrera de Alcántara y Cedillo. 2016. (Simpósio).

6.
42ª Feira do Livro da FURG. Oficina de Línguas com o PIBID/FURG - Aprendiendo español jugando. 2015. (Feira).

7.
II Congreso Internacional de la Sociedad de profesores de Español del Uruguay (SPEU). Algunos aspectos de la interferencia del portugués en el aprendizaje del español por alumnos brasileños. 2015. (Congresso).

8.
II Seminário Línguas em contato: Onde estão as fronteiras?.Contacto lingüístico español-portugués en Extremadura (España): influencias del portugués en el léxico extremeño. 2015. (Seminário).

9.
VII Coloquio PELSE, II Enportu, II Eupele.El uso de juegos en la enseñanza bilingüe de frontera: una experiencia. 2014. (Outra).

10.
XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL). El portugués "infiltrado" en el español en seis dimensiones de la lengua. 2014. (Congresso).

11.
XVII Congreso Internacional Asociación de Lingüística y Filología de América Latina (ALFAL). La producción de las consonantes oclusivas del portugués por hablantes nativos de español. 2014. (Congresso).

12.
2º Congreso Latinoamericano de Filosofía de la Educación. Fundamentos y ejemplos de acciones educativas problematizadoras en el sur de Brasil. 2013. (Congresso).

13.
II Congreso Internacional de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur. Las identidades docentes en la frontera Chuy-Chuí. 2013. (Congresso).

14.
II Encuentro Internacional de Asociaciones de Profesores de Lenguas Oficiales del Mercosur. 2013. (Encontro).

15.
IV SENALLP (Seminário Nacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa) e I SILLP (Seminário Internacional de Linguística e Ensino de Língua Portuguesa) (.Uma metodologia intercultural no ensino de português como língua estrangeira (PLE). 2013. (Seminário).

16.
XII Encontro sobre Investigação na Escola.Metodologia motivadora em situação de imersão no ensino do espanhol: uma experiência. 2013. (Encontro).

17.
4º Encuentro Nacional de Educación Ambiental para el Desarrollo Humano Sustentable.Percepción y valoración del paisaje en el aula de español. 2012. (Encontro).

18.
Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável - Rio + 20.. Diálogos sobre o Desenvolvimento Sustentável. 2012. (Congresso).

19.
Cúpula dos Povos Rio + 20. 2012. (Congresso).

20.
I Encontro Internacional Fronteiras e Identidades.Uma Proposta para as Escolas Bilíngues no Chuí-Chuy. 2012. (Encontro).

21.
I Encontro Nacional PIBID/UNISINOS.Notas sobre el PIBID de la FURG. 2012. (Encontro).

22.
Seminário Internacional de Escolas da Fronteira Chui-Chuy.Bilingüismo y enseñanza. 2012. (Seminário).

23.
Seminário Internacional de Escolas da Fronteira Chui-Chuy.As identidades na fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Seminário).

24.
VII Seminário Nacional sobre Linguagem e Ensino (SENALE)..A proposta das escolas interculturais bilíngues de fronteira no Chuí-Chuy. 2012. (Seminário).

25.
XI Encontro sobre Investigação na Escola.Curtindo o espanhol na escola. 2012. (Encontro).

26.
XII Corredor das Ideias do Cone Sul. Educación y experiencias educativas: el PIBID. 2011. (Congresso).

27.
XII Corredor das Ideias do Cone Sul. Educação e experiências educacionais. 2011. (Congresso).

28.
V Senale.Ordem das interfêrencias portuguesas na aprendizagem do espanhol. 2007. (Seminário).

29.
IV Semana Acadêmica de Letras.Procedimentos pedagógicos no ensino de ELE. 2006. (Seminário).

30.
VIII Congresso Internacional da ABECAN. Algunos conceptos sobre bilinguismo y las situaciones española y canadiense. 2005. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SEMINO, M. J. I.. Prova de Proficiência em Leitura de Textos em Língua Estrangeira. 2017. (Outro).

2.
SEMINO, M. J. I.. Viagem didática ao Uruguai para o aprendizado do Espanhol. 2017. (Outro).

3.
FERREIRA, J. C. ; MARTINS, V. S. S. ; SEMINO, M. J. I. . Oficina 22ª Semana Aberta da FURG. 2017. (Outro).

4.
SEMINO, M. J. I.; BANDEIRA, G. B. . Semana de la Lengua Española y homenaje a Miguel de Cervantes y a Eduardo Galeano. 2016. (Outro).

5.
SEMINO, M. J. I.. Prova de Proficiência em Leitura de Textos em Língua Estrangeira. 2016. (Outro).

6.
SEMINO, M. J. I.. Viagem didática ao Uruguai para o aprendizado do espanhol. 2016. (Outro).

7.
SEMINO, M. J. I.; SANTOS, B. R. L. . Aprendiendo español jugando. 2015. .

8.
MACHADO, W. F. ; SEMINO, M. J. I. ; GUTIERREZ, E. S. . Semana de la Lengua Española y homenaje a Gabriel García Márquez. 2015. (Congresso).

9.
SEMINO, M. J. I.; PILETTI, D. C. ; AMARAL, M. G. C. ; BRISOLARA, L. B. ; NOAL, J. M. . Los 20 años del Curso de Letras Portugués-Español. 2014. (Outro).

10.
OLIONI, R. C. ; AMARAL, M. G. C. ; DALCHIAVON, L. ; NOAL, J. M. ; PILETTI, D. C. ; SEMINO, M. J. I. . II Seminário Internacional de Escolas da Fronteira Chuí-Chuy. 2013. (Congresso).

11.
OLIONI, R. C. ; AMARAL, M. G. C. ; PILETTI, D. C. ; NOAL, J. M. ; DALCHIAVON, L. ; SEMINO, M. J. I. ; AZAMBUJA, V. A. . Seminário Internacional de Escolas da Fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Congresso).

12.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho ; GONZALEZ, U. C. . Banca de seleção de professor de Língua Espanhola e Linguística Aplicada ao Ensino do Espanhol (Portaria Nº 485/2012). 2012. (Concurso).

13.
SEMINO, M. J. I.; COSTA, C. V. ; MACHADO, W. F. ; COSME, G. S. ; FERNANDES, R. G. . I Encontro do pesquisador-professor-aluno de Espanhol da FURG. 2010. (Outro).

14.
SEMINO, M. J. I.; HERRERO, M. A. A. ; ANDRES, A. L. . Curso de Atualização para professores brasileiros de Espanhol. 2007. (Outro).

15.
SEMINO, M. J. I.. Viagem de estudo ao Chuy uruguaio com alunos da FURG. 2007. (Outro).

16.
SEMINO, M. J. I.. III Jornada de Espanhol. 2005. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Carla Garibaldi. Crítica a la metodología de la enseñanza a distancia del español en Río Grande del Sur. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Letras) - Universidade Federal do Rio Grande. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Louise Oliveira da Silva. Interferências fonético-fonológicas e morfossintáticas no espanhol praticado por lusofalantes: uma comparação entre estudantes brasileiros e portugueses. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Orientações de outra natureza
1.
Vanessa Solano da Silveira Martins. A oralidade no ensino do Espanhol para alunos de anos iniciais em processo de alfabetização. Início: 2018. Orientação de outra natureza. Universidade Federal do Rio Grande. Universidade Federal do Rio Grande. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Rafaela Fúcolo Almeida. Assim venho constituindo-me educadora. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

2.
Rosana Tejada Flores. O início da formação docente. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

3.
Tamiris Machado Gonçalves. Intégrate a la cultura hispánica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

4.
Sara Sayão Alves. Intégrate a la cultura hispánica. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

5.
Lihara Piccini. Vivenciando a língua espanhola na comunidade cassinense. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

6.
Tatiane Gomes d'Oliveira Flores. Vivenciando a língua espanhola na comunidade cassinense. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

7.
Mitchéia Guma Pinto. Comunícate. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

8.
Fernanda de Oliveira Hernandes. Vivenciando a língua espanhola na comunidade. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras/Português-Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

9.
Fernanda dos Santos Barbosa. A língua espanhola na escola. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

10.
Patrícia Mussi Escobar. Español en "45 minutos". De la metamorfosis hacia el vuelo. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

11.
Raquel Azevedo Medeiros. Ensinando a aprender Espanhol. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

12.
Vildiana Maciel. Vivenciando o Espanhol. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

13.
Carla Rosane da Silva dos Santos. BRINCANDO E APRENDENDO ESPANHOL. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

14.
Carmem Mara Fagundes. BRINCANDO E APRENDENDO EM ESPANHOL. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

15.
Tatiana Pereira Machado. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

16.
Cristiane Mortágua Oliveira. VIVENCIANDO A LÏNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

17.
Cristiane Mortágua Oliveira. VIVENCIANDO A LÏNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

18.
Eileen Santos Almeida. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

19.
Vanessa Meireles Goulart. VIVENCIANDO O ESPANHOL NA ESCOLA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

20.
Elisângela Kipper. CONHECENDO O ESPANHOL, NOSSA LÍNGUA VIZINHA. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

21.
Nodaica de Carvalho Estima. CURSO DE ESPANHOL BÁSICO PARA A COMUNIDADE ESTUDANTIL. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

22.
Alexandra de Almeida de Araújo. CURSO DE ESPANHOL BÄSICO PARA A COMUNIDADE ESTUDANTIL. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

23.
Elisa Tarta San Martins. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA COMUNIDADE. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

24.
Leonardo Rodrigues Gaubert. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA COMUNIDADE. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

25.
Priscila Cavalcante do Amaral. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA COMUNIDADE. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

26.
Valesca Villas Boas Braga. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA COMUNIDADE. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

27.
Rosane Castro Dias. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

28.
Taziane Gomes do Espírito Santo. VIVENCIANDO A LÍNGUA ESPANHOLA NA ESCOLA. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

Iniciação científica
1.
Ejoelma Barela Pereira. Interferências morfológicas nos heterogenéricos no espanhol praticado por lusofalantes: uma comparação entre estudantes brasileiros e portugueses. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

2.
Daiane dos Santos Ferreira. Interferências morfológicas no espanhol praticado por lusofalantes: uma comparação entre estudantes brasileiros e portugueses. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

3.
Aletícia Almeida Silva da Fonseca. Interferências morfológicas nos heterogenéricos no espanhol praticado por lusofalantes: uma comparação entre estudantes brasileiros e portugueses. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

4.
Maria de Fátima Leoncio Kaster. Interferências a nível dos verbos na aprendizagem do espanhol como língua estrangeira. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

5.
Elisângela Kipper. Experiências metodológicas no ensino de E/LE. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

6.
Cristiane Mortágua Oliveira. Experiências metodológicas no ensino de E/LE. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

7.
Patrícia Mussi Escobar. Hay restricciones a las interferencias portuguesas en el español en situación de contacto formal?. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: María Josefina Israel Semino.

8.
Giliard Ávila Barbosa. Algumas dificuldades consonânticas dos estudantes de E/LE da FURG. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

9.
Luciana Rodrigues Alves Ribeiro. Algumas dificuldades consonânticas dos estudantes de E/LE. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

10.
Natália Monteiro Guterres. Uma experiência metodológica no ensino de E/LE: a pedagogia identitária e de imersão intercultural. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

11.
André Luís Jacques de Castro. METODOLOGIAS DO ENSINO DE LES ESPANHOL ENFOQUES METODOLÓGICOS. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

12.
Marilene Rios Simôes. Conhecendo o Espanhol, nossa língua vizinha. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

13.
Tatiana Pereira Machado. As etapas da interlíngua na aprendizagem formal do espanhol como língua estrangeira (E/LE): interferências verificadas na morfossintaxe.. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

14.
Eileen Santos de Almeida. As etapas da interlíngua na aprendizagem formal do espanhol como língua estrangeira (E/LE): interferências verificadas na acentuação das palavras.. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

15.
Deise Brião Ferraz. As diferenças de comportamento entre estudantes brasileiros e uruguaios. 2008. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

16.
Patrícia Mussi Escobar. As Etapas de Interlíngua na Aprendizagem formal dos Pronombres Personales Tónicos do espanhol como língua estrangeira ?. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: María Josefina Israel Semino.

17.
María Doris Prado. Interferências portuguesas no espanhol praticado por alunos universitários avançados. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

18.
Cristiani de Melo Senna. Interferências portuguesas no espanhol praticado por alunos universitários avançados. 2006. Iniciação Científica. (Graduando em Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

Orientações de outra natureza
1.
Valéria Teixeira Santana. Memórias de Fronteira: Uma língua sem barreiras. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

2.
Michele Canez. Memórias de Fronteira: Uma língua sem barreiras. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

3.
Maria Christina Minasi. Memórias de Fronteira: Uma língua sem barreiras. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

4.
Aletícia Fonseca. Conhecendo a América Latina no ambiente escolar: Bem vindo ao Uruguai. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

5.
Suelen Gomes. Conhecendo a América Latina no ambiente escolar: Bem vindo ao Uruguai. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

6.
Vanessa Solano da Silveira Martins. Alfabetização bilíngue: Espanhol e Português em uma escola. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

7.
Josiane Cardoso Ferreira. Alfabetização bilíngue: Espanhol e Português em uma escola. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

8.
Gesian Rodrigues de Oliveira. Alfabetização bilíngue: Espanhol e Português em uma escola. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

9.
Monique Cunha de Souza. Práctica docente a partir de una construcción identitaria: desafíos y éxitos. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

10.
Vanessa Solano da Silveira Martins. Língua Espanhol: Um desafio. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

11.
Monique Cunha de Souza. A utilização de mídias sociais para o ensino de língua estrangeira. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

12.
Vanessa Solano da Silveira Martins. Conhecendo um país hispano a partir de uma canção. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

13.
Suelen Gomes. Conhecendo a América Latina no ambiente escolar: Bem vindo ao Uruguai. 2017. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

14.
Maria de Fátima Leoncio Kaster. Caminata rumbo a la docencia. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

15.
Nicole Telmo Jodar. El aprendizaje de la lengua española en los últimos años de la enseñanza primaria. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

16.
Rodrigo Pansera de Ávila. El desafiador contexto de la teoría con la práctica docente. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

17.
Alexander Severo Córdoba. Investigação desde a escola. 2016. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

18.
Cilene Saraiva dos Santos. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Conocerme como persona a través de la pasantía. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

19.
Karine Medeiros Borba. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Ensino de Espanhol para crianças. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

20.
Laura Freitas Filoda. Outro olhar acerca das interferências de acentuação em produções escritas de estudantes brasileiros na aprendizagem de espanhol. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras - Português e Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

21.
Daniely Pereira Sagaz. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Identidades y nacionalidades en América Latina. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

22.
Cleber de Souza Braga. O ensino de ELE através dos contos de fadas. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

23.
Ejoelma Barela Pereira. Herança cultural familiar e o ensino do Espanhol. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

24.
Monique Cunha de Souza. A criação de jogos lúdicos para o ensino de língua espanhola. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

25.
Suelen Gomes Veleda. Conhecendo alguns países da América Latina no ambiente escolar. 2015. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: María Josefina Israel Semino.

26.
Lais dos Santos de Moraes. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Desafíos docentes en las prácticas pedagógicas. 2014. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

27.
Jaqueline Lima Henrique. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: El español en la vida de los niños a través de la enseñanza primaria. 2014. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

28.
Giovana Veleda da Silva. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: La enseñanza de lengua española para niños. 2014. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

29.
Jeici Vega Pereira de Ávila. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Así empecé a constituirme como educadora. 2014. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

30.
Gustavo Gedel. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: La práctica de la educación. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

31.
Daiane Oliveira de Freitas. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Las experiencias de aprendizajes posibles a través de la práctica docente. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

32.
Sidinéia Costa do Nascimento. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Introducción a la enseñanza de la lengua española. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

33.
Talita de Barcelos Ramos. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: La pasantía, momento de poner en práctica los conocimientos. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

34.
Guilherme Bittencourt Hammes. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola. 2013. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

35.
Márcia Glaci da Silva Bueno. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: A construção do conhecimento a partir da prática de ensino-aprendizagem em sala de aula. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

36.
Joice Fagundes Martins. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Constituyéndome educadora. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

37.
Angela Cleci Bueno Rizzo. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: A língua espanhola para adolescentes. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.

38.
Alexandre Pinto da Silva. Estágio Supervisionado em Língua Espanhola: Enseñando español con la Pedagogía Identitaria. 2012. Orientação de outra natureza. (Letras Português Espanhol) - Universidade Federal do Rio Grande. Orientador: María Josefina Israel Semino.



Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
SEMINO, M. J. I.. El PIBID como proyecto político pedagógico para la formación de profesores de español: la experiencia de la FURG en 2015.. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho ; OLIONI, R. C. . As identidades na fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SEMINO, M. J. I.; AMARAL, M. da Graça Carvalho ; OLIONI, R. C. . As identidades na fronteira Chuí-Chuy. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SEMINO, M. J. I.. Pesquisa em sala de aula. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
SEMINO, M. J. I.; PILETTI, D. C. ; NOAL, J. M. . Elaboração de materiais didáticos. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
SEMINO, M. J. I.; BRAGA, C. S. ; BANDEIRA, G. B. ; FERREIRA, D. S. ; FONSECA, A. A. S. ; DUTRA, A. L. ; VELEDA, S. G. . O uso de jogos didáticos para o ensino interdisciplinar. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
SEMINO, M. J. I.; BRAGA, C. S. ; BANDEIRA, G. B. ; FERREIRA, J. C. ; KASTER, M. F. L. . Cultura latinoamericana y cuestiones del español. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SEMINO, M. J. I.. Leitura interativa de Eduardo Galeano: reflexões e comentários.. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SEMINO, M. J. I.; BANDEIRA, G. B. . Semana de la Lengua Española y homenaje a Miguel de Cervantes y a Eduardo Galeano. 2016. (Outro).


Artes Cênicas
1.
SEMINO, M. J. I.. Una clase interdisciplinaria de español. 2016. Teatral.

1.
SEMINO, M. J. I.. Una clase interdisciplinaria de español. 2016. Teatral.



Outras informações relevantes


Membro de Comissão Permanente de Elaboração da Prova de Proficiência em Língua Espanhola para cursos de Pós-graduação, Universidade Federal do Rio Grande (de julho de 2008 até a presente data).

Elaboradora das Provas de Ingresso para uruguaios no Curso de Turismo Binacional, Brasil-Uruguai, da Universidade Federal do Rio Grande, desde 2008 até o momento.

Fundadora e coordenadora do Núcleo de Estudos Hispânicos da Universidade Federal do Rio Grande (de março de 2001 até agosto de 2001 e de março de 2005 até o momento).

Coordenadora da área de Língua Espanhola do Instituto de Letras e Artes da Universidade Federal do Rio Grande (de março de 1994 até julho de 1997, de janeiro de 1999 até agosto de 2001 e de março de 2005 até março de 2006).

Líder do Grupo de Pesquisa Línguas em contato: Espanhol - Português.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 18:35:42