Sergio Alberto Rupp de Paiva

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3834434833238666
  • Última atualização do currículo em 14/06/2014


possui graduação em Medicina pela Pontifícia Universidade Católica de São Paulo (1980), mestrado em Fisiopatologia em Clínica Médica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1988) e doutorado em Fisiopatologia em Clínica Médica pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (1995). Fez pós-doutorado no "Jean Mayer USDA Human Nutrition Research Center on Aging and Tufts University, Boston (1998). Atualmente é professor Titular de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Botucatu da Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Vice-Presidente da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição. Foi assessor da Agência Nacional de Vigilância Sanitária. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Nutrologia, atuando principalmente nos seguintes temas: avaliação do estado nutricional, doença pulmonar obstrutiva crônica, infarto agudo do miocárdio e vitaminas A, D e K. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Sergio Alberto Rupp de Paiva
Nome em citações bibliográficas
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.
Distrito de Rubião Jr sn
18618000 - Botucatu, SP - Brasil - Caixa-postal: 584
Telefone: (14) 38822969
Fax: (14) 38822238
URL da Homepage: http://www.fmb.unesp.br


Formação acadêmica/titulação


2005
Livre-docência.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Efeitos da exposição à fumaça de cigarro e do beta-caroteno sobre a remodelação cardíaca em ratos com infarto do miocárdio, Ano de obtenção: 2005.
Palavras-chave: Fumo; Beta-caroteno; mortalidade; remodelação cardíaca; Rato; efeito paradoxal.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
1996 - 1998
Pós-Doutorado.
Jean Mayer Human Nutrition Research Center on Aging at Tufts University.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
1989 - 1995
Doutorado em Fisiopatologia em Clínica Médica.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: O estado da vitamina A em pacientes portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, Ano de obtenção: 1995.
Orientador: Álvaro Oscar Campana.
Palavras-chave: Retinol; Avaliação do estado nutricional; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Fumo; Ingestão Alimentar; Reserva Hepática.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
1983 - 1988
Mestrado em Fisiopatologia em Clínica Médica.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Avaliação do estado nutricional de pacientes com insufiência renal crônica e uremia em tratamento dietético ou submetidos a tratamento dialíticos - Estudo sobre a desnutrição protéico-energética,Ano de Obtenção: 1988.
Orientador: Álvaro Oscar Campana.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: Avaliação do estado nutricional; Insuficiência Renal Crônica; Antropometria; Diálise; Ingestão Alimentar; Desnutrição Energético-Protéica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
1981 - 1984
Especialização - Residência médica.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil. Residência médica em: Clínica Médica Geral
Número do registro: 04126 no livro 2 folha 0692 em 17/09/1984.
Bolsista do(a): Fundação do Desenvolvimento Administrativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
1975 - 1980
Graduação em Medicina.
Pontifícia Universidade Católica de São Paulo, PUC/SP, Brasil.


Formação Complementar


2007 - 2007
Medical Biometry/Design of Clinical Trial. (Carga horária: 75h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.


Atuação Profissional



Agência Nacional de Vigilância Sanitária, ANVISA, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assessoria, Carga horária: 0
Outras informações
Pertence a grupo de assessores da ANVISA (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) no grupo de Alimentos/ Produtos Especiais, desde outubro de 2006.

Atividades

10/2006 - 12/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Gerência Geral de Alimentos - Gerência de Produtos Especiais, .

Cargo ou função
Consultor.

Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, SBAN, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: membro, Carga horária: 4
Outras informações
Vice-Presidente

Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: membro, Carga horária: 4
Outras informações
Presidente

Vínculo institucional

2006 - 2009
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: membro, Carga horária: 4
Outras informações
Primeiro Secretário

Vínculo institucional

2003 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: membro, Carga horária: 4
Outras informações
Segundo Secretário 2004-2006


Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Titular, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Concurso realizado em 01/02/2013

Vínculo institucional

2005 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor adjunto, Carga horária: 40

Vínculo institucional

1995 - 2005
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Assistente Doutor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1988 - 1995
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Professor Assistente, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1987 - 1988
Vínculo: Servidor público ou celetista, Enquadramento Funcional: Auxiliar de Ensino, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

11/2003 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro de comissão de Nutrição Parenteral e Enteral.
11/2003 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro de comissão Multidisciplinar de Terapia Nutricional HEB.
2/2001 - Atual
Ensino, Curso de Nutrição, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Avaliação nutricional I
Patologia da Nutrição
7/1999 - Atual
Ensino, Fisiopatologia em Clínica Médica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Citocinas e Nutrição
2/1999 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pronto-Socorro
9/1998 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

2/1987 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Clínica Médica III
2/1987 - Atual
Extensão universitária , Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Atividade de extensão realizada
Atendimento a pacientes internados nas enfermarias de Clínica Médica, Pronto Socorro e de UTI do HC.
9/2006 - 9/2008
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
membro suplente do Conselho do Departamento de Clínica Médica.
11/2003 - 11/2005
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro da Congregação.
10/2003 - 12/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Comissão do Biotério Central.
7/2001 - 7/2003
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Vice-Chefe de departamento.
3/2002 - 5/2003
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Biociências, Departamento de Educação.

Cargo ou função
Membro de conselho de unidade.
3/2000 - 2/2002
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Presidente da Comissão Permanente de Pesquisa local.
3/2000 - 2/2002
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Membro da Congregação.
12/1999 - 2/2002
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro de comissão permanente de pesquisa.
12/1999 - 2/2002
Conselhos, Comissões e Consultoria, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Membro de conselho de unidade.
1/1999 - 7/2001
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Membro de conselho de unidade.
6/2000 - 6/2001
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Responsável pela Disciplina de Clínica Médica Geral.
9/1995 - 10/1996
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro de comissão permanente suporte nutricional.
8/1995 - 9/1996
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Membro Suplente de colegiado superior.
12/1994 - 5/1996
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão Local de Informática.
8/1987 - 12/1992
Direção e administração, Faculdade de Medicina de Botucatu, Departamento de Clínica Médica.

Cargo ou função
Representante discente no Conselho do Curso da PG.


Linhas de pesquisa


1.
Remodelação e disfunção ventricular

Objetivo: Alterações nutricionais e metabólicas em doenças crônicas e sua influência na função cardíaca .
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Palavras-chave: Função ventricular; Remodelação ventricular.
2.
Alterações metabólico-nutricionais em doenças crônicas associadas a fatores ambientais, desvios alimentares, drogas e dependência. Estudo de suas repercussões e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos

Objetivo: Alterações metabólico-nutricionais em doenças crônicas associadas a fatores ambientais, desvios alimentares, drogas e dependência. Estudo de suas repercussões e dos mecanismos fisiopatológicos envolvidos Projetos 1) Avaliação do estado nutricional de micronutrientes em gestantes. 2) Influência da vitamina K dietética na eficácia do tratamento anticoagulante; 3) Efeito do beta-caroteno e do ácido retinóico sobre variáveis cardíacas em ratos. 4) Efeitos do beta-caroteno sobre a remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio em ratos. 5) Estado nutricional relativo à vitamina A de pacientes com asma - Estudo longitudinal. 6) Influência de fatores clínicos, laboratoriais e nutricionais sobre os níveis teciduais de carotenóides e do retinol em pacientes com neoplasia de cavidade oral..
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Cuidado À Saúde das Pessoas.
Palavras-chave: Retinol; Carotenóides; Vitamina K; Infarto agudo do miocárdio; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Câncer.


Projetos de pesquisa


2000 - 2007
Beta-caroteno, fumo e remodelação miocárdica

Descrição: Estudos de intervenção, desenhados para testar a hipótese de que o beta-caroteno protegeria os humanos portadores de doenças coronarianas, mostraram maior mortalidade no grupo de pacientes que recebeu suplementação de beta-caroteno. Não se sabe qual o mecanismo desse aumento da mortalidade. O beta-caroteno pode ser transformado em metabólitos que produzem alterações na contração e na estrutura miofibrilar miocárdica em determinados modelos in vitro. Levantamos a hipótese de que a administração crônica de beta-caroteno associado ou não ao fumo promove alterações no processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio. Serão estudados ratos Wistar, submetidos ao infarto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Integrante / Alvaro Oscar Campana - Integrante / Katashi Okoshi - Integrante / Edson Castardeli - Integrante / Marina Politi Okoshi - Integrante / Marcos Ferreira Minicucci - Integrante / Paula Schimidt Azevedo - Integrante / Beatriz Bojikiam Matsubara - Integrante / Luiz Shiguero Matsubara - Integrante / Leonardo Antonio Mamede Zornoff - Coordenador.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 6
1998 - Atual
Efeito do beta-caroteno e ácido retinóico sobre parâmetros cardíacos em ratos

Descrição: Estudo de intervenção, desenhado para testar a hipótese de que o beta-caroteno protegeria os humanos contra o desenvolvimento de doenças coronarianas, mostrou maior mortalidade no grupo de pacientes que recebeu suplementação de beta-caroteno. Não se sabe qual o mecanismo desse aumento da mortalidade. O beta-caroteno pode ser transformado em ácido retinóico e esta substância produz alterações na contração e na estrutura miofibrilar miocárdica em determinados modelos in vitro. Levantamos a hipótese de que a administração crônica de beta-caroteno ou de ácido retinóico promove alterações na performance miocárdica e alterações estruturais do miocárdio. Serão estudados 30 ratos Wistar, em que as dietas serão suplementadas com estas substâncias. .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Coordenador / Alvaro Oscar Campana - Integrante / Katashi Okoshi - Integrante / Antonio Carlos Cicogna - Integrante / Alexander Marcellus Carregosa Pitas - Integrante / Edson Castardeli - Integrante / Marina Politi Okoshi - Integrante / Marcos Ferreira Minicucci - Integrante / Paula Schimidt Azevedo - Integrante / Beatriz Bojikiam Matsubara - Integrante / Luiz Shiguero Matsubara - Integrante / Leonardo Antonio Mamede Zornoff - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 8
1998 - Atual
Influência da vitamina K dietética na eficácia do tratamento de anticoagulação

Descrição: A vitamina K, descoberta em 1929, tem reconhecida função na coagulação sangüínea. Esta vitamina age como co-fator na reação de carboxilação para biossíntese, após tradução, de resíduos de ácido gama carboxi-glutâmico (Gla) em limitado número de proteínas. A reação de carboxilação é passo necessário para a formação de fatores e proteínas da coagulação (fatores II, VII, IX, X, proteínas C e S) e proteínas envolvidas no metabolismo ósseo, como osteocalcina e proteína Gla da matriz. As drogas anticoagulantes orais são usadas na prevenção primária e secundária de fenômenos tromboembólicos e funcionam reduzindo a atividade plasmática das proteínas de coagulação vitamina K-dependentes. As causas da instabilidade da terapia anticoagulante são múltiplas e incluem: baixa adesão ao tratamento, interação droga-droga, resistência herdada à varfarina e alterações dietéticas. O presente projeto versa sobre a influência do estado nutricional relacionado à vitamina K sobre a terapia de anticoagulação oral, em pacientes portadores de doença vascular. Levantou-se a hipótese de que o consumo de dieta com teor inadequado de vitamina K (elevado ou reduzido), assim como as concentrações plasmáticas da vitamina, podem estar associados a dificuldades na promoção da anticoagulação ou favorecer o estado de hipocoagulabilidade. .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Coordenador / Alvaro Oscar Campana - Integrante / Francisco Humberto A Maffei - Integrante / Silvia Maria Custódio das Dôres - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 8 / Número de orientações: 1
1998 - Atual
Vitaminas antioxidantes em pacientes com câncer de cabeça e pescoço

Descrição: Estudo prospectivo, transversal, de associação de vários fatores (classificação clínica da doença, tabagismo, alcoolismo, desnutrição protéico-energética e ingestão alimentar) com os níveis de diversos carotenóides (luteína, zeaxantina, cryptoxantina, a caroteno, b caroteno e licopeno) e de retinol, no tecido proliferativo e normal, de pacientes com neoplasias de cavidade oral, virgens de tratamento terapêutico específico. Várias investigações mostraram, em indivíduos com câncer, inclusive do tratogastrointestinal superior, relação do melhor estado de vitaminas e carotenóides, comumente do bb caroteno (ingestão dietéica de frutas e vegetais e nível sérico) com o menor risco de desenvolvimento desta doença. Neste aspecto, vários estudos sugerem a suplementação nutricional de carotenóides e retinol na prevenção do câncer. O tabagismo parece interagir com o déficit dos nutrientes antioxidantes no aumento do risco da lesão oral. O alcoolismo causa diminuição da ingestão e absorção de nutrientes, além de favorecer o estresse oxidativo, fatores estes implicados no desenvolvimento do câncer. Assim, pretende-se investigar quais dos fatores mencionados acima relacionam-se à concentração tecidual oral de carotenóides e retinol, para testar a hipótese do menor nível destes nutrientes no tecido neoplásico de pacientes com neoplasias de cavidade oral..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Coordenador / Alvaro Oscar Campana - Integrante / Regiane Maio - Integrante / Camila Correa - Integrante.
Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4
1998 - Atual
Avaliação do estado nutricional de micronutrientes em gestantes (vitaminas A, E e C, ferro, selênio e zinco)

Descrição: Em nosso meio, a baixa qualidade de vida da população determina o consumo de dietas inapropriadas em nutrientes. O projeto tem a finalidade de testar a hipótese de que gestantes de baixa renda per capita apresentam maior probabilidade de sofrer deficiências nutricionais relacionados a macro e micronutrientes. .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Coordenador / Irma de Godoy - Integrante / Alvaro Oscar Campana - Integrante / Maria Luiza Cassettari - Integrante / Nelson de Souza - Integrante.

Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 1
1987 - Atual
Avaliação do estado nutricional

Descrição: O projeto insere-se dentro das atividades de pesquisa realizadas pelo Grupo de Nutrição Clínica do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da UNESP - Campus de Botucatu. Está ligado a duas linhas principais de investigação desse grupo, que correspondem à doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) e à avaliação do estado nutricional do ponto de vista clínico. O grupo mencionado tem-se dedicado ao estudo nutricional em DPOC há mais de uma década. Como resultado destas atividades investigativas, foram apresentados vários trabalhos em congressos científicos e algumas publicações em periódicos especializados. Assim, evidências de desnutrição energético-protéica, sem hipoalbuminemia, foram documentadas em 17 pacientes com DPOC, acompanhados por período de um ano (Godoy et al., 1991). Os dados obtidos permitiram que fosse levantada a sugestão de que as alterações nutricionais observadas seriam devidas à demanda energética aumentada, relacionada a hipermetabolismo. A análise crítica da utilização das pregas cutâneas e da circunferência muscular do braço para diagnóstico nutricional, em pacientes com DPOC, foi também objeto de pesquisa (Paiva et al.,, 1992). Posteriormente, a relação entre o estado nutricional relacionado à vitamina A e a obstrução das vias aéreas foi examinada em um estudo transversal, associado a estudo longitudinal, de 22 pacientes com DPOC. Verificou-se que não havia diminuição da ingestão de vitamina A, nem indicações de deficiência de vitamina A em geral, mas os dados obtidos deram apoio à hipótese da existência de uma deficiência local (respiratória) de vitamina A (Paiva et al., 1996). Estudamos o estado nutricional em indivíduos sadios (sedentários e ativos), em idosos, em gestantes e em pacientes com patologias crônicas (insuficiência renal crônica, doença pulmonar obstrutiva crônica, insuficiência cardíaca, etc). Esta metodologia permite a avaliação e o uso de medidas de suporte nutricional. .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Integrante / Marco Aurélio de Carvalho Anselmo - Integrante / Irma de Godoy - Integrante / Alvaro Oscar Campana - Coordenador / Rosana Regina Cardoso Geraldo - Integrante / Norma Gerusa S Mota - Integrante / Carlos Felipe B Silva - Integrante / Olivia Matai - Integrante / Nicola O Rezende - Integrante / Aparecida Yooko Outa Angeleli - Integrante / Maria Luiza Cassettari - Integrante / Alexander Marcellus Carregosa Pitas - Integrante.
Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa / Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 134 / Número de orientações: 2
1987 - Atual
Composição do Corpo em indivíduos sadios e em pacientes com DPOC

Descrição: O estudo das alterações nutricionais envolve a estimativa de constituintes corporais, como a massa livre de gordura e a massa de gordura, isto é, envolve a análise da composição corporal. A importância dos estudos da composição corporal está ligada ao fato de que seus resultados são indicativos das alterações que podem estar ocorrendo na massa livre de gordura e/ou na massa de gordura, em virtude do quadro evolutivo da doença, de um determinado tipo de conduta terapêutica e, também, pelo nível de atividade física ou do treinamento físico a que as pessoas se dedicam. Várias técnicas estão, atualmente, em uso, para estudo da composição corporal. Em nossa unidade, três delas têm sido utilizadas: antropometria, impedância bioelétrica e absortiometria de raios-X de dupla energia. Estudamos alterações da composição corporal em indivíduos sadios (sedentários e ativos) e em pacientes com patologias crônicas (insuficiência renal crônica, doença pulmonar obstrutiva crônica, insuficiência cardíaca, etc). .
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (2) .

Integrantes: Sergio Alberto Rupp de Paiva - Integrante / Irma de Godoy - Integrante / Alvaro Oscar Campana - Coordenador / Rosana Regina Cardoso Geraldo - Integrante / Ismael Forte Freitas Jr - Integrante / Alexander Marcellus Carregosa Pitas - Integrante.

Número de produções C, T & A: 56


Membro de corpo editorial


2012 - Atual
Periódico: Nutrire (São Paulo)


Revisor de periódico


2004 - Atual
Periódico: Nutrire (SBAN)
2007 - 2008
Periódico: Arquivos Médicos do ABC
2005 - Atual
Periódico: The Journal of Nutrition
1997 - 1998
Periódico: Journal of the American College of Nutrition
2003 - 2004
Periódico: American Journal of Physiology. Heart and Circulatory Physiology
2007 - 2007
Periódico: Respirology (Carlton South)
2008 - 2008
Periódico: Jornal Brasileiro de Pneumologia
2002 - 2002
Periódico: American Journal of Physiology. Gastrointestinal and Liver Physiology
1998 - 1998
Periódico: The European Respiratory Journal
1999 - 1999
Periódico: Jornal de Pneumologia
1998 - 1998
Periódico: Nutrition Research (New York)
1998 - 1998
Periódico: American Journal of Clinical Nutrition
2007 - 2007
Periódico: Revista Brasileira de Epidemiologia
2009 - 2009
Periódico: Nutrition


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica/Especialidade: Nutrologia.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Sueco
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2014
Trabalho selecionado para o Prêmio Melhor Pôster do Congresso - O pamidronato não previne a cardiotoxicidade aguda induzida pela doxorrubicina em ratos, Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo.
2014
3o Lugar na sessão de apresentação oral da área 2 do VII Encontro de Pós-Graduação com o trabalho "Association between strenght, muscle function and appendicular skeletal muscle index in IBD", Faculdade de Medicina de Botucatu - UNESP.
2013
Menção Honrosa pelo trabalho "Efeitos do tratamento com terapia biológica sobre a atividade clínica da doença e a composição corporal dos pacientes com Doenças Inflamatórias Intestinais", XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu.
2012
3o melhor pôster do Encontro SBAN: Nutrição Clínica - "A albuminemia e glicemia não estão associadas à síndrome de realimentação em pacientes com nutrição parenteral", Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN.
2012
Prêmio Melhor Tema Livre Oral do XI Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca - Suplementação de alecrim na ração de ratos submetidos a infarto agudo do miocárdio: estudo ecocardiográfico, Sociedade Brasileira de Cardiologia.
2012
Terceiro colocado na Sessão de Melhor Pôster do XXXIII Congresso da SOCESP - Influência da suplementação de vitamina D na remodelação cardíaca após infarto experimental, Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo.
2011
Melhor pôster - 1o colocado -Influência da suplementação da ração com vitamina D sobre as propriedades mecânicas da aorta de ratos, 39o Congresso Brasileiro de Angiologia e Cirurgia Vascular.
2010
Prêmio de melhor trabalho no XIV Congresso Brasileiro de Nutrologia, Associação Brasileira de Nutrologia - ABRAN.
2008
Prêmio de melhor trabalho de Pós-graduação na VIII Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu - VIII Jonub, Instituto de Biociências de Botucatu - UNESP.
2008
Homenagem no XII Congresso Brasileiro de Nutrologia, Associação Brasileira de Nutrologia - ABRAN.
2008
Prêmio de primeiro melhor trabalho inscrito na VIII Jornada do PAP, Programas de Aprimoramento da Faculdade de Medicina de Botucatu.
2007
Prêmio de melhor pôster apresentado no X Congresso Paulista de Terapia Intensiva (X COPATI) com o trabalho "O papel dos ânions não mensuráveis e da Proteína C-reativa em UTI clínica", Sociedade Paulista de Terapia Intensiva (SOPATI).
2007
Menção Honrosa no XIX Congresso de Iniciação Científica -UNESP, na área Ciências da Vida com o trabalho Sistema simples de predizer mortalidade em UTI médica, UNESP.
2007
Menção Honrosa na VII Jornada de Nutrição da UNESP, pelo trabalho Vogt BP, Rafacho BPM, Pansani MC, Garijo DS, Paiva SAR. Comparação entre fórmulas que usam circunferências para estimati, Instituto de Biociências de Botucatu - UNESP.
2006
Homenagem no X Congresso Brasileiro de Nutrologia, Associação Brasileira de Nutrologia - ABRAN.
2005
Prêmio Informática em Saúde: como melhor trabalho apresentado na área de Informática - Informações sobre obesidade disponíveis na web - avaliação quantitativa e qualitativa. Shi KL , Zornoff DCM e Paiva SAR, XIV Congresso Médico Acadêmico de Botucatu.
2005
Prêmio de melhor trabalho apresentado no II Encontro - A interface Clínica e Básica da Medicina Atual realizada no I Encontro do Programa de Pós-Graduação da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP, Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP.
2005
Prêmio ABC de publicação científica da Área de Biologia Molecular, Celular e Cardiologia Experimental com o trabalho - A exposição crônica à fumaça do cigarro resulta em remodelação cardíaca e prejuízo da função ventricular em ratos, Revista ABC - Arquivos Brasileiros de Cardiologia, com o apoio da Sanofi-Aventis.
2003
Menção Honorífica com o trabalho Redução da Mortalidade após Implantação de Medidas Consensuais em Pacientes com Infarto Agudo do Miocárdio, XII Congresso Médico Acadêmico de Botucatu.
1998
I Prêmio Roberto Sogayar como melhor trabalho apresentado por aluno da FMB/UNESP, VII Congresso Médico Acadêmico de Botucatu.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Web of Science
Total de trabalhos:75
Total de citações:469
Fator H:13
paiva sar* or rupp de paiva sa* or paiva s*  Data: 07/06/2012

SciELO
Total de trabalhos:18
Total de citações:10
PAIVA, SERGIO ALBERTO RUPP DE OR PAIVA, SERGIO A. R. OR PAIVA, SERGIO A.R. OR PAIVA, SERGIO ALBERTO RUPP [Author]  Data: 19/11/2008

SCOPUS
Total de trabalhos:95
Total de citações:743

Artigos completos publicados em periódicos

1.
Biagioni, M.F.G.2014Biagioni, M.F.G. ; Mendes, A.L. ; NOGUEIRA, C. R. ; Paiva, Sergio A. R. ; LEITE, Celso Vieira de Souza ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Weight-Reducing Gastroplasty with Roux-en-Y Gastric Bypass: Impact on Vitamin D Status and Bone Remodeling Markers. Metabolic Syndrome and Related Disorders, v. 12, p. 11-15, 2014
Palavras-chave: obesidade; vitamina D; remodelação óssea; cirurgia bariátrica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 15404196
Background: Despite the weight-loss benefits of bariatric surgery, studies have shown considerably compromised nutritional conditions, particularly in relation to bone metabolism, in patients who have undergone such procedure. The goal of this article was evaluate bone metabolism alterations after gastroplasty through the concentrations of C- terminal crosslinking telopeptides of type-I collagen (CTX) and bone-specific alkaline phosphatase (BSAP) and vitamin-D status. Methods: This study, conducted at the Botucatu School of Medicine University Hospital, UNESP, were analyzed twenty-two women with BMI higher than 35kg/m who had undergone Roux-en-y gastric bypass (RYGB) surgery, prior to three and six months after procedure. Results: All of them were evaluated in relation to their anthropometric profile. Obese patients showed a vitamin-D status that was compatible with moderate depletion, thus correlating negatively with PTH and positively with CTX. After surgery, 25-hydroxyvitamin D (25(OH)D) and CTX concentrations significantly increased. Other tests (calcium, phosphorus, magnesium, total and bone-specific alkaline phosphatase and PTH) did not differ between the moments and remained stable within the normality range. Body fat correlated only with 25(OH)D concentrations and was inversely proportional to their increase. There was a positive correlation between PTH and CTX prior to surgery. Conclusions: Hypovitaminosis D is prevalent in obese individuals, and RYGB is related to CTX increase without BSAP alteration in the first follow-up semester.. .

2.
Costa, N.A.2014Costa, N.A. ; GUT, Ana Lúcia ; DORNA, M. S. ; PIMENTEL, J. A. ; COZZOLINO, Silvia Maria Franciscato ; Azevedo, Paula S. ; Fernandes, Ana Angelica Henrique ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. ; Minicucci, Marcos F. . Serum thiamine concentration and oxidative stress as predictors of mortality in patients with septic shock. Journal of Critical Care, v. 29, p. 249-252, 2014
Palavras-chave: tiamina; septicemia; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 2; ISSN/ISBN: 08839441
Purpose: Determine the influence of serum thiamine, GPx activity and serum protein carbonyl concentrations in hospital mortality in patients with septic shock. Materials and Methods: This prospective study included all patients with septic shock on admission or during ICU stay, over the age of 18, admitted to one of the 3 Intensive Care Units (ICUs) of the Botucatu Medical School, from January to August 2012. Demographic information, clinical evaluation and blood sample were taken within the first 72 hours of the patient's admission or within 72 hours after septic shock diagnosis for serum thiamine, GPx activity and protein carbonyl determination. Results: One hundred and eight consecutive patients were evaluated. The mean age was 57.5 16.0 years, 63% were male, 54.6% died in ICU and 71.3% had thiamine deficiency. Thiamine was not associated with oxidative stress. Neither vitamin B1 levels nor the GPx activity were associated with outcomes in these patients. However, protein carbonyl concentration was associated with increased mortality. Conclusions: In patients with septic shock, oxidative stress was associated with mortality. On the other hand, thiamine was not associated with oxidative stress or mortality in these patients.. .

3.
ASSUNCAO, P. M.2014ASSUNCAO, P. M. ; GIAMPIETRO, R. R. ; Paiva, Sergio A. R. ; OKOSHI, Marina Politi . Untreated tophaceous gout. International Journal of Case Reports and Images, v. 5, p. 89-91, 2014
Palavras-chave: gota; tofo gotoso.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 09763198
doi: 10.5348/ijcri-2014-01-447-CI-20. .

4.
Minicucci, Marcos F.2014Minicucci, Marcos F. ; FARAH, ELAINE ; FUSCO, D. ; COGNI, ANA LUCIA ; Azevedo, Paula S. ; OKOSHI, K. ; ZANATI, Silméia Garcia ; Matsubara, Beatriz B. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Infarct Size as Predictor of Systolic Functional Recovery after Myocardial Infarction. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), p. 549-556, 2014
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; ventriculo direito; fatores preditores; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 6; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: Os efeitos da terapêutica moderna na recuperação funcional após o infarto agudo do miocárdio (IAM) não são conhecidos. Objetivo: Avaliar os fatores preditores da recuperação funcional sistólica após o IAM de parede anterior, em pacientes submetidos à terapia moderna (reperfusão, antiagregação plaquetária agressiva, inibidores da enzima conversora da angiotensina, betabloqueadores). Métodos: Foram incluídos 94 pacientes consecutivos com IAM com supradesnivelamento do segmento ST. Ecocardiogramas foram realizados na fase intrahospitalar e após 6 meses. Disfunção sistólica foi definida pela presença de fração de ejeção de valor menor que 50%. Resultados: No ecocardiograma inicial, 64% dos pacientes apresentaram disfunção sistólica. Os pacientes com disfunção ventricular apresentaram maiores tamanhos de infarto, avaliados pelas enzimas creatinofosfoquinase total (CPK) e isoenzima MB, que os pacientes sem disfunção. Adicionalmente, 24,5% dos pacientes inicialmente com disfunção sistólica apresentaram recuperação no período de 6 meses após o IAM. Os pacientes que recuperaram a função ventricular apresentaram menores tamanhos de infarto, mas maiores valores da fração de ejeção e tempo de desaceleração da onda E (TDE) que pacientes sem recuperação. Na análise multivariada, observa-se que o tamanho de infarto foi o único fator preditor independente de recuperação funcional após 6 meses de infarto, quando ajustado pela idade, sexo, fração de ejeção e TDE. Conclusão: Apesar do tratamento agressivo, a disfunção ventricular sistólica continua a ser evento frequente após o infarto de parede anterior. Adicionalmente, 25% dos pacientes apresentam recuperação funcional. Finalmente, o tamanho do infarto foi o único fator preditor de recuperação funcional após seis meses do IAM.. .

5.
Costa, N.A.2014Costa, N.A. ; GONCALVES, A. F. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; POLEGATO, B.F. ; Azevedo, Paula S. ; Santos, Priscila P. ; MATSUBARA, LS ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. ; GUT, Ana Lúcia ; Minicucci, Marcos F. . Serum metalloproteinases 2 and 9 as predictors of mortality in patients with septic shock. Anaesthesia and Intensive Care, v. 42, p. 421-423, 2014
Palavras-chave: septicemia; metaloproteinase; prognóstico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 3; ISSN/ISBN: 0310057X.

6.
Costa, N.A.2014Costa, N.A. ; GUT, Ana Lúcia ; PIMENTEL, J. A. ; COZZOLINO, Silvia Maria Franciscato ; AZEVEDO, P. S. ; FERNANDES, A. A. H. ; POLEGATO, B. F. ; TANNI, Suzana Erico ; GAIOLLA, R. D. ; Zornoff LAM ; Paiva, Sergio A. R. ; Minicucci, Marcos F. . Erythrocyte selenium concentration predicts intensive care unit and hospital mortality in patients with septic shock, a prospective observational study. Critical Care (London. Print), v. 18, p. R92, 2014
Palavras-chave: Selênio; sepsis; polimorfismo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital; Série: 3; ISSN/ISBN: 13648535
Introduction: Selenoenzymes can modulate the extent of oxidative stress, which is recognized as a key feature of septic shock. The pathophysiologic role of erythrocyte selenium concentration in patients with septic shock remains unknown. Therefore, the objective of this study was to evaluate the association of erythrocyte selenium concentration with glutathione peroxidase (GPx1) activity, GPx1 polymorphisms and with ICU and hospital mortality in septic shock patients. Methods: This prospective study included all patients older than 18 years with septic shock on admission or during their ICU stay, admitted to one of the three ICUs of our institution, from January to August 2012. At the time of the patients enrollment, demographic information was recorded. Blood samples were taken within the first 72 hours of the patients admission or within 72 hours of the septic shock diagnosis for determination of selenium status, protein carbonyl concentration, GPx1 activity and GPx1 Pro198Leu polymorphism (rs 1050450) genotyping. Results: A total of 110 consecutive patients were evaluated. The mean age was 57.6 15.9 years, 63.6% were male. Regarding selenium status, only erythrocyte selenium concentration was lower in patients who died in the ICU. The frequencies for GPx1 Pro198Leu polymorphism were 55%, 38% and 7% for Pro/Pro, Pro/Leu and Leu/Leu, respectively. In the logistic regression models, erythrocyte selenium concentration was associated with ICU and hospital mortality in patients with septic shock even after adjustment for protein carbonyl concentration and acute physiology and chronic health evaluation II score (APACHE II) or sequential organ failure assessment (SOFA). Conclusions: Erythrocyte selenium concentration was a predictor of ICU and hospital mortality in patients with septic shock. However, this effect was not due to GPx1 activity or Pro198Leu polymorphism. . .

7.
Santos, P.P.2014Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; GONCALVES, A. F. ; Jaldin, R.G. ; NASCIMENTO, T. B. ; SILVA, M. A. B. ; CAU, S. B. A. ; Roscani, Meliza Goi ; AZEVEDO, P. S. ; MINICUCCI, Marcos F ; TOSTES, R. C. ; ZORNOFF, L. A. M. ; Paiva, Sergio A. R. . Vitamin D induces increased systolic arterial pressure via vascular reactivity and mechanical properties. Plos One, v. 9, p. e98895, 2014
Palavras-chave: vitamina D; suplementação; pressão arterial; remodelação vascular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Fisiologia / Subárea: Fisiologia de Órgãos e Sistemas / Especialidade: Fisiologia Cardiovascular.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 6; ISSN/ISBN: 19326203
Background/Aims: The aim of this study was to evaluate whether supplementation of high doses of cholecalciferol for two months in normotensive rats results in increased systolic arterial pressure and which are the mechanisms involved. Specifically, this study assesses the potential effect on cardiac output as well as the changes in aortic structure and functional properties. Methods: Male Wistar rats were divided into three groups: 1) Control group (C, n=20), with no supplementation of vitamin D, 2) VD3 (n=19), supplemented with 3,000 IU vitamin D/kg of chow; 3) VD10 (n=21), supplemented with 10,000 IU vitamin D/kg of chow. After two months, echocardiographic analyses, measurements of systolic arterial pressure (SAP), vascular reactivity, reactive oxygen species (ROS) generation, mechanical properties, histological analysis and metalloproteinase-2 and -9 activity were performed. Results: SAP was higher in VD3 and VD10 than in C rats (p=0.001). Echocardiographic variables were not different among groups. Responses to phenylephrine in endothelium denuded aortas was higher in VD3 compared to the C group (p=0.041). Vascular relaxation induced by acetylcholine (p=0.023) and sodium nitroprusside (p=0.005) was impaired in both supplemented groups compared to the C group and apocynin treatment reversed impaired vasodilation. Collagen volume fraction (<0.001) and MMP-2 activity (p=0.025) was higher in VD10 group compared to the VD3 group. Elastin volume fraction was lower in VD10 than in C and yield point was lower in VD3 than in C. Conclusion: Our findings support the view that vitamin D supplementation increases arterial pressure in normotensive rats and this is associated with structural and functional vascular changes, modulated by NADPH oxidase, nitric oxide, and extracellular matrix components.. .

8.
PAIVA, SERGIO RUPP DE2014PAIVA, SERGIO RUPP DE ; COLLI, Célia . Editorial. Revista da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, v. 39, p. V, 2014
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital. Homepage: ; Série: 1; ISSN/ISBN: 23167874
É sempre interessante olhar para o passado quando pensamos nas mudanças que são necessárias para um futuro com excelência. O grupo de pesquisadores e professores, quando criaram os Cadernos de Nutrição em 1987, que evoluíram para a NUTRIRE em 2000, buscavam oferecer à comunidade científica um veículo para a divulgação de conhecimentos no campo da alimentação e nutrição. E esse foi o caminho percorrido. Nosso periódico buscou, nesses quase 14 anos, acompanhar as atividades da comunidade científica brasileira que ele mais representa. O momento agora é de dar maior visibilidade aos artigos, maior segurança ao processo de tramitação dos manuscritos e maior velocidade na resposta aos autores; chegar a um sistema de captação que aumente o número de artigos submetidos e que permita maior seleção de artigos com qualidade. Buscamos nos integrar a bases de dados como SCIELO ou PUBMED, a plataforma ISI Web of Knowledge, SCOPUS. A NUTRIRE passou por várias modificações: em 2006, tornou-se quadrimestral; em 2012, adotou o sistema de submissão online de artigos, e toda a coleção da NUTRIRE foi disponibilizada. Além de mudanças na forma de encaminhamento dos manuscritos, houve também modificações em seu corpo editorial. Para compor a Comissão Editorial em apoio ao Editor, foram criados os cargos de Editor Executivo e de Editores Associados (atualmente em número de 13) nas áreas de: Alimentos, Bioquímica da Nutrição, Nutrição Clínica, Nutrição Clínica Pediátrica, Nutrição e Atividade Física, Nutrição em Saúde Pública, Nutrição Experimental e Nutrigenômica. Esses renomados especialistas foram indicados pelo presidente e vice-presidente da SBAN, pelo Editor e pelo Editor Executivo, de acordo com a demanda de cada área. Seguimos com nosso trabalho e, desde já, agradecemos a todos que estiveram e ainda estão conosco neste caminho . Em tempo: a SBAN organizará, em maio, em Foz do Iguaçu, a Bioavailability 2014, conferência internacional que terá 15 pesquisadores estrangeiros convidados. .

9.
Cogni, A.L.2013Cogni, A.L. ; Farah, E. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZANATI, Silméia Garcia ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Waist circumference, but not body mass index, is a predictor of ventricular remodeling after anterior myocardial infarction. Nutrition (Burbank, Los Angeles County, Calif.), v. 29, p. 122-126, 2013
Palavras-chave: Índice de Massa do Corpo; obesidade; Infarto agudo do miocárdio; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 1; ISSN/ISBN: 08999007
Objective: The impact of obesity on ventricular remodeling after myocardial infarction (MI) is still poorly understood. Therefore, the aim of this study was to evaluate the role of waist circumference (WC) and body mass index (BMI) as predictors of cardiac remodeling in patients following an anterior MI. Research Methods & Procedures: Eighty-three consecutive patients with anterior MI were prospectively evaluated. Clinical characteristics and echocardiographic data were analysed at admission and at a 6-month follow-up. Ventricular remodeling was defined as a 10% increase in left ventricular end-systolic or end-diastolic diameter at the 6-month follow-up Results: In our study, eighty-three consecutive patients were evaluated, of which 72% were male. Ventricular remodeling was present in 31% of the patients of which 77% were male. Patients with remodeling had higher creatine phosphokinase and creatine phosphokinase MB peak values, a higher resting heart rate, a larger left atrium diameter and a larger interventricular septum diastolic thickness. In addition, patients with remodeling had a lower E-Wave deceleration time and ejection fraction. Patients with remodeling presented higher WC values (Remodeling=99.2 10.4cm; Without remodeling=93.9 10.8cm; P=0.04), but there were no differences in the BMI values. In the logistic regression analysis, WC, adjusted by age, gender, ejection fraction, and creatine phosphokinase levels, was an independent predictor of left ventricular remodeling (OR: 1.067; CI95%: 1.001-1.129; P=0.02). Conclusions: WC, but not BMI, is a predictor of ventricular remodeling after anterior MI. Therefore, WC should be encouraged to be measured in clinical practice for these patients.. .

10.
Gumieiro, D.N.2013Gumieiro, D.N. ; RAFACHO, B. P. M. ; TANNI, Suzana Erico ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Sakane D.T. ; Carneiro C.A.S. ; Gaspardo D. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Pereira G.J.C. ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Mini Nutritional Assessment predicts gait status and mortality 6 months after hip fracture. British Journal of Nutrition, v. 109, p. 1657-1661, 2013
Palavras-chave: fratura de quadril; Mini avaliação nutricional; fatores preditores; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 00071145
Abstract Background: Hip fractures decrease the level of patients independence, increase morbidity and the risk of mortality after surgery. The aim of this study is to evaluate the Mini Nutritional Assessment (MNA), the Nutritional Risk Screening 2002 (NRS 2002) and the American Society of Anesthesiologist Physical Status Score (ASA) as predictors of gait status and mortality 6 months after hip fracture. Methods: Eighty-eight consecutive patients with hip fracture, older than 65 years old, who were admitted to an orthopedic unit were prospectively evaluated. Within the first 72 hours of admission, each patient s characteristics were recorded, and MNA, NRS 2002 and ASA were applied. Gait status and mortality were evaluated 6 months after hip fracture. Results: Two patients were excluded because of pathological fractures. The remaining 86 patients with average age of 80.2  7.3 years old were studied. Among these patients 76.7% were female, 69.8% walked with or without support and 12.8% died 6 months after the fracture. In a multivariate analysis, only MNA was associated with gait status 6 months after hip fracture (OR: 1.293; CI95%: 1.109-1.507; p: 0.001). In Cox regression model, only MNA was associated with mortality 6 months after hip fracture. (HR: 0.869; CI95%: 0.757-0.998; p: 0.04). Conclusions: The MNA predicts gait status and mortality 6 months after hip fracture. These results suggest that MNA should be used instead of NRS 2002 or ASA in hip fracture patients.. .

11.
AZEVEDO, Paula Schimidt2013AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Santos, P.P. ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Energy Metabolism in Cardiac Remodeling and Heart Failure. Cardiology in Review (Print), v. 21, p. 135-140, 2013
Palavras-chave: remodelação cardíaca; metabolismo energético; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 10615377
FAs are the main substrates utilized by mitochondria to provide energy under normal conditions. During heart remodeling, however, the fuel preference switches to glucose. In the earlier stages of cardiac remodeling, changes in energy metabolism are considered crucial to protect the heart from irreversible damage. Further, low FA oxidation and the stimulus for glycolytic pathway lead to lipotoxicity, acidosis and low ATP production. While myocardial function is directly associated with energy metabolism, the metabolic pathways could be potential targets for therapy in heart failure. .

12.
Costa, N.A.2013Costa, N.A. ; Vulcano, D.S.B. ; POLA, P. M. S. ; Paiva, Sergio A. R. ; AZEVEDO, P. S. ; ZORNOFF, L A M ; OKOSHI, Marina Politi ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Constipação intestinal prediz o tempo de ventilação mecânica em unidade de terapia intensiva. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 11, p. 2-5, 2013
Palavras-chave: UTI; fatores preditores; constipação funcional; ventilacao mecanica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 16791010
JUSTIFICATIVA E OBJETIVOS: Estudos recentes têm identificado a constipação intestinal (CI) como fator prognóstico independente na evolução de pacientes críticos e mostrado que seu tratamento pode resultar em melhor prognóstico. O objetivo deste estudo foi avaliar a incidência de constipação intestinal em pacientes com nutrição enteral internados em unidade de terapia intensiva (UTI) e sua associação com o tempo de ventilação mecânica (VM) e de internação e a mortalidade. MÉTODO: Foram incluídos prospectivamente 26 pacientes de ambos os sexos, acima de 18 anos, com uso de dieta enteral de forma exclusiva por no mínimo três dias durante a internação na UTI de novembro de 2011 a janeiro de 2012. Foram registrados dados demográficos, diagnósticos, dias em VM, duração da terapia de nutrição enteral, hábito intestinal e desfecho clínico. RESULTADOS: A idade média dos pacientes foi 60,5 18,7 anos, sendo que 50% eram homens. O tempo de VM foi de 9,0 7,3 dias e a mediana do tempo de internação na UTI foi de 13,0 (7,0-18,0) dias. Os pacientes constipados (n = 13; 50%) demoraram mais tempo para atingir a meta nutricional prescrita. Além disso, apresentaram tempo de VM duas vezes maior que os sem constipação. Em análise de regressão linear para predição de tempo de VM, a constipação foi preditora de maior tempo de VM, mesmo após ajuste por gênero e gravidade (p = 0,043). No entanto, a CI não esteve associada ao tempo de internação na UTI ou ao óbito. CONCLUSÃO: A presença de CI em pacientes críticos é preditora de maior tempo de ventilação mecânica. Portanto, a criação e implantação de protocolos para o tratamento da CI na UTI é de fundamental importância.. .

13.
NOVO, Rosangela2013NOVO, Rosangela ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; Felisbino S. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Smoking is Associated with Remodeling of Gap Junction in the Rat Heart: Smoker's Paradox Explanation?. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 100, p. 274-280, 2013
Palavras-chave: Conexina 43; Fumo; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica. ; Meio de divulgação: Digital; Série: 3; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: Em estudo anterior, utilizando o modelo de ratos, a exposição à fumaça do cigarro durante 5 semanas aumentou a sobrevida após IAM, apesar da idade similar e tamanho do infarto entre fumantes e não fumantes, e da ausência de reperfusão. Objetivo: Dessa forma, o presente estudo teve como objetivo analisar os efeitos da exposição à fumaça do cigarro sobre a intensidade, distribuição ou fosforilação da conexina 43 no coração de ratos. Métodos: Ratos Wistar, pesando 100 g, foram distribuídos aleatoriamente em 2 grupos: 1) Controle (n = 25); 2) Expostos à fumaça do cigarro (ETS), n = 23. Depois de 5 semanas, foram conduzidas análise morfométrica do ventrículo esquerdo, imuno-histoquímica e Western blot para conexina 43 (Cx43). Resultados: A fração do volume de colágeno, as áreas transversais e o peso ventricular não foram estatisticamente diferentes entre os grupos controle e ETS. O grupo ETS apresentou uma coloração de menor intensidade da Cx43 em discos intercalados (Controle: 2,32 0,19; ETS: 1,73 0,18; p = 0,04). A distribuição da Cx43 em discos intercalados não diferiu entre os grupos (Controle: 3,73 0,12; ETS: 3,20 0,17; p = 0,18). Os ratos do grupo ETS mostraram um nível maior de forma desfosforilada da Cx43 (Controle: 0,45 0,11; ETS: 0,90 0,11; p = 0,03). Por outro lado, o Cx43 total não diferiu entre os grupos de controle e ETS (Controle: 0,75 0,19; ETS: 0,93 0,27; p = 0,58). Conclusão: A exposição à fumaça do cigarro resultou na remodelação das junções comunicantes cardíacas, caracterizada por alterações na quantidade e fosforilação da Cx43 em corações de ratos. Essa constatação pode explicar o paradoxo dos fumantes observado em alguns estudos.. .

14.
SORIANO, Eline Almeida2013SORIANO, Eline Almeida ; AZEVEDO, P. S. ; Miot, H.A. ; MINICUCCI, M.F. ; PANSANI, Marielle Castilho ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, Sergio A. R. . Cardiac remodeling induced by 13-cis retinoic acid treatment in acne patients. International Journal of Cardiology (Print), v. 163, p. 68-71, 2013
Palavras-chave: remodelação cardíaca; ácido retinóico; acne.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 1; ISSN/ISBN: 01675273
Background: Currently, 13-cis-retinoic acid (13-cis-RA) is the most effective therapy for acne. Isotretinoin, a first-generation synthetic 13-cis-RA compound, is associated with numerous adverse effects. To investigate the cardiac effects of 13-cis-RA, acne patients receiving 13-cis-RA were studied. Methods: Twenty male patients with acne were enrolled in the study. Patients were treated with a dose of 0.5 mg/kg/d of isotretinoin. All participants were assessed prior to treatment and after 10 weeks of therapy with Doppler-echocardiogram. Results: Patients showed reductions in right atrium vertical diameter, left atrium longitudinal diameter, left atrium volume and left ventricular diastolic diameter over the course of treatment. Significant increases in interventricular septum diastolic thickness, posterior wall diastolic thickness, relative wall relative thickness and left ventricle (LV) mass were observed. The LV mass index showed an increase in ventricular mass and a decrease in the cavity size. Examining LV systolic function, a decrease was observed for the cardiac index. Conclusion: In this study, 10 weeks of 13-cis-RA therapy at a dose of 0.5 mg/kg/d was found to promote concentric-type heart remodeling due to the occurrence of two associated events: heart hypertrophy and hypovolemia.. .

15.
Farah, E.2013Farah, E. ; FUSCO, D. ; OKUMOTO, P. ; Minicucci, Marcos F. ; AZEVEDO, P. S. ; Matsubara, Beatriz B. ; OKOSHI, Katashi ; ZANATI, Silméia Garcia ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Impacto do padrão geométrico ventricular na remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 100, p. 518-523, 2013
Palavras-chave: remodelação cardíaca; geometria; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 6; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: A relevância do padrão de geometria após o infarto do miocárdio não é conhecida. Objetivos: Analisar a presença de diferentes padrões de geometria ventricular esquerda (VE) e seu impacto como preditor de remodelação em pacientes com infarto do miocárdio. Métodos: Pacientes com infarto agudo anterior (n=80) foram divididos de acordo com o padrão de geometria: normal (índice de massa (IMVE) normal e espessura relativa da parede (ERP) normal), remodelação concêntrica (IMVE normal e ERP aumentada), hipertrofia concêntrica (IMVE e ERP aumentadas) e hipertrofia excêntrica (IMVE aumentado e ERP normal). Após 6 meses, foi repetido o ecocardiograma. Resultados: Quatro pacientes foram a óbito. Dos sobreviventes, 41 apresentaram remodelação (R+), enquanto 39 não remodelaram (R-). Considerando-se o padrão geométrico, houve a seguinte distribuição: 24 pacientes com padrão normal, 13 com remodelação concêntrica, 29 com hipertrofia concêntrica e 14 com hipertrofia excêntrica. Os pacientes que remodelaram apresentaram maiores tamanhos de infarto analisados pelo pico da CPK (R+ = 4610 (1688-7970), R- = 1442 (775-4247), p<0,001) e da CK-MB (R+ = 441 (246-666), R- = 183 (101-465), p<0,001), tendência a maior prevalência de remodelação concêntrica (R+ = 10, R- = 3, p=0,08). e menor prevalência de hipertrofia excêntrica (R+ = 2, R- = 12, p=0,006). Na análise de regressão multivariada, o tamanho do infarto foi preditor (OR=1,01;p=0,020) e a hipertrofia excêntrica foi fator protetor (OR=0,189;p=0,046) de remodelação ventricular após a oclusão coronariana. Conclusão: O padrão de geometria ventricular pode ter impacto no processo de remodelação em pacientes com infarto do miocárdio.. .

16.
Gumieiro, D.N.2013Gumieiro, D.N. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; Gonçalves, A. ; SANTOS, P. P. ; Azevedo, Paula S. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Pereira, G.C. ; MATSUBARA, LS ; Paiva, Sergio A. R. ; Minicucci, Marcos F. . Serum metalloproteinases 2 and 9 as predictors of gait status, pressure ulcer and mortality after hip fracture. Plos One, v. 8, p. e57424, 2013
Palavras-chave: ulcera de pressao; metaloproteinase; mortalidade; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 2; ISSN/ISBN: 19326203
Introduction: The aim of this study is to evaluate the serum activity of metalloproteinases (MMPs) -2 and -9 as predictors of pressure ulcer (PU), gait status and mortality 6 months after hip fracture. Methods: Eighty-seven patients over the age of 65 admitted to the orthopedic unit from January to December 2010 with hip fracture were prospectively evaluated. Upon admission, patient demographic information, including age, gender and concomitant diseases, was recorded. Blood samples were taken for analysis of MMP -2 and -9 activity by gel zymography and for biochemical examination within the first 72 hours of the patient s admission, after clinical stabilization. The fracture pattern (neck, trochanteric or subtrochanteric), time from admission to surgery, surgery duration and length of hospital stay were also recorded. Results: Two patients were excluded due to the presence of pathological fractures (related to cancer), and three patients were excluded due to the presence of PU before admission. Eighty-two patients, with a mean age of 80.4 7.3 years, were included in the analysis. Among these patients, 75.6% were female, 59.8% had PU, and 13.4% died 6 months after hip fracture. All patients underwent hip fracture repair. In a univariate analysis, there were no differences in serum MMP activity between hip fracture patients with or without PU. In addition, the multiple logistic regression analysis models, which were adjusted by age, gender, length of hospital stay and C-reactive protein, showed that the pro-MMP-9 complexed with neutrophil gelatinase-associated lipocalin form (130 kDa) was associated with gait status recovery 6 months after hip fracture. Conclusions: In conclusion, serum pro-MMP-9 is a predictor of gait status recovery 6 months after hip fracture.. .

17.
COGNI, ANA LUCIA2013COGNI, ANA LUCIA ; FARAH, ELAINE ; Minicucci, Marcos F. ; Azevedo, Paula S. ; OKOSHI, Katashi ; Matsubara, Beatriz B. ; ZANATI, SILMÉIA ; HAGGEMAN, RODRIGO ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Metalloproteinases-2 and -9 Predict Left Ventricular Remodeling after Myocardial Infarction. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 100, p. 315-321, 2013
Palavras-chave: metaloproteinase; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital. Homepage: ; Série: 4; ISSN/ISBN: 0066782X
Background: The role of serum metalloproteinases (MMP) after myocardial infarction (MI) is unknown. Objective: The aim of this study was to evaluate the role of serum MMP-2 and -9 as predictors of ventricular remodeling six months after anterior MI. Methods: We prospectively enrolled patients after their first anterior MI. MMP activity was assayed 12 to 72 hours after the MI. An echocardiogram was performed during the hospitalization and six months later. Results: We included 29 patients; 62% exhibited ventricular remodeling. The patients who exhibited remodeling had higher infarct size based on creatine phosphokinase (CPK) peak values (p=0.037), higher prevalence of in-hospital congestive heart failure (p = 0.004), and decreased ejection fraction (EF) (p=0.007). The patients with ventricular remodeling had significantly lower serum levels of inactive MMP-9 (p = 0.007) and significantly higher levels of the active form of MMP-2 (p=0.011). In a multivariate logistic regression model, adjusted by age, CPK peak, EF and prevalence of heart failure, MMP-2 and -9 serum levels remained associated with remodeling (p=0.033 and 0.044, respectively). Conclusion: Higher serum levels of inactive MMP-9 were associated with the preservation of left ventricular volumes, and higher serum levels of the active form of MMP-2 were a predictor of remodeling 6 months after MI.. .

18.
OKOSHI, Marina Politi2013OKOSHI, Marina Politi ; Romeiro, Fernando Gomes ; Paiva, Sergio A. R. ; OKOSHI, Katashi . Heart Failure-Induced Cachexia. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), p. 476-482, 2013
Palavras-chave: caquexia; Insuficiência cardíaca; tratamento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital; Série: 5; ISSN/ISBN: 0066782X
Pacientes com insuficiência cardíaca frequentemente desenvolvem estado de caquexia, que constitui fator independente de redução da sobrevida. Caquexia pode ser diagnosticada quando ocorre perda de peso corporal maior que 6% do peso habitual, na ausência de outras doenças. Embora sua fisiopatologia não esteja completamente esclarecida, vários fatores parecem estar envolvidos, como diminuição da ingestão alimentar, anormalidades do trato gastrointestinal, ativação imunológica e neuro-hormonal, e alteração da relação entre processos anabólicos e catabólicos. Como não há terapia específica para a caquexia associada à insuficiência cardíaca, o tratamento baseia-se no suporte nutricional, bloqueio neuro-hormonal, controle do edema e anemia e exercícios físicos. Fármacos com propriedades imunomodulatórias e anabólicas encontram-se em investigação clínica e experimental.. .

19.
Minicucci, Marcos F.2013Minicucci, Marcos F. ; Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; Gonçalves, A. ; Ardisson, Lidiane P. ; BATISTA, D. F. ; Azevedo, Paula S. ; POLEGATO, B. F. ; OKOSHI, Katashi ; PEREIRA, E. J. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Periostin as a modulator of chronic cardiac remodeling after myocardial infarction. Clinics (USP. Impresso), v. 68, p. 1344-1349, 2013
Palavras-chave: periostina; Infarto agudo do miocárdio; Fibrose.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 18075932
Objective: After acute myocardial infarction (MI), during the phase of cardiac repair, periostin is released into the infarct and activates signaling pathways that are essential for the reparative process. However, the role of periostin in chronic cardiac remodeling after MI remains to be elucidated. Therefore, the objective of this study was to investigate the relationship between tissue periostin and cardiac variables in the chronic cardiac remodeling induced by myocardial infarction. Methods: Male Wistar rats were assigned to 2 groups: a simulated surgery group (SHAM; n=8) and a myocardial infarction group (MI; n=13). After 3 months, morphological, function and biochemical analyses were performed. The data are expressed as the means SD or medians (including the lower quartile and upper quartile). Results: Myocardial infarction induced increased left ventricular (LV) diastolic and systolic areas associated with decreased fractional area change and posterior wall shortening velocity. Considering extracellular matrix variables, the MI group presented higher values of periostin, collagen types I and III, interstitial collagen volume fraction and myocardial hydroxyproline concentration. In addition, periostin was positively correlated with type III collagen (r=0.673, p=0.029) and diastolic (r=0.678, p=0.036 and systolic (r=0.795, 0.006) LV areas. Considering the relationship between periostin and cardiac function variables, periostin was inversely correlated with both fractional area change (r = -0.783, p=0.008) and posterior wall shortening velocity (r=0.-767, p=0.012). Conclusions: Periostin might be a modulator of deleterious cardiac remodeling in the chronic phase after myocardial infarction in rats.. .

20.
ASSALIN, H. B.2013ASSALIN, H. B. ; RAFACHO, B. P. ; DOS SANTOS, P. P. ; ARDISSON, L. P. ; ROSCANI, M. G. ; CHIUSO-MINICUCCI, F. ; BARBISAN, L. F. ; FERNANDES, A. A. H. ; AZEVEDO, P. S. ; MINICUCCI, M. F. ; ZORNOFF, L. A. ; RUPP DE PAIVA, S. A. . Impact of the Length of Vitamin D Deficiency on Cardiac Remodeling. Circulation. Heart Failure, v. 6, p. 809-816, 2013
Palavras-chave: vitamina D; deficiência; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 19413289
Background: This study was aimed to evaluate the influence of vitamin D (VD) deficiency on cardiac metabolism, morphology and function. Thus, we investigated the relationship of these changes with the length of the nutrient restriction. Methods and Results: Male weanling Wistar rats were allocated into four groups: C2(n=24), animals were fed an AIN-93G diet with 1,000 IU VD/kg of chow and were kept under fluorescent light for 2 months; D2(n=22), animals were fed a VD deficient AIN-93G diet and were kept under incandescent light for 2 months; C4(n=21) animals were kept in the same conditions of C2 for 4 months; D4(n=23) animals were kept in the same conditions of D2 for 4 months. Biochemical analyses showed lower beta-hydroxyacyl coenzyme-A dehydrogenase activity and higher lactate dehydrogenase (LDH) activity in VD deficient animals. Furthermore, VD deficiency was related to increased cytokines release, oxidative stress, apoptosis and fibrosis. Echocardiographic data showed left ventricular (LV) hypertrophy and lower fractional shortening and ejection fraction in VD deficient animals. Difference became evident in the LDH activity, LV weight, right ventricle weight, and LV mass after 4 months of VD deficiency. Conclusion: Our data indicate that VD deficiency is associated to energetic metabolic changes, cardiac inflammation, oxidative stress, fibrosis and apoptosis, cardiac hypertrophy, left chambers alterations and systolic dysfunction. Furthermore, length of the restriction influenced these cardiac changes.. .

21.
NOVO, Rosangela2013NOVO, Rosangela ; AZEVEDO, P. S. ; Minicucci, Marcos F. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, S. A R . Effect of Beta-Carotene on Oxidative Stress and Expression of Cardiac Connexin 43. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 101, p. 233-239, 2013
Palavras-chave: Beta-caroteno; Conexina 43; estresse oxidativo; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 3; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamentação: Estudos de intervenção mostraram aumento da mortalidade em pacientes que receberam β-caroteno. No entanto, os mecanismos envolvidos nesse fenômeno não são conhecidos. Assim o objetivo do presente estudo foi avaliar a influência do β-caroteno sobre o estresse oxidativo e expressão de conexina 43 (Cx43) em coração de ratos. Métodos: Ratos Wistar pesando aproximadamente 100 gramas foram alocados em dois grupos: 1) controle (C; n=30) que recebeu a dieta usada de rotina em nosso laboratório; 2) β-caroteno (BC; n=28) que recebeu β-caroteno (na forma de cristal adicionado e misturado à dieta) na dose de 500 mg de β-caroteno/kg de dieta. Os animais receberam tratamento até que atingissem entre 200 e 250 gramas e, após, foram mortos e coletados sangue, fígado e coração para realização de western blotting e imunohistoquímica para Cx43, estudos morfométricos, dosagens de BC por HPLC, e de glutationa reduzida (GSH), glutationa oxidada (GSSG) e hidroperóxidos de lipídeos (HP) por análises bioquímicas. Resultados: O -caroteno foi detectado apenas no fígado dos animais do grupo BC (288 94,7 g/kg). Os níveis de GSH/GSSG foram maiores no fígado e coração dos animais do grupo BC (figado: C: 42,60 1,62; BC: 57,40 5,90; p = 0,04. coração: C: 117,40 1,01; BC: 121,81 1,32 nmol/mg proteína; p = 0,03). O conteúdo de Cx43 total foi maior no grupo BC. Conclusão: O -caroteno apresentou efeito benéfico, caracterizado pelo aumento da comunicação intercelular e melhora do sistema de defesa antioxidante. Portanto, nesse modelo, esses mecanismos não explicam a maior mortalidade observada com a suplementação de -caroteno em estudos clínicos.. .

22.
Ardisson, Lidiane P.2013Ardisson, Lidiane P. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; Santos, P.P. ; ASSALIN, H. B. ; Gonçalves, A. ; AZEVEDO, P. S. ; Minicucci, Marcos F. ; POLEGATO, B.F. ; OKOSHI, K. ; Marchini, Júlio Sérgio ; BARBISAN, L.F. ; FERNANDES, A. A. H. ; Seiva, F.R.F. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Taurine attenuates cardiac remodeling after myocardial infarction. International Journal of Cardiology (Print), v. 168, p. 4925-4926, 2013
Palavras-chave: taurina; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Fibrose.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01675273
Background: the objective of this study was to investigate the effect of taurine on cardiac remodeling induced by myocardial infarction in rats. Methods: The animals were allocated into three groups: Group C: rats submitted to surgery, but without coronary occlusion; Group MI: rats submitted to coronary occlusion; Group MI-T: rats submitted to coronary occlusion and treated with taurine. The planned observation period was three months. Results: Cardiac taurine levels were higher in MI-T in comparison with the other groups (C=0.1000.04 mol/g, MI=0.1750.07 mol/g, MI-T=0.4190.187 mol/g; p=0.022). The infarct size was not different between the infarcted groups. Taurine attenuated the increase in left atrium, LV mass, LV posterior wall thickness, interventricular septum thickness, and diastolic dysfunction caused by infarction. C animals showed a higher connexin 43 intensity and amount in the intercalated disc than MI and MI-T. In relation to metalloproteinase (MMP)-2 and -9, taurine group showed intermediated values between C and MI. The same phenomenon was observed with Nrf-2 values (C=0.63 0.21, MI=0.25 0.16*, MI-T=0.42 0.14; *p<0.05 versus C). In addition, taurine decreased the glutathione peroxidise (GPX), and caspase 3 levels (C=0.026 0.03 u/cm2 x103, MI=0.47 0.35*, MI-T=0.11 0.12#; *p<0.05 versus C; # p<0.05 versus MI), in comparison with MI group. On the other hand, taurine increase the lactate dehydrogenase, β- hydroxyacylcoenzyme A dehydrogenase, and citrate synthase levels, in comparison with controls. Conclusions: Taurine attenuated cardiac remodeling induced by myocardial infarction in rats. This phenomenon was associated with attenuation of apoptosis, oxidative stress and MMP-2 and -9 activation, with improved cardiac energy metabolism.. .

23.
DORNA, M. S.2013DORNA, M. S. ; Costa, N.A. ; OLIVEIRA, E. P. ; SASSAKI, L. Y. ; Romeiro, Fernando Gomes ; Paiva, Sergio A. R. ; Minicucci, Marcos F. ; SILVA, Giovanni Faria . Association between phase angle, anthropometric measurements, and lipid profile in HCV-infected patients. Clinics (USP. Impresso), v. 68, p. 1555-1558, 2013
Palavras-chave: Bioimpedância; Composição do corpo; angulo de fase; Hepatite viral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 18075932
OBJECTIVE: The objective of this study was to investigate the associations between phase angle, anthropometric measurements, and lipid profile in patients chronically infected with the hepatitis C virus. METHODS: A total of 160 consecutive patients chronically infected with the hepatitis C virus and who received treatment at the hepatitis C outpatient unit of our hospital from April 2010 to May 2011 were prospectively evaluated. Bioelectrical impedance analysis, anthropometric measurements, and serum lipid profile analysis were performed. RESULTS: Twenty-five patients were excluded. A total of 135 patients with a mean age of 49.8+ -11.4 years were studied. Among these patients, 60% were male. The phase angle and BMI means were 6.5+ -0.8 and 26.5+ -4.8 kg/m2, respectively. Regarding anthropometric variables, mid-arm circumference, mid-arm muscle circumference, and arm muscle area had a positive correlation with phase angle. In contrast, when analyzing the lipid profile, only HDL was inversely correlated with phase angle. However, in multiple regression models adjusted for age and gender, only mid-arm circumference (p = 0.005), mid-arm muscle circumference (p = 0.003), and arm muscle circumference (p = 0.001) were associated with phase angle in hepatitis C virus-infected patients. CONCLUSIONS: In conclusion, phase angle is positively correlated with anthropometric measures in our study. However, there is no association between phase angle and lipid profile in these patients. Our results suggest that phase angle is related to lean body mass in patients chronically infected with hepatitis C virus.. .

24.
JALDIN, RODRIGO GIBIN2013JALDIN, RODRIGO GIBIN ; CASTARDELLI, ÉDSON ; PEROBELLI, JULIANA ELAINE ; YOSHIDA, WINSTON BONETTI ; DE CASTRO RODRIGUES, ANTÔNIO ; SEQUEIRA, JÚLIO LOPES ; PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP . Morphologic and Biomechanical Changes of Thoracic and Abdominal Aorta in a Rat Model of Cigarette Smoke Exposure. Annals of Vascular Surgery (Print), v. 27, p. 791-800, 2013
Palavras-chave: Fumo; aorta.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Cardiovascular.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital. Homepage: ; Série: 6; ISSN/ISBN: 08905096
Background: Smoking is the most relevant environmental factor that affects the development of aortic aneurysm. Smokers have elevated levels of elastase activity in the arterial wall, which leads to weakening of the aorta. The aim of this study was to verify whether cigarette smoke exposure itself is capable of altering the aortic wall. Methods: Forty-eight Wistar rats were divided into 2-, 4-, and 6-month experimental periods and into 2 groups: smokers (submitted to smoke exposure at a rate of 40 cigarettes/day) and nonsmokers. At the end of the experimental periods, the aortas were removed and crosssectioned to obtain histologic specimens for light microscopic and morphometric analyses. The remaining longitudinal segments were stretched to rupture and mechanical parameters were determined. Results: A degenerative process (i.e., a reduction in elastic fibers, the loss of lamellar arrangement, and a reduction of smooth muscle cells) was observed, and this effect was proportional in intensity to the period of tobacco exposure. We observed a progressive reduction in the yield point of the thoracic aorta over time (P < 0.05). There was a decrease in stiffness (P < 0.05) and in failure load (P < 0.05) at 6 months in the abdominal aorta of rats in the smoking group. Conclusions: Chronic exposure to tobacco smoke can affect the mechanical properties of the aorta and can also provoke substantial structural changes of the arterial wall.. .

25.
Minicucci, Marcos F.2013Minicucci, Marcos F. ; Santos, Priscila P. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; GONCALVES, A. F. ; SILVA, R. A. C. ; Chiuso-Minicucci, Fernanda ; Azevedo, Paula S. ; POLEGATO, B.F. ; OKOSHI, K. ; PEREIRA, E. J. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Mechanisms Involved in the Beneficial Effects of Spironolactone after Myocardial Infarction. Plos One, v. 8, p. e76866, 2013
Palavras-chave: remodelação cardíaca; periostina; Fibrose; hipertrofia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital; Série: 9; ISSN/ISBN: 19326203
Introduction: Our objective was to analyze the effect of spironolactone on cardiac remodeling after experimental myocardial infarction (MI), assessed by matricellular proteins levels, cardiac collagen amount and distribution, myocardial tissue metalloproteinase inhibitor-1(TIMP-1) concentration, myocyte hypertrophy, left ventricular architecture, and in vitro and in vivo cardiac function. Methods: Wistar rats were assigned to 4 groups: control group, in which animals were submitted to simulated surgery (SHAM group; n=9); group that received spironolactone and in which animals were submitted to simulated surgery (SHAM-S group, n=9); myocardial infarction group, in which animals were submitted to coronary artery ligation (MI group, n=15); and myocardial infarction group with spironolactone supplementation (MI-S group, n=15). The rats were observed for 3 months. Results: The MI group had higher values of left cardiac chambers and mass index and lower relative wall thicknesses compared with the SHAM group. In addition, diastolic and systolic functions were worse in the MI groups. However, spironolactone did not influence any of these variables. The MI-S group had a lower myocardial hydroxyproline concentration and myocyte cross-sectional area compared with the MI group. Myocardial periostin and collagen types I and III were lower in the MI-S group compared with the MI-group. In addition, TIMP-1 concentration in myocardium was higher in the MI-S group compared with the MI group. Conclusions: The predominant consequence of spironolactone supplementation after MI is related to reductions in collagens I and III, with discrete attenuation of other remodeling variables. Importantly, this effect may be modulated by periostin and TIMP-1 levels.. .

26.
BATISTA, D. F.2013BATISTA, D. F. ; GONCALVES, A. F. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; SANTOS, P. P. ; Minicucci, Marcos F. ; Azevedo, Paula S. ; POLEGATO, B.F. ; FERNANDES, A. A. H. ; OKOSHI, K. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Delayed rather than early exercise training attenuates ventricular remodeling after myocardial infarction. International Journal of Cardiology (Print), v. 170, p. e3-e4, 2013
Palavras-chave: remodelação cardíaca; Exercício físico; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 01675273
After myocardial infarction, cardiac remodeling is associated with progressive ventricular dysfunction and cardiovascular death. Exercise training is accepted as a strategy to attenuate this process. However, the best time to start a training program after a coronary occlusion remains to be elucidated. Therefore, the objective of this study was to investigate the effect of early and delayed exercise training on cardiac remodeling induced by myocardial infarction in rats. In conclusion, both early and delayed exercise training attenuated ventricular remodeling after myocardial infarction. However, our data suggest that delayed exercise might be better than early exercise following coronary occlusion.. .

27.
FERRARI, Renata2013FERRARI, Renata ; CARAM, L. M. O. ; Paiva, Sergio A. R. ; TANNI, Suzana Erico . Regressão de Poisson. Pneumologia Paulista, v. 27, p. 60-62, 2013
Palavras-chave: regressão logística; Poisson.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 1; ISSN/ISBN: 19814364.

28.
CARAM, L. M. O.2013CARAM, L. M. O. ; FERRARI, Renata ; Paiva, Sergio A. R. ; TANNI, Suzana Erico . Análise de Covariância. Pneumologia Paulista, v. 27, p. 72-73, 2013
Palavras-chave: analise de covariancia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 3; ISSN/ISBN: 19814364.

29.
Ardisson, Lidiane P.2012Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Santos, P.P. ; ASSALIN, H. B. ; NOVO, Rosangela ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; Sant'ana, L.S. ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influence of AIN-93 diet on mortality and cardiac remodeling after myocardial infarction in rats. International Journal of Cardiology (Print), v. 156, p. 265-269, 2012
Palavras-chave: AIN-93; Remodelação ventricular; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 3; ISSN/ISBN: 01675273
Background: The AIN-93 diet was proposed by the American Institute of Nutrition with the objective of standardising studies in experimental nutrition. Our objective was to analyze the effects of AIN-93 diet after myocardial infarction in rats. Methods: Post weaning, the animals were divided into two groups: Control (C, n=62), fed the standard diet of our laboratory (Labina); AIN-93 Group (n=70), fed the AIN-93 diet. Achieving 250g, the animals were subjected to myocardial infarction. Results: Early mortality was increased in AIN-93 animals, associated with lower serum levels of calcium, magnesium, potassium, sodium, and phosphorus. On the other hand, after 90 days, AIN-93 showed smaller normalized left ventricular dimensions. The caloric and carbohydrate intake was smaller, but the fat intake was higher in AIN-93 rats. AIN-93 group also showed increased levels of β- hydroxyacyl-coenzyme A dehydrogenase and citrate synthase. In addition, serum levels of insulin and cardiac levels of malondialdehyde, metalloproteinases-2 and -9, and TNF-α and IFN-g were decreased in the AIN-93 group. Conclusion: AIN-93 diet increased early mortality, while attenuated the chronic remodeling process after experimental coronary occlusion. Therefore, this diet has biological effects and should be use with attention in this model.. .

30.
Gumieiro, D.N.2012Gumieiro, D.N. ; RAFACHO, B. P. M. ; Gradella, L.M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Gaspardo D. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Pereira G.J.C. ; Paiva, S. A R ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Handgrip strength predicts pressure ulcers in patients with hip fracture. Nutrition (Burbank, Los Angeles County, Calif.), v. 28, p. 874-878, 2012
Palavras-chave: ulcera de pressao; sarcopenia; Idoso; fratura de quadril.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 9; ISSN/ISBN: 08999007
Objective: Pressure ulcer (PU) is a frequent complication of hip fracture. Studies were carried out to identify the risk factors of PU development after hip fractures. The objective of the study was to determine the role of anthropometric measurements and handgrip strength as predictors of PUs in patients with hip fracture during their hospital stay and 30 days after discharge, which has not yet been established. Research Methods & Procedures: Ninety-two consecutive patients with hip fracture, older than 65 years old, who were admitted to an orthopedic unit were prospectively evaluated. Within the first 72 hours of admission, each patient s characteristics were recorded, anthropometric measurements were taken (circumferences of the arm, waist, thigh and calf, and triceps, biceps, subscapular and suprailiac skinfolds), handgrip strength was measured, and blood samples were collected. PU evaluations were performed during the hospital stay and 30 days after hospital discharge. Results: Three patients were excluded due to PU before hospitalization. Eighty-nine patients, average age of 80.6  7.5 years old were studied; 70.8% were female, and 49.4% had pressure ulcers during their hospital stay. In a univariate analysis, length of hospital stay (p=0.001) and handgrip strength (p=0.02) but not body circumferences and skinfolds were associated with PU during a hospital stay. Only handgrip strength (p=0.007) was associated with PU 30 days after hospital discharge. In a multivariate analysis, only handgrip strength predicted PU development in both moments. Conclusions: Handgrip strength predicts PU in patients with hip fracture during hospital stay and 30 days after discharge.. .

31.
Farah, E.2012Farah, E. ; Cogni, A.L. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZANATI, Silméia Garcia ; Haggeman, R. ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Prevalence and predictors of ventricular remodeling after anterior myocardial infarction in the era of modern medical therapy. Medical Science Monitor, v. 18, p. CR276-CR281, 2012
Palavras-chave: Remodelação ventricular; Infarto agudo do miocárdio; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 5; ISSN/ISBN: 12341010
Background: The consequences of aggressive therapy following a myocardial infarction (MI) on ventricular remodeling are not well established. Thus, the objective of this study was to analyze the prevalence, clinical characteristics, and predictors of left ventricular remodeling in the era of modern medical therapy. Methods: Clinical characteristics and echocardiographic data were analyzed in sixty-six consecutive patients with anterior infarction at admission and the 6-month follow-up. Ventricular remodeling was defined as an increase of 10% in ventricular end-systolic or end-diastolic diameter. Results: In our study, 58% of patients presented with ventricular remodeling. Patients with remodeling possessed higher total plasma creatine kinase (CPK), MB-fraction (CPK-MB), heart rate, heart failure, shortness of breath, and reperfusion therapy. In contrast, patients with remodeling had a smaller ejection fraction, E-Wave deceleration time (EDT), and early (E Wave) and late (A Wave) diastolic mitral annulus velocity (average of septal and lateral walls) but a higher E/E than patients without remodeling. Patients with remodeling used more diuretics, digoxin, oral anticoagulants and aldosterone antagonists than patients without remodeling. In the multivariate analyses, only E Wave was an independent predictor of ventricular remodeling. Each 1 unit increase in the E Wave was associated with a 59% increased odds of ventricular remodeling. Conclusion: In patients with anterior MI, despite contemporary treatment, ventricular remodeling is still a common event. In addition, diastolic function can have an important role as a predictor of remodeling in this scenario.. .

32.
RAFACHO, B. P. M.2012RAFACHO, B. P. M. ; Santos, P.P. ; ASSALIN, H. B. ; Ardisson, Lidiane P. ; Roscani, Meliza Goi ; POLEGATO, B.F. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Fernandes, A.A. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . Role of vitamin D in the cardiac remodeling induced by tobacco smoke exposure. International Journal of Cardiology (Print), v. 155, p. 472-473, 2012
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; vitamina D; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 3; ISSN/ISBN: 01675273.

33.
AZEVEDO, Paula Schimidt2012AZEVEDO, Paula Schimidt ; Cogni, A.L. ; Farah, E. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZANATI, Silméia Garcia ; Fonseca A.G.N. ; Patini, B.J.T. ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Predictors of right ventricle dysfunction after anterior myocardial infarction. Canadian Journal of Cardiology, v. 28, p. 438-442, 2012
Palavras-chave: fatores preditores; Infarto agudo do miocárdio; ventriculo direito.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 4; ISSN/ISBN: 0828282X
Background: Regardless significant therapeutic advances, mortality and morbidity after myocardial infarction (MI) are still high. For a long time, the importance of right ventricle (RV) function has been neglected. Recently, right ventricular dysfunction has also been associated with poor outcomes in the setting of heart failure. The shape, location and contraction conditions make the RV chamber assessment technically challenging. Methods: Our study identified clinical characteristics and left ventricular (LV) echocardiographic data performed 3-5 days after myocardial infarction that could be associated with RV dysfunction (RV fractional area change (FAC) < 35%) 6 months after MI. Results: The RV dysfunction group consisted of 11 patients (RV FAC 29.4% 5.2) and the no-RV dysfunction group of 71 patients (RV FAC 43.7% 5.1); (p<0.001). Both groups presented the same baseline clinical characteristics. Left atrium (LA), interventricular septum (IVS), left ventricular posterior wall (LVPW) were larger in RV dysfunction than in no-RV dysfunction. Conversely, E wave deceleration time (EDT) was lower in RV dysfunction when compared with no-RV dysfunction. LA adj (adjusted by gender, age, infarct size, and body mass index) (OR 1.22; CI: 1.016 1.47; p=0.032), IVS adj (OR 1.49;CI: 1.01 2.23; p=0.044) and EDT adj (OR=0.98; CI:0.97-0.98; p=0.029) assessed soon after MI predicted RV failure after 6-month. Conclusion: LV diastolic dysfunction, resulting from anterior MI and assessed 3-5 days after the event, may play an important role in predicting RV dysfunction 6 months later.. .

34.
AZEVEDO, Paula Schimidt2012AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Pio, S.M. ; Silva, I. A. ; Santos, P.P. ; OKOSHI, Katashi ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Early echocardiographic predictors of increased left ventricular end-diastolic pressure three months after myocardial infarction in rats. Medical Science Monitor, v. 18, p. BR253-258, 2012
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Insuficiência cardíaca; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 7; ISSN/ISBN: 12341010
Background: The objective of this study was to determine the early echocardiographic predictors of elevated left ventricular end-diastolic pressure (LVEDP) after a long follow-up period in the infarcted rat model. Methods: Five days and three months after surgery, sham and infarcted animals were subjected to transthoracic echocardiography. Regression analysis and receiver-operating characteristic (ROC) curve were performed for predicting increased LVEDP 3 months after MI. Results: Among all of the variables, assessed 5 days after myocardial infarction, infarct size (OR: 0.760; CI 95% 0.563-0.900; p=0.005), end-systolic area (ESA) (OR: 0.761; CI 95% 0.564-0.900; p=0.008), fractional area change (FAC) (OR: 0.771; CI 95% 0.574-0.907; p=0.003), and posterior wall-shortening velocity (PWSV) (OR: 0.703; CI 95% 0.502-0.860; p=0.048) were predictors of increased LVEDP. The LVEDP was 3.6 1.8 mmHg in the control group and 9.4 7.8 mmHg among the infarcted animals (p=0.007). Considering the critical value of predictor variables in inducing cardiac dysfunction, the cut-off value was 35% for infarct size, 0.33 cm2 for ESA, 40% for FAC, and 26 mm/s for PWSV. Conclusion: Infarct size, FAC, ESA, and PWSV, assessed five days after myocardial infarction, can be used to estimate an increased LVEDP three months following the coronary occlusion.. .

35.
PANSANI, Marielle Castilho2012PANSANI, Marielle Castilho ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; RAFACHO, B. P. M. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Zorzella-Pezavento, S.F. ; MARCHINI, Júlio Sérgio ; Padovan, G.J. ; Fernandes, A.A. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Atrophic cardiac remodeling induced by taurine deficiency in Wistar rats. Plos One, v. 7, p. e41439, 2012
Palavras-chave: remodelação cardíaca; taurina; beta-alanina; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 7; ISSN/ISBN: 19326203
Background/Objectives: Micronutrient deficiency is observed in heart failure patients. Taurine, for example, represents 50% of total free amino acids in the heart, and in vivo studies have linked taurine deficiency with cardiomyopathy. Methods: Thirty-four male Wistar rats (body weight = 100 g) were weighed and randomly assigned to one of two groups: Control (C) or taurine-deficient (T (-)). Beta-alanine at a concentration of 3% was added to the animals water to induce taurine deficiency in the T (-) group. On day 30, the rats were individually submitted to echocardiography; morphometrical and histopathological evaluation and metalloproteinase activity, oxidative stress and inflammation evaluation were performed. Tissue samples were collected to determine the taurine concentration in the heart. Results: Taurine deficiency led to decreases in: ventricular wall thickness, left ventricle dry weight, myocyte sectional area, left ventricle posterior wall thickness and ventricular geometry. With regard to heart function, the velocity of the A wave, the ratio between the E and A wave, the ejection fraction, fractional shortening and cardiac output values were decreased in T (-) rats, suggesting abnormal diastolic and systolic function. Increased fibrosis, inflammation and increased activation of metalloproteinases were not observed. Oxidative stress was increased in deficient animals. Conclusions: These data suggest that taurine deficiency promotes structural and functional cardiac alterations with unique characteristics. .

36.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2012MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Cardiac remodeling induced by smoking: concepts, relevance, and potential mechanisms. Inflammation & Allergy. Drug Targets, v. 11, p. 442-447, 2012
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; estresse oxidativo; metaloproteinase.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 18715281
Cardiac or ventricular remodeling is characterized by molecular, cellular, and interstitial alterations that lead to changes in heart size, mass, geometry and function in response to a given insult. Currently, tobacco smoke exposure is recognized as one of these insults. Indeed, tobacco smoke exposure induces the enlargement of the left-sided cardiac chambers, myocardial hypertrophy, and ventricular dysfunction. Potential mechanisms for these alterations include hemodynamic and neurohormonal changes, oxidative stress, inflammation, nitric oxide bioavailability, matrix metalloproteinases and mitogen-activated protein kinase activation. This review will focus on the concepts, relevance, and potential mechanisms of cardiac remodeling induced by tobacco smoke.. .

37.
Santos, P.P.2012Santos, P.P. ; Nogueira, B.F. ; RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, P. S. ; POLEGATO, B.F. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Bonomo, C. ; Roscani, Meliza Goi ; Zorzella-Pezavento, S.F. ; TANNI, Suzana Erico ; JAMAS, Elenize Pereira ; OKOSHI, Marina Politi ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Aldosterone is not involved in the ventricular remodeling process induced by tobacco smoke exposure. Cellular Physiology and Biochemistry, v. 30, p. 1191-1201, 2012
Palavras-chave: Fumo; aldosterona; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica. ; Série: 5; ISSN/ISBN: 10158987
Background/Aims: Renin-angiotensin-aldosterone system blockade with a mineralocorticoid-receptor antagonist has not yet been studied in exposure to tobacco smoke (TS) models. Thus, this study investigated the role of spironolactone on cardiac remodeling induced by exposure to tobacco smoke. Methods: Male Wistar rats were divided into 4 groups: a control group (group C, n=11); a group with 2 months of cigarette smoke exposure (group TS-C, n=13); a group that received spironolactone 20 mg/kg of diet/day and no cigarette smoke exposure (group TS-S, n=13); and a group with 2 months of cigarette smoke exposure and spironolactone supplementation (group S, n=12). The rats were observed for a period of 60 days, during which morphological, biochemical and functional analyses were performed. Results: There was no difference in invasive mean arterial pressure among the groups. There were no interactions between tobacco smoke exposure and spironolactone in the morphological and functional analysis. However, in the echocardiographic analysis, the TS groups had left chamber enlargement, higher left ventricular mass index and higher isovolumetric relaxation time corrected by heart rate compared with the non-TS groups. In vitro left ventricular diastolic function also worsened in the TS groups and was not influenced by spironolactone. In addition, there were no differences in myocardial levels of IFN-γ, TNF-α, IL-10, ICAM-1 and GLUT4 [TS: OR 0.52, 95%CI (-0.007; 0.11); Spironolactone: OR -0.01, 95%CI (-0.07;0.05)]. Conclusion: Our data do not support the participation of aldosterone in the ventricular remodeling process induced by exposed to cigarette smoke.. .

38.
Fidelix, M.P.2012Fidelix, M.P. ; Paiva, Sergio A. R. ; TANNI, Suzana Erico . Testes de concordância estatística. Pneumologia Paulista, v. 27, p. 60-61, 2012
Palavras-chave: Concordância.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 2; ISSN/ISBN: 19814364.

39.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2011ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; POLEGATO, B.F. ; DUARTE, Daniella de Rezende . Atenuação da remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio. Jornal Brasileiro de Medicina, v. 99, p. 8-12, 2011
Palavras-chave: remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 00472077
Após o infarto agudo do miocárdio podem ocorrer complexas alterações da arquitetura ventricular, envolvendo tanto a região infartada como a região não infartada. Há alguns anos, essas alterações passaram a ser designadas como remodelação ventricular pós-infarto. Do ponto de vista clínico, a remodelação está associada à pior prognóstico após a oclusão coronária. Assim, a remodelação predispõe o coração infartado à ruptura ventricular e é o substrato fisiopatológico para a posterior formação do aneurisma ventricular. Cronicamente, a remodelação está associada com maior prevalência de arritmias malignas, principalmente a taquicardia ventricular sustentada e a fibrilação ventricular. O aspecto mais relevante da remodelação pós-infarto, no entanto, é que esse processo desempenha papel fundamental na fisiopatologia da disfunção ventricular. Aspecto a ser considerado refere-se ao fato de que a evolução do processo de remodelação pode ser modificado por meio de diversas intervenções terapêuticas. Entre as estratégias para atenuar a remodelação ventricular destacam-se: terapia de reperfusão, inibidores da enzima conversora da angiotensina e antagonistas da angiotensina II, beta-bloqueadores, antagonistas da aldosterona e dispositivos de assistência circulatória.. .

40.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2011MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, S. A R . Parenteral branched-chain amino acids for hepatic encephalopathy. What is the grade of recommendation?. Clinical Nutrition (Edinburgh), v. 31, p. 131-131, 2011
Palavras-chave: cirrose hepatica; Nutrição Enteral; Nutrição Parenteral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 1; ISSN/ISBN: 02615614
I am writing because recently we are actualizing our guides on enteral and parenteral nutrition. Now we are discussing the nutrition therapy in patients with liver cirrhosis, more precisely the role of branched-chain amino acids (BCAAs). There for we were looking at ESPEN guidelines for parenteral nutrition: hepatology, which was published in Clinical Nutrition. 2009, 436-444.1 For our surprise BCAAs were recommended for patients with encephalopathy III or IV (solutions with increases amount of BCAAs and lower content of aromatic amino acids methionine and tryptofan) with grade A of recommendation, which means that .there are at least one meta-analysis of randomised controlled trails(Ia) or one randomised .controlled trial(Ib). However, this recommendation was made supported by two meta-analysis that shows only benefit of intermediary outcome (improvement of mental status), but no definite benefit in survival.2-3 The other reference cited by the authors is an upper gastrointestinal haemorrhage simulation, where isoleucine infusion improves liver and muscle protein synthesis in patients with cirrhosis.4 It is a very specific situation where hepatic encephalopathy was not even studied. There for we are not agreeing with this high grade of BCAAs recommendation. The effects not only in hepatic encephalopathy, but in liver regeneration and hepatic cachexia, especially in patients with higher ammonia levels, lower plasma BCAA concentrations and lower inflammatory complications appears to be promising. Although, the scientific rationale for BCAAs use is plausible and the research in this area is increasing, there is a lack of randomized controlled trials. Recent meta-analysis of Cochrane Hepato-Biliary group with eleven randomized trials and 556 patients assessing BCAAs use in patients with hepatic encephalopathy did not find convincing evidence that BCAAs had a significant beneficial effect on this patients.5 In conclusion, BCAAs are a promising treatment for patients. .

41.
FREIRE, Cristiana Maria Murbach2011FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; OLIVEIRA JUNIOR, S. A. ; MARTINEZ, Paula F. ; NOVO, Rosangela ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . Influence of different doses of retinoic acid on cardiac remodeling. Nutrition (Burbank, Los Angeles County, Calif.), v. 27, p. 824-828, 2011
Palavras-chave: ácido retinóico; remodelação cardíaca; metabolismo energético; Conexina 43.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 7-8; ISSN/ISBN: 08999007
The role of retinoic acid (RA) in promoting alterations in the heart in the postnatal state is still unclear. The aim of this study was to evaluate whether the cardiac alterations caused by all-trans-RA (ATRA) in normal heart of adult rats are physiological or pathological and if these alterations are dose-dependent. Rats were allocated into four groups: a control group that received a diet without ATRA (n=16), a group that received 0.3 mg of ATRA/ kg of the diet (n=17), a third group that received 10 mg of ATRA/ kg in the diet (n=18) and a group that received 50 mg of ATRA/ kg in the diet (n=18). After 4 weeks, the animals were evaluated echocardiographically, morphologically and biochemically. The ATRA 50 mg group presented cardiac hypertrophy with maintenance of cardiac geometry and increased systolic function while the diastolic function was similar to that of the control. In addition, progressive increase in the dose of ATRA resulted in gradual augmentations of left atrial diameter, left ventricular diastolic and systolic diameters, left ventricular mass index, cardiac output, cardiac index, and aortic velocity. The ATRA did not produce alterations in the IFN-g and TNF-a cardiac levels, interstitial collagen volume fraction, or in the intensity and localization of connexin 43. In addition, no alteration was observed in β-hydroxyacylcoA dehydrogenase, lactate dehydrogenase, and citrate synthase, suggesting that cardiac energetic metabolism was preserved with ATRA. Therefore, these results suggest that the cardiac remodeling caused by ATRA is more compatible with a physiological response and its effects are dose-dependent.. .

42.
Chagas, C.E.A.2011Chagas, C.E.A. ; BASSOLI, B. K. ; Soares de Souza, C.A. ; JORDAO JUNIOR, A. A. ; Paiva, S. A R ; DAGLI, M. L. Z. ; ONG, T. P. ; MORENO, Fernando Salvador . Folic acid supplementation during early hepatocarcinogenesis: cellular and molecular effects. International Journal of Cancer (Print), v. 129, p. 2073-2082, 2011
Palavras-chave: ácido fólico; Câncer; hepatocarcinogenese.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 9; ISSN/ISBN: 00207136
Folic acid (FA) supplementation during carcinogenesis is controversial. Considering the impact of liver cancer as a public health problem and mandatory FA fortification in several countries, the role of FA supplementation in hepatocarcinogenesis should be elucidated. We evaluated FA supplementation during early hepatocarcinogenesis. Rats received daily 0.08 mg (FA8 group) or 0.16 mg (FA16 group) of FA/100 g body weight or water (CO group, controls). After a 2 week-treatment, animals were subjected to the resistant hepatocyte model of hepatocarcinogenesis (initiation with diethylnitrosamine, selection/promotion with 2-acetylaminofluorene and partial hepatectomy) and euthanized after 8 weeks of treatment. Compared to the CO group, the FA16 group presented: reduced (p < 0.05) number of persistent and increased (p < 0.05) number of remodeling glutathione S-transferase (GST-P) positive preneoplastic lesions (PNL); reduced (p < 0.05) cell proliferation in persistent GST-P positive PNL; decreased (p < 0.05) hepatic DNA damage; and a tendency (p < 0.10) for decreased c-myc expression in microdissected PNL. Regarding all these parameters, no differences (p > 0.05) were observed between CO and FA8 groups. FA-treated groups presented increased hepatic levels of S-adenosylmethionine but only FA16 group presented increased Sadenosylmethionine/ S-adenosylhomocysteine ratio. No differences (p > 0.05) were observed between experimental groups regarding apoptosis in persistent and remodeling GST-P positive PNL, and global DNA methylation pattern in microdissected PNL. Altogether, the FA16 group, but not the FA8 group, presented chemopreventive activity. Reversion of PNL phenotype and inhibition of DNA damage and of c-myc expression represent relevant FA cellular and molecular effects.. .

43.
Oliveira, Lucienne da Cruz2011Oliveira, Lucienne da Cruz ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; RAFACHO, B. P. M. ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Retinoic acid prevents ventricular remodelling induced by tobacco smoke exposure in rats. Acta Cardiologica (Imprimé), v. 66, p. 3-7, 2011
Palavras-chave: ácido retinóico; Fumo; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 1; ISSN/ISBN: 00015385
Objective: Our objective was to test the hypothesis that retinoic acid supplementation could attenuate ventricular remodeling induced by tobacco smoke exposure in rats. Methods and Results: Wistar rats were allocated into three groups: control (C, n=8); exposed to tobacco smoke (ETS, n=9); exposed to tobacco smoke and all-trans-retinoic acid (ETS-RA, n = 9). After two months, cardiac function and geometry was assessed by echocardiogram, and geometry changes were confirmed by morphometric analysis. Data are expressed as mean SD or medians (including the lower quartile and upper quartile). ETS showed higher normalized left ventricular diastolic diameters than groups C and ETS-RA (C = 18.4 3.57 mm/kg, ETS = 23.0 1.8, ETS-RA = 19.5 0.99; p<0.05) and systolic diameters (C = 8.25 2.16 mm/kg, ETS = 11.5 1.31, ETS-RA = 8.25 0.71 mm/kg; p<0.05). ETS showed reduced ejection fraction (C = 91 2.0, ETS = 87 3.0, ETS-RA = 92 3.0; p<0.05) and fractional shortening (C = 55.8 4.41 %, ETS = 49.7 4.43 %, ETS-RA = 57.6 5.15 %; p=0.01) compared to C and ETS-RA. ETS had increased myocyte cross-sectional area (C = 294 21 mm2, ETS = 352 44, ETS-RA = 310 35; p<0.05) compared to C and ETS-RA. Considering all variables, there were no differences between groups C and ETS-RA.. .

44.
DENIPOTE, F.G.2011DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; LIMA-LEOPOLDO, Ana Paula ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; POLEGATO, B.F. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influence of taurine on cardiac remodeling induced by tobacco smoke exposure. Cellular Physiology and Biochemistry, v. 27, p. 291-298, 2011
Palavras-chave: Fumo; Rato; taurina; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 10158987
Background/Aims: To investigate the effect of taurine on cardiac remodeling induced by smoking. Methods: In the first step, rats were allocated into two groups: Group C (n=14): control; Group T (n=14): treated with taurine (3% in drinking water), for three months. In the second step, rats were allocated into two groups: Group ETS (n=9): rats exposed to tobacco smoke; Group ETS-T (n=9): rats exposed to tobacco smoke and treated with taurine for two months. Results: After three months, taurine presented no effects on morphological or functional variables of normal rats assessed by echocardiogram. On the other hand, after two months, ETS-T group presented higher LV wall thickness (ETS=1.30 (1.20-1.42); ETS-T=1.50 (1.40-1.50); p=0.029), E/A ratio (ETS=1.13 0.13; ETS-T=1.37 0.26; p=0.028), and isovolumetric relaxation time normalized for heart rate (ETS=53.9 4.33; ETS-T=72.5 12.0; p<0.001). The cardiac activity of the lactate dehydrogenase was higher in the ETS-T group (ETS=204 14 nmol/mg protein; ETS-T=232 12 nmol/mg protein; p<0.001). ETS-T group presented lower levels of phospholamban (ETS=1.00 0.13; ETS-T=0.82 0.06;p=0.026), phosphorylated phospholamban at Ser16 (ETS=1.00 0.14;ETS-T=0.63 0.10;p=0.003), and phosphorylated phosfolamban/phospholamban ratio (ETS=1.01 0.17; ETS-T=0.77 0.11; p=0.050). Conclusion: In normal rats, taurine produces no effects on cardiac morphological or functional variables. On the other hand, in rats exposed to cigarette smoke, taurine supplementation increases wall thickness and worsens diastolic function, associated with alterations in calcium handling protein and cardiac energy metabolism.. .

45.
Souza, Luciana Bronzi2011Souza, Luciana Bronzi ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; Almeida, Renata Noêmia Alves ; MULLER, Sérgio Swain ; Paiva, S. A R ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Efeito de diferentes doses de ácido retinóico sobre a resistência óssea de ratos jovens. Revista de Nutrição (Impresso), v. 24, p. 375-381, 2011
Palavras-chave: ácido retinóico; Rato; osso; osteoporose.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 14155273
INTRODUÇÃO: A sobrecarga de vitamina A tem sido associada a efeitos deletérios sobre o osso. OBJETIVO: Avaliar os efeitos da suplementação de diferentes doses de todo-trans ácido retinóico (ATRA) sobre a resistência óssea, por meio de ensaio biomecânico de flexão, em tíbia de ratos jovens. MÉTODOS: Foram estudados 58 ratos jovens, com quatro diferentes doses de vitamina A em suas dietas, sendo divididos em: grupo controle (n=15), sem acréscimo de todo-trans ácido retinóico, e grupos ATRA 0,3 (n=13), ATRA 10 (n=15) e ATRA 50 (n=15), com 0,3mg, 10mg e 50mg de todo-trans ácido retinóico por Kg de ração, respectivamente. O estudo durou 30 dias. Após o sacrifício dos animais, as patas esquerdas dos mesmos foram congeladas, dissecadas e as tíbias submetidas ao ensaio de flexão. Foram avaliadas a carga máxima (N) e o coeficiente de rigidez (K)(N/mm). Foi aplicada análise de variância one-way (ANOVA). O nível de significância estatístico adotado foi p<0,05. RESULTADOS: Os valores médios ( desvio padrão) de carga máxima (em N) foram: grupo controle=37,94 4,76, grupo ATRA 0,3= 36,49 4,38, grupo ATRA 10= 40,12 6,03, grupo ATRA 50 =35,68 5,22, (p=0,107) e os valores médios ( desvio padrão) de K (em N/mm) foram: controle=31,84 6,75, grupo ATRA 0,3=29,18 4,35, grupo ATRA 10=35,48 8,14 e grupo ATRA 50=30,31 7,14 (p=0,85). CONCLUSÃO: Conclui-se que, a exposição à diferentes doses de ATRA, em ratos, durante 30 dias, não exerce efeito sobre a resistência óssea, quando avaliada por ensaios biomecânicos.. .

46.
RAFACHO, B. P. M.2011RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; Fernandes, A.A.H. ; Bertoline, M.A. ; Fernandes, D.C. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Roscani, Meliza Goi ; Santos, P.P. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Laurindo, F.R.M. ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Tobacco smoke induces ventricular remodeling associated with an increase in NADPH oxidase activity. Cellular Physiology and Biochemistry, v. 27, p. 305-312, 2011
Palavras-chave: Fumo; estresse oxidativo; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 10158987.

47.
Chavez, P.R.G.2011Chavez, P.R.G. ; Lian, F. ; Chung, J. ; Liu, C. ; Paiva, S. A R ; Seitz, H.K. ; Wang, X-D. . Long-term ethanol consumption promotes hepatic tumorigenesis but impairs normal hepatocyte proliferation in rats. The Journal of Nutrition (Print), v. 141, p. 1049-1055, 2011
Palavras-chave: Etanol; Câncer; hepatocarcinogenese; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 00223166
Chronic and excessive alcohol consumption has been related to an increased risk of several cancers, including that of the liver; however, studies in animal models have yet to conclusively determine whether ethanol acts as a tumor promoter in hepatic tumorigenesis. We examined whether prolonged alcohol consumption could act as a hepatic tumor promoter after initiation by diethylnitrosamine (DEN) in a rat model. Male Sprague-Dawley rats were injected with 20 mg DEN/kg body weight one wk before introduction of either an ethanol liquid diet or an isoenergic control liquid diet. Hepatic pathological lesions, hepatocyte proliferation, apoptosis, peroxisome proliferator activated receptors (PPAR alpha and PPAR gamma and plasma insulin-like growth factor 1 (IGF-1) levels were assessed after six and ten mo. Mean body and liver weights, plasma IGF-1 concentration, hepatic expressions of PCNA and Ki-67, and cyclin D1 in ethanol-fed rats were all significantly lower after ten mo of treatment, as compared with control rats. In addition, levels of hepatic PPARgamma protein, not PPAR alpha were significantly higher in the ethanol-fed rats after prolonged treatment. Although ethanol feeding also resulted in significantly lower numbers of altered hepatic foci, hepatocellular adenoma was detected in ethanol-fed rats at ten mo, but not in control rats given the same dose of DEN. Together, these results indicate that chronic, excessive ethanol consumption impairs normal hepatocyte proliferation, which is associated with reduced IGF-1 levels, but promotes hepatic carcinogenesis.. .

48.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2011MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Heart failure after myocardial infarction: clinical implications and treatment. Clinical Cardiology (Mahwah, N.J.), v. 34, p. 410-414, 2011
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; disfuncao ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 7; ISSN/ISBN: 01609289
The best way to avoid ventricular dysfunction after myocardial infarction is to avoid myocardial infarction itself. In addition to understanding the mechanisms responsible for ventricular dysfunction after myocardial infarction, clinicians should seek to determine the presence of signs and symptoms of heart failure, after which ventricular dysfunction should be confirmed, and appropriate treatment should be started. Beta-blockers, angiotensin-converting enzyme inhibitors, aldosterone antagonists, and angiotensin-II receptor blockers improve the prognosis of patients with heart failure after myocardial infarction and should be started in the acute phase and maintained indefinitely.. .

49.
POLEGATO, B.F.2011POLEGATO, B.F. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Ribeiro, S.M. ; Paiva, S. A R ; OKOSHI, Marina Politi . Edema agudo de pulmão como manifestação de embolia pulmonar. Relato de caso. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 9, p. 239-241, 2011
Palavras-chave: tromboembolismo pulmonar; edema agudo de pulmao.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 16791010.

50.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2011MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MARTINEZ, Paula F. ; Lima, A.R.R. ; Bonomo, C. ; Guizoni, D.M. ; POLEGATO, B.F. ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Critical infarct size to induce ventricular remodeling, cardiac dysfunction and heart failure in rats. International Journal of Cardiology (Print), v. 151, p. 242-243, 2011
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; ecocardiografia; Rato; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 2; ISSN/ISBN: 01675273
The identification of the critical infarct size to induce ventricular remodeling, cardiac dysfunction, and heart failure might be particularly useful in longitudinal studies about therapeutic and pathophysiological aspects following coronary occlusion. Our data indicate that the minimum infarct size to cause these morphological, functional and clinical abnormalities is 36%, 38%, and 40%, respectively.. .

51.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2011MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Santos, D.F.B. ; POLEGATO, B.F. ; Santos, P.P. ; OKOSHI, Katashi ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Preditores ecocardiográficos de remodelação ventricular após o infarto do miocárdio em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 97, p. 502-506, 2011
Palavras-chave: dilatacao ventricular; geometria; Função ventricular; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 6; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: A predição do processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio pode ter importantes implicações clínicas. Objetivo: Analisar as variáveis ecocardiográficas preditoras da remodelação no modelo do infarto em ratos. Métodos: Os animais foram submetidos ao ecocardiograma em dois momentos, cinco dias e três meses após o infarto (Grupo IAM) ou cirurgia simulada (Controle). A regressão linear foi utilizada para identificar as variáveis ecocardiográficas no quinto dia de infarto que foram preditoras de remodelação após três meses da oclusão coronariana. Consideramos, como critério de remodelação, nesse estudo, os valores do diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (DDVE) após três meses do infarto. Resultados: O infarto induziu aumento das câmaras esquerdas, associado com alterações da função sistólica e diastólica. As variáveis peso corporal, índice do estresse parietal ventricular esquerdo (IEPVE), área sistólica, área diastólica, DDVE e diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo, fração de variação de área, fração de ejeção, porcentagem de encurtamento endocárdico, velocidade de encurtamento da parede posterior (VEPP) e tamanho do infarto, avaliadas cinco dias após o infarto, foram preditoras do DDVE após 3 meses. Na análise de regressão multivariada, incluímos o tamanho de infarto, o IEPVE e a VEPP. O IEPVE (coeficiente: 4,402, erro padrão: 2,221, p=0,05), mas não o tamanho do infarto e a VEPP, foi fator preditor de remodelação após 3 meses do infarto. Conclusão: O índice de estresse parietal ventricular esquerdo foi preditor independente de remodelação após 3 meses do infarto e poderia ser incorporado na estratificação clínica após a oclusão coronariana.. .

52.
PAIVA, M. C. M. S.2010PAIVA, M. C. M. S. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; BERTI, H. W. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Caracterização das quedas de pacientes segundo notificação em boletins de eventos adversos. Revista da Escola de Enfermagem da USP (Impresso), v. 44, p. 134-138, 2010
Palavras-chave: eventos adversos; boletim de notificação.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem / Subárea: Enfermagem de Saúde Pública.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 1; ISSN/ISBN: 00806234
Este estudo foi desenvolvido com o objetivo de caracterizar as quedas de pacientes internados ocorridas em hospital terciário. Foram analisados 826 Boletins de Notificação de Eventos Adversos, de um período de 30 meses, que registraram 0,30 quedas por 1000 pacientes/dia. Quedas do leito foram mais frequentes (55%), com maior prevalência na enfermaria de neurologia. Maior frequência de quedas foi verificada no período noturno (63,7%), nos primeiros cinco dias da admissão (61,7%), nos pacientes de sexo masculino (57,5%) e na faixa etária maior de 60 anos (50%). Nos casos de quedas do leito, os diagnósticos relacionaram-se a doenças infecciosas e parasitárias (18,2%), doenças do sistema nervoso (18,2%) e doenças do aparelho circulatório (13,7%). Nas quedas da própria altura, os diagnósticos relacionaram-se a neoplasias (19,4%) e doenças do aparelho geniturinário (16,1%). A caracterização desses eventos adversos auxilia no reconhecimento dos grupos de maior risco e na elaboração de propostas preventivas.. .

53.
PAIVA, M. C. M. S.2010PAIVA, M. C. M. S. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; BERTI, H. W. . Eventos adversos: análise de um instrumento de notificação utilizado no gerenciamento de enfermagem. Revista da Escola de Enfermagem da USP (Impresso), v. 44, p. 287-294, 2010
Palavras-chave: eventos adversos.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Enfermagem.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 2; ISSN/ISBN: 00806234
A direção de enfermagem de um hospital universitário terciário da região Centro-Sul do Estado de São Paulo, visando a segurança do paciente e o estabelecimento de meio de comunicação entre equipe e direção, implementou em janeiro de 2004 o Boletim de Notificação de Eventos Adversos. O objetivo deste estudo foi analisar a utilização deste instrumento de comunicação e identificar: frequência, tipo, natureza e período dos incidentes/eventos adversos. Realizou-se análise descritiva dos dados de 826 boletins elaborados no período de janeiro/2004 a junho/2006. Verificou-se adesão à utilização do instrumento. Predominaram notificações de ocorrências assistenciais, embora notificações administrativas tenham apresentado número crescente de registros. Eventos adversos mais frequentes relacionaram-se à medicação, quedas, cateteres, sondas/drenos e integridade da pele. A praticidade do instrumento viabilizou sua utilização também por auxiliares e técnicos de enfermagem. A análise sistematizada e acompanhamento dos eventos adversos associados aos recursos de comunicação mostraram-se fundamentais para a segurança do paciente. doi: 10.1590/S0080-62342010000200007. .

54.
AZEVEDO, Paula Schimidt2010AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; DUARTE, Daniella de Rezende ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Padrão de remodelação e função ventricular em ratos expostos à fumaça do cigarro. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 94, p. 224-228, 2010
Palavras-chave: remodelação cardíaca; geometria; Fumo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 2; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: A relevância do padrão de remodelação no modelo de ratos expostos à fumaça do cigarro não é conhecida. Objetivo: Analisar a presença de diferentes padrões de remodelação nesse modelo e sua relação com a função ventricular. Métodos: Ratos fumantes (n=47) foram divididos de acordo com o padrão de geometria, analisado pelo ecocardiograma: normal (índice de massa normal e espessura relativa normal), remodelação concêntrica (índice de massa normal e espessura relativa aumentada), hipertrofia concêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa aumentada) e hipertrofia excêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa normal). Resultados: Os ratos fumantes apresentaram um dos quatro padrões de geometria: padrão normal: 51%, hipertrofia excêntrica: 32%, hipertrofia concêntrica: 13% e remodelação concêntrica: 4%. Os grupos normal e hipertrofia excêntrica apresentaram menores valores de fração de ejeção e porcentagem de encurtamento que o grupo hipertrofia concêntrica. Treze animais (28%) apresentaram disfunção sistólica, detectada pela fração de ejeção e pela porcentagem de encurtamento. Na análise de regressão univariada, os padrões de geometria e o índice de massa não foram fator de predição de disfunção ventricular (p>0,05). Por outro lado, o aumento da espessura relativa da parede foi fator de predição de disfunção ventricular na análise univariada (p<0,001) e na análise multivariada, após ajuste para o índice de massa (p=0,003). Conclusão: Ratos expostos à fumaça do cigarro apresentam um dos quatro diferentes padrões de remodelação. Entre as variáveis geométricas analisadas, somente o aumento da espessura relativa da parede do ventrículo esquerdo foi fator de predição de disfunção ventricular nesse modelo.. .

55.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2010MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Relação entre a esfericidade, a função ventricular e o tamanho do infarto em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 94, p. 645-650, 2010
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; ecocardiografia; remodelação cardíaca; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 5; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: A esfericidade do ventrículo esquerdo (VE) é fator associado com disfunção ventricular, mas não está bem caracterizada no modelo de ratos infartados. Objetivo: Analisar a relação entre o índice de esfericidade, a função ventricular e a area infartada no modelo experimental em ratos. Métodos: Seis meses após infarto (IAM, n=33) ou cirurgia simulada (SHAM, n=18), os animais foram submetidos a ecocardiograma. O índice de esfericidade foi obtido pela razão entre as áreas diastólicas nos eixos maior e menor do VE. Resultados: O grupo IAM apresentou menor índice de esfericidade (1,32 0,23 vs 1,57 0,33; p=0,002), de função sistólica e espessura relativa (0,13 0,003 vs 0,18 0,04; p<0,001) e maior índice de estresse parietal (1,27 0,33 vs 0,88 0,25; p<0,001). Houve correlação significativa entre tamanho do infarto e esfericidade (p=0,046). Na análise de regressão linear, o tamanho de infarto (p=0,014), mas não a esfericidade (p=0,683) e o estresse parietal (p=0,176), foi fator de predição da função sistólica. Remodelação excêntrica (p=0,011), mas não a esfericidade (p=0,183) ou o tamanho de infarto (p=0,101), foi fator preditor do estresse parietal. Adicionalmente, o tamanho do infarto (p=0,046), mas não remodelação excêntrica (0,705), foi fator preditor da esfericidade. O tamanho do infarto (p=0,015) e o estresse parietal (p=0,011), mas não a esfericidade (p=0,705), foram preditores de remodelação excêntrica. Conclusão: A esfericidade está associada mas não é fator determinante do estresse parietal, da remodelação excêntrica e da função sistólica ventricular no modelo de infarto experimental em ratos.. .

56.
MAIO, Regiane2010MAIO, Regiane ; BERTO, José Carlos ; CORREA, Camila ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; Paiva, S. A R . Ingestão dietética, concentrações séricas e teciduais orais de carotenóides em pacientes com carcinoma epidermoide da cavidade oral e da orofaringe. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 56, p. 7-15, 2010
Palavras-chave: Carotenóides; Câncer oral; Ingestão Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 00347116.

57.
DUARTE, Daniella de Rezende2010DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influence of lisinopril on cardiac remodeling induced by tobacco smoke exposure. Medical Science Monitor, v. 16, p. BR255-BR259, 2010
Palavras-chave: Fumo; Insuficiência cardíaca; remodelação cardíaca; inibidor enzima conversora da angiotensina; hipertrofia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 8; ISSN/ISBN: 12341010
Background:To investigate the effect of lisinopril on cardiac remodeling induced by smoking. Material/Methods: Rats were allocated into 3 groups: group CON (n=8): control; group CSE (n=8): cigarette smoke exposure; group CSE-LIS (n=8): exposed to tobacco smoke and treated with lisinopril. Results: After 2 months, the tail systolic pressure was lower in CSE-LIS (CON=116 27 mm Hg, CSE=126 16, CSE-LIS=89 12; P<.001). CSE animals showed higher left ventricular systolic diameter (CON=8.25 2.16 mm/kg, CSE=11.5 1.3, CSE-LIS=9.27 2.00; P=.009) and myocyte cross-sectional area (CON=245 8 μm2, CSE=260 17, CSE-LIS=238 12; P=.01) than CON and CSE-LIS. The ejection fraction (CON =0.91 0.02, CSE=0.86 0.02, CSE-LIS=0.92 0.03; P=.002) and fractional shortening (CON=55.7 4.41%, CSE=48.7 3.43, CSE-LI=58.2 7.63; P=.006) were lower in CSE group than CON and CSE-LIS. CSE and CSE-LIS animals showed higher collagen amounts (CON=3.49 0.95%, CSE= 5.01 1.58, CSE-LIS=5.27 0.62; P=.009) than CON. CON group showed a higher connexin 43 amount in the intercalated disc (CON=3.70 0.38, CSE=2.13 0.53; CSE-LIS=2.17 0.73; P=.004) than CSE and CSE-LIS. There were no differences in IFN- or TNF- cardiac levels among the groups. Conclusions: Lisinopril attenuated both morphologic and functional abnormalities induced by exposure to tobacco smoke. In addition, this effect was associated with diminished blood pressure, but not alterations in connexin 43 distribution, cytokine production or collagen amount. . .

58.
AZEVEDO, Paula Schimidt2010AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Justulin, L.A. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; Seiva, F.R.F. ; EBAID, G. X. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . Ventricular remodeling induced by tissue vitamin A deficiency in rats. Cellular Physiology and Biochemistry, v. 26, p. 395-402, 2010
Palavras-chave: Vitamina A; remodelação cardíaca; deficiência; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 10158987
Background/Aims: Experimental studies suggest that vitamin A plays a role in regulating cardiac structure and function. We tested the hypothesis that cardiac vitamin A deficiency is associated with adverse myocardial remodeling in young adult rats. Methods: Two groups of young female rats, control (C - n = 29) and tissue vitamin A deficient (RVA - n = 31), were subjected to transthoracic echocardiography exam, isolated rat heart study and biochemical study. Results: The RVA rats showed a reduced total vitamin A concentration in both the liver and heart [vitamin A in heart, mol/kg (C = 0.95 0.44 and RVA = 0.24 0.16, p = 0.01)] with the same serum retinol levels (C = 0.73 0.29 mol/L e RVA = 0.62 0.17 mol/L, p = 0.34). The RVA rats showed higher left ventricular diameters and reduced systolic function. The RVA rats also demonstrated increased lipid hydroperoxide/total antioxidant capacity ratio and cardiac levels of IFN-γ and TNF-α but not of metalloproteinase (MMP)-2 and -9 activity. On the other hand, the RVA rats had decreased levels of β-hydroxyacylcoenzyme A dehydrogenase and lactate dehydrogenase. Conclusions: Tissue vitamin A deficiency stimulated cardiac remodeling and ventricular dysfunction. Additionally, the data support the involvement of oxidative stress, energy metabolism, and cytokine production in this remodeling process.. .

59.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2010MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Ardisson, Lidiane P. ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Relevância do padrão de remodelamento ventricular no modelo de infarto do miocárdio em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 95, p. 635-639, 2010
Palavras-chave: remodelação cardíaca; geometria; Função ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Digital; Série: 5; ISSN/ISBN: 0066782X
Resumo Fundamento: A relevância do padrão de remodelação no modelo de ratos infartados não é conhecida. Objetivo: Analisar a presença de diferentes padrões de remodelação nesse modelo e suas implicações funcionais. Métodos: Ratos infartados (n=46) foram divididos de acordo com o padrão de geometria, analisado pelo ecocardiograma: normal (índice de massa normal e espessura relativa normal), remodelação concêntrica (índice de massa normal e espessura relativa aumentada), hipertrofia concêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa aumentada) e hipertrofia excêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa normal). Os dados estão em mediana e intervalo interquartil. Resultados: Ratos infartados apresentaram apenas dois dos quatro padrões de geometria: padrão normal: 15% e hipertrofia excêntrica (HE): 85%. Os grupos de padrão normal e HE não apresentaram diferenças nos valores de fração de variação de área (Normal = 32,1 (28,8-50,7); HE = 31,3 (26,5-36,7); p=0,343). Dos animais infartados, 34 animais (74%) apresentaram disfunção sistólica, detectada pela fração de variação de área. Considerando os dois padrões de geometria, 77% dos animais com hipertrofia excêntrica e 57% dos animais com geometria normal apresentaram disfunção sistólica (p=0,355). A espessura relativa da parede, os padrões de geometria e o índice de massa não foram fator de predição de disfunção ventricular (p>0,05). Por outro lado, o tamanho do infarto foi fator de predição de disfunção ventricular na análise univariada (p<0,001) e na análise multivariada (p=0,004). Conclusão: ratos submetidos à oclusão coronariana apresentam dois diferentes padrões de remodelação, os quais não se constituem em fator de predição de disfunção ventricular.. .

60.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2010MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OLIVEIRA JUNIOR, S. A. ; MARTINEZ, Paula F. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; POLEGATO, B.F. ; Justulin, L.A. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Tissue vitamin A insufficiency results in adverse ventricular remodeling after experimental myocardial infarction. Cellular Physiology and Biochemistry, v. 26, p. 523-530, 2010
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Vitamina A; deficiência; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 4-5; ISSN/ISBN: 10158987
Background/Aims: The role of tissue vitamin-A insufficiency on post-infarction ventricular remodeling is unknown. We tested the hypothesis that cardiac vitamin A insufficiency on post-infarction is associated with adverse myocardial remodeling. Methods: After infarction, rats were allocated into two groups: C (controls, n=25); VA (dietary vitamin A restriction, n= 26). After 3 months, the animals were submitted to echocardiogram, morphometric and biochemical analysis. Results: Rats fed the vitamin-A-deficient diet had lower heart and liver retinol concentration and normal plasma retinol. There were no differences in infarct size between the groups. VA showed higher diastolic left ventricular area normalised by body weight (C= 1.81 0.4 cm2/kg, VA= 2.15 0.3 cm2/kg; p=0.03), left ventricular diameter (C= 9.4 1.4 mm, VA= 10.5 1.2 mm; p=0.04), but similar systolic ventricular fractional area change (C= 33.0 10.0 %, VA= 32.1 8.7 %; p=0.82). VA showed decreased isovolumetric relaxation time normalised by heart rate (C= 68.8 11.4 ms, VA= 56.3 16.8 ms; p=0.04). VA showed higher interstitial collagen fraction (C= 2.8 0.9 %, VA= 3.7 1.1 %; p=0.05). There were no differences in myosin heavy chain expression, metalloproteinase 2 and 9 activation, or IFN-g and TNF-a cardiac levels. Conclusion: Local tissue vitamin A insufficiency intensified ventricular remodeling after MI, worsening diastolic dysfunction.. .

61.
Paiva, S. A R2010Paiva, S. A R ; GODOY, Irma de . Nutrição na doença pulmonar obstrutiva crônica. Prática Hospitalar (Impresso), v. 72, p. 39-44, 2010
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Terapia Nutricional; Desnutrição Energético-Protéica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana. ; ISSN/ISBN: 16770447.

62.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2009ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; DUARTE, Daniella de Rezende ; SPADARO, J. . Remodelação ventricular pós-infarto do miocárdio: conceitos e implicações clínicas. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 92, p. 157-164, 2009
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Remodelação ventricular; Função ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Série: 2; ISSN/ISBN: 0066782X
Após o infarto agudo do miocárdio, o processo de remodelação se caracteriza, clinicamente, por aumento da cavidade ventricular. Na fase aguda do infarto, a dilatação ventricular é conseqüência do processo de expansão do infarto, enquanto que a dilatação cavitária tardia é conseqüência do processo de hipertrofia excêntrica. A remodelação ventricular desempenha papel fundamental na fisiopatologia da disfunção ventricular após o infarto. Ao reagir a determinada agressão, as alterações genéticas, estruturais e bioquímicas desse processo vão resultar em deterioração da capacidade funcional do coração, a longo prazo, e conseqüente aparecimento dos sinais e sintomas de insuficiência cardíaca e morte súbita. Os mecanismos propostos para explicar o aparecimento da disfunção ventricular são complexos, mas destacam-se: modificações no trânsito de cálcio, alterações da via beta-adrenérgica, alterações das proteínas contráteis, aumento da morte celular, acúmulo de colágeno, alterações das metaloproteases, aumento do estresse oxidativo, déficit energético, alterações das proteínas do citoesqueleto, da membrana e da matriz e alterações da geometria ventricular. Adicionalmente, a remodelação está associada com maior prevalência de ruptura cardíaca, arritmias e formação de aneurismas após o infarto. Portanto, a remodelação está associada a pior prognóstico pós-infarto. Desse modo, o entendimento desse processo é crítico, pois a evolução da remodelação pode ser modificada por meio de diversas intervenções terapêuticas.. .

63.
AZEVEDO, Paula Schimidt2009AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NOVO, Rosangela ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Papel da lipoperoxidação na intensificação da remodelação causada pelo beta-caroteno após o infarto. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 93, p. 34-38, 2009
Palavras-chave: Beta-caroteno; Infarto agudo do miocárdio; lipoperoxidação; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 1; ISSN/ISBN: 0066782X
Fundamento: Os mecanismos envolvidos na maior remodelação causada pelo betacaroteno após o infarto são desconhecidos. Objetivo: Analisar o papel da lipoperoxidação na remodelação ventricular após o infarto do miocárdio, em ratos suplementados com betacaroteno. Métodos: Ratos foram infartados e distribuídos em dois grupos: C (controle) e BC (500mg/kg/dieta). Após seis meses, foram realizados ecocardiograma e avaliação bioquímica. Utilizamos o teste t, com significância de 5%. Resultados: Os animais do grupo BC apresentaram maiores médias das áreas diastólicas (C = 1,57 0,4 mm2/g, BC = 2,09 0,3 mm2/g; p < 0,001) e sistólicas (C = 1,05 0,3 mm2/g, BC = 1,61 0,3 mm2/g; p < 0,001) do VE, ajustadas ao peso corporal do rato. A função sistólica do VE, avaliada pela fração de variação de área, foi menor nos animais suplementados com betacaroteno (C = 31,9 9,3 %, BC = 23,6 5,1 %; p = 0,006). Os animais suplementados com betacaroteno apresentaram valores maiores da relação E/A (C = 2,7 2,5, BC = 5,1 2,8; p = 0,036). Não foram encontradas diferenças entre os grupos em relação aos níveis cardíacos de GSH (C = 21 8 nmol/mg de proteína, BC = 37 15 nmol/mg de proteína; p = 0,086), GSSG (C = 0,4 (0,3-0,5) nmol/g de proteína, BC = 0,8 (0,4-1,0; p = 0,19) de proteína; p = 0,246) e lipoperóxidos (C = 0,4 0,2 nmol/mg de tecido, BC = 0,2 0,1 nmol/mg de tecido; p = 0,086). Conclusão: A maior remodelação em animais infartados e suplementados com betacaroteno não depende da lipoperoxidação.. .

64.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2009MINICUCCI, Marcos Ferreira ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; REZENDE, L. A. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Marina Politi . Spontaneous recovery from long-term phrenic nerve palsy. Southern Medical Journal, v. 102, p. 115-116, 2009
Palavras-chave: nervo frênico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 00384348.

65.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2009ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; SPADARO, J. . Infarto do miocárdio experimental em ratos: análise do modelo. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), v. 93, p. 434-440, 2009
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; metodologia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 4; ISSN/ISBN: 0066782X
Uma das estratégias mais utilizadas para o estudo das alterações fisiopatológicas decorrentes da oclusão coronariana é o uso do modelo do infarto experimental no rato. Entre outros fatores, esse fato é decorrência da similaridade com as alterações fisiopatológicas que ocorrem após o infarto, em humanos. Devemos considerar, entretanto, que esse modelo possui características que podem dificultar tanto o uso como a interpretação de eventuais resultados. Assim, essa revisão tem como objetivo discutir as principais características do modelo do infarto experimental no rato, abordando a técnica da oclusão coronariana, as consequências e os métodos de avaliação morfológica e funcional do infarto e suas implicações clínicas.. .

66.
DUARTE, Daniella de Rezende2009DUARTE, Daniella de Rezende ; Oliveira, Lucienne da Cruz ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeitos da administração de beta-bloqueador na remodelação ventricular induzida pelo tabagismo em rato. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 92, p. 479-483, 2009
Palavras-chave: beta-bloqueador; Fumo; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 6; ISSN/ISBN: 0066782X.

67.
DOURADO, Vitor Zuniga2009DOURADO, Vitor Zuniga ; TANNI, Suzana Erico ; ANTUNES, Letícia Cláudia de Oliveira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; RENNO, Ana Claudia Muniz ; GODOY, Irma de . Effect of three exercise programs on patients with chronic obstructive pulmonary disease. Brazilian Journal of Medical and Biological Research, v. 42, p. 263-271, 2009
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Exercício físico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 0100879X
We compared the effect of three different exercise programs on patients with chronic obstructive pulmonary disease including strength training at 50 80% of one-repetition maximum (1-RM) (ST; N = 11), low-intensity general training (LGT; N = 13), or combined training groups (CT; N = 11). Body composition, muscle strength, treadmill endurance test (TEnd), 6-min walk test (6MWT), Saint George s Respiratory Questionnaire (SGRQ), and baseline dyspnea (BDI) were assessed prior to and after the training programs (12 weeks). The training modalities showed similar improvements (P > 0.05) in SGRQ-total (ST = 13 14%; CT = 12 14%; LGT = 11 10%), BDI (ST = 1.8 4; CT = 1.8 3; LGT = 1 2), 6MWT (ST = 43 51 m; CT = 48 50 m; LGT = 31 75 m), and TEnd (ST = 11 20 min; CT = 11 11 min; LGT = 7 5 min). In the ST and CT groups, an additional improvement in 1-RM values was shown (P < 0.05) compared to the LGT group (ST = 10 6 to 57 36 kg; CT = 6 2 to 38 16 kg; LGT = 1 2 to 16 12 kg). The addition of strength training to our current training program increased muscle strength; however, it produced no additional improvement in walking endurance, dyspnea or quality of life. A simple combined training program provides benefits without increasing the duration of the training sessions.. .

68.
VIEIRA, A. A. O.2009VIEIRA, A. A. O. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; GAIOLLA, R. D. ; OKOSHI, Marina Politi ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . Scurvy induced by obsessive-compulsive disorder. BMJ Case Reports, v. 2009, p. bcr0720080462-bcr0720080462, 2009
Palavras-chave: Escorbuto; Vitamina C; deficiência; Ingestão Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 1757790X
Historically, scurvy has been associated with sailors of great navigational epochs. This disease has been known since ancient Egypt, but nowadays it is almost forgotten. Although its prevalence has decreased over the centuries, scurvy is still present in developed countries. A 61-year-old man was referred to hospital with a 30-day history of anorexia, fatigue, gingival bleeding and ecchymosis of the arms and legs. On physical examination he presented gingival hypertrophic lesions, signs of chronic periodontitis and petechial rash, and several bruises on his arms and legs. A food frequency questionnaire revealed a long history of poor diet, with no vegetables or fruit. The patient had ingested only chocolate milk and cookies for the last 10 years due to fear of pesticides being present in foods of vegetable origin. A diagnosis of scurvy induced by obsessive compulsive disorder was suspected, and after vitamin C supplementation there was a marked improvement of symptoms.. .

69.
Chung, H.-Y.2009Chung, H.-Y. ; FERREIRA, Ana Lúcia dos Anjos ; Epstein, S. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CASTANEDA-SCEPPA, Carmen ; JOHNSON, E.J. . Site-specific concentrations of carotenoids in adipose tissue: relations with dietary and serum carotenoid concentrations in healthy adults. American Journal of Clinical Nutrition, v. 90, p. 533-539, 2009
Palavras-chave: Carotenóides; Tecido Adiposo; Dieta.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Vários; Série: 3; ISSN/ISBN: 00029165
Dietary carotenoids are related to decreased risk of certain diseases. Serum and adipose tissue carotenoid concentrations are used as biomarkers of intake. This study examined relationships among concentrations of carotenoids in diet, serum and adipose tissue. Twelve women and thirteen healthy men participated in this cross-sectional study. Dietary carotenoids were assessed using a food frequency questionnaire. Serum and adipose tissue biopsies (abdomen, buttock, inner thigh) were obtained and measured for carotenoids by HPLC. For most carotenoids, the adipose tissue from abdomen had significantly higher concentrations of carotenoids than that from thigh. Concentrations of α-carotene, β-carotene (total, all-trans, 13-cis), 5-cis lycopene and total carotenoids were significantly higher in buttocks than in thigh (p <0.05). Abdominal adipose tissue had significantly higher concentrations of α-carotene, cis lycopene and lutein (with or without zeaxanthin) than that of buttocks (p <0.05). Dietary intake was significantly correlated with serum concentrations of α-carotene, β-carotene, β-cryptoxanthin and total carotenoids. Carotenoid intake was significantly correlated with adipose tissue concentrations of α-carotene, β-carotene, β-cryptoxanthin, cis lycopene and total carotenoids (p <0.05), although this varied with adipose tissue site. In general, among adipose tissues, abdomen showed strongest correlation with dietary intake. Concentrations of adipose tissue carotenoids, except lycopene, were more closely correlated with respective serum levels than with dietary intakes. Differences among adipose tissue sites in carotenoid concentrations may have implications to interactions among carotenoid metabolism, body fat distribution and risk of disease.. .

70.
DENIPOTE, F.G.2009DENIPOTE, F.G. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da taurina na remodelação cardíaca. Nutrire (SBAN), v. 34, p. 211-223, 2009
Palavras-chave: taurina; remodelação cardíaca; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 15198928
A remodelação cardíaca é definida como variações moleculares e intersticiais, que se manifestam clinicamente por meio de alterações no tamanho, massa, geometria e na função do coração em resposta à determinada agressão. A princípio, a remodelação ventricular tem como objetivo manter a função cardíaca estável em situações de agressão. Cronicamente, entretanto, com a continuidade e/ou progressão do processo ocorre disfunção ventricular progressiva e morte. Diversos estudos experimentais e clínicos têm sugerido que a redução das concentrações de taurina resulta em importantes modificações cardiovasculares. Do mesmo modo, outra linha de evidência sugestiva da relevância da taurina para o coração é que sua suplementação atenuou o processo de remodelação em diferentes situações de agressão. Em relação aos mecanismos propostos para explicar os efeitos benéficos da taurina no processo de remodelação cardíaca, destacam-se: papel semelhante aos diuréticos, por promover a excreção de sódio e água; papel modulador de diversos íons relevantes para o funcionamento normal da célula cardíaca; proteção das membranas lipossômicas contra danos causados por radicais livres e, finalmente, ação antagonista da angiotensina II. Assim, as evidências até o momento permitem a suposição de que a taurina pode desempenhar papel crítico na modulação do processo da remodelação cardíaca.. .

71.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.2009PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; AMANCIO, Olga Maria Silverio ; Marchioni, D.M.L. ; ONG, T. P. . Editorial. Nutrire (SBAN), v. 34, p. V-VI, 2009
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição. ; Série: 1; ISSN/ISBN: 15198928.

72.
DUARTE, Daniella de Rezende2009DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . The role of oxidative stress and lipid peroxidation in ventricular remodeling induced by tobacco smoke exposure after myocardial infarction. Clinics (USP), v. 64, p. 691-697, 2009
Palavras-chave: Função ventricular; Infarto agudo do miocárdio; Fumo; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Vários. Homepage: ; Série: 6; ISSN/ISBN: 18075932
OBJECTIVE: To evaluate the roles of oxidative stress and lipid peroxidation in the ventricular remodeling that is induced by tobacco smoke exposure after myocardial infarction. METHODS: AFTER INDUCED MYOCARDIAL INFARCTION, RATS WERE ALLOCATED INTO TWO GROUPS: C (control, n=25) and ETS (exposed to tobacco smoke, n=24). After 6 months, survivors were submitted to echocardiogram and biochemical analyses. RESULTS: Rats in the ETS group showed higher diastolic (C = 1.52 +/- 0.4 mm(2), ETS = 1.95 +/- 0.4 mm(2); p=0.032) and systolic (C = 1.03 +/- 0.3, ETS = 1.36 +/- 0.4 mm(2)/g; p=0.049) ventricular areas, adjusted for body weight. The fractional area change was smaller in the ETS group (C = 30.3 +/- 10.1 %, ETS = 19.2 +/- 11.1 %; p=0.024) and E/A ratios were higher in ETS animals (C = 2.3 +/- 2.2, ETS = 5.1 +/- 2.5; p=0.037). ETS was also associated with a higher water percentage in the lung (C = 4.8 (4.3-4.8), ETS = 5.5 (5.3-5.6); p=0.013) as well as higher cardiac levels of reduced glutathione (C = 20.7 +/- 7.6 nmol/mg of protein, ETS = 40.7 +/- 12.7 nmol/mg of protein; p=0.037) and oxidized glutathione (C = 0.3 +/- 0.1 nmol/g of protein, ETS = 0.9 +/- 0.3 nmol/g of protein; p=0.008). No differences were observed in lipid hydroperoxide levels (C = 0.4 +/- 0.2 nmol/mg of tissue, ETS = 0.1 +/- 0.1 nmol/mg of tissue; p=0.08). CONCLUSION: In animals exposed to tobacco smoke, oxidative stress is associated with the intensification of ventricular remodeling after myocardial infarction.. .

73.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2009MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Cardiovascular remodeling induced by passive smoking. Inflammation & Allergy. Drug Targets, v. 8, p. 334-339, 2009
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; Inflamação.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 5; ISSN/ISBN: 18715281
Coronary heart disease (CHD) is the most common cause of death in many developed countries. The major risk factors for CHD are smoking, high blood pressure, diabetes, high cholesterol levels, and lack of physical activity. Importantly, passive smoke also increases the risk for CHD. The mechanisms involved in the effects of passive smoke in CHD are complex and include endothelial dysfunction, lipoprotein modification, increased inflammation and platelet activation. Recently, several studies have shown that exposure to tobacco smoke can result in cardiac remodeling and compromised cardiac function. Potential mechanisms for these alterations are neurohumoral activation, oxidative stress, and MAPK activation. Although the vascular effects of cigarette smoke exposure are well known, the effects of tobacco smoking on the heart have received less attention. Therefore, this review will focus on the recent findings as to the effects of passive smoking in acute and chronic phases of vascular and cardiac remodeling. . .

74.
MAIO, Regiane2009MAIO, Regiane ; BERTO, José Carlos ; CORREA, Camila ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Estado nutricional e atividade inflamatória no pré-operatório em pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe. Revista Brasileira de Cancerologia, v. 55, p. 345-353, 2009
Palavras-chave: Câncer oral; Avaliação do estado nutricional; Desnutrição Energético-Protéica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 4; ISSN/ISBN: 00347116.

75.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2008MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; BUENO, Solange Peron ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MARQUES, M. E. A. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Heart failure due to right ventricular metastatic neuroendocrine tumor. International Journal of Cardiology, v. 126, p. e25-e26, 2008
Palavras-chave: Tumor carcinóide; Insuficiência cardíaca; relato de caso.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. . Homepage: ; Série: 2; ISSN/ISBN: 01675273.

76.
CASTARDELI, Edson2008CASTARDELI, Edson ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Exposure time and ventricular remodeling induced by tobacco smoke exposure in rats. Medical Science Monitor, v. 14, p. BR62-BR66, 2008
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; Função cardíaca; tempo de exposição.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde Humana; Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 3; ISSN/ISBN: 12341010
Background: We investigated the effects of length of exposure to tobacco smoke on the cardiac remodeling process induced by exposure to cigarette smoke in rats. Material/Methods: Rats were separated into 4 groups: nonsmoking (NS)2 (n=25; control animals not exposed to tobacco smoke for 2 months), smoking (S)2 (n=22; rats exposed to smoke from 40 cigarettes/d for 2 months), NS6 (n=18; control animals not exposed to tobacco smoke for 6 months), and S6 (n=25; rats exposed to smoke from 40 cigarettes/d for 6 months). All animals underwent echocardiographic, isolated heart, and morphometric studies. Data were analyzed with a 2-way analysis of variance.
Results: No interaction among the variables was found; this suggests that length of exposure to tobacco smoke did not influence the effects of exposure to smoke. Values for left ventricular diastolic diameter/body weight and left atrium/body weight were higher (p=0.023 and p=0.001, respectively) in smoking (S2 and S6) than in nonsmoking animals (NS2 and NS6). Left ventricular mass index was higher (p=0.048) in smoking than in nonsmoking animals. In the isovolumetrically beating ventricle, peak systolic pressure was higher (p=0.034) in smoking than in nonsmoking animals. Significantly higher values were found for left ventricular weight (p=0.017) and right ventricular weight (p=0.001) adjusted for body weight in smoking as opposed to nonsmoking animals. Systolic pressure was higher (p=0.001) in smoking (128+/-14 mm Hg) than in nonsmoking animals (112+/-11 mm Hg). Conclusions: Length of exposure to cigarette smoke did not influence cardiac remodeling caused by exposure to smoke in rats.. .

77.
Coelho, L.S.2008Coelho, L.S. ; HUEB, João Carlos ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Deficiência de tiamina como causa de cor pulmonale reversível. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 91, p. e7-e9, 2008
Palavras-chave: tiamina; beribéri.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Meio de divulgação: Digital. Homepage: ; Série: 1; ISSN/ISBN: 0066782X
A deficiência de tiamina pode apresentar quatro formas clássicas de apresentação clínica: polineuropatia periférica, anorexia e fraqueza muscular (beribéri seco); insuficiência cardíaca de alto débito com sinais congestivos (beribéri úmido); beribéri associado ao choque (Shoshin beribéri) e encefalopatia de Wernicke. Neste relato, descrevemos quadro sugestivo de hipertensão pulmonar grave e cor pulmonale, com estase jugular, hepatite congestiva e edema generalizado, que apresentou reversão completa após administração de tiamina.. .

78.
NAVARRO, Anderson Marliere2008NAVARRO, Anderson Marliere ; SORIANO, Eline Almeida ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MARCHINI, Júlio Sérgio . Síndrome de realimentação e complicações metabólicas da nutrição parenteral. Revista Brasileira de Nutrição Clínica, v. 23, p. 204-207, 2008
Palavras-chave: Nutrição Enteral; Nutrição Parenteral; Complicações; síndrome de realimentação.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais. ; Série: 3; ISSN/ISBN: 01037196
A terapia nutricional (TN) é fundamental na recuperação do paciente. No entanto, o seu uso inadequado ou em excesso está associado a complicações, como a síndrome da realimentação (SR). Objetivo: Descrever caso clínico de paciente com SR, submetido a nutrição parenteral (NP). Método: Paciente GAAP, 84 anos, internada com quadro de suboclusão intestinal, submetida a colectomia direita e hemicolectomia esquerda com anastomose transverso-reto. Foi prescrita NP após 10 dias de jejum, fornecendo 1680 kcal/dia (26 kcal/kg) e 65 g de proteína (1 g/kg) e realizada evolução clínico-laboratorial. Resultado: O paciente, 24 horas após o início da NP, evoluiu com acidose metabólica e insuficiência respiratória, apresentando hipofosfatemia (0,9 mg/dL), hipocalemia (2,9 mmol/L), hiponatremia (124 mmol/L), hiperglicemia (700 mg/dL) e hipertrigliceridemia (235 mg/dL). Neste ponto, foi feita a hipótese diagnóstica de SR e tratada com diminuição da oferta de NP para 1/3 do total. A seguir, a cada 2 dias, foi reintroduzida a oferta nutricional planejada, até atingir as necessidades nutricionais da paciente. Após estabilização do quadro (em 4 dias), foi prescrita nutrição enteral (NE) 50 mL 3/3 horas (6 vezes/dia), com diminuição gradativa da NP até sua retirada total em 28 dias. Conclusão: A infusão total da NP após longo período de jejum induziu a SR e o tratamento com menor oferta de nutrientes via parenteral e substituição da parenteral por enteral reverteu o quadro.. .

79.
DÔRES, Silvia Maria Custódio das2007DÔRES, Silvia Maria Custódio das ; BOOTH, Sarah L ; MARTINI, Ligia Araujo ; GOUVEA, Victor Hugo de Carvalho ; PADOVANI, Carlos Roberto ; MAFFEI, Francisco Humberto A ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Relationship between diet and anticoagulant response to warfarin: a factor analysis. European Journal of Nutrition, v. 46, p. 147-154, 2007
Palavras-chave: Filoquinona; anticoagulação; feijão; Varfarina.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Nutrição e Alimentação. . Homepage: ; Série: 3; ISSN/ISBN: 14366207
Abstract: Background: Diet composition is one of the factors that may contribute to intraindividual variability in the anticoagulant response to warfarin. Aim of the study: To determine the associations between food pattern and anticoagulant response to warfarin in a group of Brazilian patients with vascular disease. Methods: Recent and usual food intakes were assessed in 115 patients receiving warfarin; and corresponding plasma phylloquinone (vitamin K1), serum triglyceride concentrations, prothrombin time (PT) and International Normalized Ratio (INR) were determined. A factor analysis was used to examine the association of specific foods and biochemical variables with anticoagulant data. Results: Mean age was 59 15 years. Inadequate anticoagulation, defined as values of INR 2 or 3, was found in 48% of the patients. Soybean oil and kidney beans were the primary food sources of phylloquinone intake. Factor analysis yielded four separate factors, explaining 56.4% of the total variance in the data set. The factor analysis revealed that intakes of kidney beans and soybean oil, 24-hour recall of phylloquinone intake, PT and INR loaded significantly on factor 1. Triglycerides, PT, INR, plasma phylloquinone and duration of anticoagulation therapy loaded on factor 3. Conclusions: Fluctuations in phylloquinone intake, particularly from kidney beans, and plasma phylloquinone concentrations were associated with variation in measures of anticoagulation (PT and INR) in a Brazilian group of patients with vascular disease.. .

80.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2007MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Curcelli, Emilio Carlos ; OKOSHI, Marina Politi . Internato de Clínica Médica em Hospital Secundário: A Experiência da Faculdade de Medicina de Botucatu. Revista Brasileira de Educação Médica, v. 31, p. 186-189, 2007
Palavras-chave: ensino médico; hospital secundário.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. . Homepage: ; Série: 2; ISSN/ISBN: 01005502.

81.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2007ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Efeitos do beta-caroteno e do tabagismo sobre a remodelação cardíaca pós-infarto do miocárdio. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 89, p. 151-157, 2007
Palavras-chave: Fumo; Rato; Beta-caroteno; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; Série: 3; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivos: Analisar os efeitos do beta-caroteno no processo de remodelação ventricular após o infarto (IAM), em ratos expostos à fumaça do cigarro. Métodos: Após o IAM, os animais foram divididos em 4 grupos: 1) grupo C, n=24 - animais que receberam dieta padrão; 2) grupo BC, n=26 - animais que receberam beta-caroteno; 3) grupo EFC, n=26 - animais que receberam dieta padrão e que foram expostos à fumaça de cigarro; e 4) grupo BC+EFC, n=20 - animais que receberam beta-caroteno e foram expostos à fumaça de cigarro. Após 6 meses, foi realizado estudo mofo-funcional. Utilizou-se significância de 5%. Resultados: Em relação às áreas diastólicas (AD) e sistólicas (AS), os valores do grupo BC foram maiores que os do grupo C. Considerando a AD/peso corporal (PC) e AS/PC, os valores do grupo BC+EFC foram maiores que os valores de C. Em relação à fração de variação de área, foram observadas diferenças significantes entre EFC (valores menores) e C (valores maiores) e entre BC (valores menores) e C (valores maiores). Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação ao tamanho do infarto. O grupo EFC apresentou valores maiores da área seccional dos miócitos (ASM) que os animais controle. Em adição, o grupo BC+EFC apresentou maiores valores de ASM que BC, EFC e C. Conclusões: após o infarto do miocárdio, o tabagismo e o beta-caroteno promoveram intensificação do processo de remodelação cardíaca; houve potencialização dos efeitos deletérios no processo de remodelação com os dois tratamentos em conjunto.. .

82.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2007MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Comparação de diferentes métodos para medida do tamanho do infarto experimental em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, v. 89, p. 93-98, 2007
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Concordância; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Vários. Homepage: ; Série: 2; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivos: Avaliar as diferenças entre três métodos para medida do infarto experimental em ratos, em relação ao método tradicional. Métodos: A área infartada por histologia (AREA), o perímetro interno da cavidade infartada por histologia (PER) e o perímetro interno por ecocardiograma (ECO) foram comparados ao método tradicional (análise histológica das circunferências epicárdicas e endocárdicas da região infartada - CIR). Foram utilizados ANOVA de medidas repetidas, complementada com o teste de comparações múltiplas de Dunn; o método de concordância de Bland & Altman e o teste de correlação de Spearman. A significância foi p<0,05. Resultados: Foram analisados dados de 122 animais, após 3-6 meses do infarto. Houve diferença na avaliação do tamanho do infarto entre CIR e os outros três métodos (p<0,001): CIR = 42,4% (35,9-48,8), PER = 50,3% (39,1-57,0), AREA = 27,3% (20,2-34,3), ECO = 46,1% (39,9-52,6). Assim, a medida por área resultou em subestimação de 15% do tamanho do infarto, enquanto as medidas por ecocardiograma e pelo perímetro interno por meio de histologia resultaram em superestimação do tamanho do infarto de 4% e 5%, respectivamente. Em relação ao ECO e PER, apesar da diferença entre os métodos ser de apenas 1,27%, o intervalo de concordância variou de 24,1 a -26,7%, sugerindo baixa concordância entre os métodos. Em relação às associações, houve correlações estatisticamente significantes entre: CIR e PER (r=0,88 e p<0,0001); CIR e AREA (r=0,87 e p<0,0001) e CIR e ECO (r=0,42 e p<0,0001). Conclusão: Na determinação do tamanho do infarto, apesar da alta correlação, houve baixa concordância entre os métodos.. .

83.
CASTARDELI, Edson2007CASTARDELI, Edson ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Tobacco smoke-induced left ventricle increase without participation of Metalloproteinase-2 and -9. European Journal of Heart Failure, v. 9, p. 1081-1085, 2007
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; Função cardíaca; metaloproteinase.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde Humana. . Homepage: ; ISSN/ISBN: 13889842
Aims: To investigate the role of MMP-2 and MMP-9 in the cardiac remodeling induced by tobacco smoke exposure in rats. Methods: Rats were allocated into two groups: C (n=9): control animals; ETS (n= 9): exposed to tobacco smoke. After 4 months, the animals were submitted to echocardiogram, morphometric study and MMP-2 and MMP-9 activity determination. Results: ETS showed higher diastolic (C = 15.6 1.2 mm/kg, ETS = 18.0 0.9 mm/kg; p<0.001) and systolic (C = 7.3 1.2 mm/kg, ETS = 9.2 0.9 mm/kg; p=0.001) ventricular diameters adjusted for body weight. The fractional shortening (C = 53 4.8 %, ETS = 48 3.3 %; p=0.031) and ejection fraction (C = 0.89 0.03, ETS = 0.86 0.02; p=0.030) were smaller in ETS. Myocyte cross-sectional area (C = 245 8 m2, ETS = 253 8 m2; p=0.028) was higher in ETS. There were no differences in relation to MMP-2 (C = 62 8 %; ETS = 65 3 %, p=0.631) and MMP-9 (C= 0.36 0.3 %; ETS = 0.62 0.3 %, p=0.630) activity. Conclusion: MMP-2 and MMP-9 did not participate in the remodeling process induced by tobacco smoke exposure. Doi: 10.1016/j.ejheart.2007.09.004. .

84.
CORSI, Paulo C2007CORSI, Paulo C ; HIROSAWA, Renata ; DUARTE, Daniella de Rezende ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; OKOSHI, Marina Politi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Perfil clínico e fatores de predição de mortalidade em pacientes com emergência hipertensiva (Clinical profile and predictors of mortality in patients with hypertensive emergency). Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, v. 5, p. 114-118, 2007
Palavras-chave: hipertensão arterial; crise hipertensiva; Complicações.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 4; ISSN/ISBN: 16791010
Objetivos: Determinar o perfil clínico dos pacientes com emergência hipertensiva e identificar variáveis associadas ao óbito. Métodos: Análise dos prontuários de pacientes com diagnóstico de emergência hipertensiva. Emergência foi caracterizada com evidência de comprometimento agudo de órgão alvo. Utilizou-se a regressão logística para identificar os possíveis fatores de predição para mortalidade. Resultados: Foram estudados 93 pacientes com diagnóstico de emergência hipertensiva. A maioria (94%) tinha história prévia de hipertensão, sendo que parcela significativa (31%) apresentara episódio prévio de crise hipertensiva. Em nossos pacientes, as apresentações clínicas mais freqüentes foram edema agudo de pulmão (29%), angina pectoris (26%), acidente vascular encefálico (21%) e encefalopatia hipertensiva (10%). Em relação ao tratamento, 68% dos pacientes com emergência hipertensiva receberam tratamento endovenoso. Não foram encontradas diferenças na evolução dos pacientes tratados com medicações endovenosas ou orais (p=0,159). Do total dos casos estudados, 10 pacientes foram a óbito. O acidente vascular encefálico (p=0,009) e o uso prévio de inibidores da enzima conversora da angiotensina (IECA) (p=0,017) foram fatores de predição de mortalidade. Conclusão: As formas de apresentação mais freqüentes da emergência hipertensiva foram o edema agudo de pulmão e a angina; acidente vascular encefálico e uso prévio de IECA foram fatores de predição de mortalidade. .

85.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2007ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; DUARTE, Daniella de Rezende ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Remodelação cardíaca induzida pelo tabagismo. Salud(i)Ciencia, v. 15, p. 1136-1138, 2007
Palavras-chave: Remodelação ventricular; Função ventricular; Fumo; metaloproteinase; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 7; ISSN/ISBN: 16678982
Estudos prévios realizados por nosso grupo mostraram que a exposição à fumaça de cigarro resulta em remodelação cardíaca, com prejuízo da função ventricular. Os mecanismos envolvidos nesse fenômeno, entretanto, não são conhecidos. Assim,nosso laboratório tem procurado identificar os potenciais mecanismos responsáveis pelo processo de remodelação desencadeado pelo fumo. O aumento da pressão arterial, o sistema renina-angiotensina e o estresse oxidativo podem modular esse processo. Por outro lado, a ativação das MMP-2 ou MMP-9, bem como a lipoperxidação, não parecem participar das alterações morfológicas e funcionais cardíacas induzidas pelo tabagismo.. .

86.
MATSUBARA, Luiz Shiguero2006MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NARIKAWA, Silvia ; FERREIRA, Ana Lúcia dos Anjos ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam . Remodelação miocárdica na sobrecarga crônica de pressão ou de volume no coração de ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, SP, v. 86, n.2, p. 126-130, 2006
Palavras-chave: remodelação cardíaca; hipertensão renovascular; colágeno; hipertrofia miocárdica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo: Comparar as alterações estruturais cardíacas em modelos experimentais de sobrecarga de pressão e de volume. Métodos: Foram analisados ratos com hipertensão renovascular (HRV, n = 8), normotensos com sobrecarga de volume por fístula aortocava (FAV, n = 10) e animais controles (CONT, n = 8). Após quatro semanas, registrou-se a pressão arterial caudal (PAS) e obtiveram-se os pesos dos ventrículos direito (PVD) e esquerdo (PVE). Em cortes histológicos, foram medidas as áreas seccionais dos miócitos (AM), a espessura da parede do VE (E), o diâmetro da cavidade (DVE), a relação E/DVE, e a fração de colágeno (CVF). As comparações foram feitas pela ANOVA e teste de Tukey para nível de signifi cância de 5%. Resultados: A PAS (mmHg) foi maior no grupo HRV (HRV = 187 22; CONT = 125 10; FAV = 122 6, p < 0,05). A hipertrofia do VE foi observada nos grupos HRV e FAV. O grupo FAV apresentou aumento significante do DVE, comparado ao CONT e HRV. As espessuras absoluta e normalizada da parede ventricular foram semelhantes entre os grupos. Houve aumento significante do CVF no grupo HRV em relação aos grupos CONT e FAV. Conclusões: A sobrecarga de volume causa padrão distinto de remodelação cardíaca, quando comparada com aquela decorrente da hipertensão arterial, sugerindo que as implicações funcionais de cada padrão não são intercambiáveis.. .

87.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2006ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Beta-carotene supplementation results in adverse ventricular remodeling after acute myocardial infarction. Nutrition, Orlando, Fl, v. 22, n.2, p. 146-151, 2006
Palavras-chave: Beta-caroteno; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Coração Isolado.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 08999007
Objective: To study the effects of beta-carotene (BC) on ventricular remodeling after myocardial infarction. Research Methods and Procedures: Wistar rats were submitted to infarction and treated with BC, 500mg/kg of diet/day (MI-BC; n=27), or regular diet (MI; n=27). Hearts were analyzed in vivo and in vitro after 6 months. Results: The beta-carotene caused decrease in left ventricular (LV) wall thickness (MI = 1.49 0.3 mm; MI-BC = 1.23 0.2 mm; P=0.027) and increase in both diastolic (MI = 0.83 0.15 cm2; MI-BC = 0.98 0.14 cm2; P=0.020) and systolic (MI = 0.56 0.12 cm2; MI-BC = 0.75 0.13 cm2; P=0.002) LV chamber area. Considering systolic function, BC group presented less fractional area change than controls (MI = 32.35 6.67; MI-BC = 23.77 6.06; P=0.004). There was no difference in thansmitral diastolic flow velocities between groups. In vitro results showed decreased maximal isovolumetric systolic pressure (MI = 125.5 24.1 mmHg; MI-BC = 95.2 28.4 mmHg; P=0.019) and increased interstitial myocardial collagen concentration (MI = 3.3 1.2%; MI-BC = 5.8 1.7%; P=0.004) in BC animals. Infarct sizes were similar between groups (MI = 45.0 6.6%; MI-BC = 48.0 5.8%; P=0.246). Conclusion: Taken altogether, our data suggest that beta-carotene has adverse effects on ventricular remodeling after myocardial infarction. . .

88.
DOURADO, Vitor Zuniga2006DOURADO, Vitor Zuniga ; ANTUNES, Letícia Cláudia de Oliveira ; TANNI, Suzana Erico ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; PADOVANI, Carlos Roberto ; GODOY, Irma de . Relationship of upper-limb and thoracic muscle strength to 6-min walk distance in COPD patients. Chest (American College of Chest Physicians), Northbrook, IL, v. 129, n.3, p. 551-557, 2006
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; músculos axiais do tronco; teste de caminhada de seis minutos.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00123692
Objective: This study was developed to investigate the influence of thoracic and upper limb muscle function in 6-min walk distance (6MWD) in patients with chronic obstructive pulmonary disease (COPD). Methods: Thirty-eight mild/very severe COPD patients were evaluated. Pulmonary function, quality of life (SGRQ) and baseline dyspnea index (BDI) were assessed, handgrip strength (HGS), maximal inspiratory pressure (PImax) and 6MWD were measured and one-repetition maximum (1RM) of four exercises was performed on gym equipment (bench press, lat pull down, leg extension, and leg press). Results: there was a positive statistically significant correlation between 6MWD and body weight (r=0.32; p<0,05), BDI (r=0.50; p<0,01), FEV1 (r=0.33; p<0,05), PImax (r=0.53; p<0,01), and all values of 1RM. Statistically significant negative correlations were observed between 6MWD and dyspnea at the end of the 6-min walk test (6MWT) (r=-0.29; p<0,05), Activity (r=-0.45;p<0,01) and Impact (r=-0.34; p<0,05) domains, and total SGRQ scores (r=-0.40; p<0,01). Multiple regression analysis selected body weight, BDI, PImax, and lat pull down 1RM as predictor factors for 6MWD (R2=0.589). Conclusion: the results of this study showed the importance of the thoracic and upper limb skeletal musculature in submaximal exercise tolerance and could open new perspectives for training programmes designed to improve functional activity in COPD patients.. .

89.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2006ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . A exposição à fumaça do cigarro intensifica a remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 86, n.4, p. 276-282, 2006
Palavras-chave: Fumo; Infarto agudo do miocárdio; Rato; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo: analisar os efeitos da exposição à fumaça do cigarro (EFC), na remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM). Métodos: Ratos foram infartados e distribuídos em 2 grupos: C (controle, n=31) e F (EFC: 40 cigarros/dia, n=22). Após 6 meses, foi realizado ecocardiograma, estudo funcional com coração isolado e morfometria. Para comparação, utilizamos o teste t (com média desvio padrão) ou teste de Mann-Whitney (com mediana e percentis 25 e 75). Resultados: Os animais EFC apresentaram tendência a maiores áreas ventriculares diastólicas (C = 1,5 0,4 mm2, F = 1,9 0,4 mm2; p=0,08) e sistólicas (C = 1,05 0,3 mm2, F = 1,32 0,4 mm2; p=0,08) do VE. A função sistólica do VE, avaliada pela fração de variação de área tendeu a ser menor nos animais EFC (C = 31,9 9,3 %, F = 25,5 7,6 %; p=0,08). Os valores da - dp/dt dos animais EFC foram estatisticamente inferiores (C = 1474 397 mmHg, F = 916 261 mmHg; p=0,02) aos animais controle. Os animais EFC apresentaram maior peso do VD, ajustado ao peso corporal (C = 0,8 0,3 mg/g, F = 1,3 0,4 mg/g; p=0,01), maior teor de água nos pulmões (C = 4,8 (4,3-4,8) %, F = 5,4 (5,1-5,5); p=0,03) e maior área seccional do miócito do VE (C = 239,8 5,8 mm2, F = 253,9 7,9 mm2; p=0,01). Conclusão: a exposição à fumaça do cigarro intensifica a remodelação ventricular após IAM.. .

90.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2006MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; SORIANO, Eline Almeida ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Terapia nutricional no paciente crítico - O papel dos macronutrientes. Nutrire (SBAN), São Paulo, v. 31, n.1, p. 97-109, 2006
Palavras-chave: Terapia Nutricional; UTI; Desnutrição Energético-Protéica; imuno-moduladores; calorimetria indireta.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928
A desnutrição energético-protéica é muito freqüente nos pacientes atendidos em unidades em terapia intensiva, tanto pelo aporte nutricional inadequado, quanto pela resposta metabólica ao estresse, levando ao hipermetabolismo e hipercatabolismo. As complicações da desnutrição retardam o processo de convalescença devido a suas repercussões em todos os órgãos e sistemas. A quantificação do gasto energético dos pacientes críticos é fundamental. O uso de fórmulas, para essa determinação, superestima, na maioria das vezes, o gasto energético de repouso, principalmente devido a problemas na determinação do peso corporal e à redução de componentes do gasto energético total, como repouso, sedação e ventilação mecânica. O método de eleição, nessa quantificação, é a calorimetria indireta. Além da quantificação do gasto energético, são comentadas a quantidade e a concentração dos macronutrientes e a inclusão, na terapêutica, de imunomoduladores como arginina, glutamina e ácidos graxos w-3. A imunonutrição, apesar do possível benefício teórico, ainda não é recomendada de rotina nas unidades de terapia intensiva.. .

91.
DUARTE, Daniella de Rezende2006DUARTE, Daniella de Rezende ; CHANG, Claudia Veiga ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; OKOSHI, Marina Politi ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Myxoedema ascites with elevated serum CA 125 concentration. The American Journal of the Medical Sciences, Philadelphia, PA, v. 331, n.2, p. 103-104, 2006
Palavras-chave: hipotireoidismo; CA 125; ascite.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00029629
We report a case of myxoedema ascites and markedly elevated serum CA 125 concentration. The cause of ascites and elevated tumour markers in hypothyroidism remains unknown. Diagnose was characterized by no evidence of malignancy seen in transvaginal ultrasonography or abdominal computed tomography, and ascites resolution with serum CA 125 normalization after adequate hormonal treatment. Our data suggest that hypothyroidism should be considered in patients with ascites and elevated serum CA 125.. .

92.
MOLINA, Roberta Boari Gonçalves2006MOLINA, Roberta Boari Gonçalves ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; HUEB, João Carlos ; ZANATI, Silméia Garcia ; MEIRA, Domingos Alves ; CASSOLATO, José Luiz ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Dysautonomia and ventricular dysfunction in the indeterminate form of Chagas disease. International Journal of Cardiology, Clare, Ireland, v. 113, p. 188-193, 2006
Palavras-chave: disfunção diastólica; Função ventricular; Doença de Chagas; controle autonômico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Vários. Homepage: ; Série: 2; ISSN/ISBN: 01675273
Background: The associations between autonomic function and biventricular function in patients with the indeterminate form of Chagas disease remains to be elucidated. Methods: In 42 asymptomatic patients and 19 healthy volunteers, the autonomic function was assessed by time domain indices of heart rate variability (HRV), analyzed for 24 hours; the right ventricular function was assessed by fraction area change, right ventricle shortening, and systolic excursion of the tricuspid valve; and the left ventricular function was assessed by ejection fraction and transmitral flow velocities. Data were expressed as mean SD or medians (including the lower quartile and upper quartile). Groups were compared by Student's t or Mann-Whitney U test. Autonomic and ventricular function were correlated by Pearson's or Spearman's correlation coefficient. The level of significance was 5%. Results: Right and left ventricular systolic function indexes were comparable between groups. Transmitral flow velocities were decreased in the Chagas disease group (p<0.05). The patients presented impaired HRV as indicated by the values of SDNN-day (80 (64-99) ms vs. 98 (78-127) ms; p=0.045), SDNNI-24 hour (54 (43-71) vs. 65 (54-105) ms; p=0.027), SDNNI-day (49 (42-64) vs. 67 (48-76) ms; p=0.045), pNN50-day (2.2 (0.7-5)% vs. 10 (3-11)%; p=0.033); and pNN50-24 hour (3 (1-7)% vs. 12 (8-19)%; p=0.013). There were no correlations between the left ventricular diastolic indices and autonomic dysfunctional indices (p>0.05). Conclusion: Patients with the indeterminate form of Chagas disease have both dysautonomia and left ventricular diastolic dysfunction. However, the right ventricular function is preserved. Importantly, ventricular diastolic dysfunction and dysautonomia are independent phenomena.. .

93.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2006ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; DALPAISILVA, Maeli ; CARVALHO, Robson F ; CICOGNA, Antonio Carlos ; PADOVANI, Carlos Roberto ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; NOVO, Rosangela ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Beta-carotene supplementation attenuates cardiac remodeling induced by one-month tobacco-smoke exposure in rats. Toxicological Sciences, Cary, NC, USA, v. 90, n.1, p. 259-266, 2006
Palavras-chave: Beta-caroteno; Fumo; Função cardíaca; hipertrofia; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Vários. Homepage: ; ISSN/ISBN: 10966080
Objective: The objectives were to analyze the cardiac effects of exposure to tobacco smoke (ETS), for a period of 30 days, alone and in combination with beta-carotene supplementation (BC). ResearcObjective: The objectives were to analyze the cardiac effects of exposure to tobacco smoke (ETS), for a period of 30 days, alone and in combination with beta-carotene supplementation (BC). Research Methods and Procedures: Rats were allocated into: Air (control, n=13); Air+BC (n=11); ETS (n=11); and BC+ETS (n=9). In Air+BC and BC+ETS, 500 mg of BC were added to the diet. After 3 months of randomization, cardiac structure and function were assessed by echocardiogram. After that, animals were euthanized and morphological data were analyzed post-morten. One-way and two?way ANOVA were used to assess the effects of ETS, BC and the interaction between ETS and BC on the variables. Results: ETS presented smaller cardiac output (0.087 0.001 vs. 0.105 0.004 L/min; P=0.007), higher left ventricular diastolic diameter (19.6 0.5 vs. 18.0 0.5 mm/kg; p=0.024), higher left ventricular (2.02 0.05 vs. 1.70 0.03 g/kg; P<0.001) and atrium (0.24 0.01 vs. 0.19 0.01 g/kg; P=0.003) weight, adjusted to body weight of animals, and higher values of hepatic lipid hydroperoxide (5.32 0.1 vs. 4.84 0.1 nmol/g tissue; P=0.031) than Air. However, considering those variables, there were no differences between Air and BC+ETS (0.099 0.004 L/min; 19.0 0.5 mm/kg; 1.83 0.04 g/kg; 0.19 0.01 g/kg; 4.88 0.1 nmol/g tissue, respectively; P>0.05). Ultrastructural alterations were found in ETS: disorganization or loss of myofilaments, plasmatic membrane infolding, sarcoplasm reticulum dilatation, polymorphic mitochondria with swelling and decreased cristae. In BC+ETS, most fibers showed normal morphological aspects. Conclusion: One-month tobacco-smoke exposure induces functional and morphological cardiac alterations and BC supplementation attenuates this ventricular remodeling process.. .

94.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2006PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; DUARTE, Daniella de Rezende ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeitos da exposição à fumaça do cigarro no processo de remodelação cardíaca em ratos. SIICsalud (Buenos Aires), v. 14, p. e1-e7, 2006
Palavras-chave: Função cardíaca; Remodelação ventricular; Fumo; Infarto agudo do miocárdio; Beta-caroteno.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Digital. Homepage: http://www.siicsalud.com/dato/dat048/06518012.htm; ISSN/ISBN: 16679008
Embora a relação entre o fumo e a doença coronariana seja clara, pouco se conhece sobre as conseqüências diretas do fumo no coração. Inicialmente, avaliamos os efeitos da exposição à fumaça do cigarro por 1 e 4 meses em corações de ratos normais e observamos redução na função ventricular sistólica esquerda. A próxima etapa foi avaliar a influência do tempo da exposição à fumaça do cigarro no processo de remodelação ventricular. Não houve diferença entre os animais expostos à fumaça por 2 e 4 meses, indicando que as alterações cardíacas independem do tempo de exposição. A suplementação de substância antioxidante (beta-caroteno) associada a exposição à fumaça do cigarro atenuou o processo de remodelação ventricular. O efeito da exposição à fumaça do cigarro foi avaliado então em corações submetidos a infarto agudo do miocárdio. A exposição à fumaça intensificou as alterações morfológicas e funcionais cardíacas, entretanto, nos grupo exposto à fumaça, a sobrevida foi significativamente maior. A combinação de beta-caroteno com exposição à fumaça do cigarro aboliu esse efeito protetor do fumo no miocárdio.. .

95.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2005MINICUCCI, Marcos Ferreira ; SILVA, Giovanni Faria ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . O uso da gastrostomia percutânea endoscópica. Revista de Nutrição, Campinas, v. 18, n.4, p. 553-559, 2005
Palavras-chave: Terapia Nutricional; Nutrição Enteral; acesso gastrointestinal.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 14155273
Gastrostomia percutânea endoscópica (GPE) foi introduzida na prática clínica como via alternativa de alimentação enteral. É procedimento que não necessita de anestesia ou laparotomia como a gastrostomia cirúrgica. A GPE tem como objetivos a manutenção do aporte nutricional e a melhoria da qualidade de vida e sobrevida dos pacientes. É indicada quando o paciente necessita de dieta enteral por período superior a um mês. A freqüência de complicações varia de 1 a 10% e a mortalidade de 0,3 a 1%. Nessa revisão vamos comentar sobre as indicações e contra-indicações da GPE, técnica de colocação, material das sondas, antibiótico profilático, inicio de utilização, custo do procedimento, além de suas complicações, aspectos legais e éticos.. .

96.
EPIFANIO, Hindalis Ballesteros2005EPIFANIO, Hindalis Ballesteros ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Remodelação miocárdica após infarto agudo do miocárdio experimental em ratos. Efeito do bloqueio do sistema renina angiotensina aldosterona. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 84, n.1, p. 10-14, 2005
Palavras-chave: hipertrofia; Infarto agudo do miocárdio; Fibrose; losartan; Lisinopril.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo: Verificar a ação do Lisinopril e do Losartan sobre a remodelação miocárdica no infarto experimental em ratos. Métodos: Ratos machos Wistar foram submetidos a infarto e tratados com Lisinopril 20 mg/kg/dia (LIS, n=13) ou Losartan 20 mg/kg/dia (LOS, n=11), ou mantidos sem tratamento (NT, n=11), por três meses. Os resultados foram comparados com grupo controle (CONT, n=11) de ratos sem infarto. Após a eutanásia, o ventrículo esquerdo (VE) foi separado e pesado. Foram medidas a área seccional dos miócitos (AC), fração de colágeno intersticial (CVF) e a hidroxiprolina (HOP) miocárdica. As variáveis foram comparadas pela ANOVA de uma via, para nível de significância de p<0,05. Resultados: O infarto agudo promoveu a hipertrofia do VE e os tratamentos com lisinopril e losartam preveniram esta hipertrofia quantificada pelo peso do VE (LOS=1,06 0,12g, LIS=0,97 0,18g, NT=1,26 0,17g, CONT=1,02 0,09g; p<0,05), pelo peso de VE corrigido pelo peso corporal VE/PC (LOS=2,37 0,21mg/g, LIS=2,41 0,38mg/g, NT=2,82 0,37mg/g, CONT=2,27 0,15mg/g) e pela medida da AC do VE (LOS=210 39m2, LIS=217 35m2, NT=256 35m2, CONT=158 06 m2; p<0,05). O CVF foi significantemente maior no VE do grupo infartado e houve prevenção do aumento com os tratamentos (LOS=1,16 0,4%, LIS=1,27 0,5%, NT=1,8 0,4%, CONT=0,7 0,5%). A HOP foi maior no grupo infartado (NT=6,91 2,98mg/g vs. CONT=2,81 1,21mg/g) e não alterou com o tratamento. Conclusão: A remodelação miocárdica pós-infarto é caracterizada por aumento da massa ventricular remanescente e aumento de colágeno intersticial. O bloqueador da enzima conversora da angiotensina e o antagonista seletivo AT1 da angiotensina II previnem a hipertrofia do miócito e a fibrose intersticial.. .

97.
CASTARDELI, Edson2005CASTARDELI, Edson ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A exposição crônica à fumaça do cigarro resulta em remodelação cardíaca e prejuízo da função ventricular em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia (Impresso), São Paulo, v. 84, n.4, p. 320-324, 2005
Palavras-chave: Fumo; Remodelação ventricular; Função cardíaca; Rato; hipertrofia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo: Determinar as alterações cardíacas estruturais e funcionais causadas pela exposição à fumaça do cigarro, em corações de ratos. Métodos: Os animais foram aleatoriamente distribuídos em dois grupos: fumante (F), composto por 10 animais, expostos à fumaça do cigarro, na taxa de 40 cigarros/dia e controle (C), constituído por 10 animais não submetidos à exposição. Após 4 meses, os animais foram submetidos a estudo morfológico e funcional por meio do ecocardiograma. As variáveis estudadas foram analisadas pelo teste t ou pelo teste de Mann-Whitney. Resultados: Os ratos fumantes apresentaram maior átrio esquerdo (F = 4,2 0,7 mm; C = 3,5 0,6 mm; p< 0,05), maiores diâmetros diastólicos (F = 7,9 0,7 mm; C = 7,2 0,5 mm; p < 0,05) e sistólicos (F = 4,1 0,5; C = 3,4 0,5; p < 0,05) do ventrículo esquerdo (VE). O índice de massa do VE foi maior nos animais fumantes (F = 1,5 0,2; C = 1,3 0,2; p < 0,05). De outro modo, a fração de ejeção (F = 0,8 0,03; C = 0,9 0,03; p < 0,05) e a fração de encurtamento (F = 47,8 3,7; C = 52,7 4,6; p < 0,05) foram maiores no grupo controle. Não foram identificadas diferenças nas variáveis do fluxo diastólico (onda E, na onda A e na relação E/A) transmitral. Conclusões: a exposição crônica à fumaça do cigarro resulta em remodelação cardíaca, com diminuição da capacidade funcional ventricular. . .

98.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2005MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; SORIANO, Eline Almeida ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Terapia nutricional nos pacientes críticos. Diagnóstico & Tratamento, São Paulo, v. 10, n.3, p. 161-163, 2005
Palavras-chave: UTI; Terapia Nutricional; Desnutrição Energético-Protéica; Energia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 14139979.

99.
SILVA, Kenia Vieira da2005SILVA, Kenia Vieira da ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Insuficiência cardíaca no idoso. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, São Paulo, v. 3, n.1, p. 10-19, 2005
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca; tratamento; perfíl clínico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 16791010
A insuficiência cardíaca, apesar dos avanços no tratamento, continua sendo uma doença com alta morbidade e mortalidade. Considerando a abordagem terapêutica, os melhores resultados têm sido com o tratamento precoce, com o controle da doença isquêmica, da hipertensão e das valvulopatias. A instituição de medicações que sabidamente mudam o prognóstico da doença é importante, ressaltando-se o cuidado de não se utilizar sub-dose. Outro aspecto relevante é a utilização de equipe multiprofissional, que nos permita uma maior aderência ao tratamento. A abordagem do indivíduo idoso deve considerar que vários aspectos da insuficiência cardíaca diastólica ainda não estão esclarecidos, quanto à fisiopatologia, a evolução e o tratamento. Assim, devemos tentar incluir um número mais expressivo de idosos nos grandes ensaios clínicos.. .

100.
CAMPANA, Alvaro Oscar2005CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Composição do corpo: métodos para análise. Nutrire (SBAN), São Paulo, v. 29, p. 99-120, 2005
Palavras-chave: Avaliação do estado nutricional; Composição do corpo; Antropometria; Dual energy X-ray absorptiometry; Bioimpedância.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928
O interesse por aspectos relacionados com a composição do corpo surgiu em fins do século 19. De início, o conhecimento sobre o assunto baseou-se em dosagens químicas de tecidos, órgãos e do corpo inteiro. Contribuições significativas, na área, foram publicadas em meados do século passado. Nos últimos 30 ou 40 anos, o uso de isótopos, radioativos ou não, e de técnicas que permitem separar imagens de tecidos, bem como o aproveitamento de algumas propriedades físicas do corpo possibilitaram acentuado progresso dos conhecimentos relacionados com o organismo como um todo e seus componentes. O presente trabalho aborda, de inicio, a composição do corpo em seus cinco níveis de complexidade crescente: atômico, molecular, celular, tecidual e o corpo inteiro. São citadas as técnicas que permitem a estimativa dos vários componentes em cada nível. A seguir, cada técnica é abordada, registrando-se seus princípios, a fundamentação do seu uso, a técnica em si, suas possibilidades e limitações. Finalizando, é evidente o marcado progresso recente no campo da pesquisa em composição do corpo. Áreas específicas de interesse, na atualidade, incluem estudos relacionados com a obesidade e o envelhecimento, como a osteoporose e a sarcopenia, e as investigações sobre as perturbações da composição do corpo em doenças crônicas e em várias doenças com alterações nutricionais, como câncer, AIDS e doenças crônicas renais e gastrointestinais. Algumas técnicas envolvem equipamentos muito caros e são desenvolvidas em centros de investigação de nível de excelência. Em nosso meio, as investigações têm usado técnicas como antropometria, bioimpedância, absortiometria e tomografia computadorizada.. .

101.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2005 PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; NOVO, Rosangela ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Beta-carotene attenuates the paradoxical effect of tobacco smoke on the mortality of rats after experimental myocardial infarction. The Journal of Nutrition, Bethesda, MD, v. 135, n.9, p. 2109-2113, 2005
Palavras-chave: efeito paradoxal; Beta-caroteno; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00223166
The objective of this study was to investigate the effects of the exposure to tobacco smoke (ETS) in rats that were or were not supplemented with dietary b-carotene (BC), on ventricular remodeling and survival after myocardial infarction (MI). Rats (n =189) were allocated to 4 groups: the control group, n= 45; group BC- 500 mg/kg diet, n= 49, BC supplemented rats; group ETS, n= 55, rats exposed to tobacco smoke; and group BC+ETS, n= 40. Wistar rats weighing 100g received one of the treatments until they weighed 200 to 250 g (~5wk). The ETS rats were exposed during 30-min to cigarette smoke, 4 times/day, in a chamber connected to a smoking device. After attaining 200 to 250 g, rats were subjected to experimental MI (coronary artery occlusion) and mortality rates were determined during following 105 d. In addition, ecocardiographic, isolated heart, morphometrical and biochemical studies were performed. Mortality data were tested using Kaplan-Meyer curves and other data by 2-way ANOVA. Survival rates were greater in the ETS group (58.2%) than in the control (33.3%) (P=0.001) and BC+ETS (30.0%) (P=0.007). The other comparisons did not show differences among groups. Left ventricular end-diastolic diameter normalized to body weight was greater and maximal systolic pressures were lower in the ETS groups compared to non ETS groups. Previous exposure to tobacco smoke induced a process of cardiac remodeling after MI. There is a paradoxical protector effect with tobacco smoke exposure, characterized by lower mortality which is offset by BC supplementation.. .

102.
AZEVEDO, Paula Schimidt2005AZEVEDO, Paula Schimidt ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; OKOSHI, Marina Politi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Tempestade tireoidiana. Jornal Brasileiro de Medicina, Rio de Janeiro, v. 89, n.2, p. 21-28, 2005
Palavras-chave: tireóide; UTI.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00472077.

103.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2005 PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Retinoic acid supplementation attenuates ventricular remodeling after myocardial infarction in rats. The Journal of Nutrition, Bethesda, MD, v. 135, n.10, p. 2326-2328, 2005
Palavras-chave: Função ventricular; ácido retinóico; Fibrose; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00223166
The objective of this study was to evaluate the role of retinoic acid on experimental post-infarction myocardial remodeling. Wistar rats were subjected to myocardial infarction and treated with retinoic acid, 0.3 mg/kg.day (MI-RA, n = 29), or treated with control diet (MI, n = 34). After 6 months, the surviving rats (MI-RA=18 and MI=22) underwent echocardiograms and isolated heart were tested for function in vitro. The cross sectional area of the myocyte (CSA) and interstitial collagen fraction (IC) were measured in a cross section of the heart stained by hematoxin-eosin and picrosirius red, respectively. The CSA was smaller in MI-RA (229 (220, 234) m2) [medians (lower quartile, upper quartile)] than in MI (238 (232, 241) m2) (P=0.01) and IC was smaller in the MI-RA (2.4 (1.7, 3.1) %) than in MI (3.5 (2.6, 3.9) %) (P=0.05). The infarct size did not differ between the groups (MI = 44.6 (40.8, 48.4) %, MI-RA = 45 (38.6, 47.2) %). Maximum rate of rise of left ventricular pressure (+dp/dt) was greater in MI-RA (2645 886 mmHg) than in MI (2081 617 mmHg) (P=0.05). The other variables tested did not differ between groups. Retinoic acid supplementation of rats for 6 mo attenuates the ventricular remodeling process after MI.. .

104.
FREITAS JR, Ismael Forte2005FREITAS JR, Ismael Forte ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; GODOY, Irma de ; SANTOS, Suhaila Mahmoud Smaili ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Análise comparativa de métodos de avaliação da composição corporal em homens sadios e em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica: antropometria, impedância bioelétrica e absortiometria de raios-X de dupla energia. Archivos Latinoamericanos de Nutrición, Caracas, Venezuela, v. 55, n.2, p. 124-131, 2005
Palavras-chave: Bioimpedância; Dual energy X-ray absorptiometry; Antropometria; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Massa Magra Corporal.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Venezuela/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00040622
O trabalho teve, como objetivo principal, verificar se a antropometria (ANT) e a impedância bioelétrica (BIA) fornecem resultados concordantes com os obtidos pela absortiometria de raios-X de dupla energia (DXA), quanto à massa (MG) e à porcentagem de gordura (%GC), à massa livre de gordura corporal (MLG) e ao índice de MLG (IMLG= MLG/estatura2), em indivíduos adultos ( 50 anos), do sexo masculino, sadios (n=23) e em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) (n=24). As comparações entre as técnicas de composição do corpo foram feitas utilizando ANOVA por medidas repetidas; para análise de concordância, utilizou-se o procedimento de Bland & Altman. Resultados e Conclusões: 1) valores obtidos no grupo sadio foram significantemente diferentes dos observados no grupo com DPOC; 2) não foram observadas diferenças significantes, nos indivíduos sadios, entre DXA ´ BIA e entre DXA ´ ANT; em DPOC, a comparação entre DXA ´ BIA revelou, para BIA, valores estatisticamente maiores para MG e %GC e menores para MLG e IMLG; na comparação DXA ´ ANT, não houve diferenças significantes entre as variáveis; 3) a aplicação do teste de Bland & Altman, em ambos os grupos, mostrou falta de concordância na comparação da BIA com DXA e, também, da ANT com DXA; verificou-se, também, superestimação da gordura corporal e subestimação da MLG pela BIA, em relação à DXA.. .

105.
BORDON, Juliana Gomes2004BORDON, Juliana Gomes ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; GUT, Ana Lúcia ; FERREIRA, Ana Lúcia dos Anjos ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Redução da mortalidade após implementação de condutas consensuais em pacientes com infarto agudo do miocárdio. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 82, n.4, p. 370-373, 2004
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; mortalidade; tratamento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivos: comparar a mortalidade em 30 dias e a utilização de determinados grupos de medicamentos por pacientes entre 1992-1997, quando não se dispunha das condutas consensuais para tratamento do infarto agudo do miocárdio (IAM), e 2000-2002, após a padronização dessas condutas em nosso serviço. Métodos: nosso estudo avaliou, retrospectivamente, no primeiro e segundo períodos, 172 e 143 pacientes respectivamente, admitidos com diagnóstico de IAM, confirmado por combinação de dor precordial e/ou alterações eletrocardiográficas e elevação sérica das enzimas cardíacas. Foram realizados os seguintes testes estatísticos: quiquadrado para comparar proporções, teste t de Student e o de Mann-Whitney para comparação de médias ou medianas. Resultados: a análise não mostrou diferença em relação ao sexo (masculino), raça (branca) e na idade média (61 anos), entre os dois períodos. Com relação aos fatores de risco clássicos, foi observada diferença apenas na incidência de dislipidemia (17 e 29%). Com relação à estratégia terapêutica, observamos aumento significativo do uso de: trombolíticos (39 e 61,5%), ácido acetilsalicílico (70,9 e 96,5%), beta-bloqueadores (34,8 e 67,8%), inibidor da enzima conversora da angiotensina (45,9 e 74,8%), nitratos (61 e 85,3%) e a redução significativa de bloqueadores de cálcio (16,8 e 5,3%), antiarrítmicos (29,1 e 9,7%) e diuréticos (50,6 e 26,6%). O uso de inotrópicos não diferiu entre os períodos (29,6 e 32,1%). A mortalidade em 30 dias apresentou redução estatisticamente significante de 22,7 para 10,5%. Conclusão: A implementação das condutas consensuais para o tratamento do IAM foi acompanhada por significante redução da taxa de mortalidade em 30 dias.. .

106.
MINICUCCI, Marcos Ferreira2004MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Edema generalizado e circulação hiperdinâmica - um possível caso de Beribéri. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 83, n.2, p. 173-175, 2004
Palavras-chave: tiamina; beribéri; Ingestão Alimentar; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
O beribéri, doença decorrente da deficiência de tiamina, tem duas apresentações clínicas principais, o beribéri "úmido" e o "seco". O beribéri úmido ocorre quando estão presentes os sinais e sintomas de insuficiência cardíaca (IC) de alto débito. Estes são decorrentes da retenção de sódio e água, vasodilatação periférica e falência biventricular. Apesar de ser causa incomum de IC, a deficiência de tiamina pode estar presente em pacientes fazendo uso de altas doses de diuréticos de alça, etilistas, em pacientes com diarréia, em diálise peritoneal ou hemodiálise, em pacientes com nutrição parenteral e naqueles com tireotoxicose. Neste artigo relatamos um caso de paciente com IC que apresentou regressão dos sinais e sintomas após introdução de tiamina.. .

107.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2004PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; OKOSHI, Marina Politi ; GODOY, Irma de . Terapia nutricional como coadjuvante no tratamento do paciente com insuficiência cardíaca. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, São Paulo, v. 14, n.1, p. 186-196, 2004
Palavras-chave: Desnutrição Energético-Protéica; Insuficiência cardíaca; Terapia Nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038559
Entre as complicações decorrentes da insuficiência cardíaca (IC), encontra-se a desnutrição energético-protéica (DEP), que ocorre nos estágios avançados da doença. Recentemente, foi observado que a DEP constitui importante fator preditivo de redução da sobrevida nos doentes com IC, independentemente de variáveis importantes, como idade, classe funcional da IC e fração de ejeção. Nesta revisão, primeiramente, serão apresentados a definição de DEP na IC e os dados sobre a epidemiologia desta condição. A seguir, serão discutidas os mecanismos para o desenvolvimento de desnutrição nos pacientes e as implicações clínicas da DEP, assim como suas conseqüências sobre o próprio coração. Finalmente, serão abordadas as diretrizes para a terapia nutricional e o tratamento de pacientes com DEP associada à IC. . .

108.
AZEVEDO, Paula Schimidt2004AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUI, Mirna ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; OKOSHI, Marina Politi ; MORCELI, Mauricio ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Piomiosite tropical: apresentação atípicas. Revista da Sociedade Brasileira de Medicina Tropical, Uberaba, MG, v. 37, n.3, p. 273-278, 2004
Palavras-chave: Piomiosite tropical; miosite; abcesso muscular; Staphylococus aureus.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; Série: 3; ISSN/ISBN: 00378682
doi: 10.1590/S0037-86822004000300014. .

109.
YOO, H. H. B.2003YOO, H. H. B. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CHALITA, L. V. A. S. ; QUELUZ, T. H. A. T. . Logistic regression analysis of potential prognostic factors for pulmonary thromboembolism. Chest, Northbrook, IL, v. 123, n.3, p. 813-821, 2003
Palavras-chave: regressão logística; tromboembolismo pulmonar; autópsias; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 00123692
To identify potential prognostic factors for pulmonary thromboembolism (PTE), establishing a mathematical model to predict the risk for fatal PTE and non-fatal PTE. Method: The reports on 4813 consecutive autopsies performed from 1979 to 1998 in a Brazilian tertiary referral medical school were reviewed for a retrospective study. From the medical records and autopsy reports of the 512 patients found with macroscopically and/or microscopically documented PTE, data on demographics, underlying diseases, and probable PTE site of origin were gathered and studied by multiple logistic regression. Thereafter, the "jackknife" method, a statistical cross-validation technique which uses the original study patients to validate a clinical prediction rule, was performed. The autopsy rate was 50.2% and PTE prevalence was 10.6%. In 212 cases, PTE was the main cause of death (fatal PTE). The independent variables selected by the regression significance criteria that were more likely to be associated with fatal PTE were age (OR=1.02; 95% CI=1.00-1.03), trauma (OR=8.5; 95% CI=2.20-32.81), right-sided cardiac thrombi (OR=1.96; 95% CI=1.02-3.77), pelvic veins thrombi (OR=3.46; 95% CI=1.19-10.05), and those most likely to be associated with non-fatal PTE were systemic arterial hypertension (OR=0.51; 95% CI=0.33-0.80), pneumonia (OR=0.46; 95% CI=0.30-0.71) and sepsis (OR=0.16; 95% CI=0.06-0.40). The results obtained from the application of the equation in the 512 cases studied using logistic regression analysis suggest the range in which Logit P > 0.336 favors the occurrence of fatal PTE, Logit P < -1.142 favors non-fatal PTE and Logit P with intermediate values is not conclusive.. .

110.
GERALDO, R. R. C.2003GERALDO, R. R. C. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; PITAS, A. M. C. ; GODOY, Irma de ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Distribuição da hipovitaminose A no Brasil nas últimas quatro décadas: ingestão alimentar, sinais clínicos e dados bioquímicos - uma revisão bibliográfica. Revista de Nutrição, Campinas, SP, v. 16, n.4, p. 443-460, 2003
Palavras-chave: hipovitaminose A; xeroftalmia; Retinol; Ingestão Alimentar; cegueira noturna.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Populações Humanas. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 14155273
O presente estudo teve, como objetivo, o registro e a apresentação de trabalhos realizados no Brasil nos últimos 40 anos, relacionados com a investigação sobre a deficiência de vitamina A. A deficiência desta vitamina tem sido diagnosticada por um ou mais dos seguintes critérios: ingestão deficiente de alimentos fontes de vitamina A, exame clínico, níveis séricos de retinol abaixo dos aceitos como normais, concentração hepática de retinol, teste de adaptação ao escuro e corante de Rosa Bengala. A deficiência foi diagnosticada em grupos populacionais de vários estados brasileiros, em várias capitais de estado, em cidades grandes, pequenas e em zonas rurais. A maioria dos trabalhos foi desenvolvida em grupos populacionais de baixa renda. Quanto às conseqüências clínicas, relataram-se achados de sinais oculares leves, como cegueira noturna, manchas de Bitot e xerose conjuntival, encontrados principalmente na região Nordeste. Alguns autores observaram, em menor número de casos, lesões graves, como lesões corneanas e ceratomalácia. Trabalhos da última década indicaram associação entre a hipovitaminose A e o aumento da morbidade e mortalidade, principalmente em crianças pré-escolares. doi: 10.1590/S1415-52732003000400008. .

111.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2003PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; CICOGNA, Antonio Carlos ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Comportamento de variáveis cardíacas em animais expostos à fumaça de cigarro. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 81, n.9, p. 221-224, 2003
Palavras-chave: tabagismo; músculo papilar; ecocardiografia; Função ventricular; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo - Pouco se sabe sobre os efeitos morfo-funcionais do tabagismo diretamente sobre o coração. Deste modo, o objetivo deste estudo foi o de avaliar o comportamento de variáveis cardíacas em animais expostos à fumaça de cigarro. Métodos - Foram estudados dois grupos de ratos Wistar: grupo controle - C (n=28) e grupo de animais expostos à fumaça de cigarro por 30 dias; grupo fumante - F (n=23) e. A função cardíaca foi avaliada in vivo, por meio de avaliação do ventrículo esquerdo por ecocardiografia transtorácica e a performance miocárdica foi analisada in vitro, em preparações com músculo papilar isolado do ventrículo esquerdo. Os músculos cardiacos foram avaliados em contrações isométricas com concentração extracelular de cálcio de 2,5 mmol/L. Resultados - Não houve diferença estatística dos valores das variáveis corporais dos ratos e dos dados mecânicos obtidos do músculo papilar quando da comparação entre os grupos controle e o fumante. Os valores do diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo foram significativamente maiores nos animais fumantes do que nos controles (C= 3,39 0,40 mm e F= 3,71 0,51 mm, P=0,02) e verificado a diminuição significante da porcentagem de encurtamento sistólico (C= 56,7 4,2% e F= 53,5 5,3%, P=0,02) e da fração de ejeção (C= 0,92 0,02 e F= 0,89 0,04, P=0,01). Conclusão - Nossos resultados indicam que, apesar da função miocárdica estar preservada, os ratos submetidos à fumaça do cigarro apresentam função sistólica da câmara ventricular esquerda deprimida.. .

112.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2003 PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; CICOGNA, Antonio Carlos ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Ventricular remodeling induced by retinoic acid supplementation in adult rats. American Journal of Physiology. Heart and Circulatory Physiology, Bethesda, MD, v. 284, n.6, p. H2242-H2246, 2003
Palavras-chave: ácido retinóico; hipertrofia miocárdica; ecocardiografia; músculo papilar; colágeno.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 03636135
Retinoic acid (RA) plays a role in regulating cardiac geometry and function throughout life. The aim of this study was to analyze the cardiac effects of RA in adult rats. Wistar rats were randomly allocated to a control group (C, n=18) receiving standard rat chow and a group treated with RA (RA, n=14) receiving standard rat chow supplemented with RA for 90 days. All animals were evaluated by echocardiography, isolated papillary muscle function and morphological studies. While the RA treated group developed an increase in both left ventricular (LV) mass and LV end-diastolic diameter (LVEDD), the ratio of LV wall thickness/LVEDD remained unchanged when compared with the control group. In the isolated papillary muscle preparation, RA treatment decreased the time to peak developed tension and increased the maximum velocity of isometric relengthening, indicating that systolic and diastolic function were improved. Although RA treatment produced an increase in myocyte cross sectional area, the myocardial collagen volume fraction was similar to controls. Thus, our study demonstrates that small physiological doses of RA induce ventricular remodeling resembling compensated volume-overload hypertrophy in rats. Am J Physiol Heart Circ Physiol (February 6, 2003). doi:10.1152/ajpheart.00646.2002. .

113.
GODOY, Irma de2003GODOY, Irma de ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; GERALDO, R. R. C. ; PADOVANI, Carlos Roberto ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Cytokines and dietary energy restriction in stable COPD patients. The European Respiratory Journal, Sheffield- UK, v. 22, n.6, p. 920-925, 2003
Palavras-chave: citocinas; iL-6; TNF alfa; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Desnutrição Energético-Protéica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Inglaterra/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 09031936
Tumor necrosis factor alpha (TNF-a) has been found to be increased in malnourished COPD patients; however, the main cause of this phenomenon remains undetermined. In normal subjects, TNF- production may be induced by dietary energy deprivation. The aim of this study was to investigate if stable COPD patients present alterations of inflammatory mediators after a 48 h period of dietary energy restriction. Fourteen male COPD patients were admitted to the hospital while receiving an experimental diet with energy content of approximately 1/3 of patients energy needs. Clinical evaluation, nutritional assessment and serum levels of IL-6, TNF- , mucoproteins and C-reactive protein (CRP) and secretion of TNF- by peripheral blood monocytes were performed on admission and after the period of experimental diet. For reference values of the laboratory parameters, blood was collected from 10 (5 men) healthy, elderly subjects. COPD patients presented significantly higher serum concentrations of IL-6 than control subjects; however, the experimental diet was not associated with statistically significant changes in the studied inflammatory mediators. Our finding is an evidence against the hypothesis that elevated serum levels or secretion of inflammatory mediators described in COPD patients are related to decrease of the dietary energy ingestion.. .

114.
ALTIERI, R. A. S.2003ALTIERI, R. A. S. ; MATSUI, Mirna ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Diagnóstico e tratamento da cetoacidose diabética e do estado hiperglicêmico hiperosmolar. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, São Paulo, v. 1, n.2, p. 52-59, 2003
Palavras-chave: Cetoacidose diabética; Diabetes Mellitus; tratamento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 16791010.

115.
SILVA, Kenia Vieira da2003SILVA, Kenia Vieira da ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; OKOSHI, Marina Politi ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A morfologia do supradesnivelamento do segmento ST associa-se com marcadores de pior prognóstico em pacientes com infarto agudo do miocárdio. Revista da Sociedade Brasileira de Clínica Médica, São Paulo, v. 1, n.3, p. 67-73, 2003
Palavras-chave: eletrocardiograma; Infarto agudo do miocárdio; prognóstico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 16791010
Objetivos: Avaliar a relação entre a morfologia do segmento ST com fatores prognósticos após o infarto agudo do miocárdio (IAM). Métodos: Analisamos a morfologia do supradesnivelamento do segmento ST de 90 pacientes com diagnóstico de IAM, admitidos na sala de emergência de nosso serviço. O padrão do supradesnivelamento foi classificado em côncavo ou convexo/retilíneo por pessoa sem conhecimento dos dados dos pacientes. Esse padrão foi relacionado com as seguintes variáveis (idade, raça, sexo, tabagismo, diabetes, dislipidemia, hipertensão, história familiar, medicações, localização do infarto, mortalidade, choque, arritmia, angina, pericardite e insuficiência cardíaca). As variáveis foram estudadas por meio de teste t, Mann-Whitney, qui-quadrado e regressão logística multivariada. Resultados: Verificou-se associação entre a morfologia convexa/retilínea e alguns marcadores de pior prognóstico pós-infarto. A morfologia convexa esteve associada a pacientes mais idosos (p=0,002), com maior frequência à obesidade (p=0,003), que evoluíram com insuficiência cardíaca congestiva (p=0,024), que receberam com maior frequência inotrópicos positivos (p=0,006) e com infartos predominantemente de parede anterior (p=0,01). Em adição, a morfologia convexa/retilínea foi capaz de prever o aparecimento de insuficiência cardíaca pós-IAM (p=0,016). Não foram encontradas associações entre a morfologia do segmento ST e as outras variáveis. Conclusão: a morfologia do supradesnivelamento do segmento ST de padrão convexo/retilíneo associa-se com marcadores de pior prognóstico em pacientes com infarto do miocárdio. Desse modo, a morfologia do segmento ST pode ser usada para estratificar o risco de pacientes portadores de IAM.. .

116.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2002ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ASSALIN, V. M. ; POLA, P. M. S. ; BECKER, L. E. ; OKOSHI, Marina Politi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; SPADARO, J. . Perfil clínico, preditores de mortalidade e tratamento de pacientes após infarto agudo do miocárdio, em hospital terciário universitário. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, SP, v. 78, n.4, p. 396-400, 2002
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; mortalidade; tratamento; regressão logística.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; Série: 4; ISSN/ISBN: 0066782X
Objetivo: Avaliar o perfil clínico, os preditores de mortalidade em 30 dias e a adesão às recomendações internacionais para o tratamento do infarto agudo do miocárdio (IAM) em hospital terciário universitário. Métodos: Foram estudados, retrospectivamente, 172 pacientes com diagnóstico de IAM, admitidos no Centro de Terapia Intensiva (CTI) do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, UNESP, no período de janeiro de 1992 a dezembro de 1997. Resultados: Houve predomínio de pacientes do sexo masculino (68%), da cor branca (97%) e maiores de 60 anos (59%). O principal fator de risco para a doença aterosclerótica coronariana foi a hipertensão arterial sistêmica (63%). Dentre todas as variáveis estudadas, a terapia de reperfusão, tabagismo, hipertensão arterial, choque cardiogênico e idade foram preditores de mortalidade em 30 dias. As medicações mais utilizadas foram: ácido acetil salicílico (71%), nitratos (61%), diuréticos (51%), inibidores da enzima conversora da angiotensina (46%), trombolíticos (39%) e beta-bloqueadores (35%). Conclusão: Nosso estudo confirmou que ausência de terapia de reperfusão e de tabagismo, presença de hipertensão arterial sistêmica e choque cardiogênico e maior idade são fatores preditores de mortalidade, em 30 dias, em pacientes portadores de IAM. Em adição, alguns medicamentos comprovadamente benéficos ainda são subutilizados após o IAM.. .

117.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2002PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Pancreatite aguda: conceito, diagnóstico e tratamento. Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica, São Paulo, v. 28, n.4, p. 146-152, 2002
Palavras-chave: necrose pancreática; etilismo; litíase biliar; Terapia Nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01003232.

118.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2002PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATAI, O. ; REZENDE, N. O. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Análise de uma população de doentes atendidos em unidade de terapia intensiva - estudo observacional de sete anos (1992 - 1999). Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. 14, n.2, p. 73-80, 2002
Palavras-chave: UTI; mortalidade; pacientes internados; permanência.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0103507X
O objetivo deste trabalho foi analisar o perfil diagnóstico, os dados demográficos e algumas características da evolução de pacientes internados em unidade de terapia intensiva, no período de 1992 a 1999. Casuística e Métodos: Os dados foram obtidos a partir da consulta do livro de registro clínico da unidade; os doentes foram agrupados por sexo e faixa etária; foram consideradas três faixas: de 12 a 20, de 21 a 60 e de mais de 60 anos de idade. Resultados e Conclusões: A casuística incluiu 968 pacientes masculinos e 725, femininos; 46,9% dos homens e 48,2% das mulheres tinham mais de 60 anos de idade. 17% dos homens e 17,9% das mulheres permaneceram internados por mais de sete dias. A mortalidade foi de 29,7% nos homens e de 29%, nas mulheres; houve aumento da mortalidade, acompanhando o aumento da faixa etária: a freqüência de óbitos foi maior na faixa de mais de 60 anos, em ambos os sexos. Os diagnósticos mais freqüentes, acima dos 21 anos, foram o infarto agudo do miocárdio e a insuficiência respiratória aguda. Na faixa etária mais jovem, os diagnósticos mais freqüentes foram a intoxicação exógena (homens) e a cetoacidose diabética (mulheres). O infarto agudo do miocárdio foi o diagnóstico mais freqüente nos pacientes adultos, nos dois sexos. A freqüência de infarto foi significantemente maior nos homens, entretanto, a freqüência de mortalidade foi maior nas mulheres. A insuficiência respiratória aguda e o choque séptico foram as condições que apresentaram mais altas porcentagens de evolução para óbito.. .

119.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2002ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; CICOGNA, Antonio Carlos ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; SPADARO, J. . Remodelamento e seu impacto na progressão da disfunção ventricular. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, São Paulo, v. 12, n.3, p. 371-378, 2002
Palavras-chave: Remodelação ventricular; Função cardíaca; hipertrofia; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038559.

120.
BEHARKA, A. A.2001BEHARKA, A. A. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; LEKA, L. S. ; RIBAYA-MERCADO, J. D. ; RUSSELL, R. M. ; MEYDANI, S. N. . Effect of age on the gastrointestinal-associated mucosal immune response of humans. The Journals of Gerontology. Series A, Biological Sciences and Medical Sciences, Washington, DC, v. 56, n.5, p. B218-B223, 2001
Palavras-chave: human intraepithelial lymphocytes; lymphoid tissues; cells; salivary.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Alergologia e Imunologia Clínica.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 10795006
Age-related changes in gastrointestinal-associated mucosal immune response have not been well studied. Thus, we investigated the effect of age on this response and compared these responses to those of peripheral immune cells. Saliva, blood, and intestinal biopsies were collected from young and old healthy subjects to determine immunoglobulin (Ig) levels and to isolate peripheral blood mononuclear cells, intraepithelial lymphocytes (IELs), and lamina propria lymphocytes (LPLs). Although subject age did not influence the level of total IgA found in saliva, IgA levels in serum increased (p < .05) with age. Older subjects' peripheral blood mononuclear cell proliferation and IL-2 production were significantly lower than those of young subjects. LPLs from older subjects produced significantly less IL-2 in response to all stimuli than did that from the young. IEL's ability to proliferate and produce IL-2 was not affected by subject age. Thus, LPL but not IEL demonstrated an age-related decline in immune function similar to that seen in peripheral lymphocytes.. .

121.
OKOSHI, Marina Politi2001OKOSHI, Marina Politi ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; OKOSHI, Katashi ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CICOGNA, Antonio Carlos . Caquexia em insuficiência cardíaca. RBM. Revista Brasileira de Medicina (Rio de Janeiro), São Paulo, SP, v. 58, n.10, p. 742-749, 2001
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca; Desnutrição Energético-Protéica; coração.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00347264.

122.
DÔRES, Silvia Maria Custódio das2001DÔRES, Silvia Maria Custódio das ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Vitamina K: metabolismo e nutrição. Revista de Nutrição, Campinas, v. 14, n.3, p. 207-218, 2001
Palavras-chave: Vitamina K; Filoquinona; Menaquinonas; disponibilidade biológica; Metabolismo; Avaliação do estado nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 14155273
Este texto descreve diversos experimentos relativos aos recentes avanços na compreensão do metabolismo da vitamina K e de seu papel na nutrição humana. São abordadas questões sobre as fontes da vitamina, sua absorção, distribuição e metabolismo, recomendações dietéticas, avaliação do estado nutricional relacionado à vitamina K e ainda fatores que afetam sua concentração plasmática. Diante das novas evidências quanto à participação da vitamina K no metabolismo ósseo, pesquisas adicionais são necessárias a fim de identificar as possíveis conseqüências à saúde, a longo prazo, de deficiência subclínica de vitamina K. Pesquisadores e comitês futuros encontram um desafio no que se refere a investigar novos requerimentos nutricionais da vitamina . .

123.
OKOSHI, Marina Politi2001OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Hipertensão arterial sistêmica - Diagnóstico, evolução e tratamento. Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica, São Paulo, v. 27, n.6, p. 228-234, 2001
Palavras-chave: hipertensão arterial; tratamento; drogas; controle ambulatorial.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01003232.

124.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2001ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Infarto agudo do miocárdio: fisiopatologia, diagnóstico e tratamento. Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica, São Paulo, v. 27, n.6, p. 235-240, 2001
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; tratamento; diagnóstico.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01003232.

125.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO2000PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; GODOY, Irma de . Nutrition support for the patient with chronic obstructive pulmonary disease. Nutrition in Clinical Care, Malden, MA, EUA, v. 3, n.1, p. 44-55, 2000
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Desnutrição Energético-Protéica; Terapia Nutricional; Vitamina A.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 10966781
Rates of malnutrition among patients with chronic obstructive pulmonary disease range from 20 to 50%, depending on disease severity. Malnutrition and its associated weight loss have been related to a weakening of respiratory and peripheral muscles, impaired exercise performance and incresed susceptibility to lung infection. Although no single cause of malnutrition has been identified, contributing factors include altered basal metabolism, the presence of inflammatory mediators, and exacerbations. Each of these elements should be explored during through assessment. Patients who are malnourished or losing weight and those with acute exacerbations of the disease should be considered for nutrition support. Patients can be given supplemental oral feedings when tolerated, but may require enteral or parenteral feeding if intakes are consistently inadequate. The goals of nutrition support are to achieve weight gain, preferentially as muscle mass, and to improve lung and respiratory muscle function, exercise performance, and well being scores. .

126.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2000ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; SPADARO, J. . Early rather than delayed administration of lisinopril protects the heart after myocardial infarction in rats. Basic Research in Cardiology, Basel, v. 95, p. 208-214, 2000
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Remodelação ventricular; angiotensin converting enzyme inhibitor; Lisinopril; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 03008428
Background: ACE inhibitors have shown beneficial results in several studies after myocardial infacrtion (MI). However, these studies have shown confliting results about the ideal starting time of the ACE inhibitors administration after MI and the importance of infarct size. Objectives: This study was designed to assess to long-term effects of lisinopril on mortality, cardiac function, and ventricular fibrosis after MI, in rats. Methods: Lisinopril (20 mg/kg/day) was given immediately or 21 days after coronary occlusion in small or large infarction. Results: The mortality rate was reduced by 39% in early treatment and 30% in delayed treatment in comparison to the untreated rats. Early but not delayed treatment reduced cardiac disfunction in small MI; for large MI, no statistical difference was observed among the groups. No statistical difference was observed among the groups with large or small MI on myocardial hydroxiproline concentration. Conclusions: Both early and delayed treatments with lisinopril increased survival. Treatment exert no marked effects on fibrosis; early treatment has exerted beneficial influences on cardiac function whereas delayed treatment had no consistent effects. The protetive effect of lisinopril on ventricular remodeling is detectable only in small (< 40% of LV) MIs.. .

127.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2000ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; SPADARO, J. . Combination therapy with angiotensin converting enzyme inhibitor and AT1 receptor inhibitor on ventricular remodeling after myocardial infarction in rats. Journal of Cardiovascular Pharmacology and Therapeutics, WESTMINSTER PUBLICATIONS INC., v. 5, n.3, p. 203-209, 2000
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Rato; angiotensin converting enzyme inhibitor; Remodelação ventricular; losartan; angiotensin II type I receptor antagonist.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 10742484
BACKGROUND: There are limited data regarding the effects of angiotensin II receptor blockade after myocardial infarction (MI). In addition, whether combined angiotensin converting enzyme (ACE) inhibitor and angiotensin II type I (AT(1)) receptor antagonist may be superior to either drug alone on ventricular remodeling remains unclear. The goal of this study was to determine if the cardiac effects of the combined administration of an ACE inhibitor and AT(1) receptor antagonist are greater than those produced by either of these agents administered individually after MI. METHODS AND RESULTS: After MI, rats were divided into 4 groups: 1) untreated animals, 2) lisinopril treatment (20 mg/kg/day), 3) losartan treatment (20 mg/kg/day), and 4) lisinopril plus losartan treatment. After 3 months, the cardiac parameters studied were: mortality, fibrosis (hydroxyproline), hypertrophy (ventricular weight/body weight ratio [VW/BW]), left ventricular enlargement (volume at end-diastolic pressure equaled zero/body weight ratio [V0/BW]), and ventricular function (isovolumetric developed pressure, dp/dt, -dp/dt). A lowest mortality rate in the animals treated with the combination of both ACE inhibitor and AT(1) receptor antagonist was observed. Although lisinopril and losartan significantly decreased VW/BW ratio, when administered concomitantly, VW/BW ratio was lower than when either agent was administered individually. There were no differences in right ventricle hydroxyproline concentration. Only combination therapy decreased V0/BW ratio. The treatment with lisinopril plus losartan resulted in increases in the development of pressure versus untreated group; without alteration in dp/dt and -dp/dt. CONCLUSIONS: The combination of the AT(1) receptor blockade and ACE inhibitor is more effective than individual treatment on ventricular remodeling and survival after MI in rats.. .

128.
OKOSHI, Marina Politi2000OKOSHI, Marina Politi ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; OKOSHI, Katashi ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CICOGNA, Antonio Carlos . Tratamento da caquexia associada à insuficiência cardíaca [The treatment of the cardiac cachexia]. Revista Brasileira de Clínica e Terapêutica, São Paulo, v. 26, n.3, p. 98-101, 2000
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca; Desnutrição Energético-Protéica; Coração Isolado; Terapia Nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01003232.

129.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede2000ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; SPADARO, J. . Efeitos do losartan sobre a remodelação ventricular no infarto experimental em ratos [Effects of losartan on ventricular remodeling in experimental infarction in rats]. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 72, n.6, p. 459-470, 2000
Palavras-chave: Fibrose; Função ventricular; angiotensina II; Rato; losartan.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Impresso. Homepage: ; ISSN/ISBN: 0066782X.

130.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO1999PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; YEUM, K. J. ; LEE, K. S. ; PARK, I. S. ; LEE-KIM, Y. C. ; RUSSELL, R. M. . Endogenous carotenoid concentrations in cancerous and non-cancerous tissues of gastric cancer patients in Korea. Asia Pacific Journal of Clinical Nutrition, v. 8, n.2, p. 160-166, 1999
Palavras-chave: Beta-caroteno; Criptoxantina; Licopeno; Carotenóides; Câncer Gástrico; Câncer.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cancerologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 09647058
Carotenoid concentrations were measured in serum and in both non-cancerous and cancerous gastric mucosal tissues of Korean patients with gastric cancer (n=18). Carotenoids in serum and gastric tissue were extracted with chloroform/methanol (2:1), and measured using reverse-phase HPLC with a C30 column. Cryptoxanthin and -carotene were the major carotenoids in the Korean blood and they had a median ratio of non-cancerous tissue/serum levels which was less than 1.0. No significant differences of cryptoxanthin and -carotene levels were found between non-cancerous and cancerous tissues. After incubation of -carotene with gastric tissue, significantly higher levels of -carotene breakdown products were produced in the homogenates of cancerous tissue when compared with non-cancerous tissue. Lutein, zeaxanthin and alpha-carotene were the minor carotenoid constituents in the blood and their median ratio of non- cancerous tissue/serum levels was greater than 1.0. Cancerous tissue had significantly lower levels of lutein, zeaxanthin and alpha-carotene than non-cancerous tissue. It appears that the increased breakdown of beta-carotene and cryptoxanthin in cancerous tissue can be compensated by increased uptake of circulating carotenoids by cancerous tissue, whereas lutein, zeaxanthin and alpha-carotene levels in cancerous tissue are not able to be maintained.. .

131.
Paiva, Sergio A. R.1999Paiva, Sergio A. R. ; RUSSELL, R. M. . Beta-carotene and other carotenoids as antioxidants. Journal of the American College of Nutrition (Print), v. 18, n.5, p. 426-433, 1999
Palavras-chave: Carotenóides; Beta-caroteno; Antioxidante; estresse oxidativo; Retinol.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 5; ISSN/ISBN: 07315724
Carotenoids are natural pigments which are synthesized by plants and are responsible for the bright colors of various fruits and vegetables. There are several hundred carotenoids in the foods that we eat and most of these carotenoids have antioxidant activity. beta-Carotene has been best studied since, in most countries it is the most common carotenoid in fruits and vegetables. However, in the U.S., lycopene from tomatoes now is consumed in approximately the same amount as beta- carotene. Antioxidants (including carotenoids) have been studied for their ability to prevent chronic disease. beta-Carotene and others carotenoids have antioxidant properties in vitro and in animal models. Mixtures of carotenoids or associations with others antioxidants (e.g. vitamin E) can increase their activity against free radicals. The use of animals models for studying carotenoids is limited since most of the animals do not absorb or metabolize carotenoids similar to the humans. Epidemiologic studies have shown an inverse relationship between presence of various cancers and dietary carotenoids or blood carotenoid levels. However, 3 out of 4 intervention trials using high dose of beta-carotene supplements did not show protective effects against cancer or cardiovascular disease. Rather, the high risk population (smokers and asbestos workers) in these intervention trials showed an increase in cancer and angina cases. It appears that carotenoids (including beta-carotene) can promote health when taken at dietary levels, but may have adverse effects when taken in high dose by subjects who smoke or who have been exposed to asbestos. It will be the task of ongoing and future studies to define the populations that can benefit from carotenoids and to define the proper doses, lenght of treatment, and whether mixtures, rather than single carotenoids (e.g. beta -carotene) are more advantageous.. .

132.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede1999ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; TORNERO, M. T. T. ; SPADARO, J. . Efeito do lisinopril na isquemia experimental em ratos. Influência do tamanho do infarto. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 73, n.4, p. 359-372, 1999
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Rato; Lisinopril.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 4; ISSN/ISBN: 0066782X
OBJETIVO: Os inibidores da enzima conversora da angiotensina (ACEI) vêm ganhando destaque como estratégia para prevenir ou atenuar o processo de remodelação ventricular, após o infarto do miocárdio (IM). A importância do tamanho do infarto em relação à resposta aos ACEI, entretanto, é controversa. O objetivo deste estudo foi analisar os efeitos do lisinopril na mortalidade, função cardíaca, grau de hipertrofia e fibrose ventricular, em ratos com diferentes tamanhos de infarto. MÉTODOS: Lisinopril (20 mg/kg/dia) foi administrado imediatamente após a oclusão coronária. Após sacrifício, os animais infartados foram divididos em dois grupos: infartos pequenos (< 40% do ventrículo esquerdo) ou grandes (> 40% do ventrículo esquerdo). RESULTADOS: A mortalidade foi de 31,7% com tratamento e de 47% nos ratos não tratados. Não houve diferença estatística entre os grupos infartados com infartos pequenos ou grandes em relação à concentração de hidroxiprolina. O tratamento atenuou a disfunção cardíaca e o grau de hipertrofia em infartos pequenos; para infartos grandes, não foi observada diferenças entre os grupos. CONCLUSÕES: O tratamento com ACEI não exerceu efeitos na mortalidade e na quantidade de fibrose; o efeito protetor do lisinopril na função cardíaca e no grau de hipertrofia é detectável apenas em infartos pequenos.. .

133.
CAMILO, M. E.1998CAMILO, M. E. ; Paiva, Sergio A. R. ; O'BRIEN, M. E. ; BOOTH, Sarah L ; DAVIDSON, K. W. ; SOKOLL, L. J. ; SADOWSKI, J. A. ; RUSSELL, R. M. . The interaction between vitamin K nutriture and warfarin administration in patients with bacterial overgrowth due to atrophic gastritis. The Journal of Nutrition, Health & Aging, Toulouse, v. 2, n.2, p. 73-78, 1998
Palavras-chave: Varfarina; Crescimento bacteriano; Gastrite Atrófica; Vitamina K; Filoquinona.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 12797707
Atrophic gastritis patients have intestinal bacterial overgrowth which could produce menaquinones. The aim of this study was to evaluate the interaction between a diet low in phylloquinone and minidoses of warfarin in subjects with and without bacterial overgrowth. Subjects with atrophic gastritis (indicated by serum pepsinogen ratio) and healthy volunteers were studied while fed a restrictive phylloquinone diet and while receiving a minidose of warfarin. Coagulation times, serum osteocalcin, serum undercarboxylated osteocalcin, plasma phylloquinone, plasma K-epoxide, plasma undercarboxylated prothrombin (PIVKA)-II and urinary gamma-carboxyglutamic acid (Gla) were measured. At baseline, there were no differences between groups for any variable measured. Comparisons between baseline and post intervention in both groups, showed significant increases in circulating levels of K-epoxide, PIVKA II and undercarboxylated osteocalcin. However, no differences were observed when comparisons were made between groups. Our data do not support the hypothesis that bacterial synthesis of menaquinones in patients with bacterial overgrowth due to atrophic gastritis confers considerable resistance to the effect of warfarin.. .

134.
Paiva, Sergio A. R.1998 Paiva, Sergio A. R. ; SEPE, T. E. ; BOOTH, Sarah L ; CAMILO, M. E. ; O'BRIEN, M. E. ; DAVIDSON, K. W. ; SADOWSKI, J. A. ; RUSSELL, R. M. . Interaction between vitamin K nutriture and bacterial overgrowth in hypochlorhydria induced by omeprazole. American Journal of Clinical Nutrition, Bethesda, MD, v. 68, p. 699-704, 1998
Palavras-chave: Filoquinona; Menaquinonas; Vitamina K; Osteocalcina; PIVKA II; Gla urinário.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 3; ISSN/ISBN: 00029165
Subjects taking a hydrogen pump blocking agent (omeprazole) develop bacterial overgrowth of the small intestine. We tested the hypothesis that this bacterial overgrowth produces menaquinones, which would meet the Vitamin requirement in situations of vitamin K deficiency. In a crossover-type design, 13 healthy Volunteers eating a phylloquinone-restricted diet for 35 d were randomly assigned to take omeprazole during the first period of study or starting on day 15 until the end of the study. Coagulation times, serum osteocalcin [total osteocalcin and undercarboxylated osteocalcin (ucOC)], plasma phylloquinone, urinary gamma-carboxyglutamic acid, and plasma undercarboxylated prothrombin (PIVKA-II) were measured. Plasma phylloquinone concentrations declined 82% with dietary phylloquinone restriction (P < 0.05) and were not significantly different in the period when the diet was combined with omeprazole treatment (P > 0.05), The mean value for PIVKA-II during the phylloquinone-restricted diet significantly increased 5.7-fold from baseline (P < 0.05); however, the combination of omeprazole treatment and the phylloquinone-restricted diet significantly reduced PIVKA-II values by 21% (P < 0.05) compared with the diet period alone. There were no alterations in total or percentage ucOC concentrations during the phylloquinone-restricted diet or during the period of diet plus omeprazole treatment. Our data support the hypothesis that bacterial overgrowth results in the synthesis and absorption of menaquinones. These menaquinones contribute to vitamin K nutriture during dietary phylloquinone restriction, but not enough to restore normal vitamin K status.. .

135.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO1998PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; YEUM, K. J. ; CAO, G. ; PRIOR, R. L. ; RUSSELL, R. M. . Postprandial carotenoid plasma responses following consumption of strawberries, red, wine, vitamin C or spinach by elderly women. The Journal of Nutrition, Bethesda MD, v. 128, p. 2391-2394, 1998
Palavras-chave: Carotenóides; Postprandial; Vegetais; Frutas; Vinho Tinto; Humano.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00223166
This study investigated the postprandial plasma responses of carotenoids for 24 h after feeding five specific liquid diets; four of which had low or no carotenoid content. Seven healthy female subjects age 66.9 0.6, were recruited. A fasting blood sample (baseline) was obtained, following which the subjects were given a liquid diet, containing one of the following: 1) Strawberries (240 g); 2) Ascorbic acid (1250 mg); 3) Spinach (294 g); 4) Red Wine (300 mL); and 5) Control (liquid diet only). Blood samples were collected at 0.5, 1, 4, 7, 11, 15 and 24 h. Each subject received each of the five treatments on a separate day two weeks apart over a period of eight weeks. Treatments were assigned in a random sequence to each subject. Plasma carotenoids were measured using HPLC. No significant differences were found in the levels of the plasma lutein, zeaxanthin, cryptoxanthin, -carotene, lycopene and total carotenoids among the treatment groups at baseline. In the Spinach treatment group, plasma lutein, zeaxanthin and -carotene levels at 7, 11, 15 and 24 h were significantly higher than those at baseline, as expected. All of the carotenoids measured in the Control and Vitamin C treatment groups, at sampling times (0.5, 1, 4, 7, 11, 15 and 24 h) were not significantly different from those at baseline. However, for each carotenoid, Strawberry and Red Wine feeding resulted in significantly lower carotenoids values from baseline at 11 and 15 h.. .

136.
YEUM, K. J.1998YEUM, K. J. ; AHN, S. H. ; Paiva, Sergio A. R. ; LEE-KIM, Y. C. ; KRINSKY, N. I. ; RUSSELL, R. M. . Correlation between carotenoid concentration in serum and normal breast adipose tissue of women with benign breast tumor or breast cancer. The Journal of Nutrition (Print), Bethesda MD, v. 128, p. 1920-1926, 1998
Palavras-chave: Carotenóides; Tecido Adiposo; Correlação; Humano; Câncer de Mama; Câncer.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cancerologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação. ; Meio de divulgação: Impresso; Série: 11; ISSN/ISBN: 00223166.

137.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede1997ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; TUCCI, P. J. F. ; SPADARO, J. . Efeito do lisinopril sobre parâmetros cardíacos e mortalidade no infarto experimental em ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 68, n.3, p. 175-179, 1997
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Lisinopril; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0066782X.

138.
Paiva, S. A R1996 Paiva, S. A R ; GODOY, Irma de ; VANNUCCHI, Hélio ; FAVARO, R. M. D. ; GERALDO, R. R. C. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Assessment of vitamin A status in chronic obstructive pulmonary disease patients and healthy smokers. American Journal of Clinical Nutrition, Bethesda, MD, v. 64, p. 928-934, 1996
Palavras-chave: Retinol; Vitamina A; Avaliação do estado nutricional; Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Fumo; Função Pulmonar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana. ; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00029165
The relation between vitamin A status and the degree of lung airway obstruction was examined in a cross-sectional study of 36 male subjects aged 43-74 y who were assigned to five groups as follows: healthy nonsmokers (n = 7), healthy smokers (n = 7), mild chronic obstructive pulmonary disease (COPD-mild) patients (n = 9), COPD-moderate-severe patients (n = 7), and COPD-moderate-severe patients with exacerbation (+ex; n = 6). Smoking habits, pulmonary function tests, energy-protein status were assessed; serum concentrations of retinyl esters, retinol, retinol binding protein, and transthyretin and relative dose responses were measured. In addition, 12 male smokers aged 45-61 y with mild COPD were randomly assigned to two groups for a longitudinal study: six subjects consumed vitamin A (1000 RE/d; COPD-vitamin A) and six subjects received placebo for 30 d. Lowered serum retinol concentrations were found in the COPD-moderate-severe and COPD-moderate-severe+ex groups. Measurements of vitamin A status in healthy smokers and in COPD-mild patients were not different from those in healthy nonsmokers. The improvement of pulmonary function test results after vitamin A supplementation [mean increase for 1-s forced expiratory volume (FEV1) = 22.9% in the COPD-vitamin A group] may support the assumption of a local (respiratory) vitamin A deficiency in patients with this disease.. .

139.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede1995ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; TORNERO, M. T. T. ; CARVALHO, M. S. S. ; TUCCI, P. J. F. . Influência do acréscimo de manitol à solução nutriente no desempenho mecânico e no grau de edema miocárdio de corações isolados de ratos. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, São Paulo, v. 64, n.3, p. 225-229, 1995
Palavras-chave: Manitol; Edema Miocárdico; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0066782X
PURPOSE--To analyse the influence of mannitol added to Krebs-Henseleit (KH) solution on the myocardium edema and myocardial function. METHODS--Isolated rat heart under isovolumetric contractions studied according to Langendorff's technique were perfused with KH solution at constant flow during 90 min. The coronary perfusion pressure, diastolic and systolic pressures were recorded at every 15 min. At the end of the experiment, myocardium water content was measured in hearts perfused with KH solution (group I, n = 9) and in hearts perfused with KH solution plus 8mM mannitol (group II, n = 8). These results were compared to non-perfused control heart (n = 9). RESULTS--Myocardial water content was statistically higher in group I (80.8 +/- 1.3%) compared to group II (78.1 +/- 0.7%) and control group (75.5 +/- 0.5%). Systolic arterial pressure was statistically higher in group I (86.2 +/- 11.5mmHg) compared to group II (72.7 +/- 21.1mmHg). There was no difference in the diastolic pressure between the two groups. Coronary perfusion pressure (Pp) increased progressively during the experiment in both groups. However, Pp was lower in group II than in group I. CONCLUSION--Mannitol added to KH solution significantly attenuates the myocardium edema in the isolated perfused rat heart.. .

140.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO1994PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Considerações sobre os níveis de retinol no sangue. Cadernos de Nutrição (São Paulo), São Paulo, v. 7, p. 12-29, 1994
Palavras-chave: Retinol; Avaliação do estado nutricional; Vitamina A; Metabolismo; Dieta; Peso do Corpo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0104348X
Para a interpretação dos níveis de retinol no sangue devem ser conhecidas as condições de coleta e armazenamento da amostra colhida e a técnica utilizada para a dosagem. Fatores como variabilidade individual, característica da dieta, peso do corpo, exercícios, lípides séricos, álcool e fumo podem interferir na sua concentração. Serão discutidas as influências de patologias sobre os resultados do nível sanguíneo deste micronutriente.. .

141.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO1992PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . O diagnóstico da desnutrição energético-protéica em pacientes adultos. Antropometria. Cadernos de Nutrição (São Paulo), São Paulo, v. 4, p. 27-37, 1992
Palavras-chave: Antropometria; Avaliação do estado nutricional; adultos; Desnutrição Energético-Protéica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0104348X
Vários parâmetros antropométricos são utilizados para o diagnóstico da desnutrição energético- protéica (DEP). Este texto estuda os seguintes parâmetros no diagnóstico da DEP do paciente adulto: peso do corpo, índice de massa do corpo, pregas cutâneas e circunferência muscular do braço.. .

142.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S.;Paiva, S. A R;Paiva, Sergio A. R.;Rupp de Paiva, S.A.;RUPP DE PAIVA, S. A.;PAIVA, SÉRGIO ALBERTO RUPP;Paiva, SA;PAIVA, SERGIO RUPP DE;DE PAIVA, SERGIO ALBERTO1992PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; GODOY, Irma de ; PADOVANI, Carlos Roberto ; GERALDO, R. R. C. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . O uso das pregas cutâneas e da circunferência muscular do braço no diagnóstico de desnutrição energético-protéica em pacientes adultos: estudo crítico. Revista do Hospital das Clínicas (FMUSP), São Paulo, v. 47, n.5, p. 223-230, 1992
Palavras-chave: Antropometria; Pregas Cutâneas; Circunferência Muscular do Braço; Desnutrição Energético-Protéica; Avaliação do estado nutricional; adultos.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00418781.

143.
GODOY, Irma de1991GODOY, Irma de ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Estado nutricional de pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica: estudo longitudinal de 1 ano. Jornal de Pneumologia, São Paulo, v. 17, n.4, p. 159-165, 1991
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Antropometria; Avaliação do estado nutricional; Índice de Massa do Corpo; Desnutrição Energético-Protéica; Pregas Cutâneas.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Desnutrição e Desenvolvimento Fisiológico.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01023586
O estado nutricional de 17 pacientes masculinos (52-78a) com doença pulmonar obstrutiva crônica foi estudado por meio de avaliação dietética, antropometria,exames bioquímicos e hematológicos. Nove pacientes tinham Índice de Quetelet (IQ) > 21 kg/m2 (Grupo I) e oito pacientes IQ < 21 kg/m2 (Grupo II). Quinze pacientes foram acompanhados durante um ano e a avaliação nutricional foi repetida após 6 e 12 meses. Pacientes do Grupo I permaneceram em condição clínica estável durante todo o ano e apresentaram somente alterações antropométricas discretas no fim do estudo. Pacientes do Grupo II apresentaram evidências antropométricas de desnutrição energético-protéica do tipo marasmo e deterioração clínica. A depleção nutricional não foi associada com hipoalbuminemia e alteração dos índices de função pulmonar. Os dados da ingestão nutricional sugeriram que nestes pacientes as alterações nutricionais podem ser devidas à demanda energética aumentada relacionada a hipermetabolismo.. .

144.
BARRAVIERA, B.1989BARRAVIERA, B. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MARQUES, M. E. A. ; MACHADO, J. C. M. S. . Paracoccidioidomicose subaguda progressiva - Tratamento de um doente com cotrimoxazole (associação sulfametoxazol e trimetropim) e nutrição parenteral. Arquivos Brasileiros de Medicina, v. 63, n.5, p. 406-410, 1989
Palavras-chave: Nutrição Parenteral; Paracoccidioidomicose; Cotrimoxazole.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Doenças Infecciosas e Parasitárias.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 03650723
Os apresentam um caso de paracoccidioidomicse subaguda progressiva acometendo gânglios mesentéricos, cujo diagnóstico etiológico foi realizado por meio de laparotomia exploradora. Devido às más condições do doente no pós-operatório e presença de sub-oclusão intestinal, foi optado pelo tratamento antifúngico específico à base de cotrimoxazole (associação sulfametoxazol e trimetropim), associado à nutrição parenteral total. Os autores discutem a interação nutrição-infecção -imunidade e sugerem que em doentes onde há importante comprometimento do tubo digestivo pela micose, acompanhado de suboclusão intestinal ou abdome agudo, a nutrição parenteral total como terapêutica coadjuvante contribui sobremaneira para melhorar o prognóstico do doente.. .

145.
MATSUBARA, Luiz Shiguero1985MATSUBARA, Luiz Shiguero ; ANSELMO, M. A. C. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; LIMA, L. C. A. ; MACHADO, P. E. A. ; CURI, P. R. . Comportamento da hemoglobina glicosilada (HbA1) e glicemia de jejum em indivíduos normais e portadores de diabetes mellitus.. Revista da Associação Médica Brasileira, São Paulo, SP, v. 31, n.11-12, p. 227-231, 1985
Palavras-chave: Diabetes Mellitus; Hemoglobina Glicosilada.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Hematologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01044230.

Capítulos de livros publicados
1.
Azevedo, Paula S. ; SANTOS, P. P. ; FERNADES, A. A. H. ; MINICUCCI, M. F. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. . Congestive heart failure. In: Isaias Dichi; José Wander Bregano; Andréa Name Colado Simão; Rubens Cecchini. (Org.). Role of oxidative stress in chronic diseases. 1ed.New York: CRC Press, 2014, v. , p. 282-313.
Palavras-chave: estresse oxidativo; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Estados Unidos/Inglês; Meio de divulgação: Impresso; Número da revisão: 1; ISBN: 9781482216813.

2.
CAMPANA, Alvaro Oscar ; Paiva, Sergio A. R. . Grupo de Nutrição - Metabolismo e Nutrição em Programa de Pós-Graduação - Atividade Interdisciplinar e participação no Curso de Nutrição do Instituto de Biociências - Disciplina de Nutrologia na Faculdade de Medicina. In: Alvaro Oscar Campana. (Org.). Mémórias de um professor universitário - Relato da missão de um grupo pioneiro. 1ed.São Paulo: CD.G Casa de Soluções e Editora, 2013, v. , p. 1-336.
Palavras-chave: história medicina; Botucatu.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; Número da revisão: 1; ISBN: 7898562633155.

3.
Machado, JC ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; Paiva, S. A R . Antropometria e composição corporal. In: Victor Zuniga Dourado. (Org.). Exercício físico aplicado à reabilitação pulmonar - princípios fisiológicos, prescrição e avaliação de resultados. Rio de Janeiro: Revinter, 2011, v. , p. 237-254.
Palavras-chave: Antropometria; Composição do corpo; Bioimpedância.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; ISBN: 9788537203682.

4.
Machado, JC ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; Paiva, S. A R . Avaliação nutricional. In: Victor Zuniga Dourado. (Org.). Exercício físico aplicado à reabilitação pulmonar - princípios fisiológicos, prescrição e avaliação de resultados. Rio de Janeiro: Revinter, 2011, v. , p. 323-333.
Palavras-chave: Avaliação do estado nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; ISBN: 9788537203682.

5.
Paiva, S. A R ; GODOY, Irma de . Terapia nutricional. In: A Cukier; I Godoy; MC Pereira and PMP Fernandes. (Org.). Pneumologia: atualização e reciclagem. 8ªed.Rio de Janeiro: Elsevier, 2009, v. , p. 659-664.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Terapia Nutricional; Nutrição Enteral; Nutrição Parenteral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; Número da revisão: 8ª; ISBN: 9788535230598.

6.
Machado, JC ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Água e desempenho atlético. In: Machado, J.C.M.; Silvestre, S.C.M.; Marchini, J.S.. (Org.). Nutrição e Metabolismo - Manual de Procedimentos em Nutrologia. 1ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008, v. , p. 319-326.
Palavras-chave: água; atletas.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Brasil/Português; Número da revisão: 1; ISBN: 9788527715010.

7.
Góis, L.VB.M. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MARCHINI, Júlio Sérgio ; Machado, JC . Nutrologia e doenças hepáticas. In: Machado, J.C; Silvestre, S.C.M.; Marchini, J.S.. (Org.). Nutrição e Metabolismo - Manual de Procedimentos em Nutrologia. 1ed.Rio de Janeiro: Guanabara Koogan, 2008, v. , p. 432-446.
Palavras-chave: hepatopatias; cirrose hepatica; Nutrição Enteral; Nutrição Parenteral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Brasil/Português; Número da revisão: 1; ISBN: 9788527715010.

8.
OKOSHI, Marina Politi ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; OKOSHI, Katashi ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CICOGNA, Antonio Carlos . Caquexia associada à insuficiência cardíaca. In: Antonio Carlos Lopes. (Org.). Tópicos em Clínica Médica. Rio de Janeiro: MEDSI - Editora Médica e Científica Ltda, 2003, v. , p. 120-128.
Palavras-chave: Terapia Nutricional; Desnutrição Energético-Protéica; Insuficiência cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISBN: 8571992959.

9.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Infarto agudo do miocárdio: fisiopatologia, diagnóstico e tratamento. In: Antonio Carlos Lopes. (Org.). Tópicos em Clínica Médica. Rio de Janeiro: MEDSI - Editora Médica e Científica Ltda, 2003, v. , p. 141-147.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; tratamento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISBN: 8571992959.

10.
OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Hipertensão arterial sistêmica - Diagnóstico, evolução e tratamento. In: Antonio Carlos Lopes. (Org.). Tópicos em Clínica Médica. Rio de Janeiro: MEDSI - Editora Médica e Científica Ltda, 2003, v. , p. 176-184.
Palavras-chave: hipertensão arterial; tratamento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISBN: 8571992959.

11.
GODOY, Irma de ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Nutrição na reabilitação pulmonar. In: Sérgio Leite Rodrigues. (Org.). Reabilitação Pulmonar. Conceitos básicos. 1ed.São Paulo: Editora Manole Ltda, 2003, v. , p. 93-133.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Reabilitação pulmonar; Nutrição Clínica; Avaliação do estado nutricional; Terapia Nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; Número da revisão: 1; ISBN: 8520413900.

12.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Gráficos. In: Alvaro Oscar Campana. (Org.). Investigação científica na área médica. São Paulo: Editora Manole Ltda, 2001, v. , p. 187-201.
Palavras-chave: gráficos; metodologia; investigação científica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina.
Setores de atividade: Saúde Humana.
Referências adicionais: Brasil/Português; Meio de divulgação: Impresso; ISBN: 8520411819.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
Gondo, F.F. ; BACK, I. R. ; DORNA, M. S. ; PASCHOALINOTTE, E. ; Paiva, S. A R ; SASSAKI, L. Y. . Efeitos do tratamento com terapia biológica sobre a atividade clínica da doença e a composição corporal dos pacientes com Doenças Inflamatórias Intestinais. In: XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013, Botucatu. Anais da XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013. p. 65.
Palavras-chave: doença inflamatoria intestinal; Composição do corpo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Análise Nutricional de População.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARVALHO, P. B. ; Minicucci, Marcos F. ; Azevedo, Paula S. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. ; POLEGATO, B. F. . O pamidronato não previne a cardiotoxicidade aguda induzida pela doxorrubicina em ratos. In: XXXV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo - SOCESP, 2014, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: SOCESP, 2014. v. 24. p. 169.
Palavras-chave: cardiotoxicidade; doxorrubicina; pamidronato de sódio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.

2.
Santos, Priscila P. ; RAFACHO, B. P. ; GONCALVES, A. F. ; Pires, V. ; Fernandes, Ana Angelica Henrique ; Minicucci, Marcos F. ; Azevedo, Paula S. ; OKOSHI, Marina Politi ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. . Role of thioredoxin-binding protein 2 in cardiac oxidative stress and energy metabolism of rats supplemented with vitamin D. In: EB 2014 (experimental biology), 2014, San Diego, CA. FASEB Journal, 2014. v. 28. p. 1041.14.
Palavras-chave: vitamina D; thioredoxin; estresse oxidativo; metabolismo energético.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 1530-6860.
Vitamin D (VD) is important for cardiac development and functioning but, recent studies have shown that VD receptor is undetectable in cardiac muscle. On the other hand, in the heart is present a thioredoxin-binding protein (TBP-2) which is up regulated by VD. The aim of this study was to evaluate whether supplementation with different doses of VD results in changes in TBP-2 protein expression, cardiac oxidative stress and energy metabolism. Methods: 48 male rats allocated into 4 groups: control (C, n=12) received standard chow; VD3 (n=12), VD5 (n=12) and VD10 (n=12) received 3000, 5000 and 10000 IU of cholecalciferol/kg chow for 2 months. Statistical analysis was performed by ANOVA or Kruskal-Wallis test and Test for Linear Trend. Results: The TBP-2 protein expression was higher in VD10 group compared to control and VD3 in a dose-dependent manner (p<0.001). In relation to the oxidative stress, the thioredoxin (Trx) protein expression decreased in dose-dependent manner (p=0.019) and lipid hydroperoxide (LH) was higher in VD10 compared to other groups. The increase in LH was dose dependent (p<0.001). In relation to cardiac energy metabolism, the peroxisome proliferator-activated receptor-γ coactivator-1 α (PGC-1α) protein expression was lower in VD10 compared to control in dose-dependent manner (p=0.002). Activity of the enzymes: 3-hydroxyacyl coenzyme-A dehydrogenase and citrate synthase was lower and lactate dehydrogenase was higher in VD10 compared to other groups. Conclusion: The increased expression of TBP-2 in rats with VD supplementation may be associated with increased oxidative stress and changed cardiac energy metabolism in these animals..

3.
Minicucci, Marcos F. ; Pereira, B.L. ; Azevedo, Paula S. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; POLEGATO, B.F. ; OKOSHI, K. ; BATISTA, D. F. ; SILVA, R. A. C. ; GONCALVES, A. F. ; OKOSHI, Marina Politi ; TURINI, R. ; Santos, Priscila P. ; Paiva, Sergio A. R. . Influence of tomato and lycopene supplementation on the cardiac remodeling after acute myocardial infarction. In: EB 2014 (experimental biology), 2014, San Diego, CA. FASEB Journal, 2014. v. 28. p. LB337.
Palavras-chave: Licopeno; tomate; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 1530-6860.
Due to its antioxidant properties, tomato (Lycopersicon esculentum) and one of its primary constituents, lycopene have been evaluated in clinical and experimental studies. Our objective was to evaluate the influence of tomato and lycopene supplementation on the cardiac remodeling after acute myocardial infarction. Wistar rats were assigned to 6 groups: SHAM group, in which animals were submitted to simulated surgery (SHAM group; n=15); SHAM group that received lycopene 1mg/kg of body weight/day in the chow (SHAM-L group, n=9); SHAM group that received tomato in the chow (SHAM-T group, n=10); myocardial infarction (MI) group, in which animals were submitted to coronary artery ligation (MI group, n=16); MI group that received lycopene 1mg/kg of body weight/day in the chow (MI-L group, n=12); and MI group that received tomato in the chow (MI-T group, n=15). The amount of tomato supplemented had the same quantity of lycopene that was given for the groups supplemented only with this carotenoid. The rats were observed for 3 months. One-way ANOVA was performed for infarct size comparison and two-way ANOVA for the others comparisons. Infarct size was not different between groups (MI: 35.0 11.5%; MI-L: 33.6 11.4%; MI-T: 33.9 9.7%; p=0.94). In the echocardiographic analysis the MI groups had higher values of left cardiac chambers and mass index compared with the SHAM groups. In addition, diastolic and systolic functions were worse in the MI groups. In this in vivo analysis, lycopene and tomato supplementation did not influence left ventricular morphology and function. Isolated heart study (Langendorff preparation) also showed no effect of lycopene and tomato supplementation in cardiac function. In conclusion, lycopene and tomato supplementation did not attenuate cardiac remodeling after MI..

4.
Azevedo, Paula S. ; BATISTA, A. ; BACCARO, A. ; NARIMATSU, K. U. ; Modesto, P. ; ALBANO, A. ; POLEGATO, B.F. ; PEREIRA, E. J. ; ROCHA, Osvaldo Melo ; Gradella, L.M. ; Minicucci, Marcos F. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; ZANATI, Silméia Garcia ; OKOSHI, Marina Politi ; Paiva, Sergio A. R. . Association of body composition and vitamin D levels with cardiac geometric pattern in rheumatoid arthritis patients. In: EB 2014 (experimental biology), 2014, San Diego, CA. FASEB Journal, 2014. v. 28. p. LB374.
Palavras-chave: vitamina D; remodelação cardíaca; artrite reumatóide.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 1530-6860.
Chronic inflammation presented in rheumatoid arthritis (RA) is associated with systemic manifestations, that include micronutrient deficiency, changes in body composition and cardiac morphofunctional alterations. The aim of this study is to evaluate the association of serum vitramin D and body composition with cardiac geometric pattern in patients with RA. Methods: 30 patients with RA were submitted to clinical, nutritional and biochemical evaluation. Bioimpedance analysis and dual-energy X-ray absorptiometry (DEXA) was performed to evaluate body composition. Transthoracic dopller- echocardiography was performed to evaluate left ventricle mass and relative wall thickness (RWT) in order to find cardiac geometry patterns. Patients were divided in Normal or abnormal pattern (concentric remodeling or concentric hypertrophy.) Results: The mean age was 53 9 years; 70% were woman, 43% presented with hypertension. All patients have been treated with methotrexate and a biological agent and presented with Disease activity Score (DAS28) 2,7 1,2. Serum vitamin D (ng/mL) was 30 10,Body composition showed: BMI (kg/m2 ) 26 6, abdominal circumference (cm) 96 12, hand grip (kgf) 19 4,6 ; fat mass evaluated by DEXA (%) 33,8 9,5 and by bioimpedance (%) 34,7 8,3; phase angle 6,6 0,6. Normal Cardiac geometric pattern was observed in 45%, concentric remodeling in 31% and concentric hypertrophy in 24%. Multiple logistic regression showed that hypertension and phase angle explain abnormalities in geometric pattern, even when adjusted by age, gender and hypertension. Vitamin D correlated with RWT, however it is not associated with geometric pattern. Conclusion: phase angle may be a potential marker of cardiac geometric pattern in patients with RA..

5.
FORMAGGI, N. ; Fidelix, M.P. ; Paiva, Sergio A. R. ; TANNI, Suzana Erico ; BORTOLIN, M. ; Papini, S.J. . Consumo energético e distribuição de macronutrientes de mulheres tabagistas e ex-tabagistas.. In: XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013, Botucatu. Anais da XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013. p. 13.
Palavras-chave: Fumo; Ingestão energética.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.
Introdução: Devido à associação entre cessação do tabagismo e o aumento ponderal, muitas mulheres desistem de parar de fumar, aumento que parece estar correlacionado com a nicotina; esta eleva ao aumento da concentração no cérebro de dopamina e serotonina, neurotransmissores relacionados à inibição da ingestão alimentar, além de causar sintomas de abstinência, entre eles o aumento do apetite, da vontade de comer e uma dieta inadequada, também como forma de compensação pela falta do cigarro. Objetivo: Comparar o consumo energético e a distribuição percentual de macronutrientes de mulheres tabagistas e ex-tabagistas das que nunca fumaram. Metodologia: Estudo observacional, epidemiológico transversal que avaliou 9 mulheres fumantes, 6 ex-fumantes e que 13 nunca fumaram (controle), por meio de aplicação de recordatório de 24hs em três dias não consecutivos, sendo um relativo ao final de semana. Resultados: Na avaliação de consumo verificou-se que o grupo controle apresentou consumo energético maior (1819,6 +/- 762,0) que as fumantes (1473,6 +/- 555,2 ) e que as ex-fumantes (1523,4 +/- 617,5). Na distribuição percentual de macronutrientes verificou-se que o grupo de tabagista mantinha uma dieta mais equilibrada (52,6% de carboidrato, 15,7% de proteína e 33,0% de lipídeos), o grupo de pacientes ex-tabagistas apresentou um consumo reduzido de carboidrato (47,7%) e o controle foi o que apresentou o maior consumo de gordura (36,3%), desta 13,7% corresponde a gordura saturada e 13% de gordura monoinsaturada. Com relação ao consumo de fibras, o grupo controle e ex-tabagistas apresentaram valores semelhantes e maior que o grupo de tabagista. Discussão e Conclusão: Na literatura vários autores verificaram que pacientes tabagistas apresentam consumo energético menor e qualidade da dieta pior em relação aos que nunca fumaram, resultado confirmado neste trabalho. No presente estudo observou-se que as ex-fumantes e as controles apresentaram uma dieta mais inadequada na distribuição.

6.
FERRARI, F. ; TUON, J. ; Oliveira, B.C. ; BUZATTO, B. ; Costa, N.A. ; Barbin, A.V.B. ; Paiva, Sergio A. R. . Avaliação dos dados antropométricos e nutricional dos pacientes atendidos nos ambulatórios de Terapia Nutricional e Disfagia do HC-FMB.. In: XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013, Botucatu. Anais da XIII JONUB Jornada de Nutrição da UNESP de Botucatu, 2013. p. 7.
Palavras-chave: disfagia; Composição do corpo; Terapia Nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.
O Serviço de Terapia Nutricional do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (HCFMB) presta assistência aos pacientes que recebem alta hospitalar em uso de terapia nutricional para aqueles que apresentam disfagia neurológica ou mecânica. O cuidado e a terapia nutricional é parte integrante de um bom tratamento clínico nos pacientes, uma vez que a desnutrição altera a qualidade de vida e reduz a sobrevida. O acompanhamento destes pacientes tem como finalidade manter ou recuperar o estado nutricional, visando diminuir as co-morbidades inerentes às doenças de base. Objetivo: Analisar dados antropométricos dos pacientes com disfagia mecânica ou neurológica. Metodologia: Utilizaram-se os relatórios do sistema de prontuário eletrônico do HCFMB. Procedeu-se o levantamento do número de atendimentos Ambulatório de TN e Disfagia I e II no período de Agosto de 2012 à Março de 2013, totalizando 404 atendimentos, num total de 149 pacientes. A coleta de dados consistiu em: nome e gênero do paciente, data da primeira e última consulta, peso (kg), estatura (m), circunferência do braço (CB (cm)), circunferência da panturrilha (CP (cm)), altura do joelho (AJ(cm)), Índice de Massa Corporal (IMC (kg/m )), via de acesso (via oral (VO)) ou por sonda. A análise estatística foi realizada no programa SigmaStat 3.5. Foram realizados: estatística descritiva, teste t ou Mann Whitney e teste t pareado ou teste Wilcoxon. Resultados e Discussão: A análise descritiva dos 149 pacientes na primeira consulta, mostrou que 76 (51,3%) pacientes são do gênero masculino, com peso de 52 14,6kg, IMC 19,6 (16,4 23,8) kg/m . Os pacientes foram divididos em 2 grupos em relação à via de acesso de alimentação: VO ou por sonda Na primeira consulta, 95 pacientes usavam sonda e 52 pacientes usavam a VO. O IMC e peso dos pacientes em uso de alimentação VO foram significativamente maiores em relação aos pacientes em uso sonda, IMC 21,3 (18,1 24,6) kg/m e peso 57 13,7 kg. Não houve diferença de.

7.
Destefani, S.A. ; Paiva, Sergio A. R. ; KUROKAWA, C. S. ; OLIVEIRA, M. R. M. ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Marcadores bioquímicos de remodelação óssea em mulheres com mais de 60 anos da cidade de Bauru. In: 10º Congresso Paulista de Endocrinologia e Metabologia, 2013, São Paulo. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia e Metabologia (Impresso), 2013. v. 57. p. S76-S77.
Palavras-chave: remodelação óssea; marcadores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00042730.
Introdução: A osteoporose é uma doença crônica metabólica que acomete principalmente mulheres e que progride com o avançar da idade. É caracterizada por um desequilíbrio entre os processos de formação e reabsorção ósseas, os quais podem ser avaliados por meio da dosagem de marcadores bioquímicos séricos, como a fosfatase alcalina fração óssea (FAo) e o C-telopeptídeo (SCTx). Objetivo: Avaliar as concentrações séricas de FAo e SCTx de idosas moradoras da cidade de Bauru, considerando as faixas etárias de 60 a 70 anos e mais de 70 anos, e o resultado de exames de densitometria óssea. Metodologia: Foram avaliadas 124 mulheres idosas, moradoras da cidade de Bauru e acompanhadas no PROMAI: 82 entre 60 e 70 anos (GI) e 42 com mais de 70 anos (GII) de idade. Foram realizados exames de densitometria óssea (DO) com avaliação de coluna lombar e fêmur e dosados FAo (valores de referência: 14,8-43,4 U/L) e SCTx (valores de referência: 0,104-1,008 ng/ml) nos dois grupos. Resultados: Foi observada diminuição de massa óssea à DO em 65,9% das pacientes do GI e em 83,3% do GIL As concentrações de FAo foram de 42,6 20,7 U/I, no GI, e de 45,7 19,6 U/I, no GIl (p = 0,43) e as de SCTx foram de 0,48 0,27 ng/ml, no G1, e de 0,47 0,26 ng/ml, no GIl (p = 0,75). No GI, as pacientes com diminuição da massa óssea apresentaram maiores concentrações de SCTX do que as com DO normal (0,52 0,28 ng/ml x 0,40 0,21 ng/ml; p = 0,04), enquanto as concentrações de FAo não diferiram (44,7 22,5 U/I x 38,7 16,4 VI; p = 0,22). No GIl, não foram observadas diferenças significantes entre as pacientes com DO normal ou alterada, quanto a FAO (41,7 6,0 D/I x 46,5 21,3 VI; p = 0,27) ou SCTX (0,40 0,14 ng/ml x 0,48 0,27 ng/ml; p = 0,30). As pacientes do GI e GIl com DO alteradas não diferiram quanto a FAo (44,7 22,5 U/I x 46,5 21,3 VI; p = 0,71) ou ao SCTX (0,52 0,28 ng/m! x 0,48 0,27 ng/ml; p = 0,47). Da mesma forma, as pacientes do GI e GIl com DO normais não diferiram quanto a FAo.

8.
Santos, Priscila P. ; Gonçalves, A. ; RAFACHO, B. P. M. ; Nascimento T.B. ; CAU, S. ; Minicucci, Marcos F. ; TOSTES, R. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Azevedo, Paula S. ; Paiva, Sergio A. R. . Mecanismos envolvidos no aumento de pressão sistólica em ratos normotensos suplementados com vitamina D. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2013. v. 23. p. 134-134.
Palavras-chave: vitamina D; pressão arterial; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0103-8567.
Estudos mostraram que a administração de vitamina D aumenta pressão sistólica de ratos normotensos. Porém pouco se sabe sobre os mecanismos envolvidos. O objetivo foi verificar se a suplementação com diferentes doses de vitamina D na ração promove alterações na reatividade, conteúdo de colágeno/elastina e estresse oxidativo da aorta de ratos normotensos. Métodos: 64 ratos machos alocados em 3 grupos: controle (C, n=22) recebeu ração padrão; VD3 (n=20) e VD10 (n=22) receberam 3000 e 10000 UI de colecalciferol/kg de ração respectivamente. Após dois meses de tratamento, os ratos foram submetidos à aferição da pressão sistólica, estudo de reatividade e morfometria da aorta. Foi realizado ANOVA de uma via ou Kruskal Wallis. Resultados: A pressão arterial (C=120 7,9; VD3=127 9,2; VD10=130 9,9 mmHg, p=0,001) foi maior nos grupos Vd3 e VD10 em relação ao C. Os animais do grupo VD3 apresentaram maior sensibilidade à fenilefrina (C=7,5 0,1VD3=8,7 0,7 VD10=8,1 0,3; p=0,007), independente de endotélio comparado ao C. O relaxamento máximo à acetilcolina (ACh) (C=97,5(72-100); VD3=90,0(64-95); VD10=60,9(56-80), %, p=0,04) foi menor no grupo VD10 comparado ao C e o relaxamento máximo ao nitroprussiato (NPS) (C=120,7 13,9; VD3=96,1 15,3; VD10=92,3 6,5, %, p=0,005) foi menor no VD3 e VD10 comparados ao C, além disso o grupo VD10 apresentou maior produção de espécies reativas de oxigênio que o C. Quando apocinina (inibidor de NADPH oxidase-grande produtora de superóxido), foi administrada, a sensibilidade à ACh (C=7,2 1,0; VD3=8,7 0,4; VD10=8,4 0,5, p=0.01) foi maior no VD3 e VD10 comparados ao C e o relaxamento máximo à ACh (C=101,1 1,4; VD3=96,4 5,3; VD10=94,8 6,6, %, p=0,21) e NPS (C=102,2(100,4-121,3); VD3=102,0(100,0-105,2); VD10=105,0(103,2-108,0), %, p=0,38) retornaram a valores similares ao controle. O conteúdo de colágeno (C=0,26 0,03; VD3=0,23 0,03; VD10=0,29 0,03, %, p=0,003) foi menor no grupo VD3 comparado ao VD10 e o conteúdo de elastina (C=0,35 0,04; VD3=0,35 0,03; VD.

9.
Modesto, P. ; Lustosa, Beatriz Helena Borges ; Minicucci, Marcos F. ; PEREIRA, E. J. ; OKOSHI, Katashi ; Fernandes, Ana Angelica Henrique ; Santos, Priscila P. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. ; Azevedo, Paula S. . Catequinas do chá verde atenuam variáveis bioquímicas, reduzem a cavidade e melhoram a função ventricular após infarto agudo do miocárdio em ratos. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2013. v. 23. p. 177-177.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; cha verde; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0103-8567.
A remodelação cardíaca após infarto agudo do miocárdio (IAM) caracteriza-se por diversas alterações, como o aumento do estresse oxidativo e mudanças no metabolismo energético. Objetivo: avaliar se as catequinas do CV atenuam algumas variáveis bioquímicas do processo de remodelação cardíaca após IAM. Metodologia: Ratos Wistar foram divididos em 4 grupos : Controle (C): receberam ração padrão; Chá verde(CV): receberam ração com CV; Infarto (I): ratos submetidos a IAM cirúrgico que receberam ração padrão e Infarto com CV (ICV): ratos infartados que receberam ração com CV. As catequinas do CV utilizadas foram provenientes do Polyphenon 60 (Sigma-Aldrich). Após 3 meses de observação foram realizados ecocardiograma, avaliação do estresse oxidativo, do metabolismo energético, das metaloproteases e do inibidor tecidual de metaloprotease (TIMP-1). Os dados foram apresentados em média e desvio padrão e comparados por ANOVA de duas vias.Letras iguais significam similaridade e letras diferentes correspondem a significância estatística de P<0,05. Resultados Ecocardiograma: DDVE/peso: C=17,1 1,3a; CV=17,6 1,9a; I=25,2 2,3b;ICV=22,7c 1,7; DSVE/peso: C=0,8 0,04a ; CV=0,8 0,04a; I=2,0 0,06b; ICV=1,7 0,06c . Porcentagem de encurtamento: C=2744 85a; CV= 2888 87a; IP=450 130b;ICV=847 118c. Estresse oxidativo: Superóxido dismutase: C=4,4 0,4a; CV=5,8 0,8ac; IP=11,2 3,2b; ICV=7,8 2,1c; Catalase: C=67,9 11,4a;CV=45,8 6,8b; IP=35,1 6,7c; ICV=52,3 3,5b. Metabolismo energético:o CV melhorou a atividade da fosfofrutoquinase, da piruvato desidrogenase (enzimas da via glicolítica) e da citrato sintase (enzima do ciclo de Krebs), após o IAM. Metaloproteases (MMP): razão entre MMP2 ativas/inativa C=5,40 1,36; CV=4,80 1,36; IP=8,80 1,52; ICV=4,20 1,23 p=0,1; TIMP-1: C=42,6 2,9a; CV=44,7 3,2a; IP=37,6 2,7b; ICV=54,7 2,4c.Conclusão: as catequinas do CV atenuaram o processo de remodelação, reduzindo o estresse oxidativo, estimulando a via glicolítica do metabolismo energético e aumentando a concent.

10.
Gonçalves, A. ; Santos, Priscila P. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; Fernandes, Ana Angelica Henrique ; OKOSHI, Katashi ; Azevedo, Paula S. ; Minicucci, Marcos F. ; Paiva, Sergio A. R. ; Chiuso-Minicucci, Fernanda ; Zornoff, Leonardo A.M. . Suplementação de vitamina D após o infarto do miocárdio: intensificação do processo de remodelação. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2013. v. 23. p. 137-137.
Palavras-chave: vitamina D; suplementação; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0103-8567.
Introdução: Estudos tem evidenciado a participação da vitamina D (VD) em doenças cardiovasculares. Porém, não são conhecidos os efeitos da suplementação de VD no processo de remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio. Métodos: Após o infarto experimental, ratos Wistar (200-250g) foram alocados em dois grupos: Infarto Controle (IC, n=24), que receberam ração padrão, e Grupo Infarto VD (ID, n=26), que receberam ração padrão com suplementação de 3000 UI de colecalciferol por quilo de ração. Animais Sham foram incluídos e divididos em Grupo Sham Controle (SC; n=25), com ração padrão, e Grupo Sham VD (SD; n=24) que receberam a suplementação. Após 3 meses, os animais foram submetidos ao estudo ecocardiográfico e análises bioquímicas. Analisamos o efeito do infarto (I), da vitamina D (VD) e a interação entre os fatores (IxVD) por meio do teste ANOVA de duas vias com pós teste de Holm-Sidak, expressos em média erro-padrão. Resultados: Nos ratos infartados, a suplementação de VD induziu aumento da área diastólica (SC= 47,5 2,5; SD=45,9 2,5; IC=62 3,8; ID= 84,9 2,9 mm2; p(I)<0,001; p(VD)<0,001; p(IxVD)<0,001) e sistólica (SC= 12,3 2,4; SD= 12,3 2,4 IC=31,5 3,6; ID=53,4 2,8 mm2; p(I)<0,001, p(VD)<0,001; p(IxVD)<0,001) e de E/E média, associado com diminuição da velocidade de encurtamento da parede posterior, fração de variação da área e da pressão arterial. Observamos redução da atividade da fosfofrutoquinase (SC=94,4 10; SD=104,6,1 12,2 IC=129,8 10; ID= 92,8 10 nmol/g; p(I)=0,291; p(VD)=0,213; p(IxVD)=0,041); redução da expressão de Bcl-2 (SC=1,08 0,26; SD=1,46 0,26; IC=1,46 0,22; ID= 0,7 0,24; p(I)=0,457; p(VD)=0,447; p(IxVD)=0,032) e aumento de caspase-3 (SC=0,71 0,47; SD=0,76 0,52; IC=0,86 0,47; ID= 2,97 0,52; p(I)=0,021; p(VD)=0,039; p(IxVD)=0,033). Não houve interação entre os fatores para cadeias pesadas de miosina, metaloproteases, estresse oxidativo, ICAM-1, TIMP e IL-10. Conclusão: A suplementação de VD intensificou o processo de remodelação em ratos infart.

11.
Gonçalves, A. ; Minicucci, Marcos F. ; Santos, Priscila P. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; Azevedo, Paula S. ; POLEGATO, B. F. ; OKOSHI, Katashi ; BATISTA, D. F. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. . Papel da periostina como modulador da remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2013. v. 23. p. 137-137.
Palavras-chave: periostina; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 0103-8567.
Introdução: O papel das proteínas matricelulares no processo de remodelação cardiaca após o infarto permanece por ser determinado. Assim, o objetivo desse estudo foi investigar a relação entre a periostina e variáveis cardíacas na fase crônica após o infarto. Métodos: Ratos Wistar machos foram divididos em dois grupos: cirurgia simulada (SHAM) e animais submetidos à oclusão coronariana (IAM). Após 3 meses, foram realizados estudos ecocardiográficos, bioquímicos e moleculares. Para dados com distribuição normal, os dados estão expressos em media desvio padrão e foram analisados pelo teste t; os dados não paramétricos estão como mediana e intervalo interquartil e foram analisados pelo teste de Mann-Whitney. As correlações foram analisadas por Spearman. Resultados: O infarto induziu aumento das áreas diastólicas e sistólicas do ventrículo esquerdo, associado com diminuição da fração de variação de área (FAV) e da velocidade de encurtamento da parede posterior (VEPP). Considerando variáveis da matriz extracelular, o grupo infarto apresentou maiores valores de periostina (SHAM: 0,0009 (0,0007-0,0015), IAM: 0,156 (0,111-0,234); p=0,016), colágenos tipo I (SHAM: 1,90 1,07, IAM: 4,14 0,82; p=0,009) e III (SHAM: 1,01 (0,91-1,13), IAM: 9,3 (6,6-10,7); p=0,016), fração de colágeno intersticial (SHAM: 1,85 0,70,IAM: 4,02 0,61%; p<0,001) e concentração de hidroxiprolina (SHAM: 3,32 0,75, IAM: 5,48 0,73 mg/mg; p=0,002). Adicionalmente, periostina foi positivamente correlacionada com colágeno tipo III (r = 0,673; p=0,029), áreas diastólicas (r = 0,678; p=0,036) e sistólicas (r = 0,795; 0,006). Por outro lado, a periostina foi inversamente correlacionada com FVA (r = -0,783; p=0,008) e VEPP (r = -0,767; p=0,012). Conclusão: A periostina pode ser um importante modulador da remodelação cardíaca na fase crônica após o infarto do miocárdio experimental.

12.
FERREIRA, V. C. ; Minicucci, Marcos F. ; Santos, Priscila P. ; Rafacho, Bruna Paola Murino ; Fernandes, Ana Angelica Henrique ; ROSCANI, M. G. ; POLEGATO, B. F. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Paiva, Sergio A. R. ; Azevedo, Paula S. . Estresse oxidativo, alterações no metabolismo energético e apoptose participam da remodelação cardíaca em ratos expostos à fumaça de cigarros. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2013. v. 23. p. 137-137.
Palavras-chave: estresse oxidativo; metabolismo energético; apoptose; Fumo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 0103-8567.
Introdução:A exposição à fumaça de cigarros participa do processo de remodelação cardíaca, por meio de mecanismos não totalmente estabelecidos. Existe aumento do estresse oxidativo cardíaco, que pode estar associado a alterações no metabolismo energético e à apoptose . O metabolismo energético depende, em parte, da utilização de substratos e da biogênese da mitocôndria, que é regulada principalmente pelo peroxisome proliferator-activated receptorsγ coactivator 1 alfa (PGC-1α).Objetivos: Avaliar se alterações no metabolismo energético e apoptose são mecanismos que participam do processo de remodelação induzido pela exposição à fumaça de cigarros. Metodologia: Ratos Wistar foram alocados em 2 grupos: controle (C) e grupo exposto à fumaça de cigarros (EFC). Após 2 meses de observação os animais foram submetidos à ecocardiografia, avaliação do estresse oxidativo e metabolismo por espectrofotometria e avaliação da apoptose e da biogênese da mitocôndria por Western blot. Nível de significância de 5%. Resultados: Os animais apresentam mesmo peso corporal, pressão arterial média e frequência cardíaca. Avaliação ecocardiográfica: DSVE/peso corporal C=7,71 0,8 e EFC=8,99 1,3; (p=0,03); diâmetro do AE/peso corporal C=10,26 0,36 e EFC= 11,89 1,6; (p=0,02); área do AE/área do AD: C=1,11 0,17 e EFC=1,33 0,16; (p=0,04);Fração de ejeção C=93,2 1,4 e EFC=88,5 2,9; (p=0,002). Estresse oxidativo : hidroperóxidos C=133,3 14,6 e EFC=175,98 11,5 (p<0,001), atividade da superóxido dismutase, glutationa peroxidase e catalase foram menores no grupo EFC. Avaliação da utilização de substratos do metabolismo energético: Lactato desidrogenase C=73,3 11,6 e EFC=132,4 21,9 (p<0,001); 3-hidroxiacil-coenzima A desidrogenase C= 30,8(30,5-32,0) e EFC=15,8 (14,1-17,9) (p=0,004); citrato sintase C=33,3 5,0 e EFC=24,2 3,6 (p=0,008). Apoptose: caspase 3 ativa corrigida pelo G6PDH C=0,3 (0,2-0,6) e EFC=1,3(1,1-2,2) (p=0,004) e o BCL-2 foi semelhante. Biogênese mitocondrial: PGC-1α C.

13.
CONGIO, L. H. ; Gonçalves, A. ; SANTOS, P. P. ; PEREIRA, E. J. ; OKOSHI, Katashi ; Azevedo, Paula S. ; POLEGATO, B.F. ; Paiva, Sergio A. R. ; Zornoff, Leonardo A. M. ; Minicucci, Marcos F. . O pamidronato atenua a disfunção diastólica induzida pelo infarto do miocárdio sem alterar o processo inflamatório. In: XXXIV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2013, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2013. v. 23. p. 177-177.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; pamidronato de sódio; bifosfonados.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Brasil/ Português; Meio de divulgação: Vários; ISSN/ISBN: 0103-8567.
Introdução: A influência dos bifosfonados na remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio ainda é pouco estudada. Logo, nosso objetivo foi avaliar o papel da inflamação nas alterações cardíacas induzidas pelo pamidronato após o infarto experimental em ratos. Métodos: Após 24 horas do infarto, os ratos foram divididos em 4 grupos: grupo C (n=14), animais com cirurgia simulada; grupo P (n=14) animais com cirurgia simulada tratados com pamidronato; grupo IP animais infartados tratados com pamidronato (n=19), grupo IC animais infartados controle (n=16). O pamidronato foi administrado na dose de 3mg/kg 1 vez por semana via subcutânea. Após 3 meses, os animais foram submetidos ao ecocardiograma, à análise morfométrica, ao estudo do coração isolado, e a dosagem de citocinas miocárdicas. Para comparação do tamanho do infarto entre os grupos infartados foi realizado teste t de Student. As comparações entre os grupos foram feitas pelo teste ANOVA de dois fatores independentes. O nível de significância adotado foi de 5%. Resultados: O tamanho do IAM entre os grupos infartados foi semelhante (IC=35,7 10,5; IP=34,8 8,8; p=0,778). Não houve diferença na mortalidade entre os grupos. Em relação ao ecocardiograma, o IAM aumentou a espessura da parede posterior (EPP), das áreas sistólicas e diastólicas do ventrículo esquerdo (VE), além de piorar a função sistólica e diastólica. Houve interação entre o IAM e o pamidronato sendo que o este reduziu o aumento de EPP e da espessura relativa causados pelo infarto. Além disso, o pamidronato, reduziu a relação E/A (C= 1,74 0,52, P= 1,52 0,27, IC= 3,99 3,40, IP= 1,63 0,87, p interação= 0,024), a onda E (C= 87,36 8,52 cm/s, P= 95,07 9,97 cm/s, IC= 106,07 25,95 cm/s, IP= 89,65 21,79 cm/s, p interação= 0,015) e aumentou o tempo de desaceleração da onda E (C= 44,92 6,64 ms, P= 41,70 7,03 ms, IC= 39,71 8,65 ms, IP= 46,88 8,37 ms, p interação= 0,021). Não houve interação entre os fatores quanto as variáveis morfomét.

14.
Costa, N.A. ; Pereira, B.L. ; GUT, Ana Lúcia ; Gaiolla, P.S.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Espessura do músculo adutor do polegar (EMAP) prediz o tempo de ventilação mecânica em pacientes com choque séptico. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 69.
Referências adicionais: Classificação do evento: Brasil/ Português.
PC-13-010.

15.
Costa, N.A. ; DORNA, M. S. ; GUT, Ana Lúcia ; Gaiolla, P.S.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Concentração de selênio (SE) eritrocitário é preditora de mortalidade em pacientes com choque Séptico. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 99-99.
Palavras-chave: Selênio; septicemia; UTI; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.
PC-16-009. Apresentado no 12º Congresso Nacional da SBAN em Foz do Iguaçu - Hotel Mabú no período de 13 a 16 de agosto de 2013.

16.
Costa, N.A. ; DORNA, M. S. ; GUT, Ana Lúcia ; Gaiolla, P.S.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Concentração sérica de tiamina é negativamente correlacionada com os níveis de lactato em pacientes sobreviventes de choque séptico. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 395-395.
Palavras-chave: tiamina; UTI; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.
PS-16-111. Apresentado no 12º Congresso Nacional da SBAN em Foz do Iguaçu - Hotel Mabú no período de 13 a 16 de agosto de 2013.

17.
Oliveira, B.C. ; RAFACHO, B. P. M. ; Santos, Priscila P. ; GONCALVES, A. F. ; CANDIDO, R. ; Fernandes AAH ; Gaiolla, P.S.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Paiva, Sergio A. R. . Efeito da suplementação de alecrim sobre o metabolismo energético após infarto do miocárdio em ratos. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 61-61.
Palavras-chave: alecrim; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio; metabolismo energético.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.
OR-32. Apresentado no 12º Congresso Nacional da SBAN em Foz do Iguaçu - Hotel Mabú no período de 13 a 16 de agosto de 2013.

18.
Fidelix, M.P. ; BORTOLIN, M. ; FORMAGGI, N. ; TANNI, Suzana Erico ; Papini, S.J. ; Paiva, Sergio A. R. . Associação do tabagismo, vitamina D e variáveis ecocardiográficas. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 269-269.
Palavras-chave: tabagismo; vitamina D; ecocardiografia; Ingestão Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Vários.
PS-14-102. Apresentado no 12o Congresso Nacional da SBAN em Foz do Iguaçu - Hotel Mabú no período de 13 a 16 de agosto de 2013.

19.
Fidelix, M.P. ; BORTOLIN, M. ; FORMAGGI, N. ; TANNI, Suzana Erico ; Papini, S.J. ; Paiva, Sergio A. R. . Associação do tabagismo, ingestão e concentração sérica de vitamina D e variáveis ecocardiográficas. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire, 2013. v. 38. p. 369-369.
Palavras-chave: tabagismo; vitamina D; ecocardiografia; remodelação cardíaca; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: CARDIOLOGIA.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Vários.
PS-14-103. Apresentado no 12º Congresso Nacional da SBAN em Foz do Iguaçu - Hotel Mabú no período de 13 a 16 de agosto de 2013..

20.
FORMAGGI, N. ; BORTOLIN, M. ; Fidelix, M.P. ; TANNI, Suzana Erico ; Paiva, Sergio A. R. ; Papini, S.J. . Comparação do consumo energético e de gordura da dieta de mulheres tabagistas, ex-tabagistas e que nunca fumaram. In: 12º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2013, Foz do Iguaçu/PR. Nutrire. v. 38. p. 308.
Referências adicionais: Classificação do evento: Brasil/ Português.
PS-14-181.

21.
WATANABE, E. M. ; Gondo, F.F. ; BACK, I. R. ; DORNA, M. S. ; Paiva, Sergio A. R. ; NARIMATSU, K. U. ; SASSAKI, L. Y. . Associated factors to lower appendicular skeletal mucle index in patients with inflammatory bowel disease. In: Advances in Inflammatory Bowel Diseases, 2013, Hollywood, Fl. Inflammatory Bowel Diseases, 2013. v. 19. p. S75-S76.
Palavras-chave: Composição do corpo; doença inflamatoria intestinal; massa muscular apendicular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Impresso.

22.
Oliveira, B.C. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Fidelix, M.P. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . A albuminemia e glicemia não estão associadas à síndrome de realimentação em pacientes com nutrição parenteral. In: Encontro SBAN: Nutrição Clínica, 2012, Natal. Nutrire, 2012. v. 37. p. 21-21.
Palavras-chave: síndrome de realimentação; Nutrição Parenteral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO -A síndrome de realimentação (SR) é uma grave alteração hidroeletrolítica associada a anormalidades metabólicas em pacientes desnutridos que são realimentados por via oral, enteral ou parenteral. A SR é caracterizada por hipofosfatemia. Entre os fatores de risco para o desenvolvimento da SR estão o diabetes não controlado e a desnutrição crônica (marasmo ou kwashiorkor). Assim, levantamos a hipótese de que a concentração sérica da albumina e a glicemia 24 horas antes da introdução da nutrição parenteral poderão prever a SR. OBJETIVOS - Avaliar se a albumina e glicemia participam na predição da SR em pacientes com nutrição parenteral. METODOLOGIA - Estudo retrospectivo com 135 pacientes internados no Hospital das Clínicas, avaliados no período de fevereiro de 2007 a novembro de 2010. A SR foi caracterizada por hipofosfatemia após introdução da NP, excluímos pacientes com hipofosfatemia prévia e os que receberam aporte calórico duas vezes maior que o calculado pela fórmula de Harris-Benedict. Foram coletados dos prontuários, os valores de glicose e albumina séricos, dosados pelo menos 24 horas antes da introdução da nutrição parenteral (NP), e todos os dados sobre o paciente, sendo submetidos à análise descritiva e apresentados em média e desvio padrão quando a distribuição foi paramétrica e em mediana e percentil 25 e percentil 75 quando a distribuição foi não paramétrica. A glicose, albumina e fósforo séricos foram dosados pelo método de química seca. As variáveis independentes foram analisadas pelo teste de c2 ou de Fisher e o teste de Mann-Whitney ou t de Student . Para verificar se glicemia e albuminemia participaram na predição da SR foi realizada a análise de regressão logística. O nível de significância adotado foi de 5%. RESULTADOS - A frequência de SR foi de 48,8%, superior ao encontrado na literatura. A média da idade da população estudada era de 58,1 17,7 e 34% eram do gênero feminino. Apresentaram hipoalbuminemia no momento inicial da NP 89,3.

23.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; Santos, P.P. ; Batista, Diego ; Lustosa, Beatriz Helena Borges ; RAFACHO, B. P. M. ; Oliveira, F. ; Mascoli, A. ; Roscani, Meliza Goi ; Fernandes, A.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; JAMAS, Elenize Pereira ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Pentoxifylline reduces myocardial oxidative stress induced by exposure to tobacco smoke. In: Experimental Biology 2012, 2012, San Diego, CA,. The FASEB Journal, 2012. v. 26. p. 1133.3.
Palavras-chave: remodelação cardíaca; Fumo; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Magnético; Homepage: http://www.fasebj.org/cgi/content/meeting_abstract/26/1_MeetingAbstracts/1133.3.
The objective of this study is to evaluate the role of pentoxifylline (P) in heart remodeling induced by exposure to tobacco smoke (ETS). Methods: Wistar rats were allocated in 4 groups: C (control); S (smoke); P (diet with P 100mg/kg) SP (smoke + diet with P100mg/kg). After 2 months, animals were submitted to echocardiography, isolated heart study, and oxidative stress evaluation. Two way anova and Holm Sidak tests were performed. Results: ETS leaded to an increase in left atrium area (p=0,04) and in left ventricle weight (p=0,04) and to impairment of ventricle function that was improved by pentoxifylline as observed in maximum positive derivative (C=3851 245; P=3500 400; S=2725 310; SP=3950 310) (p=0,01). ETS increased oxidative stress that was attenuated by pentoxifylline: lipoperoxides (C=133,4 14,7; S=175,8 11,5; P=100,0 14,5; SP=128,3 11,9) (p<0,001), Glutathione peroxidases (C=37,4 4,8; S=17,519 3,9; P=33,6 6,4; SP=37,2 5,3) (p<0,001), superoxide dismutase (C=19,4 1,9; S=11,2 0,89; P=16,4 1,6; SP=21,7 2,9) (p<0,001). Conclusion: It is possible that pentoxifylline attenuates cardiac remodeling induced by ETS, in part due to reduction of oxidative stress..

24.
Costa, N.A. ; Fidelix, M.P. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Constipação intestinal prediz o tempo de ventilação mecânica em UTI. In: Encontro SBAN: Nutrição Clínica, 2012, Natal, RN. Nutrire, 2012. v. 37. p. 65.
Palavras-chave: UTI; Insuficiência respiratória aguda; constipação funcional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO - A incidência de constipação intestinal (CI) em pacientes críticos varia de 5 a 83%, possivelmente pela grande diversidade dos critérios diagnósticos de CI nessa população. Recentemente, estudos têm identificado a CI como fator prognóstico independente na evolução de pacientes críticos e mostrado que o seu tratamento pode resultar em melhor prognóstico. OBJETIVOS - Avaliar a incidência de CI em pacientes com nutrição enteral internados em UTI e sua associação com o tempo de ventilação mecânica, de internação e mortalidade. METODOLOGIA - Foram incluídos prospectivamente 26 pacientes de ambos os sexos, acima de 18 anos, com uso de dieta enteral de forma exclusiva por no mínimo 3 dias durante a internação na UTI. Foram registrados dados demográficos, diagnóstico, dias em ventilação mecânica, duração da terapia de nutrição enteral, hábito intestinal e desfecho clínico. RESULTADOS - A idade média dos pacientes foi 60,5 18,7 anos, sendo que 50% eram homens. O tempo de ventilação mecânica foi de 9,0 7,3 dias e a mediana do tempo de internação na UTI foi de 13,0 (7,0-18,0) dias. Os pacientes constipados demoraram mais tempo para atingir a meta nutricional prescrita, no entanto, receberam a nutrição enteral por maior período quando comparados àqueles pacientes sem constipação. Além disso, apresentaram tempo de ventilação mecânica 2 vezes maior que os sem constipação. Na análise de regressão linear para predição de tempo de ventilação mecânica, a constipação continuou preditora de maior tempo de ventilação mecânica, mesmo após ser ajustada por gênero e gravidade (p=0,043). No entanto, a constipação não esteve associada ao tempo de internação na UTI e ao óbito. CONCLUSÃO - A presença de CI em pacientes críticos é preditora de maior tempo de ventilação mecânica. Logo a criação e implantação de protocolos para o tratamento da CI na UTI é de fundamental importância..

25.
Destefani, S.A. ; Paiva, Sergio A. R. ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Ingestão de iodo e concentrações séricas de T4l e TSH em 135 pacientes idosas de Bauru. In: XV Encontro Brasileiro de Tireoide, 2012, Natal, RN. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 2012. v. 56. p. S80-S81.
Palavras-chave: Ingestão Alimentar; iodo; Idoso.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Introdução: O iodo é componente essencial para a síntese de tiroxina pela glândula tireóidea. Uma dieta com quantidades inadequadas do nutriente está associada a disfunções da glândula. Segundo as DRI (Dietetic Reccomended Intake), a recomendação da ingestão diária, para avaliação em grupos, é de 95 mcg (Estimated Average Requirement EAR). O envelhecimento está associado com o aumento das morbidades, e esse grupo populacional, frequentemente, sofre restrições quanto a uma série de alimentos e aditivos. Essas restrições alimentares podem influir no aporte de vários nutrientes e oligoelementos, como o iodo. Objetivo: Avaliar a ingestão de iodo e as concentrações séricas de T4L E TSH em um grupo de mulheres idosas da cidade de Bauru. Casuística e métodos: Foram avaliadas 135 pacientes idosas [idade média de 68,23 ( 7,86) anos; 79,3% brancas; renda mediana de 1,5 salários mínimos/mês; índice de massa corpórea (IMC) médio de 27,8 ( 5,6) kg/m ] atendidas pelo Programa Municipal de Atendimento ao Idoso (PROMAI) da cidade de Bauru, quanto à ingestão de iodo, por meio de dois recordatórios alimentares de 24 horas, com intervalo de 30 dias entre cada um. Os alimentos, informados em medidas caseiras, foram transformados em gramas e inseridos no Programa DietPro 5i, que forneceu as quantidades de ingestão do nutriente. Foram, ainda, avaliadas quanto às concentrações séricas de T4L e TSH (por quimioluminescência; com valores de referência de 0,8-1,9 ng/dl e 0,4-4,0 mUI/ml, respectivamente), sendo classificadas como eutireoideas ou possíveis portadoras de hipo ou hipertireoidismo. Resultados: A ingestão de iodo média do grupo foi de 100,7 39,2 mcg. As concentrações séricas médias de T4-L foram de 1,1 0,2 ng/dl e as medianas de TSH foram de 2,2 mIU/ml. Vinte e nove pacientes (21,5%) apresentaram exames compatíveis com disfunção tireóidea: 27 (20%) com hipotireoidismo (três com hipo manifesto) e duas (1,5%) com hi.

26.
Fidelix, M.P. ; TANNI, Suzana Erico ; Baldini, L.F. ; Bertani, A.L. ; Coelho, L.S. ; Ambrosi, M.M. ; Bonfanti, C.M. ; Godoy, Ilda ; Papini, S.J. ; Paiva, Sergio A. R. ; GODOY, Irma de . Características dos fumantes, tratamento farmacológico e sua associação com o ganho de peso durante a cessação do tabagismo. In: Encontro SBAN: Nutrição Clínica, 2012, Natal, RN. Nutrire, 2012. v. 37. p. 65.
Palavras-chave: Fumo; Peso do Corpo; Cessacao.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO - A dependência química do tabaco é responsável por muitas mortes. Desta forma, a cessação do tabagismo apresenta um papel importante no tratamento e prevenção de doenças. No entanto, a aderência ao tratamento é dificultada por fatores, tais como o ganho de peso, presença de sintomas de depressão e grau de dependência nicotínica. OBJETIVOS - O objetivo do estudo é investigar quais variáveis estão associadas ao ganho de peso durante a cessação do tabagismo. METODOLOGIA - Foram acompanhados 148 fumantes cadastrados em programa de cessação de tabagismo (mulheres=65,5%, idade=50,2 11,6 anos) por período de um ano. Na avaliação inicial todos os pacientes foram analisados pela história clínica, exame físico, dados socioeconômicos, avaliação antropométrica [peso, altura e índice de massa corporal (IMC = kg/m2)], história tabágica com a idade de início, fase de motivação e grau de dependência nicotínica, Escala Hospitalar de Ansiedade e Depressão (HADS) e o tratamento farmacológico para cessação do tabagismo. Após um ano de tratamento, os pacientes foram reavaliados para cessação do tabagismo, alterações de peso e sintomas de abstinência. Ganho de peso acima de 3,0 kg após um ano foi considerado significativo. Foram realizadas estatística descritiva e regressão logística multivariada para identificar fatores associados com ganho de peso > 3,0 kg. RESULTADOS - Entre os 148 fumantes, 81,8% receberam pelo menos um tratamento farmacológico e 20,2% foram medicados com bupropiona. Um ano depois, 34,4% dos pacientes (mulheres: 60,78%, idade: 51,5 11,3 anos) referiram estar abstinentes e estes ganharam mais peso [5 kg (2-10), p < 0,001] do que os pacientes que continuaram fumando [0 (0-4) kg]. No grupo de pacientes abstinentes, apenas 17,6% utilizou bupropiona. Entre os 148 fumantes avaliados, 41,9% ganharam mais de 3,0 kg, no entanto, não encontramos associações de ganho de peso com a HADS, intensidade da dependência nicotínica e estado motivacional. A regressão logísti.

27.
Lustosa, Beatriz Helena Borges ; Batista, Diego ; POLEGATO, B.F. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; JAMAS, Elenize Pereira ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; Gonçalves, A. ; AZEVEDO, Paula Schimidt . The role of green tea in experimental myocardial infarction. In: Experimental Biology 2012, 2012, San Diego, CA,. The FASEB Journal, 2012. v. 26. p. 1133.6.
Palavras-chave: cha verde; remodelação cardíaca; Infarto agudo do miocárdio.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Homepage: http://www.fasebj.org/cgi/content/meeting_abstract/26/1_MeetingAbstracts/1133.6.
The objective of this study is to evaluate whether green tea attenuates cardiac remodeling after acute myocardial infarction. Methods: Wistar rats were allocated in 4 groups: C (control); GT (diet with green tea 0,25%); MI (infarcted group) IGT (infarcted group with green tea 0,25%). After 3 months, animals were submitted to echocardiography and isolated heart study. Two way anova and Holm Sidak tests were performed. Results: Both infarcted groups showed the same infarction size(p=0,7). Echocardiographic data without interaction:Left atrium/weight (with MI 14,4 0,5; without MI 10,7 0,6)(p<0,001)(with GT 13,0 0,5; without GT 12,1 0,6)(p=0,2); end diastolic ventricle diameter/weight (with MI 21,2 0,6; without MI 17,4 0,7)(p<0,001)(with GT 19,1 0,6; without GT 19,7 0,7)(p=0,5). Systolic function: Fractional area change (with MI 41,2 1,8; without MI 70,8 2) (p<0,001)(with GT 56,1 1,8; without GT 55,8 2)(p=0,9). Data with interaction (p=0,04) E wave deceleration time (EDT)(C 48,5 2,9; GT 45 2,6; MI 35,3 2,5; MIGT 43 2,4). Isolated heart study: Maximum systolic pressure (with MI 143 12; without MI 104 24)(p<0,001)(with GT 133 28; without GT 114 24)(p=0,03). Conclusion: green tea improved systolic and diastolic function in isolated heart study, increasing EDT. Supported by FAPESP..

28.
Pereira, B.L. ; Fidelix, M.P. ; Barbin, A.V.B. ; Gradella, L.M. ; Paiva, Sergio A. R. . Características de pacientes submetidos a gastrostomia em hospital universitário. In: Encontro SBAN: Nutrição Clínica, 2012, Natal, RN. Nutrire, 2012. v. 37. p. 64.
Palavras-chave: acesso gastrointestinal; PEG.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO - Gastrostomia endoscópica percutânea é um procedimento para fornecer a terapia nutricional enteral de longo prazo que consiste em uma comunicação do estômago com o meio externo, via percutânea, em pacientes impossibilitados de ingerir alimentos, mas que apresentam trato gastrointestinal funcionante. OBJETIVOS - Caracterizar pacientes e o suporte nutricional recebido quando submetidos à gastrostomia. METODOLOGIA - Estudo retrospectivo realizado em hospital universitário, do qual foram avaliados 21 prontuários de pacientes submetidos à gastrostomia entre o período de janeiro de 2011 a janeiro de 2012. Foram coletados dados relacionados a sexo, idade, diagnóstico, dados antropométricos, oferta energética e protéica e intervalo de troca de sonda. Para análise dos dados foi realizada estatística descritiva. RESULTADOS - Entre os 21 pacientes avaliados 52,3% eram homens com idade média de 56,7 22,7 anos. Doenças neurológicas foram o diagnóstico prevalente (90,5%) entre acidente vascular encefálico, Doença de Alzheimer, paralisia cerebral entre outras. O peso médio desses pacientes foi de 52,8 16,4 kg com o Índice de Massa Magra (IMC) de 19,2 5,7. No momento inicial a oferta energética e protéica eram de 27,6 5,4 kcal/kg/d e 1,3 0,3 g/kg/d respectivamente. Após a gastrostomia foi possível aumentar essa oferta em 1,9 2,9 caloria/kg/d e 0,09 0,14 g proteína/kg/d. Nesse período apenas 9 (42,8%) pacientes precisaram ser submetidos a troca de sonda, com intervalo médio de 176,2 118,8 dias. CONCLUSÃO - Os pacientes que precisam ser submetidos a gastrostomia são homens ou mulheres, próximos da terceira idade, com doença neurológica debilitante e com desnutrição. O procedimento permitiu o aumento da oferta energética e protéica..

29.
JAMAS, Elenize Pereira ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; POLEGATO, B.F. ; Santos, P.P. ; Batista, Diego ; Modesto, P. ; Fernandes, A.A. ; RAFACHO, B. P. M. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; Roscani, Meliza Goi ; AZEVEDO, Paula Schimidt . The role of green tea and oxidative stress in heart remodeling induced by tobacco smoke exposure. In: Experimental Biology 2012, 2012, San Diego, CA. The FASEB Journal, 2012. v. 26. p. 1133.8.
Palavras-chave: Fumo; cha verde; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Magnético.
The objective of this study is to evaluate the role of green tea (GT) in heart remodeling induced by exposure to tobacco smoke (ETS). Methods: Wistar rats were allocated in 3 groups: C (control standard diet); S (smoke standard diet); SGT (smoke + diet with GT 0,25%). After 2 months, animals were submitted to echocardiography, isolated heart study, and oxidative stress evaluation. One way anova test was performed. Results: ETS leaded to an increase in left atrium area (C 0, 21 0, 03 ; S 0, 24 0,032; SGT 0, 2 0, 031) (p=0,02). End diastolic ventricle diameter/weight (p=0,5) and ventricle mass index (p=0,8) were similar. ETS impaired Systolic function: shortness fraction (C 59,5 2,8; S 53,9 5, 9; SGT 54,5 4, 1) (p=0,03). No fibroses was evidenced: Hydroxyproline (C 2, 7 0, 6; S 3,0 0, 2 ; SGT 2, 9 0, 5 ) ( p=0, 5 ) ETS increased oxidative stress, that was attenuated by GT: hydroperoxides (C 133,4 14,6; S 175,9 11,5; SGT 132,0 15,4) (p<0,001); catalase [C 80,5(78,3 86,1); S 65,6(46,7 76,8); SGT 112,4(82,5 129,4)]; superoxide dismutase (C 19,5 1,9; S 11,2 0,8; SGT 19,9 2,2)(p<0,001); glutathione peroxidase (C 37,4 4,8 S 17,5 3,9 SGT37,8 3,7) (p<0,001). Conclusion: It is possible that GT attenuates cardiac remodeling induced by ETS in part due to reduction of oxidative stress..

30.
Pierine, D.T. ; Biagioni, M.F.G. ; Calvi, S.A. ; Mendes, A.L. ; Paiva, Sergio A. R. ; LEITE, Celso Vieira de Souza ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Inflammatory and metabolic changes of severe obese women after 6 months of a Roux-en-Y gastric bypass. In: Experimental Biology 2012, 2012, San Diego, CA. The FASEB Journal, 2012. v. 26. p. lb418.
Palavras-chave: cirurgia bariátrica; Inflamação; metabolismo osseo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Homepage: http://www.fasebj.org/cgi/content/meeting_abstract/26/1_MeetingAbstracts/lb418.
Obesity is a chronic disease related to adipokines production, which contribute to inflammation and metabolic abnormalities. The Roux-en-Y gastric bypass is an alternative therapy for the treatment of severe obesity, reaching weight loss superior to conventional therapies. The aim was observed the inflammatory and metabolic changes after 6 months of Roux-en-Y gastric bypass. Nine women aged 24 48 years old, BMI > 35 kg/m2 (50.9 9.6), submitted to Roux-en-Y gastric bypass. Plasma concentrations evaluated: glucose (mg/dL), leptin (pg/mL), adiponectin (ng/mL), TNF-α (pg/mL) and IL-6 (pg/mL). Anthropometric assessment: weight (kg), BMI (kg/m2) and fat mass (FM: kg). We observed reduction in body weight (130.1 23.8 x 98.5 25.2, p<0.01) and FM (72.1 17.4 x 40.8 8.3, p<0.01). Significant metabolic changes were found, such as reduction in leptin [431.3 (303.8 532.2) x 96.7 (62.0 176.8), p<0.01] and glucose [97.0 (84.5 107.5) x 82.0 (74.7 85.0), p=0.04] and increased adiponectin (62.7 21. 2 x 206.0 120.8, p<0.01). With respect to pro-inflammatory parameters, no significant changes were observed in TNF-α (0.44 0.69 x 0.3 0.5, p=0.20) and IL-6 [4.7 (3.2 7.6) x 1.8 (0.9 3.8), p=0.12]. Six months after surgery decreased fat mass and resulting in changes as decreased leptin and glucose and increased adiponectin. In other hand in this period there was no change in inflammatory parameters..

31.
Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; Ardisson, Lidiane P. ; Gonçalves, A. ; Pires, V. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; Fernandes, A.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Evaluation of oxidative stress and energy metabolism in the heart of rats supplemented with different vitamin D doses. In: Experimental Biology 2012, 2012, San Diego, CA. The FASEB Journal, 2012. v. 26. p. 385.8.
Palavras-chave: vitamina D; remodelação cardíaca; estresse oxidativo; metabolismo energético.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Estados Unidos/ Inglês; Meio de divulgação: Vários.
The aim was to evaluate of different vitamin D supplementation doses in the heart of normal rats. Methods: 86 male rats allocated into 4 groups: control (C, n=21) received standard chow; D3 (n=22), D5 (n=22) and D10 (n=21) received 3000, 5000 and 10000 IU of cholecalciferol/kg chow for 2 months. Results: Lipid hydroperoxide was higher in D10 compared to other groups (C=143.8 13.9; D3=143.8 13.9; D5=176.3 16.1; D10=179.6 11.8 nmol/g tissue; p<0.001); the activity of antioxidants enzymes: superoxide dismutase was lower in the supplemented groups (C=21.6 4.1; D3=12.9 1.2; D5=13.2 1.7; D10=13.1 1.4 nmol/g protein; p<0,001) and glutathione peroxidase was lower in D3 and D10 compared to the C (C=40.4 6.2; D3=31.5 4.6; D5=35.5 5.2; D10=29.7 3.1 ìmol/g tissue; p<0,001). Activity of the enzymes: â-hydroxyacyl coenzyme-A dehydrogenase was lower in D5 and D10 compared to C and D3(C=69.9 3.8; D3=65.8 4.6; D5=44.7 3.3; D10=34.4 1.8 nmol/mg; p<0.001); citrate synthase was lower in D10 compared to other groups (C=39.8 3.2; D3=40.4 2.8; D5=39.7 2.7; D10=34.5 4.0; umol/g tissue; p=0.003) and lactate dehydrogenase (C=220 6.4; D3=209 3.6; D%=199 4.1; D10=256 3.4 nmol/mg; p<0.001) was higher in D10 compared to other groups. Vitamin D treatment showed dose-dependent effect. Conclusion: Normal rats supplemented with vitamin D3 presented higher oxidative stress and changes of cardiac energy metabolism..

32.
RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Fernandes, A.A. ; Roscani, Meliza Goi ; Santos, P.P. ; ASSALIN, H. B. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Suplementação de vitamina D e remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça de cigarro em ratos. In: 11º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN, 2011, Fortaleza. Nutrire. São Paulo: SBAN, 2011. v. 36.
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; estresse oxidativo; vitamina D.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital.

33.
Santos, P.P. ; ASSALIN, H. B. ; RAFACHO, B. P. M. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Roscani, Meliza Goi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Influência da suplementação de diferentes doses vitamina D no coração. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 123.
Palavras-chave: suplementação; vitamina D; estresse oxidativo; Inflamação; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Estudos com deficiência de vitamina D (VD) têm mostrado que há relação entre essa vitamina e a estrutura e função cardíaca. Porém, pouco se sabe sobre a influência da suplementação de VD no coração normal. O objetivo foi verificar se a suplementação com diferentes doses de VD na dieta tem efeito sobre a estrutura e função cardíaca em ratos. Métodos: 47 ratos machos Wistar foram alocados em quatro grupos: Controle(C, n=11); 3D(n=12), 5D(n=13) e 10D(n=11) que receberam 3000, 5000 e 10000 UI de colecalciferol/kg/dieta. Após dois meses, foi verificada a pressão arterial caudal, estudo ecocardiográfico e coleta de sangue e de tecido cardíaco para dosagens bioquímicas. Foi realizado ANOVA de 1 via ou Kruskal Wallis, e ANCOVA para ajustes das variáveis. Resultados: A VD levou a maior concentração sérica de cálcio (C=8,2 1,1; 3D=9,3 1,1; 5D=9,8 1,0 e 10D=9,4 0,5 mg/dl; p=0,005) e maior pressão caudal (C=117 14; 3D=130 17; 5D=122 17 e 10D=136 20 mmHg; p=0,02). O índice cardíaco (C=0,18 (0,15-0,26); 3D=0,15(0,13-0,17); 5D=0,18 (0,16-0,24) e 10D=0,17(0,16-0,20) ml/min/g; p=0,02) foi menor no grupo 3D, mesmo quando ajustado para pressão caudal e cálcio sérico. A razão E/A (C=1,3 0,4; 3D=1,5 0,2; 5D=1,6 0,3 e 10D=1,3 0,4; p=0,045) foi diferente, porém, a diferença desaparece quando ajustada para cálcio e pressão. A VD levou a maiores valores das citocinas inflamatórias [TNF-α (C=4,3 1,0; 3D=4,5 0,8; 5D=5,7 1,5 e 10D=8,6 1,2 pg/mg proteína; p<0,001) e INF-γ (C=7,6 1,6; 3D=7,8 1,5; 5D=10,4 2,8 e 10D=15,0 2,3 pg/mg proteína; p<0,001)], da citocina antiinflamatória [IL-10 (C=12 3; 3D=15 4; 5D=19 4 e 10D=31 10 pg/mg proteína; p<0,001)] e da molécula de adesão [ICAM-1 (C= 68 9; 3D=66 9; 5D=85 15 e 10D=106 28 pg/mg proteína; p<0,001)]. Conclusões: A suplementação com VD acarretou poucas alterações funcionais, mas resultou em alterações no perfil inflamatório cardíaco..

34.
RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Fernandes, A.A. ; Roscani, Meliza Goi ; Santos, P.P. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ASSALIN, H. B. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Influência da vitamina D na remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça do cigarro. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 126.
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; vitamina D; suplementação; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A exposição à fumaça do cigarro resulta em remodelação cardíaca e está relacionada com disfunção ventricular. A atenuação da remodelação cardíaca pode ser importante para melhor prognóstico cardiovascular. A vitamina D (VD) tem se destacado por seu papel na função cardíaca e por atenuar a remodelação cardíaca em modelos de sobrecarga de pressão ou de volume. Nosso objetivo foi avaliar a influência da suplementação de VD sobre a remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça do cigarro (EFC) em ratos. Métodos: Ratos machos Wistar com 250g foram alocados em seis grupos: 1) C, sem suplementação de VD e não EFC; 2) D1, suplementação de 1000UI VD/kg de ração e não EFC (n=8); 3) D3, suplementação com 3000UI VD/kg de ração e não EFC; 4) FC, sem suplementação de VD e EFC; 5) FD1, suplementação de 1000UI VD/kg de ração e EFC; 6) FD3, suplementação de 3000UI VD/kg de ração e EFC. Após dois meses, foram submetidos à ecocardiografia e coleta de tecido cardíaco. Foram avaliadas a área seccional do miócito (ASM) e o estresse oxidativo no tecido cardíaco por meio da concentração de hidroperóxido de lipídeo e atividade das enzimas antioxidantes catalase, glutationa peroxidase e superóxido dismutase. Dados foram analisados por ANOVA de duas vias e apresentados em media erro-padrão. Resultados: a EFC promoveu: maior valor de parede posterior do ventrículo esquerdo (VE) (p=0.009), maior diâmetro diastólico do VE corrigido pela tíbia (p=0,033), maior índice de massa do VE (p=0,004), maior ASM (p=0,01), maior concentração de hidroperóxido de lipídeo (p<0,001) e menor atividade das enzimas glutationa peroxidase (p=0,05), catalase (p<0,001) e superóxido dismutase (p<0,001). A suplementação de VD fez com fossem observados menores valores de ASM (p=0,008), menor hidroperóxido de lipídeo (p<0,001) e maior atividade de glutationa peroxidase (p=0,05), catalase (p<0,001) e superóxido dismutase (p=0,002) de modo dose dependente. Conclusão: A suplementação de VD atenuou a r.

35.
RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Fernandes, A.A. ; Roscani, Meliza Goi ; Santos, P.P. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Laurindo, F.R.M. ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . A remodelação cardíaca induzida pelo tabagismo está associada a aumento da atividade da NADPH oxidase. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 109.
Palavras-chave: estresse oxidativo; Fumo; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Adicionalmente aos bem estudados efeitos do tabagismo sobre a aterosclerose, recentes evidências experimentais e clínicas sugerem que a exposição à fumaça do cigarro pode resultar em remodelação cardíaca. Os mecanismos envolvidos nesse fenômeno, no entanto, não são conhecidos. Por esse motivo, o objetivo desse trabalho foi analisar a participação do estresse oxidativo, particularmente da NADPH oxidase, nas alterações cardíacas induzidas pelo tabagismo. Métodos: Ratos Wistar, machos, pesando entre 200-250g, foram divididos em dois grupos: C (controle, n=10) e EFC (expostos à fumaça do cigarro, fumaça de 40 cigarros/dia em câmara de vidro, n=10). Após dois meses, os animais foram submetidos a exame ecocardiográfico, morfométrico para detecção de hipertrofia, bioquímico para análise do colágeno e enzimas antioxidantes e determinação da NADPH oxidase pelo HPLC. Em relação à análise estatística, as médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student e as medianas com percentis 25 e 75 foram comparados por Mann-Whitney. Resultados: Os animais do grupo EFC apresentaram maiores valores do diâmetro diastólico (C=18,9 3,6 mm/kg; EFC=23,1 1,8; p=0,008) e sistólico (C=8,6 2,3 mm/kg; EFC=11,5 1,3; p=0,004) do ventrículo esquerdo ajustados ao peso corpotal dos animais, menores valores de fração de ejeção (C=0,91 0,03; EFC=0,87 0,03; p=0,019) e porcentagem de encurtamento (C=55 4,7; EFC=49 4,4; HC=59 8; p=0,024), maiores valores da fração do colágeno intersticial (C=2,2(1,9-2,8) %, EFC=3,1(2,6-3,6); p=0,009) e da área seccional dos miócitos (C=303 28 m2, EFC=352 44; p=0,008) que o grupo C. O grupo EFC apresentou maiores valores cardíacos de NADPH oxidase (C=2,4(1,8-7,5) mM/ g de proteína, EFC=37(24-145); p=0,01) e hidroperóxido de lipídeos (C=330(320-366), EFC=692(675-741) p<0,001), asociados a menores valores cardíacos de catalase (C=1,08 0,18 mol/mg de proteína, EFC=0,56 0,14; p<0,001), superóxido desmutase (C=3,9(3,8-4,1) nmol/mg de proteína, EFC=2,.

36.
POLEGATO, B.F. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Santos, P.P. ; OKOSHI, Katashi ; Santos, D.F.B. ; Batista, Diego ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Preditores ecocardiográficos de insuficiência cardíaca no modelo de infarto experimental em ratos. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 144.
Palavras-chave: fatores preditores; Insuficiência cardíaca; Infarto agudo do miocárdio; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: No modelo de infarto experimental em ratos, o padrão ouro para diagnóstico de insuficiência cardíaca é o aumento da pressão diastólica final do ventrículo esquerdo (PD2). No entanto, esse método é invasivo, o que impede estudos longitudinais. Assim, nosso objetivo foi identificar variáveis ecocardiográficas de predição de insuficiência cardíaca, a longo prazo, nesse modelo. Métodos: Animais controle (n=16) e infartados (n=33) foram submetidos a estudo ecocardiográfico 5 dias após o infarto ou cirurgia simulada. Após 3 meses, foram aferidos os valores da PD2. Para os valores de corte, insuficiência cardíaca foi definida como valores da PD2 acima de dois desvios padrão da média em relação aos animais controle. Utilizou-se análise de regressão linear para os fatores de predição e a curva ROC para a identificação dos valores de corte, com significância de 5%. Resultados: Os valores de PD2 foram 2,23 (1,31-4,88) mmHg nos animais controles e 6,25 (2,45-11,88) mmHg nos animais infartados. Entre todas as variáveis analisadas no ecocardiograma, a velocidade de encurtamento da parede posterior (p=0,033), a área sistólica no eixo menor (0,05), a fração de variação de área do ventrículo esquerdo (p=0,02) e o tamanho do infarto (p=0,016) foram preditores de insuficiência cardíaca. Na análise de corte, os valores mínimos das variáveis associadas com insuficiência cardíaca foram: velocidade de encurtamento da parede posterior do ventrículo esquerdo = 25,5 mm/s, área sistólica no eixo menor = 0,33 cm2, fração de variação de área = 40% e tamanho do infarto = 34,8%. Conclusão: A velocidade de encurtamento da parede posterior, a área sistólica, a fração de variação de área do ventrículo esquerdo e o tamanho do infarto, analisadas 5 dias após o infarto, são preditoras de insuficiência cardíaca após 3 meses de infarto experimental em ratos e poderiam ser usadas em substituição à PD2, nesse modelo..

37.
Pio, S.M. ; Silva, I. A. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Gumieiro, D.N. ; RAFACHO, B. P. M. ; POLEGATO, B.F. ; Pereira, G.C. ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; AZEVEDO, Paula Schimidt . Preditores de risco cardiovascular em idosos com fratura de quadril. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 149.
Palavras-chave: fatores preditores; fratura de quadril; fatores de risco; risco cardiovascular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A aplicabilidade dos escores de risco cirúrgico existentes, para população idosa, permanece por ser estabelecida. Este fato é relevante pelo crescente aumento da população de idosos, juntamente com o número de patologias cirúrgicas. Objetivo: Avaliar se os escores de risco Goldman e Detsky são preditores de mortalidade intrahospitalar e em 4 meses, em idosos com fratura de fêmur proximal. Métodos: Realizado estudo prospectivo com pacientes da enfermaria de ortopedia, de janeiro a julho de 2010, com mais de 65 anos e com fratura de fêmur proximal. Coletados dados demográficos, clínicos, laboratoriais, e calculados os escores de Goldman e Detsky na admissão. Os mesmos foram acompanhados por 4 meses após a fratura. Análise estatística: modelo de regressão logística uni e multivariada para predição de mortalidade intrahospitalar e em 4 meses. Resultados: Estudados 55 pacientes ( 29% homens e 71% mulheres), com idade de 79,4 7,5. A cirurgia foi realizada em 92,7%, a mortalidade na internação foi de 14,5% e em 4 meses 21,8%. Angina estável prévia esteve presente em 7,2%; dispnéia em grandes ou moderados esforços 14,5% e pequenos esforços ou repouso 12,7%. Diabetes foi identificada em 25,2%, hipertensão em 60%, acidente vascular encefálico (AVE) prévio 18,2% e insuficiência cardíaca em 16,3%. Eletrocardiograma: ritmo não sinusal 16,3% e sinais de isquemia antiga 3%. Exames laboratoriais: albumina 3,08 0,5g/%, creatinina 1,14 0,7 mg/dL, sendo 20% acima de 1,4mg/dL, potássio 4,2 0,5 mEq/L, hemoglobina 11,4 1,9. Em relação aos escores de risco cardiovascular, os pacientes apresentaram: Detsky 1 (76%), 2 (20%), 3 (4%) e Goldman 1(51%), 2 (24%), 3 (22%). A regressão logística multivariada mostrou que o escore Detsky foi preditor de mortalidade em 4 meses, mesmo corrigido pela albumina, dispnéia, diabetes, AVE prévio, e a realização ou não da cirurgia (p=0,04).O mesmo escore não foi preditor de mortalidade intrahospitalar. O escore Goldman não foi preditor.

38.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; POLEGATO, B.F. ; MARTINEZ, Paula F. ; Lima, A.R.R. ; Bonomo, C. ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Tamanho crítico do infarto experimental como determinante de remodelação, disfunção ventricular e insuficiência cardíaca. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 126.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Insuficiência cardíaca; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A relação entre o tamanho do infarto e a má evolução após o infarto agudo do miocárdio está bem estabelecida. No entanto, o tamanho crítico de lesão necessário para desencadear remodelação, disfunção ventricular e insuficiência cardíaca ainda não é conhecido. Nosso objetivo foi determinar o tamanho mínimo do infarto que determina essas complicações no modelo do infarto experimental em ratos. Métodos: Ratos Wistar machos foram divididos em dois grupos: Controle e Infarto. Após 6 meses, os animais foram submetidos ao estudo ecocardiográfico e análise para detecção de insuficiência cardíaca. No grupo infartado, remodelação e disfunção ventricular foram definidas, respectivamente, como diferença acima de dois desvios padrão da média da área diastólica e da velocidade de encurtamento da parede posterior do ventrículo esquerdo em relação aos animais controle. Insuficiência cardíaca foi determinada pela presença de, pelo menos, um dos seguintes sinais: ascite, derrame pleural, trombo no átrio esquerdo e hipertrofia do ventrículo direito. Os valores de corte foram determinados pela curva ROC e as equaçõe de predição foram determinadas pela análise de regressão logística. Resultados: Ao final do estudo, 67 controles e 166 animais infartados foram analisados. Os tamanhos de infarto variaram de 18% a 57%, com tamanho médio de 40 9%. Entre os animais infartados, 93% apresentaram remodelação, 86% apresentaram disfunção ventricular e 66% evoluíram com insuficiência cardíaca após 6 meses. Os tamanhos críticos de infarto que determinaram remodelação, disfunção ventricular e insuficiência cardíaca foram 36%, 38,5% e 39%, respectivamente. O aumento de 1% no tamanho do infarto foi associado com aumento de: 6,5% no risco de remodelação, 9,2% no risco de disfunção ventricular e 6,8% no risco de insuficiência cardíaca. Conclusão: No modelo do infarto experimental em ratos, os tamanhos mínimos de infarto para induzir remodelação, disfunção ventricular e insuficiência cardíaca.

39.
Lustosa, Beatriz Helena Borges ; Batista, Diego ; Mascoli, Alexander Silva ; Oliveira, F.R.C. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; POLEGATO, B.F. ; RAFACHO, B. P. M. ; Santos, P.P. ; JAMAS, Elenize Pereira ; Roscani, Meliza Goi ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; AZEVEDO, Paula Schimidt . Efeitos do extrato de chá verde na remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça de cigarros. In: 11º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição baseada em evidência, 2011, Fortaleza. Nutrire. São Paulo, 2011. v. 36.
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; cha verde.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO: O chá verde (Camellia sinensis) possui propriedades antioxidantes. Estudos sugerem potenciais benefícios do extrato de chá verde (ECV) no sistema vascular, mas pouco se sabe sobre sua ação direta no miocárdio. O tabagismo é agressor ao coração, provavelmente associado ao estresse oxidativo. OBJETIVOS: O objetivo deste trabalho foi avaliar se o ECV atenua a remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça de cigarros. METODOLOGIA: Foram estudados ratos Wistar, machos divididos em 3 grupos: C (controle - dieta padrão); F (fumante -dieta padrão); FCV (fumante- dieta com extrato de CV 0,25%). Os animais do grupo F e CV foram expostos à fumaça de cigarros diariamente. Após 2 meses de observação foi realizada ecocardiografia transtorácica, estudo do coração isolado, morfometria dos tecidos e dosagem de hidroxiprolina (HPO). RESULTADOS: A pressão arterial média foi semelhante (C 71 11; F 97 18; FCV 82 19)(p=0,08). O estudo ecocardiográfico mostrou: redução da área do átrio esquerdo (AE)(cm2) (C 0,21 0,032; F 0,24 0,032; FCV 0,2 0,031) (p=0,023 entre F e FCV), mesmo corrigido pela tíbia a diferença foi mantida (p=0,04). Não houve diferenças no diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo/tíbia (mm/cm) [C 1,76 (1,67-1,84); F 1,77 (1,66-1,81); FCV 1,71(1,63-1,80)](p=0,56), no índice de massa ventricular (C 1,47 0,2; F 1,51 0,2; FCV 1,54 0,3) (p=0,8). Em relação à função sistólica, a fração de ejeção foi menor no grupo F (C 93,3 1,37; F 89,7 3,6; FCV 90,4 2,7) (p=0,038 entre entre F e C), assim como a porcentagem de encurtamento (C 59,5 2,8; F 53,9 5,9; FCV 54,5 4,1) (p=0,033). A função diastólica foi semelhante entre os grupos: tempo de relaxamento isovolumétrico (C 58,4 13; F 51,1 7,8; FCV 48,1 13,1) e razão E/A (C 1,5 0,3; F 1,6 0,2; FCV 1,7 0,2)(p=0,2). O estudo do coração isolado não identificou disfunção sistólica: pressão sistólica máxima (mmHg) (C 166 36; F141 16; FCV 160 21) (p=0,3) e derivada positiva (mmHg/s) (C 3666 1166; F 2725 510; FCV 3062 81.

40.
Gradella, L.M. ; Gumieiro, D.N. ; RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Pereira, G.C. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . A força de preensão palmar é preditora de úlcera de pressão em pacientes com fratura de quadril. In: 11º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição baseada em evidência, 2011, Fortaleza. Nutrire. São Paulo, 2011. v. 36.
Palavras-chave: fratura de quadril; fatores preditores; Composição do corpo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO: As úlceras de pressão (UPs) são uma das complicações mais frequentes das fraturas de quadril, sendo a desnutrição energético-protéica fator de risco para o seu aparecimento. No entanto, o papel de dados antropométricos e da força muscular na predição do aparecimento de UPs em pacientes com fratura de quadril ainda é pouco estudado. OBJETIVOS: O objetivo deste trabalho foi avaliar o papel de dados antropométricos (circunferências da coxa, do braço, da panturrilha e da cintura (CC); e pregas cutâneas tricipital, suprailíaca, subescapular (PS) e bicipital), da força de preensão palmar (FPP), da albumina e da proteína C reativa (PCR) em predizer o aparecimento de UPs em pacientes com fratura de quadril durante a internação hospitalar e 30 dias após a alta. METODOLOGIA: Foram estudados 92 pacientes consecutivos, com idade superior a 65 anos, internados na enfermaria de Ortopedia e Traumatologia no período de fevereiro a dezembro de 2010, com fratura de quadril. Foram excluídos 3 pacientes com UPs prévias. A avaliação antropométrica, da FPP e a coleta de sangue para dosagem da albumina e PCR foram realizadas em até 72 horas após internação. A presença de UP foi avaliada na alta hospitalar e 30 dias após. Para análise estatística foi utilizado o teste t de Student, o teste de χ2 e a regressão logística multivariada. RESULTADOS: Oitenta e nove pacientes foram estudados, 70,8% do sexo feminino, e com idade média 80,6 7,5 anos. Destes 49,4% apresentaram UP na alta hospitalar, 5,6% foram a óbito durante a internação e 12,4% até a reavaliação em 30 dias. Na análise univariada a diminuição da FPP e o maior tempo de internação foram associados ao aparecimento das UPs durante a internação; e a idade em 30 dias. Maiores valores da PCR, e menores valores da CC (p=0,07), PS (p=0,07) e FPP (p=0,08) apresentaram tendência de estar associados ao aparecimento das UPs 30 dias após a alta. Na análise multivariada, quando as variáveis foram ajustadas pelo gênero, idade e.

41.
Fidelix, M.P. ; Oliveira, B.C. ; Barbin, A.V.B. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Gradella, L.M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, Sergio A. R. . Fatores preditores da mortalidade na nutrição parenteral - complicações infecciosas e metabólicas. In: 11º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição baseada em evidência, 2011, Fortaleza. Nutrire. São Paulo, 2011. v. 36.
Palavras-chave: Nutrição Parenteral; fatores preditores; mortalidade; Complicações.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO: A Nutrição Parenteral (NP) é indicada quando o trato gastrointestinal está inacessível ou encontra-se não funcionante, mantendo assim, o estado nutricional do paciente. Porém não está isenta de complicações, podendo apresentar complicações mecânicas, infecciosas e metabólicas. OBJETIVOS: Verificar se as presenças de complicações metabólicas, infecciosas ou de acesso aumentam a mortalidade em pacientes com Nutrição Parenteral em um Hospital Universitário. METODOLOGIA: Estudo retrospectivo realizado em hospital universitário com prescrição da nutrição parenteral pela equipe médica do paciente. Foram avaliados 173 prontuários de pacientes que receberam terapia nutricional parenteral entre o período de maio de 2007 a dezembro de 2010. Foram coletados dados relacionados: ao sexo, à idade, ao diagnóstico, tempo de internação e de uso da NP, evolução (alta ou óbito) e dados de complicações: infecciosas relacionadas ao acesso venoso e metabólicas. Foram realizadas: estatística descritiva e regressão logística uniram e multivariada com as variáveis relacionadas à presença de complicação infecciosa ou metabólica está categorizada (0 ausente e 1 presente). RESULTADOS: Dos pacientes estudados apresentaram: evolução ao óbito - 53,8%, complicações infecciosas 8,7%, hipoglicemia e hiperglicemia - 5,2 e 38,2% respectivamente. Apresentaram distúrbios de: sódio 77,5%, potássio 65,9%, magnésio 57,8%, cálcio 63,0% e fósforo 56,1%. Apenas os distúrbios de fósforo explicaram a maior mortalidade. A presença de distúrbios do fósforo aumentou a mortalidade em 2x no modelo de predição univariado e 90,8% no modelo ajustado para sexo e idade. CONCLUSÃO: Os achados do presente trabalho mostram a importância do fósforo na nutrição parenteral. As concentrações de fósforo devem ser monitorizadas e corrigidas para evitar a maior mortalidade associada à nutrição parenteral..

42.
Farah, E. ; Cogni, A.L. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZANATI, Silméia Garcia ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Remodelação ventricular após o infarto do miocárdio de parede anterior com terapêutica contemporânea. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 85.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; tratamento; ecocardiografia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: As consequências da terapia médica moderna nas características clínicas do processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM) não estão bem estabelecidas. Assim, analisamos a prevalência, as características clínicas e os fatores de predição da remodelação em pacientes com IAM de parede anterior submetidos à terapêutica contemporânea. Métodos: Os dados clínicos e ecocardiográficos de 66 pacientes prospectivamente avaliados com IAM de parede anterior foram analisados durante a hospitalização e após 6 meses. Remodelação ventricular foi definida como aumento superior a 10% nos diâmetros sistólicos ou diastólicos finais do ventrículo esquerdo. Os resultados foram comparados pelo teste t para variáveis contínuas, teste de Fisher para variáveis categóricas e regressão logística uni e multivariada. Resultados: Todos os pacientes receberam AAS e clopidogrel, 87% receberam terapia de reperfusão e 85% apresentaram TIMI ≥ 2, 93% receberam inibidores da enzima conversora da angiotensina e 98% receberam betabloqueador. Em nosso estudo, 58% dos pacientes apresentaram remodelação. Pacientes com remodelação apresentaram, na internação, maior creatina quinase (CPK), CK-MB, insuficiência cardíaca, frequência cardíaca e dispnéia que pacientes sem remodelação. Por outro lado, pacientes com remodelação apresentaram menor fração de ejeção, tempo de desaceleração da onda E, ondas E e A avaliadas pelo Doppler tissular e E/E . Na análise de regressão multivariada, somente o tamanho do infarto (1.0 (1.0-1.001); p=0.05) e a onda E (0.485 (0.246-0.953); p=0.036) foram preditores de remodelação. Conclusão: Apesar da terapêutica moderna, a remodelação ventricular continua a ser evento frequente após o infarto de parede anterior. Adicionalmente, o tamanho do infarto e a onda E são preditoras independentes de remodelação no período de 6 meses após o IAM..

43.
Cogni, A.L. ; Farah, E. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZANATI, Silméia Garcia ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Avaliação das metaloproteinases 2 e 9 como fatores preditores de remodelação ventricular após o infarto do miocárdio. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 77.
Palavras-chave: metaloproteinase; Infarto agudo do miocárdio; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A remodelação ventricular está associada com má evolução após o infarto agudo do miocárdio (IAM). Em modelos experimentais, as metaloproteinases (MMP) 2 e 9 relacionaram-se com remodelação após o IAM. Em estudos clínicos, no entanto, o papel das MMP como fatores de predição de remodelação pós-IAM permanece indeterminado. Métodos: Os dados de 33 pacientes com IAM de parede anterior foram analisados na hospitalização e após 6 meses. A dosagem de MMP foi realizada por zimografia entre 12 a 72 horas após o IAM. Remodelação foi definida como aumento superior a 10% nos volumes sistólicos ou diastólicos finais do ventrículo esquerdo. Os resultados foram comparados pelo teste t para variáveis contínuas e teste de Fisher para variáveis categóricas. Os fatores de predição foram determinados pela regressão logística uni e multivariada. Resultados: Dezoito pacientes apresentaram remodelação. Não houve diferença entre os grupos com e sem remodelação em relação às características clínicas, fatores de risco ou tratamento do IAM. O tamanho do infarto(p=0,037) e a prevalência de insuficiência cardíaca (p=0,004) foram maiores, mas a fração de ejeção foi reduzida(p=0,007) no grupo com remodelação. Os pacientes que evoluíram com remodelação apresentaram níveis séricos menores da forma inativa da MMP 9(p=0,007) e níveis séricos maiores da forma ativa da MMP 2(p=0,011). Os níveis séricos das MMP 2 [OR=1,39(1,03 1,88); p=0,033] e 9 [OR=0,74(0,55 0,95); p=0,044] estiveram associados com a remodelação após ajustes para idade, tamanho do infarto, fração de ejeção e prevalência de insuficiência cardíaca. Conclusão: O nível sérico da forma inativa da MMP 9 associou-se de maneira independente com preservação dos diâmetros do ventrículo esquerdo e o nível sérico da forma ativa da MMP 2 foi fator de predição independente de remodelação ventricular após IAM de parede anterior..

44.
Cogni, A.L. ; Farah, E. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; OKOSHI, Katashi ; ZANATI, Silméia Garcia ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da obesidade como preditor de remodelação ventricular após o infarto do miocárdio. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 85.
Palavras-chave: fatores preditores; obesidade; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A obesidade é considerada fator de risco independente para eventos cardiovasculares. O seu papel como desencadeador ou modulador da remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM), no entanto, não é conhecido. Assim, analisamos o papel da circunferência abdominal e do índice de massa corporal como fatores de predição da remodelação em pacientes com IAM de parede anterior. Métodos: Os dados clínicos e ecocardiográficos de 83 pacientes prospectivamente avaliados com IAM de parede anterior foram analisados durante a hospitalização e após 6 meses. Remodelação ventricular foi definida como aumento superior a 10% nos diâmetros sistólicos ou diastólicos finais do ventrículo esquerdo. Em relação à análise estatística, os resultados foram comparados pelo teste t para variáveis contínuas e teste de Fisher para variáveis categóricas. Os fatores de predição foram determinados pela regressão logística uni e multivariada. Resultados: Os pacientes que evoluíram com remodelação (n=26) apresentaram, na hospitalização, maiores valores de picos de creatina quinase (CPK), pico de CK-MB, frequência cardíaca, espessura do septo interventricular, diâmetro de átrio esquerdo, e circunferência abdominal que pacientes sem remodelação (p<0,05). Por outro lado, pacientes com remodelação apresentaram menor fração de ejeção e tempo de desaceleração da onda E (p<0,05). Não houve diferenças em relação às outras variáveis clínicas, tratamento utilizado e parâmetros ecocardiográficos. A circunferência abdominal foi preditora de remodelação na análise univariada (OR=1,048 [1,00(5%)-1,097(95%)], p=0,04) e permaneceu preditora após ajuste para idade, sexo, tamanho de infarto e fração de ejeção (OR=1,060 [1,00(5%)-1,123(95%)], p=0,04). Conclusão: A circunferência abdominal, mas não o índice de massa corporal, é fator preditor independente de remodelação ventricular após o IAM de parede anterior..

45.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; OKOSHI, Katashi ; SORIANO, Eline Almeida ; Miot, H.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Lustosa, Beatriz Helena Borges ; Mascoli, Alexander Silva ; Paiva, Sergio A. R. . Efeitos do 13-cis-ácido retinóico no coração de jovens em tratamento de acne. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 101.
Palavras-chave: acne; ácido retinóico; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: O ácido retinóico (AR) modula a transcrição gênica associada à síntese de diversas proteínas e ao crescimento e diferenciação celular. Estudos experimentais mostram que o ácido retinóico pode causar hipertrofia e melhora da função cardíaca de ratos normais. O Tratamento da acne envolve o uso do 13-cis-ácido retinóico (isotretinoína), que é um retinóide sintético. Portanto, o uso de isotretinoína em jovens com acne, permite avaliar potenciais efeitos do AR no coração de humanos. Objetivo: verificar o comportamento das variáveis estruturais e funcionais cardíacas em pacientes em uso do 13-cis-AR. Métodos: Foi realizado estudo prospectivo de 20 pacientes, com idade entre 13 e 24 anos, sexo masculino, do ambulatório de dermatologia. Os pacientes foram submetidos à avaliação clínica, bioquímica e ecocardiográfica no momento inicial (M1): antes do início tratamento; e em segundo momento (M2): com 10 semanas de uso de isotretinoína. Análise estatística: teste t pareado ou teste de Wilcoxon. Resultados: Os pacientes apresentaram ressecamento das mucosas e descamação cutânea; não houve diferenças de peso, estatura, índice de massa corpórea, pressão arterial e frequência cardíaca. Houve diminuição das cavidades cardíacas: volume do átrio esquerdo (AE) (ml) (M1 31,3 7,9 e M2 28,3 9,1)(p=0,023);diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (DDVE)(cm) (M1 5,0 0,4 e M2 4,9 0,4)(p=0,019). Houve aumento da massa cardíaca: índice de massa do VE (g/m2) (M1 68,8 11,1 e M2 78,6 16,7)(p=0,033); espessura relativa da parede (2PP/DDVE) (M1 0,29 0,03 e M2 0,34 0,05)(p=0,002) e septo (SIV)(cm) (M1 0,70 (0,70-0,80) e M2 0,85 (0,80-0,90))(p=0,001). A função sístólica mostrou redução do índice cardíaco (M1 2,50 0,60 e M2 2,24 0,43)(p0,044) com manutenção da fração de ejeção (M1 0,59 0,06 e M2 0,62 0,05)(p=0,1).A função diastólica mostrou diminuição das ondas E mitral(cm/s) 91,8 15,1 e M2 82,4 16,4)( p=0,004) e A mitral (M1 47 9,2 e M2 39,8 8,9 )(p=0,006);.

46.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; Cogni, A.L. ; Farah, E. ; ZANATI, Silméia Garcia ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Preditores da função do ventriculo direito em pacientes com infarto agudo do miocárdio de parede anterior do ventrículo esquerdo. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 86.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A disfunção do ventrículo direito (VD) está associada a mal prognóstico em pacientes com infarto do miocárdio (IM). Usualmente, esta disfunção é justificada pelo infarto do VD, considerado fenômeno frequente em pacientes com infarto inferior do ventrículo esquerdo (VE). No entanto, os fatores determinantes da disfunção do VD em pacientes com infarto anterior do VE permanecem por ser determinados. Assim, nosso objetivo foi avaliar os fatores preditores da função do VD em pacientes com IM de parede anterior do VE. Métodos: Os dados de 82 pacientes com IM de parede anterior do VE foram analisados na hospitalização e após 6 meses. A função do VD foi avaliada pela fração de variação de área. Os fatores de predição da função do VD após 6 meses do IM foram determinados pela regressão linear simples uni e multivariada,com significância de 5%. Resultados: Entre todas as variáveis analisadas na hospitalização, incluindo as características clínicas, tratamento e os dados ecocardiográficos, a circunferência abdominal (p=0,045), o sexo masculino (p=0,05) e o tempo de desaceleração da onda E (p=0,023) foram preditores da função do VD após 6 meses do IM, na análise univariada. A fração de ejeção do VE, avaliada por Simpson, não foi preditora da função do VD. Na análise multivariada, após ajuste para idade, sexo, tamanho de infarto e circunferência abdominal, o tempo de desaceleração da onda E permaneceu preditora da função do VD (p=0,029). Apesar da associação, o tempo de desaceleração da onda E explicou a variabilidade do modelo em apenas 16%. Conclusão: A função diastólica, mas não a função sistólica do VE, é preditora da função do VD em pacientes com IM de parede anterior. No entanto, a função do VE não é o principal determinante da função do VD, nesse modelo..

47.
ASSALIN, H. B. ; RAFACHO, B. P. M. ; Santos, P.P. ; Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Roscani, Meliza Goi ; Fernandes, A.A. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, Sergio A. R. . Remodelação cardíaca em ratos induzida por diferentes tempos de deficiência de vitamina D. In: XXXII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2011, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2011. v. 21. p. 108.
Palavras-chave: deficiência; hipovitaminose D; remodelação cardíaca; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A deficiência de vitamina D (VD) está associada a aumento de morbidade e mortalidade em pacientes com doenças cardiovasculares. O objetivo foi avaliar a influência da dieta deficiente em VD no coração de ratos e verificar se são tempo dependentes. Metodologia: Ratos Wistar foram alocados em quatro grupos: C2 (n=20) 1000 UI de VD na dieta e luz fluorescente por período de 2 meses; D2 (n=19) dieta com ausência de VD e luz incandescente por 2 meses; C4 (n=18) igual a C2 por período de 4 meses; D4 (n=20) igual a D2 por 4 meses. Realizado ecocardiograma e coleta de soro e coração para a avaliação do metabolismo e estresse oxidativo. Aplicado ANOVA de 2 vias. Resultados: Houve interação entre a dieta deficiente em VD e o tempo de uso ao analisarmos a massa do ventrículo esquerdo (VE) 9% maior nos animais do grupo D4 em relação ao C4. Além disso, a atividade da enzima lactato desidrogenase é 2x maior no grupo D4 em relação ao C4, enquanto que a atividade da β-hidroxiacil coenzima A é 74% menor no grupo D4 em relação ao C4. Ratos com dieta deficiente em VD apresentaram aumento de 4% no diâmetro diastólico VE, 14% no diâmetro sistólico VE, 18% na porcentagem de colágeno no VE e 80% na concentração de hidroperóxido de lipídio em relação aos sem deficiência de VD. Por outro lado, a fração de ejeção e a porcentagem de encurtamento, a catalase e a glutationa são, respectivamente, 2, 6, 39 e 29% menores nos ratos com dieta deficiente em relação aos com dieta sem deficiência. Conclusões: A deficiência de VD determina hipertrofia e aumento de cavidades esquerdas cardíacas, piora da função sistólica, aumento da matriz extracelular, alteração metabólica e aumento no estresse oxidativo cardíaco. A hipertrofia, o aumento atrial e as alterações metabólicas são influenciados pelo tempo de uso da dieta..

48.
Ardisson, Lidiane P. ; ASSALIN, H. B. ; RAFACHO, B. P. M. ; Santos, P.P. ; Seiva, F.R.F. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, Sergio A. R. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da suplementação de taurina no metabolismo energético cardíaco, mediadores inflamatórios, metaloproteases e apoptose em coração de ratos infartados. In: 11º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição baseada em evidência, 2011, Fortaleza. Nutrire. São Paulo, 2011. v. 36.
Palavras-chave: taurina; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; metabolismo energético.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
INTRODUÇÃO: Há evidências aumuladas em diferentes modelos experimentais que a taurina pode modular o processo de remodelação cardíaca. No entanto, seus efeitos após o infarto (IAM) são desconhecidos. OBJETIVOS: avaliar os efeitos bioquímicos da suplementação de taurina em ratos infartados. METODOLOGIA: Fizeram parte do estudo 130 ratos sendo: 10 do grupo controle e 120 submetidos ao IAM experimental. Após 48hs do IAM os animais sobreviventes foram divididos em 2 grupos: grupo IAM (animais submetidos ao IAM) e grupo IAMT (animais submetidos ao IAM e suplementados com taurina). Após 3 meses do IAM os animais foram sacrificados e feita a coleta de material para estudo da determinação dos níveis de taurina cardíaco e plasmático por cromatografia líquida de alto desempenho. As enzimas do metabolismo energético (CS, LDH, ?OH) foram dosadas por espectrofotometria, os mediadores inflamatórios TNF-a e INF-g por ELISA, caspase 3 por imunohistoquímica e metaloproteases 2 e 9 por zimografia. RESULTADOS: O IAMT apresentou maiores níveis de taurina plasmática (C = 49 (38 - 54,2)a mol/g, IAM = 74,6 (58,7 83)b, IAMT = 363,1 (157,6 - 477,4)c, p = 0,004), citrato sintase (C = 78,6 (67,2 - 86,4)a nmol/mgtecido, IAM = 77,5 (68,3 - 86,7)a, IAMT = 107,1 ( 97,5 - 135,8)b, p=0,002), ?- hidroxiacilcoenzima A (C = 16,2 (15,4 16,7)a nmol/mgtecido, IAM = 28,6 (20,9 36)a, IAMT = 58,9 (52,5 79,1)b, p = <0,001), Lactato desidrogenase (C = 148,7 39,3a nmol/mgtecido, IAM = 156,3 31,5a ,IAMT = 198,3 40,6 b p = 0,014), TNF-alfa (C = 22,2 10,2a mg/proteína, IAM = 13,4 5ab, IAMT = 35,5 11,6a, p = 0,010) e INF-gama (C = 12,7 5,7a mg/proteína, IAM = 5 2,2ab, IAMT = 12,7 5,7a, p = 0,007); caspase 3 (C = 38 (20,7 88,2) unidades/cm , IAM = 57 (35,5 105), IAM T = 20 (16 63), p=0,882). metaloprotease 9 ativa (C = 99119 (83563 - 106500)a, IAM = 315000 (201000 - 373500)b, IAMT = 119000 (105500 - 150500)ab, p =0,0043. CONCLUSÃO: A suplementação de taurina melhorou o padrão de cons.

49.
Roscani, Meliza Goi ; POLEGATO, B.F. ; Lousada, A.P.M. ; BRUNO, Mario Batista ; JAMAS, Elenize Pereira ; Bombem, A. ; TANNI, Suzana Erico ; Paiva, S. A R ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam . Aumento do átrio esquerdo como marcador de disfunção ventricular no modelo experimental de insuficiência aórtica. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 50-50.
Palavras-chave: insuficiencia aortica; disfunção diastólica; disfuncao ventricular; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A dimensão diastólica do ventrículo esquerdo é um marcador de disfunção ventricular na insuficiência aórtica (IAO). O papel do crescimento do átrio esquerdo não está bem definido. O objetivo do estudo é avaliar as modificações temporais das câmaras cardíacas esquerdas, após realização de IAO e sua associação com a fração de encurtamento (FS). Métodos: Ratos Wistar machos (peso corporal: 250 g) foram submetidos à cirurgia para indução de IAO (n= 21) ou cirurgia simulada (n=11). O ecocardiograma convencional foi realizado nas semanas 1, 4, 8 e 16 após o procedimento. Foram considerados os índices de crescimento diastólico (VED), de esfericidade (IE), índice de dimensão do átrio esquerdo (área do átrio esquerdo/área do átrio direito(AAE/AAD) e FS. As análises dos efeitos do tempo e da IAO sobre as variáveis foram efetuadas pelo modelo General Estimative Equation, com nível de significância p<0,05. Resultados: Houve interação entre o tempo e a IAO em todas as variáveis analisadas, indicando aumento do VED (p<0,001), do IE (p=0,001)), aumento de AAE/AAD (p<0,001) e redução da FS (p<0,001). Somente VED (p<0,001) e AAE/AAD (p=0,002) foram associadas com a FS. Conclusões: No modelo de IAO experimental o aumento do átrio esquerdo é indicativo de disfunção ventricular esquerda, sugerindo efeito secundário à redução da complacência desta câmara..

50.
NOVO, Rosangela ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . A Exposição à Fumaça do Cigarro é Associada com Remodelação das Junções Comunicantes Cardíacas: Explicação Para o Paradoxo da Mortalidade no Tabagismo?. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 30-30.
Palavras-chave: Conexina 43; Fumo; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Em estudos prévios, o tabagismo resultou em menor mortalidade após o infarto do miocárdio, fato conhecido com paradoxo da mortalidade do tabagismo. Os mecanismos responsáveis por esse fenômeno não são conhecidos, mas o pré-condicionamento isquêmico pode estar envolvido. Assim, nosso objetivo foi avaliar os efeitos do tabagismo nas junções comunicantes por meio da análise da conexina 43 (Cx43) cardíaca. Métodos: Ratos Wistar pesando 100 g foram divididos em 2 grupos: 1) Controle (n=25); 2) Expostos à fumaça do cigarro (EFC, n=23). Após 5 semanas, foram realizadas análises morfométricas, imunohistoquímica e Western blot para conexina 43. As médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student. Resultados: A fração de colágeno intersticial, a área seccional dos miócitos e a massa do ventrículo esquerdo foram semelhantes entre os grupos (p>0,05). O grupo EFC apresentou menor intensidade de Cx43 no disco intercalar (Controle: 2.32 0.19; EFC: 1.73 0.18; p= 0.04). Por outro lado, a distribuição de Cx43 no disco intercalar não foi diferente entre os grupos (Controle: 3.73 0.12; EFC: 3.20 0.17; p= 0.18). Os animais expostos à fumaça do cigarro apresentaram maiores valores da forma desfosforilada da Cx43 (Controle: 0.45 0.11; EFC: 0.90 0.11; p= 0.03). Por outro lado, a quantidade total de Cx43 não foi diferente entre os grupos (Controle: 0.75 0.19; EFC: 0.93 0.27; p= 0.58). Conclusão: A exposição à fumaça do cigarro resulta em remodelação das junções comunicantes cardíacas, caracterizadas por alterações na quantidade e no grau de fosforilação da Cx43, semelhante ao que ocorre no pré-condicionamento isquêmico. Esses achados poderiam explicar o fenômeno do paradoxo da mortalidade no tabagismo observado em estudos experimentais e clínicos..

51.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Relação Entre a Esfericidade, a Função Ventricular e o Tamanho do Infarto em Ratos.. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 41-41.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; fatores preditores; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: O índice de esfericidade é usado como parâmetro de remodelação após o infarto do miocárdio. Nosso objetivo foi analisar a relação entre o índice de esfericidade, a função ventricular e a área infartada em ratos. Métodos: Seis meses após o infarto (IAM, n=33) ou cirurgia simulada (SHAM, n=18), os animais foram submetidos ao ecocardiograma. O índice de esfericidade foi obtido pela razão entre as áreas diastólicas nos eixos maior e menor do ventrículo esquerdo. As comparações entre os grupos foram feitas com o teste t de Student, as correlações pelo teste de Pearson e os valores preditivos por análise de regressão linear simples. Resultados: O grupo infartado apresentou menor índice de esfericidade (IAM = 1,32 0,23; SHAM = 1,57 0,33; p=0,002), de fração de variação de área (IAM = 31 11; SHAM = 59 11;p<0,001) e espessura relativa da parede (IAM = 0,13 0,003; SHAM = 0,18 0,04; p<0,001) e maior índice de estresse parietal (IAM = 1,27 0,33; SHAM = 0,88 0,25; p<0,001) do que os animais controle. Houve correlação significativa entre tamanho do infarto e a esfericidade (p=0,046). Na análise de regressão linear, o tamanho de infarto (p=0,014), mas não a esfericidade (p=0,683) e o estresse parietal (p=0,176), foi fator de predição da função sistólica. Remodelação excêntrica (p=0,011), mas não a esfericidade (p=0,183) ou o tamanho de infarto (p=0,101), foi fator preditor do estresse parietal. Adicionalmente, o tamanho do infarto (p=0,046), mas não a remodelação excêntrica (0,705), foi fator preditor da esfericidade. O tamanho do infarto (p=0,015) e o estresse parietal (p=0,011), mas não a esfericidade (p=0,705), foram variáveis preditoras de remodelação excêntrica. Conclusão: O índice de esfericidade pode ser usado como marcador do processo de remodelação, mas não apresenta implicações fisiopatológicas em relação à função ventricular, estresse parietal e geometria de padrão excêntrica, nesse modelo..

52.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Ardisson, Lidiane P. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . O Padrão de Remodelação não é Fator de Predição de Disfunção Ventricular no Infarto Experimental em Ratos. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 42-42.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Rato; fatores preditores.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A prevalência e a relevância do padrão de remodelação após o infarto do miocárdio não é conhecida. Nosso objetivo foi analisar a presença de diferentes padrões de remodelação em ratos infartados e sua relação com a função ventricular. Métodos: Ratos infartados (n=46) foram divididos de acordo com o padrão de geometria, analisado pelo ecocardiograma: normal (índice de massa normal e espessura relativa normal), remodelação concêntrica (índice de massa normal e espessura relativa aumentada), hipertrofia concêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa aumentada) e hipertrofia excêntrica (HE) (índice de massa aumentado e espessura relativa normal). As médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student, as medianas e intervalo interquartil foram comparadas pelo teste de Mann-Whitney e as variáveis categóricas pelo χ2 . A análise dos fatores de predição de disfunção ventricular foi realizada pela análise de regressão simples. Resultados: Os ratos infartados apresentaram dois padrões de geometria: padrão normal: 15% e hipertrofia excêntrica: 85%. Os grupos de padrão normal e hipertrofia excêntrica não apresentaram diferenças nos valores de fração de variação de área (FVA) (Normal = 32,1 (28,8-50,7); HE = 31,3 (26,5-36,7); p=0,343), relação E/A (Normal = 2,06 (0,88-2,85); HE = 1,73 (1,30-5,91); p=0,854) e tamanho do infarto (Normal=38 12%; HE=43 9%; p=0,175) . Dos animais com padrão normal e hipertrofia excêntrica, 57% e 77%, respectivamente, apresentaram disfunção sistólica (p=0,355), detectada pela FVA menor que 37,2 (valor abaixo da média dois desvios padrão de ratos normais). Na análise de regressão, os padrões de geometria não foram fator de predição de disfunção ventricular (p>0,05). Conclusão: Ratos infartados apresentam apenas os padrões de geometria normal e hipertrofia excêntrica. O padrão de remodelação não é fator de predição de disfunção ventricular nesse modelo..

53.
DENIPOTE, F.G. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; LIMA-LEOPOLDO, Ana Paula ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Ardisson, Lidiane P. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A suplementação de taurina piora a função diastólica em animais expostos à fumaça do cigarro. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 74-74.
Palavras-chave: Fumo; taurina; Rato; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A taurina pode modular a remodelação cardíaca. Nosso objetivo foi avaliar as alterações cardíacas induzidas pela taurina em ratos expostos à fumaça do cigarro. Metodologia: Ratos Wistar foram divididos em 2 grupos: grupo F (n=9), animais expostos à fumaça do cigarro e grupo T (n=9), expostos à fumaça do cigarro e suplementados com taurina. Após dois meses, foi realizado estudo ecocardiográfico, bioquímico, eletroforese de proteínas e Western blot. As médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student. Resultados: Não houve diferença entre os grupos nas variáveis morfológicas e de função sistólica. Houve diferença entre os 2 grupos na onda E (cm/s): (F=79 8; T=66 12; p=0,013), onda A (cm/s): (F=71 14; T=50 12; p=0,004), E/A (F=1,1 0,1; T=1,4 0,2; p=0,028), freqüência cardíaca (bpm): (F=341 37; T=285 49; p=0,015), tempo de relaxamento isovolumétrico (m/s): (F=23 1; T=33 4; p<0,001) e tempo de relaxamento isovolumétrico corrigido pela freqüência cardíaca (F=54 4; T=72 12; p<0,001). A taurina foi associada com maiores valores da lactato desidrogenase (nmol/mg/proteína) (F=204 14; T=232 11, p=0,003), sem alterações da β- hidroxiacilcoenzima A desidrogenase e citrato sintase. A taurina induziu menor expressão do fosfolambam fosforilado (F=1,00 0,63, T=0,14 0,01; p=0,002), sem alterações na expressão da SERCA2a (F=55 9, T=61 7; p=0,276) e na fração de colágeno intersticial (F=1,50 0,66, T=1,88 0,86; p=0,302). Não foi observada diferença na porcentagem da isoforma β das cadeias pesadas da miosina (F=55,4 9,53%, T=61,6 7,39%; p=0,276) e nos níveis cardíacos (pg/mg/proteína) de fator de necrose tumoral α (F=156 72, T=165 22; p=0,853) e interferon γ (F=135 44, T=153 11; p=0,528). Conclusão: A suplementação de taurina levou à piora da função diastólica, comprometendo o relaxamento ventricular. Esse fenômeno foi associado com diminuição na fosforilação do fosfolambam e alterações do.

54.
DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A Maior Ingestão de Ácidos Graxos Atenua a Remodelação Após o Infarto: Papel da Fibrose, da Lipoperoxidação e das Metaloproteases. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 43-43.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Dieta; acido graxo; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Os efeitos de diferentes componentes da dieta no processo de remodelação cardíaca após o infarto não estão completamente esclarecidos. Adicionalmente, os mecanismos envolvidos nesse fenômeno não são conhecidos. Métodos: Após três meses da indução do infarto, os ratos Wistar que ingeriram maior quantidade de carboidratos (Grupo I, n=21) e os que ingeriram maior quantidade de lipídeos (Grupo II, n=10), foram submetidos ao ecocardiograma, análise morfométrica, cromatografia de alta eficiência e eletroforese em gel. As médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student e as medianas com percentis 25 e 75 foram comparados por Mann-Whitney. Resultados: Não foi observada diferença no tamanho do infarto. A área sistólica (I=2,7 0,5 cm2/kg; II=2,2 0,4; p=0,02) e a área diastólica (I=2,2 0,5 cm2/kg; II=1,7 0,4; p=0,02) ajustados ao peso corporal dos animais foram menores no grupo II. Em relação ao conteúdo de colágeno, houve tendência do grupo II apresentar menores valores que I (I = 4,4 (2,9 7,5) %; II = 2,9 (2,0 5,0) %; p=0,07), acompanhada de menores valores do tempo de relaxamento isovolumétrico ajustado pela frequência cardíaca (C = 58 (55-70); AIN-93 = 66 (64-80); p=0,05). O grupo II apresentou menores valores de malondialdehido-MDA (I=5,32 2,4 nmol/mg proteína; II=2,61 1,1 nmol/mg proteína; p=0,048) sugerindo menor lipoperoxidação. O grupo II também apresentou menores valores da relação ativa/inativa da metaloprotease 2 (I=0,93 0,20; II=0,62 0,18; p=0,045) e da metaloprotease 9 (I=1,0 0,29; II=0,48 0,19; p=0,014). Conclusão: A maior ingestão de ácidos graxos associada à menor ingestão de carboidratos atenuou o processo de remodelação pós-infarto, acompanhada por melhora da função diastólica. Esse fenômeno pode ser explicado por menores concentrações de colágeno, do estresse oxidativo e da atividade das metaloproteases 2 e 9..

55.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; DUARTE, Daniella de Rezende ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Padrão de Remodelação e Função Ventricular em Ratos Expostos à Fumaça do Cigarro. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 85-85.
Palavras-chave: Fumo; Rato; Função cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: A relevância do padrão de remodelação no modelo de ratos expostos à fumaça do cigarro não é conhecida. Nosso objetivo: Analisar a presença de diferentes padrões de remodelação nesse modelo e sua relação com a função ventricular. Métodos: Ratos fumantes (n=47) foram divididos de acordo com o padrão de geometria, analisado pelo ecocardiograma: normal (índice de massa normal e espessura relativa normal), remodelação concêntrica (índice de massa normal e espessura relativa aumentada), hipertrofia concêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa aumentada) e hipertrofia excêntrica (índice de massa aumentado e espessura relativa normal). As comparações foram feitas pela ANOVA de uma via com Tukey. A análise dos fatores de predição de disfunção ventricular foi realizada pela análise de regressão simples. O nível de significância foi 5%. Resultados: Os ratos fumantes apresentaram um dos quatro padrões de geometria: padrão normal: 51%, hipertrofia excêntrica: 32%, hipertrofia concêntrica: 13% e remodelação concêntrica: 4%. Os grupos de padrão normal e hipertrofia excêntrica apresentaram menores valores de fração de ejeção (Normal=0,88 0,04; HE=0,88 0,02; HC=0,92 0,03) e porcentagem de encurtamento (Normal=52 5,8; HE=51 3,4; HC=59 8) que o grupo hipertrofia concêntrica (P<0.05). Treze animais (28%) apresentaram disfunção sistólica, detectada pela fração de ejeção menor que 0,869 e pela porcentagem de encurtamento menor que 49,2 (valores abaixo do percentil 25 de ratos normais). Na análise de regressão univariada, os padrões de geometria e o índice de massa não foram fator de predição de disfunção ventricular (p>0,05). Por outro lado, o aumento da espessura relativa da parede foi fator de predição de disfunção ventricular na análise univariada (p<0,001) e na análise multivariada, após ajuste para o índice de massa (p=0,003). Conclusão: Ratos expostos à fumaça do cigarro apresentam um dos quatro diferentes padrões de remodelação. Entre as v.

56.
Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; RAFACHO, B. P. M. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência dos Macro e Micronutrientes no Processo de Remodelação Cardíaca Após o Infarto do Miocárdio.. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 86-86.
Palavras-chave: Dieta; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Os efeitos de diferentes componentes da dieta no processo de remodelação cardíaca após o infarto experimental não são conhecidos. Métodos: Após o desmame, ratos Wistar foram divididos em dois grupos: Grupo I (n=62), recebeu a dieta Labina; Grupo II (n=70), recebeu a dieta AIN-93. Com 250g os animais foram infartados e seguidos por três meses. As médias desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student e as medianas com percentis 25 e 75 foram comparados por Mann-Whitney. A mortalidade foi analisada por Kaplan Meyer com log-rank. Resultados: Não foi observada diferença no tamanho do infarto. A ingestão calórica (I=87,1 (85,1-89,3) Kcal/d; II=70,8 (67,8-73,8); p<0,001) e de carboidratos (I=13,4 (13,1-13,8) g/d; II=10,1 (9,7-10,5) g/d; p<0,001) foi menor, mas a ingestão de lipídeos (I=0,34 (0,33-0,35); II=1,05 (1,01-1,10); p<0,001) foi maior no grupo II. Os valores de potássio, magnésio, sódio, cálcio e fósforo foram menores tanto na ração como nos níveis séricos dos animais do grupo II (p<0,05). A mortalidade foi maior no grupo II nas primeiras 24 horas (I=61%; II=80%; p<0,001). No entanto, o diâmetro distólico (I=23,9 3,6 mm/kg; II=20,2 2,6; p=0,008) a área sistólica (I=2,7 0,5 cm2/kg; II=2,2 0,4; p=0,02) e a área diastólica (I=2,2 0,5 cm2/kg; II=1,7 0,4; p=0,02) ajustados ao peso foram menores no grupo II. O grupo II apresentou maiores valores de β- hidroxiacilcoenzima A desidrogenase (C=7,6 1,2 nmol/mg/tecido; II=12 3,9, p=0,04) e citrato sintase (I=277 18 nmol/mg/proteina, II=352 26, p=0,003), mas menores níveis séricos de insulin (I=3,32 2,00; II=1,70 1,50, p=0,05) e menores valores cardíacos de IFN-g (I=170 21 pg/mg/proteina, II=113 35; p=0,03) e TNF-a (I=187 38 pg/mg/proteina, II=114 43; p=0,07). Conclusão: A dieta II resultou em maior mortalidade precoce após o infarto, provavelmente por arritmias em conseqüência do menor nível de micronutrientes. Na fase crônica do infarto, a ração II atenuou o processo de remodelação, associad.

57.
Ardisson, Lidiane P. ; DENIPOTE, F.G. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da Taurina no Processo de Remodelação Cardíaca Após o Infarto do Miocárdio. In: XXXI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2010. v. 20. p. 85-85.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Rato; taurina; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Introdução: Os efeitos da suplementação de taurina após o infarto agudo do miocárdio não são conhecidos. Assim, nosso objetivo foi avaliar as alterações morfológicas e funcionais cardíacas induzidas pela taurina após o infarto em ratos. Metodologia: Após 48 horas do infarto, foram constituídos 3 grupos: grupo controle (C, n=9), animais com cirurgia simulada; IAM (n=14), animais infartados e IAM-T (n=13) animais infartados e suplementados com taurina. Após três meses, foi realizado estudo ecocardiográfico e funcional com o coração isolado. As médias desvio padrão foram comparadas pela ANOVA complementado por Tukey e as medianas e intervalo interquartil foram comparadas por Kruskal-Wallis complementado por Dunn. Resultados: O grupo IAM apresentou aumento do átrio esquerdo (C=12,8(11-14,7) mm/kg, IAM=16,4(14,8-19), IAM-T=13,8(13,3-17); p=0,021) e do diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (C=18,8(18,3-20,4) mm/kg, IAM=24,5(23,8-26,5), IAM-T=24(23,3-26,8); p=0,006) corrigido ao peso corporal e aumento da espessura diastólica do septo interventricular (C= 355 66 mm, IAM= 498 120, IAM-T= 453 78; p=0,006) em comparação a C. Não houve diferenças entre IAM-T e C. No estudo do coração isolado, variando-se a pressão diastólica de 0 a 25 mmHg, o grupo C apresentou maiores valores de pressão sistólica máxima (C= 183 39 mmHg, IAM= 125 13, IAM-T=111 27; p=0,002), derivada positiva de pressão máxima (C= 5150 1387 mmHg/s, IAM= 2900 681, IAM-T=2267 1107; p=0,002) e derivada negativa de pressão máxima (C= 2375 515 mmHg/s, IAM=1725 136, IAM-T= 1517 398; p=0,006) que os grupos infartados. Não houve diferenças entre IAM e IAM-T. Conclusão: A suplementação de taurina atenuou a remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio, sem repercussões funcionais..

58.
ASSALIN, H. B. ; Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Paiva, S. A R . Remodelação cardíaca induzida pela deficiência de vitamina D em ratos. In: IX Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, 2010, Curitiba. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010. v. 95. p. 2-2.
Palavras-chave: remodelação cardíaca; vitamina D; hipovitaminose D; Função ventricular; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Fundamento: Estudos indicam a possibilidade de que a deficiência de vitamina D (VD) determine ocorrência de insuficiência cardíaca e conseqüentemente de remodelação cardíaca. Objetivo: Avaliar os efeitos da dieta deficiente em VD sobre variáveis morfológicas e funcionais do coração de ratos Wistar, e a relação com o tempo de uso da dieta. Delineamento: Estudo experimental. Material: 80 ratos machos Wistar foram alocados ao acaso em quatro grupos: Grupo C2 (n=20) - recebeu 1.000 UI de VD, e foi mantido sob luz fluorescente por dois meses; Grupo D2 (n=19) - recebeu dieta deficiente em VD, e foi mantido sob luz incandescente por dois meses; Grupo C4 (n=18) - recebeu 1.000 UI de VD, e foi mantido sob luz fluorescente por quatro meses; Grupo D4 (n=20) - recebeu dieta deficiente em VD, e foi mantido sob luz incandescente por quatro meses. Método: Os animais foram submetidos à avaliação ecocardiográfica e eutanasiados para coleta de material biológico. Foi realizado ANCOVA para verificar a participação da concentração de cálcio sérico nas variáveis ecocardiográficas e ANOVA de 2 vias. Resultados: Os valores de cálcio não interferem nas variáveis estudadas. Dados morfológicos foram normalizados pela tíbia. Foi observada a interação entre dieta e tempo de uso no peso do ventrículo esquerdo (VE), em que houve diferença entre os grupos C4 e D4 (0,216 0,005 e 0,235 0,005; p 0,002). Diâmetro diastólico do VE (C: 1,615 0,016; D: 1,678 0,016; p 0,006) e diâmetro sistólico do VE (C: 0,589 0,019; D: 0,673 0,019; p 0,002) foram maiores nos animais do grupo D em relação ao C. A fração de ejeção (0,947 0,005 e 0,931 0,005; p 0,023) e a porcentagem de encurtamento (63,603 1,051 e 60,026 1,037; p 0,018) são menores no grupo D em relação ao C. Conclusões: Dieta deficiente em vitamina D determinou remodelação cardíaca com hipertrofia cardíaca e piora da função sistólica. Estas alterações são dependentes do tempo de uso da dieta..

59.
Nogueira, B.F. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OKOSHI, Katashi ; POLEGATO, B.F. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ASSALIN, H. B. ; Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Bombem, A. ; JAMAS, Elenize Pereira ; Ardisson, Lidiane P. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Papel da espironolactona no processo inflamatório e na ativação das metaloproteases 2 e 9 cardíacas após o infarto agudo do miocárdio. In: IX Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, 2010, Curitiba. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010. v. 95. p. 14-14.
Palavras-chave: metaloproteinase; espironolactona; Infarto agudo do miocárdio; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Fundamento: Entre os potenciais efeitos dos bloqueadores da aldosterona na remodelação cardíaca podemos destacar a diminuição do colágeno, entretanto os mecanismos envolvidos nessa redução não são completamente conhecidos. Objetivo: Avaliar os efeitos da espironolactona em ratos, após o infarto do miocárdio, no processo inflamatório e na ativação das metaloproteases 2 e 9 cardíacas. Delineamento: Estudo experimental. Material: ratos Wistar machos foram submetidos ao infarto do miocárdio experimental. Sete dias após foi realizado ecocardiograma e os animais foram divididos em dois grupos com tamanho de infarto semelhantes, grupo I (n=15) que recebeu dieta comum e grupo IA (n=15) que recebeu dieta acrescida de espironolactona (20mg/kg/dia). Métodos: Após três meses do infarto a pressão caudal foi aferida, e foi realizado estudo ecocardiográfico e do coração isolado. O colágeno cardíaco foi medido pela dosagem da hidroxiprolina. O TNF-α e INF-γ foram dosados por ELISA e a atividade das metaloproteases 2 e 9 pela zimografia. Resultados: Não houve diferença nos tamanhos de infarto, na pressão sistólica caudal, no ecocardiograma e no estudo do coração isolado entre os grupos. As porcentagens de água no fígado e no pulmão foram menores no grupo IA. A quantidade de hidroxiprolina foi menor no grupo IA (I= 5,48 0,73 μg/mg tecido e IA = 4,17 0,83 μg/mg tecido; p= 0,038). Não houve diferença na atividade das metaloproteases, e apesar do processo inflamatório ser menor no grupo IA, esta diferença não foi estatisticamente significante. INF-γ (I= 30,53 20,12 pg/mg prot e IA= 11,77 3,87 pg/mg de prot, p= 0,117) e TNF-α (I= 29,46 (15,41-40,04) pg/mg prot e IA= 12,55 (10,70-13,35) pg/mg de prot, p= 0,343). Conclusões: A espironolactona reduz a quantidade de colágeno cardíaco após o infarto do miocárdio; a participação do processo inflamatório nesse processo não pode ser descartada..

60.
RAFACHO, B. P. M. ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; OKOSHI, Katashi ; POLEGATO, B.F. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; ASSALIN, H. B. ; Santos, P.P. ; Nogueira, B.F. ; Bombem, A. ; JAMAS, Elenize Pereira ; Ardisson, Lidiane P. ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Papel da espironolactona no coração de ratos normais. In: IX Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, 2010, Curitiba. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010. v. 95. p. 15-15.
Palavras-chave: espironolactona; Rato; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Fundamento: A utilização de bloqueadores da aldosterona vem sendo estudada em diversos modelos de remodelação cardíaca. No entanto o papel da espironolactona no coração de ratos normais é ainda pouco estudado Objetivo: Avaliar os efeitos da espironolactona no coração de ratos normais. Delineamento: Estudo experimental. Material: ratos Wistar machos quando atingiram 220 g foram divididos em dois grupos, grupo C (n=9) que recebeu dieta comum e grupo A (n=9) que recebeu dieta acrescida de espironolactona (20mg/kg/dia). Métodos: Após três meses os ratos foram submetidos à aferição da pressão caudal, ao estudo ecocardiográfico e do coração isolado. O colágeno cardíaco foi medido através da dosagem da hidroxiprolina. O TNF-α e INF-γ foram dosados por ELISA e a atividade da metaloprotease 2 pela zimografia. Resultados: Não houve diferença na pressão sistólica caudal entre os grupos. Na análise ecocardiográfica o diâmetro diastólico (C=8,24 0,46 mm e A=7,87 0,23 mm; p= 0,045) e sistólico do ventrículo esquerdo (C=3,82 0,39 mm e A=3,27 0,26 mm; p= 0,003) foram menores no grupo A. A porcentagem de encurtamento endocárdico foi maior no grupo A (C= 53,73 3,38 % e A= 58,50 3,15 %, p= 0,007). No entanto, não houve diferença nas variáveis funcionais entre os grupos no estudo do coração isolado. A quantidade de hidroxiprolina foi semelhante entre os grupos (C= 3,32 0,75 μg/mg tecido e A = 3,42 0,45 μg/mg tecido; p= 0,802). A atividade da metaloprotease 2 também foi semelhante entre os grupos, o mesmo ocorrendo com a concentração de INF-γ (C= 17,35 6,04 pg/mg prot e A= 16,29 3,13 pg/mg de prot, p= 0,766) e de TNF-α (C= 18,29 5,84 pg/mg prot e A= 16,92 3,61 pg/mg de prot, p= 0,703) Conclusões: A espironolactona modula a remodelação cardíaca em ratos normais provavelmente por atuação hemodinâmica..

61.
Ardisson, Lidiane P. ; Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; ASSALIN, H. B. ; Seiva, F.R.F. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; OKOSHI, Katashi ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A suplementação de taurina atenua o processo de remodelação cardíaca após o infarto: papel do metabolismo energético, citocinas inflamatórias e estresse oxidativo. In: IX Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, 2010, Curitiba. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010. v. 95. p. 19-19.
Palavras-chave: taurina; Infarto agudo do miocárdio; Rato; Inflamação; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Introdução:Evidências acumuladas em diversos modelos experimentais sugerem que a taurina pode modular a remodelação cardíaca. No entanto, seus efeitos no modelo do infarto ainda não são conhecidos. Objetivo: avaliar os efeitos morfofuncionais e bioquímicos da suplementação de taurina em ratos infartados. Delineamento: estudo experimental. Material: ratos Wistar machos submetidos ao infarto experimental. Após 48hs 2 grupos foram constituídos: IAM (n= 21) animais infartados e IAM-T (n= 23) animais infartos suplementados com 3% de taurina na água. Metodologia: Após 3 meses, foi feito o estudo ecocardiografico. Os níveis de taurina cardíaco e plasmático foram dosados por cromatografia de alta eficiência. As enzimas do metabolismo energético e do estresse oxidativo por espectrofotometria. Os mediadores inflamatórios por ELISA. Resultados: O IAM-T apresentou maiores níveis plasmáticos taurina (IAM = 74,6 (58,7 83)μmol/g, IAMT = 365 ( 157 477), p=0,008). Não foi observada diferença no tamanho do infarto entre os grupos. O IAM-T apresentou menores EDPP (IAM= 1,56 (1,52-1,64) mm, IAM-T = 1,49 (1,4 -1,57), p =0,028), ESPP (IAM = 2,9 0,35mm IAM-T = 2,68 0,32 p= 0,034) e EDSIV (IAM = 1,65 0,2 mm, IAM-T= 1,52 0,21, p=0,043). O IAM-T apresentou maiores valores cardíacos de TNF-α (IAM =13,4 5mg/proteína, IAM-T 35,5 11,6, p=0,005), INF-γ (IAM= 12,1 5mg/proteína, IAM-T = 39,0 12,7, p=0,002), CS (IAM = 77,5 (68,3 86,7) nmol/mgtecido, IAM-T= 107,1 (97,5 135,8), p=0,002), LDH (IAM = 156 31,5 nmol/mgtecido, IAM-T= 198,3 40,6, p=0,011), β-OH (IAM = 28,6 (20,9 36,0) nmol/mgtecido, IAM-T= 58,9 (52,5 79,1), p=0,001) e menores níveis de GSH-Px (IAM = 813 (785 895) nmol/mgproteína, IAM-T = 494 (461 539), p<0,001). Conclusão: A taurina atenuou a remodelação cardíaca pós-infarto. Esse fenômeno está associado com melhora do substrato energético cardíaco..

62.
Santos, P.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; POLEGATO, B.F. ; Nogueira, B.F. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Roscani, Meliza Goi ; ASSALIN, H. B. ; Ardisson, Lidiane P. ; AZEVEDO, Paula Schimidt . O papel da pentoxifilina no coração de ratos adultos. In: IX Congresso Brasileiro de Insuficiência Cardíaca, 2010, Curitiba. Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2010. v. 95. p. 24-24.
Palavras-chave: pentoxifilina; Rato; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Fundamento: A pentoxifilina, droga imunomoduladora e com ação vasodilatatória, tem sido estudada, como potencialmente benéfica, em conter a disfunção miocárdica. Porém, os mecanismos pelos quais a pentoxifilina poderia interferir com a função cardíaca, ainda não estão estabelecidos. Os efeitos da pentoxifilina em corações, sem agressão cardíaca, pode auxiliar a esclarecer estes mecanismos. Objetivo: Verificar os efeitos da pentoxifilina em variáveis morfométricas e funcionais de coração de ratos sem agressão cardíaca.Delineamento: ratos alocados em 2 grupos e acompanhados por 2 meses: Controle (C) 7 animais que receberam dieta labina; e pentoxifilina (Ptx) 12 animais que receberam dieta labina acrescida de pentoxifilina 100mg/kg/d. Material : Ratos wistar machos. Métodos: Analisados medidas pressão caudal, morfometria e função ventricular por ecocardiografia, estudo do coração isolado pela técnica de Langendorf, morfometria de tecidos. Resultados: Não houve diferenças na PA - C= 134,7 14 mmHg e Ptx= 143,3 21 mmHg p=0,35 e FC C=319 66 e Ptx 319 45 p=0,99. Não houve diferenças em variáveis ecocardiográficas de: a) morfometria: área do átrio esquerdo/tíbia C = 0,46cm2/m 0,05 e Ptx = 0,44cm2/m 0,06; diâmetro diastólico do VE /tíbia C= 17,5 1,5 e Ptx=17,6 1,2 p=0,86; b) funcão sistólica: diâmetro sistólico do VE C=3,38 0,63 e Ptx=3,0 0,43 p=0,13; porcentagem de encurtamento: C=0,52 0,06 e Ptx=0,56 0,05 p=0,11 e c) função diastólica: razão E/A C=1,26 (1,2-1,4) e Ptx=1,4 (1,3-1,5) p=0,09, tempo de relaxamento isovolumétrico: C=46 7,6 e Ptx= 41 14,7 p=0,42. Não houve diferenças quanto ao peso do VE/tíbia, teor de água dos pulmões e fígado. Não houve diferenças no coração isolado:curva de pressão sistólica e volume C=500 173 e Ptx=1000 368 mmHg/ml p=0,14; stress/strain sistólico C=14 8 e Ptx=21 9,2 4 p=0,32; derivada positiva C = 4250 487mmHg/s e Ptx 4275 54 mmHg/s p=0,94, derivada negativa C=2500 649mmhg/s e Ptx=2750 318 mmHg/s (p=0,48) e volume para pre.

63.
Biagioni, M.F.G. ; Mendes, A.L. ; Paiva, S. A R ; LEITE, Celso Vieira de Souza ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Efeito da perda de peso e gordura corporal sobre o perfil lipídico e níveis de glicemia de jejum de mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. In: 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010, Gramado. Anais do 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010.
Palavras-chave: cirurgia bariátrica; Metabolismo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

64.
Biagioni, M.F.G. ; Mendes, A.L. ; Paiva, S. A R ; LEITE, Celso Vieira de Souza ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Cirurgia Bariátrica: níveisa de t4 livre e TSH, em mulheres, três meses após o procedimento. In: 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010, Gramado. Anais do 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010.
Palavras-chave: cirurgia bariátrica; tireóide.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

65.
Biagioni, M.F.G. ; Mendes, A.L. ; Paiva, S. A R ; LEITE, Celso Vieira de Souza ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Impacto da perda de peso sobre o metabolismo ósseo em mulheres submetidas à cirurgia bariátrica. In: 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010, Gramado. Anais do 7º Encontro de Endocrinologia Feminina - ENDOFEMININA, 2010.
Palavras-chave: cirurgia bariátrica; metabolismo osseo.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

66.
Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva ; Biagioni, M.F.G. ; Mendes, A.L. ; Paiva, S. A R ; LEITE, Celso Vieira de Souza . Cirurgia bariátrica por bypass gástrico em y de roux: níveis de T4-livre e TSH, em mulheres, três meses após o procedimento. In: 14º Encontro Brasileiro de Tireóide, 2010, Florianópolis. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 2010.
Palavras-chave: cirurgia bariátrica; tireóide.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Endocrinologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

67.
Destefani, S.A. ; Paiva, S. A R ; Mazeto, Gláucia Maria Ferreira da Silva . Ingestão de cálcio, fósforo e vitaminas lipossolúveis em mulheres acima de 60 anos da cidade de Bauru. In: VIII Congresso Paulista de Nutrição Clínica, 2010, São Paulo. Anais do VIII Congresso Paulista de Nutrição Clínica, 2010.
Palavras-chave: Cálcio; Vitamina A; vitamina D; Vitamina E; Vitamina K.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.

68.
Ferraz, A.L.B. ; Costa, P.J.Z. ; Macêdo, Eduardo de Almeida ; Andrade, Mariana Furugen César ; Leite, Fabíola Sawaguchi Faig ; Tomáz, Luciana Helena ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; POLEGATO, B.F. ; Bianchi, L.A. ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; Paiva, S. A R ; Gaiolla, P.S.A. . Paralisia periódica hipocalêmica tireotóxica: diagnóstico diferencial nos quadros de fraqueza muscular. In: 29º Congresso Brasileiro de Endocrinologia e Metabologia, 2010, Gramado. Arquivos Brasileiros de Endocrinologia & Metabologia, 2010. v. 54. p. S509.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

69.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; ASSALIN, H. B. ; RAFACHO, B. P. M. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; Paiva, S. A R ; Santos, P.P. ; Ardisson, Lidiane P. . Influência da suplementação de vitamina D3 no coração de ratos normais. In: XIV Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2010, São Paulo. International Journal of Nutrology, 2010. v. 3. p. 67-67.
Palavras-chave: vitamina D; suplementação; Rato; estresse oxidativo; Inflamação; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

70.
DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A administração de beta-bloqueador atenua a remodelação ventricular induzida pelo tabagismo. In: XXX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009. v. 19. p. 66-66.
Palavras-chave: Fumo; Rato; beta-bloqueador; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Fundamentação: A exposição à fumaça do cigarro resulta em alterações morfo16gicas e funcionais cardíacas. No entanto, o papel do sistema adrenérgico na remodelação ventricular induzida pelo tabagismo não é conhecido. Assim, nosso objetivo foi investigar a influência do propranolol na remodelação induzi da pela exposição à fumaça do cigarro. Métodos: Ratos foram alocados em 2 grupos: 1) F, n=10 - animais expostos à fumaça de cigarro por período de 2 meses; 2) BB, n=10 - animais expostos à fumaça de cigarro e que receberam propranolol (40 mg/kg/dia) por período de 2 meses. Após, os animais foram submetidos a estudo da pressão arterial, ecocardiográfico e morfométrico. Os dados estão apresentados na forma de média desvio padrão. Utilizou-se o teste t de Student com significância de 5%. Resultados; O grupo BB apresentou menor freqüência cardíaca que o grupo F (F = 374 53 bpm, BB = 297 30 btm; P = 0,002). Não observamos diferença na pressão sistólica caudal entre os grupos (F = 127 (110-140) mmHg, BB = 117 (115-120) mmHg; P = 0,14). O grupo BB apresentou menor diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo, ajustado ao peso corporal (F = 11,3 1,4 mm/kg, BB = 9,9 1,9 mm/kg; P = 0,032) e maior fração de ejeção (F = 0,87 0,03, BB =0,90 0,02; P = 0,047) e porcentagem de encurtamento (F = 50,3 4,5 %, BB = 54,3 3,8 %; P = 0,05) que o grupo F. O grupo BB apresentou menor relação ventrículo esquerdo/ peso corporal que F (F = 2,05 0,16 mg/g, BB = 1 ,91 0,11 mg/g; P = 0,037). Conclusão: A administração de propranolol atenua a remodelação ventricular induzida pela exposição à fumaça do cigarro em ratos. Esse efeito protetor não está associado à diminuição da pressão arterial..

71.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; Seiva, F.R.F. ; EBAID, G. X. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . A restrição dietética de vitamina A induz remodelação cardíaca apesar de níveis séricos normais desse composto: papel do estresse oxidativo e do metabolismo energético. In: XXX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009. v. 19. p. 66-66.
Palavras-chave: Remodelação ventricular; Vitamina A; estresse oxidativo; Restrição Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Fundamentação: Sessenta por cento da população brasileira consome menos que 50% da quantidade recomendada de vitamina A. No entanto, as conseqüências desse fenômeno não são conhecidas. Métodos: Grupos: 1) C (n = 10) animais alimentados por dieta padrão e cujas mães receberam dieta padrão; 2) DEF (n = 10) animais com dieta com baixa concentração de vitamina A e cujas mães receberam dieta isenta deste composto durante a gestação e lactação. Com 220 g, os animais foram submetidos ao ecocardiograma, análise funcional pelo coração isolado, dosagem de retinol série o e cardíaco, análise do metabolismo energético (lactato desidrogenase, -hidroxiacil coenzima A desidrogenase e citrato sintase) e estresse oxidalivo cardíaco [hidroperóxidos de lipídeos, sistemas antioxidantes enzimáticos (glutationa peroxidase (GSH-Px) e superóxido dismutase (SOD)] e não enzimático (capacidade anti oxidante total). Utilizou-se o teste t de Student ou Mann-Whittney com significância de 5%. Resultados: Não houve diferença nos níveis séricos de retino!. O retinol cardíaco foi menor no DEF (C=0,95 0,44 mol/kg; DEF=0,24 0,16; p=0,01). Os animais DEF apresentaram maiores diâmetros ventriculares diastólicos (C=5,8 0,4 mm; DEF=6,2 0,3; p=0,042) e sistólicos (C=1,9 0,5 mm; DEF=2,4 0,3; p=0,008) e pior fração de encurtamento (C=66,2 7,5%; DEF=60,2 4,7; p=0,0,019) e da derivada positiva de pressão (C=5513 1394 mmHg/s e RvitA=4229 873, p = 0,027). O estresse oxidativo foi maior no grupo DEF: hidroperóxidos de lipídeos (C=164 nmol/g (161-169); DEF=211 (189-246); p=0,032) razão entre hidroperóxidos e capacidade anti oxidante total (C=4,4 nmol/g (4,3-4,6) e DEF=6,70 (5,60-8,80); p=0,032). Os sistemas enzimáticos GSH-Px (C=35,6 5,01 nmol/mg; DEF=40,5 21,6, p=0,63) e SOD (C=1,40 0,03 nmol/mg e DEF =1,38 0,02; p=0,61) e as enzimas do metabolismo energético não sofreram alterações. Conclusão: A restrição da ingestão de vitamina A leva à redução de sua concentração cardíaca, remodelação cardíaca e disfunção.

72.
Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da dieta AIN-93 na mortalidade e no processo de remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio. In: XXX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2009. v. 19. p. 102-102.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Dieta; AIN-93; Remodelação ventricular; mortalidade.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Fundamentação: Diferentes componentes da dieta podem atuar como modulador da remodelação cardíaca. A dieta AIN-93 é amplamente utilizada porque, por possuir composição química definida, os componentes dietéticos são identificados e quantificados. No entanto, os efeitos dessa dieta no modelo de infarto experimental não são conhecidos. Métodos: Após o desmame, ratos Wistar foram divididos em dois grupos: Grupo controle (n=62), receberam a dieta padrão de nosso laboratório (Labina); Grupo AIN-93 (N=70), receberam a dieta AIN-93. Com 250g os animais foram infartados e seguidos por 3 meses mantendo-se as dietas. As média desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student e por Kaplan Meyer com log-rank. Resultados: Não foi observada diferença no tamanho do infarto (C = 29,7% 17,2%; AIN-93 = 32,6% 18,4%; P = 0,677). A mortalidade foi maior no grupo AIN-93 nas primeiras 24 horas (C = 61%; AIN-93 = 80%; P < 0,001). Na fase crônica (> 24 horas), a mortalidade foi semelhante (C = 4,8%; AIN-93 = S,7%; P = 0,138). Ao ecocardiograma, o diâmetro distólico (C = 23,9 3,6 mm/kg; AIN-93 = 20,2 2,6; p=0,008) a área sistólica (C = 2,7 O,5 cm2/kg; AIN-93 = 2,2 0,4; p=0,02) e a área diastólica (C = 2,2 0,5 cm2/kg; AIN-93 = 1,7 0,4; p=0,02) ajustados ao peso corporal foram menores no grupo AIN-93. A dieta AIN-93 apresentou maior quantidade calórica, carboidratos e Iipídeo e menor quantidade de proteína (p<0,05). Os valores sé ricos de potássio, magnésio, sódio, cálcio e fósforo foram menores no grupo AIN-93 (P<0,05). Conclusão: A dieta AIN-93 resultou em maior mortalidade precoce após o infarto, provavelmente por arritmias em conseqüência do menor nível de eletrólitos. Na fase crônica do infarto, a ração AIN-93 atenuou o processo de remodelação, provavelmente em conseqüência de diferenças na constituição dos macronutrientes..

73.
DUARTE, Daniella de Rezende ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência do inibidor da enzima conversora da angiotensina na remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça do cigarro. In: XXX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2009, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo, 2009. v. 19. p. 26-26.
Palavras-chave: remodelação cardíaca; Fumo; inibidor enzima conversora da angiotensina.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.

74.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; SORIANO, Eline Almeida ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Miot, H.A. ; Paiva, S. A R . Efeitos do uso de retinóide sintético no coração de adolescentes e jovens em tratamento de acne. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN "dos Genes à Coletividade", 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 13-13.
Palavras-chave: acne; ácido retinóico; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: O 13-cis-ácido retinóico (isotretinoína) é efi caz no tratamento da acne e pode causar ressecamento e descamação cutânea, aumento de atividade osteoclástica no osso, acúmulo de vitamina A nas células estreladas hepáticas, aumento do colesterol total (CT), triglicérides (TG) e diminuição da lipoproteína de alta densidade (HDL). Objetivos: Verificar o comportamento das variáveis estruturais e funcionais cardíacas e verifi car alterações clínicas e bioquímicas em pacientes em uso do 13-cis-AR. Metodologia: Foram estudados 20 pacientes, com idade entre 13 e 24 anos, sexo masculino, candidatos ao uso de 13-cis-AR para o tratamento da acne, por um período de 10 semanas. Foram submetidos à avaliação clínica, bioquímica e ecocardiográfi ca no momento inicial (MI antes do AR) e momento fi nal (MF com 10 semanas do AR). Resultados: Os pacientes apresentaram ressecamento das mucosas e descamação cutânea; não houve diferenças com relação ao peso, estatura, índice de massa corpórea, ingestão alimentar, pressão arterial e frequência cardíaca; elevação da gama-glutamil transferase, CT, TG e diminuição do HDL.Houve diminuição das cavidades cardíacas: diminuição do diâmetro longitudinal do átrio esquerdo (AE), volume do AE, diâmetro longitudinal do átrio direito e diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (VE); Aumento da massa cardíaca: aumento da espessura diastólica do septo interventricular, espessura diastólica da parede posterior do VE, espessura relativa da parede ventricular esquerda, massa e índice de massa do VE; Diminuição do índice cardíaco; Diminuição do fl uxo transvalvar: diminuição da velocidade máxima de enchimento ventricular esquerdo rápido e tardio; aumento do pico da velocidade de deslocamento da porção septal do anel mitral durante a contração atrial, diminuição da razão entre os picos de velocidade de fl uxo e de movimentação do anel mitral, no início da diástole e diminuição da fração de variação do AE. Conclusão: O ácido retinóico promove remode.

75.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CHIUSO-MINICUCCI, Fernanda ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; Paiva, S. A R . Remodelação ventricular induzida pela deficiência cardíaca de vitamina A: o papel da inflamação e das metaloproteases 2 e 9. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN "dos Genes à Coletividade", 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 32-32.
Palavras-chave: hipovitaminose A; remodelação cardíaca; metaloproteinase; Inflamação.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Sessenta por cento da população brasileira consome menos que 50% da quantidade recomendada de vitamina A. No entanto, as conseqüências desse fenômeno no coração não são conhecidas. Objetivos: Verificar a participação de mediadores infl amatórios e da atividadade de metaloproteases na remodelação ventricular induzida pela defi ciência cardíaca de vitamina A. Metodologia: Grupos: 1) C (n = 10) animais alimentados por dieta padrão e cujas mães receberam dieta padrão; 2) RVA (n = 10) animais com dieta com baixa concentração de vitamina A e cujas mães receberam dieta isenta deste composto durante a gestação e lactação. Com 220 g, os animais foram submetidos ao ecocardiograma, análise funcional do coração isolado pela técnica de Langerdorff, dosagem de retinol sérico, hepático e cardíaco por cromatografia líquida de alta efi ciência; análise de inflamação por dosagem de TNF-alfa e interferon-gama(IFN-gama) por ELISA e atividade de metaloproteases (MMP) 2 e 9 por zimografi a. Utilizou-se o teste t de Student ou Mann-Whittney com signifi cância de 5%. Resultados: Não houve diferença nos níveis séricos de retinol (C=0.73 0.29μmol/L; RVA=0.62 0.17 μmol/L, P=0.34). Os estoques hepáticos de vitamina A (C=1007 249 μmol/kg ; RVA=125 50 μmol/kg; p<0.001 foram menores no grupo RVA. O retinol cardíaco foi menor no RVA (C=0,95 0,44 μmol/kg; RVA=0,24 0,16 ; p=0,01). Os animais RVA apresentaram maiores diâmetros ventriculares diastólicos (C=5,8 0,4mm; DEF=6,2 0,3; p=0,042) e sistólicos (C=1,9 0,5mm; DEF=2,4 0,3; p=0,008) e piora da função sistólica observada pela menor fração de encurtamento (C=66,2 7,5%; DEF=60,2 4,7; p=0,0,019) e menor derivada positiva de pressão (C=5513 1394 mmHg/s e RVA=4229 873, p = 0,027) no grupo RVA. A razão entre MMP-2 ativa/forma latente (C=7,59 0,7; VA=7,47 0,4; p=0,735) e MMP-9 ativa/forma latente (C=2,02 0,7; RVA=2,40 0,9; p=0,464) foi semelhante entre os grupos sugerindo que esta enzima não infl uencia nos resultados.

76.
DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; PANSANI, Marielle Castilho ; Gaiolla, P.S.A. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeito da suplementação de taurina na função cardíaca de ratos expostos à fumaça do cigarro. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN dos Genes à Coletividade, 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 35-35.
Palavras-chave: taurina; Fumo; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A remodelação cardíaca é defi nida como variações moleculares e intersticiais, que se manifestam clinicamente por meio de alterações no tamanho, massa, geometria e na função do coração em reposta a determinada agressão. A exposição à fumaça do cigarro resulta em alterações morfológicas e em queda dos parâmetros de função sistólica e diastólica, sugerindo assim que o tabagismo pode induzir a remodelação cardíaca. Diversos estudos experimentais e clínicos têm sugerido que a redução dos níveis de taurina resulta em importantes ações cardiovasculares. Do mesmo modo, outra linha de evidência sugestiva da relevância da taurina para a coração é que sua suplementação atenuou o processo de remodelação em diferentes situações de agressão. Objetivos: Avaliar as alterações morfológicas e funcionais cardíacas induzidas pela taurina em ratos expostos à fumaça do cigarro. Metodologia: Foram utilizados 18 ratos Wistar machos, divididos em 2 grupos: grupo F (n=9), formado pelos animais expostos à fumaça do cigarro e grupo T (n=9), animais expostos à fumaça do cigarro e suplementados com taurina, diluída a 3% na água. Foi realizada aferição da pressão arterial, estudo ecocardiográfi co e, após eutanásia, foi realizado teor de água do coração, fígado e pulmão. Os animais foram observados por 2 meses. Resultados: Houve diferença estatística no peso corporal dos animais (F = 298 (292-301)g; T = 312 (304-318)g; p=0,013) e não foi observada diferença signifi cante entre a média da pressão arterial e teor de água do coração, fígado e pulmão. Quanto ao estudo ecocardiográfi co, houve diferença entre os 2 grupos nas variáveis: parede posterior do ventrículo esquerdo (PPVE): (F = 1,3 (1,2-1,4)mm; T = 1,5 (1,4-1,5)mm; p=0,029), onda E (cm/s): (F = 79 7,7; T = 66 11,8; p=0,013), onda A (cm/s): (F = 71 14,4; T 50 12,2; p=0,004), onda E/onda A (E/A): (F = 1,1 0,1; T 1,4 0,2; p=0,028), freqüência cardíaca (FC) (bpm): (F = 341 37,4; T 285 48,6; p=0,015), tempo de relaxamento isovolumétr.

77.
Ardisson, Lidiane P. ; DENIPOTE, F.G. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; PANSANI, Marielle Castilho ; Paiva, S. A R ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A dieta AIN-93 aumenta a mortalidade e atenua o processo de remodelação cardíaca em ratos infartados. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN dos Genes à Coletividade, 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 105-105.
Palavras-chave: AIN-93; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Diferentes componentes da dieta podem atuar como modulador da remodelação cardíaca. A dieta AIN-93 é amplamente utilizada porque, por possuir composição química defi nida, os componentes dietéticos são identifi cados e quantifi cados. No entanto, os efeitos dessa dieta no modelo de infarto experimental não são conhecidos. Objetivos: Avaliar a infl uência da dieta AIN-93 na mortalidade e no processo de remodelação cardíaca após o infarto agudo do miocárdio em ratos. Metodologia: Após o desmame, ratos Wistar foram divididos em dois grupos: Grupo controle (n=62), receberam a dieta padrão de nosso laboratório (Labina); Grupo AIN93 (N=70), receberam a dieta AIN-93. Com 250g os animais foram infartados e seguidos por 3 meses mantendo-se as dietas. As média desvio padrão foram comparadas pelo teste t de Student e por Kaplan Meyer com log-rank. Resultados: Não foi observada diferença no tamanho do infarto (C = 29,7% 17,2%; AIN-93 = 32,6% 18,4%; p = 0,677). A mortalidade foi maior no grupo AIN93 nas primeiras 24 horas (C = 61%; AIN-93 = 80%; p < 0,001). Na fase crônica (> 24 horas), a mortalidade foi semelhante (C = 4,8%; AIN-93 = 5,7%; p = 0,138). Ao ecocardiograma, o diâmetro distólico (C = 23,9 3,6 mm/kg; AIN-93 = 20,2 2,6; p=0,008) a área sistólica (C = 2,7 0,5 cm2/kg; AIN-93 = 2,2 0,4; p=0,02) e a área diastólica (C = 2,2 0,5 cm2/kg; AIN-93 = 1,7 0,4; p=0,02) ajustados ao peso corporal foram menores no grupo AIN-93. A dieta AIN-93 apresentou maior quantidade calórica, carboidratos e lipídeo e menor quantidade de proteína (p<0,05). Os valores séricos de potássio, magnésio, sódio, cálcio e fósforo foram menores no grupo AIN-93 (P<0,05). Após 3 meses, os níveis de insulina (ng/ml) foram menores com a dieta AIN-93: (C=3,7 2,2l; AIN-93=0,9 0,9; p=0,05). Em relação ao metabolismo energético, avaliado pela beta-hidroxiacil coenzima A (nmol/mg tecido), houve diferença entre os grupos: (C=7,5 1,2; AIN-93=12 3,9; p=0,04). Conclusão: A dieta AIN-93.

78.
RAFACHO, B. P. M. ; PANSANI, Marielle Castilho ; ARANHA, A.M.P. ; TANNI, Suzana Erico ; GODOY, Irma de ; Paiva, S. A R . Impacto da adequação nutricional e do exercício físico sobre o perfil metabólico de pacientes com DPOC. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN dos Genes à Coletividade, 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 195-195.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; atividade fisica; Dieta.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A síndrome metabólica (SM) tem elevada prevalência na população mundial. Da mesma forma, é freqüente em pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC), podendo levar a piora nas condições de saúde desses pacientes. Objetivos: Avaliar o impacto da orientação dietética e da atividade física promovida em programa de reabilitação pulmonar para pacientes com DPOC. Metodologia: Seis pacientes (3 homens) portadores de DPOC e com SM, com idade média de 72 anos, participantes da reabilitação pulmonar foram avaliados quanto a variáveis para diagnóstico de SM: circunferência abdominal (CA), glicemia de jejum, triglicérides, HDL-colesterol e pressão arterial, além de recordatório de 24 horas antes e após orientação nutricional, com intervalo de 12 meses entre as avaliações. Foram analisados calorias totais, porcentagem de carboidratos, proteínas, lipídeos (total, saturado, monoinsaturado, polinsaturado e colesterol), fibras e vitamina A. Os pacientes realizavam exercício físico duas vezes por semana, por uma hora diária, meia hora de caminhada e meia hora de exercícios aeróbicos. O cálculo dietético foi realizado pelo software NutWin. A análise estatística utilizada foi teste t pareado, com signifi cância de 5%. Resultados: Houve redução da glicemia de jejum (120,2 12,05 para 103,4 22,09; p=0,23) e da CA (106 10,1 para 102,1 9,3; p=0,09), mas sem signifi cância estatística. Níveis de colesterol total foram reduzidos signifi cativamente (212,5 28,5 para 199,3 24,3; p=0,038). Quanto a ingestão alimentar, os pacientes apresentavam ingestão de macronutrientes adequados, baixo consumo de fibras e gorduras insaturadas e alto consumo de saturadas antes da orientação nutricional. Porém não houve alterações signifi cativas na ingestão alimentar dos indivíduos. Conclusão: Conclui-se que o programa de reabilitação pulmonar promove alterações positivas nos parâmetros da SM, atribuído principalmente à prática regular de atividade física..

79.
PANSANI, Marielle Castilho ; DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R . Influência da deficiência de taurina no coração. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN dos Genes à Coletividade, 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 399-399.
Palavras-chave: taurina; remodelação cardíaca; Rato; deficiência.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Há evidências que pacientes com insufi ciência cardíaca são defi cientes em micronutrientes. A taurina é um destes nutrientes. Objetivos: O objetivo deste estudo foi analisar a função e estrutura cardíaca em ratos Wistar com defi ciência de taurina. Metodologia: Foram estudados 34 ratos machos, Wistar, pesando 100g, distribuídos em 2 grupos: grupo controle (C), grupo beta-alanina (A). O grupo A recebeu 3% de beta-alanina na água para provocar a defi ciência de taurina. A ingestão alimentar dos 2 grupos foi controlada diariamente. Após 1 mês de tratamento os animais foram submetidos ao estudo do coração por meio de ecocardiografi a, avaliação de função pelo método coração isolado e morfometria. Resultados: Os resultados mostraram: dilatação do ventrículo esquerdo, alteração da geometria ventricular, piora da função cardíaca e maior teor de água nos animais defi cientes em taurina (A): diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo (C = 2,91 0,57mm e A = 3,42 0,53mm, p = 0, 011); parede posterior do ventrículo esquerdo/diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (C = 0,20 0,02mm e A = 0,17 0,03mm, p = 0,016) onda A (C = 64,0cm/s (52,7 75,15) e A = 52,0cm/s (45,7 56,0), p = 0,008); freqüência cardíaca (C = 340,1 30,1bpm e A = 304,2 25,9bpm, p < 0,001); débito cardíaco (C = 73,5 9,0 e A = 64,7 7,8, p = 0,005); % de encurtamento (C = 58,0 6,9% e A = 51,7 4,8%, p = 0,004) e fração de ejeção (C = 0,92 0,03 e A = 0,88 0,03, p = 0,004). Quanto o teor de água no coração, o grupo A (80,2 6,3%, p = 0,027) apresentou maior porcentagem de água no VE que o grupo C (72,4 8,8%). Conclusão: A defi ciência de taurina em ratos induzida por beta-alanina promoveu remodelação cardíaca..

80.
PANSANI, Marielle Castilho ; DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; Paiva, S. A R . Influência da suplementação de taurina no coração. In: 10º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição - SBAN dos Genes à Coletividade, 2009, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo: SBAN, 2009. v. 34. p. 413-413.
Palavras-chave: taurina; suplementação; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Digital; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A defi ciência de taurina está associada às várias patologias: cardiomiopatia, degeneração da retina e retardo do crescimento. Entretanto, não existem relatos sobre sua toxicidade no coração. Objetivos: O objetivo deste estudo foi analisar a função e estrutura cardíaca em ratos Wistar suplementados com taurina. Metodologia: Foram estudados 34 ratos machos, Wistar, pesando 100g, estes foram distribuídos em 2 grupos: grupo controle (C), grupo taurina (T). O grupo T recebeu 3% de taurina na água como forma de suplementação de taurina. A ingestão alimentar dos 2 grupos foi controlada diariamente. Após 1 mês de tratamento os animais foram submetidos ao estudo do coração por meio de ecocardiografi a, avaliação de função pelo método coração isolado e avaliação do teor de água. Resultados: Os ratos que receberam taurina apresentaram menor freqüência cardíaca que os animais controles (C = 344,3bpm (316,7 350,7) e T = 311,3bpm (295,7 328,2), p = 0,036). Não foram encontradas outras diferenças estatisticamente signifi cativas nas comparações das variáveis morfológicas e funcionais, por ecocardiografi a e pelo método do coração isolado, como: diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (C = 6,93 0,62mm e T = 6,93 0,61mm, p = 0,98); parede posterior do ventrículo esquerdo (C = 1,37 0,11mm e T = 1,32 0,13mm, p = 0,21) onda A (C = 66,5 0,17,8cm/s e T = 66,9 13,5cm/s, p = 0,93); Onda E (C = 84,3cm/s (76,9 89,5) e T = 87,3cm/s (82,6 92,0), p = 0,24); débito cardíaco (C = 73,5 9,0 e T = 68,6 8,2, p = 0,10); % de encurtamento (C = 56,3% (54,0 62,5) e T = 54,5% (51,5 63,6), p = 0,60) e fração de ejeção ( C = 0,92 0,03e T = 0,91 0,04, p = 0,73); pressão sistólica máxima (C = 161,25mmHg (150 180) e T = 151,25mmHg (145 185), p = 0,58); teor de água no coração (C = 74,2% (69,8 78,6) e T = 78,7% (68,2 82,0), p = 0,31). Conclusão: A suplementação de taurina causou apenas diminuição na freqüência cardíaca nos ratos Wistar..

81.
DENIPOTE, F.G. ; Ardisson, Lidiane P. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; Paiva, S. A R ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Características morfológicas e funcionais cardíacas de ratos fumantes suplementados com taurina. In: XV Congresso Latinoamericano de Nutrición, 2009, Santiago de Chile. Resumos do XV Congresso Latinoamericano de Nutrición, 2009.
Palavras-chave: Fumo; taurina; remodelação cardíaca; estresse oxidativo; Inflamação.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Atividades de atenção à saúde humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Chile/ Espanhol; Meio de divulgação: Magnético.

82.
VIEIRA, A. A. O. ; CASSANO, R. S. ; CORSI, Paulo C ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Escorbuto em paciente com transtorno obsessivo-compulsivo. In: VII Congresso Paulista de Clínica Médica, 2008, São Paulo. Anais, 2008. p. 36-36.
Palavras-chave: Vitamina C; Escorbuto.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: A deficiência de vitamina C é carência que deve ser lembrada em pacientes submetidos à dietas restritas. Relato de caso: Paciente de 61 anos, masculino, com transtorno obsessivo compulsivo procurou atendimento médico com quadro de falta de apetite, fraqueza, sangramento gengival, surgimento de hematomas nos braços e nas pernas há 30 dias. Paciente referiu há cerca de 10 anos se alimentar exclusivamente de leite desnatado com bolacha e achocolatado, pois tem medo de que outros alimentos como os de origem vegetal possam conter agrotóxicos. No exame físico apresentava edema gengival e lesão arroxeada em palato duro e friável; nos membros superiores e inferiores foram observados: petéquias e equimoses dispersas, de tamanho variável e em vários estágios de evolução. Exames laboratoriais: tempo de atividade de protrombina (104,4%); hemoglobina (10,4g/dl); com microcitose acentuada ao esfregaço, grumos plaquetários e plaquetas regenerativas e biopsia de gengiva cujo exame anátomo-patológico revelou granuloma piogênico. Na admissão hospitalar foi feita hipótese de escorbuto e foi iniciada terapia com ácido ascórbico, por via oral. Posteriormente foram acrescentados à prescrição sulfato ferroso e vitaminas do complexo B devido a outras carências nutricionais e paroxetina para tratamento do transtorno obsessivo compulsivo. Um dia após início da reposição de ácido ascórbico, o paciente apresentou melhora da fraqueza e da hiporexia. Após uma semana, houve melhora progressiva das equimoses e redução do número de petéquias, melhora da hipertrofia gengival e da lesão do palato. Conclusão: O caso ilustra um caso típico de escorbuto em paciente com doença psiquiátrica..

83.
LEAL, B. M. B. ; ASSUNCAO JUNIOR, A. N. ; Coelho, L.S. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Deficiência de tiamina como causa de cor pulmonale reversível. In: VII Congresso Paulista de Clínica Médica, 2008, São Paulo. Anais, 2008. p. 30.
Palavras-chave: tiamina; beribéri; cor pulmonale.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Relato de caso: Paciente masculino, 42 anos, com dor epigástrica, vômitos, fezes liquefeitas, dispnéia aos moderados esforços e edema generalizado. Antecedentes pessoais: ex-etilista, apresentou insuficiência cardíaca de alto débito por beribéri em 1999. Faz uso de furosemide há 15 anos. Apresentava-se icterício, com edema de membros inferiores, estase jugular 3+/4+, creptações finas no terço inferior do tórax, bilateralmente, e fígado palpável a 4cm do rebordo costal direito. Os bioquímicos evideciaram: ALT = 1485 U/L, AST = 2550 U/L, e BT = 2,10mg/dL. A ultrassonografia abdominal mostrou congestão hepática. O ecocardiograma mostrou aumento das câmaras direitas. A pressão de artéria pulmonar foi estimada em 77 mmHg. Foram feitos os diagnósticos de cor pulmonale descompensado e hepatite congestiva, sendo prescrito furosemide. Após três dias da internação, o paciente apresentou choque cardiogênico, com queda do nível de consciência e pressão arterial de 80x40 mmHg, necessitando de dopamina. Considerando a não identificação do agente etiológico pelo choque e o antecedente de beribéri do paciente, optou-se pela administração de tiamina 300 mg ao dia. Após o tratamento, o paciente voltou aos valores normais de pressão, melhora da congestão e normalização das enzimas hepáticas. A arteriografia pulmonar foi negativa para tromboembolismo e o exame evidenciou pressão média de artéria pulmonar de 25 mmHg. Novo ecocardiograma não evidenciou hipertensão pulmonar ou dilatação das câmaras cardíacas. Discussão: Beribéri tornou-se a hipótese mais provável, pois: não houve outro fator que explicasse as manifestações clínicas e a evolução; história prévia de etilismo e de beribéri; uso de diurético de alça; resposta clínica imediata com a reposição de tiamina. Em conclusão, acreditamos que este caso é de grande importância, pois a deficiência de tiamina pode ser considerada como causa reversível de hipertensão pulmonar e deve ser incluída como diagnóstico diferencial de cor pulmona.

84.
JAMAS, Elenize Pereira ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; FERREIRA, Ana Lúcia dos Anjos ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Rigidez passiva miocárdica, e quantificações de RNAms do Serca 2a, fosfolambam e receptores de canais rianodínicos em ratos hipertensos e idosos. In: VII Congresso Paulista de Clínica Médica, 2008, São Paulo. Anais, 2008. p. 61.
Palavras-chave: SERCA; Fosfolabam; Rato; envelhecimento.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
OBJETIVOS: determinar a rigidez passiva miocárdica e quantificar o RNAms das proteínas reguladores da homeostase do cálcio, em ratos hipertensos e idosos. MATERIAL e MÉTODOS: Foram estudados ratos espontaneamente hipertensos com 30 semanas (SHR30, n=10) e 90 semanas (SHR90, n=17) de idades e, como controles ratos de mesmas idades (WKY30, n=9; WKY90, n=10). A hipertrofia ventricular foi mensurada pela área celular (AC, 2) peso do ventrículo esquerdo (VE, g). A rigidez passiva miocárdica foi medida pela tensão diastólica pra deformação de 20% (Str20, g/cm2). As quantificações dos RNAms foram realizados por reação em cadeia da polimerase (RT-PCR), para as proteínas Retículo Sarcoplasmático Cálcio Atpase (Serca 2A), Fosfolambam (FLB) e Receptores de Canais Riandínicos (RyR). As variáveis foram comparadas pela análise de variância de 2 vias, seguido pelo teste de Tukey, para nível de significância de p 0,05. RESULTADOS: os resultados são apresentados pelas médias e desvios-padrão. A AC e VE foram maiores nos SHRs em relação aos WKYs e houve aumento com o envelhecimento. O Str20 foi maior no SHr e o envelhecimento aumentou a rigidez passiva em ambas as cepas. Nos ratos SHR30, foi menor que nos WKY30 e houve diminuição com o envelhecimento apenas na cepa WKY. Em ambas as cepas o FLB diminuiu com o envelhecimento. Os valores obtidos forma: AC=214 12; 270 08; 205 12; 241 09, VE = 1,11 0,05; 1,31 0,04; 0,97 0,04; 1,23 0,05; Str20=6,84 0,70; 13,18 0,61, 5,44 0,74; 11,40 0,70. Serca2a = 3,07 0,30; 3,35 0,34; 5,29 0,39; FLB = 1,22 0,10; 1,10 0,11; 1,66 0,13; 1,05 0,13, para os grupos SHR30, SHR90, WKY30 e WKY90, respectivamente. CONCLUSÕES: A hipertensão arterial e o envelhecimento são fatores que contribuem para a hipertrofia ventricular e para a disfunção diastólica. As maiores rigidezes passivas miocárdicas nos ratos com hipertrofia e idosos pode ser devido a menor expressão da Serca2a e da FLB..

85.
Schnitz, K. ; GARCIA, Polyanne Cristine ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Ânions não mensuráveis são preditores de mortalidade em UTI clínica. In: VII Congresso Paulista de Clínica Médica, 2008, São Paulo. Anais, 2008. p. 5.
Palavras-chave: anions não mensuraveis; mortalidade; fatores preditores; Equações de predição; UTI.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Objetivo: O objetivo deste estudo foi avaliar a utilidade das variáveis que representam os ânions não mensuráveis [anion gap (AG), AG corrigido pela albumina (AG alb), AG corrigido pela albumina e lactato, excesso de base (BE) e BE modificado (BEm)] e da proteína C-reativa (PCR), em predizer os níveis de lactato e a mortalidade em UTI clínica. Material: Este estudo prospectivo incluiu 156 pacientes admitidos em UTI clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu, entre agosto de 2006 e junho de 2007. Métodos: Os níveis séricos de potássio, sódio, cloro, PCR, albumina e lactato foram medidos. As variáveis que representam os anions não mensuráveis, AG, AG alb, AG alb + lac, BE e BEm; e o escore APACHE II foram calculados. Resultados: Entre os pacientes estudados 60,9 % eram do sexo masculino, e a média de idade foi 59,2 17,2 anos. A mortalidade foi de 31,4%. O teste de Spearman mostrou correlação entre as variáveis que representam os ânions não mensuráveis, com exceção do AG alb + lac. A comparação entre os sobreviventes e os não sobreviventes mostrou diferença entre o tempo de internação, escore APACHE II, albumina, PCR, lactato, AG alb, BE e BEm. As análises das áreas sobre as curvas ROC para mortalidade foram estatisticamente significante para o lactato, APACHE II, PCR, AG alb, BE e BEm. Além disso, as regressões logísticas multivariadas, corrigidas pelo gênero e idade, mostraram que todas as variáveis que representam os ânions não mensuráveis são preditoras de mortalidade na UTI. Pacientes com maiores APACHE II e PCR; e menores valores de BEm apresentaram maior mortalidade. Conclusões: Todos os métodos que estimam o ânions não mensuráveis são preditores de mortalidade na UTI. Além disso, o APACHE II, PCR e BEm foram os melhores preditores de mortalidade..

86.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da restrição dietética de vitamina a na remodelação cardíaca pós-infarto. In: XXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2008, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de publicações da SOCESP, 2008. v. 18. p. 66.
Palavras-chave: Vitamina A; Retinol; hipovitaminose A; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Fundamentos: Aproximadamente 60% da população brasileira apresenta ingestão de vitamina A inferior a 50% do recomendado. Entretanto, as conseqüências desse fenômeno não são conhecidas. Assim, nosso objetivo foi analisar a influência da restrição alimentar de vitamina A sobre a remodelação cardíaca após o infarto agudo do miocárdio. Métodos: Foram constituídos dois grupos: 1) C, formado por animais alimentados por dieta padrão 2) RVA, formado por animais alimentados por dieta deficiente de vitamina A e cujas mães, durante a gestação e lactação, receberam dieta isenta de vitamina A. Após atingirem 200g, os animais foram submetidos ao infarto, observados por três meses (C=25, RVA=26), e submetidos ao ecocardiograma e avaliação bioquímica. Utilizamos o teste t de Student, com significância de 5%. Resultados: A mortalidade não foi diferente entre os grupos (C=48%, RVA=50%, p=0,891). O grupo RVA apresentou maiores diâmetros (C=9,4 1,4 mm; RVA=10,5 1,2 mm, p=0,04) e áreas diastólicas do ventrículo esquerdo, ajuntadas ao peso corporal dos animais (C=1,8 0,4 cm2/; RVA=2,1 0,3 cm2/g, p=0,03), em relação ao grupo C. O grupo RVA apresentou menor tempo de relaxamento isovolumétrico (C=68,8 11,4; RVA=56,3 16,8, p=0,04) e maior porcentagem de colágeno (C=2,8 0,9%; RVA=3,7 1,1%. P=0,05) que o grupo C. Em relação à maioria de cadeia pesada, não houve diferença entre os grupos em relação à -miosina (C=52,7 6,6; RVA=53,4 5,8, p=0,85), -miosina (C=47,3 6,6; RVA=46,6 5,8, p=0,85) e relação / (C=0,92 0,23; RVA=0,89 0,22; p=0,83). As concentrações de retinol sérico e hepático não foram estatisticamente diferentes entre os grupos. Conclusão: A restrição dietética, sem deficiência, de vitamina A promoveu intensificação da remodelação pós-infarto, com alteração da função diatólica. Esse processo não foi medidado por alteração na expressão da cadeia pesada de miosina..

87.
FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; NOVO, Rosangela ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Remodelação cardíaca induzida pelo ácido retinóico. Adaptação fisiológica ou patológica?. In: XXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2008, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de publicações da SOCESP, 2008. v. 18. p. 67.
Palavras-chave: ácido retinóico; remodelação cardíaca; Função ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Fundamentos: ratos tratados com dose fisiológica de ácido retinóico (AR) apresentaram remodelação cardíaca. Essa resposta poderia sugerir resposta adaptativa fisiológica ou alterações compatíveis com sobrecarga de volume. Nosso objetivo foi analisar a influência de diferentes doses de AR no coração para identificar se essas alterações são fisiológicas ou psicológicas. Métodos: ratos Wistar foram distribuídos em 4 grupos: C (n=16), com dieta padrão, AR 0,3 (n=17) com 0,3 mg of AR na dieta, AR10 (n=16) com 10 mg de AR na dieta e AR50 (n=18) com 50 mg de AR na dieta. Após 4 semanas, os animais foram avaliados pelo ecocardiograma e após a eutanásia, seções dos VE foram fixadas em parafina. Foram avaliadas fração de colágeno (por Picrosírius red), intensidade e distribuição da conexina 43 (por microscópio de fluorescência) e as enzimas do metabolismo energético. ANOVA ou Kruskal-Wallis foram utilizados e o nível de significância foi p<0,05. Resultados: o grupo AR50 apresentou maior diâmetro diastólico do VE (mm) (C = 6,2 0,6; AR0,3 = 6,3 0,5; AR10 = 6,6 0,5; AR50 = 7,0 0,9; P=0,008) e maior débito cardíaco (l/min) (C = 0,07 0,002; AR0,3 = 0,08 0,02; AR1- = 0,100 0,03; AR50 = 0,107 0,03; P=0,003) em relação a C. Não houve diferença estatística quanto a fração de colágeno em % (C = 4,9 1,5; AR0,3 = 5,0 2,2; AR10 = 6,0 3,2; AR50 = 4,2 1,2; P=0,33), nas enzimas do metabolismo energético cardíaco - a) lactato desidrogenase (mmol/g de tecido) (C = 104 17; AR0,3 = 84 43; AR10 = 93 14; AR50 = 103 4; P=0,69); b) -hidroxiacilcoenzima A desidrogenase (mmol/100 mg de tecido) (C = 2,2 [1,2-3,4]; AR0,3 = 0,9 [0,4-3,5]; AR10 = 0,7 [0,5-1,4]; AR50 = 3,1 [2,6-4,0]; P= 0,16), na intensidade da conexina 43 (C = 2,79 0,25; AR0,3 = 2,69 0,20; AR10 = 2,53 0,43; AR50 = 2,28 0,40; P=0,120) e na distribuição da conexina 43 (C = 2,98 0,32; AR0,3 = 2,81 0,19; AR10 = 2,53 0,46; AR50 = 2,58 0,30; P=0,168). Conclusão: esses dados sugerem que o AR resul.

88.
DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência dos sistemas adrenérgico e renina-angiotensina na remodelação cardíaca induzida pelo tabagismo. In: XXIX Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2008, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de publicações da SOCESP, 2008. v. 18. p. 80.
Palavras-chave: Fumo; angiotensin converting enzyme inhibitor; beta-bloqueador; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Saúde Humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Fundamentos: A participação da ativação neurohormonal na remodelação cardíaca induzida pelo tabagismo não é conhecida. Assim, nosso objetivo foi avaliar a influência do lisinopril e do propanolol na alterações cardíacas de ratos fumantes. Métodos: Ratos Wistar foram distribuídos em três grupos: F (n=10), animais expostos à fumaça do cigarro (40 cigarros/dia); L (n=10), animais expostos à fumaça do cigarro e tratados com lisinopril (20 mg/kg/dia) e B (n=10), animais expostos à fumaça do cigarro e tratados com propanolol (40 mg/kg/dia). Após 2 meses, os animais foram submetidos à medição da pressão arterial caudal, ecocardiograma e estudo morfométrico. As variáveis paramétricas, em média desvio-padrão, foram analisadas por meio da ANOVA complementadas por Holm-Sidak e as não paramétricas, em medianas e intervalo interquartil, foram analisadas por meio do teste de Kruskal-Wallis complementadas por Dunn. O nível de significância foi 5%. Resultados: A freqüência cardíaca foi menor no grupo B (F = 374 53, L = 370 67, B = 297 30; p=0,01). A pressão sistólica caudal do grupo L foi menor que nos outros grupos (F = 127 (110-140) mmHg, L=90 (80-96) mmHg, B = 117 (115-120) mmHg; p<0,001). O diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo, ajustado ao peso corporal do rato, foi menor no grupo L (F = 11,3 1,4 mm/kg. L = 9,5 1,9 mm/kg. B = 9,9 1,9 mm/kg; p=0,042). A fração de ejeção (F = 0,87 0,03, L = 0,92 0,03, B = 0,90 0,02; p=0,010) e a porcentagem de encurtamento (F = 50 4%, L = 58 7, B = 54 4; p=0,015) foram maiores nos animais L em comparação aos fumantes. O peso do ventrículo esquerdo, ajustado ao peso corporal do rato, foi menor nos animais L e B, em relação aos fumantes (F = 2,1 0,2 mg/g, L = 1,7 0,1 mg/g, B = 1,9 0,1 mg/g; p<0,001). Conclusão: O sistema adrenérgico e, de maneira mais acentuada, o sistema renina-angiotensina, participam da remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça do cigarro..

89.
HASEGAWA, Sandra Reiko ; FERRARI, Renata ; SORIANO, Eline Almeida ; Pelegrino, Nilva Regina Gelamo ; TANNI, Suzana Erico ; GODOY, Irma de ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Análise da qualidade da dieta dos pacientes com DPOC. In: XII Congresso Brasileiro de Nutrologia, XIII Conferência sobre Obesidade,e V Conferência de Direito Humano à Alimentação Adequada, VI Annual Meeting International Colleges for Advancements of Nutrition, 2008, São Paulo. Anais do Congresso, 2008.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Dieta; Ingestão Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Dietética.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Congresso realizado nos dias 03 a 05 de setembro de 2008.

90.
SORIANO, Eline Almeida ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; Miot, H.A. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Alterações cardíacas em pacientes com acne tratados com isotretionina oral. In: 63º Congresso da Sociedade Brasileira de Dermatologia, 2008, Fortaleza, CE. Anais, 2008.
Palavras-chave: remodelação cardíaca; ácido retinóico; retinóides; acne.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Dermatologia.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.

91.
Oliveira, Lucienne da Cruz ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . O ácido retinóico atenua a remodelação cardíaca induzida pelo tabagismo. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 81-81.
Palavras-chave: ácido retinóico; tabagismo; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: analisar os efeitos da suplementação de ácido retinóico nas alterações morfológicas e funcionais cardíacas induzidas pela exposição à fumaça do cigarro em ratos. Métodos: Ratos Wistar, machos, pesando 200 g, foram alocados em 2 grupos: EFC (n=10), formado pelos animais expostos à fumaça do cigarro (40 cigarros/dia) e EFC-AR (n=10), com ratos expostos à fumaça do cigarro e suplementados com ácido retinóico (todo trans ácido retinóico: 0,3mg/kg/dieta). Após 2 meses, variáveis cardíacas foram avaliadas pelo estudo ecocardiográfico. Para dados paramétricos, os valores foram apresentados em média desvio padrão, e os resultados analisados pelo teste t de Student. Para dados não paramétricos, os valores foram representados por mediana e intervalos interquartis, sendo que as diferenças foram analisadas pelo teste de Mann Whitney. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Não foram observadas diferenças na pressão sistólica caudal (EFC=128 16 mmHg; EFC-AR=140 mmHg; p=0,14). O índice de massa do ventrículo esquerdo foi menor nos ratos EFC-AR (EFC=1,94 0,3 g; EFC-AR=1,69 0,2 g; p=0,05) que no grupo EFC. Os animais EFC-AR apresentaram menores diâmetros ventriculares diastólicos (EFC=22,8 1,8 mm; EFC-AR=19,9 1,6 mm; p=0,002) e sistólicos (EFC=11,1 (10,4-12,9) mm; EFC-AR=8,4 (8,1-8,6) mm; P=0,001) do ventrículo esquerdo, ajustados pelo peso corporal dos animais, que os ratos EFC. A fração de ejeção (EFC=0,8 0,03; EFC-AR=0,9 0,03; p=0,015) e a porcentagem de encurtamento (EFC=50,3 4,5 %; EFC-AR=56,6 5,8; p=0,015) foram maiores nos animais EFC-AR, em relação aos animais EFC. Conclusão: Em animais expostos à fumaça do cigarro, a suplementação de ácido retinóico atenuou a remodelação cardíaca e a disfunção ventricular induzidas pelo tabagismo..

92.
NOVO, Rosangela ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Influência da suplementação do beta-caroteno e da exposição ao cigarro sobre a conexina 43 em cardiomiócitos de rato. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP. v. 17. p. 82-82.
Palavras-chave: Conexina 43; Fumo; Beta-caroteno; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Em trabalho anterior, exposição prévia à fumaça de cigarro (EFC) associou-se a efeito protetor, com menor mortalidade após o infarto do miocárdio (IM) e a suplementação com beta-caroteno (BC) atenuou este efeito. Os mecanismos envolvidos não são conhecidos. Objetivo: Analisar os efeitos da EFC e do BC sobre as junções comunicantes (JC) no coração. Métodos: Ratos (n=20) foram divididos em 4 grupos: I (Controle, n=5), II (BC: 500mg/kg dieta, n=5), III (EFC 40 maços/dia, n=5) e IV (EFC+BC, n=5). Após 4 semanas, os animais foram eutanasiados, os corações retirados e utilizados para análise da JC por meio de imunohistoquímica para conexina 43 (Cx43). Análise estatística: ANOVA de dois fatores. Resultados: Não foi observada interação estatística significante entre os tratamentos. A distribuição e a quantidade de Cx43 no disco intercalar (DI) foram menores nos animais EFC do que os não EFC (distribuição no DI- EFC: 3,59 0,09; Não EFC: 3,97 0,09; p = 0,009; quantidade no DI- EFC: 1,39 0,24; Não EFC: 2,12 0,24; p = 0,043). A distribuição e a quantidade de Cx43 fora do DI foram maiores nos animais EFC do que os não EFC (distribuição fora do DI - EFC: 0,57 0,01; Não EFC: 0,80 0,09; p = 0,006; quantidade fora do DI- EFC: 0,38 0,08; Não EFC:0,05 0,07; p = 0,008). O BC não influenciou as alterações induzidas pela EFC na CI. Conclusão: A EFC induziu remodelação da CI. Os efeitos da EFC na CI não explicam a diminuição de mortalidade após o IM. Auxílio financeiro: FAPESP..

93.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeitos do beta-caroteno e da exposição à fumaça do cigarro sobre a remodelação cardíaca pós-infarto do miocárdio. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 59-59.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Fumo; Beta-caroteno; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: analisar os efeitos do beta-caroteno e da exposição à fumaça do cigarro no processo de remodelação cardíaca após o infarto do miocárdio em ratos. Métodos: Após o IM, os animais foram alocados em 4 grupos: 1) grupo C (n=24), formado pelos animais que receberam dieta padrão; 2) grupo BC (n=26), animais que receberam beta-caroteno (500 mg de beta-caroteno /kg/dieta); 3) grupo EFC (n=26), animais que foram expostos à fumaça de cigarro (40 cigarros/dia); e 4) grupo BC+EFC (n=20), animais que receberam beta-caroteno e foram expostos à fumaça de cigarro. Após 6 meses, os ratos foram submetidos ao estudo ecocardiográfico e morfométrico. Utilizamos ANOVA de uma e de duas vias, com significância de 5%. Resultados: Não foram observadas diferenças entre os grupos em relação ao tamanho do infarto (C=46,4 1,2%, BC=48,9 2,0%, EFC=47,8 1,5%, BC+EFC=50,3 1,7%). Os valores do grupo BC foram maiores que os do grupo C em relação à área diastólica (AD; BC=2,09 0,08 cm2/kg, C=1,57 0,12 cm2/kg) e sistólica (AS; BC=1,61 0,08 cm2/kg, C=1,05 0,10 cm2/kg) do VE, ajustadas ao peso corporal (PC). Em relação à fração de variação de área (FAV), os valores do grupo BC foram menores que os dos animais controle (BC=23,6 1,3; C=31,9 2,6). Os valores do grupo BC+EFC foram maiores que os valores de C em relação à AD/PC (BC+EFC=2,02 0,10 cm2/kg) e AS/PC (1,52 0,10 cm2/kg). Na ANOVA de 2 vias, em relação à FAV, foram observadas diferenças significantes entre EFC e C (EFC=25,5 2,3; C=31,9 2,6). O grupo EFC apresentou valores maiores da área seccional dos miócitos (ASM) que os controle. Em adição, o grupo BC+EFC (265 2 mm2) apresentou maiores valores de ASM que BC (235 2 mm2), EFC (254 2 mm2) e C (240 3 mm2). Conclusão: A exposição dos ratos à fumaça de cigarro e ao beta-caroteno, após o infarto do miocárdio, promoveu intensificação do processo de remodelação cardíaca. Houve potencialização dos efeitos deletérios com os dois tratamentos em conjunto..

94.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Comparação entre diferentes métodos para determinação do tamanho do infarto experimental em ratos. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 82-82.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; Concordância; ecocardiografia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: Comparar quatro diferentes métodos para a determinação do tamanho do infarto. Métodos: O método padrão-ouro (análise histológica das circunferências epicárdicas e endocárdicas da região infartada - CIR) foi comparado com a determinação da área infartada por histologia (AREA), perímetro interno da cavidade infartada em relação ao perímetro total por histologia (PER) e o perímetro interno infartado determinado por ecocardiograma (ECO). Utilizamos a ANOVA de medidas repetidas, complementada com o teste de comparações múltiplas de Dunnett; a significância foi estabelecida em p<0,05; o método de concordância de Bland & Altman, e o teste de correlação de Spearman. Os dados estão em medianas e intervalos interquartis. Resultados: Analisamos os dados de 122 animais, após 3-6 meses do infarto. Em relação ao tamanho do infarto, houve diferença estatisticamente significante entre CIR e os outros três métodos (p<0,001): CIR = 42,4% (35,9-48,8), PER = 50,3% (39,1-57,0), AREA = 27,3% (20,2-34,3), ECO = 46,1% (39,9-52,6). Assim, a medida por área resultou em subestimação de 15% do tamanho do infarto, enquanto as medidas por ecocardiograma e pelo perímetro interno por meio de histologia resultaram em superestimação do tamanho do infarto de 4% e 5%, respectivamente. Em relação ao ECO e PER, apesar da diferença entre os métodos ser de apenas 1,27%, o intervalo de concordância variou de 24,1 a -26,7%, sugerindo baixa concordância entre os métodos. Em relação às associações entre os métodos, houve correlações estatisticamente significantes entre: CIR e PER (coeficiente de correlação de 0,88 e p<0,0001); CIR e AREA (r=0,87 e p<0,0001) e CIR e ECO (r=0,42 e p<0,0001). Conclusão: Na determinação do tamanho do infarto, apesar da alta correlação, houve baixa concordância entre os métodos..

95.
FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; NOVO, Rosangela ; GALHARDI, Cristiano Machado ; Seiva, F.R.F. ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Influência da suplementação de diferentes doses de ácido retinóico na remodelação cardíaca. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 37-37.
Palavras-chave: ácido retinóico; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Introdução: O ácido retinóico (AR) em dose fisiologica apresentou remodelação cardíaca (RC) Objetivo: Determinar a influência da suplementação de diferentes doses de AR na dieta a fim de analisar variáveis estruturais, funcionais e metabólicas cardíacas. Métodos: Utilizamos ratos Wistar em 4 grupos: Grupo C, com a dieta padrão(n=16);Grupo AR 0,3 com 0,3 mg de AR(n=17);Grupo AR10 com 10 mg de AR(n=18);Grupo AR50,com 50 mg de AR(n=18). Após 4 semanas, os ratos foram avaliados por ecocardiograma e 5 ventrículos esquerdos de cada grupo foram coletados para análise bioquímica.Para estatística foi utilizado ANOVA de 1 via e teste a posteriori de Dunnet para dados paramétricos e Kruskal-Wallis para dados não paramétricos e nível de significância de 5%. Resultados: O grupo AR50 apresentou maior diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (mm,C=6,2 0,6,AR0,3=6,3 0,5,AR10=6,6 0,5,AR50=7,0 0,9,P=0,008) e maior diâmetro do átrio esquerdo (mm,C=3,2 0,8, AR0,3=3,2 0, 4, AR10=3,8 0,8, AR50=3,9 1,0,P=0,011) em comparação a C. Todos os grupos apresentaram aumento no fluxo sanguíneo pela artéria aorta (mm/s,C=79 14, AR0,3=91 11, AR10=91 9,7, AR50=96 10,P<0,001) em relação a C. Quanto ao metabolismo energético não houve diferença significante das enzimas em relação a C: lactato desidrogenase(mmol/g/tecido,C=103,8 16,5,AR0,3=84,2 42,6,AR10=92,5 13,5, AR50=102,7 3,8,P=0,685) e bhidroxiacilcoenzimaA desidrogenase (mmol/100mgdetecido,C=2,2(1,2-3,4),AR0,3=0,9(0,4-3,5),AR10=0,7(0,5-1,4),AR50=3,1(2,6-4,0),P=0,158) em relação a C. Conclusão:A suplementação com AR melhorou a função sistólica, independentemente da dose utilizada. A dose de 50 mg resultou em RC sem alterações no metabolismo energético, sugerindo RC fisiológica..

96.
DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NOVO, Rosangela ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência do tabagismo na remodelação após o infarto do miocárdio: papel do estresse oxidativo. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 37-37.
Palavras-chave: estresse oxidativo; Fumo; Infarto agudo do miocárdio; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: analisar o potencial papel do estresse oxidativo na remodelação ventricular após o infarto do miocárdio, em ratos expostos à fumaça de cigarro. Métodos: Após o infarto, ratos foram distribuídos em 2 grupos: C (controle, n=25) e F (40 cigarros/dia, n=24). Após 6 meses, foi realizado ecocardiograma e avaliação do estresse oxidativo. Utilizamos o teste t (com média desvio padrão). O nível de significância foi 5%. Resultados: Os diâmetros do átrio esquerdo, ajustados ao peso corporal dos animais (PC) foram maiores nos animais fumantes que nos animais controle (C = 12,03 3,7 mm/kg, F = 14,96 2,6 mm/kg; p=0,048). O grupo F apresentou maiores áreas diastólicas (C = 1,52 0,4, F = 1,95 0,4 mm2/g; p=0,032) e sistólicas (C = 1,03 0,3, F = 1,36 0,4 mm2/g; p=0,049) do VE ajustadas ao PC do rato. A fração de variação de área foi menor no grupo F (C = 30,3 10,1 %, F = 19,2 11,1 %; p=0,024). A relação E/A foi maior no grupo F (C = 2,3 2,2, F = 5,1 2,5; p=0,037). Os animais fumantes apresentaram maiores níveis de GSH (C = 0,7 0,3 nmol/mg de proteína, F = 1,4 0,3 nmol/mg de proteína; p=0,004) e GSSG (C = 0,7 0,3 nmol/g de proteína, F = 1,4 0,3 nmol/g de proteína; p=0,004), indicando aumento do estímulo oxidante nesse grupo. Entretanto, a lipoperoxidação foi semelhante entre os grupos, já que não houve diferenças nos lipoperóxidos (C = 0,4 0,2 nmol/mg de tecido, F = 0,1 0,1 nmol/mg de tecido; p=0,08), sugerindo que, apesar do aumento no estímulo oxidativo, os sistemas anti-oxidantes foram eficientes em prevenir o estresse oxidativo nos animais expostos à fumaça do cigarro. Conclusão: o conjunto de nossos dados sugere que a maior remodelação tardia em animais infartados e expostos à fumaça do cigarro não depende do estresse oxidativo..

97.
DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; NOVO, Rosangela ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A intensificação da remodelação pós-infarto induzida pelo beta-caroteno não é dependente do estresse oxidativo. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 59-59.
Palavras-chave: Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Beta-caroteno; Rato; estresse oxidativo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: Determinar os efeitos do beta-caroteno na remodelação ventricular pós-infarto do miocárdio e a influência do estresse oxidativo nesse processo. Métodos: Ratos Wistar foram infartados e divididos em 2 grupos: IAM-C, formado pelos animais infartados que receberam dieta padrão e IAM-BC, formado pelos animais que receberam beta-caroteno (500mg/kg/dieta). Após 6 meses, os animais sobreviventes (IAM-C=13, IAM-BC=15) foram submetidos a estudo ecocardiográfico, morfométrico e bioquímico, com a determinação do GSH, GSSG e lipoperóxidos no fígado. Os resultados são apresentados em média desvio padrão e os resultados analisados pelo teste t de Student. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Em relação ao tamanho do infarto, não houve diferença entre os grupos (IAM-C=46 4; IAM-BC=48 7; p=0,311). A espessura da parede posterior foi menor no grupo IAM-BC (IAM-C=1,46 0,3 mm; IAM-BC=1,24 0,2; p=0,041). O grupo IAM-BC apresentou maiores áreas diastólicas (IAM-C=1,57 0,4, IAM-BC=2,09 0,3 mm2/g; p=0,001) e sistólicas (IAM-C=1,05 0,3, IAM-BC=1,61 0,3 mm2/g; p<0,001) do ventrículo esquerdo ajustadas ao peso corporal do rato. A fração de variação de área foi menor no grupo IAM-BC (IAM-C = 31,9 9,3 %, IAM-BC=23,6 5,1 %; p=0,006). A relação E/A foi maior no grupo IAM-BC (IAM-C = 2,7 2,5, IAM-BC = 5,1 2,8; p=0,036). Não houve diferenças nos níveis de GSH (IAM-C=17,7 7,3 nmol/mg de proteína, IAM-BC=27,4 13,7 nmol/mg de proteína; p=0,250), GSSG (IAM-C=0,3 0,1 nmol/g de proteína, IAM=0,4 0,2 nmol/g de proteína; p=0,246) e lipoperóxidos (IAM-C=0,3 0,1 nmol/mg de tecido, IAM-BC=0,2 0,1 nmol/mg de tecido; p=0,159). Conclusão: A intensificação da remodelação ventricular pós-infarto induzida pelo beta-caroteno não é dependente do estresse oxidativo..

98.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Influência da suplementação de doses farmacológicas de ácido retinóico no processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 37-37.
Palavras-chave: ácido retinóico; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: Á suplementação de ácido retinóico em doses fisiológicas melhora a remodelação cardíaca após o infarto agudo do miocárdio em ratos. Assim, o objetivo desse estudo foi verificar a ação da suplementação de ácido retinóico em doses farmacológicas sobre a remodelação de ratos submetidos ao infarto experimental. Métodos: Ratos Wistar, machos, foram submetidos ao infarto e, após 48 horas, tratados com ácido retinóico, 10 mg/kg/dieta (IAM-AR10), ou mantidos sem tratamento (IAM). Após 6 meses, os animais foram submetidos a estudo ecocardiográfico e morfometria (14 animais IAM e 11 IAM-AR10). As variáveis com distribuição normal foram analisadas pelo teste t e as com distribuição não-paramétrica pelo teste de Mann-Whitney, com significância de 5%. Resultados: O tamanho do infarto não diferiu entre os grupos (IAM-AR10= 41,2 6,8%; IAM= 41,0 8,2%; P=0,96). Os ratos IAM-AR10 apresentaram maiores valores das seguintes variáveis: área diastólica (AD - IAM-AR10= 1,30 0,25 mm2; IAM= 1,10 0,21 mm2; P=0,048) e área sistólica (AS - IAM-AR10= 1,02 0,31 mm2; IAM= 0,78 0,23 mm2; P=0,041) no eixo maior, área diastólica (Ad - IAM-AR10= 1,09 0,23 mm2; IAM= 0,91 0,19 mm2; P=0,052) e área sistólica (As - IAM-AR10= 0,80 0,20 mm2; IAM= 0,60 0,12 mm2; P=0,007) no eixo menor, sugerindo maior dilatação ventricular nos animais tratados. Adicionalmente, os animais IAM-AR10 apresentaram menores valores na fração de variação de área (FVA - IAM-AR10= 27,0 5,8 %; IAM= 33,2 7,9 %; P=0,048) que os animais não tratados, sugerindo piora da função ventricular sistólica. Conclusão: A suplementação de ácido retinóico, em doses farmacológicas, intensificou a remodelação cardíaca e piorou a função ventricular após o infarto agudo do miocárdio em ratos..

99.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Influência da ingestão de dieta pobre em vitamina A sobre a remodelação cardíaca. In: XXVIII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2007, São Paulo. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2007. v. 17. p. 97-97.
Palavras-chave: Vitamina A; deficiência; remodelação cardíaca; Rato; Ingestão Alimentar.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: analisar os efeitos da ingestão de dieta pobre em vitamina A em variáveis morfológicas e funcionais cardíacas de ratos. Métodos: Foram constituídos dois grupos: 1) C (n=10), formado por animais alimentados por dieta padrão e cujas mães, durante a gestação e lactação, receberam dieta padrão; 2) DEF (n=10), formado por animais alimentados por dieta isenta de vitamina A e cujas mães, durante a gestação e lactação, receberam dieta isenta de vitamina A. Após atingirem aproximadamente 220g, os animais dos dois grupos foram analisados por ecocardiograma, estudo funcional com coração isolado e dosagem de retinol sérico e hepático por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). Os valores são apresentados em média desvio padrão e os resultados analisados pelo teste t de Student. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Não houve diferença em relação ao peso dos animais (C=216 9 g; DEF=217 13 g; p=0,739). Os animais DEF apresentaram maiores diâmetros ventriculares diastólicos (C=5,8 0,4 mm; DEF=6,2 0,3 mm; p=0,042) e sistólicos (C=1,9 0,5 mm; DEF=2,4 0,3 mm; p=0,008) do ventrículo esquerdo. A fração de ejeção (C=0,96 0,03; DEF=0,93 0,02; p=0,049), a porcentagem de encurtamento (C=66,2 7,5 %; EF=60,2 4,7 %; p=0,019) e a derivada positiva (dp/dt) de pressão (C=5513 1394 mmHg/s; DEF=4229 873 mmHg/s; p=0,027) foram menores nos animais DEF, em relação ao grupo C. Não houve diferença nos níveis séricos de retinol (C=4,1 2,3 mmol/l; DEF=2,2 2,9 mmol/l; p=0,187). Os níveis de retinol hepáticos, porém, foram significantemente menores no grupo DEF (C=1007 248 mmol/kg; DEF=125 50 mmol/kg; p<0,001). Conclusão: A ingestão de dieta pobre em vitamina A induziu remodelação cardíaca, acompanhada de disfunção ventricular, no modelo do rato..

100.
Romeiro, Fernando Gomes ; Paixão, Fabiano Carlos ; COLENCI, Beatriz ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; Miranda, José Ricardo de Arruda . Detecção do posicionamento de sonda nasoenteral por magnetoresistor. In: XIX Jornada Paulista de Atualização em Doenças Digestivas, 2007, Águas de Lindóia. Anais da XIX Jornada Paulista de Atualização em Doenças Digestivas, 2007. p. P07.
Palavras-chave: sonda naso-enteral; Nutrição Enteral; magneto-resistor.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Gastroenterologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Dentre as principais limitações da nutrição enteral estão a dificuldade de posicionamento e os erros de passagem da sonda, mesmo com os vários métodos usados para evitá-los. O objetivo deste trabalho foi localizar, por meio de magnetoresistor portátil, a ponta de sondas nasoenterais modificadas, posicionadas no estômago. Foram estudados 10 pacientes internados, com indicação de nutrição enteral por problemas de deglutição. As sondas (Taylor n.12) tiveram imãs de 4 mm introduzidos em suas extremidades, permitindo a detecção pelo magnetoresistor (HMC 1001 Honeywell Inc.). Após passagem da sonda o local de maior campo magnético detectado (ponto M) foi marcado externamente no abdome com um dispositivo adesivo radiopaco, para a seguir ser realizada a radiografia simples de abdome com o paciente no leito. A média da distância do ponto M até a extremidade da sonda foi menor que 2,5 cm  1,5 cm nas radiografias, mostrando a eficácia do sistema e sua potencial capacidade para garantir a localização da sonda no trato gastrointestinal. As principais vantagens do método são a detecção em tempo real, o baixo custo, a fácil aplicação e o fato da técnica ser livre de radiação ionizante. Órgão financiador: FAPESP .

101.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . O que há de novo em nutrição enteral segundo as diretrizes da ESPEN 2006 - vitamina e coração. In: II Congresso Brasileiro de Nutrição Integrada CBNI/ GANEPÃO 2007, 2007, São Paulo. RBM - Revista Brasileira de Medicina. São Paulo: moreira jr editora ltda, 2007. v. 64. p. 62-63.
Palavras-chave: ácido retinóico; Vitamina A; coração; Beta-caroteno; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 00347264.

102.
Schnitz, K. ; GARCIA, Polyanne Cristine ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; Santos, L.N. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . O papel dos ânions não mensuráveis e da proteína C-reativa em UTI clínica. In: X Congresso Paulista de Terapia Intensiva (X COPATI), 2007, Campos do Jordão. Anais da X COPATI. São Paulo, 2007.
Palavras-chave: anions não mensuraveis; mortalidade; Proteína C reativa; UTI.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português.
Apresentado em 01 de setembro de 2007. Prêmio de melhor pôster.

103.
RAMOS, Priscila P ; MARIVO, Monika ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Variáveis associadas a maior risco de morte em pacientes com insuficiência cardíaca. In: 62º Congresso da Sociedade Brasileira de Cardiologia, 2007, São Paulo. Arquivos Brasileiros de Cardiologia. São Paulo, 2007. v. 89. p. 128.
Palavras-chave: mortalidade; Insuficiência cardíaca; fatores de risco.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Fundamento: A insuficiência cardíaca (IC) é uma síndrome clínica com incidência ascendente e alta morbi-mortalidade. O conhecimento e o controle de fatores associados ao mal prognóstico são fundamentais para a diminuição da morbi-mortalidade. Objetivo: Determinar os fatores associados a maior risco de morte por qualquer causa em pacientes com IC. Delineamento: Estudo retrospectivo de pacientes com insuficiência cardíaca. Casuística e Métodos: Foram analisados dados de 109 pacientes internados com IC descompensada, sendo 51 mulheres (68,8 13 anos) e 58 homens (66,1 14,2 anos). Foi considerado desfecho primário a mortalidade por qualquer causa em dois anos. As curvas de sobrevida em homens e mulheres foram analisadas pelo método de Kaplan-Meyer. As variáveis associadas com o óbito foram analisadas pelo modelo de regressão logística multivariada. Nível de significância: p<0,05. Resultados: As medicações utilizadas nessa casuística foram: digital (92,4%), diuréticos (95,4%), IECA (84,4%), heparina (86,2%), AAS (26,6%) e beta- bloqueadores (5,5%). A mortalidade foi 11,9%, no período de internação e 34,8% em 24 meses. As curvas de sobrevida em 24 meses foram semelhantes entre os sexos (p=0,074). Os fatores independentes que favoreceram a mortalidade foram: massa do ventrículo esquerdo - MVE (OR = 1,01; IC95 = 1,00-1,02), presença de isquemia miocárdica (OR = 14,3; IC95 = 1,13-176,0). O menor diâmetro do VE na diástole favoreceu a sobrevivência (OR = 0,28; IC95 = 0,78-0,99). Não houve influência da idade presença de diabetes, ou de acidente vascular cerebral no desfecho de morte. Conclusões: 1. Nesta população, a mortalidade hospitalar e em dois anos foi elevada. 2. A hipertrofia do ventrículo esquerdo e a isquemia miocárdica aumentaram o risco de morte. 3. Na presente casuística, não foram observadas influências da idade e do diabetes mellitus na mortalidade total..

104.
RAFACHO, B. P. M. ; SORIANO, Eline Almeida ; PANSANI, Marielle Castilho ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Complicações metabólicas de nutrição parenteral em hospital terciário. In: XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, V Congresso Brasileiro de Nutrição Clínica, 2007, Florianópolis. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, 2007.
Palavras-chave: Nutrição Parenteral; Complicações.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Objetivo: Descrever características, indicações e complicações de pacientes recebendo nutrição parenteral (NP) e estabelecer os fatores associados à mortalidade em um hospital terciário em que as prescrições são realizadas por diferentes equipes clínicas e cirúrgicas. Casuística e Métodos: Foram estudados de modo prospectivo, de maio a julho de 2007, 15 prontuários de pacientes adultos em terapia nutricional parenteral. Foram considerados: idade, sexo, tempo de internação e de NP, motivo da NP, complicações infecciosas, glicemia, alteração de eletrólitos e albumina. Os dados foram apresentados a forma de porcentagem, média SD, mediana e intervalo interquartil. Para comparação dos sobreviventes e não sobreviventes foram utilizados teste exato de Fisher, teste t e Mann-Whitney. Resultados: Dos pacientes estudados, 20% eram do sexo feminino e 80% do sexo masculino, com média de idade de 56 15 anos. O tempo médio de internação foi de 30 19 dias e o de uso de NP foi de 14 10 dias. A indicação mais freqüente da terapia foi trato gastrintestinal não acessível (67%), seguido por trato não funcionante (20%) e por último, jejum prolongado (13%). Nenhum dos pacientes apresentou hipoglicemia ou infecção relacionadas ao cateter e 73% foram a óbito. Em relação as complicações relacionadas à NP, 93% dos pacientes apresentaram distúrbios hidreletrolíticos e 47% hiperglicemia. O distúrbio mais freqüente foi de potássio (87%). Os sobreviventes e os não sobreviventes não apresentaram diferença estatísticas entre as variáveis estudadas (p>0,05). Conclusão: Complicações da NP são bastante freqüentes em hospital em que a prescrição não é realizada por equipe multiprofissional treinada. Apresentado no período de 18 a 21 de novembro de 2007.

105.
PANSANI, Marielle Castilho ; ARANHA, A.M.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; SORIANO, Eline Almeida ; GODOY, Irma de ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; TANNI, Suzana Erico . Freqüência de sintomas associados à ingestão alimentar nos pacientes com Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) em Reabilitação Pulmonar. In: XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, V Congresso Brasileiro de Nutrição Clínica, 2007, Florianópolis. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, V Congresso Brasileiro de Nutrição Clínica, 2007.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Ingestão Alimentar; sintomas.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Objetivo: avaliar a freqüência de sintomas associados à ingestão alimentar nos pacientes com DPOC em Reabilitação Pulmonar. Casuística e Métodos: foram avaliados 24 pacientes com diagnóstico de DPOC que participam da Reabilitação Pulmonar da Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP. As variáveis estudadas foram os sintomas relacionados à ingestão alimentar. Resultados: a idade média dos pacientes foi de 68,5 8 anos, o valor médio do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) de 61,2 18,7 e o índice de dispnéia de Borg 2,1 0,9. Destes pacientes 4,10% referiram dispnéia ao se alimentar, 12,5% fadiga durante as refeições e 8,3% saciedade precoce. 54,2% usam prótese dentária, mas apenas 8,3% relataram dificuldades durante a mastigação e 4,1% dificuldade para deglutir. A flatulência diária foi referida em 50% e 12,5% apresentaram alterações de apetite, sendo que dois pacientes referiram apetite reduzido e um apetite aumentado. Apenas um paciente faz uso de suplemento alimentar e nenhum paciente apresentou alterações no hábito intestinal. Conclusão: aparentemente estes pacientes com obstrução de via aérea apresetam alterações sintomáticas durante e após a alimentação. Apresentado no período de 18 a 21 de novembro de 2007.

106.
PANSANI, Marielle Castilho ; ARANHA, A.M.P. ; RAFACHO, B. P. M. ; SORIANO, Eline Almeida ; GODOY, Irma de ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; TANNI, Suzana Erico . Freqüência de síndrome metabólica em pacientes com doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) acompanhados no Programa de Reabilitação Pulmonar. In: XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, V Congresso Brasileiro de Nutrição Clínica, 2007, Florianópolis. Anais do XVII Congresso Brasileiro de Nutrição Parenteral e Enteral, V Congresso Brasileiro de Nutrição Clínica, 2007.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; sindrome metabolica.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Pneumologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Saúde Humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português.
Objetivo: descrever características e avaliar freqüência de síndrome metabólica (SM) em pacientes com DPOC. Casuística e Métodos: Foram avaliados 24 pacientes com diagnóstico de DPOC, acompanhados no programa de Reabilitação Pulmonar da Faculdade de Medicina de Botucatu/UNESP. Foram considerados: idade, sexo, índice de massa corporal (IMC), circunferência abdominal (CA), glicemia de jejum, HDL, triglicérides (TG) e pressão arterial (PA). A caracterização de SM foi realizada de acordo com o National Cholesterol Education Program Adul Treatment Panel III (NCEP-ATP III). Também foram colhidos dados de recordatório de 24 horas. Resultados: Dos 24 pacientes estudados, 70% eram do sexo masculino, com idade média de 68,5 8 anos. A média do volume expiratório forçado no primeiro segundo (VEF1) foi de 61,2 18,7%. O valor médio de IMC foi de 28,2 4,6 kg/m2 e 62,5% apresentavam excesso de peso. O valor médio da glicemia de jejum foi de 105,2 23 mg/dL e 37,5% pacientes apresentaram valores 110 mg/dL. O valor médio de HDL foi de 53,5 12,6 mg/dL e de TG foi de 135,3 66,2 ng/dL, sendo que 29,2% dos pacientes apresentaram TG 150 mg/dL. Dezoito pacientes (75%) apresentaram PA 130 mmHg ou 85 mmHg. Ambos os sexos apresentaram a média da CA acima dos valores de referência, sendo a média total da CA 100,4 12,2 cm e 62,5% dos pacientes estavam acima dos valores de referência. Em 33,3% dos pacientes os resultados permitiram estabelecer o diagnóstico de SM. Não houve diferenças estatísticas entre as variáveis estudadas quanto ao sexo. A ingestão de calorias foi de 1765,6 1033,7 kcal, sendo 32,9 10,3% de gordura. Conclusão: a SM é freqüente em pacientes portadores de DPOC. Isso indica a necessidade de investigação de sua presença, fatores responsáveis por sua causa e realizar tratamento adequado para diminuir o risco cardiovascular, incluindo-se a orientação nutricional..

107.
VOGT, B. P. ; RAFACHO, B. P. M. ; PANSANI, Marielle Castilho ; Garijo, D.S. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Comparação entre fórmulas que usam circunferências para estimativa de peso corporal em grupo heterogêneo de pacientes. In: VII JONUB, 2007, Botucatu. Anais do VII JONUB, 2007.
Palavras-chave: Equações de predição; Peso do Corpo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Classificação do evento: Local; Brasil/ Português.
A medida do peso corporal constitui uma das ferramentas principais na avaliação nutricional e no cálculo de requerimentos nutricionais. Assim, é importante a estimativa do peso corporal em pacientes acamados e existem na literatura equações baseadas em dados antropométricos (circunferências) para este cálculo em diferentes populações. O objetivo do estudo foi verificar se fórmulas de estimativa de peso apresentadas na literatura fornecem resultados concordantes com o peso obtido por balança em grupo heterogêneo de pacientes. Foram obtidas medidas de circunferência do braço, panturrilha e abdominal e peso de 20 pacientes internados e acompanhados ambulatorialmente em hospital de atendimento terciário de ensino. A maioria dos pacientes era do sexo feminino (n=18). O peso foi estimado por meio de fórmulas de Chumlea et al. (1988) com duas variáveis e Rabito et al. (2004) com quatro variáveis. Os dados foram apresentados na forma de média SD; foram realizados estudos de correlação de Pearson; comparações entre os três métodos foram feitas por testes ANOVA de medidas repetidas e complementadas com teste de Holm-Sidak, e teste de concordância de Bland & Altman. Os resultados obtidos foram: 1) Estudo de Correlação: foram observadas correlações significantes entre o peso corporal e as estimativas por Chumlea (r = 0,971, p<0,0001) e Rabito (r = 0,976, p<0,0001); 2) Comparação de médias: foi observada diferença estatisticamente significante entre peso corporal e a estimativa por Chumbea. Não foi observada diferença na comparação com Rabito; 3) Bland & Altman: não foi observada concordância entre o peso corporal medido e os dois métodos; viés e intervalo de concordância: Chumbea 4,0 5,5 kg e Rabito 0,2 4,5 kg. Concluímos que, para estimativa de peso, apesar da alta correlação, nenhuma equação apresentou concordância com a medida de peso em balança, porém a equação proposta por Rabito parece ser mais adequada para estimar o peso corporal quando se tem como objetio realiz.

108.
NOVO, Rosangela ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Efeito do beta-caroteno e da fumaça de cigarro sobre o sistema glutationa em diferentes órgãos. In: 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, 2007, São Paulo. Nutrire. São Paulo, 2007. v. Suplem. p. 255-255.
Palavras-chave: Beta-caroteno; estresse oxidativo; Fumo; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Nutrição e Alimentação; Saúde Humana.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A fumaça do cigarro contém altas quantidades de radicais livres e oxidantes, constituindo um dos principais causadores de estresse oxidativo em vários sistemas biológicos. Por outro lado, são conhecidas as propriedades antioxidantes do beta-caroteino (BC). Objetivo: Analisar os efeitos de exposição à fumaça de cigarro (EFC) e do BC sobre o sistema glutationa no fígado e no coração de ratos. Métodos: Ratos Wistar (n=20) foram alocados em 4 grupos: C (controle, n=5), BC (beta-caroteno: 500 mg/kg de dieta, n=5), EFC (exposição à fumaça de 40 cigarros/dia, n=5) e BC/EFC (BC e EFC, n=5). Após 4 semanas de tratamento, os animais foram mortos, o fígado e coração congelados e utilizados para dosagens de glutationa reduzida (GSH), glutationa oxidada (GSSG) e hidroperóxidos de lipídeos (HP). Análise Estatística: ANOVA dois fatores. Resultados: Fígado: Os níveis de HP foram maiores nos grupos EFC (5,1 0,1 nmol/mg tecido) em relação aos grupos não EFC (4,3 0,1 nmol/mg tecido) (P=0,03) e menos nos suplementados com BC (4,4 0,1 nmol/mg tecido) em relação aos não suplementados (5,1 0,1 nmol/mg tecido) (P=0,04). A relação GSH/GSSG foi maior nos ratos do grupo BC em relação aos C (C: 42,6 3,7 nmol/mg tecido; BC: 57,4 3,7 nmol/mg tecido) (P=0,012). Os níveis de GSH e GSSG não apresentaram diferença estatística. Coração: Os valores de GSH, GSSG e HP não apresentaram diferença estatística. A relação GSH/GSSG foi menor no grupo BC/EFC em relação ao grupo BC (BC: 121,8 2, 1 nmol/mg tecido; BC/EFC: 109,0 2,1 nmol/mg tecido) (P<0,001) e em relação ao grupo EFC (EFC: 117,4 2,1 nmol/mg tecido; BC/EFC: 109,0 2,1 nmol/mg tecido) (P=0,012). Conclusão: No fígado, o BC apresenta efeito antioxidante, enquanto no coração teve efeito pró-oxidante. Apresentado no 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição; em São Paulo, SP, no período de 24 a 27 de outubro de 2007.

109.
NOVO, Rosangela ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Efeitos do tabagismo e do beta-caroteno sobre a distribuição e a quantidade da conexina 43 em corações de ratos. In: 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, 2007, São Paulo. Nutrire. São Paulo, 2007. v. 32Supl. p. 85-85.
Palavras-chave: Conexina 43; Rato; Fumo; Beta-caroteno; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Em trabalho anterior, a exposição prévia à fumaça de cigarro (EFC) associou-se efeito protetor, com menor mortalidade após o infarto do miocárdio (IM) e a suplementação com beta-caroteno (BC) atenuou este efeito. Os mecanismos envolvidos não são conhecidos. Objetivo: Analisar os efeitos da EFC e do BC sobre as junções comunicantes (JC) no coração. Métodos: Ratos (n=20) foram divididos em 4 grupos: C (Controle, n=5), BC (BC:500 mg/kg dieta, n=5), EFC (exposição à fumaça de 40 cigarros/dia, n=5) e EFC+BC (EFC+BC, n=5). Após 4 semanas, os animais foram eutanasiados, os corações retirados e utilizados para análise da JC por meio de imunohistoquímica para conexina 43 (Cx43). Análise estatística: ANOVA de dois fatores. Resultados: Não foi observada interação estatística significante entre os tratamentos. A distribuição e a quantidade de Cx43 no disco intercalar (DI) foram menores nos animais EFC do que os não EFC (distribuição no DI-EFC: 3,59 0,09; Não EFC: 3,97 0,09; p=0,009; quantidade no DI-EFC: 1,39 0,24; Não EFC: 2,12 0,24; p=0,043). A distribuição e a quantidade de Cx43 fora do DI foram maiores nos animais EFC do que os não EFC (distribuição fora do DI-EFC: 0,57 0,01; Não EFC: 0,80 0,09; p=0,006; quantidade fora do DI-EFC: 0,36 0,08; Não EFC: 0,03 0,07; p=0,008). O BC não influenciou as alterações induzidas pela EFC na CI. Conclusão: Apesar da EFC induzir remodelação da CI, os efeitos da EFC na CI não explicam a diminuição de mortalidade causada pelo tabagismo após o IM. Apresentado no 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição; em São Paulo, SP, no período de 24 a 27 de outubro de 2007.

110.
FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Katashi ; NOVO, Rosangela ; GALHARDI, Cristiano Machado ; Seiva, F.R.F. ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Influência do ácido retinóico na remodelação cardíaca - situação fisiológica ou patológica. In: 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, 2007, São Paulo. Nutrire. São Paulo, 2007. v. 32 Sup. p. 89-89.
Palavras-chave: ácido retinóico; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Setores de atividade: Saúde Humana; Nutrição e Alimentação.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Em estudo anterior, administração de todo-trans-ácido retinóico (AR) induziu remodelação cardíaca que poderia sugerir resposta adaptativa fisiológica ou alterações compatíveis com sobrecarga de volume. Objetivo: Analisar a influênia do AR em diferentes doses na dieta e identificar se essas alterações são fisiológicas ou patológicas. Material e Métodos: ratos Wistar distribuídos em 4 grupos: Grupo C, com a dieta padrão (n=16); Grupo AR0,3, com 0,3 mg de AR (n=17); Grupo AR10, com 10 mg de AR (n=18); Grupo AR50, com 50 mg de AR (n=18). Após 4 semanas, os animais foram avaliados por ecocardiograma e após a eutanásia os ventrículos esquerdos foram coletados para análise de enzimas do metabolismo energético e do colágeno. Foi utilizado ANOVA d uma via ou teste Kruskal Wallis. O nível de significância foi de 5%. Resultados: Os ratos do grupo AR50 apresentaram maior diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (C=6,2 0,6, ARO 3 = 6,3 0,5, ARIO = 6,6 0,5, AR50 = 7,0 0,9 mm; P=0,008) e maior débito cardíaco em relação ao grupo C (C = 0,07 0,02, AR0,3 = 0,08 0,02, AR10 = 0,100 0,03, AR50 = 0,107 0,03 l/min; P = 0,003). Não houve diferença significante entre os grupos em relação a fração de colágeno (C = 4,9 1,5. AR0,3 = 5,0 2,2; AR10 = 6,0 3,1, AR50 = 4,2 1,2, %; P=0,33). Nas enzimas relacionadas com o metabolismo energético, não houve diferença significante na lactato desidrogenase (C = 104 17, AR0,3 = 84 43, AR10 = 93 14, AR50 = 103 40, mmol/g de tecido; P = 0,69) ou na -hidroxiacilcoenzima A desidrogenase (C = 2,2 (1,2 - 3,4), AR0,3 = 0,9 (0,4-3,5), AR10 = 0,7 (0,5-1,4), AR50 = 3,1 (2,6-4,0 mmol/100 mg de tecido; P=0,16). Conclusão: A suplementação de AR, na dose de 50 mg, resultou em remodelação cardíaca que é semelhante a resposta adaptativa fisiológica. Apresentado no 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição; em São Paulo, SP, no período de 24 a 27 de outubro de 2007.

111.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; NOVO, Rosangela ; Seiva, F.R.F. ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; EBAID, G. X. ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . O estresse oxidativo participa da remodelação cardíaca induzida pela ingestão de dieta pobre em vitamina A. In: 9º Congresso Nacional da Sociedade Brasileira de Alimentação e Nutrição, 2007, São Paulo. Nutrire. São Paulo, 2007. v. 32 Sup. p. 258-258.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.

112.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; JAMAS, Elenize Pereira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CASTARDELI, Edson . A remodelação induzida pela exposição à fumaça do cigarro não é dependente da ativação da metaloprotease 2. In: XXVII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2006, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2006. v. 16. p. 47.
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; ecocardiografia; metaloproteinase.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: As metaloproteases modulam a remodelação cardíaca secundária a diversos estímulos. Assim, nosso objetivo foi determinar se as alterações cardíacas estruturais e funcionais causadas pela exposição à fumaça do cigarro são dependentes da ativação das gelatinases (metaloprotease 2). Métodos: Ratos Wistar foram distribuídos em dois grupos: 1) grupo fumante (F, n=10) que foram expostos à fumaça de cigarro, na taxa de 40 cigarros/dia; 2) grupo controle (C, n=10), não submetidos ao tratamento. Após 4 meses, os animais foram avaliados pelo ecocardiograma, atividade colagenolítica por meio da determinação da metaloprotease 2, área seccional dos miócitos (AS) e pela fração de colágeno intersticial (IC). As variáveis estudadas tiveram distribuição normal e foram analisadas pelo teste t, com significância de 5%. Resultados: Os ratos fumantes apresentaram maiores diâmetros diastólicos (F=7,9 0,7 mm; C=7,2 0,5 mm; P<0,05) e sístólicos (F=4,1 0,5 mm; C=3,4 0,5 mm; P<0,05) do ventrículo esquerdo (VE). O índice de massa do VE foi maior nos fumantes (F=1,5 0,2; C=1,3 0,2; P<0,05), enquanto que a fração de encurtamento (F=47,8 3,7 %; C=52,7 4,6 %; P<0,05) e a fração de ejeção (F=0,8 0,03; C=0,9 0,03; P<0,05) do VE foram maiores no grupo controle. A exposição à fumaça associou-se com aumento significativo da área seccional do miócito do VE (F=253 8 mm2, C= 245 8 mm2; P<0,05). Não foram encontradas diferenças na fração de colágeno intersticial do VE (F= 2,25 0,2 %, C= 2,30 0,2 %; P=0,702) e na atividade colagenolítica da metaloprotease 2 (F=65 3 %, C=62 8 %; P=0,631). Conclusões: A remodelação cardíaca induzida pela exposição à fumaça do cigarro não é dependente da ativação da metaloprotease 2 em ratos..

113.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; NOVO, Rosangela ; CARVALHO, Robson F ; DALPAISILVA, Maeli ; OKOSHI, Katashi ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . A suplementação com beta-caroteno atenua a remodelação cardíaca induzida pela exposição crônica à fumaça do cigarro em ratos. In: XXVII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2006, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2006. v. 16. p. 48.
Palavras-chave: Fumo; Beta-caroteno; remodelação cardíaca; microscopia eletrônica; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição / Subárea: Bioquímica da Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: Analisar os efeitos cardíacos da exposição à fumaça do cigarro (ETS), sózinho ou em associação com a suplementação de beta-caroteno (BC). Métodos: Ratos foram divididos em 4 grupos: controle (n=13); BC (n=11); ETS (n=11, 40 cigarros/dia); e BC+ETS (n=9). Em BC e BC+ETS, 500 mg of BC foram adicionados à dieta. Após 3 meses, função e morfologia cardíaca foram avaliados por ecocardiograma, morfometria e microscopia eletrônica. O estresse oxidativo foi avaliado pela dosagem hepatica de lipoperóxidos. ANOVA de uma e duas vias foram usadas, com nível de significância de 5%. Resultados: Animais ETS apresentaram menor débito cardíaco (0,087 0,001 vs. 0,105 0,004 L/min; p=0,007), maior diâmetro ventricular diastólico (19,6 0,5 vs. 18,0 0,5 mm/kg; p=0,024), maior peso do ventrículo (2,02 0,05 vs. 1,70 0,03 g/kg; p<0,001) e átrio (0,24 0,01 vs. 0,19 0,01 g/kg; p=0,003) esquerdos, ajustados ao peso corporal dos animais e maiores concentrações de lipoperóxido (5,32 0,1 vs. 4,84 0,1 nmol/g tecido; p=0,031) que animais controle. Entretanto, não houve diferenças entre o grupo controle e o grupo BC+ETS (0,099 0,004L/min; 19,0 0,5mm/kg; 1,83 0,04g/kg; 0,19 0,01 g/kg; 4,88 0,1 nmol/g tecido, respectivamente; p>0,05). O grupo ETS apresentou desorganização de miofibrilas, dilatação do retículo sarcoplasmático e mitocôndrias polimórficas com edema. No grupo BC+ETS, as fibras apresentaram aspecto normal. Conclusão: A ETS induz alterações morfológicas e funcionais cardíacas via estresse oxidativo; a suplementação com BC atenua esse processo de remodelação cardíaca..

114.
MOLINA, Roberta Boari Gonçalves ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CASSOLATO, José Luiz ; MEIRA, Domingos Alves ; ZANATI, Silméia Garcia ; HUEB, João Carlos ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam . Disautonomia e disfunção ventricular na fase indeterminada da doença de Chagas. In: XXVII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2006, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2006. v. 16. p. 106.
Palavras-chave: Doença de Chagas; disfunção diastólica; disautonomia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Na cardiopatia chagásica crônica, o ventrículo direito (VD) é acometido precocemente. Outra alteração marcante da doença é a disautonomia. No entanto, na forma indeterminada, as propriedades da função autonômica e da função ventricular são controversas. Objetivos: estudar as associações entre a função do sistema nervoso autonômico e a função biventricular, com ênfase na função do VD, em pacientes na fase indeterminada da doença de Chagas. Métodos: estudo transversal com 42 pacientes e 19 controles, que realizaram holter para avaliar a variabilidade da frequência cardíaca (VFC) em domínio do tempo e ecocardiograma, para avaliar a função do VD por 3 índices: fração de variação de área, encurtamento do VD e deslocamento sistólico da valva tricúspide. A função do VE foi avaliação por meio da fração de ejeção e variáveis do fluxo transmitral. Utilizou-se o teste t de Student para variáveis paramétricas ou Mann Whitney para variáveis não paramétricas. As associações foram analisadas pelos coeficientes de correlação de Pearson ou Spearman. O nível de significância foi de 5%. Resultados: os índices de função sistólica do VD e do VE entre pacientes e controles foram comparáveis. Os chagásicos apresentaram alteração da onda A e do tempo de desaceleração da onda E ( p<0,05). Os valores da VFC, entre pacientes e controles foram, respectivamente: SDNN (83 29ms vs 108 39ms, p=0.028), SDANN (57 23ms vs 83 38ms, p=0.012), SDNNI (57 17ms vs 69 13ms, p=0.046) e pNN50 (3% (1-7) vs 12% (8-19), p=0.013), evidenciando alterações simpáticas e parassimpáticas. Não houve associação entre a disfunção autonômica e a disfunção ventricular (p>0,05). Conclusões: Na fase indeterminada da doença de Chagas: 1) a função do VD é normal; 2) ocorre disautonomia; 3) ocorre disfunção diastólica do VE; 4) a disautonomia e a disfunção ventricular são fenômenos independentes..

115.
CASTARDELI, Edson ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; DUARTE, Daniella de Rezende ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira . Influência do tempo de exposição à fumaça do cigarro no processo de remodelação ventricular. In: XXVII Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2006, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2006. v. 16. p. 94.
Palavras-chave: Fumo; remodelação cardíaca; tempo de exposição; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: analisar a influência do tempo de exposição à fumaça do cigarro (EFC), na remodelação ventricular em ratos. Métodos: Ratos Wistar foram distribuídos em 4 grupos: I (controle, acompanhado por 2 meses, n=10), II (EFC: 40 cigarros/dia, durante 2 meses, n=10), III (controle, acompanhado por 6 meses, n=10) e IV (EFC: 40 cigarros/dia, durante 6 meses, n=10) . Após o período de observação, os ratos foram submetidos a estudo ecocardiográfrico, gasométrico e morfométrico. Para análise, utilizamos ANOVA de 2 vias, com significância de 5%. Resultados: Ao ecocardiograma, os animais fumantes (II e IV) apresentaram maiores átrios esquerdos (I e III = 3,88 0,1 mm e II e IV = 4,48 0,1 mm, P<0,05), maiores diâmetros ventriculares diastólicos (I e III = 7,49 0,1 mm e II e IV = 7,70 0,1 mm, P<0,05) e sistólicos (I e III = 3,66 0,1 mm e II e IV = 3,87 0,1 mm, P<0,05) do VE. Na análise morfométrica, o peso ventricular (direito e esquerdo), ajustado ao peso corporal dos animais foi maior nos ratos fumantes (I e III= 2,56 0,03 mg/g e II e IV=2,76 0,03 mg/g, P<0,05). Os níveis de carboxihemoglobina (I e III = 0,34 0,01 % e II e IV = 4,61 0,4 %, P<0,05) e da pressão arterial caudal (I e III = 112 1 mmHg e II e IV = 128 2 mmHg, P<0,05) foram maiores nos animais fumantes. Em relação ao tempo de exposição, não foram observadas diferenças, nas variáveis analisadas, entre os animais fumantes durante 2 e 6 meses (P>0,05). Conclusão: A EFC resulta em remodelação cardíaca no modelo do rato. O tempo de exposição não influencia o processo de remodelação cardíaca induzido pela fumaça do cigarro..

116.
HASEGAWA, Sandra Regina ; SORIANO, Eline Almeida ; TANNI, Suzana Erico ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; GODOY, Irma de . Avaliação da ingestão energético-proteíca nos pacientes portadores de doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC). In: X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006, São Paulo. Anais do X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006. p. 92-92.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Ingestão Alimentar; Ingestão energética.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: A literatura mostra que a ingestão energético-proteíca é insuficiente nos pacientes com DPOC, devido a anorexia, saciedade precoce, dispnéia, fadiga e problemas dentários, o que representa uma das causas da desnutrição energético-proteíca - DEP, que afeta a resposta imunológica, estrutural e a função parenquimatosa. Objetivo: Avaliar a ingestão energético-proteíca dos pacientes com DPOC. Casuísticas/Métodos: Foram avaliados 32 pacientes saudáveis (Grupo Controle - GC) (15 masculino) e 23 pacientes tabagistas (Grupo sem DPOC - GSD) (13 masculino) e 83 pacientes com DPOC (Grupo DPOC - GD). Dos pacientes do GD, 39 foram do estadiamento I e II (24 masculino), 16 foram do estadiamento III (12 masculino) e 28 do estadiamento IV (19 masculino). Critérios de inclusão: 1) indivíduos adultos maiores de 40 anos, de qualquer raça ou sexo; 2) indivíduos em qualquer estágio clínico da doença; 3) indivíduos sem nenhuma outra comorbidade (ex: hipertensão arterial sistêmica - HAS, diabetes mellitus - DM). Foi utilizada para a avaliação da ingestão alimentar habitual individual o questionário de freqüência alimentar e calculado pelo Programa de Apoio à Nutrição do Centro de Informática em Saúde Pública da Escola Paulista de Medicina, NutWin, versão 1.5.2.1. Análise estatística: ANOVA de dois fatores (sexo e estágio clínico), os dados serão apresentados em média EP. Resultados: Não foi observada interação estatística entre sexo e estágio clínico. Não foram observadas diferenças quanto a ingestão de energia/kg e proteínas/kg entre os diferentes estágio clínico. Conclusão: Neste estudo os pacientes com DPOC apresentam ingestão de energia e proteínas semelhantes aos dos grupos saudáveis e tabagistas..

117.
SORIANO, Eline Almeida ; HASEGAWA, Sandra Regina ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; GODOY, Irma de . Avaliação antropométrica de pacientes portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica. In: X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006, São Paulo. Anais do X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006. p. 91.
Palavras-chave: Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica; Antropometria; Pregas Cutâneas.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: Na doença pulmonar obstrutiva crônica (DPOC) além das alterações pulmonares há também perda de peso, que contribui para um mau prognóstico. Objetivo: avaliar a associação da antropometria com o grau de gravidade da doença. Casuísticas/Métodos: Foram avaliados 32 pacientes saudáveis (Grupo Controle - GC) (15 masculino) e 23 pacientes tabagistas (Grupo sem DPOC - GSD) (13 masculino) e 83 pacientes com DPOC (Grupo DPOC - GD). Dos pacientes do GD, 39 foram do estadiamento I e II (24 masculino), 16 foram do estadiamento III (12 masculino) e 28 do estadiamento IV (19 masculino). Critérios de inclusão: 1) indivíduos adultos maiores de 40 anos, de qualquer raça ou sexo; 2) indivíduos em qualquer estágio clínico da doença; 3) indivíduos sem nenhuma outra comorbidade (ex: hipertensão arterial sistêmica - HAS, diabetes mellitus - DM). A antropometria: estatura, peso circunferência muscular do braço - CMB, prega tricipital - PT. Análise estatística: ANOVA de dois fatores (sexo e estágio clínico), os dados serão apresentados em média EP. Resultados: Não foi observado interação estatística entre o sexo e estágio clínico. Os valores de IMC, PT e CMB dos pacientes dos grupos GIII e GIV são semelhantes aos dos grupos saudáveis e tabagistas. Quanto os valores de IMC e PT observamos maiores valores nos pacientes GI/II do que no GIII respectivamente Ln (IMC) 3.27 0.03 e 3.10 0.05 e Ln (PT) 2.65 0.08 e 2.11 0.13. Conclusão: 1) Não observamos DEP nos pacientes com DPOC mais graves. 2) Observamos maior teor de gordura nos pacientes em DPOC leve..

118.
PANSANI, Marielle Castilho ; DENIPOTE, F.G. ; HASEGAWA, Sandra Regina ; NAVARRO, Anderson Marliere ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Prevalência de anorexia e bulimia nervosas no ambulatório de Nutrologia do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina de Botucatu (FMB) - UNESP. In: X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006, São Paulo. Anais do X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006. p. 90.
Palavras-chave: anorexia nervosa; bulimia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: a prevalência de anorexia e bulimia nervosas vem aumentando significativamente nos últimos anos, principalmente em adolescentes e adultos jovens do sexo feminino. Esse estudo tem como objetivo geral avaliar a prevalência de anorexia e bulimia nervosas nos pacientes atendidos no ambulatório de Nutrologia do Hospital das Clínicas (HC) -Botucatu. Metodologia: por meio do levantamento retrospectivo (Livro de Registros), foram listados todos os pacientes com diagnóstico de anorexia e bulimia nervosas, além de caracterizá-los quanto ao sexo, idade e estado nutricional, no período de julho de 2005 a julho de 2006. Resultados: foram atendidos 36 casos novos em todo o ambulatório, sendo três casos de anorexia nervosa (AN) e dois casos de bulimia nervosa (BN). Quanto ao sexo: feminino - três AN e um BN. A média de idade de AN e BN foi de aproximadamente 21 anos. Quanto à classificação do estado nutricional na AN, dois pacientes apresentaram desnutrição grau II e um paciente com desnutrição grau III; e na BN todos os pacientes eram eutróficos. Conclusão: como observado nesse estudo há uma alta prevalência dos transtornos alimentares no ambulatório de Nutrologia do HC - FMB com características semelhantes às da literatura..

119.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; SORIANO, Eline Almeida ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; DUARTE, Daniella de Rezende ; NOVO, Rosangela ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Disfunção ventricular induzida por dieta pobre em vitamina A. In: X Congresso Brasileiro de Nutrologia, 2006, São Paulo, 2006. p. 93.
Palavras-chave: Vitamina A; Rato; Função cardíaca; ecocardiografia; Coração Isolado.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: A vitamina A atua sobre processos de diferenciação e desenvolvimento celular, portanto é importante para a manutenção da estrutura e função cardíaca. Pouco se sabe sobre a influência da deficiência de vitamina A no coração adulto. Objetivo: este trabalho tem por finalidade avaliar a influência de dietas pobres em vitamina A sobre o coração de ratos adultos.Metodologia: Foram estudadas 20 fêmeas wistars, sendo 10 do grupo controle (C) e 10 do grupo deficiente em vitamina A (D). Durante a gestação e lactação, as mães das ratas do grupo C receberam dieta AIN-93 e as mães das ratas do grupo D dieta AIN-93 isenta de vitamina A. Após o desmame com 21 dias as ratas do grupo C continuaram recebendo AIN-93 que contém 4 equivalente de retinol (RE) por quilo de dieta e as do grupo D dieta contendo 0,18 RE. Quando atingiram peso próximo de 220g foram realizados estudos morfofuncional por ecocardiografia, seguido de eutanásia, estudo funcional por meio do coração isolado e bioquímico pela dosagem de retinol sérico e hepático por cromatografia líquida de alta resolução. Resultados: a idade ao sacrifício C=77d (77 -77) e D= 77d(77-77) (p=0,740) e o peso C=216,6g 11,01 e D=215,5g 16,68)(p=0,628) foram semelhantes. Houve redução de 47% no retinol sérico do grupo D comparado ao grupo C (C=4,1 2,26 e D=2,24 2,9) (p=0,187). Os estoques hepáticos de vitamina A dos animais deficientes estavam significativamente diminuídos (C=1007,04 248,65 e D=124,9 50,3) (p<0,001). Não foram observados dilatação de cavidade (diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo C=26,93 2,59 e D=28,04 2,5 (p=0,37) e diâmetro sistólico do ventrículo esquerdo C=9,57 2,77 e D= 10,45 1,76 (p=0,432)), hipertrofia (índice de massa ventricular C=1,98 0,43 e D=2,11 0,55(p=0,593)) ou prejuízo da função (porcentagem de encurtamento C=64,82 8,19 e D=62,73 5,08 (p=0,525)) avaliados por meio da ecocardiografia. Entretanto, o estudo do coração isolado mostrou que a função sistólica foi pior no gru.

120.
MINICUCCI, Marcos Ferreira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A exposição à fumaça do cigarro intensifica a remodelação ventricular após o infarto do miocárdio. In: XXVI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2005, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo, 2005. v. 15. p. 90.
Palavras-chave: Fumo; Infarto agudo do miocárdio; Rato; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: analisar os efeitos da exposição à fumaça do cigarro (EFC), na sobrevida e na remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM). Métodos: Ratos Wistar foram infartados e, após 48 horas, distribuídos em 2 grupos: I (controle, n=31) e II (EFC: 40 cigarros/dia, n=22). Após 6 meses, os sobreviventes foram submetidos a estudo com ecocardiograma e morfometria do ventrículo direito (VD) e esquerdo (VE). Para análise, utilizamos teste t (com média desvio padrão) ou teste de Mann-Whitney (com mediana e os percentis 25 e 75) e curva de Kaplan-Meyer com teste de Log-Rank. Resultados: Após 6 meses, a mortalidade entre os grupos I (58 %) e II (50 %) foi semelhante (P=0,67). Ao ecocardiograma, os animais fumantes apresentaram maior frequência cardíaca (I = 248 31 bpm, II = 302 39 bpm; p=0,001), maiores áreas ventriculares diastólicas (I = 1,5 0,4 mm2, II = 1,9 0,4 mm2; p=0,08) e sistólicas (I = 1,05 0,3 mm2, II = 1,32 0,4 mm2; p=0,08) do VE. A função sistólica do VE, avaliada pela fração de variação de área foi menor nos animais fumantes (I = 31,9 9,3 %, II = 25,5 7,6 %; p=0,08). Na morfometria, os animais fumantes apresentaram maior peso do VD, ajustado ao peso corporal do rato (I = 0,8 0,3 mg/g, II = 1,3 0,4 mg/g; p=0,01), maior teor de água nos pulmões (I = 4,8 (4,3-4,8) %, II = 5,4 (5,1-5,5); p=0,03) e maior área seccional do miócito do VE (I = 239,8 5,8 mm2, II = 253,9 7,9 mm2; p=0,01) que os animais controle. A EFC não interferiu com o tamanho do infarto (I = 46,3 4,1 %, II = 47,7 4,9 %; p=0,45) . Conclusão: a exposição à fumaça do cigarro intensifica o processo de remodelação ventricular após o IAM..

121.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeitos do beta-caroteno e do fumo no processo de remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio. In: XXVI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2005, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo, 2005. v. 15.
Palavras-chave: Rato; Beta-caroteno; Infarto agudo do miocárdio; remodelação cardíaca; Remodelação ventricular; Fumo.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivos: Considerando que o fumo resulta em lesões cardíacas por estresse oxidativo e que o beta-caroteno (BC) é um anti-oxidante, o objetivo do estudo foi avaliar os efeitos do BC e da exposição à fumaça do cigarro (EFC), isolados ou em associação, na remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio (IAM). Métodos: Ratos Wistar foram submetidos ao IAM e, após 2 dias, distribuídos em 4 grupos: I (controle), II (BC: 500 mg/Kg de dieta/dia), III (EFC: 40 cigarros/dia) e IV (EFC+BC). Após 6 meses, os sobreviventes I (n=27), II (n=23), III (n=17) e IV (n=15) foram submetidos a estudo ecocardiográfico e morfométrico. Para análise, utilizamos ANOVA, com significância de 5%. Resultados: a relação entre o diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (VE), ajustado ao peso corporal (PC) do rato, em mm/g, foi maior no grupo II em relação ao controle (I=20 2, II=23 3, III=22 4, IV=22 2; P=0,01 entre I e II). A área diastólica do VE, em mm2, foi maior nos grupos II e IV (I=1,55 0,4, II=1,96 0,4, III=1,71 0,4, IV=2,00 0,3; P=0,03 entre I e II e P=0,004 entre I e IV). A área sistólica do VE foi maior nos grupos II e IV que nos grupos I e III (I=1,05 0,3; II=1,47 0,3; III=1,1 0,4, IV=1,51 0,3; P=0,001 e P=0,01, respectivamente). A função sistólica do VE, avaliada pela fração de variação da área, foi menor nos grupos II e IV, em relação aos grupos I e III (P<0,05). Em relação à área seccional do miócito, em mm2, a EFC e a EFC+BC intensificaram a hipertrofia do VE: I=237 7, II=234 7, III=255 8, IV=262 7 (P<0,001 entre I e III, I e IV, II e IV, II e III e P=0,04 entre III e IV). Conclusões: 1) a suplementação com BC e a EFC exacerbam a remodelação ventricular após o IAM; 2) a associação de BC e EFC intensifica a remodelação em comparação aos tratamentos isolados. Apoio: FAPESP..

122.
CASTARDELI, Edson ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Efeito temporal da exposição à fumaça do cigarro no processo de remodelaçoa ventricular em ratos. In: XXVI Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2005, Campos do Jordão. Suplemento da Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de Sao Paulo. São Paulo, 2005. v. 15. p. 82.
Palavras-chave: Rato; remodelação cardíaca; Fumo; efeito temporal.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01038567.
Objetivo: analisar o efeito temporal da exposição à fumaça do cigarro (EFC), na remodelação ventricular em ratos. Métodos: Ratos Wistar foram distribuídos em 4 grupos: I (controle, acompanhado por 2 meses, n=10), II (EFC: 40 cigarros/dia, durante 2 meses, n=10), III (controle, acompanhado por 4 meses, n=10) e IV (EFC: 40 cigarros/dia, durante 4 meses, n=10) . Após o período de observação, os ratos foram submetidos a estudo ecocardiográfrico. Para análise, utilizamos ANOVA de 2 vias, com significância de 5%. Resultados: Ao ecocardiograma, os animais fumantes (II e IV) apresentaram maiores átrios esquerdos (I e III = 3,46 0,1 mm e II e IV = 4,02 0,1 mm, P=0,006), maiores diâmetros ventriculares diastólicos (I e III = 6,99 0,1 e II e IV = 7,69 0,1 mm, P=0,001) e sistólicos (I e III = 3,22 0,1 mm e II e IV = 3,98 0,1 mm, P=0,001) do VE. A relação entre a espessura e o diâmetro diatólico do VE foi menor nos animais fumantes (I e III= 0,19 0,05 e II e IV=0,17 0,05, P=0,012). O índice de massa do VE foi maior nos animais fumantes (I e III = 1,35 0,04 e II e IV = 1,59 0,04, P=0,001). A função sistólica do VE, foi menor nos animais fumantes, avaliada pela fração de ejeção (I e III = 0,90 0,01 e II e IV = 0,86 0,01, P=0,001) e porcentagem de encurtamento (I e III = 54,1 0,9 % e II e IV = 48,3 0,9 %, P=0,001). Em relação ao tempo de exposição, não foram observadas diferenças entre os animais fumantes durante 2 e 4 meses (P>0,05). Conclusão: 1) a exposição à fumaça do cigarro resulta em remodelação ventricular em ratos, com prejuízo da função sistólica; 2) as alterações encontradas não sofreram influência do tempo de exposição ao fumo..

123.
NOVO, Rosangela ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . Protector effect of the tobacco smoke in the survival after myocardial infarction and attenuation by beta-carotene. In: FeSBE 20anos - Federação de Sociedades de Biologia Experimental, 2005, Águas de Lindóia - SP. Programa e resumos, 2005. p. 109.
Palavras-chave: Fumo; Infarto agudo do miocárdio; efeito paradoxal; Beta-caroteno; remodelação cardíaca.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Objective: To investigate the effects of the exposure to tobacco smoke (ETS) associated or not with BC supplementation, on ventricular remodeling and survival after myocardial infarction (MI). Material and Methods: Rats (n =189) were allocated into four groups: group I (non-BC+non-ETS; n= 45) control rats; group II (BC+non-ETS; n= 49) BC supplemented rats; group III (non-BC+ETS; n= 55) rats exposed to tobacco smoke; and group IV (BC + ETS; n= 40). Wistar rats weighed 100g received one of the treatment combination until reaching 200 to 250 g. In supplemented groups, 500 mg of BC were added to the diet (per kg). After attaining 200 to 250 g the rats were submitted to MI. Afterward MI, the planned observation period for mortality was 90 days. In addition, ecocardiographic, isolated heart, morphometrical and biochemical studies were performed. Statistical analysis was performed by Two Way ANOVA and Kaplan-Meyer curve with Wilcoxon test. Survival was increased in group III when compared with groups I (P=0.001) and IV (P=0.007) (group I: 66.7%; group II: 61.2%; group III: 41.8%; group IV: 70.0%). In the group comparisons, no interaction was found between ETS and BC supplementation. Left ventricular end-diastolic diameter normalized by body weight was increased (groups I+II: 23,48 0,76mm (n=34); groups III+IV: 25,86 0,75mm (n=44). P=0,03) and maximal systolic pressure values was decreased (I+II = 130.5 4.1 mmHg (n=34); III+IV = 118.9 4.0 mmHg (n=44); P=0.05) in the ETS groups compared to non ETS groups. Conclusion: Previous tobacco smoke induced a process of ventricular remodeling after MI. Tobacco smoke induced a paradoxical protector effect on mortality after MI and BC attenuated this effect..

124.
SORIANO, Eline Almeida ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; FERNANDES, Marianne Lozano G ; HASEGAWA, Sandra Regina . Qual a melhor equação para estimativa de peso para ser usada em pacientes internados?. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 210.
Palavras-chave: Antropometria; Peso do Corpo; Concordância.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: O peso é uma das variáveis antropométricas importante para a avaliação do estado nutricional; de difícil mensuração nos pacientes acamados. Objetivo: Verificar qual das equações de estimativa de peso, descritas na literatura, fornece valor mais próximo com o medido por balança de precisão (peso real). Método: 50 pacientes (26 mulhres) com idade 48,4 16,7 anos, internados no Hospital das Clínicas de Botucatu e Hospital Estadual Bauru. Sete equações foram usadas: Chumlea et al, 1988 (Ch); Martins & Cardoso, 2000 (MC); Rabito, 2004 (R1 e R2) e Santos, 2004 (S1, S2 e S3). Para comparação, foi utilizada ANOVA por medidas repetidas, significância 5% e a concordância foi verificada pelo procedimento de Bland & Altman, 1986. Resultados: 1) Nas comparações com o peso real: os valores da equações nos homens (S1 e S2) e nas mulheres (S1, S2 e S3) não foram diferentes estatisticamente; 2) A equação S1 apresenta o menor viés e menor intervalo de concordância. Conclusão: A aplicação da equação de estimativa de peso S1 mostrou a melhor concordância com o peso real. Equação S1: log (peso) = -3,801 + 0,352 x log (CP) + estatura + 1,045 x log (CQ) + 0,011 x CB + 0,002 x PSE - 0,002 x PT x sexo + 0,416 x CC/CQ + 0,001 x PSI, onde: CP = circunferência da panturrilha; CQ = circunferência do quadril; CB = circunferência do braço; PSE = prega subescapular; PT = prega tricipital; CC/CQ = índice cintura/quadril e PSI = prega suprailíaca..

125.
NOVO, Rosangela ; NOVELLI, Ethel Lourenzi Barbosa ; FREIRE, Cristiana Maria Murbach ; GALHARDI, Cristiano Machado ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Efeitos da suplementação dietética do beta-caroteno e da fumaça de cigarro sobre o extresse oxidativo em ratos. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 388.
Palavras-chave: Beta-caroteno; Fumo; estresse oxidativo; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A fumaça de cigarro contém altas quantidades de radicais livres e oxidantes, constituindo um dos principais causadores de estresse oxidativo, também, são conhecidas na literatura as propriedades antioxidantes do beta-caroteno. Objetivo: Analisar os efeitos da exposição à fumaça de cigarro (EFC) e da suplementação da dieta com beta-caroteno (BC) sobre estresse oxidativo em ratos. Métodos: Ratos (n=60) foram divididos em 4 grupos: I (controle, n=15), II (BC: 500 mg/Kg de dieta/dia, n=15), III (EFC 40 maços/dia, n=15) e IV (EFC + BC, n=15). Após 4 semanas de tratamento, os animais foram mortos, o fígado congelado e utilizado para dosagens bioquímicas de glutationa reduzida (GSH), glutationa oxidada (GSSG) e hidroperóxidos de lipídeos (HP). Para análise estatística foi utilizada ANOVA de dois fatores. Resultados: Não existiu interação estatisticamente significante entre os dois tratamentos. Os níveis de HP foram aumentados nos grupos EFC (5,10 0,11 nMol/mg tecido) em relação aos grupos não EFC (4,34 0,11 nMol/mg tecido) (P=0,03) e diminuídos nos suplementos com BC (4,37 0,11 nMol/mg tecido) em relação aos não suplementados (5,08 0,11 nMol/mg tecido) (P=0,04). Considerando os níveis de GSH e GSSG, não houve diferença estatisticamente significante entre os grupos experimentais. Conclusão: EFC induz estresse oxidativo, o qual foi atenuado pela suplementação com BC, evidenciado pela diminuição dos níveis de HP..

126.
MAIO, Regiane ; CORREA, Camila ; BERTO, José Carlos ; FANTON NETO, João ; JAVARONI, Afonso C ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Concentrações de carotenóides no tecido oral em pacientes com carcinomas epidermóides da cavidade oral e da orofaringe. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 248.
Palavras-chave: Câncer oral; Carotenóides.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Otorrinolaringológica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Mecanismos de ação protetora dos caratenóides, no câncer, devem estar ocorrendo nos tecidos. Objetivos: 1) Determinar a quantidade e o tipo de carotenóides no tecido oral em pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe e Comparar as concentrações de carotenóides nos tecidos normal e neoplásico. Casuística e Métodos:Estudo transversal. Foram avaliados 37 pacientes homens e 11 mulheres, com idade entre 39 e 77 anos, sem tratamento anterior da doença. As biópsias orais (tecidos normal e neoplásicos) foram obtidas durante o ato cirúrgico em todos pacientes. Determinação tecidual de carotenóides foi realizada por HPLC utilizando a coluna C18. Resultados: A luteína/zeaxantina representou aproximadamente 65% dos carotenóides totais no tecido oral, sendo o licopeno 25%. Não foi verificada diferença estatística significante dos valores teciduais orais dos carotenóides quando se comparou o tecido normal com o tecido neoplásico. Conclusões: O predomínio de luteína/zeaxantina no tecido oral não está relacionado às alterações metabólicas do câncer mas provavelmente às características do tecido..

127.
MAIO, Regiane ; CORREA, Camila ; BERTO, José Carlos ; CESTARI FILHO, Guilherme A ; BORTOLUCCI, Antonio F ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . A desnutrição energético-protéica (DEP) em pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 231.
Palavras-chave: Desnutrição Energético-Protéica; Câncer oral; Avaliação do estado nutricional; Avaliação nutricional subjetiva.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Otorrinolaringológica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Pacientes com DEP prévia são suscetíveis a maior morbidade pós-operatória e menor tolerância à radioterapia e/ou quimioterapia. Objetivos: Caracterizar pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe quanto ao estado nutricional energético-protéico, e à presença de atividade inflamatória. Casuíastica e Métodos Foram avaliados 48 pacientes encaminhados para cirurgia sem tratamento anterior. O estado nutricional foi analisado utilizando-se o índice de massa corporal (IMC), a % de perda de peso, a ingestão energética-protéica (Recordatório 24 horas), a albumina (Alb), a proteína ligadora do retinol (RBP), a transtirretina (TTR), e a avaliação nutricional subjectiva (ANS). A atividade inflamatória foi determinada pela alfa-1 glicoproteína ácida (AGP) e proteína-C-reativa (PCR). Resultados: Verificou-se perda de peso moderada a grave (>5%) em 31% dos pacientes nos últimos seis meses, sendo esta significativamente maior (P=0,08) nos pacientes com doença avançada. Destes 16% apresentaram valores diminuídos de IMC, e 60% perda de peso >5%. A adequação percentual da ingestão energética foi 61 25 segundo as recomendações nutricionais (RDA). Pela ANS, 37% dos pacientes estavam desnutridos. Encontraram-se concentrações séricas diminuídas de albumina 44%, RBP 33% 33% e TTR 14%, e valores aumentados de AGP 4% e PCR 10%. Dos três pacientes que apresentaram retinol sérico < 70 mol/L, somente um apresentou concentração diminuída de RBP. Conclusões: 1) A desnutrição é elevada no grupo estudado; 2) a % de perda de peso em relação ao peso corpóreo anterior parece ser indicador mais apropriado de alterações na composição corporal do que o IMC; 3) A freqüência de pacientes com atividade inflamatória foi pequena e 4) A diminuição das proteínas séricas sugere desnutrição aguda. Assim, é comum a ocorrência de déficits nutricionais antes do pacientes passar por qualquer tratamento anticâncer, o que evidencia a necessidade imediata de atenção nutricional..

128.
MAIO, Regiane ; CORREA, Camila ; BERTO, José Carlos ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Fatores determinantes da concentração de licopeno no tecido oral neoplásico em pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 216.
Palavras-chave: Licopeno; Carotenóides; fatores preditores; Câncer oral.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Otorrinolaringológica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: O licopeno pode ser importante na prevenção e no tratamento do câncer porque possui vários mecanismos de ação anticarcinogênicos. Objetivo: Verificar quais fatores clínicos e/ou nutricionais e/ou laboratoriais estão associados às concentrações teciduais de licopeno no tecido oral neoplásico, em pacientes com cânceres da cavidade oral e da orofaringe. Casuística e Métodos: Estudo transversal e prospectivo. Foram avançados 37 pacientes homens e 11 mulheres sem tratamento anterior da doença. As seguintes informações foram obtidas: dados clínicos, nutricionais e laboratoriais. Para avaliar a ingestão habitual de carotenóides foi utilizado o questionário de freqüência alimentar quantitativo. As concentrações teciduais de carotenóides foram determinadas por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC). As associações foram examinadas pelas análises univeriada (correlação de Spearman/Person) e de regressão linear múltipla tendo a concentração de licopeno no tecido oral neoplásico como variável dependente. Resultados: As concentrações de licopeno, no tecido oral neoplásico, foram associadas com as seguintes variáveis na análise univariada: idade (r=0,38; P=0,027), concentrações séricas de licopeno (r=0,46; P=0,001), circunferência do braço (r=0,38; P=0,008) e circunferência muscular do braço (r=0,44; P=0,001). Na análise de regressão linear múltipla as variáveis determinantes das concentrações de licopeno no tecido oral neoplásico foram: tecido neoplásico do palato mole (b =-0,699; P=0,017), creatinina sérica (b=0,995; P=0,028), licopeno sérico (b=1,628; P<0,001) e beta-caroteno sérico (b =-2,106; P=0,003); estas quatro variáveis explicaram 41% da variação das concentrações teciduais de licopeno. Conclusões: Os fatores determinantes da concentração de licopeno no tecido oral neoplásico, foram: sítio do tumor (câncer em palato mole) e as concentrações séricas de creatinina, licopeno e beta-caroteno..

129.
FERNANDES, Marianne Lozano G ; NOVELLI, Yeda S Diniz ; SORIANO, Eline Almeida ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; NAVARRO, Anderson Marliere ; HASEGAWA, Sandra Regina . Intervenção e evolução nutricional em paciente com síndrome do intestino curto: relato de caso clínico. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 246.
Palavras-chave: Terapia Nutricional; Síndrome do Intestino Curto.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
A Síndrome do Intestino Curto inclui um espectro de distúrbios metabólicos e fisiológicos. Ressecções maiores que 45% do intestino delgado levam ao prejuízo do processo absortivo. A gravidade da desnutrição e das complicações metabólicas dependem da doença de base e fatores prognósticos. Objetivo: Descrever caso clínico atendido no Hospital das Clínicas de Botucatu, onde o paciente foi submetido à ressecção intestinal extensa passando a ter a Síndrome do Intestino Curto. BGO, 77 anos, sexo masculino, peso habitual de 82,5 kg, admitido com quadro de dor abdominal importante e instabilidade hemodinâmica, sendo submetido a laparotomia exploradora, onde foi observada necrose de metade do jejuno e todo íleo até 10 cm da válvula ileocecal e necrose segmentar do sigmóide e reto. Foi realizada enterectomia a partir de 1m do ângulo de Treitz até íleo terminal, retossigmoidectomia e colostomia proximal, com preservação da válvula ileocecal. Até o 24º dia de pós-operatório, recebeu exclusivamente nutrição parenteral (NP), seguido de suplemento oral hidrolisado por 1 semana, evoluindo para dieta oral hipogordurosa, obstipante, sem resíduos, isenta de lactose, fracionada. A NP foi administrada por 60 dias, iniciando a nutrição enteral (NE) contínua. Conforme aceitação da dieta oral, a NE foi gradativamente diminuída, atingindo então as necessidades nutricionais exclusivamente pela via oral. Resultados: Paciente evolui com perda de 20% do peso em 1 ano, sendo recuperado 10% do peso perdido já em tratamento domiciliar. Atualmente estabilizou o peso em 72 kg (IMC 21,9); hábito intestinal 2 vezes ao dia com fezes formadas. Pelo recordatório 24 horas foi observado fracionamento das refeições, consumo de carboidratos simples e lactose sem queixas de sintomas gastrintestinais. Conclusão: A evolução desse caso mostra a importância da intervenção nutricional para garantir um estado clínico adequado e um equilíbrio metabólico, aumentando assim o tempo de sobrevida desses pacientes..

130.
FERNANDES, Marianne Lozano G ; NEVES, Ana Paula Nascimento das ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; SORIANO, Eline Almeida ; DUARTE, Daniella de Rezende . Avaliação de ferramentas para triagem nutricional em hospital universitário. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 260.
Palavras-chave: Avaliação do estado nutricional.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: A prevalência de desnutrição em pacientes internados é elevada, estando relacionada a maior morbimortalidade, por isso é importante a utilização de métodos de triagem para detecção de pacientes com desnutrição em ambiente hospitalar. Objetivo: Avaliar duas ferramentas de triagem nutricional para detecção de pacientes internados com risco de denutrição. Método: Foram avaliados 15 pacientes internados na enfermaria de Clínica Médica do Hospital das Clínicas de Botucatu, por meio de 2 questionários distintos, Questionário de Primary Care NHS Trust (Q1) e Questionário adaptado de Weekes (Q2), aplicados por uma nutricionista e por uma enfermeira. Foi utilizado o teste t-Student pareado e o teste de Wilcoxon, com nível de significância de 5%. Resultados: No Q1 houve diferença estatisticamente significante em relação a ingestão de líquidos e ao escore final. No Q2 houve diferença estatisticamente significante nas medidas do tamanho do braço e estatura, mas não houve diferença em relação ao escore final. Conclusão: Ocorreu concordância entre a nutricionista e a enfermeira no escore final do Q2 e não no Q1. Assim o Q2 deve ser a ferramenta de escolha para ser utilizada na triagem do risco de desnutrição em pacientes internados..

131.
DÔRES, Silvia Maria Custódio das ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; BOOTH, Sarah L ; MARTINI, Ligia Araujo ; PADOVANI, Carlos Roberto ; MAFFEI, Francisco Humberto A ; CAMPANA, Alvaro Oscar . Associação entre dieta e anticoagulação: análise de fatores. In: 8º Congresso Nacional da SBAN - Nutrição e Alimentação na Era Pós Genoma, 2005, São Paulo. Nutrire (São Paulo). São Paulo, 2005. v. 30. p. 230.
Palavras-chave: Vitamina K; anticoagulação; feijão.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Cardiovascular.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 15198928.
Introdução: Drogas anticoagulantes (ACO) possuem uma estreita faixa terapêutica sendo necessário monitorização cuidadosa das doses administradas a fim de evitar perda de eficácia ou complicações hemorrágicas. A dieta é um dos fatores que interagem com as ACO. Objetivo: Verificar a associação entre elementos da dieta e variáveis da anticoagulação. Casuística e Métodos: Foram estudados 115 pacientes atendidos Hospital das Clínicas de Botucatu (UNESP). Todos utilizavam medicação anticoagulantes tipo varfarina sódica. Foram avaliados o tempo de protrombina (TP), a razão normatizada internacional (RNI), dosagem de filoquinona sérica e aplicado os inquéritos alimentares (recordatório de 24 horas e questionário de freqüência alimentar quantitativo). Utilizou-se técnica estatística multivariada que evidencia a estrutura de dependência entre as variáveis estudadas (análise de fator). O protocolo de estudo foi aprovado pelo comitê de ética em pesquisa da mesma instituição. Resultados: A idade dos pacientes foi de 59 15 anos e 54% deles eram homens. A principal indicação para anticoagulação foi doença arterial (58%) e outra importante indicação foi a trombose venosa profunda. A ingestão recente de vitamina K foi de 76 g/dia e a ingestão habitual foi de 120 g/dia e os valores de filoquinona plasmática foram 2,21 nmol/L. Os alimentos que mais contribuíram para a ingestão habitual de vitamina K foram os vegetais verde escuros, óleo vegetal de soja, e o feijão. Conjunto de seis fatores obtidos explica 72,8% da variabilidade total dos dados. A análise indicou que as variáveis; feijão, óleo vegetal de soja e ingestão de vitamina K em 24 horas apresentaram coeficientes de correlação significativos e positivos em oposição aos coefientes negativos das variáveis TP e RNI. Conclusão: A coagulação sangüínea está associada a ingestão recente de vitamina K e a ingestão de certos alimentos em particular (feijão e óleo de soja)..

132.
SHI, Keung Lin ; ZORNOFF, Denise de Cássia Moreira ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . A epidemia da obesidade: avaliação quantitativa e qualitativa das informações disponíveis na internet. In: XLIII Congresso Brasileiro de Educação Médica, 2005, Natal, RN. Revista Brasileira de Educação Médica (Impresso), 2005. v. 29. p. 81.
Palavras-chave: obesidade; internet.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Nutrição.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Nacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso; ISSN/ISBN: 01005502.
O atendimento ao obeso exige equipes multiprofissionais capacitadas e constantemente atualizadas e a Internet vem sendo um meio bastante explorado pra busca de informações e educação continuada neste área. O objetivo deste trabalho foi avaliar o número e a qualidade de sites sobre obesidade na língua portuguesa. Métodos: foi realizada pesquisa no site de busca Google utilizando como chave "obesidade" e os seguintes critérios: "páginas escritas em português", "não exibir resultados com o formato de arquivo Adobe Acrobat pdf"; "páginas atualizadas no último ano" "resultados nos quais o termo obesidade apareça no título da página" e "páginas do Brasil". Todas as páginas disponíveis para visitação foram classificadas nas seguintes modalides: (1) Notícias, textos ou artigos isolados; (2) Sites de busca; (3) Mensagem de fórum ou blog; (4) Sites comerciais (inclui hospitais, plano de saúde, clínicas, venda medicamentos, propaganda de curso, propaganda de livro); (5) Página em construção ou sem configuração e (6) Sites educacionais ou informativos sobre obesidade. Resultados: A estratégia de busca resultou em 4.330 páginas, das quais 1000 estavam disponíveis para visitação. Muitas das páginas visitadas apresentavam a mesma raiz de origem, resultando em um número de sites inferior ao número de páginas. Os 248 sites encontrados pertenciam às seguintes categorias: 154 sites de notícias, textos ou artigos isolados, 8 sites de busca, 9 sites de mensagem de fórum ou blog: 61 sites comerciais, 6 sistes em construção ou sem configuração e 10 sites educacionais sobre obesidade. Conclusão: Embora a quantidade de informações referentes à obesidade na Internet seja abundante, a maioria não é organizada na forma de sites educativos. A viabilidade deste meio como ferramenta de educação multiprofissional continuada deve ser alvo de maiores estudos. Apresentado, também, no XIV Congresso Médico Acadêmico de Botucatu no período de 22 a 29 de setembro de 2005..

133.
ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . A suplementação de beta-caroteno intensifica a remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio em ratos. In: XXV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2004, Campos do Jordão. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2004. v. 14. p. 85.
Palavras-chave: Beta-caroteno; Infarto agudo do miocárdio; Rato; Remodelação ventricular.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Objetivo: Verificar a ação da suplementação de beta-caroteno sobre a remodelação miocárdica em ratos infartados. Métodos: Ratos foram submetidos a infarto e, após 48 horas, tratados com beta-caroteno (500mg/kg/dieta), misturados na dieta (IAM-BC), ou mantidos sem tratamento (IAM). Após 6 meses, os animais foram submetidos a estudo morfológico e funcional por meio do ecocardiograma. As variáveis estudadas tiveram distribuição normal e foram analisadas pelo teste t, com significância de 5%. Resultados: Os ratos IAM-BC apresentaram maior diâmetro diastólico do ventrículo esquerdo (DDVE), ajustado ao peso corporal dos ratos que os animais sem tratamento (IAM-BC=23,2 3,7; IAM=20,0 2,7; P=0,005). Em adição, a análise bidimensional no eixo menor identificou que os animais IAM-BC apresentaram maiores áreas diastólicas (IAM-BC=0,94 0,2; IAM=0,7 0,2; P=0,003) e sístólicas (IAM-BC=0,94 0,2; IAM=0,7 0,2; P=0,003) do VE, em comparação ao grupo IAM. Considerando a função sistólica do VE, a fração de variação de área foi estatisticamente reduzida no grupo IAM-BC (IAM-BC=24,9 6,3; IAM=35,6 15,2; P=0,007). Não foram identificadas diferenças na relação E/A entre os grupos. O tamanho de infarto não diferiu entre os grupos (IAM-BC=43,5 7,0; IAM=39,6 10,2; P>0,05). Conclusão: A suplementação de beta-caroteno, por período de 6 meses, intensificou a remodelação ventricular após o infarto agudo do miocárdio em ratos. .

134.
CASTARDELI, Edson ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A exposição à fumaça do cigarro resulta em remodelação cardíaca com piora da função ventricular em ratos. In: XXV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2004, Campos do Jordão. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2004. v. 14. p. 41.
Palavras-chave: Fumo; Função cardíaca; Remodelação ventricular; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Objetivos: Determinar as alterações cardíacas estruturais e funcionais causadas pela exposição à fumaça do cigarro, em corações de ratos. Métodos: Os animais foram distribuídos em dois grupos: 1) grupo fumante (F) composto por dez animais que foram expostos à fumaça de cigarro, na taxa de 40 cigarros/dia; 2) grupo controle (C), composto por 10 animais não submetidos ao tratamento. Após 4 meses, os animais foram avaliados pelo ecocardiograma. As variáveis estudadas tiveram distribuição normal e foram analisadas pelo teste t, com significância de 5%. Resultados: Os ratos fumantes apresentaram maior átrio esquerdo (F=4,2 0,7 mm; C=3,5 0,6 mm; P<0,05), maiores diâmetros diastólicos (F=7,9 0,7 mm; C=7,2 0,5 mm; P<0,05) e sístólicos (F=4,1 0,5 mm; C=3,4 0,5 mm; P<0,05) do ventrículo esquerdo (VE). As mesmas variáveis ajustadas ao peso corporal dos animais mantiveram as diferenças entre os grupos (P<0,05). O índice de massa do VE foi maior nos fumantes (F=1,5 0,2; C=1,3 0,2; P<0,05), enquanto que a fração de encurtamento (F=47,8% 3,7; C=52,7% 4,6; P<0,05) e a fração de ejeção (F=0,8 0,03; C=0,9 0,03; P<0,05) do VE foram maiores no grupo controle. Não foram identificadas diferenças na onda E, onda A e na relação E/A entre os grupos. Conclusões: a exposição crônica à fumaça do cigarro, em ratos, causa remodelação cardíaca, com diminuição da capacidade funcional ventricular..

135.
AZEVEDO, Paula Schimidt ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A suplementação de ácido retinóico melhora a função sistólica de ratos submetidos ao infarto agudo do miocárdio. In: XXV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2004, Campos de Jordão. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2004. v. 14. p. 42.
Palavras-chave: ácido retinóico; Infarto agudo do miocárdio; Rato; Remodelação ventricular; Coração Isolado.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
A vitamina A modula o crescimento cardíaco. Objetivo: Verificar a ação da suplementação de ácido retinóico sobre variáveis funcionais de ratos infartados. Métodos: Ratos foram submetidos a infarto e, após 48 horas, tratados com ácido retinóico, 0,3 mg/kg/dieta (IAM-AR), ou mantidos sem tratamento (IAM). Após 6 meses, os animais foram submetidos a estudo funcional por meio da preparação de coração isolado contraindo isovolumetricamente, perfundidos de modo retrógrado com solução nutriente segundo a técnica de Langendorff. As pressões diastólicas (PD) foram aumentadas de 0 a 25 mmHg, com intervalos de 5 mmHg, registrando-se, para cada PD : a pressão sistólica (PS), a primeira derivada de pressão (+dP/dt) e a derivada negativa de pressão (-dP/dt) máximas. As variáveis tiveram distribuição normal e foram analisadas pelo teste t, com significância de 5%. Resultados: O tamanho do infarto não diferiu entre os grupos (IAM-AR= 39,3 6,1%; IAM= 37,5 8,4%; P=0,68). Os ratos IAM-AR apresentaram maiores valores máximos de PS que os animais não tratados (IAM-AR= 148,0 17,5 mmHg; IAM= 121,6 26,2 mmHg; P=0,038). O mesmo comportamento foi observado para a +dP/dt máxima (IAM-AR= 3187,3 710,8 mmHg/s; IAM= 2124,9 641,1 mmHg/s; P=0,007). Entretanto, não observamos diferenças entre os grupos em relação à -dP/dt máxima (IAM-AR= 1374,8 536,5 mmHg/s; IAM= 1458,2 346,6 mmHg/s; P=0,70). Conclusão: A suplementação de ácido retinóico melhora a função sistólica após o infarto agudo do miocárdio em ratos..

136.
MARIVO, Monika ; RAMOS, Priscila P ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; MATSUBARA, Luiz Shiguero . Tratamento e evolução clínica e ecocardiográfica de pacientes com insuficiência cardíaca congestiva. In: XXV Congresso da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo, 2004, Campos do Jordão. Revista da Sociedade de Cardiologia do Estado de São Paulo. São Paulo: Diretoria de Publicações da SOCESP, 2004. v. 14. p. 79.
Palavras-chave: Insuficiência cardíaca; ecocardiografia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Regional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Objetivo: Analisar o esquema terapêutico da insuficiência cardíaca congestiva (ICC) e a sua repercussão sobre os dados clínico e doppler-ecocardiográficos. Material e Métodos: Foram avaliados, retrospectivamente, 71 pacientes com ICC grau IV (NYHA) na internação e após a alta hospitalar. Para a comparação entre os grupos foram utilizados o teste do qui-quadrado e o teste "t" de student para p<0,05. Resultados: O tempo médio de acompanhamento foi de 11,9 7,5m (md=11m) e com taxa de mortalidade de 23,9%. As medicações utilizadas foram: diurético (95,3%), digital (91,9%), heparina (87,2%), IECA (82,5%), AAS (28,2%), hidralazina (14,1%), spironolactona (12,9%), antagonisa de canal de cálcio (7%), beta- bloqueador (5,8%) e nitrato (4,7%). As proporções dos sinais e sintomas foram: (p<0,05 vs. Pós-alta)Não houve modificação das nas variáveis morfológicas e funcionais obtidas pelo doppler-ecocardiograma na internação e após a alta.Conclusões: O tratamento melhorou os sinais e sintomas clínicos, sem a correspondente melhora nos parâmetros doppler-ecocardiográficos. No geral, o tratamento seguiu os preceitos estabelecidos pelos consensos de tratamento de ICC, à exceção do uso de beta- bloqueador e espironolactona..

137.
PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; CHANG, Claudia Veiga ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; OKOSHI, Marina Politi ; OKOSHI, Katashi ; DALPAISILVA, Maeli ; CARVALHO, Robson F ; CICOGNA, Antonio Carlos ; CAMPANA, Alvaro Oscar ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A suplementação com beta-caroteno protege o miócito da lesão induzida pela exposição à fumaça do cigarro em ratos. In: II Congresso Internacional de Clínica Médica, 2004, São Paulo. Anais do Congresso, 2004.
Palavras-chave: Fumo; Beta-caroteno; Função cardíaca; microscopia eletrônica; Rato.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nutrologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: Estudos de intervenção mostraram aumento da mortalidade e dos casos de angina nos indivíduos que receberam suplementação com beta-caroteno e eram fumantes. Objetivo: Avaliar o efeito da suplementação de beta-caroteno função cardíaca e na ultra-estrutura do miocárdio em ratos expostos à fumaça de cigarro. Métodos: Ratos Wistar (250 g) foram distribuídos em quatro grupos: 1) controle (C, n=16) sem tratamento por 90 dias; 2) beta-caroteno (BC, n=14) suplementação com BC na dose de 500 mg /Kg de dieta/dia por 90 dias 3) fumante (F, n=14) sem tratamento por 60 dias + exposição à fumaça de cigarro por 30 dias; e 4) BC+ fumo (BCF, n=12) combinação dos tratamentos BC e F. Após o período de observação, os animais foram submetidos a estudo ecocardiográfico e estudo funcional com preparações de músculo papilar isolado. Foram obtidos, também, fragmentos do ventrículo esquerdo fixados com solução de Karnovsky e processados segundo a técnica do Centro de Microscopia Eletrônica para o estudo da ultra-estrutura do miocárdio. Resultado: Não foram encontradas diferenças significantes entre os grupos em relação às variáveis funcionais analisadas tanto pelo ecocardiograma bem como pelo músculo isolado (p>0,05). Na microscopia eletrônica: os grupos C e BC mostraram aspectos morfológicos normais; o grupo F apresentou alterações como: desorganização ou ausência de miofilamentos, irregularidades da membrana plasmática, dilatação do retículo sarcoplasmático, mitocôndrias polimórficas, edemaciadas com diminuição de cristas; o grupo BCF apresentou alterações focais mais leves, sem lesões mitocondriais estando a maioria das fibras com aspecto morfológico normal. Conclusão: O BC protege a fibra muscular cardíaca atenuando a lesão induzida pela exposição à fumaça do cigarro..

138.
CHANG, Claudia Veiga ; DUARTE, Daniella de Rezende ; MINICUCCI, Marcos Ferreira ; FORMIGA, Maria Nirvana C ; WAIDEMAN, Juliana ; INOUE, Roberto Minoru Tani ; MATSUI, Mirna ; AZEVEDO, Paula Schimidt ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede ; OKOSHI, Marina Politi ; MATSUBARA, Luiz Shiguero ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. . Ascite associada ao hipotireoidismo. In: II Congresso Internacional de Clínica Médica, 2004, São Paulo. Anais, 2004.
Palavras-chave: hipotireoidismo; ascite; marcadores tumorais.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
Introdução: O hipotireoidismo é uma desordem endocrinológica relativamente comum. Na maioria das vezes, é precocemente diagnosticado pelos sinais e sintomas clássicos. A ascite como manifestação clínica do hipotireoidismo é rara, geralmente como diagnóstico de exclusão, caracterizada pela remissão após reposição hormonal adequada. Relato do caso: Paciente de 76 anos, sexo feminino, referia aumento do volume abdominal há três meses, com alteração do hábito intestinal e perda de 7,5% de peso corporal no período. História de gastrectomia por úlcera duodenal há trinta anos, hipotireoidismo há três anos e arritmia. Em uso de levotiroxina, amiodarona, furosemida e espironolactona. Dados relevantes ao exame físico: tireóide fibroelástica e sem nódulos palpáveis, aparelho cardiovascular: sopro sistodiastólico em foco mitral, FC= 68 bpm e Pa= 110x60 mmHg. Pulmões limpos. Abdomen distendido, fígado palpável a 2 cm RCD, macicez à percussão com Piparote +. Membros inferiores: edema 2 +/4 bilateralmente. Exames complementares: albumina sérica=2,9 g%; urina 1 normal; líquido ascítico: albumina= 1,2g%, celularidade= 34 leucócitos, ausência de células neoplásicas, gradiente de albumina soro-ascite: 1,7; sorologia para vírus de hepatite B, C e HIV não reagentes; Ca125= 654,8 U/mL. Ecocardiografia: dupla lesão mitral com hipertensão pulmonar moderada; ultrasonografia abdominal e trans vaginal, tomografia de abdômen, endoscopia digestiva alta, enema opaco e colonoscopia, resultaram negativos para neoplasia. Após início do acompanhamento foi evidenciado TSH= 45,2mUI/mL e T4L= 0,75ng/dL. Aumentou-se a dose da levotiroxina, com desaparecimento do quadro de ascite. Conclusão: Descartadas as causas mais prevalentes de ascite, deve-se lembrar do hipotireoidismo como diagnóstico diferencial, mesmo naqueles pacientes com forte indício de neoplasia associada..

139.
MOLINA, Roberta Boari Gonçalves ; CHANG, Claudia Veiga ; MATSUBARA, Beatriz Bojikiam ; HUEB, João Carlos ; PAIVA, S. A. R. ou de Paiva, S. A. R. ou Paiva, S. ; MEIRA, Domingos Alves ; ZORNOFF, Leonardo Antonio Mamede . A disautonomia é fenômeno precoce e independente da função ventricular na Doença de Chagas. In: II Congresso Internacional de Clínica Médica, 2004, São Paulo. Anais, 2004.
Palavras-chave: Doença de Chagas; Função cardíaca; ecocardiografia.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Cardiologia.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
Referências adicionais: Classificação do evento: Internacional; Brasil/ Português; Meio de divulgação: Impresso.
A cardiopatia chagásica crônica acarreta disfunção biventricular e o ventrículo direito (VD) é acometido precocemente nessa doença. Outra alteração marcante da cardiopatia chagásica é a disautonomia. No entanto, a relação causal entre a regulação autonômica e a função