André Pedroso Becho

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1864857467289038
  • Última atualização do currículo em 10/12/2017


Possui licenciatura em História e mestrado na linha de História e Culturas Políticas pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG). Atualmente, é doutorando em História pela mesma instituição. É também especialista em Estudos Diplomáticos pela Faculdade Milton Campos e pelo Centro de Direito Internacional (CEDIN). Tem experiência na área de História, com ênfase em História Moderna e Contemporânea, atuando principalmente nos seguintes temas: Brasil colonial, Primeira República e Era Vargas, educação, imprensa, práticas de leitura, política externa, diplomacia e História das Relações Internacionais. Interessa-se também na área de História da Arte e das cidades, com formação em disciplinas nos cursos de Arquitetura da UFMG. Atua como professor de História e Sociologia na rede particular de ensino. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
André Pedroso Becho
Nome em citações bibliográficas
BECHO, A. P.


Formação acadêmica/titulação


2013
Doutorado em andamento em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Imprensa e política externa no período Joanino: diplomacia e os discursos e diálogos entre periódicos "brasileiros" e ingleses (1808-1821),
Orientador: Luiz Carlos Villalta.
2007 - 2009
Mestrado em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Título: Em nome do Império e da Ordem: a Imprensa e a representação da política externa no período Joanino (1808-1821),Ano de Obtenção: 2009.
Orientador: Luiz Carlos Villalta.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Imprensa; Política Externa; Relações Internacionais.
2006 - 2007
Especialização em Estudos Diplomáticos.
Faculdades Milton Campos, FMC, Brasil.
Título: Abbé de Saint-Pierre e o Projeto para tornar perpétua a Paz na Europa: contribuições para o estudo da história das Relações Internacionais.
Orientador: Délber Andrade Lage.
2002 - 2006
Graduação em História.
Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.




Formação Complementar


2014 - 2014
Curso de História da Arte. (Carga horária: 60h).
Portal Educação de Campo Grande, PE, Brasil.
2014 - 2014
Elaboração de Projetos Educacionais. (Carga horária: 40h).
Portal Educação de Campo Grande, PE, Brasil.
2008 - 2008
IV Curso de Inverno de Direito Internacional. (Carga horária: 65h).
Centro de Direito Internacional, CEDIN, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em Avaliação no Ensino Aprendizagem. (Carga horária: 20h).
Faculdade Padre Machado, CESB, Brasil.
2002 - 2002
Curso de Curta Duração.
Instituto Estadual do Patrimônio Histórico e Artístico, IEPHA/MG, Brasil.


Atuação Profissional



Centro Universitário Estácio de Belo Horizonte, CUEBH, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professor de Pós-Graduação
Outras informações
Professor na Pós-graduação em História Contemporânea do Brasil, ministrando a disciplina "A Política durante o Estado Novo" (C.H.: 24 horas).


Colégio Santa Maria, CSM, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor de História e Sociologia


Universidade Federal de Minas Gerais, UFMG, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Livre, Enquadramento Funcional: Estágio Docente, Carga horária: 4
Outras informações
Ministrou a disciplina A Imprensa na Construção do Império Brasileiro (1808-1831), a alunos do curso de graduação em História.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Bolsista Iniciação Científica, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 20


Colégio Nossa Senhora das Dores, CNSD, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2014
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor de História


Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Colégio Santo Agostinho - Unidade Nova Lima, CSA-NL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - 2012
Vínculo: Professor, Enquadramento Funcional: Professor de História, Carga horária: 26
Outras informações
Professor do Ensino Fundamental II

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Cargo de Coordenação, Enquadramento Funcional: Analista de Série, Carga horária: 9


Pré-Vestibular Alternativo Paulo Freire, PAULO FREIRE, Brasil.
Vínculo institucional

2004 - 2008
Vínculo: Professor Voluntário, Enquadramento Funcional: Professor



Projetos de pesquisa


2014 - Atual
Concepções e Apropriações da História no Mundo Luso-Brasileiro (1768-1826): do ocaso do Antigo Regime aos primórdios do Estado Liberal
Descrição: Este projeto de pesquisa, dando continuidade ao que o antecedeu desenvolvido desde 2011 e intitulado O debate e a contestação religiosa e política nas Luzes: Portugal no cenário europeu (1740-1821) ,e partindo de algumas de suas constatações, centra-se nas concepções de história e nas apropriações do passado realizadas no momento da crise do Antigo Regime em Portugal e no Brasil e nos anos imediatamente posteriores, quando se delinearam as linhas gerais e/ou embates para a instituição de uma nova ordem política liberal e constitucional. Assim, as balizas temporais se estendem de 1768, ano em que se criou a Real Mesa Censória em Portugal, até 1826, quando se deu a morte de D. João VI e a abdicação de D. Pedro ao trono português. O ano de 1768 corresponde a um marco das medidas reformistas pombalinas no âmbito da cultura literária, suprimindo-se o sistema da tríplice censura e anunciando-se uma nova leitura da história, que se dizia oposta ao passado de atraso e de domínio jesuítico. Já 1826 com a morte de D. João VI (em 10 de março), o decreto do Imperador D. Pedro I pelo qual ordena o cumprimento do Tratado de Paz e Reconhecimento da Independência (10 de abril), firmado entre Brasil e Portugal em 29 de agosto de 1825 e a abdicação de D. Pedro a favor de sua filha D. Maria da Glória marcou o fim do último reinado português do Antigo Regime e a legitimação da emancipação da ex-colônia, abrindo uma fase conturbada na ex-metrópole, de luta entre liberais e absolutistas, que só se encerrou com a vitória de D. Pedro em 1834. Assim, todos esses fatos ainda que a abdicação de D. Pedro ao trono português não tenha cessado de todo os temores de uma unificação das coroas do Brasil e de Portugal , do ponto de vista simbólico, anunciavam, dos dois lados do Atlântico, novas perspectivas de devir e, portanto, sobre a história..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2008 - 2011
Práticas e Leituras Libertinas
Descrição: "Práticas e Leituras Libertinas" pretende mapear a difusão de obras tidas como licenciosas em Portugal e no Brasil, entre 1750 e 1821, e localizar as de maior circulação para analisá-las do ponto de vista textual e material. Espera-se reconstituir as reflexões sobre a leitura desse tipo de publicação e seus efeitos sobre os leitores, analisando, sobretudo, pareceres produzidos por censores luso-brasileiros. Espera-se, também, recompor o quadro das práticas e idéias libertinas, a partir dos testemunhos de pessoas presas por órgãos repressivos portugueses. O grupo conta com apoio do CNPq, por meio de financiamento ao projeto Práticas e Leituras Libertinas no Mundo Luso-brasileiro, Edital MCT/CNPq 03/2008 - Ciências Humanas, Sociais e Sociais Aplicadas, processo número 401552/2008-0.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2002 - 2008
Leitura, Circulação e Posse de Livros na América Portuguesa (1750-1808), sub-projeto do Projeto Temático Fapesp.
Descrição: Este projeto, iniciado em 2002, é um subprojeto do Projeto Temático Caminhos do romance no Brasil (séculos XVII-XIX), financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (FAPESP) entre 2003 e 2007 e pelo CNPq, entre 2006 e 2008, coordenado pela Professora Dra. Márcia Abreu, do Instituto de Estudos da Linguagem da Universidade Estadual de Campinas (IEL-Unicamp), e integrado pela Profa. Dra. Sandra Guardini T. Vasconcelos, da Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas da Universidade de São Paulo (FFLCH-USP), e pelo Prof. Dr. Nelson Schapochnik, da Faculdade de Educação da Universidade de São Paulo (FE-USP), as duas primeiras, pesquisadoras da área de Literatura e o último, das áreas de História do Brasil e Prática de Ensino de História. Há alunos de iniciação científica, de mestrado e doutorado envolvidos no projeto..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: André Pedroso Becho - Integrante / VILLALTA, L. C. - Coordenador / Raphael Rocha de Almeida - Integrante / João Paulo Martins - Integrante / Guilherme de Souza Maciel - Integrante / Francisco de Paula Souza Mendonça Junior - Integrante / Christianni Cardoso Morais - Integrante / Renato Sena Marques - Integrante / Diogo Lúcio Pereira Vieira - Integrante / Silvia Drumond Silva Fontes - Integrante / Adriano Domeniconi de Andrade - Integrante / Breno Gontijo Andrade - Integrante / Thiago Prando Bento da Silva - Integrante.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Colônia.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil/Especialidade: História do Brasil Império.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Livro e da Leitura.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Política Externa do Brasil.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História da Educação.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2005
Selecionado entre os melhores trabalhos da área de Ciências Humanas, XIV Semana de Iniciação Científica-Pró-Reitoria de Pesquisa da Universidade Federal de Minas Gerais.


Produções



Produção bibliográfica
Capítulos de livros publicados
1.
BECHO, A. P.. Dos Romances à Inconfidência Mineira de 1789. In: ABREU, Márcia. (Org.). Trajetória do Romance: circulação, leitura e escrita nos séculos XVIII e XIX. Campinas: Mercado das Letras, 2008, v. 1, p. 307-328.

2.
BECHO, A. P.; VILLALTA, L.C. . Lugares, espaços e identidades coletivas na Inconfidência MIneira de 1788-9. In: RESENDE, Maria Efigênia Lage de (Org.) ; VILLALTA, L. C. (Org.). (Org.). As Minas Setecentistas II. Belo Horizonte: Autêntica, 2007, v. 2, p. 547-570.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
VILLALTA, L.C. ; BECHO, A. P. . Quem ensina quem?. Revista de História da Biblioteca Nacional, p. 83 - 84, 01 jul. 2008.

2.
VILLALTA, L.C. ; BECHO, A. P. . Sem coxinha de galinha: Abaixo o João Bobão!. Revista de História da Biblioteca Nacional, Rio de Janeiro, p. 76 - 80, 03 jan. 2008.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BECHO, A. P.. Linguagens do republicanismo no jornalismo de Hipólito da Costa: o Paralelo da Constituição Portuguesa com a Inglesa (1809 - 1810. In: EPHIS, 2014, Belo Horizonte. Anais do III Encontro de História da UFMG, 2014. v. 6. p. 1292-1303.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BECHO, A. P.. A pátria, o páis e nação: a perspectiva dos Inconfidentes de 1789. In: 58° Reunião Anual do SBPC, 2006, Florianópolis. SBPC-Livro Eletrônico 58° RA UFSC, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BECHO, A. P.. A Gazeta do Rio de Janeiro e a política externa no período Joanino (1808-1821). In: Encontro Regional de História da ANPUH-MG, 2008, Belo Horizonte. Caderno de Resumos ANPUH-MG, 2008. p. 231.

2.
BECHO, A. P.. A Inconfidência MIneira de 1788-89, a Pátria, o País e a Nação: das leituras sobre os inconfidentes aos romances sobre a Inconfidência (1788-1848). In: I Encontro Regional de Iniciação Científica - FAPEMIG, 2006, Belo Horizonte. Anais I Encontro Regional de Iniciação Científica, 2006.

3.
BECHO, A. P.. Os Romances e a Inconfidência Mineira de 1789. In: XV Encontro Regional de HIstória, 2006, São João Del Rei. Anais Eletrônicos (ANPUPH-MG), 2006.

4.
BECHO, A. P.. A Inconfidência Mineira de 1788-89, a pátria, o páis e a nação: das leituras dos Inconfidencias aos Romances. In: XIV Semana de Iniciação Científica UFMG, 2005, Belo Horizonte. Anais da XIV Semana de Iniciação Científica, 2005.

5.
BECHO, A. P.. A Dinâmica da Segregação Sócio-Econômica e da ocupação de áreas de risco geológica: o caso de Belo Horizonte. In: XI Semana de Inciciação Científica UFMG, 2002, Belo Horizonte. Anais XI Semana de Iniciação Científica, 2002.

Apresentações de Trabalho
1.
BECHO, A. P.. Linguagens do republicanismo no jornalismo de Hipólito da Costa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
BECHO, A. P.. A Gazeta do Rio de Janeiro e a política externa no período Joanino (1808-1821). 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
BECHO, A. P.. Dos Romances à Inconfidência Mineira de 1789. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
BECHO, A. P.. A Inconfidência Mineira de 1788-9, a pátria, o país e a nação: das leituras dos Inconfidentes aos Romances sobre a Inconfidência (1788-1848). 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
BECHO, A. P.. Em nome do ?Império? e da ?Ordem?: a Gazeta do Rio de Janeiro e a política externa no período Joanino (1808-1821) 2008 (Artigo).


Demais tipos de produção técnica
1.
BECHO, A. P.. Novas persspectivas: a imprensa como fonte histórica. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
BECHO, A. P.. O conceito de culturas políticas e a historiografia. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
VIEIRA, R. A.; BECHO, A. P.; BRUZANTIN, B. M.. Participação em banca de Thiago Barbosa Lage Ribeiro.O ensino no Brasil Colonial: a atuação dos padres jesuítas e a ratio studiorum. 2017.

2.
VIEIRA, R. A.; BARBOSA, N. R.; BECHO, A. P.. Participação em banca de Ana Lúcia Pires.A origem do Candomblé Religião Afro Sincretismo Século XIX em Salvador - Bahia. 2016.

3.
DUARTE, R. G.; ARCANJO JUNIOR, L.; BECHO, A. P.. Participação em banca de Daniela Garcia Machado.O Punk Rock e sua influência na formação da identidade cultural da juventude brasiliense no período de 1979 a 1982. 2016.

4.
DUARTE, R. G.; ARCANJO JUNIOR, L.; BECHO, A. P.. Participação em banca de Eder Jesus de Assis Sales.O Punk Rock e sua influência na formação da identidade cultural da juventude brasiliense no período de 1979 a 1982. 2016.




Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
III Encontro em Pesquisa em Histórica (EPHIS).Linguagens do republicanismo no jornalismo de Hipólito da Costa: o Paralelo da Constituição Portuguesa com a Inglesa (1809-1810). 2014. (Encontro).

2.
Relações Luso-Brasileiras: D. João VI e o Oitocentismo. 2008. (Outra).

3.
XVI Encontro Regional de História da ANPUH-MG.A Gazeta do Rio de Janeiro e a política externa no Período Joanino (1808-1831). 2008. (Encontro).

4.
A Universidade e os cursos de história: o pensamento brasileiro do Século XX. 2007. (Seminário).

5.
Seminário Interno do Projeto Caminhos do Romance: séculos XVIII e XIX..Dos Romances à Inconfidência Mineira de 1789. 2007. (Seminário).

6.
58° Reunião Anual da SBPC.A pátria, o país e nação: a perspectiva dos Inconfidentes de 1789. 2006. (Encontro).

7.
Idéias, Cultura e Política na Formação da Nacionalidade Brasileira. 2006. (Simpósio).

8.
I Seminário Estadual de Iniciação Científica.A Inconfidência Mineira de 1788-89, a Pátria, o País e a Nação: das leituras sobre os Inconfidentes aos Romances sobre a Inconfidência (1789-1848). 2006. (Seminário).

9.
O Documento na sala de aula: leitura paleográfica e produção de material didádico. 2006. (Seminário).

10.
XV Encontro Regional de História.Os Romances e a Inconfidência Mineira de 1789. 2006. (Simpósio).

11.
10° Seminário Internacional de História da Ciência e da Técnica. 2005. (Seminário).

12.
Encontro Brasil-Portugal: Sociedade, Culturas e Formas de Governar no Mundo Português - séculos XVI e XVIII. 2005. (Simpósio).

13.
Autoritarismo nas Margens da Repúiblica 1964-1984. 2004. (Seminário).

14.
Seminário Internacional sobre Historiografia Mineira. 2004. (Seminário).

15.
Colóquio Internacional - Política, Nação e Edição. Brasil, Europa e Américas nos séculos XVIII-XX. Olugar dos Impressos na construção da vida política.. 2003. (Outra).



Outras informações relevantes


Membro do Grupo de Pesquisas "Caminhos do Romance no Brasil: séculos XVIII e XIX"
Homepage: www.caminhosdoromance.iel.unicamp.br



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 22:29:07