Marcella Lemos Brettas Carneiro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/4839052902231824
  • Última atualização do currículo em 16/10/2018


É professora adjunto da Universidade de Brasília (UnB), lotada na Faculdade de Planaltina (FUP), credenciada nos Programas de Ciências de Materiais e Engenharia Biomédica atuando nas respectivas linhas de pesquisas: Aplicações de Nanomateriais e física médica e bioengenharia. Possui graduação em Ciências Biológicas e mestrado em Biologia Celular e Molecular (Universidade Federal de Goiás); doutorado em Biologia Molecular e pós-doutorado na área de Nanobiotecnologia (Universidade de Brasília). Tem experiência na área de biologia celular e estrutural, com ênfase em biologia molecular e em nanobiotecnologia atuando principalmente em estudos de toxicidade, biocompatibilidade e avaliação de eficácia terapêutica de agentes terapêuticos livres e associados à nanopartículas para aplicação em câncer e em feridas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Marcella Lemos Brettas Carneiro
Nome em citações bibliográficas
CARNEIRO, M. L.B.;Carneiro, Marcella Lemos Brettas;Carneiro, Marcella L B;Carneiro, Marcella Lemos;CARNEIRO, MARCELLA LEMOS? BRETTAS;CARNEIRO, MARCELLA L.B.;BRETTAS CARNEIRO, MARCELLA LEMOS;CARNEIRO, MARCELLA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Campus Planaltina.
Campus da UnB
Área Universitária (Planaltina)
73345010 - Brasília, DF - Brasil
Telefone: (61) 31078090


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Ciências Biológicas (Biologia Molecular).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Efeitos biológicos de citrato de ródio II livre e da sua associação a nanopartículas magnéticas e a magnetolipossomas em células de carcinoma mamário: estudos in vitro e in vivo, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Sônia Nair Báo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: carcinoma mamário; Citrato de ródio II; nanopartículas de maghemita; magnetolipossomas; citotoxicidade; atividade antitumoral.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular / Especialidade: Citotoxicidade Celular.
Setores de atividade: Saúde humana e serviços sociais.
2005 - 2007
Mestrado em CIÊNCIAS BIOLÓGICAS.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Título: Alterações morfológicas e estruturais induzidas por um componente do açafrão (Curcuma longa) em cultura de células de melanoma humano,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Lidia Andreu Guillo.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: curcumina; apoptose; células de melanoma; ciclo celular.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Farmacologia / Subárea: Farmacologia Bioquímica e Molecular.
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia.
2001 - 2004
Graduação em Ciências Biológicas.
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.


Pós-doutorado


2011 - 2012
Pós-Doutorado.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Farmácia / Subárea: Avaliação e analises toxicológicas.


Formação Complementar


2010 - 2010
Extensão universitária em Scientific writing for no-speaking English. (Carga horária: 40h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2008 - 2008
Microscopia Confocal a laser. (Carga horária: 32h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2008 - 2008
Citoesqueleto e matriz extracelular. (Carga horária: 8h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em Molecular and Statical tools in animal genetics. (Carga horária: 30h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
2007 - 2007
Nanotecnologia aplicada a sensores. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Uberlândia, UFU, Brasil.
2007 - 2007
Escola de Nanociência e Nanotecnologia. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2006 - 2006
Microscopia Eletrônica de Varredura. (Carga horária: 30h).
Universidade Nacional de Brasília, UNB, Brasil.
2006 - 2006
Microscopia Eletrônica de Transmissão. (Carga horária: 60h).
Universidade Nacional de Brasília, UNB, Brasil.
2006 - 2006
Citofluorimetria e microscopia de fluorescência. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Biologia Celular, SBBC, Brasil.
2004 - 2004
Como escrever um artigo. (Carga horária: 3h).
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
2002 - 2002
Toxicologia Disciplina Transversal Em Biologia e S. (Carga horária: 4h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
2002 - 2002
Técnica de Historresinas Em Processamento Animal. (Carga horária: 12h).
Universidade Estadual de Goiás, ENBIO, Brasil.
2001 - 2001
Engenharia Genética. (Carga horária: 6h).
Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Nacional de Brasília, UNB, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto III, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Adjunto II, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comitê progressão funcional, Carga horária: 8

Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Comitê Gestor PROIC, Carga horária: 10

Atividades

08/2018 - Atual
Ensino, Engenharia Biomédica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Estudo orientado em Engenharia I
Estágio docência I
07/2018 - Atual
Direção e administração, faculdade unb de Planaltina, .

Cargo ou função
Coordenadora do Laboratório de Biologia.
01/2013 - Atual
Ensino, Ciências Naturais, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia Molecular e Biotecnologia
Estágio em Biologia Estrutural
O organismo
Pesquisa em Biologia Molecular
Saúde e Ambiente 1
Tópicos especiais em nanotecnologia
06/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Biologia Celular, .

03/2018 - 07/2018
Ensino, Engenharia Biomédica, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Fundamentos de Metodologia Científica
03/2018 - 07/2018
Ensino, Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Seminários em Nanociência e Nanotecnologia
08/2017 - 12/2017
Ensino, Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos em Nanociência: Métodos de toxicidade de nanomateirias

Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Colaborador, Carga horária: 40
Outras informações
Bolsista Pós-doutoramento PNPD/CAPES institucional: Apoio a Laboratórios de Biofármacos

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio docência, Carga horária: 2
Outras informações
Foram ministradas aulas práticas, teóricas, orientação e avaliação de seminários, elaboração de questões de prova e correções referentes às disciplinas de Biologia Celular para turmas do curso de medicina e de Citologia para turmas dos cursos de biologia e veterinária na Universidade de Brasília.

Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estágio docência, Carga horária: 5
Outras informações
Foram ministradas aulas práticas, orientação e avaliação de seminários, elaboração de questões de prova e correções referentes às disciplinas de Biologia Celular para turmas do curso de medicina e de Citologia para turmas dos cursos de biologia e veterinária na Universidade de Brasília.

Atividades

07/2012 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Biologia Molecular, .

12/2011 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Departamento de Biologia Molecular, .

11/2012 - 11/2012
Ensino, Programa de Pós-Graduação em Biologia Molecular, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Tópicos Especiais em Biologia Celular
06/2012 - 06/2012
Ensino, Engenharia Ambiental, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Biologia Geral
01/2012 - 01/2012
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Curso de verão em microscopia

Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2006
Vínculo: bolsista CAPES, Enquadramento Funcional: Estágio docência, Carga horária: 5
Outras informações
Foram ministradas aulas teóricas da disciplina de bioquímica para alunos de graduação de turmas de agronomia.

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: aluna bolsista CNPq, Enquadramento Funcional: Estagiária de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Aluna voluntária, Enquadramento Funcional: Estagiária de extensão, Carga horária: 20
Outras informações
Participação no Projeto "Atividades Interativas de Intercâmbio entre Alunos de Graduação em Biologia- Disciplina Biologia Celular e Alunos da Rede Pública e Privada de Ensino perfazendo um total de 288 horas.

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Aluna bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária de Iniciação Científica, Carga horária: 20, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Aluna bolsista do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica/CNPQ tendo como orientadora Lidia Andreu Guillo.


Universidade Federal de Goiás, UFG, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: bolsista, Enquadramento Funcional: Monitora bioquímica, Carga horária: 12
Outras informações
A monitora (com bolsa) foi da disciplina de bioquímica e totalizou uma carga horária de 121 horas.

Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estagiária voluntária, Carga horária: 21, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Foram desenvolvidas atividades relacionadas aos projetos de pesquisa de alunos de iniciação científica. Os projetos incluiram temas como avaliação da atividade citotóxica 'in vitro' em células de melanoma humano e caracterização molecular na etimologia do vitiligo. A aluna desenvolveu técnicas de extração de DNA, eletroforese em gel de agarose e poliacrilamida, cultura e manutenção de células e testes de citotoxicidade 'in vitro'.

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Monitora biologia celular, Carga horária: 2
Outras informações
A monitoria (voluntária) foi da disciplina de Biologia Celular, sendo supervisionada pela professora Doutora Simone Sabóia Moraes Teixeira.

Atividades

08/2001 - 03/2003
Estágios , Departamento de Ciências Fisiológicas, Intituto de Ciências Biológicas.

Estágio realizado
Laboratório de Bioquímica celular e Molecular.
5/2002 - 11/2002
Estágios , Instituto de Ciências Biológicas - ICB 2, .

Estágio realizado
monitoria.

Pró Reitoria de Assuntos da Comunidade Universitária, PROCON, Brasil.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: Bolsa de estágio, Enquadramento Funcional: professora de biologia e química, Carga horária: 6
Outras informações
Atuou em sala de aula com as disciplinas de biologia e química, nível supletivo ensino médio

Atividades

10/2004 - 10/2004
Extensão universitária , Universidade Federal de Goiás, .

Atividade de extensão realizada
I Seminário do Núcleo de Estudos Tecnológicos para a Socialização do Conhecimento em Biologia.
9/2002 - 12/2002
Ensino,

Disciplinas ministradas
Biologia
Química
06/2002 - 06/2002
Estágios , BIOPARQUE, .

Estágio realizado
Estágio Semana do Meio Ambiente.


Linhas de pesquisa


1.
Modulação de proteínas envolvidas em morte e estresse oxidativo

Objetivo: Diversas proteínas podem atuar como importantes alvos moleculares para ação terapêutica. A actina, por exemplo, desempenha um papel crucial na manutenção da morfologia, mitose, regulação da sinalização para sobrevivência e motilidade celular. Ainda, a agregação de filamentos de actina pode desencadear mecanismos apoptóticos por meio da liberação de moléculas citotóxicas da mitocôndria, como espécies reativas de oxigênio (ROS) e citocromo c. Uma vez que a actina e suas proteínas relacionadas participam da regulação de canais iônicos da membrana mitocondrial, a agregação de seus filamentos provoca a abertura desses canais e o aumento dos níveis dessas substâncias no citosol, o que a torna um alvo molecular importante para inibir a proliferação celular e, consequentemente, o tumor. Por outro lado, a laminina e fibronectina são proteínas localizadas na matriz extracelular de tecidos biológicos e a modulação de expressão gênica e/ou arranjo molecular de tais proteínas pode afetar de forma crucial o comportamento celular de tumores com potencial metastático. Portanto, tais proteínas também representam alvos terapêuticos para o câncer. Nosso grupo se propõe a estudar a modulação de síntese e expressão gênica de actina, fibronectina e laminina, bem como suas relações com micro-RNAs e proteínas citosólicas com o objetivo de conhecer o comportamento biológico de células de câncer de mama (MCF-7 e 4T1) relacionado à expressão gênica de algumas proteínas envolvidas em morte celular e metástase..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
Palavras-chave: Matriz extracelular; Metástase; citoesqueleto; morte celular.
2.
Toxicidade e potencial terapêutico de agentes antitumorais naturais e sintéticos livres e/ou associados a nanopartículas: ensaios in vitro e in vivo

Objetivo: Desenvolvimento de estratégias terapêuticas para câncer de mama.
3.
Ensaios biológicos de biomateriais e biocompostos para cicatrização de feridas - NANOLÁTEX

Objetivo: A diabetes mellitus (DM) é definida como uma condição crônica originada de uma disfunção metabólica que leva à uma hiperglicemia sanguínea. Esta patologia acarreta um enorme impacto social e econômico, visto a crescente incidência de diabetes que, geralmente está associada a outras doenças e/ou sintomas, repercutindo em baixa qualidade de vida e elevado custo para o sistema de saúde. Uma das complicações mais frequentes do DM é a neuropatia diabética (pé diabético), caracterizado por infecção, ulceração e/ou destruição dos tecidos. Dentre as terapias adjuvantes para infecções e feridas abertas dessa patologia, destacam-se: a antibioticoterapia empírica, uso de curativos, desbridamento, oxigenioterapia, revascularização, amputação, e mais recentemente a indução de neoformação tecidual com circuito emissor de luz de LEDs e utilização de membrana de látex natural. O presente estudo tem como objetivo desenvolver e avaliar a atividade de nanopartículas contendo compostos bioativos em adesivo cicatrizante derivado de látex natural Lip-PaFt (TexCure), combinada com o circuito emissor de LEDs ? Rapha: representando uma estratégia para a melhora na eficácia do tratamento na neoformação tecidual para o pé diabético. Esta pesquisa será conduzida em etapas as quais abrangem (i) o desenvolvimento e caracterização das nanopartículas e montagem das membranas de látex (TexCure); (ii) ensaios in vitro e (iii) in vivo. Análises morfológicas, celulares e moleculares das áreas da lesão, bem como do metabolismo inflamatório nestes tecidos e também análises de re-epitelização e granulação em feridas de pacientes diabéticos crônicos serão conduzidos. Testes de aplicabilidade e validação do sistema desenvolvido será realizado para a referida inovação tecnológica possa ser patenteada como produto desenvolvido e de seus acessórios..
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
Palavras-chave: cicatrização de feridas; diabetes; úlcera de pé diabético; nanotecnologia.
4.
Expressão gênica e de microRNAs: estratégias de emprego de mimetizadores e antagonistas de microRNAs


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Efeitos biológicos induzidos por sistemas nano estruturados para a liberação do princípio ativo N, N'-Squaramide 17 em cepas de Trypanosoma cruzi
Descrição: A infecção por Trypanosoma cruzi (T.c.) causador da doença de Chagas ou Tripanossomíase Americana resulta em uma das doenças endêmicas da América Latina, afetando cerca de 15 milhões de pessoas na América do Sul, com 7.000 mortes anuais. Esta doença é transmitida aos seres humanos principalmente pelas fezes de insetos triatomíneos conhecidos como barbeiros, percevejos ou por outros nomes, dependendo da área geográfica (Rassi, Rassi, & Marin-Neto, 2010). Atualmente, apenas dois medicamentos são recomendados para o tratamento da doença de Chagas: benzonidazol e nifurtimox (WHO, 2012). Estes medicamentos apresentam algumas inconveniências em decorrência da sua toxicidade como os efeitos da anorexia, vómitos, polineuropatia periférica e dermopatia alérgica, etc. (Pinazo et al., 2010; Viotti et al., 2009). Portanto, a falta de estudo e análises da eficácia terapêutica destes fármacos na fase aguda e crônica da doença, tem levado a novas abordagens terapêuticas que estão sendo desenvolvidas atualmente (Sosa-Estani, Viotti, & Segura, 2009). Uma destas abordagens se refere ao uso do princípio ativo N, N'-Squaramide que consiste em compostos do tipo amida que apresentam grupos doadores e aceitadores de ligações de hidrogênio. Portanto, a combinação de grupos: amina e carboxílicos com o agente Squaramide tem um aumento na solubilidade a nível intracelular, assim permitindo que exista uma alta propriedade antichagásicas e atividade tripanocida contra o Trypanosoma cruzi, com uma eficácia de 75 % na fase aguda e crônica da doença. Ainda, a síntese deste princípio ativo tem baixo custo e, portanto, isto torna o seu uso viável para o desenvolvimento de um agente antichagásico na clínica (Olmo et al., 2014). No caso específico da doença de Chagas com relação às nanopartículas, poucos estudos têm sido realizados para o tratamento, provavelmente devido à localização disseminada do parasita (Melo & Brener, 1978). De fato, os tripanossomas metacíclicos evadem ao sistema imune e ao mesmo tempo invadem uma grande variedade de células, incluindo os músculos e o sistema gastrointestinal, assim como o sistema de fagócito mononuclear (MPS). Por outro lado, existem estudos de sistemas nano estruturados que ajudam na administração de fármacos passivos e melhoram a eficácia do tratamento. Estes sistemas nanoparticulados, são moléculas biocompatíveis e têm a capacidade de hidrolisar-se lentamente. Já que seu objetivo principal é a entrega controlada de fármacos, assim demonstrando a capacidade de evitar a opsonização e absorção pelos MPS (Gref et al., 1994). Este presente trabalho consiste em desenvolver um sistema nanoestruturado para a liberação do princípio ativo N, N'-Squaramide 17, com o objetivo de determinar sua eficácia e toxicidade em ensaios in vitro, frente a um grupo filogenético de T. cruzi..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / Luciano Paulino da Silva - Integrante / Isabela M. Dourado Bastos - Integrante / Cinthia Bonatto - Integrante.
2017 - Atual
Desenvolvimento e avaliação de adesivo cicatrizante derivado de látex natural contendo nanopartículas e compostos bioativos associada ao sistema móvel de neoformação tecidual - RAPHA
Descrição: Segundo o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE, 2013) e de acordo com Alberti e colaboradores (1997), a diabetes mellitus (DM) é definida como uma condição crônica originada de uma disfunção metabólica que leva à uma hiperglicemia sanguínea. Sua incidência no Brasil é de 6,2% (9,1 milhões) na população com idade superior à 18 anos e em mulheres (IBGE, 2013). Esta doença acarreta um enorme impacto social e econômico para a sociedade visto a crescente incidência de diabetes que, geralmente está associada a outras doenças e/ou sintomas que resultam em baixa qualidade de vida e elevado custo para o sistema de saúde (WHO, 2002). Dentre as principais complicações decorrentes da DM estão as doenças cardiovasculares, cegueira, insuficiência renal e neuropatia diabética bem como acidente vascular cerebral e hipertensão arterial, sendo que algumas destas complicações são as principais causas de morte decorrentes da DM no mundo (IDF, 2015). Em especial, a neuropatia diabética é um dos fatores predisponente para o ?pé diabético?, termo utilizado para designar as múltiplas alterações isoladas (presença de alterações ortopédicas e/ou, infecciosas e/ou neurológicas) ou em conjunto ocorridas nos pés e membros inferiores. Quando esta complicação não é diagnosticada e tratada precocemente isto pode levar à ulcerações, gangrena e amputação dos dedos ou dos membros inferiores (IDF, 2015; AMERICAN DIABETES, 2014; CAIAFA MACEDO, 2001; ALBERTI, 1997). Dentre as terapias adjuvantes para infecções do pé diabético, destacam-se a antibioticoterapia empírica, uso de curativos, desbridamento, oxigenioterapia, revascularização, amputação (CAIAFA, 2011; Reis, 2010; LIPSKY; 2004), e indução de neoformação tecidual para pé diabético, com circuito emissor de luz de LEDs e utilização do látex natural (REIS. 2013; NUNES et al, 2016). A nanotecnologia é uma ciência multidisciplinar que abrange várias áreas de pesquisas como física, química, engenharia, odontologia e medicina, em que se utiliza dispositivos e/ou materiais com dimensões na ordem nanométrica, ou seja, de 1 a 100 nm (1 x 10-9). Quando se trata desta ciência voltada para aplicações biomédicas o termo utilizado é nanobiotecnologia (MOGHIMI et al., 2005; LONDON, 2007; SAHOO et al., 2007; BIJU, 2008). Lipossomas são estruturas com membranas concêntricas compostas de uma camada fosfolipídica e um núcleo hidrófilo com características físico-química biocompatíveis com membranas celulares (BARENHOLZ, 2001; LAVAN; 2003; DAUDT, 2013; CHORILLI, 2004, BENSON, 2005). A papaína e uma enzima de origem vegetal e extraída do mamão (Carica papaya) e pode ser usada para favorecer o processo cicatricial. O mecanismo de ação da papaína é dissociação de moléculas o que resulta em desbridamento, bem como remove o tecido necrótico, induzindo a liquefação do mesmo, além de ações anti-inflamatórias, bactericida e bacteriostática, e com a vantagem de ser de baixo custo e menor agressividade ao tecido normal (BAJAY, 2003; SHERMAN, 2003; ROCHA, 2002; MULLER, 2002 MILMAN, 2001; OYIBO, 2001; BORGES, 2008). Neste projeto será avaliada a eficiência do uso combinado do equipamento Rapha (circuito emissor de luz de LEDs) e de látex natural associado à lipossomas contendo papaína e ftalocianina (fotossensibilizante) na indução de neoformação tecidual como terapia adjuvante nas infecções do pé diabético..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / JOANITTI, GRAZIELA A - Integrante / Suélia Rodrigues Fleury Rosa - Coordenador.
2016 - 2017
Avaliação da biocompatibilidade e eficácia terapêutica da ablação térmica utilizando um eletrodo de níquel-titânio na ablação térmica em modelo de carcinossarcoma hepático
Descrição: A Ablação por Radiofrequência (ARF) consiste em recurso terapêutico destinado a provocar lesão tecidual programada por meio do aquecimento local. Por meio da aplicação de ondas de radiofrequência, o aquecimento tecidual tornou-se uma alternativa terapêutica para disfunções cujo princípio de tratamento inclui a promoção da lesão para ocasionar morte e apoptose tecidual. Dentre as aplicações por ARF destacam-se intervenções em casos de neoplasia maligna, como no hepatocarcinoma celular, principal tumor primário de fígado. Entretanto, apesar de evidências científicas e protocolos clínicos bem-sucedidos, sobretudo em tumores de até 4 cm, a ARF apresenta limitações que minimizam sua potencial atuação no tratamento e cura de câncer. Sendo um equipamento de alto custo, a aquisição e disponibilidade da técnica são restritas, impedindo que maior número de pacientes, principalmente do Sistema Único de Saúde sejam tratados por um recurso eficaz e menos invasivo. Diante desta problemática, o Laboratório de Engenharia Biomédica da Universidade de Brasília desenvolveu um equipamento de radiofrequência controlada para ablação de tumores hepáticos, com o objetivo inicial de disponibilizar uma tecnologia nacional e de baixo custo para promoção de tratamento a pacientes elegíveis à aplicação da ARF. Nesta proposta, se propõe verificar a biocompatibilidade do supracitado sistema ARF em ratos Wistar portadores de carcinossarcoma hepático (tumor de walker). A avaliação da biocompatibilidade, proposta nesse documento, bem como a validação do equipamento de ARF para eliminação de células tumorais em um modelo animal compreende um passo importante para sua futura utilização em humanos. Ao estudo de validação acrescenta-se o de toxicidade sistêmica de ratos portadores de tumor de walker com uso ou não de aceleradores para ablação térmica. Os parâmetros biológicos de toxicidade e biocompatibilidade serão avaliados por meio de análises clínicas, histológicas, hematológicas, bioquímicas e moleculares. A partir deste estudo pretende-se validar o sistema desenvolvido, o que incluirá avaliação dos efeitos biológicos, das complicações e de seus riscos. A avaliação do grau de sucesso deste protocolo norteará a elaboração de um plano de trabalho para testes e validação do sistema por meio de pesquisa clínica de fase 1 em seres humanos, principal desfecho almejado pela proposta de desenvolvimento do sistema de ablação por radiofrequência. 6. OBJETIVOS Objetivo geral Investigar os efeitos biológicos produzidos pelo uso de um eletrodo de níquel-titânio (NiTi) do tipo guarda-chuva durante a ablação hepática por radiofrequência gerada por equipamento de RFA ? denominado SOFIA_RFA, em ratos Wistar portadores de hepatocarcinoma celular (tumor de walker)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Suélia Rodrigues Fleury Rosa - Coordenador / Melissa Monteiro - Integrante.
2016 - Atual
Modulação da expressão e da síntese de actina por citrato de ródio em células de câncer mamário
Descrição: Atualmente, existe um vasto campo de investigação relativo à atividade antitumoral de complexos metálicos que apresentam moléculas de platina, rutênio e ródio. Entre estes, carboxilatos de ródio são conhecidos por sua capacidade em inibir a síntese de DNA. Dentre os carboxilatos de ródio, citrato de ródio demonstrou sua atividade citotóxica, citostática e antitumoral em células de carcinoma de origem mamária (Ehrlich) e em células tumorais (Y-1) e normais da adrenocortical (AR-1(6)). Nosso grupo também tem demonstrado o elevado potencial do citrato de ródio em virtude de sua capacidade em induzir citotoxicidade em outras linhagens de carcinoma mamário (4T1 e MCF-7), tanto em investigações in vitro como in vivo. Verificamos que o citrato de ródio induz agregação do citoesqueleto de actina, que está relacionada a eventos de citotoxicidade como condensação nuclear e apoptose em células da linhagem MCF-7. Todavia, o mecanismo pelo qual o citrato de ródio age no citoesqueleto de actina ainda não foi investigado. A actina é um importante alvo molecular para uso como agente terapêutico, já que esta proteína desempenha um papel crucial na manutenção da morfologia, mitose, regulação da sinalização para sobrevivência e motilidade celular. Ainda, a agregação de filamentos de actina pode desencadear mecanismos apoptóticos por meio da liberação de moléculas citotóxicas da mitocôndria, como espécies reativas de oxigênio (ROS) e citocromo c. Uma vez que a actina e suas proteínas relacionadas participam da regulação de canais iônicos da membrana mitocondrial, a agregação de seus filamentos provoca a abertura desses canais e o aumento dos níveis dessas substâncias no citosol, o que a torna um alvo molecular importante para inibir a proliferação celular e, consequentemente, o tumor. Estudos recentes têm mostrado que as células tumorais da mama apresentam padrões aberrantes de expressão de microRNAs (miRNAs), com papel significativo no crescimento tumoral e metástases. Ainda, alterações no conteúdo celular de miRNAs afetam redes de proteínas que regulam o citoesqueleto de actina, causando alterações fenotípicas que favorecem a tumorigênese. Assim, esta pesquisa tem como objetivo investigar a modulação da expressão gênica e da síntese de β-actina e γ-actina após tratamento com citrato de ródio em células de carcinoma mamário (MCF-7 e 4T1) e normais de mama (MCF-10). A expressão e síntese de β-actina e γ-actina serão analisadas por meio das técnicas de Real Time-PCR, Western Blotting e Imunofluorescência. A expressão de miRNAs, que regulam proteínas ligadas à síntese do citoesqueleto de actina (ex. mir-30c, mir-584, mir-34), em células tratadas com citrato de ródio será determinada por Real Time-PCR. A participação de cada um dos miRNAs na expressão da actina e nos fenótipos celulares de interesse será avaliada por meio de oligonucleotídeos inibidores de miRNAs ? antagomirs, sintetizados na forma de locked nucleic acids (LNA)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / Graziela Anselmo Joanitini - Integrante / da Silva, Izabel C R - Integrante / Bao, Sonia N - Integrante / Ricardo Titze de Almeida - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.
2014 - 2016
Caracterização de nanopartículas de óxido de níquel obtidas no refinamento industrial para avaliação toxicológica
Descrição: Níquel (Ni) é um metal pesado e suas partículas podem persistir no meio ambiente sendo distinguidas de outros metais por características, tais como solubilidade, estrutura e carga superficial. Por ser um metal pesado ele é considerado tóxico de acordo com Muñoz e Costa (2011) para o meio ambiente e para seres humanos. Estes, por sua vez, podem ser expostos ao Ni por meio tais como percutânea, inalatória ou ingestão oral o que ocasiona várias, respostas tóxicas ao organismo. Os casos mais graves devido a essa exposição ao Ni resultam em carcinôgenese. A exposição ao níquel em pequena quantidade não traz riscos à saúde dos seres humanos, porém, quando estas doses excedem as concentrações de 1,0 mg/L , seu potencial de toxicidade aumenta, ocasionando doenças. Ao extrair o níquel, uma série de formas de partículas e compostos é obtida através do beneficiamento deste mineral; estas partículas podem apresentar os mais variados tamanhos apresentando um diâmetro de 20 nm, o seu tamanho esta associado ao processo de absorção das partículas além deste fator deve-se ainda, a carga, as características da superfície e da estrutura, sendo as avaliações de toxicidade requer uma compreensão clara dos parâmetros de absorção de partículas. Embora pouco se saiba sobre os efeitos do tamanho da partícula de Ni, vale ressaltar que o tamanho destas pode interferir nos seus efeitos biológicos. Quando comparado com o conhecido potencial genotóxico do composto de óxido de titânio foi demonstrado que nanopartículas de níquel (100 nm) causaram apoptose em células epiteliais alveolares da linhagem A549, além de induzirem fragmentação de DNA. Foi constatado também que estes danos ocorreram via ativação de um fator indutor de hipóxia que está associado à carcinogênese. Várias técnicas complexas de amostragem tem sido utilizada no sentido de conhecer como a ocorre a absorção das nanopartículas de níquel no ambiente de trabalho, para tanto como já foi citado anteriormente e necessário compreender a distribuição de tamanho de partículas e do impacto e qual as doses destas nanopartículas passam a ser prejudiciais a saúde do trabalhador. Existem poucos estudos sobre a ação das nanopartículas de níquel nos trabalhadores da indústria mineradora. A maioria da literatura publicada Morgan (1958), Pedersen et. al. (1973), Sutherland (1959), Magaye, Zhao (2012) refere-se somente ao minério níquel e seus compostos e não são analisados os tamanhos das partículas e sua relação com absorção pelas células. Apesar de o Brasil ser um grande exportador de níquel e apresentar as maiores jazidas do mundo, pouco se sabe sobre a ação de níquel e seus compostos sobre o trabalhador brasileiro, e quando se refere à nanopartículas de níquel não foi encontrado nenhum relato na literatura. O município de Niquelândia localizado no estado de Goiás ? Brasil encontra-se em uma região com grandes jazidas do minério de níquel onde existem duas multinacionais que fazem a extração e o refino deste metal e existem mais de mil funcionários que trabalham de forma direta e indireta no processo de beneficiamento deste metal. Tendo em vista que são formadas nanopartículas de níquel no processo de refino desse minério e que a exposição humana a estes nanomateriais é um fato, é imprescindível e urgente estudos que determinem sua toxicidade ao organismo. Para isso, no presente estudo, propõe-se caracterizar nanopartículas de níquel obtidas no refinamento industrial do minério e avaliar seu potencial citotóxico em linhagens celulares com diferentes origens histológicas como pulmão,pele e rins..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / de Souza, Aparecido R - Integrante.Número de orientações: 1
2014 - 2016
Alterações estruturais e metabólicas induzidas na mitocôndria por citrato e citrato de ródio em linhagens celulares de câncer de mama
Descrição: As células de câncer apresentam reprogramação do seu metabolismo energético, realizando respiração mitocondrial e, preferencialmente, fermentação da glicose com secreção de lactato como vias de produção de energia mesmo na presença de oxigênio. A glicólise pode ser regulada por citrato no citoplasma. Esta molécula inibe a atividade da enzima 6-fosfofrutoquinase como também sofre clivagem formando ácidos graxos e malato, sendo este importado para a mitocôndria por sistema antiporte e consumido no ciclo de Krebs. Portanto, excesso de citrato resulta na inibição da glicólise por retroalimentação negativa. Alguns dos mecanismos que afetam a sobrevivência de células tumorais estão associados à disfunção mitocondrial e à inibição de glicólise. A reprogramação do metabolismo energético é uma característica de células tumorais que estimula a projeção de novos fármacos que atuem em processos-chave do seu funcionamento. Considerando a ação do citrato nas vias metabólicas e seu potencial como agente terapêutico, propõe-se, neste estudo, investigar a potencialidade de citrato encapsulado por albumina funcionalizada com análogo de glicose afetar o metabolismo energético de células de câncer de mama humano. A hipótese deste trabalho é que citrato e citrato de ródio nanoestruturados detêm a proliferação celular de câncer de mama afetando o metabolismo energético ao reduzir o processo de fermentação, por inibição da enzima fosfofrutoquinase, e ao induzir a disfunção mitocondrial, por estresse oxidativo. Estas formulações podem representar promissora aplicação terapêutica para câncer de mama.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Sônia Nair Báo - Coordenador / JOSEILMA LUCIANA NEVES SIQUEIRA - Integrante.
2014 - 2015
Avaliação citotóxica de nanopartículas de quitosana/sulfato de condroitina associadas à curcumina
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Alexandre Parize - Coordenador / Katiúscia Jardim - Integrante / Natalia Paiva - Integrante.
2014 - 2014
Desenvolvimento e caracterização de plataformas nanoestruturadas para permeação e administração cutânea de compostos antitumorais de interesse
Descrição: Atualmente, quimioterápicos, empregados no tratamento de câncer, agem tanto em células tumorais como em células normais e, por isso, apresentam um resultado terapêutico não satisfatório. Sendo assim, é urgente o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas mais eficientes. Entre as estratégias contemporâneas disponíveis, a associação de quimioterápicos a nanoestruturas carreadoras de fármacos está entre as mais promissoras. As vantagens do uso desta estratégia se baseiam na possibilidade de (1) aumentar o tempo de meia-vida dos quimioterápicos; (2) aumentar a entrega destes aos tecidos tumorais alvos; bem como (3) reduzir a sua absorção por tecidos normais, minimizando, assim, os efeitos colaterais em decorrência da quimioterapia. A proposta do presente projeto é centrada no desenvolvimento e caracterização de carreadores nanoestruturados contendo moléculas bioativas que apresentam atividade antitumoral amplamente comprovada na literatura como (1) inibidor de proteases Bowman-Birk (BBI); (2) alumínio-cloro-ftalocianina e (3) melitina, com o intuito de melhorar seus índices terapêuticos. Dentre diferentes tipos de plataformas nanoestruturadas carreadoras de fármacos e/ou biomoléculas empregadas para o tratamento de câncer, nosso grupo tem grande interesse e expertise na pesquisa e desenvolvimento de sistemas carreadores lipídicos, como nanoemulsões, e sistemas carreadores poliméricos à base de polímeros de quitosana. Tais plataformas são sistemas de preparação simples, de baixo custo de produção e potencialmente podem favorecer a permeabilidade dos agentes antitumorais através das camadas da pele. A aplicação tópica ou transdérmica de agentes antitumorais são vias promissoras e apresentam algumas vantagens em comparação com as vias intravenosa e oral, como: apresentar maior concentração de fármaco na área aplicada, minimizando assim a exposição sistêmica e os efeitos colaterais. Adicionalmente, a aplicação tópica e/ou transdérmica são vias de administração não-invasivas que podem ser realizadas em ambiente ambulatorial ou até mesmo domiciliar, o que contribui para a redução de custos e uma melhor taxa de adesão do paciente ao tratamento, especialmente se o tratamento for administrado a longo prazo. Nessa perspectiva, nós também propomos avaliar o perfil de permeação tópica e/ou a penetração transdérmica dos agentes antitumorais BBI, Melitina e Alumínio-Cloro-Ftalocianina, administrados na forma livre e/ou associados à nanopartículas de quitosana ou nanoemulsões em tecido cutâneo. Isto é fundamental para o entendimento dos processos de distribuição local destas moléculas nos tecidos biológicos. Assim, os resultados obtidos servirão de referência para o desenvolvimento de plataformas nanoestruturadas adequadas e eficientes para a administração de agentes antitumorais de interesse, incrementando e expandindo as modalidades e formas de aplicação de terapias para o câncer..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / João Paulo Figueiredo Longo - Coordenador / JOANITTI, GRAZIELA A - Integrante.
2013 - 2015
Morte celular e estresse oxidativo induzidos por nanopartículas de maghemita associadas a citrato de ródio em câncer de mama
Descrição: Estudos preliminares realizados pelo nosso grupo tem demonstrado o potencial citotóxico e antitumoral do citrato de ródio associado a nanopartícula de maghemita em células de carcinoma mamário. Apesar das boas perspectivas do citrato de ródio como agente antitumoral, existem poucos trabalhos relacionados com esse composto, principalmente em relação ao seu mecanismo de ação. A indução de morte de células tumorais pelo citrato de ródio, deve estar relacionada com alguma sinalização de ativação da apoptose. Esse é um processo de morte celular que é caracterizado por uma grande variedade de vias de transdução de sinais que leva a degradação de DNA e disfunção da membrana plasmática e mitocondrial, sendo acompanhado por várias vias de degeneração. Para estudar a morte celular induzida por estes compostos, foi avaliada a fragmentação de DNA em células MCF-7 pelo método de TUNEL(terminal desoxinucleotidil transferase (TdT)-mediada dUDP-biotina rotulagem nick-end). Além disso, será avaliada a liberação de citocromo c da mitocôndria e ativação de caspases 6 e 7..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / BÁO, SÔNIA N - Coordenador / Natália Lemos Chaves - Integrante / José Raimundo Corrêa - Integrante.
2013 - 2015
Desenvolvimento e avaliação toxicológica de nanopartículas de quitosana e melitina para tratamento de câncer de mama
Descrição: A nanobiotecnologia constitui um ramo das ciências voltado para a elucidação e utilização racional de sistemas biológicos encontrados na natureza para aplicações tecnológicas. Os modelos de organização nanoestrutural dos seres vivos consistem de arranjos e associações moleculares que possuem propriedades químicas, físicas e biológicas únicas, as quais têm despertado crescentes interesses como protótipos de novos materiais. A presente proposta envolverá a investigação das propriedades em escala nanométrica de materiais biológicos obtidos a partir de subprodutos das cadeias produtivas animal e vegetal, seguindo da sua reorganização sob a forma de nanodispositivos em uma estratégia interligada por subprojetos que incluem: i) avaliação das propriedades físico-químico-biológicas de subprodutos agropecuários; ii) desenvolvimento e caracterização de superfícies nanoestruturadas para aplicações em imobilização de enzimas para nanocatalisadores; iii) desenvolvimento e caracterização de sistemas de liberação controlada de drogas, hormônios, vacinas, nutrientes e pesticidas. A avaliação das propriedades dos materiais investigados nas atividades propostas fornecerá subsídios necessários ao desenvolvimento de novos produtos e processos nanoestruturados. Tais estudos permitirão também o fortalecimento desta linha de pesquisa na instituição e a continuação da formação e capacitação de recursos humanos de excelência nas áreas propostas mediante interação com diversos programas de pós-graduação. Os resultados obtidos com esses estudos serão divulgados por meio da publicação de artigos científicos, apresentação dos estudos em congressos da área e/ou desenvolvimento de processos/produtos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Luciano Paulino da Silva - Coordenador / Kelliane Almeida de Medeiros - Integrante.
2013 - 2014
Estudo de eficácia de magnetohipertermia associada a agentes antitumorais em camundongos
Descrição: O câncer de mama representa uma das principais causas de morte entre as mulheres em todo o mundo. Este fato demanda um contínuo desenvolvimento de alternativas terapêuticas que possam tratar esta doença de forma eficaz. Fluidos magnéticos contendo nanopartículas magnéticas (NP) de maghemita, com apropriada modificação superficial, podem ser utilizados tanto em sistemas de entrega de quimioterápicos como na mediação da magnetohipertermia (MHT). Estas estratégias podem ser bem sucedidas porque NP apresentam maior área de superfície, permeabilidade e retenção especialmente em tecidos tumorais. Neste contexto, nosso grupo tem pesquisado a toxicidade e atividade antitumoral de um fluido magnético contendo nanopartículas de maghemita associadas a citrato de ródio (II) (Magh-Rh2(H2cit)4). Estudos preliminares, realizados pelo nosso grupo, indicaram que esta formulação foi mais citotóxica para células de carcinoma mamário do que para células normais, o que demonstra que esta formulação apresenta potencial terapêutico para este tipo de câncer. Além disso, essa formulação apresentou elevada estabilidade e potencial magnético, o que a torna adequada para ser explorada em processos magnéticos como na mediação da MHT, terapia que é usada tanto para destruir tecidos tumorais como para potencializar a eficácia de quimioterápicos. Assim, neste projeto, pretende-se analisar tempo de sobrevida de animais tratados com Magh-Rh2(H2cit)4 e MHT e investigar a toxicidade e atividade antitumoral de Magh-Rh2(H2cit)4 na mediação da MHT em camundongos portadores de carcinoma mamário. Para isso, análises clínicas, histopatológicas, hematológicas e bioquímicas serão realizadas. Espera-se que a associação destas duas estratégias terapêuticas potencialize a eficácia antitumoral no carcinoma mamário e que também aumente a sobrevida de animais..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / Sônia Nair Báo - Integrante / MIRANDA-VILELA, ANA L - Integrante / LACAVA, ZULMIRA GM - Integrante / César Romero Soares Souza - Integrante / Cláudio Afonso Pinho Lopes - Integrante / kelly Grace Magalhães - Integrante.
2012 - 2014
Modulação da expressão e da síntese de proteínas da matriz extracelular em carcinoma mamário
Descrição: Citrato de ródio tem mostrado potencial para o tratamento de carcinoma mamário. Sua administração em camundongos provocou redução no tamanho dos tumores e estudos in vitro demonstraram que esse fármaco diminui a viabilidade celular. Proteínas da matriz extracelular (MEC) como fibronectina e a laminina são superexpressas em células neoplásicas e desempenham um papel importante na progressão do câncer, migração e invasão tumoral. Este processo geralmente está associado à liberação de proteases na célula, onde ocorre ruptura da MEC podendo formar espaços intersticiais nesta região. Assim, acredita-se que a compreensão dos mecanismos envolvidos na degradação destas proteínas poderia favorecer o tratamento de câncer, em especial aqueles com potencial metastático..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Sônia Nair Báo - Coordenador / da Silva, Izabel C R - Integrante / Daniel Mendes Pereira Ardisson de Araújo - Integrante / Samuel Montenegro - Integrante / Márcia Rocha - Integrante.
2012 - 2013
Avaliação de toxicidade aguda e crônica de agentes antitumorais em camundongos
Descrição: Neste contexto, nosso grupo tem pesquisado a toxicidade de um fluido magnético contendo nanopartículas de maghemita associadas a citrato de ródio (II) (Magh-Rh2(H2cit)4), visto que a avaliação da toxicidade aguda e crônica é necessária nas triagens pré-clínicas. Para isso, análises clínicas, histopatológicas, hematológicas, genotóxicas, moleculares e bioquímicas são importantes para averiguar o potencial tóxico destes complexos "in vivo" e este é o objetivo deste projeto..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2011
Atividade citotóxica e antitumoral de citrato de ródio livre e associado a nanopartículas magnéticas e magnetolipossomas em adenocarcinoma mamário: estudos in vitro e in vivo
Descrição: Na tentativa de encontrar fármacos mais eficazes contra o câncer nós estudamos a cito e toxicidade de citrato de ródio (II), um composto antitumoral. Em virtude desse potencial terapêutico, restrito pela toxicidade sistêmica, estudamos a associação destes compostos a nanopartículas magnéticas e lipossomas, que, por aumentarem a especificidade de liberação da droga, diminuem os efeitos tóxicos para as células normais do organismo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / Sônia Nair Báo - Integrante / Raphael Cândido Peixoto - Integrante / Aparecido Ribeiro de Souza - Integrante / Zulmira Guerrero Lacava - Integrante / Ricardo Guirelli - Integrante / Antonio Claúdio Tedesco - Integrante / Eloiza da Silva Nunes - Integrante / Andreza Simioni - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.


Projetos de extensão


2013 - Atual
Ensino de Genética Molecular
Descrição: Minicurso a ser ministrado no primeiro semestre de 2014 com aulas teórico-práticas envolvendo assuntos como extração de DNA, eletroforese e PCR. As possibilidades de utilização estratégias de Genética e Biologia Celular de análise desenvolvidas nas últimas décadas para a melhoria da qualidade de vida humana são diversas e inquestionáveis. Para isto, é preciso que o profissional relacionado à genética conheça e compreenda características básicas da biologia celular e os aspectos decorrentes dos avanços científicos e tecnológicos desta área. O curso proposto pretende aliar a discussão teórica com a realização de práticas laboratoriais..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (0) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / JOANITTI, GRAZIELA A - Integrante / Izabel Cristina Rodrigues da Silva - Coordenador.


Projetos de desenvolvimento


2016 - Atual
Modulação da expressão e da síntese de actina por citrato de ródio em células de câncer mamário
Descrição: A actina é um importante alvo molecular para uso como agente terapêutico, já que esta proteína desempenha um papel crucial na manutenção da morfologia, mitose, regulação da sinalização para sobrevivência e motilidade celular. Ainda, a agregação de filamentos de actina pode desencadear mecanismos apoptóticos por meio da liberação de moléculas citotóxicas da mitocôndria, como espécies reativas de oxigênio (ROS) e citocromo c. Uma vez que a actina e suas proteínas relacionadas participam da regulação de canais iônicos da membrana mitocondrial, a agregação de seus filamentos provoca a abertura desses canais e o aumento dos níveis dessas substâncias no citosol, o que a torna um alvo molecular importante para inibir a proliferação celular e, consequentemente, o tumor. Estudos recentes têm mostrado que as células tumorais da mama apresentam padrões aberrantes de expressão de microRNAs (miRNAs), com papel significativo no crescimento tumoral e metástases. Ainda, alterações no conteúdo celular de miRNAs afetam redes de proteínas que regulam o citoesqueleto de actina, causando alterações fenotípicas que favorecem a tumorigênese. Assim, esta pesquisa tem como objetivo investigar a modulação da expressão gênica e da síntese de β-actina e γ-actina após tratamento com citrato de ródio em células de carcinoma mamário (MCF-7 e 4T1) e normais de mama (MCF-10). A expressão e síntese de β-actina e γ-actina serão analisadas por meio das técnicas de Real Time-PCR, Western Blotting e Imunofluorescência. A expressão de miRNAs, que regulam proteínas ligadas à síntese do citoesqueleto de actina (ex. mir-30c, mir-584, mir-34), em células tratadas com citrato de ródio será determinada por Real Time-PCR. A participação de cada um dos miRNAs na expressão da actina e nos fenótipos celulares de interesse será avaliada por meio de oligonucleotídeos inibidores de miRNAs ? antagomirs, sintetizados na forma de locked nucleic acids (LNA). O conhecimento sobre a modulação da expressão de actina é o primeiro passo e é fundamental para se estabelecer uma possível correlação entre o efeito citotóxico de citrato de ródio e sua possível atuação, direta ou indireta, sobre os filamentos de actina. Com isso, poderemos confirmar se seus efeitos estão associados com uma modulação negativa da actina, o que nos conduzirá a estabelecer novas abordagens e perspectivas de investigação relacionadas à dinâmica da regulação da despolimerização da actina mediada por outras proteínas citosólicas como a gelsolina e cofilina..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Técnico de nível médio: (0) Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Coordenador / Sônia Nair Báo - Integrante / Izabel Cristina Rodrigues da Silva - Integrante / Ricardo Titze de Almeida - Integrante.Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Desenvolvimento e caracterização de plataformas nanoestruturadas para permeação e administração cutânea de compostos antitumorais de interesse.
Descrição: Atualmente, quimioterápicos, empregados no tratamento de câncer, agem tanto em células tumorais como em células normais e, por isso, apresentam um resultado terapêutico não satisfatório. Sendo assim, é urgente o desenvolvimento de novas estratégias terapêuticas mais eficientes. Entre as estratégias contemporâneas disponíveis, a associação de quimioterápicos a nanoestruturas carreadoras de fármacos está entre as mais promissoras. As vantagens do uso desta estratégia se baseiam na possibilidade de (1) aumentar o tempo de meia-vida dos quimioterápicos; (2) aumentar a entrega destes aos tecidos tumorais alvos; bem como (3) reduzir a sua absorção por tecidos normais, minimizando, assim, os efeitos colaterais em decorrência da quimioterapia. A proposta do presente projeto é centrada no desenvolvimento e caracterização de carreadores nanoestruturados contendo moléculas bioativas que apresentam atividade antitumoral amplamente comprovada na literatura como (1) inibidor de proteases Bowman-Birk (BBI); (2) alumínio-cloro-ftalocianina e (3) melitina, com o intuito de melhorar seus índices terapêuticos. Dentre diferentes tipos de plataformas nanoestruturadas carreadoras de fármacos e/ou biomoléculas empregadas para o tratamento de câncer, nosso grupo tem grande interesse e expertise na pesquisa e desenvolvimento de sistemas carreadores lipídicos, como nanoemulsões, e sistemas carreadores poliméricos à base de polímeros de quitosana. Tais plataformas são sistemas de preparação simples, de baixo custo de produção e potencialmente podem favorecer a permeabilidade dos agentes antitumorais através das camadas da pele. A aplicação tópica ou transdérmica de agentes antitumorais são vias promissoras e apresentam algumas vantagens em comparação com as vias intravenosa e oral, como: apresentar maior concentração de fármaco na área aplicada, minimizando assim a exposição sistêmica e os efeitos colaterais. Adicionalmente, a aplicação tópica e/ou transdérmica são vias de administração não-invasivas que podem ser realizadas em ambiente ambulatorial ou até mesmo domiciliar, o que contribui para a redução de custos e uma melhor taxa de adesão do paciente ao tratamento, especialmente se o tratamento for administrado a longo prazo. Nessa perspectiva, nós também propomos avaliar o perfil de permeação tópica e/ou a penetração transdérmica dos agentes antitumorais BBI, Melitina e Alumínio-Cloro-Ftalocianina, administrados na forma livre e/ou associados à nanopartículas de quitosana ou nanoemulsões em tecido cutâneo. Isto é fundamental para o entendimento dos processos de distribuição local destas moléculas nos tecidos biológicos. Assim, os resultados obtidos servirão de referência para o desenvolvimento de plataformas nanoestruturadas adequadas e eficientes para a administração de agentes antitumorais de interesse, incrementando e expandindo as modalidades e formas de aplicação de terapias para o câncer..
Situação: Desativado; Natureza: Desenvolvimento.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Marcella Lemos Brettas Carneiro - Integrante / Graziela Anselmo Joanitini - Integrante / João Paulo Figueiredo Longo - Coordenador.Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro.


Membro de comitê de assessoramento


2014 - Atual
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Revista de Ciências Farmacêuticas Básica e Aplicada
2014 - 2014
Periódico: Cancer Biology & Medicine


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Citologia e Biologia Celular.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Bioquímica / Subárea: Biologia Molecular.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Morfologia / Subárea: Morfologia de células animais.
4.
Grande área: Outros / Área: Divulgação Científica / Subárea: NANOTECNOLOGIA.


Idiomas


Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2018
Professor homenageado do Curso de Ciências Naturais 1/2018, Universidade de Brasília.
2017
Menção honrosa PROIC - Programa de Iniciação Científica 2/2017, Universidade de Brasília.
2012
Melhor Tese no Programa de Pós-graduação em Biologia Molecular (UnB), Universidade de Brasília.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
3LÓPEZ-DELIS, ALBERTO2018LÓPEZ-DELIS, ALBERTO ; DE S. RODRIGUES FLEURY ROSA, SUÉLIA ; DE SOUZA, PAULO EDUARDO NARCIZO ; Carneiro, Marcella Lemos Brettas ; ROSA, MÁRIO FABRÍCIO FLEURY ; MACEDO, YASMIN CARNEIRO LOBO ; VEIGA-SOUZA, FABIANE HIRATSUKA ; DA ROCHA, ADSON FERREIRA . Characterization of the Cicatrization Process in Diabetic Foot Ulcers Based on the Production of Reactive Oxygen Species. Journal of Diabetes Research, v. 2018, p. 1-10, 2018.

2.
6SAMPAIO, W. C.2018SAMPAIO, W. C. ; Carvalho, A. N. L. ; CARNEIRO, MARCELLA L.B. . Avanços no desenvolvimento de biomateriais visando tratamento de feridas crônicas. HEGEMONIA (BRASÍLIA), v. 25, p. 70-115, 2018.

3.
12Carneiro, Marcella L B2018Carneiro, Marcella L B; BAO, S. N. ; SOUZA, A. R. ; DA SILVA, MATHEUS OLIVEIRA ; Siqueira, J. L. N. . Development of a Promising Antitumor Compound Based on Rhodium(II) Succinate Associated with Iron Oxide Nanoparticles Coated with Lauric Acid/Albumin Hybrid: Synthesis, Colloidal Stability and Cytotoxic Effect in Breast Carcinoma Cells. JOURNAL OF NANOSCIENCE AND NANOTECHNOLOGY, v. 18, p. 3832-3843, 2018.

4.
2ROCHA, MÁRCIA2017ROCHA, MÁRCIA ; ARCANJO, RACHEL ; LOPES, CLÁUDIO ; CARNEIRO, MARCELLA ; SOUZA, APARECIDO ; BÁO, SÔNIA . Modulation of fibronectin and laminin expression by Rhodium (II) citrate-coated maghemite nanoparticles in mice bearing breast tumor. Scientific Reports, v. 7, p. 7:17904, 2017.

5.
11Sales, T.T.2016Sales, T.T. ; Resende, F.F.B. ; CHAVES, N. L. ; Titze-de-Almeida, S.S. ; BÁO, S. N. ; CARNEIRO, M. L.B. ; TITZE-DE-ALMEIDA, R. . Suppression of the Eag1 potassium channel sensitizes glioblastoma cells to injury caused by temozolomide. ONCOLOGY LETTERS, v. 12, p. 2581-2589, 2016.

6.
4CARNEIRO, MARCELLA L.B.2015 CARNEIRO, MARCELLA L.B.; LOPES, CLÁUDIO A.P. ; MIRANDA-VILELA, ANA L. ; JOANITTI, GRAZIELLA A. ; DA SILVA, IZABEL C.R. ; MORTARI, MÁRCIA R. ; DE SOUZA, APARECIDO R. ; BÁO, SÔNIA N. . Acute and subchronic toxicity of the antitumor agent rhodium (II) citrate in Balb/c mice after intraperitoneal administration. TOXICOLOGY REPORTS, v. 2, p. 1086-1100, 2015.

7.
5LEMOS CHAVES, NATALIA2015LEMOS CHAVES, NATALIA ; PINHO LOPES, CLAUDIO AFONSO ; BRETTAS CARNEIRO, MARCELLA LEMOS . Rhodium Citrate Associated with Maghemite Nanoparticles Causes DNA Fragmentation Independently of Caspases 3 and Mediated by Reactive Oxygen Species. Journal of Nanomedicine & Nanotechnology, v. 06, p. 1000312, 2015.

8.
7PEIXOTO, RAPHAEL CÂNDIDO APOLINÁRIO2014PEIXOTO, RAPHAEL CÂNDIDO APOLINÁRIO ; MIRANDA-VILELA, ANA LUISA ; FILHO, JOSÉ DE SOUZA ; CARNEIRO, MARCELLA LEMOS? BRETTAS ; OLIVEIRA, RICARDO G. S. ; DA SILVA, MATHEUS OLIVEIRA ; DE SOUZA, APARECIDO R. ; Báo, Sônia Nair . Antitumor effect of free rhodium (II) citrate and rhodium (II) citrate-loaded maghemite nanoparticles on mice bearing breast cancer: a systemic toxicity assay. Tumor Biology, v. 14, p. 2966, 2014.

9.
8Carneiro, Marcella Lemos2013 Carneiro, Marcella Lemos; PEIXOTO, RAPHAEL CA ; JOANITTI, GRAZIELA A ; OLIVEIRA, RICARDO GS ; TELLES, LUIS AM ; MIRANDA-VILELA, ANA L ; BOCCA, ANAMÉLIA L ; VIANNA, LEONORA MS ; DA SILVA, IZABEL CR ; de Souza, Aparecido R ; LACAVA, ZULMIRA GM ; BÁO, SÔNIA N . Antitumor effect and toxicity of free rhodium (II) citrate and rhodium (II) citrate-loaded maghemite nanoparticles in mice bearing breast cancer. Journal of Nanobiotechnology, v. 11, p. 4, 2013.

10.
10SILVA NUNES, ELOIZA2013SILVA NUNES, ELOIZA ; Carneiro, Marcella Lemos Brettas ; OLIVEIRA, RICARDO GUIRELLI SIMÕES ; Báo, Sônia Nair ; SOUZA, APARECIDO RIBEIRO . Colloidal stability, surface characterisation and intracellular accumulation of Rhodium(II) citrate coated superparamagnetic iron oxide nanoparticles in breast tumour: a promising platform for cancer therapy. Journal of Nanoparticle Research, v. 15, p. 1683, 2013.

11.
1Carneiro, Marcella L B2011 Carneiro, Marcella L B; Nunes, Eloiza S ; Peixoto, Raphael C A ; Oliveira, Ricardo G S ; Lourenco, Luiza H M ; da Silva, Izabel C R ; Simioni, Andreza R ; Tedesco, Antonio C ; de Souza, Aparecido R ; Lacava, Zulmira G M ; Bao, Sonia N . Free rhodium (II) citrate and rhodium (II)citrate magnetic carriers as potential strategies for breast cancer therapy. JOURNAL OF NANOBIOTECHNOLOGY, v. 9, p. 11, 2011.

12.
9CARNEIRO, M. L.B.;Carneiro, Marcella Lemos Brettas;Carneiro, Marcella L B;Carneiro, Marcella Lemos;CARNEIRO, MARCELLA LEMOS? BRETTAS;CARNEIRO, MARCELLA L.B.;BRETTAS CARNEIRO, MARCELLA LEMOS;CARNEIRO, MARCELLA2010CARNEIRO, M. L.B.; Porfírio, Elaine Paulucio ; Otake, Andréia Hanada ; Chammas, Roger ; Báo, Sônia Nair ; Guillo, Lidia Andreu . Morphological alterations and G0/G1 cell cycle arrest induced by curcumin in human SK-MEL-37 melanoma cells. Brazilian Archives of Biology and Technology (Impresso), v. 53, p. 343-352, 2010.

Capítulos de livros publicados
1.
Rosa, Suélia d.S.R.F. ; ROSA, MÁRIO FABRÍCIO FLEURY ; Carneiro, Marcella Lemos Brettas ; Coelho, Leticia ; Colón, Diego ; Reis, Célia Aparecida . Diabetes Ground Control: A Novel System for Correcting Anomalous Stride in Diabetic Patients. In: Thanos Badekas. (Org.). Update in Management of Foot and Ankle Disorders. 8ed.: InTech, 2018, v. 8, p. 115-132.

2.
CARNEIRO, M. L.B.; JOANITINI, G. A. ; LONGO, J. P. F. ; PEIXOTO, R. C. ; Báo, Sônia Nair . Microscopy features of mice cancer models induced by tumor cell transplantation and chemical agents. In: A. Méndez-Vilas; J. Díaz. (Org.). MICROSCOPY: SCIENCE, TECHNOLOGY, APPLICATIONS AND EDUCATION. Badajoz, Spain: FORMATEX RESEARCH CENTER, 2011, v. 2, p. 946-952.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CARNEIRO, M. L.B.. Alterações morfológicas e estruturais induzidas por curcumina em células de melanoma humano. Revista de Biologia Neotropical, p. 70 - 71, 29 abr. 2008.

2.
BUSCATO, M. ; CARNEIRO, M. L.B. ; Guillo, L. A. ; AGGARWAL, B. ; ROCHA, A. M. ; ZISMAN, D. . Tempero contra o câncer?. Revista Época, Brasil - publicação nacional, p. 76 - 77, 16 abr. 2007.

3.
CARNEIRO, M. L.B.. Pesquisa confirma eficácia de curcumina em tratamento de melanoma. Diário da Manhã, Goiânia, 20 mar. 2007.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
RABÊLO, A. M. S. ; CARNEIRO, M. L.B. ; GUILLO, L. A. . Ensaio da Citotoxicidade de curcumina. In: Sociedade Brasileira de Bioquímica, 2002, Fortaleza. Anais da 17 Reunião Regional da SBBq/ Nordeste, 2002.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CARNEIRO, M. L.B.; OTAKE, A. H. ; CHAMMAS, R. ; BAO, S. N. ; Guillo, L. A. . Alterações morfológicas e estruturais induzidas por curcumina em células de melanoma humano. In: III Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão, 2006, Goiânia. Anais eletrônicos do III Seminário de Pesquisa e Pós-graduação [CD ROM]. Goiânia: UFG Virtual, 2006. v. 3.

2.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Modulação da expressão de óxido nítrico sintase e indução de apoptose por curcumina (Curcuma longa) em células de melanoma humano. In: II Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão, 2005, Goiânia. Anais eletrônicos do II Seminário de Pesquisa e Pós-graduação [CD ROM]. Goiânia: UFG Virtual, 2005. v. 2.

3.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por psoralenos. In: I Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão, 2004, Goiânia. Anais eletrônicos do I Seminário de Pesquisa e Pós-graduação [CD ROM]. Goiânia: UFG Virtual, 2004. v. 1.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARNEIRO, M. L.B.; PEIXOTO, R. C. ; Guirelli, R. ; LOURENCO, L. H. M. ; SILVA, I. C. ; Nunes, E. S. ; Lacava, G. A. ; Tedesco, C. A. ; SOUZA, A. R. ; Báo, Sônia Nair . Cytotoxicity effect of rhodium (II) citrate loaded magnetoliposomes and magnetic nanoparticles in breast cancer and normal breast cells. In: International Conference on the Scientific and Clinical Applications of Magnetic Carriers, 2010, Rostock. International Conference on the Scientific and Clinical Applications of Magnetic Carriers, 2010.

2.
Nunes, E. S. ; SOUZA, A. R. ; Carneiro, Marcella Lemos Brettas ; PEIXOTO, R. C. ; Lacava, G. A. ; BAO, S. N. ; MORAIS, P. C. . Colloid preparation of maghemite nanoparticles functionalized with dihrodium (II) citrate. In: International Conference on the Scientific and Clinical Applications of Magnetic Carriers, 2010, Rostock. International Conference on the Scientific and Clinical Applications of Magnetic Carriers.

3.
CARNEIRO, M. L.B.; PORFIRIO, E. P. ; LOURENCO, L. H. M. ; PEIXOTO, R. C. ; SOUZA, A. R. ; Lacava, G. A. ; BAO, S. N. . Rhodium (II) citrate induced cytotoxicity in human MCF-7 breast cancer Cell. In: XIV Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular, 2008, São Paulo. XIV Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular, 2008.

4.
CARNEIRO, M. L.B.; MATUDA, L. ; OTAKE, A. H. ; CHAMMAS, R. ; BAO, S. N. ; Guillo, L. A. . Citotoxicity and induction of apoptosis by curcumin (Curcuma longa Linn) in human melanoma cells. In: XIII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular; IX Simpósio Brasileiro de Matriz Extracelular e III International Symposium on Extracellular Matrix, 2006, Búzios. Anais do XIII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular. SÃO PAULO, 2006.

5.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por psoralenos. In: 57º Reunião Anual da SBPC, 2005, Fortaleza. Anais da 57º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, 2005.

6.
Paula, F. V. ; DUARTE, D. T. ; CARNEIRO, M. L.B. ; Guillo, L. A. . Efeito do tratamento PUVA na expressão da sintase de óxido nítrico em melanócitos transformados. In: IX Congresso Brasileiro de Biomedicina, 2004, SÃO PAULO. ANAIS DO IX CONGRESSO DE BIOMEDICINA (resumo em CD), 2004.

7.
CARNEIRO, M. L.B.; LEITE, V. C. ; Paula, F. V. ; DUARTE, D. T. ; SANTOS, R. F. ; Guillo, L. A. . EFFECT OF PSORALEN PLUS ULTRAVIOLET A RADIATION ON IN VITRO GROWTH OF MELANOMA CELLS. In: XIX Reunião da Federação de Sociedades de Biologia Experimental-FeSBE, 2004, Águas de Lindóia. Anais da XIX Reunião da Federação de Sociedades de Biologia Experimental-FeSBE(CD rom), 2004.

8.
ANG, G. L. ; GOMIDES, J. L. ; MENEZES, J. N. ; SILVA, R. M. ; CARVALHO, R. ; SCHILIEWE, M. A. ; FARIA, M. T. ; CARNEIRO, M. L.B. ; SABOIA-MORAIS, S. M. T. . An alternative educational strategy for teaching developmental biology. In: Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular e Iberoamericano de Biologia Celular, 2004, Campinas. Anais do XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular. SÃO PAULO, 2004. v. 12.

9.
CARNEIRO, M. L.B.; ANG, G. L. ; OLIVEIRA, I. G. ; MENEZES, J. N. ; GOMIDES, J. L. ; SCHILIEWE, M. A. ; FARIA, M. T. ; SILVA, R. M. ; SABOIA-MORAIS, S. M. T. . Alternative strategies for teaching complex subjects in biology. In: XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular e IX Congresso da Sociedade Iberoamericana de Biologia Celular, 2004, Campinas. Anais do XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular. SÃO PAULO: ESEVIER, 2004.

10.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por curcumina. In: XII Semana do ICB, 2003, Goiânia. Anais da XVII Semana do ICB, 2003. v. 17.

11.
CARNEIRO, M. L.B.; SABOIA-MORAIS, S. M. T. . Moldes em relevo para alunos com necessidades especiais: uma prática interativa da Licenciatura para professores do ensino básico.. In: SBPC, 2002, Goiânia. Anais da 54º Reunião Anual da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência. SÃO PAULO, 2002. v. 54.

Apresentações de Trabalho
1.
Rocha, M. ; Carneiro, Marcella Lemos Brettas ; ARCANJO, R. ; MARQUES, M. ; BAO, S. N. . Efeito antitumoral de nanopartículas de maghemita associadas ao citrato de ródio (II) em camundongos portadores de carcinoma mamário. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

2.
Rocha, M. ; Carneiro, Marcella L B ; MARQUES, M. ; ARCANJO, R. ; BAO, S. N. . Antitumor effect of magnetic nanoparticles loaded with rhodium (II) citrate in mice bearing breast cancer. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CARNEIRO, M. L.B.. Nanopartículas magnéticas associadas a citrato de ródio para tratamento de câncer de mama. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
CARNEIRO, M. L.B.. Efeitos biológicos de citrato de ródio livre, associado a nanopartículas magnéticas e a magnetolipossomas em células de carcinoma mamário. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
Chaves, N. L. ; Corrêa, J. R. ; Carneiro, Marcella L B ; SOUZA, A. R. ; BAO, S. N. . CELL DEATH INDUCED BY RHODIUM (II) CITRATE LOADED MAGNETIC NANOPARTICLES IN BREAST CANCER CELLS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
PEIXOTO, R. C. ; CARNEIRO, M. L.B. ; LOURENCO, L. H. M. ; Guirelli, R. ; BAO, S. N. . Efeito antitumoral de citrato de ródio (II) associado a nanopartículas magnéticas e magnetolipossomas em camundongos portadores de carcinoma mamário. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
Nunes, E. S. ; SOUZA, A. R. ; CARNEIRO, M. L.B. ; PEIXOTO, R. C. ; BAO, S. N. ; Lacava, G. A. ; MORAIS, P. C. . Colloid preparation of maghemite nanoparticles functionalized with dihrodium (II) citrate. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
Carneiro, Marcella Lemos Brettas; GUIREL, R. S. ; PEIXOTO, R. C. ; LOURENCO, L. H. M. ; Nunes, E. S. ; SILVA, I. C. ; Tedesco, C. A. ; Simioni, A. ; SOUZA, A. R. ; Lacava, G. A. ; BAO, S. N. . Cytotoxicity effect of rhodium (II) citrate loaded magnetoliposomes and magnetic nanoparticles in breast cancer and normal breast cells. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CARNEIRO, M. L.B.. Cytotoxicity effect of rhodium (II) citrate loaded magnetoliposomes and magnetic nanoparticles in breast cancer and normal breast cells. 2010. (Apresentação de Trabalho/Outra).

10.
PEIXOTO, R. C. ; CARNEIRO, M. L.B. ; GUIREL, R. S. ; BAO, S. N. . Análise Histológica dos efeitos de citrato de ródio conjugado à nanopartículas magnéticas em camundongos inoculados com tumor de mama. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
LOURENCO, L. H. M. ; CARNEIRO, M. L.B. ; PEIXOTO, R. C. ; OLIVEIRA, I. G. ; GUIREL, R. S. ; BAO, S. N. . Análise da citotoxicidade de citrato de ródio (II) em cultura de células de adenocarcinoma mamário humando da linhagem MCF-7. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
CARNEIRO, M. L.B.. Cytotoxicity and ultra-structural alterations induced by rhodium (II) citrate in human MCF-7 breast cancer cells and FHN skin fibroblasts. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

13.
CARNEIRO, M. L.B.. Rhodium (II) citrate induced cytotoxicity in human MCF-7 breast cancer Cell. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
CARNEIRO, M. L.B.; MATUDA, L. ; OTAKE, A. H. ; CHAMMAS, R. ; BAO, S. N. ; GUILLO, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por curcumina ("Curcuma longa") em células de melanoma humano. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por curcumina em células de melanoma humano. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
CARNEIRO, M. L.B.; OTAKE, A. H. ; CHAMMAS, R. ; BAO, S. N. ; Guillo, L. A. . Alterações morfológicas e estruturais induzidas por curcumina em células de melanoma humano. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Modulação da expressão de óxido nítrico sintase e indução de apoptose por curcumina (Curcuma longa) em células de melanoma humano. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Citotoxicidade e indução de apoptose por psoralenos. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
LEITE, V. C. ; CARNEIRO, M. L.B. ; Guillo, L. A. ; SANTOS, R. F. . Effect of Psoralen Plus Ultraviolet a Radiation on In Vitro Growth of Melanoma Cells. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
LEITE, V. C. ; CARNEIRO, M. L.B. ; Guillo, L. A. ; SANTOS, R. F. . Avaliação da Atividade Fototóxica IN VITRO de Furanocumarinas em células de Melanoma Humano e Fibroblastos Humanos Normais. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Produtos tecnológicos
1.
CARNEIRO, M. L.B.; Báo, Sônia Nair ; Lacava, G. A. ; Simioni, A. ; Tedesco, C. A. ; Nunes, E. S. ; MORAIS, P. C. ; SOUZA, A. R. . Composições antitumorais a base de citrato de ródio (II) e fluídos magnéticos, compostos antitumoral, seu processo de obtenção e suas aplicações na preparação de medicamentos para tratamento de neoplasias. 2011.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CARNEIRO, M. L.B.; Guillo, L. A. . Entrevista: Raiz é capaz de aniquilar tumores cancerígenos (Programa Globo Repórter, Rede Globo Televisão). 2009. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

Redes sociais, websites e blogs
1.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Ensino de Biologia. 2018; Tema: Estratégias de ensino em Biologia. (Rede social).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.; Rodrigues, E. ; Luz, V. G. ; Quezada. Q. C. . Pesquisa e gerenciamento de referêcnias bibliográficas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
JOANITINI, G. A. ; CARNEIRO, MARCELLA LEMOS? BRETTAS . Biologia do Câncer e a Aplicação da Nanotecnologia como Estratégia Terapêutica. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.; SILVA, I. C. . Genética Molecular. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
Carneiro, Marcella L B. Práticas Lúdicas no Ensino do Corpo Humano. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
Corrêa, J. R. ; Magalhães, K. G. ; Carneiro, Marcella L B . Biologia do Câncer e Quimioterapia. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

6.
Carneiro, Marcella L B. Modelo pedagógico: entrada e saída de ar nos pulmões. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Patentes e registros



Patente

A Confirmação do status de um pedido de patentes poderá ser solicitada à Diretoria de Patentes (DIRPA) por meio de uma Certidão de atos relativos aos processos
1.
 CARNEIRO, MARCELLA L.B.; BAO, S. N. ; SOUZA, A. R. ; Lacava, G. A. . Composições antitumorais a base de citrato de ródio (II) e fluídos magnéticos, compostos antitumoral, seu processo de obtenção e suas aplicações na preparação de medicamentos para tratamento de neoplasias. 2011, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: PI012110000013, título: "Composições antitumorais a base de citrato de ródio (II) e fluídos magnéticos, compostos antitumoral, seu processo de obtenção e suas aplicações na preparação de medicamentos para tratamento de neoplasias" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 03/01/2011



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
Carneiro, Marcella L B; JOANITTI, GRAZIELA A. Participação em banca de Marina Carvalho Sampaio. Desenvolvimento e caracterização de nanoemulsões à base de óleo de buriti (Mauritia flexuosa) para o tratamento de câncer de mama in vitro. 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

2.
SILVA, L. P.; CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Participação em banca de Jorge Alex Taquita Melo. Caracterização molecular, ultraestrutural e nanoestrutural do copal de jatobá (Hyymenea courbaril L.) e estudo das modificações químicas e estruturais resultantes da interação do solubilizado do copal com lipossomas.. 2017. Dissertação (Mestrado em Nanociência e Nanobiotecnologia) - Universidade de Brasília.

3.
BRETTAS CARNEIRO, MARCELLA LEMOS; JOANITTI, GRAZIELA A. Participação em banca de Alicia Simalie Ombredane. Síntese verde de nanopartículas de prata a partir de extrato aquoso do tubérculo de Curcuma longa associadas à quitosana e avaliação da atividade antitumoral in vitro em câncer de pele não melanoma (linhagem A431). 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

4.
Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Janaina Gomes Penteado. Estudo da eficácia da Alumínio-cloro-Ftalocianina em micelas aplicada na terapia fotodinâmica em cultura de células de melanoma murino. 2016. Dissertação (Mestrado em Biologia animal) - Universidade Nacional de Brasília.

5.
Carneiro, Marcella L B; JOANITTI, GRAZIELA A. Participação em banca de Alícia Simalie Ombredane. Síntese verde de nanopartículas de prata a partir de extrato aquoso do tubérculo de Curcuma longa associadas à quitosana e avaliação da atividade antitumoral in vitro em câncer de pele não melanoma (linhagem A431). 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

6.
Carneiro, Marcella L B; LONGO, J. P. F.; ROSADO, T.. Participação em banca de Fabiana Vieira da Silva. Síntese, caracterização e avaliação da citotoxicidade de nanopartículas de óxido de níquel em células de fibroblastos e queratinócitos. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

7.
Carneiro, Marcella L B; Bao, Sonia N; Aquino, R.. Participação em banca de Priscilla Amaral Guedes. Síntese, caracterização e avaliação da atividade citotóxica de trans-imidazoldimetilsulfóxidotetraclororutenato III de imidazólio (NAMI-A) em células de carcinoma mamário. 2016. Dissertação (Mestrado em ciências de materiais) - Universidade Nacional de Brasília.

8.
Carneiro, Marcella L B; Campos, A. F.. Participação em banca de Isis Pires Thome. Síntese, caracterização e avaliação da atividade citotóxica de indazolium trabs (tetraclorobis (1H indazole) ruthenate III (KP1019) em células de carcinoma mamário. 2016. Dissertação (Mestrado em ciências de materiais) - Universidade Nacional de Brasília.

9.
CARNEIRO, M. L.B.; Corrêa, J. R.. Participação em banca de Núbia Maria Pereira de Sousa. Avaliação in vitro da atividade leishmanicida da 3-4 dihidropirimidinona com 2-hidroxibenzaldeído sobre as formas adaptativas livres da Leishmania (Leishmania) amazonensis e na infecção experimental.. 2014. Dissertação (Mestrado em Patologia Molecular) - Universidade Nacional de Brasília.

10.
Corrêa, J. R.; Almeida, E. P.; Maranhão, Q. A.; Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Rafaela Salgado Fontenele. Análise do papel de mediadores inflamatórios na manutenção do estado tumoral no modelo de câncer de próstata in vitro. 2014. Dissertação (Mestrado em Biologia Molecular) - Universidade de Brasília.

11.
SILVA, L. P.; BAO, S. N.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Cínthia Caetano Bonatto. Miméticos de hemácias como sistemas de liberação de hidrolisados de hemoglobina com atividades antitumorais in vitro. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Animal) - Universidade de Brasília.

12.
Motoyama, A. B.; Corrêa, J. R.; Poças, Márcio.; Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Natalia Vasconcelos. Avaliação da relação entre o inflamassoma NLRP3 e as propriedades tumorais no câncer de mama. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Molecular) - Universidade de Brasília.

13.
BÁO, SÔNIA N; SILVA, L. P.; Carneiro, Marcella L B; LACAVA, ZULMIRA GM. Participação em banca de Mayara Simonelly Costa dos Santos. Citotoxicidade induzida por nanoemulsões de selol em células de adenocarcinoma de pulmão humano. 2013. Dissertação (Mestrado em Biologia Molecular) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
BRETTAS CARNEIRO, MARCELLA LEMOS. Participação em banca de Diego Juscelino Santos Dias. Nanopartículas poliméricas contendo clorambucil funcionalizadas com peptídeo direcionador: produção, caracterização e ensaios biológicos com células tumorais. 2017. Tese (Doutorado em Nanociência e Nanobiotecnologia) - Universidade de Brasília.

2.
Carneiro, Marcella L B; Bao, Sonia N; SILVA, L. P.. Participação em banca de Cinthia Caetano Bonatto. Desenvolvimento e avaliação de atividades biológicas in vitro e in vivo de nanopartículas de prata obtidas por síntese verde utilizando plantas do cerrado. 2016. Tese (Doutorado em Biologia Animal) - Universidade Nacional de Brasília.

3.
Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Cesar Romero Soares Sousa. Nanopartículas magnéticas recobertas com citrato e nanocápsulas contendo selol no tratamento de adenocarcinoma mamário de Ehrlich Ortotópico em Camundongos Swiss. 2015. Tese (Doutorado em Programa de Pós-graduação em ´Biologia Animal) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
MUEHMANN, L. A.; Magalhães, K. G.; POLEZ, V. L. P.; Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Giselle Zayra da Silva de Oliveira. Síntese verde de nanopartículas de prata utilizando extratos das folhas de pterodon emarginatus (sucupira branca) direcionadas para tratamento de melanoma cutâneo. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

2.
Carneiro, Marcella L B; Magalhães, K. G.; POLEZ, V. L. P.; MUEHMANN, L. A.. Participação em banca de Giselle Zayra da Silva de Oliveira. Síntese verde de nanopartículas de prata utilizando extratos das folhas de pteredon emarginatus (sucupira branca) direcionadas para tratamento de melanoma cutâneo. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

3.
Carneiro, Marcella L B; Lacava, G. A.; SILVA, L. P.; JOANITINI, G. A.. Participação em banca de Kelliane Almeida de Medeiros. Desenvolvimento de partículas de quitosana acopladas a peptídeo direcionador para entrega e liberação sustentada in vitro e in vivo do peptídeo citolítico metilina a células tumorais. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Animal) - Universidade Nacional de Brasília.

4.
Lacava, Zulmira G M; Motoyama, A. B.; PIRES JUNIOR, O. R.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de César Romero Soares Sousa. Nanopartículas magnéticas e nanocápsulas contendo compostos ricos em selênio no tratamento do adenocarcinoma mamário de Ehrlich em camundongos Swiss. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Biologia Animal) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
Carneiro, Marcella Lemos Brettas; Gati, C. D. C.; Lozzi, S.. Participação em banca de Kelly Cristina Morais Barcelos de Aragão. UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE BIOLOGIA: A INSERÇÃO DE ATIVIDADES PRÁTICAS NAS AULAS DE FISIOLOGIA HUMANA DO ENSINO MÉDIO.. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Profissional em Ensino de Biologia em Rede Nacional (PROFBIO)) - Universidade de Brasília.

2.
Gati, C. D. C.; CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Participação em banca de Kelly Cristina Morais Barcelos de Aragão. UMA PROPOSTA PEDAGÓGICA PARA O ENSINO DE BIOLOGIA: A INSERÇÃO DE ATIVIDADES PRÁTICAS NAS AULAS DE FISIOLOGIA HUMANA DO ENSINO MÉDIO. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em PROFBIO) - Universidade de Brasília.

3.
Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Marina Carvalho. Desenvolvimento e caracterização de nanoemulsões a base de óleo de buriti (Mauritia flexuosa) para o tratamento de câncer de mama in vitro. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília.

4.
BAO, S. N.; SILVA, L. P.; Motoyama, A. B.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Mayara Simonelly Costa dos Santos. Citotoxicidade induzida por nanoemulsões de selol em células de adenocarcinoma de pulmão humano. 2012.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Frederlane de Mesquita Vaz. As Novas Tecnologias no Ensino de Biologia. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

2.
CARNEIRO, M. L.B.; GRAEBNER, I.. Participação em banca de Daniel Ferreira Pereira. As divergências do sistema educacional e a realidade da comunidade escolar. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

3.
CARNEIRO, M. L.B.; DERENGOWSKI, S., L.. Participação em banca de Pável Correia da Costa. Sono e aprendizado: uma abordagem escolar. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

4.
CARNEIRO, M. L.B.; DERENGOWSKI, S., L.. Participação em banca de Daniel Ferreira Pereira. Avaliação dos hábitos de tabagismo e etilismo entre os estudantes do 3º ano do ensino médio do colégio estadual Cruzeiro do Sul de Aparecida de Goiânia-GO. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

5.
CARNEIRO, M. L.B.; SADEGHIANI, N.. Participação em banca de Alderina Maria Pereira Rocha. O uso de drogas lícitas por alunos do ensino médio. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

6.
CARNEIRO, M. L.B.; LIMA, B. D.. Participação em banca de Luzedir Rodrigues. Carcinoma de próstata câncer da próstata em Palestina de Goiás. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

7.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Elizabeth Helen do Nascimento Moraes. Praticando o interesse em educação ambiental e sexual. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

8.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Dárcia Fernandes de L. Potenciano. A Evolução do pensamento humano e sua influência na prática pedagógica. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

9.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Marisa Barroso Rocha da Silva. Utilização de atividades lúdicas no ensino de biologia. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

10.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Liliane Cristina Arantes Santan. Temas transversais. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

11.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Adelia Lúcia Ferreira de Carvalho. Interdisciplinaridade em sala de aula: O ensino conjugado das ciências da natureza no ensino médio.. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

12.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Alessandra Pires de Souza. Qual a concepção de planejamento participativo dos profissionais em educação da escola estasdual Água Quente. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

13.
GRAEBNER, I.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Sebastião Matias Soares. A importância da consciência ecológica com a coleta seletiva de lixo na escola. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

14.
VASCONCELLOS, M. M.; CARNEIRO, M. L.B.. Participação em banca de Adriana Ferreira Monteiro Castro. Estratégias para o ensino de ciências da natureza do 1º período Ensino Médio da EJA, em Bom Jardim de Goiás-GO. 2007. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
ROSADO, T.; CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Participação em banca de Stefanny de Fátima Guedes Cunha.Modulação da expressão de gama actina induzida por citrato de ródio em células de carcinoma mamário humano. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília.

2.
ROSADO, T.; CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Participação em banca de Lucas Miguel Pereira.Avaliação de populações de macaúba e estimativas de parâmetros genéticos na fase juvenil. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília.

3.
RAMOS, M. G. O.; Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Marília Gabriela de Oliveira Ramos.A importância do conhecimento sobre a Hepatite B para Estudantes do Ensino Médio: estudo de caso em uma escola de Planaltina. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília.

4.
Carneiro, Marcella L B. Participação em banca de Tatiane da Silva Santana.Meio ambiente como determinante da obesidade e fator de risco para doenças cardiovasculares. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
Carneiro, Marcella L B. 21 Congresso de Iniciação Científica da UnB. 2015. Universidade Nacional de Brasília.

2.
CARNEIRO, M. L.B.. 20º Congresso de Iniciação Científica do DF. 2014. Universidade Nacional de Brasília.

Concurso público
1.
ROSADO, T.; CARNEIRO, MARCELLA L.B.; Gati, C. D. C.. Concurso público edital 179 (08/09/2017) para seleção de professor adjunto área CVT - genética. 2018. Universidade de Brasília.

2.
COSTA, E. M. M.; PINHEIRO, E.; CANCADO, L. J.; ROCHA, E.; Carneiro, Marcella L B; ROSADO, T.. Edital de abertura n. 159 de 2014. 2015. Universidade Nacional de Brasília.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I Simpósio de Nanotecnologia do Distrito Federal.Projeto RAPHA - Perspectivas da associação do Látex e de Nanotecnologia na cicatrização de feridas. 2018. (Simpósio).

2.
I Simpósio de Nanotecnologia do Distrito Federal.Projeto RAPHA - Perspectivas da associação do Látex e de Nanotecnologia na cicatrização de feridas. 2018. (Simpósio).

3.
I SEMINÁRIO DE CIÊNCIAS NATURAIS - ESTÁGIO SUPERVISIONADO E DO I ENI ENCONTRO DO PROJETO EDUCAÇÃO E PSICOLOGIA.Práticas Lúdicas no Ensino do Corpo Humano. 2014. (Seminário).

4.
V Encontro do INCT em Nanobiotecnologia.Biologia do Câncer e a Aplicação da Nanotecnologia como Estratégia Terapêutica. 2014. (Encontro).

5.
IV Encontro do INCT de Nanobiotecnologia. 2013. (Encontro).

6.
8º International Conference on the Scientific and Clinical Applications of Magnetic Carriers.Cytotoxicity effect of rhodium (II) citrate loaded magnetoliposomes and magnetic nanoparticles in breast cancer and normal breast cells. 2010. (Outra).

7.
I Encontro do INCT de Nanobiotecnologia.Cytotoxicity effect of rhodium (II) citrate loaded magnetoliposomes and magnetic nanoparticles in breast cancer and normal breast cells. 2010. (Encontro).

8.
XV Meeting of the Brazilian Society for Cell Biology.Antitumor effect of dirhodium citrate-loaded nanoparticles and magnetoliposomes in mice bearing breast cancer. 2010. (Encontro).

9.
XIV Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular.. Rhodium (II) citrate induced cytotoxicity in human MCF-7 breast cancer Cell. 2008. (Congresso).

10.
2ª Escola de Nanociência e Nanotecnologia da UFRJ. 2007. (Outra).

11.
I ENCONTRO FRANCO-BRASILEIRO DE NANOCIÊNCIA E NANOBIOTECNOLOGIA. 2007. (Encontro).

12.
I Simpósio Nacional de Nanotecnologia e Nanomedicina-NanoMed. 2007. (Simpósio).

13.
III Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. Alterações morfológicas e estruturais induzidas por curcumina em células de melanoma humano. 2006. (Congresso).

14.
XIII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular; IX Simpósio Brasileiro de Matriz Extracelular e III International Symposium on Extracellular Matrix. Citotoxicity and induction of apoptosis by curcumin (Curcuma longa Linn) in human melanoma cells. 2006. (Congresso).

15.
XVII Semana do ICB.Citotoxicidade e indução de apoptose por curcumina em células de melanoma humano. 2006. (Encontro).

16.
57º Reunião Anual da SBPC. 57º Reunião Anual da SBPC. 2005. (Congresso).

17.
II Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. II Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. 2005. (Congresso).

18.
I Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. I Congresso de Pesquisa, Ensino e Extensão. 2004. (Congresso).

19.
IX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental-FeSBE. XIX Reunião Anual da Federação de Sociedades de Biologia Experimental - FeSBE. 2004. (Congresso).

20.
XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular e IX Congresso da Sociedade Iberoamericano de Biologia Celular. XII Congresso da Sociedade Brasileira de Biologia Celular e IX Congresso da Sociedade Iberoamericana de Biologia Celular. 2004. (Congresso).

21.
XV Semana do ICB. 2004. (Encontro).

22.
XII Semana do ICB.Citotoxicidade e indução de apoptose por curcumina ("Curcuma longa") em células de melanoma humano. 2003. (Encontro).

23.
Reuniao de Genética de microorganismos. 2002. (Encontro).

24.
SBPC. Sociedade para o progresso da ciência/ 54ª Reunião Anual da SBPC. 2002. (Congresso).

25.
Encontro de biologia. 2001. (Encontro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Franciéle de Matos da Silva. DESENVOLVIMENTO DE UM BIOFILME A BASE DE LÁTEX E ALGINATO DE CÁLCIO CONTENDO LIPOSSOMAS PARA CARREAMENTO DE FÁRMACOS, NO TRATAMENTO DE FERIDAS. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Engenharia Biomédica) - Universidade Nacional de Brasília. (Orientador).

2.
Thamis Fernandes Santana. CARACTERIZAÇÃO MOLECULAR DO PROCESSO DE CICATRIZAÇÃO DE FERIDAS EM ÚLCERAS DE PÉ DIABÉTICO UTILIZANDO ASSOCIAÇÃO DE LÁTEX NATURAL (Hevea brasiliensis) CONTENDO CURCUMINA E DE EQUIPAMENTO EMISSOR DE LUZ DE LEDs DE COMPRIMENTO DE ONDA VERMELHO. Início: 2018. Dissertação (Mestrado profissional em Engenharia Biomédica) - Universidade Nacional de Brasília. (Orientador).

3.
Daisy Dayane Pereira Albernaz. Modulação da Expressão e da Síntese de Actina por Citrato de Ródio em Células de Câncer Mamário. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília. (Orientador).

4.
Christian Rafael Quijia Quezada. Efeitos biológicos induzidos por sistemas nano estruturados para a liberação do princípio ativo N, N'-Squaramide 17 em cepas de Trypanosoma cruzi. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília. (Orientador).

5.
José Eloisio Ferreira da Silva. Efeitos da associação de estratégias de interferência de microRNAs na indução de apoptose mediada por citrato de ródio livre e associado à nanopartículas de maghemita em cultura de células de carcinoma mamário humano. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-graduação em Nanociência e Nanotecnologia) - Universidade Nacional de Brasília. (Orientador).

6.
Franciele Schlemmer. Papel de miR-34a e Eag1 na apoptose de células de tumor mamário induzida por cisplatina. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Ciências da Saúde) - Universidade Nacional de Brasília. (Coorientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Alan Oliveira Rodrigues. Uso de tecnologias de informação e comunicação (TICs) no ensino do corpo humano. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Giovanna de Carvalho Nardeli Basílio Lobo. Desenvolvimento de biofilmes de látex contendo nanoemulsões de óleo de buriti visando aplicação em cicatrização de feridas: ensaios in vitro. Início: 2018 - UDF Centro Universitário. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Melissa Monteiro. Avaliação da biocompatibilidade e eficácia terapêutica da ablação térmica utilizando um eletrodo de níquel-titânio em geometrias distintas na ablação térmica em modelo de carcinossarcoma hepático.. 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Biomédica) - Universidade Nacional de Brasília, . Coorientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

2.
Fabiana Vieira da Silva. Síntese, caracterização e avaliação da citotoxicidade de nanopartículas de óxido de níquel em culturas de células de fibroblastos e queratinócitos (linhagens NIH-3T3 e HaCat). 2016. Dissertação (Mestrado em Nanociência e Nanobiotecnologia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

3.
Priscilla Amaral Guedes. Síntese, caracterização e avaliação da atividade citotóxica de trans-imidazoldimetilsulfóxidotetraclororutenatoIII de imidazólio (NAMI-A) em cultura de células de adenocarcinoma mamário. 2016. Dissertação (Mestrado em ciências de materiais) - Universidade de Brasília, . Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

4.
Isis Pires Thomé. Síntese, caracterização e avaliação da citotoxidade de KP1019 em cultura de células de adenocarcinoma mamário. 2016. Dissertação (Mestrado em ciências de materiais) - Universidade Nacional de Brasília, . Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Marilene Oliveira. A FORMAÇÃO REFLEXIVA DO PROFISSIONAL DA EDUCAÇÃO: O PROFESSOR DE QUÍMICA. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

2.
Frederlane de Mesquita Vaz. As Novas Tecnologias no Ensino de Biologia. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

3.
Pável Correia da Costa. Sono e aprendizado: uma abordagem escolar. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

4.
Laura Ferreira de Faria. As divergências do sistema educacional e a realidade da comunidade escolar. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

5.
Daniel Ferreira Pereira. Avaliação dos hábitos de tabagismo e etilismo entre os estudantes do 3º ano do ensino médio do colégio estadual Cruzeiro do Sul de Aparecida de Goiânia-GO. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

6.
Alderina Maria Pereira Rocha. O uso de drogas lícitas por alunos do ensino médio. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

7.
Luzedir Rodrigues. Carcinoma de próstata câncer da próstata em Palestina de Goiás. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Ciências da Natureza) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
FÁBIO SANTOS NERY. A importância da microbiota vaginal para saúde feminina: um panorama do conhecimento da comunidade da FUP. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

2.
PAULA FREITAS DO NASCIMENTO. MODULAÇÃO DA EXPRESSÃO DO microRNA34a NA INDUÇÃO DE APOPTOSE POR CITRATO DE RÓDIO EM CÉLULAS DE CARCINOMA MAMÁRIO HUMANO. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

3.
Mirian Alves Lins. O uso de práticas lúdicas no Ensino de Ciências. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Naturais) - Universidade de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

Iniciação científica
1.
Thamis Fernandes Santana. Expressão de microRNAs (mir146a) em células de carcinoma mamário. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Naturais) - Universidade de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

2.
Stefanny de Fátima Guedes Cunha. Expressão de microRNA (mir34a) em células de carcinoma mamário. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Naturais) - Universidade de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

3.
Stefanny de Fátima Guedes Cunha. Modulação da expressão e síntese γ-actina induzida por citrato de ródio em células de carcinoma mamário humano. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

4.
Isabela Rodrigues Ramos. Expressão de microRNAs relacionados com a regulação de síntese de actina em células de carcinoma mamário tratadas com citrato de ródio. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Biomedicina) - Centro Universitário de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

5.
Stefanne Souza Laia. Alterações morfológicas e estruturais induzidas no citoesqueleto de actina e na morfologia de células de carcinoma mamário porcitrato de ródio. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Naturais) - Universidade Nacional de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

Orientações de outra natureza
1.
Stefanne Laia. Estágio em Morfologia e Biologia Estrutyral. 2014. Orientação de outra natureza. (Ciências Naturais) - Universidade de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.

2.
Kevin Rover. Pesquisa em Biologia Molecular. 2014. Orientação de outra natureza - Universidade de Brasília. Orientador: Marcella Lemos Brettas Carneiro.



Inovação



Patente
1.
 CARNEIRO, MARCELLA L.B.; BAO, S. N. ; SOUZA, A. R. ; Lacava, G. A. . Composições antitumorais a base de citrato de ródio (II) e fluídos magnéticos, compostos antitumoral, seu processo de obtenção e suas aplicações na preparação de medicamentos para tratamento de neoplasias. 2011, Brasil.
Patente: Privilégio de Inovação. Número do registro: PI012110000013, título: "Composições antitumorais a base de citrato de ródio (II) e fluídos magnéticos, compostos antitumoral, seu processo de obtenção e suas aplicações na preparação de medicamentos para tratamento de neoplasias" , Instituição de registro: INPI - Instituto Nacional da Propriedade Industrial. Depósito: 03/01/2011


Projetos de pesquisa

Projeto de desenvolvimento tecnológico


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CARNEIRO, M. L.B.. Nanopartículas magnéticas associadas a citrato de ródio para tratamento de câncer de mama. 2012. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

2.
CARNEIRO, M. L.B.. Efeitos biológicos de citrato de ródio livre, associado a nanopartículas magnéticas e a magnetolipossomas em células de carcinoma mamário. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).


Cursos de curta duração ministrados
1.
Corrêa, J. R. ; Magalhães, K. G. ; Carneiro, Marcella L B . Biologia do Câncer e Quimioterapia. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
Carneiro, Marcella L B. Modelo pedagógico: entrada e saída de ar nos pulmões. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

3.
JOANITINI, G. A. ; CARNEIRO, MARCELLA LEMOS? BRETTAS . Biologia do Câncer e a Aplicação da Nanotecnologia como Estratégia Terapêutica. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.; Rodrigues, E. ; Luz, V. G. ; Quezada. Q. C. . Pesquisa e gerenciamento de referêcnias bibliográficas. 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.; SILVA, I. C. . Genética Molecular. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Redes sociais, websites e blogs
1.
CARNEIRO, MARCELLA L.B.. Ensino de Biologia. 2018; Tema: Estratégias de ensino em Biologia. (Rede social).



Outras informações relevantes


Formação técnica:Patologia Clínica
Instituição:Escola Estsdual Deputado José de Assis
Período:1996 a 1998
Áreas de estágio supervisionado:
-Hematologia 
-Parasitologia 
-Urinálise
Carga Horária do estágio: 312 horas

Disciplinas cursada no mestradO
1) Biologia Celular
2) Temas em Biologia
3) Bilogia Molecular
4) Métodos Biométricos I
5) Bioquímica Molecular
6) Tópicos especiais em Biologia
7) Microscopia Eletrônica de Transmissão
8) Microscopia Eletrônica de Varredura



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2018 às 24:03:56