Fernanda Rebelo Pinto

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2726638348831748
  • Última atualização do currículo em 16/10/2018


Professora Adjunta II do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Milton Santos - IHAC; pesquisadora e professora permanente do Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, na Universidade Federal da Bahia - PPGEFHC/UFBA. Possui graduação em Comunicação Social - jornalismo (1999). Concluiu o mestrado em Saúde Pública, na área de concentração de Ciências Humanas e Políticas Públicas, linha de pesquisa Filosofia e História das Ciências, pela Universidade Federal de Santa Catarina - UFSC (2005). É doutora em História das Ciências e da Saúde pela Casa de Oswaldo Cruz, Fundação Oswaldo Cruz (2010); pós-doutora Jr. CNPq (2013) em História das Ciências, pelo Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (UFSC). Vínculos como pesquisadora: Social Sciences and Humanities Research Council of Canada (2015); Núcleo de Estudos e Pesquisas sobre Profissões e Instituições (NEPPI-UFSC); Núcleo de Estudos em Sociologia, Filosofia e Historia das Ciencias da Saúde (UFSC); Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Saúde, Violência e Subjetividade (SAVIS - UFBA); Medicine, Disease, and Health in Atlantic Slave Societies (UCLA). Seus temas de pesquisa e ensino são: História da Saúde Pública; História da Medicina; Imigração e Profilaxia Internacional; Cooperação Sanitária Internacional; Ensino da História da Ciência. Suas pesquisas em andamento versam sobre relações médico-científicas entre Brasil e Argentina no final do século XIX e início do XX; as interfaces entre imigração e saúde em perspectiva histórica; a história dos diagnósticos e terapêuticas da patologia cardíaca decorrente da Doença de Chagas; medicina, biologia e teoria social. fernanda.rebelo@ufba.br (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Fernanda Rebelo Pinto
Nome em citações bibliográficas
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal da Bahia, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos.
Rua Barão de Jeremoabo
Ondina
40170115 - Salvador, BA - Brasil
Telefone: (71) 32836788
URL da Homepage: http://www.ihac.ufba.br/portugues/


Formação acadêmica/titulação


2006 - 2010
Doutorado em História das Ciências e da Saúde.
Fundação Oswaldo Cruz, Casa de Oswaldo Cruz, FIOCRUZ/COC, Brasil.
Título: A Travessia: imigração, saúde e profilaxia internacional (1890-1926), Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Marcos Chor Maio; Co-orientado Gilberto Hochman.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: imigração; saúde pública; Porto; cooperação sanitária internacional.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciências da Saúde.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciências da Saúde / Especialidade: História da Saúde Pública.
2003 - 2005
Mestrado em Saúde Pública.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Título: A Penitenciária de Florianópolis e a Medicalização do Crime (1935 -1945),Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: Sandra Noemi Cucurullo de Caponi.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: crime; medicalização; eugenia; Sistema Penitenciário.
Grande área: Ciências da Saúde
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Ciências Humanas e Saúde.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Ciências Humanas e Saúde / Especialidade: Filosofia e História da Ciência.
1995 - 1999
Graduação em Comunicação Social.
Faculdades Integradas Hélio Alonso, FACHA, Brasil.
Título: A comunicação social como caminho para a coscientização ambiental.
Orientador: José Julio Correa Pontes.


Pós-doutorado


2011 - 2013
Pós-Doutorado.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Grande área: Ciências Humanas


Formação Complementar


2005 - 2005
Antropologia Médica: contribuições metodológicas.
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2002 - 2002
Extensão universitária em Estudos da Obra de Jaques Lacan. (Carga horária: 40h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.


Atuação Profissional



Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, IHAC, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora do BI Noturno, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenação do NEXT - IHAC, Carga horária: 2

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Vice-Coordenadora do BI Saúde, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2014
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

04/2018 - Atual
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução ao Campo da Saúde
04/2018 - Atual
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
04/2018 - Atual
Ensino, Ensino, Filosofia e História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História, Ciência e Subalternidades
10/2017 - 02/2018
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade II
10/2017 - 02/2018
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências da Saúde
05/2017 - 09/2017
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
05/2017 - 09/2017
Ensino, Ensino, Filosofia e História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências
11/2016 - 04/2017
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade II
07/2016 - 10/2016
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
02/2016 - 03/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, .

Cargo ou função
Comissão de Redistribuição de Aproveitamento ou Redistribuição de Professores de outras IES.
03/2015 - 07/2015
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução ao Campo da Saúde
03/2015 - 07/2015
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
09/2014 - 12/2014
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Campo da Saúde: Saberes e Práticas
Tópicos Especiais em Saúde II: História das Ciências da Saúde
09/2014 - 12/2014
Extensão universitária , Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, .

Atividade de extensão realizada
Ação Curricular em Comunidade e em Soicedade.
09/2014 - 09/2014
Direção e administração, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, .

Cargo ou função
Vice-Coordenadora do Colegiado BI Saúde.
02/2014 - 07/2014
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução ao Campo da Saúde
02/2014 - 07/2014
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
10/2013 - 02/2014
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Campo da Saúde: Saberes e Práticas
10/2013 - 02/2014
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade II
03/2013 - 02/2014
Extensão universitária , Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, .

Atividade de extensão realizada
Cinema, Ciência e Saúde.
04/2013 - 09/2013
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estudos sobre a Contemporaneidade I
04/2013 - 09/2013
Ensino, Bacharelado Interdisciplinar em Saúde, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Introdução ao Campo da Saúde
04/2013 - 07/2013
Pesquisa e desenvolvimento , Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, .


Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, PPGEFHC, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Membro do Colegiado, Carga horária: 3
Outras informações
Membro do Colegiado do PPGEFHC/UFBA-UEFS

Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Credenciada como professora permanente do PPGEFHC.

Atividades

03/2015 - Atual
Ensino, Ensino, Filosofia e História das Ciências, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
História e Historiografia das Ciências

Instituto Federal da Bahia, IFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2015 - Atual
Vínculo: Professora Colaboradora, Enquadramento Funcional: Professora
Outras informações
Professora do Doutorado Interinstitucional (DINTER) convênio entre Instituto Federal da Bahia e o Programa de Pós-Graduaçõa em Ensino, Filosofia e História da Ciência, da Universidade Federal da Bahia - IFBA/PPGEFHC-UFBA


Programa de Pós-Graduação Interdisciplinas em Ciências Humanas da UFSC, PPGUCH/UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora, Carga horária: 3
Outras informações
Professora colaboradora na disciplina Epistemologia das Ciências Sociais, oferecida ao quinto período da graduação em Ciências Sociais.

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora, Carga horária: 3
Outras informações
Professora colaboradora na disciplina Tópicos Especiais: Michel Foucault, biopolitica e governamentalidade, no Programa de Pös-Graduação em Sociologia Política

Vínculo institucional

2011 - 2013
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: bolsista de pós-doutorado Jr. CNPq, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Bolsista de Pós-Doutorado Jr. CNPq. Projeto de Pesquisa: Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e cooperação sanitária entre Brasil e Argentina (1889-1914). Supervisora: Profa Dra Sandra Caponi. Linha de Pesquisa: História da Ciência.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora, Carga horária: 4
Outras informações
Professora na disciplina Ciência Política, oferecida ao segundo período da graduação em Economia.

Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista recém-doutor, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora, Carga horária: 4
Outras informações
Professora colaboradora na disciplina "Tópicos Especiais: Biopolitica e Saber Psiquiátrico", no Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humnas da UFSC.


Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2010
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Doutoranda
Outras informações
Pesquisadora do grupo de pesquisa História e Políticas Públicas. Linha de pesquisa: História dos movimentos, ações e políticas de saúde e assistência para grupos específicos.


Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisadora

Vínculo institucional

2005 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Professora colaboradora
Outras informações
Professora Colaboradora na disciplina Bioética, no Módulo Teórico Metodológico II, do Curso de Especialização em Saúde da Família / Modalidade Residência, Departamento de Saúde Pública/UFSC

Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: apoio técnico à pesquisa
Outras informações
Trabalho com as populações remanescentes de quilombos do sul do Brasil.

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: pesquisadora
Outras informações
Pesquisadora do Núcleo de Pesquisa em "Saúde e Iniquidades em Santa Catarina", vinculado ao Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública da UFSC. Financiadores: UNESCO/FAPESC/MS

Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: bolsista CAPES, Enquadramento Funcional: estágio docência
Outras informações
disciplina ministrada: Saúde e Comunidade

Vínculo institucional

2002 - 2003
Vínculo: Bolsista CNPq, Enquadramento Funcional: apoio técnico à pesquisa
Outras informações
Pesquisa comparada sobre a emergência da microbiologia na América Latina (Brasil x Argentina)

Atividades

05/2005 - 12/2005
Ensino, Especialização em Saúde da Família, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Bioética
5/2004 - 11/2005
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Ciências da Saúde, Departamento de Saúde Pública.

3/2003 - 12/2004
Ensino, Farmácia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde e Comunidade
03/2003 - 12/2004
Estágios , Programa de Pós-Graduação em Saúde Pública, .

Estágio realizado
estágio de docência na disciplina saúde e comunidade.

Instituto de Estudos em Saúde Coletiva, IESC/UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professora, Carga horária: 4
Outras informações
Professora convidada. Participação na disciplina Ciência e Saúde Coletiva para o terceiro período da graduação em Saúde Coletiva.


Université de Montreal, UdeM, Canadá.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Soka University of America, SOKA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade Nacional de La Pampa, UNLPam, Argentina.
Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Instituto Brasileiro de Administração Municipal, IBAM, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: jornalista, Carga horária: 4

Atividades

6/2000 - 7/2000
Conselhos, Comissões e Consultoria, Planejamento, Comunicação.

Cargo ou função
jornalista.

Editora Abril, ABRIL, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Jornalista


Editora Bloch, MANCHETE, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1997
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Jornalista, Carga horária: 6


Companhia Municipal de Limpeza Urbana, COMLURB, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Jornalista, Carga horária: 4


Delegacia Regional do Trabalho, DRT*, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 1997
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Jornalista, Carga horária: 4


GR.3, GR3, Brasil.
Vínculo institucional

1995 - 1995
Vínculo: Estágio, Enquadramento Funcional: Produção RTVC, Carga horária: 4


Hospital das Clínicas, HC, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:



Linhas de pesquisa


1.
Filosofia e História das Ciências da Saúde
2.
História das Ciências da Saúde


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Do controle de epidemias à medicina social: o tráfico de mulheres e crianças nas discussões sobre imigração e saúde no período entreguerras
Descrição: Este projeto tem como objetivo analisar a transição de interesses no campo da saúde pública e da cooperação sanitaria internacional, durante o período do entreguerras (1918-1939), que passou da preocupação ao combate às pandemias - da metade do século XIX às primeira década do XX - para a ideia da necessidade de coletivização de bem-estar às populações. Queremos compreender como se construiu o nexo entre a Liga das Nações (LN) e o International Labour Office (ILO) por meio das discussões sobre imigração e saúde. A nossa hipótese é a de que o tema do tráfico de escravas brancas (tráfico de mulheres e crianças) foi o assunto que gerou um concenso, entre a opinião pública internacional e consequentemente entre agências como a Liga das Nações (LN) e o International Labour Office (ILO), a respeito da necessidade de intervenção dos estados em direção ao cuidado e bem-estar de populações, em especial minorias. O tráfico de mulheres é compreendido por estas agência como um problema imigratório, de saúde pública e de segurança nacional..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Coordenador / Daniel Barbosa - Integrante / Gustavo Araújo - Integrante.Número de orientações: 2
2016 - Atual
Medicine, Disease, and Health in Atlantic Slave Societies
Descrição: An international group that actively works to foster the study of the history of medicine within and across the diverse slave societies and networks of the Atlantic World..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Dementia's third wave: an ethnography of changes in Brazil
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Células-tronco, envelhecimento e antropologia da incerteza
Descrição: Descrição: Diante das novas transições demográficas que têm lugar nos países ocidentais e não ocidentais, novas tecnológicas médicas (nanotecnologias, células tronco, transplantes) oferecem esperanças ao cuidado de saúde dos indivíduos. A pesquisa em questão se desdobra em alguns eixos de investigação, com o objetivo de analisar os diversos atores em ação no campo da produção de conhecimento sobre células tronco no Brasil: 1) a opinião pública sobre o campo das células tronco em blogs e veículos de informação na rede social de computadores; 2) a investigação de artigos publicados sobre células tronco nas publicações acadêmicas brasileiras entre 1990 e 2010; 3) entrevistas com pesquisadores e pacientes diretamente envolvidos nas pesquisa de infusão de células tronco para problemas cardíacos. Coordenadora: Annette Leibing, Universidade de Montréal, Canadá..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2015
Sociología y desarrollo: problemas de historia económica y de la salud en espacios regionales desde una visión de largo plazo
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - Atual
Saberes e práticas em saúde
Descrição: nvestigar políticas, instituições, movimentos sociais e sistemas de saúde; conceitos fundamentais do campo; fenômenos e processos de saúde-doença-cuidado; ações de prevenção, promoção, cura e reabilitação; formação superior; prática profissional. Núcleo de Estudos Interdisciplinares em Saúde, Violência e Subjetividade - SAVIS.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) / Mestrado acadêmico: (5) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Thereza Coelho - Coordenador / Luís Augusto Vasconcelos da Silva - Integrante / Adriana Miranda Pimentel - Integrante / Vanessa Prado dos Santos - Integrante / Vládia Jamile dos Santos Jucá - Integrante.
2013 - Atual
Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Coordenador / Rodrigo Sanches - Integrante / Miriam Fontes Brandão - Integrante / Maurício Carvalho - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Bahia - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2011 - 2013
Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e cooperação sanitária entre Brasil e Argentina (1889-1914)
Descrição: O objetivo desta pesquisa é investigar os problemas gerados pelas discordâncias com relação às práticas de profilaxia adotadas nos portos, para a prevenção de doenças consideradas como transmissíveis pelas nações fronteiriças Brasil e Argentina..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2012
Da herança à localização cerebral: Uma história do determinismo biológico na explicação das condutas indesejadas..
Descrição: Projeto aprovado no Edital de Ciencias humanas 61/2005 - CNPq. Da herança à localização cerebral:Uma história do determinismo biológico na explicação das condutas indesejadas. A tendência de se construir explicações biológicas para comportamentos considerados como socialmente indesejados, tais como o alcoolismo, a violência, a tristeza ou a depressão e a infância problemática (ao que hoje damos o diagnóstico de DDA - Distúrbio de Déficit de Atenção), caracterizou grande parte do discurso da Higiene e da Medicina Legal no final do século XIX e inicio do XX. O determinismo biológico do início do século insistia no caráter orgânico e hereditário desses comportamentos indesejados. Desde os anos de 1980, temos visto reaparecer, com força inesperada, estudos que a partir das neurociências, a genética e a sociobilogia têm retomado a preocupação com as "condutas indesejadas", criando novas estratégias explicativas baseadas em novos discursos deterministas relacionados à biologia. Nosso problema é tentar compreender de que modo se articularam historicamente essas duas dimensões que formam parte da condição humana, nossa corporalidade que nos conduz inevitavelmente à velhice e ao sofrimento, e a complexa estrutura social na qual estamos inseridos. (a) Objetivo Geral:Traçar uma história comparativa e crítica de diferentes tentativas realizadas no século XX para construir explicações biológicas para condutas consideradas como socialmente indesejadas. (b)Objetivos Específicos: (1)analisar os diferentes argumentos utilizados para justificar o recurso a explicações biológicas das condutas indesejadas no início do século pelos higienistas, médicos e psiquiatras, cujas explicações estavam centradas na hereditariedade e conseqüentemente no caráter orgânico e inato dos desvios.(2)analisar os diferentes argumentos utilizados para justificar as explicações biológicas das condutas indesejadas que aparecem nos recentes estudos da medicina, da sociobiologia, da genética..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2006 - 2010
História e Políticas de Saúde
Descrição: Abriga investigações que tomam a saúde pública - suas políticas, instituições e profissões, como um fenômeno histórico que combina as ações governamentais, voluntárias e privadas com o conhecimento científico, práticas profissionais e movimentos políticos e sociais. Buscam compreender em perspectiva histórica e comparada a organização da saúde no Brasil, as instituições responsáveis pelos serviços de saúde, seus atores individuais e coletivos e a relação da saúde com a política e a sociedade. Outras características são a reflexão teórica e conceitual sobre as relações entre história e política governamental e o acento na dimensão internacional da saúde..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (8) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Marcos Chor Maio - Coordenador / HOCHMAN, Gilberto - Integrante.
2002 - 2003
A Emergência da Microbiologia na América Latina: um estudo comparativo entre Brasil e Argentina
Descrição: Estudo histórico, comparativo entre Brasil e Argentina..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Sandra Caponi - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2000 - 2006
Estudos em Filosofia e Historia das Ciencias da Saúde
Descrição: Com este núcleo de pesquisa pretendemos instituir um espaço de problematização e de discussão para incentivar e fundamentar reflexões éticas, epistemológicas e históricas relativas ás Ciências da Vida e da Saúde. Portanto, nucleia: 1) estudos históricos epistemológicos das ciências da saúde e da vida tais como filosofia e história da biologia, da microbiologia, das neurociencias, o nascimento da medicina social, do hospital e da psiquiatria. 2) estudos de bioética referidos á pesquisa científica e também a questões do cotidiano em saúde. 3) estudos de Filosofia das Ciências da vida e da saúde onde são tematizados, de uma perspectiva histórica, os conceitos de saúde-doença, normalidade-patología, desigualdade-iniquidade, contagio, epidemias, risco, etc. O grupo vem trabalhando com a tentativa de atingir objetivos acadêmicos e institucionais. Auxiliar na formação de mestrandos e doutorandos e estabelecer intercâmbios com outros grupos e núcleos de pesquisa. Existem intercâmbios na UFSC com Núcleos dos Departamentos de Enfermagem, Filosofia e História. Fora da UFSC com a Casa Oswaldo Cruz, e a nível internacional com diversas Universidades como a Universidade de Roma (Itália), Universidade de Linköping (Suécia) e a Ecole des Hautes Etudes en Sciences Sociales (Paris-França). Assim como com a Equipe RESEIS da Universidade de Paris VII..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (5) Doutorado: (5) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Sandra Caponi - Coordenador.


Projetos de extensão


2017 - Atual
Travessias, Encruzilhadas e Fronteiras
Descrição: Nosso objetivo em categorizar este evento/projeto/performance como extensão deve-se ao esforço deste grupo em articular ensino (nossas relações com componentes que ministramos no IHAC como Estudos sobre a Contemporaneidade e Ação Artística) e pesquisa (nossas pesquisas desenvolvidas na pós-graduação e/ou em grupos de pesquisas) e mostrar para a comunidade - dentro e/ou fora da UFBA - o resultado de uma publicação científica e de pesquisas em arte eletrônica. Como estas três linguagens podem se reunir academicamente em uma performance? Queremos oferecer ao espectador traduções dos dados sistemáticos de pesquisa, em forma de poesia, música e imagem. Desta forma, trata-se de um projeto de pesquisa em processo, de um evento e da divulgação de resultados de pesquisa e produtos acadêmicos realizados por nós nos últimos anos..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Coordenador / Karla Brunet - Integrante / Cristiano Figueiró - Integrante / Priscila Cabral - Integrante / Alder Moruão - Integrante / Fabrício Couto da Silva - Integrante.
2014 - 2015
Expo IHAC
Descrição: Corrdenação do Seminário de Pesquisa e Extensão Expo IHAC.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2014 - 2014
Ação Currícular em Comunidade e Sociedade
Descrição: Ações interdisciplinares em práticas integrativas e complementares.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (24) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Coordenador / Anamélia Lins e Silva Franco - Integrante / Diana Brasil Pedral Sampaio - Integrante / Ana Emília Oliveira de Andrade - Integrante.Financiador(es): Universidade Federal da Bahia - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Cinema, Ciência e Saúde
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Coordenador.


Outros Projetos


2004 - 2004
Quilombos no sul do Brasil: estudos antropológicos com vistas à aplicação do Decreto 4887
Descrição: Trabalho para o reconhecimento e legalização das áreas de remanescentes de quilombos no sul do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Ilka Boaventura Leite - Coordenador.Financiador(es): Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária de Alagoas - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 1
2003 - 2006
Saúde e Iniquidade no Estado de Santa Catarina
Descrição: Descrição: Com este projeto de pesquisa propomo-nos o objetivo teórico principal de articular diferentes estudos, históricos, éticos, conceituais e epidemiológicos em torno a um eixo comum: as iniqüidades em saúde. Podemos dizer que nossa proposta possui a forma de uma rede que possibilitará o desenvolvimento de diversas linhas de pesquisa vinculadas entre sim pelos problemas decorrentes da desigualdade em saúde. Estes estudos têm por referência: (a) aspectos éticos e conceituais (discussão sobre os conceitos de risco, promoção, desigualdade, iniqüidade, morbi-mortalidade diferencial entre ricos e pobres, distribuição de recursos escassos, etc.); aspectos históricos (doenças emergentes, história do Hospital de caridade, higiene e infância, estudos eugênicos); (c) aspectos epidemiológicos (desenvolvimento de estudos que dêem resposta ás lacunas do conhecimento das desigualdades em saúde em Santa Catarina; criação de um modelo teórico de determinação e causalidade; descrição e análise das desigualdades em saúde no estado) A proposta aqui apresentada está destinada à solicitação de apoio institucional a diversas pesquisas que integram o trabalho de professores, alunos de graduação e de pós-graduação em saúde pública, interessados em abordar, desde diferentes olhares, a questão da desigualdade e da iniqüidade em saúde. A instituição proponente se compromete a produzir artigos científicos nas três linhas de trabalho aqui esboçadas. Esses artigos alem de ser submetidos a avaliação em revistas especializadas das diferentes áreas, serão apresentados num Congresso sobre ?Saúde e Desigualdade? que será realizado em Florianópolis no mês de novembro de 2004 com o objetivo de criar um espaço de diálogo e de debate que permita o encontro de pesquisadores de diferentes áreas da saúde coletiva brasileira interessados na problemática da desigualdade em saúde..
Situação: Concluído; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (4) Doutorado: (1) .
Integrantes: Fernanda Rebelo Pinto - Integrante / Sandra Caponi - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Outra.
Número de produções C, T & A: 2


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Gavagai- Revista Interdisciplinar de Humanidades
2012 - 2016
Periódico: Cadernos de Pesquisa Interdisciplinar em Ciências Humanas (Online)


Membro de comitê de assessoramento


2017 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Revista Ciência & Saúde Coletiva
2013 - Atual
Periódico: História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Cadernos de História da Ciência
2015 - Atual
Periódico: Revista Mundos do Trabalho
2016 - Atual
Periódico: Saúde e Sociedade (USP. Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Varia História (UFMG. Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Revista Política & Sociedade: Revista de Sociologia Política
2016 - Atual
Periódico: Estudos Ibero-Americanos
2018 - Atual
Periódico: HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE-MANGUINHOS (IMPRESSO)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História das Ciêncais e da Saúde.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Ciências Humanas e Saúde.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Português
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2013
Aprovada em terceiro lugar no concurso para professor adjunto A | 40h DE de Ciências Humanas e Saúde, Universidade Federal da Bahia, Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - IHAC/UFBA.
2012
Menção Honrosa do Prêmio de Pesquisa Eulália Maria Lahmeyer Lobo, Associação Nacional de História - Anpuh-RJ.
2011
Apoio a participação de eventos do exterior - Apex - CAPES 2011, CAPES.
2010
Aprovada em segundo lugar no concurso para professor adjunto | 40h DE de Ciências Humanas e Saúde, Universidade Federal do Rio de Janeiro, Instituto de Estudos em Saúde Coletiva - IESC/UFRJ.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SciELO
Total de trabalhos:5
Total de citações:19
Fernanda Rebelo  Data: 03/11/2011

Artigos completos publicados em periódicos

1.
SANTANA, R. S.2017SANTANA, R. S. ; FARIAS, L. M. S. ; REBELO-PINTO, Fernanda . A LEI 11.645/08 E O MODELO EPISTEMOLÓGICO DOMINANTE: EM BUSCA DE ECOLOGIAS PARA A COSMOGONIA IORUBÁ NO ENSINO DE HISTÓRIA. Revista ABPN, v. 9, p. 49-65, 2017.

2.
REBELO-PINTO, Fernanda2016REBELO-PINTO, Fernanda; HOCHMAN, Gilberto . Cholera in Araguaya Steamboat, 1910: epidemics in immigration crossing between Europe, Brazil and Argentina. Quinto Sol, v. 20, p. 1-22, 2016.

3.
REBELO-PINTO, Fernanda2016REBELO-PINTO, Fernanda. Imigração, ciência e saúde: controle de riscos e expansão de direitos na Bacia do Rio da Prata (1873-1911). Asclepio (Madrid), v. 68, p. 155, 2016.

4.
REBELO, Fernanda2014REBELO, Fernanda. Patologías de la Patria. Enfermedades, enfermos y nación en América Latina. Quinto Sol, Revista de Historia, v. 18, p. 1-4, 2014.

5.
REBELO, Fernanda2013 REBELO, Fernanda. Entre o Carlo R. e o Orleannais: a saude publica e a profilaxia maritima no relato de dois casos de navios de imigrantes no porto do Rio de Janeiro, 1893-1907. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 20, p. 765-796, 2013.

6.
REBELO, F.2013REBELO, F.. Da teoria da degeneracao de Morel a classificacao das doencas mentais de Kraepelin. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 20, p. 1756-1760, 2013.

7.
REBELO, Fernanda2011 REBELO, Fernanda; MAIO, Marcos Chor ; HOCHMAN, Gilberto . O princípio do fim: o 'torna-viagem', a imigração e a saúde pública no Porto do Rio de Janeiro em tempos de cólera. Estudos Historicos (Rio de Janeiro), v. 24, p. 69-87, 2011.

8.
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.2007REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . A medicalização do crime: a Penitenciária de Florianópolis como espaço de saber e poder (1933-1945). Interface (Botucatu. Impresso), v. 11, p. 193-206, 2007.

9.
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.2007 REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . O gabinete do doutor Edelvito Campelo D'Araújo: a Penitenciária Pedra Grande como espaço de construção de um saber (1933-1945). História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 14, p. 1-9, 2007.

10.
REBELO, Fernanda2007 REBELO, Fernanda. Raça, clima e imigração no pensamento social brasileiro na virada do século XIX para o XX. Filosofia e História da Biologia (Online), v. 2, p. 159-177, 2007.

11.
CAPONI, Sandra2005REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra ; Sobre juízes e profissões: a avaliação de um campo disciplinar complexo. Physis (UERJ. Impresso), Rio de Janeiro, v. 15, n.1, p. 1-9, 2005.

12.
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.2005REBELO, Fernanda. Sífilis, Crime e Loucura: o caso Penitenciária de Florianópolis (1935/1945). Crítica (UEL), Universidade de Londrina, v. 26, p. 198-219, 2005.

13.
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.2004REBELO, Fernanda. Sífilis, Crime e Eugenia: Penitenciária de Florianópolis (1935/1945). Textos e Debates, NUER -PPGAS/UFSC, v. 11, p. 7-22, 2004.

14.
REBELO, Fernanda;REBELO, F.;REBELO-PINTO, Fernanda;REBELO-PINTO, F.2003REBELO, Fernanda; KOVALESKI, Douglas ; CAPONI, Sandra . A Reforma da Prisão: um olhar sobre as celas prisionais móveis em Santa Catarina. Revista Universidade Rural. Serie Ciencias Humanas, UFRRJ, v. 25, p. 165-173, 2003.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. A Travessia: adoecer, viver e morrer na marcha imigratória para o Brasil (1890-1926). 1ª. ed. Rio de Janeiro: Editora Multifoco, 2017. 297p .

Capítulos de livros publicados
1.
LISCIA, M. S. ; REBELO-PINTO, Fernanda . Salud e inmigración: registros y repositorios en Argentina y Brasil, ca. 1890-1930. In: Adriana Álvarez. (Org.). La historia de la salud y la enfermedad Recursos archivísticos y metodológicos de un campo historiográfico en construcción. 1ed.Mar del Plata: Editorial de la Universidad Nacional de Mar del Plata, 2018, v. 1, p. 112-122.

2.
REBELO-PINTO, Fernanda. Cinema, Ciência e saúde: uma experiência interdisciplinar. In: Maria Thereza Ávila Dantas Coelho ; Carmen Fontes Teixeira. (Org.). Problematizando o Campo da Saúde: concepções práticas no Bacharelado Interdisciplinar. 1ªed.Salvador: EDUFBA, 2017, v. 1, p. 313-330.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
REBELO, F.. A bacteriologia e a seleção de imigrantes entre Europa e Brasil no final do século XIX e início do XX. In: 14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2014, Belo Horizonte. Anais do 14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Técnica, 2014.

2.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . Controvérsias Científicas no Prata: imigração, profilaxia e cooperação sanitária no final do século XIX e início do XX. In: 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2012, São Paulo. Anais Eletronicos do 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia e 8º Congresso Latino-americano de História da Ciência e da Tecnologia, 2012.

3.
REBELO, Fernanda. Quarentenas e 'torna-viagem': a imigração e a saúde pública no Porto do Rio de Janeiro no final do século XIX. In: Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências, 2011, Coimbra. Congresso Luso-Brasileiro de História das Ciências - Livro de Resumos. Coimbra: Imprensa da Universidade de Coimbra, 2011. p. 68-68.

4.
REBELO, Fernanda. O porto e a imigração como problemas de saúde pública: o caso do Vapor Carlo R. (1893). In: XIV Encontro Regional de História - ANPUH-RIO - Memória e Patrimônio, 2010, Rio de Janeiro. Anais do XIV Encontro Regional de História da ANPUH-Rio: Memória e Patrimônio, 2010.

5.
REBELO, Fernanda. Controvérsias científicas no Prata e o problema imigratório entre Brasil e Argentina no final do século XIX. In: 12º SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA & 7º CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA, 2010, Salvador (BA). 12º SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA & 7º CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. Immigration, science and health: risks control and expanding rights in the Rio de la Plata Basin (1873-1911). In: 25th International Congress of History of Science and Technology, 2017, Rio de Janeiro. 25th International Congress of History of Science and Technology - Book of Abstracts, 2017. p. 342-342.

2.
REBELO-PINTO, Fernanda. Bacteriology and Immigrants' selection between Europe and Brazil in the late 19th and early 20th century. In: 2015 History of Science Society Annual Meeting, 2015, San Francisco, CA. 2015 History of Science Society Annual Meeting, 2015. p. 122-122.

3.
REBELO, F.; CAPONI, Sandra . CONCILIANDO INTERESSES: AS RELAÇÕES ENTRE COMÉRCIO, IMIGRAÇÃO E SAÚDE PÚBLICA ENTRE BRASIL E ARGENTINA NO INÍCIO DO SÉCULO XX. In: VI Congresso Brasileiro de Ciências Humanas e Saúde: circulação e diálogo entre saberes e práticas no campo da saúde coletiva, 2013, Rio de Janeiro. VI Congresso Brasileiro de Ciências Humanas e Saúde: circulação e diálogo entre saberes e práticas no campo da saúde coletiva. Rio de Janeiro: Abrasco, 2013.

4.
REBELO, Fernanda. Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e coperação sanitária entre Brasil e Argentina no final do século XIX e início do XX. In: 13º SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA & 7º CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA, 2012, São Paulo. Caderno de Resumos do 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2012.

5.
REBELO, Fernanda. Quarentenas e 'torna-viagem': a imigração e a saúde pública no Porto do Rio de Janeiro no final do século XIX. In: Congresso Luso Brasileiro de História da Ciência, 2011, Coimbra. Congresso Luso Brasileiro de História da Ciência livro de resumos. Coimbra, 2011.

6.
REBELO, Fernanda. Controvérsias científicas no Prata e o problema imigratório entre Brasil e Argentina no final do século XIX. In: 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2011, Salvador. 12º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia - Caderno de Resumos, 2010.

7.
REBELO, Fernanda. Raça, clima e imigração no pensamento social brasileiro. In: V encontro de Filosofia e História da Biologia, 2007, São Paulo. V Encontro de Filosofia e História da Biologia, 2007.

8.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . Sífilis, crime e loucura: o caso Penitenciária Pedra Grande. In: V Encontro da Associação de Filosofia e Ciência do cone sul, 2006, Florianópolis. V Encontro da AFHIC, 2006. p. 48-48.

9.
REBELO, Fernanda. Sífilis, raça, crime e loucura: o caso Penitenciária Pedra Grande (1935-1945). In: XII encontro Regional de História - ANPUH, 2006, Rio de Janeiro. Usos do Passado: XII encontro Regional de História ANPUH. Rio de Janeiro: Anpuh, 2006.

10.
REBELO, Fernanda; Maio, Marcos Chor . Povoamento e Políticas de Saúde Pública no Sul do Brasil (1850-1930). In: 8º Congresso Brasileiro de Saúde Coletiva e 11º Congresso Mundial de Saúde Pública, 2006, Rio de Janeiro. Saúde Coletiva em um mundo globalizado: ropendo barreiras sociais, econômicas e políticas. Rio de Janeiro: ABRASCO/WFPHA, 2006.

11.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . A Penitenciária de Florianópolis e a Medicalização do Crime (1935-1945). In: III Congresso Brasileiro de Ciências Humanas em Saúde, 2005, Florianópolis. Desafios da fragilidade e da vida na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: Ciência & Saúde Coletiva, 2005. v. 10.

12.
REBELO, Fernanda; REBELLO, L. ; COELHO, K. . A inserção do componente raça-cor como instrumento de identificação de prioridades de políticas para a saúde da população negra. In: III Congresso Brasileiro de Ciência Sociais e Humanas em Saúde, 2005, Florianópolis. Desafios da fragilidade da vida na sociedade contemporânea. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2005. v. 10.

13.
REBELO, Fernanda. O processo de instalação da Penitenciária de Florianópolis e a medicalização do crime (1935/1945). In: Seminário Internacional Michel Foucault Perspectivas, 2004, Florianópolis. Foucault Perspectivas: caderno de programação e resumos, 2004. p. 98-98.

14.
REBELO, Fernanda. Bad Blood: a sífilis como fator determinante do crime na Penitenciária de Florianópolis de 1935 a 1945. In: 2º Congresso Luso-Brasileiro de História da Ciência e da Técnica, 2003, Rio de Janeiro. Caderno de Resumos. Rio de Janeiro: Biblioteca do MAST, 2003. p. 16-16.

15.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . Bad Blood: a sífilis e a medicalização do crime na Penitenciária de Florianópolis de 1935-1945. In: I Seminário Catarinense de Saúde Coletiva, 2003, Florianópolis. Anais do I Seminário de Saúde Coletiva. Florianópolis: Universidade Federal de Santa Catarina, 2003.

16.
REBELO, Fernanda; KOVALESKI, Douglas . A Reforma da Prisão: um olhar sobre as celas prisionais móveis em Santa Catarina. In: II Jornada Científica de Pesquisa Social: trabalho, direito e cidadania, 2002, Ponta Grossa. II Jornada Científica de Pesquisa Social, 2002. p. 183-184.

Artigos aceitos para publicação
1.
LICIA, M. S. ; REBELO-PINTO, Fernanda . Salud e inmigración: Registros y repositorios en Argentina y Brasil, ca. 1890-1930. Quinto Sol, 2015.

Apresentações de Trabalho
1.
AZIZE, R. ; MELLO, M. M. ; AGGIO, J. O. ; VERSA, M. ; REBELO-PINTO, Fernanda . O ataque às humanidades. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
FRANCO, A. L. E. S. ; SAMPAIO, D. B. P. ; REBELO-PINTO, Fernanda . A saúde que queremos para os próximos 70 anos da UFBA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
REBELO-PINTO, Fernanda. Bacteriology and Immigrants' selection between Europe and Brazil in the late 19th and early 20th century. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
REBELO-PINTO, Fernanda. Livre comércio, imigração e profilaxia sanitária na Bacia do Rio da Prata no final do século XIX e início do XX - Fernanda Rebelo. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
REBELO-PINTO, Fernanda. A bacteriologia e a seleção de imigrantes entre Europa e Brasil no final do século XIX e início do XX. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
REBELO, Fernanda. Segurança, Território e População (Michel Foucault). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
REBELO-PINTO, Fernanda. CONCILIANDO INTERESSES: AS RELAÇÕES ENTRE COMÉRCIO, IMIGRAÇÃO E SAÚDE PÚBLICA ENTRE BRASIL E ARGENTINA NO INÍCIO DO SÉCULO XX. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
REBELO, F.. A Interface entre o saber médico e jurídico. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
REBELO, F.; CAPONI, Sandra . Las controversias conetificas en el región del Río de La Plata: la inmigración, la profilaxis y la cooperación sanitaria entre Brasil e Argentina en fin del siglo XIX y principios del siglo XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
REBELO, F.; CAPONI, Sandra . Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e coperação sanitária entre Brasil e Argentina no final do século XIX e início do XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
REBELO, Fernanda. Cólera no vapor Araguaya: a travessia imigratória na experiência da microanálise. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
REBELO-PINTO, Fernanda. Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e coperação sanitária no final do século XIX e início do XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
REBELO, Fernanda. QUARENTENAS E ?TORNA-VIAGEM?: A IMIGRAÇÃO E A SAÚDE PÚBLICA NO PORTO DO RIO DE JANEIRO NO FINAL DO SÉCULO XIX. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

14.
REBELO, Fernanda. Raça, Clima e Imigração no Pensamento Social Brasileiro na virada do século XIX para o XX. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

15.
REBELO, Fernanda. Raça, Clima e Imigração do Pensamento Social Brasileiro na Virada do Século XIX para o XX. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

16.
REBELO, Fernanda; Maio, Marcos Chor . Povoamento e Políticas de Saúde Pública no Sul do Brasil (1850-1930). 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

17.
REBELO, Fernanda. Sífilis, raça, crime e loucura: o caso Penitenciária Pedra Grande (1935-1945). 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

18.
REBELO, Fernanda. Sífilis, cirme e loucura: o caso Penitenciária Pedra Grande. 2006. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
REBELO, Fernanda. A Penitenciária de Florianópolis e a Medicalização do Crime (1935-1945). 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
REBELLO, L. ; COELHO, K. ; REBELO, Fernanda . A inserção do componente raça-cor como instrumento de identificação de prioridades de políticas para a saúde da população negra. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
REBELO, Fernanda. O processo de instalação da Penitenciária de Florianópolis e a medicalização do crime (1935/1945). 2004. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . Bad Blood: a sífilis e a medicalização do crime na Penitenciária de Florianópolis de 1935 a 1945. 2003. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
REBELO, Fernanda; KOVALESKI, Douglas ; CAPONI, Sandra . A Reforma da Prisão: um olhar sobre as celas prisionais móveis em Santa Catarina. 2002. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
REBELO, Fernanda. Programa de conscientização para a preservação ambiental de vias e rodovias; Estudos de Segurança para o Transporte e seus Reflexos no Meio Ambiente. 2000.

2.
REBELO, Fernanda. Unidade de Estudo 1: Gestão Integrada de Resíduos Sólidos ? seção Agenda 21 e a Gestão Integrada de Resíduos Sólidos. 2000.

Trabalhos técnicos
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. Revista História, Ciência e Saúde - Manguinhos. 2018.

2.
REBELO-PINTO, Fernanda; TEIXEIRA, E. S. ; ALVES, L. . Comissão de Avaliação para indicação ao Prêmio CAPES de Tese 2018 do Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. 2018.

3.
REBELO-PINTO, F.. Parecer para Revista Estudos Ibero-Americanos. 2017.

4.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Revista História, Ciência e Saúde - Manguinhos. 2017.

5.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecerista ad hoc de projetos de pesquisa PIBIC, PIBID da UERN. 2016.

6.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecerista ad hoc de projetos de pesquisa PIBIC, PIBID da UERN. 2016.

7.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Revista Saúde e Sociedade. 2016.

8.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc Revista Varia História. 2016.

9.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Revista Estudos Ibero-Americanos. 2016.

10.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Revista Política & Sociedade. 2016.

11.
REBELO-PINTO, Fernanda. INTERDISCIPLINARIDADE NA EDUCAÇÃO SUPERIOR O BACHARELADO EM SAÚDE. 2015.

12.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Revista Ciência & Saúde Coletiva. 2015.

13.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc para Cadernos de História da Ciência. 2015.

14.
REBELO-PINTO, Fernanda. Parecer ad hoc Revista Mundo do Trabalho. 2014.

15.
REBELO, Fernanda. Parecer ad-hoc para Revista História, Ciência e Saúde - Manguinhos. 2013.

16.
REBELO, Fernanda; CAVALCANTE, L. . Saúde e Iniquidade em Santa Catarina - UNESCO/FAPESC/MS. 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
PEREIRA, M. R. M. ; CRUZ, A. L. R. B. ; REBELO, Fernanda . Apresentação Prêmio de Pesquisa Histórica Clarival do Prado Valadares / Prêmio Odebrecht. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).

2.
REBELO, Fernanda. Entrevista com Fernanda Rebelo | SciELO em Perspectiva: Humanas. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
REBELO, Fernanda. Pesadelo de além-mar. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
REBELO, F.. Tese premiada: ANPUH concede menção honrosa a ex-aluna do doutorado da COC. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
REBELO, Fernanda. Revista Estudos Históricos publica artigo de profissionais da Casa. 2011. (Programa de rádio ou TV/Comentário).


Demais tipos de produção técnica
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. A travessia: adoecer, viver e morrer na marcha imigratória para o Brasil (1890-1926). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
REBELO, F.. Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso. 2013. (Relatório de pesquisa).

3.
REBELO, F.. Artífices e artefatos: artes de fazer. 2011. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Material didático).

4.
REBELO, Fernanda; CAPONI, Sandra . Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e cooperação sanitária entre Brasil e Argentina (1889-1914). 2011. (Relatório de pesquisa).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
OLIVEIRA, J. R. ; REBELO, Fernanda . Homens e objetos na pré-história: aprendendo sobre arqueologia. 2011 (Exposição).

Demais trabalhos
1.
REBELO, Fernanda. Comunicação Coordenada : Instituições e Personagens. 2005 (Coordenadora de Comunicação Coordenada) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
REBELO-PINTO, Fernanda; ALMEIDA, M.; SOUSA, R. A. S.. Participação em banca de Arthur Cavalcanti de Oliveira Damasceno. A Rdiotelegrafia no Brasil: transmissão, circulação de tecnologias e ideias (1902-1924). 2018. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia.

2.
PERES, D. T.; ARAGAO, D. M. C.; REBELO-PINTO, Fernanda. Participação em banca de Moisés Moreira Vieira. Biopolítica da exclusão: HIV/AIDS no controle de fronteiras. 2016. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais) - Universidade Federal da Bahia.

3.
MENDES, J. A. S. R.; REBELO, Fernanda. Participação em banca de Gezilda Borges de Souza. Extensão Universitária: trajetória e experiência de práticas extensionistas em campo na Universidade Federal da Bahia. 2014. Dissertação (Mestrado em Programa de Pós-Graduação em Estudos Interdiscipli) - Universidade Federal da Bahia.

Teses de doutorado
1.
REBELO-PINTO, Fernanda; EL-HANI, C. N.; CARVALHO, G. S.; MOHR, A.; VERAS, P. S. T.; ALMEIDA, R. O.. Participação em banca de Liziane Martins. ABORDAGENS DA SAÚDE EM LIVROS DIDÁTICOS DE BIOLOGIA: ANÁLISE CRÍTICA E PROPOSTA DE MUDANÇA. 2016. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências.

2.
BARZANO, M. A.; ROCHA, H. H. P.; SOUZA, A. M. F. L. E.; REBELO-PINTO, Fernanda; ALMEIDA, R. O.. Participação em banca de Murilena Pinheiro de Almeida. O Corpo Humano no currículo de ensino de ciências da escola primária no Território Federal do Acre: uma perspectiva histórica. 2016. Tese (Doutorado em PPGEFHC) - Universidade Federal da Bahia.

3.
SANTANA, J. C. B.; SOUZA, C. M. C.; SILVA, M. R. B.; SILVA, E.; BARRETO, M. R. N.; REBELO-PINTO, Fernanda. Participação em banca de João Batista de Cerqueira. Caridade, Política e Saúde: o Hospital São João de Deus e a Santa Casa de Misericórdia de Cachoeira, Bahia (1756-1872). 2015. Tese (Doutorado em PPGEFHC) - Universidade Federal da Bahia.

4.
FREIRE JUNIOR, O.; EL-HANI, C.; NUNES NETO, N. F.; BADINO, M.; PASSOS, A. A.; REBELO, Fernanda. Participação em banca de Leyla Mariane Joaquim. O caso da Física e da Biologia: Perspectivas históricas e contemporâneas. 2014. Tese (Doutorado em PPGEFHC) - Universidade Federal da Bahia.

5.
Mitjavila Myriam; REBELO-PINTO, Fernanda; CERCHIARO, E. O.; PRADO FILHO, K.; NASCIMENTO, D. M.; BUCHELE, F.. Participação em banca de Priscilla Mathes Basso. CRIME E LOUCURA: A psiquiatria forense e a medicalização da periculosidade criminal. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Doutorado
1.
ALMEIDA, M.; SILVA, M. E. L. N.; REBELO-PINTO, Fernanda. Participação em banca de Ana Clara Farias Brito. Saneando o interior: a profilaxia rural do norte da Bahia. 2017. Exame de qualificação (Doutorando em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências.

2.
BARZANO, M. A.; ROCHA, H. H. P.; SOUZA, A. M. F. L. E.; REBELO-PINTO, Fernanda. Participação em banca de Marilena Pinheiro de Almeida. Corpo humano no currículo do ensino de ciências da escola primária no Território Federal do Acre no período de 1940 a 1950. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências.

3.
ROQUE, T.; FREIRE, O.; PINHO, S.; REBELO-PINTO, Fernanda. Participação em banca de Mayane Leite da Nobrega. Escrevendo a História da Dinâmica Não-Linear: analisando o papel dos físicos brasileiros no per´ıodo 1970-2000. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia.

4.
REBELO-PINTO, Fernanda; Mitjavila Myriam; MORAS, L. E.. Participação em banca de Maria José Beltrán Pigni. La Medicalización del Crimen en Uruguay: um estudio genealógico. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Doctorado en Ciencias Sociales) - Universidad de la Republica Uruguay.

5.
CAPONI, Sandra; Mitjavila Myriam; Minela, L. S.; REBELO, Fernanda. Participação em banca de Priscila Gomes Mathes. CRIME E LOUCURA: A psiquiatria forense e a medicalização da periculosidade criminal. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Qualificações de Mestrado
1.
REBELO-PINTO, Fernanda; FACCHINETTI, C.; SILVA, I. L.; GARCIA, A. M.; ROCHA, G. R.. Participação em banca de Luana Fonseca. ?Uma história das mulheres na psicanálise: O caso de Sabina Spielrein a partir da perspéctiva de gênero nas ciências?. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia.

2.
REBELO-PINTO, Fernanda; ALMEIDA, M.; MARINHO, P. E. M. M.. Participação em banca de Arthur Damasceno. A Radiotelegrafia no Brasil: ciência e tecnologia na implantação das estações sem fio (1902-1924). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia.

3.
REBELO-PINTO, Fernanda; ARTEAGA, U. M. S.; MUNANGA, K.; LIMA, S. C. S.; ALMOULOUD, S. A.. Participação em banca de Rosiléia Santana. ORISUN TI AWỌN OTI ỌKURIN ATI AWỌN AYIE: A Cosmogonia Yorubá como uma proposta didática para a explicação dos mitos da origem do mundo e do homem no ensino de História do 6º Ano. 2016.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Professor titular
1.
REBELO-PINTO, Fernanda; MARQUES, L.; ZORZO, F.. Seleção para a contratação de docente por tempo determinado. 2017. Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos.

Concurso público
1.
ARAGAO, D. M. C.; REBELO-PINTO, Fernanda; MAIA, I.. Concurso público para docente por tempo determinado. 2017. Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos.

2.
FERREIRA, J.; REBELO-PINTO, Fernanda; ARAUJO, E.. Concurso público para docente do magistério superior IHAC/UFBA. 2017. Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos.

3.
DEMETRIO, F.; REBELO-PINTO, Fernanda; SANTOS, S.. Concurso público para docente do magistério superior UFRB. 2016. Universidade Federal do Recôncavo da Bahia.

4.
ARAGAO, D. M. C.; SAMPAIO, M. G. V.; REBELO-PINTO, Fernanda. PROCESSO SELETIVO PARA CONTRATAÇÃO DE DOCENTES POR TEMPO DETERMINADO. 2015. Universidade Federal da Bahia.

5.
REBELO-PINTO, Fernanda; MACIEL, L. R.; SANTOS, L. S.; LANA, V.; DINIZ, D.. Prova de títulos para a carreira do magistério superior, área História do Brasil República, classe adjunto, nível 1, 40h DE. 2015. Universidade Federal Fluminense.

6.
ARAUJO, M. P. N.; VILELA, A. B. A.; REBELO, Fernanda. Banca examinadora para professor assistente da matéria Campo da Saúde, Saberes e Práticas/Políticas de Saúde. 2014. Universidade Federal do Oeste da Bahia.

7.
TEIXEIRA, C. F. S.; DIAS, A. L. M.; REBELO, Fernanda. Processo seletivo para a contratação de docente por tempo determinado. 2014. Universidade Federal da Bahia.

Outras participações
1.
SOUZA, C. M. C.; REBELO-PINTO, Fernanda. Seleção do Programa de Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências DINTER-IFBA. 2015. Universidade Federal da Bahia.

2.
MATOS, R. C. A.; CORTES, C. N.; REBELO, Fernanda. Programa de Educação Tutorial do Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos - PET/IHAC. 2014. Universidade Federal da Bahia.

3.
CORTES, C. N.; REBELO, Fernanda. Comissão para seleção de bolsista PET Conexões de Saberes Comunidades Indígenas. 2013. Universidade Federal da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
25th Congress of History of Sicence and Technology. Public Health, Medicine and Migrations: The Control of Populations and Borders in a Historical Perspective in Americas . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . IP. 2017. (Congresso).

2.
25th Congress of History of Sicence and Technology. Immigration, Science and Health: risk control and expanding rights in the Rio de La Plata Basin. 2017. (Congresso).

3.
25th Congress of History of Sicence and Technology. 2017. (Congresso).

4.
Congresso Pesquisa, Ensino e Extensão UFBA. XXXVI Seminário Estudantil de Pesquisa - PIBIC. 2017. (Congresso).

5.
Congresso Pesquisa, Ensino e Extensão UFBA. Imigração, ciência e saúde: controle de riscos e expansão de direitos na Bacia do Rio da Prata (1873-1911), ciência e saúde: controle de riscos e expansão de direitos na Bacia do Rio da Prata (1873-1911). 2017. (Congresso).

6.
15º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. 2016. (Seminário).

7.
15º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Imigração e controle de riscos na Bacia do Rio da Prata nas primeiras décadas do século XX: uma proposta de expansão de direitos para quem?. 2016. (Seminário).

8.
15º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Psiquiatria, Criminologia e Constituição de Saberes. 2016. (Seminário).

9.
15º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Raça, Ciência e as Fronteiras do Humano. 2016. (Simpósio).

10.
8º Encontro Estadual de História ANPUH-BA. 2016. (Encontro).

11.
8º Encontro Estadual de História ANPUH-BA."Raça, Clima e Imigração no Brasil do final do século XIX e início do XX". 2016. (Encontro).

12.
Congresso UFBA 70 anos. A saúde que queremos para os próximos 70 anos da UFBA. 2016. (Congresso).

13.
Health, Medicine and Mobility: International Migrations in Historical Perspective. Bacteriology and Brazil?s selection of immigrants from Europe in the late 19th and early 20th centuries. 2016. (Congresso).

14.
2015 History of Science Society Annual Meeting. Bacteriology and Immigrant Selection between Europe and Brazil in the late 19th and early 20th Century. 2015. (Congresso).

15.
XXVIII Simpósio Nacional de História.Livre comércio, imigração e profilaxia sanitária na Bacia do Rio da Prata (1889-1919). 2015. (Simpósio).

16.
14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. 2014. (Seminário).

17.
14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.A bacteriologia e a seleção de imigrantes entre Europa e Brasil no final do século XIX e início do XX. 2014. (Seminário).

18.
VI Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. CONCILIANDO INTERESSES: AS RELAÇÕES ENTRE COMÉRCIO, IMIGRAÇÃO E SAÚDE PÚBLICA ENTRE BRASIL E ARGENTINA NO INÍCIO DO SÉCULO XX. 2013. (Congresso).

19.
13º SEMINÁRIO NACIONAL DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA & 7º CONGRESSO LATINO AMERICANO DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA E DA TECNOLOGIA.Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e coperação sanitária no final do século XIX e início do XX. 2012. (Seminário).

20.
54 International Congress of Americanists:. Las controversias conetificas en el región del Río de La Plata: la inmigración, la profilaxis y la cooperación sanitaria entre Brasil e Argentina en fin del siglo XIX y principios del siglo XX. 2012. (Congresso).

21.
Desafios da Pesquisa Intersdisciplinar em Ciências Humanas.Cólera no Vapor Araguaya: a travessia imigratória da experiência da microanálise. 2012. (Seminário).

22.
II Simpósio a Vida Medicada: Biopolítica e Debates Contemporâneos..Controvérsias científicas no Prata: imigração, profilaxia e coperação sanitária entre Brasil e Argentina no final do século XIX e início do XX. 2012. (Simpósio).

23.
Cogresso Luso-Brasileiro de História das Ciências. QUARENTENAS E ?TORNA-VIAGEM?: A IMIGRAÇÃO E A SAÚDE PÚBLICA NO PORTO DO RIO DE JANEIRO NO FINAL DO SÉCULO XIX. 2011. (Congresso).

24.
História da Psiquiatria no Brasil República. 2010. (Seminário).

25.
8° Encontro de História e Saúde - História e Memória da Ciência e da Saúde: balanços e perspectivas. 2007. (Encontro).

26.
IV Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde; X Congresso da Associação Latino-Americana de Medicina Social e XIV Congresso da Associação Internacional de Política de Saúde. A Medicalização do Crime: A Penitenciária de Florianópolis como um espaço de saber e poder (1933/1945). 2007. (Congresso).

27.
V Encontro de Filosofia e História da Biologia.Raça, Clima e Imigração no Pensamento Social Brasileiro na virada do Século XIX para o XX. 2007. (Encontro).

28.
X Jornada Científica de Pós-Graduação; XV Reunião Anual de Iniciação Cientíifica: Novas Frinteiras da Educação e Saúde.Raça, Clima e Imigração no Pensamento Socia Brasileiro na virada do século XIX para o XX. 2007. (Outra).

29.
8º Congresso Brasileiro de Saúde Pública e 11º Conresso Mudial de Saúde Pública - ABRASCO. Povoamento e Políticas de Saúde Pública no Sul do Brasil (1850-1930). 2006. (Congresso).

30.
V Encontro da AFHIC.V Encontro da Associação de Filosofia e História da Ciência do Cone Sul. 2006. (Encontro).

31.
XII Encontro Regional de História - ANPUH.Sífilis, raça, crime e loucura: o caso Penitenciária Pedra Grande (1935-1945). 2006. (Encontro).

32.
III Congresso Brasileiro de Ciências Humanas em Saúde - ABRASCO. Análise de Instituições e Personagens. 2005. (Congresso).

33.
III Congresso Brasileiro de Ciências Humanas em Saúde - ABRASCO. A inserção do componente raça-cor como instrumeto de identificaçãode prioridades de políticas pafra a saúde da população negra. 2005. (Congresso).

34.
III Congresso Brasileiro de Ciência Sociais e Humanas em Saúde. A Penitenciária de Florianópolis e a Medicalização do Crime. 2005. (Congresso).

35.
II Seminário Catarinense de Saúde Coletiva.II Seminário Catarinense de Saúde Coletiva. 2004. (Seminário).

36.
Seminário Internacional Michel Foucault Perspectivas.Seminário Internacional Michel Foucault Perspectivas. 2004. (Seminário).

37.
I Seminário Catarinenese de Saúde Coletiva.I Seminário Catarinense de Saúde Coletiva. 2003. (Seminário).

38.
A História da Higiene Pública na França e na Inglaterra. 2002. (Simpósio).

39.
A sub-determinação das teorias médicas pela estatística: o caso Semmelweis. 2002. (Simpósio).

40.
II Jornada de Pesquisa Social.II Jornada de Pesquisa Social. 2002. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. 15º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. 2016. (Congresso).

2.
REBELO, Fernanda. Seminário de Pesquisa e Extensão IHAC. 2014. (Outro).

3.
REBELO, Fernanda; CARVALHO, A. L. . 14º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. 2014. (Congresso).

4.
COELHO, T. ; REBELO-PINTO, Fernanda . Programa Bacharelados Interdisciplinares: debatendo a educação superior. 2014. (Outro).

5.
REBELO-PINTO, Fernanda. II Colóquio Educação Superior em Saúde. 2014. (Outro).

6.
REBELO, Fernanda; COELHO, T. . Colóquio sobre Educação Superior em Saúde. 2013. (Outro).

7.
REBELO, Fernanda. III Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. 2005. (Congresso).

8.
REBELO, Fernanda. III Congresso Brasileiro de Ciências Sociais e Humanas em Saúde. 2005. (Congresso).

9.
REBELO, Fernanda. I Seminário Catarinense de Saúde Coletiva. 2003. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Lucas Carvalho do Nascimento Nogueira. A questão racial na década da eugenia, na Bahia 1920-1936.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Programa Multidisciplinar de Pós-Graduação em Estudos Étnicos e Africanos) - Centro de Estudos Afro-Orientais. (Coorientador).

2.
Luana Fonseca. Uma História Social do Conceito de Feminilidade na Psicanálise, de Viena ao Brasil, entre 1895 e 1933. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. (Orientador).

3.
Miriam Fontes Brandão. A primeira expedição tropicalista: em busca da doença de Chagas na Bahia. Início: 2016. Dissertação (Mestrado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Francisco de Assis Pinto da Silva. A Razão Mundanizada - ciência e teorias da ciência nas entrelinhas da literatura de massas: o caso dos métodos investigativos nos romances policiais (1840-1940)".. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Orientador).

2.
Shayana Busson. Fundamentos científicos e controvérsias femininas na história da cesariana em Salvador 1950- 90. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Orientador).

3.
Ismael Mendes Andrade. O Centro de Referência em Leishmaniose do Sul da Bahia (1986-2017): uma genealogia da Geografia Médica Brasileira.. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Orientador).

4.
Victor Rafael Limeira da Silva. RAÇA E ESPÉCIE NA PRODUÇÃO DE ALFRED RUSSEL WALLACE SOBRE ÍNDIOS, NEGROS E MESTIÇOS NA AMAZÔNIA OITOCENTISTA. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

5.
ROSANE MARIA SOUZA E SILVA. PSICOLOGIA E POLÍTICA DURANTE A DITADURA MILITAR: desenvolvimento científico, atuação profissional e participação política dos psicólogos da Bahia (1964-1985). Início: 2017. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Coorientador).

6.
Rosiléia Santana da Silva. A Origem da Vida e a Astronomia Dogon - Propostas de Descolonização Didática no Ensino de História e Física,. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Orientador).

7.
Carlos Ailton Silva. CIÊNCIA, NAÇÃO E IDENTIDADE: um estudo sobre a ciência baiana da primeira república e seus endereçamentos étno-históricos. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ensino, Filosofia e História das Ciências) - Pós-Graduação em Ensino, Filosofia e História das Ciências. (Coorientador).

Iniciação científica
1.
Fabício César. O tráfico de mulheres em crianças na imprensa brasileira do entreguerraso de mulheres em crianças na imprensa brasileira do entreguerras. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Daniel Barbosa. O tráfico de mulheres em crianças na imprensa brasileira do entreguerras. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. (Orientador).

3.
Gustavo Araújo. O tráfico de mulheres e crianças como um problema imigratório e de saúde pública no entreguerras. Início: 2016. Iniciação científica (Graduando em Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Rosiléia Santana. ORISUN ATI AWỌN AYIE ATI AWỌN ARÁYÉ: A COSMOGONIA IORUBÁ COMO UMA PROPOSTA DIDÁTICA PARA A EXPLICAÇÃO DA ORIGEM DO MUNDO E DA VIDA NO ENSINO DE HISTÓRIA DO 6º ANO.. 2015. Dissertação (Mestrado em PPGEFHC) - Universidade Federal da Bahia, . Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

Iniciação científica
1.
Rodrigo Sanches. Doença de Chagas e Células Tonco na Bahia: um estudo de caso. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

2.
Miriam Fontes Brandão. Doença de Chagas e Células Tonco na Bahia: um estudo de caso. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

3.
Ingrid Cristina Caldas Alves Campos. O tráfico de mulheres em crianças na imprensa do entreguerras. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

4.
Priscilla da Mata Neri Santana. O tráfico de mulheres e crianças como um problema imigratório e de saúde pública no entreguerras. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Humanidades) - Instituto de Humanidades, Artes e Ciências Professor Milton Santos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado da Bahia. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

5.
Miriam Fontes. Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

6.
Flávia Oliveira. Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

7.
Flávia Conceição Oliveira. Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.

8.
Rodrigo Sanches. Doença de Chagas e Células Tronco na Bahia: um estudo de caso. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Bacharelado Interdisciplinar em Saúde) - Universidade Federal da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Fernanda Rebelo Pinto.



Inovação



Projetos de pesquisa

Projeto de extensão


Educação e Popularização de C & T



Artigos
Artigos completos publicados em periódicos
1.
REBELO, Fernanda2013 REBELO, Fernanda. Entre o Carlo R. e o Orleannais: a saude publica e a profilaxia maritima no relato de dois casos de navios de imigrantes no porto do Rio de Janeiro, 1893-1907. História, Ciências, Saúde-Manguinhos (Impresso), v. 20, p. 765-796, 2013.


Livros e capítulos
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. Cinema, Ciência e saúde: uma experiência interdisciplinar. In: Maria Thereza Ávila Dantas Coelho ; Carmen Fontes Teixeira. (Org.). Problematizando o Campo da Saúde: concepções práticas no Bacharelado Interdisciplinar. 1ªed.Salvador: EDUFBA, 2017, v. 1, p. 313-330.


Apresentações de Trabalho
1.
REBELO, F.; CAPONI, Sandra . Las controversias conetificas en el región del Río de La Plata: la inmigración, la profilaxis y la cooperación sanitaria entre Brasil e Argentina en fin del siglo XIX y principios del siglo XX. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

2.
REBELO, Fernanda. Segurança, Território e População (Michel Foucault). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
FRANCO, A. L. E. S. ; SAMPAIO, D. B. P. ; REBELO-PINTO, Fernanda . A saúde que queremos para os próximos 70 anos da UFBA. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Cursos de curta duração ministrados
1.
REBELO-PINTO, Fernanda. A travessia: adoecer, viver e morrer na marcha imigratória para o Brasil (1890-1926). 2018. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
REBELO, Fernanda. Entrevista com Fernanda Rebelo | SciELO em Perspectiva: Humanas. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
REBELO, Fernanda. Pesadelo de além-mar. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
REBELO, Fernanda; COELHO, T. . Colóquio sobre Educação Superior em Saúde. 2013. (Outro).



Outras informações relevantes


No currículo lattes de Fernanda Rebelo predominam trabalhos relacionados ao âmbito da História das Ciências da Saúde. Existem inserções nas áreas de Ciências Humanas e Políticas Públicas; Comunicação Social. Trabalhou com Antropologia das Populações Afro-Braileiras. Fez cursos de aperfeiçoamento em História Afro-Brasileira, Psicanálise. Ministrou aulas de Saúde e Sociedade em perspectiva histórica, História da Saúde Pública e História da Ciência, Ciência Política, Epistemologia das Ciências Sociais. Participa(ou) de projetos na área da Filosofia e História das Ciências da Saúde, Desigualdade em Saúde e Antropologia das Populações Afro-Brasileiras. Teve apoio financeiro da CAPES na realização do mestrado e do doutorado; bolsas do CNPq de apoio técnico à pesquisa e de pós-doc junior.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 11:45:30