Cintia Magalhães Carvalho Grion

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2653950076722194
  • Última atualização do currículo em 23/10/2014


Possui graduação em Medicina pela Universidade Estadual de Londrina (1988), mestrado em Medicina e Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Londrina (1995) e doutorado em Medicina e Ciências da Saúde pela Universidade Estadual de Londrina (2008). Atualmente é professor adjunto da Universidade Estadual de Londrina e medico intensivista da Universidade Estadual de Londrina. Tem experiência na área de Medicina, com ênfase em Medicina Intensiva, atuando principalmente nos seguintes temas: uti, mortalidade, sepse, pneumonia e infecção hospitalar. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Cintia Magalhães Carvalho Grion
Nome em citações bibliográficas
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Londrina, Hospital Universitário, Unidade de Terapia Intensiva.
Av. Robert Kock, 60
Vila Operária
86038-350 - Londrina, PR - Brasil
Telefone: (43) 3712466
Ramal: 2284
Fax: (43) 3712466
URL da Homepage: http://www.uel.br


Formação acadêmica/titulação


2004 - 2008
Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde.
Universidade Estadual de Londrina.
Título: Avaliação das concentrações de lipoproteínas e da proteína de transferência do colesterol esterificado (CETP) durante sepse grave, Ano de obtenção: 2008.
Orientador: Alexandre José Faria Carrilho.
Palavras-chave: sepse; fatores de risco; mortalidade; lipoproteínas; lipídeos; proteínas de transferência.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Medicina Intensiva.
Setores de atividade: Saúde e Serviços Sociais.
1992 - 1995
Mestrado em Medicina e Ciências da Saúde.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Título: Citologia Aspirativa Renal como Método de Diagnóstico de Rejeição Aguda no Pós-Operatório de Transplante,Ano de Obtenção: 1995.
Orientador: Altair Jacob Mocelin.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica / Especialidade: Nefrologia.
Setores de atividade: Saúde Humana.
1990 - 1992
Especialização em Nefrologia.
Hospital Evangélico de Londrina.
1988 - 1990
Especialização em Clínica Geral.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1982 - 1988
Graduação em Medicina.
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.




Formação Complementar


2011 - 2011
Suporte avançado de vida em insuficiência cardíaca. (Carga horária: 6h).
Fundação de apoio ao desenvolvimento tecnológico do HURNP.
2008 - 2008
Curso Nacional de Normatização de Atendimento ao Q. (Carga horária: 8h).
Sociedade Brasileira de Queimaduras.
2007 - 2007
Educação e treinamento em via aérea difícil. (Carga horária: 8h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2007 - 2007
Monitorização hemodinâmica básica e avançada. (Carga horária: 13h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2006 - 2006
Curso de Ventilação Mecânica. (Carga horária: 16h).
Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.
2006 - 2006
Atendimento ao paciente vítima de trauma de crânio. (Carga horária: 8h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
2005 - 2005
Ventilação Mecânica Básica. (Carga horária: 8h).
Associação dos Médicos Residentes de Londrina.
2005 - 2005
TIN - curso de terapia intensiva neurológica. (Carga horária: 16h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2005 - 2005
Workshop Mechanical Ventilation. (Carga horária: 4h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2005 - 2005
POTSS. (Carga horária: 8h).
Centro de Estudos e Pesquisa em Emergências Médicas e Terapia Intensiva.
2004 - 2004
Curso de Ventilação Mecânica. (Carga horária: 20h).
Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia.
2004 - 2004
Inflamação e Sepse. (Carga horária: 8h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
2003 - 2003
Sindromes Coronarias Agudas. (Carga horária: 8h).
InterAmerican Heart Foudation.
2002 - 2002
Tenuti. (Carga horária: 17h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
2002 - 2002
Curso de Atualização Em Ventilação Mecânica. (Carga horária: 8h).
Instituto Master Aplicado a Qualidade.
2001 - 2001
Workshop Mechanical Ventilation. (Carga horária: 2h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2001 - 2001
II Curso de Atualização Em Ventilação Mecânica. (Carga horária: 10h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2001 - 2001
Monitorização Hemodinâmica Com Cateter de Artéria. (Carga horária: 3h).
Sociedade Paulista de Terapia Intensiva.
2001 - 2001
Bls Instructor Instructor e Instructor Trainer. (Carga horária: 8h).
Comitê Nacional de Ressuscitação.
2001 - 2001
V Curso de Monitorização Hemodinâmica Básica e Ava. (Carga horária: 17h).
Instituto de Ensino e Pesquisa Albert Einstein.
2001 - 2001
Advanced Trauma Life Support. (Carga horária: 20h).
Universidade de São Paulo.
2000 - 2000
Workshop de Hemodinâmica. (Carga horária: 8h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
2000 - 2000
Ventilação Mecânica Básica e Avançada. (Carga horária: 8h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
2000 - 2000
Suporte Básico de Vida Para Profissionais de Saúde. (Carga horária: 10h).
Sociedade Brasileira de Cardiologia.
2000 - 2000
Suporte Básico de Vida - Curso de Instrutor. (Carga horária: 9h).
Sociedade Brasileira de Cardiologia.
2000 - 2000
Total Nutritional Therapy.
Federación Latino Americana de Nutrición Parenteral y Enteral.
2000 - 2000
Fundamental Critical Care Support Course. (Carga horária: 20h).
Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
1999 - 1999
Advanced Cardiac Life Support. (Carga horária: 19h).
Sociedade Brasileira de Cardiologia.
1998 - 1998
Treinamento Em Tutoria no Método de Aprendizagem B. (Carga horária: 10h).
Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
1997 - 1997
IX Curso Internacional de Atualização Terapia Inte. (Carga horária: 31h).
Sociedade Paulista de Terapia Intensiva.


Atuação Profissional



(FUND ARAUCÁRIA) Fundação Araucária.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Membro de comitê assessor, Enquadramento Funcional:


Universidade Estadual de Londrina, UEL, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40
Outras informações
Disciplina de Medicina Intensiva Departamento de Clínica Médica Centro de Ciências da Saúde

Vínculo institucional

1992 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Medico Intensivista, Carga horária: 20

Atividades

3/1998 - Atual
Ensino, Medicina, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Medicina Intensiva
1/1992 - Atual
Serviços técnicos especializados , Hospital Universitário, Unidade de Terapia Intensiva.

Serviço realizado
Médico Plantonista.

Hospital Evangélico de Londrina, HEL, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Coordenador Médico UTI 2, Enquadramento Funcional: Médico Intensivista, Carga horária: 20

Vínculo institucional

1992 - 2000
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Médico Plantonista, Carga horária: 12

Atividades

11/2011 - Atual
Serviços técnicos especializados , Unidade de Terapia Intensiva 2, .

Serviço realizado
Médico diarista.
7/1992 - 1/2000
Serviços técnicos especializados .

Serviço realizado
Médico Plantonista.


Projetos de pesquisa


2013 - Atual
Análise comparativa das taxas de readmissão na Unidade de Terapia Intensiva nos períodos anterior e posterior à implantação do Time de Resposta Rápida no Hospital Universitário de Londrina

Descrição: Descrever evolução clínica dos pacientes que tiveram alta da UTI no Hospital Universitário de Londrina e avaliar as taxas de readmissão na UTI neste grupo de pacientes em dois períodos distintos: antes e após a implantação e atuação do TRR no acompanhamento destes pacientes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Raquel Bergamasco e Paula - Integrante.
2012 - Atual
Aspectos epidemiológicos de pacientes admitidos em centro de referência de tratamento de queimaduras

Descrição: O paciente grande queimado representa um desafio multidisciplinar de abordagem terapêutica e tem um grande impacto social, por acometer ampla faixa etária, incluindo pacientes adultos jovens em idade produtiva, e que freqüentemente deixa seqüelas definitivas. O Centro de Tratamento de Queimados do Hospital Universitário de Londrina foi implantado em agosto de 2007 para atender a macro regional norte do estado do Paraná com população estimada em 1.783.826 habitantes. Existem poucos dados epidemiológicos sobre pacientes queimados no Brasil e América Latina. O melhor conhecimento da nossa realidade é fundamental para que sejam implantadas medidas necessárias para um planejamento apropriado quanto à prevenção, diagnóstico e tratamento da queimadura. O objetivo principal do estudo será descrever os aspectos epidemiológicos dos pacientes vítimas de queimaduras e hospitalizados no Centro de Tratamento de Queimaduras do Hospital Universitário de Londrina..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Elza H T Anami - Integrante / Luis Fernando Tibery Queiroz - Integrante / Julia Izadora da Silva Martins - Integrante / Lourenzo Bezerra de Sá Zanluchi - Integrante / André Ruan Ruiz - Integrante / Pedro Augusto Rossatto - Integrante / Jean Gabriel Vieira Coutinho - Integrante / Anna Paula G Olivieri - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante / Claudia Maria Dantas de Maio Carrilho - Integrante.

Número de produções C, T & A: 3
2012 - Atual
Uso de polimixina parenteral para o tratamento de infecções graves causadas por bactérias gram-negativas multirresistentes

Descrição: O objetivo deste estudo é relatar a experiência da UTI adulto do hospital universitário da Universidade Estadual de Londrina com o uso de polimixinas parenterais durante um período de 4 anos em pacientes graves com infecções por bactérias gram-negativas pan-resistentes, avaliar a eficácia e a segurança destas drogas e identificar fatores de risco para mortalidade..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Marcos Toshyiuki Tanita - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante / Claudia Maria Dantas de Maio Carrilho - Integrante / Josiane Festti - Integrante.

Número de produções C, T & A: 4
2012 - Atual
Fatores relacionados com a carga de trabalho de enfermagem associada à sepse em unidade de terapia intensiva adulto

Descrição: O Nursing Activities Score foi desenvolvido por Miranda e colaboradores, tendo sido recentemente validado e adaptado à realidade brasileira. O escore obtido pela pontuação do NAS expressa diretamente a porcentagem de tempo gasto pela equipe de enfermagem na assistência ao paciente crítico. O presente estudo visa avaliar a carga de trabalho de enfermagem em UTI aplicando o NAS e identificando os fatores relacionados com o tratamento da sepse grave e do choque séptico. Esses resultados irão contribuir para conhecer a realidade do serviço e também proporcionar uma melhor avaliação da assistência prestada aos pacientes de UTI, enfocando a qualidade dos cuidados proporcionados aos pacientes graves..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Elza H T Anami - Integrante / Juliana A M Altafin - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante / Ivanil A M Kauss - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante.

Número de produções C, T & A: 11
2012 - Atual
Análise de custos de pacientes internado em centro de tratamento de queimaduras

Descrição: As queimaduras são consideradas uma das mais devastadoras condições encontradas na medicina. O trauma consiste em um assalto em todos os aspectos do paciente, do físico ao psicológico e atinge todas as idades, de bebes a idosos. No Brasil, segundo a Sociedade Brasileira de Queimaduras, ocorrem cerca de um milhão de acidentes com queimaduras por ano, com 100.000 internações. As unidades especializadas para o tratamento de queimaduras são escassas e com distribuição irregular, das 46 unidades existentes no país, 25 concentram se na região sudeste. Reconhecidamente as implicações financeiras referentes ao tratamento de pacientes com queimaduras são elevados. As preocupações relativas às despesas com o custeio da saúde, especialmente com os altos custos do tratamento das queimaduras demandam estudos sobre o tema. No Brasil, como ocorre em outros países, há um crescimento dos gastos com a atenção à saúde, e há restrições orçamentárias cada vez maiores. Com isso, torna-se absolutamente necessária a adoção de um sistema de custos para que os serviços e as ações públicas ou privadas sejam realizados com qualidade e eficiência. Este estudo pretende identificar os custos diretos do tratamento de pacientes com queimaduras hospitalizados no Hospital Universitário de Londrina para verificar se existe diferença no custo de pacientes sobreviventes e não sobreviventes e para os diferentes tipos de etiologias de queimaduras. Será realizado um estudo de coorte prospectivo, com amostragem de conveniência dos pacientes queimados internados no Hospital Universitário/ Universidade Estadual de Londrina (HU/UEL), nos leitos de cuidados especiais do Centro de Tratamento de Queimados no período de janeiro de 2011 a dezembro de 2013. Dados clínicos e demográficos serão coletados na entrada do estudo. Estes dados incluem idade, sexo, tipo e extensão da queimadura, agente causal e escores prognósticos. Serão analisados custos relacionados ao tratamento clínico e cirúrgico dos pacientes com queimaduras. Os custos serão avaliados em cinco categorias: suporte clínico, suporte cirúrgico, itens de consumo e recursos humanos. Para as taxas hospitalares será considerada uma taxa fixa diária independente do tipo de doença, taxa de sala cirúrgica. Após a coleta dos dados, será atribuído preço a todos os itens. Os valores serão embasados em tabelas padronizadas. Índice de valores para procedimentos médicos da Associação de Medicina Brasileira (AMB), itens de consumo hospitalares, medicações e soluções na tabela de preços Brasíndice. As análises serão realizadas utilizando-se os programas EpiInfo 3.3.2., fevereiro de 2005 (CDC, USA), SAS versão 8.2 (SAS Institute, Cary, NC, USA) e MedCalc para Windows, versão 9.3.2.0 (MedCalc Software, Mariakerke, Belgium). Com os resultados deste estudo espera-se conhecer a realidade de custos dos pacientes queimados com o intuito de realizar melhor planejamento financeiro da instituição e alocação de recursos. Mensurar o custo de pacientes que sobrevivem e não sobrevivem bem como demonstrar se há diferenças nos recursos utilizados para o tratamento de pacientes com queimaduras de diferentes etiologias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Elza H T Anami - Integrante / Julia Izadora da Silva Martins - Integrante / Lourenzo Bezerra de Sá Zanluchi - Integrante / André Ruan Ruiz - Integrante / Pedro Augusto Rossatto - Integrante / Jean Gabriel Vieira Coutinho - Integrante / Anna Paula G Olivieri - Integrante.
2011 - Atual
Análise de custos do tratamento de pacientes graves internados fora do ambiente da unidade de terapia intensiva

Descrição: Os custos na utilização dos serviços terciários vêm aumentando no decorrer dos anos, uma vez que novas tecnologias são utilizadas na reversão de quadros patológicos antes considerados irreversíveis. A Unidade de Terapia Intensiva (UTI) é considerada uma unidade hospitalar de alto custo, sendo responsável na utilização de aparelhos sofisticados, medicações específicas e procedimentos invasivos para o controle e melhora da saúde dos pacientes ali assistidos. Considerando a escassez de literatura que avalie custos de pacientes graves que necessitam receber cuidados fora da unidade de terapia intensiva por indisponibilidade imediata de leitos torna-se proposta deste estudo realizar essa avaliação. Será realizado estudo longitudinal observacional com amostragem de conveniência dos pacientes graves internados no Hospital Universitário/ Universidade Estadual de Londrina (HU/UEL), fora do ambiente da UTI, no período de novembro de 2010 a novembro de 2012, estimando-se a inclusão de aproximadamente 600 pacientes. Serão coletados dados clínicos e demográficos, além de escores de gravidade, de disfunção orgânica e de intervenções terapêuticas. Serão analisados custos relacionados ao tratamento da condição clínica que caracterizou o estado de gravidade do paciente e indicou a necessidade de admissão na UTI. O nível de significância utilizado para análise estatística será de 5% e as análises serão realizadas utilizando-se os programas EpiInfo 3.3.2., fevereiro de 2005 (CDC, USA), SAS versão 8.2 (SAS Institute, Cary, NC, USA) e MedCalc para Windows, versão 9.3.2.0 (MedCalc Software, Mariakerke, Belgium)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Fabiane Urizzi - Integrante / Caio Cesar Takeshi Matsubara - Integrante / Danielle Kamiji - Integrante / Caio Fabricio Fonseca Veiga - Integrante / Marjorie Mith Kanehissa - Integrante / Djavani Blum - Integrante / Fernanda Chiqueti - Integrante / Viviane Anami - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante / Lucas N Sanches - Integrante / Thássia de Oliveira Alves - Integrante / Gustavo F Dias - Integrante / Jamile Santos Silva - Integrante.

Número de produções C, T & A: 4 / Número de orientações: 3
2010 - Atual
HDL colesterol e insuficiência de supre renal em pacientes com choque séptico

Descrição: Tem sido demonstrado que a produção de esteróides pelas glândulas supra-renais não é capaz de atender ao aumento da demanda na sepse grave e choque séptico. Entretanto existe debate no que diz respeito à definição de insuficiência supra-renal. Do ponto de vista bioquímico o aumento da concentração de cortisol em resposta a um estímulo é o resultado do aumento da sua síntese no córtex supra-renal, uma vez que o cortisol não é armazenado na glândula. O aumento da síntese é abastecido pelo colesterol de um pequeno pool de colesterol livre dentro da glândula supra-renal. O HDL colesterol é a principal fonte de lipoproteína como substrato esteroidogênico na glândula supra-renal. O objetivo deste estudo é determinar se existe correlação entre o nível plasmático de HDL colesterol e a dosagem do cortisol plasmático após estímulo com ACTH sintético. Serão estudados todos os pacientes com choque séptico que internarem no período de estudo dentro dos critérios de seleção e será dosado HDL colesterol e cortisol após estímulo com ACTH sintético no primeiro dia de diagnóstico..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Álan Roger Gomes Barbosa - Integrante / Aline Bobato Lara - Integrante / Alexandre J F Carrilho - Integrante / Josiane Festti - Integrante.
Financiador(es): Associação de Medicina Intensiva Brasileira - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1
2010 - Atual
Tratamento de infecções por enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos

Descrição: Enterobactérias são microrganismos gram-negativos, comumente isoladas de materiais biológicos e também na natureza, na água,no solo,nas plantas, além do trato gastrointestinal de humanos e animais. Dentre as Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos, K. pneumoniae é a espécie mais comum (Queenan, Bush 2007). Em geral apresenta resistência a quase todos os antimicrobianos testados e está associada a altas taxas de mortalidade, em especial entre pacientes debilitados, invadidos com dispositivos e com longo tempo de internação (CDC, 2009). Nesta última década, o surgimento destas Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos tem sido um grande desafio na saúde pública, tanto na prevenção da disseminação, que já mostra evidências mundiais, como no tratamento, absolutamente restrito e muitas vezes sem opção segura. As opções terapêuticas para tratamento de infecções por Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos são limitadas, com relatos de sensibilidade às cefamicinas, cefepima, associações com inibidores de beta-lactamases, tigeciclina e colistina, alguns isolados ainda sensíveis à amicacina e gentamicina. Outra dificuldade é a falta de pradonização de teste de sensibilidade para essas drogas, não existe um ponto de corte definido na literatura e tampouco um método padrão-ouro. Justifica-se então este estudo pela falta de trabalhos sobre o tratamento das infeções por Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos. O objetivo deste estudo é comparar a resposta clínica e bacteriológica dos pacientes infectados por Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos. Será realizado em ensaio clínico randomizado não cego que irá avaliar os pacientes com infecções nosocomiais por Enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos, isoladas de sítios como sangue, urina, aspirado traqueal quantitativo, fragmentos de pele/tecidos moles, tratados de acordo com as recomendações da Sociedade Brasileira de Infectologia, no período de março de 2011 a julho de 2012..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Cesar Castello Branco Lopes - Integrante / Djavani Blum - Integrante / Ana Maria Bonametti - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante / Jamile Santos Silva - Integrante / Claudia Maria Dantas de Maio Carrilho - Integrante.

Número de produções C, T & A: 4
2009 - 2012
Equidade no acesso ao serviço de saúde de unidade de terapia intensiva como determinante social do processo saúde doença

Descrição: O paciente grave em geral apresenta quadro clínico com resposta terapêutica tempo sensível, ou seja, quanto mais precoce o início do tratamento melhor será a resposta terapêutica e maiores são as chances de recuperação e sobrevivência. Portanto, cuidado intensivo deve ser considerado como um conceito que se inicia com as intervenções terapêuticas adequadas, ainda antes da admissão do paciente na unidade de terapia intensiva(UTI), porém a restrição da capacidade de leitos de terapia intensiva leva à necessidade de realização de medidas de suporte em outras unidades hospitalares. O tempo em espera para o acesso à UTI, antes da disponibilidade de leito, varia entre hospitais e países, podendo ser algumas horas ou até mesmo dias. O excesso de demanda em relação à oferta de recursos é uma realidade de ocorrência diária, que afeta principalmente um tipo de população altamente vulnerável, ou seja, os pacientes não cobertos por seguros de saúde. A principal causa relatada na literatura para demora no acesso à UTI é a falta de leitos disponíveis para admissão imediata, independente de ser por insuficiência de leito ou falta de recursos humanos qualificados. Há poucos dados na literatura médica mundial sobre demora no acesso à UTI ocasionada por obstrução do fluxo de entrada, assim como também não há dados brasileiros que quantificam o impacto dessa obstrução sobre a evolução dos pacientes clínicos para os quais existe indicação de UTI. O objetivo deste estudo é avaliar a demora no acesso à UTI como fator de risco para morte dos pacientes adequadamente referenciados para internação. Com os resultados desta pesquisa é esperado esclarecer a relação casual entre demora no acesso à assistência médica especializada a pacientes criticamente enfermos e maior mortalidade para os pacientes não cobertos por seguro de saúde, ou seja, a população atendida exclusivamente pelo sistema único de saúde..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (9) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Karinne Peres de Araujo - Integrante / Adriana Zanoni Dotti - Integrante / Paula Silva de Pariz - Integrante / Álan Roger Gomes Barbosa - Integrante / Danielle Kamiji - Integrante / Caio Fabricio Fonseca Veiga - Integrante / Aline Bobato Lara - Integrante / Ana Maria Bonametti - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante / Priscila da Silva Taguti - Integrante / Gustavo F Dias - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante / Claudia Maria Dantas de Maio Carrilho - Integrante.

Número de produções C, T & A: 6 / Número de orientações: 2
2007 - 2013
Estudo descritivo sobre as alterações da microalbuminúria na sepse

Descrição: O objetivo deste estudo é descrever as alterações da microalbuminúria em pacientes com sepse grave e choque séptico como marcador inflamatório, durante o curso clínico do tratamento. Com os resultados deste estudo espera-se conhecer as alterações que ocorrem na excreção urinária de albumina durante a evolução do paciente com sepse grave ou choque séptico e avaliar se há diferença entre os pacientes com boa resposta ao tratamento clínico e aqueles com necessidade de alteração da abordagem terapêutica..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Ana Maria Bonametti - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante / Claudia Maria Dantas de Maio Carrilho - Integrante.
Financiador(es): Universidade Estadual de Londrina - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 6
2005 - 2012
Indicadores de risco de sepse em pacientes cirúrgicos em UTI utilizando APACHE II, SOFA E TISS28

Descrição: A incidência de infecção em pacientes cirúrgicos representa cerca de 24% de todas as infecções hospitalares. Sepse, choque séptico e disfunção de múltiplos órgãos são as maiores causas de mortalidade nas UTIs. A busca pela melhoria da qualidade encontra grandes desafios dentro da realizada da saúde. O objetivo deste estudo é identificar os fatores de risco de pacientes cirúrgicos de desenvolverem sepses, utilizando o índice APACHE II, SOFA e TISS-28. Será realizado um estudo observacional, prospectivo, tipo coorte envolvendo pacientes adultos submetidos às cirurgias de grande porte, admitidos na UTI do HU de Londrina. A amostra será obtida de forma não probabilística e seriada no período de agosto de 2005 a dezembro de 2006. Os instrumentos de coleta de dados constam dos dados pré e pós-operatório, que serão coletados no centro cirúrgico, e dos dados do APACHE II, SOFA e TISS-28 que serão coletados no pós operatório na UTI..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Adriana C G P Elias - Integrante / Paulo Henrique Verri - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante / Lucienne T Q Cardoso - Integrante.

Número de produções C, T & A: 3
2004 - 2012
Estudo descritivo sobre o metabolismo das lipoproteínas e a concentração plasmática da proteína de transferência de colesterol esterificado (CETP) nos pacientes com sepse grave

Descrição: Os objetivos deste estudo são descrever as alterações da concentração plasmática das liporpoteínas desde o período prévio ao quadro infeccioso e durante a evolução da sepse grave, descrever a concentração plasmática da CETP correlacionando com a redução do HDL colesterol iduzida pela sepse..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (1) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Tatianna F Perazolo - Integrante / Alexandre S Garcia - Integrante / Alexandre J F Carrilho - Integrante.

Número de produções C, T & A: 5 / Número de orientações: 1
2002 - 2004
Aplicação do escore SOFA para avaliar disfunção orgânica em pacientes internados em CTI-adulto de hospital escola

Descrição: O objetivo primário deste estudo prospectivo é avaliar o desempenho do escore SOFA em pacientes graves de uma UTI geral de hospital escola público com relação a: 1. avaliar a aplicação do escore SOFA com respeito a incidência e severidade da disfunção orgânica nos pacientes internados 2. discriminar entre população de sobreviventes e não sobreviventes Os objetivos secundários incluem: 1. avaliar informação adicional com respeito a avaliação do escore SOFA total, escore SOFA máximo e DSOFA. 2. correlacionar o escore SOFA e a duração de internação na UTI e tempo total de internação no hospital 3. determinar o padrão de disfunção orgânica durante o período de internação .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissionalizante: (0) / Doutorado: (0) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador / Elza H T Anami - Integrante / Andre R S Macedo - Integrante / Tiemi Matsuo - Integrante.

Número de produções C, T & A: 1


Projetos de extensão


2009 - Atual
Educação continuada em Medicina Intensiva Adulto para médicos e profissionais de saúde que atuam na cidade de Londrina

Descrição: A Terapia Intensiva ou Medicina Intensiva é uma especialidade médica reconhecida pelo Conselho Federal de Medicina a partir de 2002. Tratando-se de cuidados progressivos, a Terapia Intensiva é considerada uma abordagem complexa e com alto grau de complexidade dentro da hierarquia hospitalar. A prática da Terapia Intensiva desenvolveu-se articulada aos avanços tecnológicos em várias áreas, visando o melhor cuidado aos pacientes em estado crítico ou potencialmente grave. Atualmente, em decorrência do perfil de morbi-mortalidade das sociedades modernas e correlatos planos de intervenção médica, tem crescido o número de pacientes que necessitam de cuidados intensivos. A Medicina Intensiva é uma especialidade jovem em nosso país e existem programas de residência médica ativos para esta especialidade. No entanto esses programas não suprem as necessidades de um país com dimensões continentais como o Brasil. O curso de atualização em Medicina Intensiva vem preencher essa lacuna na atualização e aperfeiçoamento do conhecimento de profissionais que atuam nessa especialidade, visando à melhoria da qualidade do atendimento prestado ao paciente grave e do seu prognóstico. O curso será realizado no Hospital Universitário de Londrina e constará de 20 encontros com atividades teóricas desenvolvidas por docentes e pesquisadores da área. A avaliação será realizada por provas cognitivas e pelo desempenho do aluno durante o curso..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (10) .

Integrantes: Cintia Magalhães Carvalho Grion - Coordenador.

Número de produções C, T & A: 2


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Clinics
2010 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso)
2011 - Atual
Periódico: Minerva Anestesiologica (Testo stampato)
2013 - Atual
Periódico: International Journal for Quality in Health Care


Revisor de projeto de fomento


2013 - 2013
Projeto: Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto
2013 - 2013
Projeto: Fundação Araucária


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Medicina Intensiva.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Clínica Médica/Especialidade: Nefrologia.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Prêmios e títulos


2013
3º lugar na categoria poster, SOTIPA.
2005
Prêmio Dr Heber Soares Vargas, Associação Médica de Londrina.
2002
Prêmio Destaque, Associação Médica de Londrina.
2001
Prêmio Lauro Brandina, Hospital Universitário - Universidade Estadual de Londrina.
2000
2º lugar, categoria oral da área de clínica, Associação Médica de Londrina.
2000
1º lugar , categoria oral da área de clínica, Associação Médica de Londrina.
2000
2 lugar, categoria poster da área clínica, Associação Médica de Londrina.
1998
1 lugar concurso público de docentes, Universidade Estadual de Londrina.
1997
Título de Especialista em Medicina Intensiva, Associação Médica Brasileira e Associação de Medicina Intensiva Brasileira.
1995
Conceito A, grau de distinção no mestrado em medicina, Universidade Estadual de Londrina.
1993
Título de Especialista em Nefrologia, Associação Médica Brasileira e Sociedade Brasileira de Nefrologia.
1992
1 lugar concurso público de médico plantonista, Universidade Estadual de Londrina.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS
Total de trabalhos:17
Total de citações:152
Grion, Cintia M. C.  Data: 14/02/2014

Artigos completos publicados em periódicos

1.
FESTTI, JOSIANE2014FESTTI, JOSIANE ; GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO ; FESTTI, LUCIANA ; MAZZUCO, TÂNIA LONGO ; LIMA-VALASSI, HELENA PANTELION ; BRITO, VINÍCIUS NAHIME ; BARBOSA, DÉCIO SABBATINI ; CARRILHO, ALEXANDRE JOSÉ FARIA . Adrenocorticotropic Hormone But Not High-Density Lipoprotein Cholesterol or Salivary Cortisol Was a Predictor of Adrenal Insufficiency in Patients With Septic Shock. Shock (Augusta, Ga.), v. 42, p. 1-21, 2014.

2.
ALTAFIN, J. A. M.2014ALTAFIN, J. A. M. ; GRION, C. M. C. ; TANITA, M. T. ; FESTTI, J. ; CARDOSO, L. T. Q. ; VEIGA, C. F. F. ; KAMIJI, D. ; BARBOSA, A. R. G. ; MATSUBARA, C. C. T. ; LARA, A. B. ; LOPES, C. C. B. ; BLUM, D. ; MATSUO, T. . Nursing Activities Score e carga de trabalho em unidade de terapia intensiva de hospital universitário. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), v. 26, p. 292-298, 2014.

3.
DELONGUI, F.2013DELONGUI, F. ; KALLAUR, A. P. ; OLIVEIRA, S. R. ; BONAMETTI, A. M. ; GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO ; MORIMOTO, H. K. ; SIMÃO, A. N. C. ; MAGALHÃES, G. G. ; REICHE, E. M. V. . Serum Levels of High Sensitive C Reactive Protein in Healthy Adults From Southern Brazil. Journal of Clinical Laboratory Analysis (Print), v. n/a, p. n/a-n/a, 2013.

4.
CONDE, K. A. P.2013CONDE, K. A. P. ; SILVA, E. ; SILVA, C. L. O. ; FERREIRA, E. ; FREITAS, F. G. R. ; CASTRO, I. ; REA-NETO, A. ; GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO ; MOURA, A. D. ; LOBO, S. M. ; AZEVEDO, L. C. P. ; MACHADO, F. R. . Differences in Sepsis Treatment and Outcomes between Public and Private Hospitals in Brazil: A Multicenter Observational Study. Plos One, v. 8, p. e64790, 2013.

5.
TAGUTI, P. S.2013TAGUTI, P. S. ; DOTTI, A. Z. ; ARAUJO, K. P. ; PARIZ, P. S. ; DIAS, G. F. ; KAUSS, I. A. M. ; GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO ; CARDOSO, L. T. Q. . The performance of a rapid response team in the management of code yellow events at a university hospital. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), v. 25, p. 99-105, 2013.

6.
TANITA, M. T.2013TANITA, M. T. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GARCIA, J. C. P. ; FESTTI, J. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO . Parenteral colistin for the treatment of severe infections: a single center experience. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), v. 25, p. 297-305, 2013.

7.
ELIAS, A. C. G. P.2012ELIAS, A. C. G. P. ; MATSUO, T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; VERRI, P. H. . Incidence and risk factors for sepsis in surgical patients: A cohort study. Journal of Critical Care, v. 27, p. 159-166, 2012.

8.
ADLBRECHT, C.2012ADLBRECHT, C. AIGNER, E. BELLÓN, JUAN M. BOULOUKAKI, I. BOUZAS-MOSQUERA, A. CARRILHO, A. J. F. CHANG, K. C. CHATTIPAKORN, N. CHATTIPAKORN, S. C. CHEN, Y. J. CHUNG, Y. C. COLAH, R. DATZ, C. FR KJAER, J. B. FUJIMORI, S. GEORGIADOU, P. GRION, CINTIA M. HSU, C. P. HÜLSMANN, M. HUNG, M. J. HUNG, M. Y. ILIODROMITIS, E. K. LANG, I. M. LEE, T. I. MÄRZ, W. , et al.NAIR, S. B. PASCUAL, G. PETEIRO, J. SAKAMOTO, C. SATOMURA, A. SCHIZA, S. E. STÄRKEL, P. STOJAKOVIC, T. VESELY, D. L. WALTERS, D. L. YILMAZ, Y. ; Research update for articles published in EJCI in 2010. European Journal of Clinical Investigation (Print), v. 42, p. 1149-1164, 2012.

9.
OKAMOTO, T. Y.2012OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; TAGUTI, P. S. ; SACON, M. F. ; KAUSS, I. A. M. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. . Insuficiência renal aguda em pacientes com sepse grave: fatores prognósticos.. Scientia Medica (PUCRS. Impresso), v. 22, p. 138-141, 2012.

10.
CARDOSO, L. T. Q.2011CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. ; SEKO, L. M. D. ; BONAMETTI, A. M. . Impact of delayed admission to intensive care units on mortality of critically ill patients: a cohort study. Critical Care (London. Online), v. 15, p. R28, 2011.

11.
DELONGUI, F.2011DELONGUI, F. ; WATANABE, M. A. E. ; GRION, C. M. C. ; MORIMOTO, H. K. ; BONAMETTI, A. M. ; ODA, J. M. M. ; KALLAUR, A. P. ; MATSUO, T. ; REICHE, E. M. V. . Association of tumor necrosis factor beta (TNF-beta) genetic polymorphism and sepsis susceptibility in Brazilian population. Experimental and Therapeutic Medicine, v. 2, p. 349-356, 2011.

12.
LOBO, S. M.2011LOBO, S. M. ; REZENDE, E. ; KNIBEL, M. F. ; SILVA, N. B. ; PARAMO, J. A. M. ; NACUL, F. E. ; MENDES, C. L. ; ASSUNCAO, M. S. C. ; COSTA FILHO, R. C. ; GRION, C. M. C. ; PINTO, S. F. ; MELLO, P. M. V. C. ; MAIA, M. O. ; DUARTE, P. A. D. ; GUTIERREZ, F. ; SILVA, J. M. ; LOPES, M. R. ; CORDEIRO, J. A. ; MELLOT, C. . Early Determinants of Death Due to Multiple Organ Failure After Noncardiac Surgery in High-Risk Patients. Anesthesia and Analgesia, v. 112, p. 877-883, 2011.

13.
PERUGINI, M. R. E.2011PERUGINI, M. R. E. ; NOMI, S. M. ; LOPES, G. K. ; BELEI, R. A. ; van der HEIJDEN, I. M. ; MOSTACHIO, A. K. Q. ; GRION, C. M. C. ; COUTO JR, E. B. ; COSTA, S. F. . Impact of the reduction of environmental and equipment contamination on vancomycin-resistant enterococcus rates. Infection, v. 39, p. 587-593, 2011.

14.
DIAS, J. C. Y.2011DIAS, J. C. Y. ; OKAMOTO, T. Y. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; KAUSS, I. A. M. ; CARVALHO, L. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. . Análise descritiva dos pacientes com sepse grave ou choque séptico e fatores de risco para mortalidade. Semina. Ciências Biológicas e da Saúde (Online), v. 32, p. 127-134, 2011.

15.
SACON, M. F.2011SACON, M. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; KAUSS, I. A. M. ; CARVALHO, L. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. . O início precoce do suporte nutricional como fator prognóstico para pacientes com sepse grave e choque séptico. Semina. Ciências Biológicas e da Saúde (Online), v. 32, p. 135-142, 2011.

16.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2010GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PERAZOLO, T. F. ; GARCIA, A. S. ; BARBOSA, D. S. ; MORIMOTO, H. K. ; MATSUO, T. ; CARRILHO, A. J. F. . Lipoproteins and CETP levels as risk factors for severe sepsis in hospitalized patients. European Journal of Clinical Investigation (Print), v. 40, p. 330-338, 2010.

17.
KAUSS, I. A. M.2010KAUSS, I. A. M. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; NUNES, L. B. ; FERREIRA, G. L. ; MATSUO, T. ; BONAMETTI, A. M. . The epidemiology of sepsis in a Brazilian teaching hospital. The Brazilian Journal of Infectious Diseases (Impresso), v. 14, p. 260-266, 2010.

18.
MARSON, A. C.2010MARSON, A. C. ; GRION, C. M. C. ; FERREIRA FILHO, O. F. ; THOMSON, J. C. . Mortes evitáveis em pacientes de trauma associadas a não adesão às diretrizes de atendimento. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), v. 22, p. 220-228, 2010.

19.
UEHARA, K.2010UEHARA, K. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ANAMI, E. T. ; CARVALHO, L. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; GRION, C. M. C. . Trombocitopenia como fator prognóstico em pacientes com sepse grave internados em Unidade de Terapia Intensiva. Semina. Ciências Biológicas e da Saúde (Online), v. 32, p. 195-200, 2010.

20.
DUARTE, P. A. D.2009DUARTE, P. A. D. ; VENAZZI, A. ; YOUSSEF, N. C. M. ; OLIVEIRA, M. C. ; TANNOUS, L. A. ; DUARTE, C. B. ; GRION, C. M. C. ; GERMANO, A. ; SCHIAVETTO, P. M. ; LINS, A. L. G. P. ; CAMPOS, M. M. F. ; MIURA, C. K. ; BREDT, C. S. O. ; TOSO, L. C. ; REA-NETO, A. . Pacientes com infecção por vírus A (H1N1) admitidos em unidades de terapia intensiva do Estado do Paraná, Brasil. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), v. 21, p. 231-236, 2009.

21.
ANAMI, E. T.2009ANAMI, E. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; THOMAZINI, M. C. ; ZAMPA, H. B. ; BONAMETTI, A. M. ; MATSUO, T. . Serial evaluation of SOFA score in a Brazilian teaching hospital. Intensive and Critical Care Nursing, p. 75-82, 2009.

22.
SOGAYAR, A. M. C.2008SOGAYAR, A. M. C. ; MACHADO, F. R. ; REA-NETO, A. ; DORNAS, A. ; GRION, C. M. C. ; LOBO, S. M. ; TURA, B. R. ; CAL, R. G. R. ; BEER, I. ; MICHELS JR, V. ; SAFI JR, J. ; SILVA, E. . A multicenter, prospective study to evaluate costs of septic patients in Brazilian intensive care units. PharmacoEconomics (Auckland), v. 26, p. 425-434, 2008.

23.
URIZZI, F.2008URIZZI, F. ; CARVALHO, L. M. ; ZAMPA, H. B. ; FERREIRA, G. L. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. . Vivência de familiares de pacientes internados em unidades de terapia intensiva. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 20, p. 370-375, 2008.

24.
LOBO, S. M.2008LOBO, S. M. ; REZENDE, E. ; KNIBEL, M. F. ; SILVA, N. B. ; PARAMO, J. A. M. ; NACUL, F. E. ; MENDES, C. L. ; ASSUNCAO, M. S. C. ; COSTA FILHO, R. C. ; GRION, C. M. C. ; PINTO, S. F. ; MELLO, P. M. V. C. ; MAIA, M. O. ; DUARTE, P. A. D. ; GUTIERREZ, F. ; OKABE, R. ; SILVA JUNIOR, J. M. ; CARVALHO, A. A. ; LOPES, M. R. . Epidemiologia e desfecho de pacientes cirúrgicos não cardíacos em unidades de terapia intensiva no Brasil. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 20, p. 376-384, 2008.

25.
ELIAS, A. C. G. P.2008ELIAS, A. C. G. P. ; MATSUO, T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; VERRI, P. H. . POSSUM escore como preditor de mortalidade em pacientes cirúrgicos. Revista da Escola de Enfermagem da USP (Impresso), v. 43, p. 23-29, 2008.

26.
GARCIA, J. C. P.2007GARCIA, J. C. P. ; FERREIRA FILHO, O. F. ; GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. . Impacto da implantação de um guia terapêutico para o tratamento de pneumonia nosocomial adquirida na unidade de terapia intensiva em hospital universitário. Jornal Brasileiro de Pneumologia, v. 33, p. 175-184, 2007.

27.
CARRILHO, C. M. D. M.2007CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. ; MEDEIROS, E. A. S. ; MATSUO, T. . Multivariate analysis of the factors associated with risk of pneumonia in intensive care units. The Brazilian Journal of Infectious Diseases, v. 11, p. 337-342, 2007.

28.
CARRILHO, C. M. D. M.2006CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; CARVALHO, L. M. ; GRION, A. S. ; MATSUO, T. . Pneumonia associada à ventilação mecânica em unidade de terapia intensiva cirúrgica. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. 18, n.1, p. 38-44, 2006.

29.
ELIAS, A. C. G. P.2006ELIAS, A. C. G. P. ; MATSUO, T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Aplicação do sistema de pontuação de intervenções terapêuticas (TISS 28) em unidade de terapia intensiva para avaliação da gravidade do paciente. Revista Latino-Americana de Enfermagem (USP. Ribeirão Preto. Impresso), v. 14, p. 324-329, 2006.

30.
ELIAS, A. C. G. P.2006ELIAS, A. C. G. P. ; MATSUO, T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Relação entre escore TISS 28 e mortalidade na unidade de terapia intensiva. RBM. Revista Brasileira de Medicina (Rio de Janeiro), v. 63, p. 469-476, 2006.

31.
LOBO, S. M.2006LOBO, S. M. ; VIEIRA, S. R. ; KNIBEL, M. F. ; GRION, C. M. C. ; FRIEDMAN, G. ; VALIATTI, J. L. ; MACHADO, F. R. ; CHIAVONI, P. A. ; PACIENCIA, L. E. M. ; PAULA, J. ; GUIMARAES, S. M. ; COSTA, J. L. F. ; COSTA FILHO, R. C. ; BORGES, G. A. . Anemia e transfusões de concentrados de hemácias em pacientes graves nas UTI brasileiras (pelo FUNDO-AMIB). Revista Brasileira de Terapia Intensiva, v. 18, p. 234-241, 2006.

32.
CARRILHO, C. M. D. M.2004CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; MEDEIROS, E. A. S. ; SARIDAKIS, H. O. ; BELEI, R. A. ; BONAMETTI, A. M. ; MATSUO, T. . Pneumonia em UTI: Incidência, Etiologia e Mortalidade em Hospital Universitário. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. 16, n.4, p. 222-227, 2004.

33.
CARDOSO, L. T. Q.2002CARDOSO, L. T. Q. ; MATSUO, T. ; BONAMETTI, A. M. ; GRION, C. M. C. . Avaliação do risco de mortalidade através do APACHE II para o CTI de um hospital escola público. Revista Brasileira de Terapia Intensiva (Impresso), Brasil, v. 14, n.3, p. 85-94, 2002.

34.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO1997GRION, C. M. C. ; MOCELIN, A. J. ; DELFINO, V. D. A. ; MATNI, A. M. ; GORDAN, P. A. . Citologia aspirativa renal na monitorização do pós-operatório. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 19, n.1, p. 6-10, 1997.

35.
GORDAN, P. A.1992GORDAN, P. A. ; GRION, C. M. C. ; SOUZA, V. ; CARVALHO, V. P. ; DELFINO, V. D. A. ; MENDES, M. F. ; MATNI, A. M. ; MOCELIN, A. J. . Insuficiência renal aguda pelo uso do esquema multidroga na hanseníase. Hansenologia Internationalis, v. 17, n.1, p. 21-26, 1992.

36.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO1991GRION, C. M. C. ; MOCELIN, A. J. ; MATNI, A. M. ; SOUZA, V. ; GORDAN, P. A. . Reversão da rejeição aguda pela ciclosporina A. Jornal Brasileiro de Nefrologia, v. 13, n.2, p. 59-61, 1991.

Capítulos de livros publicados
1.
GRION, C. M. C. ; KAUSS, I. A. M. . Epidemiologia da sepse. In: Fernando Antonio Botoni, Fernando Suprarregui Dias. (Org.). Programa de atualização em medicina intensiva. 1ed.Porto Alegre: Artmed, 2010, v. 4, p. 109-136.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CHIQUETI, F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; KAUSS, I. A. M. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. . Avaliação da evolução das disfunções orgânicas em pacientes graves que aguardam leitos em Unidade de Terapia Intensiva. In: XXII Encontro anual de iniciação científica, 2013, Foz do Iguaçu. XXII Encontro anual de iniciação científica, 2013.

2.
KANEHISSA, M. M. ; FESTTI, J. ; KAUSS, I. A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. . Estudo descritivo sobre o perfil de prescrição de drogas analgésicas e sedativas em pacientes graves fora da UTI. In: XXII Encontro anual de iniciação científica, 2013, Foz do Iguaçu. XXII Encontro anual de iniciação científica, 2013.

3.
MATSUBARA, C. C. T. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. . Estudo sobre o perfil epidemiológico da insuficiência renal aguda em pacientes graves internados em hospital universitário. In: 21 Encontro Anual de Iniciação Científica, 2012, Maringá. 21 EAIC. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2012.

4.
LARA, A. B. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. . Estudo descritivo sobre aderência às recomendações da campanha sobrevivendo à sepse em um hospital universitário. In: 21 Encontro Anual de Iniciação Científica, 2012, Maringá. 21 Encontro Anual de Iniciação Científica. Maringá: Universidade Estadual de Maringá, 2012.

5.
ARAUJO, K. P. ; GRION, C. M. C. . Análise descritiva das paradas cardíacas atendidas pelo TRR e fatores prognósticos. In: XX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2011, Ponta Grossa. XX Encontro Anual de Iniciação Científica. Ponta Grossa: Universidade Estadual de Ponta Grossa, 2011.

6.
BARBOSA, A. R. G. ; GRION, C. M. C. . Análise das taxas de readmissões em UTI nos períodos anterior e posterior à implantação do time de resposta rápida no hospital universitário da universidade estadual de Londrina. In: XX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2011, Ponta Grossa. XX Encontro Anual de Iniciação Científica, 2011.

7.
TAGUTI, P. S. ; GRION, C. M. C. . Avaliação da microalbuminúria como fator prognóstico em pacientes com sepse grave. In: XIX Encontro anual de iniciação científica, 2010, Guarapuava. XIX Encontro anual de iniciação científica, 2010.

8.
UEHARA, K. ; GRION, C. M. C. . Trombocitopenia como fator prognóstico em pacientes com sepse grave internados em unidade de terapia intensiva. In: XVIII Encontro anual de iniciação científica, 2009, Londrina. XVIII Encontro anual de iniciação científica, 2009.

9.
NUNES, L. B. ; GRION, C. M. C. . Avaliação do metabolismo das lipoproteínas na sepse e sua relação com o quadro de choque. In: XVI Encontro anual de iniciação científica, 2007, Maringá. XVI Encontro anual de iniciação científica, 2007.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
TANITA, M. T. ; MEZZAROBA, A. L. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; FESTTI, J. . Mortality rate after a code yellow call in a Brazillian teaching hospital. In: 10th Annual International Conference on Rapid Response Systems and Medical Emergency Teams, 2014, Miami. 10th Annual International Conference on Rapid Response Systems and Medical Emergency Teams. Miami: Baptist Health South Florida, 2014. v. 1. p. 1.

2.
FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; FESTTI, L. ; MAZZUCO, T. ; VALASSI, H. P. L. ; BRITO, V. N. ; BARBOSA, D. S. ; CARRILHO, A. J. F. . ACTH but Not HDL-Cholesterol or Salivary Cortisol Was a Predictor of Adrenal Insufficiency in Patients with Septic Shock. In: ICE/ENDO 2014, 2014, Chicago. ICE/ENDO 2014. Washington DC: The Endocrine Society, 2014. v. 1.

3.
GRION, C. M. C. ; ALTAFIN, J. A. M. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MATSUO, T. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; FESTTI, J. ; COUTINHO, J. G. V. ; MARTINS, J. I. S. ; ZANLUCHI, L. B. S. ; SANCHES, L. N. ; OLIVIERI, A. P. G. ; ALVES, T. O. . The characterization of workloads in intensive care units using the nursing activities score. In: 7th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2013, São Paulo. Seventh International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. São Paulo: Instituto de ensino e pesquisa - Hospital Israelita Albert Einstein, 2013. v. 1. p. 8-8.

4.
GRION, C. M. C. ; TANITA, M. T. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GARCIA, J. C. P. ; FESTTI, J. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CHIQUETI, F. ; KANEHISSA, M. M. ; LOPES, C. C. B. ; BLUM, D. ; ANAMI, V. ; RUIZ, A. R. ; ROSSATTO, P. A. . Parenteral Colistin for the treatment of severe infections by multidrug-resistant gram-negative bacteria. In: 7th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2013, São Paulo. Critical Care. London: BioMed Central, 2013. v. 17. p. 42-42.

5.
ALTAFIN, J. A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, V. ; RUIZ, A. R. ; ROSSATTO, P. A. ; GASPARINE, A. V. C. S. ; FAVORETO, J. P. M. ; PERAS, P. R. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. . A caracterização da carga de trabalho da enfermagem em unidades de terapia intensiva utilizando o Nursing Activities Score. In: XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Curitiba. XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2013.

6.
FESTTI, J. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MIRESH, R. ; TALIZIN, T. B. ; ALVES, T. O. ; MOYA, P. S. ; CAMPOS, S. K. C. J. ; GRION, C. M. C. . Redução de paradas cardíacas em hospital universitário após implantação de Time de Resposta Rápida. In: XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Curitiba. XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2013.

7.
GRION, C. M. C. ; ALTAFIN, J. A. M. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SANCHES, L. N. ; ALVES, T. O. ; OLIVIERI, A. P. G. ; MATSUO, T. . Increase in nursing work load in patients with sepsis evaluated by Nursing Activity Score. In: 11th Congress of the World Federation of Societies of Intensive & Critical Care Medicine, 2013, Durban. 11th Congress of the World Federation of Societies of Intensive & Critical Care Medicine, 2013.

8.
GRION, C. M. C. ; ALTAFIN, J. A. M. ; MATSUO, T. ; MOYA, P. S. ; CAMPOS, S. K. C. J. ; GASPARINE, A. V. C. S. ; FAVORETO, J. P. M. ; PERAS, P. R. . Aumento da carga de trabalho de enfermagem em pacientes com sepse grave e choque séptico. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S14-S15.

9.
GRION, C. M. C. ; FESTTI, J. ; TALIZIN, T. B. ; MIRESH, R. ; ALVES, T. O. ; OLIVIERI, A. P. G. ; RUIZ, A. R. ; ANAMI, V. . Avaliação de fatores de risco para internações de longa permanência em unidade de terapia intensiva. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S38-S39.

10.
GRION, C. M. C. ; PRETO, J. F. R. ; OLIVIERI, A. P. G. ; SEKIYAMA, F. M. ; FREITAS, G. M. ; PINHEIRO, L. V. ; GALVAO, P. H. S. A. F. ; CARDOSO, L. T. Q. . Redução da ocorrência de parada cardíaca em paciente hospitalizado após implantação de time de resposta rápida em hospital universitário público. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S45-S45.

11.
MEZZAROBA, A. L. ; FESTTI, J. ; GIMENEZ, F. M. P. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; TANITA, M. T. . Comparação do desempenho dos escores prognosticos APACHE II e SAPS 3 em unidade de terapia intensiva de hospital privado. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S48-S48.

12.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; SALVADEGO, D. S. ; STAPANI, J. F. ; SILVA, K. R. ; UEHARA, M. K. S. ; MARQUES, M. C. S. ; GUARIENTE, S. M. M. . Candidemia no paciente grande queimado: uma série de casos. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S78-S78.

13.
DIAS, A. O. ; MAIER, G. S. O. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MARTINS, E. A. P. . Potencialidades do serviço de resposta rápida na percepção dos enfermeiros de hospital universitário público. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S103-S104.

14.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; COUTINHO, J. G. V. ; MARTINS, J. I. S. ; ZANLUCHI, L. B. S. ; SANCHES, L. N. ; ROSSATTO, P. A. . O paciente idoso na unidade de terapia intensiva: avaliação de fatores prognósticos. In: XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2013, Rio de Janeiro. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2013. p. S125-S125.

15.
CARRILHO, C. M. D. M. ; SILVA, J. S. ; PELISSON, M. ; OLIVEIRA, L. ; MARCHI, A. P. ; GRION, C. M. C. ; COSTA, S. . Description of infection caused by polymyxin resistant entrobacteriaceae and associated mortality. In: IDWeek 2013, 2013, San Farncisco. IDWeek 2013. San Francisco: IDWeek, 2013.

16.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; TANITA, M. T. ; SILVA, J. S. ; OLIVEIRA, L. ; MARCHI, A. P. ; COSTA, S. . Risk factor for mortality associated with carbapenem-resistant Enterobacteriacea infections. In: Sepsis 2013, 2013, Rio de Janeiro. Critical Care. London: BioMed Central, 2013. v. 17. p. 23-23.

17.
GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; QUEIROZ, L. F. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; MARTINS, J. I. S. ; ZANLUCHI, L. B. S. ; MATSUO, T. . Acidentes por uso de álcool líquido: 5 anos de experiência de um centro de referência no tratamento de queimaduras. In: XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2012, Fortaleza. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2012. p. S13.

18.
FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; LOPES, C. C. B. ; BLUM, D. ; ANAMI, V. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, A. J. F. . Cortisol salivar e cortisol sérico no diagnóstico de insuficiência suprarrenal no choque séptico. In: XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2012, Fortaleza. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2012. p. S49-S50.

19.
TANITA, M. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; RUIZ, A. R. ; ROSSATTO, P. A. ; COUTINHO, J. G. V. ; FESTTI, J. ; CARRILHO, C. M. D. M. . Colistina e disfunção renal em pacientes críticos. In: XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2012, Fortaleza. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2012. p. S56.

20.
GRION, C. M. C. ; ALTAFIN, J. A. M. ; MATSUO, T. ; PAULA, R. B. E. ; CHIQUETI, F. ; KANEHISSA, M. M. ; SILVA, J. S. . Comparação entre TISS28 e NAS na avaliação da carga de trabalho da enfermagem. In: XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2012, Fortaleza. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2012. p. S93.

21.
CARRILHO, C. M. D. M. ; PEROZIN, J. S. ; TANITA, M. T. ; PAULA, R. B. E. ; CARDOSO, L. T. Q. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. . Epidemiologia e risco de óbito em infecções por enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos em unidade de terapia intensiva adulto do Hospital Universitário de Londrina PR. In: XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2012, Fortaleza. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2012. p. S109-S110.

22.
FESTTI, J. ; GEORGETO, A. A. F. S. ; MATSUBARA, C. C. T. ; DIAS, G. F. ; GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARRILHO, A. J. F. . Adrenal insufficiency in septic shock patients. In: 6th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2011, São Paulo. 6th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. London: BioMed Central, 2011. v. A1. p. 4-4.

23.
GEORGETO, A. A. F. S. ; TANITA, M. T. ; TAGUTI, P. S. ; PARIZ, P. S. ; KAMIJI, D. ; SACON, M. F. ; ARAUJO, K. P. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Improved outcome of critically ill patients treated by the Rapid Response Team outside the intensive care unit. In: 6th International symposium on intensive care and emergency medicine for Latin America, 2011, São Paulo. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2011. v. 15. p. 57-58.

24.
GEORGETO, A. A. F. S. ; ELIAS, A. C. G. P. ; TANITA, M. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; VERRI, P. H. ; VEIGA, C. F. F. ; BARBOSA, A. R. G. ; DOTTI, A. Z. ; MATSUO, T. . Incidence and risk factors for sepsis in surgical patients: a cohort study. In: 6th International symposium on intensive care and emergency medicine for Latin America, 2011, São Paulo. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2011. v. 15. p. 40-40.

25.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GARCIA, J. C. P. ; BELEI, R. A. ; PAIVA, N. S. ; CORNETTA, N. J. ; ORICOLLI, R. L. J. ; GRION, C. M. C. ; PELISSON, M. ; COSTA, S. F. . Outbreak of carbapenem - resistant bacteria enterobacteria in a Brazilian university hospital. In: 21st ECCMID, 2011, Milan. Clinical microbiology and infection, 2011. v. 17. p. S776-S776.

26.
GRION, C. M. C. ; BARBOSA, A. R. G. ; LARA, A. B. ; MATSUBARA, C. C. T. ; KANEHISSA, M. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; KAUSS, I. A. M. ; ALTAFIN, J. A. M. . O TISS 28 como fator preditor de readmissões em unidades de terapia intensiva. In: XVI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2011, Porto Alegre. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2011. v. Suplem. p. S26-S26.

27.
MEZZAROBA, A. L. ; VANCO, D. E. V. ; GIANCURSI, T. ; LOPES, C. C. B. ; LARA, A. B. ; BLUM, D. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Identificação de motivos que levam a não aderência às recomendações da Campanha Sobrevivendo à Sepse. In: XVI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2011, Porto Alegre. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2011. v. Suplem. p. S48-S48.

28.
CARRILHO, C. M. D. M. ; PELISSON, M. ; PERUGINI, M. R. E. ; GARCIA, J. C. P. ; BELEI, R. A. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; VESPERO, E. C. ; PAIVA, N. S. . Epidemiologia das infecções por enterobactérias resistentes aos carbapenêmicos em hospital universitário, Londrina, PR. In: XVII Congresso Brasileiro de Infectologia, 2011, Brasília. The Brazilian Journal of Infectious Diseases (Impresso). São Paulo: Elsevier, 2011. v. 15. p. 6-6.

29.
CARRILHO, C. M. D. M. ; BARROS, F. E. N. ; WALGER, A. C. V. ; GIANCURSI, T. ; PELISSON, M. ; VESPERO, E. C. ; CORNETTA, N. J. ; ORICOLLI, R. L. J. ; GRION, C. M. C. . Tratamento de meningite por Klebsielle pneumoniae produtora de carbapenemase resistente às polimixinas com tigeciclina: relato de caso. In: XVII Congresso Brasileiro de Infectologia, 2011, Brasília. The Brazilian Journal of Infectious Diseases (Impresso). São Paulo: Elsevier, 2011. v. 15. p. 170-171.

30.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ALTAFIN, J. A. M. ; BARROS, S. ; CARVALHO, L. M. ; FESTTI, J. ; MANSANO, F. ; OKAMOTO, T. Y. ; UEHARA, K. ; DIAS, J. C. Y. ; SILVA, G. C. . Microalbuminuria evaluated as a biomarker in patients with septic shock. In: 30th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine, 2010, Bruxelas. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central Ltd, 2010. v. 14. p. S11-S12.

31.
FESTTI, J. ; MANSANO, F. ; URIZZI, F. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Avaliação da campanha sobrevivendo à sepse no hospital universitário de Londrina. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

32.
MIMURA, E. C. M. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ITAKUSSU, E. Y. ; HOSHINO, A. A. ; BOCATE, A. C. F. ; ANDRADE, M. A. . Síndrome do desconforto respiratório agudo (SARA) como causa de disfunção respiratória em pacientes queimados internados na UTI do CTQ do hospital universitário de Londrina. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

33.
CARVALHO, L. M. ; GONCALVES, C. G. ; GHANDOUR, A. A. ; HOSHINO, A. A. ; HAYASHI, D. ; BALBINO, A. T. J. ; TAKAKI, M. Y. ; KAUSS, I. A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Experiência de um serviço terceirizado de fisioterapia em unidade de terapia intensiva de hospital Universitário. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

34.
SACON, M. F. ; PARIZ, P. S. ; DOTTI, A. Z. ; ROMAGNOLO, R. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. . O início precoce do suporte nutricional como fator prognóstico para pacientes com sepse grave. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

35.
DIAS, J. C. Y. ; TAGUTI, P. S. ; FROEHNER, G. S. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. . Análise descritiva dos pacientes com sepse grave ou choque séptico e fatores de risco para mortalidade. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

36.
UEHARA, K. ; OKAMOTO, T. Y. ; ARAUJO, K. P. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Trombocitopenia como fator prognóstico em pacientes com sepse grave internados em UTI. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

37.
GHANDOUR, A. A. ; SEGRETI, N. O. ; CAMILLO, C. A. ; KAUSS, I. A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Desmame da ventilação mecânica em pacientes atendidos pelo Time de Resposta Rápida do hospital universitário de Londrina. In: I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010, Londrina. I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL, 2010.

38.
TANITA, M. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; FESTTI, J. ; GARCIA, J. C. P. ; CARRILHO, C. M. D. M. . Kidney function evaluation in patients with severe nosocomial infection during polymyxin use. In: 2010 Interscience conference on antimicrobial agents and chemotherapy, 2010, Boston. 50th ICCAC abstracts, 2010. v. 1.

39.
SIMÃO, A. N. C. ; DELONGUI, F. ; GRION, C. M. C. ; MORIMOTO, H. K. ; REICHE, E. M. V. . Associação entre o polimorfismo genético do fator de necrose tumoral beta (TNF-B) e a ocorrência de sepse grave ou choque séptico avaliada em pacientes admitidos em um hospital universitário. In: 44º Congresso Brasileiro de Patologia Clínica/ Medicina Laboratorial, 2010, Rio de Janeiro. Jornal Brasileiro de Patologia e Medicina Laboratorial (Impresso). Rio de Janeiro, 2010. v. 46.

40.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, D. S. ; DOTTI, A. Z. ; VEIGA, C. F. F. ; URIZZI, F. ; GRION, C. M. C. . Impacto da atuação do Time de Resposta Rápida nas taxas de re-internação após alta da unidade de terapia intensiva. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Brasília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2010. v. 22. p. S5-S5.

41.
CONDE, K. A. P. ; SILVA, C. L. O. ; SILVA, E. ; REA-NETO, A. ; GRION, C. M. C. ; MOURA, A. D. ; LOBO, S. M. ; FREITAS, F. ; FERREIRA, E. ; CASTRO, I. ; MACHADO, F. R. . Características e fatores de risco para mortalidade por sepse em hospitais públicos e privados Brasileiros. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Brasilia. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2010. v. 22. p. S18-S19.

42.
GRION, C. M. C. ; ALTAFIN, J. A. M. ; BARBOSA, A. R. G. ; TANITA, M. T. ; FESTTI, J. . Descrição do uso de intervenções terapêuticas e assistência da enfermagem em pacientes graves vítimas de queimaduras. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Brasília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2010. v. 22. p. S46-S46.

43.
TANITA, M. T. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GARCIA, J. C. P. . Proteína C reativa em pacientes em uso de polimixinas em infecções nosocomiais graves: experiência de uma unidade de terapia intensiva em hospital universitário. In: XV Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva, 2010, Brasília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2010. v. 22. p. S66-S66.

44.
GRION, C. M. C. ; CARVALHO, L. M. ; TAGUTI, P. S. ; SACON, M. F. ; KAUSS, I. A. M. ; TANITA, M. T. ; FESTTI, J. . Frequência de complicações infecciosas em pacientes grande queimado. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Brasília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2010. v. 22. p. S67-S67.

45.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ARAUJO, K. P. ; PARIZ, P. S. ; URIZZI, F. ; TANITA, M. T. ; FESTTI, J. . Avaliação dos atendimentos pelo time de resposta rápida do Hospital Universitário de Londrina. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Brasília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2010. v. 22. p. S106-S106.

46.
FESTTI, M. ; URIZZI, F. ; CARVALHO, L. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Pontos críticos sobre a atuação do time de resposta rápida em conjunto com a equipe de enfermagem dos setores de internação. In: XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2010, Braslília. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: AMIB, 2010. v. 22. p. S108-S108.

47.
DELONGUI, F. ; WATANABE, M. A. E. ; GRION, C. M. C. ; MORIMOTO, H. K. ; BONAMETTI, A. M. ; ODA, J. M. M. ; KALLAUR, A. P. ; MATSUO, T. ; REICHE, E. M. V. . Associação entre o polimorfismo genético do fator de necrose tumoral beta (TNF-b) e a ocorrência de sepse grave ou choque séptico avaliada em pacientes admitidos no Hospital Universitário de Londrina, Paraná. In: 2º Congresso Sul Brasileiro de análises clínicas, 2010, Londrina. 2º Congresso Sul Brasileiro de análises clínicas. Londrina, 2010.

48.
KAMIJI, D. ; SACON, M. F. ; CARVALHO, L. M. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; MATSUO, T. ; GRION, C. M. C. . Descrição dos pacientes graves vítimas de queimaduras elétricas atendidos no centro de tratamento de queimados de Londrina. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

49.
BARBOSA, A. R. G. ; MATSUBARA, C. C. T. ; FESTTI, J. ; TANITA, M. T. ; BONAMETTI, A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Evolução clínica em pacientes graves e em ventilação mecânica atendidos pelo time de resposta rápida fora da unidade de terapia intensiva. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

50.
MUKAI, L. E. ; ARAUJO, K. P. ; FESTTI, J. ; TANITA, M. T. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; BONAMETTI, A. M. ; GRION, C. M. C. . Avaliação do perfil epidemiológico dos pacientes graves que aguardam disponibilidade de leitos em UTI. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

51.
MATSUBARA, C. C. T. ; BARBOSA, A. R. G. ; CARVALHO, L. M. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; BONAMETTI, A. M. ; GRION, C. M. C. . Avaliação do perfil epidemiológico dos pacientes graves vítimas da queimaduras e atendidos no centro de tratamento de queimados de Londrina. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

52.
MATSUBARA, C. C. T. ; BARBOSA, A. R. G. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; GEORGETO, S. M. ; GRION, D. S. . Avaliação de um curso de educação continuada em terapia intensiva. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

53.
FESTTI, J. ; TANITA, M. T. ; KAMIJI, D. ; SACON, M. F. ; BONAMETTI, A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Impacto da atuação do Time de resposta rápida nas taxas de re-internação após a alta da unidade de terapia intensiva. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

54.
CARRILHO, C. M. D. M. ; TOKUNAGA, G. J. ; GARCIA, J. C. P. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ORICOLLI, R. L. J. ; CORNETTA, N. J. ; CAPOBIANGO, J. D. ; BELEI, R. A. ; PAIVA, N. S. ; BARUTTA, M. C. B. . Perfil epidemiológico das infecções hospitalares no centro de tratamento de queimados do hospital universitário de Londrina. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, Londrina. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

55.
GARCIA, J. C. P. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; TOKUNAGA, G. J. ; CAPOBIANGO, J. D. ; PELISSON, M. ; BARUTTA, M. C. B. ; BELEI, R. A. . Infecção de corrente sanguínea por Geotrichum sp em paciente grande queimado. In: 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva, 2010, LONDRINA. 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Curitiba: SOTIPA, 2010.

56.
MACHADO, F. R. ; PEREIRA, A. ; SILVA, C. L. O. ; SCHIPPERS, P. ; FERREIRA, E. ; AKAMINE, N. ; ASSUNCAO, M. S. C. ; MAZZA, B. ; COSTA FILHO, R. C. ; FERNANDES, H. ; GRION, CINTIA M. ; OLIVEIRA, M. C. ; MAIA, M. O. ; SILVA, E. . Impact of Surviving Sepsis Campaign implementation in Brazil. In: 30th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine, 2010, Bruxelas. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2010. v. 14. p. P401.

57.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PERAZOLO, T. F. ; GARCIA, A. S. ; BARBOSA, D. S. ; MORIMOTO, H. K. ; MATSUO, T. ; CARRILHO, A. J. F. . Lipoproteins and cholesteryl ester transfer proteins levels as risk factors for severe sepsis and mortality in hospitalized patients. In: XV International symposium on atherosclerosis 2009, 2009, Boston. Atherosclerosis. Supplement (Amsterdam). New York: Elsevier, 2009. v. 2. p. 22-22.

58.
CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; NUNES, L. B. ; FERREIRA, G. L. ; MATSUO, T. ; BONAMETTI, A. M. . Epidemiology of sepsis in a Brazilian teaching hospital. In: 5th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2009, São Paulo. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2009. v. 13. p. 38-38.

59.
CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; GRION, C. M. C. ; KAUSS, I. A. M. ; THOMAZINI, M. C. ; ZAMPA, H. B. ; MANSANO, F. ; FESTTI, J. ; BONAMETTI, A. M. ; MATSUO, T. . Serial evaluation of SOFA score in a Brazilian teaching hospital. In: 5th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2009, São Paulo. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2009. v. 13. p. 38-38.

60.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; MANSANO, F. ; FESTTI, J. ; MATSUO, T. ; BONAMETTI, A. M. . Delayed admission to the ICU increases mortality in septic shock. In: 5th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2009, São Paulo. Critical Care (London. Print). London: BioMed Central, 2009. v. 13. p. 38-39.

61.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; UEHARA, K. ; SACON, M. F. . Introduction of a rapid response team in a Brazilian teaching hospital. In: 22nd Annual Congress European Society of Intensive Care Medicine, 2009, Viena. Intensive Care Medicine (Print). Heidelberg: Springer, 2009. v. 35. p. S100-S100.

62.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; BELEI, R. A. ; MELLO, B. L. D. ; VINCI, L. A. S. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MIRANDA, G. F. F. ; CARRILHO, A. J. F. ; GARCIA, J. C. P. . Evaluation of an educational program about semi recumbent position in the prevention of ventilator associated pneumonia. In: 22nd Annual Congress European Society of Intensive Care Medicine, 2009, Viena. Intensive Care Medicine (Print). Heidelberg: Springer, 2009. v. 35. p. S306-S306.

63.
GRION, C. M. C. ; FESTTI, J. ; MANSANO, F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; FROEHNER, G. S. ; ARAUJO, K. P. ; SACON, M. F. ; DIAS, J. C. Y. . Utilizando o time de resposta rápida na campanha sobrevivendo à sepse em hospital universitário. In: XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação Brasileira de Medicina Intensiva, 2009. v. 21. p. 23-23.

64.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; TAGUTI, P. S. ; ROMAGNOLO, R. ; DOTTI, A. Z. ; PARIZ, P. S. ; TANITA, M. T. ; GEORGETO, A. A. F. S. . Time de resposta rápida e o cuidado do paciente grave fora da unidade de terapia intensiva. In: XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2009. v. 21. p. 22-22.

65.
DELONGUI, F. ; WATANABE, M. A. E. ; GRION, C. M. C. ; MORIMOTO, H. K. ; BONAMETTI, A. M. ; ODA, J. M. M. ; MATSUO, T. . Association of tumor necrosis factor beta (TNF-b) genetic polymorphism and sepsis susceptibility in Brazilian population. In: 14th World Congress on Advances in Oncology and 12th International Symposium on Molecular Medicine, 2009, Loutraki. International Journal of Molecular Medicine. Athens: Spandidos Publications Ltd, 2009. v. 24. p. 257-257.

66.
GRION, C. M. C. ; DELONGUI, F. ; WATANABE, M. A. E. ; MORIMOTO, H. K. . Associação entre o polimorfismo genético do fator de necrose tumoral beta (TNF-b) e a susceptibilidade à sepse. In: XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2009. v. 21. p. 87-87.

67.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARVALHO, L. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; ALTAFIN, J. A. M. ; OKAMOTO, T. Y. ; UEHARA, K. ; OLIVEIRA, J. A. . Estudo descritivo sobre as alterações da microalbuminúria na sepse. In: XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2009. v. 21. p. 87-88.

68.
GRION, C. M. C. ; MIMURA, E. C. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ITAKUSSU, E. Y. ; HOSHINO, A. A. ; BOCATE, A. C. F. ; ANDRADE, M. A. . Síndrome do desconforto respiratório agudo (SDRA) como causa de disfunção respiratória em pacientes queimados. In: XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2009, São Paulo. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2009. v. 21. p. 57-57.

69.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, A. J. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PERAZOLO, T. F. ; THOMAZINI, M. C. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. . Alterações de lipoproteínas nos pacientes com sepse grave e choque séptico. In: XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2008, Salvador. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva, 2008. v. 20. p. 86.

70.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; QUEIROZ, L. F. T. ; BERTAN, M. C. ; ANAMI, E. T. ; GEORGETO, A. A. F. S. ; BIAZIN, C. C. C. . Epidemiologia dos pacientes atendidos no centro de tratamento de queimados do hospital universitário da Universidade Estadual de Londrina. In: XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2008, Salvador. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2008. v. 20. p. 96.

71.
GRION, C. M. C. ; URIZZI, F. ; CARVALHO, L. M. ; ZAMPA, H. B. ; FERREIRA, G. L. ; OLIVEIRA, A. R. ; ALTAFIN, J. A. M. ; BARROS, S. K. S. A. . O cotidiano de familiares de pacientes internados em uma unidade de terapia intensiva de longa permanência. In: XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2008, Salvador. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2008. v. 20. p. 224.

72.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; BONAMETTI, A. M. . Ventilação mecânica nos pacientes em demanda reprimida: sobrecarga de trabalho na emergência. In: XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2008, Salvador. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. Sao Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2008. v. 20. p. 239.

73.
CARDOSO, L. T. Q. ; QUEIROZ, L. F. T. ; BARUTTA, M. C. B. ; ANAMI, E. T. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; UEHARA, K. ; SACON, M. F. ; GRION, C. M. C. . Descrição do perfil demográfico dos pacientes atendidos no centro de tratamento de queimados do Hospital Universitário de Londrina. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 18-18.

74.
CARDOSO, L. T. Q. ; ANDRADE, M. A. ; ANAMI, E. T. ; FESTTI, J. ; LEONARDE, A. M. P. ; QUEIROZ, L. F. T. ; GRION, D. S. ; GRION, C. M. C. . Demora na admissão de pacientes em centro especializado de tratamento de queimados. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 19-19.

75.
CARDOSO, L. T. Q. ; ANDRADE, M. A. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ANAMI, E. T. ; MANSANO, F. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. ; BONAMETTI, A. M. . Avaliação dos pacientes com recusa de vaga para internação em centro de tratamento de queimados do Hospital Universitário de Londrina. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 20-20.

76.
CARDOSO, L. T. Q. ; FESTTI, J. ; MANSANO, F. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARVALHO, L. M. ; GEORGETO, S. M. ; GRION, C. M. C. . Experiência de atendimento do paciente grande queimado em UTI geral de Hospital Universitário. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 21-21.

77.
CARRILHO, C. M. D. M. ; SACON, M. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; UEHARA, K. ; CORNETTA, N. J. ; GRION, C. M. C. . Infecção hospitalar em pacientes internados em centro de tratamento de queimados. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadualde Londrina, 2008. v. 1. p. 22-22.

78.
GRION, C. M. C. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; UEHARA, K. ; SACON, M. F. ; GARCIA, J. C. P. ; GHANDOUR, A. A. ; CARDOSO, L. T. Q. . Experiência com o uso de polimixina em paciente grande queimado. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 23-23.

79.
GRION, C. M. C. ; DIAS, J. C. Y. ; OKAMOTO, T. Y. ; UEHARA, K. ; SACON, M. F. ; ORICOLLI, R. L. J. ; HOSHINO, A. A. ; CARDOSO, L. T. Q. . Avaliação de sepse em pacientes grande queimado internados em centro especializado. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadualde Londrina, 2008. v. 1. p. 24-24.

80.
GRION, C. M. C. ; UEHARA, K. ; OKAMOTO, T. Y. ; DIAS, J. C. Y. ; SACON, M. F. ; RUIZ, E. Y. I. ; BOCATE, A. C. F. ; CARDOSO, L. T. Q. . Necessidade de ventilação mecânica em centro de tratamento de queimados. In: I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná, 2008, Londrina. I Jornada de queimaduras do Norte do Paraná - As múltiplas faces do atendimento. Londrina: Universidade Estadual de Londrina, 2008. v. 1. p. 25-25.

81.
KAUSS, I. A. M. ; BONAMETTI, A. M. ; GRION, C. M. C. ; NUNES, L. B. ; THOMAZINI, M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. . Evaluation of the source of infection in paitents with severe sepsis. In: 4th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2007, São Paulo. Critical Care (London. Print). São Paulo: Science Publishing Brazil, 2007. v. 11. p. S12.

82.
ANAMI, E. T. ; MATSUO, T. ; GRION, C. M. C. ; PERAZOLO, T. F. ; CARDOSO, L. T. Q. . Evaluation of acute renal failure in surgical patients in the intensive care unit. In: 4th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2007, São Paulo. Critical Care (London. Print). São Paulo: Science Publishing Brasil, 2007. v. 11. p. S23-S24.

83.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. ; SEKO, L. M. D. ; ZAMPA, H. B. ; FERREIRA, G. L. . Intensive care unit bed shortage leading to a delay in patient admission to public intensive care units. In: 4th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2007, São Paulo. Critical Care (London. Print). São Paulo: Science Publishing Brasil, 2007. v. 11. p. S38-S39.

84.
LOBO, S. M. ; REZENDE, E. ; KNIBEL, M. F. ; SILVA, N. B. ; PARAMO, J. A. M. ; NACUL, F. E. ; ASSUNCAO, M. S. C. ; COSTA FILHO, R. C. ; GRION, C. M. C. . Epidemiology of surgical patients in Brazilian ICUs. In: 20th Annual Congress European Society of Intensive Care Medicine, 2007, Berlin. Intensive Care Medicine. Berlin: Springer, 2007. v. 33. p. S118-S118.

85.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PERAZOLO, T. F. ; GARCIA, A. S. ; CARRILHO, A. J. F. . Epidemiologia da sepse nas infecções comunitárias e hospitalares. In: XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2006, Recife. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: RBTI, 2006. v. supl. p. 153-153.

86.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; BARBOSA, K. F. ; GRION, A. S. ; CARVALHO, L. M. ; VALMORBIDA, G. A. . Perfil microbiológico das pneumonias hospitalares ocorridas em UTI de hospital geral terciário. In: XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2004, Curitiba. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação de Medicina Intensiva Brasileira, 2004. v. supl. p. 75.

87.
DAMASCENO, M. P. C. D. ; DAVID, C. M. N. ; GRION, C. M. C. ; REZEGUE, L. ; KOTERBA, E. ; GODOY, M. ; FEREZ, M. A. ; VICENTINE, S. G. ; BARBAS, C. S. V. ; YOUSSEF, N. C. M. . Parâmetros ventilatórios na injúria pulmonar/ S.A.R.A. em UTIs brasileiras. In: XI Congresso Brasileira de Medicina Intensiva, 2004, Curitiba. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação Brasileira de Medicina Intensiva, 2004. v. supl. p. 115.

88.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; CHIARELLI, L. P. ; SILVA, F. L. V. . Tempo de espera para admissão de pacientes na unidade de terapia intensiva e consequencias na evolução clinica. In: XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva, 2004, Curitiba. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Associação Brasileira de Medicina Intensiva, 2004. v. supl. p. 155.

89.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; GERMANOVIX, P. ; MELO, N. S. ; ELIAS, A. C. G. P. ; GRION, D. S. . Evaluation of the patients refused admission into ICU: tha lack of public beds. In: 2nd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2003, São Paulo. Critical Care. São Paulo, 2003. v. 7. p. S44-S45.

90.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; CHIARELLI, L. P. ; PEREIRA, P. T. G. ; PEREIRA, T. C. ; YAMADA, M. H. . Evaluation of the organic dysfunction in elderly patients in the intensive care unit. In: 2nd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America, 2003, São Paulo. Critical Care. São Paulo, 2003. v. 7. p. S50-S50.

91.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; OLIVEIRA, A. R. ; ELIAS, A. C. G. P. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; GRION, D. S. . Ausência de impacto da fisioterapia respiratória sobre os pacientes do CTI adulto de hospital universitário público. In: X Jornada Sulbrasileira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 2003. v. suplem. p. 10-10.

92.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; OLIVEIRA, A. R. ; ELIAS, A. C. G. P. ; GERMANOVIX, P. ; MELO, N. S. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. . Avaliação da demanda reprimida como fator de risco para aumento do tempo de internação dos pacientes do CTI adulto de hospital universitário público. In: X Jornada Sulbrasileira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Revista brasileira de terapia intensiva, 2003. v. suplem. p. 10-10.

93.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; LIUTTI, R. ; ELIAS, A. C. G. P. ; GARCIA, J. C. P. ; OLIVEIRA, A. R. . Avaliação da incidência de pneumonia associada a ventilação mecânica em UTI adulto de hospital escola. In: X Jornada Sulbrasileira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Revista brasileira de Terapia Intensiva, 2003. v. suplem. p. 11-11.

94.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PEREIRA, P. T. G. ; PEREIRA, T. C. ; GRION, D. S. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, A. R. . Avaliação de insuficiência renal aguda em pacientes graves pelo escore SOFA. In: X Jornada Sulbrasleira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. São Paulo: Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 2003. v. suplem. p. 12-12.

95.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; GRION, D. S. ; SILVA, F. L. V. ; YAMADA, M. H. ; CHIARELLI, L. P. ; OLIVEIRA, A. R. . Avaliação de prognóstico de pacientes idosos internados em terapia intensiva pelo escore APACHE II. In: X Jornada Sulbrasileira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista brasileira de Terapia Intesiva. São Paulo: Revista brasielira de Terapia Intensiva, 2003. v. suplem. p. 12-12.

96.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; OLIVEIRA, A. R. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; FAUNE, C. ; GRION, D. S. ; ANAMI, E. T. . Transfusão sanguínea em pacientes graves como fator de risco para infecção hospitalar. In: X Jornada Sulbrasileira de Medicina Intensiva, 2003, Gramado. Revista Brasileira de Terapia Intensiva. Gramado: Revista Brasileira de Terapia Intensiva, 2003. v. suplem. p. 37-37.

Resumos publicados em anais de congressos (artigos)
1.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; KAUSS, I. A. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; BUENO, C. V. C. ; HEREK, A. ; SILVA, F. L. V. . Treatment of acute respiratory distress syndrome using the recommendations of the Brazilian Consensus of Sepsis in an ICU of a teaching hospital. Critical Care, London, v. 9, n.suppl 2, p. S35, 2005.

2.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; YAMABAYASHI, M. ; IRIYODA, T. M. V. ; EUGENIO, C. ; VIEIRA, C. V. . Agitação em pacientes internados em unidade de terapia intensiva de hospital escola público. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, p. 12, 2005.

3.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; ZAMPA, H. B. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. ; LOBO, S. M. . Anemia e transfusão de hemácias em pacientes graves. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, 2005.

4.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; ZAMPA, H. B. ; FERREIRA, G. L. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SIMONI, A. A. ; LOPES, A. C. . Observação de intubação prolongada em pacientes internados em hospital escola público. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 38-38, 2005.

5.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; ZAMPA, H. B. ; FERREIRA, G. L. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ELIAS, A. C. G. P. ; GRION, D. S. . Avaliação das traquestomias na unidade de terapia intensiva de hospital escola público. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, v. 26, n.1, p. 18-18, 2005.

6.
CARRILHO, C. M. D. M.2005CARRILHO, C. M. D. M. ; GARCIA, J. C. P. ; CAVASSIN, E. D. ; PAIVA, N. S. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Microorganismos multirresistentes em UTI: qual o final deste problema?. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 36-36, 2005.

7.
CARDOSO, L. T. Q.2005CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; SEKO, L. M. D. ; THOMAZINI, M. C. . Perfil de utilização de medicação em medicina intensiva como preditor de boa prática médica. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 70-70, 2005.

8.
CARDOSO, L. T. Q.2005CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; SEKO, L. M. D. ; THOMAZINI, M. C. . Taxa de ocupação em unidade de terapia intensiva adulto nos últimos 10 anos: quando a admissão imediata é impossível?. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 60-60, 2005.

9.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SEKO, L. M. D. ; MACEDO, A. R. S. ; MATSUO, T. . Disfunção orgânica e mortalidade em pacientes internados em hospital escola avaliados pelo escore SOFA. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 24-24, 2005.

10.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; NISHIZIMA, A. ; THOMAZINI, M. C. ; MACEDO, A. R. S. ; SEKO, L. M. D. ; CARDOSO, L. T. Q. . Avaliação de prognóstico em pacientes internados com pneumonia grave adquirida na comunidade. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 21-21, 2005.

11.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; NAKAMURA, D. J. ; MARCHI, T. C. ; HOSSAKA, S. K. ; KAUSS, I. A. M. . Avaliação da manobra de recrutamento com pressurização progressiva em pacientes com Síndrome do Desconforto Respiratório Agudo. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 17-17, 2005.

12.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; ELIAS, A. C. G. P. ; CARDOSO, L. T. Q. ; LOPES, A. C. ; SIMONI, A. A. ; ANAMI, E. T. . Avaliação de gravidade de doença e mortalidade em UTI com o uso do escore TISS 28. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 20-20, 2005.

13.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; GARCIA, J. C. P. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; NAKAMURA, D. J. . Utilização de polimixina para o tratamento de infecções causadas por Pseudomonas aeruginosa multirresistente. Semina Ciênicas Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 67-67, 2005.

14.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2005GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PERAZOLO, T. F. ; NUNES, L. B. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Frequência de sepse grave e choque séptico em hospital escola público. Semina Ciências Biológicas e da Saúde, Londrina, v. 26, n.1, p. 28-28, 2005.

15.
GARCIA, J. C. P.2003GARCIA, J. C. P. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; FERREIRA FILHO, O. F. ; OSAWA, E. A. ; MENEZES, R. P. . Evaluation of mortality rate among patients submitted to a guideline for treatment of nosocomial pneumonia in the Intensive Care Unit of the Regional University Hospital, Londrina, Paraná, Brazil. Critical Care, São Paulo, v. 7, n.suppl 3, p. S34-S35, 2003.

16.
CARDOSO, L. T. Q.2002CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; CHIARELLI, L. P. ; YAMADA, M. H. ; MATSUO, T. . Avaliação de população de idosos do CTI - adulto do hospital universitário da universidade estadual de Londrina. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. supl I, p. 52, 2002.

17.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2002GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SILVA, D. R. ; PEREIRA, T. C. ; PEREIRA, P. T. G. ; GRION, D. S. . Aplicação do escore SOFA para avaliar disfunção orgânica em CTI de hospital escola. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. supl I, p. 52, 2002.

18.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2002GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; BUENO, C. V. C. ; SILVA, R. A. G. ; OLIVEIRA, B. A. . Utilização de PSV + PEEP como tentativa de ventilação espontânea antes da extubação. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. supl I, p. 51, 2002.

19.
GRION, C. M. C.;Grion, C;Grion, Cíntia C.;GRION, CINTIA M.;GRION, CINTIA MAGALHÃES CARVALHO;GRION, CINTIA MAGALHAES CARVALHO2002GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ELIAS, A. C. G. P. ; CHIARELLI, L. P. ; YAMADA, M. H. ; MATSUO, T. . Prognóstico dos pacientes com internação prolongada em CTI - adulto de hospital escola público. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. supl I, p. 52, 2002.

20.
CARDOSO, L. T. Q.2002CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ELIAS, A. C. G. P. ; CHIARELLI, L. P. ; YAMADA, M. H. ; MATSUO, T. . Reinternação em CTI - adulto de hospital escola público. Aumento da demanda reprimida. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, São Paulo, v. supl I, p. 53, 2002.

21.
CANESIN, M. F.2002CANESIN, M. F. ; TIMERMAN, S. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SILVA, S. ; GORDAN, P. A. ; FERREIRA, D. ; CARDOSO, L. F. ; RAMIRES, J A F . Medical college curriculum and problem based learning - a training programme with a guided basic life support course. Resuscitation, Firenze, v. 55, n.1, p. 66-67, 2002.

22.
CANESIN, M. F.2002CANESIN, M. F. ; TIMERMAN, S. ; FERREIRA, D. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; CARDOSO, L. F. ; QUICILI, A. P. ; MORETTI, M. A. ; RAMIRES, J A F . Mass CPR training: the new guideline brazilian experience. Resuscitation, Firenze, v. 55, n.1, p. 67-67, 2002.

23.
CANESIN, M. F.2002CANESIN, M. F. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. . Ressuscitação cardiopulmonar - ainda há muito que aprender. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, Brasil, v. supl 1, p. 21, 2002.

24.
CANESIN, M. F.2002CANESIN, M. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; KAUSS, I. A. M. ; ANAMI, E. T. ; ELIAS, A. C. G. P. . Ressuscitação cardiopulmonar em pacientes graves - conhecendo a nossa realidade e reconhecendo as nossas necessidades. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, Brasil, v. supl 1, p. 21, 2002.

25.
CANESIN, M. F.2002CANESIN, M. F. ; FERREIRA, D. ; MORETTI, M. A. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. ; TIMERMAN, S. . Impacto de uma campanha pública na capacitação médica para o atendimento da parada cardiorrespiratória. Revista Brasileira de Terapia Intensiva, Brasil, v. supl 1, p. 22, 2002.

Artigos aceitos para publicação
1.
DIAS, A. O. ; GRION, C. M. C. ; MARTINS, E. A. P. . Avaliação da qualidade do time de resposta rápida em hospital universitário: visão de enfermeiros. Ciência, Cuidado e Saúde (Online), 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
GRION, C. M. C. . Campanha Sobrevivendo à Sepse. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
LARA, A. B. ; CHIQUETI, F. ; KANEHISSA, M. M. ; SILVA, J. S. ; LOPES, C. C. B. ; VEIGA, C. F. F. ; BARBOSA, A. R. G. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. . Estudo descritivo sobre aderência às recomendações da Campanha Sobrevivendo à Sepse em um hospital universitário. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

3.
ANAMI, E. T. ; QUEIROZ, L. F. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ANAMI, V. ; MARTINS, J. I. S. ; ZANLUCHI, L. B. S. ; BARUTTA, M. C. B. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. . Epidemiologia de um centro de referência no tratamento de queimaduras: experiência de 5 anos. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
DIAS, G. F. ; BLUM, D. ; RUIZ, A. R. ; ROSSATTO, P. A. ; COUTINHO, J. G. V. ; MATSUBARA, C. C. T. ; KAMIJI, D. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; MATSUO, T. . Fatores prognósticos em pacientes vítimas de trauma atendidos em Hospital Universitário. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
GRION, C. M. C. ; FESTTI, J. ; GIMENEZ, F. M. P. ; BASSAROTO, J. M. . Perfil epidemiológico de pacientes graves internados em um centro de terapia intensiva de hospital privado. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
GRION, A. S. ; SILVA, S. S. ; GRION, C. M. C. ; MOURE, O. M. ; UEDA, R. ; GRION, D. S. ; SILVA, L. R. ; NEVES FILHO, M. F. ; MIGUITA, M. C. ; ISHII, E. Y. . Fatores de risco para doença coronariana em pacientes submetidos a angioplastia coronariana percutânea primária. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
ARAUJO, K. P. ; FENIMAN, E. P. G. ; WIECHMANN, S. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; BONAMETTI, A. M. . Sulfato de magnésio no tratamento do tétano grave: relato de caso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
FROEHNER, G. S. ; ARAUJO, K. P. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. . Avaliação da frequencia dos distúrbios do equilíbrio ácido-básico no paciente grave e correlação com prognóstico. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
DIAS, G. F. ; BARBOSA, A. R. G. ; BONAMETTI, A. M. ; VEIGA, C. F. F. ; MATSUBARA, C. C. T. ; GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; KAMIJI, D. ; MUKAI, L. E. ; CARDOSO, L. T. Q. . Avaliação dos motivos para ativação e do desempenho do Time de Resposta Rápida. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
FESTTI, J. ; TANITA, M. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; ALTAFIN, J. A. M. ; QUEIROZ, L. F. T. ; GARCIA, J. C. P. ; CARVALHO, L. M. . Uso de polimixinas em infecções hospitalares graves: experiência de uma unidade de terapia intensiva em hospital universitário. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
GONCALVES, C. G. ; BOCATE, A. C. F. ; HOSHINO, A. A. ; ITAKUSSU, E. Y. ; SELLA, M. J. P. ; KUWAHARA, R. M. ; GRION, C. M. C. . Desenvolvimento e utilização de recursos de baixo custo na reabilitação do paciente queimado: relato de caso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
GONCALVES, C. G. ; BOCATE, A. C. F. ; ITAKUSSU, E. Y. ; HOSHINO, A. A. ; SELLA, M. J. P. ; GRION, C. M. C. . Mobilização precoce do paciente queimado na unidade de terapia de terapia intensiva: relato de caso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
GONCALVES, C. G. ; HOSHINO, A. A. ; BOCATE, A. C. F. ; ITAKUSSU, E. Y. ; SELLA, M. J. P. ; GRION, C. M. C. . Lesão inalatória e a mecânica respiratória: relato de caso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
GONCALVES, C. G. ; ITAKUSSU, E. Y. ; BOCATE, A. C. F. ; HOSHINO, A. A. ; SELLA, M. J. P. ; GRION, C. M. C. . Necessidade de ventilação mecânica em centro de tratamento de queimados. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
GONCALVES, C. G. ; HOSHINO, A. A. ; BOCATE, A. C. F. ; ITAKUSSU, E. Y. ; SELLA, M. J. P. ; CAMUCI, M. ; GRION, C. M. C. . Influência do curativo compressivo na mecânica respiratória em queimaduras de tórax. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; GARCIA, J. C. P. ; PELISSON, M. ; FERREIRA FILHO, O. F. ; PIERI, G. A. ; CAPOBIANGO, J. D. ; TANITA, M. T. ; FESTTI, J. . Tratamento de pneumonia associada à ventilação mecânica (PAV) por patógeno produtor de carbapenemase com tigeciclina: relato de caso. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
GRION, C. M. C. . Sepse - epidemiologia. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
GRION, C. M. C. . Sepse - diagnóstico. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

19.
CARRILHO, C. M. D. M. ; BELEI, R. A. ; MELLO, B. L. D. ; VINCI, L. A. S. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MIRANDA, G. F. F. ; SILVA, G. C. ; CARRILHO, A. J. F. . Evolução de um programa educacional sobre posição semi-sentada na prevenção de pneumonia associada à ventilação. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

20.
CARRILHO, A. J. F. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; MATSUO, T. . Lipídeos, lipoproteínas e proteína de transferência de colesterol em pacientes com sepse grave. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

21.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; BONAMETTI, A. M. ; MATSUO, T. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. . Atraso da admissão em unidade de terapia intensiva aumenta mortalidade em pacientes com choque séptico. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
MANSANO, F. ; FESTTI, J. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CARRILHO, C. M. D. M. . Características e prognósticos de pacientes que necessitam internação prolongada em unidade de terapia intensiva. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
FESTTI, J. ; MANSANO, F. ; URIZZI, F. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. . Aderência aos pacotes de recomendação da Campanha Sobrevivendo à Sepse: avaliação de 2 anos em Hospital Universitário. 2008. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GARCIA, J. C. P. ; CAPOBIANGO, J. D. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. . Uso de polimixina parenteral para o tratamento de infecções causadas por bactérias gram-negativas multiresistentes: ressuscitando velhas drogas. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

25.
GRION, D. S. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, A. R. ; RETT, L. ; GRION, C. M. C. ; NAKAMURA, D. J. . Disfunção e falência orgânica em pacientes internados com insuficiência coronariana aguda. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

26.
ANAMI, E. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; OLIVEIRA, A. R. ; RETT, L. ; BERTAN, M. C. ; CANESIN, M. F. . Avaliação da eficácia das compressões torácicas e fadiga do socorrista durante ressuscitação cardiorespiratória. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, A. S. ; CARVALHO, L. M. ; BARBOSA, K. F. . Avaliação de mortalidade em pneumonia associada a ventilação mecânica em UTI cirúrgica através dos escores APACHE II e TISS 28. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
GRION, C. M. C. ; ELIAS, A. C. G. P. ; SIMONI, A. A. ; LOPES, A. C. . Avaliação de gravidade de doença e mortalidade em UTI com o uso do escore TISS 28. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SEKO, L. M. D. ; MACEDO, A. R. S. ; MATSUO, T. . Disfunção orgânica e mortalidade em pacientes internados em hospital escola avaliados pelo escore SOFA. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; YAMABAYASHI, M. ; IRIYODA, T. M. V. ; EUGENIO, C. ; VIEIRA, C. V. . Ocorrência de agitação e prescrição de analgesia, sedação e bloqueio neuromuscular em CTI de hospiatal escola - avaliação de aderência às recomendações do consenso brasileiro. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
GRION, C. M. C. ; NISHIZIMA, A. ; THOMAZINI, M. C. ; MACEDO, A. R. S. ; SEKO, L. M. D. . Avaliação de prognóstico em pacientes internados com pneumonia adquirida na comunidade grave. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
GRION, C. M. C. . Manutenção hemodinâmica do potencial doador. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
GRION, C. M. C. . Interação clínico-laboratorial em sepse. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
GRION, C. M. C. . Epidemiologia e fisiopatogenia da sepse. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

35.
GRION, C. M. C. . Recuperação do TCE e acompanhamento. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
GRION, C. M. C. . Choque Séptico. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

37.
GRION, C. M. C. . Anatomofisiologia em Emergência. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

38.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; SILVA, F. L. V. ; CHIARELLI, L. P. ; LIUTTI, R. . O paciente idoso e a terapia intensiva: quanto pesa a idade. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; SILVA, F. L. V. ; CHIARELLI, L. P. . Avaliação prognóstica de pacientes idosos internados em UTI pelo escore APACHE II. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
GRION, C. M. C. . Suporte Avançado de Vida em Cardiologia. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
GRION, C. M. C. . Oficina de Monitorização em UTI. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

42.
GRION, C. M. C. . Abordagem Inicial do Paciente com Sepse. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

43.
GRION, C. M. C. . Sepse. 2004. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

44.
GRION, C. M. C. ; GRION, A. S. ; CARVALHO, L. M. ; LAWAND, E. M. ; BARBOSA, K. F. . Pneumonia Associada à Ventilação Mecânica e Prognóstico de Pacientes em UTI. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Evolução clinica dos pacientes em ventilação mecânica prolongada. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GERMANOVIX, P. ; MELO, N. S. . Ainda há doadores de coração parado na UTI?. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

47.
CANESIN, M. F. ; TIMERMAN, S. ; FERREIRA, D. ; MARSON, A. C. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. . Primeira Lei de Suporte Básico de Vida e Desfibrilação Externa Automática da América Latina: conseqüência ou coincidência?. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

48.
CANESIN, M. F. ; TIMERMAN, S. ; FERREIRA, D. ; MARSON, A. C. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. . Avaliação imediata e em longo prazo do treinamento de leigos em emergências cardiovasculares. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; BUENO, C. V. C. ; OLIVEIRA, B. A. ; SILVA, R. A. G. ; GRION, D. S. . Estudo de pacientes em ventilação mecânica prolongada e desmame difícil. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

50.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; BUENO, C. V. C. ; KAUSS, I. A. M. ; GRION, D. S. . Ventilação mecânica em posição prona para pacientes com SDRA. Relato de caso e revisão de literatura. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
GRION, C. M. C. ; RETT, L. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. ; ELIAS, A. C. G. P. . Avaliação de peso corpóreo na admissão de pacientes internados em UTI. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

52.
GRION, C. M. C. ; MORAES, M. P. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GEORGETO, S. M. ; ANAMI, E. T. . Ocorrência de hiponatremia em pacientes graves internados. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

53.
GRION, C. M. C. ; CARNEIRO, M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; LUIZETTO, C. M. B. ; PEREIRA, T. C. ; CHIARELLI, L. P. ; CARRILHO, C. M. D. M. . Pneumonia associada a ventilação mecânica. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

54.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PEREIRA, P. T. G. ; PEREIRA, T. C. ; GRION, D. S. . Disfunção de múltiplos órgãos e sistemas em pacientes graves avaliada pelo escore SOFA. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

55.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; MELO, N. S. ; GERMANOVIX, P. ; GRION, D. S. ; BRIZOLA, C. M. . Avaliação de mortalidade em hospital escola público. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

56.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, B. A. ; GRION, D. S. ; YAMADA, M. H. . Demanda reprimida do CTI adulto de hospital escola público. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

57.
CANESIN, M. F. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SILVA, M. X. ; FREITAS, M. F. ; ZANETTI, A. . Estudo de predominância do tipo de parada cardio-respiratória de pacientes em ambiente hospitalar. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

58.
CARRILHO, C. M. D. M. ; BELEI, R. A. ; GARCIA, J. C. P. ; CAVASSIN, E. D. ; PERUGINI, M. R. E. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. . Detecção precoce de colonização por enterococo resistente a vancomicina em UTI e seu controle: interação entre o laboratório-CCIH-UTI. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

59.
ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, A. R. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; CHIARELLI, L. P. ; YAMADA, M. H. . Aplicação do índice prodnóstico TISS 28 para avaliar necessidade de ampliar recursos humanos em unidade de terapia intensiva. 2002. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

60.
GRION, C. M. C. . Ventilação mecânica. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

61.
GRION, C. M. C. . Choque Séptico. 2002. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

62.
CARDOSO, J. B. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ELIAS, A. C. G. P. ; CARDOSO, F. B. . Sofrimento criativo do profissional da equipe de saúde na humanização do centro de terapia intensiva-adulto do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

63.
GRION, C. M. C. . Ressuscitação cardiopulmonar em pacientes graves - conhecendo a nossa realidade e reconhecendo as nossas necessidades. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

64.
GRION, C. M. C. . Programa de treinamento em suporte básico de vida no curso de medicina pelo método PBL. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

65.
GRION, C. M. C. . Busca ativa - sistematização do processo de notificação no HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

66.
GRION, C. M. C. . Abordagem familiar - capacitando para captar. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

67.
GRION, C. M. C. . Ressuscitação Cardiopulmonar - ainda há muito que aprender. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

68.
CARDOSO, L. T. Q. ; CARDOSO, J. B. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; GEORGETO, S. M. . Avaliação psicológica do estudante de medicina inserido no proceso de humanização do centro de terapia intensiva adulto do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

69.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; PARRELI, A. L. ; GRION, D. S. . Identificando necessidades de informação aos familiares de pacientes internados em unidades de terapia intensiva. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

70.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; URSI, E. ; BRIZOLA, C. M. ; SOARES, A. E. ; MELO, N. S. ; BEZERRA, E. L. . Estudo Multicêntrico Doação X Transplante - Conhecendo nossa Realidade - Resultados do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

71.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, A. R. ; HASHIMOTO, M. L. Y. ; GRION, D. S. . Resgate do ambiente físico para a humanização do centro de terapia intensiva - adulto do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

72.
ANAMI, E. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; URIZZI, F. ; GRION, D. S. . Resgate da informação no cuidado do paciente e seus familiares na humanização do centro de terapia intensiva-adulto do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

73.
GRION, C. M. C. . Avaliação de ocorrência de arritmias associadas a introdução de cateter de artéria pulmonar. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

74.
GRION, C. M. C. . Ressuscitação cardiopulmonar - ainda há muito que aprender. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

75.
GRION, C. M. C. . Manutenção do potencial doador. 2001. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

76.
GRION, C. M. C. . Uma nova abordagem no treinamento de profissionais da área da saúde para padronização do atendimento de PCR. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

77.
GRION, C. M. C. . Comissão intra-hospitalar de transplantes - implantação do serviço no HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Outra).

78.
GRION, C. M. C. . Tempo é vida - uma campanha de ressuscitação cardiopulmonar. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

79.
GRION, C. M. C. . Ressuscitação Cardiopulmonar - ainda há muito que aprender. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

80.
GRION, C. M. C. . Ressuscitação cardiopulmonar em pacientes graves - conhecendo a nossa realidade e reconhecendo as nossas necessidades. 2001. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

81.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; ELIAS, A. C. G. P. . Resgate do ambiente físico para a humanização do centro de terapia intensiva do adulto do HURNP. 2001. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

82.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ANAMI, E. T. ; OLIVEIRA, A. R. ; HASHIMOTO, M. L. Y. ; KAUSS, I. A. M. ; ELIAS, A. C. G. P. . Uma nova abordagem no treinamento de profissionais da área da saúde para padronização do atendimento de parada cardíaca. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

83.
GRION, C. M. C. ; CANESIN, M. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; FUGANTI, C. J. ; SOARES, A. E. ; ELIAS, A. C. G. P. . Tempo é vida - Uma campanha de conscientização sobre parada cardiorrepiratória. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

84.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, D. S. ; ELIAS, A. C. G. P. . Impacto de estímulos visuais no uso de luvas e lavagem das mãos na unidade de terapia intensiva. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

85.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. ; BELEI, R. A. ; COLONHESE, G. R. . Mortalidade e aumento do tempo de internação em pacientes portadores de bactérias multirresistentes. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

86.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; HEREK, A. ; KAUSS, I. A. M. ; BUENO, C. V. C. . Utilização de critérios preditivos para desmame de ventilação mecânica. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

87.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; HEREK, A. ; KAUSS, I. A. M. ; BUENO, C. V. C. . Ventilação mecânica em pacientes internados em UTI geral de hospital escola público. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

88.
CARRILHO, C. M. D. M. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. ; BELEI, R. A. ; COLONHESE, G. R. . Mortalidade e aumento do tempo de internação em pacientes portadores de bactérias multiresistentes. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

89.
GRION, C. M. C. ; CANESIN, M. F. ; CARDOSO, L. T. Q. ; SOARES, A. E. ; ELIAS, A. C. G. P. ; GRION, D. S. ; KAUSS, I. A. M. ; FUGANTI, C. J. . Ressucitação cardiopulmonar - ainda há muito que aprender. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

90.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; KAUSS, I. A. M. ; HEREK, A. ; BUENO, C. V. C. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Ventilação mecância não invasiva - relato de 5 meses de experiência com o uso do método. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

91.
ANAMI, E. T. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ELIAS, A. C. G. P. ; OLIVEIRA, A. R. ; GRION, W. ; GRION, D. S. . Reposição volêmica utilizando peso diário e monitorização hemodinâmica - relato de caso. 2000. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

92.
GRION, C. M. C. . Controle da glicemia. 1999. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

93.
GRION, C. M. C. . Retirada da ventilação pulmonar necânica em paciente ventilados por período prolongado. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

94.
GRION, C. M. C. ; GRION, D. S. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GEORGETO, S. M. . Uso do lactato sérico na monitorização de paciente em choque séptico - relato de um caso. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

95.
GRION, C. M. C. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Avaliação da mortalidade em pacientes de UTI geral utilizando APACHE II. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

96.
GRION, C. M. C. . Assistência ventilatória no paciente crítico. 1998. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

97.
GRION, D. S. ; GRION, C. M. C. ; GEORGETO, S. M. ; CARDOSO, L. T. Q. . Relato de experiência com uso de monitorização hemonodinâmica invasiva no HURNP. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

98.
CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Avaliação da mortalidade e do desempenho da UTI adulto do HURNP através do índice prognóstico APACHE II. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

99.
GRION, C. M. C. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Hospitalização prolongada na UTI. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

100.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, D. S. ; GEORGETO, S. M. . Padrão de colonização traqueal em pacientes em ventilação mecânica prolongada. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

101.
GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; ALMEIDA, J. R. ; CABRERA, M. . Estudo de pacientes idosos atendidos em unidade de terapia intensiva durante o pós-operatório. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

102.
GRION, C. M. C. . Hiponatremia em terapia intensiva. 1996. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

103.
GRION, C. M. C. . Doença ateroembólica renal. 1993. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
CANESIN, M. F. ; GRION, C. M. C. . CoR - comissão de ressuscitação cardiopulmonar HURNP. São Paulo: Arquivos Brasileiros de Cardiologia, 2001 (Carta ao editor).


Demais tipos de produção técnica
1.
SOUZA, O. B. B. ; CARDOSO, L. T. Q. ; GRION, C. M. C. ; BRIZOLA, C. M. ; URSI, E. ; ANAMI, E. T. ; GOMI, I. K. ; RESENDE, R. F. . Doação de Órgãos e Transplante. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual de Doação de Órgãos e Transplante).

2.
GRION, C. M. C. . Suporte Avançado de Vida. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
GRION, C. M. C. . Inflamação e Coagulação. 2004. (Moderadora).

4.
GRION, C. M. C. . Sessão de temas livres "Complicações e mortalidade no pós-operatório". 2004. (Moderadora).

5.
GRION, C. M. C. . Suporte Avançado de Vida em Cardiologia. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
GRION, C. M. C. . Amigos da Vida. 2002. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
OLIVEIRA, B. F. M. ; GRION, C. M. C. ; CARDOSO, L. T. Q. ; PAROLIN, M. K. ; VARELA, A. M. ; CANESIN, M. F. ; ELIAS, A. C. G. P. ; ANAMI, E. T. ; KAUSS, I. A. M. . Amigos da Vida. 2002. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Manual do Projeto Amigos da Vida).

8.
GRION, C. M. C. . Manejo hemodinâmico do potencial doador. 2002. (Moderadora).

9.
GRION, C. M. C. . Suporte Básico de Vida. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
GRION, C. M. C. . Treinamento em massa de suporte básico de vida. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
GRION, C. M. C. . I Treinamento em massa em suporte básico de vida para agentes comunitários de saúde. 2001. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
GRION, C. M. C. . Reposição volêmica no trauma - consenso e controvérsias. 2001. (Secretária).

13.
GRION, C. M. C. . Sedação e analgesia em UTI: Padronização da AMIB. 2000. .

14.
GRION, C. M. C. . Ventilação protetora na síndrome de desconforto respiratório do adulto: revisão dos trabalhos publicados. 2000. .

15.
GRION, C. M. C. . Ventilação pressão controlada: PCV - VRI; PSV - VAPS e Complicações da ventilação mecância. 2000. .

16.
GRION, C. M. C. . Desmame; Auto-PEEP e Monitorização da mecânica respiratória. 2000. .

17.
GRION, C. M. C. . Ventilação mecânica das doenças obstrutivas: DPOC e ASMA. 2000. .

18.
GRION, C. M. C. . Diagnóstico e tratamento do choque. 2000. .

19.
GRION, C. M. C. . Manuseio do desfibrilador zoll. 2000. .

20.
GRION, C. M. C. . Tratamento fútil em UTI: consenso internacional. 2000. .

21.
GRION, C. M. C. . Oxigenoterapia; fisiologia da ventilação mecância e ventilação controlada a volume: quando e como iniciar. 2000. .

22.
GRION, C. M. C. . Ventilação mecânica na síndrome do desconforto respiratório do adulto. 2000. .

23.
GRION, C. M. C. . Protegendo a vida. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

24.
GRION, C. M. C. . Tempo é Vida. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
GRION, C. M. C. . Suporte avançado de vida em cardiologia - ACLS. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
GRION, C. M. C. . Protegendo a Vida. 2000. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
GRION, C. M. C. . Como construir um currículo invador - aprendizado baseado em problemas. 2000. (Debatedor).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
ALMEIDA, S. H. M.; GRION, C. M. C.; RICCETTO, C. L. Z.. Participação em banca de Fabiana Rotondo Pedriali. Comparação entre o método Pilates e a cinesioterapia do assoalho pélvico associada à eletroestimulação na recuperação da incontinência urinária pós-prostatectomia radical: ensaio clinico aleatorizado. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

2.
DELFINO, V. D. A.; GRION, C. M. C.; SOUZA, H. M.. Participação em banca de Fabrizio Almeida Prado. Hiperamonemia não hepática em pacientes em terapia intensiva. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

3.
GRION, C. M. C.; LEONARDI, D. F.; DELFINO, V. D. A.. Participação em banca de Luiz Fernando Tibery Queiroz. Aspectos epidemiológicos de pacientes admitidos em centro especializado de tratamento de queimaduras. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

4.
GRION, C. M. C.; CARRILHO, A. J. F.; LAVADO, E.L.. Participação em banca de Lais Magalhães Carvalho Santos Silva. Aspectos epidemiológicos de síndrome do desconforto respiratório agudo em unidade de terapia intensiva de um centro de tratamento de queimados. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

5.
MARTINS, E. A. P.; GRION, C. M. C.; HADDAD, M. C. F. L.. Participação em banca de Alexsandro de Oliveira Dias. Time de resposta rápida: a qualidade do atendimento na percepção de enfermeiros de um hospital escola público. 2013. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Estadual de Londrina.

6.
MATSUO, T.; GRION, C. M. C.; LOBO, S. M.. Participação em banca de Juliana Aparecida Morini Altafin. Carga de trabalho de enfermagem associada à sepse em unidade de terapia intensiva adulto. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

7.
CARRILHO, A. J. F.; GRION, C. M. C.; GUIMARAES, T.. Participação em banca de Marcos Toshiyuki Tanita. Uso de polimixina parenteral para o tratamento de infecções graves causadas por bactérias gram-negativas multirresistentes. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

8.
SILVA, F. P.; CUMAN, R. K. N.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Luiza Rita Pachemshy. Úlcera por pressão: estudo da incidência em pacientes com grau de dependência de assistência de enfermagem III e IV. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina e Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

9.
REICHE, E. M. V.; WATANABE, M. A. E.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Francieli Delongui. Associação entre o polimorfismo genético do fator de necrose tumoral beta (TNF - beta) e a ocorrência de sepse grave ou choque séptico avaliada em pacientes admitidos no Hospital Universitário de Londrina, Paraná. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina e Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

10.
BONAMETTI, A. M.; MATSUO, T.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Ivanil Aparecida Moro Kauss. Estudo de incidência de sepse em unidade de terapia intensiva de um hospital universitário. 2008. Dissertação (Mestrado em Medicina e Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

Teses de doutorado
1.
MATSUO, T.; BONAMETTI, A. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.; MARSON, A. C.. Participação em banca de Adriana Cristina Galbiatti Parminondi Elias. Sepse em pacientes cirúrgicos: caracterização, resultados e fatores de risco. 2009. Tese (Doutorado em Medicina e Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina.

Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Adriana Amélia Ferreira Silva Georgeto. Via aérea difícil. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

2.
GRION, C. M. C.; CARDOSO, L. T. Q.; CARRILHO, C. M. D. M.. Participação em banca de Eder Voltolini. Arritmias supra-ventriculares. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

3.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Fabiana Caviquioli Rodrigues. Arritmias ventriculares. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

4.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Guido Luis Gomes Otto. Nutrição no paciente grave. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

5.
GRION, C. M. C.; CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.. Participação em banca de Irineu Umberto Librenza. Choque. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

6.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Jerdal Micael Quilla Morsoletto. Analgesia, Sedação e Bloqueio Neuromuscular em Unidades de Terapia Intensiva. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

7.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Lucas Meda Caetano Paraiso. Modelo de Padronização de atendimento hospitalar para Síndromes Coronarianas agudas. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

8.
GRION, C. M. C.; CARDOSO, L. T. Q.; CARRILHO, C. M. D. M.. Participação em banca de Mauricio Ribeiro de Castro. Traumatismo Crânio Encefálico. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

9.
CARRILHO, C. M. D. M.; CARDOSO, L. T. Q.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Tatiane Cavalcante Trindade. A importância de medidas preventivas de infecção de corrente sanguínea relacionada a cateter venoso central em unidades de terapia intensiva em adultos: uma revisão bibliográfica. 2011. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor.

10.
BORTOLIERO, A.; CARRILHO, C. M. D. M.; GRION, C. M. C.. Participação em banca de Estefan Gomes Wruck. Sepse: revisão de literatura. 2008. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina.

11.
CARRILHO, C. M. D. M.; GRION, C. M. C.; BONAMETTI, A. M.. Participação em banca de Marcelo Carneiro. Racionalização da terapia antimicrobiana e estratégias preventivas na pneumonia associada à ventilação mecânica. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina.

12.
GRION, C. M. C.; CARRILHO, C. M. D. M.; CAVASSIN, E. D.. Participação em banca de Cecília Keiko Miura. Resistência Bacteriana: fatores predisponentes e prevenção em unidades de terapia intensiva. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina.

13.
GRION, C. M. C.; CARRILHO, C. M. D. M.. Participação em banca de Maria Emília G. B. Miguel. Infecção em cateter venoso central não tunelizado. 2004. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
GRION, C. M. C.; CARRILHO, C. M. D. M.; TANNOUS, L. A.. Professor de ensino superior. 2013. Universidade Estadual de Londrina.

2.
GRION, C. M. C.; CARDOSO, L. T. Q.; FESTTI, J.; CARRILHO, C. M. D. M.; GEORGETO, S. M.. Residência médica em medicina intensiva. 2011. Universidade Estadual de Londrina.

3.
GRION, C. M. C.; CARDOSO, L. T. Q.; CARRILHO, C. M. D. M.. Residência médica em medicina intensiva. 2010. Universidade Estadual de Londrina.

4.
GRION, C. M. C.. Cargo na função médico - cirurgia plástica. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

5.
GRION, C. M. C.. Cargo na função médico - medicina intensiva. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

6.
GRION, C. M. C.. Cargo médico - medicina intensiva adultos. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

7.
CARRILHO, A. J. F.; GRION, C. M. C.; ALBUQUERQUE, M. H. T.. Professor de ensino superior. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

8.
GRION, C. M. C.. Cargo de Professor de Ensino Superior na área de Medicina/ Endocrinologia. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

9.
GRION, C. M. C.; CARDOSO, L. T. Q.; CARRILHO, C. M. D. M.. Residência médica em medicina intensiva. 2009. Universidade Estadual de Londrina.

10.
GRION, C. M. C.. Residência médica em medicina intensiva. 2007. Universidade Estadual de Londrina.

11.
GRION, C. M. C.. Residência médica em medicina intensiva. 2005. Universidade Estadual de Londrina.

12.
GRION, C. M. C.; GRION, D. S.; CARDOSO, L. T. Q.. Residência médica em medicina intensiva. 2004. Universidade Estadual de Londrina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva. A caracterização da carga de trabalho da enfermagem em unidades de terapia intensiva utilizando o Nursing Activities Score. 2013. (Congresso).

2.
11th Congress of the World Federation of Societies of Intensive & Critical Care Medicine. Increase in nursing work load in patients with sepsis evaluated by Nursing Activity Score. 2013. (Congresso).

3.
XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Abordagem farmacologica do choque circulatório: Há opções a dobutamina?. 2013. (Congresso).

4.
XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Parecerista de temas livres. 2013. (Congresso).

5.
XV Congresso Sul Brasileiro de Medicina Intensiva. Parecerista de temas livres. 2013. (Congresso).

6.
7th International Symposium on Intensive Care and Emergency Mecidine.The characterization of workloads in intensive care units using the Nursing Activities Score. 2013. (Simpósio).

7.
I Curso de capacitação para instrutores do departamento de odontologia.Apresentando a UTI. 2013. (Outra).

8.
Ultrasonography in intensive care medicine course. 2013. (Outra).

9.
Sepsis Rio 2013. 2013. (Outra).

10.
I Curso básico de ventilação mecânica.Monitorização das curvas do ventilador mecânico. 2013. (Outra).

11.
Prova prática de título de especialista em medicina intensiva.Prova prática de título de especialista em medicina intensiva. 2013. (Outra).

12.
12º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. Inotrópicos e vasopressores; Epidemiologia e definições; Monitorização e biomarcadores; Quem é o paciente cirúrgico de alto risco?; Porque e qual o custo de implantação de um TRR?; Epidemiologia. 2012. (Congresso).

13.
XVII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Porque a escala de Glasgow continua atual?; Papel do time de resposta rápida na ressuscitação precoce. 2012. (Congresso).

14.
XVIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Parecerista de temas livres. 2012. (Congresso).

15.
IX Forum Internacional de Sepse. 2012. (Outra).

16.
Jornada SOTIPA de infecções na UTI.Tratamento da Sepse - atualização sobre a campanah sobrevivendo à sepse. 2012. (Outra).

17.
XVI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Sepse em situações especiais: no obeso mórbido; Coagulação na sepse. 2011. (Congresso).

18.
6th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America.Adrenal insufficiency in septic shock patients. 2011. (Simpósio).

19.
VIII Forum Internacional de Sepse. 2011. (Outra).

20.
Summer conference on perioperative management - state of the art. 2011. (Outra).

21.
VI Jornada da comissão de controle de infecção hospitalar - HURNP.Sepse. 2011. (Outra).

22.
Designing and publishing clinical research in critical care. 2011. (Outra).

23.
Análise crítica do uso de levosimendana. 2011. (Outra).

24.
Curso de educação continuada em medicina intensiva adulto para me´dicos e profissionais de sáude.Insuficiência respiratória e ventilação mecânica; Choque e monitorização hemodinâmica. 2011. (Outra).

25.
Jornada SOTIPA - Guarapuava.Infecções na UTI: é possível prevenir?; Surviving Sepsis Campaign. 2011. (Outra).

26.
V Congresso Sul-Brasileiro de Cirurgia Torácica. Pacientes graves - Cuidados Paliativos X Unidade de Terapia Intensiva. 2010. (Congresso).

27.
XV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Etiologia de infecções hospitalares em UTI. 2010. (Congresso).

28.
11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. H1N1 na UTI - manejo clínico; Epidemiologia da Sepse; Cuidados paliativos e terminalidade na UTI. 2010. (Congresso).

29.
7º Congresso Paulista de Infectologia. Uso de polimixinas em infecções hospitalares graves: experiência de uma unidade de terapia intensiva em hospital universitário. 2010. (Congresso).

30.
30th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine.Microalbuminuria evaluated as a biomarker in patients with septic shock. 2010. (Simpósio).

31.
I Simpósio de terapia intensiva do HU-UEL.Monitorização do paciente em ventilação mecânica. 2010. (Simpósio).

32.
Jornadas SOTIPA.Sepse - epidemiologia e diagnóstico/ Prevenção de pneumonia. 2010. (Outra).

33.
IX Jornada da Liga do Trauma.Politraumatizado na UTI. 2010. (Outra).

34.
Jornada SOTIPA.Burnout: o ambiente x a equipe; Surviving Sepsis Campaign; Infecções na UTI: é possível prevenir?. 2010. (Outra).

35.
Reunião dos centros formadores. 2010. (Outra).

36.
Capacitação admissional para a equipe multiprofissional do centro de terapia celular - unidade de trasnplante de medula óssea.Sepse. 2010. (Outra).

37.
III Forum hospital universitário/ CCS: o HU e o CCS em tempo de mudança. 2010. (Outra).

38.
22nd Annual Congress European Society of Intensive Care Medicine. Introduction of a rapid response team in a Brazilian teaching hospital. 2009. (Congresso).

39.
XIV Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. Avaliação de risco no trauma e paciente neurocrítico. 2009. (Congresso).

40.
III Simpósio Paranaense de infectologia, IV Imersão em antimicrobianos.O emprego dos escores como ferramenta para racionalização do uso dos antimicrobianos nas pneumonias da comunidade e nosocomiais. 2009. (Simpósio).

41.
V Encontro de Hospitais participantes da "Campanha Sobrevivendo a Sepse". 2009. (Encontro).

42.
VI Forum Internacional de Sepse. 2009. (Outra).

43.
Jornada SOTIPA.Sepse - diagnóstico. 2009. (Outra).

44.
Programa Institucional de Treinamento.Time de Resposta Rápida; Protocolo de atendimento ao paciente em sepse. 2009. (Outra).

45.
Atualização em queimaduras. 2009. (Outra).

46.
III Jornada de combate e controle de infecção hospitalar.Sepse. 2009. (Outra).

47.
XIII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2008. (Congresso).

48.
28th International symposium on intensiva care and emergency medicine. 2008. (Simpósio).

49.
Encontro de Hospitais Participantes da Campanha Sobrevivendo à Sepse.Dificuldades para implementar a campanha em hospital público. 2008. (Encontro).

50.
V Fórum Internacional de Sepse.Atraso da admissão em unidade de terapia intensiva aumenta mortalidade em pacientes com choque séptico. 2008. (Outra).

51.
I Jornada acadêmica de condutas terapêuticas.Cuidado no uso de drogas em nefrologia e nefrotoxicidade. 2008. (Outra).

52.
XIV Curso Internacional de Atualiazação em Terapia Intensiva. 2008. (Outra).

53.
II Jornada da Comissão Intra-Hospitalar de Doação de Órgãos e Tecidos para Transplante do HU.Manutenção do Potencial Doador. 2008. (Outra).

54.
Reunião de discussão de casos clínicos.Discussão de casos clínicos. 2008. (Outra).

55.
I Jornada científica de queimaduras no Norte do Paraná. 2008. (Outra).

56.
I Jornada acadêmica de farmacologia clínica.Cuidado no uso de drogas em nefrologia e nefrotoxicidade. 2008. (Outra).

57.
Reunião clínica do Pronto Socorro Cirúrgico - HU/ UEL.Campanha Sobrevivendo à Sepse. 2008. (Outra).

58.
4th International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2007. (Simpósio).

59.
I Simpósio de Cardiologia HU-UEL.Coração na sepse. 2007. (Simpósio).

60.
2º Encontro dos hospitais participantes da "Campanha Sobrevivendo à Sepse". 2007. (Encontro).

61.
IV Fórum Internacional de Sepse. 2007. (Outra).

62.
Padronização da assistência clínica ao grande queimado. 2007. (Outra).

63.
Educação permanente no processo de doação de órgãos e tecidos.Manutenção hemodinâmica do potencial doador. 2007. (Outra).

64.
XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. XII Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2006. (Congresso).

65.
Simpósio de Atualização em Medicina Intensiva.Simpósio de Atualização em Medicina Intensiva. 2006. (Simpósio).

66.
II Simpósio internacional sobre monitorização em UTI. 2006. (Simpósio).

67.
1º Encontro dos Hospitais Participantes da "Campanha Sobrevivendo à Sepse". 2006. (Encontro).

68.
10ª Jornada Paranaense de Medicina Intensiva.10ª Jornada Paranaense de Medicina Intensiva. 2006. (Outra).

69.
10ª Jornada Paranaense de Medicina Intensiva.RCR - As Novas Recomendações. 2006. (Outra).

70.
VI Semana de Integração Científica e Cultural dos Acadêmicos de Medicina.Manejo do paciente em sepse: conceitos atuais e perspectivas futuras. 2006. (Outra).

71.
IX Congresso Paulista de Terapia Intensiva, IX Fórum Latino-Americano de Ressuscitação. IX Congresso Paulista de Terapia Intensiva, IX Fórum Latino-Americano de Ressuscitação Cárdio-Pulmonar e Emergências, II Fórum Latino-Americano de Neuroemergências - LABIC. 2005. (Congresso).

72.
I Congresso de Saúde do Paraná. I Congresso de Saúde do Paraná. 2005. (Congresso).

73.
3rd International Symposium on Intensive Care Medicine for Latin America.3rd International Symposium on intensive care medicine for Latin America. 2005. (Simpósio).

74.
Programa de Otimização do Tratamento da Síndrome Séptica.Programa de otimização do tratamento da síndrome séptica. 2005. (Outra).

75.
XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. XI Congresso Brasileiro de Medicina Intensiva. 2004. (Congresso).

76.
Programa de Educação Continuada em Sepse.Programa de Educação Continuada em Sepse. 2004. (Outra).

77.
VII Congresso Paulista de Terapia Intensiva e VII Forum Latino Americano de Ressuscitação. VII Congresso Paulista de Terapia Intensiva e VII Forum Latino Americano de Ressuscitação Cardiopulmonar e Emergências. 2003. (Congresso).

78.
2nd International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America.2nd International Symposium on Intensive Care and Emeregency Medicine for Latin America. 2003. (Simpósio).

79.
X Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva e VII Fórum Latino-Americano de Ressuscitação. 2002. (Congresso).

80.
43º Congresso Médico da Associação Médica de Londrina. 2002. (Congresso).

81.
I Simpósio Interdisciplinar do Ambiente Hospitalar: Humanizando a Unidade de Terapia Intensiva. 2002. (Simpósio).

82.
I Simpósio Internacional Einstein-Pittsburgh de Terapia Intensiva. 2002. (Simpósio).

83.
I Simpósio Interdisciplinar do Ambiente Hospitalar: humanizando a unidade de terapia intensiva. 2002. (Simpósio).

84.
II Jornada das Comissões Intra-Hospitalares de Transplantes da Região Norte do Paraná. 2002. (Outra).

85.
VII Congresso Paulista de Terapia Intensiva e Terapia Intensiva Pediátrica. 2001. (Congresso).

86.
International forum of Ethics, Humanition and Quality. 2001. (Simpósio).

87.
Simpósio de fundação da Sociedade Brasileira de Medicina de Emergência/ Regional Paraná. 2001. (Simpósio).

88.
1st International Symposium on Intensive Care and Emergency Medicine for Latin America. 2001. (Simpósio).

89.
Simpósio de Fundação da Sociedade Brasileira de Medicina de Emergência/ Regional Paraná. 2001. (Simpósio).

90.
I Jornada das Comissões Intra-Hospitalares de Transplantes da Região Norte do Paraná. 2001. (Outra).

91.
The Network: community partnerships for health trough innovative education, service and research. 2001. (Outra).

92.
Unidade de Dor Torácica. 2001. (Outra).

93.
IX Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva e 4º Fórum Latino-Americano de Ressuscitação. 2000. (Congresso).

94.
42º Congresso Médico da Associação Médica de Londrina. 2000. (Congresso).

95.
VI Congresso Paulista de Terapia Intensiva. 1999. (Congresso).

96.
Suporte avançado de vida em cardiologia. 1999. (Outra).

97.
Atendimento de Emergência na Cidade de Londrina. 1999. (Outra).

98.
Doação de órgãos e transplantes. 1998. (Seminário).

99.
VIII Congresso Brasileiro de Terapia Intensiva Adulto e Pediátrico e I Fórum Latinoamericano de Ressuscitação. 1997. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
GRION, C. M. C. . I Curso básico de ventilação mecânica. 2013. (Outro).

2.
GRION, C. M. C. ; CARRILHO, C. M. D. M. ; TANITA, M. T. . Jornada SOTIPA de infecções na UTI. 2012. (Outro).

3.
GRION, C. M. C. . 11º Congresso Paranaense de Medicina Intensiva. 2010. (Congresso).

4.
GRION, C. M. C. . I Jornada científica de queimaduras no Norte do Paraná. 2008. (Outro).

5.
GRION, C. M. C. . I Congresso de Saúde do Paraná. 2005. (Congresso).

6.
GRION, C. M. C. . Curso de formação Amigos da Vida. 2002. (Outro).

7.
GRION, C. M. C. . II Jornada das comissões intra-hospitalares de transplantes da região norte do Paraná. 2002. (Outro).

8.
GRION, C. M. C. . Curso de Suporte Básico de Vida. 2001. (Outro).

9.
GRION, C. M. C. . Curso de Monitorização Hemodinâmica Básica e Avançada. 2001. (Outro).

10.
GRION, C. M. C. . I Jornada das Comissões Intra-hospitalares de Transplantes da Região Norte do Paraná. 2001. (Outro).

11.
GRION, C. M. C. . Curso Fundamentos Básicos em Terapia Intensiva. 2000. (Outro).

12.
GRION, C. M. C. . Curso de Atualização em Terapia Intensiva - Adulto. 2000. (Outro).

13.
GRION, C. M. C. . Curso Continuado de Atualização em Terapia Intensiva. 1998. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Ana Luiza Mezzaroba. Impacto da atuação de um time de resposta rápida liderado por médico intensivista durante cinco anos em um hospital universitário. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

2.
Francielli Mary Pereira Gimenez. Análise dos eventos adversos no transporte intra-hospitalar do paciente crítico em hospital filantrópico de Londrina, Pr. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

3.
Ricardo Jose Rodrigues. Tempo de reperfusão em pacientes com infarto agudo do miocárdio com elevação do segmento ST: análise de componentes pré e intra-hospitalares. Início: 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

4.
Raquel Bergamasco e Paula. Análise comparativa das taxas de readmissão na Unidade de Terapia Intensiva nos períodos anterior e posterior à implantação do Time de Resposta Rápida no Hospital Universitário de Londrina. Início: 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

5.
Elisangela Flauzino Zampar. Estudo de incidência de infecções em um centro de referências no tratamento de queimaduras. Início: 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Viviane Anami. Perfil epidemiológico do paciente idoso gravemente doente e que aguarda disponibilidade de vaga na unidade de terapia intensiva. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

2.
Jean Gabriel Vieira Coutinho. Incidência e fatores de risco para sepse em pacientes queimados atendidos em centro de tratamento de queimados de um hospital universitário. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

3.
Thássia de Oliveira Alves. Perfil epidemiológico e evolução do paciente politraumatizado que aguarda vaga na unidade de terapia intensiva. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

4.
Julia Izadora da Silva Martins. Análise dos aspectos epidemiológicos da queimadura por álcool líquido na cidade de Londrina e região. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).

5.
Lourenzo Bezerra de Sá. Perfil epidemiológico da lesão inalatória de vias aéreas nos pacientes internados em uma unidade de tratamento de queimados. Início: 2014. Iniciação científica (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Lais Magalhães Carvalho. Aspectos epidemiológicos de síndrome do desconforto respiratório agudo em unidade de terapia intensiva de um centro de tratamento de queimados. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina, . Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

2.
Luiz Fernando Tibery Queiroz. Aspectos epidemiológicos de pacientes admitidos em centro especializado de tratamento de queimaduras. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina, . Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

3.
Marcos Toshiyuki Tanita. Uso de polimixina parenteral para o tratamento de infecções graves causadas por bactérias gram-negativas multirresistentes. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Estadual de Londrina, . Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Irineu Umberto Librenza. Choque. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

2.
Jerdal Micael Quilla Morsoletto. Analgesia, Sedação e Bloqueio Neuromuscular em Unidades de Terapia Intensiva. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

3.
Lucas Meda Caetano Paraiso. Modelo de Padronização de atendimento hospitalar para Síndromes Coronarianas. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

4.
Mauricio Ribeiro de Castro. Traumatismo Crânio Encefálico. 2011. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Medicina Intensiva) - Faculdade Redentor. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

5.
Joel Godoi Bueno. Fisiopatologia e marcadores biológicos na sepse. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

6.
Silvana Kelie Souza de Almeida Barros. Urosepse: diagnóstico, tratamento e prevenção. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

7.
Denise Riguera. Epidemiologia da sepse. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

8.
Marcia Camuci. Transfusão sanguínea como fator de risco para infecção hospitalar. 2007. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

9.
Sildes Silvestrini Brisola. Infecção em cateter venoso central não tunelizado. 2005. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

10.
Cecília Keiko Miura. Resistência bacteriana: fatores predisponentes e prevenção em unidades de terapia intensiva. 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

11.
Maria Emília G. B. Miguel. Estudo da prevenção da pneumonia associada a ventilação mecânica. 2004. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de especialização em infecção hospitalar) - Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

Iniciação científica
1.
Fernanda Chiquetti. Avaliação da evolução das disfunções orgânicas em pacientes graves que aguardam leitos em Unidade de Terapia Intensiva. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

2.
Marjorie Mith Kanehissa. Estudo descritivo sobre o perfil de prescrição de drogas analgésicas e sedativas em pacientes graves fora da UTI. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Fundação Araucária. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

3.
Caio Cesar Takeshi Matsubara. Estudo sobre o perfil epidemiológico da insuficiência renal aguda em pacientes graves internados em hospital universitário. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

4.
Aline Bobato Lara. Estudo descritivo sobre aderência às recomendações da Campanha Sobrevivendo à Sepse em um hospital universitário. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

5.
Karinne Peres de Araujo. Análise descritiva das paradas cardíacas atendidas pelo TRR e fatores prognósticos. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

6.
Álan Roger Gomes Barbosa. Análise das taxas de readmissões em UTI nos períodos anterior e posterior à implantação do time de resposta rápida no hospital universitário da universidade estadual de Londrina. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

7.
Priscila da Silva Taguti. Avaliação da microalbuminúria como fator prognóstico em pacientes com sepse grave. 2010. Iniciação Científica - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

8.
Kawana Uehara. Trombocitopenia como fator prognóstico em pacientes com sepse grave internados em unidade de terapia intensiva. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

9.
Liane Brescovici Nunes. Avaliação do metabolismo das lipoproteínas na sepse e sua relação com o quadro de choque. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Universidade Estadual de Londrina. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.

10.
André M. Sorji Macedo. Disfunção orgânica e mortalidade em pacientes internados em hospital escola avaliados pelo escore SOFA. 2005. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina) - Universidade Estadual de Londrina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Cintia Magalhães Carvalho Grion.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 31/10/2014 às 4:58:25