Clóvis Moisés Priebe Bervald

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/0327792689731095
  • Última atualização do currículo em 19/06/2012


Formação em Engenharia Agrícola, Especialização em Gerenciamento e Utilização de Máquinas Agrícolas, MSc em engenharia Agrícola na Interface Solo Planta máquina. Atuação no mercado de trabalho na área de Secagem e Armazenagem de grãos desempenhando Atividades relacionadas a comercio, implantação, construção, orientação e Treinamento para operação e manutenção de Equipamentos do Segmento Pós-colheita. Autor em Artigos técnico-práticos do Grupo Cultivar máquinas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Clóvis Moisés Priebe Bervald
Nome em citações bibliográficas
BERVALD, C. M. P.

Endereço


Endereço Profissional
Industrial Page, Supervisor REgional de Obras.
Rua Cipriano Curvo 464
Centro
78195-000 - Chapada dos Guimaraes, MT - Brasil
Telefone: (65) 33012054
Ramal: 00


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2005
Mestrado em Engenharia Agrícola.
Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Título: Tecnologia mecanizada em preparo de área sem queima no Nordeste paraense,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: José Miguel Reichert.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
Palavras-chave: Vegetação secundária; Física do Solo.
2002 - 2002
Especialização em Gerenciamento e Utilização de Máquinas Agrícolas. (Carga Horária: 480h).
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Título: Adaptações necessárias em tratores, para preparo de área sem queimada na Amazônia Oriental.
Orientador: Osvaldo Ryohei Kato.
1996 - 2001
Graduação em Engenharia Agrícola.
Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Título: Avaliação e desempenho de Máquinas Trituradoras de Capoeira.
Orientador: OSVALDO RYOHEI KATO.




Atuação Profissional



Industrial Page, PAGE, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2012
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Gestor, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atividades Relacionadas a Gestão de Obras nos estados de MT e RO. Supervisão e montagem de Obras, parciais e completas, ajustes de layot e fluxos, correções conceituais de equipamentos a campo. Adequação, montagem e treinamento técnico de empresas e/ou assistencia técnica a clientes do segmento Pós-colheita. Equipamentos trabalhados no período: secadores de coluna e dutos variáveis a Lenha, máquinas de pré-limpeza, transportadores helicoidais e de correia, elevadores, redlers, silos armazenadores aerações para as mais diversas estruturas, sistemas de captação de pó e secadores de resíduo. enfatizando Unidades Armazenadoras de Grãos e Unidades de Ração para Confinamento de Bovinos.


Grain System Incoporated Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Gestor, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Atividades Relacionadas a Gestão comercial dos estados de MS e MT e posteriormente Gestão de Obras de MT, GO, MG e Nordeste brasileiro. Projeto, configuração, adequação, montagem e treinamento técnico de empresas e/ou assistencia técnica a clientes do segmento Pós-colheita. Equipamentos trabalhados no período: secadores automatizados a Gás e Lenha, máquinas de pré-limpeza, transportadores helicoidais e de correia, elevadores, secadores de coluna a lenha, silos armazenadores e progetos de aeração para as mais diversas estruturas.


Universidade Federal de Santa Maria, UFSM, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestrando em Engenharia Agrícola, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Período utilizado para Realização do Mestrado em Engenharia Agrícola


Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária.
Vínculo institucional

2004 - 2005
Vínculo: Mestrado, Enquadramento Funcional: Bolsista, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Estudos na inerface Solo Planta Máquina para efetivação do Título de Mestre em Engenharia Agrícola.

Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Treinamento, Enquadramento Funcional: Parceria GWDG & AHWI Maschinenbau, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Principios e Fundamentos do Trabalho com Metais e materiais Plásticos. Fabricação de peças de Alta precisão: Tornear, Fresar, Corte. Fabricação de Peças de Baixa precisão: Moldagem de chapas; Principios de Ligação de Metais: Soldagem Elétrica e com Utilização de gases. Corte com Utilização de Oxicorte. Segurança no Trabalho com Ferramentas na Oficina. Montagem e Desmontagem de Componentes de Máquinas. Em enfasê o Triturador de Resíduos (Capoeira).

Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: CONVENIO, Enquadramento Funcional: Parceria Embrapa e Empresa Privada, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Levantamento de Dados de Interface Solo Planta Máquina.

Vínculo institucional

2001 - 2001
Vínculo: CONVENIO, Enquadramento Funcional: ESTAGIÁRIO, Carga horária: 40

Atividades

5/2002 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Oriental, Projeto Shift.

4/2001 - 8/2001
Estágios , Centro de Pesquisa Agroflorestal da Amazônia Oriental, Projeto Shift.

Estágio realizado
AVALIAÇÃO DE DESEMPENHO DE MÁQUINAS TRITURADORAS DE CAPOEIRA.

Universidad de La Republica.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Outro, Enquadramento Funcional: Estágiário na Área de Engenharia Agrícola, Carga horária: 56, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Como estudante da UFPEL-Brasil, através de um período de 32 dias, desenvolvi atividades em Montevideo, junto a CRS (Centro Regional Sur), pertencente a Universidad de La Republica. Conforme descrito no Documento de PASSANTIA (Estágio), durante o período foram realizadas Tareas vinculadas a Investigación, docencia e producción en las unidades de Horticultura, Fruticultura, Suínos e Lechera, colaboró además en el relevamiento de las construcciones existentes en el campo y en la confección del plano de las mesmas que servirá como insumo para los arquitectos para la planificaccion final de la estacion. Participó de los riegos efectuados a 12 ha de maíz y a los ensayos de boniato e morrón. Como visitas de interés fue llevado a conocer el Estabelecimiento Juanico (Empresa Productora e Exportadora de vinos finos), el predio de un productor de endivia(cichorium Sp.), visitó la Empresa productora de citrus Milagros, donde vio en funcionamento diferentes sistemas de riego e instalaciones antihelada que se utilizan en invierno. Prticipó de una jornada del curso para Técnicos asesores a empresas lecheras con visita a colonia Delta viendo diferentes situaciónes de siembra directa y recurrió con la Ing. Agr. M. Garcia productores con invernáculos de producción orgánica bajo diferentes sistemas de cultivo.

Atividades

2/2000 - 3/2000
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Regional Sur, Pesquisa e Desenvolvimento.

2/2000 - 3/2000
Estágios , Centro Regional Sur, Área de Engenharia Agrícola.

Estágio realizado
Estágio na àrea de Engenharia Agrícola.
2/2000 - 3/2000
Serviços técnicos especializados , Centro Regional Sur, Irrigação e Drenagem.

Serviço realizado
Sistematização da Irrigação em 12 ha de Millho.
2/2000 - 3/2000
Serviços técnicos especializados , Centro Regional Sur, Construções Rurais.

Serviço realizado
Levantamento Topográfico para Construção de Unidade De Ordenha para Bovinos..
2/2000 - 3/2000
Serviços técnicos especializados , Centro Regional Sur, Extensão Rural.

Serviço realizado
Informações para cultivo de morrones e morangos em Invernáculos..
2/2000 - 3/2000
Serviços técnicos especializados , Centro Regional Sur, Mecanização Agrícola.

Serviço realizado
Operações de Preparo do solo com trator 4x4 + grade aradora com acionamento multiplo..

Terra Preservada Produtos Orgânicos.
Vínculo institucional

1999 - 1999
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário, Carga horária: 40
Outras informações
Atividades Desenvolvidas ligadas ao Processo de Produção Orgânica da Empresa Terra Preservada. (Beneficiadora e exportadora de Produtos Orgânicos para o Mercado Europeu)

Atividades

9/1999 - 9/1999
Estágios , Assistencia Técnica, Extensão.

Estágio realizado
Fiscalização de Lavouras Juntamente com o órgão fiscalizador. IBD..
9/1999 - 9/1999
Serviços técnicos especializados , Assistencia Técnica, Fiscalização e Certificação.

Serviço realizado
Fiscalização e Certificação pelo Instituto Biodinâmico de Áreas Orgânicas.

Universidade Federal de Pelotas, UFPEL, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 2000
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Estagiário
Outras informações
Atividades relacionadas a Logística de Distribuição física de produtos comercializados via internet (e-commerce) e sus infra-estrutura regional.



Linhas de pesquisa


1.
DESENVOLVIMENTO, APERFEIÇOAMENTO E TESTE DE EQUIPAMENTOS PARA PREPARO DE ÁREA SEM QUEIMA
2.
Instalação de Experimentos em Blocos Cazualizados de Experimentos de Morrón e zappalos.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Máquinas e Implementos Agrícolas/Especialidade: Avaliação de Máquinas E Busca de Métodos Para Avaliação Dessas Máquinas.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Máquinas e Implementos Agrícolas.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Máquinas e Implementos Agrícolas/Especialidade: Avaliação de Trituradores Ahwi na Vegetação Secundária.
4.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas/Especialidade: Armazenamento de Produtos Agrícolas.
5.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Engenharia de Processamento de Produtos Agrícolas/Especialidade: Pré-Processamento de Produtos Agrícolas.
6.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Engenharia Agrícola / Subárea: Construções Rurais e Ambiência/Especialidade: Engenharia de Construções Rurais.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Pouco, Escreve Pouco.
Alemão
Compreende Razoavelmente, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Textos em jornais de notícias/revistas
1.
BERVALD, C. M. P.. No ponto. O procesos de secagem de grãos exige experiencia dos operadores, conhecimento dos equipamentos utilizadosa e também das propriedades dos grãos que serão processados. estes fatores devem caminhar lado a lado, garantindo uma operação eficiente e sem surpresas desagradáveis com o produto final.. Revista Cultivar, Pelotas, p. 14 - 17, 10 jan. 2012.

2.
BERVALD, C. M. P.; FIORAVANTE, M. . Em busca do equilíbrio. A conservação de grãos por longos períodos exige, antes de mais nada, armazenamento em local adequado, atendendo as condições físicas necessárias para tal. Como estes lugares estão sujeitos a variações de temperatura e umidade, o monitoramento deve ser constante para alcançar a qualidade desejada. Revista Cultivar Máquinas, Pelotas, p. 6 - 9, 10 maio 2009.

3.
BERVALD, C. M. P.. Dimensão exata. Um dos pontos importantes da colheita é o fluxo ideal dos grãos, da lavoura até a armazenagem, e a eficiência dessa operação esta diretamente ligada ao dimensionamento correto da unidade armazenadora. Revista Cultivar Máquinas, Pelotas, p. 38 - 40, 10 abr. 2008.

4.
BERVALD, C. M. P.. Armazenamento que cabe no bolso. Estruturas Armazenadoras geralmente lembram altos investimentos financeiros, o que restringe a expansão nas fazendas. Mas existem projetos mais enxutos e menores, com equipamentos multifuncionais, viáveis, inclusive, em propriedades menores. Revista Cultivar Máquinas, Pelotas, , v. 62, p. 22 - 24, 10 abr. 2007.

5.
BERVALD, C. M. P.. Ar que dá Lucro. No Armazenamento de Grãos, a aeração não melhora a qualidade do produto recebido da lavoura, mas conserva por longos períodos de tempo as características existentes, proporcionando assim melhores resultados na comercialização dos produtos. Revista Cultivar Máquinas, Pelotas, p. 22 - 26, 10 jul. 2006.

6.
BERVALD, C. M. P.; Andreas Block ; Osvaldo Ryohei Kato . Adaptação Forçada. O Avanço da Agropecuária brasileira em direção a linha do Equador tornou constante a necessidade de Adaptação dos sistemas mecanizados, aplicáveis aos Trópicos úmidos. Revista Cultivar Máquinas, Pelotas, , v. 31, p. 16 - 19, 10 set. 2005.

7.
BERVALD, C. M. P.; José Miguel Reichert ; Osvaldo Ryohei Kato . Sem Fogo nas Lavouras. Além de evitar as queimadas, que eliminam até 98% do carbono e do nitrogênio no solo, a utilização de triturador de capoeira permite que os detritos sejam utilizados como fonte de matéria orgânica, diminuindo os gastos com adubações complementares. Revista Cultivar máquinas, Pelotas, p. 34 - 37, 10 jul. 2004.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
BERVALD, C. M. P.; José Miguel Reichert ; Dalvan Reinert . Agregados a Seco e compressibilidade de latossolo amarelo submetido a preparos tradicionais e alternativosna Amazônia Oriental. In: XV reunião brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 2004, Santa maria. Manejo do solo: integrando a ciência do solo na produção de alimentos., 2004.

2.
BERVALD, C. M. P.; José Miguel Reichert ; André Anibal Brandt ; Osvaldo Ryohei Kato ; Dalvan Reinert . Determinação do efeito de diferentes sistemas de manejo de capoeira nas propriedades físicas de um latossolo amarelo na amazonia oriental. In: XV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 2004, Santa Maria. Manejo do solo: integrando a ciência do solo na produção de alimentos, 2004.

3.
André Anibal Brandt ; BERVALD, C. M. P. ; José Miguel Reichert ; Dalvan Reinert . Pressão de preconsolidação e índice de compressão de um argissolo vermelho amarelo distrófico arênico sob diferentes preparos. In: XV Reunião Brasileira de Manejo e Conservação do Solo e da Água, 2004, Santa Maria. Manejo do solo: integrando a ciência do solo na produção de alimentos, 2004.


Demais tipos de produção técnica
1.
BERVALD, C. M. P.; Andreas Block ; José Miguel Reichert ; Osvaldo Ryohei Kato ; Konrad Vielhauer . Características e operação de triturador de vegetação secundária para o preparo de área sem queima na Amazônia Oriental. 2007. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Utilização de Máquinas e Implementos Agrícolas Alternativos).

2.
BERVALD, C. M. P.. Adaptações necessárias em tratores, para preparo de área sem queimada na Amazônia Oriental. 2002. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Gerenciamento e Utilização de Máquinas Agrícolas).

3.
BERVALD, C. M. P.. Avaliação de maquinas trituradoras de capoeira.. 2001. (Desenvolvimento de material didático ou instrucional - Monografia de Conclusão de Graduação).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Equipe Empresa Enxuta. 2006. (Seminário).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 13/12/2018 às 7:08:37