Bruno Martins Boto Leite

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3005775363936476
  • Última atualização do currículo em 27/09/2018


Terminou seus primeiros estudos no Lycée François Villon de Paris, França (segundo grau). Possui graduação em História pela Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (2004), Mestrado em história social pela UFRJ (2006) e Doutorado em história pelo Istituto Universitario Europeo de Florença, Itália (2012). Tem experiência na área de História, com ênfase em História da cultura na época moderna (séculos XVI-XVIII), atuando principalmente nos seguintes temas: História dos Intelectuais, História da filosofia e da ciência em Portugal e no Brasil da época moderna. além de trabalhar com História da Educação Jesuítica nos mesmos contextos. É professor adjunto de História Moderna do departamento de História da Universidade Federal Rural de Pernambuco - UFRPE e membro permanente do Programa de Pós-Graduação em História da mesma universidade. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Bruno Martins Boto Leite
Nome em citações bibliográficas
LEITE, B. M. B.;MARTINS BOTO LEITE, BRUNO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UNIVERSIDADE FEDREAL RURAL DE PERNAMBUCO.
Rua Manoel de Medeiros, s/n
Dois Irmãos
52171900 - Recife, PE - Brasil
Telefone: (81) 33206000
URL da Homepage: www.ufrpe.br


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2012
Doutorado em History and Civilization.
European University Institute, E.U.I., Itália.
Título: Lire le livre du corps par le livre du monde. Essai sur la vie, philosophie et médecine d?Estêvão Rodrigues de Castro (1559-1638), Ano de obtenção: 2012.
Orientador: Antonella Romano.
Bolsista do(a): Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación y de la Agencia Española, BECAS MAE, Espanha.
Palavras-chave: Historia da Medicina; Intelectuais portugueses; Historia da Filosofia.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Filosofia.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
2007 - 2008
Mestrado em History and Civilization.
European University Institute, E.U.I., Itália.
Título: ..,Ano de Obtenção: 2008.
Orientador: Antonella Romano.
Bolsista do(a): Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación y de la Agencia Española, BECAS MAE, Espanha.
2005 - 2007
Mestrado em História Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: O Caso Servo do Discurso:a escola de Tácito e a historiografia de D. Francisco Manuel de Melo na Europa do século XVII.,Ano de Obtenção: 2007.
Orientador: Carlos Ziller Camenietzki.
Palavras-chave: Portugal - século XVII; Intelectuais portugueses; Politica e Estado em Portugal.
Grande área: Ciências Humanas
2000 - 2004
Graduação em História.
Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Título: Os intelectuais na questão meridional segundo Antonio Gramsci.
Orientador: Marco Antonio Villela Pamplona.
Bolsista do(a): Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-RIO, Brasil.
2000 interrompida
Graduação interrompida em 2001 em Abi - Ciências Biológicas.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Ano de interrupção: 2001
1997 interrompida
Graduação interrompida em 1999 em Ciências Biológicas.
Universidade Santa Úrsula, USU, Brasil.
Ano de interrupção: 1999
1994 - 1996
Ensino Médio (2º grau).
Lycée François Villon, LFV, França.




Formação Complementar


1995 - 1995
Inglês. (Carga horária: 50h).
Eurocentre Dublin Summer Centre, EDSC, Irlanda.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Oeste da Bahia, UFOB, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2017
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de Filosofia e História da Ciência, Carga horária: 10, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

01/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Comissão responsável pela elaboração dos Projetos Pedagógicos dos cursos de Engenharia Elétrica e Mecânica em Bom Jesus da Lapa - Encargo referente à redação da "caracterização regional" e a "Historia" do munícipio de Bom Jesus da Lapa.
12/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Comissão de elaboração do Projeto Politico Institucional da UFOB - encargo relativo à escrita da parte referente à história de Bom Jesus da Lapa.
10/2014 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Comissão de avaliação da Proposta Política Pedagógica do Curso de Filosofia.
06/2016 - 09/2016
Ensino, Engenharia Elétrica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e historia das ciências
06/2016 - 09/2016
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e história das ciências
01/2016 - 05/2016
Ensino, Engenharia Elétrica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e história das ciências
01/2016 - 05/2016
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e historia das ciências
08/2015 - 12/2015
Ensino, Engenharia Elétrica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e historia das ciências
08/2015 - 12/2015
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Filosofia e historia das ciências
03/2015 - 07/2015
Ensino, Engenharia Elétrica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado e Sociedade
Filosofia e História da Ciência
03/2015 - 07/2015
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Estado e Sociedade
Filosofia e Historia da Ciência
01/2015 - 07/2015
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Multidisciplinar de Bom Jesus da Lapa, .

Linhas de pesquisa
Historia da Educação
01/2015 - 01/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Comissão Organizadora do Processo Seletivo para Contratação de Docentes por Tempo Determinado.
01/2015 - 01/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Concurso Público para docente do Magistério Superior para o cargo de Professor Assistente A da disciplina "Filosofia e História da Ciência" para compor o Campus Multidisciplinar de Barra.
12/2014 - 01/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Coordenação Geral dos Núcleos Docentes, .

Cargo ou função
Coordenador da Comissão organizadora da Semana de Integração Universitária do Campus Multidisciplinar de Bom Jesus da Lapa (UFOB) em 2015.
08/2014 - 01/2015
Ensino, Engenharia Elétrica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência, Tecnologia & Inovação
Filosofia e História da Ciência
08/2014 - 01/2015
Ensino, Engenharia Mecânica, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciência, Tecnologia & Inovação
Filosofia e História da Ciência
09/2014 - 10/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Pró-Reitoria de Graduação e Ações Afirmativas, .

Cargo ou função
Comissão docente para elaboração da ementa e dos conteúdos programáticos do componente curricular "Filosofia e História das Ciências".

Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Professor Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor, Carga horária: 5
Outras informações
Professor colaborador no curso de graduação "Historia do Concilio de Trento" na UFRJ/IFCS (primeiro semestre de 2013). Curso ministrado juntamente com o professor Carlos Ziller Camenietzki.


Museu de Astronomia e Ciências Afins, MAST, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: bolsista PCI, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
O problema da Matéria na obra de Estevão Rodrigues de Castro (1559-1638). Museu de Astronomia e Ciências Afins. Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientação: Prof. Luís Miguel Carolino

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista PIBIC, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20
Outras informações
Briga de Padres - tensões internas na Companhia de Jesus no Brasil Colônia Descrição: Estudo das controvérsias internas da Província do Brasil da Companhia de Jesus, sobretudo daquelas ligadas à missionação e ao papel da Ordem na sociedade colonial.. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 4) / Especialização ( 1) / Mestrado acadêmico ( 0) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) . Integrantes: Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron - Integrante / Bruno Martins Boto Leite - Integrante / Gianriccardo Grassia - Integrante / Carlos Ziller Camenietzki - Coordenador. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa..

Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Bolsista PIBIC, Enquadramento Funcional: Iniciação científica, Carga horária: 20
Outras informações
Sobre os Céus de Lisboa - práticas astronômicas em Portugal nos séculos XVII e XVIII Descrição: Estudo da astronomia em Portugal e das suas aplicações na cultura dos século XVII e XVIII. Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 1) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 0) . Integrantes: Fábio Mendonça Pedrosa - Integrante / Luís Miguel Nunes Carolino - Integrante / Bruno Martins Boto Leite - Integrante / Adriane da Costa Cristóvão - Integrante / Carlos Ziller Camenietzki - Coordenador. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro / Museu de Astronomia e Ciências Afins - Auxílio financeiro / Museu de Astronomia e Ciências Afins - Remuneração / Universidade de Évora - Cooperação..

Atividades

2005 - 2007
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenação de Historia da Ciência, .

Linhas de pesquisa
Historia da Filosofia
2003 - 2005
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenação de Historia da Ciência, .

2/2001 - 3/2003
Pesquisa e desenvolvimento , Coordenação de Historia da Ciência, .

Linhas de pesquisa
Historia Moderna

Instituto de Pesquisa Jardim Botânico do Rio de Janeiro, IP/JBRJ, Brasil.
Vínculo institucional

1998 - 1999
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista de Iniciação cientifica, Carga horária: 20
Outras informações
Desenvolvendo pesquisas no Programa Mata Atlântica, sob a direção da Dra Rejan Rodrigues Guedes-Bruni.


Universidade Santa Úrsula, USU, Brasil.
Vínculo institucional

1996 - 2000
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Fundação Biblioteca Nacional, FBN, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador - Bolsista PNAP, Carga horária: 20
Outras informações
Relatório final de pesquisa: https://www.bn.br/producao/documentos/medicina-padre-estudo-sobre-fundamentos-culturais-medicina


Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Vínculo institucional

2017 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor de História Moderna, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.



Linhas de pesquisa


1.
Historia da Ciência
2.
Historia da Companhia de Jesus
3.
Historia da Filosofia
4.
Historia Moderna
5.
Historia da Educação


Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Ciência, filosofia e teologia nos Estudos Gerais da Antiga Companhia de Jesus, 1572-1759.
Descrição: A partir do final do século XVI e meados do XVII, os jesuítas, para além de suas habituais atividades de missionários, pregadores e mestres de escola, passaram a atuar na sociedade brasileira por meio do ensino universitário: eles ensinavam o conteúdo propedêutico ao ensino universitário europeu ? a Filosofia ? e, posteriormente, passaram a lecionar a parte referente ao curso de Teologia. As primeiras Escolas de Filosofia reconhecidas pelo Estado português e dirigidas aos membros externos à Companhia de Jesus, clérigos e leigos, foram a da Bahia, a do Rio de Janeiro, a de Olinda, as do Maranhão e Pará, a de Recife e a de São Paulo. No que toca o ensino da Teologia, este somente se deu de forma regular e integral nos colégios da Bahia, Rio de Janeiro e Maranhão e, esporadicamente, nos colégios de Olinda e do Pará. Entretanto, naqueles três primeiros espaços, o curso de Teologia não somente era regular como também se dirigia a estudantes externos. Daí que os três colégios jesuíticos eram chamados na época de Colégios Máximos, pois se situavam à altura da Universidade de Évora. Nestas escolas, os padres tinham a intenção, antes de qualquer coisa, de formar bons cristãos na vertente das deliberações do Concílio de Trento, reproduzindo, com isso, os modelos sociais tradicionais do Antigo Regime e a velha estrutura hierárquica do mundo pré-liberal, das monarquias absolutas. Estas escolas dirigiam-se a todos os moradores das capitanias brasileiras: eclesiásticos ou leigos, pobres ou ricos, brancos ou pardos. Além disso, o ensino em questão veiculava, muitas vezes, novas tradições e debates vindos, frescos, da Europa, como era a tradição do Humanismo e aquela da Ciência Moderna [e mesmo, em menor escala, a tradição do Iluminismo, num momento posterior]. Pretendemos, portanto, nos aprofundar na cultura universitária empregada na formação dos moradores da sociedade brasileira e pernambucana do período colonial pelos padres da Companhia de Jesus. Nosso objetivo é o de buscar entender como essa cultura constituiu-se como a base da organização daquela sociedade, sendo o seu elemento estruturante, mas também o princípio da crítica à sua estrutura. Para isso, pretendemos nesse trabalho, de modo geral, estudar como a cultura ensinada nas escolas de filosofia e teologia da Companhia de Jesus, e em especial naquelas de Pernambuco, atuou para formar uma determinada mentalidade ? ou cultura ? que fundamentou a organização e as relações vigentes na sociedade brasileira do Antigo Regime. Nossos objetivos específicos baseiam-se na análise do conteúdo das lições oferecidas pelos padres nas diferentes escolas de filosofia e teologia da Companhia de Jesus, no estudo da trajetória intelectual dos professores destas disciplinas e na análise do perfil dos estudantes oriundos daquelas instituições. Esses objetivos, geral e específico, nos permitirão aprofundar o conhecimento do funcionamento dos Estudos Gerais da Companhia de Jesus no Brasil e, em especial, em Pernambuco..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2017
História intelectual, dos livros e bibliotecas na América portuguesa (séculos XVI-XIX)
Descrição: O presente projeto tem como objetivo resgatar a história intelectual na América portuguesa (séculos XVI e XIX), identificando autores e revelando livros, manuscritos e bibliotecas do referido período. Serão estudados e discutidos os inventários remanescentes das bibliotecas coloniais, sejam públicas, conventuais e privadas, contemplando também investigações sobre os elementos científicos, culturais, pedagógicos e bibliográficos produzidos no interior de ordens e congregações religiosas, com destaque para a Companhia de Jesus, responsável pelos primeiros centros intelectuais da colônia, e o clero diocesano, disperso também em freguesias interioranas. Também será objeto da presente pesquisa os professores régios implantados em todo o Império português na segunda metade do século XVIII, bem como sua produção bibliográfica, orientada pela Ilustração. A história intelectual também deverá ser compreendida nas suas implicações políticas, diplomáticas, militares, educacionais e econômicas, visto que muitos autores brasílicos ocupavam cargos dentro dos quadros burocráticos e militares tanto na América portuguesa quanto em Portugal e em outras partes do território ultramarino. Sociedades literárias, iniciáticas e as acadêmicas coloniais devem ser priorizadas em razão de terem sido espaços tanto políticos quanto de produção do conhecimento, bem como por influenciar o cenário politico das capitanias brasílicas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2015 - 2016
Corporações, Bandeiras e Confrarias mecânicas no Brasil Colonial ? 1549-1808
Descrição: A maior parte da história feita sobre o trabalho na América portuguesa da época colonial recai sobre estudos acerca da mão de obra escrava nas grandes plantações latifundiárias de monocultura. A história do trabalho livre América portuguesa ainda está por ser sistematizada, visto que muitos trabalhos monográficos já foram elaborados a respeito do tema em questão. Nessa época, os trabalhadores livres eram chamados de oficiais mecânicos e eram ?aqueles que se serviam das mãos?. O trabalho livre, desde a Idade Média, era organizado por meio de corporações de oficiais mecânicos, de trabalhadores manuais. As sociedades do Antigo Regime europeu eram organizadas de modo bastante estratificado e a cultura era dividida em ?Artes liberais? e ?Artes Mecânicas?, sendo as primeiras, todos aqueles conhecimentos que libertavam os homens ? como a filosofia ? por meio do ócio, e as segundas, todas aquelas atividades praticadas ?com as mãos?. Os intelectuais da época moderna não botavam a mão na massa, isso era da alçada de grupos socialmente inferiores, subalternos. Nesta categoria podemos colocar os arquitetos, os ?mestres-de-obras?, os desenhistas e pintores, os ourives, os carpinteiros, os sapateiros, os boticários, os barbeiros ou cirurgiões, e muitos outros. Esses personagens tiveram um grande impacto na Ciência e na Arte contemporânea. Sem sua participação na cultura europeia, o conhecimento cientifico teria permanecido no plano especulativo e não teria buscado a sua utilidade prática. Sem eles, a arte seria até hoje anônima e não teria a importância e o estatuto critico que possui nos dias atuais. Nosso objetivo é, portanto, de estudar esses personagens e as instituições por meio das quais se organizavam no período colonial de modo a compreender a importância e o lugar desses agentes para a cultura e para a vida social brasileira da época. O que justifica esse trabalho é seu caráter de novo. Como dissemos, poucos estudos foram feitos sobre esse aspecto da história do trabalho no brasil da época. Além disso, esses estudos nos servem a pensar a contrapartida tropical da história da técnica das sociedades de influência europeia..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Bruno Martins Boto Leite - Coordenador / Kelvin Nogueira Bastos - Integrante / Luiz Henrique Fraga Silva - Integrante.
2014 - 2015
Lição de Padre - Educação de origem religiosa no Brasil Colonial, séculos XVI, XVII e XVIII.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Bruno Martins Boto Leite - Coordenador / Alessandra Dias da Cruz - Integrante.
2008 - Atual
Intelectuais Portugueses da Restauração (1640-1668)

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carlos Ziller Camenietzki em 16/02/2014.
Descrição: Tão logo se mostrou vitorioso o golpe de primeiro de dezembro de 1640 contra o domínio castelhano sobre Portugal, os aderentes se lançaram numa intensa discussão pública sobre seu feito. Inúmeras publicações impressas circularam já desde domingo, dia 2 de dezembro, narrando o acontecido e conclamando as cidades e a nobreza a aclamar D. João, Duque de Bragança, Rei de Portugal. Ao contrário das expectativas dos antigos governantes do reino, o passar do tempo inflamou os ânimos dos portugueses: nobres, tribunais, cidades de Portugal e de suas conquistas aderiram ao gesto restaurador da independência política. A justificativa jurídica e política do ato também não tardou a se apresentar, nem mesmo o esforço pelo reconhecimento do novo rei pelos Estados da Europa, adversários ou aliados de Castela. Nos anos seguintes (1641, 1642, 1643 etc.), diversos letrados, militares e diplomatas lusos, ligados à nova monarquia se lançaram em livros, folhetos e periódicos buscando convencer possíveis aliados da justeza e da estabilidade do gesto restaurador. Ou seja, dentro do reino e fora do reino, os escritores de Portugal independente se esforçaram para realizar uma mesma campanha de persuasão e de convencimento: o reino recuperara sua autonomia com o coroamento de D. João IV e era necessário mostrar sua estabilidade. O presente projeto de pesquisa visa estudar esses autores, seus argumentos e o modelo de Estado que propuseram para esta nova monarquia....
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Bruno Martins Boto Leite - Integrante / Carlos Ziller Camenietzki - Coordenador / Daniel Oliveira de Carvalho - Integrante.
2003 - 2005
Briga de Padres - tensões internas na Companhia de Jesus no Brasil Colônia

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carlos Ziller Camenietzki em 16/02/2014.
Descrição: Estudo das controvérsias internas da Província do Brasil da Companhia de Jesus, sobretudo daquelas ligadas à missionação e ao papel da Ordem na sociedade colonial..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) .
Integrantes: Bruno Martins Boto Leite - Integrante / Carlos Ziller Camenietzki - Coordenador / Carlos Alberto de Moura Ribeiro Zeron - Integrante / Gianriccardo Grassia - Integrante.
2001 - 2003
Sobre os Céus de Lisboa - práticas astronômicas em Portugal nos séculos XVII e XVIII

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Carlos Ziller Camenietzki em 16/02/2014.
Descrição: Estudo da astronomia em Portugal e das suas aplicações na cultura dos século XVII e XVIII..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Bruno Martins Boto Leite - Integrante / Carlos Ziller Camenietzki - Coordenador / Fábio Mendonça Pedrosa - Integrante / Luís Miguel Nunes Carolino - Integrante / Adriane da Costa Cristóvão - Integrante.


Revisor de periódico


2013 - 2013
Periódico: História Unisinos
2014 - 2014
Periódico: ARS HISTORICA
2014 - Atual
Periódico: Rodriguésia (Impresso)


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Historia da cultura no mundo ibérico.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: Historia da Ciência.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Italiano
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Latim
Compreende BemLê Bem.
Alemão
Lê Pouco.
Grego
Lê Pouco.


Prêmios e títulos


2016
Aprovado em primeiro lugar no concurso para professor adjunto na área de História Moderna pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE.
2015
Finalista do Prêmio Jabuti com o capítulo "Animalia, exotica & mirabilia - Os animais brasileiros na cultura europeia da época moderna de Thevet a Redi", Prêmio Jabuti.
2014
Aprovado em primeiro lugar no concurso para professor de Filosofia e História da Ciência da Universidade Federal do Oeste da Bahia - Campus de Bom Jesus da Lapa, UFOB -Universidade Federal do Oeste da Bahia.
2014
Finalista do Prêmio Jabuti com o capítulo "Verdes que em vosso tempo se mostrou..." no livro "Usos e circulação de Plantas no Brasil" organizado por Lorelai Kury, Prêmio Jabuti.
2013
Aprovado em terceiro lugar no concurso para professor substituto de História do Brasil, Instituto de História, UFRJ., UFRJ.
2012
Doutor pelo Programa de Pós-Graduação em História e Civilização do Instituto Universitario Europeu, Florença., European University Institute, E.U.I., Itália..
2011
Aprovado no Programa Nacional de Apoio à Pesquisa 2011 da Biblioteca Nacional, Fundação Biblioteca Nacional.
2007
Mestre, sendo a dissertação "Aprovada com Louvor", pelo Programa de Pós-Graduação em História Social da Universidade Federal do Rio de Janeiro., UFRJ.
2007
Bolsa de Doutorado do Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación y de la Agencia Española, Ministerio de Asuntos Exteriores y de Cooperación y de la Agencia Española (BECAS-MAE).
2007
Classificado na seleção de Doutorado em Historia e Civilização do Istituto Universitario Europeo de Florença - EUI, Istituto Universitario Europeo de Florença - EUI.
2005
Classificado na seleção de Mestrado em Historia do PPGHIS - UFRJ, UFRJ.
2001
Bolsa de Desempenho Acadêmico concedida pelo PUC-Rio cobrindo 80% do valor do curso de História durante 4 anos, Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

Outras
Total de trabalhos:6
Total de citações:1
Bruno Martins Boto Leite  Data: 14/05/2014

Artigos completos publicados em periódicos

1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO2015 MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Conimbricenses nos trópicos: a escrita dos manuais de filosofia da Companhia de Jesus e sua importância nos colégios jesuítas do Brasil. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA CIÊNCIA, v. 8, n. 2, p. 100, 2015.

2.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO2014 MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. La piccolezza dei corpicelli: O conceito de doença epidêmica e contagiosa segundo Estêvão Rodrigues de Castro. História Unisinos, v. 18, p. 35-43, 2014.

3.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO2014 MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. A biblioteca do antigo Colégio dos Jesuítas no Rio de Janeiro. Inventário das obras que restaram.. ANAIS DA BIBLIOTECA NACIONAL, v. 130, p. 255-289, 2014.

4.
CAMENIETZKI, C. Z.2004CAMENIETZKI, C. Z. ; CAROLINO, L. M. ; LEITE, B. M. B. . A disputa do Cometa: Matemática e Filosofia na controvérsia entre Manuel Bocarro Francês e Mendo Pacheco de Brito acerca do Cometa de 1618. REVISTA BRASILEIRA DE HISTÓRIA DA MATEMÁTICA, São Paulo, v. 4, n.7, p. 3-18, 2004.

Capítulos de livros publicados
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Religiosidade popular no Brasil Colonial: Perspectivas de/em um debate historiográfico. In: Paulo César de Brito; Sandra Célia Coelho Gomes da Silva. (Org.). Diversidade Religiosa no Brasil Contemporâneo. 1ed.Goiânia: Kelps, 2015, v. II, p. 173-190.

2.
LEITE, B. M. B.. Animalia, exotica & mirabilia - Os animais brasileiros na cultura europeia da época moderna de Thevet a Redi. In: KURY, Lorelai Brilhante. (Org.). Representações da fauna no Brasil séculos XVI - XX. 1ed.Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio, 2014, v. 1, p. 40-81.

3.
LEITE, B. M. B.. Verdes que em vosso tempo se mostrou. Das boticas jesuíticas da Província do Brasil, séculos XVII-XVIII. In: Lorelai Kury (org.). (Org.). Usos e circulação de plantas no Brasil, séculos XVI-XIX. sn.ed.Rio de Janeiro: Andrea Jakobsson Estúdio, 2013, v. , p. 52-93.

4.
LEITE, B. M. B.. Entre bibliotecas e boticas: A controvérsia dos simples entre Amato Lusitano e Pietro Andrea Mattioli, século XVI. In: Alessandrini N., Russo M., Sabatini G e Viola A. (orgs). (Org.). 'Di buon affetto e commerzio. Relações luso-italianas na Idade Moderna'. 1ed.Lisboa: CHAM, 2012, v. , p. 113-142.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LEITE, B. M. B.. Mezinhas antigas e modernas ? A invenção da Triaga Brasílica pelos jesuítas do Colégio da Bahia no período colonial.. In: 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2012, Sao Paulo. Anais do 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia. São Paulo: Sociedade Brasileira de História da Ciência, 2012.

2.
LEITE, B. M. B.. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História ? ANPUH ? São Paulo, julho 2011 1 Teoria da peste e regulação da profissão médica no 'Trattado unico da constituiçam pestilencial de Pernambuco' (1694) de João Ferreira da Rosa. In: XXVI SIMPÓSIO NACIONAL DE HISTÓRIA, 2011, São Paulo. Anais do XXVI Simpósio Nacional de História ? ANPUH ? São Paulo, julho 2011. São Paulo, 2011.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
LEITE, B. M. B.. Les enseignants de medecine portugais a l'université de Pise (XVIe - XVIIe siècles). In: 40th International Congres on the History of Medicine, 2006, Budapest - Hungria. 40th International Congress on the History of Medicine - Proceedings, 2006. v. II. p. 617-620.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Mezinhas antigas e modernas A invenção da Triaga Brasílica pelos jesuítas do Colégio da Bahia no período colonial.. In: 13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2012, São Paulo. Caderno de Resumos, 2012. p. 92-93.

2.
LEITE, B. M. B.. Les enseignants de médecine portugais à l'université de Pise (XVIe - XVIIe siecles). In: 40th International Congress on the History of Medicine, 2006, Budapest. 40th International congress on the History of Medicine (abstracts). Budapest, 2006. p. 265-266.

3.
LEITE, B. M. B.. Les enseignants de medecine portugais a l'université de Pise (XVIe - XVIIe siècles). In: 40th International Congres on the History of Medicine, 2006, Budapest - Hungria. 40th International Congress on the History of Medicine - Abstracts/Resumes, 2006. p. 265-266.

4.
LEITE, B. M. B.. O debate acerca do cometa de 1618: o caso da controvérsia entre Mendo Pacheco de Brito e Manuel Bocarro Francês.. In: 10 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia, 2005, Belo Horizonte. 10 Seminario de Historia da Ciência e da Tecnologia (caderno de resumos). São Paulo: Sociedade Brasileira de Historia da Ciência. p. 25-25.

Apresentações de Trabalho
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. O conhecimento científico entre intelectuais e trabalhadores manuais, da época Medieval à época Moderna. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. O conhecimento dos boticários da época moderna - entre o popular e o erudito. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Histórias de Bom Jesus da Lapa. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Debates brasileiros sobre o patrimônio material e imaterial: arquitetura e tradições eclesiásticas no Brasil Colonial. 2015. (Apresentação de Trabalho/Outra).

5.
LEITE, B. M. B.. O problema da matéria na obra do médico Estêvão Rodrigues de Castro.. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
LEITE, B. M. B.. Controvérsia matemático-filosófica entre os intelectuais portugueses Manuel Bocarro Francês e Mendo Pacheco de Brito.. 2002. (Apresentação de Trabalho/Outra).

Outras produções bibliográficas
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Medicina de Padre: Estudo sobre os fundamentos culturais da medicina jesuítica no Brasil Colonial.. Rio de Janeiro: Biblioteca Nacional, 2011 (Relatório final de pesquisa).

2.
LEITE, B. M. B.. Sociologia dos conflitos contra os Roms e os Sintos em Italia - pluralidade de contextos e variedade de instrumentos politicos.. Lisboa: Revista Cidades - Comunidades e Territorios. / Instituto Superior de Ciências do Trabalho, 2009. (Tradução/Artigo).

3.
LEITE, B. M. B.. Os indiferentes. Rio de Janeiro: O Pilotis Juridico, 2004. (Tradução/Artigo).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
HEIZER, A. ; CERQUEIRA, A. ; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO ; CATALDO, F. . Exposição Natureza impressa em livro no Jardim Botânico do Rio de Janeiro. 2016.

Trabalhos técnicos


Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OLIVEIRA, A. L. do N.; MIRANDA, C. A. C.; LEITE, B. M. B.. Participação em banca de João Carlos Berenguer Correia. Que deos guarde os que destes males padecerão: a medicina e as práticas de curar diante do maior surto pestilencial do século XVII.. 2018. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura Regional) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

2.
CAMENIETZKI, C. Z.; SEDREZ, L.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Manuela Pereira de Sousa Sobral. Sob o céu de Copenhague: Um estudo sobre a agência do astrônomo Tycho Brahe na corte do Rei Frederico II da Dinamarca e Noruega, 1566-1588.. 2015. Dissertação (Mestrado em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Teses de doutorado
1.
KOJEVNIKOV, A.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; SILVA, I. L.; DIAS, A. L. M.; Junior, O. F.. Participação em banca de Climério Paulo da Silva Neto. Descendentes Vermelhos de Apolo - Construindo as bases para o laser soviético (1939-1961). 2015. Tese (Doutorado em Física) - Universidade Federal da Bahia.

Qualificações de Doutorado
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; ALMEIDA, S. C. C.; PAIVA, J. P. de M.; CARVALHO, M. J. M. de. Participação em banca de Gustavo Augusto Mendonça dos Santos. Os tribunais da Reforma: as relações entre o Tribunal Eclesiástico de Pernambuco e o Tribunal do Santo Ofício de Lisboa no século XVIII (1707-1800). 2018. Exame de qualificação (Doutorando em Programa de Pós-graduação em História - UFPE) - Universidade Federal de Pernambuco.

Qualificações de Mestrado
1.
OLIVEIRA, A. L. do N.; MIRANDA, C. A. C.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de João Carlos Berenguer Correia. Que Deos guarde os que destes males padecerão: a medicina e as práticas de curar diante do maior surto pestilencial do século XVII.. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História Social da Cultura Regional) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

2.
ALMEIDA, S. C. C.; ALMEIDA, M. A. de; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Jesanias Rodrigues de Lima. Multum datum est multum quaeretur ab eo et cui commenda verunt multum plus petent ab eo: A dinâmica da Ordem de São Bento na Capitania de Pernambuco (c. 1592 - c. 1654).. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em História Social da Cultura Regional) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

3.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; MENEZES, J. da S.; RUIZ, R.. Participação em banca de Maria Alice Mendes Rocha. Por um lugar pálio e para além das câmaras: as querelas entre juízes e clérigos em Pernambuco na primeira metade do século XVIII. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Programa de Pós-Graduação em História) - Universidade Federal Rural de Pernambuco.

4.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; SEDREZ, L.; CAMENIETZKI, C. Z.. Participação em banca de Manuela Pereira de Sousa Sobral. Sob o céu de Copenhagem. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em História Social) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; CAMENIETZKI, C. Z.. Participação em banca de Victor Pelaez de Sousa Newlands.Nos panfletos e nas praças: As manifestações teatrais e a cultura política na Restauração de Portugal.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

2.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; CAMENIETZKI, C. Z.. Participação em banca de Carine Pereira Rebonatto.A Academia Brasílica dos Esquecidos e a escrita de dissertações históricas em Salvador (1724-1725). 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

3.
CAMENIETZKI, C. Z.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Camila Pereira de Barros Teixeira.As viagens à Lua no século XVII: Um estudo sobre as consequências literarias da ciência moderna.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

4.
CAMENIETZKI, C. Z.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Gabriella Florence Fiuza.Modelos e artificios: o Renascimento na Italia e no norte da Europa.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

5.
CAMENIETZKI, C. Z.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Edimilson Goes Correa.A crise do Absolutismo. Os casos inglês e francês.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

6.
CAMENIETZKI, C. Z.; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Participação em banca de Ana Carolina Consolini S. Magalhães.Ticiano Vecellio: o retrato do Cinquecento veneziano. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em História) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
MENEZES, J. da S.; MEDEIROS, R. P. de; MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Concurso para professor da Carreira do Magistério Superior, Edital N. 06/2017, Disciplina: História da América. 2017. Universidade Federal Rural de Pernambuco.

2.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO; SANTOS, Bartira Macedo de Miranda; RIBEIRO, J. L. B.. Concurso Público para docente do Magistério Superior para o cargo de Professor Assistente A da disciplina "Filosofia e História da Ciência". 2015. Universidade Federal do Oeste da Bahia.

3.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. Processo Seletivo para Contratação de Docentes por Tempo Determinado. 2015. Universidade Federal do Oeste da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
VII Encontro Internacional de História Colonial. 2018. (Encontro).

2.
VII Encontro Internacional de História Colonial.Ancilla Theologiae - Os cursos de filosofia dos Colégios Jesuíticos na América Portuguesa e a Formação Cultural dos Grupos dirigentes coloniais, séc. XVI-XVIII. 2018. (Encontro).

3.
II Encontro do NEMAT.Os ?Estudos Gerais? da Companhia de Jesus no Brasil, 1572-1759.. 2017. (Encontro).

4.
Exposição Natureza Impressa em Livro - Jardim Botânico do Rio de Janeiro.O Conhecimento dos boticários da época moderna - entre o popular e o erudito. 2016. (Seminário).

5.
2° semana de integração universitária da UFOB.Coordenador. 2015. (Encontro).

6.
I Colóquio Internacional em Diversidade Religiosa no Brasil Contemporâneo. Religiosidade popular na época do Concilio de Trento: sobre magia e feitiçaria no Brasil Colonial. 2015. (Congresso).

7.
I Seminário de Iniciação Científica da UFOB - CNPQ.Comitê de Avaliação. 2015. (Seminário).

8.
XXVIII Simpósio Nacional de História. 2015. (Simpósio).

9.
1° Semana de Integração Universitária da UFOB.palestrante. 2014. (Outra).

10.
XVI Encontro Regional de História - ANPUH-Rio.ST 043. Instituições, saberes e práticas científicas no mundo ibérico: Portugal, Espanha e seus domínios ultramarinos (Séculos XVI-XIX). 2014. (Simpósio).

11.
VIII Jornada de Estudos Históricos Professor Manuel Salgado.Filosofia, mecenato e governança: da renascença à Europa moderna. 2013. (Encontro).

12.
13º Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.Mezinhas antigas e modernas: A invenção da Triaga Brasílica pelos jesuítas do Colégio da Bahia no período colonial.. 2012. (Seminário).

13.
Portuguese physicians in the early modern period: Geographical expansion and medical prudence. Warburg Institute, 18-19 fevereiro 2011.. From wind to the Body: The conception of Epidemic and contagious disease in Estêvão Rodrigues de Castro.. 2011. (Congresso).

14.
Relações Luso-italianas nos séculos XV-XVIII: balanço e novas linhas de investigação no âmbito da celebração dos 150 anos da União de Itália, 12 de abril de 2011, Centro científico e cultural de Macau, CHAM, Lisboa..A querela dos novos simples: os paradigmas médicos português e italiano no interior do saber médico europeu, século XVI.. 2011. (Outra).

15.
Seminário A Companhia de Jesus na América: Pesquisas e Contrastes. 2011. (Seminário).

16.
Translating Cultures/Tradurre culture.Une médecine transatlantique? Les simples du Nouveau Monde dans la pharmacopée portugaise à la fin du 16e siècle. 2009. (Simpósio).

17.
40th International Congres on the History of Medicine. Les enseignants de medecine portugais a l'université de Pise (XVIe - XVIIe siècles). 2006. (Congresso).

18.
I seminário de bolsistas PCI do MAST, 7 de dezembro 2006.O problema da matéria na obra do médico Estêvão Rodrigues de Castro.. 2006. (Seminário).

19.
Seminário de História da Matemática.A distância do cometa: a questão da paralaxe na discussão sobre o cometa de 1618 entre Manoel Bocarro Francês e Mendo Pacheco de Brito.. 2006. (Seminário).

20.
10 Seminário Nacional de História da Ciência e da Tecnologia.O debate acerca do cometa de 1618: o caso da controvérsia entre Mendo Pacheco de Brito e Manuel Bocarro Francês.. 2005. (Seminário).

21.
Todos os caminhos portugueses vão dar a Camões. 2005. (Outra).

22.
VII Jornada de Iniciação Científica - PIBIC/MAST.Controvérsia matemático-filosófica entre os intelectuais portugueses Manuel Bocarro Francês e Mendo Pacheco de Brito.. 2002. (Outra).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. I Colóquio Internacional em Diversidade Religiosa no Brasil Contemporâneo. 2015. (Congresso).

2.
MARTINS BOTO LEITE, BRUNO. I Colóquio Internacional em Diversidade Religiosa no Brasil Contemporâneo. 2015. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Jossana Millena David Muniz. Os conflitos entre as Ordens Religiosas e as autoridades civis em Pernambuco no século XVIII. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em História Social da Cultura Regional) - Universidade Federal Rural de Pernambuco. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Amanda Vila Nova. O arquiteto jesuíta Francisco Dias e a concepção funcional dos Reais Colégios da Companhia de Jesus no Brasil, séculos XVI e XVII.. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em História) - Universidade Federal Rural de Pernambuco. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Iniciação científica
1.
Kelvin Nogueira Bastos. Corporações, Bandeiras e Confrarias mecânicas no Brasil Colonial ? 1549-1808: A técnica de construção dos engenhos de açúcar na América Portuguesa.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Elétrica) - Universidade Federal do Oeste da Bahia, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Bruno Martins Boto Leite.

2.
Luiz Henrique Fraga. Corporações, Bandeiras e Confrarias mecânicas no Brasil Colonial ? 1549-1808:. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Mecânica) - Universidade Federal do Oeste da Bahia. Orientador: Bruno Martins Boto Leite.

Orientações de outra natureza
1.
Daniel Rodrigues Maia. O padre António da Costa, professor de Teologia e Filosofia no Real Colégio de Olinda, 1730-1745.. 2017. Orientação de outra natureza. (História) - Universidade Federal Rural de Pernambuco, Fundação de Amparo à Ciência e Tecnologia do Estado de Pernambuco. Orientador: Bruno Martins Boto Leite.




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 17/11/2018 às 23:34:50