Adriana Prates Sacramento

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7162416954758894
  • Última atualização do currículo em 17/07/2018


Cursando atualmente o Doutorado em Saúde Pública no Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia (ISC/UFBA). Possui graduação em Ciências Sociais pela UFBA e mestrado em Ciências Sociais pela UFBA. É Sanitarista, egressa da Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva do ISC/UFBA. Tem atuado principalmente com os seguintes temas: Saúde Mental, Uso de Drogas, Redução de Danos e Música Eletrônica. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Adriana Prates Sacramento
Nome em citações bibliográficas
PRATES;Adriana


Formação acadêmica/titulação


2016
Doutorado em andamento em Saúde Pública.
Instituto de Saúde Coletiva da UFBA, ISC / UFBA, Brasil.
Orientador: Luís Augusto Vasconcelos da Silva.
2002 - 2005
Mestrado em Ciências Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: HOMOSSEXUALIDADE, "MODERNIDADE", CONSUMO E HIERARQUIA: UM ESTUDO SOBRE A RELAÇÃO ENTRE IDENTIDADE E CONSUMO NA CONTEMPORANEIDADE,Ano de Obtenção: 2005.
Orientador: EDSON DA SILVA FARIAS.
Palavras-chave: HOMOSSEXUALIDADE; CONSUMO; IDENTIDADE.
Grande área: Ciências Humanas
Setores de atividade: Outros.
2008 - 2009
Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva. (Carga Horária: 360h).
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: A Redução de Danos aplicada ao tratamento da Drogadição: relato de uma experiência bem sucedida do CAPSad de Salvador..
Orientador: Maurice de Torrenté.
Bolsista do(a): Secretaria de Saúde do Estado da Bahia, SESAB, Brasil.
2002 - 2003
Especialização em Relações Públicas.
Universidade do Estado da Bahia, UNEB, Brasil.
1994 - 1998
Graduação em Ciências Sociais.
Universidade Federal da Bahia, UFBA, Brasil.
Título: TORNANDO-SE ADICTO: A EXPERIÊNCIA DE RECUPERAÇÃO DA DROGADIÇÃO NO ÂMBITO DE UMA IRMANDADE ANÔNIMA.
Orientador: MIRIAM SOUSA RABELO.




Atuação Profissional



Fundação Oswaldo Cruz, FIOCRUZ, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2016
Vínculo: Prestação de serviço, Enquadramento Funcional: Entrevistadora
Outras informações
Atuei como entrevistadora na etapa formativa da Pesquisa Divas em Salvador e Fortaleza. A pesquisa DIVAS é um estudo desenvolvido através de uma parceria entre a ENSP/Fiocruz, Universidade Johns Hopkins, Departamento de DST/Aids e Hepatites Virais e Unesco, e ocorreu em 12 capitais brasileiras, com objetivo de conhecer a realidade individual e coletiva das Mulheres Transexuais e Travestis no Brasil. Para mais informações acessar http://www.pesquisadivas.com.br

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Supervisora de Campo em Pesquisa, Carga horária: 40
Outras informações
Atuação como Supervisora de Campo na pesquisa "Perfil dos usuários de crack nas 26 capitais, DF, regiões metropolitanas e Brasil", no Estado da Bahia.


Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia, ISC-UFBA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Técnica em Saúde Mental, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação como referência técnica na área de saúde mental no Distrito Sanitário da Liberdade, em Salvador, no âmbito do projeto empreendido pelo ISC, denominado "Projeto DSL".

Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Tutora, Carga horária: 20
Outras informações
Atuação como tutora dos residentes da categoria Ciências Sociais na Residência Multirpofissional em Saúde Coletiva com Área de Concentração em Saúde Mental do Instituto de Saúde Coletiva da UFBA.

Atividades

10/2013 - Atual
Serviços técnicos especializados , Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil, .

Serviço realizado
Técnica em saúde mental no Projeto Gerar de Economia Solidária em Saúde Mental, coordenado ela Profa. Mônica Nunes (ISC-UFBA), com apoio da SETRE (Secretaria Estadual do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte).
09/2010 - 03/2017
Outras atividades técnico-científicas , Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil, Instituto de Saúde Coletiva da Universidade Federal da Bahia - BA - Brasil.

Atividade realizada
Pesquisadora voluntária no Projeto Poptrans (Vulnerabilidade ao HIV/AIDS e sífilis na população de travestis e transexuais e seus modos de vida em Salvador-Bahia), coordenado pela Profs. Inês Dourado e pelo Prof. Luiz Augusto Vasconcelos.

Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (UFBA), CETAD, Brasil.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Projeto, Carga horária: 20
Outras informações
Idealizadora e coordenadora do Projeto "Drogas, sexualidade e Aids: uma abordagem pela via do gênero" realizado com grupos de adolescentes do gênero masculino participantes dos Programas "Menor aprendiz", (capitaneado pela ONG Instituto Beneficente Conceição Macedo - IBCM) e "Cidadão Aprendiz" (capitaneado pelo SESI) com jovens em cumprimento de medida sócioeducativa. O projeto também foi realizado na Escola Municipal Victor Civita.

Vínculo institucional

2013 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Coordenadora Equipe Consultório de Rua, Carga horária: 30
Outras informações
Atuação como Coordenadora de Equipe Multiprofissional no Projeto Consultório de Rua, cujo objetivo é oferecer atendimento, in loco, a usuários de SPAs em situação de rua

Vínculo institucional

2012 - 2013
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Cientista Social, Carga horária: 30
Outras informações
O Ponto de Encontro foi o primeiro Centro de Convivência para usuários de álcool e outras drogas da Bahia. Ficava localizado em Salvador e era ligado ao CETAD/UFBA. Embora a abertura tenha ocorrido em setembro de 2012, participei da comissão que começou a se reunir, ainda no primeiro semestre de 2012, para conceber e preparar o projeto técnico do dispositivo.

Vínculo institucional

2009 - 2011
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Coordenadora de Equipe do Consultório de Rua, Carga horária: 30
Outras informações
Atuação como Coordenadora de Equipe Multiprofissional no Projeto Consultório de Rua, cujo objetivo é oferecer atendimento, in loco, a crianças e adolescentes em situação de rua.



Projetos de pesquisa


2013 - 2017
Vulnerabilidade ao HIV/Aids e sífilis na população de travestis e transexuais e seus modos de vida em Salvador-Bahia
Descrição: Pesquisa de caráter etno epidemiológico sobre modos de vida e saúde de travestis e mulheres transexuais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.
2.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende Pouco, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
DOURADO, I.2016DOURADO, I. ; Silva, Luis Augusto V. ; Magno, L ; Lopes, Maycon ; Cerqueira, Caio ; PRATES ; Brignol, Sandra ; MACCARTHY, S. . Construindo pontes: a prática da interdisciplinaridade em um estudo com travestis e mulheres transexuais em Salvador ? Bahia ? Brasil - Estudo PopTrans. Cadernos de Saúde Pública (Online), v. 32, p. 1-10, 2016.

2.
PRATES;Adriana2007PRATES. O uso de psicoativos na cena de música eletrônica de Salvador Bahia: uma investida inicial. Os Urbanitas (São Paulo), v. 05, p. ----, 2007.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
NUNES, M. (Org.) ; TORRENTE, M. (Org.) ; PRATES (Org.) . O otimismo das práticas: inovação pedagógica e inventividade tecnológica em uma residência multiprofissional em saúde mental. 1. ed. salvador: Edufba, 2015. v. 400. 507p .

Capítulos de livros publicados
1.
Nery Filho, Antonio ; Flach, Patricia ; Valério, A. Leite R. ; PRATES . A prática do consultório de rua na abordagem da vulnerabilidade associada ao uso de drogas. In: Frederico Garcia; Michele Ralil da Costa; Livia Pires Guimarães; Maila de Castro Lourenço das Nves. (Org.). Vulnerabilidade e uso de drogas. 1ed.Belo Horizonte - MG: CRR - UFMG, 2016, v. Único, p. 349-363.

2.
TORRENTE, M. ; PRATES ; BORGES, A. . O lugar e o papel do Cientista Social nas equipes interdisciplinares em saúde mental. In: Monica Nunes, Maurice de Torrenté e Adriana Prates. (Org.). O otimismo das práticas: inovações pedagógicas e inventividade tecnológica em uma residência multiprofissional de saúde mental. 1ed.Salvador: Edufba, 2015, v. 1, p. 109-142.

3.
PRATES. A redução de danos aplicada ao tratamento da drogadição. In: Monica Nunes, Maurice de Torrenté e Adriana Prates. (Org.). O otimismo das práticas: inovações pedagógicas e inventividade tecnológica em uma residência multiprofissional de saúde mental. 1ed.Salvador: Edufba, 2015, v. 1, p. 217-240.

4.
PRATES. A redução de danos aplicada ao uso de silicone líquido e hormônios. In: Maria Thereza Ávila Dantas Coelho; Liliana Lopes Pedral Sampaio. (Org.). Transexualidades: um olhar multidisciplinar. 1ed.salvador: Edufba, 2014, v. , p. 125-132.

5.
PRATES. Tornando-se adicto. In: Geraldo Ramos Soares. (Org.). Tabuleiro de Talentos: 12 jovens cientistas sociais desvendam a Bahia. 00ed.Salvador: ASEB, 2000, v. 00, p. 39-57.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
DOURADO, I. ; Silva, Luis Augusto V. ; Magno, L ; SOARES, F. ; SILVA, R. A. ; PRATES ; Brignol, Sandra ; MACCARTHY, S. . Fatores Associados ao HIV Entre Mulheres Transgênero: um Estudo RDS em Salvador-Bahia. In: X Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2017, Florianopólis. Anais do X Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2017.

2.
DOURADO, I. ; MACCARTHY, S. ; Magno, L ; Cerqueira, Caio ; Brignol, Sandra ; Lopes, Maycon ; PRATES ; Silva, Luis Augusto V. . Local context is everything: a study of transvestite, transsexual and transgender women in Northeast Brazil. In: 21st International Aids Conference, 2016, Durban. ABSTRACT BOOK AIDS 2016 21ST INTERNATIONAL AIDS CONFERENCE, 2016. p. 616-616.

3.
Magno, L ; DOURADO, I. ; Silva, Luis Augusto V. ; Cerqueira, Caio ; Brignol, Sandra ; Lopes, Maycon ; MACCARTHY, S. ; PRATES . Testagem sorológica e ética: contribuições da pesquisa qualitativa em estudos com travestis e transexuais. In: IX Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2014, Vitória do ES. As Fronteiras da Epidemiologia Contemporânea: do conhecimento científico à ação. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2014. p. 1618-1618.

4.
DOURADO, I. ; Silva, Luis Augusto V. ; Magno, L ; Cerqueira, Caio ; Brignol, Sandra ; Lopes, Maycon ; MACCARTHY, S. ; PRATES . Construindo pontes: a prática da interdisciplinaridade em um estudo com travestis e transexuais em Salvador - Bahia. In: IX Congresso Brasileiro de Epidemiologia, 2014, Vitoria do ES. As Fronteiras da Epidemiologia Contemporânea: do conhecimento científico à ação. Rio de Janeiro: ABRASCO, 2014. p. 861-862.

Apresentações de Trabalho
1.
PRATES. Gênero, sexualidade e música eletrônica. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
PRATES. Homossexualidade, consumo e hierarquia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
PRATES. Música eletrônica, gênero e sexualidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Outra).

4.
PRATES. O cuidado ao usuário de substâncias psicoativas: das políticas públicas às intervenções possíveis. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
PRATES. A metodologia do encontro: proposta de uma ética para o cuidado de individuos estigmatizados. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
PRATES. Uso e/ou abuso de SPA - Substâncias Psicoativas. 2013. (Apresentação de Trabalho/Outra).

7.
PRATES. Música Eletrônica e a relação entre arte, cultura, tecnologia e mercado. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
PRATES. Redução de danos para uso de silicone e hormônios. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
PRATES. O uso de psicoativos na cena de música eletrônica de SSA. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

Outras produções bibliográficas
1.
Duarte, C. M. ; PRATES . Musica eletrônica: de onde viemos para onde vamos? 2015 (Publicação eletrônica).

2.
PRATES. A metodologia do encontro 2012 (publicação em site institucional).

3.
PRATES. O crack pode melhorar a sociedade 2012 (publicação em site institucional).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
PRATES. VII Colóquio de História da Educação da Bahia. 2005.

2.
PRATES. 3o Seminario PROCAD UNEB / IPPUR. Tema: Infra-Estrutura, Organização Territorial e Desenvolvimento Local. 2004.

3.
PRATES. VII Jornada de Iniciação Científica da Universidade do Estado da Bahia - Uneb. 2003.

4.
PRATES. VI Jornada de Iniciação Científica da Universidade do Estado da Bahia - Uneb. 2002.

5.
PRATES. V Jornada de Iniciação Científica da Universidade do Estado da Bahia - Uneb. 2001.

6.
PRATES. IV Jornada de Iniciação Científica da Universidade do Estado da Bahia - Uneb. 2000.

7.
PRATES. III Jornada de Iniciação Científica da Universidade do Estado da Bahia - Uneb. 1999.


Demais tipos de produção técnica
1.
PRATES. Workshop: oficina de DJ. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
PRATES. Atenção à criança e ao adolescente em situação de uso e/ou abuso de substâncias psicoativas. 2013. (Expositora (em curso de capacitação sobre infância/adolescência e uso de SPA) para a PM).

Demais trabalhos
1.
PRATES. Estratégias de intervenção extramuros ? o consultório de rua. 2014 (Aula em Curso de Aperfeiçoamento sobre crack e outras drogas para Agentes do sistema judiciário do M) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Monografias de cursos de aperfeiçoamento/especialização
1.
PRATES; TORRENTE, M.. Participação em banca de Jarissa Porto dos Santos. Me respeite que eu sou capoeirista: notas sobre o grupo de capoeira de um CAPS II em SSA. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Residência Multiprofissional em Saúde Coletiva / Saúde Mental) - Instituto de Saúde Coletiva da UFBA.

2.
PRATES; Flach, Patricia. Participação em banca de Edmundo Ferreira Pontes. A humilhação moral da ralé da ralé: considerações sobre desigualdade social brasileira e uso de substâncias psicoativas. 2016. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Atenção integral ao consumo e consumidores de AD) - Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (UFBA).

3.
PRATES. Participação em banca de Michelle dos Santos Campos. Espassos da rua: trajetória de uma prática com população em situação de rua na cidade de SSA. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Atenção integral ao consumo e consumidores de AD) - Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (UFBA).

4.
PRATES. Participação em banca de Marina Leal de Castro. Estratégias de redução de danos desenvolvidas no Brasil no contexto do uso de drogas. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização "Atenção Integral ao cons") - Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (UFBA).

5.
PRATES. Participação em banca de Fernanda de Ataíde da Mota. Atenção às crianças e adolescentes em situação de vulnerabilidade social, consumidoras de AD no Município de Lauro de Freitas-Ba. 2013. Monografia (Aperfeiçoamento/Especialização em Atenção integral ao consumo e consumidores de AD) - Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (UFBA).

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
PRATES; Sobreira, Sérgio.; Nussbaumer, Gisele. Participação em banca de Adlei Santos Pereira.Pesquisa sobre público de música eletrônica de Salvador: diagnóstico on-line para produtores e empreendedores da cena eletrônica soteropolitana. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Comunicação Social) - Universidade Federal da Bahia.

2.
PRATES. Participação em banca de Gláucia Alves de Oliveira.DO CONSULTÓRIO DE RUA AO CONSULTÓRIO NA RUA: UMA ESTRATÉGIA DE CUIDADO A USUÁRIOS DE DROGAS EM SITUAÇÃO DE RUA. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Psicologia) - Faculdade Social da Bahia.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
PRATES. Comissão julgadora do concurso "Edital 16/2012 Setorial de Música". 2012. Secretaria de Cultura do Estado da Bahia.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
I ENCONTRO BRASILEIRO DE SAÚDE TRANS-BRPATH.Entendendo o contexto local: um estudo entre travestis e mulheres transexuais no Nordeste do Brasil. 2017. (Encontro).

2.
XIII ENECULT- Encontro de Estudos Multidisciplinares em Cultura.Gênero como performance: Cabaret Drag King. 2017. (Simpósio).

3.
II Seminário e treinamento em metodologia de pesquisa em sexualidade, gênero e direitos humanos.Relato da pesquisa "Homossexualidade, consumo e hierarquia", realizada no mestrado. 2016. (Seminário).

4.
I Simpósio sobre vulnerabilidade em saúde da Escola Baiana de Medicina e Saúde ice Pública.Vulnerabilidade de pessoas em situação de rua. 2016. (Simpósio).

5.
Ufba 70 anos. O projeto GERAR (Cultura e saúde mental: reflexões sobre estratégias de geração de renda). 2016. (Congresso).

6.
II Seminário Internacional Desfazendo Gênero. 2015. (Seminário).

7.
IV Seminário Enlaçando sexualidades.A Redução De Danos Como Proposta De Cuidado No Uso De Silicone Industrial E Hormônios. 2015. (Seminário).

8.
II Colóquio do GIESP (Grupo Interdisciplinar de Estudos sobre Substâncias Psicoativas).Proposta de uma ética para o cuidado de indivíduos estigmatizados: a metodologia do encontro. 2014. (Outra).

9.
V Congresso da ABGLT - Associação Brasileira de Lésbicas, Gays, Bissexuais, Travestis e Transexuais. A redução de danos aplicada ao uso de silicone líquido e hormônios. 2014. (Congresso).

10.
I Simpósio Nacional de Política para Transexuais. 2012. (Simpósio).

11.
Seminário em metodologia de pesquisa em sexualidade, gênero e direitos humanos.Relações inter-raciais, estado nação e branquitude. 2012. (Seminário).

12.
I SEMINÁRIO DA ABESUP: Drogas, Cultura e Sociedade.O uso de psicoativos na cena de música eletrônica de Salvador-Bahia. 2009. (Seminário).

13.
XXIX SEMANA DE FARMÁCIA DA UFBA.A Experiência na Residência Multiprofissional de Saúde. 2009. (Encontro).

14.
1º Congresso da Associação Brasileira Multidisciplinar sobre Drogas. A redução de danos aplicada ao tratamento da drogadição: a experiência do CAPSad (Salvador). 2008. (Congresso).

15.
I Congresso Brasileiro de Saúde Mental da Abrasme. Discutindo o uso de álcool e outras drogas a partir de uma abordagem transversal: a questão da masculinidade. 2008. (Congresso).

16.
I ENCONTRO NACIONAL DE ANTROPOLOGIA DO CONSUMO.CONTEMPORANEIDADE, IDENTIDADE, HOMOSSEXUALIDADE E CONSUMO: UMA PROPOSTA DE ESTUDO SOBRE A IDENTIDADE HOMOSSEXUAL NA CONTEMPORANEIDADE. 2004. (Encontro).

17.
IX CONGRESSO DE LA SOCIEDADE LATINOAMERICANA DE ESTUDIOS SOBRE AMERICA LATINA Y CARIBE: LA INTEGRACION DE LA DIVERSIDAD RACIAL Y CULTURAL DEL NUEVO MUNDO. TERRITORIALIZAÇÕES NA CENA GAY DE SALVADOR. 2004. (Congresso).

18.
VII SEMINÁRIO SEMESTRAL DO GRUPO DE PESQUISA SOBRE MEMÓRIA, CULTURA E DESENVOLVIMENTO.HOMOSSEXUAIS: INTERSTÍCIO ENTRE GÊNERO E SEXUALIDADE ?. 2004. (Seminário).

19.
VI SEMINÁRIO INTERNO DO GRUPO DE PESQUISA TRADIÇÕES E SOCIABILIDADES CONTEMPORÂNEAS.TERRITÓRIOS ITINERANTES FORMANDO A CENA GAY DE SALVADOR. 2004. (Seminário).



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Aprovada na Seleção Pública para Professor Substituto, Edital 001/2017, da Universidade Estadual de Feira de Santana - UEFS. 

Bolsista de IC durante a graduação. 

Realizou tirocínio docente no componente curricular Teorias Sociais em Saúde, no curso de graduação em Saúde Coletiva UFBA.

Atualmente participa dos seguintes grupos de pesquisa:

NEPADI/ ISC/UFBA (Núcleo de Ensino e Pesquisa em AIDS e outras Doenças Infecciosas). 

GIESP/UFBA (Grupo Interdisciplinar de estudos sobre substâncias psIcoativas). 

Correspondente do Núcleo de Estudos Interdisciplinares sobre Psicoativos (NEIP > www.neip.info). 

Membro do Balance: primeiro coletivo da América Latina com objetivo promover a redução de danos para uso de psicoativos na cena da música eletrônica. 

Membro do Pragatecno: coletivo composto por djs, artistas gráficos e promoters, que atua desde 1998 com o objetivo de difundir a música eletrônica no Norte / Nordeste do Brasil (www.pragatecno.com.br). 

Integrou o Projeto Poptrans, desenvolvido no Instituto de Saúde Coletiva da UFBA (ISC-UFBA) e coordenado pela Dra. Inês Dourado, compreendendo uma pesquisa sobre saúde e modos de vida da população de travestis e mulheres transexuais no município de Salvador (finalizada em 2017). 

Participou, na qualidade de Coordenadora de Equipe Multiprofissional,da reimplantação do Consultório de Rua, um projeto do Centro de Estudo e Terapia do Abuso de Drogas (CETAD / UFBA), com fomento da Secretaria Nacional de Políticas sobre Drogas (SENAD) que tem como objetivo atender, in loco, crianças e adolescentes usuários de substâncias psicoativas, em situação de rua.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/12/2018 às 6:09:46