Nilson Oleskovicz

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/3150288038945608
  • Última atualização do currículo em 15/09/2018


Médico Veterinário (1999), pela Universidade do Estado de Santa Catarina, CAV/UDESC, Mestre (2001) e Doutor (2005) em Cirurgia Veterinária pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, FCAV/UNESP/Jaboticabal-SP. Professor de Anestesiologia Veterinária e Terapêutica Veterinária na UDESC Lages-SC, desde março de 2006, Classe Atual: Titular nível 5. Orientador no Programa de Pós Graduação em Ciência Animal (PPGCA), nível mestrado e doutorado, linha de Pesquisa em Anestesiologia Animal e Cirurgia Veterinária. Orientador no Programa de Residência em Medicina Veterinária (PRORES/MV) na UDESC. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq nível 2. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nilson Oleskovicz
Nome em citações bibliográficas
OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson

Endereço


Endereço Profissional
Universidade do Estado de Santa Catarina, Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.
Avenida Luiz de Camões, 2090
Conta Dinheiro
88520000 - Lages, SC - Brasil
Telefone: (49) 21019281
Fax: (49) 21019120
URL da Homepage: http://www.cav.udesc.br


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2005
Doutorado em Cirurgia Veterinária.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: EFEITOS HEMODINÂMICOS E METABÓLICO DA ANESTESIA DISSOCIATIVA NA REPOSIÇÃO VOLÊMICA COM COLÓIDE E SOLUÇÃO HIPERTÔNICA: AVALIAÇÃO TARDIA POR BIOTELEMETRIA, Ano de obtenção: 2005.
Orientador: Carlos Augusto Araújo Valadão.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: cães; hipovolemia; cetamina; hidroxietilamido; Biotelemetria.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Anestesiologia.
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Cirurgia Traumatológica.
Setores de atividade: Cuidado À Saúde das Pessoas.
2000 - 2001
Mestrado em Cirurgia Veterinária.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
Título: Injeção Epidural de Cetamina ou Cetamina Levógira no Controle da Dor Pós-Incisional, em Equinos,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Carlos Augusto Araújo Valadão.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: von Frey; cetamina; cetamina levógira; equinos; HIPERALGESIA; EPIDURAL.
Grande área: Ciências Agrárias
Grande Área: Ciências da Saúde / Área: Medicina / Subárea: Cirurgia / Especialidade: Anestesiologia.
Grande Área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal / Especialidade: Clínica Cirúrgica Animal.
Setores de atividade: Outro; Produção Animal, Inclusive Serviços Veterinários.
1995 - 1999
Graduação em Medicina Veterinária.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Título: Estágio Curricular na área de Clínica, Cirurgia e Anestesiologia de grandes animais.
Orientador: Aury Nunes de Moraes.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2016 - 2016
TJ COACHING PROGRAM. (Carga horária: 210h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Campanha de Castração. (Carga horária: 10h).
Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner, PMAW, Brasil.
2008 - 2008
Extensão universitária em Campanha de Castração. (Carga horária: 10h).
Prefeitura Municipal de Alfredo Wagner, PMAW, Brasil.
2007 - 2007
Extensão universitária em Projeto Rondon. (Carga horária: 170h).
Ministério da Defesa, MD, Brasil.
2006 - 2006
Extensão universitária em Campanha de Esterilização de Cães das Comunidades. (Carga horária: 40h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2006 - 2006
Formação e Capacitação Docentes Udesc. (Carga horária: 60h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
2000 - 2000
Curso Intensivo de Inglês. (Carga horária: 40h).
Advance Inglês E Informática, ADVANCE, Brasil.
2000 - 2000
Mastite Bovina Causas Controle e Consequências na. (Carga horária: 10h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
2000 - 2000
VI Curso Teórico Prático de Videocirurgia. (Carga horária: 10h).
Centro de Aperfeiçoamento e Educação Continuada Em Cirurgia, CAECC, Brasil.
2000 - 2000
Emergência Em Medicina Veterinária de Grandes e Pe. (Carga horária: 16h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Membro da Comissão de Apoio no IX Camev.
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Estágio Curricular no Setor de Bovinocultura de Le. (Carga horária: 384h).
Cooperativa Mista Agro Pecuária Witmarsum Ltda, WITMARSUM, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Estágio Curricular na Área de Anestesiologia de Gr. (Carga horária: 275h).
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Estágio de Férias no Hospital de Clínica Veterinár. (Carga horária: 109h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1999 - 1999
Curso Básico de Técnica de Pesquisa. (Carga horária: 16h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Estágio Extracurricular na Área de Clínica e Cirur. (Carga horária: 43h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Estágio Extracurricular na Área de Clínica Manejo.
Fazenda Berrante, FZB, Brasil.
1998 - 1998
Extensão universitária em Estágio Extracurricular na Área de Bovicultura de.
Cooperativa Agro Pecuária de Canoinhas, COOPERCANOINHAS, Brasil.
1998 - 1998
Deficiências Minerais E Mineralização Em Ruminante. (Carga horária: 11h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1998 - 1998
Inseminação Artificial Em Bovinos. (Carga horária: 40h).
Fundação Bradesco, FB, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Serviço de Extensão do Hospital de Clínica Veterin. (Carga horária: 9h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Auxiliar da Comissão Organizadora.
Feira Agropecuária, MERCOLEITE, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Estágio Extracurricular na Área de Equinocultura. (Carga horária: 120h).
Centro de Treinamento Hípico Arco Íris, CTHAI, Brasil.
1997 - 1997
Extensão universitária em Plantão Acadêmico na Área de Clínica e Cirurgia. (Carga horária: 62h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1996 - 1996
Extensão universitária em Serviço de Extensão do Hospital de Clínica Veterin. (Carga horária: 9h).
Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
1996 - 1996
Extensão universitária em Estágio Extracurricular na Área de Assistência Téc.
Cooperativa Agro Pecuária de Canoinhas, COOPERCANOINHAS, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Efetivo, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Nomeado por Concurso Público, edital 03/2005, para exercer o cargo de Professor Universitário, Nível IV, Referência I, do quadro de pessoal permanente da UDESC/CAV, com carga horária de 40 horas, na área de Anestesiologia Veterinária.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador Concursado, Carga horária: 20
Outras informações
Professor Colaborador Concursado das Disciplinas de Técnica Cirúrgica, Patologia Clínica Cirúrgica, Anestesiologia Veterinária e Terapêutica

Vínculo institucional

2001 - 2003
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor Colaborador Concursado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor Colaborador Concursado das Disciplinas de Técnica Cirúrgica, Patologia Clínica Cirúrgica e Anestesiologia Veterinária

Atividades

06/2013 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências Agroveterinárias/CAV, .

Cargo ou função
Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciência Animal, nível Mestrado e Doutorado.
04/2010 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências Agroveterinárias/CAV, .

Cargo ou função
Coordenador do Hospital de Clínica Veterinária (HCV).
04/2010 - Atual
Extensão universitária , Centro de Ciências Agroveterinárias/CAV, .

Atividade de extensão realizada
Coordenador do Programa de Extensão do Hospital de Clínica Veterinária - HCV.
04/2010 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro de Ciências Agroveterinárias/CAV, .

Cargo ou função
Membro do Comitê de Ética e Bem Estar Animal do CAV/UDESC.
06/2009 - Atual
Direção e administração, Centro de Ciências Agroveterinárias/CAV, .

Cargo ou função
Presidente da Comissão de Pesquisa do Departamento de Medicina Veterinária.
4/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro Agroveterinário, Departamento de Clinica e Patologia.

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Curso de Medicina Veterinária.
4/2006 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Centro Agroveterinário, Setor de Veterinaria.

Cargo ou função
Membro do Colegiado do Curso de Mestrado em Ciências Veterinárias.
03/2006 - Atual
Ensino, Ciencia Animal, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Dor e Analgesia
Anestesiologia Avançada
Anestesia em pacientes especiais
Técnicas anestésicas à campo
2/2006 - Atual
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anestesiologia Veterinária
Técnica Cirúrgica
Patologia e Clínica Cirúrgica
2/2006 - Atual
Extensão universitária , Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.

Atividade de extensão realizada
Extensão Universitária na Área de Anestesiologia, com carga horária de 8 horas/semanais.
3/2005 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.

3/2005 - Atual
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anestesiologia
Patologia Clínica Cirúrgica
Técnica Cirúrgica
3/2005 - 2/2006
Extensão universitária , Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.

Atividade de extensão realizada
Plantão na Área de Anestesiologia Veterinária (Total = 384 horas).
10/2001 - 1/2003
Pesquisa e desenvolvimento , Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.

Linhas de pesquisa
Anestesiologia Veterinária
10/2001 - 1/2003
Ensino, Medicina Veterinária, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Anestesiologia
Patologia Clínica Cirúrgica
Técnica Cirúrgica
10/2001 - 1/2003
Extensão universitária , Centro Agroveterinário, Hospital de Clínica Veterinária.

Atividade de extensão realizada
Plantão Clínico Cirúrgico.


Linhas de pesquisa


1.
Anestesiologia Veterinária
2.
Cirurgia Veterinária
3.
Diagnóstico por imagem


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Avaliação hemodinâmica, hemogasometrica e metabólica da infusão de norepinefrina, dopamina e dobutamina em cães hipotensos.
Descrição: A hipotensão é uma das diversas complicações anestésicas que acaba repercutindo gravemente no pós-operatório quando não tratada de forma adequada. Dentre as opções para o seu tratamento, temos os fármacos vasoativos e inotrópicos positivos, cuja ação não interfere somente na atividade hemodinâmica, mas também no metabolismo destes pacientes. Existem alguns estudos com o uso destes fármacos em cães acordados e anestesiados, porém não há estudos em animais hipotensos, onde pelo quadro patológico instaurado, já haverá algum impacto no metabolismo destes pacientes, não sabendo então qual será a repercussão do uso destes fármacos para tratar a hipotensão. O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos da dopamina, dobutamina e norepinefrina nas variáveis hemodinâmicas, hemogasométricas e metabólicas em cães hipotensos. Serão utilizados 18 cães, machos, hígidos através de exames clínicos e laboratoriais, provindos da rotina do Hospital de Clinicas Veterinárias CAV/UDESC, sendo internados no dia prévio ao estudo, e submetidos a um jejum de solido de 12 horas e hídrico de 6 horas. No dia do estudo, os mesmos serão induzidos a anestesia geral com propofol na dose de 8 mg/kg e subsequente intubação, conectados ao sistema circular valvar com reinlação parcial de gases, sendo administrado isoflurano a 2 V%. Neste momento será realizada a paramentação do animal através da cateterização arterial e insercação do cateter venoso central, sendo ao final deste momento a vaporização do isoflurano ajustada para 1,4 V%. Após 5 minutos, os animais serão submetidos a ventilação mecânica e aguardado 15 minutos para então aumentar a vaporização para 3,5 V% até se obter uma pressão arterial média menor que 50 mmHg. Após atingirem está meta, será aguardado 10 minutos e iniciado então a infusão dos seguintes tratamentos: dopamina (DA); dobutamina (DB); e norepinefrina (NE), os quais receberão 5 µg/kg/min, 3 µg/kg/min e 0,05 µg/kg/min, respectivamente. A cada 30 minutos, a dose da infusão será aumentada 50% em relação as doses iniciais, até chegar nas doses de 10 µg/kg/min para a dopamina, 5 µg/kg/min para a dobutamina e 0,1 µg/kg/min para a norepinefrina. Os momentos a serem avaliados serão: o basal (MESP), 5 minutos após o ajuste da vaporização para 1,4 V%; MBASAL, 15 minutos após a ventilação mecânica; M0, após 10 minutos dos animais apresentarem-se hipotensos; e a cada 10 minutos após o inicio da infusão de vasoativo, até perfazer uma hora e meia do início da infusão (M10, M20, M30...). Os parâmetros avaliados a cada momento serão: frequência cardíaca; pressão arterial sistólica, diastólica e média; pressão venosa central; frequência respiratória; fração expirada de dióxido de carbono ao final da expiração; consumo de oxigênio; consumo de oxigênio indexado pela área de superfície corpórea; produção de dióxido de carbono; produção de dióxido de carbono indexado pela área de superfície corpórea; coeficiente respiratório; gasto energético diário; débito urinário; potencial hidrogêniônico; pressão arterial de oxigênio; pressão arterial de dióxido de carbono; concentração de bicarbonato; saturação de oxigênio; déficit de bases; concentração de sódio; concentração de cloro; concentração de cálcio; concentração de potássio; ânion gap; hematócrito; concentração total de hemoglobina; débito cardíaco; índice cardíaco; volume sistólico; índice sistólico; índice de trabalho ventricular esquerdo; índice de resistência vascular sistêmica; oferta de oxigênio; e taxa de extração de oxigênio. Para a analise estatística será utilizado One Way ANOVA, seguido por teste de Dunnet para comparação entre os grupos, e para a comparação entre os momentos será utilizado One Way RM ANOVA, seguido pelo teste de Dunnet. As diferenças serão consideradas significativas quando p ≤ 0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante / CRISTIANE PIRES - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos da dipirona em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia eletiva.
Descrição: A dipirona tem sido amplamente utilizada para o controle da dor em gatos, porém a escassez de estudos que comprovem sua eficácia analgésica isolada e seus efeitos colaterias na espécie felina tem limitado seu uso. Objetiva-se com este estudo avaliar analgesia preemptiva da dipirona em gatas. Para isso, serão utilizadas 18 gatas, sem raça definida, pesando entre 2 e 4 kg, comprovadamente hígidas através de hemograma e testes bioquímicos, encaminhadas para ovariossalpingohisterectomia eletiva. O animal permanecerá internado 24 horas antes do procedimento para avaliação do seu comportamento basal e passará por jejum sólido de 12 horas. No dia do estudo os animais serão contidos fisicamente para canulação da veia cefálica e então serão alocados em 3 grupos: os quais receberão dipirona 25 mg/kg IV antes do estímulo cirúrgico (DPRE, n=6) e solução salina IV ao término do procedimento, solução salina IV antes do estímulo cirúrgico e dipirona 25 mg/kg IV após o estímulo cirúrgico (DPOS, n=6) e solução salina IV antes e depois do estímulo cirúrgico (GC= 6). Após 15 minutos da aplicação dos tratamentos, os animais serão induzidos à anestesia com propofol na dose de 10 mg/kg IV. A manutenção anestésica será com isofluorano diluídos em oxigênio a 100% com a CAM necessária para manter o plano anestésico, e o resgate analgésico no período trans-operatório será feito com fentanil na dose de 2,5µg/kg IV. A avaliação de dor pós-operatória será realizada por meio da escala multidimensional de dor aguda em felinos, contando com dois avaliadores nos momentos 2, 4, 6, 8, 12 e 24 horas após o término da cirurgia. Os dados coletados serão submetidos à análise estatística, e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando P<0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação de parâmetros hemodinâmicos, respiratórios, metabólicos e hemogasométricos de coelhos submetidos a diferentes modalidades ventilatórias com diferentes frações inspiradas de oxigênio.
Descrição: Altas frações inspiradas de oxigênio têm sido relacionadas com a formação de áreas de atelectasia em pacientes anestesiados, porém não existe uma fração de oxigênio inspirado ideal para maior estabilidade desses pacientes. Desta forma objetiva-se avaliar os parâmetros hemodinâmicos, respiratórios, metabólicos e hemogasométricos de coelhos submetidos a diferentes modalidades ventilatórias com diferentes frações inspiradas de oxigênio. Para isso serão utilizados 18 coelhos da raça New Zealand, machos, com idade média de 6 meses e com peso médio de 3kg. No dia do experimento os animais serão contidos manualmente para ser realizado o acesso venoso e arterial. Após receberão medicação pré-anestésica com cetamina (15 mg/kg), midazolam (2 mg/kg) e morfina (5 mg/kg) pela via intramuscular. Ato contínuo, os animais serão induzidos a anestesia geral com isofluorano a 4,0 V% via máscara facial, sendo alocados em 2 grupos distintos: G0,6 ? receberão isofluorano diluído em uma fração inspirada de oxigênio de 0,6%; e G0,4 ? receberão isofluorano diluído em uma fração inspirada de oxigênio de 0,4%. A intubação será realizada com sonda laríngea, de tamanho apropriado para cada paciente, conectadas então ao sistema circular valvar com reinalação parcial de gases e fluxo de oxigênio de 50 ml/kg/min. A manutenção anestésica será com isofluorano a 2,1 V%. Em seguida serão submetidos às diferentes modalidades ventilatórias: ventilação mecânica ciclada a pressão, com pressão inspiratória de 12 cmH2O; ventilação mecânica ciclada a volume, com um volume de ar corrente de 6 ml/kg; e ventilação mecânica ciclada a pressão com PEEP, com pressão inspiratória de 12 cmH2O e pressão positiva ao final da inspiração de 2 cmH2O. Os animais permanecerão por 20 minutos em cada modalidade, sendo as avaliações realizadas a cada 10 minutos ? M10, M20, M30, M40, M50 e M60. Os parâmetros avaliados serão: frequência cardíaca; frequência respiratória; temperatura retal; pressão arterial sistólica; pressão arterial diastólica; pressão arterial média; saturação periférica de oxigênio na hemoglobina, fração expirada de gás carbônico; consumo de oxigênio; consumo de oxigênio indexado pela área de superfície corpórea; produção de dióxido de carbono; produção de dióxido de carbono indexado pela área de superfície corpórea; coeficiente respiratório; gasto energético diário, além das variáveis hemogasométricas. Os parâmetros serão analisados pelo teste de t pareado para análise de diferenças entre os grupos e o teste de One-Way ANOVA seguido por Dunnet para detectar diferença entre os momentos. Todas as diferenças serão consideradas significativas quando p ≤ 0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante.
2016 - Atual
Comparação dos efeitos sedativos entre xilazina e detomidina e a sua associação com lidocaína, sobre regime de infusão contínua, em equinos submetidos a procedimentos odontológicos.
Descrição: A crescente procura por procedimentos odontológicos em equinos, fez com que a adequada contenção destes animais fosse necessária. Devido a falta de estudos comparando os 2 agonistas α2 ? adrenérgicos mais utilizados na prática equina, a xilazina e a detomidina, se objetivou avaliar a sedação fornecida por esses fármacos quando administrados sob regime de infusão contínua em equinos submetidos a procedimentos odontológicos. Para tal serão utilizados 40 equinos, comprovadamente hígidos. Os animais serão provindos da rotina hospitalar, sendo os mesmos encaminhados para realização de procedimentos odontológicos. Os animais serão alocados em quatro grupos: xilazina (GX); xilazina associado a lidocaína (GXL); detomidina (GD); detomidina associado a lidocaína (GDL) (n=10 cada grupo). Os equinos do GX receberão bolus de 0,5 mg/kg seguido por infusão de 0,5 mg/kg/h de xilazina e os animais do grupo GD receberão bolus de 10 μg/kg seguido por infusão de 10 μg/kg/h de detomidina. Os animais do grupo GXL receberão bolus de xilazina 0,5 mg/kg e bolus de lidocaína 1,3 mg/kg seguido por infusão da associação de xilazina e lidocaína nas doses de 0,5 mg/kg/h e 25 µg/kg/min. Os animais do grupo GDL receberão bolus de detomidina 10 µg/kg e bolus de lidocaína 1,3 mg/kg seguido por infusão da associação de detomidina e lidocaína nas doses de 10 µg/kg/h e 25 µg/kg/min. O tempo de infusão será padronizado em 90 minutos e os momentos avaliados serão M0, correspondente ao basal, a cada 5 minutos até perfazer 30 minutos do inicio da infusão (M5; M10; M15; M20; M25; M30) e a cada 15 minutos até perfazer 90 minutos do inicio da infusão (M45; M60; M75...). A sedação será avaliada por meio do escore de sedação para procedimentos odontológicos, proposto por Roscoe (2007). Também serão avaliados os parâmetros clínicos como frequência cardíaca e respiratória, pressão arterial sistólica e motilidade. Os dados coletados serão submetidos à análise estatística com One way RM ANOVA e teste de Tukey, para as variáveis paramétricas. Para as variáveis não paramétricas serão empregados os testes de Wilcoxon e Mann-Whitney Rank Sum Test (P<0,05)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Joandes Henrique Fonteque - Integrante / Ademir Cassiano da Rosa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante.
2016 - Atual
Avaliação analgésica trans e pós-operatória da administração de morfina, cetamina S(+) ou dexmedetomidina pela via epidural em cadelas submetidas à mastectomia total unilateral.
Descrição: A dor é considerada o quinto sinal vital e é responsável pelo alto índice de morbidade e mortalidade no pós-operatório de pequenos animais. Para isso escalas de comportamento e fármacos eficazes associados a corretas técnicas analgésicas, tornam-se necessários. Desta forma objetiva-se avaliar os efeitos cardiorrespiratórios e a analgesia trans e pós-operatória da administração de cetamina S(+) ou morfina ou dexmedetomidina em associação a ropivacaína no espaço epidural de cadelas submetidas a mastectomia total unilateral. Para isso serão utilizadas 24 cadelas, sem raça definida e sem padronização de peso, comprovadamente hígidas após exames clínicos e laboratoriais e encaminhadas para cirurgia de mastectomia unilateral radical. Serão pré-medicados com morfina na dose de 0,5 mg/Kg, pela via intramuscular. Em seguida serão induzidas a anestesia geral com propofol na dose de 4mg/Kg por via intravenosa, seguido de intubação e manutenção anestésica com isoflurano, dose dependente, baseado no plano de anestesia, administrado por meio de vaporizador calibrado, diluído em oxigênio à 100% em circuito fechado. Imediatamente após a indução, os animais serão submetidos a realização do bloqueio loco regional epidural, na região lombossacral, após adequada antissepsia, com auxílio de uma agulha de Tuoy e cateter epidural, com a confirmação do espaço epidural pelo aparelho fluoroscopio, sendo assim alocados aleatoriamente em três grupos: GC (n=8): receberão pela via epidural cetamina S(+) na dose de 1 mg/Kg associada a ropivacaína na dose de 0,26 mL/Kg. GD (n=8); receberão pela via epidural dexmedetomidina na dose de 3,3 µg/Kg, associada a ropivacaína na dose de 0,26 mL/Kg; e o GM (n=8): receberão morfina pela via epidural na dose de 0,1 mg/Kg, associada a ropivacaína na dose de 0,26 mL/Kg. Após a realização do bloqueio loco regional de epidural, aguardar-se-á 30 minutos para o início do procedimento de mastectomia total unilateral realizado sempre pelo mesmo cirurgião. No período transoperatório serão avaliados: freqüência cardíaca (FC), respiratória (f), saturação parcial de oxigênio na hemoglobina (SPO2), concentração final expirada de dióxido de carbono (ETCO2), concentração expirada de isoflurano (ETISO), temperatura corporal (TC), pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD) e média (PAM), hemogasometria arterial e ainda serão contabilizados o número total de resgates analgésicos, para hipotensão e bradicardia. Serão avaliados nos seguintes momentos: M0 (Basal, 10 min após a indução da anestesia), M1 (10 minutos após realização da epidural), M2 (20 minutos após epidural), M3 (30 min após epidural), M4 (após a incisão de pele) e a cada 15 minutos até o final do procedimento cirúrgico. No final do procedimento anestésico será contabilizado o tempo para extubação e tempo total do procedimento cirúrgico. No pós-operatório serão avaliados o requerimento analgésico e o grau de sedação durante 72 horas. Os parâmetros serão avaliados por dois avaliadores experientes cegos aos tratamentos. Após a extubação do animal dar-se-á início a contabilização do tempo para a realização de bolus analgésicos no pós-operatório para os determinados grupos. Para o GC: administra-se ?á na forma de bolus cetamina S(+) na dose de 5 mg/Kg pela via epidural, a cada 8 horas; no GD: administrar-se-á na forma de bolus dexmedetomidina na dose de 3,3 µg/Kg pela via epidural, a cada 6 horas; e o GM que receberá na forma de bolus morfina na dose de 0,1 mg/Kg, a cada 12 horas. Para todos os grupos de estudo os bolus analgésicos pós-operatórios serão realizados durante um período de 72 horas. O pós-operatório será avaliado em uma sala de recuperação aquecida e acolchoada. A avaliação do grau de analgesia dar-se-á através da Escala Analógica Visual (EVA), pela Escala Comportamental de Glasgow (GCMPS) e pela Escala de dor da Universidade de Melbourne (UMPS)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Ademar Dallabrida - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante.
2015 - Atual
Avaliação analgésica pós-operatória de duas doses de morfina em cadelas submetidas à mastectomia unilateral radical.
Descrição: O correto controle da dor esta diretamente relacionado ao prognostico pós-operatório dos pacientes veterinários, por isso o conhecimento da fisiopatologia da dor, além de fármacos e doses necessárias para este efetivo controle, torna-se necessário. Desta forma objetiva-se avaliar a dose ideal de morfina para resgate pós-operatório de cadelas submetidas ao procedimento de mastectomia unilateral radical, com base no requerimento total de resgates analgésicos neste período. Para isso serão utilizadas 14 cadelas, sem raça definida e sem padronização de peso, comprovadamente hígidas após exames clínicos e laboratoriais e encaminhadas para cirurgia de mastectomia unilateral radical na rotina do HCV/CAV/UDESC. Os animais serão alocados aleatoriamente em 3 grupos (n=6): Grupo (1) os quais receberão como resgate pós-operatório morfina da dose de 0,2 mg/Kg; Grupo (2) os quais receberão como resgate pós-operatório morfina na dose de 0,5 mg/Kg. Grupo (3) os quais receberão como resgate pós-operatório morfina na dose de 0,1 mg/Kg no ponto de acupuntura estômago 32. Os animais serão avaliados quanto à frequência cardíaca, respiratória e pressão arterial não invasiva no momento basal. Após avaliação será administrado a MPA com acepromazina e morfina na dose de 0,02 e 0,5 mg kg-1 respectivamente, e aguardados 15 minutos será canulado e induzido com 4 mg kg-1 de propofol e colocado em anestesia inalatória sob 1 CAM de isoflurano em oxigênio a 100%. Os animais serão submetidos à ventilação mecânica, sendo esta ciclada a pressão, 12 cmH20, frequência respiratória de 12 mpm e relação inspiração: expiração de 1:2. Os parâmetros a serem avaliados são: (FC, f, PAS, PAM e PAD, ETCO2 e T°C). Estes serão avaliados nos seguintes momentos: M0 (Basal), M1 (5 minutos após início da infusão de cetamina), M2 (15 minutos após início da infusão), M3 (após incisão de pele) e a cada 15 minutos até o final do procedimento cirúrgico. No final do procedimento anestésico será contabilizado o tempo para extubação e tempo total do procedimento anestésico. No pós-operatório imediato os animais receberão meloxicam na dose de 0,2 mg/Kg. Após uma hora do término do procedimento cirúrgico de mastectomia unilateral radical, os animais receberão, dependendo do grupo 0,5 mg/Kg ou 0,2 mg/Kg de morfina pela via intramuscular ou 0,1 mg/Kg no ponto de acupuntura estômago 32. Iniciando posteriormente as avaliações pós-operatórias. As avaliações serão realizadas por dois avaliadores (experientes) cegos aos tratamentos. A Escala Analógica Visual e a Escala Comportamental de Glasgow serão utilizadas para avaliação álgica e os regastes analgésicos realizar-se-ão com morfina na dose de 0,2 ou 0,5 mg/Kg pela via intramuscular ou na dose de 0,1 mg/Kg no ponto de acupuntura estômago 32, apenas quando uma pontuação maior ou igual à 50 e 6 pontos forem atingidas respectivamente, Além do grau de analgesia também será avaliado o grau de sedação destes animais através da escala de sedação adaptada de Alvaides et al. (2008).. Os momentos de avaliação pós-operatória dar-se-ão: 2, 3, 4, 5, 6, 8, 12 e 24 horas após o término do procedimento cirúrgico. Os dados coletados serão submetidos à análise estatística, e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando P<0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante.
2015 - Atual
Uso da farmacopuntura com xilazina ou acepromazina para a sedação de ovinos
Descrição: Os objetivos do presente estudo serão avaliar a viabilidade da farmacopuntura com xilazina ou acepromazina nos acupontos Yin Tang (YT) e vaso governador 1 (VG) em ovinos. Serão utilizados 6 ovinos, fêmeas, as quais serão alocadas nos seguintes grupos: xilazina YT e VG (0,02 mg/kg), acepromazina YT e VG (0,01 mg/kg) ou aquapuntura YT e VG (volume de 0,5 mL). Todos os ovinos serão submetidos a todos os tratamentos com intervalo mínimo de 7 dias. Serão avaliados, frequências cardíaca (FC) e respiratória (f), temperatura corporal (TºC), escores de sedação, dados hemogasométricos (pH, PaCO2, PaO2, BE, Na+, K+, HCO-3, SatO2) além de período de latência e duração de sedação. ANOVA-RM seguido do teste Student Newman Keuls serão utilizados para avaliação dos dados paramétricos entre tempos, e teste T pareado para avaliação entre grupos. Para avaliação dos escores de sedação será utilizado o teste de Wilcoxon (P<0,05)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Ademir Cassiano da Rosa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante / LUIZA NETTO GHISLANDI - Integrante.
2015 - Atual
Eficácia, segurança e relação custo benefício de diferentes protocolos anestésicos para castração em cadelas e o impacto na sociedade.
Descrição: A população crescente de animais de rua é um problema para sociedade. A castração cirúrgica, principalmente de fêmeas, juntamente com a conscientização da população é de suma importância, e deve ser realizada apoiada sobre os princípios éticos e de anestesia e analgesia. Entretanto, diversos protocolos podem ser utilizados, não havendo uma compilação de qual destes apresenta o melhor custo benefício, garantindo a segurança, a qualidade e o baixo custo do procedimento. O objetivo deste estudo é avaliar a relação custo benefício de 4 protocolos anestésico/analgésicos para castração cirúrgica em cadelas e a avaliação do impacto sócio cultural da realização destes procedimentos no bem estar animal e da saúde pública. Serão utilizadas 32 cadelas submetidas à castração cirúrgica no hospital veterinário da UDESC-CAV no município de Lages. Previamente à cirurgia os animais serão selecionados e cadastrados, onde obrigatoriamente os proprietários dos animais devem passar por uma palestra de conscientização e informação sobre o bem estar animal e a saúde pública. O estudo será composto de 2 fases. Na primeira serão utilizados 2 grupos (n=8) comparando-se a segurança, eficácia e relação custo/benefício da utilização de propofol (0,4mg/kg/min) ou isofluorano (2 V%) para castração de cadelas pré medicadas com morfina (0,5mg/kg) associada à acepromazina (0,05mg/kg), induzidas com propofol (5mg/kg) e mantidas com suplementação de oxigênio à 100%. O melhor grupo da fase 1 será complementado com um protocolo de anestesia epidural com lidocaína na dose de 0,33ml/kg (n=8) ou lidocaína na mesma dose associada a morfina (0,1mg/kg) (n=8) e redução de 30 % do agente de manutenção (propofol ou isoflurano), finalizando um total de 4 grupos experimentais (Fases 1 e 2). Para segurança, serão avaliados: frequências cardíaca e respiratória e pressão arterial sistólica durante o trans-cirúrgico. Para eficácia, serão avaliados os planos anestésicos adequados, a necessidade de complementação anestésica ou analgésica tanto trás como pós operatótia, o miorrelaxamento cirúrgico e os tempos e qualidade de recuperação anestésica. A relação custo/benefício será avaliada pela eficácia do protocolo aliada ao baixo custo total do protocolo. A análise estatística será realizada por ANOVA-RM seguida de teste de Dunnet para comparações dentre grupos e ANOVA seguida de teste de Tukey para comparações entre grupos. Para análises não paramétricas será utilizado ANOVA on Ranks seguida do teste SNK. Será considerado um grau de significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante / CRISTIANE PIRES - Integrante / BRUNA BRISTOT COLOMBO - Integrante.
2015 - Atual
Utilização de biomateriais em diferentes composições bifásicas como substitutos ósseos em artrodeses tarsocrurais experimentais em ovinos
Descrição: A artrodese consiste na imobilização de uma articulação com o intuito de preservar a funcionalidade e eliminar a dor, após um trauma ou em decorrência de um processo degenerativo. Em medicina veterinária, este procedimento é especialmente importante na preservação de membros torácicos e pélvicos, como alternativa à amputação, em casos de fraturas cominutivas em áreas próximas à articulações. Para acelerar o processo de fusão das superfícies ósseas adjacentes à articulação, faz-se uso de enxertos ósseos com capacidades osteoindutivas e osteocondutivas. A fim de reduzir o emprego de autoenxertos, devido às suas importantes desvantagens, como aumento do tempo cirúrgico e complicações associadas à área doadora, como dor e infecção, é constante a pesquisa por biomateriais capazes de exercer sua função. Dentre os diversos biomateriais estudados, os fosfatos de cálcio ganham destaque por apresentarem alta capacidade osteogênica. Sendo a maior parte da matéria seca dos ossos composta por fosfatos de cálcio, seu comportamento in vivo é de um implante inerte e totalmente biocompatível. Além destes, biomateriais à base de sílica (SiO2) também ganham destaque, uma vez que esta substância acelera a mineralização óssea e aumenta a taxa de proliferação de células ósseas. Portanto, o objetivo do presente estudo é comparar a capacidade osteorregenerativa de biomateriais à base de fosfatos de cálcio e sílica para a fusão das superfícies ósseas em artrodeses tarsocrurais induzidas experimentalmente em ovelhas. Para isso serão utilizadas 12 ovelhas, fêmeas, de 12 meses de idade, comprovadamente hígidas, divididas em três grupos: no primeiro, após a remoção da cartilagem e curetagem das superfícies ósseas, será acrescentado a composição bifásica HA/TCP-β 20/80 (n=4); no segundo o biomaterial acrescentado será a composição bifásica de HA/SiO2 5% (n=4); e no terceiro, será acrescido osso esponjoso, coletado da crista ilíaca contralateral no mesmo procedimento cirúrgico (n=4). Após o preenchimento com os biomateriais, será realizada a fixação da articulação por meio da colocação de uma placa óssea na região dorsal. Os animais serão avaliados radiograficamente no pós-operatório imediato e aos 30, 60 e 90 dias após o procedimento cirúrgico. Será realizada eutanásia de dois animais de cada grupo aos 60 e dois aos 90 dias de pós-operatório, quando será coletado um fragmento da região implantada com uma trefina de 8mm. Este fragmento será dividido em duas partes, sendo uma encaminhada para análise por meio de microscopia eletrônica de varredura e a outra por microscopia óptica. Para a análise estatística dos dados será considerado como significante um P < 0,05. O teste ANOVA será utilizado para verificar as diferenças existentes na osteointegração e consolidação óssea entre os biomateriais empregados nos diferentes defeitos produzidos no mesmo indivíduo. Para avaliar diferenças existentes entre os diferentes indivíduos, será utilizado o teste de Bonferroni. Os estudos estatísticos de formação óssea e de biomaterial remanescente, serão complementados com ajuda de um sistema de análise de imagens, a histofotometria..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante.
2015 - Atual
Avaliação da tolerância aguda do fentanil trans operatório em felinos
Descrição: O objetivo deste estudo será determinar a ocorrência do fenômeno de tolerância aguda em gatas submetidas a ovariossalpingohisterectomia (OSH) com o uso de altas doses de fentanil em infusão contínua. Serão utilizados 16 gatas, adultas, sem raça definida, pesando de 2 a 4Kg, hígidas. No dia anterior ao projeto será realizado avaliação basal de acordo com a escala multidimensional de dor aguda em felinos, bem como a tricotomia da região das veias cefálicas e região abdominal. Os animais serão induzidos a anestesia geral com o propofol e fentanil, e posteriormente serão intubados e mantidos na anestesia geral inalatória com isofluorano a 1 CAM. Os animais serão distribuídos aleatoriamente em dois grupos: grupo dose baixa de fentanil (GFB) que receberá 1mcg/Kg/h de fentanil; e grupo dose alta de fentanil (GFA) que receberá 30mcg/kg/h de fentanil. Todos os animais receberão a infusão contínua por duas horas por meio de uma bomba de infusão de seringa. No trans cirúrgico serão avaliados os seguintes momentos: M0 (basal ? após indução e manutenção com isofluorano); M1, M2, M3 e M4 (cinco, dez, quinze e vinte minutos após o início da infusão, respectivamente); M5 (após a incisão da musculatura); M6 (após pinçamento do primeiro pedículo); M7 (após pinçamento do segundo pedículo); M8 (após pinçamento da cérvix); M9 (após sutura da musculatura); M10 (ao final da cirurgia); e M12, M13, M14...(intervalos de cinco minutos até completar duas horas de infusão). O procedimento cirúrgico iniciará 20 minutos após o início da infusão. Serão avaliados os seguintes parâmetros: frequência cardíaca (FC), saturação de oxihemoglobina (SO₂), frequência respiratória (f), pressão parcial de dióxido de carbono ao final da expiração (EtCO₂) e concentração de isofluorano ao final da expiração (EtISO); pressão arterial sistólica (PAS); e temperatura corporal (T°C). Também será avaliado o plano anestésico dos animais, classificando-o em superficial, ideal e profundo. O resgate analgésico no trans cirúrgico será realizado com fentanil na dose de 2,5mcg/kg pela via intravenosa. A avaliação pós-operatória será realizada por meio da escala multidimensional de dor aguda em felinos nos tempos 2, 4, 6, 8, 12 e 24 horas após o término da cirurgia. O resgate analgésico no pós cirúrgico será realizado com morfina na dose de 0,2mg/kg pela via intramuscular. Para os dados paramétricos, a análise entre os grupos dentro de cada momento será utilizado o t-test, e para análise entre tempos dentro do mesmo grupo, ANOVA de uma Via com Repetições Múltiplas (ANOVA-RM) seguida pelo teste de Dunnet?s. Para os dados não-paramétricos será utilizado o teste de Wilcoxon para comparação entre os tempos dentro do mesmo grupo, e o teste de Mann-Whitney para comparação entre os grupos. As diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando p≤0,05. Palavras-chave: tolerância aguda, gatas, fentanil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Felipe Comassetto - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / FELIPE ANTONIO COSTA - Integrante / KAREN SUZANE FUCHS - Integrante / LUARA ROSA - Integrante / AMARILDO OLIVEIRA LYRA DE SOUZA - Integrante / LUIZA NETTO GHISLANDI - Integrante / CRISTIANE PIRES - Integrante / ANA PAULA ABATI - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos da cetamina em cães submetidos à ovariosalpingohisterectomia eletiva
Descrição: A maior dificuldade no diagnóstico da dor em medicina veterinária deve-se ao fato das avaliações serem muito subjetivas, dificultando a identificação da mesma. Dentre os vários protocolos estudados, a cetamina apresenta grande destaque, pois apresenta efeito analgésico, no entanto, existe muita controvérsia em relação a dose ideal a ser utilizada para produzir analgesia sem anestesia. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito analgésico preemptivo da cetamina nas doses de 1,5 e 2,0 mg kg-1, bem como as alterações cardiovasculares, respiratórias e hemogasométricas de cadelas submetidas a ovariossalpingohisterectomia eletiva. Serão utilizados 30 cadelas, com idade entre 1 e 5 anos, pesando de 10 à 15 kg, comprovadamente hígidas após exames clínicos e laboratoriais e encaminhadas para cirurgia de ovariossalpingohisterectomia (OSH) eletiva. Os animais serão alocados aleatoriamente em 5 grupos (n=6): Grupo cetamina 1,5 pré (GCpré1,5), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 1,5 mg kg-1 de cetamina por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 1,5 pós (GCpós1,5), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina, porém ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pré (GCpré2,0), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 2,0 mg kg-1 por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pós (GCpós2,0), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina ao final da cirurgia e Grupo controle (GCS), que receberão solução fisiológica em ambos os momentos. Os animais serão avaliados nos seguintes momentos: Basal (animais acordados), M0 (após a indução anestésica), M1 (5 minutos após a administração dos tratamentos e imediatamente antes da incisão cirúrgica), M2 (após incisão da pele), M3 (após pinçamento do ovário direito), M4 (após pinçamento do ovário esquerdo), M5 (após pinçamento da cérvix), M6 (após celiorrafia) e M7 (ao final da cirurgia). A análise estatística dos dados paramétricos será realizada por meio de ANOVA seguida de teste de Tukey entre grupos e ANOVA-RM seguido pelo teste de Student-Newman-Keuls para a avaliação entre tempos. Para os dados não paramétricos será utilizado o teste de Kruskall-Walliss e o teste de Friedmann, seguido pelo Student-Newman-Keuls (SNK). As análises serão desenvolvidas com significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Carina Freccia - Integrante / Cleverton Marcon - Integrante.
2014 - Atual
Tramadol ou butorfanol em aves: modelo analgésico pós osteossíntese experimental de úmero em galos (Gallus gallus domesticus).
Descrição: O tramadol é um fármaco opioide amplamente utilizado em medicina veterinária, porém seu uso e eficácia analgésica pós-cirúrgica não foi investigado em aves. Objetivou-se avaliar a eficácia do tramadol ou butorfanol em galos submetidas à ostessíntese de úmero. Foram utilizados 12 galos (Gallus gallus domesticus), alocados aleatoriamente em dois grupos: grupo tramadol (GT) que recebeu como medicação pré anestésica (MPA) 5 mg.Kg-1 de tramadol e o grupo butorfanol (GB) como MPA 1 mg.Kg-1 de butorfanol. Avaliaram-se a pressão arterial sistólica (PAS), frequência cardíaca (FC), frequência respiratória (f) e temperatura corporal (TC). As avaliações foram realizadas: antes da MPA (M0); 15 minutos após MPA (M1); após indução anestésica (M2) e em diferentes momentos cirúrgicos (M3, M4, M5 e M6). A analgesia pós-operatória foi avaliada através da escala adaptada de dor em aves por 2 avaliadores cegos aos tratamentos nos momentos: basal, e 1, 2, 4, 6, 8, 10, 12 e 24 horas pós-operatórias; sendo o resgate analgésico realizado quando uma pontuação acima de seis pontos em um total de 24 fosse observada. Observou-se redução da FC, f e da TC entre os momentos M2 e M6 em relação ao momento basal em ambos os grupos, sendo que no GB períodos de apneia foram observados entre M2 e M6, e entre grupos valores maiores na f no GT foram observados no momento M5 em relação ao GB. Houve diminuição da PAS apenas no momento M3 em relação ao momento basal no grupo GT. No pós-operatório os avaliadores observaram pontuação maior no GT entre T1 e T8 e no GB entre T1 e T12 em relação ao momento basal, e entre grupos apenas T12 foi maior em GB quando comparado ao GT. Conclui-se que o tramadol e o butorfanol podem ser utilizados no controle da dor em galos submetidos a osteossíntese de úmero. Termos de indexação: dor, aves, analgesia, opioides..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos de duas doses de cetamina em cães submetidos à ovariosalpingohisterectomia eletiva
Descrição: A maior dificuldade no diagnóstico da dor em medicina veterinária deve-se ao fato das avaliações serem muito subjetivas, dificultando a identificação da mesma. Dentre os vários protocolos estudados, a cetamina apresenta grande destaque, pois apresenta efeito analgésico, no entanto, existe muita controvérsia em relação a dose ideal a ser utilizada para produzir analgesia sem anestesia. O objetivo deste estudo é avaliar o efeito analgésico preemptivo da cetamina nas doses de 1,5 e 2,0 mg kg-1, bem como as alterações cardiovasculares, respiratórias e hemogasométricas de cadelas submetidas a ovariossalpingohisterectomia eletiva. Serão utilizados 30 cadelas, com idade entre 1 e 5 anos, pesando de 10 à 15 kg, comprovadamente hígidas após exames clínicos e laboratoriais e encaminhadas para cirurgia de ovariossalpingohisterectomia (OSH) eletiva. Os animais serão alocados aleatoriamente em 5 grupos (n=6): Grupo cetamina 1,5 pré (GCpré1,5), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 1,5 mg kg-1 de cetamina por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 1,5 pós (GCpós1,5), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina, porém ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pré (GCpré2,0), os quais receberão 10 minutos antes da incisão cirúrgica uma dose de 2,0 mg kg-1 por via intravenosa e o mesmo volume de solução salina ao final da cirurgia; Grupo cetamina 2,0 pós (GCpós2,0), que receberão solução salina 10 minutos antes da incisão cirúrgica e a mesma dose de cetamina ao final da cirurgia e Grupo controle (GCS), que receberão solução fisiológica em ambos os momentos. Os animais serão avaliados nos seguintes momentos: Basal (animais acordados), M0 (após a indução anestésica), M1 (5 minutos após a administração dos tratamentos e imediatamente antes da incisão cirúrgica), M2 (após incisão da pele), M3 (após pinçamento do ovário direito), M4 (após pinçamento do ovário esquerdo), M5 (após pinçamento da cérvix), M6 (após celiorrafia) e M7 (ao final da cirurgia). A análise estatística dos dados paramétricos será realizada por meio de ANOVA seguida de teste de Tukey entre grupos e ANOVA-RM seguido pelo teste de Student-Newman-Keuls para a avaliação entre tempos. Para os dados não paramétricos será utilizado o teste de Kruskall-Walliss e o teste de Friedmann, seguido pelo Student-Newman-Keuls (SNK). As análises serão desenvolvidas com significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Douglhas Regalin - Integrante / Costa, Bruna Ditzel da - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Carina Freccia - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2014 - Atual
Alterações eletrocardiográficas em cadelas com diferentes tipos de neoplasias mamárias
Descrição: Na rotina clínica é frequente a observação de complexos ventriculares prematuros ou extrassístoles ventriculares em cadelas apresentando diversos tipos de neoplasia mamária. O complexo ventricular prematuro (CVP), arritmia mais frequente em cães e gatos, é proveniente de um foco ectópico localizado no miocárdio ventricular sendo que esta arritmia pode ocorrer em cães normais, secundariamente a injúrias miocárdicas como cardiomiopatias, infarto do miocárdio, miocardite e pericardite e ainda como consequência de doenças extracardíacas, como neoplasias. Os objetivos do estudo são investigar arritmias em cadelas apresentando neoplasias mamárias e correlacionar se estas arritmias cessam após a retirada da neoplasia e ainda se há correlação entre tipo tumoral e presença de metástase com a ocorrência de arritmias. Serão utilizadas 24 cadelas com diagnóstico clínico de neoplasias mamárias, as quais serão submetidas previamente ao exame físico completo, eletrocardiograma, exames complementares (hemograma, ALT, fosfatase alcalina, ureia e creatinina), hemogasometria venosa e dosagem de eletrólitos. O protocolo anestésico será padronizado de acordo com os estudos pilotos e será realizado sempre pelo mesmo anestesista experiente. Durante a manutenção da anestesia os animais serão monitorados continuamente através eletrocardiografia computadorizadaImediatamente após a intubação serão conectados os eletrodos para início da monitoração eletrocardiográfica transcirúrgica, através eletrocardiografia computadorizada (Módulo para aquisição de ECG para computador TEB ECG PC. Tecnologia Eletrônica Brasileira, São Paulo, SP), utilizando a derivação II, com velocidade de 50 mm/s e o aparelho calibrado para 1mV= 1cm (N). Com o animal em decúbito os eletrodos serão conectados por meio de garras metálicas presas à pele na região das articulações úmero-rádio-ulnar e fêmoro-tíbio-patelar, para as derivações de membros. Serão registradas as derivações bipolares DI, DII e DIII, as derivações unipolares aumentadas aVR, aVL e aVF, avaliando-se a frequência e o ritmo cardíacos, a duração (s) e amplitude (mV) da onda P e do complexo QRS, a duração (s) dos intervalos PR e QT, o nivelamento do segmento ST, a polaridade da onda T e o eixo elétrico do QRS. O eixo elétrico do complexo QRS será obtido a partir da soma das deflexões positivas e negativas das derivações I e III. Nos momentos 24, 48 e 72 horas, bem como 07 dias após a cirurgia os animais serão novamente submetidos ao exame eletrocardiográfico afim de detectar possíveis alterações pós operatórias tardias..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Carina Freccia - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação trans e pós operatória de gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia eletiva realizada por cirurgião experiente ou inesperiente.
Descrição: A manipulação cirúrgica exacerbada predispõe a um maior trauma celular e como conseqüência maior grau de dor trans e pós-operatória. O objetivo deste estudo é avaliar a analgesia trans e pós-operatória e qualidade da cicatrização de gatas submetidas a ovariossalpingohisterectomia eletiva realizada por dois cirurgiões: um experiente e outro inexperiente. Serão utilizadas 14 gatas provenientes da rotina hospitalar, encaminhadas para ovariossalpingohisterectomia eletiva. Os animais serão pré-medicados com acepromazina (0,05 mg/kg) e metadona (0,3 mg/kg), e induzidos a anestesia com propofol (4mg/kg) e mantidos com isofluorano em concentração suficiente para manutenção de plano adequado de anestesia. Após, os animais serão alocados em dois grupos; GE (n=7) o procedimento será realizado pelo cirurgião experiente, e o GNE (n=7), o procedimento realizado pelo cirurgião inexperiente, mas sempre sendo observado pelo cirurgião experiente. Durante o trans operatório, serão avaliados frequência cardíaca e respiratória, saturação de oxigênio, concentração de dióxido de carbono ao final da expiração, concentração de isofluorano ao final da expiração e pressão arterial sistólica pelo método não invasivo. Durante o trans anestésico o resgate analgésico será realizado com fentanil na dose de 2,5 ug/kg pela via intravenosa quando houver aumento em 20% da FC e/ou f e/ou PAS. Os momentos avaliados serão: T0 (após indução anestésica), T1 (10 minutos após a indução anestésica), T2 (após incisão da pele, subcutâneo e musculatura), T3 (após pinçamento do 1º pedículo ovariano), T4 (após pinçamento do 2º pedículo ovariano), T5 (após pinçamento da cérvix), T6 (após sutura da musculatura), T7 (ao final da cirurgia). Serão avaliados o tempo total para o procedimento cirúrgico, o número de resgates analgésicos trans operatórios necessários, e o tempo para extubação. No pós-operatório os animais serão avaliados com a escala multidimensional de dor aguda em felinos por 2 avaliadores cegos aos tratamentos as 2, 4, 6, 8, 12 e 24 horas após a extubação. O resgate analgésico será realizado com morfina na dose de 0,2mg/kg pela via intramuscular. Os animais receberão alta 48 horas após o procedimento cirúrgico e retornarão 7 dias após para a retirada dos pontos e avaliação da cicatrização cirúrgica. A cicatrização cirúrgica será avaliada por meio de uma tabela por dois avaliadores. A análise estatística será conduzida com auxilio do software SigmaStat 3.0® e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando p0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2014 - Atual
Eficácia, segurança e relação custo benefício de diferentes protocolos anestésicos para castração em cadelas e o impacto na sociedade.
Descrição: A população crescente de animais de rua é um problema para sociedade. A castração cirúrgica, principalmente de fêmeas, juntamente com a conscientização da população é de suma importância, e deve ser realizada apoiada sobre os princípios éticos e de anestesia e analgesia. Entretanto, diversos protocolos podem ser utilizados, não havendo uma compilação de qual destes apresenta o melhor custo benefício, garantindo a segurança, a qualidade e o baixo custo do procedimento. O objetivo deste estudo é avaliar a relação custo benefício de 4 protocolos anestésico/analgésicos para castração cirúrgica em cadelas e a avaliação do impacto sócio cultural da realização destes procedimentos no bem estar animal e da saúde pública. Serão utilizadas 32 cadelas submetidas à castração cirúrgica no hospital veterinário da UDESC-CAV no município de Lages. Previamente à cirurgia os animais serão selecionados e cadastrados, onde obrigatoriamente os proprietários dos animais devem passar por uma palestra de conscientização e informação sobre o bem estar animal e a saúde pública. O estudo será composto de 2 fases. Na primeira serão utilizados 2 grupos (n=8) comparando-se a segurança, eficácia e relação custo/benefício da utilização de propofol (0,4mg/kg/min) ou isofluorano (2 V%) para castração de cadelas pré medicadas com morfina (0,5mg/kg) associada à acepromazina (0,05mg/kg), induzidas com propofol (5mg/kg) e mantidas com suplementação de oxigênio à 100%. O melhor grupo da fase 1 será complementado com um protocolo de anestesia epidural com lidocaína na dose de 0,33ml/kg (n=8) ou lidocaína na mesma dose associada a morfina (0,1mg/kg) (n=8) e redução de 30 % do agente de manutenção (propofol ou isoflurano), finalizando um total de 4 grupos experimentais (Fases 1 e 2). Para segurança, serão avaliados: frequências cardíaca e respiratória e pressão arterial sistólica durante o trans-cirúrgico. Para eficácia, serão avaliados os planos anestésicos adequados, a necessidade de complementação anestésica ou analgésica tanto trás como pós operatótia, o miorrelaxamento cirúrgico e os tempos e qualidade de recuperação anestésica. A relação custo/benefício será avaliada pela eficácia do protocolo aliada ao baixo custo total do protocolo. A análise estatística será realizada por ANOVA-RM seguida de teste de Dunnet para comparações dentre grupos e ANOVA seguida de teste de Tukey para comparações entre grupos. Para análises não paramétricas será utilizado ANOVA on Ranks seguida do teste SNK. Será considerado um grau de significância de 5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Ademar L Dallabrida - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Carina Freccia - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2014 - Atual
Utilização de dreno de sucção fechado para avaliação pós-operatória de feridas cirúrgicas de mastectomias radicais unilaterais em cadelas.
Descrição: Devido o alto índice de tumores de mama na espécie canina, a realização de mastectomias em cadelas é rotina em medicina veterinária. As mastectomias radicais em cadelas resultam em grandes feridas cirúrgicas e uma comum complicação é a formação de seroma. A literatura humana atribui fatores de risco a esta complicação e há muito utiliza medidas preventivas, entre elas o uso de drenos. Entretanto, em medicina veterinária pouco se sabe destes métodos em pós-mastectomias. O objetivo deste trabalho é avaliar a utilização de dreno de sucção fechado para avaliação de feridas cirúrgicas de mastectomias radicais unilaterais em cadelas. Serão utilizados 18 cães, fêmeas, provenientes da rotina hospitalar, com prévia avaliação oncológica e encaminhamento para mastectomia radical unilateral. Seis cadelas passarão por mastectomia radical unilateral convencional sem utilização de dreno (GC), em 6 cadelas serão avaliadas a utilização de dreno de sucção fechado (GD) e as 6 restantes serão avaliadas a utilização de dreno de sucção fechado com seringa adaptada (GDS). Após os animais estarem sob anestesia geral, será realizada mastectomia radical em cadeia mamária acometida, divulsão romba entre o tecido subcutâneo e fáscia abdominal, colocação do dreno fechado de sucção, posterior sutura do subcutâneo em padrão contínuo simples, dermorrafia em padrão isolado simples, fixação do dreno em pele com ponto isolado simples (GD e GDS). No GC realizar-se-á mastectomia da mesma maneira, sem colocação de dreno, com aproximação das bordas cutâneas com pontos isolados e dermorrafia em padrão isolado simples. Ao final do procedimento realização de bandagem compressiva. A avaliação dos animais será diária através de parâmetros como freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (FR), temperatura (T◦C), mucosas, tempo de preenchimento capilar (TPC), pressão arterial sistólica (PAS), grau de desidratação. Serão realizados também avaliação do dreno, avaliação da ferida cirúrgica e análise do líquido. A troca da bandagem será realizada ao final de cada avaliação. A análise estatística será realizada com auxilio do software GraphPrisma 5.0® utilizando-se Análise de Variância de uma via com repetições múltiplas (ANOVA - RM) seguida de teste de Dunnet para variações entre os tempos dentro de cada grupo e teste de ANOVA de uma via seguida pelo teste de SNK para variações entre os tratamentos, dentro de cada momento..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (2) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Carina Freccia - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação clínica, analgésica e laboratorial da infusão contínua intravenosa de lidocaína sem vasoconstritor em gatos.
Descrição: A anestesia total intravenosa (TIVA) é uma técnica muito difundida na Medicina Veterinária, podendo ser realizada através da utilização de uma vasta opção de fármacos nas diferentes espécies domésticas. Anestésicos locais como a lidocaína também podem ser utilizados em infusões intravenosas, com segurança em cães, atuando como adjuvante na anestesia balanceada, diminuindo o requerimento de agentes inalatórios e auxiliando no controle da dor. Porém o uso da TIVA de lidocaína em gatos é uma técnica pouco difundida, devido a possível toxicidade que estes animais possam apresentar em relação a este anestésico local. Desta forma, este estudo tem por objetivo avaliar parâmetros clínicos, analgésicos e laboratoriais de gatos submetidos à TIVA de lidocaína s/v. Serão utilizados 18 gatas, hígidas comprovados através de hemograma e perfil bioquímico prévio ao estudo, com idade entre 1 e 4 anos, pesando entre 2 a 4,5 Kg. Estes animais serão alocados em três grupos: grupo GF os quais receberão bolus de solução fisiológica, sendo posteriormente submetidos à infusão contínua de solução fisiológica na taxa de 50 µg/Kg/min durante 60 min; GB os quais receberão um bolus de lidocaína s/v na dose de 1,5 mg/Kg após indução anestésica, sendo submetido a TIVA de solução fisiológica na taxa de 50 µg/Kg/min durante 60 min; e grupo GL os quais receberão bolus de lidocaína s/v na dose de 1,5 mg/Kg, com posterior TIVA de lidocaína s/v na dose de 50 µg/Kg/min durante 60 min. Após início da TIVA estes animais serão submetidos a ovariossalpingohisterectomia ou orquiectomia eletiva. Os parâmetros avaliados durante a infusão serão: frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial sistólica, temperatura corporal, saturação periférica de oxigênio e fração expirada de gás carbônico. Artéria femoral será canulada para coleta de sangue arterial para posterior avaliação hemogasométrica. O resgate analgésico será realizado com fentanil na dose de 2,5ug/kg pela via intravenosa quando FC e/ou f e/ou PAS aumentar em 20% ou mais em comparação ao basal. Clinicamente será avaliada a ocorrência ou não de toxicidade em relação à infusão de lidocaína s/v através dos seguintes parâmetros: 0; animal apresenta-se estável, sem alteração nos parâmetros fisiológicos, com ausência de qualquer sinal de intoxicação. 1; animal apresenta diminuição da frequência cardíaca ou da pressão arterial sistólica em 20%, podendo apresentar tremores musculares. 2; animal apresenta moderado tremor muscular e rigidez muscular além de bradicardia acentuada. 3; animal apresenta intenso tremor muscular e rigidez muscular além de bradicardia acentuada e presença de regurgitação. Caso algum animal apresente sinais de toxicidade a infusão será suspensa e se iniciará o tratamento suporte. No pós-operatório será colhido 3 ml de sangue venoso para avaliar perfil bioquímico e renal às 6, 12 e 24 horas após o término da infusão. A analgesia pós-operatória será avaliada através da escala multidimensional de dor aguda em felinos, nos momentos: basal, 2, 4, 6, 8, 12 e 24 horas pós-operatória; sendo o resgate analgésico realizado com morfina, na dose de 0,2mg/kg pela via intramuscular. A analgesia será avaliada por dois observadores cegos aos tratamentos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante.
2014 - Atual
Avaliação da troponina I e eletrocardiograma durante o coma induzido em cães.
Descrição: O objetivo deste estudo será avaliar a concentração de troponina I em dois protocolos de infusão contínua para sedação prolongada em cães. Serão selecionados 12 cães, adultos, SRD, machos com peso entre 10 e 15 Kg, comprovadamente hígidos através de exame clínico geral, laboratorial (hemograma, função hepática e renal). Após período de ambientalização, esses animais passarão por jejum hídrico-alimentar prévio, e no dia do experimento, ocorrerá a coleta de sangue para avaliação basal da concentração sérica da troponina, e avaliação da pressão arterial média (PAM) e eletrocardiograma. Após avaliação dos dados basais, os animais serão induzidos com propofol 2 mg/kg, cetamina 1 mg/Kg e morfina 0,5 mg/Kg no GI e 2 mg/Kg de propofol, 5 µg/Kg de fentanil e 0,5 mg/Kg de diazepam pela via intravenosa no GII. Após a indução esses animais serão submetidos a infusão contínua durante 24 horas, sendo realizada no GI com propofol, cetamina e morfina, nas doses de 0,1 mg/Kg/min, 0,6 mg/Kg/hora e 0,24 mg/Kg/hora respectivamente ou GII propofol, diazepam e fentanil, nas doses de 0,1/mg/Kg/min, 0,5 mg/Kg/hora e 0,0036 mg/Kg/hora e então intubados com sonda endotraqueal apropriada e submetidos a ventilação controlada, ciclada a pressão com oxigênio a 30%. Após início da infusão, a concentração sérica da troponina, a PAM e o eletrocardiograma serão avaliados as 8, 12, 24 horas após início da infusão, e ainda 12, 24 e 72 horas após o término da infusão. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, (ANOVA-RM) e posterior Teste de Student Newman Keuls, e as diferenças entre grupos, submetidos ao teste T de Student e os dados considerados significativos quando p≤0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.Número de orientações: 1
2013 - Atual
Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou associação de ambas em cães, submetidos à orquiectomia eletiva
Descrição: A utilização da mistura de lidocaína e bupivacaína para realização de anestesia epidural é amplamente utilizada em medicina veterinária. Entretanto, os benefícios da associação ainda não estão comprovados cientificamente e a literatura disponível diverge em relação a este ponto. O objetivo deste estudo é avaliar os reais benefícios da associação de lidocaína e bupivacaína pela via epidural em cães. Serão utilizados 18 cães, machos, provenientes da rotina hospitalar, encaminhados para orquiectomia eletiva. Os animais serão induzidos à anestesia geral com propofol na dose de 7mg/kg pela via intravenosa e isofluorano à 2V% diluído em oxigênio à 100% na taxa de 50ml/kg/min por via inalatória. Após 15 minutos, os animais receberão por via epidural os seguintes tratamentos: lidocaína à 2% sem vasoconstritor (GL, n=6), na dose de 0,25ml/kg; bupivacaína à 0,5% sem vasoconstritor (GB, n=6) na mesma dose; e a associação 1:1 de ambas na mesma dose (GLB, n=6). Ao final da realização da epidural será cessada a anestesia inalatória e através de pinçamento interdigital será avaliado o início do bloqueio anestésico nos membros pélvicos a cada minuto e o tempo de duração a cada 15 minutos. Também serão avaliadas freqüências cardíaca e respiratória e a pressão arterial sistólica antes dos tratamentos e a cada 15 minutos até 2 horas pós. A análise estatística será conduzida com auxilio do software GraphPrisma 5.0® utilizando-se análise de variância (ANOVA) seguida de teste de Dunnet para variações dentre grupo e teste de Tukey para variações entre os tratamentos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Douglhas Regalin - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante.
2013 - Atual
Infusão contínua de metadona, ou morfina associada à cetamina e lidocaína em cadelas submetidas à OSH eletiva.
Descrição: O objetivo deste trabalho é avaliar os efeitos cardiovasculares, hematológicos e hemostasia em 2 protocolos de infusão contínua para analgesia multimodal em pacientes anestesiados com isoflurano. Serão utilizadas 12 cadelas adultas hígidas, SRD, peso entre 10 e 15 Kg. Após jejum prévio será realizada a aferição dos dados basais (T0): frequência cardíaca, frequência respiratória, pressão arterial média (PAM) não invasiva, temperatura corpórea, hemograma completo e provas de coagulação sanguínea. Em seguida os animais serão pré-medicados com Acepromazina 0,05 mg/Kg e após 15 minutos ocorrerá novamente a leitura dos parâmetros avaliados (T1). Serão então induzidos a anestesia geral com propofol e mantidos em 1 CAM de isoflurano, posicionados em decúbito ventral onde permanecerão por 15 minutos para padronização do plano anestésico e então novamente avaliados (T2). Após administração da dose bolus (cetamina 1 mg/Kg, lidocaína, 1,5 mg/Kg associados à 0,5 mg/Kg de morfina, grupo MLK ou metadona 0,5 mg/Kg MeLK), será iniciada a infusão contínua em ambos os grupos: infusão de cetamina (10 μg/Kg/min), e lidocaína (50 μg/Kg/min) associada a morfina (4 μg/Kg/min) no grupo MLK, e metadona (4 μg/Kg/min no grupo MeLK. Serão considerados os seguintes momentos de avaliação: 5 minutos após início da infusão, 10 minutos após infusão, início da cirurgia de OSH, tracionamento do pedículo ovariano esquerdo, tracionamento do pedículo ovariano direito, final de celiorrafia, e final de sutura de pele (T3, T4, T5, T6, T7, T8 e T9 respectivamente). Os hemogramas e provas de coagulação serão realizados nos momentos: Basal (T0), (T4), e ainda 4, 12 e 24 horas após o término da infusão. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à (ANOVA-RM), seguidas da comparação pelo Teste de Student Newman Keuls. Para determinação das diferenças entre grupos, serão submetidos ao Teste t-Student, sendo consideradas estatisticamente significativas quando P0.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Douglhas Regalin - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante.
2013 - Atual
Infusão de morfina e cetamina, associada ou não à lidocaína felinos anestesiados com isofluorano, submetidos à OSH eletiva.
Descrição: A utilização de analgesia multimodal é amplamente utilizada em medicina veterinária. Entretanto, os efeitos da associação de morfina, lidocaína e cetamina ainda são desconhecidos na espécie felina. O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos cardiovasculares e respiratórios em gatos anestesiados com isofluorano, submetidos à infusão contínua da associação de morfina, lidocaína e cetamina em comparação a infusão contínua de morfina e cetamina. Serão utilizadas 16 gatas, provenientes da rotina hospitalar, encaminhadas para ovariossalpingohisterectomia eletiva. Os animais serão pré-medicados com acepromazina (0,1mg/kg) e morfina (0,5mg/kg), induzidos a anestesia com propofol (4mg/kg) e cetamina (1mg/kg) e mantidos com isofluorano em concentração suficiente para mantê-los em plano anestésico. Após, os animais receberão por via intravenosa os seguintes tratamentos: 1mg/kg de lidocaína sem vasoconstritor pela via intravenosa e em seguida início da infusão de lidocaína, morfina e cetamina diluídos em solução fisiológica na taxa de 10ml/kg/h (MLK, n=8); 1ml/kg de solução fisiológica pela via intravenosa e em seguida infusão de cetamina e morfina diluídos em solução fisiológica na taxa de 10ml/kg/h (MK, n=8). Serão avaliados frequência cardíaca e respiratória, saturação de oxigênio, concentração de dióxido de carbono ao final da expiração, concentração de isofluorano ao final da expiração e pressão arterial sistólica. Os momentos avaliados serão: M0(basal), antes da administração dos tratamentos; M1, imediatamente após a administração dos tratamentos e M5, M10, M15, M20, M30, M40, M50 e M60 correspondente aos 5, 10, 15, 20, 30, 40, 50 e 60 minutos após a administração dos tratamentos. Ainda, será avaliado tempo para extubação e tempo para recuperação total. A análise estatística será conduzida com auxilio do software SigmaStat 3.0® e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando p0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Moraes, Aury N. - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante.
2013 - Atual
Infusão contínua de propofol à taxa variada em gatos
Descrição: A utilização de infusão contínua de propofol em gatos resulta em efeito cumulativo devido à lenta biotransformação, porém, o ajuste da taxa de administração ao tempo de infusão pode diminuir este efeito. O objetivo deste estudo é desenvolver um esquema de infusão à taxa variável de propofol em gatos sem a necessidade de bombas de infusão alvo controlada. Serão utilizados 20 felinos machos e fêmeas, com peso médio de 3,5 kg provenientes da rotina hospitalar submetidos à castração. Os animais serão alocados em dois grupos (n=10) constituídos de cinco machos e cinco fêmeas em cada grupo: TF que receberão propofol à 1% em bolus de 5mg/kg seguido infusão contínua de 0,3mg/kg/min durante 60 minutos; no grupo TV os animais receberão a mesma dose em bolus seguida da taxa de infusão determinada pelos parâmetros farmacocinéticos obtidos por GERHCKE 2012. Ambos os grupos receberão como medicação pré-anestésica dexmedetomidina na dose de 5 ug/kg associada ao butorfanol na dose de 0,3mg/kg 15 minutos antes da indução. Após a indução, serão intubados e mantidos em ventilação espontânea com oxigênio à 100%. Serão avaliadas: freqüências cardíaca (FC) e respiratória (f), pressão arterial sistólica (PAS) e temperatura corporal (TC) nos tempos basal (M -15), 15 minutos após a MPA (M0), e aos 5, 10, 15, 20, 30, 45 e 60 minutos. Ainda, serão avaliados os planos anestésicos através dos reflexos oculares e tônus muscular, grau de miorrelaxamento e os tempos de recuperação anestésica dos animais. Os dados serão analisados por ANOVA, seguido de teste t pareado..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante.
2013 - Atual
Avaliação eletrocardiográfica e ecocardiográfica de cães submetidos a protocolos de sedação com acepromazina ou acepromazina e morfina
Descrição: A eletrocardiografia e a ecocardiografia são instrumentos de grande importância no diagnóstico, prognóstico e direcionamento terapêutico das cardiopatias caninas; sendo o ecocardiograma padrão ouro para diversas delas. No entanto, muitas vezes é necessário realizar a contenção química dos animais para se conseguir realizar os exames devido à agressividade, estresse ou angústia respiratória. Assim, o objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos cardiovasculares da sedação com acepromazina ou sua associação à morfina na contenção química de cães submetidos a exames eletrocardiográficos e ecocardiográficos. Foram utilizados dezesseis cães alocados aleatoriamente em 2 grupos: grupo acepromazina (GA, n=8) os quais receberam acepromazina a 0,2% na dose de 0,05 mg/kg por via intramuscular e grupo acepromazina e morfina (GAM, n=8) que receberam acepromazina a 0,2% na dose de 0,05 mg/kg associada à morfina 1% na dose de 0,5 mg/kg, ambas por via intramuscular. Previamente à sedação, os animais foram posicionados em decúbito lateral para avaliação basal (M0) dos parâmetros de eletrocardiografia e ecocardiografia; além da aferição da pressão arterial sistólica, diastólica e média (PAS, PAD e PAM). Esta avaliação repetiu-se 20 minutos após a administração dos tratamentos (M1). Verificou-se em ambos os grupos uma redução no débito cardíaco e na PAS e PAM. No GAM, observou-se além destas, uma redução do gradiente de pressão da valva aórtica, da velocidade de pico da onda E, da frequência cardíaca e da PAD, além de um aumento da duração do intervalo QT no eletrocardiograma. Portanto, conclui-se que os dois protocolos foram eficazes na contenção química dos animais, no entanto, a utilização da acepromazina isolada provou menor efeito na função cardíaca..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Suzane Lilian Beier - Integrante / Mere Erika Saito - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / JAMES NEWTON BIZETTO MEIRA DE ANDRADE - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Marthin Raboch Lempek - Integrante.
2013 - Atual
Efeitos cardiovasculares, hemodinâmicos e metabólicos de dois protocolos de infusão contínua para sedação em câes durante 24 horas.
Descrição: O objetivo deste estudo será determinar a dose e avaliar dois protocolos de infusão contínua para sedação prolongada em cães. Serão selecionados 12 cães, adultos, SRD, machos com peso entre 10 e 15 Kg, hígidos. Na Fase I, serão avaliados os dados basais (M0): escore de sedação, frequência cardíaca, respiratória e PAM, e após serão alocados em dois grupos, que receberão como protocolo indutor: GI propofol 2 mg/kg, cetamina 1 mg/Kg e morfina 0,5 mg/Kg e GII propofol 2 mg/Kg, fentanil 5 μg/Kg e diazepam 0,5 mg/Kg, pela via intravenosa. Após o protocolo de indução, serão submetidos à infusão contínua, no GI com propofol, cetamina e morfina, nas doses de 0,1 mg/Kg/min, 0,6 mg/Kg/hora e 0,24 mg/Kg/hora respectivamente ou propofol, diazepam e fentanil, nas doses de 0,1/mg/Kg/min, 0,5 mg/Kg/hora e 3,6 μ/Kg/hora no GII. Após início da infusão os mesmos parâmetros serão avaliados a cada 15 minutos durante 2 horas e então definidos as doses de infusão. Na Fase II, 2 semanas após a fase I, os animais serão instrumentados sob anestesia geral inalatória e serão recuperados da anestesia geral, após 30 minutos serão aferidos os valores basais: FC, PAM, PVC, DC, VS, IRVS, f, TR, análise hemogasométrica arterial, hemograma, função hepática e renal, lactato, glicose sanguínea, pressão intraocular, prova de coagulação e escala de sedação. Após avaliação dos dados basais, os animais serão induzidos e mantidos sob infusão contínua com os protocolos e doses estabelecidos na fase I (propofol, cetamina e morfina no GI e propofol, fentanil e diazepam no GII) e então serão entubados e colocados sob ventilação mecânica com oxigênio a 30%. Após início da infusão, serão avaliados: FC, PAM, PVC, TC e f a cada hora, durante 24 horas. Os parâmetros como DC, VS, IC, IRVS, hemogasometria arterial, pressão intraocular, débito urinário, lactato e glicose sérica, serão avaliados a cada 2 horas durante 24 horas. O hemograma, função hepática e renal e provas de coagulação serão avaliados com 12, 24, 36, 48 e 72 horas após o início da infusão dos protocolos. Os dados referentes à avaliação entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, (ANOVA-RM) e posterior Teste de Student. Newman Keuls, e as diferenças entre grupos, submetidos ao teste ANOVA de uma via..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Auxílio financeiro.
2013 - Atual
Efeito hemostático, digestório, renal e analgésico preemptivo do cetorolaco de trometamina e meloxicam em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia
Descrição: Antiinflamatórios não-esteroidais tem sido amplamente utilizados para o controle da dor em cães e gatos, porém a falta de segurança e os efeitos colaterais na espécie felina tem limitado seu uso. Objetiva-se com este estudo avaliar analgesia preemptiva do meloxicam e do cetorolaco de trometamina em gatas, bem como sua segurança clínica renal, digestória e hemostática. Para isso, serão utilizadas 28 gatas, sem raça definida, pesando entre 2 e 4 kg, comprovadamente hígidas através de exame clínico e laboratorial, provenientes da rotina cirúrgica do Hospital de Clínicas Veterinária do CAV/UDESC, encaminhadas para ovariossalpingohisterectomia eletiva. Os animais serão adaptados em sala silenciosa, com espaço para interação, por um período de dois dias. No dia anterior ao experimento, os animais serão anestesiados com propofol para colocação de cateter na veia jugular, para posterior coleta de sangue para mensuração da agregação plaquetária. Os animais serão alocados em 4 grupos, os quais receberão meloxicam 0,2mg/kg antes do estímulo cirúrgico (MPRE, n=7), meloxicam 0,2mg/kg após o estímulo cirúrgico (MPOS, n=7), cetorolaco de trometamina 0,3mg/kg antes do estímulo cirúrgico (CTPRE, n=7) e cetorolaco de trometamina 0,3mg/kg após o estímulo cirúrgico (CTPOS, n=7), todos pela via intravenosa, 15 minutos antes do estímulo ou logo após o término do procedimento. Os animais serão induzidos com propofol e fentanil e mantidos com isofluorano e infusão de fentanil, sendo o procedimento cirúrgico realizado sempre pelo mesmo cirurgião e com a técnica padronizada. Os animais receberão no pós-operatório meloxicam (0,1mg/kg, a cada 24 horas pela via oral) ou cetorolaco de trometamina (0,15mg/kg, a cada 12 horas pela via oral) durante 2 dias. A avaliação pós-operatória será realizada por meio da escala multidimensional de dor aguda em felinos nos momentos 2, 4, 6, 8, 12, 24, 28, 36, 48, 52, 56 e 72 horas após o término da cirurgia. A coleta de sangue para realização dos testes bioquímicos será feita no pré-operatório e no 3º e 7º dia após a cirurgia. A avaliação renal contará também com o número de micções até às 72 horas de pós-operatório. A avaliação do sistema digestório será realizada através do consumo de ração, ganho de peso, defecação e presença de vômito ou diarreia. O tempo de sangramento será realizado no pré-operatório e com 52 horas de pós-operatório, já a coleta para realização da agregação plaquetária será feita no pré-operatório, e com 4, 28 e 52 horas de pós-operatório. A cicatrização será avaliada no 7º dia por meio de escala descritiva simples. Os dados coletados serão submetidos à análise estatística, e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando P0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2013 - Atual
Avaliação eletrocardiográfica e ecocardiográfica de cães submetidos a diferentes protocolos de sedação e diferentes protocolos de indução anestésica
Descrição: A eletrocardiografia e a ecocardiografia são os principais recursos utilizados no diagnóstico, prognóstico e direcionamento terapêutico das cardiopatias caninas. As principais dificuldades na sua execução em animais são a dificuldade de acesso dos ultrasons ao tórax, a agressividade, estresse ou angústia respiratória. Diante disso, a contenção química do animal não cooperativo é essencial para a realização de um exame adequado. Por conseguinte, o aumento da expectativa de vida crescente, faz com que muitos animais cardiopatas necessitem de um procedimento anestésico-cirúrgico, levantando-se a importância da avaliação de protocolos de indução anestésica. O presente estudo será dividido em 2 fases: fase I (sedação) - Protocolo 1 (acepromazina associada ao butorfanol), protocolo 2 (acepromazina associado à metadona), protocolo 3 (acepromazina associada à metadona e ao midazolam), visando verificar seus possíveis efeitos na função e no ritmo cardíacos, determinando-se o melhor protocolo de sedação (MPS) e fase II (indução), na qual os animais serão sedados com o MPS e realizada indução com diazepam/propofol, cetamina/propofol, diazepam/cetamina, etomidato/diazepam. Cada grupo sedação ou indução será composto por seis cães, os quais serão avaliados clinicamente e por meio de eletrocardiografia, ecocardiografia e aferição da pressão arterial antes (M0S e M0¬I) e vinte minutos após a sedação com os diferentes protocolos (M1S) e imediatamente pós indução (M1I). Os critérios de exclusão envolverão a presença de cardiopatias e de afecções que possam impedir a utilização dos protocolos. Os dados serão submetidos à análise estatística pelo método de ANOVA por teste de T de Student com significância de p < 0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante.
2013 - Atual
Monitoração hemodinâmica e perfusional minimamente invasiva em cães
Descrição: A monitoração de débito cardíaco (DC) e da oxigenação tecidual refletem uma adequada perfusão tecidual. Entretanto, a invasibilidade e o custo elevado dos métodos padrão para estimação destas variáveis tornam necessário o desenvolvimento de novas técnicas igualmente eficazes, mas de fácil acesso e ausência de riscos. O objetivo deste estudo é padronizar um sistema de monitoração minimamente invasivo de débito cardíaco e oxigenação tecidual em cães após diferentes situações hemodinâmicas. Serão utilizados 8 cães, machos, adultos, pesando de 10 a 15 Kg. Os animais serão mantidos em anestesia inalatória com isofluorano à 1 CAM. Será correlacionado o DC pelas técnicas de termodiluição, por meio de um cateter de swan-ganz e por ecocardiografia com Doppler de fluxo, por meio da velocidade em tempo integral (VTI) e área seccional das valvas aórtica e pulmonar. Ainda serão correlacionados os valores de conteúdo venoso de oxigênio (CvO2), saturação venosa de oxigênio (SvO2), taxa de extração de oxigênio (TEO2) e consumo de oxigênio (VO2) por meio de amostras de sangue da artéria pulmonar (sangue venoso misto) ou da veia cava cranial (sangue venoso central) juntamente com sangue arterial. Os parâmetros serão correlacionados nos tempos: Basal, com os animais a 1 CAM; VM, com os animais a 1 CAM e submetidos á ventilação mecânica; Hipo, com os animais em hipotensão por retirada de sangue até pressão arterial média (PAM) de 45 mmHg; Hiper com os animais com PAM 20% maior que o basal, obtida por meio de infusão de dobutamina. Para cada situação será permitida uma estabilização de 10 minutos nos valores fixados. Os valores serão correlacionados através de ANOVA e regressão linear simples..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante / Samuel Ronchi - Integrante / Gizelli da Silva - Integrante / Mariana de Jesus - Integrante.
2012 - Atual
Comportamento da neoformação óssea de biomateriais nanoestruturados bifásicos em ovinos
Descrição: Neste trabalho serão realizados experimentos cirúrgicos em tíbias de ovinos, com o objetivo de avaliar a capacidade osteo-regenerativa da hidroxiapatita (HA) e do Tricálcio Fosfato-β (TCP-β) em diferentes proporções, no intuito de se buscar novas alternativas para o tratamento de fraturas, tumores ósseos, ou qualquer enfermidade ortopédica onde fosse indicado o uso de transplantes ou enxertos ósseos autógenos, alógenos ou xenógenos. Serão utilizados 24 animais, fêmeas, com idade média de 12 meses e peso médio de 30 kg, da raça Texel. Serão realizados 2 (dois) defeitos ósseos em ambas as tibias de cada animal, totalizando 4 (quatro) defeitos, dos quais 2 (dois) serão preenchidos pelas composições bifásicas e 2 (dois) serão preenchidos por osso esponjoso de canal medular, retirados do próprio animal, funcionando como grupo controle. As composições implantadas serão: Hidroxiapatita/Tricálcio Fosfato-β (HA/TCP-β) nas proporções 80/20, 20/80, 70/30 e 30/70. Os animais serão alocados em dois grupos: G1 (n=12), no qual os animais receberão as composições HA/TCP-β 80/20 e 20/80 e G2 (n=12), no qual as composições utilizadas serão 70/30 e 30/70. Serão realizadas radiografias de controle pós-operatório imediato (dia zero) e aos 30, 60, 90, 180 e 360 dias. A eutanásia para avaliação da formação óssea in vivo ocorrerá aos 90 dias (n=4), 180 dias (n=4) e aos 360 dias (n=4), em ambos os grupos. Serão coletadas as tíbias para avaliações macroscópica, histológica, microscopia de varredura (MEV), bem como a avaliação da densidade óssea das regiões com o implante, através de tomografia computadorizada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Ademar L Dallabrida - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Moraes, Aury N. - Integrante / Martielo Ivan Gehrcke - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à morfina, em felinos
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos cardiovasculares e analgésicos dos protocolos epidurais: ropivacaína isolada (GR) ou ropivacaína associada à morfina, (GRM) em felinos. Serão utilizadas 16 gatas adultas, sem raça definida, pesando aproximadamente 4 Kg, hígidas. Após aferição dos dados basais, será administrada a medicação pré-anestésica (MPA), dexmedetomidina 5μg/Kg e após induzidas com propofol, 4 mg/Kg e colocadas na anestesia inalatória com isoflurano em 0,5 CAM. Subsequente será realizado o protocolo epidural específico dependente do grupo: ropivacaína 0,75% 1 mg/kg no GR ou Ropivacaína 0,75% 1 mg/kg + morfina na dose de 0,1 mg/kg no GRM. Após 15 minutos em decúbito ventral, serão reposicionados em decúbito dorsal para o início do procedimento de OSH. Será considerado os seguintes momentos experimentais: Tempo 0 (T0); 1 (T1); 2 (T2); 3 (T3); 4 (T4); 5 (T5); 6 (T6) e 7 (T7), 8(T8) sendo respectivamente os tempos: basal; 15 minutos após MPA; após peridural; 15 minutos após peridural; ligadura do pedículo ovariano esquerdo; ligadura do pedículo ovariano direito; ligadura cervical; início de sutura da cavidade; e final da sutura de pele. Em cada tempo será avaliado: frequência respiratória e cardíaca; pressão arterial sistólica não-invasiva, análise da glicose sanguínea; temperatura retal e grau de analgesia, miorrelaxamento e período de recuperação. Os dados referentes à avaliação estatística das médias entre tempos serão submetidos à análise de variância de uma via com repetições múltiplas, seguidas da comparação pelo Teste Student Newman Keuls, e as diferenças estatísticas entre grupos, submetidos ao Teste t-Student..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (0) / Mestrado profissional: (1) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Regalin, Doughlas - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Marina Moresco - Integrante.
2012 - Atual
Avaliação dos valores de troponina I em gatos anestesiados com cetamina
Descrição: O miocárdio é um tecido sensível à grande parte das alterações sistêmicas que ocorrem no organismo. Existem marcadores específicos para detectar lesões no músculo cardíaco em humanos e alguns já foram validados para o uso em determinadas espécies animais. Entre eles, destaca-se a troponina I, que é considerada um marcador altamente sensível e específico para diagnosticar injúrias no miocárdio, tanto em cães como em gatos. A cetamina é um fármaco bastante utilizado em felinos e apresenta efeitos simpatomiméticos sobre o sistema cardiovascular, exercendo um efeito inotrópico positivo seletivo na musculatura cardíaca. Esse efeito, em situações de aumento expressivo da freqüência cardíaca pode resultar em hipoperfusão coronariana. Várias etiologias podem estar envolvidas na injúria ao músculo cardíaco, entre elas, isquemia, inflamação, trauma, toxidade e sepse. Objetiva-se com este estudo avaliar os níveis séricos de troponina I em gatos submetidos à indução anestésica com a associação de cetamina/diazepam para realização de orquiectomia eletiva. O eletrocardiograma (ECG) e a pressão arterial sistólica serão avaliados 24 horas antes e nos momentos 0, 15, 30, 60, 120, 240, 480, 720, 1440 e 2880 minutos após indução. As concentrações de cTnI serão mensuradas nos momentos 24 horas antes, 120, 240, 480, 720, 1440 e 2280 minutos após a indução. Espera-se que ocorram alterações significativas nos níveis de troponina I e no ECG após a utilização da cetamina, indicando lesão no miocárdio. Os dados coletados serão submetidos à análise estatística, e as diferenças serão consideradas estatisticamente significativas quando p<0,05..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante / Ronise Tocheto - Integrante / Helena Mondardo Cardoso - Integrante.
2012 - Atual
Anestesia geral inalatória ou total intravenosa associada à anestesia subaracnóidea, em ovinos
Descrição: Ovinos de alto valor zootécnico representam uma parcela significativa da rotina hospitalar de ruminantes, além disso são amplamente empregados como modelo animal experimental, havendo assim a necessidade do emprego de protocolos anestésicos seguros e eficazes. Neste sentido, objetivou-se comparar a eficácia e segurança da manutenção anestésica em ovinos, utilizando-se duas técnicas distintas: a anestesia geral inalatória através do isofluorano (GISO) ou anestesia total intravenosa através da infusão de propofol (GPRO), ambas associadas à anestesia subaracnóidea lombo-sacra. Foram utilizados 14 ovinos, fêmeas, adultas, com peso médio 27,2±2,4 Kg. Todos os animais forma pré medicados com 0,3 mg.Kg-1 de morfina pela via intramuscular (IM), e dez minutos após sua administração receberam 20 mcg.kg-1 de detomidina pela via intravenosa (IV). Posteriormente foram alocados em dois grupos: GISO (n=7), onde foram induzidos com 0,5 mg.Kg-1 de diazepam e 5 mg.Kg-1 de cetamina IV, e manutenção anestésica realizada através de Isofluorano diluído em 100% de oxigênio; GPRO (n=7), onde foram induzidos com 4 mg.Kg-1 de propofol, e sua manutenção realizada através de sua própria infusão contínua na taxa inicial de 0,3 mg.Kg-1.min-1 sendo posteriormente ajustada de acordo com o requerimento para manutenção do plano anestésico. Institui-se em ambos os grupos ventilação mecânica, ciclado a pressão instituindo-se 20 cmH2O, e frequência respiratória ajustada para manter normocapnia dos ovinos. Como todos os animais deste estudo foram submetidos à osteotomia bilateral de tíbia, receberam 0,5 mg.Kg-1 de ropivacaína 0,75% associado a 0,1 mg.Kg-1 de morfina pela via subaracnóidea, diluindo-se para um volume final de 1 mL/7,5 Kg. Os parâmetros foram avaliados no momento basal (M0), 5 minutos após administração da detomidina (M1), 5 minutos pós indução (M2), 10 e 30 minutos após realização da anestesia subaracnóidea e posicionamento dos animais em decúbito dorsal (M3 e M4), nos momentos das osteotomias de cada membro (M5 e M6) e ao término da anestesia (M7). Houve redução de 40% nos valores médios de frequência cardíaca em M1 em ambos os grupos, permanecendo em média 23% reduzidos até M7. A pressão arterial média elevou-se 16% em M2 no GISO, mas reduzindo-se de M3 até M7, assim como no GPRO. Registrou-se acidose respiratória em M2, e posterior alcalose metabólica de M3 à M7, em ambos os grupos. Redução dos valores de potássio e hiperglicemia sustentada ocorreram de M2 a M7, em ambos os grupos. Decréscimo significativo de 20% nos valores de hematócrito e hemoglobina foram observados nos dois grupos à partir de M1. Os tempos totais de cirurgia, anestesia e para extubação foram de 66±9,8, 92±13,8 e 7,0±1,5 minutos no GISO e 56±2,4, 82,9±4,6 e 5,4±1,5 minutos no GPRO. Conclui-se que ambas as técnicas de manutenção anestésica, associadas à anestesia subaracnóidea em ovinos pré tratados com detomidina e morfina, promoveram alterações cardiovasculares e hemogasométricas similares, sendo ambas seguras e eficazes..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Ademar Dallabrida - Integrante / Regalin, Doughlas - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Marzia Antonelli - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2012 - Atual
Comportamento da neoformação óssea de biomateriais nanoestruturados bifásicos em ovinos.
Descrição: Neste trabalho serão realizados experimentos cirúrgicos em tíbias de ovinos, com o objetivo de avaliar a capacidade osteo-regenerativa da hidroxiapatita (HA) e do Tricálcio Fosfato-β (TCP-β) em diferentes proporções, no intuito de se buscar novas alternativas para o tratamento de fraturas, tumores ósseos, ou qualquer enfermidade ortopédica onde fosse indicado o uso de transplantes ou enxertos ósseos autógenos, alógenos ou xenógenos. Serão utilizados 24 animais, fêmeas, com idade média de 12 meses e peso médio de 30 kg, da raça Texel. Serão realizados 2 (dois) defeitos ósseos em ambas as tibias de cada animal, totalizando 4 (quatro) defeitos, dos quais 2 (dois) serão preenchidos pelas composições bifásicas e 2 (dois) serão preenchidos por osso esponjoso de canal medular, retirados do próprio animal, funcionando como grupo controle. As composições implantadas serão: Hidroxiapatita/Tricálcio Fosfato-β (HA/TCP-β) nas proporções 80/20, 20/80, 70/30 e 30/70. Os animais serão alocados em dois grupos: G1 (n=12), no qual os animais receberão as composições HA/TCP-β 80/20 e 20/80 e G2 (n=12), no qual as composições utilizadas serão 70/30 e 30/70. Serão realizadas radiografias de controle pós-operatório imediato (dia zero) e aos 30, 60, 90, 180 e 360 dias. A eutanásia para avaliação da formação óssea in vivo ocorrerá aos 90 dias (n=4), 180 dias (n=4) e aos 360 dias (n=4), em ambos os grupos. Serão coletadas as tíbias para avaliações macroscópica, histológica, microscopia de varredura (MEV), bem como a avaliação da densidade óssea das regiões com o implante, através de tomografia computadorizada..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Ademar Dallabrida - Integrante / Bruna Ditzel da Costa - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Nelson Camargo - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2011 - 2014
Efeito antiendotoxêmico da cetamina em doses subanestésicas em gatos, submetidos à endotoxemia experimental
Descrição: O choque endotoxêmico é um dos problemas com maiores dificuldades para tratamento, devido à alta produção de citocinas, as quais culminam com febre, hipotensão e disfunção de múltiplos órgãos. A cetamina possui efeitos imunomodulatórios em diversas espécies, quando administrada previamente a sepse induzida por lipopolissacarídeo (LPS), entretanto, em felinos este efeito ainda não foi avaliado. Objetiva-se neste estudo, avaliar os efeitos cardiovasculares e antiendotoxêmicos da administração de cetamina, em doses subanestésicas, em gatos com endotoxemia induzida por LPS. Serão utilizados nove gatos machos, hígidos, adultos, sendo autocontroles..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Suzane Lilian Beier - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2011 - 2013
Eficácia analgésica da cetamina em subdose, metadona ou associação de ambas pela via subcutânea, em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia.
Descrição: Objetiva-se com este estudo, investigar a analgesia pós-operatória da cetamina em subdose, metadona e associação de ambas pela via subcutânea. Serão utilizados 30 gatos, fêmeas, sem raça definida e comprovadamente hígidos, pesando entre 2 e 4kg, provenientes da rotina cirúrgica do Hospital de Clínica Veterinária do CAV/UDESC, encaminhados para ovariossalpingohisterectomia eletiva. Os animais serão alocados aleatoriamente em três grupos, os quais receberão cetamina (GC, n=10) na dose de 0,5mg/Kg; metadona (GM, n=10) na dose de 0,3mg/Kg; e cetamina e metadona (GCM, n=10) nas doses de 0,5mg/Kg e 0,3mg/Kg, respectivamente, todos pela via subcutânea. Os animais serão induzidos com propofol e mantidos com isofluorano através da escala multidimensional para avaliação de dor aguda pós-operatória em felinos nos momentos 1,2,4,8,12 e 24 horas após a cirurgia..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Suzane Lilian Beier - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2011 - 2012
Influencia de três técnicas de castração sobre o desempenho de leitões, na fase de lactação.
Descrição: O objetivo deste estudo é comparar o ganho de peso em leitões, durante o aleitamento, após a castração (orquiectomia) realizada por três diferentes técnicas de manejo. Além do mais objetiva-se comparar os gastos da anestesia com o ganho de peso e dos animais ao final da fase de aleitamento. Para isso serão utilizados 60 suínos (Sus scrofa domestica) machos, com idade entre 4 e 7 dias, como peso de 2,5 a 3,5 kg..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Suzane Lilian Beier - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1
2011 - 2012
Efeitos sedativos da associação de Cetamina e Midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em papagaio (Amazona aestiva)
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos sedativos, bem como a viabilidade da associação de Cetamina e Midazolam pela via Intranasal (IN) em comparação com a via intramuscular (IM) em papagaios (Amazona aestiva). Serão utilizados 14 animais (machos e fêmeas) com peso entre 300 e 350g, oriundos de criador particular localizado na cidade de São José- SC. No dia do experimento, os animais serão pesados, identificados e distribuídos aleatoriamente em dois grupos. Nos animais do grupo IN, os animais receberão a associação de Cetamina (10mg/kg) e Midazolam (0,5mg/kg) aplicados pela via intranasal. Nos animais do grupo IM, os animais receberão a associação de Cetamina (10mg/kg) e Midazolam (0,5mg/kg) aplicados pela via intramuscular. Os parâmetros avaliados serão o período de latência, duração e qualidade de sedação e tempo de recuperação total..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Suzane Lilian Beier - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1
2011 - Atual
Avaliação anestésica e analgésica de dois protocolos em suínos submetidos a orquiectomia
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos clínicos, cardiorespiratórios, hemogasométricos e analgésicos de uma nova formulação anestésica contendo três fármacos (cetamina S(+), midazolam e tramadol) em comparação a associação de azaperone e tramadol, em suínos submetidos a orquiectomia. Serão utilizados 24 suínos, machos, com idade entre 55 e 70 dias, pesando entre 20 e 30 kg, hígidos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (3) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Suzane Lilian Beier - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Moraes, Aury N. - Integrante / Vanessa Sasso Padilha - Integrante / Felipe Comassetto - Integrante / Eduarda Hoffmann Bitencourt - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2010 - 2013
Avaliação da eficácia e segurança clínica de uma nova formulação para contenção química em cães
Descrição: O objetivo desse estudo é avaliar as propriedades de eficácia e segurança de uma nova formulação de anestésicos contendo três fármacos distintos (cetamina S, midazolam e tramadol). Além do mais objetiva-se validar essa nova formulação para produção comercial em larga escala. Avaliar os efeitos clínicos, cardiorrespiratórios, metabólicos e hemogasométricos da nova formulação; Observar a ocorrência de reações adversas na nova formulação, como dor no local de aplicação, prurido, urticária e/ou eritema; Verificar a qualidade de recuperação da formulação; Avaliar as características de eficácia, segurança em avaliações controladas e a preferência da utilização da nova formulação na rotina frente outros fármacos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Rafael Messias Luis - Integrante / Eduardo Ghiggi - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Cooperação.Número de orientações: 1
2010 - 2013
Perfil farmacocinético de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães
Descrição: O objetivo desse estudo é, em conjunto com o estudo clínico completo, validar uma nova formulação de propofol em microemulsão para uso como agente para indução e manutenção anestésica em cães. Verificar a farmacocinética do propofol microemulsão como agente indutor e de manutenção; Determinar o volume de distribuição, o ?clearance? e a meia-vida de eliminação (t½β) da nova formulação; Determinar se existe ou não diferença na farmacocinética do propofol em função da alteração de sua formulação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Rafael Messias Luis - Integrante / Eduardo Ghiggi - Integrante / Anicleto Poli - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa / Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2010 - 2013
Perfil farmacocinético de uma nova formulação de propofol em nanoemulsão, em gatas
Descrição: O objetivo desse estudo é, em conjunto com um estudo clínico completo, validar uma nova formulação de propofol em nanoemulsão para uso como agente para indução e manutenção em gatas. Verificar a cinética do propofol após seu uso como agente indutor e de manutenção; Determinar o volume de distribuição, o ?clearance? e a meia-vida de eliminação (t½β) da nova formulação; Determinar se existe ou não diferença na farmacocinética do propofol em função da alteração de sua formulação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Rafael Messias Luis - Integrante / Eduardo Ghiggi - Integrante / Anicleto Poli - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa / Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2010 - 2012
Estudo clínico da eficácia e segurança de uma nova formulação anestésica para contenção química em gatos
Descrição: O objetivo geral desse estudo é avaliar as propriedades de eficácia e segurança de uma nova formulação de anestésicos contendo três fármacos distintos (cetamina S, midazolam e tramadol). Além do mais objetiva-se validar essa nova formulação para produção comercial em larga escala. Os objetivos específicos são avaliar os efeitos clínicos, cardiorrespiratórios, metabólicos e hemogasométricos da nova formulação; Observar a ocorrência de reações adversas na nova formulação, como dor no local de aplicação, prurido, urticária e/ou eritema; Verificar a qualidade de recuperação da formulação; Avaliar as características de eficácia, segurança em avaliações controladas e a preferência da utilização da nova formulação na rotina frente outros fármacos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Rafael Messias Luis - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro.Número de orientações: 1
2010 - 2012
Reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 ou solução de ringer lactato em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovírus
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar se existem diferenças clínicas entre os cães com diagnóstico confirmado de parvovirose, submetidos a reposição hidro-eletrolítica com hidroxietilamido 130/0,4 ou solução de Ringer lactato. Bem como, avaliar as alterações nos parâmetros hematológicos e hemogasométricos de cães com diagnóstico confirmado de parvovirose, tratados com hidroxietilamido 130/0,4 ou solução de Ringer lactato; Avaliar se o tempo de recuperação e internamento será diferente entre os grupos; Avaliar a taxa de mortalidade em paciente acometidos por gatroenterite hemorrágica por parvovirus com ambos os tratamentos; Estabelecer uma correlação entre os animais que apresentam sinais clínicos da doença e aqueles que efetivamente tiveram o diagnóstico confirmado através de análise laboratorial..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante / Marcos Paulo Antunes de Lima - Integrante / Martielo Gehrcke - Integrante / Rafael Messias Luis - Integrante / Eduardo Ghiggi - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1
2010 - 2011
Avaliação do efeito cumulativo de uma nova nanoeulsão de propofol em gatos
Descrição: O objetivo deste estudo é comparar a atual emulsão lipídica de propofol com uma nova formulação em nanoemulsão, em relação aos efeitos adversos e efeito cumulativo, em gatos, após cinco anestesias consecutivas.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Gabriela Oliveira Gall - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2009 - 2012
PERFIL CLÍNICO DA UTILIZAÇÃO DE UMA NOVA FORMULAÇÃO DE PROPOFOL EM MICROEMULSÃO, EM GATAS
Descrição: O presente estudo tem como objetivo avaliar o perfil clínico de uma nova formulação de propofol em microemulsão, bem como,avaliar a possível redução de efeitos indesejáveis presentes na formulação atual em macroemulsão, como dor no local da aplicação e potencial efeito de contaminação.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Tamanho, Renato Batista - Integrante / Ricardo Verdin - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2009 - 2012
Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães
Descrição: O presente estudo tem como objetivo avaliar o perfil clínico de uma nova formulação de propofol em microemulsão, bem como, avaliar a possível redução de efeitos indesejáveis presentes na formulação atual em macroemulsão, como dor no local da aplicação e potencial efeito de contaminação..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Ricardo Verdin - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2009 - 2010
Efeitos clínicos, cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol para contenção química em bugios ruivos (Allouatta guariba clamitans).
Descrição: Com o objetivo de promover contenção química para a realização de pequenos procedimentos, serão utilizados dois protocolos de sedação em macacos bugio (Alouatta guariba clamitans). O grupo CEMTRA, receberá a combinação de cetamina S+, midazolam e tramadol nas concentrações de 100, 10 e 20 mg/mL e o grupo Zoletil, receberá a combinação de tiletamina/zolazepam na dose de 3,6 mg/kg, ambas por via IM..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Alisson Ceccatto Maciel - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2009 - 2010
Avaliação clínica, cardiorrespiratória e hemogasométrica de gatas pré medicadas com tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol, submetidas a ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de uma nova formulação de propofol em microemulsão.
Descrição: O objetivo deste estudo é avaliar os efeitos clínicos e analgésicos da administração pré anestésica de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+), midazolam e tramadol em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de uma nova formulação de propofol em microemulsão..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Ademar Luiz Dallabrida - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Felipe Hertzing Farias - Integrante.Financiador(es): Ouro Fino Saúde Animal Ltda - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2008 - 2009
Efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração de diferentes protocolos anestésicos para campanhas de castração em massa, em cães.
Descrição: O objetivo deste estudo será avaliar os efeitos cardiorespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da utilização de medicação pré anestésica (MPA) com acepram e morfina, indução com tiopental e epidural com lidocaína e morfina, em comparação com a utilização de MPA com acepram, morfina e xilazina e indução com cetamina e diazepam, ambos protocolos sem intubação, em cadelas submetidas a ovariosalpingohisterectomia (OSH). Serão utilizadas 12 cadelas, pesando entre 8 a 15 kg, com idade de 1 a 4 anos idade. Os animais serão alocados em dois grupos: G1 (n=06) receberão na MPA acepromazina (0,1 mg/kg) e meperidina (5 mg/kg), via intramuscular (IM). Após 15 minutos administrar-se-á tiopental (10 mg/kg) por via intravenosa (IV). Após a indução será administrado pela via epidural, morfina (0,1 mg/kg) com volume final ajustado para 1 mL/3,0 kg de peso com lidocaína 2% sem vasoconstritor. Os animais do G2 (n=06) receberão na MPA acepromazina (0,05mg/kg), morfina (0,5 mg/kg) e xilazina (1,0 mg/kg), todos por via intramuscular (IM). Após 15 minutos administrar-se-á cetamina (5,0 mg/kg) e diazepam (0,25 mg/kg), ambos por via intravenosa (IV). A FC, f, PAS, PAD, PAM, TC e hemogasometria arterial serão coletados nos momentos: M0 (basal), M1 (15 minutos após MPA), M2, M3, M4, M5, M6 (0, 10, 20, 30 e 40 minutos após indução). Além disso, avaliar-se-á qualidade de sedação, relaxamento muscular e qualidade analgésica. Os dados serão submetidos ao teste de Análise de Variância de uma via entre os grupos e Análise de Variância com Repetições Múltiplas entre os tempos dentro de cada grupo (P≤0,05)..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Ruiney Carneiro - Integrante / Maria Luisa Scarello Gonzatti - Integrante.
2008 - 2009
Efeitos cardiorrespiratórios, metabólicos e Hemogasométricos da Administração de dois protocolos de Medicação Pré-Anestésica em Cadelas Submetidas à Ovariosalpingohisterectomia Sob Infusão Contínua de Propofol
Descrição: O objetivo é avaliar novas formulações que viabilizem praticidade e economia à anestesia. Utilizar-se-á 12 cadelas, com idade entre 1 e 4 anos, 10 a 15kg. Realizar-se-á a medicação pré-anestésica, sendo os animais alocados em dois grupos: Grupo Tramadol, n=6, receberão cetamina (S+), midazolam e tramadol (CEMTRA), nas concentrações 100, 10 e 20 mg/ml e no Grupo Morfina, n = 6, cetamina (S+), midazolam e morfina, nas concentrações 50, 5 e 5 mg/ml respectivamente, ambas na dose 1ml/kg e aplicadas via intramuscular. A indução anestésica será com propofol (4mg/kg) em microemulsão a 1%, sendo a manutenção anestésica com o mesmo na taxa 0,4mg/kg/minuto. O estímulo cirúrgico será a ovariosalpingohisterectomia, padronizada em 30 minutos. Ao término do estímulo, encerrar-se-á a infusão, mantendo-se a fluidoterapia de manutenção (10ml/kg/h). Serão mensurados os seguintes parâmetros: freqüências cardíaca e respiratória; temperatura corporal e sala; pressão arterial sistólica, diastólica e média; hemogasometria arterial (pH, PaO2, PaCO2, cálcio, potássio, sódio, bicarbonato, excesso de base), fração inspirada e saturação de oxigênio nos seguintes momentos: M0 (basal), M1 (15 minutos após a MPA), M2 (após a intubação), M3, M4, M5 e M6 (10, 20, 30 e 40 minutos após o início da infusão contínua); além disso será avaliado qualidade de sedação e intubação e relaxamento muscular e, após o M6 avaliar-se-á a FC, f, TR e analgesia a cada 60 minutos durante 6 horas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / André Luís Corrêa - Integrante / Carneiro, Ruiney - Integrante / Maria Luisa Scarello Gonzatti - Integrante.
2007 - 2007
Anestesia total intravenosa com propofol ou pela via intraóssea em gatos domésticos submetidos a gonodectomia pré-púbere
Descrição: Administração de propofol pela via intravenosa no G1 (n=6) ou pela via intra-óssea no G2 (n=6), para realização de gonodectomia pré púbere em felinos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Vasconcelos Soares - Coordenador / Vanessa Minsky - Integrante / Joana Aurora Chagas - Integrante / André Luiz Corrêa - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.Número de orientações: 4
2007 - 2007
Dexmedetomidina associada a cetamina S(+) para sedação em gatos pediátricos
Descrição: Avaliação da sedação obtida com associação de dexmedetomidina e cetamina S(+), pela via intramuscular G1 (n=6) ou pela via oral G2 (n=6), em gatos pediátricos.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Fabíola Niederauer Flôres - Integrante / André Vasconcelos Soares - Coordenador / André Luiz Corrêa - Integrante / Neida Lucas Bortuluzzi - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Cooperação.Número de orientações: 4
2007 - Atual
Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da administração epidural cranial de lidocaína e morfina para utilização em campanhas de castração em cães
Descrição: O objetivo deste estudo será avaliar os efeitos cardiorespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da utilização de volume superior de lidocaína e morfina, pela via epidural em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia, com suplementação ou não de oxigênio a 100%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Ademar Luiz Dallabrida - Integrante / Fabíola Niederauer Flôres - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / Renato Batista Tamanho - Coordenador / Ruiney Carneiro - Integrante / Acácio Duarte Pacheco - Integrante / Ademir Cassiano da Rosa - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 1
2007 - Atual
Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos
Descrição: Comparar os efeitos analgésicos da administração epidural isolada de ropivacaína ou a associação ropivacaína e xilazina em bovinos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Fabíola Niederauer Flôres - Integrante / Mauro Augusto dos Santos - Coordenador / Átila Costa - Integrante.Financiador(es): Probic Udesc - Bolsa.
2007 - Atual
Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da administração de isoflurano e halotano em microemussuspensão injetável em felinos
Descrição: O objetivo do presente estudo é avaliar as alterações da anestesia geral por infusão intravenosa de halotano e isoflurano em microemussuspensão. Serão utilizados 12 felinos, hígidos, de 1-4 anos, mestiços. Coletar-se-ão os dados basais de freqüência cardíaca (FC), freqüência respiratória (f), pressão arterial sistólica (PAS), diastólica (PAD) e média (PAM), temperatura corporal (TC) e hemogasometria arterial (PaO2, PaCO2, pH, sódio, potássio, cálcio, cloro, bicarbonato, hematócrito, hemoglobina e déficit base.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / Ademir Cassiano da Rosa - Integrante / Aline Armando Meireles - Coordenador / Mauro Augusto dos Santos - Integrante.Financiador(es): Probic Udesc - Bolsa.
2007 - Atual
Efeitos cardiorrespiratórios da anestesia total intravenosa com duas formulações diferentes de propofol em felinos
Descrição: Os principais objetivos desse estudo são a avaliação da administração de duas formulações diferentes de propofol, a 1% (10 mg/mL) e a 0,5 % (5 mg/mL). Serão utilizados 12 animais com peso entre 2 e 4 kg, idade entre 1 e 4 anos. Os animais do G1 (n=06), receberão propofol na concentração de 1% como agente indutor único, e no G2 (n=06), na concentração de 0,5%..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (2) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Douglhas Regalin - Integrante / Renato Batista Tamanho - Integrante / Ruiney Carneiro - Coordenador / Aline Armando Meireles - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.Número de orientações: 1
2006 - 2009
Metabolismo fetal e placentário em prenhezes bovinas obtidas por fecundação in vitro e clonagem por transferência nuclear
Descrição: O objetivo deste estudo é a avaliação do perfil funcional e metabólico placentário em prenhezes controle, e de FIV e TN..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Luiz Cláudio Miletti - Integrante / Marcelo Bertolini - Integrante / Alceu Mezzallira - Integrante / Arnaldo DinizVieira - Integrante / Maria Angélica Miglino - Integrante / Joandes Henrique Fonteque - Integrante / Fabiano Buss Cruz - Integrante / Renato Gerger - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Cooperação / Faculdade de Medicina Veterinária e Zootecnia/USP - Cooperação / Universidade Federal do Rio Grande do Sul - Cooperação.
2006 - 2008
Avaliação dos efeitosteratogênicos em embriões e viabilidade de oócitos de fêmeas de camundongos anestesiadas com halotano, isoflurano e sevoflurano.
Descrição: AVALIAR OS EFEITOS TERATOGÊNICOS EM EMBRIÕES E VIABILIDADE DE OÓCITOS DE FÊMEAS DE CAMUNDONGOS ANESTESIADAS COM HALOTANO, ISOFLUORANO E SEVOFLUORANO.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Vasconcelos Soares - Coordenador / Luis César dos Santos - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.
2006 - 2008
Efeitos cardiovasculares e metabólicos da reposição volêmica com colóide ou associação com solução hipertônica em gatos com hipovolemia experimental
Descrição: Avaliar os efeitos cardiovasculares e metabólicos da reposição volêmica com hidroxietilamido ou sua associação com solução salina hipertônica em gatos com hipovolemia induzida..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Vasconcelos Soares - Coordenador / Joana Aurora Chagas - Integrante / Otávia Dorigon - Integrante / André Luiz Corrêa - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Universidade do Estado de Santa Catarina - Cooperação.
2006 - 2007
Efeitos do sulfato de atropina nos parâmetros hemodinâmicos e hemogasométricos de cães anestesiados com clorpromazina, dexmedetomidina e isoflurano
Descrição: Avaliar os efeitos cardiovasculares e hemodinâmicos da xilazina, romifidina e dexmedetomidina em suínos pré tratados ou não com atropina e submetidos à anestesia com isoflurano.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Sabrina Geni Tavares - Coordenador / Fabíola Niderauer Flôres - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa.
2006 - 2007
Uso de Cetamina S(+) e Midazolam na contenção química de Macacos Bugio (Alouatta caraya e Alouatta fusca), através da comparação entre o método convencional e o método de extrapolação alométrica para cálculo de doses.
Descrição: Avaliar o uso de Cetamina S(+) e Midazolam na contenção química de Macacos Bugio (Alouatta caraya e Alouatta fusca), através da comparação entre o método convencional e o método de extrapolação alométrica para cálculo de doses..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / André Vasconcelos Soares - Integrante / Joana Aurora Chagas - Coordenador / Otávia Dorigon - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.
2006 - 2007
EFEITOS DO SULFATO DE ATROPINA NOS PARÂMETROS HEMODINÂMICOS E HEMOGASOMÉTRICOS DE CÃES ANESTESIADOS COM CLORPROMAZINA, DEXMEDETOMIDINA E ISOFLUORANO
Descrição: Avaliar os efeitos cardiovasculares e hemodinâmicos da xilazina, romifidina e dexmedetomidina em cães pré tratados ou não com atropina e submetidos à anestesia com isoflurano.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / Sabrina Geni Tavares - Integrante / Fabíola Niderauer Flôres - Coordenador.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro.
2006 - 2007
Avaliação da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética
Descrição: Avaliar a concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Vasconcelos Soares - Integrante / Vanessa Minsky - Integrante / Luis César dos Santos - Integrante / Thiago José Mores - Integrante.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.
2006 - 2007
Reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 ou solução de ringer lactado em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovírus
Descrição: Avaliar o uso de solução de Ringer Lactato em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovírus.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / André Vasconcelos Soares - Integrante / Joana Aurora Chagas - Integrante / Otávia Dorigon - Integrante / André Luís Corrêa - Coordenador.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Cooperação.
2006 - 2007
Anestesia epidural com dexmedetomidina em gatas submetidas à cirurgia de ovariohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol.
Descrição: Avaliar os efeitos da anestesia epidural com dexmedetomidina em gatas submetidas à cirurgia de ovariohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (1) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / André Vasconcelos Soares - Integrante / Joana Aurora Chagas - Integrante / Otávia Dorigon - Coordenador.Financiador(es): Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.Número de orientações: 2
2006 - Atual
Comparação dos efeitos do cloridrato de ropivacaína e do sulfato de morfina pela via intra articular em eqüinos submetidos a sinovite experimentalmente induzida.
Descrição: Comparar dos efeitos do cloridrato de ropivacaína e do sulfato de morfina pela via intra articular em eqüinos submetidos a sinovite experimentalmente induzida..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (0) / Especialização: (0) / Mestrado acadêmico: (2) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (0) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Integrante / Aury Nunes de Moraes - Integrante / André Vasconcelos Soares - Integrante / Luis César dos Santos - Coordenador.Financiador(es): Não informado / Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina - Auxílio financeiro / Universidade do Estado de Santa Catarina - Bolsa.


Projetos de extensão


2010 - Atual
Atendimento Clínico, Cirurgico e Anestesiológico em Pequenos Animais
Descrição: No Hospital de Clínica Veterinária do Estado de Santa Catarina desenvolve-se a pesquisa, o ensino e a extensão universitária nas áreas de clínica médica, radiologia, anestesiologia, exames laboratoriais e cirurgia médica veterinária. Serviços médico-veterinários que promovem a integração da comunidade com a escola. Tem como principal finalidade garantir à comunidade atendimento de qualidade e acessível a todas as classes, promovendo a sanidade e bem estar animal e colaborando na profilaxia de zoonoses..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (40) / Especialização: (4) / Mestrado acadêmico: (5) / Mestrado profissional: (0) / Doutorado: (5) .
Integrantes: Nilson Oleskovicz - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2010 - Atual
Periódico: Revista de Ciências Agroveterinárias (UDESC)


Membro de comitê de assessoramento


2014 - 2014
Agência de fomento: Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico


Revisor de periódico


2007 - Atual
Periódico: Ciência Rural
2007 - Atual
Periódico: Revista de Ciências Agroveterinárias
2007 - Atual
Periódico: Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science
2009 - Atual
Periódico: MEDVEP. Revista Cientifica de Medicina Veterinaria
2015 - Atual
Periódico: Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal/Especialidade: Anestesiologia Animal.
2.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Clínica e Cirurgia Animal/Especialidade: Clínica Cirúrgica Animal.
3.
Grande área: Ciências Agrárias / Área: Medicina Veterinária / Subárea: Farmacologia Veterinária.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2011
Segundo Lugar no 21 Seminário de Inicação Científica da UDESC, com o trabalho: Reposição vol~emica com hidroxietilamido 130/04 ou solução de ringer lactato em cães com gastroenterite hemorrágica, CAV/UDESC.
2010
Segundo melhor trabalho na área de Anestesiologia Veterinária na categoria Apresentação Oral, durante o IX Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestestesiologia Veterinária, intitulado, CBCAV/UENF.
2009
Poster classificado em 2º lugar: Pinçamento de dígito e estímulo elétrico na determinação da concetração anestésica mínima (CAM) do isofluorano em galinhas (Gallus gallus domesticus), Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária - IX EBAV.
2008
Menção Honrosa. Trabalho científico classificado em segundo lugar no VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária - CBCAV.
2005
Pôster Classificado em Segundo Lugar: Determinação da potência relativa da cetamina S(+), em cães, Colégio Brasileiro de Anestesiologia Veterinária / VII Encontro de Anestesiologia Veterinária.
2005
Pôster Classificado em Terceiro Lugar: Infusão Contínua de cetamina S(+) em cães anestesiados com halotano: Nota Prévia, Colégio Brasileiro de Anestesiologia Veterinária / VII Encontro de Anestesiologia Veterinária.
2005
Aprovado em Concurso Público para Professor Colaborador das Disciplinas de Anestesiologia, Técnica Cirúrgica e Patologia Clínica Cirúrgica, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.
2005
Aprovado em Concurso Público para Professor Assistente na Área de Anestesiologia Veterinária, do Departamento de Clínica de Pequenos Animais, Universidade Federal de Santa Maria - UFSM.
2005
Aprovado em Concurso Público para Professor Efetivo Adjunto da disciplina de Anestesiologia Veterinária, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.
2001
Aprovado em Concurso Público para Professor Colaborador das Disciplinas de Anestesiologia, Técnica Cirúrgica e Patologia Clínica Cirúrgica, Universidade do Estado de Santa Catarina - UDESC, Centro de Ciências Agroveterinárias - CAV.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS

Artigos completos publicados em periódicos

1.
2FRECCIA, C.2018FRECCIA, C. ; DALLABRIDA, Ademar L ; Costa, A ; Costa, Bruna Ditzel da ; COMASSETTO, F. ; CARDOSO, H. M. ; ANTONELLI, M. ; OLESKOVICZ, Nilson . Dreno de sucção fechado em mastectomias unilaterais totais em cadelas. PESQUISA VETERINARIA BRASILEIRA, v. 38, p. 1412-1422, 2018.

2.
3DALLABRIDA, Ademar L2018DALLABRIDA, Ademar L ; Camargo, N. H. A. ; MORAES, Aury Nunes de ; GAVA, Aldo ; Dalmônico, G. M. L. ; Costa, B. D. ; OLESKOVICZ, Nilson . Caracterização de biocerâmica de fosfatos de cálcio microestruturada em diferentes composições em ovinos. PESQUISA VETERINARIA BRASILEIRA, v. 38, p. 1327-1336, 2018.

3.
1CARDOSO, H. M.2018CARDOSO, H. M. ; TOCHETO, R. ; Padilha, V. S. ; COMASSETTO, F. ; ANDRADE, J. N. B. M. ; SILVA, G. ; OLESKOVICZ, Nilson . Echocardiographic evaluation of dogs subjected to different protocols of anesthetic induction. CIÊNCIA RURAL, v. 48, p. 1-6, 2018.

4.
4Bach, E. C2017Bach, E. C ; Costa, A ; Lunardeli, B ; Baldini, M. H. M ; OLESKOVICZ, Nilson ; Casagrande, R. A. ; MORAES, Aury Nunes de . Estudo retrospectivo da casuística de curicacas (Theristicus caudatus) recebidas pelo Projeto de Atendimento a Animais Selvagens do Planalto Catarinense no período de 2003-2014. PESQUISA VETERINARIA BRASILEIRA, v. 37, p. 511-515, 2017.

5.
6COMASSETTO, F.2017COMASSETTO, F. ; Costa, B. D. ; GEHRCKE, M. I. ; DALLABRIDA, Ademar L ; FRECCIA, C. ; ANTONELLI, M. ; Oleskovicz, Nilson . Tramadol ou butorfanol: modelo analgésico pós osteossíntese experimental de úmero em galos ( Gallus gallus domesticus ). PESQUISA VETERINARIA BRASILEIRA, v. 37, p. 637-642, 2017.

6.
9COMASSETTO, F.2017COMASSETTO, F. ; ROSA, L. ; RONCHI, S. ; FUCHS, K. S. ; COSTA, BRUNA D. DA ; REGALIN, Douglhas ; Padilha, V. S. ; OLESKOVICZ, Nilson . Correlação entre as escalas analógica visual, de Glasgow, Colorado e Melbourne na avaliação de dor pós-operatória em cadelas submetidas à mastectomia total unilateral. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA, v. 69, p. 355-363, 2017.

7.
5Regalin, Doughlas2017 Regalin, Doughlas ; GEHRCKE, M. I. ; COMASSETTO, F. ; Costa, B. D. ; ROSA, L. ; Padilha, V. S. ; LIMA, I. T. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Avaliação metabólica e hemodinâmica de dois protocolos de sedação prolongada em cães. ARQUIVO BRASILEIRO DE MEDICINA VETERINARIA E ZOOTECNIA, v. 69, p. 1215-1224, 2017.

8.
10GEHRCKE, M. I.2017GEHRCKE, M. I. ; Regalin, Doughlas ; Padilha, V. S. ; COMASSETTO, F. ; SILVA, G. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Arterial, Mixed Venous or Central Venous Hemogasometry and End Tidal CO2 in Dogs under Different Hemodynamic States. Acta Scientiae Veterinariae, v. 45, p. 1-8, 2017.

9.
8GEHRCKE, M. I.2017GEHRCKE, M. I. ; OLESKOVICZ, Nilson . ASPECTOS ATUAIS NA MONITORAÇÃO DO DÉBITO CARDÍACO EM CÃES. ARCHIVES OF VETERINARY SCIENCE, v. 22, p. 28-39, 2017.

10.
7Regalin, Doughlas2017Regalin, Doughlas ; GEHRCKE, M. I. ; COMASSETTO, F. ; RONCHI, S. ; ANTONELLI, M. ; CARDOSO, H. M. ; OLESKOVICZ, Nilson . Avaliação da concentração sérica de troponina I e do traçado eletrocardiográfico em cães submetidos a sedação prolongada durante 24 horas. ACTA SCIENTIAE VETERINARIAE (ONLINE), v. 45, p. 1-8, 2017.

11.
16LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE2016LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; MORAES, Aury Nunes de ; GEHRCKE, M. I. ; Costa, B. D. ; COMASSETTO, F. ; Regalin, Doughlas ; OLESKOVICZ, Nilson . Anestesia geral inalatória ou total intravenosa associada à anestesia subaracnoidea, em ovinos. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online), v. 68, p. 369-378, 2016.

12.
14CARDOSO, H. M.2016CARDOSO, H. M. ; Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. ; Regalin, Doughlas ; GEHRCKE, M. I. ; OLESKOVICZ, Nilson . Electrocardiographic, echocardiographic, and indirect blood pressure evaluation in dogs subjected to different sedation protocols. Ciência Rural, p. 2043-2048, 2016.

13.
13GEHRCKE, M. I.2016GEHRCKE, M. I. ; CARDOSO, H. M. ; SILVA, G. ; Regalin, Doughlas ; COMASSETTO, F. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Cardiac index by thermodilution or transthoracic echocardiography in dogs at different hemodynamic states. Ciência Rural, v. 46, p. 2049-2054, 2016.

14.
11Costa, B. D.2016Costa, B. D. ; TOCHETO, R. ; COLODEL, Márcia Moleta ; GAVA, Aldo ; OLESKOVICZ, Nilson . Dioctophyma renale em testículo de cão. Acta Scientiae Veterinariae (UFRGS. Impresso), v. 44, p. 01-04, 2016.

15.
15COLOMBO, B. B.2016COLOMBO, B. B. ; KUCI, C. C. ; GEHRCKE, M. I. ; Souza, L. P. ; COLODEL, Márcia Moleta ; Salbego, F. Z. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Reconstrução cirúrgica com retalho pediculado de avanço após exérese de melanoma cutãneo facial em um cão - Relato de caso. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 38, p. 128-132, 2016.

16.
12Lima, M. P. A.2016Lima, M. P. A. ; Regalin, Doughlas ; COMASSETTO, F. ; DALLABRIDA, Ademar L ; RONCHI, S. ; OLESKOVICZ, Nilson . Infusão contínua de propofol ou midazolam associado à anestesia subaracnóidea em ovinos submetidos a osteotomia bilateral de tíbia. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 38, p. 250-256, 2016.

17.
23COMASSETTO, F.2015COMASSETTO, F. ; GEHRCKE, M. I. ; Lima, M. P. A. ; TOCHETO, R. ; OLESKOVICZ, Nilson . Infusão contínua de propofol à taxa variada tempo dependente em gatos. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 36, p. 797, 2015.

18.
19Padilha, V. S.2015 Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. ; BEIER, S. L. ; VOLPATO, J. ; Oleskovicz, Nilson . Avaliação da analgesia pós-operatória da metadona, da cetamina ou da sua associação em gatas submetidas a ovariossalpingo-histerectomia. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online), v. 67, p. 372-380, 2015.

19.
21ROSA, A. C.2015ROSA, A. C. ; BEIER, S. L. ; OLESKOVICZ, Nilson ; MEZZALLIRA, Alceu ; MEZZALIRA, J. C. ; MIQUELUTTI, D. J. ; MORAES, Aury Nunes de . Effects of exposure to halothane, isoflurane, and sevoflurane on embryo viability and gestation in female mice. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 36, p. 871, 2015.

20.
24Costa, B. D.2015Costa, B. D. ; CAMARGO, NELSON H. A. ; OLESKOVICZ, Nilson ; GAVA, Aldo ; DALLABRIDA, Ademar L ; Regalin, Doughlas ; Lima, M. P. A. ; MORAES, Aury Nunes de . Neoformação óssea e osteointegração de biomateriais micro e nanoestruturados em ovinos. Pesquisa Veterinária Brasileira (Online), v. 35, p. 177-187, 2015.

21.
22BEIER, S. L.2015BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; MATTOSO, C. R. S. ; MORAES, Aury Nunes de ; Klein, A. V. ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar L . Avaliação da concentração expirada de isoflurano em infusão continua de remifentanil em cadelas submetidas a mastectomia. Semina. Ciências Agrárias (Impresso), v. 36, p. 3139, 2015.

22.
18TOCHETO, R.2015 TOCHETO, R. ; Padilha, V. S. ; CARDOSO, H. M. ; Bitencourt, E. H. ; VOLPATO, J. ; ANDRADE, J. N. B. M. ; Oleskovicz, Nilson . Avaliação dos valores de troponina I, eletrocardiograma e ecocardiograma em felinos sedados com cetamina e midazolam, suplementados ou não com oxigênio. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online), v. 67, p. 1572-1580, 2015.

23.
20GEHRCKE, M. I.2015 GEHRCKE, M. I. ; Regalin, Doughlas ; RONCHI, S. ; COMASSETTO, F. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Calorimetria indireta na monitoração hemodinâmica e metabólica em cães sob diferentes situações hemodinâmicas. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia (Online), v. 67, p. 1263-1271, 2015.

24.
17FARIAS, F. H.2015FARIAS, F. H. ; GEHRCKE, M. I. ; Padilha, V. S. ; VOLPATO, J. ; TOCHETO, R. ; COMASSETTO, F. ; Oleskovicz, Nilson . Efeitos da cetamina em doses subanestésicas em gatos submetidos à endotoxemia experimental. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 37, p. 297-302, 2015.

25.
25MORAES, Aury Nunes de2014MORAES, Aury Nunes de ; REGALIN, Douglhas ; SANTOS, M. A. ; Costa, B. D. ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; OLESKOVICZ, Nilson . Administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à xilazina em bovinos. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 35, p. 2481-2490, 2014.

26.
28REGALIN, Douglhas2014REGALIN, Douglhas ; MORESCO, M. ; Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. ; OLESKOVICZ, Nilson . Efeitos cardiovasculares e analgésicos da administração epidural de ropivacaína isolada ou associada à morfina, em felinos. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 44, p. 2228-2235, 2014.

27.
29Beier, Suzane L.2014Beier, Suzane L. ; ROSA, A. C. ; Oleskovicz, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar L ; MATTOSO, C. R. S. ; MORAES, Aury Nunes de . Effects of the morphine-lidocaine-ketamine combination on cardiopulmonary function and isoflurane sparing in sheep. Semina. Ciências Agrárias (Online), v. 35, p. 2527-2538, 2014.

28.
30CAMARGO, NELSON H. A.2014CAMARGO, NELSON H. A. ; GEMELLI, ENORI ; MORAES, AURY N. DE ; COSTA, BRUNA D. DA ; Oleskovicz, Nilson ; DALLABRIDA, ADEMAR L. ; Regalin, Doughlas ; LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE . In Vivo Preliminary Study on Bone Neoformation Behavior of Three Types of Calcium Phosphate Bioceramics. Journal of Biosciences and Medicines, v. 02, p. 36-42, 2014.

29.
26COMASSETTO, F.2014COMASSETTO, F. ; BEIER, S. L. ; FARIAS, F. H. ; MENEGASSO, R. B. ; REGALIN, Douglhas ; TOCHETO, R. ; Oleskovicz, Nilson . Avaliação analgésica e sedativa de dois protocolos em suínos submetidos à orquiectomia. Acta Scientiae Veterinariae (Online), v. 42, p. 1-8, 2014.

30.
31MOURA, LANUCHA FIDELIS DA LUZ2014MOURA, LANUCHA FIDELIS DA LUZ ; VIDOR, SILVANA BELLINI ; TRINDADE, ANELISE BONILLA ; MÖRSCHBÄCHER, PRISCILLA DOMINGUES ; Oleskovicz, Nilson ; CONTESINI, EMERSON ANTONIO . Meloxicam subaracnoide não inibe a hipernocicepção mecânica no teste da carragenina em ratos. Revista Brasileira de Anestesiologia (Impresso), v. 267, p. 1-6, 2014.

31.
27LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE2014LIMA, MARCOS PAULO ANTUNES DE ; GEHRCKE, M. I. ; LASKOSKI, F. ; Cristani, J. ; Oleskovicz, Nilson . Desempenho de ganho de peso de leitões após diferentes protocolos de castração. Revista Brasileira de Medicina Veterinária, v. 36, p. 209-214, 2014.

32.
37GEHRCKE, M. I.2013GEHRCKE, M. I. ; Luis, R. M. ; Lima, M. P. A. ; FARIAS, F. H. ; POLI, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Farmacocinética do propofol em nanoemulsão em gatos. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 729-735, 2013.

33.
38Gall, G. O.2013Gall, G. O. ; GEHRCKE, M. I. ; TAMANHO, R. B. ; Lima, M. P. A. ; OLESKOVICZ, Nilson . Indução anestésica com nanoemulsão ou emulsão lipídica de propofol durante dias consecutivos em gatas. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 2011-2017, 2013.

34.
33Spolti, P.2013Spolti, P. ; MORAES, Aury Nunes de ; TAMANHO, R. B. ; GEHRCKE, M. I. ; SOUZA, J. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Efeitos da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol para contenção química em bugios-ruivos (Allouatta guariba clamitans). Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 33, p. 236-240, 2013.

35.
35CORRÊA, André Luís2013CORRÊA, André Luís ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; Spolti, P. ; OLESKOVICZ, Nilson . Evaluation of the clinical and cardiorespiratory effects of propofol microemulsion in dogs. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 1107-1113, 2013.

36.
40TAMANHO, R. B.2013TAMANHO, R. B. ; CORRÊA, André Luís ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; OLESKOVICZ, Nilson . Respostas cardiorrespiratória e metabólica do propofol nas formulações em emulsão lipídica ou microemulsão em gatas. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 1435-1442, 2013.

37.
32BEIER, S. L.2013BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Efeitos anestésicos da administração intranasal ou intramuscular de cetamina S+ e midazolam em pomba-rola (Streptotelia sp.). Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 33, p. 517-522, 2013.

38.
36Luis, R. M.2013Luis, R. M. ; GEHRCKE, M. I. ; FARIAS, F. H. ; Lima, M. P. A. ; POLI, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Farmacocinética do propofol em nanoemulsão em cães. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 43, p. 1415-1421, 2013.

39.
39Ghiggi, E.2013Ghiggi, E. ; Padilha, V. S. ; Moraes, Aury N. ; Lima, M. P. A. ; GEHRCKE, M. I. ; Luis, R. M. ; OLESKOVICZ, Nilson . Reposição volêmica com hidroxietilamido ou solução de ringer lactato em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovírus. Semina. Ciências Agrárias (Impresso), v. 34, p. 1783-1791, 2013.

40.
34Bitencourt, E. H.2013Bitencourt, E. H. ; Lima, M. P. A. ; Beier, Suzane L. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Efeitos sedativos da associação de Cetamina e Midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em papagaio (Amazona aestiva e Amazona vinacea). Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 33, p. 1125-1129, 2013.

41.
41GEHRCKE, M. I.2012GEHRCKE, M. I. ; ROSA, A. C. ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson . Determinação das doses letal 50 e 100 do propofol em nanoemulsão ou em emulsão lipídica pela via intraperitoneal em camundongos. Semina. Ciências Agrárias (Impresso), v. 33, p. 1913-1920, 2012.

42.
42SOARES, André Vasconcelos2011SOARES, André Vasconcelos ; Luis, R. M. ; MORAES, Aury Nunes de ; CORRÊA, André Luís ; OLESKOVICZ, Nilson . Anestesia intravenosa total ou intraóssea com propofol em gatos submetidos a gonadectomia pré púbere. MEDVEP. Revista Científica de Medicina Veterinária. Pequenos Animais e Animais de Estimação, v. 29, p. 206-210, 2011.

43.
43SOARES, André Vasconcelos2011SOARES, André Vasconcelos ; Gehrcke, M. ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; CORRÊA, André Luís ; OLESKOVICZ, Nilson . Dexmedetomidina e cetamina S+ por via oral ou intramuscular em gatas pediátricas: sedação e parâmetros fisiológicos. MEDVEP. Revista Científica de Medicina Veterinária. Pequenos Animais e Animais de Estimação, v. 9, p. 502-506, 2011.

44.
45Chagas, Joana Aurora Braun2010Chagas, Joana Aurora Braun ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; CORRÊA, André Luís ; Souza Júnior, Júlio César ; SOARES, André Vasconcelos ; Costa, Átila . Associação de cetamina S(+) e midazolam pelo método convencional de cálculo e pela extrapolação alométrica em bugios-ruivo (Alouatta guariba clamitans): resposta clínica e cardiorrespiratória. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 109-114, 2010.

45.
44Tamanho, Renato Batista2010Tamanho, Renato Batista ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Pacheco, Acácio Duarte ; Rosa, Ademir Cassiano da . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 115-122, 2010.

46.
46Regalin, Doughlas2010Regalin, Doughlas ; MORAES, Aury Nunes de ; FLORES, Fabíola Niederauer ; CORRÊA, André Luís ; Costa, Bruna Ditzel da ; Carneiro, Ruiney ; Oleskovicz, Nilson . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associada ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 40, p. 1770-1778, 2010.

47.
51OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2009OLESKOVICZ, Nilson; DUQUE, Juan Carlos ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; VALADÃO, Carlos Aurgusto Araújo ; FANTONI, Denise Tabachi . Efeitos cardiovasculares da anestesia dissociativa na reposição volêmica com colóide e solução hipertônica em cães: avaliação biotelemétrica. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, v. 61, p. 27-34, 2009.

48.
49DORIGON, Otávia2009DORIGON, Otávia ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; SOARES, André Vasconcelos ; MORES, Thiago José . Dexdetomidina epidural em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol e pré-medicadas com cetamina S(+) e midazolam. Ciência Rural, v. 39, p. 791-797, 2009.

49.
48FLÔRES, Fabíola Niederauer2009FLÔRES, Fabíola Niederauer ; TAVARES, Sabrina Geni ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; SANTOS, Luis César dos ; MINSKY, Vanessa ; KERBESH, Emília . Azaperone e sua associação com xilazina ou dexmedetomidina em suínos. Ciência Rural, v. 39, p. 1101-1107, 2009.

50.
50SOARES, André Vasconcelos2009SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; Tamanho, Renato Batista ; Pacheco, Acácio Duarte ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Armando, Aline Meireles . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 39, p. 428-433, 2009.

51.
47Rosa, Ademir C.2009Rosa, Ademir C. ; Moraes, Aury N. ; Beier, Suzane L. ; Oleskovicz, Nilson ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Nascimento, Corinne A.F. . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. Pesquisa Veterinária Brasileira (Impresso), v. 29, p. 816-822, 2009.

52.
52CORRÊA, André Luís2009CORRÊA, André Luís ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Índice de mortalidade durante procedimentos anestésicos: estudo retrospectivo (1996-2006). Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 39, p. 1182-1190, 2009.

53.
54OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2008OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FANTONI, Denise Tabacchi . Avaliação hemodinâmica e metabólica da cetamina e cetamina S(+) após a reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 e solução salina hipertônica 7,5%. Ciência Rural (UFSM. Impresso), v. 38, p. 32-39, 2008.

54.
55OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2008OLESKOVICZ, Nilson; FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; TAVARES, Sabrina Geni . O SULFATO DE ATROPINA NOS PARÂMETROS HEMODINÂMICOS E HEMOGASOMÉTRICOS DE CÃES ANESTESIADOS COM CLORPROMAZINA, DEXMEDETOMIDINA E ISOFLUORANO. Ciência Rural, v. 38, p. 41-48, 2008.

55.
56DUQUE, Juan Carlos2008DUQUE, Juan Carlos ; OLESKOVICZ, Nilson ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; VALADÃO, Carlos Agusto Araújo ; SOARES, Vando . Relative potency of ketamine and S(+)-ketamine in dogs. Journal of Veterinary Pharmacology and Therapeutics (Print), v. 31, p. 344-348, 2008.

56.
53FLÔRES, Fabíola Niederauer2008FLÔRES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; SOARES, André Vasconcelos . Anestesia em tartaruga (Trachemys dorbigny) for surgical removal of granuloma - Relato de Caso. Revista da Faculdade de Zootecnia, Veterinária e Agronomia (Uruguaiana), v. 15, p. 132-140, 2008.

57.
57OLIVEIRA, Flávia Augusta de2007OLIVEIRA, Flávia Augusta de ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Anestesia total intravenosa em cães e gatos com propofol e suas associações. Revista de Ciências Agroveterinárias, Prelo, 2006, v. 6, p. 170-178, 2007.

58.
58OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2007OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos Agusto Araújo . Avaliação através de biotelemetria das flutuações diárias da pressão arterial e freqüência cardíaca em cães da raça beagle. ARS Veterinária, v. 23, p. 134-140, 2007.

59.
59OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2006OLESKOVICZ, Nilson; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson . PREEMPTIVE EFFECTS OF EPIDURAL S(+) - KETAMINE OR KETAMINE IN THE HORSE'S POSTINCISIONAL PAIN. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, São Paulo - SP, v. 43, n.1, p. 24-32, 2006.

60.
61FARIAS, Anderson2005FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; OLESKOVICZ, Nilson ; DUQUE, Juan Carlos . Estudo eletrocardiográfico em cães submetidos à aplicação intravenosa de amitraz.. ARS Veterinária, Jaboticabal - SP, v. 21, p. 109-115, 2005.

61.
60DUQUE, Juan Carlos2005DUQUE, Juan Carlos ; OLESKOVICZ, Nilson ; GUIRRO, Érica Cristina Prado ; VALADÃO, Carlos Aurgusto Araújo ; SOARES, Vando . Determinação da Potência Relativa da Cetamina S (+) em cães. ARS Veterinária, PRELO, Processo 35/05, 2005.

62.
62DUQUE, Juan Carlos2004DUQUE, Juan Carlos ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FARIAS, Anderson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; OLESKOVICZ, Nilson . Pre-emptive epidural ketamine or S(+)-ketamine inpostincisional pain in dogs: a comparative study. Veterinary Surgery, Estados Unidos, v. 33, p. 361-367, 2004.

63.
63RIBEIRO, Gesiane2003RIBEIRO, Gesiane ; DÓRIA, Renata Gebara ; FILIPO, Paula Di ; OLESKOVICZ, Nilson ; CASTRO NETO, Augusto de ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . EFEITOS ADMINISTRAÇÃO SUBARACNÓIDE DE CETAMINA S(+) E LIDOCAÍNA PARA REALIZAÇÃO DE ORQUIECTOMIA BILATERAL EM CARPINOS. Revista Universidade Rural. Série Ciências da Vida, RIO DE JANEIRO, v. 23, n.01, p. 331-332, 2003.

64.
64DÓRIA, Renata Gebara2003DÓRIA, Renata Gebara ; RIBEIRO, Gesiane ; FILIPO, Paula Di ; OLESKOVICZ, Nilson ; CASTRO NETO, Augusto de ; VALADÃO, Carlos Augusto A . EFEITOS DA ADMINISTRAÇÃO SUBARACNÓIDE DE CETAMINA E LIDOCAÍNA PARA REALIZAÇÃO DE ORQUIECTOMIA BILATERAL EM OVINOS. Revista Universidade Rural. Série Ciências da Vida, RIO DE JANEIRO, v. 23, n.01, p. 329-330, 2003.

65.
66VALADÃO, Carlos Augusto Araújo2002VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; MAZZEI, Sirlei ; OLESKOVICZ, Nilson . INJEÇÃO EPIDURAL DE MORFINA OU CETAMINA EM CÃES: AVALIAÇÃO DO EFEITO ANALGÉSICO PELO EMPREGO DE FILAMENTOS DE VON FREY. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte, v. 54, n.4, p. 383-389, 2002.

66.
65DUQUE, Juan Carlos2002DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . AVALIAÇÃO DA HIPERALGESIA MECÂNICA PELO USO DOS FILAMENTOS DE VON FREY, DA PLANIMETRIA OU DO GRAU DE CLAUDICAÇÃO, NUM MODELO EXPERIMENTAL DE DOR PÓS-INCISIONAL EM CÃES. Brazilian Journal of Veterinary Research and Animal Science, NITERÓI, v. 9, n.1, p. 125-127, 2002.

67.
67VALADÃO, Carlos Augusto Araújo2001VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; ALMEIDA, Patrícia ; OLESKOVICZ, Nilson . Estudo da associação da nalbufina com acepromazina ou midazolam, em cães. ARS Veterinária, JABOTICABAL, v. 17, n.2, p. 93-97, 2001.

68.
68GUIMARÃES, Luciana Dambrósio2000GUIMARÃES, Luciana Dambrósio ; MORAES, Aury Nunes de ; CAMPELLO, Rui Afonso Vieira ; OLESKOVICZ, Nilson ; ULIANA, Daiana . ESTUDO COMPARATIVO ENTRE SEVOFLURANO, HALOTANO E ISOFLURANO EM Gallus domesticus. Ciência Rural, SANTA MARIA, v. 30, n.6, p. 999-1004, 2000.

Capítulos de livros publicados
1.
OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque . Tratamento da dor aguda em cães e gatos. In: Nilson Oleskovicz, Juan Carlos Duque Moreno. (Org.). Tratado de Medicina Interna de Cães e Gatos. 1ed.Rio de Janeiro: Roca, 2015, v. 1, p. 140-158.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; CORRÊA, André Luís . Alfa2 agonistas no controle da dor. In: Denise Tabacchi Fantoni. (Org.). Tratamento da dor na clínica de pequenos animais. 1ed.Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, v. 1, p. 215-224.

3.
OLESKOVICZ, Nilson; CARNICELLI, P. . Protocolos de analgesia em gatos. In: Denise Tabacchi Fantoni. (Org.). Tratamento da dor na clínica de pequenos animais. 1ed.Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, v. , p. 415-430.

4.
OLESKOVICZ, Nilson; TAMANHO, R. B. . Analgesia em Obstetrícia. In: Denise Tabacchi Fantoni. (Org.). Tratamento da dor na clínica de pequenos animais. 1ed.Rio de Janeiro: Elsevier, 2012, v. 1, p. 331-344.

5.
OLESKOVICZ, Nilson. Complicações da Anestesia. In: Denise Tabacchi Fantoni; Sílvia Renata Gaido Cortopassi. (Org.). Anestesia em Cães e Gatos - Segunda Edição. São Paulo: Roca Ltda, 2009, v. 1, p. 555-577.

6.
OLESKOVICZ, Nilson; OLIVA, V. N. L. S . Reanimação Cardiorrespiratória. In: Denise Tabacchi Fantoni; Sílvia Renata Gaido Cortopassi. (Org.). Anestesia em cães e gatos - Segunda Edição. São Paulo: Roca Ltda, 2009, v. 1, p. 578-590.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
OLESKOVICZ, Nilson; Ghiggi, E. ; MORAES, Aury Nunes de ; Padilha, V. S. ; Lima, M. P. A. ; Gall, G. O. . Reposição volêmica com hidroxietilamido 130/04 ou solução de ringer lactato em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovirus. In: 38 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária, 2011, Florianópolis. Anais do 38 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária - CD room, 2011.

2.
FREITAS, Gabrielle Coelho ; CARREGARO, Adriano Bonfim ; SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson . Anestesia para cirurgia de catarata - relato de caso. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Anclivepa, 2008, Florianópolis. Acta Scientiae Veterinae. Porto Alegre-RS: UFRGS, 2007. v. 35. p. 319-320.

3.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; MORAES, Aury Nunes de ; FREITAS, Gabrielle Coelho ; CORRÊA, André Luiz . Uso de Clonidina e Morfina via epidural para cirurgia ortopédica em cão- Relato de caso. In: XXVIII Congresso Brasileiro da Anclivepa, 2007, Florinanópolis. Acta Scientiae Veterinariae (Online). Porto Alegre: URGS, 2007. v. 35. p. 335-336.

4.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; FREITAS, Gabrielle Coelho . Bloqueio Intercostal com uso de lidocaína e bupivacaína durante toracotomia em um gato doméstico - relato de caso.. In: I Seminário Regional dos pós-graduandos em ciências agrárias, 2006, Lages. Anais I Seminário Regional dos pós-graduandos em ciências agrárias. Lages, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
OLESKOVICZ, Nilson; Regalin, Doughlas ; Gehrcke, M. ; Costa, B. D. ; COMASSETTO, F. ; Padilha, V. S. ; MORAES, Aury Nunes de . Metabolic and hemodynamic evaluation for two long term sedation protocols in dogs. In: 12 World Congress Veterinary Anaesthesiology, 2015, Kyoto. 12 World Congress Veterinary Anaesthesiology - Congress Handbook 2015. Kyoto: Japanese Society od Veterinary Anesthesia and Surgery, 2015. v. 1. p. 182-182.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; Gehrcke, M. ; Regalin, Doughlas ; COMASSETTO, F. ; MORAES, Aury Nunes de ; Padilha, V. S. ; CARDOSO, H. M. . Indirect calorimetry in hemodynamic and metabolic monitoring in dogs under different hemodynamic states. In: 12 th World Congress Veterinary Anaesthesiology, 2015, Kyoto. 12 th World Congress Veterinary Anaesthesiology - Handbook Congress 2015. Kyoto: Japanese Society of Veterinary Anesthesia and Surgery, 2015. v. 1. p. 183-183.

3.
COMASSETTO, F. ; MORAES, Aury Nunes de ; MENEGASSO, R. B. ; Regalin, Doughlas ; TOCHETO, R. ; OLESKOVICZ, Nilson . COMPARISON OF TWO SEDATIVE COMBINATIONS IN SWINE UNDERGOING ORCHIECTOMY. In: AVA AUTUMN MEETING ASSOCIATION OF VETERINARY ANAESTHETISTS, 2014, VIENA - Austria. Veterinary Anaesthesia and Analgesia,. VIENA: VETMEDUNI VIENA, 2014. v. 42. p. A38-A38.

4.
CORRÊA, André Luís ; Tamanho, Renato Batista ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; Spolti, P. ; OLESKOVICZ, Nilson . Clinical and cardiorespiratory effects of propofol nanoemulsion in dogs. In: Association of Veterinary Anaesthetists Autumn meeting, 3rd?4th September 2010, 2011, Santotini, Grécia. Veterinary Anaesthesia and Analgesia, 2010. v. 38. p. 9-9.

5.
TAMANHO, R. B. ; CORRÊA, André Luís ; MORAES, Aury Nunes de ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; Spolti, P. ; VERDIN, R. ; OLESKOVICZ, Nilson . Cardiopulmonary and metabolic evaluation of a new formulation of propofol in cats. In: Association of Veterinary Anaesthetists Autumn meeting, 3rd?4th September 2010, 2011, Santorini, Grécia. Veterinary Anaesthesia and Analgesia, 2010. v. 38. p. 15-15.

6.
ROSA, A. C. ; Beier, Suzane L. ; OLESKOVICZ, Nilson ; MEZZALLIRA, Alceu ; MORAES, Aury Nunes de . Effects of sevoflurane exposure on mice fertility/embryo viability and gestation. In: Association of Veterinary Anaesthetists Autumn meeting, 3rd?4th September 2010, 2011, Santorini, Grécia. Veterinary Anaesthesia and Analgesia, 2010. v. 38. p. 27-27.

7.
ROSA, A. C. ; BEIER, S. L. ; OLESKOVICZ, Nilson ; MEZZALLIRA, Alceu ; MORAES, Aury Nunes de . Effects of exposures to halothane, isoflurane and sevoflurane in embryo and pregnacy viability in mice. In: WORLD ANESTHESIA CONGRESS, 2011, Roma. Minerva Medica. Roma - Itália: Associazione Nazionale Editoria Specializzata, 2011. v. 102. p. 125-125.

8.
CORRÊA, André Luís ; TAMANHO, R. B. ; MORAES, Aury Nunes de ; Beier, Suzane L. ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; Oleskovicz, Nilson . Clinical and cardiorespiratory effects of propofol nanoemulsion in dogs. In: Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting, 2010, Santorini. Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting - Proceedings. Thessaloniki: Aristotle University of Thessaloniki, 2010. v. 1. p. 79-79.

9.
Rosa, Ademir Cassiano da ; Beier, Suzane L. ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Effects of sevoflurane exposure on mice fertilityembryo viability and gestation. In: Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting, 2010, Santotini. Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting - Proceedings. Thessaloniki: Aristotle university of Thessaloniki, 2010. v. 1. p. 89-89.

10.
Tamanho, Renato Batista ; CORRÊA, André Luís ; MORAES, Aury Nunes de ; REGALIN, Douglhas ; FARIAS, F. H. ; Oleskovicz, Nilson . Cardiopulmonary and metabolic evaluation of a new formulation of propofol in cats. In: Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting, 2010, Santotini. Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting - Proceedings. Thessaloniki: Aristotle University of Thessaloniki, 2010. v. 1. p. 100-100.

11.
COSTA, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Correlation between invasive and non-invasive arterial blood pressure in chickens (Gallus gallus) under normotension, hypotension and hypertension. In: Fifteenth International Veterinary Emergency and Critical Care Symposium, 2009, Chicago, Illinois. Proceedings 15th IVECCS. Chicago, Illinois, 2009. p. 719-719.

12.
COSTA, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Toe pinch and electrical stimulation in determining the minimum anesthetic concentration (MAC) of isoflurane in chickens (Gallus gallus). In: Fifteenth International Veterinary Emergency and Critical Care Symposium, 2009, Chicago, Illinois. Proceedings 15th IVECCS. Chicago, Illinois, 2009. p. 719-719.

13.
COSTA, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Meloxicam reduced the minimum anesthetic concentration (MAC) of isoflurane in chickens (Gallus gallus domesticus). In: Fifteenth International Veterinary Emergency and Critical Care Symposium, 2009, Chicago, Illinois. Proceendings 15th IVECCS. Chicago, Illinois, 2009. p. 720-720.

14.
Tamanho, Renato Batista ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; Regalin, Doughlas ; CORRÊA, André Luís ; FARIAS, F. H. ; VERDIN, R. . Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em gatas: estudo experimental. In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia - GO. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Goiânia-GO: UFG, 2009. v. 1. p. 47-47.

15.
CORRÊA, André Luís ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; Tamanho, Renato Batista ; Regalin, Doughlas ; FARIAS, F. H. ; VERDIN, R. . Efeitos hemodinâmicos e respiratórios da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia - GO. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Goiânia - GO: UFG, 2009. v. 1. p. 46-46.

16.
MORES, Thiago José ; MORAES, Aury Nunes de ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson ; PILATTI, Celso ; DORIGON, Otávia . Avaliação das Associações de cetamina + midazolam e de tiletamina + zolazepam em jundiá (Rhamdia quellen). In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia - GO. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Goiânia - GO: UFG, 2009. v. 1. p. 74-74.

17.
COSTA, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Pinçamento de dígito e o estímulo elétrico na determinação da concentração anestésica mínima (CAM) do isofluorano em galinhas (Gallus gallus domesticus). In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia - GO. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Goiânia - GO: UFG, 2009. v. 1. p. 79-79.

18.
COSTA, A. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; ROSA, A. C. ; OLESKOVICZ, Nilson . Meloxicam reduz a concentração alveolar mínima (CAM) do isofluorano em galinhas (Gallus gallus domesticus). In: IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2009, Goiânia - GO. Anais do IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Goiânia - GO: UFG, 2009. v. 1. p. 80-80.

19.
OLESKOVICZ, Nilson; Carneiro, Ruiney ; Maciel, A. C ; MORAES, Aury Nunes de ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; CORRÊA, André Luís . Efeitos clínicos da administração de duas formulações de medicação pré-anestésica em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de propofol em microemulsão. In: XIX Seminário de Iniciação Científica da UDESC, 2009, Lages-SC. Anais do XIX Seminário de Iniciação Científica da UDESC. Fpolis-SC: UDESC, 2009. v. 1. p. 116-116.

20.
OLESKOVICZ, Nilson; MAGENIS, G. B. ; MORAES, Aury Nunes de ; CORRÊA, André Luís ; TAMANHO, R. B. ; Maciel, A. C ; FARIAS, F. H. ; VERDIN, R. . Efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração de dois protocolos anestésicos para campanhas de castração em cães. In: XIX Seminário de Iniciação Científica da UDESC, 2009, Lages-SC. Anais do XIX Seminário de Iniciação Científica da UDESC. Fpolis-SC: UDESC, 2009. v. 1. p. 117-117.

21.
Tamanho, Renato Batista ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; DALLABRIDA, Ademar L ; REGALIN, Douglhas ; Carneiro, Ruiney ; Pacheco, Acácio Duarte ; ROSA, A. C. . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Ciência Veterinária nos Trópicos. Recife - PE: CRMV - PE, 2008. v. 11. p. 362-362.

22.
CORRÊA, André Luiz ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Índice de mortalidade relacionado a procedimentos anestésicos: estudo retrospectivo (1996-2006). In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Ciência Veterinária nos Trópicos. Recife PE: CRMV - PE, 2008. v. 11. p. 536-536.

23.
Regalin, Doughlas ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; CORRÊA, André Luiz ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; Costa, B. D. ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Ciência Veterinária nos Trópicos. Recife-PE: CRMV - PE, 2008. v. 11. p. 526-526.

24.
MORAES, Aury Nunes de ; ROSA, A. C. ; Oleskovicz, Nilson ; BEIER, S. L. ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife - PE. Ciência Veterinária nos Trópicos. CRMV - PE: Editora da UFPE, 2008. v. 1. p. 491-491.

25.
MORAES, Aury Nunes de ; SANTOS, M. A. ; Oleskovicz, Nilson ; Regalin, Doughlas ; COSTA, A. ; Costa, B. D. ; Gonzatti, M. L. S. ; Carneiro, Ruiney ; FLÔRES, Fabíola Niederauer . Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos. In: VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária, 2008, Recife. Ciência Veterinária nos Trópicos. Recife - PE: CRMV - PE, 2008. v. 11. p. 494-494.

26.
MORAES, Aury Nunes de ; Costa, B. D. ; MEIRELES, A. A. ; Oleskovicz, Nilson ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; BEIER, S. L. ; Regalin, Doughlas ; COSTA, A. . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da anestesia com isoflurano e halotano em microemussuspensão injetável pela via intravenosa em felinos. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc. Lages - SC: CAV/UDESC, 2008. v. 1. p. 107-107.

27.
MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; Oleskovicz, Nilson ; ROSA, A. C. ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concetração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização letromagnética. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc. Lages - SC: CAV/UDESC, 2008. v. 1. p. 108-108.

28.
Oleskovicz, Nilson; Carneiro, Ruiney ; MORAES, Aury Nunes de ; Regalin, Doughlas ; CORRÊA, André Luiz ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da anestesia total intravenosa com duas formulações de propofol em felinos. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc. Lages - SC: CAV/UDESC, 2008. v. 1. p. 118-118.

29.
Oleskovicz, Nilson; Tamanho, Renato Batista ; Gonzatti, M. L. S. ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; Pacheco, Acácio Duarte . Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da administração epidural cranial de lidocaína e morfina para utilização em campanhas de castração em cães. In: 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc, 2008, Lages - SC. Anais do 18º Seminário de Iniciação Científica da Udesc. Lages - SC: CAV/UDESC, 2008. v. 1. p. 119-119.

30.
REGALIN, Douglhas ; SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; FLORES, Fabíola Niederauer ; ROSA, A. C. . Utilização de midazolam por viaepidural para ovariosalpingohisterectomia em gata - Relato de Caso. In: II Seminário Regional dosPós Graduandos em Ciências Agrárias, 2007, Lages-SC. Anais do II Seminário Regional dosPós Graduandos em Ciências Agrárias. Lages, SC, 2007.

31.
DUQUE, Juan Carlos ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; DUQUE, Celina Tie Nishimori ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FANTONI, Denise Tabacchi . Efeitos cardiorrespiratórios de diferentes frações inspiradas de oxigênio em cães anestesiados com sevoflurano e submetidos a choque hemorrágico experimental. In: VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2007, Florianópolis. Anais do VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Lages: CAV/UDESC, 2007. v. 1. p. 59-59.

32.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; CORRÊA, André Luís ; MINSKY, Vanessa ; CHAGAS, Joana Aurora . Anestesia total intravenosa ou pela via intraóssea com propofol em gatos domésticos submetidos a gonodectomia pré púbere. In: VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2007, Florianópolis. Anais do VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Lages: CAV/UDESC, 2007. v. 1. p. 62-62.

33.
TAVARES, Sabrina Geni ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; MINSKY, Vanessa ; KERBESH, Emília . Efeitos da pré medicação com azaperone e associado à dexmedetomidina ou xilazina, em suínos. In: VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária, 2007, Florianópolis. Anais do VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Lages: CAV/UDESC, 2007. v. 1. p. 64-64.

34.
MORAES, Aury Nunes de ; FLORES, Fabíola Niederauer ; OLESKOVICZ, Nilson ; OLIVEIRA, Flávia de ; BORTULUZZI, Neida ; SOARES, André ; MINSKY, Vanessa . Efeitos hemodinâmicos e hemogasométricos da associação de clorpromazina e dexmedetomidina em cães pré tratados ou não por atropina e anestesiados com isofluorano. In: XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006, Lages - SC. Anais do XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006. v. 12. p. 111-111.

35.
FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar . Anestesia por infusão contínua com propofol via intra-óssea para gonadectomia em pacientes pediátricos caninos. In: XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006, Lages - SC. Anais do XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006. v. 12. p. 112-112.

36.
FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar Luiz . Anestesia em tartaruga para remoção de granuloma - Relato de Caso. In: XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006, Lages - SC. Anais do XII Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CCAMEV, 2006. v. 12. p. 144-144.

37.
MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; OLESKOVICZ, Nilson ; SOARES, André Vasconcelos ; BORTULUZZI, Neida ; OLIVEIRA, Flávia de ; MINSKY, Vanessa . EFFECTS OF ATROPINE PREMEDICATION ON THE CARDIOPULMONARY CHANGES INDUCED DEXMEDETOMIDINE AND CHLORPROMAZINE IN ISOFLURANE ANESTHETIZED DOGS. In: 9th World Congress of Veterinary Anesthesiology, 2006, Santos. Congress Proceedings, Brazilian College of Veterinary Surgery and Anasesthesiology, 2006. v. 1. p. 177.

38.
MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Erica Cristina Prado ; DUQUE, Celina Tie Nishimori ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FANTONI, Denise Tabachi . Cardiorespiratory effects of ketamine or S(+) ketamine in sevoflurane anesthetized dogs undergoing to experimental hypovolemia. In: 9th World Congress of Veterinary Anesthesiology, 2006, Santos. Congress Proceedings Brazilian College of Veterinary Surgery and Anaesthesiology, 2006. v. 1. p. 188.

39.
SOARES, André Vasconcelos ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; OLESKOVICZ, Nilson ; MINSKY, Vanessa ; REGALIN, Douglhas . Uso da clonidina via epidural associada à anestesia geral inalatória para cirurgia de gonodectomia pré púbere em cadela - relato de caso. In: I Seminário de Pós Graduandos em Ciências Agrárias - SEPOSCA, 2006, Lages - SC. Anais do I Seminário de Pós Graduandos em Ciências Agrárias - SEPOSCA, 2006.

40.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; FREITAS, Gabrielle Coelho . Bloqueio intercostal com uso de lidocaína e bupivacaína durante toracotomia em gato doméstico - relato de caso. In: I Seminário de Pós Graduandos em Ciências Agrárias - SEPOSCA, 2006, Lages - SC. Anais do I Seminário de Pós Graduandos em Ciências Agrárias - SEPOSCA. Lages - SC.

41.
MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Érica Cristina P ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; SOARES, Vando e . DETERMINAÇÃO DA POTÊNCIA RELATIVA DA CETAMINA S+, EM CÃES. In: VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005, São Luiz - MA. VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005. p. 157.

42.
MORENO, Juan Carlos Duque ; OLESKOVICZ, Nilson ; GUIRRO, Erica Cristina P ; PILAR, Andrea Uribe Del ; FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . ANESTESIA TOTAL INTRAVENOSA COM XILAZINA-EGG-CETAMINA OU XILAZINA-EGG-CETAMINA S(+), EM EQÜINOS: ESTUDO COMPARATIVO. In: VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005, São Luiz - MA. VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005. p. 178.

43.
MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Érica Cristina P ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . INFUSÃO CONTÍNUA DE CETAMINA S(+) EM CÃES ANESTESIADOS COM HALOTANO: NOTA PRÉVIA. In: VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005, São Luiz - MA. VII Encontro de Anestesiologia Veterinária, 2005. p. 179.

44.
VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; OLESKOVICZ, Nilson ; DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson . PRE-EMPTIVE EPIDURAL KETAMINE OR S(+)-KETAMINE IN POSTINCISIONAL PAIN IN HORSES: A COMPARATIVE STUDY. In: 8 th World Congress Veterinary Anesthesia, 2003, Knoxville. 8 th World Congress Veterinary Anesthesia. Congress Proceedings, 2003.

45.
OLESKOVICZ, Nilson; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FARIAS, Anderson ; DUQUE, Juan Carlos . PRE-EMPTIVE EPIDURAL S(+)-KETAMINE IN POSTINCISIONAL PAIN IN HORSES. In: 8 th World Congress Veterinary Anesthesia, 2003, Knoxville. 8 th World Congress Veterinary Anesthesia. Congress Proceedings, 2003.

46.
CUNHA, Isabel Cristina ; OLESKOVICZ, Nilson ; RECH, Raquel Rúbia ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; PILATI, Celso . Excisão Cirúrgica de Corcova em Camelus Bactrianus - Relato de Caso. In: XXVII Congresso de Zoológicos do Brasil, 2003, Bauru - SP. Anais do XXVII Congresso de Zoológicos do Brasil, 2003. p. 1-2.

47.
STOLF, Luis ; OLESKOVICZ, Nilson ; ALMEIDA, André Miyasaka de . MONITORIA NA DISCIPLINA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. In: XII ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E VII JORNADA ACADEMICA, 2002, JOINVILLE. XII ENCONTRO DE INICIAÇÃO CIENTÍFICA E VII JORNADA ACADEMICA. FLORIANÓPOLIS: UDESC, 2002. v. 1. p. 48-48.

48.
DUQUE, Juan Carlos ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FARIAS, Anderson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; OLESKOVICZ, Nilson . Effects of Pre-Emptive Epidural Ketamine or S(+)-Ketamine in Post-incisional Pain in Dogs. In: WORLD SMALL ANIMAL VETERINARY ASSOCIATION, 2002, GRANADA. WORLD SMALL ANIMAL VETERINARY ASSOCIATION. PROCEEDINGS, 2002.

49.
ULIANA, Daiana ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . ESTUDO PRELIMINAR DO USO DA ROMIFIDINA NO ESPAÇO EPIDURAL DE BOVINOS. In: IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA, 1999, LAGES. IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA - ANAIS. LAGES: CAV-UDESC, 1999. v. 1. p. 188-188.

50.
OLESKOVICZ, Nilson; ULIANA, Daiana ; MORAES, Aury Nunes de . AVALIAÇÃO DA PERICIAZINA COMO SEDATIVO PARA O TRASNPORTE DE ANIMAIS. In: IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA, 1999, LAGES - SC. IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA - ANAIS. LAGES - SC: CAV - UDESC, 1999. v. 1. p. 189-189.

51.
GUIMARÃES, Luciana ; MORAES, Aury Nunes de ; CAMPELLO, Rui ; OLESKOVICZ, Nilson ; ULIANA, Daiana . ESTUDO COMPARATIVO DO SEVOFLURANO, HALOTANO E ISOFLURANO PARA ANESTESIA EM Gallus domesticus. In: IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA, 1999, LAGES -SC. IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA - ANAIS. LAGES -SC: CAV- UDESC, 1999. v. 1. p. 190-190.

Resumos publicados em anais de congressos (artigos)
1.
ALMEIDA, Denise Elisa de2006ALMEIDA, Denise Elisa de ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORENO, Juan Carlos Duque ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . Pressão intra-ocular em cães submetidos à hipovolemia experimental. Arquivo Brasileiro de Medicina Veterinária e Zootecnia, Belo Horizonte - MG, v. 58, n.2, p. 57-57, 2006.

2.
DUQUE, Juan Carlos2001DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson ; OLESKOVICZ, Nilson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . PREMPTIVE EPIDURAL S-KETAMINE OR KETAMINE IN POSTINCISIONAL PAIN IN DOGS. Archives of Veterinary Science, CURITIBA - PR, v. 6, n.1, p. 28-28, 2001.

3.
OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2001OLESKOVICZ, Nilson; DUQUE, Juan Carlos ; BALESTRERO, Luúcia Teixeira ; FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . PREEMPTIVE ANALGESIC EFFECT OF PEIDURAL KETAMINE OR KETAMINE S(+) IN POSTINCISIONAL PAIN IN HORSE. Archives of Veterinary Science, CURITIBA - PR, v. 6, n.1, p. 13-13, 2001.

4.
DUQUE, Juan Carlos2001DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson ; OLESKOVICZ, Nilson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . EFFECTS OF EPIDURAL KETAMINE OR KETAMINE S(+) IN POSTINCISIONAL PAIN IN DOGS. Archives of Veterinary Science, CURITIBA - PR, v. 6, n.SUPLEMENTO, p. 21-21, 2001.

5.
OLESKOVICZ, Nilson;Oleskovicz, Nilson2000OLESKOVICZ, Nilson; ULIANA, Daiana ; MORAES, Aury Nunes de . AVALIAÇÃO DA PERICIAZINA COMO SEDATIVO PARA O TRANSPORTE DE CÃES. Ciência Animal, GOIÂNIA, v. 1, p. 187-187, 2000.

6.
MAZZEI, Silei2000MAZZEI, Silei ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . COMPARAÇÃO DA INJEÇÃO DE CETAMINA OU MORFINA EPIDURAL NA HIPERALGESIA PÓS-INCISIONAL EM CÃES. Ciência Animal, GOIÂNIA, v. 1, p. 191-191, 2000.

7.
GUIMARÃES, Luciana Dambrósio2000GUIMARÃES, Luciana Dambrósio ; MORAES, Aury Nunes de ; CAMPELO, Rui Afonso Vieira ; OLESKOVICZ, Nilson ; ULIANA, Daiana . COMPARAÇÃO ENTRE SEVOFLURANO, HALOTANO E ISOFLURANO EM Gallus somesticus. Ciência Animal, GOIÂNIA, v. 1, p. 246-246, 2000.

Apresentações de Trabalho
1.
ROSA, A. C. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; OLESKOVICZ, Nilson ; MEZZALLIRA, Alceu . Efeito da exposição repetida ao sevofluorano sobre a viabilidade embrionária e gestacional em camundongas. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
OLESKOVICZ, Nilson; CORRÊA, André Luís . Controle da Dor em Veterinária. São Paulo - SP: MedVet Ltda, 2009. (Tradução/Livro).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
OLESKOVICZ, Nilson. Comitê Externo do CNPQ. 2014.

2.
OLESKOVICZ, Nilson. Consultoria Ad Hoc da Coordenadoria de Pesquisa da Universidade Norte do Paraná. 2008.

3.
OLESKOVICZ, Nilson. Comissão Eleitoral para Diretor Geral do Centro de Ciências Agroveterinárias. 2006.

Trabalhos técnicos
1.
OLESKOVICZ, Nilson. Efeito da infusão contínua de lidocaína sobre a qualidade de recuperação da anestesia geral inalatória com sevofluorna em cães. 2009.


Demais tipos de produção técnica
1.
OLESKOVICZ, Nilson. Manejo do Paciente Crítico na anestesia e na UTI. 2015. .

2.
OLESKOVICZ, Nilson. CURSO TEÓRICO PRÁTICO DE ANESTESIA DE GRANDES ANIMAIS. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

3.
OLESKOVICZ, Nilson. ANESTESIA DISSOCIATIVA EM CÃES E GATOS - ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

4.
OLESKOVICZ, Nilson. Técnicas anestésicas em pequenos animais - Curso de Especialização Latu Sensu em Anestesiologia Veterinária. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

5.
OLESKOVICZ, Nilson. Monitoração e reposição volêmica - Fórum de Monitoração Anestésica na Medicina Veterinária. 2011. .

6.
OLESKOVICZ, Nilson. Curso Teórico em Anestesia e Emergência em cães e gatos. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

7.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia Dissociativa em cães e gatos. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

8.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia Dissociativa em cães e gatos: prós e contras. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

9.
OLESKOVICZ, Nilson. Organização: IV Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia Geral Inalatória - IV Curso Teórico Prático de Anestesiologia em pequenos animais. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
OLESKOVICZ, Nilson. Módulo Prático: IV Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2010. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia Dissociativa - Curso de Especialização em Anestesiologia Veterinária. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

13.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia: Princípios Básicos. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; BEIER, S. L. ; Mistieri, M. L. A . II Curso Teórico Prático de Emergência Veterinária. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

15.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; REGALIN, Douglhas ; CORRÊA, André Luís ; TAMANHO, R. B. ; ROSA, A. C. . III Curso Teórico Prático de Anestesiologia de Pequenos Animais. 2009. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

16.
OLESKOVICZ, Nilson. Complicações Anestésicas - XVIII Semana Acadêmica Veterinária da USP. 2008. .

17.
Oleskovicz, Nilson. Complicações Anestésicas: o que fazer?. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

18.
OLESKOVICZ, Nilson. Técnicas anestésicas à campo: Equinos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

19.
OLESKOVICZ, Nilson. Técnicas Anestésicas à campo: Bovinos, caprinos e ovinos. 2008. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

20.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; AGUIAR, Eduardo Santiago Ventura de . Anestesia no Paciente Crítico. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

21.
OLESKOVICZ, Nilson. ANESTESIA NO PACIENTE CRÍTICO, XIV SEMANA ACADÊMICA DE MEDICINA VETERINÁRIA. 2006. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

22.
OLESKOVICZ, Nilson. Analgesia no Paciente Crítico - Semana Acadêmica da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

23.
OLESKOVICZ, Nilson. Tópicos em dor de cães e gatos - Semana Acadêmica da Faculdade de Agronomia e Medicina Veterinária. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

24.
OLESKOVICZ, Nilson. I Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

25.
OLESKOVICZ, Nilson. Tópicos em Anestesiologia Inalatória de Grandes Animais. 2005. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

26.
OLESKOVICZ, Nilson. I Curso de Anestesiologia em Grandes Animais. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

27.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de . Curso Teórico Prático de Atualização em Anestesiologia de Pequenos Animais. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

28.
OLESKOVICZ, Nilson. III Semana de Ciências Agrárias e Veterinárias - Controle da dor em Eqüinos. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

29.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de . I Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

30.
OLESKOVICZ, Nilson. Anestesia Dissociativa e Neuroleptoanalgesia - Disciplina: Princípios e Práticas em Anestesiologia do Programa de Pós Graduação em Cirurgia Veterinária. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

31.
OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque ; FARIAS, Anderson ; SANTOS, Paulo Sérgio Patto dos ; GUIRRO, Erica Cristina P . II Curso de Anestesiologia de Grandes Animais. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

32.
OLESKOVICZ, Nilson. Mini curso: Anestesia em Pacientes de risco; Anestesia em, pacientes especiais; Neonatos, idosos, nefropatas, distúrbios reprodutivos; Demonstração Prática de Anestesia Geral Inalatória e Monitoração Anestésica.. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

33.
OLESKOVICZ, Nilson. Tópicos de Clínica Cirúrgica em Grandes Animais: Rumenotomia, Abomasopexia e Laparotomia em Equinos. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

34.
OLESKOVICZ, Nilson. I Curso de Anestesiologia em Grandes Animais. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

Demais trabalhos
1.
TAMANHO, R. B. ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney ; PACHECO, A. D. ; ROSA, A. C. . Anestesia epidural cranial com lidocaína e morfina para campanhas de castração em cães. 2008 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

2.
Regalin, Doughlas ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; CORRÊA, André Luiz ; Costa, B. D. ; Carneiro, Ruiney ; Gonzatti, M. L. S. . Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/04 em gatas com hipovolemia induzida. 2008 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

3.
CORRÊA, André Luís ; Oleskovicz, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . Índice de Mortalidade relacionado a procedimentos anestésicos: estudo retrospectivo (1996-2006). 2008 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

4.
MORAES, Aury Nunes de ; SANTOS, M. A. ; Oleskovicz, Nilson ; Regalin, Doughlas ; Costa, B. D. ; COSTA, A. ; Gonzatti, M. L. S. ; Carneiro, Ruiney ; FLÔRES, Fabíola Niederauer . Efeitos da administração epidural de ropivacaína ou ropivacaína e xilazina em bovinos. 2008 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

5.
ROSA, A. C. ; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. ; Oleskovicz, Nilson ; Regalin, Doughlas ; Carneiro, Ruiney . Avaliação dos parâmetros cardiorrespiratórios, hemogasométricos e da concentração plasmática de cortisol em bovinos submetidos à imobilização eletromagnética. 2008 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

6.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar Luiz ; MORAES, Aury Nunes de ; FREITAS, Gabrielle Coelho ; CORRÊA, André Luís . Uso de Clonidina e morfina via epidural para cirurgia ortopédica em cão - Relato de caso. 2007 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

7.
FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar . Anestesia em tartaruga para cirurgia de remoção de granuloma - Relato de Caso. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

8.
FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; DALLABRIDA, Ademar . Anestesia por infusão contínua com propofol via intra-óssea para gonadectomia em pacientes pediátricos caninos. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

9.
FLORES, Fabíola Niederauer ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; OLIVEIRA, Flávia de ; BORTOLUZZI, Neida ; SOARES, André Vasconcelos ; MINSKY, Vanessa . Efeitos hemodinâmicos e hemogasometricos da associação de clorpromazina e dexmedetomidina em cães pré tratados ou não por atropina e anestesiados com isofluorano. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

10.
MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; OLESKOVICZ, Nilson ; SOARES, André Vasconcelos ; BORTULUZZI, Neida ; OLIVEIRA, Flávia Augusta de ; MINSKY, Vanessa . EFFECTS OF ATROPINE PREMEDICATION ON THE CARDIOPULMARY CHANGES INDUCED DEXMEDETOMIDINE AND CHLORPROMAZINE IN ISOFLURANE ANESTHETIZED DOGS. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

11.
MORENO, Juan Carlos Duque ; GUIRRO, Érica Cristina Prado ; DUQUE, Celina Tie Nishimori ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FANTONI, Denise Tabachi . Cardiorespiratory effects of ketamine or S(+) ketamine in sevoflurane anesthetized dogs undergoing to experimental hypovolemia. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

12.
SOARES, André Vasconcelos ; OLESKOVICZ, Nilson ; FLÔRES, Fabíola Niderauer ; FREITAS, Gabrielle Coelho . Bloqueio intercostal com uso de lidocaína e bupivacaína durante toracotomia em gato doméstico - relato de caso. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

13.
OLESKOVICZ, Nilson; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; SOARES, André Vasconcelos ; MINSKY, Vanessa ; REGALIN, Douglhas . Uso de clonidina via epidural associada à anestesia geral inalatória para cirurgia de gonodectomia pré púbere em cadela - relato de caso. 2006 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

14.
MORENO, Juan Carlos Duqe ; GUIRRO, Erica ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos A A . Infusão contínua de cetamina S(+) em cães anestesiados com halotano: Nota Prévia. 2005 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

15.
MORENO, Juan C Duque ; OLESKOVICZ, Nilson ; GUIRRO, Erica ; URIBE, Andrea ; FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos A A . Anestesia Total Intravenosa com xilazina-EGG-cetamina ou xilazina-EGG-cetamina S(+) em eqüinos: Estudo Comparativo. 2005 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

16.
OLESKOVICZ, Nilson; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; FARIAS, Anderson ; DUQUE, Juan Carlos . Preemptive epidural S(+)-ketamine in postincisional pain in horses. 2003 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

17.
OLESKOVICZ, Nilson; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson . Pre-emptive epidural ketamine or S(+)-ketamine in postincisional pain in horses: a comparative study. 2003 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

18.
VALADÃO, Carlos Augusto Araújo ; DUQUE, Juan Carlos ; OLESKOVICZ, Nilson . ANESTÉSICOS DISSOCIATIVOS. 2001 (BOLETIM TÉCNICO) .

19.
OLESKOVICZ, Nilson; DUQUE, Juan Carlos ; BALLESTRERO, Lúcia Teixeira ; FARIAS, Anderson ; VALADÃO, Carlos Agusto Araújo . PREEMPTIVE ANALGESIC EFFECT OF EPIDURAL KETAMINE OR KETAMINE S(+) IN POSTINCISIONAL PAIN IN HORSES. 2001 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

20.
DUQUE, Juan Carlos ; FARIAS, Anderson ; OLESKOVICZ, Nilson ; ALMEIDA, Ricardo Miyasaka de ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . PREEMPTIVE EPIDURAL S-KETAMINE OR KETAMINE IN POSTINCISIONAL PAIN IN DOGS. 2001 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

21.
OLESKOVICZ, Nilson; ULIANA, Daiana ; MORAES, Aury Nunes de . AVALIAÇÃO DA PERICIAZINA COMO SEDATIVO PARA O TRANSPORTE DE CÃES. 2000 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

22.
MAZZEI, Sirlei ; OLESKOVICZ, Nilson ; VALADÃO, Carlos Augusto Araújo . COMPARAÇÃO DA INJEÇÃO DE CETAMINA OU MORFINA NA HIPERALGESIA PÓS-INCISIONAL EM CÃES. 2000 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

23.
OLESKOVICZ, Nilson; ULIANA, Daiana ; MORAES, Aury Nunes de . AVALIAÇÃO DA PERCIAZINA COMO SEDATIVO PARA O TRASNPORTE DE ANIMAIS. 1999 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

24.
ULIANA, Daiana ; OLESKOVICZ, Nilson ; MORAES, Aury Nunes de . ESTUDO PRELIMINAR DO USO DA ROMIFIDINA NO ESPAÇO EPIDURAL DE BOVINOS. 1999 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .

25.
OLESKOVICZ, Nilson. Uso da ioimbina para reverter os efeitos da depressão cardiorrespiratória da romifidina em cães. 1998 (APRESENTAÇÃO DE PAINEL) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OLESKOVICZ, Nilson; BEIER, S. L.; ROSA, A. C.. Participação em banca de Karen Suzane Fuchs. Diferentes frações inspiradas de oxigênio e modalidades ventilatórias sobre a idade de cães.. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; BEIER, S. L.; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de SAMUEL JORGE RONCHI. Norepinefrina, dopamina ou dobutamina em cães submetidos a hipotensão. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
OLESKOVICZ, Nilson; Bastiani, G.; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de Marina Perisinotto Dal Pont. Epidurografia Avaliada por Fluoroscopia em cães: Estudo Clínico. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
Oleskovicz, Nilson; SOARES, André Vasconcelos; ROSA, A. C.. Participação em banca de Luara da Rosa. Modalidades ventilatórias em ovinos. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
Vilani, R. G. D'O. C.; OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan C Duque. Participação em banca de Adriana Marks. Infusão contínua de propofol e remifentanil por longo período em gatos.. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Paraná.

6.
OLESKOVICZ, Nilson; GOMES, C.; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de BRUNA BRISTOT COLOMBO. ANÁLISE DE TRÊS DIFERENTES FORMULAÇÕES DE BIOCIMENTOS APLICADOS ATRAVÉS DE GUIAS DE CRESCIMENTO NA CALVÁRIA DE COELHOS. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

7.
OLESKOVICZ, Nilson; LOPES, C.; ROSA, A. C.. Participação em banca de Felipe Comassetto. INFUSÃO CONTÍNUA DE CETAMINA EM CADELAS SUBMETIDAS À MASTECTOMIA TOTAL UNILATERAL. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
MORENO, Juan C Duque; OLESKOVICZ, Nilson; Franco, L. G.. Participação em banca de Jaqueline Andrade Ribeiro da Silva. Eficácia analgésica da cetamina administrada em infusão contínua em cadelas submetidas a mastectomia unilateral. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás.

9.
MORENO, Juan C Duque; OLESKOVICZ, Nilson; Franco, L. G.. Participação em banca de Louise Pereira Mortate. Controle da hipotensão causada por anestesia epidural com lidocaína e morfina em cães. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás.

10.
PASCON, J. P. E.; OLESKOVICZ, Nilson; Machado, I. R. L.. Participação em banca de Leandro Ziemer Carneiro. Haste intramedular bloqueada na estabilização de osteotomia intertrocantérica varizante em cães. Estudo ex. 2015. Dissertação (Mestrado em CIÊNCIA ANIMAL) - Universidade Federal do Pampa.

11.
MORAES, Aury Nunes de; Vilani, R. G. D'O. C.; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Bruno Lunardeli. Determinação da concentração anestésica mínima (CAM) de isoflurano em jacus (Penelope obscura) e a influência do estresse social sobre o valor da CAM. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
OLESKOVICZ, Nilson; GOMES, C.; BARBOSA, A. L. T.. Participação em banca de Carina Freccia. Dreno de sucção fechado em mastectomias radicais unilaterais em cadelas.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

13.
OLESKOVICZ, Nilson; Beier, Suzane L.; Moraes, Aury N.. Participação em banca de Marcos Paulo Antunes de Lima. Anestesia geral inalatória ou total intravenosa associada à anestesia subaracnóidea, em ovinos. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

14.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; PASCON, J. P. E.. Participação em banca de Ronise Tocheto. AVALIAÇÃO DOS VALORES DE TROPONINA I, ELETROCARDIOGRAMA E ECOGARDIOGRAMA EM FELINOS ANESTESIADOS COM CETAMINA E MIDAZOLAM. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

15.
Oleskovicz, Nilson; PASCON, J. P. E.; MORAES, Aury Nunes de; Mistieri, M. L.. Participação em banca de Helena Mondardo Cardoso. Avaliação eletrocardiográfica e ecocardiográfica de cães submetidos a diferentes protocolos de sedação e protocolos de indução anestésica. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

16.
Saito, M. E.; TAKAHIRA, R. K.; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de JULIETA VOLPATO. COMPARAÇÃO DOS VALORES HEMATOLÓGICOS E DE HEMOSTASIA PRIMÁRIA E SECUNDÁRIA, EM GATOS SOB CONTENÇÃO FÍSICA E DIFERENTES PROTOCOLOS DE SEDAÇÃO. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

17.
OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de VANESSA SASSO PADILHA. EFICÁCIA ANALGÉSICA DA METADONA, CETAMINA E SUAS ASSOCIAÇÕES EM GATAS. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

18.
MORENO, Juan C Duque; Oleskovicz, Nilson; DUQUE, Celina Tie Nishimori. Participação em banca de Sarah Barboza Martins. Avaliação da segurança de dois protocolos anestésicos e da eficácia de dois métodos indiretos de aferição da pressão arterial para colheita de sangue total em gatos. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade Federal de Goiás.

19.
OLESKOVICZ, Nilson; CARREGARO, Adriano Bonfim; POLI, A.; BEIER, S. L.. Participação em banca de Martielo Ivan Gehrcke. Perfil farmacocinético do propofol em emulsão lipídica e em nanoemulsão em gatos sob infusão contínua. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

20.
OLESKOVICZ, Nilson; CARREGARO, Adriano Bonfim; POLI, A.; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de Rafael Messias Luiz. Avaliação farmacocinética de uma formulação de propofol em nanoemulsão em cães. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

21.
GUIMARÃES, Luciana Dambrósio; OLESKOVICZ, Nilson; Corrêa, S. H. R.. Participação em banca de Adriano Alves Jorge. Anestesia Intravenosa total com propofol ou propofol e cetamina S(+) em Araras Canindé. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal de Mato Grosso.

22.
OLESKOVICZ, Nilson; KAHVEGIAN, M.; BEIER, S. L.; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de FELIPE HERTZING FARIAS. EFEITO ANTIENDOTOXÊMICO DA CETAMINA EM DOSES SUBANESTÉSICAS EM GATOS SUBMETIDOS À ENDOTOXEMIA EXPERIMENTAL. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

23.
CARREGARO, Adriano Bonfim; OLESKOVICZ, Nilson; SCHMIDT, C.. Participação em banca de Carlize Lopes. Toxicidade renal e hepática da tepoxalina em cães submetidos à hipotensão com isoflurano. 2011. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

24.
OLESKOVICZ, Nilson; FANTONI, Denise Tabachi; MORAES, Aury Nunes de; BEIER, S. L.. Participação em banca de André Luís Corrêa. Perfil clínico da utilização de uma nanoemulsão de propofol em cães. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

25.
CONTESINI,; OLESKOVICZ, Nilson; FORTIS, E. A. F.; Mello, J. R. B. Participação em banca de Giordano Cabral Gianotti. Avaliação da dinâmica respiratória e hemodinâmica de suínos sedados com propofol-remifentanil submetidos a diferentes frações inspiradas de oxigênio com ventilação mecânica volume versus pressão controlada. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

26.
Godoy, R. F.; MORENO, Juan Carlos Duque; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Ceci Ribeiro Leite. Comparação entre os efeitos da injeção epidural de metadona ou cetamina no controle da dor pós operatória em equinos. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciências Animais) - Universidade de Brasília.

27.
OLESKOVICZ, Nilson; Beier, Suzane L.; AGUIAR, Antônio José de Araújo; Moraes, Aury N.. Participação em banca de Renato Batista Tamanho. Efeitos clínicos de uma nanoemulsão de propofol em gatos. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

28.
MORAES, Aury Nunes de; Flajbat, M.; AGUIAR, Antônio José de Araújo; MEZZALLIRA, Alceu; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Ademir Cassiano da Rosa. Efeitos da exposição ao halotano, isofluorano e sevofluorano na fertilidade embrionária e gestação de camundongas. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

29.
CARREGARO, Adriano Bonfim; OLESKOVICZ, Nilson; De La Corte, F. D.. Participação em banca de Gabriele Coelho Freitas. Analgesia epidural com morfina ou buprenorfina em pôneis submetidos à sinovite carpal com lipopolissacarídeo. 2009. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

30.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; Wouk, A. F. P. F. Participação em banca de Doughlas Regalin. Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associada ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

31.
MORAES, Aury Nunes de; Cortopassi, S. R. G.; OLESKOVICZ, Nilson; BEIER, S. L.. Participação em banca de Átila Costa. Pinçamento digital e estímulo elétrico na determinação da concentração anestésica mínima (CAM) de isoflurano em galinhas (Gallus gallus domesticus). 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

32.
OLESKOVICZ, Nilson; FANTONI, Denise Tabachi; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de André Vasconcelos Soares. Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com colóide em gatos com hipovolemia induzida. 2008. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

33.
MORAES, Aury Nunes de; TRICHES, P. D.; FONTEQUE, Joandes Henrique; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Luiz César Pereira Santos. Comparação dos efeitos do cloridrato de ropivacaína e do sulfato de morfina pela via intra-articular em equinos submetidos à sinovite experimentalmente induzida. 2007. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

34.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; VALADÃO, Carlos Aurgusto Araújo. Participação em banca de Fabíola Niederauer Flôres. Efeitos hemodinâmicos e hemogasométricos de associação de clorpromazina e dexmedetomidina em cães pré tratados ou não por atropina e anestesiados com isofluorano. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

35.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; CARREGARO, Adriano Bonfim. Participação em banca de Sabrina Geni Tavares. Efeitos da pré-medicação com azaperone associado a dexmedetomidina e xilazina em suínos. 2006. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

Teses de doutorado
1.
MORAES, Aury Nunes de; Bortolini, Z.; Padilha, V. S.; OLESKOVICZ, Nilson; ROSA, A. C.. Participação em banca de Livia Pasini de Souza. Bloqueio de plexo braquial em felinos: avaliação de técnicas e comparação de diferentes concentrações de bupivacaína. 2018. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; DALLABRIDA, Ademar L; CONTESINI,; ALIEVI, M. M. Participação em banca de Bruna Ditzel da Costa Regalin. BIOMATERIAIS À BASE DE FOSFATOS DE CÁLCIO EM DUAS COMPOSIÇÕES BIFÁSICAS COMO SUBSTITUTOS ÓSSEOS EM ARTRODESES TARSOMETATARSAIS EXPERIMENTAIS EM OVINOS. 2017. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
OLESKOVICZ, Nilson; CONTESINI, EMERSON ANTONIO; ALIEVI, M. M; MORAES, Aury Nunes de; CAMARGO, N.. Participação em banca de ADEMAR LUIZ DALLABRIDA. NEOFORMAÇÃO ÓSSEA E OSTEOINTEGRAÇÃO DE BIOCERÂMICAS DE FOSFATOS DE CÁLCIO MICRO NANOESTRUTURADOS EM DIFERENTES COMPOSIÇÕES EM OVINOS. 2016. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
OLESKOVICZ, Nilson; Monteiro, E. R; FREITAS, Gabrielle Coelho; MORAES, Aury Nunes de; ROSA, A. C.; MORENO, Juan C Duque; TRINDADE, A. L.. Participação em banca de Vanessa sasso Padilha. Cetorolaco, meloxicam ou dipirona administrados antes ou após a ovariossalpingohisterectomia em gatas.. 2015. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; MORENO, Juan C Duque; Monteiro, E. R; YONEZAWA, L. A.. Participação em banca de Doughlas Regalin. EFEITOS CARDIOVASCULARES, HEMODINÂMICOS E METABÓLICO DE DOIS PROTOCOLOS DE INFUSÃO CONTÍNUA PARA SEDAÇÃO EM CÃES DURANTE 24 HORAS. 2015. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

6.
Camargo, N. H. A.; OLESKOVICZ, Nilson; ZAVAGLIA, C. A. C.; MOHALLEM, N. D. S.; GEMELLI, E.. Participação em banca de Gisele Maria Leite Dalmonônico. Elaboração e caracterização de biomateriais granulados microporosos de fosfatos de cálcio: teste in vivo em ovinos. 2015. Tese (Doutorado em Ciência e Engenharia de Materiais) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

7.
Oleskovicz, Nilson; DUQUE, Celina Tie Nishimori; MORENO, Juan C Duque; PASCON, J. P. E.; MORAES, Aury Nunes de; Mistieri, M. L. A. Participação em banca de Martielo Ivan Gehrcke. Monitoração hemodinâmica e da oxigenação tecidual minimamente invasiva em cães. 2014. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
CARREGARO, Adriano Bonfim; AMARAL, A. S.; CAMBRAIA, J. C.; OLESKOVICZ, Nilson; LOPES, S. T. A.. Participação em banca de GABRIELLE COELHO FREITAS. TOXICIDADE RENAL E HEPÁTICA DA TEPOXALINA EM GATOS SUBMETIDOS À HIPOTENSÃO COM ISOFLURANO. 2013. Tese (Doutorado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

9.
VALADÃO, Carlos Augusto Araújo; Nunes, N.; SANTOS, Paulo Sérgio Patto dos; MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Ricardo Miyasaka de Almeida. Administração intravenosa de emulsão lipídica de isoflurano em cães. 2008. Tese (Doutorado em Cirurgia Veterinária) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

10.
VALADÃO, Carlos Augusto Araújo; MORENO, Juan Carlos Duque; CAMPEBELL, RITA DE CÁSSIA; AGUIAR, Antônio José de Araújo; NETO, Antônio de Queiroz; OLESKOVICZ, Nilson; FANTONI, Denise Tabacchi; Nunes, N.. Participação em banca de Erica Cristina Bueno do Prado Guirro. Efeitos comportamental, clínico e antinociceptivo da crotalfina e, eqüinos: comparação com morfina, U50-488H e fenilbutazona. 2008. Tese (Doutorado em Cirurgia Veterinária) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

Qualificações de Doutorado
1.
OLESKOVICZ, Nilson; CONTESINI,; ALIEVI, M. M. Participação em banca de BRUNA DITZEL DA COSTA REGALIN. BIOMATERIAIS À BASE DE FOSFATOS DE CÁLCIO EM DIFERENTES COMPOSIÇÕES BIFÁSICAS COMO SUBSTITUTOS ÓSSEOS EM ARTODESES TARSOMETATARSAIS EXPERIMENTAIS EM OVINOS. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; FUTEMA, F.. Participação em banca de Livia Pasini de Souza. Determinação de uma dose mínima efetiva (DME) de bupivacaína 0,5% para bloqueio de plexo braquial ecoguiado em felinos e eficácia da DME para o bloqueio guiado por neuroestimulador em comparação ao ecoguiado. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
Oleskovicz, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duqe; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de Doughlas Regalin. Efeitos cardiovasculares, hemodinâmicos e metabólicos de dois protocolos de infusão contínua para sedação em câes durante 24 horas.. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
Oleskovicz, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duqe; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de Martielo Ivan Gehrcke. Monitoração hemodinâmica e perfusional minimamente invasiva em cães. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
Oleskovicz, Nilson; DUQUE, Celina Tie Nishimori; MORENO, Juan C Duque; MORAES, Aury Nunes de. Participação em banca de Vanessa Sasso Padilha. Efeito digestório, hepático, renal e analgésico preemptivo do cetorolaco de trometamina, meloxicam e dipirona em gatas submetidas a ovariosalpingohisterectomia. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

6.
Oleskovicz, Nilson; Mistieri, M. L. A; MORAES, Aury Nunes de; PASCON, J. P. E.. Participação em banca de Ademar Luiz Dallabrida. Neoformação óssea e osteointegração de biomateriais micro e nano estruturados em ovinos. 2014. Exame de qualificação (Doutorando em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

7.
NATALINI, C. C.; OLESKOVICZ, Nilson; POLYDORO, A. S.; MENEZES, M. S.. Participação em banca de Ruben Lundgren Cavalcanti. Efeitos farmacodinâmicos da administração subaracnóide de ropivacaína em diferentes baricidades em pônies. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Animal: Eqüinos) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul.

8.
RAISER, A. G.; Brun, M. V.; Beck, C. A. C.; OLESKOVICZ, Nilson; De La Corte, F. D.. Participação em banca de Paula Cristina Basso. Ovariosalpingo-histerectomia em cadelas: análise hemodinâmica, inflamatória e álgica, nas abordagens convencional, video-assistida com dois portais, por notes híbrida e notes total.. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

9.
CARREGARO, Adriano Bonfim; Zanchet, E. M.; OLESKOVICZ, Nilson; AGUIAR, Antônio José de Araújo; Vilani, R. G. D'O. C.. Participação em banca de Gabrielle Coelho Freitas. Farmacocinética da anestesia por alometria em felídeos. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

10.
RAISER, A. G.; CARREGARO, Adriano Bonfim; MORAIS, E. N.; OLESKOVICZ, Nilson; FANTONI, Denise Tabachi. Participação em banca de André Vasconcelos Soares. Efeitos hemodinâmicos e metabólicos de vasopressores em cães com hipovolemia induzida tratados com solução hipertônica a 7,5% associada ao hidroetilamido 130/0,4. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
OLESKOVICZ, Nilson; Padilha, V. S.; TOCHETO, R.. Participação em banca de Felipe Comassetto.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; Gehrcke, M.; Padilha, V. S.. Participação em banca de Eduarda Hoffmann Bitencourt.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
OLESKOVICZ, Nilson; Padilha, V. S.; TOCHETO, R.. Participação em banca de Laura Thais Nickelle Sasse.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; Salbego, F. Z.. Participação em banca de Maria Helena Mazzoni Baldini.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; Salbego, F. Z.. Participação em banca de Aline Luiz Martins.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

6.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; BEIER, S. L.. Participação em banca de Marcos Paulo Antunes de Lima.Banca de avaliação de estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

7.
OLESKOVICZ, Nilson; REGALIN, Douglhas; Gehrcke, M.. Participação em banca de Gabriela Oliveira Gall.Clínica Médica e Cirúrgica e Anestesiologia de Pequenos Animais. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; BEIER, S. L.. Participação em banca de Bruna Ditzel da Costa.Estágio Curricular Obrigatório na área de Anestesiologia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

9.
OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz; Mistieri, M. L. A. Participação em banca de Jeannye Caovila.Estágio curricular obrigatório na área de Clínica e Cirurgia de Pequenos animais. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

10.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; Mistieri, M. L. A. Participação em banca de Felipe Pereira Gonçalves.Estágio Curricular Obrigatório na área de Clínica Médica e Cirúrgica. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

11.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; BEIER, S. L.. Participação em banca de Ruiney Carneiro.Estágio Curricular na área de Anestesiologia e Desenvolvimento de Produtos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
Oleskovicz, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; FLÔRES, Fabíola Niederauer. Participação em banca de Ademir Cassiano da Rosa.Estágio curricular obrigatório na área de clínica e cirurgia de pequenos animais e anestesiologia. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

13.
COLODEL, Márcia Moleta; PILLATI, Celso; Oleskovicz, Nilson. Participação em banca de Acácio Duarte Pacheco.Estágio curricular na área de clínica e cirurgia de pequenos e dermatologia. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

14.
AGUIAR, Eduardo Santiago Ventura de; Souza, S. F.; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Alexandre R. G. dos Santos.Estágio curricular na área de clínica e cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

15.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; AGUIAR, Eduardo Santiago Ventura de; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Camila Simon.Estágio Curricular na área de clínica e cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

16.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Andreza Amorim Moraes.Estágio curricular na área de UTI de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

17.
COLODEL, Márcia Moleta; MARTINS, Vera Vilamil; OLESKOVICZ, Nilson. Participação em banca de Roberta Sbravati.Estágio Curricular Clínica e Cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

18.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; Pelizzari, C. Participação em banca de Ellen C. B. Blageski.Estágio curricular na área de Clínica e cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

19.
OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Helena Mondardo Cardoso.Estágio curricular na área de clínica e cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

20.
OLESKOVICZ, Nilson; MARTINS, Vera Vilamil; Gomes, I. P. O.. Participação em banca de Fabiano Cesár Sá.Estágio Curricular na área nutrição e nutrição clínica de cães e gatos. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

21.
OLESKOVICZ, Nilson; Mistieri, M. L.; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Ronise Tocheto.Estágio curricular na área de clínica e cirurgia de pequenos animais. 2008. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

22.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; BEIER, S. L.. Participação em banca de Vanessa Minsky.Estagio Curricular na área de Anestesiologia e Farmacologia. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

23.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Dayana Vitoreti Preve.Estágio Curricular na área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

24.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; MEDEIROS, Leopoldo Rogério. Participação em banca de Antônio Rangeli de Souza Junior.Estágio Curricular na área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

25.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Participação em banca de Átila Costa.Estágio Curricular na Área de Clínica e Manejo de Animais Selvagens. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

26.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Participação em banca de Igor Christian Magno Golçalves.Estágio Curricular na Área de Clínica de Pequenos Animais e Animais Selvagens. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

27.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Giliane Cristina Basco.Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

28.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; FLÔRES, Fabíola Niederauer. Participação em banca de Flávia Augusta de Oliveira.Estágio Curricular na área de anestesiologia Veterinária. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

29.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Participação em banca de Roberto Harutomi Corrêa Nomura.Estágio Curricular na área de clínica e manejo de animais silvestres. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

30.
OLESKOVICZ, Nilson; AGUIAR, Eduardo Santiago Ventura de; FONTEQUE, Joandes Henrique. Participação em banca de Rodrigo Carneiro.Estágio Curricular na área de Clínica e Cirurgia de Grandes Animais. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

31.
Vaz, A. K.; OLESKOVICZ, Nilson; KLUGE, Guenther. Participação em banca de Monalysa Cadori Gonçalves.Estágio Curricular na área de Clínica e Cirurgia de Grandes animais. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

32.
KLUGE, Guenther; OLESKOVICZ, Nilson; OLIVEIRA, José Tadeu M. Participação em banca de GLAUBER GELSLEICHTER.Clínica, Manejo e Reprodução de Bovinos. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

33.
DALLABRIDA, Ademar L; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de LETÍCIA ROSA MACENO.Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

34.
DALLABRIDA, Ademar L; OLESKOVICZ, Nilson; MARTINS, Aldo L P. Participação em banca de THIAGO ANDRÉ SALVITTI DE SÁ ROCHA.Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

35.
PETRUCCI, Lauro A Canto; OLESKOVICZ, Nilson; MEDEIROS, Leopoldo Rogério. Participação em banca de AMANDA DE AZEVEDO MARQUES.Clínica de Equinos. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

36.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Participação em banca de Giana Kelly Barreto.Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia e Animais Selvagens. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

37.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Alex Sandro Simas.Estágio Curricular na Área de Clínica Cirúrgica de Pequenos Animais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

38.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; COLODEL, Márcia Moleta. Participação em banca de Crisley Teresinha Dutra Machado.Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

39.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Participação em banca de Maria Fernanda Zacharias Pfeilsticker.Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

40.
GAVA, Aldo; OLESKOVICZ, Nilson; TRAVERSO, Sandra David. Participação em banca de Ticiane Santos da Rocha.Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurugia e Bovinocultura de Leite. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

41.
OLESKOVICZ, Nilson; MARTINS, Aldo Paes; HACK, Ana Karina Couto. Participação em banca de ROBERTO THIESEN.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

42.
OLESKOVICZ, Nilson; DALAGNHOL, Sérgio; BORGES, Hernani Nerbass. Participação em banca de ANDRÉ YOSHIHARU MIYASAKI.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA E MANEJO AVÍCOLA. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

43.
OLESKOVICZ, Nilson; MARTINS, Aldo Paes; MEDEIROS, Leopoldo Rogério. Participação em banca de DEYSE CARPES.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

44.
OLESKOVICZ, Nilson; PILLATI, Celso; HACK, Ana Karina Couto. Participação em banca de SUZY SWIECH.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA DE PEQUENAOS ANIMAIS E ANIMAIS SILVESTRES. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

45.
OLESKOVICZ, Nilson; MARTINS, Vera Vilamil; MARTINS, Aldo Paes. Participação em banca de BÁRBARA CAROLINA RAMOS.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E ANESTESIOLOGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

46.
OLESKOVICZ, Nilson; STOLF, Luis; MEDEIROS, Leopoldo Rogério. Participação em banca de MÔNICA POHLOD.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

47.
OLESKOVICZ, Nilson; STOLF, Luis; PETRUCCI, Lauro Antônio Canto. Participação em banca de ÉRICA DE BARROS RODRIGUES.CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

48.
OLESKOVICZ, Nilson; PILLATI, Celso; MARTINS, Aldo Paes. Participação em banca de AMILCAR ALEXANDRE BERNADINO NARENTE.CLÍNICA E CIRURGIA DE GRANDES ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

49.
OLESKOVICZ, Nilson; MEDEIROS, Leopoldo Rogério; PETRUCCI, Lauro Antônio Canto. Participação em banca de PEDRO CORRÊA DA SILVA NETO.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

50.
OLESKOVICZ, Nilson; NEVES, Dalmo da Silva; PILLATI, Celso. Participação em banca de GIANMARCO PAOLO ROJAS MORENO.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA E MEDICINA DE ANIMAIS SILVESTRES. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.

51.
OLESKOVICZ, Nilson; STOLF, Luis; MARTINS, Aldo Paes. Participação em banca de RAQUEL VIEIRA CARDOSO.ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2001. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
OLESKOVICZ, Nilson; GUIRRO, Erica Cristina P; DUQUE, Juan Carlos; PAGLIOSA, G. M.; Minto, B. W.. Concurso Público para a Classe de Professor Assistente na área de Técnica Operatória Veterinária e Anestesiologia Veterinária, Edital 127/11. 2011. Universidade Federal do Paraná.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; GUIRRO, Érica Cristina P; PAGLIOSA, G. M.; Minto, B. W.; Oliveira, F. S.. Concurso Público para a Classe de Professor Assistente na área de Técnica Operatória Veterinária e Anestesiologia Veterinária, edital 267/11. 2011. Universidade Federal do Paraná.

3.
MORAES, Aury Nunes de; LANGELOH, A.; FOGACA, R. T. H.; OLESKOVICZ, Nilson. BANCA EXAMINADORA DO CONCURSO PÚBLICO 03/2011 PARA ÁREA DE FARMACOLOGIA. 2011. Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; Pelizzari, C; MORAES, Aury Nunes de. Membro da Banca Examinadora do Processo Seletivo para Cirurgia Veterinária e Radiologia. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca Examinadora do Concurso Público na Área de Farmacologia Veterinária. 2010. Universidade Federal da Fronteira Sul.

6.
Mistieri, M. L. A; SANTOS, Paulo Sérgio Patto dos; OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca do Concurso Público para Vaga de Anestesiologia e Terapêutica Veterinária. 2010. Universidade Federal do Pampa.

7.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; Dornbush, P. T.. Membro da banca do Concurso Público para área de Técnica Cirúrgica e Terapêutica. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
MORAES, Aury Nunes de; OLESKOVICZ, Nilson; BEIER, S. L.. Presidente da Banca de Processo Seletivo 01/2009 para a área de Anestesiologia. 2009. Universidade do Estado de Santa Catarina.

9.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; Mistieri, M. L. A; Pelizzari, C; OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca do Processo Seletivo 02/2009 para área de Técnica Cirúrgica. 2009. Universidade do Estado de Santa Catarina.

10.
OLESKOVICZ, Nilson; BEIER, S. L.; MILETTI, Luiz Cláudio. Membro da Banca de Processo Seletivo 06/2009 para a área de Farmacologia e Farmacodinâmica. 2009. Universidade do Estado de Santa Catarina.

11.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de. Membro da Banca do Processo Seletivo nº 05/2008, para a área de Técnica Cirúrgica. 2008. Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de. Membro da Banca do Processo Seletivo nº 05/2008, para a área de Patologia e Clínica Cirúrgica. 2008. Universidade do Estado de Santa Catarina.

13.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; DALLABRIDA, Ademar Luiz. Banca Examinadora do Processo Seletivo nº 08/2006 para área de Anestesiologia. 2007. Universidade do Estado de Santa Catarina.

14.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; AGUIAR, Eduardo Santiago Ventura de. Membro da Banca do Processo Seletivo nº 04/2007, para a área de Técnica Cirúrgica. 2007. Universidade do Estado de Santa Catarina.

15.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; STOLF, Luis. Banca Examinadora do Processo Seletivo para Disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2006. Universidade do Estado de Santa Catarina.

16.
DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; PETRUCCI, Lauro Antônio Canto. Banca Examinadora do Processo Seletivo 05/2006 para a Disciplina de Patologia Clínica Cirúrgica e Técnica Cirúrgica. 2006. Universidade do Estado de Santa Catarina.

Outras participações
1.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; DALLABRIDA, Ademar L. BANCA DE PROCESSO SELETIVO 09/2012 CLÍNICA CIRÚRGICA VETERINÁRIA. 2012. Universidade do Estado de Santa Catarina.

2.
OLESKOVICZ, Nilson; Saito, M. E.; DALLABRIDA, Ademar; GAVA, Aldo. BANCA DO PROCESSO SELETIVO 09/2012 PARA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. Universidade do Estado de Santa Catarina.

3.
ANDRADE, J. N. B. M.; Salbego, F. Z.; DALLABRIDA, Ademar; OLESKOVICZ, Nilson. BANCA DO PROCESSO SELETIVO 04/2012 PARA ÁREA DE DIGNÓSTICO POR IMAGEM. 2012. Universidade do Estado de Santa Catarina.

4.
Salbego, F. Z.; OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; ANDRADE, J. N. B. M.. BANCA DO PROCESSO SELETIVO 02/2012 PARA ÁREA DE CIRURGIA VETERINÁRIA. 2012. Universidade do Estado de Santa Catarina.

5.
OLESKOVICZ, Nilson. COMISSÃO CIENTÍFICA NA SELEÇÃO DE TRABALHOS DO X CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA E ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária.

6.
OLESKOVICZ, Nilson. COORDENADOR DA SESSÃO DE PALESTRAS DO X CONGRESSO DE CIRURGIA E ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária.

7.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de; Camargo, M. H. B. Presidente da Banca do Processo Seletivo para área de Farmacologia. 2011. Universidade do Estado de Santa Catarina.

8.
FONTEQUE, Joandes Henrique; HACK, Ana Karina Couto; Saito, M. E.; OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca Examinadora do Processo Seletivo 01/2011 para a área de Clínica Médica de Pequenos Animais. 2011. Universidade do Estado de Santa Catarina.

9.
OLESKOVICZ, Nilson. Avaliador dos Trabalhos Científicos do 38 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinaria. 2011. Sociedade Brasileira de Medicina Veterinária.

10.
MORAES, Aury Nunes de; DALLABRIDA, Ademar Luiz; OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca do Processo Seletivo para área de Clínica Médica de Cães e Gatos. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.

11.
FONTEQUE, Joandes Henrique; HACK, Ana Karina Couto; Saito, M. E.; OLESKOVICZ, Nilson. Membro da Banca Examinadora Processo Seletivo 01/2011 para área de Clínica Médica de Pequenos Animais. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.

12.
Moraes, Aury N.; OLESKOVICZ, Nilson; Saito, M. E.; Salbego, F. Z.. Membro da banca Examinadora do Processo Seletivo 07/2010 para a área de Anestesiologia Veterinária. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.

13.
MORAES, Aury Nunes de; DALLABRIDA, Ademar Luiz; FONTEQUE, Joandes Henrique; OLESKOVICZ, Nilson. Comissão de Residência em Medicina Veterinária do CAV/UDESC. 2010. Universidade do Estado de Santa Catarina.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
12 World Congress of Veterinary Anaesthesiology. 2015. (Congresso).

2.
12 World Congress of Veterinary Anaesthesiology. Indirect calorimetry in hemodynamic and metabolic monitoring in dogs under different hemodynamics states. 2015. (Congresso).

3.
12 World Congress of Veterinary Anaesthesiology. Metabolic and hemodynamic evaluation for two long term sedation protocols in dogs. 2015. (Congresso).

4.
AVA AUTUMN MEETING ASSOCIATION OF VETERINARY ANAESTHETISTS. 2014. (Congresso).

5.
XI Encontro de Anestesiologia Veterinária (EAV). 2013. (Encontro).

6.
11 TH WORLD CONGRESS OF VETERINARY ANAESTHESIOLOGY. 2012. (Congresso).

7.
SEMINÁRIO DE ÉTICA PROFISSIONAL E HABILITAÇÃO RESPONSABILIDADE TÉCNICA. 2012. (Seminário).

8.
X CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA E ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. (Congresso).

9.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Membro da Comissão de Avaliação dos pôsteres. 2011. (Encontro).

10.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Efeitos da infusão de morfina-lidocaína-cetamina sobre a concentração expirada de isoflurano em ovinos. 2011. (Encontro).

11.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Membro da Comissão de Seleção dos Resumos de Trabalhos Científicos. 2011. (Encontro).

12.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Estudo da administração subaracnóide de meloxicam em ratos: efeitos antinociceptivos mecânicos sobre a dor induzida pela carragenina. 2011. (Encontro).

13.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Administração subaracóide aguda de meloxicam: avaliação dos efeitos neurotóxicos em um modelo animal. 2011. (Encontro).

14.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Determinação das Doses letal 50 e 100 do propofol em nanoemulsão ou em emulsão lipídica pela via intraperitoneal em camundongos. 2011. (Encontro).

15.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária. 2011. (Encontro).

16.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Efeito cumulativo do propofol em nanoemulsão e em emulsão lipídica em gatas. 2011. (Encontro).

17.
10 Encontro de Anestesiologia Veterinária.Efeitos sedativos da associação de cetamina S+ e midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em pombos (Columba livia). 2011. (Encontro).

18.
38 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. 2011. (Congresso).

19.
38 Congresso Brasileiro de Medicina Veterinária. Principais complicações trans anestésicas em cães e gatos. 2011. (Congresso).

20.
Fórum de monitoração anestésica na medicina veterinária.Monitoração e reposição volêmica. 2011. (Simpósio).

21.
Simpósio de analgesia e controle da dor em pequenos animais.Cetamina: quando e como empregar. 2011. (Simpósio).

22.
Simpósio de analgesia e controle da dor em pequenos animais.Qual é o poder analgésico dos alfa 2 agonistas. 2011. (Simpósio).

23.
Simpósio de analgesia e controle da dor em pequenos animais. 2011. (Simpósio).

24.
World Anesthesia Congress. Effects os exposure to halothane, isoflurane and sevoflurane in embryo and pregnancy viability in mice. 2011. (Congresso).

25.
Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting. Clinical and cardiorespiratory effects of propofol nanoemulsion in dogs. 2010. (Congresso).

26.
Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting. 2010. (Congresso).

27.
Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting. Effects of sevoflurane exposure on mice fertility/embryo viability and gestation. 2010. (Congresso).

28.
Association Veterinary Anaesthetists Autumn 2010 Meeting. Cardiopulmonary and metabolic evaluation of a new formulation of propofol in cats. 2010. (Congresso).

29.
I Congresso de Inicação Científica e Pós Graduação - Sul Brasil. Avaliação de dois protocolos pré anestésicos e infusão contínua de propofol em microemulsão em gatas. 2010. (Congresso).

30.
I Congresso de Iniciação Científica e Pós Graduação - Sul Brasil. Perfil Clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. 2010. (Congresso).

31.
I Congresso de Iniciação Científica e Pós Graduação - Sul Brasil. Efeitos clínicos, cardiorrespiratório e analgésico da administração da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S+/midazolam/tramadol para contenção química em bugios ruivos (Allouatta gurariba clamitans). 2010. (Congresso).

32.
IX Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Efeitos da exposição ao halotano e sevofluorano na fertilidade, viabilidade embrionária e gestação de camundongas. 2010. (Congresso).

33.
IX Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Efeitos do remifentanil sobre a concentração expirada de isofluorano (ETiso) em cães submetidos a cirurgia de mastectomia radical. 2010. (Congresso).

34.
IX Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Comparação da infusão contínua de morfina, lidocaína e cetamina ou anestesia epidural cranial para castração de cadelas. 2010. (Congresso).

35.
IX Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. 2010. (Congresso).

36.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Palestrante na Mesa Redonda: Anestesia/analgesia epidural - Risco/benefício no paciente crítico. 2009. (Congresso).

37.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Avaliação das Associações de cetamina + midazolam e de tiletamina + zolazepam em jundiá (Rhamdia quellen). 2009. (Congresso).

38.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Meloxicam reduz a concentração alveolar mínima (CAM) do isofluorano em galinhas (Gallus gallus domesticus). 2009. (Congresso).

39.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2009. (Congresso).

40.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em gatas: estudo experimental. 2009. (Congresso).

41.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Membro da Comissão Julgadora dos Trabalhos Científicos. 2009. (Congresso).

42.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Efeitos hemodinâmicos e respiratórios da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. 2009. (Congresso).

43.
IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Pinçamento de dígito e o estímulo elétrico na determinação da concentração anestésica mínima (CAM) do isofluorano em galinhas (Gallus gallus domesticus). 2009. (Congresso).

44.
Seminário de Ética Profissional e Habilitação em Responsabilidade Técnica Módulo Avançado. 2009. (Seminário).

45.
VIII Congresso Brasileiro Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. 2008. (Congresso).

46.
VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Mortalidade anestésica durante as campanhas. 2008. (Congresso).

47.
VIII Congresso Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. Complicações anestésicas mais frequentes e cuidados para enfrentá-las. 2008. (Congresso).

48.
3 Reunião do Projeto Rondon. 2007. (Encontro).

49.
Curso de Emergência em Pequenos Animais. 2007. (Simpósio).

50.
Seminário de Ética Profissinal e Habilitação em Responsabilidade Técnica. 2007. (Seminário).

51.
VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. Relator Científico. 2007. (Congresso).

52.
VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2007. (Congresso).

53.
XXVIII Congresso Brasileiro da Anclivepa. Revisor de Trabalho científico. 2007. (Congresso).

54.
XXVIII Congresso Brasileiro da Anclivepa. 2007. (Congresso).

55.
XXVIII Congresso Brasileiro da Anclivepa. Anestesiando o Paciente de Risco. 2007. (Congresso).

56.
9 th World Congress of Veterinary Anaesthesiology and 4 th Meeting of the International Veterinary Academy of Pain Management. 2006. (Congresso).

57.
I Simpósio de Anestesiologia Veterinária da FMVZ-Botucatu. 2006. (Simpósio).

58.
VII Congresso do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária e II Simpósio de Fisioterapia Veterinária. 2006. (Congresso).

59.
XII - Ciclo de Atualização em Medicina Veterinária - CAMEV. 2006. (Outra).

60.
Fórum de Dor e Anlgesia. 2005. (Congresso).

61.
I Seminário de Ética e Experimentação Animal. 2005. (Seminário).

62.
VI Congresso do Colégio Brasileiro de Cirurgia e Anestesiologia Veterinária. 2004. (Congresso).

63.
8th World Congress of Veterinary Anesthesia. 2003. (Congresso).

64.
V Ciclo Internacional Sobre Cólica Equina. 2003. (Simpósio).

65.
V CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA E ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA:. 2002. (Congresso).

66.
VI CONGRESSO E XI ENCONTRO DA ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE VETERINÁRIOS DE ANIMAIS SELVAGENS. 2002. (Congresso).

67.
ATUALIZAÇÃO EM ONCOLOGIA VETERINÁRIA. 2001. (Simpósio).

68.
I SIMPÓSIO EM CIÊNCIAS VETERINÁRIAS. 2001. (Simpósio).

69.
X CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA - CAMEV. 2001. (Simpósio).

70.
IV CONGRESSO BRASILEIRO DE CIRURGIA E ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2000. (Congresso).

71.
NOÇÕES BÁSICAS EM A ACUPUNTURA VETERINÁRIA. 2000. (Seminário).

72.
III CICLO INTERNACIONAL SOBRE CÓLICA EQÜINA. 1999. (Simpósio).

73.
IX CICLO DE ATUALIZAÇÃO EM MEDICINA VETERINÁRIA. 1999. (Simpósio).

74.
2 ENCONTRO TÉCNICO DA ASSOCIAÇÃO DE VETERINÁRIOS ESPECIALISTAS EM SUÍNOS. 1998. (Encontro).

75.
I SIMPÓSIO INTERNACIONAL SOBRE QUALIDADE DO LEITE. 1998. (Simpósio).

76.
SEMINÁRIO REGIONAL DE PASTAGENS. 1998. (Seminário).

77.
NUTRIÇÃO DE PEQUENOS ANIMAIS PRO PLAN E PURINA CNM. 1997. (Seminário).

78.
I ENCONTRO DE NEUROCIÊNCIAS E COMPORTAMENTO. 1996. (Encontro).

79.
V SAMEVE. 1996. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
OLESKOVICZ, Nilson; Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. . III SIMPÓSIO DE MEDICINA FELINA DO CAV/UDESC. 2014. (Outro).

2.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; Costa, B. D. . III CURSO TEÓRICO PRÁTICO DE EMERGÊNCIA EM PEQUENOS ANIMAIS. 2013. (Outro).

3.
MORENO, Juan C Duque ; OLESKOVICZ, Nilson ; BEIER, S. L. . XI Encontro de Anestesiologia Veterinária - Membro da Diretoria Científica. 2013. (Congresso).

4.
OLESKOVICZ, Nilson; Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. . II SIMPÓSIO DE MEDICINA FELINA DO CAV/UDESC. 2013. (Outro).

5.
OLESKOVICZ, Nilson; Padilha, V. S. ; TOCHETO, R. . I SIMPÓSIO DE MEDICINA FELINA. 2012. (Outro).

6.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; BEIER, S. L. . IV Curso Teórico prático de anestesiologia em pequenos animais. 2010. (Outro).

7.
DUQUE, Juan Carlos ; MORAES, Aury Nunes de ; OLESKOVICZ, Nilson ; AGUIAR, Antônio José de Araújo . IX Encontro Brasileiro de Anestesiologia Veterinária. 2009. (Congresso).

8.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; CORRÊA, André Luís ; TAMANHO, R. B. ; ROSA, A. C. . III Curso Teórico Prático de Anestesiologia em Pequenos Animais. 2009. (Outro).

9.
OLESKOVICZ, Nilson. Campanha de castração. 2008. (Outro).

10.
OLESKOVICZ, Nilson; MORAES, Aury Nunes de ; FLÔRES, Fabíola Niederauer ; BEIER, S. L. . VIII Encontro Brasileiro de Anestesiologia. 2007. (Congresso).

11.
OLESKOVICZ, Nilson; MORENO, Juan Carlos Duque ; SANTOS, Paulo Sérgio Patto dos ; GUIRRO, Erica Cristina P ; MENDES, Marna Ceccato ; REIS, Renata Gêmio dos . II Curso de Anestesiologia de Grandes Animais. 2004. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
SAMUEL JORGE RONCHI. Em defiição. Início: 2018. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. (Orientador).

2.
Luara da Rosa. Em definição. Início: 2017. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina. (Orientador).

3.
Felipe Comassetto. Avaliação da segurança, eficácia analgésica e do requerimento de isoflurano durante a infusão contínua de diferentes infusões analgésicas em cadelas submetidas à mastectomia total unilteral.. Início: 2016. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

4.
Ronise Tocheto. Qualidade da cicatrização com o uso do Plasma Rico em Plaquetas em mastectomia unilateral total em cadelas. Início: 2015. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Fundo de Apoio à Manutenção e ao Desenvolvimento da Educação Superior. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Gabriela Borges Conterno. Avaliação da analgesia pós-operatória da infusão contínua de remifentanil ou fentanil em cães submetidos a ovariohisterectomia eletiva.. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. (Orientador).

2.
MAITE ZANOTTO STIEHL. Avaliação do grau de sedação e taxa de fertilidade em ovinos submetidos a diferentes protocolos anestésicos.. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
Luana Marcia Rocha. Avaliação dos efeitos clínicos e analgésicos do uso do maropitant em felinos.. Início: 2018. Iniciação científica (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
SAMUEL JORGE RONCHI. Norepinefrina, dopamina ou dobutamina em cães submetidos a hipotensão. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

2.
KAREN SUZANE FUCHS. Diferentes frações inspiradas de oxigênio e modalidades ventilatórias sobre a idade de cães.. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

3.
Marina Perissinotto Dal Pont. Epidurografia Avaliada por Fluoroscopia em cães: Estudo Clínico. 2018. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

4.
Luara da Rosa. Modalidades ventilatórias em ovinos. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

5.
Felipe Comassetto. INFUSÃO CONTÍNUA DE CETAMINA EM CADELAS SUBMETIDAS À MASTECTOMIA TOTAL UNILATERAL. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

6.
Bruna Bristot Colombo. Análise de três diferentes formulações de biocimentos aplicados através de guias de crescimento na calvária de coelhos.. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

7.
Carina Freccia. Dreno de sucção fechado em mastectomias radicais unilaterais em cadelas.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

8.
Ronise Tocheto. Avaliação dos valores de Troponina I em gatos anestesiados com cetamina. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Fundação de Amparo à Pesquisa e Inovação do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

9.
Marcos Paulo Antunes de Lima. ANESTESIA GERAL INALATÓRIA OU TOTAL INTRAVENOSA EM OVINOS. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

10.
HELENA MONDARDO CARDOSO. Avaliação eletrocardiográfica e ecocardiográfica de cães submetidos a diferentes protocolos de sedação e diferentes protocolos de indução anestésica.. 2014. Dissertação (Mestrado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

11.
Vanessa Sasso Padilha. Eficácia analgésica da cetamina em subdose, metadona ou associação de ambas pela via subcutânea, em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

12.
Rafael Messias Luiz. Perfil farmacocinético de uma nova formulação de propofol em nanoemulsão em cães. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

13.
Martielo Ivan Gehrcke. Perfil farmacocinético de uma nova formulação de propofol em nanoemulsão em gatos. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

14.
Felipe Hertzing Farias. Efeitos da cetamina em doses subanestésicas em gatos, submetidos à endotoxemia experimental. 2012. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

15.
Lanucha Fidelis da Luz Moura. AVALIAÇÃO DOS EFEITOS ANTINOCICEPTIVOS, SISTÊMICOS E NEUROTÓXICOS DA ADMINISTRAÇÃO EPIDURAL DO MELOXICAM EM COELHOS SUBMETIDOS À TENOTOMIA PARCIAL DO CALCÂNEO COMUM. 2011. Dissertação (Mestrado em Ciências Veterinárias) - Universidade Federal do Rio Grande do Sul, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Coorientador: Nilson Oleskovicz.

16.
André Luís Corrêa. Perfil clínico da utilização de uma nanoemulsão de propofol em cães. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

17.
Renato Batista Tamanho. Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em gatos. 2010. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

18.
Doughlas Regalin. Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com solução salina hipertônica 7,5% associado ou não ao hidroxietilamido 130/0,4 em gatas com hipovolemia induzida. 2009. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

19.
André Vasconcelos Soares. Efeitos cardiovascular e metabólico da reposição volêmica com colóide em gatos com hipovolemia induzida. 2008. 0 f. Dissertação (Mestrado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

Tese de doutorado
1.
Bruna Ditzel da Costa Regalin. Utilização de biomateriais em diferentes composições bifásicas como substitutos ósseos em artrodeses tarsocrurais experimentais em ovinos. 2017. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

2.
Ademar Luiz Dallabrida. NEOFORMAÇÃO ÓSSEA E OSTEOINTEGRAÇÃO DE BIOCERÂMICAS DE FOSFATOS DE CÁLCIO MICRO NANOESTRUTURADOS EM DIFERENTES COMPOSIÇÕES EM OVINOS. 2016. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

3.
Doughlas Regalin. Sedação Prolongada em cães. 2015. Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

4.
VANESSA SASSO PADILHA. Cetorolaco, meloxicam ou dipirona administrada antes ou após a ovariossalpingohisterectomia em gatas. 2015. Tese (Doutorado em Ciencia Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, . Orientador: Nilson Oleskovicz.

5.
Martielo Ivan Gehrcke. Monitoração hemodinâmica e oxigenação tecidual minimamente invasiva em cães. 2014. Tese (Doutorado em Ciência Animal) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Nilson Oleskovicz.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Daniela Malfati Pérez de Araújo. Analgesia premptiva com cetamina S(+) em cadela submetida á ovariohisterectomia. 2010. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em Curso de Especialização) - Associação Nacional de Clínico Veterinários de Pequenos Animais - SP. Orientador: Nilson Oleskovicz.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Felipe Comassetto. Estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

2.
Eduarda Hoffmann Bitencourt. Estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

3.
Laura Thais Nickelle Sasse. Estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

4.
Marcos Paulo Antunes de Lima. Estágio curricular obrigatório na área de anestesiologia veterinária. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

5.
Bruna Dietzel da Costa. Estágio Curricular na área de Anestesiologia. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

6.
Jeannye Caovila. Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

7.
Ruiney Carneiro. Estágio Curricular na Área de Anestesiologia e Desenvolvimento de Produtos. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

8.
Vanessa Minsky. Estágio Curricular Obrigatório na área de Anestesiologia e Farmacologia Veterinária. 2007. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

9.
Iliane Perin. Estágio curricular na área de Clínica e Cirurgia de Pequenos Animais. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

10.
Otávia Dorigon. Estágio Curricular na área de Cirurgia e anestesiologia Veterinária. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

11.
André Luiz Corrêa. Estágio Curricular na área de Anestesiologia Veterinária. 2007. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

12.
Flávia Augusta de Oliveira. Estágio Curricular na Área de Anestesiologia Veterinária. 2006. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

13.
Rodrigo Carneiro. Estágio Curricular na Área de Clínica e Cirurgia de Grandes Animais. 2006. 0 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

14.
MÕNICA POHLOD. ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E CIRUGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. 57 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

15.
ANDRÉ YOSHIHARU MIYAZAKI. ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA E MANEJO AVÍCOLA. 2002. 71 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

16.
SUZY SWIECH. ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA DE PEQUENOS ANIMAIS E ANIMAIS SELVAGENS. 2002. 65 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

17.
PEDRO CORRÊA DA SILVA NETO. ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE CLÍNICA E CIRURGIA DE PEQUENOS ANIMAIS. 2002. 53 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

18.
ROBERTO THIESEN. ESTÁGIO CURRICULAR NA ÁREA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2002. 87 f. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

Iniciação científica
1.
Murilo Gabriel Consolim. Eficácia, segurança e relação custo benefício de diferentes protocolos anestésicos para castração em cadelas e o impacto na sociedade. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

2.
Felipe Antonio Costa. Avaliação hemodinâmica, hemogasometrica e metabólica da infusão de norepinefrina, dopamina e dobutamina em cães hipotensos. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

3.
Aline Bertolini de Lauro. Avaliação de parâmetros hemodinâmicos, respiratórios, metabólicos e hemogasométricos de coelhos submetidos a diferentes modalidades ventilatórias com diferentes frações inspiradas de oxigênio. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

4.
Amarildo Oliveira Lyra de Souza. Comparação dos efeitos sedativos entre xilazina e detomidina e a sua associação com lidocaína, sobre regime de infusão contínua, em equinos submetidos a procedimentos odontológicos. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

5.
CRISTIANE PIRES. Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos da dipirona em gatas submetidas à ovariosalpingohisterectomia eletiva. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

6.
Maite Zanotto Stiehl. Avaliação analgésica trans e pós-operatória da administração de morfina, cetamina S(+) ou dexmedetomidina pela via epidural em cadelas submetidas à mastectomia total unilateral. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

7.
Aline Bertolini de Lauro. Influência do uso do PRP ativado ou não ativado na qualidade e tempo de cicatrização em cadelas submetidas à mastectomia unilateral total. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

8.
Felipe Antonio Costa. Avaliação de dois protocolos para contenção química de Cavia porcellus (Porquinhos da Índia).. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

9.
Luana Marcia Rocha. Avaliação dos efeitos clínicos e analgésicos do uso do maropitant em felinos.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

10.
MAITE ZANOTTO STIEHL. Efeitos da dexmedetomidina sobre a dose de indução de propofol em cães. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

11.
Felipe Antonio Costa. Avaliação analgésica pós-operatória de duas doses de morfina em cadelas submetidas à mastectomia unilateral radical.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

12.
Amarildo Oliveira Lyra de Souza. Utilização de biomateriais em diferentes composições bifásicas como substitutos ósseos em artrodeses tarsocrurais experimentais em ovinos. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

13.
Ana Paula Abati. Avaliação da tolerância aguda do fentanil trans operatório em felinos. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

14.
CRISTIANE PIRES. Eficácia, segurança e relação custo benefício de diferentes protocolos anestésicos para castração em cadelas e o impacto na sociedade.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

15.
Luiza Netto Ghislandi. Uso da farmacopuntura com xilazina ou acepromazina para a sedação de ovinos.. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

16.
Samuel Jorge Ronchi. Anestesia epidural com lidocaína, bupivacaína ou associação de ambas em cães, submetidos à orquiectomia eletiva.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, UDESC. Orientador: Nilson Oleskovicz.

17.
MICHAEL DOS SANTOS PADILHA. Avaliação da troponina I e eletrocardiograma durante o coma induzido em cães.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

18.
ISABELA TORQUATO DE LIMA. Eficácia, segurança e relação custo-benefício de diferentes protocolos anestésicos para castração em cadelas e o impacto na sociedade.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

19.
KAREN SUZANE FUCHS. Alterações eletrocardiográficas em cadelas com diferentes tipos de neoplasia mamária. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

20.
TAÍS MARTINS. Avaliação trans e pós-operatória de gatas submetidas a ovariosalpingohisterectomia eletiva realizada por cirurgião experiente ou inexperiente.. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

21.
Marzia Antonelli. EFEITOS CARDIOVASCULARES E ALTERAÇÕES HEMATOLÓGICAS DA INFUSÃO CONTÍNUA DE METADONA, OU MORFINA ASSOCIADA À CETAMINA E LIDOCAÍNA PELA VIA INTRAVENOSA EM CÃES ANESTESIADOS COM ISOFLURANO E SUBMETIDOS À OSH ELETIVA. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

22.
Mariana de Jesus de Souza. Infusão de morfina e cetamina, associada ou não à lidocaína felinos anestesiados com isofluorano, submetidos à OSH eletiva.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

23.
Gizelli da Silva. Infusão de morfina e cetamina, associada ou não à lidocaína felinos anestesiados com isofluorano, submetidos à OSH eletiva.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

24.
Cleverton Marcon. Infusão contínua de metadona, ou morfina associada à cetamina e lidocaína em cadelas submetidas à OSH eletiva.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

25.
MARZIA ANTONELLI. Avaliação dos efeitos analgésicos preemptivos de duas doses de cetamina em cães submetidos à ovariossalpingohisterectomia eletiva. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

26.
Samuel Jorge Ronchi. Avaliação clínica, analgésica e laboratorial da infusão contínua intravenosa de lidocaína sem vasoconstritor em gatos.. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Iniciação Científica Voluntária. Orientador: Nilson Oleskovicz.

27.
Felipe Comassetto. AVALIAÇÃO ANESTÉSICA E ANALGÉSICA DE DOIS PROTOCOLOS EM SUÍNOS SUBMETIDOS A ORQUIECTOMIA. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

28.
Eduarda Hoffmann Bitencourt. Avaliação dos valores de Troponina I em gatos anestesiados com cetamina. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

29.
Marina Moresco. Efeitos cardovasculares e analgésicos da administração de ropivacaína isolada ou associada à morfina pela via epidural em felinos. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

30.
Marcos Paulo Antunes de Lima. Estudo clínico da eficácia e segurança de uma nova formulação anestésica para contenção química em gatos. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

31.
Eduarda Hoffmann Bitencourt. Efeitos sedativos da associação de Cetamina e Midazolam administrados pela via intranasal ou intramuscular em papagaio (Amazona aestiva). 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

32.
Felipe Comassetto. Infusão contínua de propofol à taxa variada em gatos. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

33.
Gabriela Oliveira Gall. Avaliação do efeito cumulativo de uma nova nanoemulsão de propofol em gatos. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

34.
Eduardo Ghiggi. Reposição volêmica com hidroxietilamido 130/0,4 ou solução de ringer lactato em cães com gastroenterite hemorrágica por parvovírus. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

35.
Marcos Paulo Antunes de Lima. Influencia de três técnicas de castração sobre o desempenho de leitões, na fase de lactação.. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

36.
Giovana Magenis Bongiolo. ?Efeitos cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração de diferentes protocolos anestésicos para campanhas de castração em massa, em cães?.. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

37.
Gabriela de Oliveira Gall. Avaliação clínica, cardiorrespiratória e hemogasométrica de gatas pré medicadas com tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol, submetidas a ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de uma nova formulação de propofol em microemulsão. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

38.
Marcos Paulo Antunes de Lima. Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

39.
Alisson Ceccatto Maciel. Efeitos cardiorrespiratórios, metabólicos e hemogasométricos da administração de dois diferentes protocolos de medicação pré-anestésica em cadelas submetidas à ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de propofol. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

40.
Pâmela Spolti. Efeitos clínicos, cardiorrespiratórios, hemogasométricos e analgésicos da administração da associação de tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol para contenção química em bugios ruivos (Allouatta guariba clamitans). 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

41.
Felipe Hertzing Farias. Avaliação clínica, cardiorrespiratória e hemogasométrica de gatas pré medicadas com tiletamina/zolazepam ou cetamina S(+)/midazolam/tramadol, submetidas a ovariosalpingohisterectomia sob infusão contínua de uma nova formulação de propofol em microemulsão. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

42.
Ricardo Verdin. Perfil clínico da utilização de uma nova formulação de propofol em microemulsão em cães. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

43.
Renato Batista Tamanho / Maria Luisa Scarello Gonzatti. Efeitos cardiorrespiratórios e hemogasométricos da administração epidural cranial de lidocaína e morfina para utilização em campanhas de castração em cães. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

44.
Ruiney Carneiro. Efeitos cardiorrespiratórios da anestesia total intravenosa com duas formulações de propofol em felinos. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Nilson Oleskovicz.

45.
Joana Aurora Chagas. Uso de Cetamina S(+) e Midazolam na contenção química de Macacos Bugio (Alouatta caraya e Alouatta fusca), através da comparação entre o método convencional e o método de extrapolação alométrica para cálculo de doses.. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Probic Udesc. Orientador: Nilson Oleskovicz.

46.
Otávia Dorigon. Anestesia epidural com dexmedetomidina em gatas submetidas à cirurgia de ovariohisterectomia sob anestesia total intravenosa com propofol.. 2006. 0 f. Iniciação Científica. (Graduando em Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina. Orientador: Nilson Oleskovicz.

Orientações de outra natureza
1.
LAURA THAIS NICKELLE SASSE. MONITORIA NA DISCIPLINA DE ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2013. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

2.
Renan Menegasso Bagio. Monitoria na disciplina de anestesiologia Veterinária. 2012. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

3.
Fabiana Hartleben Passaro. Monitoria na disciplina de Anestesiologia. 2011. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

4.
Clara Biange dos Santos Moratelli. Monitoria na Disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2010. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

5.
Fabiana Hartleben Passaro. Monitoria na Disciplina de Anestestesiologia. 2010. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

6.
Ricardo Verdin. Monitoria na disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2009. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

7.
Gelson Nardino. Monitoria na disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2008. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

8.
Acácio Duarte Pacheco. Monitoria na disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2007. Orientação de outra natureza. (Medicina Veterinária) - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.

9.
André Luiz Corrêa. Monitoria na disciplina de Anestesiologia Veterinária. 2006. 0 f. Orientação de outra natureza - Universidade do Estado de Santa Catarina, Programa de Monitoria. Orientador: Nilson Oleskovicz.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
OLESKOVICZ, Nilson. CURSO TEÓRICO PRÁTICO DE ANESTESIA DE GRANDES ANIMAIS. 2013. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
OLESKOVICZ, Nilson. Manejo do Paciente Crítico na anestesia e na UTI. 2015. .

3.
OLESKOVICZ, Nilson. ANESTESIA DISSOCIATIVA EM CÃES E GATOS - ESPECIALIZAÇÃO LATO SENSU EM ANESTESIOLOGIA VETERINÁRIA. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Outras informações relevantes


1) Participou como Coachee do TJ Program promovido pela Universidade do Estado de Santa Catarina entre os meses de fevereiro a junho de 2016, com carga horária total de 210 horas.
2) Auxílio Pesquisa aprovado na CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 04/2012 UNIVERSAL, Termo de Outorga: TR 2012000042, com o projeto intitulado: Comportamento da neoformação óssea de biomateriais nanoestruturados bifásicos em ovinos, no valor de R$ 49.998,00, vigência de 12/2012 a 12/2014.
3) Auxílio Pesquisa aprovado na CHAMADA PÚBLICA UNIVERSAL CNPQ, Processo: 475241/2013, com o projeto intitulado: Sedação prolongada em cães, no valor de R$ 59.650,00, vigência de 08/11/2013 a 07/11/2016 (35 meses).
4) Auxílio Pesquisa aprovado na CHAMADA PÚBLICA FAPESC Nº 06/2013 APOIO A INFRA-ESTRUTURA PARA GRUPOS DE
PESQUISA DA UDESC, Termo de Outorga: 2013 003402, Processo: 3330-2013, no valor de R$ 9.448,82, vigência de 12/2013 a 12/2014.
5) Coordenador do Programa de Pós Graduação em Ciência Animal do CAV/UDESC de 01/06/2013 - 30/05/2016
6) Membro do Colegiado de Ensino de Pós Graduação, Ciência Animal, CAV/UDESC de 04/2006 - Atual.
7) Presidente da Comissão de Pesquisa do Departamento de Medicina Veterinária, CAV/UDESC de 2006 a 2013.
8) Membro da Comissão de Pesquisa da Universidade do Estado de Santa Catarina de 2011 a 2013.
9) Coordenador do Hospital de Clínica Veterinária CAV/UDESC de 04/2010 a 05/2013.
10) Membro do Comitê de Ética em Experimentação Animal - Cetea, de 2006 - 2013.
11) Membro da Comissão de Residência em Medicina Veterinária do Centro de Ciências Agroveterinárias de 2011 a 2012.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/11/2018 às 24:53:06