Adalberto Leandro Faxina

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 1D

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5281600992071699
  • Última atualização do currículo em 10/04/2018


Engenheiro Civil (1999) pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (Unesp - campus de Bauru), Mestre em Engenharia de Transportes (2002) pela Escola de Engenharia de São Carlos, da Universidade de São Paulo, Doutor em Engenharia de Transportes (2006) pela EESC-USP e Pós-doutor (2008) pela EESC-USP. Atualmente é professor doutor no Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP. Finalizou recentemente um projeto de pesquisa financiado pela FAPESP, na categoria Auxílios Regulares (processo n. 2012/14712-0) sobre envelhecimento ultravioleta de ligantes asfálticos modificados. Atualmente, conduz um projeto em P&D, com financiamento da Petrobras (processo n. 2012/00181-2), tratando da caracterização reológica de ligantes, de mástiques e de misturas asfálticas. Realizou, entre maio de 2016 e abril de 2017, estágio pós-doutoral na University of Texas at Austin, com projeto de pesquisa na área de matrizes de agregado fino (MAFs) preparadas com misturas asfálticas recicladas. Linha de pesquisa: materiais para pavimentação, com ênfase em reologia de ligantes asfálticos, de mástiques e de misturas asfálticas. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Adalberto Leandro Faxina
Nome em citações bibliográficas
FAXINA, A. L.;Faxina, A.L.;Faxina, A.L. .;FAXINA, ADALBERTO LEANDRO

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de São Paulo, Escola de Engenharia de São Carlos.
Av. Trabalhador São-carlense, 400
Centro
13560970 - São Carlos, SP - Brasil
Telefone: (16) 33739616
Fax: (16) 1633739602


Formação acadêmica/titulação


2002 - 2006
Doutorado em Engenharia Civil.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Estudo da viabilidade técnica do uso do resíduo de óleo de xisto como óleo extensor em ligantes asfalto-borracha, Ano de obtenção: 2006.
Orientador: Manoel Henrique Alba Sória.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: ligante asfalto-borracha; resíduo de óleo de xisto; óleo extensor; ensaios da especificação Superpave; planejamento com misturas; propriedades reológicas.
Grande área: Engenharias
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes / Especialidade: Rodovias; Projeto e Construção.
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes / Especialidade: Desenvolvimento de novos materiais.
Setores de atividade: Construção Civil; Desenvolvimento de Novos Materiais.
2000 - 2002
Mestrado em Engenharia Civil.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Estudo em laboratório do desempenho de concreto asfáltico usinado a quente empregando ligante tipo asfalto-borracha,Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Manoel Henrique Alba Sória.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: ligante asfalto-borracha; processo úmido; concreto asfáltico usinado a quente; ensaios de laboratório.
Grande área: Engenharias
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes / Especialidade: Rodovias; Projeto e Construção.
Setores de atividade: Desenvolvimento de Novos Materiais; Construção Civil.
1995 - 1999
Graduação em Engenharia Civil.
Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho, UNESP, Brasil.


Pós-doutorado e Livre-docência


2013
Livre-docência.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Título: Análise crítica da obra: MODIFICAÇÕES EM LIGANTES ASFÁLTICOS, Ano de obtenção: 2013.
2016 - 2017
Pós-Doutorado.
University of Texas at Austin, UT Austin, Estados Unidos.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2007 - 2008
Pós-Doutorado.
Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Grande área: Engenharias
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes / Especialidade: Desenvolvimento de novos materiais.
Grande Área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes / Especialidade: Reologia de materiais asfálticos.


Atuação Profissional



University of Texas at Austin, UT Austin, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional:


Universidade de São Paulo, USP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor Associado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Jovem Pesquisador Fapesp, Enquadramento Funcional: Aluno de Pós-doutorado, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Atividades

11/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante Suplente do Conselho do Centro de Tecnologia Educacional para Engenharia (CETEPE).
6/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Membro titular na Comissão Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Transportes da EESC-USP.
6/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Vice-coordenador do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Transportes da EESC-USP.
4/2015 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante Titular da categoria Professor Associado no Conselho do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP.
03/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante suplente do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP junto à Comissão de Cooperação Internacional da EESC-USP (CCInt-EESC) no grupo responsável pelo recebimento de delegações estrangeiras em visita à EESC.
09/2009 - Atual
Ensino, Engenharia de Transportes, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
STT-5826 Projeto de Pavimentos
STT-5830 Misturas Betuminosas
STT-5861 Fundamentos de Infraestrutura de Transportes
STT-5888 Reologia de Ligantes Asfálticos
STT-5895 Análise de tensões e deformações em pavimentos
03/2009 - Atual
Ensino, Engenharia Civil, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
STT-0403 Aeroportos, Portos e Vias Navegáveis
STT-0406 Estradas I
STT-0407 Estradas II
STT-0622 Análise de tensões e deformações em pavimentos
12/2008 - Atual
Pesquisa e desenvolvimento , Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

08/2014 - 08/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Vice-presidente da Comissão de Pesquisa da EESC-USP.
8/2014 - 08/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante titular do Departamento de Engenharia de Transportes na Comissão de Pesquisa (CPq) da EESC-USP.
08/2014 - 08/2016
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante Suplente do Presidente da Comissão de Pesquisa (CPq) da EESC-USP na Congregação da EESC-USP.
11/2013 - 11/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante suplente do Conselho do Centro de Tecnologia Educacional para Engenharia (CETEPE).
06/2013 - 06/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante Suplente da categoria Doutor na Comissão Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Transportes da EESC-USP.
10/2013 - 08/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante titular do Departamento de Engenharia de Transportes na Comissão de Pesquisa da EESC-USP.
03/2013 - 01/2014
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante suplente da categoria Doutor no Conselho do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP.
10/2011 - 10/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante Suplente do Departamento de Engenharia de Transportes junto à Comissão de Cultura e Extensão Universitária da EESC-USP.
03/2013 - 08/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante suplente do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP junto à Comissão de Pesquisa da EESC-USP.
07/2011 - 07/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante titular do Conselho do Centro de Tecnologia Educacional para Engenharia (CETEPE).
06/2011 - 06/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante Suplente da categoria Doutor na Comissão Coordenadora do Programa de Pós-graduação em Engenharia de Transportes da EESC-USP.
03/2011 - 03/2013
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante suplente da categoria Doutor no Conselho do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP.
07/2009 - 07/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, .

Cargo ou função
Representante titular do Conselho do Centro de Tecnologia Educacional para Engenharia (CETEPE).
03/2009 - 03/2011
Conselhos, Comissões e Consultoria, Escola de Engenharia de São Carlos, Departamento de Transportes.

Cargo ou função
Representante suplente da categoria Doutor no Conselho do Departamento de Engenharia de Transportes da EESC-USP.


Linhas de pesquisa


1.
Caracterização reológica de ligantes e mástiques asfálticos

Objetivo: Monitorar propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados e de mástiques compostos com ligantes asfálticos modificados.
2.
Caracterização mecânica de misturas asfálticas

Objetivo: Avaliar o efeito de ligantes asfálticos modificados sobre o desempenho de misturas asfálticas..
3.
Formulação de ligantes asfálticos modificados

Objetivo: Avaliar os efeitos de diferentes modificadores sobre as propriedades reológicas de ligantes asfálticos e indicar formulações mais adequadas.
4.
Envelhecimento de ligantes asfálticos (termo-oxidativo e foto-oxidativo)

Objetivo: Avaliar os efeitos dos envelhecimentos a curto e a longo prazos (termo-oxidativo e foto-oxidativo) sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados.


Projetos de pesquisa


2016 - Atual
Avaliação do dano por umidade induzida com base em ensaios reológicos com misturas asfálticas finas
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Alessandra Berloffa - Integrante.
2016 - Atual
Estudo dos fenômenos de fadiga e autocicatrização (healing) em matrizes de agregado fino (MAF) compostas com misturas asfálticas recicladas
Descrição: A reciclagem de camadas asfálticas envelhecidas é prática corrente em diversos países desenvolvidos e passou a ser tema presente, nos últimos anos, em diversos fóruns brasileiros relativos à pavimentação asfáltica. Ainda não se dispõe de estatísticas nacionais consolidadas acerca do volume de material obtido de camadas asfálticas envelhecidas, no entanto, o assunto tem ganhado repercussão na medida em que grandes volumes de material fresado têm se acumulado. Mesmo envelhecida, uma camada asfáltica ainda é útil para diversas aplicações, por conter agregado mineral com qualidade semelhante à do material original e ligante asfáltico envelhecido em proporção ligeiramente inferior à original. Tal resíduo não pode ser simplesmente descartado, tendo em vista não apenas os grandes volumes que são gerados e os problemas ambientais decorrentes, mas também o seu grande valor agregado. Diversos estudos realizados ao longo das últimas duas décadas, em especial nos Estados Unidos, contribuíram decisivamente para o desenvolvimento de técnicas de reciclagem que permitem o uso de até 100% de material reciclado para composição de camadas asfálticas novas. Dentre estes estudos, destacam-se os que constataram que percentuais gradativamente crescentes de material reciclado têm efeito positivo sobre a resistência à deformação permanente das misturas asfálticas e negativo sobre as resistências ao trincamento de origem térmica e ao trincamento por fadiga. Para tentar minimizar tais prejuízos, agentes de rejuvenescimento passaram a ser aplicados. Todavia, ainda restam dúvidas acerca de quais agentes são mais adequados e quais as proporções ideais destes materiais. Este projeto de pesquisa se insere neste contexto e visa avaliar os efeitos de diferentes agentes de rejuvenescimento em diferentes teores, utilizando a moderna técnica de estudo das características de fadiga, incluindo o efeito da autocicatrização (healing), baseada em ensaios reológicos com a matriz de agregado fino (MAF) das misturas asfálticas. Um estudo sistemático nesta área pode contribuir para o estabelecimento de processos mais criteriosos e cientificamente amparados de seleção de materiais destinados à reciclagem de misturas asfálticas envelhecidas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Andrise Buchweitz Klug - Integrante / Amit Bhasin - Integrante.
2015 - Atual
Modificadores de ligantes asfálticos aplicados à melhoria do desempenho de misturas asfálticas
Descrição: A modificação de ligantes asfálticos não é um assunto recente, porém, dada a grande diversidade de modificadores e de processos de modificação atualmente disponíveis no mercado, novos campos de pesquisa naturalmente se abrem. Uma das áreas que demandam novos estudos é a de combinação de diversos modificadores, na tentativa de associar os efeitos positivos que cada modificador tem sobre as propriedades reológicas do produto final. Novas ferramentas desenvolvidas nos últimos anos têm facilitado a caracterização reológica avançada dos materiais asfálticos, seja no âmbito do próprio ligante asfáltico como também no âmbito da matriz do agregado fino (mástique formado pela fração fina da composição granulométrica da mistura asfáltica e pelo ligante asfáltico). Tais ferramentas permitem aprofundar o conhecimento do comportamento reológico de ligantes asfálticos aditivados com apenas um ou com uma combinação de dois ou mais modificadores e também do efeito de tais aditivações sobre o comportamento mecânico das misturas asfálticas. A aditivação de ligantes asfálticos visa a melhoria de propriedades reológicas diretamente associadas aos três principais mecanismos de degradação da camada asfáltica: a deformação permanente, o trincamento por fadiga e o trincamento de origem térmica. No entanto, dependendo do tipo e da proporção de modificador e também da sua compatibilidade com o ligante asfáltico de base, outros benefícios podem ser obtidos, como o aumento da resistência ao envelhecimento, a minimização da perda de elementos voláteis, a melhoria da adesividade do ligante asfáltico com o agregado mineral, a melhoria da trabalhabilidade da massa asfáltica e o aumento da estabilidade à estocagem do ligante asfáltico modificado. Dada a diversidade de melhorias que podem ser proporcionadas pelos modificadores ao comportamento mecânico das misturas asfálticas, esta pesquisa visa avaliar o efeito de diversos modificadores, isoladamente e em combinação com outros, sobre o comportamento reológico de ligantes e de mástiques asfálticos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2015 - Atual
Modelagem do comportamento tensão-deformação da matriz de agregado fino (MAF) utilizando o método dos elementos finitos
Descrição: Diferentes equipamentos e métodos de ensaio têm sido recentemente desenvolvidos para monitorar o comportamento à fadiga dos materiais asfálticos para pavimentação, porém ainda não se obteve um entendimento completo dos mecanismos que desencadeiam o trincamento do concreto asfáltico e dos efeitos que as condições de campo têm sobre a evolução do processo de degradação do material. Parte da dificuldade em se obter um entendimento mais preciso do processo de fadiga está relacionada à inexistência de um ensaio eficiente para caracterizar o dano sofrido pela amostra. Ferramentas computacionais baseadas no método dos elementos finitos têm sido cada vez mais empregadas para simular os estados de tensão de diversos materiais de construção, ampliando o campo de possibilidades de análise do comportamento reológico dos materiais. Tais ferramentas permitem a simulação de diversas condições de ensaio que em muito se assemelham às condições às quais os concretos asfálticos estão sujeitos no campo. O presente projeto de pesquisa se insere neste contexto e tem por objetivo avaliar o comportamento tensão-deformação de misturas asfálticas finas (MAF) por meio de simulações em pacotes computacionais baseados no método dos elementos finitos. Serão analisadas amostras de MAF compostas com diferentes ligantes asfálticos e diferentes agregados minerais, a fim de verificar a aderência entre os resultados de ensaios de fadiga físicos, conduzidos no reômetro de cisalhamento dinâmico, e de ensaios virtuais, realizados em pacote de método dos elementos finitos..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Andrise Buchweitz Klug - Integrante.
2014 - Atual
Caracterização reológica de materiais asfálticos da Rede Temática de Asfalto
Descrição: O meio rodoviário brasileiro tem como perspectiva para os próximos anos o desenvolvimento de um novo método de projeto de pavimentos asfálticos, como resultado do investimento em pesquisas capitaneado pela Petrobras, por meio da sua Rede Temática de Asfalto, em parceria com instituições de ensino e pesquisa brasileiras. Este plano de investimentos envolve dezenas de pistas experimentais, cuja construção e desempenho serão monitorados por meio de ensaios de campo e de laboratório, a serem realizados por um grupo de universidades. Como coadjuvante neste esforço experimental, o presente projeto de pesquisa tem por finalidade o monitoramento de propriedades reológicas dos materiais asfálticos utilizados na construção destas pistas, nas diversas fases da vida útil delas, por meio de ensaios de laboratório a serem realizados no Laboratório de Estradas do Departamento de Transportes da EESC-USP. Os materiais asfálticos a serem analisados são: (a) ligantes asfálticos, avaliados nas fases de projeto, de construção e ao longo dos primeiros anos de serviço das pistas experimentais; (b) mástiques asfálticos, avaliados na fase de projeto das pistas experimentais e (c) misturas asfálticas, avaliadas nas fases de projeto, de construção e ao longo dos primeiros anos de atividade. As propriedades reológicas são as principais ferramentas empregadas na tarefa de especificar materiais asfálticos para construção rodoviária, uma vez que as pesquisas e as experiências de campo acumuladas ao longo dos anos têm mostrado uma relação direta entre propriedades reológicas dos ligantes asfálticos e as propriedades mecânicas das misturas asfálticas. O monitoramento das propriedades reológicas dos materiais asfálticos das pistas experimentais contribuirá com o aprofundamento do entendimento destas relações para os materiais nacionais, possibilitando o uso mais racional de materiais locais. Por sua vez, a racionalização do uso de materiais pode implicar na construção de pavimentos asfálticos mais econômicos, mais confortáveis, mais seguros e mais duradouros. Uma das contribuições imediatas deste projeto é a constituição de uma ampla base de dados de propriedades reológicas de materiais asfálticos nacionais e suas relações com as propriedades mecânicas de misturas asfálticas. Esta base de dados apoiará a formulação do novo método de projeto de pavimentos e tem potencial para orientar a redação de futuras normas nacionais relativas a materiais asfálticos para uso rodoviário. De posse de uma base de dados racional e confiável, o país se encontrará preparado para a implementação de conceitos que acrescentarão racionalidade à tarefa de especificar materiais asfálticos. Os objetivos deste programa de pesquisa são: (1) efetuar a caracterização reológica de materiais asfálticos provenientes do programa de pistas experimentais da Rede Temática de Asfalto, incluindo ligantes asfálticos, mástiques asfálticos e misturas asfálticas; (2) monitorar o efeito do envelhecimento, na fase de construção dos trechos experimentais e ao longo dos anos seguintes em serviço, sobre as propriedades reológicas de ligantes asfálticos e de misturas asfálticas extraídas da pista; (3) difundir o conhecimento, em âmbito nacional, dos ensaios de caracterização reológica de materiais asfálticos por meio do treinamento de técnicos, pesquisadores e alunos envolvidos, direta ou indiretamente, com as pesquisas da Rede Temática de Asfalto; (4) correlacionar os resultados de ensaios de caracterização reológica provenientes deste projeto com os resultados de ensaios de propriedades mecânicas de misturas asfálticas obtidos em outros projetos da Rede Temática de Asfalto; (5) ampliar o conhecimento sobre o comportamento reológico de materiais asfálticos nacionais, empregando propriedades reológicas fundamentais, visando especificar ligantes asfálticos mais adequados às condições brasileiras..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Antonio Carlos Gigante - Integrante.Financiador(es): Universidade de São Paulo - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
Avaliação dos níveis de envelhecimento sofridos por ligantes asfálticos durante a fase de construção do pavimento
Descrição: O envelhecimento dos ligantes asfálticos é um fator determinante sobre o comportamento mecânico das misturas asfálticas, na medida em que provoca alterações do comportamento reológico do ligante asfáltico que afetam diretamente a resposta mecânica das misturas asfálticas. Na tentativa de contornar o efeito prejudicial associado ao envelhecimento do ligante asfáltico, as especificações de materiais, em sua maioria, recomendam a simulação do envelhecimento a curto prazo ou dos envelhecimentos a curto a e a longo prazos, a fim quantificar o efeito do envelhecimento sobre as propriedades reológicas dos materiais. Neste contexto, os procedimentos de laboratório para induzir o envelhecimento devem ser efetivos em simular níveis de envelhecimento compatíveis com os observados em campo, seja durante o processo construtivo, seja durante a vida útil da camada asfáltica. Este projeto de pesquisa tem por objetivo comparar os níveis de envelhecimento sofridos pelos ligantes asfálticos durante a fase de construção do pavimento e aqueles sofridos pelos mesmos ligantes asfálticos submetidos ao procedimento de envelhecimento em laboratório na estufa de filme fino rotativo (RTFO). Amostras de misturas asfálticas serão coletadas na fase de construção do pavimento, mais precisamente logo após a compactação da camada asfáltica, e serão submetidas ao ensaio de extração de ligante asfáltico. Amostras de ligante asfáltico virgem serão coletadas na usina e submetidas ao procedimento de envelhecimento a curto prazo na estufa RTFO em diferentes tempos de exposição, de maneira a verificar qual procedimento de laboratório simular melhor o nível de envelhecimento real de usina. Na comparação dos resultados, serão empregadas curvas-mestre e os resultados dos ensaios de viscosidade e fluência e recuperação sob múltiplas tensões (MSCR), além dos valores do grau de desempenho dos materiais. Acredita-se ser possível, à luz dos resultados obtidos neste experimento, propor alterações no procedimento de ensaio que simula o envelhecimento a curto prazo ou, na hipótese contrária, validar o procedimento vigente da especificação Superpave para os materiais empregados no país..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Bruno Faglioni Rossi - Integrante.
2013 - 2015
Avaliação dos efeitos da radiação ultravioleta sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados
Descrição: O envelhecimento dos ligantes asfálticos é um fenômeno natural, que tem início na fase de construção das camadas asfálticas executadas a quente e que se desenvolve mais lentamente ao longo da vida útil do pavimento. A principal conseqüência do envelhecimento é o endurecimento do ligante asfáltico, expresso pelo aumento do seu módulo. Tal endurecimento favorece a resistência à deformação permanente nos primeiros meses após a construção, mas pode prejudicar a resistência à fadiga quando este fenômeno se dá por deformação controlada. Tamanha é a importância do envelhecimento sobre as propriedades mecânicas das misturas asfálticas que as especificações atuais, tanto estrangeiras quanto a nacional, limitam determinados índices ou parâmetros de envelhecimento do ligante asfáltico, visando controlar o endurecimento excessivo da mistura asfáltica. A especificação Superpave prescreve a simulação do envelhecimento a curto prazo por meio do ensaio em estufa de filme fino rotativo (RTFOT) e o envelhecimento a longo prazo por meio do ensaio em vaso pressurizado (PAV). Tais técnicas de envelhecimento acelerado são orientadas pelo princípio da simulação termo-oxidativa, que se baseia na aplicação de temperatura e pressão, combinada com exposição a algum gás (ar ou oxigênio). A radiação ultravioleta (UV), que tem efeito inegavelmente expressivo sobre a oxidação do ligante asfáltico, normalmente é desconsiderada pelas especificações, incluindo a brasileira. Tendo em vista a pequena quantidade de estudos acerca do efeito da radiação ultravioleta sobre o envelhecimento oxidativo dos ligantes asfálticos, propõe-se a realização de um estudo amplo com o objetivo de quantificar os efeitos da radiação UV sobre as propriedades reológicas de ligantes asfálticos. Em virtude do uso gradativamente crescente dos ligantes asfálticos modificados, faz-se necessário avaliar como a radiação ultravioleta afeta as propriedades reológicas destes materiais. Serão avaliados 12 ligantes asfálticos modificados, todos com classificação por grau de desempenho PG 76-XX, preparados com base em um CAP 50-70 com classificação PG 64-XX, previamente envelhecidos a curto prazo na estufa RTFO. Os modificadores empregados são o Elvaloy, a borracha moída de pneus, o SBS, o EVA, o polietileno, o SBR e o ácido polifosfórico (PPA). Serão analisadas cinco formulações do tipo CAP+modificador e seis formulações do tipo CAP+modificador+PPA, além do CAP+PPA e do CAP puro. Os ligantes asfálticos envelhecidos a curto prazo serão expostos a diferentes níveis de radiação UV em diferentes temperaturas e os resíduos obtidos serão submetidos a ensaios no reômetro de cisalhamento dinâmico (DSR). Os resultados obtidos serão comparados aos das amostras envelhecidas a curto e a longo prazos, nas estufas RTFO e PAV, sem a aplicação da radiação UV..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Antonio Carlos Gigante - Integrante / Thalita Cristina B. Nascimento - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
Avaliação do uso de um polietileno de alta densidade e baixo peso molecular oxidado como agente de compatibilização em asfalto modificado com copolímero SBS
Descrição: O copolímero SBS é o aditivo mais empregado mundialmente na modificação de ligantes asfálticos, por melhorar diversas de suas características. Um dos principais problemas deste tipo de formulação é a separação de fases, que pode ser minimizada com a incorporação de aditivos. Um novo polietileno de alta densidade e baixo peso molecular oxidado (com denominação comercial TITAN 9686) foi utilizado nesta pesquisa, com o objetivo de testar a hipótese de que a adição de proporções adequadas deste aditivo possa melhorar as características reológicas do asfalto+SBS. O experimento laboratorial foi delineado com base na técnica de experimentos com misturas, englobando um total de nove formulações compostas com asfalto, SBS e TITAN. O teor de SBS variou entre 0 e 5% em peso e o de polietileno variou entre 0 e 2% em peso. Foi utilizado óleo aromático no teor de 4% em peso para todas as nove misturas. As misturas foram analisadas em três condições de envelhecimento: virgem, curto prazo (na estufa RTFO) e longo prazo (na estufa PAV). Foram realizados os seguintes ensaios reológicos: (i) de cisalhamento em regime oscilatório em diferentes condições de temperatura e frequência (para medida do módulo complexo e do ângulo de fase, usados na determinação do grau de desempenho, no cálculo dos parâmetros G*/sen(δ) e G*.sen(δ) e na construção de curvas-mestre), (ii) de viscosidade Brookfield, (iii) de fluência e recuperação sob múltiplas tensões (para medida do percentual de recuperação e da compliância não-recuperável), (iv) de varredura de amplitude linear (para cálculo do parâmetro a f e para ajuste do modelo de fadiga) e (v) de estabilidade à estocagem. Acerca das características escolhidas para mensurar a melhora ou piora das propriedades das misturas asfalto+SBS com a adição de TITAN, podem ser feitas as seguintes observações: (i) a estabilidade à estocagem é melhorada com a adição de TITAN, em particular no teores entre 1 e 2%; (ii) a sensibilidade ao envelhecimento tanto a curto quanto a longo prazos diminui com a adição de TITAN; (iii) a adição de TITAN aumenta a resistência à deformação permanente, à luz dos parâmetros Jnr e R e aumenta a sensibilidade dos ligantes asfálticos modificados com SBS a mudanças bruscas nos níveis de tensão aplicados; e (iv) a adição de TITAN contribui com o aumento da resistência à fadiga, à luz dos parâmetros Nf , a baixos níveis de deformação, e af , e a prejudica reduzindo o parâmetro Nf a altos níveis de deformação e aumentando a temperatura crítica de fadiga ou o parâmetro G*.sen(δ). Tendo por base estas evidências, é possível concluir que a adição de TITAN, em linhas gerais, melhorou a estabilidade dos ligantes asfálticos modificados com até 5,0% de SBS. Com base nas análises realizadas, é possível afirmar que teores da ordem de 1 a 2% de TITAN, para teores de SBS entre 3,0 e 5,0%, são recomendáveis, à luz das propriedades, índices e parâmetros analisados neste trabalho..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Lucas Lauer Verdade - Integrante.
2013 - Atual
Comportamento à fadiga da matriz de agregado fino de misturas asfálticas
Descrição: O mecanismo de deterioração mais presente nos pavimentos flexíveis no Brasil e no mundo é a fadiga. A caracterização do comportamento das misturas asfálticas por fadiga é realizada em laboratório. Contudo, sabe-se que o dano por fadiga de misturas asfálticas é ainda um enigma a ser desvendado, por conta da complexidade em se reproduzir, no laboratório, as condições reais às quais o pavimento está submetido ao longo do seu tempo de serviço. Nesta pesquisa, a MAF (matriz de agregado fino) será usada na avaliação do dano causado pela fadiga em misturas asfálticas completas, considerando os efeitos de algumas das variáveis que têm maior influência sobre a resistência à fadiga das misturas asfálticas: (i) tipo de agregado mineral; (ii) nível de envelhecimento da mistura asfáltica; (iii) presença de modificadores no ligante asfáltico (ácido polifosfórico, copolímero SBS e borracha moída de pneus descartados); e (iv) nível de frequência de carregamento, com o intuito de simular diferentes velocidades de tráfego presente nas rodovias. Os ensaios serão conduzidos no reômetro de cisalhamento dinâmico (DSR), utilizando carregamento cíclico com intervalos de tempo entre pulsos de carga, com o objetivo de avaliar o efeito do healing (cicatrização) na vida de fadiga das MAFs. Para a avaliação das MAFs, será adotada a teoria do dano contínuo em meio viscoelástico (VECD), uma ferramenta eficaz para a análise do comportamento mecânico das MAFs sob diferentes condições de carregamento (cíclico ou monotônico), por meio de procedimentos curtos comparados aos procedimentos tradicionais. O estudo pretende contribuir para o aumento da resistência à fadiga das misturas asfálticas, de forma a aumentar a vida útil dos pavimentos asfálticos, seja por meio da proposição de materiais mais adequados ou pelo aprofundamento do conhecimento acerca dos fatores que influenciam o desenvolvimento das trincas..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Andressa Ka Yan Ng - Integrante.
2012 - Atual
Efeitos de diferentes tempos de fluência e recuperação nas propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados
Descrição: O ensaio de fluência e recuperação sob tensão múltipla (MSCR) é resultado de aperfeiçoamentos no ensaio de fluência repetida e recuperação pela Administração Rodoviária Federal dos Estados Unidos (FHWA), com os objetivos principais de (a) avaliar e controlar a dependência dos ligantes asfálticos à tensão; (b) quantificar a resposta elástica e a propensão ao acúmulo de deformação plástica dos ligantes asfálticos; e (c) determinar o nível adequado de tráfego a cada tipo de ligante asfáltico na temperatura alta do pavimento. O procedimento padrão do MSCR (ASTM D7405, AASHTO TP70) utiliza o reômetro de cisalhamento dinâmico para aplicar ciclos sucessivos de fluência e recuperação (10 ou 20 ciclos, dependendo da norma e do nível de tensão) em uma amostra de ligante asfáltico de 25 mm de diâmetro e 1 mm de espessura, de modo que cada ciclo possui um tempo de fluência de 1 s e um tempo de recuperação de 9 s. Embora apresente evoluções em relação ao ensaio da especificação Superpave® em regime oscilatório para determinação do parâmetro de deformação permanente G*/senδ, o procedimento padrão do MSCR possui limitações. Uma delas diz respeito ao tempo de recuperação de 9 s, que pode não ser longo o suficiente para capturar toda a deformação recuperável dos ligantes asfálticos. Outro problema estaria na proporção 1:9 adotada para os tempos de fluência e recuperação, uma vez que resultados de estudos envolvendo misturas asfálticas apontam que o tempo de recuperação deve ser de 20 a 30 vezes o tempo de fluência para que se obtenha uma caracterização completa do comportamento reológico do material. Este projeto de pesquisa pretende trazer contribuições aos meios técnico e acadêmico nos seguintes aspectos: (a) apresentar um estudo detalhado sobre os comportamentos fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com tipos diferentes de modificadores e com o mesmo grau de desempenho em temperaturas altas (PG 76-xx); (b) obter esclarecimentos sobre os efeitos da elasticidade retardada nas propriedades reológicas de ligantes asfálticos envelhecidos a curto prazo; e (c) verificar, em função do tempo de fluência escolhido, o tempo necessário para que a recuperação dos ligantes asfálticos seja praticamente completa, de maneira a eliminar os efeitos da elasticidade retardada nos cálculos das propriedades reológicas dos materiais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Doutorado: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Matheus David Inocente Domingos - Integrante.
2011 - 2013
Efeito da adição de ácido polifosfórico em ligantes asfálticos de diferentes fontes
Descrição: Aditivos têm sido incorporados ao ligante asfáltico no intuito de melhorar o desempenho dos pavimentos. O enrijecimento do ligante asfáltico provocado pelos aditivos, aumenta a resistência à deformação permanente das misturas asfálticas, mas ainda não se sabe qual o efeito deles sobre a resistência à fadiga e ao trincamento térmico dos ligantes asfálticos. Um dos produtos modernos mais promissores para modificação de ligantes asfálticos é o ácido polifosfórico (PPA). No entanto, o mecanismo de modificação com PPA depende fortemente da composição química do ligante asfáltico de base. Para avaliar o impacto da adição de PPA em ligantes asfálticos de diferentes fontes, dois ligantes asfálticos 50/70 (REDUC e LUBNOR), de diferentes PGs e composição química foram modificados por quatro proporções de PPA (0,5, 1,0, 1,5, 2,0%). As frações de saturados, aromáticos, resinas e asfaltenos (SARA) dos ligantes asfálticos puros e modificados foram determinadas por meio da cromatografia de camada fina. Para avaliar o efeito da adição de PPA sobre as propriedades reológicas dos ligantes asfálticos, foram analisados a viscosidade, o grau de desempenho, a rigidez, a elasticidade, a recuperação elástica, a compliância não-recuperável e o comprimento de trinca na ruptura. A viscosidade dos ligantes asfálticos e as temperaturas de usinagem e compactação aumentaram com o aumento do teor de PPA. A temperatura alta do PG aumentou com a proporção de PPA em intensidades diferentes, dependendo do ligante asfáltico de base. A adição de PPA aumenta a rigidez, a elasticidade e a recuperação elástica e diminui a compliância não-recuperável dos ligantes asfálticos. Em termos de tolerância à fadiga, a adição de PPA e o envelhecimento provocaram um aumento na tolerância à fadiga dos ligantes asfálticos. Os resultados apresentados destacam a importância da composição química do ligante asfáltico de base no grau de modificação provocado pela adição de PPA. Recomenda-se a adição de teores baixos de PPA para o LUBNOR (até 1%) e de teores altos de PPA para o REDUC (superiores a 1,0%)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Thais Ferreira Pamplona - Integrante.
2011 - 2013
Caracterização à fadiga de ligantes asfálticos modificados envelhecidos a curto e longo prazo
Descrição: O trincamento por fadiga é um dos principais mecanismos de deterioração dos pavimentos flexíveis e, mesmo assim, é, ainda hoje, um dos defeitos mais difíceis de serem controlados. Uma das alternativas para a melhoria das características de fadiga das misturas asfálticas é o emprego de ligantes asfálticos modificados, porém, há dúvida se o enrijecimento provocado pela adição dos modificadores pode influenciar a resistência à fadiga da mistura asfáltica. Com o intuito de mensurar características do ligante asfáltico que tenham relação com o trincamento por fadiga da mistura asfáltica, alguns ensaios de laboratório foram desenvolvidos recentemente, destacando-se dois: o ensaio de varredura de tempo (time sweep) e o ensaio de varredura de amplitude linear (LAS). O objetivo deste trabalho é caracterizar o comportamento à fadiga de 12 ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho (PG 76-xx). As formulações CAP+PPA, CAP+SBS, CAP+SBS+PPA, CAP+Borracha, CAP+Borracha+PPA, CAP+PE, CAP+PE+PPA, CAP+EVA, CAP+EVA+PPA, CAP+SBR, CAP+SBR+PPA e CAP+Elvaloy+PPA foram preparadas tendo como base um ligante asfáltico 50/70 de classificação PG 64-xx. Com base na caracterização realizada neste estudo, as principais conclusões são: (a) o material que apresentou melhor vida de fadiga foi o CAP+EVA; (b) o material menos sensível à deformação foi o CAP puro; (c) o menos sensível à temperatura foi o CAP+PPA; (d) o efeito do PPA nos ligantes asfálticos com outros aditivos provocou diminuição da vida de fadiga para a maioria das formulações, aumento da sensibilidade aos níveis de deformação para todas as formulações, diminuição da sensibilidade à temperatura e aumento da sensibilidade ao envelhecimento para a maioria das formulações; (e) tomando por base o ordenamento final das melhores características à fadiga dos ligantes asfálticos segundo os parâmetros analisados, o CAP+Borracha apresenta o melhor desempenho global..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Javier Yesid Mahecha Nuñez - Integrante.
2010 - 2011
Caracterização do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos
Descrição: O ensaio de fluência e recuperação sob tensão múltipla (MSCR) é resultado do aperfeiçoamento do ensaio de fluência repetida e recuperação (RCRT) pela Administração Rodoviária Federal dos Estados Unidos (FHWA) e tem por objetivo avaliar o percentual de recuperação, a compliância não-recuperável e a dependência dos ligantes asfálticos, especialmente os modificados, quanto ao nível de tensão. O MSCR foi utilizado neste estudo para caracterizar o comportamento fluência-recuperação de diversos ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos a curto prazo. Foi empregado o procedimento da norma ASTM D7405, que prescreve os tempos de fluência e recuperação de 1 e 9 s, e avaliada a influência do aumento dos tempos de fluência e recuperação de 1 e 9 s para 2 e 18 s nas propriedades dos ligantes asfálticos envelhecidos a curto prazo. Além dos resultados destes ensaios, foram utilizados os valores de penetração, ponto de amolecimento, viscosidade rotacional, penetração retida, incremento do ponto de amolecimento, incremento de viscosidade e perda de massa para verificar quais ligantes asfálticos apresentam melhor comportamento à luz das propriedades e parâmetros considerados. Foram preparados doze materiais modificados e de classificação PG 76-XX tendo como base um CAP 50/70 de classificação PG 64-XX: CAP+PPA, CAP+Elvaloy+PPA, CAP+borracha, CAP+borracha+PPA, CAP+SBS, CAP+SBS+PPA, CAP+EVA, CAP+EVA+PPA, CAP+PE, CAP+PE+PPA, CAP+SBR e CAP+SBR+PPA. O CAP+Elvaloy+PPA apresenta, em um contexto geral, o melhor desempenho nas propriedades e parâmetros analisados em virtude dos bons resultados do percentual de recuperação e da compliância não-recuperável e das menores sensibilidades à tensão. O CAP+PE apresenta o pior desempenho geral dentre os materiais estudados, na medida em que os resultados do percentual de recuperação e da compliância não-recuperável deste ligante asfáltico são ruins e as sensibilidades ao aumento nos tempos de fluência e recuperação de 1 e 9 s para 2 e 18 s são elevadas. Ao ordenar os ligantes asfálticos do melhor para o pior à luz das propriedades e parâmetros considerados, o resultado é: CAP+Elvaloy+PPA, CAP+EVA, CAP+EVA+PPA, CAP+PPA, CAP+borracha+PPA, CAP+SBR+PPA, CAP+SBS+PPA, CAP+SBS, CAP+PE+PPA, CAP+borracha, CAP+SBR, CAP 50/70 e CAP+PE..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Matheus David Inocente Domingos - Integrante.
2007 - 2012
Caracterização e modelagem de propriedades reológicas de ligantes, de mastiques e de misturas asfálticas
Descrição: Com a aplicação crescente dos ligantes asfálticos modificados na pavimentação, surgiu a demanda por estudos laboratoriais, imperativamente mais amplos e mais abrangentes, visando compreender mais profundamente o efeito dos modificadores sobre o desempenho das misturas asfálticas. Neste projeto, 12 ligantes asfálticos modificados foram analisados, tanto do ponto de vista de suas propriedades reológicas quanto de propriedades mecânicas de misturas asfálticas compostas com tais materiais. O CAP 50/70 da Replan-Petrobras foi utilizado na produção das seguintes formulações: CAP+PPA, CAP+Elvaloy+PPA, CAP+borracha, CAP+borracha+PPA, CAP+SBS, CAP+SBS+PPA, CAP+EVA, CAP+EVA+PPA, CAP-PE, CAP+PE+PPA, CAP+SBR e CAP+SBR+PPA. Os ligantes asfálticos foram submetidos a ensaios de monitoramento de propriedades reológicas, nas condições virgem e envelhecidas a curto e a longo prazos. As misturas asfálticas foram dosadas no compactador giratório e corpos-de-prova moldados no teor ótimo foram submetidos a ensaios de monitoramento de propriedades mecânicas. Mástiques asfálticos, compostos com o CAP 50/70 da Replan e fíler mineral de origem basáltica, foram submetidos a ensaios reológicos para avaliar o efeito da relação fíler/asfalto e dos envelhecimentos a curto e a longo prazos sobre suas propriedades. O ordenamento dos melhores ligantes asfálticos indicou o CAP+Elvaloy+PPA como o melhor e o CAP puro como o pior. Dentre os ligantes asfálticos modificados, o CAP+borracha apresentou o pior desempenho. O ordenamento das misturas asfálticas indicou que a melhor foi a preparada com o CAP+Elvaloy+PPA e a pior foi a preparada com CAP puro. Dentre os modificados, a mistura preparada com CAP+EVA+PPA obteve o pior desempenho. Tais resultados ressaltam a importância e a efetividade da modificação do ligante asfáltico visando a obtenção de misturas asfálticas com melhores propriedades mecânicas. A adição de PPA afetou apenas ligeiramente o desempenho dos ligantes asfálticos, melhorando o posicionamento dos modificados com borracha, EVA e SBR e piorando o posicionamento dos modificados com SBS e PE, além de ter melhorado o posicionamento das misturas asfálticas preparadas com os ligantes asfálticos modificados com SBS, PE e SBR e piorado o posicionamento das misturas preparadas com os ligantes asfálticos modificados com borracha e EVA..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (4) .
Integrantes: Adalberto Leandro Faxina - Coordenador / Antonio Carlos Gigante - Integrante / Felipe Onofre - Integrante / Thais Pamplona - Integrante / Javier Yesid Mahecha Nuñez - Integrante / Matheus David Inocente Domingos - Integrante / Lucas Lucchesi - Integrante / Franciele Luisa Gutierrez Grecco - Integrante.Financiador(es): Centro de Pesquisas e Desenvolvimento (Cenpes) - Cooperação / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro / Universidade Federal do Ceará - Cooperação / Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Bolsa.


Revisor de periódico


2011 - Atual
Periódico: Transportes (Rio de Janeiro)
2013 - Atual
Periódico: Journal of Testing and Evaluation
2014 - Atual
Periódico: Fuel (Elsevier)
2014 - Atual
Periódico: Applied Rheology (Print)
2016 - Atual
Periódico: Construction & Building Materials
2016 - Atual
Periódico: International Journal of Pavement Research and Technology
2017 - Atual
Periódico: ENGINEERING FRACTURE MECHANICS
2017 - Atual
Periódico: Materials & Design
2017 - Atual
Periódico: International Journal of Pavement Engineering


Revisor de projeto de fomento


2007 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo


Áreas de atuação


1.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil.
2.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes.
3.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes/Especialidade: Reologia de materiais asfálticos.
4.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes/Especialidade: Desenvolvimento de novos materiais.
5.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Infra-Estrutura de Transportes/Especialidade: Rodovias; Projeto e Construção.
6.
Grande área: Engenharias / Área: Engenharia Civil / Subárea: Caracterização reológica avançada de materiais asfálticos.


Idiomas


Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2015
Prêmio ANPET de Produção Científica 2015, Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET.
2005
Melhor trabalho da 1a. Sessão Técnica - Materiais de Pavimentação - 36a. Reunião Anual de Pavimentação, Associação Brasileira de Pavimentação (ABPv).
2000
Diploma de mérito acadêmico como um dos três alunos de melhor desempenho acadêmico da turma de formandos em Engenharia Civil em 1999, Unesp.
2000
Diploma de honra ao mérito como o aluno de melhor desepenho acadêmico da turma de formandos em Engenharia Civil em 1999, CREA-SP.


Produções



Produção bibliográfica
Citações

SCOPUS
Total de trabalhos:9
Total de citações:13
Adalberto Leandro Faxina  Data: 19/12/2016

Outras
Total de trabalhos:23
Total de citações:91
Adalberto Leandro Faxina  Data: 19/12/2016

Artigos completos publicados em periódicos

1.
NG, A. K. Y.2018NG, A. K. Y. ; VALE, A. C. ; GIGANTE, A. C. ; Faxina, A.L. . . Determination of the binder content of fine aggregate matrices prepared with modified binders. JOURNAL OF MATERIALS IN CIVIL ENGINEERING, v. 30, p. 04018045, 2018.

2.
NASCIMENTO, T. C. B.2017NASCIMENTO, T. C. B. ; FAXINA, A. L. . Avaliação dos efeitos da radiação ultravioleta sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados com PPA e copolímeros SBS e SBR. Transportes (Rio de Janeiro), v. 25, p. 73-81, 2017.

3.
Domingos, M.D.I.2017Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Characterization of the rutting potential of modified asphalt binders and its correlation with the mixture?s rut resistance. Construction & Building Materials, v. 144, p. 207-213, 2017.

4.
Domingos, M.D.I.2016Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Susceptibility of Asphalt Binders to Rutting: Literature Review. Journal of Materials in Civil Engineering, v. 28, p. 04015134, 2016.

5.
NUÑEZ, JAVIER YESID MAHECHA2016NUÑEZ, JAVIER YESID MAHECHA ; LEONEL, EDSON DENNER ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Fatigue characteristics of modified asphalt binders using fracture mechanics. Engineering Fracture Mechanics, v. 154, p. 1-11, 2016.

6.
Domingos, M.D.I.2016Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . High-temperature properties and modeling of asphalt binders modified with SBR copolymer and PPA in the Multiple Stress Creep and Recovery (MSCR) test. Applied Rheology (Print), v. 26, p. 53830, 2016.

7.
Domingos, M.D.I.2016Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Ensaios MSCR segundo as normas ASTM D7405-10a e AASHTO T350-14: um estudo de caso envolvendo ligantes asfálticos modificados. Transportes (Rio de Janeiro), v. 24, p. 38-47, 2016.

8.
Domingos, M.D.I.2015Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com copolímero SBR e ácido polifosfórico. Transportes (Rio de Janeiro), v. 23, p. 56-64, 2015.

9.
INOCENTE DOMINGOS, MATHEUS DAVID2015 INOCENTE DOMINGOS, MATHEUS DAVID ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Rheological analysis of asphalt binders modified with Elvaloy® terpolymer and polyphosphoric acid on the multiple stress creep and recovery test. Materials and Structures (Online), v. 48, p. 1405-1416, 2015.

10.
FAXINA, A. L.2014FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Fatigue Behavior of Asphalt-rubber Binders Modified With Shale-oil Residue. Petroleum Science and Technology, v. 32, p. 1617-1625, 2014.

11.
Domingos, M.D.I.2014 Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Creep-recovery behavior of asphalt binders modified with SBS and PPA. Journal of Materials in Civil Engineering, v. 26, p. 781-783, 2014.

12.
Domingos, M.D.I.2014 Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Multiple Stress Creep-Recovery Test of Ethylene Vinyl Acetate and Polyphosphoric Acid-Modified Binder. Journal of Transportation Engineering, v. 140, p. 04014054, 2014.

13.
Domingos, M.D.I.2014Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Rheological behaviour of bitumens modified with PE and PPA at different MSCR creep-recovery times. The International Journal of Pavement Engineering, v. 16, p. 771-783, 2014.

14.
PAMPLONA, T. F.2014PAMPLONA, T. F. ; Nuñez, J. Y. M. ; Faxina, A.L. . . Desenvolvimentos recentes em ensaios de fadiga em ligantes asfálticos. Transportes (Rio de Janeiro), v. 22, p. 12-25, 2014.

15.
Nuñez, J. Y. M.2014 Nuñez, J. Y. M. ; Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Susceptibility of low-density polyethylene and polyphosphoric acid-modified asphalt binders to rutting and fatigue cracking. Construction & Building Materials, v. 73, p. 509-514, 2014.

16.
Domingos, M.D.I.2014Domingos, M.D.I. ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Accelerated short-term ageing effects on the rheological properties of modified bitumens with similar high PG grades. Road Materials and Pavement Design, v. 16, p. 469-480, 2014.

17.
Nuñez, J. Y. M.2014Nuñez, J. Y. M. ; Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Fatigue and rutting properties of asphalt binders modified with polyethylene and polyphosphoric acid. IRF Examiner, v. 4, p. 40-44, 2014.

18.
FAXINA, A. L.2013 FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P. ; FABBRI, G. T. P. . Rheological Behavior of Asphalt-Rubber Binders Modified With Shale-Oil Residue and Polyphosphoric Acid. Journal of Testing and Evaluation, v. 41, p. 20120163, 2013.

19.
FAXINA, A. L.2013FAXINA, A. L.. Rheological properties of ashaltic binders modified with crumb rubber from discarded tires. International Journal of Rheology, v. 1, p. 17-26, 2013.

20.
Domingos, M.D.I.2013Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Avaliação do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com SBS e ácido polifosfórico. Transportes (Rio de Janeiro), v. 21, p. 51-58, 2013.

21.
ONOFRE, F.2013ONOFRE, F. ; Castelo Branco, V. T. ; Soares, J. B. ; FAXINA, A. L. . Avaliação do efeito de ligantes asfálticos modificados na resistência à deformação permanente de misturas asfálticas densas. Transportes (Rio de Janeiro), v. 21, p. 14-21, 2013.

22.
PAMPLONA, T. F.2012PAMPLONA, T. F. ; SOBREIRO, F. P. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. . Propriedades reológicas sob altas temperaturas de ligantes asfálticos de diferentes fontes modificados com ácido polifosfórico. Transportes (Rio de Janeiro), v. 20, p. 5-11, 2012.

23.
Domingos, M.D.I.2012Domingos, M.D.I. ; PAMPLONA, T. F. ; FAXINA, A. L. ; GIGANTE, A. C. . Viscosidade rotacional de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. Transportes (Rio de Janeiro), v. 20, p. 13-20, 2012.

24.
FAXINA, A. L.2012FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Effects of crumb rubber and shale-oil residue on the temperature susceptibility of asphalt-rubber binders. IJP. International Journal of Pavements, v. 11, p. 24, 2012.

25.
Pilati, F.2009Pilati, F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; GIGANTE, A. C. ; LEITE, L. F. M. . Módulo de resiliência a 40°C de misturas asfálticas empregando ligante asfalto-borracha e óleo extensor. Revista Pavimentação, v. 4, p. 45-55, 2009.

26.
FAXINA, A. L.2009FAXINA, A. L.; LEITE, L. F. M. ; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. . Short-term aging of asphalt-rubber binders with shale-oil residue evaluated by viscoelastic properties. IJP. International Journal of Pavements, v. 7, p. 51-63, 2009.

27.
Pilati, F.2008Pilati, F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Procedimento para a formulação de asfaltos-borracha com vistas a atender os requisitos da dosagem Marshall. Transportes (Rio de Janeiro), v. 16, p. 13-23, 2008.

28.
FAXINA, A. L.2008FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; FURLAN, A. P. ; LEITE, L. F. M. . Propriedades reológicas relacionadas à deformação permanente de ligantes asfálticos. Revista Minerva, v. 5, p. 53-62, 2008.

29.
FAXINA, A. L.2007FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P. ; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do óleo de xisto sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos a baixas temperaturas. Revista Minerva, v. 4, p. 165-174, 2007.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
NG, A. K. Y. ; KLUG, A. B. ; Faxina, A.L. . ; BHASIN, A. . Evaluation of the fatigue damage behavior of fine aggregate matrices prepared with modified binders using the VECD theory. In: 97th TRB Annual Meeting, 2018, Washington. 97th TRB Annual Meeting, 2018.

2.
KLUG, A. B. ; NG, A. K. Y. ; Faxina, A.L. . ; BHASIN, A. . Evaluation of the fatigue performance of fine aggregate matrices prepared with Reclaimed Asphalt Pavements and shale oil residue. In: 97th TRB Annual Meeting, 2018, Washington. 97th TRB Annual Meeting, 2018.

3.
NASCIMENTO, T. C. B. ; FAXINA, A. L. . Evaluation of the effects of ultraviolet radiation on the rheological properties of asphalt binders modified with polyphosphoric acid and SBS and SBR copolymers. In: Transportation Research Board 96th Annual Meeting, 2017, Washington. Transportation Research Board 96th Annual Meeting, 2017.

4.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Towards a further understanding of the role of the creep time in the MSCR test and proposal of a refined traffic level criterion. In: Transportation Research Board 96th Annual Meeting, 2017, Washington. Transportation Research Board 96th Annual Meeting, 2017.

5.
KLUG, A. B. ; Faxina, A.L. . . Comportamento à fadiga de misturas asfálticas finas com adição de mistura asfáltica fresada e resíduo de óleo de xisto. In: XXXI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2017, Recife. XXXI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2017.

6.
Faxina, A.L. .; KLINSKY, L. M. G. ; FARIA, V. C. . Estudio de la estabilidad al almacenamiento de ligantes asfálticos comerciales. In: XIX Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2017, Medellín. XIX Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2017.

7.
KLINSKY, L. M. G. ; Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . ; BARDINI, V.S.S. ; FARIA, V. C. . Estudio de la correlación de parámetros reológicos de asfaltos modificados con resultados de Flow Number. In: XIX Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2017, Medellín. XIX Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2017.

8.
PAMPLONA, T. F. ; Faxina, A.L. . . Effect of polyphosphoric acid on asphalt binders with different chemical composition. In: 94th TRB Annual Meeting, 2015, Washington - DC. 94th TRB Annual Meeting, 2015.

9.
Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . Dynamic creep behavior of modified asphalt binders with wimilar high-temperature performance grades. In: 94th TRB Annual Meeting, 2015, Washington - DC. 94th TRB Annual Meeting, 2015.

10.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Ensaios MSCR segundo as normas ASTM D7405-10a e AASHTO T350-14: um estudo de caso envolvendo ligantes asfalto-borracha. In: 29º Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2015, Ouro Preto. 29º Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2015.

11.
Nuñez, J. Y. M. ; Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Características a fatiga de ligantes asfálticos modificados con ácido polifosfórico, EVA y SBR. In: 18° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto - CILA, 2015, Bariloche. 18° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto - CILA, 2015.

12.
Faxina, A.L.; PAMPLONA, T. F. ; SOBREIRO, F. P. ; FABBRI, G. T. P. . Effect of polyphosphoric acid on high-temperature properties of bitumens from different crude sources. In: 6th International Conference on Bituminous Mixtures and Pavements, 2015, Atenas. 6th International Conference on Bituminous Mixtures and Pavements, 2015.

13.
Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . . Impacto do envelhecimento a curto prazo (RTFOT) nas propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. In: 21o. Encontro de Asfalto, 2014, Rio de Janeiro. 21o. Encontro de Asfalto, 2014.

14.
Nuñez, J.Y.M. ; Faxina, A.L. . . Comportamento à fadiga de ligantes asfálticos modificados no ensaio de varredura de tempo. In: 21o. Encontro de Asfalto, 2014, Rio de Janeiro. 21o. Encontro de Asfalto, 2014.

15.
Domingos, M.D.I. ; NG, A. K. Y. ; FAXINA, A. L. . Comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com polietileno de baixa densidade e ácido polifosfórico. In: XXVIII ANPET - Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014, Curitiba. XXVIII ANPET - Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014.

16.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . The application of the MSCR test on the rheological characterization of asphalt binders modified with EVA and PPA. In: International Journal of Pavements Conference, 2013, São Paulo. International Journal of Pavements Conference 2013, 2013.

17.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com copolímero SBR e ácido polifosfórico. In: XXVII ANPET - Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2013, Belém. XXVII ANPET - Congresso Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2013.

18.
Domingos, M.D.I. ; Nuñez, J. Y. M. ; FAXINA, A. L. . Propiedades reológicas y sensibilidad al envejecimiento de ligantes asfálticos modificados de igual grado de desempeño. In: 17° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2013, Antigua. 17° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2013.

19.
Faxina, A.L.; Nuñez, J. Y. M. ; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. . Propiedades reológicas de ligantes asfálticos vírgenes y envejecidos modificados con caucho molido, residuo de aceite de esquisto y ácido polifosfórico. In: 17° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto, 2013, Antigua. 17° Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto.

20.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Nuñez, J. Y. M. . Rheological evaluation of the short-term aging of bitumen-rubber binders modified with shale-oil residue and polyphosphoric acid. In: 5th Eurasphalt and Eurobitume Congress 2012, 2012, Istambul. 5th Eurasphalt and Eurobitume Congress 2012 - Asphalt, the sustainable road to sucess, 2012.

21.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Avaliação do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com SBS e ácido polifosfórico. In: XXVI ANPET - Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2012, Joinville. Anais do XXVI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2012. p. 1396-1407.

22.
Nuñez, J. Y. M. ; FAXINA, A. L. ; GIGANTE, A. C. ; Domingos, M.D.I. ; SUAREZ, D. A. A. . Propriedades mecânicas de misturas asfálticas preparadas com ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. In: XXVI ANPET - Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2012. Anais do XXVI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes. p. 718-729.

23.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; FABBRI, G. T. P. . Envejecimiento a corto plazo de ligantes asfalto-caucho modificados con resíduo de aceite de esquisto y ácido polifosfórico. In: 7o. Congreso Mexicano del Asfalto, 2011, Mazatlán. 7o. Congreso Mexicano del Asfalto, 2011.

24.
FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P. . Rheological characterization of asphalt binders modified with polyphosphoric acid. In: 5th International Conference on Bituminous Mixtures and Pavements, 2011, Thessaloniki. 5th International Conference on Bituminous Mixtures and Pavements, 2011.

25.
FAXINA, A. L.. Caracterização reológica de um ligante asfáltico aditivado com borracha moída obtida de pneus reciclados. In: 1o. Congreso Brasileiro de Reologia, 2011, Rio de Janeiro. 1o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2011.

26.
FAXINA, A. L.. Propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos a curto prazo. In: 17a. Reunião de Pavimentação Urbana, 2011, Porto Alegre. 17a. Reunião de Pavimentação Urbana, 2011.

27.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Caracterização do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos. In: XVI Congresso Iberolatinoamericado del Asfalto, 2011, Rio de Janeiro. XVI Congresso Iberolatinoamericado del Asfalto, 2011. v. 1. p. 746-757.

28.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. . Avaliação do envelhecimento a curto prazo de ligantes asfalto-borracha modificados com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. In: XVI Congresso Iberolatinoamericado del Asfalto, 2011, Rio de Janeiro. XVI Congresso Iberolatinoamericado del Asfalto, 2011. v. 1. p. 596-607.

29.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Viscosidade rotacional de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. In: XXV Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2011, Belo Horizonte. XXV Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2011.

30.
FAXINA, A. L.; PAMPLONA, T. F. ; FABBRI, G. T. P. . Envelhecimento a curto e a longo prazos de asfaltos-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. In: XXV Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2011, Belo Horizonte. XXV Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2011.

31.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. . Propiedades reológicas de ligantes asfálticos modificados vírgenes y envejecidos a corto plazo. In: 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011, Medellín. 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011.

32.
SUAREZ, D. A. A. ; FAXINA, A. L. . Análisis del comportamiento mecánico de suelos estabilizados con emulsión asfáltica. In: 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011, Medellín. 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011.

33.
SUAREZ, D. A. A. ; FAXINA, A. L. . Estudio del módulo de resiliencia y de la variación de humedad de suelos estabilizados con emulsión asfáltica. In: 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011, Medellín. 10o. Congreso Colombiano de Ingeniería de Tránsito y Transporte, 2011.

34.
FAXINA, A. L.; SALOMON, D. . Envelhecimento a curto prazo de asfaltos-borracha compostos com óleo extensor e ácido polifosfórico. In: 20o. Encontro de Asfalto, 2010, Rio de Janeiro. 20o. Encontro de Asfalto, 2010. p. 113-126.

35.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. . Peculiaridades del comportamiento reológico de ligantes asfálticos modificados de mismo grado de desempeño. In: 5o. Congreso Venezolano del Asfalto, 2010, Isla Margarita. 5o. Conveas Expoasfalto 2010, 2010.

36.
FAXINA, A. L.. Peculiaridades do comportamento reológico de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. In: 40a. Reunião Anual de Pavimentação, 2010, Rio de Janeiro. 40a. Reunião Anual de Pavimentação, 2010.

37.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. . Comportamento reológico de ligantes asfalto-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. In: 24o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2010, Salvador. 24o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2010.

38.
Pilati, F. ; FAXINA, A. L. ; FURLAN, A. P. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. . Mechanical properties of HMA mixes using crumb-rubber modified binders. In: Asphalt Rubber 2009 Conference, 2009, Naijing. Asphalt Rubber 2009 Conference, 2009.

39.
Pilati, F. ; FURLAN, A. P. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; GIGANTE, A. C. . Effects of some modifiers on moisture susceptibility of dense-graded asphalt mixtures. In: 6th International Symposium on Maintenance and Rehabilitation of Pavements and Technological Control, 2009, Torino. 6th International Symposium on Maintenance and Rehabilitation of Pavements and Technological Control, 2009.

40.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; FABBRI, G. T. P. . Propiedades reológicas de mástiques asfálticos en temperaturas altas. In: XV Congreso de Vialidad y Tránsito, 2009, Mar del Plata. Los desafios del sistema de transporte, 2009.

41.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Soares, J. B. . Efeito da adição de ácido polifosfórico sobre o comportamento reológico de um CAP 50/70. In: IV Simpósio Internacional de Avaliação de Pavimentação e Projetos de Reforço ? SINAPPRE, 2009, Fortaleza. IV SINAPPRE, 1999.

42.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Soares, J. B. . Efeito do envelhecimento a curto prazo sobre o comportamento reológico de mástiques asfálticos. In: XXIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes - Anpet, 2009, Vitória. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2009, 2009.

43.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Efectos del caucho triturado y del resíduo de aceite de esquisto sobre algunas propiedades reológicas de ligantes asfalto-caucho virgenes y envejecidos. In: XV Congresso Ibero-latinoamericano do Asfalto, 2009, Lisboa. XV CILA, 2009. v. 1. p. 67-76.

44.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Statistics-based procedure for formulation of bitumen-rubber binders using two modifiers. In: 4th Eurobitume & Eurasphalt Congress, 2008, Kopenhagen. Asphalt - Roads for Life. Kopenhagen: Grafisk Trykcenter, 2008.

45.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. ; Soares, J. B. ; Soares, S. A. . Avaliação dos efeitos dos envelhecimentos a curto e a longo prazos por meio de curvas-mestre. In: 19o. Encontro de Asfalto, 2008, Rio de Janeiro. 19o. Encontro de Asfalto. Rio de Janeiro, 2008.

46.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Effects of short-and long-term aging on time and temperature dependency of conventional asphalt binders. In: 15o. Congreso Panamericano de Ingeniería de Transito y Transportes, 2008, Cartagena de Índias. 15o. Congreso Panamericano de Ingeniería de Transito y Transportes, 2008.

47.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; Nascimento, D. . Propriedades reológicas de mástiques asfálticos a altas temperaturas. In: 39a. Reunião Anual de Pavimentação, 2008, Recife. 39a. Reunião Anual de Pavimentação, 2008.

48.
Pilati, F. ; FURLAN, A. P. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. . Estudo da flexibilidade de misturas asfálticas modificadas com asfalto-borracha e óleo extensor. In: 22o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2008. 22o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes.

49.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. . Avaliação do comportamento reológico de mástiques asfálticos por meio de curvas-mestre. In: 22o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2008, Fortaleza. 22o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2008.

50.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Prediction of the effect of short- and long-term aging of bitumen-rubber binders modified with shale-oil residue using artificial neural networks. In: 4th Eurobitume & Eurasphalt Congress, 2008, Kopenhagen. 4th Eurobitume & Eurasphalt Congress, 2008.

51.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre algumas propriedades reológicas de ligantes asfalto-borracha virgens e envelhecidos. In: 38a. Reunião Anual de Pavimentação - ABPv, 2007, Manaus. 38a. Reunião Anual de Pavimentação - RAPv, 2007.

52.
SORIA, M. H. A. ; FAXINA, A. L. ; Pilati, F. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre os parâmetros volumétricas da dosagem Marshall. In: 38a. Reunião Anual de Pavimentação - ABPv, 2007, Manuas. 38a. Reunião Anual de Pavimentação - RAPv, 2007.

53.
SORIA, M. H. A. ; FAXINA, A. L. ; Pilati, F. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; LEITE, L. F. M. . Modelagem do efeito da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre o módulo de resiliência. In: 21o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2007, Rio de Janeiro. Panorama Nacional em Pesquisa em Transportes, 2007. v. 2.

54.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Modelagem estatística da resistência devida ao tráfego de ligantes asfalto-borracha. In: 21o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2007, Rio de Janeiro. Panorama Nacional em Pesquisa em Transportes, 2007.

55.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Estabilidade à estocagem de asfaltos-borracha modificados com resíduo de óleo de xisto. In: 18o. Encontro de Asfalto, 2006, Rio de Janeiro. 18o. Encontro de Asfalto, 2006.

56.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Previsão do efeito do envelhecimento de asfaltos por meio de redes neurais artificiais.. In: 18o. Encontro de Asfalto, 2006, Rio de Janeiro. 18o. Encontro do Asfalto, 2006.

57.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Determinação das temperaturas de usinagem e de compactação de ligantes modificados com borracha moída e resíduo de óleo de xisto. In: 37a. Reunião Anual de Pavimentação, 2006, Goiânia. 37a. Reunião Anual de Pavimentação, 2006.

58.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre a resistência ao envelhecimento a curto prazo de ligantes. In: 20o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2006, Brasília. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2006, 2006. v. 2. p. 1158-1169.

59.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Effects of crumb rubber and shale oil on low-temperature properties of binders. In: Asphalt Rubber 2006 Conference, 2006, Palm Springs. Asphalt Rubber 2006, 2006.

60.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Rheological properties of binders modified with crumb rubber and shale-oil residue. In: Asphalt Rubber 2006 Conference, 2006, Palm Springs. Asphalt Rubber 2006, 2006.

61.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Propriedades viscoelásticas de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. In: 19o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2005, Recife. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2005, 2005. v. 2. p. 1196-1206.

62.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Efeito da temperatura sobre ligantes modificados com borracha de pneu e resíduo de óleo de xisto. In: 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005, Curitiba. 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005.

63.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Aplicação de redes neurais para a previsão do efeito do envelhecimento a curto prazo de asfaltos modificados. In: 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005, Curitiba. 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005.

64.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Aplicação de redes neurais artificiais e de modelagem estatística para a previsão de propriedades convencionais de asfaltos. In: 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005, Curitiba. 36a. Reunião Anual de Pavimentação, 2005.

65.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Efeito do envelhecimento a curto e a longo prazos em asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. In: 18o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2004, Florianópolis. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2004, 2004. v. 1. p. 53-64.

66.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Viscosidade aparente de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. In: 17o. Encontro de Asfalto, 2004, Rio de Janeiro. 17o. Encontro de Asfalto, 2004. p. 257-265.

67.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Efeito do óleo de xisto sobre características físicas de asfaltos-borracha. In: 17o. Encontro de Asfalto, 2004, Rio de Janeiro. 17o. Encontro de Asfalto, 2004. p. 266-274.

68.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. . Propriedades mecânicas de concretos asfálticos empregando borracha de pneu e óleo de xisto. In: 17o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes - Anpet, 2003, Rio de Janeiro. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2003, 2003. v. 1. p. 79-90.

69.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. . Mechanical properties of asphalt-rubber mixes using shale extender oil. In: Asphalt Rubber 2003 Conference, 2003, Brasília. Asphalt Rubber 2003, 2003. p. 693-706.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
GRASSON FILHO, A. ; Faxina, A.L. . . Avaliação do método da superfície específica para determinação do teor de asfalto de matrizes de agregado fino. In: XXXI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2017, Recife. XXXI Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2017.

2.
NG, A. K. Y. ; FAXINA, A. L. . Comportamento à fadiga da matriz de agregado fino de misturas asfálticas. In: XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014, Curitiba - PR. XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2015.

3.
Nuñez, J. Y. M. ; FAXINA, A. L. . Comportamento à fadiga da matriz de agregado fino de misturas asfálticas preparadas com ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. In: XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014, Curitiba - PR. XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014.

4.
NASCIMENTO, T. C. B. ; FAXINA, A. L. . Avaliação dos efeitos da radiação ultravioleta sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. In: XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014, Curitiba - PR. XXVIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2014.

5.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Efeitos de diferentes tempos de fluência e recuperação nas propriedades reológicas de ligantes asfálticos. In: 26o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2012, Joinville. Panorama Nacional em Pesquisa em Transportes - 2012, 2012.

6.
PAMPLONA, T. F. ; FAXINA, A. L. . Efeito da adição de ácido polifosfórico nas propriedades reológicas de dois ligantes asfálticos de diferentes fontes. In: 26o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2012, Joinville. Panorama Nacional em Pesquisa em Transportes - 2012, 2012.

7.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. . Viabilidade técnica do uso do óleo de xisto na compatibilização do cimento asfáltico com borracha de pneus. In: 17o. Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes, 2003, Rio de Janeiro. Panorama Nacional da Pesquisa em Transportes 2003, 2003.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
Faxina, A.L.; VALE, A. C. ; KLINSKY, L. M. G. ; FARIA, V. C. . Ferramentas reológicas para a avaliação da estabilidade à estocagem de ligantes asfálticos modificados. In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 118.

2.
NASCIMENTO, T. C. B. ; VALE, A. C. ; Faxina, A.L. . Efeito dos envelhecimentos termo-oxidativo e foto-oxidativo sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados com copolímero SBR e PPA. In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 119.

3.
NG, A. K. Y. ; VALE, A. C. ; GIGANTE, A. C. ; Faxina, A.L. . Avaliação da influência dos asfaltos modificados sobre a vida de fadiga de misturas asfálticas à luz de ensaios reológicos com a matriz de agregados finos (MAF). In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 120.

4.
ROSSI, B. F. ; VALE, A. C. ; Faxina, A.L. . Estudo de ligantes asfálticos recuperados com vistas à adequação do procedimento de simulação do envelhecimento a curto prazo. In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 121.

5.
VERDADE, L. L. ; NG, A. K. Y. ; Faxina, A.L. . Avaliação reológica da resistência ao acúmulo de deformações plásticas de ligantes asfálticos modificados com copolímero SBS. In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 122.

6.
Domingos, M.D.I. ; VALE, A. C. ; Faxina, A.L. . Rheological modeling of polymer-modified asphalt binders in the MSCR tests according to the Burgers and modified power models. In: IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017, Rio de Janeiro. IV Congresso Brasileiro de Reologia, 2017. p. 140.

7.
FAXINA, A. L.; VALE, A. C. . Características reológicas de mástiques asfálticos associadas a fadiga. In: 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015, Campinas. 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015. p. 120.

8.
VERDADE, L. L. ; Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Estudo do uso de um polietileno oxidado como agente compatibilizante em asfaltos modificados com SBS. In: 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015, Campinas. 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015. p. 124.

9.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Suscetibilidade de asfaltos à deformação permanente em ensaios oscilatórios e de creep dinâmico. In: 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015, Campinas. 3º Congresso Brasileiro de Reologia, 2015. p. 125.

10.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Concepts and application of the dynamic creep test in the rheological characterization of asphalt binders. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica, 2013. p. 123-123.

11.
FAXINA, A. L.. Rheological properties of paving asphalt binders modified with SBS-copolymer and polyphosphoric acid. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica. p. 138-138.

12.
PAMPLONA, T. F. ; SOBREIRO, F. P. ; FAXINA, A. L. . Effect of polyphoshoric acid on rheological properties of asphalt binders from different crude sources. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica. p. 126-126.

13.
SOBREIRO, F. P. ; FABBRI, G. T. P. ; FAXINA, A. L. . Rheological properties of paving asphalt binders modified with phosphoric and polyphospohoric acid. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica. p. 137-137.

14.
GRECCO, F. L. G. ; FAXINA, A. L. . Effect of mineral filler content on rheological properties of paving asphalt binders. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica. p. 125-125.

15.
Nuñez, J. Y. M. ; Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Rheological tests for fatigue characterization of paving asphalt binders. In: 2o. Congresso Brasileiro de Reologia, 2013, Aracaju. Livro de resumos e programação científica. p. 139.

16.
FAXINA, A. L.; FERREIRA, C. V. . Influência da inundação na capacidade de carga de estacas carregadas lateralmente. In: XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999, Araraquara. XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999. p. 122-122.

17.
GUIDI, J. M. M. ; FAXINA, A. L. ; ANSCHAU, K. R. ; FERREIRA, C. V. ; LOBO, A. S. . Determinação do módulo de deformação longitudinal de estacas moldadas in loco. In: XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999, Araraquara. XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999.

18.
ANSCHAU, K. R. ; FAXINA, A. L. ; GUIDI, J. M. M. ; FERREIRA, C. V. ; LOBO, A. S. . Determinação do coeficiente de reação horizontal de um solo residual de arenito. In: XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999, Araraquara. XI Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1999.

19.
FAXINA, A. L.; CARVALHO, C. A. T. . Análise estatística da resistência à compressão e flexão simples da madeira. In: X Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1998, Rio Claro. X Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1998. p. 101-101.

20.
FAXINA, A. L.; CARVALHO, C. A. T. . Determinação do coeficiente de segurança da madeira. In: IX Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1997, Ilha Solteira. IX Congresso de Iniciação Científica, Unesp, 1997. p. 94-94.

21.
FAXINA, A. L.; MARTHA FILHO, J. ; FARIA, O. B. . Método estatístico para a determinação da massa e da absorção de água em telhas cerâmicas. In: VIII Congresso de Iniciação Científica da Unesp, 1996, Guaratinguetá. VIII Congresso de Iniciação Científica da Unesp, 1996. p. 78-78.

Artigos aceitos para publicação
1.
NG, A. K. Y. ; VALE, A. C. ; GIGANTE, A. C. ; Faxina, A.L. . . Determination of the binder content of fine aggregate matrices prepared with modified binders. JOURNAL OF MATERIALS IN CIVIL ENGINEERING, 2017.

2.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . The application of the MSCR test on the rheological characterization of asphalt binders modified with EVA and PPA. IJP. International Journal of Pavements, 2016.

Apresentações de Trabalho
1.
NG, A. K. Y. ; KLUG, A. B. ; Faxina, A.L. . ; BHASIN, A. . Evaluation of the fatigue damage behavior of fine aggregate matrices prepared with modified binders using the VECD theory. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
KLUG, A. B. ; NG, A. K. Y. ; Faxina, A.L. . ; BHASIN, A. . Evaluation of the fatigue performance of fine aggregate matrices prepared with Reclaimed Asphalt Pavements and shale oil residue. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
Domingos, M.D.I. ; Faxina, A.L. . Towards a further understanding of the role of the creep time in the mscr test and proposal of a refined traffic level criterion. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

4.
NASCIMENTO, T. C. B. ; Faxina, A.L. . Evaluation of the effects of ultraviolet radiation on the rheological properties of asphalt binders modified with polyphosphoric acid and SBS and SBR copolymers. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
Domingos, M.D.I. ; VALE, A. C. ; Faxina, A.L. . Rheological modeling of polymer-modified asphalt binders in the MSCR tests according to the Burgers and modified power models. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

6.
VERDADE, L. L. ; NG, A. K. Y. ; Faxina, A.L. . Avaliação reológica da resistência ao acúmulo de deformações plásticas de ligantes asfálticos modificados com copolímero SBS. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

7.
Faxina, A.L.. Aplicações de reologia: métodos reológicos na pavimentação - histórico e avanços. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
Faxina, A.L. .; KLINSKY, L. M. G. ; FARIA, V. C. . Estudio de la estabilidad al almacenamiento de ligantes asfálticos comerciales. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Dynamic creep behavior of modified asphalt binders with similar high-temperature performance grades. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
PAMPLONA, T. F. ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Effect of polyphosphoric acid on asphalt binders with different chemical composition. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
VERDADE, L. L. ; Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Estudo do uso de um polietileno oxidado como agente compatibilizante em asfaltos modificados com SBS. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

12.
FAXINA, A. L.. Aplicações de reologia - envelhecimento de asfaltos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

13.
FAXINA, A. L.; VALE, A. C. . Características reológicas de mástiques asfálticos associadas a fadiga. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
Nuñez, J. Y. M. ; Faxina, A.L. . . Comportamento à fadiga de ligantes asfálticos modificados no ensaio de varredura de tempo. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, ADALBERTO LEANDRO . Comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com polietileno de baixa densidade e ácido polifosfórico. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
FAXINA, A. L.. Aplicações de reologia: asfaltos. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
PAMPLONA, T. F. ; SOBREIRO, F. P. ; FAXINA, A. L. . Effect of polyphoshoric acid on rheological properties of asphalt binders from different crude sources. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
SOBREIRO, F. P. ; FABBRI, G. T. P. ; FAXINA, A. L. . Rheological properties of paving asphalt binders modified with phosphoric and polyphospohoric acid. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

19.
GRECCO, F. L. G. ; FAXINA, A. L. . Effect of mineral filler content on rheological properties of paving asphalt binders. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
Nuñez, J. Y. M. ; FAXINA, A. L. . Rheological tests for fatigue characterization of paving asphalt binders. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
FAXINA, A. L.. Rheological properties of paving asphalt binders modified with SBS-copolymer and polyphosphoric acid. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
Domingos, M.D.I. ; FAXINA, A. L. . Concepts and application of the dynamic creep test in the rheological characterization of asphalt binders. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Nuñez, J. Y. M. . Rheological evaluation of the short-term aging of bitumen-rubber binders modified with shale-oil residue and polyphosphoric acid. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
FAXINA, A. L.. Caracterização reológica de um ligante asfáltico aditivado com borracha moída obtida de pneus reciclados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
FAXINA, A. L.. Métodos reológicos em asfalto. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P. . Rheological characterization of asphalt binders modified with polyphosphoric acid. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; FABBRI, G. T. P. . Envejecimiento a corto plazo de ligantes asfalto-caucho modificados con resíduo de aceite de esquisto y ácido polifosfórico. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

28.
FAXINA, A. L.. Propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos a curto prazo. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

29.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. . Envelhecimento a curto e a longo prazos de asfaltos-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

30.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. . Peculiaridades del comportamiento reológico de ligantes asfálticos modificados de mismo grado de desempeño. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

31.
FAXINA, A. L.; SALOMON, D. . Envelhecimento a curto prazo de asfaltos-borracha compostos com óleo extensor e ácido polifosfórico. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

32.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. . Comportamento reológico de ligantes asfalto-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
FAXINA, A. L.. Peculiaridades do comportamento reológico de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

34.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; FABBRI, G. T. P. . Propiedades reológicas de mástiques asfálticos en temperaturas altas. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

35.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Soares, J. B. . Efeito da adição de ácido polifosfórico sobre o comportamento reológico de um CAP 50/70. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

36.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; Soares, J. B. . Efeito do envelhecimento a curto prazo sobre o comportamento reológico de mástiques asfálticos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
FAXINA, A. L.; SUAREZ, D. A. A. ; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Efectos del caucho triturado y del resíduo de aceite de esquisto sobre algunas propiedades reológicas de ligantes asfalto-caucho virgenes y envejecidos. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

38.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Statistics-based procedure for formulation of bitumen-rubber binders using two modifiers. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

39.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Prediction of the effect of short- and long-term aging of bitumen-rubber binders modified with shale-oil residue using artificial neural networks. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. ; Soares, J. B. ; Soares, S. A. . Avaliação dos efeitos dos envelhecimentos a curto e a longo prazos por meio de curvas-mestre. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

41.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Effects of short-and long-term aging on time and temperature dependency of conventional asphalt binders. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

42.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; Nascimento, D. . Propriedades reológicas de mástiques asfálticos a altas temperaturas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
BECHARA, M. F. ; FAXINA, A. L. ; FABBRI, G. T. P. . Avaliação do comportamento reológico de mástiques asfálticos por meio de curvas-mestre. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

44.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Statistics-based procedure for formulation of bitumen-rubber binders using two modifiers. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
SORIA, M. H. A. ; FAXINA, A. L. ; Pilati, F. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre os parâmetros volumétricos da dosagem Marshall. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

46.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre algumas propriedades reológicas de ligantes alfalto-borracha virgens e envelhecidos. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

47.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Modelagem estatística da resistência à fadiga devida ao tráfego de ligantes asfalto-borracha. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

48.
Pilati, F. ; FAXINA, A. L. ; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; GIGANTE, A. C. ; LEITE, L. F. M. . Modelagem do efeito da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre o módulo de resiliência. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

49.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Estabilidade à estocagem de asfaltos-borracha modificados com resíduo de óleo de xisto. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

50.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. ; LEITE, L. F. M. . Previsão do efeito do envelhecimento de asfaltos por meio de redes neurais artificiais. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

51.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Determinação das temperaturas de usinagem e de compactação de ligantes modificados com borracha moída e resíduo de óleo de xisto. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

52.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; FABBRI, G. T. P. . Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre a resistência ao envelhecimento a curto prazo de ligantes. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

53.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Propriedades viscoelásticas de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

54.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Efeito da temperatura sobre ligantes modificados com borracha de pneu e resíduo de óleo de xisto. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

55.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; BRETAS, R. E. S. . Aplicação de redes neurais para a previsão do efeito do envelhecimento a curto prazo de asfaltos modificados. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

56.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P. ; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. . Aplicação de redes neurais artificiais e de modelagem estatística para a previsão de propriedades convencionais de asfaltos. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

57.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Efeito do envelhecimento a curto e a longo prazos em asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

58.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Viscosidade aparente de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

59.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. ; LEITE, L. F. M. ; TAHARA, C. S. . Efeito do óleo de xisto sobre características físicas de asfaltos-borracha. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

60.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. . Viabilidade técnica do uso do óleo de xisto na compatibilização do cimento asfáltico com borracha de pneus. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

61.
FAXINA, A. L.; SORIA, M. H. A. . Propriedades mecânicas de concretos asfálticos empregando borracha de pneu e óleo de xisto. 2003. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

62.
FAXINA, A. L.; FERREIRA, C. V. . Influência da inundação na capacidade de carga de estacas carregadas lateralmente. 1999. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

63.
FAXINA, A. L.; CARVALHO, C. A. T. . Análise estatística da resistência à compressão e flexão simples da madeira. 1998. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

64.
FAXINA, A. L.; CARVALHO, C. A. T. . Determinação do coeficiente de segurança da madeira. 1997. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

65.
FAXINA, A. L.; FARIA, O. B. ; MARTHA FILHO, J. . Método estatístico para a determinação da massa e da absorção de água em telhas cerâmicas. 1996. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
LEITE, L. F. M. ; Castelo Branco, V. T. ; FAXINA, A. L. . Mesa redonda de asfalto. 2013. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
FAXINA, A. L.. Caracterização e modelagem de propriedades reológicas de ligantes, de mástiques e de misturas asfálticas. 2012. (Relatório de pesquisa).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; Castelo Branco, V. T.. Participação em banca de Lucas Lauer Verdade. Avaliação do uso de um polietileno de alta densidade e baixo peso molecular oxidado como agente de compatibilização em asfalto modificado com copolímero SBS. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

2.
FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.; COUTINHO NETO, B.. Participação em banca de Thalita Cristina Brito Nascimento. Efeito dos envelhecimentos termo-oxidativo e foto-oxidativo sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

3.
FAXINA, A. L.; Soares, S. A.; BAHIA, H. U.. Participação em banca de Thaís Ferreira Pamplona. Efeito da adição de ácido polifosfórico em ligantes asfálticos de diferentes fontes. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

4.
FAXINA, A. L.; BERNUCCI, L. L. B.; FERNANDES JUNIOR, J. L.. Participação em banca de Javier Yesid Mahecha Nuñez. Caracterização à fadiga de ligantes asfálticos modificados envelhecidos a curto e a longo prazos. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

5.
FABBRI, G. T. P.; FAXINA, A. L.; Rodrigues, J.K.G.. Participação em banca de Robert Becerra El Hage. Estudo de misturas asfálticas do tipo Stone Matrix Asphalt (SMA) à luz dos compactadores Marshall e Superpave. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

6.
BERNUCCI, L. L. B.; FAXINA, A. L.; LEITE, L. F. M.. Participação em banca de Mariana Minitti Leite Pereira. Estudo de mistura asfáltica de módulo elevado para camadas de base de pavimento. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

7.
Soares, J. B.; Castelo Branco, V. T.; FAXINA, A. L.; Soares, S. A.. Participação em banca de Felipe Coutinho Onofre. Avaliação do efeito da modificação de ligantes asfálticos por ácido polifosfórico e polímeros na resistência à deformação permanente de misturas asfálticas. 2012. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil - Edificacoes) - Universidade Federal do Ceará.

8.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; LEITE, L. F. M.. Participação em banca de Matheus David Inocente Domingos. Caracterização do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

Teses de doutorado
1.
BARROSO, S. H. A.; Soares, S. A.; Faxina, A.L. .; VASCONCELOS, K.; SANTANA, H. B.; OLIVEIRA, F. H. L.. Participação em banca de Lilian Medeiros Gondim. Investigação sobre a formulação de um bio-ligante à base da seiva de Euphorbia Tirucalli para emprego em pavimentação. 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Civil (Recursos Hídricos)) - Universidade Federal do Ceará.

2.
LIZCANO, F. R.; CARO, S.; FAXINA, A. L.. Participação em banca de Ana Sofía Figueroa Infante. Investigación sobre el efecto del agua en el asfalto y su impacto en la mezcla asfáltica. 2015. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Pontificia Universidad Javeriana - Bogotá.

3.
FABBRI, G. T. P.; Faxina, A.L. .; BERNUCCI, L. L. B.; Rodrigues, J.K.G.; PEIXOTO, A. S. P.. Participação em banca de Fernanda Pilati Sobreiro. Efeito da adição de ácidos fosfóricos no comportamento reológico de ligantes asfálticos puros e modificados com copolímero SBS. 2014. Tese (Doutorado em Doutorado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Doutorado
1.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; Soares, J. B.. Participação em banca de Matheus David Inocente Domingos. Efeitos de diferentes tempos de fluência e recuperação nas propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

2.
FAXINA, A. L.; Castelo Branco, V. T.; LEONEL, E. D.. Participação em banca de Javier Yesid Mahecha Nuñez. Comportamento à fadiga da matriz de agregado fino de misturas asfálticas preparadas com ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

3.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; Castelo Branco, V. T.. Participação em banca de Andressa Ka Yan NG. Comportamento à fadiga da matriz de agregado fino de misturas asfálticas. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

4.
FERNANDES JUNIOR, J. L.; FAXINA, A. L.; ROHM, S. A.. Participação em banca de Igor Baria. Sistema de gerência de via permanente de transporte público urbano sobre trilhos. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

5.
FABBRI, G. T. P.; FURLAN, A. P.; FAXINA, A. L.. Participação em banca de Fernanda Pilati Sobreiro. Análise do efeito da adição de componentes fosfóricos no comportamento reológico de ligantes asfálticos puros e modificados por SBS. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

6.
MOTTA, L. M. G.; ARAGAO, F. T. S.; Faxina, A.L. .; LEITE, L. F. M.; ARAUJO, M. A. S.. Participação em banca de Margareth Carvalho Coutinho Cravo. Análise química dos efeitos de vários métodos de envelhecimento de ligantes asfálticos e proposição de um método de avaliação da estabilidade à oxidação. 2013. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade Federal do Rio de Janeiro.

7.
ZANCHETTA, F.; FERNANDES JUNIOR, J. L.; FAXINA, A. L.. Participação em banca de Fábio Zanchetta. Contribuição para a implantação de sistema de gerência de pavimentos urbanos: planilha de avaliação, atividades de manutenção e reabilitação, modelo de previsão de desempenho e custos. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

8.
ILDEFONSO, J. S.; FERNANDES JUNIOR, J. L.; FAXINA, A. L.. Participação em banca de Jesner Sereni Ildefonso. Proposta de um sistema de gerência de vias férreas brasileiras. 2011. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

9.
BARDINI, V.S.S.; FERNANDES JUNIOR, J. L.; FAXINA, A. L.. Participação em banca de Vivian Silveira dos Santos Bardini. Influência do fíler nas propriedades de misturas asfálticas densas. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
BERNUCCI, L. L. B.; VASCONCELOS, K.; Faxina, A.L. .. Participação em banca de Ingrid Gabrielle do Nascimento Camargo. Potencial do emprego de misturas de bioligante e agregados usinadas a quente para revestimentos e bases de pavimentos. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

2.
Faxina, A.L. .; FABBRI, G. T. P.; VASCONCELOS, K.. Participação em banca de Alessandra Christina Andrade Figueiredo Berloffa. Estudo do dano por umidade induzida na matriz de agregado fino. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

3.
Faxina, A.L. .; Castelo Branco, V. T.; SPECHT, L. P.. Participação em banca de Marília Rotta. Correlação entre a vida de fadiga de misturas asfálticas completas e a vida de fadiga de suas partes constituintes (MAF, mástique e ligante asfáltico). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

4.
Faxina, A.L. .; FABBRI, G. T. P.; MOTTA, L. M. G.. Participação em banca de Adrian Grasson Filho. Avaliação do método da superfície específica para determinação do teor de asfalto de matrizes de agregado fino (MAF). 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

5.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; FERNANDES JUNIOR, J. L.. Participação em banca de Thalita Cristina Brito Nascimento. Efeito dos envelhecimentos termo-oxidativo e foto-oxidativo sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

6.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; Castelo Branco, V. T.. Participação em banca de Lucas Lauer Verdade. Avaliação do uso de um polietileno de alta densidade e baixo peso molecular oxidado como agente de compatibilização em asfalto modificado com copolímero SBS. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

7.
FAXINA, A. L.; FERNANDES JUNIOR, J. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Javier Yesid Mahecha Nuñez. Caracterização de ligantes asfálticos ante o processo de fadiga. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

8.
FURLAN, A. P.; FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.. Participação em banca de Jessica Santiago Soares. Estudo da correlação entre variáveis de compactação Superpave e de deformação permanente em misturas asfálticas densas convencionais e modificadas por polímero. 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

9.
FERNANDES JUNIOR, J. L.; FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Amanda Oliveira Justino Eler. Uso de modelação dinâmica de sistemas conectada a um SIG para a gerência de pavimentos urbanos. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

10.
FURLAN, A. P.; FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.. Participação em banca de André Anitelli. Estudo do dano por umidade de misturas com ligantes asfálticos convencional e modificado com polímero SBS. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

11.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; Soares, S. A.. Participação em banca de Thais Ferreira Pamplona. Avaliação da adição de agentes enrijecedores sobre o comportamento reológico de ligantes asfálticos virgens e envelhecidos. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

12.
FABBRI, G. T. P.; FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Leandro Nunes Azevedo. Algumas considerações acerca da retroanálise de bacias de deflexão reais obtidas a partir de equipamentos tipo FWD. 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

13.
FURLAN, A. P.; FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.. Participação em banca de Andressa Ka Yan Ng. Contribuição ao estudo de deformação permanente de misturas asfálticas densas. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

14.
FAXINA, A. L.; FABBRI, G. T. P.; FERNANDES JUNIOR, J. L.. Participação em banca de Matheus David Inocente Domingos. Avaliação do comportamento fluência-recuperação sob múltiplas tensões e temperaturas de ligantes asfátlicos modificados virgens e envelhecidos. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

15.
Soares, J. B.; FAXINA, A. L.; Castelo Branco, V. T.. Participação em banca de Felipe Coutinho Onofre. Avaliação do efeito de modificadores de ligantes na resistência à deformação permanente de misturas asfálticas. 2011. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil: Estruturas e Construção Civil) - Universidade Federal do Ceará.

16.
FABBRI, G. T. P.; FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Robert Becerra El Hage. Estudo de misturas asfálticas do tipo Stone Matrix Asphalt (SMA) à luz dos compactadores Marshall e Superpave. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

17.
PARREIRA, A. B.; FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Wallace Fioravanti de Sousa. Estudo sobre a aplicação de agregado reciclado de concreto em construção de pavimentos. 2010. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.

18.
PARREIRA, A. B.; FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.. Participação em banca de Walter Sidronio da Silva Júnior. O emprego de resíduos da fabricação de papel na construção rodoviária. 2008. Exame de qualificação (Mestrando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
SUAREZ, D. A. A.; CUNHA, A. L. B. N.; Faxina, A.L.. Concurso público de provas e títulos para provimento de 1 cargo de professor adjunto. 2017. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

2.
SUAREZ, D. A. A.; SANTOS, A. G.; Faxina, A.L.. Concurso público de provas e títulos para provimento de 1 cargo de professor adjunto. 2015. Universidade Federal de Mato Grosso do Sul.

3.
FAXINA, A. L.; FURLAN, A. P.; VIVIANE, E.; PAIVA, C. E. L.; TRABANCO, J. A.. Concurso público de provas e títulos para provimento de 1 cargo de professor doutor. 2011. Universidade Estadual de Campinas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
97th TRB Annual Meeting. Evaluation of the fatigue performance of fine aggregate matrices prepared with Reclaimed Asphalt Pavements and shale oil residue. 2018. (Congresso).

2.
31º Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes. 2017. (Congresso).

3.
IV Congresso Brasileiro de Reologia. Rheological modeling of polymer-modified asphalt binders in the MSCR tests according to the Burgers and modified power models. 2017. (Congresso).

4.
Transportation Research Board 96th Annual Meeting. Towards a further understanding of the role of the creep time in the mscr test and proposal of a refined traffic level criterion. 2017. (Congresso).

5.
XIX Congreso Iberolatinoamericano del Asfalto. Estudio de la estabilidad al almacenamiento de ligantes asfálticos comerciales. 2017. (Congresso).

6.
3º Congresso Brasileiro de Reologia. Aplicações de reologia - envelhecimento de asfaltos. 2015. (Congresso).

7.
94th TRB Annual Meeting. Dynamic creep behavior of modified asphalt binders with similar high-temperature performance grades. 2015. (Congresso).

8.
21o. Encontro de Asfalto. Comportamento à fadiga de ligantes asfálticos modificados no ensaio de varredura de tempo. 2014. (Congresso).

9.
XXVIII Congresso da Associação Nacional de Ensino e Pesquisa em Transpportes. Comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados com polietileno de baixa densidade e ácido polifosfórico. 2014. (Congresso).

10.
2o. Congresso Brasileiro de Reologia. Effect of polyphoshoric acid on rheological properties of asphalt binders from different crude sources. 2013. (Congresso).

11.
5th Eurasphalt and Eurobitume Congress 2012. Rheological evaluation of the short-term aging of bitumen-rubber binders modified with shale-oil residue and polyphosphoric acid. 2012. (Congresso).

12.
XXVI ANPET - Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes. 2012. (Congresso).

13.
17a. Reunião de Pavimentação Urbana. Propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos a curto prazo. 2011. (Congresso).

14.
1o. Congresso Brasileiro de Reologia. Caracterização reológica de um ligante asfáltico aditivado com borracha moída obtida de pneus reciclados. 2011. (Congresso).

15.
5th International Conference on Bituminous Mixtures and Pavements. Rheological characterization of asphalt binders modified with polyphosphoric acid. 2011. (Congresso).

16.
7o. Congreso Mexicano del Asfalto. Envejecimiento a corto plazo de ligantes asfalto-caucho modificados con resíduo de aceite de esquisto y ácido polifosfórico. 2011. (Congresso).

17.
XVI Congresso Iberolatinoamericano del Asfalto. Envelhecimento a curto e a longo prazos de asfaltos-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. 2011. (Congresso).

18.
20o. Encontro de Asfalto. Envelhecimento a curto prazo de asfaltos-borracha compostos com óleo extensor e ácido polifosfórico. 2010. (Congresso).

19.
24o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. Comportamento reológioc de ligantes asfalto-borracha compostos com resíduo de óleo de xisto e ácido polifosfórico. 2010. (Congresso).

20.
40a. Reunião Anual de Pavimentação. Peculiaridades do comportamenbto reológico de ligantes asfálticos modificados de mesmo grau de desempenho. 2010. (Congresso).

21.
5o. Congreso Venezolano del Asfalto. Peculiaridades del comportamiento reológico de ligantes asfálticos modificados de mismo grado de desempeño. 2010. (Congresso).

22.
IV Simpósio Internacional de Avaliação de Pavimentação e Projetos de Reforço ? SINAPPRE. Efeito da adição de ácido polifosfórico sobre o comportamento reológico de um CAP 50/70. 2009. (Congresso).

23.
XV Congreso de Vialidad y Tránsito. Propiedades reológicas de mástiques asfálticos en temperaturas altas. 2009. (Congresso).

24.
XV Congresso Ibero-latinoamericano do Asfalto. Efectos del caucho triturado y del resíduo de aceite de esquisto sobre algunas propiedades reológicas de ligantes asfalto-caucho virgenes y envejecidos. 2009. (Congresso).

25.
XXIII Congresso de Pesquisa e Ensino em Transportes - Anpet. Efeito do envelhecimento a curto prazo sobre o comportamento reológico de mástiques asfálticos. 2009. (Congresso).

26.
15o. Congreso Panamericano de Ingeniería de Transito y Transportes. Effects of short-and long-term aging on time and temperature dependency of conventional asphalt binders. 2008. (Congresso).

27.
19o. Encontro de Asfalto. Avaliação dos efeitos dos envelhecimentos a curto e a longo prazos por meio de curvas-mestre. 2008. (Congresso).

28.
22o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. Avaliação do comportamento reológico de mástiques asfálticos por meio de curvas-mestre. 2008. (Congresso).

29.
39a. Reunião Anual de Pavimentação. Propriedades reológicas de mástiques asfálticos a altas temperaturas. 2008. (Congresso).

30.
4th Eurobitume & Eurasphalt Congress. Statistics-based procedure for formulation of bitumen-rubber binders using two modifiers. 2008. (Congresso).

31.
21o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes. Modelagem do efeito da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre o módulo de resiliência. 2007. (Congresso).

32.
38a. Reunião Anual de Pavimentação - ABPv. Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre algumas propriedades reológicas de ligantes asfalto-borracha virgens e envelhecidos. 2007. (Congresso).

33.
18o. Encontro de Asfalto do IBP. Estabilidade à estocagem de asfaltos-borracha modificados com resíduo de óleo de xisto. 2006. (Congresso).

34.
20o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET. Efeitos da borracha moída e do resíduo de óleo de xisto sobre a resistência ao envelhecimento a curto prazo de ligantes. 2006. (Congresso).

35.
37a. Reunião Anual de Pavimentação da ABPv. Determinação das temperaturas de usinagem e de compactação de ligantes modificados com borracha moída e resíduo de óleo de xisto. 2006. (Congresso).

36.
19o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET. Propriedades viscoelásticas de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2005. (Congresso).

37.
36a. Reunião Anual de Pavimentação da ABPv. Efeito da temperatura sobre ligantes modificados com borracha de pneu e resíduo de óleo de xisto. 2005. (Congresso).

38.
17o. Encontro do Asfalto do IBP. Viscosidade aparente de asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2004. (Congresso).

39.
18o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET. Efeito do envelhecimento a curto e a longo prazos em asfaltos modificados com borracha de pneu e óleo de xisto. 2004. (Congresso).

40.
17o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET. Propriedades mecânicas de concretos asfálticos empregando borracha de pneu e óleo de xisto. 2003. (Congresso).

41.
14o. Congresso da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes - ANPET. 2000. (Congresso).

42.
XI Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Influência da inundação na capacidade de carga de estacas carregadas lateralmente. 1999. (Congresso).

43.
X Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Análise estatística da resistência à compressão e flexão simples da madeira. 1998. (Congresso).

44.
IX Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Determinação do coeficiente de segurança da madeira. 1997. (Congresso).

45.
VIII Congresso de Iniciação Científica da Unesp. Método estatístico para a determinação da massa e da absorção de água em telhas cerâmicas. 1996. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Faxina, A.L. .. Seminário técnico: reciclagem de misturas asfálticas - caracterização do asfalto e dosagem do agente rejuvenescedor. 2018. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Bruno Vinícius Rodrigues Vasçoncelos. a definir. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Engenharia de Transportes) - Universidade de São Paulo. (Orientador).

2.
Daniela Corassa Garcia. Desenvolvimento de um novo parâmetro de fadiga para ligantes asfálticos baseado no método dos elementos finitos. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

3.
Igor Castro Sá de Oliveira. Efeitos da adição de rejeitos de minério de ferro no comportamento mecânico de misturas asfálticas. Início: 2017. Dissertação (Mestrado profissional em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

4.
Adrian Grasson Filho. Avaliação do método da superfície específica para determinação do teor de asfalto de matrizes de agregado fino (MAF). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

5.
Alessandra Berloffa. Avaliação do dano por umidade induzida na matriz de agregado fino (MAF). Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

6.
Marília Rotta. Estudo do acúmulo de dano em misturas asfálticas finas compostas com diferentes agregados minerais e diferentes composições granulométricas. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

7.
Bruno Faglioni Rossi. Estudo de ligantes asfálticos recuperados com vistas a adaptar o procedimento para simulação do en-velhecimento a curto prazo no RTFO. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Andrise Buchweitz Klug. Modelagem do comportamento tensão-deformação da matriz de agregado fino (MAF) utilizando o método dos elementos finitos. Início: 2018. Tese (Doutorado em Engenharia de Transportes) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Thalita Cristina Brito Nascimento. Contribuição para o estudo do envelhecimento de misturas asfálticas pelo efeito foto-oxidativo. Início: 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Andrise Buchweitz Klug. Avaliação do dano por fadiga em matrizes de agregado fino preparadas com misturas asfálticas fresadas e resíduo de óleo de xisto. 2017. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

2.
Thalita Cristina B. Nascimento. Efeito dos envelhecimentos termo-oxidativo e foto-oxidativo sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

3.
Lucas Lauer Verdade. Avaliação de um polietileno de alta densidade e baixo peso molecular oxidado como agente de compatibilização em asfalto modificado com copolímero SBS. 2015. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

4.
Javier Yesid Mahecha Nuñez. Caracterização à fadiga de ligantes asfálticos modificados envelhecidos a curto e a longo prazos. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

5.
Thais Ferreira Pamplona. Efeito da adição de ácido polifosfórico em ligantes asfálticos de diferentes fontes. 2013. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

6.
Matheus David Inocente Domingos. Caracterização do comportamento fluência-recuperação de ligantes asfálticos modificados virgens e envelhecidos. 2011. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia de São Carlos, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

Tese de doutorado
1.
Matheus David Inocente Domingos. A importância dos tempos de fluência e recuperação no comportamento reológico e na suscetibilidade de ligantes asfálticos modificados à deformação permanente. 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

2.
Andressa Ka Yan Ng. Avaliação do comportamento ao dano por fadiga de matrizes de agregado fino preparadas com ligantes asfálticos modificados. 2017. Tese (Doutorado em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Guilherme Michalski. Projeto de pavimento rígido. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

2.
Marcelo Ozi Almeida. Dimensionamento de piso industrial de concreto com armadura distribuída. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

3.
Alexandre Velludo Pereira da Silva. Projeto estrutural de pavimentos rígidos. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

4.
Larissa Silva Ribeiro. Projeto de via em pavimento rígido. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

5.
Leonardo de Lucca. Dimensionamento de pavimentos rígidos. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

6.
Livia Rossati. Dimensionamento de pisos industriais em concreto. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

7.
Arthur Ribeiro Alvares Pimenta. Projeto de estrutura de pavimento aeroportuário. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

8.
Otto Engler Tamm de Lima. Viabilização da utilização de materiais reciclados na modernização de uma ferrovia. 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia de São Carlos. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

9.
Ricardo Jun Kambara Vallilo. Estudo de viabilidade e projeto de pavimentação intertravada em área urbana. 2009. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

Iniciação científica
1.
Guilherme Grigio Gabriel. Avaliação dos efeitos da radiação ultravioleta sobre propriedades reológicas de ligantes asfálticos modificados. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Universidade de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

2.
Franciele Luisa Gutierrez Grecco. Caracterização reológica de mástiques asfálticos. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia de São Carlos, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.

3.
Lucas Lucchesi. Confecção e interpretação de curvas-mestre para caracterização reológica de ligantes asfálticos modificados. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Engenharia Civil) - Universidade de São Paulo, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo. Orientador: Adalberto Leandro Faxina.



Inovação



Projetos de pesquisa


Outras informações relevantes


Membro do Comitê Científico da Associação Nacional de Pesquisa e Ensino em Transportes (Anpet), desde junho de 2009.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 18/10/2018 às 9:12:10