Deyvson Rodrigues Cavalcanti

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1705433658794154
  • Última atualização do currículo em 12/07/2018


Bacharel e Licenciado em Ciências Biológicas pela Universidade Federal Rural de Pernambuco, Licenciado em Filosofia e Mestre em Biologia Vegetal pela Universidade Federal de Pernambuco. Doutor em Biotecnologia pela Rede Nordeste de Biotecnologia (RENORBIO - UECE/UFRPE). Interessado em investigações sobre a utilização potencial de plantas: na produção agrícola, na prospecção biológica, na exploração biotecnológica, no resgate do conhecimento tradicional associado (TEK) e na conservação da sócio-biodiversidade. Interessado também em estudos sócio-ambientais e de cunho educacional com fulcro no Desenvolvimento Rural em bases sustentáveis. Vem acumulando experiência no estudo das plantas medicinais e da fitoterapia, procurando compreender os processos de conformação do conhecimento tradicional, seus vínculos epistemológicos e correspondências com o saber científico, e suas repercussões no sistema público de saúde. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Deyvson Rodrigues Cavalcanti
Nome em citações bibliográficas
CAVALCANTI, D. R.;CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES

Endereço


Endereço Profissional
Universidade Estadual de Alagoas.
Rua Gov. Luiz Cavalcante, s/nº ND
Alto do Cruzeiro
57312-000 - Arapiraca, AL - Brasil
Telefone: (082) 35303382
URL da Homepage: http://www.uneal.edu.br


Formação acadêmica/titulação


2009 - 2013
Doutorado em Biotecnologia - RENORBIO.
Universidade Estadual do Ceará, UECE, Brasil.
Título: Potencial biotecnológico e conservação da diversidade oculta de plantas medicinais no Nordeste do Brasil, Ano de obtenção: 2013.
Orientador: Ulysses Paulino de Albuquerque.
Palavras-chave: Plantas medicinais; Botânica; Conservação dos Recursos Naturais; Impacto Ambiental.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Ecologia.
Setores de atividade: Silvicultura, Exploração Florestal e Serviços Relacionados Com Estas Atividades.
2001 - 2003
Mestrado em Biologia Vegetal.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Título: Distribuição altitudinal de plantas lenhosas e relações históricas entre a floresta atlântica do Sul-Sudeste e o Centro de Endemismo Pernambuco,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Marcelo Tabarelli.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Disjunção; Distribuição; Centro Pernambuco; Floresta Atlântica.
Grande área: Ciências Biológicas
Grande Área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fitogeografia.
2011 - 2012
Especialização em MBA em Admnistração e Gestão do Conhecimento. (Carga Horária: 540h).
Centro Universitário Internacional, UNINTER, Brasil.
Título: Considerações gerais sobre a cadeia produtiva de plantas medicinais no Nordeste do Brasil.
2010 - 2011
Especialização em Gestão Ambiental e Desenvolvimento Sustentável. (Carga Horária: 420h).
Centro Universitário Internacional, UNINTER, Brasil.
Título: Manejo, conservação e uso da biodiversidade de plantas medicinais no Nodeste do Brasil.
2009 - 2010
Especialização em Direito Ambiental. (Carga Horária: 420h).
Centro Universitário Internacional, UNINTER, Brasil.
Título: Apropriação do conhecimento tradicional sobre a diversidade biológica no Brasil: os limites e as lacunas da legislação vigente.
2006 - 2006
Aperfeiçoamento em Agroecologia. (Carga Horária: 130h).
Universidade da California at Berkeley, UCB, Estados Unidos.
Título: .. Ano de finalização: 2006.
2001 - 2007
Graduação em Filosofia.
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2001 - 2003
Graduação em Licenciatura em Ciências Biológicas.
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
1996 - 2001
Graduação em Bacharelado em Ciencias Biologicas.
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Título: Distribuição altitudinal de espécies florestais amazônico-nordestinas no Centro de Endemismo Pernambuco.
Orientador: Marcelo Tabarelli.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Formação Complementar


2015 - 2015
Introdução à Gestão de Projetos. (Carga horária: 20h).
Escola Nacional de Administração Pública, ENAP, Brasil.
2014 - 2014
Extensão universitária em Curso de Propriedade Intelectual. (Carga horária: 70h).
Organisation Mondiale de La Propriete Intellectuelle, OMPI, Suiça.
2014 - 2014
Curso Básico de Propriedade Intelectual e Inovação. (Carga horária: 8h).
Instituto Federal de Alagoas - Campus Palmeira dos Índios, IFAL, Brasil.
2010 - 2010
Extensão universitária em Curso de Cromatografia de Líquidos e Eletroforese. (Carga horária: 25h).
Universidade Tiradentes, UNIT, Brasil.
2009 - 2009
etnobotânica. (Carga horária: 60h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2009 - 2009
Redação de Artigos Científicos e Preparação de Defesas Públicas. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em · Camada de Ozônio, Radiação Ultravioleta e seus e. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Planejamento Social e Ambiental. (Carga horária: 30h).
Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
2003 - 2003
Extensão universitária em Restauração Florestal. (Carga horária: 45h).
Universidade de Pernambuco, UPE, Brasil.
2000 - 2000
Análise do Discurso. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
1999 - 1999
Fitoterapia e terapias exotéricas. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
1999 - 1999
Entomologia relacionada à saúde pública. (Carga horária: 20h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
1996 - 1996
Biologia e cultivo de cogumelos comestíveis. (Carga horária: 10h).
Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.


Atuação Profissional



Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas, FAPEAL, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Membro de Câmara Temática
Outras informações
Membro da Câmara de Avaliação e Assessoramento em Ciência, Tecnologia e Inovação - Área de Ciências Biológicas


Instituto Federal de Alagoas - Matriz, IFAL, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor

Atividades

02/2016 - 12/2016
Ensino,

Disciplinas ministradas
Cursos de Eletrotécnica, Edficações e Informática (Ensino Médio)
04/2015 - 04/2015
Outras atividades técnico-científicas , Instituto Federal de Alagoas - Campus Maceió, Instituto Federal de Alagoas - Campus Maceió.

Atividade realizada
Avaliador Ad Hoc do Programa Institucional de Bolsas de Iniciação Científica - Edital 002-2015.
05/2010 - 07/2010
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética no Serviço Público
04/2010 - 05/2010
Ensino, Administração Pública, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ética no Serviço Público

Universidade Estadual de Alagoas, UNEAL, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor (Graduação e Mestrado)

Atividades

08/2017 - Atual
Ensino, Mestrado em Dinâmicas Territoriais e Cultura, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Sociedade, Território e Desenvolvimento
02/2017 - 07/2017
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Iniciação à Pesquisa, Seminário de Pesquisa, Metodologia Científica
08/2016 - 12/2016
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Pesquisa, Educação Ambiental
03/2016 - 07/2016
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica, Iniciação à Pesquisa
08/2015 - 12/2015
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Pesquisa, Educação Ambiental
02/2013 - 12/2015
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade Estadual de Alagoas, .

Cargo ou função
Membro do Conselho Universitário.
03/2015 - 07/2015
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica, Iniciação à Pesquisa
11/2014 - 01/2015
Ensino, Pós-graduação em Desenvolvimento Regional, Nível: Especialização

Disciplinas ministradas
Biotecnologia e Conservação da Biodiversidade
08/2014 - 12/2014
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Seminário de Pesquisa; Sociedade, Natureza e Desenvolvimento
08/2011 - 08/2014
Direção e administração, Universidade Estadual de Alagoas, .

Cargo ou função
Coordenador Técnico do Projeto do Polo Agroalimentar.
03/2014 - 07/2014
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Metodologia Científica, Iniciação à Pesquisa
07/2004 - 01/2005
Ensino, Programa Especial de Graduação de Professores (PGP) - Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Ciências Naturais no contexto escolar; Ciências Físicas e Biológicas
10/2003 - 03/2004
Ensino, Programa Especial de Graduação de Professores (PGP) - Pedagogia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Educação e Meio Ambiente

Universidade Federal de Pernambuco, UFPE, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista CNPq/PNEPG, Carga horária: 20


Universidade Federal Rural de Pernambuco, UFRPE, Brasil.
Vínculo institucional

1997 - 1999
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Bolsista PIBIC, Carga horária: 20


Universidade Federal de Alagoas, UFAL, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2008
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor substituto, Carga horária: 40

Atividades

08/2008 - 12/2008
Ensino, Física, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do conhecimento: ciência e não ciência
08/2008 - 12/2008
Ensino, Zootecnia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do conhecimento: ciência e não ciência
02/2008 - 06/2008
Ensino, Ciências Biológicas, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do conhecimento: ciência e não ciência
02/2008 - 06/2008
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do conhecimento: ciência e não ciência
08/2007 - 12/2007
Ensino, Agronomia, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do Conhecimento: ciência e não-ciência
08/2007 - 12/2007
Ensino, Arquitetura e Urbanismo, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Produção do conhecimento: ciência e não ciência


Projetos de pesquisa


2017 - Atual
Perspectivas para conservação de espécies nativas de uso medicinal por meio da ?diversidade oculta? de plantas medicinais
Descrição: A maioria das espécies medicinais consumidas no Brasil é representante da flora nativa. Por não haver no país cultivos comerciais que suportem a procura e o consumo crescente por plantas medicinais, invariavelmente estas espécies são retiradas dos seus ambientes naturais, trazendo sérias consequências ecológicas em nível populacional e sistêmico, sobretudo porque o extrativismo é bastante predatório, não só pelo intenso fluxo decorrente da demanda, mas principalmente devido ao fato de que, por vezes, a coleta das partes vegetais de interesse compromete a subsistência dos indivíduos. Neste sentido, acredita-se que a validação de espécies vegetais reconhecidas sob uma mesma denominação vernácula, as quais denominamos como diversidade oculta, poderá contribuir para uma maior distribuição das pressões extrativistas sobre os estoques naturais. Estudos etnobotânicos, fitogeográficos, fitoquímico e farmacológicos podem facilitar a compreensão deste fenômeno e apontar caminhos para conservação biológica. Assim, em se configurando tal possibilidade de manejo, planos de conservação poderão se utilizar desta abordagem para mitigar o impacto sobre os ecossistemas, garantindo um acesso mais amplo, seguro e sustentável a este importante recurso florestal..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Deyvson Rodrigues Cavalcanti - Coordenador.
2016 - Atual
Etnobioprospecção: caminhos para prospecção biológica por meio de processos de seleção cultural
Descrição: A construção do conhecimento popular sobre o uso dos recursos naturais segue caminho diverso daquele produzido segundo os ditames do método científico. A classificação dos seres vivos em sistemas tradicionais está preponderantemente associada a categorias de uso culturalmente importantes. A lógica de produção do conhecimento popular persegue o objetivo de resolução de problemas práticos vivenciados pelas comunidades. Assim, tais comunidades se aproveitam da sua estreita relação com os recursos e do largo conhecimento acumulado por gerações para selecionar espécies e enquadrá-las dentro de determinadas categorias, construindo um sistema próprio de classificação para tais recursos, muitas vezes, até, influenciados por outros sistemas culturais e até por dados científicos. Tais sistemas de classificação e agrupamento de espécies podem apontar diferentes possibilidades de uso, particularmente quando comparados num contexto multicultural. Neste sentido, a apropriação deste saber e o conhecimento acerca da conformação deste conhecimento podem ajudar a localizar espécies promissoras para utilização em modelos biomédicos e industriais..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Deyvson Rodrigues Cavalcanti - Coordenador / Ianara Meneses de Brito - Integrante.
2016 - Atual
Distinção taxonômica de espécies vegetais de uso medicinal que compõe a ?diversidade oculta? na região Nordeste do Brasil.
Descrição: A sobreposição de espécies vegetais reconhecidas sob uma mesma denominação vernácula (espécies homônimas) tem dificultado ainda mais a inteligibilidade de dados etnobotânicos, principalmente daqueles oriundos de ambientes onde complexas redes de conexões culturais se estabelecem, como é caso das pesquisas etnobotânicas em feiras e mercados públicos regionais. A impossibilidade de diferenciar as espécies homônimas (Diversidade Oculta) é um dos principais fatores limitantes para o avanço das pesquisas etnobotânicas em mercados públicos, especialmente das pesquisas etnofarmacológicas, de conservação e propagação vegetal. Além de representar um sério obstáculo à pesquisa etnobotânica em feiras e mercados públicos, tal fenômeno também repercute decisivamente no risco sanitário relativo ao consumo de espécies medicinais homônimas, as quais oportunamente podem não guardar as mesmas características terapêuticas. Assim, o presente projeto tem por objetivo prover a elucidação taxonômica de variados agrupamentos de espécies medicinais que compõe um mesmo nicho ?semântico-terapêutico? no Nordeste do Brasil..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2014 - Atual
Aferição e caracterização da ?diversidade oculta? de plantas medicinais no Brasil.
Descrição: Estudos etnodirigidos podem ser utilizados como uma importante ferramenta para prospecção da biodiversidade e respectivos conhecimentos associados. Com o avanço dos trabalhos etnobotânicos sob este viés percebera-se que processos de construção do conhecimento popular têm promovido uma grande variabilidade semântica das plantas medicinais conhecidas e utilizadas no Brasil. A proximidade filogenética e as semelhanças morfológicas entre tais espécies, reconhecidas sob uma mesma denominação vernácula, que, por isso, ocupam um mesmo nicho semântico-terapêutico, favorece a substituição mútua destas espécies no contexto da mobilização destes recursos ao longo da sua cadeia produtiva. A aferição e caracterização deste fenômeno em nível nacional permitirá dimensionar possíveis repercussões no sistema de saúde popular, no impacto e pressões de uso sobre populações vegetais nativas, como também no âmbito da prospecção de espécies promissoras candidatas a estudos fitoquímicos e farmacológicos.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2008
Caracterização do potencial agrícola de jatropha curcas L. em populações manejadas porcomunidades rurais na caatinga.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Deyvson Rodrigues Cavalcanti - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas - Bolsa.
2007 - 2008
Produtividade e Fenologia de Jatropha Curcas no Semi-árido Alagoano
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Deyvson Rodrigues Cavalcanti - Coordenador.Financiador(es): Universidade Estadual de Alagoas - Bolsa.Número de orientações: 1
1999 - 2000
Padrões de Biodiversidade como instrumento de gestão ambiental na região da caatinga

Projeto certificado pelo(a) coordenador(a) Marcelo Tabarelli em 31/07/2017.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1997 - 1999
Algas Marinhas Bentônicas do Estado de Pernambuco
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2012 - 2017
Programa Especial para Formação de Servidores Públicos (PROESP)
Descrição: O Proesp é um Programa de extensão da UNEAL que possibilitou o oferecimento de vários cursos em nível de graduação a servidores públicos de variados municípios do Estado de Alagoas, como também servidores estaduais. Ao todo foram formados cerca de 1200 alunos vinculados a mais de 50 entes conveniados..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
2012 - 2012
Projeto de Implantação da Biofábrica de Mandioca
Descrição: Implantação de uma unidade produtiva para micropropagação clonal de genótipos de mandioca de alta qualidade produtiva e sanitária, agregando versatilidade, flexibilidade, maior rentabilidade e qualidade à cadeia produtiva da mandioca no Agreste de Alagoas..
Situação: Desativado; Natureza: Extensão.
2006 - 2007
Projeto de Implantação do Centro Tecnológico da Mandioca em Arapiraca - AL
Descrição: O presente projeto objetiva a Implantação do Centro Tecnológico da Mandioca, entidade de referência na formulação de políticas agrícolas e de ciência e tecnologia com capacidade de catalisar e viabilizar parcerias e novos negócios de base tecnológica, oferecendo soluções adequadas e oportunas para o mercado e para a sociedade alagoana..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.


Membro de comitê de assessoramento


2016 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas


Revisor de projeto de fomento


2016 - 2016
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas
2016 - 2016
Agência de fomento: Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Botânica Aplicada.
2.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Etnobotânica.
3.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Biotecnologia / Subárea: Biotecnologia Vegetal.
4.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Conservação dos Recursos Naturais.
5.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Ecologia.
6.
Grande área: Ciências Biológicas / Área: Botânica / Subárea: Fitogeografia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Bem, Escreve Pouco.
Francês
Compreende PoucoLê Pouco.
Inglês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Razoavelmente.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES2013 CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; ALBUQUERQUE, ULYSSES PAULINO . The -Hidden Diversity- of Medicinal Plants in Northeastern Brazil: Diagnosis and Prospects for Conservation and Biological Prospecting. Evidence-Based Complementary and Alternative Medicine (Print), v. 2013, p. 1-29, 2013.

2.
SANTOS, A. M.M.2007 SANTOS, A. M.M. ; CAVALCANTI, D. R. ; SILVA, J. M. C. da ; TABARELLI, M. . Biogeographical relationship among tropical forests in northeastern Brazil.. Journal of Biogeography, v. 34, p. 437-446, 2007.

Capítulos de livros publicados
1.
CAVALCANTI, D. R.; TABARELLI, M. . Distribuição das plantas amazônico-nordestinas no centro de endemismo Pernambuco: brejos de altitude vs. Florestas de terras baixas. In: Katia C. Porto; Jaime J.P. Cabral; Marcelo Tabarelli. (Org.). Brejos de Altitude em Pernambuco e Paraíba: História Natural, Ecologia e Conservação. Brasília: Ministério do Meio Ambiente, 2004, v. Único, p. 285-296.

2.
PEREIRA, S. M. B. ; CARVALHO, M. F. O. ; ANGEIRAS, J. A. P. ; PEDROSA, M. E. B. ; OLIVEIRA, N. M. B. ; TORRES, J. ; GESTINAR, L. M. S. ; CONCENTINO, A. L. M. ; SANTOS, M. D. ; CAVALCANTI, D. R. . Algas Marinhas Bentônicas do Estado de Pernambuco. In: Marcelo Tabarelli; José Maria Cardoso da Silva. (Org.). Diagnóstico da Biodiversidade de Pernambuco. Recife: Massangana, 2002, v. 1, p. 97-124.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
CAVALCANTI, D. R.. O paradigma da Sustentabilidade. Tribuna de Alagoas, 10 out. 2005.

2.
CAVALCANTI, D. R.. A Alfabetização Ecológica. Tribuna de Alagoas, 18 ago. 2005.

3.
CAVALCANTI, D. R.. A Questão dos Trangênicos. Tribuna de Alagoas, Maceió, 05 ago. 2005.

4.
CAVALCANTI, D. R.. A Ciência e as Grandes Questões. Tribuna de Alagoas, 22 jun. 2005.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
SANTOS, J. D. S. ; CAVALCANTI, D. R. . Inseticidas botânicos como método no controle alernativo de pragas agrícolas no semiárido brasileiro. In: VIII Encontro Nordestino de Etnobiologia e Etnoecologia, 2015, Aracaju. Anais, 2015.

2.
SILVA, A. D. C. ; SILVA, F. B. ; CAVALCANTI, D. R. . Diversidade oculta de plantas medicinais nas regiões Norte, Centro-oeste, Sul e Sudeste do Brasil. In: VIII Encontro Nordestino de Etnobiologia e Etnoecologia, 2015, Aracaju. Anais, 2015.

3.
CAVALCANTI, D. R.; ALBUQUERQUE, U. P. . The ?hidden diversity? of medicinal plants in northeastern Brazil: diagnosis and prospects for conservation. In: VI Congresso Internacional de Etnobotânica, 2014, Cordoba - Espanha. Anais, 2014.

4.
PEREIRA, S. M. B. ; CARVALHO, M. F. O. ; ANGEIRAS, J. A. P. ; PEDROSA, M. E. B. ; OLIVEIRA, N. M. B. ; CONCENTINO, A. L. M. ; SANTOS, M. D. ; NASCIMENTO, P. R. F. ; CAVALCANTI, D. R. . Algas marinhas bentônicas do Estado de Pernambuco.. In: 53º Congresso Nacional de Botânica, 2002, Recife. Livro de Resumos, 2002.

5.
CAVALCANTI, D. R.; TABARELLI, M. . Distribuição Altitudinal de Espécies Florestais Amazônico-Nordestinas No Centro Pernambuco. In: 52º Congresso Nacional de Botânica, 2001, João Pessoa. Livro de Resumos. João Pessoa: JB, 2001. v. Único. p. 156.

6.
CAVALCANTI, D. R.; BRITO, L. D. B. ; SILVA, S. I. . Distribuição das Algas Marinhas Bentônicas de Importância Econômica no Litoral de Pernambuco. In: XXIII Reunião Nordestina de Botânica, 2000, Recife. Livro de Resumos, 2000. v. Único.

7.
CAVALCANTI, D. R.; PEREIRA, S. M. B. . Feofíceas Marinhas Bentônicas Registradas para o Litoral de PE. In: XXII Reunião Nordestina de Botânica, 1999, Maceió. Livros de Resumos, 1999. v. Único.

8.
CAVALCANTI, D. R.; PEREIRA, S. M. B. . Levantamento Florístico das Ordens Ectocarpales, Sphacelariales, Scytosiphonales e Dictyotales (Phaeophyta) no Litoral de Pernambuco. In: IX Congresso de Iniciação Científica da UFRPE, 1999, Recife. Livro de resumos, 1999. v. Único.

9.
PEDROSA, M. E. B. ; PEREIRA, S. M. B. ; CARVALHO, M. F. O. ; CAVALCANTI, D. R. ; NASCIMENTO, P. R. F. . Algas marinhas bentônicas do herbário prof. Vasconcelos Sobrinho (PEUFR) da Universidade Federal Rural de Pernambuco. In: VIII Reunião Brasileira de Ficologia, 1999, IPOJUCA. Livro de Resumos, 1999.

10.
OLIVEIRA, N. M. B. ; CAVALCANTI, D. R. ; PEREIRA, S. M. B. . Macroalgas do litoral do Estado de Pernambuco. Parte II ? Phaeophyta. In: IX Congresso de Iniciação Científica da UFRPE, 1999, Recife. Anais, 1999.

11.
CAVALCANTI, D. R.; PEREIRA, S. M. B. . Macroalgas do Estado de Pernambuco/Parte-II: Phaeophyta. In: VIII Reunião Brasileira de Ficologia, 1998, Ipojuca. Livro de Resumos. Recife: Editora da UFRPE, 1998. v. Único. p. 80.

12.
CAVALCANTI, D. R.; PEREIRA, S. M. B. . Macroalgas do litoral do Estado de Pernambuco - Parte II - Phaeophyta. In: VIII Congresso de Iniciação Científica da UFRPE, 1998, Recife. Anais, 1998.

Apresentações de Trabalho
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A confiabilidade e a qualidade dos dados em levantamentos etnobiológicos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Diversidade oculta de plantas medicinais em feiras livres. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CAVALCANTI, D. R.. Utilização segura de plantas medicinais: conservação e manejo de espécies nativas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
SANTOS, J. D. S. ; CAVALCANTI, D. R. . Inseticidas botânicos como método alternativo no controle de pragas agrícolas no semi-árido brasileiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
SILVA, A. D. C. ; SILVA, F. B. ; CAVALCANTI, D. R. . 'Diversidade oculta' de plantas medicinais nas regiões Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

6.
CAVALCANTI, D. R.; ALBUQUERQUE, ULYSSES PAULINO . The 'hidden diversity' of medicinal plants in northeastern Brazil: diagnosis and prospects for conservation. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
CAVALCANTI, D. R.. Biodiesel de pinhão manso: uma realidade para o agreste e sertão alagoano. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Aquecimento global: quando acordarmos ainda haverá tempo?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A crise ambiental e o desenvolvimento sustentável. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Cidades sustentáveis: a construção e a reconstrução do espaço. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A ecologia humana e o desenvolvimento sustentável. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CAVALCANTI, D. R.; ALMEIDA, N. M. . Calendário Fapeal. 2016.

Trabalhos técnicos

Demais tipos de produção técnica
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Especialização em Desenvolvimento Regional. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).

2.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Aquecimento global e biocombustíveis. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; SILVA, J. R. B.; SA, J. P. O.. Participação em banca de Katiana Barros da Silva.Utilização de Plantas Medicinais pelos integrantes do grupo "Idade de Ouro": Maribondo, AL. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas.

2.
CAVALCANTI, D. R.; LIMA, L. P. M.; SOBRAL, C.. Participação em banca de Cleide Ferreira.A construção da Barragem do Bálsamo. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual de Alagoas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; OLIVEIRA, C. V. M.; ANDRADE, W. M.. Concurso público professor Adjunto. 2015. Universidade Estadual de Alagoas.

2.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; SILVA, H. C. H.; SILVA, L. R.. Concurso para professor Adjunto, área botânica. 2014. Universidade Estadual de Alagoas.

3.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; AGRA, M. D.; FERNANDES, S. G.. Concurso para professor susbistituto. 2013. Universidade Estadual de Alagoas.

4.
CAVALCANTI, D. R.. Professor Substituto. 2010. Universidade Estadual de Alagoas.

5.
CAVALCANTI, D. R.. Professor de Ensino Básico Técnico e Tecnológico. 2009. Instituto Federal de Pernambuco.

6.
CAVALCANTI, D. R.; ARRUDA, Grabriel; FERNANDES, L.. Seleção de Professor Substituto. 2008.

7.
CAVALCANTI, D. R.. Professor Substituto. 2006. Universidade Estadual de Alagoas.

Outras participações
1.
CAVALCANTI, D. R.; ALMEIDA, N. M.. Banca para seleção de monitores Pré-enem. 2016. Universidade Estadual de Alagoas.

2.
CAVALCANTI, D. R.; TOLLER, O.. Seleção de Monitoria. 2008. Universidade Federal de Alagoas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
Seminário da Rede de Estudos em Ecologia e Evolução Biocultural.A. 2016. (Seminário).

2.
Ciclo de Debates em Ecologia e Conservação.Utilização segura de plantas medicinais: conservação e manejo de espécies nativas. 2015. (Seminário).

3.
Encontro Nordestino de Etnobiologia e Etnoecologia. Diversidade Oculta de plantas medicinais nas regiões Norte, Centro-oeste, Sul e Sudeste do Brasil. 2015. (Congresso).

4.
III Workshop sobre etnobiologia e conservação da natureza. 2015. (Simpósio).

5.
International Symposium on Technological innovation. 2015. (Congresso).

6.
I Simpósio de bioprospecção molecular do cariri. 2015. (Simpósio).

7.
IV Jornada Pernambucana de Plantas Medicinais.Diversidade oculta das plantas medicinais das feiras livres. 2015. (Seminário).

8.
VI Congresso Internacional de Etnobotânica. The ?hidden diversity? of medicinal plants in northeastern Brazil : diagnosis and prospects for conservation. 2014. (Congresso).

9.
2º Congresso Científico-pedagógico do Campus III. 2013. (Congresso).

10.
II Simpósio de Biologia. 2013. (Simpósio).

11.
1º Congresso Científico-pedagógico do Campus III. 2011. (Congresso).

12.
I Congresso Alagoano de Ciências Criminais. 2011. (Congresso).

13.
I Encontro de Ecologia e Conservação dos Ecossistemas de Alagoas. Biodiesel de Pinhão Manso: uma realidade para o agreste e Sertão Alagoano. 2010. (Congresso).

14.
II Congresso Latinoamericano de Etnobiologia. 2010. (Congresso).

15.
II Encontro Pedagógico - Planejamento de Ações Pedagógicas. 2010. (Encontro).

16.
III Encontro Pernambucano de Etnobiologia e Etnoecologia. 2010. (Encontro).

17.
Reunião Regional da SBPC. 2010. (Encontro).

18.
Seminário de Direito Eleitoral - Promovendo cidadania. 2010. (Seminário).

19.
VIII Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia. 2010. (Simpósio).

20.
II Encontro de Iniciação Científica do Campus Palmeira dos Índios. 2009. (Encontro).

21.
III Encontro de História do NEPEF. 2009. (Encontro).

22.
Seminário PIBIC/UNEAL. 2009. (Seminário).

23.
V Encontro Nordestino de Etnoecologia e Etnobiologia. 2009. (Congresso).

24.
III Seminário Alagoano do Biodiesel.Perspectivas para o Pinhão-manso no semi-árido alagoano. 2008. (Seminário).

25.
II Encontro de História do NEPEF. 2007. (Encontro).

26.
II Semana de Biologia.Aquecimento Global: quando acordarmos ainda haverá tempo?. 2007. (Seminário).

27.
PRE COP 8. 2006. (Congresso).

28.
1º Seminário Alagoano de Biodiesel. 2005. (Seminário).

29.
II Congresso Brasileiro de Plantas Oleaginosas, Óleos, Gorduras e Biodiesel. 2005. (Congresso).

30.
I Jornada Científica do Curso de Ciências Biológicas.A Ecologia Humana e o Desenvolvimento Sustentável. 2005. (Outra).

31.
Semana de Meio Ambiente.Cidades sustentáveis: a construção e a reconstrução do espaço. 2005. (Seminário).

32.
5º Congresso Nacional de Educação. 2004. (Congresso).

33.
V Congresso Brasileiro de Bioética. 2004. (Congresso).

34.
55ª Reunião Anual da SBPC.55ª Reunião Anual da SBPC. 2003. (Outra).

35.
II Encontro Latino Americano dos Centros de Ecotecnologias para o Desenvolvimento Sustentável. 2003. (Encontro).

36.
53º Congresso Nacional de Botânica. 53º Congresso Nacional de Botânica. 2002. (Congresso).

37.
IV Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia.V Simpósio Brasileiro de Etnobiologia e Etnoecologia. 2002. (Simpósio).

38.
1º Simpósio dos Grupos de Pesquisa da UFPE.1º Simpósio dos Grupos de Pesquisa da UFPE. 2001. (Simpósio).

39.
52º Congresso Nacional de Botânica. 52º Congresso Nacional de Botânica. 2001. (Congresso).

40.
Seminário Josué de Castro e o Brasil.Seminário Josué de Castro e o Brasil. 2001. (Simpósio).

41.
1º Simpósio sobre a Visão Holística.Simpósio sobre a Visão Holística. 2000. (Simpósio).

42.
XXIII Reunião Nordestina de Botânica.XXIII Reunião Nordestina de Botânica. 2000. (Outra).

43.
8º Congresso Nordestino de Ecologia. 8º Congresso Nordestino de Ecologia. 1999. (Congresso).

44.
III Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica.III Encontro da Sociedade Brasileira de Economia Ecológica. 1999. (Encontro).

45.
II Semana de História. 1999. (Seminário).

46.
II Seminário Pernambucano de Saúde Pública.II Seminário Pernambucano de Saúde Pública. 1999. (Seminário).

47.
VII Agrinordeste - Seminário sobre a modernização do setor primário da economia nordestinaa. 1999. (Seminário).

48.
VIII Reunião Brasileira de Ficologia.VIII Reunião Brasileira de Ficologia. 1999. (Outra).

49.
WORKSHOP - Algarobeira: Solução ou problema no semi-árido Nordestino?.WORKSHOP - Algarobeira: Solução ou problema no semi-árido Nordestino?. 1999. (Outra).

50.
XX Encontro Nacional dos Estudantes de Biologia.XX Encontro Nacional dos Estudantes de Biologia. 1999. (Encontro).

51.
XXII Reunião Nordestina de Botânica.XXII Reunião Nordestina de Botânica. 1999. (Outra).

52.
1º Encontro de Ecoturismo do Estado de Pernambuco.1º Encontro de Ecoturismo do Estado de Pernambuco. 1998. (Encontro).

53.
1º Encontro Norte e Nordeste em Direitos Humanos.1º Encontro Norte e Nordeste em Direitos Humanos. 1998. (Encontro).

54.
I Encontro de Oficinas e Laboratórios de Fitoterapia do Estado de Pernambuco.I Encontro de Oficinas e Laboratórios de Fitoterapia do Estado de Pernambuco. 1998. (Encontro).

55.
I Seminário Pernambucano de Saúde Pública.I Seminário Pernambucano de Saúde Pública. 1998. (Seminário).

56.
VI Agrinordeste - Seminário sobre a modernização do setor primário da economia nordestina. 1998. (Seminário).

57.
VIII Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. VIII Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. 1998. (Congresso).

58.
XLIX Congresso Nacional de Botânica. XLIX Congresso Nacional de Botânica. 1998. (Congresso).

59.
1º Seminário Nordestino de Plantas Medicinais na Atenção Primária à Saúde e Biodiversidade.1º Seminário Nordestino de Plantas Medicinais na Atenção Primária à Saúde e Biodiversidade. 1997. (Seminário).

60.
VII Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. VII Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. 1997. (Congresso).

61.
WORKSHOP - ?Reciclagem e Ambiente?.WORKSHOP - ?Reciclagem e Ambiente?. 1997. (Outra).

62.
Simpósio sobre Construtivismo e Educação: 100 anos de Piaget e Vygotsky.Simpósio sobre Construtivismo e Educação: 100 anos de Piaget e Vygotsky. 1996. (Simpósio).

63.
VI Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. VI Congresso de Iniciação Científica da UFRPE. 1996. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
ALMEIDA, N. M. ; CAVALCANTI, D. R. . Ciclo de Debates em Ecologia e Conservação. 2015. (Outro).

2.
CAVALCANTI, D. R.. II Congresso Científico Pedagógico (CONCIP). 2014. (Congresso).

3.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. II Congresso Acadêmico-científico. 2013. (Congresso).

4.
CAVALCANTI, D. R.. I Congresso Científico Pedagógico (CONCIP). 2012. (Congresso).

5.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; MOURA, A. M. P. . Oficina de Trabalho sobre o Polo Agroalimentar. 2012. (Outro).

6.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. I Congresso Científico-pedagógico. 2012. (Congresso).

7.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; ALMEIDA, A. V. ; SANTOS, L. M. . I Seminário Pernambucano de Saúde Pública. 1998. (Congresso).

8.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES; CAMPELO, C. F. B. ; GUIMARAES, F. W. S. . Workshop Reciclagem e Ambiente. 1997. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Kaio Ragner Cordeiro Santos. Levantamento das plantas medicinais em um quilombo no município de Penedo, Alagoas. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Cultura) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

2.
Karine de Queiroz Martins. A pesquisa-ação como instrumento de informação sobre a utilização de plantas medicinais pelos trabalhadores rurais no município de Lagoa da Canoa, Alagoas.. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Cultura) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

3.
Maria Erylane de Jesus de Oliveira. Fitoterapia e atenção primária: a visão de profissionais da estratégia saúdeda família sobre o uso de fitoterápicos no processo de cuidado.. Início: 2017. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Territorial e Cultura) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Andressa Dayane Celestino da Silva. Caracterização da diversidade Oculta de Plantas Medicinais nas regiões Centro-oste e Sul do Brasil. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

2.
Francisca Barros da Silva. Caracterização da diversidade Oculta de Plantas Medicinais nas regiõesNorte e Sudeste do Brasil. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

3.
Hortência Rafaela Rocha de Araújo. Eficácia farmacológica de plantas medicinais de uso corrente na Fitoterapia. Início: 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Ianara Meneses de Brito. Verificação do conhecimento farmacológico das espécies homônimas que compartilham um mesmo nicho semântico-terapêutico na região Nordeste do Brasil. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Josefa Dayane Silva dos Santos. Inseticidas botãnicos como método no controle alternativo de pragas agrícolas no semiárido brasileiro. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

2.
Ana Paula de Oliveira Wanderley. DIVERSIDADE OCULTA DE PLANTAS MEDICINAIS NO MUNICÍPIO DEPALMEIRA DOS ÍNDIOS ? AL: RISCOS SANITÁRIOS E OPORTUNIDADES PARAA CONSERVAÇÃO. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

3.
Thiago Lins dos Nascimento. A evolução da taxonomia: das primeiras formas de classificação dos seres vivos ao DNA barcode. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

4.
Moni Kelly da Silva Firmino. Condições sanitárias e a segurança no trabalho entre os coletores de lixo do município de Palmeira dos Índios - AL. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

5.
Joyce Soares Cavalcanti. A matriz energética brasileira: do petróleo aos biocombustíveis. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

6.
Josefa Leão da Silva. Histórico do Abastecimento de Água de Palmeira dos Índios. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em História) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

7.
Maria Giselda Bezerra Tenório. Desenvolvimento e Potencialidades da Produção de Flores Tropicais em Viçosa - AL: o Advento da Viflora. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

8.
Felipe Silva Cavalcante. Agricultura Orgânica em Palmeira dos índios- Al: percepção do produtores quanto à sua Viabilidade Econômica. 2006. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

9.
Cleide Ferreira dos Santos. A Construção da Barragem do Bálsamo. 2005. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Geografia) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

Iniciação científica
1.
José Quintino Torres Filho. Aspectos distintivos na identificação taxonômica entre espécies vegetais nativas de uso medicinal que compõe a ?diversidade oculta? na região Nordeste.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico em Informática) - Instituto Federal de Alagoas - Campus Palmeira dos Índios, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

2.
Beatriz dos Santos Ferreira Cavalcante. A INFLUÊNCIA DA "DIVERSIDADE OCULTA" NA VARIAÇÃO INTRA-CULTURAL DO CONHECIMENTO POPULAR SOBRE O USO DE PLANTAS MEDICINAIS NO NORDESTE DO BRASIL. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Técnico em Informática) - Instituto Federal de Alagoas - Campus Palmeira dos Índios, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

3.
Andressa Dayane Celestino da Silva. Correspondências e vínculos entre o saber científico e o conhecimento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas no Brasil. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

4.
Ianara Meneses de Brito. Correspondências e vínculos entre o saber científico e o conhecimento etnobotânico de plantas medicinais utilizadas no Brasil. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

5.
Maria Gisely Barbosa de Oliveira. Eucidação Taxonômica dos Aspectos Distintivos Entre Espécies Vegetais Nativas de Uso Medicinal que Compõe a ?diversidade oculta? na Região Nordeste. 2016. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

6.
Andressa Dayanne Celestino da Silva. Diversidade oculta de Plantas medicinais no Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

7.
Francisca Barros da Silva. Diversidade oculta de plantas medicinais no Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

8.
Dyego Henrique Ferro Silva. Criação e design de uma base de dados biológica de plantas medicinais utilizadas no Brasil. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

9.
Manuela da Costa Silva. Utilização de plantas medicinais nativas da caatinga na atenção primária à saúde. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

10.
Hortência Rafaela Rocha de Araújo. Eficácia farmacológica de plantas medicinais de uso corrente na Fitoterapia. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

11.
Ana Paula de Oliveira Wanderley. Impacto do comércio de plantas medicinais sobre a flora nativa em Palmeira dos Índios - AL.. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.

12.
Jadson Correia Machado. Produtividade e Fenologia de Jatropha curcas no semi-árido alagoano. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Biológicas) - Universidade Estadual de Alagoas, Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Alagoas. Orientador: Deyvson Rodrigues Cavalcanti.



Inovação



Projetos de pesquisa


Educação e Popularização de C & T



Apresentações de Trabalho
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Cidades sustentáveis: a construção e a reconstrução do espaço. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A ecologia humana e o desenvolvimento sustentável. 2005. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A crise ambiental e o desenvolvimento sustentável. 2006. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

4.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Aquecimento global: quando acordarmos ainda haverá tempo?. 2007. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
CAVALCANTI, D. R.. Biodiesel de pinhão manso: uma realidade para o agreste e sertão alagoano. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

6.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. A confiabilidade e a qualidade dos dados em levantamentos etnobiológicos. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Diversidade oculta de plantas medicinais em feiras livres. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
CAVALCANTI, D. R.. Utilização segura de plantas medicinais: conservação e manejo de espécies nativas. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
SANTOS, J. D. S. ; CAVALCANTI, D. R. . Inseticidas botânicos como método alternativo no controle de pragas agrícolas no semi-árido brasileiro. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
SILVA, A. D. C. ; SILVA, F. B. ; CAVALCANTI, D. R. . 'Diversidade oculta' de plantas medicinais nas regiões Norte, Centro-Oeste, Sudeste e Sul do Brasil. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

11.
CAVALCANTI, D. R.; ALBUQUERQUE, ULYSSES PAULINO . The 'hidden diversity' of medicinal plants in northeastern Brazil: diagnosis and prospects for conservation. 2015. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).


Cursos de curta duração ministrados
1.
CAVALCANTI, DEYVSON RODRIGUES. Especialização em Desenvolvimento Regional. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Especialização).



Outras informações relevantes


Professor do Curso de Especialização em Ecologia e Conservação da Natureza (2018)



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 12/11/2018 às 18:27:49