Andréa de Souza Lobo

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/1706193123967139
  • Última atualização do currículo em 04/12/2018


Sou doutora em Antropologia pela Universidade de Brasília (2007) e professora no Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília (UnB). Atualmente sou pesquisadora associada ao Laboratoire D'Anthropologie Prospective da Université Catholique de Louvain (UCL) e ao Laboratório de Ciências Sociais da Universidade de Cabo Verde (UniCV). Atuo como coordenadora e pesquisadora no Laboratório de Etnologia em Contextos Africanos (ECOA). Minhas experiências como pesquisadora são nas áreas de Antropologia, com ênfase em Teoria Antropológica, Antropologia do Parentesco e Estudos Migratórios. Meus interesses atuais de pesquisa são nas temáticas de organização social, parentesco, dinâmicas familiares, gênero, migrações, globalização, contextos africanos. Além de pesquisadora e professora, corro maratonas como amadora! (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Andréa de Souza Lobo
Nome em citações bibliográficas
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia.
Campus Universitário Darcy Ribeiro, ICC Centro B1 347 - sobreloja
Asa Norte
70910900 - Brasília, DF - Brasil
Telefone: (61) 33073006
Ramal: 221
URL da Homepage: http://e-groups.unb.br/ics/dan/


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2007
Doutorado em Antropologia.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Tão Longe, Tão Perto. Oraganização Familiar e Emigração Feminina na Ilha da Boa Vista. Cabo Verde, Ano de obtenção: 2007.
Orientador: Wilson Trajano Filho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.
Palavras-chave: Antropologia Social; Cabo Verde; Emigração; Organização familiar.
Grande área: Ciências Humanas
1999 - 2001
Mestrado em Antropologia.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Seca, Chuva e Luta. Reconstruindo a paisagem em Cabo Verde,Ano de Obtenção: 2001.
Orientador: Wilson Trajano Filho.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Antropologia Social; Cabo Verde; Antropologia e Meio Ambiente.
Grande área: Ciências Humanas
1994 - 1998
Graduação em ciencias sociais.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Parque Nacional de Brasília. Análise sócio-antropológica de um espaço artefactual..
Orientador: Henyo Trindade Barreto Filho.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico, CNPq, Brasil.




Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2009 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1998 - 2007
Vínculo: Bolsista de pós/graduação, Enquadramento Funcional: Bolsista de pós/graduação

Atividades

08/2010 - Atual
Extensão universitária , Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia.

Atividade de extensão realizada
A divulgação científica da Antropologia (coordenação).
08/2010 - Atual
Extensão universitária , Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia.

Atividade de extensão realizada
Seminários do DAN - disciplina prático-teórica (coordenação).
10/2010 - 10/2010
Extensão universitária , Universidade de Brasília, Departamento de Antropologia.

Atividade de extensão realizada
Seminário Internacional "África em Movimento" (coordenação).

Universidade de Cabo Verde, UNICV, Cabo Verde.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Pesquisador Associado, Enquadramento Funcional: Professor associado


Universidade Nova de Lisboa, UNL, Portugal.
Vínculo institucional

2014 - 2015
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Pesquisador


Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada - DF, IPEA, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2009
Vínculo: Bolsista (PNPD), Enquadramento Funcional: Bolsista (PNPD), Carga horária: 40
Outras informações
Atividade de participação como pesquisadora especializada em antropologia social e desenvolvimento sustentável no Projeto de Pesquisa "Atividades Produtivas Urbanas: desafios para a sustentabilidade"


Instituto Sociedade População e Natureza, ISPN, Brasil.
Vínculo institucional

2006 - 2008
Vínculo: Diretoria, Enquadramento Funcional: Coordenação Executiva, Carga horária: 40
Outras informações
Na coordenação executiva minhas atribuições consisitiam em gerir tecnicamente projetos de caráter social e ambiental no Cerrado brasileiro de responsabilidade da instituição. O principal programa é o Programa de Pequenos Projetos Ecossociais (PPP-ECOS), voltado para o apoio técnico-financeiro a projetos comunitários de desenvolvimento sustentável. Como diretora do ISPN, coordenei o ciclo de financiamento do PPP-ECOS - elaboração e divulgação do edital, recepção e organização dos projetos encaminhados, leitura e avaliação de projetos, articulação e convocação do Comitê de Seleção, divulgação dos resultados, acompanhamento da assinatura dos contratos, assessoria aos grupos beneficiados (OnGs, OBCs, comunidades, associações, sindicatos). Além do PPP-ECOS, coordenei os projetos Florelos (Elos Ecossociais entre as florestas brasileiras) com financiamento da CE, o Projeto ALSO (Alternativas Econômicas à Soja no Cerrado) e o Projeto FICAS (Frutos do Cerrado), ambos com financiamento da Fundação DOEN (Holanda).

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Consultoria, Enquadramento Funcional: Assessoria técnica ao PPP-ECOS, Carga horária: 30
Outras informações
Assessoria técnica no Programa de Pequenos Projetos Ecossociais no Cerrado (PPP-ECOS) com participação na elaboração e divulgação de edital, recepção e organização dos projetos encaminhados, leitura e avaliação de projetos, organização de reuniões do Comitê de Seleção, divulgação dos resultados, acompanhamento da assinatura dos contratos, assessoria aos grupos beneficiados (OnGs, OBCs, comunidades, associações, sindicatos). Além disso, visitava os projetos e as comunidades para o monitoramento e avaliação de suas atividades.

Atividades

06/2006 - 08/2008
Serviços técnicos especializados , ISPN, .

Serviço realizado
Coordenação do Projeto Alternativas Econômicas à Soja no Cerrado brasileiro (ALSO), projeto executado pelo ISPN com o objetivo de consolidar e expandir as iniciativas de produção sustentável no Cerrado a partir do uso de frutos, apicultura, artesanat.
2005 - 2007
Serviços técnicos especializados , ISPN, .

Serviço realizado
Coordenação do Projeto Frutos do Cerrado como Alternativa à Soja (FICAS), executado pelo Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN) e Centro de Trabalho Indigenista (CTI) com o apoio da Fundação DOEN. A finalidade é consolidar a fábrica de pol.

UDF Centro Universitário, UDF, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2009
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professora Horista, Carga horária: 16
Outras informações
Ensino, Bacharelado em Direito, Administração e Administração Pública, Nível: Graduação. Disciplinas ministradas Introdução à Antropologia

Atividades

08/2005 - 02/2006
Direção e administração, Comissão de Progressão Funcional, .

Cargo ou função
Membro da Comissão de Progressão Funcional em Instituição de Ensiono Superior.

Centro Universitário de Brasília, UniCEUB, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2003
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Professor Horista, Carga horária: 12


Fundação Centro Brasileiro de Referência e Apoio Cultural, CEBRAC, Brasil.
Vínculo institucional

2007 - 2007
Vínculo: Assistência técnica, Enquadramento Funcional: consultoria, Carga horária: 20
Outras informações
Nesta instituição minhas funções consistiam em prestar assessoria técnica nos projetos de responsabilidade da instituição. Os projetos tinham como foco os processos de capacitação e sensibilização das populações locais e dos governos sobre a situação do Cerrado brasileiro. Minhas atribuições eram de executar atividades, elaborar relatórios, organizar reuniões e articular com populações locais, outras instituições não-governamentais e instituições governamentais no sentido de influenciar políticas públicas em favor do Cerrado brasileiro. Projetos executados: COMCERTA (Comercialização e Certificação apropriadas para produtos sustentáveis do Cerrado brasileiro) e ADES (ECO-SOCIAL ADVOCACY FOR SUSTAINABILITY).

Atividades

02/2007 - 12/2007
Serviços técnicos especializados , cebrac, .

Serviço realizado
Coordenação da Rede de Articulação Soja Brasil. A Articulação Soja existe desde outubro de 2003 anos e é composta por organizações da sociedade civil que tem se preocupado com o avanço da fronteira agrícola, especialmente o caso da soja. Desde sua fu.

Instituto Jean Piaget, JG, Portugal.
Vínculo institucional

2002 - 2002
Vínculo: professor, Enquadramento Funcional: professor, Carga horária: 12
Outras informações
Professora de Instituição de Ensino Superior no módulo de Introdução a Antropologia do Curso de Ciências Sociais na Cidade da Praia, Cabo Verde.


Camara Municipal da Boa Vista, CM, Cabo Verde.
Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Coordenadora de projeto, Enquadramento Funcional: Coordenadora de projeto, Carga horária: 20
Outras informações
Coordenação do projeto de sensibilização em matéria de prevenção contra HIV - SIDA na Ilha da Boa Vista, República de Cabo Verde. Na coordenação minha função era de implementar o projeto por meio da elaboração de material didádico, organização das ações de sensibilização, preparação e implementação de 30 horas de capacitação técnica em elaboração de projetos, avaliação das atividades dos participantes e elaboração de relatórios técnicos.

Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Professor colaborador, Enquadramento Funcional: Professor colaborador, Carga horária: 20
Outras informações
Professora colaboradora do Liceu da Boa Vista, disciplina de sociologia e filosofia


Université Catholique de Louvain, UCL, Bélgica.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Professora Visitante



Projetos de pesquisa


2015 - Atual
Formas familiares em um mundo de mobilidades: gênero, infância, juventude e identidades em contextos migratórios
Descrição: O projeto de pesquisa pretende dar continuidade a um conjunto de pesquisas que têm analisado os diferentes contextos familiares na contemporaneidade, em especial as noções de família em casos de mobilidade e migrações. Estes são casos em que viver a vida familiar implica em distanciamento físico e temporal, o que possibilita reconfigurações nas formas de vivenciar relações que são entendidas como familiares. Os cenários estudados envolverão famílias em situação de transnacionalidade em classes populares de Brasília (englobando imigrantes de países africanos e outros que cada vez mais imigram para o Brasil), no Ceará (estado que tem concentrado a recepção de imigrantes oriundos do continente africano, sendo rota prioritária de imigração para o Brasil) e um país de diáspora na costa ocidental africana, o arquipélago de Cabo Verde (também rota de migrantes advindos do continente africano). O estudo destes cenários permitirá colocar em contrastes formas migratórias distintas bem como a relação entre o Brasil e países africanos da Costa Ocidental dando conta das relações sul-sul e da posição privilegiada do Brasil neste contexto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador / Juliana Bras Dias - Integrante / Wilson Trajano Filho - Integrante / André Filipe - Integrante / Chirley Mendes - Integrante / Francisco Miguel - Integrante.Financiador(es): Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
Etnografia Institucional do Ipea
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) / Doutorado: (4) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Integrante / Carla Costa Teixeira - Coordenador / Lilian Leite Chaves - Integrante / Bruner Titoneli - Integrante / Sergio Castilho - Integrante.
2013 - 2015
Transformações do mundo de circulação nas formas estabelecidas de sociabilidade
Descrição: O projeto ?Transformações do mundo de circulação nas formas estabelecidas de sociabilidade? tem por objetivo dar continuidade e intensificar relações de pesquisa, ensino e de colaboração institucional já existentes entre o Departamento de Antropologia da Universidade de Brasília e Cabo Verde há mais de uma década. Tal relação ganha um caráter interinstitucional a partir da criação da Universidade de Cabo Verde (UniCV) no ano de 2006, processo no qual a Universidade de Brasília foi partícipe. Sob temática de pesquisa que conecta realidades locais e formas estabelecidas de sociabilidade com o mundo globalizado marcado por fluxos, circulações e movimentos, o projeto pretende desenvolver ações de pesquisa e ensino que incremente o intercâmbio acadêmico entre docentes e discentes de ambas as instituições envolvidas, possibilitando a realização e a continuidade de pesquisas de estudantes e pesquisadores brasileiros em Cabo Verde e a participação efetiva de estudantes e docentes da UniCV nas atividades de ensino e pesquisa coordenadas pelo DAN/UnB..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Mestrado acadêmico: (1) / Doutorado: (2) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador / Juliana Bras Dias - Integrante / Wilson Trajano Filho - Integrante.
2010 - Atual
Fluxos e circulações de mercadorias em contextos africanos
Descrição: Apesar de não ser um tema novo para a antropologia, as trocas comerciais de amplitude global têm sido foco de atenção de diversos antropólogos na contemporaneidade. Mais especificamente, os espaços mercantis que fogem à lógica prevista da formalidade e às práticas dominantes da economia contemporânea têm ocupado muitos estudiosos que refletem sobre fluxos informais que se concretizam em feiras, centros de pirataria e mercados ambulantes em todo o mundo. Este projeto de pesquisa pretende abordar como se configura a moderna rota comercial entre Cabo Verde e países como Brasil, Estados Unidos, Portugal e Dakar realizadas pelas denominadas Rabidantes, vendedoras ambulantes de Cabo Verde que animam as fronteiras entre tais países por meio de intensa circulação de mercadorias ? consumidas em feiras de Cabo Verde. Ao discutir a importância e a amplitude dessa rota comercial nos contextos locais, pretende-se analisar os caminhos que os fluxos de pessoas e bens percorrem, bem como os significados que pessoas e bens assumem nesse contexto..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (3) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 2
2009 - Atual
Trânsitos familiares: circulação, movimentos e afetividades em contexto familiar
Descrição: Esta pesquisa se insere num contexto mais amplo de reflexão sobre a organização familiar em contextos migratórios realizada pela coordenadora em Cabo Verde, sociedade crioula marcada por um forte contexto migratório. A partir da análise do caso cabo-verdiano, observou-se que diversas características da organização familiar encontrada em Cabo Verde encontram-se presentes em famílias de classes populares no Brasil e alhures, similitudes interessantes para ?fazer pensar? em generalizações possíveis. Nesse sentido, a pesquisa tem por objetivo a realização de trabalho de campo com famílias de classes populares do DF focando em situações de circulação e movimento de seus membros (migrações laborais duradouras ou temporárias, separação dos cônjuges, circulação de crianças etc.) e seus impactos nas relações de afetividade, padrões de residência e (re)configurações familiares..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
Número de produções C, T & A: 4
2008 - 2009
Atividades Produtivas Urbanas. Desafios para a sustentabilidade
Descrição: O projeto de pesquisa tem por objetivo discutir o universo das atividades produtivas urbanas que vem sendo foco de programas e políticas que apóiam e fomentam atividades econômicas de segmentos da população que não são alcançadas pelos investimentos do grande capital. As ações de fomento, ao lado dos programas de transferência de renda, estão no escopo da luta pela superação da pobreza, um dos importantes desafios colocados para as políticas e programas de promoção do desenvolvimento. A pesquisa pretende contribuir para suprir essa lacuna, articulando o marco teórico-conceitual relativo ao desenvolvimento urbano sustentável com uma pesquisa de campo desenhada para levantar, em nove aglomerados urbanos, os fatores que informam as opções dos micro e pequenos empreendedores de um conjunto definido de atividades econômicas. Formatada como uma série de estudos de caso, a pesquisa irá disponibilizar uma base de informações capaz de servir de suporte para a formulação de programas de apoio melhor focalizados e mais eficazes, tanto para os segmentos de empreendedores formais quanto para os informais, sejam eles individuais, familiares ou associativos. Entre esses desafios encontra-se a falta de conhecimento atualizado a respeito da lógica e da dinâmica subjacentes ao desempenho dos micro e pequenos empreendimentos urbanos, formais e informais, considerados ? sobretudo - a partir da perspectiva de sua sustentabilidade, não apenas econômica, mas também social e ambiental..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2003 - 2007
Emigrantes, Turistas e Estrangeiros, uma ilha movimentada? Considerações sobre as transformações no domínio doméstico da Boa Vista
Descrição: O objetivo do projeto de pesquisa era de apresentar um quadro aprofundado do contexto familiar boa-vistense, Cabo Verde. Na busca por uma abordagem capaz de dar conta de um sistema que ordena comportamentos familiares aparentemente definidos pelos próprios atores como desconexos, recorri a discussões clássicas da antropologia como a oposição entre consangüíneos e afins, relações geracionais, instabilidade conjugal, dentre outros. O primeiro ponto é o de que não se pode falar de desorganização ou de uma forma de organização que não obedeça a uma lógica própria. Neste aspecto, meu diálogo não foi somente com a teoria antropológica, mas com a própria teoria social dos nativos que encontrei em meu trabalho de campo. Entender seu próprio conceito de desorganização foi fundamental para a compreensão da estrutura social local. O segundo ponto é demonstrar como o universo doméstico não está deslocado das demais esferas da vida social, pelo contrário, alimenta e é alimentado por elas..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1999 - 2001
Reconstruindo a Paisagem. O lugar e o significado da aridez na sociedade de Cabo Verde
Descrição: O objetivo do projeto de pesquisa era de analisar a produção da paisagem caboverdiana com o interesse central de verificar a dinâmica e o processo dessa produção, de saber como, em diferentes épocas históricas o homem foi se apropriando da paisagem, transformando e sendo transformado por ela. O objetivo desta incursão, que vai desde o descobrimento das ilhas até a atualidade, é o de mostrar que o homem, ao se apropriar da natureza e ao transformá-la, assim faz em função de interesses determinados. A produção da paisagem não é neutra nem inocente, mas um processo dialético no qual o homem é tanto o ator que age sobre o ambiente, quanto o personagem que sofre as influências desse meio que o cerca..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
1996 - 1997
Da naturalização da nação à internacionalização da gestão da natureza
Descrição: As unidades de conservação ou ainda áreas protegidas têm se constituído em importantes instrumentos de política ambiental dos Estados nacionais contemporâneos. O estabelecimento de medidas jurídicas e administrativas para a proteção de áreas naturais de excepcionalidade ecológica e/ou topográfica e paisagística, como instrumento de preservação ou conservação da diversidade biológica e da paisagem natural, tem se revelado uma importante faceta das políticas públicas territoriais, i.e., das ações estatais de modulação do espaço, qualificando-o como condição para outras esferas. Nesse sentido, o presente projeto de pesquisa visa realizar uma etnografia histórica da Administração das Unidades de Conservação no Brasil no período de 1970 e 80..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Integrante / Henyo Trindade Barretto Fº - Coordenador / Sílvia Maria Ferreira Guimarães - Integrante / Gustavo Hamilton Menezes - Integrante / Cristhian Teófilo da Silva - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.
1996 - 1997
Memória em Populações Tradicionais
Descrição: O objetivo do projeto é analisar comparativamente a construção da memória em diferentes grupos tradicionais (camponeses, seringueiros, pescadores, etc.). Centra-se mais especificamente na memória das relações de gênero do passado e seu papel na reprodução social atual do grupo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Integrante / Ellen WOORTMANN - Coordenador / Luciana Rezende Fernandes - Integrante / Marcelo de Souza Costa Pedroso - Integrante / Rodrigo Augusto L. de Medeiros - Integrante.Financiador(es): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Bolsa / Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa.


Projetos de extensão


2013 - 2013
Digitalizando a Produção Científica do Departamento de Antropologia
Descrição: O Departamento de Antropologia (DAN) da UnB tem uma produção acadêmica bastante intensa. Já estão estabelecidos os seus fóruns de divulgação científica mais clássicos como congressos, seminários e revistas específicas da área. O intuito desse projeto é ampliar e disponibilizar a produção do DAN para além de suas fronteiras acadêmicas em veículos impressos, possibilitando que um público mais amplo possa ter acesso ao conhecimento produzido ao longo da história do Departamento. O projeto, portanto, pretende viabilizar a digitalização dos dois principais meios de produção acadêmica do Departamento: O Anuário Antropológico e a Série Antropologia..
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador / Carlos Emanuel Sautchuk - Integrante / Hugo Vale - Integrante.Financiador(es): Universidade de Brasília - Auxílio financeiro.
2010 - 2011
A divulgação científica da Antropologia
Descrição: O Departamento de Antropologia (DAN) da UnB tem uma produção acadêmica bastante intensa. Já estão estabelecidos os seus fóruns de divulgação científica mais clássicos como congressos, seminários e revistas específicas da área. O intuito desse projeto é ampliar e disponibilizar a produção do DAN para além de suas fronteiras acadêmicas, possibilitando que outros públicos possam conhecer e interagir com esse conhecimento. As principais atividades de extensão que têm sido oferecidas pelo DAN à comunidade do Distrito Federal são os Seminários quinzenais, em que pesquisadores locais, nacionais e internacionais são convidados a apresentar seus resultados mais recentes de pesquisa; a 'Série Antropologia', periódico eletrônico que divulga artigos produzidos no âmbito doméstico e externo; o 'Anuário Antropológico', periódico acadêmico impresso. Para tanto, os objetivos desse projeto são focalizar em duas dessas atividades e ainda criar uma terceira: 1. Fortalecer os Seminários quinzenais oferecidos pelo DAN; 2. Fortalecer a 'Série Antropologia' que conta, atualmente, com 432 títulos de artigos. Novos artigos pretendem ser captados e digitados (no caso daqueles que ainda se encontram na forma datilografada); 3. Criar e consolidar um segundo instrumento de divulgação eletrônica do DAN, a 'Série Tradução', que consiste em democratizar o acesso a vários artigos e materiais que foram traduzidos pelos docentes e discentes do DAN nos últimos anos para fins meramente didáticos e que precisam estar disponíveis para um público mais amplo. Este projeto também promoverá ao bolsista uma oportunidade de familiarizar-se com a cultura editorial, no caso das Séries, e dos eventos científicos para público amplo, no caso dos Seminários. Estas atividades são fundamentais na produção, divulgação e tradução de conhecimento acadêmico e o bolsista contará, portanto, com essa experiência em sua formação universitária..
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Andréa de Souza Lobo - Coordenador / Soraya Fleischer - Integrante / Larissa Duarte - Integrante.Financiador(es): Universidade de Brasília - Bolsa.


Projetos de desenvolvimento


2006 - 2011
FLORELOS ? Elos Ecossociais entre as Florestas Brasileiras: Modos de Vida Sustentáveis em Paisagens Produtivas
Descrição: O projeto visa contribuir para construir elos ecológicos e sociais entre as florestas brasileiras, expandindo e consolidando o uso sustentável da biodiversidade nativa do Cerrado e florestas vizinhas (Amazônia, Pantanal, Caatinga, Mata Atlântica) através da promoção de meios de vida sustentáveis no nível das paisagens, gerando renda, segurança alimentar, empoderamento comunitário, equidade entre os gêneros e sobrevivência cultural, além de manter florestas e vegetação nativa em pé, permitindo assim que as funções ecosistêmicas e interconexões se mantenham, ao invés de uma conversão para monoculturas ou pasto. Objetivos específicos: 1) consolidação e multiplicação de sistemas familiares de produção envolvendo uso da biodiversidade nativa, visando sua sustentabilidade social e ambiental; 2) apresentação de propostas de base para melhor governança ecossocial, particularmente a nível local; 3) capitalização e disseminação de conhecimentos científicos e técnicos necessários para o alcance dos objetivos acima..
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.


Membro de corpo editorial


2011 - 2015
Periódico: Anuário Antropológico
2010 - 2015
Periódico: Série Antropologia (Brasília. Online)
2009 - 2015
Periódico: Série Antropologia (Brasília. Impresso)
1999 - 2000
Periódico: Revista Pós Revista dos Alunos de Pós-Graduação das Ciências Sociais- UnB


Membro de comitê de assessoramento


2017 - 2017
Agência de fomento: Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
2015 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal


Revisor de periódico


2016 - 2016
Periódico: Revista de Antropologia (USP. Impresso)
2016 - 2016
Periódico: Etnográfica
2016 - 2016
Periódico: Revista AfroAsia
2017 - Atual
Periódico: VIVÊNCIA: REVISTA DE ANTROPOLOGIA
2017 - Atual
Periódico: HORIZONTES ANTROPOLÓGICOS (UFRGS. IMPRESSO)


Revisor de projeto de fomento


2016 - 2016
Agência de fomento: Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Fluxos e Migrações.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia e Meio Ambiente.


Idiomas


Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Crioulo
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Espanhol
Compreende Razoavelmente, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Pouco.


Prêmios e títulos


2013
PROGRAMA DE BOLSAS IBERO-AMERICANAS JOVENS PROFESSORES E PESQUISADORES SANTANDER UNIVERSIDADES 2013, Santander.
2006
Cadastro de Entes e Agentes Culturais, Secretaria de Estado de Cultura - GDF.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
LOBO, ANDRÉA2018LOBO, ANDRÉA. Mobilidades e etnografias possíveis: entre migrações, refúgios e trânsitos diversos. REVISTA TEXTOS GRADUADOS, v. 4, p. 08-18, 2018.

2.
LOBO, ANDRÉA2018LOBO, ANDRÉA. ÁFRICA... MAS NÃO MUITO! TURISMO E AFRICANIDADE EM CABO VERDE. REVISTA SOCIOLOGIA E ANTROPOLOGIA, v. 8, p. 943-972, 2018.

3.
TEIXEIRA, CARLA COSTA2018TEIXEIRA, CARLA COSTA ; LOBO, ANDRÉA DE SOUZA . PESQUISA COMO FUNÇÃO DE ESTADO? REFLEXÕES ETNOGRÁFICAS SOBRE UMA INSTITUIÇÃO IN BETWEEN. MANA (RIO DE JANEIRO. ONLINE), v. 24, p. 235-277, 2018.

4.
LOBO, ANDRÉA2017LOBO, ANDRÉA. Sobre mulheres fortes e homens ausentes? Pensando conjugalidades como processos em Cabo Verde. SOCIEDADE E CULTURA (IMPRESSO), v. 19, p. 13-26, 2017.

5.
MOUTINHO, L.2017MOUTINHO, L. ; TRAJANO FILHO, W. ; LOBO, ANDRÉA . OLHARES CRUZADOS PARA A ÁFRICA: TRÂNSITOS E MEDIAÇÕES ? Algumas reflexões. REVISTA DE ANTROPOLOGIA, v. 60, p. 07-25, 2017.

6.
LOBO, ANDRÉA2017LOBO, ANDRÉA; VENANCIO, V. . COM PARENTE SE NEGOCIA? REDES MIGRATÓRIAS E O COMÉRCIO TRANSNACIONAL EM CABO VERDE. Cadernos de Campo: Revista de Ciências Sociais, v. 23, p. 25-44, 2017.

7.
LOBO, ANDRÉA2016LOBO, ANDRÉA. Precisa-se de um antropólogo! Vivenciando o fazer antropológico entre a academia e a sociedade civil. Novos Debates - fórum de debates em antropologia, v. 02, p. 115-126, 2016.

8.
LOBO, ANDRÉA2015LOBO, ANDRÉA; MIGUEL, FRANCISCO . "I want to marry in Cabo Verde": Reflections on homosexual conjugality in contexts. Vibrant (Florianópolis), v. 12, p. 37-66, 2015.

9.
LOBO, A. S.2015LOBO, A. S.. Buying and Selling Between Different Worlds: The Rabidantes from Cape Verde. urbanities, v. 5, p. 72-84, 2015.

10.
LOBO, A. S.2015LOBO, A. S.. ??É do produto brasileiro que os clientes gostam?: as rabidantes e a rota comercial entre Brasil e Cabo Verde?. Cuadernos de Antropología Social (Impresa), v. 13, p. 15-31, 2015.

11.
LOBO, ANDRÉA2015LOBO, ANDRÉA. Construindo paisagens e pessoas: colonização, espaço e identidades em Cabo Verde. Anuário Antropológico, v. 40, p. 121-150, 2015.

12.
LOBO, A. S.2014LOBO, A. S.. ?Just bring me a little letter?: the flow of things in Cape Verde transnational family relations. Etnografica, v. 18, p. 461-480, 2014.

13.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2013LOBO, A. S.. Migrações de trânsito em África. Sobre mobilidades e imobilidades (ensaio bibliográfico). Anuário Antropológico, v. 38, p. 249-259, 2013.

14.
LOBO, ANDRÉA DE SOUZA2013LOBO, ANDRÉA DE SOUZA. Crianças em cena. Sobre mobilidade infantil, família e fluxos migratórios em Cabo Verde. Revista Ciências Sociais Unisinos, v. 49, p. 64-74, 2013.

15.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2012LOBO, A. S.. A Família em Cabo Verde. Uma perspectiva Antropológica. Revista de Estudo Cabo-Verdianos, v. 4, p. 99-114, 2012.

16.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2011LOBO, A. S.. ?Making Families: Child mobility and familiar organization in Cape Verde?. Vibrant (Florianópolis), v. 1, p. 197-219, 2011.

17.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2010LOBO, A. S.. Um filho para duas mães? Notas sobre a maternidade em Cabo Verde. Revista de Antropologia (USP. Impresso), v. 53, p. 117-146, 2010.

18.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2009LOBO, A. S.. A Different Kind of Family. The Domestic Environment on the Boa Vista Island, Cape Verde. Vibrant (Florianópolis), v. 5, p. 45-74, 2009.

19.
LOBO, A. S.;LOBO, ANDRÉA DE SOUZA;LOBO, ANDRÉA2009LOBO, A. S.; SAWYER, Donald . Regierungspolitik und Cerrado. Brasilien-Nachrichten, v. 139, p. 24-25, 2009.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
LOBO, ANDRÉA; DIAS, J. B. (Org.) . Mundos em circulação: perspectivas sobre Cabo Verde. 1. ed. Brasília/ Praia: Aba Publicações/ EdUniCV, 2016. v. 1. 300p .

2.
LOBO, A. S.. Tão Longe Tão Perto. Famílias e "movimentos" na Ilha de Boa Vista de Cabo Verde. Edição revista. 2. ed. Brasília: ABA Publicações, 2014.

3.
LOBO, ANDRÉA; TRAJANO FILHO, W. (Org.) ; MOTTA, A. (Org.) . África fora de casa : imagens fora de lugar. 1. ed. Recife: Editora UFPE, 2014. v. 1. 414p .

4.
LOBO, A. S.. Tão Longe Tão Perto. Famílias e Movimentos na Ilha da Boa Vista de Cabo Verde. 1. ed. Cidade da Praia: Edições Uni-CV, 2012. 269p .

5.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B. (Org.) . África em Movimento. 1. ed. Brasília: ABA Publicações, 2012. v. 1. 300p .

6.
LOBO, A. S.. Entre Fluxos. 1. ed. Brasília: Editora da UnB, 2012. v. 1. 284p .

7.
LOBO, A. S.; ANDRADE, K. (Org.) ; FIGUEIREDO, I. (Org.) . Sementes lançadas, frutos colhidos. O Programa de Pequenos Projetos Ecossociais. 1. ed. Brasilia: Athalaia Grafica e Editora, 2010. v. 1. 151p .

Capítulos de livros publicados
1.
LOBO, ANDRÉA. Bambinos and Kassu Bodi: comments on linguistic appropriations on Cape Verde islands. In: Knörr, Jacqueline; Trajano Filho, Wilson. (Org.). Creolization and pidginization in contexts of postcolonial diversity: language, culture, identity. 1ed.Boston: Brill, 2018, v. 1, p. 272-290.

2.
LOBO, ANDRÉA; DIAS, J. B. . Cabo Verde em perspectiva: circulações e encontros. In: Lobo, Andrea; Bras Dias, Juliana. (Org.). Mundos em circulação:perspectivas sobre Cabo Verde. 1ed.Brasília/Praia: Aba Publicações/ EdUniCV, 2016, v. 1, p. 05-16.

3.
LOBO, ANDRÉA. Seguindo famílias em movimento: reflexões sobre os desafios da pesquisa etnográfica em contextos de mobilidade. In: Lobo, Andrea; Braz Dias, Juliana. (Org.). Mundos em circulação: perspectivas sobre Cabo Verde. 1ed.Brasília/ Praia: Aba Publicações/ EdUniCV, 2016, v. 1, p. 51-73.

4.
MIGUEL, F. ; LOBO, ANDRÉA . "Quero casar em Cabo Verde": Reflexões sobre conjugalidades homossexuais em contextos. In: MIGUEL, Francisco. (Org.). Levam Má Bô: (homo)sexualidades masculinas em um arquipélago africano. 1ed.Curitiba: Editora Prismas, 2016, v. 1, p. 150-1178.

5.
LOBO, ANDRÉA. Vida de crioulo. Sobre trajetórias e movimentos na sociedade cabo-verdiana. In: Iolanda Évora. (Org.). Diáspora Cabo-verdiana. Temas em debate. 1ed.Lisboa: CEsA/ISEG, 2016, v. 1, p. 44-58.

6.
MOTTA, A. ; LOBO, ANDRÉA ; TRAJANO FILHO, W. . A África e suas imagens. In: Motta, Antonio; Lobo, Andréa; Trajano Filho, Wilson. (Org.). África fora de casa : imagens fora de lugar. 1ed.Recife: Editora UFPE, 2014, v. 1, p. 7-16.

7.
LOBO, ANDRÉA. Em algum lugar da África: turismo e africanidade em Cabo Verde. In: Motta, Antonio; Lobo, Andréa; Trajano Filho, Wilson. (Org.). África fora de casa : imagens fora de lugar. 1ed.Recife: Editora UFPE, 2014, v. 1, p. 200-228.

8.
LOBO, A. S.. Mothers and Grandmothers: Strategies of Construction of Motherhood in Cape Verde. In: Toyin Falola; Nana Akua Amponsah. (Org.). Women, Gender, and Sexualities in Africa. 1ed.Durham: Carolina Academic Press, 2013, v. , p. 293-310.

9.
LOBO, A. S.. Do Feio ao Belo. Aridez, seca, "patrimônio natural" e identidade em Cabo Verde. In: Lívio Sansone. (Org.). Memórias da África: patrimônios, museus e políticas das identidades. 1ed.Salvador/Brasília: EDUFBA/ABA, 2012, v. 1, p. 67-90.

10.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B. . Sobre Fluxos e(m) Contextos Africanos. In: DIAS, J. B.; LOBO, A. S.. (Org.). África em Movimento. 1ed.Brasília: ABA Publicações, 2012, v. 1, p. 09-22.

11.
LOBO, A. S.. Fluxos, desafios ao fazer antropológico?. In: Lobo, Andréa. (Org.). Entre Fluxos. 1ed.Brasília: Editora da Universidade de Brasília, 2012, v. 1, p. 09-28.

12.
LOBO, A. S.. Negociando pelo mundo: as rabidantes cabo-verdianas e suas rotas comerciais. In: Wilson Trajano Filho. (Org.). Travessias Antropológicas: estudos em contextos africanos. 1ed.Brasília: ABA Publicações, 2012, v. 1, p. 317-338.

13.
LOBO, A. S.. Vidas em Movimento. Sobre mobilidade infantil e emigração em Cabo Verde. In: DIAS, J. B.; LOBO, A. S.. (Org.). África em Movimento. 1ed.Brasília: ABA Publicações, 2012, v. 1, p. 65-84.

14.
LOBO, A. S.. Mantendo relações à distância. O papel do fluxo de objetos e informações na configuração de relações familiares transnacionais em Cabo Verde. In: Wilson Trajano Filho. (Org.). Lugares, pessoas e grupos: as lógicas do pertencimento em perspectiva internacional. 1ed.Brasilia: Athalaia Gráfica e Editora, 2010, v. , p. 29-46.

15.
LOBO, A. S.; ANDRADE, K. ; FIGUEIREDO, I. . Introdução. In: Lobo, Andréa; Andrade, Karenina; Figueiredo, Isabel. (Org.). Sementes lançadas, frutos colhidos. O Programa de Pequenos Projetos Ecossociais. 1ed.Brasília: Athalaia Grafica e Editora, 2010, v. 1, p. 7-25.

16.
LOBO, A. S.. And When the Women Leave? Female Emigration from Boa Vista. In: CARLING, Jorgen; BATALHA, Luis. (Org.). Transnational Arquipelago. Perspectives on Cape Verdean Migration and Diaspora. Amsterdã: Amsterdam university Press, 2008, v. , p. 131-144.

17.
LOBO, A. S.. Entre o familiar e o exótico: Compartilhando experiências de campo na Boa Vista. In: FLEISCHER, Soraya; Alinne BONETTI. (Org.). Entre Saias Justa e Jogos de Cintura: Gênero e Etnografia na Antropologia Brasileira Recente.. 1ªed.Florianópolis: EDUNISC, 2007, v. , p. 209-230.

18.
LOBO, A. S.. Tão longe, tão perto. Emigração feminina e organização familiar. In: GRASSI, Marzia; Yolanda ÉVORA. (Org.). Gênero e Migrações caboverdianas. 1ªed.Lisboa: Instituto de Ciências Sociais da Universidade de Lisboa, 2007, v. , p. 169-192.

19.
LOBO, A. S.; CARRAZZA, Luis ; Sawyer, Donald . O PPP-ECOS e a Convenção da Biodiversidade (CDB). In: BENSUNSAN, Nurit; BARROS, Cristina; BULHÕES, Beatriz; ARANTES, Alessandra. (Org.). Biodiversidade: é para comer, vestir ou para passar no cabelo? Para mudar o mundo!. São Paulo: Peirópolis, 2006, v. , p. 257-262.

20.
LOBO, A. S.. Unidades de Conservação e educação ambiental: a natureza enquanto espaço de formação de subjetividades. In: TEIXEIRA, Carla Costa. (Org.). Em Busca da Experiência Mundana e seus Significados: Georg Simmel, Alfred Schutz e a Antropologia. : Relume Dumará, 2000, v. , p. -.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
LOBO, ANDRÉA. Do pessoal ao institucional, e vice-versa: reflexões sobre os desdobramentos institucionais das pesquisas ? entre Brasil e Cabo Verde. In: 40º Encontro Anual da Anpocs, 2017, Caxambú. Anais do 41º Encontro Anual da Anpocs. São Paulo: Anpocs, 2017. v. 1. p. 1-14.

2.
LOBO, A. S.. The flow of things and News in Cape Verde transnational Family relations. In: Fifth Annual Conference of the Africans Borderlands Research Network ? Crossing African Borders: migration and Mobility, 2011, Lisboa. Conference book. Fifth Annual Conference of the Africans Borderlands Research Network ? Crossing African Borders: migration and Mobility. Lisboa: Universidade de Lisboa, 2011. p. 282-293.

3.
LOBO, A. S.. Familias em movimento. Circulação e movimento na configuração de maternidades e paternidades em Cabo Verde. In: Fazendo Gênero 9, 2010, Florianópolis. Anais dp Fazendo Gênero 9, 2010.

4.
LOBO, A. S.. Vidas em Movimento. In: 27ª Reunião da Associação Brasileira de Antropologia, 2010, Belém. Anais da 27ª Reunião brasileira de antropologia, 2010.

5.
LOBO, A. S.; Sawyer, Donald . O papel da Sociedade no Estabelecimento de Politicas Públicas para as Savanas. In: IX Simpósio Nacional sobre o Cerrado e II Simpósio Internacional sobre Savanas Tropicais, 2008, Brasília. Savanas. Desafios e estratégias para o equilíbrio entre sociedade. agronegócios e recursos naturais. Planaltina - DF: Embrapa Cerrados, 2008. p. 1153-1173.

6.
LOBO, A. S.. Fazendo a Vida. Conjugalidade, Maternidade e Paternidade em Famílias de Mulheres Emigrantes, Cabo Verde.. In: 25ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2006, Goiânia. Anais da 25ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2006, 2006.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
LOBO, A. S.. Mothers and Grandmothers: Strategies for Construction of Motherhood in Cape Verde. In: Africa Conference 2010: Women, Gender and Sexualities in Africa, 2010, Austin. Africa Conference 2010: Women, Gender and Sexualities in Africa, 2010.

2.
LOBO, A. S.. A constituição da paisagem: o papel da colonização portuguesa na construção do espaço em Cabo Verde. In: IV Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2009, Lisboa. Anais do IV Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2009.

Apresentações de Trabalho
1.
LOBO, ANDRÉA. VIDAS QUE ESPERAM? RELAÇÕES FAMILIARES ENTRE EMIGRANTES E AQUELES QUE FICAM, CABO VERDE. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
LOBO, ANDRÉA. Sobre as dores e as delícias das dinâmicas migratórias para os que ficam. Mulheres e a categoria 'espera' em Cabo Verde. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

3.
LOBO, ANDRÉA. Lives in waiting? Family relations between migrants and those who stay, Cape Verde. 2018. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
LOBO, ANDRÉA. Mulheres em trânsito pelo Atlântico: As rabidantes caboverdianas e suas rotas comerciais. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

5.
LOBO, ANDRÉA. As meninas de hoje em dia... Pensando dinâmicas de conjugalidade e geração, Cabo Verde. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
LOBO, ANDRÉA. Circulations et flux migratoires dans le cadre des dynamiques familiales: pour une perspectives analytiques de la société capverdienne. 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
LOBO, ANDRÉA. Les douleurs et les plaisirs de « faire famille » à distance. La réciprocité au sein du mouvement des personnes et des choses au Cap-Vert. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

8.
LOBO, ANDRÉA. Buying and selling between different worlds The Rabidantes from Cape Verde. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

9.
LOBO, ANDRÉA. Do pessoal ao institucional, e vice-versa: reflexões sobre os desdobramentos institucionais das pesquisas ? entre Brasil e Cabo Verde. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
LOBO, ANDRÉA. Reflexões sobre os desafios da pesquisa etnográfica em contextos de mobilidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

11.
LOBO, ANDRÉA. Destin d'un créole. Migrations et identités au Cap-Vert. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
LOBO, ANDRÉA. Pesquisando pesquisadores. Novos desafios do fazer etnográfico?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
LOBO, ANDRÉA. Seguindo famílias em movimento: Desafios da pesquisa etnográfica em contextos de mobilidade. 2016. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
LOBO, ANDRÉA. 'Quero Casar em Cabo Verde: Notas Sobre Conjuga/idades em Contextos Hétero e Homossexuais no Arquipélago de Cabo Verde'. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
LOBO, ANDRÉA. Destino de um crioulo. Fluxos migratórios e identidades em Cabo Verde. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
LOBO, ANDRÉA. Família e migrações em Cabo Verde. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

17.
LOBO, ANDRÉA; MIGUEL, F. . ?Quero casar em Cabo Verde?. Notas sobre conjugalidades em contextos hétero e homossexuais no arquipélago. 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
LOBO, ANDRÉA. Entre (dis)funcionalidades e (des)estruturas: pensando políticas sobre a família em Cabo Verde. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
LOBO, ANDRÉA. Relações familiares, fatos da vida ou objetos de construção? Reflexões a partir da etnografia. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

20.
LOBO, A. S.. A carne é fraca? Afetividade e sexualidade entre cabo-verdianas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
LOBO, A. S.. 'Entre Brasil e Cabo Verde: sobre famílias, fluxos e trajetórias de pesquisa'. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

22.
LOBO, A. S.. Bambinos and kasu bodi: Comments on linguistic appropriations in Cape Verde island Creole. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
LOBO, A. S.. The 'Encomendas'. The flow of things in Cape Verde transnational family relations. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
LOBO, A. S.. Afetividades e migrações internacionais. Discussões a partir do caso de Cabo Verde. 2013. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

25.
LOBO, A. S.. Entre o ficar e o partir. Sobre migrações e outros fluxos em Cabo Verde. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

26.
LOBO, A. S.. Estudos Antropológicos em e sobre contextos africanos a partir do Brasil: um breve balanço. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

27.
LOBO, A. S.. A Estrutura Familiar cabo-verdiana em debate: novos tempos, novos desafios. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
LOBO, A. S.. Economia Informal: o caso das mulheres rabidantes do Sucupira. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
LOBO, A. S.. Só uma Cartinha: o fluxo de coisas nas relações familiares transnacionais em Cabo Verde. 2012. (Apresentação de Trabalho/Outra).

30.
LOBO, A. S.. Dinâmicas Familiares e Mobilidades: reflexões a partir de Cabo Verde. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

31.
LOBO, A. S.. Ficar ou partir? Sobre trajetórias e movimentos na sociedade cabo-verdiana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

32.
LOBO, A. S.. Um olhar antropológico sobre a família Caboverdiana. 2011. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
LOBO, A. S.. Afetividades e migrações internacionais. Discussões a partir do caso de Cabo Verde. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

34.
LOBO, A. S.. The flow of things and News in Cape Verde transnational Family relations. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

35.
LOBO, A. S.. Mothers and Grandmothers: Strategies for Construction of Motherhood in Cape Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
LOBO, A. S.. Familias em movimento. Circualção e movimento na configuração de maternidades e paternidades em Cabo Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

37.
LOBO, A. S.. Vidas em Movimento. 2010. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

38.
LOBO, A. S.. "É do produtos brasileiro que os clientes gostam". 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

39.
LOBO, A. S.. Falando de Famílias e fluxos migratórios: reflexões de uma antropóloga brasileira em Cabo Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

40.
LOBO, A. S.. "It is brazilian products clients like the most": Rabidantes and the commercial route between Brazil and Cape Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
LOBO, A. S.. Do feio ao belo. Aridez, seca, patromônio natural e identidade em Cabo Verde. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

42.
LOBO, A. S.. Água Mineral ou Parque Nacional? Conservação, lazer e outras apropriações possíveis. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

43.
LOBO, A. S.. Trajetórias de Vida e Movimentos. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

44.
LOBO, A. S.. A Constituição da Paisagem: o papel da colonização portuguesa da construção do espaço em Cabo Verde. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

45.
LOBO, A. S.. Trocando coisas e mantendo relações. O papel do fluxo de objetos e informações na configuração de relações familiares transnacionais em Cabo Verde.. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

46.
LOBO, A. S.; Sawyer, Donald . O Papel da Sociedade no Estabelecimento de Políticas Públicas para as Savanas. 2008. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

47.
LOBO, A. S.. Visibilidade e Sustentabilidade do extrativismo no Brasil. O caso do Cerrado Brasileiro. 2007. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

48.
LOBO, A. S.. Fazendo a Vida. Conjugalidade, Maternidade e Paternidade em Famílias de Mulheres Emigrantes, Cabo Verde. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
LOBO, ANDRÉA. Prefácio. Curitiba, 2016. (Prefácio, Pósfacio/Prefácio)>.

2.
LOBO, A. S.; MATA, Daniel ; ROCHA, Juliana ; PARREIRAS, L. ; SOUSA, Cristiane ; ALMEIDA, M. ; LISNIOWSKI, S. . Marco Teórico-Conceitual - Pesquisa Atividades Produtivas Urbanas. Desafios para a Sustentabilidade. Brasília: IPEA, 2009 (Relatório de Pesquisa).

3.
LOBO, A. S.; Sawyer, Donald . O Programa de Pequenos Projetos Ecossociais. Brasilia, 2007. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
LOBO, A. S.. O que é realmente o microcrédito? Relatório de análise de formas de acesso ao crédito e sistematização de experiências.. 2008.

2.
Bavaresco, Andreia ; LOBO, A. S. . Empoderamento Comunitário. Casos do Cerrado e Amazônia. 2007.

Trabalhos técnicos
1.
LOBO, ANDRÉA. Revista Horizontes Antropológicos (Parecerista Ad Hoc). 2016.

2.
LOBO, ANDRÉA. Revista Etnográfica (paecerista Ad Hoc). 2015.

3.
LOBO, ANDRÉA. Revista AfroÁsia (Parecerista Ad Hoc). 2015.

4.
LOBO, ANDRÉA. Revista Vibrant (parecerista Ad Hoc). 2015.

5.
LOBO, ANDRÉA. Revista Campos (parecerista Ad Hoc). 2015.

6.
LOBO, A. S.. Campos - Revista de Antropologia Social (parecerista ad hoc). 2010.

7.
LOBO, A. S.. Revista Ideas. Interface em Desenvolvimento, Agricultura e Sociedade (parecerista ad hoc). 2010.

8.
LOBO, A. S.. Revista Estudos Feministas (parecerista ad hoc). 2010.

9.
LOBO, A. S.; CARRAZZA, Luis ; Sawyer, Donald . Processos de Certificação Alternativas. Experimentos em certificação de origem, certificação ecossocial e certificações participativas.. 2008.

10.
LOBO, A. S.. Fluxos de Carbono na Amazônia e no Cerrado: um olhar socioambiental. Autor: SAWYER, Donald. 2008.

11.
LOBO, A. S.. Acesso e Repartição de Benefícios: comentários. 2007.

12.
LOBO, A. S.; GUILLAUME, E. ; Sawyer, Donald . Florelos. Elos Ecossociais entre as florestas brasileiras. 2005.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
LOBO, ANDRÉA; MOUTINHO, L. . Simposio Especial RBA:Olhares cruzados para África: trânsitos e mediações. 2016. (Programa de rádio ou TV/Mesa redonda).


Demais tipos de produção técnica
1.
LOBO, A. S.; LAURENT, P. . Metodologia de Pesquisa em Contextos Familiares. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

2.
LOBO, ANDRÉA. Relatório Final de Atividades: Transformações do mundo de circulação nas formas estabelecidas de sociabilidade. 2015. (Relatório de pesquisa).

3.
LOBO, A. S.. Família e Gênero. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

4.
LOBO, A. S.. Dinâmicas Políticas na África Contemporânea. 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

5.
Bavaresco, Andreia ; NOLETO, Juliana ; SIQUEIRA, J. ; LOBO, A. S. . O Cerrado Braslieiro nos Territórios Indigenas. 2007. (Cartas, mapas ou similares/Mapa).

6.
LOBO, A. S.. A Problemática do Conhecimento Tradicional Associado. 2007. (Relatório de pesquisa).

7.
LOBO, A. S.; Sawyer, Donald ; CARRAZZA, Luis . Long Live the Cerrado!. 2006. (Editoração/Catálogo).



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
OSÓRIO, Patrícia; LOBO, ANDRÉA. Participação em banca de Sara Rodrigues Baena Castillo. Para onde devem voar os pássaros depois do último céu? um estudo sobre os processos de pertencimento palestino em Barra do Garças. 2018. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea) - Universidade Federal de Mato Grosso.

2.
FORTES, M. C.; ROCHA, E.; VIEIRA, M. S.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Maria Auxilia da Cruz da Luz. FAMÍLIA, CUIDADOS E RESPONSABILIDADES NA ORIENTAÇÃO DOS SEUS MEMBROS --ILHA DE MADEIRA, SÃO VICENTE. 2016. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade de Cabo Verde.

3.
OLIVEIRA, L. R. C.; LOBO, A. S.; IGREJA, R.. Participação em banca de Bianca Alves Silveira. ?sob o céu azul de nuvens doidas da capital do meu país, nós legislamos? ? a ADI 4277 e o conceito de família na Câmara dos Deputados. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

4.
SIMIAO, D.; LOBO, A. S.; FONSECA, C.. Participação em banca de Ranna Mirthes Sousa Correa. PROCURAM-SE PAIS: UM ESTUDO ETNOGRÁFICO SOBRE INVESTIGAÇÕES DE PATERNIDADE PARA O REGISTRO CIVIL. 2016. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

5.
LOBO, A. S.; MOURA, C. P.. Participação em banca de Paloma K. M. da Silva. Seguindo Rotas: reflexões para uma etnografia da imigração haitiana no Brasil a partir do contexto de entrada pela tríplice fronteira norte. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

6.
TEIXEIRA, C. C.; LOWENKRON, L.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Mariana Cintra Rabelo. Salvar Cordeiros Imolados: A Gestão do Combate à Pornografia Infantil na Internet e a Proteção de Crianças. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

7.
LOBO, A. S.; OSÓRIO, Patrícia; AZEVEDO, M. T. O.. Participação em banca de Gustavo José Jordan Prado. Signos Identitários na comunidade de Varginha: construção narrativa da alteridade. 2012. Dissertação (Mestrado em Pós-Graduação em Estudos de Cultura Contemporânea) - Universidade Federal de Mato Grosso.

8.
OSÓRIO, Patrícia; LOBO, A. S.. Participação em banca de Gustavo José Jordan Prado. Signos Identitários na comunidade de Varginha: construção narrativa da alteridade. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Estudos de Cultura Contemporânea) - Universidade Federal de Mato Grosso.

9.
LOBO, A. S.; TRAJANO FILHO, W.; DIAS, J. B.. Participação em banca de Josué Tomasini Castro. Atos de Memória. As comemorações herero em Okahandja, Namíbia. 2009. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

10.
LEONARDOS, O; Sawyer, Donald; LOBO, A. S.. Participação em banca de Juliana Almeida Noleto. A Fábrica é dos Mehin. Desenvolvimento sustentável e povos indígenas vistos a partir do caso da FrutaSã. 2009. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília.

11.
LOBO, A. S.; RIBEIRO, Gustavo Lins; WOORTMANN, Ellen F.. Participação em banca de Yoko Nitahara Souza. A Comunidade Uchinanchu na Era da Globalização: contrastando "okinawanos" e "japoneses". 2009. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

12.
LOBO, A. S.; MOURÃO, Laís; SCHALUB, Leila. Participação em banca de Mario Rique Fernandes. Refazendo o Sertão: o lugar do buriti na cultura sertaneja de Terra Ronca - GO. 2009. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília.

13.
Sawyer, Donald; LOBO, A. S.; MOTA, Jose A.. Participação em banca de Nicholas Allain Saraiva. Estratégias para o Manejo Sustentável do Extrativismo do Buritu na Região dos Lençois Maranhenses. 2008. Dissertação (Mestrado em Desenvolvimento Sustentável) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
DIAS, J. B.; VELOSO, M. M.; ALVAREZ, G.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Ariel Nunes. Por um Cafuné Antropológico: Cultura Viva em tempos de crise. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

2.
MAZZOCCHETTI , J.; VUILLEMENOT, A. M.; LOBO, A. S.; CASTILLO, I. Y.; HURTADO, P. M.; PICCOLI, E.. Participação em banca de Christine Grard. Le Mur de la Honte Recherche d?inclusion dans la ville et de citoyenneté depuis les marges de Lima. 2018. Tese (Doutorado em Anthropologie Sociale) - Université Catholique de Louvain.

3.
TEIXEIRA, C. C.; LIMA, A. C. S.; PIRES, R. R.; ABREU, L. E. L.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Bruner Titonelli Nunes. Ipea: dos alinhamentos tecnocráticos à produção de conhecimentos para a sociedade. 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

4.
LOBO, A. S.; FURTADO, C.; EVORA, I.; LAURENT, P.. Participação em banca de Elisabeth Defreyne. ?Au rythme des tambor Ethnographie des mobilités des ?gens de Santo Antão? (Cap-Vert, Belgique, Luxembourg)?. 2016. Tese (Doutorado em Anthropologie Sociale) - Université Catholique de Louvain.

5.
TRAJANO FILHO, W.; LOBO, A. S.; DIAS, J. B.; TOMAZ, O. R.; MACAGNO, L.. Participação em banca de Josué Tomasini Castro. A Política Ovaherero: poder e conflito na Namíbia central. 2013. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

6.
LOBO, A. S.; RIBEIRO, G. L.; WOORTMANN, E.; OLIVEN, R.; MACHADO, I. R.. Participação em banca de Sandro Martins de Almeida Santos. A família transnacional da Nova Era e a globalização do (((amor))) em Alto Paraíso de Goiás, Brasil. 2013. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

7.
LOBO, A. S.; WOORTMANN, E.; Schiochet, Leonardo; PEIRANO, Marisa; SILVA, Kelly. Participação em banca de Sônia Cristina Hamid. (Des)Integrando refugiados: os processos do reassentamento de Palestinos no Brasil. 2012. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

8.
OLIVEIRA, L. R. C.; LOBO, A. S.; TEIXEIRA, C. C.. Participação em banca de Roderlei Nagib Goes. Dos filhos (desaparecidos) deste solo és mãe gentil?. 2012. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

9.
SILVA, Kelly; LOBO, A. S.; Schiochet, Leonardo; PEIRANO, Marisa; SEYFERT, Giralda. Participação em banca de Sônia Cristina Hamid. (Des)Integrando Refugiados: os processos de reassentamento de Palestinos no Brasil. 2011. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Doutorado
1.
MOURA, C. P.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Paloma Karuza Maroni da Silva. Um olhar sobre as dinâmicas de (i)mobilidade: imigrantes haitianos como força de trabalho na indústria alimentícia de Encantado (Vale do Taquari ? RS). 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília.

2.
TEIXEIRA, C. C.; LOBO, A. S.; SILVA, C. T.. Participação em banca de Ivan Stibich. A reestruturação da Funai: etnografia de um processo. 2016. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília.

3.
TEIXEIRA, C. C.; LOBO, A. S.; ABREU, L. E. L.. Participação em banca de Ariel Nunes. Diversidade Cultural através do Programa Cultura Viva: interfaces de um campo político. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília.

4.
TEIXEIRA, C. C.; LOBO, A. S.; SILVA, Kelly. Participação em banca de Bruner Nunes. IPEA: ENTRE A TÉCNICA E A POLÍTICA. 2015. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia) - Universidade de Brasília.

5.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B.; TRAJANO FILHO, W.. Participação em banca de Josué Tomasini Castro. Política Herero. A socialidade do poder em comunidades Herero na Namíbia e em Botswana. 2010. Exame de qualificação (Doutorando em Antropologia Social) - Universidade de Brasília.

Qualificações de Mestrado
1.
FURTADO, C. A.; ROCHA, E.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Maria Sábado Ramos Semedo Tavares. Género e Islão em Cabo Verde: Processos de Conversão das Mulheres ao Islamismo e seus impactos nas dinâmicas familiares. 2018. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências Sociais) - Universidade de Cabo Verde.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
DIAS, J. B.; LOBO, ANDRÉA. Participação em banca de Diego Gomes Pereira Flores."Quem colocou o Jabuti na Árvore?": uma análise de mídia e imagem na criação de uma agenda política. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

2.
TEIXEIRA, C. C.; LOBO, ANDRÉA; ABREU, L. E. L.. Participação em banca de Lucas Ferreira Cruvinel.Da ocupação aos conselhos - notas etnográficas sobre a ação política estudantil na UnB. 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Universidade de Brasília.

3.
CAYON, L.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Carolina Ramos Sobreiro.Trilhas dos Imaginários sobre os Indígenas e Demografia Antiautoritária: Um experimento de Antropologia Anarquista. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

4.
FLEISCHER, S.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Pedro Henrique Machado Brandão.Reflexões sobre influência e poder no ambiente doméstico em entrevistas com trabalhadoras doméstica do Distrito Federal. 2013.

5.
MOURA, C. P.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Gabriel Henrique Colela Doyle.Percepções de operários sobre o espaço que edificam: três casos no Setor Noroeste. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

6.
SAUTCHUK, C. E.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Danielle Freitas Hendersen.Permacultura: as técnicas, o espaço, a natureza e o homem. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

7.
RIBEIRO, G. L.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Mari Sato.Percepção do Tempo e Espaço Pós-modernizados: Um Estudo da Compressão Espaço-Tempo no Aeroporto Internacional de Brasília. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

8.
SIMIAO, D. S.; LOBO, A. S.. Participação em banca de João Sassi de Almeida Santos.Adaptação e Identidade: o futebol como instrumento de socialização: o caso do Varjão. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

9.
Guilherme Sá; LOBO, A. S.. Participação em banca de Daniel Jorge Teixeira Cesar.Sob a bandeira pirata: estudo sobre identificação a partir da prática do compartilhamento de arquivos. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciencias sociais) - Universidade de Brasília.

10.
FLEISCHER, S.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Verônica Lucena da Silva.Construtos sociais sobre sexualidade durante a gravidez. Uma análise no âmbito do Espaço Ventre Livre. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciencias sociais) - Universidade de Brasília.

11.
DIAS, J. B.; LOBO, A. S.. Participação em banca de Cristian Pereira Philips.Os novos ?club kids? de Londres. 2011. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em ciencias sociais) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
LOBO, A. S.; FRY, P.; MOUTINHO, L.; MAGNANI, J. G.; SANTOS, J. T.. Concurso Publico para Docente na Universidade de São Paulo - USP. 2015. Universidade de São Paulo.

2.
OSÓRIO, Patrícia; SILVA, Carmen; LOBO, A. S.. Concurso Público de provas e Títulos para provimento de Cargo de Docente na área/sub-área de Antropologia/Teoria Antropológica do Campus universitário de Cuiabá. 2011. Universidade Federal de Mato Grosso.

Outras participações
1.
TRAJANO FILHO, W.; LOBO, A. S.; TEIXEIRA, C. C.. Comissão Examinadora de Candidatos a Seleção de Bolsa do Programa de Absorção de Recém Doutores (PRODOC). 2010. Universidade de Brasília.

2.
BORGES, A.; LOBO, A. S.; SIMIAO, D.. Comissão Examinadora do Exame de Seleção para o Mestrado/2010. 2010. Universidade de Brasília.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
42º Encontro Anual da ANPOCS. Sobre as dores e as delícias das dinâmicas migratórias para os que ficam. Mulheres e a categoria "espera" em Cabo Verde. 2018. (Congresso).

2.
II Seminário Internacional Conexões Atlânticas.Mulheres em trânsito pelo Atlântico: As rabidantes caboverdianas e suas rotas comerciais. 2018. (Seminário).

3.
IV Ciclo de Conferência e Seminário ? Universidade de Cabo Verde.Formas familiares em um mundo de mobilidades. 2018. (Seminário).

4.
séminaire du Groupe Interdisciplinaire sur l?Amérique latine (GRIAL).Études anthropologiques brésiliennes dans et sur les contextes africains: un bref examen. 2018. (Seminário).

5.
Seminário Internacional Pró-África: Performances de Gênero em Cabo Verde.Mesa Conflitos e Afetividades. 2018. (Seminário).

6.
Sixth Conference of the Research Group ?Integration and Conflict along the Upper Guinea Coast? at the Max Planck Institute for Social Anthropology.Lives in waiting? Family relations between migrants and those who stay, Cape Verde. 2018. (Seminário).

7.
Chaire Jacques Leclercq de mars 2017.Mobilités depuis l?archipel du Cap-Vert : aller au-delà de la question migratoire. 2017. (Simpósio).

8.
Chaire Singleton 2017.Les douleurs et les plaisirs de « faire famille » à distance. La réciprocité au sein du mouvement des personnes et des choses au Cap-Vert. 2017. (Seminário).

9.
Encontro ANPOCS 2017. Do pessoal ao institucional, e vice-versa: reflexões sobre os desdobramentos institucionais das pesquisas ? entre Brasil e Cabo Verde. 2017. (Congresso).

10.
European Conference on African Studies ECAS 2017. Buying and selling between different worlds The Rabidantes from Cape Verde. 2017. (Congresso).

11.
30 Reunião Brasileira de Antropologia, Mesa Redonda. Pesquisando pesquisadores. Novos desafios do fazer etnográfico?. 2016. (Congresso).

12.
Ciclo de Debates Cátedra Amilcar Cabral.Quero Casar em Cabo Verde: Notas Sobre Conjuga/idades em Contextos Hétero e Homossexuais no Arquipélago de Cabo Verde'. 2016. (Seminário).

13.
MOBILITÉS DEPUIS L?ARCHIPEL DU CAP-VERT : ALLER AU-DELÀ DE LA QUESTION MIGRATOIRE.Destin d'un créole. Migrations et identités au Cap-Vert. 2016. (Seminário).

14.
Seminário Internacional ?Desafios metodológicos sobre estudos de mobilidade humana contemporânea?.Reflexões sobre os desafios da pesquisa etnográfica em contextos de mobilidade. 2016. (Seminário).

15.
Seminário "Transformações do mundo de circulação: perspectivas sobre Cabo Verde".Seguindo famílias em movimento: Desafios da pesquisa etnográfica em contextos de mobilidade. 2016. (Seminário).

16.
III Encuentro de Antropolgía México Brasil.Relações familiares, fatos da vida ou objetos de construção? Reflexões a partir da etnografia. 2015. (Encontro).

17.
SEMINÁRIO FAMÍLIAS, SAÚDE E DIVERSIDADE CULTURAL.Família e migrações em Cabo Verde. 2015. (Seminário).

18.
Seminário Mundos em transformação e formas estabelecidas de sociabilidade: Família, gênero, migrações e cultura popular em Cabo Verde.Entre (dis)funcionalidades e (des)estruturas: pensando políticas sobre a família em Cabo Verde. 2015. (Seminário).

19.
Seminários de Antropologia.Quero casar em Cabo Verde?. Notas sobre conjugalidades em contextos hétero e homossexuais no arquipélago 2015. 2015. (Seminário).

20.
XII Congresso Luso-Afro-Brasileiro. Destino de um crioulo. Fluxos migratórios e identidades em Cabo Verde. 2015. (Congresso).

21.
29ª Reunião Brasileira de Antropologia. Estudos africanos em perspectiva. 2014. (Congresso).

22.
5th International Conference of the Research Group ?Integration and Conflict along the Upper Guinea Coast? Creole Languages and Postcolonial Diversity.Bambinos, kassu bodi and amigos: comments on linguistic appropriations in Cape Verde island Creole. 2014. (Outra).

23.
I Seminário Internacional Migrações e Mobilidade na América do Sul.Famílias e Migrações. 2014. (Seminário).

24.
Iº SEMINÁRIO INTERNACIONAL SOBRE ?A CONDIÇÃO FEMININA: IDENTIDADE, VULNERABILIDADE E INCLUSÃO SOCIAL".A carne é fraca? Afetividade e sexualidade entre cabo-verdianas. 2014. (Seminário).

25.
Seminários Procad."Entre Brasil e Cabo Verde: sobre famílias, fluxos e trajetórias de pesquisa". 2014. (Seminário).

26.
Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. Afetividades e migrações internacionais. Discussões a partir do caso das famílias caboverdianas. 2013. (Congresso).

27.
ECAS2013: African dynamics in a multipolar world. The Encomendas: the flow of things in Cape Verde transnational family relations. 2013. (Congresso).

28.
II Encontro Mexicano Brasileiro de Antropologia (II EMBRA)..Estudos Antropológicos em e sobre contextos africanos a partir do Brasil: um breve balanço. 2013. (Encontro).

29.
Seminários do CEPPAC.Entre o ficar e o partir. Sobre migrações e outros fluxos em Cabo Verde. 2013. (Seminário).

30.
28 Reunião da Associação Brasileira de Antropologia. Grupo de Trabalho ?Trânsitos Sul-Sul: Pessoas, mercadorias, conhecimento e políticas em fluxo por circuitos não centrais?. 2012. (Congresso).

31.
Colóquio Internacional Cabo Verde e Guiné Bissau. Percursos do saber e da ciência.Só uma cartinha: o fluxo de coisas nas relações transnacionais em Cabo Verde. 2012. (Outra).

32.
Diálogos Brasil-Cabo Verde.Crianças em cena. Sobre mobilidade infantil, família e fluxos migratórios em Cabo Verde. 2012. (Seminário).

33.
Escola de Negócios e Governação da Universidad de Cabo Verde.Economia Informal: o caso das mulheres Rabidantes do Sucupira. 2012. (Encontro).

34.
II Jornada sobre a família, violência e Genero em Cabo Verde.A estrutura familiar cabo-verdiana em debate: novos tempos, novos desafios. 2012. (Outra).

35.
Seminário Travessias antropológicas: estudos em contextos africanos.Negociando pelo mundo. As rabidantes caboverdianas e suas rotas comerciais. 2012. (Seminário).

36.
Conferência de abertura da terceira edição do Mestrado em Ciências Sociais da Universidade de Cabo Verde.Um olhar antropológico sobre a família cabo-verdiana. 2011. (Outra).

37.
Encuentro entre Antropólogos Mexicanos y Brasilenos.Afetividades e migrações internacionais. Discussões a partir do caso de Cabo Verde. 2011. (Encontro).

38.
Fifth Annual Conference of the Africans Borderlands Research Network ? Crossing African Borders: migration and Mobility. The flow of things and News in Cape Verde transnational Family relations. 2011. (Congresso).

39.
Seminário de Leitura Avançada em Antropologia.Ficar ou partir? Sobre trajetórias e movimentos na sociedade cabo-verdiana. 2011. (Seminário).

40.
2° do lado de lá do Atlântico.Falando de família e fluxos migratórios: reflexões de uma antropóloga brasileira em Cabo Verde. 2010. (Seminário).

41.
27ª Reunião brasileira de antropologia. Debatedora. 2010. (Congresso).

42.
27ª Reunião Brasileira de Antropologia. Vidas em Movimento. 2010. (Congresso).

43.
5° Enconctro nacional de estudos de consumo e 1° Encontro luso-brasileiro de estudos do consumo."É dos produtos brasileiros que os clientes gostam". 2010. (Encontro).

44.
Africa Conference 2010: Women, Gender and Sexualities in Africa. Mothers and Grandmothers: Strategies for Construction of Motherhood in Cape Verde. 2010. (Congresso).

45.
Cross-Border trade in Africa: the local politics of a global economy."It is Brazilian products clients like the most": Rabidantes and the commercial route between Brazil and Cape Verde. 2010. (Encontro).

46.
Fazendo Gênero 9. Familias em Movimento. Circulação e movimento na configuração de maternidades e paternidades em Cabo Verde. 2010. (Congresso).

47.
Fazendo Gênero 9. Debatedora. 2010. (Congresso).

48.
Seminário PROCAD: Patrimônio, Memória, Identidade.Do feio ao belo. Aridez, seca, patrimônio natural e identidade em Cabo Verde. 2010. (Seminário).

49.
IV Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. A constituição da paisagem: o papel da colonização portuguesa na construção do espaço em Cabo Verde. 2009. (Congresso).

50.
Lugares, pessoas e grupos: as políticas de pertencimento em perspectiva internacional.Trocando coisas e mantendo relações. O papel do fluxo de objetos e informações na configuração de relações familiares transnacionais em Cabo Verde.. 2009. (Seminário).

51.
OFICINA DE CAPACITAÇÃO E PLANEJAMENTO DE PROJETOS PPP-ECOS.Elementos de Elaboração de Projetos e Reformulação de Planos de Trabalho e Orçamento. 2008. (Oficina).

52.
Seminário Internacional de Planejamento Territorial no Brasil. 2008. (Seminário).

53.
Ai'utedzapari'wa nõri parteiras a'wuê Xavante - Encontro de Parteiras Xavante.Propriedade Intelectual. 2007. (Encontro).

54.
INTERNATIONAL SYMPOSIUM: PROMOTING LOCAL SPECIALITIES FROM SOUTHERN CONTRIES. ORIGIN-BASED PRODUCTS AND BIODIVERSITY: HERITAGE, TERRITORIES, GOVERNANCE.The experience of Small Grant Programme in the Cerrado biome - Brazil. 2007. (Simpósio).

55.
Comissão da União Européia: Inciativas e Programas de Cooperação. 2005. (Seminário).

56.
Indigenismo na América Latina> O estado da arte. 1999. (Seminário).

57.
Indigenismo. fim de século. 1998. (Seminário).

58.
3º Congresso de Iniciação Científica da UnB. 1997. (Congresso).

59.
Congresso Brasileiro de Unidades de Conservação. 1997. (Congresso).

60.
O imaginário português nas navegações. 1996. (Seminário).

61.
O significado da Terra. Diversidade e Perspectivas. 1996. (Seminário).

62.
Dimensões da Antropologia. O imaginário camponês. 1995. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LOBO, A. S.; SANTOS, C. A. B. P. ; SIMIAO, D. ; ROCHA, M. G. L. ; LABATE, B. ; PENA, G. L. ; FABREGAS, A. . III Encuentro de Antropología México Brasil. 2015. (Outro).

2.
LOBO, A. S.; FURTADO, C. ; DIAS, J. B. ; FORTES, C. . Seminário Mundos em transformação e formas estabelecidas de sociabilidade: Família, gênero, migrações e cultura popular em Cabo Verde. 2015. (Congresso).

3.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B. ; TRAJANO FILHO, W. ; PIMENTA, J. . Seminário "Autoctonia e Construção do Estado-Nação. 2013. (Outro).

4.
LOBO, A. S.. Seminários do DAN. 2011. (Outro).

5.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B. . Serminário Internacional África em Movimento. 2010. (Outro).

6.
LOBO, A. S.; DIAS, J. B. . Seminários do DAN. 2010. (Outro).

7.
TRAJANO FILHO, W. ; LOBO, A. S. ; DIAS, J. B. . Lugares, pessoas e grupos: as políticas de pertencimento em perspectiva internacional. 2009. (Outro).

8.
LOBO, A. S.; CARRAZZA, Luis ; Sawyer, Donald . Oficina de Capacitação e Planejamento para entidades selcionadas em 2007 pelo PPP-ECOS. 2008. (Outro).

9.
LOBO, A. S.; CARRAZZA, Luis ; Sawyer, Donald . II Oficina de Capacitação e Planejamento para entidades Selecionadas em 2006 pelo PPP-ECOS. 2007. (Outro).

10.
LOBO, A. S.; CARRAZZA, Luis . Seminário Tecnológico para Baru, Pequi e Babaçu. 2007. (Outro).

11.
LOBO, A. S.; Bavaresco, Andreia ; NOLETO, Juliana ; SIQUEIRA, J. ; Sawyer, Donald ; Henyo Trindade Barretto Fº . seminário ?Definição de diretrizes e estratégias para composição de um GT para pesquisadores indígenas do Cerrado?. 2007. (Outro).

12.
LOBO, A. S.; GALINKIN, M. . Ações e Estratégias para Controle Social do Mercado da Soja. Encontro Articulação Soja Brasil ? Coalizão Soja Holanda. 2006. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Vinicius Venancio de Sousa. A migração caboverdiana se seus fluxos. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília. (Orientador).

2.
Julia Capdeville. Migrações econômicas: reflexões. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

3.
Bruna Pratesi de Oliveira. Chegadas e permanências: uma etnogra&a das interaçõesglobais no Vale Sagrado peruano. Início: 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
André Filipe Justino. Pensando infâncias e etnografando crianças: repensando conceitos a partir de CaboVerde. Início: 2018. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Francisco Miguel. (Homo)sexualidades, masculinidades e movimento LGBT em África: a partir de Moçambique. Início: 2017. Tese (Doutorado em Antropologia Social) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Nathália Barcelos Ubialli. Construção da mulher e amor romântico e a influência da religião nestes. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Luiza Báo Sobreira. IML: reflexões sobre morte. Início: 2018. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. (Orientador).

3.
Caroline Vicentin Gonçalves. Leitoras de romance no Facebook: uma reflexão. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Licia Schroeder. FORA DO ROL: IMIGRANTES NIGERIANOS ENTRE O ESTATUTO DO ESTRANGEIRO E A NOVA LEI DE MIGRAÇÃO. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

2.
Alex Sandro Lopes Cordeiro. FAZER FAMÍLIA E CIDADE NA HABITAÇÃO DA RUA: Brasília em suas múltiplas habitabilidades. 2018. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

3.
ANdré Filipe Justiono de Morais. Pensando infâncias e etnografando crianças na Ilha Fogo, Cabo Verde. 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

4.
Davidson Arrumo Gomes. Integração dos imigrantes guineenses no mercado laboral: estudo de caso dos carpinteiros na Praia. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade de Cabo Verde, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

5.
Francisco Paolo Vieira Miguel. ?Levam má bô?: (homo)sexualidades entre os sampadjudus da Ilha de São Vicente de Cabo Verde. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

6.
Carolina Perini de Almeida. Os troncos, suas raízes e sementes. Dinâmicas familiares, fluxos de pessoas e história em aldeias Terena. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

7.
Chirley Ferreira Mendes. Uma vitrine do Brasil: Telenovelas brasileiras entre estudantes africanos. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

8.
Marcio Adriano de Paula. Acaso, destino e revelação: um estudo sobre circulação, projetos familiares e trajetórias na formação de jogadores de futebol. 2013. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Fundação Ford. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

9.
Maria Anilda Martins da Veiga. (Re)configuração identitária das mulheres cujos maridos/companheiros emigraram: Uma análise a partir das mulheres de Pilão-Cão. 2013. Dissertação (Mestrado em Ciências Sociais) - Universidade de Cabo Verde, . Orientador: Andréa de Souza Lobo.

10.
Claudia Fioretti Bongianino. Malas de Sonhos e Saudades. Família e mobilidade entre os caboverdianos na Itália. 2012. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

11.
Marcio Adriano de Paula. Circulação de crianças como jogadoras de futebol. 2011. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília, Fundação Ford. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Vinicius Venancio de Sousa. Mulheres em movimento: o caso das rabidantes cabo-verdianas. 2017. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília, Fundação de Apoio à Pesquisa do Distrito Federal. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

2.
Artur Santiago Brant Campos. O ?estado? da Morte: Uma etnografia junto a trabalhadores da morte. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

3.
Gabriela Cunha dos Santos. "Alimentar-se bem é honrar a vida": Uma etnografia sobre culinária natural em contexto urbano. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

4.
Mariana Ramos Bezerra. Os saberes antropológicos aplicados ao mercado privado: o papel do antropólogo e da etnografia através do estudo de caso coolhunting. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

5.
Bruna Pratesi de Oliveira. Uma Etnografia do Slow Food e da Central do Cerrado: tendências do alimento bom, limpo e justo. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

6.
André Filipe Justino. O dragão e o baobá: visitando as relações China-África a partir do contexto caboverdiano. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília, Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

7.
Lyvia Rodrigues Barbosa. Capital, Habitus e Rito de Passagem: uma análise da mobilidade internacional discente da UnB. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

8.
Mateus Alves de Andrade Loiola. Por Outro Perfil de Consumidor: Estudo sobre Engajamento em Espaços Virtuais. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

9.
Juliana França Varella. Em busca de um sonho: uma análise do fluxo de estudantes brasileiros para a Bolívia. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

10.
Iorrana Lisboa Camboim. Tentando não comer venenos: práticas e discursos em torno dos ?alimentos?. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

11.
Jéssica Vasconcelos. Você é o que você consome? O consumo de produtos de luxo na sociedade contemporânea. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

12.
Danyelle Dias de Araújo. Que mercadoria são os óculos? Uma etnografia sobre o consumo na Chilli Beans. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

13.
Gabriela Guimarães Landim. Lingua e estigma nos processos de integração social de imigrantes brasileiros nos contextos inglês e português. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

14.
Gabriela Guimarães Landim. A língua e o processo de integração de imigrantes brasileiros nos contextos de Londres (Inglaterra) e Porto (Portugal). 2010. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em ciencias sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

Iniciação científica
1.
Helena Patini Lancellotti. Mudanças na estrutura familiar: uma análise comparativa feita a partir do modelo nuclear de familia. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciencias sociais) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Andréa de Souza Lobo.

2.
Bárbara de Souza Aquino. Relações familiares de trabalhadoras domésticas, resultado de uma herança histórica. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em ciencias sociais) - Universidade de Brasília. Orientador: Andréa de Souza Lobo.



Educação e Popularização de C & T



Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
LOBO, A. S.; SANTOS, C. A. B. P. ; SIMIAO, D. ; ROCHA, M. G. L. ; LABATE, B. ; PENA, G. L. ; FABREGAS, A. . III Encuentro de Antropología México Brasil. 2015. (Outro).

2.
LOBO, A. S.; FURTADO, C. ; DIAS, J. B. ; FORTES, C. . Seminário Mundos em transformação e formas estabelecidas de sociabilidade: Família, gênero, migrações e cultura popular em Cabo Verde. 2015. (Congresso).



Outras informações relevantes


Tesoureira da Associação Brasileira de Antropologia (ABA) - Gestão 2015-2016

Professora Visitante da Université Catholique de Louvain, Bélgica (2017)
Sócia Efetiva da Associação Brasileira de Antropologia (ABA)
Membro da The African Borderlands Research Network (ABORNE)
Pesquisadora Associada do Instituto Sociedade, População e Natureza (ISPN)
Coordenadora do Laboratório de Estudos em Contextos Africanos - ECOA/DAN/UnB



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 19/12/2018 às 2:11:54