Matias Spektor

Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq - Nível 2

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/2229838559139950
  • Última atualização do currículo em 17/09/2018


Matias Spektor é professor associado I de Relações Internacionais da Fundação Getulio Vargas. É autor de "18 dias: quando Lula e FHC se uniram para conquistar o apoio de Bush" (Objetiva, 2014), "Kissinger e o Brasil" (Zahar, 2009), organizador de "Azeredo da Silveira: um depoimento" (FGV, 2010) e co-organizador em três idiomas de "Origens da Cooperação Nuclear: uma história oral crítica entre Argentina e Brasil" (Woodrow Wilson International Center for Scholars e FGV, 2015). Foi pesquisador visitante na London School of Economics, no Council on Foreign Relations e no Woodrow Wilson International Center for Scholars, além de ocupar a Cátedra Rio Branco em King's College. É doutor pela Universidade de Oxford. Twitter: @MatiasSpektor (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Matias Spektor
Nome em citações bibliográficas
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS

Endereço


Endereço Profissional
Fundação Getúlio Vargas.
Edifício Fundação Getúlio Vargas
Bela Vista
01313902 - São Paulo, SP - Brasil
Telefone: (11) 37997777
URL da Homepage: www.matiasspektor.com


Formação acadêmica/titulação


2003 - 2007
Doutorado em Relações Internacionais.
University of Oxford, OX, Inglaterra.
Título: Equivocal Engagement: Kissinger, Silveira and the Politics of US-Brazil Relations (1969-1983), Ano de obtenção: 2007.
Orientador: Andrew Hurrell.
Bolsista do(a): University of Oxford, OXON, Inglaterra.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Moderna e Contemporânea.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Global.
2002 - 2003
Mestrado em Política da América Latina.
University of Oxford, OX, Inglaterra.
Título: Politics of US-Brazil Relations,Ano de Obtenção: 2003.
Orientador: Malcolm Deas and Andrew Hurrell.
Bolsista do(a): Conselho Britânico, CB, Grã-Bretanha.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Política Externa dos Estados Unidos.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História Global.
2000 - 2002
Mestrado em Relações Internacionais.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Brasil e Argentina entre a cordialidade oficial e o projeto de integração (1967-1983),Ano de Obtenção: 2002.
Orientador: Antonio C. Lessa.
Grande área: Ciências Humanas
Grande Área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional / Especialidade: Políticas Externas Comparadas.
Grande Área: Ciências Humanas / Área: História / Subárea: História do Brasil / Especialidade: História do Brasil República.
2000 - 2000
Aperfeiçoamento em Direito Internacional.
The Hague Academy of International Law, HA, Holanda. Ano de finalização: 2000.
Bolsista do(a): Governo Dinamarquês, GD, Dinamarca.
1995 - 1999
Graduação em Relações Internacionais.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.




Atuação Profissional



Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Cargo de confiança, Enquadramento Funcional: Coord. Centro de Relações Internacionais, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
1. Gestão da Rede Internacional de Pesquisa em Não-Proliferação Nuclear. Dentre as atividades realizadas está a recepção de pesquisadores doutorandos da rede incluindo nomes como: Michal Onderco, Joshua Baker, Xiaoyu Pu, Eliza Gheorghe, Jose Luis Rodriguez Aquino, Luca Lentini, Rodrigo Mallea, Ryan Alexander Musto, Stephen Herzog. 2. Gestão do Programa de História Oral da Política Externa Brasileira. Este programa inclui entrevistas com personagens da diplomacia nacional (Luiz Inácio Lula da Silva, Celso Amorim, Rubens Ricupero, Marcel Biato, Irene Gala, General Santos Cruz) quanto internacional (Gary Samore, Bob Einhorn, Denis Ross, James Jefferey, Scott Kemp, Trita Parsi, Richard Nephew, John Limbert, Barbara Slavin e Daniel Poneman). 3. Gestão do Programa de Atração de Arquivos Pessoais para o Acervo do CPDOC. Este programa inclui a negociação e o acesso às coleções de acervos pessoais de personagens-chave da política externa brasileira. 4. Gestão do Programa de Professores Visitantes. Este programa atrai para o Brasil pesquisadores internacionais sênior que ministram palestras na sede da FGV no Rio de Janeiro e São Paulo, e comumente são levados pela própria FGV para uma bateria de encontros com tomadores de decisão em Brasília. Esses nomes incluem acadêmicos como: Andrew Hurrell, Francis James Gavin, Kate Brown, Matthew Charles Jones, Vipin Narang.

Vínculo institucional

2016 - Atual
Vínculo: Cargo de Confiança, Enquadramento Funcional: Coordenador de Ensino de Graduação

Vínculo institucional

2007 - Atual
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor Adjunto, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Ministra regularmente as seguintes disciplinas na graduação: Relações Internacionais Contemporâneas, História das Relações Internacionais, Brasil nas Relações Internacionais, Políticas Externas Comparadas e Análise de Risco Político. Na pós-graduação, leciona Análise Política Internacional, Estratégias de Política Externa e Métodos de Pesquisa em Ciências Sociais.

Vínculo institucional

2014 - 2016
Vínculo: Cargo de Confiança, Enquadramento Funcional: Coordenador do Setor de Pesquisa - CPDOC

Vínculo institucional

2009 - 2013
Vínculo: Cargo de Confiança, Enquadramento Funcional: Coord. do Centro de Relações Internacionais

Vínculo institucional

2008 - 2011
Vínculo: Cargo de confiança, Enquadramento Funcional: Coordenador Editorial - série Entenda o Mundo

Atividades

08/2014 - Atual
Direção e administração, ESCOLA SUPERIOR DE CIÊNCIAS SOCIAIS, .

Cargo ou função
Coordenador do Setor de Pesquisa.
01/2011 - Atual
Ensino, Política Externa Brasileira, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Política Externa Brasileira
Relações Internacionais Contemporâneas
História das Relações Internacionais
02/2009 - 01/2013
Direção e administração, Centro de Relações Internacionais, .

Cargo ou função
Coordenador.
2008 - 2012
Ensino, MBA em Relações Internacionais, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Coordenador do MBA em Relações Internacionais

Folha de S. Paulo, FSP, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Colunista


London School of Economics, LSE, Inglaterra.
Vínculo institucional

2014 - 2014
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Global South Fellow

Vínculo institucional

2009 - 2009
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Visiting Fellow


King's College London, KCL, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2013 - 2013
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Cátedra Rio Branco


Woodrow Wilson International Center for Scholars, WWICS, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2012 - 2012
Vínculo: Professor Visitante, Enquadramento Funcional: Visiting Fellow


Council on Foreign Relations, CFR, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Professor vistante, Enquadramento Funcional: Visiting Fellow


University of Oxford, OX, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2005 - 2007
Vínculo: Tutor, Enquadramento Funcional: tutor
Outras informações
Tutor em Relações Internacionais e Política na América Latina (graduação) Tutor em Relações Internacionais da América Latina (pós-graduação)


The Tavistock Institute (London), TAV INST, Grã-Bretanha.
Vínculo institucional

2002 - 2005
Vínculo: Consultor, Enquadramento Funcional: Consultor


Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura, UNESCO, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2002
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Oficial de Projetos, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Celetista, Enquadramento Funcional: Assistente de Projetos, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.


Centro Brasileiro de Relações Internacionais, CEBRI, Brasil.
Vínculo institucional

2016 - 2017
Vínculo: Fellow, Enquadramento Funcional: Fellow da divisão de Política Externa



Projetos de pesquisa


2018 - Atual
Corrupção política e relações internacionais
Descrição: Este programa de pesquisa se propõe a melhorar nossa compreensão da corrupção política em democracias emergentes e como combatê-la. Para tanto, primeiro reinterpreta-se as visões acadêmicas dominantes sobre a evolução da autonomia do Estado no mundo em desenvolvimento, concentrando-se nos mecanismos que cercam a dominância dos grupos de interesse. Em seguida, avalia-se como precisamente o domínio dos grupos de interesse está ligado à corrupção endêmica nos países em desenvolvimento. Finalmente, analisa-se a interseção entre política doméstica e internacional para estimar as condições sob as quais a luta contra a corrupção endêmica tem uma chance de sucesso..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
Reducing Nuclear Risks in Brazil Through Democratic Governance
Descrição: This project establishes the minimum requirements for democratic governance in Brazil?s nuclear sector, with a view to reduce the risk of nuclear proliferation, terrorism and associated dangers. This effort is more necessary than ever given the current uncertainties that bedevil Brazil?s nuclear program..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2017 - Atual
A Política Externa do Governo Lula: uma história oral (Projeto FAPESP)
Descrição: Este projeto busca desenvolver uma interpretação informada por conceitos e embasada em fontes primárias sobre a política externa do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010), além de contribuir para o desenvolvimento de tecnologia de análise de dados qualitativos. O objetivo central é explicar como e por que o governo do PT embarcou em uma rota diplomática de caráter ativista, seus principais empecilhos e seus resultados..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Matias Spektor - Coordenador / Guilherme Fasolin - Integrante.Financiador(es): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo - Auxílio financeiro.
2014 - 2017
Mudança Social e Ascensão Internacional: As Relações Internacionais do Governo Lula
Descrição: Este projeto busca desenvolver uma interpretação informada por conceitos e embasada em fontes primárias sobre a política externa do governo de Luiz Inácio Lula da Silva (2003-2010)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2013 - 2017
Brazil in Global Nuclear Order
Descrição: Este projeto responde a quatro questões fundamentais sobre a trajetória da política nuclear Brasileira, a saber: (1) Por que o Brasil é o único país dos BRICS que nunca desenvolveu um programa para a construção de um explosivo nuclear; (2) Qual foi a dinâmica de negociação do programa nuclear brasileiro diante da política de não-proliferação dos Estados Unidos; (3) Qual foi a dinâmica de competição no campo nuclear entre Brasil e Argentina; (4) Por que, apesar de ser membro pleno do regime de não-proliferação nuclear, o Brasil do século XXI continua sendo um de seus principais críticos? As respostas a essas perguntas serão apresentadas numa série de dossiês eletrônicos, artigos acadêmicos e num livro assinado pelo coordenador do projeto..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) Doutorado: (2) .
Integrantes: Matias Spektor - Coordenador / Rodrigo Mallea - Integrante / Nicholas J. Wheeler - Integrante / Renata Dalaqua - Integrante / Eduardo Achilles Mello - Integrante / Bruno de Marco Lopes - Integrante / Vitor Sion - Integrante / Felipe Amorim - Integrante.Financiador(es): Carnegie Corporation of New York - Auxílio financeiro / Woodrow Wilson International Center for Scholars - Auxílio financeiro.
2011 - 2016
Potências Emergentes e Transformações Globais
Descrição: A década de 2000 facilitou o aparecimento ou o reaparecimento de potências emergentes. Brasil, Rússia, Índia, Turquia e China são as mais óbvias, mas as transformações globais da última década também incluem outros países fora do clube da OCDE. Essas potências emergentes representam vetores da enorme transformação econômica, política, tecnológica e social. Este programa de pesquisa e atividades é talhado para aprofundar o conhecimento existente sobre os impactos que as potências emergentes têm sobre a ordem global contemporânea e sobre as relações internacionais do Brasil..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Matias Spektor - Coordenador / Eduardo Jordão de Achilles Mello - Integrante / Rodrigo Mallea - Integrante / Eleni Lazarou - Integrante / Monique Sochaczewski Goldfeld - Integrante / Oliver Stuenkel - Integrante.Financiador(es): Fundação Getúlio Vargas - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 12
2011 - 2013
Brasil e Argentina na Ordem Nuclear Global
Descrição: O objetivo deste projeto é produzir novas fontes primárias para pesquisa sobre o tema, que permitirão a historiadores e internacionalistas reavaliar com detalhes a transformação da rivalidade nuclear entre os dois países numa parceria institucionalizada. O material também servirá para que o público em ambos países possa debater as melhores políticas para assegurar que o espírito e a prática da cooperação nuclear entre Brasil e Argentina seja sustentável num futuro que promete a atualização das ambições nucleares de cada um. O programa disponibilizará ao público centenas de horas de História Oral e milhares de documentos inéditos oriundos de Argentina, Brasil, Estados Unidos e Alemanha. Também patrocinará seminários, oficinas, sessões de treinamento para jovens acadêmicos, livros e teses de mestrado e doutorado sobre o tema. Esta iniciativa faz parte de uma rede internacional de estudos sobre a história internacional da proliferação nuclear. Também aglutina um conjunto de atividades realizadas em parceria com instituições e projetos no Brasil e no mundo..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Matias Spektor - Coordenador / Eduardo Jordão de Achilles Mello - Integrante / Rodrigo Mallea - Integrante / Nicholas Wheeler - Integrante / Renata Dalaqua - Integrante.Financiador(es): Economic and Social Research Council - Cooperação / Fundação Getúlio Vargas - Auxílio financeiro / Carnegie Corporation of New York - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 2
2009 - 2013
Memória Histórica e Estratégica da Energia Nuclear do Brasil
Descrição: Este projeto de pesquisa, documentação e divulgação sobre a história da energia nuclear no Brasil constitui a maior iniciativa já feita de caráter histórico sobre a energia nuclear no Brasil. Com duração de 24 meses, tem dois principais objetivos. O primeiro é a gravação (em áudio e vídeo) e o processamento de aproximadamente 100 horas de entrevistas de História Oral com personalidades, técnicos e homens públicos que tiveram atuação destacada na área da Energia Nuclear. Outro objetivo do projeto é a organização e disponibilização dos documentos que integram os arquivos pessoais de almirante Álvaro Alberto e do ministro Renato Archer. Isso possibilitará franquear o livre acesso público às informações contidas nas bases documentais que integram estes dois acervos. O projeto inclui a organização de um workshop e um seminário, além da publicação de um livro..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Matias Spektor - Integrante / Marly Silva da Motta - Coordenador / Eduardo Jordão de Achilles Mello - Integrante / Rodrigo Morais - Integrante.Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Financiadora de Estudos e Projetos - Auxílio financeiro.
Número de produções C, T & A: 8
2009 - Atual
Política Externa do Brasil Emergente
Descrição: Esta pesquisa discute o papel do Brasil na ordem internacional pós-Guerra Fria, com especial referência a sua transformação em um país emergente. Para tanto, será constituído um acervo de história oral por meio da coleta e organização de depoimentos dos principais atores que conduziram o Brasil nas suas relações internacionais desde a transição democrática até os dias de hoje, bem como a partir da consulta aos arquivos públicos e privados relacionados a esses indivíduos ou ao próprio tema. O objetivo central que norteia o projeto é analisar a natureza das nascentes concepções brasileiras novas de ordem global no inicio do século XXI..
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
2007 - 2010
Relações Internacionais e Política Externa do Governo Ernesto Geisel (1974-1979)
Descrição: Este projeto busca mapear o estado do conhecimento sobre a política externa e as relações internacionais do governo de Ernesto Geisel (1974-1979). O objetivo é analisar a produção intelectual sobre o tema, identificar áreas de consenso, contrapor linhas interpretativas, apontar questões ainda abertas e definir possíveis perguntas de pesquisa para o futuro. O projeto inclui a organização de um worshop intitulado "Relações Internacionais e Política Externa do Governo de Ernesto Geisel (1974-1979)" e realizado em 2008. O principal resultado deste projeto foi a publicação de Matias Spektor (org.), "Azeredo da Silveira: um depoimento" (Rio de Janeiro: Editora FGV, 2010)..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (1) .
Integrantes: Matias Spektor - Coordenador.
Número de produções C, T & A: 9


Membro de corpo editorial


2012 - Atual
Periódico: Fundação Alexandre de Gusmão
2012 - Atual
Periódico: Americas Quarterly
2010 - Atual
Periódico: Estudos Históricos (Rio de Janeiro)
2009 - Atual
Periódico: Global Change, Peace & Security (Australia)
2009 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)


Revisor de periódico


2009 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Política Internacional
2006 - 2006
Periódico: Revista Brasileira de Política Internacional
2005 - 2005
Periódico: Evaluation: International Journal of Theory, Research and Practic
2006 - 2006
Periódico: Cold War History Journal
2008 - Atual
Periódico: Cena Internacional (UnB)
2011 - Atual
Periódico: Brazilian political science review
2011 - Atual
Periódico: Dados (Rio de Janeiro. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Revista Brasileira de Ciências Sociais (Impresso)
2012 - Atual
Periódico: Contexto Internacional (PUCRJ. Impresso)
2012 - Atual
Periódico: The International History Review
2014 - Atual
Periódico: Journal of Latin American Studies
2014 - Atual
Periódico: Bulletin of Latin American Research


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Relações Internacionais Contemporâneas.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Políticas Externas Comparadas.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Ciência Política / Subárea: Política Internacional/Especialidade: Política Externa do Brasil.


Prêmios e títulos


2017
Reducing Nuclear Risks in Brazil Through Democratic Governance, The MacArthur Foundation.
2017
História Oral, Fapesp.
2017
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Coorporation of New York.
2016
International and Nuclear Security, The Stanton Foundation.
2016
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Corporation of New York.
2015
International and Nuclear Security, The Stanton Foundation.
2015
Bolsista de Produtividade, CNPQ.
2015
Special Projects Research Funding, Hewlett Foundation.
2015
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Corporation of New York.
2015
Edital Universal, CNPQ.
2014
Global South Fellow, London School of Economics (LSE).
2014
Edital Pandiá Calógeras, Instituto Pandiá Calógeras/CNPq.
2014
Edital Universal, CNPq.
2014
Special Projects Research Funding, Hewlett Foundation.
2014
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Corporation of New York.
2013
Cátedra Rio Branco em King's College London, Capes.
2013
Edital Universal, CNPq.
2013
Special Projects Research Funding, Hewlett Foundation.
2013
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Corporation of New York.
2012
Bolsista de Produtividade, 2, CNPq.
2012
Jovem Cientista do Nosso Estado, Faperj.
2012
Special Projects Research Funding, Hewlett Foundation.
2012
Nuclear Proliferation International History Project, Carnegie Corporation of New York.
2012
Edital IPEA para elaboração de paper (2012), Ipea.
2012
Visiting Fellow, Woodrow Wilson International Center for Scholars (EUA).
2010
Visiting Fellowship, Council on Foreign Relations (CFR).
2009
Visiting Fellowship, IDEAS/London School of Economics.
2009
Prêmio de melhor docente, FGV Management Rio.
2009
Financiamento para o Projeto Azeredo da Silveira do CPDOC/FGV, Fonte privada.
2005
Postgraduate conference grant, Society for Latin American Studies.
2005
Bolsa de pesquisa, Cyril Foster Fund.
2005
Bolsa de pesquisa, Centre for Brazilian Studies at Oxford.
2005
Bolsa de pesquisa, Latin American Centre at Oxford.
2004
Bolsa de pesquisa, Gerald R. Ford Presidential Library.
2004
Bolsa de pesquisa, Cyril Foster Fund.
2004
Bolsa de pesquisa, Centre for Brazilian Studies at Oxford.
2004
Bolsa de pesquisa, Latin American Centre at Oxford.
2004
Hardship fund, Centre for Brazilian Studies at Oxford.
2003
Bolsa de viagem de trabalho, Latin American Centre at Oxford.
2003
Bolsa de viagem, Roger Brew Fund.
2002
Chevening Postgraduate Award, British Council.
2000
Hague Academy Course Grant, Governo da Dinamarca.
1994
Brasil 500 Anos, Gabinete Português de Leitura (Bahia).


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
SPEKTOR, M.2018SPEKTOR, M.; MELLO, E. A. . Brazil: The Costs of Multiparty Presidentialism. Journal of Democracy, v. 29, p. 113-127, 2018.

2.
SPEKTOR, MATIAS2017SPEKTOR, MATIAS. The evolution of Brazil's nuclear intentions. The Nonproliferation Review, v. 23, p. 635-652, 2017.

3.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2016SPEKTOR, M.; MELLO, E. A. . How to Fix Brazil: Breaking an Addiction to Bad Government. Foreign Affairs (New York, N.Y.), v. 3, p. 5, 2016.

4.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2011SPEKTOR, M.. WikiLeaks nas Relações Internacionais. Política Externa (USP), v. 19, p. 19-29, 2011.

5.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2010SPEKTOR, M.. Economists with guns: authoritarian development and US-Indonesian relations, 1960-1968 (Book Review). Cold War History, v. 10, p. 136-137, 2010.

6.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2010SPEKTOR, M.. Ideias de ativismo regional: a transformação das leituras brasileiras da região. Revista Brasileira de Política Internacional (Impresso), v. 53, p. 25-44, 2010.

7.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2010SPEKTOR, M.. Globalização e Estado nas revoluções globais de 1968: Irã, Brasil e Indonésia. Estudos Históricos (Rio de Janeiro), v. 23, p. 363-376, 2010.

8.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2010SPEKTOR, M.. Lincoln Gordon (1913-2009), o internacionalismo liberal da Guerra Fria no Brasil. Política Externa (USP), v. 18, p. 147-150, 2010.

9.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2008SPEKTOR, M.. Anti-Americanism in Latin America and the Caribbean (book review). Bulletin of Latin American Research, v. 28, p. 146-147, 2008.

10.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2005SPEKTOR, M.. Review: The Flawed Architect, Henry Kissinger and US Foreign Policy, by Jussi Hanhimaki. Yale Journal of International Affairs, New Heaven, v. 1, n.1, p. 180-182, 2005.

11.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2005SPEKTOR, M.. O dragao em sua jaula. Meridiano 47 (UnB), v. 63, p. 13-17, 2005.

12.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2004SPEKTOR, M.. Origens e direção do Pragmatismo Ecumênico e Responsável (1974-1979). Revista Brasileira de Política Internacional, Brasilia, v. 47, p. 191-222, 2004.

13.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2004SPEKTOR, M.. Review: Constructive Conflicts, by Louis Kriesberg. Millennium, London, v. 33, n.2, p. 429-431, 2004.

14.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2002SPEKTOR, M.. O Brasil e a Argentina entre a cordialidade oficial e o projeto de integração: a política externa do governo de Ernesto Geisel (1974-1979). Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 1, p. 117-145, 2002.

15.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2001SPEKTOR, M.. A abertura do Acervo Azeredo da Silveira da Fundação Getúlio Vargas. Revista Brasileira de Política Internacional, Brasília, v. 2, p. 1-4, 2001.

16.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2001SPEKTOR, M.. O mundo de Oscar Camilión. Cena Internacional (UnB), Brasília, v. 3, p. 153-172, 2001.

17.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2000SPEKTOR, M.. O desafio argentino ao Brasil republicano. Cena Internacional (UnB), v. 2, p. 89-110, 2000.

18.
SPEKTOR, M.;SPEKTOR, MATIAS2000SPEKTOR, M.; LESSA, Antônio C. ; CHIARELLI, Paulo . Cronologia das Relações Internacionais do Brasil: de 1945 a nossos dias. Cena Internacional, v. 2, p. 171-206, 2000.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
SPEKTOR, M.. 10 Desafios de Política Externa. 1. ed. Rio de Janeiro: http://midias.cebri.org/arquivo/10desafiosdaPEB.pdf, 2016.

2.
MALLEA, R. (Org.) ; SPEKTOR, M. (Org.) ; WHEELER, N.J. (Org.) . The Origins of Nuclear Cooperation: a Critical Oral History of Argentina and Brazil. 2. ed. Rio de Janeiro / Washington DC: Woodrow Wilson International Center for Scholars and FGV, com edições em português e espanhol, 2015.

3.
SPEKTOR, M.. 18 dias: quando Lula e FHC se uniram para conquistar o apoio de Bush. 1. ed. São Paulo: Objetiva, 2014. v. 1. 288p .

4.
SPEKTOR, M.; NEDAL, D. K. (Org.) . O que a China quer?. Rio de Janeiro: FGV, 2010. 133p .

5.
SPEKTOR, M.. Azeredo da Silveira: um depoimento. 1. ed. Rio de Janeiro: FGV, 2010. v. 1. 398p .

6.
SPEKTOR, M.. Kissinger e o Brasil. 1. ed. Rio de Janeiro: Jorge Zahar Editor, 2009. v. 1. 234p .

Capítulos de livros publicados
1.
SPEKTOR, M.. Brazil: Shadows of the Past and Contested Ambitions. In: Jeffrey Legro; Melvyn Leffler; William Hitchcock. (Org.). Shaper Nations Strategies for a Changing World. 1ed.: Harvard University Press, 2016, v. , p. 85-130.

2.
SPEKTOR, M.. Brazil's Nuclear Policy: the Case for Incrementalism. In: DALTON, Toby; KASSENOVA, Toghzhan; WILLIAMS,Lauryn. (Org.). Perspectives on the Evolving Nuclear Order. 1ed.Washington: Carnegie Endowment for International Peace, 2016, v. 1, p. 1-110.

3.
SPEKTOR, M.. Por uma nova doutrina de política externa brasileira. In: Matias Spektor. (Org.). 10 Desafios de Política Externa. 1ed.Rio de Janeiro: CEBRI, 2016, v. , p. 17-26.

4.
SPEKTOR, M.. Análise estratégica para as relações internacionais do Brasil. 10 Desafios de Política Externa. 1ed.Rio de Janeiro: CEBRI, 2016, v. , p. 133-143.

5.
SPEKTOR, M.. O projeto autonomista na política externa brasileira. In: Aristides Monteiro Neto. (Org.). Política Externa, Espaço e Desenvolvimento. 1ed.Brasília: Ipea, 2014, v. 3, p. 19-60.

6.
CASTRO NEVES, João Augusto. ; SPEKTOR, M. . Obama and Brazil. In: Abraham F. Lowenthal; Theodore J. Piccone; Laurance Whitehead. (Org.). Shifting the Balance: Obama and the Americas. Washington, DC: Brookings, 2011, v. , p. 43-54.

7.
CASTRO NEVES, João Augusto. ; SPEKTOR, M. . Obama e o Brasil. In: Abraham F. Lowenthal; Theodore J. Piccone; Laurance Whitehead. (Org.). Obama e as Américas. Rio de Janeiro: FGV, 2011, v. , p. 143-164.

8.
SPEKTOR, M.. O regionalismo do Brasil. In: Bernardo Sorj; Sergio Fausto. (Org.). Brasil e América do Sul: Olhares Cruzados. Rio de Janeiro: Centro Edelstein de Pesquisas Sociais, 2011, v. , p. 141-172.

9.
SPEKTOR, M.. Brazilian Assessments of the End of the Cold War. In: Artemy M. Kalinovsky; Sergey Radchenko. (Org.). The End of the Cold War and The Third World: New Perspectives on Regional Conflict (Cold War History). : Routledge, 2011, v. 1, p. -.

10.
SPEKTOR, M.; FLEMES, Daniel. . Brazil: The Underlying Ideas of Regional Policies. In: Flemes, Daniel. (Org.). Regional Leadership in the Global System - Ideas, Interests and Strategies of Regional Powers. Farnham: ASHGATE, 2010, v. , p. 191-204.

11.
SPEKTOR, M.. Les différentes logiques de la politique régionale du Brésil. In: Isablle Vagnoux; Daniel van Eeuwen. (Org.). Les relations interaméricaines en perspective: entre crises et alliances (234p.). Paris: Éditions de l'Institut des Amériques&Éditions de l'Institut des Hautes Études de l'Amérique latine, 2009, v. , p. 193-203.

Textos em jornais de notícias/revistas
1.
SPEKTOR, MATIAS. Haddad confronta dilema externo. Folha de S. Paulo, 13 set. 2018.

2.
SPEKTOR, MATIAS. Plataforma de política externa de Alckmin promete, mas ele entrega?. Folha de S. Paulo, 06 set. 2018.

3.
SPEKTOR, MATIAS. Bolsonaro propõe guinada pró-Trump na política externa. Fola de S. Paulo, 30 ago. 2018.

4.
SPEKTOR, MATIAS. Julgando os planos de política externa dos candidatos à Presidência. Folha de S. Paulo, 23 ago. 2018.

5.
SPEKTOR, MATIAS. Na disputa entre China e EUA na América do Sul, Pequim avança. Folha de S. Paulo, 16 ago. 2018.

6.
SPEKTOR, MATIAS. Plano de Bolsonaro encontra resistência nas Forças Armadas. Folha de S. Paulo, 09 ago. 2018.

7.
SPEKTOR, MATIAS. Reforma militar de Macri pressiona o Brasil. Folha de S. Paulo, 26 jul. 2018.

8.
SPEKTOR, MATIAS. Sem âncora diplomática, América do Sul fica à deriva. Folha de S. Paulo, 18 jul. 2018.

9.
SPEKTOR, MATIAS. O Brasil parece dividido, mas não está. Folha de S. Paulo, 12 jul. 2018.

10.
SPEKTOR, MATIAS. Bolsonaro lança sua mais audaciosa iniciativa de política externa. Folha de S. Paulo, 05 jul. 2018.

11.
SPEKTOR, MATIAS. Coalizão contra Lava Jato aproveita Copa para matar operação. Folha de S. Paulo, 28 jun. 2018.

12.
SPEKTOR, MATIAS. Israel de Bolsonaro. Folha de S. Paulo, 21 jun. 2018.

13.
SPEKTOR, M.. Lobby de política externa expõe suas rachaduras. Folha de S. Paulo, 14 jun. 2018.

14.
SPEKTOR, M.. Nenhum candidato questionará o apoio às 'campeãs nacionais'. Folha de S. Paulo, 07 jun. 2018.

15.
SPEKTOR, M.. Ciro da show de marketing de campanha, mas sua visão tem perna bamba. Folha de S. Paulo, 31 maio 2018.

16.
SPEKTOR, MATIAS. Sem reformas, risco político dispara. Folha de S. Paulo, 24 maio 2018.

17.
SPEKTOR, MATIAS. Volta dos militares à política abre as feridas do passado. Folha de S. Paulo, 17 maio 2018.

18.
SPEKTOR, MATIAS. Mercado erra ao minimizar risco de contágio eleitoral. Folha de S. Paulo, 10 maio 2018.

19.
SPEKTOR, MATIAS; MELLO, E. A. . How Brazil's Operation Car Wash Is Threatened by Politicans. Foreign Affairs, 07 maio 2018.

20.
SPEKTOR, MATIAS. Regime venezuelano dá seu primeiro grande passo em falso. Folha de S. Paulo, 03 maio 2018.

21.
SPEKTOR, M.. Unasul precisa ser chacoalhada, não fechada. Folha de S. Paulo, 26 abr. 2018.

22.
SPEKTOR, M.. Sem paciência. Folha de S. Paulo, 19 abr. 2018.

23.
SPEKTOR, M.. Debate entre direita e esquerda sobre a prisão de Lula erra feio. Folha de S. Paulo, 12 abr. 2018.

24.
SPEKTOR, M.. Corrupção no porto de Santos é problema internacional. Folha de S. Paulo, 05 abr. 2018.

25.
SPEKTOR, M.. Melhor que a alternativa. Folha de S. Paulo, 29 mar. 2018.

26.
SPEKTOR, MATIAS. Sociedade terá ajuda internacional para encontrar justiça para Marielle. Folha de S. Paulo, 22 mar. 2018.

27.
SPEKTOR, MATIAS. Escolha de Trump para CIA terá impacto sobre o Brasil. Folha de S. Paulo, 15 mar. 2018.

28.
SPEKTOR, MATIAS. Temer baterá o martelo sobre a próxima intervenção no exterior. Folha de S. Paulo, 08 mar. 2018.

29.
SPEKTOR, MATIAS. Renovação política precisa de uma sociedade aberta. Folha de S. Paulo, 01 mar. 2018.

30.
SPEKTOR, MATIAS. Intervenção no Rio abre espaço para uma diplomacia antitráfico. Folha de S. Paulo, 22 fev. 2018.

31.
SPEKTOR, MATIAS. Guinada de Trump afeta novo presidente do Brasil. Folha de S. Paulo, 15 fev. 2018.

32.
SPEKTOR, MATIAS. Troca de favor e proteção pautam relação do STF e outros poderes. Folha de S. Paulo, 01 fev. 2018.

33.
SPEKTOR, MATIAS. No exterior, julgamento de Lula atrai idiotas úteis. Folha de S. Paulo, 25 jan. 2018.

34.
SPEKTOR, MATIAS. Nossa crise fiscal tem tudo a ver com a corrupção. Folha de S. Paulo, 18 jan. 2018.

35.
SPEKTOR, MATIAS. Caldeirão dos sonhos. Folha de S. Paulo, 11 jan. 2018.

36.
SPEKTOR, MATIAS. Itamaraty inova e lança projeto de planejamento estratégico. Folha de S. Paulo, 21 dez. 2017.

37.
SPEKTOR, M.. Mercosul e UE estão na linha de chegada; é agora ou nunca. Jornal Folha de São Paulo, 14 dez. 2017.

38.
SPEKTOR, M.. Lava Jato dá fôlego à coalizão global anticorrupção. Jornal Folha de São Paulo, 07 dez. 2017.

39.
SPEKTOR, M.. Portugal tem conexão com a bandidagem brasileira. Jornal Folha de São Paulo, 30 nov. 2017.

40.
SPEKTOR, M.. Sem medo do eleitor, deputados empurram o país à falência. Folha de São Paulo, 23 nov. 2017.

41.
SPEKTOR, M.. Decisão de Huck sobre a presidência depende também de Angélica. Folha de São Paulo, 16 nov. 2017.

42.
SPEKTOR, M.. Almirante condenado na Lava Jato usa informação falsa sobre bomba nuclear. Folha de São Paulo, 09 nov. 2017.

43.
SPEKTOR, M.. Crime transnacional determina posição do Brasil no mundo. Folha de São Paulo, 02 nov. 2017.

44.
SPEKTOR, M.. Modelo de Luciano Huck não é Macron, mas Mauricio Macrio. Folha de São Paulo, 26 out. 2017.

45.
SPEKTOR, M.. Picuinha atrapalha a relação entre Temer e Macri. Fola de São Paulo, 19 out. 2017.

46.
SPEKTOR, M.. Redução do número de partidos terá impacto nulo. Folha de S. Paulo, 12 out. 2017.

47.
SPEKTOR, M.. Washington se prepara para a corrida presidencial brasileira. Folha de São Paulo, 05 out. 2017.

48.
SPEKTOR, M.. Instituições de controle funcionam mal e atrapalham a democracia. Folha de São Paulo, 28 set. 2017.

49.
SPEKTOR, M.. Livro é testemunho vivido do 'consigliere' diplomático do Brasil. Folha de São Paulo, 26 set. 2017.

50.
SPEKTOR, M.. Em Nova York, diplomacia brasileira lida com bullying de Trump. Folha de São Paulo, 21 set. 2017.

51.
SPEKTOR, M.. Sem saída militar, a crise da Coeria do Norte pede diplomacia. Folha de São Paulo, 14 set. 2017.

52.
SPEKTOR, M.. Áudios de Joesley revelam vícios do Judiciário. Folha de São Paulo, 07 set. 2017.

53.
SPEKTOR, M.. Brasil vai para a batalha do comércio exterior com a tropa dividida. Folha de São Paulo, 31 ago. 2017.

54.
SPEKTOR, M.. Viagem internacional de Bolsonaro definirá rumos da campanha. Folha de São Paulo, 24 ago. 2017.

55.
SPEKTOR, M.; MELLO, E. A. . Why Brazilian Politics Needs a Radical Makeover. Americas Quarterly, p. 1, 17 ago. 2017.

56.
SPEKTOR, M.. Informações falsas contaminam debate sobre parlamentarismo. Folha de São Paulo, 17 ago. 2017.

57.
SPEKTOR, M.. Retórica de Trump aumenta risco de incidente nuclear. Folha de São Paulo, 10 ago. 2017.

58.
SPEKTOR, M.. Começou o embate pela nova diplomacia do Brasil na Ásia. Folha de São Paulo], 03 ago. 2017.

59.
SPEKTOR, M.. Morre o principal operador brasileiro de política internacional. Folha de São Paulo, 27 jul. 2017.

60.
SPEKTOR, M.. Presidencialismo só é estável quando eleitor não tem informação. Folha de São Paulo, 20 jul. 2017.

61.
SPEKTOR, M.. Presidencialismo fracassou e enquista o Brasil no atraso. Folha de São Paulo, 13 jul. 2017.

62.
SPEKTOR, M.. Diplomacia de Temer para a Venezuela virou pura retórica. Folha de São Paulo, 06 jul. 2017.

63.
SPEKTOR, M.. Venezuelanos impõem uma derrota diplomática ao Brasil e aos EUA. Folha de São Paulo, 29 jun. 2017.

64.
SPEKTOR, M.. Foto de Temer e Putin no teatro Bolshoi é uma fina ironia do destino. Folha de São Paulo, 22 jun. 2017.

65.
SPEKTOR, M.. Enquanto TSE afundava a República, britânicos davam show de democracia. Folha de São Paulo, 15 jun. 2017.

66.
SPEKTOR, M.. Chefe militar de Médici pedia propina; qual a diferença hoje?. Folha de São Paulo, São Paulo, 08 jun. 2017.

67.
SPEKTOR, M.. A crise da liderança brasileira na América do Sul não é o que você pensa. Folha de São Paulo, São Paulo, 01 jun. 2017.

68.
SPEKTOR, M.. Nelson Jobim retrata como ninguém uma classe política acuada. Folha de São Paulo, São Paulo, 25 maio 2017.

69.
SPEKTOR, M.. Depois da delação de Mônica Moura, é hora da 'diplomacia do perdão'. Folha de São Paulo, São Paulo, 18 maio 2017.

70.
SPEKTOR, M.. Crise na Venezuela pede nova coalizão internacional. Folha de São Paulo, São Paulo, 11 maio 2017.

71.
SPEKTOR, M.. Escândalo de corrupção no submarino nuclear é reversível. Folha de São Paulo, São Paulo, 04 maio 2017.

72.
SPEKTOR, M.. Adesão à OCDE é uma excelente notícia para o cidadão brasileiro. Folha de S. Paulo, 27 abr. 2017.

73.
SPEKTOR, M.. Roubalheira contaminou a política externa, mas há espaço para mudança. Folha de São Paulo, 20 abr. 2017.

74.
SPEKTOR, M.. Inquéritos de Fachin revelam um sistema político podre e disfuncional. Folha de S. Paulo, 13 abr. 2017.

75.
SPEKTOR, M.. Erro de Maduro fortalece a estratégia do Mercosul para a Venezuela. Folha de São Paulo, 06 abr. 2017.

76.
SPEKTOR, M.. Trump prepara uma nova ofensiva e, desta vez, tem chance de vitória. Folha de São Paulo, 30 mar. 2017.

77.
SPEKTOR, M.. Os vícios da classe política atentam contra seus próprios interesses. Folha de São Paulo, 23 mar. 2017.

78.
SPEKTOR, M.. Com Trump, México não fará realinhamento em direção ao Brasil. Folha de São Paulo, 16 mar. 2017.

79.
SPEKTOR, M.. Análise de riscos ajudaria o Brasil a navegar a turbulência internacional. Folha de São Paulo, 09 mar. 2017.

80.
SPEKTOR, M.. Política externa não está preparada para dança de cadeiras no Itamaraty. Folha de São Paulo, 02 mar. 2017.

81.
SPEKTOR, M.. Estilo ativista de José Serra enfrentou obstáculos. Folha de São Paulo, 24 fev. 2017.

82.
SPEKTOR, M.. Crise na Coreia do Norte reativa a importância da embaixada do Brasil. Folha de São Paulo, 23 fev. 2017.

83.
SPEKTOR, M.. Má reputação no quesito corrupção atrapalha relações exteriores do Brasil. Folha de São Paulo, 16 fev. 2017.

84.
SPEKTOR, M.. Trump forçará governo e setor privado do Brasil a somar forças nos EUA. Folha de São Paulo, 09 fev. 2017.

85.
SPEKTOR, M.. Estratégia internacional de Trump não é errática nem irracional. Folha de São Paulo, 02 fev. 2017.

86.
SPEKTOR, M.. Negociação entre Temer e Trump pode ser vítima do vício da 'pós-verdade'. Folha de São Paulo, 26 jan. 2017.

87.
SPEKTOR, M.. Obama combateu vulgaridade no poder, mas legado diplomático é frágil. Folha de São Paulo, 12 jan. 2017.

88.
SPEKTOR, M.. A verdadeira guerra contra o narcotráfico é contra a ignorância. Folha de S. Paulo, 05 jan. 2017.

89.
SPEKTOR, M.. Jornalismo investigativo é pilar da democracia e precisa de cuidados. Folha de S. Paulo, 29 dez. 2016.

90.
SPEKTOR, M.. A formação da elite brasileira patina e condena o país ao atraso. Folha de São Paulo, 22 dez. 2016.

91.
SPEKTOR, M.. A elite econômica será obrigada a reformar a 'sociedade do privilégio'. Folha de São Paulo, 15 dez. 2016.

92.
SPEKTOR, M.. Vitória de Renan revela o fracasso da classe política da Nova República. Folha de S. Paulo, 08 dez. 2016.

93.
SPEKTOR, M.. Elite brasileira perde o rumo quando a sociedade mais precisa dela. Folha de São Paulo, 01 dez. 2016.

94.
SPEKTOR, M.. Ao denunciar Geddel, Calero usa retórica da nova geração de políticos. Folha de São Paulo, 24 nov. 2016.

95.
SPEKTOR, M.. Competição entre Trump e grandes potências cria demandas para o Brasil. Folha de São Paulo, 17 nov. 2016.

96.
SPEKTOR, M.. Eleição de Trump abre um ciclo assustador que precisa ser rebatido. Folha de São Paulo, 10 nov. 2016.

97.
SPEKTOR, M.. Nova Lei de Migração e diplomacia são respostas efetivas à crise na Venezuela. Folha de S. Paulo, 03 nov. 2016.

98.
SPEKTOR, M.. Crise na Venezuela pode virar combustível nas eleições de 2018. Folha de São Paulo, 27 out. 2016.

99.
SPEKTOR, M.. Diplomacias Rivais: A política externa de tucanos e petistas. Folha de S. Paulo, 25 out. 2016.

100.
SPEKTOR, M.. Na Índia e no Japão, Temer redefine os compromissos internacionais de Dilma. Folha de S. Paulo, 20 out. 2016.

101.
SPEKTOR, M.. PEC 241 terá efeito de longo prazo sobre a política externa brasileira. Folha de S. Paulo, 13 out. 2016.

102.
SPEKTOR, M.. ONU escolhe um candidato fora do comum para secretário-geral. Folha de S. Paulo, 06 out. 2016.

103.
SPEKTOR, M.. Brasil é beneficiado por acordo de paz, mas precisa de parceria com Colômbia. Folha de S. Paulo, 29 set. 2016.

104.
SPEKTOR, M.. Na ONU, Temer se legitima junto à comunidade internacional. Folha de S. Paulo, 22 set. 2016.

105.
SPEKTOR, M.. Vitória diplomática do governo Temer na Venezuela cria novos desafios. Folha de S. Paulo, 15 set. 2016.

106.
SPEKTOR, M.. Equívocos na comunicação do governo comprometem agenda de reformas. Folha de S. Paulo, 08 set. 2016.

107.
SPEKTOR, M.. Temer precisará conceber uma nova doutrina de política externa. Folha de S. Paulo, 01 set. 2016.

108.
SPEKTOR, M.. Política do governo para a Venezuela não é 'diplomacia do porrete'. Folha de S. Paulo, 25 ago. 2016.

109.
SPEKTOR, M.. Corrupção no setor nuclear expõe o Brasil à comunidade internacional. Folha de São Paulo, 18 ago. 2016.

110.
SPEKTOR, M.. No fio da navalha. Folha de S. Paulo, 11 ago. 2016.

111.
SPEKTOR, M.. AQ Top 5 Corruption Busters: Sérgio Moro. Americas Quarterly, p. 20, 10 ago. 2016.

112.
SPEKTOR, M.. Five Goals for Brazil's New Foreign Policy. Americas Quarterly, p. 10, 10 ago. 2016.

113.
SPEKTOR, M.. Eleição de Trump ameaça interesses fundamentais do Brasil. Folha de São Paulo, 04 ago. 2016.

114.
SPEKTOR, M.. Terrorismo na Argentina traz lições para o Brasil. Folha de São Paulo, 28 jul. 2016.

115.
SPEKTOR, M.. Clima de otimismo na economia traz desafios para a política externa. Folha de S. Paulo, 21 jul. 2016.

116.
SPEKTOR, M.. Risco externo. Folha de São Paulo, 07 jul. 2016.

117.
SPEKTOR, M.. 'Brexit' do Brasil. Folha de São Paulo, 30 jun. 2016.

118.
SPEKTOR, M.. Delação no Brasil foi sentida como golpe nos termos originais da visita. Folha de S. Paulo, 29 jun. 2016.

119.
SPEKTOR, M.. Caiu do céu. Folha de São Paulo, 23 jun. 2016.

120.
SPEKTOR, M.. Embaixada em Washington. Folha de São Paulo, 16 jun. 2016.

121.
SPEKTOR, M.. Drama de fronteira. Folha de São Paulo, 14 jun. 2016.

122.
SPEKTOR, M.. Temer faz a América. Folha de São Paulo, 09 jun. 2016.

123.
SPEKTOR, M.. Temer não intervém. Folha de São Paulo, 02 jun. 2016.

124.
SPEKTOR, M.. Sete apostas de Serra. Folha de São Paulo, 26 maio 2016.

125.
SPEKTOR, M.. Jogo aberto de Serra. Folha de São Paulo, 19 maio 2016.

126.
SPEKTOR, M.. Travessia à esquerda. Folha de São Paulo, 12 maio 2016.

127.
SPEKTOR, M.. Serra chanceler. Folha de São Paulo, 05 maio 2016.

128.
SPEKTOR, M.. O risco Temer. Folha de São Paulo, 28 abr. 2016.

129.
SPEKTOR, M.. Diplomacia interina. Folha de São Paulo, 21 abr. 2016.

130.
SPEKTOR, M.. No front externo, Temer pode esperar sem preocupação até posse. Folha de São Paulo, 18 abr. 2016.

131.
SPEKTOR, M.. 100 horas de Temer. Folha de São Paulo, 14 abr. 2016.

132.
SPEKTOR, M.. Radiações do Brasil. Folha de São Paulo, 07 abr. 2016.

133.
SPEKTOR, M.. A estratégia Temer. Folha de São Paulo, 31 mar. 2016.

134.
SPEKTOR, M.. Diplomacia do impeachment. Folha de São Paulo, 24 mar. 2016.

135.
SPEKTOR, M.. O passado do 3º mandato. Folha de S. Paulo, 17 mar. 2016.

136.
SPEKTOR, M.. Mãos limpas. Folha de S. Paulo, 10 mar. 2016.

137.
SPEKTOR, M.. Para rir ou chorar. Folha de S. Paulo, 03 mar. 2016.

138.
SPEKTOR, M.. Brasil de Evo. Folha de S. Paulo, 25 fev. 2016.

139.
SPEKTOR, M.. Lampreia e Camilión. Folha de S. Paulo, 18 fev. 2016.

140.
SPEKTOR, M.. Imagem externa. Folha de S. Paulo, 11 fev. 2016.

141.
SPEKTOR, M.. Brasil contra o terror. Folha de São Paulo, 04 fev. 2016.

142.
SPEKTOR, M.. Diplomacia do mosquito. Folha de São Paulo, 28 jan. 2016.

143.
SPEKTOR, M.. Política externa do BC. Folha de S. Paulo, 21 jan. 2016.

144.
SPEKTOR, M.. Dilma e Macri para-lamas. Folha de São Paulo, 14 jan. 2016.

145.
SPEKTOR, M.. Fim do consenso. Folha de S. Paulo, 07 jan. 2016.

146.
SPEKTOR, M.. Que projeto nacional?. Folha de S. Paulo, 31 dez. 2015.

147.
SPEKTOR, M.. Mecânicas do progresso. Folha de S. Paulo, 24 dez. 2015.

148.
SPEKTOR, M.. Diplomacia da crise. Folha de S. Paulo, 17 dez. 2015.

149.
SPEKTOR, M.. Vices. Folha de S. Paulo, 10 dez. 2015.

150.
SPEKTOR, M.. Má resolução. Folha de S. Paulo, 03 dez. 2015.

151.
SPEKTOR, M.. Relação com Brasil domina agenda de presidente eleito da Argentina. Folha de S. Paulo, 29 nov. 2015.

152.
SPEKTOR, M.. Estratégia da Vitória. Folha de S. Paulo, 26 nov. 2015.

153.
SPEKTOR, M.. Método Hollande. Folha de S. Paulo, 19 nov. 2015.

154.
SPEKTOR, M.. Mulheres diplomatas. Folha de S. Paulo, 12 nov. 2015.

155.
SPEKTOR, M.. Abram alas. Folha de S. Paulo, 05 nov. 2015.

156.
SPEKTOR, M.. Depois da rasteira. Folha de S. Paulo, 29 out. 2015.

157.
SPEKTOR, M.. Consenso novo. Folha de S. Paulo, 22 out. 2015.

158.
SPEKTOR, M.. Preocupação sistêmica. Folha de S. Paulo, 15 out. 2015.

159.
SPEKTOR, M.. A nova história. Folha de S. Paulo, 08 out. 2015.

160.
SPEKTOR, M.. A lógica do jogo. Folha de S. Paulo, 01 out. 2015.

161.
SPEKTOR, M.. A força do improviso. Folha de S. Paulo, 24 set. 2015.

162.
SPEKTOR, M.. Missão impossível. Folha de S. Paulo, 17 set. 2015.

163.
SPEKTOR, M.. Disputa em Nova York. Folha de S. Paulo, 10 set. 2015.

164.
SPEKTOR, M.. Na fronteira. Folha de S. Paulo, 03 set. 2015.

165.
SPEKTOR, M.. BNDES no exterior. Folha de S. Paulo, 27 ago. 2015.

166.
SPEKTOR, M.. Diplomacia a jato. Folha de S. Paulo, 20 ago. 2015.

167.
SPEKTOR, M.. Sob custódia. Folha de S. Paulo, 13 ago. 2015.

168.
SPEKTOR, M.. A questão externa. Folha de S. Paulo, 06 ago. 2015.

169.
SPEKTOR, M.. Visita presidencial à Nasa poderá reviver política espacial. Folha de S. Paulo, 01 jul. 2015.

170.
SPEKTOR, M.. Dilma enfrentará em viagem a assombração de Blair House. Folha de S. Paulo, 28 jun. 2015.

171.
SPEKTOR, M.. Operando como diplomata, Levy faz a América. Folha de S. Paulo, 27 jun. 2015.

172.
SPEKTOR, M.. Presidente Dilma vai procurar Condoleezza mais uma vez. Folha de S. Paulo, 26 jun. 2015.

173.
SPEKTOR, M.. Guerra às drogas tira peso político de visita de Dilma à Casa Branca. Folha de S. Paulo, 25 jun. 2015.

174.
SPEKTOR, M.. Brasil ganhará cacife político se entender melhor sua diáspora nos EUA. Folha de S. Paulo, 24 jun. 2015.

175.
SPEKTOR, M.. Itamaraty requer desinfetante da transparência. Folha de S. Paulo, 22 jun. 2015.

176.
SPEKTOR, M.. Militares dão força à visita de Dilma aos EUA. Folha de S. Paulo, 11 jun. 2015.

177.
SPEKTOR, M.. Brasil precisa gerir sua dependência da China. Folha de S. Paulo, 22 maio 2015.

178.
SPEKTOR, M.. A proposta. Folha de S. Paulo, 29 abr. 2015.

179.
SPEKTOR, M.. Virtudes do contorcionismo. Folha de S. Paulo, 15 abr. 2015.

180.
SPEKTOR, M.. Nem dirigir a palavra. Folha de S. Paulo, 01 abr. 2015.

181.
SPEKTOR, M.. Twitter de embaixador. Folha de S. Paulo, 18 mar. 2015.

182.
SPEKTOR, M.. Cardápio de opções. Folha de S. Paulo, 04 mar. 2015.

183.
CASTRO NEVES, João Augusto. ; SPEKTOR, M. ; STUENKEL, O. . O Brasil na Venezuela. Folha de S. Paulo, 02 mar. 2015.

184.
SPEKTOR, M.. Ginástica na cela. Folha de S. Paulo, São Paulo, 18 fev. 2015.

185.
SPEKTOR, M.. Política externa para-lamas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 04 fev. 2015.

186.
SPEKTOR, M.. Diplomacia do ajuste. Folha de S. Paulo, São Paulo, 21 jan. 2015.

187.
SPEKTOR, M.. Diplomacia da superexposição. Folha de S. Paulo, São Paulo, 07 jan. 2015.

188.
SPEKTOR, M.. Natalinas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 24 dez. 2014.

189.
SPEKTOR, M.. Nunca mais. Folha de S. Paulo, São Paulo, 10 dez. 2014.

190.
SPEKTOR, M.. Engenharia de transição. Folha de S. Paulo, São Paulo, 26 nov. 2014.

191.
SPEKTOR, M.. A Casa Branca de Dilma. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 nov. 2014.

192.
SPEKTOR, M.. Diplomacia da transição. Folha de S. Paulo, São Paulo, 29 out. 2014.

193.
SPEKTOR, M.. Política externa da polarização. Folha de S. Paulo, São Paulo, 15 out. 2014.

194.
SPEKTOR, M.. Se Dilma fica. Folha de S. Paulo, São Paulo, 01 out. 2014.

195.
SPEKTOR, M.. Desordem de Kissinger. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 set. 2014.

196.
SPEKTOR, M.. A escolha de Marina. Folha de S. Paulo, São Paulo, 03 set. 2014.

197.
SPEKTOR, M.. Legado de Eduardo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 20 ago. 2014.

198.
SPEKTOR, M.. Antes dos Brics. Folha de S. Paulo, São Paulo, 23 jul. 2014.

199.
SPEKTOR, M.. O risco de atrapalhar. Folha de S. Paulo, São Paulo, 09 jul. 2014.

200.
SPEKTOR, M.. A virada. Folha de S. Paulo, São Paulo, 25 jun. 2014.

201.
SPEKTOR, M.. Um país que pode. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 jun. 2014.

202.
SPEKTOR, M.. Tudo como está. Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 maio 2014.

203.
SPEKTOR, M.. Ato político. Folha de S. Paulo, São Paulo, 14 maio 2014.

204.
SPEKTOR, M.. Nossa tradição. Folha de S. Paulo, São Paulo, 30 abr. 2014.

205.
SPEKTOR, M.. Retaguarda exposta. Folha de S. Paulo, São Paulo, 16 abr. 2014.

206.
SPEKTOR, M.. Trocando figurinhas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 02 abr. 2014.

207.
SPEKTOR, M.. A política externa do regime militar. Folha de S. Paulo, São Paulo, 23 mar. 2014.

208.
SPEKTOR, M.. Fortaleza. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 mar. 2014.

209.
SPEKTOR, M.. É um tapa na cara do Brasil. Revista Época, São Paulo, 14 mar. 2014.

210.
SPEKTOR, M.. Contra a parede. Folha de S. Paulo, São Paulo, 05 mar. 2014.

211.
SPEKTOR, M.. Sem fronteiras. Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 fev. 2014.

212.
SPEKTOR, M.. Política externa de Aécio. Folha de S. Paulo, São Paulo, 05 fev. 2014.

213.
SPEKTOR, M.. Pragmatismo aos 40. Folha de S. Paulo, São Paulo, 08 jan. 2014.

214.
SPEKTOR, M.. A política externa de 2013. Folha de S. Paulo, São Paulo, 25 dez. 2013.

215.
SPEKTOR, M.. O mundo à esquerda. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 dez. 2013.

216.
SPEKTOR, M.. Com satisfação. Folha de S. Paulo, São Paulo, 27 nov. 2013.

217.
SPEKTOR, M.. 'Livro Branco de Política Externa'. Folha de S. Paulo, São Paulo, 13 nov. 2013.

218.
SPEKTOR, M.. Conselho pra quê?. Folha de S. Paulo, São Paulo, 30 out. 2013.

219.
SPEKTOR, M.. O que a gente quer. Folha de S. Paulo, São Paulo, 16 out. 2013.

220.
SPEKTOR, M.. Recomposição. Folha de S. Paulo, São Paulo, 02 out. 2013.

221.
SPEKTOR, M.. Cancelada. Folha de S. Paulo, São Paulo, 18 set. 2013.

222.
SPEKTOR, M.. Uma abertura para Figueiredo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 04 set. 2013.

223.
SPEKTOR, M.. Russas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 21 ago. 2013.

224.
SPEKTOR, M.. Algo melhor. Folha de S. Paulo, São Paulo, 07 ago. 2013.

225.
SPEKTOR, M.; BERGER, R. . Are Brazil protests the new normal?. CNN's Global Public Square, 31 jul. 2013.

226.
SPEKTOR, M.. O futuro em São Bernardo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 24 jul. 2013.

227.
SPEKTOR, M.. Portas abertas?. Folha de S. Paulo, São Paulo, 10 jul. 2013.

228.
SPEKTOR, M.. U.S. Nuclear Accommodation of Brazil a Model for Iran Policy?. World Politics Review, 08 jul. 2013.

229.
SPEKTOR, M.. Desordem e progresso. Folha de S. Paulo, São Paulo, 26 jun. 2013.

230.
SPEKTOR, M.. Guarda pretoriana para o chanceler. Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 jun. 2013.

231.
SPEKTOR, M.. Temer diplomata. Folha de S. Paulo, São Paulo, 29 maio 2013.

232.
SPEKTOR, M.. Os porquês de Azevêdo. Folha de S. Paulo, São Paulo, 15 maio 2013.

233.
SPEKTOR, M.. Boa luta. Folha de S. Paulo, São Paulo, 01 maio 2013.

234.
SPEKTOR, M.. Progresso silencioso. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 abr. 2013.

235.
SPEKTOR, M.. Palavras do chanceler. Folha de S. Paulo, São Paulo, 03 abr. 2013.

236.
SPEKTOR, M.. Diplomacia antibala. Folha de S. Paulo, São Paulo, 20 mar. 2013.

237.
SPEKTOR, M.. Acorda, Planalto. Folha de S. Paulo, São Paulo, 06 mar. 2013.

238.
SPEKTOR, M.. A place at the top of the tree. Financial Times, 22 fev. 2013.

239.
SPEKTOR, M.. Vantagens de uma guerra. Folha de S. Paulo, São Paulo, 20 fev. 2013.

240.
SPEKTOR, M.. Brasil Nuclear. Folha de S. Paulo, São Paulo, 06 fev. 2013.

241.
SPEKTOR, M.. Pesos e medidas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 23 jan. 2013.

242.
SPEKTOR, M.. A questão externa. Folha de S. Paulo, São Paulo, 09 jan. 2013.

243.
SPEKTOR, M.. A Mensagem Mais Valiosa. Folha de São Paulo, São Paulo, 12 dez. 2012.

244.
SPEKTOR, M.. Educação de diplomatas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 28 nov. 2012.

245.
SPEKTOR, M.. Vai para Onde?. Folha de São Paulo, 14 nov. 2012.

246.
SPEKTOR, M.. Colombianas. Folha de S. Paulo, São Paulo, 17 out. 2012.

247.
SPEKTOR, M.. Silêncios. Folha de S. Paulo, São Paulo, 03 out. 2012.

248.
SPEKTOR, M.. Eleições deprimentes. Folha de S. Paulo, São Paulo, 05 set. 2012.

249.
SPEKTOR, M.. A melhor barganha. Folha de S. Paulo, São Paulo, 22 ago. 2012.

250.
SPEKTOR, M.. Humanitarian Interventionism Brazilian Style?. Americas Quarterly, p. 1, 09 ago. 2012.

251.
SPEKTOR, M.. Direitos do Brasil. Folha de S. Paulo, São Paulo, 08 ago. 2012.

252.
SPEKTOR, M.. Armas do Brasil. Folha de S. Paulo, São Paulo, 25 jul. 2012.

253.
SPEKTOR, M.. O talentoso senhor Dirceu. Folha de S. Paulo, São Paulo, 11 jul. 2012.

254.
SPEKTOR, M.. Nosso problema paraguaio. Folha de S. Paulo, São Paulo, 27 jun. 2012.

255.
SPEKTOR, M.. Centros de pensamento do G20. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 13 jun. 2012.

256.
SPEKTOR, M.. O Brasil provedor. Folha de S. Paulo, São Paulo, 30 maio 2012.

257.
SPEKTOR, M.. Fernando Henrique diplomata. Folha de S. Paulo, São Paulo, 16 maio 2012.

258.
SPEKTOR, M.. O Pentágono no Brasil emergente. Folha de S. Paulo, São Paulo, 02 maio 2012.

259.
SPEKTOR, M.. Saída inteligente. Folha de S. Paulo, São Paulo, 18 abr. 2012.

260.
SPEKTOR, M.. Política externa do país em ascensão. Folha de S. Paulo, São Paulo, 04 abr. 2012.

261.
SPEKTOR, M.. Malvinas aos trinta anos. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 26 mar. 2012.

262.
SPEKTOR, M.. Intervenções do Brasil. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 19 mar. 2012.

263.
SPEKTOR, M.. Chávez, Lula e Fernando Henrique. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 12 mar. 2012.

264.
SPEKTOR, M.. Política externa da nova classe. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 05 mar. 2012.

265.
SPEKTOR, M.. Diante de China poderosa, EUA dão ao Brasil novo significado. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. A13 - A13, 05 mar. 2012.

266.
SPEKTOR, M.. Collor estadista?. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 27 fev. 2012.

267.
SPEKTOR, M.. A Síria de Dilma. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 20 fev. 2012.

268.
SPEKTOR, M.. Quem tem medo do Livro Branco?. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 13 fev. 2012.

269.
SPEKTOR, M.. Dilma vai à Casa Branca. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 06 fev. 2012.

270.
SPEKTOR, M.. Sem Conselho. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 30 jan. 2012.

271.
SPEKTOR, M.. A Cúpula dos Brics. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 23 jan. 2012.

272.
SPEKTOR, M.. Quatro desafios em 2012. Versão digital da Folha de S. Paulo, São Paulo, 16 jan. 2012.

273.
SPEKTOR, M.. O Brasil precisa aprender a Manipular a China. Valor Econômico, São Paulo, 02 jan. 2012.

274.
SPEKTOR, M.. The Arab Spring, Seen from Brazil. International Herald Tribune, Global Edition of The New York Times, Estados Unidos, 23 dez. 2011.

275.
SPEKTOR, M.. Taking Back the Favelas. International Herald Tribune, Global Edition of The New York Times, Estados Unidos, 02 dez. 2011.

276.
SPEKTOR, M.. A responsabilidade de Dilma. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. A3 - A3, 28 nov. 2011.

277.
SPEKTOR, M.. Evangelicals Woo Brazil?s Upwardly Mobile. International Herald Tribune, Global Edition of The New York Times, Nova York, p. 1 - 1, 08 nov. 2011.

278.
SPEKTOR, M.. Dilma enfrenta duplo desafio na Assembleia-Geral da ONU. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. A10 - A10, 25 set. 2011.

279.
SPEKTOR, M.. Crise representa golpe mais intenso aos EUA em uma geração. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. A10 - A10, 15 ago. 2011.

280.
SPEKTOR, M.. Brazil-China: What's Next After Rousseff's Visit?.. Americas Quarterly, p. 1-13, 02 ago. 2011.

281.
SPEKTOR, M.. Novo capitalismo do Brasil inspira receio regional. Folha de S. Paulo, São Paulo, p. A23 - A23, 19 jun. 2011.

282.
SPEKTOR, M.. Candidatura europeia mostra G8 mais vivo do que nunca. Folha de S. Paulo, São Paulo, 07 jun. 2011.

283.
SPEKTOR, M.. Manipulando Pequim. Folha de São Paulo, São Paulo, p. A3 - A3, 05 maio 2011.

284.
SPEKTOR, M.. One Foot in the Region: Eyes on the Global Prize. Americas Quarterly, p. 56 - 61, 01 maio 2011.

285.
SPEKTOR, M.. Visita desobstruiu relação Brasil - EUA. Folha de São Paulo, São Paulo, p. A24, 21 mar. 2011.

286.
SPEKTOR, M.. Um passo contra a desconfiança. Veja Online, 21 mar. 2011.

287.
SPEKTOR, M.; Sweig, Julia . Mr. Obama, Meet the New Brazil. The New York Times, 18 mar. 2011.

288.
SPEKTOR, M.. Brazil precisa ter uma relação especial com os EUA. Valor Econômico, São Paulo, p. A16, 18 mar. 2011.

289.
SPEKTOR, M.. Dilma e EUA: como será a relação?. O Estado de São Paulo, São Paulo, 06 fev. 2011.

290.
SPEKTOR, M.. A Batalha pela Casa Branca. Valor Econômico, São Paulo, p. 7 - 10, 17 dez. 2010.

291.
SPEKTOR, M.. Vazamento de WikiLeaks é pedagógico. Folha de São Paulo. Mundo, página A6, 3/12/2010., São Paulo, p. A6 - A6, 03 dez. 2010.

292.
SPEKTOR, M.. A Reforma da ONU. O Estado de São Paulo, São Paulo, p. A15 - A15, 09 nov. 2010.

293.
SPEKTOR, M.. Acordo nuclear tem potencial de desatar nó. Folha de São Paulo, São Paulo, p. A14 - A14, 04 jun. 2010.

294.
SPEKTOR, M.. Why Brazil is a Broker with Iran. First Take - Council on Foreign Relations Website, www.cfr.org, 17 maio 2010.

295.
SPEKTOR, M.. Leituras brasileiras do Irã. Jornal Valor Econômico, Brasil, p. A12 - A12, 10 mar. 2010.

296.
SPEKTOR, M.. How to Read Brazil's Stance on Iran. First Take - Council on Foreign Relations, CFR website, 04 mar. 2010.

297.
SPEKTOR, M.. Rising Brazil: Implications for the United States. Brazilian Economy: economy, politics and policy issues, p. 19 - 21, 01 jan. 2010.

298.
SPEKTOR, M.. O Brasil teme se aproximar dos EUA. Época, p. 98 - 100, 19 set. 2009.

299.
SPEKTOR, M.. O ocaso da ?rivalidade emergente?. Mundorama, 03 set. 2009.

300.
SPEKTOR, M.. O Mundo de Barack Obama. Conjuntura Economica (Rio de Janeiro), Rio de Janeiro, 01 jan. 2009.

301.
SPEKTOR, M.. Cuba em transe?. Conjuntura Econômica, 05 abr. 2008.

302.
SPEKTOR, M.. O legado brasileiro de Gerald R. Ford. Estado de S. Paulo, 29 dez. 2006.

303.
SPEKTOR, M.. 30 anos de diferença. O Globo, 24 mar. 2006.

304.
SPEKTOR, M.. Diplomacia Desalinhada. Primeira Leitura, p. 88 - 91, 05 jan. 2006.

305.
SPEKTOR, M.. Algo está fora da ordem. Primeira Leitura, p. 70 - 75, 08 fev. 2005.

306.
SPEKTOR, M.. O comandante não é uma ilha. Primeira Leitura, São Paulo, p. 45 - 48, 07 set. 2003.

307.
SPEKTOR, M.. O mundo de Blair. Primeira Leitura, p. 74 - 75, 01 jan. 2003.

308.
SPEKTOR, M.. Os pacificadores. Primeira Leitura, Brasília, p. 108 - 109, 01 jan. 2003.

309.
SPEKTOR, M.. Brasil-Argentina: O que fazer. Primeira Leitura, p. 114 - 121, 01 set. 2002.

310.
SPEKTOR, M.. SPEKTOR, M.. The Long View: How Argentina and Brazil Stepped Back from a Nuclear Race. Americas Quarterly, p. 1.

311.
SPEKTOR, MATIAS. Expulsão do Embaixador cria oportunidade para o Brasil. Folha de S. Paulo.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
SPEKTOR, M.. Brazil as a Regional and Emerging Global Power. In: Brazilian Foreign Policy Towards the South - IBSA, Africa and Latin America (CEBRI & SAIIA), 2009. SAIIA Policy Briefings: Emerging Powers Programme (November 2009), 2009.

2.
SPEKTOR, M.. Análise Empírica do Mundo Emergente. In: II Jornada de História das Relações Internacionais, 2008, Porto Alegre. Relações Internacionais na Perspectiva dos Historiadores, 2008.

3.
SPEKTOR, M.. Explaining Lula´s Activist Drive. In: Primeiro Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais, 2007, Brasília. ABRI, 2007.

Artigos aceitos para publicação
1.
PATTI, C. ; SPEKTOR, M. . ''We are Not a Non-Proliferation Agency': Kissinger and Nuclear Brazil'. Cold War History, 2017.

Apresentações de Trabalho
1.
SPEKTOR, M.. Brazil in a nuclear world (Instituto Nacional de Defesa). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

2.
SPEKTOR, M.. Policy Brief (Quai D'Orsay). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

3.
SPEKTOR, M.. The Construction of a Region. 2015. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

4.
SPEKTOR, M.. The new BRICS development bank: niche banking or alternative banking? (London School of Economics). 2015. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

5.
SPEKTOR, M.. Historical Case Studies: Brazil, Japan, and Iran (Woodrow Wilson International Center for Scholars). 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
SPEKTOR, M.. Inaugural Lecture, Rio Branco Chair at King's College London. 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

7.
SPEKTOR, M.. New Evidence for Nuclear History and Policy: the Brazil Case, Vienna. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

8.
SPEKTOR, M.. The BRICS and Europe, Colloquium, Kings College London and Sciences Po Paris. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
SPEKTOR, M.. The Origins of Humanitarian Intervention (India and the Responsibility to Protect, King's College London). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

10.
SPEKTOR, M.. Nuclear Brazil in Liberal Order (Brazil and the Liberal Order: Brazil?s Influence on Global Norms and Institutions, American University). 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

11.
SPEKTOR, M.. Brazil in the global nuclear order (University of Birmingham). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

12.
SPEKTOR, M.. Brazil in the global nuclear order (King's College London). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

13.
SPEKTOR, M.. Argentina in International Society: a Regional View (University College London). 2013. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
SPEKTOR, M.. Can the Large Emerging Powers lead a Liberal International Order?. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

15.
SPEKTOR, M.. ?How Brazil Views its Relationship with the United States. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

16.
SPEKTOR, M.. Global and Regional Trends and Transitions in Security and International Affairs. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
SPEKTOR, M.. Brasil Nuclear. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
SPEKTOR, M.. Regional Strategic Outlook. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
SPEKTOR, M.. The Foundations of Brazil's Grand Strategy. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

20.
SPEKTOR, M.. Foreign and Security policy overview. 2012. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

21.
SPEKTOR, M.. Brazilian Visions of Post-American International Order. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

22.
SPEKTOR, M.. The theory and history of US devolution to regional powers in the 1960s and 1970s. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

23.
SPEKTOR, M.. Política externa do governo Obama. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

24.
SPEKTOR, M.. Brasil, Estados Unidos e União Européia. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

25.
SPEKTOR, M.. Making sense of Brazil in the Cold War. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

26.
SPEKTOR, M.. Evolving Order in South America. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

27.
SPEKTOR, M.. Brazilian Assessments of the End of the Cold War. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

28.
SPEKTOR, M.. Brazil as an Emerging Global Power: Its Role in Global and Regional Dynamics. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

29.
SPEKTOR, M.. Rising powers and global order today: what does it mean and what it entails?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
SPEKTOR, M.; HURRELL, A. . On Projects and Foreign Policy. Brazil in the world since 1990: New ideas? New projects?. 2009. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

31.
SPEKTOR, M.. Ideas Driving Brazil's Regional Policy. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

32.
SPEKTOR, M.. Challenges to Brazil and US Regional Leadership. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

33.
SPEKTOR, M.; Wojczewicz Almeida, Paula . Expansão normativa do direito da integração no Mercosul. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

34.
SPEKTOR, M.. Partnership for the Americas Commission. 2008. (Apresentação de Trabalho/Outra).

35.
SPEKTOR, M.. The Global South in 1968. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

36.
SPEKTOR, M.. O Brasil visto de fora: trajetória internacional do país. 2007. (Apresentação de Trabalho/Outra).

37.
SPEKTOR, M.. Henry Kissinger e o Brasil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

38.
SPEKTOR, M.. Henry Kissinger e o Brasil. 2007. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

Outras produções bibliográficas
1.
SPEKTOR, M.. The State of Brazil?s South American Project (Inter-American Dialogue, 10 jun 2014). Washington, DC: Inter-American Dialogue - Latin America Working Group, 2014 (Working Paper).


Produção técnica
Trabalhos técnicos
1.
SPEKTOR, M.. Concurso Brasileiro ANPOCS de Obras Científicas e Teses Universitárias em Ciências Sociais (elaboração de parecer). 2011.

2.
SPEKTOR, M.. Parecer para publicação de "Diplomacia, integração e desenvolvimento: Brasil e Argentina (1950-1962)" pela Editora UNESP. 2011.


Demais tipos de produção técnica
1.
SPEKTOR, MATIAS; CAMERON, J. . Brazil in Transition: global perspectives on a changing nation. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SPEKTOR, M.; MIGNOZETTI, U. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . Politcal Risk Analysis. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . Segurança Internacional e Teoria dos Jogos: Conceitos e Aplicações. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
SPEKTOR, MATIAS; STUENKEL, O. . Embate Político e Diplomacia: Como a disputa interna molda as opções internacionais do Brasil. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SPEKTOR, MATIAS; STUENKEL, O. . Análise de risco politico: como empresas multinacionais decide onde e como investir?. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
SPEKTOR, MATIAS. Brazilian Foreign Policy. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; ROCHA, A. L. M. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . The Brazilian Crisis in Global Context. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; ROCHA, A. L. M. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

12.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; LAMPREIA, Luiz Felipe . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

13.
SPEKTOR, M.; PATTI, C. ; ROCHA, A. L. M. ; GOLDFELD, M. S. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

14.
SPEKTOR, M.; LAMPREIA, Luiz Felipe ; AZAMBUJA, Marcos ; BARACUHY, Braz . A diplomacia e as opções internacionais do Brasil: de Rio Branco a Lula (Casa do Saber). 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

15.
SPEKTOR, M.. História das Relações Internacionais: dilemas de pesquisa (Minicurso 3º Encontro Nacional da ABRI). 2011. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

16.
VARGAS, J.A.C. ; SPEKTOR, M. . Campanha Permanente: o Brasil e a reforma do Conselho de Segurança da ONU. 2011. (Editoração/Livro).

17.
LOWENTHAL, A. ; WHITEHEAD, L. ; PICCONE, T. ; SPEKTOR, M. . Obama e as Américas. 2011. (Editoração/Livro).

18.
Hugon, Philippe ; SPEKTOR, M. . Geopolítica da África. 2010. (Editoração/Livro).

19.
SPEKTOR, M.; BETHELL, L. ; Villela, André . O Brasil no mundo: como pensar as relações internacionais hoje (Casa do Saber). 2009. (Curso de curta duração ministrado/Outra).

20.
HURRELL, A. ; MRS Lima ; MacFarlane, Neil ; Narlikar, Amrita ; Hirst, Monica ; Foot, Rosemary ; SPEKTOR, M. . Os Brics e a ordem global. 2009. (Editoração/Livro).

21.
Hirst, Monica ; HURRELL, A. ; SPEKTOR, M. . Brasil-Estados Unidos: desencontros e afinidades. 2009. (Editoração/Livro).

22.
SPEKTOR, M.; Alsina Júnior, J.P.S. . Política externa e poder militar no Brasil. 2009. (Editoração/Livro).

23.
SPEKTOR, M.. Proposta brasileira no G20 encontrará forte resistência. 2009. (Entrevista para Portal Online UOL em 6/11/2009).


Produção artística/cultural
Outras produções artísticas/culturais
1.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Sem Fronteiras, Globo News, sobre como Obama pretende revigorar política externa entre Brasil e EUA. 2011.

2.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Jornal das Dez, Globo News, sobre a visita do presidente Obama ao Brasil (21/3). 2011.

3.
SPEKTOR, M.. Entrevista ao Jornal Nacional sobre resultados da visita de Obama nas relações entre EUA e Brasil. 2011.

4.
SPEKTOR, M.. Entrevista à CBN sobre o Conselho de Segurança da ONU (19/3). 2011.

5.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Aljazeera English - Lula's rule pulls Brazil upwards. 2010.

6.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Globo News sobre Política Externa do Governo Obama. 2009.

7.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Globo News sobre Política Externa Brasileira. 2009.

8.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Globo News sobre Balanço da Cúpula das Américas. 2009.

9.
SPEKTOR, M.. Lula's rule pulls Brazil upwards - Entrevista à Lucia Newman (Aljazeera English). 2009.

10.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Globo News sobre os 100 Dias da posse do governo de Barack Obama. 2009.

11.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Globo News sobre Eleições no Paraguai. 2008.

12.
SPEKTOR, M.. Entrevista - Rádio CBN sobre Crise na Colômbia e Equador. 2008.

Demais trabalhos
1.
SPEKTOR, M.. United Nations Security Council Reform. 2005 (Pesquisador) .

2.
SPEKTOR, M.. Middle Powers and Non-Proliferation. 2005 (Pesquisador) .

3.
SPEKTOR, M.. The Cambridge History of Latin America. 2004 (Pesquisador) .

4.
SPEKTOR, M.. The International Relations of Brazil. 2003 (Pesquisador) .

5.
SPEKTOR, M.. Preventive Diplomacy. 2003 (Pesquisador) .

6.
SPEKTOR, M.. U.S.-Brazil Relations. 2003 (Pesquisador) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
SPEKTOR, MATIAS; DRI, C.; PAGLIARI, G.. Participação em banca de Guilherme Natan Fasolin. Balanceamento Brando e Política Externa Brasileira no início do século XXI: uma análise teórica e empírica. 2018. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
GOLDFELD, M. S.; ROCHA, A. L. M.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Guilherme de Jesus France. AS ORIGENS DA LEI ANTITERRORISMO: OS TORTUOSOS CAMINHOS DA LOCALIZAÇÃO DAS NORMAS INTERNACIONAIS DE COMBATE AO TERRORISMO NO BRASIL. 2017. Dissertação (Mestrado em Bens Culturais e Projetos Sociais) - Fundação Getúlio Vargas.

3.
MORELI, A.; SPEKTOR, M.; SOCHACZEWSKI, M. G.; STUENKEL, O.. Participação em banca de Guilherme France. As Origens da Lei Antiterrorismo no Brasil: os tortuosos caminhos da localização das normas internacionais de combate ao terrorismo no Brasil. 2017. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

4.
SPEKTOR, M.; MORELI, A.. Participação em banca de Aline Cirino Gonçalves. BOOTS ON THE GROUND: PEACEKEEPING IN PRACTICE - AFFECTS, CULTURE, AND THE BRAZILIAN TROOPS. 2017. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

5.
LOUREIRO, F.; MANZUR, T. G.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Ana Carolina de Araujo Marson. Opinião pública e política externa brasileira: a participação do Brasil na Conferência de Punta del Este de janeiro de 1962. 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais) - Universidade de São Paulo.

6.
SPEKTOR, M.; MELLO, F. C.. Participação em banca de Vitor Loureiro Sion. Política externa do governo Castello Branco nas atas do Conselho de Segurança Nacional: determinantes domésticos na ação internacional de um ator semiperiférico (1964-1967). 2016. Dissertação (Mestrado em Relações Internacionais (Unesp/Unicamp/Puc-Sp)) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho.

7.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Gustavo Carbonaro Rodrigues. Narrativas brasileiras: identidade e discurso diplomático no governo Lula. 2015 - Universidade de São Paulo.

8.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Felipe Nsair Martiningui. Entre a Cruz e a Espada: O Brasil, o Uso da Força e o Conselho de Segurança das Nações Unidas no Pós-Guerra Fria. 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Diplomacia) - Instituto Rio Branco.

9.
SPEKTOR, M.; MRS Lima; SARAIVA, M.. Participação em banca de Rodrigo Mallea. La cuestión nuclear en la relación argentino-brasileña (1968-1984). 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado em Ciência Política) - Instituto de Estudos Sociais e Políticos.

10.
SPEKTOR, M.; Santoro, M.; MAIA, J. M. E.. Participação em banca de Andrea Oliveira Ribeiro. Leituras Brasileiras sobre a Nova Ordem Internacional. 2011. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

11.
SPEKTOR, M.; MOTTA, M. S.; BARRRETO E SILVA, R.M.. Participação em banca de William de Miranda Barreto. Eletrobrás e a formação do setor de energia elétrica no Brasil. 2010. Dissertação (Mestrado em Bens Culturais e Projetos Sociais) - Fundação Getúlio Vargas.

Teses de doutorado
1.
SPEKTOR, MATIAS; VIOLA, E.; HOCHSTETLER, K.. Participação em banca de Larissa De Dantis Basso. Domestic determinants of international cooperation: an analysis of the intricate relationship betwenn energy politics and climate change mitigation. 2018. Tese (Doutorado em Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

2.
ROCHA, A. L. M.; LOUREIRO, F.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Gianfranco Caterina. Engajamento limitado: as relações político-diplomáticas Brasil-União Soviética (1961-1982). 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

3.
SPEKTOR, M.; HERZ, M.; VINHAS, L.; STUENKEL, O.. Participação em banca de Renata Hessmann Dalaqua. Átomos e democracia no Brasil: A formulação de políticas e os controles democráticos para o ciclo do combustível nuclear no período pós-1988. 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

4.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Renata Hessmann Dalaqua. Átomos e mudança social: mobilizações anti-nucleares e as lutas por democracia e justiça ambiental no Brasil.. 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

5.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Ulysses Tavares Teixeira. PROMOÇÃO DE DEMOCRACIA E APOIO A GOVERNOS AUTORITÁRIOS PELOS ESTADOS UNIDOS: TRANSIÇÕES DE REGIME E REALINHAMENTOS DE POLÍTICA EXTERNA NO EGITO E NO IRÃ. 2016. Tese (Doutorado em Doutorado em Relações Internacionais) - Universidade de Brasília.

6.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Jandyr Ferreira dos Santos Junior. Acordo de Cooperação Nuclear Civil EUA - Índia e o regime multilateral de desarmamento e não proliferação nuclear: desafios e oportunidades para atuação diplomática brasileira. 2012. Tese (Doutorado em LVI Curso de Altos Estudos) - Instituto Rio Branco.

7.
FERREIRA, O. S.; OLIVEIRA, H. A.; LOBO, C. E. R.; CINTRA, V. L.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Tomaz Esposito Neto. Itaipu e as relações brasileiro-paraguaias de 1962 a 1979: fronteira, energia e poder. 2012. Tese (Doutorado em Ciências Sociais) - Pontifícia Universidade Católica de São Paulo.

8.
SPEKTOR, M.; Pinheiro, C.C.; MAIA, J. M. E.; ROCHA, A. L. M.; PINTO, P. G. H. R.; OLIVEIRA, L. M. L.. Participação em banca de Monique Sochaczewski Goldfeld. O Brasil, o Império Otomano e a Sociedade Internacional: contrastes e conexões (1850-1919). 2012. Tese (Doutorado em Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

9.
Angela de Castro Gomes; Antonio Torres Montenegro; Marco Antonio Pamplona; Lucia Maria Paschoal Guimarães; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Luigi Bonafé. Como se faz um herói republicano: Joaquim Nabuco e a República. 2008. Tese (Doutorado em História) - Universidade Federal Fluminense.

10.
L Pinheiro; HABERT, A. B.; IAR Oliveira; LM Fernandes; MRS Lima; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Arthur Ituassu. 1989, um país de cabeça para baixo: o Brasil e a economia mundial no ano da virada - uma análise política de representações midiatizadas. 2008. Tese (Doutorado em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.

Qualificações de Doutorado
1.
MORELI, A.; SPEKTOR, M.; LOUREIRO, F.; VANNUCCHI, M. A.. Participação em banca de Gianfranco Caterina. Engajamento limitado: as relações político-diplomáticas Brasil-União Soviética (1961-1982)". 2017. Exame de qualificação (Doutorando em História, Política e Bens Culturais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

2.
SPEKTOR, M.; MAIA, J. M. E.; ROCHA, A. L. M.; LAZAROU, E.. Participação em banca de Clarice Cristine Ferreira Menezes. Cultura e poder nas relações internacionais: uma análise dos países emergentes (1990-2000). 2013. Exame de qualificação (Doutorando em História, Política e Bens Culturais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

3.
ALMEIDA, M. H. T.; LIMO, F. M. P.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Nadim Mitri Gannoum. Resolvendo o dilema da segurança: cooperação entre Brasil e Argentina no campo da tecnologia nuclear. 2012. Exame de qualificação (Doutorando em Relações Internacionais) - Universidade de São Paulo.

4.
SPEKTOR, M.; CASTRO, Celso.; KOIFMAN, F.. Participação em banca de Monique Sochaczewski Goldfeld. Brasil, o Império Otomano e a Sociedade Internacional: Constrastes e Conexões (1850-1918). 2010. Exame de qualificação (Doutorando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

Qualificações de Mestrado
1.
SPEKTOR, M.; DRI, C.; PAGLIARI, G.. Participação em banca de Guilherem Natan Fasolin. Taking Soft Balancing Seriously in Brazilian Foreign Policy. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Relações Internacionais) - Universidade Federal de Santa Catarina.

2.
SPEKTOR, M.; MORELI, A.; SOCHACZEWSKI, M. G.; STUENKEL, O.. Participação em banca de Aline Cirino Gonçalves. Boots on the Ground: Peacekeeping in Practice. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

3.
SPEKTOR, M.; CASTRO, Celso.; MICHENER, G.; STUENKEL, O.. Participação em banca de Isabela de Paula Cruz. Lei de Acesso à Informação no Programa Nuclear Brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

4.
MORELI, A.; STUENKEL, O.; VELASCO, P.; SPEKTOR, M.. Participação em banca de Philippe Raposo. A UNIDADE NA DIVERSIDADE: A EMERGÊNCIA DE UMA COMUNIDADE POLÍTICA NA AMÉRICA DO SUL. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

5.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Isabela de Paula Cruz. Lei de Acesso à Informação no Programa Nuclear Brasileiro. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

6.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Aline Cirino Gonçalves. Intervenção Humanitária na Ordem Global. 2015. Exame de qualificação (Mestrando em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas.

7.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Gustavo Carbonaro Rodrigues. Narrativas identitárias no discurso diplomático brasileiro: o caso do governo Lula. 2014. Exame de qualificação (Mestrando em Ciências da Comunicação) - Universidade de São Paulo.

8.
SPEKTOR, M.; FREIRE, A.O.G.; PATTI, C.; LAZAROU, E.. Participação em banca de Rodrigo Morais Chaves. Energia nuclear e democracia: análise da oposição ao programa nuclear brasileiro (1975-1990). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

9.
SPEKTOR, M.; LAZAROU, E.; GOLDFELD, M. S.. Participação em banca de André Luiz Morais Zuzarte Bravo. O milhão restante, o Brasil e a evolução da proteção internacional a refugiados (1946-1952). 2013. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

10.
SPEKTOR, M.; PATTI, C.; HOLLANDA, B. B. B.. Participação em banca de Leandro Batista Pereira. As origens da política nuclear brasileira (1945-1957). 2012. Exame de qualificação (Mestrando em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Marina Bichara Faria Coelho.Como o terceiro setor influencia a política externa brasileira de Direitos Humanos?. 2015 - Fundação Getúlio Vargas.

2.
SPEKTOR, M.. Participação em banca de Marina Bichara.ONGs e suas estratégias de influência na política externa brasileira de direitos humanos. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas.

3.
SPEKTOR, M.; WERNECK, D.; ABRAMOVAY, P.. Participação em banca de Francisco Pedrosa de Andrade Figueira.A Separação de Poderes e a Competência para Relações Exteriores na Constituição da República 1988. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Direito) - Fundação Getúlio Vargas.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Outras participações
1.
SPEKTOR, M.; THORSELL, W.; APPLEBAUM, A. E.; BASS, G. J.; STACKHOUSE, J. G.. 2015 Lionel Gelber Prize for Best Book in International Relations. 2014. University of Toronto.

2.
SPEKTOR, M.; THORSELL, W.; ASH, T. G.; FREELAND, C.; DREZNER, D. W.. 2014 Lionel Gelber Prize. 2013. University of Toronto.

3.
SPEKTOR, M.; MAIA, J. M. E.; LAZAROU, E.; STUENKEL, O.; VAZ, A. C.. Seleção para o Programa de Formação de Quadros Profissionais do CPDOC (estágios de pós-doutorado; vagas específicas de Relações Internacionais). 2012. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

4.
SPEKTOR, M.; CASTRO, Celso.; STUENKEL, O.; SARMENTO, C.E.B.; KORNIS, M.A.; Alberti, V.. Seleção para o Programa de Formação de Quadros Profissionais do CPDOC (estágios de pós-doutorado; vagas gerais). 2012. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

5.
SPEKTOR, M.; KORNIS, M.A.; Pinheiro, C.C.; FREIRE, A.O.G.; PAULA, C. J.. Seleção para o Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) Nível: Mestrado. 2011. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

6.
SPEKTOR, M.; PAULA, C. J.; KORNIS, M.A.; FREIRE, A.O.G.; Pinheiro, C.C.. Seleção para o Programa de Pós-Graduação em História, Política e Bens Culturais (PPHPBC) Nível: Doutorado. 2011. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

7.
SPEKTOR, M.; BETHELL, L.; GUEDES, A.L.M.; CASTRO, Celso.; GRYNSZPAN, M.. Seleção para o Programa de Formação de Quadros Profissionais do CPDOC (estágios de pós-doutorado). 2009. Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC.

8.
SPEKTOR, M.; CASTRO, Celso.; NEDEL, L. B.; HEYMANN, L. Q.; GARCHET, H. M. B.; PATTO, R.; GOMES, A. M. C.. Seleção de Recém-Doutores para o Quadro Profissional do CPDOC/FGV. 2009. Fundação Getúlio Vargas.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
50 anos do Tratado de Não-Proliferação de Armas Nucleares: impasses e perspectivas".Autonomia e cooperação internacional na área nuclear. 2018. (Outra).

2.
Corrida eleitoral e Relações Internacionais: como as eleições afetarão a posição internacional do Brasil? (São Paulo). Corrida eleitoral e Relações Internacionais: como as eleições afetarão a posição internacional do Brasil?. 2018. (Exposição).

3.
Latin America Investment Conference (Rio de Janeiro). Politcs and Policy in Latin America: Implications for Investors. 2018. (Congresso).

4.
THE 1995 NPT REVIEW AND EXTENSION CONFERENCE A CRITICAL ORAL HISTORY CONFERENCE (ROTTERDAM, THE NETHERLANS).THE 1995 NPT REVIEW AND EXTENSION CONFERENCE A CRITICAL ORAL HISTORY CONFERENCE (ROTTERDAM, THE NETHERLANS). 2018. (Outra).

5.
Third Interdisciplinary Corruption Research Forum Mechanisms of Corruption: Regional perspectives and potential solutions. ?It ain?t all about the money? - Non-monetary causes of corruption. 2018. (Congresso).

6.
VIII Seminário Discente Do Programa de Pós-Graduação em Ciência Política.Perspectivas da Política Externa Brasileira?. 2018. (Seminário).

7.
XXII Encontro Nacional de Estudantes de Relações Internacionais. Corrupção e Política Externa. 2018. (Congresso).

8.
?América Latina frente al Nuevo Orden Mundial y la Crisis de la Globalización?. Hacia dónde va América Latina?. 2017. (Congresso).

9.
50th Anniversary Meeting of the Society for Historians of American Foreign Relations (Washington, D.C)t. Why Did Brazil Never Build the Bomb?. 2017. (Congresso).

10.
6º Encontro da Associação Brasileira de Relações Internacionais (Belo Horizonte).O poder e as comunidades epistémicas de relações internacionais na América Latina (Carlos Escudé, Mônica Herz, Hector Saint-Pierre e Matias Spektor). 2017. (Encontro).

11.
Análise Estratégica para as relações internacionais do Brasil (UFPE, Departamento de Ciência Política, Recife). Análise Estratégica para as relações internacionais do Brasil. 2017. (Exposição).

12.
Conference on the International Atomic Energy Agency at 60 (Washington, D.C). 2017. (Outra).

13.
Global Hiroshima: The History, Politics and Legacies of Nuclear Weapons (Hiroshima, Japan). The Nuclear Revolution in South America. 2017. (Congresso).

14.
Nuclear Navies, Non-Proliferation and Nuclear Disarmament (Agência Atômica Internacional). Will Brazil set the NPT Precedent for Naval Nuclear Programs?. 2017. (Congresso).

15.
Política Externa do Amanhã: Desafios e perspectivas para o Brasil nos próximos anos (CEBR/Fundação Konrad Adenauer).Política Externa do Amanhã: desafios e perspectivas para o Brasil nos próximos anos. 2017. (Encontro).

16.
Política Externa e os Impactos das Investigações Judiciais Internacionais (BID, Brasília).Política Externa e os Impactos das Investigações Judiciais Internacionais. 2017. (Encontro).

17.
Programa de Pós-Graduação em Relações Internacionais (UFSC, Florianópolis). Barganhando a auto-contenção: como e por que os Estados Unidos acomodaram as ambições nucleares do Brasil. 2017. (Exposição).

18.
Seminário de Pós-Graduação do Departamento de Ciência Política da USP (São Paulo)). Qual o impacto dos EUA sobre as decisões estratégicas da política nuclear do Brasil?. 2017. (Congresso).

19.
Seminário Desafios da Política Externa Brasileira (Seminário do Itamaraty, Brasília)).Análise estratégica para as relações internacionais do Brasil: por uma nova doutrina de política externa brasileira. 2017. (Seminário).

20.
Sol M. Linowitz Forum (Inter American Dialogue, Washington D.C). 2017. (Seminário).

21.
The 2017 Council of Councils Annual Conference (Council on Foreign Relations, Washington D.C). 2017. (Encontro).

22.
Understanding Brazil's Protracted Crisis (Inter-American Dialogue, Washington, D.C).Understanding Brazil's Protracted Crisis. 2017. (Seminário).

23.
Workshop on Nuclear Latency and Hedging (Woodrow Wilson Center for International Scholars, Washington, D.C).Brazil?s nuclear history. 2017. (Seminário).

24.
XIV Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana (Rio de Janeiro). Security Architecture: an exchange between South America and Europe. 2017. (Congresso).

25.
3º Seminário de Relações Internacionais - Abri.O Brasil na Ordem Nuclear Global. 2016. (Seminário).

26.
9ª Conferência Regional do Council of Councils.?Segurança Regional na Europa?. 2016. (Encontro).

27.
Abertura do MBA em Relações Internacionais Brasília. Política Externa Brasileira em tempos de crise. 2016. (Exposição).

28.
Inter American Dialogue (Buenos Aires). Relações EUA-Brasil. 2016. (Congresso).

29.
London Roundtable on Responsible Nuclear Sovereignty and the Future of the Global Nuclear Order.responsible nuclear sovereignty. 2016. (Encontro).

30.
Núcleo de Política Externa Brasileira.Desafios da Política Externa Brasileira. 2016. (Encontro).

31.
Problemas de Política Externa Brasileira. Problemas de Política Externa Brasileira. 2016. (Exposição).

32.
Responsible Nuclear Sovereignty and the Future of the Global Nuclear Order.Brazil's Concept of Nuclear Responsibility. 2016. (Seminário).

33.
Situação Política no Brasil (CARI, Buenos Aires).Situação Política no Brasil. 2016. (Seminário).

34.
XIII Forte de Copacabana Conference in International Security.Might and Right in World Politics. 2016. (Outra).

35.
5 Encontro Nacional da ABRI. O Brasil na Ordem Nuclear Internacional. 2015. (Exposição).

36.
Dilma?s Challenges and Washington Visit: The Path Forward.Current challenges confronting Brazilian President Dilma Rousseff as she prepares for a working visit to Washington. 2015. (Encontro).

37.
Non-Proliferation in a Historical Perspective: New Insights and Policy Perspectives.The New Powers and the Advent of a Nonproliferation Regime. 2015. (Seminário).

38.
Perspectivas y desafíos de Brasil hoy: política, economía y diplomacia. Perspectivas de política exterior y relaciones internacionales de Brasil. 2015. (Congresso).

39.
Re-Imagining the Global Nuclear Order. Re-Imagining the Global Nuclear Order. 2015. (Congresso).

40.
Seminário de Iniciação Científica 2014-2015.Seminário de Iniciação Científica 2014-2015. 2015. (Seminário).

41.
The 2015 Council of Councils Annual Conference.Controlling Nuclear Weapons: Reviewing the NPT. 2015. (Encontro).

42.
Transformaciones de la Profesión Militar en Argentina y Brasil: la perspectiva de las Ciencias Sociales.Misiones de Paz en Sudamérica. 2015. (Seminário).

43.
V Simpósio de Pós-Graduação em Relações Internacionais.Política Externa Brasileira de FHC e Lula da Silva: rupturas e continuidades. 2015. (Simpósio).

44.
Nuclear Debates in Latin America.Iran?s Nuclear Program. 2014. (Oficina).

45.
8º Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Ensino e Pesquisa em Ciência Política e Relações Internacionais. 2012. (Encontro).

46.
Brasil Nuclear (palestra no IRI/USP).Brasil Nuclear. 2012. (Seminário).

47.
Brazil, an Emerging World Power?.Brazil, an Emerging World Power?. 2012. (Seminário).

48.
Conference on Brazil: Domestic Factors Influencing the Rise to Global Prominence (U.S. Department of State, 22 de maio)).How Brazil Views its Relationship with the United States. 2012. (Seminário).

49.
G20 Foreign Policy Think Tank Summit (FGV&University of Pennsylvania). Global and Regional Trends and Transitions in Security and International Affairs Think Tanks. 2012. (Congresso).

50.
The Foundations of Brazil's Grand Strategy.The Foundations of Brazil's Grand Strategy. 2012. (Seminário).

51.
Turkey and Brazil: New Powers in a Transforming Global Order?.Foreign & Security Policy Overview. 2012. (Oficina).

52.
VI Fórum de Formação e Profissionalização em Relações Internacionais.Graduação, Pós-Graduação e Academia em Relações Internacionais. 2012. (Encontro).

53.
Workshop on Global and Regional Security: Perspectives from the United States and Brazil.Regional Strategic Outlook. 2012. (Oficina).

54.
3º Encontro Nacional da ABRI: Governança Global e Novos Atores. 2011. (Encontro).

55.
Americas Working Group (Inter-American Dialogue&FGV)).Regional Governance. 2011. (Outra).

56.
Brazil?s Evolving Security Identity: Regionalism and Global Aspirations - ISROP Internacional Seminar (Via videoconferência, 21 de março).Brazil?s approaches to Nuclear Non-Proliferation and Multilateral Arms Control Architecture. 2011. (Seminário).

57.
Ciclo de Palestras IESP/UERJ 2011 (História, Teoria das Relações Internacionais e Política Externa, 14 de setembro).História, Teoria das Relações Internacionais e Política Externa. 2011. (Outra).

58.
Curso A Diplomacia e as Opções Internacionais do Brasil: De Rio Branco a Lula (Casa do Saber, com Braz Baracuhy, Marcos Azambuja, Luiz Felipe Lampreia, 16 de março a 6 de abril).O novo paradigma e o afastamento dos EUA. 2011. (Oficina).

59.
Economist Conferences - Brazil in 2022: Ordem e Progresso?.Brazil meets world. 2011. (Outra).

60.
LSE-FGV Workshop: América Latina no Século 21.Foreign Policy Strategies of a Rising Brazil. 2011. (Oficina).

61.
México y Brasil en el siglo XXI ? contrastes y semejanzas (Coloquio Bi-Institucional el Colegio de México - FGV, 1-2 de março).Brasil y México em el orden global. 2011. (Encontro).

62.
Overcoming Iran Nuclear Impasse: A Year after the Tehran Declaration (Washingtonl, DC, 16 de junho).Brazil and nuclear negociations with Iran. 2011. (Oficina).

63.
Seminário Internacional A Transformação da Defesa Nacional - Livro Branco de Defesa Nacional.O papel do Brasil no mundo em transição: expectativas, oportunidades e escolhas. 2011. (Seminário).

64.
Simpósio LSE-FGV: Brasil e as Américas no século 21 (Londres, 7-8 de julho).ocial Change and Democracy: Brazil in Comparative Perspective. 2011. (Simpósio).

65.
VIII Conferência de Segurança Internacional do Forte de Copacabana.Novos Temas na Agenda da Segurança Internacional. 2011. (Outra).

66.
2010 School on Cold War History - Rio de Janeiro, 29 de setembro a 1 de outubro.The Cold War and the ?rising states?. 2010. (Outra).

67.
2010 Western Hemisphere Security Colloquium - Miami, 25-26 de maio.The Region?s Interest in and Tension with the United States. 2010. (Seminário).

68.
Brazil as a Global Power: Past, Present, and Future (Council on Foreign Relations) Washington, DC, 17 de março..Brazil as a Global Power. 2010. (Encontro).

69.
Brazil as a Regional Power: Views from the Hemisphere (Woodrow Wilson Center) Washington, D.C., 12 de março..Brazilian regional strategies in the 1970's. 2010. (Seminário).

70.
Canada and Brazil in the 21st Century - Ottawa, 10 de maio.Brazil and Canada on the World Stage. 2010. (Seminário).

71.
Ciclo de Palestras "Uma década de transformação: 2000-2010".Quatro transformações na Ordem Global. 2010. (Encontro).

72.
Council on Foreign Relations' Global Brazil Roundtable Series - Washington, DC, 17 de maio.US-Brazil relations from Kissinger to Lula. 2010. (Encontro).

73.
Europa, Brasil e América Latina: perspectivas e relações contemporâneas - Rio de Janeiro, 3 de novembro.O Brasil Emergente: implicações para a ordem global. 2010. (Encontro).

74.
Inter-American Dialogue?s Sol Linowitz Forum - Washington, DC, 25-27 de junho.Priorities of US policy towards Latin America and the Caribbean under the Obama administration. 2010. (Encontro).

75.
I Simpósio INEU ? Balanço e Perspectiva dos Estudos sobre os Estados Unidos.Instituições e Sociedade: implicações para o estudo das política externa e as RI dos EUA. 2010. (Simpósio).

76.
Mesa Redonda Cooperación Nuclear: Análisis del Caso Argentina ? Brasil (Buenos Aires, 14 de dezembro. Com Nicholas J. Wheeler). The Challenges to Trust Building in Nuclear Words. 2010. (Congresso).

77.
Palestras da Escola de Economia de São Paulo - EESP/FGV (São Paulo, 23 de agosto).Relações Internacionais: oportunidades para economistas. 2010. (Outra).

78.
Roundtable on Alternative Visions of Post-American International Order With John Ikenberry (Washington, 12 de novembro).Brazilian Visions of Post-American International Order. 2010. (Simpósio).

79.
Semana de História da PUC-Rio - Rio de Janeiro, 5 de outubro.A Contribuição da História às Relações Internacionais. 2010. (Encontro).

80.
Seminário Internacional O Brasil e a Guerra Fria na América Latina: Novas Fontes e Interpretações - Rio de Janeiro, 27-28 de setembro.Brazil, the Third World and the Global Cold War. 2010. (Seminário).

81.
Seminário Potências Emergentes e Governança Global (USP, 23 de novembro).Potências Emergentes e Governança Global: uma perspectiva. 2010. (Seminário).

82.
The Rise of Brazil and the Relevance for Africa (South African Institute of International Relations - SAIIA) Johannesburg, 23 de março..The Rise of Brazil and its Changing Foreign Policy. 2010. (Oficina).

83.
Uncovering the Sources of Nuclear Behavior: Historical Dimensions of Nuclear Proliferation - Zurique, 18-20 de junho.Explaining Brazil?s Nuclear Behavior. 2010. (Seminário).

84.
VIII Semana de Relações Internacionais da PUC-SP: Política Externa Brasileira - São Paulo, 8 de outubro.Bush, Lula e FHC. 2010. (Encontro).

85.
Working to the Margins: The US and the Periphery, 1945-Present - Nottingham, 10 de setembro.The Rise and fall of the 'Emerging World'. 2010. (Seminário).

86.
2nd Conference of the Regional Powers Network - Regional Powers and Global Order. Rio de Janeiro, 6-7 de abril.. The Theory and Practice of Devolution in US Foreign Policy in the 1960s and 1970s. 2009. (Congresso).

87.
ABRI-ISA 2009: Diversidade e desigualdade na política mundial (PUC-Rio) Rio de Janeiro, 22-24 de julho.. Evolving Order in South America. 2009. (Congresso).

88.
Brasil - França. Olhares cruzados sobre economia e sociedade (FGV).Brasil, Estados Unidos e União Européia. 2009. (Seminário).

89.
Brazilian Foreign Policy Towards the South - IBSA, Africa and Latin America (CEBRI & SAIIA).Brazil as an Emerging Global Power: Its Role in Global and Regional Dynamics. 2009. (Oficina).

90.
Ciclo de Seminários do IMT-Institute for Advanced Studies (Lucca, Itália).Rising powers and global order today: what does it mean and what it entails?. 2009. (Seminário).

91.
Debate 1989: o ano que mudou o mundo, com Pedro Bial e Matias Spektor.1989: o ano que mudou o mundo. 2009. (Outra).

92.
Palestra no curso de "Storia del Sistema Internazionale" (corso di Laurea specialistica) da Universidade de Florença."Henry Kissinger and the making of the 'emerging world': turning Brazil into a rising power, 1969-1975". 2009. (Outra).

93.
Palestra para os doutorandos em "Storia delle relazioni internazionali" da Universidade de Florença.Methods and sources: integrating theory, history and area studies. A view from Latin America. 2009. (Outra).

94.
Política e Estratégia Marítimas e Estado-Maior para Oficiais Superiores (Escola de Guerra Naval, Marinha do Brasil).As Relações Internacionais na América do Sul no século XXI: nova postura estratégica brasileira. 2009. (Outra).

95.
Rethinking Brazil in the Global Order - part I Brazil as a regional power (FGV).Making Sense of Brazil in the Cold War. 2009. (Seminário).

96.
Rethinking Brazil in the Global Order - part II Brazil as a global power (University of Oxford).On Projects and Foreign Policy. Brazil in the world since 1990: New ideas? New projects?. 2009. (Seminário).

97.
The Third World and the End of the Cold War: International Conference (LSE).Brazilian Assessments of the End of the Cold War. 2009. (Outra).

98.
Vinte após a queda do muro: repercussões na América Latina e na África.Lançamento do livro Kissinger e o Brasil em São Paulo (Zahar; 2009). 2009. (Seminário).

99.
Workshop on Rising Brazil: Implications for World Order and International Institutions (FGV&Council on Foreign Relations - CFR) Rio de Janeiro, 9-10 de dezembro..Rising Brazil. 2009. (Seminário).

100.
1968 in the Global South.The Global South in 1968. 2008. (Seminário).

101.
1st Conference of the Regional Powers Network.Ideas Driving Brazil's Regional Policy. 2008. (Seminário).

102.
Congreso Internacional sobre Integración Regional. Expansão normativa do direito da integração no Mercosul. 2008. (Congresso).

103.
Encontro da Associação Brasileira de Ciência Política.Mesa Redonda: 'Ordem internacional em transição'. 2008. (Encontro).

104.
Partnership for the Americas (Brookings Institution).Partnership for the Americas. 2008. (Encontro).

105.
Cold War Studies Centre, London School of Economics.Detente and the Emerging World. 2007. (Seminário).

106.
International Relations of Latin America Seminar, Oxford.Why does Brazil behave as it does?. 2007. (Seminário).

107.
Primeiro Encontro Nacional da Associação Brasileira de Relações Internacionais.Explaining Lula´s Activist Drive. 2007. (Encontro).

108.
Centre for Brazilian Studies, Oxford.US-Brazil Relations in the Era of Detente. 2006. (Seminário).

109.
Fundação Konrad Adenauer - União Européia e América Latina.União Européia e América Latina - caminhos para uma nova agenda. 2006. (Seminário).

110.
Society for Latin American Studies. Henry Kissinger and Brazil. 2005. (Congresso).

111.
Instituto Rio Branco.Henry Kissinger e o Brasil. 2004. (Outra).

112.
International Relations of Latin America Seminar, Oxford.The International Relations of Brazil. 2004. (Encontro).

113.
International Relations of Latin America Seminar, Oxford.South America in International Relations. 2003. (Encontro).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
SPEKTOR, M.; WHEELER, N.J. . Critical Oral History: The Origins of the Brazil-Argentina Nuclear Cooperation. 2012. (Outro).

2.
SPEKTOR, M.. Workshop on Brazil and the Global Nuclear Order (co-sponsored by the Carnegie Endowment for International Peace). 2012. (Outro).

3.
SPEKTOR, M.. A Conversation on Global Nuclear Politics (co-sponsored by the Carnegie Endowment for International Peace). 2012. (Outro).

4.
SPEKTOR, M.; GERBER, R. ; KIKOLER, N. . Workshop on 'Responsibility While Protecting: What?s Next?'. 2012. (Outro).

5.
SPEKTOR, M.; GERBER, R. ; KIKOLER, N. . Debate sobre o futuro das intervenções humanitárias (com Gareth Evans, Jennifer Welsh, Simon Adams e Doc Mashabane). 2012. (Outro).

6.
SPEKTOR, M.. Towards an American World Order? New Perspectives on the Unfinished Peace after World War I.. 2012. (Outro).

7.
SPEKTOR, M.; ZAHRAN, Geraldo ; CASTRO NEVES, L.A. ; ANTUNES, C. ; ABREU, M.P. . Debate aberto "Obama no Brasil" (21 de março de 2011, com Claudia Antunes, Geraldo Zahran, Luiz Augusto Castro Neves e Marcelo de Paiva Abreu). 2011. (Outro).

8.
SPEKTOR, M.. Beyond the Brics and De-centering the Western Order, palestra com Andrew Hurrell e Rahul Rao (18 de julho). 2011. (Outro).

9.
SPEKTOR, M.; Harmer, T. . LSE-FGV Workshop: América Latina no Século 21. 2011. (Outro).

10.
SPEKTOR, M.; Harmer, T. . Simpósio LSE-FGV: Brasil e as Américas no século 21. 2011. (Outro).

11.
SPEKTOR, M.; CRUZ, S. V. . GT - Estudos sobre os Estados Unidos (ANPOCS 2011). 2011. (Outro).

12.
SPEKTOR, M.. Rio +20 - The Future of Global Negotiations on Sustainable Development, palestra com Lawrence J. Gumbiner (Departamento de Estado dos EUA). 2011. (Outro).

13.
SPEKTOR, M.. Sleepwalking into the next crisis? Global Economic Governance since the crash, palestra com Ngaire Woods (Universidade de Oxford). 2011. (Outro).

14.
SPEKTOR, M.. Vietnam and the Postcolonial, palestra com Mark Bradley (Unversidade de Chicago). 2011. (Outro).

15.
SPEKTOR, M.. Writing Global Human Rights History, palestra com Mark Bradley (Universidade de Chicago). 2011. (Outro).

16.
SPEKTOR, M.. A Global History of Self-Determination, palestra com Bradley Simpson (Universidade Princeton). 2011. (Outro).

17.
SPEKTOR, M.. The Meaning of the "Third World" Today, palestra com Bradley Simpson (Universidade Princeton). 2011. (Outro).

18.
SPEKTOR, M.. Chinamerica or Clash of the Titans? Current Trends in US-China Relations, palestra com Ronald Pruessen (Munk School of Global Affairs, Universidade de Toronto). 2011. (Outro).

19.
SPEKTOR, M.. 2011 School on the History and Politics of the Arab World. 2011. (Outro).

20.
SPEKTOR, M.; SHIFTER, Michael. . Americas Working Group (Inter-American Dialogue&FGV). 2011. (Outro).

21.
SPEKTOR, M.. World Politics in an Age of Entropy, palestra com Randall Schweller (Ohio State University). 2011. (Outro).

22.
SPEKTOR, M.. Polarity and Status in International Relations, palestra com Randall Schweller (Ohio State University). 2011. (Outro).

23.
SPEKTOR, M.. Presente e Futuro das Relações Brasil - Estados Unidos, palestra com Julia Sweig (CFR). 2011. (Outro).

24.
SPEKTOR, M.. Nuclear Ambitions, palestra com Jacques Hymans (University of Southern California). 2011. (Outro).

25.
SPEKTOR, M.; Lazarou, E ; Pinheiro, C.C. ; Villela, André ; Milani, C. ; MAIA, J. M. E. ; GUIMARÃES, F.S. ; Santoro, M. . Ciclo de Palestras "Uma década de transformação: 2000-2010". 2010. (Outro).

26.
Harmer, T. ; SPEKTOR, M. . Seminário Internacional O Brasil e a Guerra Fria na América Latina: Novas Fontes e Interpretações. 2010. (Congresso).

27.
Harmer, T. ; SPEKTOR, M. . 2010 School on Cold War History. 2010. (Outro).

28.
SPEKTOR, M.. Building Trust, palestra com Nicholas J. Wheeler (Rio de Janeiro, 7 de dezmebro). 2010. (Outro).

29.
SPEKTOR, M.. Saving Strangers, palestra com Nicholas J. Wheeler (Rio de Janeiro, 9 de dezembro). 2010. (Outro).

30.
Sweig, Julia ; SPEKTOR, M. . Obama's Challenges in Latin America (open lecture). 2009. (Outro).

31.
HURRELL, A. ; SPEKTOR, M. . Regional Powers and Global Order (Regional Powers Network). 2009. (Outro).

32.
Passarelli ; SPEKTOR, M. ; AMORIM NETO, O. ; Souza, Amaury de ; Villela, André ; D'Araujo, Maria Celina . 100 dias de governo Obama: uma análise de conjuntura internacional. 2009. (Outro).

33.
Westad, Odd Arne ; SPEKTOR, M. . A Guerra Fria Global. 2009. (Outro).

34.
SPEKTOR, M.; BETHELL, L. ; HURRELL, A. . Rethinking Brazil in the Global Order - part I. 2009. (Outro).

35.
HURRELL, A. ; SPEKTOR, M. . Potências emergentes e ordem global. 2009. (Outro).

36.
SPEKTOR, M.. Partnership for the Americas (Brookings Institution). 2009. (Outro).

37.
SPEKTOR, M.; LAMPREIA, Luiz Felipe . O Brasil nas Relações Internacionais. 2009. (Outro).

38.
SPEKTOR, M.; ROHTER, L. . O Brasil segundo a ótica de um jornalista norte-americano, palestra com Larry Rohter. 2009. (Outro).

39.
SPEKTOR, M.; BETHELL, L. ; HURRELL, A. . Rethinking Brazil in the Global Order - part II. 2009. (Outro).

40.
SPEKTOR, M.; Sweig, Julia ; PATRICK, S. . Workshop Rising Brazil: Implications for World Order and International Institutions. 2009. (Outro).

41.
SPEKTOR, M.; ROCHA, A. L. M. . A disputa anglo-americana pelo controle do espaço Atlântico e as Origens da Guerra Fria. 2009. (Outro).

42.
SPEKTOR, M.. Relações Internacionais e Política Externa do Governo de Ernesto Geisel (1974-1979). 2008. (Outro).

43.
SPEKTOR, M.. Seminário Internacional Ibéricos, Americanos, Africanos e Atlânticos: identidades e fronteiras nos países da comunidade luso-afro-brasileira. 2008. (Outro).

44.
Burges ; SPEKTOR, M. . Brazilian Foreign Policy after the Cold War. 2007. (Outro).

45.
SPEKTOR, M.; Passarelli . Normas internacionais em zonas de conflito armado. 2007. (Outro).

46.
Engstrom ; SPEKTOR, M. . The Politics of the Inter-American Human Rights System. 2007. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Isabela de Paula Cruz. Lei de Acesso à Informação no Programa Nuclear Brasileiro. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

2.
Olivier Bodart. O Barão de Rio Branco e os Estados Unidos. Início: 2016. Dissertação (Mestrado profissional em Bens Culturais e Projetos Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, FGV. (Orientador).

3.
Daine de Carvalho Dias. A posição brasileira diante das crises democráticas na América Latina.. Início: 2015. Dissertação (Mestrado profissional em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

4.
André Sampaio. Cortinas de Fumaça:A construção do proibicionismo global da maconha. Início: 2015. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

Tese de doutorado
1.
Fabiano Farias de Souza. A diplomacia nuclear do governo Figueiredo: o caráter estratégico dos acordos bilaterais de cooperação técnic. Início: 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).

2.
Helen Miranda Nunes. Aspiração nuclear de um país do futuro: A trajetória do acordo nuclear entre Alemanha Ocidental e o Bras. Início: 2016. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Aline Cirino Gonçalves. Intervenção Humanitária na Ordem Global. 2015. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Matias Spektor.

2.
André Luiz Morais Zuzarte Bravo. O milhão restante, o Brasil e a evolução da proteção internacional a refugiados (1946-1952). 2014. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC, . Orientador: Matias Spektor.

3.
Leandro da Silva Batista Pereira. Vitória na derrota: Álvaro Alberto e as origens da política nuclear brasileira. 2013. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas, . Orientador: Matias Spektor.

4.
Rodrigo Morais Chaves. O Programa Nuclear e a Construção da Democracia: Análise da Oposição ao Programa Nuclear Brasileiro (1975-1992). 2012. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC, . Orientador: Matias Spektor.

5.
Leandro Batista Pereira. As origens da política nuclear brasileira 1945-1961. 2011. Dissertação (Mestrado em Mestrado Acadêmico em História, Política e Bens) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC, . Orientador: Matias Spektor.

6.
William de Miranda Barreto. Eletrobrás: o embate por trás de sua criação. 2009. Dissertação (Mestrado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas, . Orientador: Matias Spektor.

Tese de doutorado
1.
Renata Hessmann Dalaqua. Átomos e mudança social: mobilizações anti-nucleares e as lutas por democracia e justiça ambiental no Brasil.. 2017. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas, . Orientador: Matias Spektor.

2.
Carlo Patti. North-South relations and nuclear proliferation: the Brazilian case, from the military regime to Lula. 2012. Tese (Doutorado em Storia delle relazioni internazionali) - Universidade de Florença, . Coorientador: Matias Spektor.

3.
Monique Sochaczewski Goldfeld. O Brasil e o Império Otomano: a busca pelo reconhecimento na sociedade internacional de estados soberanos (1850-1930). 2012. Tese (Doutorado em História, Política e Bens Culturais) - Fundação Getúlio Vargas, . Orientador: Matias Spektor.

Monografia de conclusão de curso de aperfeiçoamento/especialização
1.
Júlio Jorge Trindade Duarte. A Aproximação com a África Durante o Governo Lula: Motivações e Estratégias. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

2.
Stenio Augusto Lopes Andrade. O Programa Nuclear Iraniano e as Disputas na Política Internacional de Não-Proliferação de Armas Atômicas. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

3.
Silmas Alves Pareico Junior. Regionalismo e Bipolaridade: Os impactos da Guerra Fria no processo de integração europeu. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

4.
Andrea Alvarenga do Nascimento. Relações Internacionais e Direito Autoral: os aspectos internacionais e universais deste ramo do Direito. 2009. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

5.
Oreste Pedro Maia Andrade Junior. A Governança Global e o Desafio Ecológico. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

6.
Murillo Valentino Victorazzo. A Política Externa de FHC. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

7.
Leonardo Soares de Oliveira. Armas Nucleares e seus Impactos nas Relações Internacionais. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

8.
Tatiana Pacheco de Mello Pimentel. As Relações Brasil-Estados Unidos: o novo marco do governo Lula. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

9.
Tatiana Silveira de Miranda. Como os BRICs se Adaptaram ao Tema da Intervenção Humanitária no Pós-Guerra Fria? O caso brasileiro. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

10.
Nathalia Corrêa Khayat Araujo. Cooperação Técnica Internacional Educacional e as Relações Internacionais. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

11.
Tiago Munk. Estratégias de Segurança Regional da China, Brasil e Alemanha. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

12.
Denise Lins de Quadros. O Poder Hegemônico Norte Americano. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

13.
Mariela Lima Prazeres Amaral. Segurança Regional, Conselho Sul-Americano de Defesa e Postura Brasileira. 2008. Monografia. (Aperfeiçoamento/Especialização em MBA em Relações Internacionais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Laura Naves Machado Araujo Alencar. Responsabilidade de Proteger: Difusão normativa e implementação. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Graduação em Ciências Sociais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC. Orientador: Matias Spektor.

2.
José Antonio Mariano de Azevedo. Enfraquecimento da presença americana no Oceano Índico. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Graduação em Ciências Sociais) - Centro de Pesquisa e Documentação de História Contemporânea do Brasil-CPDOC. Orientador: Matias Spektor.

3.
Francisco Pedrosa de Andrade e Figueira. O Congresso e a Política Externa na Constituição da República de 1988 (co-orientador). 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Direito) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

Iniciação científica
1.
Fabio Cardoso Schanaider. Mudança Social e Política internacional no Brasil Emergente. 2015. Iniciação Científica - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Matias Spektor.

2.
Pedro Henrique Ferreira Amaro. Relações Internacionais do Brasil Nuclear. 2015. Iniciação Científica - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Matias Spektor.

3.
Larissa dos Santos Domingues. Relações Internacionais do Brasil Nuclear. 2014. Iniciação Científica - Fundação Getúlio Vargas, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Matias Spektor.

4.
João Lucas Thereze Ferreira. O Congresso e a política externa brasileira. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Econômicas) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

5.
Laura Naves Machado Araujo Alencar. O Brasil e a nova política internacional de Responsabilidade de Proteger. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

6.
Aline Gonçalves Cirino. Global Norm Evolution and the Responsibility to Protect. 2012. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

7.
Anna Clara Monjardim. O Brasil doa: a nova política de desenvolvimento internacional. 2011. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

8.
Pedro Mariano Martins Pontes. 18 Dias: Lula, Bush e Cardoso. 2010. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

9.
Dani Kauffman Nedal. Uma avaliação do arquivo Luiz Felipe Lampreia. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Relações Internacionais) - Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

10.
Lucas Assis. Memória Histórica e Estratégica da Energia Nuclear no Brasil. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

11.
Rafaella Cysne Novaes Rangel. História da Energia Nuclear no Brasil. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Administração) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

12.
Francisco Pedrosa de Andrade e Figueira. O Congresso e a Política Externa na Constituição da República de 1988. 2009. Iniciação Científica. (Graduando em Direito) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.

13.
Mila Henriques Lo Bianco. RI e Política Externa do Governo Ernesto Geisel. 2007. Iniciação Científica. (Graduando em Ciências Sociais) - Fundação Getúlio Vargas, Fundação Getúlio Vargas. Orientador: Matias Spektor.



Educação e Popularização de C & T



Cursos de curta duração ministrados
1.
SPEKTOR, MATIAS; CAMERON, J. . Brazil in Transition: global perspectives on a changing nation. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

2.
SPEKTOR, MATIAS; STUENKEL, O. . Embate Político e Diplomacia: Como a disputa interna molda as opções internacionais do Brasil. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

3.
SPEKTOR, MATIAS; STUENKEL, O. . Análise de risco politico: como empresas multinacionais decide onde e como investir?. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

4.
SPEKTOR, MATIAS. Brazilian Foreign Policy. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

5.
SPEKTOR, M.; MIGNOZETTI, U. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

6.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . Análise de Risco Político. 2017. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

7.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; ROCHA, A. L. M. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; ROCHA, A. L. M. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2015. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

9.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. ; LAMPREIA, Luiz Felipe . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2014. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

10.
SPEKTOR, M.; PATTI, C. ; ROCHA, A. L. M. ; GOLDFELD, M. S. . Oficina de Trabalho de Métodos e Técnicas de Pesquisa em História Global e Relações Internacionais.. 2012. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

11.
SPEKTOR, M.; STUENKEL, O. . The Brazilian Crisis in Global Context. 2016. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 21/10/2018 às 1:53:53