Rosamaria Giatti Carneiro

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/5760185568410598
  • Última atualização do currículo em 22/08/2018


Mãe desde 2015 (Movimento Parent in Science, Brasil, 2018). Professora Adjunta III do Departamento de Saúde Coletiva da Universidade de Brasília. Esteve no Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde da FCE/UnB (2014-2018). É Doutora em Ciências Sociais pelo IFCH da UNICAMP (2011), Mestre na linha de pesquisa "Direito achado na rua" na FD da UnB (2005). Possui Especialização em Gênero e Teoria Psicanalítica no Brasil (UnB-2005). Viveu e pesquisou feminismo latino-americano na Argentina (UCES/USM/UBA- Argentina/2006). Fez estágio doutoral na Universidad de Barcelona (2010). É sócia da ABA (Associação Brasileira de Antropologia), da APA (Associação Portuguesa de Antropologia), da LASA (Latin American Studies Association) e da ABRASCO (Associação Brasileira de Saúde Coletiva), tendo por áreas de interesse de pesquisa e campo de atuação: antropologia da saúde, antropologia urbana e teoria antropológica, com destaque para gênero, sexualidade, corpo, reprodução, políticas de saúde e saúde coletiva. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Rosamaria Giatti Carneiro
Nome em citações bibliográficas
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA

Endereço


Endereço Profissional
Universidade de Brasília, UNB - Campus Ceilândia.
Setor Campus Universitário Centro Metropolitano
Ceilândia Sul (Ceilândia)
72220275 - Brasília, DF - Brasil
Telefone: (61) 3107816
URL da Homepage: www.fce.unb.br


Formação acadêmica/titulação


2007 - 2011
Doutorado em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Título: CENAS DE PARTO E POLÍTICAS DO CORPO: UMA ETNOGRAFIA DE EXPERIÊNCIAS FEMININAS DE PARTO HUMANIZADO, Ano de obtenção: 2011.
Orientador: Luzia Margareth Rago.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
Palavras-chave: antropologia do parto; teoria feminista; discurso médico obstetra; representações de sexualidade e espiritualidade; feminismo da diferença sexual; espiritualidade feminina.
2010 - 2010
Doutorado em Ciências Sociais.
Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
com período sanduíche em Universitat de Barcelona (Orientador: Pilar Balbi Rourera).
Título: Cenas de parto e políticas do corpo: uma etnografia de experiências femininas de parto humanizado, Ano de obtenção: 2010.
Orientador: Margareth Rago.
Bolsista do(a): Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo, FAPESP, Brasil.
2003 - 2005
Mestrado em Direito.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Em busca do Sol: o Direito, o Conflito e o Teatro do Oprimido.,Ano de Obtenção: 2006.
Orientador: José Geraldo de Sousa Junior.
Bolsista do(a): Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior, CAPES, Brasil.
Palavras-chave: Direito; Arte; Teorias sobre o Conflito.
Grande área: Ciências Sociais Aplicadas
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Direito Público.
Grande Área: Ciências Sociais Aplicadas / Área: Direito / Subárea: Teoria do Direito / Especialidade: Sociologia Jurídica.
Setores de atividade: Educação Superior; Educação.
2006 - 2006
Especialização em El psicoanalisis y género. (Carga Horária: 144h).
Universidad Nacional de San Luis, UNSL, Argentina.
Título: Freud y la sexualidad femenina: cuando y como el feminismo reaccionó..
Orientador: Irenre Fridman e Irene Meler.
2006 - 2006
Especialização em Repensando el género y la educación. (Carga Horária: 164h).
Facultad Latinoamericana de Ciencias Sociales - Argentina, FLACSO/ARGENTINA, Argentina.
Título: Modernidad versus posmodernidade? O feminismo posmoderno responde: um encontro de paradigmas e uma proposta pedagógica.
Orientador: Dra. Gloria Bonder.
2006 - 2006
Especialização em La dimension socio-historica de la subjetividad. (Carga Horária: 128h).
Universidad de Buenos Aires - Facultad de Psicologia, UBA - PSICOLOGIA, Argentina.
Título: La concepcion de autonomia en Cornelius Castoriadis..
Orientador: Dra. Ana Maria Fernandez.
2006 - 2006
Especialização em Diplomado interdisciplinario en Género. (Carga Horária: 144h).
Universidad de Ciencias Sociales y Empresariales de Buenos Aires, UCES, Argentina.
Título: Diferencias en grandes lineas: feminismo de la igualdad, diferencia y postestructuralista..
Orientador: Dra. Mabel Burin e Irene Meler.
2004 - 2005
Especialização em Teoria Psicanalítica.
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Título: Dois trilhos, mas um mesmo caminho: o Método Analítico e o Teatro do Oprimido..
Orientador: Tania Rivera.
1996 - 2000
Graduação em Direito.
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Título: Sociologismo Jurídico e Direito Alternativo: segmentação ou corrente autonoma?.
Orientador: Renan Severo Teixera Cunha.




Formação Complementar


2013 - 2013
Black is beautiful: feminismo e identidade. (Carga horária: 60h).
GLEFAS, GLEFAS, Argentina.
2010 - 2010
Assistência Integral da Saúde da Mulher. (Carga horária: 8h).
Universidade Federal de Santa Catarina, UFSC, Brasil.
2004 - 2004
Extensão universitária em Dramaturgia e cotidianidade. (Carga horária: 12h).
Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
1999 - 1999
Extensão universitária em Estatuto da Criança e do Adolescente. (Carga horária: 60h).
Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade de Brasília, UnB, Brasil.
Vínculo institucional

2018 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professora Adjunta, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Pesquisa Social em Saúde Seminarios Integrativos em Saúde Coletiva 1 Estágio 1

Vínculo institucional

2014 - Atual
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Professora, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professora da Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde da FCE/UnB Linha de pesquisa: políticas públicas de saúde e marcadores sociais da diferença

Vínculo institucional

2013 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Integrante de Comitê de ética em pesquisa da Universidade de Brasilia - Instituto de Humanas. CEP-IH. Parecerista.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Professor adjunto I, Regime: Dedicação exclusiva.
Outras informações
Professor adjunto I - Departamento de Saúde Coletiva, concentração em Ciências Sociais/Antropologia.

Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Integrante da Comissão Especial UnB, Carga horária: 4
Outras informações
Integrante da Comissão de Implementação das Diretrizes Curriculares de Educação em Direitos Humanos na Universidade de Brasília (UnB), nomeação do reitor, 07.11.2012

Vínculo institucional

2012 - 2015
Vínculo: , Enquadramento Funcional: Conselho de Ensino e Graduação FCE - UnB, Carga horária: 2

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Mestranda, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2003 - 2005
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Integrante grupo de pesquisa, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: promotora de curso de extensão, Carga horária: 12
Outras informações
Organizou e ministrou curso de extensão junto do DEX-UnB, "O teatro do oprimido como possibilidade de resolução de conflitos", em sua perspectiva teórica e prática, junto da Faculdade de Direito da UnB e sob orientação do Prof. Dr. José Geraldo de Sousa Júnior.

Atividades

08/2016 - Atual
Ensino, Ciências e Tecnologias em Saúde, Nível: Pós-Graduação

Disciplinas ministradas
Antropologia da Saúde
Epidemiologia e pesquisa qualitativa em saúde
Saúde e Sociedade II - A construção social do processo de saúde e doença
Seminários Integrativos III
Seminários Integrativos V
12/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNB - Campus Ceilândia, .

Cargo ou função
Membro do Colegiado de Graduação e Extensão da FCE/Universidade de Brasília.
04/2013 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, Universidade de Brasília, .

Cargo ou função
Membro do Comitê de Ética em Pesquisa Instituto de Humanas/ICC - UnB.
10/2012 - Atual
Conselhos, Comissões e Consultoria, UNB - Campus Ceilândia, .

Cargo ou função
Membro da Comissão para implementação das Diretrizes Nacionais de Educação em Direitos Humanos na UnB.
01/2012 - Atual
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Pesquisa em saúde e marcadores sociais da diferença
Saúde, Cuidado e Reconhecimento
Saúde, Direitos Humanos e Antropologia
Saúde e Sociedade I
Saúde e Sociedade II
Saúde e Sociedade III
Pesquisa
09/2012 - 02/2013
Ensino, Saúde Coletiva, Nível: Graduação

Disciplinas ministradas
Saúde e Sociedade 1
Seminários Integrativos 4
Trabalho de Conclusão de Curso I - Saúde Coletiva

Universidade Estadual de Campinas, UNICAMP, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisa História, Gênero e Cultura Material, Carga horária: 20

Vínculo institucional

2007 - 2011
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Pesquisador Doutorado, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Programa de Estágio Docente C, Enquadramento Funcional: Estágio Docente IFCH UNICAMP, Carga horária: 12
Outras informações
Programa de Estágio Docente realizado conjuntamente e sob supervisão da Profa. Dra. Margareth Rago, IFCH-Unicamp. Disciplina oferecida. Tópicos Especiais em História para Graduação do IFCH-Unicamp: "Escrita de sim em Michel Foucault".


Pontifícia Universidade Católica de Campinas, PUC Campinas, Brasil.
Vínculo institucional

2008 - 2008
Vínculo: Celetista formal, Enquadramento Funcional: Professor temporário, Carga horária: 20
Outras informações
Professora de História do Direito

Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Coordenadora do Sistema de Conciliação, Carga horária: 20


Associação Brasileira de Antropologia, ABA, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Sócia colaboradora, Enquadramento Funcional: Sócia colaboradora


Latin American Studies Association, LASA, Estados Unidos.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Sócia, Enquadramento Funcional: sócia


Associação Brasileira de Saúde Coletiva, ABRASCO, Brasil.
Vínculo institucional

2012 - Atual
Vínculo: Sócia, Enquadramento Funcional: associada


Comissao de Direitos Humanos do Distrito Federal, CDHCLDF, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Servidor Publico, Carga horária: 40, Regime: Dedicação exclusiva.

Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Servidor Público, Enquadramento Funcional: Analista de Políticas Púbicas para Mulheres, Carga horária: 40


Ministério da Educação, MEC, Brasil.
Vínculo institucional

2003 - 2004
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Consultor Educação em Direitos Humanos, Carga horária: 20
Outras informações
Prestou assessoria na construção de um programa teórico e metodológico para Educação em Direitos Humanos sob a supervisão do Prof. Doutor Luis Alberto Warat, da Faculdade de Direito da Universidade de Brasília. Tratou-se da criação de um curso sequencial a ser aplicado também nas universidades.


Defensoria Pública de São Paulo, DPSP, Brasil.
Vínculo institucional

2000 - 2000
Vínculo: Bolsista, Enquadramento Funcional: Estagiária da Justilça Criminal, Carga horária: 20


Mão na Massa - Grupo voluntário Campinas, MNM, Brasil.
Vínculo institucional

1999 - 2000
Vínculo: diretoria, Enquadramento Funcional: coordenadora colaboradora



Projetos de pesquisa


2017 - 2018
Mulheres empreendedoras no Plano Piloto: gênero, econômica e saúde
Descrição: O objetivo geral deste projeto de IC é refletir sobre processos de saúde/adoecimentos de mulheres empreendedoras no Plano Piloto, Brasília-DF. Como objetivos específicos: - realizar um mapeamento de todos os empreendimentos criados e gerenciados por mulheres no Plano Piloto, considerando as 16 superquadras da Asa Norte e Asa Sul; - classificar esse material de acordo com o tipo de empreendimento, localização e estória da vida da mulher que empreende; - refletir sobre a sobreposição de papeis sociais por elas vividos e acerca de suas razões para empreender..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (2) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador.
2016 - 2017
Um estudo antropológico sobre os impactos dos diagnósticos e prognósticos das malformações fetais no cotidiano de mulheres e suas famílias no estado de Pernambuco
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (7) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / Soraya Resende Fleischer - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos - Auxílio financeiro.
2016 - 2017
Como mulheres em idade reprodutiva percebem o adoecimento pela zika e a vacinação contra o vírus?
Descrição: Esse projeto pretende compreender dois conjuntos de representações e concepções a respeito da epidemia da zika, qual sejam, as formas de contagio, sintomas e proteção diante do vírus e os riscos e benefícios da testagem de vacinas em grupos de mulheres em idade reprodutiva, especialmente gestantes. Algumas questões que esse projeto pretende avançar podem ser organizadas em dois blocos inter-relacionados: ? BLOCO 1: Quais são as formas de transmissão do vírus da zika? Quais são os sintomas da zika e como resolve-los? Há grupos de pessoas mais vulneráveis ao vírus e a doença da zika? Como proteger essas pessoas, sobretudo as mais vulneráveis, diante do vírus? O que cabe as autoridades estatais, o que cabe aos indivíduos, casais, famílias e vizinhanças? ? BLOCO 2: A gestação e compreendida como uma etapa de particular vulnerabilidade, sobretudo face ao uso de medicamentos e de testagem de vacinas? São percebidas diferenças em termos de risco entre o consumo de um medicamento aprovado e ou em fase de teste? Há alguma fase da gestação em que se percebe menos arriscado participar de um teste clinico? Quais mulheres gestantes devem participar de testes clínicos? Deve haver compensação financeira para essa participação?.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (5) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / Soraya Resende Fleischer - Coordenador.Financiador(es): Fundação de Empreendimentos Científicos e Tecnológicos - Auxílio financeiro.
2015 - 2017
Racialização dos corpos, gênero e classe social em processos: leituras e contra-leituras biográficas de feministas e de mulheres negras
Descrição: A pesquisa contará com caráter eminentemente etnográfico em espaços e serviços oficiais de saúde e com entrevistas que reconstituirão as trajetórias e biografias de feministas negras de todo o Brasil e das mulheres negras de camadas populares de Brasília encontradas nos serviços de saúde pesquisados. Sendo assim, apresenta-se enquanto uma etnografia da construção dos corpos das mulheres negras brasileiras nas cenas de atenção à saúde sexual e reprodutiva ou saúde em geral, mas, sobretudo, a partir do olhar que as feministas e as mulheres de camadas populares têm dessa racialização, como a percebem, se a valoram e como desenham os seus corpos. Projeto Financiado pelo CNPQ - Edital MCTI 22/2014 - Ciências Humanas e Sociais.
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador.Financiador(es): CNPQ - Auxílio financeiro.
2014 - Atual
O abortamento legal no Brasil, Peru e Uruguai: leis e práticas sociais
Descrição: Este projeto busca compreender e mapear as particularidades históricas, a prática e a atual leitura social do aborto legal no Brasil, Peru e Uruguai. Para tanto, empreenderá pesquisa de campo nos 3 países, por meio de entrevistas com profissionais de saúde e do legislativo envolvidos com a temática do aborto legal, bem como recuperação histórica de todo o processo de legalização e/ou não e dos movimentos sociais de mulheres envolvidos. A pesquisa se propõe comparativa por conta de nesses 3 cenários a legislação ser totalmente diferente, bem como os atravessamentos políticos estatais específicos de cada região. No Peru temos a legislação e cenário mais recrudescido, no Uruguai o mais amplo depois de 2015 e no Brasil um cenário atual bastante movimentado com relação ao aborto depois da resolução do MS e novas propostas de lei e alteração constitucional. No limite, do estudo comparativo, espera-se pensar sobre os atravessamentos de corpo, aborto e direitos sexuais e reprodutivos na América Latina a partir dessas 3 realidades. O que há em comum e de diferente para pensarmos sobre teorias sobre corpos de mulheres e projetos de Estado?.
Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador / Erica Quinaglia - Integrante / Silvia Badim - Integrante / Fernanda Loureiro - Integrante.Financiador(es): CNPQ - Auxílio financeiro.
2013 - 2015
E a cor do meu corpo me importa? Percepções sociais de raça e cor no campo da saúde
Descrição: Este projeto de pesquisa tem por objetivo problematizar percepções de corporalidade e de raça no campo da saúde, a partir da etnografia das percepções dos usuários do Sistema Único de Saúde, encontrados em uma Unidade Básica de Saúde (UBS) específica. Para tanto, toma de saída a Política Nacional de Assistência Integral à Saúde da População Negra (2009) do Ministério da Saúde, sua acepção de racismo institucional e sua premissa de um sistema de cuidado diferenciado, em nome da equidade e saúde como direito de todos e dever do Estado. Interessa-nos, nesse sentido, analisar como e se a cor do corpo e a noção de raça importam para os atendidos na rede pública de saúde. Para tanto, não partiremos, de saída, de um grupo específico de usuários; as oscilações representacionais, bem como diferentes práticas de apropriação da raça serão encontradas durante a pesquisa, em termos de diferenças de gênero, geração, classe social e orientação sexual. Dessa maneira, trata-se da etnografia da recepção de uma política pública diferencialista, mas, bem mais do que isso, que intenta compreender se, como e de que maneiras a questão racial ingressa nos anseios pelo cuidado por parte daqueles que se encontram nas pontas do sistema de saúde contemporâneo, sem deixar de pensar, a todo tempo, no aspecto global e na importância política da política de saúde nacional..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador.
2012 - 2017
Mapeamento das atividades acadêmicas de direitos humanos e educação em direitos humanos para subsidiar a elaboração do Plano de Ação em Educação em Direitos Humanos da UnB
Descrição: Para compreender o conjunto das ações voltadas para os direitos humanos na Universidade de Brasília, diante da Resolução de 30 de maio de 2012 do MEC sobre Educação em Direitos Humanos nas IES, é necessário um diálogo direto com as unidades acadêmicas, motivo pelo qual o objetivo deste projeto é realizar um diagnóstico a respeito das atividades de ensino, pesquisa e extensão da UnB sobre a educação em direitos humanos, de modo a construir um mapa das atividades desenvolvidas nessas três esferas e sugerir um Plano de Ação voltado à educação em direitos humanos. São objetivos específicos deste projeto: analisar o contexto onde estão sendo desenvolvidas as atividades de direitos humanos e educação em direitos humanos na UnB; levantar junto à SAA todas as disciplinas de graduação e pós-graduação cadastradas com temática vinculada aos direitos humanos e da educação em direitos humanos; coletar as atividades de pesquisa que trabalham diretamente com a temática dos direitos humanos e da educação em direitos humanos (monografias de graduação, monografias de especialização, dissertações de Mestrado e teses de Doutorado); levantar os projetos e as atividades de extensão vinculadas aos direitos humanos e à educação em direitos humanos; indicar o número de docentes que desenvolvem atividades na área de direitos humanos e da educação em direitos humanos; registrar as unidades acadêmicas envolvidas com direitos humanos e a educação em direitos humanos no ensino, na pesquisa e na extensão; verificar as unidades acadêmicas que ainda não integraram em seus currículos e disciplinas um diálogo com os direitos humanos e a educação em direitos humanos e analisar o projeto pedagógico das unidades acadêmicas selecionadas, tendo em vista sua articulação com os direitos humanos e a educação em direitos humanos..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / Nair Heloisa Bicalho - Coordenador / Regina Coelly Saraiva - Integrante.
2012 - 2013
Cidade satélite e pesquisa no Plano Piloto: visões de mundo e visões de saúde
Descrição: Este projeto de pesquisa tem por objetivo inverter uma lógica de pesquisa, deslocando pesquisadores de zonas para periféricas para realizarem pesquisa em campos centrais. Sabe-se que, na história da produção científica, muitos pesquisadores do centro deslocaram-se até zonas afastadas com o objetivo de compreender a diferença a partir de sua grade de leitura. Nesse sentido, a proposta é subverter essa ?tradição?: os pesquisadores serão aqueles que geralmente foram analisados e os tradicionais pesquisadores serão os investigados. Posto esse pano de fundo, que arquiteta a presente proposta, o presente projeto possui dois objetivos primordiais: primeiro, entender de que modos os estudantes dos campi Darcy Ribeiro e da FCE têm percebido o processo de expansão da universidade e analisar a repercussão de suas respostas nos estudantes-pesquisadores da FCE. Em segundo lugar, exploraremos se, por ventura, existem diferenças quanto às práticas de saúde e técnicas de cuidado entre esses dois universos, entre FCE/Darcy Ribeiro, e, logicamente, quais seriam esses marcadores distintivos. Isto posto, alcançaríamos o ponto central: analisar a existência de visões de mundo quanto ao convívio universitário, função e papel da universidade, junto das expectativas de ambos os grupos de estudantes, tendo por recorte o campo da saúde..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (3) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador.
2007 - 2011
Cenas de parto e políticas do corpo: uma etnografia de experiências femininas de parto humanizado
Descrição: Este projeto de pesquisa procura analisar o ideário da humanização do nascimento na atualidade e de uma perspectiva bastante situada: a das mulheres que têm escolhido "parir mais naturalmente". Pretende-se, a partir deste foco etnográfico, ponderar a respeito das noções de pessoa, saúde, doença, parto, dor e risco operantes nesse universo. Para além, o projeto procurará dar conta das interfaces entre o movimento do parto humanizado, movimento feminista e movimento de mulheres, bem como políticas públicas de saúde..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2011
Gênero, Experiência e Subjetividade
Descrição: O grupo se insere na Linha de Pesquisa Gênero, Subjetividades e Cultura Material da área de História Cultural do Programa de Pós-Graduação em História do IFCH da UNICAMP. Tem interface com as áreas de Filosofia, Psicologia Social, Antropologia e Educação. Visa atingir estudantes das áreas de Ciências Humanas, assim como ativistas sociais. O grupo realiza pesquisas referenciadas por autores contemporâneos como Hannah Arendt, Michel Foucault, Gilles Deleuze, Richard Sennett, tanto quanto pelas discussões trazidas pela epistemologia feminista e pela categoria do gênero. Aqui, Rosi Braidotti, Judith Butler, Luce Irigaray, Susan Bordo e no Brasil, Tânia Navarro Swain, historiadora da UNB têm trazido contribuições marcantes para as análises e problematizações temáticas específicas de cada pesquisador e para o grupo em seu conjunto. Para ampliar e aprofundar suas discussões e criar condições para desdobramentos das pesquisas, o Grupo realiza seminários internos, ciclo de palestras de especialistas, participa de simpósios e outros tipos de evento nacionais e internacionais..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
2004 - 2006
Direito como liberdade: O Direito achado na rua. Experiências populares de criação de Direitos
Descrição: O projeto articula nos planos teórico e prático o potencial emancipatório do direito, tomado como expressão da liberdade e da igualdade que são constitutivas da sociedade plural e democrática..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (15) / Doutorado: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / José Geraldo de Sousa Junior - Coordenador.
2003 - 2005
Oficinas de teatro do oprimido e a problematização das percepções de conflito e da subjetividade jurídica
Descrição: Essa pesquisa pretende, a partir de oficinas de teatro grupais, refletir sobre as percepções de violência doméstica experimentadas por um grupo de mulheres da cidade satélite do Paranoá-DF, bem como sobre a configuração de sua subjetividade jurídica. Para tanto, recuperará a teoria crítica do Direito, a partir da leitura do Direito achado na rua (Lyra, 2000) e de expressões de pluralismo jurídico, tematizando as feições jurídicas da contemporaneidade para além do Estatal..
Situação: Desativado; Natureza: Pesquisa.


Projetos de extensão


2014 - Atual
PIC NIC da Saúde Coletiva
Descrição: Espaço que busca refletir sobre a história e diretrizes da Graduação em Saúde Coletiva no Brasil.
Situação: Em andamento; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / Erica Quinaglia - Coordenador / Clelia Maria Parreira - Integrante / Silvia Badim - Integrante.
2004 - 2004
O teatro do oprimido como mecanismo alternativo de resolução de conflitos
Descrição: Curso de Extensão oferecido pelo DEx- UnB, para alunos de graduação de toda universidade.
Situação: Concluído; Natureza: Extensão.
Alunos envolvidos: Graduação: (6) / Mestrado acadêmico: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Coordenador / José Geraldo de Sousa Junior - Integrante / Luis Alberto Warat - Integrante.


Outros Projetos


2011 - Atual
Plano de Implementação das Diretrizes Nacionais de Educação em Direitos Humanos na UnB
Situação: Em andamento; Natureza: Outra.
Alunos envolvidos: Graduação: (4) / Especialização: (1) .
Integrantes: Rosamaria Giatti Carneiro - Integrante / Nair Heloisa Bicalho - Coordenador.


Membro de corpo editorial


2014 - Atual
Periódico: Interface (Botucatu. Online)
2013 - Atual
Periódico: Jornadas de Seminários Integrativos FCE/UnB


Membro de comitê de assessoramento


2012 - Atual
Agência de fomento: Fundação de Brasília


Revisor de periódico


2013 - Atual
Periódico: Bioética (Brasília) (Cessou em 2006. Cont. ISSN 1983-8042 Revista Bioética
2013 - Atual
Periódico: Idéias - Revista do Instituto de Filosofia e Ciências Humanas da UNICAMP
2013 - Atual
Periódico: Physis (UERJ. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Saúde e Sociedade (USP. Impresso)
2014 - Atual
Periódico: Anuário Antropológico
2013 - Atual
Periódico: Cadernos de Terapia Ocupacional da UFSCar
2014 - Atual
Periódico: Ciência e Saúde Coletiva (Impresso)
2015 - Atual
Periódico: Sociedade e Cultura (Impresso)
2016 - Atual
Periódico: Mediações - Revista de Ciências Sociais
2016 - Atual
Periódico: Revista de Estudos Feministas
2016 - Atual
Periódico: Cahiers du Brésil Contemporain
2016 - Atual
Periódico: Reproductive Health Matters (Print)
2015 - Atual
Periódico: Vivência: Revista de Antropologia
2014 - Atual
Periódico: Interface (Botucatu. Online)
2016 - Atual
Periódico: SAÚDE E SOCIEDADE (ONLINE)
2016 - Atual
Periódico: ESTUDOS FEMINISTAS
2018 - Atual
Periódico: HISTÓRIA, CIÊNCIAS, SAÚDE-MANGUINHOS (IMPRESSO)
2015 - Atual
Periódico: REPRODUCTIVE HEALTH MATTERS
2015 - Atual
Periódico: MEDIAÇÕES - REVISTA DE CIÊNCIAS SOCIAIS
2017 - Atual
Periódico: Cadernos de Saude Publica


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
2.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Teoria Antropológica.
3.
Grande área: Ciências da Saúde / Área: Saúde Coletiva / Subárea: Saúde Coletiva.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Gênero e Sexualidade.
5.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia / Subárea: Ciências Sociais em Saúde.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Italiano
Compreende Bem, Fala Razoavelmente, Lê Bem, Escreve Bem.
Francês
Compreende Razoavelmente, Fala Pouco, Lê Razoavelmente, Escreve Pouco.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
CARNEIRO, R. G.2018CARNEIRO, R. G.. A cicatriz da cesárea indesejada: marca que significa corpos e mulheres na atualidade. Política & Trabalho (UFPB. Impresso), v. 47, p. 121-138, 2018.

2.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI2018CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI; GUIMARAES, S. M. ; ALMEIDA, D. . El aborto y una historia de vida: Cuidarse de sí, hijos y parejas en circulación. SEXUALIDAD, SALUD Y SOCIEDAD (RIO DE JANEIRO), v. 28, p. 136-158, 2018.

3.
CARNEIRO, ROSAMARIA2018CARNEIRO, ROSAMARIA; FLEISCHER, SORAYA RESENDE . -Eu não esperava por isso. Foi um susto-: conceber, gestar e parir em tempos de Zika à luz das mulheres de Recife, PE, Brasil. Interface (Botucatu. Online), v. 22, p. 709-719, 2018.

4.
FLEISCHER, S. R.2018FLEISCHER, S. R. ; TEMPESTA, G. ; CARNEIRO, R. . Das múltiplas face da fertilidade: pensando sobre uma antropologia dos úteros. AMAZÔNICA: REVISTA DE ANTROPOLOGIA (ONLINE), v. 10, p. 9-18, 2018.

5.
CARNEIRO, R.2017CARNEIRO, R.. Resenha Bicha Braba de Fleischer. CAMPOS (UFPR), v. 16, p. 180-183, 2017.

6.
CARNEIRO, R.2017CARNEIRO, R.. Zika, uma agenda de pesquisa para (o pensar) nas Ciências Sociais e Humanas em Saúde. Interface (Botucatu. Online), v. 21, p. 753-757, 2017.

7.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI2017CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI. O Peso do Corpo Negro Feminino no mercado da saúde: mulheres, profissionais e feministas em suas perspectivas. Mediações - Revista de Ciências Sociais, v. 22, p. 1-424, 2017.

8.
CARNEIRO, R. G.2015CARNEIRO, R. G.. Em nome de um campo de pesquisa: antropologia (s) do parto no Brasil contemporâneo. Vivência: Revista de Antropologia, v. 1, p. 11-22, 2015.

9.
CARNEIRO, R. G.2015CARNEIRO, R. G.. A vida em suspensão: 'Fale com Ela' e os sentidos da morte. Interface (Botucatu. Online), v. 19, p. 615-622, 2015.

10.
CARNEIRO, R. G.2015CARNEIRO, R. G.. ?Para chegar ao Bojador, é preciso ir além da dor?: sofrimento no parto e suas potencialidades. Sexualidad, Salud y Sociedad (Rio de Janeiro), v. 20, p. 91, 2015.

11.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI2015CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI; RIBEIRO, FERNANDA BITTENCOURT . Apresentação. Civitas: Revista de Ciências Sociais (Impresso), v. 15, p. 181, 2015.

12.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2014CARNEIRO, R. G.. Entre parteiras e buchudas: a vida social do cuidado no Melgaço, Pará. Cadernos Pagu (UNICAMP. Impresso), v. 42, p. 531-538, 2014.

13.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2014CARNEIRO, R. G.. AIDS e corpo como território: a importância da culturalidade. Pós - Revista Brasiliense de Pós-Graduação em Ciências Sociais, v. 13, p. 6-19, 2014.

14.
CARNEIRO, R.2014CARNEIRO, R.. Cor da Pele em/como Campo: Dilemas de uma Jovem Orientadora de Pesquisa em Saúde. Revista Ártemis, v. 18, p. 126-136, 2014.

15.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI2014CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI. Circulam imagens, circulam antropologias: mulheres, politicas do corpo e espetacularização da vida. Sociedade e Cultura (Online), v. 17, p. 241-252, 2014.

16.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.. Daquilo que os médicos quase não falam: transe e extase no parto. Percepções dissidentes de saúde e bem-estar.. Ciência & Saúde Coletiva (Online), v. 18, p. 2369-2378, 2013.

17.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.. Dilemas antropológicos de uma agenda de saúde pública: Rede Cegonha, pessoalidade e pluralidade. Interface (Botucatu. Online), v. 17, p. 49-59, 2013.

18.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.. Antropologia das Emoções: retomando concepções e consolidando campos. Physis (UERJ. Impresso), v. 23, p. 647-652, 2013.

19.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.. E o que pode fazer um Bacharel em Saúde Coletiva? A arte da pesquisa como promoção da saúde. Tempus: Actas de Saúde Coletiva, v. 7, p. 103-113, 2013.

20.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.. CIDADE-SATÉLITE E PESQUISA NO PLANO PILOTO: VISÕES DE SAÚDE E VISÕES DE UNIVERSIDADE. Camine: Caminhos da Educação, v. 5, p. 77-100, 2013.

21.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2013CARNEIRO, R. G.; RUI, T. . Resenha de 'O psicólogo com o bisturi na mão: um estudo antropológico da cirurgia plástica' de TOCHIO, Andrea.. Ilha - Revista de Antropologia, v. 15, p. 365-372, 2013.

22.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2012CARNEIRO, R. G.. E onde ficam os direitos das mulheres no momento de dar à luz? Parir no Brasil, um problema de saúde pública. Revista de Direito Mackenzie, v. 5, p. 227-237, 2012.

23.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2012CARNEIRO, R. G.. E parto natural é arriscado, é? Notas etnográficas de experiências femininas de parto humanizado. Revista Coletiva, v. 09, p. 1-5, 2012.

24.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2009 CARNEIRO, R. G.. Dizer sim a experiência. Caderno Espaço Feminino (UFU), v. 22, p. 129-148, 2009.

25.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2009CARNEIRO, R. G.. Novas maneiras de nascer na contemporaneidade. Revista Aulas (UNICAMP), v. 07, p. 00-00, 2009.

26.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2009CARNEIRO, R. G.. Teatro gerando reflexão e efetivação dos direitos humanos: método autobiográfico e construção da subjetividade. Travessias (UNIOESTE. Online), v. 4, p. 12, 2009.

27.
CARNEIRO, R. G.;CARNEIRO, R.;CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI;CARNEIRO, ROSAMARIA2008CARNEIRO, R. G.. Da invisibilidade do caso Sirlei Dias de Carvalho: um estudo interseccional da violência contra as mulheres. Acta Scientiarum (UEM), v. 30, p. 137-145, 2008.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
CARNEIRO, R. G.. Cenas de parto e políticas do corpo. 1. ed. Rio de Janeiro: Editora Fiocruz, 2015. v. 1. 328p .

2.
CARNEIRO, R. G.. Em busca do sol: O Direito, o conflito e o teatro do oprimido. 1. ed. São Paulo: Annablume, 2012. v. 1. 206p.p .

Capítulos de livros publicados
1.
CARNEIRO, R.. A antropologia na Saúde: entre termos e palavras que nos fazem pensar. In: Castro, Rosana; Martins, Raysa; Rangel, Cinthya.. (Org.). Antropologias, Saúde em tempos de Crise.. 1ed.Brasilia: Sobrescrita, 2018, v. , p. 87-97.

2.
CARNEIRO, R.; FLEISCHER, S. R. . A alta terapêutica de crianças com a síndrome congêni- ta do vírus Zika: O que esse fenômeno pode nos contar sobre o estado atual da epidemia?. In: BRAZ, Camilo; Henning, Carlos Eduardo. (Org.). Gênero, sexualidade e saúde: diálogos latino-americanos. 1ed.Goiania: Imprensa Universitaria, 2018, v. , p. 17-52.

3.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI. Bianca Santana. In: Mídia, Misoginia e Golpe / Janara Kalline Leal Lopes de Sousa ... [et al.];. (Org.). Midia, misoginia e golpe. 201ed.Brasilia: FAC-UnB, 2017, v. 01, p. 24-36.

4.
QUINAGLIA, E. ; CARNEIRO, R. ; BADIM, S. . O direito à saúde da mulher e o princípio da proibição do retrocesso social: o aborto em pauta. In: STEVENS, Cristina; OLIVEIRA, Susane Rodrigues de; ZANELLO, Valeska; SILVA, Edlene; PORTELA, Cristiane (orgs.).. (Org.). Mulheres e violências: interseccionalidades.. 01ed.Brasilia: Tecnopolitk, 2017, v. 3, p. 458-481.

5.
CARNEIRO, R. G.. The mothers at home to the mothers on the streets: caring, politics, and the rights to have rights. In: Bohn, Simone; Parmeksiz, Pinar. (Org.). Mothers in public and political life. 00ed.Bradford: Demeter Press, 2017, v. , p. 251-268.

6.
CARNEIRO, R. G.. Estados nacionais, gerações de mulheres e políticas do parir: analogias e mediações entre Brasil e Espanha. In: TEIXEIRA, Carla; ALMEIDA, Carlos Guilherme; NEVES, Rita de Cássia. (Org.). Saúde, mediações e mediadores. 1ed.Natal: ABA/UFRN, 2017, v. 1, p. 76-102.

7.
CARNEIRO, R. G.. Mesma ribalta, outro figurino. In: Avila, Carlos; Xavier, Lidia; Fonseca, Vicente.. (Org.). Direitos Humanos , Cidadnia e Violência no Brasil: estudos interdisciplinares.. 3ed.Curitiba: CRV, 2015, v. 3, p. 1-485.

8.
CARNEIRO, R. G.. De perto e de longe do que seria natural, mais natural e/ou humanizado: uma etnografia dos grupos de preparo para o parto humanizado. In: FLEISCHER, Soraya; FERREIRA, Jaqueline.. (Org.). Etnografias em Serviços de Saúde.. 1ed.Rio de Janeiro: Garamond, 2014, v. , p. 243-266.

9.
CARNEIRO, R. G.. O que querem as "mulheres que comem placenta"? práticas de parto sexualizadas e subjetivantes. In: Mello, Luiz; Souza, Dalva Borges; Nunes, Jordão Horta; Sofiati, Flávio Munhoz. (Org.). Questões de Sociologia. Debates contemporâneos.. 1ed.Goiânia: , 2012, v. , p. 171-190.

10.
CARNEIRO, R. G.. Por um parir diferentemente: biopolítica e poéticas feministas. In: Stevens, Cristina; Brasil, Kátia Cristina; Almeida, Tânia Mara; Zanello, Valeska. (Org.). Gênero e Feminismos: convergências (in)disciplinares. Brasília: Ex Libris, 2010, v. , p. -.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
CARNEIRO, R. G.; BICALHO, N. S. ; COELLY, R. ; CARNEIRO, V. . Extensão Universitária, Direitos Humanos e Educação em Direitos Humanos na Universidade de Brasília de 2008 a 2012. In: VIII Encontro Nacional da ANDHEP, 2014, SP. Políticas Públicas para a Segurança Pública e Direitos Humanos. SP, 2014.

2.
CARNEIRO, R. G.. O peso da carne negra feminina no mercado de saúde: mulheres, profissionais e feministas negras. In: 38 Encontro Anual da ANPOCS, 2014, Caxambu. 38 Encontro Anual da ANPOCS, 2014.

3.
CARNEIRO, R. G.. Quanto pesa a cor do corpo que dá à luz no Brasil? Políticas públicas, SUS e mulheres negras1. In: 28 Reunião de Antropologia, 2012, São Paulo. 28 Reunião Brasileira de Antropologia, 2012.

4.
CARNEIRO, R. G.. DESENHOS DE COR E DE CORPO DAQUELA QUE GESTA E DÁ À LUZ: raça, gênero e assistência ao parto no SUS contemporâneo. In: 36 Encontro Anual da ANPOCS, 2012, Aguas de Lindoia. Anais do 36º Encontro Anual da Anpocs, 2012.

5.
CARNEIRO, R. G.. Feminismos e maternidades: (des) encontros e (re)significados. In: Encontro da Associação Nacional de História, 2011, Sâo Paulo. Encontro ANPUH 50 anos USP, 2011.

6.
CARNEIRO, R. G.. ?Quero sentir a dor do trabalho de parto?: entre contrações e emoções pode existir ?micro-política??1. In: 27 Reunião Brasileira de Antropologia, 2010, Belem. 27 Reunião Brasileira de Antropologia, 2010.

7.
CARNEIRO, R. G.. Feminismos em dias atuais: possibilidades de resignificação da gestação e do parto. In: XIX Encontro Regional de História, 2008, São Paulo. XIX Encontro Regional de História: poder, violência e exclusão. São Paulo, 2008.

8.
CARNEIRO, R. G.. Outra figura-relação de maternidade, parto e feminismo. In: Seminario Internacional Fazendo Gênero Corpo, Violência e Poder, 2008, Florianópolis. Seminário Internacional Fazendo Gênero Corpo, violência e Poder. Florianópolis: Editora Mulheres, 2008.

Resumos expandidos publicados em anais de congressos
1.
CARNEIRO, R.; QUINAGLIA, E. ; BADIM, S. . As intersseccionalidades concernentes ao aborto no Brasil, Peru e Uruguai: a ilegalidade como violência contra a mulher. In: III Coloquio de Estudos Feministas, 2016, Brasilia. Mulheres e violências: interseccionalidades. Brasilia, 2016.

2.
CARNEIRO, R.; OLIVEIRA, B. . A construção da identidade transexual no ambulatório do HUB-UnB. In: VII Congreso Iberoamericano de Investigación Cualitativa en Salud. 2015., 2015, Barcelona. Libro de ponencias del VII Congreso Iberoamericano de Investigación Cualitativa en Salud. 2015.. Barcelona, 2015.

3.
CARNEIRO, R. G.. Violência obstétrica é crime na Venezuela, e no Brasil? Percepções femininas do modelo de assistência ao parto.. In: XVI Simposio Baiano de Pesquisadores sobre Mulheres e Relações de Gênero I Seminário Internacional de Enfrentamento à Violência contra a mulher, 2010, Salvador. I Seminário Nacional: Política de Enfrentamento à Violência contra mulher NEIM UFBA. Salvador, 2010.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
CARNEIRO, R. G.. Muitos sentidos para uma mesma palavra: raça no cotidiano da saúde. In: XI Reunião de Antropologia do Mercosul, 2015, Uruguai. Actas de la XI Reunión de Antropología del Mercosur. Diálogos, prácticas y visiones desde el Sur. Montevideo, 2015.

2.
CARNEIRO, R.; XAVIER, F. L. B. ; SOUSA, R. A. D. . Racimo institucional: como profissionais de saúde entendem cor/raça e a política nacional de saúde integral da população negra.. In: 21 Congresso de Iniciação Cientifica da UnB 12 Congresso de IC do DF, 2015, Brasilia. 21 Congresso de Iniciação Cientifica da UnB 12 Congresso de IC do DF. Brasilia: UnB, 2015. v. 03.

3.
XAVIER, F. L. B. ; CARNEIRO, R. G. . Movimento negro brasiliense e a implementação de políticas de saúde. In: 21 Congresso de Iniciação Cientifica da UnB e 12 Congresso de Iniciacão Cientifica do DF, 2015, Brasilia. 21 Congresso de Iniciação Cientifica da UnB e 12 Congresso de Iniciacão Cientifica do DF. Brasilia: UnB, 2015. v. 1.

4.
CARNEIRO, R. G.. Uma casa de parto em uma cidade-satélite e muitas mulheres. In: 29 Reunião Brasileira de Antropologia, 2014, Natal. Cadernos de Resumo 29 RBA, 2014.

5.
CARNEIRO, R. G.; BRITO, A. O. . Modelos de parto no DF: perspectivas das mulheres dos profissionais de saúde. In: Humanidades e Humanização em Saúde, 2014, SP. Congresso Internacional Humanidades e Humanização em Saúde. SP: Editora Blucher, 2014.

6.
CARNEIRO, R. G.. ENTRE MODELOS DE PARTO E ESPAÇOS DE MULHERES: O SABER FAZER/SABER PENSAR DE ENFERMEIRAS BRASILEIRAS E CATALÃS. In: IV Congresso de Ciências Sociais em Saúde ABRASCO 2014, 2013, Rio de Janeiro. IV Congresso de Ciências Sociais em Saúde ABRASCO 2014, 2013.

7.
CARNEIRO, R. G.. Experiências de parto, Estado e moralidades: São Paulo e Barcelona em contraponto (ontem e hoje). In: V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2013, Villa Real. V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia, 2013.

8.
CARNEIRO, R. G.. Dor de parto, mas o que é isso afinal? Deslocamentos e perspectivas da sexualidade feminina. In: Fazendo Gênero 09. Diásporas, Diversidades, Deslocamentos, 2010, Florianópolis. Fazendo Gênero 09. Diásporas, Diversidades e Deslocamentos, 2010.

9.
CARNEIRO, R. G.. Daquilo que os médicos quase não falam: transe e êxtase na cena de parto. Experiências e percepções dissidentes de saúde e bem-estar na contemporaneidade.. In: 34 Encontro Anual da ANPOCS, 2010, Caxambu. Programa e Resumos 34 Encontro Anual da ANPOCS. São Paulo: ANPOCS, 2010.

10.
CARNEIRO, R. G.. Parto domiciliar: resignificação do doméstico e cronotopias da intimidade. In: XXV Simpósio Nacional de História: História e Ética, 2009, Fortaleza. XXV Simpósio Nacional de História: História e Ética. Fortaleza, 2009.

11.
CARNEIRO, R. G.. Estética Feminista da Existência: Preparo para o parto e novos modos de subjetivação. In: I Coloquio Internacional Atividades e Afetos UFMG, 2008, Belo Horizonte. I Coloquio Internacional Atividades e Afetos. Belo Horizonte: UFMG, 2008.

12.
CARNEIRO, R. G.. Nordeste e Meninas. Argentina e Brasil. Maternidade na Adolescencia: Um mito a ser desconstruido. In: Jornadas de Psicoanalisis y Género, 2006, Buenos Aires. Jornadas de Psicoanalisis y Género, 2006.

13.
CARNEIRO, R. G.. Cartografias do feminino. Modernidade e pós-modernidade. Educação, erotismo e histeria. In: VIII Jornadas da APBA. Público y privado. Género y políticas de la intimidad, 2006, Buenos Aires. Público y Privado. Género y Políticas de la intimidad, 2006.

14.
CARNEIRO, R. G.. O Direito e uma outra teoria do conflito. In: Encontro Nacional da Pós-Graduação em Direito, 2005, Fortaleza. CONPEDI. Florianopolis: Boiteux.

15.
CARNEIRO, R. G.. O teatro do oprimido: o corpo do personagem, a identidade e a subjetividade. In: Corpo e subjetividade: estudos contemporaneos, 2005, São Paulo. Corpo e Subjetividade - Estudos contemporâneos, 2005.

16.
CARNEIRO, R. G.. O Teatro do Oprimido como metodologia de pesquisa aplicada. In: CONPEDI, 2004, Florianópolis. CONPEDI, 2004.

Apresentações de Trabalho
1.
CARNEIRO, R. G.. Conceber, gestar e parir em tempos de Zika. 2018. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

2.
CARNEIRO, R.. O cansaço materno e a violência social. 2018. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI. A antropologia na saúde: Entre termos e palavras que nos fazem pensar. 2017. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

4.
CARNEIRO, R. G.. O aborto legal no Brasil, Peru e Uruguai: historicidades, contemporaneidade e diversidade latino-americana. 2017. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

5.
CARNEIRO, R. G.. Dilemas de uma ?maternidade consciente?: a quantas anda a conversa do feminismo com tudo isso?. 2017. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
CARNEIRO, R.. Entre o sagrado e o profano: o corpo feminino deseja parir(se). 2017. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

7.
CARNEIRO, R. G.. 30 Reunião Brasileira de Antropologia. 2016. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

8.
CARNEIRO, R.. Homebirth cesarean nos Estados Unidos: ?todo parto é sagrado, toda mãe é divina?. 2016. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

9.
CARNEIRO, R. G.. O aborto legal do Peru. 2016. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

10.
CARNEIRO, R.. Simposio do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde - A pesquisa qualitativa em saúde. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

11.
CARNEIRO, R.. Simposio do Programa de Pós-Graduação em Ciências e Tecnologias em Saúde - A pesquisa qualitativa em saúde. 2016. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

12.
CARNEIRO, R.. Um estudo antropológico sobre os impactos dos diagnósticos e prognósticos das malformações fetais no cotidiano de mulheres e suas famílias no estado de Pernambuco. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

13.
CARNEIRO, R. G.; XAVIER, F. L. B. . Movimento negro brasiliense e a implementação de políticas de saúde. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

14.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI; SOUSA, R. A. D. . Racimo institucional: como profissionais de saúde entendem cor/raça e a política nacional de saúde integral da população negra.. 2015. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

15.
CARNEIRO, R. G.. Uma casa de parto em uma cidade-satélite e muitas mulheres. 2014. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

16.
CARNEIRO, R. G.. Estados, gerações e modos de parir. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

17.
CARNEIRO, R. G.. Antropologia e Saúde Coletiva no jogo da lupa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

18.
CARNEIRO, R. G.. Roda de Conversa sobre pesquisa etnográfica. 2014. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

19.
CARNEIRO, R. G.. Antropologia do Parto no Brasil: nas tramas da história e da consolidação de uma agenda de pesquisa. 2014. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

20.
CARNEIRO, R. G.. O peso da carne negra feminina no mercado da saúde: mulheres, profissionais e feministas negras em suas perspectivas. 2014. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
CARNEIRO, R. G.. Dos sentidos da morte: Fale com Ela e vida em suspensão. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

22.
CARNEIRO, R. G.. Parir gozando ou gozar parindo? Reprodução e sexualidade no Brasil e na Espanha. 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

23.
CARNEIRO, R. G.. Experiências de parto, Estado e moralidades: São Paulo e Barcelona em contraponto (ontem e hoje). 2013. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

24.
CARNEIRO, R. G.. Antropologia do parto no Brasil. 2013. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

25.
CARNEIRO, R. G.. Feminino, feminismos e parto 'mais natural' no século 21. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

26.
CARNEIRO, R. G.. 28.º Reunião Brasileira de Antropologia. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

27.
CARNEIRO, R. G.. Desenhos de cor e de corpo daquela que à luz no Brasil: raça e gênero no SUS. 2012. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

28.
CARNEIRO, R. G.. Discussão 'Requiem para um sonho'. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

29.
CARNEIRO, R. G.. AIDS E CORPO COMO TERRITÓRIO: DA IMPORTÂNCIA DA CULTURALIDADE. 2012. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

30.
CARNEIRO, R. G.. Feminismos e maternidades: desencontros e resignificados. 2011. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

31.
CARNEIRO, R. G.. XXV Congresso da SBS. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

32.
CARNEIRO, R. G.. Reunião Equatoriana de Antropologia. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

33.
CARNEIRO, R. G.. Dor de parto, mas o que é isso afinal? Deslocamentos da sexualidade feminina. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

34.
CARNEIRO, R. G.. "Quero sentir a dor do trabalho de parto": entre contrações e emoções pode existir micro-política?. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

35.
CARNEIRO, R. G.. Daquilo que os médicos quase não falam: transe e êxtase na cena de parto. Experiências e percepções dissidentes de saúde e bem-estar na contemporaneidade. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

36.
CARNEIRO, R. G.. Parto e criatividade: la mirada feminista o feminina. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

37.
CARNEIRO, R. G.. Parto domiciliar: resignificação do doméstico e cronotopias da intimidade. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

38.
CARNEIRO, R. G.. Biopolíticas e poéticas do feminino. 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

39.
CARNEIRO, R. G.. ESTÉTICA FEMINISTA DA EXISTÊNCIA :Preparo para o parto humanizado e novos modos de subjetivação. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

40.
CARNEIRO, R. G.. Parto Estilizado: Repensando natureza e cultura por meio do rizoma. 2008. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

41.
CARNEIRO, R. G.. ?Parto e Feminismo: quando o nascimento se transforma numa questão ético-estilística?. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

42.
CARNEIRO, R. G.. Por um estudo interseccional da violência contra a mulher: Da invisibilidade do caso Sirlei Dias de Carvalho. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

43.
CARNEIRO, R. G.. Da (in)visibilidade do caso Sirlei Dias de Carvalho: um estudo interseccional da violência contra mulheres. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

44.
CARNEIRO, R. G.. Cartografias do feminino. Modernidade e pós-modernidade. Educação, histeria e erotismo. 2007. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

45.
CARNEIRO, R. G.. Narrando e reconstruindo mediante a ambiguidade. 2006. (Apresentação de Trabalho/Simpósio).

46.
CARNEIRO, R. G.. Cartografias do Feminino:Modernidade e Pós-Modernidade.Sedução e Erotismo.Histeria ou Histerização. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

47.
CARNEIRO, R. G.. Nordeste e Meninas. Argentina e Brasil. Maternidade na Adolescencia: Um mito a ser desconstruido. 2006. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

48.
CARNEIRO, R. G.. O teatro do oprimido: corpo, identidade e subjetividade do personagem. 2005. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

Outras produções bibliográficas
1.
GUIMARAES, S. M. ; DIAS, C. ; CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI . Antropologia e Saúde - dialogos indisciplinados. Juiz de Fora, 2017. (Prefácio, Pósfacio/Apresentação)>.

2.
CARNEIRO, R. G.. Sociologismo Jurídico e Direito Alternativo: Segmentação ou corrente autônoma? 2000 (Trabalho de conclusão de curso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
CARNEIRO, R. G.; WARAT, L. A. . Curso de Especialização: Educação desde e para os Direitos Humanos. 2004.

Trabalhos técnicos
1.
CARNEIRO, R. G.. Parecer Revista Medições UEL. 2016.

2.
CARNEIRO, R. G.. Parecer Saúde e Sociedade. 2016.

3.
CARNEIRO, R.. Parecer Revista de Estudos Feministas UFSC. 2016.

4.
CARNEIRO, R.. Reproductive Health Maganize. 2015.

5.
CARNEIRO, R. G.. Parecer editorial para a Revista Saúde e Sociedade. 2014.

6.
CARNEIRO, R. G.. Parecer editorial para a Revista Saúde e Sociedade/USP. 2014.

7.
CARNEIRO, R. G.. Parecer editorial para a Revista Anuário Antropológico. 2014.

8.
CARNEIRO, R. G.. Parecer Ciência e Saúde Coletiva. 2014.

9.
CARNEIRO, R. G.. Parecer Ciência e Saúde Coletiva. 2014.

10.
CARNEIRO, R. G.. Parecer Revista de Ciências Sociais Trabalho e Política. 2014.

11.
CARNEIRO, R. G.. Parecer para a revista Cadernos de Terapia Ocupacional UFSCAR. 2013.

12.
CARNEIRO, R. G.. Parecer sigiloso/analise de artigos para a Revista Physis. 2013.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
CARNEIRO, R. G.. CBN - Campinas. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

2.
CARNEIRO, R. G.. Radio Universitária Universidade Federal de Uberlândia. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

3.
CARNEIRO, R. G.. Parto humanizado e mulheres brasileiras. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

4.
CARNEIRO, R. G.. Futuro do Nascer - Canal Futura - Documentário. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).

5.
CARNEIRO, R. G.. Cenas de parto e políticas do corpo: uma etnografia de experiências femininas de parto humanizado. 2012. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R. . Zika, uma agenda de pesquisa para (o pensar) nas Ciências Sociais e Humanas em Saúdea. 2018. (Editoração/Periódico).

2.
CARNEIRO, R. G.. Racialização dos corpos, gênero e classe social em processos: leituras e contra-leituras biográficas de feministas e de mulheres negras. 2017. (Relatório de pesquisa).

3.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R. . Como mulheres em idade reprodutiva percebem o vírus zika, futuras vacinas e a participação em testes clínicos?. 2017. (Relatório de pesquisa).

4.
RIBEIRO, F. B. ; CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI . Dossiê Maternidades e políticas do corpo Revista Civitas Ciencias Sociais. 2015. (Editoração/Periódico).

5.
CARNEIRO, R. G.. Por outros modos de parir na contemporaneidade: experiências femininas de um parto "mais natural". 2010. (Relatório de pesquisa).

6.
CARNEIRO, R. G.. Por outros modos de parir na contemporaneidade: experiências femininas de um parto "mais natural". 2009. (Relatório de pesquisa).

7.
CARNEIRO, R. G.. O teatro do oprimido como mecanismo de resolução de conflitos. 2004. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).

8.
CARNEIRO, R. G.. O teatro do oprimido: jogos para atores e não-atores. 2003. (Curso de curta duração ministrado/Extensão).


Produção artística/cultural
Artes Cênicas
1.
CARNEIRO, R. G.. Feitiço virou contra o feiticeiro. 2005. Teatral.

Outras produções artísticas/culturais
1.
CARNEIRO, R. G.. Balaio de Gato - Grupo de Teatro do Oprimido em Brasília. 2004 (Direção teatral).

Demais trabalhos
1.
CARNEIRO, R. G.. Um curso sequencial para uma formação desde e para os Direitos Humanos. 2003 (Consultoria para a Secretaria de Educação de Ensino Superior do Ministério da Educação) .



Bancas



Participação em bancas de trabalhos de conclusão
Mestrado
1.
CARNEIRO, R. G.; CAVALCANTI, F.; PENA, G. O.. Participação em banca de Felipe Medeiros Pereira. Parteiras, medicina e ciência. 2018. Dissertação (Mestrado em Saúde Coletiva) - Fundação Oswaldo Cruz.

2.
BITTENCOURT, J. B.; MARTINS, S. A. C.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Claudiene Reis dos Santos. Bioaceses e religião: um estudos das práticas e discursos sobre o corpo entre membros de uma Igreja Adventista do Sétimo Dia na cidade de Maceió. 2017. Dissertação (Mestrado em ANTROPOLOGIA SOCIAL) - Universidade Federal de Alagoas.

3.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Gabriela Lopes da Silva Lustosa. Processo de trabalho de um serviço de atendimento a adolescentes no DF. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde) - Universidade de Brasília.

4.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Itala Lopes Cardoso. Entre narrativas biográficas: a vida das diaristas no trabalho doméstico. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde) - Universidade de Brasília.

5.
CARNEIRO, R.; FRANCH, M.; FLEISCHER, S. R.. Participação em banca de Natalia Almeida Bezerra. Quando a vacina entra na escola. 2017. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

6.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R.; FRANCH, M.. Participação em banca de Raysa Micaelle dos Santos Martins. Mergulhadores no Distrito Federal: Um estudo antropológico sobre doenças pulmonares e o uso de oxigenoterapia. 2014. Dissertação (Mestrado em Antropologia) - Universidade de Brasília.

Teses de doutorado
1.
DUARTE, L. F.; ROJO, L. F.; GUEDES, S.; CHAGAS, G.; AIZENGART, R.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Sara Sousa Mendonça. PARIR NA MARIA AMÉLIA: uma etnografia dos dilemas, possibilidades e disputas da humanização em uma maternidade pública carioca. 2018. Tese (Doutorado em Antropologia) - Universidade Federal Fluminense.

2.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R.; ALBUQUERQUE, P. H. N. M.; PERUSSI, A. F.; MULLER, E.. Participação em banca de Mariana de Oliveira Portela. Costume e Ciência na assistência ao parto. 2017. Tese (Doutorado em Sociologia) - Universidade Federal de Pernambuco.

3.
CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI; FILICE, N.. Participação em banca de Antonio Rodrigues Junior. Membro efetivo da banca de doutorado de Antonio Rodrigues Jr. "Proflssionalizacao invisível: formação e trabalho de doulas no Brasil". Unicamp- FCM. Programa de Pós-Graduação em Saude Coletiva.. 2015. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade Estadual de Campinas.

4.
RIESCO, M. L.; SILVA, I. A.; SCHNECK, C. A.; DINIZ, C. S. G.; LANSKY, S.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Miriam Rego de Castro. Ressignificando-se como mulher na experiência do parto: experiência de participantes de movimentos sociais pela humanização do parto. 2014. Tese (Doutorado em Enfermagem) - Universidade de São Paulo.

Qualificações de Mestrado
1.
CARNEIRO, R.; PEREIRA, S. M.; MANFRININ, D.. Participação em banca de Carla Espindola. Os saberes que atravessam o parto: as narrativas de doulas e de enfermeiras obstétricas. 2017. Exame de qualificação (Mestrando em Serviço Social) - Universidade Federal de Santa Catarina.

Trabalhos de conclusão de curso de graduação
1.
BADIM, S.; CARNEIRO, R.. Participação em banca de Juliete Araujo.A reivindicação do direito à saúde da população negra: um estudo da anemia falciforme no CO, 2014 a 2016". FCE-UnB. Saúde Coletiva.. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

2.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Andrezza da Costa.Analise qualitativa da percepção de idosos com Alzheimer e seus cuidadores sobre equoterapia".. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Fisioterapia) - Universidade de Brasília.

3.
FLEISCHER, S. R.; GAMA, F.; CARNEIRO, ROSAMARIA GIATTI. Participação em banca de Camila Cristina Saraiva Castello.A doulagem como um divisor de agua: uma etnografia do curso de formação de doulas e educadoras perinatais da Matriarca. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

4.
CARNEIRO, R.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Deusy Elly Vieira de Almeida.Narrativa feminina sobre aborto: estratégias do cuidar de si em contexto popular. 2016 - Universidade de Brasília.

5.
CARNEIRO, R.; SARAIVA, R. C.. Participação em banca de Niecia Pereira dos Santos."Saberes e fazeres das parteiras kalungas nas comunidades Diadema dos Bois - Teresina - GO". FIJP-UnB. licenciatura em Educação no Campo.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília.

6.
SARAIVA, R. C.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Niecia Pereira dos Santos.TCC de Niecia Pereira dos Santos. "Memória de parteiras na Escola do Campo da comunidade Kalunga Vão das Almas, Cavalcante - GO". FUP- UnB. licenciatura em Educação no Campo.. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Educação do Campo) - Universidade de Brasília.

7.
PARREIRA, C. M.; GUIMARAES, S. M.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Dyego Ramos Henrique.Indigenas Surdos e a deficiência nos serviços de saúde. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

8.
FURLAN, P.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Melina Soares Rodrigues.Cenário da Atenção Básica para o cuidado ao parto e itinerários de mulheres em território rural do Recanto das Emas. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

9.
BICALHO, N. S.; COELLY, R.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Wellington Pereira Brito.MEIO AMBIENTE, DIREITOS HUMANOS E EDUCAÇÃO EM DIREITOS HUMANOS EM AÇÕES DE EXTENSÃO NA UNIVERSIDADE DE BRASÍLIA?.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Gestão Ambiental) - Universidade de Brasília.

10.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R.. Participação em banca de Jéssica Monique Batista.Cabeça ruim, morrência no braço e perna esquecida. Convivendo e cuidando do derrame na Guariroba, Ceilândia/DF?.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

11.
FLEISCHER, S. R.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Fernanda Benedete.Entre temores e o enrijecimento: uma etnografia em um grupo de pessoas que convive com Parkinson no DF. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Abi - Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

12.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.; MARILAC, L.. Participação em banca de Laisla Monique Rodrigues da Silva.Transformando a clínica médica: O caso do Centro Multidisciplinar do Idoso CMI/HUB. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

13.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.; MARILAC, L.. Participação em banca de Priscila Carvalho Soares.Religião e cura: biografia de um profeta. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

14.
CARNEIRO, R. G.; RATTNER, D.; TUESTA, A. A.. Participação em banca de Priscila Brito.Representações das gestantes e dos profissionais de saúde sobre a qualidade da atenção ao pré-natal na ótica da humanização, integralidade e longitudinalidade. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

15.
CARNEIRO, R. G.; FLEISCHER, S. R.; NASCIMENTO, W. F.. Participação em banca de Luiza Rabello.A existência lesbiana e o atendimento ginecológico oferecido às lésbicas no discurso dos profissionais de saúde do HRC. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

16.
QUINAGLIA, E.; GUIMARAES, S. M.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Mariana Torres Máximo.Por entre espaços e temporalidades: corpo, memória e história de vida de uma benzedeira. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

17.
GUIMARAES, S. M.; MATA, J. I. L.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Jéssica Camila de Sousa Rosa.A gestão do subsistema de atenção à saúde indígena no Distrito Federal através de itinerários terapêuticos dos povos indígenas. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

18.
FLEISCHER, S. R.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Natharry Almeida.Três momentos da biografia dos medicamentos: o representante, o dispensador e a consumidora. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Ciências Sociais) - Universidade de Brasília.

19.
QUINAGLIA, E.; CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Flavia Santos de Oliveira.Entre a medicina e a religião. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

20.
CARNEIRO, R. G.; RAMALHO, W. M.; SANCHEZ, M.. Participação em banca de Luana Queiroz Monteiro.O perfil epidemiológico das mortes maternas no DF nos anos de 2000 a 2011. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

21.
QUINAGLIA, E.; CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M.. Participação em banca de Nathalie Azevedo França.Práticas terapêuticas no contexto do protestantismo. 2013.

22.
CARNEIRO, R. G.; PARREIRA, C. M.. Participação em banca de Tamara Correia Campos.Conhecimento popular de D. Flor: raizeira e parteira. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

23.
QUINAGLIA, E.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Ludmila Santos Silva.O viver e o cuidar: percepções a partir de Vila Esperança de Águas Lindas do Goías. 2013.

24.
QUINAGLIA, E.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Lorenna Militão.O ato de partejar compondo uma história de vida. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.

25.
CARNEIRO, R. G.; FURLAN, P.. Participação em banca de Rafaela Oliveira da Vitória.?Gênero, corpo e subjetividade: uma análise institucional da sexualidade em saúde mental?. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

26.
CARNEIRO, R. G.; SANTOS, J. E.. Participação em banca de João Gabriel Santos.Cartografia do Cotidiano da população em situação de Rua do Distrito Federal.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

27.
SANTOS, J. E.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Giovana Cristina Sirqueira.Narrativas dos Profissionais da Atenção Primária Sobre a Política Nacional de Saúde Integral da População Negra- Ceilândia Distrito Federal.. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

28.
CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Julia Zgiet.Pré-banca "O cuidado de si entre as mulheres do NASF Samambaia/DF". 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

29.
SANTOS, J. E.; CARNEIRO, R. G.. Participação em banca de Giovana C S Neto.A percepção do cuidado de si para as participantes do grupo de mulheres do NASF Samambaia DF. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília.

30.
GUIMARAES, S. M.; CARNEIRO, R. G.; QUINAGLIA, E.. Participação em banca de Itala Lopes Cardoso.O saber/fazer das parteiras populares do Entorno do Distrito Federal. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília.



Participação em bancas de comissões julgadoras
Concurso público
1.
CARNEIRO, R.; PINTAS, C.; SODARIO, M.; ALMEIDA, P.. Concurso para professor substituto em Ciências Sociais para Saúde Coletiva da FCE/UnB. Edital 10/2017. 2017. Universidade de Brasília.

2.
CARNEIRO, R. G.; ROBAYO, M. T.; REZENDE, P.. Concurso público professor substituto área Ciências Sociais em Saúde da FCE/UnB Edital 389/2017. 2017. Universidade de Brasília.



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
II Reunião de Antropologia da Saúde.A antropologia na saúde: Entre termos e palavras que nos fazem pensar. 2017. (Simpósio).

2.
30 Reunião Brasileira de Antropologia. Homebirth cesarean: toda mãe é divina, todo parto é sagrado. 2016. (Congresso).

3.
Reunião Brasileira de Antropologia. Homebirth cesarean nos Estados Unidos: ?todo parto é sagrado, toda mãe é divina?. 2016. (Congresso).

4.
RAM 2015. Raça: os muitos sentidos de uma palavra. 2015. (Congresso).

5.
29 Reunião Brasileira de Antropologia. Uma Casa de Parto em uma cidade satélite e muitas mulheres: a questão racial, seus quereres e impasses. 2014. (Congresso).

6.
38 Encontro Anual da ANPOCS. O peso da carne negra feminina no mercado da saúde: mulheres, profissionais e feministas negras em suas perspectivas. 2014. (Congresso).

7.
Cinecal e PET/PSI - Os muitos sentidos da morte.Fale com Ela e os muitos sentidos da morte. 2013. (Simpósio).

8.
Fazendo Gênero 10.Coordenação Painel 68 - Saúde, gênero e experiências geracionais. 2013. (Seminário).

9.
I Jornadas de Seminários Integrativos FCE/UnB.Sessão Comunicação Oral e Poster Eletrônicos Seminários Integrativos FCE/UnB. 2013. (Seminário).

10.
I seminário internacional - Diálogos antropológicos sobre cuidado e saúde.Antropologia do Parto no Brasil. 2013. (Seminário).

11.
Reunião Equatorial de Antropologia. Reunião de Antropólogos do Norte e Nordeste. Parir gozando ou gozar parindo? Reprodução e sexualidade no Brasil e na Espanha. 2013. (Congresso).

12.
V Congresso da Associação Portuguesa de Antropologia. Experiências de parto, Estado e moralidades: São Paulo e Barcelona em contraponto (ontem e hoje). 2013. (Congresso).

13.
28.º Reunião Brasileira de Antropologia. Quanto pesa a cor do corpo que dá a luz no Brasi: políticas públicas, SUS e mulheres negras. 2012. (Congresso).

14.
PET/PSI - Pi e as Drogas na contemporaneidade.Drogas e atualidade: muitos sentidos e muitos usos. 2012. (Seminário).

15.
SEMANA EUROPÉIA DOS DIREITOS HUMANOS.AIDS E CORPO COMO TERRITÓRIO: DA IMPORTÂNCIA DA CULTURALIDADE. 2012. (Seminário).

16.
ANPUH 2011.Feminismos e maternidades: desencontros e resignificados. 2011. (Simpósio).

17.
Nascer no Brasil: Inquérito Nacional sobre Parto e Nascimento. 2011. (Outra).

18.
REA 2011. Dilemas antropológicos de uma agenda de saúde pública: Rede Cegonha, pessoalidade e pluralidade. 2011. (Congresso).

19.
XXV Congresso da SBS. O que querem as mulheres que comem placenta? Práticas de parto sexualizadas e subjetivantes. 2011. (Congresso).

20.
34 Encontro Anual da ANPOCS.Daquilo que os médicos quase não falam: transe e êxtase na cena de parto. Experiências e percepções dissidentes de saúde e bem-estar na contemporaneidade.. 2010. (Encontro).

21.
A vida fetal, nascimento e saúde - Michel Odent. 2010. (Seminário).

22.
Café Filosófico CPFL Campinas Peter Burke. 2010. (Simpósio).

23.
Fazendo Gênero 09 - Diasporas, Diversidades e Deslocamentos. Dor de parto, mas o que é isso afinal? Deslocamentos da sexualidade feminina. 2010. (Congresso).

24.
III Congresso Internacional da ReHuNa - Rede de Humanizacao do Nascimento. 2010. (Congresso).

25.
La politica de las mujeres: que pasa hoy entre la politica y el poder. 2010. (Seminário).

26.
O cuidado é feminino? Com Mary Del Priore CPFL Cultural. 2010. (Outra).

27.
Reiventando os clássicos ANPOCS 2010. 2010. (Seminário).

28.
Reiventando os Clássicos Brasileiros ANPOCS 2010. 2010. (Seminário).

29.
Seminario Transitos contemporaneos: turismo, migracoes, genero, sexo, afetos e dinheiro. 2010. (Seminário).

30.
Trauma i Plaer al part. 2010. (Seminário).

31.
XVI Simposio Baiano de Pesquisadores sobre Mulheres e Relações de Gênero I Seminário Internacional de Enfrentamento à Violência contra a mulher.Violência obstétrica é crime na Venezuela, e no Brasil? Percepções femiinnas do modelo médico de assistência ao parto.. 2010. (Seminário).

32.
XXVII Reunião Brasileira de Antropologia. Quero sentir a dor do trabalho de parto: entre contrações e emoções pode existir micro-política?. 2010. (Congresso).

33.
A redescoberta do prazer de dar à luz e um novo modelo de assistência obstétrica. 2009. (Seminário).

34.
Diferença sexual: perspectivas feministas.Participação em mini-curso. 2009. (Outra).

35.
Estudos Feministas de Gênero em Brasília.Biopolíticas e Poéticas do Feminino. 2009. (Seminário).

36.
Memórias insubmissas: mulheres, ditaduras militares, anistia.coord. mesa redonda. 2009. (Seminário).

37.
Os segredos de cada mulher: bloqueios psíquicos e sexuais para bem-parir. 2009. (Encontro).

38.
Workshop Parteira americana Ina May Gaskin. 2009. (Oficina).

39.
XXVII Congreso ALAS. 2009. (Congresso).

40.
XXV Simposio Nacional de História.Parto domiciliar: resignificação do doméstico e cronotopias da intimidade. 2009. (Simpósio).

41.
Encontro Regional de Historia da ANPUH São Paulo Poder, Violência e Exclusão. Feminismo em dias atuais: resignificação da gestação e do parto. 2008. (Congresso).

42.
Encuentro Iberoamericano de Historia de Mujeres.?Parto e Feminismo: quando o nascimento se transforma numa questão ético-estilística?. 2008. (Encontro).

43.
Fazendo Gênero 8 Corpo, Poder e Violência.Outra figuração de materniade, parto e feminismo. 2008. (Seminário).

44.
I Coloquio Internacional Atividades e Afetos. Estéticas da existência feminista: preparo para o parto e novos modos de subjetivação. 2008. (Congresso).

45.
Intervenções Feministas.Parto estilizado: repensando natureza e cultura por meio do rizoma. 2008. (Encontro).

46.
O parto como experiência prazerosa: novas tendências na assistência materna. 2008. (Encontro).

47.
V Colóquio Internacional Michel Foucault. 2008. (Congresso).

48.
I Coloquio Internacional violencia, maltrato y abuso.Da invisibilidade do caso Sirlei Dias de Carvalho: um estudo interseccional da violência contra mulheres. 2007. (Simpósio).

49.
VIII Jornadas Internacionales. Público y Privado. Género y políticas de la intimidad.Meninas e Nordeste, Brasil e Argentina. Maternidades na adolescência: um mito a ser desconstruido.. 2006. (Simpósio).

50.
VIII Jornadas Internacionales (APBA). Público y privado. Género y políticas de la intimidad..Cartografias do feminino. Modernidade e pós-modernidade. Educação e erotismo, histeria e histerização.. 2006. (Simpósio).

51.
Congresso Nacional de Pós-Graduaçao em Direito. CONPEDI. 2005. (Congresso).

52.
Corpo e subjetividade - Estudos contemporaneos.O teatro do oprimido: o corpo do personagem, a identidade e a subjetividade. 2005. (Seminário).

53.
Conferencia Internacional de Direitos Humanos - século XXI. Conferencia Internacional de Direitos Humanos. 2004. (Congresso).

54.
Congresso Nacional de Pós-Graduação em Direito. CONPEDI. 2004. (Congresso).

55.
Curso de multiplicadores em Teatro do Oprimido.Multiplicadores de Teatro do Oprimido. 2004. (Seminário).

56.
Oficina das técnicas teatrais do Arco-íris do Desejo propostas pelo teatrologo Augusto Boal.Técnicas teatrais do Arco-iris do Desejo. 2004. (Oficina).

57.
I Seminário Teatro e Transformação social.Participante de oficinas. 2003. (Seminário).

58.
Universidade Século XXI - MEC.Universidade Seculo XXI. 2003. (Seminário).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
FLEISCHER, S. R. ; GUIMARAES, S. M. ; PEREIRA, E. ; BERMUDEZ, X. P. ; CARNEIRO, R. . II Reunião de Antropologia da Saúde RAS. 2017. (Congresso).

2.
PARREIRA, C. M. ; CARNEIRO, R. ; ROBAYO, M. T. ; BADIM, S. ; MATA, J. I. L. ; ESCALDA, P. . II Semana de Integridade Acadêmica da FCE/UnB. 2017. (Congresso).

3.
CARNEIRO, R.; GUIMARAES, S. M. . ST Maternidades, Movimentos de Mulheres e Feminismos no 13 Fazendo Gênero. 2017. (Outro).

4.
CARNEIRO, R. G.; TEMPESTA, G. . ST Direitos sexuais e reprodutivos em narrativas femininas: o meu corpo me pertence em sua miríade. 2017. (Outro).

5.
RIBEIRO, F. B. ; CARNEIRO, R. . GT - Partos, maternidades e políticas do corpo: dilemas antropologicos - 30 Reunião Brasileira de Antropologia. 2016. (Outro).

6.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M. ; NAKAMURA, E. . GT - Etnografias da/na saúde: experiências, aportes e dilemas. 2016. (Outro).

7.
MULLER, E. ; CARNEIRO, R. G. ; REZENDE, C. B. ; RODRIGUES, L. . MR029. Partos e maternidades: discursos e contra-discursos no Brasil contemporâneo. 2016. (Exposição).

8.
FLEISCHER, S. R. ; TEIXEIRA, C. C. ; GUIMARAES, S. M. ; QUINAGLIA, E. ; CARNEIRO, R. G. . Antropologia e Mediadores no campo das políticas de Saúde. 2014. (Congresso).

9.
CARNEIRO, R. G.. I Feira Saúde e Ciências Sociais da FCE/Universidade de Brasília. 2013. (Exposição).

10.
CARNEIRO, R. G.. A água é boa para pensar a saúde: termalismo em Portugal e n Brasil - Conf. Profa. Dra. Maria Manuel Quintela. 2013. (Exposição).

11.
CARNEIRO, R. G.; BARRETO, L. ; CELESTE, L. ; TAVARES, B. ; FACHIN, E. . I Jornadas de Seminários Integrativos da FCE/UnB. 2013. (Outro).

12.
CARNEIRO, R. G.; CELESTE, L. ; TAVARES, B. ; FACHIN, E. ; BARRETO, L. . I Jornadas de Seminários Integrativos da FCE/UnB. 2013. (Outro).

13.
CARNEIRO, R. G.; QUINAGLIA, E. ; GUIMARAES, S. M. ; TAVARES, B. ; JABUR, P. C. . II Feira Saúde e Ciências Sociais da FCE/UnB. 2013. (Exposição).

14.
CARNEIRO, R. G.. I Mostra de Documentários Cinema e Saúde FCE/UnB. 2013. (Festival).

15.
CARNEIRO, R. G.; BITTENCOURT, J. B. . GT - Saúde, gênero e geração/coordenação com João Batista Bittencourt/UFAL. 2013. (Outro).

16.
CARNEIRO, R. G.; MULLER, E. ; RIBEIRO, F. B. . GT - Partos, Maternidades e Políticas do corpo. 2013. (Outro).

17.
CARNEIRO, R. G.; GUIMARAES, S. M. . GT - Saúde, Estados e Moralidades. 2013. (Outro).

18.
CARNEIRO, R. G.. GT - Modelos de assistência ao parto: aspectos socio-antropologicos. 2013. (Outro).

19.
CARNEIRO, R. G.. Seminário Raça, Saúde e Direitos Humanos. 2013. (Outro).

20.
CARNEIRO, R. G.. Conferência Saúde Global e Epidemiologia - Wanderson Kleber e George Dumechi Min. Saúde. 2013. (Outro).

21.
CARNEIRO, R. G.. Semana Européia de Direitos Humanos - FCE/UNB. 2012. (Congresso).

22.
CARNEIRO, R. G.. Mulheres, Ditaduras Militares, Anistia. 2009. (Congresso).

23.
CARNEIRO, R. G.. Diferença sexual? Perspectivas feministas. 2009. (Congresso).

24.
CARNEIRO, R. G.. V Colóquio Internacional Michel Foucault. 2008. (Congresso).

25.
CARNEIRO, R. G.. Teatro do Oprimido: Quando o feitiço volta-se contra o feiticeiro. 2006. (Outro).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Tese de doutorado
1.
Daniela Cristina Godoy. O ensino da Clínica Ampliada na Atenção Primária à Saúde: Percepções, vivências e práticas de tutores e alunos de graduação médica.. Início: 2017. Tese (Doutorado em Saúde Coletiva) - Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho. (Coorientador).

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Ruama Oliveira. A saúde sexual e reprodutiva das mulheres presas. Início: 2017. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. (Orientador).

Iniciação científica
1.
Isabella Alves. A saúde da mulher que trabalha dentro e fora de casa. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Enfermagem) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).

2.
Samya Santana das Neves. Saúde e auto-cuidado entre mulheres empreendedoras do DF. Início: 2017. Iniciação científica (Graduando em Fisioterapia) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. (Orientador).


Orientações e supervisões concluídas
Dissertação de mestrado
1.
Sandra Bruscasco Fernandes. O ACESSO DO HOMEM À SAÚDE BRASILEIRA É UMA QUESTÃO DE GÊNERO? UM ESTUDO BIBLIOGRÁFICO ENTRE OS ANOS DE 2008 A 2016. 2017. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde) - Universidade de Brasília, . Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

2.
Barbara Oliveira. ?A gente não se descobre, a gente se define? As subjetividades trans* no HUB ? DF.. 2015. Dissertação (Mestrado em Ciências e Tecnologias em Saúde) - Universidade de Brasília, CNPQ. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

Trabalho de conclusão de curso de graduação
1.
Caroline Leite. Leituras de parto natural de mulheres residentes no Guará/DF. 2016. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

2.
Luana Rodrigues. Um estudo qualitativo dos processos decisórios da Equipe da Casa de Parto de São Sebastião DF. 2015. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

3.
Marcia França. Práticas/Saberes das Doulas: uma reflexão acerca da política de práticas interativas e complementares de saúde.. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

4.
Tatiane Fontoura. Aborto e Saúde Coletiva: uma revisão sistemática em revistas cientificas brasileiras 2010-2015. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

5.
Marcia Cristina Souza. Poliamar é possível: saúde, cuidado e família. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

6.
Gessika Cavalcante. Três tabus: sexualidade, feminilidade e terceira idade. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

7.
Midiã Cardozo. Uma revisão sistemática sobre abortamento legal no Brasil 2003-2013. 2014. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

8.
Gisele Silva Santos. A influência da religião e o uso de crack: um estudo de caso - Cristolândia/DF. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

9.
Amanda Oliveira de Brito. Modelos de assistência do parto no DF: perspectivas dos profissionais de saúde e das mulheres. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

10.
David dos Anjos. Drogas, usuários e percepções sociais: a realidade de um CAPS AD/DF. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

11.
Lara Vogado. Saúde e gênero no quilombo de Brejão dos Aipins. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

12.
Rayane Cavalcante. Sexualidade e Masculinidades na juventude: Projovem Ceilândia/CRAS. 2013. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

13.
Andreia da Costa. Cuidado do corpo antes e depois da gravidez FCE-UnB. 2012. Trabalho de Conclusão de Curso. (Graduação em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

Iniciação científica
1.
Handson Marques. O abortamento legal no Uruguai: prática de cuidado e interpretações sociais. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Enfermagem) - Universidade de Brasília, CNPQ. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

2.
Beatriz Silva. O Abortamento legal no PERU: práticas de cuidado e interpretações sociais. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília, CNPQ. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

3.
Beatriz Silva. O Abortamento legal no PERU: práticas de cuidado e interpretações sociais. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília, CNPQ. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

4.
Mariah Albuquerque Milhomem. PERCEPÇÕES DO CONCEITO DE DEFICIÊNCIA NO CONTEXTO DA MICROCEFALIA.. 2017. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

5.
Luana Rodrigues. Um estudo qualitativo dos processos decisórios da equipe da Casa de Parto de São Sebastião DF. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

6.
Raquel Alves de Sousa. E a cor do corpo importa para cuidar? Políticas e práticas de saúde no DF. 2015. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

7.
Monica Oliveira. Políticas públicas e a noção de raça. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

8.
Midiã Cardozo. Abortamento legal no Brasil e a percepção dos profissionais de saúde: uma revisão sistemática 2003-2013. 2014. Iniciação Científica. (Graduando em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

9.
Fernanda Lopes. E a cor do meu corpo me importa? Percepções sociais de cor/raça na saúde. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

10.
Raquel Alves de Sousa. Corpo e raça no sistema de saúde. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Terapia Ocupacional) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

11.
Patricia Cirqueira. Políticas públicas e o recorte racial no DF: gênero e vida sexual/reprodutiva. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

12.
Marcia França Gonçalves. Casas de Parto e políticas de humanização do parto no Brasil. 2013. Iniciação Científica. (Graduando em Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

Orientações de outra natureza
1.
Fernanda K Oliveira. Ceilândia e pesquisa no Plano Piloto: visões de mundo e visões de saúde. 2013. Orientação de outra natureza. (Enfermagem) - Universidade de Brasília, Fundação de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

2.
Milena Frazão Nascimento. Ceilândia e pesquisa no plano piloto: visões de mundo e visões de saúde. 2013. Orientação de outra natureza. (Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília, Fundação de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

3.
Brenda de Sousa Machado. Ceilândia e pesquisa no Plano Piloto: Visões de Universidade e Visões de Saúde. 2013. Orientação de outra natureza. (Enfermagem) - Universidade de Brasília, Fundação de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.

4.
Rafaela Alves da Silva. Ceilândia e pesquisa no Plano Piloto: Visões de Universidade e Visões de Saúde. 2013. Orientação de outra natureza. (Saúde Coletiva) - Universidade de Brasília, Fundação de Brasília. Orientador: Rosamaria Giatti Carneiro.



Outras informações relevantes


Aprovada na chamada PAEX - Programa de Apoio para Eventos no Exterior da CAPES - Resultado abril/2013. 

Aprovada no Edital 01/2013 - FAP/DF para Apoio à Eventos Científicos Internacionais/Participação. 

Aprovada em 2.º lugar no Concurso para Professor Assistente no Departamento de Sociologia e de Antropologia da UNESP-Marília, Edital 58/2012, conforme DOSP de 18 de maio de 2012. 

Aprovada em 4.º lugar no Concurso para Professor Assistente no DSA-Unesp/Marilia, Edital 83/2012, conforme DOSP de 18 de agosto de 2012.

Aprovada em 4. lugar no Concurso para Professor Adjunto no Bacharelado em Políticas Públicas da Universidade Federal do ABC, Santo André - SP, 2012. 

A arte da parteria, ministrado por Naoli Vinaver Lopez, parteira tradicional e CPM, com carga horário de 80 horas/aula, de 27 de novembro a 8 de dezembro de 2017. Florianópolis/2017.



Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 22/10/2018 às 15:43:39