Nina Pinheiro Bitar

Bolsista de Pós-doutorado Júnior do CNPq

  • Endereço para acessar este CV: http://lattes.cnpq.br/7739436237349966
  • Última atualização do currículo em 22/09/2014


Doutorado concluído no Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro com bolsa sanduíche na New York University. Mestre pelo Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro. Bacharelado e Licenciatura em Ciências Sociais na UFRJ. Experiência na área de Antropologia, com ênfase em Antropologia Urbana. Autora do livro "Baianas de Acarajé: comida e patrimônio no Rio de janeiro". Rio de Janeiro: Aeroplano, 2011. Organizadora do livro (Bitar, Nina Pinheiro; Gonçalves, José Reginaldo dos Santos; Guimarães, Roberta) "A Alma das coisas: patrimônio, materialidade e ressonância". Rio de Janeiro: Editora Mauad/ Faperj, 2012. Primeira colocada na categoria dissertação do Prêmio IPP-Rio Maurício de Lima Abreu 2011. (Texto informado pelo autor)


Identificação


Nome
Nina Pinheiro Bitar
Nome em citações bibliográficas
BITAR, Nina Pinheiro;BITAR, NINA PINHEIRO


Formação acadêmica/titulação


2010 - 2014
Doutorado em ANTROPOLOGIA SOCIAL.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: "O maior mercado do mundo!": uma etnografia sobre o Cadeg, o novo Mercado Municipal do Rio de Janeiro, Ano de obtenção: 2014.
Orientador: Jose Reginaldo Santos Goncalves.
Palavras-chave: patrimônio; mercados; Rio de Janeiro; apropriações do espaço público.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia.
2008 - 2010
Mestrado em Antropologia Social.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Título: Agora, que somos patrimônio... : um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé,Ano de Obtenção: 2010.
Orientador: José Reginaldo Santos Gonçalves.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
2007 - 2008
Graduação em Licenciatura em Ciências Sociais.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.
2002 - 2006
Graduação em Ciências Sociais.
Instituto de Filosofia e Ciências Sociais.
Bolsista do(a): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico.




Formação Complementar


2010 - 2010
Fotografia.
Ateliê da Imagem.
2007 - 2007
Oficina Pedagógica de Ciências Sociais.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
2005 - 2005
Teorias Sociais da Cultura.
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais.
2004 - 2004
Folclore e Cultura Popular.
Centro Nacional de Folclore e Cultura Popular.
2000 - 2000
Fórum Brasil: Seminário Permanente / Ciclo Idealiz.
Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.


Atuação Profissional



Universidade Federal do Rio de Janeiro, UFRJ, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisadora do Projeto Patrimônios, Materialidade e Subjetividade Descrição: O foco deste projeto é a descrição e análise da constelação de categorias que estruturam os atuais discursos do patrimônio cultural e suas transformações. O projeto tem como base uma série de estudos que venho desenvolvendo nos últimos anos sobre a categoria patrimônio e os perfis semânticos que esta pode assumir em diversos contextos socioculturais, contribuindo assim para a crescente e significativa bibliografia antropológica sobre o tema. Jose Reginaldo Santos Goncalves - Coordenador.

Vínculo institucional

2008 - Atual
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador
Outras informações
Pesquisador do Projeto A Produção Social dos Patrimônios Culturais:espaços e tempos de circulação e exibição Descrição: O objetivo seste projeto é investigar as formas de produção social dos chamados patrimônios culturais , focalizando as diversas mediações desse processo, quais sejam: o deslocamento ou expropriação, a circulação e a exibição de objetos materiais, espaços e formas de vida classificados como patrimônios . Para isto, procederemos ao trabalho de identificação, descrição e análise das categorias nativas que expressam e norteiam as transformações nos regimes de autenticidade e de historicidade que marcam os discursos do patrimônio cultural na atualidade. Jose Reginaldo Santos Goncalves - Coordenador.

Vínculo institucional

2011 - 2012
Vínculo: Bolsista de apoio técnico, Enquadramento Funcional: Bolsista de apoio técnico, Carga horária: 20
Outras informações
Bosista de apoio técnico Faperj do Projeto "A Produção Social dos Patrimônios Culturais:espaços e tempos de circulação e exibição" Descrição: O objetivo seste projeto é investigar as formas de produção social dos chamados patrimônios culturais , focalizando as diversas mediações desse processo, quais sejam: o deslocamento ou expropriação, a circulação e a exibição de objetos materiais, espaços e formas de vida classificados como patrimônios . Para isto, procederemos ao trabalho de identificação, descrição e análise das categorias nativas que expressam e norteiam as transformações nos regimes de autenticidade e de historicidade que marcam os discursos do patrimônio cultural na atualidade. Jose Reginaldo Santos Goncalves - Coordenador.

Vínculo institucional

2011 - 2011
Vínculo: Estágio docência, Enquadramento Funcional: Estágio docência
Outras informações
Estagiária da Disciplina Antropologia dos Objetos. Instituto de Filosofia e Ciências Sociais / Universidade Federal do Rio de Janeiro

Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Estágio docência, Enquadramento Funcional: Estágio docência
Outras informações
Estagiária da disciplina Antropologia II oferecida pelo Prof. Dr. José Reginaldo Santos Gonçalves

Vínculo institucional

2004 - 2007
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Bosista CNPq do Projeto Patrimônio Cultural, Memória e Etnicidade em Contextos Transnacionais O projeto "Patrimônio Cultural, Memória e Etnicidade em Contextos Transnacionais" tem como propósito estender e aprofundar o trabalho de levantamento e análise comparativa das categorias de pensamento mais relevantes na estruturação e para a compreensão antropológica das Festas do Divino Espírito Santo. Nosso propósito é explorar descritiva e analiticamente as funções sociais e simbólicas dessas categorias nos processos de permanente reconstrução de identidades e memórias coletivas. Em termos mais ambiciosos, nossa expectativa é que, centrado empiricamente em pesquisas que vêem sendo realizadas sobre a experiência social e cultural de imigrantes açorianos em diversos contextos nacionais (Brasil, Estados Unidos, Canadá, Açores), o projeto possa trazer uma contribuição teórica relevante para um entendimento antropológico mais sofisticado das categorias "patrimônio" e "memória" e "etnicidade", resultante dos seus usos em contextos transnacionais. A hipótese central que pretendo explorar é que, se as festas açorianas do divino espírito santo podem ser e efetivamente são classificadas como "patrimônio cultural", este, por sua vez, pode também ser percebido em sua dimensão ritual. Proponho demonstrar que, considerando a função mediadora desempenhada pela categoria "patrimônio", ela apresenta uma dimensão total, isto é, cósmica e moral, mágico-religiosa e, ao mesmo tempo, uma dimensão de representação nos planos social, étnico e político. O objetivo a nortear as próximas etapas do projeto é a realização de investigação etnográfica sobre os agentes de construção e difusão da categoria "patrimônio" (ou "açorianidade"), tanto aqueles situados no plano da dimensão total do patrimônio (as diversas categorias de agências e agentes organizadores locais das festividades do divino), quanto os que estão situados nos planos social, étnico e político (dirigentes de associações açorianas, agê

Vínculo institucional

2003 - 2007
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Bolsista CNPq do projeto de pesquisa: As Festas do Divino Espírito Santo: um estudo comparativo sobre categorias cosmológicas e rituais. Instituto de Filosofia e Ciências Sociais / Universidade Federal do Rio de Janeiro (Rio de Janeiro, 2003 / 2007) O objetivo deste projeto é desenvolver uma visão comparativa sobre as festas do divino espírito santo realizadas por imigrantes açorianos nos Estados Unidos (Nova Inglaterra) e no Brasil (Rio de Janeiro). Nosso propósito é descrever a analisar as funções sociais e simbólicas dessas celebrações no processo de construção da identidade sócio-cultural dessas populações. É por intermédio dessas festas e, mais precisamente, por meio do extenso trabalho social que ela implica par sua realização que essa comunidade de imigrantes aciona suas relações locais, extra-locais, transnacionais com o propósito de representarem-se a si mesmos como portadores de um "tradição" e de uma determinada identidade cultural expressa pela categoria "açorianidade". No presente momento o projeto volta-se para o trabalho de descrição e análise de algumas categorias fundamentais que foram levantadas ao longo da pesquisa de campo, tais como "trabalho", "promessa", "tradição", "graça" e "honra". Ao lado de muitas outras, e com elas compondo um sistema, essas categorias fornecem um eixo por meio do qual a identidade cultural açoriana é constituída social e simbolicamente. Coordenação: Prof. Dr. José Reginaldo Santos Gonçalves

Vínculo institucional

2004 - 2004
Vínculo: Estágio docência, Enquadramento Funcional: monitora
Outras informações
Monitora da disciplina Antropologia II oferecida pelo Prof. Dr. José Reginaldo Santos Gonçalves


Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro, PUC-Rio, Brasil.
Vínculo institucional

2011 - Atual
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Professor substituto
Outras informações
Professora da Disciplina Projeto Básico - Contexto e Conceito. Oficina Observação Participante. Departamento de Design


Fundação Getúlio Vargas, FGV, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2011
Vínculo: Pesquisador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Pesquisadora da cadeia produtiva da moda - Projeto Territórios da Moda desenvolvido pelo Centro de Tecnologia e Sociedade CTS/ FGV/ IPP


Ecology & Environment do Brasil, ECOLOGY BRASIL, Brasil.
Vínculo institucional

2010 - 2010
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Pesquisador, Carga horária: 20
Outras informações
Consultoria para diagnostico do Patrimônio Histórico e Cultural dos municípios atravessados pelas LTs Madeira (Levantamento de dados secundários) para Ecology Brasil


Associação Cultural Caburé, ACC, Brasil.
Vínculo institucional

2005 - 2006
Vínculo: Colaborador, Enquadramento Funcional: Assistente de Pesquisa/Redação, Carga horária: 20
Outras informações
Assistente de pesquisa e redação do Projeto e Livro Museu Vivo do Fandango (Sudeste e Sul do Brasil)



Projetos de pesquisa


2005 - 2006
Museu Vivo do Fandango

Descrição: O Museu Vivo do Fandango é um projeto que visa evidenciar e fortalecer uma rede de instituições, grupos e pessoas ligadas ao fandango, através da criação de um circuito de visitação com diversos atrativos culturais nos municípios de Paranaguá, Morretes e Guaraqueçaba (litoral norte do Paraná), Cananéia e Iguape (litoral sul de São Paulo). O Museu não tem uma sede única, mas está distribuído pelas cidades, evolvendo casas de fandangueiros e construtores de instrumentos, clubes e casas de fandango, lojas de artesanato, museus, centros culturais e pontos de consulta. Os endereços estão reunidos neste site e em folhetos distribuídos na região. Nos pontos de consulta, o Museu disponibiliza materiais sobre o fandango - livros, CDs, teses e vídeos - que foram gentilmente doados por seus autores. O projeto envolve também a edição de um CD duplo, com uma amostra da diversidade do fandango, e um livro com biografias, fotos de fandangueiros e informações sobre a região. O projeto Museu Vivo do Fandango, realizado em parceria com diversas associações locais, é coordenado pela Associação Cultural Caburé e patrocinado pela Petrobras, através do Programa Petrobras Cultural 2003/2004 e da Lei Federal de Incentivo à Cultura..
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Nina Pinheiro Bitar - Integrante / Alexandre Pimentel, Daniella Gramani, Joana Corrêa (orgs) - Coordenador.
2004 - 2008
Patrimônio Cultural, Memória e Etnicidade em Contextos Transnacionais

Descrição: O projeto "Patrimônio Cultural, Memória e Etnicidade em Contextos Transnacionais" tem como propósito estender e aprofundar o trabalho de levantamento e análise comparativa das categorias de pensamento mais relevantes na estruturação e para a compreensão antropológica das Festas do Divino Espírito Santo. Nosso propósito é explorar descritiva e analiticamente as funções sociais e simbólicas dessas categorias nos processos de permanente reconstrução de identidades e memórias coletivas. Em termos mais ambiciosos, nossa expectativa é que, centrado empiricamente em pesquisas que vêm sendo realizadas sobre a experiência social e cultural de imigrantes açorianos em diversos contextos nacionais (Brasil, Estados Unidos, Canadá, Açores), o projeto possa trazer uma contribuição teórica relevante para um entendimento antropológico mais sofisticado das categorias "patrimônio" e "memória" e "etnicidade", resultante dos seus usos em contextos transnacionais. A hipótese central que pretendo explorar é que, se as festas açorianas do divino espírito santo podem ser e efetivamente são classificadas como "patrimônio cultural", este, por sua vez, pode também ser percebido em sua dimensão ritual. Proponho demonstrar que, considerando a função mediadora desempenhada pela categoria "patrimônio", ela apresenta uma dimensão total, isto é, cósmica e moral, mágico-religiosa e, ao mesmo tempo, uma dimensão de representação nos planos social, étnico e político. O objetivo a nortear as próximas etapas do projeto é a realização de investigação etnográfica sobre os agentes de construção e difusão da categoria "patrimônio" (ou "açorianidade"), tanto aqueles situados no plano da dimensão total do patrimônio (as diversas categorias de agências e agentes organizadores locais das festividades do divino), quanto os que estão situados nos planos social, étnico e político (dirigentes de associações açorianas, agências culturais do governo regional dos Açores, etc). Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa. .
Situação: Concluído; Natureza: Pesquisa.

Integrantes: Nina Pinheiro Bitar - Integrante / José Reginaldo Santos Gonçalves - Coordenador.


Projetos de desenvolvimento


2008 - Atual
A Produção Social dos Patrimônios Culturais: espaços e tempos de circulação e exibição

Descrição: O objetivo deste projeto é investigar as formas de produção social dos chamados patrimônios culturais, focalizando as diversas mediações desse processo, quais sejam: o deslocamento ou expropriação, a circulação e a exibição de objetos materiais, espaços e formas de vida classificados como patrimônios. Para isto, procederemos ao trabalho de identificação, descrição e análise das categorias nativas que expressam e norteiam as transformações nos regimes de autenticidade e de historicidade que marcam os discursos do patrimônio cultural na atualidade. Alunos envolvidos: Graduação ( 3) / Mestrado acadêmico ( 5) / Doutorado ( 10) . Integrantes: José Reginaldo Santos Gonçalves - Coordenador / Roberta Sampaio Guimarães - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa / Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior - Auxílio financeiro / Fundação Carlos Chagas Filho de Amparo à Pesq. do Estado do Rio de Janeiro - Auxílio financeiro...
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

Integrantes: Nina Pinheiro Bitar - Integrante / José Reginaldo Santos Gonçalves - Coordenador.
2008 - Atual
Patrimônios, Materialidade e Subjetividade

Descrição: O foco deste projeto é a descrição e análise da constelação de categorias que estruturam os atuais discursos do patrimônio cultural e suas transformações. O projeto tem como base uma série de estudos que venho desenvolvendo nos últimos anos sobre a categoria patrimônio e os perfis semânticos que esta pode assumir em diversos contextos socioculturais, contribuindo assim para a crescente e significativa bibliografia antropológica sobre o tema.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 2) / Mestrado acadêmico ( 4) / Doutorado ( 6) . Integrantes: Jose Reginaldo Santos Goncalves - Coordenador. . .
Situação: Em andamento; Natureza: Desenvolvimento.

Integrantes: Nina Pinheiro Bitar - Integrante / José Reginaldo Santos Gonçalves - Coordenador.
2002 - 2004
Simbolismo e Análise Cultural: um estudo comparativo das festas na cultura popular

Descrição: Descrição: O projeto "Simbolismo e análise cultural: um estudo comparativo sobre o significado das festas na cultura popular", é conduzido por antropólogos que integram a linha de pesquisa sociologia da cultura, linguagem e simbolismo, do Programa de Pós-Graduação em Sociologia e Antropologia do IFCS/UFRJ. Através de sua equipe de professores/pesquisadores o PPGSA encontra-se articulado aos Departamentos de Sociologia e Antropologia Cultural do IFCS/UFRJ.A equipe do projeto vem desenvolvendo estudos ligados a tema diversos tais como cultura popular, festas populares, carnaval, discursos do patrimônio cultural, objetos, coleções e museus etnográficos, história da antropologia, e que tem resultado em publicações, comunicações em seminários e encontros científicos nacionais e internacionais em dissertação de mestrado e teses de doutorado defendidas e em elaboração, além da permanente renovação dos conteúdos disciplinares dos cursos por nós ministrados na pós-graduação e na graduação. Este projeto trata de dar continuidade ao conjunto de esforço e iniciativas que vimos desenvolvendo, buscando estender e aprofundar o escopo analítico e o quadro empírico das pesquisas, bem como ampliar a rede de pesquisadores articulada em torno dos temas de nossas investigações.. Situação: Em andamento; Natureza: Pesquisa. Alunos envolvidos: Graduação ( 7) / Especialização ( 0) / Mestrado acadêmico ( 5) / Mestrado profissionalizante ( 0) / Doutorado ( 11) . Integrantes: Maria Laura Viveiros de Castro Cavalcanti - Coordenador / Jose Reginaldo Santos Goncalves - Integrante. Financiador(es): Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico - Bolsa...
Situação: Concluído; Natureza: Desenvolvimento.

Integrantes: Nina Pinheiro Bitar - Integrante / José Reginaldo Santos Gonçalves - Coordenador.


Áreas de atuação


1.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Antropologia / Subárea: Antropologia Urbana.
2.
Grande área: Lingüística, Letras e Artes / Área: Artes.
3.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Educação.
4.
Grande área: Ciências Humanas / Área: Sociologia.


Idiomas


Espanhol
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Razoavelmente.
Francês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.
Inglês
Compreende Bem, Fala Bem, Lê Bem, Escreve Bem.


Prêmios e títulos


2011
Prêmio IPP-RIO Mauricio de Almeida Abreu, Instituto Pereira Passos.


Produções



Produção bibliográfica
Artigos completos publicados em periódicos

1.
BITAR, Nina Pinheiro;BITAR, NINA PINHEIRO2012BITAR, Nina Pinheiro . Ofício das baianas de acarajé : patrimônio, comida e dádiva. Ciência Hoje, v. 50, p. 37-41, 2012.

2.
BITTER, Daniel2012 BITTER, Daniel ; BITAR, NINA PINHEIRO . Comida, trabalho e patrimônio: notas sobre o ofício das baianas de acarajé e das tacacazeiras. Horizontes Antropológicos (UFRGS. Impresso), v. 18, p. 213-236, 2012.

3.
BITAR, Nina Pinheiro;BITAR, NINA PINHEIRO2012BITAR, Nina Pinheiro . Bahianas de acarajé: comida y devoción . Brasil Cultural, v. 5, p. 10-16, 2012.

4.
BITAR, Nina Pinheiro;BITAR, NINA PINHEIRO2011BITAR, Nina Pinheiro . Sistemas Culinários Afro-Brasileiros: as baianas de acarajé do Rio de Janeiro. Textos Escolhidos de Cultura e Arte Populares (Impresso), v. 8, p. 193-206, 2011.

Livros publicados/organizados ou edições
1.
Gonçalves, José Reginaldo Santos (Org.) ; Guimarães, Roberta Sampaio (Org.) ; BITAR, Nina Pinheiro (Org.) . A alma das coisas: patrimônio, materialidade e ressonância. 1. ed. Rio de Janeiro: Mauad, 2013. v. 1000. 200p .

2.
BITAR, Nina Pinheiro . Baianas de Acarajé: comida e patrimônio no Rio de Janeiro. 1. ed. Rio de Janeiro: Aeroplano, 2011. v. 1. 260p .

Capítulos de livros publicados
1.
BITAR, Nina Pinheiro . O patrimônio e a dádiva: as baianas de acarajé no Rio de Janeiro. In: Gonçaves, José Reginaldo Santos; Guimarães, Roberta; Bitar, Nina Pinheiro. (Org.). A alma das coisas: patrimônio, materialidade e ressonância. 1ed.Rio de Janeiro: Mauad, 2013, v. 1, p. 79-105.

Trabalhos completos publicados em anais de congressos
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônio e sistemas culinários: uma etnografia sobre as baianas de acarajé no Rio de Janeiro. In: XI Congresso Luso Afro Brasileiro de Ciências Sociais, 2011, Salvador. XI Congresso Luso Afro Brasileiro de Ciências Sociais, 2011.

2.
BITAR, Nina Pinheiro . A comida é a essência : baianas de acarajé e sacralização do espaço público. In: Seminário Circuitos da Cultura Popular, 2010, Rio de Janeiro. Seminário Circuitos da Cultura Popular, 2010.

3.
BITAR, Nina Pinheiro . Orixás, santos e baianas: relações entre comida e dádiva no contexto das religiões afro-brasileiras. In: VIII Reunión de Antropología del Mercosur, 2009, Buenos Aires. VIII Reunión de Antropología del Mercosur, 2009. v. 1.

4.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida de santo e comida típica : um estudo do Ofício das Baianas de Acarajé. In: 26ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2008, Porto Seguro. 26ª Reunião Brasileira de Antropologia, 2008.

5.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida de santo e comida típica : um estudo do Ofício das Baianas de Acarajé. In: 32º Encontro Anual da Anpocs, 2008, Caxambu. 32º Encontro Anual da Anpocs, 2008.

Resumos publicados em anais de congressos
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Imaginários e apropriações do espaço público pelos mercados populares. In: Reunião Brasileira de Antropologia, 2012, São Paulo. 28 Reunião Brasileira de Antropologia, 2012.

2.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônios e Imaginários da Cidade: apropriações do espaço público do Rio de Janeiro pelos mercados populares. In: 54 International Congress of Americanists, 2012, Viena. 54 International Congress of Americanists, 2012.

3.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimonialização de sistemas culinários. In: XI Jornada dos Alunos do PPGSA, 2010, Rio de Janeiro. XI Jornada dos Alunos do PPGSA, 2010.

4.
BITAR, Nina Pinheiro . Agora, que somos patrimônio... : um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé . In: X Jornada dos Alunos do PPGSA, 2010, Rio de Janeiro. X Jornada dos Alunos do PPGSA, 2010.

5.
BITAR, Nina Pinheiro . BAIANA DE ACARAJÉ: SUBJETIVIDADES EM JOGO NO TABULEIRO. In: X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, 2009, Braga. X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, 2009.

6.
BITAR, Nina Pinheiro . ORIXÁS E SANTOS: RELAÇÕES ENTRE SACRIFÍCIO E COZINHA NO CANDOMBLÉ. In: X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, 2009, Braga. X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais, 2009.

7.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida de santo e comida típica : um estudo do Ofício das Baianas de Acarajé. In: IX Jornada Interna da UFRJ, 2008, Rio de Janeiro. Anais da IX Jornada Interna dos Alunos do PPGSA, 2008. v. 1. p. 1-53.

8.
BITAR, Nina Pinheiro . A Antropologia Nativa de Luis da Câmara Cascudo: categorias culinárias e cultura popular. In: XXIX Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2007, Rio de Janeiro. XXIVJornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2007.

9.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida Típica e Comida do Divino: concepções de patrimônio açoriano. In: XXVIII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2006, Rio de Janeiro. XXVIII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2006.

10.
BITAR, Nina Pinheiro . PATRIMÔNIO, MEMÓRIA E ETNICIDADE: REINVENÇÕES DA CULTURA AÇORIANA. In: XXVII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2005, Rio de Janeiro. XXVII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2005.

11.
BITAR, Nina Pinheiro . CULINÁRIA: UMA CATEGORIA PARA SE PENSAR AS FESTAS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO. In: XXVI Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2004, Rio de Janeiro. XXVI Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural, 2004.

Artigos aceitos para publicação
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimonialisation de systèmes culinaire afro-brésilien . Lahic, 2014.

Apresentações de Trabalho
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Imaginários e apropriações do espaço público pelos mercados populares. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

2.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônios e Imaginários da Cidade: apropriações do espaço público do Rio de Janeiro pelos mercados populares. 2012. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

3.
BITAR, Nina Pinheiro . Sistemas Culinários e patrimonialização: as baianas de acarajé no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

4.
BITAR, Nina Pinheiro . Baianas de Acarajé: comida e patrimônio no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

5.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônios e Imaginários da Cidade: apropriações do espaço público do Rio de Janeiro pelos mercados populares. 2011. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

6.
BITAR, Nina Pinheiro . Sistemas culinários: algumas considerações sobre as baianas de acarajé. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

7.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônio, espaço público e objetos: um estudo de caso no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

8.
BITAR, Nina Pinheiro . Algumas considerações sobre os usos e apropriações do espaço público no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

9.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônio e sistemas culinários: uma etnografia sobre as baianas de acarajé no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

10.
BITAR, Nina Pinheiro . Mercados populares: representações e usos do espaço urbano no Rio de Janeiro. 2011. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

11.
BITAR, Nina Pinheiro . A baiana de acarajé e a rua: apropriações do espaço público. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

12.
BITAR, Nina Pinheiro . A comida é a essência : baianas de acarajé e sacralização do espaço público. 2010. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

13.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimonialização de sistemas culinários. 2010. (Apresentação de Trabalho/Seminário).

14.
BITAR, Nina Pinheiro . "Agora, que somos patrimônio": um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé. 2010. (Apresentação de Trabalho/Conferência ou palestra).

15.
BITAR, Nina Pinheiro . ORIXÁS E SANTOS: RELAÇÕES ENTRE SACRIFÍCIO E COZINHA NO CANDOMBLÉ. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

16.
BITAR, Nina Pinheiro . BAIANA DE ACARAJÉ: SUBJETIVIDADES EM JOGO NO TABULEIRO. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

17.
BITAR, Nina Pinheiro . Orixás, santos e baianas: relações entre comida e dádiva no contexto das religiões afro-brasileiras. 2009. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

18.
BITAR, Nina Pinheiro . Agora, que somos patrimônio... : um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé . 2009. (Apresentação de Trabalho/Comunicação).

19.
BITAR, Nina Pinheiro . "Comida de Santo" e "comida típica": um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

20.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida de santo e comida típica : um estudo do Ofício das Baianas de Acarajé. 2008. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

21.
BITAR, Nina Pinheiro . A Antropologia Nativa de Luis da Câmara Cascudo: categorias culinárias e cultura popular. 2007. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

22.
BITAR, Nina Pinheiro . Comida Típica e Comida do Divino: concepções de patrimônio açoriano. 2006. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

23.
BITAR, Nina Pinheiro . Patrimônio, Memória e Etnicidade: reinvenções da cultura açoriana. 2005. (Apresentação de Trabalho/Congresso).

24.
BITAR, Nina Pinheiro . CULINÁRIA: UMA CATEGORIA PARA SE PENSAR AS FESTAS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO. 2004. (Apresentação de Trabalho/Congresso).


Produção técnica
Assessoria e consultoria
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Consultoria para diagnostico do Patrimônio Histórico e Cultural dos municípios atravessados pelas LTs Madeira. 2010.

Trabalhos técnicos
1.
BITAR, Nina Pinheiro ; SANTOS, E. ; VAN DE BEUQUE, Flora Moana ; NASCIMENTO, Ana Carolina Carvalho de Almeida . Territórios da Moda. 2011.

Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Das baianas do acarajé ao frevo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).


Demais tipos de produção técnica
1.
BITAR, Nina Pinheiro ; SANTOS, E. ; VAN DE BEUQUE, Flora Moana ; NASCIMENTO, Ana Carolina Carvalho de Almeida . Territórios da Moda. 2011. (Relatório de pesquisa).



Eventos



Participação em eventos, congressos, exposições e feiras
1.
28 Reunião Brasileira de Antropologia. Imaginários e apropriações do espaço público pelos mercados populares. 2012. (Congresso).

2.
54 International Congress of Americanists. Patrimônios e Imaginários da Cidade: apropriações do espaço público do Rio de Janeiro pelos mercados populares. 2012. (Congresso).

3.
XI Congresso Luso Afro Brasileiro de Ciências Sociais. Patrimônio e sistemas culinários: uma etnografia sobre as baianas de acarajé no Rio de Janeiro. 2011. (Congresso).

4.
XII Jornada Interna do PPGSA.Mercados populares: representações e usos do espaço urbano no Rio de Janeiro. 2011. (Seminário).

5.
Deslocamentos, Espaços e Patrimônios: Seminários de Pesquisa.Patrimônios e Imaginários da Cidade: apropriações do espaço público do Rio de Janeiro pelos mercados populares. 2011. (Simpósio).

6.
27ª Reunião Brasileira de Antropologia. A baiana de acarajé e a rua: apropriações do espaço público. 2010. (Congresso).

7.
Seminário Circuitos da Cultura Popular. A comida é a essência : baianas de acarajé e sacralização do espaço público. 2010. (Seminário).

8.
XI Jornada de Alunos do PPGSA.Patrimonialização de sistemas culinários. 2010. (Seminário).

9.
X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. BAIANA DE ACARAJÉ: SUBJETIVIDADES EM JOGO NO TABULEIRO. 2009. (Congresso).

10.
X Congresso Luso-Afro-Brasileiro de Ciências Sociais. ORIXÁS E SANTOS: RELAÇÕES ENTRE SACRIFÍCIO E COZINHA NO CANDOMBLÉ. 2009. (Congresso).

11.
VIII Reunión de Antropología del Mercosul. Orixás, santos e baianas: relações entre comida e dádiva no contexto das religiões afro-brasileiras. 2009. (Congresso).

12.
X Jornada de Alunos do PPGSA. Agora, que somos patrimônio... : um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé . 2009. (Seminário).

13.
IX Jornada Interna dos Alunos do PPGSA.Pensamento Social Brasileiro. 2009. (Simpósio).

14.
26ª Reunião Brasileira de Antropologia. "Comida de Santo" e "comida típica": um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé. 2008. (Congresso).

15.
32º Encontro Anual ANPOCS. "Comida de Santo" e "comida típica": um estudo antropológico sobre as baianas de acarajé. 2008. (Congresso).

16.
IX Jornada Interna da UFRJ. Comida de santo e comida típica : um estudo do Ofício das Baianas de Acarajé. 2008. (Congresso).

17.
II Simpósio Internacional de Alimentação e Cultura. 2008. (Simpósio).

18.
XXIX Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural. A Antropologia Nativa de Luis da Câmara Cascudo: categorias culinárias e cultura popular. 2007. (Congresso).

19.
XXVIII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural. Comida Típica e Comida do Divino: concepções de patrimônio açoriano. 2006. (Congresso).

20.
Associação Nacional de Pós-Graduação e Pesquisa em Ciências Sociais. 2005. (Congresso).

21.
XXVII Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural.Patrimônio, Memória e Etnicidade: reinvenções da cultura açoriana. 2005. (Seminário).

22.
XXVI Jornada de Iniciação Científica, Artística e Cultural. CULINÁRIA: UMA CATEGORIA PARA SE PENSAR AS FESTAS DO DIVINO ESPÍRITO SANTO. 2004. (Congresso).


Organização de eventos, congressos, exposições e feiras
1.
BITAR, Nina Pinheiro . IX Jornada Interna UFRJ. 2008. (Congresso).



Orientações



Orientações e supervisões em andamento
Dissertação de mestrado
1.
Vanessa Castaneda. Traditional as Political: The Quotidian Politics of Baianas de Acarajé. Início: 2013. Dissertação (Mestrado em CLACS) - New York University. (Orientador).



Educação e Popularização de C & T



Entrevistas, mesas redondas, programas e comentários na mídia
1.
BITAR, Nina Pinheiro . Das baianas do acarajé ao frevo. 2013. (Programa de rádio ou TV/Entrevista).




Página gerada pelo Sistema Currículo Lattes em 20/10/2014 às 7:42:55